MOTOBOMBAS E CONJUNTOS PARA COMBATE A INCÊNDIO

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "MOTOBOMBAS E CONJUNTOS PARA COMBATE A INCÊNDIO"

Transcrição

1 MOTOBOMBAS E CONJUNTOS PARA COMBATE A INCÊNDIO

2 Motobombas para combate a incêndio ÍNDICE FSGIN Pg. 3 FIN Pg. 13 Pg. 33 A Famac tem a solução certa em Bombas para sistemas de combate a incêndio. CONJUNTOS Pg. Pg. 9 ESPECIAIS Pg. 91

3 FSGIN Famac Motobomba Horizontal Motobomba para combate a incêndio FSGIN Características Gerais Motobomba centrífuga utilizada em sistemas de combate a incêndio. Pode ser acoplada diretamente na rede de hidrantes ou conjuntos montados com motores estacionários a diesel ou gasolina. A entrada e saída da motobomba é padronizada seguindo as normas dos bombeiros. Principais aplicações Sistemas de combate a incêndio. Materiais Standard Tampa/Voluta GG3 FF (Flange) / Impulsor SAE 33 Eixo SAE 1 Selo Mecânico Grafite, Cerâmica, BunaN (NBR) / Elemento Fixação Aço galvanizado Vedações Borracha Nitrílica Mancal Sob consulta Opcionais RR (Rosca) Motor: Ÿ Monofásico ou Trifásico, Hz Ÿ Tensão disponível Mono 11/V ou /V; Tri /3/V Ÿ Grau de proteção IP 1 Ÿ Velocidade 3rpm Ÿ Classe de isolação B (13ºC) 3

4 FSGIN Famac Motobomba Horizontal Cobertura Hidráulica FSGIN. FSGIN H ( m) Q (m 3 /h) Dados Hidráulicos FSGIN FSGIN 3/,1 3,7 19, 13,7 11, FSGIN 3/ 1,, 17,7,1 1,3 9,, 1, FSGIN 3/ 1 11, 9, 7,,, FSGIN 1, 9, 1, 1, 1, FSGIN 1, 1 3, 1,, 1,3 1, 1,7 1, 1,,,1 3, FSGIN 1, 9 3, 7,,, 1, 1,3, FSGIN 1, 1,3, 1,3 13, 1, FSGIN 1, 13,, 1,, 1, 17,,9 1,1 1, 1,,3, 7, FSGIN 1, 13 1, 1,,, 3, 3, FSGIN, 33, 31,7 9,7 7,,, 1,9 1,7 19, FSGIN, 1,,,9 11,1, FSGIN, 1, 3,3, 1,,3 19, 1,1 1,, 1,1 1, 11, 9,1 7,, 33, FSGIN, 13 13, 1, 1,1,, 3, FSGIN 3, 119 3, 33, 31, 3,,,3, 1, 17, 13, 7,, FSGIN 3, 1 37,3 3, 3, 33,1 31, 9, 7,, 3,, 1,7 1,,, FSGIN 3, 13 3, 3, 37, 3, 33,9 31, 9, 7,3,9, 19,,9 1,1 7, 3, FSGIN 3, 1 1,,7 1, 9,, 3, FSGIN, 1 39, 39,3 39,1 39,1 3, 3, 3,1 33, 31,,9, 3,7,7 1,9 1, 7, 3, FSGIN, 1 1,1 1,9 1, 1,9,9 37,

5 FSGIN Famac Motobomba Horizontal Curva de desempenho hidráulico 3 3/ FSGIN FSG IN 3/ FSG IN 3/ / FSGIN , 1,,,, 1 3 1,,,, FSG IN 3/ / FSG IN , 1, 1, 1,,,,

6 FSGIN FSGIN Famac Motobomba Horizontal Curva de desempenho hidráulico FSGIN FSG IN 1. 1 FSG IN , 1, 1 1,, FSG IN 1. 1 FSG IN , 1, 1 1,,

7 FSGIN Famac Motobomba Horizontal Curva de desempenho hidráulico FSG IN FSGIN FSG IN FSGIN , 1, 1, , 1, FSG IN. 1 FSG IN , 1, 1,, 1, 1,

8 FSGIN FSGIN Famac Motobomba Horizontal Curva de desempenho hidráulico FSG IN FSGIN FSG IN , 3 1, 1 1, Passagem de sólidos (mm) FSG IN 3. 1 Diâmetro rotor (mm) FSG IN

9 FSGIN Famac Motobomba Horizontal Curva de desempenho hidráulico FSGIN FSG IN 3. 1 FSG IN FSGIN FSG IN

10 FSGIN Famac Motobomba Horizontal Dimensional FSGRRIN ROSCA IP1 AC FSGIN R E A S B H M I N J F G L Rosca s A G L PESO (kg) S R B E F H I J M N AC V Z Monofásico Trifásico M T M T M T M T FSG IN R 3/cv 1/ 1/ , 1 1,9 13,, , , 1, FSG IN R 1,cv 1/ 1/ , 1 1,9 13,, , , 17 FSG IN R 1, cv 1/ 1/ , 1 1,9 13,, , , 19 FSG IN R,cv 1/ 1/ , 173 1,9 13,, , , 19 FSG IN R 3,cv 1/ 1/ , ,9 13,,7 3 3, ,, FSG IN R,cv 1/ 1/ , ,9 13,,7 3 3, Em mm 1

11 Z AC FSGIN Famac Motobomba Horizontal Dimensional FSGFFIN FLANGE IP 1 R E A S B H V M FSGIN I N J F L G Flange s A G L PESO (kg) S R B E F H I J M N AC V Z Monofásico Trifásico M T M T M T M T FSG IN F 3/ cv 1/ 1/ , 9 9,9 13,, , , FSG IN F 1, cv 1/ 1/ , 9 9,9 13,, , ,, FSG IN F 1, cv 1/ 1/ , 9 9,9 13,,7 399, FSG IN F, cv 1/ 1/ , 1 9,9 13,, , , FSG IN F 3,cv 1/ 1/ , 1 1,9 13,,7 9 9, , 9, FSG IN F,cv 1/ 1/ , 1 1,9 13,,7 9 9, Em mm 11

12 ANOTAÇÕES 1

13 FIN Famac Motobomba Horizontal Motomba para combate a incêndio FIN Características Gerais M otobomba centrífuga utilizada em sistemas de combate a incêndio. Pode ser acoplada diretamente na rede de hidrantes ou conjuntos montados com motores estacionários a diesel ou gasolina. A entrada e saída da motobomba é padronizada seguindo as normas dos bombeiros. Principais aplicações Sistemas de combate a incêndio. Materiais Standard Opcionais Fundidos GG / Impulsor SAE 33 Eixo SAE 1 Selo Mecânico Grafite, Cerâmica, BunaN (NBR) / / 1 Elemento Fixação Aço galvanizado Vedações Borracha Nitrílica Mancal Sob consulta Motor: Ÿ Monofásico ou Trifásico, Hz Ÿ Tensão disponível Mono 11/V ou /V; Tri /3/V ou 3/V Ÿ Grau de proteção IP 1 ou IP nos modelos BL Ÿ Velocidade 3rpm Ÿ Classe de isolação B (13ºC) ou F (ºC) 13

14 H ( m). 7. FIN Famac Motobomba Horizontal Cobertura Hidráulica FIN FIN P Q (m 3 /h) Dados Hidráulicos FIN FLANGE IP FLANGE IP 1 ROSCA IP ROSCA IP , 9, 9, 9, 9, 9, 9,,, 7, 7,,, 1, 1, 1

15 FSGIN FIN Famac Motobomba Horizontal Curva de desempenho hidráulico Passagem de sólidos (mm) F7FRIN / F7HRIN Diâmetro rotor (mm) 1 Velocidade (rpm) Frequência (Hz) Potência (cv) Diâmetro de descarga (pol) 3 3, 1/" x 1/" Passagem de sólidos (mm) FIN FRIN Diâmetro rotor (mm) , 1/" x 1/" , 1, FIN P 1,, Passagem de sólidos (mm) FRIN Diâmetro rotor (mm) 113 3, 1/" x 1/" Passagem de sólidos (mm) F3RIN Diâmetro rotor (mm) , 1/" x 1/" , 3,, 3,, 1,, 1, 1 3 1,

16 FIN Famac Motobomba Horizontal Curva de desempenho hidráulico Passagem de sólidos (mm) FCRIN Diâmetro rotor (mm) 17 Velocidade (rpm) Frequência (Hz) Potência (cv) Diâmetro de descarga (pol) 3, 1/" x 1/" FIN FIN P

17 FIN Famac Motobomba Horizontal Dimensional FIN ROSCA IP 1 FIN P A J F L Rosca s Monofásico Trifásico F7FRIN F7HRIN FRIN FRIN F3RIN FCRIN A I G L N AC PESO (KG) S R B E F H J M M T M T M T M T M T M T M T 1/ 1/ , 9 3, , 9, 1/ 1/ , 1 11, / 1/ , 1 11, / 1/ , 1 11, / 1/ ,3 19, 11, , Em mm 17

18 FIN Famac Motobomba Horizontal Curva de desempenho hidráulico Passagem de sólidos (mm) F7HRINBL Diâmetro rotor (mm) 1 Velocidade (rpm) Frequência (Hz) Potência (cv) Diâmetro de descarga (pol) 3 3, 1/" x 1/" Passagem de sólidos (mm) FIN F3RINBL Diâmetro rotor (mm) , 1/" x 1/" FIN 3, 3,,, 1, Passagem de sólidos (mm) F31RINBL Diâmetro rotor (mm) Velocidade (rpm) Frequência (Hz) Potência (cv) Diâmetro de descarga (pol) 3 3, 1/" x 1/" Passagem de sólidos (mm) F3RINBL Diâmetro rotor (mm) Velocidade (rpm) Frequência (Hz) Potência (cv) Diâmetro de descarga (pol) 3 3, 1/" x 1/ ,, 3, 3,,, 1, ,

19 FIN Famac Motobomba Horizontal Curva de desempenho hidráulico Passagem de sólidos (mm) FRINBL Diâmetro rotor (mm) 1 Velocidade (rpm) Frequência (Hz) Potência (cv) Diâmetro de descarga (pol) 3, 1/" x 1/" FIN FDRINBL / FERINBL 17 Velocidade (rpm) Frequência (Hz) Potência (cv) Diâmetro de descarga (pol) 3, 1/" x 1/",, 3, FIN P, 1,,

20 FIN Famac Motobomba Horizontal Dimensional FIN ROSCA IP FIN P s Monofásico Trifásico F7HRINBL F3RINBL F31RINBL F3RINBL FRINBL FDRINBL FERINBL S R A F I G L N AC B E H J M M T M T M T M T M T M T M T M T PESO (KG) 1/ 1/ / 1/ / 1/ / 1/ / 1/ / 1/ Em mm

21 FIN Famac Motobomba Horizontal Curva de desempenho hidráulico Passagem de sólidos (mm) FIN Diâmetro rotor (mm) 13 Velocidade (rpm) Frequência (Hz) Potência (cv) Diâmetro de descarga (pol) 3 1, 1/" x 1/" Passagem de sólidos (mm) FIN FIN Diâmetro rotor (mm) 113 Velocidade (rpm) Frequência (Hz) Potência (cv) Diâmetro de descarga (pol) 3, 1/" x 1/" , 1,,, FIN P 1, 1,, , Passagem de sólidos (mm) F3IN Diâmetro rotor (mm) 17 Velocidade (rpm) Frequência (Hz) Potência (cv) Diâmetro de descarga (pol) 3 3, 1/" x 1/" Passagem de sólidos (mm) FCIN Diâmetro rotor (mm) 17 Velocidade (rpm) Frequência (Hz) Potência (cv) Diâmetro de descarga (pol) 3, 1/" x 1/" , 3,,, 1,

22 FIN Famac Motobomba Horizontal Dimensional FIN FLANGE IP 1 AC M FIN P H I N R B A S E J F L G s Monofásico Trifásico FIN FIN F3IN FCIN A I G L N AC PESO (KG) S R B E F H J M M T M T M T M T M T M T M T 1/ 1/ , 13, 13, 111, / 1/ , 13, 13, 111, / 1/ , 13, 13, 111, / 1/ ,3 19, 111 1, Em mm

23 FIN Famac Motobomba Horizontal Curva de desempenho hidráulico Passagem de sólidos (mm) F3INBL Diâmetro rotor (mm) 17 Velocidade (rpm) Frequência (Hz) Potência (cv) Diâmetro de descarga (pol) 3 3, 1/" x 1/" Passagem de sólidos (mm) FIN F31INBL Diâmetro rotor (mm) Velocidade (rpm) Frequência (Hz) Potência (cv) Diâmetro de descarga (pol) 3 3, 1/" x 1/" , 3,,, 3, FIN P,, 1, , Passagem de sólidos (mm) F3INBL Diâmetro rotor (mm) Velocidade (rpm) Frequência (Hz) Potência (cv) Diâmetro de descarga (pol) 3 3, 1/" x 1/" Passagem de sólidos (mm) FINBL Diâmetro rotor (mm) 1 Velocidade (rpm) Frequência (Hz) Potência (cv) Diâmetro de descarga (pol) 3, 1/" x 1/" ,, 3,,, 3, 1, 1,

