São Caetano Educação 1

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "São Caetano Educação 1"

Transcrição

1 São Caetano Educação 1

2 Editorial Uma cidade pode possuir escolas modernas e bem equipadas, mas ainda assim não alcançar a tão sonhada qualidade de ensino. Não basta realizar grandes investimentos na estrutura física das unidades escolares se eles não forem acompanhados pelo respeito, valorização e apoio aos educadores, os principais responsáveis pela qualidade da educação que chega às nossas crianças, jovens e adultos. É com este compromisso em mente que a Prefeitura de São Caetano do Sul investiu nos últimos anos para estruturar um núcleo qualificado de capacitação dos profissionais da Educação, ação coroada em setembro de 2011 com a inauguração de sua sede própria: o belo Centro de Capacitação dos Profissionais da Educação (Cecape) Dra. Zilda Arns, localizado no Bairro Barcelona. A nova casa dos educadores de São Caetano do Sul foi projetada para se tornar o grande centro de aperfeiçoamento e capacitação de todos os profissionais da Secretaria Municipal da Educação (Seeduc) que lidam diariamente com os estudantes sancaetanenses, desde professores até auxiliares de primeira infância, merendeiras, serventes, inspetores de alunos e diretoras, entre outros. Com profissionais atualizados, motivados e prontos para enfrentar os novos desafios que se apresentam a cada dia às escolas, São Caetano do Sul continuará sendo uma cidade com educadores que se dedicam a aprender. E todos ganham com isso: as crianças e jovens, que terão a oportunidade de conviver com bons educadores; os profissionais, mais qualificados e preparados; e a cidade, com o futuro assegurado por uma geração mais educada e capacitada. Nesta revista, os leitores vão conhecer o Cecape em detalhes e também encontrarão matérias sobre o importantíssimo movimento Educar 2020, que pretende lançar as bases para a Educação sancaetanense nos próximos dez anos; a abertura das escolas de Educação Infantil de período integral nas férias, garantindo mais conforto para famílias da cidade; os benefícios concedidos pela Prefeitura de São Caetano do Sul para incrementar a formação dos jovens da cidade; a utilização dos netbooks e lousas interativas nas escolas municipais; o investimento da Prefeitura na rede complementar de ensino, com destaque para a Escola Municipal de Bailado Laura Thomé; e a capacitação de educadores pela Fundação Anne Sullivan para a atuação com crianças especiais. Outros assuntos de destaque nesta edição da revista são a nova fase do projeto de nutrição escolar de São Caetano do Sul, ampliado para orientar as famílias dos jovens; as obras de revitalização de dez escolas municipais e a construção de uma nova unidade de Educação Infantil; a entrega da Biblioteca Esther Mesquita reformada; a biografia da médica Zilda Arns, que dá nome ao Centro de Capacitação dos Profissionais da Educação; além de dicas culturais de educadores e curiosidades da cidade. Boa leitura! 2 São Caetano Educação

3 EXPEDIENTE ÍNDICE Alimentação Saudável Educação de São Caetano estimula alimentação saudável... 4 Publicação da Secretaria de Comunicação Social da Prefeitura de São Caetano do Sul Textos Alexandre Costa (MTb ) Caroline Terzi (MTb ) Erik Oliveira (MTb ) Fernando Penteriche (MTb ) Fotos Alexandre Yort Du Merlino Eric Romero Helber Aggio Arquivo PMSCS Bibliotecas Prefeitura entrega Biblioteca Municipal Esther Mesquita revitalizada... 8 Tempo de Brincar Nestas férias, pequenos de São Caetano participam do Projeto Tempo de Brincar Alcina Escola Prof.ª Alcina Dantas Feijão é destaque no ENEM Educar 2020 Educação: mais do que importante, um tema vital Anne Sullivan Professores da rede municipal de ensino cada vez mais preparados para a inclusão Aprender Mais Aprender MAIS São Caetano leva tecnologia às salas de aula Auxílios Educação Prefeitura de São Caetano oferece auxílio para formação de jovens Laura Thomé Escola Municipal de Bailado oferece ensino complementar de qualidade Curiosidades Obras em escolas Ótimas condições são garantia de boa qualidade de ensino na cidade Cecape São Caetano ganha Centro de Capacitação dos Profissionais da Educação Patrimônio Cultural Projeto Vamos contar nossa História estimula o resgate patrimonial entre os estudantes de São Caetano do Sul Nome na História Zilda Arns Neumann ( ) Vale a Pena! São Caetano Educação 3

4 Alimentação Saudável Educação de São Caetano estimula alimentação saudável 4 São Caetano Educação

5 São Caetano Educação 5

6 Alexandre Costa As escolas municipais de São Caetano do Sul oferecem alimentação balanceada, nutritiva e saborosa a mais de 19 mil estudantes todos os dias. Agora, a Secretaria Municipal da Educação (Seeduc) está estimulando o consumo de alimentos mais saudáveis também nas casas destas crianças e adolescentes, graças a um projeto-piloto que leva à comunidade escolar e aos pais de alunos dicas e orientações sobre o tema. A intenção é fazer com que as famílias adotem os mesmos conceitos modernos de nutrição já colocados em prática nas escolas municipais sancaetanenses. Atualmente participam do projeto seis Escolas Municipais de Educação Infantil (EMEIs) Abelardo Galdino Pinto; Primeiro de Maio; Irineu da Silva; Fernando Piva; Emílio Carlos; e Jacob João Lorenzini e a Escola Municipal de Ensino Fundamental (EMEF) de período integral Prof. Décio Machado Gaia. A Secretaria Municipal da Educação destaca que a proposta da Prefeitura de São Caetano do Sul é que as famílias se engajem no esforço para que os estudantes tenham acesso a uma alimentação mais balanceada e nutritiva, com menos gordura e produtos industrializados. O projeto-piloto foi dividido em três eixos. Inicialmente foram realizadas oficinas culinárias com os alunos as crianças aprenderam receitas alternativas de refresco e bolo. Depois os pais foram convidados a participar de palestras nas escolas sobre novos conceitos de alimentação, com destaque Alimentação balanceada, nutritiva e saborosa é oferecida a mais de 19 mil estudantes todos os dias para o aumento no consumo de legumes, frutas e verduras. E por fim, educadores sancaetanenses aprenderam a manter hortas ecológicas em oficinas realizadas na Escola de Ecologia, graças a uma parceria da Seeduc com a Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semas). O projeto está tendo uma adesão maravilhosa. Os pais estão se conscientizando para a importância da educação alimentar dos filhos, levando receitas saudáveis para casa. A ideia da Secretaria Municipal da Educação é trabalhar para formar um novo padrão de alimen- 6 São Caetano Educação

7 tação para nossas crianças e jovens, explica a mestre em Nutrição Rosana Ana Bettini, responsável pelo projeto. E os estudantes têm um papel importantíssimo na difusão dos novos hábitos alimentares tanto que a nutricionista levou algumas turmas para uma feira livre da cidade, para conhecerem alimentos nutritivos e saudáveis, e depois todos montaram uma apetitosa salada de frutas. Nós queremos que as crianças tenham contato com a diversidade de verduras, legumes e frutas disponíveis na feira, identificando as diferentes cores, texturas e odores de cada alimento. Acreditamos que a familiarização das crianças com esses alimentos saudáveis facilita sua aceitação quando oferecidos na alimentação escolar e também em casa, avalia Rosana Ana Bettini. Durante a visita à feira os estudantes também aproveitaram para afiar seus conhecimentos em matemática, calculando o preço dos alimentos e conferindo o troco. A diretora da EMEF Prof. Décio Machado Gaia, Regiane Bertocco dos Santos, corrobora a avaliação. Acho que o projeto é um sucesso porque está tendo continuidade. Nossos professores do período da tarde (a EMEF funciona em período integral) realizam atividades e pesquisas com as crianças sobre os alimentos saudáveis e elas reproduzem isso em casa, ressalta. Ela lembra ainda que os pais participaram de palestras sobre o tema e provaram receitas de suco de alface e bolo de abóbora feitos pelos filhos na escola. Os pais receberam informações de como inserir alimentos saudáveis no cardápio das crianças, para substituir um pouco os salgadinhos, as bolachas e os doces. Hortas As oficinas da Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Sustentabilidade são realizadas pelo biólogo e professor Alan Rosendo, na Escola de Ecologia. Durante as orientações, os educadores entre eles professores, auxiliares de primeira infância e agentes cidadãos sênior aprendem a montar e manter canteiros para o plantio de legumes e verduras. Nossa intenção é que os cuidadores das hortas auxiliem as crianças a plantar ao menos uma ou duas culturas nas escolas, para que estes alimentos depois sejam usados nas nossas receitas, destaca Rosana Ana Bettini. A Secretaria Municipal da Educação tem como meta ampliar no futuro sua abrangência para as outras unidades da rede municipal. A alimentação saudável e a prática de atividades físicas já são incentivadas em nossas escolas. O que estamos tentando é ampliar esta discussão, levando estes conceitos para as famílias de São Caetano. São Caetano Educação 7

