LIGA DOS BOMBEIROS PORTUGUESES CONFEDERAÇÃO DAS ASSOCIAÇÕES E CORPOS DE BOMBEIROS

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "LIGA DOS BOMBEIROS PORTUGUESES CONFEDERAÇÃO DAS ASSOCIAÇÕES E CORPOS DE BOMBEIROS"

Transcrição

1 LIGA DOS BOMBEIROS PORTUGUESES CONFEDERAÇÃO DAS ASSOCIAÇÕES E CORPOS DE BOMBEIROS Comendador da Ordem de Benemerência 1935 Membro Honorário da Ordem Militar de Cristo 1980 Membro Honorário da Ordem da Liberdade 2008 Prémio Direitos Humanos 2008 FUNDADA EM 18 DE AGOSTO DE 1930 LEGALIZADA POR PORTARIA DO MINISTÉRIO DO INTERIOR DE DIÁRIO DO GOVERNO II SÉRIE, Nº 129 DE FEDERADA NO COMITÉ TÉCHNIQUE INTERNATIONAL DE LA PRÉVENTION ET DE L EXTINCTION DU FEU MEMBRO DA NATIONAL FIRE PROTECTION ASSOCIATION INSTITUIÇÃO DE UTILIDADE PÚBLICA Proc.: J.M.S./ F.V./ A.J. N. Ref.: GAA-Provedoria Data: Lisboa, 30/ 01/ 2013 Ex. mo(a) Senhor(a). Membros dos Órgãos Sociais. Presidente de Direcção da Federação Distrital. Presidente de Direcção da AHB. Comandante do CB Assunto: Sistema de Normalização Contabilística Entidades do Sector Não Lucrativo Facturação/ Obrigações Dúvidas - Esclarecimentos Ex. mo(a) Senhor(a) Na sequência dos inúmeros pedidos de esclarecimento que nos têm chegado, face às recentes alterações legislativas e fiscais, junto enviamos diversos esclarecimentos sobre o assunto. 1 SISTEMA DE NORMALIZAÇÃO CONTABILÍSTICA ENTIDADES DO SECTOR NÃO LUCRATIVO (ESNL) Conforme o já esclarecido no oficio-circulado n.º 127 NACPA 2012, de 13/01/2013, da LBP, através do Decreto Lei n.º 36 A/2011, de 09 de Março Anexo II, foi aprovado o REGIME DA NORMALIZAÇÃO CONTABILÍSTICA para as ENTIDADES DO SECTOR NÃO LUCRATIVO (ESNL) que faz parte integrante do SISTEMA DE NORMALIZAÇÃO CONTABILÍSTICA, aprovado pelo Dec. Lei n.º 158/2009, de 13 de Março; De acordo com o n.º 1, do art.º 5º, do Decreto Lei n.º 36 A/2011, a normalização contabilística para as Entidades do Sector Não Lucrativo (ESNL) aplica-se a todas as entidades que prossigam a titulo principal uma actividade sem fins lucrativos e que não possam distribuir pelos seus membros ou contribuintes qualquer ganho económico ou financeiro directo, designadamente as ASSOCIAÇÕES, FUNDAÇÕES e pessoas Colectivas Públicas de tipo associativos; De acordo com o art.º 10º, do já citado Decreto Lei n.º 36 A/2011 apenas ficam dispensados da aplicação de Normalização Contabilística estabelecida para as ESNL aquelas entidades (Associações, neste caso) cuja venda ou outros rendimentos não excedam Euros em nenhum dos dois (2) exercícios anteriores (ou seja, aqueles cuja receitas não atinjam tal valor). As entidades (Associações) dispensadas da aplicação da normalização contabilística para as ESNL e que não optem pela sua aplicação ficam obrigados à prestação de contas em regime CAIXA.

2 Liga dos Bombeiros Portugueses 2 A dispensa acima referida CESSA quando for ultrapassado o limite nela referido ( ) ficando a entidade obrigada a partir do exercício seguinte, inclusive, a aplicar a Normalização Contabilística para as ENTIDADES DO SECTOR NÃO LUCRATIVO (ESNL); Do atrás exposto deve concluir-se que todas as AHB, cujos rendimentos anuais excedam os são obrigados à Contabilidade Organizada estabelecida no REGIME DE NORMALIZAÇÃO CONTABILÍSTICA para as ENTIDADE DO SECTOR NÃO LUCRATIVO; Ora, de acordo com o estabelecido no art.º 5º do Dec. Lei n.º 310/2009, de 26 de Outubro, «As entidades que possuam ou devam possuir contabilidade regularmente organizada, segundo os planos oficialmente aplicáveis ou o sistema de normalização contabilística, conforme os casos, são obrigados a dispor de técnico oficial de contas.» 2 IMPOSTO SOBRE VALOR ACRESCENTADO IVA O Código do Imposto Sobre o Valor Acrescentado CIVA, aprovado pelo Dec. Lei n.º 394-B/84, de 26 de Dezembro, estabelece no seu art.º 1º. a incidência Objectiva do IVA; - Aí se estabelece que estão sujeitos a Imposto (IVA) a PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS efectuados no território nacional, a título oneroso, por um sujeito passivo; O art.º 4º do CIVA estabelece o conceito de prestação de serviços, considerando como tal (prestação de serviços) as operações efectuadas a título oneroso que não constituem transmissões, aquisições intracomunitárias ou importações de bens O art.º 9º estabelece as isenções nas operações internas O ponto 5 deste art.º 9º refere que estão isentos de imposto «O transporte de doentes ou feridos em ambulância»; O ponto 19 do mesmo art.º 9º do CIVA estabelece que estão isentos de impostos as prestações de serviço e as transmissões de bens com elas conexas efectuadas no interesse colectivo dos seus associados por organismos sem fins lucrativos e desde que a contra prestação seja uma quota fixada nos termos dos estatutos; Não encontramos para as outras matérias de serviço prestados pelas AHB/Corpos de Bombeiros, nomeadamente, abertura de portas, abastecimento de água, lavagem de pavimentos/estradas, remoção de cadáveres, etc., qualquer outro tipo deisenção do IVA Relativamente às prestações de serviços cujas contraprestações dãolugar à obtenção de receitas distintas da mera quotização dos associados, as mesmas consubstanciam-se em operações sujeitas aimposto edele não isentas, pelo que são passiveis de liquidação de IVA, nos termos gerais previstos no CIVA à taxa normal.