24 FIN Famac Motobomba Horizontal Curva de desempenho hidráulico FDINBL / FEINBL 17 Velocidade (rpm) Frequência (Hz) Potência (cv) Diâmetro de descarga (pol) 3, 1/" x 1/" Passagem de sólidos (mm) FIN F9INBL Diâmetro rotor (mm) Velocidade (rpm) Frequência (Hz) Potência (cv) Diâmetro de descarga (pol) 3, 1/" x 1/" FIN P Passagem de sólidos (mm) F91INBL Diâmetro rotor (mm) 1 Velocidade (rpm) Frequência (Hz) Potência (cv) Diâmetro de descarga (pol) 3, 1/" x 1/" Passagem de sólidos (mm) F9INBL Diâmetro rotor (mm) 3 Velocidade (rpm) Frequência (Hz) Potência (cv) Diâmetro de descarga (pol) 3, 1/" x 1/"

25 FIN Famac Motobomba Horizontal Curva de desempenho hidráulico Passagem de sólidos (mm) F91INBL Diâmetro rotor (mm) 7 Velocidade (rpm) Frequência (Hz) Potência (cv) Diâmetro de descarga (pol) 3, 1/" x 1/" Passagem de sólidos (mm) FIN F9INBL Diâmetro rotor (mm) 1 Velocidade (rpm) Frequência (Hz) Potência (cv) Diâmetro de descarga (pol) 3, 1/" x 1/" FIN P Passagem de sólidos (mm) F93INBL Diâmetro rotor (mm) 19 Velocidade (rpm) Frequência (Hz) Potência (cv) Diâmetro de descarga (pol) 3, 1/" x 1/" F9BINBL / F9AINBL 17 Velocidade (rpm) Frequência (Hz) Potência (cv) Diâmetro de descarga (pol) 3 7, 1/" x 1/" ,,

26 FIN Famac Motobomba Horizontal Curva de desempenho hidráulico Passagem de sólidos (mm) F97INBL Diâmetro rotor (mm) 1 Velocidade (rpm) Frequência (Hz) Potência (cv) Diâmetro de descarga (pol) 3 7, 1/" x 1/" Passagem de sólidos (mm) FIN F977INBL Diâmetro rotor (mm) 1 Velocidade (rpm) Frequência (Hz) Potência (cv) Diâmetro de descarga (pol) 3 7, 1/" x 1/" FIN P Passagem de sólidos (mm) F13INBL Diâmetro rotor (mm) 13 Velocidade (rpm) Frequência (Hz) Potência (cv) Diâmetro de descarga (pol) 3 3, 1/" x 1/" Passagem de sólidos (mm) F1INBL Diâmetro rotor (mm) 11 Velocidade (rpm) Frequência (Hz) Potência (cv) Diâmetro de descarga (pol) 3, 1/" x 1/"

27 FIN Famac Motobomba Horizontal Curva de desempenho hidráulico Passagem de sólidos (mm) FINBL Diâmetro rotor (mm) 11 Velocidade (rpm) Frequência (Hz) Potência (cv) Diâmetro de descarga (pol) 3, 1/" x 1/" Passagem de sólidos (mm) FIN F17INBL Diâmetro rotor (mm) 13 Velocidade (rpm) Frequência (Hz) Potência (cv) Diâmetro de descarga (pol) 3 7, 1/" x 1/" FIN P F1BINBL / F1AINBL 19 Velocidade (rpm) Frequência (Hz) Potência (cv) Diâmetro de descarga (pol) 3 1 1/" x 1/" Passagem de sólidos (mm) F111INBL Diâmetro rotor (mm) 13 Velocidade (rpm) Frequência (Hz) Potência (cv) Diâmetro de descarga (pol) 3 1 1/" x 1/"

28 FIN Famac Motobomba Horizontal Curva de desempenho hidráulico Passagem de sólidos (mm) F11INBL Diâmetro rotor (mm) Velocidade (rpm) Frequência (Hz) Potência (cv) Diâmetro de descarga (pol) 3 1 1/" x 1/" Passagem de sólidos (mm) FIN F113INBL Diâmetro rotor (mm) 19 Velocidade (rpm) Frequência (Hz) Potência (cv) Diâmetro de descarga (pol) 3 1 1/" x 1/" FIN P Passagem de sólidos (mm) F11INBL Diâmetro rotor (mm) 19 Velocidade (rpm) Frequência (Hz) Potência (cv) Diâmetro de descarga (pol) 3 1 1/" x 1/" F1BINBL / F1AINBL 19 Velocidade (rpm) Frequência (Hz) Potência (cv) Diâmetro de descarga (pol) 3 1, 1/" x 1/"

29 FIN Famac Motobomba Horizontal Curva de desempenho hidráulico Passagem de sólidos (mm) F11INBL Diâmetro rotor (mm) Velocidade (rpm) Frequência (Hz) Potência (cv) Diâmetro de descarga (pol) 3 1, 1/" x 1/" 7 FIN FBINBL / FAINBL Velocidade (rpm) Frequência (Hz) Potência (cv) Diâmetro de descarga (pol) 3 1/" x 1/" FIN P Passagem de sólidos (mm) FVBINBL / FVAINBL Diâmetro rotor (mm) 17 Velocidade (rpm) Frequência (Hz) Potência (cv) Diâmetro de descarga (pol) 3 1/" x 1/" Passagem de sólidos (mm) F1INBL Diâmetro rotor (mm) Velocidade (rpm) Frequência (Hz) Potência (cv) Diâmetro de descarga (pol) 3 1/" x 1/"

30 FIN Famac Motobomba Horizontal Curva de desempenho hidráulico Passagem de sólidos (mm) FINBL Diâmetro rotor (mm) Velocidade (rpm) Frequência (Hz) Potência (cv) Diâmetro de descarga (pol) 3 1/" x 1/" FIN FIN P

31 FIN Famac Motobomba Horizontal Dimensional FIN FLANGE IP AC M H I N R FIN P B A S E J F G L Flange s A F G I J L N AC S R B E H M Monofásico Trifásico M T M T M T M T M T M T M T M T M T PESO (KG) F3INBL 1/ 1/ 17, 1, 113, 1,, 113, 1, 1,, 93, 1, 1, 3, F31INBL 1/ 1/ 19, 17, 1, 113, 1, 1, 1,, 113, 1, 1, 1, 1, 7,, 93, 1, 1, 17, 1,, 3, F3INBL 1/ 1/ 19, 17, 1, 113, 1, 1, 1,, 113, 1, 1, 1, 1, 7,, 93, 1, 1, 17, 1,, 3, FINBL 1/ 1/, 17, 1, 113, 1, 1, 1,, 113, 19, 1, 1, 1, 7, 9, 93,, 1, 17, 1,,, FDINBL FEINBL 1/ 1/ 3, 199, 1, 113, 1, 1, 93,, 113, 19, 1, 1, 1, 7, 3, 93,, 1, 199, 1, 71,, F9INBL 1/ 1/ 3,, 17, 1, 1, 1, 93,, 1, 19, 1, 1, 1, 7, 3, 37,, 1, 199, 1,,, F91INBL 1/ 1/ 3,, 17, 1, 1, 1, 93,, 1, 19, 1, 1, 1, 7, 3, 37,, 1, 199, 1,,, F9INBL 1/ 1/ 3,, 17, 1, 1, 1, 93,, 1, 19, 19, 1, 1, 7,, 37,,, 199, 19, 9,, F91INBL 1/ 1/ 3,, 17, 1, 1, 1, 93,, 1, 19, 19, 1, 1, 7, 37,,, 199, 19, 9,, F9INBL 1/ 1/ 3,, 17, 1, 1, 1, 93,, 1, 19, 19, 1, 1, 7,, 37,,, 199, 19, 9,, F93INBL 1/ 1/ 3,, 17, 1, 1, 1, 93,, 1, 19, 19, 1, 1, 7,, 37,,, 199, 19, 9,, F9BINBL F9AINBL 1/ 1/,, 17, 1, 1, 1, 3,, 1, 1, 19, 1, 1, 3,, 37,,, 199, 19, 9,, F97INBL 1/ 1/,, 17, 1, 1, 1, 3,, 1, 1, 19, 1, 1, 3,, 37,,, 199, 19, 9,, F977INBL 1/ 1/,, 17, 1, 1, 1, 3,, 1, 1, 19, 1, 1, 3,, 37,,, 199, 19, 9,, F13INBL 1/ 1/ 19, 17, 197, 1, 1, 1, 93, 9, 1, 1, 1, 1, 1, 9, 9, 39, 1, 1, 17, 1, 7,, F1INBL 1/ 1/, 17, 197, 1, 1, 1, 9, 9, 1, 19, 1, 1, 1, 9,, 39,, 1, 17, 1, 9, 7, FINBL 1/ 1/ 3, 199, 197, 1, 1, 1, 3, 93, 1, 19, 1, 1, 1, 9,, 39,, 1, 199, 19, 9, 9, F17INBL 1/ 1/,, 197, 1, 1, 1, 319, 3, 1, 1, 19, 11, 1, 1,, 39,,,,, 1,, F1BINBL F1AINBL 1/ 1/ 7,, 197, 1, 17, 1, 319, 31, 1, 1, 1, 11, 1,, 1, 39,,,,, 113, 1, F111INBL 1/ 1/ 7,, 197, 1, 17, 1, 319, 31, 1, 1, 1, 11, 1,, 1, 39,,,,, 113, 1, F11INBL 1/ 1/ 7,, 197, 1, 17, 1, 319, 31, 1, 1, 1, 11, 1,, 1, 39,,,,, 113, 1, F113INBL 1/ 1/ 7,, 197, 1, 17, 1, 319, 31, 1, 1, 1, 11, 1,, 1, 39,,,,, 113, 1, F11INBL 1/ 1/ 7,, 197, 1, 17, 1, 319, 31, 1, 1, 1, 11, 1,, 1, 39,,,,, 113, 1, F1BINBL F1AINBL 1/ 1/ 7,, 197, 1, 17, 17, 319, 31, 1, 1, 1, 11, 1,, 3, 39,,,,, 113, 1, F11INBL 1/ 1/ 7,, 197, 1, 17, 17, 319, 31, 1, 1, 1, 11, 1,, 3, 39,,,,, 113, 1, FBINBL FAINBL 1/ 1/ 7,, 197, 1, 17, 17, 319, 31, 1, 1, 1, 11, 1,, 3, 39,,, 7,, 113, 1, FVBINBL FVAINBL 1/ 1/ 7,, 197, 1, 17, 17, 319, 31, 1, 1, 1, 11, 1,, 3, 39,,, 7,, 113, 1, F1INBL 1/ 1/ 7,, 197, 1, 17, 17, 319, 31, 1, 1, 1, 11, 1,, 3, 39,,, 7,, 113, 1, FINBL 1/ 1/ 7,, 197, 1, 17, 17, 319, 31, 1, 1, 1, 11, 1,, 3, 39,,, 7,, 113, 1, Em mm 31

32 ANOTAÇÕES 3

33 Famac Motobomba Horizontal Motobomba para combate a incêndio Características Gerais Motobomba centrífuga utilizada em sistemas de combate a incêndio. Pode ser acoplada diretamente na rede de hidrantes ou conjuntos montados com motores estacionários a diesel ou gasolina. A entrada e saída da motobomba é padronizada seguindo as normas dos bombeiros. Principais aplicações Sistemas de combate a incêndio. cv > cv Fundidos Eixo Materiais / Impulsor Selo Mecânico Elemento Fixação Vedações Standard GG SAE 33 (< cv),, FNFIN GG (> cv), FNBIN, FNBIN, SAE 1 Grafite, Cerâmica, BunaN (NBR) 1 1 3/ 1 3/ Aço galvanizado Borracha Nitrílica Motor: Ÿ Monofásico ou Trifásico, Hz Ÿ Tensão disponível Mono /V; Tri /3/V ou 3/V Ÿ Grau de proteção IP ; (Opcional IP 1 para e 7,cv) Ÿ Velocidade 3rpm Ÿ Classe de isolação B (13ºC) ou F (ºC) Opcionais Mancal Sob consulta GG3 33

