O Mestrado Integrado em Ciências Farmacêuticas tem uma taxa de empregabilidade de 97%

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "O Mestrado Integrado em Ciências Farmacêuticas tem uma taxa de empregabilidade de 97%"

Transcrição

1 ESTUDO EMPREGABILIDADE MESTRADO INTEGRADO EM CIÊNCIAS FARMACÊUTICAS DA EGAS MONIZ Consumer Research Novembro 2013

2 Qual a taxa de empregabilidade do Mestrado Qual a taxa de empregabilidade do Mestrado Integrado em Ciências Farmacêuticas?

3 O Mestrado Integrado em Ciências Farmacêuticas tem uma taxa de empregabilidade de 97% Taxa de Empregabilidade Depois de ter terminado a Mestrado Integrado em Ciências farmacêuticas alguma vez esteve empregado? Actualmente está empregado? Valores em % Base: Total entrevistas (312) Após terminar o Mestrado Actualmente 3

4 A taxa de empregabilidade do Mestrado baixou nos últimos 2 anos Taxa de Empregabilidade Depois de ter terminado a Mestrado Integrado em Ciências farmacêuticas alguma vez esteve empregado? Actualmente está empregado? Total (312) Homens (86) Género Idades Ano Término Mestrado Mulheres (226) anos (202) Empregabilidade após os Mestrado anos (110) 2008 (57) 2009 (97) 2010 (38) 2011 (53) 2012/ 2013 (67) Empregabilidade Actual Valores em % Base: Total entrevistas 4

5 Após quanto tempo os alunos do Mestrado Integrado Após quanto tempo os alunos do Mestrado Integrado em Ciências Farmacêuticas encontram trabalho?

6 Os alunos do Mestrado encontram trabalho em 3 meses 63% encontrou logo trabalho após a conclusão do Mestrado Tempo médio para encontrar trabalho Após o término do Mestrado Integrado em Ciências Farmacêuticas quanto tempo demorou até ficar empregado pela 1ª vez? Tempo médio (meses) 2.63 Mais de 1 ano 1 ano 7/8 meses meses 4/5 meses 2/3 meses 1 mês Não esperaram tempo nenhum Valores em % Base: Total já estiveram empregados após o Mestrado (303) 63 6

7 O tempo médio para encontrar trabalho após o Mestrado é inferior nos mais Jovens Tempo médio para encontrar trabalho Após o término do Mestrado Integrado em Ciências Farmacêuticas quanto tempo demorou até ficar empregado pela 1ª vez? Total (303) Homens (83) Género Idades Ano Término Mestrado Mulheres (220) Não esperaram tempo nenhum mês /3 meses /5 meses meses /8 meses ano Mais de 1 ano Média Valores em % Base: Total já estiveram empregados após o Mestrado anos (196) anos (107) 2008 (57) 2009 (97) 2010 (38) 2011 (52) 2012/ 2013 (59) 7

8 Qual a empregabilidade na área de Ciências Qual a empregabilidade na área de Ciências Farmacêuticas? Com que tipo de contrato?

9 99% dos alunos empregou-se na área de Ciências Farmacêuticas Actualmente 92% estão a trabalhar nesta área Área de Trabalho Em qual destas áreas foi o seu 1º emprego após o término do Mestrado Integrado em Ciências Farmacêuticas? E actualmente em quais destas áreas trabalha? Farmácia Comunitária Industria Farmacêutica Farmácia Hospitalar Marketing Farmacêutico 84 99% 73 92% Outra Área dentro das Ciências Farmacêuticas Outra Área sem ser nas Ciências Farmacêuticas Não está empregado Valores em % Base: Total já estiveram empregados após o Mestrado (303) º Emprego após Mestrado Emprego Actual 9

10 Área de Trabalho Em qual destas áreas foi o seu 1º emprego após o término do Mestrado Integrado em Ciências Farmacêuticas? E actualmente em quais destas áreas trabalha? 1º emprego após o Mestrado Total (303) Homens (83) Género Idades Ano Término Mestrado Mulheres (220) Farmácia Comunitária Industria Farmacêutica Farmácia Hospitalar Marketing Farmacêutico Outra Área Ciências Farmacêuticas Outra Área -sem ser Ciências Farmacêuticas Emprego actual Valores em % anos (196) anos (107) 2008 (57) 2009 (97) 2010 (38) 2011 (52) Farmácia Comunitária Industria Farmacêutica Farmácia Hospitalar Marketing Farmacêutico Outra Área -Ciências Farmacêuticas Outra Área -sem ser Ciências Farmacêuticas Não está empregado Base: Total já estiveram empregados após o Mestrado 2012/ 2013 (59) 10

11 Os alunos do Mestrado têm contrato sem termo No 1º emprego o contrato tende a ser a termo certo Tipo de Contrato Qual o tipo de contrato que teve no seu 1º emprego? E actualmente qual o tipo de contrato que tem? Contrato a termo certo Contrato sem termo 33 Contrato a termo incerto 61 Contrato a tempo parcial Recibos Verdes Outros NS/NR Não está empregado Valores em % Base: Total já estiveram empregados após o Mestrado (303) º Emprego após Mestrado Emprego Actual 11

12 Tipo de Contrato Qual o tipo de contrato que teve no seu 1º emprego? E actualmente qual o tipo de contrato que tem? 1º emprego após o Mestrado Total (303) Homens (83) Género Idades Ano Término Mestrado Mulheres (220) Contrato a termo certo Contrato sem termo Contrato a termo incerto Contrato a tempo parcial Recibos Verdes Outros anos (196) anos (107) 2008 (57) 2009 (97) 2010 (38) 2011 (52) 2012/ 2013 (59) Emprego actual Contrato a termo certo Contrato sem termo Contrato a termo incerto Contrato a tempo parcial Recibos Verdes Outros Não está empregado Valores em % Base: Total já estiveram empregados após o Mestrado 12

13 Metodologia

14 Universo: Alunos do Mestrado Integrado em Ciências Farmacêuticas da Egas Moniz Metodologia e Amostra: Realizaram-se 312 entrevistas telefónicas assistidas por computador (CATI) junto do universo em estudo. As entrevistas foram realizadas com base na listagem de 354 contactos, fornecida pela Egas Moniz Cooperativa de Ensino Superior, CRL. A informação foi recolhida através de um questionário estruturado, com perguntas fechadas, aprovado pela Egas Moniz Cooperativa de Ensino Superior, CRL. Para efeitos do estudo foi considerado como emprego os estágios (excluindo o estágio curricular). As entrevistas foram conduzidas por uma equipa de entrevistadores Nielsen, que recebeu treino específico para o estudo. Considerou-se emprego os contractos de trabalho e os contractos de estágio remunerados após o término do Mestrado. 14

