CONGRESSO DO DESPORTO

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "CONGRESSO DO DESPORTO"

Transcrição

1 SECRETARIA DE ESTADO DO DESPORTO Lagos, Dezembro 2005 DESPORTO SEGURANÇA Dr. Veloso Gomes Director Serviço de Cardiologia Hospital Distrital de Faro Coordenador Regional do Algarve do PNPCDCV Direcção Colégio de Especialidades Medicina Desportiva Ordem dos Médicos

2 DESPORTO Nova geração de talentos anos Austrália U.S.A China Portugal? Papel Países Pequenos? Selecção de talentos - Antropomórfica - Genética New Scientist Out/2004

3 SEGURANÇA Desporto e Segurança Recintos Desportivos DESPORTO Acessibilidades Forças de Segurança Bombeiros/Paramédicos Serviços Médicos Planos de Emergência Instalações Espectadores Desportistas Balneários Eléctricas Gás Águas

4 Desporto e Segurança DESPORTO Segurança pessoal dos atletas: -Elegibilidade prática desportiva - Prevenção lesões desportivas (equipamento, recintos, materiais, pisos, etc) - Luta anti-dopagem - Prevenção abusos Desporto e Segurança Prevenção dos abusos DESPORTO Agentes dos Abusos : Tipos de Abusos Pais Treinadores Dirigentes Colegas Físicas Psicológicas Sexuais Dopagem Esclavagistas

5 EDITORIAL DESPORTO Warm up.. Rage Against the Machine P McCrory Br J Sports Med 2004; 38:105 Desporto e Segurança DESPORTO Abusos Rage against machine Canadá 1 em cada 3 hoquistas de gelo, federados na Liga abandona o desporto em cada ano, por abusos (pais, treinadores e jogadores), físicos e verbais.

6 Desporto e Segurança A força do dinheiro DESPORTO U.S.A Contratos monetários Adolescentes $ US Desportos de elite Basquetebol NBA $ US > Europa Portugal Brasil Contratos de Adolescentes Contratos Milionários Desporto e Segurança Abusos DESPORTO Sexuais - Casos de pronuncia judicial e prisão na Austrália, Reino Unido, USA, Portugal e muitos outros países. - Comportamentos recidivantes - Casos de falsas queixas Abusos sexuais Pedofilia - Prevalência pedofilia confessa UK 1/300 a 1/400 homens adultos - Pedófilos confessos Prevalência real pedofilia desconhecida

7 Child protection Child protection in sport DESPORTO M. Turner, P McCrory.. All sports authorities need to be aware of the problem of child abuse and have guidelines to ensure that such problems are minimised Br J Sports Med 2004; 38: Desporto e Segurança Abusos Sexuais DESPORTO - UK Lown Tennis Association (LTA) Development Coaching Award/ National Vocational Qualification Child Protection Program Praticantes de ténnis 50% - Menos de 25 anos 20% - Alguma treinamento formal Clubes de ténis Membros Treinadores licenciados Atletas Juniores

8 Desporto e Segurança L.T.A Child Protection Program DESPORTO Coach Education Director Provedor apreciação das queixas Departamento Serviços Sociais Guidelines e códigos de conduta para os agentes desportivos que lidam com crianças Treino crianças para auto-defesa Guidelines para o recrutamento e selecção do pessoal (treinadores e outros) Declaração de compromisso do pessoal envolvido CONGRESSO NACIONAL DO DESPORTO Desporto e Segurança UK Cooperação DESPORTOcom a National Society for the Prevention of Cruelty to Children CPSU Child Protection in Sport Portugal - IDP - Comissão de protecção à criança - Federações, Associações, Clubes - Programas formação e informação

9 Desporto e Segurança Portugal DESPORTO S.C. Farense - abuso físico e psicológico Atletas juniores de futebol Jogo pelos seniores e jogo pelos juniores no mesmo fim de semana Responsabilidade - Direcção (com 1 médico e 1 fisioterapeuta) pressões, promessas de carreira e monetárias - Pais e próprios atletas Contra : Equipe técnica e médicos Desporto e Segurança Consequências DESPORTOdo abuso físico nos atletas - Overtraining - Fadiga, cansaço - Lesões músculo-esqueléticos - Irritabilidade, dificuldade em concentração, insónia - Consequências rendimento escolar

10 Desporto e Segurança Dispositivos de segurança e tipos de desporto: - Capacetes, viseiras, coletes, coteveleiras, joelheiras, luvas, ortoteses,fatos térmicos, fatos pressurizados. - Altímetros presssurimetros, garrafa de oxigénio, paraquedas. - Camaras de despressurização - Equipamentos de SBV e DAE

11 Desporto e Segurança The big blue revisited - Skydiving high altitude Altitude recorde pés Temperatura pés oº c Temperatura pés - 35ºc a 75 º c Velocidade Máxima 1150 KM/h Velocidade Máxima pés 240 Km/H Pressão atmosférica Pressão parcial de oxigénio Drogue Chute Altitude controled automatic chute Reserva de oxigénio Fato pressurizado e aquecido Sistema de comunicação Peso equipamento de segurança - 40 Kg

12 Desporto e Segurança Mergulho Scuba Diving Mergulho com garrafa Acidentes descompressão e barotraumatismos Taxa acidentes -- 0,04% Efeitos neuro funcionais negativos Condições extremas Temperatura da água água Numero de mergulhos > 100/ano Profundidade > 40 metros Geneve Memory Dive Study

13 Desporto e Saúde Riscos de Acidentes Riscos Cardiovasculares MS; EAM Risco espectadores no recinto Risco espectadores audio-visuais Norte de Inglaterra - seguimento 5 anos Associados do Newcastle, Suderland, Leeds, Midlsborough Aumento mortalidade C.V. - Homens Holanda todo o país nos dias de jogo da selecção Aumento mortalidade C.V. - Homens Portugal Lichenstein - jogo HDFaro - 2 homens com EAM

14 Injury prevention.. An ounce of prevention? L.Engerbretsen, R Bahr Br J Sports Med 2005; 39: Table 1: Results of PubMed searches performed in May 2000 and February 2005 on sports injury research related to prevention and tratment Search terms DESPORTO May February Increase % Athletic injury & Treatment & Limit: Clinical Trial & Limit:RCTs & Prevention & Limit: Clinical Trial & Limit:RCTs The results are shown as the number of items resulting from the search terms shown. RTC, Randomised controlled trial.

