Museu Aberto da Ferrovia Paranapiacaba 2007

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Museu Aberto da Ferrovia Paranapiacaba 2007"

Transcrição

1 Anexo 1.50 Museu Aberto da Ferrovia Paranapiacaba EDIFÍCIO HISTÓRICO Endereço: acesso pela rodovia SP 122 Ribeirão Pires Paranapiacaba, Santo André SP, Brasil. Autoria: a vila foi construída pela companhia inglesa São Paulo Railway. Data do Projeto: a partir de Data da Construção: a partir de Área do Terreno: - Área construída: 4.104,00 m 2. Uso Original: vila de apoio ao controle operacional da companhia inglesa de trens. Nível de Tombamento: tombamento municipal em 2003; estadual em 1987; federal em Histórico: a vila surgiu paralelamente à construção de novo sistema de transporte ferroviário. A Vila Nova ou Vila Martim Smith, como era chamada, foi planejada segundo os padrões europeus. Programa: desconhecido.

2 454 Características arquitetônicas: A Vila Nova ou Vila Martim Smith, como era chamada, foi planejada segundos os padrões europeus traçado ortogonal, vias hierarquizadas e infra estrutura para abastecimento de água, rede de esgoto, fornecimento de energia, drenagem de águas pluviais e proteção contra incêndio. As residências foram construídas em madeira com jardim frontal no recuo, hierarquizadas de acordo com as famílias que ali residiam. 2. INTERVENÇÃO Autoria: Marcelo Ferraz e Francisco Fanucci. Coord. Cecília Rodrigues do Santos e Maria Inês Dias Mazzoco. Data do Projeto: Data da Construção: em projeto. Contratante: Associação Brasileira de Patrimônio Ferroviário INTERVENÇÃO NO PRÉDIO HISTÓRICO Área acrescida: 1210,00 m 2. Área demolida: 580,00 m 2. Uso atual: abandonado. Programa: desconhecido. Descrição da intervenção: o projeto faz parte da implantação do Museu Aberto da Ferrovia para preservação do patrimônio ferroviário e história da ferrovia, visando à formação de museu de objetos, maquinários e equipamentos ligados a essa atividade, revitalização de Figura 495 Mapa antigo da Vila de Paranapiacaba. Fonte: Acervo do escritório Brasil Arquitetura.

3 455 locomotivas e restauração de documentos. O espaço a ser criado nos galpões da Mooca será um dos núcleos do Museu Aberto da Ferrovia (MAF). Outro núcleo será a Estação Mooca PRÉDIO NOVO Os desenhos aqui apresentados fazem parte de um primeiro estudo. Não há dados concretos sobre área construída, usos e programa, uma vez que o projeto encontra-se em andamento. Figura 496 Vista aérea da Vila de Paranapiacaba. Fonte: Acervo do escritório Brasil Arquitetura.

4 456 Figura 497 Implantação (01 Oficina de restauro de trens; 02 Recepção/administração; 03 Girador de trens; 04 Galpão a ser demolido; 05 Estação a ser restaurada; 06 Torre da estação; 07 Passarela e cabine de manobras; 08 Novo acesso vertical a partir da passarela; 09 Oficina de locobreques. 10 Edifício novo: sala de exposições permanentes; 11 4ª casa de máquina fixa do sistema funicular ; 12 Nova marquise de ligação; 13 Exposições temporárias/espaço multiuso; 14 5ª casa de máquina fixa do sistema funicular; 15 Loja/café no galpão da antiga caldeira; 16 Reservatório de óleo combustível ; 17 Casa de hóspedes; 18 Conjunto da cabine de manobras, caixa d água e pequena oficina a ser transformado em novo mirante da serra; 19 Requalificação do parque ferroviário na área do museu). Fonte: Acervo do escritório Brasil Arquitetura.

5 457 Figura 498 Projeto do Pavilhão de exposições temporárias. Fonte: Acervo do escritório Brasil Arquitetura. Figura 498 Maquete eletrônica do Pavilhão de exposições temporárias. Fonte: Acervo do escritório Brasil Arquitetura.

6 458 Figura 500 Projeto do Pavilhão de exposições permanentes. Fonte: Acervo do escritório Brasil Arquitetura. Figura 501 Maquete eletrônica do Pavilhão de exposições permanentes. Fonte: Acervo do escritório Brasil Arquitetura.

7 Figura 502 Ligação entre os prédios. Fonte: Acervo do escritório Brasil Arquitetura. 459

8

9 Anexo 1.51 Museu Aberto da Ferrovia - Mooca EDIFÍCIO HISTÓRICO Endereço: esquina das ruas M. J. Fellipo e Borges de Figueiredo, Mooca, São Paulo SP, Brasil. Autoria: não encontrada. Data do Projeto: primeira metade do século XX. Data da Construção: primeira metade do século XX. Área do Terreno: 8.578,00 m 2. Área construída: 7.510,00 m 2. Uso Original: antiga gráfica, galpões e oficinas da São Paulo Railway (SPR). Hoje é utilizada pela Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM). Nível de Tombamento: não é um bem tombado. Histórico: não encontrado. Programa: gráfica, galpões e oficinas.

10 462 Características arquitetônicas: edificações construídas em alvenaria de tijolos com estrutura metálica e cobertura metálica. 2. INTERVENÇÃO Autoria: Marcelo Ferraz e Francisco Fanucci. Coord. Cecília Rodrigues do Santos e Maria Inês Dias Mazzoco. Data do Projeto: Data da Construção: em projeto. Contratante: Associação Brasileira de Patrimônio Ferroviário INTERVENÇÃO NO PRÉDIO HISTÓRICO Área acrescida: 857,00 m 2 Uso atual: centro cultural. Programa: acervo, biblioteca, exposições permanentes, exposições temporárias, cafeteria, loja, auditório, oficinas. Descrição da intervenção: o projeto faz parte da implantação do Museu Aberto da Ferrovia para preservação do patrimônio ferroviário e história da ferrovia, visando a formação de museu de objetos, maquinários e equipamentos ligados a essa atividade, revitalização de locomotivas e restauração de documentos. O espaço a ser criado nos galpões da Mooca será um dos núcleos do MAF. Outro núcleo será a Estação Paranapiacaba.

11 463 No núcleo Mooca será implantado o Centro de Documentação e Pesquisa. A intervenção prevê a limpeza de todos os acréscimos posteriores pelo qual passou o conjunto de edificações e a restauração das mesmas. Serão criados três blocos o primeiro, para a Rua Borges Figueiredo, onde funcionava a antiga gráfica da SPR, abrigará o Centro de Documentação e Pesquisa, com biblioteca, reserva técnica e espaços administrativos; o segundo, os galpões centrais, receberão as exposições permanentes e temporárias; o terceiro, ligado ao pátio aberto da ferrovia será transformado em oficina de recuperação e restauro dos componentes ferroviários de onde poderão partir composições para a Estação Paranapiacaba. Todo o espaço será complementado com áreas de acolhimento, sanitários públicos, bar/cafeteria, auditório, sala de formação de monitores e espaços de apoio. As Edificações passarão por restauro e pequenas intervenções contemporâneas com a criação de novos espaços de circulação e uma grande passarela central, que servirá como espaço expositivo. Figura 503 Vista de edificação da rua M J Felippo Foto: Anne Dietrich Fonte: Acervo do escritório Brasil Arquitetura. Figura 504 Vista de edificação da rua Borges de Figueiredo. Foto: Anne Dietrich Fonte: Acervo do

12 464 Figura 505 Implantação do Museu Aberto da Ferrovia Núcleo Mooca. Fonte: Acervo do escritório Brasil Arquitetura. Figura 506 Planta da edificação existente. Fonte: Acervo do escritório Brasil Arquitetura.

