Missão. Visão Estratégica. Princípios. Oferecer soluções criativas na administração de Planos de Previdência Privada.

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Missão. Visão Estratégica. Princípios. Oferecer soluções criativas na administração de Planos de Previdência Privada."

Transcrição

1

2 Missão Oferecer soluções criativas na administração de Planos de Previdência Privada. Visão Estratégica Ser reconhecida como referência nacional dentre as Entidades Fechadas de Previdência Privada multipatrocinada. Princípios Satisfação do Cliente Credibilidade Transparência e Participação Sustentabilidade Empresarial Busca da Excelência Responsabilidade Sócio-Ambiental 1

3 APRESENTAÇÃO Este Relatório tem o objetivo de apresentar as diversas ações de Responsabilidade Sócio Ambiental que a PRECE Previdência Complementar realizou em 2010 e que contribuíram para uma melhor qualidade de vida aos nossos Participantes, Colaboradores, Empregados, Parceiros e à sociedade como um todo. 2

4 Conselho Deliberativo José Eduardo Albano do Amarante Presidente - Membro Efetivo Nomeado Paulo Cezar Saldanha da Gama Ripper Nogueira Membro Efetivo Nomeado Daisy Cristina de Alvarenga Menezes Membro Efetivo Nomeado Roquiran Miranda Lima Membro Efetivo Eleito Cleonice Maia Albano Membro Efetivo Eleito Ronaldo Rosa Soares Membro Efetivo Eleito Renato Lima do Espírito Santo Membro Suplente Nomeado Sidney Werneck dos Santos Membro Suplente Nomeado Dario Mondego Membro Suplente Nomeado "in memoriam" (Falecido em 2010) - substituto Marcello Barcellos Motta Giovani Cardoso de Freitas Membro Suplente Eleito Rosa Maria Pereira dos Santos Membro Suplente Eleito Calos Ruy da Silva Membro Suplente Eleito Conselho Fiscal Vicente Miles Arantes Presidente - Membro Efetivo Eleito Josenil Renovato Membro Efetivo Eleito Elysio Araújo de Luna Membro Efetivo Nomeado Sidney do Valle Costa Membro Efetivo Nomeado José Regis de Lima Membro Suplente Eleito Marilio Luis da Silva Paixão Membro Suplente Eleito Sergio Almir Fernades Membro Suplente Nomeado José Carlos Filippo - Membro Suplente Nomeado Diretoria Executiva Nelson Martins Portugal - Diretor Presidente Edson Reis da Silva - Diretor Financeiro Milton Luis de Araújo Leobons - Diretor de Investimentos Paulo Henri Lopes dos Santos - Diretor Administrativo Joper Padrão do Espírito Santo - Diretor de Seguridade 3

5 Os Indicadores Sociais 1inclusão assistidos 2010 de em aposentadoriaepensão Invalidez Tempo de Serviço Idade Antecipada Pensão Total de Benefícios concedidos em Invalidez Tempo de Serviço Idade Antecipada Pensão Total contingentedeparticipantes nosplanosdebenefícios ATIVOS Plano PRECE I e II Plano PRECE CD PRECE I E II 190 PRECE CD 4

6 Os Indicadores Sociais 3 aposentadosepensionistas plano PRECE I e II Participantes Aposentados Participantes Pensionistas Total % 90% 80% 70% 60% 50% 40% 30% 20% 10% 0% PARTICIPANTES APOSENTADOS PARTICIPANTES PENSIONISTAS 7032 TOTAL DE PARTICIPANTES O PLANO PRECE CD, CRIADO EM 2006, SE ENCONTRA EM FASE DE CARÊNCIA PARA CONCESSÃO DE BENEFÍCIOS. empréstimosemamortização PRECE I e PRECE II nº de Contratos planos PRECE I e II R$ ,94 O Plano PRECE CD se encontra em fase de capitalização sem linha de concessão de empréstimos a participantes 5 benefíciospagos planos PRECE I e II R$ ,89 O PLANO PRECE CD, CRIADO EM 2006, SE ENCONTRA EM FASE DE CARÊNCIA PARA CONCESSÃO DE BENEFÍCIOS. 5

7 100% ECO Ações Ambientais Doação para reciclagem de aproximadamente 295kg de papéis inservíveis e diversos suprimentos de informática (cartucho e toner) à REPITEL COOPERATIVA DE APARAS DE PAPEL. Utilização de válvula de descarga salvágua com duas teclas que ao serem acionadas despejam dois diferentes volumes de água, um para limpeza parcial (líquidos) e outro para limpeza total (sólidos), racionalizando o consumo de água. Utilização de dispositivo de economia de energia com acendimento por fotocélula nos banheiros da Entidade. Uso exclusivo de papel reciclado em toda a papelaria da PRECE. Ecodecoração Natalina A PRECE inovou em sua decoração natalina deste ano. Dentro de uma proposta ecologicamente correta, a entidade apostou na criatividade dos artesãos da Cena Urbana Ecoeventos, Organização não governamental, para confeccionarem adereços alusivos ao Natal com materiais recicláveis. Utilizando garrafa pets, tetrapacks e papel reciclado como matérias-prima, os artesãos produziram pinheiros, guirlandas e enfeites para adornarem os três andares da sede administrativa da PRECE, no Centro do Rio. Com a iniciativa, a entidade oferece uma oportunidade de reflexão e transformação de valores e de comportamento. 11 7

8 Ações Sociais Dia do Aposentado O Presidente da Associação dos Servidores Aposentados d a C E D A E ( A s a p a e ), F r a n c i s c o L e m o s d e Vasconcelos, representou os mais de 7 mil participantes assistidos da PRECE na homenagem especial ao Dia do Aposentado. A cerimônia comemorativa foi promovida em janeiro de 2010 pela Associação Brasileira das Entidades Fechadas de Previdência Complementar (ABRAPP) e do S i n d i c a t o N a c i o n a l d a s E n t i d a d e s F e c h a d a d e Previdência Complementar (Sindapp). O evento, que já se tornou uma tradição no sistema de previdência complementar, se propõe a homenagear os mais de 700 mil assistidos no Brasil. 8

9 Ações Sociais Dia Internacional da Mulher Campanha de coleta de artigos de higiene pessoal para mulheres, portadoras de deficiência visual, amparadas pelo Sodalício da Sacra Família, na Tijuca. Participaram da campanha Funcionários da PRECE, aposentados, pensionistas e participantes ativos com a doação de sabonete, absorvente, creme dental, xampu condicionador, desodorante, escova de dentes, talco, cotonete e algodão. *SODALÍCIO DA SACRA FAMÍLIA 0 8 D E M A R Ç O DIA INTERNACIONAL DA MULHER CAMPANHA DE DOAÇÃO DE PRODUTOS DE HIGIENE PESSOAL PARA ATENDER ÀS MULHERES PORTADORAS DE DEFICIÊNCIA VISUAL DO SODALÍCIO DA SACRA FAMÍLIA* DOAÇÕES ATÉ 31/03/2010 AQUI NA PRECE PARTICIPE Local destinado a dar abrigo ao portador de deficiência visual e outras associadas visando sua habilitação/ reabilitação, formação humana, cultural e cristã tendo como objetivo principal sua inserção na família, rede de ensino e sociedade. Rua Alzira Brandão, Tijuca - Rio de Janeiro - RJ - TELEFONE: / fax Estrada do Rio Grande, Taquara - Rio de Janeiro - RJ - TELEFONE: Segurança e Tranquilidade para o seu Futuro VISITE E APOIE O SODALÍCIO DA SACRA FAMÍLIA Tragédia da Chuvas Campanha de arrecadação de donativos para os desabrigados pelas fortes chuvas no Estado do Rio de Janeiro. Foram recolhidos alimentos não perecíveis, materiais de higiene pessoal, produtos de limpeza, brinquedos, roupas em geral. As doações, feitas por participantes ativos, aposentados, pensionistas e funcionários da entidade, foram entregues ao Exército da Salvação, uma organização não governamental que opera em mais de 100 países, inclusive no Brasil. 11 9

10 Ações Sociais Natal Solidário ITENS PARA DOAÇÃO ESCOLHA UM OU MAIS, A SEU CRITÉRIO arroz feijão açucar leite em pó extrato de tomate farinha de mesa fubá macarrão sal biscoito (doce ou salgado) panetone produtos dentro do prazo de validade A exemplo dos anos anteriores, a PRECE promoveu em dezembro uma campanha para arrecadar alimentos não perecíveis entre seus participantes ativos, aposentados, pensionistas e funcionários da Entidade. Os produtos foram doados ao Abrigo Maria Imaculada, em Rocha Miranda, Zona Norte do Rio, uma instituição filantrópica fundada em 1893, que dedica-se ao trabalho social em atendimento a crianças, idosos e familiares. Com as doações, o abrigo montou cestas básicas entregues às famílias cadastradas neste Natal. Campanha Casa Ronald McDonald e Campanha MacDia Feliz Em agosto a PRECE participou da Campanha MacDia Feliz, com a aquisição por colaboradores e participantes de tickets cuja renda resulta em apoio a manutenção da Casa Ronald MacDonald. 28 de agosto - McDia FELIZ DIA DE TRANSFORMAR SUA SOLIDARIEDADE EM ESPERANÇA COLABORE COM A MAIOR CAMPANHA DO PAÍS NO COMBATE AO CÂNCER INFANTOJUVENIL. VEJA COMO COLABORAR VISITANDO Em dezembro, adicionalmente, a PRECE arrecadou alimentos não perecíveis entre seus funcionários e participantes. Os alimentos foram importantes para a manutenção das crianças em tratamento de câncer e dos familiares que as acompanham, acolhidos pela Casa que o Amor Construiu. As crianças vão AMAR a sua colaboração 11

