AULA DO PRODUTO. Curso inicial & Integração Novos Representantes

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "AULA DO PRODUTO. Curso inicial & Integração Novos Representantes"

Transcrição

1 AULA DO PRODUTO Curso inicial & Integração Novos Representantes 1

2 HELICOBACTER PYLORI A bactéria Helicobacter pylori foi descoberta em 1982 pelos australianos Barry J. Marshall e J. Robin Warren. Até então, o estresse e o estilo de vida eram considerados as principais causas de úlcera. Hoje, estima-se que 90% das úlceras duodenais e 80% das gástricas são causadas pela bactéria. A relação entre a infecção promovida pelo microrganismo e as subsequentes gastrite e úlcera foi estabelecida por meio de diversos estudos após a descoberta de Warren e Marshall. A infecção ocorre em geral na infância e a bactéria pode permanecer no estômago do hospedeiro por toda a vida. 2

3 HELICOBACTER PYLORI O H. pylori é uma bactéria Gram negativa de forma espiralada, com distribuição universal, sendo considerada a causa de infecção crônica mais frequente em humanos. Estima-se que cerca de 60% da população global estejam acometidos por esse microrganismo. A infecção pelo H. pylori provoca grande desconforto em milhares de pessoas e leva à morte pelo menos 1 milhão de indivíduos anualmente, dado sua abrangência. Esses fatos tornam a infecção por H. pylori um importante problema de saúde pública. A infecção pelo H. pylori é considerada a principal causa de Gastrite Crônica ativa. Adicionalmente, estudos sugerem que esse agente desempenha importante papel na gênese da Úlcera Péptica. Após a constatação de que a eliminação do H. pylori acarreta a cicatrização da doença ulcerativa péptica, estabeleceu-se (em 1987) que todos os pacientes com doença ulcerativa péptica relacionada ao H. pylori deveriam receber tratamento específico para o agente. Atualmente, esse é o único consenso a que se chegou quanto ao tratamento da infecção pelo H. pylori. 3

4 GASTRITE CRÔNICA O Helicobacter pylori vive muito bem no ambiente ácido do estômago. No entanto, ele leva à destruição da barreira protetora que reveste a mucosa do estômago, permitindo que o ácido gástrico agrida a própria mucosa gástrica, o que a leva à inflamação, caracterizando a gastrite. Na gastrite crônica, situação em que diminuem muito as células da mucosa do estômago, existe considerável redução na produção do ácido gástrico, que é importante para a esterilização do que ingerimos e para a digestão dos alimentos. Esta gastrite deve ser vista com atenção pelo médico e paciente, já que a evolução desta forma de gastrite para a atrofia gástrica está relacionada com o aumento da incidência de câncer de estômago. Por vezes, a bile que o fígado descarrega na porção inicial do intestino delgado (chamado de duodeno), reflui para o estômago, causando inflamação crônica. 4

5 ÚLCERA PÉPTICA A infecção gástrica pela H. pylori é hoje responsável por mais de 95% dos casos de úlcera duodenal e por 80% dos portadores de úlcera gástrica. Em relação à sintomatologia da úlcera péptica, o conceito tradicional do padrão doloroso baseia-se na assertiva de que a acidez gástrica produz dor e sua neutralização a alivia. É conhecida como dor epigástrica, tipo queimação, com ritmicidade, ou seja, com horário certo para seu aparecimento, guardando íntima relação com o ritmo alimentar, ocorrendo 2 a 3 horas após a alimentação ou à noite, e cedendo com o uso de alimentos ou alcalinos. A confirmação diagnóstica é feita através da endoscopia digestiva, que além de ser bastante sensível, permite a realização de biópsia. 5

6 TRATAMENTO Opções terapêuticas na eliminação do H. pylori conforme o II Consenso Brasileiro 1. IBP + amoxicilina 1,0 g + claritromicina 500 mg, duas vezes ao dia, durante sete dias; Este regime constitui um dos regimes mais empregados de todo o mundo, com índices de eliminação próximos a 90%. É bem tolerado, com poucos efeitos adversos. 2. IBP uma vez ao dia + claritromicina 500 mg duas vezes ao dia + furazolidona 200 mg duas vezes ao dia, durante sete dias; 3. IBP uma vez ao dia + furazolidona 200 mg três vezes ao dia + tetraciclina 500 mg quatro vezes ao dia, durante sete dias. O controle de cura da infecção deve ser realizado no mínimo um mês após o final do tratamento (preferencialmente dois a três meses). Em geral, o primeiro regime anti-h. pylori é o que oferece a maior possibilidade de erradicar a infecção. Porém, a falência desses esquemas ocorre em 15% a 20% dos casos, determinando a necessidade de um retratamento. 6

7 PYLORIPAC : O PRODUTO O Pyloripac é um PAC de três medicamentos independentes, reunidos em uma única embalagem, contendo cartelas para 7 de tratamento. APRESENTAÇÃO DE PYLORIPAC: três medicamentos independentes, reunidos em uma única embalagem. - Lansoprazol 30 mg - Claritromicina 500 mg - Amoxicilina 500 mg 7

8 PYLORIPAC : O PRODUTO Nome comercial: Pyloripac Substância: Ação: Lansoprazol + Claritromicina + Amoxicilina Lansoprazol (30 mg) é caracterizado como inibidor da bomba de prótons, bloqueando a secreção do ácido. Claritromicina (500 mg) é um antibiótico do grupo dos macrolídeos e que, em associação com inibidores da secreção ácida, promove uma ação bacteriostática sobre o Helicobacter pylori. Amoxicilina (500 mg) é uma penicilina de amplo espectro de ação com atividade bactericida Gram-positiva e Gram-negativa. Formas farmacêuticas e apresentações: Blisters com 2 cápsulas com microgrânulos de liberação retardada de lansoprazol 30 mg, 2 comprimidos revestidos de claritromicina 500 mg e 4 cápsulas de amoxicilina 500 mg - Embalagens com 7 ou 10 blisters. 8

9 PYLORIPAC : O PRODUTO Indicações: Posologia: Eliminação do H. pylori para redução dos riscos de recorrência de úlcera péptica (gástrica ou duodenal) os componentes de Pyloripac (lansoprazol, claritromicina e amoxicilina) estão indicados para o tratamento dos pacientes com infecção por H. pylori e úlcera péptica (ativa ou com história de úlcera péptica há um ano). Está demonstrado que a grande maioria dos pacientes com úlcera péptica está infectada por esse patógeno e que sua eliminação reduz o índice de recorrência destas úlceras, diminuindo assim a necessidade de terapêutica antissecretora de manutenção. 1 cápsula de lansoprazol 30 mg, 1 comprimido revestido de claritromicina 500 mg e 2 cápsulas de amoxicilina 500 mg, ingeridos a cada 12 horas, ou seja, pela manhã e à noite, em jejum, durante 7, 10 ou 14 dias, conforme orientação médica. As cápsulas de lansoprazol devem ser ingeridas inteiras, sem mastigar. 9

10 PYLORIPAC IBP: O PRODUTO O Pyloripac IBP é um composto de três medicamentos independentes, reunidos em uma única embalagem, contendo cartelas adicionais de lansoprazol para 14 ou 28 dias. Na escolha de um IBP, por que o LANSOPRAZOL? Lansoprazol é a melhor escolha pela eficácia comprovada e por um diferencial positivo para o lanzoprazol, a sua maior atividade antibacteriana contra o Hp. 10

11 PYLORIPAC IBP: O PRODUTO Nome comercial: Pyloripac IBP Substância: Ação: Formas farmacêuticas e apresentações: Lansoprazol + claritromicina + amoxicilina O lansoprazol é caracterizado como um inibidor das bombas de prótons (IBP) do estômago, bloqueando o passo final da secreção ácida. A claritromicina exerce sua função antibacteriana através da sua ligação às subunidades ribossômicas 50S (no DNA) dos agentes patogênicos sensíveis, suprimindo-lhes a síntese proteica. A atividade bactericida da amoxicilina deve-se à inibição da síntese da parede celular bacteriana. Porém é susceptível a degradação por betalactamases e, portanto, seu espectro de atividade não inclui organismos que produzem estas enzimas. 7 blisters contendo 2 cápsulas com microgrânulos de liberação retardada de lansoprazol 30 mg, 2 comprimidos revestidos de claritromicina 500 mg e 4 cápsulas de amoxicilina 500 mg cada blister. 1 ou 2 blisters contendo 14 cápsulas com microgrânulos de liberação retardada de lansoprazol 30 mg cada blister. 11

