RESPIRAÇÃO ORAL, APRENDIZAGEM ESCOLAR E DESENVOLVIMENTO INFANTIL

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "RESPIRAÇÃO ORAL, APRENDIZAGEM ESCOLAR E DESENVOLVIMENTO INFANTIL"

Transcrição

1 RESPIRAÇÃO ORAL, APRENDIZAGEM ESCOLAR E DESENVOLVIMENTO INFANTIL KAZAKEVICH, Juliana Godói (UEM) KAJIHARA, Olinda Teruko (Orientadora/UEM) Agência Financiadora CAPES INTRODUÇÃO A respiração nasal, condição para a boa qualidade de vida, é fundamental para o desenvolvimento do organismo (PARANHOS; CRUVINEL, 2003). A respiração oral é um problema muito comum na infância, sendo provocada por doenças obstrutivas das vias aéreas superiores (DIFRANCESCO, 1999). A obstrução nasal pode ser provocada por infecções virais, bacterianas ou por agentes alérgenos, e pode se tornar crônica, quando decorrer de hipertrofia das tonsilas palatinas (amídalas) ou das tonsilas faríngeas. As doenças obstrutivas mais frequentes são a rinite alérgica (MOCELLIN, 1994) e a hipertrofia das tonsilas faríngeas (RODRIGUES, 1996). A rinite alérgica consiste na inflamação da mucosa nasal, e é provocada por agentes alérgenos, como, por exemplo, a poeira e os polens das flores (DIFRANCESCO, 1999). Os principais sintomas da rinite pediátrica são: tosse, espirros, prurido nasal, congestão nasal, infecções recorrentes da garganta, halitose e fala anasalada. Quando a rinite se torna crônica, a criança passa a apresentar fadiga diurna, redução do apetite e baixo crescimento físico (LACK, 2001). Essa doença deve ser tratada com medicamentos e com a eliminação dos agentes que causam a alergia (DIFRANCESCO, 1999). As tonsilas faríngeas protegem o organismo de bactérias e de vírus presentes no ar e nos alimentos (ENDO, 2000). A hipertrofia das tonsilas faríngeas, ou seja, o crescimento exagerado do tecido adenoideano pode causar obstrução nasal e apnéia durante o sono (NUNES, 2002). 1

2 Além de obstrução nasal, a criança com hipertrofia das adenoides pode apresentar ronco, respiração ruidosa, sono agitado, sialorreia e enurese (DIFRANCESCO et al., 2003). O tratamento mais indicado para essa doença é a adenoidectomia, isto é, a cirurgia para a retirada das tonsilas faríngeas (DIFRANCESCO; FORTES; KOMATSU, 2004). Após a cirurgia, é importante o acompanhamento fonoaudiológico para o restabelecimento da respiração nasal (SANNOMIYA; BOMMARITO; CALLES, 2005). A respiração nasal garante que o ar chegue aos pulmões limpo, aquecido e umidificado. O modo respiratório oral torna o ar sujo, frio e seco, e por isso contribui para que o organismo da criança fique mais sensível às infecções (RODRIGUES, 1996). A permanência da boca entreaberta impede que o palato seja pressionado pela língua; isso fará com que ele se torne ogival, o que provocará má oclusão, por causa do deslocamento da arcada dentária superior para frente e para dentro. A língua repousada no assoalho bucal modifica, também, as funções de mastigação e de fonação (CINTRA; CASTRO; CINTRA, 2000). A deglutição da criança respiradora oral é atípica, pois ela mastiga e respira ao mesmo tempo. Em decorrência, engasga com facilidade (SÁ FILHO, 1994). A obrigação social de mastigar com a boca fechada faz com que o respirador oral sinta-se sufocado, pois não consegue coordenar a mastigação com a respiração. O respirador oral normalmente realiza somente movimentos mastigatórios verticais, e por isso não gosta de verduras e de fibras, que exigem a realização de movimentos mastigatórios laterais (ARAGÃO, 1988). As diminuições do olfato e do fluxo salivar contribuem para a redução do apetite, pois ele quase não sente o gosto dos alimentos (ROCHA; PINTO; SILVA, 2003; SÁ FILHO, 1994). Para exercer a função correta de fonação, é necessária a integridade da língua, dos lábios, do palato, dos dentes e das bochechas. O prejuízo na fala pode ocorrer em relação ao ponto de articulação, principalmente na emissão do /p/, /b/ e /m/, em 2

3 decorrência de oclusão do lábio inferior nos incisivos superiores (MARCHESAN; BIANCHINI, 1999). A boca constantemente aberta e a hipotonia dos músculos faciais tornam o lábio superior curto e retraído, e o lábio inferior evertido e hipotônico. O não vedamento correto da boca leva ao ressecamento dos lábios e contribui para a ocorrência de cáries (CARVALHO, 1998). O impacto do ar frio na gengiva favorece a ocorrência de sangramento (SÁ FILHO, 1994). O respirador oral projeta os ombros e a cabeça para frente, para que o ar chegue mais rápido aos pulmões. Essa mudança postural comprime a região do tórax e o equilíbrio das escápulas, que se tornam aladas. A modificação da posição da cabeça e dos ombros exige que o respirador oral incline o corpo para frente, leve os braços para trás e os pés para dentro, para conseguir se equilibrar. A constante deglutição de ar decorrente de respiração feita pela boca torna o abdome da criança proeminente (ARAGÃO, 1988). A respiração oral prejudica o sono, e por causa das noites mal dormidas, a criança apresenta fadiga diurna e sonolência, as quais prejudicam a sua aprendizagem (ABREU; MORALES; BALLO, 2003). Esses problemas provocam falta de concentração, dificuldade de aprendizagem (ABREU, MORALES, BALLO, 2003) e cansaço constante, em qualquer tipo de atividade física (ARAGÃO, 1988). AS CONSEQUÊNCIAS DA RESPIRAÇÃO ORAL NA APRENDIZAGEM ESCOLAR A má qualidade do sono é um fator que contribui para que o respirador oral apresente problemas de atenção, pois as sucessivas noites mal dormidas provocam sonolência e cansaço (GODOY, 2003) e também, em alguns casos, ansiedade, impaciência e agressividade, pelo esforço que a criança faz para tentar manter-se acordada (ABREU; MORALES; BALLO, 2003). 3

4 As consequências da respiração oral na aprendizagem escolar começaram a ser pesquisadas, no início da década de 2000, pelo Grupo de Pesquisa Ensino, Aprendizagem e Avaliação Escolar, da Universidade Estadual de Maringá (UEM). A primeira dissertação sobre o tema foi realizada por Godoy (2003), que comparou o desempenho escolar de 33 alunos com respiração decorrente de doenças obstrutivas (rinite alérgica, hipertrofia das adenoides, hipertrofia das tonsilas palatinas, sinusite etc.) com o de 33 alunos respiradores nasais. A pesquisadora elaborou e aplicou tarefas pedagógicas de resolução de operações e problemas de aritmética, de leitura e escrita de palavras isoladas, de interpretação de texto e de cópia de texto. A avaliação neuropsicológica revelou que a capacidade de atenção seletiva, de concentração e de atenção voluntária dos respiradores orais eram inferiores às da população normal. Nas tarefas de cópia e matemática, a dificuldade de atenção levou os respiradores orais a apresentarem pior desempenho que os colegas respiradores nasais. Leal (2004) e Silva (2005) avaliaram, respectivamente, 30 estudantes com hipertrofia das adenoides e 30 escolares com rinite alérgica, com o objetivo de verificar a existência de associação entre dificuldade de aprendizagem e tipo de doença obstrutiva apresentada pelo respirador oral. Os alunos cursavam a 3ª e 4ª séries do Ensino Fundamental. Os respiradores orais com hipertrofia das adenoides apresentaram dificuldades de atenção (seletiva e sustentada) que prejudicaram a realização das tarefas de cópia e de matemática (LEAL, 2004). No grupo de respiradores orais com rinite alérgica, não foi observado dificuldade de matemática, mas baixo desempenho na cópia de texto associado à desatenção (SILVA, 2005). Os respiradores orais com hipertrofia das adenoides demonstraram um maior comprometimento na aprendizagem do que os respiradores orais com rinite alérgica. De acordo com Silva (2005), as consequências da hipertrofia das tonsilas faríngeas parecem ser mais graves do que as hipertrofia das tonsilas palatinas, pois a primeira causa uma 4