3 Liga dos Bombeiros Portugueses 3 3 NOVAS REGRAS DE FACTURAÇÃO A partir de 1 de Janeiro de 2013 a alínea b) do n.º 1 do artigo 29º do CIVA passou a determinar a obrigação de emissão de factura para todas as transmissões de bens ou prestações de serviços, incluindo os pagamentos antecipados, independentemente da qualidade do adquirente ou do destinatário dos mesmos, ainda que estes não a solicitem; 3.2 Os sujeitos passivos estão, assim, obrigados a emitir uma factura por cada transmissão de bens ou prestação de serviços, incluindo as efectuadas a adquirentes não sujeitos passivos; 3.3 Para efeitos de IVA e sem prejuízo de eventual obrigatoriedade para outros efeitos, subsiste a dispensa prevista no n.º 3 do art.º 29º, relativamente a sujeitos passivos que praticam, exclusivamente, operações isentas do imposto que não conferem direito à dedução; 3.4 No entanto, quando os citados sujeitos passivos (que praticam operações exclusivamente isentas) emitam factura, a mesma deve obedecer aos requisitos do n.º 5 do art.º 36º do CIVA. 4 MEDIDAS DE CONTROLO DE EMISSÃO DE FACTURAS OBRIGATORIEDADE DE COMUNICAÇÃO 4.1 De acordo com o estabelecido no art.º 3º, do Dec. Lei n.º 198/2012, de 24 de Agosto, a partir de 01 de Janeiro de 2013 «As pessoas singulares ou colectivas que pratiquem operações sujeitas a IVA são obrigadas a comunicar à Autoridade Tributária e Aduaneira (AT), por transmissão electrónica de dados, os elementos das facturas emitidas nos termos do Código do IVA, por uma das vias: a) Por transmissão electrónica de dados em tempo real, integrada em programa de facturação real; b) Por transmissão electrónica de dados, mediante remessa de ficheiro normalizado estruturado com base no ficheiro SAF-T (PT), criado pela Portaria n.º 321-A/2007, de 26 de Março, alterada pela Portaria n.º 1192/2009, de 8 deoutubro, contendoos elementos das facturas; c) Por inserção directa no Portaldas Finanças; d) Por outra via electrónica,nos termos a definir porportaria do Ministério das Finanças.» 4.2 De acordo com on.º 2, do mesmo art.º 3º, do diploma acima citado A comunicação referida no número anterior deve ser efectuada até ao 8(oitavo) dia do mêsseguinte ao da emissão da factura, não sendo possível alterar a via de comunicação no decurso do ano civil. 4.3 A Portaria n.º 426-A/2012, de 24 de Dezembro, no seu preâmbulo, vem determinar a obrigação de comunicação à Autoridade Tributária eaduaneira (AT), dos elementos das facturas emitidas por pessoas singulares e colectivas que pratiquem operações sujeitas a imposto de valor acrescentado ainda que dele isento. 4.4 O art.º 7.º, da referida Portaria n.º 426-A/2012, de 28 de Dezembro estabeleceque:

4 Liga dos Bombeiros Portugueses 4 - «No decurso do ano de 2013, os sujeitos passivos referidos no artigo 2.º estão apenas obrigados ao preenchimento, no campo referente à Informação Parcial, dos elementos respeitantes à primeira e última factura, de cada série, emitidas no período a que se refere a declaração, bem como dos elementos das facturas que contenham o NIF do adquirente.» - «No decurso do ano de 2013, os sujeitos passivos que pratiquem operações isentas ao abrigo do artigo 9º, do Código do Imposto sobre o Valor Acrescentado (CIVA), os sujeitos passivos enquadrados no regime especial de isenção, previsto no artigo 53º do CIVA, bem como os sujeitos passivos enquadrados no regime previsto no art.º 60º do CIVA, que não tenham emitido mais de 10 facturas, com o NIF do adquirente, no mês a que respeita a declaração, podem entregar, presencialmente ou através de remessa por correio registado, omodelo oficial da declaração em papel, devidamente preenchido, em qualquer Serviço de Finanças ou outra entidade com quem a AT celebre protocolo para o efeito, não lhes sendo aplicável a parte final do n.º 2 do artigo 3º, do Decreto Lei n.º 198/2012, de 24 de Agosto.» - «A declaração a que se refere o número anterior é recolhida para o sistema informático da AT.» Anexa-se Modelo Oficial da Declaração para acomunicação dos elementos das facturas, por transmissão Com os cumprimentos, electrónica de dados,previsto na alínea d), do n.º 1, do artigo 3.º, do Decreto Lei n.º 198/2012, de 24 de Agosto. A BEM DA HUMANIDADE O Presidente do Conselho Executivo Jaime Marta Soares Comandante

5 Liga dos Bombeiros Portugueses 5 Anexo:

NOVAS REGRAS DE FATURAÇÃO

NOVAS REGRAS DE FATURAÇÃO NOVAS REGRAS DE FATURAÇÃO Sessão de esclarecimento para associações 1 2 Ofício n.º 30141 de 4 de Janeiro de 2013 da Direção de Serviços do IVA Novas Regras de Faturação Instruções complementares ao Ofício-Circulado

Leia mais

FICHA DOUTRINÁRIA. Diploma: CIVA Artigo: 29º, 36º e 40º

FICHA DOUTRINÁRIA. Diploma: CIVA Artigo: 29º, 36º e 40º Diploma: CIVA Artigo: 29º, 36º e 40º Assunto: FICHA DOUTRINÁRIA Faturas - Mediadores de seguros que pratiquem operações isentas Processo: nº 4686, por despacho de 2013-05-15, do SDG do IVA, por delegação

Leia mais

Certificação facturação

Certificação facturação NOVAS REGRAS DE FACTURAÇÃO Formador: Maria Mestra Carcavelos, Janeiro de 2013 SEDE AVª General Eduardo Galhardo, Edificio Nucase, 115 2775-564 Carcavelos tel. 214 585 700 fax. 214 585 799 www.nucase.pt

Leia mais

Novas regras de faturação. (DL n.º197/2012 de 24 de agosto)

Novas regras de faturação. (DL n.º197/2012 de 24 de agosto) 1 Novas regras de faturação (DL n.º197/2012 de 24 de agosto) Este diploma introduz alterações às regras de faturação em matéria de imposto sobre o valor acrescentado, em vigor a partir de 1 de janeiro

Leia mais

Facturação (Questões a Abordar)

Facturação (Questões a Abordar) 1 ção (Questões a Abordar) 1. Emissão de facturas Normas fiscais aplicáveis Quem está obrigado; Quais os tipos de documentos a emitir; Elementos obrigatórios dos documentos; Quais as formas de emissão

Leia mais

Saudade e Silva - Serviços de Contabilidade, Lda

Saudade e Silva - Serviços de Contabilidade, Lda Saudade e Silva - Serviços de Contabilidade, Lda Email: ssgeral@saudadeesilva.com NOVO REGIME DE FATURAÇÃO Alterações para 2013, em matéria de faturação e transporte de mercadorias. Legislação aplicável:

Leia mais

Faturação simplificada: Principais alterações

Faturação simplificada: Principais alterações Faturação simplificada: Principais alterações Informação elaborada pela Ordem dos Técnicos Oficiais de Contas Atualizado em 22 11 2012 Nota: Agradece-se que coloque qualquer dúvida ou sugestão através

Leia mais

FAQ'S - Perguntas frequentes

FAQ'S - Perguntas frequentes 1 de 5 SOBRE O E-FATURA FAQS CONTACTOS FAQ'S - Perguntas frequentes CLIENTE / CONSUMIDOR FINAL Em que consiste o novo regime de faturação eletrónica? O novo regime de faturação eletrónica consiste na obrigatoriedade

Leia mais

BREVE REFERÊNCIA À LEI N.º 32/2007, DE 13 DE AGOSTO E AOS ESTATUTOS DA CONSULENTE

BREVE REFERÊNCIA À LEI N.º 32/2007, DE 13 DE AGOSTO E AOS ESTATUTOS DA CONSULENTE FICHA DOUTRINÁRIA Diploma: Artigo: Assunto: CIVA 9º Entidade sem fins lucrativos e de utilidade pública Processo: nº 2155, despacho do SDG dos Impostos, substituto legal do Director - Geral, em 2011-06-28.