8 Bibliotecas Prefeitura entrega Biblioteca Municipal Esther Mesquita revitalizada Alexandre Costa A Prefeitura de São Caetano do Sul entregou à população, no mês de setembro, a Biblioteca Municipal Esther Mesquita totalmente reformulada. Localizado na Rua Boa Vista, 150, no bairro de mesmo nome, o espaço passou por uma grande revitalização e ganhou, entre outras novidades, uma área com computadores para acesso gratuito dos moradores à internet. Os usuários da biblioteca também têm à disposição um acervo de livros renovado com novos títulos, com destaque para a literatura infantojuvenil e de ficção. A Biblioteca Municipal Esther Mesquita agora possui um acesso para o jardim em seu terreno, criando um novo espaço para leitura. A obra também contou com a restauração da cobertura, com troca das telhas e do sistema de capacitação de águas pluviais; substituição do piso; construção de rampa de acesso para pessoas com mobilidade reduzida; sanitários adaptados; construção de sanitário e copa; pintura geral; novo paisagismo e comunicação visual; revisão dos sistemas hidráulicos e elétricos; Bairro Prosperidade também tem seu acervo de livros para uso da população entre outras intervenções. A coordenadora da Divisão de Bibliotecas da Secretaria Municipal de Educação de São Caetano do Sul, Ana Maria Guimarães Rocha, elogia a reabertura da biblioteca do Bairro Boa Vista, que também atende muitos moradores do Bairro Nova Gerty. Com esta reforma a Esther Mesquita ficará mais agradável e ganhará um acervo atualizado. Os nossos usuários também poderão ajudar na formação do novo conjunto de livros, revistas, jornais e quadrinhos, sugerindo os títulos que gostariam de ver em nossas estantes. Bibliotecas As bibliotecas e espaços públicos de leitura de São Caetano do Sul atendem cerca de 150 mil pessoas por ano e têm 30 mil sócios. Além da revitalizada Biblioteca Municipal Esther Mesquita, os moradores de São Caetano do Sul têm à disposição o maior acervo de livros da cidade na Biblioteca Municipal Paul Harris (Avenida Dr. Augusto de Toledo, 255, Bairro Santa Paula). Ainda há outras opções para os leitores, como o espaço da Agência de Administração e Desenvolvimento do Bairro Prosperidade (Avenida Prosperidade, 441) que se tornará oficialmente As bibliotecas de São Caetano promovem encontros de escritores da região 8 São Caetano Saúde Educação

9 uma biblioteca municipal; a Banca do Saber (Bosque do Povo: Estrada das Lágrimas, 320, Bairro São José), que funciona como ponto de apoio à difusão da literatura; e os espaços de leitura do Centro Digital (Avenida Goiás, 950, Bairro Santa Paula); Estação Jovem (Rua Serafim Constanstino, s/nº - piso superior do módulo 2 do Terminal Rodoviário Nicolau Delic); e Atende Fácil (Rua Major Carlo Del Prete, 651, Centro). As bibliotecas sancaetanenses possuem acervos com obras de referência (atlas, dicionários, coleções, enciclopédias, romances, ficção policial, ficção cientifica e literatura infantojuvenil) e livros de diversas áreas do conhecimento, além de atividades educacionais. A Biblioteca Paul Harris possui a maior coleção da cidade e também é sede de diversas atividades de promoção da literatura como saraus, visita de escritores consagrados, lançamentos de livros de autores da região e encontros da Academia Popular de Letras de São Caetano do Sul. Nestes anos todos de atuação criamos um ótimo ambiente com os escritores da região, muito produtivo. Por isso temos conseguido apresentar trabalhos em primeira mão, já que temos muitos autores nos procurando para lançar seus livros aqui na Paul Harris, ressalta Ana Maria. Nossa média é de 12 lançamentos de livros ou noites de autógrafos por ano, além dos outros eventos de animação cultural. Outras informações sobre as bibliotecas de São Caetano do Sul podem ser obtidas pelo telefone Biblioteca do Bairro Boa Vista foi revitalizada 9 São São Caetano Educação Saúde 9

10 Tempo de Brincar Nestas férias, pequenos de São Caetano participam do Projeto Tempo de Brincar Fernando Penteriche Nas próximas férias escolares, os pais de estudantes matriculados na Educação Infantil da rede municipal de ensino de São Caetano do Sul ganharão uma ótima opção para que seus filhos tenham momentos de diversão e entretenimento de maneira segura. É que a Prefeitura, por meio da Secretaria de Educação (Seeduc), promove em janeiro de 2012 o projeto Tempo de Brincar dentro das escolas de período integral. Nesta época, em algumas unidades escolares serão oferecidas atividades lúdicas e recreativas diferenciadas, tudo sob orientação e supervisão do Centro de Capacitação dos Profissionais da Educação (Cecape), explica Fani Castrillo, da Seeduc. Iremos flexibilizar a rotina e minimizar o caráter formal que a instituição escolar requer. Assim, asseguramos aos pequenos o direito à brincadeira e ao descanso, fundamentais para seu pleno desenvolvimento. Selo Aqui se Brinca Mas não só nas férias há brincadeiras e atividades assim para as crianças sancaetanenses. A Declaração Universal dos Direitos da Criança, publicada pelo Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef) em 1959, já determinava que Toda criança deve ter acesso a jogos e brincadeiras toda criança deve desfrutar plenamente de jogos e brincadeiras, que deverão ser dirigidos para educação e garantidos pela sociedade e autoridades públicas. Em São Caetano do Sul, este compromisso é uma realidade nas escolas municipais de Educação Infantil, o que pode ser comprovado pela conquista do Selo Aqui se Brinca, da marca OMO, pela EMEI Emílio Carlos, localizada no Bairro Oswaldo Cruz. A escola sancaetanense foi uma das 34 premiadas entre mais de unidades de ensino públicas e privadas avaliadas em todo o Estado de São Paulo. Ela se destacou por suas práticas que incentivam o aprendizado de crianças de um ano e sete meses até 5 anos por meio da brincadeira, em um ambiente lúdico e estimulante que também pode ser encontrado nas outras EMEIs e EMIs de São Caetano, que atendem mais de 5 mil jovens estudantes da cidade. 10 São Caetano Educação

11 São Caetano Educação 11

12 Alcina Escola Prof.ª Alcina Dantas Feijão é destaque no ENEM Alexandre Costa Mais uma vez a Escola Municipal de Ensino (EME) Prof.ª Alcina Dantas Feijão, a mais tradicional representante da rede municipal de São Caetano do Sul, foi reconhecida pela qualidade de seu ensino. Após ser apontada em 2010 como a melhor do Estado de São Paulo para alunos do 6º ao 9º ano do Ensino Fundamental, de acordo com dados do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb), a unidade escolar localizada no Bairro Mauá se destacou no Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM) divulgado em setembro de 2011 pelo Ministério da Educação obteve a melhor nota entre todas as escolas públicas não- -técnicas do Estado de São Paulo. A nota da EME Prof.ª Alcina Dantas Feijão foi de 618,27 pontos e cresceu em relação ao ano anterior, quando os alunos conquistaram nota 589,89 a nota média entre as escolas do País com participação superior a 75% dos alunos no Exame Nacional foi 599 pontos. A outra escola municipal de Ensino Médio de São Caetano, EME Prof. Vicente Bastos, conquistou nota 570,79 entre escolas com participação de 50% a 74,9% dos alunos. A média nacional nesta categoria foi de 553 pontos. O desempenho reflete o trabalho dedicado dos profissionais da Educação da cidade, que contam com o apoio decisivo da Prefeitura de São Caetano do Sul para oferecerem aos jovens um ensino de qualidade em toda a rede municipal. O bom desempenho pode ser explicado, tendo-se em conta os esforços em prol da Educação na cidade. Em São Caetano do Sul, os alunos podem se dedicar aos estudos sem se preocupar com questões como uniformes escolares, materiais didáticos e de apoio todos são cedidos pela Prefeitura. As famílias de renda mais baixa também recebem um auxílio financeiro para manter seus filhos na escola e para que eles possam participar de todas as atividades da vida escolar. A infraestrutura das unidades escolares sancaetanenses também merece destaque, com atenção e revitalização constantes. Além disso, a Secretaria Municipal da Educação oferece cursos complementares gratuitos de idiomas estrangeiros e informática, entre outros, que contribuem para o enriquecimento cultural dos jovens sancaetanenses. A EME Prof.ª Alcina Dantas Feijão é um dos exemplos do sucesso da Educação sancaetanense. A 12 São Caetano Educação

13 tradicional escola foi inaugurada em março de 1967 com o nome Ginásio Comercial Municipal de São Caetano do Sul. Histórico, o prédio da escola passou por uma grande reforma e ganhou o belo auditório Professor Pacífico Nagamassa Koyama em 2007, garantindo todo o conforto e estrutura para o corpo escolar. Atualmente, a escola possui cerca de alunos nos ensinos Fundamental, Médio e Profissionalizante (nos cursos de Administração, Publicidade, Logística, Contabilidade, Secretariado e Informática). Diferenciais Uma equipe com quase 200 funcionários 140 deles professores garante uma atenção especial às crianças e adolescentes que frequentam suas salas de aula e também seus modernos e equipados laboratórios de informática, ciências, publicidade e escritório- -modelo. Esta estrutura, aliada ao empenho de seus educadores, permitem à escola desenvolver projetos como o Cientista Voluntário e ainda parcerias com instituições de outros países, que lhe renderam o Selo de Escola Associada à Unesco. A diretora da EME Prof.ª Alcina Dantas Feijão, Márcia Gallo, explica algumas das razões para o bom desempenho da escola no ENEM. Para começar, nós temos um currículo de seis horas diárias de aulas no Ensino Médio. Além disso, oferecemos no período noturno um curso preparatório para o ENEM e vestibulares com revisão do conteúdo ensinado em sala de aula e discussão de temas da atualidade. Outro fator que contribui para este resultado é nosso corpo docente fixo, com professores que se dedicam há muito tempo à escola e conhecem bem os alunos. A infraestrutura que a Prefeitura oferece também é fundamental, temos cinco laboratórios de informática, sala de publicidade e laboratório de ciências, entre outros espaços. A plena prática da cidadania também é estimulada entre os alunos de todas as idades, mostrando que a escola não se restringe a ser um local de transmissão de conteúdos pedagógicos formais. Incentivamos valores como a solidariedade e a participação, que Mais uma vez a EME Prof.ª Alcina Dantas Feijão foi reconhecida pela qualidade de seu ensino São Caetano Educação 13