5 obstrução nasal mecânica permanente na criança, enquanto a segunda provoca uma obstrução sazonal. Os respiradores orais que participaram dos estudos de Leal (2004) e de Silva (2005), foram reavaliados, quando cursavam a 5ª série, por Gomes (2007), que observou que as crianças continuavam com o mesmo nível de dificuldade na resolução de operações e de problemas de matemática registrado na primeira avaliação. Além de estudar as dificuldades de aprendizagem dos respiradores orais, o Grupo de Pesquisa Ensino, Aprendizagem e Avaliação Escolar tem pesquisado as consequências da modificação do modo respiratório no desenvolvimento infantil. Kazakevich, Neves e Kajihara (2007) realizaram um estudo com 129 alunos de 3 a 5 anos de três Centros de Educação Infantil de uma pequena cidade do noroeste do Paraná, com o objetivo de identificar crianças com características de respirador oral. Entre as 129 crianças, Kazakevich, Neves e Kajihara (2007) verificaram que 67% (n = 87) apresentaram, no mínimo, três características faciais de respirador oral: má oclusão dentária (69%, n = 25), olheiras (69%, n = 25), face alongada (69%, n = 25), lábio superior fino (67%, n = 24), lábio inferior grosso e evertido (67%, n = 24), lábios ressecados (67%, n = 24), boca entreaberta (42%, n = 15), prega no queixo (31%, n = 11) e fisionomia apática (39%, n = 14). O grande impacto da respiração oral no desenvolvimento das crianças de 3 a 5 anos, levou Kazakevich, Neves e Kajihara (2008) a avaliar o desenvolvimento da fala e o fluxo respiratório de 50 crianças que participaram do estudo realizado em 2007, e de 74 alunos matriculados nos Centros de Educação Infantil no ano de As crianças estavam na faixa etária de 4 a 5 anos. A reavaliação do modo respiratório do grupo de 50 crianças, realizada por meio do Espelho Milimetrado de Altmann, revelou que 24% (n = 12) apresentaram, em 2007 e 2008, obstrução nasal à direita ou à esquerda, e 42% (n= 21), saída de ar bilateral. Em 5

6 34% (n = 17) dos alunos, constatou-se saída de ar unilateral em uma avaliação, e bilateral na outra (KAZAKEVICH; NEVES; KAJIHARA, 2008). O grupo de 47 crianças matriculado nos Centros de Educação Infantil no início de 2008 foi avaliado no primeiro e no segundo semestre: 6,4% (n = 3) apresentaram obstrução nasal à direita ou à esquerda, e 42% (n = 21), respiração nasal bilateral nas duas avaliações. O grande número de alunos crianças com obstrução nasal, registrado neste estudo, decorre da alta prevalência das doenças obstrutivas das vias aéreas superiores na infância (KAZAKEVICH; NEVES; KAJIHARA, 2008). A avaliação fonológica dos 50 alunos revelou que as crianças respiradoras orais não apresentaram maior dificuldade na fala do que os alunos respiradores nasais dos Centros de Educação Infantil. Entretanto, os dois grupos apresentaram acentuado atraso no desenvolvimento da fala, principalmente na emissão dos seguintes fonemas: /l/ em fim de sílaba, /b/, /p/ ( pedra ), /k/, /v/, /R/ em fim de sílaba, /z/, /ž/ (ja, je, ji, jo, ju, ge e gi), /ʎ/ (lh), /r/ e encontros consonantais. Portanto, não somente o grupo com obstrução nasal (respiradores orais) necessita de um programa para estimulação da fala e da linguagem, mas os alunos, de forma geral, da Educação Infantil (KAZAKEVICH; NEVES; KAJIHARA, 2008). Dando continuidade ao estudo das consequências da respiração oral, será realizada, nesta pesquisa de mestrado iniciada em 2010, a avaliação do desenvolvimento infantil e do desempenho escolar das crianças respiradoras orais que participaram dos dois estudos realizados por Kazakevich, Neves e Kajihara (2007; 2008). REFERÊNCIAS ABREU, A. C. B; MORALES, D. A; BALLO, M. B. J. F. A respiração oral influencia o rendimento escolar? Revista CEFAC - Atualização Científica em Fonoaudiologia, São Paulo, v.5, n.1, p ,

7 ARAGÃO, W. Respirador bucal. Jornal de Pediatria, Rio de Janeiro, v. 64, n. 8, p , CARVALHO, G. D. Síndrome do respirador bucal: abordagem ortodôntica. In: SIH, T. et al. Otorrinolaringologia pediátrica. Rio de Janeiro: Revinter, p , CINTRA, C. F. S. C.; CASTRO, F. F. M.; CINTRA, P. P. V. C. As alterações orofaciais apresentadas em pacientes respiradores bucais. Revista Brasileira de Alergia e Imunopatologia, Rio de Janeiro, v. 23, n. 2, p , DI FRANCESCO, R. C. Respirador bucal: a visão do otorrinolaringologista. Jornal Brasileiro de Fonoaudiologia, Curitiba, n. 1, p , DIFRANCESCO, R. C. et al. Crescimento pondero-estatural de crianças após adenoamigdalectomia. Revista Brasileira de Otorrinolaringologia, São Paulo, v. 69, p , DIFRANCESCO, R. C.; FORTES, F. S., G.; KOMATSU, C. L. Melhora da qualidade de vida em crianças após adenoamigdalectomia. Revista Brasileira de Otorrinolaringologia, São Paulo, v. 70, n. 6, p , ENDO, L. H. Adenoamigdalites. In: BOTELHO, J. B. Otorrinolaringologia e cirurgia de cabeça e pescoço. Manaus: Editora da Universidade do Amazonas, p GODOY, M. A. B. Problemas de aprendizagem e de atenção em alunos com obstrução das vias aéreas superiores f. Dissertação (Mestrado em Educação). Universidade Estadual de Maringá, GOMES, T. S. Avaliação do desenvolvimento escolar de alunos respiradores orais f. Dissertação (Mestrado em Educação) - Universidade Estadual de Maringá, Maringá, KAZAKEVICH, J. G.; NEVES, J. A.; KAJIHARA, O. T. As consequências da respiração oral no desenvolvimento infantil. In: ENCONTRO ANUAL DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA, 27. Anais... Foz do Iguaçu: Universidade Estadual do Oeste do Paraná, p. 1-4, KAZAKEVICH, J. G.; NEVES, J. A.; KAJIHARA, O. T. Avaliação do modo respiratório e da fala de crianças com características orofaciais de respiradoras orais. Relatório final de pesquisa de Iniciação Científica. Universidade Estadual de Maringá, Maringá, LACK, G. Pediatric allergic rhinitis and comorbid disorders. Journal of Allergy and Clinical Immunology, New York, v. 108, n. 1, p. S9-S15,

8 LEAL, L. D. A hipertrofia das tonsilas faríngeas e suas repercussões na atenção e na aprendizagem escolar f. Dissertação (Mestrado em Educação) Universidade Estadual de Maringá, Maringá, MARCHESAN, I. Q.; BIANCHINI, E. M. G. A fonoaudiologia e a cirurgia ortognática. In: ARAUJO, A. (Org.). Cirurgia ortognática. São Paulo: Santos, p , MOCELLIN, M. Respirador bucal. In: PETRELLI, E. Ortodontia para fonoaudiologia. São Paulo: Lovise, p , NUNES, M. L. Distúrbios do sono. Jornal de Pediatria, Rio de Janeiro, v. 78, p. S63- S72, PARANHOS, L. R.; CRUVINEL, M. O. Respiração bucal: alternativas técnicas em ortodontia e ortopedia facial no auxilio ao tratamento. Jornal Brasileiro de Ortodontia e Ortopedia Facial, Curitiba, v. 8, p , ROCHA, F. P.; PINTO, M. M. de A.; SILVA, H. J. da. A diminuição do olfato como uma consequência da respiração oral. Jornal Brasileiro de Fonoaudiologia, Curitiba, v. 14, p , RODRIGUES, J. J. Respirador bucal. Jornal Brasileiro de Ortodontia e Ortopedia Maxilar, Curitiba, v. 1, p , SÁ FILHO, F. P. G. Síndrome do respirador bucal. In: SÁ FILHO, F. P. G. As bases fisiológicas da ortopedia maxilar. São Paulo: Santos, p SANNOMIYA, E. K.; BOMMARITO, S.; CALLES, A. Avaliação do tamanho da adenóide por meio da radiografia cefalométrica em norma lateral em indivíduos com má oclusão de Classe I, II, III de Angle. Ciência Odontológica Brasileira, São José dos Campos, v. 8. n. 3, p , SILVA, M. D. dos S. Problemas de aprendizagem em escolares com rinite alérgica f. Dissertação (Mestrado) - Programa de Pós-Graduação em Educação - Universidade Estadual de Marin 8

