Livros FTD. A melhor companhia na hora de ensinar e aprender.

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Livros FTD. A melhor companhia na hora de ensinar e aprender."

Transcrição

1 DIDÁTICOS Livros FTD. A melhor companhia na hora de ensinar e aprender. Língua Portuguesa/ Inglês/Espanhol Ensino Fundamental II e Ensino Médio

2 Está na hora de pensar no futuro de seus alunos. Tenha certeza de que eles terão à mão todo o conhecimento necessário para que o futuro seja exatamente como os seus mais lindos sonhos. Não é difícil escolher: todas as lições que eles precisam estão nas páginas dos livros FTD. Eles instruem, divertem, esclarecem, abrem horizontes e preparam os alunos de hoje para ser grandes cidadãos amanhã. Mais do que ensinar para a escola, você e a FTD fazem questão de ensinar também para a vida. Boas escolhas!

3 Índice Ensino Fundamental II Língua Portuguesa Diálogo...4 Descobrindo a Gramática...8 Ponto de Encontro...10 Entre Palavras...12 Minigramática...14 Estudos de Gramática...15 Gramática Teoria e Exercícios...16 Inglês English in Formation...26 Ensino Médio Língua Portuguesa Aprender e Praticar Gramática...17 Novas Palavras...18 Linguagem em Movimento...22 Português Na Trama do Texto...24 Inglês Compact English Book...25 English in Motion...32 Espanhol Nuevo Expansión...36 Interacción en Español...38

4 6 o ao 9 o ano 6 o ao 9 o ano DIÁLOGO A riqueza de recursos faz desta coleção um convite irrecusável para o estudo da Língua Portuguesa. Um convite à leitura A Coleção Diálogo oferece textos que são um verdadeiro convite à leitura: grande variedade de gêneros e temas numa linguagem acessível. Ao dialogar com os textos, o aluno não só reflete sobre o tema como aprende a observar os recursos que a língua oferece e a estrutura que cada gênero exige. Boxes laterais oferecem informações complementares sobre a obra e sobre temas em questão. Propicia ao aluno aumentar seu repertório Propõe atividades que ampliam o repertório dos alunos. Assim, há seções que trabalham a intertextualidade, como as seções Dialogando com o cinema ou Dialogando com a imagem, em que o aluno entra em contato com outras linguagens. Gordon Wiltsie/National Geographic/Getty Images Comparando os textos A chegada ao topo Os desafios de uma viagem por regiões inóspitas não existem só na ficção. A notícia a seguir traz informações sobre o alpinista brasileiro Waldemar Niclevicz e o seu desafio: chegar ao Pico de Vinson, localizado na maior montanha da Antártica. Sua empreitada tem início na cidade de Punta Arenas, no Chile, lugar onde permaneceu por seis dias, esperando que o vento permitisse o perigoso e incerto voo entre essa cidade e a Antártica, região cuja temperatura varia em torno de 10 C a 30 C. Será que ele conseguiu seu objetivo? Leia e descubra. Eram três horas da madrugada quando Waldemar Niclevicz chegou ao Pico de Vinson e montou o primeiro acampamento. No céu, a presença do sol fazia com que a temperatura ambiente estivesse em aproximadamente 15 C. Ao lado do alpinista americano Dave Hann, Niclevicz iniciou a escalada rumo aos 4897 metros do Pico de Vinson. A paisagem coberta de neve e o silêncio aumentavam a sensação de isolamento total. O vento e o frio atrapalhavam os alpinistas, que, ao chegarem aos 3000 metros de altitude, montaram um novo acampamento. O objetivo dos dois era montar o menor número de acampamentos possível, já que pretendiam chegar logo ao topo. Waldemar Niclevicz e Dave Hann terminaram o terceiro dia de escalada a metros de altitude, determinando que aquele seria o último acampamento antes de chegar ao topo. Foi a parte mais perigosa da subida, já que havia muitas gretas grandes rachaduras no gelo e tanto Niclevicz quanto Hann caíram em algumas delas. No dia seguinte, partiram para a etapa final, e depois de quatro dias desde o início da escalada, Waldemar Niclevicz e Dave Hann atingiram os metros de altitude do Pico de Vinson. A temperatura estava em 33 C, e Niclevicz se emocionou; acabara de se tornar o primeiro brasileiro a chegar ao topo do Vinson. Aquela não era a montanha mais alta do mundo, nem a mais difícil, mas era a primeira vez que um brasileiro estava lá, disse. [...] Antártida: uma viagem ao fim do mundo. Estilo Peugeot. Santo André: Livre, n. 11, abr p Nossas Autoras Eliana Santos Beltrão Graduação em Letras pela Universidade Federal da Bahia, com especialização em Linguística textual. Professora de Língua Portuguesa, Literatura e Redação no Ensino Fundamental e Médio. Tereza Gordilho Graduação em Psicologia pela Universidade Federal da Bahia. Curso de especialização em Psicopedagogia clínica e institucional pelo Instituto Sedes Sapientiae. Psicóloga na área educacional. Exercita intensamente a redação. A seção Projeto de redação oferece o passo a passo da produção. A proposta foi pensada para ser realizada em etapas, o que facilita o acompanhamento do professor e possibilita que o aluno se aproprie do texto que está escrevendo. Há uma ampla alimentação temática para apoio tanto do aluno como do professor. A avaliação de cada produção é feita de modo claro e objetivo. texto instrucional Professor, o texto instrucional é um gênero cuja intenção Alguns recursos utilizados nos textos instrucionais: comunicativa é instruir o leitor a realizar uma tarefa, no caso, verbos no imperativo; jogar. Para Olhe isso, as informações figuras são e responda organizadas de depressa.mostra: modo vocabulário preciso e frases curtas; que se evidencie o material linguagem impessoal. necessário e as regras do jogo. Jogos de todos os cantos Fazem parte do grupo dos textos instrucionais as receitas, as instruções de uso, de montagem, regulamentos, regras de jogo, bulas etc. Mais de 250 crianças foram pintadas por Bruegel neste painel. Elas brincam com bocados de madeira, de osso, com arcos e tonéis. Os brinquedos fabricados especialmente para uso das crianças eram raros no século XVI. Quais dos jogos representados na tela você reconhece? 300 Módulo 7 Bruegel Brincadeiras de crianças Kunsthistorisches Museum, Vienna, Áustria 4 Consulte nosso divulgador 5

5 6 o ao 9 o ano 6 o ao 9 o ano DIÁLOGO DIÁLOGO Trabalhando a gramática 1. Leia a tirinha a seguir. 114 Módulo 3 4. Pela leitura do texto, tomamos conhecimento de alguns modismos (maneira de se vestir, produtos de consumo etc.) presentes na geração do menino Senna. Que modismos são esses? O uso de botas para corrigir o pé chato, o uso de terno para ir a uma festa de aniversário, a marca do automóvel da família, um Simca. 5. Que fato, segundo o texto, foi determinante na vida do piloto e o fez apaixonar-se por velocidade e carros? O fato de, aos 4 anos, ter ganho do pai um kart. O esporte é um tema muito abordado por artistas de todas as épocas. A obra Regata em Argenteuil, de Gustave Caillebotte, é do século XIX. Nela, o artista trata de uma das atividades esportivas mais representativas desse século. 202 Módulo 5 Dialogando com a imagem Leia também O melhor time do mundo, de Jorge Viveiros de Castro (Cosac Naify). Paulinho era conhecido como o maior perna de pau, até que resolve ser goleiro do time de futebol da sua turma. Um ano depois, ele tem de participar de um campeonato emocionante e precisa vencer até os seus velhos amigos. 6. E você, pratica algum esporte ou atividade física (correr, pedalar, andar etc.) cuja paixão vem desde a sua infância? Qual? Resposta pessoal. Professor, esta atividade procura educar o olhar do aluno para a leitura de imagens. Quanto mais alimentado de imagens da arte estiver o olhar, maior será a possibilidade de inferências, de criticidade e de sensibilidade nos demais relacionamentos da vida cotidiana. (Iara Conceição Bitencourt Neves e outros. Ler e escrever: compromisso de todas as áreas. Porto Alegre: Ed. da UFRGS, 2001). Antes de os alunos registrarem por escrito, permita que eles expressem suas primeiras impressões a respeito da obra. Estudo dos pronomes: pronomes pessoais Charles Schulz. A Tarde, Salvador, 17 maio No primeiro quadrinho, a menina explica como será o jogo. a) Que palavra, na fala da menina, indica com quem ela está Charles Schulz nasceu em 1922 falando? na cidade de Você. Minneapolis, nos Estados Unidos. Era b) A menina afirma que ela deverá pegar a bola. Que palavra filho de um barbeiro informa isso ao leitor? e sempre teve interesse por desenhos, o que o levou a Eu. estudá-los por correspondência. Era fã das histórias de Popeye. 3. No último quadrinho, após dar uma bolada na cabeça da menina, O seu primeiro trabalho foi a o menino explica o jogo dele. Que palavra ele usa para referir-se ao historinha Peanuts (conhecido como Minduim, no Brasil), que fato? tinha como personagem principal A palavra esse. o Charles Brown. Atualmente, seus desenhos ganharam espaço também na televisão e no As palavras você, eu e esse pertencem à classe dos pronomes. cinema. Na tirinha, você indica a quem a personagem se dirige; eu, quem está Fonte de pesquisa: falando e esse se refere a um fato acontecido anteriormente. <www.algosobre.com.br/ biografias/charles-schulz.html>. Pronome é a palavra que substitui ou acompanha o substantivo United Media/Ipress Jorge Viveiros de Castro. O melhor time do mundo. São Paulo: Cosac Naify, 2009 Gustave Caillebotte Óleo sobre tela. Coleção particular. Foto: The Bridgeman Art Library/Keystone Foto: Matthew Naythons/Time Life Pictures/Getty Images Atividades de oralidade e. produção de textos orais Várias seções trabalham com a oralidade e com a produção de textos orais a partir de imagens (fotografia, artes, publicidade e filmes). Os textos são avaliados pelos próprios alunos. O aluno observa, reflete e. formaliza os conceitos linguísticos O trabalho com a Gramática é contextualizado: as explicações e os exercícios partem de textos de tirinhas, foto, anúncios que tenham significado para o aluno. Eles propiciam a observação, a reflexão e a formalização dos conceitos linguísticos trabalhados. Aprofunda e amplia o trabalho. com os textos A coleção traz boxes com: informações sobre os textos e seus autores; sugestões de filmes e livros ligados aos temas estudados; indicação de sites para aprofundamento dos assuntos e dados que ampliam a temática e as características dos textos trabalhados. Capacita para o uso da língua em várias situações Exercícios variados possibilitam a incorporação dos conceitos gramaticais e a capacitação dos alunos para o uso da língua em diferentes situações. Além disso, os alunos refletem sobre fatos linguísticos que caracterizam a construção de textos. Atividades com Ortografia A coleção propõe também um trabalho com Ortografia. Além de uma seção específica, há no decorrer das seções o Fique atento!, que chama a atenção para ocorrências pontuais, dá dicas e retoma regras. Humor, desafios, poemas e adivinhas Para estimular a leitura livre, a seção Espaço reservado para... traz humor, desafios, poemas, adivinhas. Parte dos conhecimentos prévios. e estimula os novos O Diálogo com o professor utiliza uma linguagem simples e traz sugestões de estratégias que contribuem para ativar os conhecimentos prévios dos alunos e estimular os novos. Apresenta um quadro com o Panorama dos principais conteúdos desenvolvidos no volume. Há também sugestões de Atividades complementares e de Atividades interdisciplinares. 8. Ao presenciarem o desaparecimento da floresta de extraterrestres, o narrador comenta: Fique atento! Micro-ondas escreve-se com hífen. Estávamos na posição de formigas diante de Nesse caso, usa-se o hífen quando um telefone ou forno de micro-ondas. o segundo elemento for iniciado pela vogal o: micro-ônibus. a) Que aspecto importante esse comentário do narrador mostra? Mostra o quanto os humanos eram pequenos, insignificantes diante dos conhecimentos Leia também e da tecnologia dos extraterrestres. Viagem ao centro da terra, de Júlio Verne (FTD). O excêntrico Professor Lidenbrock encontra, por acaso, o manuscrito de um alquimista islandês do século XVI. b) Qual dos trechos expressa a mesma ideia do comentário Ele e seu sobrinho do narrador? Axel decifram ( X ) Diante deles, daquelas coisas vindas das estrelas, a humanidade não passava de um bando de caipiras tentando montanha Sneffels, vulcão extinto o documento e descobrem que, na parecer importante. da Islândia, há uma cratera através da qual era possível atingir o ( ) Saímos de Marte bem depressinha. centro da Terra. Decidem então, ( ) Para nós só restava empacotar as coisas e voltar humildemente para casa. fazer essa extraordinária viagem. Os juntamente com um guia local, três homens penetram as entranhas do globo terrestre e muitas 9. Releia este trecho. surpresas os aguardam. Júlio Verne é considerado o precursor da ficção Eu só esperava que continuassem indiferentes. Não científica moderna. teríamos qualquer chance se eles se tornassem hostis. Olavo Tenório a) A partir desse trecho, é possível afirmar que o narrador tinha certeza de que os extraterrestres eram hostis? Por quê? Não. O narrador tinha dúvidas a respeito do comportamento dos extraterrestres, mas sabia que eles eram mais desenvolvidos tecnologicamente, o que deixaria os humanos em grande desvantagem em um eventual confronto. b) Que formas verbais exprimem essa ideia? Em que modo verbal se encontram? continuassem / se tornassem modo subjuntivo 2. Na tirinha, encontramos três palavras proparoxítonas. a) Quais são elas? Vândalo, ortográfico e máquina. b) Que características definem essas palavras como proparoxítonas? A sílaba tônica, a antepenúltima, vem com acento gráfico. E S PA ç O r E S E r VA D O PA r A D E S A F I O 32 Módulo 1 Módulo Retire, da tirinha, dois exemplos de palavras: oxítonas estão, acentuação, mudou, corretor paroxítonas olha, isso, valendo, novas, regras, acordo, hífen, monte, coisa, sabe, isso, significa, precisamos, novo, para, essa, urgente A carta enigmática se refere a um grande cientista brasileiro que, em viagens pelo rio São Francisco, começa a estudar o barbeiro, inseto que se aloja nas frestas das casas, pica as pessoas durante o sono e contamina-as com uma doença até então desconhecida, a doença de Chagas. Quem é esse cientista? O que nos informa a carta enigmática? Ilustrações: Alex Nascimento. In: Brasil: almanaque de cultura popular, n. 80, nov Carlos Chagas foi um dos mais ilustres cientistas do mundo orgulho para nós, brasileiros. Júlio Verne. Viagem ao Centro da Terra. São Paulo: Editora FTD, Consulte nosso divulgador 7

6 6 o ao 9 o ano 6 o ao 9 o ano Descobrindo a Gramática nova edição As regras da Língua Portuguesa ensinadas de um jeito. amigável e divertido. Clareza e objetividade A coleção apresenta os conteúdos gramaticais de maneira clara e objetiva. Apoio de ilustrações As ilustrações servem como suporte aos conceitos gramaticais, atraindo e envolvendo a classe. Quadros, esquemas e tabelas funcionam como metalinguagem, cujo objetivo é facilitar a leitura. 2. Leia. 1 O Brasil é um país muito extenso e, embora a língua seja uma só língua portuguesa, algumas pessoas ou grupo de pessoas possuem formas diferentes de falar em relação a outras pessoas ou grupos, apresentando variações linguísticas e surgindo linguagens diferenciadas. menino FIQUE POR DENTRO O uso que os indivíduos fazem da língua varia de acordo com alguns fatores, como: idade, nível social, nível cultural, nível econômico, nível de instrução, região, situação em que se encontram, momento da comunicação... méninu mininu mêninu Nossos Autores Gilio Giacomozzi Professor livre-docente de Língua Portuguesa. Professor titular de Língua Portuguesa da Universidade de Taubaté (SP). Membro fundador do Grupo de Estudos de Língua Portuguesa da Universidade de Taubaté e professor da Universidade Católica de Santos (SP). Gildete Valério Professora especialista em Língua Portuguesa e Linguística. Professora efetiva da Universidade de Taubaté (SP). Coordenadora do curso de Especialização em Leitura e Produção de Texto da Universidade de Taubaté. Membro fundador do Grupo de Estudos de Língua Portuguesa da Universidade de Taubaté. Professora da rede pública e particular. Cláudia Molinari Reda Professora especialista em Língua Portuguesa e Literatura. Ex-colaboradora assistente da Universidade de Taubaté Unitau (SP). Professora da rede pública e particular. Novo acordo ortográfico A coleção incorpora o novo acordo ortográfico, explicando as novas regras com ênfase no uso do hífen, assunto polêmico e fonte de discussões. Faz o aluno refletir A coleção emprega o método indutivo para levar o aluno à reflexão. Para aprender brincando Há uma grande variedade de exercícios, brincadeiras e jogos ao longo do livro, o que favorece o entendimento do aluno uma vez que ele aprende brincando. A linguística é utilizada como fundamento para explicar fatos gramaticais, que são expostos de maneira sequencial e com o auxílio de textos variados: literários, em prosa e verso, jornalísticos, de propaganda, em forma de piadas, em quadrinhos. Novos textos 95% dos textos anteriores foram substituídos na nova edição. Grande reformulação Todos os exercícios são novos, bem como o projeto gráfico, que foi totalmente refeito. Uso do hífen Na nova edição, há mais explicações e exercícios sobre o uso do hífen. Nova seção A seção É brincando que se aprende substitui a antiga seção Hora do jogo. Contextualização Na maior parte dos exercícios, palavras, frases e períodos são tirados de textos. 16 a) Na hora de falar, uma pessoa pode falar diferente da outra? Sim, é possível, pois cada pessoa usa a língua de acordo com sua idade, seu nível cultural, sua região... b) E na hora de escrever, será que cada pessoa pode escrever a mesma palavra de forma diferente? Por quê? Não, pois na escrita existem as regras ortográficas que devem ser seguidas FIQUE POR DENTRO Na fala, você pode pronunciar a mesma palavra de formas diferentes: menino / méninu / mininu / mêninu. Um sulista fala diferente de um nortista, que fala diferente de um paulista, carioca ou gaúcho. Mas a escrita é uma só. Portanto, escreva sempre: MENINO. 3. O que aconteceria se cada brasileiro escrevesse de uma forma diferente? Sugestão de resposta: Nós perderíamos a nossa identidade cultural, que é a língua. 1. Leia. Não existe uma variante linguística melhor que a outra. As diferenças que caracterizam as variações de nossa língua servem, sim, para enriquecê-la. Lição 6 FORMAÇÃO DO IMPERATIVO para chegar ao conceito Magali, de Mauricio de Sousa. Rio de Janeiro: O Globo, n. 203, mar (Turma da Mônica). a) Nos quadrinhos, a forma verbal plante (do verbo plantar) expressa: ( ) certeza, verdade, exatidão. ( ) dúvida, hipótese, possibilidade. ( X ) ordem, pedido, conselho. b) Portanto, esse verbo está conjugado no: ( ) modo indicativo. ( ) modo subjuntivo. ( X ) modo imperativo. Modo imperativo expressa uma ordem, um pedido, um conselho. FIQUE POR DENTRO O modo imperativo apresenta duas formas: imperativo afirmativo; imperativo negativo. Mauricio de Sousa Produções Ltda Consulte nosso divulgador 9

