Infraestrutura Elétrica AT (69kW) UNIFOR PROPOSTA COMERCIAL Fortaleza, 16 de Abril de 2014

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "www.pratil.com.br Infraestrutura Elétrica AT (69kW) UNIFOR PROPOSTA COMERCIAL Fortaleza, 16 de Abril de 2014"

Transcrição

1 Infraestrutura Elétrica AT (69kW) UNIFOR PROPOSTA COMERCIAL Fortaleza, 16 de Abril de 2014

2 Eduardo Guimarães .: Cel.: (85) Tel.: (85) Rua Vicente Linhares, andar - sala Aldeota Fortaleza - CE

3 À UNIFOR Contato: José Renato / / Tel.: (85) Assunto: Infraestrutura elétrica em Alta Tensão da UNIFOR Soluções Corporativas Proposta Comercial, Carta Prezado Cliente, Conheça a proposta que a Prátil, integradora de soluções da Enel Brasil, elaborou para proporcionar ainda mais segurança e qualidade às dependências da sua empresa a partir da execução do serviço de infraestrutura elétrica em Alta Tensão da UNIFOR. Este serviço faz parte do portfólio de Soluções Corporativas. Aproveitamos para informar que, para a execução destes serviços, contamos com profissionais especialistas no segmento de Soluções de Engenharia de elevado nível técnico e com larga experiência no mercado. Desta forma, asseguramos a alta qualidade dos serviços, com a garantia Prátil e em conformidade com todas as determinações técnicas impostas pelo grupo Enel, pelos órgãos reguladores e distribuidoras de energia elétrica. A partir do aceite desta proposta nossos profissionais estarão autorizados e capacitados pela Prátil para fornecer, em nome de nossa empresa, quaisquer informações técnicas sobre os serviços constantes deste orçamento. Feitos os esclarecimentos que julgamos pertinentes ao assunto, nos colocamos a sua disposição. Atenciosamente, Eduardo Guimarães Soluções Corporativas

4 Introdução O escopo previsto nesta proposta consiste nos serviços, materiais e equipamentos, para montagem de uma subestação de 69/13,8 kv 1x5 MVA, do tipo externa, conforme detalhes descritos no escopo Subestação 69 kv. Faz parte também desta proposta, a prestação do serviço de manutenção preditiva, preventiva, corretiva programada/emergencial e operação, conforme detalhes descritos no escopo de Manutenção & Operação. Escopo Subestação 69 kv Constitui objeto da presente Proposta a prestação de serviço de Construção de Subestação 69kV com um transformador de 5MVA, com o fornecimento de equipamentos e serviços, conforme escopo abaixo: Elaboração e aprovação junto à Coelce dos seguintes projetos: Civil, Elétrico e Eletromecânico; Consultoria e gerenciamento do processo de energização da subestação 69kV junto à Coelce; Montagem Elétrica e Eletromecânica de uma Subestação 69/13,8kV para um transformador de força, com o fornecimento de equipamentos e serviços; Construção Civil de uma subestação, com o fornecimento de equipamentos e serviços, com um transformador de 5MVA; Instalação, com o fornecimento de equipamentos e serviços, de uma barra de 72,5 kv da Subestação constituída de barramento único; Instalação, com o fornecimento de equipamentos e serviços, de um transformador de 69/13,8 kv 5MVA, sem ventilação forçada; Instalação, com o fornecimento de equipamentos e serviços, de três pára-raios, tipo estação, 72,5 kv, 10 ka; Instalação, com o fornecimento de equipamentos e serviços, de três secionadores 72,5 kv; Instalação, com o fornecimento de equipamentos e serviços, de um disjuntor 72,5 kv - SF6;

5 Instalação, com o fornecimento de equipamentos e serviços, dos equipamentos de proteção em alta tensão, através de conjuntos de TC s e TP s 69kV; Instalação, com o fornecimento de equipamentos e serviços, de um painel de proteção e controle, incluindo módulos de entrada e saída em 13,8kV (01 módulo de entrada 01 módulo de saída), com disjuntores à vácuo; Instalação, com o fornecimento de equipamentos e serviços, de Sistema de Corrente Contínua e Banco de Baterias; Instalação, com o fornecimento de equipamentos e serviços, de Transformador de Serviço Auxiliar TSA (45kV 13800/330V); Comissionamento das instalações e equipamentos, com emissão de relatório técnico após a conclusão dos serviços. Escopo Manutenção & Operação O escopo de manutenção/operação consiste em um plano de manutenção preventiva da subestação 69 kv, durante todo o período de vigência do contrato, com regime de sobreaviso emergencial. Segue abaixo a descrição dos serviços previstos: MANUTENÇÃO TRIMESTRAL GERAL Verificar Limpeza do Pátio; Verificar conservação de canaletas; Verificar vazamento em equipamentos; Verificar isoladores partidos; Verificar pontos de aquecimento em conectores; Verificar regulagem das secionadoras; Verificar pintura dos equipamentos; Verificar Nível de óleo dos equipamentos (TC, TP, disjuntores e transformadores); Inspecionar baterias e retificador - nível da solução e tensão do conjunto; Inspecionar muro/cerca; Inspecionar iluminação própria e de emergência;

6 Verificar estado da estrutura /Pórtico; Verificar quantidade de brita; Verificar conservação dos tapetes de aterramento; Verificar conservação do portão; Verificar pontos de aterramento (Estruturas e Cerca). MANUTENÇÃO ANUAL Inspeção Termográfica com uso de termógrafo digital. TRANSFORMADOR DE POTÊNCIA TRIFÁSICO DE 5 MVA 69/13,8 KV MANUTENÇÃO SEMESTRAL: Verificar estanqueidade; MANUTENÇÃO ANUAL: Retirar amostra de óleo isolante para ensaio físicoquímico, Retirar amostra de óleo isolante para ensaio cromatográfico, Verificar corrosão e pintura, Verificar nível de óleo do transformador, Verificar estado das buchas, Verificar estanqueidade do termômetro de enrolamento, Verificar estanqueidade do termômetro de óleo e Verificar painel de controle do transformador. MANUTENÇÃO HEXANUAL (EQUIPAMENTOS): Medir resistência de isolamento, Medir resistência ôhmica, Medir relação de transformação, Medir fator de potência, Medir corrente de excitação, Eliminar vazamento, Limpeza externa do transformador e Retocar pintura. MANUTENÇÃO HEXANUAL (PROTEÇÃO): Verificar funcionamento do indicador de nível de óleo do transformador, Verificar funcionamento da válvula de alívio de pressão do transformador, Aferir o termômetro de enrolamento e Aferir o termômetro de óleo. DISJUNTOR 72,5 KV MANUTENÇÃO BIANUAL: Inspeção dos Pólos, Inspecionar Manômetro Funcionamento, Limpeza dos Pólos, Limpeza Externa, Limpeza e Lubrificação do Comando Mecânico, Medição de Resistência de Isolamento, Medição de Resistência de Contatos, Reaperto Geral de Conexões, Teste de abertura e fechamento, Verificar ajuste do mecanismo, Verificar Contadores de Operação,

7 Verificar Pontos de Aterramento, Verificar Pontos de Corrosão, Verificar Pressão de Gás e Verificar Resistência de Aquecimento Funcionamento. PÁRA-RAIOS 72,5 kv MANUTENÇÃO BIANUAL: Limpeza Externa, Medição de Resistência de Isolamento, Reaperto Geral de Conexões e Verificar Pontos de Aterramento. CHAVES SECCIONADORAS 72,5 kv MANUTENÇÃO BIANUAL: Limpeza de Isoladores, Lubrificar Contatos, Lubrificação dos mancais, Medição de Resistência de Isolamento, Medição de Resistência de Contatos, Reaperto Geral de Conexões, Verificar Fechamento completo, Verificar Pontos de Aterramento e Verificar Pontos de Corrosão. TRANSFORMADORES DE CORRENTE 72,5 kv MANUTENÇÃO BIANUAL: Limpeza Externa, Medição de Resistência de Isolamento, Reaperto Geral de Conexões, Substituir óleo isolante - se necessário, Verificar Isolamento Físico, Verificar Pontos de Aterramento e Verificar Pontos de Corrosão. TRANSFORMADOR DE POTENCIAL 72,5 kv MANUTENÇÃO BIANUAL: Limpeza Externa, Medição de Resistência de Isolamento, Reaperto Geral de Conexões, Substituir Silica Gel - Quando houver, Substituir óleo isolante - se necessário, Verificar Pontos de Aterramento e Verificar Pontos de Corrosão. DISJUNTORES À VÁCUO DOS CUBÍCULOS 15 kv MANUTENÇÃO TRIMESTRAL (EQUIPAMENTO): Verificar número de operações dos disjuntores. MANUTENÇÃO BIANUAL (EQUIPAMENTO): Inspeção dos Pólos, Limpeza dos Pólos, Limpeza e Lubrificação do Comando Mecânico, Medição de Resistência de Isolamento, Medição de Resistência de Contatos, Reaperto Geral de Conexões, Teste de abertura e fechamento, Verificar ajuste das câmaras de vácuo, Verificar ajuste do comando mecânico, Verificar Contadores

