IMAGENS E ESPECTROS. As imagens são representações espacializadas dos mecanismos de interação da energia radiante com a superfície;

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "IMAGENS E ESPECTROS. As imagens são representações espacializadas dos mecanismos de interação da energia radiante com a superfície;"

Transcrição

1 IMAGENS E ESPECTROS As imagens são representações picturais do comportamento espectral dos alvos As imagens são representações espacializadas dos mecanismos de interação da energia radiante com a superfície; 836 nm 1651 nm 2201 nm 1

2 Composição colorida 836 nm 1651 nm 2201 nm NÍVEIS DE AQUISIÇÃO DE DADOS A caracterização espectral dos materiais é dependente do nível de aquisição de dados (laboratório, aeronave, orbital); 2

3 FATORES QUE AFETAM A AQUISIÇÃO DE DADOS (1) Fatores de Origem Externa: Geometria Sol-Alvo-Sensor (Efeitos bidirecionais); Efeitos Atmosféricos. Não há limite claro (2) Fatores dependentes do Alvo: Tipo e composição do alvo; Componentes secundários da superfície (e.g., litter); Orientação da superfície e sombreamento; Efeitos do substrato; A resposta espectral refletida dos materiais muda de acordo com a geometria de iluminação/visada em função da condição não-lambertiana dos alvos; 3

4 Ângulo de Iluminação Fonte: Green (2003) Dados Hiperespectrais (HYMAP) na Amazônia SZA = 53 o Fonte: Galvão et al. (2004) SZA = 29 o 4

5 Geometria de Visada Efeitos bidirecionais e a influência atmosférica associada são dependentes do comprimento de onda e da geometria de iluminação e de visada. Efeitos bidirecionais são também dependentes do tipo de alvo; 5

6 MISR/Terra Fonte: Nasa/JPL Sun Flight direction Df (-70.5 o ) Cf Bf (-60.0 o ) (-45.6 o ) Af An (-26.1 o ) (0 o ) Aa Ba (+26.1 o ) (+45.6) Ca (+60.0 o ) Da (+70.5 o ) Forest As Forest Db Forest Ab (a) N 0 50km (b) Purus River Madeira River (c) (d) Fonte: Xavier e Galvão (2003) 6

7 CAMERA and VIEW ANGLE (Degrees) Df (-70.5) CAMERA and VIEW ANGLE (Degrees) Df (-70.5). Bf (-45.6) Bf (-45.6). BRF An (Nadir) Ba (+45.6) Da (+70.5).. BRF An (Nadir) Ba (+45.6) Da (+70.5) FOREST Db Wavelength (nm) (a). FOREST As Wavelength (nm) (b). Fonte: Xavier e Galvão (2003) Fonte: Xavier e Galvão (2003) 7

8 Razões de reflectância entre bandas podem reduzir (não eliminar) as mudanças espectrais produzidas por variações na orientação da superfície; Fonte: Xavier e Galvão (2003) 8

9 O PAPEL DA ATMOSFERA A atmosfera afeta a aquisição de dados de sensoriamento remoto através de dois mecanismos: espalhamento e absorção; Fonte: Green (2003) 9

10 Fonte: Green (2003) (1) Espalhamento A radiação é redirecionada pelas partículas na atmosfera (moléculas de gases). o espalhamento tem uma contribuição aditiva na imagem; De acordo com a relação entre o comprimento de onda e o tamanho das partículas, o espalhamento pode ser classificado em: a) Rayleigh : o comprimento da radiação é muito maior que o tamanho das partículas que produzem o espalhamento. O efeito é inversamente proporcional a quarta potência do comprimento de onda. É o efeito dominante em sensoriamento remoto (céu azul); 10

11 Fonte: Green (2003) b) Mie : o comprimento da radiação é comparável ao tamanho das partículas que produzem o espalhamento (p. ex., fumaça e pó). Este efeito tende a influenciar maiores comprimentos de onda, quando comparado com o do espalhamento Rayleigh; c) Não-seletivo : O comprimento de onda da radiação é muito menor que o tamanho das partículas responsáveis pelo espalhamento (p.ex., gotas de água). O efeito é nãoseletivo com relação ao comprimento de onda. 11

12 (2) Absorção Contrário ao espalhamento, a absorção pelos constituintes da atmosfera (p.ex., vapor d água, oxigênio, dióxido de carbono) em um dado comprimento de onda tem um efeito espectral subtrativo; Reflectância de superfície Reflectância aparente Janelas atmosféricas 12

13 Fonte: Green (2003) Fonte: Green (2003) 13

14 Fonte: Green (2003) No sensoriamento remoto, efeitos atmosféricos e bidirecionais ocorrem fortemente associados e não são facilmente separáveis; Brazilian Amazon Region HYMAP data (126 bands) 14

15 Blue (465 nm) Red (665 nm) Red (665 nm) View Angle (degrees) ρa (%) Band Depth NDVI < Scattering Absorption N View Angle (Degrees) NDVI < 0.75 Large shade components Large sunlit components 15

16 665 nm (R) 556 nm (G) 480 nm (B) 860 nm (R) 1650 nm (G) 2300 nm (B) AVIRIS Data - Cuiabá Brazil) A correção atmosférica pode ser implementada através do uso de procedimentos empíricos (p.ex., dark subtraction method) ou de métodos físicos baseados em modelos de transferência radiativa (p.ex., código 6S ou ATREM); Em geral, abordagens empíricas apenas minimizam os efeitos de espalhamento atmosférico; Histogram Minimum 16

17 CORREÇÃO ATMOSFÉRICA DE DADOS HIPERESPECTRAIS Para dados hiperespectrais, algoritmos baseados em modelos de transferência radiativa são usados para minimizar os efeitos de espalhamento e absorção atmosférica; O cálculo para recuperar a reflectância de superfície é obtido a partir do uso da própria imagem, especialmente das bandas de vapor d água posicionadas em 940 nm e 1140 nm. 17

18 Fonte: Roberts (2005) ATREM (Gao et al., 1993) 18

19 Fonte: Green (2003) Fonte: Green (2003) 19

20 Fonte: Green (2003) Fonte: Green (2003) 20

21 Fonte: Green (2003) ESPECTROSCOPIA DE REFLECTÂNCIA Espectroscopia é o estudo da interação complexa da matéria com a radiação eletromagnética. 21

22 Características dos Espectrômetros : De acordo com Clark et al. (1999), os parâmetros mais importantes que descrevem as características de um espectrômetro são : intervalo espectral, largura espectral, amostragem espectral and sinal-ruído; Intervalo espectral : Dependendo do intervalo espectral usado na aquisição de dados, bandas de absorção que podem identificar materiais podem não ser caracterizadas; Largura de Bandas : É a largura de uma banda (canal) no espectrômetro. Quanto mais estreita for a largura, melhor será a caracterização das feições de absorção, especialmente para bandas contínuas ; FWHM (Full Width at Half Maximum) 22