14 são pilares da atuação da Unesco junto às escolas de todo o mundo. Além disso, essa parceria faz com que o Alcina se integre a uma rede mundial de escolas, discutindo temas que são importantes para todo mundo como a Biodiversidade. Ela permite também que alunos e professores participem de palestras internacionais, e todo mundo ganha com isso, destaca Márcia Gallo. Melhor no Ideb Julho de 2010 foi anunciado o Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb), que apontou a escola sancaetanense como a melhor do Estado de São Paulo para alunos do 6º ao 9º ano do Ensino Fundamental o Ideb é calculado com base em duas variáveis: o rendimento escolar (taxas de aprovação, reprovação e abandono) e as médias de desempenho dos alunos na Prova Brasil. A conquista encheu de orgulho as pessoas que se dedicam a melhorar a cada dia a qualidade do ensino público na cidade. A diretora Márcia Gallo destaca a importância do envolvimento dos pais com a Educação dos filhos, principalmente com os mais novos. No Ensino Fundamental temos reforço fora do horário de aula para as crianças com dificuldades. Além disso, realizamos várias reuniões e atividades para incluir os pais dos alunos no dia a dia da escola, explica. Essa parceira das famílias com os professores é muito importante. Nós fazemos reuniões extras com os pais de alunos com dificuldades, para que juntos possamos debater o que pode ser feito para melhorar o desempenho das crianças. Dependendo do caso, nós propomos tarefas extras ou até encaminhamos para reuniões com psicólogos. A EME Prof.ª Alcina Dantas Feijão está localizada na Rua Capivari, 500, no Bairro Mauá. Além do Ensino Fundamental e Médio regular, a escola oferece aos moradores de São Caetano do Sul o Ensino Médio Profissionalizante, com cursos noturnos de Administração, Contabilidade, Informática, Logística e Publicidade. O telefone para mais informações é A EME Prof.ª Alcina Dantas Feijão é um dos exemplos do sucesso da Educação sancaetanense A Escola oferece cursos complementares gratuitos de idiomas estrangeiros e informática, por exemplo Uma equipe com quase 200 funcionários garante atenção especial às crianças e adolescentes 14 São Caetano Educação

15 Educação: mais do que importante, um tema vital Educar 2020 Da Redação O EDUCAR 2020 é um movimento liderado pela Prefeitura que visa envolver a sociedade em torno de 10 metas que vão sustentar a qualidade do ensino público municipal. O objetivo é construir a geração de cidadãos que cuidarão do futuro de São Caetano do Sul. Esta será a geração que fará girar a renda e impulsionará o desenvolvimento do município, em consonância com o impulso nacional. Serão os cidadãos mais bem preparados, para ajudar a fazer São Caetano do Sul subir ainda mais no patamar de desenvolvimento que tem atualmente. A cidade já é marcada por sua qualidade de ensino. Passada uma fase de reestruturação e ampliação de projetos básicos em todos os segmentos da área, e aproveitando- -se o início da década, estamos criando uma nova visão sobre Educação de qualidade. Que mantém e amplia seu nível, mas qualifica as gerações futuras no sentido prático para se tornar economicamente ativa com excelência. A Prefeitura conta com o envolvimento de todo o município nessa agenda porque entende que somente uma parceria efetiva entre Poder Público e sociedade pode fazer da Educação um tema não somente governamental, mas de toda São Caetano do Sul. Porque nas entidades se forma opinião, porque nas famílias é onde tudo começa. E elas devem ter um papel crucial no desenvolvimento escolar de seus filhos, do ensino infantil ao superior. Confira as 10 metas que aproxima você do futuro 1) Garantia da oferta de Ensino Integral Infantil e universalização do Ensino Integral no Ensino Fundamental. 2) Garantia da municipalização do Ensino Fundamental. 3) Garantia do avanço da Educação Tecnológica na Rede Pública. 4) Garantia de ensino de um segundo idioma aos alunos da Rede Pública. 5) Ampliação dos programas de formação, capacitação e treinamento dos profissionais e estruturas de apoio à Educação. 6) Valorização dos educadores. 7) Aperfeiçoamento e estímulo do Ensino Técnico Profissionalizante, acompanhando o desenvolvimento local e nacional. 8) Garantia de manutenção de programa de acesso ao Ensino Superior com recursos do Tesouro Municipal. 9) Ampliação do número de vagas do Ensino Superior gratuito através das instituições de ensino de São Caetano do Sul. 10) Garantia do Ensino Médio municipalizado, independentemente do Estado e da União. São Caetano Educação 15

16 Anne Sullivan Professores da rede municipal de ensino cada vez mais preparados para a inclusão Caroline Terzi A presença de alunos com deficiência nas escolas de ensino regular torna necessária a capacitação de professores, e consequentemente de todos os membros da instituição de ensino, para que possam recebê-los da melhor forma. Diante deste cenário, a Fundação Anne Sullivan, localizada na Alameda Conde de Porto Alegre, 820, Bairro Santa Maria, em São Caetano do Sul, referência no Durante os encontros de inclusão educacional os participantes promovem a troca de experiências atendimento nas áreas de surdez, surdocegueira, paralisia cerebral e autismo infantil, oferece orientações especiais sobre como incluir, no trabalho regular de cada uma das séries, os cerca de 200 educandos que atualmente frequentam as escolas. O Programa de Inclusão Educacional realiza assessorias junto às escolas municipais promovendo a formação continuada dos educadores. Nos encontros, diretores, coordenadores, orientadores e professores, recebem orientações sobre alunos de inclusão, quanto à legislação, acessibilidade, e adaptações de recursos curriculares, podendo trocar experiências e aprimorar suas práticas, destaca a diretora da Fundação Anne Sullivan, Adriana Gomes da Fonseca. Uma vez por mês são as orientadoras educacionais que participam de encontros específicos também com o objetivo de trocarem informações para contribuírem com os professores. As reuniões buscam favorecer a aquisição da autonomia e segurança dos professores, oferecendo bases para o trabalho com os alunos, pontua Erica Faustino, coordenadora de inclusão. Uma vez que o aluno está no ensino regular ele faz parte desse universo e é preciso caminharmos juntos, complementa Carla Maria Luciano, também coordenadora de inclusão. Com a evolução dos trabalhos pode-se observar que houve casos de professores que não se sentiam preparados para lidar com uma criança com deficiência em sala de aula, mas com o tempo, foram se sentindo mais seguros, envolvidos com esses alunos, e assim conseguiram atingir seus objetivos, acompanhando de perto o A Fundação Anne Sullivan é referência no atendimento nas áreas de surdez, surdocegueira, paralisia cerebral e autismo infantil 16 São Caetano Educação

17 desenvolvimento destas crianças, enfatiza Débora Rosa de Oliveira, coordenadora de Inclusão do Ensino Fundamental. Katia Luiz Arias, coordenadora de Inclusão de Educação Infantil, ressalta as benesses da medida. A adesão dos professores em nossas reuniões foi aumentando com o passar do tempo. Isso se deve porque perceberam a importância de estarem preparados para as mais diversas situações em sala. O interesse que foi sendo ampliado a partir da vivência nas aulas e a vontade de atender as demandas se tornou maior. Entre as ações que integram a iniciativa estão o acompanhamento nas escolas e orientação, a partir de estudos focados em cada caso, além da questão de atendimentos terapêuticos. Durante o ano realizamos palestras para os professores de toda a rede, para falar sobre a inclusão, afinal, pode ser que hoje estes profissionais não tenham alunos com deficiência em sala de aula, mas não se sabe como serão as próximas turmas. Estar preparado para receber estes alunos é fundamental, completa Adriana. Relatos A professora Lucilene Pascon, da Escola Municipal de Ensino Fundamental (EMEF) Dom Benedito Paulo Alves de Souza, leciona para uma sala com 28 alunos, entre eles duas crianças com deficiência. Acabei criando um vínculo muito forte com eles e a família. Por ser uma escola de período integral a convivência é ainda maior, por isso vejo a importância de participar dos encontros de inclusão educacional. Lá posso dividir as mais diversas situações que vivencio em aula, receber suporte, sempre encontrando maneiras satisfatórias de interação. Assim percebo que estou indo pelo caminho certo, comemora. Atuando como professora na rede municipal de educação de São Caetano do Sul há 23 anos, Monica Abbud Gáspari Augusto, que está hoje na Escola Municipal de Educação Infantil (EMEI) Emílio Carlos, afirma que já lecionou para crianças com deficiência, mas ressalta que após frequentar os encontros de inclusão educacional percebeu mudanças positivas. Antes a minha relação com os alunos era de uma maneira intuitiva. Agora não, as orientações vieram como uma ferramenta enriquecedora na minha vida e na do aluno, que tem um grande avanço dividindo aprendizado com os outros do grupo, completa. Fundação Anne Sullivan A Clínica de Atendimento Terapêutico da Fundação Anne Sullivan atende por mês entre 150 e 180 alunos da rede regular de ensino que têm comprometimento no desenvolvimento. Já a escola da instituição atende cerca de 50 crianças e jovens que necessitam de currículo diferenciado para que possam desenvolver sua autonomia e funcionalidade. Criada em 1977, a instituição mantém intercâmbios com entidades dos Estados Unidos, Argentina, Inglaterra e Espanha para a troca de informações sobre estudos e tratamentos clínicos. A Fundação Anne Sullivan oferece orientações especiais sobre como incluir alunos com deficiência no ensino regular O Programa de Inclusão Educacional realiza assessorias junto às escolas municipais promovendo a formação continuada dos educadores São Caetano Educação 17