8 de Operação, Verificar desgaste das câmaras de vácuo, Verificar Pontos de Aterramento, Verificar Pontos de Corrosão, Verificar Resistência de Aquecimento Funcionamento, Limpeza Externa, Medição de Resistência de Isolamento do Cabo de Força e Verificar Isolamento Físico do Cabo de Força- Observar possíveis pontos danificados. MANUTENÇÃO HEXANUAL (PROTEÇÃO): Proteção de Sobrecorrente, Proteção de Sub e Sobretensão e Transformadores de Corrente - Efetuar testes de Relação e Polaridade (Comissionamento). MANUTENÇÃO HEXANUAL (CONTROLE): Verificar o comando de desligamento de toda a proteção atuando nos disjuntores, Verificar o funcionamento do comando de abertura e fechamento dos disjuntores, tanto local como remoto; BANCO DE BATERIAS MANUTENÇÃO BIMESTRAL: Completar Nível d'água destilada, com nível entre o mínimo e o máximo, Limpeza Geral, Medição de Densidade com densímetro, Medição de Temperatura dos Elementos, Medição de Tensão, com multímetro digital, Reaperto das Ligações, Verificar Operação do Retificador, Verificar Oxidação nas Ligações e Bornes e Verificar Pontos de Aterramento. TRANSFORMADOR DE SERVIÇO AUXILIAR MANUTENÇÃO BIANUAL: Limpeza Externa, Medição de Resistência de Isolamento, Reaperto Geral de Conexões, Verificar Pontos de Aterramento e Verificar pontos de Corrosão. DEMAIS EQUIPAMENTOS MANUTENÇÃO HEXANUAL: Verificar o funcionamento do painel de alarme e sinalizações e Verificar o funcionamento do comando de abertura da chave tripolar de alimentação do transformador de serviços auxiliares com a abertura de qualquer dos 03 fusíveis de 13,8 KV.

9 Exclusões Não faz parte do nosso escopo de fornecimento desta proposta: Sistema de telecomunicações; Integração ou ampliação de sistema supervisório existente; Execução de fundações profundas e/ou especiais, rebaixamento do lençol freático e terraplenagem do terreno. Estamos prevendo fundações diretas; Prova de carga para fundações; Projeto e fornecimento de sistema de nebulização para os transformadores de força (rede de incêndio aterrada, hidrantes, casa de bombas, reservatório, etc); Fornecimento de pintura externa para os equipamentos não fornecidos pela CONTRATADA. Remanejamento de Redes de Distribuição Elétricas e demais interferências eventualmente existentes; Instalação provisória de água, esgoto e energia elétrica para canteiro de obras; Rede para conexão da subestação ao sistema de distribuição da COELCE. Observações e Comentários O orçamento foi elaborado de acordo com as especificações indicadas pelo cliente; A segurança das instalações é de responsabilidade do cliente; Todos os materiais de consumo envolvidos na execução dos serviços (solvente, flanela, lixa, pasta cobreada, óleo isolante para completar nível, tinta, o-rings, juntas de vedação e etc.), estão incluídos no plano de manutenção para todos os equipamentos da subestação; Substituição de equipamentos ou peças pertencentes à subestação, com dano elétrico e/ou mecânico, em que seja comprovado tecnicamente que o motivo do mesmo seja de caso fortuito (descargas atmosféricas, vandalismos, corpos estranhos, etc), será de responsabilidade da UNIFOR a despesa pelo conserto do mesmo e/ou aquisição de um novo com as mesmas características, devendo a PRÁTIL fazer a reposição do componente danificado, repassando o custo à UNIFOR, exceto quanto ao transformador ou outra peça que tenha de ser encaminhada à fábrica;

10 Considerando a opção do cliente por apenas 01 (um) transformador de força, caso este equipamento apresente defeito, o prazo de substituição e normalização da subestação ficará à cargo do tempo necessário para reparo do transformador; Fica desde já acertado que o pagamento da mensalidade será inserido na conta de energia da Unidade Consumidora: ; e será pago pela UNIFOR no vencimento da referida conta, sem retenção de tributos; O valor da mensalidade será ajustado, anualmente, pelo IGP-M acumulado dos últimos 12 (doze) meses, ou outro índice que venha a substituí-lo; Caso a UNIFOR opte pela rescisão antecipada do contrato, caber-lhe-á o pagamento de multa. Condições Comerciais Pela prestação dos serviços acertados, a UNIFOR pagará à PRÁTIL a quantia de: R$ ,00 (quarenta e nove mil e quinhentos reais), referentes aos serviços de construção, operação e manutenção, a ser cobrada, mensalmente, em fatura de energia elétrica. Prazo O prazo para conclusão da subestação é de 250 (duzentos e cinquenta) dias. Todo e qualquer contato referente à execução desse serviço, deverá ser feito ao Eng. Eduardo nos contatos: (85) / (85) / Validade da Proposta Esta proposta tem validade de 15 (quinze) dias, a contar da sua apresentação. De acordo:, de de UNIFOR

11

ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA

ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA SUMÁRIO CONTEÚDO PG. 1. OBJIVO 02 2. ÂMBITO 02 3. CONCEITOS 02 4. NORMAS, LEGISLAÇÃO APLICÁVEIS E DOCUMENTOS COMPLEMENTARES 02 5. INSTRUÇÕES GERAIS 03 5.1. Local da realização dos serviços 03 5.2. Condições

Leia mais

PERÍCIAS DE ENGENHARIA ELÉTRICA

PERÍCIAS DE ENGENHARIA ELÉTRICA PERÍCIAS DE ENGENHARIA ELÉTRICA PERICIAS NAS DIVERSAS ÁREAS DA ENGENHARIA ELÉTRICA 1. PERICIAS EM TRANSFORMADORES Transformadores a óleo e transformadores a seco; Verificação de seus componentes; Ensaios

Leia mais

SPDA (Sistema de Proteção Contra Descargas Atmosféricas) É PROIBIDA a reprodução, total ou parcial, do texto e de todo o conteúdo sem autorização.

SPDA (Sistema de Proteção Contra Descargas Atmosféricas) É PROIBIDA a reprodução, total ou parcial, do texto e de todo o conteúdo sem autorização. SPDA (Sistema de Proteção Contra Descargas Atmosféricas) Desenvolvimento de projetos Instalação de sistema de proteção (SPDA) Manutenção do sistema de SPDA Laudo Técnico Medição da resistividade do solo

Leia mais

Introdução: O que é uma Subestação? Definição NBR 5460 / 1992

Introdução: O que é uma Subestação? Definição NBR 5460 / 1992 Subestações Introdução: O que é uma Subestação? Definição NBR 5460 / 1992 Parte de um sistema de potência, concentrada em um dado local, compreendendo primordialmente as extremidades de linhas de transmissão

Leia mais

CONCORRÊNCIA DIRAT/CPLIC 007/2006 1 ANEXO 3 MODELOS DE RELATÓRIOS DE MANUTENÇÃO

CONCORRÊNCIA DIRAT/CPLIC 007/2006 1 ANEXO 3 MODELOS DE RELATÓRIOS DE MANUTENÇÃO CONCORRÊNCIA DIRAT/CPLIC 007/2006 1 ANEXO I ESPECIFICAÇÕES ANEXO 3 MODELOS DE RELATÓRIOS DE MANUTENÇÃO CONCORRÊNCIA DIRAT/CPLIC 007/2006 2 TAG Condição esperada / Atividade IL Quantidade de luminárias

