PESQUISA SOBRE A NEGLIGÊNCIA DO CONTEÚDO EM

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "PESQUISA SOBRE A NEGLIGÊNCIA DO CONTEÚDO EM"

Transcrição

1 EXACTUS SOFTWARE LTDA. FEV PESQUISA SOBRE A NEGLIGÊNCIA DO CONTEÚDO EM FAVOR DA FORMA NA CONSOLIDAÇÃO DO SPED Ederson Von Mühlen Analista de Negócios da Exactus Software Contador, Pós-Graduado em Gestão Tributária

2 1. INTRODUÇÃO A Exactus Software, preocupada com a precisão das informações prestadas ao fisco na atual sistemática do SPED, realizou esta pesquisa com objetivo de alertar clientes e contribuintes sobre a importância das revisões do conteúdo das informações fiscais num momento em que o fisco passa a utilizar inteligência artificial no cruzamento de dados, o que aumenta a exposição do contribuinte aos riscos fiscais. Para a realização da pesquisa é considerada conteúdo a obrigação principal que decorre do fato gerador que é constituído de informações fiscais como a Nomenclatura Comum do MERCOSUL (NCM), Código Fiscal de Operações e Prestações (CFOP), Código da Situação Tributária (CST), retenções destacadas nos documentos fiscais, créditos utilizados na apuração dos tributos, cálculo de tributos, bem como benefícios e incentivos fiscais utilizados na apuração dos tributos. É considerada forma a obrigação acessória que está relacionada à prestação de informações no interesse do fisco como emissão, geração, validação e transmissão de NF-e, CT-e, NFS-e, SPED Fiscal, EFD- PIS/COFINS, escrituração dos documentos fiscais e fechamento de livros fiscais no final do período. Os objetivos a serem atingidos nesta pesquisa são: a) Constatar a veracidade do pressuposto de que a demanda pelos serviços profissionais da área contábil e tributária busca atender principalmente revisões relacionadas à forma, negligenciando o conteúdo das informações apresentadas ao fisco; b) Verificar qual o tipo de profissional que atualmente revisa as informações fiscais transmitidas através do SPED; c) Identificar as principais revisões das informações fiscais realizadas atualmente na empresa; d) Identificar os principais motivos pelos quais as empresas não possuem profissional especializado para realizar revisões de conteúdo ; e) Apontar a melhor solução para revisões do conteúdo das informações fiscais apresentadas ao fisco. 2

3 2. TAMANHO DA AMOSTRA Nossa amostra foi respondida por sessenta e quatro (64) profissionais sem interferência do pesquisador, destes 32 são Analista/Assistentes (50,0%), 15 Diretores (23,4%), 9 Gerentes (14,1%) e 8 Supervisores (12,5%), conforme Tabela 2: Tabela 2 Distribuição dos participantes de acordo com cargo Cargo n % Analista/Assistente 32 50,0 Diretor 15 23,4 Gerente 9 14,1 Supervisor 8 12,5 Total

4 3. ANÁLISE DOS RESULTADOS 3.1 QUESTÃO 1 CARGO DOS PARTICIPANTES Da amostra pesquisada, 32 são Analista/Assistentes (50,0%), 15 Diretores (23,4%), 9 Gerentes (14,1%) e 8 Supervisores (12,5%), como observado no Gráfico 1: 12,5% Gráfico 1 Cargo dos participantes 14,1% 50,0% Analista/Assistente Diretor Gerente Supervisor 23,4% 3.2 QUESTÃO 2 - TEMPO DE EXPERIÊNCIA NA ÁREA O tempo de experiência na área é 34 que possuem mais de 10 anos (53,1%), 15 entre 5 e 10 anos (23,4%) e 15 até 5 anos (23,4%), como observado no Gráfico 2: Gráfico 2 Tempo de experiência na área 23,4% 23,4% 53,1% mais de 10 anos entre 5 e 10 anos até 5 anos 4

5 3.3 QUESTÃO 3 FAIXA ETÁRIA A faixa etária é de 28 que possuem entre 31 e 50 anos (43,8%), 26 até 30 anos (40,6%), 7 entre 51 e 65 anos (10,9%) e 3 acima de 65 anos (4,7%), como observado no Gráfico 3: Gráfico 3 Faixa Etária 40,6% 10,9% 4,7% 43,8% entre 31 e 50 anos até 30 anos entre 51 e 65 anos acima de 65 anos 3.4 QUESTÃO 4 GRAU DE ESCOLARIDADE O grau de escolaridade é de 27 que possuem ensino superior completo (42,2%), 24 pós-graduação (37,5%) e 13 nível médio (20,3%), como observado no Gráfico 4: Gráfico 4 Grau de escolaridade 20,3% 42,2% 37,5% Superior completo Pós-Graduação Nível Médio 5

6 3.5 QUESTÃO 5 NÍVEL DE CONHECIMENTO TRIBUTÁRIO O nível de conhecimento tributário, de acordo com próprio julgamento, é de 32 que possuem bom nível (50,0%), 25 nível regular (39,1%), 5 ótimo (7,8%) e 2 nenhum (3,1%), como observado no Gráfico 5: Gráfico 5 Nível conhecimento tributário 7,8% 3,1% 39,1% 50,0% Bom Regular Ótimo Nenhum 3.6 QUESTÃO 6 NÍVEL CONHECIMENTO SOBRE SPED O nível de conhecimento sobre SPED, de acordo com próprio julgamento, é de 29 que possuem nível regular (45,3%), 25 bom (39,1%), 6 nenhum (9,4%) e 4 ótimo (6,3%), como observado no Gráfico 6: Gráfico 6 Nível conhecimento sobre SPED 9,4% 6,3% 45,3% 39,1% Regular Bom Nenhum Ótimo 6

7 3.7 QUESTÃO 7 PRINCIPAL SEGMENTO DE ATUAÇÃO Sobre o principal segmento de atuação da empresa dos participantes ou das quais estes prestam serviços, 26 são de Serviços Contábeis (40,6%), 14 de Serviços (21,9%), 14 de Comércio (21,9%), 5 de Fornecedor de Software (7,8%), 4 de Indústria (6,3%) e 1 de Serviços de Consultoria (SPED) (1,6%), como observado no Gráfico 7: Gráfico 7 Principal segmento de atuação empresa dos participantes 6,3% 1,6% 7,8% 40,6% 21,9% 21,9% Serviços Contábeis Comércio Indústria Serviços Fornecedor de Software Serviços de Consultoria (SPED) 3.8 QUESTÃO 8 REGIME TRIBUTÁRIO EMPRESA O regime tributário das empresas dos participantes ou das quais estes prestam serviços é de 25 do Lucro Presumido (39,1%), 22 do Simples Nacional (34,4%) e 17 do Lucro Real (26,6%), como observado no Gráfico 8: Gráfico 8 Principal regime tributário empresa participantes 26,6% 39,1% Lucro Presumido Simples Nacional Lucro Real 34,4% 7

8 3.9 QUESTÃO 9 - OBRIGATORIEDADE EM RELAÇÃO AOS SUBPROJETOS SPED Foi constatado que de um total de 64 participantes, 37 (23,0%) responderam que estão obrigados à Nota Fiscal Eletrônica; 36 (22,4%) ao EFD-PIS/Cofins, 34 (21,1%) ao SPED Contábil e 38 (17,4%) ao SPED Fiscal. Além dos que já estão obrigados; 16 (9,9%) não estão obrigados ao e 6,2% preveem que futuramente estarão obrigados ao SPED. A expectativa é que grande parte das empresas pesquisadas logo estejam obrigadas a pelo menos um dos subprojetos do SPED, Tabela 3. Tabela 3 Distribuição dos subprojetos SPED por principal segmento de atuação das empresas Subprojetos Principal Segmento de Atuação SPED Serviços Consultoria Serviços Comércio Software Indústria Obrigados Contábeis SPED Total n % n % n % n % n % n % n % NF-e 16 9,9 7 4,3 8 5,0 1 0,6 4 2,5 1 0, ,0 PIS/Cofins 15 9,3 9 5,6 6 3,7 3 1,9 2 1,2 1 0, ,4 Contábil 14 8,7 8 5,0 6 3,7 3 1,9 2 1,2 1 0, ,1 Fiscal 14 8,7 3 1,9 5 3,1 3 1,9 2 1,2 1 0, ,4 Não 4 2,5 4 2,5 4 2,5 3 1,9 1 0,6 0 0,0 16 9,9 Futuramente 4 2,5 0 0,0 3 1,9 2 1,2 1 0,6 0 0,0 10 6,2 Total 67 41, , ,9 15 9,3 12 7,5 4 2, Com isso verifica-se que a maioria 83,9% já se encontra obrigado a um ou mais subprojetos SPED e apenas 16,1% afirmaram que suas empresas ainda não estão obrigadas, como observado no Gráfico 9: Gráfico 9 - Obrigatoriedade em relação ao SPED 16,1% Obrigados 83,9% Não ou Futuramente estará obrigada ou pretende prestar serviços relacionados ao SPED 8

