JUNTA FREGUESIA DE ALCABIDECHE. Opções do Plano e Orçamento 2015

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "JUNTA FREGUESIA DE ALCABIDECHE. Opções do Plano e Orçamento 2015"

Transcrição

1 JUNTA FREGUESIA DE ALCABIDECHE Opções do Plano e Orçamento 2015

2 Opções do Plano e Orçamento 2015 Índice Introdução... 3 Princípios da Instituição... 5 Opções do Plano Acção Social... 8 Psicologia Recursos Humanos Assuntos Jurídicos Juventude Educação Cultura Desporto / Colectividades Salubridade / Cemitério Ambiente Sinalização / Toponimia Actividades Económicas Protecção Civil

3 Opções do Plano e Orçamento 2015 Introdução Opções do Plano e Orçamento 2015 de acordo com o preceituado na Lei nº 75/2013, de 12 de setembro, no nº 1, alínea a) do art.º 16º, compete à Junta de Freguesia elaborar e submeter à aprovação da assembleia de freguesia as Opções do Plano e a proposta do Orçamento para Neste contexto as Opções do Plano e Orçamento para 2015, visam dar continuidade a uma política económica consolidada e em respeito pelos princípios da boa governança pública. É convicção deste executivo cumprir o programa eleitoral sufragado em 2013 e perseguir com determinação ao encontro de soluções que melhorem a qualidade de vida dos fregueses de Alcabideche. No respeito democrático que as instituições nos merecem, entendeu-se pela elaboração de um documento consensual, em respeito pelo estatuto da oposição, permitindo assim os contributos de todas as forças políticas com assento na assembleia de freguesia. Apesar dos constrangimentos orçamentais, procurar-se-á continuar com uma política de rigor num quadro económico de grande exigência, na execução dos protocolos de descentralização de competências encetados com o Município de Cascais. Continuaremos a desenvolver políticas sociais de proximidade, permitindo a inclusão na sociedade dos mais fragilizados, jovens e idosos da freguesia. A Educação é primordial para uma sociedade socialmente responsável, neste contexto não só através das competências que nos estão delegadas, como fruto de novos desafios que caminham para uma descentralização abrangente, é 3

4 Opções do Plano e Orçamento 2015 nosso propósito dotar a junta de mecanismos necessários para uma resposta eficiente e eficaz. A restruturação da Escola de Musica Michel Giacometti, permite uma oferta pedagógica de elevada qualidade, sendo já uma referência na freguesia. Continuamos a aposta neste projeto de indubitável valor. A freguesia detém uma riqueza cultural reconhecida, é nosso propósito apoiar manifestações culturais que constituam um veículo promocional da freguesia além-fronteiras. É convicção do executivo a aposta em iniciativas que visem o reforço da identidade nos territórios, nomeadamente nos largos e centros económicos das localidades dentro da freguesia de Alcabideche. A ajuda na revitalização económica dos centros como foi exemplo o Alcabazar, traduz-se numa iniciativa potenciadora de novas dinâmicas territoriais e geradora de riqueza para a Freguesia e Concelho. Pretende -se assim com base nos pressupostos políticos assumidos por este executivo no seu programa eleitoral, cumprir ao longo do mandato a prestação de um serviço de qualidade, aos cidadãos residentes na Freguesia de Alcabideche. 4

5 Opções do Plano e Orçamento 2015 I. Os Princípios da Instituição VISÃO A Junta de Freguesia de Alcabideche pretende ser uma instituição de referência, baseando a sua intervenção na melhoria contínua das suas práticas e na elevação da qualidade dos serviços prestados. VALORES No âmbito da procura constante de respostas às solicitações dos fregueses de Alcabideche, o entendimento de exemplos de boas práticas referenciais, pressupõem os seguintes valores; Desempenho Procuramos, permanentemente, aumentar o nosso nível de desempenho para executar com perfeição as nossas tarefas. Avaliamos com cuidado o nosso desempenho, assegurando que a integridade e o respeito pelas pessoas não sejam comprometidos. Trabalho de Equipa O trabalho de equipa suporta um espírito de entusiasmo, realização e paixão pelos nossos, fomenta o espírito de entreajuda, permitindo que tenhamos êxito em todos os nossos empreendimentos. O trabalho de equipa contribui para uma maior eficácia da organização. Rigor A Qualidade faz-se, cumprindo as normas e procedimentos estabelecidos. O rigor técnico e a padronização do trabalho Dinamismo O nosso dinamismo é complementado com a capacidade de inovar e de nos adaptar a um mundo em permanente mudança. 5

6 Opções do Plano e Orçamento 2015 Liderança Todos devem encontrar uma forma de liderar, e dedicamo-nos a proporcionar oportunidades para que os líderes cresçam dentro da nossa organização. Inovação A inovação é a chave para melhorar a relação laboral. Procuramos identificar maneiras de fazer com que os nossos serviços sejam mais úteis e as nossas práticas e processos sejam mais eficientes e eficazes, de forma a satisfazer os nossos fregueses, criando diferenciação e valor acrescentado. Confidencialidade Guardar absoluto sigilo de todos os factos e informações relativos à vida da instituição. Integridade Respeitar os deveres e os direitos de todas as partes interessadas e as regras organizacionais de conduta. Solidariedade Assumir a interdependência e a ajuda recíproca para a garantia da qualidade dos serviços. Participação Fomentar a participação cívica constante dos fregueses na vida autárquica, como forma de enriquecer o princípio da democracia que deve sustentar o poder autárquico, nomeadamente as Freguesias. 6

7 Opções do Plano e Orçamento 2015 II. Opções do Plano 2015 As Opções do Plano para 2015 da Junta de Freguesia de Alcabideche, foram desenvolvidas em prossecução dos objectivos definidos no início deste mandato e em função das necessidades encontradas. O presente documento contém uma perspectiva provisional de receitas e despesas para 2015, permitindo ao executivo o cumprimento estreito da execução orçamental, deixando no entanto espaço para o desempenho de outras actividades que surjam, como é de todo legítimo. Trata-se de um documento equilibrado na sua essência contabilística e revelador de uma ambição realista na sua execução, não obstante os condicionalismos de ordem financeira a que está sujeito. Entende o Executivo assim, no respeito íntegro pela execução do presente documento, estarão reunidas as condições necessárias para a sustentabilidade económico - financeira da Junta de Freguesia de Alcabideche a curto prazo. 7

8 Opções do Plano e Orçamento 2015 III. ACÇÃO SOCIAL A Junta de Freguesia continuará atenta aos problemas sociais que existem, procurando dotar o acompanhamento necessário para uma resposta célere e eficaz. Neste contexto a aposta no reforço do encaminhamento junto das entidades públicas e privadas, continuará a ser uma aposta deste serviço, bem como o fortalecimento da Comissão Social da Freguesia, potenciando assim na partilha, a optimização da resposta entre os diferentes actores que intervém no território. No âmbito do apoio à 3ª Idade iremos desenvolver os seguintes projectos de apoio: Projecto Melhor Saúde Projecto Ajudas Técnicas Apoio Psicológico às famílias mais carenciadas Aplicação do regulamento para atribuição de subsídios de carência / emergência social. Identificação de Idosos em isolamento e casos de pobreza escondida ( articulação com a Comissão da Assembleia de Freguesia) Reforço dos contactos com a GNR na identificação da população idosa mais vulnerável na freguesia. Bolsa de voluntariado para ajuda à população carenciada ( preenchimento das declarações do IRS). 8

9 Opções do Plano e Orçamento 2015 É nosso propósito executar em 2015 as seguintes actividades relacionadas com a Acção Social / 3ª Idade: Projecto Melhor Saúde Projecto Ajudas Técnicas Apoio Técnico aos Centros de Convivio Realização do Encontro de Gerações Campanhas de Sensibilização e Prevenção da Saúde Encontro de Coros das Associações e centros de Dia. Baile de Carnaval Colónia Aberta Praia de S Pedro Comemoração do São Martinho Exposição e Venda de Natal no espaço Montepio Festa de Natal para os seniores da Freguesia Promoção da participação dos mais velhos através de intervenção direta no espaço público, nomeadamente o que rodeia as suas habitações e lares, tais como jardins e hortas, providenciando apoio e supervisão técnica (Projecto O meu avô continua útil, ou um nome de semelhante significado, a valorizar a actividade dos mais velhos sobre o espaço). Proceder ao levantamento do estado actual dos equipamentos sociais comunitários e revitalizá-los como medidas de emergência social (medida proposta na Comissão para a Emergência Social da AF) nomeadamente nos Centros de Dia, Associações, etc. ou nos bairros, como por exemplo: casas de banho e duches públicos, bebedouros e fontes, máquinas de lavar roupa; com o objectivo de revitalizar esses 9

10 Opções do Plano e Orçamento 2015 serviços públicos de apoio à população mais carenciada e em situação de pobreza, ou mesmo como acolhimento e facilitação do turismo local. O Plano de apoio à Infância e Juventude englobará as seguintes propostas de execução: Apoio na aquisição de livros escolares ( Regulamento para Atribuição de Subsídios de Carência / Emergência no âmbito da Acção Social) Apoio a projectos Juvenis devidamente apresentados e de interesse para a juventude de Alcabideche. Apoio ao Projecto da Escola Socio-Desportiva) dos Salesianos de Manique. Sensibilizar os jovens da freguesia para a realidade da violência no namoro e os seus efeitos nefastos na vida das pessoas e na comunidade. Daremos continuidade à execução dos protocolos assinados com a Câmara Municipal de Cascais. Projecto Seniores em Movimento Projecto Melhor Saúde Projecto Ajudas Técnicas Projecto Bolsas Sociais Projecto Emprego na Freguesia Iremos dar atenção: Aplicação de um serviço de oferta à comunidade de equipamentos informáticos de modo a facilitar o acesso a serviços públicos disponibilizados eletronicamente (tais como a Segurança Social Directa, o 10

11 Opções do Plano e Orçamento 2015 Portal das Finanças, etc) e disponibilizar o paoio na utilização dos mesmos. Cooperação com o Fórum Municipal da Violência Doméstica no sentido de prevenir, minorar os seus efeitos e dar respostas em tempo útil às vítimas através da articulação interinstitucional numa visão de conjunto territorial, capacitando recursos humanos e físicos e recebendo as situações-problemas. 11

12 Opções do Plano e Orçamento 2015 IV. Gabinete de Psicologia A avaliação precoce de comportamentos desviantes é extremamente importante para o equilíbrio psíquico do individuo na sociedade, favorecendo capacidades na construção da personalidade no meio social. Neste contexto o trabalho relevante que a Junta de Freguesia disponibiliza através do seu Gabinete de Psicologia continuará a ser uma aposta do executivo, propondo-se assim a atingir em 2015 os seguintes objectivos: Avaliação psicológica individual e pontual nas escolas da freguesia Intervenção nas turmas ou grupos de alunos Acompanhamento junto dos Professores ao longo do ano lectivo Atendimento de todos os Pais e Encarregados de Educação. Elaboração de relatório de avaliação / acompanhamento psicológico dirigido a todos so intervenientes no sistema de ensino (pedopsiquiatras, psiquiatras, neurologistas, pediatras e clínicos gerais) Projecto Junta Solidária dirigido à população em geral da freguesia. Cooperação com organismos vocacionados e experientes na intervenção psico-social precoce, inserida no meio familiar e da comunidade (caso da Aldeia SOS, APAV, e outras IPSS ou Associações sem fins lucrativos e com projectos e competências nestas áreas). 12

13 Opções do Plano e Orçamento 2015 V. Recursos Humanos Os recursos Humanos são a pedra chave de qualquer organização. Neste intuito os recursos humanos da junta têm vindo a desenvolver capacidades acrescidas para uma resposta que se pretende com qualidade junto da população. Iremos assim em 2015 proceder às seguintes ações: Aplicação do SIADAP Elaboração de um Plano de Formação para Valorização profissional, pessoal e social. Abertura de Concurso Público para admissão de Professores, Educadores e Auxiliares. Manter a colaboração estreita com o IEFP e Centro de Emprego Manter e reforçar os estágios profissionais junto dos jovens da freguesia. Aquisição de Software e hardware informático. 13

