PLANO ANUAL DE ATIVIDADES AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE MELGAÇO. Coordenador de Projetos:Carlos Antoninho 2013/2014

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "PLANO ANUAL DE ATIVIDADES AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE MELGAÇO. Coordenador de Projetos:Carlos Antoninho 2013/2014"

Transcrição

1 PLANO ANUAL DE ATIVIDADES AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE MELGAÇO Coordenador de Projetos:Carlos Antoninho 2013/2014

2 º período 1 Dia º período 2 Horas º período 1 Dia ização temporal 1º Ciclo 1.ºciclo Receção aos alunos Promover a integração dos novos alunos. Exploração dos espaços, materiais e recursos humanos. 1.º Ciclo Básica da Vila 1º Ciclo Câmara Municipal de Melgaço 1. ciclo Conhecer o Garrano 1º Ciclo 1. ciclo S. Martinho Reconhecer as principais características do cavalo garrano ; Distinguir o Garrano de outras raças; Reconhecer a importância desta raça autótone na relação temporal e espacial com as comunidades locais, assim como na relação benéfica para com a Conservação da natureza e Biodiversidade; - Preservar uma tradição; - Promover o convívio entre a comunidade escolar; - Desenvolver o espírito de cooperação; Apresentação teórica sobre o Garrano ; Ação prática de contacto com a raça ( por confirmar); Resolução de ficha de conhecimento. Construção de embalagens com materiais recicláveis; Recolha de provérbios e receitas que envolvam a castanha; Entoação de canções; Dramatização da lenda de S. Martinho; Realização do magusto no espaço envolvente à escola; Jogos tradicionais ao ar livre. 1.º Ciclo Pré-r, 1.º Ciclo Básica da Vila, EB1/JI Pomares Básica da Vila desenvolvida pelos Serviços Educativos 2

3 º período 1 Manhã ização temporal 1º Ciclo 1. ciclo A invenção da escrita Desenvolver a curiosidade e o interesse pelo aparecimento e evolução da escrita; Reproduzir formas de escrita utilizadas pelos nossos antepassados; O homem sentiu sempre a necessidade de comunicar, através dos gestos ou da fala, por exemplo. Só que essas mensagens, antigamente, não se podiam guardar, conservar ou transportar. Por isso, o homem inventou um meio de comunicar que pudesse ser usado noutros tempos e lugares. Assim, nasceu a escrita. 1.º Ciclo Casa da Cultura desenvolvida pelos Serviços Educativos Desenvolver a motricidade fina. Hora do conto: Aventura da escrita de Lia Zatz; Visita à exposição alusiva à evolução da escrita, conhecendo diferentes utensílios e materiais utilizados na escrita ao longo dos tempos; 3

4 º período 1 Dia º período 1 Manhã ização temporal 1º Ciclo 1. ciclo Um Natal atarefado Vivenciar a época Natalícia; Estimular o gosto pela dramatização; Apelar à criatividade. Sensibilizar para o espirito de partilha; Estimular o gosto pela dramatização. O Fato Velho do Pai Natal já está muito gasto e o Natal aproxima-se rapidamente. Será que o Pai Natal vai conseguir encontrar um fato novo a tempo? Dramatização do conto O fato do Pai Natal pelos serviços educativos; Atelier para decoração de um mural com histórias elaboradas pelos alunos. 1.º Ciclo Casa da Cultura desenvolvida pelos Serviços Educativos da Câmara Municipal 1º Ciclo 1. ciclo Festa de Natal - Conhecer o significado do Natal e os símbolos que o representam; - Promover o espírito de partilha e solidariedade; - Preservar o espírito natalício; - Colaborar ativamente na preparação da festa de Natal; Decoração das escolas com símbolos natalícios; Preparação e participação na festa de Natal; - poesias; - peças de teatro; - canções; - troca de presentes; Pesquisa sobre formas de viver o Natal em diferentes países; 1.º Ciclo Básica da Vila - Promover o envolvimento da comunidade; Campanhas de solidariedade; Contos de Natal. 4

5 º período, F - Fevereiro 1 Tarde º período, E - Janeiro 1 Semana ização temporal 1º Ciclo 1. ciclo Cantar os Reis - Promover a articulação entre ciclos; - Promover a relação escola comunidade; - Preservar e valorizar as tradições; - Desenvolver a criatividade e imaginação. Organização de grupos constituídos por alunos dos dois ciclos; Confeccionar as coroas; Escolha e ensaios das canções; Cantar as Janeiras no meio envolvente aos Centros res. Pré-r, 1.º Ciclo - Preservar e incentivar usos, costumes e tradições populares; - Preservar e incentivar usos, costumes e tradições populares; 1º Ciclo 1. ciclo Carnaval - Desenvolver a criatividade, a imaginação e a sensibilidade estética; - Estimular atitudes de respeito próprio e mútuo, cooperação, civismo e solidariedade; - Promover o trabalho de grupo e a cooperação; - Desenvolver a criatividade, a imaginação e a sensibilidade estética; - Estimular atitudes de respeito próprio e mútuo, cooperação, civismo e solidariedade; - Promover o trabalho de grupo e a cooperação; Pré-r, 1.º Ciclo 5

6 º período, G - Março 1 Manhã ização temporal 1º Ciclo 1. ciclo Vivendo na Idade Média" - Tornar a criança participativa e interveniente na construção do seu próprio saber; - Ajudar as crianças a perceberem o papel do passado no presente, a sua função a nível pedagógico e cultural, o papel dos museus na sociedade; - Comemoração do Dia Nacional dos Centros Históricos (Dia 28 de Março). Vamos voltar à Idade Média, recriando o cenário medieval através de personagens representativas dos diferentes estratos sociais. Acompanhados por personagens da época medieval, os alunos vão conhecer os hábitos da época (a vida quotidiana num castelo, nomeadamente, o sistema defensivo, a vida das pessoas que moravam dentro da muralha e os senhores do castelo); 1.º Ciclo, 4.º Ano desenvolvida pelos Serviços Educativos da Câmara Municipal. 6

7 º período, G - Março 1 Manhã ização temporal 1º Ciclo 1. ciclo A Casa - Proporcionar efetivas experiências estéticas e artística; - Promover o contacto com novas formas de pensamento e de criação; - Estimular competências de interpretação de expressão e de crítica; - Partilhar memórias criativas e afetivas, a partir do espólio das CdM. A CASA é uma tentativa criativa para experimentar a ideia de permanência, num projeto de intervenção cultural que tem a itinerância e a ocupação de espaços como quotidiano, há 10 anos. Durante um período mais ou menos longo, o Projeto Pedagógico sugere um percurso numa casa, em cada concelho, onde diferentes artistas exploram matérias cenográficas e dramatúrgicas, a partir do espólio material e efetivo das CdM. Sejam bemvindos a CASA. 1.º Ciclo Casa da Cultura desenvolvida pelas Comédias do Minho - "Aproximarte" 7

8 º período, J - Junho 1 Dia º período, H - Abril 1 Manhã ização temporal 1º Ciclo 1. ciclo Liberdade o que é? - Comemorar o Dia 25 abril (Dia da Liberdade); - Abordar a temática da liberdade, de uma forma simples, criativa e divertida; - Incentivar à leitura; - Desenvolver a motricidade fina. Há muitos anos existia um país chamado País das Pessoas Tristes. As pessoas não podiam dizer o que sentiam, nem fazer o que queriam, porque havia polícias por toda a parte a vigiá-las Conversa aberta com os alunos acerca do 25 de abril de 1974; Hora do conto: Os barrigas e os magriços de Álvaro Cunhal; 1.º Ciclo e 2ºCiclo Casa da Cultura desenvolvida pelos Serviços Educativos da Câmara Municipal. Atelier de construção de fantoches. 1º Ciclo 1. ciclo Dia Mundial da Criança - Promover o convívio entre os diferentes elementos da comunidade educativa. - Comemoração do Dia Mundial da Criança. s lúdicas e desportivas. 1.º Ciclo organizada pela Câmara Municipal. 8

9 º período 1 Manhã º período, J - Junho 1 Dia º período, J - Junho 1 Dia ização temporal - Proporcionar aos alunos o contacto com a Natureza; - Fomentar as capacidades de observação e reflexão crítica; 1º Ciclo 1. ciclo "Visita de estudo" - Promover a aquisição/consolidação de conhecimentos através do ensino activo; Visita de estudo (projeto em desenvolvimento) 1.º Ciclo - Proporcionar momentos de convivência, diversão e camaradagem entre os alunos e professores. 1º Ciclo 1. ciclo "Festa de encerrament o do ano letivo" - Participar nas atividades de final de período; - Promover a imaginação e a criatividade. s a designar. 1.º Ciclo Básica da Vila - Promover a articulação entre ciclos; - Organização de grupos constituídos por alunos dos dois ciclos; Articulação Pré r e 1º Ciclo Pré r e 1º ciclo "Cantar as Janeiras" - Promover a relação escola comunidade; - Preservar e valorizar as tradições; - Desenvolver a criatividade e imaginação. -Confecionar as coroas; Escolha e ensaios das canções; -Cantar as Janeiras no meio envolvente à Básica da Vila e E.B.1 / J.I de Pomares. Pré-r, 1.º Ciclo Vila de Melgaço 9

10 G - Março 1 Dia 2º período 2 Horas ização temporal nto de Ciências Exatas e Experiment ais nto de Ciências Exatas e Experiment ais Subcoord enação de Matemátic a Subcoord enação de Matemátic a Canguru Matemático sem fronteiras Comemoraç ão do dia internacional do π -Desenvolver o gosto pela matemática - Resolução de problemas -Proporcionar a utilização das novas tecnologias no desenvolvimento do saber -Persistência na procura de soluções Promover actividades lúdicodidácticas aplicando os conteúdos leccionados - Desenvolver o gosto pela matemática - Apreciar o contributo da matemática para a compreensão e resolução de problemas do Homem através do tempo Realização de uma prova nacional na escola Exposição de trabalhos; A construção de uma faixa com centenas de casas decimais do número π que contornará o espaço envolvente e o acesso às salas de aula; Projeção de filmes alusivos ao número π em sala de aula; Criação de uma t-shirt alusiva ao número π 4.º Ano; 2.º Ciclo; 3.º Ciclo; Ensino Secundário 4.º Ano; 2.º Ciclo; 3.º Ciclo; Ensino Secundário Refeitório EBSM Básica e Secundária de Melgaço Prova escrita; Refeitório Cartazes; Marcadores ; Filmes 10

11 1.º Período; 2.º Período; 3.º Período 3 Dias G - Março; H - Abril 1 Semana ização temporal nto de Ciências Exatas e Experiment ais Departam ento de Ciências Exatas e Experime ntais Semana da Ciência -Desenvolver actividades de complemento curricular e outras tendo em conta o interesse dos alunos -Possibilitar a troca de saberes e experiências -Proporcionar a diversidade de materiais s saberes -Promover actividades lúdicoculturais que visem uma melhor compreensão do mundo que nos rodeia -Apreciar o contributo da matemática para a compreensão e resolução de problemas do Homem através do tempo -Divulgar informação cientifica Exposição de trabalhos; Realização de construções; Jogos didáticos, raciocínio, cálculo mental. Comunidad e Educativa Jogos; Salas; Cartazes nto de Ciências Exatas e Experiment ais Subcoord enação de Matemátic a Campeonato Nacional de Jogos -Desenvolver o gosto pela matemática; -Desenvolver o cálculo mental; -Possibilitar a troca de saberes e experiências; -Proporcionar a utilização das novas tecnologias no desenvolvimento do saber; Competição a nível de escola e a nível nacional 1.º Ciclo; 2.º Ciclo; 3.º Ciclo; Ensino Secundário Básica e Secundária Jogos 11

12 º período, D - Dezembro 1 Dia B - Outubro 1 Dia H - Abril 1 Semana ização temporal nto de Ciências Exatas e Experiment ais nto de Ciências Exatas e Experiment ais Subcoord enação de Matemátic a Subcoord enação de Ciências Naturais e Biologia e Geologia Torneio de Xadrez e Damas, presencial e on-line Comemoraç ão do Dia Mundial da Alimentação -Possibilitar a troca de saberes e experiências; -Promover actividades lúdicodidácticas; -Desenvolver a capacidade de selecção de estratégias para resolução de problemas; -Persistência na procura de soluções; Sensibilizar os alunos para os problemas da sida e meios de combate para a sua erradicação Jogos de estratégia entre os participantes, com pré inscrição e eliminatórias Elaboração de cartazes alusivos ao tema. 2.º Ciclo; 3.º Ciclo; Ensino Secundário 2.º Ciclo, 5.º Ano, 6.º Ano, Professores Básica e Secundária de Melgaço Básica e Secundária de Melgaço Tabuleiros de xadrez e damas; Sala de aula nto de Ciências Exatas e Experiment ais Subcoord enação de Ciências Naturais e Biologia e Geologia Sensibilizaç ão da Luta Contra a Sida Sensibilizar os alunos para os problemas da sida e meios de combate para a sua erradicação Actividades de sensibilização a realizar pelos alunos durante esse dia na escola. (apresentações powerpoint e cartazes) Ensino Básico e Secundário, 6.º Ano, 7.º Ano, 8.º Ano, 9.º Ano, Professores Básica e Secundária de Melgaço 12

13 º período 1 Dia 1º período, D - Dezembro 1 Manhã ização temporal nto de Ciências Exatas e Experiment ais nto de Ciências Exatas e Experiment ais Centro de Investiga ção de Biodivers idade da Universid ade do Porto. Subcoord enação de Ciências Naturais e Biologia e Geologia Subcoord enação de Ciências Naturais e Biologia e Geologia Projeto rios charcos com vida Reconhecer a importância da água para o nosso planeta; Obter conhecimentos sobre os ecossistemas ribeirinhos; Reconhecer o papel da vegetação ripícola para a Conservação da Natureza e Biodiversidade; Obter conhecimentos sobre os macro invertebrados e reconhecer a sua importância como indicadores da qualidade da água. Obter conhecimentos sobre os ecossistemas dos charcos- lago da escola; Obter conhecimentos sobre os macro invertebrados e reconhecer a sua importância como indicadores da qualidade da água. Identificação das espécies exóticas e sua remoção. Exploração teórica sobre conceitos relacionados com a água no nosso planeta, num contexto de consciencialização para a problemática do uso deste recurso natural; Realização de um percurso pedestre Acção prática de análise da qualidade da água com recurso à recolha/observação/identi ficação de macro invertebrados Palestra promovida por um Biólogo do centro de Investigação da biodiversidade para a sensibilisação da comunidade escolar para o Projeto "Charcos com vida". 3.º Ciclo, 8.º Ano 1.º Ciclo, 2.º Ciclo, 3.º Ciclo, Professores, Alunos do Ensino Secundário que se mostrem interessado s Rio do Porto Básica e Secundária de Melgaço Deslocação e pagamento de portagens ao Biólogo do Centro de Investigaçã o de biodiversida de. 13

