Abordagens Fisioterapêuticas na Ortopedia Pediátrica

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Abordagens Fisioterapêuticas na Ortopedia Pediátrica"

Transcrição

1 Abordagens Fisioterapêuticas na Ortopedia Pediátrica Profa. Ms. Dalva M. A. Marchese, fisioterapeuta, mestre em Distúrbios de Desenvolvimento, docente da Faculdade de Fisioterapia da UNISA. Para o Curso: Atualização em Ortopedia e Traumatologia Pediátrica Organizado pelo GEAL (Grupo de Estudos do Aparelho Locomotor) da Faculdade de Medicina da Universidade da UNISA., no Campus I São Paulo, 31 de maio de 2005.

2 História da Fisioterapia As primeiras escolas de Fisioterapia foram criadas no séc. XX, na Alemanha, nas cidades de Kiel, em 1902, e em Dresden, em 1918 Tratamento de distúrbios músculoesqueléticos indivíduos com lesão do SN não sobreviviam para participar da reabilitação

3 História da Fisioterapia I GM grande número de soldados com lesões diversas Programas de auxílio à Reconstrução auxiliares da reconstrução Década de 1920 surto de pólio nos USA APTA American Physical Therapy Association 1916 a 1955 (vacina) tratamento de membros flácidos e atrofias a era da flacidez (Voss, 1982)

4 História da Fisioterapia Décadas de era da espasticidade (Voss, 1982) PC, lesão medular, DCV, lesão cerebral, deixam de ser fatais indivíduos sobrevivem ao trauma inicial e progridem para a reabilitação Em 1948, foi criada a World Confederation Physical Therapy (WCPT)

5 História da Fisioterapia Tratamento de crianças e adultos com problemas neurológicos entre outros: Método Neuroevolutivo (TNE) Método Bobath Método da Facilitação Neuromuscular Proprioceptiva (FNP) Método Kabat

6 TNE - BOBATH Berta Bobath ( ), fisioterapeuta, e Karel Bobath ( ), neurologista, foram de Berlim para Londres durante a II GM Tratavam de crianças e adultos com lesão do SNC

7 TNE - BOBATH Berta ficou conhecida por tratar a reversão da espasticidade, considerada irreversível Karel, seu marido, descreveu as bases teóricas de seu trabalho

8 TNE - BOBATH 1943 conceito Bobath de tratamento dar função a partir da inibição dos padrões reflexos anormais e facilitação dos movimentos normais; pontos chave

9 TNE - BOBATH 1º centro de Treinamento em 1951, no Reino Unido. Brasil Dra. Sonia Gusman (Windsong Therapy and Wellness, Inc.)

10

11 FNP - KABAT Método desenvolvido pelo Dr. Herman Kabat, médico e por Margaret Knot e Dorothy Voss, fisioterapeutas USA, Revisão dos conceitos fisiológicos de Sherrington e outros SNC e o movimento - Trabalhos com atletas, com base neurofisiológica, cinesiológica e biomecânica, por 5 anos A partir de trabalho com lesados medulares - Fundação Kaiser, Fontana, Califórnia Brasil - Dr. Danilo Vicente Define, fisioterapeuta

12 Filosofia FNP Exposição a uma situação resposta potenciais existentes melhor desenvolvidos movimentos específicos - meta Atividade - coordenação, força e resistência partes mais fortes fortalecem as debilitadas Memória - repetição atividades alternadas - fadiga reduzida

13 FNP É um conjunto de técnicas que promovem e aceleram as respostas dos mecanismos neuromusculares através da estimulação dos proprioceptores ou de todos os receptores possíveis.

14 Método Kabat FACILITAÇÃO ato ou efeito de facilitar a passagem do fluxo nervoso, produzidos por um segundo estímulo, através de uma via ou de um centro nervoso previamente percorrido por um primeiro estímulo. NEUROMUSCULAR dos nervos e músculos PROPRIOCEPTIVA das sensações dos movimentos e das posições das diferentes partes do corpo, colhidas principalmente pelos órgãos receptores situados nos músculos, nos tendões, nas cápsulas articulares, no periósteo e no labirinto

15 As Diagonais, o movimento em espiral.

16 Posição em alongamento - Estímulo de estiramento Contato manual - Estímulo visual Comando de verbal Máxima resistência - Seqüência de movimento

17 Contração Movimento Função atividade

18 Flexão e Extensão com rotação lateral dir/esq. (Reichel, 1998, p. 27)

19 Elevação na posição sentada, para a direita. (Reichel, 1998, p. 36)

20 Oscilação na posição sentada, para a direita. (Reichel, 1998, p. 36)

21 Tantos outros métodos e conceitos... massagem fascial profunda (Ida Rolf) Ginástica Holística (L. Ehrenfried) Eutonia (G. Alexander) M. Halliwick (J. McMillan) RPG (Mezières) Antiginástica (T. Bertherat) Maithland (Geoff Maithland) Mulligan Osteopatia Bienfait, Chaitow, Cyriax, Mulligan e outros

22 Fisioterapia em ortopedia e traumatologia no paciente pediátrico... Que recursos usar?

23 Recursos Terapêuticos TENS, ondas curtas, US, FES preparadas para serem aplicadas a segmentos adultos exigem compreensão do paciente para ajuste dos parâmetros Calor radiante/gelo Crianças pequenas fazem/perdem temperatura rapidamente Risco de queimaduras Cuidados com o tamanho do segmento Manipulações e mobilizações

24 Recursos Terapêuticos Cinesioterapia Meio: Solo (área fechada ou aberta) Piscina (distrofias/amiotrofias/artrogriposes) Cavalo, cachorro, golfinho (DM/distúrbios sensoriais) Todo tipo de material em cada meio: colchonetes, bolas, rolos, balanças, camas elásticas, rampas, pranchas de equilíbrio...

25 AMBULATÓRIO DE FISIOTERAPIA EM PEDIATRIA

26 Jardim Sensorial: brincando no quintal.

27 Recursos Terapêuticos Cinesioterapia Meio: Solo (área fechada ou aberta) Piscina (distrofias/amiotrofias/artrogriposes) Cavalo, cachorro, golfinho (DM/distúrbios sensoriais) Todo tipo de material em cada meio: colchonetes, bolas, rolos, balanças, camas elásticas, rampas, pranchas de equilíbrio...

28 O método a ser utilizado O que se adequar melhor à criança e ao terapeuta A estimulação sensorial, a estimulação dos sentidos esquecidos, propriocepção e equilíbrio, devem permear todo o trabalho Respeitando: Momento do DNPM Restrições próprias da condição A individualidade do paciente A postura da família

29 O método a ser utilizado Equipe multidisciplinar afinada: Maior percepção para as mudanças Maior facilidade no trato do paciente e da família Melhor adequação na escolha e preparação dos procedimentos

30 Aos 6 meses de idade. Aos 12 meses de idade.

31 TUDO É BRINCADEIRA!

32 Importam os objetivos e...

33 Recursos Terapêuticos...a satisfação do cliente! Obrigado.

Programas Seleção Conteúdo Vagas com bolsas Vagas sem bolsa Data da seleção

Programas Seleção Conteúdo Vagas com bolsas Vagas sem bolsa Data da seleção Programas Seleção Conteúdo Vagas com bolsas Vagas sem bolsa Data da seleção Processo de Trabalho em saúde: Integralidade e Cuidado do 6º ou 7º Biossegurança no trabalho, aspectos legais, suas classificações

