COLECÇÃO DE MOEDAS PEDRO BROCO

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "COLECÇÃO DE MOEDAS PEDRO BROCO"

Transcrição

1 COLECÇÃO DE MOEDAS PEDRO BROCO COMO TUDO COMEÇOU É-me difícil precisar quando comecei com o gosto de coleccionar moedas. Muito provavelmente, tudo terá começado quando, ainda andava na Escola Primária, uma tia-avó, que gostava de viajar pelo Mundo, me mostrou as moedas que ia guardando numa caixa. Eram moedas de vários países, sobras de muitas viagens feitas. Essa colecção imensa, aliada a moedas com muitas dezenas de anos, herdadas dos seus pais e avós, entusiasmou-me de tal forma que pensei logo em iniciar uma só minha. Claro que aproveitei para lhe pedir algumas das suas moedas para dar início à minha colecção. E foi nessa altura que tudo começou... até hoje. Naturalmente, como era muito miúdo, a preocupação era mais a de juntar moedas do que ter a verdadeira noção de coleccionar. Mas o prazer já existia. Com o passar dos anos, comecei a desenvolver técnicas que qualquer coleccionador deve ter: metodologia (isto é, começar por definir como queremos fazer a nossa colecção por datas, por séries, por países, ), observar as moedas, classificá-las, catalogá-las, registá-las em algum suporte (nos dias de hoje isso é muito mais simples), guardá-las e, em alguns casos, proceder ao seu tratamento. E ainda, no meu caso, tentar conhecer a história subjacente a cada uma delas. Essa é uma tarefa que ainda hoje não consegui concluir: obter toda a informação que está por detrás de cada moeda que faz parte da minha colecção, as características, as quantidades produzidas, as casas da moeda, os acontecimentos que cada uma pretende evocar Mas o prazer de descobrir o que está na origem de cada moeda é tão grande como o de coleccioná-la. E isso faz com que este prazer se vá prolongar ao longo dos próximos anos, esperando que consiga transmitir o gosto ao meu filho Miguel. ALGUNS DADOS SOBRE A MINHA COLECÇÃO Tenho a minha colecção de cerca de moedas dividida em vários temas: moedas do Mundo a esmagadora maioria são moedas circuladas que resultam de ofertas de amigos, sobras de viagens ou trocas com outros coleccionadores espalhados pelo Mundo; moedas correntes de Portugal do período da Monarquia e da República; moedas comemorativas de Portugal - escudos e euros; carteiras oficiais de Portugal - escudos e euros; séries especiais de Portugal e de outros países; moedas comemorativas de euro - de Portugal e de outros países (com particular relevo para a colecção de moedas de prata da série Eurostar); moedas de ouro de vários países do Mundo; moedas comemorativas de alguns países, evocativas de temas específicos. Alguns exemplos: filmes (ex.: Lord of the Rings ou King Kong, ambas da Austrália; personagens famosas (ex.: George Simenon, famoso romancista belga, da Bélgica); espécies animais (ex.: kiwi, da Nova Zelândia e canguru da Austrália); moedas evocativas de acontecimentos específicos: um nascimento, um casamento, a morte, um feito histórico, etc. (ex.: Bodas de Diamante da Rainha Isabel II); moedas raras ou com cunhagem reduzida. Mais adiante apresento imagens de algumas dessas moedas. 1

2 ALGUNS OBJECTIVOS PARA CUMPRIR Entre outros, como o de ter todo o detalhe histórico de cada moeda que possuo, procuro ter na minha colecção todas as moedas comemorativas de Portugal. Embora existam vozes discordantes, as moedas de 200, 500 e réis, evocativas do IV Centenário da Descoberta da Índia, cunhadas no reinado de D. Carlos I (ano de cunhagem de 1898), são tidas como as primeiras moedas comemorativas de Portugal. Como curiosidade, deixo aqui as suas reproduções: Conto tê-las na minha colecção muito em breve. Neste momento, já possuo cerca de três quartos das moedas comemorativas portuguesas, sendo as faltas sobretudo respeitantes às moedas mais antigas (da Monarquia e da I República) que, não sendo raras, têm um valor de mercado elevado e cuja compra tem de ser feita com parcimónia e ao longo de muito tempo. Outro objectivo passa por ter um exemplar de cada moeda corrente emitida em Portugal, em todas as datas em que foram emitidas. Mas aqui a tarefa é de concretização quase impossível, dado que há exemplares que são raros e/ou de custo muito elevado. Ainda outra das minhas metas passa por conseguir ter, nos próximos 2 anos, pelo menos uma moeda de cada um dos 196 países do Mundo (embora seja difícil determinar, com exactidão, qual o seu número... - as Nações Unidas reconhecem 193, os Estados Unidos reconhecem 195, outras Instituições ). Neste momento já possuo moedas de 126 desses países, para além de moedas de territórios como sejam as Ilhas Cook, Samoa, as Ilhas Stoltenhoff, Alderney, Guernsey, entre outros. NOVA COLECÇÃO AS MOEDAS COMEMORATIVAS DE 2 As moedas comemorativas de 2 constituem agora uma das colecções de moedas que mais interesse tem suscitado, não só na Europa como em outros Continentes. Uma vez por ano, cada um dos países da área do euro pode emitir uma moeda comemorativa de 2. As moedas comemorativas de 2 são em tudo semelhantes às moedas de 2 normais, excepto na particularidade de, na face nacional da moeda, poder ser cunhado um desenho evocativo de um acontecimento específico. A primeira moeda comemorativa de 2 foi emitida pela Grécia em 2004, para evocar os Jogos Olímpicos de Atenas, realizados nesse mesmo ano. Desde então já foram cunhadas cerca de 130 moedas comemorativas, emitindo Portugal uma moeda por ano desde A moeda comemorativa de 2 de Portugal de 2011 evoca os 500 anos do nascimento de Fernão Mendes Pinto e já foi considerada internacionalmente como a mais bela moeda comemorativa de 2 de 2011, para além de ter um elevado valor de mercado face à sua emissão reduzida. 2

3 Dentro das moedas comemorativas de 2 euros, existem ainda outas séries especiais: moedas emitidas em conjunto, que têm o mesmo desenho em todos os países, mas que ostentam o nome de cada país onde são emitidas. Em 2007 ocorreu a 1ª emissão, para comemorar o 50º aniversário do Tratado de Roma e em 2009 ocorreu a 2ª emissão especial, para assinalar o 10º aniversário da União Económica e Monetária. Em 2012 será produzida a 3ª série especial, evocativa do 10º aniversário das notas e moedas de euro (a seguir, pode ser visto um espécime da moeda a emitir em Portugal). ALGUMAS CURIOSIDADES SOBRE AS MOEDAS COMEMORATIVAS DE EURO Sabia que: - já existem cerca de moedas comemorativas de euro? - a França é o principal país emissor de moedas comemorativas, tendo já produzido cerca de 500? - Portugal já emitiu mais de 50 moedas diferentes? - há moedas comemorativas de 18 denominações diferentes, desde 0,25, até 5.000? - Portugal tem moedas comemorativas de 0,25, 1,50, 2,00, 2,50, 5,00, 8,00 e 10,00? OUTRAS COLECÇÕES Bem mais modesta é a minha colecção de notas. Neste momento, tenho apenas 150, sendo 22 de Portugal (escudos) e as restantes de cerca de 70 países. Partilho mais adiante a imagem de duas: uma das que considero ser uma das mais bonitas notas do Mundo de sempre a nota de 500$00 de D. João II e outra pela particularidade (rara) de ser emitida propositadamente para evocar um evento específico: neste caso, a morte do mítico jogador do Manchester United, George Best (emissão do Ulster Bank). Tal como nas moedas, tenho como objectivo ter uma nota por país, pese embora seja uma tarefa bem mais difícil de concretizar. HOJE EM DIA É MUITO FÁCIL OBTER INFORMAÇÃO SOBRE COLECCIONISMO E MOEDAS EM PARTICULAR E CONHECER OUTROS COLECCIONADORES Tal como em muitas outras facetas da Sociedade e das nossas vidas, a Internet veio contribuir de forma decisiva para o aprofundamento do conhecimento do mundo das moedas e tem um potencial imenso para quem quer enriquecer a sua colecção. Hoje em dia é muito fácil aceder a blogs, fóruns, sites de Bancos Centrais, de Casas da Moeda ou de coleccionadores, que nos proporcionam toda a informação de que precisamos. Eu tenho conseguido aumentar a minha colecção muito devido aos contactos que tenho estabelecido por esta via: já troquei moedas com coleccionadores de outros países e hoje em dia os fóruns permitem até trocar gratuitamente moedas entre pessoas. É um conselho que dou para quem se quer iniciar neste hobby: pesquisem na Internet. 3