13 465 Figura 507 Proposta de Intervenção planta térreo. Fonte: Acervo do escritório Brasil Arquitetura.

14 466 Figura 508 Proposta de Intervenção planta pavimento superior. Fonte: Acervo do escritório Brasil Arquitetura.

15 467 Figura 509 Proposta de Intervenção corte esquemático. Fonte: Acervo do escritório Brasil Arquitetura. Figura 510 Proposta de Intervenção vista interna. Fonte: Acervo do escritório Brasil Arquitetura.

16

Estação Guanabara 2001

Estação Guanabara 2001 Anexo 1.30 Estação Guanabara 2001 1. EDIFÍCIO HISTÓRICO Endereço: Rua Mário Siqueira, Campinas SP, Brasil. Autoria: desconhecida. Data do Projeto: desconhecida. Data da Construção: 1915. Área do Terreno:

Leia mais

Teatro e Bar no Morro da Urca 1986

Teatro e Bar no Morro da Urca 1986 Anexo 1.12 Teatro e Bar no Morro da Urca 1986 1. EDIFÍCIO HISTÓRICO Endereço: Rio de Janeiro RJ, Brasil. Autoria: desconhecida. Data do Projeto: 1912. Data da Construção: 1913. Área do Terreno: não foram

Leia mais

Parque do Engenho Central e Mirante 2002

Parque do Engenho Central e Mirante 2002 Anexo 1.34 Parque do Engenho Central e Mirante 2002 1. EDIFÍCIO HISTÓRICO Endereço: Rua Maurice Allain, 454, Vila Rezende, Piracicaba SP, Brasil. Autoria: desconhecida. Data do Projeto: final da década

Leia mais

1. EDIFÍCIO HISTÓRICO. Endereço: Rua Martinho Prado, São Paulo SP, Brasil. Autoria: não encontrada. Data do Projeto: não encontrada.

1. EDIFÍCIO HISTÓRICO. Endereço: Rua Martinho Prado, São Paulo SP, Brasil. Autoria: não encontrada. Data do Projeto: não encontrada. Anexo 1.38 Museu Judaico 2004 1. EDIFÍCIO HISTÓRICO Endereço: Rua Martinho Prado, São Paulo SP, Brasil. Autoria: não encontrada. Data do Projeto: não encontrada. Data da Construção: não encontrada. Área

Leia mais

1. EDIFÍCIO HISTÓRICO. Endereço: Largo do Pelourinho, Salvador BA, Brasil. Autoria: desconhecida. Data do Projeto: século XIX.

1. EDIFÍCIO HISTÓRICO. Endereço: Largo do Pelourinho, Salvador BA, Brasil. Autoria: desconhecida. Data do Projeto: século XIX. Anexo 1.6 Casa do Benin 1987 1. EDIFÍCIO HISTÓRICO Endereço: Largo do Pelourinho, Salvador BA, Brasil. Autoria: desconhecida. Data do Projeto: século XIX. Data da Construção: século XIX. Área do Terreno:

Leia mais

3.3 O Largo do Carmo e seu entorno

3.3 O Largo do Carmo e seu entorno 3.3 O Largo do Carmo e seu entorno O Largo do Carmo, como ainda é conhecido o espaço público na frente das igrejas da Ordem Primeira e Terceira do Carmo, e ao lado do Teatro Vasques. Seu entorno conserva

Leia mais

IPHAE. II Caracterização da área de entorno do bem tombado : características urbanas.

IPHAE. II Caracterização da área de entorno do bem tombado : características urbanas. IPHAE SECRETARIA DE ESTADO DA CULTURA INSTITUTO DO PATRIMÔNIO HISTÓRICO E ARTÍSTICO DO ESTADO Av. Borges de Medeiros, 1501, 21º andar- Porto Alegre-RS - Cep:90110-150 Fone/Fax: (051)3225.3176 e-mail: iphae@via-rs.net

Leia mais

FORMULAS PARA CÁLCULO DO VALOR VENAL DO IMÓVEL

FORMULAS PARA CÁLCULO DO VALOR VENAL DO IMÓVEL TABELA I CÁLCULO DO IMPOSTO PREDIAL E TERRITORIAL URBANO - IPTU (FÓRMULA) FORMULAS PARA CÁLCULO DO VALOR VENAL DO IMÓVEL IT DESCRIÇÃO E M 01 Fórmula para cálculo do valor venal do imóvel VVI = VVT + VVE,

Leia mais

MEMO Nº 022/ENG/IFC/2010 Blumenau, 15 de julho de 2010. Do: Departamento de Engenharia do Instituto Federal Catarinense

MEMO Nº 022/ENG/IFC/2010 Blumenau, 15 de julho de 2010. Do: Departamento de Engenharia do Instituto Federal Catarinense MEMO Nº 022/ENG/IFC/2010 Blumenau, 15 de julho de 2010. Ao: Pró Reitor de Desenvolvimento Institucional ANTÔNIO A. RAITANI JÚNIOR Do: Departamento de Engenharia do Instituto Federal Catarinense Assunto:

Leia mais

C o n s t r u t o r a

C o n s t r u t o r a C o n s t r u t o r a Trabalhamos em todo território nacional, com equipes qualificadas, supervisão diária, trazendo qualidade, preço, prazo e excelência em sua obra. Clientes Principais Serviços Projetos

Leia mais

UniVap - FEAU CURSO DE ARQUITETURA E URBANISMO Prof. Minoru Takatori ESTUDO PRELIMINAR

UniVap - FEAU CURSO DE ARQUITETURA E URBANISMO Prof. Minoru Takatori ESTUDO PRELIMINAR 1 ESTUDO PRELIMINAR OBJETIVOS Analise e avaliação de todas as informações recebidas para seleção e recomendação do partido arquitetônico, podendo eventualmente, apresentar soluções alternativas. Tem como

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE UBERLÂNDIA PREFEITO MUNICIPAL: ODELMO LEÃO SECRETÁRIA DE CULTURA: MÔNICA DEBS DINIZ

PREFEITURA MUNICIPAL DE UBERLÂNDIA PREFEITO MUNICIPAL: ODELMO LEÃO SECRETÁRIA DE CULTURA: MÔNICA DEBS DINIZ Página 42 de 108 BENS IMÓVEIS IPAC Nº 3 / 2013 MUNICÍPIO: Uberlândia. DISTRITO: Sede. DESIGNAÇÃO: Residência. ENDEREÇO: Rua Vigário Dantas, 495 Bairro Fundinho Uberlândia MG. USO ATUAL: A casa se encontra

Leia mais

SEDE SESC-DF. CADERNO DE ENCARGOSE ESPECIFICAÇÕES GERAIS Graficação em Auto-Cad 2013 e Confecção de Imagens em 3D

SEDE SESC-DF. CADERNO DE ENCARGOSE ESPECIFICAÇÕES GERAIS Graficação em Auto-Cad 2013 e Confecção de Imagens em 3D SEDE SESC-DF CADERNO DE ENCARGOSE ESPECIFICAÇÕES GERAIS Graficação em Auto-Cad 2013 e Confecção de Imagens em 3D SUMÁRIO 1. OBJETIVO...03 2. DESCRIÇÃO TÉCNICA: GRAFICAÇÃO EM AUTO-CAD 2013...03 3. OBSERVAÇÕES

Leia mais

Capítulo 3 CONDOMÍNIOS-CLUBE NA CIDADE DE SÃO PAULO

Capítulo 3 CONDOMÍNIOS-CLUBE NA CIDADE DE SÃO PAULO Capítulo 3 CONDOMÍNIOS-CLUBE NA CIDADE DE SÃO PAULO Vista da Rua Schilling, no ano de 1981 Fonte : Júnior Manuel Lobo Fonte:Vila Hamburguesa sub-distrito da Lapa município da capital de São Paulo Vila