Leia mais

HISTÓRICO MÉTODO THERASUIT HISTÓRICO O MÉTODO THERASUIT PRINCIPAIS OBJETIVOS. Profa. Ms. Daniela Vincci Lopes Ruzzon

HISTÓRICO MÉTODO THERASUIT HISTÓRICO O MÉTODO THERASUIT PRINCIPAIS OBJETIVOS. Profa. Ms. Daniela Vincci Lopes Ruzzon HISTÓRICO MÉTODO THERASUIT Profa. Ms. Daniela Vincci Lopes Ruzzon Veste criada em Michigan/USA, por pesquisadores russos. Função: contrapor os efeitos negativos vividos pelos astronautas (atrofia muscular,

Leia mais

O THERA SUIT COMO RECURSO FISIOTERAPÊUTICO NO TRATAMENTO DE CRIANÇAS COM PARALISIA CEREBRAL Francine Jeruza Schmidt Cantareli

O THERA SUIT COMO RECURSO FISIOTERAPÊUTICO NO TRATAMENTO DE CRIANÇAS COM PARALISIA CEREBRAL Francine Jeruza Schmidt Cantareli O THERA SUIT COMO RECURSO FISIOTERAPÊUTICO NO TRATAMENTO DE CRIANÇAS COM PARALISIA CEREBRAL Francine Jeruza Schmidt Cantareli Resumo A paralisia cerebral congrega um grupo de afecções permanentes do sistema

Leia mais

ESTIMULAÇÃO SENSÓRIO-MOTORA NO RECÉM-NASCIDO. Greice Correia Burlacchini Castelão

ESTIMULAÇÃO SENSÓRIO-MOTORA NO RECÉM-NASCIDO. Greice Correia Burlacchini Castelão ESTIMULAÇÃO SENSÓRIO-MOTORA NO RECÉM-NASCIDO Greice Correia Burlacchini Castelão INTERVENÇÃO PRECOCE Forma de potencializar a interação da criança com o ambiente através dos estímulos VISUAIS, AUDITIVOS

Leia mais

TECNOLOGIA E BIOMECÂNICA PARA O TRATAMENTO DA DOR MUSCULOESQUELÉTICA TECNOLOGIA E BIOMECÂNICA PARA O TRATAMENTO DA DOR MUSCULOESQUELÉTICA

TECNOLOGIA E BIOMECÂNICA PARA O TRATAMENTO DA DOR MUSCULOESQUELÉTICA TECNOLOGIA E BIOMECÂNICA PARA O TRATAMENTO DA DOR MUSCULOESQUELÉTICA TECNOLOGIA E BIOMECÂNICA PARA O TRATAMENTO DA DOR MUSCULOESQUELÉTICA TECNOLOGIA E BIOMECÂNICA PARA O TRATAMENTO DA DOR MUSCULOESQUELÉTICA As dores musculoesqueléticas atingem 40% da população e representam

Leia mais

O QUE É TREINAMENTO FUNCIONAL? Por Artur Monteiro e Thiago Carneiro

O QUE É TREINAMENTO FUNCIONAL? Por Artur Monteiro e Thiago Carneiro O QUE É TREINAMENTO FUNCIONAL? Por Artur Monteiro e Thiago Carneiro O corpo humano é projetado para funcionar como uma unidade, com os músculos sendo ativados em seqüências especifica para produzir um

Leia mais

PROGRAMA DE ENSINO NA HIDROTERAPIA PARA LESADOS MEDULARES PARAPLEGIA

PROGRAMA DE ENSINO NA HIDROTERAPIA PARA LESADOS MEDULARES PARAPLEGIA PROGRAMA DE ENSINO NA HIDROTERAPIA PARA LESADOS MEDULARES PARAPLEGIA Vera Lúcia Israel (PUCPR/Fisioterapia, UFSCar/PPG-EES/SP) *Maria Benedita Lima Pardo (UFSCar/SP) RESUMO O objetivo desta pesquisa foi

Leia mais

Pato Branco, 10 de setembro de 2015.

Pato Branco, 10 de setembro de 2015. Pato Branco, 10 de setembro de 2015. Para facilitar a escolhas dos Worshops por parte dos interessados em participar do IX Simpósio Sul Brasileiro de Fisioterapia, e assim personalizarem as suas programações,

Leia mais

CURSO DE PILATES APLICADO ÀS LESÕES OSTEOMUSCULARES

CURSO DE PILATES APLICADO ÀS LESÕES OSTEOMUSCULARES CURSO DE PILATES APLICADO ÀS LESÕES OSTEOMUSCULARES INTRODUÇÃO Um número cada vez maior de pessoas apresenta, em seu cotidiano, atividades repetitivas e restritivas, que conduzem a uma perda do sinergismo

Leia mais

EXERCÍCIOS RESISTIDOS. Parte III

EXERCÍCIOS RESISTIDOS. Parte III EXERCÍCIOS RESISTIDOS Parte III PREPARO E APLICAÇÃO DE EXERCÍCIOS RESISTIDOS Aquecimento com movimentos leves, repetitivos e alongamentos. Aplicar a resistência de forma distal, na região onde o músculo

Leia mais

H - ÁREA PROFISSIONAL FISIOTERAPIA MÚSCULO ESQUELÉTICA

H - ÁREA PROFISSIONAL FISIOTERAPIA MÚSCULO ESQUELÉTICA H - ÁREA PROFISSIONAL FISIOTERAPIA MÚSCULO ESQUELÉTICA FISIOTERAPIA EM GERIATRIA E GERONTOLOGIA Titulação: Aprimoramento e Especialização Supervisor: José Eduardo Pompeu Características: (duração 12 meses)

Leia mais

Patrícia Zambone da Silva Médica Fisiatra

Patrícia Zambone da Silva Médica Fisiatra Reabilitação da Paralisia Cerebral no CEREPAL Patrícia Zambone da Silva Médica Fisiatra Histórico Fundada no dia 02 de março de 1964 por um grupo de pais que os filhos possuíam lesão cerebral. É uma entidade

Leia mais

JOELHO AGUDO - REABILITAÇÃO

JOELHO AGUDO - REABILITAÇÃO JOELHO AGUDO - REABILITAÇÃO Rogério Fuchs Membro Titular da Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia e Sociedade Brasileira de Cirurgia do Joelho Rúbia M.Benati Docente da Disciplina de Fisioterapia

Leia mais

EDITAL Nº02/2011 SELEÇÃO PARA MONITORIA REMUNERADA E NÃO REMUNERADA

EDITAL Nº02/2011 SELEÇÃO PARA MONITORIA REMUNERADA E NÃO REMUNERADA EDITAL Nº02/2011 SELEÇÃO PARA MONITORIA REMUNERADA E NÃO REMUNERADA A DIREÇÃO GERAL DA FAL, através da DIREÇÃO ACADÊMICA, no uso de suas atribuições e de acordo com o estabelecido no Art. 9º do capítulo

Leia mais

Material Ortopédico. O Centro. Especialidades. Formação. Consultas. Fisioterapia. Fisioterapia Pediátrica. Apresentação

Material Ortopédico. O Centro. Especialidades. Formação. Consultas. Fisioterapia. Fisioterapia Pediátrica. Apresentação O Centro Especialidades Formação Material Ortopédico Consultas Fisioterapia Apresentação A Equipa O Espaço Fisioterapia Pediátrica Osteopatia Terapia da Fala Terapia Ocupacional Objectivos Acordo Instema

Leia mais

"Após a lesão medular, é preciso compreender a nova linguagem do corpo, para descobrir que é a mesma pessoa, com desejos, manias e grande potencial.