A FORMAÇÃO DO PROFESSOR DE EDUCAÇÃO INFANTIL PARA A IDENTIFICAÇÃO PRECOCE DE CRIANÇAS RESPIRADORAS ORAIS

A FORMAÇÃO DO PROFESSOR DE EDUCAÇÃO INFANTIL PARA A IDENTIFICAÇÃO PRECOCE DE CRIANÇAS RESPIRADORAS ORAIS A FORMAÇÃO DO PROFESSOR DE EDUCAÇÃO INFANTIL PARA A IDENTIFICAÇÃO PRECOCE DE CRIANÇAS RESPIRADORAS ORAIS JULIANA GODOI KAZAKEVICH 1 JULIANA AMAZILIA NEVES 2 OLINDA TERUKO KAJIHARA 3 Introdução A Constituição

Leia mais

A FORMAÇÃO DO PEDAGOGO PARA O ATENDIMENTO DE ALUNOS RESPIRADORES ORAIS

A FORMAÇÃO DO PEDAGOGO PARA O ATENDIMENTO DE ALUNOS RESPIRADORES ORAIS A FORMAÇÃO DO PEDAGOGO PARA O ATENDIMENTO DE ALUNOS RESPIRADORES ORAIS JULIANA AMAZILIA NEVES 1 JULIANA GODOI KAZAKEVICH 2 OLINDA TERUKO KAJIHARA 3 Introdução A aprendizagem escolar pode ser prejudicada

Leia mais

Palavras-chave: Respiração oral. Problemas de Aprendizagem. Educação.

Palavras-chave: Respiração oral. Problemas de Aprendizagem. Educação. 1 O PROBLEMA DA OBSTRUÇÃO NASAL NA INFÂNCIA Profa Dra Olinda Teruko Kajihara (DTP- UEM) Juliana Godoi Kazakevich (PIC- UEM) Juliana Amazilia Neves (PIC-UEM) RESUMO Doenças que ocorrem na infância, como,

Leia mais

PROBLEMAS DE VOZ EM ALUNOS RESPIRADORES ORAIS: REVISÃO INICIAL DA LITERATURA NACIONAL

PROBLEMAS DE VOZ EM ALUNOS RESPIRADORES ORAIS: REVISÃO INICIAL DA LITERATURA NACIONAL 1 PROBLEMAS DE VOZ EM ALUNOS RESPIRADORES ORAIS: REVISÃO INICIAL DA LITERATURA NACIONAL NISHIMURA, Cintia Megumi KAJIHARA, Olinda Teruko INTRODUÇÃO A respiração é uma função vital que interfere no funcionamento

Leia mais

RESPIRAÇÃO ORAL: UM PROBLEMA A SER ENFRENTADO PELO PROFESSOR NA ATUALIDADE

RESPIRAÇÃO ORAL: UM PROBLEMA A SER ENFRENTADO PELO PROFESSOR NA ATUALIDADE 238 RESPIRAÇÃO ORAL: UM PROBLEMA A SER ENFRENTADO PELO PROFESSOR NA ATUALIDADE Juliana Amazilia Neves (PIC-UEM) julianaamazilia@hotmail.com Juliana Godoi Kazakevich (PIC-UEM) Profa Dra Olinda Teruko Kajihara

Leia mais

RESPIRAÇÃO ORAL: UM TEMA QUE PRECISA SER DISCUTIDO PELOS PROFESSORES RESUMO

RESPIRAÇÃO ORAL: UM TEMA QUE PRECISA SER DISCUTIDO PELOS PROFESSORES RESUMO 1 RESPIRAÇÃO ORAL: UM TEMA QUE PRECISA SER DISCUTIDO PELOS PROFESSORES Prof a Dr a Olinda T. Kajihara (UEM/DTP) * Paula Meneguetti Blanco (Bolsista do PIBIC/CNPq-UEM)* Prof a Ms Miriam A. B. Godoy (UEPG/DEMET)*

Leia mais

FORMAÇÃO DE PROFESSORES: NÍVEL DE CONHECIMENTO DOS DOCENTES SOBRE RESPIRAÇÃO ORAL

FORMAÇÃO DE PROFESSORES: NÍVEL DE CONHECIMENTO DOS DOCENTES SOBRE RESPIRAÇÃO ORAL FORMAÇÃO DE PROFESSORES: NÍVEL DE CONHECIMENTO DOS DOCENTES SOBRE RESPIRAÇÃO ORAL Resumo GODOY, Miriam A. B. NRE/PG miriamadalgisa@terra.com.br KAJIHARA, Olinda T. UEM/DTP olindakajihara@hotmail.com Área

Leia mais

AVALIAÇÃO DA APRENDIZAGEM DE CRIANÇAS RESPIRADORAS ORAIS

AVALIAÇÃO DA APRENDIZAGEM DE CRIANÇAS RESPIRADORAS ORAIS AVALIAÇÃO DA APRENDIZAGEM DE CRIANÇAS RESPIRADORAS ORAIS NISHIMURA, Cintia Megumi (UEM) KAJIHARA, Olinda Teruko (Orientadora/UEM) INTRODUÇÃO A respiração é uma função vital que interfere no funcionamento

Leia mais

PUCPR - O.R.T.O.D.O.N.T.I.A - GRADUAÇÃO E PÓS-GRADUAÇÃO F I C H A C L Í N I C A Nome do/a Paciente: Número: 1.0 IDENTIFICAÇÃO DO PACIENTE 1.1 Nome: 1.2 Data de Nascimento: Sexo: F M Idade: 1.3 Peso: Kg

Leia mais

FORMAÇÃO DE PROFESSORES: INTERFACE ENTRE EDUCAÇÃO E SAÚDE

FORMAÇÃO DE PROFESSORES: INTERFACE ENTRE EDUCAÇÃO E SAÚDE FORMAÇÃO DE PROFESSORES: INTERFACE ENTRE EDUCAÇÃO E SAÚDE Resumo GODOY, Miriam Adalgisa Bedim KAJIHARA, Olinda Teruko Eixo Temático: Formação de Professores e Profissionalização Docente Agência Financiadora:

Leia mais

www.cpsol.com.br TEMA 003 CONHEÇA E PREVINA AS DOENÇAS DO INVERNO

www.cpsol.com.br TEMA 003 CONHEÇA E PREVINA AS DOENÇAS DO INVERNO TEMA 003 CONHEÇA E PREVINA AS DOENÇAS DO INVERNO 1/8 O inverno chegou e junto com ele maiores problemas com as doenças respiratórias entre outras Isso não ocorre por acaso já que pé nesta estação onde

Leia mais

Londrina, 29 a 31 de outubro de 2007 ISBN 978-85-99643-11-2

Londrina, 29 a 31 de outubro de 2007 ISBN 978-85-99643-11-2 1 AVALIAÇÃO DE PROBLEMAS POSTURAIS EM RESPIRADORAS ORAIS: UM ESTUDO COM ALUNOS DE 5ª SÉRIE Josiane Fujisawa Filus Universidade Adventista de São Paulo (UNASP) Olinda Teruko Kajihara Programa de Pós-graduação

Leia mais

Prefeitura Municipal de Porto Alegre Secretaria Municipal de Saúde Coordenação da Rede de Atenção Primária em Saúde (CGRAPS) Área Técnica de Saúde

Prefeitura Municipal de Porto Alegre Secretaria Municipal de Saúde Coordenação da Rede de Atenção Primária em Saúde (CGRAPS) Área Técnica de Saúde Prefeitura Municipal de Porto Alegre Secretaria Municipal de Saúde Coordenação da Rede de Atenção Primária em Saúde (CGRAPS) Área Técnica de Saúde Bucal HIGIENE BUCAL NA PRIMEIRA INFÂNCIA A finalidade

Leia mais

O ESTADO DO CONHECIMENTO DO DESEMPRENHO ESCOLAR DE ALUNOS COM OBSTRUÇÃO NASAL RESPIRAÇÃO ORAL

O ESTADO DO CONHECIMENTO DO DESEMPRENHO ESCOLAR DE ALUNOS COM OBSTRUÇÃO NASAL RESPIRAÇÃO ORAL O ESTADO DO CONHECIMENTO DO DESEMPRENHO ESCOLAR DE ALUNOS COM OBSTRUÇÃO NASAL RESPIRAÇÃO ORAL Resumo Rosângela Aparecida Paoletto 1 - UNICENTRO Miriam Adalgisa Bedim Godoy 2 - UNICENTRO Grupo de Trabalho