23 Amostragem espectral : É a distância entre as bandas no espectrômetro; Sinal-ruído (S/N): É um parâmetro importante porque indica a capacidade do instrumento em detectar bandas de absorção. Depende da sensibilidade dos detetores, da largura de bandas, e da intensidade da energia oriunda de da superfície em que a medida é feita. Fonte : Green (2003) 23

24 Fonte: Green (2003) A reflectância de um alvo (R t ) pode ser obtida pela divisão de sua radiância (L t ) pela irradiância (E), isto é, R t = L t /E ; Na prática, a abordagem mais freqüentemente utilizada é a obtenção do Fator de Reflectância Bidirecional (FRB): FRB = (L t /Lref). k onde, L t = radiância do alvo; L ref = radiância de um padrão de referência (painel); k = FRB do padrão de referência. Painéis para cômputo de FRB incluem BaSO 4, MgO, e halon (polytetrafluoroethylene). Spectralon é um bom exemplo de um padrão de referência duro, resistente, quimicamente inerte, e lavável. Os painéis não são perfeitamente Lambertianos; 24

25 AQUISIÇÃO DE DADOS EM CAMPO E LABORATÓRIO Espectrômetros versus Radiômetros de Bandas; Aquisição de dados em métodos simultâneo versus seqüencial : Nas medidas simultâneas, as radiâncias do alvo e do painel são medidas ao mesmo tempo, o que requer o uso de dois radiômetros precisamente inter-calibrados. Erros produzidos pelas variações de irradiância devidas a atmosfera são reduzidos a custa de outros possíveis erros introduzidos pela inter-calibração; Nas medidas seqüenciais, as radiâncias do painel e do alvo são seqüencialmente medidas em um curto período de tempo para minimizar erros produzidos pelas variações de irradiância causadas pela atmosfera; De acordo com Milton (1987), algumas sugestões práticas para adquirir dados de reflectância em campo são: (a) usar um mastro ou tripé para garantir uma geometria fixa entre o sensor, o painel de referência e o alvo; (b) posicionar o sensor a pelo menos 1 metro acima da superfície do alvo; (c) orientar a cabeça do sensor diretamente na direção do Sol; (d) conferir se o painel preenche o FOV do sensor, e se ele não está sombreado pelo instrumento; (e) tomar notas sobre a superfície do alvo e sobre as conduções de medidas (local da medida, hora, geometria de visada, altura do sensor; (f) usar roupa escura e manter-se a uma certa distância do alvo durante a medida. erros devidos a proximidade de objetos (p.ex., posição do corpo) tendem a aumentar com o aumento do ângulo zenital solar. 25

26 Outras importantes sugestões : (a) coletar dados em dias claros. Em dias nublados, é importante replicar as medidas para minimizar os efeitos das flutuações de irradiância; (b) obter medidas ao nadir durante um intervalo de ± 2 horas do meiodia (pequenos valores de ângulo zenital solar) para reduzir variações na trajetória óptica da atmosfera, efeitos da geometria de iluminação, e erros devidos a condição não-lambertiana dos painéis, e devidos aos efeitos de vizinhança dos objetos. No laboratório, alguns pontos importantes são: (a) fixar a geometria de aquisição de dados (distância da superfície da amostra ao sensor); (b) mapear o GIFOV; (c) reduzir os efeitos de vizinhança; (d) estabelecer o número de medidas para amostras heterogêneas e homogêneas. 26

CONCEITOS RADIOMÉTRICOS

CONCEITOS RADIOMÉTRICOS CONCEITOS RADIOMÉTRICOS Irradiância: intensidade do fluxo radiante, proveniente de todas as direções, que atinge uma dada superfície. EXCITÂNCIA fluxo deixando a superfície em todas as direções CONCEITO

Leia mais

Sensoriamento Remoto I Engenharia Cartográfica. Prof. Enner Alcântara Departamento de Cartografia Universidade Estadual Paulista

Sensoriamento Remoto I Engenharia Cartográfica. Prof. Enner Alcântara Departamento de Cartografia Universidade Estadual Paulista Sensoriamento Remoto I Engenharia Cartográfica Prof. Enner Alcântara Departamento de Cartografia Universidade Estadual Paulista 2016 Interações Energia-Matéria na Atmosfera Energia Radiante Ao contrário

Leia mais

Radiometria e Princípios de Sensoriamento Remoto Hiperespectral

Radiometria e Princípios de Sensoriamento Remoto Hiperespectral Radiometria e Princípios de Sensoriamento Remoto Hiperespectral - Porto Alegre, Outubro de 2006 - Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE) Divisão de Sensoriamento Remoto (DSR) São José dos Campos

Leia mais

Aula 2 - Sensoriamento Remoto: Espectro eletromagnético; principais sensores. Patricia M. P. Trindade; Douglas S. Facco; Waterloo Pereira Filho.

Aula 2 - Sensoriamento Remoto: Espectro eletromagnético; principais sensores. Patricia M. P. Trindade; Douglas S. Facco; Waterloo Pereira Filho. Aula 2 - Sensoriamento Remoto: Espectro eletromagnético; principais sensores Patricia M. P. Trindade; Douglas S. Facco; Waterloo Pereira Filho. Espectro eletromagnético É o intervalo de todos os possíveis

Leia mais

REFLECTÂNCIA ESPECTRAL DA ÁGUA

REFLECTÂNCIA ESPECTRAL DA ÁGUA REFLECTÂNCIA ESPECTRAL DA ÁGUA Radiação Eletromagnética no Ambiente Aquático; Absorção e Espalhamento da Luz em um Corpo D água; Influência Espectral dos Componentes da Água; Sensoriamento Remoto de Ambientes

Leia mais

Interações com a Atmosfera. Disciplina: Sensoriamento Remoto Prof. Dr. Raoni W. D. Bosquilia

Interações com a Atmosfera. Disciplina: Sensoriamento Remoto Prof. Dr. Raoni W. D. Bosquilia Interações com a Atmosfera Disciplina: Sensoriamento Remoto Prof. Dr. Raoni W. D. Bosquilia Interação com a Atmosfera A energia eletromagnética proveniente do sol, deve atravessar a atmosfera antes de

Leia mais

Interação da radiação com a atmosfera

Interação da radiação com a atmosfera Universidade Federal de Campina Grande Centro de Ciências e Tecnologia Agroalimentar Interação da radiação com a atmosfera Professora Valéria Peixoto Borges COMPONENTE B : Processos de atenuação da radiação

Leia mais

Sensoriamento Remoto Hiperespectral PPGCC. Enner Alcântara Departamento de Cartografia Universidade Estadual Paulista Presidente Prudente

Sensoriamento Remoto Hiperespectral PPGCC. Enner Alcântara Departamento de Cartografia Universidade Estadual Paulista Presidente Prudente Sensoriamento Remoto Hiperespectral PPGCC Enner Alcântara Departamento de Cartografia Universidade Estadual Paulista Presidente Prudente 2014 Conceitos Radiométricos Básicos Uma breve revisão 1. Energia

Leia mais

SENSORIAMENTO REMOTO HIPERESPECTRAL

SENSORIAMENTO REMOTO HIPERESPECTRAL SENSORIAMENTO REMOTO HIPERESPECTRAL Sensoriamento Remoto Multiespectral e Hiperespectral; Espectrômetros Imageadores; AVIRIS; Espectrômetros Imageadores Orbitais para o Sensoriamento Remoto da Terra; Identificação

Leia mais

Sensoriamento remoto 1. Prof. Dr. Jorge Antonio Silva Centeno Universidade Federal do Paraná 2016

Sensoriamento remoto 1. Prof. Dr. Jorge Antonio Silva Centeno Universidade Federal do Paraná 2016 Sensoriamento remoto 1 Prof. Dr. Jorge Antonio Silva Centeno Universidade Federal do Paraná 2016 Súmula princípios e leis da radiação eletromagnética radiação solar conceito de corpo negro REM e sensoriamento

Leia mais

Avaliação Parcial 01 - GABARITO Questões Bate Pronto. As questões 1 a 23 possuem apenas uma alternativa correta. Marque-a.