Após a lesão medular, é preciso compreender a nova linguagem do corpo, para descobrir que é a mesma pessoa, com desejos, manias e grande potencial. Lesão Medular Dra. Beatriz G. Castiglia Especialista em Medicina Física e Reabilitação "Após a lesão medular, é preciso compreender a nova linguagem do corpo, para descobrir que é a mesma pessoa, com desejos,

Leia mais

TREINAMENTO DA FLEXIBILIDADE

TREINAMENTO DA FLEXIBILIDADE TREINAMENTO DA FLEXIBILIDADE O treinamento da flexibilidade pode ser realizado de duas formas: alongamento e flexionamento. ALONGAMENTOS No caso do alongamento, o objetivo é se mobilizar a articulação

Leia mais

A INTERFERÊNCIA DA ALTERAÇÃO DE TÔNUS SOBRE A REABILITAÇÃO FISIOTERAPÊUTICA APÓS LESÕES NEUROLÓGICAS

A INTERFERÊNCIA DA ALTERAÇÃO DE TÔNUS SOBRE A REABILITAÇÃO FISIOTERAPÊUTICA APÓS LESÕES NEUROLÓGICAS A INTERFERÊNCIA DA ALTERAÇÃO DE TÔNUS SOBRE A REABILITAÇÃO FISIOTERAPÊUTICA APÓS LESÕES NEUROLÓGICAS Marsura, A.¹; Santos, M. P. 1 ; Silvia, M. A. 1 ; Sena, R. O. 1 ; Mendes, T. C. A. 1 ; Leite, A. 2 ;

Leia mais

CURSO DE BACHARELADO EM FISIOTERAPIA-FORMAÇÃO FISIOTERAPEUTA

CURSO DE BACHARELADO EM FISIOTERAPIA-FORMAÇÃO FISIOTERAPEUTA CURSO DE BACHARELADO EM FISIOTERAPIA-FORMAÇÃO FISIOTERAPEUTA Coordenaçăo: Profª. Esp. Lidiane Alves Dias E-mail: fisioterapia@immes.com.br Telefone (96)3223-4244 ramal: 219 Conceito É uma ciência da Saúde

Leia mais

TRATAMENTO PARA AS DORES. DA GESTAÇão e MUSCULOESQUELÉTICAS

TRATAMENTO PARA AS DORES. DA GESTAÇão e MUSCULOESQUELÉTICAS TRATAMENTO PARA AS DORES MUSCULOESQUELÉTICAS DA GESTAÇão e do PUERPério BIOMECÂNICA GESTACIONAL TRATAMENTO PARA AS DORES MUSCULOESQUELÉTICAS DA GESTAÇÃO E DO PUERPÉRIO Estima-se que 45% das gestantes e

Leia mais

ANÁLISE DOS EFEITOS DA CINESIOTERAPIA NA HERNIA DE DISCO LOMBAR. Machado, J. R. Naira; Andolfato, R. K

ANÁLISE DOS EFEITOS DA CINESIOTERAPIA NA HERNIA DE DISCO LOMBAR. Machado, J. R. Naira; Andolfato, R. K ANÁLISE DOS EFEITOS DA CINESIOTERAPIA NA HERNIA DE DISCO LOMBAR Machado, J. R. Naira; Andolfato, R. K Resumo: A palavra hérnia significa projeção ou saída através de uma fissura ou orifício, de uma estrutura

Leia mais

Artigo publicado na Revista Eletrônica Saúde CESUC Nº 01 Ano de 2010

Artigo publicado na Revista Eletrônica Saúde CESUC Nº 01 Ano de 2010 A EFICÁCIA DA ASSOCIAÇÃO DAS TÉCNICAS DE ALONGAMENTO, FACILITAÇÃO NEUROMUSCULAR PROPRIOCEPTIVA E CONTROLE POSTURAL EM ADOLESCENTE COM HEMIPARESIA ESTUDO DE CASO 1 Lilian Evangelista Nunes 2 Rivien Aparecida

Leia mais

TÍTULOS 1808 1822 1889 50 MAIORES MITOS POPULARES DA PSICOLOGIA 500 anos de legislação esportiva brasileira: Administração nos novos tempos

TÍTULOS 1808 1822 1889 50 MAIORES MITOS POPULARES DA PSICOLOGIA 500 anos de legislação esportiva brasileira: Administração nos novos tempos TÍTULOS 1808 1822 1889 50 MAIORES MITOS POPULARES DA PSICOLOGIA 500 anos de legislação esportiva brasileira: Administração nos novos tempos Administração para não administradores Anatomia do tenis Anatomia

Leia mais

PRÁTICA PEDAGÓGICA INOVADORA, PARADIGMA DA FUNCIONALIDADE E PRODUÇÃO DE CONHECIMENTO NO CURSO DE FISIOTERAPIA

PRÁTICA PEDAGÓGICA INOVADORA, PARADIGMA DA FUNCIONALIDADE E PRODUÇÃO DE CONHECIMENTO NO CURSO DE FISIOTERAPIA PRÁTICA PEDAGÓGICA INOVADORA, PARADIGMA DA FUNCIONALIDADE E PRODUÇÃO DE CONHECIMENTO NO CURSO DE FISIOTERAPIA Eliani de Souza Arruda PUCPR. Paulo R. Alcântara - PUCPR. Vera Lúcia Israel - PUCPR. Resumo

Leia mais

FISIOTERAPIA VESTIBULAR E TONTURAS NO ESPORTE

FISIOTERAPIA VESTIBULAR E TONTURAS NO ESPORTE FISIOTERAPIA VESTIBULAR E TONTURAS NO ESPORTE André Luís dos Santos Silva, D.Sc. Doutor em Fisioterapia Universidad de Buenos Aires/UFRJ Diretor do Instituto Brasileiro de Fisioterapia Vestibular e Equilíbrio

Leia mais

A INFLUÊNCIA DA AVALIAÇÃO FISIOTERAPÊUTICA NA REABILITAÇÃO NEUROLÓGICA RESUMO

A INFLUÊNCIA DA AVALIAÇÃO FISIOTERAPÊUTICA NA REABILITAÇÃO NEUROLÓGICA RESUMO A INFLUÊNCIA DA AVALIAÇÃO FISIOTERAPÊUTICA NA REABILITAÇÃO NEUROLÓGICA Gavim, A. E. O. ¹; Oliveira, I. P. L. 1 ; Costa, T. V. 1 ; Oliveira, V. R 1 ; Martins, A. L. 2 ; Silva, A. M. 3 ; ¹ Discente em Fisioterapia

Leia mais

Titulação: Especialista em Terapia Manual e Postural, CESUMAR/ PR PLANO DE CURSO

Titulação: Especialista em Terapia Manual e Postural, CESUMAR/ PR PLANO DE CURSO CURSO DE FISIOTERAPIA Autorizado pela Portaria nº 377 de 19/03/09 DOU de 20/03/09 Seção 1. Pág. 09 Componente Curricular: Terapias Manipulativas Código: Fisio 234 Pré-Requisito: - Período Letivo: 2013.1

Leia mais

Doença do Neurônio Motor

Doença do Neurônio Motor FACULDADE DE MEDICINA/UFC-SOBRAL MÓDULO SISTEMA NERVOSO NEUROANATOMIA FUNCIONAL Doença do Neurônio Motor Acd. Mauro Rios w w w. s c n s. c o m. b r Relato de Caso Paciente M.V., sexo masculino, 62 anos,

