Os IDE s (Ambientes de Desenvolvimento Integrado) como ferramentas de trabalho em informática

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Os IDE s (Ambientes de Desenvolvimento Integrado) como ferramentas de trabalho em informática"

Transcrição

1 Os IDE s (Ambientes de Desenvolvimento Integrado) como ferramentas de trabalho em informática Alexandro Klein dos Santos 1 1 Acadêmico(a) do Curso de Ciência da Computação Universidade Federal de Santa Maria (UFSM) Resumo. A utilização de IDE s para desenvolvimento de software vem se tornando algo imprescindível para empresas no ramo da informática. Este artigo apresenta alguns dos IDE s mais utilizados, bem como suas características e a forma como as empresas podem e estão os utilizando.

2 Sumário 1 Introdução 4 2 IDE s nas empresas 4 3 Exemplos de IDE s NetBeans Eclipse Borland Delphi Intellij IDEA iworkplace Considerações Finais 10

3 Lista de Figuras 1 ScreenShot do IDE NetBeans ScreenShot do IDE Eclipse ScreenShot do IDE Delphi da Borland ScreenShot do IDE Intellij IDEA ScreenShot do IDE iworkplace

4 1. Introdução O IDE é um programa de computador, geralmente utilizado para aumentar a produtividade dos desenvolvedores de software, bem como a qualidade desses produtos. Podem auxiliar, através de ferramentas e características, na redução de erros e na aplicação de técnicas como o RAD (Rapid Application Development) [Wikipédia a]. Este artigo está assim estruturado: a seção 2 trás a relação das empresas com os IDE s; a seção 3 trás alguns exemplos de IDE s utilizados. 2. IDE s nas empresas Preocupados com o aumento da competitividade no mercado de trabalho, empresas estão aderindo aos IDE s como ferramentas indispensáveis na etapa de produção. Comunidades de parceiros estão sendo criadas, a nível mundial, com o intuito de difundir os IDE s procurando aumentar a utilização destes para suprir a demanda por empregados qualificados [GlobalCode, NetBeans ]. Além disso, existem parceiros que estão dispostos a criar essa mão-de-obra capacitada através de minicursos, aulas, palestras sobre essas ferramentas [GlobalCode ]. Há também os Parceiros Estratégicos que procuram incrementar ou desenvolver os IDE s de código aberto, como, por exemplo, o NetBeans e o Eclipse [NetBeans, Eclipse.org ].

5 3. Exemplos de IDE s 3.1. NetBeans O NetBeans surge como um dos IDE s mais utilizados no mundo. É um projeto de código aberto (open source) e gratuito, criado pela Sun Microsystem. Utilizado principalmente para códigos escritos em Java, mas suporta muitas outras linguagens de programação. Possui muitos parceiros que o difundem e o desenvolvem, sendo inclusive muitos deles brasileiros [NetBeans, Wikipédia e]. Seu layout é visto na figura 1. Figura 1. ScreenShot do IDE NetBeans 6.0

6 3.2. Eclipse Também um dos IDE s mais populares. Criado pela IBM, originalmente como ferramenta paga, hoje gratuito e baseado em plug-ins. Suporta linguagens como C/C++, PHP, Java, e outros. Utilizado, entre outras coisas, para projetos com ambientes embarcados e para construção de grandes aplicações [Eclipse.org, Wikipédia c]. Seu layout é visto na figura 2. A Sybase, que é uma empresa na área de modelagem e gerenciamento de dados, possui alguns projetos e produtos baseados em Eclipse, devido a este possuir estensibilidade, flexibilidade e por ser de código aberto [Sybase ]. Figura 2. ScreenShot do IDE Eclipse

7 3.3. Borland Delphi Um IDE produzido pela Borland Software Corporation [Borland ]. Utiliza a linguagem Delphi Language, que é uma variação do Pascal com extensões orientadas a objetos. Roda na plataforma Windows, mas possui também uma versão para Linux chamada Kylix. No ambiente corporativo possui um amplo escopo de aplicações. Foi o ambiente utilizado para criar o software Skype [Wikipédia b]. Seu layout é visto na figura 3. Figura 3. ScreenShot do IDE Delphi da Borland

8 3.4. Intellij IDEA Um IDE para a linguagem Java, feita pela JetBrains. Possui integração com algumas ferramentas populares como o CVS, Subversion, Apache Ant e JUnit. Roda em qualquer plataforma com suporte a JVM (Máquina Virtual Java). Embora seja um software pago, sua utilização no ambiente corporativo vem crescendo [Wikipédia d]. Companhias nas áreas automotiva, de biotecnologia, bancária, de ambientes embarcados, petrolífica, entre outras, utilizam esse IDE [JetBrains, GUJ ]. Seu layout é visto na figura 4. Figura 4. ScreenShot do IDE Intellij IDEA

9 3.5. iworkplace Produzido para a plataforma Java Enterprise, e sobre o IDE Eclipse. Possui uma estrutura que suporta a integração com uma ampla gama de plug-ins, com o objetivo de centralizar as ferramentas necessárias para a produção de software. Utilizado em agências bancárias como o BANESE (Banco do Estado de Sergipe), o BANESTES (Banco do Estado do Espírito Santo) e o BRB (Banco de Brasília), vem trazendo uma melhora em serviços como Internet Banking e outros serviços de atendimento ao cliente [iworkplace Application Platform ]. Seu layout é visto na figura 5. Figura 5. ScreenShot do IDE iworkplace

10 4. Considerações Finais Este artigo trouxe uma visão geral sobre os IDE s que estão sendo utilizados no mercado de trabalho em informática. Através dos exemplos e características dessas ferramentas, podemos concluir que estas estão facilitando a produção de softwares de qualidade, melhorando, entre outras coisas, o tempo e o custo dessa produção. Empresas continuam investindo na utilização e melhoria dos IDE s, o que trás boas perspectivas para quem usa ou está pensando em utilizar essas ferramentas. Referências Borland. Ferramentas de desenvolvimento de software. Disponível em: Acesso em: dezembro de Eclipse.org. Site oficial do ide eclipse. Disponível em: Acesso em: dezembro de GlobalCode. Empresa que ministra minicursos,aulas...feitos para ensinar java com netbeans. Disponível em: Acesso em: dezembro de GUJ. Notícias, fórum e artigos sobre java. Disponível em: Acesso em: dezembro de iworkplace Application Platform. Site oficial do ide iworkplace. Disponível em: Acesso em: dezembro de JetBrains. Maximizing stability with intellij idea. Disponível em: wp.pdf. Acesso em: dezembro de NetBeans. Site oficial em português. Disponível em: pt BR.html. Acesso em: dezembro de Sybase. Empresa de software corporativo. Disponível em: Acesso em: dezembro de Wikipédia. Ambiente de desenvolvimento integrado na wikipédia. Disponível em: de desenvolvimento integrado. Acesso em: dezembro de Wikipédia. Delphi na wikipédia. Disponível em: %28linguagem de programa%c3%a7%c3%a3o%29. Acesso em: dezembro de Wikipédia. Eclipse na wikipédia. Disponível em: (IDE). Acesso em: dezembro de Wikipédia. Intellij idea na wikipédia. Disponível em: IDEA. Acesso em: dezembro de Wikipédia. Netbeans na wikipédia. Disponível em: Acesso em: dezembro de 2007.

