New written reports for primary and secondary school students. school students

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "New written reports for primary and secondary school students. school students"

Transcrição

1 New written reports for primary and secondary school students New Novos written relatórios reports escritos for primary para alunos and da secondary escola primária school e students secundária NSW Escolas Public Públicas Schools de NSW - Leading - Liderando the way o caminho Information Informações parents para of pais Government de alunos school students escolas públicas Portuguese 1

2 Uma nova maneira de elaborar relatórios escolares Até ao final de 2006, todas as escolas proporcionarão relatórios escritos, elaborados de acordo com os requisitos do Governo de NSW, que darão resposta às informações que os pais pretendem obter e fornecerão investigação acadêmica, simultaneamente. Os pais irão receber dois relatórios escritos por ano. Os relatórios dar-lhes-ão uma visão mais clara sobre os alcançados pela criança. Ajudá-los-ão a compreender o modo como a criança está a progredir e como a podemos apoiar durante a sua aprendizagem futura. Os novos relatórios escritos melhorarão as actuais práticas de qualidade existentes nas escolas e serão mais consistentes para os alunos e para as suas famílias. Os relatórios escritos são apenas uma das maneiras que a escola utiliza para comunicar com os pais, sobre o progresso dos filhos na escola. Esta brochura dar-lhe-á uma panorâmica geral dos elementos que compõem os novos relatórios e um melhor entendimento da escala de A a E. Se desejar obter mais informações, contacte a escola do seu filho ou filha ou consulte a página do Departamento na Internet: WEB LINK Os novos relatórios do seu filho ou filha: Serão escritos em linguagem simples Fornecerão informações sobre a aprendizagem da criança em cada disciplina. Incluirão comentários preparados pelo professor, identificando áreas fortes e áreas que precisam ser desenvolvidas em cada disciplina. Darão uma imagem rápida e sucinta dos obtidos pelo seu filho ou filha, numa escala de A a E. Proporcionarão informações sobre o desenvolvimento social da criança e o seu compromisso em aprender. Que significa a escala de A a E O Conselho Escolar (The Board of Studies) desenvolve as normas curriculares estaduais, para todas as escolas públicas e particulares de Nova Gales do Sul. Estas normas estabelecem o que os estudantes têm que aprender. O Conselho (The Board) desenvolveu também a escala de A a E para descrever os. Estes serão usados para descrever o nível do aluno em cada disciplina, durante o Semestre anterior (dois Períodos lectivos). As normas que regem os serão consistentemente aplicadas em todo o estado de NSW. C significa que a criança está on track ( a obter um nível adequado de competência) relativamente ao que se espera que ele ou ela aprenda. As outras letras da escala indicam se a criança está a um nível superior ao nível esperado ou se precisa de mais ajuda. O Conselho Escolar (The Board of Studies) desenvolveu as seguintes descrições de, que serão usadas por todas as escolas de NSW. A - Resultados excelentes O aluno ou aluna tem vastos conhecimentos e uma vasta compreensão do conteúdo da disciplina e sabe aplicar estes conhecimentos de maneira eficaz. Adicionalmente, o aluno ou aluna alcançou um elevadíssimo nível de competência nos processos usados e no seu desempenho, sabendo usar desse desempenho em novas situações. B - Resultados elevados O aluno ou aluna tem um conhecimento e uma compreensão perfeitos do conteúdo da disciplina e um alto nível de competência nos processos usados e no seu desempenho. Adicionalmente, o aluno ou aluna sabe usar desses conhecimentos e desse desempenho na maioria das situações. C - Resultados consolidados compreensão consolidados das áreas principais do conteúdo da disciplina e alcançou um nível de competência adequado nos processos usados e no seu desempenho. D - Resultados básicos compreensão básicos do conteúdo da disciplina e alcançou um nível de competência básico nos processos usados e no seu desempenho. E - Resultados limitados compreensão elementar em poucas áreas do conteúdo da disciplina e atingiu um nível de competência muito limitado em alguns dos processos usados e no seu desempenho. 2 Portuguese Portuguese 3

3 A introdução desta escala de A a E é provavelmente a alteração mais significante que notará nos novos relatórios, especialmente nos relatórios das crianças da escola primária. Este novo método de avaliação é diferente dos métodos que eram usados quando andou na escola e de que ainda se deve lembrar. Esta nova escala de A a E não coloca a criança num certo escalão relativamente à turma. Pelo contrário, as letras desta escala indicam se a criança está on track e a aprender o que se espera, se está melhor do que se espera ou se precisa de mais ajuda. Por exemplo, a atribuição da letra C indica que a criança está a fazer um progresso consolidado, relativamente ao que se esperava que aprendesse durante o último Semestre a criança está on track. Os alunos e alunas da Escola Pré-Primária (Kindergarten), os alunos e alunas que tenham dificuldades de aprendizagem e aqueles que estejam a aprender inglês pela primeira vez receberão um relatório escrito, mas sem a escala de A a E atribuída. Por quê usar uma escala de A a E? A B C D E Actualmente, as escolas já usam de certo modo um escala quando informam os pais, só que não existe consistência em todas as escolas. A escala de A a E será usada por todas as escolas e proporcionará uma linguagem consistente nos relatórios que serão enviados aos pais, por todo o estado de NSW. Os professores usarão da sua capacidade profissional para decidir, através das descrições atribuídas a cada letra na escala, sobre o nível de aprendizagem que cada criança alcançou dentro do que se esperava que a criança aprendesse no último Semestre (dois Períodos lectivos). Que significa a atribuição de D e de E? A atribuição de D ou E indica que, em relação ao que se esperava que a criança aprendesse, ela demonstrou apenas conhecimentos básicos ou limitados. O aluno ou aluna aprendeu algumas coisas, mas não aprendeu o suficiente para estar on track relativamente às normas estabelecidas no plano de ensino. A atribuição de D ou E é um alerta para o aluno ou aluna e para os pais e indica que é necessário fazer mais alguma coisa para se manter a criança on track. Os relatórios seguirão as mesmas normas em todas as escolas? Esta nova maneira de apresentar os relatórios significa que todos eles terão elementos em comum, como se descreve no reverso da página. Todas as escolas utilizarão a atribuição de uma escala de A a E; o que, juntamente com outros elementos comuns, significará que haverá mais consistência no modo com se elaboram os relatórios em todas as escolas de Nova Gales do Sul. Não foi estabelecido nenhum valor de distribuição nem de margem, para ser usado por um professor ou escola, na atribuição dos níveis de A a E. A atribuição de níveis A e E faz parte de uma panorâmica geral Apesar dos níveis de A a E serem um indicador importante do progresso que a criança fez na escola, eles fazem parte de uma panorâmica geral. Os relatórios escolares incluirão também informações sobre o nível de esforço realizado pelo seu filho ou filha e comentários dos professores sobre o progresso em cada uma das disciplinas. Por exemplo, a criança pode ter recebido um D numa disciplina em particular, mas o relatório também informará os pais sobre o esforço que a criança fez. Todas estas informações ajudá-lo-ão a conversar com o seu filho ou filha e com o professor, sobre o modo como incentivar a criança e melhorar o seu progresso escolar. Se os pais estiverem preocupados sobre o progresso escolar ou sobre o comportamento dos seus filhos ou se desejarem apenas conversar sobre a criança em geral, não têm que esperar que chegue o relatório escrito. As escolas oferecem oportunidades para os pais falarem com os professores e com o Presidente do Conselho Directivo. Os pais podem sempre telefonar para a escola quando quiserem, para marcar uma reunião especial. É sempre melhor telefonar para a escola com antecedência, para se combinar um dia e uma hora mutuamente conveniente. 4 Portuguese Portuguese 5

