CIGAM MÓDULOS DE COMPRAS WEB EPROCUREMENT

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "CIGAM MÓDULOS DE COMPRAS WEB EPROCUREMENT"

Transcrição

1 CIGAM MÓDULOS DE COMPRAS WEB EPROCUREMENT MANUAL DE OPERAÇÃO Rev /05/12 CRM - CIGAM - Compras web 1

2 Sumário 1. INTRODUÇÃO CIGAM DESKTOP Solicitação de Compra (SOC) Envio do pedido de cotação Cotação Eletrônica Pregão e Cotação Eletrônicos CIGAM WEB Tela Inicial Visualizar cotações em aberto Criar Sessão Incluir Itens Iniciar a Sessão Analisar Propostas Administrar a Fase de Lances Suspensão da Sessão Tempo Randômico Tratamento diferenciado para ME/EPP Negociação Direta Recursos Ata Análise de Recursos, contra razões e registro do resultado final Alterar Responsável Atualizar Status CIGAM Desktop Ordem de Compra Consulta rápida Criação da Sessão Envio da SOC para web Inclusão dos itens na Sessão Análise de propostas Fase de lances Suspensão da sessão Tempo randômico Tratamento diferenciado de ME/EPP Negociação direta Habilitação Recurso Emissão da Ordem de Compra Rev /05/12 CRM - CIGAM - Compras web 2

3 1. INTRODUÇÃO Visando dar mais transparência a sua administração e atendendo às Leis e 13191, a CRM, em parceria com a CIGAM, desenvolveu uma ferramenta para realização de cotações e Pregões Eletrônicos, disponibilizando esses serviços na Internet a todos os interessados. O processo de compra usando a ferramenta segue os seguintes passos: Emissão da SOC (solicitação de compra) no CIGAM; Emissão de uma cotação no CIGAM, selecionando os fornecedores que deverão ser convidados por ; Criação de uma sessão na ferramenta web; Espera pelo o envio das propostas pelos fornecedores; Analise das propostas enviadas, gerenciamento da disputa de lances, negociação direta e recursos; Encerramento do processo, impressão e arquivamento da ata e todos os seus anexos; Todos os processos de compra eletrônicas (Pregões ou Cotações) serão tratados pela ferramenta como Sessões. Cada sessão tem uma data e hora limite para o fornecedor enviar a proposta, e pode reunir várias solicitações desde que todos os itens sejam do mesmo grupo e subgrupo. A proposta será enviada por item assim como a disputa de preços. As duas formas de compra (Pregão ou Cotação) apresentam diferenças no procedimento conforme descrito a seguir: Pregão Eletrônico O Pregão Eletrônico é montado pelo operador do pregão pessoa(s) que monta(m) o processo e o gerencia(m) até a publicação do mesmo e posteriormente é administrado pelo Pregoeiro designado como responsável pelo processo. Para fins didáticos a atuação dos responsáveis pelo processo serão divididas em 3 etapas Criação do processo quando são definidas as Solicitações de Compra que formarão o objeto da licitação, é incluída a sessão no Portal de compras Eletrônicas e é criado o processo impresso; Publicação e divulgação do processo Quando são enviados s de divulgação aos fornecedores, é registrado no portal a data e hora da sessão, são incluídos na sessão os itens que serão comprados e o processo é disponibilizado aos fornecedores na WEB; Condução do processo quando são recebidas e analisadas as propostas e são conduzidas as demais fases (disputa, negociação, recurso, etc.) do processo; Criação do Processo No CIGAM desktop Definição do número e título do Pregão Seleção e impressão das solicitações de compra (SOC) que comporão o objeto Montagem do processo físico (documentos) No Portal de Compras Criação da Sessão na web Publicação e divulgação (após a publicação da licitação na imprensa) No CIGAM desktop Registro da data e hora e número da sessão nas SOCs Envio de de divulgação para fornecedores No Portal de Compras Inclusão das cotações (SOCs) na sessão Rev /05/12 CRM - CIGAM - Compras web 3