34 H ( m) Famac Motobomba Horizontal Cobertura Hidráulica Opcional IP Dados Hidráulicos Q (m 3 /h) 3 1/" x 1/" 1, 1 11,7 11, 11,3 11,,1 9,7,1 71,,7 3, 1, 1 1,1 9, 79, 3,7 37, 3, 1, 1,9 13, 1, 1, 9,,,9 71,1 1,3, 3, 3, 1, 1,3 7,7 9,9 9,,,7 39, 1, 1,, 1,3 7, 7, 7,7,7,3 7,,,,3 3,9,1 13,, 1, 1 39, 3,1 31, 3, 13, 1, 1, 1 113,1 11, 111,7 11, 19, 1, 93,,7,9 9, 1, 1, 11, 91, 79, 3,3 37,1 3, 1, 17 1, 13, 1, 9,1 93, 7,3 1, 73,9,,1 1, 3,, 1, 17 1/" x 1/" 1, 19, 7,, 1, 7,3 7,9 71, 7, 3,3,9,,,7 9,, 3,, 37,, 3,,3 13,,, 1, 19 37, 3, 3,,9 13,3,, 11,9 113,3 11,3 111, 11,1,1 99,1 9,,7 9,1,1 3,, 1 1, 1, 9,7 7, 9, 3, 1,, 1 1,7 97, 9,,, 73,7,,1,3,7 1,, 1,9,3 1,3 39,9,,,,,1 3,9 3, 3,, 77, 7,9 71,7,3,,3,,1 3,9 3,9 9, 1,9 1,9,7,, 33,, 17, 1,, FNBIN 7, 1 3,9,, 1, 1, 13,9 1, 7,, FNBIN 7, 19 17,3 1, 1,,3 9, FNBIN 1,,1, 1, 1,3 13, 9,9 7, FNBIN 1, 19 1,3 19, 1,3 11, 77, FNBIN 1, 1 1,3 1, 1,1 1, 7, FNBIN 1, 1, 3, 1,7,3 1,7 1, 1, 11, 7, 7, FNBIN 1,, 3,9 1,7 19,, 9,1, FNBIN 1, 1,3, 1, 1, 13, 1, 93, FNBIN 1, 7,1 19, 1,9 1, 93, FNBIN, 13 3,, 7,,3 3, 1, 19, 1,9 13,9 9,9 9, FNBIN, 1 3, 1, 1, 1,, 9, FNCIN, 1 3, 3,9 33, 3, 31,1 9, 7,,7 3, 19, 7, FNCIN,,,, 1,3 1, 9, FNCIN, 33, 3, 3,3,3,1 3,3 19,7 1, 1, FNCIN, 3 33,1 31,1,,, 11, FNCIN 3, 39,1 37, 3,9 3, 31,9 9,, 19,9 119, FNCIN 3, 33, 3, 7,3 3,3 17,3 19, FNCIN,, 1, 39,7 3,3 3,7 3, 33, 3, 7, 3,3 13, FNCIN, 1, 39, 37, 3, 33,3 3, 7,, 19, 1, 3

35 Famac Motobomba Horizontal Dados Hidráulicos FNFIN 7, 1 3, 3, 3,,7,7 FNFIN 1, 1 9,3 7,3, 3, 33, 7, FNFIN 1, 1,,1 3,1,3 3,7, FNFIN, 17 71,, 9,1,1,1 3,7 FNFIN, , 9, 1,, 73, 7,, 3,, 71, 1/" x 1/" P 3

36 Famac Motobomba Horizontal Curva de desempenho hidráulico

37 Famac Motobomba Horizontal Curva de desempenho hidráulico P

38 Famac Motobomba Horizontal Curva de desempenho hidráulico

39 Famac Motobomba Horizontal Dimensional ROSCA IP 1 M H I P AC P R B A S E J F G L ROSCA s Trifásico S R A B E F G H I J L M N AC PESO (KG),CV 1/ 1/ ,3 11,3 19, ,CV 1/ 1/ ,3 11,3 19, Em mm 39

40 Famac Motobomba Horizontal Dimensional FLANGE IP 1 M H I P AC R B A S E J F G L FLANGE s Trifásico S R A B E F G H I J L M P AC,CV 1/ 1/ ,3 11,3 19, ,CV 1/ 1/ ,3 11,3 19, PESO (KG) Em mm

41 Famac Motobomba Horizontal Dimensional ROSCA IP AC M H I P P C R B A S E J F L G ROSCA s Monofásico Trifásico S R A M T B C E F G M T H I M T J L M AC M T Recalque Sucção V Z V Z Peso (KG) R, CV Ip 1/ 1/ 3,,. 7, 1,1,, 39, 1, 19, 1, 1, 9, 3,, 1, 199,, 11, x17, 11, x17, 9,, R, CV Ip 1/ 1/ 3,,. 7, 1,1,, 39, 11, 19, 19, 1, 1, 31,,, 199,, 11, x17, 11, x17, 7,, R 7, CV Ip 1/ 1/ 7,,. 7, 1, 1,,, 11, 1, 19, 1, 1, 31,,,, 1, 11, x17, 11, x17, 7,, R 1, CV Ip 1/ 1/ 7,,. 7, 1, 1,,, 13, 1, 1, 1,, 33,,,, 1, 11, x17, 11, x17, 9,, P M T M T Em mm 1

42 Famac Motobomba Horizontal Dimensional FLANGE IP AC V H Z I P R C B A S M E J F L G FLANGE s A G I P AC Recalque Sucção Peso (KG) Monofásico Trifásico S R M T B C E F M T H M T J L M M T M T V Z V Z M T, CV Ip 1/ 1/ 3,, 1,, 1,1, 37, 3, 1, 19, 1, 1,,,, 1, 199, 1, 11, x17, 11, x17, 71,,, CV Ip 1/ 1/ 3,, 1,, 1,1, 37, 3, 11, 19, 19, 1, 1, 9,,, 199, 19, 11, x17, 11, x17, 7,, 7, CV Ip 1/ 1/ 7,, 1,, 1, 1,, 37, 11, 1, 19, 1, 1, 9,,,, 19, 11, x17, 11, x17, 77, 7, 1, CV Ip 1/ 1/ 7,, 1,, 1, 1,,, 13, 1, 1, 1, 39, 31,,,,, 11, x17, 11, x17, 97,, Em mm

43 Famac Motobomba Horizontal Curva de desempenho hidráulico , 3, 7,, 1, 1,, 1, 9,, 3,, P , 33, 3, 7,, 1, 1,, 1, 9,, 3,,

44 Famac Motobomba Horizontal Curva de desempenho hidráulico

45 Famac Motobomba Horizontal Curva de desempenho hidráulico P

46 Famac Motobomba Horizontal Curva de desempenho hidráulico

47 Famac Motobomba Horizontal Curva de desempenho hidráulico P

48 Famac Motobomba Horizontal Dimensional ROSCA IP AC M H I N R B A S E J F L G ROSCA s L AC PESO (KG) S R A B E F G H I J M N Monofásico Trifásico M T M T M T 1.CV 1.CV.CV 1/ 1/ / 1/ / 1/ Em mm

49 Famac Motobomba Horizontal Dimensional FLANGE IP AC M H I N P R B A S E J F L G FLANGE ANSI B1.1 1lbs s L AC PESO (KG) S R A B E F G H I J M N Monofásico Trifásico M T M T M T 1.CV 1/ 1/ CV 1/ 1/ CV 1/ 1/ Em mm 9

50 Famac Motobomba Horizontal Curva de desempenho hidráulico FNBIN 7. 1 GG FNBIN GG FNBIN GG FNBIN 1 19 GG

51 Famac Motobomba Horizontal Curva de desempenho hidráulico FNBIN 1 1 GG FNBIN GG P FNBIN 1. GG FNBIN GG

52 Famac Motobomba Horizontal Curva de desempenho hidráulico FNBIN GG FNBIN 13 GG FNBIN 1 GG

53 Famac Motobomba Horizontal Dimensional FNBIN ROSCA IP 1 M H I P P AC R B A S E J F G L ROSCA s Trifásico S R A B E F G H I J L M P AC PESO (KG) FNB 7,CV 1/ 1/ ,3 11,3 19, Em mm 3

54 Famac Motobomba Horizontal Dimensional FNBIN FLANGE IP 1 M H I P AC R B A S E J F G L FLANGE s Trifásico S R A B E F G H I J L M P AC PESO (KG) FNB 7,CV 1/ 1/ ,3 3 11,3 19, Em mm

55 Famac Motobomba Horizontal Dimensional FNBIN ROSCA IP AC M H I N R P B A S E J F L G ROSCA s A G H I L M N AC PESO (KG) S R B E F J Monofásico Trifásico M T M T M T M T M T M T M T M T M T FNBIN7.CV 1/ 1/ FNBIN 1.CV FNBIN 1.CV 1/ 1/ 1/ 1/ FNBIN.CV 1/ 1/ Em mm

56 Famac Motobomba Horizontal Dimensional FNBIN FLANGE IP AC M H I N R B A S E J F L G FLANGE s A G H I L M N AC PESO (KG) S R B E F J Monofásico Trifásico M T M T M T M T M T M T M T M T M T FNBIN 7.CV 1/ 1/ FNBIN 1.CV FNBIN 1.CV 1/ 1/ 1/ 1/ FNBIN.CV 1/ 1/ Em mm

57 Famac Motobomba Horizontal Curva de desempenho hidráulico Passagem de sólidos (mm) Diâmetro rotor (mm) 1 3. FNCIN 1 FNCIN P FNCIN FNCIN

58 Famac Motobomba Horizontal Curva de desempenho hidráulico Passagem de sólidos (mm) Diâmetro rotor (mm) 3 3. FNCIN 3 FNCIN FNCIN FNCIN

59 Famac Motobomba Horizontal Dimensional FNCIN ROSCA AC H M I P C P R A S E B J F G L Rosca s Trifásico S R A B C E F G H I J L M P AC FNCRIN,CV 1/" 1/" FNCRIN,CV 1/" 1/" FNCRIN 3,CV 1/" 1/" , FNCRIN,CV 1/" 1/" , Peso (kg) Em mm 9

60 Famac Motobomba Horizontal Dimensional FNFIN FLANGE AC H M I P R C E A S B J F G L Flange ANSI B1.1 LB Peso s RECALQUE SUCÇÃO (kg) S R A B C E F G H I J L M P AC Trifásico V Z V Z T FNCIN,CV 1/" 1/" , ,3 X.3 19,3 X.3 17 FNCIN,CV 1/" 1/" , ,3 X.3 19,3 X.3 11 FNCIN 3,CV 1/" 1/" , ,3 X.3 19,3 X.3 19 FNCIN,CV 1/" 1/" , ,3 X.3 19,3 X.3 1 Em mm

61 Famac Motobomba Horizontal Curva de desempenho hidráulico FNFIN 7. 1 FNFIN P FNFIN 1. 1 FNFIN

62 Famac Motobomba Horizontal Curva de desempenho hidráulico FNFIN

63 Famac Motobomba Horizontal Dimensional FNFIN ROSCA IP 1 M H I P P AC R B A S E J F G L ROSCA s Trifásico S R A B E F G H I J L M P AC PESO (KG) FNF 7,CV 1/ 1/ 17 11,3 9 11,3 19, Em mm 3

64 Famac Motobomba Horizontal Dimensional FNFIN FLANGE IP 1 M H I P AC R B A S E J F G L FLANGE s Trifásico S R A B E F G H I J L M P AC FNF 7,CV 1/ 1/ 17 11, ,3 19, PESO (KG) Em mm

65 Famac Motobomba Horizontal Dimensional FNFIN ROSCA IP AC H I P C P R B M A S E J F G L Rosca s A E G H I L M P AC PESO (KG) S R B C F J Monofásico Trifásico M T M T M T M T M T M T M T M T M T M T FNFRIN 7, FNFRIN 1, FNFRIN 1, 1 1/ 1/ FNFRIN, 17 FNFRIN, Em mm

66 Famac Motobomba Horizontal Dimensional FNFIN FLANGE IP AC V Z H I P C R B M A S E J F G L Flange ANSI B1.1 1lbs s A E G H I L M P AC PESO (KG) S R B C F J Monofásico Trifásico M T M T M T M T M T M T M T M T M T M T FNFIN 7, FNFIN 1, FNFIN 1, 1 1/ 1/ FNFIN, 17 FNFIN, Em mm

67 Famac Motobomba Horizontal Curva de desempenho hidráulico 177 GG 3. GG ,,,,, 3,, 1,,, 1,, 3,,, 7,, 9, 1, 1,, 3,, 1,,,, 1,, 3,,,,, 7,,, 9, 1,,,,, 1, 1, 1, 1,,, 1,, 3,,, 7,, 9, 1, 1,, 7,,,, 3,, 1,,, 1,, 3,,, 7,, 9, 1, 1,,,, 1,, 3,,,,, 7,,, 9, 1,, 7,,,, 3,, 1,,,, 1,, 3,,,,, 7,,, 9, 1, P ,,, 3,, 1,,, 1,, 3,,,, 7,, 9, 1, 11, 7,,,, 3,, 1,,,, 1,, 3,,,,, 7,,, 9,,,,, 1, 1,,, 1,, 3,,,, 7,, 9, 1, 11,, 1, 1,,,, 1,, 3,,,,, 7,,, 9,, 7,,,, 3,, 1,,, 1,, 3,,,, 7,, 9, 1, 11,, 7,,,, 3,, 1,,,, 1,, 3,,,,, 7,,, 9, 7