Avaliação Parcial 01 - GABARITO Questões Bate Pronto. As questões 1 a 23 possuem apenas uma alternativa correta. Marque-a. Avaliação Parcial 01 - GABARITO Questões Bate Pronto. As questões 1 a 23 possuem apenas uma alternativa correta. Marque-a. 1) A água reflete muita radiação no infravermelho próximo. (5 pontos) 2) A radiação

Leia mais

Fundamentos de Sensoriamento Remoto. Elisabete Caria Moraes (INPE) Peterson Ricardo Fiorio

Fundamentos de Sensoriamento Remoto. Elisabete Caria Moraes (INPE) Peterson Ricardo Fiorio Fundamentos de Sensoriamento Remoto Elisabete Caria Moraes (INPE) Peterson Ricardo Fiorio Processos de Transferência de Energia Corpos com temperatura acima de 0 K emite energia devido às oscilações atômicas

Leia mais

RADIAÇÃO. 2. Radiação Eletromagnética. 1. Introdução. Características da Radiação Eletromagnética

RADIAÇÃO. 2. Radiação Eletromagnética. 1. Introdução. Características da Radiação Eletromagnética O AQUECIMENTO DA ATMOSFERA RADIAÇÃO SOLAR E TERRESTRE 1. Introdução RADIAÇÃO Radiação = Modo de transferência de energia por ondas eletromagnéticas única forma de transferência de energia sem a presença

Leia mais

SOLAR E TERRESTRE RADIAÇÃO O O AQUECIMENTO DA ATMOSFERA. 2. Radiação Eletromagnética. 1. Introdução. Características da Radiação Eletromagnética

SOLAR E TERRESTRE RADIAÇÃO O O AQUECIMENTO DA ATMOSFERA. 2. Radiação Eletromagnética. 1. Introdução. Características da Radiação Eletromagnética O O AQUECIMENTO DA ATMOSFERA RADIAÇÃO SOLAR E TERRESTRE 1. Introdução RADIAÇÃO Radiação = Modo de transferência de energia por ondas eletromagnéticas única forma de transferência de energia sem a presença

Leia mais

CORREÇÕES RADIOMÉTRICAS

CORREÇÕES RADIOMÉTRICAS Termo genérico, que designa aquelas técnicas que modificam os ND originais das imagens de Sensoriamento Remoto com o objetivo de aproximá-los daqueles que estariam presentes na imagem caso a recepção das

Leia mais

PROPRIEDADES ESPECTRAIS DE MINERAIS E ROCHAS

PROPRIEDADES ESPECTRAIS DE MINERAIS E ROCHAS PROPRIEDADES ESPECTRAIS DE MINERAIS E ROCHAS Interação da Radiação Eletromagnética com os Minerais e Rochas; Origem das Bandas de Absorção; Processos Eletrônicos; Processos Vibracionais; Fatores que Afetam

Leia mais

Processamento Digital de Imagens - PDI

Processamento Digital de Imagens - PDI Processamento Digital de Imagens - PDI x Definição: x Manipulação da imagem por computador x Área Multidisciplinar: x Ótica x Engenharia Elétrica x Colorimetria x Neurofisiologia x Ciência da Computação

Leia mais

COMPORTAMENTO ESPECTRAL DOS ALVOS

COMPORTAMENTO ESPECTRAL DOS ALVOS Reflectância espectral característica da folha vegetal verde sadia, para o intervalo de comprimentos de onda entre 0,4 e 2,61μm. Os fatores dominantes que controlam a reflectância foliar são os vários

Leia mais

Estimativa da Temperatura da TST

Estimativa da Temperatura da TST Estimativa da Temperatura da Superfície Terrestre TST Estimativa da TST TST estimada a partir da temperatura de brilho (TB) (temperatura radiante radiação emitida pela superfície) A TB é uma estimativa

Leia mais

Sensoriamento Remoto: Imagens orbitais e resoluções. Patricia M. P. Trindade; Douglas S. Facco; Waterloo Pereira Filho.

Sensoriamento Remoto: Imagens orbitais e resoluções. Patricia M. P. Trindade; Douglas S. Facco; Waterloo Pereira Filho. Sensoriamento Remoto: Imagens orbitais e resoluções Patricia M. P. Trindade; Douglas S. Facco; Waterloo Pereira Filho. Fases de aquisição de uma cena Captação; Estação de processamento, arquivamento, distribuição.

Leia mais

APÊNDICE F SENSORES HIPERESPECTRAIS

APÊNDICE F SENSORES HIPERESPECTRAIS APÊNDICE F SENSORES HIPERESPECTRAIS F.1 - Histórico No período entre os anos 80 até os anos 90, os sensores hiperespectrais têm-se mostrado como uma tecnologia emergente (Kruse et al., 1993). Eles possuem

Leia mais

José Alberto Quintanilha Mariana Giannotti

José Alberto Quintanilha Mariana Giannotti José Alberto Quintanilha jaquinta@usp.br Mariana Giannotti mariana.giannotti@usp.br Estrutura da Aula Momento Satélite (Apresentação de um novo satélite a cada aula) O que é uma imagem de satélite? O histograma

Leia mais

3 Fundamentos de sensoriamento remoto

3 Fundamentos de sensoriamento remoto 3 Fundamentos de sensoriamento remoto O presente capítulo apresenta uma descrição sucinta dos principais fundamentos do sensoriamento remoto e tem exclusivamente o objetivo de facilitar a compreensão deste

Leia mais

GEOPROCESSAMENTO. Sensoriamento Remoto. Prof. Luiz Rotta

GEOPROCESSAMENTO. Sensoriamento Remoto. Prof. Luiz Rotta 1 GEOPROCESSAMENTO Sensoriamento Remoto Prof. Luiz Rotta SENSORIAMENTO REMOTO - DEFINIÇÕES Utilização de sensores para a aquisição de informações sobre objetos ou fenômenos sem que haja contato direto

Leia mais

A fonte Solar de Energia da Terra

A fonte Solar de Energia da Terra A fonte Solar de Energia da Terra A energia solar é criada no núcleo do Sol quando os átomos de hidrogênio sofrem fusão nuclear para hélio. Em cada segundo deste processo nuclear, 700 milhões de toneladas

