A Governadora do Estado do Rio de Janeiro, Faço saber que a Assembléia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro decreta e eu sanciono a seguinte Lei:

Save this PDF as:
Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "A Governadora do Estado do Rio de Janeiro, Faço saber que a Assembléia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro decreta e eu sanciono a seguinte Lei:"

Transcrição

1 Page 1 of 9 LEI Nº 4.787, DE 26 DE JUNHO DE DISPÕE SOBRE O QUADRO DE PESSOAL E O PLANO DE CARREIRAS DO TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO. A Governadora do Estado do Rio de Janeiro, Faço saber que a Assembléia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro decreta e eu sanciono a seguinte Lei: CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES Art. 1º - Esta Lei dispõe sobre o Quadro de Pessoal e o Plano de Carreiras do Tribunal de Contas do Estado do Rio de Janeiro TCE-RJ. Art. 2º - As disposições desta Lei aplicam-se aos servidores ativos e, no que couber, aos servidores inativos e aos pensionistas dos servidores falecidos do Tribunal de Contas do Estado do Rio de Janeiro. CAPÍTULO II DO QUADRO DE PESSOAL Art. 3º - O Quadro de Pessoal do Tribunal de Contas do Estado do Rio de Janeiro compreende os cargos de provimento efetivo, que desenvolvem atividades exclusivas de Estado, e os de provimento em comissão. Art. 4º - Compõem o Quadro de Pessoal do Tribunal de Contas do Estado do Rio de Janeiro, o cargo isolado de Procurador do Ministério Público Especial junto ao Tribunal de Contas do Estado do Rio de Janeiro e as carreiras de: I Analista de Controle Externo; II - Técnico de Controle Externo; III Auxiliar de Controle Externo; IV Procurador do Tribunal de Contas do Estado do Rio de Janeiro. 1º - A carreira de Analista de Controle Externo é integrada pelos cargos de Analista Área de Controle Externo e Analista Área Organizacional. 2º - A carreira de Técnico de Controle Externo é integrada pelos cargos de Técnico. 3º - A carreira de Auxiliar de Controle Externo é integrada pelos cargos de Motorista-Segurança, Auxiliar Administrativo e Auxiliar de Serviço Especializado. 4º - O cargo isolado de Procurador do Ministério Público Especial junto ao Tribunal de Contas do Estado do Rio de Janeiro e a carreira de Procurador da Procuradoria- Geral do Tribunal de Contas do Estado do Rio de Janeiro, que compõem o Corpo Jurídico do Órgão, são regulados por legislação própria, nos termos da Constituição do Estado do Rio de Janeiro. Art. 5º - O quantitativo dos cargos que compõem o Quadro de Pessoal do Tribunal de Contas do Estado do Rio de Janeiro é o constante do Anexo I. Art. 6º - Os cargos das carreiras de Analista de Controle Externo, Técnico de Controle Externo e Auxiliar de Controle Externo são escalonados em, e Categorias, subdivididas em índices conforme estabelecido no Anexo II. 1º Categoria é o segmento de índices integrante do cargo, que delimita a gradação

2 Page 2 of 9 para efeito de desenvolvimento funcional na carreira, segundo critérios de temporalidade e de desempenho funcional. 2º - Índice é a posição na escala de vencimentos da carreira. 3º - Os cargos das carreiras de que trata o caput deste artigo poderão ser divididos em especialidades, na forma disposta em regulamento. Art. 7º - A investidura em cargo de provimento efetivo dar-se-á, exclusivamente, por habilitados em concurso público de provas, ou de provas e títulos, no índice inicial da categoria inicial do respectivo cargo. Art. 8º - Os cargos em comissão, de livre nomeação e exoneração, destinam-se a atender às atribuições de direção, chefia e assessoramento. 1º - Os cargos em comissão integrantes da estrutura da Secretaria-Geral de Controle Externo são privativos de servidores efetivos do Quadro de Pessoal do Tribunal de Contas do Estado do Rio de Janeiro. 2º - A competência dos cargos em comissão e as atribuições de seus titulares serão definidas em regulamento. CAPÍTULO III DAS CARREIRAS Art. 9º - É vedado aos ocupantes dos cargos das carreiras de que trata este Capítulo valer-se do cargo para lograr proveito pessoal em detrimento da dignidade da função pública, bem como participar de sociedade empresária, na forma da lei. Seção I Do Analista de Controle Externo Subseção I Do Ingresso Art Os cargos da carreira de Analista de Controle Externo são acessíveis a todos que preencham, dentre outros estabelecidos em lei, os seguintes requisitos: I ter concluído curso de nível superior, em escola oficial ou reconhecida, em uma das formações exigidas em edital; II ter conduta pública e particular irrepreensível; não haver sido demitido, em qualquer época, do serviço público, nem registrar antecedentes criminais incompatíveis com o exercício do cargo; III comprovar pelo menos 2 (dois) anos de prática profissional para o cargo de Analista - Área de Controle Externo. Parágrafo único - O edital do concurso fixará a oportunidade e a forma para a comprovação dos requisitos de que trata este artigo. Subseção II Das Atribuições e das Vedações Art Compete ao Analista - Área de Controle Externo desenvolver as seguintes ações de controle externo, necessárias ao exercício, pelo Corpo Deliberativo, das funções institucionais do Tribunal de Contas do Estado do Rio de Janeiro: I - emitir parecer das contas, atos e demais procedimentos sujeitos à apreciação, registro ou julgamento pelo Tribunal de

3 Page 3 of 9 Contas do Estado do Rio de Janeiro; II executar inspeções e auditorias a cargo do Tribunal de Contas do Estado do Rio de Janeiro; III - executar todos os demais atos de fiscalização de competência do Tribunal de Contas do Estado do Rio de Janeiro, de forma a permitir ao Corpo Deliberativo a necessária apreciação ou julgamento. Art Compete ao Analista Área Organizacional desenvolver, dentre outras, as seguintes ações: I proceder ao acompanhamento e desenvolvimento organizacional do Tribunal de Contas do Estado do Rio de Janeiro; II dar cumprimento às decisões dos órgãos deliberativos do Tribunal de Contas do Estado do Rio de Janeiro; III prestar suporte especializado ao controle externo, quando requisitado. Art Normas complementares ao exercício das atribuições dos ocupantes dos cargos da carreira de que trata esta Subseção serão estabelecidas em regulamento. Art Aplicam-se aos ocupantes dos cargos de Analista Área de Controle Externo, além de outras estabelecidas em lei, as seguintes vedações: I exercer atividade profissional ou representação legal direta ou indiretamente, ainda que por meio de pessoa jurídica: a) com a Administração Pública direta e indireta que esteja sob a jurisdição do Tribunal de Contas do Estado do Rio de Janeiro; b) com Partidos Políticos; c) com pessoa física ou jurídica que esteja ou tenha estado sob a jurisdição do Tribunal de Contas do Estado do Rio de Janeiro, nos últimos 3 (três) anos. II exercer atividade político-partidária, ressalvada a filiação e o direito de afastar-se para exercer cargo eletivo ou a ele concorrer. Seção II Do Técnico de Controle Externo Subseção I Do Ingresso Art Para ingresso na carreira de Técnico de Controle Externo serão exigidos, dentre outros estabelecidos em lei, os seguintes requisitos: I - ter concluído curso de nível médio ou técnico equivalente, em escola oficial ou reconhecida; II ter conduta pública e particular irrepreensível; não haver sido demitido, em qualquer época, do serviço público, nem registrar antecedentes criminais incompatíveis com o exercício do cargo. Parágrafo único - O edital do concurso fixará a oportunidade e a forma para a comprovação dos requisitos de que trata este artigo.