4 Outra fonte para se enriquecer o espólio são as feiras de moedas e de antiguidades, que podem proporcionar moedas a preços muito interessantes. Para além de todas estas fontes existem também cada vez mais livros e outras publicações especializadas sobre numismática e que nos permitem aprofundar os conhecimentos relacionados com a numismática. NOTAS FINAIS PARA QUEM QUER INICIAR UMA COLECÇÃO DE MOEDAS A primeira dica que deixo para quem quer iniciar uma colecção de moedas, é definir o que se quer coleccionar. A conclusão de uma colecção dependerá de cada um e da sua perspectiva. Por exemplo, há quem considere que ter uma moeda de cada tipo/denominação é suficiente. Outros, entendem que a colecção só fica completa se esta contiver uma moeda cunhada em cada ano. Outros ainda, entendem que a colecção só fica completa se todas as variedades estiverem contempladas (bordos das moedas, Casas da Moeda onde foram cunhadas ou até algumas particularidades, como defeitos!). Por isso, a premissa básica a quem quer começar nestas andanças é: esforçar-se por completar uma colecção é algo que vai trazer mais preocupações do que prazer. O conceito de uma colecção de moedas completa não existe. Por isso, cada um de Vós deve definir o seu próprio conceito de colecção e trabalhar para ela. Quando estiver completa, alterem o seu conceito e prossigam outro objectivo. A colecção de moedas, pelo menos na minha perspectiva, é algo que nunca terá fim. Da minha parte, manifesto a minha total disponibilidade para ajudar todos aqueles que queiram iniciar uma colecção ou que a queiram enriquecer. Quem quiser trocar moedas comigo ou simplesmente partilhar experiências, pode contactar-me para o NOTA IMPORTANTE: A qualidade das fotografias, para além do reduzido jeito do autor, resulta do facto de muitas das moedas estarem protegidas por caixas, produzindo reflexo e impedindo uma visualização totalmente nítida. Em alguns casos, e para que se possa perceber melhor a imagem da(s) moeda(s), adiciono uma imagem da mesma, trabalhada, com a preocupação de referir que se trata de uma reprodução (mas garantindo sempre que possuo o exemplar original). 4

5 COLECÇÃO DE MOEDAS PEDRO BROCO ALGUMAS FOTOS Fig. 1 Moedas do Mundo moedas de mais de 100 países, a esmagadora maioria circuladas, e arquivadas em pastas com folhas próprias Fig. 2 Moedas do Mundo colecção de fichas de países produzida por entidade conceituada em Portugal (Colecções Philae) 5

6 Figs. 3 e 4 Folders de moedas dos EUA cents, dimes, nickles e quarters (com pormenor da folder dos cents) Fig. 5 Moedas correntes de euro circuladas, ordenadas por países e anos de emissão 6

7 Figs. 6 e 7 Moedas de Ouro Visão geral: Caixa com moedas, ficha individualizada com a descrição de cada moeda e lupa cada moeda tem entre 13 e 14 milímetros de diâmetro e um peso de 1,24 g ALGUMAS REPRODUÇÕES PORTUGAL MALDIVAS BUTÃO BENIN Fig. 8 Moedas do Ouro Imagem aproximada (ao lado, algumas reproduções de moedas constantes da colecção) PAPUA NOVA GUINÉ ANDORRA CAMARÕES MACAU 7

8 Figs. 9 e 10 Moedas Comemorativas de Euro (moedas em Prata) - Visão Geral Colecção Eurostar Países representados até à data: Áustria, Bélgica, Eslováquia, Espanha, Finlândia, França, Holanda, Irlanda, Malta e Portugal ALGUMAS REPRODUÇÕES Fig. 11 Moedas Comemorativas de Euro (moedas em Prata) Imagem aproximada Colecção Eurostar 8

9 Fig. 12 Moedas Comemorativas de 2 Séries Especiais: 50º aniversário do Tratado de Roma e 10º aniversário da União Económica e Monetária Figs. 13 e 14 Moedas Comemorativas de 2 ALGUMAS REPRODUÇÕES PORTUGUESAS 9

10 REPRODUÇÃO Fig. 15 Moeda Comemorativa de 2 de Portugal 500 anos do nascimento de Fernão Mendes Pinto (emissão de 2011) Fig. 16 Moeda Comemorativa de 5 de Portugal VIII Centenário de Pedro Hispano (Papa João XXI) (emissão de 2005, em prata) Figs. 17 e 18 Moeda Comemorativa de 10 da Bélgica Centenário do nascimento de George Simenon (emissão de 2003) 10

11 Figs. 19 e 20 Moeda Comemorativa de 10 de Espanha Casamento de Felipe Y Letízia (emissão de 2004) ALGUMAS REPRODUÇÕES Figs. 21 e 22 Moedas Comemorativas de euro portuguesas alguns exemplares (e algumas reproduções, ao lado). 11

12 Fig. 23 Séries anuais de moedas correntes de euro (Bebé) Portugal Figs. 24 e 25 Séries anuais de moedas correntes de euro (FDC e BNC) Portugal 12

13 Figs. 26, 27 e 28 Moedas Comemorativas portuguesas 100 e 200 escudos (algumas reproduções em baixo) ALGUMAS REPRODUÇÕES 13

14 Fig. 29 Uma das mais bonitas moedas comemorativas portuguesas a moeda de 1.000$00 evocativa de Nossa Senhora da Conceição (emissão de 1996) Fig. 30 Séries anuais das primeiras moedas correntes emitidas em Timor Leste, após a Independência, e das últimas moedas emitidas por Macau antes da transferência da soberania para a China. 14

15 Figs. 31 e 32 Uma das mais bonitas moedas comemorativas que possuo: a moeda da Nova Zelândia de 1 NZ$ evocativa do filme Lord of the Rings ( O Senhor dos Anéis ) Figs. 33, 34 e 35 Outras moedas comemorativas, também da Nova Zelândia, evocativas de filmes: outra série do filme Senhor dos Anéis, do King Kong (moedas esmaltadas) e das Crónicas de Narnia. 15