UMA ABORDAGEM COMPARATIVA ENTRE AS LINGUAGENS DE PROGRAMAÇÃO JAVA E C#

UMA ABORDAGEM COMPARATIVA ENTRE AS LINGUAGENS DE PROGRAMAÇÃO JAVA E C# UMA ABORDAGEM COMPARATIVA ENTRE AS LINGUAGENS DE PROGRAMAÇÃO JAVA E C# Robson Bartelli¹, Wyllian Fressatti¹. ¹Universidade Paranaense (Unipar) Paranavaí PR Brasil robson_lpbartelli@yahoo.com.br,wyllian@unipar.br

Leia mais

Consultoria sobre Joomla!

Consultoria sobre Joomla! Consultoria sobre Joomla! Joomla! (pronuncia-se djumla) é um CMS (Content Management System) desenvolvido a partir do Mambo. É escrito em PHP e roda no servidor web Apache ou IIS e banco de dados MySQL.

Leia mais

Curso de Joomla na Prática

Curso de Joomla na Prática Curso de Joomla na Prática Joomla! (pronuncia-se djumla) é um CMS (Content Management System) desenvolvido a partir do Mambo. É escrito em PHP e roda no servidor web Apache ou IIS e banco de dados MySQL.

Leia mais

Alexandre Malveira, Wolflan Camilo

Alexandre Malveira, Wolflan Camilo Alexandre Malveira, Wolflan Camilo Introdução Cloud Computing Computação Móvel SaaS, PaaS e IaaS CloudBees Diariamente arquivos são acessados, informações dos mais variados tipos são armazenadas e ferramentas

Leia mais

Programação de Computadores II TCC-00.309 Turma A-1

Programação de Computadores II TCC-00.309 Turma A-1 Material elaborado pelo prof. Leandro A. F. Fernandes com contribuições dos profs. Anselmo A. Montenegro e Marcos Lage Programação de Computadores II TCC-00.309 Turma A-1 Conteúdo Introdução ao Ambiente

Leia mais

Linguagem de Programação Para Internet II

Linguagem de Programação Para Internet II Linguagem de Programação Para Internet II Resumo do Conteúdo 1 Tecnologias Emergentes Para o Desenvolvimento de Aplicações Web Java Server Faces (JSF) Struts Tapestry PHP Ruby on Rails ASP.NET Phyton Perl

Leia mais

JVM s Livres. Paloma Costa. javawoman@portaljava.com.br http://javawoman.objectis.net

JVM s Livres. Paloma Costa. javawoman@portaljava.com.br http://javawoman.objectis.net JVM s Livres Paloma Costa javawoman@portaljava.com.br http://javawoman.objectis.net Sobre a Palestrante Java Developer e Tester Automation Técnica em Processamento de Dados Estudante de Matemática e Ciências

Leia mais

Desenvolvimento Web TCC-00.226 Turma A-1

Desenvolvimento Web TCC-00.226 Turma A-1 Desenvolvimento Web TCC-00.226 Turma A-1 Conteúdo Introdução ao Ambiente de Desenvolvimento Professor Leandro Augusto Frata Fernandes laffernandes@ic.uff.br Material disponível em http://www.ic.uff.br/~laffernandes/teaching/2013.2/tcc-00.226

Leia mais

Linguagem de Programação Introdução a Linguagem Java

Linguagem de Programação Introdução a Linguagem Java Linguagem de Programação Introdução a Linguagem Java Rafael Silva Guimarães Instituto Federal do Espírito Santo Campus Cachoeiro de Itapemirim Definição A linguagem Java foi desenvolvida pela Sun Microsystems,

Leia mais

A Linguagem Algorítmica Estrutura de Repetição. Ex. 2

A Linguagem Algorítmica Estrutura de Repetição. Ex. 2 Estrutura de Repetição. Ex. 2 A ESTRUTURA Enquanto faça{} É MELHOR UTILIZADA PARA SITUAÇÕES ONDE O TESTE DE CONDIÇÃO (V OU F) PRECISA SER VERIFICADO NO INÍCIO DA ESTRUTURA DE REPETIÇÃO.

Leia mais

Nome N Série: Ferramentas

Nome N Série: Ferramentas Nome N Série: Ferramentas Competências: Identificar e utilizar técnicas de modelagem de dados; Habilidades: Utilizar ferramentas de apoio ao desenvolvimento de software; Bases Tecnológicas: Metodologias

Leia mais

Uso de Software Livre na Universidade

Uso de Software Livre na Universidade Uso de Software Livre na Universidade Diego Starling Fonseca Guilherme da Silva Nascimento Gustavo Henrique do Nascimento Pereira Luiz Henrique Bueno Byrro Marcelo Luiz Lacerda Esteves Rodrigo Alvaro da

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA INSTITUTO DE MATEMÁTICA CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO LINGUAGENS PARA APLICAÇÃO COMERCIAL. Java Peristence API 1.

UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA INSTITUTO DE MATEMÁTICA CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO LINGUAGENS PARA APLICAÇÃO COMERCIAL. Java Peristence API 1. UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA INSTITUTO DE MATEMÁTICA CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO LINGUAGENS PARA APLICAÇÃO COMERCIAL Java Peristence API 1.0 Salvador-Ba Março/2009 1 RAMON PEREIRA LOPES Java Peristence API

Leia mais

Introdução à Plataforma Eclipse. Leandro Daflon daflon@les.inf.puc-rio.br

Introdução à Plataforma Eclipse. Leandro Daflon daflon@les.inf.puc-rio.br Introdução à Plataforma Eclipse Leandro Daflon daflon@les.inf.puc-rio.br Agenda Introdução Arquitetura da Plataforma Componentes da Plataforma JDT PDE Visão Geral do Projeto Eclipse.org 2 Introdução O

Leia mais

OBJETIVO Criação e execução de um projeto Android dentro da IDE IntelliJ.