7 6 o ao 9 o ano 6 o ao 9 o ano Ponto de encontro Ponto de encontro Um encontro com grandes autores nacionais para grandes aprendizados. Objetivo da coleção O principal objetivo da coleção é provocar a interação dos alunos com renomados escritores nacionais e com o estudo da Língua Portuguesa. Grandes autores Os volumes são formados por sete unidades, organizadas em torno dos seguintes escritores: 6 o ano Rachel de Queiroz, Ferreira Gullar, Fernando Sabino, Ziraldo, Moacyr Scliar, Ignácio de Loyola Brandão, Luis Fernando Verissimo. 7 o ano Paulo Mendes Campos, Rubem Braga, Lourenço Diaféria, Érico Veríssimo, Marina Colasanti, Carlos Eduardo Novaes, Lygia Fagundes Telles. 8 o ano Jorge Amado, Graciliano Ramos, Clarice Lispector, Paulo Leminski, Cora Coralina, Antônio Torres, Zélia Gattai. 9 o ano Alcântara Machado, Carlos Drummond de Andrade, Carlos Heitor Cony, Lima Barreto, Guimarães Rosa, Machado de Assis, Mário Quintana. Riqueza de informações Oferece uma amostra do patrimônio literário dos escritores e a chance de apreciar sua obra. Traz informações adicionais sobre os fatos históricos e culturais em que se insere sua produção literária. Com base na leitura de um texto e/ou trechos da obra desse escritor, são desenvolvidas as propostas de leitura, interpretação, produção textual e análise linguística. Você autor a segunda produção de texto é a produção de gêneros específicos, já estudados na seção anterior. O autor e sua época (6 o e 7 o anos) nesta seção se contextualiza a época em que o autor viveu, estimulando o aluno a fazer comparações com épocas diferentes da sua. Um pouco mais do autor no final da unidade, esta seção oferece mais textos do mesmo autor para o aluno ler sem ter de responder a questionários ou fazer exercícios. A proposta é que se leia por prazer (leitura por fruição). Nos 8 o e 9 o anos, apresenta também dados relevantes de outros livros do autor, incluindo aspectos do seu estilo. Estimula o uso das linguagens Leva o aluno a observar, perceber e descobrir o mundo, refletir sobre ele e interagir com seu semelhante por meio do uso funcional das linguagens. Forma alunos participativos Possibilita o acesso à produção cultural da humanidade e a participação plena no mundo letrado. Recursos. para o professor Oferece aos professores bibliografia e muitas dicas sobre estratégias de leitura, estratégias de compreensão de leitura, gêneros textuais, avaliações, correção de textos, leitura extraclasse e mais. Nossos Autores Marco Antonio Hailer Arte-educador, bacharel em Música pelo Instituto Musical de São Paulo e licenciado em Educação Artística pela Faculdade Marcelo Tupinambá, com especialização em Psicologia Histórico-Cultural pela Universidad Complutense de Madri. Pesquisador de práticas pedagógicas para o ensino de linguagem na Europa e Canadá, atua como consultor educacional de secretarias municipais de Educação, em vários estados do Brasil. Maria Izabel Massoni Doutora em Linguística pelo IEL Unicamp. Foi professora de Prática de Redação em Língua Portuguesa na Unesp, campus de São José do Rio Preto. Atua na área de assessoria pedagógica a secretarias municipais de Educação. Trabalha com atualização de professores de escolas públicas e particulares do Ensino Fundamental. Solange Aranha Doutora em Linguística e Língua Portuguesa pela Unesp, campus de Araraquara. Professora de Língua Inglesa na Unesp, campus de São José do Rio Preto. Participou de cursos de formação continuada de professores da rede pública de São Paulo nas áreas de Letramento e Língua Portuguesa. Orientadora nos cursos de Graduação e de Pós-Graduação da Unesp. Seções Cada unidade da obra apresenta as seguintes seções: Antes de mais nada e Conheça o autor (6 o e 7 o anos) e Antes de mais nada, conheça o autor (8 o e 9 o anos) têm por objetivo levar o aluno a conhecer a biografia do escritor, a época em que ele viveu e escreveu seus livros, ou seja, em que contexto social e literário a obra foi produzida. Leitura são apresentados os textos dos escritores em foco, colaborando para a iniciação da maioria dos alunos na leitura de grandes escritores. Com textos acessíveis e interessantes, garante-se que a leitura seja prazerosa e significativa. Hora da gramática os conceitos são trabalhados a partir da observação do uso gramatical em contexto. Só depois que o aluno compreende a importância que determinado elemento tem no contexto e como ele foi usado é que se parte para a conceituação. O texto em foco desenvolve a competência leitora dos alunos, bem como sua capacidade de compreensão de textos por meio de estratégias de leitura e estudo lexical. Você autor primeira produção de texto, com proposta ligada ao texto principal, o qual dá ao aluno o contexto para desenvolver sua redação. Outras leituras espaço reservado ora para o ensino das estratégias de leitura ora para o trabalho com diferentes gêneros discursivos. 10 Consulte nosso divulgador 11

8 6 o ao 9 o ano 6 o ao 9 o ano Entre palavras Ampliando os horizontes de seus alunos. no mundo das letras e das palavras. Variedade de textos A coleção traz crônicas, poemas, contos, textos jornalísticos e retirados da internet e até textos não verbais, como tirinhas, charges, anúncios publicitários. Atividades estimulantes Com as atividades, os alunos comparam os textos, descobrindo as semelhanças e diferenças, exercitam a capacidade de concentração e selecionam informações importantes. Informações extras Boxes distribuídos por todo o livro trazem mais informações sobre o que está sendo estudado. Exercita a linguagem oral O aluno exercita a linguagem oral expressando suas opiniões e argumentando com os colegas, usando a linguagem certa para cada situação. Redação Quando escreve sua redação, o aluno já sabe antes como deve ser o texto que vai escrever, como ele vai ser escrito e quem vai lê-lo. A redação não é feita apenas para a avaliação do professor. Nosso Autor Mauro Ferreira Mestre em Metodologia de Ensino na Unicamp, professor do Ensino Médio e de cursos pré-vestibulares há mais de 15 anos. Ministra cursos e palestras para professores e estudantes universitários. Compreensão da Gramática O autor encaminha o raciocínio do aluno para que ele compreenda a Gramática. No final dos exercícios, há um quadro com o resumo do conteúdo gramatical, útil para a revisão dos conceitos. Orientações para o Professor Nas Orientações para o professor, há sugestões para a correção de todas as propostas de atividades. 12 Consulte nosso divulgador 13

9 6 o ao 9 o ano 6 o ao 9 o ano Uma obra pequena no tamanho e grande na praticidade e no conteúdo. Um mergulho no estudo da nossa língua. Nossas Autoras Maria Aparecida Paschoalin Formada em Letras pela Pontifícia Universidade Católica (PUC) de São Paulo, com pós-graduação em Literatura Portuguesa pela Universidade de São Paulo (USP). Neuza Terezinha Spadoto Formada em Letras pela Universidade de São Paulo (USP), lecionou no Ensino Fundamental e no Ensino Médio por mais de 25 anos e exerceu também os cargos de diretora de escola e supervisora de ensino. Nossos Autores Gilio Giacomozzi Professor livre-docente de Língua Portuguesa. Professor titular de Língua Portuguesa da Universidade de Taubaté (SP). Membro fundador do Grupo de Estudos de Língua Portuguesa da Universidade de Taubaté e professor da Universidade Católica de Santos (SP). Gildete Valério Professora especialista em Língua Portuguesa e Linguística. Professora efetiva da Universidade de Taubaté (SP). Coordenadora do curso de Especialização em Leitura e Produção de Texto da Universidade de Taubaté. Membro fundador do Grupo de Estudos de Língua Portuguesa da Universidade de Taubaté. Professora da rede pública e particular. Cláudia Molinari Reda Professora especialista em Língua Portuguesa e Literatura. Ex-colaboradora assistente da Universidade de Taubaté - Unitau (SP). Professora da rede pública e particular. Clara e objetiva A Minigramática aborda os assuntos de forma clara e objetiva, favorecendo o entendimento do conteúdo. Apresentação Traz esquemas e quadros comparativos. Fácil consulta A diagramação e o projeto gráfico facilitam a localização dos temas a ser pesquisados. Sempre à mão Em formato de bolso, é ideal para consulta. morfologia ARTIGO CONCEITO Na frase, há muitas palavras que se relacionam ao substantivo. Uma delas é o artigo. 48 Artigo é a palavra que se antepõe ao substantivo para determiná-lo. Exemplos: A amiga chegou. artigo uma amiga chegou. artigo CLASSIFICAÇÃO DO ARTIGO O artigo se classifica de acordo com a ideia que atribui ao ser em relação a outros da mesma espécie. Exemplo: um homem tocou a campainha. Era o técnico chamado para consertar a televisão. O artigo um que se refere ao substantivo homem indica o ser de maneira imprecisa (indefinida): trata-se de um homem qualquer entre os demais. O artigo o que se refere ao substantivo técnico indica o ser de maneira precisa (definida): trata-se de um ser específico (que já era esperado). Portanto, o artigo classifica-se em: Aproxima teoria da realidade A obra apresenta a teoria gramatical, por meio de textos, ilustrações e temas próximos à realidade do aluno Leva à compreensão e reflexão Em uma linguagem acessível, exposição didática e exercícios variados e atrativos, tem por objetivo levar o leitor a compreender o funcionamento da língua e a refletir sobre ela. Uma obra esclarecedora Um manual para quem deseja aprender gramática, tirar dúvidas, dominar a estrutura da Língua Portuguesa e para saber empregá-la nas diferentes situações de uso. ExErcíciosExErcíciosExErcíciosExErcícios Leia o poema: De ti, meu grande amigo, Eu nunca esquecerei. De amigo tu me chamas, De amor te chamarei. A ti, meu grande amigo, Dou uma rosa com ardor. Espero que essa rosa Seja o fruto do nosso amor. Estarei à tua espera Entre flores e sorrisos; Em tempos de Primavera Acharei o paraíso. O amigo Vilma Antônia Zaine e Rosemeire Helena da Silva. Gente miúda. Coleção Gente nova. São Paulo, Escolas Profissionais Salesianas, s/d. Agora retire todos os pronomes pessoais, indicando a que pessoa verbal cada um deles se refere. (de) ti 2 ạ pessoa singular eu 1 ạ pessoa do singular tu 2 ạ pessoa singular me 1 ạ pessoa singular te 2 a - pessoa singular (a) ti 2 ạ pessoa singular 2 Leia a frase abaixo, retire os pronomes e classifique-os em adjetivos ou substantivos. Justifique sua resposta. sua: pronome substantivo substitui o substantivo camiseta nossas: pronome adjetivo acompanha o substantivo lojas Camiseta: Pegue a sua gratuitamente em nossas lojas MORFOLOGIA Consulte nosso divulgador 15

10 6 o ao 9 o ano Ensino Médio Prático e necessário Um manual de gramática dirigido a estudantes do Ensino Fundamental e para quem deseja aprender gramática, tirar dúvidas, se aperfeiçoar. Nossas Autoras Maria Aparecida Paschoalin É formada em Letras pela Pontifícia Universidade Católica (PUC) de São Paulo, com pós-graduação em Literatura Portuguesa pela Universidade de São Paulo (USP). Neuza Terezinha Spadoto É formada em Letras pela Universidade de São Paulo (USP), lecionou no Ensino Fundamental e no Ensino Médio por mais de 25 anos e exerceu também os cargos de diretora de escola e supervisora de ensino. Uma obra que ensina, esclarece dúvidas e aproxima ainda mais os alunos da Língua Portuguesa. Conteúdo completo Conteúdo programático completo, organizado de forma gradativa, partindo dos conceitos mais simples para os mais complexos. Esse é o motivo de o livro se iniciar com o estudo do substantivo. Didático Muito didática, tanto na organização dos conteúdos como na linguagem utilizada. Fácil consulta A diagramação permite uma consulta rápida e fácil aos tópicos gramaticais. Linguagem acessível A linguagem é acessível e os conceitos são precisos. O objetivo é que os alunos realmente entendam e aprendam gramática, sem cair na simplificação excessiva, que pode criar conceitos imprecisos e/ou incompletos. Exercícios Os exercícios não aparecem apenas no final de cada assunto, mas por seção, para verificar passo a passo a aprendizagem dos alunos. Clara e objetiva A obra mantém as características que a consagraram: objetividade e clareza. Variedade de atividades Os exercícios foram atualizados: há textos, quadrinhos, publicidade, trazendo para a gramática situações reais de comunicação. Projeto gráfico atraente O projeto gráfico deu mais leveza e beleza ao texto. Objetivo da obra O objetivo das autoras foi criar uma gramática didática, sem ser superficial; objetiva, sem ser demasiadamente esquematizada; esclarecedora, sem se perder em minúcias; e reflexiva, ou seja, não fechada em si mesma, mas aberta ao texto. EXERCÍCIOS 1. Leia o texto lateral da publicidade da Comgás. a) Identifique os pronomes indefinidos que aparecem nesse texto. pouco / menos / outros / qualquer / outro b) Classifique-os em variáveis ou invariáveis. Variáveis pouco, outro, qualquer, outros; invariável menos. c) No texto, há um pronome possessivo. Identifique-o. nossas d) Até no transporte do gás, a gente toma cuidado para não agredir a natureza. A que se refere a expressão a gente? A gente é uma expressão coloquial que se refere ao pronome nós. 94 Anúncio da Comgás. Criação: Lew Lara\TBWA. Foto: Gustavo Lacerda A Gramática ensinada sem barreiras, de uma forma acessível e natural. Acessível e objetiva Os conceitos teóricos são expostos por meio de uma linguagem clara, objetiva e de fácil compreensão pelo estudante. Temas e exercícios Enfoca, em cada tópico, os temas básicos de gramática. Os exercícios seguem a ordem dos conceitos teóricos e têm grau crescente de dificuldade. Atividades variadas Estão subdivididos em Exercícios de fixação; Exercícios de aplicação e Exercícios de vestibulares. Aberturas Na abertura de cada tópico há uma justificativa sobre a importância do assunto a ser estudado, auxiliando o entendimento. Nosso Autor Mauro Ferreira Mestre em Metodologia de Ensino na Unicamp, professor do Ensino Médio e de cursos pré-vestibulares há mais de 15 anos. Ministra cursos e palestras para professores e estudantes universitários. 16 Consulte nosso divulgador 17

