CTIC promotor de inovação. Prioridades Tecnológicas

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "CTIC promotor de inovação. Prioridades Tecnológicas"

Transcrição

1 Prioridades Tecnológicas Filipe Crispim /

2 A pele tem perdido cota de mercado para outros materiais, ditos alternativos. Materiais sintéticos, ou mesmo têxteis com base em fibras naturais, apresentam características muito interessantes para o mercado da moda, e não só: - Versatilidade estética; - Homogeneidade; - Performance técnica elevada. Mas O couro continua a ter mais VALOR! É confortável, envelhece bem. Tem PRESTÍGIO!

3 A estratégia de marketing dos materiais alternativos visa manchar a imagem do couro. DESTRUIR O PRESTÍGIO! É uma campanha negativa com base numa ficção: Desrespeito pelos direitos dos animais Indústria poluidora e ambientalmente irresponsável

4 Por uma questão de sobrevivência, o setor de curtumes tem que dar prioridade a ações positivas que evidenciem o que é já a realidade, não uma ficção O COURO É UM MATERIAL SUSTENTÁVEL! A INDÚSTRIA DE CURTUMES VALORIZA UM SUB- PRODUTO DA INDÚSTRIA ALIMENTAR! A INDÚSTRIA DE CURTUMES PROCURA CONTINUAMENTE A REDUÇÃO DO SEU IMPACTE AMBIENTAL!

5 FACTOS REAIS Couro Plásticos As peles trabalhadas pela indústria de curtumes nacional provêm de criações destinadas à produção de carne, que respeitam todas as normas europeias relativas a higiene e bemestar animal.

6 FACTOS REAIS Couro

7 FACTOS REAIS Plásticos

8 FACTOS REAIS Plásticos Só no vórtex do Oceano Pacífico norte encontram-se acumulados cerca de ton de plásticos A fotodegradação do plástico no mar, divide-o em pequenos pedaços. Animais marinhos pensam tratar-se de comida e ingerem estes detritos. Anualmente, mais de baleias são enredadas por estes detritos, sendo que parte delas, ao não conseguir libertar-se, acaba por morrer.

9 FACTOS REAIS Plásticos

10 Áreas prioritárias de desenvolvimento tecnológico Tecnologia química inócua Conforto / Saúde Elevada Performance técnica Processos eco-eficientes Sustentabilidade Produtos circulares

11 Sustentabilidade Processos eco-eficientes Depilação enzimática Depilação sem destruição do pêlo

12 Depilação enzimática princípio teórico No interior do folículo piloso existe uma quantidade residual de polissacarídeos, que estiveram presentes na formação do pêlo.

13 Depilação enzimática princípio teórico Queratinase Ligações proteicas entre a raíz e a epiderme Lipase Sebo que envolve a raiz de pêlo Amilase Polissacarídeos que envolvem a raiz de pêlo

14 Depilação enzimática conselhos práticos - Utilização combinada das três enzimas, antes da adição de sulfureto, sulfidrato e cal. Caso necessário, usar carbonato de sódio para ajuste de ph. Evitar a soda cáustica. - Após cerca de uma hora de tratamento enzimático, avançar com dosagens sucessivas de sulfureto / sulfidrato e cal. É possível obter uma depilação excelente, sem raíz de cabelo, usando menos de 1,5% de sulfureto + sulfidrato - A utilização de quantidades grandes de cal não traz prejuízo ambiental e gera ganhos na qualidade do produto final: menos ruga; poro mais fino

15 Depilação enzimática ganhos ambientais - Redução considerável da utilização de sulfureto. Dependendo do tipo de enzimas e do processo em si, é muitas vezes possível reduzir a dosagem de sulfureto para < 1% - Redução drástica da poluição nos efluentes líquidos, diminuindo o CQO e Ntotal em cerca de 40%.

16 Depilação enzimática casos práticos Processo com 0,5% de lipase, 0,5% de amilase, 0,4% de queratinase e 1% de Na 2 S, com uma magnificância de x 30 e x 200 respectivamente

17 Depilação enzimática casos práticos Para este mesmo processo, comparando com o processo normal da empresa, obteve-se os seguintes resultados, em termos de ganhos ambientais: Processo normal Processo enzimático N total / mg/l CQO / mg/l Sulfuretos / mg/l

Isolamento, Seleção e Cultivo de Bactérias Produtoras de Enzimas para Aplicação na Produção mais Limpa de Couros

Isolamento, Seleção e Cultivo de Bactérias Produtoras de Enzimas para Aplicação na Produção mais Limpa de Couros Universidade Federal do Rio Grande do Sul Programa de Pós-Graduação em Engenharia Química Departamento de Engenharia Química Laboratório de Estudos em Couro e Meio Ambiente Isolamento, Seleção e Cultivo

Leia mais

EFEITOS DO REFINO ULTRASSÔNICO ENZIMÁTICO SOBRE APARAS OCC

EFEITOS DO REFINO ULTRASSÔNICO ENZIMÁTICO SOBRE APARAS OCC Seu logo EFEITOS DO REFINO ULTRASSÔNICO ENZIMÁTICO SOBRE APARAS OCC Juliana Cristina da Silva juliana.cristina@ufv.br Rubens Chaves de Oliveira rchaves@ufv.br Conteúdo Introdução Visão geral Alguns conceitos

Leia mais

Proteínas e enzimas. Profs. Lourdes, Guilherme e Lauren

Proteínas e enzimas. Profs. Lourdes, Guilherme e Lauren Proteínas e enzimas Profs. Lourdes, Guilherme e Lauren Definição As proteínas são polipeptídios que resultam na condensação de milhares de moléculas de aminoácidos, ligadas em sequencia como elos em uma

Leia mais

- Valorização de Resíduos de Curtumes -

- Valorização de Resíduos de Curtumes - Seminário Gestão Energética e Valorização de Resíduos - Valorização de Resíduos de Curtumes - Nuno Silva 16-10-2014 Apresentação 1. Os Subprodutos e os Resíduos da Indústria de Curtumes 2. Soluções atuais

Leia mais

BRIKA PEQUENA, EFICIENTE E FLEXÍVEL. OPções

BRIKA PEQUENA, EFICIENTE E FLEXÍVEL. OPções BRIKA BRIKA CARATeristÍcas LUMINária Estanqueidade global: IP 66 (*) Resistência ao choque: IK 08 (**) Tensão nominal: 230 V - 50 Hz Classe elétrica: I or II (*) Peso: from 2.8 to 4.7 kg Materiais: Corpo:

Leia mais

BRIKA. a luz sustentável PEQUENA, EFICIENTE E FLEXÍVEL. OPções BRIKA

BRIKA. a luz sustentável PEQUENA, EFICIENTE E FLEXÍVEL. OPções BRIKA BRIKA CARATeristÍcas LUMINária Estanquicidade global: IP 66 (*) Resistência ao choque: IK 08 (**) Tensão nominal: 230 V - 50 Hz Classe elétrica: I or II (*) Peso: from 2.8 to 4.7 kg Materiais: Corpo: Perfil

Leia mais

DESENVOLVIMENTO DE PROCESSO DE DEPILAÇÃO DE PELE CAPRINA SEM DESTRUIÇÃO DO PÊLO E AVALIAÇÃO DO SEU IMPACTO AMBIENTAL

DESENVOLVIMENTO DE PROCESSO DE DEPILAÇÃO DE PELE CAPRINA SEM DESTRUIÇÃO DO PÊLO E AVALIAÇÃO DO SEU IMPACTO AMBIENTAL INSTITUTO SUPERIOR DE ENGENHARIA DO PORTO MESTRADO EM ENGENHARIA QUÍMICA RAMO TECNOLOGIAS DE PROTECÇÃO AMBIENTAL DESENVOLVIMENTO DE PROCESSO DE DEPILAÇÃO DE PELE CAPRINA SEM DESTRUIÇÃO DO PÊLO E AVALIAÇÃO

Leia mais

CONHEÇA AS PRINCIPAIS ETAPAS QUÍMICAS NA INDÚSTRIA DE CELULOSE. Processos Químicos Industriais II

CONHEÇA AS PRINCIPAIS ETAPAS QUÍMICAS NA INDÚSTRIA DE CELULOSE. Processos Químicos Industriais II CONHEÇA AS PRINCIPAIS ETAPAS QUÍMICAS NA INDÚSTRIA DE CELULOSE E PAPEL Processos Químicos Industriais II POLPAÇÃO QUÍMICA Os cavacos são cozidos em licores ou lixívias, isto é, em soluções aquosas contendo

Leia mais

Comércio Internacional

Comércio Internacional Aula 1 Introdução Comércio Internacional Sílvia H. G. de Miranda Profa. Depto. Economia - ESALQ/USP Pesquisadora CEPEA Contato: shgdmira@usp.br LES596 Economia Internacional Agosto/2015 1 Roteiro de aula

Leia mais

Resíduo do tratamento por vapor em madeira de eucalipto como possível corante natural para tingimento de algodão

Resíduo do tratamento por vapor em madeira de eucalipto como possível corante natural para tingimento de algodão Resíduo do tratamento por vapor em madeira de eucalipto como possível corante natural para tingimento de algodão Ticiane Rossi. Doutoranda em Recursos Florestais, ESALQ/USP, ticiane@usp.br Nelson Barros

Leia mais

Eléctrodos de iões selectivos s de eléctrodos ISE Os eléctrodos Hanna de iões selectivos podem ser agrupados em três categorias gerais baseadas na sua

Eléctrodos de iões selectivos s de eléctrodos ISE Os eléctrodos Hanna de iões selectivos podem ser agrupados em três categorias gerais baseadas na sua Eléctrodos de iões selectivos s de eléctrodos ISE Os eléctrodos Hanna de iões selectivos podem ser agrupados em três categorias gerais baseadas na sua construção. Estado Sólido Membrana Líquida Sensor

Leia mais

II-311 DESTRUIÇÃO DE AZO-CORANTES COMERCIAIS EM EFLUENTES TÊXTEIS POR PROCESSO FOTOCATALÍTICO

II-311 DESTRUIÇÃO DE AZO-CORANTES COMERCIAIS EM EFLUENTES TÊXTEIS POR PROCESSO FOTOCATALÍTICO II-311 DESTRUIÇÃO DE AZO-CORANTES COMERCIAIS EM EFLUENTES TÊXTEIS POR PROCESSO FOTOCATALÍTICO Karen Márcia Rodrigues Paiva (1) Graduada em Química Industrial, pela Universidade Estadual da Paraíba, UEPB

Leia mais

Solidez à luz de artigos em pele ditos naturais nubucks, anilinas,

Solidez à luz de artigos em pele ditos naturais nubucks, anilinas, Solidez à luz de artigos em pele ditos naturais nubucks, anilinas, 1. Introdução Antigamente o corante era visto pelos curtidores como um produto químico com o objetivo de dar cor à pele, sendo o seu custo

Leia mais

Considerações práticas sobre o uso de enzimas em Poedeiras Comerciais

Considerações práticas sobre o uso de enzimas em Poedeiras Comerciais Considerações práticas sobre o uso de enzimas em Poedeiras Comerciais Jeffersson Lecznieski Gerente Técnico DSM Produtos Nutricionais Brasil Introdução Devido aos altos e crescentes custos das matérias

Leia mais

Fabian Oliveira (IFAM) Hemilly Silva (UCAM)

Fabian Oliveira (IFAM) Hemilly Silva (UCAM) Fabian Oliveira (IFAM) Hemilly Silva (UCAM) A redução de resíduos gerados no tratamento de água. Um estudo sobre a viabilidade da utilização do hipoclorito em comprimido na cidade de Manaus A produção

Leia mais

Previne a queda capilar e garante maior volume.

Previne a queda capilar e garante maior volume. Root Bio TM HO Previne a queda capilar e garante maior volume. 1. Introdução Os seres humanos possuem cerca de 100.000 a 150.000 fios de cabelo em seu couro cabeludo, aproximadamente 10% a mais em louros

Leia mais

Ponto de Partida Potabilidade. Portaria 2914/11 do Ministério da Saúde

Ponto de Partida Potabilidade. Portaria 2914/11 do Ministério da Saúde Água Cervejeira Lígia Marcondes Rodrigues dos Santos Química UFRJ Técnica Cervejeira SENAI-Vassouras Mestre Cervejeira pela World Brewing Academy Instrutora Especializada do SENAI-Vassouras lmrsantos@firjan.org.br

Leia mais

A Água e o Desenvolvimento Sustentável

A Água e o Desenvolvimento Sustentável A Água e o Desenvolvimento Sustentável Índice O que é a água? Porque precisamos da água? Importância da água para a vida O ciclo da água A poluição da água O que é água? A água é uma substância visualmente

Leia mais

Funções e Importância da Água Regulação Térmica Manutenção dos fluidos e eletrólitos corpóreos Reações fisiológicas e metabólicas do organismo Escassa

Funções e Importância da Água Regulação Térmica Manutenção dos fluidos e eletrólitos corpóreos Reações fisiológicas e metabólicas do organismo Escassa Aspectos Higiênicos da Água Prof. Jean Berg Funções e Importância da Água Regulação Térmica Manutenção dos fluidos e eletrólitos corpóreos Reações fisiológicas e metabólicas do organismo Escassa na natureza

Leia mais

Enzimas e Actividade enzimática

Enzimas e Actividade enzimática Enzimas e Actividade enzimática Energia de activação de uma reacção Em todas as células de um organismo vivo ocorre um número infindável de reacções químicas. Estas reacções implicam a quebra, e posteriormente,

Leia mais

Tecido conjuntivo de preenchimento. Pele

Tecido conjuntivo de preenchimento. Pele Tecido conjuntivo de preenchimento Pele derme epiderme Pele papila dérmica crista epidérmica corte histológico da pele observado em microscopia de luz Camadas da Epiderme proliferação e diferenciação dos

Leia mais

ENZYMOX 3 + 1. Pode ser usado também em equipamentos automatizados, lavadoras por ultrasom e lavadoras descontaminadoras.