Leia mais

Dra. Camila Pepe EXERCÍCIO VIBRATÓRIO NA SÍNDROME DA DESARMONIA CORPORAL

Dra. Camila Pepe EXERCÍCIO VIBRATÓRIO NA SÍNDROME DA DESARMONIA CORPORAL CAMILA PEPE CREFITO 3/ 113735 F ESTETICISTA FACIAL E CORPORAL FISIOTERAPEUTA ESPECIALISTA EM DERMATO FUNCIONAL APERFEIÇOAMENTO EM ELETROTERAPIA E COSMETOLOGIA ESPANHA APERFEIÇOAMENTO EM DRENAGEM LINFÁTICA

Leia mais

Dados Pessoais: História social e familiar. Body Chart

Dados Pessoais: História social e familiar. Body Chart Dados Pessoais: História Clínica: Nome: P.R. Idade: 54 Morada: Contacto: Médico: Fisioterapeuta: Profissão: Fisioterapeuta Diagnóstico Médico: Fratura comitiva da rótula Utente de raça caucasiana, Fisioterapeuta,

Leia mais

Clínica de Lesões nos Esportes e Atividade Física Prevenção e Reabilitação. Alexandre Carlos Rosa alexandre@portalnef.com.br 2015

Clínica de Lesões nos Esportes e Atividade Física Prevenção e Reabilitação. Alexandre Carlos Rosa alexandre@portalnef.com.br 2015 Clínica de Lesões nos Esportes e Atividade Física Prevenção e Reabilitação Alexandre Carlos Rosa alexandre@portalnef.com.br 2015 O que iremos discutir.. Definições sobre o atleta e suas lesões Análise

Leia mais

EDITAL Nº02/2011 SELEÇÃO PARA MONITORIA REMUNERADA E NÃO REMUNERADA

EDITAL Nº02/2011 SELEÇÃO PARA MONITORIA REMUNERADA E NÃO REMUNERADA EDITAL Nº02/2011 SELEÇÃO PARA MONITORIA REMUNERADA E NÃO REMUNERADA A DIREÇÃO GERAL DA FAL, através da DIREÇÃO ACADÊMICA, no uso de suas atribuições e de acordo com o estabelecido no Art. 9º do capítulo

Leia mais

EMENTAS DAS DISCIPLINAS DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM TERAPIA OCUPACIONAL 1 º PERÍODO

EMENTAS DAS DISCIPLINAS DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM TERAPIA OCUPACIONAL 1 º PERÍODO EMENTAS DAS DISCIPLINAS DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM TERAPIA OCUPACIONAL 1 º PERÍODO 1) História da Terapia Ocupacional (30 hs) EMENTA: Marcos históricos que antecederam o surgimento formal da profissão de

Leia mais

Coluna no lugar certo Fisioterapeutas utilizam método que reduz dores nas costas em poucas sessões e induz paciente a fazer exercícios em casa

Coluna no lugar certo Fisioterapeutas utilizam método que reduz dores nas costas em poucas sessões e induz paciente a fazer exercícios em casa Atualizado aos domingos ESTADO DE MINAS Coluna no lugar certo Fisioterapeutas utilizam método que reduz dores nas costas em poucas sessões e induz paciente a fazer exercícios em casa Ellen Cristie Dores

Leia mais

BANDAGENS TERAPÊUTICAS NA MTC

BANDAGENS TERAPÊUTICAS NA MTC Escola Brasileira de Medicina Chinesa BANDAGENS TERAPÊUTICAS NA MTC Êmile Cristina Gravalos TIPOS DE BANDAGENS SPORTS TAPING McCONNELL MULLIGAN KINESIO TAPING THERAPEUTIC TAPING DIFERENÇAS BANDAGENS FUNCIONAIS

Leia mais

Sintomas da LER- DORT

Sintomas da LER- DORT LER-DORT A LER e DORT são as siglas para Lesões por Esforços Repetitivos e Distúrbios Osteo-musculares Relacionados ao Trabalho. Os termos LER/DORT são usados para determinar as afecções que podem lesar

Leia mais

ATUAÇÃO DA HIDROTERAPIA EM PATOLOGIAS TRATADAS NA CLÍNICA DE FISIOTERAPIA DA FACULDADE NOVAFAPI

ATUAÇÃO DA HIDROTERAPIA EM PATOLOGIAS TRATADAS NA CLÍNICA DE FISIOTERAPIA DA FACULDADE NOVAFAPI ATUAÇÃO DA HIDROTERAPIA EM PATOLOGIAS TRATADAS NA CLÍNICA DE FISIOTERAPIA DA FACULDADE NOVAFAPI INTRODUÇÃO Luana Gabrielle de França Ferreira NOVAFAPI Luciana Gomes Cariri NOVAFAPI Maria José Magalhães

Leia mais

Formação no método Pilates com opcional em treinamento na plataforma vibratória originalpower Plate. Power Plate

Formação no método Pilates com opcional em treinamento na plataforma vibratória originalpower Plate. Power Plate plataforma vibratória originalpower Plate Power Plate Data: * Primeira Etapa: Formacao no Método Pilates Plataforma Vibratoria Power Plate Desenvolvido para profissionais e estudantes* de fisioterapia

Leia mais

Treino de Alongamento

Treino de Alongamento Treino de Alongamento Ft. Priscila Zanon Candido Avaliação Antes de iniciar qualquer tipo de exercício, considera-se importante que o indivíduo seja submetido a uma avaliação física e médica (Matsudo &

Leia mais

Treinamento funcional

Treinamento funcional Treinamento funcional Treinamento Funcional O segredo está no equilíbrio. O treinamento funcional trabalha grande parte dos músculos do corpo num único exercício, queima muitas calorias e desenvolve a

Leia mais

ÓRTESES DE MÃOS. ÓRTESES: Vem da palavra grega orthos que significa corrigir.

ÓRTESES DE MÃOS. ÓRTESES: Vem da palavra grega orthos que significa corrigir. ÓRTESES DE MÃOS ÓRTESES: Vem da palavra grega orthos que significa corrigir. O que é Órtose: é um dispositivo utilizado para suportar, imobilizar um segmento durante a fase de recuperação, ou para corrigir

Leia mais

ANEXO XXIV TABELA DE HONORÁRIOS DE FISIOTERAPIA E NORMAS DE AUTORIZAÇÃO DE PROCEDIMENTOS

ANEXO XXIV TABELA DE HONORÁRIOS DE FISIOTERAPIA E NORMAS DE AUTORIZAÇÃO DE PROCEDIMENTOS NEUROLOGIA INSTITUTO DE PREVIDÊNCIA DOMUNICÍPIO - IPM IPM SAÚDE AUDITORIA EM SAÚDE ANEXO XXIV TABELA DE HONORÁRIOS DE FISIOTERAPIA E NORMAS DE AUTORIZAÇÃO DE PROCEDIMENTOS ASSUNTO: REDIMENSIONAMENTO DO

Leia mais

LOMBALGIAS: MECANISMO ANÁTOMO-FUNCIONAL E TRATAMENTO

LOMBALGIAS: MECANISMO ANÁTOMO-FUNCIONAL E TRATAMENTO LOMBALGIAS: MECANISMO ANÁTOMO-FUNCIONAL E TRATAMENTO Alessandra Vascelai #, Ft, Titulacão: Especialista em Fisioterapia em Traumatologia do Adulto Reeducação Postural Global (RPG) Acupuntura. Resumo: Lombalgia