11 Ensino Médio nova edição Novo visual Novo projeto gráfico, mais atraente e motivante. Ensino Médio Novas palavras Literatura, gramática, redação e leitura em. uma coleção completa, de A a Z. Nossos Autores Emília Amaral Mestre em Teoria Literária e doutora em Educação pela Unicamp. Consultora nas áreas de literatura, leitura e produção de textos. Professora do Ensino Médio e Superior há mais de 20 anos. Mauro Ferreira Especialista em Metodologia de Ensino pela Unicamp. Foi professor do Ensino Fundamental, do Ensino Médio e de cursos pré-vestibulares durante 22 anos. Atualmente, dedica-se à realização de palestras para professores e à produção de obras didáticas. Ricardo Leite Mestre em Teoria Literária pela Unicamp. Professor do Ensino Fundamental e Ensino Médio e de cursos pré-vestibulares há mais de 30 anos. Severino Antônio Doutor em Educação pela Unicamp. Professor do Ensino Médio e Ensino Superior há 40 anos e autor de vários livros. Estrutura renovada Em gramática houve renovação da estrutura, com exercícios permeando o conteúdo, atualização de exercícios e acréscimo de capítulo de Noções de Semântica. Valoriza a expressão oral O estudo de gramática propõe ensinar o aluno a se expressar oralmente no cotidiano, a expor seus conhecimentos, suas opiniões e dúvidas, mostrar que a expressão oral é tão importante quanto a expressão escrita. Atualização em literatura Em literatura houve atualização de textos de leitura, reformulação da apresentação dos conteúdos e da parte histórica, que está mais enxuta. A prática de leitura dos textos é privilegiada. Redação e leitura Em redação e leitura houve ampliação dos conteúdos estudados, dos gêneros textuais e acréscimo de textos relativos ao mercado de trabalho: currículo, relatório e entrevista. São oferecidos critérios de avaliação e autoavaliação para o aluno refletir sobre o processo da própria escrita. Estrutura A coleção é composta de três volumes, um para cada série do Ensino Médio. Eles estão divididos em Literatura, Gramática e Redação e Leitura. Novos textos Em Literatura os capítulos iniciam com a seção Primeira leitura, que apresenta novos textos em relação à coleção anterior. Incentiva o diálogo e a troca de ideias A nova seção, Em tom de conversa, possibilita a troca de ideias sobre impressões e entendimento do texto, aprimora a formulação oral do que o aluno pensa e ajuda a resolver coletivamente as dúvidas sobre a leitura e o texto. Propõe questões sobre os textos A seção Releitura propõe questões relativas à compreensão dos textos lidos, permitindo aos alunos a construção e/ou a reconstrução dos significados dos textos. 5 O Renascimento Primeira leitura Soneto Ivan Junqueira Que amor é esse que, desperto, dorme e quando acorda faz-se ambíguo sonho, transfigurando o belo no medonho e em noite espessa a vida multiforme? Então amor é só o que suponho, o que não digo por ser tão informe que forma alguma lhe é jamais conforme como este molde em que teimoso o ponho? Será amor o que se esquiva à fala ou à linguagem que o pretende claro? E o que seria esse tremor mais raro que ao aflorar parece que se cala? Amor oblíquo que olha de soslaio, mas que ilumina e queima como raio... Cinco movimentos. In: Poemas reunidos. Rio de Janeiro: Record, p a) Descrição do Inverno: agreste (inverno); úmidos (vapores). Descrição da Primavera: fértil (primavera); das flores (mãe, aposto de Primavera); ameno (prado); sutil (nordeste); azuis (ares); de mil cores (aves); fresco (Tejo); celeste (cor referência ao reflexo do céu na superfície do Tejo); alegres (campos); copadas (árvores). Releitura Você verá neste capítulo que o Neoclassicismo do século XVIII produziu uma arte extremamente convencional, utilizando uma linguagem padronizada e limitando-se a certo número de temas, reproduzidos dos autores clássicos e renascentistas. 1. Opondo-se ao estilo do século anterior, os autores procuram uma linguagem mais simples, evitando, por exemplo, o uso do hipérbato, tão utilizado pelos barrocos. Nesse soneto, entretanto, Bocage inverte a ordem sintática em algumas frases. Reescreva os versos seguintes, reconstituindo a ordem direta (sujeito predicado; verbo objetos; substantivo adjetivo...). a) A fértil Primavera, a mãe das flores, / O prado ameno de boninas veste. A Primavera fértil, a mãe das flores, / veste o prado ameno de boninas. b) E toma o fresco Tejo a cor celeste. E o Tejo fresco toma a cor celeste. c) Vem, ó Marília, vem lograr comigo / Destes alegres campos a beleza, / Destas copadas árvores o abrigo. Vem, ó Marília, vem lograr comigo / a beleza destes campos alegres, / o abrigo destas árvores copadas. d) Deixa louvar da corte a vã grandeza: Deixa louvar a vã grandeza da corte. 2. Na poesia neoclássica, a natureza é sempre idealizada e adquire significados simbólicos convencionais. a) Releia as três primeiras estrofes e faça uma lista dos adjetivos utilizados na caracterização do Inverno e da Primavera. Identifique os substantivos a que esses adjetivos se referem. b) A partir dessa adjetivação, interprete o significado simbólico da Primavera e, por oposição, do Inverno. A Primavera representa a época do amor e da fertilidade, da felicidade, da tranquilidade, da beleza e do bem-estar. Por oposição, o Inverno, agreste, representa a infelicidade, o sofrimento, a ausência de beleza, o mal-estar. 3. Um dos temas convencionais do Neoclassicismo é o fugere urbem, expressão latina que significa fugir da cidade. Explique a oposição entre cidade e campo no convite que o Para o eu lírico, são falsos os louvores à vida da cidade (corte), cuja grandeza é inútil, eu lírico faz a Marília. vazia, fútil (vã). A verdadeira grandeza está na vida do campo, na beleza, na alegria e na perfeição da natureza, lugar ideal para a realização do amor. Comentário Embarcações portuguesas em uma costa rochosa, século XVI. Ivan Junqueira (1934-) Poeta, crítico, ensaísta, tradutor e jornalista carioca, eleito em 2000 para a Academia Brasileira de Letras. Segundo Marco Luchesi, que escreveu as orelhas da edição de Poemas reunidos, Ivan é um poeta de razão emocionada, de quem elegeu a literatura como sentimento do mundo, de quem faz poesia para não desesperar de si e das coisas, um gesto extremo, de tigre e de cordeiro, da consciência e da palavra. Dizer isso é o mesmo que afirmar que Ivan Junqueira é um clássico, como Camões, que estudaremos neste capítulo: um poeta da razão emocionada e da emoção racionalizada. Um clássico do nosso tempo. O Renascimento 99 Fica evidente, à simples leitura desse soneto de Bocage, que deixamos para trás os procedimentos literários cultistas e conceptistas. Os autores neoclássicos consideravam o rebuscamento barroco de extremo mau gosto. Procuraram, então, restaurar o equilíbrio, a naturalidade, a clareza e a simplicidade, imitando os autores clássicos antigos e os renascentistas. Entretanto, a naturalidade pretendida resultou, muitas vezes, em seu oposto: a simplicidade artificial, retórica e mesmo afetada. Nesse soneto, tivemos já contato com alguns dos temas convencionais do Neoclassicismo: o bucolismo (o elogio da natureza e da vida simples do campo), o fugere urbem, o pastoralismo (Marília é um nome convencional de pastora), as referências à mitologia clássica (os Zéfiros, personificação mitológica dos ventos suaves, e os Amores, divindades infantis subordinadas a Vênus e a Cupido). John Munday. Século XVI. Óleo sobre tela. Museu Naval de Lisboa. Foto: Oronoz/Album/Latinstock L I T E R A T U R A L I T E R A T U R A O Neoclassicismo português Consulte nosso divulgador 19

12 64 Ensino Médio Novas palavras Leitura de Observe o quadro Tentação na montanha, do pintor italiano Duccio di Buoninsegna (1250?-1319). Painel narrativo: o observador deve passear o olhar pelo quadro. Tema religioso: episódio do Novo Testamento. Certa profundidade espacial. Contrastes de luz e cor, gradação de tonalidades. Volumes mais acentuados. Como veremos no capítulo 10 deste livro, a poesia de Oswald de Andrade é precursora de dois movimentos marcantes da cultura brasileira da década de 1960: o Concretismo e o Tropicalismo. O que dizem os especialistas Quando é boa, a sua composição é muitas vezes uma busca de estruturas móveis, pela desarticulação rápida e inesperada de segmentos, apoiados numa mobilização extraordinária do estilo. [...] Frequentemente a sua escrita é feita de frases que se projetam como antenas móveis, envolvendo, decompondo o objeto até pulverizá-lo e recompor uma visão diferente. [...] Também na sua visão da sociedade avulta o senso do que é móvel, a miragem de uma transição necessária ao matriarcado anterior. [...] E em sua vida procurou sem cessar a renovação em todos os campos, para evitar o pecado maior da esclerose, da parada que lhe parecia negar a própria essência da liberdade e portanto de seu ser. Antonio Candido. Vários escritos. São Paulo: Livraria Duas Cidades, p. 91. As figuras humanas tornam-se menos hieráticas, ganham certo movimento e graça. Representação de um tema que deve ser lido, interpretado: A tentação -- o Bem X o Mal. Figuras hieráticas, simbólicas. Desproporções: o pintor desconhece as regras da perspectiva, que serão desenvolvidas no Classicismo. O tamanho de cada figura não é determinado por sua relação espacial com o conjunto, mas por sua posição na hierarquia dos valores representados. Características da pintura medieval. Características que já prenunciam a pintura renascentista. José Oswald de Sousa Andrade ( ) De família abastada, Oswald de Andrade nasceu em São Paulo e desde cedo viajou para a Europa, onde entrou em contato com os movimentos de vanguarda. Sua personalidade irreverente e dada à polêmica fez-se notar já em 1917, quando defendeu a pintora Anita Malfatti contra os ataques de Monteiro Lobato à arte modernista. Essa atitude foi o estopim para a reunião do grupo que organizaria a Semana Retrato de Oswald de de Arte Moderna. Andrade, Tarsila do Em 1926, casou-se com a pintora Amaral, Tarsila do Amaral. O casal que ganhou o apelido Tarsivald, de Mário de Andrade obteve grande destaque nas artes nacionais, inclusive pela criação do Movimento Antropófago e da Revista de Antropofagia. Em 1929, com a crise do café, Oswald de Andrade ficou arruinado. Separou-se de Tarsila para ligar-se à militante comunista e escritora Patrícia Galvão (Pagu), o que causou escândalo e o afastou dos amigos. Rompeu com Mário de Andrade, na ocasião. Essa fase de intensificação da atividade política e de militância no Partido Comunista Brasileiro (PCB) que durou até 1945 gerou a fundação do jornal O Homem do Povo. Em 1936, já separado de Pagu, Oswald casou-se com a poetisa Julieta Bárbara e, em 1944, uniu-se a Maria Antonieta D Alkmin, que foi sua companheira até o final da vida. Memórias sentimentais de João Miramar (1924); Serafim Ponte Grande (1933); Trilogia do exílio: Os condenados (1922), A estrela de absinto (1927), A escada vermelha (1934); Marco zero I: a revolução melancólica (1943); Marco zero II: chão (1945). Teatro O homem e o cavalo (1934); A morta (1937); O rei da vela (1937). Ensaio Manifesto da Poesia Pau-Brasil (1924); Manifesto Antropófago (1928); A Arcádia e a Inconfidência (1945); A crise da filosofia messiânica (1950). Leitura Leia atentamente os textos a seguir, procurando observar suas semelhanças e diferenças. Muiraquitã em nefrita encontrado no rio Jamundá, A primeira geração modernista brasileira 97 Duccio di Buoninsegna. c Afresco. Museo dell Opera del Duomo, Siena. Foto: Francis G. Mayer/Corbis/Latinstock Museu Paraense Emílio Goeldi, Belém. Foto: Rômulo Fialdini L I T E R A T U R A Óleo sobre tela. Coleção particular Apresenta e analisa obras de arte A seção Leitura de imagem apresenta e analisa obras de arte de artistas vinculados ao momento histórico estudado, levando os alunos a estabelecer relações intertextuais ao mesmo tempo que os instrumentaliza para a leitura de diferentes linguagens. Atividades orais A seção Responda oralmente apresenta atividades orais que objetivam a troca de opiniões entre os pares sobre os conceitos gramaticais trabalhados. Ponto de vista dos autores A seção Comentário apresenta observação e parecer dos autores a respeito do texto trabalhado na seção Primeira leitura. Explica as palavras do texto Os boxes explicativos objetivam explicitar o sentido das palavras apresentadas no texto teórico. Amplia o vocabulário O quadro A palavra no texto apresenta explicações sobre o vocabulário do texto lido, ajudando a fluência e a compreensão de leitura dos alunos. Biografia dos autores Quadros com biografia dos autores apresentam dados significativos do autor do texto objeto de estudo, contextualizando fatos e particularidades que auxiliam a compreensão dos textos. Com a palavra, autores renomados O quadro O que dizem os especialistas (em Literatura, Redação e Leitura) apresenta textos de autores renomados, com o objetivo de ampliar, aprofundar, comprovar a teoria que está sendo estudada. Conteúdo resumido A seção Síntese dos conteúdos estudados apresenta os conteúdos trabalhados de forma resumida para o aluno recapitular o que foi estudado. Atividades com questões de vestibulares Finalizando cada capítulo, há uma seção de Atividades que apresenta exercícios elaborados pelos autores ou extraídos de vestibulares, para o aluno aplicar seus conhecimentos sobre os conteúdos estudados. Reestruturação na parte de Gramática Em Gramática houve uma reestruturação e as Atividades permeiam os conteúdos. Especialistas discutem o assunto Os quadros O que dizem os linguistas (em Gramática) apresentam textos de autores especialistas no estudo da língua, com o objetivo de ampliar, aprofundar e comprovar a teoria que está sendo estudada. Para ficar de olho O quadro Fique atento! permite que o aluno retome ou amplie alguns conceitos trabalhados na explanação dos conteúdos. Valoriza o ensino e a aprendizagem O quadro Para que saber? apresenta uma justificativa sobre a teoria exposta, valorizando o ensino/aprendizagem das informações veiculadas. Para exercitar o que aprendeu A seção Da teoria à prática ganhou novo destaque. O objetivo da seção é apresentar textos que possibilitam a identificação das categorias gramaticais em situações discursivas autênticas, ou seja, em situações de uso. A seguir, na seção Agora é a sua vez, o aluno é levado a exercitar os conhecimentos adquiridos em textos que apresentam a língua na perspectiva de seu funcionamento. Conteúdo ampliado e atualizado dos textos Em Redação e Leitura houve ampliação dos conteúdos estudados, dos gêneros textuais escritos e orais (seminário, entrevista e debate regrado) e acréscimo de textos relativos ao mercado de trabalho: currículo, relatório e entrevista. Incentiva a troca de ideias A nova seção Em tom de conversa possibilita a troca de ideias sobre impressões e entendimento do texto, aprimora a formulação oral do que o aluno pensa e ajuda a resolver coletivamente as dúvidas sobre a leitura e sobre o texto. Avaliação da produção Após a proposta de escrita, há o quadro Como estou escrevendo? Critérios de avaliação e reelaboração de seus textos, que proporciona oportunidades de revisão, avaliação e reescrita dos textos, com propósitos definidos. Dicas de sites, livros, filmes e mais Uma nova seção no final de cada volume, chamada Para aprender mais, indica livros, sites, visitas virtuais a museus, canções e filmes para o aluno poder consultar, pesquisar e assistir como atividade extraclasse. É uma oportunidade de ampliação dos conhecimentos vinculados aos conteúdos trabalhados na coleção. Ensino Médio Novas palavras Subdivisão dos pronomes pessoais Nos enunciados, os pronomes pessoais podem exercer a função sintática de sujeito ou de complemento. Em razão dessa dupla possibilidade de função, esses pronomes subdividem-se em retos e oblíquos. Exemplos: Nós concordamos com ele. pronome reto (porque é o sujeito) Ele trouxe o livro para nós. pronome reto (porque é o sujeito) pronome oblíquo (porque não é o sujeito; é complemento) pronome oblíquo (porque não é o sujeito; é complemento) F que atento! Sujeito e complemento Sujeito termo (palavra ou expressão) da oração com o qual o verbo concorda. Exemplos: O trem partiu cedo. Os trens partiram cedo. Complemento (definição simplificada) termo que, na oração, completa o sentido do verbo ou de um nome. Exemplo: O trem transportava cereais. Note, pelos exemplos, que a classificação de uma forma pronominal como pronome reto ou pronome oblíquo não é fixa; ela depende da função que o pronome exerce no enunciado. O quadro a seguir apresenta, para consulta, as diferentes formas de pronomes pessoais e as funções sujeito ou complemento que eles podem exercer. Professor, se julgar necessário/oportuno, comentar que, tradicionalmente, os pronomes do Grupo 1 são chamados de oblíquos átonos e os do Grupo 2, de oblíquos tônicos, embora a distinção "átono/tônico" não se aplique a palavras de mais de uma sílaba (ele, ela, você etc.). Singular Plural CASO RETO (função de sujeito)* CASO OBLÍQUO (função de complemento) Grupo 1 (sem preposição) Grupo 2 (com preposição) eu me mim, comigo tu você te você, se, o/a, lhe ti, contigo, si, você, consigo ele/ela se, o/a, lhe si, ele/ela, consigo nós nos nós, conosco vós vocês vos vocês, se, os/as, lhes vós, convosco, si, vocês, consigo eles/elas se, os/as, lhes si, eles/elas, consigo * Professor, se julgar oportuno, comentar que, na função de predicativo, também se usam os pronomes pessoais do caso reto. Ex.: O culpado pela confusão foi ele. Antônio Gonçalves Dias ( ) Nascido do Maranhão, era filho de um comerciante português e de uma cafuza (mestiça de negro com índio). Essa origem mestiça foi a causa da grande frustração de sua vida: a família da jovem Ana Amélia não aceitou seu pedido de casamento e, aparentemente, o poeta nunca se recuperou dessa recusa. Seus principais poemas amorosos têm origem nesse episódio. Estudou em Coimbra, onde produziu os poemas de seu primeiro livro, publicado em O sucesso foi imediato, e Gonçalves Dias gozou em vida a fama de maior poeta brasileiro. A tuberculose levou-o mais uma vez à Europa, em busca de cura. Desenganado, voltou ao Brasil, em 1864, mas morreu no naufrágio do navio Ville de Boulogne, já na costa do Maranhão. Obras: Poesia: Primeiros cantos; Segundos cantos e Sextilhas de frei Antão; Últimos cantos; Os timbiras (poema épico inacabado). Teatro: Patkul; Beatriz Cenci; Boabdil; Leonor de Mendonça. Em tom de conversa A Canção do exílio tornou-se um dos poemas mais conhecidos de nossa literatura, desde sua publicação, em Contribuíram para isso o ritmo e a musicalidade do texto, que facilitam a memorização, e o tema do amor à pátria, expresso com uma simplicidade comovente, de grande apelo popular. 1a. Espera-se que os alunos concluam que o patriotismo é um sentimento positivo, que se manifesta em atitudes construtivas e abnegadas, e não exclui tomadas de posição críticas (ou será falso patriotismo). O ufanismo, embora possa ser considerado como uma forma de patriotismo, é um sentimento ingênuo, parcial, que impede a visão crítica necessária à 1. Leia a definição de ufanismo e discuta com seus colegas. superação dos problemas do país. Ufanismo: orgulho exagerado pelas riquezas e belezas naturais do país; patriotismo excessivo. Substantivo criado em alusão ao livro Por que me ufano de meu país (1900), do Conde Afonso Celso. a) Que diferença se pode estabelecer entre patriotismo e ufanismo? b) Em sua opinião, o sentimento expresso pelo eu lírico da Canção do exílio deve ser classificado como patriotismo ou como ufanismo? Por quê? 1b. O amor à pátria manifesta-se no poema pela afirmação de que a natureza é mais bela e mais rica no Brasil que na terra do exílio e, por extensão, mais que em todos os outros países. Trata-se, portanto, de sentimento ufanista. Deve-se, entretanto, observar que esse ufanismo é expressão da saudade, que tende a exagerar e a idealizar as qualidades das coisas distantes. 2. Por força de sua popularidade, a Canção do exílio tornou-se emblema do amor à pátria. Um dos símbolos oficiais do Brasil reconhece esse fato, citando, parcialmente, uma estrofe do poema. Procure lembrar, com seus colegas, qual é a estrofe citada e qual o símbolo nacional que faz a citação. 2. Parte da segunda estrofe é citada no Hino Nacional Brasileiro : [Teus risonhos, lindos campos] têm mais flores, / Nossos bosques têm mais vida, / Nossa vida [no teu seio] mais amores. Símbolos nacionais 3. A Canção do exílio tornou-se também um dos textos mais Bandeira Nacional citados, imitados e parodiados da literatura brasileira. Leia Hino Nacional Armas Nacionais o painel de poemas, depois discuta as questões com seus Selo Nacional colegas. S.C. L. Darodes. Século XIX. Gravura. Fundação Biblioteca Nacional, Rio de Janeiro 20 Consulte nosso divulgador 21