68 Famac Motobomba Horizontal Curva de desempenho hidráulico 1 GG ,, GG 3., 7,,,, 3,, 1,,,, 1,, 3,,,,, 7,,, 9, 1, 7, 7,,,, 1,, 3,,,,,,,, 1,, 1, 1,,,, 1,, 3,,,,, 7,,, 9, 1, 7,,,, 3,, 1,,,, 1,, 3,,,,, 7,,, 9, 1, 1,, 7,,,, 3,, 1,,, 1,, 3,,,, 1,, 3,,,, GG GG 11 3.,,, 3,, 1,,, 1,, 3,,, 7,, 9, 1, 1, 7,,,, 3,, 1,,, 1,, 3,,,, 7,, 9, 1, 11,,,, 1, 1,,, 1,, 3,,, 7,, 9, 1, 1, 3, 3,,,, 1, 1,, 1,, 3,,,, 7,, 9, 1, 11,, 7,,,, 3,, 1,,, 1,, 3,,, 7,, 9, 1, 1,, 7,,,, 3,, 1,,, 1,, 3,,,, 7,, 9, 1, 11,

69 Famac Motobomba Horizontal Curva de desempenho hidráulico 19 GG 19 3., GG 3., 7,,,, 3,, 1,,,, 1,, 3,,,,, 7,,, 9, 1, 7,,,, 3,, 1,,,, 1,, 3,,,,, 7,,, 9,,,,,,, 1, 1, 1, 1,,,, 1,, 3,,,,, 7,,, 9, 1,, 7,,,, 3,, 1,,,, 1,, 3,,,,, 7,,, 9, 1,,,, 1,, 3,,,,, 7,,, 9,, 7,,,, 3,, 1,,,, 1,, 3,,,,, 7,,, 9, P 1 GG 1 3., 7,,,, 3,, 1,,,, 1,, 3,,,,, 7,,, 9, 1, GG 3. 9,, 7,,,, 3,, 1,,,, 1,, 3,,,,, 7,,,,,, 1, 1, 1,,,, 1,, 3,,,,, 7,,, 9, 1, 1,,, 1,, 3,,,,, 7,, 7,,,, 3,, 1,,,, 1,, 3,,,,, 7,,, 9, 1, 7,,,, 3,, 1,,,, 1,, 3,,,,, 7, 9

70 Famac Motobomba Horizontal Curva de desempenho hidráulico GG , GG ,, 7,,,, 3,, 1,,, 1,, 3,,, 7,, 9, 1, 1, 7,,,, 3,, 1,,,, 1,, 3,,,,, 7,,, 9, 1, 3,,,, 1, 1,,, 1,, 3,,, 7,, 9, 1, 1,, 7,,,, 3,, 1,,, 1,, 3,,, 7,, 9, 1, 1, 3, 3,,,, 1, 1,,,,,, 1,, 3,,,,, 7,,, 9, 1,, 7,,,, 3,, 1,,,, 1,, 3,,,,, 7,,, 9, 1, 3 GG , 9,, 7,,,, 3,, 1,,, 1,, 3,,,, 7,, 9, 1, 11, 3 GG ,, 7,,,, 3,, 1,,,, 1,, 3,,,,, 7,,, 9, 3, 3,,,, 1, 1,, 1,, 3,,,, 7,, 9, 1, 11, 3, 3,,,, 1, 1,,, 1,, 3,,,,, 7,,, 9,, 7,,,, 3,, 1,,, 1,, 3,,,, 7,, 9, 1, 11,, 7,,,, 3,, 1,,,, 1,, 3,,,,, 7,,, 9, 7

71 Famac Motobomba Horizontal Curva de desempenho hidráulico 7 GG , GG 3. 1,, 7,,,, 3,, 1,,, 1,, 3,,, 7,, 9, 1, 1, 9,, 7,,,, 3,, 1,,, 1,, 3,,,, 7,, 9, 1, 11,, 3, 3,,,, 1,, 1,, 3,,, 7,, 9, 1, 1,, 7,,,, 3,, 1,,, 1,, 3,,, 7,, 9, 1, 1,,, 3, 3,,,, 1,, 1,, 3,,,, 7,, 9, 1, 11,, 7,,,, 3,, 1,,, 1,, 3,,,, 7,, 9, 1, 11, P 71

72 Famac Motobomba Horizontal Dimensional ROSCA IP AC M H I P C R B A S E J F L G PESO (KG) Rosca 17, 17, 17, 17, 17, 17, 17, 17, 17, 17, 17, 17, 19, 19, 19, 19,,, Em mm 7

73 Famac Motobomba Horizontal Dimensional FLANGE IP AC V H Z I P C R P B A S M E J F L G PESO (KG) Flange 1, 1, 1, 1, 1, 1, 1, 1, 1, 1, 1, 1,,,,, 9, 9, Em mm 73

74 Famac Motobomba Horizontal Curva de desempenho hidráulico FNBIN 19 FNBIN 19 GG GG FNBIN FNBIN 1 GG 3. GG

75 Famac Motobomba Horizontal Curva de desempenho hidráulico FNBIN 3 1 FNBIN 3 GG GG P FNBIN FNBIN 3 GG 3. GG

76 Famac Motobomba Horizontal Curva de desempenho hidráulico FNBIN GG

77 Famac Motobomba Horizontal Dimensional FNBIN ROSCA IP AC H I P C P R B A S M J F G ROSCA s Trifásico FNBIN CV FNBIN CV FNBIN 3CV FNBIN CV FNBIN CV S R A B C E F G H I J L M P AC 1/ 1/ 317, 7, 1, 1, 1, 37,,, 1, , 3,, 1/ 1/ 317, 7, 1, 1, 1, 37,,, 1, , 3,, 1/ 1/ 3, 7, 1, 1, 1, 3, 17, 79, 1, , 3, 7, 1/ 1/, 7, 1,, 7, 37, 19, 31, 1, 3, 7, 3, 9, 1/ 1/, 7, 1,, 3, 37, 19, 31, 1, 91. 7, 3, 9, PESO (KG) 19, 1, 3, 31, 37, Em mm 77

78 Famac Motobomba Horizontal Dimensional FNBIN FLANGE IP AC H V Z I P R c B A S M E J F G L Flange s Trifásico FNBIN CV FNBIN CV FNBIN 3CV FNBIN CV FNBIN CV S R A B C E F G H I J L M P AC Recalque Sucção V Z V Z PESO (KG) 1/ 1/ 317, 3, 97, 1, 1, 31.,, 1, , 3,, 11 x, 19, x, 19, 1/ 1/ 317, 3, 97, 1, 1, 31.,, 1, , 3,, 11 x, 19, x,, 1/ 1/ 3, 3, 97, 1, 1, 3. 17, 79, 1, , 3, 7, 11 x, 19, x, 37, 1/ 1/, 3, 97,, 7, 3, 19, 31, 1, 3, 3, 3, x, 19, x, 3, 1/ 1/, 3, 97,, 3, 3,3 19, 31, 1, 91. 3, 3, x, 19, x, 3, Em mm 7

79 Famac Motobomba Horizontal Curva de desempenho hidráulico GG GG P GG GG

80 Famac Motobomba Horizontal Curva de desempenho hidráulico 3 GG 3 3. GG GG GG

81 Famac Motobomba Horizontal Curva de desempenho hidráulico 3 GG 3. GG P GG 3. GG

82 Famac Motobomba Horizontal Curva de desempenho hidráulico GG 3. GG GG 3 7. GG

83 Famac Motobomba Horizontal Curva de desempenho hidráulico 7 1 GG 3 7. GG P 1 GG

84 Famac Motobomba Horizontal Dimensional FLANGE IP AC V H Z I P C R B A S M E J F L G Flange s Trifásico S R A B C E F G H I J L M P AC 1/ 1/ 1/ 1/ 1/ 1/ Recalque Sucção V Z V Z 1/ 3,, 1, 1, 1, 1, 1, 79, 1, 3,, 3, 7, 19, x17, 1, x17, 1/,, 1,, 7, 13,, 31, 1, 9,, 3, 9, 19, x17, 1, x17, 1/,, 1,, 3, 13,, 31, 1, 93,, 3, 3, 19, x17, 1, x17, 1/,, 1,, 3, 13,, 31, 1, 93,, 3, 3, 19, x17, 1, x17, 1/,, 1,,, 9,, 3, 1, 9, 1, 3, 3, 19, x17, 1, x17, 1/ 91,, 1,, 311,,,,, 17, 7,, 3, 19, x17, 1, x17, PESO (KG) Em mm

85 Conjuntos para combate a incêndio Conforme normas NBR 1371 A Famac conta com amplo estoque de motores estacionários para entrega de conjuntos de incêndio em tempo reduzido Apresentação O sistema de combate a incêndio da Famac é responsável pelo abastecimento de água para a rede de hidrantes e/ou sprinklers (chuveiros automáticos) da rede de incêndio, possuindo motobombas e quadros de comando para acionamento automático do sistema. Motobomba Diesel É acionada por um motor Diesel com partida automática por queda de pressão através do quadro de comando integrado. Utilizada quando ocorre falta de energia elétrica ou quando ocorre alguma falha na motobomba elétrica principal. Motobomba Elétrica É acionada por um motor elétrico, com partida automática estrelatriângulo (até 1 cv) ou SoftStarter (acima de 1 cv) por queda de pressão através do quadro de comando. Motobomba Jockey É acionada por um motor elétrico sendo esta responsável pela pressurização do sistema, possui partida automática por queda suave de pressão. S e u f u n c i o n a m e n t o é a u t o m á t i c o (liga/desliga), através do sinal do pressostato. Esta motobomba evita a queda de pressão gradual da linha de incêndio caso ocorra algum vazamento.

86 Conjuntos para combate a incêndio Normas aplicáveis NBR 1371 (Hidrantes e Mangotinhos); Instrução Técnica do Corpo de Bombeiros NT; NBR 197 (Chuveiros Automáticos); NBR 17 (Armazenamento de líquidos combustíveis); Teste de bombas conforme MB3; Segurança conforme NR1 e NR1; Flanges conforme ANSI B1.1; Estanqueidade conforme NBR 7; Resistência ao isolamento conforme NBR 33; Vedação conforme normas NBR 1397, 139 e 1399; Pintura conforme normas NBR 13 e 113; Desbalanceamento conforme ISO 19 e NBR ; NPSH conforme norma ISO/DIS 99/ anexo A1/A. Conjunto de combate a incêndio Possui as seguintes características, de acordo com a solicitação do cliente: Conjunto motobomba principal Diesel e/ou elétrico montado sobre base única, bomba de pressurização (jockey) com tanque de acumulação de pressão. Pressostato de comando das motobombas principais, pressostato de comando da motobomba jockey, tubulação dimensionada conforme vazão solicitada do projeto; Registros de gaveta com haste ascendente na sucção e no recalque de cada bomba principal, válvulas de retenção no recalque de cada bomba principal e na jockey, válvula de alívio na linha de recalque; Junta de expansão na linha de sucção e recalque, mangote flexível na linha de sucção e recalque, painel elétrico para partida automática do conjunto; Tanque de combustível, baterias, silencioso e acessórios para conjunto com motor Diesel. StartUp A entrega técnica dos conjuntos de incêndio fornecido pela FAMAC é idealizada de forma a realizar a partida inicial do e q u i p a m e n t o q u a n d o e s t i v e r adequadamente instalado na casa de bombas do local. No ato do StartUp é ministrado o treinamento técnico do equipamento em questão, bem como a entrega dos manuais de operação, funcionamento, garantia e do esquema elétrico do quadro de comando. Além disso é realizada também simulações do sistema, com abertura de hidrantes e engate das mangueiras de incêndio, abrangendo as atividades exigidas nas normas de incêndio brasileira. Quadro de comando Integrado e projetado exclusivamente para atender as normas brasileiras de incêndio e segurança. O quadro de comando monitora o sinal dos pressostatos da rede de hidrantes e/ou sprinklers. Caso ocorra a queda gradual da pressão da rede (ex.: vazamento), é enviado um sinal ao quadro de comando para acionar a motobomba Jockey e retomar a pressão inicial da rede, enquanto o motivo pelo qual ela foi acionada não for resolvido. Na situação de um sinistro, o sistema monitora a rede de energia elétrica. Caso tenha energia, o quadro partirá automaticamente a motobomba elétrica principal, caso não tenha energia o quadro de comando irá partir automaticamente a motobomba Diesel, seguindo a norma brasileira NBR 1371 (hidrantes e mangotinhos). Quando qualquer uma das motobombas principais (elétrica ou Diesel) entrar em funcionamento, só é possível desligálas através de uma botoeira de emergência, frontal ao quadro de comando. Parte o motor de arranque por segundos Motor Funcionou? NÃO SIM Finaliza partida e monitora o motor Bomba mancalizada com motor elétrico O quadro de comando possui: Fusíveis de proteção Contatores de partida e relé de sobrecarga; Relé de falta de fase; Temporizadores para partida da motobomba Diesel; Botoeira de emergência; Carregador de bateria inteligente; Descanso de 7 segundos para a bateria e o motor de arranque Saída através dos bornes para a central de comando remota; Capacitores de filtro para o alternador do motor Diesel; Relés automotivos para partida do motor de arranque do motor Diesel; CLP de controle