15 Risco de lesões desportivas An ounce of prevention? Escandinávia 1 em cada 6 lesões desportivas visto por médicos ocorre na prova desportiva. - Em crianças, 1 em cada 3 lesões tratadas em hospitais ocorre dentro Reino Unido English Football Association Risco de lesões em futebolistas mil vezes maior que em peso

16 Risco de lesões desportivas Lesões joelho Ligamentos cruzados grave, exigindo muitas vezes cirurgia longos períodos de inactividade. Frequenta entre anos Desporto de - footbal,andebol, basquete Mulheres 3 a 5 vezes mais frequente Evolução para 10 anos - 50% Evolução para 20 anos - 100%

17 Desporto e Saúde Recintos Desportivos Aplicação das Guidelines de suporte básico de vida (SBV) e Desfibrilhação Automática Externa (DAE) INEM Cobertura nacional para quando? Bombeiros Que equipamentos e que formação? Departamentos médicos Clubes/Federações para quando? Equipamentos de SBV/DAE/SAV onde e quais? Formação médicos e paramédicos Formação de bombeiros Formação de leigos

18 Desporto e Saúde Risco do Sedentarismo V. Risco do Exercício Sedentarismo Associação a factores de risco Obesidade, Hipertensão Arterial, Diabetes, Osteoporose, Tabagismo. Risco aumentado morbilidade e mortalidade por doença (enfarte do miocárdio, morte súbita, AVC ) neoplasias. Exercício Papel primordial na promoção da saúde, e correcção de factores de risco e redução de risco das doenças. Risco aumentado de lesões desportivas e doenças músculo esqueléticas (nos desportistas de alta competição) morte súbita s em atletas Dr. Veloso Gomes Chefe de Serviço o de Cardiologia Especialista em Medicina Desportiva

19 Introdução A morte súbita s em atletas tem um impacto emocional enorme nos familiares, desportistas, profissionais de saúde e público p em geral. Os casos de morte súbita s em atletas adquirem uma dimensão tremenda dado o factor multiplicador imprimido pelos media. morte súbita em atletas In Press

20 Epidemiologia Out Hospital Cardíac Arrest 6 th anual Symposium da Fundação Portuguesa de Cardiologia 2004 Morte Súbita Cardíaca 88% das MS são de causa cardíaca (MSC). Portugal teoricamente /ano. 50% sem história prévia de DC. Sobrevida 3 a 5% na Europa e 3 a 12% nos USA. Local 75% casa; 12,5% trabalho; 12,5% local público. Epidemiologia Risco dos espectadores Incidência de necessidade de cuidados médicos m - 0,16 a 6 / 1000 espectadores Incidência de paragem cardíaca aca - 0,3 a 4 / espectadores In: emergencies JT Grage Mass gathering medical care Rubin A, Sports injuries and Spaite D. Ann Emerg Med 1998

21 Epidemiologia Europa: USA: Veneto: Veneto: USA (militares) 1/ a 1/ / ano 1/ a 1/ / ano 1/ / ano, em jovens 2,5/ / ano, em atletas 13/ / ano Portugal (previsão) 100 MS/ ano em jovens 250 MS/ ano em atletas 1300 MS/ ano em militares morte súbita em atletas In Press

22 Epidemiologia Casos de morte súbita estão a aumentar? 16 de Dezembro de de Agosto de de Fevereiro de de Julho de Julho de Dezembro de de Março de de Dezembro de de Janeiro de de Junho de de Janeiro de de Janeiro de de Fevereiro de 2004 Pavão - 26 anos -Futebolista Navalho - 20 anos - Futebolista Manuel Abreu - 34 anos - Ciclista Angel Almeyda - 25 anos Basquetebolista espanhol Rui Guimarães - 22 anos Basquetebolista angolano Paulo Sérgio - 22 anos Futebolista brasileiro Paulo Pinto - 27 anos - Basquetebolista Landu - 36 anos - Futebolista congolês Nuno Mendes - 27 anos - Árbrito de futebol, após jogo Marc-Vivien Foe - 28 anos Futebolista camaronês Miklos Fehér- 24 anos Futebolista húngaro Alem Techele- 19 anos Atletismo queniana, em treino Tiago Almeida - 14 anos jogava à bola com amigos In press Epidemiologia Casos de morte súbita estão a aumentar? 17 de Fevereiro de de Março de de Abril de de Abril de de Abril de de Maio de de Junho de de Junho de de Outubro de de Junho de de Junho de de Julho de 2004 António Augusto Dias 44 anos disputava torneio de futsal Instrutor de condução 36 anos jogava á bola com amigos Afonso Santos 12 anos jogava à bola com amigos Luis Miguel Costa 15 anos jogava à bola com amigos Marco Manuel Ramos 9 anos - aula de natação Bruno Baião - 18 anos - Futebolista Tiago Jesus 15 anos - Aula de educação Fisica Fernando Ferreira Treinador, ex- jogador Serginho - Futebol São Caetano José António - Secretário Técnico Futebol, ex- jogador Hugo Cunha - 28 anos -Futebolista Jovem de 25 anos encontrava-se a nadar In press

23 morte súbita em atletas In Press Ensinamentos e Conclusão A dimensão mediática da morte súbita em atletas de alta competição é inversamente proporcional à dimensão real do problema da morte súbita no mundo real. A morte súbita em atletas antes dos 35 anos de idade é muito rara. A morte súbita é frequente acima dos 35 anos, sendo significativa a sua importância no universo da mortalidade das populações nos países desenvolvidos, onde a primeira causa de morte são as doenças cardiovasculares

24 Ensinamentos e Conclusões Existem variações significativas dos dados epidemilógicos de diferentes regiões (USA versus Veneto, Itália), atribuída a diferenças genéticas, rácicas e metodologias dos estudos epidemiológicos O risco de MS em atletas do sexo masculino é 2,5 a 5,5 vezes superior, mas o RR poderá ser influenciado pelo facto de o número de desportistas do sexo masculino ser muito maior O exercício físico intenso, de alta competição, aumenta 2,5 vezes o risco de morte súbita em jovens. Os riscos do sedentarismo são claramente superiores ao risco da prática do exercício fisíco. Ensinamentos e Conclusões A elegibilidade para a prática de desporto de competição, de acordo com as recomendações da ESC, deve incluir a realização de ECG dada a relevância que este pode ter n o fluxograma de decisão. O screening para a prática desportiva não impede a continuação de ocorrência de morte súbita em atletas, dada a complexidade do diagnóstico de doenças em que a MS poderá ser a 1ª manifestação. Todos os atletas com antecedentes familiares relevantes, com sintomas de alerta (sugestivos de arritmias, síncope, dor torácica e dispneia), ou com achados físicos ou electrocardiográficos deverão ser investigados tão exaustivamente quanto necessário.

25 Proposta das Direcções do Colégio de Especilidade de Medicina Desportiva da Ordem dos Médicos, da Sociedade Portuguesa de Medicina Desportiva, da Sociedade Portuguesa de Traumatologia Desportiva, da Associação Nacional de Médicos de Futebol e do Departamento Médico do Comité Olimpíco Português: 1- Formação Médica Integração do Internato Complementar de Medicina Desportiva no plano de vagas do Internato Médico do Ministério da Saúde. 2 Centros de Medicina Desportiva - Desenvolvimentos de Centros de Medicina Desportiva já existentes e promoção da criação de novos Centros de Medicina do Exercício e de Medicina Desportiva, de iniciativa pública ou privada, de forma a que exista pelo menos um Centro de Medicina Desportiva na área de cada Administração Regional de Saúde e de cada uma das Regiões Autónomas 3 Revisão da legislação existente e sua reformulação de forma a resolver as suas contradições intrínsecas e possibilitar a sua regulamentação, e adequação ás exigências do apoio médico desportivo com qualidade e com obrigação do cumprimento do legislado por partede Federações, associações e de Clubes Desportivos ou outras Instituições públicas ou privadas promotoras de actividade desportiva.