4 Page 4 of 9 Subseção II Das Atribuições Art Compete ao Técnico desenvolver, dentre outras que lhe forem conferidas em regulamento, as atividades de apoio técnico necessárias às ações de controle externo, ao acompanhamento e desenvolvimento organizacional e ao cumprimento das decisões dos órgãos deliberativos do Tribunal de Contas do Estado do Rio de Janeiro. Seção III Do Auxiliar de Controle Externo Art Compete ao Motorista-Segurança a condução de veículo a serviço do Tribunal de Contas do Estado do Rio de Janeiro, zelando pela manutenção e perfeitas condições de funcionamento da viatura. Art Compete ao Auxiliar Administrativo executar tarefas de suporte administrativo, de acordo com sua especialização, nos diversos órgãos do Tribunal de Contas do Estado do Rio de Janeiro. Art Compete ao Auxiliar de Serviço Especializado executar tarefas de manutenção e reparo, zelando pela conservação predial, e orientar e fiscalizar os serviços executados nas dependências do Tribunal de Contas do Estado do Rio de Janeiro, de acordo com sua especialização. Art Normas complementares ao exercício das atribuições dos ocupantes dos cargos da carreira de que trata esta Seção serão estabelecidas em regulamento. Art Os cargos da carreira de Auxiliar de Controle Externo serão extintos à medida que vagarem. CAPÍTULO IV DO DESENVOLVIMENTO FUNCIONAL Art O desenvolvimento funcional nas carreiras de Analista de Controle Externo, Técnico de Controle Externo e Auxiliar de Controle Externo ocorrerá mediante progressão funcional e promoção, respeitados os limites legais das despesas com pessoal. 1º - Progressão funcional é a passagem do servidor para o índice de vencimento imediatamente superior dentro de uma mesma categoria e dar-se-á, automaticamente, a cada 3 (três) anos de efetivo exercício no Tribunal de Contas do Estado do Rio de Janeiro, observadas as hipóteses de interrupção e de impedimento definidos em regulamento. 2º - Promoção é a passagem do servidor do último índice de uma categoria para o primeiro índice da categoria imediatamente superior, mediante avaliação de desempenho funcional através de critérios objetivos dispostos em regulamento e atendidas as condições estabelecidas no parágrafo anterior.

5 Page 5 of 9 CAPÍTULO V DA REMUNERAÇÃO Art Ficam absorvidas no valor do Índice 1000 da tabela de escalonamento vertical, a parcela específica que atualmente compõe o valor dos índices e as vantagens pecuniárias de que tratam o art. 24, inciso VIII, do Decreto-lei nº 220, de 18 de julho de 1975, e o art. 166 do Decreto nº 2.479, de 08 de março de 1979, pelo maior percentual concedido, calculado sobre o vencimento-base. Art Os valores dos índices da tabela constante do Anexo II guardam, entre si, a diferença de 10% (dez por cento) do Índice Art A Gratificação de que tratam os arts. 9 e 10 da Le i n 1.103, de 26 de dezembro de 1986, com as alterações posteriores, passa a denominar-se Gratificação de Controle Externo. Art O limite máximo de concessão, no âmbito do Tribunal de Contas do Estado do Rio de Janeiro, da Gratificação de que trata o art. 13 da Lei nº 1.103, de 26 de dezembro de 1986, é de 100% (cem por cento) do vencimento, em razão da absorção estabelecida no art. 23, vedada sua percepção cumulativa com a Gratificação de Controle Externo. Art Até que sejam definidos, pelo Conselho Superior de Administração, os percentuais e critérios de concessão, suspensão e cancelamento das Gratificações referidas nos arts. 25 e 26, os servidores que as percebem terão seu percentual reduzido à metade do limite máximo atualmente estabelecido. Art Aos servidores cuja Gratificação de Representação de Gabinete é atualmente devida no limite de 100% (cem por cento) estabelecido em lei, fica assegurada sua percepção no correspondente a 35% (trinta e cinco por cento) do vencimento, até que sejam revistos, pelo Conselho Superior de Administração, os critérios e percentuais de sua concessão e cancelamento. Art Aos servidores ocupantes dos cargos das carreiras de Analista de Controle Externo, de Técnico de Controle Externo, e de Auxiliar de Controle Externo, poderá ser atribuído Adicional de Qualificação Funcional AQF, em razão dos conhecimentos adicionais adquiridos através de ações de capacitação, em áreas de interesse do Tribunal de Contas do Estado do Rio de Janeiro, na forma estabelecida em regulamento, além de outras vantagens previstas em lei. Parágrafo único - O adicional de que trata o caput deste artigo terá como alcance máximo 10% (dez por cento) incidente sobre o valor do vencimento do servidor. Art Ficam extintas as gratificações concedidas exclusivamente aos ocupantes das carreiras de nível médio e fundamental, ressalvada a que se refere o art. 26. Art Fica estabelecido o dia 1º de maio de cada ano para a revisão geral anual assegurada pelo art. 37, inciso X, da Constituição Federal. Art Caso a implantação dos novos valores de vencimento e gratificações de que trata este Capítulo resulte em decréscimo de remuneração, será o servidor enquadrado no próximo índice que lhe assegure a irredutibilidade garantida pela Constituição Federal. Parágrafo único. O enquadramento a que se refere o caput será considerado antecipação do desenvolvimento funcional previsto no art. 22. CAPÍTULO VI

6 Page 6 of 9 DAS DISPOSIÇÕES FINAIS E TRANSITÓRIAS Art Os atuais titulares dos cargos de Técnico de Controle Externo, Níveis IV e V, serão enquadrados nos cargos de Analista - Área de Controle Externo, da carreira de Analista de Controle Externo. Art Os atuais titulares dos cargos de Técnico em Atividades de Apoio ao Controle Externo, Níveis IV e V, serão enquadrados nos cargos de Analista - Área Organizacional, da carreira de Analista de Controle Externo. Art Os atuais titulares dos cargos de Técnico de Controle Externo, Nível III, e de Técnico em Atividades de Apoio ao Controle Externo, Nível III, serão enquadrados nos cargos de Técnico da carreira de Técnico de Controle Externo. Art Os atuais titulares dos cargos de Motorista Oficial-Segurança e Agente de Serviço Especializado, Níveis II e III, serão enquadrados, respectivamente, nos cargos de Motorista-Segurança e de Auxiliar Administrativo, da carreira de Auxiliar de Controle Externo. Art Os atuais titulares dos cargos de Agente de Serviço Especializado, Nível I, serão enquadrados nos cargos de Auxiliar de Serviço Especializado, da carreira de Auxiliar de Controle Externo. Art Aos servidores fica assegurada a opção, de forma irretratável, em até 60 dias da data de publicação desta Lei, pela permanência na situação existente. 1º - Os cargos dos servidores optantes, ao vagarem, serão transformados em cargos de Analista Área de Controle Externo, sem aumento de despesa. 2º - À remuneração dos servidores optantes aplicam-se apenas os reajustes gerais devidos aos servidores públicos estaduais. Art Para o enquadramento nas categorias e índices dos cargos das carreiras do novo Quadro de Pessoal fixado por esta Lei, será observado o tempo de efetivo exercício no Tribunal de Contas do Estado do Rio de Janeiro, mantidos a natureza das atribuições e o grau de responsabilidade e complexidade das carreiras originárias, independente da nova nomenclatura adotada, e observadas as hipóteses de interrupção e de impedimento definidos em regulamento. Parágrafo único - Em nenhuma hipótese será o servidor enquadrado em índice inferior ao atualmente ocupado. Art A execução das atribuições e competências dos órgãos que compõem a estrutura da Secretaria-Geral de Controle Externo é exclusiva de servidores efetivos do Quadro de Pessoal do Tribunal de Contas do Estado do Rio de Janeiro. Art A jornada normal de trabalho dos servidores do Tribunal de Contas do Estado do Rio de Janeiro é de 40 (quarenta) horas semanais. Parágrafo único - Observado o interesse da Administração e demais condições estabelecidas em regulamento, poderá ser facultado aos servidores de que trata o caput optar por jornada de trabalho inferior, com remuneração proporcional. Art O Tribunal de Contas do Estado do Rio de Janeiro editará, no prazo de 90 dias do início da vigência desta Lei, os atos necessários à implementação das disposições pendentes de regulamentação.