OBJETIVO Criação e execução de um projeto Android dentro da IDE IntelliJ. Técnico em Informática Turma 10 Programação para Dispositivos Móveis Roteiro Parcial de Projeto Guilherme Cruz OBJETIVO Criação e execução de um projeto Android dentro da IDE IntelliJ. FERRAMENTA IntelliJ

Leia mais

JAVA Express com Lógica

JAVA Express com Lógica JAVA Express com Lógica Sobre a KTEC A KTEC Escola de Tecnologia oferece uma série de cursos, para os que procuram uma base sólida no aprendizado, com foco nas boas práticas que fazem a diferença no mercado

Leia mais

Linguagem de Programação JAVA. Professora Michelle Nery Nomeclaturas

Linguagem de Programação JAVA. Professora Michelle Nery Nomeclaturas Linguagem de Programação JAVA Professora Michelle Nery Nomeclaturas Conteúdo Programático Nomeclaturas JDK JRE JEE JSE JME JVM Toolkits Swing AWT/SWT JDBC EJB JNI JSP Conteúdo Programático Nomenclatures

Leia mais

I Semana de Capacitação. Robocode. Build the Best, Destroy the Rest

I Semana de Capacitação. Robocode. Build the Best, Destroy the Rest I Semana de Capacitação Robocode Build the Best, Destroy the Rest O que é? Robocode é um jogo de programação. Ele pode ser usado para ensinar ou aprender a programação em Java ou.net, onde o objetivo é

Leia mais

Introdução à Linguagem C/C++ Parte I

Introdução à Linguagem C/C++ Parte I Linguagem de Programação I Introdução à Linguagem C/C++ Parte I Professor Mestre Ricardo Alexandre Carmona SÃO PAULO - 2014 Introdução à Linguagem C/C++ - Parte I 1 - HISTÓRICO A Linguagem de Programação

Leia mais

Ferramenta de apoio a gerência de configuração de software. Aluno: Rodrigo Furlaneto Orientador: Everaldo Artur Grahl

Ferramenta de apoio a gerência de configuração de software. Aluno: Rodrigo Furlaneto Orientador: Everaldo Artur Grahl Ferramenta de apoio a gerência de configuração de software Aluno: Rodrigo Furlaneto Orientador: Everaldo Artur Grahl Roteiro de apresentação Introdução Objetivos Fundamentação Teórica Gerência de Configuração

Leia mais

Aplicações Desktop: Swing/SubMacroForms. Carlos Renato Alves Gouveia Novembro/2008 cgouveia@fes.br

Aplicações Desktop: Swing/SubMacroForms. Carlos Renato Alves Gouveia Novembro/2008 cgouveia@fes.br Aplicações Desktop: Swing/SubMacroForms Carlos Renato Alves Gouveia Novembro/2008 cgouveia@fes.br Carlos Renato Alves Gouveia Especialista em Engenharia de Web Sites pela UFMS; Professor Universitário

Leia mais

Agregador de feeds RSS para dispositivos móveis

Agregador de feeds RSS para dispositivos móveis Agregador de feeds RSS para dispositivos móveis Disciplina: Computação Móvel Professor: Mauro Nacif Rocha Data: 27/02/2007 Hadriel Toledo Lima 50290 Juliana Pinheiro Campos 47683 Luis Felipe Hussin Bento

Leia mais

VRAPTOR: O FRAMEWORK DE APRENDIZADO JAVA WEB AUGUSTO BEVILAQUA RAFAEL CIRINO LACERDA SAULO ALMEIDA LIMA

VRAPTOR: O FRAMEWORK DE APRENDIZADO JAVA WEB AUGUSTO BEVILAQUA RAFAEL CIRINO LACERDA SAULO ALMEIDA LIMA VRAPTOR: O FRAMEWORK DE APRENDIZADO JAVA WEB AUGUSTO BEVILAQUA RAFAEL CIRINO LACERDA SAULO ALMEIDA LIMA RESUMO Framework MVC Java voltado para facilitar o desenvolvimento de aplicações web, o VRaptor é

Leia mais

ORDEM DE SERVIÇO OS 003/DINFO/2013 16/09/2013

ORDEM DE SERVIÇO OS 003/DINFO/2013 16/09/2013 A DIRETORIA DE INFORMÁTICA DINFO DA UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO -UERJ, no uso de suas atribuições legais, estabelece: Art. 1º: Para fins de normatização do Desenvolvimento Tecnológico na UERJ

Leia mais

OFICINA DA PESQUISA PROGRAMAÇÃO APLICADA À CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO

OFICINA DA PESQUISA PROGRAMAÇÃO APLICADA À CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO OFICINA DA PESQUISA PROGRAMAÇÃO APLICADA À CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO Prof. Msc. Carlos José Giudice dos Santos carlos@oficinadapesquisa.com.br www.oficinadapesquisa.com.br Linguagens de Programação Material

Leia mais

Introdução ao Delphi. Introdução. Edições do Software. Capítulo 1. InforBRás - Informática Brasileira Ltda. O Que é o Delphi.

Introdução ao Delphi. Introdução. Edições do Software. Capítulo 1. InforBRás - Informática Brasileira Ltda. O Que é o Delphi. Capítulo 1 O Que é o Delphi Diferenças entre Delphi Client/Server do Delphi for Windows Características que compõem o Integrated Development Invironment (IDE) Como o Delphi se encaixa na família Borland

Leia mais

Artur Petean Bove Júnior Tecnologia SJC

Artur Petean Bove Júnior Tecnologia SJC Artur Petean Bove Júnior Tecnologia SJC Objetivo O objetivo do projeto é especificar o desenvolvimento de um software livre com a finalidade de automatizar a criação de WEBSITES através do armazenamento

Leia mais

Banco de Dados de Músicas. Andre Lima Rocha Campos Osório Pereira Carvalho

Banco de Dados de Músicas. Andre Lima Rocha Campos Osório Pereira Carvalho Banco de Dados de Músicas Andre Lima Rocha Campos Osório Pereira Carvalho Definição Aplicação Web que oferece ao usuário um serviço de busca de músicas e informações relacionadas, como compositor, interprete,

Leia mais

OOP - Java. Artur Duque Rossi Mestrado em Modelagem Computacional Universidade Federal de Juiz de Fora

OOP - Java. Artur Duque Rossi Mestrado em Modelagem Computacional Universidade Federal de Juiz de Fora OOP - Java Artur Duque Rossi Mestrado em Modelagem Computacional Universidade Federal de Juiz de Fora 1 Sumário Java Aviso! História do Java Programação Orientada à Objetos Os quatro pilares da OOP Abstração