9 3.10 QUESTÃO 10 - TIPO DE PROFISSIONAL QUE ATUALMENTE REVISA AS INFORMAÇÕES FISCAIS TRANSMITIDAS ATRAVÉS DO SPED Observa-se que 47 (73,5%) das empresas pesquisadas utilizam principalmente o escritório de contabilidade para revisar o conteúdo das informações fiscais ou validar e transmitir o SPED e que apenas 9 (14,1%) possui serviço de consultoria tributária ou profissional especializado para revisar o conteúdo das informações fiscais, como observado no Gráfico 10: Gráfico 10 - Tipo de profissional que revisa as informações fiscais do SPED Série1 Escritório de Contabilidade somente para validar e transmitir o SPED 31,3% Escritório de Contabilidade para revisar o conteúdo das informações fiscais 23,4% Escritório de Contabilidade somente para validar e transmitir o SPED, Escritório de Contabilidade para revisar o conteúdo das informações fiscais 18,8% Contabilidade na empresa somente para validar e transmitir o SPED 12,5% Empresa de Consultoria Tributária ou Profissional Especializado para revisar o conteúdo das informações fiscais 10,9% Escritório de Contabilidade para revisar o conteúdo das informações fiscais, Empresa de Consultoria Tributária ou Profissional Especializado para revisar o conteúdo das Escritório de Contabilidade somente para validar e transmitir o SPED, Escritório de Contabilidade para revisar o conteúdo das informações fiscais, Empresa de 1,6% 1,6% 9

10 3.11 QUESTÃO 11 - PRINCIPAIS REVISÕES DAS INFORMAÇÕES FISCAIS REALIZADOS ATUALMENTE NA EMPRESA Para conhecer as principais revisões das informações fiscais realizadas atualmente na empresa, foram apresentadas aos participantes da pesquisa 18 opções, sendo 7 opções de forma e 11 de conteúdo, permitindo-se aos mesmos assinalarem mais de uma que considerassem relevantes. Esta foi a distribuição das opções respondidas pelos participantes no questionário, Tabela 4. Tabela 4 Distribuição das principais revisões das informações fiscais realizadas atualmente da empresa. A classificação está em ordem decrescente orientada pela quantidade de indicações nos questionários Principais Revisões Tipo de Revisão forma conteúdo n1 n2 % n % * ** Escrituração mensal dos documentos fiscais ,0 Geração, Validação, Transmissão e Emissão da NF-e ,0 Geração, Validação e Transmissão do SPED EFD-PIS/COFINS ,3 Fechamento de livros fiscais no final do período ,9 Geração, Validação e Transmissão do SPED Fiscal ,9 Revisão do calculo dos tributos destacados no documento fiscal 21 4,7 Geração, Validação, Transmissão e Emissão da NFS-e ,9 Revisão dos créditos utilizados na apuração dos Tributos 19 4,3 Revisão no CFOP e CST utilizados nas operações 17 3,8 Revisão das retenções destacadas nos documentos fiscais 17 3,8 Revisão no calculo de ICMS Substituição Tributária 16 3,6 Revisão dos dispositivos legais destacados nos documentos fiscais 14 3,1 Revisão dos dados cadastrais de clientes e fornecedores 13 2,9 Revisão na Classificação fiscal (NCM) associado a cada produto 12 2,7 Revisão dos benefícios fiscais utilizados na apuração dos Tributos 11 2,5 Revisão dos incentivos fiscais utilizados apuração dos Tributos 9 2,0 Revisão no calculo dos Tributos em operações de Importação 8 1,8 Geração, Validação, Transmissão e Emissão do CT-e 5 8 1,8 Total , ,2 *Quantidade Respondida (n1) Fator de Equivalência Proporcional (FEP): Quantidade Revisões conteúdo (11) / Quantidade Revisões forma (7) = 1,57 **Quantidade Proporcionalizada (n2) = (n1 x FEP (1,57)) 10

11 Para não criar uma tendência a confirmar a hipótese do autor foram apresentadas mais opções de conteúdo que de forma. Para tornar proporcional a quantidade de alternativas que se referem a forma (7) e a conteúdo (11) foi realizado um calculo simples de equivalência onde cada (1) alternativa de forma equivale a (1,57) alternativa de conteúdo. Depois de igualadas as quantidades tem-se a distribuição mostrada no Gráfico 11: Gráfico 11 - Principais revisões das informações fiscais realizados na empresa Série1 Escrituração mensal dos documentos fiscais Geração, Validação, Transmissão e Emissão da NF-e Geração, Validação e Transmissão do SPED EFD-PIS/COFINS Geração, Validação e Transmissão do SPED Fiscal Fechamento de livros fiscais no final do período Revisão do calculo dos tributos destacados no documento fiscal Geração, Validação, Transmissão e Emissão da NFS-e Revisão dos créditos utilizados na apuração dos Tributos Revisão das retenções destacadas nos documentos fiscais Revisão no CFOP e CST utilizado nas operações Revisão no calculo de ICMS Substituição Tributária dos documentos fiscais Revisão dos dispositivos legais destacados nos documentos fiscais Revisão dos dados cadastrais de clientes e fornecedores Revisão na Classificação fiscal (NCM) associado a cada produto Revisão dos benefícios fiscais utilizados na apuração dos Tributos Revisão dos incentivos fiscais utilizados apuração dos Tributos Revisão no calculo dos Tributos em operações de Importação Geração, Validação, Transmissão e Emissão do CT-e 4,7% 4,9% 4,3% 3,8% 3,8% 3,6% 3,1% 2,9% 2,7% 2,5% 2,0% 1,8% 1,8% 9,9% 9,9% 13,0% 13,0% 12,3% 11

12 Além da apuração global demonstrada na Tabela 4 e no Gráfico 11, também foi apurado se as opções escolhidas por cada um dos 64 profissionais indagados referiam-se mais a forma ou a conteúdo, utilizou-se também o Fator de Equivalência Proporcional (FEP) conforme demonstrado, Tabela 5. Tabela 5 Distribuição do resultado individual de cada profissional com base nas principais revisões das informações fiscais realizadas atualmente da empresa. Tipo de Revisão n % forma 53 82,8 Conteúdo 11 17,2 Total ,00 Com isso, conclui-se que 82,8% das revisões das informações fiscais realizadas atualmente na empresa correspondem a forma e apenas 17,2% a Conteúdo, como observado no Gráfico 12: Gráfico 12 - Conclusão sobre hipótese da negligência do conteúdo em favor da forma com base resultado individual 17,2% 82,8% Mais "Forma" Mais "Conteúdo" 12

13 3.12 QUESTÃO 12 - OPINIÃO SOBRE HIPÓTESE DA NEGLIGÊNCIA DO CONTEÚDO EM FAVOR DA FORMA Dentre os 64 profissionais indagados sobre o pressuposto de que a demanda pelos serviços de profissionais da área contábil e tributária busca atender principalmente revisões relacionados à forma, negligenciando o conteúdo das informações apresentadas ao fisco, 43 profissionais (67,2%) responderam que concordam e 21 profissionais (32,8%) responderam que não concordam, conforme agrupamento por nível de conhecimento sobre o SPED na Tabela 6. Tabela 6 Distribuição das respostas, (sobre a hipótese da negligência do conteúdo em favor da forma ), pelo nível de conhecimento sobre SPED dos indivíduos pesquisados. Opinião sobre Hipótese Nível Concorda? (Sim/Não) Sim Não Total n % n % N % Regular 22 34,4 7 10, ,3 Bom 15 23, , ,1 Nenhum 3 4,7 3 4,7 6 9,4 Ótimo 3 4,7 1 1,6 4 6,3 Total 43 67, , Com isso, conclui-se que 67,2% profissionais concordam com hipótese da negligência do conteúdo em favor da forma e 32,8% não concordam. Gráfico 13: Gráfico 13 - Opinião sobre hipótese da negligência do conteúdo em favor da forma 32,8% 67,2% Sim, concordo Não, concordo 13