13 Ensino Médio Didática inovadora que faz do estudo um exercício de enriquecimento e prazer. Nossos Autores Izeti Fragata Torralvo Formada em Letras pela Universidade de São Paulo. Professora de Língua Portuguesa e Literatura no Ensino Fundamental e no Ensino Médio há mais de 25 anos. Carlos Cortez Minchillo Formado em Letras pela Universidade de São Paulo. Mestre em Teoria e História Literária pela Unicamp. Professor de Língua Portuguesa e Literatura no Ensino Médio e de Literatura no Ensino Superior. Organização didática Apresenta uma organização didática inovadora. As escolas literárias são apresentadas cronologicamente por meio de eixos temáticos, contemplando conteúdos consagrados da literatura. Estudo conduzido por tema O estudo de Literatura, Gramática e Redação é conduzido por um tema representativo da escola literária abordada na unidade, levando à compreensão do universo cultural de um momento específico da produção literária e artística. Relaciona a literatura a outras manifestações culturais Favorece a ampliação do repertório cultural dos alunos, uma vez que os leva a relacionar a literatura a outras manifestações culturais de distintas épocas, aproximando os conteúdos estudados ao universo cultural dos jovens estudantes. Variedade de textos A seção O tema no tempo apresenta o assunto da unidade com textos de diferentes gêneros e épocas, inclusive os não verbais. Une informações com a leitura prazerosa O texto do livro foi elaborado com o objetivo de aliar informações a uma leitura prazerosa. Os aspectos curiosos e significativos são apresentados por meio de boxes. Uma viagem no tempo Permite que o aluno adentre o universo literário e cultural de diferentes épocas e também da atualidade. Seções A seção Literatura amplia a capacidade de compreensão e o aproveitamento dos textos, que são sempre acompanhados de questões para análise e interpretação, inclusive testes de vestibular de todo o país. Apresenta os quadros Síntese e Autores e obras, que são recursos valiosos para o aluno revisar e fixar conteúdos e também para o professor organizar suas avaliações. Em Interpretação e gramática, o estudo aborda também a linguagem coloquial, valorizando todos os recursos da língua. São propostas atividades de uso efetivo e criativo da língua. Em De olho no texto, apresenta um texto para análise e interpretação.os alunos têm a oportunidade de relacionar texto e contexto, tornando significativo o aprendizado dos conteúdos gramaticais. Em Por dentro da língua, os conteúdos gramaticais são apresentados aos alunos, que passam a conhecer e reconhecer os mecanismos linguísticos e a perceber sua utilidade na expressão de ideias e no contexto social. Em Dá para inventar, as questões exigem que os alunos relacionem conceitos e coloquem em prática o que dominam sobre as regras de funcionamento da língua. Em Da fala para a escrita, o aluno reconhece a importância da comunicação, oral ou escrita, no que diz respeito à seleção e ao emprego de palavras e expressões nas diversas situações de comunicação. Em No alvo, são estudados aspectos da língua culta para que os alunos evitem equívocos bastante frequentes como ambiguidades, desvios de grafia, acentuação, concordância, regência e pontuação. Na parte dedicada à Redação, a seção Para aquecer trata de conceitos relevantes sobre o gênero textual abordado na unidade, fornecendo modelos para a produção textual dos alunos, e a seção Propostas de produção de texto permite que eles pratiquem regularmente sua habilidade de expressão escrita. Para finalizar o tema, a seção Teste seus conhecimentos oferece uma seleção de testes, que inclui questões do Enem e de vestibulares de diferentes universidades do país. Eles permitem que o aluno se prepare adequadamente para as avaliações ao final do Ensino Médio. Informações para o Professor Oferece ao professor respostas completas e comentários que vão enriquecer suas aulas. Ensino Médio Linguagem em movimento 22 Consulte nosso divulgador 23

14 Ensino Médio Ensino Médio COMPACT ENGLISH BOOK Um canal direto e acessível ao estudo da. Literatura portuguesa e brasileira. Nossas Autoras Helena Bonito Pereira Doutora em Letras pela Universidade de São Paulo. Professora de Graduação e Pós-Graduação em Letras na Universidade Presbiteriana Mackenzie. Marcia Maisa Pelachin Mestre em Letras pela Universidade de São Paulo. Professora de Literatura e Língua Portuguesa em escolas do Ensino Médio do Estado de São Paulo. Inglês para ler, escrever, falar, ouvir e fazer parte do mundo. Livro do professor Livro do professor com resoluções dos exercícios. Dicas e sugestões junto ao texto Ao lado de cada texto de abertura há dicas e sugestões para o professor explorar o Vocabulário, a Gramática e a Pronúncia. Interdisciplinaridade Questões sobre os textos e a gramática da lição promovem a comunicação oral e a interdisciplinaridade. Didática A Literatura portuguesa e a brasileira apresentadas de maneira bastante didática. Textos e atividades Os textos e as atividades de leitura são variados e instigantes e procuram sempre surpreender e desafiar o leitor, objetivando que ele, usando os modelos propostos, produza os próprios textos. Muito mais informações Contém lista de verbos irregulares, regência de verbos, músicas com questões sobre o texto, além de Glossário para consulta sobre as palavras mais utilizadas no livro. Revisão com questões de vestibulares Ao final de cada grupo de quatro unidades há uma revisão com questões de vestibulares das principais universidades do país. Linguagem acessível Linguagem clara e acessível à faixa etária a que se destina. Apresenta as escolas literárias As diferentes escolas literárias e seus principais representantes contemporâneos são abordados na obra. ModernisMo no BrasiL Literatura Teatro Capítulo especial sobre o teatro brasileiro. Clara e objetiva A gramática é trabalhada de forma clara e objetiva e os conceitos são sistematizados em quadros, quando necessário. Explora os conceitos A seção Ampliação é inovadora: orienta o aluno a explorar no texto os conceitos aprendidos e a refletir sobre a língua efetivamente usada pelos falantes. Redação A redação é abordada por meio dos gêneros do discurso. Tarsila do Amaral Antropofagia Manifesto Antropófago (fragmentos) Só a antropofagia nos une. Socialmente. Economicamente. Filosoficamente. Única lei do mundo. Expressão mascarada de todos os individualismos, de todos os coletivismos. De todas as religiões. De todos os tratados de paz. Tupy, or not tupy, that is the question. Foi porque nunca tivemos gramáticas, nem coleções de velhos vegetais. E nunca soubemos o que era urbano, suburbano, fronteiriço e continental. Preguiçosos no mapa-múndi do Brasil. Uma consciência participante, uma rítmica religiosa. Antes dos portugueses descobrirem o Brasil, o Brasil tinha descoberto a felicidade. Oswald de Andrade. In Gilberto Mendonça Teles. Vanguarda europeia e Modernismo brasileiro. Petrópolis, Vozes, Nosso Autor Wilson Liberato Mestre em Linguística Aplicada e Estudo da Linguagem pela PUC-SP. Professor de curso pré-vestibular em São Paulo. 24 Consulte nosso divulgador 25

15 6 o ao 9 o ano 6 o ao 9 o ano English in Formation Estrutura Cada volume da coleção é composto de nove unidades, sendo três de revisão e variedades. A seguir, tópicos que compõem a coleção: Para aprender Inglês de um jeito dinâmico, divertido e eficiente. Yes! Abertura das unidades Abertura das unidades: páginas espelhadas introduzem o tema a ser abordado, acompanhado de diálogos curtos sobre o assunto. Imagens e palavras partem do conhecimento prévio dos alunos. 4 Fotos: Photodisc/Getty Images Starting points: informe que o assunto a ser visto refere-se às cores. Escreva no quadro: Colors. Pergunte se alguém na sala sabe como se fala o nome de alguma cor em inglês. Se souberem, escreva o que disserem no quadro. Mostre um giz e escreva: chalk. White chalk. Escreva: What color is the chalk? Mostre gizes coloridos ou outros objetos e escreva as cores no quadro. Não apresente de imediato as onze cores a serem ensinadas, a não ser que já as conheçam. Listening: os alunos ouvem o CD com os livros fechados. Após ouvirem, pergunte se a lista de cores que está no quadro está completa ou se ouviram alguma a mais. Reading: os alunos abrem os livros, leem as palavras e o diálogo, ouvindo o CD. Speaking: leia as cores e peça que repitam. Faça o mesmo com o diálogo. Usando as cores da arara, pergunte: What are the macaw s colors? Mostre figuras e pergunte: What color is the polar bear / gorilla / zebra / tiger? What color is a chocolate cake / a soccer field / the sky / the ocean? A palavra color é colour no inglês britânico. Outros exemplos: favor / favour; flavor / flavour (sabor). Grey (Br.E.) = gray (Am.E.). Colors Corel Stock Photo Edivaldo Serralheiro black green blue orange yellow What a beautiful and colorful bird! What s its name? red pink purple gray white brown That s a macaw! Aprendendo novas palavras Extension: novas palavras ou estruturas apresentadas ao tema da unidade, com o objetivo de ampliar o vocabulário. Nosso Autor Wilson Liberato Mestre em Linguística Aplicada e Estudo da Linguagem pela PUC-SP. Professor de curso pré-vestibular em São Paulo. Compreendendo a comunicação Language structures: estruturas linguísticas, entre elas a gramática, contextualizadas com o apoio do texto e do vocabulário apresentados nas unidades. Mostra como a comunicação se processa no idioma. 26 Consulte nosso divulgador 27

16 6 o ao 9 o ano English in Formation 6 o ao 9 o ano English in Formation Ilustrações: Fernandes e Gilmar 10 3 Fotos: Photodisc/Getty Images 18 Listening & speaking Welcome to the San Diego Zoo! Brazilian students visit a zoo in California. And what s this? What s this? Hi, folks! My name is Kelly. Welcome to the San Diego Zoo! This is a giraffe. It s very tall! Reading & writing Who is Asterix? Filme de Claudia Zidi. Asterix e Obelix contra César França, Alemanha e Itália. 2 This is a monkey. It s very funny! Reading: os alunos abrem os livros e leem o diálogo ouvindo o CD. Explique que a pronúncia das palavras em inglês não segue o mesmo padrão da língua portuguesa, principalmente em relação às vogais. Elas podem ter sons variados. Por enquanto, os possessivos my (meu, minha, meus, minhas) e your (teu, tua, teus, tuas) devem ser considerados como vocabulário. Evite antecipar explicações sobre sua função gramatical, a ser vista na Unit 8. I m a guide here! Asterix is from Gallia, ancient France. Asterix is a famous hero of many comic adventures. His enemies are Julius Caesar and the Roman invaders. A magic potion is the secret of his superhuman force. Obelix, Getafix, Cacofonix, Ideafix and Geriatrix are some of his friends. Asterix Info Vital Statistics Name Asterix French Name Astérix Signification * (asterisk) or a star Appearance Short. Long mustache. Big nose. Winged helmet and sword. Marital Status Not married Occupation Village hero mustache nose (Source: helmet sword Goscinny e Uderzo. Asterix - Collection 1. Kinowelt Alemanha Stockdisc/Getty Images Speaking: leia as frases do diálogo ou toque o CD para que os alunos repitam em uníssono. Em seguida, sem o apoio do CD, divida os papéis para uma nova leitura em voz alta: você lê as falas da Kelly, e os alunos, as dos visitantes. Depois, inverta. Mostre figuras ou escreva no quadro os nomes dos outros animais vistos anteriormente (p. 8 e 9). Proponha outras situações (pair work): Hi, folks! I m Maria ; João. Welcome to this school. I m a teacher here! What s this? (apontando no quadro ou segurando uma figura de camelo, zebra ou canguru). And what s that? (apontando à distância a figura ou o nome de um urso, crocodilo ou tigre). Diga seu animal favorito e pergunte, individualmente, o animal favorito de dois ou três alunos. Escreva no quadro: My favorite animal is the bear. What s your favorite animal, Pedro / Ana? Não se preocupe com frases completas. Basta que digam o nome do animal. Prediction: informe que o texto fala de um famoso personagem de histórias em quadrinhos. Pergunte qual o personagem de histórias em quadrinhos de que eles mais gostam. Escreva no quadro Asterix e comente que este é o nome de um herói dos quadrinhos, criado na França. Explique o significado das palavras: hero (Tarzan / Zorro / Mickey are heroes); many (= a large number of: many students / friends / heroes). Enemy (the opposite of friend). Invader (A virus is an invader.). Some (1,3,4... elements: some letters / numbers / players). Winged (= with wings: The wings of a Boeing are big. The wings of an ostrich are small.). Listening: os alunos ouvem apenas parte do texto: Who is Asterix? com os livros fechados. Pergunte: A que pergunta o texto responde? Toque o CD novamente e verifique o que conseguiram entender. Reading: os alunos abrem os livros e leem o texto, ouvindo o CD. Speaking: leia as frases ou toque o CD, pausando a cada frase para que repitam. Perguntas: What is Gallia? Who is Asterix? Who are Asterix s friends? Pronunciation: escreva no quadro as seguintes palavras: Julius Caesar magic Roman potion superhuman. Leia- -as e peça que repitam. Em seguida, alunos diferentes leem as frases do texto individualmente. Vital statistics: no trecho Asterix Info explique que a palavra info é reduzida de information. Vital statistics corresponde a dados principais sobre algo ou alguém. A origem do nome Asterix é uma corruptela de asterisk, sinal gráfico visto no início desta unidade. Algumas palavras foram ilustradas com legendas, como mustache (Br.E. moustache). Comente sobre o item marital status (estado civil): Asterix é solteirão (bachelor). Sugira como atividade extra a preparação de um quadro, do tipo Vital Statistics, sobre um artista, herói de quadrinhos, cientista ou qualquer pessoa que eles apreciem. Além de vários sites sobre Asterix, criação de René Goscinny e Albert Uderzo, há filmes dublados ou legendados disponíveis em videolocadoras, tais como: Asterix and Cleopatra; Asterix versus Caesar; The twelve tasks of Asterix; Asterix and Obelix take on Caesar; Asterix and the big fight; Asterix conquers America. Atividades para praticar e fixar Practices: exercícios para a fixação dos conceitos estudados. Nos enunciados das atividades são utilizadas sentenças usadas cotidianamente em inglês. Os alunos desenvolverão a habilidade escrita do idioma, com nível de dificuldade adequado ao conhecimento deles. Para ouvir e falar Listening & speaking: diálogos contextualizados, interpretados por nativos da língua. Além de situações reais e de fácil compreensão, são propostas questões escritas ou testes e outras, ainda, sobre compreensão da audição, as quais são sugeridas ao professor nas margens laterais do livro. Ampliando o vocabulário Variations: palavras, expressões ou estruturas que buscam fixar e ampliar o vocabulário dos alunos, ensinando-os a dizer a mesma coisa de modo diferente. Para ler e escrever Reading & writing: são apresentados textos para leitura e atividades escritas, desafiando dessa forma os alunos a produzir textos na língua-alvo. Promove interação entre a. turma e o professor Interactive work: perguntas relacionadas aos assuntos estudados para que o aluno possa interagir com o professor e com os colegas. Divertidas histórias em quadrinhos Comics: histórias em quadrinhos que retratam o modo de vida, os costumes, os valores e as tradições dos falantes nativos. Mostra com humor o uso da língua em situações informais. Para aprender na internet Suggestions of sites: endereços eletrônicos selecionados para que os alunos visitem e ampliem seus conhecimentos linguísticos e sua visão de mundo. Diversão e ludicidade For your fun: seção destinada a variedades, ao entretenimento e aos aspectos lúdicos, com ilustrações e textos diversificados. Glossário Glossary: traz todo o vocabulário novo apresentado no volume. Caderno de Atividades Workbook: no final de cada volume, há uma seção destinada à avaliação, um caderno de atividades adicional, contendo questões de listening, speaking, reading e writing. Manual do professor Manual do professor: amplamente farto, contém as linhas mestras da coleção: objetivos linguísticos e atitudinais, temas transversais, informações culturais, plano de curso, traduções, entre outros. CD de áudio CD: cada volume possui um CD de áudio tanto para o professor quanto para o aluno. Nele, há textos gravados por pessoas nativas de língua inglesa, os diálogos e as histórias Sugestão de tarefa para casa: os alunos vão procurar as origens das duas canções. Ambas são spirituals e têm ligações com a história dos EUA. A música Michael row the boat ashore é interpretada em estilo rock n roll no site do cantor dos anos 1960, Trini Lopez. Outras sugestões de músicas populares: What a wonderful world, com Louis Armstrong; Unforgettable, com Carole King ou Nat King Cole. PoetrY Corner tongue twisters Freshly-fried flying fish. I scream, you scream, we all scream for ice cream. em quadrinhos. Leia as frases para os alunos e peça que repitam em voz alta o mais rápido que 147 Corel Stock Photo Prediction: livros fechados. Escreva a palavra chocolate no quadro e pergunte aos alunos se sabem pronunciá-la: /tʃɑ:klət/ (duas sílabas). Pergunte Practice 9 também: O chocolate é originário de que país? (México.) Qual o nome da árvore de onde se extrai Answer the questions. o chocolate? (Cacaueiro.) Muitos alunos pensam que o chocolate é de origem suíça. Informe que vão ouvir um texto sobre o chocolate. The cacao tree. / It s from the cacao tree. Listening: os alunos ouvem o CD com os livros fechados. Depois, pergunte como se fala cacaueiro em inglês; qual o país de origem do chocolate; Mexico. / It s from Mexico. quais alimentos feitos com chocolate são mencionados no texto. Toque o CD novamente. Reading: os alunos leem o texto ouvindo o CD. Old. / It is an old ingredient. Speaking: leia as frases ou toque o CD, pausando a cada frase para que os alunos repitam. Em seguida, selecione alguns Interactive work para lerem em voz alta. O cacaueiro é uma planta tropical, nativa da Ask a partner. América Central. Os maias e os astecas usavam preparados de chocolate em suas cerimônias religiosas. A palavra chocolate é da língua asteca: xococ (amargo) + atl (água). Os espanhóis adaptaram o termo xococatl para chocolate. Pergunte se eles já estudaram sobre os maias e os astecas nas aulas de História. Escreva no quadro as palavras: Comics biscuit - fruit - special - tropical - birthplace - ancient - ingredient. Leia-as e peça que repitam. 1. What plant is chocolate from? 2. What country is chocolate from? 3. Is chocolate an old or a new ingredient? 1. What s your favorite soft drink? 2. How old is your teacher? 3. How is your English class? 4. How are you today? Suggestions of sites The history of chocolate Field Museum C Oh, when the saints come marching in C Oh, when the saints come marching in C Oh yes, I want to be in that number C G C When the saints go marching in Traditional American song. Meditatio When I carefully consider the curious habits of dogs, I am compelled to conclude that man is the superior animal. When I consider the curious habits of man, I confess, my friend, I am puzzled. Ezra Pound ( ), American poet. Dogs Hark hark the dogs do bark The beggars are coming to town Some in rags and some in tags And one in a velvet gown. Old anonymous poem. puderem. Chris Browne Hagar King Features/Ipress F C C Filme de Charlie Chaplin. Vida de Cachorro. EUA Charlie Chaplin, an actor, in the movie A Dog s Life, in Fernandes e Gilmar Consulte nosso divulgador 29