11 Ações Sociais PLANO FIDELIDADE - CONVÊNIOS Os novos convênios firmados pela PRECE têm como objetivo oferecer desconto aos nossos filiados em diversos seguimentos: Walmart-site Universidade Universo SOS educação Nature Viagens UNICEDAE 2010 EXPO ASEAC Participação da PRECE na UniCEDAE 2010 e Expo Aseac 3º Encontro Técnico dos empregados de Nível Universitário da CEDAE, que montou um estande para a divulgação do Plano de benefícios PRECE CD aos novos empregados da companhia. O evento, coordenado pela Aseac, com patrocínio da CEDAE foi realizado no Centro de Convenções Sul América. 11

12 Ações Sociais Recursos Humanos A PRECE Previdência Complementar através da Gerência de Recursos Humanos desenvolveu no exercício de 2010 as seguintes ações: Manteve em seu quadro, através de um convênio com o IBDD, a contratação de 4 portadores de deficiências físicos; Manteve em seu quadro a contratação de 4 menores aprendizes através de convênio com a ONG APAR (Associação Patrulha Jovem do Rio de Janeiro); Manteve em seu quadro, durante o ano, a contratação de 8 estagiários, sendo 2 de arquivologia, 4 de economia e 2 de atuaria em convênio com o CIEE RJ; A PRECE investiu 50% na capacitação de 10 empregados que cursaram graduação ou pós-graduação no exercício de Ofereceu a todo o quadro de empregados, vacina contra gripe totalmente gratuita em sua sede. Os empregados da PRECE participaram de 45 cursos para qualificação profissional, reuniões estratégicas com a Abrapp, Congressos e seminários. Participaram dos cursos empregados das diversas áreas da Entidade

13 Desenvolvimento Humano Ações Sócio Culturais Missa em ação de Graças Celebração Ecumênica Igreja da Candelária A PRECE comemorou seus 27 anos de existência na Igreja da Candelária. O Ato Ecumênico reuniu participantes, aposentados e pensionistas, dirigentes, funcionários e parceiros da PRECE, CAC e CEDAE

14 Desenvolvimento Humano Capacitação de Gestores MBA - GOVERNANÇA A PRECE começa a formar, na UniverCEDAE, os profissionais que no futuro virão a ser indicados ou eleitos para ocuparem cargos de conselheiros e dirigentes na Entidade. Em junho de 2010 teve início o curso a nível de MBA em Governança Corporativa em Entidades Fechadas de Previdência Complementar, iniciativa pioneira de curso fechado de pós-graduação lato sensu, aplicado pela Fundação Getúlio Vargas (FGV) dentro do mais elevado nível acadêmico. A iniciativa visa a preparar gestores para futura certificação que será exigida à entidade pela Superintendência Nacional de Previdência Complementar (Previc) e faz parte do Programa de Educação Previdenciária da PRECE.? Comissões Técnicas ABRAPP A PRECE participa das recém-criadas Comissões Técnicas Regionais Sudeste da Abrapp: Investimentos, Assessoria Jurídica, Assessoria de Conformidade e Atuária. As Comissões Técnicas têm por objetivo oferecer subsídios para a realização de estudos, treinamento, desenvolvimento dos profissionais do sistema, visando darem apoio técnico às ações da diretoria na área de previdência complementar

15 Desenvolvimento Humano Capacitação de Gestores? Qualificação Profissional A PRECE tem investido na qualificação profissional do corpo gerencial e operacional, cinco profissionais receberam o certificado de conclusão do MBA em Engenharia de Planejamento com ênfase em Previdência Complementar, oferecido pela Coppe-UFRJ em parceria com o Instituto Ideas. O curso, com duração de 18 meses, abrange todas as áreas da previdência complementar, tais como contabilidade, jurídica, investimentos, atuária e gestão organizacional. Congresso da Abrapp O 31º Congresso Brasileiro dos Fundos de Pensão contou mais uma vez com participação de 24 colaboradores da PRECE entre diretores, conselheiros e gerentes. Promovido pela Abrapp (Associação Brasileira das Entidades Fechadas de Previdência Complementar) o congresso que teve como tema Prosperidade e Desafios, com um total de 22 apresentações técnicas. Atualmente, existem no país 369 fundos de pensão em operação, reunindo 2,6 milhões de participantes e administrando um patrimônio de R$ 520 milhões, o equivalente a pouco mais de 16% do PIB brasileiro

16 Desenvolvimento Humano Capacitação de Gestores Projeto Educar A PRECE ofereceu a 10 empregados que não tinham curso superior e pós graduação, uma bolsa auxílio mensal no limite de R$ 295,56, proporcionando assim a oportunidade de especialização na área em que atuam. Reconhecimento Profissional O Diretor de Investimentos da PRECE e Diretor da Abrapp, economista Milton Leobons, foi o primeiro funcionário da PRECE a ter aprovado o Certificado por Experiência pelo Instituto de Certificação dos profissionais de Seguridade Social (ICSS), órgão ligado à Associação Brasileira das Entidades Fechadas de Previdência Complementar (ABRAPP). Essa certificação representa o reconhecimento dos esforços de qualificação dos profissionais da Seguridade. O novo cenário tem exigido cada vez mais qualificação técnica dos profissionais que lidam diretamente com fundos de pensão. A certificação do ICSS, que é um diploma altamente reconhecido no mercado, é um grande diferencial na carreira profissional. Atendendo à determinação do Conselho Monetário Nacional (Resolução 3.792/09), os funcionários e dirigentes da entidade estão passando por um processo de certificação, a fim e atestar sua competência no exercício do cargo ou função

17 Responsabilidade Social Empresa Cidadã 2010 Em 2010 a PRECE conquistou o Certificado Empresa Cidadã do Conselho Regional de Contabilidade (CRC-RJ). O certificado tem por objetivo ressaltar e incentivar a publicação de relatórios sociais, ambientais e econômicos e valorizar as ações sócioambientais realizadas por empresas brasileiras de todos os portes. O Gerente de Contabilidade da PRECE Luiz Carlos Rosa Goulart, responsável pelo Balanço social 2009 da entidade, também recebeu o reconhecimento que é concedido pelo Conselho Regional de Contabilidade do Rio de Janeiro (CRC-RJ). O relatório apresentado pela PRECE ressaltou o compromisso da entidade com a prática da responsabilidade sócio ambiental, contribuindo assim, para uma melhor qualidade de vida dos seus participantes, empregados e parceiros. Prêmio ACRJ de Sustentabilidade A PRECE recebeu a Menção Honrosa do Prêmio ACRJ de Sustentabilidade 2010, que representa o reconhecimento público pelas iniciativas e práticas desenvolvidas nos últimos anos pela Entidade. O prêmio visa a destacar as empresas brasileiras que realizam ações de responsabilidade socioambiental no Estado do rio de Janeiro, tomando por base a análise dos seus Balanços Sociais ou Relatório de Atividades Socioambientais

18 Responsabilidade Social Desenvolvimento Sustentável O Diretor de Seguridade Joper Padrão, apresentou no auditório da UniCEDAE, informações sobre o relatório internacional Vision 2050 The New Agenda for Bussiness. Trata-se de um estudo realizado pelo CEBDS (Conselho Empresarial Brasileiro para o Desenvolvimento Sustentável) por mais de 200 empresas de cerca de 20 países, que teve como preocupação pensar no que será necessário fazer para daqui a 40 anos, para que as 9 bilhões de pessoas no mundo tenham acesso a saúde, educação, alimentação, moradia, água, limpa, respeitando os limites do planeta. Nesse sentido a participação da PRECE no evento contribui para a difusão da informação útil entre gerentes e profissionais da Patrocinadora CEDAE. DIRETOR DE SEGURIDADE ASSUME PRESIDÊNCIA DO CONSELHO DA ACRJ A PRECE ganhou uma importante representação na Associação Comercial do Rio de Janeiro (ACRJ). O diretor de Seguridade Joper Padrão tomou posse como presidente do Conselho Empresarial de Ética e Responsabilidade Social. A solenidade foi realizada no Centro de Convenções da ACRJ, no Centro do Rio, e teve a palestra do embaixador Marcílio Marques Moreira, sobre A Ética nos Negócios e na Política. O Conselho tem a missão de contribuir com o fortalecimento dos padrões de conduta ética nos negócios, de boas práticas de governança corporativa e com o incremento de programas e ações de responsabilidade social por empresas e profissionais. Dessa forma, eleva o reconhecimento do nível do empresariado fluminense na sociedade. O Presidente da ACRJ, José Luiz Alquéres, deu posse ao novo presidente do Conselho Empresarial, que em seguida entregou os diplomas de admissão aos novos membros do colegiado. O evento teve a participação de Professor Haroldo Mattos Lemos, presidente do Instituto Brasil-PNUMA e presidente do Conselho Empresarial de Meio Ambiente e Desenvolvimento da ACRJ

19 avaliaçãodo balançosocial contábeisesociais 1informações Receita Líquida: 31/12/ /12/ , , Transparência A Organização elabora Demonstrações Contábeis para divulgação externa? (Prestação de contas a sociedade) A Organização faz Balanço Social ou Relatório Social para divulgação externa? SIM SIM 1.2 Indicadores de Investimento ITEM Tecnologia e/ou Pesquisa e Desenvolvimento POSIÇÃO POSIÇÃO 31/12/ /12/ , , Valores Investidos em Recursos Humanos (Funcionários) ITEM Alimentação Encargos Sociais Previdência Privada Saúde Educação/Alfabetização Cultura/Esporte/Lazer Capacitação e Desenvolvimento Profissional Creches ou Auxílio-Creche Transporte Outros POSIÇÃO POSIÇÃO 31/12/ /12/ , , , , , , , , , ,53 0,00 0, , , , , , , , ,