Leia mais

INTERVENÇÕES METÁLICAS EM EDIFICAÇÕES DE VALOR HISTÓRICO E CULTURAL: ESTUDOS DE CASO DE INTERFACES

INTERVENÇÕES METÁLICAS EM EDIFICAÇÕES DE VALOR HISTÓRICO E CULTURAL: ESTUDOS DE CASO DE INTERFACES INTERVENÇÕES METÁLICAS EM EDIFICAÇÕES DE VALOR HISTÓRICO E CULTURAL: ESTUDOS DE CASO DE INTERFACES Profª. Msc. Carolina Albuquerque de Moraes Prof. Dr. Luiz Fernando Loureiro Ribeiro São Paulo, Brasil

Leia mais

2.2.3 Casos de Imóveis preservados

2.2.3 Casos de Imóveis preservados 2.2.3 Casos de Imóveis preservados Em Sorocaba o tombamento municipal é a base da política de preservação adotada em nível local. Em entrevista para o Jornal Cruzeiro do Sul a presidente do CMDPH, Maria

Leia mais

= CONSTANTE x CUB PR x M2

= CONSTANTE x CUB PR x M2 1 TABELA DE HONORÁRIOS MÍNIMOS PARA ELABORAÇÃO DE PROJETOS DE INSTALAÇÃO ELÉTRICAS E TELEFONIA, TUBULAÇÃO DE ALARME/CFTV/LÓGICA/SOM/TV E SPDA (SISTEMA PROTEÇÃO CONTRA DESCARGA ATMOSFÉRICA). PRESCRIÇÕES

Leia mais

BOLETIM MUSEU DA IMIGRAÇÃO Março Abril 2014

BOLETIM MUSEU DA IMIGRAÇÃO Março Abril 2014 O Boletim do Museu da Imigração chega à sua décima nona edição. Junto com a proposta de manter as comunidades e o público geral informados sobre o processo de restauro das edificações e reformulação do

Leia mais

ESTRUTURAS ARQUITETÔNICAS E URBANÍSTICAS

ESTRUTURAS ARQUITETÔNICAS E URBANÍSTICAS ESTRUTURAS ARQUITETÔNICAS E URBANÍSTICAS 01. Município: Uberlândia 02. Distrito: Sede 03. Designação: Estabelecimento de Uso Misto Comércio e Residência 04. Endereço: Rua Coronel Antônio Alves, nº 9.151

Leia mais

CONHECENDO A UFRRJ: um olhar mais próximo da estrutura física, organizacional, funcional e cultural da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro.

CONHECENDO A UFRRJ: um olhar mais próximo da estrutura física, organizacional, funcional e cultural da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro. CONHECENDO A UFRRJ: um olhar mais próximo da estrutura física, organizacional, funcional e cultural da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro. DISTRIBUIÇÃO E MANUTENÇÃO de água, iluminação de ruas,

Leia mais

Serviços e Projetos em Engenharia para todos os segmentos.

Serviços e Projetos em Engenharia para todos os segmentos. Apresentação da Empresa Sumário 02 Quem Somos 03 Urbanismo e Infraestrutura 04 Arquitetura e Paisagismo 05 Área de Estruturas 06 Proteção contra Incêndio 07 Área de Hidráulica 08 Instalações Elétricas

Leia mais

Relatório da Visita da Comissão ao. Museu Nacional UFRJ. 5 de agosto de 2011

Relatório da Visita da Comissão ao. Museu Nacional UFRJ. 5 de agosto de 2011 Relatório da Visita da Comissão ao Museu Nacional UFRJ 5 de agosto de 2011 Bruno de Cerqueira Luiz da Motta Recepção Fomos recebidos de maneira extremamente cordial pela diretora do Museu Nacional, Profª.

Leia mais

Educação Patrimonial / Turismo Subprefeitura de Parelheiros

Educação Patrimonial / Turismo Subprefeitura de Parelheiros Educação Patrimonial / Turismo Subprefeitura de Parelheiros Bens preservados em destaque: A. Igreja e Cemitério de Parelheiros B. Igreja e Cemitério de Colônia C. Vila e Estação Ferroviária Evangelista

Leia mais

REVITALIZAÇÃO DA ÁREA DA CASA DAS RETORTAS PROJETO DE TFG APRESENTADO À UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE

REVITALIZAÇÃO DA ÁREA DA CASA DAS RETORTAS PROJETO DE TFG APRESENTADO À UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE Revista Brasileira de Arqueometria, Restauração e Conservação. Vol.1, No.4, pp. 200-205 Copyright 2007 AERPA Editora REVITALIZAÇÃO DA ÁREA DA CASA DAS RETORTAS PROJETO DE TFG APRESENTADO À UNIVERSIDADE

Leia mais

Bairro Ourives. Lotes A, B, C e D. Setembro de 2014

Bairro Ourives. Lotes A, B, C e D. Setembro de 2014 Bairro Ourives Lotes A, B, C e D Setembro de 2014 OBJETIVO Com o objetivo de dar continuidade às ações desenvolvidas no âmbito do PIPARU - Programa de Investimento Prioritário em Ações de Reabilitação

Leia mais

ESTUDO PARA INTERVENCAO EM MONUMENTOS E SITIOS HISTORICOS: O Caso do Mercado de Farinha de Caruaru-PE

ESTUDO PARA INTERVENCAO EM MONUMENTOS E SITIOS HISTORICOS: O Caso do Mercado de Farinha de Caruaru-PE ESTUDO PARA INTERVENCAO EM MONUMENTOS E SITIOS HISTORICOS: O Caso do Mercado de Farinha de Caruaru-PE TENORIO, LUCIENE A. (1); CARVALHO, AMANDA B. (2); ZHAYRA, ADELAIDE C. (3) 1. LVF Empreendimentos LTDA.

Leia mais

F) 13.392.0168.2650.0001 - Funcionamento de Bibliotecas da União

F) 13.392.0168.2650.0001 - Funcionamento de Bibliotecas da União Brasileira I Vol. de vários autores; Brasileira II Vol. de vários autores; Brasileira III Vol. de vários autores; Brasileira IV Vol. de vários autores; Brasileira V Vol. de vários autores; Editions du

Leia mais

ESTRADA DE FERRO MADEIRA MAMORÉ: ABANDONO E DESTRUIÇÃO DO PATRIMÔNIO HISTÓRICO E CULTURAL

ESTRADA DE FERRO MADEIRA MAMORÉ: ABANDONO E DESTRUIÇÃO DO PATRIMÔNIO HISTÓRICO E CULTURAL ESTRADA DE FERRO MADEIRA MAMORÉ: ABANDONO E DESTRUIÇÃO DO PATRIMÔNIO HISTÓRICO E CULTURAL José do Amparo Pinheiro¹, Prof. Dr. José Luis Gomes da Silva 2 1 Unversidade de Taubaté/Programa de Mestrado em

Leia mais

Intervenção em Bens Culturais. Centro de Ensino Superior do Amapá (CEAP) Prof.: Msc. Dinah Tutyia

Intervenção em Bens Culturais. Centro de Ensino Superior do Amapá (CEAP) Prof.: Msc. Dinah Tutyia Intervenção em Bens Culturais Edificados Centro de Ensino Superior do Amapá (CEAP) Prof.: Msc. Dinah Tutyia O QUE É UM PROJETO DE INTERVENÇÃO NO PATRIMÔNIO EDIFICADO? Compreende-se por Projeto de Intervenção