17 6 o ao 9 o ano Uma obra para o ensino da Língua Inglesa desenvolvida especialmente para os alunos brasileiros. Eles merecem. CD e site A coleção contém. complementos como. CDs de áudio e. site pedagógico.. Recursos úteis e muito interessantes,. tanto para os alunos. como para. o professor. Mais de 500 atividades on-line No site da coleção, o aluno tem acesso a mais de 500 atividades on-line. Essas atividades e jogos interativos revisam com humor e criatividade todo o conteúdo apresentado nos quatro volumes da coleção. O aluno poderá realizar essas atividades nas aulas de informática, reunindo as duas disciplinas: inglês e informática. Ele também poderá fazê-las em casa, estimulado por trabalhar com o computador e a internet. Livro do professor O Livro do professor apresenta respostas, sugestões e scripts das gravações na própria página da atividade. Isso facilita o trabalho, pois o professor não terá de buscar explicações no final do material ou levar outro livro para a sala de aula. Resumo no final de cada unidade Seção Wrap Up (Conclusão) no final de cada unidade há um resumo do ponto gramatical estudado. Nesse resumo, o aluno terá de colar adesivos ou completar por escrito as regras e os exemplos, interagindo com o material e revisando as regras gramaticais que ele teve de deduzir ao longo da unidade. Projetos pedagógicos Os projetos pedagógicos são sugeridos no final de cada volume e não mais no final de cada unidade, ficando a critério do professor utilizá-los ou não. 57 Tell students to look at the picture and ask if they recognize the place. Tell them this is Salvador, in Bahia, and that Paulo was there on his last vacation. Explain the word spicy. Play the recording once. Ask students to read the items and the words in the box first. Play the recording again, allowing some time for them to complete the sentences. Check the answers with the whole group, then ask them: What was the weather like? / What was the water like? etc. Call on some volunteers to make up other questions and answers: Student A: What were the people like? Student B: They were nice. Personal answers. Ask students to answer the questions quickly. Call on some volunteers to read their answers for the group. Ricardo Azoury/Olhar Imagem Listen & Act Script: 1 Paulo is talking to Kate about his last vacation. Listen. Kate: Paulo, where were you last summer? Paulo: I was in Salvador. It s a beach town and the capital of Bahia. Kate: What was it like? Paulo: It was great. The beaches were beautiful, the water was warm and the people were nice. Kate: Were you at a hotel? Paulo: Well, my family and I were at a pousada, a kind of small and charming hotel. Kate: Was the weather good? Paulo: Oh, yeah. It was sunny and hot. Kate: How about the food? Paulo: The food was 2 Now fill in the blanks. Use was/were and the adjectives below. very spicy. People in Bahia love pimenta. Kate: Pimenta??? sunny and hot What s that? Paulo: Red pepper. Kate: Humm... I love spicy food, beautiful beaches, and sunny 1 The beaches were beautiful. weather. Next time you go to Salvador, 2 The water was warm invite me to go. with you. Paulo: OK. 3 The people were nice. nice small and charming beautiful 117 spicy 4 The weather was sunny and hot. 5 The hotel was small and charming. was spicy 6 The food. 3 Now it s your turn. Answer these questions using was and were. 1 Where were you last summer? 2 What was the weather like? 3 Who was with you? warm 4 What was the food like? 6 o ao 9 o ano In UNIT 6 ction Nossas Autoras Ana Goes Formada em Língua e Literatura Inglesa pela PUC-SP. Mestre em artes visuais pela Unesp. Trabalhou como professora de Inglês durante dez anos. Atua como editora de livros didáticos de Inglês e ministra palestras sobre a interdisciplinaridade entre Inglês e Artes em escolas e universidades. Cris Gontow Formada em Língua Inglesa pela PUC-SP. Atua como supervisora na escola Alumni, onde é responsável pela preparação de materiais para uso em sala de aula e atividades. Ministra palestras sobre o Ensino de Línguas com Computadores e Preparação de Materiais em várias instituições. Site pedagógico exclusivo Site pedagógico exclusivo da coleção, com sugestões de testes e exames, exercícios contextualizados e não traduzidos, atividades extras e jogos. Encarte com adesivos Todos os livros trazem um encarte com adesivos para serem utilizados na realização de algumas atividades. É divertido estudar. Apresentação do conteúdo.. Seção Get Ready (Prepare-se) a página inicial de cada unidade é ilustrada com os principais vocábulos e tópicos que serão ensinados, facilitando o trabalho de apresentação e de revisão do conteúdo. Complemento das aulas Além do manual e do CD, o professor poderá complementar suas aulas com o uso do site pedagógico da coleção (http://www.ftd.com.br/action/). Acessando o site, ele poderá imprimir sugestões de testes e exames, com e sem respostas. Também há propostas de exercícios contextualizados e não traduzidos. Além disso, o site disponibiliza ao professor atividades extras e jogos para serem aplicados em sala de aula. Obra contextualizada com a cultura brasileira Criada nos moldes dos livros importados, tem a vantagem de suas autoras serem brasileiras. Isso permite que a conexão entre as culturas e realidades da língua inglesa no mundo e no Brasil sejam mais contextualizadas. Resumo geral A nova seção Now You Can Do It (Agora você pode fazê-lo), no final de cada volume, apresenta um resumo geral de todas as funções linguísticas que o aluno é capaz de fazer após ter estudado com o livro. Essas funções estão de acordo com as normas e diretrizes da Common European Framework of Reference for Languages (CEFR) ou Sistema Comum Europeu de Referência para o Aprendizado e Ensino de Línguas. Grande variedade de temas e gêneros textuais Com os textos e temas interdisciplinares o aluno pode saber mais sobre outras culturas e também áreas como: arte, ciência, história, geografia e informática. Os temas são adequados à idade, ao nível de conhecimento e ao perfil do aluno brasileiro. São utilizados diversos gêneros textuais: narrativas, contos, fábulas, histórias em quadrinhos, poesias, entre outros. Atividades de pronúncia As atividades específicas de pronúncia facilitam a percepção e a produção dos sons considerados mais problemáticos para o falante brasileiro. Manoel Novaes Manoel Novaes PROJECT A TRAVEL GUIDE Olinda (PE) Ouro Preto (MG) Unit 6 Read the instructions with the class to make sure they know what they have to do. If two students choose the same city, ask them to work in pairs. 1 Choose a city you visited. 2 Write a short article about this city. Write about: its location its attractions (parks, museums, shops etc.) its typical food the best season of the year to visit it 3 Find pictures and maps of the city to illustrate your work. 4 Get together with your classmates and make a travel guide binding all the articles together. Corel Stock Photo Márcia Gouthier Rio de Janeiro (RJ) Belo Horizonte (MG) 181 In UNITS 5 & 6 PROJECTS ction 30 Consulte nosso divulgador 31

18 Ensino Médio Não é apenas aprender uma nova língua.. É mergulhar em uma nova cultura. Nosso Autor Wilson Liberato Lançamento Mestre em Linguística Aplicada e Estudo da Linguagem pela PUC-SP. Professor de curso pré-vestibular em São Paulo. Orientação para o professor Ao longo da obra, há muitas orientações para auxiliar o professor em sala de aula e promover um ensino interdisciplinar e a formação integral do aluno. Estimula as habilidades comunicativas Favorece o desenvolvimento das quatro habilidades comunicativas: a compreensão auditiva, a leitura, a fala e a produção escrita. A música como ferramenta de ensino Apresenta indicação para o professor de mais de 200 títulos de músicas populares conhecidas relacionando-as a conteúdos gramaticais estudados. As músicas, além de ajudarem na memorização, são um elemento autêntico de cultura da língua inglesa, ampliando, de modo envolvente e estimulante, a aprendizagem para além da gramática. Textos traduzidos O Caderno de orientações para o professor apresenta a tradução de todos os textos da obra. Estrutura da obra A obra está estruturada em um volume único de 24 unidades e abrange os conteúdos curriculares de língua inglesa como língua estrangeira das três séries do Ensino Médio. Acompanha CD O volume acompanha três CDs para aluno e mestre interpretados por falantes nativos americanos e ingleses. As faixas dos CDs que são utilizadas nos textos ou nas atividades estão visivelmente identificadas por ícones ao longo da obra. Discute temas interessantes A abertura de unidade traz um texto inicial com um tema atual que permite o trabalho de desenvolvimento linguístico dos alunos ao mesmo tempo que incentiva a discussão de assuntos sociais, culturais ou pessoais. Esse texto inicial apresenta um ícone, Listening & Reading, que pontua o objetivo da seção de desenvolver a compreensão auditiva e a leitura. Apresenta vocabulário Junto aos textos de abertura das unidades há um vocabulário Vocabulary com palavras extraídas do texto para as quais são apresentados equivalentes ou imagens que auxiliam a compreensão. Questões para compreensão Logo após o texto inicial, há a seção Check your reading, em que são propostas questões de múltipla escolha para o trabalho de compreensão da mensagem e dos aspectos linguísticos. Até a unidade 16, a maioria das questões está em português. A partir daí, predominam questões em inglês, pois espera-se que os alunos já tenham desenvolvido a capacidade de leitura e compreensão da língua. Explicações gramaticais claras Na seção Grammar in use, as estruturas gramaticais são apresentadas no uso corrente do idioma com explicações claras, objetivas e funcionais. O objetivo é proporcionar aos alunos a oportunidade de ver, rever e fixar estruturas correntes e permanentes da língua inglesa. As explicações são em português. Ensino Médio English in Motion UNIT4 CD 1 TRACK 19 Prof.: O texto é uma combinação de frases do cotidiano usadas em várias canções populares. Segundo os teóricos que analisam o discurso, os enunciados produzidos pelas pessoas são combinações de vozes alheias em novas situações conversacionais. Pergunte se há alunos que estão aprendendo ou sabem tocar algum instrumento. Peça que façam a apresentação de um número musical, explicando aos colegas algo sobre notas musicais e cifras. Se alguém souber ler partituras, peça que prepare uma pequena explanação sobre o assunto. VOCABULARY ease (v) comfort, tranquilize abroad out of one s own country, overseas excerpt extract meaningful significant pledge promise wanna want to close near Holy Ghost Holy Spirit breath respiration last (v) endure, continue hobo a homeless person, a vagrant shadow specter; a feeling of unhappiness hang over cover shape condition, form ain t isn t take long (v) persist, last P.S. post script asap as soon as possible 70 unit four Grammar in use 36 unit two 4A A love letter Lik 6. Humans usually (spends / spend) about 8 hours asleep every 24 hours. But cats (sleep / sleeps) during two thirds of the day, which (mean / means) 16 hours. 7. A dog (bark / barks). Horses (neigh / neighs). A cat (meows / meow). Cocks (crow / crows). 8. When a pilot (land / lands) an airplane, he usually (do / does) it against the wind. 9. An ISP (Internet Service Provider) is a company that (provides / provide) access to the internet; some companies also (provides / provide) content and An air conditioner (reduce / reduces) or (increase / increases) the temperature in a room and everybody (feel / feels) more comfortable. Air conditioners (does / do) this job with the help of a chemical that we (calls / call) working fluid. Prof.: Explique que o Simple Present é usado em diversos tipos de texto nos quais ocorrem descrições, narrações, argumentações etc. Daí a sua importância. Esse tempo verbal é usado em muitos gêneros discursivos, como notícias, letras de música, depoimentos, poesias, declarações, textos didáticos, científicos etc. Se achar conveniente, fale de palavras que pedem o verbo no plural, tais como: clothes, children, police, people, trousers, binoculars, glasses etc. Outras palavras pedem o verbo no singular: advice, information, knowledge, news, baggage etc. Negative Form I/ You/ We/ They do not verbo no infinitivo sem to: We do not (don t) know India. He/ She/ It does not verbo no infinitivo sem to: He does not (doesn t) know India. Para formar uma oração negativa no Simple Present, usa-se do/does not. Interrogative Form Do I/ you/ we/ they verbo no infinitivo sem to: Do you feel fine? Does he/ she/ it verbo no infinitivo sem to: Does she dance well? Para formar uma oração interrogativa no Simple Present, usa-se do/does antes do sujeito. & Listening Reading Like a bridge over troubled water I will ease your mind Gary has a lovely American girlfriend he met on a trip abroad. He wanted to write her a love letter, but as his English is not so advanced, know what he did? He selected excerpts from some lyrics he knows by heart and, by doing so, he could write her a meaningful letter. Here s his message: Dear darling, You ask me if there ll come a time when I grow tired of you. Never, my love! I ll give you my loving each night and day. So, I won t go away! It s my pledge! I wanna be just as close as the Holy Ghost is. Every breath you take, I ll be watching you. Then, close your eyes and I ll kiss you. Remember I ll always be true. It s a crazy situation. Love can touch us one time and last for a lifetime. Sometimes I feel so insecure, like a rolling stone! It s like I m waiting for a welcome sign like a hobo in the snow. There s a shadow hanging over me. I think of your voice, your smile, your hair, your eyes. In my sleepless solitude when I m lying in my bed I hear the clock tick and I think of you. In this shape I m in, I m spending my time and feeling so small. Oh, darling! When will those clouds all disappear? But try to see it my way. We ll let our dreams come true cause I love you, ain t nobody gonna stop us now. We re gonna sing our song and it won t take long. Let s have a little patience. Everything s gonna be all right! I m missing you! As always, Gary. P.S. Write me back asap! AMJ Studio AMJ Studio 32 Consulte nosso divulgador 33

19 Ensino Médio English in Motion Ensino Médio English in Motion 122 unit six 4. Some nations and nationalities Argentina Argentinian Guatemala Guatemalan Bolivia Bolivian Mexico Mexican Brazil Brazilian Panama Panamanian Chile Chilean Paraguay Paraguayan Colombia Colombian Peru Peruvian Cuba Cuban Uruguay Uruguayan Ecuador Ecuadorian Venezuela Venezuelan INTERACT I VE WOR K Alex Argozino COMICS VOCABULARY EXPANSION plus / and minus / take away plus or minus (is) multiplied by / times (is) divided by = ³ = 27 Send attachments Star Speaks to 1. Imagine que você esteja num chat e que seu nickname seja Star. No chat há algumas pessoas se comunicando em inglês e uma delas pede que você se descreva. Como você faria isso usando apenas o verbo to be? CHAT CHAT CHAT Change room Reserved Automatic scroll Geography lesson You have been studying hard lately, my dear! What are you studying now? Oh, really? So tell me, where is England? 1. Mathematical expressions is equal to / equals is not equal to / is not equals to is less than is more than Practice 5 Message Call someone Control panel 10:25:05 - Star enters the room. 10:26:28 - Kelly to Star: There s a new member in our group. What are you like, Star? 10:27:54 - Star to Kelly: Resposta pessoal. Descrição física ou psicológica. Prof.: O aluno poderá também fornecer diversas informações, tais como: quem e o que ele é; quando e onde nasceu; sua nacionalidade, idade, altura, hobbies etc. Geography, mom! It s on page 79, mom! Prof.: Outras nacionalidades serão vistas na Unit Three. Explique que em inglês as palavras não são acentuadas (Bolivia, Mexico, Panama), exceto algumas de origem estrangeira, principalmente francesas, que são usadas em inglês e que mantiveram sua grafia e acento originais: café, cliché, fiancé. 2. Pergunte a um colega as questões a seguir, usando o termo em destaque e todos os que Prof.: O termo destacado em itálico poderá ser estão entre parênteses: substituído por outros, sugeridos entre parênteses, a. What season are we in? (month; year; place; stage) ampliando, assim, o leque de perguntas. Esse expediente será usado em quase todas as seções Interactive Work. b. What Brazilian tradition is your favorite one? (art; food; singer; writer) c. What is the origin of the name of your city? (state; capital; country; family) d. What South American countries are not our neighbors? (surrounded by the sea) Bolivia, Paraguay (not surrounded by the sea); Chile, Ecuador (not neighbors). Photodisc/Getty Images infinity ² x squared ³ x cubed π pi /pai/ π ² pi squared Como você escreveria, por extenso, em inglês, as seguintes notações matemáticas? = = = 64 nine plus (and) six is equal to (equals) fifteen. thirteen minus five equals eight. eight times eight equals sixty-four. ninety divided by ten equals nine. one fourth is less than one third. two thirds is more than two fifths. three cubed equals twenty-seven. Send CD 1 TRACK 32 Ilustrações: AMJ Studio unit one 25 Para praticar O conteúdo do Grammar in use é trabalhado na seção Practices, que apresenta exercícios contextualizados. Os exercícios exploram, além de questões de gramática, as de vocabulário e de pronúncia. Um pouco de humor e informalidade A seção Comics contém cartuns, charges e tiras com diálogos autênticos relacionados aos assuntos estudados. Mostra o uso da língua em situações informais, ou seja, com ironia, sarcasmo, crítica, lamentos, gírias. Amplia o vocabulário dos alunos Mais vocábulos relacionados ao texto são apresentados na seção Vocabulary expansion. Nesta seção, a ilustração reforça a palavra e auxilia o aluno a memorizar o vocábulo e a relembrá-lo quando necessário. Propõe a interação entre os alunos A seção Interactive work oferece propostas de interação entre os alunos por meio da comunicação oral em inglês e de atividades individuais, em pares ou em grupos, que instigam a criatividade, envolvendo a produção de textos em inglês e de perguntas livres para a produção oral. Textos para reflexão e compreensão A seção Back to the past traz um texto que trata de algum acontecimento passado. A temática é variada e estimula a reflexão. Esse texto está marcado também com o ícone Reading & Writing, que pontua seu objetivo de desenvolver as capacidades de leitura e escrita. Baseadas no texto, são formuladas questões discursivas, na seção Activities, que visam à compreensão da leitura e à interpretação do que foi lido. Conhecimentos gerais A seção Test your general knowledge apresenta questões com alternativas e se aproxima de eventos da mídia ao gosto dos jovens, como concursos sobre conhecimentos gerais pelo rádio, pela internet ou pela TV. Desenvolve o trabalho com leitura e compreensão. Dá dicas de linguagem A seção Speech tips aborda aspectos gramaticais e lexicais. São informações ou dicas de linguagem e são discutidos problemas de vocabulário, gírias, erros comuns em inglês, marcas de oralidade, variações e curiosidades linguísticas, figuras de linguagem. Auxílio na pronúncia A seção Pronunciation trata de pronúncia e aspectos fonéticos da língua inglesa, auxiliando os alunos em atividades de compreensão auditiva e introduzindo os símbolos fonéticos utilizados nos dicionários. Diálogos com nativos da língua A grande novidade da obra é a seção Daily life. Pontuada pelo ícone Listening & Speaking, ela apresenta diálogos contextualizados e interpretados por nativos da língua. Dessas passagens emergem funções e estruturas linguísticas desenvolvidas na unidade, ampliação do vocabulário e aproximação da vida cotidiana. A seguir, na seção Questions on the text, são propostas questões sobre compreensão auditiva e uma questão escrita, na qual o aluno poderá expor sua opinião. Provérbios e vida cotidiana Cada unidade termina com um provérbio, ditado ou adágio popular, ilustrado na seção Proverb. Trata-se de um gênero discursivo que encerra um conceito a respeito de uma realidade, uma norma social ou moral, aprofundando o conhecimento do aluno para o jogo de palavras e seus significados na vida cotidiana. Questões de vestibulares A seção Caiu nos vestibulares, no final de um grupo de quatro unidades, é composta de questões extraídas de alguns dos principais vestibulares do país. Apêndice rico No final do volume, há um apêndice contendo tabelas com verbos irregulares, palavras enganosas, pesos e medidas e símbolos fonéticos. Há também um glossário com palavras extraídas de todas as seções e das questões de vestibulares. Caderno de orientações para o professor O Caderno de orientações para o professor traz informações sobre ensino e a obra e a tradução de todos os textos constantes no volume. PRONUNCIATION DAILY LIFE CD 2 TRACK 27 I. Circle the correct answer: 1. a. Walter is a mechanic. X b. Both characters are drivers. P R O VE RB Observe alguns encontros vocálicos iniciados por u: ua /uə/ individual; gradual; punctual ue /u / blue; Sue; true /ju / queue; cue queue fila; cue sugestão; dica ui /wi/ distinguish; anguish /I/ circuit; build; biscuit /u / recruit; cruise; fruit /ai/ disguise; guide; quite Questions on the text 2. Aline is afraid to leave her car alone probably because: X a. there are thieves around. mechanic s: oficina mecânica b. the mechanic s is far from where she is. 3. Aline supposes the mechanic is not working because it is: a. a holiday. X b. evening. 4. The sentences I can work it out for you and It s very kind of you can be rephrased as: X a. I can do it for you and How gentle you are. b. I can work for you and What kind of person you are. 5. Variants of the expression Don t mention it are: a. Don t worry and Don t be afraid. X b. You are welcome and Not at all. II. Answer the following question in English. Use a dictionary if necessary. What do you have to do to change a flat tire? Resposta pessoal. to account for dar uma explicação AMJ Studio Practice 9 Em quais das palavras abaixo o som de ui é o mesmo encontrado em fruit? bruise druid pursuit continuing suit genuine juice fluid ruin suitable Practice 10 Em quais das palavras abaixo o som de ui é o mesmo encontrado em quiet? extinguish acquire quit quite liquid quick require ingenuity esquire What if I get nervous? There is no accounting for tastes. AMJ Studio AMJ Studio CD 2 TRACK 24 CD 2 TRACK 25 CD 2 TRACK 26 & Listening Speaking Mrs. Suellen Stuart is a driver instructor both in a classroom and in a vehicle, accompanying applicants in their practical driving instructions. Today she s answering some of Louise s and Samuel s questions. They intend to get their driver s licenses soon. Let s pay attention to Mrs. Stuart s explanations. Louise: What kind of examination do we have to do in order to get our driver s licenses? Mrs. Stuart: Examinations include a vision test, a color discrimination test; recognition of road signs and your knowledge of road rules. (Gosto não se discute.) unit twelve 251 unit one Consulte nosso divulgador 35