20 avaliaçãodo balançosocial contábeisesociais 1informações continuação 1.4 Valores Investidos em Atividades Sociais Externas POSIÇÃO POSIÇÃO ITEM Educação /Alfabetização 0,00 Investimento na Cultura, Esporte e Lazer Combate à Fome e Segurança Alimentar e/ou Similar 31/12/2010 0,00 Filantropia (doações e investimentos sociais permanentes, voluntariado) 0,00 31/12/2009 0,00 0,00 0,00 0, ,00 Outros , , Divulgação Ambiental Investimento relativos à operação Outros programas ambientais SIM SIM 11 20

21 avaliaçãodo balançosocial 2 informaçõessobreocorpofuncional Nº de empregados(as) ao final do período Nº de estagiários(as) Nº de empregados(as) acima de 45 anos Nº de empregados com idade inferior a 18 anos Nº de mulheres Nº de negros(as) Nº de pessoas não alfabetizadas Nº de portadores(as) de necessidades especiais ITEM 31/12/ /12/ de de 3.1 Existe algum plano de incentivo/carreira NÃO Nº funcionários com remuneração superior a dois salários mínimos Nº de acidentes de trabalho 0 0 informaçõesrelevantes exercício cidadania 3.2 A organização adota uma política de participação nos lucros ou bônus NÃO 3.3 A organização estimula a Educação Fundamental, o Ensino Médio e Superior dos funcionários? SIM 3.4 A organização estimula a participação de empregados em programas voluntários? SIM 3.5 A opinião dos funcionários para a solução de problemas é ouvida? SIM 3.6 Reclamações e processos (Tabela) ITEM Número (ou valor) de Reclamações e Críticas de consumidores Número (ou valor) de Processos Trabalhistas Número (ou valor) de Processos/Infrações Ambientais POSIÇÃO 31/12/ POSIÇÃO 31/12/

22 avaliaçãodo balançosocial demonstraçãocontábeisconsolidadas BALANÇO PATRIMONIAL - R$ MIL CONSOLIDADO EMPRESA: PRECE PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR CNPJ MF: / A T I V O Exercício Exercício P A S S I V O Exercício Exercício DISPONÍVEL EXIGÍVEL OPERACIONAL Gestão Previdencial REALIZÁVEL Gestão Administrativa Gestão Previdencial Investimentos Gestão Administrativa Investimentos EXIGÍVEL CONTINGENCIAL Títulos Públicos Gestão Previdencial Créditos Privados e Depósitos Gestão Administrativa 37 0 Ações Investimentos 0 0 Fundos de Investimento Derivativos 0 (126) PATRIMÔNIO SOCIAL Investimentos Imobiliários Patrimônio de Cobertura do Plano Empréstimos Provisões Matemáticas Financiamentos Imobiliários 0 0 Benefícios Concedidos Outros Realizaveis Benefícios a Conceder (-) Provisões Matemáticas a Constituir ( ) ( ) PERMANENTE Equilíbrio Técnico ( ) Imobilizado Resultados Realizados ( ) Intangível Superávit Técnico Acumulado Diferido (-) Déficit Técnico Acumulado 0 ( ) Resultados a Realizar 0 0 GESTÃO ASSISTENCIAL 0 0 Fundos Fundos Previdenciais Fundos Administrativos Fundos dos Investimentos GESTÃO ASSISTENCIAL 0 0 TOTAL DO ATIVO TOTAL DO PASSIVO NELSON MARTINS PORTUGAL Diretor Presidente C.P.F.: EDSON REIS DA SILVA Diretor Financeiro C.P.F.: Luiz Carlos Rosa Goulart Contador CRC-RJ:

23 avaliaçãodo balançosocial demonstraçãoo mutação ativo da do líquido DMAL - consolidado valores expressos em milhões de reais D E S C R I Ç Ã O Exercício 2010 Exercício 2009 Variação (%) A) Ativo Líquido - início do exercício ,33 1. Adições (20,91) (+) Contribuições Previdenciais (3,98) (+) Resultado Positivo dos Investimentos - Gestão Previdencial (36,43) (+) Receitas Administrativas (5,20) (+) Resultado Positivo dos Investimentos - Gestão Administrativa ,85 (+) Reversão de Fundos - Gestão Administrativa ** 2. Destinações ( ) ( ) 4,89 (-) Benefícios ( ) ( ) 3,91 (-) Constituição de Contingências - Gestão Previdencial (10.055) (8.116) 23,89 (-) Despesas Administrativas (15.307) (13.570) 12,80 (-) Constituição de Contingências - Gestão Administrativa (146) 0 ** (-) Constituição de Fundos - Gestão Administrativa 0 (1.022) (100,00) 3. Acréscimo/Decréscimo no Ativo Líquido (1+2) (84,58) (+/-) Provisões Matemáticas ( ) (16.470,85) (+/-) Fundos Previdenciais (74) 91 (181,32) (+/-) Superávit (Déficit) Técnico do Exercício ,04 4. Operações Transitórias 0 0 0,00 B) Ativo Líquido - final do exercício (A+3+4) ,78 C) Fundos não previdenciais ,97 (+/-) Fundos Administrativos (25,47) (+/-) Fundos dos Investimentos ** NELSON MARTINS PORTUGAL Diretor Presidente C.P.F.: EDSON REIS DA SILVA Diretor Financeiro C.P.F.: Luiz Carlos Rosa Goulart Contador CRC-RJ:

24 avaliaçãodo balançosocial demonstraçãodoplanodegestão administrativoconsolidado - DPGA valores expressos em milhões de reais D E S C R I Ç Ã O Exercício Exercício Variação (%) A) Fundo Administrativo do Exercício Anterior ,66 1. Custeio de Gestão Administrativa (4,52) 1.1 Receitas (4,52) Custeio Administrativo da Gestão Previdencial ,18 Custeio Administrativo dos Investimentos (5,36) Taxa de Administração dos Empréstimos e Financiamentos (7,02) Receitas Diretas (48,60) Resultado Positivo dos Investimentos ,11 Outras Receitas (100,00) 2. Despesas Administrativas , Administração Previdencial ,60 Pessoal e Encargos ,31 Treinamentos / congressos e seminários ,72 Viagens e estadias ,29 Serviços de terceiros ,84 Despesas gerais (30,64) Depreciações e amortizações (1,57) Contingências 90 0 ** Outras despesas , Administração dos Investimentos ,40 Pessoal e encargos ,71 Treinamentos / congressos e seminários ,37 Viagens e estadia (18,03) Serviços de terceiros (6,65) Despesas Gerais ,11 Depreciações e amortizações ,02 Contingências 55 0 ** Outras Despesas ,29 3. Resultado Negativo dos Investimentos 0 0 0,00 4. Sobra/Insuficiência da Gestão Administrativa (1-2-3) (1.520) (248,87) 5. Constituição/ Reversão do Fundo Administrativo (4) (1.520) (248,87) 6. Operações Transitórias 0 0 0,00 B) Fundo Administrativo do Exercício Atual (A+5+6) (25,46) NELSON MARTINS PORTUGAL Diretor Presidente C.P.F.: EDSON REIS DA SILVA Diretor Financeiro C.P.F.: Luiz Carlos Rosa Goulart Contador CRC-RJ:

2 - Perfil. Missão. Visão. Princípios

2 - Perfil. Missão. Visão. Princípios Socioambiental PREVIDÊNCIA COM RESPONSABILIDADE SOCIOAMBIENTAL 2014 1 - Introdução Ao elaborar o Balanço Socioambiental, a PRECE tem o objetivo de organizar neste documento práticas que demonstrem a preocupação

Leia mais

Resolução CNPC Nº. 8 de 31 de outubro de 2011. (Publicado no D.O.U. Nº 241, de 16 de dezembro de 2011, seção I)

Resolução CNPC Nº. 8 de 31 de outubro de 2011. (Publicado no D.O.U. Nº 241, de 16 de dezembro de 2011, seção I) Resolução CNPC Nº. 8 de 31 de outubro de 2011. (Publicado no D.O.U. Nº 241, de 16 de dezembro de 2011, seção I) Dispõe sobre os procedimentos contábeis das entidades fechadas de previdência complementar,

Leia mais

MINISTÉRIO DA PREVIDÊNCIA SOCIAL Conselho de Gestão da Previdência Complementar RESOLUÇÃO CGPC Nº. 28, DE 26 DE JANEIRO DE 2009.

MINISTÉRIO DA PREVIDÊNCIA SOCIAL Conselho de Gestão da Previdência Complementar RESOLUÇÃO CGPC Nº. 28, DE 26 DE JANEIRO DE 2009. (DOU nº. 27, de 09 de fevereiro de 2009, Seção 1, páginas 44 a 49) MINISTÉRIO DA PREVIDÊNCIA SOCIAL Conselho de Gestão da Previdência Complementar RESOLUÇÃO CGPC Nº. 28, DE 26 DE JANEIRO DE 2009. Dispõe

Leia mais

NORMAS BRASILEIRAS DE CONTABILIDADE NBC TE ENTIDADE FECHADA DE PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR

NORMAS BRASILEIRAS DE CONTABILIDADE NBC TE ENTIDADE FECHADA DE PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR NORMAS BRASILEIRAS DE CONTABILIDADE NBC TE ENTIDADE FECHADA DE PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR DISPOSIÇÕES GERAIS 1. Esta norma estabelece critérios e procedimentos específicos para estruturação das demonstrações

Leia mais

ANEXO A PLANIFICAÇÃO CONTÁBIL PADRÃO

ANEXO A PLANIFICAÇÃO CONTÁBIL PADRÃO Plano de Contas Padrão, contendo alterações pela Instrução SPC nº 34/2009 ANEXO A PLANIFICAÇÃO CONTÁBIL PADRÃO I CARACTERÍSTICAS 1. O plano de contas é formado por codificação alfanumérica. 2. A parte

Leia mais

O CONSELHO FEDERAL DE CONTABILIDADE, no exercício de suas atribuições legais e regimentais,

O CONSELHO FEDERAL DE CONTABILIDADE, no exercício de suas atribuições legais e regimentais, A Resolução CFC n.º 1.329/11 alterou a sigla e a numeração desta Norma de NBC TE 11 para ITG 2001 e de outras normas citadas: de NBC T 19.27 para NBC TG 26; de NBC T 1 para NBC TG ESTRUTURA CONCEITUAL.