Leia mais

o Ressonar e a Apneia de Sono

o Ressonar e a Apneia de Sono o Ressonar e a Apneia de Sono sintomas diagnóstico tratamento O ressonar apesar de ser comum, fonte de brincadeiras e aceite como normal na população em geral é de facto uma perturbação que não deve ser

Leia mais

SINTOMATOLOGIA DO RESPIRADOR ORAL MOUTH BREATHING SYMPTOMS CHRISTHIANE BLANCO PAULO

SINTOMATOLOGIA DO RESPIRADOR ORAL MOUTH BREATHING SYMPTOMS CHRISTHIANE BLANCO PAULO 1 SINTOMATOLOGIA DO RESPIRADOR ORAL MOUTH BREATHING SYMPTOMS CHRISTHIANE BLANCO PAULO Especialização em Motricidade Oral pelo Centro de Especialização em Fonoaudiologia Clínica (CEFAC) Fonoaudióloga Formada

Leia mais

Fique atento ao abuso de antibióticos na pediatria

Fique atento ao abuso de antibióticos na pediatria Fique atento ao abuso de antibióticos na pediatria Criado em 22/04/15 10h50 e atualizado em 22/04/15 11h27 Por Sociedade Brasileira de Pediatria Para se ter sucesso no tratamento da criança alérgica ou

Leia mais

Doenças Respiratórias O QUE SÃO E COMO AS PREVENIR?

Doenças Respiratórias O QUE SÃO E COMO AS PREVENIR? Doenças Respiratórias O QUE SÃO E COMO AS PREVENIR? O NÚMERO DE PESSOAS AFETADAS POR DOENÇAS RESPIRATÓRIAS EVITÁVEIS NÃO PÁRA DE AUMENTAR. AS CRIANÇAS E OS MAIS VELHOS SÃO OS MAIS ATINGIDOS. SÃO DOENÇAS

Leia mais

Reabilitação cirúrgica dos Fissurados de lábio e palato. M.Sc.Viviane Marques

Reabilitação cirúrgica dos Fissurados de lábio e palato. M.Sc.Viviane Marques Reabilitação cirúrgica dos Fissurados de lábio e palato M.Sc.Viviane Marques DIAGNÓSTICO 1º diagnóstico: Através da ultrasonografia (Entre a 12ª e 14ª semana de gestação). O diagnóstico das fissuras submucosa

Leia mais

Exame Miofuncional Orofacial - MBGR Marchesan IQ, Berretin-Felix G, Genaro KF, RehderMI 2. MEDIDAS DA FACE, DOS MOVIMENTOS MANDIBULARES E DA OCLUSÃO

Exame Miofuncional Orofacial - MBGR Marchesan IQ, Berretin-Felix G, Genaro KF, RehderMI 2. MEDIDAS DA FACE, DOS MOVIMENTOS MANDIBULARES E DA OCLUSÃO 1 Exame Miofuncional Orofacial - MBGR Marchesan IQ, Berretin-Felix G, Genaro KF, RehderMI Nome: N o Data do exame: / / Idade: anos e meses DN: / / 1. POSTURA CORPORAL (Observar o paciente em pé e descalço)

Leia mais

A IMPORTÂNCIA DA ODONTOLOGIA NO ALEITAMENTO MATERNO

A IMPORTÂNCIA DA ODONTOLOGIA NO ALEITAMENTO MATERNO A IMPORTÂNCIA DA ODONTOLOGIA NO ALEITAMENTO MATERNO FLÁVIA PEDREIRA CIRURGIÃ DENTISTA DO HOSPITAL E MATERNIDADE PÚBLICA DONA REGINA 20 DE FEVEREIRO DE 2014 Se pretendermos que as crianças tenham uma qualidade

Leia mais

CIRURGIAS ORTOGNÁTICAS

CIRURGIAS ORTOGNÁTICAS CIRURGIAS ORTOGNÁTICAS Informações ao paciente Contém: 1. Explicação geral sobre cirurgias ortognáticas, 2. Perguntas e respostas, A cirurgia ortognática, também chamada de ortodontia cirúrgica, é um tipo

Leia mais

ORIENTAÇÕES PÓS-OPERATÓRIAS ADENOIDECTOMIA:

ORIENTAÇÕES PÓS-OPERATÓRIAS ADENOIDECTOMIA: ORIENTAÇÕES PÓS-OPERATÓRIAS ADENOIDECTOMIA: essa é uma cirurgia feita através da boca, onde se remove a adenóide, dessa forma desobstruindo as vias respiratórias altas. Há um folclore em se dizer que há

Leia mais

A Importância da Saúde Bucal. na Saúde Geral

A Importância da Saúde Bucal. na Saúde Geral PALESTRA A Importância da Saúde Bucal na Saúde Geral A saúde começa pela boca Os dentes são importantes na mastigação dos alimentos, fala, e estética, influenciando diretamente na auto-estima do indivíduo

Leia mais

CEFAC Centro de Especialização em Fonoaudiologia Clínica. Motricidade Oral. Os Efeitos da Respiração Bucal No Sistema Estomatognático

CEFAC Centro de Especialização em Fonoaudiologia Clínica. Motricidade Oral. Os Efeitos da Respiração Bucal No Sistema Estomatognático CEFAC Centro de Especialização em Fonoaudiologia Clínica Motricidade Oral Os Efeitos da Respiração Bucal No Sistema Estomatognático Annita dos Reis Kibrit Monografia de conclusão do Curso de Especialização

Leia mais

Hospital IPO. Atenção

Hospital IPO. Atenção Hospital IPO O Hospital IPO é especializado em atendimento clínico e cirúrgico para adultos e crianças (inclusive urgências e emergências) de nariz, ouvidos, garganta e Cirurgia Estética de Face, que oferece

Leia mais

www.drapriscilaalves.com.br [COMPLEXO RESPIRATÓRIO VIRAL FELINO]

www.drapriscilaalves.com.br [COMPLEXO RESPIRATÓRIO VIRAL FELINO] [COMPLEXO RESPIRATÓRIO VIRAL FELINO] 2 Complexo Respiratório Viral Felino É um conjunto de sintomas causado pelas doenças Rinotraqueíte Felina e Calicivirose Felina. São doenças virais cujos sinais clínicos

Leia mais

Cirurgia Ortognática e Estética Facial: Qual sua importância na Odontologia Integrada?

Cirurgia Ortognática e Estética Facial: Qual sua importância na Odontologia Integrada? Cirurgia Ortognática e Estética Facial: Qual sua importância na Odontologia Integrada? A avaliação da estética facial, bem como sua relação com a comunicação e expressão da emoção, é parte importante no

Leia mais

DISTÚRBIOS RESPIRATÓRIOS DO SONO OBJETIVOS CLASSIFICAÇÃO INTERNACIONAL DOS DISTÚRBIOS DO SONO AASM 2006 CARLOS A A VIEGAS UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA

DISTÚRBIOS RESPIRATÓRIOS DO SONO OBJETIVOS CLASSIFICAÇÃO INTERNACIONAL DOS DISTÚRBIOS DO SONO AASM 2006 CARLOS A A VIEGAS UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA DISTÚRBIOS RESPIRATÓRIOS DO SONO CARLOS A A VIEGAS UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA OBJETIVOS Classificação dos distúrbios do sono Classificação dos distúrbios respiratórios do sono Definições: ronco, ravas (rera),

Leia mais

RESPOSTAS para FREQUENTES

RESPOSTAS para FREQUENTES RESPOSTAS para PERGUNTAS FREQUENTES NA ÁREA de motricidade orofacial A Motricidade Orofacial á a área da Fonoaudiologia que estuda a musculatura dos lábios, língua, bochechas e face e as funções a elas

Leia mais

RESPIRAÇÃO ORAL: UM PROBLEMA QUE PODE COMPROMETER O DESENVOLVIMENTO INFANTIL

RESPIRAÇÃO ORAL: UM PROBLEMA QUE PODE COMPROMETER O DESENVOLVIMENTO INFANTIL RESPIRAÇÃO ORAL: UM PROBLEMA QUE PODE COMPROMETER O DESENVOLVIMENTO INFANTIL FURTUOSO, Patrícia (UEM) KAJIHARA, Olinda Teruko (Orientadora/UEM) Introdução A respiração é a função vital que possibilita

Leia mais

Para que Serve? Tratamento

Para que Serve? Tratamento Quimioterapia O que é? É um tratamento que utiliza medicamentos quimioterápicos para eliminar células doentes. Cada agente quimioterápico tem diferentes tipos de ação sobre as células e, consequentemente,

Leia mais

AMAMENTAÇÃO, HÁBITOS ORAIS DELETÉRIOS E ALTERAÇÕES FONOAUDIOLÓGICAS: UM ESTUDO SOBRE SUAS RELAÇÕES

AMAMENTAÇÃO, HÁBITOS ORAIS DELETÉRIOS E ALTERAÇÕES FONOAUDIOLÓGICAS: UM ESTUDO SOBRE SUAS RELAÇÕES 26 a 29 de outubro de 2010 ISBN 978-85-61091-69-9 AMAMENTAÇÃO, HÁBITOS ORAIS DELETÉRIOS E ALTERAÇÕES FONOAUDIOLÓGICAS: UM ESTUDO SOBRE SUAS RELAÇÕES Francis Farias de Oliveira 1 ; Caroline Maressa Alves

Leia mais

Informações de Tratamento

Informações de Tratamento Informações de Tratamento 1. Introdução O tratamento orto-cirúrgico da deformidade dento-facial apresenta tanta complexidade que freqüentemente o paciente se sente perdido no meio de tantas informações.