Leia mais

INFORMAÇÃO TÉCNICA N.º 20/2013. Entidades do Sector Não lucrativo ESNL Associações, Clubes Desportivos, IPSS (Oficio Circulado n.

INFORMAÇÃO TÉCNICA N.º 20/2013. Entidades do Sector Não lucrativo ESNL Associações, Clubes Desportivos, IPSS (Oficio Circulado n. INFORMAÇÃO TÉCNICA N.º 20/2013 Entidades do Sector Não lucrativo ESNL Associações, Clubes Desportivos, IPSS (Oficio Circulado n.º 20167/2013) As exigências contabilísticas e fiscais para as entidades do

Leia mais

Novas regras de Facturação para 2013

Novas regras de Facturação para 2013 Novas regras de Facturação para 2013 Este documento pretende explicar de forma sucinta as Novas regras de Facturação e de Comunicação da Facturação, aprovadas pelos Decreto-Lei n.º 197/2012 e n.º 198/2012,

Leia mais

MUNICIPIO DO CRATO. Assembleia Municipal

MUNICIPIO DO CRATO. Assembleia Municipal PROPOSTA Pela manutenção das mercearias e tabernas A recente legislação (D.L. n.º 197/2012, de 24-08) veio alterar os procedimentos dos agentes económicos, no que respeita aos procedimentos a observar,

Leia mais

Imposto Sobre o Valor Acrescentado IVA NOVAS REGRAS DE FATURAÇÃO. Decreto-Lei n.º 197/2012, de 24 de agosto

Imposto Sobre o Valor Acrescentado IVA NOVAS REGRAS DE FATURAÇÃO. Decreto-Lei n.º 197/2012, de 24 de agosto Imposto Sobre o Valor Acrescentado IVA NOVAS REGRAS DE FATURAÇÃO Decreto-Lei n.º 197/2012, de 24 de agosto LEGISLAÇÃO: - Decreto-Lei n.º 197/2012, 24 de agosto - Decreto-Lei n.º 198/1990, 19 de junho -

Leia mais

DOCUMENTAÇÃO. Acção de Formação Fiscalidade

DOCUMENTAÇÃO. Acção de Formação Fiscalidade DOCUMENTAÇÃO Acção de Formação Fiscalidade Painel Fiscalidade ENQUADRAMENTO FISCAL IRS IVA EBF IRC INCIDÊNCIA BASE DO IMPOSTO RENDIMENTOS ISENTOS DETERMINAÇÃO DA MATÉRIA COLECTÁVEL DETERMINAÇÃO DO RENDIMENTO

Leia mais

Alguns aspetos do regime de IVA de caixa

Alguns aspetos do regime de IVA de caixa Alguns aspetos do regime de IVA de caixa O Decreto-Lei n.º 71/2013, de 30 de maio, aprovou o regime de IVA de caixa, concretizando assim a autorização legislativa constante do Orçamento do Estado para

Leia mais

NOVAS REGRAS DE FATURAÇÃO. DL 197/2012, de 24 de agosto

NOVAS REGRAS DE FATURAÇÃO. DL 197/2012, de 24 de agosto NOVAS REGRAS DE FATURAÇÃO DL 197/2012, de 24 de agosto MSP 2013 Estrutura da Apresentação DLs nº 197 e 198/2012: objetivos Novas regras de faturação: âmbito de aplicação territorial Espécies de faturas

Leia mais

FACTURAÇÃO ALTERAÇÕES LEGAIS A PARTIR DE 1 DE JANEIRO DE 2013

FACTURAÇÃO ALTERAÇÕES LEGAIS A PARTIR DE 1 DE JANEIRO DE 2013 FACTURAÇÃO ALTERAÇÕES LEGAIS A PARTIR DE 1 DE JANEIRO DE 2013 Esta nova alteração legal, abrange todos os sujeitos passivos de IVA, com ou sem sistema informático de faturação. Estas alterações foram aprovadas

Leia mais

Facturação (Questões a Abordar)

Facturação (Questões a Abordar) Alterações Legislativas "E-" Dr. Manuel Gonçalves Cecílio ISG Instituto Superior de Gestão 10 Janeiro 2013 1 ção (Questões a Abordar) 1. Emissão de facturas Quem está obrigado; Quais os tipos de documentos

Leia mais

Regime de contabilidade de caixa em sede de IVA

Regime de contabilidade de caixa em sede de IVA Nuno Albuquerque Regime de contabilidade de caixa em sede de IVA VERBO jurídico TAX NEWS Junho 2013 O Novo Regime de IVA de caixa O DL n.º 71/2013, de 30 de Maio, aprovou, com efeitos a partir de 1.10.13,

Leia mais

Obrigação de comunicação à AT

Obrigação de comunicação à AT Obrigação de comunicação à AT Perguntas e respostas sobre o impacto das novas regras de comunicação à AT nas empresas Page 2 of 10 Introdução A Publicação do Decreto-Lei nº 197/2012, de 24 de agosto introduz

Leia mais

FICHA DOUTRINÁRIA. Diploma: CIVA. Artigo: nº 8 e / ou nº 19 do artº 9º. Assunto:

FICHA DOUTRINÁRIA. Diploma: CIVA. Artigo: nº 8 e / ou nº 19 do artº 9º. Assunto: FICHA DOUTRINÁRIA Diploma: Artigo: Assunto: CIVA nº 8 e / ou nº 19 do artº 9º Associação desportiva - Pessoa coletiva de utilidade publica - Organismo sem finalidade lucrativa Processo: nº 2981, despacho

Leia mais

FICHA DOUTRINÁRIA. Diploma: CIVA. Artigo: 9º; 18º. Assunto:

FICHA DOUTRINÁRIA. Diploma: CIVA. Artigo: 9º; 18º. Assunto: FICHA DOUTRINÁRIA Diploma: Artigo: Assunto: CIVA 9º; 18º Condomínios de imóveis Processo: nº 2773, despacho do SDG dos Impostos, substituto legal do Director - Geral, em 2011-12-15. Conteúdo: Tendo por