12 PYLORIPAC IBP: O PRODUTO Indicações: Posologia: Alívio prévio dos sintomas dispépticos relacionados à infecção pela bactéria H. pylori, eliminação da mesma e tratamento de pacientes com úlceras pépticas (ativas ou com história de úlcera há um ano). O uso combinado de um esquema inicial com lansoprazol, seguido pela administração de um esquema tríplice consagrado para erradicar o H. pylori (lansoprazol, claritromicina e amoxicilina) tem o objetivo de aliviar inicialmente os sintomas dispépticos, antes mesmo de se iniciar o esquema de eliminação, além de tratar e reduzir os riscos de recorrência de úlceras pépticas (gástrica ou duodenal). O lansoprazol pode também ser utilizado após o esquema de eliminação do H. pylori, como forma de complementação do tratamento. 1 cápsula de lansoprazol 30 mg, 1x/dia, administrada durante 1 a 2 semanas, conforme orientação médica. Após o uso de lansoprazol, iniciar o esquema tríplice específico com 1 cápsula de lansoprazol 30 mg, 1 comprimido revestido de claritromicina 500 mg e 2 cápsulas de amoxicilina 500 mg, todos ingeridos a cada 12 horas, ou seja, pela manhã e à noite, em jejum, durante 7 dias ou conforme orientação médica. Pode-se também utilizar 1 cápsula de lansoprazol 30 mg, por 1 a 2 semanas e após o esquema de eliminação do H. pylori, para complementação do tratamento e cicatrização da úlcera péptica. 12

13 PYLORIPAC RETRAT: O PRODUTO Pyloripac Retrat será o 1º esquema tríplice para o retratamento contra o H. pylori no mercado brasileiro. Disponibilizado à classe médica para atender aos casos de insucesso terapêutico com a 1ª opção de esquema tríplice disponível atualmente no Brasil (IBP + claritromicina + amoxicilina). Estima-se que, no Brasil, a incidência de retratamento do H. pylori pode variar entre 10% e 30% dos casos tratados. No lugar da claritromicina, Pyloripac Retrat possui o levofloxacino, um antibiótico de amplo espectro e com grande poder bactericida, inclusive sobre o H. pylori. 13

14 PYLORIPAC RETRAT: O PRODUTO Nome comercial: Pyloripac Retrat Substância: Ação: Formas farmacêuticas e apresentações: Lansoprazol + levofloxacino + amoxicilina O lansoprazol é caracterizado como um inibidor das bombas de prótons (IBP) do estômago, bloqueando o passo final da secreção ácida. Como um agente antimicrobiano da classe das fluorquinolonas, o levofloxacino age no complexo da DNA girase e topoisomerase IV, sendo altamente bactericida in vitro e com amplo espectro antibacteriano (cobre muitas bactérias Gram-positivas e Gram-negativas). A atividade bactericida da amoxicilina deve-se à inibição da síntese da parede celular bacteriana. Porém é susceptível a degradação por betalactamases e, portanto, seu espectro de atividade não inclui organismos que produzem estas enzimas. 10 ou 14 blisters com 2 cápsulas com microgrânulos de liberação retardada de lansoprazol 30 mg, 1 comprimido revestido de levofloxacino 500 mg e 4 cápsulas de amoxicilina 500 mg em cada blister. 14

15 PYLORIPAC IBP: O PRODUTO Indicações: Posologia: Retratamento para eliminação da bactéria associada a úlceras gástricas ou duodenais ativas ou cicatrizadas. Após a falência do tratamento considerado de primeira linha, indica-se o uso de Pyloripac Retrat. Pyloripac Retrat deve ser administrado por via oral com água. Pela manhã, em jejum, devem ser tomados conjuntamente 1 cápsula de lansoprazol 30 mg, 1 comprimido de levofloxacino 500 mg e 2 cápsulas de amoxicilina 500 mg. À noite, em jejum de 3 horas, tomar 1 cápsula de lansoprazol 30 mg e 2 cápsulas de amoxicilina 500 mg. O tratamento é recomendado durante 10 dias ou conforme orientação médica. 15

16 CONCORRÊNCIA Produto Laboratório Apresentações Mecanismo de ação e efeito clínico Omepramix (omeprazol + claritromicina + amoxicilina) Aché Cartelas com 2 cáps. de omeprazol 20 mg, 2 compr. de claritromicina 500 mg e 4 cáps. De amoxicilina 500 mg, sendo: 7 cartelas; 7 cartelas + 14 comprimidos de omeprazol; 7 cartelas + 28 comprimidos de omeprazol. Vantagens de Pyloripac Omeprazol inibe a bomba de prótons, bloqueando o passo final da secreção ácida. Claritromicina, com ação antibacteriana, age eliminando a bactéria H. pylori e diminui a recidiva de úlceras duodenais. Amoxicilina tem ação bactericida e age contra H. pylori. Lansoprazol de Pyloripac é mais eficaz que o omeprazol na eliminação do H. pylori, proporcionando ao médico e ao paciente maior segurança. 16

17 CONCORRÊNCIA Produto Laboratório Apresentações Mecanismo de ação e efeito clínico Erradic (omeprazol + claritromicina + amoxicilina) Libbs Cartela c/ 7 ou 10 cartelas, cada uma com 2 cáps. de omeprazol 20 mg, 2 compr. de claritromicina 500 mg e 4 cáps. de amoxicilina 500 mg. Erradic UG: 7 cartelas + 21 compr. de omeprazol. Vantagens de Pyloripac Omeprazol inibe a bomba de prótons, bloqueando o passo final da secreção ácida. Claritromicina, com ação antibacteriana, age eliminando a bactéria H. pylori e diminui a recidiva de úlceras duodenais. Amoxicilina tem ação bactericida e age contra H. pylori. Lansoprazol de Pyloripac é mais eficaz que o omeprazol na eliminação do H. pylori, proporcionando ao médico e ao paciente maior segurança. 17

18 CONCORRÊNCIA Produto Laboratório Apresentações Mecanismo de ação e efeito clínico Pyloritrat (Lansoprazol + claritromicina + amoxicilina) Teuto Caixa com 7 cartelas contendo 2 cápsulas de lansoprazol (30 mg), 2 compr. De claritromicina (500 mg) e 4 cápsulas de amoxicilina (500 mg) Pyloritrat IBP: 28 cápsulas extras de lansoprazol. Vantagens de Pyloripac A Medley apresenta forte relacionamento com a classe médica. Menor preço praticado. Padrão Medley de qualidade. Lansoprazol inibe a bomba de prótons, bloqueando o passo final da secreção ácida. Claritromicina, com ação antibacteriana, age eliminando a bactéria H. pylori e diminui a recidiva de úlceras duodenais. Amoxicilina tem ação bactericida e age contra H. pylori. 18

19 CONCORRÊNCIA Produto Laboratório Apresentações Mecanismo de ação e efeito clínico Helicopac (Lansoprazol + claritromicina + amoxicilina) Sigma Pharma Cx c/ 7 cartelas do esquema tríplice. Em cada cartela do esquema tríplice há 2 cápsulas de lansoprazol 30 mg, 2 compr. revestidos de claritromicina 500 mg e 2 compr. de amoxicilina 1 g. Helicopac IBP: 14 cápsulas extras de lansoprazol. Vantagens de Pyloripac Lansoprazol inibe a bomba de prótons, bloqueando o passo final da secreção ácida. Claritromicina, com ação antibacteriana, age eliminando a bactéria H. pylori e diminui a recidiva de úlceras duodenais. Amoxicilina tem ação bactericida e age contra H. pylori. Menor preço praticado; A apresentação da amoxicilina do Pyloripac é mais fácil de ser ingerida que a do Helicopac, facilitando a prescrição médica e adesão do paciente ao tratamento. Maior divulgação da marca Pyloripac Medley junto à classe médica. 19