4 A B C D E 3. Um comentário do professor de cada disciplina; por exemplo, de Inglês. A Geórgia aprendeu bem a usar os seus conhecimentos e competência na leitura de muitos tipos de livros e textos. Contribui para debates na sala de aula, fazendo perguntas e dando respostas pertinentes. Começou bem nas suas apresentações orais. Se ela se dedicar mais à etapa de planeamento, conseguirá melhorar bastante a finalização do trabalho. A Geórgia e eu já conversámos sobre as áreas em que ela precisa de se concentrar seguidamente. Ela tem uma boa redacção sobre uma série de assuntos e precisa agora de se concentrar na ortograffia, gramática e pontuação, principalmente no uso das vírgulas. Elementos comuns dos novos relatórios Todos os relatórios terão elementos comuns, que levarão a uma maior consistência na elaboração de relatórios em todas as escolas. No 6. Ano de Escolaridade (Year 6), a Geórgia será ajudada com estratégias de edição de textos e com a utilização de dicionários, para melhorar a redacção. 4. Informações sobre outras actividades escolares. Cada escola decidirá que actividades incluir. Área Participação Área Participação Debates Jornadas de atletismo Sim Equipa de futebol da escola Sim Banda da escola Sim Os relatórios incluirão 1. A atribuição de um nível geral para cada disciplina, como por exemplo para Inglês. Desafio à leitura promovido pelo Primeiro-Ministro de NSW Sim A B C D E excelentes outstanding elevados high consolidados sound básicos basic limitados limited 2. Resultados em componentes ou partes de uma disciplina; por exemplo, em Inglês. Conversação e escuta atenta Leitura Redacção excelentes outstanding elevados high consolidados sound básicos basic limitados limited 5. Informações sobre desenvolvimento social e compromisso com a aprendizagem. Cada escola decidirá que aspectos incluir. Desenvolvimento social Trabalha em cooperação com os outros Respeita as regras da escola Demonstra autocontrolo ASempre AAlways A U S R UGeralmente UUsually Compromisso para com a aprendizagem e esforço realizado A U S R Conclui as tarefas na sala de aula Organiza os materiais Pede ajuda quando precisa SPor vezes SSometimes RRaramente RRarely 6 Portuguese Portuguese 7

5 Pode obter mais informações sobre os novos relatórios com atribuição de níveis de A a E na escola do seu filho ou filha ou consultando a seguinte página na Internet: Esta brochura encontra-se disponível em várias línguas. Contacte a escola do seu filho ou filha ou consulte a página do DET na Internet: https://www.det.nsw.edu.au/languagesupport/index.htm Se precisar de mais informações contacte o Presidente do Conselho Directivo da escola que o seu filho ou filha frequenta. Se precisar da assistência de intérprete, queira telefonar para o Serviço de Intérpretes por Telefone (Telephone Interpreter Service) no número e pedir um intérprete na sua língua. O intérprete telefonará ao Presidente do Conselho Directivo e continuará ao telefone para lhe prestar assistência durante a conversa. Não tem que pagar por este serviço. July 2006 NSW Department of Education & Training GPO Box 33 Sydney NSW 2001 Australia T Portuguese

RESUMO DAS PRINCIPAIS QUESTÕES PARA

RESUMO DAS PRINCIPAIS QUESTÕES PARA A implementação de políticas de apoio a crianças e jovens pertencentes a minorias étnicas que têm o inglês como língua adicional (incluindo a avaliação do impacto de igualdade) Ministério da Educação Janeiro

Leia mais

Escolas Públicas de NSW

Escolas Públicas de NSW ESTUDANTES INTERNACIONAIS Escolas Públicas de NSW Sua experiência de estudo australiana única Sua experiência para toda a vida Quer seja para uma estada curta ou para completar a escola secundária na Austrália,

Leia mais

Tradução da brochura sobre Admissões às Escolas Secundárias em Brighton & Hove em 2012/13

Tradução da brochura sobre Admissões às Escolas Secundárias em Brighton & Hove em 2012/13 Tradução da brochura sobre Admissões às Escolas Secundárias em Brighton & Hove em 2012/13 Introdução Este resumo dos procedimentos de admissão à escola é para os pais que falam inglês como língua estrangeira.

Leia mais

Bem-vindo à escola infantil

Bem-vindo à escola infantil Welcome to preschool A parents guide to starting preschool Bem-vindo à escola infantil Um guia para os pais sobre o iniciar da escola infantil Portuguese Início da escola infantil Lista de artigos necessários

Leia mais

Relatório de Actividades do Provedor do Estudante - 2009/2011 -

Relatório de Actividades do Provedor do Estudante - 2009/2011 - Relatório de Actividades do Provedor do Estudante - 2009/2011 - Caros Estudantes e restante Comunidade Académica do IPBeja, No dia 29 de Abril de 2009 fui nomeado Provedor do Estudante pelo Presidente

Leia mais

A TRANSIÇÃO PARA O YEAR 7 NUMA ESCOLA PÚBLICA EM NSW

A TRANSIÇÃO PARA O YEAR 7 NUMA ESCOLA PÚBLICA EM NSW Portuguese Moving into Year 7 in a NSW Government school Information guide and Expression of Interest Form for parents and carers A TRANSIÇÃO PARA O YEAR 7 NUMA ESCOLA PÚBLICA EM NSW GUIA INFORMATIVO E

Leia mais

GUIA DE INTERPRETAÇÃO DO CELLA DA FLÓRIDA

GUIA DE INTERPRETAÇÃO DO CELLA DA FLÓRIDA GUIA DE INTERPRETAÇÃO DO CELLA DA FLÓRIDA INFORMAÇÕES GERAIS SOBRE O CELLA A Flórida utiliza o CELLA (Comprehensive English Language Learning Assessment, Avaliação Abrangente do Aprendizado de Língua Inglesa)

Leia mais

Apresentar queixa por corrupção à ICAC

Apresentar queixa por corrupção à ICAC Apresentar queixa por corrupção à ICAC A função da ICAC A Comissão Independente Contra a Corrupção foi fundada em 1988 para investigar e reduzir a corrupção no sector público de NSW. Sobre a ICAC A ICAC

Leia mais

ICC Europe Howzat Text Portuguese Version

ICC Europe Howzat Text Portuguese Version ICC Europe Howzat Text Portuguese Version Bem-vindo ao Howzat! A ECB Coach Education em parceria com a ICC Europe está empenhada em disponibilizar recursos de nível mundial; o Howzat! foi pensado para

Leia mais

Regulamento dos cursos de primeiro ciclo na FCTUC

Regulamento dos cursos de primeiro ciclo na FCTUC Regulamento dos cursos de primeiro ciclo na FCTUC Aprovado na reunião da Comissão Coordenadora do Conselho Científico de 2006-10-09, na reunião do Conselho Directivo de 2006-10-13 e na reunião da Comissão

Leia mais

RECONHECIMENTO 13. O que é ECTS? 14. Como se compara ECTS com sistemas de pontos de créditos noutros países? 15. O que é um Suplemento ao Diploma?