14 2º período 1 Dia Ao longo do ano lectivo, sempre que possível Dentro dos horários lectivos das turmas ização temporal nto de Ciências Exatas e Experiment ais Subcoord enação de Ciências Naturais e Biologia e Geologia charcos com vida Obter conhecimentos sobre os ecossistemas dos charcos- lago da escola; Obter conhecimentos sobre os macro invertebrados e reconhecer a sua importância como indicadores da qualidade da água. Saber identificar espécies exóticas e autóctones. Acção prática de análise da qualidade da água com recurso à recolha/observação/identi ficação de macro invertebrados. Identificação das espécies exóticas e sua remoção. Reconhecimento das espécies autóctones. Manutenção das espécies autóctones durante todo o ano. Comunidad e Educativa Básica e Secundária de Melgaço nto de Ciências Exatas e Experiment ais Subcoord enação de Tecnologi as da Informaçã o e Comunica ção Visita de estudo ao Visionarium. Permitir, aos alunos, a Construção de um caleidoscópio; Comunicação utilizando o telégrafo e Produção de mensagens codificadas e descodificação de mensagens encriptadas. Participar nas MiniOficinas Um Mundo Codificado, Isometrias e Telégrafo em articulação com as disciplinas de fisicoquímica e matemática 7.º Ano, 8.º Ano Santa Maria da Feira As minioficinas tem um custo de 3 por aluno. Transporte? 14

15 C - Novembro 1 Semana 3º período 1 Dia ização temporal nto de Ciências Exatas e Experiment ais Câmara Subcoord enação de Ciências Naturais e Biologia e Geologia DIA MUNDIAL DO AMBIENTE Comemorar o Dia Mundial do Ambiente; Aprofundar conhecimentos sobre o Património Natural de Melgaço; Reconhecer a importância dos valores naturais no contexto da biodiversidade e para o desenvolvimento sustentável. Sensibilizar a comunidade escolar para a importância de uma cidadania ativa e responsável. Abordagem teórica sobre o tema; Projeção multimédia na maqueta 3D; Realização de multiatividades lúdico pedagógicas. Ensino Secundário Porta de Lamas desenvolvida pelos Serviços Educativos nto de Ciências Humanas e Sociais Subcoord enação Filosofia e EMRC Dia da Filosofia Dar testemunho de comportamentos que promovam a assertividade e a cidadania. Celebrar o ano europeu da cidadania. Reconhecer o contributo do pensamento filosófico para a gestão da causa pública. Interpelação aos alunos nos espaços do refeitório e bar da escola no sentido de sensibilizar para uma cidadania responsável. Ensino Básico e Secundário Sala de Convívio dos Alunos, Refeitório EBSM Incentivar os alunos para a reflexão/ação. 15

16 C - Novembro 1 Dia º período Mais do que uma semana ização temporal Desenvolver o gosto pelo traba-lho de pesquisa individual e grupal nto de Ciências Humanas e Sociais Subcoord enação Filosofia e EMRC Torneio de retórica Reconhecer o trabalho filosófico como actividade interpretativa e argumentativa Reconhecer o carácter linguísti-co, retórico e lógico-argumentativo do discurso filo-sófico e da língua portuguesa Tornar a actividadeum espaço de reflexão / aplicação de conhecimentos interdisciplinares de Português e de Filosofia Actividade decorrerá em duas fases: 1ª fase decorrerá em cada turma onde será seleccionado o melhor grupo que disputará a 2ª fase inter-turmas. 11.º Ano Básica e Secundária de Melgaço, Biblioteca Material da BE Comedias do Minho em colaboração com Serviços Educativos nto de Ciências Humanas e Sociais Comedia s do Minho--- Câmara Municipal Melgaço Subcoord enação Filosofia e EMRC, português Peça de teatro Alquimia Operacionalizar os Projectos : Parlamentos dos Jovens e Projecto de Educação Sexual Antecipar / prolongar o espetáculo apresentado pelas Comédias do Minho ; Proporcionar experiências pedagógicas sobre os valores subjacentes ao espectáculo Adequar as mais valias desta experiência ao currículo das disciplinas de Filosofia, E.M.R.C. e Português; Valorizar a arte dramática como forma de comunicação e intervenção. Produção de reflexões sobre o tema Assistência ao espectáculo encenado pelo grupo Comédias do Minho Troca de experiências entre o grupo e o público. 10. Ano, 11.º Ano Básica e Secundária de Melgaço, Casa da Cultura 16

17 3º período 3 Dias º período 2 Horas º período, D - Dezembro 1 Dia º período, D - Dezembro 1 Dia ização temporal nto de Ciências Humanas e Sociais nto de Ciências Humanas e Sociais nto de Ciências Humanas e Sociais nto de Ciências Humanas e Sociais Câmara Municipal Bibliotec a escolar Subcoord enação Filosofia e EMRC, grupo de E. Musical Subcoord enação Filosofia e EMRC, Professor es Educação Física; professore s das turmas envolvidas Subcoord enação de História Subcoord enação de História Natal Solidário: -Visita ao lar de idosos Dia Mundial dos Direitos Humanos Comemoraç ão dos quinhentos anos do Foral Manuelino Exposição de trabalhos sobre a História local Partilhar sentimentos e experiências com os idosos. Conhecer a Instituição. Sensibilizar para os valores da solidariedade, do amor e da partilha em ordem à descoberta do pleno sentido de vida. Contribuir para um mundo mais fraterno. Celebrar a data com os alunos em articulação com as disciplinas de Educação Física, EMRC e Filosofia. Desenvolver actividades lúdicas e pedagógicas. Sensibilizar a comunidade escolar para a importância dos Direitos Humanos. - Valorizar o conhecimento da História local. -Relacionar a História local com a História europeia e mundial. - Compreender a importância dos Forais atribuídos ao município pelos vários monarcas, particularmente o foral manuelino. - Estimular o gosto pela investigação. - Valorizar o património local (natural e histórico cultural). - Conhecer a História da de Melgaço. Deslocação da turma ao lar. Entrega de postais e actuação de cânticos alusivos à quadra natalícia. Produção de Trabalhos Actividades lúdicas Realização de uma estafeta Visita guiada a uma exposição na Casa da Cultura Elaboração de trabalhos sobre Melgaço a expor na Biblioteca Comunidad e Educativa Ensino Básico e Secundário 3.º Ciclo, 8.º Ano 3.º Ciclo, 9.º Ano, 11.º Ano, 12.º Ano Lar de Idosos Básica e Secundária de Melgaço Casa da Cultura Biblioteca da responsabilid ade da Profª Goretti Sousa e pelos Serviços Educativos da responsabilid ade da Profª Almerinda Afonso 17

18 D - Dezembro 1 Semana 3º período Casa da Cultura 3º período, J - Junho 1 Manhã ização temporal nto de Ciências Humanas e Sociais nto de Ciências Humanas e Sociais nto de Educaç ão Especial Câmara Municipal Câmara Municipal Subcoord enação de História Subcoord enação de História Departam ento de Educação Especial Visita de estudo ao Palácio da Brejoeira Comemoraç ão da revolução de 25 de Abril Dia Internacional da Pessoa com Deficiência - Despertar o interesse pelo património histórico-cultural; -Estimular a interação com pessoas, espaços e vivências diferenciadas; - Compreender a diversidade cultural; - Posicionar-se criticamente em relação à realidade sociocultural da época, estabelecendo paralelos com a sociedade atual. - Chamar à atenção para a importância desta data na História do país; - Reconhecer a Democracia e a Liberdade como valores fundamentais do ser humano. - Desenvolver a reflexão e o sentido crítico. Promover a qualidade de vida das pessoas com deficiência; Identificar métodos de transição para a vida adulta; Contextualizar os aspetos facilitadores e as barreiras. Visita Guiada Peça de teatro Comemoração do dia Internacional da Pessoa com deficiência, com várias atividades alusivas ao tema. 3.º Ciclo, 8.º Ano 3.º Ciclo, 6.º Ano, 9.º Ano, 11.º Ano, 12.º Ano Comunidad e Educativa Monção Casa da Cultura Básica da Vila, EB1/JI Pomares, Básica e Secundária de Melgaço, Biblioteca, Sala de Estudo, Sala de Convívio dos Alunos Autocarro Professor responsável: Goretti Sousa da responsabilid ade de todos os membros da Subcoordena ção 18

19 Todo o ano letivo Todo o ano letivo º período 1 Dia ização temporal nto de Educaç ão Especial nto de Educaç ão Especial Câmara Municipal de Melgaço Restante Comunid ade Educativ a Departam ento de Educação Especial Departam ento de Educação Especial Visita de Estudo com os alunos de CEI Recolha de tampas de plástico, inserida na campanha do clube met água Tampinhas Mágicas Vivenciar novas experiências Promover atividades educativas fora do contexto escolar; Verificar o comportamento/atitudes dos alunos fora do contexto escolar Fomentar o espírito de solidariedade; Aceitar e respeitar as diferenças individuais; Contribuir para o aumento de qualidade de vida e autonomia das pessoas portadoras de deficiência ou em situação de doença prolongada; Desenvolver competências estipuladas no PEI dos alunos da Unidade utilizando, como material pedagógico, as tampinhas. Contacto com o meio social e cultural extra escolar. Recolher, ao longo do ano letivo, tampinhas de plástico para posterior entrega à APPACDM de Melgaço ou à mãe do Simão. Ensino Secundário, Ensino Básico e Secundário, Alunos com Currículo Específico Individual Comunidad e Educativa a definir opotuname nte Toda a comunidade educativa Transporte da Câmara Municipal de Melgaço Lanche para os alunos 19

20 D - Dezembro 2 Horas D - Dezembro Mais do que uma semana C - Novembro 1 Manhã ização temporal nto de Express ões Artísticas e Motoras nto de Express ões Artísticas e Motoras nto de Express ões Artísticas e Motoras Centro de Estágios de Melgaço; Câmara Municipal de Melgaço; Bombeiro s Voluntári os de Melgaço; Guarda Nacional Republic ana (GNR). Subcoord enação de Educação Física Subcoord enação de Educação Visual e Tecnológi ca Subcoord enação de Educação Física Corta-Mato r Decorações de Natal Jogo de Futsal professores/ alunos Desenvolver o gosto pelo desporto, particularmente pela prática do atletismo; Divulgar a modalidade do atletismo; Promover e fomentar o convívio da comunidade escolar, numa perspetiva interdisciplinar; Promover e fomentar a prática desportiva da comunidade escolar. Participar nas actividades interdisciplinares, dando o nosso contributo técnico-artístico; Promover as tradições culturais e sociais; Enquadrar o espaço escolar num ambiente evocativo da efeméride; Desenvolvimento de competências motoras e sociais, através da partilha e cooperação; Promover o futsal. Promover hábitos de prática desportiva e convívio professores/alunos. Os alunos realizam, em situação de corrida contínua, um percurso no Centro de Estágios. Motivar os alunos na procura de soluções e motivos inspiradores da temática; Animação e decoração de espaços escolares, dinamizando um ambiente próprio da época natalícia Os alunos realizam um jogo de Futsal com os professores no final do primeiro período. Ensino Básico, Ensino Secundário, 4.º Ano, Professores, Assistentes Operacionai s, Comunidad e Educativa Comunidad e Educativa Ensino Secundário, Comunidad e Educativa Centro de Estágio de Melgaço. Básica e Secundária de Melgaço Pavilhão Gimnodesp ortivo EBSM Material de Atletismo Lanche para os alunos. Prémios (medalhas/d iploma). Máquina fotográfica e de filmar. Diversos materiais de desgaste e outros Pavilhão; Bolas de Futsal; Cronómetro ; Coletes; Apito; Máquina fotográfica. 20

21 I - Maio 1 Dia E - Janeiro 1 Dia ização temporal nto de Express ões Artísticas e Motoras nto de Express ões Artísticas e Motoras Subcoord enação de Educação Física Subcoord enação de Educação Física Torneio de Basquetebol (3x3) da Compal Air. Caminhada Proporcionar momentos em que os alunos se põem à prova em várias situações tais como: saber vencer, saber perder, aceitar as decisões dos árbitros, cooperar com os colegas. Conseguir aplicar os conhecimentos adquiridos nas aulas de Educação Física. Fomentar o espírito e ética desportiva. Proporcionar a prática desportiva em contacto com a natureza. Fomentar o convívio de toda a comunidade escolar. Jogos de Basquetebol (3x3) para o apuramento de alunos escalão/sexo para a fase distrital do Torneio de Basquetebol (3x3) da Compal Air: (equipas compostas no máximo por 4 elementos do mesmo sexo e escalão). Percurso pedestre ao Parque Nacional Peneda Gerês Ensino Básico e Secundário Comunidad e Educativa Pavilhão Gimnodesp ortivo EBSM Parque Nacional Peneda/Ger ês Material da disciplina ( bolas de Basquetebo l, coletes). Apito. Cronómetro. Lanches para os alunos. Prémios (medalhas). Máquina fotográfica e de filmar. Roupa e calçado adequado para a atividade ( percurso pedestre). Chapéu, protector solar, água e snack. Máquina fotográfica e de filmar. 21

22 H - Abril 1 Dia ização temporal nto de Express ões Artísticas e Motoras Subcoord enação de Educação Física Torneio de Voleibol (2x2 e 4x4) para 2,3º ciclo e Secundário Proporcionar momentos em que os alunos se põem à prova em várias situações tais como: saber vencer, saber perder, aceitar as decisões dos árbitros, cooperar com os colegas. Conseguir aplicar os conhecimentos adquiridos nas aulas de Educação Física. Fomentar o espírito e ética. Jogos/ torneio de Voleibol (2x2 e 4x4) masculinos, femininos e mistos. Ensino Básico e Secundário Pavilhão Gimnodesp ortivo EBSM Material da disciplina (bolas de Voleibol, postes, rede). Diplomas. Máquina fotográfica e de filmar. 22

23 º período, D - Dezembro, E - Janeiro Mais do que uma semana ização temporal nto de Express ões Artísticas e Motoras Subcoord enação de Educação Visual e Tecnológi ca Decorações de Natal. Participar nas actividades interdisciplinares, dando o nosso contributo técnico-artístico;. Promover as tradições culturais e sociais;. Enquadrar o espaço escolar num ambiente evocativo da efeméride;. Desenvolvimento de competências motoras e sociais, através da partilha e cooperação;. Motivar os alunos na procura de soluções e motivos inspiradores da temática;. Animação e decoração de espaços escolares, dinamizando um ambiente próprio da época natalícia. Comunidad e Educativa Básica e Secundária de Melgaço 23

24 E - Janeiro, F - Fevereiro 1 Dia ização temporal. nto de Express ões Artísticas e Motoras Subcoord enação de Educação Visual e Tecnológi ca Cortejo de Carnaval.Contribuir para um maior envolvimento e interacção entre a comunidade local e a escola;. Preservar e incentivar usos, costumes e tradições populares;. Estimular atitudes de respeito próprio e mútuo, cooperação, civismo e solidariedade; Promover o trabalho de grupo e a cooperação;. Promover a participação activa na elaboração dos disfarces;. Pesquisas e recolha de informação sobre a origem do Carnaval e diferentes formas de festejar o mesmo;. Participação no Cortejo Carnavalesco pelas ruas da Vila; Comunidad e Educativa Básica e Secundária de Melgaço, ruas da vila 24

25 J - Junho 1 Semana ização temporal nto de Express ões Artísticas e Motoras Subcoord enação de Educação Visual e Tecnológi ca Exposição. Contribuir para um maior envolvimento e interacção entre a comunidade local e a escola;. Estimular atitudes de respeito próprio e mútuo, cooperação, civismo e solidariedade; Promover o trabalho de grupo e a cooperação;. Utilizar várias técnicas de transformação;. Promover a participação activa na elaboração dos disfarces;. Estimular o gosto pela partilha de experiência. Trabalhos de Tecelagem, Madeira.Macramé Vidro Comunidad e Educativa Básica e Secundária de Melgaço, Biblioteca 25