87 Conjuntos para combate a incêndio Alguns detalhes diferenciais dos conjuntos Famac Sistema controlado por pressostatos regulados especialmente para cada aplicação. Válvulas de retenção nas três motobombas (elétrica, jockey e diesel), para evitar o golpe de Aríete. Tanque de acumulação de pressão para evitar excessivas ligações da motobomba jockey. Válvula de alívio para evitar pressões excessivas na rede, reduzindo risco de danos no equipamento. Junta de expansão na entrada e saída do equipamento, absorvendo vibrações do motor Diesel e compensando um eventual desalinhamento da tubulação de conexão local. 7

88 Conjuntos para combate a incêndio SOLUÇÕES ESPECÍFICAS DE ENGENHARIA ALGUNS DOS SEGMENTOS JÁ ATENDIDOS INDÚSTRIA CONSTRUÇÃO CIVIL ALIMENTÍCIA SHOPPING CENTER HIPER MERCADO HOTELARIA

89 Conjunto Padrão Incêndio Conjunto para combate a incêndio Características Gerais Conjunto padrão, composto de motobombas centrífugas, painel de comando e base de sustentação. Utilizado em sistemas de combate a incêndio. Pode ser acoplada diretamente na rede de hidrantes. A entrada e saída da motobomba é padronizada seguindo as normas dos bombeiros. Principais aplicações Sistemas de combate a incêndio. Materiais Fundidos / Impulsor Eixo Selo Mecânico Elemento Fixação Vedações Standard GG / GG3 SAE 33 / GG SAE 1 Grafite, Cerâmica, BunaN /, 1, 1 3/ Aço galvanizado Borracha Nitrílica Opcionais Motor: Ÿ Trifásico, Hz Ÿ Tensão disponível Tri /3/V ou 3/V Ÿ Grau de proteção IP 1 ou IP Ÿ Velocidade 3rpm Ÿ Classe de isolação B (13ºC) ou F (ºC) 9

90 Conjunto Padrão Incêndio Dados Hidráulicos 3 1/" x 1/" 1, 1 11,7 11, 11,3 11,,1 9,7,1 71,,7 3, 1, 1 1,1 9, 79, 3,7 37, 3, 1, 1,9 13, 1, 1, 9,,,9 71,1 1,3, 3, 3, 1, 1 1, 179 1, 1 1, 1,3,, 1,3 7, 7, 7,7,7 113,1 11, 111,7 11, 19, 1, 93, 7,7,3,7 9,9 7,,9 9,,,,,7,3 39, 3,9 3,1,1 31, 13, 3, 13, 39,, 1, 9, 1, 1, 11, 91, 79, 3,3 37,1 3, 1, 17 1, 13, 1, 9,1 93, 7,3 1, 73,9,,1 1, 3,, 1, 17 1, 19 1/" x 1/", 7,, 1, 7,3 7,9 71, 7, 3,3,9,,,7 9,, 3,, 37,, 3,,3 13,,, 1, 19 37, 3, 3,,9 13,3,, 11,9 113,3 11,3 111, 11,1,1 99,1 9,,7 9,1,1 3,, 1 1, 1, 9,7 7, 9, 3, 1,, 1 1,7 97, 9,,, 73,7,,1,3,7 1,, 1,9,3 1,3 39,9,,,,,1 3,9 3, 3,, 77, 7,9 71,7,3,,3,,1 3,9 3,9 9, 1,9 1,9,7,, 33,, 17, 1,, , 1 3,9,, 1, 1, 13,9 1, 7,, 7, 19 17,3 1, 1,,3 9, 1,,1, 1, 1,3 13, 9,9 7, 1, 19 1,3 19, 1,3 11, 77, 1, 1 1,3 1, 1,1 1, 7, 1, 1, 3, 1,7,3 1,7 1, 1, 11, 7, 7, 1,, 3,9 1,7 19,, 9,1, 1, 1,3, 1, 1, 13, 1, 93, 1, 7,1 19, 1,9 1, 93,, 13 3,, 7,,3 3, 1, 19, 1,9 13,9 9,9 9,, 1 3, 1, 1, 1,, 9, , 1 3, 3, 3,,7,7, 1, 11 9,3 7,3, 3, 33, 7, 9, 1, 1,,1 3,1,3 3,7, 1,, 17 71,, 9,1,1,1 3,7, 9

91 Motobomba mancalizada Motobomba monobloco Bomba mancalizada sobre base com motor elétrico Painel de comando Conjunto de combate a incêndio Para mais informações contate nossa engenharia de produtos

92

ESTADO DO MARANHÃO SECRETARIA DE SEGURANÇA PÚBLICA CORPO DE BOMBEIROS MILITAR COMANDO GERAL

ESTADO DO MARANHÃO SECRETARIA DE SEGURANÇA PÚBLICA CORPO DE BOMBEIROS MILITAR COMANDO GERAL 1 OBJETIVO: Padronizar os diversos tipos de sistemas de bomba de incêndio das edificações, seus requisitos técnicos, componentes, esquemas elétricos-hidráulicos e memória de cálculo, de acordo com os parâmetros

Leia mais

Megabloc Manual Técnico

Megabloc Manual Técnico Bomba Padronizada Monobloco Manual Técnico Ficha técnica Manual Técnico Todos os direitos reservados. Os conteúdos não podem ser divulgados, reproduzidos, editados nem transmitidos a terceiros sem autorização

Leia mais

Bomba centrífuga de média pressão. 1. Aplicação. 3. Denominação. 2. Descrição. 4. Dados de operação. Manual Técnico Nº A 2751.0P/4 KSB HYDROBLOC M

Bomba centrífuga de média pressão. 1. Aplicação. 3. Denominação. 2. Descrição. 4. Dados de operação. Manual Técnico Nº A 2751.0P/4 KSB HYDROBLOC M Manual Técnico Nº A 2751.0P/4 KSB HYDROBLOC M Bomba centrífuga de média pressão Linha: Multiestágio 1. Aplicação 3. Denominação A bomba KSB Hydrobloc M é apropriada para abastecimento de água, instalação

Leia mais

CENTRO DE TREINAMENTO DANCOR MÓDULO I - BOMBAS

CENTRO DE TREINAMENTO DANCOR MÓDULO I - BOMBAS CENTRO DE TREINAMENTO DANCOR MÓDULO I - BOMBAS DANCOR S.A INDÚSTRIA MECÂNICA Professor: José Luiz Fev/2012 CENTRO DE TREINAMENTO DANCOR 1- BOMBAS D ÁGUA (MÁQUINAS DE FLUXO): 1.1 DEFINIÇÃO Máquinas de fluxo

Leia mais

ESTADO DE SANTA CATARINA MUNICIPIO DE SCHROEDER ATA DE REGISTRO DE PREÇOS Nº: 26/2013. Página: 1/6

ESTADO DE SANTA CATARINA MUNICIPIO DE SCHROEDER ATA DE REGISTRO DE PREÇOS Nº: 26/2013. Página: 1/6 Página: 1/6 2 MOTOBOMBA SUBMERSÍVEL DE ROTOR SEMI-ABERTO Motobomba submersível de rotor semi-aberto em ferro fundido GG 15, corpo e tampa da bomba em ferro fundido GG 15. Selo mecânico ¾"de carbeto de

Leia mais

CATÁLOGO TÉCNICO BOMBAS MONOESTÁGIO MONOESTÁGIO. 60Hz. Catálogo Técnico 2008 - MONOESTÁ1 1 7/2/2009 12:16:16

CATÁLOGO TÉCNICO BOMBAS MONOESTÁGIO MONOESTÁGIO. 60Hz. Catálogo Técnico 2008 - MONOESTÁ1 1 7/2/2009 12:16:16 CATÁLOGO TÉCNICO BOMBAS MONOESTÁGIO MONOESTÁGIO 60Hz Catálogo Técnico 2008 - MONOESTÁ1 1 7/2/2009 12:16:16 Índice Bombas Monoestágio 1. Introdução 2. Aplicações 1.1 Características e benefícios...3 1.2

Leia mais

Sistema de Proporcionamento Bomba dosadora de LGE Fire Dos

Sistema de Proporcionamento Bomba dosadora de LGE Fire Dos Sistema de Proporcionamento Bomba dosadora de LGE Fire Dos Descrição A bomba dosadora de LGE FIRE DOS é o mais versátil sistema de proporcionamento existente no mercado. Este revolucionário sistema de

Leia mais

EQUIPAMENTO AGRÍCOLA

EQUIPAMENTO AGRÍCOLA EQUIPAMENTO AGRÍCOLA PARA GERAÇÃO DE ENERGIA Aproveite a força do seu trator! Práticos, versáteis e seguros, os equipamentos com alternadores da linha Agribam, do grupo Bambozzi, são ideais para propriedades

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO DO SISTEMA DE SEGURANÇA CONTRA INCÊNDIO E PÂNICO

MEMORIAL DESCRITIVO DO SISTEMA DE SEGURANÇA CONTRA INCÊNDIO E PÂNICO MEMORIAL DESCRITIVO DO SISTEMA DE SEGURANÇA CONTRA INCÊNDIO E PÂNICO I - IDENTIFICAÇÃO DO PROJETO 1.1. OBRA: Regularização e Ampliação de um Complexo Esportivo. 1.2. ENDEREÇO: Conjunto Manuel Julião, Rio

Leia mais

Filtros e Bombas. A Piscina dos seus Sonhos.

Filtros e Bombas. A Piscina dos seus Sonhos. Dúvidas Filtros e Bombas A Piscina dos seus Sonhos. - Filtros Água vazando para o esgoto. Nas opções filtrar e recircular, observo através do visor de retrolavagem que a água continua indo para o esgoto

Leia mais

FAMAC BOMBA SUBMERSÍVEL. Exemplo. Famac Bomba Submersível. Modelo / Tipo propulsor. Diâmetro de recalque (mm) Passagem de sólidos (mm)

FAMAC BOMBA SUBMERSÍVEL. Exemplo. Famac Bomba Submersível. Modelo / Tipo propulsor. Diâmetro de recalque (mm) Passagem de sólidos (mm) BOMBAS SUBMERSÍVEIS ÍNDICE FBS P5 Pg 03 FBS 2 Pg 07 NOMENCLATURA FAMAC BOMBA SUBMERSÍVEL Exemplo FBS P5 50 5 82 FBS FBS FBS FBS FBS FBS FBS FBS 10/5 MH VT 310 JAC RSA MC VTX 50 50 50 75 50 50 100 65 10

Leia mais

Bomba Submersível para Instalação em Poço Úmido. 1. Aplicação. 3. Denominação. 2. Descrição Geral. 4. Dados de Operação. Linha : Submersível

Bomba Submersível para Instalação em Poço Úmido. 1. Aplicação. 3. Denominação. 2. Descrição Geral. 4. Dados de Operação. Linha : Submersível Folheto Descritivo A2750.1P/1 KSB KRT DRAINER Bomba Submersível para Instalação em Poço Úmido Linha : Submersível 1. Aplicação A bomba submersível KRT DRAINER é recomendada para aplicação em drenagem de

Leia mais

BOMBA DE ENGRENAGENS EXTERNAS FBE

BOMBA DE ENGRENAGENS EXTERNAS FBE MANUAL TÉCNICO Série: FBE Aplicação Desenvolvida para trabalhar com fluidos viscosos, em inúmeras aplicações, tais como indústrias químicas, petroquímicas, papel, polpa, siderúrgica, mineração, alimentícia,

Leia mais

Central de Produção de Energia Eléctrica

Central de Produção de Energia Eléctrica Central de Produção de Energia Eléctrica Ref.ª CPEE Tipo 1 Tipo 2 Tipo 3 Tipo 4 Tipo 5 5 a 25 kva 25 a 150 kva 150 a 500 kva 500 a 1.000 kva 1.000 a 2.700 kva Pág. 1 ! Combustível Diesel! Frequência 50

Leia mais

Anexo III - ESPECIFICAÇÕES DOS OBJETOS. ITEM ESPECIFICAÇÃO UNIDADE VALOR 01 Tanque c/ equipamento combinado c/capacidade para 6m³ litros

Anexo III - ESPECIFICAÇÕES DOS OBJETOS. ITEM ESPECIFICAÇÃO UNIDADE VALOR 01 Tanque c/ equipamento combinado c/capacidade para 6m³ litros Anexo III - ESPECIFICAÇÕES DOS OBJETOS ITEM ESPECIFICAÇÃO UNIDADE VALOR 01 Tanque c/ equipamento combinado c/capacidade para 6m³ litros 01 (Instalado sobre reboque agrícola). 1 1 TANQUE RESERVATÓRIO: Tanque