RECONHECIMENTO 13. O que é ECTS? 14. Como se compara ECTS com sistemas de pontos de créditos noutros países? 15. O que é um Suplemento ao Diploma? PMFs Perguntas Mais Frequentes Nesta página da web pode encontrar as respostas a todas as perguntas que talvez queira fazer sobre estudos musicais na Europa. Perguntas Mais Frequentes PORQUÊ EU? 1. Porque

Leia mais

Guia para os Encarregados de Educação sobre Ensino no Local de Trabalho

Guia para os Encarregados de Educação sobre Ensino no Local de Trabalho Edição revista em 2005 Guia para os Encarregados de Educação sobre Ensino no Local de Trabalho Para alunos de escolas públicas de NSW e para alunos que estejam a fazer cursos de HSC em institutos do TAFE

Leia mais

1 INFORMAÇÕES SOBRE O TITULAR DA QUALIFICAÇÃO. 1.1 Apelido(s): xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx. 1.3 Data de nascimento (ano/mês/dia): xxxxxxx

1 INFORMAÇÕES SOBRE O TITULAR DA QUALIFICAÇÃO. 1.1 Apelido(s): xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx. 1.3 Data de nascimento (ano/mês/dia): xxxxxxx SUPLEMENTO AO DIPLOMA Este Suplemento ao Diploma segue o modelo elaborado pela Comissão Europeia, pelo Conselho da Europa e pela UNESCO/CEPES. A finalidade deste Suplemento é fornecer dados independentes

Leia mais

FACULDADE DE DIREITO UNIVERSIDADE NOVA DE LISBOA 1º CICLO DE ESTUDOS LICENCIATURA

FACULDADE DE DIREITO UNIVERSIDADE NOVA DE LISBOA 1º CICLO DE ESTUDOS LICENCIATURA FACULDADE DE DIREITO UNIVERSIDADE NOVA DE LISBOA 1º CICLO DE ESTUDOS LICENCIATURA I. OBJECTIVOS O objectivo deste ciclo de estudos é garantir aos estudantes uma sólida formação jurídica de base. Tendo

Leia mais

Programa de ESOL Informação para os pais/responsáveis

Programa de ESOL Informação para os pais/responsáveis Programa de ESOL Informação para os pais/responsáveis ESOL Program Parent/Guardian Information Portuguese O que significa ESOL? O que significa EL? ESOL é a sigla (em inglês) de Inglês para Falantes de

Leia mais

Key for School PORTUGAL PROJECT

Key for School PORTUGAL PROJECT Key for School PORTUGAL PROJECT O Projeto Key for School O Key for Schools PORTUGAL é um projeto que tem como principal objetivo a aplicação nos estabelecimentos de ensino de um teste de língua inglesa

Leia mais

Programa Pedro Hispano. Excelência e Internacionalização dos Estudos Doutorais da FCSH

Programa Pedro Hispano. Excelência e Internacionalização dos Estudos Doutorais da FCSH Programa Pedro Hispano Excelência e Internacionalização dos Estudos Doutorais da FCSH Objectivo do Programa Promover a qualidade, a interdisciplinaridade e a internacionalização dos estudos doutorais da

Leia mais

AVALIAÇÃO DO CURSO DE COMUNICAÇÃO E DESIGN MULTIMÉDIA

AVALIAÇÃO DO CURSO DE COMUNICAÇÃO E DESIGN MULTIMÉDIA AVALIAÇÃO DO CURSO DE COMUNICAÇÃO E DESIGN MULTIMÉDIA Outubro 2009 ÍNDICE 1. Introdução 3 2. População e Amostra 3 3. Apresentação de Resultados 4 3.1. Opinião dos alunos de Comunicação e Design Multimédia

Leia mais

O seu filho é assíduo? Assiduidade escolar: informações para os encarregados de educação Edição revista em 2007

O seu filho é assíduo? Assiduidade escolar: informações para os encarregados de educação Edição revista em 2007 O seu filho é assíduo? Assiduidade escolar: informações para os encarregados de educação Edição revista em 2007 Este folheto destina-se aos encarregados de educação de crianças matriculadas em escolas

Leia mais

GUIA PARA PAIS E ENCARREGADOS DE EDUCAÇÃO SOBRE APRENDIZAGEM NO LOCAL DE TRABALHO

GUIA PARA PAIS E ENCARREGADOS DE EDUCAÇÃO SOBRE APRENDIZAGEM NO LOCAL DE TRABALHO GUIA PARA PAIS E ENCARREGADOS DE EDUCAÇÃO SOBRE APRENDIZAGEM NO LOCAL DE TRABALHO The Workplace Learning Guide for Parents and Carers Este é o guia sobre programas de aprendizagem no local de trabalho,

Leia mais

PROGRAMA DE METODOLOGIA DO ENSINO DE HISTÓRIA

PROGRAMA DE METODOLOGIA DO ENSINO DE HISTÓRIA PROGRAMA DE METODOLOGIA DO ENSINO DE HISTÓRIA 11ª, 12ª e 13ª classes Formação de Professores do 1º Ciclo do Ensino Secundário Ficha Técnica Título Programa de Metodologia do Ensino de História - 11ª, 12ª

Leia mais

Avaliação para a Aprendizagem e Alunos com Necessidades Educativas Especiais

Avaliação para a Aprendizagem e Alunos com Necessidades Educativas Especiais PROCESSO DE AVALIAÇÃO EM CONTEXTOS INCLUSIVOS PT Avaliação para a Aprendizagem e Alunos com Necessidades Educativas Especiais O objectivo deste artigo é disponibilizar uma síntese das questões-chave que

Leia mais

INSTRUÇÕES DE PREENCHIMENTO. Por favor leia atentamente este documento antes de começar o seu processo de candidatura.

INSTRUÇÕES DE PREENCHIMENTO. Por favor leia atentamente este documento antes de começar o seu processo de candidatura. INSTRUÇÕES DE PREENCHIMENTO Por favor leia atentamente este documento antes de começar o seu processo de candidatura. Só serão aceites as candidaturas submetidas através do formulário online, disponibilizado

Leia mais

PROGRAMA DE CERTIFICAÇÃO EM COACHING EXECUTIVO

PROGRAMA DE CERTIFICAÇÃO EM COACHING EXECUTIVO PROGRAMA DE CERTIFICAÇÃO EM COACHING EXECUTIVO de acção mediante a aquisição de novas formas de pensamento que lhes permitam levar a cabo diferentes acções. O percurso formativo do coach está dividido

Leia mais

Gonçalo Pereira de Vasconcelos Huet de Bacellar

Gonçalo Pereira de Vasconcelos Huet de Bacellar Rua Faria Guimarães/27/3º, 4000-206 Porto (Portugal) +351 915 361 546 goncalobacelar@gmail.com Skype goncalobacelar Candidatura ao cargo de Data Collector Porto, 16 out 14 Exmo. Sr./Exma. Sra., Zomato

Leia mais

VALIDAÇÃO DOS ESTUDOS REALIZADO NOS EUA

VALIDAÇÃO DOS ESTUDOS REALIZADO NOS EUA VALIDAÇÃO DOS ESTUDOS REALIZADO NOS EUA A validação do estudo secundário cursado no exterior é competência das secretarias estaduais de educação. As escolas brasileiras e as secretarias de educação aceitam