Leia mais

BALANÇO SOCIAL RELATÓRIO ANUAL 2014

BALANÇO SOCIAL RELATÓRIO ANUAL 2014 BALANÇO SOCIAL RELATÓRIO ANUAL 2014 BALANÇO SOCIAL PETROS 2014 Modelo para Entidades Fechadas de Previdência Complementar padrão ibase Nome da instituição: Fundação Petrobras de Seguridade Social Petros

Leia mais

Demonstrações Financeiras. SOCIEDADE CIVIL FGV DE PREVIDÊNCIA PRIVADA (Em milhares) Exercícios findos em 31 de dezembro de 2002 e 2001

Demonstrações Financeiras. SOCIEDADE CIVIL FGV DE PREVIDÊNCIA PRIVADA (Em milhares) Exercícios findos em 31 de dezembro de 2002 e 2001 Demonstrações Financeiras SOCIEDADE CIVIL FGV DE PREVIDÊNCIA PRIVADA Exercícios findos em 31 de dezembro de 2002 e 2001 DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS Índice Balanço Patrimonial... Quadro 1 Demonstração do

Leia mais

Demonstração do Ativo Líquido por Plano de Benefícios - PBS Telesp Celular Exercício: 2013 e 2012 - dezembro - R$ Mil

Demonstração do Ativo Líquido por Plano de Benefícios - PBS Telesp Celular Exercício: 2013 e 2012 - dezembro - R$ Mil Demonstração do Ativo Líquido por Plano de Benefícios PBS Telesp Celular Exercício: 203 e 202 dezembro R$ Mil Descrição 203 202 Variação (%) Relatório Anual 203 Visão Prev. Ativos Disponível Recebível

Leia mais

Demonstração do Ativo Líquido por Plano de Benefícios - Visão Telest Celular

Demonstração do Ativo Líquido por Plano de Benefícios - Visão Telest Celular Demonstração do Ativo Líquido por Plano de Benefícios Visão Telest Celular Exercício: 2013 e 2012 dezembro R$ Mil Descrição 2013 2012 Variação (%) Relatório Anual 2013 Visão Prev 1. Ativos Recebível Investimento

Leia mais

FUNDAÇÃO CHESF DE ASSISTÊNCIA E SEGURIDADE SOCIAL FACHESF

FUNDAÇÃO CHESF DE ASSISTÊNCIA E SEGURIDADE SOCIAL FACHESF FUNDAÇÃO CHESF DE ASSISTÊNCIA E SEGURIDADE SOCIAL FACHESF DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS E NOTAS EXPLICATIVAS 2010 SOBRE OS PLANOS DE BENEFÍCIOS PREVIDENCIÁRIOS E DE GESTÃO ADMINISTRATIVA CNPJ Nº 42.160.192/0001-43

Leia mais

Previdência no Brasil. Regime de Previdência Complementar. Regimes Próprios dos Servidores Públicos. Regime Geral de Previdência Social

Previdência no Brasil. Regime de Previdência Complementar. Regimes Próprios dos Servidores Públicos. Regime Geral de Previdência Social As Entidades Fechadas de participantes desta pesquisa, conhecidas como Fundos de Pensão, fazem parte do Sistema de. Os Fundos de Pensão desenvolveram-se e modernizaram-se ao longo dos últimos anos graças

Leia mais

Principais Destaques

Principais Destaques Aumento do Patrimônio Atingimento da Meta Atuarial Principais Destaques 1. Perfil Institucional A Fundação CAGECE de Previdência Complementar CAGEPREV, criada através da Lei Estadual nº 13.313, de 30 de

Leia mais

Balanço Social 2010/2009

Balanço Social 2010/2009 Balanço Social 2010/2009 APRESENTAÇÃO Fundada em 1954, a Confederação Brasileira de Voleibol representa a entidade máxima do voleibol no país. A instituição é filiada ao Comitê Olímpico Brasileiro (COB)

Leia mais

BALANÇO PATRIMONIAL CRECHE COMUNITARIA CRIANÇA ESPERANÇA CNPJ:

BALANÇO PATRIMONIAL CRECHE COMUNITARIA CRIANÇA ESPERANÇA CNPJ: Folha 53 BALANÇO PATRIMONIAL CRECHE COMUNITARIA CRIANÇA ESPERANÇA Demontrações Contabeis em 31 de Dezembro de 2009 2008 CRECHE COMUNITARIA CRIANÇA ESPERANÇA Demontrações Contabeis em 31 de Dezembro de

Leia mais

PRS - Programa de Responsabilidade Social do Crea-RS

PRS - Programa de Responsabilidade Social do Crea-RS PRS - Programa de Responsabilidade Social do Crea-RS Gestão de Administração e Finanças Gerência de Desenvolvimento Humano e Responsabilidade Social Junho/2014 Desenvolvimento Sustentável Social Econômico

Leia mais

CNPJ: 17.543.402/0001-35 DEMONSTRAÇÃO DA MUTAÇÃO DO PATRIMÔNIO LÍQUIDO

CNPJ: 17.543.402/0001-35 DEMONSTRAÇÃO DA MUTAÇÃO DO PATRIMÔNIO LÍQUIDO Rio de Janeiro, 13 de Maio de 2015. DT-P 15-022. CONTÉM: PARECER DOS AUDITORES INDEPENDENTES BALANÇO PATRIMONIAL DEMONSTRAÇÃO DO RESULTADO DEMONSTRAÇÃO DA MUTAÇÃO DO PATRIMÔNIO LÍQUIDO DEMONSTRAÇÃO DE

Leia mais

Mensagem da Diretoria 3. Fatos Relevantes 4. Balanço Patrimonial Consolidado 6. Demonstração da Mutação do Patrimônio Social 7

Mensagem da Diretoria 3. Fatos Relevantes 4. Balanço Patrimonial Consolidado 6. Demonstração da Mutação do Patrimônio Social 7 Índice Mensagem da Diretoria 3 Fatos Relevantes 4 Balanço Patrimonial Consolidado 6 Demonstração da Mutação do Patrimônio Social 7 Demonstração do Plano de Gestão Administrativa Consolidado 8 Relatório

Leia mais

Pro-Bem Assessoria e Gestão Criança

Pro-Bem Assessoria e Gestão Criança Pro-Bem Assessoria e Gestão Criança Notas Explicativas às Demonstrações Financeiras Exercício findo em 31 de dezembro de 2014 (Em Reais) 1 CONTEXTO OPERACIONAL A Pró-Bem é pessoa jurídica de direito privado,

Leia mais

BEM-VINDO AO BALANÇO SOCIAL 2009. TEMOS A SATISFAÇÃO DE MOSTRAR A VOCÊ NOSSAS AÇÕES SÓCIO-AMBIENTAIS E SEUS RESULTADOS NO ÚLTIMO ANO.

BEM-VINDO AO BALANÇO SOCIAL 2009. TEMOS A SATISFAÇÃO DE MOSTRAR A VOCÊ NOSSAS AÇÕES SÓCIO-AMBIENTAIS E SEUS RESULTADOS NO ÚLTIMO ANO. 29 Balanço Social BEMVINDO AO BALANÇO SOCIAL 29. TEMOS A SATISFAÇÃO DE MOSTRAR A VOCÊ NOSSAS AÇÕES SÓCIOAMBIENTAIS E SEUS RESULTADOS NO ÚLTIMO ANO. Aproveitamos para compartilhar a notícia de que pelo

Leia mais

BALANÇO PATRIMONIAL CRECHE LAR DAS CRIANÇAS SSVP CNPJ:

BALANÇO PATRIMONIAL CRECHE LAR DAS CRIANÇAS SSVP CNPJ: Folha 51 BALANÇO PATRIMONIAL CRECHE LAR DAS CRIANÇAS SSVP CNPJ: 19.714.203/000178 Demontrações Contabeis em 31 de Dezembro de 2009 2008 CRECHE LAR DAS CRIANÇAS SSVP CNPJ: 19.714.203/000178 Demontrações

Leia mais

Demonstração do Ativo Líquido por Plano de Benefícios - Visão Multi

Demonstração do Ativo Líquido por Plano de Benefícios - Visão Multi Demonstração do Ativo Líquido por Plano de Benefícios Visão Multi Exercício: 013 e 01 dezembro R$ Mil Descrição 013 01 Variação (%) Relatório Anual 013 Visão Prev 1. Ativos Recebível Investimento Ações

Leia mais

DEMONSTRAÇÃO ATUARIAL

DEMONSTRAÇÃO ATUARIAL ENTIDADE: [01.225.861/0001-30] REGIUS SOCIEDADE CIVIL DE PREVIDENCIA PRIVADA PLANO DE BENEFÍCIOS: MOTIVO: DATA DA AVALIAÇÃO: [2012.0017-18] PB CD-02 ENCERRAMENTO DE EXERCÍCIO 31/12/2014 Atuário Responsável