Leia mais

Estes artigos estão publicados no sítio do Consultório de Pediatria do Dr. Paulo Coutinho. http://www.paulocoutinhopediatra.pt

Estes artigos estão publicados no sítio do Consultório de Pediatria do Dr. Paulo Coutinho. http://www.paulocoutinhopediatra.pt Estes artigos estão publicados no sítio do Consultório de Pediatria do Dr. Paulo Coutinho. Pág. 01 A bronquiolite é uma infeção respiratória causada por vírus, ocorrendo em crianças com menos de 2 anos.

Leia mais

Dicas para Professores:

Dicas para Professores: O que fazer: > Falar em tons médios. > Hidratar bem o organismo (entre seis e oito copos de água por dia). > Evitar excessos alimentares antes de usar a voz profissionalmente > Evitar os choques térmicos.

Leia mais

MELHORA NO PADRÃO DE TONICIDADE MUSCULAR DE PACIENTES COM SÍNDROME DE DOWN ESTIMULADOS PRECOCEMENTE

MELHORA NO PADRÃO DE TONICIDADE MUSCULAR DE PACIENTES COM SÍNDROME DE DOWN ESTIMULADOS PRECOCEMENTE MELHORA NO PADRÃO DE TONICIDADE MUSCULAR DE PACIENTES COM SÍNDROME DE DOWN ESTIMULADOS PRECOCEMENTE Karla Larissa Vas Estero 1, Lizzie Ramos Moretti 1, Luciana Manzotti de Marchi 2, Maria Paula Jacobucci

Leia mais

INFLUÊNCIA DA OBSTRUÇÃO RESPIRATÓRIA NASAL NO CRESCIMENTO VERTICAL MAXILAR

INFLUÊNCIA DA OBSTRUÇÃO RESPIRATÓRIA NASAL NO CRESCIMENTO VERTICAL MAXILAR 13 INFLUÊNCIA DA OBSTRUÇÃO RESPIRATÓRIA NASAL NO CRESCIMENTO VERTICAL MAXILAR http://sotau.sind.googlepages.com/revista The influence of nasal breath obstruction in maxillary vertical growth Silvia Mara

Leia mais

MANTENHA SEU SORRISO FAZENDO A HIGIENE BUCAL CORRETAMENTE

MANTENHA SEU SORRISO FAZENDO A HIGIENE BUCAL CORRETAMENTE MANTENHA SEU SORRISO FAZENDO A HIGIENE BUCAL CORRETAMENTE SAÚDE BUCAL Para ter um sorriso bonito, saudável e com hálito bom, é preciso: Escovar os dentes, utilizando uma escova de dente de tamanho adequado

Leia mais

Placa bacteriana espessa

Placa bacteriana espessa A IMPORTÂNCIA DA SAÚDE BUCAL A saúde bucal é importante porque a maioria das doenças e a própria saúde começam pela boca. Por exemplo, se você não se alimenta bem, não conseguirá ter uma boa saúde bucal,

Leia mais

2. REVISÃO DE LITERATURA 2.1 RESPIRAÇÃO BUCAL

2. REVISÃO DE LITERATURA 2.1 RESPIRAÇÃO BUCAL 17 1. INTRODUÇÃO O padrão de respiração bucal em crianças pode gerar repercussões sistêmicas, levando a consequências negativas na qualidade de vida dos indivíduos devido ao seu impacto pessoal, físico,

Leia mais

ASSOCIAÇÃO CULTURAL EDUCACIONAL DE ITAPEVA FACULDADE DE CIÊNCIAS SOCIAIS E AGRÁRIAS DE ITAPEVA

ASSOCIAÇÃO CULTURAL EDUCACIONAL DE ITAPEVA FACULDADE DE CIÊNCIAS SOCIAIS E AGRÁRIAS DE ITAPEVA ASSOCIAÇÃO CULTURAL EDUCACIONAL DE ITAPEVA FACULDADE DE CIÊNCIAS SOCIAIS E AGRÁRIAS DE ITAPEVA SIMPÓSIO APNEIA OBSTRUTIVA DO SONO EM CRIANÇAS Itapeva São Paulo Brasil ASSOCIAÇÃO CULTURAL EDUCACIONAL DE

Leia mais

ASPECTOS MULTIDISCIPLINARES DA SÍNDROME DO RESPIRADOR BUCAL

ASPECTOS MULTIDISCIPLINARES DA SÍNDROME DO RESPIRADOR BUCAL ASPECTOS MULTIDISCIPLINARES DA SÍNDROME DO RESPIRADOR BUCAL Ayla Martins Lobo* Erida Carvalho de Freitas* Gilberto Hot Rebouças* Olivia Zuccolotto Moreira* Rayan de Andrade Magalhães* Marileny Boechat

Leia mais

A investigação da dor no paciente idoso e ardência bucal. Paulo Pimentel

A investigação da dor no paciente idoso e ardência bucal. Paulo Pimentel A investigação da dor no paciente idoso e ardência bucal Paulo Pimentel Sistema Estomatognático Mastigação, fala, digestão e deglutição Paladar, respiração Defesa e reconhecimento imunológico Estética,

Leia mais

CUIDE DOS SEUS DENTES

CUIDE DOS SEUS DENTES SENADO FEDERAL CUIDE DOS SEUS DENTES SENADOR CLÉSIO ANDRADE 2 Cuide dos seus dentes apresentação Pesquisas científicas comprovam que dentes estragados provocam outras doenças que aparentemente não têm

Leia mais

O Papel da Hipertrofia Adenotonsilar na Síndrome do Respirador Bucal

O Papel da Hipertrofia Adenotonsilar na Síndrome do Respirador Bucal O Papel da Hipertrofia Adenotonsilar na Síndrome do Respirador Bucal Mesa Redonda Moderador: Paulo L. Pontes Participantes: Ana Tereza Britto, Gabriela D. de Carvalho, Marcos Mocellin e Ricardo Godinho

Leia mais

ORTODONTIA E FONOAUDIOLOGIA: UMA PRÁTICA NA RESPIRAÇÃO BUCAL

ORTODONTIA E FONOAUDIOLOGIA: UMA PRÁTICA NA RESPIRAÇÃO BUCAL CEFAC CENTRO DE ESPECIALIZAÇÃO EM FONOAUDIOLOGIA CLÍNICA MOTRICIDADE ORAL ORTODONTIA E FONOAUDIOLOGIA: UMA PRÁTICA NA RESPIRAÇÃO BUCAL JULIANA CRUZ KREPSKY Monografia de Conclusão do Curso de Especialização

Leia mais

INSTITUTO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE FUNORTE / SOEBRÁS

INSTITUTO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE FUNORTE / SOEBRÁS INSTITUTO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE FUNORTE / SOEBRÁS RESPIRAÇÃO BUCAL: ASPECTOS ORTODÔNTICOS JOSÉ NUNES DE OLIVEIRA NETO ARACAJU-SE 2012 INSTITUTO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE FUNORTE / SOEBRÁS RESPIRAÇÃO BUCAL: ASPECTOS

Leia mais

CADEIAS MUSCULARES CADEIAS MUSCULARES CADEIAS MUSCULARES CADEIAS MUSCULARES. Dra. Adriana Tessitore. CADEIAS MUSCULARES aplicada à

CADEIAS MUSCULARES CADEIAS MUSCULARES CADEIAS MUSCULARES CADEIAS MUSCULARES. Dra. Adriana Tessitore. CADEIAS MUSCULARES aplicada à aplicada à 1 MOTRICIDADE OROFACIAL 2 MOTRICIDADE OROFACIAL Motricidade Orofacial é o campo da Fonoaudiologia voltado para o estudo/pesquisa, prevenção, avaliação, diagnóstico, desenvolvimento, habilitação,