Leia mais

PERCURSO CURRICULAR ALTERNATIVO 7º F

PERCURSO CURRICULAR ALTERNATIVO 7º F AGRUPAMENTO DE ESCOLAS À BEIRA DOURO- ESCOLA BÁSICA E SECUNDÁRIA À BEIRA DOURO- MEDAS PLANIFICAÇÃO ANUAL E SEMESTRAL DA TURMA DE PERCURSO CURRICULAR ALTERNATIVO 7º F ANO LECTIVO 2010 / 2011 1º PERÍODO

Leia mais

Ambiente Virtual de Aprendizagem Moodle

Ambiente Virtual de Aprendizagem Moodle Ambiente Virtual de Aprendizagem Moodle No INSEP, o ambiente virtual de aprendizagem oferecido ao acadêmico é o MOODLE. A utilização dessa ferramenta é fundamental para o sucesso das atividades em EAD,

Leia mais

Europass-Curriculum Vitae

Europass-Curriculum Vitae Europass-Curriculum Vitae Informação pessoal Apelido(s) / Nome(s) próprio(s) Panta dos Santos, Daniela Marisa Morada Rua D. António Ferreira Gomes, Nº 56, 1º Esq., 4445-398 Ermesinde, Portugal Telemóvel

Leia mais

1 INFORMAÇÕES SOBRE O TITULAR DA QUALIFICAÇÃO. 1.1 Apelido(s): xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx. 1.3 Data de nascimento (ano/mês/dia): xxxxxxx

1 INFORMAÇÕES SOBRE O TITULAR DA QUALIFICAÇÃO. 1.1 Apelido(s): xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx. 1.3 Data de nascimento (ano/mês/dia): xxxxxxx SUPLEMENTO AO DIPLOMA Este Suplemento ao Diploma segue o modelo elaborado pela Comissão Europeia, pelo Conselho da Europa e pela UNESCO/CEPES. A finalidade deste Suplemento é fornecer dados independentes

Leia mais

Caracterização dos cursos de licenciatura

Caracterização dos cursos de licenciatura Caracterização dos cursos de licenciatura 1. Identificação do ciclo de estudos em funcionamento Os cursos de 1º ciclo actualmente em funcionamento de cuja reorganização resultam os novos cursos submetidos

Leia mais

Programa Para Aprendizes de Língua Inglesa (ELL) Escolas Públicas de Norwood

Programa Para Aprendizes de Língua Inglesa (ELL) Escolas Públicas de Norwood Programa Para Aprendizes de Língua Inglesa (ELL) Escolas Públicas de Norwood As Escolas Públicas de Norwood acolhem estudantes de diversas origens e experiências culturais. Nós estamos atualmente prestando

Leia mais

«CIÊNCIA NA ESCOLA» REGULAMENTO DO PRÉMIO. 9ª Edição 2010/11

«CIÊNCIA NA ESCOLA» REGULAMENTO DO PRÉMIO. 9ª Edição 2010/11 «CIÊNCIA NA ESCOLA» REGULAMENTO DO PRÉMIO 9ª Edição 2010/11 REGULAMENTO PRÉMIO FUNDAÇÃO ILÍDIO PINHO "CIÊNCIA NA ESCOLA CAPÍTULO 1 Disposições gerais Artigo 1.º 1. A e o Ministério da Educação celebraram

Leia mais

GABINETE DA MINISTRA DESPACHO

GABINETE DA MINISTRA DESPACHO DESPACHO A concretização do sistema de avaliação do desempenho estabelecido no Estatuto da Carreira dos Educadores de Infância e dos Professores dos Ensinos Básico e Secundário (ECD), recentemente regulamentado,

Leia mais

ACEF/1112/03877 Relatório preliminar da CAE

ACEF/1112/03877 Relatório preliminar da CAE ACEF/1112/03877 Relatório preliminar da CAE Caracterização do ciclo de estudos Perguntas A.1 a A.10 A.1. Instituição de ensino superior / Entidade instituidora: Universidade Da Beira Interior A.1.a. Identificação

Leia mais

Plano de Transição 2012

Plano de Transição 2012 Plano de Transição 2012 A transição entre ciclos de ensino é hoje reconhecida por todos como um dos pontos críticos dos sistemas educativos, não só em virtude de envolver a transição de alunos de uma escola

Leia mais

Ano Lectivo 2007/2008. Junho de 2009

Ano Lectivo 2007/2008. Junho de 2009 RELATÓRIO DE CONCRETIZAÇÃO DO PROCESSO DE BOLONHA INSTITUTO POLITÉCNICO DE LEIRIA Ano Lectivo 2007/2008 Junho de 2009 ÍNDICE Objectivos do Relatório Fases de Elaboração do Relatório Universo do Relatório

Leia mais

Ficha de Unidade Curricular

Ficha de Unidade Curricular Ficha de Unidade Curricular Unidade Curricular Designação Projecto de Design de Comunicação II Área Científica Design de Comunicação Ciclo de Estudos 1.º ciclo Carácter: Obrigatória Semestre 2.º semestre

Leia mais

through Education Academic Professional Personal

through Education Academic Professional Personal through Education Academic Professional Personal 1 Conceito Currículo Oficial Americano Professor estrangeiro em sala, na Escola Professor estrangeiro, na Universidade Dentro da rotina escolar Ler, Escrever,

Leia mais

Relatório sobre o funcionamento da Escola Básica Integrada da Charneca da Caparica

Relatório sobre o funcionamento da Escola Básica Integrada da Charneca da Caparica Relatório sobre o funcionamento da Escola Básica Integrada da Charneca da Caparica Dezembro de 2005 Trabalho realizado por: Joana Alves nº. 16071 Relatório da Escola Básica Integrada da Charneca da Caparica

Leia mais

Encarregados de Educação. Plano de Actividades 2007/2008

Encarregados de Educação. Plano de Actividades 2007/2008 Associação de Pais e Encarregados de Educação Plano de Actividades 2007/2008 A nível interno 1. Promover o bom Funcionamento administrativo da Associação Objectivo: Continuar a melhorar a organização e

Leia mais

AVALIAÇÃO. 3. O tempo de duração de cada teste é cuidadosamente calculado, tendo em conta a idade do aluno e aquilo que já é capaz de fazer.