7 Page 7 of 9 Art Os efeitos financeiros resultantes da execução desta Lei correrão à conta de dotações orçamentárias próprias, consignadas ao Tribunal de Contas do Estado do Rio de Janeiro, ficando o Poder Executivo autorizado à abertura dos créditos suplementares necessários à implementação do Plano. Art Esta Lei entrará em vigor na data de sua publicação, ficando o acréscimo de remuneração decorrente efetivado em 24 (vinte e quatro) meses, a contar do mês de julho do corrente. Rio de Janeiro, em 29 de junho de ROSINHA GAROTINHO Governadora ANEXOS ANEXO II COM NOVA REDAÇÃO DADA PELA LEI Nº 5964/2011 ANEXO II Carreira Cargo Categoria Índice Analista de Controle Externo Analista - Área de Controle Externo Analista - Área Organizacional

8 Page 8 of Carreira Cargo Categoria Índice Técnico de Controle Externo Técnico ANEXO II Carreira Cargo Categoria Índice Motorista-Segurança Auxiliar de Controle Externo Auxiliar Administrativo Auxiliar de Serviço Especializado

9 Page 9 of

O GOVERNADOR DO ESTADO DO PIAUÍ. FAÇO saber que o Poder Legislativo do Estado decreta e eu sanciono a seguinte Lei: CAPÍTULO I

O GOVERNADOR DO ESTADO DO PIAUÍ. FAÇO saber que o Poder Legislativo do Estado decreta e eu sanciono a seguinte Lei: CAPÍTULO I LEI ORDINÁRIA Nº 5.673 DE 1 DE AGOSTO DE 2007 Dispõe sobre o Plano de Cargos e Salários do Quadro Efetivo de Pessoal do Tribunal de Contas do Estado do Piauí. O GOVERNADOR DO ESTADO DO PIAUÍ FAÇO saber

Leia mais

RIO GRANDE DO NORTE LEI COMPLEMENTAR Nº 423, DE 31 DE MARÇO DE 2010

RIO GRANDE DO NORTE LEI COMPLEMENTAR Nº 423, DE 31 DE MARÇO DE 2010 RIO GRANDE DO NORTE LEI COMPLEMENTAR Nº 423, DE 31 DE MARÇO DE 2010 Reajusta o piso remuneratório dos servidores públicos efetivos da Secretaria de Estado da Saúde Pública, contido no Anexo I da Lei Complementar

Leia mais

LEI Nº 1.275/2013. CNPJ. nº / Praça Padre Francisco Pedro da Silva, nº 145- Centro CEP: OURICURI-PERNAMBUCO

LEI Nº 1.275/2013. CNPJ. nº / Praça Padre Francisco Pedro da Silva, nº 145- Centro CEP: OURICURI-PERNAMBUCO LEI Nº 1.275/2013 Ementa:Dispõe sobre o Plano de Cargos, Carreira e Vencimentos dos Servidores da Prefeitura Municipal de Ouricuri, Estado de Pernambuco e dá outras providências. O PREFEITO DO MUNICÍPIO

Leia mais

LEI COMPLEMENTAR Nº 1.217, DE 12 DE NOVEMBRO DE 2013

LEI COMPLEMENTAR Nº 1.217, DE 12 DE NOVEMBRO DE 2013 LEI COMPLEMENTAR Nº 1.217, DE 12 DE NOVEMBRO DE 2013 Altera a Lei Complementar nº 1.111, de 25 de maio de 2010, que institui o Plano de Cargos e Carreiras dos servidores do Tribunal de Justiça do Estado

Leia mais

LEI Nº , DE 15 DE DEZEMBRO DE 2006

LEI Nº , DE 15 DE DEZEMBRO DE 2006 CÂMARA DOS DEPUTADOS Centro de Documentação e Informação LEI Nº 11.416, DE 15 DE DEZEMBRO DE 2006 Dispõe sobre as Carreiras dos Servidores do Poder Judiciário da União; revoga as Leis nºs 9.421, de 24

Leia mais

RESOLUÇÃO CONSELHO DIRETOR Nº 021/10 (Processo nºª 9062/08)

RESOLUÇÃO CONSELHO DIRETOR Nº 021/10 (Processo nºª 9062/08) RESOLUÇÃO CONSELHO DIRETOR Nº 021/10 (Processo nºª 9062/08) Dispõe sobre a Estruturação do Plano de Classificação de Cargos e Carreiras do corpo técnico-administrativo da Fundação Santo André, estabelece

Leia mais

O GOVERNADOR DO ESTADO DE SÃO PAULO:

O GOVERNADOR DO ESTADO DE SÃO PAULO: Lei Complementar nº 1.125, de 1º de julho de 2010 Cria o Quadro de Pessoal da Agência Reguladora de Serviços Públicos Delegados de do Estado de São Paulo QP-ARTESP e dá providências correlatas. O GOVERNADOR

Leia mais

Legislação Aplicável ao MP-BA

Legislação Aplicável ao MP-BA Legislação Aplicável ao MP-BA Lei 8.966/03 Reestrutura o Plano de Carreira do Ministério Público do Estado da Bahia Professor Mateus Silveira www.acasadoconcurseiro.com.br Legislação Aplicável ao MP-BA

Leia mais

BANCO CENTRAL DO BRASIL

BANCO CENTRAL DO BRASIL LEI Nº 8.911 DE 11 DE JULHO DE 1994 Dispõe sobre a remuneração dos cargos em comissão, define critérios de incorporação de vantagens de que trata a Lei nº 8.112, de 11 de dezembro de 1990, no âmbito do

Leia mais

LEI COMPLEMENTAR Nº 418, DE 31 DE MARÇO DE 2010.

LEI COMPLEMENTAR Nº 418, DE 31 DE MARÇO DE 2010. Governo do Estado do Rio Grande do Norte Gabinete Civil Coordenadoria de Controle dos Atos Governamentais LEI COMPLEMENTAR Nº 418, DE 31 DE MARÇO DE 2010. Institui o Plano de Cargos e Remuneração para

Leia mais

O GOVERNADOR DO ESTADO DE PERNAMBUCO

O GOVERNADOR DO ESTADO DE PERNAMBUCO LEI Nº 11.200 DE 30/01/1995 (DOPE 31/01/1995) ESTRUTURA ADMINISTRATIVA DO ESTADO NOTA 1: Os cargos em comissão fixados nesta Lei, foram extintos pelo Art. 16 da Lei nº 11.629, de 28 de janeiro de 1999.

Leia mais

CAPÍTULO VIII DA PROGRESSÃO

CAPÍTULO VIII DA PROGRESSÃO 1º Para a concessão da Licença Sabática prevista neste artigo, o servidor deverá assumir o compromisso de permanência na FAETEC por um período correspondente ao dobro do período da Licença. 2º A Licença

Leia mais

RIO GRANDE DO NORTE LEI COMPLEMENTAR Nº 430, DE 1º DE JULHO DE 2010

RIO GRANDE DO NORTE LEI COMPLEMENTAR Nº 430, DE 1º DE JULHO DE 2010 RIO GRANDE DO NORTE LEI COMPLEMENTAR Nº 430, DE 1º DE JULHO DE 2010 Institui o Plano de Cargos, Salários e Carreiras dos servidores da Controladoria Geral do Estado do Rio Grande do Norte, e dá outras

Leia mais

lei complementar 1.158, de

lei complementar 1.158, de Página 1 de 11 LEI COMPLEMENTAR Nº 1.158, DE 2 DE DEZEMBRO DE 2011 Dispõe sobre a reclassificação dos vencimentos e salários dos servidores integrantes das classes regidas pela Lei Complementar nº 1.080,

Leia mais

Faço saber que a Assembléia Legislativa decretou e eu sanciono a seguinte Lei:

Faço saber que a Assembléia Legislativa decretou e eu sanciono a seguinte Lei: LEI COMPLEMENTAR Nº 31 O GOVERNADOR DO ESTADO DO ESPÍRITO SANTO Faço saber que a Assembléia Legislativa decretou e eu sanciono a seguinte Lei: TITULO I Das Disposições Preliminares Art. 1º - Fica criada

Leia mais

ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DO ESTADO DE MATO GROSSO SECRETARIA DE SERVIÇOS LEGISLATIVOS LEI COMPLEMENTAR Nº 79, DE 13 DE DEZEMBRO DE 2000 D.O

ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DO ESTADO DE MATO GROSSO SECRETARIA DE SERVIÇOS LEGISLATIVOS LEI COMPLEMENTAR Nº 79, DE 13 DE DEZEMBRO DE 2000 D.O Autor: Poder Executivo LEI COMPLEMENTAR Nº 79, DE 13 DE DEZEMBRO DE 2000 D.O. 13.12.00. Dispõe sobre o subsídio dos integrantes do Grupo TAF - Tributação, Arrecadação e Fiscalização. O GOVERNADOR DO ESTADO

Leia mais

Anteprojeto de Lei Complementar nº, de de de Faço saber que a Assembléia Legislativa decreta e eu promulgo a seguinte lei complementar:

Anteprojeto de Lei Complementar nº, de de de Faço saber que a Assembléia Legislativa decreta e eu promulgo a seguinte lei complementar: Anteprojeto de Lei Complementar nº, de de de 2016 Cria a carreira de Executivo Público e dá providências correlatas. O Governador do Estado de São Paulo: Faço saber que a Assembléia Legislativa decreta

Leia mais

LEI N o /2011. Art (...) (...)