Leia mais

ASP.NET 2.0 e PHP. Autor: Glauber de Almeida e Juarez Fernandes

ASP.NET 2.0 e PHP. Autor: Glauber de Almeida e Juarez Fernandes ASP.NET 2.0 e PHP Autor: Glauber de Almeida e Juarez Fernandes Linguagens pesquisadas ASP.NET 2.0 e PHP. 1 - ASP.NET 2.0 ASP.NET não é nem uma linguagem de programação como VBScript, php, nem um servidor

Leia mais

Desenvolvimento em Linux. Conceitos básico sobre Desenvolvimento na plataforma Linux. CEFET-PE 19/10/2006

Desenvolvimento em Linux. Conceitos básico sobre Desenvolvimento na plataforma Linux. CEFET-PE 19/10/2006 Conceitos básico sobre Desenvolvimento na plataforma Linux. CEFET-PE 19/10/2006 Agenda Os Primeiros Passos Ferramentas Compiladores Linguagens Ambiente de Desenvolvimento DEMO Quais os primeiros passos?

Leia mais

Diretrizes para criação de um padrão de desenvolvimento de sistemas de informação baseados em cots

Diretrizes para criação de um padrão de desenvolvimento de sistemas de informação baseados em cots Diretrizes para criação de um padrão de desenvolvimento de sistemas de informação baseados em cots Roosewelt Sanie Da Silva¹ 1 Ciência da Computação Universidade Presidente Antônio Carlos (UNIPAC) Rodovia

Leia mais

Criando sua primeira aplicação JAVA com o Eclipse

Criando sua primeira aplicação JAVA com o Eclipse Criando sua primeira aplicação JAVA com o Eclipse Fernando Boaglio Instalou o Eclipse mas não sabia por onde começar? Aqui você encontra uma breve explicação de como criar sua primeira aplicação JAVA no

Leia mais

Introdução à Programação

Introdução à Programação Introdução à Programação Linguagens de Programação: Ambientes de desenvolvimento Engenharia da Computação Professor: Críston Pereira de Souza Web: www.univasf.edu.br/~criston.souza/algoritmos.html email:

Leia mais

UM FRAMEWORK PARA DESENVOLVIMENTO DE

UM FRAMEWORK PARA DESENVOLVIMENTO DE UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO GRADUAÇÃO EM CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO CENTRO DE INFORMÁTICA UM FRAMEWORK PARA DESENVOLVIMENTO DE APLICATIVOS EM WINDOWS MOBILE. PROPOSTA DE TRABALHO DE GRADUAÇÃO Aluno:

Leia mais

J. M. Silveira Neto. Sun Campus Ambassador. silveiraneto@gmail.com jose.neto@sun.com http://silveiraneto.net

J. M. Silveira Neto. Sun Campus Ambassador. silveiraneto@gmail.com jose.neto@sun.com http://silveiraneto.net Uma olhada no Netbeans 6 J. M. Silveira Neto Sun Campus Ambassador silveiraneto@gmail.com jose.neto@sun.com http://silveiraneto.net Agenda O que é o Netbeans? Adquira o Netbeans Editor de Código Mais Funcionalidades

Leia mais

Tecnologia Java. Daniel Destro do Carmo Softech Network Informática daniel@danieldestro.com.br

Tecnologia Java. Daniel Destro do Carmo Softech Network Informática daniel@danieldestro.com.br Tecnologia Java Daniel Destro do Carmo Softech Network Informática daniel@danieldestro.com.br Origem da Tecnologia Java Projeto inicial: Oak (liderado por James Gosling) Lançada em 1995 (Java) Tecnologia

Leia mais

Apresentamos a divisão Portal Moveleiro Tecnologia, habilitada para o desenvolvimento de projetos alinhados a estratégias de e-business.

Apresentamos a divisão Portal Moveleiro Tecnologia, habilitada para o desenvolvimento de projetos alinhados a estratégias de e-business. SOLUÇÕES E-BUSINESS PERSONALIZADAS Apresentação Apresentamos a divisão Portal Moveleiro Tecnologia, habilitada para o desenvolvimento de projetos alinhados a estratégias de e-business. Atuando há 4 anos

Leia mais

O DESENVOLVIMENTO DE UM SOFTWARE PARA GESTÃO DE PROJETOS

O DESENVOLVIMENTO DE UM SOFTWARE PARA GESTÃO DE PROJETOS Hélio Pereira da Rosa Neto Universidade Anhanguera-Uniderp Fernando Conter Universidade Anhanguera-Uniderp O DESENVOLVIMENTO DE UM SOFTWARE PARA GESTÃO DE PROJETOS RESUMO Este artigo científico tem como

Leia mais

Grails: o que isso quer dizer? Gilliard Cordeiro http://gilliard.eti.br

Grails: o que isso quer dizer? Gilliard Cordeiro http://gilliard.eti.br Grails: o que isso quer dizer? Gilliard Cordeiro http://gilliard.eti.br Sobre mim Formado em análise de sistemas pela UFMS Trabalho há 5 anos com desenvolvimento Web Minha principal área de atuação é P&D

Leia mais

UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ. Campus Ponta Grossa ANDRÉ LUIS CORDEIRO DE FARIA RELATÓRIO DE ESTÁGIO

UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ. Campus Ponta Grossa ANDRÉ LUIS CORDEIRO DE FARIA RELATÓRIO DE ESTÁGIO UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ Campus Ponta Grossa ANDRÉ LUIS CORDEIRO DE FARIA RELATÓRIO DE ESTÁGIO Ponta Grossa 2012 ANDRÉ LUIS CORDEIRO DE FARIA RELATÓRIO DE ESTÁGIO Trabalho elaborado pelo

Leia mais

Comparando Java e C#

Comparando Java e C# Por: Lincon Alexandre Marques Jonathan T. Dos Santos Ricardo Fumio Tanimoto Abril, 2009 Comparando Java e C# Introdução Escolhemos como tema deste artigo um comparativo entre as linguagens Java e C#, duas

Leia mais

Linguagem de Programação Visual

Linguagem de Programação Visual Linguagem de Programação Visual Unidade 1 Ambiente de desenvolvimento Curso Técnico em Informática SUMÁRIO INTRODUÇÃO... 3 SOBRE O JAVA... 3 AMBIENTE DE DESENVOLVIMENTO... 5 RECURSOS DA FERRAMENTA NETBEANS...