15 Questionário Questionário Empregabilidade 15

16

Inquérito Diplomados Ciências Farmacêuticas 2011/2012 O E OBSERVATÓRIO DA EMPREGABILIDADE N O S E C T O R F A R M A C Ê U T I C O

Inquérito Diplomados Ciências Farmacêuticas 2011/2012 O E OBSERVATÓRIO DA EMPREGABILIDADE N O S E C T O R F A R M A C Ê U T I C O Inquérito Diplomados Ciências Farmacêuticas 2011/2012 O E OBSERVATÓRIO DA EMPREGABILIDADE N O S E C T O R F A R M A C Ê U T I C O INQUÉRITO AOS DIPLOMADOS EM CIÊNCIAS FARMACÊUTICAS 2011/2012 traçar o perfil

Leia mais

Inquérito de Empregabilidade

Inquérito de Empregabilidade Inquérito de Empregabilidade / Qual a situação face ao emprego dos nossos diplomados do ano letivo 2012/2013? Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias Índice I. O que é o Relatório de Empregabilidade...2

Leia mais

INTERCAMPUS Inquérito a Turistas Maio de 2015 EVENTOS DE SURF. Com o apoio de:

INTERCAMPUS Inquérito a Turistas Maio de 2015 EVENTOS DE SURF. Com o apoio de: EVENTOS DE SURF 1 Com o apoio de: Índice 2 1 Análise Síntese 4 2 Resultados 7 1. Caracterização da amostra 8 2. Satisfação 15 4. Regressar e recomendar 20 3 Metodologia 23 Contextualização do Projecto

Leia mais

A IMPORTÂNCIA DOS CURSOS

A IMPORTÂNCIA DOS CURSOS A IMPORTÂNCIA DOS CURSOS TÉCNICOS PARA A ECONOMIA BRASILEIRA NOVEMBRO, 2013 Visão Profética O mundo de hoje é mais competitivo do que jamais foi. Creio que os homens e mulheres precisam obter um tipo de

Leia mais

E.E.E.B. Professor José Fernandes de Oliveira. Manual de Uso. Sistema Interno (Professores)

E.E.E.B. Professor José Fernandes de Oliveira. Manual de Uso. Sistema Interno (Professores) E.E.E.B. Professor José Fernandes de Oliveira Manual de Uso Sistema Interno (Professores) Desenvolvido por Six Interfaces www.6i.com.br Telefone: (54) 3232.8486 Suporte: contato@6i.com.br Sumário Acessar

Leia mais

Os Diplomados e o Emprego na UL

Os Diplomados e o Emprego na UL Os Diplomados e o Emprego na UL NOTA PRÉVIA A Universidade de Lisboa (UL) foi pioneira no estudo da empregabilidade dos diplomados saídos dos cursos que oferece. Em 2000 e em 2005 publicaram-se dois relatórios,

Leia mais

Barómetro APAV INTERCAMPUS Perceção da População Portuguesa sobre a Violência contra Crianças e Jovens Preparado para: Associação Portuguesa de Apoio

Barómetro APAV INTERCAMPUS Perceção da População Portuguesa sobre a Violência contra Crianças e Jovens Preparado para: Associação Portuguesa de Apoio 1 Barómetro APAV Perceção da População Portuguesa sobre a Violência contra Crianças e Jovens Preparado para: Associação Portuguesa de Apoio à Vítima (APAV) Outubro de 2015 2 Índice 1 Objetivos e Metodologia

Leia mais

Pormenorização e Quantificação das Fraudes dos Clientes

Pormenorização e Quantificação das Fraudes dos Clientes Pormenorização e Quantificação das Fraudes dos Clientes 1. Na sequência da reunião havida ficámos com a incumbência de saber quanto poderia custar a operação de recolha de opiniões dos utilizadores de

Leia mais

III PROGRAMA DE ESTÁGIOS DE VERÃO AEFFUL

III PROGRAMA DE ESTÁGIOS DE VERÃO AEFFUL III PROGRAMA DE ESTÁGIOS DE VERÃO AEFFUL 1 Enquadramento O Gabinete de Estágios e Saídas Profissionais (GESP) tem o objectivo de estabelecer uma plataforma de comunicação entre estagiários e recém-mestres

Leia mais

Qual a situação actual da Internet, em Portugal?

Qual a situação actual da Internet, em Portugal? Qual a situação actual da Internet, em Portugal? COMPRE O MAIS RECENTE ESTUDO MARKTEST SOBRE A INTERNET EM PORTUGAL 1ª EDIÇÃO 2004 Informação disponível (1) Posse de Computador no Lar Número de computadores

Leia mais

Consultando a população de sete capitais sobre meio ambiente e qualidade de vida Realização:

Consultando a população de sete capitais sobre meio ambiente e qualidade de vida Realização: Consultando a população de sete capitais sobre meio ambiente e qualidade de vida Realização: PRINCIPAL OBJETIVO PESQUISA QUANTITATIVA Fornecer informações sobre o conhecimento acerca do GREENPEACE e suas

Leia mais

Pesquisa IBOPE Ambiental. Setembro de 2011

Pesquisa IBOPE Ambiental. Setembro de 2011 Pesquisa IBOPE Ambiental Setembro de 2011 Com quem falamos? Metodologia & Amostra Pesquisa quantitativa, com aplicação de questionário estruturado através de entrevistas telefônicas. Objetivo geral Identificar

Leia mais

Pesquisa de Opinião Pública sobre radares Rio Grande do Sul - Out/2002

Pesquisa de Opinião Pública sobre radares Rio Grande do Sul - Out/2002 Pesquisa de Opinião Pública sobre radares OBJETIVO LOCAL Levantar junto à população da área em estudo opiniões sobre radares. Rio Grande do Sul PERÍODO DE CAMPO 13 a 16 de outubro de 2002. UNIVERSO A pesquisa

Leia mais

Cartão Multicaixa. relatório final

Cartão Multicaixa. relatório final Cartão Multicaixa relatório final 34.10 AG Cartão Multicaixa 34.10 AG Cartão Multicaixa 1. Objectivos e metodologia 2. Sumário executivo 3. Caracterização 4. Cartão Multicaixa 34.10 AG Cartão Multicaixa

Leia mais

Aula 5 Modelo de Roteiro Para Ser Usado nas Suas Entrevistas

Aula 5 Modelo de Roteiro Para Ser Usado nas Suas Entrevistas Aula 5 Modelo de Roteiro Para Ser Usado nas Suas Entrevistas OBS: Tudo que estiver nessa formatação: [vermelho] são os espaços onde você deve preencher com informações pertinentes ao seu projeto (avatar,