Leia mais

DESCRIÇÃO DAS CONSTRUÇÕES (ÁREAS CONSTRUÍDAS) NO IFSULDEMINAS CÂMPUS MACHADO Término Nº de

DESCRIÇÃO DAS CONSTRUÇÕES (ÁREAS CONSTRUÍDAS) NO IFSULDEMINAS CÂMPUS MACHADO Término Nº de DESCRIÇÃO DAS CONSTRUÇÕES (ÁREAS CONSTRUÍDAS) NO IFSULDEMINAS CÂMPUS MACHADO Término Nº de Área Valor da Obra Valor do M² Nome da Obra Início da Obra Programado Obras Construída M² R$ R$ da Obra Descrição

Leia mais

CADASTRO DE IMÓVEIS DO VALE DO GARRAFÃO parte alta

CADASTRO DE IMÓVEIS DO VALE DO GARRAFÃO parte alta CADASTRO DE IMÓVEIS DO VALE DO GARRAFÃO parte alta 001 Rodovia BR-116 Km ou Estrada do Garrafão, Loteamento Jardim Dedo de Deus, Lotes 206 e 207, Qd. K 23K 0706084/7514307 Julio Carreiro de Carvalho (Paraíso

Leia mais

INSTITUTO DE ARQUITETOS DO BRASIL

INSTITUTO DE ARQUITETOS DO BRASIL RETROFIT DO EDIFÍCIO SUL AMÉRICA Autor(es): Fernando Pinheiro Monte Filho e Alessandra Nascimento de Lima O retrofit do edifício Galeria Sul América encontra-se em uma sequência temporal de modificação

Leia mais

ANEXO I TERMO DE REFERÊNCIA

ANEXO I TERMO DE REFERÊNCIA ANEXO I TERMO DE REFERÊNCIA Objeto: Gestão do equipamento denominado Museu de Arte do Rio 1 INTRODUÇÃO E OBJETIVO Os investimentos no Setor Cultural vêm sendo pensados, principalmente nos países desenvolvidos,

Leia mais

I. P. R. inovação e pesquisa para o restauro

I. P. R. inovação e pesquisa para o restauro I. P. R. inovação e pesquisa para o restauro MUSEU DA IMIGRAÇÃO Santa Bárbara d Oeste - SP Proposta de Intervenção Emergencial I. P. R. inovação e pesquisa para o restauro 2 16 MUSEU DA IMIGRAÇÃO Santa

Leia mais

PREFEITURA DE ITABUNA ESTADO DE BAHIA

PREFEITURA DE ITABUNA ESTADO DE BAHIA TABELA REFERÊNCIA DE PREÇOS 1. DIMENSIONAMENTO DE CUSTOS DE OBRAS E INSTALAÇÕES DA GARAGEM Par0a o dimensionamento dos custos de Obras e Instalações de Garagem foram adotados os seguintes parâmetros baseados

Leia mais

PUBLICADO DOC 10/01/2012, p. 1 c. todas

PUBLICADO DOC 10/01/2012, p. 1 c. todas PUBLICADO DOC 10/01/2012, p. 1 c. todas LEI Nº 15.525, DE 9 DE JANEIRO DE 2012 (Projeto de Lei nº 470/11, do Executivo, aprovado na forma de Substitutivo do Legislativo) Institui o Projeto Estratégico

Leia mais

11 3159 1970 www.apiacasarquitetos.com.br COMPLEXO DO SISTEMA FECOMÉRCIO - RS, SESC E SENAC. Porto Alegre - RS - 2011

11 3159 1970 www.apiacasarquitetos.com.br COMPLEXO DO SISTEMA FECOMÉRCIO - RS, SESC E SENAC. Porto Alegre - RS - 2011 COMPLEXO DO SISTEMA FECOMÉRCIO - RS, SESC E SENAC Porto Alegre - RS - 2011 MEMORIAL Proposta Uma ocupação que respeite a lógica do território, do lugar e do clima. Um contraponto a equívocos tão

Leia mais

Rio de cara nova. Conheça dez obras que prometem mudar a cara da cidade nos próximos dez anos

Rio de cara nova. Conheça dez obras que prometem mudar a cara da cidade nos próximos dez anos Rio de cara nova Conheça dez obras que prometem mudar a cara da cidade nos próximos dez anos por Ernesto Neves 01 de Agosto de 2011 Fonte: Revista Veja Rio Cidade do Rock O terreno de 250 mil metros quadrados

Leia mais

GALERIA METRÓPOLE E CENTRO METROPOLITANO DE COMPRAS

GALERIA METRÓPOLE E CENTRO METROPOLITANO DE COMPRAS 1960 01 GALERIA METRÓPOLE E CENTRO METROPOLITANO DE COMPRAS HISTÓRIA 02 O edifício Metrópole e Centro Metropolitano de Compras, projetado pelos arquitetos Salvador Candia e Gian Carlo Gasperini, é um importante

Leia mais

Edição Número 158 de 17/08/2004 Ministério do Meio Ambiente Conselho Nacional do Meio Ambiente - CONAMA

Edição Número 158 de 17/08/2004 Ministério do Meio Ambiente Conselho Nacional do Meio Ambiente - CONAMA Resoluções Edição Número 158 de 17/08/2004 Ministério do Meio Ambiente Conselho Nacional do Meio Ambiente - CONAMA RESOLUÇÃO Nº 349, DE 16 DE AGOSTO DE 2004 Dispõe sobre o licenciamento ambiental de empreendimentos

Leia mais

A EMPRESA COTA 100 ENGENHARIA LTDA

A EMPRESA COTA 100 ENGENHARIA LTDA A EMPRESA A Construtora Cota 100 Engenharia, com sede em Curitiba-PR, é uma empresa voltada para a área de construções civis empresariais, atuando no mercado desde 1996 especializou-se em oferecer soluções

Leia mais

Paulo Liebert Realização: Patrocínio: Apoio:

Paulo Liebert Realização: Patrocínio: Apoio: Paulo Liebert Realização: Patrocínio: Apoio: 2 Vila de Paranapiacaba, história e patrimônio ambiental Em tupi-guarani, paranapiacaba significa lugar de onde se vê o mar. A sabedoria indígena não podia

Leia mais

APLICAÇÃO DE SOFTWARE DE MODELAGEM PARA RESTAURAÇÃO DE BENS IN- TEGRADOS O CASO DA ESCADARIA DO ANTIGO HOTEL SETE DE SETEMBRO

APLICAÇÃO DE SOFTWARE DE MODELAGEM PARA RESTAURAÇÃO DE BENS IN- TEGRADOS O CASO DA ESCADARIA DO ANTIGO HOTEL SETE DE SETEMBRO Revista Brasileira de Arqueometria, Restauração e Conservação. Vol.1, No.4, pp. 210-214 Copyright 2007 AERPA Editora APLICAÇÃO DE SOFTWARE DE MODELAGEM PARA RESTAURAÇÃO DE BENS IN- TEGRADOS O CASO DA ESCADARIA

Leia mais

MISSÃO, VISÃO E VALORES

MISSÃO, VISÃO E VALORES 2015 A EMPRESA A HIDRÁULICA E SANEAMENTO é uma empresa de consultoria e projetos de instalações hidráulicas, infraestrutura urbana e meio ambiente. Pioneira em Diadema/SP com objetivo de suprir a demanda

Leia mais

CONDOMÍNIO FECHADO DE GALPÕES MODULARES

CONDOMÍNIO FECHADO DE GALPÕES MODULARES CONDOMÍNIO FECHADO DE GALPÕES MODULARES Ilustração artística da portaria Rua Atilio Biscuola, nº 1.831 - Louveira - SP - Brasil 23 05 09.00 S 46 58 10.00 O SÃO PAULO DHL RODOVIA ANHANGUERA KM 72 Por que