Leia mais

CST em Redes de Computadores

CST em Redes de Computadores CST em Redes de Computadores Serviços de Rede Aula 02 Virtualização e Instalação de Servidores Linux Prof: Jéferson Mendonça de Limas Introdução O que é Virtualização? Recurso que permite utilizar diversos

Leia mais

IIH Introdução à Informática e Hardware

IIH Introdução à Informática e Hardware INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE SÃO PAULO - CAMPUS VOTUPORANGA Técnico em Manutenção e Suporte em Informática IIH Introdução à Informática e Hardware Aula: Linguagens de Programação

Leia mais

A SALA DE AULA é meu paraíso. Nela me realizo, nela exercito minha cidadania e nela me sinto útil.

A SALA DE AULA é meu paraíso. Nela me realizo, nela exercito minha cidadania e nela me sinto útil. Virtualização Meu nome: Nome de guerra: Meu e-mail: Marcos Vinicios Bueno Marques Professor Cidão marcos@cidao.com.br Quem sou? Professor e coordenador de cursos de TI do Senac Informática em Porto Alegre,

Leia mais

Objetivo Parceria de divulgação do livro Marketing para Empresas e Profissionais de Software, publicado pela editora Ciência Moderna.

Objetivo Parceria de divulgação do livro Marketing para Empresas e Profissionais de Software, publicado pela editora Ciência Moderna. PROPOSTA DE PATROCÍNIO Ramos da Informática Responsável: Ramos de Souza Janones ramos@ramosdainformatica.com.br 34 3261-0020 ramal 22 Objetivo Parceria de divulgação do livro Marketing para Empresas e

Leia mais

Ambientes Visuais. Ambientes Visuais

Ambientes Visuais. Ambientes Visuais Ambientes Visuais Inicialmente, apenas especialistas utilizavam os computadores, sendo que os primeiros desenvolvidos ocupavam grandes áreas e tinham um poder de processamento reduzido. Porém, a contínua

Leia mais

Conteúdo Programático de PHP

Conteúdo Programático de PHP Conteúdo Programático de PHP 1 Por que PHP? No mercado atual existem diversas tecnologias especializadas na integração de banco de dados com a WEB, sendo o PHP a linguagem que mais se desenvolve, tendo

Leia mais

Softwares de Sistemas e de Aplicação

Softwares de Sistemas e de Aplicação Fundamentos dos Sistemas de Informação Softwares de Sistemas e de Aplicação Profª. Esp. Milena Resende - milenaresende@fimes.edu.br Visão Geral de Software O que é um software? Qual a função do software?

Leia mais

Principais Responsabilidades:

Principais Responsabilidades: DESENHO DE CARGO E TAREFAS DO DESENVOLVEDOR WEB Conhecimento dos sistemas gerenciadores de banco (MySQL), modelagem de dados, inglês técnico. Conhecimento em plataformas e metodologias de desenvolvimento

Leia mais

Dispositivos móveis e o mercado Android Open Handset Alliance Informações sobre Android Arquitetura

Dispositivos móveis e o mercado Android Open Handset Alliance Informações sobre Android Arquitetura Dispositivos móveis e o mercado Android Open Handset Alliance Informações sobre Android Arquitetura Dispositivos móveis e o mercado Mercado cresce a cada ano Muitos recursos Múltiplas plataforma Symbian

Leia mais

Princípios de Linhas de Produtos de Software. Prof. Alberto Costa Neto alberto@ufs.br

Princípios de Linhas de Produtos de Software. Prof. Alberto Costa Neto alberto@ufs.br Princípios de Linhas de Produtos de Software Prof. Alberto Costa Neto alberto@ufs.br Surgimento das Linhas de Produtos Inicialmente produtos eram feitos artesanalmente Mas... Nº de pessoas que poderiam

Leia mais

Sistema Gerenciador de Conteúdo OpenCms: um caso de sucesso no CEFET-MG

Sistema Gerenciador de Conteúdo OpenCms: um caso de sucesso no CEFET-MG Sistema Gerenciador de Conteúdo OpenCms: um caso de sucesso no CEFET-MG Marco T. A. Rodrigues*, Paulo E. M. de Almeida* *Departamento de Recursos em Informática Centro Federal de Educação Tecnológica de

Leia mais

Introdução a Computação

Introdução a Computação Introdução a Computação 08 - Licenças, Tipos de Softwares, Tradutores. Linguagens de Máquina, de Baixo Nível e de Alto Nível Márcio Daniel Puntel marcio.puntel@ulbra.edu.br Software Livre GPL BSD Software

Leia mais

11/3/2009. Software. Sistemas de Informação. Software. Software. A Construção de um programa de computador. A Construção de um programa de computador

11/3/2009. Software. Sistemas de Informação. Software. Software. A Construção de um programa de computador. A Construção de um programa de computador Sistemas de Informação Prof. Anderson D. Moura Um programa de computador é composto por uma seqüência de instruções, que é interpretada e executada por um processador ou por uma máquina virtual. Em um

Leia mais

Lógica de Programação

Lógica de Programação Lógica de Programação Unidade 4 Ambiente de desenvolvimento Java QI ESCOLAS E FACULDADES Curso Técnico em Informática SUMÁRIO A LINGUAGEM JAVA... 3 JVM, JRE, JDK... 3 BYTECODE... 3 PREPARANDO O AMBIENTE

Leia mais

PROPOSTA DE SOFTWARE DE INSTALAÇÃO PARA UM AMBIENTE INTEGRADO DE GERÊNCIA DE PROJETOS E DE PROCESSOS DE NEGÓCIOS

PROPOSTA DE SOFTWARE DE INSTALAÇÃO PARA UM AMBIENTE INTEGRADO DE GERÊNCIA DE PROJETOS E DE PROCESSOS DE NEGÓCIOS PROPOSTA DE SOFTWARE DE INSTALAÇÃO PARA UM AMBIENTE INTEGRADO DE GERÊNCIA DE PROJETOS E DE PROCESSOS DE NEGÓCIOS Élysson Mendes Rezende Bacharelando em Sistemas de Informação Bolsista de Iniciação Científica

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO VALE DO SÃO FRANCISCO PROJETO DE RESIDÊNCIA EM SOFTWARE PÚBLICO BRASILEIRO

UNIVERSIDADE FEDERAL DO VALE DO SÃO FRANCISCO PROJETO DE RESIDÊNCIA EM SOFTWARE PÚBLICO BRASILEIRO UNIVERSIDADE FEDERAL DO VALE DO SÃO FRANCISCO PROJETO DE RESIDÊNCIA EM SOFTWARE PÚBLICO BRASILEIRO Filipe Henrique S. G. de Oliveira, Eugênio Cézar Maciel Marques, Francisco Caio Silva Ladislau, Jorge

Leia mais

Java Básico. Aula 1 por Thalles Cezar

Java Básico. Aula 1 por Thalles Cezar + Java Básico Aula 1 por Thalles Cezar + Histórico Green Project (1991) Desenvolver plataforma para eletrodomésticos inteligentes Tentaram usar C++ Mas resolveram desenvolver uma linguagem própria Oak

Leia mais

Definições. Parte 02. Java Conceitos e. Desenvolvimento de Programação Orientada a Objetos. Prof. Pedro Neto

Definições. Parte 02. Java Conceitos e. Desenvolvimento de Programação Orientada a Objetos. Prof. Pedro Neto Java Conceitos e Definições Parte 02 Prof. Pedro Neto Aracaju Sergipe - 2011 Conteúdo 2 O que é Java i. Java ii. Máquina Virtual iii. Java lento? Hotspot e JIT iv. Versões do Java e a confusão do Java2

Leia mais

Definições: quando usar cada um?