14 3.13 QUESTÃO 13 - MOTIVOS PARA NÃO POSSUIR REVISÕES DE "CONTEÚDO" REALIZADAS POR PROFISSIONAL ESPECIALIZADO De acordo com 68,8% das respostas conclui-se que os principais motivos pelos quais as empresas não possuem revisões de conteúdo realizadas por profissional especializado são por que acham os serviços de consultoria especializada muito caros e por que o escritório de contabilidade não possui profissionais especializados, oberve Gráfico 14: Gráfico 14 - Motivos para não possuir revisões de "conteúdo" realizadas por profissional especializado Série1 Serviços de consultoria especializada são muito caros 39,1% Meu escritório de contabilidade não possui profissionais especializados, Serviços de consultoria especializada são muito caros 17,2% Já possuo Consultoria Tributária Especializada 14,1% Não considero um trabalho necessário para minha empresa 14,1% Meu escritório de contabilidade não possui profissionais especializados 12,5% Não considero um trabalho necessário para minha empresa, Serviços de consultoria especializada são muito caros 3,1% 14

15 3.14 QUESTÃO 14 - SOLUÇÃO PROPOSTA PARA REVISAR O "CONTEÚDO" DAS INFORMAÇÕES FISCAIS De acordo com as repostas dos participantes conclui-se que a melhor solução para atender revisões de conteúdo é criar um departamento de inteligência fiscal no escritório contabilidade, conforme opção assinalada por 40,6% dos participantes. Observe Gráfico 15: Gráfico 15 - Soluções propostas para revisar o "conteúdo" das informações fiscais Série1 Criar departamento especializado em Inteligência Fiscal no escritório contabilidade 40,6% Contratar serviço de consultoria especializada 29,7% Criar departamento de Inteligência Fiscal no escritório contabilidade e Contratar de serviços de consultoria especializada 25,0% Outro - Os empresários darem mais importância e se adequarem as exigências, sempre tudo os Contadores tem que dar um jeito. 1,6% Outro - Focar o profissional da empresa através de atualização continua 1,6% Outro - Mais treinamento com software da EXACTUS para geração do SPED 1,6% 15

16 4. CONCLUSÕES Considerando os resultados demonstrados, este trabalho atingiu satisfatoriamente os objetivos estabelecidos, conforme segue: a) Constatou-se através dos resultados desta pesquisa que é verdadeiro o pressuposto de que a demanda pelos serviços de profissionais da área contábil e tributária busca atender principalmente revisões relacionadas à forma, negligenciando o conteúdo das informações apresentadas ao fisco. Esta constatação é verificada em empresas de todos os ramos de atividade e setores da economia. O pressuposto foi confirmado, tanto pela pergunta direta realizada aos participantes se concorda ou não, quanto pela análise das respostas individuais sobre as principais revisões realizadas atualmente na empresa, ambas as alternativas comprovam o pressuposto com um percentual considerável 67,2% e 82,8% respectivamente. b) Verificou-se também que atualmente, de acordo com a amostra pesquisada, quem revisa as informações fiscais transmitidas através do SPED em 73,5% dos casos é o escritório de contabilidade que fica responsável revisar o conteúdo, validar e transmitir ao SPED. c) Identificou-se na análise global das principais revisões de informações fiscais que 64,8% estão relacionadas à forma e somente 35,2% a conteúdo. Além disso, constatouse na análise individual de cada um dos 64 profissionais indagados que 82,8% das revisões das informações fiscais realizadas atualmente na empresa correspondem a forma e apenas 17,2% a conteúdo. d) Identificou-se também que as empresas não realizam revisões de conteúdo por profissional especializado porque consideram os serviços de consultoria especializada muito caros ou por que o escritório de contabilidade não possui profissionais especializados, alternativas que juntas somam 68,8%. e) Contatou-se que a melhor solução para atender a demanda por revisões de conteúdo das informações fiscais é, de acordo com resposta de 40,6% dos participantes, criar um departamento de inteligência fiscal no escritório contabilidade. Os resultados sugerem a implantação de um processo de revisão do conteúdo das informações fiscais: A primeira etapa do processo de revisão para melhorias na qualidade da informação fiscal começa com a revisão do conteúdo que abrange verificação da correta 16

17 utilização dos códigos de Nomenclatura Comum do MERCOSUL (NCM), Código Fiscal de Operações e Prestações (CFOP), Código da Situação Tributária (CST), revisão de retenção destacada nos documentos fiscais, de créditos utilizados na apuração dos Tributos, de cálculo de tributos, bem como revisão de benefícios e incentivos fiscais utilizados apuração dos Tributos. A segunda etapa do processo refere-se à revisão da forma que abrange a emissão, geração, validação e transmissão das principais obrigações acessórias como NFe, CT-e, NFS-e, SPED Fiscal, EFD-PIS/COFINS, escrituração dos documentos fiscais e fechamento de livros fiscais no final do período. Seguindo estas etapas o contribuinte assegura maior precisão nas informações fiscais prestadas ao fisco, o que diminui sua exposição ao risco de sanções fiscais neste momento em que o fisco passa a utilizar inteligência artificial no cruzamento de dados, sabendo que este processo de digitalização é irreversível e tende a se aprimorar. O processo de revisão proposto deve ser executado por serviço de consultoria especializada ou através de um departamento especializado em inteligência fiscal no escritório contabilidade. Segue abaixo organograma com a representação do modelo ideal para o fluxo da informação fiscal precisa conforme Figura 1: Figura 1 Organograma do modelo ideal para fluxo da informação fiscal precisa Fonte: Sugestão do autor,

O que é o Sistema Público de Escrituração Digital - SPED?

O que é o Sistema Público de Escrituração Digital - SPED? SPED PIS/COFINS Teoria e Prática O que é o Sistema Público de Escrituração Digital - SPED? E v e l i n e B a r r o s o Maracanaú - CE Março/2 0 1 2 1 2 Conceito O SPED é instrumento que unifica as atividades

Leia mais

SPED PIS E COFINS SPED PIS E COFINS. Sistema Questor SPED PIS E COFINS - SPED PIS E COFINS - 0brigatoriedade. Objetivos do Curso

SPED PIS E COFINS SPED PIS E COFINS. Sistema Questor SPED PIS E COFINS - SPED PIS E COFINS - 0brigatoriedade. Objetivos do Curso Sistema Questor SPED PIS E COFINS SPED Sistema Público de Escrituração Digital EFD Escrituração Fiscal Digital Instrutor: - Jocenei Friedrich Apoio: - Sejam todos bem-vindos Objetivos do Curso Conhecer

Leia mais

PERCEPÇÃO DAS EMPRESAS DE SERVIÇOS CONTÁBEIS EM RELAÇÃO AO SPED

PERCEPÇÃO DAS EMPRESAS DE SERVIÇOS CONTÁBEIS EM RELAÇÃO AO SPED Apresentação O Sistema Público de Escrituração Digital (SPED) tem promovido grandes mudanças, as quais não se restringem à substituição do papel por informações digitais ou a questões puramente tecnológicas.

Leia mais

Informações gerais sobre a EFD-PIS/COFINS

Informações gerais sobre a EFD-PIS/COFINS Informações gerais sobre a EFD-PIS/COFINS Legislação Conforme instituído pela Instrução Normativa RFB nº 1.052, de 5 de julho de 2010, sujeitam à obrigatoriedade de geração de arquivo da Escrituração Fiscal

Leia mais

Professor José Sérgio Fernandes de Mattos

Professor José Sérgio Fernandes de Mattos Professor Apresentação: 1. Instituído pelo Decreto nº 6.022, de 22 de janeiro de 2007, o Sistema Público de Escrituração Digital (Sped) faz parte do Programa de Aceleração do Crescimento do Governo Federal

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO WFISCAL SPED PIS COFINS. Lucro Presumido Regime de Competência Escrituração Consolidada por CFOP

MANUAL DO USUÁRIO WFISCAL SPED PIS COFINS. Lucro Presumido Regime de Competência Escrituração Consolidada por CFOP MANUAL DO USUÁRIO WFISCAL SPED PIS COFINS Lucro Presumido Regime de Competência Escrituração Consolidada por CFOP Página: 1 INTRODUÇÃO Este material traz as informações sobre as características do SPED