16 Fig. 36 Moedas alusivas a espécies animais I Baleia e Kiwi, da Nova Zelândia e o Canguru, da Austrália Figs. 37 e 38 Moedas alusivas a espécies animais II Moedas da Nova Zelândia (Séries Anuais) Falcão, Pinguim dos Fiordes, Sapo de Hamilton, Pinguim de Olhos Amarelos, Golfinho e Kakapo (Papagaio) Fig. 39 Moedas alusivas a espécies animais III Moedas da Nova Zelândia (Séries Anuais) Espécies de Kiwi (o animal nacional) 16

17 Fig. 40 Espécimen numismático do Thaler de Maria Theresa da Áustria (1780) Fig. 41 Silver Dollar dos EUA American Eagle (emissões de 2006 e 2007) 17

18 Fig. 42 Peace Dollar dos EUA (emissão de 1922) Figs. 43, 44 e 45 Silver Pounds do Reino Unido Royal Mint (emissões de 2004 a 2007 e 2009 ) REPRODUÇÕES

19 Figs. 46, 47 e 48 2 moedas de alto valor de mercado, ambas produzidas pela Royal Mint (Reino Unido): À esquerda: 5 Libras comemorativas das Bodas de Diamante da Rainha Isabel II (emissão de 2007); À direita: 5 Libras comemorativas do 80º Aniversário da Rainha Isabel II (emissão de 2006). Figs. 49 e 50 All Blacks Dollar Moeda alusiva à equipa de rugby da Nova Zelândia (os All Blacks ). Particularidade da moeda estar incorporada numa folder juntamente com dois selos, de 0,60 NZ$ e 1,90 NZ$ 19

20 REPRODUÇÃO Figs. 51 e 52 A minha última aquisição Moeda de 10 Caxe da Companhia das Índias Britânicas Orientais, datada de 1808 Foi recuperada dos destroços do navio Admiral Gardner (em 1985), que se afundou numa tempestade em Janeiro de 1809, ao largo da costa Inglesa. A moeda tem certificado de autenticidade. Fig. 53 Imagem de software que disponho para gerir a minha colecção de euros (obtida na Internet). 20

21 Figs. 54 e 55 Nota de 500$00 com a efígie de D. João II (também conhecida pela nota da Rosa dos Ventos ) Figs. 56 e 57 Nota de 5 libras emitida para homenagear George Best, mítico jogador do Manchester United (emitida pelo Ulster Bank) 21

22 Fig. 58 Algumas publicações sobre numismática Fig. 59 Aspecto geral do armário onde arquivo a minha colecção 22

algumas curiosidades sobre O DINHEIRO

algumas curiosidades sobre O DINHEIRO algumas curiosidades sobre O DINHEIRO O que é o dinheiro? 01 O dinheiro são as moedas e as notas (papel-moeda). Mas o dinheiro é mais do que um pedaço de papel ou metal, o dinheiro representa um valor

Leia mais

Esterofoto Geoengenharia SA. Álvaro Pombo. Administrtador. (www.estereofoto.pt)

Esterofoto Geoengenharia SA. Álvaro Pombo. Administrtador. (www.estereofoto.pt) Esterofoto Geoengenharia SA Álvaro Pombo Administrtador (www.estereofoto.pt) Q. Conte-nos um pouco da historia da empresa, que já tem mais de 30 anos. R. A Esterofoto é uma empresa de raiz, a base da empresa

Leia mais

Ler em família: viagens partilhadas (com a escola?)

Ler em família: viagens partilhadas (com a escola?) Ler em família: viagens partilhadas (com a escola?) Ação nº41/2012 Formadora: Madalena Moniz Faria Lobo San-Bento Formanda: Rosemary Amaral Cabral de Frias Introdução Para se contar histórias a crianças,

Leia mais

Tendo isso em conta, o Bruno nunca esqueceu que essa era a vontade do meu pai e por isso também queria a nossa participação neste projecto.

Tendo isso em conta, o Bruno nunca esqueceu que essa era a vontade do meu pai e por isso também queria a nossa participação neste projecto. Boa tarde a todos, para quem não me conhece sou o Ricardo Aragão Pinto, e serei o Presidente do Concelho Fiscal desta nobre Fundação. Antes de mais, queria agradecer a todos por terem vindo. É uma honra

Leia mais

Utilização das Ferramentas e Recursos da Comunidade @rcacomum

Utilização das Ferramentas e Recursos da Comunidade @rcacomum Utilização das Ferramentas e Recursos da Comunidade @rcacomum Investigadores Responsáveis: Maribel Santos Miranda e Professor Doutor António Osório Instituto Estudos da Criança Universidade do Minho http://www.nonio.uminho.pt/arcacomum

Leia mais

VIAGEM À HISTÓRIA DA MOEDA

VIAGEM À HISTÓRIA DA MOEDA VIAGEM À HISTÓRIA DA MOEDA Diariamente utilizamos dinheiro para comprar o que desejamos ou precisamos, como alimentos, roupa, jogos, gelados, bilhetes de cinema, livros e muitas outras coisas Actualmente,

Leia mais

Existe um catálogo físico ou virtual para ver os produtos?

Existe um catálogo físico ou virtual para ver os produtos? O que é HIPERCASHonline? HIPERCASHonline é uma nova oportunidade de ganhar rendimentos extra, manipulando somente produtos de primeira necessidade, onde podemos obter os mesmos artigos que já estamos habituados

Leia mais

- Reforma do Tesouro Público

- Reforma do Tesouro Público - Reforma do Tesouro Público Em Novembro de 1997 foram definidas as opções estratégicas do Ministério das Finanças para a adopção da moeda Única ao nível da Administração Financeira do Estado. Estas opções,

Leia mais

introdução Olá, eu chamo-me Paulo Rebelo e sou apostador profissional.

introdução Olá, eu chamo-me Paulo Rebelo e sou apostador profissional. introdução Olá, eu chamo-me Paulo Rebelo e sou apostador profissional. O ensino é uma das minhas paixões, pois é muito gratificante poder transmitir aos meus alunos a experiência que adquiri ao longo de

Leia mais

Seu guia completo para nossos serviços móveis

Seu guia completo para nossos serviços móveis Seu guia completo para nossos serviços móveis Entre na maior comunidade de serviços móveis das Ilhas do Canal Guernsey GRÁTIS www.jtglobal.com Pesquise por Jtsocial A JT oferece mais Custo/benefício A

Leia mais

O Museu do Papel Moeda e o Público Sénior. Programa de Literacia Financeira

O Museu do Papel Moeda e o Público Sénior. Programa de Literacia Financeira O Museu do Papel Moeda e o Público Sénior Programa de Literacia Financeira Missão O Museu do Papel Moeda integra a Fundação Dr. António Cupertino de Miranda e assume na sua missão a dimensão do desenvolvimento

Leia mais

INSTITUTO PÓLITECNICO DA GUARDA ESCOLA SUPERIOR DE TECNOLOGIA E GESTÃO. Relatório de estágio. Tânia Patrícia Pinheiro Miguel 17/06/2008

INSTITUTO PÓLITECNICO DA GUARDA ESCOLA SUPERIOR DE TECNOLOGIA E GESTÃO. Relatório de estágio. Tânia Patrícia Pinheiro Miguel 17/06/2008 INSTITUTO PÓLITECNICO DA GUARDA ESCOLA SUPERIOR DE TECNOLOGIA E GESTÃO Relatório de estágio Tânia Patrícia Pinheiro Miguel 17/06/2008 RELATÓRIO FINAL A OBTENÇÃO DO GRAU DE NIVEL 4 EM DESENVOLVIMENTOS DE