Definições: quando usar cada um? Framework ou CMS? Definições: quando usar cada um? Framework: Uma arquitetura desenvolvida com o objetivo de atingir a máxima reutilização, representada como um conjunto de classes abstratas e concretas,

Leia mais

PROCEDIMENTO OPERACIONAL PADRÃO N.º 003 CONFIGURAÇÃO DO AMBIENTE DE DESENVOLVIMENTO (ECLIPSE+JBOSS)

PROCEDIMENTO OPERACIONAL PADRÃO N.º 003 CONFIGURAÇÃO DO AMBIENTE DE DESENVOLVIMENTO (ECLIPSE+JBOSS) PROCEDIMENTO OPERACIONAL PADRÃO N.º 003 CONFIGURAÇÃO DO AMBIENTE DE DESENVOLVIMENTO (ECLIPSE+JBOSS) Versão 00.01 Dezembro/2009 Histórico de Alterações Data Versão Descrição Autor 15/12/2009 00.01 Versão

Leia mais

Desenvolvendo um Ambiente de Aprendizagem a Distância Utilizando Software Livre

Desenvolvendo um Ambiente de Aprendizagem a Distância Utilizando Software Livre Desenvolvendo um Ambiente de Aprendizagem a Distância Utilizando Software Livre Fabrício Viero de Araújo, Gilse A. Morgental Falkembach Programa de Pós-graduação em Engenharia de Produção - PPGEP Universidade

Leia mais

ARCO - Associação Recreativa dos Correios. Sistema para Gerenciamento de Associações Recreativas Visão. Versão 1.0

ARCO - Associação Recreativa dos Correios. Sistema para Gerenciamento de Associações Recreativas Visão. Versão 1.0 ARCO - Associação Recreativa dos Correios Sistema para Gerenciamento de Associações Recreativas Versão 1.0 Data: 27/03/2011 Histórico da Revisão Data Versão Descrição Autor 27/03/2011 1.0 Versão Inicial

Leia mais

A LIBERDADE DO LINUX COM A QUALIDADE ITAUTEC

A LIBERDADE DO LINUX COM A QUALIDADE ITAUTEC A LIBERDADE DO LINUX COM A QUALIDADE ITAUTEC O AMBIENTE OPERACIONAL QUE AGREGA A CONFIABILIDADE E O SUPORTE DA ITAUTEC À SEGURANÇA E À PERFORMANCE DO LINUX O LIBRIX É UMA DISTRIBUIÇÃO PROFISSIONAL LINUX

Leia mais

UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS

UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS ALEXANDRE PRADO BARBOSA RELATÓRIO DE ESTÁGIO Ponta Grossa 2012 ALEXANDRE PRADO BARBOSA Relatório

Leia mais

Desenvolvimento de um sistema de gestão acadêmica com software livre Rodrigo Bainy Fagundes

Desenvolvimento de um sistema de gestão acadêmica com software livre Rodrigo Bainy Fagundes Universidade Federal de Pelotas Centro de Gereciamento de Informações e Concursos Diretoria de Desenvolvimento de Sistemas Desenvolvimento de um sistema de gestão acadêmica com software livre Rodrigo Bainy

Leia mais

Introdução. à Linguagem JAVA. Prof. Dr. Jesus, Edison O. Instituto de Matemática e Computação. Laboratório de Visão Computacional

Introdução. à Linguagem JAVA. Prof. Dr. Jesus, Edison O. Instituto de Matemática e Computação. Laboratório de Visão Computacional Introdução à Linguagem JAVA Prof. Dr. Jesus, Edison O. Instituto de Matemática e Computação Laboratório de Visão Computacional Vantagens do Java Independência de plataforma; Sintaxe semelhante às linguagens

Leia mais

Sistemas Colaborativos & Workflow / DAS 5316

Sistemas Colaborativos & Workflow / DAS 5316 DAS 5316 Sistemas Colaborativos & Workflow FERRAMENTAS SISTEMAS COLABORATIVOS SISTEMAS COLABORATIVOS: -Sistemas/Softwares feitos para ajudar pessoas envolvidas em uma tarefa comum, para se atingir um determinado

Leia mais

dois podem ser alternados com algumas coisas em mente. Por exemplo, temos aqui um valor ORACLE_BASE que você pode encontrar no Linux/Unix:

dois podem ser alternados com algumas coisas em mente. Por exemplo, temos aqui um valor ORACLE_BASE que você pode encontrar no Linux/Unix: 2 Oracle 11g para Leigos dois podem ser alternados com algumas coisas em mente. Por exemplo, temos aqui um valor ORACLE_BASE que você pode encontrar no Linux/Unix: $ORACLE_BASE: /u01/app/oracle No Windows,

Leia mais

Desenvolvimento de Sistemas Empregando Software Livre

Desenvolvimento de Sistemas Empregando Software Livre Versão 1.1.5 Software Livre de Goiás Desenvolvimento de Sistemas Empregando Software Livre Copyright 2004 Fábio Nogueira de Lucena fabio@inf.ufg.br Estes slides estão em http://www.inf.ufg.br/~fabio/sol.zip

Leia mais

Plataforma Open Source de Desenvolvimento e Sustentação de Sistemas. Daniel Darlen Lucius Curado Ridai Pombo

Plataforma Open Source de Desenvolvimento e Sustentação de Sistemas. Daniel Darlen Lucius Curado Ridai Pombo Plataforma Open Source de Desenvolvimento e Sustentação de Sistemas Daniel Darlen Lucius Curado Ridai Pombo Agenda Cenário Gerenciamento de Projetos e Mudanças Infra estrutura Arquitetura Ambiente de Desenvolvimento