AVALIAÇÃO. 3. O tempo de duração de cada teste é cuidadosamente calculado, tendo em conta a idade do aluno e aquilo que já é capaz de fazer. AVALIAÇÃO Regras de correcção e atribuição de notas em Lower School Os professores de Lower School seguirão as regras, a seguir apresentadas, na avaliação, exceptuandose os testes de ortografia e cálculo

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE MÉRTOLA

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE MÉRTOLA AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE MÉRTOLA ESCOLA EB 2,3/ES DE S. SEBASTIÃO CRITÉRIOS GERAIS de AVALIAÇÃO do DEPARTAMENTO de LÍNGUAS LÍNGUA ESTRANGEIRA INGLÊS / FRANCÊS I. 2º Ciclo Inglês Biénio 2015/2017 Domínios

Leia mais

Administração Central Unidade de Ensino Médio e Técnico - Cetec. Ensino Técnico. Eixo Tecnológico: CONTROLE E PROCESSOS INDUSTRIAIS

Administração Central Unidade de Ensino Médio e Técnico - Cetec. Ensino Técnico. Eixo Tecnológico: CONTROLE E PROCESSOS INDUSTRIAIS Plano de Trabalho Docente 2015 Ensino Técnico ETEC Paulino Botelho Código: 91 Município: SÃO CARLOS - SP Eixo Tecnológico: CONTROLE E PROCESSOS INDUSTRIAIS Habilitação Profissional: TÉCNICO EM MECÂNICA

Leia mais

AGRUPAMENTO ESCOLAS DE REDONDO Escola Básica e Secundária Dr. Hernâni Cidade. INGLÊS Abril de 2015 PROVA 06 2º Ciclo do Ensino Básico

AGRUPAMENTO ESCOLAS DE REDONDO Escola Básica e Secundária Dr. Hernâni Cidade. INGLÊS Abril de 2015 PROVA 06 2º Ciclo do Ensino Básico AGRUPAMENTO ESCOLAS DE REDONDO Escola Básica e Secundária Dr. Hernâni Cidade INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA (ORAL E ESCRITA) INGLÊS Abril de 2015 PROVA 06 2º Ciclo do Ensino Básico I. INTRODUÇÃO

Leia mais

O mundo é bem-vindo, um estudante de cada vez.

O mundo é bem-vindo, um estudante de cada vez. O mundo é bem-vindo, um estudante de cada vez. INFORMAÇÃO PARA ESTUDANTES INTERNACIONAIS CAN A D A Ajudamos você a ir longe. SOBRE LANGARA Langara é uma instituição de ensino póssecundária pública, conhecida

Leia mais

REGULAMENTO DE ACTIVIDADES BÁSICO (2º e 3º CICLOS) E SECUNDÁRIO (Válido até 31 de Maio de 2010)

REGULAMENTO DE ACTIVIDADES BÁSICO (2º e 3º CICLOS) E SECUNDÁRIO (Válido até 31 de Maio de 2010) REGULAMENTO DE ACTIVIDADES BÁSICO (2º e 3º CICLOS) E SECUNDÁRIO (Válido até 31 de Maio de 2010) Âmbito das Actividades As Actividades SeguraNet inserem-se no projecto com o mesmo nome, desenvolvido no

Leia mais

ECTS: European Credit Transfer System (Sistema europeu de transferência de créditos)

ECTS: European Credit Transfer System (Sistema europeu de transferência de créditos) http://www.dges.mcies.pt/bolonha/ ECTS: European Credit Transfer System (Sistema europeu de transferência de créditos) A razão de um novo sistema de créditos académicos Um dos aspectos mais relevantes

Leia mais

PROGRAMA DE METODOLOGIA DO ENSINO DE LÍNGUA PORTUGUESA 11ª Classe

PROGRAMA DE METODOLOGIA DO ENSINO DE LÍNGUA PORTUGUESA 11ª Classe PROGRAMA DE METODOLOGIA DO ENSINO DE LÍNGUA PORTUGUESA 11ª Classe Formação de Professores para o Pré-Escolar e para o Ensino Primário Opção: Ensino Primário Ficha Técnica Título Programa de Metodologia

Leia mais

esl diplomas sua faculdade * seu futuro graduações Guia Internacional empregos possibilidades infinitas www.georgianc.on.

esl diplomas sua faculdade * seu futuro graduações Guia Internacional empregos possibilidades infinitas www.georgianc.on. esl sua faculdade * seu futuro diplomas EDUCAÇÃO E TREINAMENTO INTERNACIONAIS graduações empregos Guia Internacional possibilidades infinitas www.georgianc.on.ca/international Porque a Georgian? Possibilidades

Leia mais

Ficha de Unidade Curricular (FUC) de Simulação Empresarial II-Marketing

Ficha de Unidade Curricular (FUC) de Simulação Empresarial II-Marketing INSTITUTO POLITÉCNICO DE COIMBRA INSTITUTO SUPERIOR DE CONTABILIDADE E ADMINISTRAÇÂO DE COIMBRA Aprovação do Conselho Pedagógico 25/3/2015 Aprovação do Conselho Técnico-Científico 20/5/2015 Ficha de Unidade

Leia mais

insearch.edu.au/brasil PREPARE-SE PARA SER BEM SUCEDIDO Globalize a sua educação. Aumente suas perspectivas de emprego.

insearch.edu.au/brasil PREPARE-SE PARA SER BEM SUCEDIDO Globalize a sua educação. Aumente suas perspectivas de emprego. insearch.edu.au/brasil PREPARE-SE PARA SER BEM SUCEDIDO Globalize a sua educação. Aumente suas perspectivas de emprego. Fatos rápidos sobre Sydney Estude no exterior em Sydney, Austrália Viva e aprenda

Leia mais

Bate-papo: Uso do Scratch, uma nova linguagem de programação, no ensino fundamental - Web Currículo (25/05/2010)

Bate-papo: Uso do Scratch, uma nova linguagem de programação, no ensino fundamental - Web Currículo (25/05/2010) 1 of 6 02/12/2011 16:14 Bate-papo: Uso do Scratch, uma nova linguagem de programação, no ensino fundamental - Web Currículo (25/05/2010) 13:58:20 Bem-vindos ao Bate-papo Educarede! 14:00:54 II Seminário

Leia mais

MESTRADO EM PSICOLOGIA SOCIAL E DAS ORGANIZAÇÕES GUIA DE ORGANIZAÇÃO E DE FUNCIONAMENTO DOS ESTÁGIOS

MESTRADO EM PSICOLOGIA SOCIAL E DAS ORGANIZAÇÕES GUIA DE ORGANIZAÇÃO E DE FUNCIONAMENTO DOS ESTÁGIOS INSTI INSTUTO SUPERIOR DE CIÊNCIAS DO TRABALHO E DA EMPRESA DEPARTAMENTO DE PSICOLOGIA SOCIAL E DAS ORGANIZAÇÕES MESTRADO EM PSICOLOGIA SOCIAL E DAS ORGANIZAÇÕES GUIA DE ORGANIZAÇÃO E DE FUNCIONAMENTO

Leia mais

Ada Merritt: um exemplo de escola de excelência Beatriz Cariello Florida International University

Ada Merritt: um exemplo de escola de excelência Beatriz Cariello Florida International University Ada Merritt: um exemplo de escola de excelência Beatriz Cariello Florida International University As instituições de ensino hoje têm um enorme desafio: formar cidadãos que saibam ler o mundo, alunos que

Leia mais

para um novo ano lectivo

para um novo ano lectivo Ano Lectivo 2008/09 20 medidas de política para um novo ano lectivo Este documento apresenta algumas medidas para 2008/09: Apoios para as famílias e para os alunos Modernização das escolas Plano Tecnológico

Leia mais

ESCOLA SECUNDÁRIA DR. SOLANO DE ABREU PLANIFICAÇÃO ANUAL INGLÊS. MÓDULOS 1,2,3 e 4 ACTIVIDADES ESTRATÉGIAS. - Exercícios de:

ESCOLA SECUNDÁRIA DR. SOLANO DE ABREU PLANIFICAÇÃO ANUAL INGLÊS. MÓDULOS 1,2,3 e 4 ACTIVIDADES ESTRATÉGIAS. - Exercícios de: Página1 ESCOLA SECUNDÁRIA DR. SOLANO DE ABREU PLANIFICAÇÃO ANUAL ENSINO SECUNDÁRIO PROFISSIONAL Cursos: Comunicação, Marketing, Relações Públicas e Publicidade; Gestão e Programação de Sistemas Informáticos;

Leia mais

INFORMAÇÕES PARA A PÁGINA DA ESCOLA FRASE DE ABERTURA NOVOS TESTEMUNHOS DE EX-ALUNOS A INCLUIR

INFORMAÇÕES PARA A PÁGINA DA ESCOLA FRASE DE ABERTURA NOVOS TESTEMUNHOS DE EX-ALUNOS A INCLUIR INFORMAÇÕES PARA A PÁGINA DA ESCOLA FRASE DE ABERTURA De acordo com os últimos dados disponíveis do Observatório para a inserção profissional da Universidade Nova de Lisboa, a taxa de emprego dos alunos

Leia mais

Protegemos mais pessoas das crescentes ameaças on-line do que qualquer outra empresa no mundo.

Protegemos mais pessoas das crescentes ameaças on-line do que qualquer outra empresa no mundo. Manual do Utilizador Protegemos mais pessoas das crescentes ameaças on-line do que qualquer outra empresa no mundo. Preocupa-se com o nosso Ambiente, É o que está certo fazer. A Symantec removeu a capa

Leia mais

1) A prática e o aprofundamento das habilidades comunicativas específicas que serão avaliadas nos exames.

1) A prática e o aprofundamento das habilidades comunicativas específicas que serão avaliadas nos exames. C U R S O S ESPECIAIS I n s t i t u t o C e r v a n t e s d e B r a s i l i a CURSOS ESPECIAIS O Instituto Cervantes de Brasília dispõe de uma ampla oferta de cursos especiais para se adaptar as necessidades

Leia mais

Trabalhos prioritários do ensino não superior e dos assuntos juvenis do ano lectivo de 2015/2016

Trabalhos prioritários do ensino não superior e dos assuntos juvenis do ano lectivo de 2015/2016 Trabalhos prioritários do ensino não superior e dos assuntos juvenis do ano lectivo de 2015/2016 Para que o início das aulas do novo ano lectivo se realize com facilidade, a Direcção dos Serviços de Educação

Leia mais

esl diplomas sua faculdade * seu futuro graduações Guia Internacional empregos possibilidades infinitas www.georgianc.on.

esl diplomas sua faculdade * seu futuro graduações Guia Internacional empregos possibilidades infinitas www.georgianc.on. esl sua faculdade * seu futuro diplomas EDUCAÇÃO E TREINAMENTO INTERNACIONAIS graduações empregos Guia Internacional possibilidades infinitas www.georgianc.on.ca/international Porque a Georgian? Ao longo

Leia mais

PERFIL PROFISSIONAL TÉCNICO/A DE MARKETING. PERFIL PROFISSIONAL Técnico/a de Marketing Nível 3 CATÁLOGO NACIONAL DE QUALIFICAÇÕES 1/5

PERFIL PROFISSIONAL TÉCNICO/A DE MARKETING. PERFIL PROFISSIONAL Técnico/a de Marketing Nível 3 CATÁLOGO NACIONAL DE QUALIFICAÇÕES 1/5 PERFIL PROFISSIONAL TÉCNICO/A DE MARKETING PERFIL PROFISSIONAL Técnico/a de Marketing Nível 3 CATÁLOGO NACIONAL DE QUALIFICAÇÕES 1/5 ÁREA DE ACTIVIDADE - COMÉRCIO OBJECTIVO GLOBAL - Colaborar na definição

Leia mais

ALBERTA, CANADÁ. Estude em. Nós o convidamos a estudar em nossa província! Matricule-se em um sistema educacional que está entre os melhores do mundo.

ALBERTA, CANADÁ. Estude em. Nós o convidamos a estudar em nossa província! Matricule-se em um sistema educacional que está entre os melhores do mundo. Estude em Alberta Estude em ALBERTA, CANADÁ Nós o convidamos a estudar em nossa província! Matricule-se em um sistema educacional que está entre os melhores do mundo. Aprenda com professores profissionais

Leia mais

Bases SólidasS. Educação e Cuidados na Primeira Infância. Curso: Ciências da Educação Ano lectivo: 2007/2008 2º Ano / 1º Semestre

Bases SólidasS. Educação e Cuidados na Primeira Infância. Curso: Ciências da Educação Ano lectivo: 2007/2008 2º Ano / 1º Semestre Curso: Ciências da Educação Ano lectivo: 2007/2008 2º Ano / 1º Semestre Bases SólidasS Educação e Cuidados na Primeira Infância Docente: Prof. Nuno Silva Fraga Cadeira: Educação Comparada A Educação Primária

Leia mais

REGULAMENTO DE AVALIAÇÃO DE DESEMPENHO DOS DOCENTES DO ISVOUGA - INSTITUTO SUPERIOR DE ENTRE O DOURO E VOUGA

REGULAMENTO DE AVALIAÇÃO DE DESEMPENHO DOS DOCENTES DO ISVOUGA - INSTITUTO SUPERIOR DE ENTRE O DOURO E VOUGA REGULAMENTO DE AVALIAÇÃO DE DESEMPENHO DOS DOCENTES DO ISVOUGA - INSTITUTO SUPERIOR DE ENTRE O DOURO E VOUGA O Estatuto de Carreira do Pessoal Docente do Ensino Superior Politécnico (ECPDP), na redacção

Leia mais

Programa Consórcios em Educação Superior Brasil e Estados Unidos

Programa Consórcios em Educação Superior Brasil e Estados Unidos Programa Consórcios em Educação Superior Brasil e Estados Unidos CAPES/FIPSE Edital Nº 8/2010 CAPES A Fundação Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES), por meio de sua Diretoria

Leia mais

TRI-COUNTY REGIONAL VOCATIONAL TECHNICAL HIGH SCHOOOL REGULAMENTO E PROCEDIMENTO DE ADMISSÕES

TRI-COUNTY REGIONAL VOCATIONAL TECHNICAL HIGH SCHOOOL REGULAMENTO E PROCEDIMENTO DE ADMISSÕES Tri-County Regional Vocational Technical High School 1 TRI-COUNTY REGIONAL VOCATIONAL TECHNICAL HIGH SCHOOOL REGULAMENTO E PROCEDIMENTO DE ADMISSÕES I. INTRODUÇÃO Um processo de admissões é necessário

Leia mais

Uma faculdade comunitária que faz parte da State University of New York. Seu futuro é aqui. www.fmcc.suny.edu

Uma faculdade comunitária que faz parte da State University of New York. Seu futuro é aqui. www.fmcc.suny.edu Uma faculdade comunitária que faz parte da State University of New York Seu futuro é aqui. www.fmcc.suny.edu Bem-vindo A FM se dedica a oferecer aos seus alunos uma educação de qualidade num ambiente que

Leia mais

CALENDÁRIO - PED ESPECIALIZAÇÃO EM LÍNGUA INGLESA Grupo 096 - Maio/2012 CursoID 423 - GradeID 521