26 CENTRO DE MEDICINA DO EXERCÍCIO E MEDICINA DESPORTIVA DO ALGARVE ALMEDISPORT CENTRO DE MEDICINA DO EXERCÍCIO E MEDICINA DESPORTIVA DO ALGARVE ALMEDISPORT

Saúde e Desporto. Manuel Teixeira Veríssimo Hospitais da Universidade de Coimbra. Relação do Desporto com a Saúde

Saúde e Desporto. Manuel Teixeira Veríssimo Hospitais da Universidade de Coimbra. Relação do Desporto com a Saúde Saúde e Desporto Manuel Teixeira Veríssimo Hospitais da Universidade de Coimbra Relação do Desporto com a Saúde Dum modo geral aceita-se que o desporto dá saúde Contudo, o desporto também comporta malefícios

Leia mais

RAZÃO COMPETÊNC CIÊNCIA. 29-30.abril.2015. auditorio DO ISMAI PROGRAMA

RAZÃO COMPETÊNC CIÊNCIA. 29-30.abril.2015. auditorio DO ISMAI PROGRAMA CIÊNCIA IA COMPETÊNC RAZÃO 29-30.abril.2015 auditorio DO ISMAI PROGRAMA 29.04. PROGRAMA 9:00 CERIMÓNIA DE ABERTURA Dr. José Azevedo Presidente da Direção da Maiêutica Prof. Doutor Domingos Oliveira Silva

Leia mais

A actividade física e o desporto: um meio para melhorar a saúde e o bem-estar

A actividade física e o desporto: um meio para melhorar a saúde e o bem-estar A actividade física e o desporto: um meio para melhorar a saúde e o bem-estar A actividade física e os desportos saudáveis são essenciais para a nossa saúde e bem-estar. Actividade física adequada e desporto

Leia mais

Futebolista e Basquetebolista

Futebolista e Basquetebolista Escola Básic dos 2º e 3º ciclos de Alembrança Futebolista e Basquetebolista Ano e turma: 7ºA Professor: Hélder Baião Disciplina: Área de Projecto Alunos: Hélio Abrantes Nº10 Mário Monteiro Nº15 Miguel

Leia mais

Workshop (Da Estrutura e Desenvolvimento)

Workshop (Da Estrutura e Desenvolvimento) NOTA PRÉVIA: Dada a diversidade e quantidade de ideias e propostas manifestadas, optou por fazer-se uma síntese dos assuntos abordados retirando os comentários e as trocas de opiniões que entretanto surgiram,

Leia mais

A criança, o adolescente e a prática de atividades físicas

A criança, o adolescente e a prática de atividades físicas Texto de apoio ao curso de Especialização Atividade Física Adaptada e Saúde Prof. Dr. Luzimar Teixeira A criança, o adolescente e a prática de atividades físicas A juventude americana não participa de

Leia mais

Histórico Dados da Colectividade Descrição das Actividades Objectivos a atingir Meios Humanos

Histórico Dados da Colectividade Descrição das Actividades Objectivos a atingir Meios Humanos Histórico Dados da Colectividade Descrição das Actividades s a atingir Meios Humanos O Centro Popular de Trabalhadores do Bairro São João Atlético Clube com Estatutos aprovados em 28/02/1990 e publicados

Leia mais

Participar em estudos de investigação científica é contribuir para o conhecimento e melhoria dos serviços de saúde em Portugal

Participar em estudos de investigação científica é contribuir para o conhecimento e melhoria dos serviços de saúde em Portugal FO L H E TO F EC H A D O : FO R M ATO D L ( 2 2 0 x 1 1 0 m m ) FO L H E TO : C A PA Departamento de Epidemiologia Clínica, Medicina Preditiva e Saúde Pública Faculdade de Medicina da Universidade do Porto

Leia mais

O Financiamento das Federações: Estratégias de Inovação

O Financiamento das Federações: Estratégias de Inovação O Financiamento das Federações: Estratégias de Inovação Abel.Correia@fmh.utl.pt Marketing e Gestão do Desporto Faculdade de Motricidade Humana Congresso do Desporto Lisboa, 3 de Fevereiro de 2006 1 Porque

Leia mais

EXERCÍCIO FÍSICO SEGURANÇA E BEM ESTAR

EXERCÍCIO FÍSICO SEGURANÇA E BEM ESTAR EXERCÍCIO FÍSICO SEGURANÇA E BEM ESTAR VINHAIS FEVEREIRO 2006 Berta Nunes SEDENTARISMO UM PROBLEMA DE SAÚDE PÚBLICA O Sedentarismo e a obesidade são os principais factores de risco para várias doenças

Leia mais

O Sistema de Localização do Praticante Desportivo

O Sistema de Localização do Praticante Desportivo O Sistema de Localização do Praticante Desportivo Programa Mundial Antidopagem Agência Mundial Antidopagem (AMA) Programa Mundial Antidopagem A Agência Mundial Antidopagem foi fundada em 1999, como organismo

Leia mais

Lesões do Sistema Músculo- Esquelético em Futebolistas Jovens durante a época 2012/2013

Lesões do Sistema Músculo- Esquelético em Futebolistas Jovens durante a época 2012/2013 Lesões do Sistema Músculo- Esquelético em Futebolistas Jovens durante a época 2012/2013 QUESTIONÁRIO Autor: Alexandre Miguel Mil-Homens Lucas Orientador: Prof. Doutor Raul Oliveira Ano lectivo 2012-2013

Leia mais

REMO CÂMARA DE MONTEMOR-O-VELHO E GINÁSIO ASSINAM NOVO ACORDO DE COOPERAÇÃO GINÁSIO FIGUEIRENSE SAÚDA MÁRIO SANTOS

REMO CÂMARA DE MONTEMOR-O-VELHO E GINÁSIO ASSINAM NOVO ACORDO DE COOPERAÇÃO GINÁSIO FIGUEIRENSE SAÚDA MÁRIO SANTOS REMO CÂMARA DE MONTEMOR-O-VELHO E GINÁSIO ASSINAM NOVO ACORDO DE COOPERAÇÃO A Câmara Municipal de Montemor-o-Velho e o Ginásio Figueirense vêm colaborando com sucesso desde 2004 na promoção desportiva

Leia mais

A importância da Psicologia no Desporto

A importância da Psicologia no Desporto ASSOCIAÇÃO PORTUGUESA DE ESCOLAS DE FUTEBOL APEF A importância da Psicologia no Desporto Pedro Teques Departamento de Psicologia e Comunicação da APEF Direcção de Contacto: Pedro Teques, Departamento de

Leia mais

Faculdade de Direito da Universidade Nova de Lisboa

Faculdade de Direito da Universidade Nova de Lisboa Faculdade de Direito da Universidade Nova de Lisboa I Curso de Extensão Universitária em Direito do Desporto 2010-2011 Coordenador científico Prof. Doutor José Manuel Meirim Coordenação Prof. Doutor José

Leia mais

5ª Feira Dia 8 DIA DEDICADO Á MEDICINA DESPORTIVA

5ª Feira Dia 8 DIA DEDICADO Á MEDICINA DESPORTIVA 5ª Feira Dia 8 DIA DEDICADO Á MEDICINA DESPORTIVA 8.00 - Abertura do Secretariado. Inscrição e entrega de documentação 08.15 Início das Sessões: Dr. Fonseca Esteves: Presidente da Sociedade Portuguesa

Leia mais

PROJECTO PORTUGAL GOLFE TEAM. 12 de Março 2015

PROJECTO PORTUGAL GOLFE TEAM. 12 de Março 2015 PROJECTO PORTUGAL GOLFE TEAM 12 de Março 2015 INTRODUÇÃO A PORTUGAL GOLFE TEAM visa apoiar e aconselhar profissionais de golfe no inicio ou no desenrolar da sua carreira. Uma iniciativa importante que

Leia mais

AÇÕES DE FORMAÇÃO CREDITADAS PARA TREINADORES 2015 - Leiria

AÇÕES DE FORMAÇÃO CREDITADAS PARA TREINADORES 2015 - Leiria AÇÕES DE FORMAÇÃO CREDITADAS PARA TREINADORES 2015 - Leiria Ações Creditadas pelo PNFT 2015 Preços de Inscrição: 1) Ações de 1,4 créditos - 30,00 a. Preço para Filiados - 20,00 2) Ações de 0,8 créditos