LEI N o /2011. Art (...) (...) LEI N o 11.309/2011 Altera dispositivos da Lei Municipal nº 10.679/2008, que Institui as carreiras do grupo de atividades de saneamento do Centro Operacional de Desenvolvimento e Saneamento de Uberaba

Leia mais

CÂMARA LEGISLATIVA DO DISTRITO FEDERAL

CÂMARA LEGISLATIVA DO DISTRITO FEDERAL 1 LEI Nº 5.351, DE 4 DE JUNHO DE 2014 (Autoria do Projeto: Poder Executivo) Dispõe sobre a criação da carreira Socioeducativa no Quadro de Pessoal do Distrito Federal e dá outras providências. O GOVERNADOR

Leia mais

LEI COMPLEMENTAR Nº 519

LEI COMPLEMENTAR Nº 519 LEI COMPLEMENTAR Nº 519 Dispõe sobre a modalidade de remuneração por subsídio para os servidores dos cargos de padrão 01 a 15 do Quadro Permanente do Serviço Civil do Poder Executivo, para os servidores

Leia mais

FAÇO SABER QUE A CÂMARA MUNICIPAL DE APARECIDA DE GOIÂNIA APROVOU E EU, PREFEITO MUNICIPAL, SANCIONO A SEGUINTE LEI:

FAÇO SABER QUE A CÂMARA MUNICIPAL DE APARECIDA DE GOIÂNIA APROVOU E EU, PREFEITO MUNICIPAL, SANCIONO A SEGUINTE LEI: LEI MUNICIPAL Nº 2.221, DE 14 DE DEZEMBRO DE 2001. Dispõe sobre o Plano de Carreira e Vencimentos do Grupo Ocupacional Magistério da Prefeitura Municipal de Aparecida de Goiânia. FAÇO SABER QUE A CÂMARA

Leia mais

TEXTO DOCUMENTO PROJETO DE LEI TÍTULO I. Das Disposições Preliminares

TEXTO DOCUMENTO PROJETO DE LEI TÍTULO I. Das Disposições Preliminares Plano de Carreira TEXTO DOCUMENTO PROJETO DE LEI Consolida o Plano de Carreira e Cargo de Professor Federal e dispõe sobre a reestruturação e unificação das carreiras e cargos do magistério da União, incluídas

Leia mais

O PREFEITO MUNICIPAL DE SEROPÉDICA, Estado do Rio de Janeiro, faço saber que a Câmara Municipal de Vereadores aprovou e eu sanciono a seguinte Lei.

O PREFEITO MUNICIPAL DE SEROPÉDICA, Estado do Rio de Janeiro, faço saber que a Câmara Municipal de Vereadores aprovou e eu sanciono a seguinte Lei. De 14 de dezembro de 2005 LEI N 316/05 Dispõe sobre o Plano de Carreiras e Remuneração dos Profissionais da Educação do Município de Seropédica. O PREFEITO MUNICIPAL DE SEROPÉDICA, Estado do Rio de Janeiro,

Leia mais

CONSTITUIÇÃO DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL 1988

CONSTITUIÇÃO DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL 1988 CONSTITUIÇÃO DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL 1988 TÍTULO IV DA ORGANIZAÇÃO DOS PODERES CAPÍTULO IV DAS FUNÇÕES ESSENCIAIS À JUSTIÇA Seção I Do Ministério Público Art. 127. O Ministério Público é instituição

Leia mais

NOVO PLANO DE CARREIRA DOS SERVIDORES MÉDICOS DO MUNICÍPIO DE BELO HORIZONTE

NOVO PLANO DE CARREIRA DOS SERVIDORES MÉDICOS DO MUNICÍPIO DE BELO HORIZONTE NOVO PLANO DE CARREIRA DOS SERVIDORES MÉDICOS DO MUNICÍPIO DE BELO HORIZONTE LEI Nº 10.948, DE 13 DE JULHO DE 2016 (Originária do Projeto de Lei n.º 1.908/2016, da autoria do Executivo) Objetivo da lei

Leia mais

MEDIDA PROVISÓRIA Nº XXX, de XX de Agosto de 2015

MEDIDA PROVISÓRIA Nº XXX, de XX de Agosto de 2015 MEDIDA PROVISÓRIA Nº XXX, de XX de Agosto de 2015 Altera a Lei nº 10.593, de 06 de dezembro de 2002, que dispõe sobre a reestruturação da Carreira Auditoria do Tesouro Nacional, dispõe sobre o exercício

Leia mais

PROJETO DE LEI N DE DE 2013.

PROJETO DE LEI N DE DE 2013. PROJETO DE LE N DE DE 2013. A CÂMARA LEGSLATA DO DSTRTO FEDERAL DECRETA: Reestrutura a tabela de vencimentos da Carreira Desenvolvimento e Fiscalização Agropecuária e dá outras providências. Art. 1º A

Leia mais

Projeto de Lei Procuradoria-Geral de Justiça

Projeto de Lei Procuradoria-Geral de Justiça Projeto de Lei Procuradoria-Geral de Justiça Estabelece Plano de Cargos, Carreiras e Salários PCCS - no Quadro de Pessoal de Provimento Efetivo dos Serviços Auxiliares do Ministério Público do Estado do

Leia mais

LEI N.º 3.114, DE 08 DE JANEIRO DE 2007

LEI N.º 3.114, DE 08 DE JANEIRO DE 2007 LEI N.º 3.114, DE 08 DE JANEIRO DE 2007 Ato Relacionado INSTITUI o PLANO DE CARREIRA E REMUNERAÇÃO DOS SERVIDORES TÉCNICOS E ADMINISTRATIVOS DA UNIVERSIDADE DO ESTADO DO AMAZONAS e dá outras providências.

Leia mais

LEI Nº 3.319, DE 11 DE FEVEREIRO DE (REGULAMENTADA Decreto nº , de 25 de março de 2004)

LEI Nº 3.319, DE 11 DE FEVEREIRO DE (REGULAMENTADA Decreto nº , de 25 de março de 2004) LEI Nº 3.319, DE 11 DE FEVEREIRO DE 2004 Diário Oficial do Distrito Federal ANO XXXV Nº 30 BRASÍLIA DF, 12 DE FEVEREIRO DE 2004 (REGULAMENTADA Decreto nº 24.491, de 25 de março de 2004) Dispõe sobre a

Leia mais

LEI de 02/12/ Texto Atualizado

LEI de 02/12/ Texto Atualizado LEI 19837 de 02/12/2011 - Texto Atualizado Promove alterações na política remuneratória das carreiras do Grupo de Atividades da Educação Básica e das carreiras do pessoal civil da Polícia Militar e dá

Leia mais

ESTADO DO AMAZONAS PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO PAULO DE OLIVENÇA GABINETE DO PREFEITO

ESTADO DO AMAZONAS PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO PAULO DE OLIVENÇA GABINETE DO PREFEITO LEI COMPLEMENTAR N 01, DE 18 DE DEZEMBRO DE 2015. Dispõe sobre a Reestruturação dos Cargos em Comissão e Funções de Confiança de Direção, Chefia e Assessoramento das Secretarias Municipais integrantes

Leia mais

Substitua-se, os artigos 46 ao 68 pelos seguintes artigos, renumerando os demais bem como os anexos:

Substitua-se, os artigos 46 ao 68 pelos seguintes artigos, renumerando os demais bem como os anexos: COMISSÃO DE TRABALHO, DE ADMINISTRAÇÃO E SERVIÇO PÚBLICO-CTASP EMENDA SUBSTITUTIVA AO PROJETO DE LEI 6788 de 2017 Substitua-se no PL 6788, os artigos 46 ao 68 pelos seguintes artigos: Substitua-se, os

Leia mais

ESTADO DE ALAGOAS GABINETE DO GOVERNADOR

ESTADO DE ALAGOAS GABINETE DO GOVERNADOR ESTADO DE ALAGOAS GABINETE DO GOVERNADOR LEI Nº 6.774, DE 23 DE NOVEMBRO DE 2006. CRIA O ESTATUTO DOS SERVIDORES DO QUADRO DE SERVIÇOS AUXILIARES DE APOIO TÉCNICO E ADMINISTRATIVO DO MINISTÉRIO PÚBLICO

Leia mais

PROJETO DE LEI 4.689/2010

PROJETO DE LEI 4.689/2010 PROJETO DE LEI 4.689/2010 Fixa o subsídio das carreiras do Grupo da Educação Básica do Poder Executivo Estadual e do pessoal civil da Polícia Militar do Estado de Minas Gerais e dá outras providências.