Leia mais

O resultado é uma série de "fatias" da superfície, que juntas produzem a imagem final. (Exemplo: o radiômetro dos satélites NOAA gira a uma

O resultado é uma série de fatias da superfície, que juntas produzem a imagem final. (Exemplo: o radiômetro dos satélites NOAA gira a uma Sensores e Satélites Para que um sensor possa coletar e registrar a energia refletida ou emitida por um objeto ou superfície, ele tem que estar instalado em uma plataforma estável à distância do objeto

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CENTRO DE CIÊNCIAS EXATAS E DA NATUREZA DEPARTAMENTO DE GEOCIÊNCIAS FUNDAMENTOS DO SENSORIAMENTO REMOTO

UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CENTRO DE CIÊNCIAS EXATAS E DA NATUREZA DEPARTAMENTO DE GEOCIÊNCIAS FUNDAMENTOS DO SENSORIAMENTO REMOTO UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CENTRO DE CIÊNCIAS EXATAS E DA NATUREZA DEPARTAMENTO DE GEOCIÊNCIAS FUNDAMENTOS DO SENSORIAMENTO REMOTO Prof. Dr. Richarde Marques Satélite Radiação solar refletida Atmosfera

Leia mais

Comparação entre placas de referência de sulfato de bário (pintada e prensada)

Comparação entre placas de referência de sulfato de bário (pintada e prensada) Comparação entre placas de referência de sulfato de bário (pintada e prensada) ELISABETE CARIA MORAES 1 JORGE LUIZ MARTINS NOGUEIRA 1 ÊNIO SALVATORE CARMINE ESPOSITO 2 EDUARDO JORGE DE BRITO BASTOS 3 MORGANA

Leia mais

Sensoriamento Remoto: introdução ao Processamento Digital de Imagens. Patricia M. P. Trindade; Douglas S. Facco; Waterloo Pereira Filho.

Sensoriamento Remoto: introdução ao Processamento Digital de Imagens. Patricia M. P. Trindade; Douglas S. Facco; Waterloo Pereira Filho. Sensoriamento Remoto: introdução ao Processamento Digital de Imagens Patricia M. P. Trindade; Douglas S. Facco; Waterloo Pereira Filho. Organização de uma imagem As imagens de sensoriamento remoto são

Leia mais

PROCESSAMENTO DE IMAGENS COLORIDAS

PROCESSAMENTO DE IMAGENS COLORIDAS PROCESSAMENTO DE IMAGENS COLORIDAS Fundamentos da cor A visão da cor É a capacidade de um organismo ou máquina de distinguir objetos baseando-se nos comprimentos de onda (ou freqüências) da luz sendo refletida,

Leia mais

FUNDAMENTOS DE SENSORIAMENTO REMOTO

FUNDAMENTOS DE SENSORIAMENTO REMOTO FUNDAMENTOS DE SENSORIAMENTO REMOTO Elisabete Caria Moraes DSR/INPE bete@dsr.inpe.br Introdução O Sensoriamento Remoto pode ser entendido como um conjunto de atividades que permite a obtenção de informações

Leia mais

PROCESSAMENTO DIGITAL DE IMAGENS

PROCESSAMENTO DIGITAL DE IMAGENS UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO ESCOLA SUPERIOR DE AGRICULTURA LUIZ DE QUEIROZ DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA DE BIOSSISTEMAS DISCIPLINA: LEB450 TOPOGRAFIA E GEOPROCESSAMENTO II PROF. DR. CARLOS ALBERTO VETTORAZZI

Leia mais

Fundamentos de Sensoriamento Remoto. Elisabete Caria Moraes

Fundamentos de Sensoriamento Remoto. Elisabete Caria Moraes Fundamentos de Sensoriamento Remoto Elisabete Caria Moraes bete@dsr.inpe.br Login: guestuser Senha: 5554DZ9M Sensoriamento Remoto Adquirir informações a distância Sensoriamento Remoto Sensoriamento

Leia mais

Fundamentos do. Sensoriamento Remoto. Metodologias de Aplicação. Mauricio A. Moreira -INPEe

Fundamentos do. Sensoriamento Remoto. Metodologias de Aplicação. Mauricio A. Moreira -INPEe Fundamentos do Sensoriamento Remoto Mauricio A. Moreira mauricio@dsr.inpe.br -INPEe Metodologias de Aplicação Que importância tem o Sensoriamento Remoto nos dias atuais? * A Terra é um planeta finito e

Leia mais

Efeitos da Geometria de Visada sobre a Determinação de Índices de Vegetação

Efeitos da Geometria de Visada sobre a Determinação de Índices de Vegetação Efeitos da Geometria de Visada sobre a Determinação de Índices de Vegetação LÊNIO SOARES GALVÃO FLÁVIO JORGE PONZONI JOSÉ CARLOS NEVES EPIPHANIO ANTÔNIO ROBERTO FORMAGGIO INPE - Instituto Nacional de Pesquisas

Leia mais

Formação de Imagens de SAR

Formação de Imagens de SAR Formação de Imagens de SAR Natural Resources Ressources naturelles Canada Canada Formação de Imagens de SAR -Tópicos- Princípios e Geometria de SAR Equação de Radar Antenas, Polarização, Ganho da antena,

Leia mais

Prof o. Ti T a i go B adr d e r Mar a ino n Geoprocessamento D pa p rtam a ent n o de d Ge G oc o iê i nc n ias Instituto de Agronomia - UFRRJ

Prof o. Ti T a i go B adr d e r Mar a ino n Geoprocessamento D pa p rtam a ent n o de d Ge G oc o iê i nc n ias Instituto de Agronomia - UFRRJ Resoluções das Imagens O termo resolução em sensoriamento remoto se desdobra na verdade em três diferentes (e independentes) parâmetros: resolução espacial, resoluçãoo espectral e resolução radiométrica

Leia mais

Sensoriamento Remoto Hiperespectral PPGCC. Enner Alcântara Departamento de Cartografia Universidade Estadual Paulista Presidente Prudente

Sensoriamento Remoto Hiperespectral PPGCC. Enner Alcântara Departamento de Cartografia Universidade Estadual Paulista Presidente Prudente Sensoriamento Remoto Hiperespectral PPGCC Enner Alcântara Departamento de Cartografia Universidade Estadual Paulista Presidente Prudente 2014 Leis da Radiação Existem numerosas e complexas leis que explicam

Leia mais

Atmosfera terrestre Parte 2

Atmosfera terrestre Parte 2 Atmosfera Terrestre (Parte 2) - FIP10104 - Técnicas Observacionais e Instrumentais p. Atmosfera terrestre Parte 2 Tibério B. Vale Depto. Astronomia, IF, UFRGS FIP10104-Técnicas Observacionais e Instrumentais

Leia mais

Definição de sensoriamento remoto. Professor: Enoque Pereira da Silva

Definição de sensoriamento remoto. Professor: Enoque Pereira da Silva Definição de sensoriamento remoto Professor: Enoque Pereira da Silva Definição de sensoriamento remoto Sensoriamento remoto é um termo utilizado na área das ciências aplicadas que se refere à obtenção