20 CONCORRÊNCIA Produto Laboratório Apresentações Mecanismo de ação e efeito clínico H. Bacter (Lansoprazol + claritromicina + amoxicilina) Cifarma Caixa com 7 cartelas contendo 2 cápsulas de lansoprazol (30 mg), 2 compr. de claritromicina (500 mg) e 4 cápsulas de amoxicilina (500 mg). H. Bacter IBP: 28 cápsulas extras de lansoprazol. Vantagens de Pyloripac Menor preço praticado. Maior divulgação da marca Pyloripac Medley junto à classe médica. Lansoprazol inibe a bomba de prótons, bloqueando o passo final da secreção ácida. Claritromicina, com ação antibacteriana, age eliminando a bactéria H. pylori e diminui a recidiva de úlceras duodenais. Amoxicilina tem ação bactericida e age contra H. pylori. 20

21 CONCORRÊNCIA Produto Laboratório Apresentações Mecanismo de ação e efeito clínico Pyloriset (lanzoprazol + claritromicina + amoxicilina) Ducto Caixas com 7 cartelas. Vantagens de Pyloripac A Medley apresenta forte relacionamento com a classe médica. Padrão Medley de qualidade. Lansoprazol inibe a bomba de prótons, bloqueando o passo final da secreção ácida. Claritromicina, com ação antibacteriana, age eliminando a bactéria H. pylori e diminui a recidiva de úlceras duodenais. Amoxicilina tem ação bactericida e age contra H. pylori. 21

PATOLOGIAS DO SISTEMA DIGESTIVO, ÚLCERA PÉPTICA E GASTRITE

PATOLOGIAS DO SISTEMA DIGESTIVO, ÚLCERA PÉPTICA E GASTRITE PATOLOGIAS DO SISTEMA DIGESTIVO, ÚLCERA PÉPTICA E GASTRITE Como prevenir? Como diagnosticar? Como tratar? SISTEMA DIGESTIVO O sistema digestivo se estende da boca até o ânus. É responsável pela recepção

Leia mais

São Paulo, 12 e 13 de 2008

São Paulo, 12 e 13 de 2008 São Paulo, 12 e 13 de 2008 Uma realidade do Mercado Os 10 (dez) primeiros produtos com patentes vendem, mundialmente, 37 bilhões de dólares * O Brasil vende, de todos os produtos, 6 bilhões de dólares

Leia mais

Gastrite e Dispepsia Funcional

Gastrite e Dispepsia Funcional Gastrite e Dispepsia Funcional Este assunto caiu de bandeja pra você! Comer é uma coisa gostosa, e ninguém precisa sofrer com disgestão difícil, náuseas, saciedade precoce, desconforto ou dor de estômago.

Leia mais

Otofoxin cloridrato de ciprofloxacino SOLUÇÃO OTOLÓGICA

Otofoxin cloridrato de ciprofloxacino SOLUÇÃO OTOLÓGICA Otofoxin cloridrato de ciprofloxacino SOLUÇÃO OTOLÓGICA USO ADULTO USO OTOLÓGICO Forma farmacêutica e apresentação Solução otológica: frasco contendo 10 ml com conta-gotas. Composição Cada (1 ml) contém

Leia mais

FÁRMACOS USADOS EM ÚLCERA PÉPTICA E DOENÇA DO REFLUXO GASTRESOFÁGICO

FÁRMACOS USADOS EM ÚLCERA PÉPTICA E DOENÇA DO REFLUXO GASTRESOFÁGICO FÁRMACOS USADOS EM ÚLCERA PÉPTICA E DOENÇA DO REFLUXO GASTRESOFÁGICO FUCHS; WANNMACHER; FERREIRA, 2004 1 - RANG et al, 2007 2 ; GOODMAN, 2006 3. Secreção de ácido gástrico (2,5 L /dia), muco e bicarbonato.

Leia mais

Especialização em SAÚDE DA FAMÍLIA. Caso complexo Natasha. Fundamentação teórica Dispepsia

Especialização em SAÚDE DA FAMÍLIA. Caso complexo Natasha. Fundamentação teórica Dispepsia Caso complexo Natasha Especialização em Fundamentação teórica DISPEPSIA Vinícius Fontanesi Blum Os sintomas relacionados ao trato digestivo representam uma das queixas mais comuns na prática clínica diária.

Leia mais

São Paulo, 12 e 13-11-2008

São Paulo, 12 e 13-11-2008 São Paulo, 12 e 13-11-2008 Pesquisa de fitomedicamento Dificuldades e perspectivas - Um caso - Perspectiva para o setor nacional Genéricos - com suas limitações Similares inovadores Fitomedicamentos Biológicos

Leia mais

FÁRMACOS Moduladores GástricosG

FÁRMACOS Moduladores GástricosG Curso Noções Básicas B de Farmacologia Clínica nica FÁRMACOS Moduladores GástricosG Thyago Araújo Fernandes Secreção gástrica Produção diária de 2,5L de suco gástrico diariamente; Substâncias produzidas:

Leia mais

Cursos de Enfermagem e Obstetrícia, Medicina e Nutrição Disciplina Mecanismos Básicos de Saúde e Doença MCW 240 Estudo Dirigido P2 / Parte I 2012/1

Cursos de Enfermagem e Obstetrícia, Medicina e Nutrição Disciplina Mecanismos Básicos de Saúde e Doença MCW 240 Estudo Dirigido P2 / Parte I 2012/1 Cursos de Enfermagem e Obstetrícia, Medicina e Nutrição Disciplina Mecanismos Básicos de Saúde e Doença MCW 240 Estudo Dirigido P2 / Parte I 2012/1 1. Agentes que matam bactérias são: (A) inibitórios (B)

Leia mais

Manual de Treinamento. Gastroenterologia

Manual de Treinamento. Gastroenterologia Manual de Treinamento Gastroenterologia Anatomia e Fisiologia Anatomia e Fisiologia Capítulo 1 Índice Capítulo 1 Anatomia e fisiologia... 3 Sistema digestório... 3 Boca... 4 Faringe... 4 Esôfago... 5 Estômago...

Leia mais

MINI BULA ESOMEPRAZOL MAGNÉSIO

MINI BULA ESOMEPRAZOL MAGNÉSIO MINI BULA ESOMEPRAZOL MAGNÉSIO Medicamento Genérico Lei nº 9.787, de 1999. APRESENTAÇÕES: Comprimidos revestidos de 20 e 40mg. Embalagem contendo 7, 14, 28 e 56* comprimidos revestidos *embalagem hospitalar

Leia mais

18/9/2014 DISTÚRBIOS GÁSTRICOS, ESOFÁGICOS E INTESTINAIS GASTRITE AGUDA GASTRITE CRÔNICA - TIPO A - TIPO B GASTRITE AGUDA

18/9/2014 DISTÚRBIOS GÁSTRICOS, ESOFÁGICOS E INTESTINAIS GASTRITE AGUDA GASTRITE CRÔNICA - TIPO A - TIPO B GASTRITE AGUDA UNESC ENFERMAGEM SAÚDE DO ADULTO PROFª: FLÁVIA NUNES DISTÚRBIOS GÁSTRICOS, ESOFÁGICOS E INTESTINAIS TIPOS DE GASTRITE GASTRITE AGUDA GASTRITE AGUDA GASTRITE CRÔNICA - TIPO A - TIPO B É uma inflamação da

Leia mais

OMENAX. Geolab Indústria Farmacêutica S/A Cápsula 20mg e 40mg

OMENAX. Geolab Indústria Farmacêutica S/A Cápsula 20mg e 40mg OMENAX Geolab Indústria Farmacêutica S/A Cápsula 20mg e 40mg tratar dispepsia, condição que causa acidez, azia, arrotos ou indigestão. Pode ser usado também para evitar sangramento do trato gastrintestinal

Leia mais

rabeprazol sódico I) IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO Medicamento genérico, Lei nº 9.787, de 1999

rabeprazol sódico I) IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO Medicamento genérico, Lei nº 9.787, de 1999 I) IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO rabeprazol sódico Medicamento genérico, Lei nº 9.787, de 1999 APRESENTAÇÕES rabeprazol sódico comprimidos revestidos de 10 mg (cor-de-rosa), para liberação entérica, em

Leia mais

ZIPROL Laboratórios Baldacci S.A Comprimido revestido gastrorresistente 20 mg

ZIPROL Laboratórios Baldacci S.A Comprimido revestido gastrorresistente 20 mg ZIPROL Laboratórios Baldacci S.A Comprimido revestido gastrorresistente 20 mg BULA PARA PACIENTE RDC 47/2009 ZIPROL pantoprazol sódico sesquihidratado APRESENTAÇÕES Comprimidos revestidos gastrorresistentes

Leia mais

Pâncreas. Pancreatite aguda. Escolha uma das opções abaixo para ler mais detalhes.