Leia mais

NOVAS REGRAS DE FATURAÇÃO

NOVAS REGRAS DE FATURAÇÃO NOVAS REGRAS DE FATURAÇÃO DOCUMENTOS DE FATURAÇÃO E COMUNICAÇÃO À AT W: www.centralgest.com E: comercial@centralgest.com 1987-2013 CentralGest - Produção de Software S.A. T: (+351) 231 209 530 Todos os

Leia mais

FICHA DOUTRINÁRIA. Diploma: CIVA. Artigo: alínea j) do nº 1 do artigo 2º. Assunto:

FICHA DOUTRINÁRIA. Diploma: CIVA. Artigo: alínea j) do nº 1 do artigo 2º. Assunto: FICHA DOUTRINÁRIA Diploma: Artigo: Assunto: CIVA alínea j) do nº 1 do artigo 2º. Inversão do sujeito passivo Serviços de construção civil - Fornecimento e instalação na obra de mobiliário e equipamentos

Leia mais

CALENDÁRIO FISCAL Outubro de 2015

CALENDÁRIO FISCAL Outubro de 2015 CALENDÁRIO FISCAL DATA DE CUMPRIMENTO DAS OBRIGAÇÕES FISCAIS Até ao dia 12 Envio da Declaração Periódica, por transmissão eletrónica de dados, acompanhada dos anexos que se mostrem devidos, pelos sujeitos

Leia mais

INFORMAÇÃO TÉCNICA N.º 22/2013. Regime de caixa de IVA (DL 71/2013, 30.05)

INFORMAÇÃO TÉCNICA N.º 22/2013. Regime de caixa de IVA (DL 71/2013, 30.05) INFORMAÇÃO TÉCNICA N.º 22/2013 Regime de caixa de IVA (DL 71/2013, 30.05) Índice 1.Âmbito... 1 2.Opção pelo regime - permanência e saída por opção do mesmo... 1 2.1.Opção pelo regime em 2013... 1 2.2.

Leia mais

Obrigações Fiscais 2013

Obrigações Fiscais 2013 Obrigações Fiscais 2013 Caros Associados, A publicação do Decreto-Lei n.º 197/2012 e do Decreto-Lei n.º 198/2012, ambos de 24 de agosto, vieram introduzir importantes alterações nas normas relativas à

Leia mais

III Congresso de Direito Fiscal. Novas regras de facturação. Alexandra Martins. 11 de Outubro de 2012

III Congresso de Direito Fiscal. Novas regras de facturação. Alexandra Martins. 11 de Outubro de 2012 III Congresso de Direito Fiscal Novas regras de facturação 11 de Outubro de 2012 Alexandra Martins Razão de ser e objectivos Transposição da Directiva de facturação Directiva do Conselho 2010/45/UE, de

Leia mais

Resumo. As novas regras de Faturação para 2013

Resumo. As novas regras de Faturação para 2013 Resumo As novas regras de Faturação para 2013 Fontes: Decreto-Lei n.º 197/2012 Decreto-Lei n.º 198/2012 Ofícios Circulados 30.136 OE 2013 e restantes comunicações da AT Resumo 1. Regras de Faturação 2.

Leia mais

FICHA DOUTRINÁRIA. Exigibilidade - Emissão/venda do Voucher /Cheque Prenda. Processo: nº 700, por despacho do Director - Geral, em 2010-06-16.

FICHA DOUTRINÁRIA. Exigibilidade - Emissão/venda do Voucher /Cheque Prenda. Processo: nº 700, por despacho do Director - Geral, em 2010-06-16. FICHA DOUTRINÁRIA Diploma: Artigo: Assunto: CIVA 7º; 8º; alínea c) do nº1 do art. 18º. Exigibilidade - Emissão/venda do Voucher /Cheque Prenda. Processo: nº 700, por despacho do Director - Geral, em 2010-06-16.

Leia mais

Certificação de Programas Informáticos de Facturação. Alterações:

Certificação de Programas Informáticos de Facturação. Alterações: Certificação de Programas Informáticos de Facturação Alterações: Lei nº 64 B/2011 de 30 de Dezembro (OE 2012) Portaria nº 22-A/2012 de 24 de Janeiro Ofício circulado nº 50.000/2012 de 26 de Janeiro 1 O

Leia mais

CONTALIVRE CONTABILIDADE, AUDITORIA E GESTÃO DE EMPRESAS,LDA CIRCULAR Nº 1/2014 IRS

CONTALIVRE CONTABILIDADE, AUDITORIA E GESTÃO DE EMPRESAS,LDA CIRCULAR Nº 1/2014 IRS CIRCULAR Nº 1/2014 Com a aprovação do orçamento do estado para o ano de 2014 publicado pela lei nº 83-C/2013 de 31/12, o governo introduziu várias alterações legislativas significativas em matérias fiscais

Leia mais

Novo Regime de IVA de Caixa

Novo Regime de IVA de Caixa QA#005 / Junho.2014 Mónica Veloso * Área Jurídica da Unidade Empreendedorismo ANJE Novo Regime de IVA de Caixa Na Quinta edição da QuickAid Notas Informativas Jurídicas da Unidade de Empreendedorismo ANJE,

Leia mais

Regime de Contabilidade de Caixa em Sede de IVA

Regime de Contabilidade de Caixa em Sede de IVA Regime de Contabilidade de Caixa em Sede de IVA Legislação: Decreto-Lei n.º 71/2013 de 30 de Maio Data de entrada em vigência: 1 de Outubro de 2013 Aplicação: o regime de IVA de caixa aplica-se a todas

Leia mais

NEWSLETTER FISCAL Setembro 2012. Alterações Fiscais Relevantes

NEWSLETTER FISCAL Setembro 2012. Alterações Fiscais Relevantes NEWSLETTER FISCAL Setembro 2012 Alterações Fiscais Relevantes 1. Introdução O passado mês de Agosto foram publicados vários diplomas legais com impacto na vida das empresas e das organizações em geral.