26 1º período, 2º período, 3º período Mais do que uma semana ização temporal nto de Express ões Artísticas e Motoras Subcoord enação de Educação Visual e Tecnológi ca. Atelier. Promover e estimular a prática técnico-artística dos alunos;. Utilizar diferentes meios de produção artística;. Incentivar a participação e envolvimento dos alunos na vida do seu agrupamento. Criação de material / objetos 3.º Ciclo Básica e Secundária de Melgaço 26

27 1º período, 2º período, 3º período Mais do que uma semana ização temporal nto de Express ões Artísticas e Motoras Subcoord enação de Educação Visual e Tecnológi ca, E.V. e E.T. 3º Ciclo Oficina de Reciclagem e Design -Promover o desenvolvimento do sentido estético, científico e técnico; -Desenvolver nos alunos, a percepção, a sensibilidade estética, a criatividade, a capacidade de comunicação, o sentido crítico, as aptidões técnicas e manuais, o entendimento do mundo tecnológico, o sentido social e a capacidade de intervenção; - Estimular de valores de cooperação e de trabalho em equipa; - Desenvolver o espírito criativo e crítico através de composições poéticas -Construir objetos natalícios para participar na iniciativa «Natal Ecológico» - Aprender a fazer sabão com óleo usado Criação de material / objetos 3.º Ciclo, 7.º Ano, 8.º Ano, 9.º Ano Básica e Secundária de Melgaço desenvolvida pelos Serviços Educativos 27

28 1º período, 2º período, 3º período Mais do que uma semana ização temporal nto de Express ões Artísticas e Motoras Serviços Educativ os da Câmara Municipal Subcoord enação de Educação Visual e Tecnológi ca Oficina de Artes Plásticas -Adquirir conhecimento no campo do desenho, pintura, escultura. Volumetrias, texturas, composição, valores plásticos; -Adquirir conhecimentos técnicos ao nível dos materiais através da experimentação, assim como desenvolver atitudes metodológicas do trabalho em atelier; -Contribuir para o conhecimento da nossa terra através da Arte; - Ampliar a cultura visual. Criação de objetos 3.º Ciclo, 7.º Ano, 8.º Ano, 9.º Ano Básica e Secundária de Melgaço desenvolvida pelos Serviços Educativos 28

29 2º período, 3º período Mais do que uma semana ização temporal nto de Express ões Artísticas e Motoras Serviços Educativ os da Câmara Municipal de Melgaço Subcoord enação de Educação Visual e Tecnológi ca, E.V. e E.T. 3º Ciclo Oficina de Vitral Adquirir conhecimentos no campo do vidro: transparências, valores luminosos, texturas; composição; valores plásticos.; -Adquirir conhecimentos técnicos ao nível dos materiais através da experimentação, assim como desenvolver atitudes metodológicas do trabalho em atelier; -Contribuir para o conhecimento das actividades artísticas desenvolvidas por gente da nossa terra, assim como contribuir para o estimular de valores de cooperação e de trabalho em equipa; - Construção de um objecto em vidro. Criação de objetos 3.º Ciclo, 9.º Ano Básica e Secundária de Melgaço desenvolvida pelos Serviços Educativos 29

30 2º período, 3º período 2 Dias ização temporal nto de Express ões Artísticas e Motoras Subcoord enação de Educação Visual e Tecnológi ca, Prof. José M. Gonçalves - Visita de estudo a Ferrol Espanha -Melhorar a responsabilidade no cumprimento de regras e no respeito pelos outros; -Promover atitudes relacionadas com a conservação e melhoria do ambiente. -Conhecer/aprofundar os verdadeiros valores, tais como: justiça, partilha e o espírito de entreajuda; -Promover o auto conhecimento, a auto-estima e a formação da sua personalidade; -Contribuir para o enriquecimento cultural dos alunos. -Levar o aluno ao compreendimento de atitudes de diálogo com outras culturas. -Desenvolver laços de convívio e amizade entre dois povos. -Contribuir para a formação de seres humanos mais felizes, íntegros, livres, autónomos, cultos, responsáveis, solidários e sonhadores. Facultada pelo Colégio Oficial de Arquitectura da Galiza - Proxectoterra - Associação Cultural e Pedagógica.. Ponte nas Ondas! e Câmara Municipal de Melgaço. Ensino Secundário, 10. Ano Espanha 30

31 º período 1 Tarde º período 1 Dia º período 1 Dia º período 1 Tarde ização temporal nto de Express ões Artísticas e Motoras Subcoord enação de Educação Física e Educação Musical Festa de Natal Despertar para a importância da música nas tradições de Natal e desenvolver o gosto pela produção e realização de actividades de palco Apresentação de canções Comunidad e Educativa Pavilhão Gimnodesp ortivo EBSM Aparelhage m de Som, Microfones, Leitor CD`s nto de Express ões Artísticas e Motoras Subcoord enação de Educação Física e Educação Musical Natal Solidário: -Vista ao lar de idosos Partilhar sentimentos e experiências com os idosos. Conhecer a Instituição. Sensibilizar para os valores da solidariedade, do amor e da partilha em ordem à descoberta do pleno sentido de vida. Contribuir para um mundo mais fraterno. Deslocação da turma ao lar. Entrega de postais e actuação de cânticos alusivos à quadra natalícia. lar da Santa Casa da Misericórdia Lar de idosos da Santa Casa da Misericórdia Guitarra nto de Express ões Artísticas e Motoras Subcoord enação de Educação Física e Educação Musical Janeiras Vivenciar tradições e experimentar diferentes processos de comunicação Realização do cantar das Janeiras no átrio dos pavilhões da escola e no Centro r Comunidad e Educativa Básica e Secundária de Melgaço Guitarra e Percussões nto de Express ões Artísticas e Motoras Subcoord enação de Educação Física e Educação Musical Participação no Corso Carnavalesc o ( Batucada de ritmos ) Despertar o interesse dos alunos pela diversidade rítmica Abertura do desfile com a Batucada de Ritmos Comunidad e Educativa percurso pedestre pelas ruas da vila Instrumento s de Percussão 31

32 D - Dezembro, H - Abril 1 Semana º período 1 Tarde º período 1 Manhã ização temporal nto de Express ões Artísticas e Motoras Subcoord enação de Educação Física e Educação Musical Colaboração na Comunhão Pascal (Em articulação com o grupo de EMRC) Sensibilizar para a importância da música sacra no contexto musical Animação da Missa Pascal com Cânticos Comunidad e Educativa Pavilhão Gimnodesp ortivo EBSM, Convento das Carvalhiças Aparelhage m de Som, Microfones nto de Express ões Artísticas e Motoras Subcoord enação de Educação Física e Educação Musical Organização da Cantata Final de Ano da Sensibilizar a Comunidade r para a importância da música na Motivação r Músicas Comunidad e Educativa Básica e Secundária de Melgaço nto de Línguas Subcoord enação de Línguas Estrangeir as Comemoraç ão de tradições. (Christmas andeaster) Participar de uma forma consciente na construção de uma competência plurilingue e pluricultural; Adotar uma atitude de abertura face à língua e cultura inglesa; Estabelecer relações de afinidade / contraste entre diferentes culturas. Recolha de informação e elaboração de trabalhos. Reforço de vocabulário específico. Exposição de trabalhos na biblioteca. 2.º Ciclo, 3.º Ciclo Biblioteca, Sala de aula. 32

33 º período 1 Semana ização temporal nto de Línguas Subcoord enação de Línguas Estrangeir as Día de la Hispanidad - Valorizar a importância da língua espanhola no mundo; - Dar a conhecer os países onde a língua espanhola é a língua oficial; - Conhecer lugares emblemáticos localizados em países de língua espanhola; - Relembrar a descoberta das Américas por Cristóvão Colombo; - Partilhar a importância e o gosto pelo espanhol em escolas do ensino regular. Realização de trabalhos acerca dos países da América Latina e de Espanha, onde a língua espanhola é a língua oficial; Escolha um lugar emblemático de cada país e realização de uma breve descrição do lugar. Comunidad e Educativa Básica e Secundária de Melgaço, Biblioteca Biblioteca; computador es com acesso à internet 33

34 º período, 2º período 2 Dias ização temporal nto de Línguas Subcoord enação de Línguas Estrangeir as Festividades Natalícias e Dia de Reis - Praticar a escrita expressiva e lúdica; -Promover oportunidades para o desenvolvimento da criatividade e da imaginação; - Treinar a competência linguística; - Expressar com criatividade a sua intenção de comunicação; - Celebrar e consciencializar os alunos acerca de datas importantes na cultura hispânica; - Promover o convívio; - Potenciar nos alunos elementos culturais e dar-lhes a conhecer a tradição do dia de Reis em Espanha. Elaboração de postais de natal; Visualização de filmes sobre a festividade em questão; 10. Ano, 11.º Ano Básica e Secundária de Melgaço Computador es com acesso à internet; Postais; DVDs 34

35 º período, H - Abril 2 Dias ização temporal nto de Línguas Subcoord enação de Línguas Estrangeir as "Díadel libro y de Saint Jordi" - Potenciar nos alunos elementos culturais; - Desenvolver atitudes de tolerância e respeito por outras culturas; - Estabelecer relações de afinidade/contraste entre a Língua e Cultura materna e a Língua e Cultura Hispânica; - Cooperar com os outros através de projectos e tarefas comuns; - Potenciar a escrita e promover oportunidades para o desenvolvimento da criatividade e da imaginação Redação de frases de autores célebres hispanos e da autoria dos alunos e exposição dessas frases numa tela de cenário; Troca de um livro/mensagem por uma rosa, símbolo de Saint Jordi Comunidad e Educativa Básica e Secundária de Melgaço, Biblioteca Tela de Cenário; Mensagens de escritores hispanos; Imagens 35

36 º período, C - Novembro 1 Semana ização temporal nto de Línguas Subcoord enação de Português Comemoraç ão do S. Martinho - Criar o gosto pela recolha de produções do património oral e confrontar as variações linguísticas; - Recolher produções do património oral (lendas, provérbios, quadras populares, rimas, etc.); - Desenvolver a criatividade. Comemoração do dia de S. Martinho com a elaboração de trabalhos alusivos ao tema/aula de Português e exposição dos mesmos no pavilhão 2. 2.º Ciclo, Comunidad e Educativa Básica e Secundária de Melgaço materiais e humanos. Sem custos. 36

37 º período, G - Março, H - Abril 1 Semana ização temporal nto de Línguas - Bibliotec a r - Librobrag a Departam ento de Línguas, Biblioteca r Semana da Leitura e Feira do Livro Promover o gosto pela leitura; Criar hábitos de leitura; - Promover a leitura com facto de desenvolvimento individual e de progresso colectivo; - Criar um ambiente social favorável à leitura; - Inventariar e valorizar práticas pedagógicas e outras atividades que estimulem o prazer de ler entre crianças, jovens e adultos; - Atingir resultados gradualmente mais favoráveis na avaliação da literacia. Dinamização da Semana da Leitura com a participação da comunidade educativa; escritores e outros convidados; Feira do livro; exposições; recitais de poesia; dramatizações; apresentação de trabalhos; poesia em branco; poesia e imagens; pinto o que leio; livro de exclamações!; um livro marcante. Comunidad e Educativa Básica e Secundária de Melgaço, Sala de Convívio dos Alunos humanos e materiais. 37

38 º período 1 Dia ização temporal nto de Línguas Subcoord enação de Português Visita de Estudo ao Convento de Mafra - Observar, in loco, a obra arquitetónica referida na obra literária Memorial do Convento de José Saramago; - Confrontar a ideia criada na leitura com a obra monumental real; - Observar a magnificência artística da arte e arquitetura do Convento/Palácio; - Incentivar a (re)leitura da obra; -Consolidar Conhecimentos relativos à obra de J. Saramago; - Comparar a obra literária e a obra arquitetónica; - Concluir das semelhanças/diferenças; - Estabelecer relações entre a época de produção da obra e o tempo nela representado; - Fomentar o espírito crítico; - Incentivar à leitura de outras obras do autor; - Elaborar um trabalho/reportagem relativo à visita para apresentar à escola. A visita de estudo ao Palácio Nacional de Mafra surge no âmbito da disciplina de Português. Os alunos serão acompanhados pelo Diretor da turma e outros professores a designar. Dado que a obra de leitura e estudo obrigatórios - Memorial do Convento de José Saramago, faz parte do programa curricular da disciplina de Português, pretende-se, com esta visita alcançar os objetivos propostos: A partida será às 07 horas da manhã, junto ao portão de escola e o regresso deverá verificarse por volta das 22 horas ao local de partida. O aluno deve levar merendeiro para o almoço e 5euros(?) para a visita ao palácio/convento. Os alunos estão abrangidos pelo seguro escolar, O transporte é em autocarro a contratar. Ensino Secundário, 12.º Ano Mafra Autocarra 38

39 º período Mais do que uma semana ização temporal nto Pré r Câmara Municipal Departam ento Pré r Iniciação à Natação - Promover a adaptação das crianças ao meio aquático; - Proporcionar aprendizagem de um estilo de natação no final do préescolar. - Promover a adaptação das crianças ao meio aquático; - Proporcionar aprendizagem de um estilo de natação no final do pré-escolar. Pré-r Piscinas Municipais 39

40 º período, J - Junho 1 Semana ização temporal Docente da disciplina de E.M.R.C. Docente da disciplina de E.M.R.C. -Visita de estudo: Quinta do Crestelo. Contatar com realidades sócioculturais e económicas diferentes das do meio envolvente dos alunos; Proporcionar momentos de convivência, de camaradagem e cooperação entre alunos e professores; Promover o ensino ativo e interessante; Fomentar capacidades de observação, imaginação e reflexão crítica. "PeddyPaper ; Caça ao Tesouro; Jogos de Orientação; Circuito de Manutenção e de Ciclo Turismo. 10. Ano Serra da Estrela A definir em função do número de alunos envolvidos. As despesas são suportadas pelos participante s A realizar na última semana de aulas do 3º período. 40

41 º período, J - Junho 1 Dia º período, J - Junho 1 Semana ização temporal Docente da disciplina de E.M.R.C. Docente da disciplina de E.M.R.C. Jovem Radical e consciente Proporcionar momentos de convivência, de camaradagem e cooperação entre alunos e professores Promover o ensino ativo e interessante Fomentar capacidades de observação, imaginação e reflexão crítica Caça ao Tesouro Jogos de Orientação; Circuito de Manutenção e de Ciclo Turismo 7.º Ano, 8.º Ano Espaço ao ar livre Distrito de Viana do Castelo A definir em função do número de alunos envolvidos. As despesas são suportadas pelos participante s. A realizar na última semana de aulas do 3º período. Docentes da disciplina de E.M.R.C Docentes da disciplina de E.M.R.C Visita de Estudo a Coimbra Promover a interdisciplinaridade; Dar a conhecer o património histórico cultural, científico, artístico e religioso; Proporcionar uma valorização dos conhecimentos e das experiências. Os alunos deslocar-se-ão aos locais a visitar. Farão uma visita guiada. Explorarão os guiões e fichas de observação. 9.º Ano Coimbra A definir em função do número de alunos envolvidos. As despesas são suportadas pelos participante s 41