Leia mais

APRESENTAÇÃO TÉCNICA DADOS CADASTRAIS

APRESENTAÇÃO TÉCNICA DADOS CADASTRAIS APRESENTAÇÃO TÉCNICA DADOS CADASTRAIS Razão Social: M Energia Com. de Transformadores LTDA-ME Logradouro: Osvaldo Tonini Número: 763 CEP: 13820-000 Cidade: Jaguariúna-SP CNPJ: 14.813.805/0001-69 IE: 395.032.246.110

Leia mais

ANEXO XII ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS

ANEXO XII ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS ANEXO XII ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS SERVIÇOS DE MANUTENÇÃO PREVENTIVA, TERMOGRAFIA E MANUTENÇÃO CORRETIVA EM SUBESTAÇÕES TRANSFORMADORAS DE PRÉDIOS DO MUNICÍPIO DE PORTO ALEGRE 1. OBJETO: Serviços de manutenção

Leia mais

Chegou Kwara. para o Brasil brilhar cada vez mais

Chegou Kwara. para o Brasil brilhar cada vez mais Chegou Kwara. para o Brasil brilhar cada vez mais Chegou Kwara, uma nova geração em energia. Uma empresa de eficiência energética que presta serviços especializados de manutenção em plantas de geração

Leia mais

MANUTENÇÃO PREVENTIVA EM SUBESTAÇÕES DE MÉDIA E ALTA TENSÃO 13,8kV

MANUTENÇÃO PREVENTIVA EM SUBESTAÇÕES DE MÉDIA E ALTA TENSÃO 13,8kV MANUTENÇÃO PREVENTIVA EM SUBESTAÇÕES DE MÉDIA E ALTA TENSÃO 13,8kV EQUIPAMENTOS CONSTANTES: 1.0 CABINE SEMI-ENTERRADA (MECANICA) 13,8 kv - GENÉRICA 1.1.1 Disjuntor de Alta Tensão (classe tensão 15 KV);

Leia mais

APRESENTAÇÃO TÉCNICA. CONTATO COMERCIAL Erika Castro Tel: +55 (19) 9.9760-4433 E-mail: erika.castro@menergia.br.com Site: www.menergia.br.

APRESENTAÇÃO TÉCNICA. CONTATO COMERCIAL Erika Castro Tel: +55 (19) 9.9760-4433 E-mail: erika.castro@menergia.br.com Site: www.menergia.br. APRESENTAÇÃO TÉCNICA DADOS CADASTRAIS Razão Social: M Energia Com. de Transformadores LTDA-ME Logradouro: Osvaldo Tonini Número: 763 CEP: 13820-000 Cidade: Jaguariúna-SP CNPJ: 14.813.805/0001-69 IE: 395.032.246.110

Leia mais

ANEXO. 1. Plano Mínimo de Manutenção. 2. Manutenção Preditiva

ANEXO. 1. Plano Mínimo de Manutenção. 2. Manutenção Preditiva ANEXO 1. Plano Mínimo de Manutenção 1.1 O Plano Mínimo de Manutenção define as atividades mínimas de manutenção preditiva e preventiva e suas periodicidades para transformadores de potência e autotransformadores,

Leia mais

MANUTENÇÃO PREVENTIVA E CORRETIVA EM MÉDIA TENSÃO

MANUTENÇÃO PREVENTIVA E CORRETIVA EM MÉDIA TENSÃO MANUTENÇÃO PREVENTIVA E CORRETIVA EM MÉDIA TENSÃO TECNOLOGIA, QUALIDADE E ENERGIA A SERVIÇO DA ECONOMIA. Engelétrica Indústria, Comércio e Serviços Elétricos Ltda. Rua Xavier da Rocha, 10 Vila Prudente

Leia mais

INTENÇÃO DE CONTRATAÇÃO ISGH / 2014 PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE MANUTENÇÃO PREVENTIVA E CORRETIVA EM EQUIPAMENTOS

INTENÇÃO DE CONTRATAÇÃO ISGH / 2014 PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE MANUTENÇÃO PREVENTIVA E CORRETIVA EM EQUIPAMENTOS INTENÇÃO DE CONTRATAÇÃO ISGH / 2014 PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE MANUTENÇÃO PREVENTIVA E CORRETIVA EM EQUIPAMENTOS O Instituto de Saúde e Gestão Hospitalar/ISGH, Organização Social administradora do Hospital

Leia mais

ASSUNTO: CO.APR.T.013.2004 CONSTRUÇÃO CIVIL E MONTAGEM ELETROMECÂNICA, COM FORNECIMENTO DE MATERIAIS E SISTEMAS, DA SE IVAIPORÃ 7ª AMPLIAÇÃO.

ASSUNTO: CO.APR.T.013.2004 CONSTRUÇÃO CIVIL E MONTAGEM ELETROMECÂNICA, COM FORNECIMENTO DE MATERIAIS E SISTEMAS, DA SE IVAIPORÃ 7ª AMPLIAÇÃO. ASSUNTO: CONSTRUÇÃO CIVIL E MONTAGEM ELETROMECÂNICA, COM FORNECIMENTO DE MATERIAIS E SISTEMAS, DA SE IVAIPORÃ 7ª AMPLIAÇÃO. ESCLARECIMENTOS N 04 1) Transcrevemos abaixo, perguntas de empresas participantes

Leia mais

INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DA PARAÍBA TEMA DA AULA PROFESSOR: RONIMACK TRAJANO DE SOUZA

INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DA PARAÍBA TEMA DA AULA PROFESSOR: RONIMACK TRAJANO DE SOUZA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DA PARAÍBA TEMA DA AULA EQUIPAMENTOS DA SE PROFESSOR: RONIMACK TRAJANO DE SOUZA COMPONENTES SUBESTAÇÕES OBJETIVOS Apresentar os principais equipamentos

Leia mais

Serviços de Média Tensão LCS PPMV Portifólio. ABB Group 6 de março de 2013 Slide 1

Serviços de Média Tensão LCS PPMV Portifólio. ABB Group 6 de março de 2013 Slide 1 Serviços de Média Tensão LCS PPMV Portifólio ABB Group 6 de março de 2013 Slide 1 PPMV Service Escopo Upgrade & Retrofit Retrofit Cubículo MT Retrofit Disjuntores MT Retrofit Contatores MT Retrofit de

Leia mais

CONTRATO DE MANUTENÇÃO DE SISTEMA DO AR CONDICIONADO DO PAÇO MUNICIPAL, PRAÇA MONTEVIDÉU Nº10. Anexo XII - PROJETO BÁSICO

CONTRATO DE MANUTENÇÃO DE SISTEMA DO AR CONDICIONADO DO PAÇO MUNICIPAL, PRAÇA MONTEVIDÉU Nº10. Anexo XII - PROJETO BÁSICO 1 CONTRATO DE MANUTENÇÃO DE SISTEMA DO AR CONDICIONADO DO PAÇO MUNICIPAL, PRAÇA MONTEVIDÉU Nº10 Anexo XII - PROJETO BÁSICO 1. OBJETO Serviços de manutenção preventiva e corretiva de sistema do ar condicionado

Leia mais

Purgador Termostático Bimetálico Manual de Instalação e Manutenção

Purgador Termostático Bimetálico Manual de Instalação e Manutenção Purgador Termostático Bimetálico Manual de Instalação e Manutenção ÍNDICE Termo de Garantia 1.Descrição 2.Instalação 3.Manutenção 4.Peças de reposição 5.Informações Técnicas 1 TERMO DE GARANTIA A Spirax

Leia mais

Normas da ABNT precisam ser seguidas

Normas da ABNT precisam ser seguidas Normas da ABNT precisam ser seguidas Além das leis ambientais e toda a burocracia que o negócio da revenda exige, o revendedor precisa realizar os procedimentos de acordo com as normas da Associação Brasileira

Leia mais

Fornecemos energia que gera desenvolvimento e segurança de forma inteligente e sustentável. A P3 Engenharia Elétrica é especializada no

Fornecemos energia que gera desenvolvimento e segurança de forma inteligente e sustentável. A P3 Engenharia Elétrica é especializada no Energia ao seu alcance Fornecemos energia que gera desenvolvimento e segurança de forma inteligente e sustentável. A P3 Engenharia Elétrica é especializada no desenvolvimento de projetos elétricos, laudos,

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA. 2.1 A manutenção preventiva para os aparelhos de Ar Condicionado do tipo janela:

TERMO DE REFERÊNCIA. 2.1 A manutenção preventiva para os aparelhos de Ar Condicionado do tipo janela: ANEXO II TERMO DE REFERÊNCIA 1 DO OBJETO DA LICITAÇÃO 1.1 CONTRATAÇÃO DE EMPRESA ESPECIALIZADA PARA MANUTENÇÃO PREVENTIVA E CORRETIVA COM REPOSIÇÃO PARCIAL DE PEÇAS ORIGINAIS DOS EQUIPAMENTOS DE REFRIGERAÇÃO

Leia mais

Manual Técnico. Transformadores de potência. Revisão 5 ÍNDICE

Manual Técnico. Transformadores de potência. Revisão 5 ÍNDICE Página 1 de 10 Manual Técnico Transformadores de potência Revisão 5 ÍNDICE 1 INTRODUÇÃO...2 2 RECEBIMENTO...2 3 INSTALAÇÃO...3 3.1 Local de instalação...3 3.2 Ligações...3 3.3 Proteções...7 4 MANUTENÇÃO...9

Leia mais

Análise Termográfica RELATÓRIO TÉCNICO 0714

Análise Termográfica RELATÓRIO TÉCNICO 0714 ANÁLISE TERMOGRÁFICA CODEN - Nova Odessa CODEN 1. OBJETIVO Apresentar ao CODEN a Inspeção Termográfica realizada nos equipamentos de suas unidades em Nova Odessa 2. INSTRUMENTAÇÃO UTILIZADA Termovisor

Leia mais

ANEXO I AO EDITAL DE PREGÃO AMPLO Nº 3/2009-ER01 TERMO DE REFERÊNCIA ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS

ANEXO I AO EDITAL DE PREGÃO AMPLO Nº 3/2009-ER01 TERMO DE REFERÊNCIA ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS ANEXO I AO EDITAL DE PREGÃO AMPLO Nº 3/2009-ER01 TERMO DE REFERÊNCIA ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS MANUTENÇÃO PREVENTIVA E CORRETIVA NAS INSTALAÇÕES ELÉTRICAS, HIDRÁULICAS, SANITÁRIA, COMBATE A INCÊNDIO E GRUPO

Leia mais

Uma viagem pelas instalações elétricas. Conceitos & aplicações

Uma viagem pelas instalações elétricas. Conceitos & aplicações Uma viagem pelas instalações elétricas. Conceitos & aplicações Conceitos modernos de especificação e uso de Subestações e Painéis de média tensão Eng. Nunziante Graziano, M. Sc. AGENDA - NORMAS DE REFERÊNCIA

Leia mais

ANEXO I CONDIÇÕES GERAIS DE CONTRATAÇÃO

ANEXO I CONDIÇÕES GERAIS DE CONTRATAÇÃO 1 PRODUTOS 1.1 Serviço de manutenção preventiva mensal e corretiva, quando necessário, para o elevador da Unidade Operacional da Anatel no Estado de Santa Catarina UO031, situada à Rua Saldanha Marinho,

Leia mais

CONDIÇÕES ESPECÍFICAS DE COMISSIONAMENTO DE SUBESTAÇÕES

CONDIÇÕES ESPECÍFICAS DE COMISSIONAMENTO DE SUBESTAÇÕES CONDIÇÕES ESPECÍFICAS DE COMISSIONAMENTO DE SUBESTAÇÕES ESPÍRITO SANTO CENTRAIS ELÉTRICAS S.A RODOVIA BR 101 NORTE - KM 9,5 Nº 3364 CARAPINA - SERRA - ES CEP 29161-500 Instr. Aprov.: Vigência:...Revisão:

Leia mais

Procedimento Prático Para Manutenção de Cabine Introdução Manutenção preventiva Manutenção corretiva Procedimento, verificações e ensaios

Procedimento Prático Para Manutenção de Cabine Introdução Manutenção preventiva Manutenção corretiva Procedimento, verificações e ensaios Procedimento Prático Para Manutenção de Cabine Introdução Nos equipamentos elétricos se faz necessária a manutenção, para que os mesmo possam estar sempre disponível, prolongando sua vida útil, Esta manutenção

Leia mais

INSPEÇÃO TERMOGRÁFICA

INSPEÇÃO TERMOGRÁFICA ESCOPO DA PRESTAÇÃO DO SERVIÇO IMANTEL ENGENHARIA ELÉTRICA LTDA www.imantel.com.br RESPONSÁVEL: Eng. Edmilson Heitor Ferreira DESENVOLVIMENTO: Fernando A. de Assis SÃO JOÃO DEL-REI MG Prezados Srs, A Imantel

Leia mais

UTILIZAÇÃO DO BAY MÓVEL SEM INTERRUPÇÃO DA SUBESTAÇÃO DE MOCÓCA

UTILIZAÇÃO DO BAY MÓVEL SEM INTERRUPÇÃO DA SUBESTAÇÃO DE MOCÓCA UTILIZAÇÃO DO BAY MÓVEL SEM INTERRUPÇÃO DA SUBESTAÇÃO DE MOCÓCA Carlos Francisco dos Santos e Souza Coordenador csouza@cteep.com.br Edson Luiz Giuntini Técnico Sênior de Subestações egiuntini@cteep.com.br

Leia mais

CENTRO DE EDUCAÇÃO E ESPORTES GERAÇÃO FUTURA

CENTRO DE EDUCAÇÃO E ESPORTES GERAÇÃO FUTURA MEMORIAL DESCRITIVO E JUSTIFICATIVO DE CÁLCULO PROJETO DE INSTALAÇÕES ELÉTRICAS EM MÉDIA TENSÃO 13.8KV CENTRO DE EDUCAÇÃO E ESPORTES GERAÇÃO FUTURA RUA OSVALDO PRIMO CAXILÉ, S/N ITAPIPOCA - CE 1. INTRODUÇÃO

Leia mais

BOLETIM DE GARANTIA. (N o 05 / 2013) LED do TIMER pisca frequência de 1Hz / segundo. LED do TIMER pisca freqüência de 1Hz / segundo.

BOLETIM DE GARANTIA. (N o 05 / 2013) LED do TIMER pisca frequência de 1Hz / segundo. LED do TIMER pisca freqüência de 1Hz / segundo. BOLETIM DE GARANTIA (N o 05 / 2013) Código de erro do Cassete e Piso-Teto No. TIPO DESCRIÇÃO Flash Blink Código Nota 1 Falha 2 Falha 3 Falha 4 Falha 5 Falha 6 Falha Placa acusa erro no sensor de temperatura

Leia mais

AVISO DE RETIFICAÇÃO I

AVISO DE RETIFICAÇÃO I AVISO DE RETIFICAÇÃO I EDITAL DE CONCORRÊNCIA PÚBLICA Nº. 742/2012 O SESI-PR, através de sua Comissão de Licitação, torna pública RETIFICAÇÃO referente ao edital de licitação acima relacionado, conforme

Leia mais

CONTRATO DE MANUTENÇÃO DE SISTEMA DO AR CONDICIONADO DO PRÉDIO DA SMOV AV. BORGES DE MEDEIROS Nº 2244 ANEXO XII - PROJETO BÁSICO

CONTRATO DE MANUTENÇÃO DE SISTEMA DO AR CONDICIONADO DO PRÉDIO DA SMOV AV. BORGES DE MEDEIROS Nº 2244 ANEXO XII - PROJETO BÁSICO 1 CONTRATO DE MANUTENÇÃO DE SISTEMA DO AR CONDICIONADO DO PRÉDIO DA SMOV AV. BORGES DE MEDEIROS Nº 2244 ANEXO XII - PROJETO BÁSICO 1. OBJETO Serviços de manutenção preventiva e corretiva de sistema do

Leia mais

Manual de: Manutenção Preventiva Lubrificação. Carroceria para transporte de: Ovos

Manual de: Manutenção Preventiva Lubrificação. Carroceria para transporte de: Ovos Manual de: Manutenção Preventiva Lubrificação Carroceria para transporte de: Ovos Local: Estrutura da Carroceria 01 01 Ano Reapertar parafusos da estrutura no chassi. 02 06 Meses Verificar vedação das

Leia mais

Introdução ENERGIA ELÉTRICA: GERAÇÃO, TRANSMISSÃO E DISTRIBUIÇÃO.