14 Opções do Plano e Orçamento 2015 VI. Assuntos Jurídicos A prestação de um aconselhamento jurídico de qualidade é já um referencial nos serviços da junta de freguesia de Alcabideche. O nosso objectivo passa assim por atingir as seguintes metas em 2015: Acompanhamento jurídico junto dos fregueses carenciados Aplicação do SIADAP 2015 Abertura de Concurso Público para admissão de Professores, Educadores, Auxiliares de Educação e Auxiliares de limpeza para escolas do 1º Ciclo e JI. Continuação da aplicação de processos contraordenacionais no âmbito da legislação de canídeos e no âmbito da violação do regulamento do cemitério. Criação de um gabinete de consulta jurídica para a população carenciada da freguesia em parceria com a delegação da ordem dos advogados de Cascais. Criação de uma plataforma estruturante de apoio às comunidades imigrantes, em interligação e parceria com as organizações de apoio à imigração nacionais e locais, numa perspetiva de defesa dos seus direitos de cidadania contra qualquer forma de discriminação (xenófoba). 14

15 Opções do Plano e Orçamento 2015 VII. Juventude A pretensão constante em encontrar instrumentos que possibilitem aos jovens potenciar o seu dinamismo e realização na freguesia, é uma preocupação deste executivo. Neste intuito pretendemos atingir os seguintes objectivos: Iniciativas de formação e qualificação profissional em parceria com o IEFP Bolsa de trabalho voluntariado junto das Associações e Colectividades da freguesia, visando a relação intergeracional. Programa de apoio Jovens Solidários, sinalização e acompanhamento de idosos e outros jovens em risco. Promover as actividades culturais e desportivas no âmbito da semana da juventude. Criar um ciclo de debate sobre A Juventude, Oportunidades e Desafios. Palcos de Rua, potenciar as capacidades artísticas nas seguintes áreas: musica, pintura, dança, literatura entre outras. Manter a disponibilidade do espaço montepio para ensaio e promoção no estúdio de gravação. 15

16 Opções do Plano e Orçamento 2015 Promover parcerias com as instituições do ensino superior existentes na freguesia. Promover a interculturalidade dentro da nossa Freguesia, através da execução de iniciativas de promoção / convivência entre jovens, com vista à redução de comportamentos xenófobos e racistas. Apoiar e orientar de modo continuado as iniciativas locais de jovens que demonstrem ter valor e interesse comunitários, nos âmbitos musical, desportivo, social ou outros. 16

17 Opções do Plano e Orçamento 2015 VIII. Educação O homem não é nada além daquilo que a educação faz dele. Immanuel Kant A Dinamização e Promoção de Projectos Educativos na freguesia, são objectivos estratégicos que nos propomos desenvolver em Daremos assim particular atenção às seguintes propostas: Continuação da aplicação do Acordo de delegação de Competências no âmbito da Educação com a CMC Continuidade da abertura das Ludobibliotecas à comunidade Manter a representatividade nos Conselhos Gerais das Escolas Acompanhamento na implementação dos projectos PIC s Manter actualizado o Guia de Recursos em parceria com o KCidade Promover o património cultural da freguesia, junto dos alunos das escolas do 1º ciclo. Criar Acções Solidárias nas escolas para famílias carenciadas. Potenciar o número de parcerias junto do fundo de desemprego de Alcoitão. Constituir um programa integrado com vista ao insucesso e abandono escolar. Manter a amostra Feira de Talentos exposição de escultura dos alunos da freguesia. 17

18 Opções do Plano e Orçamento 2015 Continuidade no apoio às Ludotecas (Adroana e Alcoitão) quanto ao seu papel cultural e de inserção social. Promover a cidadania e a solidariedade através de programas interescolares nos 1º e 2º ciclos. Desenvolver um programa integrado entre Agrupamentos Escolares, visando a redução do insucesso e do abandono escolares e ajustando a oferta educativa ao tecido empresarial existente na Freguesia de Alcabideche. Incentivar a visita dos alunos das Escolas do 1º Ciclo do ensino Básico e Jardins de Infância à Junta de Freguesia, para que estes tomem contacto com esta instituição local e possam conhecer quais são as suas áreas de actuação. 18

19 Opções do Plano e Orçamento 2015 IX. Cultura Face aos fortes constrangimentos financeiros em 2014, não foi possível atingir por completo os objetivos propostos. Verificamos contudo que na sua maioria, foram realizados dentro das limitações financeiras existentes. Propomo-nos assim para 2015: Comemorações do 174º Aniversário da Freguesia de Alcabideche; Manter e aumentar a dinamização do espaço montepio com exposições, conferências e outras realizações de índole cultural. Aumentar o número de concertos dos Alunos da Escola de Musica Michel Giacometti, junto da população. Apoio a diversos Grupos Culturais da Freguesia Promover a semana Cultural da Freguesia Exemplo Alcabazar Potenciar os recursos arqueológicos da Freguesia junto das escolas e turistas. Criar Concurso de Fotografia. Promover encontros musicais no CDA, no sentido quer da promoção da cultura na Freguesia, quer da rentabilização dos espaços do Complexo (exterior e interior). Criação de pelo menos 4 eventos musicais anuais, Festival Música de Bandas Locais (de garagem) Promoção de um concurso, com votação pelos presentes. Bilhetes de ingresso a preços interessantes. Comemorações do 41º Aniversário do 25 de Abril 19

20 Opções do Plano e Orçamento 2015 X. Desporto e Colectividades A Freguesia de Alcabideche detém um número de colectividades e Associações muito empenhadas, sendo geradores de parte significativa das iniciativas desportivas e culturais. Não pode este executivo deixar de reconhecer em todos os elementos que as compõem o mérito pelo trabalho desempenhado, traduzindo o seu esforço diário na melhoria da qualidade de vida dos seus concidadãos. Entende assim o executivo propor para o ano de 2015: Na área desportiva; Realização do Festival Gímnico da Freguesia de Alcabideche Realização do Festival Aquático da Freguesia de Alcabideche Promover a Prova 14 Km Guincho Promover a Prova Corrida do Monge Realização do Encontro Gímnico da Freguesia Realização do Festival Aquático Na área das Associações de Cultura e Desporto Manter uma relação estreita junto das Associações fornecendo apoio técnico na preparação das suas atividades. Realizar o encontro de Bandas Filarmónicas. Promover as Orquestras Ligeiras da Freguesia. Realizar a Semana da Colectividade. Apoio a actividades de índole cultural e desportiva 20

21 Opções do Plano e Orçamento 2015 XI. Salubridade Cemitério O Cemitério de Alcabideche é um equipamento municipal, estando contudo sobre gestão da Junta de Freguesia de Alcabideche. Constrangimentos de ordem financeira não permitiram o investimento desejado, mas é nossa convicção que em 2015 poderemos atingir os objectivos a que nos propomos: Actualização do regulamento para o cemitério Adoção de um manual de boas práticas Finalização do cadastro informático do Cemitério Abertura de um posto permanente no interior do cemitério Remodelação da zona de secagem das ossadas Remodelação do WC público Reorganização dos talhões Averiguação da possibilidade de aproveitar e rentabilizar pela Junta de Freguesia os materiais abandonados e de valor no cemitério, tais como as pedras tumulares descartadas, preparando-as, reutilizando-as e revendendo-as a preços convidativos. Construção de ossários. 21

22 Opções do Plano e Orçamento 2015 XII. Ambiente Uma parte significativa da freguesia encontra-se inserida em pleno Parque Natural. Uma política que vise a preservação do coberto florestal com regras definidas na relação homem / ambiente, é muito importante para o equilíbrio natural e melhoria constante da qualidade de vida da população na freguesia de Alcabideche. Procuraremos assim para o ano de 2015: Promoção de iniciativas que visem uma educação ambiental junto da população com criação de workshops temáticos. Sensibilização junto da População para a preservação do espaço público. Retirada de grafitti em vários locais da freguesia. Requalificar e manter os espaços verdes no âmbito do Protocolo de delegação de competências com a CMC Apoiar iniciativas dos moradores na requalificação dos espaços verdes Cooperar com a CMC em matéria de gestão e manutenção de espaços verdes que estão fora do Protocolo da CMC Promover e propor medidas de melhoria dos Espaços Verdes da Freguesia. Promover a Organização em parceria com as Escolas, a empresa Cascais Ambiente e outras entidades locais, acções de consciencialização e de formação sobre a temática dos Solos. 22

23 Opções do Plano e Orçamento 2015 Sensibilização junta da População para a preservação do espaço público, para a recolha selectiva de resíduos, em prol da cidadania, do respeito pela comunidade e da sustentabilidade ambiental. Limpeza e preservação dos Fornos de Cal do Pisão Limpeza e arranjo paisagística do Miradouro do Cabreiro Retirada de grafitti em vários locais da freguesia Sensibilizar a população e os órgãos competentes municipais para a utilização de métodos não poluentes na eliminação de ervas daninhas e plantas infestantes nos espaços públicos, tendendo à não utilização de agentes químicos como herbicidas tais como o glifosato, ou pesticidas químicos nocivos à saúde pública e poluentes de terras e águas. Sensibilizar igualmente os fregueses para a necessidade de cuidar jardins e hortas privados de modo ecológico e sustentável. Promover as hortas biológicas e as hortas em casa, projecto municipal, junto das populações. Contribuir para o alargamento do projecto, nomeadamente da promoção e divulgação das suas acções de formação. 23

24 Opções do Plano e Orçamento 2015 XIII. Sinalização, Trânsito e Toponímia A manutenção e requalificação do espaço urbano é muito importante para a vida quotidiana dos residentes de Alcabideche, trata-se de uma área que todos os dias influencia de uma forma ou de outra a vivência na freguesia. Neste contexto entende este executivo que as preocupações nesta matéria para 2015 serão as seguintes: Reforçar a iluminação pública em alguns locais da freguesia Promover a redefinição e ordenamento do trânsito em locais da freguesia: exemplo Salesianos de Manique Assegurar a conservação dos edifícios da Junta de Freguesia Participar na identificação de anomalias relacionadas com a rede viária. Colaborar na execução do Acordo inter-administrativo com a CMC. Sensibilizar para a preservação e conservação do património histórico e recuperação de casas degradadas. Manutenção e colocação de novas placas toponímicas e limpeza das mesmas. Colocação e manutenção de espelhos parabólicos. Tomar as medidas possíveis no sentido de favorecer tendencialmente a mobilidade pedonal e ciclável, sempre em segurança. Cuidar dos passeios públicos para peões. Promover um controlo de qualidade sistemático, apoiado nos residentes locais através da criação de um sistema de recolha de participações e 24

25 Opções do Plano e Orçamento 2015 queixas sobre passeios e caminhos pedonais e cicláveis que necessitem de manutenção. Criar uma equipa de pessoas que se dediquem a reparar os passeios e caminhos degradados, com a eventual colaboração de voluntários, ou através de um protocolo com a prisão do Linhó contando-se com prisioneiros de regime aberto, ou mesmo com protocolo com o IEFP. Promover o acesso a zonas nevrálgicas da Freguesia, como o CDA, através da melhoria da sinalização de acessos e a publicitação da localização. Realizar o levantamento das paragens de Transportes Públicos sem abrigos, colocar abrigos em todas. Nos casos de abrigos com protocolo municipal com a JCDecaux, insistir junto dos responsáveis para que sejam colocados e mantidos. Colocar em todas as paragens de autocarros da Scotturb na freguesia mapas da rede de TP no concelho. Acompanhar o funcionamento da rede de transportes públicos no território da Freguesia e defender as pretensões dos utentes junto da empresa responsável e demais entidades competentes, nomeadamente aqueles que resultarem dos estudos e inquéritos realizados pela Comissão para a Mobilidade e a Comunicação da AF Alcabideche. 25