Leia mais

INFORMAÇÃO TÉCNICA N.º 41/2013. Certificação de Programas de Faturação

INFORMAÇÃO TÉCNICA N.º 41/2013. Certificação de Programas de Faturação INFORMAÇÃO TÉCNICA N.º 41/2013 Certificação de Programas de Faturação A presente informação técnica substitui a informação n.º 6/2012 e a n.º 22/2010, introduzindolhe as atualizações resultantes da Portaria

Leia mais

OBRIGAÇÕES PARA DIA 1 DE JANEIRO DE 2013

OBRIGAÇÕES PARA DIA 1 DE JANEIRO DE 2013 WORKSHOP NOVAS REGRAS DE FACTURAÇÃO OBRIGAÇÕES PARA DIA 1 DE JANEIRO DE 2013 Marco Rodrigues Servicontabil Serviços de Contabilidade e Informática, Lda Ricardo Rodrigues Espaço Digital Informática e Serviços,

Leia mais

Portaria N.º 426-A/2012, de 28 de dezembro (Aprova o modelo de declaração para comunicação dos elementos das facturas)

Portaria N.º 426-A/2012, de 28 de dezembro (Aprova o modelo de declaração para comunicação dos elementos das facturas) LEGISLAÇÃO DL Nº 197/2012, de 24 de agosto DL Nº 198/2012, de 24 de agosto Lei n.º 51/2013 de 24/7-OE/2013 (retificativo) Portaria N.º 426-A/2012, de 28 de dezembro (Aprova o modelo de declaração para

Leia mais

NOVAS REGRAS SOBRE UTILIZAÇÃO DE PROGRAMAS INFORMÁTICOS DE FATURAÇÃO

NOVAS REGRAS SOBRE UTILIZAÇÃO DE PROGRAMAS INFORMÁTICOS DE FATURAÇÃO NOVAS REGRAS SOBRE UTILIZAÇÃO DE PROGRAMAS INFORMÁTICOS DE FATURAÇÃO Direção de Serviços de Comunicação e Apoio ao Contribuinte Legislação: Portaria n.º 363/2010, de 23 de junho, após a primeira alteração

Leia mais

Regime de Iva de Caixa

Regime de Iva de Caixa Regime de Iva de Caixa XD Rest/Pos 2014 1 Alterações Fiscais O Decreto Lei nº71/2013, que aprovou o regime de contabilidade de caixa em sede do Imposto Sobre o Valor Acrescentado (regime de IVA de caixa)

Leia mais

NOVO SISTEMA DE FATURAÇÃO Sessão de esclarecimentos

NOVO SISTEMA DE FATURAÇÃO Sessão de esclarecimentos 20-12-2012 NOVO SISTEMA DE FATURAÇÃO Sessão de esclarecimentos Conforme prometido, no dia 10 deste mês efetuamos uma sessão de esclarecimentos acerca do novo sistema de faturação que vai funcionar a partir

Leia mais

Janeiro 2013 v1.2/dbg

Janeiro 2013 v1.2/dbg DBGEP Alteraço es para 2013 Janeiro 2013 v1.2/dbg Introdução... 3 Faturação... 4 Alterações legislativas... 4 Alterações no software... 5 A Subsídios e Propinas... 5 F - Faturação... 7 Processamento de

Leia mais

PEDIR FACTURA COMPENSA

PEDIR FACTURA COMPENSA 5 PEDIR FACTURA COMPENSA Novas regras em nome da justiça fiscal entram em vigor a 1 de Janeiro Consumidor pode receber até 250 euros de recompensa efectiva se obrigar comerciantes a emitirem facturas de

Leia mais

IVA Na Actividade Agrícola

IVA Na Actividade Agrícola IVA Na Actividade Agrícola Maria Emília Pimenta Seminário A CONTABILIDADE E FISCALIDADE NA ACTIVIDADE AGRÍCOLA Santarém, 11 de Junho de 2013 1 Lei n.º66-b/2012, de 31 dezembro Revoga o n.º 33 do artigo

Leia mais

Perguntas frequentes

Perguntas frequentes Documentos de transporte Perguntas frequentes Posso utilizar um software de faturação não certificado para emitir documentos de transporte? A partir de 1 de Julho de 2013, qualquer documento emitido num

Leia mais

Sumário. Obrigações e enquadramento fiscal decorrentes do exercício duma actividade empresarial. (síntese)

Sumário. Obrigações e enquadramento fiscal decorrentes do exercício duma actividade empresarial. (síntese) Obrigações e enquadramento fiscal decorrentes do exercício duma actividade empresarial (síntese) Sumário 1. Início de actividade 2. Enquadramento em sede de IRS 3. Enquadramento em sede de IVA 4. Obrigações

Leia mais

Calendário Fiscal. Fevereiro de 2014 DIA 10. Segurança Social - declaração de remunerações (Janeiro)

Calendário Fiscal. Fevereiro de 2014 DIA 10. Segurança Social - declaração de remunerações (Janeiro) Calendário Fiscal Fevereiro de 2014 DIA 10 Segurança Social - declaração de remunerações (Janeiro) A entrega da declaração de remunerações referente ao mês de Janeiro de 2014 tem que ser feita obrigatoriamente

Leia mais

FICHA DOUTRINÁRIA. Diploma: CIVA. Artigo: 9º. Assunto:

FICHA DOUTRINÁRIA. Diploma: CIVA. Artigo: 9º. Assunto: FICHA DOUTRINÁRIA Diploma: Artigo: Assunto: CIVA 9º. Isenções - Prestações de Serviços Médicos Refacturação Redébito - Localização de operações. Processo: nº 1163, por despacho de 2010-11-02, do SDG do

Leia mais

Republicação do Despacho Normativo n. 18 -A/2010, de 1 de julho CAPÍTULO I. Disposições comuns. Artigo 1. Objeto. Artigo 2.

Republicação do Despacho Normativo n. 18 -A/2010, de 1 de julho CAPÍTULO I. Disposições comuns. Artigo 1. Objeto. Artigo 2. Republicação do Despacho Normativo n. 18 -A/2010, de 1 de julho CAPÍTULO I Disposições comuns Artigo 1. Objeto O presente despacho normativo regulamenta os pedidos de reembolso de imposto sobre o valor

Leia mais

Legislação. Publicação: Diário da República n.º 197/2015, Série I, de 08/10, páginas 8698-8702. MINISTÉRIO DAS FINANÇAS

Legislação. Publicação: Diário da República n.º 197/2015, Série I, de 08/10, páginas 8698-8702. MINISTÉRIO DAS FINANÇAS MOD. 4.3 Classificação: 0 6 0. 0 1. 0 1 Segurança: P úbl i c a Processo: Direção de Serviços de Comunicação e Apoio ao Contribuinte Diploma Portaria n.º 338/2015, de 8 de outubro Estado: vigente Legislação

Leia mais

IVA 2013. Novas regras na facturação e na circulação de mercadorias. Janeiro - 2013. 1 J. Gante

IVA 2013. Novas regras na facturação e na circulação de mercadorias. Janeiro - 2013. 1 J. Gante IVA 2013 Novas regras na facturação e na circulação de mercadorias Janeiro - 2013 1 J. Gante Legislação Dir. 2008/08/CE Dir. 2010/45/UE DL 197/2012 DL 198/2012 ( 24 de Agosto ) Ofício 30.136/2012 Ofício

Leia mais

CIRCULAR 065. ASSUNTO: Comunicação dos elementos dos Documentos de Transporte ( DT ) à Autoridade Tributária - AT

CIRCULAR 065. ASSUNTO: Comunicação dos elementos dos Documentos de Transporte ( DT ) à Autoridade Tributária - AT CIRCULAR 065 Gestão Global de Empresas ASSUNTO: Comunicação dos elementos dos Documentos de Transporte ( DT ) à Autoridade Tributária - AT Arrifana, 26 de Junho de 2013 Nos termos das Portarias nº 160

Leia mais

Legislação. Publicação: Diário da República n.º 120/2010, Série I, de 23/06, Páginas 2221-2223.