18 Aprender Mais 18 São Caetano Educação

19 São Caetano Educação 19

20 Estudantes contam com equipamentos tecnológicos como netbooks individuais As novas tecnologias fazem parte do cotidiano das crianças da cidade A garotada está plenamente satisfeita com as tecnologias que lhe são oferecidas Fernando Penteriche Os estudantes da Educação Fundamental da rede municipal de ensino de São Caetano do Sul contam com equipamentos tecnológicos como netbooks individuais e milhares de páginas de conteúdo educativo produzido por especialistas dentro do projeto Aprender MAIS São Caetano, maior investimento da história da cidade em uma iniciativa educacional. Lançado em 2007 pela Prefeitura para modernizar o ensino na cidade, nele os alunos têm acesso ao site Aprimora, que oferece atividades de Língua Portuguesa e Matemática com graus variados de dificuldade. Além dos netbooks, as EMEFs contam outras ferramentas como a lousa interativa, projetores multimídia e câmeras. Durante muito tempo, as escolas não acompanharam as novas tecnologias que fazem parte do cotidiano das crianças e adolescentes, explica a diretora da EMEF Leandro Klein, Antonieta Aparecida de Simone Rodrigues, que trabalha há 20 anos da rede municipal de ensino sancaetanense. Porém, a Administração Municipal percebeu isso e introduziu parte disso nas aulas, explica. As crianças, que praticamente já nascem sabendo mexer na internet, ficam eufóricas quando as professoras as levam para essas aulas de conteúdo virtual. O pequeno Matheus Braz dos Santos, de 9 anos, é exemplo disso. Adoro fazer atividades com perguntas e respostas em meu netbook aqui na escola, destaca. Sua coleguinha Laura Frazão, de 8 anos, concorda. É muito legal aprender usando os computadores, principalmente quando temos aulas de matemática, que gosto muito. Matheus e Laura utilizam um netbook cada um. A EMEF Leandro Klein, por exemplo, tem 752 deles e mais 58 notebooks para os professores. Os alunos usam sempre o 20 São Caetano Educação

XVI Congresso Brasileiro de Biblioteconomia e Documentação 22 a 24 de julho de 2015

XVI Congresso Brasileiro de Biblioteconomia e Documentação 22 a 24 de julho de 2015 XVI Congresso Brasileiro de Biblioteconomia e Documentação 22 a 24 de julho de 2015 Modelo 2: resumo expandido de relato de experiência Resumo expandido O Sistema Estadual de Bibliotecas Públicas de São

Leia mais

O GRUPO DOM BOSCO ENSINO FUNDAMENTAL DOM BOSCO

O GRUPO DOM BOSCO ENSINO FUNDAMENTAL DOM BOSCO ENSINO FUNDAMENTAL DOM BOSCO O GRUPO DOM BOSCO Este é o momento de dar espaço à curiosidade, de fazer novas descobertas e formar suas próprias ideias. SEDE HORTO - Berçário - Educação Infantil - 1º Ano

Leia mais

EIXO TECNOLÓGICO: DESENVOLVIMENTO EDUCACIONAL E SOCIAL FORMAÇÃO INICIAL E CONTINUADA CAPACITAÇÃO

EIXO TECNOLÓGICO: DESENVOLVIMENTO EDUCACIONAL E SOCIAL FORMAÇÃO INICIAL E CONTINUADA CAPACITAÇÃO EIXO TECNOLÓGICO: DESENVOLVIMENTO EDUCACIONAL E SOCIAL FORMAÇÃO INICIAL E CONTINUADA CAPACITAÇÃO Cursos destinados a pessoas com escolaridade variável, que objetivam desenvolver competências necessárias

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE MOGI DAS CRUZES PLANO DE GOVERNO 2009 / 2012 EDUCAÇÃO

PREFEITURA MUNICIPAL DE MOGI DAS CRUZES PLANO DE GOVERNO 2009 / 2012 EDUCAÇÃO PREFEITURA MUNICIPAL DE MOGI DAS CRUZES PLANO DE GOVERNO 2009 / 2012 EDUCAÇÃO O que buscamos Proporcionar educação com qualidade social para todas as crianças. Erradicar o analfabetismo, ampliar o nível

Leia mais

A participação nessas atividades será comprovada através de um formulário denominada Relatório de Atividades Complementares (RAC).

A participação nessas atividades será comprovada através de um formulário denominada Relatório de Atividades Complementares (RAC). Manual do Aluno OBJETIVO A Faculdade do Pará implantou o Programa de Treinamento Profissional (PTP) para que você possa realizar ações práticas, desde o primeiro período do curso, ligado a profissão que

Leia mais

EDUCAÇÃO GRUPO POSITIVO

EDUCAÇÃO GRUPO POSITIVO EDUCAÇÃO 38 GRUPO POSITIVO Contribuição para o desenvolvimento Positivo trabalha para que sua contribuição ao ensino de O qualidade extrapole suas unidades e alcance de forma construtiva toda a sociedade.

Leia mais

ESTA PARA NASCER UM MODELO INOVADOR DE INCLUSIVA EM CURITIBA. Solicitação de doação por incentivo fiscal COMTIBA Prefeitura Municipal de Curitiba

ESTA PARA NASCER UM MODELO INOVADOR DE INCLUSIVA EM CURITIBA. Solicitação de doação por incentivo fiscal COMTIBA Prefeitura Municipal de Curitiba ESTA PARA NASCER UM MODELO INOVADOR DE EDUCACAO INFANTIL INCLUSIVA EM CURITIBA VEJA COMO SUA EMPRESA PODE TRANSFORMAR ESTA IDEIA EM REALIDADE { Solicitação de doação por incentivo fiscal COMTIBA Prefeitura

Leia mais

Apresentação. SUPERINTEDÊNCIA GERAL Magda Fonseca Coutinho. COORDENAÇÃO PEDAGÓGICA Mércia Corrêa de Oliveira

Apresentação. SUPERINTEDÊNCIA GERAL Magda Fonseca Coutinho. COORDENAÇÃO PEDAGÓGICA Mércia Corrêa de Oliveira Apresentação SUPERINTEDÊNCIA GERAL Magda Fonseca Coutinho COORDENAÇÃO PEDAGÓGICA Mércia Corrêa de Oliveira Descritivo: "A educação deve possibilitar ao corpo e à alma toda a perfeição e a beleza que podem

Leia mais

106 anos. educação de vanguarda. Para ler a realidade e escrever o futuro. A história de uma

106 anos. educação de vanguarda. Para ler a realidade e escrever o futuro. A história de uma 106 anos Publicação da Coordenadoria de Comunicação Social do Instituto Metodista Izabela Hendrix - imprensa@metodistademinas.edu.br Informativo do Colégio Metodista Izabela Hendrix - Outubro 2010 A história

Leia mais

ASSISTÊNCIA. AUFLA foi uma das instituições mapeadas ESTUDANTIL

ASSISTÊNCIA. AUFLA foi uma das instituições mapeadas ESTUDANTIL ASSISTÊNCIA ESTUDANTIL AUFLA foi uma das instituições mapeadas por uma pesquisa realizada em 2010 pela Associação Nacional dos Dirigentes das Instituições Federais de Ensino Superior (Andifes), que resultou

Leia mais

Comissão de Avaliação divulga resultados da pesquisa

Comissão de Avaliação divulga resultados da pesquisa COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO DA FACULDADE PIAGET CPA Edição nº 01 Abril de 2015 Comissão de Avaliação divulga resultados da pesquisa Alunos, docentes e funcionários avaliaram a instituição. Veja o resultado

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE BARRA DO JACARÉ ESTADO DO PARANÁ

PREFEITURA MUNICIPAL DE BARRA DO JACARÉ ESTADO DO PARANÁ PREFEITURA MUNICIPAL DE BARRA DO JACARÉ ESTADO DO PARANÁ A N E X O I E D I T A L D E C O N C U R S O P Ú B L I C O Nº 01/2015 D O S R E Q U I S I T O S E A T R I B U I Ç Õ E S D O S C A R G O S RETIFICAÇÃO

Leia mais

Documento Base do Plano Estadual de Educação do Ceará. Eixo Temático Ensino Médio e Profissional

Documento Base do Plano Estadual de Educação do Ceará. Eixo Temático Ensino Médio e Profissional Documento Base do Plano Estadual de Educação do Ceará Eixo Temático Ensino Médio e Profissional Ceará, 2015 1 Socioeconômico Diagnóstico Para compreender a situação da educação no estado do Ceará é necessário

Leia mais

PROJETO DE IMPLANTAÇÃO DE BIBLIOTECAS ESCOLARES NA CIDADE DE GOIÂNIA

PROJETO DE IMPLANTAÇÃO DE BIBLIOTECAS ESCOLARES NA CIDADE DE GOIÂNIA PROJETO DE IMPLANTAÇÃO DE BIBLIOTECAS ESCOLARES NA CIDADE DE GOIÂNIA APRESENTAÇÃO Toda proposta educacional cujo eixo do trabalho pedagógico seja a qualidade da formação a ser oferecida aos estudantes

Leia mais

Relat a óri r o Despert r ar r 2 013

Relat a óri r o Despert r ar r 2 013 Relatório Despertar 2013 2 Apoiada na crença de que é possível contribuir para o desenvolvimento humano na totalidade dos seus potenciais, a Associação Comunitária Despertar, realiza anualmente ações que

Leia mais

História. ADAV: Associação para o Desenvolvimento e a Assistência de Talentos e Vocações

História. ADAV: Associação para o Desenvolvimento e a Assistência de Talentos e Vocações História ADAV: Associação para o Desenvolvimento e a Assistência de Talentos e Vocações Em 1929, convidada a dirigir um dos primeiros laboratórios de psicologia de Minas Gerais, ligado à Escola de Aperfeiçoamento

Leia mais

Comissão avalia qualidade de ensino da FABE

Comissão avalia qualidade de ensino da FABE CPA / PESQUISA Comissão avalia qualidade de ensino da FABE Avaliação positiva: A forma de abordagem dos objetivos gerais dos cursos também foi bem avaliada e a qualidade do corpo docente continua em alta.