Leia mais

SPED. EFD CONTRIBUIÇÕES (Palestra) ANTONIO SÉRGIO DE OLIVEIRA WWW.PORTALDOSPED.COM.BR

SPED. EFD CONTRIBUIÇÕES (Palestra) ANTONIO SÉRGIO DE OLIVEIRA WWW.PORTALDOSPED.COM.BR SPED EFD CONTRIBUIÇÕES (Palestra) ANTONIO SÉRGIO DE OLIVEIRA WWW.PORTALDOSPED.COM.BR ANTONIO SÉRGIO DE OLIVEIRA Contador, Administrador de Empresas, Pós Graduado em Gestão Pública, Técnico em Contabilidade,

Leia mais

www.audicgroup.com.br DR SPED

www.audicgroup.com.br DR SPED www.audicgroup.com.br DR SPED a EMPRESA A Audic Group no Brasil tem o compromisso com os seus clientes de buscar a satisfação por eles desejada, para tanto dedica-se na identificação dos problemas, na

Leia mais

MANUAL SPED(EFD) PIS-COFINS

MANUAL SPED(EFD) PIS-COFINS MANUAL SPED(EFD) PIS-COFINS O que é SPED? É um arquivo de texto que detalha todas as movimentações fiscais da empresa em um determinado período, listando todas as operações de compra (Notas de compra)

Leia mais

Projetos da Receita Federal

Projetos da Receita Federal Escrituração Fiscal Digital - EFD Projetos da Receita Federal A Escrituração Fiscal Digital - EFD é um arquivo digital, que se constitui de um conjunto de escriturações de documentos fiscais e de outras

Leia mais

Coordenadoria de Fiscalização Página 2 de 28 Grupo Gestor do SPED

Coordenadoria de Fiscalização Página 2 de 28 Grupo Gestor do SPED Coordenadoria de Fiscalização Página 2 de 28 SUMÁRIO 1. Apresentação....... 6 2. O que é Escrituração Fiscal Digital?....... 7 3. Antigos livros fiscais em papel....... 7 4. Quem está obrigado à EFD?.......

Leia mais

EFD PIS COFINS Teoria e Prática

EFD PIS COFINS Teoria e Prática EFD PIS COFINS Teoria e Prática É uma solução tecnológica que oficializa os arquivos digitais das escriturações fiscal e contábil dos sistemas empresariais dentro de um formato digital específico e padronizado.

Leia mais

EFD PIS COFINS ESCRITURAÇÃO FISCAL DIGITAL

EFD PIS COFINS ESCRITURAÇÃO FISCAL DIGITAL EFD PIS COFINS ESCRITURAÇÃO FISCAL DIGITAL 1. INTRODUÇÃO Este artigo tem por objetivo trazer considerações relevantes quanto a dados inerentes à Escrituração Fiscal Digital da Contribuição para o PIS/Pasep

Leia mais

SOFOLHA SOLUÇÕES CORPORATIVAS CONSULTORIA TRIBUTÁRIA. SFAutomatus X Controle de Estoque X SFContábil. Obrigação de Avaliar os Estoques

SOFOLHA SOLUÇÕES CORPORATIVAS CONSULTORIA TRIBUTÁRIA. SFAutomatus X Controle de Estoque X SFContábil. Obrigação de Avaliar os Estoques SFAutomatus X Controle de Estoque X SFContábil Legislação Aplicada Obrigação de Avaliar os Estoques Empresas Tributadas com Base no Lucro Real As pessoas jurídicas submetidas à tributação com base no lucro

Leia mais

Manual De Sped Fiscal E Sped Pis / Cofins

Manual De Sped Fiscal E Sped Pis / Cofins Manual De Sped Fiscal E Sped Pis / Cofins 29/05/2012 1 O Sped fiscal e Pis/Confins é uma arquivo gerado através do sistema da SD Informática, onde este arquivo contem todos os dados de entrada e saída

Leia mais

INTELIGÊNCIA FISCAL: Conflitos, Riscos e Oportunidades

INTELIGÊNCIA FISCAL: Conflitos, Riscos e Oportunidades INTELIGÊNCIA FISCAL: Conflitos, Riscos e Oportunidades Vamos direto ao ponto! Monitoramento do FI$CO Modelo convencional Obrigações Acessórias Obrigações acessórias A participação do cliente no processo

Leia mais

Módulo Contábil e Fiscal

Módulo Contábil e Fiscal Módulo Contábil e Fiscal SPED Contábil e Fiscal Objetivo O objetivo deste artigo é dar uma visão geral sobre o Módulo Contábil e Fiscal SPED. Todas informações aqui disponibilizadas foram retiradas no

Leia mais

GUIA PRÁTICO EFD-CONTRIBUIÇÕES

GUIA PRÁTICO EFD-CONTRIBUIÇÕES GUIA PRÁTICO EFD-CONTRIBUIÇÕES Maio de 2012 O QUE É A EFD-Contribuições trata de arquivo digital instituído no Sistema Publico de Escrituração Digital SPED, a ser utilizado pelas pessoas jurídicas de direito

Leia mais

Aspectos gerais para validação da EFD Contribuições Lucro Presumido

Aspectos gerais para validação da EFD Contribuições Lucro Presumido Aspectos gerais para validação da EFD Contribuições Lucro Presumido Sumário Aspectos gerais para validação da EFD Contribuições Lucro Presumido 1. Cadastro de Empresas... 2 2. Cadastro de Participantes...

Leia mais

Iniciamos mais um mês corrente, com o fechamento das obrigações tributárias do mês anterior.

Iniciamos mais um mês corrente, com o fechamento das obrigações tributárias do mês anterior. Iniciamos mais um mês corrente, com o fechamento das obrigações tributárias do mês anterior. É chegada a hora de reunir essas informações e enviar as obrigações acessórias ao Fisco. Diante dos sufocos

Leia mais

LAY-OUT ARQUIVOS DE INTEGRAÇÃO (Notas Fiscais e CTRC)

LAY-OUT ARQUIVOS DE INTEGRAÇÃO (Notas Fiscais e CTRC) EMPRESA: LAY-OUT ARQUIVOS DE INTEGRAÇÃO (Notas Fiscais e CTRC) NOME DO ARQUIVO Existem dois nomes possíveis: um para as notas de saída e outro para as notas de entrada. - Saídas : O nome do arquivo deve

Leia mais

Escrita Fiscal Tron SPED FISCAL

Escrita Fiscal Tron SPED FISCAL 1 Escrita Fiscal Tron SPED FISCAL A Escrituração Fiscal Digital - EFD é um arquivo digital que se constitui de um conjunto de escriturações de documentos fiscais e de outras informações de interesse dos

Leia mais

COMITÊ GESTOR DA EFD

COMITÊ GESTOR DA EFD Cartilha da Escrituração Fiscal Digital - EFD COMITÊ GESTOR DA EFD Apresentação A Secretaria de Estado da Fazenda tem a satisfação de disponibilizar aos seus contribuintes, aos profissionais da Contabilidade

Leia mais

SOFOLHA SOLUÇÕES CORPORATIVAS www.sofolha.com.br. SFAutomatus X Comércio Varejista de Carnes

SOFOLHA SOLUÇÕES CORPORATIVAS www.sofolha.com.br. SFAutomatus X Comércio Varejista de Carnes SFAutomatus X Comércio Varejista de Carnes Considerações Iniciais Rendimento de bovinos após o abate Por razões que têm como causa a prosperidade, o consumo de carne se mostra cada vez maior. As exigências

Leia mais

EFD. Contribuições Atualização. Abril 2013. Elaborado por: Antônio Sérgio de Oliveira

EFD. Contribuições Atualização. Abril 2013. Elaborado por: Antônio Sérgio de Oliveira Conselho Regional de Contabilidade do Estado de São Paulo Tel. (11) 3824-5400, 3824-5433 (teleatendimento), fax (11) 3824-5487 Email: desenvolvimento@crcsp.org.br web: www.crcsp.org.br Rua Rosa e Silva,

Leia mais

Parecer Consultoria Tributária Segmentos Estorno Crédito ICMS por Saída Interna Isenta ICMS em MG

Parecer Consultoria Tributária Segmentos Estorno Crédito ICMS por Saída Interna Isenta ICMS em MG 06/11/2013 Título do documento Sumário Sumário... 2 1. Questão... 3 2. Normas Apresentadas Pelo Cliente... 3 3. Análise da Legislação... 3 4. Conclusão... 8 5. Informações Complementares... 8 6. Referências...