Legislação. Publicação: Diário da República n.º 120/2010, Série I, de 23/06, Páginas 2221-2223. MOD. 4.3 Classificação: 0 6 0. 0 1. 0 1 Segurança: P úbl i c a Processo: Direção de Serviços de Comunicação e Apoio ao Contribuinte Diploma Portaria n.º 363/2010, de 23 de Junho Estado: vigente Legislação

Leia mais

ALTERA O CÓDIGO DO IVA, APROVADO PELO DECRETO-LEI N

ALTERA O CÓDIGO DO IVA, APROVADO PELO DECRETO-LEI N DECRETO N.º 66/X ALTERA O CÓDIGO DO IVA, APROVADO PELO DECRETO-LEI N.º 394- -B/84, DE 26 DE DEZEMBRO, ESTABELECENDO REGRAS ESPECIAIS EM MATÉRIA DE TRIBUTAÇÃO DE DESPERDÍCIOS, RESÍDUOS E SUCATAS RECICLÁVEIS

Leia mais

Transporte de mercadorias

Transporte de mercadorias Transporte de mercadorias A portaria 161/2013 de 23 de Abril vem estabelecer novas regras para a comunicação dos dados de transporte que constam do Regime de Bens em Circulação. Esta entra em vigor desde

Leia mais

Obrigações declarativas das entidades que não exercem a título principal atividades comerciais, industriais ou agrícolas

Obrigações declarativas das entidades que não exercem a título principal atividades comerciais, industriais ou agrícolas Obrigações declarativas das entidades que não exercem a título principal atividades comerciais, industriais ou agrícolas Elaborado por Paula Franco e Amândio Silva Assessores do Bastonário da Ordem Com

Leia mais

N. Pinto Fernandes, Lda. Consultores de Gestão

N. Pinto Fernandes, Lda. Consultores de Gestão Exma. Senhora Dra. Ana Vieira CCP Confederação do Comércio e Serviços de Portugal Por e-mail Ref.: CCP/027/2012 Assunto: Regras de facturação Decreto-Lei nº 197/2012, de 24 de Agosto. Exma. Senhora Dra.,

Leia mais

Decreto-Lei n.º 147/2003, de 11/7

Decreto-Lei n.º 147/2003, de 11/7 Regime dos Bens em Circulação (RBC) Decreto-Lei n.º 47/003, de /7 Alterado pelo Decreto-Lei n.º 98/0, de 4/8 Alterado pela Lei n.º 66-B/0 - OE/03 Regulamentado pela Portaria n.º 6/03, de 3/4 Quadro Síntese

Leia mais

As novas regras de facturação para 2013 Novidades no Software PHC CS. Principais alterações em todas as gamas da versão 2013 do PHC CS.

As novas regras de facturação para 2013 Novidades no Software PHC CS. Principais alterações em todas as gamas da versão 2013 do PHC CS. As novas regras de facturação para 2013 Novidades no Software PHC CS Principais alterações em todas as gamas da versão 2013 do PHC CS. Índice 1. Documentos que deixam de ser utilizados... 3 2. Factura

Leia mais

REGULAMENTO DE QUOTAS DA ORDEM DOS ARQUITECTOS

REGULAMENTO DE QUOTAS DA ORDEM DOS ARQUITECTOS REGULAMENTO DE QUOTAS DA ORDEM DOS ARQUITECTOS PREÂMBULO Passados cinco anos sobre a aprovação do Regulamento de Quotas da Ordem dos Arquitectos, adiante designada por Ordem, entendeu o Conselho Directivo

Leia mais

Enquadramento Fiscal

Enquadramento Fiscal Organizações Sem Fins Lucrativos Enquadramento Fiscal Ponte da Barca, 14 de Maio de 2013 Organizações Sem Fins Lucrativos Os principais tipos de entidades sem fins lucrativos em Portugal são as associações,

Leia mais

CALENDÁRIO FISCAL Novembro de 2015

CALENDÁRIO FISCAL Novembro de 2015 DATA DE CUMPRIMENTO DAS OBRIGAÇÕES FISCAIS Até ao dia 02 IUC Liquidação, por transmissão eletrónica de dados, e pagamento do Imposto Único de Circulação (IUC), relativo aos veículos cujo aniversário da

Leia mais

DE QUOTAS DA ORDEM DOS ARQUITECTOS

DE QUOTAS DA ORDEM DOS ARQUITECTOS ORDEM Preâmbulo DOS ARQUITECTOS REGULAMENTO designada Passados cinco anos sobre a aprovação do Regulamento de Quotas da Ordem dos Arquitectos, adiante DE QUOTAS DA ORDEM DOS ARQUITECTOS proceder articulado,

Leia mais

FACTURAÇÃO E DOCUMENTOS DE TRANSPORTE. Porto, Maio de 2013 Vieira de Abreu

FACTURAÇÃO E DOCUMENTOS DE TRANSPORTE. Porto, Maio de 2013 Vieira de Abreu FACTURAÇÃO E DOCUMENTOS DE TRANSPORTE Porto, Maio de 2013 Vieira de Abreu FACTURAÇÃO Decreto-Lei 197/2012, de 24/8: Transpõe artº 4º da Directiva 2008/8/CE, de 13/2, e Directiva 2010/45/UE, de 13/7, que

Leia mais

Decreto-Lei n.º 219/2001, de 4 de Agosto *

Decreto-Lei n.º 219/2001, de 4 de Agosto * Decreto-Lei n.º 219/2001, de 4 de Agosto * CAPÍTULO I Âmbito de aplicação Artigo 1.º Âmbito O presente decreto-lei estabelece o regime fiscal das operações de titularização de créditos efectuadas no âmbito

Leia mais

FAQ s Portaria nº 161/2013 de 23 de Abril

FAQ s Portaria nº 161/2013 de 23 de Abril FAQ s Portaria nº 161/2013 de 23 de Abril O que é considerado um documento de transporte? Consideram-se documentos de transporte: Faturas, Guias de Remessa, Guias de Transporte, Notas de Devolução, Guias

Leia mais

FICHA DOUTRINÁRIA. Diploma: CIVA. Artigo: 19º; 20º; 21; 22; e 23º. Assunto:

FICHA DOUTRINÁRIA. Diploma: CIVA. Artigo: 19º; 20º; 21; 22; e 23º. Assunto: FICHA DOUTRINÁRIA Diploma: Artigo: Assunto: CIVA 19º; 20º; 21; 22; e 23º. Direito à dedução - Criação, desenvolvimento e gestão do Parque de Ciência e Tecnologia Processo: nº 3666, despacho do SDG dos