Leia mais

www.imbil.com.br 1 1

www.imbil.com.br 1 1 www.imbil.com.br 1 1 INTRODUÇÃO Neste catálogo estão descritos todos os modelos de bombas da linha BP de nossa fabricação. Nele constam informações técnicas de construção, e curvas características de cada

Leia mais

FUNCIONAMENTO FILTROS PRENSA - MS-CE

FUNCIONAMENTO FILTROS PRENSA - MS-CE MANUAL DE INSTALAÇÃO E FUNCIONAMENTO FILTROS PRENSA - MS-CE 1 - INTRODUÇÃO 1.1 - FINALIDADE DESTE MANUAL Este manual proporciona informações teóricas e de instalação, operação e manutenção dos filtros

Leia mais

IT - 18 SISTEMA DE CHUVEIROS AUTOMÁTICOS

IT - 18 SISTEMA DE CHUVEIROS AUTOMÁTICOS IT - 18 SISTEMA DE CHUVEIROS AUTOMÁTICOS SUMÁRIO ANEXO 1 Objetivo A - Hidrantes de recalque do sistema de chuveiros automáticos 2 Aplicação B Sinalização dos Hidrantes de Recalque do Sistema de chuveiros

Leia mais

Bomba de Águas Servidas modelo ABS UNI

Bomba de Águas Servidas modelo ABS UNI Bomba de Águas Servidas modelo ABS UNI Sulzer A Sulzer é líder mundial em soluções de bombeamento confiáveis e inovadoras. Nossa pesquisa e desenvolvimento avançados, processos detalhados e conhecimento

Leia mais

SISTEMA DE BOMBEAMENTO SOLAR

SISTEMA DE BOMBEAMENTO SOLAR SISTEMA DE BOMBEAMENTO SOLAR Motobomba acionada pela energia gerada por painéis solares. Permite também conexão com baterias, gerador ou rede elétrica. www.franklin-electric.com.br solar.franklin-electric.com

Leia mais

Linha. Booster. Soluções em Bombeamento

Linha. Booster. Soluções em Bombeamento Linha Booster Booster ESTAÇÃO PRESSURIZADORA TIPO BOOSTER MOVÉL As Estações Pressurizadoras IMBIL do tipo Booster Móvel são utilizadas nos segmentos de Saneamento, Empresas Estaduais, Municipais, SAAEs,

Leia mais

Bipartida Axialmente

Bipartida Axialmente Linha BP BI-PARTIDA ROTOR DE DUPLA SUCÇÃO Bipartida Axialmente Soluções em Bombeamento INTRODUÇÃO Neste catálogo estão descritos todos os modelos de bombas da linha BP de nossa fabricação. Nele constam

Leia mais

Núcleo de Pós-Graduação Pitágoras Escola Satélite. Curso de Especialização em Engenharia de Segurança do Trabalho

Núcleo de Pós-Graduação Pitágoras Escola Satélite. Curso de Especialização em Engenharia de Segurança do Trabalho Núcleo de Pós-Graduação Pitágoras Escola Satélite Curso de Especialização em Engenharia de Segurança do Trabalho DISCIPLINA PROTEÇÃO CONTRA INCÊNDIO E EXPLOSÕES II ELABORAÇÃO DE PROJETOS DE PREVENÇÃO,

Leia mais

BOMBAS. Catálogo de PRODUTOS

BOMBAS. Catálogo de PRODUTOS Catálogo de PRODUTOS A INOVA, além de proporcionar todos os acessórios com qualidade também trabalha com os itens abaixo: Instalação dos acessórios em fábrica Suporte Técnico Tomada de força Sistema de

Leia mais

VENTILADORES. Aspectos gerais. Detalhes construtivos. Ventiladores

VENTILADORES. Aspectos gerais. Detalhes construtivos. Ventiladores VENTILADORES Aspectos gerais As unidades de ventilação modelo BBS, com ventiladores centrífugos de pás curvadas para frente, e BBL, com ventiladores centrífugos de pás curvadas para trás, são fruto de

Leia mais

BOMBA CENTRÍFUGA FBRL20B MONO-ESTÁGIO

BOMBA CENTRÍFUGA FBRL20B MONO-ESTÁGIO BOMBA CENTRÍFUGA FBRL20B MONO-ESTÁGIO MANUAL TÉCNICO Série: FBRL20B Aplicação Desenvolvida para trabalhar com líquidos limpos ou turvos, em inúmeras aplicações, tais como indústrias químicas, petroquímicas,

Leia mais

ESPECIFICAÇÕES DOS OBJETOS LICITAÇÃO Nº PP03060001/2013. Item Especificação Unid Vr. Unit Vr. Total

ESPECIFICAÇÕES DOS OBJETOS LICITAÇÃO Nº PP03060001/2013. Item Especificação Unid Vr. Unit Vr. Total ANEXO III 1 ESPECIFICAÇÕES DOS OBJETOS LICITAÇÃO Nº PP03060001/2013 Item Especificação Unid Vr. Unit Vr. Total 1 CAMINHÃO TOCO COM CAPACIDADE DE CARGA ÚTIL VARIANDO DE 10.000 A 12.000KG. DEVERÁ COMPOR

Leia mais

www.dancor.com.br CATÁLOGO DE PRODUTOS REV. - ABR/2010 Pág- 1

www.dancor.com.br CATÁLOGO DE PRODUTOS REV. - ABR/2010 Pág- 1 REV. - ABR/21 Pág- 1 Índice Vista Geral das Curvas de Desempenho...4-5 Série HBI(N) - Centrífugas Multi-estágios HBI(N) - 2...6-7 HBI(N) - 4...8-9 Série CB(I) - Centrífugas Multi-estágios CB(I) - 2...1-11

Leia mais

Bombas Submersas. 1. Aplicação. 2. Dados de operação das bombas submersas. 3. Construção / projeto. Denominação UPD, BPD e BPH (exemplo)

Bombas Submersas. 1. Aplicação. 2. Dados de operação das bombas submersas. 3. Construção / projeto. Denominação UPD, BPD e BPH (exemplo) Manual Técnico A3405.0P Bombas Submersas 1. Aplicação É recomendada para o abastecimento de água limpa ou levemente contaminada, abastecimento de água em geral, irrigação e sistemas de aspersão pressurizados

Leia mais

GLASS Bombas e Válvulas

GLASS Bombas e Válvulas BOMBAS CENTRIFUGAS DE USO GERAL APLICAÇÕES: *Tratamento e abastecimento de água; *Construção civil; *Ar condicionado; *Industrias em geral, *Química e petroquímica; *Distribuidoras de derivados de petróleo;

Leia mais

Série: FBME MANUAL TÉCNICO BOMBA CENTRÍFUGA MULTIESTÁGIO FBME. Aplicação

Série: FBME MANUAL TÉCNICO BOMBA CENTRÍFUGA MULTIESTÁGIO FBME. Aplicação MANUAL TÉCNICO Série: FBME Aplicação Desenvolvida para trabalhar com líquidos limpos ou turvos, em inúmeras aplicações, tais como indústrias químicas, petroquímicas, papel, polpa, siderúrgica, mineração,

Leia mais

Gas-Lift - Vantagens

Gas-Lift - Vantagens Gas-Lift - Vantagens Método relativamente simples para operar O equipamento necessário é relativamente barato e é flexível Podem ser produzidos baixos ou altos volumes É efetivo sob condições adversas

Leia mais

P U M P T E C H N O L O G Y BOMBAS SUBMERSÍVEIS

P U M P T E C H N O L O G Y BOMBAS SUBMERSÍVEIS P U M P T E C H N O L O G Y BOMBAS SUBMERSÍVEIS TM Série GRP Pg BOMBAS SUBMERSÍVEIS PARA ÁGUA, ESGOTO E DESPEJOS INDUSTRIAIS Série TP Pg Série CH e CTP Pg Série e AK Pg As bombas submersíveis têm servido

Leia mais

Coldex Tosi Ar Condicionado

Coldex Tosi Ar Condicionado Coldex Tosi Ar Condicionado Especificações Construtivas Os climatizadores (Fan Coil Tosi Baby) foram projetado vizando obter maior vida útil, performance adequada e facilidade de instalação, operação

Leia mais

TANQUES DE ARMAZENAMENTO E AQUECIMENTO DE ASFALTO E COMBUSTÍVEL

TANQUES DE ARMAZENAMENTO E AQUECIMENTO DE ASFALTO E COMBUSTÍVEL TANQUES DE ARMAZENAMENTO E AQUECIMENTO DE ASFALTO E COMBUSTÍVEL TANQUES DE ARMAZENAMENTO E AQUECIMENTO DE ASFALTO E COMBUSTÍVEL A ampla linha de tanques de armazenamento e aquecimento de asfalto da Terex

Leia mais

NCP ULTRANORMA BOMBA CENTRÍFUGA HORIZONTAL. Características construtivas: Principais aplicações

NCP ULTRANORMA BOMBA CENTRÍFUGA HORIZONTAL. Características construtivas: Principais aplicações BOMBA CETRÍFUGA ORIZOTAL CP ULTRAORMA Características construtivas: - Construída conforme as normas DI e ISO * - Altura de recalque de a mca - Rotação e trabalho - / rpm - Sistema de desmontagem "back-pull-out"

Leia mais

Veículos destinados ao combate a incêndio, irrigação do solo, lavagem e transporte de água

Veículos destinados ao combate a incêndio, irrigação do solo, lavagem e transporte de água Veículos destinados ao combate a incêndio, irrigação do solo, lavagem e transporte de água Transporte eficaz de água potável ou não potável. Usado no abastecimento residencial, reservas ambientais, obras,

Leia mais

VENTILADORES LIMIT LOAD

VENTILADORES LIMIT LOAD VENTILADORES LIMIT LOAD UM A M ARC A DO GRUPO ESPIRODUTOS DESCRIÇÃO E NOMENCLATURA VENTILADORES LIMIT LOAD Diâmetro Fabricação Aspiração Rotor Empresa Ex: ELSC 560 Diâmetro da seleção Tipo de Fabricação

Leia mais

Bomba Submersível modelo ABS Robusta

Bomba Submersível modelo ABS Robusta Bomba Submersível modelo ABS Robusta Sulzer A Sulzer é líder mundial em soluções de bombeamento confiáveis e inovadoras. Nossa pesquisa e desenvolvimento avançados, processos detalhados e conhecimento

Leia mais

SISTEMAS DE SPRINKLERS DE COMBATE A INCÊNDIOS

SISTEMAS DE SPRINKLERS DE COMBATE A INCÊNDIOS SISTEMAS DE SPRINKLERS DE COMBATE A INCÊNDIOS CBSpk 2014 CUIDADOS, ENG. CLAUDIO RAMALHO Sócio Diretor Técnico 11 3868 1000 11 99601 2490 MOTIVAÇÃO PARA ESCOLHA DO TEMA - CONSCIÊNCIA PROFISSIONAL E INDIGNAÇÃO

Leia mais

LAVADORAS CATÁLOGO DIGITAL

LAVADORAS CATÁLOGO DIGITAL LAVADORAS CATÁLOGO DIGITAL Lavadora de Bebedouro Imagem Ilustrativa - mesas opcionais Lavadora desenvolvida especificamente para higienização de gaiolas e bebedouros em biotérios, já acondicionados em

Leia mais

INTRODUÇÃO NOTAS. www.imbil.com.br 3

INTRODUÇÃO NOTAS. www.imbil.com.br 3 www.imbil.com.br 1 INTRODUÇÃO Neste catálogo estão descritos todos os modelos de bombas da série INI/ INI-Bloc de nossa fabricação. Nele constam informações técnicas de construção, e curvas características

Leia mais

Automatizadores Sistema DC

Automatizadores Sistema DC 2 A Atron é uma marca jovem do grupo Atriumdesign que atua á mais de duas décadas no segmento de construção, decoração e engenharia, da qual fabrica portas especiais e também importa ferragens de altíssima

Leia mais

Palestrante : Maj BM Polito

Palestrante : Maj BM Polito SECRETARIA DE ESTADO DA DEFESA CIVIL CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO DIRETORIA GERAL DE SERVIÇOS TÉCNICOS Palestrante : Maj BM Polito SUMÁRIO 1- PARÂMETROS PARA EXIGÊNCIAS DE SISTEMAS

Leia mais

Memorial Descritivo CHUVEIROS AUTOMÁTICOS

Memorial Descritivo CHUVEIROS AUTOMÁTICOS 1/8 GOVERNO DO ESTADO DO AMAPÁ CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO ESTADO DO AMAPÁ DIVISÃO DE SERVIÇOS TÉCNICOS SEÇÃO DE ANÁLISE DE PROJETOS 1. Normas de referência: NBR 10.897-ABNT 1.1. Outras normas: 2. Nome