26 Opções do Plano e Orçamento 2015 XIV. Actividades Económicas A atividade económica na freguesia de Alcabideche resume-se fundamentalmente aos II e IIIº sector, nomeadamente a pequenas industrias de produção familiar e serviços. A Restauração tem um peso considerável na actividade económica da freguesia com a existência de vários estabelecimentos em todos os locais. A crise económica que o país atravessa tem sido muito exigente para este sector de actividade, verificando-se o encerramento de muitos estabelecimentos nos últimos anos. Não podemos no entanto deixar de constatar o potencial que detém e que deve ser potenciado. Assim propomos para 2015: Reforçar a dinamização dos centros económicos da freguesia. Promover os produtos gastronómicos da freguesia. Apoiar no processo de certificação de produtos tradicionais Potenciar iniciativas empreendedoras de emprego Criar um concurso gastronómico nos restaurantes da freguesia. 26

27 Opções do Plano e Orçamento 2015 XV. Protecção Cívil e Segurança Os serviços de Segurança e Protecção Civil são fundamentais para a comunidade, sendo um elemento determinante da democracia, não só na assunção dos deveres que lhe estão associados como dos direitos que são proporcionados. A Freguesia de Alcabideche é o único espaço territorial do Concelho de Cascais que tem como responsabilidade na gestão da segurança pública, a Guarda Nacional Republicana GNR. No âmbito da Protecção e Socorro a freguesia tem na Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Alcabideche e no Serviço Municipal de Protecção Civil, referencial de excelência pelo serviço prestado. É neste contexto fundamental para 2015: Manter e reforçar as relações institucionais com estas entidades Reforçar os programas de sensibilização junto de populações alvo Intervenção junto de cidadãos em risco (idosos, crianças carenciadas, famílias carenciadas, vítimas de violência, etc) Preservação dos espaços naturais Apoio à identificação e ao controlo populacional de animais errantes e abandonados, através da promoção de campanhas de esterilização e de cuidados com o bem estar animal e com a saúde pública, em parceria com o canil / gatil municipal, os serviços veterinários municipais e com associações de defesa e cuidado de animais não humanos. 27

28 Opções do Plano e Orçamento 2015 XVI. Complexo Desportivo As atividades no CDA Complexo Desportivo de Alcabideche, têm um papel preponderante na resposta à população da freguesia de Alcabideche. Trata-se de uma infra-estrutura que pela sua capacitação, permite dotar a freguesia de uma resposta há população, principalmente aos mais carenciados, de forma efectiva e benéfica em termos financeiros para os seus utilizadores. Continuaremos por isso a aplicar uma política de contenção orçamental rigorosa de forma a permitir a sustentabilidade económica do CDA. Horário O Pavilhão e a Piscina manterão o mesmo horário de 2ª feira a 6ª feira entre as 08:00h e as 23:00h e de Sábado a Domingo das 09:00h às 23:00h. Em termos de planeamento para 2015 das atividades do pavilhão, temos em respeito com o agendamento das aulas curriculares no âmbito do desporto escolar que se processam entre as 08:30h e as 16:30h semanalmente, referentes ao Agrupamento de Escola IBN Mucana, outra complementaridade no horário que se entende até ás 23:00h, com várias modalidades desportivas. Planeamos para 2015 o reforço na modalidade de Futsal, com forte representatividade no pavilhão de Alcabideche de dois Clubes federados que disputam a competição em vários escalões; Núcleo Sportinguista de Alcabideche e Clube Estoril Praia. 28

29 Opções do Plano e Orçamento 2015 O mês de Agosto estará o complexo desportivo fechado para manutenção e eventuais melhoramentos a realizar. Manteremos dentro da disponibilidade de agenda, as atividades extraordinárias com os alugueres a particulares da nave principal e ginásio 2 do CDA. Entendemos que para 2015 existem alguns objectivos que devem ser mantidos e que transitam de 2014, como sendo: Planear as Férias Desportivas 2015 em Julho Planear o Festival Gímnico da freguesia de Alcabideche Um dos objectivos a que nos propomos para 2015 passa pela criação de uma academia desportiva, em que os jovens da freguesia possam utilizar as várias ofertas desportivas que o pavilhão disponibiliza de forma global e respeitando um plano de treino integrado. 29

30 FREGUESIA DE ALCABIDECHE Código ORÇAMENTO DA RECEITA Designação Ano : 2015 (Unidade: EUR) Montante RECEITAS CORRENTES 01 IMPOSTOS DIRECTOS , Outros , IMI - Imposto Municipal Sobre Imoveis ,00 02 IMPOSTOS INDIRECTOS 151, Outros 151, Impostos indirectos específicos das autarquias locais 151, Ocupação da via pública 10, Publicidade 10, Outros 131,00 04 TAXAS, MULTAS E OUTRAS PENALIDADES , Taxas , Taxas específicas das autarquias locais , Mercados e feiras 10, Ocupação da via pública 10, Canídeos , Outras , Taxas de Secretaria (atestados) 9.000, Cemitérios , Fotócopias Certificadas 10, Outros 10, Multas e outras penalidades 220, Juros de mora 10, Multas e penalidades diversas 210, Multas - Canideos 200, Outras Multas e Penalidades 10,00 05 RENDIMENTOS DA PROPRIEDADE 10, Juros - Sociedades financeiras 10, Bancos e outras instituições financeiras 10, Banco - Caixa Geral de Depósitos 5, Banco Totta 5,00 06 TRANSFERÊNCIAS CORRENTES , Administração central , Estado , Fundo de Financiamento das Freguesias , DGAL - Venc. Presidente a tempo inteiro , Outras 10, Administração Local , Continente - Câmara Municipal de Cascais , CMC - Contrato Interadministrativo de Delegação de Competências , CMC - Acordo de Execução de Delegação de Competências , CMC - Protocolo Bolsas Sociais , CMC - Protocolo Educação , CMC - Ac. Exec. Del. Competências - Escolas , CMC - Apoio a Actos Eleitorais 8.500, CMC - Outras Transferências , Segurança social , IEFP - Instituto de emprego e formação profissional ,00 Pág. 1

31 FREGUESIA DE ALCABIDECHE Código ORÇAMENTO DA RECEITA Designação Ano : 2015 (Unidade: EUR) Montante Outras transferências 5,00 07 VENDA DE BENS E SERVIÇOS CORRENTES , Venda de bens , Cemitério , Terrenos para Jazidos 6.000, Gavetões, Ossários e Cendrários , Outros 5, Serviços , Aluguer de espaços e equipamentos 5, Serviços Sociais, Recreativos, Culturais e de Desporto , Serviços Sociais 500, Passeios - Acção Social 500, Serviços Recreativos 5, Outros 5, Serviços Culturais , Mensalidades da Escola de Música , Outros 5, Serviços Desportivos , Complexo desportivo de Alcabideche (CDA) , Outros 5, Serviços Educativos , Mensalidades - AAAF - Alcabideche , Mensalidades - AAAF - Alcabideche 2 - Maria Margarida Rodrigues , Mensalidades - AAAF - Alcabideche 3 - Alto da Peça , Mensalidades - AAAF - Alcoitão , Mensalidades - AAAF - Bicesse , Mensalidades - CAF Alcabideche 2 - Maria Margarida Rodrigues 3.000, Mensalidades - CAF - Alcabideche 3 - Alto da Peça , Mensalidades - CAF - Alcoitão , Mensalidades - CAF - Bicesse 2.100, Interrupções Lectivas , Actividades - Ludobiblioteca 1.000, Serviços específicos das autarquias 30, Trabalhos por conta de particulares 5, Cemitérios 5, Mercados e feiras 5, Canídeos 5, Serviços de Secretaria 5, Outros 5, Rendas 6.025, Edifícios 6.020, Florista do Cemitério 5, Casa do Guarda do Cemitério 5, Receita BAR - CDA 6.000, Aluguer Montepio 5, Aluguer Capela Cemitério 5, Outras 5,00 08 OUTRAS RECEITAS CORRENTES 490, Outras 490, Outras 490,00 Pág. 2

32 FREGUESIA DE ALCABIDECHE Código ORÇAMENTO DA RECEITA Designação Ano : 2015 (Unidade: EUR) Montante Indemnizações por deterioração, roubo e extravio de bens patrimoniais 5, Reembolsos - EDP 5, Reembolsos - Águas de Cascais 5, Reembolsos - Despesas de Seguros 5, Reembolsos / Transferências - C. Emprego 5, Reembolsos - Gás 5, Reembolsos Diversos 150, Alugueres - Ajudas Técnicas 300, Indemnizações 5, Outras Receitas Correntes 5,00 Total da Receita Corrente ,29 RECEITAS DE CAPITAL 10 TRANSFERÊNCIAS DE CAPITAL , Administração local , Continente - Câmara Municipal de Cascais , CMC - Contrato Interadministrativo de Delegação de Competências , CMC - Acordo de Execução de Delegação de Competências , CMC - Outras Transferências 10,00 Total da Receita de Capital ,00 Total Geral ,29 Pág. 3

33 FREGUESIA DE ALCABIDECHE ORÇAMENTO DA DESPESA Ano: 2015 (Unidade: EUR) Orgãos da Autarquia - Exec. e A. Freg. Código Designação Montante DESPESAS CORRENTES 01 DESPESAS COM O PESSOAL , Remunerações certas e permanentes , Titulares de órgãos de soberania e membros de , Executivo da Freguesia , Assembleia de Freguesia 2.640, Representação 5.760, Subsidio de refeição 1.040, Subsídio de férias e de Natal 3.600, Abonos variáveis ou eventuais 8.500, Outros abonos em numerário ou espécie 8.500, Membros das mesas de voto (Eleições) 8.500, Segurança social 7.341, Contribuições para a segurança social 7.341, Segurança social do pessoal em regime de contrato de trabalho em funções públicas (RCTFP) 7.341, Caixa Geral de Aposentações 7.340, Segurança social - Regime geral 1,00 02 AQUISIÇÃO DE BENS E SERVIÇOS 9.350, Aquisição de bens 6.700, Alimentação - Refeições confeccionadas 4.000, Alimentação - Géneros para confeccionar 100, Prémios, condecorações e ofertas 2.500, Outros bens 100, Aquisição de serviços 2.650, Transportes 750, Representação dos serviços 500, Deslocações e estadas 500, Outros serviços 900,00 04 TRANSFERÊNCIAS CORRENTES 1, Instituições sem fins lucrativos 1, Instituições Relegiosas 1,00 Total das DESPESAS CORRENTES ,00 Total Orgão ,00 Pág. 1

34 FREGUESIA DE ALCABIDECHE ORÇAMENTO DA DESPESA Ano: 2015 (Unidade: EUR) Junta - Sede ( Secretaria / Tesouraria ) Código Designação Montante DESPESAS CORRENTES 01 DESPESAS COM O PESSOAL , Remunerações certas e permanentes , Pessoal do quadro - Regime Contrato Individual (RCTFP) , Pessoal em funções , Alterações obrigatórias de posicionamento remuneratório 1, Alterações facultativas de posicionamento remuneratório 1, Recrutamento de pessoal para novos postos de trabalho 1, Pessoal contratado a termo 1, Pessoal em funções 1, Pessoal em regime de tarefa ou avença , Subsidio de refeição 7.300, Subsídio de férias e de Natal , Abonos variáveis ou eventuais 6.612, Horas extraordinárias 1.450, Ajudas de custo 50, Abono para falhas 5.100, Indemnizações por cessação de funções 1, Outros suplementos e prémios 11, Prémios de desempenho 1, Outros 10, Segurança social , Outros encargos com a saúde 500, Subsídio familiar a criança e jovens 1.020, Contribuições para a segurança social , Assistência na doença dos funcionarios públicos (ADSE) , Segurança social do pessoal em regime de contrato de trabalho em funções públicas (RCTFP) , Caixa Geral de Aposentações , Segurança social - Regime geral 1, Seguros 3.750, Seguros de acidentes de trabalho 3.750,00 02 AQUISIÇÃO DE BENS E SERVIÇOS , Aquisição de bens , Combustíveis e lubrificantes 4.951, Gasolina 2.350, Gasóleo 2.500, Gás 100,00 Pág. 2