Leia mais

Pesquisa Semesp. A Força do Ensino Superior no Mercado de Trabalho

Pesquisa Semesp. A Força do Ensino Superior no Mercado de Trabalho Pesquisa Semesp A Força do Ensino Superior no Mercado de Trabalho 2008 Ensino superior é um forte alavancador da carreira profissional A terceira Pesquisa Semesp sobre a formação acadêmica dos profissionais

Leia mais

DELIVERY. Revieni Chisté Zanotelli. Revieni Chisté Zanotelli é economista e analista de pesquisas da Futura

DELIVERY. Revieni Chisté Zanotelli. Revieni Chisté Zanotelli é economista e analista de pesquisas da Futura DELIVERY Revieni Chisté Zanotelli O serviço de entrega de produtos (delivery) foi criado para proporcionar comodidade às pessoas e, também, para aqueles que estão sem tempo de ir até ao estabelecimento

Leia mais

OS CUIDADOS PALIATIVOS EM PORTUGAL. Resultados Quantitativos

OS CUIDADOS PALIATIVOS EM PORTUGAL. Resultados Quantitativos OS CUIDADOS PALIATIVOS EM PORTUGAL Resultados Quantitativos Outubro 2008 1 METODOLOGIA FICHA TÉCNICA Total da Amostra: 606 Entrevistas telefónicas, realizadas por CATI (computer assisted telephone interview).

Leia mais

FACULDADES ALVES FARIA - ALFA

FACULDADES ALVES FARIA - ALFA FACULDADES ALVES FARIA - ALFA CENTRO DE PESQUISAS ECONÔMICAS E MERCADOLÓGICAS CDL/ALFA PESQUISA : ENDIVIDAMENTO DO CONSUMIDOR GOIANIENSE 2013-1 GOIÂNIA 2013 1. INTRODUÇÃO. Este trabalho apresenta os resultados

Leia mais

Crédito Consignado II. Job 511/05 Agosto de 2005 1

Crédito Consignado II. Job 511/05 Agosto de 2005 1 Crédito Consignado II Job 511/05 Agosto de 2005 1 Background O empréstimo consignado ao INSS é uma modalidade de crédito que vem ganhando espaço no mercado, desde que foi aprovada pelo Governo Federal.

Leia mais

AIESEC visa promover a paz e o preenchimento das potencialidades humanas.

AIESEC visa promover a paz e o preenchimento das potencialidades humanas. A ORGANIZAÇÃO A AIESEC surgiu após a Segunda Guerra Mundial, em 1948, fundada por estudantes de sete países europeus com o propósito de promover o intercâmbio de técnicas administrativas e de recursos

Leia mais

Programa de Formação Profissional na Indústria Farmacêutica

Programa de Formação Profissional na Indústria Farmacêutica Programa de Formação Profissional na Indústria Farmacêutica Aline Guerra Gerente Médica dos Antiinfectivos Responsável pelos projetos de Formação Profissional de Trainees e Estagiários da Divisão Médica

Leia mais

Sistema de Avaliação Institucional WEB SAI 2012 - Atividades dos Docentes Titulações e Produções Acadêmicas

Sistema de Avaliação Institucional WEB SAI 2012 - Atividades dos Docentes Titulações e Produções Acadêmicas Sistema de Avaliação Institucional WEB SAI 2012 - Atividades dos Docentes Titulações e Produções Acadêmicas Orientação ao Docente Sistema de Avaliação Institucional Informações Academicas de Docentes Página

Leia mais

01 REGIÃO METROPOLITANA 03 ENDEREÇO

01 REGIÃO METROPOLITANA 03 ENDEREÇO IBGE Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística Diretoria de Pesquisas Coordenação de Trabalho e Rendimento Gerência de Pesquisa Mensal PESQUISA MENSAL DE EMPREGO PME 1.0 QUESTIONÁRIO DE MÃO-DE-OBRA

Leia mais

Expectativas dos Pequenos Negócios para 2015

Expectativas dos Pequenos Negócios para 2015 Expectativas dos Pequenos Negócios para 2015 Relatório Final Brasília, Novembro/2014 Método Objetivo geral: Levantar as expectativas para 2015 dos pequenos negócios atendidos pelo SEBRAE Método: Pesquisa

Leia mais

abastecimento de água e imagem da COPASA Montes Claros

abastecimento de água e imagem da COPASA Montes Claros Avaliação do Serviço o de abastecimento de água e imagem da COPASA Montes Claros Pesquisa realizada entre 24 e 28 de Abril de 2010 Informações Metodológicas Tipo de pesquisa: Survey, utiliza-se de questionário

Leia mais

BIOBANCO IMM PERGUNTAS FREQUENTES (FAQ)

BIOBANCO IMM PERGUNTAS FREQUENTES (FAQ) BIOBANCO IMM PERGUNTAS FREQUENTES (FAQ) Gostaria de doar sangue para apoiar a investigação médica. Como poderei fazer? Para doar uma amostra pode nos contactar (217999437 ou 965152588) ou visitar nos no

Leia mais

Barómetro Regional da Qualidade Avaliação das Atitudes e Conhecimentos dos Residentes sobre a Qualidade. Enquadramento.

Barómetro Regional da Qualidade Avaliação das Atitudes e Conhecimentos dos Residentes sobre a Qualidade. Enquadramento. Avaliação das Atitudes e Conhecimentos dos Residentes sobre a Qualidade 2011 Entidade Promotora Concepção e Realização Enquadramento Vice-Presidência Avaliação das Atitudes e Conhecimentos dos Residentes

Leia mais

Pesquisa Quantitativa Plastivida. Setembro de 2012

Pesquisa Quantitativa Plastivida. Setembro de 2012 Pesquisa Quantitativa Plastivida Setembro de 2012 objetivo geral Verificar a opinião da população de Belo Horizonte acerca da retirada das sacolas plásticas dos estabelecimentos comerciais da cidade e

Leia mais

Questionário de Dados Sociais Demográficos e Obstétricos

Questionário de Dados Sociais Demográficos e Obstétricos Nome: Questionário de Dados Sociais Demográficos e Obstétricos I. Dados Demográficos 1 Idade: 2 Profissão: 3 - Profissão do Companheiro 4 Está empregada Desempregada 5 - O seu companheiro está empregado

Leia mais

Consultoria Para Mapeamento os Actores e Serviços de Apoio as Mulheres Vitimas de Violência no País 60 dias

