UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE FACULDADE DE PSICOLOGIA TGI PSICOLOGIA. ANAIS DA XII MOSTRA DE TGI (Edição Revisada e Ampliada)

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE FACULDADE DE PSICOLOGIA TGI PSICOLOGIA. ANAIS DA XII MOSTRA DE TGI (Edição Revisada e Ampliada)"

Transcrição

1 ISSN UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE FACULDADE DE PSICOLOGIA TGI PSICOLOGIA ANAIS DA XII MOSTRA DE TGI (Edição Revisada e Ampliada) 2º SEMESTRE DE 2004 VOLUME 6 N. 2 1

2 UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE FACULDE DE PSICOLOGIA ANAIS DA XII MOSTRA DE TGI (Edição Revisada e Ampliada) 2º SEMESTRE DE 2004 VOLUME 6 N.2 ISSN

3 C749 Mostra de TGI (12. : 2004 : São Paulo, SP) Anais da XII Mostra de TGI. São Paulo : Universidade Presbiteriana Mackenzie, CD-ROM Semestral Publicação do Departamento de Psicologia Geral e Comportamental da Faculdade de Psicologia da Universidade Presbiteriana Mackenzie. ISSN Psicologia I. Universidade Presbiteriana Mackenzie. Faculdade de Psicologia. Departamento de Psicologia Geral e Comportamental II. Título. CDD 150 UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE Prof. Dr. Augusto Nicodemus Gomes Lopes Chanceler Prof. Dr. Manassés Claudino Fonteles Reitor Prof. Dr. Pedro Ronzelli Júnior Vice-Reitor Profª. Drª. Beatriz Regina Pereira Saeta Diretora da Faculdade de Psicologia Profª. Ms. Irani Tomiatto de Oliveira Chefe do Departamento de Psicologia Clínica Prof. Dr. Paulo Afrânio Sant Anna Coordenador do Centro Especializado de Pesquisa e Extensão (CEPEx) Profª. Ms. Berenice Carpigiani Chefe de Departamento de Psicologia GeralProfª. Ms.Tânia Aldrighi Chefe do Departamento de Psicologia Institucional Prof. Ms. Erich Montanar Franco Coordenador do TGI COLABORADORES Ana Cla udia Dale Vedove Goto Assistente da Coordenação Fernanda Soares G. da Silva Assistente da Coordenação Beatriz Galhardo Oliva Sanches - Estagiária Fábio Alves Zaffani Estagiário Pedro Henrique de Faria Naback Estagiário Renata Cristina Ferreira Estagiária Torquato Tarso Lima dos Santos Estagiário REDAÇÃO Universidade Presbiteriana Mackenzie Faculdade de Psicologia Rua da Consolação, 896 Prédio 38 Térreo CEP Consolação São Paulo SP Tel: (11)

4 SUMÁRIO Apresentação Orientador: Alex Moreira de Carvalho 1.1SARNES, F. M SOCIEDADES OCIDENTAIS CONTEMPORÂNEAS E SUJEITOS DEPENDENTES DE DROGAS: UMA LEITURA PSICANALÍTICA Orientadora: Anete Souza Farina 2.1 CAMPOS, C.H. RESIGNIFICANDO O DESEMPREGO: TRANSFORMANDO OBSTÁCULOS EM NOVAS POSSIBILIDADES PROFISSIONAIS. UM OLHAR SOBRE O CURRÍCULO OCULTO AUGUSTO, L. P. AS VICISSITUDES DO TRABALHO: UM ESTUDO EXPLORATÓRIO COM POLICIAIS MILITARES RAMOS, L.P.R. UM ESTUDO SOBRE OS ASPECTOS PSICOSSOCIAIS E O PROCESSO DE ADOECIMENTO PSÍQUICO ENTRE INDIVÍDUOS DESEMPREGADOS CSORDAS, T. A. ESTRESSE NO TRABALHO: UM ESTUDO SOBRE A INFLUÊNCIA DA PERCEPÇÃO DO TEMPO PLANET, V. COACHING: UM PROCESSO NA BUSCA DE RESULTADOS Orientadora: Aparecida Malandrini Andriatte 3.1 NASCIMENTO, A. C. UM ESTUDO SOBRE A PERCEPÇÃO DE MÃES QUE TRABALHAM FORA, SOBRE O DESENVOLVIMENTO DE SEUS BEBÊS, APÓS A RETOMADA DE SUA VIDA PROFISSIONAL Orientadora: Berenice Carpigiani 4.1 FISCINA, L. NOVO CONCEITO DE CONSCIÊNCIA PELA VISÃO TRANSDISCIPLINAR UMA APLICAÇÃO ÀS CIÊNCIAS NATURAIS E CIÊNCIAS SOCIAIS Orientadora: Caioá G. de Lemos 5.1 MACHADO, M.A.R A INFLUÊNCIA DOS PAIS NA ESCOLHA PROFISSIONAL DOS ADOLESCENTES Orientadora: Calvino Camargo 6.1 SOARES, E. M. A ELABORAÇÃO DAS PERDAS NA TRAJETÓRIA DA CONSTITUIÇÃO DA SUBJETIVIDADE: UMA REVISÃO CONCEITUAL BILOTTA, F.A REPRESENTAÇÃO DE TRABALHO NA PERSPECTIVA PROTESTANTE E SUAS IMPLICAÇÕES NA CONSTITUIÇÃO DA IDENTIDADE PROFISSIONAL AZZAN, N. B. QUALIDADE DE VIDA NA TERCEIRA IDADE: ESTUDO DE ASPECTOS PSICOSSOCIAIS PAVANI, R. A. O LUGAR DA FAMÍLIA NO DESENVOLVIMENTO: UMA DISCUSSÃO TEÓRICA

5 7 Orientadora: Carla Milani Damião 7.1 KOCH, C. R. OS ESTADOS ALTERADOS DE CONSCIÊNCIA: UMA ABORDAGEM TRANSPESSOAL Orientador: Carlos Alberto Martinez Osório 8.1 GUIMARÃES, A.S. A ARTE COMO RECURSO TERAPÊUTICO NA RECUPERAÇÃO DE DOENCAS ORGÂNICAS CEREIJO, M.V.R. FUNÇÕES EXECUTIVAS SEGUNDO OS FUNDAMENTOS DA NEUROPSICOLOGIA UMA ABORDAGEM PARA PSICÓLOGOS Orientadora: Célia Aparecida Pavanelli 9.1 JENTSCH, T. R. DISCUSSÕES PSICOLÓGICAS SOBRE GUARDA COMPARTILHADA SERRA, F. T. A. ANÁLISE DO PERSONAGEM DAVID DO FILME SHINE POR MEIO DA TEORIA WINNICOTTIANA DO DESENVOLVIMENTO E DAS CONSEQÜÊNCIAS DOS MAUS- TRATOS INFANTIS CARDOSO, N.P.A CRIMES PASSIONAIS À LUZ DA TEORIA SOBRE O NARCISISMO Orientadora: Cibele Freire Santoro 10.1 SESSA, R.M. ATITUDES, PADRÃO ALIMENTAR, EMOÇÃO E PENSAMENTO EM RELAÇÃO AO COMER EM ADOLESCENTES OBESOS: UM ESTUDO DOCUMENTAL Orientadora: Cleusa Kazue Sakamoto 11.1 UTSUMI, D.A PSICOLOGIA E ARTE NA DISCUSSÃO DA PSICODINÂMICA PSICÓTICA SANTOS, F.B.D. CRIATIVIDADE: ESTUDOS ATUAI Orientadora: Corinna M. C. Schabbel 12.1 BASTOS, P. C. L. A RELAÇÃO ENTRE SUPERPROTEÇÃO E FALTA DE LIMITES NA INFÂNCIA E A PATOLOGIA DO CIÚME Orientador: Cristiano Novaes de Rezende 13.1 DE FRANCO, C. A EXPERIÊNCIA RELIGIOSA NO SANTO DAIME PINTO, A. C. MASTECTOMIA E AJUSTAMENTO DA MULHER À SUA NOVA CONDIÇÃO: UM ESTUDO PSICOLÓGICO CRUZ, C. OS EFEITOS DA HOSPITALIZAÇÃO EM CRIANÇAS GRAVEMENTE ENFERMAS ITHO, L. C. UNIDADE BÁSICA DE SAÚDE E PRÉ-NATAL NA CAPITAL PAULISTA: QUAL O PAPEL DO PSICÓLOGO?

6 15 Orientadora: Elena Etsuko Shirahige 15.1 GAVIÃO, M. G. M. BRANCA DE NEVE E OS SETE ANÕES: UMA ANÁLISE PSICOLÓGICA DO CONTO E DE SEUS SIMBOLISMOS ATRAVÉS DO OLHAR JUNGUIANO MINHOTO, M. L. PRESENTE, PASSADO E FUTURO: HISTÓRIAS DE VIDA DE UM SURDO Orientador: Elizeu Coutinho de Macedo 16.1 GOLIM, C. A VISÃO DOS EDUCADORES FRENTE ÀS MANIFESTAÇÕES SEXUAIS DE ADOLESCENTES PORTADORES DE PARALISIA CEREBRAL MAEDA, F.L QUALIDADE DE VIDA DE PAIS DE CRIANÇAS COM PARALISIA CEREBRAL GRAVE LUKASOVA K MOVIMENTO OCULAR EXPLORATÓRIO E BUSCA ATIVA DO ESTÍMULO EM PESSOAS COM ESQUIZOFRENIA Orientador: Erich Montanar Franco 17.1 NIKAEDO, C. C. UMA AMOSTRA DAS PRÁTICAS GRUPAIS EM UNIDADES BÁSICAS DE SAÚDE DA ZONA SUL DE SÃO PAULO CONCEIÇÃO, C.P. PROCESSOS GRUPAIS E FENÔMENOS SOCIAIS: UMA ANÁLISE DO FILME DUELO DE TITÃS MENDES, J.M.S PRÁTICAS GRUPAIS NOS SERVIÇOS DE SAÚDE NO MUNICÍPIO DE BOTUCATU, SP Orientador: Fábio Leyser Gonçalves 18.1 TINTORI, F. Y. A RELAÇÃO ENTRE MUDANÇA DE ESCOLA, ESTRESSE INFANTIL E O APARECIMENTO DE SINTOMAS OBSESSIVO-COMPULSIVOS COUTO, L.S.M. A RELAÇÃO ENTRE A PRÁTICA DE EXERCÍCIO FÍSICO E ESTADOS DE HUMOR Orientadora: Fátima Aparecida Miglioli Fernandez Tomé 19.1 BUMAJNY,D.E.M. A INFLUÊNCIA DA MÍDIA NO DESENVOLVIMENTO DE TRANSTORNO ALIMENTAR CASTRO, R. T. ASPECTOS PSICOLÓGICOS DA OBESIDADE: UMA REVISÃO DA LITERATURA CIENTÍFICA ORSATI, F.T ESTUDO DE MULHERES COM SOBREPESO E OBESAS EM UM HOSPITAL PÚBLICO DE SÃO PAULO SATO, J. K. A PRESENÇA DO ARQUÉTIPO FEMININO NO TRANSTORNO ALIMENTAR SEIXAS, C. M. J. M. ASPECTOS ATUAIS: PADRÕES ESTÉTICOS E TRANSTORNOS ALIMENTARES, UMA REVISÃO DA LITERATURA CIENTÍFICA SILVA, V.N. O AUTOCONCEITO DE ADOLESCENTES SOBRE A OBESIDADE