35 FREGUESIA DE ALCABIDECHE ORÇAMENTO DA DESPESA Ano: 2015 (Unidade: EUR) Junta - Sede ( Secretaria / Tesouraria ) Código Designação Montante Outros 1, Limpeza e higiene 1.500, Alimentação - Refeições confeccionadas 200, Alimentação - Géneros para confeccionar 50, Vestuário e artigos pessoais 1, Material de escritório 8.800, Produtos vendidos nas farmácias 1, Prémios, condecorações e ofertas 1, Ferramentas e utensílios 1.000, Livros e documentação técnica 750, Artigos honoríficos e de decoração 100, Outros bens 3.000, Aquisição de serviços , Encargos das instalações ( Agua e Energia ) 9.000, Limpeza e higiene , Conservação de bens 2.500, Conservação de Bens 2.500, Locação de outros bens 4.300, Comunicações , Transportes 750, Representação dos serviços 1, Seguros 7.000, Deslocações e estadas 50, Estudos, pareceres, projectos e consultadoria , Formação 1.500, Publicidade 1.500, Vigilância e segurança 5.000, Assistência técnica 8.200, Outros trabalhos especializados 750, Serviços de saúde 1.400, Encargos de cobrança de receitas 1.000, Outros serviços ,00 03 JUROS E OUTROS ENCARGOS 3.300, Outros encargos financeiros 3.300, Outros encargos financeiros 3.300,00 Total das DESPESAS CORRENTES ,00 DESPESAS DE CAPITAL Pág. 3

36 FREGUESIA DE ALCABIDECHE ORÇAMENTO DA DESPESA Ano: 2015 (Unidade: EUR) Junta - Sede ( Secretaria / Tesouraria ) Código Designação Montante 07 AQUISIÇÃO DE BENS DE CAPITAL , Investimentos , Equipamento de informática 7.500, Software Informático 4.500, Equipamento administrativo 50, Equipamento básico 50, Outro 50, Ferramentas e utensílios 1.500, Outros investimentos 200,00 Total das DESPESAS DE CAPITAL ,00 Total Orgão ,00 Pág. 4

37 FREGUESIA DE ALCABIDECHE ORÇAMENTO DA DESPESA Ano: 2015 (Unidade: EUR) Escola de Musica e Montepio Código Designação Montante DESPESAS CORRENTES 01 DESPESAS COM O PESSOAL , Remunerações certas e permanentes , Pessoal contratado a termo rosolutivo , Pessoal em funções , Pessoal em regime de tarefa ou avença 1.000, Subsidio de refeição 450, Subsídio de férias e de Natal 6.100, Abonos variáveis ou eventuais 5, Indemnizações por cessação de funções 5, Segurança social 9.900, Contribuições para a segurança social 9.700, Segurança social do pessoal em regime de contrato de trabalho 9.700, Segurança social - Regime geral 9.700, Seguros 200, Seguros de acidentes de trabalho 200,00 02 AQUISIÇÃO DE BENS E SERVIÇOS , Aquisição de bens 3.700, Limpeza e higiene 250, Alimentação - Refeições confeccionadas 500, Material de escritório 100, Prémios, condecorações e ofertas 100, Ferramentas e utensílios 1.000, Material de educação, cultura e recreio 750, Outros bens 1.000, Aquisição de serviços 9.614, Encargos das instalações ( Agua e Energia ) 3.800, Limpeza e higiene 500, Conservação de bens 1.500, Conservação de Bens 1.500, Locação de material de informática 1, Locação de outros bens 1, Transportes 1, Seguros 2.600, Deslocações e estadas 200, Publicidade 1, Vigilância e segurança 10, Outros trabalhos especializados 500,00 Pág. 5

38 FREGUESIA DE ALCABIDECHE ORÇAMENTO DA DESPESA Ano: 2015 (Unidade: EUR) Escola de Musica e Montepio Código Designação Montante Outros serviços 500,00 Total das DESPESAS CORRENTES ,00 DESPESAS DE CAPITAL 07 AQUISIÇÃO DE BENS DE CAPITAL 1.003, Investimentos 1.003, Equipamento de informática 1, Software Informático 1, Ferramentas e utensílios 1.000, Investimentos incorpóreos 1,00 Total das DESPESAS DE CAPITAL 1.003,00 Total Orgão ,00 Pág. 6

39 FREGUESIA DE ALCABIDECHE ORÇAMENTO DA DESPESA Ano: 2015 (Unidade: EUR) Complexo Desportivo de Alcabideche Código Designação Montante DESPESAS CORRENTES 01 DESPESAS COM O PESSOAL , Remunerações certas e permanentes , Pessoal do quadro - Regime Contrato Individual (RCTFP) , Pessoal em funções , Pessoal contratado a termo 1, Pessoal em funções 1, Pessoal em regime de tarefa ou avença , Subsidio de refeição 1.100, Subsídio de férias e de Natal 2.800, Abonos variáveis ou eventuais 205, Horas extraordinárias 200, Ajudas de custo 1, Abono para falhas 1, Subsídio de turno 1, Indemnizações por cessação de funções 1, Outros suplementos e prémios 1, Outros 1, Segurança social 4.953, Outros encargos com a saúde 250, Subsídio familiar a criança e jovens 1, Contribuições para a segurança social 4.701, Segurança social do pessoal em regime de contrato de trabalho em funções públicas (RCTFP) 4.701, Caixa Geral de Aposentações 1, Segurança social - Regime geral 4.700, Seguros 1, Seguros de acidentes de trabalho 1,00 02 AQUISIÇÃO DE BENS E SERVIÇOS , Aquisição de bens , Combustíveis e lubrificantes , Gás , Limpeza e higiene 7.000, Alimentação - Refeições confeccionadas 1, Alimentação - Géneros para confeccionar 1, Vestuário e artigos pessoais 1, Material de escritório 500, Produtos químicos e farmacêuticos ,00 Pág. 7

40 FREGUESIA DE ALCABIDECHE ORÇAMENTO DA DESPESA Ano: 2015 (Unidade: EUR) Complexo Desportivo de Alcabideche Código Designação Montante Produtos vendidos nas farmácias 1, Material de consumo clínico 1, Ferramentas e utensílios 1.000, Material de educação, cultura e recreio 2.000, Outros bens 3.000, Aquisição de serviços , Encargos das instalações ( Agua e Energia ) 10, Limpeza e higiene , Conservação de bens , Conservação de Bens , Locação de material de transporte 1, Locação de outros bens 1, Comunicações 1.000, Transportes 500, Seguros , Formação 1, Seminários, exposições e similares 1, Publicidade 1, Vigilância e segurança 600, Assistência técnica , Outros trabalhos especializados , Encargos de cobrança de receitas 1, Outros serviços 2.000,00 Total das DESPESAS CORRENTES ,00 DESPESAS DE CAPITAL 07 AQUISIÇÃO DE BENS DE CAPITAL 3.151, Investimentos 3.151, Edifícios 51, Instalações desportivas e recreativas 50, Outros 1, Equipamento de informática 1.500, Software Informático 1.200, Equipamento administrativo 200, Equipamento básico 100, Outro 100, Ferramentas e utensílios 100,00 Total das DESPESAS DE CAPITAL 3.151,00 Pág. 8

41 FREGUESIA DE ALCABIDECHE ORÇAMENTO DA DESPESA Ano: 2015 (Unidade: EUR) Total Orgão ,00 Pág. 9

42 FREGUESIA DE ALCABIDECHE ORÇAMENTO DA DESPESA Ano: 2015 (Unidade: EUR) Acções Desportivas, Associativismo, Juventude e Cultura Código Designação Montante DESPESAS CORRENTES 02 AQUISIÇÃO DE BENS E SERVIÇOS , Aquisição de bens 5.500, Alimentação - Refeições confeccionadas 2.500, Prémios, condecorações e ofertas 3.000, Aquisição de serviços , Locação de outros bens 1.000, Transportes , Seguros 490, Outros trabalhos especializados 1.000, Outros serviços 1.000,00 04 TRANSFERÊNCIAS CORRENTES , Instituições sem fins lucrativos , Associações / Colectividades / Centros de Dia ,00 Total das DESPESAS CORRENTES ,00 Total Orgão ,00 Pág. 10

43 FREGUESIA DE ALCABIDECHE ORÇAMENTO DA DESPESA Ano: 2015 (Unidade: EUR) AEC / AAAF / CAF e Ludobibliotecas Código Designação Montante DESPESAS CORRENTES 01 DESPESAS COM O PESSOAL , Remunerações certas e permanentes , Pessoal contratado a termo resolutivo , Pessoal em funções , Pessoal em regime de tarefa ou avença 1.800, Pessoal em qualquer outra situação 1, Subsidio de refeição 9.500, Subsídio de férias e de Natal , Segurança social , Contribuições para a segurança social , Segurança social do pessoal em regime de contrato de trabalho , Segurança social - Regime geral , Seguros 1.750, Seguros de acidentes de trabalho 1.750,00 02 AQUISIÇÃO DE BENS E SERVIÇOS , Aquisição de bens 5.300, Limpeza e higiene 1.500, Material de escritório 300, Material de educação, cultura e recreio 3.000, Outros bens 500, Aquisição de serviços , Encargos das instalações ( Agua e Energia ) 1.000, Limpeza e higiene 200, Conservação de bens , Conservação de Bens , Transportes 1.500, Seguros 2.550, Vigilância e segurança 100, Outros trabalhos especializados 50, Outros serviços 100,00 Total das DESPESAS CORRENTES ,00 Total Orgão ,00 Pág. 11

44 FREGUESIA DE ALCABIDECHE ORÇAMENTO DA DESPESA Ano: 2015 (Unidade: EUR) Escolas / Jardins Infância Código Designação Montante DESPESAS CORRENTES 01 DESPESAS COM O PESSOAL , Remunerações certas e permanentes , Pessoal do quadro - Regime Contrato Individual (RCTFP) , Pessoal em funções , Pessoal contratado a termo 1, Pessoal em funções 1, Pessoal em regime de tarefa ou avença 1, Subsidio de refeição 1.100, Subsídio de férias e de Natal 3.250, Abonos variáveis ou eventuais 50, Horas extraordinárias 50, Segurança social 5.502, Outros encargos com a saúde 100, Contribuições para a segurança social 5.401, Segurança social do pessoal em regime de contrato de trabalho em funções públicas (RCTFP) 5.401, Caixa Geral de Aposentações 5.400, Segurança social - Regime geral 1, Seguros 1, Seguros de acidentes de trabalho 1,00 02 AQUISIÇÃO DE BENS E SERVIÇOS , Aquisição de bens 9.834, Limpeza e higiene 5.830, Alimentação - Refeições confeccionadas 1, Alimentação - Géneros para confeccionar 1, Material de escritório 2.000, Prémios, condecorações e ofertas 1, Ferramentas e utensílios 1, Material de educação, cultura e recreio 1.500, Outros bens 500, Aquisição de serviços , Conservação de bens , Conservação de Bens , Transportes , Outros trabalhos especializados 1.500, Outros serviços 200,00 04 TRANSFERÊNCIAS CORRENTES 200,00 Pág. 12

45 FREGUESIA DE ALCABIDECHE ORÇAMENTO DA DESPESA Ano: 2015 (Unidade: EUR) Escolas / Jardins Infância Código Designação Montante Instituições sem fins lucrativos 200, Escolas / Jardins de Infância 200, Transferências - Gestão 200,00 Total das DESPESAS CORRENTES ,92 Total Orgão ,92 Pág. 13

Junta de Freguesia de Alcabideche

Junta de Freguesia de Alcabideche Junta de Freguesia de Alcabideche (Sede da Junta de Freguesia de Alcabideche) Conta de Gerência 2012 Junta de Freguesia de Alcabideche Conta de Gerência 2012 Prestação de Contas Ano de 2012 Prefácio Orçamental

Leia mais

FLUXOS DE CAIXA CONSOLIDADOS

FLUXOS DE CAIXA CONSOLIDADOS CÂMARA MUNICIPAL DO / SERVIÇOS MUNICIPALIZADOS DE TRANSPORTES COLECTIVOS DO RECEBIMENTOS Saldo da gerência anterior 2.363.424,49 Execução Orçamental 1.404.990,71 Operações de Tesouraria 958.433,78 Total

Leia mais

Orçamento 01 280.554,00 200,00 300,00 10.100,00 10.000,00 4.900,00. 30.750,00 04.01.23.99.01 Atestados, Confirmações e