Leia mais

EXERCÍCIOS RESISTIDOS. Parte I

EXERCÍCIOS RESISTIDOS. Parte I EXERCÍCIOS RESISTIDOS Parte I DESEMPENHO MUSCULAR Capacidade do músculo realizar trabalho. Elementos fundamentais: Força Potência muscular Resistência à fadiga FATORES QUE AFETAM O DESEMPENHO MUSCULAR

Leia mais

Atividade Física e Esporte Adaptado. Profª. Carolina Ventura Fernandes Pasetto

Atividade Física e Esporte Adaptado. Profª. Carolina Ventura Fernandes Pasetto Atividade Física e Esporte Adaptado Profª. Carolina Ventura Fernandes Pasetto Introdução No mundo: 610 milhões de pessoas deficientes No Brasil: 14,5% algum tipo de deficiência (WHO, 2003) 27% física/motora

Leia mais

29, 30 e 31 de Maio 2015

29, 30 e 31 de Maio 2015 29, 30 e 31 de Maio 2015 Resumo sobre o Curso Nosso curso será divido em 3 Módulos complementares com 3 palestrantes experientes, atualizados, com graduações internacionais e atuantes na área de Reabilitação

Leia mais

03,04, 24 e 25 de Outubro 2015

03,04, 24 e 25 de Outubro 2015 03,04, 24 e 25 de Outubro 2015 Resumo sobre o Curso Nosso curso será divido em 2 Módulos complementares com 4 palestrantes experientes, atualizados, com graduações internacionais e atuantes na área de

Leia mais

Universidade Católica de Pernambuco Centro de Ciências Biológicas e Saúde Curso de Fisioterapia Disciplina de Fisioterapia Aplicada à Neurologia

Universidade Católica de Pernambuco Centro de Ciências Biológicas e Saúde Curso de Fisioterapia Disciplina de Fisioterapia Aplicada à Neurologia Universidade Católica de Pernambuco Centro de Ciências Biológicas e Saúde Curso de Fisioterapia Disciplina de Fisioterapia Aplicada à Neurologia Distúrbios do tônus Prof a. Ana Karolina Pontes de Lima

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL CONSELHO REGIONAL DE FISIOTERAPIA E TERAPIA OCUPACIONAL DA 11ª REGIÃO-CREFITO 11

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL CONSELHO REGIONAL DE FISIOTERAPIA E TERAPIA OCUPACIONAL DA 11ª REGIÃO-CREFITO 11 CÂMARA TÉCNICA ASSISTENCIAL DO CREFITO 11 PARECER 001/2012 Data: 13/08/2012 Consulta oficial nº: 002/2012 Assunto: -Eventual negativa de cobertura pelos planos de saúde; -Fisioterapia motora para recém-nascidos

Leia mais

Profa Silvia Mitiko Nishida Depto de Fisiologia SENTIDO VESTIBULAR

Profa Silvia Mitiko Nishida Depto de Fisiologia SENTIDO VESTIBULAR Profa Silvia Mitiko Nishida Depto de Fisiologia SENTIDO VESTIBULAR Orelha Interna -Sistema Vestibular Movimentos rotacionais (aceleração angular) As células sensoriais são ciliadas mas são estimuladas

Leia mais

Considerações Anatomoclínicas - Neuroanatomia Aplicada -

Considerações Anatomoclínicas - Neuroanatomia Aplicada - FACULDADE DE MEDICINA/UFC-SOBRAL MÓDULO SISTEMA NERVOSO NEUROANATOMIA FUNCIONAL Considerações Anatomoclínicas - Neuroanatomia Aplicada - Apresentações Discentes Prof. Gerardo Cristino www.gerardocristino.com.br

Leia mais

HORÁRIOS DO CURSO DE FISIOTERAPIA - 2015/2 - ZONA SUL

HORÁRIOS DO CURSO DE FISIOTERAPIA - 2015/2 - ZONA SUL Última atualização: 16/06/2015 Turma PMA - 1º SEMESTRE Currículo 1 Morfologia Processos Biológicos Processos Biológicos Comunicação e Expressão Morfologia Princípios da Processos Biológicos Processos Biológicos

Leia mais

CURSO MÉTODO KINESIO TAPING

CURSO MÉTODO KINESIO TAPING CURSO MÉTODO KINESIO TAPING Nos dias 27 e 28 de julho realiza-se no ISAVE, com a colaboração da Bwizer, o Curso Método Kinesio Taping (KT1/KT2). Com um total de 16h, tendo como formador Sério Frade, o

Leia mais

EMENTAS DAS DISCIPLINAS

EMENTAS DAS DISCIPLINAS EMENTAS DAS DISCIPLINAS Ementas das Disciplinas CURSO DE GRADUAÇÃO DE FISIOTERAPIA ATIVIDADES COMPLEMENTARES As atividades complementares correspondem a 204 horas realizadas nos diferentes espaços proporcionados

Leia mais

Metodologia do Treinamento Físico

Metodologia do Treinamento Físico Metodologia do Treinamento Físico FLEXIBILIDADE DEFINIÇÃO: É definida como a capacidade física expressa pela maior amplitude possível do movimento voluntário de uma articulação, ou combinações de articulações

Leia mais

Equoterapia Como Instrumento Pedagógico 1

Equoterapia Como Instrumento Pedagógico 1 Equoterapia Como Instrumento Pedagógico 1 Jackson Antônio Barbosa, Engenheiro Agrícola, DEG/UFLA, Orientador, jackson_barbosa@hotmail.com; Regilane Vilas Boas; Fisioterapeuta, Coordenadora Centro de Equoterapia/UFLA,

Leia mais

CURSO DE MUSCULAÇÃO E CARDIOFITNESS. Lucimére Bohn lucimerebohn@gmail.com

CURSO DE MUSCULAÇÃO E CARDIOFITNESS. Lucimére Bohn lucimerebohn@gmail.com CURSO DE MUSCULAÇÃO E CARDIOFITNESS Lucimére Bohn lucimerebohn@gmail.com Estrutura do Curso Bases Morfofisiológicas - 25 hs Princípios fisiológicos aplicados à musculação e ao cardiofitness Aspectos biomecânicos

Leia mais

- Ajuste postural em resposta as modificações do ambiente e as mudanças no corpo durante atividades funcionais

- Ajuste postural em resposta as modificações do ambiente e as mudanças no corpo durante atividades funcionais Bobath Conceito Neuroevolutivo O tratamento Neuro Evolutivo Bobath prioriza a melhora da capacidade funcional da criança, isto é, independência cada vez maior na sua rotina de vida diária. A terapia é

Leia mais

Partes Específicas da Aula (Ginástica)

Partes Específicas da Aula (Ginástica) Partes Específicas da Aula (Ginástica) Aquecimento; Desenvolvimento; Desaquecimento. Aquecimento É o conjunto de atividades que, mediante ao volume e intensidade adequados, visam preparar o indivíduo em

Leia mais

CENTRO DE OSTEOPATIA MAÇÃS PLACE

CENTRO DE OSTEOPATIA MAÇÃS PLACE CENTRO DE OSTEOPATIA MAÇÃS PLACE Quem somos A nossa equipa apresenta um atendimento personalizado ao nível da Osteopatia através de uma abordagem multidisciplinar de qualidade, avaliação, diagnóstico e

Leia mais

04, 05, 25, 26 de Outubro 2014

04, 05, 25, 26 de Outubro 2014 04, 05, 25, 26 de Outubro 2014 Resumo sobre o Curso Nosso curso será divido em 2 Módulos complementares com 5 palestrantes experientes, atualizados, com graduações internacionais e atuantes na área de

Leia mais

Ligamento Cruzado Posterior

Ligamento Cruzado Posterior Ligamento Cruzado Posterior Introdução O Ligamento Cruzado Posterior (LCP) é classificado como estabilizador estático do joelho e sua função principal é restringir o deslocamento posterior da tíbia em

Leia mais

SUMÁRIO. Sobre o curso Pág. 3. Etapas do Processo Seletivo Pág. 5. Cronograma de Aulas. Coordenação Programa e metodologia; Investimento.