Introdução ENERGIA ELÉTRICA: GERAÇÃO, TRANSMISSÃO E DISTRIBUIÇÃO. ENERGIA ELÉTRICA: GERAÇÃO, TRANSMISSÃO E DISTRIBUIÇÃO. Introdução A energia elétrica que alimenta as indústrias, comércio e nossos lares é gerada principalmente em usinas hidrelétricas, onde a passagem

Leia mais

eccosystems@eccosystems.com.br janaina@eccosystems.com.br

eccosystems@eccosystems.com.br janaina@eccosystems.com.br eccosystems@eccosystems.com.br janaina@eccosystems.com.br 51 3307 6597 A ECCOSYSTEMS está estruturada para a prestação de serviços de engenharia, consultoria, elaboração de estudos, planejamento, projetos

Leia mais

ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA

ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA SUMÁRIO CONTEÚDO PG. 9. Sistema de Aterramento 02 9.1. Geral 02 9.2. Normas 02 9.3. Escopo de Fornecimento 02 T-9.1. Tabela 02 9.4. Características Elétricas 03 9.4.1. Gerais 03 9.4.2. Concepção Geral

Leia mais

Análise Termográfica RELATÓRIO TÉCNICO 0714

Análise Termográfica RELATÓRIO TÉCNICO 0714 ANÁLISE TERMOGRÁFICA SAAE - Atibaia SAAE 1. OBJETIVO Apresentar ao SAAE a Inspeção Termográfica realizada nos equipamentos de suas unidades em Atibaia 2. INSTRUMENTAÇÃO UTILIZADA Termovisor Flir Systems

Leia mais

ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA

ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA MANUTENÇÃO CORRIVA EM TRANSFORMADORES DE SUMÁRIO CONTEÚDO PG. 1. OBJIVO 02 2. ÂMBITO 02 3. CONCEITOS 02 4. NORMAS E LEGISLAÇÃO APLICÁVEIS 02 5. INSTRUÇÕES GERAIS 02 5.1. Local da Realização dos Serviços

Leia mais

Soluções inteligentes em energia. Energia para a vida

Soluções inteligentes em energia. Energia para a vida Soluções inteligentes em energia Energia para a vida O Brasil e o mundo contam com a nossa energia. A Prátil é uma empresa de soluções inteligentes em energia, que atua nos segmentos de infraestrutura

Leia mais

Análise Termográfica RELATÓRIO TÉCNICO 1014

Análise Termográfica RELATÓRIO TÉCNICO 1014 ANÁLISE TERMOGRÁFICA SAAE - Pedreira SAAE 1. OBJETIVO Apresentar ao SAAE a Inspeção Termográfica realizada nos equipamentos de suas unidades em Pedreira 2. INSTRUMENTAÇÃO UTILIZADA Termovisor Flir Systems

Leia mais

CODERN TERMO DE REFERÊNCIA

CODERN TERMO DE REFERÊNCIA CODERN TERMO DE REFERÊNCIA CONTRATAÇÃO DE EMPRESA ESPECIALIZADA PARA EXECUÇÃO DO SERVIÇO DE ENGENHARIA DE MANUTENÇÃO PREVENTIVA E CORRETIVA EM EQUIPAMENTOS E SISTEMAS ELÉTRICOS E MECÂNICOS DO TERMINAL

Leia mais

Análise Termográfica Relatório Técnico 0814

Análise Termográfica Relatório Técnico 0814 ANÁLISE TERMOGRÁFICA VALINHOS Valinhos DAEV 1. OBJETIVO Apresentar ao DAEV a Inspeção Termográfica realizada nos equipamentos de suas unidades em Valinhos 2. INSTRUMENTAÇÃO UTILIZADA Termovisor Flir Systems

Leia mais

Dossiê Engenharia Elétrica Manutenção Montagem

Dossiê Engenharia Elétrica Manutenção Montagem Dossiê Engenharia Elétrica Manutenção Montagem DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA APRESENTAÇÃO A Michelon Energia tem como compromisso atender seus clientes com qualidade, confiabilidade e respeito, buscando assim,

Leia mais

TRANSFORMADOR A SECO Geafol de 75 a 25.000 kva

TRANSFORMADOR A SECO Geafol de 75 a 25.000 kva Com a linha Geafol, obteve-se um transformador com excelentes características elétricas, mecânicas e térmicas que, adicionalmente, ainda é ecológico. São produzidos sob certificação DQS, ISO 9001 e ISO

Leia mais

Rua das Cerejeiras, 80 Ressacada CEP 88307-330 Itajaí SC MANUAL DE INSTRUÇÕES OD-8325

Rua das Cerejeiras, 80 Ressacada CEP 88307-330 Itajaí SC MANUAL DE INSTRUÇÕES OD-8325 Rua das Cerejeiras, 80 Ressacada CEP 88307-330 Itajaí SC Fone / Fax (47) 3349 6850 Email: vendas@ecr-sc.com.br MANUAL DE INSTRUÇÕES OD-8325 ANALISADOR DE OXIGÊNIO DISSOLVIDO EM ÁGUA MICROPROCESSADO Loop

Leia mais

APRESENTAÇÃO INSTALAÇÕES E MONTAGENS INDUSTRIAIS QUALIDADE QUE SUPERA EXPECTATIVAS

APRESENTAÇÃO INSTALAÇÕES E MONTAGENS INDUSTRIAIS QUALIDADE QUE SUPERA EXPECTATIVAS QUALIDADE QUE SUPERA EXPECTATIVAS APRESENTAÇÃO A Munhoz Instalações Industriais é uma empresa referência no mercado, com forte atuação em engenharia elétrica e hidráulica. Reconhecimento resultado de dedicação

Leia mais

M A N U A L DE INSTALAÇÃO E OPERAÇÃO. Compressores de ar D 1 / D 2 / D 3

M A N U A L DE INSTALAÇÃO E OPERAÇÃO. Compressores de ar D 1 / D 2 / D 3 Rev.03-06/23 M A N U A L DE INSTALAÇÃO E OPERAÇÃO Compressores de ar D 1 / D 2 / D 3 Rua Major Carlos Del Prete, 19 - Bairro Cerâmica CEP 09530-0 - São Caetano do Sul - SP - Brasil Fone/Fax: (11) 4224-3080

Leia mais

NT 6.005. Nota Técnica. Diretoria de Planejamento e Engenharia Gerência de Engenharia. Felisberto M. Takahashi Elio Vicentini. Preparado.

NT 6.005. Nota Técnica. Diretoria de Planejamento e Engenharia Gerência de Engenharia. Felisberto M. Takahashi Elio Vicentini. Preparado. NT.005 Requisitos Mínimos para Interligação de Gerador de Consumidor Primário com a Rede de Distribuição da Eletropaulo Metropolitana com Paralelismo Momentâneo Nota Técnica Diretoria de Planejamento e

Leia mais

Sistema de Proteção Elétrica em Subestações com Alta e Média Tensão Parte I

Sistema de Proteção Elétrica em Subestações com Alta e Média Tensão Parte I Sistema de Proteção Elétrica em Subestações com Alta e Média Tensão Parte I Prof. Eng. José Ferreira Neto ALLPAI Engenharia Out/14 Parte 1 -Conceitos O Sistema Elétrico e as Subestações Efeitos Elétricos

Leia mais

38ª ASSEMBLÉIA NACIONAL DA ASSEMAE

38ª ASSEMBLÉIA NACIONAL DA ASSEMAE 38ª ASSEMBLÉIA NACIONAL DA ASSEMAE PROTEÇÃO ELÉTRICA VISTA COMO EFICIÊNICA ENERGÉTICA RICARDO DANIELI ZANIN 1 RENATO PESSANHA SANTOS 1 EDISON LUIZ MENDES 1 (1) Endereço: TME SANASA Rua Abolição, 180 Bairro:

Leia mais

LAUDO TÉCNICO DE AVALIAÇÃO DAS INSTALAÇÕES ELÉTRICAS DE ENTRADA CONDOMÍNIO DO EDIFÍCIO SOLAR DAS LARANJEIRAS

LAUDO TÉCNICO DE AVALIAÇÃO DAS INSTALAÇÕES ELÉTRICAS DE ENTRADA CONDOMÍNIO DO EDIFÍCIO SOLAR DAS LARANJEIRAS LAUDO TÉCNICO DE AVALIAÇÃO DAS INSTALAÇÕES ELÉTRICAS DE ENTRADA DO CONDOMÍNIO DO EDIFÍCIO SOLAR DAS LARANJEIRAS 1 INDICE 1 OBJETIVO 2 NORMAS APLICÁVEIS 3 GENERALIDADES 4 METODOLOGIA 5 MEDIÇÕES DE GRANDEZAS