Leia mais

F) 13.392.0168.2650.0001 - Funcionamento de Bibliotecas da União

F) 13.392.0168.2650.0001 - Funcionamento de Bibliotecas da União Brasileira I Vol. de vários autores; Brasileira II Vol. de vários autores; Brasileira III Vol. de vários autores; Brasileira IV Vol. de vários autores; Brasileira V Vol. de vários autores; Editions du

Leia mais

REFERENCIAIS ESTRATÉGICOS. PLANO NACIONAL DE EDUCAÇÃO 2011-2020: metas que envolvem a Educação Profissional

REFERENCIAIS ESTRATÉGICOS. PLANO NACIONAL DE EDUCAÇÃO 2011-2020: metas que envolvem a Educação Profissional REFERENCIAIS ESTRATÉGICOS Projeto de Lei nº 8.035, de 2010 PLANO NACIONAL DE EDUCAÇÃO 2011-2020: metas que envolvem a Educação Profissional O PNE é formado por: 10 diretrizes; 20 metas com estratégias

Leia mais

BOLETIM DO LEGISLATIVO Nº 11, DE 2012

BOLETIM DO LEGISLATIVO Nº 11, DE 2012 BOLETIM DO LEGISLATIVO Nº 11, DE 2012 Educação e Sustentabilidade Tatiana Feitosa de Britto A Conferência das Nações Unidas sobre o Desenvolvimento Sustentável (Rio+20) tem como tema o futuro que queremos,

Leia mais

INFORMATIVO Nº 1 / 2014. Senhores pais

INFORMATIVO Nº 1 / 2014. Senhores pais INFORMATIVO Nº 1 / 2014 Senhores pais Mais um ano se inicia... Não temos palavras para agradecer a confiança que depositam em nosso trabalho ao matricularem seus filhos na Premier. Após um período de alguns

Leia mais

Primeiro escritório de inclusão social da América Latina

Primeiro escritório de inclusão social da América Latina Primeiro escritório de inclusão social da América Latina 18 de setembro Nós do Centro: mais uma ação para a comunidade do Grupo Orsa O Grupo Orsa, por meio da Fundação Orsa, inaugura um espaço inovador

Leia mais

2009, um ano de grandes realizações e conquistas

2009, um ano de grandes realizações e conquistas 2009, um ano de grandes realizações e conquistas 2009 foi um ano de grandes realizações e conquistas para o Serviço Social da Indústria (SESI), entidade que integra o Sistema Federação das Indústrias no

Leia mais

FESURV UNIVERSIDADE DE RIO VERDE CPA COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO RELATÓRIO DE AUTOAVALIAÇÃO 2009-2010

FESURV UNIVERSIDADE DE RIO VERDE CPA COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO RELATÓRIO DE AUTOAVALIAÇÃO 2009-2010 FESURV UNIVERSIDADE DE RIO VERDE CPA COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO RELATÓRIO DE AUTOAVALIAÇÃO 2009-2010 1 Fragilidade resultado inferior a 50% Ponto a ser melhorado 50% e 59,9% Potencialidade igual ou

Leia mais

15º FÓRUM NACIONAL DA UNDIME. Política Nacional de Educação Infantil. Mata de São João/BA Junho/2015. Secretaria de Educação Básica

15º FÓRUM NACIONAL DA UNDIME. Política Nacional de Educação Infantil. Mata de São João/BA Junho/2015. Secretaria de Educação Básica 15º FÓRUM NACIONAL DA UNDIME Política Nacional de Educação Infantil Mata de São João/BA Junho/2015 Secretaria de Educação Básica CONCEPÇÃO DE EDUCAÇÃO INFANTIL É direito dos trabalhadores urbanos e rurais

Leia mais

EDUCAÇÃO BÁSICA NO ESTADO DE SÃO PAULO : AVANÇOS E DESAFIOS SECRETARIA DA EDUCAÇÃO DO ESTADO DE SÃO PAULO

EDUCAÇÃO BÁSICA NO ESTADO DE SÃO PAULO : AVANÇOS E DESAFIOS SECRETARIA DA EDUCAÇÃO DO ESTADO DE SÃO PAULO EDUCAÇÃO BÁSICA NO ESTADO DE SÃO PAULO : AVANÇOS E DESAFIOS SECRETARIA DA EDUCAÇÃO DO ESTADO DE SÃO PAULO MAIO/2014 O desafio da universalização Em São Paulo hoje: 98,7% das crianças de 6 a 14 anos estão

Leia mais

AUDIÊNCIA PÚBLICA PLANO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO jun/15 GRUPO I META 1

AUDIÊNCIA PÚBLICA PLANO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO jun/15 GRUPO I META 1 AUDIÊNCIA PÚBLICA PLANO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO jun/15 GRUPO I META 1 Universalizar, até 2016, a educação infantil na pré-escola para as crianças de 4 (quatro) a 5 (cinco) anos de idade e ampliar a oferta

Leia mais

Conhecendo a Fundação Vale

Conhecendo a Fundação Vale Conhecendo a Fundação Vale 1 Conhecendo a Fundação Vale 2 1 Apresentação Missão Contribuir para o desenvolvimento integrado econômico, ambiental e social dos territórios onde a Vale atua, articulando e

Leia mais

Educação Infantil ESTRATÉGIAS:

Educação Infantil ESTRATÉGIAS: Educação Infantil META 1: Ampliar a oferta de educação infantil de forma a atender, em 100% da população de 4 e 5 anos até 2016 e, até o final da década, alcançar a meta de 50% das crianças de 0 a 3 anos,

Leia mais

PROGRAMA JOVEM APRENDIZ

PROGRAMA JOVEM APRENDIZ JOVEM APRENDIZ Eu não conhecia nada dessa parte administrativa de uma empresa. Descobri que é isso que eu quero fazer da minha vida! Douglas da Silva Serra, 19 anos - aprendiz Empresa: Sinal Quando Douglas

Leia mais

Unidade Meta. DIAGNÓSTICO: Cabe à Secretaria cuidar da Educação Infantil (de 0 a 5 anos) no Município de Japeri.

Unidade Meta. DIAGNÓSTICO: Cabe à Secretaria cuidar da Educação Infantil (de 0 a 5 anos) no Município de Japeri. SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO PROGRAMA: MANUTENÇÃO DO ENSINO FUNDAMENTAL Nº 071 DIAGNÓSTICO: Cabe à Secretaria cuidar do Ensino Fundamental (1 ao 9 ano) no Município de Japeri. DIRETRIZES: Custear as

Leia mais

INSTITUTO LOJAS RENNER

INSTITUTO LOJAS RENNER 2011 RELATÓRIO DE ATIVIDADES INSTITUTO LOJAS RENNER Instituto Lojas Renner Inserção de mulheres no mercado de trabalho, formação de jovens e desenvolvimento da comunidade fazem parte da essência do Instituto.

Leia mais

1. Centro para a Juventude. 199 jovens frequentaram os cursos de:

1. Centro para a Juventude. 199 jovens frequentaram os cursos de: Relatório Despertar 2014 2 Apoiada na crença de que é possível contribuir para o desenvolvimento humano na totalidade dos seus potenciais, a Associação Comunitária Despertar, realiza anualmente ações que

Leia mais

Catálogo. Olá, FUTURO. Brockville, Cornwall, Kingston stlawrencecollege.ca/international

Catálogo. Olá, FUTURO. Brockville, Cornwall, Kingston stlawrencecollege.ca/international Catálogo Olá, FUTURO Brockville, Cornwall, Kingston stlawrencecollege.ca/international Por que escolher a St. Lawrence College? POR QUE NOS ESCOLHER? CAMPUS NOSSOS CURSOS DIVERSAS OPORTUNIDADES DE APRENDIZADO

Leia mais

Perguntaram à teóloga alemã. Dorothee Sölle: Como a senhora explicaria a um menino o que é felicidade?

Perguntaram à teóloga alemã. Dorothee Sölle: Como a senhora explicaria a um menino o que é felicidade? Perguntaram à teóloga alemã Dorothee Sölle: Como a senhora explicaria a um menino o que é felicidade? Não explicaria, Daria uma bola para que ele jogasse... ESPORTE EDUCAÇÃO CULTURA QUALIFICAÇÃO PLACAR

Leia mais

Um ensino forte e bilíngue é o passaporte do seu filho para um mundo de oportunidades. É por isso que propomos uma cultura internacional, com

Um ensino forte e bilíngue é o passaporte do seu filho para um mundo de oportunidades. É por isso que propomos uma cultura internacional, com Um ensino forte e bilíngue é o passaporte do seu filho para um mundo de oportunidades. É por isso que propomos uma cultura internacional, com disciplinas ministradas em português e inglês, e uma metodologia

Leia mais

Escolher a melhor escola faz parte do desenvolvimento de seu filho. Por isso, essa decisão deve ser tomada com muito cuidado.

Escolher a melhor escola faz parte do desenvolvimento de seu filho. Por isso, essa decisão deve ser tomada com muito cuidado. Todos os anos, o Colégio Monteiro Lobato se prepara para receber seus alunos com muitas novidades. Aqueles que estão retornando vão poder rever os amigos, os professores queridos e aprender novidades.