Leia mais

MANUAL DE FUNCIONAMENTO FILTROS INDUSTRIAIS. G:Manuais/Manuais atualizados/ta

MANUAL DE FUNCIONAMENTO FILTROS INDUSTRIAIS. G:Manuais/Manuais atualizados/ta MANUAL DE FUNCIONAMENTO FILTROS INDUSTRIAIS TA G:Manuais/Manuais atualizados/ta Rev.01 ESQUEMA HIDRÁULICO 1 - INTRODUÇÃO 1.1. - FINALIDADE DESTE MANUAL Este manual proporciona informações teóricas e de

Leia mais

Utilização de Inversores de Freqüência para Diminuição de Consumo de Energia Elétrica em Sistemas de Bombeamento

Utilização de Inversores de Freqüência para Diminuição de Consumo de Energia Elétrica em Sistemas de Bombeamento VI SEREA Seminário Iberoamericano sobre Sistemas de Abastecimento Urbano de Água EFICIÊNCIA HIDRÁULICA E ENERGÉTICA EM SANEAMENTO Utilização de Inversores de Freqüência para Diminuição de Consumo de Energia

Leia mais

COMPANHIA DE ÁGUA E ESGOTOS DA PARAÍBA DIRETORIA DE EXPANSÃO GERÊNCIA EXECUTIVA DE PLANEJAMENTO E PROJETOS

COMPANHIA DE ÁGUA E ESGOTOS DA PARAÍBA DIRETORIA DE EXPANSÃO GERÊNCIA EXECUTIVA DE PLANEJAMENTO E PROJETOS 1 ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA DO GRUPO GERADOR - 30 KVA ESTAÇÃO ELEVATÓRIA DE ESGOTO - EEE1 JARDIM CIDADE UNIVERSITÁRIA 1. OBJETIVO Esta especificação técnica apresenta as características técnicas e comerciais

Leia mais

RECUPERADORES DE CALOR DE FLUXO CRUZADO Série CADB/T-N F7+F7

RECUPERADORES DE CALOR DE FLUXO CRUZADO Série CADB/T-N F7+F7 Recuperadores de calor, com permutador de fluxos cruzados, certificado por EUROVENT, montados em caixas de aço galvanizado plastificado de cor branca, duplo painel com isolamento interior termoacústico

Leia mais

Pack Tempérys. Tempérys. Ventilação de conforto com regulação integrada > ventilação. caixas com bateria de aquecimento integrada e auto-regulada

Pack Tempérys. Tempérys. Ventilação de conforto com regulação integrada > ventilação. caixas com bateria de aquecimento integrada e auto-regulada ventilação Tempérys caixa de insuflação com revestimento duplo e bateria de aquecimento eléctrico Pack Tempérys caixa de insuflação + caixa de extracção com revestimento duplo, sistema de comando e de

Leia mais

Conhecer as características de conjugado mecânico

Conhecer as características de conjugado mecânico H4- Conhecer as características da velocidade síncrona e do escorregamento em um motor trifásico; H5- Conhecer as características do fator de potência de um motor de indução; Conhecer as características

Leia mais

WRM Sistemas Hidráulicos

WRM Sistemas Hidráulicos WRM Sistemas Hidráulicos Bombas de engrenagens C A T Á L O G O Válvulas de pressão Válvulas de vazão Válvulas Direcionais Válvulas de retenção Válvula de assento Válvulas proporcionais Sistemas lógicos

Leia mais

Válvulas Automáticas de Controle e Fluxo

Válvulas Automáticas de Controle e Fluxo Válvulas Automáticas de Controle e Fluxo As válvulas automáticas são utilizadas em processos de automação ou acionamento remoto para controle de fluxo de líquidos e gases, e também nos processos de dosagem

Leia mais

DODF Nº 237 14 de dezembro de 2000 CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO DISTRITO FEDERAL PORTARIA Nº 49/2000-CBMDF, DE 7 DE DEZEMBRO DE 2000

DODF Nº 237 14 de dezembro de 2000 CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO DISTRITO FEDERAL PORTARIA Nº 49/2000-CBMDF, DE 7 DE DEZEMBRO DE 2000 DODF Nº 237 14 de dezembro de 2000 CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO DISTRITO FEDERAL PORTARIA Nº 49/2000-CBMDF, DE 7 DE DEZEMBRO DE 2000 Aprova a Norma Técnica nº 004/2000-CBMDF, sobre o Sistema de Proteção

Leia mais

Coldex Tosi Ar Condicionado

Coldex Tosi Ar Condicionado Coldex Tosi Ar Condicionado Intercambiador de Calor de Extensão Direta 2 a 40 TR ESPECIICAÇÕES CONSTRUTIVAS Os climatizadores Modelo foram projetados visando obter maior vida útil, performance e facilidade

Leia mais

LPCO₂. Unidades Refrigeradas de Armazenamento. Distribuidor Autorizado. DS 0008/J - Setembro 2011 - Página 1 de 10.

LPCO₂. Unidades Refrigeradas de Armazenamento. Distribuidor Autorizado. DS 0008/J - Setembro 2011 - Página 1 de 10. LPO₂ Unidades Refrigeradas de rmazenamento s Unidades Refrigeradas de rmazenamento de Dióxido de arbono de aixa Pressão da Janus Fire Systems são especificamente projetadas para armazenar o suprimento

Leia mais

BOMBAS PNEUMÁTICAS DE DUPLO DIAFRAGMA MAXPNEUMATIC

BOMBAS PNEUMÁTICAS DE DUPLO DIAFRAGMA MAXPNEUMATIC www.bomax.com.br ISO BOMBAS PNEUMÁTICAS DE DUPLO DIAFRAGMA MAXPNEUMATIC Reservamo-nos o direito de alterar as informações deste folheto sem prévio aviso. Fotos meramente ilustrativas (Agosto/2015) 1 Características

Leia mais

SISTEMA HIDRAULICO PARA ELEVADORES CONFORTO TOTAL ACESSIBILIDADE TOTAL

SISTEMA HIDRAULICO PARA ELEVADORES CONFORTO TOTAL ACESSIBILIDADE TOTAL SISTEMA HIDRAULICO PARA ELEVADORES CONFORTO TOTAL ACESSIBILIDADE TOTAL Obrigado por escolher equipamentos FLUHYDRO SYSTEMS. Os sistemas óleo hidráulicos são hoje, as melhores, mais seguras e econômicas

Leia mais

CATÁLOGO 800035-A Observações sobre as fichas técnicas

CATÁLOGO 800035-A Observações sobre as fichas técnicas CATÁLOGO 800035-A sobre as fichas técnicas Os dados constantes nas fichas técnicas a seguir podem sofrer alterações sem prévio aviso. Alguns modelos possuem pequenas alterações em seus projetos construtivos,

Leia mais

Autor do Proj. / Resp. Técnico CREA / UF ENGº HARUO OKAWA 0600223452/SP. Coord. Adjunto Contrato. Sítio. Área do sítio

Autor do Proj. / Resp. Técnico CREA / UF ENGº HARUO OKAWA 0600223452/SP. Coord. Adjunto Contrato. Sítio. Área do sítio 1 ATENDENDO A RAT 514CG1/PEIN-2/10 E RAT 514CG2/PEIN-2/10 27/08/2010 RAGC ATY WV 0 EMISSÃO INICIAL 15/03/2010 RAGC ATY WV Rev. Modificação Data Projetista Desenhista Aprovo Coordenador de Projeto ENGº

Leia mais

NORMA TÉCNICA N o 18 SISTEMAS DE CHUVEIROS AUTOMÁTICOS

NORMA TÉCNICA N o 18 SISTEMAS DE CHUVEIROS AUTOMÁTICOS ANEXO XVIII AO DECRETO N o 3.950, de 25 de janeiro de 2010. NORMA TÉCNICA N o 18 SISTEMAS DE CHUVEIROS AUTOMÁTICOS 1. OBJETIVO Esta Norma Técnica visa a adequar o texto da norma NBR 10897, que dispõe sobre

Leia mais

Válvula de Governo e Alarme 2.1/2 e 3

Válvula de Governo e Alarme 2.1/2 e 3 DESCRIÇÃO: A Válvula de Alarme Modelo E atua como um dispositivo de alarme de fluxo de água em sistemas espargidores de tubo úmido. O projeto permite instalação sob condições de fornecimento de pressão

Leia mais

DISTRIBUIDOR - REPRESENTANTE

DISTRIBUIDOR - REPRESENTANTE PRODUTO: CHM-T- C-P FOLHA TÉCNICA 1/10 1. CERTIFICAÇÕES DA SELCON 2. APLICAÇÃO O sistema de comprovação de estanqueidade é aplicado de modo a possibilitar a identificação da ocorrência de vazamento de

Leia mais

Linha de COMPACTAÇÃO 2010

Linha de COMPACTAÇÃO 2010 Linha de COMPACTAÇÃO 2010 Compactador de Percussão RAM60 I RAM70 Esses equipamentos foram desenvolvidos para compactação dos mais diversos tipos de solo que necessitam de maior abrangência na profundidade.

Leia mais

VENTILADOR INDUSTRIAL

VENTILADOR INDUSTRIAL VENTILADOR INDUSTRIAL UM A M ARC A DO GRUPO ESPIRODUTOS DESCRIÇÃO E NOMENCLATURA VENTILADORES INDUSTRIAIS Diâmetro Fabricação Aspiração Rotor Empresa Ex: E L D I 560 Diâmetro da seleção Tipo de Fabricação

Leia mais

PL 280P PRESSURIZADOR MANUAL DO USUÁRIO, FUNCIONAMENTO E GARANTIA

PL 280P PRESSURIZADOR MANUAL DO USUÁRIO, FUNCIONAMENTO E GARANTIA PL 280P PRESSURIZADOR MANUAL DO USUÁRIO, FUNCIONAMENTO E GARANTIA Manual do usuário, funcionamento e garantia 03 IMPORTANTE -Antes de instalar o pressurizador leia atentamente todos os itens deste manual

Leia mais

Explicação dos Tipos de Válvula Solenóide

Explicação dos Tipos de Válvula Solenóide Explicação dos Tipos Válvula Solenói Todas as válvulas da Danfoss possuem agora uma signação que talha sua estrutura e operação.vários números e letras finem se a válvula é operada diretamente ou servocontrolada,

Leia mais

DG BluePRO. Rotor vórtex recuado. eletrobombas submersíveis CATÁLOGO DE PRODUTOS 3/2010. Características gerais

DG BluePRO. Rotor vórtex recuado. eletrobombas submersíveis CATÁLOGO DE PRODUTOS 3/2010. Características gerais eletrobombas submersíveis AÁLOO DE PRODUOS /00 Rotor vórtex recuado aracterísticas gerais Rotor vórtex recuado Potência Polos Saída Vazão máx. Altura máx. 0,7,5 kw AS / - vertical max 50 mm.6 l/s 5. m

Leia mais

Série TLC, FLC, EFLC, ECOCIRC

Série TLC, FLC, EFLC, ECOCIRC Série TLC, FLC, EFLC, ECOCIRC Circuladores com rotor imerso para sistemas de aquecimento, refrigeração e sanitários 50 Hz SÉRIE TLC - FLC - EFLC CAMPO DE PRESTAÇÕES HIDRÁULICAS A 50 Hz SÉRIE EA - EV -

Leia mais

CONTEÚDO: Capítulo 4. Válvulas Industriais. Email: vendas@jefferson.ind.br Fone: 016 3622-5744/3622-9851 Site: www.jefferson.ind.

CONTEÚDO: Capítulo 4. Válvulas Industriais. Email: vendas@jefferson.ind.br Fone: 016 3622-5744/3622-9851 Site: www.jefferson.ind. CONTEÚDO: Capítulo 4 Válvulas Industriais Email: vendas@jefferson.ind.br Fone: 016 3622-5744/3622-9851 Site: 1 VÁLVULAS DEFINIÇÃO: DISPOSITIVOS DESTINADOS A ESTABELECER, CONTROLAR E INTERROMPER O FLUXO

Leia mais

Soluções para ventilação e desenfumagem F400-120 (400º/2H) > caixas de ventilação

Soluções para ventilação e desenfumagem F400-120 (400º/2H) > caixas de ventilação Soluções para ventilação e desenfumagem F400-120 ventilação Défumair XTA caixa de desenfumagem à transmissão F400-120 vantagens Desempenhos optimizados. Modularidade: 4 versões possíveis. Construção monobloco.

Leia mais

sapatas de 500mm sapatas de 600mm sapatas de 700mm sapatas de 800mm

sapatas de 500mm sapatas de 600mm sapatas de 700mm sapatas de 800mm sapatas de 500mm sapatas de 600mm sapatas de 700mm sapatas de 800mm Válvula de controle combinados a Válvula de Alívio Lança/Braço/ Freio hidrostático, Redução planetária. 12.9rpm. Grande diâmetro Acionado

Leia mais

energia de forma simples

energia de forma simples energia de forma simples www,fgwilson,com LINHA DE 8,5 A 290 KVA Desempenho I Durabilidade I Manutenção A vida moderna é complicada, mas garantir o fornecimento de energia para seu negócio pode ser algo

Leia mais

AMBIENTAL MS PROJETOS EQUIPAMENTOS E SISTEMAS

AMBIENTAL MS PROJETOS EQUIPAMENTOS E SISTEMAS AMBIENTAL MS PROJETOS EQUIPAMENTOS E SISTEMAS MANUAL DE OPERAÇÃO E MANUTENÇÃO SISTEMA DE APROVEITAMENTO DE ÁGUA PLUVIAL MS TAC 4000 REV.02 2 SUMÁRIO 1 INTRODUÇÃO AO SISTEMA DE TRATAMENTO PARA REUSO....