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO PAMPA COORDENADORIA DE MANUTENÇÃO LISTA DE VERIFICAÇÕES SERVIÇOS PREVENTIVOS

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO PAMPA COORDENADORIA DE MANUTENÇÃO LISTA DE VERIFICAÇÕES SERVIÇOS PREVENTIVOS LOCAL: SETOR/ENDEREÇO: PERÍODO: RESPONSÁVEL PELAS INFORMAÇÕES: LISTA DE VERIFICAÇÕES SERVIÇOS PREVENTIVOS INSTALAÇÕES E SISTEMAS ELÉTRICOS PERÍODICIDADE SERVIÇOS PREVENTIVOS STATUS DIÁRIO Verificação das

Leia mais

XIX Seminário Nacional de Distribuição de Energia Elétrica. SENDI 2010 22 a 26 de novembro

XIX Seminário Nacional de Distribuição de Energia Elétrica. SENDI 2010 22 a 26 de novembro XIX Seminário Nacional de Distribuição de Energia Elétrica SENDI 2010 22 a 26 de novembro São Paulo - SP - Brasil Substituição da Subestação blindada, 69 kv, isolada a gás SF6 da Coelba, por uma Instalação

Leia mais

TRANSFORMADORES MOLDADOS EM RESINA

TRANSFORMADORES MOLDADOS EM RESINA MODELO TAM TRANSFORMADORES - TIPO TAM Os transformadores a seco moldados em resina epóxi são indicados para operar em locais que exigem segurança, os materiais utilizados em sua construção são de difícil

Leia mais

SUBESTAÇÃO 150KVA SEC. DE SAÚDE DO ESTADO DO CE. SESA

SUBESTAÇÃO 150KVA SEC. DE SAÚDE DO ESTADO DO CE. SESA Memorial descritivo e de cálculo SUBESTAÇÃO 150KVA SEC. DE SAÚDE DO ESTADO DO CE. SESA 1 ÍNDICE 1. APRESENTAÇÃO 2. IDENTIFICAÇÃO 3. CARACTERÍSTICAS DA SUBESTAÇÃO 4. PROJETO ELÉTRICO 4.1. MEMORIAL DESCRITIVO

Leia mais

SUBSISTEMA NORMAS ESTUDOS DE MATERIAIS E EQUIPAMENTOS DE DISTRIBUIÇÂO CÓDIGO TÍTULO FOLHA

SUBSISTEMA NORMAS ESTUDOS DE MATERIAIS E EQUIPAMENTOS DE DISTRIBUIÇÂO CÓDIGO TÍTULO FOLHA MANUAL ESPECIAL SISTEMA DE DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS DE DISTRIBUIÇÃO SUBSISTEMA NORMAS ESTUDOS DE MATERIAIS E EQUIPAMENTOS DE DISTRIBUIÇÂO CÓDIGO TÍTULO FOLHA E-313.0053 ESPECIFICAÇÃO E INSTALAÇÃO DE

Leia mais

SUBESTAÇÃO 300KVA SEC. DE EDUCAÇÃO DO ESTADO DO CE. SEDUC

SUBESTAÇÃO 300KVA SEC. DE EDUCAÇÃO DO ESTADO DO CE. SEDUC Memorial descritivo e de cálculo SUBESTAÇÃO 300KVA SEC. DE EDUCAÇÃO DO ESTADO DO CE. SEDUC 1 ÍNDICE 1. APRESENTAÇÃO 2. IDENTIFICAÇÃO 3. CARACTERÍSTICAS DA SUBESTAÇÃO 4. PROJETO ELÉTRICO 4.1. MEMORIAL DESCRITIVO

Leia mais

CURSO DE SUBESTAÇÕES CONCEITOS, EQUIPAMENTOS, MANUTENÇÃO E OPERAÇÃO.

CURSO DE SUBESTAÇÕES CONCEITOS, EQUIPAMENTOS, MANUTENÇÃO E OPERAÇÃO. CURSO DE SUBESTAÇÕES CONCEITOS, EQUIPAMENTOS, MANUTENÇÃO E OPERAÇÃO. WWW.ENGEPOWER.COM TEL: 11 3579-8777 PROGRAMA DO CURSO DE SUBESTAÇÕES CONCEITOS, EQUIPAMENTOS, MANUTENÇÃO E OPERAÇÃO DE SUBESTAÇÕES.

Leia mais

Reparo de Transformador de Potência da Linha 1 do METRÔ-SP

Reparo de Transformador de Potência da Linha 1 do METRÔ-SP Reparo de Transformador de Potência da Linha 1 do METRÔ-SP Avaliação Técnica x Custos x Experiências Adquiridas GERSON DIAS Mapa da Rede Metropolitana S/E Primária Cambuci - YCI Atuação do relé de presença

Leia mais

COMPRESSOR DE AR 8,5/25L

COMPRESSOR DE AR 8,5/25L *Imagens meramente ilustrativas COMPRESSOR DE AR 8,5/25L Manual de Instruções www.v8brasil.com.br Prezado Cliente Este manual tem como objetivo orientá-lo na instalação e operação do seu COMPRESSOR DE

Leia mais

Área de Transmissão Divisão de Manutenção de Transmissão Departamento de Manutenção de Santa Maria

Área de Transmissão Divisão de Manutenção de Transmissão Departamento de Manutenção de Santa Maria PROJETO BÁSICO 1. OBJETO: Prestação de Serviços por empresa de engenharia especializada para elaboração de projetos e execução de serviços, com fornecimento parcial de materiais, para substituição de 04

Leia mais

ANEXO II ESPECIFICAÇÕES DOS EQUIPAMENTOS E ROTINAS DE MANUTENÇÃO ED. SEDE ELEVADORES ATLAS SCHINDLER

ANEXO II ESPECIFICAÇÕES DOS EQUIPAMENTOS E ROTINAS DE MANUTENÇÃO ED. SEDE ELEVADORES ATLAS SCHINDLER ANEXO II ESPECIFICAÇÕES DOS EQUIPAMENTOS E ROTINAS DE MANUTENÇÃO 1. Identificação: ED. SEDE ELEVADORES ATLAS SCHINDLER 1.1. Elevador nº 1 Uso privativo dos juízes 1.2. Elevador nº 2 Uso de Serviço (Cargas)

Leia mais

PORTFÓLIO. Os principais serviços oferecidos são:

PORTFÓLIO. Os principais serviços oferecidos são: PORTFÓLIO A JCT Manutenção é uma empresa voltada à execução de serviços em áreas de utilidades em empresas industriais e comerciais. A gama de serviços abrange desde o projeto de instalações até a manutenção

Leia mais

CONDIÇÕES A OBSERVAR PARA O ESTEBELECIMENTO DE POSTO DE TRANSFORMACÃO PRIVATIVO

CONDIÇÕES A OBSERVAR PARA O ESTEBELECIMENTO DE POSTO DE TRANSFORMACÃO PRIVATIVO CONDIÇÕES A OBSERVAR PARA O ESTEBELECIMENTO DE POSTO DE TRANSFORMACÃO PRIVATIVO 1 CONDIÇÕES PRÉVIAS Antes de iniciar qualquer trabalho de montagem, ou antes de adquirir um posto de transformação (PT),

Leia mais

Dossiê. Engenharia Elétrica Manutenção Montagem DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA

Dossiê. Engenharia Elétrica Manutenção Montagem DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA Dossiê Engenharia Elétrica Manutenção Montagem DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA APRESENTAÇÃO A Michelon Energia tem como compromisso atender seus clientes com qualidade, confiabilidade e respeito, buscando assim,

Leia mais

- FUNDAÇÃO DE APOIO AO HEMOSC/CEPON

- FUNDAÇÃO DE APOIO AO HEMOSC/CEPON CP 290/2015 TERMO DE REFERÊNCIA 1. DO OBJETO Contratação de empresa especializada para execução, nas unidades HEMOSC Coordenador, CEPON Complexo, FAHECE-Sede, Almoxarifado FAHECE e Hospital de Apoio do

Leia mais

INSTALAÇÕES ELÉTRICAS ELETRICA

INSTALAÇÕES ELÉTRICAS ELETRICA ELETRICA A ME Engenharia tem como aliados profissionais altamente qualificados com anos de experiência em Engenharia de Eletricidade. Garantindo nossos projetos e manutenção com toda a proteção adequada