CALENDÁRIO - PED ESPECIALIZAÇÃO EM LÍNGUA INGLESA Grupo 096 - Maio/2012 CursoID 423 - GradeID 521 Grupo 85 - CALENDÁRIO - PED ESPECIALIZAÇÃO EM LÍNGUA INGLESA CursoID 423 - GradeID 521 Estrutura do Calendário Antes de utilizar o Calendário do Curso, leia atentamente o Manual do Aluno de EAD para que

Leia mais

REGULAMENTO DE ESTÁGIO

REGULAMENTO DE ESTÁGIO Instituto de Ciências Sociais Departamento de Ciências da Comunicação REGULAMENTO DE ESTÁGIO Mestrado em Ciências da Comunicação Versão revista, aprovada em reunião da Comissão Coordenadora do Departamento

Leia mais

Plano de Trabalho Docente 2015. Ensino Técnico

Plano de Trabalho Docente 2015. Ensino Técnico Plano de Trabalho Docente 2015 Ensino Técnico Etec Etec: ETEC Paulino Botelho Código: 91 Município: São Carlos-SP Eixo Tecnológico: Controles e Processos Industriais Habilitação Profissional: Técnico em

Leia mais

Cambridge English for Schools PORTUGAL. Preliminary English Test Resultados 2015

Cambridge English for Schools PORTUGAL. Preliminary English Test Resultados 2015 Cambridge English for Schools PORTUGAL Preliminary English Test Resultados 2015 Teatro Thalia, 8 de julho 2015 Objetivos do Projeto Diagnosticar, monitorizar e avaliar, de forma sustentável e fiável, o

Leia mais

M U N I C Í P I O D E OLIVEIRA DO HOSPITAL

M U N I C Í P I O D E OLIVEIRA DO HOSPITAL M U N I C Í P I O D E OLIVEIRA DO HOSPITAL TÍTULO NORMAS DO RECONHECIMENTO DO MÉRITO ESCOLAR CLASSIFICAÇÃO GERAL REFERÊNCIA INTERNA DCDET/NRM.001 00 TIPO DE DOCUMENTO NORMA APROVAÇÃO PELA C. M. 21/06/2004

Leia mais

Manual do Utilizador Aluno

Manual do Utilizador Aluno Manual do Utilizador Aluno Escola Virtual Morada: Rua da Restauração, 365 4099-023 Porto PORTUGAL Serviço de Apoio ao Cliente: Telefone: (+351) 707 50 52 02 Fax: (+351) 22 608 83 65 Serviço Comercial:

Leia mais

Regulamento do Mestrado em Engenharia Industrial. Regulamento do Ciclo de Estudos de Mestrado em Engenharia Industrial

Regulamento do Mestrado em Engenharia Industrial. Regulamento do Ciclo de Estudos de Mestrado em Engenharia Industrial Regulamento do Ciclo de Estudos de Mestrado em Engenharia Industrial REGULAMENTO DO CICLO DE ESTUDOS DE MESTRADO EM ENGENHARIA INDUSTRIAL Artigo 1º (Natureza e âmbito de aplicação) 1. O presente Regulamento

Leia mais

Cadeira de Tecnologias de Informação. Conceitos fundamentais de sistemas e tecnologias de informação e de gestão do conhecimento.

Cadeira de Tecnologias de Informação. Conceitos fundamentais de sistemas e tecnologias de informação e de gestão do conhecimento. Cadeira de Tecnologias de Informação Ano lectivo 2007/08 Conceitos fundamentais de sistemas e tecnologias de informação e de gestão do conhecimento. Prof. Mário Caldeira Profª Ana Lucas Dr. Fernando Naves

Leia mais

Critérios Gerais de Avaliação

Critérios Gerais de Avaliação Ensino Secundário 10º ano Cursos Científico Humanísticos Ano Letivo 2014/2015 Critérios Gerais de Avaliação O presente documento pretende materializar a execução dos princípios orientadores da avaliação

Leia mais

Regulamento do Prémio de Mérito 2011/2012. Enquadramento

Regulamento do Prémio de Mérito 2011/2012. Enquadramento Enquadramento Lei nº 39/2010, de 2 de Setembro «CAPÍTULO VI Mérito escolar Artigo 51.º -A Prémios de mérito 1 Para efeitos do disposto na alínea h) do artigo 13.º, o regulamento interno pode prever prémios

Leia mais

ACTIVIDADES DE ENRIQUECIMENTO CURRICULAR ANO LECTIVO 2011 / 2012 TIC@CIDADANIA. Proposta de planos anuais. 1.º Ciclo do Ensino Básico

ACTIVIDADES DE ENRIQUECIMENTO CURRICULAR ANO LECTIVO 2011 / 2012 TIC@CIDADANIA. Proposta de planos anuais. 1.º Ciclo do Ensino Básico ACTIVIDADES DE ENRIQUECIMENTO CURRICULAR ANO LECTIVO 2011 / 2012 TIC@CIDADANIA Proposta de planos anuais 1.º Ciclo do Ensino Básico Introdução O objetivo principal deste projeto é promover e estimular

Leia mais

SÉRIES INDICADAS 8.º e 9.º ano do Ensino Fundamental e Ensino Médio.

SÉRIES INDICADAS 8.º e 9.º ano do Ensino Fundamental e Ensino Médio. SÉRIES INDICADAS 8.º e 9.º ano do Ensino Fundamental e Ensino Médio. RESUMO Nós, jovens brasileiros, é uma continuidade do conhecido Este jovem brasileiro, sucesso do portal por 6 edições consecutivas.

Leia mais

O projeto Key for Schools PORTUGAL

O projeto Key for Schools PORTUGAL Escola Secundária Manuel de Arriaga Ano Letivo 2013/2014 O projeto Key for Schools PORTUGAL O Key for Schools PORTUGAL é um projeto que tem como principal objetivo a aplicação, nos estabelecimentos de

Leia mais

Eixos Estratégicos Objectivos Estratégicos Objectivos Operacionais Acções. 1.1.1.Aumentar a oferta formativa nas áreas das artes e das tecnologias

Eixos Estratégicos Objectivos Estratégicos Objectivos Operacionais Acções. 1.1.1.Aumentar a oferta formativa nas áreas das artes e das tecnologias 1. Oferta Formativa 1.1. Dinamizar e consolidar a oferta formativa 1.1.1.Aumentar a oferta formativa nas áreas das artes e das tecnologias 1.1.2. Promover o funcionamento de ciclos de estudos em regime

Leia mais

Diário da República, 2.ª série N.º 129 6 de Julho de 2010 36724-(3)

Diário da República, 2.ª série N.º 129 6 de Julho de 2010 36724-(3) Diário da República, 2.ª série N.º 129 6 de Julho de 2010 36724-(3) 3.4 Compete ao director pedagógico, consultados os encarregados de educação, decidir sobre a data exacta do início das actividades lectivas

Leia mais

(Aprovado em reunião do Colegiado de Diretores de Escola da Magistratura, em Florianópolis, Santa Catarina, no dia 29/07/2011)

(Aprovado em reunião do Colegiado de Diretores de Escola da Magistratura, em Florianópolis, Santa Catarina, no dia 29/07/2011) COLÉGIO PERMANENTE DE DIRETORES DE ESCOLAS DA MAGISTRATURA ESTADUAIS COPEDEM ESCOLA SUPERIOR DA MAGISTRATURA DO ESTADO DE PERNAMBUCO ESMAPE Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa FDUL PROGRAMA