Leia mais

FUNDAÇÃO EDUCACIONAL REGIONAL JARAGUAENSE - FERJ BALANÇOS PATRIMONIAIS EM 31 DE DEZEMBRO DE Valores expressos em Reais. ATIVO Notas 2010 2009

FUNDAÇÃO EDUCACIONAL REGIONAL JARAGUAENSE - FERJ BALANÇOS PATRIMONIAIS EM 31 DE DEZEMBRO DE Valores expressos em Reais. ATIVO Notas 2010 2009 BALANÇOS PATRIMONIAIS EM 31 DE DEZEMBRO DE ATIVO Notas 2010 2009 CIRCULANTE Caixa e bancos 422.947 20.723 Contas a receber 4 698.224 903.098 Outras contas a receber 5 3.304.465 121.908 Estoques 14.070

Leia mais

BALANÇO PATRIMONIAL MISSAO AMOR CNPJ:

BALANÇO PATRIMONIAL MISSAO AMOR CNPJ: Folha 20 BALANÇO PATRIMONIAL MISSAO AMOR Demontrações Contabeis em 31 de Dezembro de 2009 2008 MISSAO AMOR Demontrações Contabeis em 31 de Dezembro de (Valores expressos em milhares de reais) 2009 2008

Leia mais

APRESENTAÇÃO FGV APRESENTAÇÃO TRECSSON BUSINESS

APRESENTAÇÃO FGV APRESENTAÇÃO TRECSSON BUSINESS APRESENTAÇÃO FGV Criado em 1999, o FGV Management é o Programa de Educação Executiva Presencial da Fundação Getulio Vargas, desenvolvido para atender a demanda do mercado por cursos de qualidade, com tradição

Leia mais

BALANÇO PATRIMONIAL CRECHE LAR DOS INOCENTES CNPJ:

BALANÇO PATRIMONIAL CRECHE LAR DOS INOCENTES CNPJ: Folha 47 BALANÇO PATRIMONIAL CRECHE LAR DOS INOCENTES Demontrações Contabeis em 31 de Dezembro de 2009 2008 CRECHE LAR DOS INOCENTES Demontrações Contabeis em 31 de Dezembro de (Valores expressos em milhares

Leia mais

Balancete. Consolidado. Facopac - Sociedade Previdencia Privada C.N.P.J.: 71.562.656/0001-46. Maio/2013

Balancete. Consolidado. Facopac - Sociedade Previdencia Privada C.N.P.J.: 71.562.656/0001-46. Maio/2013 1 ATIVO 110.659.714,85 D 11.382.915,50 12.144.413,81 109.898.216,54 D 1.1 DISPONÍVEL 676.336,92 D 5.039.632,26 5.650.035,90 65.933,28 D 1.1.1 IMEDIATO 676.336,92 D 5.039.632,26 5.650.035,90 65.933,28 D

Leia mais

Demonstração do Ativo Líquido por Plano de Benefícios - Vivo Prev

Demonstração do Ativo Líquido por Plano de Benefícios - Vivo Prev Demonstração do Ativo Líquido por Plano de Benefícios Vivo Prev Exercício: 2013 e 2012 dezembro R$ Mil Descrição 2013 2012 Variação (%) Relatório Anual 2013 Visão Prev 1. Ativos Disponível Recebível Investimento

Leia mais

Demonstrações Contábeis referente ao exercício findo em 31 de Dezembro de 2005 e Parecer dos Auditores Independentes

Demonstrações Contábeis referente ao exercício findo em 31 de Dezembro de 2005 e Parecer dos Auditores Independentes CENTRO ESPÍRITA NOSSO LAR CASAS ANDRÉ LUIZ CNPJ 62.220.637/0001-40 RELATÓRIO DA ADMINISTRAÇÃO Senhores membros do Conselho Deliberativo e do Conselho Fiscal: o Conselho Diretor submete à apreciação de

Leia mais

Balancete. Consolidado. Facopac - Sociedade Previdencia Privada C.N.P.J.: 71.562.656/0001-46. Maio/2012

Balancete. Consolidado. Facopac - Sociedade Previdencia Privada C.N.P.J.: 71.562.656/0001-46. Maio/2012 1 ATIVO 103.099.161,56 D 21.051.568,01 20.800.568,57 103.350.161,00 D 1.1 DISPONÍVEL 170.618,82 D 10.279.904,19 10.329.287,48 121.235,53 D 1.1.1 IMEDIATO 170.618,82 D 10.279.904,19 10.329.287,48 121.235,53

Leia mais

DEMONSTRAÇÃO ATUARIAL

DEMONSTRAÇÃO ATUARIAL ENTIDADE: [00.469.585/0001-93] FACEB - FUNDACAO DE PREVIDENCIA DOS EMPREGADOS DA CEB PLANO DE BENEFÍCIOS: MOTIVO: DATA DA AVALIAÇÃO: [2006.0068-11] CEBPREV ENCERRAMENTO DE EXERCÍCIO 31/12/2013 Atuário

Leia mais

Balancete Contábil Julho de 2014

Balancete Contábil Julho de 2014 Balancete Contábil Julho de 2014 CNPJ 06.025.140/0001-09 Balancete Consolidado de 31 de Julho de 2014 ATIVO PASSIVO DISPONÍVEL 78 EXIGÍVEL OPERACIONAL 701 Caixa - Gestão Previdencial 442 Bancos c/movimento

Leia mais

Balancete. Consolidado. Facopac - Sociedade Previdencia Privada C.N.P.J.: 71.562.656/0001-46. Fevereiro/2013

Balancete. Consolidado. Facopac - Sociedade Previdencia Privada C.N.P.J.: 71.562.656/0001-46. Fevereiro/2013 1 ATIVO 115.678.223,34 D 40.374.433,45 40.033.273,64 116.019.383,15 D 1.1 DISPONÍVEL 101.250,59 D 19.093.776,18 19.079.771,98 115.254,79 D 1.1.1 IMEDIATO 101.250,59 D 19.093.776,18 19.079.771,98 115.254,79

Leia mais

Questionário para Instituidoras

Questionário para Instituidoras Parte 1 - Identificação da Instituidora Base: Quando não houver orientação em contrário, a data-base é 31 de Dezembro, 2007. Dados Gerais Nome da instituidora: CNPJ: Endereço da sede: Cidade: Estado: Site:

Leia mais

2015 Ministério da Previdência Social Superintendência Nacional de Previdência Complementar

2015 Ministério da Previdência Social Superintendência Nacional de Previdência Complementar Superintendência Nacional de Previdência Complementar Previc Estatística Trimestral Março 2015 Previc Março de 2015 2 2015 Ministério da Previdência Social Superintendência Nacional de Previdência Complementar

Leia mais

Instruções para o Questionário Online

Instruções para o Questionário Online Instruções para o Questionário Online Este é um pequeno guia para o preenchimento do questionário de Monitor de Cooperativas Mundial. O questionário está disponível em www.euricse.eu/en/worldcooperativemonitor

Leia mais

SIND.TRAB.EM.EMPR.PLAN.DES.URBANO-SINCOHAB C.N.P.J: 66.661.372/0001-77 BALANÇO PATRIMONIAL ENCERRADO EM 31/12/2014

SIND.TRAB.EM.EMPR.PLAN.DES.URBANO-SINCOHAB C.N.P.J: 66.661.372/0001-77 BALANÇO PATRIMONIAL ENCERRADO EM 31/12/2014 SIND.TRAB.EM.EMPR.PLAN.DES.URBANO-SINCOHAB C.N.P.J: 66.661.372/0001-77 BALANÇO PATRIMONIAL ENCERRADO EM 31/12/2014 CONTAS DO ATIVO DE 2014 DE 2013 Fls.: 051 DE 2012 CIRCULANTE DISPONÍVEL 6.204,56 6.866,64

Leia mais

RELATÓRIO DA GESTÃO 2014

RELATÓRIO DA GESTÃO 2014 1 Senhores Associados: RELATÓRIO DA GESTÃO 2014 Temos a satisfação de apresentar o Relatório da Gestão e as Demonstrações Contábeis da CREDICOAMO Crédito Rural Cooperativa, relativas às atividades desenvolvidas

Leia mais

Balancete. Consolidado. Facopac - Sociedade Previdencia Privada C.N.P.J.: 71.562.656/0001-46. Junho/2015

Balancete. Consolidado. Facopac - Sociedade Previdencia Privada C.N.P.J.: 71.562.656/0001-46. Junho/2015 1 ATIVO 135.948.021,65 D 7.972.075,13 7.101.821,40 136.818.275,38 D 1.1 DISPONÍVEL 112.965,02 D 3.486.006,70 3.402.114,43 196.857,29 D 1.1.1 IMEDIATO 112.965,02 D 3.486.006,70 3.402.114,43 196.857,29 D

Leia mais

Balancete Contábil Outubro de 2013

Balancete Contábil Outubro de 2013 Balancete Contábil Outubro de 2013 CNPJ 06.025.140/0001-09 Balancete Consolidado de 31 de outubro de 2013 ATIVO PASSIVO DISPONÍVEL 54 EXIGÍVEL OPERACIONAL 423 Caixa - Gestão Previdencial 185 Bancos c/movimento

Leia mais

Balancete. Consolidado. Facopac - Sociedade Previdencia Privada C.N.P.J.: 71.562.656/0001-46. Julho/2015