Leia mais

Art. 2º. São fundamentos e diretrizes da presente modificação:

Art. 2º. São fundamentos e diretrizes da presente modificação: ESTADO DO PARANÁ TRIBUNAL DE JUSTIÇA ANTEPROJETO DE LEI Súmula: Reestrutura e dispõe sobre o vencimento dos cargos do grupo ocupacional Intermediário Especializado em Infância e Juventude, do Quadro de

Leia mais

LEI N , DE 25 DE AGOSTO DE 2008 O GOVERNADOR DO ESTADO DO ACRE CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES

LEI N , DE 25 DE AGOSTO DE 2008 O GOVERNADOR DO ESTADO DO ACRE CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES LEI N. 2.021, DE 25 DE AGOSTO DE 2008 Institui o Plano de Carreira e Remuneração dos profissionais de nível superior ocupantes dos cargos de engenheiro, tecnólogo, arquiteto, geógrafo, geólogo, médico

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos LEI Nº 11.890, DE 24 DE DEZEMBRO DE 2008. Conversão da MPv nº 440, de 2008. Mensagem de veto Dispõe sobre a reestruturação da composição

Leia mais

Este texto não substitui o original publicado no Diário Oficial

Este texto não substitui o original publicado no Diário Oficial Este texto não substitui o original publicado no Diário Oficial LEI N 991 DE 6 DE MAIO DE 2015. Reajusta os valores constantes dos anexos I a VII da Lei nº 153, de 01 de outubro de 1996, e suas alterações,

Leia mais

LEI COMPLEMENTAR Nº 798, DE 10 DE JUNHO DE 2016.

LEI COMPLEMENTAR Nº 798, DE 10 DE JUNHO DE 2016. LEI COMPLEMENTAR Nº 798, DE 10 DE JUNHO DE 2016. Cria a Gratificação por Atividade de Planejamento Estratégico (GAPE), devida a servidores lotados e em efetivo exercício na Secretaria Municipal de Planejamento

Leia mais

LEI COMPLEMENTAR Nº1148, DE 15 DE SETEMBRO DE 2011

LEI COMPLEMENTAR Nº1148, DE 15 DE SETEMBRO DE 2011 1 São Paulo, 121 (176) Diário Oficial Poder Executivo - Seção I sexta-feira, 16 de setembro de 2011 LEI COMPLEMENTAR Nº1148, DE 15 DE SETEMBRO DE 2011 Altera a Lei complementar nº 1.044, de 13 de maio

Leia mais

CAPITULO II DA CARREIRA DO MAGISTÉRIO PÚBLICO MUNICIPAL. Seção I Dos princípios básicos. Seção II Da estrutura da carreira

CAPITULO II DA CARREIRA DO MAGISTÉRIO PÚBLICO MUNICIPAL. Seção I Dos princípios básicos. Seção II Da estrutura da carreira LEI Nº 1229/2003 Dispõe sobre o Plano de Carreira e Remuneração do Magistério Público do Município de Mangueirinha. Faço saber, que a Câmara Municipal de Mangueirinha, Estado do Paraná, aprovou e eu, Miguel

Leia mais

SUBSTITUTIVO ADOTADO PELA COMISSÃO. Art. 1º A Constituição Federal passa a vigorar com as seguintes alterações: Art

SUBSTITUTIVO ADOTADO PELA COMISSÃO. Art. 1º A Constituição Federal passa a vigorar com as seguintes alterações: Art COMISSÃO ESPECIAL DESTINADA A APRECIAR E PROFERIR PARECER À PROPOSTA DE EMENDA À CONSTITUIÇÃO Nº 40-A, DE 2003, QUE "MODIFICA OS ARTS. 37, 40, 42, 48, 96, 142 E 149 DA CONSTITUIÇÃO FEDERAL, O ART. 8º DA

Leia mais

LEI Nº 384/2003, DE 11 DE JUNHO DE INDICE TITULO I. Disposições preliminares 01 TITULO II. Do servidor do magistério publico municipal 02

LEI Nº 384/2003, DE 11 DE JUNHO DE INDICE TITULO I. Disposições preliminares 01 TITULO II. Do servidor do magistério publico municipal 02 LEI Nº 384/2003, DE 11 DE JUNHO DE 2003. INDICE TITULO I Disposições preliminares 01 TITULO II Do servidor do magistério publico municipal 02 TITULO III Do provimento 04 TITULO IV Da movimentação da carreira

Leia mais

Prefeitura Municipal de Acaiaca

Prefeitura Municipal de Acaiaca LEI COMPLEMENTAR N 06/2013 Transforma empregos em cargos públicos e dá outras providências. O PREFEITO DO MUNICÍPIO DE ACAIACA Faço saber que a Câmara Municipal de Acaiaca aprovou, e eu, Prefeito Municipal,

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL DECRETO Nº 85.487, DE 11 DE DEZEMBRO DE 1980 Dispõe sobre a carreira do magistério nas instituição federais autárquicas e dá outras providências. O PRESIDENTE DA REPÚBLICA, no uso da atribuição que lhe

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DE GOIÁS Secretaria de Estado da Casa Civil

GOVERNO DO ESTADO DE GOIÁS Secretaria de Estado da Casa Civil GOVERNO DO ESTADO DE GOIÁS Secretaria de Estado da Casa Civil LEI Nº 17.691, DE 04 DE JULHO DE 2012. Introduz alterações nas Leis nºs 15.397, de 22 de setembro de 2005, e 16.901, de 26 de janeiro de 2010,

Leia mais

SECRETARIA DE ESTADO DA ADMINISTRAÇÃO E DO PATRIMÔNIO INSTRUÇÃO NORMATIVA SEAP Nº 05, DE 28 DE ABRIL DE 1999.

SECRETARIA DE ESTADO DA ADMINISTRAÇÃO E DO PATRIMÔNIO INSTRUÇÃO NORMATIVA SEAP Nº 05, DE 28 DE ABRIL DE 1999. SECRETARIA DE ESTADO DA ADMINISTRAÇÃO E DO PATRIMÔNIO INSTRUÇÃO NORMATIVA SEAP Nº 05, DE 28 DE ABRIL DE 1999. Estabelece orientação aos órgãos setoriais e seccionais do Sistema de Pessoal Civil da Administração

Leia mais

UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO

UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO RESOLUÇÃO Nº 08/2016 Altera a Lei nº 5.343/2008 e a Lei nº 6.328/2012, para aperfeiçoar a carreira docente da UERJ, e dá outras providências. O CONSELHO UNIVERSITÁRIO, no uso da competência que lhe atribui

Leia mais

LEI Nº 6701 DE 11 DE MARÇO DE Faço saber que a Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro decreta e eu sanciono a seguinte Lei:

LEI Nº 6701 DE 11 DE MARÇO DE Faço saber que a Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro decreta e eu sanciono a seguinte Lei: LEI Nº 6701 DE 11 DE MARÇO DE 2014. REESTRUTURA O PLANO DE CARGOS, CARREIRAS E REMUNERAÇÃO DO QUADRO DE PESSOAL DOS SERVIDORES TÉCNICO-ADMINISTRATIVOS DA UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO UERJ E

Leia mais

Institui as carreiras do Grupo de Atividades de Saúde do Poder Executivo.