Leia mais

SENSOREAMENTO REMOTO AULA1

SENSOREAMENTO REMOTO AULA1 O QUE É? SENSOREAMENTO REMOTO AULA1 QUAL A DIFERENÇA ENTRE FOTOINTERPRETAÇÃO E SENSOREAMENTO REMOTO?. SENSOREAMENTO REMOTO AULA1 O QUE É? SENSOREAMENTO REMOTO AULA1 O Sensoriamento Remoto - SR, segundo

Leia mais

SISTEMA DE COLETA. Fonte de. Trajetória. ria PRODUTOS INTERAÇÃO SISTEMA TRATAMENTO. Produto final AÇÕES

SISTEMA DE COLETA. Fonte de. Trajetória. ria PRODUTOS INTERAÇÃO SISTEMA TRATAMENTO. Produto final AÇÕES Fonte de radiação SISTEMA DE COLETA Trajetória ria PRODUTOS INTERAÇÃO SISTEMA TRATAMENTO AÇÕES Produto final OS EQUIPAMENTOS UTILIZADOS PARA MEDIR a REM SÃO GENERICAMENTE DENOMINADOS RADIÔMETROS Radio

Leia mais

Fundamentos do Sensoriamento Remoto. Disciplina: Sensoriamento Remoto Prof. Dr. Raoni W. D. Bosquilia

Fundamentos do Sensoriamento Remoto. Disciplina: Sensoriamento Remoto Prof. Dr. Raoni W. D. Bosquilia Fundamentos do Sensoriamento Remoto Disciplina: Sensoriamento Remoto Prof. Dr. Raoni W. D. Bosquilia Fundamentos do Sensoriamento Remoto Procedimentos destinados a obtenção de imagens mediante o registro

Leia mais

PROPRIEDADES ESPECTRAIS DOS SOLOS

PROPRIEDADES ESPECTRAIS DOS SOLOS PROPRIEDADES ESPECTRAIS DOS SOLOS Espectroscopia de Reflectância e Caracterização dos Solos; Reflectância e Mineralogia dos Solos; Reflectância e Matéria Orgânica; Reflectância e Óxidos de Ferro; Reflectância

Leia mais

Por que medir? Estudo da transformação de energia no sistema Terra-atmosfera atmosfera e sua variação espaço-temporal Avaliação do balanço de radiação

Por que medir? Estudo da transformação de energia no sistema Terra-atmosfera atmosfera e sua variação espaço-temporal Avaliação do balanço de radiação Medição de Irradiâncias Meteorologia Física II 03/04/2017 Por que medir? Estudo da transformação de energia no sistema Terra-atmosfera atmosfera e sua variação espaço-temporal Avaliação do balanço de radiação

Leia mais

Vinícius Emmel Martins 2, Dieison Morozoli Da Silva 3, Sidnei Luís Bohn Gass 4

Vinícius Emmel Martins 2, Dieison Morozoli Da Silva 3, Sidnei Luís Bohn Gass 4 CORREÇÃO ATMOSFÉRICA DE IMAGENS DE SATÉLITE PARA FINS DE MAPEAMENTO TEMPORAL DE USO E COBERTURA DO SOLO 1 ATMOSFERIC CORRECTION OF SATELLITE IMAGES FOR MAPPING TEMPORAL LAND USE AND LAND COVER Vinícius

Leia mais

ENERGIA SOLAR: CONCEITOS BASICOS

ENERGIA SOLAR: CONCEITOS BASICOS ENERGIA SOLAR: CONCEITOS BASICOS Uma introdução objetiva dedicada a estudantes interessados em tecnologias de aproveitamento de fontes renováveis de energia. 1. INTRODUÇÃO: 1.1. Um rápido olhar na relação

Leia mais

Sensoriamento Remoto I Engenharia Cartográfica. Prof. Enner Alcântara Departamento de Cartografia Universidade Estadual Paulista

Sensoriamento Remoto I Engenharia Cartográfica. Prof. Enner Alcântara Departamento de Cartografia Universidade Estadual Paulista Sensoriamento Remoto I Engenharia Cartográfica Prof. Enner Alcântara Departamento de Cartografia Universidade Estadual Paulista 2016 Informes! 1) Data da prova #1: 09/05/2016 1) Conteúdo? até a aula anterior

Leia mais

O resultado é uma série de "fatias" da superfície, que juntas produzem a imagem final. (Exemplo: o radiômetro dos satélites NOAA gira a uma

O resultado é uma série de fatias da superfície, que juntas produzem a imagem final. (Exemplo: o radiômetro dos satélites NOAA gira a uma Sensores e Satélites Para que um sensor possa coletar e registrar a energia refletida ou emitida por um objeto ou superfície, ele tem que estar instalado em uma plataforma estável à distância do objeto

Leia mais

FACULDADE DE ENGENHARIA DE MINAS GERAIS SENSORIAMENTO REMOTO E AEROFOTOGRAMETRIA REVISÃO DE CONTEÚDO. Prof. Marckleuber

FACULDADE DE ENGENHARIA DE MINAS GERAIS SENSORIAMENTO REMOTO E AEROFOTOGRAMETRIA REVISÃO DE CONTEÚDO. Prof. Marckleuber FACULDADE DE ENGENHARIA DE MINAS GERAIS SENSORIAMENTO REMOTO E AEROFOTOGRAMETRIA - 2011 REVISÃO DE CONTEÚDO Prof. Marckleuber -Diferença: Imagem de satélite X fotografia aérea -Satélite X Sensor X Radar

Leia mais

Geomática e SIGDR aula teórica 22 3 de Maio de Fundamentos de Detecção Remota

Geomática e SIGDR aula teórica 22 3 de Maio de Fundamentos de Detecção Remota Geomática e SIGDR aula teórica 22 3 de Maio de 2013 Fundamentos de Detecção Remota Manuel Campagnolo ISA Manuel Campagnolo (ISA) Geomática e SIGDR 2012-2013 3 de Maio de 2013 1 / 42 Fundamentos de Detecção

Leia mais

Energia Eletromagnética. Q = h.c/λ. c = λ. f A energia eletromagnética se propaga. Q = h. f. Teoria Ondulatória. Teoria Corpuscular (Planck-Einstein)

Energia Eletromagnética. Q = h.c/λ. c = λ. f A energia eletromagnética se propaga. Q = h. f. Teoria Ondulatória. Teoria Corpuscular (Planck-Einstein) Energia Eletromagnética Teoria Ondulatória (Huygens-Maxwell) c = λ. f A energia eletromagnética se propaga seguindo um modelo harmônico e contínuo na velocidade da luz, em dois campos ortogonais, um elétrico

Leia mais

1. Introdução: um breve histórico

1. Introdução: um breve histórico 1. Introdução: um breve histórico Sensoriamento Remoto no Brasil Início das Atividades 1968 - Projeto SERE 1972 - PG em SR 1973 - Recepção de dados Landsat 1975-1 a Dissertação de Mestrado Sensoriamento