Leia mais

TRANSTORNOS ESPECÍFICOS DO DESENVOLVIMENTO DA FALA E DA LINGUAGEM F80.0 DISLALIA (ARTICULAÇÃO; COMUNICAÇÃO FONOLÓGICA; FUNCIONAL ARTICULAÇÃO)

TRANSTORNOS ESPECÍFICOS DO DESENVOLVIMENTO DA FALA E DA LINGUAGEM F80.0 DISLALIA (ARTICULAÇÃO; COMUNICAÇÃO FONOLÓGICA; FUNCIONAL ARTICULAÇÃO) 27/12/2007 ANEXO 49 TABELA da CLASSIFICAÇÃO ESTATÍSTICA INTERNACIONAL DE DOENÇAS E PROBLEMAS RELACIONADOS À SAÚDE FONOAUDIOLÓGICA CID 10 /OMS /1997 6ª VERSÃO 2008 CÓDIGO F80 DESCRIÇÃO TRANSTORNOS ESPECÍFICOS

Leia mais

Programa Nacional de Promoção da Saúde Oral. Direcção-Geral da Saúde Divisão de Saúde Escolar

Programa Nacional de Promoção da Saúde Oral. Direcção-Geral da Saúde Divisão de Saúde Escolar Programa Nacional de Promoção da Saúde Oral Direcção-Geral da Saúde Divisão de Saúde Escolar Para apoio às acções de promoção e educação para a saúde em Saúde Oral Produzido pela: Divisão de Saúde Escolar

Leia mais

Fonodialogando. Sucção Digital UM OLHAR DA FONOAUDIOLOGIA. Um hábito que poderá trazer consequências no desenvolvimento da criança

Fonodialogando. Sucção Digital UM OLHAR DA FONOAUDIOLOGIA. Um hábito que poderá trazer consequências no desenvolvimento da criança Fonodialogando Sucção Digital Um hábito que poderá trazer consequências no desenvolvimento da criança UM OLHAR DA FONOAUDIOLOGIA O que é Sucção? Asucção é um reflexo próprio da espécie adquirido na o n

Leia mais

A INTERDISCIPLINARIDADE ENTRE AS ORTODONTIA E ORTOPEDIA FUNCIONAL DOS MAXILARES E A FONOAUDIOLOGIA: EXISTE ESTA RELAÇÃO NOS DIAS DE HOJE?

A INTERDISCIPLINARIDADE ENTRE AS ORTODONTIA E ORTOPEDIA FUNCIONAL DOS MAXILARES E A FONOAUDIOLOGIA: EXISTE ESTA RELAÇÃO NOS DIAS DE HOJE? CEFAC Centro de Especialização em Fonoaudiologia Clínica Motricidade Oral A INTERDISCIPLINARIDADE ENTRE AS ORTODONTIA E ORTOPEDIA FUNCIONAL DOS MAXILARES E A FONOAUDIOLOGIA: EXISTE ESTA RELAÇÃO NOS DIAS

Leia mais

FACULDADE DE ODONTOLOGIA DE PIRACICABA CETASE

FACULDADE DE ODONTOLOGIA DE PIRACICABA CETASE FACULDADE DE ODONTOLOGIA DE PIRACICABA CETASE CENTRO DE ESTUDOS E TRATAMENTO DAS ALTERAÇÕES FUNCIONAIS DO SISTEMA ESTOMATOGNÁTICO Área de Prótese Fixa e Escultura Dental FICHA CLÍNICA 1 - Dados Pessoais

Leia mais

RESPIRADOR BUCAL : PERSPECTIVAS CLÍNICAS NA ABORDAGEM INTERDISCIPLINAR

RESPIRADOR BUCAL : PERSPECTIVAS CLÍNICAS NA ABORDAGEM INTERDISCIPLINAR RESPIRADOR BUCAL : PERSPECTIVAS CLÍNICAS NA ABORDAGEM INTERDISCIPLINAR Jucyara Menezes Aroucha Professora da Universidade Moacyr Bastos (RJ / Brasil) Formadora do CEFOC - UFP Fonoaudióloga do Projecto

Leia mais

SISTEMA RESPIRATÓRIO. Prof.: Lazaro Antonio dos Santos

SISTEMA RESPIRATÓRIO. Prof.: Lazaro Antonio dos Santos SISTEMA RESPIRATÓRIO Prof.: Lazaro Antonio dos Santos SISTEMA RESPIRATÓRIO CONCEITO Conjunto de órgãos que nutrem o organismo por meio de alimentos no estado gasoso, completando a função do Sistema Digestório.

Leia mais

Informativo para pacientes com boca seca (xerostomia)

Informativo para pacientes com boca seca (xerostomia) Informativo para pacientes com boca seca (xerostomia) O nosso objetivo com este ebook é prover o leitor que padece de boca seca com informações úteis a fim de contribuir para a melhoria de sua qualidade

Leia mais

Evidências em Otorrinolaringologia. Índice Temático 2014

Evidências em Otorrinolaringologia. Índice Temático 2014 Evidências em Otorrinolaringologia Temático 2014 Temático OTOLOGIA 3 RINOLOGIA 4 BUCO-FARINGO-LARINGOLOGIA 5 MEDICINA DO SONO 6 CIRURGIA DE CABEÇA E PESCOÇO 7 MEDICINA GERAL 8 http://www.evidenciasemorl.com.br

Leia mais

Ficha Informativa da Área dos Conhecimentos

Ficha Informativa da Área dos Conhecimentos Ficha Informativa da Área dos Conhecimentos 1 Organização das Aulas Uma aula de Educação Física é composta por três partes sequenciais, cada uma com objetivos específicos. 1.1 Parte Inicial A parte inicial

Leia mais

RESPIRADOR ORAL. Raquel Pitchon dos Reis e Departamento de Alergia e Imunologia da SBP

RESPIRADOR ORAL. Raquel Pitchon dos Reis e Departamento de Alergia e Imunologia da SBP RESPIRADOR ORAL Raquel Pitchon dos Reis e Departamento de Alergia e Imunologia da SBP Especialista em Pediatria Especialista em Alergia e Imunologia Especialista em Alergia e Imunologia Pediátrica Coordenadora

Leia mais

PRONTIDÃO ESCOLAR PREVENTIVA. Primeiros Socorros ABORDAGEM PRIMÁRIA RÁPIDA. Policial BM Espínola

PRONTIDÃO ESCOLAR PREVENTIVA. Primeiros Socorros ABORDAGEM PRIMÁRIA RÁPIDA. Policial BM Espínola PRONTIDÃO ESCOLAR PREVENTIVA Primeiros Socorros ABORDAGEM PRIMÁRIA RÁPIDA Policial BM Espínola LEMBRE-SE Antes de administrar cuidados de emergência, é preciso garantir condições de SEGURANÇA primeiramente

Leia mais

Londrina, 29 a 31 de outubro de 2007 ISBN 978-85-99643-11-2

Londrina, 29 a 31 de outubro de 2007 ISBN 978-85-99643-11-2 CORRELAÇÃO ENTRE RESPIRAÇÃO ORAL E DISTÚRBIO DE LEITURA ESCRITA EM CRIANÇAS DE SEGUNDA E TERCEIRA SÉRIE Maquielli Salanti Universidade Estadual do Centro-Oeste Patrícia Aspilicueta - Universidade Estadual

Leia mais

Distúrbios Miofuncionais Orofaciais na Infância

Distúrbios Miofuncionais Orofaciais na Infância Marchesan IQ. Distúrbios Miofuncionais Orofaciais na Infância. In: Sociedade Brasileira de Otorrinolaringologia, Tratado de Otorrinolaringologia. São Paulo: Roca; 2003. V.3 cap. 54 p.520-33. Distúrbios

Leia mais

A respiração ocorre dia e noite, sem parar. Nós podemos sobreviver determinado tempo sem alimentação, mas não conseguimos ficar sem respirar por mais

A respiração ocorre dia e noite, sem parar. Nós podemos sobreviver determinado tempo sem alimentação, mas não conseguimos ficar sem respirar por mais PROFESSORA NAIANE A respiração ocorre dia e noite, sem parar. Nós podemos sobreviver determinado tempo sem alimentação, mas não conseguimos ficar sem respirar por mais de alguns poucos minutos. Você sabe