Balancete. Consolidado. Facopac - Sociedade Previdencia Privada C.N.P.J.: 71.562.656/0001-46. Julho/2015 1 ATIVO 136.818.275,38 D 11.173.181,50 9.398.611,67 138.592.845,21 D 1.1 DISPONÍVEL 196.857,29 D 4.296.773,25 4.309.777,52 183.853,02 D 1.1.1 IMEDIATO 196.857,29 D 4.296.773,25 4.309.777,52 183.853,02

Leia mais

2015 Ministério da Previdência Social Superintendência Nacional de Previdência Complementar

2015 Ministério da Previdência Social Superintendência Nacional de Previdência Complementar Superintendência Nacional de Previdência Complementar Previc Estatística Trimestral Junho 2015 Previc Junho de 2015 2 2015 Ministério da Previdência Social Superintendência Nacional de Previdência Complementar

Leia mais

Demonstrações Contábeis

Demonstrações Contábeis Demonstrações Contábeis Exercícios findos em 31 de dezembro de 2014 e 2013 Fundação Sabesp de Seguridade Social SABESPREV CNPJ 65.471.914/0001-86 Alameda Santos, 1827 14 º andar CEP 01419.909 Cerqueira

Leia mais

demonstração da Mutação do ativo Líquido

demonstração da Mutação do ativo Líquido Período: dezembro de 2010 R$ mil demonstração da Mutação do ativo Líquido Visão ATelecom Descrição 2010 A) Ativo Líquido - Início do Exercício 2.207 1. Adições 4.979 (+) Contribuições 4.727 (+) Resultado

Leia mais

Relatório Anual de Informações 2013. Prevhab - Previdência Complementar. Relatório Anual

Relatório Anual de Informações 2013. Prevhab - Previdência Complementar. Relatório Anual Relatório Anual de Informações 2013 Prevhab - Previdência Complementar Relatório Anual 2013 1 Prevhab - Previdência Complementar Relatório Anual de Informações 2013 Índice 06 04 03 Balanço Patrimonial

Leia mais

PRS - Programa de Responsabilidade Social do Crea-RS. Gestão de Administração e Finanças Gerência de Gestão de Pessoas

PRS - Programa de Responsabilidade Social do Crea-RS. Gestão de Administração e Finanças Gerência de Gestão de Pessoas PRS - Programa de Responsabilidade Social do Crea-RS Gestão de Administração e Finanças Gerência de Gestão de Pessoas Desenvolvimento Sustentável Social Econômico Ambiental Lucro Financeiro Resultado Social

Leia mais

Demonstrações financeiras em 31 de dezembro de 2005 e 2004

Demonstrações financeiras em 31 de dezembro de 2005 e 2004 ABCD Instituto Consulado da Mulher Demonstrações financeiras em 31 de dezembro de 2005 e 2004 ABCD Instituto Consulado da Mulher Demonstrações financeiras em 31 de dezembro de 2005 e 2004 Conteúdo Parecer

Leia mais

UNIFEMM SOLIDÁRIO 2015 Um trabalho de Equipes

UNIFEMM SOLIDÁRIO 2015 Um trabalho de Equipes UNIFEMM SOLIDÁRIO 2015 Um trabalho de Equipes 1 INTRODUÇÃO O Projeto UNIFEMM Solidário surgiu no ano de 2013 da vontade dos alunos do 10º período de Direito em querer deixar sua marca no Centro Universitário.

Leia mais

Controle Interno se refere a procedimentos de organização adotados como planos permanentes da entidade.

Controle Interno se refere a procedimentos de organização adotados como planos permanentes da entidade. Julio Cesar Medeiros Pasqualeto Contador, com 27 de experiência. Pós Graduado em Finanças pela FGV /RJ e Mestrando em Controladoria/Finanças pela Unisinos/RS. Membro CTNC ABRAPP e ANCEP, Membro do Conselho

Leia mais

Instituto Lina Galvani

Instituto Lina Galvani Balanços patrimoniais Em milhares de reais Ativo 31 de dezembro de 2011 31 de dezembro de 2010 Passivo e patrimônio social 31 de dezembro de 2011 31 de dezembro de 2010 Circulante Circulante Caixa e equivalentes

Leia mais

DEMONSTRAÇÃO ATUARIAL

DEMONSTRAÇÃO ATUARIAL ENTIDADE: [08.071.645/0001-27] CIASPREV - CENTRO DE INTEGRACAO E ASSISTENCIA AOS SERVIDORES PUBLICOS PREVIDENCIA PRIVADA PLANO DE BENEFÍCIOS: MOTIVO: DATA DA AVALIAÇÃO: [2005.0049-11] PREVINA ENCERRAMENTO

Leia mais

BDMG. Semana Mineira de Redução de Resíduos. Instrumentos Financeiros para Redução de Resíduos

BDMG. Semana Mineira de Redução de Resíduos. Instrumentos Financeiros para Redução de Resíduos BDMG Semana Mineira de Redução de Resíduos Instrumentos Financeiros para Redução de Resíduos Novembro de 2010 BDMG Desenvolvimento, inclusão social e sustentabilidade Perfil do BDMG Fundação: Lei Estadual

Leia mais

ASSOCIAÇÃO DE AMIGOS DO JARDIM BOTÂNICO DO RIO DE JANEIRO

ASSOCIAÇÃO DE AMIGOS DO JARDIM BOTÂNICO DO RIO DE JANEIRO ASSOCIAÇÃO DE AMIGOS DO JARDIM BOTÂNICO DO RIO DE JANEIRO DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2014 E 2013 ASSOCIAÇÃO DE AMIGOS DO JARDIM BOTÂNICO DO RIO DE JANEIRO Demonstrações Contábeis Em 31

Leia mais

FUNCASAL EM NÚMEROS SETEMBRO / 2011

FUNCASAL EM NÚMEROS SETEMBRO / 2011 FUNCASAL EM NÚMEROS SETEMBRO / 2011 DEFINIÇÕES ESTATUTO: Art. 1º -A Fundação CASAL de Seguridade Social FUNCASAL, instituída pela Companhia de Saneamento de Alagoas CASAL, é pessoa jurídica de Direito

Leia mais

MBA EM GESTÃO FINANCEIRA: CONTROLADORIA E AUDITORIA Curso de Especialização Pós-Graduação lato sensu

MBA EM GESTÃO FINANCEIRA: CONTROLADORIA E AUDITORIA Curso de Especialização Pós-Graduação lato sensu MBA EM GESTÃO FINANCEIRA: CONTROLADORIA E AUDITORIA Curso de Especialização Pós-Graduação lato sensu Coordenação Acadêmica: Prof. José Carlos Abreu, Dr. 1 OBJETIVO: Objetivos Gerais: Atualizar e aprofundar

Leia mais

NORMAS BRASILEIRAS DE CONTABILIDADE ITG 2002 ENTIDADE SEM FINALIDADE DE LUCROS

NORMAS BRASILEIRAS DE CONTABILIDADE ITG 2002 ENTIDADE SEM FINALIDADE DE LUCROS NORMAS BRASILEIRAS DE CONTABILIDADE ITG 2002 ENTIDADE SEM FINALIDADE DE LUCROS Índice Item CONTETO 1 6 ALCANCE 7 8 RECONHECIMENTO 9 10 REGISTROS CONTÁBEIS 11 22 DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS 23 25 CONTAS DE

Leia mais

Ramo de atividade: 2 - Indicadores de Corpo Funcional Cooperado(as)Empregado(as) Nº Total Cooperado(as)Empregado(as) Nº Total

Ramo de atividade: 2 - Indicadores de Corpo Funcional Cooperado(as)Empregado(as) Nº Total Cooperado(as)Empregado(as) Nº Total Balanço Social 2 Unimed Brasil Balanço Social Parcial - Identificação Nome da cooperativa: UNIMED SÃO JOSÉ DOS CAMPOS Ramo de atividade: Saúde Atuação da cooperativa: Local CNPJ: 6.24.57/- 5 Tempo de existência:

Leia mais

Congresso Pernambucano de Municípios

Congresso Pernambucano de Municípios Congresso Pernambucano de Municípios O desenvolvimento dos municípios sustenta o crescimento do Brasil. José Coimbra Patriota Filho Presidente da Amupe RPPS: Sustentabilidade e Compensação Previdenciária

Leia mais

DEMONSTRAÇÃO ATUARIAL

DEMONSTRAÇÃO ATUARIAL ENTIDADE: [07.083.033/0001-91] CABEC-CAIXA DE PREVIDENCIA PRIVADA DO BEC PLANO DE BENEFÍCIOS: MOTIVO: DATA DA AVALIAÇÃO: [1979.0019-11] BD ENCERRAMENTO DE EXERCÍCIO 31/12/2011 Atuário Responsável VICENTE

Leia mais

FUNDO DE PENSÃO MULTIPATROCINADO DA ORDEM DOS AVOGADOS DO BRASIL, SEÇÃO DO PARANÁ E DA CAIXA DE ASSISTÊNCIA DOS ADVOGADOS DO PARANÁ OABPREV-PR

FUNDO DE PENSÃO MULTIPATROCINADO DA ORDEM DOS AVOGADOS DO BRASIL, SEÇÃO DO PARANÁ E DA CAIXA DE ASSISTÊNCIA DOS ADVOGADOS DO PARANÁ OABPREV-PR FUNDO DE PENSÃO MULTIPATROCINADO DA ORDEM DOS AVOGADOS DO BRASIL, SEÇÃO DO PARANÁ E DA CAIXA DE ASSISTÊNCIA DOS ADVOGADOS DO PARANÁ OABPREV-PR DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS REFERENTES AOS EXERCÍCIOS FINDOS