Leia mais

AGÊNCIA DE AVALIAÇÃO E ACREDITAÇÃO DO ENSINO SUPERIOR A3ES PARTICIPAÇÃO DOS ESTUDANTES NAS COMISSÕES DE AVALIAÇÃO EXTERNA - EXERCÍCIO EXPERIMENTAL -

AGÊNCIA DE AVALIAÇÃO E ACREDITAÇÃO DO ENSINO SUPERIOR A3ES PARTICIPAÇÃO DOS ESTUDANTES NAS COMISSÕES DE AVALIAÇÃO EXTERNA - EXERCÍCIO EXPERIMENTAL - AGÊNCIA DE AVALIAÇÃO E ACREDITAÇÃO DO ENSINO SUPERIOR A3ES PARTICIPAÇÃO DOS ESTUDANTES NAS COMISSÕES DE AVALIAÇÃO EXTERNA - EXERCÍCIO EXPERIMENTAL - Sónia Cardoso e Sérgio Machado dos Santos Gabinete de

Leia mais

ESL/BILINGUE. Full Year Courses:

ESL/BILINGUE. Full Year Courses: ESL/BILINGUE MA101C MA101C SC 111C SC201C SS314C SS314C EN191C ES211C ES231C ES251C MA211C ES271C EN281C SS201C SS201C MA001C MA001C EN211C SS311C SS191C SS191C Full Year Courses: Algebra I (Português

Leia mais

Regulamento de Creditação e Avaliação das Competências

Regulamento de Creditação e Avaliação das Competências Regulamento de Creditação e Avaliação das Competências O Conselho Técnico-Científico do ISCE Douro, na sua reunião de 6 de maio de 2015, deliberou, por unanimidade, assumir que todos os regulamentos do

Leia mais

Considerações Finais. Resultados do estudo

Considerações Finais. Resultados do estudo Considerações Finais Tendo em conta os objetivos definidos, as questões de pesquisa que nos orientaram, e realizada a apresentação e análise interpretativa dos dados, bem como a sua síntese final, passamos

Leia mais

Sumário INTRODUÇÃO... 3. 1. Acesso ao Ambiente do Aluno... 4. 2. Ferramentas e Configurações... 5. 2.1 Ver Perfil... 5. 2.2 Modificar Perfil...

Sumário INTRODUÇÃO... 3. 1. Acesso ao Ambiente do Aluno... 4. 2. Ferramentas e Configurações... 5. 2.1 Ver Perfil... 5. 2.2 Modificar Perfil... Sumário INTRODUÇÃO... 3 1. Acesso ao Ambiente do Aluno... 4 2. Ferramentas e Configurações... 5 2.1 Ver Perfil... 5 2.2 Modificar Perfil... 6 2.3 Alterar Senha... 11 2.4 Mensagens... 11 2.4.1 Mandando

Leia mais

Serviço de instalação e arranque HP para o HP Insight Control

Serviço de instalação e arranque HP para o HP Insight Control Serviço de instalação e arranque HP para o HP Insight Control Serviços HP Care Pack Dados técnicos O serviço de instalação e arranque HP para o HP Insight Control fornece a implementação e configuração

Leia mais

THIS FORM IS ONLY FOR TESTING AND ONLY FOR INTERNAL EUROPEAN COMMISSION / NATIONAL AGENCIES USE. PLEASE DO NOT DISTRIBUTE!

THIS FORM IS ONLY FOR TESTING AND ONLY FOR INTERNAL EUROPEAN COMMISSION / NATIONAL AGENCIES USE. PLEASE DO NOT DISTRIBUTE! Programa de Aprendizagem ao Longo da Vida Versão do : 1.3 / Versão Adobe Reader: 9.302 THIS FORM IS ONLY FOR TESTING AND ONLY FOR INTERNAL EUROPEAN COMMISSION / NATIONAL AGENCIES USE. PLEASE DO NOT DISTRIBUTE!

Leia mais

Instituto Superior de Engenharia de Lisboa

Instituto Superior de Engenharia de Lisboa Instituto Superior de Engenharia de Lisboa Regulamento dos cursos do ciclo de estudos conducente ao grau de licenciado O presente regulamento estabelece as normas que complementam as que decorrem do regime

Leia mais

CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO Documento orientador

CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO Documento orientador CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO Documento orientador 1. ENQUADRAMENTO LEGAL Compete ao conselho pedagógico, enquanto órgão de gestão pedagógica da escola, definir, anualmente, os critérios gerais de avaliação e

Leia mais

PROCEDIMENTO DE GESTÃO DO MASTER ERASMUS MUNDUS. MUNDUSFOR

PROCEDIMENTO DE GESTÃO DO MASTER ERASMUS MUNDUS. MUNDUSFOR Página 1 de 9 PROCEDIMENTO DE GESTÃO DO MASTER ERASMUS TABELA DE REVISÕES REVISÃO DATA DESCRIÇÃO DA MODIFICAÇÃO 00 23/04/09 Elaboração do procedimento Data: 23/04/09 ELABORADO POR: Evangelia Tzeremaki

Leia mais

183 Central Avenue Suite 101 Londres, Ontário N6A 1M6 CANADÁ Telefone: 519-439-3350 Fax: 519-439-8822 E-mail: info@llinstitute.

183 Central Avenue Suite 101 Londres, Ontário N6A 1M6 CANADÁ Telefone: 519-439-3350 Fax: 519-439-8822 E-mail: info@llinstitute. Programas ESL (Inglês como Segunda Língua) Treinamento para TESOL Preparação para CAEL / TOEFL / IELTS O Caminho para a Universidade Cursos de Negócios Programas de Estudo/ Férias Experimente o Canadá

Leia mais

Informações sobre o Programa e Instruções sobre o Formulário de Inscrição

Informações sobre o Programa e Instruções sobre o Formulário de Inscrição P Prescription Advantage Prescription Advantage O seu plano para prescrições de medicamentos acessíveis O que é Prescription Advantage? Prescription Advantage é um programa de assistência estatal de prescrições

Leia mais

ESCOLA SECUNDÁRIA FRANCISCO DE HOLANDA. Regulamento geral de avaliação dos alunos

ESCOLA SECUNDÁRIA FRANCISCO DE HOLANDA. Regulamento geral de avaliação dos alunos ESCOLA SECUNDÁRIA FRANCISCO DE HOLANDA Regulamento geral de avaliação dos alunos Outubro / 2014 Índice I PRINCÍPIOS... 3 II - CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO... 4 III- IMPLEMENTAÇÃO... 4 IV - COMPETÊNCIAS A AVALIAR

Leia mais

Protocolo. Carreiras Profissionais

Protocolo. Carreiras Profissionais Protocolo Carreiras Profissionais A TAP e o SITAVA acordam o seguinte: 1. São criadas as seguintes novas categorias profissionais, com a caracterização funcional estabelecida em anexo: a) Analista Programador

Leia mais

5. Esquema do processo de candidatura

5. Esquema do processo de candidatura Projecto e colecção de perguntas e respostas sobre o Exame Unificado de Acesso (disciplinas de Língua e Matemática) das quatro instituições do ensino superiorde Macau I Contexto Cada instituição do ensino

Leia mais