Leia mais

COLÉGIO ALEXANDER FLEMING SISTEMA RESPIRATÓRIO. Profª Fernanda Toledo

COLÉGIO ALEXANDER FLEMING SISTEMA RESPIRATÓRIO. Profª Fernanda Toledo COLÉGIO ALEXANDER FLEMING SISTEMA RESPIRATÓRIO Profª Fernanda Toledo RECORDAR Qual a função do alimento em nosso corpo? Por quê comer????? Quando nascemos, uma das primeiras atitudes do nosso organismo

Leia mais

Hospital IPO. Atenção

Hospital IPO. Atenção Hospital IPO O Hospital IPO é especializado em atendimento clínico e cirúrgico para adultos e crianças (inclusive urgências e emergências) de nariz, ouvidos, garganta e Cirurgia Estética de Face, que oferece

Leia mais

O Setor de Fonoaudiologia funciona sob a coordenação da Fonoaudióloga Mestra Gerissa Neiva de Moura Santos Cordeiro, conforme programa apresentado a

O Setor de Fonoaudiologia funciona sob a coordenação da Fonoaudióloga Mestra Gerissa Neiva de Moura Santos Cordeiro, conforme programa apresentado a O Setor de Fonoaudiologia funciona sob a coordenação da Fonoaudióloga Mestra Gerissa Neiva de Moura Santos Cordeiro, conforme programa apresentado a seguir. COLÉGIO NOTRE DAME FONOAUDIOLOGIA PREVENTIVA

Leia mais

Hospital IPO. Atenção

Hospital IPO. Atenção Hospital IPO O Hospital IPO é especializado em atendimento clínico e cirúrgico para adultos e crianças (inclusive urgências e emergências) de nariz, ouvidos, garganta e Cirurgia Estética de Face, que oferece

Leia mais

Gripe Proteja-se! Faça Chuva ou faça Sol, vacine-se a partir de Outubro e até ao final do Inverno. Consulte o seu médico

Gripe Proteja-se! Faça Chuva ou faça Sol, vacine-se a partir de Outubro e até ao final do Inverno. Consulte o seu médico Gripe Proteja-se! Faça Chuva ou faça Sol, vacine-se a partir de Outubro e até ao final do Inverno. Consulte o seu médico Gripe Perguntas Frequentes Perguntas frequentes sobre a gripe sazonal O que é a

Leia mais

Aula 12: Doenças do sistema respiratório

Aula 12: Doenças do sistema respiratório Aula 12: Doenças do sistema respiratório Doenças do sistema respiratório Doenças respiratórias são aquelas que atingem órgãos do sistema respiratório (pulmões, boca, faringe, fossas nasais, laringe, brônquios,

Leia mais

Chupeta. O que toda mãe/pai deveria saber antes de oferecer uma para seu bebê. Andreia Stankiewicz. Fonte: comunidadeams.wordpress.

Chupeta. O que toda mãe/pai deveria saber antes de oferecer uma para seu bebê. Andreia Stankiewicz. Fonte: comunidadeams.wordpress. Chupeta O que toda mãe/pai deveria saber antes de oferecer uma para seu bebê Andreia Stankiewicz Fonte: comunidadeams.wordpress.com A oferta da chupeta se difundiu amplamente na sociedade contemporânea.

Leia mais

CONTRIBUIÇÕES DA FONOAUDIOLOGIA PARA FORMAÇÃO CONTINUADA DE PROFESSORES DA EDUCAÇÃO INFANTIL

CONTRIBUIÇÕES DA FONOAUDIOLOGIA PARA FORMAÇÃO CONTINUADA DE PROFESSORES DA EDUCAÇÃO INFANTIL CONTRIBUIÇÕES DA FONOAUDIOLOGIA PARA FORMAÇÃO CONTINUADA DE PROFESSORES DA EDUCAÇÃO INFANTIL Ana Claudia Tenor Secretaria Municipal de Educação de Botucatu e-mail: anatenor@yahoo.com.br Comunicação Oral

Leia mais

Vídeo Caseiro para Avaliação da Criança que Ronca

Vídeo Caseiro para Avaliação da Criança que Ronca Vídeo Caseiro para Avaliação da Criança que Ronca Federico Murillo González Giselle, cinco anos de idade, ronca e acorda constantemente à noite, tem respiração bucal durante o dia, precisa interromper

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE MARINGÁ PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM EDUCAÇÃO: MESTRADO Área de Concentração: Educação Escolar

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE MARINGÁ PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM EDUCAÇÃO: MESTRADO Área de Concentração: Educação Escolar UNIVERSIDADE ESTADUAL DE MARINGÁ PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM EDUCAÇÃO: MESTRADO Área de Concentração: Educação Escolar ESTUDO DE PROBLEMAS POSTURAIS E DE APRENDIZAGEM EM ALUNOS RESPIRADORES ORAIS JOSIANE

Leia mais

ANATOMIA HUMANA. Faculdade Anísio Teixeira Curso de Férias Prof. João Ronaldo Tavares de Vasconcellos Neto

ANATOMIA HUMANA. Faculdade Anísio Teixeira Curso de Férias Prof. João Ronaldo Tavares de Vasconcellos Neto ANATOMIA HUMANA Faculdade Anísio Teixeira Curso de Férias Prof. João Ronaldo Tavares de Vasconcellos Neto Sistema responsável pelo processamento (transformações químicas) de nutrientes, para que possam

Leia mais

Palavras chave: voz, prevenção, criança

Palavras chave: voz, prevenção, criança AÇÕES DE PREVENÇÃO DE DISFONIA INFANTIL EM CENÁRIOS EDUCACIONAIS: ANÁLISE DA CONSTRUÇÃO DE CONHECIMENTOS SOBRE VOZ A PARTIR DE DESENHOS DE ALUNOS DE EDUCAÇÃO INFANTIL. Palavras chave: voz, prevenção, criança

Leia mais

Manobras utilizadas na reabilitação da deglutição

Manobras utilizadas na reabilitação da deglutição Marchesan IQ, Furkim AM. Manobras utilizadas na reabilitação da deglutição. In: Costa M, Castro LP. Tópicos em deglutição e disfagia. Rio de Janeiro: Medsi; 2003. p.375-84. Manobras utilizadas na reabilitação

Leia mais

CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM ORTODONTIA

CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM ORTODONTIA CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM ORTODONTIA Data: Nome do Paciente: Orientador(es): Nome do Aluno: QUALIFICAÇÃO Nacionalidade: Naturalidade: Etnia: Gênero: Data Nascimento: IDADE: Anos: Meses: Endereço: Bairro:

Leia mais

DE VOLTA ÀS AULAS... CUIDADOS COM A POSTURA E O PESO DA MOCHILA!

DE VOLTA ÀS AULAS... CUIDADOS COM A POSTURA E O PESO DA MOCHILA! DE VOLTA ÀS AULAS... CUIDADOS COM A POSTURA E O PESO DA MOCHILA! SUA MOCHILA NÃO PODE PESAR MAIS QUE 10% DO SEU PESO CORPORAL. A influência de carregar a mochila com o material escolar nas costas, associado

Leia mais

Doenças Periodontais. Tratamento e Prevenção. 1º e-book - COS - Clínica Odontológica Soares

Doenças Periodontais. Tratamento e Prevenção. 1º e-book - COS - Clínica Odontológica Soares Doenças Periodontais Tratamento e Prevenção 1º e-book - COS - Clínica Odontológica Soares Gengivite e Periodontite Guia para o paciente Aprenda mais sobre as Doenças Periodontais (de gengiva) As doenças

Leia mais

PARTICIPAÇÃO DA ORTODONTIA E FONOAUDIOLOGIA EM PACIENTES RESPIRADORES BUCAIS

PARTICIPAÇÃO DA ORTODONTIA E FONOAUDIOLOGIA EM PACIENTES RESPIRADORES BUCAIS 1 INSTITUTO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE FUNORTE / SOEBRÁS PARTICIPAÇÃO DA ORTODONTIA E FONOAUDIOLOGIA EM PACIENTES RESPIRADORES BUCAIS MARCOS EUGÊNIO DIAS NUNES Santo André 2011 2 INSTITUTO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE

Leia mais

Lembrete: Antes de começar a copiar cada unidade, coloque o cabeçalho da escola e a data! CIÊNCIAS - UNIDADE 4 RESPIRAÇÃO E EXCREÇÃO

Lembrete: Antes de começar a copiar cada unidade, coloque o cabeçalho da escola e a data! CIÊNCIAS - UNIDADE 4 RESPIRAÇÃO E EXCREÇÃO Lembrete: Antes de começar a copiar cada unidade, coloque o cabeçalho da escola e a data! Use canetas coloridas ou escreva palavras destacadas, para facilitar na hora de estudar. E capriche! Não se esqueça