Leia mais

ASSOCIAÇÃO PORTUGUESA DE TÉCNICOS DE CONTABILIDADE

ASSOCIAÇÃO PORTUGUESA DE TÉCNICOS DE CONTABILIDADE MAPA DE OBRIGAÇÕES FISCAIS E PARAFISCAIS DE OUTUBRO 2015 Dia 12: IVA: Envio da declaração mensal referente ao mês de agosto 2015 e anexos. IVA: Pagamento do Imposto sobre o Valor Acrescentado (IVA), a

Leia mais

ALTERAÇÕES AO CÓDIGO DO IVA, REGIME DO IVA NAS TRANSAÇÕES INTRACOMUNITÁRIAS LEGISLAÇÃO COMPLEMENTAR. DL Nº 197/2012, de 24 de agosto

ALTERAÇÕES AO CÓDIGO DO IVA, REGIME DO IVA NAS TRANSAÇÕES INTRACOMUNITÁRIAS LEGISLAÇÃO COMPLEMENTAR. DL Nº 197/2012, de 24 de agosto ALTERAÇÕES AO CÓDIGO DO IVA, REGIME DO IVA NAS TRANSAÇÕES INTRACOMUNITÁRIAS E LEGISLAÇÃO COMPLEMENTAR DL Nº 197/2012, de 24 de agosto 1 DL Nº 197/2012 - Transposição da Diretiva Comunitária Transposição

Leia mais

PRINCIPAIS ALTERAÇÕES PARA 2013

PRINCIPAIS ALTERAÇÕES PARA 2013 PRINCIPAIS ALTERAÇÕES PARA 2013 Índice CERTIFICAÇAO DOS PROGRAMAS DE FATURAÇAO... 3 DECRETO-LEI Nº 197/2012... 4 FATURAS... 5 PRAZO PARA EMISSÃO DAS FATURAS:... 5 ELEMENTOS E MENÇÕES EXIGÍVEIS NAS FATURAS...

Leia mais

FICHA DOUTRINÁRIA. nº 14 do art.º 29º e nº 11 do art.º 36º do CIVA.

FICHA DOUTRINÁRIA. nº 14 do art.º 29º e nº 11 do art.º 36º do CIVA. FICHA DOUTRINÁRIA Diploma: Artigo: Assunto: CIVA nº 14 do art.º 29º e nº 11 do art.º 36º do CIVA. Auto Facturação - Elaboração das facturas pelo próprio adquirente dos bens ou serviços. Processo: nº 841,

Leia mais

Regime de bens em circulação e SAF-T

Regime de bens em circulação e SAF-T Regime de bens em circulação e SAF-T Novas regras Julho 2013 Legislação Quem está abrangido Emissão de documentos transporte Comunicação de documentos à AT SAF-T Oportunidades comerciais Sage Portugal

Leia mais

FACTURAS E DOCUMENTOS DE TRANSPORTE *** ÚLTIMAS ALTERAÇÕES AO CÓDIGO DO TRABALHO

FACTURAS E DOCUMENTOS DE TRANSPORTE *** ÚLTIMAS ALTERAÇÕES AO CÓDIGO DO TRABALHO FACTURAS E DOCUMENTOS DE TRANSPORTE *** ÚLTIMAS ALTERAÇÕES AO CÓDIGO DO TRABALHO FACTURAS E DOCUMENTOS DE TRANSPORTE Decreto-Lei 197/2012, de 24/8: Transpõe artº 4º da Directiva 2008/8/CE, de 13/2, e Directiva

Leia mais

Quem são os prestadores de serviços digitais e que serviços são tributados?

Quem são os prestadores de serviços digitais e que serviços são tributados? Como se delimitam as fronteiras no e- commerce? Se tem uma loja online, plataforma digital ou marketplace, e é prestador de serviços digitais abrangidos pelo MOSS, saiba o que muda no seu processo de facturação.

Leia mais

As novas regras da faturação e a comunicação dos elementos das faturas emitidas Perguntas & Respostas

As novas regras da faturação e a comunicação dos elementos das faturas emitidas Perguntas & Respostas As novas regras da faturação e a comunicação dos elementos das faturas emitidas Perguntas & Respostas Informação elaborada pela Ordem dos Técnicos Oficiais de Contas Atualizado em 21 01 2013 Nota: Agradece-se

Leia mais

FICHA DOUTRINÁRIA. Diploma: CIVA. Artigo: al. c) do nº 1 do art. 18º. Assunto:

FICHA DOUTRINÁRIA. Diploma: CIVA. Artigo: al. c) do nº 1 do art. 18º. Assunto: FICHA DOUTRINÁRIA Diploma: Artigo: Assunto: CIVA al. c) do nº 1 do art. 18º Enquadramento - Serviços prestados a uma companhia de teatro Processo: nº 1773, despacho do SDG dos Impostos, substituto legal

Leia mais

As novas regras de Facturação para 2013 e o sistema PHC FX

As novas regras de Facturação para 2013 e o sistema PHC FX Perguntas mais frequentes sobre As novas regras de Facturação para 2013 e o sistema PHC FX Quais as empresas que estão obrigadas a enviar os elementos das Facturas à AT? As pessoas, singulares ou colectivas,

Leia mais

Tudo o que precisa de saber

Tudo o que precisa de saber Pág. 1 de 10 Com a publicação, no passado mês de Agosto, dos Decretos-Lei n. os 197/2012 e 198/2012, várias e (bastante) substanciais foram as alterações introduzidas em matéria de regras a observar ao

Leia mais

Paula Teixeira Manuel Fernandes. 15 de Janeiro de 2015. www.sage.pt 1

Paula Teixeira Manuel Fernandes. 15 de Janeiro de 2015. www.sage.pt 1 Paula Teixeira Manuel Fernandes 15 de Janeiro de 2015 www.sage.pt 1 Sage Portugal Apresentação www.sage.pt 2 Agenda 1.0 Comunicação de inventários à AT 1.1 Breve resumo legal 1.2 Boas práticas 1.3 A solução

Leia mais

ESTATUTO DOS BENEFÍCIOS FISCAIS CAPÍTULO X. Benefícios fiscais relativos ao mecenato. Artigo 61.º. Noção de donativo. Artigo 62.º

ESTATUTO DOS BENEFÍCIOS FISCAIS CAPÍTULO X. Benefícios fiscais relativos ao mecenato. Artigo 61.º. Noção de donativo. Artigo 62.º ESTATUTO DOS BENEFÍCIOS FISCAIS CAPÍTULO X Benefícios fiscais relativos ao mecenato Artigo 61.º Noção de donativo Para efeitos fiscais, os donativos constituem entregas em dinheiro ou em espécie, concedidos,

Leia mais

I - Regime de contabilidade de caixa. 1. Âmbito de aplicação. (artigo 1º do regime)