Pâncreas. Pancreatite aguda. Escolha uma das opções abaixo para ler mais detalhes. Pâncreas Escolha uma das opções abaixo para ler mais detalhes. Pancreatite aguda Pancreatite crônica Cistos pancreáticos Câncer de Pancrêas Pancreatite aguda O pâncreas é um órgão com duas funções básicas:

Leia mais

FOLHETO INFORMATIVO: INFORMAÇÃO PARA O UTILIZADOR

FOLHETO INFORMATIVO: INFORMAÇÃO PARA O UTILIZADOR FOLHETO INFORMATIVO: INFORMAÇÃO PARA O UTILIZADOR Lansoprazol Jaba 30 mg Cápsulas gastrorresistentes 30 mg Cápsulas gastrorresistentes Lansoprazol Leia atentamente este folheto antes de tomar este medicamento

Leia mais

29/01/2013. Espécie EXCLUSIVA da mucosa. gástrica humana. Úlceras pépticas, certos tipos de gastrite e de. cancro do estômago

29/01/2013. Espécie EXCLUSIVA da mucosa. gástrica humana. Úlceras pépticas, certos tipos de gastrite e de. cancro do estômago Espécie EXCLUSIVA da mucosa gástrica humana Outras espécies infectam outros animais Úlceras pépticas, certos tipos de gastrite e de cancro do estômago Maior parte dos indivíduos assintomáticos 1875 - Alemanha

Leia mais

Será que égastrite? Luciana Dias Moretzsohn Faculdade de Medicina da UFMG

Será que égastrite? Luciana Dias Moretzsohn Faculdade de Medicina da UFMG Será que égastrite? Luciana Dias Moretzsohn Faculdade de Medicina da UFMG Sintomas Dor na região do estômago Estômago estufado Empanzinamento Azia Arrotos frequentes Cólica na barriga Vômitos e náusea

Leia mais

PANTOMIX. Indústria Farmacêutica Melcon do Brasil SA. Comprimido gastrorresistente 20 mg

PANTOMIX. Indústria Farmacêutica Melcon do Brasil SA. Comprimido gastrorresistente 20 mg PANTOMIX Indústria Farmacêutica Melcon do Brasil SA. Comprimido gastrorresistente 20 mg BULA PARA PACIENTE Bula de acordo com a Resolução RDC nº 47/2009 PANTOMIX 20 mg pantoprazol sódico sesquiidratado

Leia mais

Sistema Digestivo - Função

Sistema Digestivo - Função Sistema Digestivo Fome Saciedade Sistema Digestivo - Função O organismo humano recebe os nutrientes através dos alimentos. Estes alimentos têm de ser transformados em substâncias utilizáveis, envolvendo

Leia mais

FOLHETO INFORMATIVO: INFORMAÇÃO PARA O UTILIZADOR. Leia atentamente este folheto antes de tomar este medicamento.

FOLHETO INFORMATIVO: INFORMAÇÃO PARA O UTILIZADOR. Leia atentamente este folheto antes de tomar este medicamento. FOLHETO INFORMATIVO: INFORMAÇÃO PARA O UTILIZADOR Gastribien 30 mg cápsulas gastrorresistentes Lansoprazol Leia atentamente este folheto antes de tomar este medicamento. -Conserve este folheto. Pode ter

Leia mais

Helicobacter pylori nos países em desenvolvimento

Helicobacter pylori nos países em desenvolvimento WGO Practice Guidelines : Helicobacter pylori nos países em desenvolvimento World Gastroenterology Organisation Practice Guidelines Helicobacter pylori nos países em desenvolvimento Agosto de 2010 Equipe

Leia mais

RESUMO DA AVALIAÇÃO CIENTÍFICA DO LOSEC E NOMES ASSOCIADOS (VER ANEXO I)

RESUMO DA AVALIAÇÃO CIENTÍFICA DO LOSEC E NOMES ASSOCIADOS (VER ANEXO I) ANEXO II CONCLUSÕES CIENTÍFICAS E FUNDAMENTOS PARA A ALTERAÇÃO DO RESUMO DAS CARACTERÍSTICAS DO MEDICAMENTO, DA ROTULAGEM E DO FOLHETO INFORMATIVO APRESENTADOS PELA EMEA 19 CONCLUSÕES CIENTÍFICAS RESUMO

Leia mais

FOLHETO INFORMATIVO: INFORMAÇÃO PARA O UTILIZADOR

FOLHETO INFORMATIVO: INFORMAÇÃO PARA O UTILIZADOR FOLHETO INFORMATIVO: INFORMAÇÃO PARA O UTILIZADOR Esomeprazol Alter, 20 mg, Comprimidos gastrorresistentes Esomeprazol sódico Leia atentamente este folheto antes de tomar o medicamento. - Conserve este

Leia mais

Rivastigmina (Port.344/98 -C1)

Rivastigmina (Port.344/98 -C1) Rivastigmina (Port.344/98 -C1) Alzheimer DCB: 09456 CAS: 129101-54-8 Fórmula molecular: C 14 H 22 N 2 O 2.C 4 H 6 O 6 Nome químico: (S)-N-Ethyl-3-[(1-dimethylamino)ethyl]-N-methylphenylcarbamate hydrogen

Leia mais

Dispepsia Resumo de diretriz NHG M36 (terceira revisão, janeiro 2013)

Dispepsia Resumo de diretriz NHG M36 (terceira revisão, janeiro 2013) Dispepsia Resumo de diretriz NHG M36 (terceira revisão, janeiro 2013) Mattijs Numans, Niek de Wit, Jos Dirven, Corien Heemstra-Borst, Gerard Hurenkamp, Mieke Scheele, Jako Burgers, Roeland Geijer, Egbert

Leia mais

COMPARAÇÃO DE DOIS REGIMES TERAPÊUTICOS NO RETRATAMENTO DA INFECÇÃO POR H. PYLORI: ensaio clínico aberto, prospectivo e aleatorizado

COMPARAÇÃO DE DOIS REGIMES TERAPÊUTICOS NO RETRATAMENTO DA INFECÇÃO POR H. PYLORI: ensaio clínico aberto, prospectivo e aleatorizado UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS Faculdade de Medicina COMPARAÇÃO DE DOIS REGIMES TERAPÊUTICOS NO RETRATAMENTO DA INFECÇÃO POR H. PYLORI: ensaio clínico aberto, prospectivo e aleatorizado BRUNO SQUÁRCIO

Leia mais

Comprimidos revestidos gastrorresistentes de 20 mg. Embalagens com 14 e 28 unidades.