ENZYMOX 3 + 1. Pode ser usado também em equipamentos automatizados, lavadoras por ultrasom e lavadoras descontaminadoras. ENZYMOX 3 + 1 3 Enzimas +1 Co-Enzima Potencializadora FINALIDADE ENZIMOX 3+1 destina-se às Limpezas Manual e ou Mecânica, do instrumental cirúrgico metálico, dos endoscópios (rígidos e flexíveis de fibra

Leia mais

ESCOLA ESTADUAL EDGAR BARBOSA OFICINA: QUÍMICA AMBIENTAL E RECICLAGEM NATAL/RN 2013

ESCOLA ESTADUAL EDGAR BARBOSA OFICINA: QUÍMICA AMBIENTAL E RECICLAGEM NATAL/RN 2013 ESCOLA ESTADUAL EDGAR BARBOSA OFICINA: QUÍMICA AMBIENTAL E RECICLAGEM NATAL/RN 2013 LIXO 2º ENCONTRO OBJETIVO: Relatar a composição química do lixo e os prováveis danos causados, além de discutir principais

Leia mais

Estímulo do crescimento capilar e combate as quedas. INCI (EU-Declaration/ PCPC- Delaration) Pea shoot extract powder.

Estímulo do crescimento capilar e combate as quedas. INCI (EU-Declaration/ PCPC- Delaration) Pea shoot extract powder. AnaGain TM Nutri Estímulo do crescimento capilar e combate as quedas INCI (EU-Declaration/ PCPC- Delaration) Pea shoot extract powder. 1. Indrodução Os nutricosméticos auxiliam de maneira geral a reestabelecer

Leia mais

Materiais Poliméricos. Conceitos Gerais

Materiais Poliméricos. Conceitos Gerais Materiais Poliméricos Conceitos Gerais ESTRUTURA DOS POLIMEROS DEFINIÇÃO São moléculas muito grandes (macromoléculas) formadas pela repetição de pequenas e simples unidades químicas (monômeros), ligadas

Leia mais

EBI 123 de Pedome. Diana Dinis Nº7. Inês Marques Nº9. Sónia Nunes Nº20. Vera Oliveira Nº23 8ºB 1

EBI 123 de Pedome. Diana Dinis Nº7. Inês Marques Nº9. Sónia Nunes Nº20. Vera Oliveira Nº23 8ºB 1 Poluição do Solo Trabalho elaborado por: Diana Dinis Nº7 Inês Marques Nº9 Sónia Nunes Nº20 Vera Oliveira Nº23 Turma: Disciplina: Ciências Naturais Professora: Raquel Soares 1 Índice Poluição do Solo...

Leia mais

TRATAMENTO FÍSICO-QUÍMICO DAS ÁGUAS RESIDUÁRIAS DE UMA INDÚSTRIA DE PAPEL UTILIZANDO-SE A FLOTAÇÃO POR AR DISSOLVIDO

TRATAMENTO FÍSICO-QUÍMICO DAS ÁGUAS RESIDUÁRIAS DE UMA INDÚSTRIA DE PAPEL UTILIZANDO-SE A FLOTAÇÃO POR AR DISSOLVIDO TRATAMENTO FÍSICO-QUÍMICO DAS ÁGUAS RESIDUÁRIAS DE UMA INDÚSTRIA DE PAPEL UTILIZANDO-SE A FLOTAÇÃO POR AR DISSOLVIDO Márcio Rogério Azevedo Lima (1) Bacharel em Química pelo Departamento de Química da

Leia mais

PERGUNTAS E RESPOSTAS POLYSELL

PERGUNTAS E RESPOSTAS POLYSELL PERGUNTAS E RESPOSTAS POLYSELL GERAL 1) A Polysell possui produtos não biodegradáveis em sua linha? Quais? Não. Todos os produtos da linha PolySell são 100% biodegradáveis. Produtos biodegradáveis são

Leia mais

Alguns processos erosivos que contribuem para o empobrecimento do solo

Alguns processos erosivos que contribuem para o empobrecimento do solo SOLO CONSERVAÇÃO Erosão Alguns processos erosivos que contribuem para o empobrecimento do solo Assoreamento: Depósito de acúmulo de sedimentos nos cursos d água, geralmente provocada, principalmente, pela

Leia mais

CIÊNCIAS NATURAIS 9º Ano de Escolaridade SISTEMA DIGESTIVO ALIMENTOS E NUTRIENTES MORFOLOGIA E FISIOLOGIA

CIÊNCIAS NATURAIS 9º Ano de Escolaridade SISTEMA DIGESTIVO ALIMENTOS E NUTRIENTES MORFOLOGIA E FISIOLOGIA CIÊNCIAS NATURAIS 9º Ano de Escolaridade SISTEMA DIGESTIVO ALIMENTOS E NUTRIENTES MORFOLOGIA E FISIOLOGIA Ano Lectivo 2009/2010 FUNÇÕES DOS NUTRIENTES Nutrientes Energéticos Plásticos Reguladores Funções

Leia mais

ALTERNATIVAS DE APROVEITAMENTO DE PELE CAPRINA E SEU IMPACTO NA RENTABILIDADE DA CAPRINOCULTURA DE CORTE.