Leia mais

O BRASIL SEM MISÉRIA NO SEU MUNICÍPIO Município: VITÓRIA DA CONQUISTA / BA O Plano Brasil Sem Miséria O Plano Brasil Sem Miséria foi lançado com o desafio de superar a extrema pobreza no país. O público

Leia mais

Esporte como fator de inclusão de jovens na sociedade FGR: Gustavo:

Esporte como fator de inclusão de jovens na sociedade FGR: Gustavo: Esporte como fator de inclusão de jovens na sociedade Entrevista cedida à FGR em Revista por Gustavo de Faria Dias Corrêa, Secretário de Estado de Esportes e da Juventude de Minas Gerais. FGR: A Secretaria

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTACIO DE SÁ. Prática de Ensino e Estágio Supervisionado em Docência dos Anos Iniciais do Ensino Fundamental

UNIVERSIDADE ESTACIO DE SÁ. Prática de Ensino e Estágio Supervisionado em Docência dos Anos Iniciais do Ensino Fundamental UNIVERSIDADE ESTACIO DE SÁ Prática de Ensino e Estágio Supervisionado em Docência dos Anos Iniciais do Ensino Fundamental CLAUDIA CRISTINA BRITTES DE MENEZES Mat: 2010.02.00650-3 Rio de Janeiro, 2012 UNIVERSIDADE

Leia mais

Índice remissivo - 2011 Assunto

Índice remissivo - 2011 Assunto Índice remissivo - 2011 Assunto Conheça as seções da revista AMAE Educando e as matérias publicadas em cada uma. ALFABETIZAÇÃO INTERAGINDO COM AS PALAVRAS. n. 380. p. 18/22. ARTE ARTE SEM AMARRAS. n. 384.

Leia mais

5 201 O LI Ó RTF PO 1

5 201 O LI Ó RTF PO 1 1 PORTFÓLIO 2015 Um pouco da trajetória do Colégio Ação1 QUANDO TUDO COMEÇOU 1993 Experientes profissionais fundaram, no bairro do Méier, a primeira unidade da rede Ação1. O foco do trabalho era a preparação

Leia mais

Creche Pelicano Atendimento - 95 Crianças - entre 1 anos e seis meses a quatro anos

Creche Pelicano Atendimento - 95 Crianças - entre 1 anos e seis meses a quatro anos Missão Promover programas sustentáveis e contínuos, priorizando a educação da criança e o re-erguimento da família formando bases sólidas na diminuição das desigualdades sociais. Títulos Reconhecida com

Leia mais

DEMONSTRATIVO DE RESULTADO DA SAFRATER 01 A 04/2009 - R$

DEMONSTRATIVO DE RESULTADO DA SAFRATER 01 A 04/2009 - R$ TIÃOZINHO PRESTANDO CONTAS E AGRADECENDO Caro(a) Associado(a): Segue abaixo o Demonstrativo do Resultado Operacional de nossas atividades em 2008. Quaisquer informações ou esclarecimentos adicionais poderão

Leia mais

POLO 19 POLO 17 POLO 18 POLO 22 POLO 24 POLO 21 POLO 25. E.M. Nilcelina S. Ferreira

POLO 19 POLO 17 POLO 18 POLO 22 POLO 24 POLO 21 POLO 25. E.M. Nilcelina S. Ferreira 17 19 18 E.M. Nilcelina S. Ferreira 20 22 21 23 24 25 5 Metas para a Gestão Democrática META 1 a. garantir a autonomia políticod i d á t i c o - p e d a g ó g i c a e administrativa às instituições educacionais

Leia mais

Núcleo de Educação Infantil Solarium

Núcleo de Educação Infantil Solarium 0 APRESENTAÇÃO A escola Solarium propõe um projeto de Educação Infantil diferenciado que não abre mão do espaço livre para a brincadeira onde a criança pode ser criança, em ambiente saudável e afetivo

Leia mais

Na lista das realizações destacadas, os PROFESSORES podem relembrar:

Na lista das realizações destacadas, os PROFESSORES podem relembrar: Professor: Muitas razões para votar em Scolforo e Édila O QUE FOI FEITO! Quando um membro de sua comunidade seja professor (a), técnico (a) administrativo ou estudante - apresentar uma crítica sobre algo

Leia mais

2º RELATÓRIO PARCIAL DE AUTOAVALIAÇÃO INSTITUCIONAL

2º RELATÓRIO PARCIAL DE AUTOAVALIAÇÃO INSTITUCIONAL 2º RELATÓRIO PARCIAL DE AUTOAVALIAÇÃO INSTITUCIONAL COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL - CPA Mantenedora: Fundação Presidente Antônio Carlos Mantida: Faculdade Presidente Antônio Carlos de Araguari

Leia mais

PROJETO TÉCNICO DA BIBLIOTECA DO FUTURO DO ESPAÇO CRIANÇA ESPERANÇA CANTAGALO, PAVÃO/PAVÃOZINHO SUMÁRIO

PROJETO TÉCNICO DA BIBLIOTECA DO FUTURO DO ESPAÇO CRIANÇA ESPERANÇA CANTAGALO, PAVÃO/PAVÃOZINHO SUMÁRIO PROJETO TÉCNICO DA BIBLIOTECA DO FUTURO DO ESPAÇO CRIANÇA ESPERANÇA CANTAGALO, PAVÃO/PAVÃOZINHO Este Projeto é uma contribuição, de autoria, da Chefe da Biblioteca Euclides da Cunha/Fundação Biblioteca

Leia mais

O Dirigente Municipal de Educação e a articulação com o terceiro setor

O Dirigente Municipal de Educação e a articulação com o terceiro setor Missão Promover e realizar ações que contribuam para a melhoria da qualidade da educação pública e que fomentem o desenvolvimento social de comunidades de baixa renda. Visão Ser referência como fundação

Leia mais

Mostra de Projetos 2011 BRINQUEDOTECA: O LÚDICO NO RESGATE

Mostra de Projetos 2011 BRINQUEDOTECA: O LÚDICO NO RESGATE Mostra de Projetos 2011 BRINQUEDOTECA: O LÚDICO NO RESGATE Mostra Local de: Londrina. Categoria do projeto: Projetos finalizados. Nome da Instituição/Empresa: (Campo não preenchido). Cidade: Londrina.

Leia mais

RELATÓRIO DE TRABALHO DOCENTE SETEMBRO DE 2012 EREM JOAQUIM NABUCO

RELATÓRIO DE TRABALHO DOCENTE SETEMBRO DE 2012 EREM JOAQUIM NABUCO UNIVERSIDADE CATÓLICA DE PERNAMBUCO PIBID PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSA DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA CÍCERO WILLIAMS DA SILVA EMERSON LARDIÃO DE SOUZA MARIA DO CARMO MEDEIROS VIEIRA ROBERTO GOMINHO DA SILVA

Leia mais

Terça-feira, 27.07.10

Terça-feira, 27.07.10 Terça-feira, 27.07.10 Pensamento do dia: A felicidade consiste em preparar o futuro, pensando no presente e esquecendo o passado, se foi triste. John Ruskin A dúvida é: Incluso ou inclusas seguem as notas

Leia mais

3 a 5. 6 a 10. 11 a 14. Faixa Etária Prevista. Etapa de Ensino. Duração. Educação Infantil. anos. Ensino Fundamental: Anos Iniciais. 5 anos.

3 a 5. 6 a 10. 11 a 14. Faixa Etária Prevista. Etapa de Ensino. Duração. Educação Infantil. anos. Ensino Fundamental: Anos Iniciais. 5 anos. Etapa de Ensino Faixa Etária Prevista Duração Educação Infantil 3 a 5 anos Ensino Fundamental: Anos Iniciais 6 a 10 anos 5 anos Ensino Fundamental: Anos Finais 11 a 14 anos 4 anos EDUCAÇÃO INFANTIL EDUCAÇÃO

Leia mais

CORPO DISCENTE 1. 1º ano 1.1 2º ano 1.2 3º ano 1.3 4º ano 1.4 5º ano 5ª série 1.5 6º ano 1.6 7º ano 1.7 8º ano 1.8 9º ano 1.

CORPO DISCENTE 1. 1º ano 1.1 2º ano 1.2 3º ano 1.3 4º ano 1.4 5º ano 5ª série 1.5 6º ano 1.6 7º ano 1.7 8º ano 1.8 9º ano 1. EMEF NEUSA NUNES GONÇALVES Diretor: Roberto de Olveira Silva E-mail.: emefnng@vitoria.es.gov.br Fundação: 03/02/1993 Criação: Lei nº 3.906 Endereço: Rua do Caju, 249 Bairro: Nova Palestina CEP.: 29030-015

Leia mais

Política Nacional de Museus Bases para a Política Nacional de Museus

Política Nacional de Museus Bases para a Política Nacional de Museus Política Nacional de Museus Bases para a Política Nacional de Museus APRESENTAÇÃO Ao se propor a sistematização de uma política pública voltada para os museus brasileiros, a preocupação inicial do Ministério

Leia mais

DISCIPLINAS CURRICULARES (PCN) INFORMÁTICA PRODUÇÃO DE MATERIAL

DISCIPLINAS CURRICULARES (PCN) INFORMÁTICA PRODUÇÃO DE MATERIAL A nossa meta é envolver alunos e professores num processo de capacitação no uso de ferramentas tecnológicas. Para isto, mostraremos ao professor como trabalhar as suas disciplinas (matemática, português,

Leia mais

ESCOLA MUNICIPAL IVAIPORÃ PROJETO DE LEITURA: LIVRO AMIGO

ESCOLA MUNICIPAL IVAIPORÃ PROJETO DE LEITURA: LIVRO AMIGO ESCOLA MUNICIPAL IVAIPORÃ PROJETO DE LEITURA: LIVRO AMIGO Projeto escolar com a temática Livro Amigo produzido no ano de 2012, 2013 e em andamento em 2014, por todos os integrantes da escola e comunidade.