7 20 Orientador: Geraldo Antônio Fiamenghi Júnior 20.1 SOUZA, D. R. ANÁLISE JUNGUIANA DA AUTO-AGRESSIVIDADE E INTEGRAÇÃO DA FINITUDE INERENTE AO SER HUMANO EM DUBLÊS DE AÇÃO Orientadora: Irani Tomiatto de Oliveira 21.1 ESTRIGA, A. A MATERNAGEM DESEMPENHADA POR FUNCIONÁRIOS DE INSTITUIÇÕES HOMEM DE MELLO, C. N. O PRIMEIRO SURTO PSICÓTICO: UMA COMPREESÃO PSICODINÂMICA VARELA, M. ASPECTOS RELACIONADOS AO TEMA DO SUICÍDIO EM CASOS ATENDIDOS EM CLÍNICA ESCOLA BISHOP, P.A. A INCIDÊNCIA DE SINTOMAS DEPRESSIVOS NA CLÍNICA-ESCOLA Orientador: João Garção 22.1 PORTUGUEIS, D. A TRANSFORMAÇÃO DA IDENTIDADE PELA ARTE: UM ESTUDO DE PSICOLOGIA SOCIAL FALCONE, O.P.C.REPRESENTAÇÃO EM JOGADORES DE LIVE-ACTION SILVA, R. N. VÍNCULOS AFETIVOS-RELACIONAIS-SEXUAIS MEDIADOS PELA CONEXÃO ON-LINE Orientadora: Leda Gomes 23.1 MAGALHÃES, A. B. PAIS E PROFESSORES DESCREVEM O PSICÓLOGO ESCOLAR: UM ESTUDO COM AS REPRESENTAÇÕES SOCIAIS ABRAHÃO, C.V. DESLIGAMENTO DOS EDUCADORES BOLSISTAS DO PROJETO ESPORTE ALENTO RACHID, K. G. R. P. O PSICÓLOGO ESCOLAR POR ELE MESMO:SUA HISTÓRIA; SUA ATUAÇÃO; SEU FUTURO FACCO, M. A. ESTRATÉGIAS DE TRABALHO NA EDUCAÇÃO INFANTIL: TREINANDO E DESENVOLVENDO PROFESSORES Orientadora: Lourdes Santina Tomazella 24.1 FONTE, L.S. PAIS ADOTANTES: ASPECTOS PSICOLÓGICOS ENVOLVIDOS NESTA ESCOLHA PEREZ, M. E. G. MÃES DE CRIANAÇAS PORTADORAS DE INSUFICIÊNCIA RENAL CRÔNICA (I. R. C.): CONSIDERAÇÕES SOBRE A RELAÇÃO COM SEU FILHO Orientador: Luiz Fernando Bacchereti 25.1 RIGAMONTI, A. C. PROGRAMAS DE QUALIDADE DE VIDA NO TRABALHO: A IMPLEMENTAÇÃO E AS VANTAGENS YOSHIMURA, A.C.Y. A MANUTENÇÃO DA CULTURA JAPONESA PELA TERCEIRA GERAÇÃO DE NIPO-BRASILEIROS LIMA, M.P. SUPERVISORES EM TELEMARKETING:DIFERENÇAS DE LIDERANÇA EM FUNÇÃO DO GÊNERO

8 25.4 FARAT, M. M. UM ESTUDO SOBRE A AVALIAÇÃO DA FORMAÇÃO E ATUAÇÃO EM PSICOLOGIA ORGANIZACIONAL PELOS ESTUDANTES DO CURSO DE PSICOLOGIA Orientador: Prof. Luís Sérgio Sardinha 26.1 SILVA, A.C.D. AS DIFICULDADES ENCONTRADAS POR ADOLESCENTES EM ADERIR AO TRTAMENTO DE DEPENDÊNCIA DE DROGAS RODRIGUES, C.S UM ESTUDO SOBRE O DESENVOLVIMENTO DE TRANSTORNOS MENTAIS EM DEPENDENTES DE ÁLCOOL E OUTRAS DROGAS E A RELAÇÃO COM O TIPO DE DROGA UTILIZADO EPIFANIO, M.B. TRATAMENTO DA DEPENDÊNCIA DE DROGAS: A BUSCA DO EU ATRAVÉS DAS RELAÇÕES Orientador: Marcos Vinícius Araújo 27.1 ARAUJO, F. P. LAZER E SÍNDROME DE DOWN: O OLHAR DA SOCIEDADE RACY, I. S. ADOLESCENTES COM SÍNDROME DE DOWN: UMA COMPREENSÃO DA SUA SEXUALIDADE GALVES, I.C. RELAÇÃO FAMÍLIA E ESCOLA: AS CONSEQUÊNCIAS NO COMPORTAMENTO DAS CRIANÇAS PRÉ-ESCOLARES HIGUTHI, M. R. A PARTICIPAÇÃO DA FAMÍLIA NO PROCESSO DE ESTIMULAÇÃO PRECOCE DE CRIANÇAS DEFICIENTES OLIVEIRA, V.C.B. A ESCOLHA PROFISSIONAL DO ADOLESCENTE E AS POSSÍVEIS INFLUÊNCIAS DA FAMÍLIA E DA SOCIEDADE Orientadora: Maria Alice Barbosa Lapastini 28.1 MIRANDA, M.R. PSICOSE E ACOMPANHAMENTO TERAPÊUTICO: TRANSFERÊNCIA E CONTRATRANSFERÊNCIA NO TRABALHO COM PACIENTES PSICÓTICOS Orientadora:. Maria Carolina Azevedo 29.1 MATTOS, F.A.S.O. O VAZIO DO INDIVIDUALISMO NA PÓS-MODERNIDADE SIMÃO, G.K. UM ESTUDO COMPARATIVO ENTRE A TRISTEZA EM SARTRE E A MELANCOLIA EM FREUD Orientadora: Maria Cristina Trigueiro Veloz Teixeira 30.1 RIBEIRO, P. L. C. ADOLESCÊNCIA PROLONGADA OU JUVENTUDE? UMA VISÃO HISTÓRICO-SOCIAL Orientadora: Maria Eloísa Famá D antino 31.1 NAVATTA, A. C. R. DA AVERSÃO A COMPAIXÃO:UM ESTUDO COMPARATIVO SOBRE AS REAÇÕES E SENTIMENTOS DESENCADEADOS POR PORTADORES DE PARALISIA CEREBRAL EM ESTUDANTES DE PSICOLOGIA E PEDAGOGIA Orientadora: Maria Leonor Espinosa Enéas 32.1 MORAES, F.T. ATIVIDADE FÍSICA COMO RECURSO TERAPÊUTICO PARA A DEPRESSÃO: ATRIBUIÇÃO DE TERAPEUTAS

9 32.2 TAGUTI, L. M. ENVOLVIMENTO DOS PAIS EM TERAPIAS SUGERIDAS PELA ESCOLA: ESTUDO DOCUMENTAL CARVALHO, M.A. A PERCEPÇÃO DO CIÚME POR JOVENS ATRAVÉS DE UM INSTRUMENTO PROJETIVO LAMONEGA, R. COMUNICAÇÃO CORPORAL EM PROCESSOS TERAPÊUTICOS DE CLÍNICA-ESCOLA: ESTUDO DOCUMENTAL Orientadora: Marian Ávila de Lima e Dias Ferrari 33.1 NETTO, L. R. PRECONCEITO DOS ESTUDANTES DE MEDICINA EM RELAÇÃO À PSICOLOGIA LIMA, M.C.G. DEFICIÊNCIA FÍSICA ADQUIRIDA E O MEIO FAMILIAR: ANÁLISE DE UMA HISTÓRIA DE VIDA Orientadora: Marilsa de Sá R. Tadeucci 34.1 FERNANDES, F.A. SATISFAÇÃO NO TRABALHO E SUA RELAÇÃO COM A OBESIDADE DENTRO DAS ORGANIZAÇÕES: UMA PESQUISA APLICADA KVINT, G. PERSPECTIVAS DE ATUAÇÃO DO PSICÓLOGO ORGANIZACIONAL FRENTE ÀS PEQUENAS EMPRESAS: UM ESTUDO BASEADO NO MUNICÍPIO DE MAIRIPORÃ SP PIZZO, M.C. O TRABALHO E O DESENVOLVIMENTO DAS COMPETÊNCIAS RELACIONADO À AUTO-ESTIMA PÁSCOLI, O. M. A IMPORTÂNCIA DOS VÍNCULOS GRUPAIS NO DESEMPENHO DO INDIVÍDUO DENTRO DE UMA PROPOSTA INSTITUCIONAL Orientador: Mário Wilson Xavier de Souza 35.1 CABRAL, C. P O ACOMPANHAMENTO TERAPEUTICO COMO INSTRUMENTO DE INCLUSÃO SOCIAL PARA PORTADORES DE AUTISMO AMIEIRO, C. MOTIVAÇÃO DO CRIME PASSIONAL: UMA ANÁLISE DE DOCUMENTOS SÁ, J. P.P VIOLÊNCIA FÍSICA A CRIANÇA: TRAÇOS DE PERSONALIDADE DO SEU AUTOR BOLIBIO, S. ESTUPRO: CENÁRIO DE ATUAÇÃO PSICOPÁTICA Orientadora: Mary Rosane Ceroni Monezi 36.1 SILVA, J. V. A INFLUÊNCIA DOS JOGOS DE EMPRESA NO DESENVOLVIMENTO DE EQUIPES DE ALTA PERFORMANCE SZNIFER, M. A CORRELAÇÃO ENTRE A PRODUTIVIDADE DAS ORGANIZAÇÕES E OS PROGRAMAS DE QUALIDADE DE VIDA NO TRABALHO Orientador: Nélson de Souza Guedes 37.1 MORAES, A. F. AS POSSÍVEIS INFLUÊNCIAS DA SOCIEDADE ATUAL NO COMPORTAMENTO DO JOVEM ESTUDANTE DE PSICOLOGIA QUE ESTÁ SE INSERINDO NO MERCADO DE TRABALHO HISSAMOTO, L. Y. ASSÉDIO MORAL NAS ORGANIZAÇÕES: HUMILHAÇÃO E AGRESSÃO NO AMBIENTE DE TRABALHO

10 38 Orientadora: Nora Rosa Rabinovich 38.1 GALLO, A. M. FUTEBOL FEMININO: UMA ANÁLISE PSICOLÓGICA SOBRE A PRÁTICA ESPORTIVA MARINO, E.P. MASCULINIDADE E FEMINILIDADE DA FORMAÇÃO DA IDENTIDADE DE GÊNERO ÀS EXPECTATIVAS REFERENTES AO ENCONTRO DO PARCEIRO AMOROSO Orientadora: Patrícia Pazinato 39.1 PEDREIRA, G. M. FÉ E ADOECER: UMA LEITURA FENOMENOLÓGICA DOS ASPECTOS PSICOLÓGICOS CANESCHI, L.A.C. RELIGIÃO E ARTE: EXPERIÊNCIAS DO SER EM BUSCA DE SIGNIFICADOS UMA LEITURA FENOMENOLÓGICA DE MARCHI, S. ARTE TERAPIA E TRANSTORNO ALIMENTAR:UMA PROPOSTA DE INTERVENÇÃO PSICOLÓGICA Orientadora: Paula Nelita S. C. Sandrini 40.1 LEON, A O INDIVÍDUO E SUA RELIGIOSIDADE: QUAL O PAPEL DA RELIGIÃO NO DESENVOLVIMENTO HUMANO Orientador: Paulo Afrânio Sant Anna 41.1 BAIMA, A. P. da S. RELAÇÃO ENTRE ABUSO SEXUAL NA INFÂNCIA E MANIFESTAÇÕES CLÍNICAS NA IDADE ADULTA STREFEZZI, L.F. UM ESTUDO COMPARATIVO SOBRE ASPECTOS SIMBÓLICOS PRESENTES NA VIVÊNCIA DE PACIENTES EM ENFERMARIA PRÉ E PÓS CIRÚRGICA Orientador: Paulo Emílio Santos 42.1 MELLO, C. M. SÍNDROME DE BURNOUT EM CALL CENTERS TOMAS, E. DE A INSERÇÃO E VALORIZAÇÃO DE PROFISSIONAIS DO TIPO SENTIMENTO NAS ORGANIZAÇÕES, SEGUNDO A TEORIA DOS TIPOS PSICOLÓGICOS DE C. G. JUNG SIQUEIRA, F.M.B. INFLUÊNCIA DA REDUÇÃO DA JORNADA DE TRABALHO NA SATISFAÇÃO CHIARINI, I.L. O SUCESSO PROFISSIONAL E AS INFLUÊNCIAS DO DESENVOLVIMENTO PSICOLÓGICO Orientador: Paulo Roberto Monteiro de Araújo 43.1 ALVARENGA, G. A VELHICE E A INFLUÊNCIA DE SUA REPRESENTAÇÃO SOCIAL NA CONSTRUÇÃO DA SUBJETIVIDADE DE PESSOAS IDOSAS BARROS, K.S. EXISTÊNCIA FEMININA E ANARQUISMO: AUTENTICIDADE EM XEQUE? MOREIRA, T.R. RESERVA LATENTE X ORDEM SOCIAL Orientador: Raimundo Wilson Teixeira 44.1 YOKOTA, E PSICOLOGIA E ACUPUNTURA: INTERFACES PEREIRA, J.M. ADOECIMENTO E CURA: IMPLICAÇÕES DA CRENÇA HACKER, L.S. EFEITOS DO DISCURSO MATERNO NA IRC: UM ESTUDO DE CASO