ALTERNATIVAS DE APROVEITAMENTO DE PELE CAPRINA E SEU IMPACTO NA RENTABILIDADE DA CAPRINOCULTURA DE CORTE. ALTERNATIVAS DE APROVEITAMENTO DE PELE CAPRINA E SEU IMPACTO NA RENTABILIDADE DA CAPRINOCULTURA DE CORTE. Manuel Antonio Chagas Jacinto Pesquisador do IPT/CTCC Professor da Universidade de Franca Observa-se

Leia mais

METAIS E LIGAS METÁLICAS

METAIS E LIGAS METÁLICAS DEPARTAMENTO DE C. Físico-Químicas DISCIPLINA: Química COMPETÊNCIAS/CONTEÚDOS 12º ano... Domínios / Objetivos Conceitos/ Conteúdos Calendarização (blocos) METAIS E LIGAS METÁLICAS METAIS E LIGAS METÁLICAS

Leia mais

NOME DO CURSO FORMAÇÃO CONTINUA DE GESTÃO INTEGRADA DE RESÍDUOS DATA INICIO/DATA FIM 15/06/2015 APRESENTAÇÃO

NOME DO CURSO FORMAÇÃO CONTINUA DE GESTÃO INTEGRADA DE RESÍDUOS DATA INICIO/DATA FIM 15/06/2015 APRESENTAÇÃO NOME DO CURSO FORMAÇÃO CONTINUA DE GESTÃO INTEGRADA DE RESÍDUOS DATA INICIO/DATA FIM 15/06/2015 APRESENTAÇÃO O principal objetivo deste curso consiste em fornecer aos alunos os conceitos fundamentais sobre

Leia mais

Etec Astor de Mattos Carvalho

Etec Astor de Mattos Carvalho Etec Astor de Mattos Carvalho Habilitação Profissional Técnica de Nível Médio de Técnico em Química Nome: Adrielly Eduarda da Silva Prates Ana Carolina Estevo Rio Armando Oliveira Zocca UTILIZAÇÃO DA CASCA

Leia mais

(73) Titular(es): (72) Inventor(es): (74) Mandatário:

(73) Titular(es): (72) Inventor(es): (74) Mandatário: (11) Número de Publicação: PT 10754 (51) Classificação Internacional: C08J 9/14 (2006) (12) FASCÍCULO DE MODELO DE UTILIDADE (22) Data de pedido: 2011.11.09 (30) Prioridade(s): (43) Data de publicação

Leia mais

A SUSTENTABILIDADE E OS INSUMOS QUÍMICOS PARA COUROS MK QUÍMICA DO BRASIL LTDA

A SUSTENTABILIDADE E OS INSUMOS QUÍMICOS PARA COUROS MK QUÍMICA DO BRASIL LTDA A SUSTENTABILIDADE E OS INSUMOS QUÍMICOS PARA COUROS MK QUÍMICA DO BRASIL LTDA CONCEITOS O PRINCÍPIO O conceito de sustentabilidade começou a ser delineado na Conferência das Nações Unidas sobre o Meio

Leia mais

Eco-eficiência significa desperdiçar menos recursos naturais e aumentar ganhos financeiros

Eco-eficiência significa desperdiçar menos recursos naturais e aumentar ganhos financeiros Ponto de vista: Eco-eficiência significa desperdiçar menos recursos naturais e aumentar ganhos financeiros Celso Foelkel Ao longo de sua existência, a industria de celulose e papel tem mostrado enorme

Leia mais

Metabolismo Energético das Células. Fotossíntese Quimiossíntese Respiração Celular Fermentação

Metabolismo Energético das Células. Fotossíntese Quimiossíntese Respiração Celular Fermentação Metabolismo Energético das Células Fotossíntese Quimiossíntese Respiração Celular Fermentação 1. Introdução Reações endotérmicas - Característica: Precisam receber energia - Ex.:Fotossíntese e quimiossíntese

Leia mais

fmvz-unesp FACULDADE DE MEDICINA VETERINÁRIA E ZOOTECNIA - BOTUCATU Curso de Pós-Graduação em Zootecnia Nutrição e Produção Animal

fmvz-unesp FACULDADE DE MEDICINA VETERINÁRIA E ZOOTECNIA - BOTUCATU Curso de Pós-Graduação em Zootecnia Nutrição e Produção Animal fmvz-unesp FACULDADE DE MEDICINA VETERINÁRIA E ZOOTECNIA - BOTUCATU Curso de Pós-Graduação em Zootecnia Nutrição e Produção Animal MÉTODOS DE AVALIAÇÃO DA QUALIDADE DE CARNES PROPRIEDADES FÍSICAS: CAPACIDADE

Leia mais

Eco new farmers. Módulo 1 - Introdução á agricultura biológica. Sessão 2 Princípios da agricultura biológica

Eco new farmers. Módulo 1 - Introdução á agricultura biológica. Sessão 2 Princípios da agricultura biológica Eco new farmers Módulo 1 - Introdução á agricultura biológica Sessão 2 Princípios da agricultura biológica Módulo 1 Introdução à agricultura biológica Sessão 2 Princípios da agricultura biológica www.econewfarmers.eu

Leia mais

Os Fundos Comunitários: Passado, Presente e Futuro

Os Fundos Comunitários: Passado, Presente e Futuro Os Fundos Comunitários: Passado, Presente e Futuro Os Fundos e a Competitividade da Economia Portuguesa Manuel Carlos Silva 8 Janeiro 2013 1 Competitividade é o património de uma Economia Requer >/< ACTIVO

Leia mais

Prof. Ms. Marcelo Lima. Site:

Prof. Ms. Marcelo Lima.   Site: Prof. Ms. Marcelo Lima E-mail: profmarcelolima@yahoo.com.br Site: www.profmarcelolima.webnode.com.br INTRODUÇÃO 1. Funções: Proteção abrasões, perda de líquido, substâncias nocivas e microorganismos. Regulação

Leia mais

A Engenharia do Ambiente Portuguesa Que Futuro? Fernando Santana

A Engenharia do Ambiente Portuguesa Que Futuro? Fernando Santana A Engenharia do Ambiente Portuguesa Que Futuro? Fernando Santana Engenharia do Ambiente Engenharia que estuda os problemas do ambiente de forma integrada, nas suas dimensões ecológica, social, económica

Leia mais

Metais e ligas metálicas Estrutura e propriedades dos metais

Metais e ligas metálicas Estrutura e propriedades dos metais AGRUPAMENTO de ESCOLAS de SANTIAGO do CACÉM Ano Letivo 2016/2017 PLANIFICAÇÃO ANUAL Documento(s) Orientador(es): Programa de Química / Metas Curriculares ENSINO SECUNDÁRIO 12º ANO-QUÍMICA DOMÍNIO/SUBDOMÍNIO

Leia mais

Microdermoabrasão

Microdermoabrasão Microdermoabrasão A microdermoabrasão é um dos procedimentos cosméticos mais populares e não invasivos realizados atualmente. Com o tempo, fatores como envelhecimento, fatores genéticos, danos causados

Leia mais

Lista de Produtos EXPOCOSMÉTICA ACESSÓRIOS DE MODA ALIMENTAÇÃO ASSOCIAÇÕES ESTÉTICA. pág. 1 de 5 mod. 093a.