Leia mais

EUROPA. Uma Grande. Família

EUROPA. Uma Grande. Família EUROPA Uma Grande Família Europa - Uma grande família Porque viver na Europa é sinónimo de união, oportunidades, pertença e harmonia, esta publicação apresenta os cidadãos europeus como elementos de uma

Leia mais

A POSIÇÃO DE PORTUGAL NA EUROPA E NO MUNDO

A POSIÇÃO DE PORTUGAL NA EUROPA E NO MUNDO A POSIÇÃO DE PORTUGAL NA EUROPA E NO MUNDO Portugal situa-se no extremo sudoeste da Europa e é constituído por: Portugal Continental ou Peninsular (Faixa Ocidental da Península Ibérica) Parte do território

Leia mais

Cerimónia de Assinatura Protocolo AICEP/CRUP

Cerimónia de Assinatura Protocolo AICEP/CRUP Cerimónia de Assinatura Protocolo AICEP/CRUP Lisboa, 10 janeiro 2014 António Rendas Reitor da Universidade Nova de Lisboa Presidente do Conselho de Reitores das Universidades Portuguesas Queria começar

Leia mais

Geografia Econômica Mundial. Organização da Aula. Aula 4. Blocos Econômicos. Contextualização. Instrumentalização. Tipologias de blocos econômicos

Geografia Econômica Mundial. Organização da Aula. Aula 4. Blocos Econômicos. Contextualização. Instrumentalização. Tipologias de blocos econômicos Geografia Econômica Mundial Aula 4 Prof. Me. Diogo Labiak Neves Organização da Aula Tipologias de blocos econômicos Exemplos de blocos econômicos Algumas características básicas Blocos Econômicos Contextualização

Leia mais

As casas fabricantes de papel-moeda contratadas pelo BNU

As casas fabricantes de papel-moeda contratadas pelo BNU «PAPEL-MOEDA» As casas fabricantes de papel-moeda contratadas pelo BNU O Banco de Portugal sempre teve na sua organização um serviço de estamparia, que concebeu e fabricou várias das notas e das cédulas

Leia mais

SPORTINGBET: PÁGINA DE JOGO RESPONSÁVEL

SPORTINGBET: PÁGINA DE JOGO RESPONSÁVEL OBSERVATÓRIO TRANSNACIONAL DE JOGO REMOTO Transparência Responsabilidade Social Corporativa A protecção dos consumidores exige a fixação de parâmetros rigorosos que garantam a idoneidade dos operadores.

Leia mais

Dedico este livro a todas as MMM S* da minha vida. Eu ainda tenho a minha, e é a MMM. Amo-te Mãe!

Dedico este livro a todas as MMM S* da minha vida. Eu ainda tenho a minha, e é a MMM. Amo-te Mãe! Dedico este livro a todas as MMM S* da minha vida. Eu ainda tenho a minha, e é a MMM. Amo-te Mãe! *MELHOR MÃE DO MUNDO Coaching para Mães Disponíveis, www.emotionalcoaching.pt 1 Nota da Autora Olá, Coaching

Leia mais

Jairo Martins da Silva. FOTOs: divulgação

Jairo Martins da Silva. FOTOs: divulgação Jairo Martins da Silva FOTOs: divulgação E N T R E V I S T A Disseminando qualidade e cultura Superintendente-geral da Fundação Nacional da Qualidade, Jairo Martins da Silva fala sobre o desafio da qualidade

Leia mais

mídiakit www.tvgazeta.com.br

mídiakit www.tvgazeta.com.br mídiakit www.tvgazeta.com.br JUNHO / 2015 #HISTÓRIA Fundada no aniversário da cidade de São Paulo, a TV Gazeta fala com uma metrópole globalizada com a intimidade de quem esteve presente na vida e no coração

Leia mais

BREVE HISTÓRIA DO PAPEL MOEDA

BREVE HISTÓRIA DO PAPEL MOEDA BREVE HISTÓRIA DO PAPEL MOEDA A nível mundial, o primeiro papel moeda surgiu na China, no séc. VII, na dinastia Tang, para facilitar aos comerciantes o transporte de grandes quantidades de moeda de metal,

Leia mais

PHC Clínica CS. A gestão operacional total da clínica ou consultório

PHC Clínica CS. A gestão operacional total da clínica ou consultório PHC Clínica CS A gestão operacional total da clínica ou consultório A informação confidencial sobre cada paciente, o seu historial e, se integrado com o módulo PHC Gestão CS, a gestão financeira e a facturação

Leia mais

prodep ANTES DA MOEDA ÚNICA: Até 31 de Dezembro de 1998, cada país da UE tinha a sua moeda:

prodep ANTES DA MOEDA ÚNICA: Até 31 de Dezembro de 1998, cada país da UE tinha a sua moeda: ANTES DA MOEDA ÚNICA: Até 31 de Dezembro de 1998, cada país da UE tinha a sua moeda: Portugal Escudo Bélgica Franco belga Dinamarca Coroa dinamarquesa Alemanha Marco alemão Grécia Dracma Espanha Peseta

Leia mais

mais memoráveis com um filme Click to edit Master title style Torne as suas aulas Click to edit Master text styles Click to edit Master text styles

mais memoráveis com um filme Click to edit Master title style Torne as suas aulas Click to edit Master text styles Click to edit Master text styles Torne as suas aulas mais memoráveis com um filme Não é segredo que as crianças crescem a ver filmes, a apreciar programas televisivos e a aprender através deles. Os locais, sons e acção de um filme, dão

Leia mais

44% 56% 67.896 respostas no Brasil. 111.432 respostas na América Latina. 0,5% Margem de erro. Metodologia e Perfil. homens.

44% 56% 67.896 respostas no Brasil. 111.432 respostas na América Latina. 0,5% Margem de erro. Metodologia e Perfil. homens. Brasil A pesquisa em 2015 Metodologia e Perfil 111.432 respostas na América Latina 44% homens 67.896 respostas no Brasil 0,5% Margem de erro 56% mulheres * A pesquisa no Uruguai ainda está em fase de coleta

Leia mais

Cego impedido de levar cão-guia para o tribunal acaba processado por juíza

Cego impedido de levar cão-guia para o tribunal acaba processado por juíza Cego impedido de levar cão-guia para o tribunal acaba processado por juíza Disputa. Magistrada não quis cão no gabinete, cego contestou a decisão e acusou-a de discriminação e foi processado por difamação.

Leia mais

PROGRAMA DE VOLUNTARIADO SERRALVES EM FESTA 2012

PROGRAMA DE VOLUNTARIADO SERRALVES EM FESTA 2012 PROGRAMA DE VOLUNTARIADO SERRALVES EM FESTA 2012 VOLUNTARIADO SERRALVES EM FESTA 2012 Preparado para mais um Serralves em Festa? É já nos dias 2 e 3 de Junho que se realiza mais uma edição do Serralves

Leia mais

- Fernão, mentes? - Minto!

- Fernão, mentes? - Minto! Na etapa 3, leste um excerto do primeiro capítulo da Peregrinação de Fernão Mendes Pinto, numa adaptação de Aquilino Ribeiro. Nesta etapa, vais ler um excerto do último capítulo do original, Peregrinação,

Leia mais

PLANO NUMISMÁTICO NUMISMATIC PROGRAM

PLANO NUMISMÁTICO NUMISMATIC PROGRAM 2015 PLANO NUMISMÁTICO NUMISMATIC PROGRAM EMISSÕES ISSUES MOEDAS CORRENTES 150 ANOS DA CRUZ VERMELHA PORTUGUESA 2 Euro - NORMAL 2 Euro - BRILHANTE NÃO CIRCULADA BNC 2 Euro - PROOF 500 ANOS DO PRIMEIRO

Leia mais

NOTA INFORMATIVA SINGLE EURO PAYMENTS AREA. 1. O que é a SEPA?