SUMÁRIO. Sobre o curso Pág. 3. Etapas do Processo Seletivo Pág. 5. Cronograma de Aulas. Coordenação Programa e metodologia; Investimento. SUMÁRIO Sobre o curso Pág. 3 Coordenação Programa e metodologia; Investimento Etapas do Processo Seletivo Pág. 5 Matrícula Cronograma de Aulas Pág. PÓS-GRADUAÇÃO EM FISIOTERAPIA EM REABILITAÇÃO AQUÁTICA

Leia mais

A postura saudável para o digitador

A postura saudável para o digitador A postura saudável para o digitador A postura saudável para o digitador 2 Muitas vezes nos perguntamos: Qual é a postura mais adequada para se trabalhar durante horas em frente a um computador? Após anos

Leia mais

FISIOTERAPIA EM PACIENTE AMPUTADO DE MEMBRO INFERIOR PRÉ E PÓS PROTETIZAÇÃO

FISIOTERAPIA EM PACIENTE AMPUTADO DE MEMBRO INFERIOR PRÉ E PÓS PROTETIZAÇÃO FISIOTERAPIA EM PACIENTE AMPUTADO DE MEMBRO INFERIOR PRÉ E PÓS PROTETIZAÇÃO LARISSA BARRETO 1, NATÁLIA DOS ANJOS MENEZES 1, Profa. Dra. DEISE ELISABETE DE SOUZA 2. 1- Acadêmica do Curso de Fisioterapia

Leia mais

Especialização em Fisioterapia Traumato-Ortopédica Funcional - NOVO

Especialização em Fisioterapia Traumato-Ortopédica Funcional - NOVO Especialização em Fisioterapia Traumato-Ortopédica Funcional - NOVO Apresentação Previsão de Início Agosto Inscrições em Breve - Turma 01 - Campus Stiep O curso de Especialização em Fisioterapia Traumato-Ortopédica

Leia mais

CLASSIFICAÇÃO FUNCIONAL EM TÊNIS DE MESA PARA CADEIRANTES CLASSIFICAÇÃO FUNCIONAL EM TÊNIS DE MESA

CLASSIFICAÇÃO FUNCIONAL EM TÊNIS DE MESA PARA CADEIRANTES CLASSIFICAÇÃO FUNCIONAL EM TÊNIS DE MESA CLASSIFICAÇÃO FUNCIONAL EM TÊNIS DE MESA Esporte: Administração: individual equipe ITTF Federação Internacional de Tênis de Mesa Cartão de Classificação: Cartão Funcional de Tênis de Mesa Sessão de Regras

Leia mais

A EFICIÊNCIA DO ALONGAMENTO ESTÁTICO E ALONGAMENTO DINÂMICO NA FLEXIBILIDADE DE TRABALHADORES DE UMA EMPRESA EM BRUSQUE SC

A EFICIÊNCIA DO ALONGAMENTO ESTÁTICO E ALONGAMENTO DINÂMICO NA FLEXIBILIDADE DE TRABALHADORES DE UMA EMPRESA EM BRUSQUE SC A EFICIÊNCIA DO ALONGAMENTO ESTÁTICO E ALONGAMENTO DINÂMICO NA FLEXIBILIDADE DE TRABALHADORES DE UMA EMPRESA EM BRUSQUE SC Corrêa 1, Renan Braz 2, André Luiz de Oliveira RESUMO A flexibilidade é uma das

Leia mais

HOSPITAL ABREU SODRÉ A sua próxima escolha.

HOSPITAL ABREU SODRÉ A sua próxima escolha. HOSPITAL ABREU SODRÉ A sua próxima escolha. Qualidade máxima e confiança são fundamentais no momento de escolher um hospital, e você precisa do que há de melhor na área médica. Por isso, prepare-se para

Leia mais

PROJETO PEDAGÓGICO DO CURSO DE TERAPIA OCUPACIONAL DA UNESP CAMPUS DE MARÍLIA

PROJETO PEDAGÓGICO DO CURSO DE TERAPIA OCUPACIONAL DA UNESP CAMPUS DE MARÍLIA PROJETO PEDAGÓGICO DO CURSO DE TERAPIA OCUPACIONAL DA UNESP CAMPUS DE MARÍLIA Objetivos do Curso Curso da área da saúde, centrado nos aspectos ergonômicos e sociais da atividade humana. Visa à formação

Leia mais

CURSO DE FISIOTERAPIA Autorizado pela Portaria nº 377 de 19/03/09 DOU de 20/03/09 Seção 1. Pág. 09 PLANO DE CURSO

CURSO DE FISIOTERAPIA Autorizado pela Portaria nº 377 de 19/03/09 DOU de 20/03/09 Seção 1. Pág. 09 PLANO DE CURSO CURSO DE FISIOTERAPIA Autorizado pela Portaria nº 377 de 19/03/09 DOU de 20/03/09 Seção 1. Pág. 09 Componente Curricular: Recursos Terapêuticos I Código: Fisio 210 Pré-requisito: ------- Período Letivo:

Leia mais

Anatomia do SNC e SNP

Anatomia do SNC e SNP Anatomia do SNC e SNP Dr. J. Eduardo F Fernandes Dr. J. Eduardo F Fernandes Dr. J. Eduardo F Fernandes Dr. J. Eduardo F Fernandes Dr. J. Eduardo F Fernandes Dr. J. Eduardo F Fernandes Dr. J. Eduardo F

Leia mais

APLICAÇÃO DE SHIATSU COMO COADJUVANTE NO TRATAMENTO DA PARALISIA CEREBRAL: RELATO DE CASO. Ângela Maria Silva 1, AMB; Claudia Simone Maturana 2.

APLICAÇÃO DE SHIATSU COMO COADJUVANTE NO TRATAMENTO DA PARALISIA CEREBRAL: RELATO DE CASO. Ângela Maria Silva 1, AMB; Claudia Simone Maturana 2. APLICAÇÃO DE SHIATSU COMO COADJUVANTE NO TRATAMENTO DA PARALISIA CEREBRAL: RELATO DE CASO Ângela Maria Silva 1, AMB; Claudia Simone Maturana 2. RESUMO É de senso comum que crianças com Paralisia Cerebral

Leia mais

Avaliação Postural e Flexibilidade. Priscila Zanon Candido

Avaliação Postural e Flexibilidade. Priscila Zanon Candido Avaliação Postural e Flexibilidade Priscila Zanon Candido POSTURA A posição otimizada, mantida com característica automática e espontânea, de um organismo em perfeita harmonia com a força gravitacional

Leia mais

Fisiologia do Sistema Nervoso. 1. Sistema Nervoso Sensorial 2. Sistema Nervoso Motor 3. Sistema Nervoso Autônomo 4.