Lista de Produtos EXPOCOSMÉTICA ACESSÓRIOS DE MODA ALIMENTAÇÃO ASSOCIAÇÕES ESTÉTICA. pág. 1 de 5 mod. 093a. ACESSÓRIOS DE MODA 20521 ACESSÓRIOS DE MODA 21792 ALTA BIJUTARIA 21793 BIJUTARIA 21794 BIJUTARIA PARA O CABELO 21795 PIERCINGS ALIMENTAÇÃO 21796 ALIMENTAÇÃO NATURAL 13461 FIBRAS NATURAIS 14578 LINHA EMAGRECIMENTO

Leia mais

Economizar e Otimizar: balanços de massa e energia online

Economizar e Otimizar: balanços de massa e energia online Economizar e Otimizar: balanços de massa e energia online Gabriel Nascimento Coordenador de engenharia de processos Junho 2017 Agenda 2 Agenda Sobre a Solvay Motivação Balanço de massa e energia Conclusão

Leia mais

FISIOLOGIA DA PELE Conhecimentos Básicos para Atendimento no Varejo TATIANA FERRARA BARROS

FISIOLOGIA DA PELE Conhecimentos Básicos para Atendimento no Varejo TATIANA FERRARA BARROS FISIOLOGIA DA PELE Conhecimentos Básicos para Atendimento no Varejo TATIANA FERRARA BARROS Fisiologia da Pele Conhecimentos Básicos para Atendimento no Varejo SUMÁRIO 1. Introdução... 10 2. Funções da

Leia mais

Desde a escola ouvimos uma antiga definição de que meio ambiente era chamado de tudo o que é vivo, ou seja, todas as coisas que vivem neste planeta e

Desde a escola ouvimos uma antiga definição de que meio ambiente era chamado de tudo o que é vivo, ou seja, todas as coisas que vivem neste planeta e O Meio Ambiente Desde a escola ouvimos uma antiga definição de que meio ambiente era chamado de tudo o que é vivo, ou seja, todas as coisas que vivem neste planeta e estão ligadas a vida dos seres humanos.

Leia mais

Composição química. Profª Maristela. da célula

Composição química. Profª Maristela. da célula Composição química Profª Maristela da célula Compostos inorgânicos Água Sais minerais Compostos orgânicos Carboidratos Lipídios Proteínas Ácidos nucleicos Vitaminas Água Solvente universal Atua no transporte

Leia mais

Soluções Enzimáticas para Tissue Soluções Enzimáticas para TissueBuckman

Soluções Enzimáticas para Tissue Soluções Enzimáticas para TissueBuckman Soluções Enzimáticas para Tissue Soluções Enzimáticas para TissueBuckman Introdução Erika Barbosa Neves - Especialista em Biotecnologia na Buckman desde 2010. - Doutora em Microbiologia com especialização

Leia mais

EQUILIBRIO TÉRMICO ENTRE O HOMEM E O MEIO

EQUILIBRIO TÉRMICO ENTRE O HOMEM E O MEIO EQUILIBRIO TÉRMICO ENTRE O HOMEM E O MEIO Conforto térmico conforto térmico de um ambiente pode ser definido como a sensação de bem-estar experimentada por uma e/ou pela maioria das pessoas. Está relacionada

Leia mais

LISTA N 01-3 A, B, C, D, E CATAGUASES PROF. SÍLVIO QUÍMICA ORGÂNICA 3 BIM. ENTREGAR FOLHA DE RESPOSTAS DIA 16/09/2011 (SEXTA FEIRA)

LISTA N 01-3 A, B, C, D, E CATAGUASES PROF. SÍLVIO QUÍMICA ORGÂNICA 3 BIM. ENTREGAR FOLHA DE RESPOSTAS DIA 16/09/2011 (SEXTA FEIRA) 1 LISTA N 01-3 A, B, C, D, E CATAGUASES - 2011 PROF. SÍLVIO QUÍMICA ORGÂNICA 3 BIM. ENTREGAR FOLHA DE RESPOSTAS DIA 16/09/2011 (SEXTA FEIRA) 1. Outra possibilidade para o seqüestro do CO atmosférico é

Leia mais

Inovações Ambientais do

Inovações Ambientais do Inovações Ambientais do Núcleo de Inovação Consu ltoria Tecnológ gica Estudos Setoriais Química Verde Desenvolvimento de tecnologias e processos sob demanda Eco eficiência Avaliação de Tecnologias Mapeamento

Leia mais

Indicadores de performance ambiental e a sua relação com factores económicos na implementação de MTD no sector têxtil LIFE 07 ENV/PT/000625

Indicadores de performance ambiental e a sua relação com factores económicos na implementação de MTD no sector têxtil LIFE 07 ENV/PT/000625 Indicadores de performance ambiental e a sua relação com factores económicos na implementação de MTD no sector têxtil LIFE 07 ENV/PT/000625 Layman s Report ÂMBITO E OBJECTIVO No sector têxtil não estão

Leia mais

CONTATO: Engº Bruno Rafael A. Silva Especialista em soluções enzimáticas; (11)

CONTATO: Engº Bruno Rafael A. Silva Especialista em soluções enzimáticas; (11) ENZIMAS IMPORTÂNCIA NO REPROCESSAMENTO DE INSTRUMENTAIS CIRÚRGICOS CONTATO: Engº Bruno Rafael A. Silva Especialista em soluções enzimáticas; (11) 9643-8217 1 bruno.silva@quimisa.com.br ENZIMAS IMPORTÂNCIA

Leia mais

Fisiologia do Exercício

Fisiologia do Exercício Fisiologia do Exercício REAÇÕES QUÍMICAS Metabolismo inclui vias metabólicas que resultam na síntese de moléculas Metabolismo inclui vias metabólicas que resultam na degradação de moléculas Reações anabólicas

Leia mais

Curso: Pós-Graduação em Segurança e Higiene do Trabalho

Curso: Pós-Graduação em Segurança e Higiene do Trabalho Curso: Pós-Graduação em Segurança e Higiene do Trabalho Semana 1 2 3 4 5 27/01 28/01 29/01 30/01 04/02 05/02 06/02 11/02 12/02 13/02 18/02 19/02 20/02 25/02 Sessão de Abertura Prof. Doutor João Calado

Leia mais

Novidades! A linha MKMen está ainda melhor e mais completa!! Composta agora por cinco produtos:

Novidades! A linha MKMen está ainda melhor e mais completa!! Composta agora por cinco produtos: Novidades! A linha MKMen está ainda melhor e mais completa!! Composta agora por cinco produtos: Gel de limpeza Facial MKMen Espuma para Barbear MKMen Gel Refrescante Pós-Barba MKMen Loção Hidratante com

Leia mais

MF-431.R-1 - MÉTODO TURBIDIMÉTRICO PARA DETERMINAÇÃO DE SULFATO

MF-431.R-1 - MÉTODO TURBIDIMÉTRICO PARA DETERMINAÇÃO DE SULFATO MF-431.R-1 - MÉTODO TURBIDIMÉTRICO PARA DETERMINAÇÃO DE SULFATO Notas: Revisão aprovada pela Deliberação CECA nº 0102, de 04 de setembro de 1980. Publicada no DOERJ de 18 de setembro de 1980. 1. OBJETIVO

Leia mais

POLIMEROS. Por que estudar Polimeros?