NOTA INFORMATIVA SINGLE EURO PAYMENTS AREA. 1. O que é a SEPA? 1 NOTA INFORMATIVA 1. O que é a SEPA? Para harmonização dos sistemas de pagamento no espaço europeu no sentido de impulsionar o mercado único, foi criada uma Área Única de Pagamentos em Euro (denominada

Leia mais

Trabalho 3 Scratch na Escola

Trabalho 3 Scratch na Escola Faculdade de Ciências e Tecnologias da Universidade de Coimbra Departamento de Matemática Trabalho 3 Scratch na Escola Meios Computacionais de Ensino Professor: Jaime Carvalho e Silva (jaimecs@mat.uc.pt)

Leia mais

Cada grupo irá explorar os blocos econômicos que serão definidos em sala de aula.

Cada grupo irá explorar os blocos econômicos que serão definidos em sala de aula. Trabalho 01 dividido em 2 partes 1ª Parte Cada grupo irá explorar os blocos econômicos que serão definidos em sala de aula. 2ª Parte Perguntas que serão expostas após a apresentação da 1ª Parte, e que

Leia mais

Atividade: Leitura e interpretação de texto. Português- 8º ano professora: Silvia Zanutto

Atividade: Leitura e interpretação de texto. Português- 8º ano professora: Silvia Zanutto Atividade: Leitura e interpretação de texto Português- 8º ano professora: Silvia Zanutto Orientações: 1- Leia o texto atentamente. Busque o significado das palavras desconhecidas no dicionário. Escreva

Leia mais

PHC dmanager. O controlo remoto constante da empresa

PHC dmanager. O controlo remoto constante da empresa Descritivo PHC dmanager PHC PHC dmanager O controlo remoto constante da empresa A solução ideal para monitorizar via Internet as áreas comercial e financeira da empresa e controlar as suas vendas, clientes

Leia mais

Coaching para pessoas disponíveis, ambos

Coaching para pessoas disponíveis, ambos Nota da Autora 1001 maneiras de ser Feliz, é o meu terceiro livro. Escrevi Coaching para mães disponíveis e Coaching para pessoas disponíveis, ambos gratuitos e disponíveis no site do Emotional Coaching.

Leia mais

Discurso do Governador do Banco de Cabo Verde, Doutor João Serra, nos actos de lançamento das novas notas de 500 e 5000 escudos e do Livro História

Discurso do Governador do Banco de Cabo Verde, Doutor João Serra, nos actos de lançamento das novas notas de 500 e 5000 escudos e do Livro História Discurso do Governador do Banco de Cabo Verde, Doutor João Serra, nos actos de lançamento das novas notas de 500 e 5000 escudos e do Livro História da Moeda em Cabo Verde, Salão de Banquetes da Assembleia

Leia mais

FOTO-AVENTURA. Nikon D600. 85mm. f/16. 10. ISO 100. 10 zoom - FOTOGRAFIA PRÁTICA

FOTO-AVENTURA. Nikon D600. 85mm. f/16. 10. ISO 100. 10 zoom - FOTOGRAFIA PRÁTICA FOTO-AVENTURA Nikon D600. 85mm. f/16. 10. ISO 100 10 zoom - FOTOGRAFIA PRÁTICA Nova Zelândia CADA QUILÓMETRO É UMA POTENCIAL FOTOGRAFIA IR AO OUTRO LADO DO MUNDO APENAS PARA FOTOGRAFAR NÃO É PARA QUALQUER

Leia mais

NOS@EUROPE. O Desafio da Recuperação Económica e Financeira. Prova de Texto.

NOS@EUROPE. O Desafio da Recuperação Económica e Financeira. Prova de Texto. <Os Inovadores> <Escola Profissional Atlântico> NOS@EUROPE O Desafio da Recuperação Económica e Financeira Prova de Texto Dezembro de 2011 1 A

Leia mais

Copyright Editora Europa, 2013

Copyright Editora Europa, 2013 Capa 1 Copyright Editora Europa, 2013 Rua MMDC, 121 CEP 05510-900 São Paulo, SP Telefone (11) 3038-5050, Fax (11) 3038-5040 atendimento@europanet.com.br www.europanet.com.br Todos os direitos reservados

Leia mais

Decreto-Lei nº 104/2005, de 29 de Junho

Decreto-Lei nº 104/2005, de 29 de Junho Decreto-Lei nº 104/2005, de 29 de Junho No âmbito do plano numismático para 2005, é autorizada a cunhagem de cinco moedas de colecção dedicadas a diversas temáticas. Dando seguimento a uma série dedicada

Leia mais

Breve guia do euro. Assuntos Económicos e Financeiros

Breve guia do euro. Assuntos Económicos e Financeiros Breve guia do euro Assuntos Económicos e Financeiros Sobre o euro O euro nasceu em 1999: surgiu inicialmente em extratos de pagamento, contas e faturas. Em 1 de janeiro de 2002, as notas e moedas em euros

Leia mais

«RITAS CONTRA CHAMIÇOS»

«RITAS CONTRA CHAMIÇOS» «RITAS CONTRA CHAMIÇOS» Duas emissões de papel-moeda lançados entre os anos de 1921 e 1926, em Angola, um período entre guerras de grandes dificuldades económicas e caos financeiro Os anos entre 1921 e

Leia mais

INFORMATIVO VISTOS OBRIGATÓRIOS PARA OS EMIRADOS ÁRABES TEMPORADA 2010/2011

INFORMATIVO VISTOS OBRIGATÓRIOS PARA OS EMIRADOS ÁRABES TEMPORADA 2010/2011 INFORMATIVO VISTOS OBRIGATÓRIOS PARA OS EMIRADOS ÁRABES TEMPORADA 2010/2011 Os Emirados Árabes exigem que um determinado número de nacionalidades devem estar de posse de um visto antes da chegada no país.

Leia mais

SEMINÁRIO EXPORTAR, EXPORTAR, EXPORTAR. Viana do Castelo, 11de Fevereiro

SEMINÁRIO EXPORTAR, EXPORTAR, EXPORTAR. Viana do Castelo, 11de Fevereiro SEMINÁRIO EXPORTAR, EXPORTAR, EXPORTAR Viana do Castelo, 11de Fevereiro www.cosec.pt COSEC Companhia de Seguro de Créditos, S.A. 2014 Índice Sobre a COSEC Seguro de Créditos Soluções à medida em resumo

Leia mais

TUTORIAL COMO CRIAR E EDITAR UM VÍDEO NO WINDOWS MOVIE MAKER*

TUTORIAL COMO CRIAR E EDITAR UM VÍDEO NO WINDOWS MOVIE MAKER* TUTORIAL COMO CRIAR E EDITAR UM VÍDEO NO WINDOWS MOVIE MAKER* * Microsoft Windows MovieMakeré um programa da Microsoft Corporation. A versão utilizada é a 5.1 que já vem instalada no Microsoft Windows

Leia mais

[Aprender Português / Portugiesisch lernen]

[Aprender Português / Portugiesisch lernen] [Aprender Português / Portugiesisch lernen] Sabias que segundo a última edição do livro The Ethnologue: languages of the world, o número de línguas faladas no mundo é de 6912. 1. Analisa o seguinte ranking