Fisiologia do Sistema Nervoso. 1. Sistema Nervoso Sensorial 2. Sistema Nervoso Motor 3. Sistema Nervoso Autônomo 4. Fisiologia do Sistema Nervoso 1. Sistema Nervoso Sensorial 2. Sistema Nervoso Motor 3. Sistema Nervoso Autônomo 4. Ritmos Biológicos Sistema Nervoso Motor a) Organização Hierárquica do Movimento Movimentos

Leia mais

EMENTÁRIO DAS DISICIPLINAS DO CURSO DE FISIOTERAPIA (Currículo iniciado em 2010)

EMENTÁRIO DAS DISICIPLINAS DO CURSO DE FISIOTERAPIA (Currículo iniciado em 2010) EMENTÁRIO DAS DISICIPLINAS DO CURSO DE FISIOTERAPIA (Currículo iniciado em 2010) ADMINISTRAÇÃO EM FISIOTERAPIA C/H 68 (2435) Introdução, princípios, bases legais e elementos da administração. Atuação da

Leia mais

HIDROTERAPIA MÉTODO ANEIS DE BAD RAGAZ. Resumo. 10, 11 e 12 de Outubro de 2014

HIDROTERAPIA MÉTODO ANEIS DE BAD RAGAZ. Resumo. 10, 11 e 12 de Outubro de 2014 HIDROTERAPIA MÉTODO ANEIS DE BAD RAGAZ 10, 11 e 12 de Outubro de 2014 * Inscrições Limitadas até 10 de Setembro de 2014 Resumo A Hidroterapia é uma modalidade de tratamento cada vez mais popular em todo

Leia mais

TERAPIA POR ACUPUNTURA EM PONTOS AH-SHIH: UM ESTUDO PILOTO.

TERAPIA POR ACUPUNTURA EM PONTOS AH-SHIH: UM ESTUDO PILOTO. TERAPIA POR ACUPUNTURA EM PONTOS AH-SHIH: UM ESTUDO PILOTO. INTRODUÇÃO GRAHL, F. M; BABEL, F. L.; SCHMIDT, S. R.; SOUZA, S.; FORTES, D. V. FURB Faculdade de Fisioterapia - Blumenau - SC Atualmente a utilização

Leia mais

I. JUSTIFICATIVA II.HISTÓRICO

I. JUSTIFICATIVA II.HISTÓRICO TITULO:INTERVENÇÃO FISIOTERAPÊUTICA PRECOCE EM BEBÊS DE RISCO: UMA EXTENSÃO DO SETOR DE FISIOTERAPIA INFANTIL DA UFPB À SERVIÇO DA COMUNIDADE Instituicao:UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA AUTORES: Aglaê

Leia mais

TERAPIA MANUAL SEGUNDO O CONCEITO OSTEOETIOPáTICO (CERTIFICAÇÃO ATMS) - LISBOA - MÓDULO 9

TERAPIA MANUAL SEGUNDO O CONCEITO OSTEOETIOPáTICO (CERTIFICAÇÃO ATMS) - LISBOA - MÓDULO 9 TERAPIA MANUAL SEGUNDO O CONCEITO OSTEOETIOPáTICO (CERTIFICAÇÃO ATMS) - LISBOA - MÓDULO 9 Terapia Manual segundo o Conceito Osteoetiopático é uma formação única, reco alguns dos maiores nomes da fisioterapia

Leia mais

EFEITOS DO TREINAMENTO FUNCIONAL NA MELHORA DAS ATIVIDADES DA VIDA DÍARIA DE IDOSOS. Renan Motta Cruz, Ms. Henrique Touguinha

EFEITOS DO TREINAMENTO FUNCIONAL NA MELHORA DAS ATIVIDADES DA VIDA DÍARIA DE IDOSOS. Renan Motta Cruz, Ms. Henrique Touguinha EFEITOS DO TREINAMENTO FUNCIONAL NA MELHORA DAS ATIVIDADES DA VIDA DÍARIA DE IDOSOS Renan Motta Cruz, Ms. Henrique Touguinha Resumo- O processo de envelhecimento humano causa modificações morfológicas

Leia mais

Disciplina a Especialidade Profissional Osteopatia e dá outras providências. CONSIDERANDO o disposto no Decreto Lei 938, de 13 de outubro de 1969;

Disciplina a Especialidade Profissional Osteopatia e dá outras providências. CONSIDERANDO o disposto no Decreto Lei 938, de 13 de outubro de 1969; RESOLUÇÃO n. 398/2011 RESOLUÇÃO Nº 398 DE 03 DE AGOSTO DE 2011 Disciplina a Especialidade Profissional Osteopatia e dá outras providências O Plenário do Conselho Federal de Fisioterapia e Terapia Ocupacional,

Leia mais

SUMÁRIO. Sobre o curso Pág. 3. Etapas do Processo Seletivo Pág. 5. Cronograma de Aulas Pág. 10. Coordenação Programa e metodologia; Investimento

SUMÁRIO. Sobre o curso Pág. 3. Etapas do Processo Seletivo Pág. 5. Cronograma de Aulas Pág. 10. Coordenação Programa e metodologia; Investimento 1 SUMÁRIO Sobre o curso Pág. 3 Coordenação Programa e metodologia; Investimento 3 3 5 Etapas do Processo Seletivo Pág. 5 Matrícula 7 Cronograma de Aulas Pág. 10 2 PÓS-GRADUAÇÃO EM FISIOTERAPIA EM REABILITAÇÃO

Leia mais

http://www.fiquelinda.com.br/comportamento/1139-terapia-com-animais.html

http://www.fiquelinda.com.br/comportamento/1139-terapia-com-animais.html Terapia com animais Divirta-se e ganhe uma vida mais saudável. A convivência com um animal de estimação só traz benefícios à sua saúde. Quem tem um animal de estimação sabe o quanto eles são companheiros

Leia mais

A EFICÁCIA DA FISIOTERAPIA NO TRATAMENTO DAS COMPLICAÇÕES FÍSICO-FUNCIONAIS DE MEMBRO SUPERIOR NA MASTECTOMIA UNILATERAL TOTAL: ESTUDO DE CASO

A EFICÁCIA DA FISIOTERAPIA NO TRATAMENTO DAS COMPLICAÇÕES FÍSICO-FUNCIONAIS DE MEMBRO SUPERIOR NA MASTECTOMIA UNILATERAL TOTAL: ESTUDO DE CASO A EFICÁCIA DA FISIOTERAPIA NO TRATAMENTO DAS COMPLICAÇÕES FÍSICO-FUNCIONAIS DE MEMBRO SUPERIOR NA MASTECTOMIA UNILATERAL TOTAL: ESTUDO DE CASO GUIZELINI, L.H.; PEREIRA, N.T.C. RESUMO A mastectomia pode

Leia mais

A IMPORTÂNCIA DA UTILIZAÇÃO DE BRINQUEDOS ADAPTADOS PARA AS CRIANÇAS COM PARALISIA CEREBRAL

A IMPORTÂNCIA DA UTILIZAÇÃO DE BRINQUEDOS ADAPTADOS PARA AS CRIANÇAS COM PARALISIA CEREBRAL A IMPORTÂNCIA DA UTILIZAÇÃO DE BRINQUEDOS ADAPTADOS PARA AS CRIANÇAS COM PARALISIA CEREBRAL CARNEIRO, Junile Silva Canavarro Discente do 6º período do Curso de Terapia Ocupacional das Faculdades de Ciências