11 45 Orientador: Prof. Robson Jesus Rusche 45.1 CORTÊS, A.C.C. IMPACTO DO ENVOLVIMENTO NAS ATIVIDADES DO PROJETO SOCIAL CONSULADO DA MULHER SOBRE A IDENTIDADE DAS PARTICIPANTES VENEZIAN, C. DO A. COSPLAY: UMA VISÃO ANALÍTICA DO HERÓI NO JOGO Orientadora: Rosa Maria Galvão Furtado 46.1 AYALA, C. A IMAGEM CORPORAL SOB O ENFOQUE DA ANOREXIA POLIDO, K.K. ANSIEDADE E COMPULSÃO ALIMENTAR: UM ESTUDO EXPLORATÓRIO AMARAL,L.X.M. O IDEAL DE BELEZA FEMININO CENTRADO NO CORPO PERFEITO: VALE A PENA PAGAR O PREÇO? TANIKAWA, P. O PRECONCEITO E AS IMPLICAÇÕES SOCIAIS ENFRENTADAS PELO INDIVÍDUO PORTADOR DE DEFICIÊNCIA MENTAL Orientadora: Roseli Fernandes Lins Caldas 47.1 AZEVEDO, F.T. VIOLÊNCIA PSICOLÓGICA PRODUZIDA NA ESCOLA: UMA REVISÃO BIBLIOGRÁFICA Orientadora: Sandra Ribeiro de Almeida Lopes 48.1 OBLONCZYK, F.R. MULHERES MASTECTOMIZADAS: UM ESTUDO PSICOLÓGICO SOBRE PACIENTES COM CÂNCER DE MAMA SILVEIRA, M.S. NASCIMENTOS DE NATIMORTOS / NEOMORTOS I E AS REAÇÕES DESPERTADAS NOS PROFISSIONAIS DE CLÍNICAS OBSTÉTRICAS KIOROGLO, P.S. O PACIENTE AMPUTADO: FORMAS DE ENFRENTAMENTO E ELABORAÇÃO DA PERDA ZMOGINSKI, C. UM OLHAR SOBRE O CUIDADOR DO DOENTE CRÔNICO Orientadora: Sandra Regina Poça 49.1 SOARES, C.M. A RELAÇÃO DA AUTOCONFIANÇA COM O RENDIMENTO DE ATLETAS DE JIU-JITSU Orientadora: Silvana Santos Garcia 50.1 NUNES, D. L. R. ESTUDO PSICOSSOCIAL SOBRE A IDENTIDADE DO INDIVÍDUO VOLUNTÁRIO TORRES, M.V.M. ADOLESCÊNCIA PERDIDA: ESTUDO PSICOSSOCIAL SÔBRE A SUBJETIVIDADE DO ADOLESCENTE EM SITUAÇÃO DE RISCO Orientadora: Sônia Maria da Silva 51.1 DE PAULA, L.G. A VIOLÊNCIA DOMÉSTICA COMO PARTE DA QUEIXA NO ATENDIMENTO PSICOLÓGICO EM UMA CLÍNICA-ESCOLA FREZATI, L.S. A ESCOLHA DO PARCEIRO: UMA ANÁLISE PSICANALÍTICA ZINI, R.B. CONFLITOS AMOROSOS DO PERSONAGEM CHANDLER: UMA ANALISE SOB A ÓPTICA PSICANALÍTICA NAVARRO, R.N. SONHOS E TRANSIÇÕES DE VIDA

12 51.5 FERRARI, R.L. SOFRIMENTO PSÍQUICO E SUICÍDIO: A.NÁLISE DO FILME AS HORAS PIMENTEL, C.T. TRAIÇÃO MASCULINA: UMA ANALISE PSICANALITICA DO FILME A INSUSTENTÁVEL LEVEZA DO SER Orientadora: Sueli Galego de Carvalho 52.1 ALQUALO, C.P A ANOREXIA E O PARADOXO DE SUAS ABORDAGENS: UMA REFLEXÃO CRÍTICA NOMELINI, J.F.R ASSÉDIO MORAL: O SOFRIMENTO VELADO NAS ORGANIZAÇÕES Orientadora: Susete Figueiredo Bacheretti 53.1 STEFANI, C.M.C A ATUAÇÃO DO PSICÓLOGO ESCOLAR ZUIM, G. A RELAÇÃO EDUCADOR-EDUCANDO COMO FATOR DESENCADEANTE DO FRACASSO ESCOLAR Orientadora: Tânia Aldrighi 54.1 PAES, K.R. CASAMENTO NA ADOLESCÊNCIA: A RESOLUÇÃO DE UMA DUPLA CRISE SANTOS, K.P O CIÚME E O CRIME PASSIONAL Orientadora: Tereza Iochico Hatae Mito 52.1 SILVA, J.C.P BULIMIA NERVOSA: IMPLICAÇÕES DE UMA HERANÇA TRANSGERACIONAL DE SEXUALIDADE CONFLITIVA CAMILO, J.T REPRESENTAÇÃO DA FAMÍLIA BRINCADEIRA DE CRIANÇAS PRIVADAS E NÃO PRIVADAS DO CONVÍVIO FAMILIAR MICHAAN, L. TRANSGERACIONALIDADE: SOBREVIVENTE DO HOLOCAUSTO E O TRANSTORNO OBSESSIVO COMPULSIVO NO SEU DESCENDENTE NAOUS, R. VÍNCULO ENTRE MÃE E CRIANÇA AUTISTA: O MOMENTO DO DIAGNÓSTICO Orientadora: Tereza Marques de Oliveira 53.1 SUASSUNA, A.M.V. UM ESTUDO SOBRE A TRANSMISSÃO PSÍQUICA EN TRE GERAÇÕES E SUA POSSÍVEL ATUAÇÃO NO PSIQUISMO FETAL VALENTE, L. M. de A O JOGO DO SABER Orientadora: Terezinha Martins dos Santos Souza 54.1 FREITAS, S. MULHER, CORPO E SILÊNCIO MACHADO, C. O. CONTRUINDO UMA MULHER DE DESTAQUE: ROSA LUXEMBURGO PIZA, C.M.J.T. FICAR OU NAMORAR; EIS A QUESTÃO?! SILVA, F.C. SER E TER: A RELAÇÃO DIALÉTICA ENTRE SOCIEDADE E SEXUALIDADE DA PORTADORA DE DEFICIÊNCIA MENTAL TURATO, M.D.M. A ARTE E A QUESTÃO DE GÊNERO: INCLUSÃO OU EXCLUSÃO? URA, V.H.N. O ASSÉDIO MORAL ADOECENDO AS RELAÇÕES FAMILIARES

13 54.7 YOSHIMURA, T.S. O SENTIDO DA NEGAÇÃO DA MATERNIDADE Orientador: Walter Lapa 55.1 IPORRE, C.V.O. A DINÂMICA DA CRISE CONJUGAL DIAGNOSTICADA ATRAVÉS DA ARTE OLIVEIRA, D.L.S. A FÉ CRISTÃ NO DESENVOLVIMENTO INFANTIL SANDOVAL, F.M. UM ESTUDO SOBRE A VISÃO DOS PAIS EM RELAÇÃO À SEXUALIDADE DO ADOLESCENTE PORTADOR DE SÍNDROME DE DOWN PEDRO, J.C. NIILISMO E MERCANTILISMO RELIGIOSO: UMA BUSCA PELO RELIGARE EM MEIO AO ESPETACULAR Orientadora: Wilze Laura Bruscato 56.1 BAPTISTA SILVA, A.P.C. MECANISMOS DE DEFESA DIANTE DO MEDO DA MORTE EM PACIENTES CARDIOPATAS PRÉ-CIRÚRGICOS BEVILACQUA, A.A. O HISTÓRICO DA ETIOLOGIA DA ESQUIZOFRENIA JACOBASSO, M.A. A DINÂMICA DA RELAÇÃO ENTRE DOADOR E RECEPTOR NO TRANSPLANTE DE RIM INTERVIVOS: UM ESTUDO DE CASO MACHADO, F. A PSICOPATOLOGIA NO HOSPITAL GERAL E A DEMANDA DA PSICOLOGIA HOSPITALAS DA SANTA CASA DE SÃO PAULO TONIOLLO, P.B. QUALIDADE DE VIDA DE PACIENTES HEPATOPATAS CRÔNICOS

14 APRESENTAÇÃO Entendemos que a formação do pesquisador consiste em trilhar um caminho cuja característica principal é construir e descontruir o conhecimento. Uma das formas de enriquecer esse processo é favorecer o debate e a troca de idéias. Por isso, a Faculdade de Psicologia da Universidade Presbiteriana Mackenzie promove semestralmente a Mostra de TGI, evento que vem dando, a cada semestre, maior visibilidade aos dos trabalhos de nossos alunos e ao espírito de um curso preocupado com o desenvolvimento da ciência. Apostamos na formação dos futuros pesquisadores. Assim, apresentamos uma edição ampliada e revisada da XII Mostra ocorrida no 2º Semestre de Erich Montanar Franco Coordenação de TGI Faculdade de Psicologia Universidade Presbiteriana Mackenzie 14

15 Orientador: Alex Moreira de Carvalho SOCIEDADES OCIDENTAIS CONTEMPORÂNEAS E SUJEITOS DEPENDENTES DE DROGAS: UMA LEITURA PSICANALÍTICA SARNES, F. M. UMO A questão da dependência de drogas no Brasil vem causando grandes transtornos para a sociedade e gerando conflitos no que diz respeito ao ambiente familiar. O sistema de ideais estabelecido e tão valorizado atualmente é quase impossível de ser alcançado por grande parte da população, podendo acarretar em mal estar e se transformar em quadros patológicos como o uso de drogas. O presente estudo teve como objetivo abordar a dependência de drogas e as atuais condições sócio-culturais das sociedades ocidentais e suas possíveis interferências na relação do sujeito com a droga. Pode-se dizer que a influência dos fatores sociais e culturais na relação do sujeito com a droga é nítida e sempre presente. Mais que isso, é extremamente essencial que seja feita esta relação quando a questão de dependência de drogas é abordada e quando nos deparamos clinicamente com sujeitos com tal queixa, uma vez que se percebe o grau de importância desta influência. A droga aparece como uma salvação milagrosa para restabelecer o eu perdido devido ao fracasso em corresponder às demandas sócio-culturais do sistema atual vigente. Durante um tempo, ela diminui o sentimento de desprazer e faz com que o sujeito sinta-se completo. Como seu efeito é transitório, o sonho acaba e a necessidade de reparação volta a aparecer. Mas, momentaneamente, o individuo que usa a droga experimenta o estado nirvânico de completude e de perfeição narcísica, como um resgate do eu perdido e arrasado pelo fracasso em exercer a cidadania na sociedade do espetáculo e na cultura do narcisismo. Então, para melhor compreender a dependência de drogas, faz-se necessário uma visão mais integrada, onde são levados em conta aspectos da psicopatologia e do contexto em que está inserido o sujeito conhecido por dependente químico. PALAVRAS-CHAVE: Mundo contemporâneo; Dependência de drogas; Psicanálise 15