Consultoria Para Mapeamento os Actores e Serviços de Apoio as Mulheres Vitimas de Violência no País 60 dias TERMO DE REFERÊNCIA Consultoria Para Mapeamento os Actores e Serviços de Apoio as Mulheres Vitimas de Violência no País 60 dias 1. Contexto e Justificação O Programa conjunto sobre o Empoderamento da Mulher

Leia mais

SONDAGEM POLÍTICA. Estudos por inquérito Legislativas 2011. Círculos Eleitorais: Santiago Sul Santiago Norte S. Vicente Santo Antão Sal Fogo

SONDAGEM POLÍTICA. Estudos por inquérito Legislativas 2011. Círculos Eleitorais: Santiago Sul Santiago Norte S. Vicente Santo Antão Sal Fogo SONDAGEM POLÍTICA Estudos por inquérito Legislativas 2011 Círculos Eleitorais: Santiago Sul Santiago Norte S. Vicente Santo Antão Sal Fogo Rua Dr. Aurélio Gonçalves n.º 10 2º Andar Mindelo S. Vicente Cabo

Leia mais

Smart tv insights 2015 UM ESTUDO SOBRE O MERCADO DE SMART TV E AS MUDANÇAS NO CONSUMO DE TV NO BRASIL.

Smart tv insights 2015 UM ESTUDO SOBRE O MERCADO DE SMART TV E AS MUDANÇAS NO CONSUMO DE TV NO BRASIL. Smart tv insights 2015 UM ESTUDO SOBRE O MERCADO DE SMART TV E AS MUDANÇAS NO CONSUMO DE TV NO BRASIL. RESULTADOS BRASIL APOIO realização 1/21/2016 FATORES-CHAVE BRASIL #1 Os 91% dos proprietários de Smart

Leia mais

Relatório de Pesquisa. Ex-achievers edição 2015

Relatório de Pesquisa. Ex-achievers edição 2015 Relatório de Pesquisa Ex-achievers edição 2015 Destaques O Ex-achiever é... Consciente quase metade já fez trabalho voluntário Diferenciado 35% têm renda superior a 3 salários mínimos 61% está trabalhando

Leia mais

PEDAGOGIA HOSPITALAR: as politícas públicas que norteiam à implementação das classes hospitalares.

PEDAGOGIA HOSPITALAR: as politícas públicas que norteiam à implementação das classes hospitalares. PEDAGOGIA HOSPITALAR: as politícas públicas que norteiam à implementação das classes hospitalares. Marianna Salgado Cavalcante de Vasconcelos mary_mscv16@hotmail.com Jadiel Djone Alves da Silva jadieldjone@hotmail.com

Leia mais

Teste Sensorial - Doce de Leite Prime -

Teste Sensorial - Doce de Leite Prime - Teste Sensorial - Doce de Leite Prime - Tipo Exportação Elaborado para: Preparado por: FLUXO DE ANÁLISE Página Introdução... Perfil da Amostra... Análise dos dados >> Freqüência de consumo... Análise dos

Leia mais

MATRIZ CURRICULAR DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM FARMÁCIA 30-30 02

MATRIZ CURRICULAR DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM FARMÁCIA 30-30 02 MATRIZ CURRICULAR DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM FARMÁCIA 1º SEMESTRE 1. Anatomia Humana 30 30 60 04-2. Bioestatística Geral 30-30 02-3. Bioética 30-30 02-4. Biofísica 60-60 04-5. Citologia, Histologia e Embriologia

Leia mais

Sexualidade União estável para casais do mesmo sexo. Rua 1.145, 56 Setor Marista Goiânia GO +55 62 3541.6556 www.institutoverus.com.

Sexualidade União estável para casais do mesmo sexo. Rua 1.145, 56 Setor Marista Goiânia GO +55 62 3541.6556 www.institutoverus.com. Sexualidade União estável para casais do mesmo sexo Rua 1.145, 56 Setor Marista Goiânia GO +55 62 3541.6556 www.institutoverus.com.br 1 1 Pesquisa de opinião Pesquisa Quantitativa Instituto Verus Assessoria

Leia mais

UNIDADE DE PESQUISA CLÍNICA Centro de Medicina Reprodutiva Dr Carlos Isaia Filho Ltda.

UNIDADE DE PESQUISA CLÍNICA Centro de Medicina Reprodutiva Dr Carlos Isaia Filho Ltda. Discussão do artigo E-survey with researchers, members of ethics committees and sponsors of clinical research in Brazil: an emerging methodology for scientific research. Sonia Mansoldo Dainesi; Moisés

Leia mais

OCUPAÇÃO CIENTÍFICA DE JOVENS NAS FÉRIAS

OCUPAÇÃO CIENTÍFICA DE JOVENS NAS FÉRIAS OCUPAÇÃO CIENTÍFICA DE JOVENS NAS FÉRIAS 2015 REGULAMENTO Artigo 1º Âmbito e Enquadramento A Ciência Viva Agência Nacional para a Cultura Científica e Tecnológica promove o programa Ocupação Científica

Leia mais

Uso do Crédito (consumidores) Setembro 2012

Uso do Crédito (consumidores) Setembro 2012 Uso do Crédito (consumidores) Setembro 2012 METODOLOGIA Plano amostral Público alvo: Consumidores de todas as Capitais do Brasil. Tamanho amostral da Pesquisa: 623 casos, gerando um erro máximo de 3,9%

Leia mais

Plataforma REAI. Guia prático de alterações e novas funcionalidades Versão 2.1.9 (implementada em 28 setembro de 2012)

Plataforma REAI. Guia prático de alterações e novas funcionalidades Versão 2.1.9 (implementada em 28 setembro de 2012) Plataforma REAI Guia prático de alterações e novas funcionalidades Versão 2.1.9 (implementada em 28 setembro de 2012) ÍNDICE 1 Enquadramento 2 Licença de Exploração 3 Novos mecanismos de validação nos

Leia mais

ASPECTOS METODOLÓGICOS DA PESQUISA GEM SÃO PAULO MARÇO 2008

ASPECTOS METODOLÓGICOS DA PESQUISA GEM SÃO PAULO MARÇO 2008 ASPECTOS METODOLÓGICOS DA PESQUISA GEM V EGEPE SÃO PAULO MARÇO 2008 Missão Contribuir para o desenvolvimento sustentável do País através da melhoria constante da produtividade, da qualidade e da inovação