Leia mais

Mapeamento do uso do solo

Mapeamento do uso do solo Multidisciplinar Mapeamento do uso do solo para manejo de propriedades rurais Allan Arnesen Frederico T. Genofre Marcelo Pedroso Curtarelli CAPÍTULO 2 Fundamentos de Sensoriamento Remoto O sensoriamento

Leia mais

Sensoriamento Remoto (SR) Orbital (Parte I): sistemas sensores satelitais e satélites de observação terrestre

Sensoriamento Remoto (SR) Orbital (Parte I): sistemas sensores satelitais e satélites de observação terrestre Sensoriamento Remoto (SR) Orbital (Parte I): sistemas sensores satelitais e satélites de observação terrestre Advanced Land Observing Satellite (ALOS) Example for city model using PRISM/DSM (high-resolution

Leia mais

Sensoriamento Remoto Aplicado à Geografia Características das Imagens

Sensoriamento Remoto Aplicado à Geografia Características das Imagens Sensoriamento Remoto Aplicado à Geografia Características das Imagens Prof. Dr. Reinaldo Paul Pérez Machado Remote Sensing Raster (Matrix) Data Format Jensen, 2004 Nível de Cinza Tipos de Resolução resolução

Leia mais

Imagens Ópticas QUAL O PROBLEMA DESTA CENA...? 3B 4G 5R Sul de Santarém Pará. TM/Landsat

Imagens Ópticas QUAL O PROBLEMA DESTA CENA...? 3B 4G 5R Sul de Santarém Pará. TM/Landsat Radar imageador Imagens Ópticas QUAL O PROBLEMA DESTA CENA...? TM/Landsat 3B 4G 5R Sul de Santarém Pará Imagens de Radar E QUAL O PROBLEMA DESTA CENA...? JERS-1 SAR Banda L (23 cm) Radar Conceito O termo

Leia mais

SENSORIAMENTO REMOTO: CONCEITOS, TENDÊNCIAS E APLICAÇÕES. Imagens de Satélites Orbitais

SENSORIAMENTO REMOTO: CONCEITOS, TENDÊNCIAS E APLICAÇÕES. Imagens de Satélites Orbitais Distribuidor Erdas e RapidEye no Brasil SENSORIAMENTO REMOTO: CONCEITOS, TENDÊNCIAS E APLICAÇÕES Imagens de Satélites Orbitais Contato: Santiago & Cintra Consultoria E-mail: contato@sccon.com.br Fone:

Leia mais

Memorias. La Geoinformación al Servicio de la Sociedad

Memorias. La Geoinformación al Servicio de la Sociedad La Geoinformación al Servicio de la Sociedad Memorias Sociedad Latinoamericana en Percepción Remota y Sistemas de Información Espacial Capítulo Colombia Medellín, Colombia 29 de Septiembre al 3 de Octubre

Leia mais

Reflectância de uma superfície vegetada em função da geometria de aquisição

Reflectância de uma superfície vegetada em função da geometria de aquisição Reflectância de uma superfície vegetada em função da geometria de aquisição JORGE LUIZ MARTINS NOGUEIRA 1 ELISABETE CARIA MORAES 1 EDUARDO JORGE DE BRITO BASTOS 2 ENIO SALVATORE CARMINE ESPOSITO 3 MORGANA

Leia mais

Observar que o cosseno do ângulo zenital Solar é igual ao seno do ângulo de elevação Solar.

Observar que o cosseno do ângulo zenital Solar é igual ao seno do ângulo de elevação Solar. Disciplina de Sensoriamento Remoto - 016 Transformando Radiância (L) em Reflectância no Topo da Atmosfera (ρ) Prof. Dr. Enner Alcântara (Unesp - Departamento de Cartografia) Referências: [1] Chander, G.;

Leia mais

TEMA 2: Discorra como a atmosfera terrestre pode interferir na irradiância solar espectral incidente na superfície terrestre.

TEMA 2: Discorra como a atmosfera terrestre pode interferir na irradiância solar espectral incidente na superfície terrestre. INSTITUTO NACIONAL DE PESQUISAS ESPACIAIS (INPE) Concurso Público - NÍVEL SUPERIOR CARGO: Tecnologista da Carreira de Desenvolvimento Tecnológico Classe: Tecnologista Junior Padrão I (TJ07) CADERNO DE

Leia mais

Prof. MSc. David Roza José 1/19

Prof. MSc. David Roza José 1/19 1/19 Lei de Kirchhoff Consideremos uma cavidade grande, isotérmica de temperatura de superfície T s, dentro da qual existem diversos corpos pequenos. Como estes corpos são diminutos em relação à cavidade,

Leia mais

09/03/2017. O que é Sensoriamento Remoto? Tipos de Sensoriamento Remoto REVISÃO SENSORIAMENTO REMOTO AULA ZERO. Satélites.

09/03/2017. O que é Sensoriamento Remoto? Tipos de Sensoriamento Remoto REVISÃO SENSORIAMENTO REMOTO AULA ZERO. Satélites. REVISÃO SENSORIAMENTO REMOTO AULA ZERO Daniel C. Zanotta 09/03/2017 O que é Sensoriamento Remoto? Arte e ciência da obtenção de informações sobre um objeto, através de radiação eletromagnética, sem contato

Leia mais

A Atmosfera Terrestre: Parte 1

A Atmosfera Terrestre: Parte 1 Universidade Federal do Rio Grande do Sul Instituto de Física Departamento de Astronomia FIP10104 - Técnicas Observacionais e Instrumentais A Atmosfera Terrestre: Parte 1 Rogério Riffel Porto Alegre, 24

Leia mais

APÊNDICE G GRANDEZAS RADIOMÉTRICAS

APÊNDICE G GRANDEZAS RADIOMÉTRICAS APÊNDICE G GRANDEZAS RADIOMÉTRICAS Neste Apêndice são apresentadas as definições e conceitos de algumas grandezas radiométricas, julgadas importantes no estudo da radiação e que lhe proporcionam um tratamento

Leia mais

Sensoriamento Remoto I Engenharia Cartográfica. Prof. Enner Alcântara Departamento de Cartografia Universidade Estadual Paulista Presidente Prudente

Sensoriamento Remoto I Engenharia Cartográfica. Prof. Enner Alcântara Departamento de Cartografia Universidade Estadual Paulista Presidente Prudente Sensoriamento Remoto I Engenharia Cartográfica Prof. Enner Alcântara Departamento de Cartografia Universidade Estadual Paulista Presidente Prudente 2016 Interações da Energia Eletromagnética A Energia

Leia mais

PLANO DE ENSINO ANO 2016

PLANO DE ENSINO ANO 2016 Praça Tiradentes, 416 Centro Tel.:(35) 3464-1200 - CEP 37576-000 Inconfidentes - MG PLANO DE ENSINO ANO 2016 CURSO TÉCNICO EM AGRIMENSURA PROFESSOR DISCIPLINA: Sensoriamento Remoto e Fotogrametria MOSAR