Leia mais

(Re) Adaptação de Vida dos Doentes após Enfarte Agudo do Miocárdio

(Re) Adaptação de Vida dos Doentes após Enfarte Agudo do Miocárdio VIII Jornadas Transfronteiriças Luso-Espanholas de Medicina Interna Elvas, 16 e 17 de Março de 2012 (Re) Adaptação de Vida dos Doentes após Enfarte Agudo do Miocárdio Patrícia Coelho, Msc, PhD Student

Leia mais

DESPORTO SAUDE E SEGURANÇA

DESPORTO SAUDE E SEGURANÇA CONGRESSO DO DESPORTO DESPORTO SAUDE E SEGURANÇA CONGRESSO DO DESPORTO Itens definidos no tema desporto saúde e segurança Combate à dopagem Combate ao sedentarismo através da actividade física, visando

Leia mais

SUMÁRIO DO CURRICULUM VITAE

SUMÁRIO DO CURRICULUM VITAE SUMÁRIO DO CURRICULUM VITAE Nome Completo: Lino Manuel Martins Gonçalves. Local e Data de Nascimento: Loulé - Portugal, 23 de Setembro de 1960. Estado civil: Casado Nacionalidade: Portuguesa Morada: Rua

Leia mais

MELHORE A SUA VIDA CUIDE DO SEU CORAÇÃO!

MELHORE A SUA VIDA CUIDE DO SEU CORAÇÃO! MAIO, MÊS DO CORAÇÃO MELHORE A SUA VIDA CUIDE DO SEU CORAÇÃO! 12 A 31 DE MAIO DE 2008 EXPOSIÇÃO ELABORADA PELA EQUIPA DO SERVIÇO DE CARDIOLOGIA, COORDENADA PELA ENFERMEIRA MARIA JOÃO PINHEIRO. B A R R

Leia mais

Projecto de criação. Escola de Futebol do. Clube Académico de Futebol Viseu

Projecto de criação. Escola de Futebol do. Clube Académico de Futebol Viseu Projecto de criação Escola de Futebol do Clube Académico de Futebol Viseu Setembro de 2002 Índice Metas propostas do projecto... 3 Recursos humanos... 3 Recursos materiais... 4 Instalações... 4 Material

Leia mais

A coerência dos normativos com as reais necessidades do desporto português. Albino Maria

A coerência dos normativos com as reais necessidades do desporto português. Albino Maria A coerência dos normativos com as reais necessidades do desporto português Albino Maria O ASSOCIATIVISMO NOS DIAS DE HOJE DO MODELO DE EXCLUSÃO AO MODELO DE INCLUSÃO DO LEMA MAIS FORTE, MAIS ALTO, MAIS

Leia mais

DESPORTISTAS GALARDOADOS

DESPORTISTAS GALARDOADOS Associação Juvenil 31 de Janeiro LUÍS REIS ÉNIO ALVES LURIO ALVES RICARDO FLORES 14 anos 20 anos Associação Mirandelense de Artes Orientais MIGUEL TAVEIRA SANDRA DIAS CRISTINA NOVO JOSÉ SILVA 42 anos 29

Leia mais

das Doenças Cérebro Cardiovasculares

das Doenças Cérebro Cardiovasculares Programa Regional de Prevenção e Controlo das Doenças Cérebro Cardiovasculares Índice Siglas e Acrónimos... 2 1. Contextualização... 3 2. População Alvo... 3 3. Objectivos... 4 4. Indicadores para Avaliação

Leia mais

TAÇA DE PORTUGAL DHI VODAFONE SÃO BRÁS DE ALPORTEL - ARIMBO

TAÇA DE PORTUGAL DHI VODAFONE SÃO BRÁS DE ALPORTEL - ARIMBO TAÇA DE PORTUGAL DHI VODAFONE UCI C2 SÃO BRÁS DE ALPORTEL - ARIMBO GUIA TÉCNICO FEVEREIRO 2015 SEJAM BEM-VINDOS Desde há vários anos que São Brás de Alportel é uma referência na organização de provas de

Leia mais

I - EXERCISE IS MEDICINETM

I - EXERCISE IS MEDICINETM I EXERCISE IS MEDICINETM Objectivo Generalização da inclusão do aconselhamento para a actividade física no âmbito do plano terapêutico para a prevenção e o tratamento de doenças, e referenciação quando

Leia mais

RUGBY. para TODOS. Escolinhas de Rugby Um projecto de interacção social. Departamento de Desenvolvimento. Henrique Garcia

RUGBY. para TODOS. Escolinhas de Rugby Um projecto de interacção social. Departamento de Desenvolvimento. Henrique Garcia RUGBY para TODOS Escolinhas de Rugby Um projecto de interacção social Departamento de Desenvolvimento Henrique Garcia 1. Introdução A Federação Portuguesa de Rugby tem como missão tornar possível que TODAS

Leia mais

Suplementos Nutricionais P e Rs

Suplementos Nutricionais P e Rs Suplementos Nutricionais P e Rs Porque que é que a utilização de suplementos pelos atletas representa um problema? Em muitos países, a produção de suplementos nutricionais não está adequadamente regulada

Leia mais

PLANO DE TRABALHO FUTEBOL

PLANO DE TRABALHO FUTEBOL PLANO DE TRABALHO FUTEBOL Telefone: (44) 3220-5750 E-mail: centrosesportivos@maringa.pr.gov.br EQUIPE ORGANIZADORA SECRETARIO MUNICIPAL DE ESPORTES E LAZER Francisco Favoto DIRETOR DE ESPORTES E LAZER

Leia mais

Acta Ortopédica Brasileira ISSN 1413-7852 versão impressa

Acta Ortopédica Brasileira ISSN 1413-7852 versão impressa Acta Ortopédica Brasileira ISSN 1413-7852 versão impressa ARTIGO ORIGINAL Ocorrência de entorse e lesões do joelho em jogadores de futebol da cidade de Manaus, Amazonas Eduardo Telles de Menezes Stewien

Leia mais

SEMANA DA INTEGRAÇÃO FISMA/FCAA 2015

SEMANA DA INTEGRAÇÃO FISMA/FCAA 2015 SEMANA DA INTEGRAÇÃO FISMA/FCAA 2015 16 a 20 de março de 2015 EVENTO ESPORTIVO E CULTURAL COM OBJETIVO DE INTEGRAR OS CALOUROS AO AMBIENTE ACADÊMICO DA FISMA/FCAA PROGRAMAÇÃO Dia 16/03 Ginásio de Esportes

Leia mais

Cursos de Primeiros Socorros Inscrições Particulares

Cursos de Primeiros Socorros Inscrições Particulares Rua dos Douradores, 106-118 1100-207 LISBOA tel. 218 459 440 fax 218 459 458 eso.recepcao@cruzvermelha.org.pt Cursos de Primeiros Socorros 27 Janeiro / 2011 Encontre a Delegação Local CVP mais próxima:

Leia mais

NÍVEIS DE PREVENÇÃO. Ana Catarina Peixoto R. Meireles. Médica Interna de Saúde Pública Unidade Operativa de Saúde Pública P