Leia mais

anos MEDIA KIT 2014 REVISTA TÉCNICA DE ENGENHARIA, ARQUITETURA E GESTÃO DA SAÚDE www.tecnohospital.pt

anos MEDIA KIT 2014 REVISTA TÉCNICA DE ENGENHARIA, ARQUITETURA E GESTÃO DA SAÚDE www.tecnohospital.pt anos MEDIA KIT 2014 REVISTA TÉCNICA DE ENGENHARIA, ARQUITETURA E GESTÃO DA SAÚDE www.tecnohospital.pt Porquê anunciar na TecnoHospital? A TecnoHospital é uma revista técnica de engenharia, arquitetura

Leia mais

GUIA PRÁTICO APOIOS SOCIAIS - PESSOAS COM DOENÇA DO FORO MENTAL OU PSIQUIÁTRICO

GUIA PRÁTICO APOIOS SOCIAIS - PESSOAS COM DOENÇA DO FORO MENTAL OU PSIQUIÁTRICO Manual de GUIA PRÁTICO APOIOS SOCIAIS - PESSOAS COM DOENÇA DO FORO MENTAL OU PSIQUIÁTRICO INSTITUTO DA SEGURANÇA SOCIAL, I.P ISS, I.P. Departamento/Gabinete Pág. 1/7 FICHA TÉCNICA TÍTULO Guia Prático Apoios

Leia mais

CÓDIGO DE CONDUTA DOS PROFISSIONAIS DE ESTUDOS DE MERCADO E DE OPINIÃO RELATIVO AO TRATAMENTO DE DADOS PESSOAIS

CÓDIGO DE CONDUTA DOS PROFISSIONAIS DE ESTUDOS DE MERCADO E DE OPINIÃO RELATIVO AO TRATAMENTO DE DADOS PESSOAIS CÓDIGO DE CONDUTA DOS PROFISSIONAIS DE ESTUDOS DE MERCADO E DE OPINIÃO RELATIVO AO TRATAMENTO DE DADOS PESSOAIS CONSIDERANDO QUE: A) A Lei nº 67/98, de 26 de Outubro, estipula um conjunto de normas tendentes

Leia mais

Roteiro 3. Administrando o Perfil. Secretaria Estadual

Roteiro 3. Administrando o Perfil. Secretaria Estadual Roteiro 3 Administrando o Perfil Secretaria Estadual Plano Nacional de Formação dos Professores da Educação Básica O Plano Nacional de Formação dos Professores da Educação Básica é resultado da ação conjunta

Leia mais

Nosso Planeta Mobile: Brasil

Nosso Planeta Mobile: Brasil Nosso Planeta Mobile: Brasil Como entender o usuário de celular Maio de 2012 1 Resumo executivo Os smartphones se tornaram indispensáveis para nosso cotidiano. A difusão dos smartphones atinge 14% da população,

Leia mais

E-COMMERCE COMPORTAMENTO DO CONSUMIDOR FRENTE ÀS TRANSAÇÕES ON-LINE 1. Tahinan Pattat 2, Luciano Zamberlan 3.

E-COMMERCE COMPORTAMENTO DO CONSUMIDOR FRENTE ÀS TRANSAÇÕES ON-LINE 1. Tahinan Pattat 2, Luciano Zamberlan 3. E-COMMERCE COMPORTAMENTO DO CONSUMIDOR FRENTE ÀS TRANSAÇÕES ON-LINE 1 Tahinan Pattat 2, Luciano Zamberlan 3. 1 Trabalho de conclusão de curso de Administração da Unijuí 2 Aluno do Curso de Administração

Leia mais

SUMÁRIO. Sobre o curso Pág. 3. Etapas do Processo Seletivo Pág. 5. Cronograma de Aulas. Coordenação Programa e metodologia; Investimento.

SUMÁRIO. Sobre o curso Pág. 3. Etapas do Processo Seletivo Pág. 5. Cronograma de Aulas. Coordenação Programa e metodologia; Investimento. SUMÁRIO Sobre o curso Pág. 3 Coordenação Programa e metodologia; Investimento Etapas do Processo Seletivo Pág. 5 Matrícula Cronograma de Aulas Pág. PÓS-GRADUAÇÃO EM FARMÁCIA CLÍNICA Unidade Dias e Horários

Leia mais

Serviço Público Federal Universidade Federal do Pará - UFPA Centro de Tecnologia da Informação e Comunicação - CTIC S I E

Serviço Público Federal Universidade Federal do Pará - UFPA Centro de Tecnologia da Informação e Comunicação - CTIC S I E Serviço Público Federal Universidade Federal do Pará - UFPA Centro de Tecnologia da Informação e Comunicação - CTIC S I E SISTEMA DE INFORMAÇÕES PARA O ENSINO (*) Módulo: Produção Institucional Guia de

Leia mais

PESQUISA DE OPINIÃO PÚBLICA

PESQUISA DE OPINIÃO PÚBLICA Relatório Técnico PESQUISA DE OPINIÃO PÚBLICA O Estatuto do Idoso três anos depois da promulgação 16 a 22 de agosto de 2006 Dados Técnicos Pesquisa Pesquisa de opinião pública de abrangência restrita ao

Leia mais

Sistema de Informação de Marketing

Sistema de Informação de Marketing Sistema de Informação de Marketing SIM João Mesquita Página 2 de 7 Índice Sistema de Informações de Marketing - SIM... 3 NOÇÃO E IMPORTÂNCIA DO SISTEMA DE INFORMAÇÃO DE MARKETING - SIM... 3 Processo de

Leia mais

Aula 3 Introdução à Avaliação de Impacto

Aula 3 Introdução à Avaliação de Impacto Aula 3 Introdução à Avaliação de Impacto Avaliação de Impacto Identifica se o projeto social afetou um ou mais indicadores de impacto Plano de Aula Conceito de Mensuração e Causalidade; Conceito de Contrafactual

Leia mais

Nosso Planeta Mobile: Brasil

Nosso Planeta Mobile: Brasil Nosso Planeta Mobile: Brasil Como entender o usuário de celular Maio de 2013 1 Resumo executivo Os smartphones se tornaram indispensáveis para nosso cotidiano. A difusão dos smartphones atinge 26 % da

Leia mais

UNIVERSIDADE POPULAR DO PORTO

UNIVERSIDADE POPULAR DO PORTO ACÇÃO DE FORMAÇÃO OS ARQUIVOS DO MUNDO DO TRABALHO TRATAMENTO TÉCNICO ARQUIVÍSTICO RELATÓRIO FINAL Enquadramento A acção de formação Os arquivos do mundo do trabalho tratamento técnico arquivístico realizou-se