16 Orientadora: Anete Souza Farina RESIGNIFICANDO O DESEMPREGO: TRANSFORMANDO OBSTÁCULOS EM NOVAS POSSIBILIDADES PROFISSIONAIS. UM OLHAR SOBRE O CURRÍCULO OCULTO CAMPOS, C.H. A realidade econômica do país; o desenvolvimento tecnológico; a desigualdade social e de oportunidades, eleva a cada ano o número de trabalhadores sem emprego, principalmente na cidade de São Paulo. Com esta preocupação sobre as decorrências do desemprego, a Prefeitura da cidade de São Paulo implantou um projeto de atenção social, denominado São Paulo Inclui. É nesse cenário, construído por esse projeto, que este estudo foi desenvolvido. Iniciou-se uma revisão bibliográfica que permitiu identificar os diversos problemas que estão associados ao desemprego neste começo de século, bem como as decorrências dessa condição na vida do trabalhador. A experiência do desemprego é solitária porque envolve uma sensação de fracasso pessoal, sentimentos de impotência e desamparo social. Com o propósito de compreender o projeto um olhar sobre o currículo oculto, que tem por finalidade resignificar o desemprego para transformar obstáculos em novas possibilidades profissionais, estudou-se um grupo de desempregados assistidos pelo projeto São Paulo Inclui. O grupo composto por sete pessoas com idade superior a quarenta anos e desempregadas há mais de seis meses participou de cinco encontros de duas horas, mediado por três psicólogos-estagiários. O registro de cada um dos encontros foi analisado de forma qualitativa, resultando em eixos de análise como: uma ampliação da visão sobre o desemprego, as principais angústias ocasionadas pela situação do desemprego, o desvelamento do currículo oculto e estratégias para obtenção de renda frente à realidade do mercado atual. Observou-se que o grupo conseguiu atingir os objetivos propostos pelo projeto, sendo que alguns chegaram a elaborar um planejamento futuro para a geração de renda. O método utilizado para transpor este desafio foi a inter-relação grupal, baseando-se nos pressupostos da Teoria de Campo de Lewin, que considera que a re-significação de obstáculos nos seres humanos ocorre efetivamente a partir do momento em que o individuo consegue ampliar sua percepção sobre o obstáculo, principalmente com seus pares. Este estudo identificou que as principais queixas dos participantes do grupo, no início dos encontros, eram comuns. Com o resgate de suas experiências, das discussões e trocas em relação às angústias vivenciadas na situação de desemprego, ocorreu uma mudança na perspectiva de vida e uma redefinição profissional. PALAVRAS CHAVES:Desemprego; Interrelação grupal; Resignificação 16

17 Orientadora: Anete Souza Farina AS VICISSITUDES DO TRABALHO: UM ESTUDO EXPLORATÓRIO COM POLICIAIS MILITARES AUGUSTO, L. P. Os profissionais PM, em uma sociedade violenta e com políticas públicas discutíveis, ocupam um lugar marginal em um contexto destituído de valores éticos, renda e segurança. Com o propósito de verificar as vicissitudes do trabalhador que desempenha a profissão de Policia Militar de São Paulo, uma das maiores cidades do mundo, realizou-se uma revisão da literatura sobre o tema. Essa profissão, que já fez parte de muitas notícias jornalísticas e de discussões diversas, tem como tarefa principal zelar pela segurança da população em geral, embora as políticas de contenção da proliferação do crime inexistam. É com base nessas reflexões que este estudo procurou verificar a Representação Social do Policial Militar, bem como identificar as perspectivas que esses profissionais têm sobre as necessidades de mudança na relação com o trabalho. Para tanto, foram entrevistados cinco soldados que atuam na PM. A estratégia de coleta de informações foi a técnica de entrevista semidirigida por proporcionar ao entrevistado maior flexibilidade para expor seus pensamentos. Os voluntários foram contatados através de indicações pessoais, uma vez que a realização via corporação mostrou-se pouco viável por questões relacionadas à própria rigidez da estrutura da instituição. A análise dos dados coletados permitiu a identificação de três eixos: a pressão dos superiores, analisando as queixas referentes à estrutura militar e as mudanças vistas como necessárias; a representação social do policial militar, analisando o discurso dos indivíduos sobre a imagem que acreditam ter perante a população (e para eles mesmos); e as vicissitudes da vida do policial militar, analisando os sentimentos que decorrem das atividades cotidianas. Vimos que a saúde desses profissionais encontra-se seriamente comprometida, uma vez que, além de perceberem seu ambiente de trabalho de forma ameaçadora e com demandas excessivas, consideram possuir recursos inadequados para a execução de suas tarefas. Uma outra fonte de insatisfação é a remuneração, além da baixa aceitação social. Inseridos em uma instituição autocrática, não há possibilidade de qualquer tipo de replanejamento do trabalho, negociações cotidianas que poderiam atuar como recurso na prevenção de agravos à saúde desses trabalhadores. Este estudo permitiu refletir sobre os múltiplos fatores que interferem na vida desses profissionais e que exigem atenção da ciência psicológica. PALAVRAS CHAVE: policial militar, saúde do trabalhador, representação social. E-ma il: 17

18 Orientadora: Anete Souza Farina UM ESTUDO SOBRE OS ASPECTOS PSICOSSOCIAIS E O PROCESSO DE ADOECIMENTO PSÍQUICO ENTRE INDIVÍDUOS DESEMPREGADOS RAMOS, L.P.R. O desemprego é um fenômeno real, grave e crescente, que vem trazendo inúmeras alterações na relação homem-trabalho. O homem contemporâneo que é desde seu nascimento conduzido por uma propaganda ideológica, a serviço do capital, que traz como marca a frase: o trabalho dignifica o homem, ainda que desempenhe um oficio alienante e de incomodo imensurável, busca sua inserção nessa relação. Durante toda a sua vida, ele mantém suas relações baseadas dentro do modelo capitalista de trabalho, pois este circunda toda e qualquer relação humana. O trabalho, nesse sentido, passa a ser protoforma e intermediário entre o ser biológico e o social. Entretanto, frente à atual crise de desemprego, está no subtexto que esse homem não tem mais função na sociedade, uma vez que está fora do mundo do trabalho. A partir de então, começa a adoecer de diversas formas, com manifestações físicas e psíquicas. A busca por uma nova colocação também é desgastante e pode tornar o adoecimento crônico, por gerar um sofrimento constante. Entender-se desempregado é sofr ível. O objetivo do presente estudo foi verificar de que maneira e em que grau dá-se o sofrimento de indivíduos em situação de desemprego. Foi realizada uma pesquisa de campo objetivando dar voz ao desempregado e compreender o desemprego da ótica de quem o vive. Para tanto, foram entrevistados cinco desempregados que freqüentam o Centro de Solidariedade da Força Sindical, na esperança de conseguir uma colocação, todos com idades entre 30 e 45 anos, desempregados há mais de seis meses e há menos de três anos. As entrevistas semidirigidas, orientadas por um roteiro contendo sete questões, procuraram identificar a representação social do desemprego e os sentimentos que dele decorrem. Foram realizadas no próprio local, após a apresentação dos objetivos do estudo e do termo de livre consentimento. Após a análise dos relatos, seis eixos foram estabelecidos: Perdas Psíquicas, Perdas Sociais, Perdas Materiais, Perspectivas de futuro, Concepção de Desemprego e Luta pela Re-inserção. O estudo contribuiu para constatação de que o adoecimento não necessariamente se refere a uma doença mental, mas ao perecer na vida e que as perdas eram múltiplas, mas o sofrimento inevitável e comum a todos. A insegurança traz inúmeras preocupações, comprometendo a qualidade de vida dessas pessoas que definem os primeiros sintomas como perda do sono e irritabilidade. A falta de sucesso na busca de uma nova colocação traz sentimentos de tristeza, cansaço, frustração e humilhação. Muitas vezes sentem-se descriminadas por estarem fora do mundo do trabalho e acabam isolando-se socialmente. O grau de desesperança para uma nova colocação está diretamente ligado ao tempo de desemprego. PALAVRAS CHAVE: Relação homemtrabalho, Desemprego, e Adoecimento. 18

EMENTAS DAS DISCIPLINAS

EMENTAS DAS DISCIPLINAS EMENTAS DAS DISCIPLINAS CURSO DE GRADUAÇÃO DE PSICOLOGIA Ementário/abordagem temática/bibliografia básica (3) e complementar (5) Morfofisiologia e Comportamento Humano Ementa: Estudo anátomo funcional

Leia mais

SUPERANDO A DEPRESSÃO RESUMO

SUPERANDO A DEPRESSÃO RESUMO SUPERANDO A DEPRESSÃO Andreza do Ouro Corrêa - andreza.correa@ymail.com Mayara Cristina Costa Mariângela Pinto da Silva Gislaine Lima da Silva - gilisilva@ig.com.br Curso de Psicologia Unisalesiano/ Lins

Leia mais

Fator emocional. Fertilidade Natural: Fator emocional CAPÍTULO 8

Fator emocional. Fertilidade Natural: Fator emocional CAPÍTULO 8 CAPÍTULO 8 Fator emocional O projeto comum de ter filhos, construir a própria família, constitui um momento existencial muito importante, tanto para o homem como para a mulher. A maternidade e a paternidade

Leia mais

Motivações para a mulher HIV positivo gestar

Motivações para a mulher HIV positivo gestar Motivações para a mulher HIV positivo gestar Maria Regina Limeira Ortiz* Tania Mara Andreoli Gomes** Resumo Trabalhar com mulheres portadoras do vírus da Imuno Deficiência adquirida(hiv) é algo extremamente

Leia mais

Autores: Leandro César de Paula e Thiago Leonardo Magalhães Goulart Orientador: Soraya Regina Ferreira

Autores: Leandro César de Paula e Thiago Leonardo Magalhães Goulart Orientador: Soraya Regina Ferreira RECRUTAMENTO E SELEÇÃO NAS ORGANIZAÇÕES Autores: Leandro César de Paula e Thiago Leonardo Magalhães Goulart Orientador: Soraya Regina Ferreira Os objetivos deste artigo são mostrar a importância do recrutamento

Leia mais

A SIMBOLOGIA DA DOENÇA PSICOFÍSICA COMO UM CAMINHO POSSÍVEL PARA A INDIVIDUAÇÃO RESUMO

A SIMBOLOGIA DA DOENÇA PSICOFÍSICA COMO UM CAMINHO POSSÍVEL PARA A INDIVIDUAÇÃO RESUMO A SIMBOLOGIA DA DOENÇA PSICOFÍSICA COMO UM CAMINHO POSSÍVEL PARA A INDIVIDUAÇÃO Fany Patrícia Fabiano Peixoto Orientadora: Eugenia Cordeiro Curvêlo RESUMO O termo psicossomática esclarece a organização

Leia mais

PROJETO PEDAGÓGICO DE POS GRADUAÇÃO LATO SENSU. Ano: 2014/2015

PROJETO PEDAGÓGICO DE POS GRADUAÇÃO LATO SENSU. Ano: 2014/2015 PROJETO PEDAGÓGICO DE POS GRADUAÇÃO LATO SENSU Ano: 2014/2015 1 - JUSTIFICATIVA A hospitalização pode ser experienciada como um dos momentos mais delicados e difíceis do processo do adoecer. Isso porque

Leia mais

COLÓQUIO POLÍTICAS DE PREVENÇÃO E DE ATENDIMENTO À SAÚDE DOS TRABALHADORES EM EDUCAÇÃO. Cássio Filipe Galvão Bessa Executiva CONTEE

COLÓQUIO POLÍTICAS DE PREVENÇÃO E DE ATENDIMENTO À SAÚDE DOS TRABALHADORES EM EDUCAÇÃO. Cássio Filipe Galvão Bessa Executiva CONTEE COLÓQUIO POLÍTICAS DE PREVENÇÃO E DE ATENDIMENTO À SAÚDE DOS TRABALHADORES EM EDUCAÇÃO Cássio Filipe Galvão Bessa Executiva CONTEE Condições de Trabalho e Saúde dos Trabalhadores do Ensino Privado no Estado