NÍVEIS DE PREVENÇÃO. Ana Catarina Peixoto R. Meireles. Médica Interna de Saúde Pública Unidade Operativa de Saúde Pública P NÍVEIS DE PREVENÇÃO Conceito e Relação com as Funções do Médico de Saúde PúblicaP Ana Catarina Peixoto R. Meireles Médica Interna de Saúde Pública P Unidade Operativa de Saúde Pública P de Braga Reunião

Leia mais

A bicicleta saudável. Basil Ribeiro Especialista e Mestre em Medicina Desportiva

A bicicleta saudável. Basil Ribeiro Especialista e Mestre em Medicina Desportiva A bicicleta saudável Basil Ribeiro Especialista e Mestre em Medicina Desportiva Ex-médico das equipas profissionais de ciclismo: Maia Milaneza MSS (2000 a 2005) Sport Lisboa e Benfica (2008) Custos do

Leia mais

JUVENTUDE E DESPORTO: A IMPORTÂNCIA DE UM ESTILO DE VIDA ACTIVO

JUVENTUDE E DESPORTO: A IMPORTÂNCIA DE UM ESTILO DE VIDA ACTIVO JUVENTUDE E DESPORTO: A IMPORTÂNCIA DE UM ESTILO DE VIDA ACTIVO Segundo a Organização Mundial de Saúde, estima-se que nos países desenvolvidos mais de dois milhões de mortes são atribuíveis ao sedentarismo,

Leia mais

Associação de Futebol do Porto

Associação de Futebol do Porto Associação de Futebol do Porto RUA ANTÓNIO PINTO MACHADO, 96-106 4100-068 PORTO COMUNICADO OFICIAL Circular n.º 233 = 2014/= Para o conhecimento e orientação dos Clubes Filiados, SAD s, SDUQ S, Árbitros,

Leia mais

FATORES RELACIONADOS COM O NÍVEL DE ANSIEDADE EM ATLETAS DE FUTEBOL FEMININO

FATORES RELACIONADOS COM O NÍVEL DE ANSIEDADE EM ATLETAS DE FUTEBOL FEMININO FATORES RELACIONADOS COM O NÍVEL DE ANSIEDADE EM ATLETAS DE FUTEBOL FEMININO (FACTORS RELATED TO THE ANXIETY LEVEL IN FOOTBALL FEMALE ATHLETES) Marcos Vinicius Dias Munhóz 1 ; Claudia Teixeira-Arroyo 1,2

Leia mais

Curso de COACHING DESPORTIVO e TREINO MENTAL (I)

Curso de COACHING DESPORTIVO e TREINO MENTAL (I) Curso de COACHING DESPORTIVO e TREINO MENTAL (I) Homologado pelo Porto 29 Outubro e 5 Novembro Organização: Apresentação O Coaching Desportivo perfila-se, cada vez mais, como uma actividade complementar

Leia mais

SEMINÁRIO FADU. Tiago Ramos Departamento Técnico-desportivo FADU

SEMINÁRIO FADU. Tiago Ramos Departamento Técnico-desportivo FADU SEMINÁRIO FADU Tiago Ramos Departamento Técnico-desportivo FADU O que é a FADU? Federação Académica do Desporto Universitário Federação multi-desportiva Fundada a 2 de Março de 1990 Estatuto de Utilidade

Leia mais

No que se refere ao Associativismo poderemos adiantar que o. Concelho de Rio Maior é, de facto, um Concelho rico em termos de

No que se refere ao Associativismo poderemos adiantar que o. Concelho de Rio Maior é, de facto, um Concelho rico em termos de 6. Associativismo No que se refere ao Associativismo poderemos adiantar que o Concelho de Rio Maior é, de facto, um Concelho rico em termos de movimento associativo e em termos de serviços/acções disponibilizados

Leia mais

Promoção para a Saúde

Promoção para a Saúde COLÉGIO RAINHA SANTA ISABEL ANO LETIVO 2013/2014 PROJETO Promoção para a Saúde - Estilos de Vida Saudável Organização: Departamento de Educação Física INTRODUÇÃO As Orientações da União Europeia para a

Leia mais

ASSOCIAÇÃO DE VOLEIBOL DE S. MIGUEL

ASSOCIAÇÃO DE VOLEIBOL DE S. MIGUEL ASSOCIAÇÃO DE VOLEIBOL DE S. MIGUEL REGULAMENTO INTERNO SECÇÃO I COMISSÕES DIRECTIVAS Artigo 1º As Comissões Directivas dependem directamente da Direcção competindo-lhes assegurar as actividades julgadas

Leia mais

Segurança no Mar! PARA MAIS INFORMAÇÕES CONTACTE A SEDE DA ANC EM LISBOA.

Segurança no Mar! PARA MAIS INFORMAÇÕES CONTACTE A SEDE DA ANC EM LISBOA. Segurança no Mar! O Decreto-Lei nº 188/2009 de 12 de Agosto, que estabelece a utilização do Desfibrilhador Automático Externo (D.A.E.) por pessoal não-médico, entrou em vigor a 01 de Setembro pp. Atendendo

Leia mais

FACULDADE DE MEDICINA DO ABC MANTIDA PELA FUNDAÇÃO DO ABC EXAMES REALIZADOS NOS ÁRBITROS DA DO ABC FMABC

FACULDADE DE MEDICINA DO ABC MANTIDA PELA FUNDAÇÃO DO ABC EXAMES REALIZADOS NOS ÁRBITROS DA DO ABC FMABC RELATÓRIO DOS EXAMES REALIZADOS NOS ÁRBITROS DA FEDERAÇÃO PAULISTA DE FUTEBOL PELA FACULDADE DE MEDICINA DO ABC FMABC O Núcleo de Saúde no Esporte da Faculdade de Medicina do ABC FMABC, utilizando as suas

Leia mais

na Prevenção das Doenças Cardiovasculares 21 MARÇO AUDITÓRIO DA ESTeSL, LISBOA ORGANIZAÇÃO

na Prevenção das Doenças Cardiovasculares 21 MARÇO AUDITÓRIO DA ESTeSL, LISBOA ORGANIZAÇÃO ORGANIZAÇÃO Programa: 9:00 - Abertura do congresso Custódio César e Lino Mendes 9:15-10:00 - Obesidade, resistência à insulina e disfunção endotelial Sérgio Veloso 10:00-10:45 Papel da dieta na prevenção

Leia mais

Plano de Formação 2009

Plano de Formação 2009 Plano de Formação 2009 Introdução: O Departamento de Formação (DF) da FPR apresenta o plano de formação para 2009. A formação de todos os agentes desportivos treinadores, dirigentes, árbitros e fisioterapeutas

Leia mais

Intervenção do presidente da Federação Portuguesa de Futebol, Dr. Fernando Gomes 26.08.2014

Intervenção do presidente da Federação Portuguesa de Futebol, Dr. Fernando Gomes 26.08.2014 Intervenção do presidente da Federação Portuguesa de Futebol, Dr. Fernando Gomes 26.08.2014 Há exatamente dois meses a Seleção Nacional A efetuou o seu último jogo no Campeonato do Mundo disputado no Brasil.