Leia mais

VISUAL STUDIO TEAM SYSTEM IMPLANTAÇÃO DA SUITE DE FERRAMENTAS

VISUAL STUDIO TEAM SYSTEM IMPLANTAÇÃO DA SUITE DE FERRAMENTAS UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO GRADUAÇÃO EM CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO CENTRO DE INFORMÁTICA VISUAL STUDIO TEAM SYSTEM IMPLANTAÇÃO DA SUITE DE FERRAMENTAS PARA APOIO AO PROCESSO DE DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE

Leia mais

Portfolio. Conheça um pouco mais sobre a Estatcamp. Estatcamp - Consultoria Estatística em Qualidade

Portfolio. Conheça um pouco mais sobre a Estatcamp. Estatcamp - Consultoria Estatística em Qualidade Estatcamp - Consultoria Estatística em Qualidade Adolfo Catani, 682 CEP: 13560-470 Jardim Macarengo, São Carlos - SP Telefone: (16) 3376-2047 E-mail: estatistica@estatcamp.com.br Portfolio Conheça um pouco

Leia mais

Java Programação para Fábrica de Software. Fernando Lozano Consultor 4Linux lozano@4linux.com.br

Java Programação para Fábrica de Software. Fernando Lozano Consultor 4Linux lozano@4linux.com.br Java Programação para Fábrica de Software Fernando Lozano Consultor 4Linux lozano@4linux.com.br Quem É o Lozano? Atua há mais de 15 anos em TI Consultoria para Amsterdam Sauer, Banco Bovorantim, Bob's,

Leia mais

Laboratório de Engenharia de Software

Laboratório de Engenharia de Software Laboratório de Engenharia de Software FEUP/LEIC - Licenciatura em Engenharia Informática, 2005/06 Ademar Aguiar ademar.aguiar at fe.up.pt João Correia Lopes jlopes at fe.up.pt Francisco Reinaldo reifeup

Leia mais

FTIN Formação Técnica em Informática Módulo Sistema Proprietário Windows AULA 01. Prof. André Lucio

FTIN Formação Técnica em Informática Módulo Sistema Proprietário Windows AULA 01. Prof. André Lucio FTIN Formação Técnica em Informática Módulo Sistema Proprietário Windows AULA 01 Prof. André Lucio Competências do modulo Introdução ao sistema operacional Windows Instalação e configuração do sistema

Leia mais

Análise de Sistemas I: Programação em Nuvem. Luiz Filipe Licidonio. Faculdade de Tecnologia Pastor Dohms. Porto Alegre, Rio Grande do Sul

Análise de Sistemas I: Programação em Nuvem. Luiz Filipe Licidonio. Faculdade de Tecnologia Pastor Dohms. Porto Alegre, Rio Grande do Sul 1 Análise de Sistemas I: Programação em Nuvem Luiz Filipe Licidonio Faculdade de Tecnologia Pastor Dohms Porto Alegre, Rio Grande do Sul luiz_np_poa@hotmail.com 2 Análise de Sistemas I: Programação em

Leia mais

IMPLEMENTAÇÃO DE DEMANDAS DE SUPORTE E DE EVOLUÇÃO DO SOFTWARE ACADÊMICO E-TAG PARA ENSINO DE GRAFOS

IMPLEMENTAÇÃO DE DEMANDAS DE SUPORTE E DE EVOLUÇÃO DO SOFTWARE ACADÊMICO E-TAG PARA ENSINO DE GRAFOS IMPLEMENTAÇÃO DE DEMANDAS DE SUPORTE E DE EVOLUÇÃO DO SOFTWARE ACADÊMICO E-TAG PARA ENSINO DE GRAFOS TEMPLATE FOR POC AND TCC André Augusto Couto Corrêa dos Santos 1 ; Fábio Lacerda Henriques 2 ; Jonathan

Leia mais

OFICINA DA PESQUISA PROGRAMAÇÃO APLICADA À CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO

OFICINA DA PESQUISA PROGRAMAÇÃO APLICADA À CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO OFICINA DA PESQUISA PROGRAMAÇÃO APLICADA À CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO Prof. Msc. Carlos José Giudice dos Santos carlos@oficinadapesquisa.com.br www.oficinadapesquisa.com.br Linguagens de Programação Material

Leia mais

Software automatizado para controle de consultas da clínica de fisioterapia

Software automatizado para controle de consultas da clínica de fisioterapia Software automatizado para controle de consultas da clínica de fisioterapia Jeverson Siqueira 1, Wallace Caldeira 1, Jorge Aikes Junior 1 1 Ciência da Computacão Faculdades Anglo Americano de Foz do Iguaçu

Leia mais

Sistemas de Informação. Sistemas Operacionais 4º Período

Sistemas de Informação. Sistemas Operacionais 4º Período Sistemas de Informação Sistemas Operacionais 4º Período Primeiro Sistema Operacional Porque o novo Windows não chama Windows 9, mas sim Para os desenvolvedores de software, a explicação

Leia mais

MAGREGISTER 1.0: GERADOR DE INTERFACES DE COLETAS DE DADOS PARA PDA S. Acadêmico: Gilson Chequeto Orientador: Adilson Vahldick

MAGREGISTER 1.0: GERADOR DE INTERFACES DE COLETAS DE DADOS PARA PDA S. Acadêmico: Gilson Chequeto Orientador: Adilson Vahldick MAGREGISTER 1.0: GERADOR DE INTERFACES DE COLETAS DE DADOS PARA PDA S Acadêmico: Gilson Chequeto Orientador: Adilson Vahldick Roteiro Introdução Objetivos do trabalho Fundamentação teórica Desenvolvimento

Leia mais

PROGRAMAÇÃO PARA SERVIDOR INTRODUÇÃO EM SISTEMAS WEB. Prof. Dr. Daniel Caetano 2012-1

PROGRAMAÇÃO PARA SERVIDOR INTRODUÇÃO EM SISTEMAS WEB. Prof. Dr. Daniel Caetano 2012-1 PROGRAMAÇÃO PARA SERVIDOR EM SISTEMAS WEB INTRODUÇÃO Prof. Dr. Daniel Caetano 2012-1 Visão Geral 1 2 3 4 Apresentação Programação Servidor? O que é Java? Grupos de Trabalho Apresentação Quem é o professor?