20 Ensino Médio A língua espanhola ensinada para o aluno interagir com o mundo. Lançamento Nossos Autores Henrique Romanos Professor universitário de Língua Espanhola e Língua Portuguesa, diretor pedagógico da escola Álamo Aliança Espanhola, tradutor público de Espanhol, intérprete comercial e ex-supervisor da correção do Enem. Jacira Paes de Carvalho Educadora, psicóloga e coordenadora de Cultura Hispânica da escola Álamo Aliança Espanhola. Destaque ao ensino da gramática A seção de gramática Lengua em foco faz orientações práticas do uso da língua e são desenvolvidas com base em trechos do texto principal. A abordagem gramatical é feita de forma gradativa e contextualizada, respeitando o estágio de aprendizagem do estudante. Nessa seção há uma subseção denominada Ojo!, onde se apresentam observações, pontos de destaque e aspectos da língua que merecem maior atenção. Amplia o vocabulário A seção Léxico apresenta, amplia ou trabalha o vocabulário relacionado ao tema central da unidade, a um subtema ou a uma atividade, quando necessário. Exercita os pontos trabalhados Os Ejercicios são as atividades de fixação e aplicação dos componentes linguísticos apresentados na seção Lengua em foco. Ensino Médio Nuevo Expansión ALGUNOS PAÍSES Y NACIONALIDADES (GENTILICIOS) Observa los tres primeros gentilicios, luego consulta el diccionario y completa la lista. Alemania alemán / alemana Francia francés / francesa Costa Rica costarriqueño(a) o costarricense Portugal portugués / portuguesa Venezuela venezolano(a) Italia italiano(a) Argentina argentino(a) Brasil brasileño(a) o brasilero(a) China chino(a) Estados Unidos norteamericano(a) o estadounidense Inglaterra inglés / inglesa Cuba cubano(a) EXPRESIONES DE USO DIARIO Para saludar Para despedirse Para agradecer Buenos días. / Buen día. Adiós. / Hasta. / Chao. Gracias. Buenas tardes. Hasta mañana. Muchas gracias. Buenas noches. Hasta luego. Respuestas: Hola. / Buenas! Hasta pronto. De nada. A usted. (formal) Para disculparse Para pedir permiso Para presentarse Estimula a cidadania O objetivo da obra é a formação integral do aluno, estimulando, por meio de diversas leituras e práticas comunicativas, o senso crítico, a solidariedade, a convivência sadia, a cidadania e o respeito à diversidade. Favorece a comunicação Favorece o desenvolvimento das quatro habilidades comunicativas: a compreensão auditiva, a leitura, a fala e a produção escrita. Permite a interdisciplinaridade Promove o ensino da língua espanhola numa perspectiva interdisciplinar que aproveite, além dos conhecimentos prévios dos alunos, as pontes de diálogo com outras disciplinas e áreas do conhecimento. Estrutura A obra é estruturada em um volume único e abrange os conteúdos curriculares de língua espanhola como língua estrangeira das três séries do Ensino Médio. Acompanha CD O volume é acompanhado de três CDs para aluno e mestre. Temas É composto de 24 unidades. Cada uma delas é iniciada com uma epígrafe que anuncia o tema central, serve de recurso para a ambientação temática e promove um primeiro diálogo sobre o tema ou os subtemas do texto inicial. Desenvolve a audição e a leitura Há um texto inicial, que é a base temática de cada unidade, e que desenvolve as habilidades de compreensão auditiva e leitura. Questões que ajudam na compreensão A seção Comprensión lectora apresenta questões relacionadas ao texto que trabalham, ampliam e consolidam a sua compreensão. Incentiva a interação entre os alunos A seção Para reflexionar y hablar novidade nesta edição propõe questões abertas para provocar e ampliar a capacidade de análise, síntese e expressão (fala), bem como a interação social, por meio de troca de informações, opiniões, experiências e visões de mundo entre os alunos. Desenvolve a habilidade de redigir Outra novidade nesta edição é a seção A escribir, que oferece propostas de redação relacionadas ao tema da unidade e/ou ao gênero textual nela apresentado, a fim de desenvolver a habilidade de escrever. Ensina expressões e provérbios A seção Expresión/Refrán apresenta uma expressão ou provérbio próprio do idioma, em um diálogo cujo contexto possibilita aprender seu sentido. Há também atividades que complementam a compreensão e a aplicação da expressão ou do provérbio. Propõe a interdisciplinaridade A seção Página cultural apresenta um texto informativo sobre cultura ou variedades que enriquece o repertório cultural do aluno e facilita sua aquisição da língua. Propõe a interdisciplinaridade ou a abordagem de temas transversais. Apresenta questões de vestibular A cada quatro unidades, a seção Repaso apresenta questões, a maioria de exames vestibulares, para ambientar o aluno ao perfil de algumas provas de Espanhol ao mesmo tempo que permite a revisão dos conteúdos tratados e a aplicação das habilidades desenvolvidas. Caderno de orientações para o professor O Caderno de orientações para o professor traz informações sobre ensino, a obra, seus capítulos e propostas de atividades para complementar a atuação do professor em sala de aula. Disculpe. / Perdone. Permiso. Soy / Me llamo... Perdón. Con permiso. Te / Le presento a... Se puede? Respuestas: Mucho gusto. El gusto es mío. / Encantado(a). Profesor: Aclare que Buen día es un saludo equivalente a Buenos días, que se usa más frecuentemente en algunos países de América Latina, y que Buenas! es un saludo equivalente a Hola!. Pista 31 CD 1 Nietos recuperados La última dictadura argentina ( ) robó la identidad de centenares de niños y bebés que fueron secuestrados junto a sus padres o nacieron en centros clandestinos de detención. De muchos se apropiaron los militares, otros fueron vendidos o entregados a instituciones de menores, perdiendo su verdadera identidad. Desde 1977, la ONG Abuelas de la Plaza de Mayo, formada por mujeres que buscaban a sus nietos desaparecidos, lucha Plaza de Mayo (Buenos Aires, Argentina) En la Plaza de Mayo, pañuelos blancos pintados en el suelo de piedra roja símbolo de las madres de los argentinos desaparecidos en la época de la dictadura militar son el testimonio de que aquel lugar es el punto de referencia para los movimientos políticos y sociales de Argentina. 66 Unidad 4 Argentina Protesta de las madres de la Plaza de Mayo frente a la Casa Rosada en Orientación complementaria: ver Manual. Unidad 1 23 Plaza de Mayo. Buenos Aires, Argentina. Orientación complementaria: ver Manual. por localizar y restituir a sus familias legítimas a todos los niños secuestrados por la represión política. Algunos de estos niños fueron secuestrados junto a sus padres y otros nacieron en cautiverio. Una de las formas de búsqueda es mediante el Banco de Datos Genéticos, donde figuran los datos genéticos de todas las familias que tienen niños desaparecidos. [ ] RIEHN, Astrid. Revista Habla! São Paulo: Peixes, n. 9, out p. 8. Kord.com/Age Fotostock/Keystock Patrícia Santos/Folha Imagem 36 Consulte nosso divulgador 37

Orientações de Como Estudar Segmento II

Orientações de Como Estudar Segmento II Orientações de Como Estudar Segmento II Aprender é uma tarefa árdua que exige esforço e método e por isso organizamos algumas dicas para ajudá-lo(la) a aprender Como Estudar! Você verá que as orientações

Leia mais

Pessoais Do caso reto Oblíquo. Possessivos. Demonstrativos. Relativos. Indefinidos. Interrogativos

Pessoais Do caso reto Oblíquo. Possessivos. Demonstrativos. Relativos. Indefinidos. Interrogativos Pessoais Do caso reto Oblíquo Possessivos Demonstrativos Relativos Indefinidos Interrogativos Os pronomes is indicam diretamente as s do discurso. Quem fala ou escreve, assume os pronomes eu ou nós, emprega

Leia mais

Conheça também! As demais disciplinas desta coleção nas páginas 4, 8, 32, 36, 72 e 90.

Conheça também! As demais disciplinas desta coleção nas páginas 4, 8, 32, 36, 72 e 90. porta aberta Nova edição Geografia 2º ao 5º ano O estudo das categorias lugar, paisagem e espaço tem prioridade nesta obra. 25383COL05 Conheça também! As demais disciplinas desta coleção nas páginas 4,

Leia mais

Língua Portuguesa. 1º ano. Unidade 1

Língua Portuguesa. 1º ano. Unidade 1 Língua Portuguesa 1º ano Unidade 1 Linguagem Linguagem, língua, fala Unidade 4 - capítulo 12 Linguagem verbal e não verbal Unidade 4 - capítulo 12 e 13 Signo linguístico Unidade 4 - capítulo 12 Denotação

Leia mais

EXPERIÊNCIAS DE LEITURA, ESCRITA E MÚSICA

EXPERIÊNCIAS DE LEITURA, ESCRITA E MÚSICA EXPERIÊNCIAS DE LEITURA, ESCRITA E MÚSICA Aline Mendes da SILVA, Marcilene Cardoso da SILVA, Reila Terezinha da Silva LUZ, Dulcéria TARTUCI, Maria Marta Lopes FLORES, Departamento de Educação UFG - Campus

Leia mais

1ª a 5ª série. (Pró-Letramento, fascículo 1 Capacidades Linguísticas: Alfabetização e Letramento, pág.18).

1ª a 5ª série. (Pró-Letramento, fascículo 1 Capacidades Linguísticas: Alfabetização e Letramento, pág.18). SUGESTÕES PARA O APROVEITAMENTO DO JORNAL ESCOLAR EM SALA DE AULA 1ª a 5ª série A cultura escrita diz respeito às ações, valores, procedimentos e instrumentos que constituem o mundo letrado. Esse processo

Leia mais

EXPECTATIVAS DE APRENDIZAGEM PORTUGUESA DE LÍNGUA. Anos Iniciais do Ensino Fundamental (1º ao 5º ano) MARÇO

EXPECTATIVAS DE APRENDIZAGEM PORTUGUESA DE LÍNGUA. Anos Iniciais do Ensino Fundamental (1º ao 5º ano) MARÇO EXPECTATIVAS DE APRENDIZAGEM DE LÍNGUA PORTUGUESA MARÇO 2013 Expectativas de Aprendizagem de Língua Portuguesa dos anos iniciais do Ensino Fundamental 1º ao 5º ano Anos Iniciais do Ensino Fundamental (1º

Leia mais

2- Nas frases a seguir estão destacadas quatro formas verbais de um mesmo verbo. Compare-as.

2- Nas frases a seguir estão destacadas quatro formas verbais de um mesmo verbo. Compare-as. FICHA DA SEMANA 5º ANO A / B Instruções: 1- Cada atividade terá uma data de realização e deverá ser entregue a professora no dia seguinte; 2- As atividades deverão ser copiadas e respondidas no caderno,

Leia mais

Formação de PROFESSOR EU ME DECLARO CRIANÇA

Formação de PROFESSOR EU ME DECLARO CRIANÇA Formação de PROFESSOR EU ME DECLARO CRIANÇA 1 Especial Formação de Professor Por Beatriz Tavares de Souza* Apresentação O livro apresenta os princípios da Declaração Universal dos Direitos da Criança.

Leia mais

A coleção supera as expectativas a cada ano. E isso é só o começo.

A coleção supera as expectativas a cada ano. E isso é só o começo. porta aberta Nova edição Letramento e Alfabetização 1º ao 3º ano A coleção supera as expectativas a cada ano. E isso é só o começo. 25385COL38 Os 3 volumes iniciais são voltados para a aquisição do sistema

Leia mais

PROJETO DE LEITURA PRÉ-LEITURA ATIVIDADES ANTERIORES À LEITURA

PROJETO DE LEITURA PRÉ-LEITURA ATIVIDADES ANTERIORES À LEITURA PROJETO DE LEITURA PRÉ-LEITURA ATIVIDADES ANTERIORES À LEITURA INTENÇÃO: LEVANTAR HIPÓTESES SOBRE A HISTÓRIA, INSTIGAR A CURIOSIDADE E AMPLIAR O REPERTÓRIO DO ALUNO. Antes de você iniciar a leitura do

Leia mais

Rotinas da escola e da sala de aula: possibilidades de organização do trabalho pedagógico na perspectiva do letramento. Prof. Juliana P.

Rotinas da escola e da sala de aula: possibilidades de organização do trabalho pedagógico na perspectiva do letramento. Prof. Juliana P. Rotinas da escola e da sala de aula: possibilidades de organização do trabalho pedagógico na perspectiva do letramento Prof. Juliana P. Viecheneski O que nos vem à mente quando falamos em rotina? Na prática

Leia mais

Os Amigos do Pedrinho

Os Amigos do Pedrinho elaboração: PROF. DR. JOSÉ NICOLAU GREGORIN FILHO Os Amigos do Pedrinho escrito por & ilustrado por Ruth Rocha Eduardo Rocha Os Projetos de Leitura: concepção Buscando o oferecimento de subsídios práticos

Leia mais

Um Menino Igual a Todo Mundo

Um Menino Igual a Todo Mundo elaboração: PROF. DR. JOSÉ NICOLAU GREGORIN FILHO Um Menino Igual a Todo Mundo escrito por & ilustrado por Sandra Saruê Marcelo Boffa Os Projetos de Leitura: concepção Buscando o oferecimento de subsídios

Leia mais

MATRIZ CURRICULAR DE INGLÊS ENSINO FUNDAMENTAL

MATRIZ CURRICULAR DE INGLÊS ENSINO FUNDAMENTAL MATRIZ CURRICULAR DE INGLÊS ENSINO FUNDAMENTAL 2014 1 3º ANO Cumprimentos e apresentação pessoal Objetos escolares Cores Aniversário Números até 10 Iniciar conversação em língua estrangeira cumprimentando

Leia mais

1) A prática e o aprofundamento das habilidades comunicativas específicas que serão avaliadas nos exames.