Leia mais

A menor distância entre você mil consumidores

A menor distância entre você mil consumidores A menor distância entre você e 200 mil consumidores O privilégio de estar localizado no melhor pontode Cotia! Entrada da Cidade Av. Antônio Mathias de Camargo São Roque Itapevi Barueri Jandira Carapicuíba

Leia mais

PERFIL DO CURSO INFORMAÇÕES SOBRE AS ATRIBUIÇÕES DOS ARQUITETOS E URBANISTAS INFORMAÇÕES SOBRE O MERCADO DE TRABALHO

PERFIL DO CURSO INFORMAÇÕES SOBRE AS ATRIBUIÇÕES DOS ARQUITETOS E URBANISTAS INFORMAÇÕES SOBRE O MERCADO DE TRABALHO UNIÃO DE ENSINO E CULTURA DE GUARAPUAVA - UNIGUA FACULDADE GUARAPUAVA CURSO DE ARQUITETURA E URBANISMO PERFIL DO CURSO INFORMAÇÕES SOBRE AS ATRIBUIÇÕES DOS ARQUITETOS E URBANISTAS INFORMAÇÕES SOBRE O MERCADO

Leia mais

DECRETO Nº 1627 DE 25 DE FEVEREIRO DE 2015

DECRETO Nº 1627 DE 25 DE FEVEREIRO DE 2015 DECRETO Nº 1627 DE 25 DE FEVEREIRO DE 2015 Dispõe sobre a atualização do artigo 1º, da Lei da Lei Complementar nº 241 de 24 de Fevereiro de 2015, onde trata da Tabela nº 05, Anexo II - Planta Genérica

Leia mais

Amplia-se a rede de esgoto na capital da República

Amplia-se a rede de esgoto na capital da República Distrito Federal Água e Esgoto Amplia-se a rede de esgoto na capital da República Com a proclamação da República, em 1889, a Inspetoria Geral de Obras Públicas passou a se chamar Inspeção Geral das Obras

Leia mais

Edifícios Consolação I e II

Edifícios Consolação I e II Edifícios Consolação I e II Os edifícios Consolação I e II estão localizados na Rua da Consolação, 2.403/2.411/2387, na quadra delimitada Rua Bela Cintra e Antonio Carlos, Bela Vista - São Paulo, SP. Trata-se

Leia mais

Ecologicamente correto. Economicamente viável. Socialmente justo. Culturalmente aceito.

Ecologicamente correto. Economicamente viável. Socialmente justo. Culturalmente aceito. Ecologicamente correto Economicamente viável Socialmente justo Culturalmente aceito. ENERGIA SEGURANÇA ETE FIBRA-ÓTICA DADOS TELEFONIA PAVIMENTAÇÃO VIAS PROJETADAS GÁS ETA SINALIZAÇÃO EQUIP. URBANOS ACESSIBILIDADE

Leia mais

FATEC ITU. Programa Live@edu da Microsoft Premiação da FATEC ITU

FATEC ITU. Programa Live@edu da Microsoft Premiação da FATEC ITU FATEC ITU Fatec Itu Notícias O Jornal de Todos Nós Viagem didática Neste 2º semestre, os alunos da Fatec Itu foram levados, pelo professor Eduardo Tadeu Gonçalves, a visitar o Espaço Cultural Catavento

Leia mais

ACERVO CARTOGRÁFICO DE EGON BELZ ACERVO CENTRO DE MEMÓRIA UNIVERSITÁRIA BU/FURB

ACERVO CARTOGRÁFICO DE EGON BELZ ACERVO CENTRO DE MEMÓRIA UNIVERSITÁRIA BU/FURB ACERVO CARTOGRÁFICO DE EGON BELZ ACERVO CENTRO DE MEMÓRIA UNIVERSITÁRIA BU/FURB CATEGORIA Cartografia OBJETO 12 pranchas: Consultório médico; Estudos; Projeto de interiores; Estudos; Presidência, controle

Leia mais

Nos Trilhos São Paulo Railway 1. Tatiana Stephanie Gimenez Silveira 2. Paula Veneroso 3. Marco César Araújo 4. UNIFIEO Centro Universitário Fieo

Nos Trilhos São Paulo Railway 1. Tatiana Stephanie Gimenez Silveira 2. Paula Veneroso 3. Marco César Araújo 4. UNIFIEO Centro Universitário Fieo 1 Nos Trilhos São Paulo Railway 1 Tatiana Stephanie Gimenez Silveira 2 Paula Veneroso 3 Marco César Araújo 4 UNIFIEO Centro Universitário Fieo Palavras-chave: Trilhos; São Paulo Railway; Fotodocumentário

Leia mais

Museu de Arqueologia D. Diogo de Sousa Braga

Museu de Arqueologia D. Diogo de Sousa Braga Museu de Arqueologia D. Diogo de Sousa Braga 1 Museu de Arqueologia D. Diogo de Sousa APRESENTAÇÃO Edifício de traça actual, construído de raiz, implantado no centro histórico de Braga, na proximidade

Leia mais

PREFEITURA DE SÃO LUÍS SECRETARIA MUNICIPAL DE URBANISMO E HABITAÇÃO - SEMURH

PREFEITURA DE SÃO LUÍS SECRETARIA MUNICIPAL DE URBANISMO E HABITAÇÃO - SEMURH Documentos pessoais do requerente; Certidão Negativa do IPTU; Documento de responsabilidade técnica emitido pelo CREA ou CAU; Declaração do engenheiro ou arquiteto responsável pela obra; Aprovação do projeto

Leia mais

2013 2014 2015 2016 2017 J J A S O N D J F M A M J J A S O N D J F M A M J J A S O N D J F M A M J J A S O N D J F M A M J J 01/07

2013 2014 2015 2016 2017 J J A S O N D J F M A M J J A S O N D J F M A M J J A S O N D J F M A M J J A S O N D J F M A M J J 01/07 ESTALEIRO EISA ALAGOAS S.A. - CRONOGRMA DE CONSTRUÇÃO 45,96 meses 1 LICENÇA AMBIENTAL 29,51 meses 1.1 LICENÇA PRÉVIA 0 meses 1.2 LICENÇA DE INSTALAÇÃO 5,33 meses 1.2.1 PROJETOS EXECUTIVOS 4 meses 1.2.2

Leia mais

Projecto de Candidatura da Universidade de Coimbra a Património Mundial

Projecto de Candidatura da Universidade de Coimbra a Património Mundial Projecto de Candidatura da Universidade de Coimbra a Património Mundial 1 Coimbra - 1941 Coimbra - 2001 2 Pólo II - Estado actual Pólo III - Estado actual 3 Pólo I - Estado actual 4 Pólo I - Estado actual

Leia mais

Planta do pavimento térreo

Planta do pavimento térreo Planta do pavimento térreo Cortes e elevações típicos Acesso principal e praça de eventos Permeabildade do projeto com seu entorno Ecosistema interno com bosque de mata nativa Telhados verdes e praça de

Leia mais

i i i j j ITEM DESCRIÇÃO / BIMESTRE 1 2 3 4 5 6 7 s 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 23 26

i i i j j ITEM DESCRIÇÃO / BIMESTRE 1 2 3 4 5 6 7 s 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 23 26 j j ITEM DESCRIÇÃO / BIMESTRE OBRAS EMEROENCIAIS NA COBERTURA DO PALACETE ( 996 à jui/997). Impermeabilização do terraço e torres 2 3 4 5 6 7 s 9 0 2 3 4 5 6 7 8 9 20 2 22 23 24 23 26.2 instalações Elétricas