Institui as carreiras do Grupo de Atividades de Saúde do Poder Executivo. Norma: LEI 15462 2005 Data: 13/01/2005 Institui as carreiras do Grupo de Atividades de Saúde do Poder Executivo. O GOVERNADOR DO ESTADO DE MINAS GERAIS O Povo do Estado de Minas Gerais, por seus representantes,

Leia mais

REVOGADA PELA PORTARIA Nº 7.796, DE (D.O.U ) PORTARIA Nº 4.882, DE 16 DE DEZEMBRO DE 1998 (D.O.U

REVOGADA PELA PORTARIA Nº 7.796, DE (D.O.U ) PORTARIA Nº 4.882, DE 16 DE DEZEMBRO DE 1998 (D.O.U REVOGADA PELA PORTARIA Nº 7.796, DE 28.08.2000 (D.O.U. 29.08.2000) PORTARIA Nº 4.882, DE 16 DE DEZEMBRO DE 1998 (D.O.U. - 17.12.98) O MINISTRO DE ESTADO DA PREVIDÊNCIA E ASSISTÊNCIA SOCIAL, no uso da atribuição

Leia mais

ESTADO DO PARANÁ PREFEITURA MUNICIPAL DE COLOMBO GABINETE DA PREFEITA LEI Nº 1349/2014

ESTADO DO PARANÁ PREFEITURA MUNICIPAL DE COLOMBO GABINETE DA PREFEITA LEI Nº 1349/2014 ESTADO DO PARANÁ PREFEITURA MUNICIPAL DE COLOMBO GABINETE DA PREFEITA LEI Nº 1349/2014 Dispõe sobre o Plano de Cargos, Carreiras e Vencimentos dos Servidores do Quadro Geral da Administração Direta e Indireta

Leia mais

Estado do Amazonas PODER LEGISLATIVO Câmara Municipal de Canutama CNPJ nº /

Estado do Amazonas PODER LEGISLATIVO Câmara Municipal de Canutama CNPJ nº / RESOLUÇÃO LEGISLATIVA Nº 01/2014, DE 22 DE ABRIL DE 2014. Dispõe sobre a Reestruturação do Quadro de Pessoal da Câmara de Vereadores de Canutama e determina outras providências. A Presidenta da Câmara

Leia mais

O PRESIDENTE DA REPÚBLICA Faço saber que o Congresso Nacional decreta e eu sanciono a seguinte Lei:

O PRESIDENTE DA REPÚBLICA Faço saber que o Congresso Nacional decreta e eu sanciono a seguinte Lei: PROJETO DE LEI N o, DE DE DE 2016. ltera dispositivos da Lei nº 11.416, de 15 de dezembro de 2006, que dispõe sobre as Carreiras dos Servidores do Poder Judiciário da União e dá outras providências. O

Leia mais

TIRA DÚVIDAS SOBRE O PCCV DOS MÉDICOS PBH/HOB

TIRA DÚVIDAS SOBRE O PCCV DOS MÉDICOS PBH/HOB TIRA DÚVIDAS SOBRE O PCCV DOS MÉDICOS PBH/HOB 1- Como ficam as férias-prêmio com o novo Plano? A lei n.º 10.948/2016 que reestrutura a carreira dos servidores médicos não faz referência às férias-prêmio.

Leia mais

Institui o Plano de Cargos, Carreiras e Salários do Setor de Infraestrutura do Governo do Estado do Amapá e dá outras providências.

Institui o Plano de Cargos, Carreiras e Salários do Setor de Infraestrutura do Governo do Estado do Amapá e dá outras providências. ESTADO DO AMAPÁ ASSEMBLEIA LEGISLATIVA Referente ao Projeto de Lei nº 0025/08-GEA LEI N.º 1298, DE 07 DE JANEIRO DE 2009 Publicada no Diário Oficial do Estado n.º 4412, de 14/01/2009 Autor: Poder Executivo

Leia mais

PROPOSTA DE EMENDA À CONSTITUIÇÃO Nº 40, DE (Do Poder Executivo)

PROPOSTA DE EMENDA À CONSTITUIÇÃO Nº 40, DE (Do Poder Executivo) PROPOSTA DE EMENDA À CONSTITUIÇÃO Nº 40, DE 2003 (Do Poder Executivo) Modifica os artigos 37, 40, 42, 48, 96, 142 e 149 da Constituição Federal, o artigo 8º da Emenda Constitucional nº 20, de 15 de dezembro

Leia mais

ESTADO DE MATO GROSSO DO SUL

ESTADO DE MATO GROSSO DO SUL ESTADO DE MATO GROSSO DO SUL LEI Nº 3.669, DE 15 DE MAIO DE 2009. Aprova tabelas de vencimento e de subsídio dos servidores das categorias funcionais integrantes das carreiras do Plano de Cargos, Empregos

Leia mais

PROJETO CARREIRA POLÍTICAS PÚBLICAS E GESTÃO GOVERNAMENTAL - PPGG QUADRO COMPARATIVO: PROPOSTA DO GDF X PROPOSTA SINDIRETA E ASSOCIAÇÕES

PROJETO CARREIRA POLÍTICAS PÚBLICAS E GESTÃO GOVERNAMENTAL - PPGG QUADRO COMPARATIVO: PROPOSTA DO GDF X PROPOSTA SINDIRETA E ASSOCIAÇÕES PROJETO CARREIRA POLÍTICAS PÚBLICAS E GESTÃO GOVERNAMENTAL - PPGG QUADRO COMPARATIVO: PROPOSTA DO GDF X PROPOSTA SINDIRETA E ASSOCIAÇÕES PROPOSTA GDF - CARREIRA PPGG PROPOSTA SINDIRETA - CARREIRA PPGG

Leia mais

CAPITULO I DO QUADRO DE CARGOS EM COMISSÃO E FUNÇÕES GRATIFICADAS

CAPITULO I DO QUADRO DE CARGOS EM COMISSÃO E FUNÇÕES GRATIFICADAS LEI Nº 2.185/2013. Reestrutura o quadro de Cargos em Comissão e funções gratificadas do Município de São Miguel das Missões e dá outras providências. FRANCISCO FANG, Prefeito Municipal Em Exercício de

Leia mais

LEI Nº , DE 13 DE JUNHO DE 2017.

LEI Nº , DE 13 DE JUNHO DE 2017. LEI Nº 12.263, DE 13 DE JUNHO DE 2017. Autoriza o Executivo Municipal a contratar 15 (quinze) enfermeiros, 40 (quarenta) técnicos de enfermagem e 15 (quinze) auxiliares de farmácia, por prazo determinado,

Leia mais

Prefeitura Municipal de Vitória Estado do Espírito Santo LEI Nº 6.814

Prefeitura Municipal de Vitória Estado do Espírito Santo LEI Nº 6.814 Estado do Espírito Santo LEI Nº 6.814 Dispõe sobre o pagamento do Adicional de Insalubridade e de Periculosidade aos servidores do Município de Vitória, e dá outras providências. O Prefeito Municipal de

Leia mais

Prefeitura do Município de Foz do Iguaçu

Prefeitura do Município de Foz do Iguaçu LEI N o 3.829, DE 14 DE JUNHO DE 2011. Regulamenta os cargos de provimento efetivo e em comissão do quadro próprio de pessoal do FOZPREV Órgão Gestor do Regime próprio de previdência social dos servidores

Leia mais

Faço saber que a Assembléia Legislativa do Estado do Tocantins decreta e eu sanciono a seguinte Lei:

Faço saber que a Assembléia Legislativa do Estado do Tocantins decreta e eu sanciono a seguinte Lei: LEI Nº 1.292, DE 28 DE DEZEMBRO DE 2001. Publicado no Diário Oficial nº 1120 O Governador do Estado do Tocantins Altera os níveis dos cargos de provimento em comissão de simbologia DAS e CAD, institui

Leia mais

Lei de Compensação do Estado de Goiás

Lei de Compensação do Estado de Goiás Lei de Compensação do Estado de Goiás Lei Ass. Leg. - GO 15.316/05 - Lei ASSEMBLÉIA LEGISLATIVA DO ESTADO DE GOIÁS nº 15.316 de 05.08.2005 DOE-GO: 11.08.2005 Revoga a Lei nº 13.646/00, que dispõe sobre

Leia mais

CURSO ON-LINE LEGISLAÇÃO APLICADA AO MPU P/ ANALISTA E TÉCNICO TEORIA E EXERCÍCIOS PROFESSORES: ANDERSON LUIZ E ERICK MOURA AULA 02