Leia mais

PROJECTO DE LEI N.º 65/VIII

PROJECTO DE LEI N.º 65/VIII PROJECTO DE LEI N.º 65/VIII ALTERA A LEI N.º 38/98, DE 4 DE AGOSTO (ESTABELECE MEDIDAS PREVENTIVAS E PUNITIVAS A ADOPTAR EM CASO DE MANIFESTAÇÕES DE VIOLÊNCIA ASSOCIADAS AO DESPORTO) Exposição de motivos

Leia mais

PROGRAMA IV BRASIL PREVENT & II LATIN AMERICAN PREVENT DATA: 05 A 07 DEZEMBRO 2013 BAHIA OTHON PALACE HOTEL SALVADOR BAHIA

PROGRAMA IV BRASIL PREVENT & II LATIN AMERICAN PREVENT DATA: 05 A 07 DEZEMBRO 2013 BAHIA OTHON PALACE HOTEL SALVADOR BAHIA PROGRAMA IV BRASIL PREVENT & II LATIN AMERICAN PREVENT DATA: 05 A 07 DEZEMBRO 2013 BAHIA OTHON PALACE HOTEL SALVADOR BAHIA Sábado 07 de Dezembro de 2013 09:00 10:30 Sessão 4 Novas Estratégias Para Prevenção

Leia mais

Decreto-Lei n.º 56/2006, de 15 de Março

Decreto-Lei n.º 56/2006, de 15 de Março Decreto-Lei n.º 56/2006, de 15 de Março EXPLORAÇÃO DE JOGOS SOCIAIS (DISTRIBUIÇÃO DOS RESULTADOS LÍQUIDOS) (LOTARIAS - TOTOBOLA TOTOLOTO TOTOGOLO LOTO 2 JOKER - EUROMILHÕES) A afectação das receitas dos

Leia mais

ESPINHO 2009 CAMPUS DE ANDEBOL

ESPINHO 2009 CAMPUS DE ANDEBOL CAMPUS DE ANDEBOL ESPINHO 2009 A 1ª Edição do Campus de Andebol Espinho 2009, pretende contribuir para a formação integral dos jovens participantes, no âmbito desportivo, humano e educativo. Aliar o treino

Leia mais

ALCOFORADO, MARIANA SANTOS RUA MALANGE 126, 3º ESQ, 2775 238 PAREDE, PORTUGAL Telemóvel: 911 019 015 marianalcoforado@hotmail.com

ALCOFORADO, MARIANA SANTOS RUA MALANGE 126, 3º ESQ, 2775 238 PAREDE, PORTUGAL Telemóvel: 911 019 015 marianalcoforado@hotmail.com MODELO EUROPEU DE CURRICULUM VITAE INFORMAÇÃO PESSOAL Nome Morada Telefone Correio electrónico Nacionalidade Naturalidade Data de nascimento Número do B.I. Carta(s) de condução EMPREGO PRETENDIDO/ÁREA

Leia mais

Promoção da Actividade Física nos Idosos Acção Integrada para um Objectivo Comum

Promoção da Actividade Física nos Idosos Acção Integrada para um Objectivo Comum Promoção da Actividade Física nos Idosos Acção Integrada para um Objectivo Comum 1. Introdução O envelhecimento é um fenómeno universal, irreversível e inevitável em todos os seres vivos. Psicológico Social

Leia mais

Apresentação. Introdução. Francine Leite. Luiz Augusto Carneiro Superintendente Executivo

Apresentação. Introdução. Francine Leite. Luiz Augusto Carneiro Superintendente Executivo Evolução dos Fatores de Risco para Doenças Crônicas e da prevalência do Diabete Melito e Hipertensão Arterial na população brasileira: Resultados do VIGITEL 2006-2009 Luiz Augusto Carneiro Superintendente

Leia mais

Campeonato de Portugal Cross Longo. Atletas à procura de qualificação para o Campeonato da Europa

Campeonato de Portugal Cross Longo. Atletas à procura de qualificação para o Campeonato da Europa Campeonato de Portugal Cross Longo Atletas à procura de qualificação para o Campeonato da Europa No próximo dia 10 de Fevereiro, Gouveia vai receber o "Campeonato de Portugal Cross Longo. A prova terá

Leia mais

Nº.11. Dr. Carlos Morais [CARDIOLOGISTA] REVISÃO CIENTÍFICA: fundação portuguesa de cardiologia COLABORAÇÃO E APOIO: AMIGOS do Coração

Nº.11. Dr. Carlos Morais [CARDIOLOGISTA] REVISÃO CIENTÍFICA: fundação portuguesa de cardiologia COLABORAÇÃO E APOIO: AMIGOS do Coração TUDO O QUE DEVE SABER SOBRE MAIO 2009 fundação portuguesa de cardiologia ARRITMIAS Uma arritmia é um problema relacionado com o ritmo dos batimentos cardíacos. Se o ritmo cardíaco for demasiado lento (inferior

Leia mais

CURRICULUM VITAE. Dados Pessoais. Nome: Maria Manuela Gonçalves Sousa Peixoto. Nacionalidade: Portuguesa. Data de nascimento: 24 de Maio de 1985

CURRICULUM VITAE. Dados Pessoais. Nome: Maria Manuela Gonçalves Sousa Peixoto. Nacionalidade: Portuguesa. Data de nascimento: 24 de Maio de 1985 CURRICULUM VITAE Dados Pessoais Nome: Maria Manuela Gonçalves Sousa Peixoto Nacionalidade: Portuguesa Data de nascimento: 24 de Maio de 1985 Contacto: nelinha.peixoto@gmail.com Instituição: Universidade

Leia mais

Especialização precoce o vilão do futebol?

Especialização precoce o vilão do futebol? Especialização precoce o vilão do futebol? A aplicação do treinamento intensivo para jovens atletas pode acarretar em malefícios para a criança como, por exemplo, uma formação escolar deficiente João Baldoino

Leia mais

Programa da Diabetes das FAA

Programa da Diabetes das FAA Programa da Diabetes das FAA Sabrina Coelho da Cruz Diabetologista do Hospital Militar Principal/Instituto Superior Coordenadora da Comissão da Diabetes do HMP/IS Coordenadora do Programa da Diabetes nas

Leia mais

REGULAMENTO I Trilhos de Casainhos

REGULAMENTO I Trilhos de Casainhos 1. ORGANIZAÇÃO O Sporting Clube de Casainhos organiza, no próximo dia 15 DE NOVEMBRO DE 2009, com a colaboração da Câmara Municipal de Loures, da Junta de Freguesia de Fanhões e do Atleta Digital (www.atleta-digital.com),

Leia mais

PEDAGÓGICAS E A FORMAÇÃO DOCENTE ALUNOS COM TRANSTORNO DO ESPECTRO DO AUTISMO E

PEDAGÓGICAS E A FORMAÇÃO DOCENTE ALUNOS COM TRANSTORNO DO ESPECTRO DO AUTISMO E Trabalhos Orais NOVAS MODALIDADES ESPORTIVAS NA ESCOLA: BUSCANDO OUTROS OLHARES PARA EDUCAÇÃO FÍSICA AUTONOMIA E DEMOCRACIA NA ORGANIZAÇÃO DO TRABALHO PEDAGÓGICO NA ESCOLA PÚBLICA O CENÁRIO DA PRODUÇÃO

Leia mais

FEDERAÇÃO PORTUGUESA DE SURF. Fundação - 14 de Março de 1989

FEDERAÇÃO PORTUGUESA DE SURF. Fundação - 14 de Março de 1989 FEDERAÇÃO PORTUGUESA DE SURF Fundação - 14 de Março de 1989 Ficha Atualização 31.08.2015 SEDE Cascais Surf Centre Praia de Carcavelos 2775-604 CASCAIS CONTATOS Telefone: (+351) 21 922 89 14 / 964 117 723