Leia mais

EFD PIS/COFINS. O que é a EFD PIS/COFINS?...2. A EFD PIS/COFINS no Cordilheira Escrita Fiscal...2. 1. Procedimentos Iniciais...2

EFD PIS/COFINS. O que é a EFD PIS/COFINS?...2. A EFD PIS/COFINS no Cordilheira Escrita Fiscal...2. 1. Procedimentos Iniciais...2 EFD PIS/COFINS SUMÁRIO O que é a EFD PIS/COFINS?...2 A EFD PIS/COFINS no Cordilheira Escrita Fiscal...2 1. Procedimentos Iniciais...2 a) Classificando as Empresas... 3 b) Conferindo os Cadastros que Influenciam

Leia mais

POR QUE FAZER O CURSO?

POR QUE FAZER O CURSO? POR QUE FAZER O CURSO? Os sistemas digitais tornaram-se onipresentes, há cerca de um bilhão de computadores conectados à internet, e essenciais às atividades humanas. A Contabilidade e o Tributário estão

Leia mais

Quem somos? Nossa Missão:

Quem somos? Nossa Missão: Bem Vindos! Quem somos? A GEPC Consultoria Tributária é uma empresa especializada em consultoria para Farmácias e Drogarias com mais de 6 anos de mercado neste seguimento. Apoiando e atualizando nossos

Leia mais

AUDITORIA FISCO-CONTÁBIL DAS DEMONSTRAÇÕES ELETRÔNICAS COMPLIANCE FISCAL ELETRÔNICO

AUDITORIA FISCO-CONTÁBIL DAS DEMONSTRAÇÕES ELETRÔNICAS COMPLIANCE FISCAL ELETRÔNICO AUDITORIA FISCO-CONTÁBIL DAS DEMONSTRAÇÕES ELETRÔNICAS COMPLIANCE FISCAL ELETRÔNICO Nossos serviços de auditoria das Obrigações Eletrônicas utilizam ferramentas que permitem auditar os arquivos enviados

Leia mais

Projeto SPED de A a Z

Projeto SPED de A a Z Consultoria e Treinamentos Apresentam: Projeto SPED de A a Z SPED Decreto nº 6.022 22/01/07 Instituir o Sistema Público de Escrituração Digital (SPED) Promover a integração dos fiscos; Racionalizar e uniformizar

Leia mais

Projetos SPED. Edmar de Oliveira Frazão

Projetos SPED. Edmar de Oliveira Frazão Projetos SPED Edmar de Oliveira Frazão Sumário Nf-e Nota Fiscal Eletrônica Nf-e Nota Fiscal Eletrônica versão 2.0 CT-e Conhecimento Eletrônico NFS-e NF de Serviço Eletrônico CF-e Cupom Fiscal Eletrônico

Leia mais

Sistema de Livros Fiscais Imediata

Sistema de Livros Fiscais Imediata 1 Sistema de Livros Fiscais Imediata 2 Descritivo das Rotinas Operacionais do Sistema de Livros Fiscais para geração EFD PIS/Cofins SPED Contribuições Após a instalação do Sistema de Livros Fiscais, basta

Leia mais

SINTEGRA + DPI + LIVROS FISCAIS EM PAPEL + OUTROS

SINTEGRA + DPI + LIVROS FISCAIS EM PAPEL + OUTROS SINTEGRA + DPI + LIVROS FISCAIS EM PAPEL + OUTROS Coordenação do SPED FISCAL Página 1 de 38 ÍNDICE Apresentação...4 Agradecimentos...6 O que é Escrituração Fiscal Digital (EFD)?...7 Quem está obrigado

Leia mais

Escrituração Fiscal Digital EFD - PIS/COFINS. São Paulo, agosto de 2011

Escrituração Fiscal Digital EFD - PIS/COFINS. São Paulo, agosto de 2011 Escrituração Fiscal Digital EFD - PIS/COFINS São Paulo, agosto de 2011 m28 Obrigações Tributárias: Emissão de Documento Fiscal Escrituração Contábil Obrigação Acessória Escrituração Fiscal Entrega de Declarações

Leia mais

SPED - EFD - Escrituração Fiscal Digital

SPED - EFD - Escrituração Fiscal Digital Conselho Regional de Contabilidade do Estado de São Paulo Tel. (11) 3824-5400, 3824-5433 (teleatendimento), fax (11) 3824-5487 Email: desenvolvimento@crcsp.org.br web: www.crcsp.org.br Rua Rosa e Silva,

Leia mais

PERGUNTAS E RESPOSTAS ÁREA FISCAL

PERGUNTAS E RESPOSTAS ÁREA FISCAL PERGUNTAS E RESPOSTAS ÁREA FISCAL O que é CFOP? CFOP é a sigla de Código Fiscal de Operações e Prestações, das entradas e saídas de mercadorias, intermunicipal e interestadual. Trata-se de um código numérico

Leia mais

WHITE PAPER AS EMPRESAS PERNAMBUCANAS ESTÃO PREPARADAS PARA O SPED FISCAL?

WHITE PAPER AS EMPRESAS PERNAMBUCANAS ESTÃO PREPARADAS PARA O SPED FISCAL? WHITE PAPER AS EMPRESAS PERNAMBUCANAS ESTÃO PREPARADAS PARA O SPED FISCAL? 2 O CONTRIBUINTE DE PERNAMBUCO ESTÁ PREPARADO PARA O SPED FISCAL (EFD-ICMS/IPI)? Através da Instrução Normativa nº 1.371/2013

Leia mais

Pesquisa SPED. A maior pesquisa sobre os impactos do SPED já realizada no Brasil. SPED Brasil Spedito. JAP s Google Groups SPED

Pesquisa SPED. A maior pesquisa sobre os impactos do SPED já realizada no Brasil. SPED Brasil Spedito. JAP s Google Groups SPED Pesquisa SPED COMUNIDADES VIRTUAIS 2011 A maior pesquisa sobre os impactos do SPED já realizada no Brasil Esforço conjunto das maiores comunidades virtuais desvenda impactos do SPED A pesquisa pode ser

Leia mais

Programa Contag Consultoria e Escola de Negócios, representação da Nasajon Sistemas no Amapá

Programa Contag Consultoria e Escola de Negócios, representação da Nasajon Sistemas no Amapá Programa Contag Consultoria e Escola de Negócios, representação da Nasajon Sistemas no Amapá Instrutor: José Jeová Junior Contador, com formação nesta área pelo Instituto IOB de São Paulo Dinâmica das

Leia mais

Cenário Atual, Desafios e Perspectivas do Sistema Público de Escrituração Digital SPED. Newton Oller de Mello Newton.oller@gmail.

Cenário Atual, Desafios e Perspectivas do Sistema Público de Escrituração Digital SPED. Newton Oller de Mello Newton.oller@gmail. Cenário Atual, Desafios e Perspectivas do Sistema Público de Escrituração Digital SPED Newton Oller de Mello Newton.oller@gmail.com Agenda 1. Visão Geral e Situação Atual dos Projetos integrantes do SPED

Leia mais

Para gerar o arquivo do SPED PIS/COFINS com sucesso são necessárias algumas parametrizações e lançamentos.

Para gerar o arquivo do SPED PIS/COFINS com sucesso são necessárias algumas parametrizações e lançamentos. Para gerar o arquivo do SPED PIS/COFINS com sucesso são necessárias algumas parametrizações e lançamentos. 1. No cadastro de empresas 1.1. Informar o regime de apuração dos impostos 1.1.1. LUCRO PRESUMIDO

Leia mais

VISÃO DA COMUNIDADE EMPRESARIAL

VISÃO DA COMUNIDADE EMPRESARIAL SEMINÁRIO SPED ACE GUARULHOS 20/03/2009 VISÃO DA COMUNIDADE EMPRESARIAL Paulo Roberto da Silva BRASIL - SITUAÇÃO ATUAL EX. OBRIGAÇÕES ACESSÓRIAS DOS ESTADOS SPED UMA NOVA ERA NA ESCRITURAÇÃO NACIONAL SPED

Leia mais

PIS/Cofins digital: você está pronto?