Leia mais

A FORMAÇÃO DAS NEUROSES E SUA CONSTITUIÇÃO NA INFÂNCIA: IMPLICAÇÕES NA VIDA ESCOLAR

A FORMAÇÃO DAS NEUROSES E SUA CONSTITUIÇÃO NA INFÂNCIA: IMPLICAÇÕES NA VIDA ESCOLAR A FORMAÇÃO DAS NEUROSES E SUA CONSTITUIÇÃO NA INFÂNCIA: IMPLICAÇÕES NA VIDA ESCOLAR Jane Kelly de Freitas Santos (apresentador) 1 Maria Cecília Braz Ribeiro de Souza (orientador) 2 1 Curso de Pedagogia

Leia mais

DROGAS E FAMÍLIA: SOBRECARGA. Silvana C. Maciel UFPB

DROGAS E FAMÍLIA: SOBRECARGA. Silvana C. Maciel UFPB DROGAS E FAMÍLIA: SOBRECARGA Silvana C. Maciel UFPB CONCEITO DE DROGA Droga é qualquer substância que, não sendo produzida pelo organismo, tem a propriedade de atuar sobre um ou mais de seus sistemas,

Leia mais

Aconselhamento. Real. Um modelo eficaz de. restauração de vidas. Luiz Henrique de Paula

Aconselhamento. Real. Um modelo eficaz de. restauração de vidas. Luiz Henrique de Paula Aconselhamento Real Um modelo eficaz de restauração de vidas Luiz Henrique de Paula 2010 Luiz Henrique de Paula Direitos desta edição reservados à Paco Editorial. Nenhuma parte desta obra pode ser apropriada

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Secretaria de Educação Especial EDUCAÇÃO INCLUSIVA A FAMÍLIA

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Secretaria de Educação Especial EDUCAÇÃO INCLUSIVA A FAMÍLIA MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Secretaria de Educação Especial EDUCAÇÃO INCLUSIVA A FAMÍLIA Brasília - 2004 Série: EDUCAÇÃO INCLUSIVA 1. A Fundamentação Filosófica 2. O Município 3 A Escola 4 A Família FICHA TÉCNICA

Leia mais

GESTÃO HOSPITALAR NA BUSCA DE MUDANÇAS: INFLUÊNCIA DE UM ESTÁGIO EM PSICOLOGIA ORGANIZACIONAL PARA GESTORES DE UM HOSPITAL

GESTÃO HOSPITALAR NA BUSCA DE MUDANÇAS: INFLUÊNCIA DE UM ESTÁGIO EM PSICOLOGIA ORGANIZACIONAL PARA GESTORES DE UM HOSPITAL 1 GESTÃO HOSPITALAR NA BUSCA DE MUDANÇAS: INFLUÊNCIA DE UM ESTÁGIO EM PSICOLOGIA ORGANIZACIONAL PARA GESTORES DE UM HOSPITAL Edelvais Keller 1; Dorli Terezinha de Mello Rosa 2; Jovani Antonio Se 1 cchi

Leia mais

Durante toda sua vida, Anna Freud ocupou-se com a psicanálise, dando especial

Durante toda sua vida, Anna Freud ocupou-se com a psicanálise, dando especial 30 1. 3. Anna Freud: o analista como educador Durante toda sua vida, Anna Freud ocupou-se com a psicanálise, dando especial ênfase ao desenvolvimento teórico e terapêutico da psicanálise de crianças. Sua

Leia mais

Volume 6 N. 2 jul./dez. 2004 ISSN 1516-3687

Volume 6 N. 2 jul./dez. 2004 ISSN 1516-3687 Volume 6 N. 2 jul./dez. 2004 ISSN 1516-3687 UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE Chanceler Augustus Nicodemus Lopes Reitor Manassés Claudino Fonteles Vice-Reitor Pedro Ronzelli Júnior Secretário Geral

Leia mais

Portfolio FORMAÇÃO CONTÍNUA

Portfolio FORMAÇÃO CONTÍNUA Portfolio FORMAÇÃO CONTÍNUA Elaboramos soluções de formação customizadas de acordo com as necessidades específicas dos clientes. Os nossos clientes são as empresas, organizações e instituições que pretendem

Leia mais

Violência Simbólica: possíveis lugares subjetivos para uma criança diante da escolha materna

Violência Simbólica: possíveis lugares subjetivos para uma criança diante da escolha materna Violência Simbólica: possíveis lugares subjetivos para uma criança diante da escolha materna Henrique Figueiredo Carneiro Liliany Loureiro Pontes INTRODUÇÃO Esse trabalho apresenta algumas considerações,

Leia mais

O talento é seu. A gente só aperfeiçoa. Conheça: est.edu.br

O talento é seu. A gente só aperfeiçoa. Conheça: est.edu.br O talento é seu. A gente só aperfeiçoa. EXTENSÃO Conheça: est.edu.br PROGRAMA DE EXTENSÃO A Faculdades EST é vinculada à Rede Sinodal de Educação, identificada com a Igreja Evangélica de Confissão Luterana

Leia mais

Volume 5 N. 1 jan./jun. 2003

Volume 5 N. 1 jan./jun. 2003 Volume 5 N. 1 jan./jun. 2003 ISSN 1516-3687 UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE Chanceler Osvaldo Henrique Hack Reitora Maria Lucia Marcondes Carvalho Vasconcelos Vice-Reitor Pedro Ronzelli Júnior INSTITUTO

Leia mais

REVISITANDO A TEORIA DO SETTING TERAPÊUTICO

REVISITANDO A TEORIA DO SETTING TERAPÊUTICO REVISITANDO A TEORIA DO SETTING TERAPÊUTICO 2012 Letícia Machado Moreira Psicóloga, em formação psicanalítica pelo IEPP leticiamachadomoreira@gmail.com Cristiane Silva Esteves Psicóloga. Especialista em

Leia mais

Grade Curricular - Psicologia (Psicologia - integral)

Grade Curricular - Psicologia (Psicologia - integral) Grade Curricular - Psicologia (Psicologia - integral) SEMESTRE 1 - Obrigatórias BIO0105 Biologia 6 0 6 MAE0112 Introducao a Probabilidade e a Estatistica I 4 0 4 PSA0113 Psicologia da Aprendizagem PSE0101

Leia mais

A BOCA CALA, O CORPO FALA: VIOLÊNCIA SEXUAL, SEGREDO E PSICANÁLISE.

A BOCA CALA, O CORPO FALA: VIOLÊNCIA SEXUAL, SEGREDO E PSICANÁLISE. A BOCA CALA, O CORPO FALA: VIOLÊNCIA SEXUAL, SEGREDO E PSICANÁLISE. Desde os primeiros passos de Freud em suas investigações sobre o obscuro a respeito do funcionamento da mente humana, a palavra era considerada

Leia mais

PARENTALIDADE NA FAVELA: UMA EXPERIÊNCIA COM CONSULTAS TERAPÊUTICAS

PARENTALIDADE NA FAVELA: UMA EXPERIÊNCIA COM CONSULTAS TERAPÊUTICAS PARENTALIDADE NA FAVELA: UMA EXPERIÊNCIA COM CONSULTAS TERAPÊUTICAS Daniel Kauffmann 1 Tereza Marques de Oliveira 2 Resumo O objetivo deste trabalho é relatar nossa experiência na clínica do social, junto

Leia mais

Trabalhos Aprovados: Eixo: Educação Infantil Manhã (8:30 às 12:00hrs.) Sala 26

Trabalhos Aprovados: Eixo: Educação Infantil Manhã (8:30 às 12:00hrs.) Sala 26 AS APRESENTAÇÕES ACONTECERÃO DIA 20/05 (QUARTA-FEIRA), NO PERÍODO DA MANHÃ E DA TARDE! Trabalhos Aprovados: Eixo: Educação Infantil Manhã (8:30 às 12:00hrs.) Sala 26 s: Práticas na leitura e escrita na

Leia mais

CENTRO DE ENSINO SUPERIOR DE JATAÍ - CESUT A s s o c i a ç ã o J a t a i e n s e d e E d u c a ç ã o

CENTRO DE ENSINO SUPERIOR DE JATAÍ - CESUT A s s o c i a ç ã o J a t a i e n s e d e E d u c a ç ã o EMENTA Noções introdutórias em psicologia e direito. Conhecimentos básicos em psicologia para os alunos do direito. Definição e histórico da psicologia jurídica. Relações da psicologia com a justiça, a

Leia mais

DEPRESSÃO. O que você precisa saber. Fênix Associação Pró-Saúde Mental

DEPRESSÃO. O que você precisa saber. Fênix Associação Pró-Saúde Mental DEPRESSÃO O que você precisa saber Fênix Associação Pró-Saúde Mental Eu admito que preciso de ajuda, pois sozinho não consigo... (Grupo Fênix: Os 6 Passos para a Recuperação) a 1 Edição São Paulo 2010

Leia mais

Psicopedagogia Institucional. Profa. Ms. Cintia Perez Duarte cperezduarte@yahoo.com.br

Psicopedagogia Institucional. Profa. Ms. Cintia Perez Duarte cperezduarte@yahoo.com.br Psicopedagogia Institucional Profa. Ms. Cintia Perez Duarte cperezduarte@yahoo.com.br O psicopedagogo dentro da empresa atua diretamente com o interrelacionamento entre todos com o aprendizado, com o desempenho

Leia mais

ESTÁGIOS ESPECÍFICOS ÊNFASE: PROCESSOS CLÍNICOS E SAÚDE MENTAL

ESTÁGIOS ESPECÍFICOS ÊNFASE: PROCESSOS CLÍNICOS E SAÚDE MENTAL ESTÁGIOS ESPECÍFICOS O estágio específico, previsto como atividade obrigatória a partir do sétimo semestre do Curso de é compreendido na perspectiva de continuidade da formação básica definida no Núcleo

Leia mais

GRAVIDEZ NA ADOLESCÊNCIA: FATORES PRECURSORES E RISCOS ASSOCIADOS.

GRAVIDEZ NA ADOLESCÊNCIA: FATORES PRECURSORES E RISCOS ASSOCIADOS. GRAVIDEZ NA ADOLESCÊNCIA: FATORES PRECURSORES E RISCOS ASSOCIADOS. RIBEIRO, Fernanda Nunes. Discente de Psicologia da Universidade Federal de Campina Grande. E-mail: fernandanunesribeiro@hotmail.com SANTANA,

Leia mais

CURSO DE PEDAGOGIA EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS 2015.1 BRUSQUE (SC) 2015 1 EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS DO CURSO DE PEDAGOGIA

CURSO DE PEDAGOGIA EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS 2015.1 BRUSQUE (SC) 2015 1 EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS DO CURSO DE PEDAGOGIA 1 CURSO EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS 2015.1 BRUSQUE (SC) 2015 2 SUMÁRIO 1ª FASE... 4 01 INVESTIGAÇÃO DA PRÁTICA DOCENTE I... 4 02 LEITURA E PRODUÇÃO DE TEXTO... 4 03 PROFISSIONALIDADE DOCENTE... 4 04 RESPONSABILIDADE

Leia mais

P - ÁREA PROFISSIONAL SERVIÇO SOCIAL

P - ÁREA PROFISSIONAL SERVIÇO SOCIAL P - ÁREA PROFISSIONAL SERVIÇO SOCIAL P 41 - SERVIÇO SOCIAL EM ASSISTÊNCIA A PACIENTES PORTADORES DE HIV/AIDS Titulação: Aprimoramento Supervisora: Susan Marisclaid Gasparini Dirigido aos profissionais

Leia mais

GRADE E CONTEÚDO PROGRAMÁTICO/ DATAS E HORÁRIOS. C/H: 8 horas. Data/horário: 29/06 e 30/06 das 18:30 às 22:30 (2ª e 3ª)

GRADE E CONTEÚDO PROGRAMÁTICO/ DATAS E HORÁRIOS. C/H: 8 horas. Data/horário: 29/06 e 30/06 das 18:30 às 22:30 (2ª e 3ª) GRADE E CONTEÚDO PROGRAMÁTICO/ DATAS E HORÁRIOS MÓDULO I: PSICOLOGIA DO DESENVOLVIMENTO C/H: 8 horas. Data/horário: 29/06 e 30/06 das 18:30 às 22:30 (2ª e 3ª) 04/07 das 8 às 16h (sábado). Bibliografia

Leia mais

MATRIZ CURRICULAR CURRÍCULO PLENO 1.ª SÉRIE

MATRIZ CURRICULAR CURRÍCULO PLENO 1.ª SÉRIE MATRIZ CURRICULAR Curso: Graduação: Regime: Duração: BACHARELADO SERIADO ANUAL - NOTURNO 4 (QUATRO) ANOS LETIVOS Integralização: A) TEMPO TOTAL - MÍNIMO = 04 (QUATRO) ANOS LETIVOS - MÁXIMO = 07 (SETE)

Leia mais

CURSO DE PEDAGOGIA EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS DO CURSO DE PEDAGOGIA

CURSO DE PEDAGOGIA EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS DO CURSO DE PEDAGOGIA 1 CURSO DE EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS BRUSQUE (SC) 2012 2 SUMÁRIO 1ª FASE... 4 01 BIOLOGIA EDUCACIONAL... 4 02 INVESTIGAÇÃO PEDAGÓGICA: DIVERSIDADE CULTURAL NA APRENDIZAGEM... 4 03 METODOLOGIA CIENTÍFICA...