Comprimidos revestidos gastrorresistentes de 20 mg. Embalagens com 14 e 28 unidades. ZIPROL pantoprazol sódico sesqui-hidratado APRESENTAÇÕES Comprimidos revestidos gastrorresistentes de 20 mg. Embalagens com 14 e 28 unidades. VIA ORAL USO ADULTO E PEDIÁTRICO ACIMA DE 5 ANOS DE IDADE COMPOSIÇÃO

Leia mais

FOLHETO INFORMATIVO: INFORMAÇÃO PARA O UTILIZADOR. Omede, cápsulas gastrorresistentes Omeprazol 20 mg

FOLHETO INFORMATIVO: INFORMAÇÃO PARA O UTILIZADOR. Omede, cápsulas gastrorresistentes Omeprazol 20 mg FOLHETO INFORMATIVO: INFORMAÇÃO PARA O UTILIZADOR Omede, cápsulas gastrorresistentes Omeprazol 20 mg Leia atentamente este folheto antes de tomar este medicamento. - Conserve este folheto. Pode ter necessidade

Leia mais

LOSEC MUPS omeprazol magnésico

LOSEC MUPS omeprazol magnésico LOSEC MUPS magnésico I) IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO LOSEC MUPS magnésico APRESENTAÇÕES Comprimidos revestidos de 10 mg em embalagens com 14 ou 28 comprimidos. Comprimidos revestidos de 20 mg em embalagens

Leia mais

INDÚSTRIA FARMACÊUTICA S.A.

INDÚSTRIA FARMACÊUTICA S.A. RANITIDIL cloridrato de ranitidina MEDQUÍMICA INDÚSTRIA FARMACÊUTICA S.A. Comprimido Revestido 150 mg RANITIDIL cloridrato de ranitidina comprimido revestido I- IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO Nome Genérico:

Leia mais

Composição Cada grama de Ilosone Gel Tópico contém: eritromicina base... 20 mg excipiente q.s.p... 1 g

Composição Cada grama de Ilosone Gel Tópico contém: eritromicina base... 20 mg excipiente q.s.p... 1 g Ilosone Gel Tópico eritromicina Forma farmacêutica e apresentação Gel Tópico: Cartucho com 1 bisnaga contendo 60 g. USO ADULTO E PEDIÁTRICO USO EXTERNO Composição Cada grama de Ilosone Gel Tópico contém:

Leia mais

pantoprazol Merck S/A Comprimidos revestidos 20 mg

pantoprazol Merck S/A Comprimidos revestidos 20 mg pantoprazol Merck S/A Comprimidos revestidos 20 mg pantoprazol Medicamento genérico Lei nº 9.787, de 1999 20 mg APRESENTAÇÕES Pantoprazol 20 mg - Embalagens contendo 7, 14 e 28 comprimidos revestidos.

Leia mais

APROVADO EM 18-08-2009 INFARMED RESUMO DAS CARACTERÍSTICAS DO MEDICAMENTO 1 - DENOMINAÇÃO DO MEDICAMENTO

APROVADO EM 18-08-2009 INFARMED RESUMO DAS CARACTERÍSTICAS DO MEDICAMENTO 1 - DENOMINAÇÃO DO MEDICAMENTO RESUMO DAS CARACTERÍSTICAS DO MEDICAMENTO 1 - DENOMINAÇÃO DO MEDICAMENTO Lansoprazol Azevedos 30 mg Cápsulas gastrorresistentes 2 - COMPOSIÇÃO QUALITATIVA E QUANTITATIVA Lansoprazol 30 mg Excipiente: Sacarose.

Leia mais

Cancro Gástrico. Prevenção, Diagnóstico e Tratamento. Cancro Digestivo. 30 de Setembro 2006. Organização. Sponsor. Apoio.

Cancro Gástrico. Prevenção, Diagnóstico e Tratamento. Cancro Digestivo. 30 de Setembro 2006. Organização. Sponsor. Apoio. Organização Sponsor Cancro Gástrico Prevenção, Diagnóstico e Tratamento Apoio Secretariado Central Park R. Alexandre Herculano, Edf. 1-4º C 2795-240 Linda-a-Velha Telefones: 21 430 77 40/1/2/3/4 Fax: 21

Leia mais

Informação para o paciente

Informação para o paciente Informação para o paciente Viramune - nevirapina 18355 BI Viramune brochure POR_V2.indd 1 14-12-11 14:19 Introdução Viramune é um medicamento para o tratamento do HIV. Este prospecto contém informação

Leia mais

Resistência aos antimicrobianos em Salmonella spp.

Resistência aos antimicrobianos em Salmonella spp. Resistência aos antimicrobianos em Salmonella spp. Síntese das investigações desde a descoberta de novos antimicrobianos Final do século XIX: Pasteur efetuou relatos sobre antagonismo entre diferentes

Leia mais

Daiichi Sankyo Brasil Farmacêutica Ltda.

Daiichi Sankyo Brasil Farmacêutica Ltda. IDENTIFICAÇÃO DO Loxonin loxoprofeno sódico MEDICAMENTO APRESENTAÇÕES LOXONIN é comercializado em caixas com 8, 15 ou 30 comprimidos de 60 mg. USO ORAL USO ADULTO COMPOSIÇÃO Cada comprimido de LOXONIN

Leia mais

maleato de trimebutina

maleato de trimebutina maleato de trimebutina Althaia S.A. Indústria Farmacêutica Cápsulas Gelatinosas Mole 200 mg maleato de trimebutina Medicamento genérico Lei n o 9.787, de 1999. I IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO APRESENTAÇÃO:

Leia mais

CONTEÚDO E HABILIDADES DINÂMICA LOCAL INTERATIVA INTERATIVIDADE FINAL. Aula 1.2 Conteúdo: Sistema Digestório

CONTEÚDO E HABILIDADES DINÂMICA LOCAL INTERATIVA INTERATIVIDADE FINAL. Aula 1.2 Conteúdo: Sistema Digestório Aula 1.2 Conteúdo: Sistema Digestório 2 Habilidades: Conhecer o sistema digestório humano, compreendendo o papel de cada um de seus órgãos e glândulas anexas no processo de digestão. 3 4 Comendo insetos

Leia mais

pantoprazol sódico sesqui-hidratado

pantoprazol sódico sesqui-hidratado pantoprazol sódico sesqui-hidratado Althaia S.A. Indústria Farmacêutica Comprimidos revestidos de liberação retardada 40 mg pantoprazol sódico sesqui-hidratado Medicamento genérico Lei n o 9.787, de 1999.

Leia mais

ESOP. NOVA QUIMICA FARMACÊUTICA S/A Comprimido revestido de liberação retardada 20mg e 40mg

ESOP. NOVA QUIMICA FARMACÊUTICA S/A Comprimido revestido de liberação retardada 20mg e 40mg ESOP NOVA QUIMICA FARMACÊUTICA S/A Comprimido revestido de liberação retardada 20mg e 40mg I - IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO Esop esomeprazol magnésico tri-hidratado MEDICAMENTO SIMILAR EQUIVALENTE AO MEDICAMENTO

Leia mais

TEMA: URO-VAXON no tratamento da infecção recorrente do trato urinário em paciente portador de DM SUMÁRIO 1. RESUMO EXECUTIVO... 3

TEMA: URO-VAXON no tratamento da infecção recorrente do trato urinário em paciente portador de DM SUMÁRIO 1. RESUMO EXECUTIVO... 3 NT89/2013 Solicitante: Ilmo Dr Des. Bitencourt Marcondes 8ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Estado de Minas Gerais Data: 10/06/2013 Medicamento X Material Procedimento Cobertura Numeração: 1.0313.13.008851-8/001

Leia mais

Luiz Gonzaga COELHO1, Ismael MAGUINILK2, Schlioma ZATERKA3, José Miguel PARENTE4, Maria do Carmo Friche PASSOS1 e

Luiz Gonzaga COELHO1, Ismael MAGUINILK2, Schlioma ZATERKA3, José Miguel PARENTE4, Maria do Carmo Friche PASSOS1 e Consenso / CONSENSO ARQGA / 3 º Consenso Brasileiro de Helicobacter pylori Luiz Gonzaga COELHO1, Ismael MAGUINILK2, Schlioma ZATERKA3, José Miguel PARENTE4, Maria do Carmo Friche PASSOS1 e Joaquim Prado

Leia mais

esomeprazol magnésico tri-hidratado

esomeprazol magnésico tri-hidratado esomeprazol magnésico tri-hidratado Germed Farmacêutica Ltda. Comprimido revestido de liberação retardada 20mg e 40mg esomeprazol magnésico tri-hidratado comprimido revestido de liberação retardada bula