POLIMEROS. Por que estudar Polimeros? POLIMEROS Por que estudar Polimeros? A estrutura dos polimeros afeta suas propriedades e o comportamento dos materiais poliméricos. Exemplos: (1)O grau de cristalinidade influi na massa específica, rigidez,

Leia mais

VIVER BEM ÂNGELA HELENA E A PREVENÇÃO DO CÂNCER NEOPLASIAS

VIVER BEM ÂNGELA HELENA E A PREVENÇÃO DO CÂNCER NEOPLASIAS 1 VIVER BEM ÂNGELA HELENA E A PREVENÇÃO DO CÂNCER NEOPLASIAS 2 3 Como muitas mulheres, Ângela Helena tem uma vida corrida. Ela trabalha, cuida da família, faz cursos e também reserva um tempo para cuidar

Leia mais

CARACTERIZAÇÃO E DISPOSIÇÃO FINAL DOS RESÍDUOS SÓLIDOS GERADOS EM CURTUME (ESTUDO DE CASO)

CARACTERIZAÇÃO E DISPOSIÇÃO FINAL DOS RESÍDUOS SÓLIDOS GERADOS EM CURTUME (ESTUDO DE CASO) CARACTERIZAÇÃO E DISPOSIÇÃO FINAL DOS RESÍDUOS SÓLIDOS GERADOS EM CURTUME (ESTUDO DE CASO) Márcio Fernando Lunardelli Coiado Engenheiro Sanitarista pela UFSC. Engenheiro de Segurança do Trabalho pela UFSCar.

Leia mais

NanoDepil. INCI (ativos): melanin. INDICAÇÕES Uso em géis e emulsões Gel pré-depilatório: 5%

NanoDepil. INCI (ativos): melanin. INDICAÇÕES Uso em géis e emulsões Gel pré-depilatório: 5% NanoDepil INCI (ativos): melanin INDICAÇÕES Uso em géis e emulsões Gel pré-depilatório: 5% A utilização do laser para remoção de pelos não desejados tem se tornado muito difundida na área estética, sendo

Leia mais

Minimização do impacto ambiental do processo de curtume de pele de bovino

Minimização do impacto ambiental do processo de curtume de pele de bovino Minimização do impacto ambiental do processo de curtume de pele de bovino TELMA DA ROCHA SANTOS Novembro de 2015 i Minimização do impacto ambiental do processo de curtume de pele de bovino Telma da Rocha

Leia mais

07/03/2016. Análise de Leite - Continuação. - Fraudes DETERMINAÇÃO DA CRIOSCOPIA DO LEITE

07/03/2016. Análise de Leite - Continuação. - Fraudes DETERMINAÇÃO DA CRIOSCOPIA DO LEITE INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA RIOGRANDE DONORTE ÍNDICE CRIOSCÓPICO OU CRIOSCOPIA É a temperatura na qual o leite se congela; Disciplina: Análise de Alimentos Análise de Leite - Continuação

Leia mais

Práticas ambientais desenvolvidas pela empresa Artecola Indústrias Químicas Fabiano de Quadros Vianna

Práticas ambientais desenvolvidas pela empresa Artecola Indústrias Químicas Fabiano de Quadros Vianna Práticas ambientais desenvolvidas pela empresa Artecola Indústrias Químicas Fabiano de Quadros Vianna Engenheiro Ambiental e de Segurança do Trabalho Coordenador de SMS nas Empresas Artecola Nossos negócios

Leia mais

DEPARTAMENTO DE TECNOLOGIA DE ALIMENTOS

DEPARTAMENTO DE TECNOLOGIA DE ALIMENTOS UNIVERSIDADE FEDERAL DE VIÇOSA DEPARTAMENTO DE TECNOLOGIA DE ALIMENTOS CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE ALIMENTOS GLOSSÁRIO Danilo José P. da Silva Série Sistema de Gestão Ambiental Viçosa-MG/Janeiro/2011 Glossário

Leia mais

Desafios Regulatórios frente as novas Tecnologias. São Paulo- SP 7 agosto 2014 Fátima D Elia

Desafios Regulatórios frente as novas Tecnologias. São Paulo- SP 7 agosto 2014 Fátima D Elia 2014 Desafios Regulatórios frente as novas Tecnologias São Paulo- SP 7 agosto 2014 Fátima D Elia Desafios Regulatórios Cenário Brasileiro: É membro Codex É membro MERCOSUL Temos 2 órgãos regulatórios:

Leia mais

fmvz DENTIÇÃO e MÉTODOS DE IDENTIFICAÇÃO em BUBALINOS Disciplina de Bubalinocultura Prof. Dr. André Mendes Jorge

fmvz DENTIÇÃO e MÉTODOS DE IDENTIFICAÇÃO em BUBALINOS Disciplina de Bubalinocultura Prof. Dr. André Mendes Jorge fmvz Disciplina de Bubalinocultura Resp.: DENTIÇÃO e MÉTODOS DE IDENTIFICAÇÃO em BUBALINOS Dentição comparativa entre Bubalinos e Bovinos 5-6 1/2 ANOS IDOSA IDENTIFICAÇÃO EM BUBALINOS SIMPLES E EFICIENTE;

Leia mais

OCEANOS, MARES E RECURSOS MARINHOS

OCEANOS, MARES E RECURSOS MARINHOS III CICLO DE ESTUDOS ODS - INFORMATIVO 17 IV ENCONTRO 06/2017 OCEANOS, MARES E RECURSOS MARINHOS O D S 1 4 C O N S E R V A R E P R O M O V E R O U S O S U S T E N T Á V E L D O S O C E A N O S, M A R E

Leia mais

Mercado. Concreteiras. Pré-moldados. Infraestrutura

Mercado. Concreteiras. Pré-moldados. Infraestrutura Mercado Concreteiras O concreto dosado em central executado pelas empresas prestadoras de serviços de concretagem, concreteiras, se caracteriza pela sua segurança, praticidade, versatilidade e economia;