Orçamento 01 280.554,00 200,00 300,00 10.100,00 10.000,00 4.900,00. 30.750,00 04.01.23.99.01 Atestados, Confirmações e Pag.: 1 04.01.23.99.03 1.500,00 Transladações 04.02 Multas e outras penalidades 04.02.99 Multas e penalidades diversas 05 Rendimentos da propriedade 05.02 Juros - Sociedades financeiras 05.02.01 Bancos

Leia mais

MPS PERIODO : JANEIRO A NOVEMBRO - 2014/11/30 2014/12/15 2014 1 DOTAÇÃO MOVIMENTO DO PERIODO MOVIMENTO ACUMULADO SALDO

MPS PERIODO : JANEIRO A NOVEMBRO - 2014/11/30 2014/12/15 2014 1 DOTAÇÃO MOVIMENTO DO PERIODO MOVIMENTO ACUMULADO SALDO MPS PERIODO : JANEIRO A NOVEMBRO - 2014/11/30 2014/12/15 2014 1 010101 TITULARES DE ÓRGÃOS DE SOBERANIA E 98.400,00 98.400,00 98.373,57 77.242,97 77.242,97 98.400,00 98.373,57 77.242,97 77.242,97 26,43

Leia mais

DOTAÇÕES INICIAIS MUNICIPIO DO PORTO SANTO ( POR CLASSIFICAÇÃO ORGÂNICA/ECONÓMICA ) DO ANO 2012

DOTAÇÕES INICIAIS MUNICIPIO DO PORTO SANTO ( POR CLASSIFICAÇÃO ORGÂNICA/ECONÓMICA ) DO ANO 2012 ENTIDADE ORÇAMENTO DA DESPESA DOTAÇÕES INICIAIS MUNICIPIO DO PORTO SANTO ( POR CLASSIFICAÇÃO ORGÂNICA/ECONÓMICA ) DO ANO 2012 PÁGINA : 1 01 ADMINISTRAÇÃO MUNICIPAL 4.684.112,00 01.01 ADM/OPERAÇÕES FINANCEIRAS

Leia mais

MAPAS DE FLUXOS FINANCEIROS

MAPAS DE FLUXOS FINANCEIROS DOCUMENTOS DE PRESTAÇÃO DE CONTAS 2010 MAPAS DE FLUXOS FINANCEIROS Documentos de Prestação de Contas 2010 DOCUMENTOS DE PRESTAÇÃO DE CONTAS 2010 Fluxos de Caixa Documentos de Prestação de Contas 2010 DOC

Leia mais

ORÇAMENTO DA DESPESA

ORÇAMENTO DA DESPESA 01 00 00 Administração Autárquica DESPESAS CORRENTES 01 Despesas com o pessoal 255.313,99 01 01 Remunerações certas e permanentes 176.770,19 01 01 01 Titulares de órgãos de soberania e membros de órgãos

Leia mais

F L U X O S D E C A I X A ANO 2013 ENTIDADE MVN MUNICIPIO DE VENDAS NOVAS Pág. 1 PERÍODO JANEIRO A DEZEMBRO - 2013/12/31 R E C E B I M E N T O S

F L U X O S D E C A I X A ANO 2013 ENTIDADE MVN MUNICIPIO DE VENDAS NOVAS Pág. 1 PERÍODO JANEIRO A DEZEMBRO - 2013/12/31 R E C E B I M E N T O S ENTIDADE MVN MUNICIPIO DE VENDAS NOVAS Pág. 1 PERÍODO JANEIRO A DEZEMBRO - 2013/12/31 R E C E B I M E N T O S SALDO DA GERÊNCIA ANTERIOR... 213.697,03 EXECUÇÃO ORÇAMENTAL... 67.235,92 OPERAÇÕES DE TESOURARIA...

Leia mais

FREGUESIA DE MEXILHOEIRA GRANDE ORÇAMENTO DA RECEITA

FREGUESIA DE MEXILHOEIRA GRANDE ORÇAMENTO DA RECEITA FREGUESIA DE MEXILHOEIRA GRANDE ORÇAMENTO DA RECEITA RECEITAS CORRENTES 01 Impostos directos 10.102,Oe 01 02 Outros 10.102,Oe 010208 imposto municipal imóveis (rústico) 1.000,00 010209 Imposto Municipal

Leia mais

Fluxos de Caixa. Recebimentos

Fluxos de Caixa. Recebimentos Recebimentos Saldo da Gerência Anterior 7.946.571,02 Execução Orçamental 5.519.930,76 Operações de Tesouraria 2.426.640,26 das Receitas Orçamentais 58.322.634,95 Receitas Correntes 55.610.658,97 01 Impostos

Leia mais

Fluxos de Caixa. Recebimentos

Fluxos de Caixa. Recebimentos Recebimentos Saldo da Gerência Anterior 1.348.952,41 Total das Receitas Orçamentais Execução Orçamental 1.034.500,26 Operações de Tesouraria 314.452,15 16.035.427,63 Receitas Correntes 11.478.511,35 01

Leia mais

37.100.500,00 TOTAL DA RECEITA: TOTAL DA DESPESA: 37.100.500,00

37.100.500,00 TOTAL DA RECEITA: TOTAL DA DESPESA: 37.100.500,00 TOTAL DA RECEITA: TOTAL DA DESPESA: 37.100.500,00 37.100.500,00 0 DA CÂMARA MUNICIPAL DE LEIRIA ANO 2013 RECEITAS DESPESAS CORRENTES 23.469.442,00 CORRENTES 23.270.500,00 CAPITAL 13.631.058,00 CAPITAL

Leia mais

CLASSIFICAÇÃO ECONÓMICA DAS DESPESAS

CLASSIFICAÇÃO ECONÓMICA DAS DESPESAS DESPESAS CORRENTES DESPESAS CORRENTES 01 Despesas com o pessoal 01 Despesas com o pessoal 01 Remunerações certas e permanentes 01 Remunerações certas e permanentes 01 Titulares de órgãos de soberania e

Leia mais

Orçamento de Despesa - Dotações Iniciais

Orçamento de Despesa - Dotações Iniciais 01...... Órgãos da Autarquia 157.262,00 01.01..... 01.01.01.... 01.01.01.02... Assembleia de Freguesia 900,00 Despesas com o pessoal 800,00 Abonos variáveis ou eventuais 800,00 01.01.01.02.13.. Outros

Leia mais

RESUMO FREGUESIA DE BENFICA. Ano :2012 (Unidade: EUR) Receitas Montante Despesas. Corrente... Capital... Outras Receitas... 0,00 3.432.

RESUMO FREGUESIA DE BENFICA. Ano :2012 (Unidade: EUR) Receitas Montante Despesas. Corrente... Capital... Outras Receitas... 0,00 3.432. RESUMO Ano :2012 Receitas Montante Despesas Montante Corrente... 4.349.118,00 Corrente... Capital... 2,00 Capital... Outras Receitas... 0,00 3.432.383,80 960.736,20 Total 4.349.120,00 Total 4.393.120,00

Leia mais

AGRUPAM ENTO SUB- ALINEA ALÍNEA RUBRICA SUBAGRUP AMENTO 01 ASSEMBLEIA MUNICIPAL DESPESAS CORRENTES

AGRUPAM ENTO SUB- ALINEA ALÍNEA RUBRICA SUBAGRUP AMENTO 01 ASSEMBLEIA MUNICIPAL DESPESAS CORRENTES CÓDIGO P AM 01 ASSEMBLEIA MUNICIPAL DESPESAS CORRENTES 01 DESPESAS COM O PESSOAL 0102 ABONOS VARIÁVEIS OU EVENTUAIS 010204 AJUDAS DE CUSTO 500 010213 OUTROS SUPLEMS E PRÉMIOS 01021302 OUTROS 30.000 30.000

Leia mais

União das Freguesias de Viana do Castelo (Santa Maria Maior e Monserrate) e Meadela

União das Freguesias de Viana do Castelo (Santa Maria Maior e Monserrate) e Meadela Pág. n.º 1 01 ADMINISTRAÇÃO AUTÁRQUICA... 769100,89 01 DESPESAS COM O PESSOAL:... 54506,91 01.01 Remunerações certas e permanentes:... 34358,38 01.01.01 Tit. de órgãos de soberania e m. de órgãos autárquicos

Leia mais

Plano de Acção. Rede Social 2011/2012

Plano de Acção. Rede Social 2011/2012 Plano de Acção - Rede Social Plano de Acção Rede Social Conselho Local da Acção Social de Figueira de Castelo Plano de Acção Rede Social Acções a desenvolver Objectivos Resultados esperados Calendarização

Leia mais

ORÇAMENTO PARA O ANO 2014 - Receita

ORÇAMENTO PARA O ANO 2014 - Receita ORÇAMENTO PARA O ANO 2014 - Receita 04 Taxas, multas e outras penalidades 0402 Multas e outras penalidades 040201 Juros de mora 6.000 040204 Coimas e penalidades por contra-ordenações 040299 Multas e penalidades

Leia mais

Praça Francisco Inácio - 4835-321 - Contrib: 507 214 668 - Tel: 253 531 824

Praça Francisco Inácio - 4835-321 - Contrib: 507 214 668 - Tel: 253 531 824 01 Impostos directos 0102 Outros CORRENTES 010202 Imposto municipal sobre imóveis 9.000,00 TOTAL Rúbrica 01 9.000,00 02 Impostos indirectos 0202 Outros 020206 Impostos indirectos específicos das autarquias

Leia mais

ASSEMBLEIA DE FREGUESIA DE GUARDA

ASSEMBLEIA DE FREGUESIA DE GUARDA ASSEMBLEIA DE FREGUESIA DE GUARDA Ponto 2.3 Análise, discussão e votação do Plano e Orçamento para o ano 2014 DOCUMENTO PARA ANÁLISE Constitui uma competência material da Junta de Freguesia a elaboração

Leia mais

Serviços Municipalizados da C.M.Guarda

Serviços Municipalizados da C.M.Guarda 01 Orçamento-Exercício corrente 12.450.272,25 12.450.272,25 0,00 0,00 011 Receitas,00 12.133.603,25 0,00 12.133.603,25 01104 Taxas, multas e outras penalidades,00 19.860,00 0,00 19.860,00 0110402 Multas

Leia mais

MINISTÉRIO DAS FINANÇAS DIRECÇÃO GERAL DO ORÇAMENTO

MINISTÉRIO DAS FINANÇAS DIRECÇÃO GERAL DO ORÇAMENTO ANO ECONÓMICO DE 22 MINISTÉRIO DAS FINANÇAS EM CUMPRIMENTO DO DISPOSTO NO N. 2 DO ART. 5 DO DEC. LEI 71/95, DE 15 DE ABRIL, ENVIA-SE A RELAÇÃO TRIMESTRAL DAS ALTERAÇÕES ORÇAMENTAIS EFECTUADAS NOS ORÇAMENTOS

Leia mais

FREGUESIA DE ARRUDA DOS VINHOS

FREGUESIA DE ARRUDA DOS VINHOS FREGUESIA DE ARRUDA DOS VINHOS lano de Activida e es Orçamento PPI 2012 À INTRODUCÃO Para cumprimento do disposto na alínea a) do n 2 do artigo 34 da lei n 169/99 de 18 de Setembro, na redacção que lhe

Leia mais

ORÇAMENTO E GRANDES OPÇÕES DO PLANO PARA 2015

ORÇAMENTO E GRANDES OPÇÕES DO PLANO PARA 2015 ORÇAMENTO E GRANDES OPÇÕES DO PLANO PARA 2015 Cumprir um orçamento na sua plenitude é factor de credibilidade e confiança perante os seus fregueses. É a linha mestra para uma boa execução, ou seja, atingir

Leia mais

DOTAÇÕES INICIAIS MUNICIPIO DE VILA VELHA DE RODAO ( POR CLASSIFICAÇÃO ORGÂNICA/ECONÓMICA ) DO ANO 2007

DOTAÇÕES INICIAIS MUNICIPIO DE VILA VELHA DE RODAO ( POR CLASSIFICAÇÃO ORGÂNICA/ECONÓMICA ) DO ANO 2007 ENTIDADE ORÇAMENTO DA DESPESA DOTAÇÕES INICIAIS MUNICIPIO DE VILA VELHA DE RODAO ( POR CLASSIFICAÇÃO ORGÂNICA/ECONÓMICA ) DO ANO 2007 PÁGINA : 1 01 CAMARA MUNICIPAL 1.433.053,00 01.01 OPERAÇOES FINANCEIRAS

Leia mais

Potenciais Facto Pagamentos Verbas disponíveis IPV ESAV IPV ESAV IPV ESAV IPV ESAV Jan..Junho 65% 56% 35% 44% 33% 40% 340.784.566 136.649.