Leia mais

Processamento de Imagens Coloridas. Prof. Adilson Gonzaga

Processamento de Imagens Coloridas. Prof. Adilson Gonzaga Processamento de Imagens Coloridas Prof. Adilson Gonzaga 1 Aparência de um Objeto A aparência de um objeto é o resultado de uma complexa interação da luz incidente sobre este objeto, suas características

Leia mais

Graça Meireles. Física -10º ano. Física -10º ano 2

Graça Meireles. Física -10º ano. Física -10º ano 2 Escola Secundária D. Afonso Sanches Energia do Sol para a Terra Graça Meireles Física -10º ano 1 Variação da Temperatura com a Altitude Física -10º ano 2 1 Sistemas Termodinâmicos Propriedades a ter em

Leia mais

Sensoriamento Remoto Aplicado à Geografia

Sensoriamento Remoto Aplicado à Geografia Sensoriamento Remoto Aplicado à Geografia Comportamento Espectral dos Objetos Fernando Shinji Kawakubo Prof. Dr. Reinaldo Paul Pérez Machado O que é? Comportamento Espectral É o estudo da interação da

Leia mais

Aula 1 - Sensoriamento Remoto: evolução histórica e princípios físicos. Patricia M. P. Trindade; Douglas S. Facco; Waterloo Pereira Filho.

Aula 1 - Sensoriamento Remoto: evolução histórica e princípios físicos. Patricia M. P. Trindade; Douglas S. Facco; Waterloo Pereira Filho. Aula 1 - Sensoriamento Remoto: evolução histórica e princípios físicos Patricia M. P. Trindade; Douglas S. Facco; Waterloo Pereira Filho. O que é SR????? Forma de obter informações de um objeto ou alvo

Leia mais

7. OPERAÇÕES ARITMÉTICAS EM IMAGENS

7. OPERAÇÕES ARITMÉTICAS EM IMAGENS 7. OPERAÇÕES ARITMÉTICAS EM IMAGENS 7.1 Introdução Várias operações matemáticas simples são usadas em processamento digital de imagens de S.R., no sentido de analisar imagens multi-espectrais (diferentes

Leia mais

Polarimetria de Radar. Natural Resources Ressources naturelles Centro Canadiense de Sensoriamento Remoto, Ministerio de Recursos Naturales de Canadá

Polarimetria de Radar. Natural Resources Ressources naturelles Centro Canadiense de Sensoriamento Remoto, Ministerio de Recursos Naturales de Canadá Polarimetria de Radar Natural Resources Ressources naturelles Canada Canada Polarimetria de Radar Polarimetria é a ciência que utiliza medidas da matriz de dispersão de polarização total para inferir propriedades

Leia mais

Introdução aos Sistemas de Informação Geográfica

Introdução aos Sistemas de Informação Geográfica Introdução aos Sistemas de Informação Geográfica Mestrado Profissionalizante 2015 Karla Donato Fook karladf@ifma.edu.br IFMA / DAI Motivação Alguns princípios físicos dão suporte ao Sensoriamento Remoto...

Leia mais

Método de Correção Atmosférica Aplicado aos Dados do Sensor AVIRIS em Regiões Tropicais

Método de Correção Atmosférica Aplicado aos Dados do Sensor AVIRIS em Regiões Tropicais Método de Correção Atmosférica Aplicado aos Dados do Sensor AVIRIS em Regiões Tropicais MARCELO LOPES LATORRE 1 YOSIO EDEMIR SHIMABUKURO 1 LUIZ ALBERTO VIEIRA DIAS 2 1. INPE - Instituto Nacional de Pesquisas

Leia mais

COMPARAÇÃO ENTRE TÉCNICAS PARA ANÁLISE DO COMPORTAMENTO ESPECTRAL DA CLOROFILA-A NO RESERVATÓRIO DE SALTO GRANDE (SP)

COMPARAÇÃO ENTRE TÉCNICAS PARA ANÁLISE DO COMPORTAMENTO ESPECTRAL DA CLOROFILA-A NO RESERVATÓRIO DE SALTO GRANDE (SP) Anais III Simpósio Regional de Geoprocessamento e Sensoriamento Remoto Aracaju/SE, 25 a 27 de outubro de 2006 COMPARAÇÃO ENTRE TÉCNICAS PARA ANÁLISE DO COMPORTAMENTO ESPECTRAL DA CLOROFILA-A NO RESERVATÓRIO

Leia mais

CAPÍTULO 1 INTRODUÇÃO

CAPÍTULO 1 INTRODUÇÃO CAPÍTULO 1 INTRODUÇÃO O sensoriamento remoto tem sido definido como um conjunto de atividades que tem por objetivo caracterizar as propriedades dos objetos através da detecção, registro e análise do fluxo

Leia mais

AULA 9 TRANSFORMAÇÃO RGB IHS. Daniel C. Zanotta 22/06/2017

AULA 9 TRANSFORMAÇÃO RGB IHS. Daniel C. Zanotta 22/06/2017 AULA 9 TRANSFORMAÇÃO RGB IHS Daniel C. Zanotta 22/06/2017 SISTEMA ADITIVO DE CORES (LUZ) LUZ: A LUZ É COMPOSTA DE VIBRAÇÕES ELETROMAGNÉTICAS QUE CORRESPONDEM ÀS CORES. ESSAS VIBRAÇÕES TEM ESPECÍFICAS FREQUÊNCIAS

Leia mais

Application Note PARÂMETROS DE CONFIGURAÇÃO DE UM OTDR. WISE Indústria de Telecomunicações

Application Note PARÂMETROS DE CONFIGURAÇÃO DE UM OTDR. WISE Indústria de Telecomunicações WISE Indústria de Telecomunicações PARÂMETROS DE CONFIGURAÇÃO DE UM OTDR Os três parâmetros-chave a considerar ao especificar um OTDR são: A distância que ele pode atingir (alcance) O quão de perto ele

Leia mais

Câmeras Fotogramétricas. Fotogrametria e Fotointerpretação Prof. Dr. Raoni W. D. Bosquilia

Câmeras Fotogramétricas. Fotogrametria e Fotointerpretação Prof. Dr. Raoni W. D. Bosquilia Câmeras Fotogramétricas Fotogrametria e Fotointerpretação Prof. Dr. Raoni W. D. Bosquilia Câmeras Fotográficas São todos os dispositivos que, através de um sistema ótico, registram a energia refletida

Leia mais

Oceanografia por Satélites

Oceanografia por Satélites Oceanografia por Satélites Sensor de Cor do Oceano. Aplicação em Medidas de Concentração de Clorofila Paulo S. Polito, Ph.D. polito@usp.br Instituto Oceanográfico da Universidade de São Paulo http://los.io.usp.br

Leia mais

RADIAÇÃO SOLAR E TERRESTRE

RADIAÇÃO SOLAR E TERRESTRE RADIAÇÃO SOLAR E TERRESTRE LINHAS DO CAMPO MAGNÉTICO TERR A TEMPESTADE SOLAR SOL 1. INTRODUÇÃO Radiação (energia radiante) - se propaga sem necessidade da presença de um meio material designa processo