Leia mais

Detergente Líquido Vivid Colours

Detergente Líquido Vivid Colours Detergente Líquido Vivid Colours Qual é a diferença entre a nova versão do Detergente Líquido Vivid Colours e a versão anterior? A nova versão do Detergente Líquido Vivid Colour contém enzimas ativas que

Leia mais

Especialidades Químicas Auxiliam na Otimização das Máquinas de Papel

Especialidades Químicas Auxiliam na Otimização das Máquinas de Papel Especialidades Químicas Auxiliam na Otimização das Máquinas de Papel Eloir Antonio G Pianca Buckman Laboratórios Ltda Palavraschave Retenção Drenagem Química da Parte Úmida Controle de Depósitos A velocidade

Leia mais

Curso Técnico em Análises Químicas Microbiologia. Meios de cultura

Curso Técnico em Análises Químicas Microbiologia. Meios de cultura Curso Técnico em Análises Químicas Microbiologia Meios de cultura DEFINIÇÃO: Formulações químicas (associação qualitativa e quantitativa) Nutrientes necessários Multiplicação (desenvolvimento, cultivo)

Leia mais

ENZIMAS. Faculdade Maurício de Nassau Cursos de Biomedicina, Enfermagem, Farmácia e Fisioterapia Disciplina de Bioquímica. Prof.: Me.

ENZIMAS. Faculdade Maurício de Nassau Cursos de Biomedicina, Enfermagem, Farmácia e Fisioterapia Disciplina de Bioquímica. Prof.: Me. Faculdade Maurício de Nassau Cursos de Biomedicina, Enfermagem, Farmácia e Fisioterapia Disciplina de Bioquímica ENZIMAS Prof.: Me. Allysson Haide 1 O que será abordado sobre as enzimas? Introdução às

Leia mais

Sabias que as pilhas demoram cerca de 100 a 500 anos a decompor-se? Deposita-as no pilhão! TAR 3ºD

Sabias que as pilhas demoram cerca de 100 a 500 anos a decompor-se? Deposita-as no pilhão! TAR 3ºD Sabias que as pilhas demoram cerca de 100 a 500 anos a decompor-se? Deposita-as no pilhão! TAR 3ºD Reduz a poluição nas ruas, não deites lixo para o chão Enche os ecopontos e não o chão. TAR 3ºD O tempo

Leia mais

Redução da contagem bacteriana na propriedade

Redução da contagem bacteriana na propriedade Redução da contagem bacteriana na propriedade Marcos Veiga dos Santos Agenda Fontes de contaminação do leite Redução da Contagem Bacteriana Total (CBT); Limpeza de equipamentos e utensílios Resfriamento

Leia mais

The ultimate laser technology

The ultimate laser technology DepilSHRSaçãso a Laser SHLR (Super HairLazerL Removal), máquina de última geração. DepilaçãoLL a Laser sem dor, para todo o tipo de peles e pêlos. Laser SHR The ultimate laser technology Depilação a Laser

Leia mais

Apresentação. Estrutura

Apresentação. Estrutura Apresentação A MATCHEM é uma empresa brasileira focada no desenvolvimento de soluções inteligentes e produtos de qualidade para a indústria do concreto. Atuando no mercado de aditivos para concreto desde

Leia mais

Fluxo de energia e ciclos de matéria

Fluxo de energia e ciclos de matéria Fluxo de energia e ciclos de matéria Transferência de matéria e energia num ecossistema Praticamente toda a energia necessária à vida na Terra provém do Sol. Este é por isso a principal fonte de energia

Leia mais

DIREÇÃO DE COMPROVAÇÃO DA QUALIDADE. Controlo laboratorial de produtos para depilação: análise de ácido tioglicólico

DIREÇÃO DE COMPROVAÇÃO DA QUALIDADE. Controlo laboratorial de produtos para depilação: análise de ácido tioglicólico DIREÇÃO DE COMPROVAÇÃO DA QUALIDADE Controlo laboratorial de produtos para depilação: análise de ácido tioglicólico Enquadramento No âmbito da monitorização do mercado nacional de Produtos Cosméticos,

Leia mais

COMO MANTER CARNÍVOROS DE ESTIMAÇÃO EM UM PLANETA FAMINTO?

COMO MANTER CARNÍVOROS DE ESTIMAÇÃO EM UM PLANETA FAMINTO? COMO MANTER CARNÍVOROS DE ESTIMAÇÃO EM UM PLANETA FAMINTO? Flávia Maria de Oliveira Borges Saad Médica Veterinária, MSc., Dra Nutrição Animal Universidade Federal de Lavras - DZO - UFLA INTERAÇÃO HOMEM

Leia mais

09 OUT - 14H00 16H00 ECODESIGN: EMPREENDEDORISMO AMIGO DO AMBIENTE

09 OUT - 14H00 16H00 ECODESIGN: EMPREENDEDORISMO AMIGO DO AMBIENTE Ecodesign: Empreendedorismo amigo do Ambiente designers de diversas áreas vão apresentar trabalhos e projetos que aliam o empreendedorismo à sustentabilidade ecológica. O objetivo do seminário é divulgar

Leia mais

SUCROENERGÉTICO ÁLCOOL E AÇÚCAR. O setor sucroenergético conta com a ajuda da Prozyn para vencer os desafios crescentes neste mercado.

SUCROENERGÉTICO ÁLCOOL E AÇÚCAR. O setor sucroenergético conta com a ajuda da Prozyn para vencer os desafios crescentes neste mercado. SUCROENERGÉTICO ÁLCOOL E AÇÚCAR O setor sucroenergético conta com a ajuda da Prozyn para vencer os desafios crescentes neste mercado. Apoiado em sólida experiência e amplo portfólio de enzimas, nosso time

Leia mais

Curso: Pós-Graduação em Segurança e Higiene do Trabalho

Curso: Pós-Graduação em Segurança e Higiene do Trabalho Curso: Pós-Graduação em Segurança e Higiene do Trabalho Semana 1 16/02 2ª Feira 17/02 18/02 Sessão de Abertura Prof. Doutor João Calado ---------- 19/02 2 02/03 03/03 04/03 09/03 3 10/03 11/03 16/03 4

Leia mais

Bioquímica. Sabadão CSP especial Prof. Felipe Fernandes Prof. João Leite

Bioquímica. Sabadão CSP especial Prof. Felipe Fernandes Prof. João Leite Bioquímica Sabadão CSP especial Prof. Felipe Fernandes Prof. João Leite 1. Água 2. Sais Minerais 4. Os sais minerais são essenciais em uma alimentação saudável, pois exercem várias funções reguladoras

Leia mais

Aula 08 SOLOS COM ESTABILIZANTES ORGÂNICOS. Eng. Civil Augusto Romanini (FACET Sinop) Sinop - MT 2016/1

Aula 08 SOLOS COM ESTABILIZANTES ORGÂNICOS. Eng. Civil Augusto Romanini (FACET Sinop) Sinop - MT 2016/1 UNIVERSIDADE DO ESTADO DE MATO GROSSO CAMPUS DE SINOP FACULDADE DE CIÊNCIAS EXATAS E TECNOLÓGIAS CURSO DE ENGENHARIA CIVIL TÉCNICAS DE MELHORAMENTO DE SOLOS Aula 08 SOLOS COM ESTABILIZANTES ORGÂNICOS Eng.