Leia mais

SEQUÊNCIA DIDÁTICA PODCAST ÁREA CIÊNCIAS CN

SEQUÊNCIA DIDÁTICA PODCAST ÁREA CIÊNCIAS CN SEQUÊNCIA DIDÁTICA PODCAST ÁREA CIÊNCIAS CN Título do Podcast Área Segmento Duração Sistema Digestório Ciências da Natureza Ensino Médio 4min 45seg Habilidades: (H30) Identificar a função dos órgãos e

Leia mais

Esomeprazol Magnésio Triidratado Pellets 8,5%

Esomeprazol Magnésio Triidratado Pellets 8,5% Esomeprazol Magnésio Triidratado Pellets 8,5% Desaparecimento dos sintomas de azia, dor epigástrica e de regurgitação ácida. Cicatrização das úlceras pépticas. Fórmula Estrutural: Fórmula Molecular: (C

Leia mais

Aula 4: Sistema digestório

Aula 4: Sistema digestório Aula 4: Sistema digestório Sistema digestório As proteínas, lípideos e a maioria dos carboidratos contidos nos alimentos são formados por moléculas grandes demais para passar pela membrana plasmática e

Leia mais

1º Curso de Antimicrobianos da AECIHERJ INTRODUÇÃO A ANTIBIÓTICOS DRA. DEBORA OTERO

1º Curso de Antimicrobianos da AECIHERJ INTRODUÇÃO A ANTIBIÓTICOS DRA. DEBORA OTERO 1º Curso de Antimicrobianos da AECIHERJ INTRODUÇÃO A ANTIBIÓTICOS DRA. DEBORA OTERO Antimicrobianos antimicrobiano (anti+microbiano) Que extermina micróbios ou impede sua proliferação antibiótico (anti+bio+t+ico)

Leia mais

Esomeprazol magnésico

Esomeprazol magnésico Esomeprazol magnésico EMS S/A Comprimido revestido de liberação retardada 20mg e 40mg Esomeprazol magnésico comprimido revestido de liberação retardada bula do paciente I - IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO

Leia mais

Amoxicilina. Aché Laboratórios Farmacêuticos Comprimidos 875 mg

Amoxicilina. Aché Laboratórios Farmacêuticos Comprimidos 875 mg Amoxicilina Aché Laboratórios Farmacêuticos Comprimidos 875 mg MODELO DE BULA PARA PACIENTE Bula de acordo com a Resolução-RDC nº 47/2009 I - IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO amoxicilina Medicamento Genérico

Leia mais

Identificação: L. R. Data Nascimento: 23/11/1981 Idade: 28 anos Sexo: feminino Profissão: Agente de Turismo

Identificação: L. R. Data Nascimento: 23/11/1981 Idade: 28 anos Sexo: feminino Profissão: Agente de Turismo VÍDEO 01 Identificação: L. R. Data Nascimento: 23/11/1981 Idade: 28 anos Sexo: feminino Profissão: Agente de Turismo História Clínica: Desde os 19 anos apresenta quadro dispéptico. Em 2001 foi medicada

Leia mais

ONCILEG - A triancinolona acetonida

ONCILEG - A triancinolona acetonida ONCILEG - A triancinolona acetonida Legrand Pharma Indústria Farmacêutica Ltda. Pasta 1,0mg/ g IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO ONCILEG - A triancinolona acetonida APRESENTAÇÕES: ONCILEG - A é apresentado

Leia mais

Forma farmacêutica e apresentação: Comprimido revestido. Display contendo 25 blísteres com 6 comprimidos revestidos.

Forma farmacêutica e apresentação: Comprimido revestido. Display contendo 25 blísteres com 6 comprimidos revestidos. LACTO-PURGA bisacodil 5mg Forma farmacêutica e apresentação: Comprimido revestido. Display contendo 25 blísteres com 6 comprimidos revestidos. USO ADULTO E PEDIÁTRICO (crianças acima de 4 anos) USO ORAL

Leia mais

Análise de risco em alimentos, com foco na área de resistência microbiana

Análise de risco em alimentos, com foco na área de resistência microbiana IV CONGRESSO BRASILEIRO DE QUALIDADE DO LEITE Análise de risco em alimentos, com foco na área de resistência microbiana Perigo (hazard): agente biológico, químico ou físico, ou propriedade do alimento

Leia mais

Agência Nacional de Vigilância Sanitária

Agência Nacional de Vigilância Sanitária Agência Nacional de Vigilância Sanitária PROPOSTA DE UMA NOVA RESOLUÇÃO PARA OS MEDICAMENTOS ISENTOS DE PRESCRIÇÃO Brasília, 06 de junho de 2008. Medicamento Isento de Prescrição MIPs Podem ser adquiridos

Leia mais

Perfil das infecções do trato urinário nos Campos Gerais: Uma revisão da literatura.

Perfil das infecções do trato urinário nos Campos Gerais: Uma revisão da literatura. 12. CONEX Apresentação Oral Resumo Expandido 1 ÁREA TEMÁTICA: (marque uma das opções) ( ) COMUNICAÇÃO ( ) CULTURA ( ) DIREITOS HUMANOS E JUSTIÇA ( ) EDUCAÇÃO ( ) MEIO AMBIENTE (X ) SAÚDE ( ) TRABALHO (

Leia mais

CLORIDRATO DE RANITIDINA GERMED FARMACÊUTICA LTDA. Comprimidos revestidos. 150 mg e 300 mg

CLORIDRATO DE RANITIDINA GERMED FARMACÊUTICA LTDA. Comprimidos revestidos. 150 mg e 300 mg CLORIDRATO DE RANITIDINA GERMED FARMACÊUTICA LTDA Comprimidos revestidos 150 mg e 300 mg I - IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO cloridrato de ranitidina "Medicamento Genérico, Lei nº. 9.787, de 1999". APRESENTAÇÕES

Leia mais

1º modelo: doença degenerativa

1º modelo: doença degenerativa 2ª Aula de Biopatologia 18/09/2006 Medicina molecular: Da nova Biologia à Clínica Nesta aula vamos falar de três modelos de relevância entre a biologia básica e a clínica. 1º modelo: doença degenerativa

Leia mais

Duphalac lactulose MODELO DE BULA. DUPHALAC (lactulose) é apresentado em cartuchos contendo 1 frasco de 200 ml e um copo medida.

Duphalac lactulose MODELO DE BULA. DUPHALAC (lactulose) é apresentado em cartuchos contendo 1 frasco de 200 ml e um copo medida. MODELO DE BULA Duphalac lactulose FORMA FARM ACÊUTICA E APRESENTAÇ ÃO DUPHALAC (lactulose) é apresentado em cartuchos contendo 1 frasco de 200 ml e um copo medida. VIA ORAL USO ADULTO E PEDIÁTRICO COMPOSIÇÃO

Leia mais

PLESONAX. (bisacodil)

PLESONAX. (bisacodil) PLESONAX (bisacodil) Brainfarma Indústria Química e Farmacêutica S.A. Comprimido Revestido 5mg I - IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO: PLESONAX bisacodil APRESENTAÇÃO Comprimidos revestidos Embalagem contendo

Leia mais

FOLHETO INFORMATIVO: INFORMAÇÃO PARA O UTILIZADOR

FOLHETO INFORMATIVO: INFORMAÇÃO PARA O UTILIZADOR FOLHETO INFORMATIVO: INFORMAÇÃO PARA O UTILIZADOR Pantoprazol Jaba 40mg Comprimidos gastrorresistentes Pantoprazol Leia com atenção todo este folheto antes de começar a tomar este medicamento pois contém

Leia mais

brasileiros com úlcera péptica, em seguimento de 5 anos

brasileiros com úlcera péptica, em seguimento de 5 anos Fernando Marcuz Silva Reinfecção pelo Helicobacter pylori em pacientes brasileiros com úlcera péptica, em seguimento de 5 anos Tese apresentada à Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo para

Leia mais

meropeném Novafarma Indústria Farmacêutica Ltda. Pó para solução injetável 500mg 1g Página 1 de 8

meropeném Novafarma Indústria Farmacêutica Ltda. Pó para solução injetável 500mg 1g Página 1 de 8 meropeném Novafarma Indústria Farmacêutica Ltda. Pó para solução injetável 500mg 1g Página 1 de 8 meropeném Medicamento Genérico, Lei nº 9.787, de 1999. IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO Nome genérico: meropeném

Leia mais

Linfomas gastrointestinais

Linfomas gastrointestinais Linfomas gastrointestinais Louise Gracielle de Melo e Costa R3 do Serviço de Patologia SAPC/HU-UFJF Introdução Linfomas extranodais: a maioria é de TGI. Ainda assim, linfomas primários gastrointestinais

Leia mais

Princípios Ativos Ácido Cítrico,Ácido Acetilsalicílico, Bicarbonato de Sódio e Carbonato de Sodio.