CURSO ON-LINE LEGISLAÇÃO APLICADA AO MPU P/ ANALISTA E TÉCNICO TEORIA E EXERCÍCIOS PROFESSORES: ANDERSON LUIZ E ERICK MOURA AULA 02 AULA 02 (Professor: Anderson Luiz) ASSUNTO: Lei nº 11.415/2006 1. DISPOSIÇÕES GERAIS As Carreiras dos servidores dos Quadros de Pessoal do MPU são regidas pela Lei nº 11.415/06. Ou seja, essa Lei visa

Leia mais

LEI COMPLEMENTAR Nº 95, DE 4 DE DEZEMBRO DE Publicada no Diário Oficial nº Subseção VI Das Defensorias Públicas do Estado

LEI COMPLEMENTAR Nº 95, DE 4 DE DEZEMBRO DE Publicada no Diário Oficial nº Subseção VI Das Defensorias Públicas do Estado LEI COMPLEMENTAR Nº 95, DE 4 DE DEZEMBRO DE 2014. Publicada no Diário Oficial nº4.271 O Governador do Estado do Tocantins Cria cargos de Defensor Público do Estado e Reestrutura os Cargos de Provimento

Leia mais

RIO GRANDE DO NORTE LEI Nº 9.957, DE 15 DE JUNHO DE 2015.

RIO GRANDE DO NORTE LEI Nº 9.957, DE 15 DE JUNHO DE 2015. RIO GRANDE DO NORTE LEI Nº 9.957, DE 15 DE JUNHO DE 2015. Dispõe sobre a contratação de pessoal, por prazo determinado, para o atendimento de necessidade temporária de excepcional interesse público, no

Leia mais

A Assembleia Legislativa do Estado do Tocantins aprovou e eu, seu Presidente, promulgo a seguinte Resolução:

A Assembleia Legislativa do Estado do Tocantins aprovou e eu, seu Presidente, promulgo a seguinte Resolução: RESOLUÇÃO Nº 312, DE 1º DE ABRIL DE 2014. Publicada no Diário da Assembleia nº 2.095 Dispõe sobre a organização da Diretoria da Polícia Legislativa da Assembleia Legislativa do Tocantins e dá outras providências.

Leia mais

LEI /2005 Data: 13/01/2005

LEI /2005 Data: 13/01/2005 LEI 15.468/2005 Data: 13/01/2005 Institui as carreiras do Grupo de Atividades de Desenvolvimento Econômico e Social do Poder Executivo. O Governador do Estado de Minas Gerais O Povo do Estado de Minas

Leia mais

LEI COMPLEMENTAR Nº 388, DE 30 DE JUNHO DE 2009.

LEI COMPLEMENTAR Nº 388, DE 30 DE JUNHO DE 2009. Governo do Estado do Rio Grande do Norte Gabinete Civil Coordenadoria de Controle dos Atos Governamentais LEI COMPLEMENTAR Nº 388, DE 30 DE JUNHO DE 2009. Dispõe sobre cargos públicos de provimento efetivo

Leia mais

DESIGNAÇÃO / NOMEAÇÃO PARA FUNÇÃO DE CHEFIA

DESIGNAÇÃO / NOMEAÇÃO PARA FUNÇÃO DE CHEFIA DESIGNAÇÃO / NOMEAÇÃO PARA FUNÇÃO DE CHEFIA Cód.: DFG Nº: 44 Versão: 10 Data: 12/07/2017 DEFINIÇÃO Ato de investidura do servidor no exercício de função de confiança integrante do quadro de chefias da

Leia mais

DESIGNAÇÃO / NOMEAÇÃO PARA FUNÇÃO DE CHEFIA

DESIGNAÇÃO / NOMEAÇÃO PARA FUNÇÃO DE CHEFIA DESIGNAÇÃO / NOMEAÇÃO PARA FUNÇÃO DE CHEFIA Cód.: DFG Nº: 44 Versão: 10 Data: 13/07/2016 DEFINIÇÃO Ato de investidura do servidor no exercício de função de confiança integrante do quadro de chefias da

Leia mais

A CÂMARA MUNICIPAL DE BARRA MANSA APROVA E EU SANCIONO A SEGUINTE: LEI Nº 2379 DE 26 DE ABRIL DE 1991

A CÂMARA MUNICIPAL DE BARRA MANSA APROVA E EU SANCIONO A SEGUINTE: LEI Nº 2379 DE 26 DE ABRIL DE 1991 A CÂMARA MUNICIPAL DE BARRA MANSA APROVA E EU SANCIONO A SEGUINTE: LEI Nº 2379 DE 26 DE ABRIL DE 1991 Institui o Regime Jurídico Único dos Servidores do Município de Barra Mansa e dá outras providências.

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE UTINGA C.N.P.J / Rua 15 de Novembro, 08 Centro, CEP Utinga - BA

PREFEITURA MUNICIPAL DE UTINGA C.N.P.J / Rua 15 de Novembro, 08 Centro, CEP Utinga - BA 2 LEI Nº 356, DE 28 DE OUTUBRO DE 2014. DISPÕE SOBRE A CONCESSÃO DOS ADICIONAIS DE INSALUBRIDADE E PERICULOSIDADE PARA OS SERVIDORES PÚBLICOS DA PREFEITURA MUNICIPAL DE UTINGA O Prefeito Municipal de UTINGA-BAHIA,

Leia mais

O GOVERNADOR DO ESTADO DA BAHIA, faço saber que a Assembléia Legislativa decreta e eu sanciono a seguinte Lei:

O GOVERNADOR DO ESTADO DA BAHIA, faço saber que a Assembléia Legislativa decreta e eu sanciono a seguinte Lei: Imprimir "Este texto não substitui o publicado no Diário Oficial do Estado." LEI Nº 8.966 DE 22 DE DEZEMBRO DE 2003 Reestrutura o Plano de Carreira do Ministério Público do Estado da Bahia, instituído

Leia mais

PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE PORTO VELHO

PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE PORTO VELHO LEI Nº 1.017,DE 15 DE MAIO DE 1992. Dispõe sobre o Plano de Cargos e Vencimentos dos Funcionários do Instituto de Previdência e Assistência dos Servidores do Município de Porto Velho IPAM e dá outras providências.

Leia mais

São Paulo, 6 de junho de 2013.

São Paulo, 6 de junho de 2013. São Paulo, 6 de junho de 2013. Ofício nº 1.604/2013-JUR. Protocolo MP nº 23.939/11 Senhor Presidente: Cumprimentando cordialmente Vossa Excelência, tenho a honra de encaminhar para apreciação dessa augusta

Leia mais

Faço saber que a Assembléia Legislativa do Estado de Minas Gerais decreta e eu sanciono a seguinte Lei: CAPÍTULO I DISPOSIÇÃO PRELIMINAR

Faço saber que a Assembléia Legislativa do Estado de Minas Gerais decreta e eu sanciono a seguinte Lei: CAPÍTULO I DISPOSIÇÃO PRELIMINAR LEI 14.695 / 2003 Data: 30/07/2003 Cria a Superintendência de Coordenação da Guarda Penitenciária, a Diretoria de Inteligência Penitenciária e a carreira de Agente de Segurança Penitenciário e dá outras

Leia mais

O GOVERNADOR DO ESTADO DE MATO GROSSO DO SUL. Faço saber que a Assembleia Legislativa decreta e eu sanciono a

O GOVERNADOR DO ESTADO DE MATO GROSSO DO SUL. Faço saber que a Assembleia Legislativa decreta e eu sanciono a LEI Nº 3.670, DE 15 DE MAIO DE 2009. Aprova as tabelas de subsídio dos servidores integrantes das categorias funcionais das Carreiras Polícia Militar e Corpo de Bombeiros Militar, e dá outras providências.