Leia mais

www.ferdimat.com.br Retificadoras Cilíndricas Série CA / CA51H

www.ferdimat.com.br Retificadoras Cilíndricas Série CA / CA51H * Imagem ilustrativa, a máquina pode estar equipada com acessórios opcionais. Vendas nacionais Rua Dr. Miranda de Azevedo, N 415 Pompéia, São Paulo - SP Tel. (11) 3673-3922 - Fax. (11) 3862-6587 E-mail:

Leia mais

CATÁLOGO GERADORES CRIAMOS FUTURO

CATÁLOGO GERADORES CRIAMOS FUTURO CATÁLOGO GERADORES CRIAMOS FUTURO GERADORES AKSA Pág. 2 CATÁLOGO GERADORES 2015 Comercialização, Instalação, Manutenção e Pós-Venda. A Noceans Energy celebrou um contrato de fornecimento para o território

Leia mais

V 2. 1.7 Perda de carga localizada (h L. Borda-Belanger formulou que

V 2. 1.7 Perda de carga localizada (h L. Borda-Belanger formulou que 1.7 Perda de carga localizada (h L ) Borda-Belanger formulou que h L K l V 2 2g onde k L é um coeficiente de perda de carga localizada que é função do número de Reynolds e da geometria da peça. É obtido

Leia mais

MISTURADOR SUBMERSO RÁPIDO MSR

MISTURADOR SUBMERSO RÁPIDO MSR Indústria e Comércio de Bombas D Água Beto Ltda Manual de Instruções MISTURADOR SUBMERSO RÁPIDO MSR Parabéns! Nossos produtos são desenvolvidos com a mais alta tecnologia Bombas Beto. Este manual traz

Leia mais

BI 1-7. Sistemas de aceleração (testes de disparo)

BI 1-7. Sistemas de aceleração (testes de disparo) Testes de aceleração de componentes rotativos até seu ponto de explosão Cobertura de proteção a prova de explosão de alto grau de proteção Acionamento através de motor de corrente contínua com frenagem

Leia mais

CONJUNTOS DE FACAS DE AR WINDJET

CONJUNTOS DE FACAS DE AR WINDJET CONJUNTOS DE FACAS WINDJET CONJUNTO DE FACAS WINDJET SOPRADORES CONJUNTOS DE FACAS WINDJET SUMÁRIO Página Visão geral dos pacotes de facas de ar Windjet 4 Soprador Regenerativo 4 Facas de ar Windjet 4

Leia mais

LANÇAMENTO LANÇAMENTO TABELA PARA SELEÇÃO DE BOMBAS E MOTOBOMBAS LANÇAMENTO 2010-A

LANÇAMENTO LANÇAMENTO TABELA PARA SELEÇÃO DE BOMBAS E MOTOBOMBAS LANÇAMENTO 2010-A LANÇAMENTO LANÇAMENTO TABELA PARA SELEÇÃO DE BOMBAS E MOTOBOMBAS LANÇAMENTO -A Prezado Usuário, A Schneider criou esta Tabela com o objetivo de facilitar o processo de escolha das bombas e motobombas.

Leia mais

EDISON DOMINGUES JR. RAYMOND KHOE LUIZ ROBERTO SOARES

EDISON DOMINGUES JR. RAYMOND KHOE LUIZ ROBERTO SOARES PROJETOS DE HOSPITAIS SUSTENTÁVEIS EDISON DOMINGUES JR. RAYMOND KHOE LUIZ ROBERTO SOARES É importante destacar os benefícios de um edifício sustentável. Os green buildings podem ser definidos pelas seguintes

Leia mais

Sistemas para Estacionamento e Vagas de Garagem DUPLIKAR. Projetamos e desenvolvemos inúmeras soluções para estacionamentos.

Sistemas para Estacionamento e Vagas de Garagem DUPLIKAR. Projetamos e desenvolvemos inúmeras soluções para estacionamentos. A Empresa A Duplikar é representante autorizado da marca Engecass, queremos apresentar uma solução caso tenha necessidades de aumentar suas vagas de garagem. A Engecass é uma indústria Brasileira, fabricante

Leia mais

NORMAS DE SEGURANÇA CONTRA INCÊNDIOS INSTRUÇÃO NORMATIVA (IN 017/DAT/CBMSC) SISTEMA DE ÁGUA NEBULIZADA (MULSIFYRE)

NORMAS DE SEGURANÇA CONTRA INCÊNDIOS INSTRUÇÃO NORMATIVA (IN 017/DAT/CBMSC) SISTEMA DE ÁGUA NEBULIZADA (MULSIFYRE) ESTADO DE SANTA CATARINA SECRETARIA DE ESTADO DA SEGURANÇA PÚBLICA CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DIRETORIA DE ATIVIDADES TÉCNICAS - DAT NORMAS DE SEGURANÇA CONTRA INCÊNDIOS INSTRUÇÃO NORMATIVA (IN 017/DAT/CBMSC)

Leia mais

nossa empresa A empresa mantém um controle de qualidade rígido, garantindo o padrão dos seus produtos e certeza da satisfação dos seus clientes.

nossa empresa A empresa mantém um controle de qualidade rígido, garantindo o padrão dos seus produtos e certeza da satisfação dos seus clientes. nossa empresa A EMIT oferece soluções em equipamentos e máquinas leves para Construção, e traz aos locadores e distribuidores equipamentos seguros e confiáveis. O desenvolvimento dos produtos EMIT sempre

Leia mais

w w w. h e n f e l. c o m. b r HIDROVARIADOR

w w w. h e n f e l. c o m. b r HIDROVARIADOR w w w. h e n f e l. c o m. b r HIDROVARIADOR CH-0509-BR Introdução Fundada em 1981, a HENFEL Indústria Metalúrgica Ltda. é uma tradicional empresa do setor mecânico / metalúrgico, fornecedora de Caixas

Leia mais

INTRODUÇÃO INFORMAÇÕES ADICIONAIS NOTAS

INTRODUÇÃO INFORMAÇÕES ADICIONAIS NOTAS 1 INTRODUÇÃO Neste catálogo estão descritos todos os modelos de bombas das linhas E e EP de nossa fabricação assim como seus acessórios e opcionais. Dele constam informações técnicas, desde a construção,

Leia mais

HYDAC KineSys Sistemas de acionamento

HYDAC KineSys Sistemas de acionamento HYDAC KineSys Sistemas de acionamento Veículos de manuseio de materiais Usinas termelétricas Máquinas injetoras de plástico Seu parceiro profissional para soluções de acionamento Todas as condições para

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DO ESPÍRITO SANTO CORPO DE BOMBEIROS MILITAR CENTRO DE ATIVIDADES TÉCNICAS

GOVERNO DO ESTADO DO ESPÍRITO SANTO CORPO DE BOMBEIROS MILITAR CENTRO DE ATIVIDADES TÉCNICAS GOVERNO DO ESTADO DO ESPÍRITO SANTO CORPO DE BOMBEIROS MILITAR CENTRO DE ATIVIDADES TÉCNICAS NORMA TÉCNICA 20/2010 SISTEMAS DE PROTEÇÃO POR CHUVEIROS AUTOMÁTICOS SUMÁRIO 1 OBJETIVO 2 APLICAÇÃO 3 REFERÊNCIAS

Leia mais

Carros de Serviço. Fone: 55 11 5073-5222 Fax 55 11 5073-8185 e-mail: dilo@engemet.com - website: www.engemeteletrica.com.br

Carros de Serviço. Fone: 55 11 5073-5222 Fax 55 11 5073-8185 e-mail: dilo@engemet.com - website: www.engemeteletrica.com.br Carros de Serviço SÉRIE MINI MODULAR A Série Mini Modular se presta ao manuseio de pequenos volumes de gás e tem a vantagem de ter o transporte facilitado em maletas individuais para cada componente, permitindo

Leia mais

TABELA DE SELEÇÃO 60 Hz

TABELA DE SELEÇÃO 60 Hz Bombas Hidráulicas Filtros para Piscinas Bombas Submersas Sistemas de Pressurização TABELA DE SELEÇÃO 60 Hz Edição 2014 Soluções Inteligentes em Bombeamento e Tratamento de Líquidos www.dancor.com.br

Leia mais

KSB KRT. Bombas submersíveis DN 40 a DN 700 para instalação úmida Ferro fundido e vários materiais para esgoto municipal e industrial

KSB KRT. Bombas submersíveis DN 40 a DN 700 para instalação úmida Ferro fundido e vários materiais para esgoto municipal e industrial Manual técnico A 2553.0P/1 KSB KRT Bombas submersíveis DN 40 a DN 700 para instalação úmida Ferro fundido e vários materiais para esgoto municipal e industrial 60 Hz limite padrão Para projetos com características

Leia mais

TIPO MCS. Câmara de Espuma Argus. Descrição do Produto. Normas aplicáveis. Aplicação. Operação

TIPO MCS. Câmara de Espuma Argus. Descrição do Produto. Normas aplicáveis. Aplicação. Operação Câmara de Espuma Argus TIPO MCS Descrição do Produto As Câmaras Modelo MCS foram desenvolvidas para proporcionar correta expansão e aplicação de espuma no interior de tanques de teto fixo de armazenagem

Leia mais

FILTRO PRENSA OLEOFIL MANUAL

FILTRO PRENSA OLEOFIL MANUAL FILTRO PRENSA OLEOFIL MANUAL 1 - INTRODUÇÃO O objetivo deste manual é disponibilizar todas as informações necessárias para a instalação, operação e manutenção dos filtros prensa OF da OLEOFIL, assim como

Leia mais

indice CAPITULO 1 INTRODUCAO

indice CAPITULO 1 INTRODUCAO indice CAPITULO 1 INTRODUCAO Paulo S. Nogami Generalidades Objetivo Recomendações gerais relativas à utilização dos sistemas de recalque Aplicações tipicas de sistema de recalque em obras de Saneamento

Leia mais

Hidráulica de Linhas pressurizadas. FEAGRI/UNICAMP - 2014 Prof. Roberto Testezlaf

Hidráulica de Linhas pressurizadas. FEAGRI/UNICAMP - 2014 Prof. Roberto Testezlaf Hidráulica de Linhas pressurizadas Parte 1 - Tubulações FEAGRI/UNICAMP - 2014 Prof. Roberto Testezlaf Tubulações A qualidade e integridade de instalação depende: Escolha do material e do diâmetro adequado

Leia mais

Dados de Grupo SERVIÇO PRP STANDBY. GAMA INDUSTRIAL Móvel Powered by HIMOINSA

Dados de Grupo SERVIÇO PRP STANDBY. GAMA INDUSTRIAL Móvel Powered by HIMOINSA D10 ÁGUA GELADA TRIFÁSICO 60 HZ NÃO CUMPRE EPA DIESEL Dados de Grupo SERVIÇO PRP STANDBY Potência kva 87 96 Potência kw 70 77 Regimen de funcionamento r.p.m. 1.800 Tensão standard V 480/277 Tensões disponiveis

Leia mais

Aplicações: Em sistemas de prevenção de incêndio. Dispositivo destinado a transmitir sinais sonoros e sinais visuais.

Aplicações: Em sistemas de prevenção de incêndio. Dispositivo destinado a transmitir sinais sonoros e sinais visuais. SIRENE Aplicações: Dispositivo destinado a transmitir sinais sonoros e sinais visuais. SIRENE AUDIOVISUAL modelo: SRL-01 SIRENE AUDIOVISUAL modelo:srp-01 / SRV-01 Acionadores: Acionado automáticamente

Leia mais

MASTER BSD 10-20/ BSD 10-25/ BSD 10-35

MASTER BSD 10-20/ BSD 10-25/ BSD 10-35 ANUAL DE INSTALAÇÃO DA BOBA ASTER BSD 10-20/ BSD 10-25/ BSD 10-35 SUÁRIO 1. AVISOS GERAIS DE SEGURANÇA 3 2. PERIGOS NO ABUSO DO EQUIPAENTO 3 3. LIITES DE TEPERATURAS 4 4. FUNCIONAENTO DA BOBA CO SELAGE

Leia mais

Sprinklers, Válvulas e Acessórios

Sprinklers, Válvulas e Acessórios A Argus é uma empresa brasileira, especializada em segurança e proteção contra incêndio, com sede em Vinhedo/SP. Embora nova, a Argus é uma empresa com muita experiência. Seus sócios em conjunto somam

Leia mais