Leia mais

Uma viagem pelas instalações elétricas. Conceitos & aplicações

Uma viagem pelas instalações elétricas. Conceitos & aplicações Uma viagem pelas instalações elétricas. Conceitos & aplicações Workshop Etapa BRASÍLIA CEB CEB 01 UPS 150 kva IGBT/IGBT BASEADO NAS INFORMAÇÕES DO DIAGRAMA UNIFILAR APRESENTADO, DEFINIR: 1 - Corrente nominal

Leia mais

NR 10 - Instalações e Serviços em Eletricidade (110.000-9)

NR 10 - Instalações e Serviços em Eletricidade (110.000-9) NR 10 - Instalações e Serviços em Eletricidade (110.000-9) 10.1. Esta Norma Regulamentadora - NR fixa as condições mínimas exigíveis para garantir a segurança dos empregados que trabalham em instalações

Leia mais

DIRETORIA TÉCNICA GERÊNCIA DE PLANEJAMENTO E ENGENHARIA DE AT E MT 034/2008 PADRÃO DE ESTRUTURA PE-034/2008 R-02 ESTRUTURAS ESPECIAIS

DIRETORIA TÉCNICA GERÊNCIA DE PLANEJAMENTO E ENGENHARIA DE AT E MT 034/2008 PADRÃO DE ESTRUTURA PE-034/2008 R-02 ESTRUTURAS ESPECIAIS DIRETORIA TÉCNICA GERÊNCIA DE PLANEJAMENTO E ENGENHARIA DE AT E MT 034/2008 PADRÃO DE ESTRUTURA PE-034/2008 R-02 ESTRUTURAS ESPECIAIS FOLHA DE CONTROLE PADRÃO DE ESTRUTURA ESTRUTURAS ESPECIAIS Código Página

Leia mais

Melhoria na confiabilidade da aplicação dos reles digitais através do monitor MDP

Melhoria na confiabilidade da aplicação dos reles digitais através do monitor MDP Melhoria na confiabilidade da aplicação dos reles digitais através do monitor MDP Eng. Fernando Azevedo COPEL Distribuição Eng. Henrique Florido Filho - Pextron 1 A Copel Companhia Paranaense de Energia,

Leia mais

Audiência Pública 022/2014. Aprimoramento do Plano Mínimo de Manutenção e do Monitoramento da Manutenção de Instalações da Transmissão

Audiência Pública 022/2014. Aprimoramento do Plano Mínimo de Manutenção e do Monitoramento da Manutenção de Instalações da Transmissão Audiência Pública 022/2014 Aprimoramento do Plano Mínimo de Manutenção e do Monitoramento da Manutenção de Instalações da Transmissão Introdução Papel da ANEEL buscar melhoria da qualidade do serviço prestado,

Leia mais

TTL TRANSFORMADORES TUPÃ LTDA É a primeira fábrica de transformadores da Amazônia Oriental, desde 1992 energizando o Norte do país.

TTL TRANSFORMADORES TUPÃ LTDA É a primeira fábrica de transformadores da Amazônia Oriental, desde 1992 energizando o Norte do país. PORTFÓLIO TTL TRANSFORMADORES TUPÃ LTDA É a primeira fábrica de transformadores da Amazônia Oriental, desde 1992 energizando o Norte do país. São 20 anos de parceria com nossos clientes, fornecedores e

Leia mais

Cent rais Elétricas de R ondônia S /A Cons t rução da S ubes tação de Alto P araís o PROJETO BÁSICO 001/2005

Cent rais Elétricas de R ondônia S /A Cons t rução da S ubes tação de Alto P araís o PROJETO BÁSICO 001/2005 PROJETO BÁSICO 001/2005 CONTRATAÇÃO DE EMPRESA PARA CONSTRUÇÃO DA SUBESTAÇÃO DE ALTO PARAÍSO 34,5/13.8 kv 10/12,5MVA 1- OBJETIVO Este projeto tem por finalidade especificar os serviços para CONTRATAÇÃO

Leia mais

A N E X O III M Ó D U L O S C O N S T R U T I V O S DE S U B E S T A Ç Õ E S D E D I S T R I B U I Ç Ã O

A N E X O III M Ó D U L O S C O N S T R U T I V O S DE S U B E S T A Ç Õ E S D E D I S T R I B U I Ç Ã O A N E X O III M Ó D U L O S C O N S T R U T I V O S DE S U B E S T A Ç Õ E S D E D I S T R I B U I Ç Ã O C A T Á L O G O R E F E R E N C I A L DE M Ó D U L O S P A D R Õ E S D E C O N S T R U Ç Ã O D E

Leia mais

SUPLEMENTO Nº 03. 1. Com referência ao Pregão Eletrônico PE.GCM.A.00175.2013, informamos que este Suplemento visa alterar:

SUPLEMENTO Nº 03. 1. Com referência ao Pregão Eletrônico PE.GCM.A.00175.2013, informamos que este Suplemento visa alterar: PE.GCM.A.0075.203 /6 SUPLEMENTO Nº 03. Com referência ao Pregão Eletrônico PE.GCM.A.0075.203, informamos que este Suplemento visa alterar:.. Edital, Seção V, Anexo II, Formulário 02 Acessórios e Ferramentas

Leia mais

COMPANHIA DE ÁGUA E ESGOTOS DA PARAÍBA DIRETORIA DE EXPANSÃO GERÊNCIA EXECUTIVA DE PLANEJAMENTO E PROJETOS

COMPANHIA DE ÁGUA E ESGOTOS DA PARAÍBA DIRETORIA DE EXPANSÃO GERÊNCIA EXECUTIVA DE PLANEJAMENTO E PROJETOS 1 ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA DO GRUPO GERADOR - 30 KVA ESTAÇÃO ELEVATÓRIA DE ESGOTO - EEE1 JARDIM CIDADE UNIVERSITÁRIA 1. OBJETIVO Esta especificação técnica apresenta as características técnicas e comerciais

Leia mais

COMISSIONAMENTO DE BANCOS DE CAPACITORES SÉRIE CONVENCIONAIS E CONTROLADOS A TIRISTORES

COMISSIONAMENTO DE BANCOS DE CAPACITORES SÉRIE CONVENCIONAIS E CONTROLADOS A TIRISTORES GSE/ 03 17 à 22 de outubro de 1999 Foz do Iguaçu Paraná - Brasil GRUPO VIII GRUPO DE ESTUDOS DE SUBESTAÇÕES E EQUIPAMENTOS ELÉTRICOS (GSE) COMISSIONAMENTO DE BANCOS DE CAPACITORES SÉRIE CONVENCIONAIS E

Leia mais

Springer - Carrier. Índice

Springer - Carrier. Índice Índice Página 1 - Diagnóstico de Defeitos em um Sistema de Refrigeração... 8 1.1 - Falha: Compressor faz ruído, tenta partir, porém não parte... 8 1.2 - Falha: Compressor funciona, porém não comprime...

Leia mais

Filtros e Bombas. A Piscina dos seus Sonhos.

Filtros e Bombas. A Piscina dos seus Sonhos. Dúvidas Filtros e Bombas A Piscina dos seus Sonhos. - Filtros Água vazando para o esgoto. Nas opções filtrar e recircular, observo através do visor de retrolavagem que a água continua indo para o esgoto

Leia mais

ANEXO I EDITAL CONVITE nº 007/2005-ANATEL-ER01 PROCESSO nº 53504.018.436/2005 PROJETO BÁSICO

ANEXO I EDITAL CONVITE nº 007/2005-ANATEL-ER01 PROCESSO nº 53504.018.436/2005 PROJETO BÁSICO ANEXO I EDITAL CONVITE nº 007/2005-ANATEL-ER01 PROCESSO nº 53504.018.436/2005 PROJETO BÁSICO CONDIÇÕES DE CONTRATAÇÃO DOS SERVIÇOS MANUTENÇÃO PREVENTIVA E CORRETIVA DOS ELEVADORES ESCRITÓRIO REGIONAL DA

Leia mais

Purgador de Bóia FTA - 550 Manual de Instalação e Manutenção

Purgador de Bóia FTA - 550 Manual de Instalação e Manutenção Purgador de Bóia FTA - 550 Manual de Instalação e Manutenção ÍNDICE Termo de Garantia 1.Descrição 2.Instalação 3.Manutenção 4.Peças de reposição 5.Informações Técnicas 1 TERMO DE GARANTIA A Spirax Sarco