Leia mais

Guião para as ferramentas etwinning

Guião para as ferramentas etwinning Guião para as ferramentas etwinning Registo em etwinning Primeiro passo: Dados de quem regista Segundo passo: Preferências de geminação Terceiro passo: Dados da escola Quarto passo: Perfil da escola Ferramenta

Leia mais

A PUBLICIDADE DE FESTAS: RELATÓRIO DE PROJETO DE DESENVOLVIMENTO

A PUBLICIDADE DE FESTAS: RELATÓRIO DE PROJETO DE DESENVOLVIMENTO Universidade Estadual de Campinas Fernanda Resende Serradourada A PUBLICIDADE DE FESTAS: RELATÓRIO DE PROJETO DE DESENVOLVIMENTO INTRODUÇÃO: O Projeto de Desenvolvimento realizado por mim visava à confecção

Leia mais

Escola Secundária de Paços de Ferreira Trabalho Pratico Organização de Eventos

Escola Secundária de Paços de Ferreira Trabalho Pratico Organização de Eventos Escola Secundária de Paços de Ferreira Trabalho Pratico Organização de Eventos Organização de uma Festa de Aniversário Tânia Marlene Silva Nº21 Novembro de 2009 Conteúdo Introdução... 3 Preparação... 4

Leia mais

Porquê ler ao meu bebé? Projecto O meu brinquedo é um livro

Porquê ler ao meu bebé? Projecto O meu brinquedo é um livro Porquê ler ao meu bebé? Projecto O meu brinquedo é um livro Porquê ler ao meu bebé? Projecto O meu brinquedo é um livro O meu brinquedo é um livro é um projecto de promoção da leitura proposto pela Associação

Leia mais

Os serviços mais conhecidos em todo o mundo são o Blogger e o WordPress. Em Portugal existem o Blogs no Sapo e o Weblog.com.pt.

Os serviços mais conhecidos em todo o mundo são o Blogger e o WordPress. Em Portugal existem o Blogs no Sapo e o Weblog.com.pt. Como fazer um Blog? Jose reis lagarto 1. O que é um blog? Um weblog ou blog é um página da Web cujas actualizações (chamadas posts) são organizado cronologicamente (como um histórico ou diário). Estes

Leia mais

O PÓS-GUERRA E A CRIAÇÃO DA 1ª COMUNIDADE

O PÓS-GUERRA E A CRIAÇÃO DA 1ª COMUNIDADE O PÓS-GUERRA E A CRIAÇÃO DA 1ª COMUNIDADE Durante muito tempo os países da Europa andaram em guerra. A segunda Guerra Mundial destruiu grande parte do Continente Europeu. Para evitar futuras guerras, seria

Leia mais

Falhar em se preparar é se preparar para falhar. (Benjamin Franklin).

Falhar em se preparar é se preparar para falhar. (Benjamin Franklin). 1- Planejamento Falhar em se preparar é se preparar para falhar. (Benjamin Franklin). Planejamento é uma etapa administrativa que auxilia o administrador a perceber a realidade, avaliar ações e definir

Leia mais

Sessão de Abertura Muito Bom dia, Senhores Secretários de Estado Senhor Presidente da FCT Senhoras e Senhores 1 - INTRODUÇÃO

Sessão de Abertura Muito Bom dia, Senhores Secretários de Estado Senhor Presidente da FCT Senhoras e Senhores 1 - INTRODUÇÃO Sessão de Abertura Muito Bom dia, Senhores Secretários de Estado Senhor Presidente da FCT Senhoras e Senhores 1 - INTRODUÇÃO Gostaria de começar por agradecer o amável convite que a FCT me dirigiu para

Leia mais

4.1 I tr t o r dução M ed e as a s e ban a co c s C p a í p tul u o o I V 4.1 I tr t o r dução 4.2

4.1 I tr t o r dução M ed e as a s e ban a co c s C p a í p tul u o o I V 4.1 I tr t o r dução 4.2 4.1 Introdução Moedas e bancos Capítulo IV Estudar a moeda é uma atividade que tem fascinado os homens desde a Antigüidade. Nossa sociedade é inconcebível sem a moeda, pois seu papel informacional e eliminador

Leia mais

Quais países vocês estão habilitados a avaliarem credenciais? Nós podemos avaliar credenciais acadêmicas de qualquer país do mundo.

Quais países vocês estão habilitados a avaliarem credenciais? Nós podemos avaliar credenciais acadêmicas de qualquer país do mundo. PERGUNTAS FREQUENTES Porque eu deveria escolher Josef Silny & Associates, Inc. para avaliar e traduzir minhas credenciais? Nós oferecemos avaliações e traduções altamente profissionais e compreensíveis,

Leia mais

Frequently Asked Questions

Frequently Asked Questions Frequently Asked Questions O que é o Cartão Prépago Multi-Moedas do Banco do Brasil O Cartão Prépago Multi-Moedas do Banco do Brasil Americas é um novo cartão prépago, recarrégavel do Banco do Brasil Americas

Leia mais

3 Truques Para Obter Fluência no Inglês

3 Truques Para Obter Fluência no Inglês 3 Truques Para Obter Fluência no Inglês by: Fabiana Lara Atenção! O ministério da saúde adverte: Os hábitos aqui expostos correm o sério risco de te colocar a frente de todos seus colegas, atingindo a

Leia mais

Intercâmbio sem fronteiras! PROSPECTUS 2014. Global Active Study

Intercâmbio sem fronteiras! PROSPECTUS 2014. Global Active Study PROSPECTUS 2014 www.globalactivestudy.com A é uma agência educacional com sede na Inglaterra, com parceiros em vários países! Nossa empresa oferece cursos com atividades extracurriculares, que facilitam

Leia mais

Estratégia para fazer cópias de segurança ( backup ) em nuvem

Estratégia para fazer cópias de segurança ( backup ) em nuvem 1 de 20 Estratégia para fazer cópias de segurança ( backup ) em nuvem Resolvi documentar uma solução que encontrei para fazer minhas cópias de segurança. Utilizo um software gratuito chamado Cobian Backup

Leia mais

Era uma vez, numa cidade muito distante, um plantador chamado Pedro. Ele

Era uma vez, numa cidade muito distante, um plantador chamado Pedro. Ele O Plantador e as Sementes Era uma vez, numa cidade muito distante, um plantador chamado Pedro. Ele sabia plantar de tudo: plantava árvores frutíferas, plantava flores, plantava legumes... ele plantava

Leia mais

GMAIL - Criação de uma conta de correio electrónico

GMAIL - Criação de uma conta de correio electrónico COMO CRIAR UMA CONTA PESSOAL NO FACEBOOK Em primeiro lugar é necessário ter um endereço de correio electrónico (email) pessoal. Qualquer endereço de correio electrónico (email) serve perfeitamente. Pode

Leia mais

ÁREAS DE ATUAÇÃO PROGRAMA DE VOLUNTÁRIOS CBRU 2015

ÁREAS DE ATUAÇÃO PROGRAMA DE VOLUNTÁRIOS CBRU 2015 ÁREAS DE ATUAÇÃO PROGRAMA DE VOLUNTÁRIOS CBRU 2015 *Este informativo foi criado em conjunto com pessoas que já atuaram como voluntárias nos eventos da CBRu. Obrigada a todos pela colaboração! VIVA NOVAS

Leia mais

O contributo do Sistemas de Informação Geográfica na Gestão da Informação Estatística