Princípios Ativos Ácido Cítrico,Ácido Acetilsalicílico, Bicarbonato de Sódio e Carbonato de Sodio. Sonrisal Classe terapêutica dos Antiacidos. Princípios Ativos Ácido Cítrico,Ácido Acetilsalicílico, Bicarbonato de Sódio e Carbonato de Sodio. Indicação Para quê serve Sonrisal? Sonrisal é indicado como

Leia mais

MODELO DE FORMATO DE BULA

MODELO DE FORMATO DE BULA APRESENTAÇÃO OMCILON-A ORABASE é apresentado em bisnaga contendo 10 g. USO ORAL TÓPICO USO ADULTO COMPOSIÇÃO Cada grama de OMCILON-A ORABASE contém 1mg de triancinolona acetonida. Ingredientes inativos:

Leia mais

Monuríl fosfomicina trometamol. Granulado

Monuríl fosfomicina trometamol. Granulado Monuríl fosfomicina trometamol Granulado Forma farmacêutica e apresentação: Caixa com 1 envelope de granulado com 8g. USO ADULTO - USO ORAL Composição: Granulado Cada envelope contém: 5,631 g de fosfomicina

Leia mais

14 Aproveitamos tudo o que comemos?

14 Aproveitamos tudo o que comemos? A U A UL LA Aproveitamos tudo o que comemos? Nas Aulas 1 e 5 vimos a importância de carboidratos, proteínas e gorduras para o bom funcionamento do corpo e o quanto é fundamental uma alimentação saudável,

Leia mais

A hepatite aguda causa menos danos ao fígado que a hepatite crônica.

A hepatite aguda causa menos danos ao fígado que a hepatite crônica. Hepatites Virais O FÍGADO E SUAS FUNÇÕES. O fígado é o maior órgão do corpo humano, está localizado no lado superior direito do abdômen, protegido pelas costelas (gradio costal). É responsável por aproximadamente

Leia mais

ANATOMIA E FISIOLOGIA

ANATOMIA E FISIOLOGIA ANATOMIA E FISIOLOGIA SITEMA DIGESTÓRIO Enfª Renata Loretti Ribeiro 2 3 SISTEMA DIGESTÓRIO Introdução O trato digestório e os órgãos anexos constituem o sistema digestório. O trato digestório é um tubo

Leia mais

RESUMO DAS CARACTERÍSTICAS DO MEDICAMENTO

RESUMO DAS CARACTERÍSTICAS DO MEDICAMENTO RESUMO DAS CARACTERÍSTICAS DO MEDICAMENTO Página 1 de 12 1. NOME DO MEDICAMENTO VETERINÁRIO Paracilina SP 800 mg, pó para solução oral. 2. COMPOSIÇÃO QUALITATIVA E QUANTITATIVA Cada grama contém: Substância

Leia mais

VIROLOGIA HUMANA. Professor: Bruno Aleixo Venturi

VIROLOGIA HUMANA. Professor: Bruno Aleixo Venturi VIROLOGIA HUMANA Professor: Bruno Aleixo Venturi O que são vírus? A palavra vírus tem origem latina e significa "veneno". Provavelmente esse nome foi dado devido às viroses, que são doenças causadas por

Leia mais

Laboratórios Ferring

Laboratórios Ferring Pentasa Sachê mesalazina Laboratórios Ferring IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO Pentasa Sachê mesalazina APRESENTAÇÕES Grânulos de liberação prolongada de: - 1 g disponível em embalagens com 50 sachês - 2 g

Leia mais

ANEXO I RESUMO DAS CARACTERÍSTICAS DO MEDICAMENTO

ANEXO I RESUMO DAS CARACTERÍSTICAS DO MEDICAMENTO ANEXO I RESUMO DAS CARACTERÍSTICAS DO MEDICAMENTO I 1. DENOMINAÇÃO DO PRODUTO MEDICINAL Pylori-Chek, 100 mg, pó e solvente para solução oral 2. COMPOSIÇÃO QUALITATIVA E QUANTITATIVA Cada kit de análise

Leia mais

Modelo de bula Paciente Amoxicilina 500 mg. amoxicilina. cápsulas 500 mg

Modelo de bula Paciente Amoxicilina 500 mg. amoxicilina. cápsulas 500 mg amoxicilina cápsulas 500 mg I) IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO amoxicilina Medicamento genérico Lei nº 9.787 de 1999. FORMA FARMACÊUTICA E APRESENTAÇÕES amoxicilina 500 mg: embalagens com 15, 21,30 ou 200

Leia mais

Ministério da Saúde Consultoria Jurídica/Advocacia Geral da União

Ministério da Saúde Consultoria Jurídica/Advocacia Geral da União Nota Brasília, Técnica maio N de 18 2012. /2012 Nome Princípio Comercial Ativo: esomeprazol. Medicamentos Genéricos: e de referência1: esomeprazol Nexium. Sumário sódico. 1. 2. que é o esomeprazol? 3.

Leia mais

LINFOMAS. Maria Otávia da Costa Negro Xavier. Maio -2013

LINFOMAS. Maria Otávia da Costa Negro Xavier. Maio -2013 LINFOMAS GASTROINTESTINAIS Maria Otávia da Costa Negro Xavier Maio -2013 1 INTRODUÇÃO Cerca de 1 a 4% de todas as malignidades gastrointestinais são linfomas. Por definição os linfomas gastrointestinais

Leia mais

95% de água, 3% de substâncias orgânicas e 2% de sais minerais. uma secreção serosa outra secreção mucosa

95% de água, 3% de substâncias orgânicas e 2% de sais minerais. uma secreção serosa outra secreção mucosa SISTEMA DIGESTÓRIO SALIVA A saliva é um líquido claro, viscoso, alcalino (ph entre 6 e 7), que contém em sua composição: 95% de água, 3% de substâncias orgânicas e 2% de sais minerais. Além disso, também

Leia mais

Tralen 28% tioconazol. Tralen 28% solução para unhas em embalagem contendo 1 frasco com 12 ml.

Tralen 28% tioconazol. Tralen 28% solução para unhas em embalagem contendo 1 frasco com 12 ml. Tralen 28% tioconazol I - IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO Nome comercial: Tralen Nome genérico: tioconazol APRESENTAÇÕES Tralen 28% solução para unhas em embalagem contendo 1 frasco com 12 ml. VIA DE ADMINISTRAÇÃO:

Leia mais

PYLORID. citrato bismútico de ranitidina. Formas farmacêuticas, vias de administração e apresentações comercializadas

PYLORID. citrato bismútico de ranitidina. Formas farmacêuticas, vias de administração e apresentações comercializadas citrato bismútico de ranitidina Formas farmacêuticas, vias de administração e apresentações comercializadas Comprimido revestido, para uso oral. Apresentado em embalagem com 28 comprimidos de 400,0mg.