Leia mais

RELATóRIO ANUAL 2012. victor civita. prêmio victor civita

RELATóRIO ANUAL 2012. victor civita. prêmio victor civita Angela Dannemann Diretora da Fundação Victor Civita Mensagem da diretora A data mais aguardada na Fundação Victor Civita todos os anos o Dia do Professor contou com uma festa especial em 2012. No dia 15

Leia mais

RESOLUÇÃO CUNI Nº XXXX

RESOLUÇÃO CUNI Nº XXXX RESOLUÇÃO CUNI Nº XXXX Aprova o Projeto Acadêmico CECANE/UFOP. O Conselho Universitário da Universidade Federal de Ouro Preto, em sua xxxx reunião ordinária, realizada em xxx de xxx de 2011, no uso de

Leia mais

ATENDIMENTO EDUCACIONAL SALAS MULTIFUNCIONAIS

ATENDIMENTO EDUCACIONAL SALAS MULTIFUNCIONAIS ATENDIMENTO EDUCACIONAL ESPECIALIZADO -AEE SALAS MULTIFUNCIONAIS LEGISLAÇÃO Considerando o Decreto 6949/2009 que promulga a convenção da ONU sobre os direitos das pessoas com deficiência, assegurando um

Leia mais

INFORME UVV-ES Nº21 29/07-04/08 de 2013 UVV POST. Publicação semanal interna Universidade Vila Velha - ES Produto da Comunicação Institucional

INFORME UVV-ES Nº21 29/07-04/08 de 2013 UVV POST. Publicação semanal interna Universidade Vila Velha - ES Produto da Comunicação Institucional UVV POST Publicação semanal interna Universidade Vila Velha - ES Produto da Comunicação Institucional EDITAIS DE MONITORIA E ESTÁGIO Até o dia 16 de agosto de 2013, estão abertas as inscrições para o preenchimento

Leia mais

GOVERNO DE SERGIPE SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO DIRETORIA REGIONAL DE EDUCAÇÃO DRE 3 COLÉGIO ESTADUAL DJENAL TAVARES DE QUEIROZ MOITA BONITA SE

GOVERNO DE SERGIPE SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO DIRETORIA REGIONAL DE EDUCAÇÃO DRE 3 COLÉGIO ESTADUAL DJENAL TAVARES DE QUEIROZ MOITA BONITA SE GOVERNO DE SERGIPE SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO DIRETORIA REGIONAL DE EDUCAÇÃO DRE 3 COLÉGIO ESTADUAL DJENAL TAVARES DE QUEIROZ MOITA BONITA SE O Colégio Estadual Djenal Tavares de Queiroz, foi fundado

Leia mais

PLANO NACIONAL DE EDUCAÇÃO. Esperidião Amin Helou Filho

PLANO NACIONAL DE EDUCAÇÃO. Esperidião Amin Helou Filho PLANO NACIONAL DE EDUCAÇÃO Esperidião Amin Helou Filho 1 PROJETO DE LEI Nº 8.035, DE 2010. Ementa: Aprova o Plano Nacional de Educação para o decênio 2011-2020 e dá outras providências. 2 PROJETO DE LEI

Leia mais

ARACY MARIA BRAGA DE MIRANDA. FUNDAÇÃO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO DE NITERÓI. O DESAFIO DAS INICIATIVAS: ROMPER BARREIRAS E CONCRETIZAR ESPAÇOS.

ARACY MARIA BRAGA DE MIRANDA. FUNDAÇÃO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO DE NITERÓI. O DESAFIO DAS INICIATIVAS: ROMPER BARREIRAS E CONCRETIZAR ESPAÇOS. ARACY MARIA BRAGA DE MIRANDA. FUNDAÇÃO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO DE NITERÓI. O DESAFIO DAS INICIATIVAS: ROMPER BARREIRAS E CONCRETIZAR ESPAÇOS. Resumo: Quebrar paradigmas, gerar e concretizar iniciativas:

Leia mais

I - FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA

I - FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA I - FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA O Colégio Ceom, fundamenta seu trabalho educacional na área da Educação Infantil, Ensino Fundamental I, Fundamental II e Ensino Médio, a partir das teorias de Jean Piaget e Emília

Leia mais

MISSÃO VISÃO VALORES A FORÇA DO ENSINO: É NISSO QUE ACREDITAMOS. EDUCAÇÃO DE RESULTADOS: ESSE É O NOSSO FORTE.

MISSÃO VISÃO VALORES A FORÇA DO ENSINO: É NISSO QUE ACREDITAMOS. EDUCAÇÃO DE RESULTADOS: ESSE É O NOSSO FORTE. A FORÇA DO ENSINO: É NISSO QUE ACREDITAMOS. EDUCAÇÃO DE RESULTADOS: ESSE É O NOSSO FORTE. O Colégio Vital Brazil traz uma proposta pedagógica única na região: ensino forte, que visa à melhor sequência

Leia mais

SER / SOCIEDADE EDUCACIONAL ROCHA

SER / SOCIEDADE EDUCACIONAL ROCHA SER / SOCIEDADE EDUCACIONAL ROCHA Prezados Pais, Responsáveis e Alunos Recomendamos a todos que leiam com atenção cada uma destas orientações, pois os pais e responsáveis dos alunos matriculados no SER

Leia mais

Momentos Pedagógicos 2015

Momentos Pedagógicos 2015 Momentos Pedagógicos 2015 Nossas excelentes profissionais formando os cidadãos do futuro! Coord. Pedagógica: Alessandra Barbosa Creche II Professora Janile e Professora Taynan Creche III Professora Dóris

Leia mais

Educação infantil EdiçõEs sm Projeto Educativo sm Educativo Ensino Fundamental i 1º ao 5º ano vida es da América Eir Sabor ação é Eix

Educação infantil EdiçõEs sm Projeto Educativo sm Educativo Ensino Fundamental i 1º ao 5º ano vida es da América Eir Sabor ação é Eix PROjEtO Educativo sm A FunDAçãO SM e o Projeto Educativo sm ilustração do livro Sabores da América ArG MEx CoL dom Pri PEr CHL BrA EsP Países onde a Fundação sm e a sm atuam: Argentina, Brasil, Chile,

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO CARLOS CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM COORDENÇÃO PEDAGOGICA

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO CARLOS CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM COORDENÇÃO PEDAGOGICA UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO CARLOS CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM COORDENÇÃO PEDAGOGICA A ELABORAÇÃO DO PLANEJAMENTO ESCOLAR O Planejamento é o principal instrumento norteador da ação dos coordenadores e profissionais

Leia mais

Ser voluntário #issomudaomundo. Voluntariado. Cabe na sua vida. NOTÍCIAS. Ciclos fortalecidos em 2014 e novos ciclos que virão

Ser voluntário #issomudaomundo. Voluntariado. Cabe na sua vida. NOTÍCIAS. Ciclos fortalecidos em 2014 e novos ciclos que virão NOTÍCIAS Ciclos fortalecidos em 2014 e novos ciclos que virão Mobilizar e ampliar de forma estruturada. Esse foi o propósito da ação voluntária Estudar Vale a Pena, que em cinco anos de atuação impactou

Leia mais

Município: JOÃO PESSOA / PB

Município: JOÃO PESSOA / PB O Plano Brasil Sem Miséria O Plano Brasil Sem Miséria foi lançado com o desafio de superar a extrema pobreza no país. O público definido como prioritário foi o dos brasileiros que estavam em situação de

Leia mais

Apoio: BIT Company Franchising Rua Fidêncio Ramos, 223 conj. 131 13º andar Vila Olimpia

Apoio: BIT Company Franchising Rua Fidêncio Ramos, 223 conj. 131 13º andar Vila Olimpia Nome da empresa: BIT Company Data de fundação: Julho de 1993 Número de funcionários: 49 funcionários Localização (cidade e estado em que estão sede e franquias): Sede em São Paulo, com franquias em todo

Leia mais

A INFORMAÇÃO E A COMUNICAÇÃO CIENTÍFICA NA FIOCRUZ

A INFORMAÇÃO E A COMUNICAÇÃO CIENTÍFICA NA FIOCRUZ A INFORMAÇÃO E A COMUNICAÇÃO CIENTÍFICA NA FIOCRUZ Paulo Gadelha Vice-presidente de Desenvolvimento Institucional e Gestão do Trabalho Fundação Oswaldo Cruz 1900: Instituto Soroterápico Federal Objetivo

Leia mais

Página 1. 1.11 Dos alunos matriculados, quantos estão em Tempo Integral 80

Página 1. 1.11 Dos alunos matriculados, quantos estão em Tempo Integral 80 1. CORPO DISCENTE: Quantidade de alunos matriculados 1º ano 90 1.1 2º ano / 1ª série 95 1.2 3º ano / 2ª série 77 1.3 4º ano / 3ª série 74 1.4 5º ano / 4ª série 55 1.5 6º ano / 5ª série 32 1.6 7º ano /

Leia mais

Conforme REGIMENTO ESCOLAR, seguem informações importantes para o ano letivo 2015.

Conforme REGIMENTO ESCOLAR, seguem informações importantes para o ano letivo 2015. INFORMATIVO ESCOLAR Conforme REGIMENTO ESCOLAR, seguem informações importantes para o ano letivo 2015. PROFISSIONAIS EXPERIENTES Contamos com uma equipe de profissionais capacitados e qualificados para

Leia mais

1º Lugar: Leia e Passe Adiante.