42 º período, J - Junho 1 Dia º período, I - Maio 1 Dia ização temporal Docentes da disciplina de E.M.R.C Docentes da disciplina de E.M.R.C Visita a Santiago de Compostela. Promover a interdisciplinaridade; Dar a conhecer o património histórico cultural, científico, artístico e religioso; Proporcionar uma valorização dos conhecimentos e das experiências. Os alunos deslocar-se-ão aos locais a visitar. Farão uma visita guiada Explorarão os guiões e fichas de observação 5.º Ano, 6.º Ano Santiago de Compostela A definir em função do número de alunos envolvidos. As despesas são suportadas pelos participante s Docentes de EMRC Docentes de EMRC Fórum Festa Promover o intercâmbio de iniciativas com outras escolas; Proporcionar a abertura e comunicação com os alunos de outras escolas que frequentam a disciplina de EMRC; Fomentar trocas de experiências; Aprofundar a mensagem chave Fórum/Festa. Deslocação ao local do Fórum. Participação nas actividades. Ensino Secundário Monção A definir em função do número de alunos envolvidos. As despesas são suportadas pelos participante s. 42

43 º período, H - Abril 2 Dias ização temporal Docentes de EMRC Docentes de EMRC Encontro Nacional dos alunos de E.M.R.C. Promover o intercâmbio de iniciativas com outras escolas do país; Proporcionar a abertura e comunicação com os alunos de outras escolas que frequentam a disciplina de EMRC; Fomentar trocas de experiências; Aprofundar a mensagem chave Fórum/Festa. Deslocação ao local do Fórum. Participação nas atividades. Ensino Secundário Braga A definir em função do número de alunos envolvidos. As despesas são suportadas pelos participante s 43

44 º período, G - Março 2 Dias ização temporal Docentes de Filosofia e de E.M.R.C. em articulação com Portu-guês, Física Química A, Biologia e Geologia Geografia e História Docentes de Filosofia e de E.M.R.C. em articulação com Português, Física Química A, Biologia e Geologia Geografia e História Visita de Estudo 11ºAno a Lisboa Promover a interdisciplinaridade Dar a conhecer o património económico, cultural, científico, artístico religioso Proporcionar uma valorização dos conhecimentos e das experiências Os alunos deslocar-se-ão a instituições/ locais de interesse científico, cultural religioso e lúdico: Centro Cultural de Belém, Museu da Electricidade Jerónimos Museu do Oriente Fundação Calouste Gulbenkian Parque das Nações Pavilhão do Conhecimento Oceanário Roteiro dos Maias 11.º Ano Lisboa A definir em função do numero de alunos envolvidos As despesas são suportadas pelos participante s 44

45 º período, A - Setembro 1 Dia º período 1 Tarde ização temporal Pré r Pré r Festa de Final de Ano Letivo - Promover o convívio entre pares; -Incentivar a participação das famílias na vida escolar dos seus filhos; - Desenvolver uma maior comunicação e colaboração entre a escola e a família. - Espetáculo de variedades realizado pelos alunos do pré escolar. - Entrega de Diplomas e Certificados. -Lanche convívio Pré-r Básica da Vila, EB1/JI Pomares, Casa da Cultura Pré-r Pré r Receção e acolhimento aos alunos - Promover a integração de todos os alunos; - Proporcionar aos pais o acompanhamento dos filhos no primeiro dia de escola. - Exploração dos espaços e materiais e recursos humanos. - Entrega de uma lembrança de boas vindas. Pré-r, Professores, Assistentes Operacionai s, Comunidad e Educativa Básica da Vila, EB1/JI Pomares 45

46 º período 1 Hora ização temporal Pré-r Câmara Municipal de Melgaço Pré r Hora do Conto "Quem quer ir à praia" Promover o contacto com os livros; Interagir ludicamente a partir da história ouvida; Desenvolver competências associadas à atenção, concentração e memória; Desenvolver a motricidade fina. «Rosane vive numa casinha rodeada de prados. Num dia de Verão, resolveu ir à praia de carro. Tudo o que quer levar consigo pode contar-se pelos dedos de uma mão». Pré-r Casa da Cultura desenvolvida pelos Serviços Educativos 46

47 º período 5 Dias ização temporal -Assinalar o Dia Mundial da Alimentação ; Construção e exploração da Roda dos alimentos ; Pré-r Centro de Saudeme lgaço e Superior de Desporto e Lazer de Melgaço Pré r Semana da Alimentação - Sensibilizar os alunos para importância do exercício físico no combate à obesidade; -Promover hábitos de saúde, higiene e alimentares; -Compreender a necessidade de uma alimentação equilibrada; -Identificar erros alimentares; -Sensibilizar para o crescente aumento da obesidade infantil; Palestras; Elaboração de ementas equilibradas; Elaboração de mensagens de uma alimentação saudável; Debate com registo das conclusões sobre as causas e consequências da obesidade infantil; Aeróbica. Pré-r Básica da Vila, EB1/JI Pomares -Desenvolver o espírito crítico e de pesquisa Pedir colaboração das farmácias 47

48 º período 1 Dia º período 1 Hora ização temporal Pré-r Câmara Municipal de Melgaço Pré r Hora do Conto "O Recicladinho " Estimular a adesão à prática correta da reciclagem; Reforçar os conhecimentos relativos à temática; Procurar que o comportamento errado seja corrigido numa perspetiva pedagógica de prevenção -Mas quem recicla o vidro sou eu, o Verde, e não o Amarelo! - Isso quer dizer que temos um problema! avisou logo o Engenhocas. - Alguém na nossa ilha não sabe separar os objetos para reciclar» Pré-r Casa da Cultura desenvolvida pelos Serviços Educativos Pré-r Pré r Dia de S. Martinho Preservar a tradição; - Promover a interação entre os alunos do Pré - r e 1ªCEB - Promover jogos tradicionais e o convívio. - Magusto - Jogos tradicionais e Populares Pré-r, 1.º Ciclo Básica da Vila, EB1/JI Pomares 48

49 º período 1 Tarde º período 1 Hora ização temporal Pré-r Câmara Municipal de Melgaço Pré r Hora do Conto " Um Natal atarefado " Vivenciar a época Natalícia; Estimular o gosto pela dramatização; Apelar à criatividade. «O Fato velho do Pai Natal já está muito gasto e o Natal aproxima-se rapidamente. Será que o Pai Natal vai conseguir encontrar um fato novo a tempo?» Pré-r Casa da Cultura desenvolvida pelos Serviços Educativos Pré-r Pais / Encarreg ados de Educaçã o Pré r Festa de Natal - Promover a participação dos Pais/Encarregados de Educação /comunidade na vida da escola; - Promover o convívio entre os diferentes elementos da comunidade educativa. - Espetáculo realizado pelas famílias dos alunos; - Distribuição de presentes pelo Pai Natal. - Lanche convívio. Pré-r Básica da Vila, Casa da Cultura 49

50 º período 1 Dia º período 1 Manhã ização temporal Pré-r Câmara Municipal de Melgaço Pré r "A Porta vai à " - Continuar a promover a relação de proximidade do serviço com a escola; - Divulgar o património natural do concelho de Melgaço; - Apelar para a importância da conservação da natureza e biodiversidade. - Breve diálogo sobre o património natural; Apresentação multimédia sobre o tema; - Atelier temático (Oficina de trabalho) Pré-r Básica da Vila desenvolvida pelos Serviços Educativos Pré-r Pré escolar " Carnaval" - Preservar e incentivar uma tradição popular; - Promover a participação dos Pais/Encarregados de Educação; - Promover a articulação entre ciclos. - Elaboração de disfarces, fantasias e máscaras; - Participação no cortejo. Pré-r Básica da Vila, Ruas de Melgaço 50

51 º período 1 Hora ização temporal Pré-r Câmara Municipal de Melgaço Pré r Hora do Conto "A Casa " - Proporcionar efetivas experiências estéticas e artísticas; - Promover o contacto com novas formas de pensamento e de criação; - Estimular competências de interpretação, de expressão e de crítica; - Partilhar memórias criativas e afetivas, a partir do espólio das CdM. A CASA é uma tentativa criativa para experimentar a ideia de permanência, num projeto de intervenção cultural que tem a itinerância e a ocupação de espaços como quotidiano, há 10 anos. Durante um período mais ou menos longo, o Projeto Pedagógico sugere um percurso numa casa, em cada concelho, onde diferentes artistas exploram matérias cenográficas e dramatúrgicas, a partir do espólio material e afetivo das CdM. Sejam bemvindos a CASA. Pré-r Casa da Cultura Comédias do Minho em colaboração com Serviços Educativos 51

52 º período 1 Manhã º período A designar ização temporal Pré-r Pré r " Festa da Páscoa " - Sensibilizar as crianças para as festividades tradicionais; - Promover a articulação entre turmas e docentes do pré escolar A Programar Pré-r A designar Pré-r Pré r " Quem Vive Na Água " - Reconhecer a importância da «água» para o nosso planeta; -Obter conhecimentos sobre os ecossistemas em rios e charcos; - Obter conhecimentos sobre os macro invertebrados, anfíbios, répteis, insetos e flora destes ecossistemas Apresentação teórica sobre a biodiversidade nos rios/charcos; Saída de campo recorrendo à observação / identificação da biodiversidade nos rios/charcos. Pré-r Porta de Lamas de Mouro desenvolvida pelos Serviços Educativos 52

53 º período 5 Dias º período 1 Manhã º período 1 Dia ização temporal Pré-r Pré r Visita de Estudo - Proporcionar ocasiões de descoberta e de exploração de novos conhecimentos; A Programar Pré-r A designar - Promover e conhecer um novo meio de transporte Pré-r Câmara Municipal de Melgaço Pré r "Dia Mundial da Criança " - Proporcionar ocasiões de descoberta e de exploração de novos conhecimentos; - Promover e conhecer um novo meio de transporte sludicas e desportivas Pré-r A designar Pré-r Câmara Municipal de Melgaço Pré r " Época Balnear " - Levar as crianças a interagirem consigo mesmas, com os outros e com o meio; - Promover a prática de estilos de vida saudável. Exploração do espaço - praia/areia/água, mediante realização de passeios e jogos; Pré-r Vila PRaia de Âncora 53

54 º período, 2º período, 3º período Mais do que uma semana ização temporal Pré-r Departam ento Pré r s de Animação e apoio à familia Dinamizadores: - Proporcionar atividadesludicas aos alunos Projeto " Crescer a Jogar": - Desenvolver a coordenação motora geral; - Desenvolver a noção de esquema corporal, espacial e temporal. Projeto "Inglês no Pré r" - Promover a aprendizagem da língua inglesa, estimulando aspectos cognitivos, afectivos, sociais sempre com base no jogo Os Dinamizadores deverão proporcionar atividades tais como: canções; Jogos Tradicionais; Danças; Dramatizações; Expressão Plástica Monitor de Fisica - Realização de jogos e atividades desportivas. Monitor de Inglês - Realização de actividades lúdicas Pré-r Básica da Vila, EB1/JI Pomares 54

55 º período, 2º período 1º e 2º período ização temporal Pr-fessores Ester Saleiro, João Rodrigues e Mário Santos Subcoord enação Filosofia e EMRC, Professor es Ester Saleiro, João Rodrigues e Mário Santos Parlamento dos Jovens - Ensino Básico e Secundário Representar a escola na actividade: Parlamento dos Jovens Básico e Secundário Sessão Distrital Educar para a cidadania, estimulando o gosto pela participação cívica e política. Dar a conhecer a Assembleia da República e as regras do debate parlamentar. Promover o debate democrático, o respeito pela diversidade de opiniões e pelas regras de formação das decisões. Incentivar a reflexão e debate sobre um tema, definido anualmente. Proporcionar a experiência de participação em processos eleitorais. Estimular a capacidade de expressão e argumentação. Desenvolver a consciência cívica e o sentido de participa-ção na orgânica do órgão de soberania Assembleia da República Inscrição na actividade Dinamização da actividade na escola através da implementação de debates que conduzam a seriação e aprovação das medidas. Representação da nossa escola na fase distrital. Criar mecanismos de trabalho de pares a operacionalizar na actividade Torneio de Retórica e na s aulas de Formação Cívica. Ensino Básico e Secundário Básica e Secundária de Melgaço, Viana do Castelo A definir em função da deslocação dos 3 alunos a Viana do Castelo As datas apenas servem como referência. A atividade está calendarizada para o 1º e 2º período. 55

56 º período, H - Abril 1 Semana ização temporal Professor de E.MR.C. e Directores de Turma Professor de E.MR.C. e Directores de Turma Visita de estudo do 12ºAno Favorecer o enriquecimento cultural, histórico-filosófico, económico-social e religioso dos alunos Contatar com novas realidades e aquisição de novas experiências Desenvolver laços de amizade/convívio entre os alunos; entre alunos e professores Fomentar atitudes de solidariedade e cooperação Gratificar os alunos pela condição de Finalistas Os alunos deslocar-se-ão a espaços de interesse científico, cultural, religioso e lúdico. 12.º Ano Estrangeiro (local a definir com os alunos) A definir em função do numero de alunos envolvidos. As despesas são suportadas pelos participante s A data referese à interrupção das férias da Páscoa. 56

57 º período, H - Abril 1 Manhã ização temporal Professore s de EMRC e Educação Musical Subcoord enação Filosofia e EMRC, Professor de Educação Musical Celebração Pascal Identificar a Páscoa como festa universal. Conhecer a mensagem da Morte e Ressurreição de Jesus. Compreender a novidade da Páscoa Cristã para a construção da sociedade. Celebração da Eucaristia Comunidad e Educativa Básica e Secundária de Melgaço 57

58 º período, 3º período, B - Outubro, C - Novembro, D - Dezembro 11 horas semanais ização temporal Serviço de Psicologia e Orientação SPO Consulta psicológica no âmbito do apoio psicológico e psicopedagó gico Contribuir para a resolução de problemas /constrangimentos no processo de ensino/aprendizagem, através da avaliação, diagnóstico e intervenção psicológica/psicopedagógica dos alunos sinalizados para estes serviços em cooperação com educadores, professores e encarregados de educação e com outros recursos da comunidade. Intervenção psicológica/psicopedagóg ica direta e/ou indireta; Participação, quando necessário, nas reuniões de conselho de turma dos alunos que estão a ser alvo de avaliação e/ou intervenção pelos SSPO. Elaboração de informações e relatórios psicológicos/ psicopedagógicos. Pré-r, Ensino Básico e Secundário Básica da Vila, EB1/JI Pomares, Básica e Secundária de Melgaço Apoio logístico e administrati vo; Equipament o informático Testes de avaliação psicológica Materiais de Intervenção psicológica e psicopedag ógica 58

59 º período, 3º período, C - Novembro 5 horas por semana ização temporal Serviço de Psicologia e Orientação Equipa de Educaçã o Especial SPO Ações de colaboração com a Equipa de Educação Especial Realizar a avaliação e observação psicológica (por referência à CIF) dos alunos com necessidades educativas especiais em colaboração com os vários intervenientes no processo de integração dos mesmos na Educação Especial (Decreto-Lei nº3/2008); Elaborar em conjunto com os docentes de educação especial os relatórios técnico pedagógicos, onde são identificadas, as razões que determinam as necessidades educativas do aluno e a sua tipologia, designadamente as condições de incapacidade; Colaborar na elaboração, avaliação e implementação dos Programas Educativos Individuais; Articular a ação dos SPO com outros serviços especializados, nomeadamente das áreas da saúde e da Segurança Social, de modo a contribuir para o correcto diagnóstico e avaliação sócio - médico - educativa de crianças e jovens com necessidades especiais e planear as medidas de intervenção mais adequadas Avaliação e acompanhamento psicopedagógico dos alunos referenciados e/ou integrados na Educação Especial Participação do SPO em reuniões da Equipa da Educação especial Pré-r, Ensino Básico, Ensino Secundário EB1/JI Pomares, Básica e Secundária de Melgaço Apoio logístico e administrati vo; equipament o informático; Testes de avaliação psicológica; Materiais de Intervenção psicológica e psicopedag ógica 59