PIS/Cofins digital: você está pronto? PIS/Cofins digital: você está pronto? Pâmela Reis A partir de julho, companhias tributadas pelo regime do lucro real estarão obrigadas a fazer a Escrituração Fiscal Digital da contribuição para o PIS (Programa

Leia mais

Relacionamento das Empresas com o Governo Digital 22/11/2011

Relacionamento das Empresas com o Governo Digital 22/11/2011 Relacionamento das Empresas com o Governo Digital 22/11/2011 Agenda 1) SPED Sistema Público de Escrituração Digital 2) Alcance dos projetos SPED, desde grandes, pequenas e até micro empresas 3) Risco e

Leia mais

contribuições uma nova EtaPa começa aqui

contribuições uma nova EtaPa começa aqui InFORMe publicitário contribuições uma nova EtaPa começa aqui este ano mais de 1,3 milhão de empresas serão integradas ao Sped, avançado sistema de escrituração digital que visa combater a sonegação e

Leia mais

PRINCIPAIS DIFICULDADES PARA A APLICAÇÃO DO SPED CONTÁBIL E FISCAL 1

PRINCIPAIS DIFICULDADES PARA A APLICAÇÃO DO SPED CONTÁBIL E FISCAL 1 PRINCIPAIS DIFICULDADES PARA A APLICAÇÃO DO SPED CONTÁBIL E FISCAL 1 FERNANDES, Alexandre Roberto Villanova 2 ; KIRINUS, Josiane Boeira 3 1 Trabalho de Pesquisa _URCAMP 2 Curso de Ciências Contábeis da

Leia mais

MANUAL DO SPED FISCAL

MANUAL DO SPED FISCAL MANUAL DO SISTEMA TOP FOR WINDOWS ESCRITA FISCAL - SKILL MANUAL DO SPED FISCAL VERSÃO 2.11 Equipe de Especialistas: Claudio Aparecido Medeiros Cristiano Besson Ederson Von Mühlen Diretor Responsável: João

Leia mais

MANUAL DO SPED FISCAL

MANUAL DO SPED FISCAL MANUAL DO SISTEMA TOP FOR WINDOWS ESCRITA FISCAL - SKILL MANUAL DO SPED FISCAL VERSÃO 2.11 Equipe de Especialistas: Claudio Aparecido Medeiros Cristiano Besson Ederson Von Mühlen Diretor Responsável: João

Leia mais

TUTORIAL UTILIZAÇÃO DE FUNCIONALIDADES AUDITOR FISCAL

TUTORIAL UTILIZAÇÃO DE FUNCIONALIDADES AUDITOR FISCAL TUTORIAL UTILIZAÇÃO DE FUNCIONALIDADES AUDITOR FISCAL VERSÃO DO SISTEMA 3.0/2015 VERSÃO DO DOCUMENTO 1.0 Índice 1. OBJETIVO GERAL... 2 2. ACESSO AO SISTEMA AUDITOR FISCAL... 3 3. SISTEMA AUDITOR FISCAL

Leia mais

AUDITORIA ELETRÔNICA EM ARQUIVOS FISCAIS E CONTÁBEIS

AUDITORIA ELETRÔNICA EM ARQUIVOS FISCAIS E CONTÁBEIS VOCÊ JÁ TEM POUCO TEMPO. UTILIZE ESSE TEMPO PARA RESOLVER OUTROS PROBLEMAS. ACHAR E SOLUCIONAR OS PROBLEMAS TRIBUTÁRIOS E NO SPED FAZ PARTE DAS NOSSAS ESPECIALIDADES. AUDITORIA ELETRÔNICA EM ARQUIVOS FISCAIS

Leia mais

Roteiro de Procedimentos para EFD PIS/COFINS.

Roteiro de Procedimentos para EFD PIS/COFINS. Roteiro de Procedimentos para EFD PIS/COFINS. Este roteiro tem o objetivo orientar os passos básicos dentro do sistema JB Cepil, para preparar o sistema e as informações para a correta geração do arquivo

Leia mais

Sped altera realidade fiscal e contábil das empresas

Sped altera realidade fiscal e contábil das empresas Sped altera realidade fiscal e contábil das empresas O governo brasileiro, por meio da Receita Federal do Brasil (RFB), está implantando mais um avanço na informatização da relação entre o fisco e os contribuintes.

Leia mais

Inteligência contábil e tributária aliada à tecnologia

Inteligência contábil e tributária aliada à tecnologia Inteligência contábil e tributária aliada à tecnologia José Adriano Diretor de Soluções (11) 2188-7087 jose.adriano@iob.com.br www.iobsolucoes.com.br www.joseadriano.com.br www.iobsolucoes.com.br A IOB

Leia mais

ESCRITURAÇÃO FISCAL DIGITAL - EFD O QUE É?

ESCRITURAÇÃO FISCAL DIGITAL - EFD O QUE É? ESCRITURAÇÃO FISCAL DIGITAL - EFD O QUE É? A Escrituração Fiscal Digital - EFD é um arquivo digital, que se constitui de um conjunto de escriturações de documentos fiscais e de outras informações de interesse

Leia mais

Sistema Público de Escrituração Digital. Institui o Sistema Público de Escrituração Digital (Sped)

Sistema Público de Escrituração Digital. Institui o Sistema Público de Escrituração Digital (Sped) Escrituração Fiscal Digital Evolução 2003 2004 2005 2006 2007 Decreto nº 6.022-22/01/07 Institui o (Sped) Objetivo: promover a atuação integrada dos fiscos, mediante a padronização e racionalização das

Leia mais

AC FISCAL MANUAL SPED ICMS & IPI

AC FISCAL MANUAL SPED ICMS & IPI AC FISCAL MANUAL SPED ICMS & IPI Esse manual tem por objetivo mostrar os campos que necessariamente devem estar preenchidos no AC Fiscal e os principais erros por conta da falta nas informações. A seguir,

Leia mais

<< Roteiro de Procedimentos >>

<< Roteiro de Procedimentos >> > As ferramentas apresentadas a seguir, permitirão aos usuários do sistema Avance Retguarda, a partir da versão 8.4, o lançamento e manutenção de todas as informações necessárias

Leia mais

As informações foram coletadas por meio de uma pesquisa aplicada aos profissionais que estiveram presentes no 6º Fórum de Gestão Fiscal e Sped.

As informações foram coletadas por meio de uma pesquisa aplicada aos profissionais que estiveram presentes no 6º Fórum de Gestão Fiscal e Sped. Panorama da área fiscal e tributária A área fiscal no Brasil recebe constantemente mudanças e atualizações ligadas aos processos de fiscalização, tributação, contribuição, regulamentação entre outros.

Leia mais

http://www.fazenda.gov.br/confaz/ escolha opção resolução Senado Federal 13/2012

http://www.fazenda.gov.br/confaz/ escolha opção resolução Senado Federal 13/2012 Prezado cliente, As constantes mudanças na legislação fiscal têm afetado muito as empresas, os sistemas e as empresas de contabilidade, que precisam estar preparadas para atender as obrigatoriedades legais.

Leia mais

SPED. EFD CONTRIBUIÇÕES (Palestra) ANTONIO SÉRGIO DE OLIVEIRA WWW.PORTALDOSPED.COM.BR ANTONIO SÉRGIO DE OLIVEIRA

SPED. EFD CONTRIBUIÇÕES (Palestra) ANTONIO SÉRGIO DE OLIVEIRA WWW.PORTALDOSPED.COM.BR ANTONIO SÉRGIO DE OLIVEIRA SPED EFD CONTRIBUIÇÕES (Palestra) ANTONIO SÉRGIO DE OLIVEIRA WWW.PORTALDOSPED.COM.BR 1 ANTONIO SÉRGIO DE OLIVEIRA Contador, Administrador de Empresas, Pós Graduado em Gestão Pública, Técnico em Contabilidade,

Leia mais

SPED Inteligência Fiscal Digital do ICMS/IPI, Contribuições (PIS/COFINS) e Impactos no seu negócio 11/07/2012

SPED Inteligência Fiscal Digital do ICMS/IPI, Contribuições (PIS/COFINS) e Impactos no seu negócio 11/07/2012 SPED Inteligência Fiscal Digital do ICMS/IPI, Contribuições (PIS/COFINS) e Impactos no seu negócio 11/07/2012 Atualizado em 23/07/2012 O Conteúdo desta apresentação está disponível no site da DOC, na página

Leia mais

NF-e e seu impacto prático

NF-e e seu impacto prático NF-e e seu impacto prático Apresentação e Conceito SPED Instituído pelo Decreto n º 6.022, de 22 de janeiro de 2007, o projeto do Sistema Público de Escrituração Digital (Sped) faz parte do Programa de