Potenciais Facto Pagamentos Verbas disponíveis IPV ESAV IPV ESAV IPV ESAV IPV ESAV Jan..Junho 65% 56% 35% 44% 33% 40% 340.784.566 136.649. Potenciais Facto Pagamentos Verbas disponíveis IPV ESAV IPV ESAV IPV ESAV IPV ESAV Jan..Junho 65% 56% 35% 44% 33% 40% 340.784.566 136.649.154 Jan..Agosto 54% 51% 46% 49% 45% 46% 280.821.456 124.481.637

Leia mais

Orçamento e Plano Plurianual de Investimentos

Orçamento e Plano Plurianual de Investimentos Contribuinte nº 506 811 875 Orçamento e Plano Plurianual de Investimentos Ano Económico 2015 Aprovado em reunião da Junta de Freguesia em / / Aprovado em reunião da Assembleia de Freguesia em / / ORÇAMENTO

Leia mais

FREGUESIA DE GÂMBIA-PONTES-ALTO DA GUERRA

FREGUESIA DE GÂMBIA-PONTES-ALTO DA GUERRA Despesas Orçamentais 505.374,37 Correntes 356.434,90 010300.0101010100 Meio Tempo - Presidente 8,546.02 010300.0101010200 Compensação mensal Secretário / Tesoureiro 5,275.68 010300.0102130100 Senhas de

Leia mais

MAPA DE PESSOAL. Gabinete de Apoio ao Presidente. Gabinete de Fiscalização Sanitária

MAPA DE PESSOAL. Gabinete de Apoio ao Presidente. Gabinete de Fiscalização Sanitária Preenchidos A preencher Preenchidos Gabinete de Apoio ao Presidente Coordenar e executar todas as atividades inerentes à assessoria, secretariados, protocolos da Presidência e assegurar a interligação

Leia mais

Junta de Freguesia de Santiago PLANO DE ACTIVIDADES 2011. Introdução

Junta de Freguesia de Santiago PLANO DE ACTIVIDADES 2011. Introdução Junta de Santiago PLANO DE ACTIVIDADES 21 Introdução O ano de 21, para além de ser um ano de continuidade de Projectos idealizados e iniciados no ano transacto é sem sombra de dúvidas um ano complicado

Leia mais

MINISTÉRIO DO TRABALHO E DA SOLIDARIEDADE SOCIAL CASA PIA DE LISBOA, I.P. CONTA DE GERÊNCIA. Gerência de 1 de Janeiro a 31 de Dezembro de 2007

MINISTÉRIO DO TRABALHO E DA SOLIDARIEDADE SOCIAL CASA PIA DE LISBOA, I.P. CONTA DE GERÊNCIA. Gerência de 1 de Janeiro a 31 de Dezembro de 2007 CONTA DE GERÊNCIA Gerência de 1 de Janeiro a 31 de Dezembro de 2007 Débito Parcial Telnet Sif Total Crédito SALDO DA GERÊNCIA ANTERIOR: DESPESAS CORRENTES De Receitas Próprias: 01 DESPESAS COM PESSOAL

Leia mais

Investimentos do Plano- 2º Trimestre/2002 7822435 79,6% 1370353 13,9% 292069 3,0% 336454 3,4% 5682 0,1% 9826993 100,0% Despesas correntes

Investimentos do Plano- 2º Trimestre/2002 7822435 79,6% 1370353 13,9% 292069 3,0% 336454 3,4% 5682 0,1% 9826993 100,0% Despesas correntes Investimentos do Plano- 2º Trimestre/2002 em contos Orçamento corrigido Pagamentos efectutaxa de execução Despesas correntes Conservação de bens 109.747 0% Outros serviços 219.038 49.337 23% Total 328.785

Leia mais

Câmara Municipal de Estarreja PREÂMBULO

Câmara Municipal de Estarreja PREÂMBULO PREÂMBULO O projecto Estarreja COMpartilha surge da necessidade que se tem verificado, na sociedade actual, da falta de actividades e práticas de cidadania. Traduz-se numa relação solidária para com o

Leia mais

Execução Anual das Grandes Opções do Plano

Execução Anual das Grandes Opções do Plano das Grandes Opções do Plano 01 EDUCAÇÃO 01 01 EDUCAÇÃO PRÉ-ESCOLAR E ENSINO BÁSICO 01 01 /1 Infraestruturas de Ano Anos seguintes Anos Anteriores Ano 01 01 /1 1 Centro Escolar de Caria 0102 07010305 E

Leia mais

Relatório de execução orçamental Anual. Índice Página: 1 - O grau de execução orçamental 2

Relatório de execução orçamental Anual. Índice Página: 1 - O grau de execução orçamental 2 Índice Página: 1 - O grau de execução orçamental 2 2 - Análise detalhada 2 2.1-Despesa total efetuada, em 2014, através das fontes de financiamento 2 2.2 - Despesa total efetuada, em 2014, pela fonte de

Leia mais

Nota Introdutória Erro! Marcador não definido.

Nota Introdutória Erro! Marcador não definido. GRANDES OPÇÕES DO PLANO 2015 ÍNDICE Nota Introdutória Erro! Marcador não definido. Ações Educação e Formação 2 Ação Social 3 Gestão Participada e Finanças 4 Saúde 5 Desporto 5 Juventude 6 Cultura 6 Turismo

Leia mais

OPÇÕES DO PLANO 2015:2018 datas 2015 2016 2017 2018. conclusão. Respons. início 1 EDUCAÇÃO 207.000,00 186.840,00 191.282,00 196.

OPÇÕES DO PLANO 2015:2018 datas 2015 2016 2017 2018. conclusão. Respons. início 1 EDUCAÇÃO 207.000,00 186.840,00 191.282,00 196. 1 EDUCAÇÃO 207.000,00 186.840,00 191.282,00 196.916,00 1 ENSINO PRÉ-ESCOLAR E DO 1º CICLO 116.500,00 93.625,00 100.574,00 103.487,00 1 Apoios e subsídios CM 13 18 5 05-06-02-03-99 1.000,00 1.030,00 2.122,00

Leia mais

Agenda 21 Local de Arganil 3ª Sessão do Fórum Participativo

Agenda 21 Local de Arganil 3ª Sessão do Fórum Participativo Agenda 21 Local de Arganil 3ª Sessão do Fórum Participativo 22 de Fevereiro 2010 Índice Índice PARTE I SÍNTESE DO 2º FÓRUM PARTICIPATIVO (10 minutos) PARTE II SÍNTESE DA ESTRATÉGIA DE SUSTENTABILIDADE

Leia mais

Linhas de Acção. 1. Planeamento Integrado. Acções a desenvolver: a) Plano de Desenvolvimento Social

Linhas de Acção. 1. Planeamento Integrado. Acções a desenvolver: a) Plano de Desenvolvimento Social PLANO DE ACÇÃO 2007 Introdução O CLASA - Conselho Local de Acção Social de Almada, de acordo com a filosofia do Programa da Rede Social, tem vindo a suportar a sua intervenção em dois eixos estruturantes

Leia mais

MINISTÉRIO DAS FINANÇAS DIRECÇÃO GERAL DO ORÇAMENTO

MINISTÉRIO DAS FINANÇAS DIRECÇÃO GERAL DO ORÇAMENTO ANO ECONÓMICO DE 22 MINISTÉRIO DAS FINANÇAS EM CUMPRIMENTO DO DISPOSTO NO N. 2 DO ART. 5 DO DEC. LEI 71/95, DE DE ABRIL, ENVIA-SE A RELAÇÃO TRIMESTRAL DAS ALTERAÇÕES ORÇAMENTAIS EFECTUADAS NOS ORÇAMENTOS

Leia mais

Câmara Municipal Gondomar REGULAMENTO DO CONSELHO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO DE GONDOMAR

Câmara Municipal Gondomar REGULAMENTO DO CONSELHO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO DE GONDOMAR Câmara Municipal Gondomar REGULAMENTO DO CONSELHO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO DE GONDOMAR Aprovado pela Câmara em 6/02/2003, alterado em Reunião de Câmara de 18/09/2003 Aprovado pela Assembleia Municipal em

Leia mais

PROGRAMA DE AÇÃO 2015. Respostas sociais: O GAS-SVP define, para 2015, como objectivos gerais:

PROGRAMA DE AÇÃO 2015. Respostas sociais: O GAS-SVP define, para 2015, como objectivos gerais: PROGRAMA AÇÃO 2015 O GAS-SVP define, para 2015, como objectivos gerais: - Preservar a identidade da Instituição, de modo especial no que respeita a sua preferencial ação junto das pessoas, famílias e grupos

Leia mais

ENTIDADE ORÇAMENTO DA DESPESA DOTAÇÕES INICIAIS MUNICIPIO DE LOULE ( POR CLASSIFICAÇÃO ORGÂNICA/ECONÓMICA ) DO ANO 2013

ENTIDADE ORÇAMENTO DA DESPESA DOTAÇÕES INICIAIS MUNICIPIO DE LOULE ( POR CLASSIFICAÇÃO ORGÂNICA/ECONÓMICA ) DO ANO 2013 ENTIDADE ORÇAMENTO DA DESPESA DOTAÇÕES INICIAIS MUNICIPIO DE LOULE ( POR CLASSIFICAÇÃO ORGÂNICA/ECONÓMICA ) DO ANO 2013 PÁGINA : 1 01 ASSEMBLEIA MUNICIPAL 31.800,00 D E S P E S A S C O R R E N T E S 31.800,00

Leia mais

Plano de Atividades 2014

Plano de Atividades 2014 . Introdução Após o início da aplicabilidade do Plano de Austeridade implementado pelo governo, a cada ano torna-se mais difícil o cumprimento dos programas de políticas de proximidade dos nossos fregueses,

Leia mais

R E L A T Ó R I O E C O N T A D E G E R Ê N C I A 2 0 0 8

R E L A T Ó R I O E C O N T A D E G E R Ê N C I A 2 0 0 8 R E L A T Ó R I O E C O N T A D E G E R Ê N C I A 2 0 0 8 índice Índice (numeração conforme a indicação no POCAL) índice... 2 5 - Balanço... 3 6 Demonstração de Resultados... 9 7 Mapas de Execução Orçamental...

Leia mais

Documentos de Prestação de Contas

Documentos de Prestação de Contas Documentos de Prestação de Contas E DOCUMENTOS ANEXOS Segundo a Resolução nº04/2001-2ª Secção APROVAÇÃO Câmara Municipal - Reunião de / / Assembleia Municipal - Sessão de / / ACÓRDÃO DO TRIBUNAL DE CONTAS

Leia mais

DIVISÃO DE GESTÃO FINANCEIRA E PATRIMONIAL ORÇAMENTO. (Transposto 2014)

DIVISÃO DE GESTÃO FINANCEIRA E PATRIMONIAL ORÇAMENTO. (Transposto 2014) ORÇAMENTO 2015 (Transposto 2014) A presente proposta de Orçamento foi elaborada no respeito pelas regras previsionais constantes no ponto 3.3 do POCAL (Plano Oficial das Autarquias Locais), aprovado pelo

Leia mais

(n.º/lote), (andar), (localidade) (cód. Postal), Freguesia de, com o telefone n.º, telemóvel n.º fax n.º e-mail Site (WWW):.