60 º período, 3º período 2 períodos letivos ização temporal Serviço de Psicologia e Orientação Articulaç ão com Diretores de turma do 9.º ano e com a equipa responsá vel pela oferta formativa 2014/201 5 SPO Programa de Orientação Vocacional «9.º Ano e agora?» Promover o desenvolvimento vocacional dos alunos que frequentam o último ano do Ensino Básico, apoiando a construção de um projecto de vida pessoal e profissional através da aplicação de um programa estruturado de orientação vocacional actividades de exploração vocacional; de aquisição de competências sociais e pessoais; testes vocacionais, etc. em colaboração com a disciplina de Educação para a cidadania Proporcionar aos alunos do 9.º ano o acesso a informação actualizada sobre a oferta disponível do ensino secundário, bem como as condições de acesso e saídas profissionais Sessões de orientação vocacional semanais dinamizadas com todos os alunos do 9.º ano Entrevista individual com pais e alunos Apresentação aos pais da oferta formativa para o ano 2014/15 9.º Ano Básica e Secundária de Melgaço Apoio logístico e administrati vo; Equipament o informático Testes de avaliação psicológica. Apoiar os alunos na escolha do curso secundário favorecendo uma tomada de decisão mais consciente e informada sobre o percurso educativo/formativo e profissional disponível no nosso país 60

61 º período, 3º período, C - Novembro 2 horas por semana ização temporal Promover o desenvolvimento vocacional dos alunos e a construção de um projecto de vida pessoal e profissional através de atividades de exploração vocacional; Serviço de Psicologia e Orientação SPO Ações de Orientação Vocacional dirigidas aos alunos do Ensino Secundário Promover a reflexão dos alunos do 10.º ano acerca da escolha realizada no 9.º ano e reorientar o seu projecto educativo se necessário; Esclarecer dúvidas relativas ao acesso ao ensino superior e perfis profissionais; Divulgar informação atualizada sobre as ofertas disponíveis no âmbito do ensino universitário e meios disponíveis para o acesso ao ensino superior e/ou procura activa de emprego; Disponibilização de um horário de atendimento semanal para desenvolvimento de sessões de Orientação vocacional, dirigida aos alunos do Ensino secundário, bem como aos professores e pais interessados. Ensino Secundário sala SPO Apoio logístico e administrati vo; Equipament o informático Testes de avaliação psicológica. Potenciar a aquisição de estratégias de redução de ansiedade face à candidatura ao ensino superior. 61

62 º período, 3º período, C - Novembro, D - Dezembro 2 horas por semana ização temporal Serviço de Psicologia e Orientação Professor a bibliotecá ria SPO.Oficina de Leitura e Escrita Desenvolver atividades de reeducação da leitura e da escrita com recurso à metodologia fonomímica; Promover a escrita criativa. Esta oficina destina-se aos alunos do ensino básico diagnosticados/identificad os com perturbação de leitura e/ou escrita (dislexia, disortografia; disgrafia), e pretende apoiar diretamente os alunos, mas também colaborar com pais e professores. Ensino Básico Básica da Vila, Básica e Secundária de Melgaço, Biblioteca Material de apoio logístico. 62

63 H - Abril 1 Dia ização temporal Serviço de Psicologia e Orientação SPO Visita à 12.ª mostra da Universidade do Porto Apoiar os alunos finalistas do Ensino Secundário na escolha do curso universitário, favorecendo uma tomada de decisão mais consciente e informada. Esclarecer dúvidas relativas ao acesso ao ensino superior e perfis profissionais. Visita de estudo à 12.ª feira mostra da Universidade do Porto, e participação nas atividades preparadas pelas diferentes faculdades e unidades de investigação da UP. Os alunos assistirão à sessão de esclarecimento sobre o acesso ao ensino superior, orientada por técnicos da DGES (atividade sujeita a inscrição prévia). 12.º Ano Porto Transporte financiado pelos alunos 63

64 º período 1 Dia º período, E - Janeiro 1 Dia ização temporal Serviços educativos da Câmara Municipal de Melgaço e professores de EMRC, História e Francês Serviços educativo s da Câmara Municipal de Melgaço e professore s de EMRC A Invenção de Hugo Dar a conhecer um dos grandes marcos do cinema, a partir da visualização do filme «A invenção de Hugo» de Martin Scorsese; Conversa aberta acerca de Georges Méliès, uma das personagens principais do referido filme. Visualização do filme «A Invenção de Hugo» de Martin Scorsese 8.º Ano Museu do Cinema A data calendarizada não está definida. Apenas que será em janeiro. Departam ento de Expres sões Artísticas e Motoras Subcoor denação de Educaçã o Física e Educaçã o Musical Natal Solidário: -Vista ao lar de idosos Partilhar sentimentos e experiências com os idosos. Conhecer a Instituição. Sensibilizar para os valores da solidariedade, do amor e da partilha em ordem à descoberta do pleno sentido de vida. Contribuir para um mundo mais fraterno. Deslocação da turma ao lar. Entrega de postais e actuação de cânticos alusivos à quadra nata-lícia. lar da Santa Casa da Misericórdi a Lar de idosos da Santa Casa da Misericórdi a Guitarra 64

65 1º período, E - Janeiro 1 Dia Todo o ano Todo o ano ização temporal Departam ento de Educa ção Especial Departa mento de Educaçã o Especial Dinamizaçã o do blog Sensibilizar os alunos para a utilidade dos meios informáticos. Utilizar as novas tecnologias em contexto de sala de aula. Fomentar o espírito de partilha. Desenvolver a aprendizagem colaborativa Dinamização do Blog onde serão colocadas atividades desenvolvidas pelos e para os alunos de Educação Especial e outras de elevado interesse sobre esta área específica. Alunos de Educação Especial do Agrupame nto Básica da Vila, EB1/JI Pomares, Básica e Secundári a de Melgaço Internet Computad or Departam ento de Ciênci as Humanas e Sociais Subcoor denação de Geografi a Exposição de trabalhos subordinad os ao tema ORIENTA ÇÃO (Rosa-dos- Ventos, Bússola, Orientação pelas Estrelas ) Conhecer diferentes processos de orientação. Promover o gosto pelo conhecimento geográfico. Desenvolver a criatividade. Sensibilizar os alunos para a importância da sua participação em projectos conjuntos. Utilizar as novas tecnologias da informação para desenvolver aprendizagens geográficas. Decorar espaços interiores da escola com os trabalhos dos alunos, nomeadamente, a Biblioteca r. Apresentação dos trabalhos pelos alunos. 7.º Ano, Professore s Biblioteca 65

66 3º período, I - Maio 1 Dia ização temporal Departam ento de Ciênci as Humanas e Sociais Subcoor denação de Geografi a Comemora ção do dia da Europa- União Europeia Conhecer os países que integram a União Europeia. Conhecer a União Europeia: formação, objectivos e órgãos. Conhecer as principais características dos países que integram a União Europeia. Demonstrar curiosidade pelo território Europeu. Desenvolver a comunicação entre alunos/alunos e professores. Pesquisar, seleccionar, organizar e interpretar informação de forma crítica em função de questões, necessidades ou problemas a resolver e respectivos contextos. Comunicar de diferentes formas o conhecimento geográfico. Utilizar as novas tecnologias da informação para desenvolver aprendizagens geográficas. Decorar os espaços exteriores com bandeiras elaboradas pelos alunos. Exposição/apresentaç ão de diversos trabalhos elaborados pelos alunos. Elaboração de uma ementa Europeia. 7.º Ano, 8.º Ano, 9.º Ano, 11.º Ano, 12.º Ano Básica e Secundári a de Melgaço 66

67 1º período 1 Hora ização temporal Departam ento de Ciênci as Humanas e Sociais Subcoor denação de Geografi a Visita ao museuespaço memória e fronteira Conhece r os reflexos da emigração no concelho; Identificar as causas da emigração na década de 60 e 70; Diferenciar emigração legal e emigração clandestina; Identificar as consequências da emigração nos países de chegada; Conhecer as condições de habitação e trabalho dos emigrantes. Contactar com factos e informações relevantes da época da emigração 8.º Ano Museu Memória e Fronteira 67

68 ização temporal 68

69 Cod ESCOLA BÁSICA E SECUNDÀRIA DE MELGAÇO SEDE Direcção DE AGRUPAMENTO Regional de DE Educação ESCOLAS do DE Norte MELGAÇO Projeto de Educação para a Saúde Ano Letivo 2013/2014 do Projeto Tema/Projeto Estratégias/s Data Público Alvo -Fomentar o reconhecimento da saúde como um bem precioso que todos desejamos e devemos promover; - Fomentar hábitos de vida saudável; -Alimentação e atividade física Preparatórias(Equipa Interdisciplinar de Educação para a Saúde) Gabinete de informação e apoio ao aluno Mascote do GIA Espaço na página do Agrupamento com informação sobre saúde escolar - blog para colocação de questões e sugestões Formativas Mês de Outubro Mês da Alimentação Ao longo do ano letivo Outubro Alunos da Básica e Secundária Algumas das atividades propostas carecem de confirmação no que concerne a datas e comunicadores, pelo que poderão ser alteradas Placard alusivo ao tema na Biblioteca r, com partilha de opiniões e 69

70 trabalhos sobre alimentação saudável e a importância do pequeno-almoço - Desenvolver na escola uma educação alimentar saudável apoiada na cooperação com as famílias; Exposição de trabalhos sobre alimentação saudável na cantina e na sala de alunos Construção da roda dos Alimentos com algumas mensagens de alimentação saudável Mês de Novembro- Mês de Luta Contra o Tabaco -Informar sobre os diferentes tipos de drogas; PELT Placard alusivo ao tema na Biblioteca r, com partilha de opiniões e trabalhos sobre o tabagismo Novembro -Esclarecer sobre a atividade das drogas no organismo; Exposição de cartazes Comemoração do Dia do Não Fumador Alunos da Básica e Secundária - Revelar a importância do bem-estar entre os alunos, facilitador de um ambiente harmonioso e propício ao trabalho conjunto e ao diálogo Mês de Dezembro Mês de Luta contra a SIDA Placard alusivo ao tema na Biblioteca r, com partilha de opiniões e 70

71 construtivo na comunidade escolar; - Sexualidade e campos de riscos trabalhos sobre a SIDA Sessão de esclarecimentos sobre prevenção e propagação do vírus HIV - SIDA (Dia Mundial de Luta contra a Sida) Dezembro Alunos da Básica e Secundária 2º Ciclo 6º ano ( Segura) - Sensibilizar/promover para a importância do exercício físico, na promoção do seu bem-estar; Mês de janeiro Prevenção contra a violência escolar Placard alusivo ao tema na Biblioteca r, com partilha de opiniões e informação. Alunos da Básica e Secundária -Promover o esclarecimento para uma sexualidade saudável e responsável; - Violência em meio escolar Sessão sobre prevenção de violência escolar (Bullying)- GNR- Segura Palestra Efeitos das Drogas nos adolescentes com a palestrante Dra. Teresa Summavielle - Professora Universitária. Janeiro - Prevenir o consumo de substâncias psicoativas; PRESSE Mês de Fevereiro A Adolescência Placard alusivo ao tema na Biblioteca r, com partilha de opiniões e informação. Fevereiro Alunos da Básica e Secundária 71

72 Março - Sensibilizar para a importância de hábitos de higiene pessoal e social; Mês de Março Importância da dádiva de sangue Placard alusivo ao tema na Biblioteca r, com partilha de opiniões e informação. Alunos da Básica e Secundária - Higiene pessoal e Social Mês de Abril - A Higiene pessoal e social Elaboração de cartazes sobre a Higiene pessoal e social Abril Alunos da Básica e Secundária - Sensibilizar os pais/encarregados de educação para um trabalho conjunto com a e Centro de Saúde na Área de Educação para a Saúde - Física Sessões de esclarecimento sobre a higiene pessoal e social Mês de Maio - Mês do coração Maio Física e saúde Global Caminhada e atividades desportivas Programas Nacionais Programa de Promoção da Saúde Oral 72

73 Programas Regionais Programa s Livres de Tabaco (PELT) Programa de Alimentação Saudável em Saúde r (PASSE) Programa Regional de Educação Sexual em Saúde r (PRESSE) Programas Distritais Projeto de Otimização das Dietas res (P0DE) Programa s Livres Tabaco (PELT) Finalidade: Promover a redução de consumo de produtos de tabaco e contribuir para evitar ou atrasar a idade de início de consumo de tabaco nos jovens escolarizados População Alvo: Alunos do 3º Ciclo do Ensino Básico e restante comunidade escolar 73

74 : Garantir o direito a respirar ar livre de fumo de tabaco Reduzir a prevalência da exposição ao fumo de tabaco ambiental Reduzir a prevalência de fumadores Saúde Oral Projeto Sobe Finalidade: Melhorar conhecimentos e comportamentos sobre alimentação e saúde oral; diminuir a incidência de cárie dentária; reduzir a prevalência de cárie dentária e aumentar a percentagem de crianças livres de cáries População Alvo: Crianças do pré-escolar; 1º ciclo e 2º ciclo : Que os estabelecimentos de ensino do Pré-escolar, 1º Ciclo e 2º Ciclo: 1º Ciclo: 2º Ciclo: Integrem a EPS e a higiene oral no Projeto Educativo Executem a escovagem diária dos dentes no estabelecimento de ensino Executem o bochecho fluoretado quinzenalmente Executem a escovagem diária dos dentes no estabelecimento de ensino 74

75 Executem o bochecho fluoretado quinzenalmente Executem a escovagem diária dos dentes no estabelecimento de ensino Programa Alimentação Saudável Saúde r (PASSE) Finalidade: Promover a alimentação saudável no ensino pré-escolar e 1º ciclo. População Alvo: Comunidade escolar : Criar atitudes positivas face aos alimentos e à alimentação; Compreender a relação entre saúde e a alimentação; Promover hábitos alimentares saudáveis através da educação, observação e experiencia. PASSEzinhon2 PASSE 1º ciclo Projeto de Otimização das Dietas res (P0DE) 75

76 Finalidade: Contribuir para a diminuição da incidência e prevalência das doenças ligadas aos hábitos alimentares População Alvo: Crianças e jovens integrados em agrupamentos de escolas e escolas não agrupadas do concelho : Garantir que nas escolas do Concelho, só estarão disponíveis alimentos saudáveis, nutricionalmente equilibrados, apresentados de forma a favorecer uma alimentação normocalórica e variada, armazenadas, elaborados, conservados e servidos em condições que garantam a higiene e segurança Programa Regional de Educação Sexual em Saúde r (PRESSE) O que é o PRESSE? O PRESSE é o Programa Regional de Educação Sexual em Saúde r, promovido pela Administração Regional de Saúde do Norte, (ARSN) através do seu nto de Saúde Pública (DSP) em parceria com a Direção Regional de Educação do Norte (DREN), que apoia a implementação da educação sexual nas escolas, de uma forma estruturada. 76