Leia mais

O DESAFIO DO ACESSO À ÁGUA E SANEAMENTO NO CONTEXTO DO DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL PERSPECTIVAS PARA OS PRÓXIMOS QUINZE ANOS

O DESAFIO DO ACESSO À ÁGUA E SANEAMENTO NO CONTEXTO DO DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL PERSPECTIVAS PARA OS PRÓXIMOS QUINZE ANOS O DESAFIO DO ACESSO À ÁGUA E SANEAMENTO NO CONTEXTO DO DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL PERSPECTIVAS PARA OS PRÓXIMOS QUINZE ANOS Antonio da Costa Miranda Neto Fórum Pernambucano de Construção Sustentável,

Leia mais

GUIA DE COMO CUIDAR DA BARBA BARBASESTILOSAS.COM

GUIA DE COMO CUIDAR DA BARBA BARBASESTILOSAS.COM GUIA DE COMO CUIDAR DA BARBA BARBASESTILOSAS.COM Indice Introdução 3 Cuidados com a Barba 4 Limpeza 5 Hidratação 8 Conclusão 10 Sobre o Barbas Estilosas 11 Introdução Ter uma barba, não é algo tão simples

Leia mais

Exercícios Equilíbrio Iônico

Exercícios Equilíbrio Iônico Exercícios Equilíbrio Iônico 1. O ph tem uma importância significativa nos processos de laboratório, da indústria e dos organismos vivos. Ele pode ser avaliado de forma simples, usando-se substâncias chamadas

Leia mais

RootBioTec HO: Previne a perda capilar - garante um cabelo mais cheio

RootBioTec HO: Previne a perda capilar - garante um cabelo mais cheio RootBioTec HO: Previne a perda capilar - garante um cabelo mais cheio A perda de cabelo tem várias causas Volume normal do cabelo: 100,000-150,000 cabelos Para manter um volume normal, o cabelo deve ser

Leia mais

Rota de Aprendizagem 2015/16 8.º Ano

Rota de Aprendizagem 2015/16 8.º Ano Projeto 1 Condições que permitem a vida na Terra Ciências Naturais Compreender o ambiente! Tempo Previsto: 1 quinzena 1.ª Fase: Posição da Terra no Sistema Solar 2.ª Fase: Condições da Terra que permitem

Leia mais

OFERTA ATELIERS CURTIR CIÊNCIA

OFERTA ATELIERS CURTIR CIÊNCIA CURTIR CIÊNCIA O Curtir Ciência Centro Ciência Viva de Guimarães promove a cultura científica e tecnológica. Instalado na Antiga Fábrica de Curtumes Âncora, na Zona de Couros, é uma parceria entre a Câmara

Leia mais

PROCESSOS QUÍMICOS INDUSTRIAIS I

PROCESSOS QUÍMICOS INDUSTRIAIS I PROCESSOS QUÍMICOS INDUSTRIAIS I INDÚSTRIAS DE CLORO-ÁLCALIS INTRODUÇÃO INDÚSTRIAS DE CLORO-ÁLCALIS: Na 2 CO 3 SODA CÁUSTICA NaOH CLORO Essas substâncias estão entre as mais importantes das indústrias

Leia mais

NÚCLEO DE ESTUDOS & APERFEIÇOAMENTO CIENTÍFICO NEAC

NÚCLEO DE ESTUDOS & APERFEIÇOAMENTO CIENTÍFICO NEAC NÚCLEO DE ESTUDOS & APERFEIÇOAMENTO CIENTÍFICO NEAC Projeto Produção de Biofertilizante a partir do lodo de Curtume de Pele de Peixe O produto Couro de Peixe Tilápia O produto Couro de Peixe Corvina O

Leia mais

HIDRATAÇÃO. Hidratação e microestrutura

HIDRATAÇÃO. Hidratação e microestrutura LIGANTES HIDRÓFILOS CIMENTOS HIDRATAÇÃO Hidratação e microestrutura Cimento endurecimento lento Principalmente por causa da belite Por isso, NUNCA se considera que as reacções se completaram, mas sim que

Leia mais

Alvará de Licença para a Realização de Operação de Gestão de Resíduos N.º 00029/2012 emitido pela CCDR-LVT.

Alvará de Licença para a Realização de Operação de Gestão de Resíduos N.º 00029/2012 emitido pela CCDR-LVT. Alvará de Licença para a Realização de Operação de Gestão de Resíduos N.º 00029/2012 emitido pela CCDR-LVT. Código LER Designação 01 - Resíduos da prospeção e exploração de minas e pedreiras, bem como

Leia mais

RACIONALIZAÇÃO DO VOLUME DE ÁGUA UTILIZADA NO PROCESSO DE LAVAGEM DA DESCALCINAÇÃO NO CURTIMENTO DE PELES BOVINAS

RACIONALIZAÇÃO DO VOLUME DE ÁGUA UTILIZADA NO PROCESSO DE LAVAGEM DA DESCALCINAÇÃO NO CURTIMENTO DE PELES BOVINAS UNIVERSIDADE FEDERAL DE MATO GROSSO DO SUL INDUSTRIA E COMÉRCIO DE COUROS DO PANTANAL CARLA NÚBIA DE SOUZA EDSON ANTÔNIO DE FREITAS CARLOS NOBUYOSHI IDE MARIA LÚCIA RIBEIRO RACIONALIZAÇÃO DO VOLUME DE

Leia mais

DEJETOS DE SUÍNOS COMO FONTE PROTÉICA. DE PIAUÇU (Leporinus p macrocephalus).

DEJETOS DE SUÍNOS COMO FONTE PROTÉICA. DE PIAUÇU (Leporinus p macrocephalus). DEJETOS DE SUÍNOS COMO FONTE PROTÉICA ALTERNATIVA PARA ALEVINOS DE PIAUÇU (Leporinus p macrocephalus). ) LUCIENE DE MORAES GARCIA LUCIENE DE MORAES GARCIA MSc em Ciência Ambiental / UFF lmoraesgarcia@yahoo.com.br

Leia mais