Leia mais

Questionário de Qualificação

Questionário de Qualificação Questionário de Qualificação Dados do Cliente: Por favor preencha, e devolva-nos, este questionário o mais cedo possível por fax. Este questionário foi concebido para alcançar duas coisas: 1) para me ajudar

Leia mais

OS ANÚNCIOS DA REDE DE PESQUISA MELHORAM O CONHECIMENTO DA MARCA

OS ANÚNCIOS DA REDE DE PESQUISA MELHORAM O CONHECIMENTO DA MARCA ESCRITO POR Bao Lam Koppel Verma PUBLICADO Junho 2014 OS ANÚNCIOS DA REDE DE PESQUISA MELHORAM O CONHECIMENTO DA MARCA RESUMO E se a publicidade na Rede de Pesquisa pudesse impactar não apenas as taxas

Leia mais

Mestrado Integrado em Ciências Farmacêuticas Manual de Escolha de Turmas

Mestrado Integrado em Ciências Farmacêuticas Manual de Escolha de Turmas Mestrado Integrado em Ciências Farmacêuticas Manual de Escolha de Turmas 1. Informações gerais A escolha de turmas é realizada através da Secretaria Virtual (Link: https://ff.academicos.ul.pt). O acesso

Leia mais

Ordem dos Advogados do Brasil. Exame da Ordem

Ordem dos Advogados do Brasil. Exame da Ordem Ordem dos Advogados do Brasil Exame da Ordem Agosto/ 2010 Sumário METODOLOGIA DESTAQUES RESULTADOS 1. OPINIÃO SOBRE O EXAME DA ORDEM 2. OPINIÃO SOBRE POSSIVEIS PROBLEMAS COM O EXAME DA ORDEM 3. OPINIÃO

Leia mais

2010 Edelman Trust Barometer Março 2010. Resultados para Portugal

2010 Edelman Trust Barometer Março 2010. Resultados para Portugal 2010 Edelman Trust Barometer Março 2010 Resultados para Portugal Edelmen Trust Barometer em Portugal A Ficha Técnica O Universo Indivíduos com telefone fixo e/ou telemóvel, residentes em Portugal, com

Leia mais

Investigação experimental

Investigação experimental Investigação experimental Aproximação positivista Experiências laboratoriais: identificação de relações exactas entre as variáveis escolhidas num ambiente controlado (laboratório) através do uso de técnicas

Leia mais

REGULAMENTO ESPECIFICO DO CURSO DE MESTRADO EM DESPORTO 2009 REGULAMENTO

REGULAMENTO ESPECIFICO DO CURSO DE MESTRADO EM DESPORTO 2009 REGULAMENTO Instituto Politécnico de Santarém Escola Superior de Desporto de Rio Maior MESTRADO EM DESPORTO REGULAMENTO Artigo 1º Natureza e âmbito de aplicação 1. O curso pretende atingir os objectivos apresentados

Leia mais

barómetro BARÓMETRO APAV/INTERCAMPUS #2 CRIMINALIDADE E INSEGURANÇA

barómetro BARÓMETRO APAV/INTERCAMPUS #2 CRIMINALIDADE E INSEGURANÇA barómetro BARÓMETRO APAV/INTERCAMPUS #2 CRIMINALIDADE E INSEGURANÇA Índice 2 11 Enquadramento 3 2 Amostra 7 3 Resultados 9 3 1 Enquadramento Objetivos 4 No âmbito da parceria entre a APAV e a INTERCAMPUS,

Leia mais

Estágios Desportivos - Participantes

Estágios Desportivos - Participantes Estágios Desportivos - Participantes 1 Com o apoio de: Índice 2 1 Análise Síntese 4 2 Resultados 6 3 Metodologia 19 Contextualização do Projecto 3 O grupo Controlinveste pretendeu realizar um inquérito

Leia mais

ASSOCIAÇÃO DISTRITAL DE JUDO DE LISBOA

ASSOCIAÇÃO DISTRITAL DE JUDO DE LISBOA Anexo à Circular n.º SEGURO DESPORTIVO PARA 2011 O Seguro Desportivo de Grupo, contratado através da Corretora de Seguros VIP SEGUROS para a época de 2011, abrange toda a prática desportiva do Judo a nível

Leia mais

Departamento de Relações Internacionais. CSC - Centro de Serviços de Carreiras. Pesquisa Egressos 2007

Departamento de Relações Internacionais. CSC - Centro de Serviços de Carreiras. Pesquisa Egressos 2007 Departamento de Relações Internacionais CSC - Centro de Serviços de Carreiras Pesquisa Egressos 2007 Caracterização dos entrevistados Idade Casos % de 22 a 25 anos 94 47,2% de 26 a 28 anos 79 39,7% mais

Leia mais

UTILIZAÇÃO DE RECURSOS DE SAÚDE NAS DOENÇAS REUMÁTICAS EM PORTUGAL: PRIMEIROS RESULTADOS DO ESTUDO EPIREUMAPT

UTILIZAÇÃO DE RECURSOS DE SAÚDE NAS DOENÇAS REUMÁTICAS EM PORTUGAL: PRIMEIROS RESULTADOS DO ESTUDO EPIREUMAPT UTILIZAÇÃO DE RECURSOS DE SAÚDE NAS DOENÇAS REUMÁTICAS EM PORTUGAL: PRIMEIROS RESULTADOS DO ESTUDO EPIREUMAPT Pedro Laires 1 ; Helena Canhão 2 ; Nélia Gouveia 1 ; Jaime Branco 3 1 Equipa de Investigação

Leia mais

Projetos de I&D em consórcio

Projetos de I&D em consórcio Projetos de I&D em consórcio Objetivos Apoiar o conhecimento e internalização do conhecimento e tecnologias de novos (ou significativamente melhorados) produtos, processos ou serviços; Promover a valorização

Leia mais

Se sim passar para apresentação 2 abaixo, se não passar para A2 A2 Será possível falar com essa pessoa numa outra altura?

Se sim passar para apresentação 2 abaixo, se não passar para A2 A2 Será possível falar com essa pessoa numa outra altura? Entrevistador: Nome: Data: Número de telefone: Prefixo: Sufixo: Hora de início da entrevista: Apresentação 1 Bom dia/tarde, o meu nome é.. A Faculdade de Medicina da Universidade do Porto está a realizar

Leia mais

Expectativas dos Pequenos Negócios para 2015

Expectativas dos Pequenos Negócios para 2015 Expectativas dos Pequenos Negócios para 2015 Relatório Final Brasília, Novembro/2014 Método Objetivo geral: Levantar as expectativas para 2015 dos pequenos negócios atendidos pelo SEBRAE Método: Pesquisa

Leia mais

MESTRADO 2010/2. As aulas do Mestrado são realizadas no Campus Liberdade, já as matrículas na área de Relacionamento.