Leia mais

Lombociatalgia. www.fisiokinesiterapia.biz

Lombociatalgia. www.fisiokinesiterapia.biz Lombociatalgia www.fisiokinesiterapia.biz Conceitos Lombalgia; Lombociatalgia; Ciatalgia/Ci /Ciática; Característica região lombar Fonte: NETTER, Frank H.. Atlas de Anatomia Humana Vértebra lombar Fonte:

Leia mais

19/09/2012. Profa. Ms. DANIELA VINCCI LOPES RUZZON

19/09/2012. Profa. Ms. DANIELA VINCCI LOPES RUZZON HISTÓRICO MÉTODO DOS ANÉIS DE BAD RAGAZ Profa. Ms. DANIELA VINCCI LOPES RUZZON Criado na Alemanha pelo Dr. Knupfer. Conceitos de neurofisiologia do treinamento. Propriedades físicas da água. Cadeias simples

Leia mais

PROVAS NEUROMUSCULARES 1 2009

PROVAS NEUROMUSCULARES 1 2009 SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE UNIDADE DE TRAUMA ORTOPÉDICO Hospital Universitário Miguel Riet Corrêa - Rua Visconde de Paranaguá, 102 Rio Grande, RS CEP 96200/190 Telefone:

Leia mais

Resolução CNRM Nº 02, de 20 de agosto de 2007

Resolução CNRM Nº 02, de 20 de agosto de 2007 Resolução CNRM Nº 02, de 20 de agosto de 2007 Dispõe sobre a duração e o conteúdo programático da Residência Médica de Cirurgia da Mão O PRESIDENTE DA COMISSÃO NACIONAL DE RESIDÊNCIA MÉDICA, no uso das

Leia mais

COM ORIENTAÇÃO CLÍNICA

COM ORIENTAÇÃO CLÍNICA 1º CURSO TEÓRICO-PRÁTICO ANATOMIA PALPATÓRIA COM ORIENTAÇÃO CLÍNICA 27, 28 E 29 DE NOVEMBRO DE 2015 1º CURSO TEÓRICO-PRÁTICO DE ANATOMIA PALPATÓRIA COM ORIENTAÇÃO CLÍNICA VAGAS 27, 28 E 29 DE NOVEMBRO

Leia mais

Avaliação Fisioterapêutica da Coluna Cervical Departamento de Fisioterapia, Fonoaudiologia e Terapia Ocupacional

Avaliação Fisioterapêutica da Coluna Cervical Departamento de Fisioterapia, Fonoaudiologia e Terapia Ocupacional Avaliação Fisioterapêutica da Coluna Cervical Departamento de Fisioterapia, Fonoaudiologia e Terapia Ocupacional Profa. Dra. Sílvia Maria Amado João 1. Anatomia Aplicada A coluna cervical consiste em diversas

Leia mais

Gestão do Paciente com Deficiência Uma visão Prática da Terapia Ocupacional e da Fisioterapia

Gestão do Paciente com Deficiência Uma visão Prática da Terapia Ocupacional e da Fisioterapia Gestão do Paciente com Deficiência Uma visão Prática da Terapia Ocupacional e da Fisioterapia Percentual de pessoas com deficiência no Brasil..segundo Censo 2000: 14,5% Deficientes 85,5% Não Deficientes

Leia mais

REABILITAÇÃO AQUÁTICA EM PRÉ E PÓS-OPERATÓRIO DO LIGAMENTO CRUZADO ANTERIOR NO ATLETA

REABILITAÇÃO AQUÁTICA EM PRÉ E PÓS-OPERATÓRIO DO LIGAMENTO CRUZADO ANTERIOR NO ATLETA REABILITAÇÃO AQUÁTICA EM PRÉ E PÓS-OPERATÓRIO DO LIGAMENTO CRUZADO ANTERIOR NO ATLETA Marcel Canhoto 1, Patrícia Raquel Carvalho de Aguiar 1, Renato de Souza e Silva 2, Antonio Carlos C. de Andrade 3,

Leia mais

Universidade Federal de Uberlândia Faculdade de Educação Física e Fisioterapia Rua Benjamin Constant, 1286 Bairro Aparecida 38400-678 UBERLÂNDIA - MG

Universidade Federal de Uberlândia Faculdade de Educação Física e Fisioterapia Rua Benjamin Constant, 1286 Bairro Aparecida 38400-678 UBERLÂNDIA - MG LABORATÓRIOS DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM FISIOTERAPIA 1 Laboratório de Recursos Terapêuticos (LARET) 1.33.09.03.00.00.00.00 Professor responsável: Profa. Dra. Célia Regina Lopes E-mail:celialopes@faefi.ufu.br

Leia mais

PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO HOSPITAL REGIONAL DO LITORAL DE PARANAGUA PROVA PARA FISIOTERAPIA

PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO HOSPITAL REGIONAL DO LITORAL DE PARANAGUA PROVA PARA FISIOTERAPIA PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO HOSPITAL REGIONAL DO LITORAL DE PARANAGUA PROVA PARA FISIOTERAPIA 1. Na atenção à saúde básica, enquanto fisioterapeuta que irá a atendimento domiciliar, elenque a seqüência

Leia mais

Projeto Medicina. Dr. Onésimo Duarte Ribeiro Júnior Professor Assistente da Disciplina de Anestesiologia da Faculdade de Medicina do ABC

Projeto Medicina. Dr. Onésimo Duarte Ribeiro Júnior Professor Assistente da Disciplina de Anestesiologia da Faculdade de Medicina do ABC Projeto Medicina Dr. Onésimo Duarte Ribeiro Júnior Professor Assistente da Disciplina de Anestesiologia da Faculdade de Medicina do ABC Neurociência DIVISÃO DO SISTEMA NERVOSO Sistema Nervoso Central Sistema

Leia mais

Proposta Especialidade NEUROFUNCIONAL segundo os critérios da CBO e outros

Proposta Especialidade NEUROFUNCIONAL segundo os critérios da CBO e outros Proposta Especialidade NEUROFUNCIONAL segundo os critérios da CBO e outros CATECE Comissão de Análise de Títulos de Especialistas e Cursos de Especialização Complexidade da especialidade É o domínio dos

Leia mais

FACULDADE DE MEDICINA DO ABC MANTIDA PELA FUNDAÇÃO DO ABC EXAMES REALIZADOS NOS ÁRBITROS DA DO ABC FMABC

FACULDADE DE MEDICINA DO ABC MANTIDA PELA FUNDAÇÃO DO ABC EXAMES REALIZADOS NOS ÁRBITROS DA DO ABC FMABC RELATÓRIO DOS EXAMES REALIZADOS NOS ÁRBITROS DA FEDERAÇÃO PAULISTA DE FUTEBOL PELA FACULDADE DE MEDICINA DO ABC FMABC O Núcleo de Saúde no Esporte da Faculdade de Medicina do ABC FMABC, utilizando as suas

Leia mais

Tabulação Paralisia Cerebral

Tabulação Paralisia Cerebral Tabulação Paralisia Cerebral Sumário SUMÁRIO.... INTRODUÇÃO.... METODOLOGIA.... APRESENTAÇÃO DOS DADOS.... ANÁLISE DOS DADOS...ERRO! INDICADOR NÃO DEFINIDO. Audição... Erro! Indicador não definido. Visão...

Leia mais