O contributo do Sistemas de Informação Geográfica na Gestão da Informação Estatística O contributo do Sistemas de Informação Geográfica na Gestão da Informação Estatística 31 de Maio e 1 de Junho de 2007 Angra do Heroísmo ana.oliveira@ine.pt AGENDA 1. Enquadramento 2. Informação Geográfica

Leia mais

Internet que dá tudo por Cabo Verde. Dá tudo por Cabo Verde

Internet que dá tudo por Cabo Verde. Dá tudo por Cabo Verde mundo sapo a Internet que dá tudo por Cabo Verde Dá tudo por Cabo Verde A Internet que dá tudo por Cabo Verde Tudo por Cabo Verde Sociedade da informação, pioneirismo e inovação No teni tudu!!! Informação

Leia mais

5 dicas incríveis de Facebook Ads para iniciantes. 1 INTRODUÇÃO

5 dicas incríveis de Facebook Ads para iniciantes. 1 INTRODUÇÃO 5 dicas incríveis de Facebook Ads para iniciantes. 1 INTRODUÇÃO Este e book foi criado após ter percebido uma série de dúvidas de iniciantes em Facebook Ads. O seu conteúdo é baseado na utilização da plataforma

Leia mais

As Bandeiras JORNALINHO DO CAMPO. Outubro/Novembro 2009 Edição on-line nº 9 Carlos Caseiro (Autor) Sara Loureiro Correia (Revisão de textos)

As Bandeiras JORNALINHO DO CAMPO. Outubro/Novembro 2009 Edição on-line nº 9 Carlos Caseiro (Autor) Sara Loureiro Correia (Revisão de textos) As Bandeiras D esde que o primo Manuel tinha ido à cidade e comprado uma bandeira de Portugal que hasteava todos os domingos e dias de feriado, que a Tété andava muito admirada e até já comentara com os

Leia mais

O RISCO ESPREITA, MAIS VALE JOGAR PELO SEGURO

O RISCO ESPREITA, MAIS VALE JOGAR PELO SEGURO ANA MARIA MAGALHÃES ISABEL ALÇADA [ ILUSTRAÇÕES DE CARLOS MARQUES ] O RISCO ESPREITA, MAIS VALE JOGAR PELO SEGURO COLEÇÃO SEGUROS E CIDADANIA SUGESTÃO PARA LEITURA ORIENTADA E EXPLORAÇÃO PEDAGÓGICA DO

Leia mais

Nos últimos tempos nesta questão enquanto uns progridem outros, com especial relevo para a ilha Graciosa, regridem.

Nos últimos tempos nesta questão enquanto uns progridem outros, com especial relevo para a ilha Graciosa, regridem. Intervenção do Senhor Deputado João Cunha na sessão plenária de 19 de Fevereiro de 2003 Senhor Presidente da Assembleia Senhoras e Senhores Deputados Senhora e Senhores Membros do Governo TRANSPORTES Os

Leia mais

A Gestão operacional total da clínica ou consultório

A Gestão operacional total da clínica ou consultório Descritivo completo Clínica 2008 A Gestão operacional total da clínica ou consultório Benefícios Fácil de utilizar; Totalmente integrada com o restante Software PHC; Maior eficiência na Gestão de Marcações;

Leia mais

CRIAÇÃO E MANUTENÇÃO DE BLOGUES

CRIAÇÃO E MANUTENÇÃO DE BLOGUES CRIAÇÃO E MANUTENÇÃO DE BLOGUES CRIAÇÃO E MANUTENÇÃO DE BLOGUES Aproveitando o próprio ambiente Internet, apresentamos neste tutorial um conjunto de sugestões para criar e manter o seu blogue. Indicamos

Leia mais

Em primeiro lugar, gostaria, naturalmente, de agradecer a todos, que se disponibilizaram, para estar presentes nesta cerimónia.

Em primeiro lugar, gostaria, naturalmente, de agradecer a todos, que se disponibilizaram, para estar presentes nesta cerimónia. Cumprimentos a todas as altas individualidades presentes (nomeando cada uma). Caras Colegas, Caros Colegas, Minhas Senhoras, Meus Senhores, Meus Amigos Em primeiro lugar, gostaria, naturalmente, de agradecer

Leia mais

COMO PARTICIPAR? GRAVE O VÍDEO EDITE O VÍDEO

COMO PARTICIPAR? GRAVE O VÍDEO EDITE O VÍDEO Tutorial Inscreva sua história COMO PARTICIPAR? VEJA O TEMA TENHA UMA IDEIA GRAVE O VÍDEO EDITE O VÍDEO COLOQUE UMA TRILHA SONORA INSCREVA-SE! Tema: Inspirando histórias Premissa conceitual: Em comemoração

Leia mais

BearingNet Bem-vindo Contenuto

BearingNet Bem-vindo Contenuto Contenuto Introdução... 2 Selecionar idioma... 3 Banners Publicitários... 3 Membro... 3 Atividade... 3 Utilidades... 3 Feriado Público... 6 Pedido de Ajuda... 6 Procurar... 7 Notícias recentes... 7 Novo

Leia mais

Contextualização - Setor

Contextualização - Setor Dossier de Imprensa Contextualização - Setor Nestes tempos modernos e de conjuntura económica difícil, as pessoas são cada vez mais individualistas e optam por ficar em casa. Com a evolução da Internet

Leia mais

TRIANGULAÇÃO DE IMAGENS

TRIANGULAÇÃO DE IMAGENS 1 TRIANGULAÇÃO DE IMAGENS Profa. Teresa Cristina Melo da Silveira (Teca) E.M. Professor Oswaldo Vieira Gonçalves SME/PMU 1 Comunicação Relato de Experiência Triangulação de Imagens foi o nome escolhido

Leia mais

Museu e Memória: os objectos contam a sua história Os objectos que encontras nos museus contam diversas histórias, sobre quem os fez, onde foram

Museu e Memória: os objectos contam a sua história Os objectos que encontras nos museus contam diversas histórias, sobre quem os fez, onde foram 4 Museu e Memória: os objectos contam a sua história Os objectos que encontras nos museus contam diversas histórias, sobre quem os fez, onde foram feitos e quando foram feitos. Queres saber algumas das

Leia mais

Preçário dos Cartões Telefónicos PT

Preçário dos Cartões Telefónicos PT Preçário dos Cartões Telefónicos PT Cartão Telefónico PT 5 e (Continente)... 2 Cartão Telefónico PT 5 e (Região Autónoma dos Açores)... 6 Cartão Telefónico PT 5 e (Região Autónoma da Madeira)... 10 Cartão

Leia mais

APOSTILA DE EXEMPLO. (Esta é só uma reprodução parcial do conteúdo)

APOSTILA DE EXEMPLO. (Esta é só uma reprodução parcial do conteúdo) APOSTILA DE EXEMPLO (Esta é só uma reprodução parcial do conteúdo) 1 Índice Aula 1 - Área de trabalho e personalizando o sistema... 3 A área de trabalho... 3 Partes da área de trabalho.... 4 O Menu Iniciar:...

Leia mais

FILACAP ON LINE 035 NOVIDADES FILATÉLICAS:

FILACAP ON LINE 035 NOVIDADES FILATÉLICAS: NOVIDADES FILATÉLICAS: FILACAP ON LINE 035 *BRASIL - No dia 3 de outubro (sábado) um bloco com seis selos será lançado pela Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos (ECT) durante o 5º Encontro Internacional

Leia mais

Então você vai dar uma FESTA. Que legal! Que tal comemorar de uma forma descolada esse ano?