(n.º/lote), (andar), (localidade) (cód. Postal), Freguesia de, com o telefone n.º, telemóvel n.º fax n.º e-mail Site (WWW):. FORMULÁRIO DE CANDIDATURA Ano a que respeita a candidatura I. IDENTIFICAÇÃO DA ENTIDADE GESTORA (Designação da Entidade/Organização) n.º de contribuinte, com sede na (Rua, Av.) (n.º/lote), (andar), (localidade)

Leia mais

1ª Revisão do Orçamento, PPI e PPA do ano 2013

1ª Revisão do Orçamento, PPI e PPA do ano 2013 2013 1ª Revisão do Orçamento, PPI e PPA do ano 2013 Junta de Freguesia de Gâmbia-Pontes-Alto da Guerra Branco Lima FREGUESIA DE GÂMBIA-PONTES-ALTO DA GUERRA Pág. 1 MODIFICAÇÕES DO ORÇAMENTO DA RECEITA

Leia mais

I EMJ 8 de Junho de 2013 Recomendações finais Participantes nos grupos de trabalho que produziram as recomendações:

I EMJ 8 de Junho de 2013 Recomendações finais Participantes nos grupos de trabalho que produziram as recomendações: Nr Área Recomendação Valido Abstenh o-me C/6 E/7 F/7 Voluntariado Aproveitar espaços sem utilização para fazer jardins, espaços para convívio e locais de desporto para a população. Promover a limpeza dos

Leia mais

CASA PIA DE LISBOA, I.P.

CASA PIA DE LISBOA, I.P. Classificações DESPESAS CORRENTES 01 DESPESAS COM O PESSOAL 01 Remunerações Certas e Permanentes 02 6411000000 Vencimentos-Orgãos Directivos 683.000,00 03 6421111000 Vencimentos-Pessoal do Quadro 18.300.000,00

Leia mais

ORGÂNICA ECONÓMICA D E S I G N A Ç Ã O ORGÂNICA ECONÓMICA

ORGÂNICA ECONÓMICA D E S I G N A Ç Ã O ORGÂNICA ECONÓMICA ENTIDADE MUNICIPIO DE MOGADOURO ORÇAMENTO DA DESPESA ( POR CLASSIFICAÇÃO ORGÂNICA/ECONÓMICA ) DOTAÇÕES INICIAIS DO ANO 2009 PÁGINA : 1 01 01.01 ADMINISTRACAO MUNICIPAL OPERACOES FINANCEIRAS 5.094.863,00

Leia mais

PROPOSTA DE REGULAMENTO INTERNO

PROPOSTA DE REGULAMENTO INTERNO PROPOSTA DE REGULAMENTO INTERNO VOLUNTARIOS SOCIAIS DO CONCELHO DE ALBERGARIA-A-VELHA - PROGRAMA ALBERGARIA SOLIDÁRIA NOTA JUSTIFICATIVA No âmbito de uma política social que se vem orientando para potenciar

Leia mais

REGULAMENTO INTERNO. Preâmbulo

REGULAMENTO INTERNO. Preâmbulo REGULAMENTO INTERNO Preâmbulo O (adiante designado de Pacto Territorial), é uma plataforma de intervenção integrada, criada no âmbito do Projecto EQUAL Migrações e Desenvolvimento com vista à dinamização

Leia mais

Fluxos de Caixa. Recebimentos

Fluxos de Caixa. Recebimentos Recebimentos Saldo da Gerência Anterior 393.778,77 Total das Receitas Orçamentais Execução Orçamental 263.966,97 Operações de Tesouraria 129.811,80 16.355.231,25 Receitas Correntes 12.596.773,53 01 Impostos

Leia mais

Centro Comunitário Bairro Social de Paradinha

Centro Comunitário Bairro Social de Paradinha A Cáritas Diocesana de Viseu no Bairro Social de Paradinha A Cáritas continua com um trabalho de relevante interesse social no Bairro Social de Paradinha. No ano de 2008, a Cáritas continuou a desenvolver

Leia mais

DOCUMENTOS PREVISIONAIS PARA O ANO DE 2009

DOCUMENTOS PREVISIONAIS PARA O ANO DE 2009 DOCUMENTOS PREVISIONAIS PARA O ANO DE 2009 - ORÇAMENTO DA RECEITA E DA DESPESA - PLANO PLURIANUAL DE INVESTIMENTOS - GRANDES OPÇÕES DO PLANO - RESUMO DE ORÇAMENTO APROVADO EM: C.A. / / C.M. / / A.M. /

Leia mais

O Sistema Integrado de Gestão de Qualidade e Ambiente da Câmara Municipal de Esposende

O Sistema Integrado de Gestão de Qualidade e Ambiente da Câmara Municipal de Esposende SEMINÁRIO: QUALIDADE E EXCELÊNCIA NA SOCIEDADE DA INFORMAÇÃO ÃO Porto, 3 e 4 de Novembro de 2005 O Sistema Integrado de Gestão de Qualidade e Ambiente da Câmara Municipal de Esposende Carla Dias carla.dias@cm-esposende.pt

Leia mais

Freguesia. Foz do Arelho. Município de Caldas da Rainha ORÇAMENTO RECEITA E DESPESA PARA O ANO FINANCEIRO DE 2003 APROVADO

Freguesia. Foz do Arelho. Município de Caldas da Rainha ORÇAMENTO RECEITA E DESPESA PARA O ANO FINANCEIRO DE 2003 APROVADO Freguesia de Foz do Arelho Município de Caldas da Rainha ORÇAMENTO DA RECEITA E DESPESA PARA O ANO FINANCEIRO DE 2003 APROVADO PELA JUNTA DE FREGUESIA Em reunião de PELA ASSEMBLEIA DE FREGUESIA Em sessão

Leia mais

F L U X O S D E C A I X A R E C E B I M E N T O S

F L U X O S D E C A I X A R E C E B I M E N T O S PERÍODO 2014/01/02 A 2014/12/31 Pág. 1 R E C E B I M E N T O S SALDO DA GERÊNCIA ANTERIOR... 259.724,13 EXECUÇÃO ORÇAMENTAL... 18.518,45 OPERAÇÕES DE TESOURARIA... 241.205,68 RECEITAS ORÇAMENTAIS... 4.975.283,44

Leia mais

MINISTÉRIO DAS FINANÇAS DIRECÇÃO GERAL DO ORÇAMENTO

MINISTÉRIO DAS FINANÇAS DIRECÇÃO GERAL DO ORÇAMENTO ANO ECONÓMICO DE 24 MINISTÉRIO DAS FINANÇAS EM CUMPRIMENTO DO DISPOSTO NO N. 2 DO ART. 5 DO DEC. LEI 71/95, DE 15 DE ABRIL, ENVIA-SE A RELAÇÃO TRIMESTRAL DAS ALTERAÇÕES ORÇAMENTAIS EFECTUADAS NOS ORÇAMENTOS

Leia mais

F L U X O S D E C A I X A ANO 2010 ENTIDADE CM AMADORA MUNICIPIO DA AMADORA Pág. 1 PERÍODO JANEIRO A DEZEMBRO - 2010/12/31 R E C E B I M E N T O S

F L U X O S D E C A I X A ANO 2010 ENTIDADE CM AMADORA MUNICIPIO DA AMADORA Pág. 1 PERÍODO JANEIRO A DEZEMBRO - 2010/12/31 R E C E B I M E N T O S 15:10 2011/06/09 Fluxos de caixa Pag. 1 ENTIDADE CM AMADORA MUNICIPIO DA AMADORA Pág. 1 PERÍODO JANEIRO A DEZEMBRO - 2010/12/31 R E C E B I M E N T O S SALDO DA GERÊNCIA ANTERIOR... 54.683.639,20 EXECUÇÃO

Leia mais

Junta de Freguesia de Carnaxide www.jf-carnaxide.pt

Junta de Freguesia de Carnaxide www.jf-carnaxide.pt UNIVERSIDADE SÉNIOR DE CARNAXIDE - APRENDIZAGEM E LAZER ARTIGO 1º Aspectos Gerais REGULAMENTO 1- A Universidade Sénior de Carnaxide - Aprendizagem e Lazer, adiante designada por USCAL, tem por objectivo

Leia mais

ROJECTO PEDAGÓGICO E DE ANIMAÇÃO

ROJECTO PEDAGÓGICO E DE ANIMAÇÃO O Capítulo 36 da Agenda 21 decorrente da Conferência das Nações Unidas sobre o Meio Ambiente e Desenvolvimento, realizada em 1992, declara que a educação possui um papel fundamental na promoção do desenvolvimento

Leia mais

Banco Local de Voluntariado de Gondomar

Banco Local de Voluntariado de Gondomar Regulamento Interno do Banco Local de Voluntariado de Gondomar (Aprovado em reunião de Câmara de 12 de Fevereiro e Assembleia Municipal de 18 de Fevereiro de 2009) Preâmbulo Entende-se por voluntariado

Leia mais

Ficha de Caracterização de Projecto

Ficha de Caracterização de Projecto Ficha de Caracterização de Projecto Projecto +Skillz E5G Programa Escolhas Promotor: Associação Mais Cidadania 2 A. IDENTIFICAÇÃO GERAL DA ENTIDADE Projecto Projecto +Skillz E5G Promotor: Associação Mais

Leia mais

ASSOCIAÇÃO DE MUNICÍPIOS DO BAIXO ALENTEJO E ALENTEJO LITORAL ORÇAMENTO DA RECEITA Ano: 2015

ASSOCIAÇÃO DE MUNICÍPIOS DO BAIXO ALENTEJO E ALENTEJO LITORAL ORÇAMENTO DA RECEITA Ano: 2015 ORÇAMENTO DA RECEITA Ano: 25 RECEITAS CORRENTES 05 RENDIMENTOS DA PROPRIEDADE 10,00 05 Juros Sociedades Financeiras 10,00 05 Bancos e Outras Instituições Financeiras 10,00 06 TRANSFERÊNCIAS CORRENTES 991.045,28

Leia mais

Universidade da Beira Interior Serviços de Contabilidade

Universidade da Beira Interior Serviços de Contabilidade DESPESAS DE FUNDOS PRÓPRIOS Despesas Orçamentais 310 - Origem / Aplicação - Esforço Financeiro Nacional 01 01 03 00 00 Pessoal dos quadros - Regime de função pública 4885817,77 01 01 05 00 00 Pessoal além

Leia mais

Documentos de Prestação de. Contas

Documentos de Prestação de. Contas Documentos de Prestação de Contas Ano Financeiro de 2010 INDICE GERAL 7.3.1 CONTROLO ORÇAMENTAL DA DESPESA 7.3.2 CONTROLO ORÇAMENTAL DA RECEITA 7.4 EXECUÇÃO ANUAL DO PLANO PLURIANUAL DE INVESTIMENTOS 7.4A

Leia mais

JUNTA DE FREGUESIA DE CANAVIAIS Concelho de Évora GRANDES OPÇÕES DO PLANO

JUNTA DE FREGUESIA DE CANAVIAIS Concelho de Évora GRANDES OPÇÕES DO PLANO GRANDES OPÇÕES DO PLANO Na continuidade das opções que temos vindo a desenvolver ao longo do nosso mandato, que reflectem nas suas linhas gerais de orientação, uma constante preocupação em proporcionar

Leia mais

PLANO DE ATIVIDADES 2015/2016. Associação Sénior de Odivelas

PLANO DE ATIVIDADES 2015/2016. Associação Sénior de Odivelas PLANO DE ATIVIDADES 2015/2016 Associação Sénior de Odivelas A Universidade Sénior de Odivelas é um projecto inovador que tem por base a promoção da qualidade de vida dos seniores de Odivelas, fomentando

Leia mais

ORÇAMENTO RECEITA E DA DESPESA

ORÇAMENTO RECEITA E DA DESPESA MUNICÍPIO DAS VELAS ORÇAMENTO DA RECEITA E DA DESPESA ANO DE 2010 MUNICÍPIO DAS VELAS ORÇAMENTO DA RECEITA 2010 Código Class. Económica ORÇAMENTO PARA O ANO 2010 - Receita 01 Impostos directos 0102 Outros

Leia mais

ANO 2007 ENTIDADE C.M.L. MUNICÍPIO DE LAGOA Pág. 1

ANO 2007 ENTIDADE C.M.L. MUNICÍPIO DE LAGOA Pág. 1 ENTIDADE C.M.L. MUNICÍPIO DE LAGOA Pág. 1 R E C E B I M E N T O S SALDO DA GERÊNCIA ANTERIOR... 383.685,64 EXECUÇÃO ORÇAMENTAL... 161.920,09 OPERAÇÕES DE TESOURARIA... 221.765,55 RECEITAS ORÇAMENTAIS...