77 O PRESSE apresenta-se como uma resposta facilitadora de todo o processo através de medidas de intervenção definidas regionalmente e aplicadas a nível local. O modelo de intervenção PRESSE assenta na metodologia de projeto e promove a intervenção interdisciplinar sustentada, envolvendo o trabalho conjunto entre os profissionais de educação e de saúde escolar. O programa PRESSE desenvolve-se através de várias medidas, tais como: Formação dos profissionais de saúde escolar, professores e psicólogos em sexualidade humana, educação sexual e metodologias pedagógicas; Disponibilização de recursos pedagógicos (guiões de formação de professores, cadernos de atividades para alunos, jogos pedagógicos, entre outros) que facilitam a aplicação dos conteúdos curriculares em educação sexual previsto para os vários níveis de ensino; Promoção de iniciativas de complemento curricular que contribuem para dinamização da educação sexual na escola tais como: teatro-debate, concursos, comemoração de dias temáticos, exposições, entre outras; Apoio para a implementação de Gabinetes de Informação e Apoio (GIA) no âmbito da educação para a saúde e educação sexual. O programa PRESSE tem como população-alvo alunos e professores do 1º, 2º, 3º ciclos do ensino básico e ensino secundário, envolvendo também pais, encarregados de educação, pessoal não docente e restante comunidade possuindo todos estes atores um papel ativo no desenvolvimento deste programa. 77

78 Bibliotecas res Agrupamento de s Melgaço 78

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE ALCABIDECHE ESCOLA BÁSICA 2,3 DE ALCABIDECHE Sede

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE ALCABIDECHE ESCOLA BÁSICA 2,3 DE ALCABIDECHE Sede AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE ALCABIDECHE ESCOLA BÁSICA 2,3 DE ALCABIDECHE Sede 1. Identificação DEPARTAMENTO: Pré-Escolar PLANO ANUAL DE ACTIVIDADES - PROPOSTA DE ACTIVIDADES ANO LECTIVO - 2010 / 2011 Coordenador(a):

Leia mais

Sala: 4 anos (2) Educadora: Luísa Almeida

Sala: 4 anos (2) Educadora: Luísa Almeida Sala: 4 anos (2) Educadora: Luísa Almeida SETEMBRO Regresso à escola/adaptação Facilitar a adaptação/readaptação ao jardim de infância Negociar e elaborar a lista de regras de convivência Diálogo sobre

Leia mais

PLANO ANUAL DE ATIVIDADES DOS SERVIÇOS EDUCATIVOS 2013/2014 PARA O PRÉ ESCOLAR,1º, 2º e 3º CICLOS E SECUNDÁRIO

PLANO ANUAL DE ATIVIDADES DOS SERVIÇOS EDUCATIVOS 2013/2014 PARA O PRÉ ESCOLAR,1º, 2º e 3º CICLOS E SECUNDÁRIO da Câmara Municipal de Melgaço PLANO ANUAL DE ATIVIDADES DOS SERVIÇOS EDUCATIVOS 2013/2014 PARA O PRÉ ESCOLAR,1º, 2º e 3º CICLOS E SECUNDÁRIO ÍNDICE Cronograma Pré escolar 3 a 6 Cronograma 1.º Ciclo 7

Leia mais

Projeto Curricular do 1.º Ciclo

Projeto Curricular do 1.º Ciclo Projeto Curricular do 1.º Ciclo Tema Felizes os que constroem a vida na verdade e no bem. INTRODUÇÃO Este ano letivo 2014/2015 ficou definido como tema geral Felizes os que constroem a vida na verdade

Leia mais

Externato Cantinho Escolar. Plano Anual de Atividades

Externato Cantinho Escolar. Plano Anual de Atividades Externato Cantinho Escolar Plano Anual de Atividades Ano letivo 2014 / 2015 Pré-escolar e 1º Ciclo Ação Local Objetivos Atividades Materiais Recursos Humanos Receção dos Fomentar a integração da criança

Leia mais

PLANO ANUAL DE ATIVIDADES 2014/2015 3º Período

PLANO ANUAL DE ATIVIDADES 2014/2015 3º Período PLANO ANUAL DE ATIVIDADES 2014/2015 3º Período ATIVIDADE OBJETIVO INTERDISCIPLI- NA-RIDADE LIGAÇÃO AO PROJETO EDUCATIVO DINAMIZADORES E ACOMPANHANTES PÚBLICO-ALVO (Referir turma) CALENDARIZAÇÃ O CUSTOS

Leia mais

Plano Anual de Atividades 2014-2015 Departamento de Ciências Humanas

Plano Anual de Atividades 2014-2015 Departamento de Ciências Humanas Visita de estudo Geografia Conhecer o funcionamento de uma unidade industrial; Reconhecer a importância da atividade industrial na economia. Geografia e Alunos do 9º Ano Unidade Industrial 2ºPeríodo Visita

Leia mais

Gestor de Atividades e Recursos Educativos

Gestor de Atividades e Recursos Educativos 21/01/ Imprimir atividade Gestor de Atividades e Recursos Educativos Agrupamento de Escolas de Data Atividade Público Alvo Início Término Préescolar Titulo, Tipologia, Proponente, Escola Desafios da Matemática

Leia mais

PLANO EDUCATIVO MUNICIPAL

PLANO EDUCATIVO MUNICIPAL MUNICÍPIO DE VOUZELA PLANO EDUCATIVO MUNICIPAL 2014/2015 Designação da Formação Toxicodependências Programa de Respostas Integradas As Crianças Marcam a Diferença! Natação 1º Ciclo Prolongamento de Horário

Leia mais

PLANO ANUAL DE ATIVIDADES. 1º Período

PLANO ANUAL DE ATIVIDADES. 1º Período PLANO ANUAL DE Inglês Semana Aberta do Desporto Escolar Semana da Esgrima: aula de esgrima a todas as turmas do 3º ciclo. Hallowe'en desportivas. Aumentar o número de praticantes nos vários grupos-equipa.

Leia mais

Escola Básica do 1º Ciclo com Pré-Escolar de São Vicente Plano Anual de Actividades 2007/2008

Escola Básica do 1º Ciclo com Pré-Escolar de São Vicente Plano Anual de Actividades 2007/2008 Escola Básica do 1º Ciclo com Pré-Escolar de São Vicente Plano Anual de Actividades 2007/2008 Objectivos gerais: - Proporcionar o diálogo e o respeito pelas pessoas mais velhas. - Desenvolver o espírito

Leia mais

Plano Anual de Atividades

Plano Anual de Atividades Plano Anual de Atividades Objetivos Atividades Responsáveis Datas Recursos Avaliaçõe s Promover o convívio entre os elementos da comunidade educativa Proporcionar momentos de alegria e partilha Recepção

Leia mais

PROJETO PEDAGÓGICO 2015/2016 CATL

PROJETO PEDAGÓGICO 2015/2016 CATL PROJETO PEDAGÓGICO 2015/2016 CATL A vida é a arte de pintar e sentir a nossa própria história. Somos riscos, rabiscos, traços, curvas e cores que fazem da nossa vida uma verdadeira obra de arte! Autor

Leia mais

Agrupamento de Escolas de Samora Correia 2011/2012

Agrupamento de Escolas de Samora Correia 2011/2012 Plano Anual de Actividades Jardins de Infância Organização do Ambiente Educativo e espaços comuns. (de 4 a 09-09-2011) Cada educadora prepara a sua sala Organizar o Ambiente Educativo educadoras. Observação

Leia mais

Agrupamento de Escolas de Cascais Plano Anual de Atividades 2014/2015 ANEXO 1 DEPARTAMENTO DO PRÉ-ESCOLAR E 1.º CICLO

Agrupamento de Escolas de Cascais Plano Anual de Atividades 2014/2015 ANEXO 1 DEPARTAMENTO DO PRÉ-ESCOLAR E 1.º CICLO ANEO 1 DEPARTAMENTO DO PRÉ-ESCOLAR E 1.º CICLO 0 1º Período A CAF (Componente de Apoio à Família 2 primeiras semanas de setembro e interrupção do Natal) será acionada de acordo com resposta dos Encarregados

Leia mais

DATA TEMA OBJETIVOS ATIVIDADES RECURSOS

DATA TEMA OBJETIVOS ATIVIDADES RECURSOS PLANO ANUAL DE ATIVIDADES 2014/2015 (Resposta Social de Creche) DATA TEMA OBJETIVOS ATIVIDADES RECURSOS Setembro Integração/adaptação das Crianças Reunião de Pais 24/09/2014 Outono - Promover a integração

Leia mais

Calendarização Atividade Objetivos Responsáveis Destinatários 1º PERÍODO

Calendarização Atividade Objetivos Responsáveis Destinatários 1º PERÍODO 1 Calendarização Atividade Objetivos Responsáveis Destinatários 1º PERÍODO Setembro Acolhimento das crianças - Integração e adaptação das crianças ao Centro Infantil Setembro Reunião de Pais e Encarregados

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE MONTIJO ANO LECTIVO 2014/2015 ESCOLA BÁSICA LIBERDADE PLANO ANUAL DE ATIVIDADES

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE MONTIJO ANO LECTIVO 2014/2015 ESCOLA BÁSICA LIBERDADE PLANO ANUAL DE ATIVIDADES AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE MONTIJO ANO LECTIVO 2014/2015 ESCOLA BÁSICA LIBERDADE PLANO ANUAL DE ATIVIDADES Sector da Escola: Pré-Escolar / 1º Ciclo Actividades (em articulação com as prioridades do Projecto

Leia mais

Agrupamento de Escolas nº4 de Évora - 135562 Escola Sede: Escola Secundária André de Gouveia. Plano de Ação dos Projetos e Clubes

Agrupamento de Escolas nº4 de Évora - 135562 Escola Sede: Escola Secundária André de Gouveia. Plano de Ação dos Projetos e Clubes Consciencializar toda a Comunidade Escolar para a Preservação do Meio Envolvente; Sensibilizar a comunidade para a poupança de recursos, promovendo a reutilização e a reciclagem. Valorizar a Educação para

Leia mais

COMPONENTE DE APOIO À FAMÍLIA JARDIM DE INFÂNCIA Nº1 PROJETO EDUCATIVO / PLANO DE ATIVIDADES ANO LETIVO 2014/2015 PROJETO: CHUVA DE CORES

COMPONENTE DE APOIO À FAMÍLIA JARDIM DE INFÂNCIA Nº1 PROJETO EDUCATIVO / PLANO DE ATIVIDADES ANO LETIVO 2014/2015 PROJETO: CHUVA DE CORES COMPONENTE DE APOIO À FAMÍLIA JARDIM DE INFÂNCIA Nº1 PROJETO EDUCATIVO / PLANO DE ATIVIDADES ANO LETIVO 2014/2015 PROJETO: CHUVA DE CORES INTRODUÇÃO «Será a emergência do sentido e conteúdo curricular

Leia mais

Sala: 3 anos (1) Educadora: Isabel Ferreira

Sala: 3 anos (1) Educadora: Isabel Ferreira Sala: 3 anos (1) Educadora: Isabel Ferreira SETEMBRO A Escola as Cores (cont.) Estabelecer relações com os outros e conhecer as regras e os comportamentos sociais na sala; Utilizar de forma adequada os

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS SOPHIA DE MELLO BREYNER - Código 151427 PLANO PLURIANUAL DE ATIVIDADES DO PRÉ-ESCOLAR E 1.º, 2.º E 3.

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS SOPHIA DE MELLO BREYNER - Código 151427 PLANO PLURIANUAL DE ATIVIDADES DO PRÉ-ESCOLAR E 1.º, 2.º E 3. PLANO PLURIANUAL DE ATIVIDADES DO PRÉ-ESCOLAR E 1.º, 2.º E 3.º CICLOS AGRUPAMENTO DE ESCOLAS SOPHIA DE MELLO BREYNER 2013/2017 O Projeto Plurianual de Atividades do Agrupamento de Escolas Sophia de Mello

Leia mais

Plano Anual de Atividades CRECHE/JARDIM DE INFÂNCIA/CATL 2013-2014

Plano Anual de Atividades CRECHE/JARDIM DE INFÂNCIA/CATL 2013-2014 Fundação Centro Social de S. Pedro de, FCSR Plano Anual de Atividades CRECHE/JARDIM DE INFÂNCIA/CATL 2013-2014 Atividade Objetivos Recursos Calendarização Local Receção e acolhimento das crianças que vão

Leia mais

Projeto Pedagógico e de Animação Do Estremoz Férias 2015

Projeto Pedagógico e de Animação Do Estremoz Férias 2015 Projeto Pedagógico e de Animação Do Estremoz Férias 2015 Índice 1. Objetivos gerais:... 4 2. Objetivos específicos:... 5 3. Estratégias Educativas e Pedagógicas... 6 4. Atividades Sócio-Educativas... 7

Leia mais

PLANO ANUAL DE ATIVIDADES (proposta de atividades) Bibliotecas do Agrupamento 2014/2015

PLANO ANUAL DE ATIVIDADES (proposta de atividades) Bibliotecas do Agrupamento 2014/2015 Metas do Projecto Educativo: PLANO ANUAL DE ATIVIDADES (proposta de atividades) Bibliotecas do 2014/2015 1- A Indisciplina. 2 A Desmotivação dos Alunos Face à Escola e o Insucesso. 3 O Envolvimento dos

Leia mais

METAS DE APRENDIZAGEM (3 anos)

METAS DE APRENDIZAGEM (3 anos) METAS DE APRENDIZAGEM (3 anos) 1. CONHECIMENTO DO MUNDO Revelar curiosidade e desejo de saber; Explorar situações de descoberta e exploração do mundo físico; Compreender mundo exterior mais próximo e do

Leia mais

OBJETIVOS DO PLANO ANUAL DE ATIVIDADES 2013-2014. Promover a participação dos Encarregados de Educação no processo de ensino e aprendizagem dos alunos

OBJETIVOS DO PLANO ANUAL DE ATIVIDADES 2013-2014. Promover a participação dos Encarregados de Educação no processo de ensino e aprendizagem dos alunos OBJETIVOS DO PLANO ANUAL DE ATIVIDADES 2013-2014 Promover o sucesso académico Reforçar a organização, coordenação e articulação curricular Promover a participação dos Encarregados de Educação no processo

Leia mais

METAS DE APRENDIZAGEM (4 anos)

METAS DE APRENDIZAGEM (4 anos) METAS DE APRENDIZAGEM (4 anos) 1. CONHECIMENTO DO MUNDO Expressar curiosidade e desejo de saber; Reconhecer aspetos do mundo exterior mais próximo; Perceber a utilidade de usar os materiais do seu quotidiano;

Leia mais

PLANO ANUAL DE ACTIVIDADES ANO LECTIVO 2011/2012 e 2012/2013

PLANO ANUAL DE ACTIVIDADES ANO LECTIVO 2011/2012 e 2012/2013 PLANO ANUAL DE ACTIVIDADES ANO LECTIVO 2011/2012 e 2012/2013 Metas * 4 Promover estilos e hábitos de vida saudáveis;. 4 -Promover estilos e hábitos de vida saudáveis. Dinamizadores /Interveniente s - Professores

Leia mais

Plano Anual de atividades 2014/2015 1º Periodo

Plano Anual de atividades 2014/2015 1º Periodo Plano Anual de atividades 2014/2015 1º Periodo Designação Objectivos Grupo alvo Calendarização Responsáveis pela actividade Recursos a afectar J F M A M J J A S O N D Humanos Materiais Logísticos Exercício

Leia mais

Setembro: 01 - Início do ano escolar - Início do ano letivo. Outubro:

Setembro: 01 - Início do ano escolar - Início do ano letivo. Outubro: CALENDARIZAÇÃO ATIVIDADES OBJETIVOS RECURSOS HUMANOS Setembro: 01 - Início do ano escolar - Início do ano letivo Preparar o ano letivo Criar uma relação de empatia entre as crianças e os adultos da sala