1) A prática e o aprofundamento das habilidades comunicativas específicas que serão avaliadas nos exames. C U R S O S ESPECIAIS I n s t i t u t o C e r v a n t e s d e B r a s i l i a CURSOS ESPECIAIS O Instituto Cervantes de Brasília dispõe de uma ampla oferta de cursos especiais para se adaptar as necessidades

Leia mais

Animais em extinção - Formação de palavras (jogo de sílabas) - Letra O - Letra P - Formação de palavras (jogo de sílabas e jogo de letras)

Animais em extinção - Formação de palavras (jogo de sílabas) - Letra O - Letra P - Formação de palavras (jogo de sílabas e jogo de letras) ABEU COLÉGIOS Disciplina: Língua Portuguesa Série: 1 ano / Fundamental I 1 Caderno 1 Seleção de módulos do Sistema de Ensino Ser 2014 Símbolos e Mensagens - Diferenciação de letra, palavra e número - Placas

Leia mais

LEITURA EM LÍNGUA ESPANHOLA NA EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS: COMPREENSÃO E EXPRESSÃO CRIATIVA

LEITURA EM LÍNGUA ESPANHOLA NA EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS: COMPREENSÃO E EXPRESSÃO CRIATIVA LEITURA EM LÍNGUA ESPANHOLA NA EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS: COMPREENSÃO E EXPRESSÃO Instituto Federal Farroupilha Câmpus Santa Rosa ledomanski@gmail.com Introdução Ler no contexto mundial globalizado

Leia mais

Núcleo de Educação a Distância 1 UVAONLINE. Comunicação Oral e Escrita. Unidade 11. Emprego de Pronomes Relativos e Pessoais

Núcleo de Educação a Distância 1 UVAONLINE. Comunicação Oral e Escrita. Unidade 11. Emprego de Pronomes Relativos e Pessoais Núcleo de Educação a Distância 1 UVAONLINE Comunicação Oral e Escrita Unidade 11 Emprego de Pronomes Relativos e Pessoais Núcleo de Educação a Distância 2 Aviso importante! Este material foi produzido

Leia mais

PLANO DE TRABALHO DOCENTE

PLANO DE TRABALHO DOCENTE COLÉGIO ESTADUAL CRISTO REI ENSINO FUNDAMENTAL E MÉDIO Rua das Ameixeiras, 119 Núcleo Cristo Rei Fone/Fax: 0xx42 3624 3095 CEP 85060-160 Guarapuava Paraná grpcristorei@seed.pr.gov.br PLANO DE TRABALHO

Leia mais

A Cobronça, a Princesa e a Surpresa

A Cobronça, a Princesa e a Surpresa elaboração: PROF. DR. JOSÉ NICOLAU GREGORIN FILHO A Cobronça, a Princesa e a Surpresa escrito por & ilustrado por Celso Linck Fê Os Projetos de Leitura: concepção Buscando o oferecimento de subsídios práticos

Leia mais

Síntese da Planificação da Disciplina de Português - 5 º Ano

Síntese da Planificação da Disciplina de Português - 5 º Ano Síntese da Planificação da Disciplina de Português - 5 º Ano Dias de aulas previstos Período 2.ª 3.ª 4.ª 5.ª 6.ª 1.º período 13 13 13 12 13 2.º período 9 9 9 11 11 3.º período 9 11 10 10 11 (As Aulas previstas

Leia mais

Língua Portuguesa 1ºEM

Língua Portuguesa 1ºEM ASSESSORIA DE EDUCAÇÃO PROVÍNCIA DO PARANÁ Colégio Social Madre Clélia Língua Portuguesa 1ºEM Prof. Eliana Martens A prova de redação é extremamente importante em vestibulares e em concursos Avalia diferentes

Leia mais

Conhecer o conteúdo programático do componente Língua Portuguesa e desenvolver habilidades de compreensão, interpretação e produção de textos orais e

Conhecer o conteúdo programático do componente Língua Portuguesa e desenvolver habilidades de compreensão, interpretação e produção de textos orais e Conhecer o conteúdo programático do componente Língua Portuguesa e desenvolver habilidades de compreensão, interpretação e produção de textos orais e escritos à maneira adequada do padrão da língua materna;

Leia mais

PLANO DE CURSO REFERENCIAL LÍNGUA PORTUGUESA/GESTAR 6ª SÉRIE (7º ANO)

PLANO DE CURSO REFERENCIAL LÍNGUA PORTUGUESA/GESTAR 6ª SÉRIE (7º ANO) PLANO DE CURSO REFERENCIAL LÍNGUA PORTUGUESA/GESTAR 6ª SÉRIE (7º ANO) Processo Avaliativo Unidade Didática PRIMEIRA UNIDADE Competências e Habilidades Aperfeiçoar a escuta de textos orais - Reconhecer

Leia mais

MEMÓRIAS DE ADOLESCENTES: UM PROJETO DE ESCRITA COM ALUNOS DO 1º ANO DO ENSINO MÉDIO

MEMÓRIAS DE ADOLESCENTES: UM PROJETO DE ESCRITA COM ALUNOS DO 1º ANO DO ENSINO MÉDIO MEMÓRIAS DE ADOLESCENTES: UM PROJETO DE ESCRITA COM ALUNOS DO 1º ANO DO ENSINO MÉDIO PATRÍCIA CAPPUCCIO DE RESENDE (FUNDAÇÃO DE ENSINO DE CONTAGEM), MARCELO GUIMARÃES BELGA (FUNEC - UNIDADE NOVO PROGRESSO),

Leia mais

Pacto Nacional pela Alfabetização na Idade Certa. Prof. Juliana Pinto Viecheneski

Pacto Nacional pela Alfabetização na Idade Certa. Prof. Juliana Pinto Viecheneski Pacto Nacional pela Alfabetização na Idade Certa Prof. Juliana Pinto Viecheneski LIVRO DIDÁTICO ONTEM E HOJE A escola tem um papel fundamental para garantir o contato com livros desde a primeira infância:

Leia mais

2. 1 A poesia trovadoresca - Leitura de cantigas de amor e de amigo semântico, sintático, lexical e sonoro;

2. 1 A poesia trovadoresca - Leitura de cantigas de amor e de amigo semântico, sintático, lexical e sonoro; EIXO TEMÁTICO: 1 TEXTO LITERÁRIO E NÃO LITERÁRIO 1) Analisar o texto em todas as suas dimensões: semântica, sintática, lexical e sonora. 1. Diferenciar o texto literário do não-literário. 2. Diferenciar

Leia mais

DISCIPLINA: LINGUA PORTUGUESA

DISCIPLINA: LINGUA PORTUGUESA DISCIPLINA: LINGUA PORTUGUESA EMENTA: A Língua Portuguesa priorizará os conteúdos estruturantes (ouvir, falar, ler e escrever) tendo como fundamentação teórica o sociointeracionismo. APRESENTAÇÃO DA DISCIPLINA

Leia mais

PROJETO PEDAGÓGICO 1

PROJETO PEDAGÓGICO 1 PROJETO PEDAGÓGICO 1 Projeto Pedagógico Por Beatriz Tavares de Souza* Título: Maricota ri e chora Autor: Mariza Lima Gonçalves Ilustrações: Andréia Resende Formato: 20,5 cm x 22 cm Número de páginas: 32

Leia mais

Profa. Ma. Adriana Rosa

Profa. Ma. Adriana Rosa Unidade III ALFABETIZAÇÃO E LETRAMENTO Profa. Ma. Adriana Rosa Aula anterior O fim das cartilhas em sala de aula; Comunicação e linguagem; Sondagem da escrita infantil; Ao desenhar, a criança escreve;

Leia mais

ORIENTAÇÕES PARA PRODUÇÃO DE TEXTOS DO JORNAL REPORTAGEM RESENHA CRÍTICA TEXTO DE OPINIÃO CARTA DE LEITOR EDITORIAL

ORIENTAÇÕES PARA PRODUÇÃO DE TEXTOS DO JORNAL REPORTAGEM RESENHA CRÍTICA TEXTO DE OPINIÃO CARTA DE LEITOR EDITORIAL ORIENTAÇÕES PARA PRODUÇÃO DE TEXTOS DO JORNAL REPORTAGEM RESENHA CRÍTICA TEXTO DE OPINIÃO CARTA DE LEITOR EDITORIAL ORIENTAÇÕES PARA OS GRUPOS QUE ESTÃO PRODUZINDO UMA: REPORTAGEM Tipos de Textos Características

Leia mais

Não Era uma Vez... Contos clássicos recontados

Não Era uma Vez... Contos clássicos recontados elaboração: PROF. DR. JOSÉ NICOLAU GREGORIN FILHO Não Era uma Vez... Contos clássicos recontados escrito por Vários autores Os Projetos de Leitura: concepção Buscando o oferecimento de subsídios práticos

Leia mais

AGRUPAMENTO DE CLARA DE RESENDE COD. 242 937 COD. 152 870

AGRUPAMENTO DE CLARA DE RESENDE COD. 242 937 COD. 152 870 CRITÉRIOS ESPECÍFICOS DE AVALIAÇÃO (Aprovados em Conselho Pedagógico de 16 outubro de 2012) No caso específico da disciplina de PORTUGUÊS, do 3.º ano de escolaridade, a avaliação incidirá ainda ao nível

Leia mais

SECRETARIA DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA SEED/MEC UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE PROGRAMA DE FORMAÇÃO CONTINUADA MÍDIAS NA EDUCAÇÃO.

SECRETARIA DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA SEED/MEC UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE PROGRAMA DE FORMAÇÃO CONTINUADA MÍDIAS NA EDUCAÇÃO. SECRETARIA DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA SEED/MEC UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE PROGRAMA DE FORMAÇÃO CONTINUADA MÍDIAS NA EDUCAÇÃO Ieda Maria Alves de Souza Laura Jane Pereira Fernandes Lia Jussara Leães

Leia mais

* Tempo = 45minutos Grupo 300 Página 1 de 8

* Tempo = 45minutos Grupo 300 Página 1 de 8 Conteúdos Objectivos/Competências a desenvolver Tempo* Estratégias Recursos Avaliação Apresentação: Turma e professor Programa Critérios de avaliação Normas de funcionamento Conhecer os elementos que constituem

Leia mais

PROPOSTA PEDAGÓGICA. Elaborada por Ana Carolina Carvalho

PROPOSTA PEDAGÓGICA. Elaborada por Ana Carolina Carvalho PROPOSTA PEDAGÓGICA Elaborada por Ana Carolina Carvalho PROPOSTA PEDAGÓGICA Crianças do Brasil Suas histórias, seus brinquedos, seus sonhos elaborada por ANA CAROLINA CARVALHO livro de JOSÉ SANTOS ilustrações

Leia mais

Formação de PROFESSOR

Formação de PROFESSOR Formação de PROFESSOR 1 Especial Formação de Professor Por Beatriz Tavares de Souza* Apresentação Livro de ensinamentos, reflexão, que procura ajudar o público infantil a compreender a morte. A obra foi

Leia mais

PROJETO DE LEITURA PRÉ-LEITURA

PROJETO DE LEITURA PRÉ-LEITURA PROJETO DE LEITURA PRÉ-LEITURA ATIVIDADES ANTERIORES À LEITURA INTENÇÃO: LEVANTAR HIPÓTESES SOBRE A AUTORA, SOBRE O LIVRO, INSTIGAR A CURIOSIDADE E AMPLIAR O REPERTÓRIO DO ALUNO Para o professor Ou isto

Leia mais

PROVA BIMESTRAL Língua portuguesa

PROVA BIMESTRAL Língua portuguesa 9 o ano 1 o bimestre PROVA BIMESTRAL Língua portuguesa Escola: Nome: Turma: n o : Responda às questões 1, 2 e 3, após a leitura de um fragmento do texto Homem no mar, de Rubem Braga. De minha varanda vejo,

Leia mais

Guia do Professor / Vozes da Cidade / Conhecendo.../ Eduardo Guimarães. Conhecendo a Cidade

Guia do Professor / Vozes da Cidade / Conhecendo.../ Eduardo Guimarães. Conhecendo a Cidade 1 Guia do Professor Episódio Conhecendo a Cidade Programa Vozes da Cidade Apresentação Como já vimos nos trabalhos desenvolvidos para o episódio 1, os trabalhos para o episódio 2 também trazem várias questões

Leia mais

inglês MATERIAL DE DIVULGAÇÃO DE EDIÇÕES SM Comparativos Curriculares SM língua estrangeira moderna ensino médio

inglês MATERIAL DE DIVULGAÇÃO DE EDIÇÕES SM Comparativos Curriculares SM língua estrangeira moderna ensino médio MATERIAL DE DIVULGAÇÃO DE EDIÇÕES SM língua estrangeira moderna Comparativos Curriculares SM inglês ensino médio A coleção Alive High Língua Estrangeira Moderna Inglês e o currículo do Estado de Goiás

Leia mais

Muito prazer Curso de português do Brasil para estrangeiros

Muito prazer Curso de português do Brasil para estrangeiros Modo: indicativo O modo indicativo expressa um fato de maneira definida, real, no presente, passado ou futuro, na frase afirmativa, negativa ou interrogativa. Presente Presente Passado (=Pretérito) Pretérito

Leia mais

VI Seminário de Iniciação Científica SóLetras - 2009 ISSN 1808-9216

VI Seminário de Iniciação Científica SóLetras - 2009 ISSN 1808-9216 O EMPREGO GRAMATICAL NO LIVRO DIDÁTICO Desiree Bueno TIBÚRCIO (G-UENP/campus Jac.) desiree_skotbu@hotmail.com Marilúcia dos Santos Domingos Striquer (orientadora-uenp/campus Jac.) marilucia.ss@uol.com.br

Leia mais

Ensino Técnico Integrado ao Médio FORMAÇÃO GERAL. Ensino Médio

Ensino Técnico Integrado ao Médio FORMAÇÃO GERAL. Ensino Médio Ensino Técnico Integrado ao Médio FORMAÇÃO GERAL Ensino Médio ETEC: PROFª NAIR LUCCAS RIBEIRO Código: 156 Município: TEODORO SAMPAIO Área de conhecimento: Linguagens, Códigos e suas Tecnologias Componente

Leia mais

Sugestão de avaliação

Sugestão de avaliação Sugestão de avaliação 6 PORTUGUÊS Professor, esta sugestão de avaliação corresponde ao segundo bimestre escolar ou às Unidades 3 e 4 do livro do Aluno. Avaliação - Língua Portuguesa NOME: TURMA: escola:

Leia mais

Salesianos Mogofores Colégio

Salesianos Mogofores Colégio Salesianos Mogofores Colégio Rota de Aprendizagem PORTUGUÊS 6º ano Grupo de Português 2015-16 * Em anexo encontram-se Lista de Obras e Textos para Iniciação à Educação literária; e Metas Curriculares (2º

Leia mais

ampliação dos significados. conhecedor fruidor decodificador da obra de arte

ampliação dos significados. conhecedor fruidor decodificador da obra de arte Comunicação O ENSINO DAS ARTES VISUAIS NO CONTEXTO INTERDISCIPLINAR DA ESCOLA ALMEIDA, Maria Angélica Durães Mendes de VASONE, Tania Abrahão SARMENTO, Colégio Hugo Palavras-chave: Artes visuais Interdisciplinaridade

Leia mais

PLANEJAMENTO ANUAL / TRIMESTRAL 2013 Conteúdos Habilidades Avaliação

PLANEJAMENTO ANUAL / TRIMESTRAL 2013 Conteúdos Habilidades Avaliação Produção textual COLÉGIO LA SALLE BRASÍLIA Disciplina: Língua Portuguesa Trimestre: 1º Tipologia textual Narração Estruturação de um texto narrativo: margens e parágrafos; Estruturação de parágrafos: início,

Leia mais

Projetos. Outubro 2012

Projetos. Outubro 2012 Projetos Outubro 2012 Assunto de gente grande para gente pequena. No mês de outubro os brasileiros foram às urnas para eleger prefeitos e vereadores e a Turma da Lagoa não poderia ficar fora deste grande

Leia mais

Formação. Edição 234 Agosto 2010 Título original: Nunca é tarde para gostar de ler

Formação. Edição 234 Agosto 2010 Título original: Nunca é tarde para gostar de ler Page 1 of 5 Formação Formação continuada Professores Prática Edição 234 Agosto 2010 Título original: Nunca é tarde para gostar de ler Muitos professores brasileiros não tiveram a chance de construir uma

Leia mais

PROJETO ANIMAIS. 1. Tema: O mundo dos animais. Área de abrangência: 2. Duração: 01/06 a 30/06. 3. Apresentação do projeto:

PROJETO ANIMAIS. 1. Tema: O mundo dos animais. Área de abrangência: 2. Duração: 01/06 a 30/06. 3. Apresentação do projeto: PROJETO ANIMAIS 1. Tema: O mundo dos animais Área de abrangência: (x) Movimento (x) Musicalização (x) Artes Visuais (x) Linguagem Oral e Escrita (x) Natureza e Sociedade (x) Matemática 2. Duração: 01/06

Leia mais

INSTITUTO TECNOLÓGICO DE AERONÁUTICA Orientações para a Redação

INSTITUTO TECNOLÓGICO DE AERONÁUTICA Orientações para a Redação I - Proposta de Redação INSTITUTO TECNOLÓGICO DE AERONÁUTICA Orientações para a Redação A proposta de redação do vestibular do ITA pode ser composta de textos verbais, não verbais (foto ou ilustração,

Leia mais

Marcos de Aprendizagem de Língua Inglesa

Marcos de Aprendizagem de Língua Inglesa PREFEITURA MUNICIPAL DE SALVADOR Secretaria Municipal da Educação e Cultura SMEC Coordenação de Ensino e Apoio Pedagógico CENAP Marcos de Aprendizagem de Língua Inglesa Ciclo de Aprendizagem I e II MARCOS

Leia mais

Colégio Monteiro Lobato

Colégio Monteiro Lobato Colégio Monteiro Lobato Disciplina: Anual 2013 Redação Professor (a): Barbara Venturoso Série: 6º ano Turma: A PLANEJAMENTO ANUAL 2013 Plano de curso Conteúdos Procedimentos Objetivos Avaliações 1º Trimestre

Leia mais

Programa e Metas Curriculares de Português do Ensino Secundário Oralidade

Programa e Metas Curriculares de Português do Ensino Secundário Oralidade Programa e Metas Curriculares de Português do Ensino Secundário Oralidade Helena C. Buescu, Luís C. Maia, Maria Graciete Silva, Maria Regina Rocha 10.º Ano: Oralidade Compreensão do Oral Objetivo Compreender

Leia mais

Alfabetização e Letramento

Alfabetização e Letramento Alfabetização e Letramento Material Teórico A Escrita no Processo de Alfabetização Responsável pelo Conteúdo e Revisor Textual: Profª. Ms Denise Jarcovis Pianheri Unidade A Escrita no Processo de Alfabetização

Leia mais

PROGRAMA DE METODOLOGIA DO ENSINO DE LÍNGUA PORTUGUESA 11ª Classe

PROGRAMA DE METODOLOGIA DO ENSINO DE LÍNGUA PORTUGUESA 11ª Classe PROGRAMA DE METODOLOGIA DO ENSINO DE LÍNGUA PORTUGUESA 11ª Classe Formação de Professores para o Pré-Escolar e para o Ensino Primário Opção: Ensino Primário Ficha Técnica Título Programa de Metodologia

Leia mais

AUTORRETRATO... EU COMO SOU? SOU ÚNICO!

AUTORRETRATO... EU COMO SOU? SOU ÚNICO! AUTORRETRATO... EU COMO SOU? SOU ÚNICO! Maria da Penha Rodrigues de Assis EMEF SERRA DOURADA No ano de 2010 escolhi como posto de trabalho a EMEF Serra Dourada para lecionar como arte-educadora de séries

Leia mais

PESQUISA DIAGNÓSTICA - SISTEMATIZAÇÃO. - Sim, estou gostando dessa organização sim, porque a gente aprende mais com organização das aulas.

PESQUISA DIAGNÓSTICA - SISTEMATIZAÇÃO. - Sim, estou gostando dessa organização sim, porque a gente aprende mais com organização das aulas. ESCOLA MUNICIPAL BUENA VISTA Goiânia, 19 de junho de 2013. - Turma: Mestre de Obras e Operador de computador - 62 alunos 33 responderam ao questionário Orientador-formador: Marilurdes Santos de Oliveira

Leia mais

Finalmente, chegamos ao último Roteiro de Estudos do Segundo ano! Você já sabe como proceder! Organize seu material, revise o conteúdo e mãos à obra!