Então você vai dar uma FESTA. Que legal! Que tal comemorar de uma forma descolada esse ano? Então você vai dar uma FESTA. Que legal! Que tal comemorar de uma forma descolada esse ano? A gente te AJUDA a fazer seu evento fazer muita gente FELIZ! Como? A Presente Consciente é uma plataforma online

Leia mais

'DWD 7HPD $FRQWHFLPHQWR

'DWD 7HPD $FRQWHFLPHQWR 'DWD 7HPD $FRQWHFLPHQWR 22/01 Economia 25/01 Comércio Internacional 26/01 Taxas de Juro 29/01 Economia 31/01 Desemprego 31/01 Investimento Banco de Portugal divulgou Boletim Estatístico Janeiro 2007 http://epp.eurostat.ec.europa.eu/pls/portal/docs/page/pgp_prd_cat_prerel/pge_cat_prerel_year_2007/pge_

Leia mais

Programa de Português Nível A2 Ensino Português no Estrangeiro. Camões, Instituto da Cooperação e da Língua, IP

Programa de Português Nível A2 Ensino Português no Estrangeiro. Camões, Instituto da Cooperação e da Língua, IP Português A2 Programa de Português Nível A2 Ensino Português no Estrangeiro Camões, Instituto da Cooperação e da Língua, IP Direção de Serviços de Língua e Cultura Composição Gráfica: Centro Virtual Camões

Leia mais

PHC dteamcontrol Interno

PHC dteamcontrol Interno O módulo PHC dteamcontrol Interno permite acompanhar a gestão de todos os projectos abertos em que um utilizador se encontra envolvido. PHC dteamcontrol Interno A solução via Internet que permite acompanhar

Leia mais

Oficinas Pedagógicas: Mosteiro dos Jerónimos. Ateliê "Animais do Mundo" (Pré-escolar) - 48 alunos:

Oficinas Pedagógicas: Mosteiro dos Jerónimos. Ateliê Animais do Mundo (Pré-escolar) - 48 alunos: Oficinas Pedagógicas: Mosteiro dos Jerónimos Ateliê "Animais do Mundo" (Pré-escolar) - 48 alunos: Era uma vez um rei chamado Manuel I que gostava de animais... Através da história deste Mosteiro, iremos

Leia mais

A introdução da moeda nas transações comerciais foi uma inovação que revolucionou as relações econômicas.

A introdução da moeda nas transações comerciais foi uma inovação que revolucionou as relações econômicas. Módulo 14 O Mercado Monetário 14.1. A Moeda A introdução da moeda nas transações comerciais foi uma inovação que revolucionou as relações econômicas. Moeda é um ativo com o qual as pessoas compram e vendem

Leia mais

Enoturismo em Portugal 2014. Caraterização das empresas e da procura

Enoturismo em Portugal 2014. Caraterização das empresas e da procura Enoturismo em Portugal 2014 Caraterização das empresas e da procura Edição 2015 ÍNDICE Sumário Executivo Caraterização das Empresas Promoção de Serviços Procura das (2014) 3 4 5 7 O Enoturismo em Portugal

Leia mais

Sistema de Incentivos à Qualificação e Internacionalização de PME PROJECTOS INDIVIDUAIS RELATÓRIO FINAL DE EXECUÇÃO

Sistema de Incentivos à Qualificação e Internacionalização de PME PROJECTOS INDIVIDUAIS RELATÓRIO FINAL DE EXECUÇÃO Sistema de Incentivos à Qualificação e Internacionalização de PME PROJECTOS INDIVIDUAIS RELATÓRIO FINAL DE EXECUÇÃO DESIGNAÇÃO DO PROJECTO Promoção Internacional dos Serviços PROJECTO Nº: 26039 AVISO DE

Leia mais

9. o ANO FUNDAMENTAL PROF. ª ANDREZA XAVIER PROF. WALACE VINENTE

9. o ANO FUNDAMENTAL PROF. ª ANDREZA XAVIER PROF. WALACE VINENTE 9. o ANO FUNDAMENTAL PROF. ª ANDREZA XAVIER PROF. WALACE VINENTE CONTEÚDOS E HABILIDADES FORTALECENDO SABERES DESAFIO DO DIA Unidade I Tempo, espaço, fontes históricas e representações cartográficas. 2

Leia mais

Serviços Adicionais. 12400 - Portal de Voz

Serviços Adicionais. 12400 - Portal de Voz Serviços Adicionais 12400 - Portal de Voz Descrição Totoloto, Totobola, Lotarias e Euro Milhões Pode conhecer os números do Euro Milhões meia hora antes do sorteio na TV. Saiba os resultados e o valor

Leia mais

10 coisas que cachorros ensinam sobre o que de fato importa

10 coisas que cachorros ensinam sobre o que de fato importa 10 coisas que cachorros ensinam sobre o que de fato importa Cães são uma fonte constante de amor e diversão, mas, além disso, nos ensinam algumas das maiores lições de nossas vidas Debbie Gisonni, do Cachorro:

Leia mais

GLOBAL MANAGEMENT CHALLENGE

GLOBAL MANAGEMENT CHALLENGE inscrições ABERTAS!!! Os simuladores como o Global Management Challenge são uma importante ferramenta para a aprendizagem não apenas da tomada de decisão, mas também do trabalho em equipa. Alberto de Castro

Leia mais

Uma globalização consciente

Uma globalização consciente Uma globalização consciente O apelo a uma globalização mais ética tornou se uma necessidade. Actores da globalização como as escolas, devem inspirar por estes valores às responsabilidades que lhes são

Leia mais

«PAGARÁ À VISTA AO PORTADOR»

«PAGARÁ À VISTA AO PORTADOR» «PAGARÁ À VISTA AO PORTADOR» A garantia de pagamento nas emissões de moeda metálica e moeda fiduciária para as ex-colónias Desde 1864 data da sua fundação que o Banco Nacional Ultramarino funcionava como

Leia mais

PÚBLICO ALVO: Promotores de viagens; agentes de viagens; consultores de viagens; operadores de emissivo e receptivo; atendentes.

PÚBLICO ALVO: Promotores de viagens; agentes de viagens; consultores de viagens; operadores de emissivo e receptivo; atendentes. 3. Geografia Turística 3.1 Geografia Turística: Brasil de Ponta a Ponta Proporcionar ao participante melhor compreensão geográfica do país; Apresentar as principais especificidades existentes nos continentes

Leia mais

Quando tiver tudo preenchido, pressione o botão. Abre outro formulário, que deverá preencher, pressionando no final do. Figura 1

Quando tiver tudo preenchido, pressione o botão. Abre outro formulário, que deverá preencher, pressionando no final do. Figura 1 C r i a r u m B l o g n o G uião E l a b o r a d o p o r : M a r i a d e B a l s a m ã o M e n d e s 2 2 C r i a r u m B l o g n o Criar o Blog Para criar um Blog, no Blogger, abra o site: http://www.blogger.com/start?hl=pt-

Leia mais

O que Vês na Imagem?

O que Vês na Imagem? O que Vês na Imagem? Fonte: Farol, versão portuguesa do COMPASS: www.humanaglobal.com Duração aproximada: 30 minutos a 1 hora Palavras-chave: direitos humanos, interpretação/visão individual dos direitos

Leia mais

Criação de Páginas Web - MS Word 2000

Criação de Páginas Web - MS Word 2000 Gestão Comercial e da Produção Informática I 2003/04 Ficha de Trabalho N.º 9 Criação de Páginas Web - MS Word 2000 1. Criação de uma página Web (HTML): Escreva o seu texto e introduza as imagens pretendidas

Leia mais