Leia mais

Colégio Brasileiro de Cirurgia Digestiva

Colégio Brasileiro de Cirurgia Digestiva Colégio Brasileiro de Cirurgia Digestiva Orientação para pacientes com Doença do Refluxo Gastroesofágico. O Que é Doença do Refluxo? Nas pessoas normais, o conteúdo do estômago (comida ou acido clorídrico)

Leia mais

OTO-XILODASE. Apsen Farmacêutica S.A. Solução Otológica 100 UTR + 50 mg + 5 mg / 1 ml

OTO-XILODASE. Apsen Farmacêutica S.A. Solução Otológica 100 UTR + 50 mg + 5 mg / 1 ml OTO-XILODASE Apsen Farmacêutica S.A. Solução Otológica 100 UTR + 50 mg + 5 mg / 1 ml OTO-XILODASE cloridrato de lidocaína + sulfato de neomicina + hialuronidase APSEN FORMAS FARMACÊUTICAS Solução otológica

Leia mais

omeprazol Biosintética Farmacêutica Ltda. cápsulas 20 mg

omeprazol Biosintética Farmacêutica Ltda. cápsulas 20 mg omeprazol Biosintética Farmacêutica Ltda. cápsulas 20 mg BULA PARA PACIENTE Bula de acordo com a Resolução-RDC nº 47/2009 I- IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO omeprazol Medicamento genérico Lei nº 9.787, de

Leia mais

Metronidazol Inpharma

Metronidazol Inpharma FOLHETO INFORMATIVO: INFORMAÇÃO PARA O UTILIZADOR Composição: Metronidazol Inpharma Comprimidos e Pó para suspensão oral Comprimidos: Cada comprimido contém 250 mg de metronidazol. Excipientes: Amido de

Leia mais

CLOTRIGEL. Glenmark Farmacêutica Ltda. Creme vaginal 100 mg/5g. Clotrigel_VP01

CLOTRIGEL. Glenmark Farmacêutica Ltda. Creme vaginal 100 mg/5g. Clotrigel_VP01 CLOTRIGEL Glenmark Farmacêutica Ltda. Creme vaginal 100 mg/5g CLOTRIGEL clotrimazol I) IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO Nome genérico: clotrimazol APRESENTAÇÕES Cada bisnaga de Clotrigel contém 20g de creme

Leia mais

Exercícios de Monera e Principais Bacterioses

Exercícios de Monera e Principais Bacterioses Exercícios de Monera e Principais Bacterioses 1. (Fuvest) O organismo A é um parasita intracelular constituído por uma cápsula protéica que envolve a molécula de ácido nucléico. O organismo B tem uma membrana

Leia mais

Entenda tudo sobre a Síndrome do Intestino Irritável

Entenda tudo sobre a Síndrome do Intestino Irritável Entenda tudo sobre a Síndrome do Intestino Irritável Apesar de ainda não existir cura definitiva para esse problema de saúde crônico, uma diferenciação entre essa patologia e a sensibilidade ao glúten

Leia mais

Orientações sobre o uso correto dos medicamentos.

Orientações sobre o uso correto dos medicamentos. Orientações sobre o uso correto dos medicamentos. O quê preciso saber sobre os medicamentos do paciente? Antes de administrar qualquer medicamento, verifique: O nome: alguns medicamentos têm nomes parecidos,

Leia mais

Dulcolax bisacodil. LAXANTE DE AÇÃO PREVISÍVEL Estimula o movimento intestinal Alivia a prisão de ventre

Dulcolax bisacodil. LAXANTE DE AÇÃO PREVISÍVEL Estimula o movimento intestinal Alivia a prisão de ventre Dulcolax bisacodil LAXANTE DE AÇÃO PREVISÍVEL Estimula o movimento intestinal Alivia a prisão de ventre Esta bula é atualizada continuamente. Por favor, proceda à sua leitura antes de utilizar o medicamento.

Leia mais

ENSINO CURRICULUM NACIONAL. Cápsulas de Antibiótico

ENSINO CURRICULUM NACIONAL. Cápsulas de Antibiótico O Capítulo 4.1, Antibióticos e Medicamentos, aborda a questão da utilização dos antibióticos e outros medicamentos no tratamento de várias doenças infecciosas. Nesta actividade prática, ácidos e bases

Leia mais

GABARITO. Resposta: Cálculo da superfície corporal para dose de gencitabina 1 m 2 --- 1000 mg 1,66 m 2 --- X mg X = 1660 mg

GABARITO. Resposta: Cálculo da superfície corporal para dose de gencitabina 1 m 2 --- 1000 mg 1,66 m 2 --- X mg X = 1660 mg GABARITO 1 - Sr José, 65 anos, apresenta dor abdominal intensa há dois meses. Após solicitação de ultrasonografia pelo médico assistente chegou-se ao diagnóstico de câncer de pâncreas. O tratamento proposto

Leia mais

Informe aos profissionais de saúde sobre as características da infecção por Mycobacterium abscessus, medidas para diagnóstico, tratamento e prevenção

Informe aos profissionais de saúde sobre as características da infecção por Mycobacterium abscessus, medidas para diagnóstico, tratamento e prevenção Informe aos profissionais de saúde sobre as características da infecção por Mycobacterium abscessus, medidas para diagnóstico, tratamento e prevenção Em decorrência das infecções causadas por micobactéria,

Leia mais

MODELO DE BULA IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO: FAMOX famotidina

MODELO DE BULA IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO: FAMOX famotidina MODELO DE BULA IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO: FAMOX famotidina Comprimidos de 20 mg: embalagem com 10 comprimidos. Comprimidos de 40 mg: embalagem com 10 comprimidos. USO ADULTO USO ORAL Composições completas:

Leia mais

FOLHETO INFORMATIVO: INFORMAÇÃO PARA O UTILIZADOR

FOLHETO INFORMATIVO: INFORMAÇÃO PARA O UTILIZADOR FOLHETO INFORMATIVO: INFORMAÇÃO PARA O UTILIZADOR Rabeprazol Kebza 10 mg comprimidos gastrorresistentes Rabeprazol Kebza 20 mg comprimidos gastrorresistentes Leia atentamente este folheto antes de tomar

Leia mais

Probiótico. Identificação. Descrição / especificação técnica: Pó creme a marrom claro, contendo no mínimo 10 bilhões de UFC/g.

Probiótico. Identificação. Descrição / especificação técnica: Pó creme a marrom claro, contendo no mínimo 10 bilhões de UFC/g. Material Técnico Probióticos Identificação Fórmula Molecular: Não aplicável DCB / DCI: Não aplicável INCI: Não aplicável Peso molecular: Não aplicável CAS: Não aplicável Denominação botânica: Não aplicável

Leia mais

DIAGNÓSTICO E AVALIAÇÃO DAS ALTERAÇÕES GÁSTRICAS CAUSADAS PELO HELICOBACTER SPP. EM CÃES NATURALMENTE INFECTADOS

DIAGNÓSTICO E AVALIAÇÃO DAS ALTERAÇÕES GÁSTRICAS CAUSADAS PELO HELICOBACTER SPP. EM CÃES NATURALMENTE INFECTADOS DIAGNÓSTICO E AVALIAÇÃO DAS ALTERAÇÕES GÁSTRICAS CAUSADAS PELO HELICOBACTER SPP. EM CÃES NATURALMENTE INFECTADOS Caique Augusto Ribeiro Gomes 1 ; Thiago Pires Anacleto 2 ; Luan Gavião Prado 3 ; Rodolfo

Leia mais

CLORIDRATO DE RANITIDINA. Geolab Indústria Farmacêutica S/A Xarope 150mg/10mL

CLORIDRATO DE RANITIDINA. Geolab Indústria Farmacêutica S/A Xarope 150mg/10mL CLORIDRATO DE RANITIDINA Geolab Indústria Farmacêutica S/A Xarope 150mg/10mL MODELO DE BULA PARA O PACIENTE Esta bula é continuamente atualizada. Favor proceder a sua leitura antes de utilizar o medicamento.

Leia mais

FLUCOLIC. Kley Hertz S/A Indústria e Comércio Cápsulas gelatinosas 125mg simeticona

FLUCOLIC. Kley Hertz S/A Indústria e Comércio Cápsulas gelatinosas 125mg simeticona FLUCOLIC Kley Hertz S/A Indústria e Comércio Cápsulas gelatinosas 125mg simeticona FLUCOLIC simeticona APRESENT AÇÃO Cápsulas gelatinosas contendo 125mg de simeticona em cartucho com 12 ou 120 cápsulas

Leia mais