Leia mais

Plano Anual de Atividades

Plano Anual de Atividades Plano Anual de Atividades Atividades Previstas para o ano letivo de 2013 2014 Atividades Objetivos Estratégias Calendarização Adaptar a criança à escola e à vida Diálogos conviventes de social; apresentação

Leia mais

Plano Anual de Atividades (2014/2015) Intervenientes Calendarização Objetivos da Atividade. 1º Período Setembro de 2014

Plano Anual de Atividades (2014/2015) Intervenientes Calendarização Objetivos da Atividade. 1º Período Setembro de 2014 Plano Anual de Atividades (2014/2015) Atividade Curricular Intervenientes Calendarização Objetivos da Atividade 1º Período Setembro de 2014 Início do ano lectivo /Pais 1ª Quinzena de Setembro Reunião de

Leia mais

Agrupamento de Escolas da Madalena. Projeto do Clube de Música. Ano Lectivo 2012-2013 1

Agrupamento de Escolas da Madalena. Projeto do Clube de Música. Ano Lectivo 2012-2013 1 Agrupamento de Escolas da Madalena Projeto do Clube de Música Ano Lectivo 2012-2013 1 Projectos a desenvolver/participar: Projetos Dinamizado por: 1º Concurso de Flauta Prof. Teresa Santos - Participação

Leia mais

Formadores (1º ano) Locais das oficinas. Data limite de inscrições

Formadores (1º ano) Locais das oficinas. Data limite de inscrições Sementes para a Criatividade É uma acção de formação constituída por duas oficinas, uma de escrita criativa e outra de artes plásticas, em que se prevê: a criação de uma narrativa ilustrada que será submetida

Leia mais

COMPONENTE DE APOIO À FAMÍLIA PRÉ-ESCOLAR PROJETO EDUCATIVO / PLANO DE ATIVIDADES PROJETO: CHUVA DE CORES

COMPONENTE DE APOIO À FAMÍLIA PRÉ-ESCOLAR PROJETO EDUCATIVO / PLANO DE ATIVIDADES PROJETO: CHUVA DE CORES COMPONENTE DE APOIO À FAMÍLIA PRÉ-ESCOLAR PROJETO EDUCATIVO / PLANO DE ATIVIDADES PROJETO: CHUVA DE CORES INTRODUÇÃO «Será a emergência do sentido e conteúdo curricular que permitirá distinguir e recriar

Leia mais

PLANO ANUAL DE ACTIVIDADES (3ª ACTUALIZAÇÃO)

PLANO ANUAL DE ACTIVIDADES (3ª ACTUALIZAÇÃO) AGRUPAMENTO DE ESCOLAS PÚBLICAS DO CONCELHO DE PROENÇA-A-NOVA (3ª ACTUALIZAÇÃO) (3ª Actualização JULHO/2008) 1 Mês: Abril/2008 ANULAR (Estava na 1ª versão sem data) ANULAR (estava na 2ª versão para o 3º

Leia mais

PLANO ANUAL DE ATIVIDADES Ano Letivo 2013/2014. Resposta Social: Creche

PLANO ANUAL DE ATIVIDADES Ano Letivo 2013/2014. Resposta Social: Creche Ano Letivo 2013/2014 Mês Dia Atividade Intenções Pedagógicas Intervenientes Setembro 02 23 a 27 01 Início do Ano Letivo Semana Comemorativa da Chegada do outono Dia Nacional da Água - Festejar a chegada

Leia mais

INTRODUÇÃO. Projecto Curricular de Turma SALA DO ATL

INTRODUÇÃO. Projecto Curricular de Turma SALA DO ATL INTRODUÇÃO A Educação não formal distingue-se, nas últimas décadas da Educação formal ou ensino tradicional, uma vez que confere outro tipo de reconhecimento, organização, qualificação e estrutura. A Educação

Leia mais

Plano de Promoção de Leitura no Agrupamento

Plano de Promoção de Leitura no Agrupamento AGRUPAMENTO DE ESCOLAS MOSTEIRO E CÁVADO Plano de Promoção de Leitura no Agrupamento 1. Apresentação do plano 2. Objectivos gerais 3. Orientações 4. Objectivos específicos 5. Actividades 6. Avaliação 1

Leia mais

BLOCOS CONTEÚDOS OBJETIVOS ATIVIDADES

BLOCOS CONTEÚDOS OBJETIVOS ATIVIDADES 1.º PERÍODO PLANIFICAÇÃO DA ATIVIDADE DE ENRIQUECIMENTO CURRICULAR BLOCOS CONTEÚDOS OBJETIVOS ATIVIDADES. Reconhecimento da importância das artes plásticas;. Desenvolvimento progressivo das possibilidades

Leia mais

Planificação Anual. Competências Aprendizagens Atividades/Estratégias Avaliação. Registo e produções - Confiança

Planificação Anual. Competências Aprendizagens Atividades/Estratégias Avaliação. Registo e produções - Confiança Planificação Anual Professor: Gabriela Maria R. D. T. L. C. Silva Disciplina: Ano: préescolar Turma: I Ano letivo: 2014-2015 Competências Aprendizagens Atividades/Estratégias Avaliação Facilitar a adaptação

Leia mais

ÁREAS DE CONTEÚDO: O QUE SÃO? COMO SE DEFINEM?

ÁREAS DE CONTEÚDO: O QUE SÃO? COMO SE DEFINEM? ÁREAS DE CONTEÚDO: O QUE SÃO? COMO SE DEFINEM? As Áreas de Conteúdo são áreas em que se manifesta o desenvolvimento humano ao longo da vida e são comuns a todos os graus de ensino. Na educação pré-escolar

Leia mais

PLANO ANUAL DE ATIVIDADES CRECHE

PLANO ANUAL DE ATIVIDADES CRECHE PLANO ANUAL DE ATIVIDADES CRECHE 2014/2015 MÊS ATIVIDADES OBJETIVOS INTEVENIENTES - Promover a integração; Dia 1 (segunda-feira) Receção às crianças - Desenvolver atitudes de autoestima e autoconfiança;

Leia mais

Plano Anual de Atividades - Ano letivo 2015/2016 -

Plano Anual de Atividades - Ano letivo 2015/2016 - Plano Anual de Atividades - Ano letivo 2015/2016 - Projeto Curricular de Escola: Ser Saudável Primeiro Período CRECHE/PRÉ-ESCOLAR Início: 02 de setembro 1.º, 2.º, 3.º CICLO e Secundário Início: 11 de setembro

Leia mais

Plano Anual de Atividades

Plano Anual de Atividades Plano Anual de Atividades 1º Período setembro novembro 10 Receção aos alunos Toda a Comunidade Escolar Todos Departamentos 10 Início do ano letivo Comemoração do início do Outono visita à Quinta da Eira

Leia mais

CLUBE DE FRANCÊS PROPOSTA PARA O ANO LECTIVO 2010/2011

CLUBE DE FRANCÊS PROPOSTA PARA O ANO LECTIVO 2010/2011 CLUBE DE FRANCÊS PROPOSTA PARA O ANO LECTIVO 2010/2011 Responsável pelo Clube de Francês Profª Ana Serra CLUBE DE FRANCÊS PROPOSTA - ANO LECTIVO 2010/2011 INTRODUÇÃO O Francês, como língua estrangeira

Leia mais

Plano Anual de Atividades 2013/ 2014. - Receção e entrega de lembranças às. - Proporcionar momentos de alegria e Educadoras (S.A.

Plano Anual de Atividades 2013/ 2014. - Receção e entrega de lembranças às. - Proporcionar momentos de alegria e Educadoras (S.A. Data em que se realiza Setor/ Departamento Atividades Objetivos Específicos Responsáveis 2 de setembro - Receção e entrega de lembranças às - Fomentar a adaptação das crianças e Ajudantes crianças; na

Leia mais

Plano Anual de Atividades

Plano Anual de Atividades Agrupamento de Escolas José Afonso Plano Anual de Atividades 2013/ 2014 A- Apoio ao desenvolvimento curricular CALENDARIZAÇÃO ATIVIDADES OBJETIVOS PÚBLICO-ALVO RESPONSÁVEIS ORÇAMENTO AVALIAÇÃO Início do

Leia mais

Área de Formação Pessoal e Social

Área de Formação Pessoal e Social Área de Formação Pessoal e Social Identidade/ Auto-estima Independência/ Autonomia Convivência democrática/ Cidadania Brincar com o outro (s); Ouvir os outros; Saber identificar-se a si e o outro; Esperar

Leia mais

Agrupamento de Escolas António Rodrigues Sampaio Planificação Anual das Atividades Letivas

Agrupamento de Escolas António Rodrigues Sampaio Planificação Anual das Atividades Letivas Departamento Curricular/Ciclo: 1º Ciclo Disciplina: Expressões Artísticas e Físico-Motora Ano de escolaridade: 4º ano Ano letivo: 2015/2016 Perfil do aluno à saída do 1º ciclo: Participar na vida sala

Leia mais

Projeto Pedagógico e de Animação 5 dias 5 passos na Cultura. Projeto Pedagógico e de Animação 5 dias 5 passos na Cultura

Projeto Pedagógico e de Animação 5 dias 5 passos na Cultura. Projeto Pedagógico e de Animação 5 dias 5 passos na Cultura Projeto Pedagógico e de Animação 5 dias 5 passos na Cultura 1 Índice 1. Objetivos gerais:... 4 2. Objetivos específicos:... 5 3. Estratégias Educativas e Pedagógicas... 6 4. Atividades Sócio-Educativas...

Leia mais

PLANO ANUAL DE ACTIVIDADES CRECHE ANO LECTIVO 2014 / 2015 - Tema transversal a trabalhar ao longo do ano: A Magia do Circo DATAS A SALIENTAR

PLANO ANUAL DE ACTIVIDADES CRECHE ANO LECTIVO 2014 / 2015 - Tema transversal a trabalhar ao longo do ano: A Magia do Circo DATAS A SALIENTAR MÊS Setembro TEMA Adaptação das Crianças PLANO ANUAL DE ACTIVIDADES CRECHE ANO LECTIVO 2014 / 2015 - Tema transversal a trabalhar ao longo do ano: A Magia do Circo DATAS A SALIENTAR ACTIVIDADES PEDAGÓGICAS

Leia mais

Projeto Pedagógico e de Animação Do Estremoz Férias

Projeto Pedagógico e de Animação Do Estremoz Férias Projeto Pedagógico e de Animação Do Estremoz Férias Índice 1. Objetivos gerais:... 4 2. Objetivos específicos:... 5 3. Estratégias Educativas e Pedagógicas... 6 4. Atividades Sócio-Educativas... 7 5. Propostas

Leia mais

Nota Introdutória. Objetivos da Biblioteca Escolar (de acordo com o MANIFESTO IFLA/UNESCO PARA BIBLIOTECA ESCOLAR)

Nota Introdutória. Objetivos da Biblioteca Escolar (de acordo com o MANIFESTO IFLA/UNESCO PARA BIBLIOTECA ESCOLAR) Nota Introdutória Objetivos da Biblioteca Escolar (de acordo com o MANIFESTO IFLA/UNESCO PARA BIBLIOTECA ESCOLAR) Apoiar e promover os objetivos educativos definidos de acordo com as finalidades e currículo

Leia mais

Plano Anual de Atividades 2014/2015

Plano Anual de Atividades 2014/2015 Mãos na Massa Plano Anual de Atividades 2014/2015 Equipa pedagógica do Centro de Educação de Infância Casa da Cruz Introdução O Plano Anual de Atividades é um documento orientador de uma dinâmica comum

Leia mais

CLUBE DE MÚSICA Agrupamento Vertical de Escolas de Briteiros Ano Letivo 2014/2015

CLUBE DE MÚSICA Agrupamento Vertical de Escolas de Briteiros Ano Letivo 2014/2015 CLUBE DE MÚSICA 1. JUSTIFICAÇÃO DO PROJETO: O Projeto do Clube de Música nasce da necessidade de se desenvolver com os alunos atividades diferenciadas que não podem ser devidamente exploradas e aprofundadas

Leia mais

Projeto Pedagógico e de Animação Do Estremoz Férias

Projeto Pedagógico e de Animação Do Estremoz Férias Projeto Pedagógico e de Animação Do Estremoz Férias Índice 1. Objectivos gerais:... 4 2. Objectivos específicos:... 5 3. Estratégias Educativas e Pedagógicas... 5 4. Actividades Sócio-Educativas... 6 5.

Leia mais

A Arte e as Crianças

A Arte e as Crianças A Arte e as Crianças A criança pequena consegue exteriorizar espontaneamente a sua personalidade e as suas experiências inter-individuais, graças aos diversos meios de expressão que estão à sua disposição.

Leia mais

Ano letivo: 2012/2013

Ano letivo: 2012/2013 TEMA : SER É CRESCER Contextualização: Ano letivo: 2012/2013 O Plano Anual de Atividades deste ano lectivo 2012/2013, tem como tema SER É CRESCER.Este tema faz parte integrante do nosso Projeto Educativo

Leia mais

PROPOSTAS PARA O PLANO ANUAL DE ATIVIDADES ANO LETIVO 2011/2012

PROPOSTAS PARA O PLANO ANUAL DE ATIVIDADES ANO LETIVO 2011/2012 PROPOSTAS PARA O PLANO ANUAL DE ATIVIDADES ANO LETIVO 2011/2012 PROJETO EDUCAR PARA A SAÚDE Atividades a desenvolver Dia mundial da alimentação - Disponibilizar fruta grátis no bar da escola. - Disponibilizar

Leia mais

Ação 1 Foral andante o que eu escrevo, o que tu lês

Ação 1 Foral andante o que eu escrevo, o que tu lês Ação 1 Foral andante o que eu escrevo, o que tu lês Criar ambientes de partilha; Proporcionar momentos de incentivo à leitura e ao relevo das ilustrações; Facilitar e promover a criatividade e imaginação;

Leia mais

INTRODUÇÃO ÍNDICE OBJECTIVOS DA EDUCAÇÂO PRÈ-ESCOLAR

INTRODUÇÃO ÍNDICE OBJECTIVOS DA EDUCAÇÂO PRÈ-ESCOLAR INTRODUÇÃO ÍNDICE - Objectivos de Educação Pré-Escolar - Orientações Curriculares - Áreas de Conteúdo/Competências - Procedimentos de Avaliação - Direitos e Deveres dos Encarregados de Educação - Calendário

Leia mais

Unidos com o mundo. Equipa pedagógica da Santa Casa da Misericórdia de Aveiro 2013/2014

Unidos com o mundo. Equipa pedagógica da Santa Casa da Misericórdia de Aveiro 2013/2014 Unidos com o mundo Equipa pedagógica da Santa Casa da Misericórdia de Aveiro 2013/2014 Introdução O Plano Anual de Atividade é um documento orientador de uma dinâmica comum a todas as salas da Pré, que

Leia mais

Génios de palmo e meio Brincar com a ciência!