Leia mais

XIII Encontro de Iniciação Científica IX Mostra de Pós-graduação 06 a 11 de outubro de 2008 BIODIVERSIDADE TECNOLOGIA DESENVOLVIMENTO

XIII Encontro de Iniciação Científica IX Mostra de Pós-graduação 06 a 11 de outubro de 2008 BIODIVERSIDADE TECNOLOGIA DESENVOLVIMENTO XIII Encontro de Iniciação Científica IX Mostra de Pós-graduação 06 a 11 de outubro de 2008 BIODIVERSIDADE TECNOLOGIA DESENVOLVIMENTO EPB0178 QUEBRA DO SIGILO PROFISSIONAL EM CASOS DE PEDOFILIA GABRIELE

Leia mais

CÂNCER DE MAMA:PERSPECTIVAS SOBRE AS RELAÇÕES FAMILIARES

CÂNCER DE MAMA:PERSPECTIVAS SOBRE AS RELAÇÕES FAMILIARES V EPCC Encontro Internacional de Produção Científica Cesumar 23 a 26 de outubro de 2007 CÂNCER DE MAMA:PERSPECTIVAS SOBRE AS RELAÇÕES FAMILIARES Simone Lemos 1 ; Suzei Helena Tardivo Barbosa 2 ; Giseli

Leia mais

UNIVERSIDAD ARGENTINA JOHN F. KENNEDY. Mestranda em Psicanálise Joana S. Oliveira Psicóloga CRP 06/114168

UNIVERSIDAD ARGENTINA JOHN F. KENNEDY. Mestranda em Psicanálise Joana S. Oliveira Psicóloga CRP 06/114168 UNIVERSIDAD ARGENTINA JOHN F. KENNEDY Mestranda em Psicanálise Joana S. Oliveira Psicóloga CRP 06/114168 Considerações psicanalíticas sobre a imagem corporal, algumas conseqüências após intervenções sobre

Leia mais

QUESTIONÁRIO: VIOLÊNCIA CONTRA CRIANÇAS NOME: CLASSIFIQUE EM VERDADEIRO (V) OU FALSO (F) AS SENTENÇAS ABAIXO:

QUESTIONÁRIO: VIOLÊNCIA CONTRA CRIANÇAS NOME: CLASSIFIQUE EM VERDADEIRO (V) OU FALSO (F) AS SENTENÇAS ABAIXO: QUESTIONÁRIO: VIOLÊNCIA CONTRA CRIANÇAS NOME: 1. Um tapinha no bumbum não é considerado violência devido ao baixo grau de agressão. 2. A prática sexual com indivíduos menores de 14 anos, com o consentimento

Leia mais

60 anos da Declaração Universal dos Direitos Humanos PROGRAMAÇÃO

60 anos da Declaração Universal dos Direitos Humanos PROGRAMAÇÃO VIII Semana do Assistente Social 60 anos da Declaração Universal dos Direitos Humanos 12 a 15 de maio de 2008 Escola de Serviço Social da PUC Minas Apoio: Núcleo de Direitos Humanos - Pró-Reitoria de Extensão

Leia mais

MATERNIDADE NA ADOLESCÊNCIA

MATERNIDADE NA ADOLESCÊNCIA MATERNIDADE NA ADOLESCÊNCIA Autor: Marusa Fernandes da Silva marusafs@gmail.com Orientadora: Profª. Ms. Mônica Mª N. da Trindade Siqueira Universidade de Taubaté monica.mnts@uol.com.br Comunicação oral:

Leia mais

CURSO DE ENFERMAGEM Reconhecido pela Portaria nº 270 de 13/12/12 DOU Nº 242 de 17/12/12 Seção 1. Pág. 20

CURSO DE ENFERMAGEM Reconhecido pela Portaria nº 270 de 13/12/12 DOU Nº 242 de 17/12/12 Seção 1. Pág. 20 CURSO DE ENFERMAGEM Reconhecido pela Portaria nº 270 de 13/12/12 DOU Nº 242 de 17/12/12 Seção 1. Pág. 20 Componente Curricular: Enfermagem em Atenção à Saúde Mental Código: ENF- 210 Pré-requisito: ENF

Leia mais

A INSERÇÃO DA SAÚDE NO PROJETO POLÍTICO PEDAGÓGICO DA ESCOLA

A INSERÇÃO DA SAÚDE NO PROJETO POLÍTICO PEDAGÓGICO DA ESCOLA A INSERÇÃO DA SAÚDE NO PROJETO POLÍTICO PEDAGÓGICO DA ESCOLA Carlos Silva 1 Objetivo: Favorecer o desenvolvimento de ações pedagógicas em saúde a partir da inserção das questões de saúde no Projeto Político

Leia mais

IDENTIFICAÇÃO PRIMÁRIA DE SINTOMAS DO TRANSTORNO DEPRESSIVO MAIOR E A BUSCA POR PROFISSIONAIS ESPECIALIZADOS

IDENTIFICAÇÃO PRIMÁRIA DE SINTOMAS DO TRANSTORNO DEPRESSIVO MAIOR E A BUSCA POR PROFISSIONAIS ESPECIALIZADOS IDENTIFICAÇÃO PRIMÁRIA DE SINTOMAS DO TRANSTORNO DEPRESSIVO MAIOR E A BUSCA POR PROFISSIONAIS ESPECIALIZADOS Cayla Aparecida de Sousa 1 ; Cícero Marcelo Félix Junior 1 ; Sandra Cristina Catelan- Mainardes

Leia mais

C U R S O D I R E I T O Autorizado pela Portaria MEC nº 3.355,de 05/12/02-D.O.U de 06/12/02 Componente Curricular: Psicologia aplicada ao Direito

C U R S O D I R E I T O Autorizado pela Portaria MEC nº 3.355,de 05/12/02-D.O.U de 06/12/02 Componente Curricular: Psicologia aplicada ao Direito C U R S O D I R E I T O Autorizado pela Portaria MEC nº 3.355,de 05/12/02-D.O.U de 06/12/02 Componente Curricular: Psicologia aplicada ao Direito Código: DIR - 212 Pré-requisito: ----- Período Letivo:

Leia mais

RELATO DE EXPERIÊNCIA: ADOLESCENTES E ATIVIDADE SEXUAL PRECOCE EM UMA UNIDADE DE SAÚDE NA ZONA OESTE RJ

RELATO DE EXPERIÊNCIA: ADOLESCENTES E ATIVIDADE SEXUAL PRECOCE EM UMA UNIDADE DE SAÚDE NA ZONA OESTE RJ Revista Eletrônica Novo Enfoque, ano 2013, v. 17, n. 17, p. 134 138 RELATO DE EXPERIÊNCIA: ADOLESCENTES E ATIVIDADE SEXUAL PRECOCE EM UMA UNIDADE DE SAÚDE NA ZONA OESTE RJ PORTO, Adriana Vianna Costa 1

Leia mais

O PAPEL DO PSICOPEDAGOGO NA ESCOLA

O PAPEL DO PSICOPEDAGOGO NA ESCOLA O PAPEL DO PSICOPEDAGOGO NA ESCOLA CRATO Francisca Francineide Cândido Ms. em Ciência da Educação Esp. em Psicopedagogia e Psicomotricidade Diretora de Projetos Sociais da ABPp-Ce Conselheira Eleita da

Leia mais

Plano Integrado de Capacitação de Recursos Humanos para a Área da Assistência Social PAPÉIS COMPETÊNCIAS

Plano Integrado de Capacitação de Recursos Humanos para a Área da Assistência Social PAPÉIS COMPETÊNCIAS PAPÉIS E COMPETÊNCIAS O SERVIÇO PSICOSSOCIAL NO CREAS... O atendimento psicossocial no serviço é efetuar e garantir o atendimento especializado (brasil,2006). Os profissionais envolvidos no atendimento

Leia mais

Ementário do Curso de Pedagogia, habilitações: Educação Infantil e Séries Iniciais 2010.2

Ementário do Curso de Pedagogia, habilitações: Educação Infantil e Séries Iniciais 2010.2 01 BIOLOGIA EDUCACIONAL Fase: 1ª Carga Horária: 30 h/a Prática: 30 h/a Créditos: 4 A biologia educacional e os fundamentos da educação. As bases biológicas do crescimento e desenvolvimento humano. A dimensão

Leia mais

ENFRENTAMENTO DA VIOLÊNCIA CONTRA CRIANÇAS E ADOLESCENTES: BALANÇO DE UMA DÉCADA

ENFRENTAMENTO DA VIOLÊNCIA CONTRA CRIANÇAS E ADOLESCENTES: BALANÇO DE UMA DÉCADA ENFRENTAMENTO DA VIOLÊNCIA CONTRA CRIANÇAS E ADOLESCENTES: BALANÇO DE UMA DÉCADA Área Temática: Direitos Humanos e Justiça Liza Holzmann (Coordenadora da Ação de Extensão) Liza Holzmann 1 Palavras Chave:

Leia mais

Especial Online RESUMO DOS TRABALHOS DE CONCLUSÃO DE CURSO. Recursos Humanos 2011-1 ISSN 1982-1816. www.unifoa.edu.br/cadernos/especiais.

Especial Online RESUMO DOS TRABALHOS DE CONCLUSÃO DE CURSO. Recursos Humanos 2011-1 ISSN 1982-1816. www.unifoa.edu.br/cadernos/especiais. Especial Online ISSN 1982-1816 www.unifoa.edu.br/cadernos/especiais.html DOS TRABALHOS DE CONCLUSÃO DE CURSO Recursos Humanos 2011-1 DOS TRABALHOS DE CONCLUSÃO DE CURSO LIDERANÇA AUTOCRÁTICA: O RELACIONAMENTO

Leia mais

GRADUAÇÃO E TRABALHO EM ENFERMAGEM RELACIONADOS AO SOFRIMENTO PSÍQUICO: REVISÃO BIBLIOGRÁFICA

GRADUAÇÃO E TRABALHO EM ENFERMAGEM RELACIONADOS AO SOFRIMENTO PSÍQUICO: REVISÃO BIBLIOGRÁFICA GRADUAÇÃO E TRABALHO EM ENFERMAGEM RELACIONADOS AO SOFRIMENTO PSÍQUICO: REVISÃO BIBLIOGRÁFICA Luana Aparecida Alves da Silva 1 Ana Carolina Rossin¹ Thaís Dresch Eberhardt 2 Leonardo Dresch Eberhardt 3

Leia mais

Lembro de uma cena em especial, no Hospital Psiquiátrico Cyro Martins, que muito

Lembro de uma cena em especial, no Hospital Psiquiátrico Cyro Martins, que muito UM TÊNUE LIMIAR... 1 Graciella Leus Tomé Lembro de uma cena em especial, no Hospital Psiquiátrico Cyro Martins, que muito me chocou. Foi a internação de uma jovem senhora, mãe, casada, profissão estável,