Leia mais

DÚVIDAS E SUGESTÕES? frank@microsize.com.br

DÚVIDAS E SUGESTÕES? frank@microsize.com.br 1 Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução total ou parcial, por qualquer meio ou processo, especialmente por sistemas gráficos, micro fílmicos, fotográficas, reprográficos, fonográficos, videográficos,

Leia mais

CURSO DE PROGRAMAÇÃO EM JAVA

CURSO DE PROGRAMAÇÃO EM JAVA CURSO DE PROGRAMAÇÃO EM JAVA Introdução para Iniciantes Prof. M.Sc. Daniel Calife Índice 1 - A programação e a Linguagem Java. 1.1 1.2 1.3 1.4 Linguagens de Programação Java JDK IDE 2 - Criando o primeiro

Leia mais

COMPUTAÇÃO EM NUVEM: TENDÊNCIAS E OPORTUNIDADES DE NEGÓCIOS RELATÓRIO EXECUTIVO DE NEGÓCIOS

COMPUTAÇÃO EM NUVEM: TENDÊNCIAS E OPORTUNIDADES DE NEGÓCIOS RELATÓRIO EXECUTIVO DE NEGÓCIOS COMPUTAÇÃO EM NUVEM: TENDÊNCIAS E OPORTUNIDADES DE NEGÓCIOS TM RELATÓRIO EXECUTIVO DE NEGÓCIOS A visão da computação em nuvem por Aad van Schetsen, vicepresidente da Compuware Uniface, que mostra por que

Leia mais

APRESENTAÇÃO COMERCIAL. www.docpix.net

APRESENTAÇÃO COMERCIAL. www.docpix.net APRESENTAÇÃO COMERCIAL www.docpix.net QUEM SOMOS Somos uma agência digital full service, especializada em desenvolvimento web, de softwares e marketing online. A Docpix existe desde 2010 e foi criada com

Leia mais

IDE (Integrated Development Environment) / RAD (Rapid Application Development)

IDE (Integrated Development Environment) / RAD (Rapid Application Development) IDE (Integrated Development Environment) / RAD (Rapid Application Development) Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Triângulo Mineiro Agosto de 2012 Prof. Edwar Saliba Júnior 1 Introdução

Leia mais

Criação de um site sobre Comunicação

Criação de um site sobre Comunicação Luciano Conceição Martins Criação de um site sobre Comunicação UNICAMP Universidade Estadual de Campinas Introdução: Um site é um conjunto de arquivos feitos através de códigos de programação. E, estes

Leia mais

Marcos Vinicios Marques Professor Cidão. Professor Marcelo Neves

Marcos Vinicios Marques Professor Cidão. Professor Marcelo Neves Virtualização Marcos Vinicios Marques Professor Cidão Professor Marcelo Neves Virtualizar??? Executar várias instâncias de um sistema operacional, ou vários sistemas operacionais em instâncias distintas,

Leia mais

UFG - Instituto de Informática

UFG - Instituto de Informática UFG - Instituto de Informática Especialização em Desenvolvimento de Aplicações Web com Interfaces Ricas EJB 3.0 Prof.: Fabrízzio A A M N Soares professor.fabrizzio@gmail.com Aula 5 Servidores de Aplicação

Leia mais

1 de 7 11/04/2011 10:35

1 de 7 11/04/2011 10:35 1 de 7 11/04/2011 10:35 2 de 7 11/04/2011 10:35 QUARTA-FEIRA, 10 DE FEVEREIRO DE 2010 JAVA_HOME, CLASSPATH e PATH. O que são, para que servem e como configura-los Algumas vezes quando estamos iniciando

Leia mais

EXPLORANDO TÉCNICAS E RECURSOS DO GERENCIADOR DE DADOS ABERTOS CKAN. TuaneFaria USP tuanefaria@yahoo.com.br

EXPLORANDO TÉCNICAS E RECURSOS DO GERENCIADOR DE DADOS ABERTOS CKAN. TuaneFaria USP tuanefaria@yahoo.com.br EXPLORANDO TÉCNICAS E RECURSOS DO GERENCIADOR DE DADOS ABERTOS CKAN Prof. Dr. José Eduardo Santarem Segundo USP santarem@usp.br TuaneFaria USP tuanefaria@yahoo.com.br Introdução Disponibilizar Dados Disponibilizar

Leia mais

EDITORES DE TEXTO Capítulo 1: Avaliação técnica e econômica dos principais editores de texto do mercado.

EDITORES DE TEXTO Capítulo 1: Avaliação técnica e econômica dos principais editores de texto do mercado. Nome: Nº Série: EDITORES DE TEXTO Capítulo 1: Avaliação técnica e econômica dos principais editores de texto do mercado. Habilidades: Pesquisar novas ferramentas e aplicativos de informática para a área

Leia mais

Sistemas Operacionais. Prof. M.Sc. Sérgio Teixeira. Aula 05 Estrutura e arquitetura do SO Parte 2. Cursos de Computação

Sistemas Operacionais. Prof. M.Sc. Sérgio Teixeira. Aula 05 Estrutura e arquitetura do SO Parte 2. Cursos de Computação Cursos de Computação Sistemas Operacionais Prof. M.Sc. Sérgio Teixeira Aula 05 Estrutura e arquitetura do SO Parte 2 Referência: MACHADO, F.B. ; MAIA, L.P. Arquitetura de Sistemas Operacionais. 4.ed. LTC,

Leia mais

Paradigmas de Linguagens de Programação

Paradigmas de Linguagens de Programação Paradigmas de Linguagens de Programação Faculdade Nova Roma Cursos de Ciências da Computação (6 Período) Prof. Adriano Avelar - Site: www.adrianoavelar.com Email: edson.avelar@yahoo.com.br Ementa Introdução

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO ESTÁCIO RADIAL DE SÃO PAULO SÍNTESE DO PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO 1

CENTRO UNIVERSITÁRIO ESTÁCIO RADIAL DE SÃO PAULO SÍNTESE DO PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO 1 SÍNTESE DO PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO 1 CURSO: SISTEMAS DA INFORMAÇÃO MISSÃO DO CURSO Os avanços da ciência, a melhoria dos processos produtivos e a abertura de mercado, são exemplos de fatores que contribuíram

Leia mais

DESENVOLVIMENTO DE UMA APLICAÇÃO WEB PARA AQUISIÇÃO DE DADOS E GERAÇÃO DE ÍNDICES AMBIENTAIS. Rafael Ferreira de Paula Paiva.

DESENVOLVIMENTO DE UMA APLICAÇÃO WEB PARA AQUISIÇÃO DE DADOS E GERAÇÃO DE ÍNDICES AMBIENTAIS. Rafael Ferreira de Paula Paiva. DESENVOLVIMENTO DE UMA APLICAÇÃO WEB PARA AQUISIÇÃO DE DADOS E GERAÇÃO DE ÍNDICES AMBIENTAIS Rafael Ferreira de Paula Paiva Felipe Cavalaro Universidade São Francisco rafaelferreirad@hotmail.com Resumo:

Leia mais