Finalmente, chegamos ao último Roteiro de Estudos do Segundo ano! Você já sabe como proceder! Organize seu material, revise o conteúdo e mãos à obra! ROTEIRO DE ESTUDOS DE LITERATURA PARA A 3ª ETAPA 2ª SÉRIE Finalmente, chegamos ao último Roteiro de Estudos do Segundo ano! Você já sabe como proceder! Organize seu material, revise o conteúdo e mãos à

Leia mais

SUGESTÕES DE ATIVIDADES

SUGESTÕES DE ATIVIDADES PROJETO DE LEITURA PRÉ-LEITURA ATIVIDADES ANTERIORES À LEITURA INTENÇÃO: LEVANTAR HIPÓTESES SOBRE A AUTORA, SOBRE O LIVRO, INSTIGAR A CURIOSIDADE E AMPLIAR O REPERTÓRIO DO ALUNO. Antes de você iniciar

Leia mais

Avaliação Português 6º ano Unidade 7

Avaliação Português 6º ano Unidade 7 I. Leia este trecho de um poema de Manuel Bandeira, poeta pernambucano. Em seguida, responda ao que se pede. Trem de ferro Café com pão Café com pão Café com pão Virge Maria que foi isso maquinista? Agora

Leia mais

Texto 1 O FUTEBOL E A MATEMÁTICA Modelo matemático prevê gols no futebol Moacyr Scliar

Texto 1 O FUTEBOL E A MATEMÁTICA Modelo matemático prevê gols no futebol Moacyr Scliar PROFESSOR: EQUIPE DE PORTUGUÊS BANCO DE QUESTÕES - LÍNGUA PORTUGUESA - 5 ANO - ENSINO FUNDAMENTAL ========================================================================== Texto 1 O FUTEBOL E A MATEMÁTICA

Leia mais

Leitura e escrita são tarefas da escola e não só do professor de português

Leitura e escrita são tarefas da escola e não só do professor de português Leitura e escrita são tarefas da escola e não só do professor de português Paulo Coimbra Guedes e Jane Mari de Souza A tarefa de ensinar a ler e a escrever um texto de história é do professor de história

Leia mais

O ENSINO DE PORTUGUÊS MEDIADO PELA INFORMÁTICA

O ENSINO DE PORTUGUÊS MEDIADO PELA INFORMÁTICA O ENSINO DE PORTUGUÊS MEDIADO PELA INFORMÁTICA Fernanda Mara Cruz (SEED/PR-PG-UFF) Introdução Os processos de ensinar e aprender estão a cada dia mais inovadores e com a presença de uma grande variedade

Leia mais

AS TRÊS EXPERIÊNCIAS

AS TRÊS EXPERIÊNCIAS Nome: N.º: endereço: data: Telefone: E-mail: Colégio PARA QUEM CURSA O 8 Ọ ANO EM 2014 Disciplina: PoRTUGUÊs Prova: desafio nota: Texto para as questões de 1 a 7. AS TRÊS EXPERIÊNCIAS Há três coisas para

Leia mais

ESCOLA BÁSICA FERNANDO CALDEIRA Currículo de Português. Departamento de Línguas. Currículo de Português - 7º ano

ESCOLA BÁSICA FERNANDO CALDEIRA Currículo de Português. Departamento de Línguas. Currículo de Português - 7º ano Departamento de Línguas Currículo de Português - Domínio: Oralidade Interpretar discursos orais com diferentes graus de formalidade e complexidade. Registar, tratar e reter a informação. Participar oportuna

Leia mais

PROPOSTA DE INTERVENÇÃO PEDAGÓGICA Rotina de Sala de Aula TEMA GERADOR: Bicharada

PROPOSTA DE INTERVENÇÃO PEDAGÓGICA Rotina de Sala de Aula TEMA GERADOR: Bicharada PREFEITURA MUNICIPAL DE ARARIPE SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO E CULTURA COORDENAÇÃO PEDAGÓGICA DO PROGRAMA LUZ DO SABER INFANTIL PROPOSTA DE INTERVENÇÃO PEDAGÓGICA Rotina de Sala de Aula TEMA GERADOR:

Leia mais

Objetivos Domínios/ Conteúdos Atividades

Objetivos Domínios/ Conteúdos Atividades AGRUPAMENTO DE ESCOLAS N.º 1 DE GONDOMAR EB 2/3 de Jovim e Foz do Sousa PLANIFICAÇÃO ANUAL DE PORTUGUÊS 1º Período 5º Ano ANO LETIVO 2014/2015 Objetivos Domínios/ Conteúdos Atividades Conhecer o alfabeto.

Leia mais

Quem tem boca vai a Roma

Quem tem boca vai a Roma Quem tem boca vai a Roma AUUL AL A MÓDULO 14 Um indivíduo que parece desorientado e não consegue encontrar o prédio que procura, aproxima-se de outro com um papel na mão: - Por favor, poderia me informar

Leia mais

Questão 01 Interpretação de texto. Questão 02 Acentuação gráfica

Questão 01 Interpretação de texto. Questão 02 Acentuação gráfica COMENTÁRIOS E RESPOSTAS À PROVA DE LÍNGUA PORTUGUESA DE NÍVEL MÉDIO PARA AGENTE ADMINSITRATIVO AUXILIAR PORTO ALEGRE DO CONCURSO DA FUNDAÇÃO ESTADUAL DE PROTEÇÃO E PESQUISA EM SAÚDE FEPS PROVA REALIZADA

Leia mais

Letramento: Um ano de histórias

Letramento: Um ano de histórias 1 Letramento: Um ano de histórias Joyce Morais Pianchão 1 RESUMO Ensinar a ler e escrever é a meta principal da escola. E para que todos exerçam seus direitos, exercendo com dignidade a sua cidadania na

Leia mais

Projeto Conto de Fadas

Projeto Conto de Fadas Projeto Conto de Fadas 1. Título: Tudo ao contrário 2. Dados de identificação: Nome da Escola: Escola Municipal Santo Antônio Diretora: Ceriana Dall Mollin Tesch Coordenadora do Projeto: Mônica Sirtoli

Leia mais

Como escrever um bom Relato de Experiência em Implantação de Sistema de Informações de Custos no setor público. Profa. Msc. Leila Márcia Elias

Como escrever um bom Relato de Experiência em Implantação de Sistema de Informações de Custos no setor público. Profa. Msc. Leila Márcia Elias Como escrever um bom Relato de Experiência em Implantação de Sistema de Informações de Custos no setor público O que é Relato de Experiência? Faz parte dos gêneros pertencentes ao domínio social da memorização

Leia mais

Professora Verônica Ferreira PROVA CESGRANRIO 2012 CAIXA ECONÔMICA FEDERAL TÉCNICO BANCÁRIO

Professora Verônica Ferreira PROVA CESGRANRIO 2012 CAIXA ECONÔMICA FEDERAL TÉCNICO BANCÁRIO Professora Verônica Ferreira PROVA CESGRANRIO 2012 CAIXA ECONÔMICA FEDERAL TÉCNICO BANCÁRIO 1 Q236899 Prova: CESGRANRIO - 2012 - Caixa - Técnico Bancário Disciplina: Português Assuntos: 6. Interpretação

Leia mais

Exercícios de gramática do uso da língua portuguesa do Brasil

Exercícios de gramática do uso da língua portuguesa do Brasil Sugestão: estes exercícios devem ser feitos depois de estudar a Unidade 7 por completo do livrotexto Muito Prazer Unidade 7 I Ser + adjetivo Estar + adjetivo Eu sou Eu estou Você/ ele/ ela é Você/ ele/

Leia mais

b) Descreva esse deslizamento quadro a quadro, mostrando a relação das imagens como que é dito.

b) Descreva esse deslizamento quadro a quadro, mostrando a relação das imagens como que é dito. LÍNGUA PORTUGUESA NOTA PAULO CAMILO - THALES ALUNO(A): 04 03 2011 MARQUE COM LETRA DE FORMA A SUA TURMA 2º ANO INSTRUÇÕES: Usar somente caneta esferográfica (azul ou preta) Não usar calculadora Não fazer

Leia mais

PLANEJAMENTO ANUAL LÍNGUA INGLESA ESCOLA: PROFESSOR: /DISCILPLINA: LÍNGUA INGLESA CICLO DE APRENDIZAGEM: / ANO: PERÍODO

PLANEJAMENTO ANUAL LÍNGUA INGLESA ESCOLA: PROFESSOR: /DISCILPLINA: LÍNGUA INGLESA CICLO DE APRENDIZAGEM: / ANO: PERÍODO PLANEJAMENTO ANUAL LÍNGUA INGLESA ESCOLA: PROFESSOR: /DISCILPLINA: LÍNGUA INGLESA CICLO DE APRENDIZAGEM: / ANO: PERÍODO HABILIDADES CONTEÚDOS ORIENTAÇÂO DIDÁTICA Listening RECURSO AVALIAÇÃO Ouve e entende

Leia mais

Introdução ao Programa de Língua Portuguesa

Introdução ao Programa de Língua Portuguesa 1 MAPLE BEAR INTERMEDIATE - LP Introdução ao Programa de Língua Portuguesa Português é a língua falada no Brasil e é, primeiramente, com ela que pensamos, falamos, brincamos, cantamos e escrevemos. É a

Leia mais

PROPOSTA PEDAGÓGICA CURRICULAR CELEM CENTRO DE ENSINO DE LÍNGUA ESTRANGEIRA MODERNA ESPANHOL

PROPOSTA PEDAGÓGICA CURRICULAR CELEM CENTRO DE ENSINO DE LÍNGUA ESTRANGEIRA MODERNA ESPANHOL PROPOSTA PEDAGÓGICA CURRICULAR CELEM CENTRO DE ENSINO DE LÍNGUA ESTRANGEIRA MODERNA ESPANHOL APRESENTAÇÃO Segundo as Diretrizes Curricular o ensino da Língua Estrangeira na Educação Básica esta pautado

Leia mais

ENSINO FUNDAMENTAL. Sondagem 2014 6º ANO. Língua Portuguesa

ENSINO FUNDAMENTAL. Sondagem 2014 6º ANO. Língua Portuguesa ENSINO FUNDAMENTAL O processo de sondagem Colégio Sion busca detectar, no aluno, pré-requisitos que possibilitem inseri-lo adequadamente no ano pretendido. As disciplinas de Língua Portuguesa e são os

Leia mais

Brincadeiras que ensinam. Jogos e brincadeiras como instrumentos lúdicos de aprendizagem

Brincadeiras que ensinam. Jogos e brincadeiras como instrumentos lúdicos de aprendizagem Brincadeiras que ensinam Jogos e brincadeiras como instrumentos lúdicos de aprendizagem Por que as crianças brincam? A atividade inerente à criança é o brincar. A criança brinca para atribuir significados

Leia mais

PRÁTICAS PEDAGÓGICAS DOS PROFESSORES DE LÍNGUA PORTUGUESA DO ENSINO MÉDIO: PERSPECTIVAS DE MUDANÇA

PRÁTICAS PEDAGÓGICAS DOS PROFESSORES DE LÍNGUA PORTUGUESA DO ENSINO MÉDIO: PERSPECTIVAS DE MUDANÇA PRÁTICAS PEDAGÓGICAS DOS PROFESSORES DE LÍNGUA PORTUGUESA DO ENSINO MÉDIO: PERSPECTIVAS DE MUDANÇA SANTOS, Lilian 1 NUNES, Célia 2 O presente trabalho tem como objetivo apresentar algumas considerações

Leia mais

Áfricas no Brasil: aprendendo sobre os sons, as cores, as imagens e os sabores

Áfricas no Brasil: aprendendo sobre os sons, as cores, as imagens e os sabores Áfricas no Brasil: aprendendo sobre os sons, as cores, as imagens e os sabores Rosália Diogo 1 Consideramos que os estudos relacionados a processos identitários e ensino, que serão abordados nesse Seminário,

Leia mais

COMO AVALIAR O TEXTO LITERÁRIO CRITÉRIOS DE ANÁLISE

COMO AVALIAR O TEXTO LITERÁRIO CRITÉRIOS DE ANÁLISE COMO AVALIAR O TEXTO LITERÁRIO CRITÉRIOS DE ANÁLISE Literatura Infantil aspectos a serem desenvolvidos A natureza da Literatura Infanto-Juvenil está na Literatura e esta é uma manifestação artística. Assim,

Leia mais

Conteúdos do 1º Bimestre Ensino Médio

Conteúdos do 1º Bimestre Ensino Médio São Paulo, 6 de abril de 2015. Conteúdos do 1º Bimestre Ensino Médio 1 a Série A Matemática - Profa. Silvia - (Setor A) Resolução de problemas com conjuntos (diagramas); propriedades da potenciação e da

Leia mais

2013/2014 CONTEÚDOS TEMÁTICOS CONTEÚDOS GRAMATICAIS CALENDARIZAÇÃO UNIDADE

2013/2014 CONTEÚDOS TEMÁTICOS CONTEÚDOS GRAMATICAIS CALENDARIZAÇÃO UNIDADE Escolas João de Araújo Correia EB 2.3PESO DA RÉGUA Disciplina de Português 6º Ano Ano Letivo 2013/2014 CONTEÚDOS TEMÁTICOS CONTEÚDOS GRAMATICAIS CALENDARIZAÇÃO UNIDADE 0 Ponto de partida Reportagem televisiva

Leia mais

LENDO, ESCREVENDO E PRODUZINDO JORNAL: A APROPRIAÇÃO DA ESCRITA POR ALUNOS DE EJA

LENDO, ESCREVENDO E PRODUZINDO JORNAL: A APROPRIAÇÃO DA ESCRITA POR ALUNOS DE EJA LENDO, ESCREVENDO E PRODUZINDO JORNAL: A APROPRIAÇÃO DA ESCRITA POR ALUNOS DE EJA CENTRO MUNICIPAL DE REFERÊNCIA DE EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS PROFESSORA FABÍOLA DANIELE DA SILVA A lingüística moderna

Leia mais

EU SOU UM BONECO! UMA EXPERIÊNCIA EM AUTORRETRATO

EU SOU UM BONECO! UMA EXPERIÊNCIA EM AUTORRETRATO EU SOU UM BONECO! UMA EXPERIÊNCIA EM AUTORRETRATO Adriana D Agostino Relato de experiência Resumo A experiência apresentada foi realizada em 2013 no Colégio Salesiano Santa Teresinha a partir do material

Leia mais

PRÁTICAS DE LEITURA E ESCRITA NA INTERNET: UMA ANÁLISE DAS ATIVIDADES DO LIVRO DIDÁTICO DO ENSINO MÉDIO

PRÁTICAS DE LEITURA E ESCRITA NA INTERNET: UMA ANÁLISE DAS ATIVIDADES DO LIVRO DIDÁTICO DO ENSINO MÉDIO PRÁTICAS DE LEITURA E ESCRITA NA INTERNET: UMA ANÁLISE DAS ATIVIDADES DO LIVRO DIDÁTICO DO ENSINO MÉDIO Elaine Vasquez Ferreira de Araujo (UNIGRANRIO) elainevasquez@ig.com.br RESUMO Este artigo discute

Leia mais

Pão, pão, pão. Estêvão Marques, Marina Pittier e Fê Sztok Ionit Zilberman. escrito por. ilustrado por

Pão, pão, pão. Estêvão Marques, Marina Pittier e Fê Sztok Ionit Zilberman. escrito por. ilustrado por elaboração: Tatiana Pita Mestre em Educação pela PUC (SP) Pão, pão, pão escrito por ilustrado por Estêvão Marques, Marina Pittier e Fê Sztok Ionit Zilberman 2 O encanto e as descobertas que o livro nos

Leia mais

ENTREVISTA CONCEDIDA AO ESCRITOR FLÁVIO IZHAKI Realizada em 21.VII.08 A PROPÓSITO DE RETRATO DESNATURAL (diários 2004 a 2007) Evando Nascimento

ENTREVISTA CONCEDIDA AO ESCRITOR FLÁVIO IZHAKI Realizada em 21.VII.08 A PROPÓSITO DE RETRATO DESNATURAL (diários 2004 a 2007) Evando Nascimento ENTREVISTA CONCEDIDA AO ESCRITOR FLÁVIO IZHAKI Realizada em 21.VII.08 A PROPÓSITO DE RETRATO DESNATURAL (diários 2004 a 2007) Evando Nascimento Renomado professor universitário, autor de títulos de não

Leia mais

ARTES DA INFÂNCIA 1/5 CABEÇAS

ARTES DA INFÂNCIA 1/5 CABEÇAS ARTES DA INFÂNCIA 1/5 CABEÇAS 2 3 Artes da Infância infans Do latim, infans significa aquele que ainda não teve acesso à linguagem falada. Na infância adquirimos conhecimentos, acumulamos vivências e construímos

Leia mais

MEMÓRIAS DE UM SARGENTO DE MILÍCIAS E SUAS ADAPTAÇÕES

MEMÓRIAS DE UM SARGENTO DE MILÍCIAS E SUAS ADAPTAÇÕES MEMÓRIAS DE UM SARGENTO DE MILÍCIAS E SUAS ADAPTAÇÕES Simone de Souza Burguês (PIBIC/CNPq-UEM), Mirian Hisae Yaegashi Zappone (Orientadora), e-mail: mirianzappone@gmail.com Universidade Estadual de Maringá/Departamento

Leia mais

Projeto Pedagógico 1

Projeto Pedagógico 1 Projeto Pedagógico 1 16/08/13 09:17 Projeto Pedagógico Por Beatriz Tavares de Souza* Roseana Murray Apresentação O livro narra a história sobre um velho casarão cobiçado pela família, por causa do valor

Leia mais

ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO FINAL DE LÍNGUA PORTUGUESA

ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO FINAL DE LÍNGUA PORTUGUESA ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO FINAL DE LÍNGUA PORTUGUESA Nome: Nº 8º Data / / Professor: Nota: A INTRODUÇÃO Agora, você terá a oportunidade de recuperar os conteúdos do ano por meio de um roteiro de estudo. Leia

Leia mais

PLANO DE ESTUDOS DE PORTUGUÊS 6.º ANO

PLANO DE ESTUDOS DE PORTUGUÊS 6.º ANO DE PORTUGUÊS 6.º ANO Ano Letivo 2015 2016 PERFIL DO ALUNO No final do 6.º ano de escolaridade, o aluno deve ser capaz de: interpretar e produzir textos orais com diferentes finalidades e coerência, apresentando

Leia mais

Brincar, expressando emoções, sentimentos, pensamentos, desejos e necessidades;

Brincar, expressando emoções, sentimentos, pensamentos, desejos e necessidades; INFANTIL I OBJETIVOS GERAIS DA EDUCAÇÃO INFANTIL Desenvolver uma imagem positiva de si, atuando de forma cada vez mais independente, com a confiança em suas capacidades e percepção de suas limitações:

Leia mais

Olimpíada de LP Escrevendo o futuro

Olimpíada de LP Escrevendo o futuro Olimpíada de LP Escrevendo o futuro QUATRO GÊNEROS EM CARTAZ: OS CAMINHOS DA ESCRITA Cristiane Cagnoto Mori 19/03/2012 Referências bibliográficas RANGEL, Egon de Oliveira. Caminhos da escrita: O que precisariam

Leia mais