Leia mais

1.1. Cristina Nacif Alves

1.1. Cristina Nacif Alves 1.1. 1.1.1. Formação Graduação em Pedagogia, Universidade Estadual do Rio de Janeiro, concluída em Junho de 1992 Especialização em Desenvolvimento e Aprendizagem da criança e do adolescente - Instituto

Leia mais

Curso de Especialização Educação Infantil 2ª Edição EMENTA DAS DISCIPLINAS

Curso de Especialização Educação Infantil 2ª Edição EMENTA DAS DISCIPLINAS Curso de Especialização Educação Infantil 2ª Edição EMENTA DAS DISCIPLINAS Psicologia do Desenvolvimento e Aprendizagem da Criança de 0 a 5 anos Docente do Curso Gilza Maria Zauhy Garms Total da Carga

Leia mais

PRÁTICAS DE INTERVENÇÃO EM SAÚDE MENTAL NA INFÂNCIA

PRÁTICAS DE INTERVENÇÃO EM SAÚDE MENTAL NA INFÂNCIA PRÁTICAS DE INTERVENÇÃO EM SAÚDE MENTAL NA INFÂNCIA Marina Aparecida Luiz de Freitas 1 ; Jhainieiry Cordeiro Famelli Ferret 2 RESUMO: A saúde mental de crianças e de adolescentes tornou-se uma questão

Leia mais

Doenças Graves Doenças Terminais

Doenças Graves Doenças Terminais MINISTÉRIO DA SAÚDE Comissão Nacional de Ética em Pesquisa - CONEP Universidade Federal de Minas Gerais Doenças Graves Doenças Terminais José Antonio Ferreira Membro da CONEP/ MS Depto de Microbiologia

Leia mais

PSICOTERAPIA INFANTIL

PSICOTERAPIA INFANTIL PSICOTERAPIA INFANTIL Claudia Ribeiro Boneberg 1 Demarcina K. Weinheimer 2 Ricardo Luis V. de Souza 3 Ramão Costa 4 Me. Luiz Felipe Bastos Duarte 5 1 TEMA Psicoterapia psicanalítica infantil 1.1 DELIMITAÇÃO

Leia mais

Sobre a intimidade na clínica contemporânea

Sobre a intimidade na clínica contemporânea Sobre a intimidade na clínica contemporânea Flávia R. B. M. Bertão * Francisco Hashimoto** Faculdade de Ciências e Letras de Assis, UNESP. Doutorado Psicologia frbmbertao@ibest.com.br Resumo: Buscou-se

Leia mais

Espiritualidade e Saúde: avaliação de uma proposta educacional para a graduação em Medicina e Enfermagem na UNIFESP

Espiritualidade e Saúde: avaliação de uma proposta educacional para a graduação em Medicina e Enfermagem na UNIFESP Espiritualidade e Saúde: avaliação de uma proposta educacional para a graduação em Medicina e Enfermagem na UNIFESP Centro de História e Filosofia das Ciências da Saúde Valdir Reginato Espiritualidade

Leia mais

AVALIAÇÃO DE OCORRÊNCIA DE DEPRESSÃO EM IDOSOS INSTITUCIONALIZADOS.

AVALIAÇÃO DE OCORRÊNCIA DE DEPRESSÃO EM IDOSOS INSTITUCIONALIZADOS. V EPCC Encontro Internacional de Produção Científica Cesumar 23 a 26 de outubro de 2007 AVALIAÇÃO DE OCORRÊNCIA DE DEPRESSÃO EM IDOSOS INSTITUCIONALIZADOS. Ângela Mari Rauth 1, Arlinda Jesus Sampaio¹,

Leia mais

A ESCOLHA PROFISSIONAL: UMA ESCUTA DO SOFRIMENTO PSIQUÍCO DE ADOLESCENTES DAS ESCOLAS PÚBLICAS E PARTICULARES DA CIDADE DE PRESIDENTE PRUDENTE SP.

A ESCOLHA PROFISSIONAL: UMA ESCUTA DO SOFRIMENTO PSIQUÍCO DE ADOLESCENTES DAS ESCOLAS PÚBLICAS E PARTICULARES DA CIDADE DE PRESIDENTE PRUDENTE SP. A ESCOLHA PROFISSIONAL: UMA ESCUTA DO SOFRIMENTO PSIQUÍCO DE ADOLESCENTES DAS ESCOLAS PÚBLICAS E PARTICULARES DA CIDADE DE PRESIDENTE PRUDENTE SP Joselene Lopes Alvim A ESCOLHA PROFISSIONAL: UMA ESCUTA

Leia mais

Promoção da Saúde na Escola Através das Aulas de Educação Física

Promoção da Saúde na Escola Através das Aulas de Educação Física 10 Promoção da Saúde na Escola Através das Aulas de Educação Física Juliana Marin Orfei Especialista em Atividade Física: Treinamento Esportivo UNICASTELO Viviane Portela Tavares Especialista em Atividade

Leia mais

O PSICÓLOGO NA COMUNIDADE: UMA PESPECTIVA CONTEMPORÂNEA

O PSICÓLOGO NA COMUNIDADE: UMA PESPECTIVA CONTEMPORÂNEA O PSICÓLOGO NA COMUNIDADE: UMA PESPECTIVA CONTEMPORÂNEA (2011) Dayana Lima Dantas Valverde Psicóloga, graduada pela Faculdade de Tecnologia e Ciências de Feira de Santana, BA. Pós-graduanda em Saúde Mental

Leia mais

Resumos. Seminário de Pesquisa do Programa de Pós-Graduação em Teoria Psicanalítica

Resumos. Seminário de Pesquisa do Programa de Pós-Graduação em Teoria Psicanalítica Seminário de Pesquisa do Programa de Pós-Graduação em Teoria Psicanalítica Inovação em psicanálise: rumos e perspectivas na contemporaneidade Quarta-feira 10/6 10h30-12h Mesa-redonda Saúde mental e psicanálise

Leia mais

RESOLUÇÃO DE QUESTÕES DE PROVA FGV TJ/SC. RAFAEL TREVIZOLI NEVES PSICÓLOGO CRP 06/107847 COLABORADOR EducaPsico

RESOLUÇÃO DE QUESTÕES DE PROVA FGV TJ/SC. RAFAEL TREVIZOLI NEVES PSICÓLOGO CRP 06/107847 COLABORADOR EducaPsico RESOLUÇÃO DE QUESTÕES DE PROVA FGV TJ/SC RAFAEL TREVIZOLI NEVES PSICÓLOGO CRP 06/107847 COLABORADOR EducaPsico Janeiro/2015 RESOLUÇÃO DE QUESTÕES DE PROVA - FGV Tribunal de Justiça de Santa Catarina Psicólogo

Leia mais

Projeto de Ações para o Serviço Psicológico do Setor Socioeducacional da Faculdade ASCES

Projeto de Ações para o Serviço Psicológico do Setor Socioeducacional da Faculdade ASCES Projeto de Ações para o Serviço Psicológico do Setor Socioeducacional da Faculdade ASCES Jovanka de Freitas S. Limeira Psicóloga Setor Socioeducacional Caruaru 2014 APRESENTAÇÃO O presente projeto sugere

Leia mais

A RELAÇÃO HOMEM-TRABALHO DE PORTADORES DE HIV, DOENTES OU NÃO DE AIDS

A RELAÇÃO HOMEM-TRABALHO DE PORTADORES DE HIV, DOENTES OU NÃO DE AIDS A RELAÇÃO HOMEM-TRABALHO DE PORTADORES DE HIV, DOENTES OU NÃO DE AIDS Mariana Tironi de Camargo Mariana Gonçales Gerzeli Francisco Hashimoto Resumo: A presente pesquisa tem por objetivo compreender como

Leia mais

A IMPORTÂNCIA DA ATUAÇÃO DO PROFISSIONAL DE PSICOLOGIA NO CONTEXTO ESCOLAR

A IMPORTÂNCIA DA ATUAÇÃO DO PROFISSIONAL DE PSICOLOGIA NO CONTEXTO ESCOLAR A IMPORTÂNCIA DA ATUAÇÃO DO PROFISSIONAL DE PSICOLOGIA NO CONTEXTO ESCOLAR Larissa Brito da Silva, Waleria Maria de Sousa Paulino, Stefania Germano Dias, Flavio Pereira de Oliveira, Leilane Menezes Maciel

Leia mais

UMA ANÁLISE DAS TESES E DISSERTAÇÕES NO PORTAL DA CAPES: A EDUCAÇÃO ESPECIAL EM FOCO 1

UMA ANÁLISE DAS TESES E DISSERTAÇÕES NO PORTAL DA CAPES: A EDUCAÇÃO ESPECIAL EM FOCO 1 UMA ANÁLISE DAS TESES E DISSERTAÇÕES NO PORTAL DA CAPES: A EDUCAÇÃO ESPECIAL EM FOCO 1 Mary Ellen Silva Santos Angélica Marcelino Diana Araújo Souza Nathália Araújo Patrícia Alves Ivania Reis 2 RESUMO

Leia mais

Diretrizes de Aplicação Saúde mental de servidores públicos da Administração direta, autárquica e funcacional

Diretrizes de Aplicação Saúde mental de servidores públicos da Administração direta, autárquica e funcacional Diretrizes de Aplicação Saúde mental de servidores públicos da Administração direta, autárquica e funcacional CAPÍTULO I PRINCÍPIOS NORTEADORES Art. 1º Os procedimentos em saúde mental a serem adotados

Leia mais

PROVA ESPECÍFICA Cargo 39

PROVA ESPECÍFICA Cargo 39 11 PROVA ESPECÍFICA Cargo 39 QUESTÃO 26 Alguns dos desafios às novas formas de acolher e tratar os doentes mentais, a partir das reformas psiquiátricas, são, EXCETO: a) O risco de se tratar dos sintomas,

Leia mais

AS OCORRÊNCIAS EMOCIONAIS E NUTRICIONAIS EM ADOLESCENTES GRÁVIDAS

AS OCORRÊNCIAS EMOCIONAIS E NUTRICIONAIS EM ADOLESCENTES GRÁVIDAS AS OCORRÊNCIAS EMOCIONAIS E NUTRICIONAIS EM ADOLESCENTES GRÁVIDAS Aline Aparecida de Souza 1, Camila Oliveira de Souza¹, Joana Ercilia Aguiar 2 RESUMO: A Adolescência é marcada por transformações biopsicossocial

Leia mais

A contribuição da Psicologia no Tratamento Clínico e Cirúrgico da Obesidade

A contribuição da Psicologia no Tratamento Clínico e Cirúrgico da Obesidade A contribuição da Psicologia no Tratamento Clínico e Cirúrgico da Obesidade Thaís Cristina Simamoto* Thaís Silva Luiz* A obesidade mórbida é uma doença crônica metabólica que combina grandes chances de

Leia mais

Programa de Saúde Familiar Uma Análise na Região do Caparaó/ES

Programa de Saúde Familiar Uma Análise na Região do Caparaó/ES Programa de Saúde Familiar Uma Análise na Região do Caparaó/ES Letícia Polastrelli de Carvalho UVV Faculdade de Guaçuí guacui@uvv.br Marcio José Furtado UVV Faculdade de Guaçuí marciofurt@yahoo.com.br

Leia mais

OS CONHECIMENTOS DO PROFESSOR DE EDUCAÇÃO FÍSICA PARA A ESCOLA HOJE

OS CONHECIMENTOS DO PROFESSOR DE EDUCAÇÃO FÍSICA PARA A ESCOLA HOJE OS CONHECIMENTOS DO PROFESSOR DE EDUCAÇÃO FÍSICA PARA A ESCOLA HOJE KOGUT, Maria Cristina - PUCPR Cristina.k@pucpr.br SOUZA, Franciely Prudente de Oliveira - PUCPR franciely.oliveira@pucpr.br TREVISOL,

Leia mais

ATENDIMENTO MULTIPROFISSIONAL NA ESTRATÉGIA SAÚDE DA FAMÍLIA: PERCEPÇÃO DA EQUIPE

ATENDIMENTO MULTIPROFISSIONAL NA ESTRATÉGIA SAÚDE DA FAMÍLIA: PERCEPÇÃO DA EQUIPE ATENDIMENTO MULTIPROFISSIONAL NA ESTRATÉGIA SAÚDE DA FAMÍLIA: PERCEPÇÃO DA EQUIPE Rosimery Cruz de Oliveira Dantas Universidade Federal de Campina Grande Campus Cajazeiras. Symara Abrantes Albuquerque