Leia mais

Características Gerais dos Detectores de Radiação

Características Gerais dos Detectores de Radiação Características Gerais dos Detectores de Radiação Princípio básico: transferência da energia da radiação incidente para o material do detector Transferência de energia: excitação ou ionização dos átomos

Leia mais

Radiação Solar. (aquecimento/evaporação), bio-físicos (transpiração) e biológicos (fotossíntese)

Radiação Solar. (aquecimento/evaporação), bio-físicos (transpiração) e biológicos (fotossíntese) ÓRBITA DA TERRA Radiação Solar Radiação solar maior fonte de energia para a Terra, principal elemento meteorológico e um dos fatores determinantes do tempo e do clima. Além disso, afeta diversos processos:

Leia mais

DISPERSÃO. Esse alargamento limita a banda passante e, consequentemente, a capacidade de transmissão de informação na fibra;

DISPERSÃO. Esse alargamento limita a banda passante e, consequentemente, a capacidade de transmissão de informação na fibra; DISPERSÃO Quando a luz se propaga em meios dispersivos a sua velocidade de propagação muda com o comprimento de onda. Além disso a luz se propaga de diferentes modos (por diferentes caminhos) gerando distintos

Leia mais

Detecção Remota. Aquisição de dados. Sistema Modelo de Detecção Remota ICIST. Energia Electromagnética. Interacções com a Atmosfera

Detecção Remota. Aquisição de dados. Sistema Modelo de Detecção Remota ICIST. Energia Electromagnética. Interacções com a Atmosfera Aquisição de dados Como recolher informação geográfica? Fotografia Aérea Métodos topográficos GPS Processo que permite extrair informação de um objecto, área ou fenómeno, através da análise de dados adquiridos

Leia mais

Universidade Federal de Campina Grande Centro de Ciências e Tecnologia Agroalimentar Unidade Acadêmica de Agronomia

Universidade Federal de Campina Grande Centro de Ciências e Tecnologia Agroalimentar Unidade Acadêmica de Agronomia Universidade Federal de Campina Grande Centro de Ciências e Tecnologia Agroalimentar Unidade Acadêmica de Agronomia NOTAS DE AULA PRINCÍPIOS DE RADIAÇÃO ELETROMAGNÉTICA 1. Introdução A radiação eletromagnética

Leia mais

A Radiação solar e efeitos no ecossistema (capítulo 9)

A Radiação solar e efeitos no ecossistema (capítulo 9) Universidade Federal de Rondônia-UNIR Departamento de Engenharia Ambiental-DEA A Radiação solar e efeitos no ecossistema (capítulo 9) Disciplina: Limnologia Carga horária: 80hs Responsável: Prof a. Elisabete

Leia mais

COMPARAÇÃO DE MODELOS DE CORREÇÃO ATMOSFÉRICA PARA IMAGEM WORLDVIEW-2

COMPARAÇÃO DE MODELOS DE CORREÇÃO ATMOSFÉRICA PARA IMAGEM WORLDVIEW-2 Revista Brasileira de Cartografia (2017), N o 69/2: 229-240 Sociedade Brasileira de Cartografia, Geodésia, Fotogrametria e Sensoriamento Remoto ISSN: 1808-0936 COMPARAÇÃO DE MODELOS DE CORREÇÃO ATMOSFÉRICA

Leia mais

Resoluções das Imagens fotogramétricas e digitais. Fotogrametria e Fotointerpretação Prof. Dr. Raoni W. D. Bosquilia

Resoluções das Imagens fotogramétricas e digitais. Fotogrametria e Fotointerpretação Prof. Dr. Raoni W. D. Bosquilia Resoluções das Imagens fotogramétricas e digitais Fotogrametria e Fotointerpretação Prof. Dr. Raoni W. D. Bosquilia Classificação dos filmes aerofotogramétricos Os filmes podem ser: preto e branco ou coloridos.

Leia mais

Correção atmosférica de imagem WorldView-2 utilizando um modelo de transferência radiativa

Correção atmosférica de imagem WorldView-2 utilizando um modelo de transferência radiativa Correção atmosférica de imagem WorldView-2 utilizando um modelo de transferência radiativa Talita Calaça Costa dos Santos¹ Mauro Antonio Homem Antunes² Gustavo Mota de Sousa ² José Carlos Sícoli Seoane

Leia mais

Aquisição de Imagens

Aquisição de Imagens Aquisição de Imagens Etapas típicas envolvidas no processamento de imagens. Aquisição da imagem Pré-processamento Segmentação Reconhecimento dos objetos e regiões Princípios da Visão Humana Referência:

Leia mais

Uso de Imagens de Satélite para o Estudo do Uso da Terra e Sua Dinâmica

Uso de Imagens de Satélite para o Estudo do Uso da Terra e Sua Dinâmica 2 Uso de Imagens de Satélite para o Estudo do Uso da Terra e Sua Dinâmica Elaine Cristina Cardoso Fidalgo, Maurício Rizzato Coelho, Fabiano de Oliveira Araújo, Humberto Gonçalves dos Santos, Maria de Lourdes

Leia mais

Flávia da Fonseca Feitosa

Flávia da Fonseca Feitosa Sensoriamento Remoto Flávia da Fonseca Feitosa Disciplina PGT 035 Geoprocessamento Aplicado ao Planejamento e Gestão do Território Aula disponível em: https://flaviafeitosa.wordpress.com/talksteaching/geopgt/

Leia mais

2 Radiometria e fotometria

2 Radiometria e fotometria 2 Radiometria e fotometria Imagens HDR se preocupam em armazenar valores referentes as condições de iluminação do ambiente onde a imagem foi tirada. Dessa forma, a medição das quantidades de energia e

Leia mais

PMI 3331 GEOMÁTICA APLICADA À ENGENHARIA DE PETRÓLEO

PMI 3331 GEOMÁTICA APLICADA À ENGENHARIA DE PETRÓLEO UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO Escola Politécnica Departamento de Engenharia de Minas e de Petróleo PMI Graduação em Engenharia de Petróleo PMI 3331 GEOMÁTICA APLICADA À ENGENHARIA DE PETRÓLEO PROCESSAMENTO

Leia mais

Absorção de Radiação por Gases na Atmosfera. Radiação I Primeiro semestre 2016

Absorção de Radiação por Gases na Atmosfera. Radiação I Primeiro semestre 2016 Absorção de Radiação por Gases na Atmosfera Radiação I Primeiro semestre 2016 Constituintes gasosos da atmosfera N 2 ~ 78% O 2 ~ 21% ~ 99% da atmosfera seca vapor d água (0 a 4%) Argônio, CO 2, O 3, CH

Leia mais

Processamento Digital de Imagens

Processamento Digital de Imagens Ciência da Computação Processamento Digital de Imagens Prof. Sergio Ribeiro Tópicos Introdução Espectro Eletromagnético Aquisição e Digitalização de Imagens Efeitos da Digitalização Digitalização Sensoriamento

Leia mais