Leia mais

SALÁRIOS 5.316,00 ENCARGOS SOCIAIS 4.477,37 OBRIGAÇÕES FISCAIS 1.866,12 IMPOSTOS 1.368,44 CONTRIBUIÇÕES 497,68

SALÁRIOS 5.316,00 ENCARGOS SOCIAIS 4.477,37 OBRIGAÇÕES FISCAIS 1.866,12 IMPOSTOS 1.368,44 CONTRIBUIÇÕES 497,68 Balanço Financeiro 1º semestre 2008 Balanço Patrimonial Demonstrações Contábeis Balanço Exercício encerrado em 31 de Julho de 2008 (Em Reais) ATIVO ATIVO 358.372,70 ATIVO CIRCULANTE 337.721,17 DISPONÍVEL

Leia mais

DEMONSTRAÇÃO ATUARIAL ENTIDADE: ELETRA

DEMONSTRAÇÃO ATUARIAL ENTIDADE: ELETRA DA transmitida à Previc em 27/03/2013 às 11:08:58 Número do protocolo: 005549 INFORMAÇÕES CADASTRAIS ENTIDADE Código: 0134-5 CNPJ: 02.884.385/0001-22 Sigla: ELETRA Razão Social: ELETRA FUNDACAO CELG DE

Leia mais

APAE - ASSOCIAÇÃO DE PAIS E AMIGOS DOS EXCEPCIONAIS DE DIADEMA Demonstrações financeiras de 2013 comparativo 2012 BALANÇO PATRIMONIAL

APAE - ASSOCIAÇÃO DE PAIS E AMIGOS DOS EXCEPCIONAIS DE DIADEMA Demonstrações financeiras de 2013 comparativo 2012 BALANÇO PATRIMONIAL BALANÇO PATRIMONIAL A T I V O 2013 2012 ATIVO CIRCULANTE 500.580 566.437 DISPONIBILIDADES 477.026 544.078 Caixa e Bancos Recursos Livres - Assistência Social 6.774 23.649 Bancos Recursos Terceiros - Assistência

Leia mais

DEMONSTRAÇÃO ATUARIAL

DEMONSTRAÇÃO ATUARIAL ENTIDADE: [10.530.382/0001-19] FUNDO DE PREVIDENCIA COMPLEMENTAR DA ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DO ESTADO DE PERNAMBUCO-ALEPEPREV PLANO DE BENEFÍCIOS: MOTIVO: DATA DA AVALIAÇÃO: [2008.0048-56] ALEPEPREV ENCERRAMENTO

Leia mais

DEMONSTRAÇÃO ATUARIAL

DEMONSTRAÇÃO ATUARIAL [29.959.574/0001-73] FUNDACAO DE PREVIDENCIA DOS SERVIDORES DO IRB PLANO DE BENEFÍCIOS: MOTIVO: DATA DA AVALIAÇÃO: TIPO: RETIFICADORA: [1977.0001-18] PLANO A ENCERRAMENTO DE EXERCÍCIO 31/12/2012 COMPLETA

Leia mais

RELATÓRIO DE ACOMPANHAMENTO DAS AÇÕES DO PVCC

RELATÓRIO DE ACOMPANHAMENTO DAS AÇÕES DO PVCC ESTADO: GOIÁS COORDENADOR: HENRIQUE RICARDO BATISTA PERÍODO DO RELATÓRIO: Ano de 20 RELATÓRIO DE ACOMPANHAMENTO DAS AÇÕES DO PVCC ATIVIDADE DATA N o DE HORAS LOCAL (Município) OBJETIVO N o PART RESULTADO/

Leia mais

ENTIDADE DADOS DOS PLANOS 1- SIGLA: FUSESC 2- CÓDIGO: 00552 3- RAZÃO SOCIAL: FUNDACAO CODESC DE SEGURIDADE SOCIAL 4- NÚMERO DE PLANOS: 3

ENTIDADE DADOS DOS PLANOS 1- SIGLA: FUSESC 2- CÓDIGO: 00552 3- RAZÃO SOCIAL: FUNDACAO CODESC DE SEGURIDADE SOCIAL 4- NÚMERO DE PLANOS: 3 FOLHA DE ENCAMINHAMENTO DO 1 ENTIDADE 4- NÚMERO DE PLANOS: 3 5- PLANOS 6- APROVAÇÃO 7- INÍCIO 20.020.006-38 - PLANO DE BENEFÍCIOS MULTIFUTURO I 12- OBSERVAÇÕES: ENTIDADE DADOS DOS PLANOS 8- ÚLTIMA ALTERAÇÃO

Leia mais

Resultados 1T07 10 de maio de 2007

Resultados 1T07 10 de maio de 2007 PUBLICIDADE CAIXA CRESCEU 102% BASE DE ASSINANTES BANDA LARGA CRESCEU 32% São Paulo, O UOL (BOVESPA: UOLL4) anuncia hoje os resultados do 1T07. As demonstrações financeiras da Companhia são elaboradas

Leia mais

Sumário 1 APRESENTAÇÃO... 3 2 VOCÊ SABE COMO FUNCIONA UMA COOPERATIVA DE CRÉDITO?... 3 3 COOPERATIVISMO... 3 4 COOPERATIVA DE CRÉDITO...

Sumário 1 APRESENTAÇÃO... 3 2 VOCÊ SABE COMO FUNCIONA UMA COOPERATIVA DE CRÉDITO?... 3 3 COOPERATIVISMO... 3 4 COOPERATIVA DE CRÉDITO... Manual do Cooperado Sumário 1 APRESENTAÇÃO... 3 2 VOCÊ SABE COMO FUNCIONA UMA COOPERATIVA DE CRÉDITO?... 3 3 COOPERATIVISMO... 3 4 COOPERATIVA DE CRÉDITO... 3 5 COOPERHIDRO... 3 6 RECONHECIMENTO PARA FUNCIONAMENTO...

Leia mais

Fundação Previdenciária IBM. Resumo Relatório Anual 2013 PLANO DE BENEFÍCIOS DA IBM BRASIL. 1 Relatório Anual - IBM

Fundação Previdenciária IBM. Resumo Relatório Anual 2013 PLANO DE BENEFÍCIOS DA IBM BRASIL. 1 Relatório Anual - IBM Fundação Previdenciária IBM Resumo Relatório Anual 2013 PLANO DE BENEFÍCIOS DA IBM BRASIL 1 VIVER O PRESENTE, DE OLHO NO FUTURO Caro participante, Muitos dizem que é melhor viver intensamente o presente

Leia mais

Balancete Contábil Dezembro de 2012

Balancete Contábil Dezembro de 2012 Balancete Contábil Dezembro de 2012 CAGEPREV - FUNDAÇÃO CAGECE DE PREVIDENCIA COMPLEMENTAR DISPONIVEL 7.619 EXIGIVEL OPERACIONAL 315.366 Caixa 97 Gestão Previdencial 116.641 Banco c/movimento 7.523 Gestão

Leia mais

GLOSSÁRIO DE TERMOS TÉCNICOS DA PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR

GLOSSÁRIO DE TERMOS TÉCNICOS DA PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR GLOSSÁRIO DE TERMOS TÉCNICOS DA PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR PREVINORTE O presente Glossário tem por objetivo transmitir uma noção do significado de palavras e expressões usadas no segmento de Previdência

Leia mais

BALANÇO PATRIMONIAL. Ano 2011 LABUTO CONTABILIDADE

BALANÇO PATRIMONIAL. Ano 2011 LABUTO CONTABILIDADE BALANÇO PATRIMONIAL Ano 2011 LABUTO CONTABILIDADE Balanço Patrimonial 'eríodo : 14/01/2011 a 31/12/2011 MTVO ATJl'0 CIRCULANTE DISPONIBILIDADES BANCOS CONTA MOVIMENTO Banco HSBC S/A - Ag. 0352-00668-09

Leia mais

Demonstrações Financeiras. Confederação Brasileira de Remo. em 31 de dezembro de 2012. Com relatório dos Auditores Independentes

Demonstrações Financeiras. Confederação Brasileira de Remo. em 31 de dezembro de 2012. Com relatório dos Auditores Independentes Demonstrações Financeiras Confederação Brasileira de Remo em 31 de dezembro de 2012. Com relatório dos Auditores Independentes sobre as Demonstrações Financeiras ÍNDICE I. Relatório dos Auditores Independentes

Leia mais

GLOSSÁRIO TERMOS UTILIZADOS PARA FUNDOS DE PENSÃO. ABRAPP. Associação Brasileira das Entidades Fechadas de Previdência

GLOSSÁRIO TERMOS UTILIZADOS PARA FUNDOS DE PENSÃO. ABRAPP. Associação Brasileira das Entidades Fechadas de Previdência GLOSSÁRIO ABRAPP. Associação Brasileira das Entidades Fechadas de Previdência Complementar. ASSISTIDOS. Participante ou Beneficiário(s) em gozo de benefício. ATUÁRIO. Profissional técnico especializado,

Leia mais

Gerdau S.A. e Metalúrgica Gerdau S.A. Em 31 de dezembro de 2011 e 2010

Gerdau S.A. e Metalúrgica Gerdau S.A. Em 31 de dezembro de 2011 e 2010 54 RELATÓRIO ANUAL GERDAU 2011 DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS RESUMIDAS Gerdau S.A. e Metalúrgica Gerdau S.A. Em 31 de dezembro de 2011 e 2010 GERDAU S.A. e empresas controladas BALANÇOS PATRIMONIAIS CONSOLIDADOS