Leia mais

ANO 2006 ENTIDADE CMVM - MUNICIPIO DE VIEIRA DO MINHO PÁG. 1. (1) (2) (3) (4) (5) (6) (7) (8) (9) ( 10 = 7-9 ) (11=4+5-6-7) (12)a

ANO 2006 ENTIDADE CMVM - MUNICIPIO DE VIEIRA DO MINHO PÁG. 1. (1) (2) (3) (4) (5) (6) (7) (8) (9) ( 10 = 7-9 ) (11=4+5-6-7) (12)a MAPA DO CONTROLO ORÇAMENTAL DA RECEITA ANO 2006 ENTIDADE CMVM - MUNICIPIO DE VIEIRA DO MINHO PÁG. 1 CLA SIFICAÇÃO ECONÓMICA PREVISÕES RECEITAS POR RECEITAS LIQUIDAÇÕES RECEITAS REEMBOLSOS/RESTITUIÇÕES

Leia mais

Orçamento Inicial para 2010

Orçamento Inicial para 2010 RECEITAS Económica Designação Previsão RECEITAS CORRENTES 7.527.796,00 01 Impostos directos 791.550,00 0102 Outros 791.550,00 010202 Imposto municipal sobre imóveis 230.000,00 010203 Imposto único de circulação

Leia mais

CAPÍTULO I Disposições gerais

CAPÍTULO I Disposições gerais Regulamento Municipal do Banco Local de Voluntariado de Lagoa As bases do enquadramento jurídico do voluntariado, bem como, os princípios que enquadram o trabalho de voluntário constam na Lei n.º 71/98,

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE ALCABIDECHE ESCOLA BÁSICA 2,3 DE ALCABIDECHE Sede

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE ALCABIDECHE ESCOLA BÁSICA 2,3 DE ALCABIDECHE Sede AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE ALCABIDECHE ESCOLA BÁSICA 2,3 DE ALCABIDECHE Sede 1. Identificação DEPARTAMENTO: Pré-Escolar PLANO ANUAL DE ACTIVIDADES - PROPOSTA DE ACTIVIDADES ANO LECTIVO - 2010 / 2011 Coordenador(a):

Leia mais

DOCUMENTOS Prestação de Contas 2014

DOCUMENTOS Prestação de Contas 2014 DOCUMENTOS Prestação de Contas 2014 VIZELA Câmara Municipal VIZELA INDÍCE MENSAGEM DO PRESIDENTE 1 BALANÇO (PONTO 5 DO POCAL) - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

Leia mais

Memória descritiva do projecto Sanjonet Rede de Inovação e Competitividade

Memória descritiva do projecto Sanjonet Rede de Inovação e Competitividade Memória descritiva do projecto Sanjonet Rede de Inovação e Competitividade Candidatura aprovada ao Programa Política de Cidades - Redes Urbanas para a Competitividade e a Inovação Síntese A cidade de S.

Leia mais

---------- 23. - Presente à reunião proposta do Vereador José Maria Magalhães do seguinte teor:

---------- 23. - Presente à reunião proposta do Vereador José Maria Magalhães do seguinte teor: - Conselho Municipal de Educação de Vila Real - Proposta de Regulamento ---------- 23. - Presente à reunião proposta do Vereador José Maria Magalhães do seguinte teor: A Lei de Bases do Sistema Educativo

Leia mais

Programa EDP SOLIDÁRIA

Programa EDP SOLIDÁRIA Programa EDP SOLIDÁRIA REGULAMENTO I. Do Programa EDP SOLIDÁRIA 1. A Fundação EDP, no âmbito das suas actividades nas áreas da solidariedade e inovação social, promove uma iniciativa anual o Programa EDP

Leia mais

GOVERNO. Estatuto Orgânico do Ministério da Administração Estatal

GOVERNO. Estatuto Orgânico do Ministério da Administração Estatal REPÚBLICA DEMOCRÁTICA DE TIMOR LESTE GOVERNO Decreto N. 2/ 2003 De 23 de Julho Estatuto Orgânico do Ministério da Administração Estatal O Decreto Lei N 7/ 2003 relativo à remodelação da estrutura orgânica

Leia mais

Regimento do Conselho Municipal de Educação de Braga

Regimento do Conselho Municipal de Educação de Braga Regimento do Conselho Municipal de Educação de Braga A lei de bases do sistema educativo assume que o sistema educativo se organiza de forma a descentralizar, desconcentrar e diversificar as estruturas

Leia mais

Acção Sócio-Educativa

Acção Sócio-Educativa Acção Sócio-Educativa Dinamizar estratégias que visam prevenir situações de absentismo e abandono escolar, voltar a colocar os jovens no Sistema Educativo. Estruturar os cursos de Alfabetização e Formação

Leia mais

ORÇAMENTOS PRIVATIVOS PARA 2012 DESENVOLVIMENTO DAS RECEITAS DOS SERVIÇOS E FUNDOS AUTÓNOMOS

ORÇAMENTOS PRIVATIVOS PARA 2012 DESENVOLVIMENTO DAS RECEITAS DOS SERVIÇOS E FUNDOS AUTÓNOMOS DESENVOLVIMENTO DAS DOS SERVIÇOS E S AUTÓNOMOS 01 - ENCARGOS DO ESTADO 1 - ENCARGOS DO ESTADO - PRIVATIVOS - SFA 01 - PRESIDENCIA DA REPUBLICA 01 - PRESIDENCIA DA REPUBLICA - ORÇAMENTO PRIVATIVO - FUNCIONAMENTO

Leia mais

CEF/0910/28031 Relatório preliminar da CAE (Poli) - Ciclo de estudos em funcionamento

CEF/0910/28031 Relatório preliminar da CAE (Poli) - Ciclo de estudos em funcionamento CEF/0910/28031 Relatório preliminar da CAE (Poli) - Ciclo de estudos em funcionamento Caracterização do ciclo de estudos Perguntas A.1 a A.9 A.1. Instituição de ensino superior / Entidade instituidora:

Leia mais

Aos Órgãos Sociais da FAPODIVEL. Odivelas, 20 de Novembro de 2010. Caros Colegas,

Aos Órgãos Sociais da FAPODIVEL. Odivelas, 20 de Novembro de 2010. Caros Colegas, Aos Órgãos Sociais da FAPODIVEL Odivelas, 20 de Novembro 2010 Caros Colegas, Estando a terminar este ano de trabalho na Federação Concelhia de Odivelas, da qual eu fiz parte dos seus Órgãos Sociais neste

Leia mais

Saúde Escolar. Secretaria Regional da Educação e Formação

Saúde Escolar. Secretaria Regional da Educação e Formação Saúde Escolar Secretaria Regional da Educação e Formação «Um programa de saúde escolar efectivo é o investimento de custo-benefício mais eficaz que um País pode fazer para melhorar, simultaneamente, a

Leia mais

OPORTUNIDADES. Cluster energético: oportunidades; horizontes; observatório, BejaGlobal; PASE

OPORTUNIDADES. Cluster energético: oportunidades; horizontes; observatório, BejaGlobal; PASE CLUSTER ENERGÉTICO DE BEJA OPORTUNIDADES SUSTENTABILIDADE ENERGÉTICA E CRESCIMENTO ECONÓMICO A sustentabilidade energética e climática é um desígnio estratégico duplo significado. Por um lado, desenvolvimento

Leia mais

Luis Natal Marques, Gebalis EEM

Luis Natal Marques, Gebalis EEM Luis Natal Marques, Gebalis EEM TÓPICOS I. Porquê Responsabilidade Social (RS)? II. As Empresas de Serviços de Interesse Geral (SIGs) III. Mais valias da Responsabilidade Social nas Empresas de Serviço

Leia mais

ESTATUTOS DOS SERVIÇOS DE AÇÃO SOCIAL DA UNIVERSIDADE DE LISBOA

ESTATUTOS DOS SERVIÇOS DE AÇÃO SOCIAL DA UNIVERSIDADE DE LISBOA ESTATUTOS DOS SERVIÇOS DE AÇÃO SOCIAL DA UNIVERSIDADE DE LISBOA Artigo 1.º Natureza Os Serviços de Ação Social da Universidade de Lisboa, adiante designados por SASULisboa, são uma pessoa coletiva de direito

Leia mais

PRESTAÇÃO DE CONTAS 2007 O Órgão Executivo; O Órgão Deliberativo;

PRESTAÇÃO DE CONTAS 2007 O Órgão Executivo; O Órgão Deliberativo; PRESTAÇÃO DE CONTAS 2007 Junto se remetem os Documentos de Prestação de Contas referentes à Gerência de 2007, organizados em conformidade com o POCAL e de acordo com a Resolução n.º 04/2001 2.ª Secção,

Leia mais

Factores Determinantes para o Empreendedorismo. Encontro Empreender Almada 26 de Junho de 2008

Factores Determinantes para o Empreendedorismo. Encontro Empreender Almada 26 de Junho de 2008 Factores Determinantes para o Empreendedorismo Encontro Empreender Almada 26 de Junho de 2008 IAPMEI Instituto de Apoio às PME e à Inovação Principal instrumento das políticas económicas para Micro e Pequenas

Leia mais

Vida por vida 2014 PLANO DE ATIVIDADES E ORÇAMENTO ANO DE 2014

Vida por vida 2014 PLANO DE ATIVIDADES E ORÇAMENTO ANO DE 2014 Vida por vida PL DE ATIVIDADES E ORÇAMENTO DE Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Amarante Fundada em 1921 NOTA DE APRESENTAÇÃO Excelentíssimos Senhores Associados, Para cumprimento do

Leia mais

REGULAMENTO DE APOIO A INICIATIVAS EMPRESARIAIS ECONÓMICAS DE INTERESSE MUNICIPAL

REGULAMENTO DE APOIO A INICIATIVAS EMPRESARIAIS ECONÓMICAS DE INTERESSE MUNICIPAL REGULAMENTO DE APOIO A INICIATIVAS EMPRESARIAIS ECONÓMICAS DE INTERESSE MUNICIPAL Nota Justificativa O Município de Mirandela tem entendido como de interesse municipal as iniciativas empresariais de natureza

Leia mais

INED PROJETO EDUCATIVO INSTITUTO DE EDUCAÇÃO E DESENVOLVIMENTO MAIA

INED PROJETO EDUCATIVO INSTITUTO DE EDUCAÇÃO E DESENVOLVIMENTO MAIA INED INSTITUTO DE EDUCAÇÃO E DESENVOLVIMENTO PROJETO EDUCATIVO MAIA PROJETO EDUCATIVO I. Apresentação do INED O Instituto de Educação e Desenvolvimento (INED) é uma escola secundária a funcionar desde

Leia mais

Projecto Integrado da Baixa da Banheira

Projecto Integrado da Baixa da Banheira Projecto Integrado da Baixa da Banheira 1. INTRODUÇÃO O Projecto Integrado da Baixa da Banheira nasce de uma parceria entre a Câmara Municipal da Moita e o ICE tendo em vista induzir as Associações da

Leia mais

CONSTITUIÇÃO PORTUGUESA ACERCA DO PATRIMÓNIO CULTURAL.

CONSTITUIÇÃO PORTUGUESA ACERCA DO PATRIMÓNIO CULTURAL. CADERNOS DE SOCIOMUSEOLOGIA Nº 15-1999 309 CONSTITUIÇÃO PORTUGUESA ACERCA DO PATRIMÓNIO CULTURAL. Artigo 9.º (Tarefas fundamentais do Estado) São tarefas fundamentais do Estado:. a) Garantir a independência

Leia mais

Mais e Melhor no Desenvolvimento Comunitário

Mais e Melhor no Desenvolvimento Comunitário Mais e Melhor no Desenvolvimento Comunitário Responsabilidade Social Como estratégia de Sustentabilidade a Responsabilidade Social das Organizações, tornou-se de vital importância para o Terceiro Sector,

Leia mais