Leia mais

SISTEMA DE ESCRITURAÇÃO FISCAL - SEF-PE

SISTEMA DE ESCRITURAÇÃO FISCAL - SEF-PE SISTEMA DE ESCRITURAÇÃO FISCAL - SEF-PE O arquivo digital do Sistema de Escrituração Fiscal (SEF) deve ser declarado pelos contribuintes inscritos no Cadastro de Contribuintes do Estado de Pernambuco CACEPE,

Leia mais

.: Registro de Eventos Trabalhistas (RET): férias, aviso prévio, admissões, etc: análise e orientação sobre o preenchimento correto das informações;

.: Registro de Eventos Trabalhistas (RET): férias, aviso prévio, admissões, etc: análise e orientação sobre o preenchimento correto das informações; Gonzaga & Rocha Cursos e Treinamentos & FACEC - Faculdade de Ciência e Educação do Caparaó promovem: CURSO esocial.: Orientar os participantes sobre as principais regras e leiaute do esocial (Sistema de

Leia mais

Sistema Público de Escrituração Digital

Sistema Público de Escrituração Digital O SPED O Sistema Público de Escrituração Digital tem por objetivo promover a integração entre os órgãos reguladores e de fiscalização da União, FISCOS Estaduais e futuramente Municipais. Isso mediante

Leia mais

1 Geração dos arquivos

1 Geração dos arquivos Orientação Técnica EFD nº 010/2014 versão 2.0 Dispõe sobre a obrigatoriedade da entrega de arquivos EFD para contribuintes do SIMPLES NACIONAL. Em 01/01/2014, os contribuintes optantes pelo SIMPLES NACIONAL

Leia mais

SISTEMA PÚBLICO DE ESCRITURAÇÃO DIGITAL. Socorro Oliveira 11.MARÇO.2010

SISTEMA PÚBLICO DE ESCRITURAÇÃO DIGITAL. Socorro Oliveira 11.MARÇO.2010 SISTEMA PÚBLICO DE ESCRITURAÇÃO DIGITAL Socorro Oliveira 11.MARÇO.2010 DECRETO Nº 6.022-22/01/07 Eliminar a redundância de informações por meio da padronização das Obrigações Acessórias Uniformizar as

Leia mais

SPED - Sistema Público de Escrituração Digital

SPED - Sistema Público de Escrituração Digital SPED - Sistema Público de Escrituração Digital SPED - Sistema Público de Escrituração Digital? 2 SPED - Sistema Público de Escrituração Digital Projeto do PAC 2007-2010 Instituído pelo Convênio ICMS 143/06.

Leia mais

Roteiro de Cadastros - GESTOR

Roteiro de Cadastros - GESTOR Página1 INDICE 1. MODULO EMPRESA 1.1. CADASTRO DE USUARIO --------------------------------------------------------------------- 4 1.2. CADASTRO DA EMPRESA --------------------------------------------------------------------

Leia mais

Parecer Consultoria Tributária de Segmentos Retenções na fonte IRRF e CSRF geradas na DIRF

Parecer Consultoria Tributária de Segmentos Retenções na fonte IRRF e CSRF geradas na DIRF Parecer Consultoria Tributária de Segmentos Retenções na fonte IRRF e CSRF geradas na DIRF 27/11/2014 Título do documento Sumário 1. Questão... 3 2. Normas apresentadas pelo cliente... 3 3. Análise da

Leia mais

LIVRO ÚNICO DO REGULAMENTO DO IMPOSTO ÚLTIMA ALTERAÇÃO DECRETO 26.278 DE 17 DE JULHO DE 2009.

LIVRO ÚNICO DO REGULAMENTO DO IMPOSTO ÚLTIMA ALTERAÇÃO DECRETO 26.278 DE 17 DE JULHO DE 2009. LIVRO ÚNICO DO REGULAMENTO DO IMPOSTO ÚLTIMA ALTERAÇÃO DECRETO 26.278 DE 17 DE JULHO DE 2009. ÍNDICE SISTEMÁTICO DO REGULAMENTO DO ICMS DECRETO Nº 21.400, DE 10/12/2002 - QUE APROVOU O NOVO REGULAMENTO

Leia mais

EXACTUS Software exactus.com.br

EXACTUS Software exactus.com.br Página 1 de Segue abaixo a relação das principais dúvidas referentes à Apuração do EFD- Contribuições Contribuição Previdenciária sobre a Receita Bruta no TOP: I - APURAÇÃO DA EFD - CONTRIBUIÇÃO PREVIDENCIÁRIA

Leia mais

empresas constantes de seus anexos, de acordo com o Estado da Federação em que estava localizado o contribuinte.

empresas constantes de seus anexos, de acordo com o Estado da Federação em que estava localizado o contribuinte. SPED O Sistema Público de Escrituração Digital, mais conhecido como Sped, trata de um projeto/obrigação acessória instituído no ano de 2007, através do Decreto nº 6.022, de 22 de janeiro de 2007. É um

Leia mais

OS DESAFIOS DO SPED FISCAL PARA AS EMPRESAS Belo Horizonte-MG

OS DESAFIOS DO SPED FISCAL PARA AS EMPRESAS Belo Horizonte-MG OS DESAFIOS DO SPED FISCAL PARA AS EMPRESAS Belo Horizonte-MG Fernanda Martins LEMOS (IC - nandove15@hotmail.com) 1 Lorena Camila Martins ARAUJO (IC - lorenalo90@hotmail.com) 1 Luciana Chaves SILVA (IC

Leia mais

Sem que haja um sistema informatizado (ERP), com o cadastro de todos os dados vai ser impraticável o cumprimento das novas obrigações.

Sem que haja um sistema informatizado (ERP), com o cadastro de todos os dados vai ser impraticável o cumprimento das novas obrigações. Diadema (SP), 17 de outubro de 2011. CIRCULAR Nº. 12/2011 Referente: SPED Caro(s) Diretor(es), Gerente(s) e Supervisor(es), Saudações! Como é de seu conhecimento os órgãos da administração federal e estadual

Leia mais

SE Sistemas. Edmar de Oliveira Frazão

SE Sistemas. Edmar de Oliveira Frazão SE Sistemas Edmar de Oliveira Frazão Sumário Sobre SE Sistemas Nota Fiscal Eletrônica Nota Fiscal Eletrônica versão 2.0 SPED SESIAG SPED Contábil SEICON Sobre SE Sistemas Software Edmar desde 1992 Fundação

Leia mais

Manual. SPED Fiscal. Treinamento Escrita Fiscal. Material desenvolvido por:

Manual. SPED Fiscal. Treinamento Escrita Fiscal. Material desenvolvido por: Treinamento Escrita Fiscal Material desenvolvido por: Saiba que este documento não poderá ser reproduzido, seja por meio eletrônico ou mecânico, sem a permissão expressa por escrito da Implantta Serviços

Leia mais

Cartilha Básica Sobre Tributação e Aplicação em Drogarias

Cartilha Básica Sobre Tributação e Aplicação em Drogarias BIG AUTOMAÇÃO Cartilha Básica Sobre Tributação e Aplicação em Drogarias Sumário Índice de Figuras... 3 Histórico de Revisões... 4 Introdução... 5 Imposto... 5 Taxa... 5 Contribuição... 5 Tributos... 5

Leia mais

Parceria de sucesso para sua empresa

Parceria de sucesso para sua empresa Parceria de sucesso para sua empresa A Empresa O Grupo Espaço Solução atua no mercado de assessoria e consultoria empresarial há 14 anos, sempre realizando trabalhos extremamente profissionais, pautados

Leia mais

NOVIDADES NA CONTABILIDADE EMPRESARIAL EM 2016. Daisy Machado

NOVIDADES NA CONTABILIDADE EMPRESARIAL EM 2016. Daisy Machado NOVIDADES NA CONTABILIDADE EMPRESARIAL EM 2016 Daisy Machado Regras para NFCe e NFe Na NFC-e a identificação é opcional, mas para entrega em domicílio (campo indpres=4), independentemente do valor da operação,

Leia mais

O QUE VOCÊ PRECISA SABER NA EMISSÃO DA PRIMEIRA. NOTA FISCAL ELETRÔNICA NF-e UTILIZANDO O SISTEMA GRATUÍTO DA SEFAZ-SP

O QUE VOCÊ PRECISA SABER NA EMISSÃO DA PRIMEIRA. NOTA FISCAL ELETRÔNICA NF-e UTILIZANDO O SISTEMA GRATUÍTO DA SEFAZ-SP O QUE VOCÊ PRECISA SABER NA EMISSÃO DA PRIMEIRA NOTA FISCAL ELETRÔNICA NF-e UTILIZANDO O SISTEMA GRATUÍTO DA SEFAZ-SP 1. Certificado Digital - Antes de mais nada você precisa possuir um certificado digital