Génios de palmo e meio Brincar com a ciência! Plano Anual de Atividades 2014/15 Génios de palmo e meio Brincar com a ciência! Continuamos a apostar nos nossos alicerces de: Aprender a ser: o que pressupõe o desenvolvimento da autonomia, do discernimento

Leia mais

1 - JUSTIFICAÇÃO DO PROJECTO

1 - JUSTIFICAÇÃO DO PROJECTO 1 - JUSTIFICAÇÃO DO PROJECTO A actual transformação do mundo confere a cada um de nós professores, o dever de preparar os nossos alunos, proporcionando-lhes as qualificações básicas necessárias a indivíduos

Leia mais

PLANO ANUAL DE ATIVIDADES - ANO LETIVO 2011/2012

PLANO ANUAL DE ATIVIDADES - ANO LETIVO 2011/2012 Biblioteca Escolar GIL VICENTE AGRUPAMENTO DE ESCOLAS GIL VICENTE ESCOLA GIL VICENTE EB1 CASTELO BIBLIOTECA ESCOLAR PLANO ANUAL DE ATIVIDADES - ANO LETIVO 2011/2012 As atividades constantes do presente

Leia mais

plano anual de educação ambiental

plano anual de educação ambiental plano anual de educação ambiental 2009/2010 complexo de educação ambiental da quinta da gruta PROGRAMA FAMÍLIAS Grelha Resumo por Sector Sector Rios/Espaços Verdes Animais Dias comemorativos Férias Datas

Leia mais

Critérios de Avaliação

Critérios de Avaliação AGRUPAMENTO DE ESCOLAS PEDRO EANES LOBATO Critérios de Avaliação Educação Pré Escolar Departamento Educação Pré Escolar Ano letivo 2013/2014 A avaliação do processo permite reconhecer a pertinência e sentido

Leia mais

Regulamento das Atividades de Animação e Apoio à Família (AAAF) Jardim de Infância António José de Almeida

Regulamento das Atividades de Animação e Apoio à Família (AAAF) Jardim de Infância António José de Almeida Regulamento das Atividades de Animação e Apoio à Família (AAAF) Jardim de Infância António José de Almeida Artigo 1º Enquadramento As atividades letivas com as educadoras no Jardim de Infância António

Leia mais

SETEMBRO EXTERNATO DO PARQUE PLANO ANUAL DE ATIVIDADES 2013/2014. Data Ações a desenvolver Turmas envolvidas. Local

SETEMBRO EXTERNATO DO PARQUE PLANO ANUAL DE ATIVIDADES 2013/2014. Data Ações a desenvolver Turmas envolvidas. Local SETEMBRO Ao longo Oração da manhã Pré-escolar e 1º do ano ciclo 12 set. Receção aos alunos: Convívio de alunos, pais/ee, prof./educ. e vigilantes no campo de jogos Desejo das boas vindas pela direção e

Leia mais

Agrupamento de Escolas de Santiago do Cacém Plano Anual de Atividades de Animação 2015/2016

Agrupamento de Escolas de Santiago do Cacém Plano Anual de Atividades de Animação 2015/2016 Calendarização / Mês Tema Objetivos Responsáveis pela Atividade Outubro Outono - Desenvolver o gosto pelo saber; Halloween - Valorizar diferentes formas de conhecimento, Dia Mundial da Alimentação comunicação

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE MARCO DE CANAVESES Nº 1 (150745) Actividades/Iniciativas Objectivos Intervenientes/ Público-alvo

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE MARCO DE CANAVESES Nº 1 (150745) Actividades/Iniciativas Objectivos Intervenientes/ Público-alvo Escola E.B. 2,3 de Toutosa Ano letivo: 2013/2014 PLANO ANUAL DE ACTIVIDADES BIBLIOTECA ESCOLAR D Gestão da BE Actividades diárias: ü Orientação do serviço das Assistentes Operacionais ü Orientação do trabalho

Leia mais

PROJETO PEDAGÓGICO DO PROGRAMA DE FERIAS DESPORTIVAS E CULTURAIS

PROJETO PEDAGÓGICO DO PROGRAMA DE FERIAS DESPORTIVAS E CULTURAIS 1. APRESENTAÇÃO PRINCÍPIOS E VALORES Acreditamos pela força dos factos que o desenvolvimento desportivo de um Concelho ou de uma Freguesia, entendido na sua vertente quantitativa e qualitativa, exige uma

Leia mais

Avaliação do Projecto Curricular

Avaliação do Projecto Curricular Documento de Reflexão Avaliação do Projecto Curricular 2º Trimestre Ano Lectivo 2006/2007 Actividade Docente desenvolvida Actividade não lectiva Com base na proposta pedagógica apresentada no Projecto

Leia mais

Pré-Projeto de Educação Ambiental

Pré-Projeto de Educação Ambiental Pré-Projeto de Educação Ambiental Vamos Descobrir e Valorizar o Alvão Ano 2014/15 Centro de Informação e Interpretação Lugar do Barrio 4880-164 Mondim de Basto Telefone: 255 381 2009 ou 255 389 250 1 Descobrir

Leia mais

PLANO DE ATIVIDADES 2015/2016. Associação Sénior de Odivelas

PLANO DE ATIVIDADES 2015/2016. Associação Sénior de Odivelas PLANO DE ATIVIDADES 2015/2016 Associação Sénior de Odivelas A Universidade Sénior de Odivelas é um projecto inovador que tem por base a promoção da qualidade de vida dos seniores de Odivelas, fomentando

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE SÃO JOÃO DO ESTORIL

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE SÃO JOÃO DO ESTORIL AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE SÃO JOÃO DO ESTORIL Escola Secundária de DEPARTAMENTO: 1º CICLO - ATIVIDADES COMUNS ao longo do ano ATIVIDADES 15 Minutos de Leitura Crescer a Ler Levar a Ler CMC 15 de Leitura

Leia mais

Agrupamento de Escolas Nº1 de Santiago do Cacém Plano Anual de Atividades de Animação 2014/2015

Agrupamento de Escolas Nº1 de Santiago do Cacém Plano Anual de Atividades de Animação 2014/2015 Calendarização / Mês Tema Objetivos Responsáveis pela Atividade Outubro Outono - Desenvolver o gosto pelo saber; Halloween - Valorizar diferentes formas de conhecimento, Dia Mundial da Alimentação comunicação

Leia mais

Largo da Feira - 7940 CUBA - 284 419 920 - Fax 284 419 929 E-mail ebijicuba@mail.telepac.pt Contribuinte nº 600078477

Largo da Feira - 7940 CUBA - 284 419 920 - Fax 284 419 929 E-mail ebijicuba@mail.telepac.pt Contribuinte nº 600078477 + 1 Plano Anual da Educação Pré-Escolar Ano Letivo 2009/2010 -Estimular o gosto pela Escola; - Integrar as famílias na dinâmica escolar; -Promover o contacto com novos materiais; - Fortalecer laços amiza;

Leia mais

Associação Pomba Da Paz IPSS Espaço Comunitário. Projecto Educativo

Associação Pomba Da Paz IPSS Espaço Comunitário. Projecto Educativo Associação Pomba Da Paz IPSS Espaço Comunitário Projecto Educativo Educadora: Susana Gonçalves Sala Branca Auxiliar: Paula Balanga Ano lectivo: 2006/07 Educadora Susana Gonçalves 1 Na vida, o importante

Leia mais

Projeto Linguístico de Francês. Visita de Estudo Cultural

Projeto Linguístico de Francês. Visita de Estudo Cultural Projeto Linguístico de Francês Ano lectivo 2011-12 Visita de Estudo Cultural 1- PORQUÊ ESTUDAR FRANCÊS? A língua francesa é importante para o estudo e pesquisa em várias áreas do conhecimento, incluindo

Leia mais

PLANIFICAÇÃO DE ATIVIDADES 2013 / 2014 AO LONGO DO ANO LETIVO (SEM DATA CONCRETA)

PLANIFICAÇÃO DE ATIVIDADES 2013 / 2014 AO LONGO DO ANO LETIVO (SEM DATA CONCRETA) AGRUPAMENTO DE ESCOLAS VIEIRA DE ARAÚJO ESCOLA EB/S VIEIRA DE ARAÚJO VIEIRA DO MINHO PLANIFICAÇÃO DE ATIVIDADES 2013 / 2014 AO LONGO DO ANO LETIVO (SEM DATA CONCRETA) ATIVIDADES / ESTRATÉGIAS (por ordem

Leia mais

Conhecer, sentir e viver a Floresta

Conhecer, sentir e viver a Floresta Projeto de Sensibilização e Educação da População Escolar Conhecer, sentir e viver a Floresta 2011-12 Floresta, Fonte de Vida Guia das Atividades - - Dia de S. Martinho, Castanhas e Castanheiros - Dia

Leia mais

Plano Anual de Atividades

Plano Anual de Atividades Plano Anual de Atividades Ano letivo O Plano Anual de Actividades constitui-se como um documento orientador das actividades desenvolvidas 2015/2016 ao longo do ano lectivo. Desta forma, nas páginas que

Leia mais

PROGRAMA ECO-ESCOLAS

PROGRAMA ECO-ESCOLAS PROGRAMA ECO-ESCOLAS Programa de Educação Ambiental e/ou Educação para o Desenvolvimento Sustentável PLANO DE AÇÃO 2014/2015 O Eco-Escolas é um Programa internacional, coordenado em Portugal pela Associação

Leia mais

Planificação Curricular Pré-escolar

Planificação Curricular Pré-escolar PLANO ANUAL DE ATIVIDADES Ciclo/ Área/ Disciplina: Pré-escolar Ano Letivo 2012/2013 Área de Formação pessoal e Social Esboço Curricular para a Educação de Infância (segundo as Orientações Curriculares

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS SOPHIA DE MELLO BREYNER - Código 151427 PLANO DE ESTUDOS DO AGRUPAMENTO DE ESCOLAS SOPHIA DE MELLO BREYNER 2013/2014

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS SOPHIA DE MELLO BREYNER - Código 151427 PLANO DE ESTUDOS DO AGRUPAMENTO DE ESCOLAS SOPHIA DE MELLO BREYNER 2013/2014 AGRUPAMENTO DE ESCOLAS SOPHIA DE MELLO BREYNER - Código 7 PLANO DE ESTUDOS DO AGRUPAMENTO DE ESCOLAS SOPHIA DE MELLO BREYNER 0/0 AGRUPAMENTO DE ESCOLAS SOPHIA DE MELLO BREYNER - Código 7 ÍNDICE - Introdução...

Leia mais

BOAS FÉRIAS, LÊ, JOGA E DIVERTE-TE!

BOAS FÉRIAS, LÊ, JOGA E DIVERTE-TE! JUNHO 2014 BOAS FÉRIAS, LÊ, JOGA E DIVERTE-TE! Caros leitores e leitoras, A presente edição é a última do Jornal Caça Notícias do Agrupamento de Escolas Roque Gameiro, mas não se preocupem, continuarão

Leia mais

Brincar, expressando emoções, sentimentos, pensamentos, desejos e necessidades;

Brincar, expressando emoções, sentimentos, pensamentos, desejos e necessidades; INFANTIL I OBJETIVOS GERAIS DA EDUCAÇÃO INFANTIL Desenvolver uma imagem positiva de si, atuando de forma cada vez mais independente, com a confiança em suas capacidades e percepção de suas limitações:

Leia mais

Escola Secundária Dr. Joaquim de Carvalho, Figueira da Foz

Escola Secundária Dr. Joaquim de Carvalho, Figueira da Foz PLANO ANUAL DE TRABALHO 0/05 7ºAno Código 070 Educação para a Cidadania 7º Ano Ano Letivo: 0 / 05 Plano Anual Competências a desenvolver Conteúdos Temas/Domínios Objetivos Atividades / Materiais 3 Períodos

Leia mais

PRÉ-ESCOLAR PROJETO EDUCATIVO / PLANO DE ATIVIDADES. Vale Mourão 2014 / 2015 PROJETO: CHUVA DE CORES

PRÉ-ESCOLAR PROJETO EDUCATIVO / PLANO DE ATIVIDADES. Vale Mourão 2014 / 2015 PROJETO: CHUVA DE CORES COMPONENTE DE APOIO À FAMÍLIA PRÉ-ESCOLAR PROJETO EDUCATIVO / PLANO DE ATIVIDADES Vale Mourão 2014 / 2015 PROJETO: CHUVA DE CORES INTRODUÇÃO «Será a emergência do sentido e conteúdo curricular que permitirá

Leia mais

DGEstE Direção de Serviços da Região Centro

DGEstE Direção de Serviços da Região Centro DGEstE Direção de Serviços da Região Centro Bibliotecas Escolares - Plano Anual de Atividades (PAA) Ano letivo 2014/2015 Este PAA encontra-se estruturado em 4 domínios (seguindo as orientações da RBE)

Leia mais

Plano Anual de Atividades

Plano Anual de Atividades Plano Anual de Atividades A Casinha Brincalhona, Creche Lda Urb. Pisolar, LT 31, Alto do Pacheco 8500 Portimão www.acasinhabrincalhona.com Educadora Ângela Soares Educadora Rita Almeida 2015/2016 Plano

Leia mais

Agrupamento de escolas de Vila Nova de Poiares

Agrupamento de escolas de Vila Nova de Poiares Agrupamento de escolas de Vila Nova de Poiares Departamento da Educação Pré Escolar Avaliação na educação pré-escolar -Competências -Critérios gerais de avaliação Ano letivo 2013-2014 1 INTRODUÇÃO Para

Leia mais

Projecto Educativo de Estabelecimento. Triénio de 2010-2013

Projecto Educativo de Estabelecimento. Triénio de 2010-2013 Projecto Educativo de Estabelecimento Triénio de 2010-2013 Creche Mundo Infantil Queremos que juntos, Equipa Educativa, Crianças e Familias, possamos proporcionar boas experiencias e aprendizagens. Só

Leia mais

DEPARTAMENTO DA EDUCAÇÃO PRÉ-ESCOLAR DEPARTAMENTO DE MATEMÁTICA E NOVAS TECNOLOGIAS DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS FISICAS E NATURAIS

DEPARTAMENTO DA EDUCAÇÃO PRÉ-ESCOLAR DEPARTAMENTO DE MATEMÁTICA E NOVAS TECNOLOGIAS DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS FISICAS E NATURAIS Governo dos Açores Escola Básica e Secundária de Velas DEPARTAMENTO DA EDUCAÇÃO PRÉ-ESCOLAR DEPARTAMENTO DE MATEMÁTICA E NOVAS TECNOLOGIAS DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS FISICAS E NATURAIS Ano Letivo: 2014/2015

Leia mais

Creche Pré-Escolar 1º Ciclo

Creche Pré-Escolar 1º Ciclo Creche Pré-Escolar 1º Ciclo A NOSSA MISSÃO É O NOSSO COMPROMISSO... Contribuir para o desenvolvimento integral dos nossos Alunos. Ser uma escola que marca a diferença fazendo melhor. Ensinar com amor.

Leia mais

As propostas do. Dimensão Histórica Cívica Artística Social Pedagógica

As propostas do. Dimensão Histórica Cívica Artística Social Pedagógica As propostas do LIVRO Livre Dimensão Histórica Cívica Artística Social Pedagógica Dimensão Histórica: Conhecimento do passado histórico: 25 de Abril, Estado Novo, Guerra Colonial, Descolonização e Democracia;

Leia mais

PLANO ANUAL DE ATIVIDADES Idosos PLANO ANUAL DE ATIVIDADES CENTRO DE DIA E CONVIVIO 2014-2015

PLANO ANUAL DE ATIVIDADES Idosos PLANO ANUAL DE ATIVIDADES CENTRO DE DIA E CONVIVIO 2014-2015 PLANO ANUAL DE ATIVIDADES CENTRO DE DIA E CONVIVIO 2014-2015 Setembro (08-seg) C.S.P.C Dia da Alfabetização - Ação de informação. Desenvolvimento das capacidades cognitivas (motricidade fina). 90% dos

Leia mais