Leia mais

CASTELO BRANCO AVENIDA MARGINAL PROJETADA, 1.810 TAMBORÉ - SP. modular I1 CASTELO BRANCO. modular I1

CASTELO BRANCO AVENIDA MARGINAL PROJETADA, 1.810 TAMBORÉ - SP. modular I1 CASTELO BRANCO. modular I1 AVENIDA MARGINAL PROJETADA,.80 TAMBORÉ - SP CASTELO BRANCO modular I CASTELO BRANCO modular I conceito FOTOS DO EMPREENDIMENTO MODULAR I TÃO FLEXÍVEL QUANTO AS NECESSIDADES DE SUA EMPRESA NOSSO CONCEITO

Leia mais

TECNOLOGIA DA CONSTRUÇÃO

TECNOLOGIA DA CONSTRUÇÃO TECNOLOGIA DA CONSTRUÇÃO Curso Técnico de Edificações Profª Engª Civil Alexandra Müller Barbosa EMENTA Estudos de procedimentos executivos: Estruturas portantes, Elementos vedantes, Coberturas, Impermeabilização,

Leia mais

Lendo o Manual de Diretrizes de projeto e olhando as imagens do google, me deparei com algumas duvidas iniciais.

Lendo o Manual de Diretrizes de projeto e olhando as imagens do google, me deparei com algumas duvidas iniciais. CONCURSO PÚBLICO NACIONAL DE ARQUITETURA PROJETO DE ARQUITETURA DE ADAPTAÇÃO DO EDIFÍCIO DA BIBLIOTECA DA FACULDADE DE DIREITO DA UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO USP PRIMEIRO BLOCO DE CONSULTAS CONSULTA 01 Lendo

Leia mais

GLP Park Hermes Brazil GLP Gravataí Apresentação do Empreendimento Maio de 2015 GLP Park Dianshanhu GLP Park Tokyo II GLP Mabe China Japan Brazil

GLP Park Hermes Brazil GLP Gravataí Apresentação do Empreendimento Maio de 2015 GLP Park Dianshanhu GLP Park Tokyo II GLP Mabe China Japan Brazil GLP Park Hermes Brazil GLP Gravataí Apresentação do Empreendimento Maio de 2015 GLP Park Dianshanhu China GLP Park Tokyo II Japan GLP Mabe Brazil 1 O GLP Gravataí O empreendimento foi desenvolvido para

Leia mais

11 3159 1970 www.apiacasarquitetos.com.br PETOBRAS VITÓRIA. Vitória - ES - 2005

11 3159 1970 www.apiacasarquitetos.com.br PETOBRAS VITÓRIA. Vitória - ES - 2005 PETOBRAS VITÓRIA Vitória - ES - 2005 MEMORIAL O partido tem como premissa a ocupação do território não considerando-o como perímetro, e sim como volume, ou seja, apreende deste sítio, sua estrutura geomorfológica.

Leia mais

UFMS - PROINFRA/CPO COORDENADORIA DE PROJETOS E OBRAS UNIVERSIDADE FEDERAL DE MATO GROSSO DO SUL. BANCO DE PROJETOS: 2013 a 2014

UFMS - PROINFRA/CPO COORDENADORIA DE PROJETOS E OBRAS UNIVERSIDADE FEDERAL DE MATO GROSSO DO SUL. BANCO DE PROJETOS: 2013 a 2014 UFMS - PROINFRA/CPO COORDENADORIA DE PROJETOS E OBRAS UNIVERSIDADE FEDERAL DE MATO GROSSO DO SUL BANCO DE PROJETOS: 2013 a 2014 DEZEMBRO / 2014 Página 1 de 17 Reitora: Profa. Dra. Célia Maria Silva Correa

Leia mais

ORIENTAÇÕES BÁSICAS PARA REPRESENTAÇÕES DE DESENHO TÉCNICO E APROVAÇÃO DE PROJETOS SETOR DE ENGENHARIA

ORIENTAÇÕES BÁSICAS PARA REPRESENTAÇÕES DE DESENHO TÉCNICO E APROVAÇÃO DE PROJETOS SETOR DE ENGENHARIA ORIENTAÇÕES BÁSICAS PARA REPRESENTAÇÕES DE DESENHO TÉCNICO E APROVAÇÃO DE PROJETOS SETOR DE ENGENHARIA ANEXO II DO DECRETO N 80/2011 DE 02/05/2011 PARTE 01: OBRA NOVA OU AMPLIAÇÃO 1. Planta de situação

Leia mais

CONCEITO FEIRA DE SÃO JOAQUIM ... FRAGMENTOS DE IDENTIDADE

CONCEITO FEIRA DE SÃO JOAQUIM ... FRAGMENTOS DE IDENTIDADE FEIRA DE SÃO JOAQUIM CONCEITO Feira livre CONSOLIDADA, feira FIXA, feira DEMARCADA, feira que mistura o comercio FORMAL e INFORMAL, feira POLITIZADA, feira CAÓTICA, feira CHEIA DE OUTRAS FEIRAS. Feira

Leia mais

XII-015 ORÇAMENTO PARTICIPATIVO E SANEAMENTO AMBIENTAL A EXPERIÊNCIA DE SANTO ANDRÉ (SP) DE 1998 A 2003

XII-015 ORÇAMENTO PARTICIPATIVO E SANEAMENTO AMBIENTAL A EXPERIÊNCIA DE SANTO ANDRÉ (SP) DE 1998 A 2003 XII-015 ORÇAMENTO PARTICIPATIVO E SANEAMENTO AMBIENTAL A EXPERIÊNCIA DE SANTO ANDRÉ (SP) DE 1998 A 2003 Marcelo Bispo (1) Projetista Industrial Pós Graduado em Gestão Ambiental pela Faculdade de Saúde

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA Nº 01/2011. x Obras e Instalações Prestação de Serviços INFORMAÇÕES

TERMO DE REFERÊNCIA Nº 01/2011. x Obras e Instalações Prestação de Serviços INFORMAÇÕES TERMO DE REFERÊNCIA Nº 01/2011 Projeto: FORTALECIMENTO DO PARQUE ESTADUAL DA PEDRA BRANCA - PEPB: OBRAS DE RECUPERAÇÃO E AQUISIÇÃO DE MOBILIÁRIO E EQUIPAMENTOS Protocolo nº: 20110302174043107 Assunto:

Leia mais

ACERVO CARTOGRÁFICO DE EGON BELZ ACERVO CENTRO DE MEMÓRIA UNIVERSITÁRIA BU/FURB

ACERVO CARTOGRÁFICO DE EGON BELZ ACERVO CENTRO DE MEMÓRIA UNIVERSITÁRIA BU/FURB ACERVO CARTOGRÁFICO DE EGON BELZ ACERVO CENTRO DE MEMÓRIA UNIVERSITÁRIA BU/FURB CATEGORIA Cartografia OBJETO 108 pranchas: Elevação 01-02; Corte e elevação da escada interligação 1; Escada 2 planta substitutiva;

Leia mais

Estudo do Meio PARANAPIACABA SANTOS

Estudo do Meio PARANAPIACABA SANTOS Estudo do Meio PARANAPIACABA SANTOS Profa. Wanda Pivetta Prof. Ms. Alan Victor Pimenta Esse texto não se pretende uma reprodução de todas as atividades desenvolvidas no Estudo do Meio realizado pelo Colégio,

Leia mais

CAIS JOSÉ ESTELITA. Diretrizes urbanísticas espacializadas a serem observadas no redesenho do Projeto Novo Recife e entorno

CAIS JOSÉ ESTELITA. Diretrizes urbanísticas espacializadas a serem observadas no redesenho do Projeto Novo Recife e entorno CAIS JOSÉ ESTELITA Diretrizes urbanísticas espacializadas a serem observadas no redesenho do Projeto Novo Recife e entorno Recife, 10 de setembro de 2014. SUMÁRIO: 1. Percurso metodológico 2. Sistematização

Leia mais

ECO SHOPPING LAGOA DO PERI

ECO SHOPPING LAGOA DO PERI Boletim do Investimento Urbano Sustentável ECO SHOPPING LAGOA DO PERI A agenda estratégica de desenvolvimento sustentável Floripa 2030, constitui um marco para a mudança das formas de uso e ocupação do

Leia mais

ANEXO X Experiências Mundiais de Recuperação de Orla

ANEXO X Experiências Mundiais de Recuperação de Orla ANEXO X Experiências Mundiais de Recuperação de Orla Em consequência da transformação das áreas portuárias e do surgimento de espaços ociosos nestas áreas, cerca de 40 cidades encontraram como desafio

Leia mais

AGORA, OS OUTROS FICARAM NO PASSADO.