Leia mais

EMENTAS DAS DISCIPLINAS DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM PSICOLOGIA

EMENTAS DAS DISCIPLINAS DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM PSICOLOGIA ANEXO II DA RESOLUÇÃO CEPEC Nº 952 EMENTAS DAS DISCIPLINAS DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM PSICOLOGIA NÚCLEO COMUM Análise do comportamento O método experimental na análise das relações comportamentais complexas:

Leia mais

18º Congresso de Iniciação Científica EDUCAÇÃO FÍSICA NO ENSINO MÉDIO E OS TEMAS GERADORES

18º Congresso de Iniciação Científica EDUCAÇÃO FÍSICA NO ENSINO MÉDIO E OS TEMAS GERADORES 18º Congresso de Iniciação Científica EDUCAÇÃO FÍSICA NO ENSINO MÉDIO E OS TEMAS GERADORES Autor(es) TALINE MELEGA TOME Orientador(es) IDA CARNEIRO MARTINS 1. Introdução Segundo Cury (1997) o Ensino Médio

Leia mais

OS EFEITOS DAS EMOÇÕES NEGATIVAS NA SAÚDE DE NOSSO CORPO

OS EFEITOS DAS EMOÇÕES NEGATIVAS NA SAÚDE DE NOSSO CORPO 1 RESUMO OS EFEITOS DAS EMOÇÕES NEGATIVAS NA SAÚDE DE NOSSO CORPO Glória Maria A. F. Cristofolini Nada se passa na mente que o corpo não manifeste, cita Hermógenes. Quando a medicina ocidental passou a

Leia mais

Núcleo 2.1 - Abordagem Junguiana: fundamentos teóricos e intervenção

Núcleo 2.1 - Abordagem Junguiana: fundamentos teóricos e intervenção Núcleo 2.1 - Abordagem Junguiana: fundamentos teóricos e intervenção Departamentos envolvidos: Psicodinâmica, Desenvolvimento, Psicologia Social e Métodos e Técnicas Professores: Eloisa Marques Damasco

Leia mais

ANEXO I. PROJETO De Extensão de Curta Duração

ANEXO I. PROJETO De Extensão de Curta Duração MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL FARROUPILHA REITORIA ANEXO I. PROJETO De Extensão de Curta Duração 1. IDENTIFICAÇÃO 1.1 Título do Projeto: Sexualidade, corporeidade e direitos humanos na adolescência.

Leia mais

Diferentes Abordagens em Dependência Química: Quais os limites?

Diferentes Abordagens em Dependência Química: Quais os limites? Diferentes Abordagens em Dependência Química: Quais os limites? Cláudia Fabiana de Jesus Psicóloga e Mestre em Psicologia da Saúde Estimular a reflexão sobre os limites das abordagens Repensar sobre os

Leia mais

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE Decanato Acadêmico

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE Decanato Acadêmico Unidade Universitária: Centro de Ciências Biológicas e da Saúde - 040 Curso: Psicologia Núcleo Temático:Psicologia e Saúde Coletiva Disciplina:Psicologia Escolar I Professor(es): Marcos Vinícius de Araújo

Leia mais

ADOLESCÊNCIA E DROGAS

ADOLESCÊNCIA E DROGAS O DILEMA DAS DROGAS ADOLESCÊNCIA E DROGAS Segundo Valdi Craveiro Para uma abordagem do uso de drogas na perspectiva da REDUÇÃO DE DANOS, devemos antes de tudo proceder com duas ações: 1) redefinir 2) contextualizar

Leia mais

10º FÓRUM DE EXTENSÃO E CULTURA DA UEM

10º FÓRUM DE EXTENSÃO E CULTURA DA UEM 10º FÓRUM DE EXTENSÃO E CULTURA DA UEM PROJETO INTERINSTITUCIONAL SAÚDE, EDUCAÇÃO E CIDADANIA: APOIO PSICOSSOCIAL AS FAMÍLIAS POR MEIO DA PARTICIPAÇÃO DE PAIS EM GRUPOS DE REFLEXÃO Daniela Cristina Grégio

Leia mais

A IMPORTÂNCIA DA EDUCAÇÃO FÍSICA PARA OS ALUNOS DO PRÉ VESTIBULAR: A VISÃO DE PROFESSORES DO TERCEIRO ANO DO ENSINO MÉDIO DE ESCOLAS DE FORTALEZA 1

A IMPORTÂNCIA DA EDUCAÇÃO FÍSICA PARA OS ALUNOS DO PRÉ VESTIBULAR: A VISÃO DE PROFESSORES DO TERCEIRO ANO DO ENSINO MÉDIO DE ESCOLAS DE FORTALEZA 1 1 A IMPORTÂNCIA DA EDUCAÇÃO FÍSICA PARA OS ALUNOS DO PRÉ VESTIBULAR: A VISÃO DE PROFESSORES DO TERCEIRO ANO DO ENSINO MÉDIO DE ESCOLAS DE FORTALEZA 1 Renata Pereira Moreira 2 Heraldo Simões Ferreira 3

Leia mais

ALCOOLISMO ENTRE ACADÊMICOS DE ENFERMAGEM: UM ESTUDO TRANSVERSAL

ALCOOLISMO ENTRE ACADÊMICOS DE ENFERMAGEM: UM ESTUDO TRANSVERSAL ALCOOLISMO ENTRE ACADÊMICOS DE ENFERMAGEM: UM ESTUDO TRANSVERSAL RESUMO Descritores: Alcoolismo. Drogas. Saúde Pública. Introdução Durante a adolescência, o indivíduo deixa de viver apenas com a família

Leia mais

SERVIÇO DE ESCUTA PSICOLÓGICA: UMA ESCUTA PROFUNDA DE CARÁTER EMERGENCIAL

SERVIÇO DE ESCUTA PSICOLÓGICA: UMA ESCUTA PROFUNDA DE CARÁTER EMERGENCIAL SERVIÇO DE ESCUTA PSICOLÓGICA: UMA ESCUTA PROFUNDA DE CARÁTER EMERGENCIAL MORAIS 1, Alexsandra Dias LIMA 2, Aline Cristine da Silva GOMES 3, Inalígia Figueiredo FRANCA 4, Juliana Monteiro da OLIVEIRA 5,

Leia mais

Alessandra Santana. Angélica Cristina da Silva Freire

Alessandra Santana. Angélica Cristina da Silva Freire Câmpus Alfenas 28 de novembro de 2011 SUMÁRIO Alessandra Santana... 2 Angélica Cristina da Silva Freire... 2 Bárbara Luiza Novais... 3 Bruna Aparecida Reis... 3 Carolina Esteves Martins... 4 Celsianne

Leia mais

Prof. Maurício Ribeiro de Almeida Unisalesiano - mauricio928@uol.com.br

Prof. Maurício Ribeiro de Almeida Unisalesiano - mauricio928@uol.com.br AS REPRESENTAÇÕES SOCIAIS EM UMA INSTITUIÇÃO UNIVERSITÁRIA ACERCA DAS NOVAS CONFIGURAÇÕES DE ADOÇÃO THE SOCIAL REPRESENTATIONS IN AN UNIVERSITY INSTITUTION ABOUT THE NEW ADOPTION CONFIGURATIONS Eliseu

Leia mais

O Escutar através do Desenho

O Escutar através do Desenho 1 O Escutar através do Desenho Neide M.A.Corgosinho 1 RESUMO: O artigo aqui apresentado baseia-se em algumas experiências de trabalho na internação pediátrica do Hospital Militar de Minas Gerais no período

Leia mais

ERRATA Nº 01. Art. 1 - Retifica-se, na página 02, o item 4 do Cronograma do Concurso, o qual passa a vigorar com a data de 20/04/2012.

ERRATA Nº 01. Art. 1 - Retifica-se, na página 02, o item 4 do Cronograma do Concurso, o qual passa a vigorar com a data de 20/04/2012. ERRATA Nº 01 Art. 1 - Retifica-se, na página 02, o item 4 do Cronograma do Concurso, o qual passa a vigorar com a data de 20/04/2012. Art. 2º - Retifica-se o item 5.3.4, que passa a vigorar com a seguinte

Leia mais

A ESPIRITUALIDADE DA FAMÍLIA AO TER UM FAMILIAR INTERNADO POR DOENÇA CRÔNICA: RELATO DE VIVÊNCIA 1

A ESPIRITUALIDADE DA FAMÍLIA AO TER UM FAMILIAR INTERNADO POR DOENÇA CRÔNICA: RELATO DE VIVÊNCIA 1 A ESPIRITUALIDADE DA FAMÍLIA AO TER UM FAMILIAR INTERNADO POR DOENÇA CRÔNICA: RELATO DE VIVÊNCIA 1 ROSSATO, Karine 2 ; GIRARDON-PERLINI, Nara Marilene Oliveira 3, MISTURA, Claudelí 4, CHEROBINI, Márcia

Leia mais

INFLUÊNCIAS NO PROCESSO DE ORIENTAÇÃO PROFISSIONAL

INFLUÊNCIAS NO PROCESSO DE ORIENTAÇÃO PROFISSIONAL INFLUÊNCIAS NO PROCESSO DE ORIENTAÇÃO PROFISSIONAL 2011 Bruno Fernandes Carla Brasilino Juliano Fávero Mariabile Túlio Email: bruno.fergon@hotmail.com RESUMO O objetivo deste artigo é discutir a questão

Leia mais

A Saúde Mental dos Trabalhadores da Saúde

A Saúde Mental dos Trabalhadores da Saúde A Saúde Mental dos Trabalhadores da Saúde Tatiana Thiago Mendes Psicóloga Clínica e do Trabalho Pós-Graduação em Saúde e Trabalho pelo HC FM USP Perita Judicial em Saúde Mental Panorama da Saúde dos Trabalhadores

Leia mais

EDUCAÇÃO SEXUAL PARA PESSOAS COM DEFICIÊNCIA INTELECTUAL LEVE: MEDO OU FALTA DE INFORMAÇÃO?

EDUCAÇÃO SEXUAL PARA PESSOAS COM DEFICIÊNCIA INTELECTUAL LEVE: MEDO OU FALTA DE INFORMAÇÃO? EDUCAÇÃO SEXUAL PARA PESSOAS COM DEFICIÊNCIA INTELECTUAL LEVE: MEDO OU FALTA DE INFORMAÇÃO? Lilian Patricia de Oliveira Zanca lilianpatyoli@hotmail.com Regina Célia Pinheiro da Silva Orientadora UNITAU

Leia mais

Objetivos do Curso: Público alvo:

Objetivos do Curso: Público alvo: Formação em Coaching Com Abordagem Neurocientífica, Psicofisiológica, Filosófica e Comportamental. Destinado aos Profissionais das Áreas de Saúde, Educação e Gestão de Pessoas Coaching é a palavra inglesa

Leia mais

Comunicação 01 NOME DO TRABALHO HORÁRIO PROFESSOR Prédio novo 1-Contabilidade Gerencial 20H KATHE

Comunicação 01 NOME DO TRABALHO HORÁRIO PROFESSOR Prédio novo 1-Contabilidade Gerencial 20H KATHE Comunicação 01 1-Contabilidade Gerencial 20H KATHE Sala 08-10º. Período de Psicologia 2- A importância da tecnologia da informação como diferencial competitivo na empresa 3- Secretariado executivo e a

Leia mais

Create PDF with PDF4U. If you wish to remove this line, please click here to purchase the full version

Create PDF with PDF4U. If you wish to remove this line, please click here to purchase the full version A FAMÍLIA COMO CUIDADOR DO IDOSO: UMA RELAÇÃO FORTALECIDA PELA AJUDA DOS PROFISSIONAIS DE SAÚDE OLIVEIRA, Monica Caldas de RESUMO Este artigo acerca da família como cuidador do idoso: uma relação fortalecida

Leia mais