MESTRADO 2010/2. As aulas do Mestrado são realizadas no Campus Liberdade, já as matrículas na área de Relacionamento. MESTRADO 2010/2 GERAL 1. Onde são realizadas as aulas do Mestrado? E as matrículas? As aulas do Mestrado são realizadas no Campus Liberdade, já as matrículas na área de Relacionamento. 2. Qual a diferença

Leia mais

Regulamento de Formação Inicial, Especializada, Contínua e Pós-Graduada

Regulamento de Formação Inicial, Especializada, Contínua e Pós-Graduada 1. Missão, Política e Estratégia da Entidade Num mundo em permanente mutação onde a investigação científica e o desenvolvimento das ciências ocupa um lugar determinante, a formação contínua ao longo da

Leia mais

M Pesa. Mobile Banking Quénia

M Pesa. Mobile Banking Quénia M Pesa Mobile Banking Quénia Total de população do Quénia 43 Milhões 10 Milhões 22 Milhões O Quénia, apresenta actualmente uma população de 43 milhões de habitantes, dos quais cerca de 10 milhões tem acesso

Leia mais

Perguntas e respostas sobre a bolsa de mérito para estudos pós-graduados. Ano académico de 2015/2016

Perguntas e respostas sobre a bolsa de mérito para estudos pós-graduados. Ano académico de 2015/2016 Perguntas e respostas sobre a bolsa de mérito para estudos pós-graduados Ano académico de 2015/2016 1. Pergunta: Quais os documentos que devo de ler antes de apresentar o pedido? Devem ser lidos, pormenorizadamente,

Leia mais

CURSO PROFISSIONAL TÉCNICO DE ANIMAÇÃO 2D E 3D WWW.ESSR.NET ESCOLA ARTÍSTICA DE SOARES DOS REIS / RUA MAJOR DAVID MAGNO, 139 / 4000-191 PORTO

CURSO PROFISSIONAL TÉCNICO DE ANIMAÇÃO 2D E 3D WWW.ESSR.NET ESCOLA ARTÍSTICA DE SOARES DOS REIS / RUA MAJOR DAVID MAGNO, 139 / 4000-191 PORTO MATRÍCULA A inscrição no curso é realizada em impresso próprio, recolhido no sítio da escola, em www.essr.net, ou noutros locais de divulgação e entregue nos serviços administrativos da Escola Artística

Leia mais

Estágio Clínico do 6º Ano, 2015/2016. I. Caracterização Geral

Estágio Clínico do 6º Ano, 2015/2016. I. Caracterização Geral Estágio Clínico do 6º Ano, 2015/2016 I. Caracterização Geral 1. O Estágio Clínico do 6º Ano tem a duração de 36 semanas e decorre em Hospitais e Centros de Saúde associados ao ensino clínico, nas seguintes

Leia mais

AUTOMEDICAÇÃO EM IDOSOS NA REGIÃO SUL DO PARANÁ Gisele Weissheimer, Luciane Erzinger de Camargo

AUTOMEDICAÇÃO EM IDOSOS NA REGIÃO SUL DO PARANÁ Gisele Weissheimer, Luciane Erzinger de Camargo RESUMO AUTOMEDICAÇÃO EM IDOSOS NA REGIÃO SUL DO PARANÁ Gisele Weissheimer, Luciane Erzinger de Camargo Com o passar dos anos, vem aumentando a população idosa (PIERIN, 2004). Sem dúvida, há uma grande

Leia mais

O que é diabetes mellitus tipo 2?

O que é diabetes mellitus tipo 2? O que é diabetes mellitus tipo 2? Todas as células do nosso corpo precisam de combustível para funcionar. O principal combustível chama-se glicose, que é um tipo de açúcar. Para que a glicose consiga entrar

Leia mais

UNIVERSIDADE DA BEIRA INTERIOR Gabinete do Reitor

UNIVERSIDADE DA BEIRA INTERIOR Gabinete do Reitor DESPACHO N.º 014/R/39 1. Nos termos dos Despachos n.ºs 17/007 e 18/007, de 0 de julho, as vagas para os Concursos Especiais de Acesso e para Regimes de Mudança de Curso e Transferência, 1.º ano, 1.º semestre,

Leia mais

HISTÓRICO DE REVISÕES

HISTÓRICO DE REVISÕES PÁGINA: 1/10 DIRETORIA DE ADMINISTRAÇÃO DIRAD ÁREA SRH FPB/ QUALIDADE CÓDIGO DE CLASSIFICAÇÃO DO DOCUMENTO 010 TíTULO: REALIZAR PROCESSO SELETIVO E ADMISSÃO DE COLABORADORES - FPB ELABORADO EM: 30/09/2014

Leia mais

Segurança online: teste de robustez anti-phishing. Sustentabilidade

Segurança online: teste de robustez anti-phishing. Sustentabilidade Segurança online: teste de robustez anti-phishing Sustentabilidade 2012 AGENDA ENQUADRAMENTO METODOLOGIA RESULTADOS ANEXOS ENQUADRAMENTO O que é o phishing O phishing baseia-se na utilização de ferramentas

Leia mais

ABEMD ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE MARKETING DIRETO. INDICADORES 2009 e 1º SEMESTRE 2010

ABEMD ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE MARKETING DIRETO. INDICADORES 2009 e 1º SEMESTRE 2010 ABEMD ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE MARKETING DIRETO INDICADORES 2009 e 1º SEMESTRE 2010 1 Outubro de 2010 AGRADECEMOS AOS CORREIOS POR VIABILIZAR ESTE ESTUDO 2 APOIO TECNOLÓGICO 3 INDICE Objetivo Metodologia

Leia mais

PESQUISA DE OPINIÃO PÚBLICA

PESQUISA DE OPINIÃO PÚBLICA PESQUISA DE OPINIÃO PÚBLICA SOBRE AVIAÇÃO AGOSTO DE 2007 OPP141 IBOPE/ MQI ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS DA PESQUISA OBJETIVO LOCAL - Levantar informações sobre aviação. - Brasil. PERÍODO DE CAMPO - De 07 a

Leia mais

AVALIAÇÃO DOS PLANOS DE SAÚDE PELOS USUÁRIOS ANO II SÃO PAULO 2013

AVALIAÇÃO DOS PLANOS DE SAÚDE PELOS USUÁRIOS ANO II SÃO PAULO 2013 1 AVALIAÇÃO DOS PLANOS DE SAÚDE PELOS USUÁRIOS ANO II SÃO PAULO Temas 2 Objetivo e metodologia Utilização dos serviços do plano de saúde e ocorrência de problemas Reclamação ou recurso contra o plano de