Leia mais

componentes Sistema digestório Pré-diafragmáticos: boca, língua, dentes, faringe, esôfago

componentes Sistema digestório Pré-diafragmáticos: boca, língua, dentes, faringe, esôfago Mecanismos para Obtenção de Alimentos Ingestão de Grandes Quantidades de Alimento Absorção de nutrientes diretamente do meio Parasitas do sangue Adaptações mais interessantes Aquelas evoluíram p/ obtenção

Leia mais

RELAÇÃO ENTRE ALEITAMENTO MATERNO, MODO RESPIRATÓRIO E POSTURA CORPORAL

RELAÇÃO ENTRE ALEITAMENTO MATERNO, MODO RESPIRATÓRIO E POSTURA CORPORAL ISBN 978-85-61091-05-7 Encontro Internacional de Produção Científica Cesumar 27 a 30 de outubro de 2009 RELAÇÃO ENTRE ALEITAMENTO MATERNO, MODO RESPIRATÓRIO E POSTURA CORPORAL Patrícia Tiemi Kikuti Orita

Leia mais

Representa o efeito funcional de uma doença e do seu tratamento sobre o paciente, como é percebido pelo próprio paciente (Schipper, 1990)

Representa o efeito funcional de uma doença e do seu tratamento sobre o paciente, como é percebido pelo próprio paciente (Schipper, 1990) Representa o efeito funcional de uma doença e do seu tratamento sobre o paciente, como é percebido pelo próprio paciente (Schipper, 1990) < 10% 10 to < 20% 20% Inflamação mucosa nasal Sintomas Consequências

Leia mais

5 dicas para uma excelente higiene oral

5 dicas para uma excelente higiene oral 5 dicas para uma excelente higiene oral O nosso objetivo é exaltar a adequada saúde bucal como geradora de bem-estar e qualidade de vida. Acreditamos que podemos brindar-lhe todo o conhecimento e motivação

Leia mais

INSTITUTO DE CIÊNCIA DA SAÚDE FUNORTE FUNORTE / SOEBRAS MURILLO FERREIRA AUAD

INSTITUTO DE CIÊNCIA DA SAÚDE FUNORTE FUNORTE / SOEBRAS MURILLO FERREIRA AUAD 0 INSTITUTO DE CIÊNCIA DA SAÚDE FUNORTE FUNORTE / SOEBRAS MURILLO FERREIRA AUAD PROBLEMAS ÓSSEOS ESQUELÉTICOS E MUSCULARES RELACIONADOS A RESPIRADORES BUCAIS FLORIANÓPOLIS - 2011 1 MURILLO FERREIRA AUAD

Leia mais

Hospital IPO. Facial, Cirurgia Vascular, Dermatologia, Endocrinologia, Fonoaudiologia, Gastroenterologia, Medicina Estética,

Hospital IPO. Facial, Cirurgia Vascular, Dermatologia, Endocrinologia, Fonoaudiologia, Gastroenterologia, Medicina Estética, Hospital IPO O Hospital IPO é especializado em atendimento clínico e cirúrgico para adultos e crianças (inclusive urgências e emergências) de nariz, ouvidos, garganta e Cirurgia Estética de Face, que oferece

Leia mais

É a etapa inicial do tratamento do canal, consiste em o dentista atingir a polpa dentária (nervinho do dente).

É a etapa inicial do tratamento do canal, consiste em o dentista atingir a polpa dentária (nervinho do dente). É a etapa inicial do tratamento do canal, consiste em o dentista atingir a polpa dentária (nervinho do dente). Consiste na regularização do alvéolo (local onde está inserido o dente), geralmente após a

Leia mais

Breastfeeding and Baby s Oral Cavity healthy development

Breastfeeding and Baby s Oral Cavity healthy development Aleitamento Materno no Desenvolvimento e Formação Saudável da Cavidade Bucal do Bebê Breastfeeding and Baby s Oral Cavity healthy development Marila Rezende Azevedo Helio Gomes da Silva RESUMO É fundamental

Leia mais

LESÕES OSTEOMUSCULARES

LESÕES OSTEOMUSCULARES LESÕES OSTEOMUSCULARES E aí galera do hand mades é com muito orgulho que eu estou escrevendo este texto a respeito de um assunto muito importante e que muitas vezes está fora do conhecimento de vocês Músicos.

Leia mais

FIBROMIALGIA EXERCÍCIO FÍSICO: ESSENCIAL AO TRATAMENTO. Maj. Carlos Eugenio Parolini médico do NAIS do 37 BPM

FIBROMIALGIA EXERCÍCIO FÍSICO: ESSENCIAL AO TRATAMENTO. Maj. Carlos Eugenio Parolini médico do NAIS do 37 BPM FIBROMIALGIA EXERCÍCIO FÍSICO: ESSENCIAL AO TRATAMENTO Maj. Carlos Eugenio Parolini médico do NAIS do 37 BPM A FIBROMIALGIA consiste numa síndrome - conjunto de sinais e sintomas - com manifestações de

Leia mais

INFLUÊNCIA DA RESPIRAÇÃO ORAL NO DESENVOLVIMENTO INFANTIL E NA APRENDIZAGEM DA MATEMÁTICA

INFLUÊNCIA DA RESPIRAÇÃO ORAL NO DESENVOLVIMENTO INFANTIL E NA APRENDIZAGEM DA MATEMÁTICA Instrumento INFLUÊNCIA DA RESPIRAÇÃO ORAL NO DESENVOLVIMENTO INFANTIL E NA APRENDIZAGEM DA MATEMÁTICA Olinda Teruko Kajihara * Resumo Neste artigo são apresentadas as causas e consequências da respiração

Leia mais

Cuidando dos ouvidos,

Cuidando dos ouvidos, Tania Sih Ricardo Godinho Cuidando dos ouvidos, nariz e garganta das crianças Guia de orientação São Paulo 2009 2008 Tania Sih, Ricardo Godinho PROJETO GRÁFICO E CAPA: João Baptista da Costa Aguiar ILUSTRAÇÕES:

Leia mais

Quinta Edição/2015 Quinta Região de Polícia Militar - Quarta Companhia Independente

Quinta Edição/2015 Quinta Região de Polícia Militar - Quarta Companhia Independente GRIPE X RESFRIADO GRIPE e RESFRIADO são as mesmas coisas? Não. A gripe é uma doença grave, contagiosa, causada pelo vírus Influenza (tipos A,B e C) e o resfriado é menos agressivo e de menor duração, causado

Leia mais

RESPIRAÇÃO BUCAL, SUAS CAUSAS E CONSEQÜÊNCIAS

RESPIRAÇÃO BUCAL, SUAS CAUSAS E CONSEQÜÊNCIAS CEFAC CENTRO DE ESPECIALIZAÇÃO EM FONOAUDIOLOGIA CLÍNICA MOTRICIDADE ORAL RESPIRAÇÃO BUCAL, SUAS CAUSAS E CONSEQÜÊNCIAS EMÍLIA JOSEFINA GUERRER LONDRINA 2000 RESUMO Esta pesquisa tem como objetivo compreender

Leia mais

Exame do Sistema Estomatognático usando Análise Oclusal e Índice Epidemiológico para DCMs. Ana Carla Rios

Exame do Sistema Estomatognático usando Análise Oclusal e Índice Epidemiológico para DCMs. Ana Carla Rios Exame do Sistema Estomatognático usando Análise Oclusal e Índice Epidemiológico para DCMs Ana Carla Rios O Exame do Sistema Estomatognático utilizando a análise oclusal é parte importante do processo diagnóstico

Leia mais

TERMO DE CONSENTIMENTO LIVRE E ESCLARECIDO

TERMO DE CONSENTIMENTO LIVRE E ESCLARECIDO TERMO DE CONSENTIMENTO LIVRE E ESCLARECIDO O (A) paciente, ou seu responsável, declara, para todos os fins legais, especialmente do disposto no artigo 39, VI, da Lei, 8.078/90 que dá plena autorização

Leia mais

INSTITUTO MINEIRO DE PÓS-GRADUAÇÃO FUNORTE/SOEBRÁS

INSTITUTO MINEIRO DE PÓS-GRADUAÇÃO FUNORTE/SOEBRÁS INSTITUTO MINEIRO DE PÓS-GRADUAÇÃO FUNORTE/SOEBRÁS RESPIRAÇÃO ORAL E SUAS CONSEQUÊNCIAS UMA REVISÃO DA LITERATURA LETÍCIA DUARTE SOUZA Monografia apresentada ao Programa de Especialização em Ortodontia

Leia mais