Leia mais

GLOSSÁRIO DE TERMOS TÉCNICOS ATUARIAIS

GLOSSÁRIO DE TERMOS TÉCNICOS ATUARIAIS GLOSSÁRIO DE TERMOS TÉCNICOS ATUARIAIS A Abono Anual: Pagamento da 13ª (décima terceira) parcela anual do benefício de renda continuada. Abono de Natal: (v. Abono Anual). Administrador Especial: Pessoa

Leia mais

Curso na PREVHAB prepara para Certificação

Curso na PREVHAB prepara para Certificação Ano IX - Edição n 08 - Agosto 2010 2 3 Complemento do abono anual será pago em novembro Entenda o que é a certificação dos AETQ s 4 Prestações de Contas aprovadas pelo Conselho Fiscal Curso na PREVHAB

Leia mais

experiência Uma excelente alternativa em serviços de auditoria

experiência Uma excelente alternativa em serviços de auditoria experiência Uma excelente alternativa em serviços de auditoria A Íntegra é uma empresa de auditoria e consultoria, com 25 anos de experiência no mercado brasileiro. Cada serviço prestado nos diferentes

Leia mais

Bolsa de Valores de São Paulo - BOVESPA. Comunicação de Progresso - 2006

Bolsa de Valores de São Paulo - BOVESPA. Comunicação de Progresso - 2006 Bolsa de Valores de São Paulo - BOVESPA Comunicação de Progresso - 2006 Quem somos: Número de funcionários: 781 Número de empresas listadas: 391 Volume financeiro diário: R$ 2,4 bilhões Market Cap: R$

Leia mais

Net São José do Rio Preto Ltda. Laudo de avaliação do patrimônio líquido contábil em 30 de Setembro de 2009 para fins de incorporação

Net São José do Rio Preto Ltda. Laudo de avaliação do patrimônio líquido contábil em 30 de Setembro de 2009 para fins de incorporação Laudo de avaliação do patrimônio líquido contábil em 30 de Setembro de 2009 1. Globalconsulting Assessoria Contábil Ltda., empresa devidamente inscrita no Conselho Regional de Contabilidade de São Paulo

Leia mais

Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu MBA em Gestão Estratégica de Negócios

Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu MBA em Gestão Estratégica de Negócios Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu MBA em Gestão Estratégica de Negócios Apresentação O programa de Pós-graduação Lato Sensu em Gestão Estratégica de Negócios tem por objetivo desenvolver a

Leia mais

INEPAR S.A. INDÚSTRIA E CONSTRUÇÕES LAUDO DE AVALIAÇÃO DO PATRIMÔNIO LÍQUIDO CONTÁBIL

INEPAR S.A. INDÚSTRIA E CONSTRUÇÕES LAUDO DE AVALIAÇÃO DO PATRIMÔNIO LÍQUIDO CONTÁBIL INEPAR S.A. INDÚSTRIA E CONSTRUÇÕES LAUDO DE AVALIAÇÃO DO PATRIMÔNIO LÍQUIDO CONTÁBIL Data base 30/06/2011 Resumo Joinville (SC), 05 de setembro de 2011. Aos Diretores e Acionistas INEPAR S.A. INDÚSTRIA

Leia mais

DEMONSTRAÇÃO ATUARIAL

DEMONSTRAÇÃO ATUARIAL ENTIDADE: [02.884.385/0001-22] ELETRA FUNDACAO CELG DE SEGUROS E PREVIDENCIA PLANO DE BENEFÍCIOS: MOTIVO: DATA DA AVALIAÇÃO: [2000.0069-65] PLANO CELGPREV ENCERRAMENTO DE EXERCÍCIO 31/12/2011 Atuário Responsável

Leia mais

Inscrições Prêmio ABF-AFRAS. Categoria Franqueador Máster_McDonald s

Inscrições Prêmio ABF-AFRAS. Categoria Franqueador Máster_McDonald s Inscrições Prêmio ABF-AFRAS Categoria Franqueador Máster_McDonald s Nome empresa Arcos Dourados Comércio de Alimentos Ltda. Data de fundação 1979 Número de funcionários 48 mil Localização (cidade e estado

Leia mais

ATIVO FINANCEIRO 855.661.519,48 DISPONÍVEL

ATIVO FINANCEIRO 855.661.519,48 DISPONÍVEL GOVERNO DO ESTADO DO PARÁ PÁGINA: 1 BALANÇO PATRIMONIAL CONSOLIDADO - 2005 ANEXO 14 ATIVO ATIVO FINANCEIRO 855.661.519,48 DISPONÍVEL 450.323.096,72 CAIXA 47.294,31 BANCOS CONTA MOVIMENTO 210.194.091,20

Leia mais

BALANÇO PATRIMONIAL EM 31/12/2014 e 31/12/2013

BALANÇO PATRIMONIAL EM 31/12/2014 e 31/12/2013 Registro no Cartório de Títulos e Documentos em 02/10/1934. Sob o nº 1.152, Livro "A" nº 6. BALANÇO PATRIMONIAL EM 31/12/2014 e 31/12/2013 2014 2013 Variação ATIVO ATIVO CIRCULANTE Caixa - - - Banco do

Leia mais

DEMONSTRAÇÃO ATUARIAL

DEMONSTRAÇÃO ATUARIAL ENTIDADE: [49.323.025/0001-15] SUPREV-FUNDACAO MULTIPATROCINADA DE SUPLEMENTACAO PREV PLANO DE BENEFÍCIOS: MOTIVO: DATA DA AVALIAÇÃO: [1985.0012-92] PB USIBA ENCERRAMENTO DE EXERCÍCIO 31/12/2014 Atuário

Leia mais

Ministério da Previdência Social MPS Secretaria de Políticas de Previdência Social SPS RPPS E RGPS

Ministério da Previdência Social MPS Secretaria de Políticas de Previdência Social SPS RPPS E RGPS RPPS E RGPS GUAXUPÉ MG AMOG - Associação dos Municípios da Microrregião da Baixa Mogiana. Pedro Antônio Moreira - AFRFB RGPS REGIME GERAL DE PREVIDÊNCIA SOCIAL Art 201 ESTRUTURA DO SISTEMA PREVIDENCIÁRIO

Leia mais

Resultados do 3T08 PSSA3

Resultados do 3T08 PSSA3 Resultados do PSSA3 Porto Seguro Fundação Mudança de controle Líder Segmento Auto no Brasil Grupos Seguradores Funcionários diretos Sucursais e escritórios no Brasil Principais cidades 2 Estrutura Societária

Leia mais

8 Balanço Social. 8.1. Política de Preços Mínimos

8 Balanço Social. 8.1. Política de Preços Mínimos 8 Balanço Social Ao participar da formulação e execução de políticas para o setor agroalimentar, com o objetivo de garantir o atendimento das necessidades de sustentação da renda do produtor e de segurança

Leia mais

Planejamento e Controle do Lucro Empresas de Pequeno e Médio Porte

Planejamento e Controle do Lucro Empresas de Pequeno e Médio Porte Planejamento e Controle do Lucro Empresas de Pequeno e Médio Porte Profa. Dariane Reis Fraga Castanheira darianer@fia.com.br www.fia.com.br/proced Profa. Dariane Reis Fraga Castanheira 1 Objetivo Planejamento

Leia mais

A... Aceitação Ato de aprovação pela entidade de uma proposta efetuada.

A... Aceitação Ato de aprovação pela entidade de uma proposta efetuada. A... Aceitação Ato de aprovação pela entidade de uma proposta efetuada. Adesão Característica do contrato de previdência privada, relativa ao ato do proponente aderir ao plano de previdência. Administradores

Leia mais

DESEMPENHO SOCIOAMBIENTAL

DESEMPENHO SOCIOAMBIENTAL DESEMPENHO SOCIOAMBIENTAL 3T11 Sumário Sumário...1 Índice de Tabelas...2 Índice de Figuras...3 Desempenho Socioambiental...4 Negócios com Ênfase Socioambiental...5 Ecoeficiência...7 Relações com Funcionários...9

Leia mais

ESPECIALIZAÇÃO EM DIREITO PREVIDENCIÁRIO

ESPECIALIZAÇÃO EM DIREITO PREVIDENCIÁRIO ESPECIALIZAÇÃO EM DIREITO PREVIDENCIÁRIO INÍCIO EM 07/07/2012 COORDENADORES DO CURSO: MARCELO DA FONSECA GUERREIRO - Juiz Federal e Mestre em Direito. Foi Juiz Titular do 7º. Juizado Previdenciário/RJ.

Leia mais

Fundo de Previdência Complementar da União PL nº 1.992 de 2007

Fundo de Previdência Complementar da União PL nº 1.992 de 2007 Fundo de Previdência Complementar da União PL nº 1.992 de 2007 Assessoria Econômica - ASSEC Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão Brasília, maio de 2008 Roteiro Situação atual do Regime Próprio

Leia mais

PARECER DOS AUDITORES INDEPENDENTES

PARECER DOS AUDITORES INDEPENDENTES PARECER DOS AUDITORES INDEPENDENTES Aos Diretores, Conselheiros e Associados da ASSOCIAÇÃO COMUNITÁRIA MONTE AZUL SÃO PAULO SP 1. Examinamos o Balanço Patrimonial da ASSOCIAÇÃO COMUNITÁRIA MONTE AZUL,

Leia mais

DEMONSTRAÇÃO ATUARIAL

DEMONSTRAÇÃO ATUARIAL ENTIDADE: [49.323.025/0001-15] SUPREV-FUNDACAO MULTIPATROCINADA DE SUPLEMENTACAO PREV PLANO DE BENEFÍCIOS: MOTIVO: DATA DA AVALIAÇÃO: [1990.0016-29] PLANO DE BENEFÍCIOS BD ENCERRAMENTO DE EXERCÍCIO 31/12/2014

Leia mais