Leia mais

Os Cursos de Licenciatura e de Mestrado:

Os Cursos de Licenciatura e de Mestrado: Departamento de Educação Física F e Desporto SEMINÁRIO Educação Física e Desporto O Processo Bolonha, Estágios e Saídas Profissionais 26 de Junho de 2007 Os Cursos de Licenciatura e de Mestrado: Jorge

Leia mais

Entrega de Folhas de Férias

Entrega de Folhas de Férias Entrega de Folhas de Férias Questões mais frequentes FAQs Maio/2012 Versão 2.0 DDO É obrigatório adoptar o novo formato para envio da informação de Folhas de Férias estabelecido na legislação em vigor

Leia mais

População brasileira Música - Internet Propaganda. Outubro/ 2007

População brasileira Música - Internet Propaganda. Outubro/ 2007 População brasileira Música - Internet Propaganda Outubro/ 00 Objetivo Este estudo têm como objetivo identificar entre a população brasileira os seguintes aspectos: Música estilo musical mais ouvido; Internet

Leia mais

Fundação Carmelitana Mário Palmério FACIHUS Faculdade de Ciências Humanas e Sociais

Fundação Carmelitana Mário Palmério FACIHUS Faculdade de Ciências Humanas e Sociais Edital do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica PIBIC/FAPEMIG/FUCAMP 2015/2016 Edital Nº 01/2015 - Convocação de Projetos de Pesquisa para Bolsas de Iniciação Científica O Núcleo de

Leia mais

Manual do Fénix. Inscrições (Portal do Estudante) Serviços de Informática 2011-09-08 (Versão 2.0)

Manual do Fénix. Inscrições (Portal do Estudante) Serviços de Informática 2011-09-08 (Versão 2.0) Manual do Fénix Inscrições (Portal do Estudante) Serviços de Informática 2011-09-08 (Versão 2.0) Este manual tem como objectivo auxiliar os alunos na inscrição às unidades curriculares. Índice 1 Entrar

Leia mais

REGULAMENTO DO TRABALHO INTERDISCIPLINAR

REGULAMENTO DO TRABALHO INTERDISCIPLINAR REGULAMENTO DO TRABALHO INTERDISCIPLINAR FEVEREIRO (SC), 2014. REGULAMENTO DO TRABALHO INTERDISIPLINAR CONSELHO DE CURSO DO Como proposta às novas exigências do MEC e também antecipando algumas das reivindicações

Leia mais

Retratos da Sociedade Brasileira. Qualidade dos serviços públicos e tributação

Retratos da Sociedade Brasileira. Qualidade dos serviços públicos e tributação Retratos da Sociedade Brasileira Educação Meio ambiente Qualidade dos serviços públicos e tributação Locomoção urbana Segurança pública Saúde Pública agosto/2010 dezembro/2010 março/2011 agosto/2011 outubro/2011

Leia mais

Nome: N.º: endereço: data: Telefone: E-mail: PARA QUEM CURSA A 1 ạ SÉRIE DO ENSINO MÉDIO EM 2014. Disciplina: MaTeMÁTiCa

Nome: N.º: endereço: data: Telefone: E-mail: PARA QUEM CURSA A 1 ạ SÉRIE DO ENSINO MÉDIO EM 2014. Disciplina: MaTeMÁTiCa Nome: N.º: endereço: data: Telefone: E-mail: Colégio PARA QUEM CURSA A ạ SÉRIE DO ENSINO MÉDIO EM 04 Disciplina: MaTeMÁTiCa Prova: desafio nota: QUESTÃO 6 Um mecânico de uma equipe de corrida necessita

Leia mais

Survey de Satisfação de Clientes 2009

Survey de Satisfação de Clientes 2009 Survey de Satisfação de Clientes Fevereiro de 2010 Índice 1. Sumário Executivo 4 2. Metodologia 6 3. Estratificação da Amostra 7 4. Classificação das pontuações 8 5. Apresentação de Resultados das Urgências

Leia mais

Acompanhamento de preços de produtos para a saúde é desnecessário e prejudicial ao mercado

Acompanhamento de preços de produtos para a saúde é desnecessário e prejudicial ao mercado Acompanhamento de preços de produtos para a saúde é desnecessário e prejudicial ao mercado * Rodrigo Alberto Correia da Silva O mercado brasileiro de produtos para a saúde sofre por conta da publicação

Leia mais

PROJETO A VOZ DAS CRIANÇAS

PROJETO A VOZ DAS CRIANÇAS PROJETO A VOZ DAS CRIANÇAS A imagem não pode ser exibida. Talvez o computador não tenha memória suficiente para abrir a imagem ou talvez ela esteja corrompida. Reinicie o computador e abra o arquivo novamente.

Leia mais

P R O G R A M A T R A I N E E 2 0 1 6

P R O G R A M A T R A I N E E 2 0 1 6 P R O G R A M A T R A I N E E 2 0 1 6 9ª Edição Introdução É com grande satisfação que o Grupo Protege inicia a 9ª edição do Programa Trainee, visando contratar, desenvolver e reter jovens com potencial

Leia mais

Relatório Parcial Referente às Atividades da Comissão Própria de Avaliação (CPA) em 2014

Relatório Parcial Referente às Atividades da Comissão Própria de Avaliação (CPA) em 2014 Relatório Parcial Referente às Atividades da Comissão Própria de Avaliação (CPA) em 2014 Introdução Ao longo do primeiro semestre de 2014, a Comissão Própria de Avaliação (CPA), em trabalho conjunto de

Leia mais

EM SÍNTESE O PROCESSO SEGUNDO ISO 14010

EM SÍNTESE O PROCESSO SEGUNDO ISO 14010 LEVANTAMENTOS, DIAGNÓSTICOS E AUDITORIAS AMBIENTAIS por SISTEMAS DE GESTÃO DO AMBIENTE 003/004 por por Levantamentos Ambientais, Diagnósticos, Auditorias. Processo 4 00 e Tipologias de Auditorias. Motivação,

Leia mais

UNIVERSIDADE POPULAR DO PORTO

UNIVERSIDADE POPULAR DO PORTO ACÇÃO DE FORMAÇÃO MEMÓRIAS DO TRABALHO A PRESERVAÇÃO DA MEMÓRIA E DA HISTÓRIA ORAL RELATÓRIO FINAL Enquadramento A acção de formação Memórias do trabalho a preservação da memória e da história oral realizou-se

Leia mais