1º Lugar: Leia e Passe Adiante. Programas Vencedores: três 7º Concurso FNLIJ Os Melhores Programas de Incentivo à Leitura junto a Crianças e Jovens de todo o Brasil / Programa Nacional de Incentivo à Leitura - PROLER 2002 1º Lugar: Leia

Leia mais

RELATÓRIO SÍNTESE DA CPA (COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO) - 2014

RELATÓRIO SÍNTESE DA CPA (COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO) - 2014 A CPA (Comissão Própria De Avaliação) apresentou ao MEC, em março de 2015, o relatório da avaliação realizada no ano de 2014. A avaliação institucional, realizada anualmente, aborda as dimensões definidas

Leia mais

A Escola. Com uma média de 1.800 alunos por mês, a ENAP oferece cursos presenciais e a distância

A Escola. Com uma média de 1.800 alunos por mês, a ENAP oferece cursos presenciais e a distância A Escola A ENAP pode contribuir bastante para enfrentar a agenda de desafios brasileiros, em que se destacam a questão da inclusão e a da consolidação da democracia. Profissionalizando servidores públicos

Leia mais

LINGUAGENS DA INFÂNCIA: PROJETO RECICLAR

LINGUAGENS DA INFÂNCIA: PROJETO RECICLAR LINGUAGENS DA INFÂNCIA: PROJETO RECICLAR ANNA PAULA SILVA (PREFEITURA MUNICIPAL DE CAMPINAS), ELIANE FERREIRA PINTO (PREFEITURA MUNICIPAL DE CAMPINAS). Resumo A reciclagem tem como principal foco a conscientização

Leia mais

A Educação Integral em Curitiba e Região Metropolitana e o Programa Mais Educação Veronica Branco Universidade Federal do Paraná.

A Educação Integral em Curitiba e Região Metropolitana e o Programa Mais Educação Veronica Branco Universidade Federal do Paraná. A Educação Integral em Curitiba e Região Metropolitana e o Programa Mais Educação Veronica Branco Universidade Federal do Paraná Resumo Este texto aborda a implantação da Educação Integral em Curitiba

Leia mais

Apoio ao Desenvolvimento da Educação Especial

Apoio ao Desenvolvimento da Educação Especial Programa 0049 DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO ESPECIAL Objetivo Ampliar e melhorar a oferta de atendimento aos portadores de necessidades educativas especiais. Público Alvo Alunos com necessidades educativas

Leia mais

Sugestão de Planejamento da Semana Pedagógica

Sugestão de Planejamento da Semana Pedagógica GOVERNO DO ESTADO DO TOCANTINS SECRETARIA DA EDUCAÇÃO E CULTURA DIRETORIA REGIONAL DE ENSINO DE ARAGUAINA SETOR REGIONAL DE DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO E ENSINO INTEGRAL Sugestão de Planejamento da Semana

Leia mais

Secretaria de EDUCAÇÃO vai propor parcerias com instituições particulares e públicas; duração do ensino médio pode aumentar em 1 ano

Secretaria de EDUCAÇÃO vai propor parcerias com instituições particulares e públicas; duração do ensino médio pode aumentar em 1 ano SP quer ampliar ensino técnico estadual Data:10/05/2011 Veículo: O ESTADO DE S. PAULO SP Mariana Mandelli Secretaria de EDUCAÇÃO vai propor parcerias com instituições particulares e públicas; duração do

Leia mais

1. Introdução. 2. Sumário. 3. Nossas soluções - Produtos. 4. Condições Operacionais

1. Introdução. 2. Sumário. 3. Nossas soluções - Produtos. 4. Condições Operacionais 1. Introdução Este Manual de Orientações Gerais Ano 2006 tem por meta orientar os nossos colaboradores e parceiros com relação aos produtos e serviços do Sistema UNO de Ensino, bem como sobre todos os

Leia mais

O Grupo Telefônica no Brasil e no Mundo

O Grupo Telefônica no Brasil e no Mundo Atualizado em: julho, 2011 O Grupo Telefônica no Brasil e no Mundo Dados financeiros (2010) Indicadores Mundo Brasil %BR/mundo Receita Líquida (1) 60,7 bilhões (1) Considera Telesp + 50% da Vivo até 3T2010

Leia mais

Formulário de inscrição para Unidades Escolares:

Formulário de inscrição para Unidades Escolares: Presidência da República Secretaria de Políticas de Promoção da Igualdade Racial Secretaria de Políticas de Ações Afirmativas 1. Contextualização: Formulário de inscrição para Unidades Escolares: a) Descreva

Leia mais

PASSOS E JACUÍ GANHAM NOVAS AGÊNCIAS

PASSOS E JACUÍ GANHAM NOVAS AGÊNCIAS ANO I ED. 07 AGOSTO 2015 Impresso Especial 9912317902/2013/DR/MG SICOOB Nossocrédito CORREIOS Impresso Especial 9912317902/2013/DR/MG SICOOB Nossocrédito CORREIOS DEVOLUÇÃO GARANTIDA CORREIOS D C de cara

Leia mais

INSTITUTO AMERICANO DE LINS RELATÓRIO MENSAL. Abril - 2013

INSTITUTO AMERICANO DE LINS RELATÓRIO MENSAL. Abril - 2013 INSTITUTO AMERICANO DE LINS RELATÓRIO MENSAL Abril - 2013 Coordenação Pedagógica da Educação Infantil Atendimento telefone / presencial Reunião com a Diretora Pedagógica toda segunda-feira às 6h15min.

Leia mais

O QUE VOU SER QUANDO CRESCER?

O QUE VOU SER QUANDO CRESCER? O QUE VOU SER QUANDO CRESCER? O QUE VOU SER QUANDO CRESCER? Cartilha Educativa Elaborada no Projeto de Extensão: Cartilha e Artigos Coordenação: Profª Emiliana Debetir Centro de Ciências da Administração

Leia mais

POR UM PLANO ALÉM DAS INTENÇÕES COM AÇÕES QUE MUDEM RADICALMENTE A REALIDADE

POR UM PLANO ALÉM DAS INTENÇÕES COM AÇÕES QUE MUDEM RADICALMENTE A REALIDADE POR UM PLANO ALÉM DAS INTENÇÕES COM AÇÕES QUE MUDEM RADICALMENTE A REALIDADE O PNE para 2001-2011 consolidou-se como uma carta de intenções. - Universalização do ensino fundamental - Ampliação significativa

Leia mais

Título do trabalho: O Setor de Acessibilidade das Fábricas de Cultura das Regiões Norte e Sul da Cidade de São Paulo.

Título do trabalho: O Setor de Acessibilidade das Fábricas de Cultura das Regiões Norte e Sul da Cidade de São Paulo. Temática(s): Acessibilidade em Bibliotecas Tipo de Trabalho: Relato de Experiência Título do trabalho: O Setor de Acessibilidade das Fábricas de Cultura das Regiões Norte e Sul da Cidade de São Paulo.

Leia mais

PROJETO CRIASOM. 1.2 -Histórico (Como, Onde e Porque Surgiu)

PROJETO CRIASOM. 1.2 -Histórico (Como, Onde e Porque Surgiu) PROJETO CRIASOM 1. DADOS SOBRE A INSTITUIÇÃO 1.1 - Dados Gerais Nome: Mosteiro São Geraldo de São Paulo CNPJ: 61697678/0001-60 Telefone: (11) 2244-1803 Fax: (11) 3744-6835 E-mail: msoh@csasp.g12.com Site:

Leia mais

Leitura e Literatura

Leitura e Literatura MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO BÁSICAB Diretoria de Políticas de Formação, Materiais Didáticos e de Tecnologias para Educação BásicaB Leitura e Literatura Dia e Semana Nacional da Leitura

Leia mais

FACULDADE SETE LAGOAS - FACSETE COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO / CPA RELATÓRIO DAS ATIVIDADES DA CPA NO ANO DE 2013

FACULDADE SETE LAGOAS - FACSETE COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO / CPA RELATÓRIO DAS ATIVIDADES DA CPA NO ANO DE 2013 FACULDADE SETE LAGOAS - FACSETE COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO / CPA RELATÓRIO DAS ATIVIDADES DA CPA NO ANO DE 2013 Sete Lagoas Março de 2014 Sumário 1. DADOS DA INSTITUIÇÃO... 4 1.1. Composição da Comissão

Leia mais

PLANO DE MOBILIZAÇÃO SOCIAL PELA EDUCAÇÃO

PLANO DE MOBILIZAÇÃO SOCIAL PELA EDUCAÇÃO PLANO DE MOBILIZAÇÃO SOCIAL PELA EDUCAÇÃO Este documento é resultado do chamado do Ministério da Educação à sociedade para um trabalho voluntário de mobilização das famílias e da comunidade pela melhoria

Leia mais

Páginas: OFICINAS DE ESPORTES. Oficinas de esportes consolidam a formação de atletas em Canavieiras

Páginas: OFICINAS DE ESPORTES. Oficinas de esportes consolidam a formação de atletas em Canavieiras Páginas: 10 OFICINAS DE ESPORTES Oficinas de esportes consolidam a formação de atletas em Canavieiras A Prefeitura de Canavieiras vem incentivando a prática regular de esportes, através de diversas iniciativas

Leia mais

II Congresso Nacional de Formação de Professores XII Congresso Estadual Paulista sobre Formação de Educadores

II Congresso Nacional de Formação de Professores XII Congresso Estadual Paulista sobre Formação de Educadores II Congresso Nacional de Formação de Professores XII Congresso Estadual Paulista sobre Formação de Educadores LEVANTAMENTO E ANÁLISE DAS NECESSIDADES DOCENTES DOS PROFESSORES DE EDUCAÇÃO INFANTIL E SÉRIES

Leia mais

Palavras-chave: LEITURA E ESCRITA, CIDADANIA, PROTAGONISMO SOCIAL. OFICINA PALAVRA MAGICA DE LEITURA E ESCRITA

Palavras-chave: LEITURA E ESCRITA, CIDADANIA, PROTAGONISMO SOCIAL. OFICINA PALAVRA MAGICA DE LEITURA E ESCRITA OFICINA PALAVRA MAGICA DE LEITURA E ESCRITA ELAINE CRISTINA TOMAZ SILVA (FUNDAÇÃO PALAVRA MÁGICA). Resumo A Oficina Palavra Mágica de Leitura e Escrita, desenvolvida pela Fundação Palavra Mágica, é um

Leia mais