AGORA, OS OUTROS FICARAM NO PASSADO. AGORA, OS OUTROS FICARAM NO PASSADO. E M P R E S A R I A L UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO MELHOR Localização Reta da Penha: o coração empresarial da Grande Vitória. CANAL DE Camburi A Avenida Nossa

Leia mais

ESPELHO DE EMENDA INICIATIVA

ESPELHO DE EMENDA INICIATIVA SISTEMA DE ELABORAÇÃO DE S ÀS LEIS ORÇAMENTÁRIAS ESPELHO DE 001 - Construção do Contorno Ferroviário de Curitiba AUTOR DA Luciano Ducci 37050001 539 0141 - Promover a expansão da malha ferroviária federal

Leia mais

MUSEU DA LÍNGUA PORTUGUESA/ESTAÇÃO PINACOTECA e SALA SÃO PAULO EQUIPE ENVOLVIDA NA ELABORAÇÃO DESTE DOCUMENTO

MUSEU DA LÍNGUA PORTUGUESA/ESTAÇÃO PINACOTECA e SALA SÃO PAULO EQUIPE ENVOLVIDA NA ELABORAÇÃO DESTE DOCUMENTO MUSEU DA LÍNGUA PORTUGUESA/ESTAÇÃO PINACOTECA e SALA SÃO PAULO EQUIPE ENVOLVIDA NA ELABORAÇÃO DESTE DOCUMENTO Maria Lucia de A. Machado Instituto Girassol Educação Infantil e Pesquisa Ana Paula Dias Torres

Leia mais

METODOLOGIAS DE INTERVENÇÃO EM EDIFICAÇÕES ANTIGAS REALIZADAS NO BRASIL E NA EUROPA COM POSSIBILIDADE DE UTILIZAÇÃO DA ESTRUTURA METÁLICA

METODOLOGIAS DE INTERVENÇÃO EM EDIFICAÇÕES ANTIGAS REALIZADAS NO BRASIL E NA EUROPA COM POSSIBILIDADE DE UTILIZAÇÃO DA ESTRUTURA METÁLICA Revista Brasileira de Arqueometria, Restauração e Conservação. Vol.1, No.5, pp. 226-231 Copyright 2007 AERPA Editora METODOLOGIAS DE INTERVENÇÃO EM EDIFICAÇÕES ANTIGAS REALIZADAS NO BRASIL E NA EUROPA

Leia mais

INVESTIMENTOS DA GERÊNCIA REGIONAL 07

INVESTIMENTOS DA GERÊNCIA REGIONAL 07 INVESTIMENTOS DA GERÊNCIA REGIONAL 07 CONSTRUÇÃO E RECUPERAÇÃO DE DE REDE DE DRENAGEM REFORMA E MANUTENÇÃO DE ÁREAS DE LAZER REPARO E INSTALAÇÃO DE REDE DE ESGOTO CONSTRUÇÃO DE ESCADAS, ACERTOS DE PAVIMENTO

Leia mais

Análise de obra arquitetônica: O prédio do Museu Brasileiro da Escultura (MUBE), de Paulo Mendes da Rocha.

Análise de obra arquitetônica: O prédio do Museu Brasileiro da Escultura (MUBE), de Paulo Mendes da Rocha. Análise de obra arquitetônica: O prédio do Museu Brasileiro da Escultura (MUBE), de Paulo Mendes da Rocha. Por Talles Lucena, educador do MuBE. O prédio do Museu Brasileiro da Escultura é um projeto do

Leia mais

REGULAMENTO DE EDIFICAÇÕES (Consta da Ata de Constituição da Associação Residencial Morada do Engenho, registrada sob n 51.758 )

REGULAMENTO DE EDIFICAÇÕES (Consta da Ata de Constituição da Associação Residencial Morada do Engenho, registrada sob n 51.758 ) REGULAMENTO DE EDIFICAÇÕES (Consta da Ata de Constituição da Associação Residencial Morada do Engenho, registrada sob n 51.758 ) Este regulamento sem prejuízo das Restrições Convencionais, tem como objetivo

Leia mais

Concurso Público: Prêmio Caneleiro de Arquitetura Sustentável TERMO DE REFERÊNCIA

Concurso Público: Prêmio Caneleiro de Arquitetura Sustentável TERMO DE REFERÊNCIA Concurso Público: Prêmio Caneleiro de Arquitetura Sustentável TERMO DE REFERÊNCIA Junho 2014 SUMÁRIO 1. APRESENTAÇÃO Pg. 03 2. OBJETO Pg. 03 3. ESCOPO DOS PRODUTOS E SERVIÇOS Pg. 03 4. DIRETRIZES PARA

Leia mais

AS TEORIAS DE CAMILLO BOITO E SUA LIGAÇÃO COM A INTERVENÇÃO PARA O MUSEU RODIN DE MARCELO FERRAZ E FRANCISCO FANUCCI¹

AS TEORIAS DE CAMILLO BOITO E SUA LIGAÇÃO COM A INTERVENÇÃO PARA O MUSEU RODIN DE MARCELO FERRAZ E FRANCISCO FANUCCI¹ AS TEORIAS DE CAMILLO BOITO E SUA LIGAÇÃO COM A INTERVENÇÃO PARA O MUSEU RODIN DE MARCELO FERRAZ E FRANCISCO FANUCCI¹ POZZOBON, Bruna²; BRAMBATTI, Gabriela²; QUERUZ, Francisco³. 1 Artigo para a disciplina

Leia mais

CONDOMÍNIO FECHADO DE GALPÕES MODULARES

CONDOMÍNIO FECHADO DE GALPÕES MODULARES Ilustração artística da portaria. CONDOMÍNIO FECHADO DE GALPÕES MODULARES Estrada Ferreira Guedes, 784 Potuverá Itapecerica da Serra SP Brasil 23 43 04.00 S 46 53 32.00 O GR Guarulhos GR Hortolândia GR

Leia mais

PROJETO DE REVITALIZAÇÃO DO PARQUE DOM PEDRO II

PROJETO DE REVITALIZAÇÃO DO PARQUE DOM PEDRO II PROJETO DE REVITALIZAÇÃO DO PARQUE DOM PEDRO II UFJF Faculdade de Engenharia - Dep. de Arquitetura e Urbanismo Disciplina: Projeto VIII Prof: Luciane Tasca Grupo: Jeanny Vieira, Livia Cosentino, Marília