Leia mais

Produtos & Serviços. Banco de Capacitores

Produtos & Serviços. Banco de Capacitores HV Denki Engenharia Apresentação A HV Denki é um empresa de engenharia com foco na Eficiência e na Qualidade de Energia, tem como objetivo oferecer aos seus clientes a melhor opção de solução, assim como

Leia mais

ELIPSE POWER AUTOMATIZA A SUBESTAÇÃO CRUZ ALTA DA CPFL, UTILIZANDO OS PROTOCOLOS IEC 61850 E DNP3

ELIPSE POWER AUTOMATIZA A SUBESTAÇÃO CRUZ ALTA DA CPFL, UTILIZANDO OS PROTOCOLOS IEC 61850 E DNP3 ELIPSE POWER AUTOMATIZA A SUBESTAÇÃO CRUZ ALTA DA CPFL, UTILIZANDO OS PROTOCOLOS IEC 61850 E DNP3 Solução da Elipse Software apresenta rápida integração com os equipamentos da subestação localizada em

Leia mais

Dossiê Engenharia Elétrica Manutenção Montagem

Dossiê Engenharia Elétrica Manutenção Montagem Dossiê Engenharia Elétrica Manutenção Montagem DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA APRESENTAÇÃO A Michelon Energia tem como compromisso atender seus clientes com qualidade, confiabilidade e respeito, buscando assim,

Leia mais

Apresentação Comercial

Apresentação Comercial Apresentação Comercial KV SERVIÇOS DE ENGENHARIA LTDA CNPJ: 18.827.807/0001-68 Sede em Barueri Rua Pirituba, 243 +55 11 4168-2622 - +55 11 4168 2036 - +55 11 99312-2729 A empresa e sua estratégia A KV

Leia mais

Número da Licitação CO.DAQ.G.0020.2012 1/9 ESCLARECIMENTO Nº 4

Número da Licitação CO.DAQ.G.0020.2012 1/9 ESCLARECIMENTO Nº 4 CO.DAQ.G.0020.2012 1/9 ESCLARECIMENTO Nº 4 Seguem abaixo, solicitações formuladas por empresas participantes da Licitação supra e as respectivas respostas de FURNAS: 1. Pergunta: Gostaria de solicitar

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO SECRETARIA DE ESTADO DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA FUNDAÇÃO CECIERJ TERMO DE REFERÊNCIA

GOVERNO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO SECRETARIA DE ESTADO DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA FUNDAÇÃO CECIERJ TERMO DE REFERÊNCIA TERMO DE REFERÊNCIA 1. OBJETO Prestação de serviço de retífica e instalação de 4 (quatro) compressores marca Worthington, reforma de 2 (duas) torres de resfriamento marca Alpina, manutenção de 5 (cinco)

Leia mais

ANEXO I AO EDITAL DE PREGÃO AMPLO Nº 3/2009-ER01AF/ER01 TERMO DE REFERÊNCIA ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS

ANEXO I AO EDITAL DE PREGÃO AMPLO Nº 3/2009-ER01AF/ER01 TERMO DE REFERÊNCIA ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS ANEXO I AO EDITAL DE PREGÃO AMPLO Nº 3/2009-ER01AF/ER01 TERMO DE REFERÊNCIA ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS MANUTENÇÃO PREVENTIVA E CORRETIVA NAS INSTALAÇÕES ELÉTRICAS, HIDRÁULICAS, SANITÁRIA, COMBATE A INCÊNDIO

Leia mais

AULA 02 REVISÃO DE EQUIPAMENTOS ELÉTRICOS TRANSFORMADORES DE MEDIDAS DISJUNTORES DE POTÊNCIA

AULA 02 REVISÃO DE EQUIPAMENTOS ELÉTRICOS TRANSFORMADORES DE MEDIDAS DISJUNTORES DE POTÊNCIA AULA 02 REVISÃO DE EQUIPAMENTOS ELÉTRICOS TRANSFORMADORES DE MEDIDAS DISJUNTORES DE POTÊNCIA ENE095 Proteção de Sistemas Elétricos de Potência Prof. Luís Henrique Lopes Lima 1 TRANSFORMADORES DE MEDIDAS

Leia mais

Apresentação Comercial. KV SERVIÇOS DE ENGENHARIA LTDA CNPJ: 18.827.807/0001-68 Sede em Barueri Rua Pirituba, 243 +55 11 4168-2622 - +55 11 4168 2036

Apresentação Comercial. KV SERVIÇOS DE ENGENHARIA LTDA CNPJ: 18.827.807/0001-68 Sede em Barueri Rua Pirituba, 243 +55 11 4168-2622 - +55 11 4168 2036 Apresentação Comercial KV SERVIÇOS DE ENGENHARIA LTDA CNPJ: 18.827.807/0001-68 Sede em Barueri Rua Pirituba, 243 +55 11 4168-2622 - +55 11 4168 2036 A empresa e sua estratégia A KV Serviços de Engenharia

Leia mais

Arranjo Unidades Físico Típicas de Indústria. Unidades de Produção e Instalações Auxiliares

Arranjo Unidades Físico Típicas de Indústria. Unidades de Produção e Instalações Auxiliares O cina de Manutenção A localização deve obedecer os seguintes princípios: - Proximidade das unidades de maior concentração de equipamentos e das instalações sujeitas a manutenção mais freqüente; - Proximidade

Leia mais

*Imagens meramente ilustrativas COMPRESSOR DE AR. Manual de Instruções www.v8brasil.com.br

*Imagens meramente ilustrativas COMPRESSOR DE AR. Manual de Instruções www.v8brasil.com.br *Imagens meramente ilustrativas COMPRESSOR DE AR Manual de Instruções www.v8brasil.com.br PARA A CORRETA UTILIZAÇÃO DO PRODUTO V8 BRASIL, RECOMENDAMOS A LEITURA COMPLETA DESTE MANUAL. 1. INTRODUÇÃO A

Leia mais

Retificador No Break duo

Retificador No Break duo Retificador No Break duo Manual do Usuário ccntelecom.com.br O Retificador No Break duo O Retificador No Break duo é um equipamento desenvolvido para facilitar a alimentação e organização de redes de dados

Leia mais

NR10 NORMA REGULAMENTADORA Segurança em Instalações e Serviços em Eletricidade

NR10 NORMA REGULAMENTADORA Segurança em Instalações e Serviços em Eletricidade Apresentação Audiência Pública ANEEL NR10 NORMA REGULAMENTADORA Segurança em Instalações e Serviços em Eletricidade Eng. Manfred 25/Abril/2008 PROJETO NR10 NEEMIAS ENGENHARIA LTDA Consultoria e assessoria

Leia mais

CONVITE SESC/MA 13/0001-CV ANEXO I ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS E PLANILHA DE SERVIÇO ORIENTATIVA ESPECIFICAÇÕES / DETALHAMENTO TÉCNICO

CONVITE SESC/MA 13/0001-CV ANEXO I ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS E PLANILHA DE SERVIÇO ORIENTATIVA ESPECIFICAÇÕES / DETALHAMENTO TÉCNICO CONVITE SESC/MA 1/0001-CV ANEXO I ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS E PLANILHA DE SERVIÇO ORIENTATIVA ESPECIFICAÇÕES / DETALHAMENTO TÉCNICO 1. ESCOPO DOS SERVIÇOS 1.1 BOMBEAMENTO ESCALONADO INICIAL Deve ser feito

Leia mais

M a n u a l d o M e c â n i c o

M a n u a l d o M e c â n i c o M a n u a l d o M e c â n i c o folder2.indd 1 20/11/2009 14 12 35 Manual do Mecânico GNV GÁS NATURAL VEICULAR Entenda o GNV e saiba quais os cuidados necessários para a manutenção de veículos que utilizam

Leia mais

PLANO DE MANUTENÇÃO E INSPEÇÃO PREDIAL APÊNDICE A

PLANO DE MANUTENÇÃO E INSPEÇÃO PREDIAL APÊNDICE A TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DA BAHIA DIRETORIA DE ENGENHARIA E ARQUITETURA PLANO DE MANUTENÇÃO E INSPEÇÃO PREDIAL APÊNDICE A A amplitude da manutenção e inspeção indicada no Termo de Referência está

Leia mais