Leia mais

PROJETO DE LEI Nº 392/2013 Poder Executivo

PROJETO DE LEI Nº 392/2013 Poder Executivo DIÁRIO OFICIAL DA ASSEMBLEIA LEGISLATIVA Porto Alegre, terça-feira, 24 de dezembro de 2013. PRO 1 Poder Executivo Dispõe sobre os soldos básicos de postos e graduações da Brigada Militar. Art. 1º Os soldos

Leia mais

b) aos demais aplicar-se-á, para fins de cálculo das aposentadorias e pensões, o disposto na Lei n o , de 18 de junho de 2004.

b) aos demais aplicar-se-á, para fins de cálculo das aposentadorias e pensões, o disposto na Lei n o , de 18 de junho de 2004. LEI Nº 12.277, DE 30 DE JUNHO DE 2010. Dispõe sobre a instituição do Adicional por Participação em Missão no Exterior, a remuneração dos cargos de Atividades Técnicas da Fiscalização Federal Agropecuária

Leia mais

Lei Complementar Nº 836/1997

Lei Complementar Nº 836/1997 Lei Complementar Nº 836/1997 Institui Plano de Carreira, Vencimentos e Salários para os integrantes do Quadro do Magistério da Secretaria da Educação e dá outras providências correlatas O GOVERNADOR DO

Leia mais

RESOLUÇÃO N 001/2013-CMS

RESOLUÇÃO N 001/2013-CMS RESOLUÇÃO N 001/2013-CMS QUE DISPÕE SOBRE A ESTRUTURA ADMINISTRATIVA, QUADRO DE PESSOAL E DE CARGOS EM COMISSÃO DA CÂMARA MUNICIPAL DE SANTANA, E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS. O PRESIDENTE DA CÂMARA MUNICIPAL

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos LE Nº 11.171, DE 2 DE SETEMBRO DE 2005. Dispõe sobre a criação de carreiras e do Plano Especial de Cargos do Departamento Nacional

Leia mais

ANEXO I CARGOS DA ÁREA DE ATIVIDADES DE ASSISTÊNCIA SOCIAL DA PREFEITURA DE BELO HORIZONTE

ANEXO I CARGOS DA ÁREA DE ATIVIDADES DE ASSISTÊNCIA SOCIAL DA PREFEITURA DE BELO HORIZONTE LEI Nº xxxx DE 2016 Institui o Plano de Carreira dos Servidores da Área de Atividades de Assistência Social da Prefeitura de Belo Horizonte, estabelece a respectiva Tabela de Vencimentos e dá outras providências.

Leia mais

1. Da legislação que rege a jornada de trabalho dos servidores da Administração Pública Federal direta, suas autarquias e fundações

1. Da legislação que rege a jornada de trabalho dos servidores da Administração Pública Federal direta, suas autarquias e fundações Nota Técnica nº 02/2009 SINASEFE. Jornada semanal de 30 horas. Portaria 1497 do Ministério da Educação. Pretensão de aplicação aos servidores dos Institutos Federais, CEFETs e Escolas Técnicas vinculadas

Leia mais

Governo do Estado do Rio Grande do Norte

Governo do Estado do Rio Grande do Norte Governo do Estado do Rio Grande do Norte Em Natal RN, 17 de abril de 2009. Mensagem n.º 093/2009 GE Excelentíssimo Senhor Deputado Robinson Mesquita de Faria M.D. Presidente da Assembléia Legislativa do

Leia mais

CÂMARA LEGISLATIVA DO DISTRITO FEDERAL

CÂMARA LEGISLATIVA DO DISTRITO FEDERAL 1 CÂMARA LEGSLATA DO DSTRTO FEDERAL Texto atualizado apenas para consulta. LE Nº 5.187, DE 25 DE SETEMBRO DE 2013 (Autoria do Projeto: Poder Executivo) Reestrutura a tabela de vencimentos da carreira Atividades

Leia mais

Estágio Probatório - Legislação

Estágio Probatório - Legislação Estágio Probatório - Legislação Constituição Federal/88 Art. 41. São estáveis após três anos de efetivo exercício os servidores nomeados para cargo de provimento efetivo em virtude de concurso público.

Leia mais

CARREIRA DO MAGISTÉRIO SUPERIOR

CARREIRA DO MAGISTÉRIO SUPERIOR SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO ACRE Pró-Reitoria de Desenvolvimento e Gestão de Pessoas Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenadoria de Administração de Pagamento

Leia mais

FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE DE PERNAMBUCO - UPE Av. Agamenon Magalhães, s/n, Santo Amaro Recife-PE CEP FONE: (81) FAX: (81) 3183.

FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE DE PERNAMBUCO - UPE Av. Agamenon Magalhães, s/n, Santo Amaro Recife-PE CEP FONE: (81) FAX: (81) 3183. 1 PROPOSTA DE PROJETO DE LEI Nº EMENTA: Dispõe sobre a autonomia da Universidade de Pernambuco UPE e dá outras providências. O GOVERNADOR DO ESTADO DE PERNAMBUCO: "Faço saber que a Assembléia Legislativa

Leia mais

LEI N.º DE 04 DE JUNHO DE 2004 * O GOVERNADOR DO ESTADO DE SERGIPE, Faço saber que a Assembléia Legislativa do estado aprovou e que sanciono a

LEI N.º DE 04 DE JUNHO DE 2004 * O GOVERNADOR DO ESTADO DE SERGIPE, Faço saber que a Assembléia Legislativa do estado aprovou e que sanciono a LEI N.º 5.360 DE 04 DE JUNHO DE 2004 * Dispõe sobre o Fundo de Defesa do Meio Ambiente de Sergipe FUNDEMA/SE, dá outras providências. O GOVERNADOR DO ESTADO DE SERGIPE, seguinte Lei: Faço saber que a Assembléia

Leia mais

LEI N 7.498/86, DE 25 DE JUNHO DE Dispõe sobre a regulamentação do exercício da Enfermagem e dá outras providências.

LEI N 7.498/86, DE 25 DE JUNHO DE Dispõe sobre a regulamentação do exercício da Enfermagem e dá outras providências. LEI N 7.498/86, DE 25 DE JUNHO DE 1986. Dispõe sobre a regulamentação do exercício da Enfermagem e dá outras providências. O presidente da República. Faço saber que o Congresso Nacional decreta e eu sanciono

Leia mais

LEI N 1.714/2017. AUTORIZA A CONTRATAÇÃO TEMPORÁRIA DE MÉDICO GINECO- OBSTETRA E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS.

LEI N 1.714/2017. AUTORIZA A CONTRATAÇÃO TEMPORÁRIA DE MÉDICO GINECO- OBSTETRA E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS. LEI N 1.714/2017. AUTORIZA A CONTRATAÇÃO TEMPORÁRIA DE MÉDICO GINECO- OBSTETRA E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS. NEI PEREIRA DOS SANTOS, Prefeito Municipal de Caraá, no uso das atribuições que lhe são conferidas

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 013/2016 TCE, de 21 de junho de 2016.

RESOLUÇÃO Nº 013/2016 TCE, de 21 de junho de 2016. RESOLUÇÃO Nº 013/2016 TCE, de 21 de junho de 2016. Dispõe sobre a concessão do auxílio complementar à assistência a saúde aos Conselheiros, Auditores, Procuradores e Servidores do Tribunal de Contas do

Leia mais

LEI Nº 9.717, DE 27 DE NOVEMBRO DE Faço saber que o Congresso Nacional decreta e eu sanciono a seguinte

LEI Nº 9.717, DE 27 DE NOVEMBRO DE Faço saber que o Congresso Nacional decreta e eu sanciono a seguinte LEI Nº 9.717, DE 27 DE NOVEMBRO DE 1998. O PRESIDENTE DA REPÚBLICA Dispõe sobre regras gerais para a organização e o funcionamento dos regimes próprios de previdência social dos servidores públicos da

Leia mais

Lei Complementar Municipal Nº , de 28 de maio de 2014.

Lei Complementar Municipal Nº , de 28 de maio de 2014. Lei Complementar Municipal Nº. 1.463, de 28 de maio de 2014. Da nova redação a artigos que menciona e dá outras providências. O Povo do Município de Águas Formosas, Estado de Minas Gerais, por seus representantes

Leia mais

ESTADO DE ALAGOAS GABINETE DO GOVERNADOR

ESTADO DE ALAGOAS GABINETE DO GOVERNADOR DECRETO Nº 2.399, DE 27 DE JANEIRO DE 2005. REGULAMENTA O PRÊMIO DE PRODUTIVIDADE FISCAL DE QUE TRATAM AS LEIS Nºs 6.285, DE 23 DE JANEIRO DE 2002 E 6.520, DE 30 DE SETEMBRO DE 2004. O GOVERNADOR DO ESTADO

Leia mais