Leia mais

ACTIVIDADE DESPORTIVA 2008

ACTIVIDADE DESPORTIVA 2008 ACTIVIDADE DESPORTIVA 2008 1. Área da Formação 1.1 Acções de formação realizadas: Tipo de Acção Entidade Data Local Formandos Curso de Nível 2 FPTM 11.10 a 23.11.2008 Porto 7 Curso de Nível 1 ATM Lisboa

Leia mais

Poucas Mulheres Treinadoras: Porquê? Cristina Matos Almeida

Poucas Mulheres Treinadoras: Porquê? Cristina Matos Almeida Poucas Mulheres Treinadoras: Porquê? Cristina Matos Almeida Eixos de intervenção Estudo diagnóstico Sensibilização de públicos estratégicos (dirigentes e responsáveis técnicos FD s) Empoderamento das treinadoras

Leia mais

COMUNICADO Nº 25-15 10/07/2015

COMUNICADO Nº 25-15 10/07/2015 COMUNICADO Nº 25-15 10/07/2015 ÍNDICE 1. NATAÇÃO ADAPTADA 2. FEDERAÇÃO PORTUGUESA DE NATAÇÃO - DIRECÇÃO 3. FORMAÇÃO 4. DISCIPLINA 5. PARCERIAS 6. RECORDES HOMOLOGADOS 7. DIVERSOS 1. NATAÇÃO ADAPTADA a)

Leia mais

Curso de COACHING DESPORTIVO e TREINO MENTAL (I) Homologado pelo

Curso de COACHING DESPORTIVO e TREINO MENTAL (I) Homologado pelo Curso de COACHING DESPORTIVO e TREINO MENTAL (I) Homologado pelo Apresentação O Coaching Desportivo perfila-se, cada vez mais, como uma actividade complementar ao desenvolvimento de competências pessoais

Leia mais

Câmara Municipal de São Paulo

Câmara Municipal de São Paulo DISCURSO PROFERIDO PELO VEREADOR NATALINI NA 195ª SESSÃO ORDINARIA, REALIZADA EM 16/11/10 GRANDE EXPEDIENTE O SR. NATALINI (PSDB) - Sr. Presidente, Sras. e Srs. Vereadores, paulistanos que nos acompanham

Leia mais

DESPORTO SUBSECTORES E PROFISSÕES

DESPORTO SUBSECTORES E PROFISSÕES DESPORTO SUBSECTORES E PROFISSÕES 1 Maior número de Act. Físicas/desportivas; Início das Act. Físicas/desportiva em idades cada vez mais novas; Act. Física/desportiva praticada durante mais tempo - aumento

Leia mais

24 de outubro de 2012

24 de outubro de 2012 V JORNADAS CIENTÍFICAS 24 de outubro de 2012 AUDITÓRIO 3 Faculdade de Ciências Médicas Universidade Nova de Lisboa Destinatários: -3º e 4º anos dos Cursos de Licenciatura -Cursos de Pós-Licenciatura -Cursos

Leia mais

Curso de COACHING DESPORTIVO e TREINO MENTAL (Nível I)

Curso de COACHING DESPORTIVO e TREINO MENTAL (Nível I) Curso de COACHING DESPORTIVO e TREINO MENTAL (Nível I) LISBOA 22-24 Out. 2015 PORTO 29-31 Out. 2015 LOULÉ 5-7 Nov. 2015 Mais de 350 www.coachingdesportivo.pt pessoas formadas!! Apresentação O Coaching

Leia mais

Desporto adaptado no concelho do Seixal. Comissão Executiva do Conselho Desportivo Municipal Seixal, 26 de fevereiro de 2014

Desporto adaptado no concelho do Seixal. Comissão Executiva do Conselho Desportivo Municipal Seixal, 26 de fevereiro de 2014 Desporto adaptado no concelho do Seixal Comissão Executiva do Conselho Desportivo Municipal Seixal, 26 de fevereiro de 2014 UCAS - Goalball Demonstrações de Goalball por convite; Participação em torneios;

Leia mais

Regulamento UEFA B (Nível II)

Regulamento UEFA B (Nível II) Cursos de Treinadores de Futebol 11 Regulamento UEFA B (Nível II) 2005/2006 Índice 1. REGULAMENTO DO CURSO...3 1.1. ORGANIZAÇÃO...3 1.2. CONDIÇÕES DE INSCRIÇÃO...3 1.3. CRITÉRIOS DE SELECÇÃO...4 1.4. RECEITAS

Leia mais

3-7 Novembro 2014, Lisboa

3-7 Novembro 2014, Lisboa Curso Instrutor de Reabilitação Cardíaca fase 4 British Association for Cardiovascular Prevention and Rehabilitation (BACPR) 3-7 Novembro 2014, Lisboa Área(s) de Formação: 726- Terapia e Reabilitação Unidades

Leia mais

Europass-Curriculum Vitae

Europass-Curriculum Vitae Europass-Curriculum Vitae Informação pessoal Apelido(s) / Nome(s) próprio(s) Morada(s) Correio(s) electrónico(s) Telemóvel 966937023 César Filipe Rodrigues Corte Gonçalves Rua numidico Bessone nº 10 2º

Leia mais

LAZER, EDUCAÇÃO FÍSICA E FORMAÇÃO DESPORTIVA. MSc. Paulo José dos Santos de Morais

LAZER, EDUCAÇÃO FÍSICA E FORMAÇÃO DESPORTIVA. MSc. Paulo José dos Santos de Morais LAZER, EDUCAÇÃO FÍSICA E FORMAÇÃO DESPORTIVA MSc. Paulo José dos Santos de Morais LAZER, EDUCAÇÃO FÍSICA E FORMAÇÃO DESPORTIVA. Lazer Grande variedade de ações e atuações humanas nos mais diversificados

Leia mais

Um Alerta, uma Reflexão, um Desafio

Um Alerta, uma Reflexão, um Desafio Um Alerta, uma Reflexão, um Desafio CLINIC PLANETA BASKET SEBASTIÃO MOTA 10 DE SETEMBRO 2015 Decididamente, a musculação é uma parte muito séria do trabalho, tornando as atletas mais fortes, mais rápidas,

Leia mais

Perfil Profissional de Treinador

Perfil Profissional de Treinador Programa Nacional de FORMAÇÃO de Treinadores Grau4 Perfil Profissional de Treinador Perfil Profissional - GRAU IV A formação de Grau IV consubstancia o topo da hierarquia profissional da actividade de

Leia mais

Torneio Amizade Alto da Colina

Torneio Amizade Alto da Colina Albufeira.com CUP 22 Outubro 2011 Benjamins B 2002 1 13h30-13h55 Silves FC Imortal DC 2 0 2 14h00-14h25 SR 1º Janeiro Esperança Lagos 1 0 3 14h30-14h55 A.A. Alto da Colina Silves FC 4 2 4 15h00-15h25 Imortal

Leia mais

Arritmias Cardíacas e Morte Súbita

Arritmias Cardíacas e Morte Súbita Arritmias Cardíacas e Morte Súbita SOBRAC Sociedade Brasileira de Arritmias Cardíacas www.sobrac.org (Marco Paulo Tomaz Barbosa) Qual o órgão mais importante do corpo humano? Claro que EU sou o mais Importante!!!

Leia mais

Uma paixão pelo herói que está na sombra UM ESTADO DE VIDA! Hugo Oliveira

Uma paixão pelo herói que está na sombra UM ESTADO DE VIDA! Hugo Oliveira No guarda-redes encontramos tudo o que procuramos num desportista: reflexos e sincronização, força e velocidade, espectacularidade e movimentos perfeitos e competitividade e valentia. (John Hodgson) Uma

Leia mais

Praticando vitalidade. Sedentarismo. corra desse vilão!