Leia mais

Esclarecimentos. Relatório de Apuração de ICMS do sistema Avance Retguarda

Esclarecimentos. Relatório de Apuração de ICMS do sistema Avance Retguarda Esclarecimentos Relatório de Apuração de ICMS do sistema Avance Retguarda Afim de sanar as dúvidas mais frequentes e possíveis diferenças de valores ou informações no relatório de Apuração de ICMS do sistema

Leia mais

INFORMATIVO ESPECIAL SPED Comunicado SPED vs.4-02/03/2012

INFORMATIVO ESPECIAL SPED Comunicado SPED vs.4-02/03/2012 Comunicado SPED vs.4-02/03/2012 Prezado cliente, Para mantê-lo informado sobre as liberações e procedimentos referentes ao SPED PIS/COFINS, destacamos nesse comunicado os principais pontos que devem ser

Leia mais

Certificado Digital Usos e Aplicações

Certificado Digital Usos e Aplicações Certificado Digital Usos e Aplicações Certificado Digital: Onde usar? O certificado digital é um documento eletrônico que proporciona agilidade em muitas das atividades realizadas atualmente por seu titular.

Leia mais

BOLETIM INFORMATIVO DE OUTUBRO DE 2011

BOLETIM INFORMATIVO DE OUTUBRO DE 2011 BOLETIM INFORMATIVO DE OUTUBRO DE 2011 S U M Á R I O 1 - MATÉRIAS FEDERAIS 1 2 - MATÉRIAS ESTADUAIS 2 3 - MATÉRIAS MUNICIPAIS 4 4 - MATÉRIAS TRABALHISTAS 5 5 - MATÉRIAS DIVERSAS 5 1 - MATÉRIAS FEDERAIS

Leia mais

Manual de Envio de NFe. Para Poder fazer uma NFe é necessário cadastrar clientes e produtos, mas para isso é necessário seguir os passos abaixo:

Manual de Envio de NFe. Para Poder fazer uma NFe é necessário cadastrar clientes e produtos, mas para isso é necessário seguir os passos abaixo: Manual de Envio de NFe Para Poder fazer uma NFe é necessário cadastrar clientes e produtos, mas para isso é necessário seguir os passos abaixo: Cadastro de Cliente: Cadastro/Cliente: No cadastro de cliente

Leia mais

SISTEMA PÚBLICO DE ESCRITURAÇÃO DIGITAL

SISTEMA PÚBLICO DE ESCRITURAÇÃO DIGITAL SISTEMA PÚBLICO DE ESCRITURAÇÃO DIGITAL O que você irá ver O que é o SPED; SPED Fiscal; Abrangência do projeto; O PAC e o SPED; Benefícios para as Empresas; Benefícios para a Fisco; SPED Contábil; Nota

Leia mais

- No primeiro campo informe o numero da empresa que serão copiadas as informações.(ex: 9999)

- No primeiro campo informe o numero da empresa que serão copiadas as informações.(ex: 9999) 1 2 1. Duplicação das informações de uma empresa para outra Juntamente com a instalação do sistema Office encaminhamos anexada a empresa modelo, que contem cadastros que podem ser utilizados nas empresas

Leia mais

SPED PIS/COFINS. v.1.3

SPED PIS/COFINS. v.1.3 SPED PIS/COFINS v.1.3 1 Caro Cliente, Diante das novas exigências da Receita Federal para ampliação do Sistema Público de Escrituração Digital (SPED), a partir de abril/2011, alguns clientes deverão gerar

Leia mais

SISTEMA PÚBLICO DE ESCRITURAÇÃO DIGITAL SPED FISCAL VANTAGENS E IMPORTÂNCIA

SISTEMA PÚBLICO DE ESCRITURAÇÃO DIGITAL SPED FISCAL VANTAGENS E IMPORTÂNCIA 1 SISTEMA PÚBLICO DE ESCRITURAÇÃO DIGITAL SPED FISCAL VANTAGENS E IMPORTÂNCIA Alfredo Baldini 1 * Acadêmico do Curso Ciências Contábeis Univás - Pouso Alegre/MG Fábio Luiz de Carvalho** Univás - Pouso

Leia mais

Ciências Contábeis. Centro Universitário Padre Anchieta

Ciências Contábeis. Centro Universitário Padre Anchieta Ciências Contábeis Centro Universitário Padre Anchieta Projeto SPED Em 2007, foi aprovado o Projeto SPED Sistema Público de Escrituração Digital, foi oficializado. Trata-se de uma solução tecnológica que

Leia mais

SPED PIS COFINS. Manual desenvolvido para Célula FFiscal Equipe Avanço Informática

SPED PIS COFINS. Manual desenvolvido para Célula FFiscal Equipe Avanço Informática SPED PIS COFINS Manual desenvolvido para Célula FFiscal Equipe Avanço Informática 1 Índice Dicas e Requisitos Avanço para uso Sped PIS/COFINS... 2 Parametrização... 3 Tabelas Configuração... 4 Configuração...

Leia mais

Gestão das organizações contábeis

Gestão das organizações contábeis Gestão das organizações contábeis Análise dos resultados da pesquisa Dezembro/2014 por Roberto Dias Duarte Sobre a pesquisa O Sistema Público de Escrituração Digital e seus vários subprojetos têm sido

Leia mais

Do Sintegra ao SPEDFiscal

Do Sintegra ao SPEDFiscal Escrituração Fiscal Digital Clovis Antonio de Souza Claudio Augusto P. de Toledo Arquivos Texto Contribuinte Fisco Registros Fiscais Informações Econômico Fiscais Arquivo Eletrônico Ponte entre o Contribuinte

Leia mais

Projeto SPED no Sistema USIMINAS. Emanuel da Silva Franco Jr Coordenador do Projeto SPED/NF-e

Projeto SPED no Sistema USIMINAS. Emanuel da Silva Franco Jr Coordenador do Projeto SPED/NF-e Projeto SPED no Sistema USIMINAS Emanuel da Silva Franco Jr Coordenador do Projeto SPED/NF-e Agenda O Sistema USIMINAS Premissas do Projeto SPED Um pouco de Tecnologia O Projeto na USIMINAS Fatores Críticos

Leia mais

Manual SPED Contábil DESENVOLVENDO SOLUÇÕES. Autora: Laila M G Gechele Doc. Vrs. 02 Aprovado em: Maio de 2013.

Manual SPED Contábil DESENVOLVENDO SOLUÇÕES. Autora: Laila M G Gechele Doc. Vrs. 02 Aprovado em: Maio de 2013. DESENVOLVENDO SOLUÇÕES Autora: Laila M G Gechele Doc. Vrs. 02 Aprovado em: Maio de 2013. Nota de copyright Copyright 2013 Teorema Informática, Guarapuava. Todos os direitos reservados. 1. VISÃO GERAL 1.1

Leia mais

Bloco Contábil e Fiscal

Bloco Contábil e Fiscal Bloco Contábil e Fiscal EFD Contribuições Objetivo O objetivo deste artigo é dar uma visão geral sobre o Módulo EFD Contribuições, que faz parte do Bloco Contábil e Fiscal. Todas informações aqui disponibilizadas

Leia mais

Sistema Integrado de Gerenciamento de Imposto Sobre Serviços.

Sistema Integrado de Gerenciamento de Imposto Sobre Serviços. Sistema Integrado de Gerenciamento de Imposto Sobre Serviços. 1 Apresentação: O Sistema Integrado de Gerenciamento de Imposto Sobre Serviços ou SIG-ISS é um sistema para gerenciamento do Imposto sobre

Leia mais

Conteúdo. 1.0 SPED Fiscal Regras Fiscais 2013... 3. 1.1 Perfil de apresentação do arquivo digital do SPED Fiscal... 3

Conteúdo. 1.0 SPED Fiscal Regras Fiscais 2013... 3. 1.1 Perfil de apresentação do arquivo digital do SPED Fiscal... 3 SPED Fiscal 2013 Conteúdo 1.0 SPED Fiscal Regras Fiscais 2013... 3 1.1 Perfil de apresentação do arquivo digital do SPED Fiscal... 3 2.0 Pré-requisitos para a elaboração do arquivo do SPED FISCAL... 3

Leia mais