I - Regime de contabilidade de caixa. 1. Âmbito de aplicação. (artigo 1º do regime) Classificação: 020.01.10 Segurança: Processo: 2013 004333 ÁREA DE GESTÃO TRIBUTÁRIA DO IVA - GABINETE DO Of.Circulado N.º: 30150/2013 2013-08-30 Entrada Geral: N.º Identificação Fiscal (NIF): 770 004 407

Leia mais

Regime de IVA de Caixa

Regime de IVA de Caixa Regime de IVA de Caixa Arial (Data) Alinhado esquerda 14 pt Partilhamos a Experiência. Inovamos nas Soluções. Joana Maldonado Reis 5 de Junho 2014 ÍNDICE 1. Enquadramento / Contexto 2. Características

Leia mais

Secção II 1* Fundos e sociedades de investimento imobiliário para arrendamento habitacional

Secção II 1* Fundos e sociedades de investimento imobiliário para arrendamento habitacional Secção II 1* Fundos e sociedades de investimento imobiliário para arrendamento habitacional Artigo 102.º Objecto É aprovado o regime especial aplicável aos fundos de investimento imobiliário para arrendamento

Leia mais

NOVAS REGRAS DE FATURAÇÃO COMUNICAÇÃO À AT BENEFÍCIO FISCAL EM IRS. DL Nº 197/2012 E Nº 198/2012, de 24 de agosto

NOVAS REGRAS DE FATURAÇÃO COMUNICAÇÃO À AT BENEFÍCIO FISCAL EM IRS. DL Nº 197/2012 E Nº 198/2012, de 24 de agosto NOVAS REGRAS DE FATURAÇÃO E COMUNICAÇÃO À AT BENEFÍCIO FISCAL EM IRS DL Nº 197/2012 E Nº 198/2012, de 24 de agosto DL Nº 197/2012 - Transposição de Diretivas Comunitárias DL Nº 197/2012 - Transposição

Leia mais

Organizações de Economia Social e a Fiscalidade

Organizações de Economia Social e a Fiscalidade www.pwc.com/pt Organizações de Economia Social e a Fiscalidade 17 de Jaime Carvalho Esteves Auditório SRS Advogados, Lisboa Agenda 1. Considerações prévias 2. Donativo versus patrocínio 3. Um exemplo:

Leia mais

Descarregue gratuitamente actualizações online em www.portoeditora.pt/direito Fiscal Col. Legislação (06704.24). Novembro, 2009.

Descarregue gratuitamente actualizações online em www.portoeditora.pt/direito Fiscal Col. Legislação (06704.24). Novembro, 2009. orquê as actualizações aos livros da COLECÇÃO LEGISLAÇÃO? O panorama legislativo nacional é bastante mutável, sendo constante a publicação de novos diplomas. Ao disponibilizar novas actualizações, a ORTO

Leia mais

Lei n.º 66/98 de 14 de Outubro

Lei n.º 66/98 de 14 de Outubro Lei n.º 66/98 de 14 de Outubro Aprova o estatuto das organizações não governamentais de cooperação para o desenvolvimento A Assembleia da República decreta, nos termos dos artigos 161.º, alínea c), 166.º,

Leia mais

Imposto sobre o Valor Acrescentado

Imposto sobre o Valor Acrescentado Imposto sobre o Valor Acrescentado 19 de Dezembro de 2011 O IVA na receita fiscal +12,6% IVA Page 2/26 Artigos alterados 9.º - Isenções nas operações internas 16.º - Valor tributável nas operações internas

Leia mais

FICHA DOUTRINÁRIA. Diploma: Código do Imposto do Selo 60.º CIS, Verba 2 TGIS

FICHA DOUTRINÁRIA. Diploma: Código do Imposto do Selo 60.º CIS, Verba 2 TGIS Diploma: Código do Imposto do Selo Artigo: Assunto: 60.º CIS, Verba 2 TGIS FICHA DOUTRINÁRIA Comunicação de contratos de arrendamento Processo: 2010004346 IVE n.º 1703, com despacho concordante, de 2011.03.18,

Leia mais

Alterações a vigorar a partir de 1 de outubro de 2013

Alterações a vigorar a partir de 1 de outubro de 2013 Alterações a vigorar a partir de 1 de outubro de 2013 Este documento deve ser impresso e lido com atenção, preferencialmente, na presença do contabilista da sua empresa. Caso subsistam dúvidas após a sua

Leia mais

RITI - Regime do Iva nas Transações Intracomunitárias

RITI - Regime do Iva nas Transações Intracomunitárias RITI - Regime do Iva nas Transações Intracomunitárias CAPÍTULO I - INCIDÊNCIA ARTIGO 1º - Incidência objectiva INCIDÊNCIA - RITI Estão sujeitas a imposto sobre o valor acrescentado (IVA): a) As aquisições

Leia mais

REGIME DE CONTABILIDADE DE CAIXA EM SEDE DE IMPOSTO SOBRE O VALOR ACRESCENTADO (REGIME DE IVA DE CAIXA)

REGIME DE CONTABILIDADE DE CAIXA EM SEDE DE IMPOSTO SOBRE O VALOR ACRESCENTADO (REGIME DE IVA DE CAIXA) REGIME DE CONTABILIDADE DE CAIXA EM SEDE DE IMPOSTO SOBRE O VALOR ACRESCENTADO (REGIME DE IVA DE CAIXA) APROVADO PELO DECRETO-LEI N.º 71/2013, DE 30 DE MAIO ALTERADO PELOS SEGUINTES DIPLOMAS: - LEI N.º

Leia mais

Enquadramento Fiscal dos Advogados em. sede de IRS, IVA e segurança social

Enquadramento Fiscal dos Advogados em. sede de IRS, IVA e segurança social Enquadramento Fiscal dos Advogados em sede de IRS, IVA e segurança social Fiscalidade IVA / IRS / Segurança social Março 2015 1 IAE -Instituto dos Advogados de Empresa da Ordem dos Advogados 1 Formas de

Leia mais

CIRCULAR DE 2011. Numa segunda parte chamaremos a atenção para alguns aspectos de índole contabilística. Aspectos de natureza fiscal

CIRCULAR DE 2011. Numa segunda parte chamaremos a atenção para alguns aspectos de índole contabilística. Aspectos de natureza fiscal CIRCULAR DE 2011 Das constantes alterações implementadas, tanto a nível fiscal como legal, através de circulares, fomos dando conhecimento, pelo menos, das que de uma forma directa ou indirectamente afectem

Leia mais

FAQ S PORTARIA DE CERTIFICAÇÃO DE SOFTWARE - ÓPTICA DO UTILIZADOR-

FAQ S PORTARIA DE CERTIFICAÇÃO DE SOFTWARE - ÓPTICA DO UTILIZADOR- FAQ S PORTARIA DE CERTIFICAÇÃO DE SOFTWARE - ÓPTICA DO UTILIZADOR- Portaria n.º 363/2010, de 23 de Junho CONDIÇÕES DE EXCLUSÃO Q1: Quais os requisitos previstos para a dispensa de utilização de software

Leia mais