Praticando vitalidade. Sedentarismo. corra desse vilão! Praticando vitalidade Sedentarismo corra desse vilão! O que é sedentarismo? Sedentarismo é a diminuição de atividades ou exercícios físicos que uma pessoa pratica durante o dia. É sedentário aquele que

Leia mais

CURRICULUM VITAE Resumido

CURRICULUM VITAE Resumido Paulo Amado CURRICULUM VITAE Resumido Dr. PAULO AMADO Licenciado em Medicina pela Faculdade de Medicina do Porto desde 1986 Médico Especialista em Ortopedia e Traumatologia desde 1998 Inscrito na Ordem

Leia mais

REGULAMENTO GERAL DAS OLIMPIADAS UFS 2008. 25 de outubro à 30 de novembro de 2008

REGULAMENTO GERAL DAS OLIMPIADAS UFS 2008. 25 de outubro à 30 de novembro de 2008 1 DAS OLIMPIADAS UFS 2008 25 de outubro à 30 de novembro de 2008 São Cristóvão 2008 2 SUMÁRIO TÍTULO I CAPÍTULO I DA APRESENTAÇÃO 3 CAPÍTULO II DOS OBJETIVOS 3 CAPÍTULO III DA JUSTIFICATIVA 3 TÍTULO II

Leia mais

AS DIMENSÕES HUMANAS DO ESPORTE

AS DIMENSÕES HUMANAS DO ESPORTE REALIDADE AS DIMENSÕES HUMANAS DO ESPORTE Prof. Dr. Elio Carravetta ESPORTE PRÁTICA REALIDADE JOGO REGRAS EXERCICIOS FÍSICOS COMPETIÇÃO ESTRUTURA DE DESENVOLVIMENTO FEDERAÇÕES TENIS BASQUETEBOL VELA JUDÔ

Leia mais

MESA REDONDA CONVENCIONAL: UM ESPORTE, UM GESTO, UMA LESÃO

MESA REDONDA CONVENCIONAL: UM ESPORTE, UM GESTO, UMA LESÃO MESA REDONDA CONVENCIONAL: UM ESPORTE, UM GESTO, UMA LESÃO FUTEBOL, DRIBLE, LESÃO DO LCA O RETORNO Dr. Lúcio S. Ernlund, MSc Coordenador Médico Coritiba Football Club Instituto de Joelho e Ombro Curitiba

Leia mais

Valentim e mais 23 arguidos vão a Julgamento

Valentim e mais 23 arguidos vão a Julgamento Valentim e mais 23 arguidos vão a Julgamento Fonte: anti-corrupcao.150m.com e Correio da Manhã O juiz Pedro Miguel Vieira validou as mais de 16 mil horas de escutas do caso Apito Dourado e decidiu levar

Leia mais

REGULAMENTO ESCOLA DE FUTEBOL OS AFONSINHOS Época 2013/2014. Artigo 1º (Entidade reguladora)

REGULAMENTO ESCOLA DE FUTEBOL OS AFONSINHOS Época 2013/2014. Artigo 1º (Entidade reguladora) REGULAMENTO ESCOLA DE FUTEBOL OS AFONSINHOS Época 2013/2014 Artigo 1º (Entidade reguladora) A entidade reguladora da Escola de Futebol Os Afonsinhos é o departamento de futebol formação do Vitória Sport

Leia mais

REGULAMENTO ESCOLA DE FUTEBOL OS AFONSINHOS Época 2015/2016. Artigo 1º (Entidade reguladora)

REGULAMENTO ESCOLA DE FUTEBOL OS AFONSINHOS Época 2015/2016. Artigo 1º (Entidade reguladora) REGULAMENTO ESCOLA DE FUTEBOL OS AFONSINHOS Época 2015/2016 Artigo 1º (Entidade reguladora) A entidade reguladora da Escola de Futebol Os Afonsinhos é Academia do Vitória Sport Clube. Artigo 2º (Destinatários)

Leia mais

Desenvolvimento da criança e o Desporto

Desenvolvimento da criança e o Desporto Desenvolvimento da criança e o Desporto Desenvolvimento da criança e o Desporto DESPORTO ENSINO TREINO CRIANÇAS E JOVENS I - O QUÊ? II - QUANDO? III - COMO? Desenvolvimento da criança e o Desporto I Capacidades

Leia mais

UNIVERSIDADE LUSÍADA DE LISBOA. Programa da Unidade Curricular AVALIAÇÃO DA CONDIÇÃO FÍSICA Ano Lectivo 2015/2016

UNIVERSIDADE LUSÍADA DE LISBOA. Programa da Unidade Curricular AVALIAÇÃO DA CONDIÇÃO FÍSICA Ano Lectivo 2015/2016 Programa da Unidade Curricular AVALIAÇÃO DA CONDIÇÃO FÍSICA Ano Lectivo 2015/2016 1. Unidade Orgânica Ciências Humanas e Sociais (1º Ciclo) 2. Curso Motricidade Humana 3. Ciclo de Estudos 1º 4. Unidade

Leia mais

Projecto Educação Para a Saúde

Projecto Educação Para a Saúde AGRUPAMENTO VERTICAL FERNANDO CASIMIRO Escola Básica Integrada Fernando Casimiro Introdução Projecto Educação Para a Saúde No seguimento do Ofício-Circular nº 69 de 20 de Outubro de 2006 procedente do

Leia mais

CARTA EUROPEIA DO DESPORTO

CARTA EUROPEIA DO DESPORTO CARTA EUROPEIA DO DESPORTO Objectivo da Carta... 3 Definição e âmbito de aplicação da Carta... 3 O movimento desportivo... 4 Instalações e actividades... 4 Lançar as bases... 4 Desenvolver a participação...

Leia mais

Cristiano Ronaldo O futebolista mais valioso do mundo. Janeiro 2015

Cristiano Ronaldo O futebolista mais valioso do mundo. Janeiro 2015 Cristiano Ronaldo O futebolista mais valioso do mundo Janeiro 2015 Índice Contexto 02 Objectivos 03 Metodologia 04 Imagem 05 Sports Reputation Index by IPAM 07 Determinação do valor potencial 12 Conclusões

Leia mais

GOLFE E SAÚDE. J. C. Botelheiro Hospital dos Lusíadas, Lisboa Hospital de Sant Ana, Parede Clube de Golfe Médico. Audiovisuais HOSA Carlos Teixeira

GOLFE E SAÚDE. J. C. Botelheiro Hospital dos Lusíadas, Lisboa Hospital de Sant Ana, Parede Clube de Golfe Médico. Audiovisuais HOSA Carlos Teixeira J. C. Botelheiro Hospital dos Lusíadas, Lisboa Hospital de Sant Ana, Parede Clube de Golfe Médico Audiovisuais HOSA Carlos Teixeira Golfe promotor de saúde Problemas médicos do golfe Saúde, golfe e economia?

Leia mais

INSTITUTO HIDRATAÇÃO E SAÚDE

INSTITUTO HIDRATAÇÃO E SAÚDE INSTITUTO HIDRATAÇÃO E SAÚDE O que é o IHS e quais os seus objectivos? O INSTITUTO HIDRATAÇÃO E SAÚDE É UMA ORGANIZAÇÃO CIENTIFICAMENTE INDEPENDENTE CRIADA EM 2008 COM OS SEGUINTES OBJECTIVOS: Estimular

Leia mais