Leia mais

CONTRATO DE TRABALHO EM FUNÇÕES PÚBLICAS POR TEMPO INDETERMINADO

CONTRATO DE TRABALHO EM FUNÇÕES PÚBLICAS POR TEMPO INDETERMINADO CONTRATO DE TRABALHO EM FUNÇÕES PÚBLICAS POR TEMPO INDETERMINADO Cargo/Carreira/Categoria Atribuições/Competências/Actividades UNIDADE DE AMBIENTE, SERVIÇOS URBANOS, INFRA-ESTRUTURAS E EQUIPAMENTOS MUNICIPAIS

Leia mais

um projeto Base de Operações da Sea Shepherd do Brasil Pântano do Sul - Florianópolis -SC

um projeto Base de Operações da Sea Shepherd do Brasil Pântano do Sul - Florianópolis -SC um projeto Base de Operações da Sea Shepherd do Brasil Pântano do Sul - Florianópolis -SC Trabalho Final de Graduação 2001/2 Universidade Federal do rio Grande do Sul Autor Cristian Riveros Illanes Orientador

Leia mais

Urban View. Urban Reports. Fielzão e seu impacto na zona Leste

Urban View. Urban Reports. Fielzão e seu impacto na zona Leste Urban View Urban Reports Fielzão e seu impacto na zona Leste Programa Falando em dinheiro, coluna Minha cidade, meu jeito de morar e investir Rádio Estadão ESPN Itaquera acordou com caminhões e tratores

Leia mais

P O R T O M A R A V I L H A

P O R T O M A R A V I L H A P O R T O M A R A V I L H A P O R T O M A R A V I L H A Porto do Rio Zona Portuária Hoje Da fundação aos dias de hoje Oficialmente, o Porto do Rio de Janeiro foi inaugurado em 1910, o que impulsionou o

Leia mais

SHCN CL Quadra 202 bloco B lojas 11/25. Brasília, DF. 70832-550. (061) 3326-2198. webmaster@reis.arq.br

SHCN CL Quadra 202 bloco B lojas 11/25. Brasília, DF. 70832-550. (061) 3326-2198. webmaster@reis.arq.br A Reis Arquitetura é uma empresa de projetos e consultoria, sediada em Brasília-DF, onde atua nas áreas de arquitetura, urbanismo e arquitetura de interiores A coordenação geral dos projetos é de responsabilidade

Leia mais

brasileira e sua cultura por meio da arquitetura foi praticamente ignorada. Sem o

brasileira e sua cultura por meio da arquitetura foi praticamente ignorada. Sem o 2.1.2 Teatro Polytheama de Jundiaí Durante o último século, muitas vezes a idéia de manter a memória da cidade brasileira e sua cultura por meio da arquitetura foi praticamente ignorada. Sem o incentivo

Leia mais

ESPECIFICAÇÃO PARA ELABORAÇÃO DO PROJETO DE URBANIZAÇÃO SUMÁRIO 1.0 - OBJETIVO 2 0 - DOCUMENTOS DE REFERÊNCIA 3.0 - ESCOPO 3.1 - PROCEDIMENTOS FORMAIS

ESPECIFICAÇÃO PARA ELABORAÇÃO DO PROJETO DE URBANIZAÇÃO SUMÁRIO 1.0 - OBJETIVO 2 0 - DOCUMENTOS DE REFERÊNCIA 3.0 - ESCOPO 3.1 - PROCEDIMENTOS FORMAIS ESPECIFICAÇÃO PARA ELABORAÇÃO DO PROJETO DE URBANIZAÇÃO SUMÁRIO 1.0 - OBJETIVO 2 0 - DOCUMENTOS DE REFERÊNCIA 3.0 - ESCOPO 3.1 - PROCEDIMENTOS FORMAIS 3.2 - COMPONENTES ESPECÍFICOS 3.2.1 - Plano de Intervenção

Leia mais

Seminário Internacional do Museu Histórico Nacional

Seminário Internacional do Museu Histórico Nacional Seminário Internacional do Museu Histórico Nacional Ponta do Calabouço e adjacências: história, memória e patrimônio nos 450 anos da cidade do Rio de Janeiro CHAMADA PÚBLICA DE TRABALHOS A faixa de terra

Leia mais

O COMPLEXO FERROVIÁRIO DE PONTA GROSSA COMO ESPAÇO CULTURAL, E POSSÍVEL ESPAÇO TURÍSTICO

O COMPLEXO FERROVIÁRIO DE PONTA GROSSA COMO ESPAÇO CULTURAL, E POSSÍVEL ESPAÇO TURÍSTICO O COMPLEXO FERROVIÁRIO DE PONTA GROSSA COMO ESPAÇO CULTURAL, E POSSÍVEL ESPAÇO TURÍSTICO Hayssa Kattiaviana 1 Andressa Stefany Teles 2 Márcia Maria Dropa 3 RESUMO A preservação do patrimônio cultural envolve

Leia mais

SECRETARIA DE CONTROLE E DESENVOLVIMENTO URBANO E OBRAS ASSUNTO: CONSTRUÇÃO DE UM TEMPLO DA IGREJA EVANGÉLICA ASSEMBLÉIA DE DEUS

SECRETARIA DE CONTROLE E DESENVOLVIMENTO URBANO E OBRAS ASSUNTO: CONSTRUÇÃO DE UM TEMPLO DA IGREJA EVANGÉLICA ASSEMBLÉIA DE DEUS 1 SECRETARIA DE CONTROLE E DESENVOLVIMENTO URBANO E OBRAS CONSELHO DE DESENVOLVIMENTO URBANO CDU PROCESSO Nº 07.31065.3.12 ASSUNTO: CONSTRUÇÃO DE UM TEMPLO DA IGREJA EVANGÉLICA ASSEMBLÉIA DE DEUS SOLICITANTE:

Leia mais

LEI Nº 1822, DE 15 DE DEZEMBRO DE 2014. Revoga o Anexo I, e altera os Anexos II e III da Lei Municipal n 1.215/2009, e dá outras providências.

LEI Nº 1822, DE 15 DE DEZEMBRO DE 2014. Revoga o Anexo I, e altera os Anexos II e III da Lei Municipal n 1.215/2009, e dá outras providências. LEI Nº 1822, DE 15 DE DEZEMBRO DE 2014. Revoga o Anexo I, e altera os Anexos II e III da Lei Municipal n 1.215/2009, e dá outras providências. O Sr. Adriano Xavier Pivetta, Prefeito de Nova Mutum, Estado

Leia mais

Condomínio Ory Business Park

Condomínio Ory Business Park Condomínio Ory Business Park Marginal Norte da Rodovia dos Bandeirantes, km 61,5 Distrito Industrial Jundiaí/SP Saída km 59 da Rodovia dos Bandeirantes Saída km 61 da Rodovia Anhanguera www.orypark.com.br

Leia mais

Viver experiências diferentes deveria ser um direito. universal das pessoas. Ninguém quer passar a vida

Viver experiências diferentes deveria ser um direito. universal das pessoas. Ninguém quer passar a vida Viver experiências diferentes deveria ser um direito universal das pessoas. Ninguém quer passar a vida inteira fazendo as mesmas coisas, vivendo a mesma rotina. A vida tem fases diferentes e isso é a maior

Leia mais

PROGRAMA DE MANUTENÇÃO PREDIAL ÁREA DE SAÚDE PMP

PROGRAMA DE MANUTENÇÃO PREDIAL ÁREA DE SAÚDE PMP PROGRAMA DE MANUTENÇÃO PREDIAL ÁREA DE SAÚDE PMP / 2015 www.aeplan.unicamp.br NOVEMBRO/2014 PROGRAMA DE MANUTENÇÃO PREDIAL ÁREA DE SAÚDE O objetivo deste programa é de apoiar as Unidades da Área de Saúde

Leia mais