4 - C O M P A N H I A R I O G R A N D E N S E D E M I N E R A Ç Ã O Registro da data e hora na sessão Disponibilização da sessão na web para acesso dos interessados Condução do Processo Cotação Eletrônica Análise das propostas Abertura, gerenciamento e encerramento de todas as fases seguintes do processo; o Lances o Tempo Randômico o Negociação direta o Recursos o Contra razões o Resultado da análise dos recursos o Encerramento do processo o Impressão da ata e todos os seus anexos e encaminhamento do processo para homologação O processo de Cotação Eletrônica é gerenciado do início ao fim pelo comprador que atuará em todas as etapas executando as atividades tanto no CIGAM como na web. Para fins didáticos o processo será dividido em duas fases: Criação e divulgação quando o processo é criado e os fornecedores convidados por Condução do processo quando são recebidas e analisadas as propostas e são conduzidas as demais fases (disputa, negociação, etc.) do processo Criação do Processo No Portal de Compras Criação da Sessão na web No CIGAM desktop Registro da data, hora e nº da sessão nas SOCs Envio de de divulgação para fornecedores No Portal de Compras Inclusão das cotações (SOCs) na sessão Registro da data, hora e responsável na sessão Disponibilização da sessão na web para acesso dos interessados Condução do Processo No Portal de Compras Análise das propostas Abertura, gerenciamento e encerramento de todas as fases seguintes do processo o Lances o Tempo Randômico o Encerramento do processo o Impressão da ata e todos os seus anexos Emissão da Ordem de Compra 2. CIGAM DESKTOP Solicitação de Compra (SOC) Etapas do processo de compra realizadas no CIGAM Desktop. Estes procedimentos também estão descritos no Manual do módulo de Compras do CIGAM. Rev /05/12 CRM - CIGAM - Compras web 4

5 2.1. Envio do pedido de cotação Cotação Eletrônica Inicialmente deverão ser definidas as SOCs que formarão o objeto do processo, a data e hora limite para envio de propostas e deverá ser montado o TERMO DE COTAÇÃO ELETRÔNICA e este deve ser gravado na pasta \\cliov\dpto\eprocurement\edital Pregão e Cotação Eletrônicos Para que isso seja feito, a SOC deverá ser acessada no CIGAM desktop (menu: Suprimentos > Compras > Movimentos > Solicitação de Materiais), no modo modificar e deve ser registrada a data e hora limite para recebimento de propostas em cada um dos itens conforme setas 1 e 2 da tela a seguir. Esta data e hora deverão observar o prazo mínimo de 4 (quatro) horas para que os fornecedores interessados enviem suas propostas conforme determinado no art. 3º, 4º da Lei 13179/2009. Se o processo for um pregão eletrônico os campos de data e hora limite serão preenchidos após a publicação na imprensa. Depois de preenchidos os campos, clicar no botão Enviar e na tela seguinte, clicar no botão confirmar. Na tela a seguir aparecem todos os fornecedores credenciados para fornecimento de cada um dos itens seguidos do código dos itens da solicitação. Caso algum fornecedor não deva ser convidado a participar o box (1) da figura a seguir deve ser desmarcado. Finalizada a análise de quem deve ou não ser convidado, clicar no botão Confirmar (2). Rev /05/12 CRM - CIGAM - Compras web 5

6 3. CIGAM WEB - - C O M P A N H I A R I O G R A N D E N S E D E M I N E R A Ç Ã O Existem cinco perfis distintos de usuários do módulo de compras web. Comprador Usuário que pode criar novas Cotações Eletrônicas e administrar cotações que ele seja o responsável. Operador de Pregão Usuário que pode gerar novos pregões e alterar os mesmos enquanto estiverem na condição Inicial. Pregoeiro Usuário que pode administrar os processos de Pregão eletrônico em que seja o responsável e que pode alterar o responsável de qualquer processo de cotação ou pregão eletrônicos. Fornecedor Usuário que pode apresentar propostas e participar de disputas de Cotação ou Pregão eletrônicos. Usuário de pesquisa Usuário que pode consultar os processos de cotação e pregão eletrônicos, sem interferis nos mesmos Tela Inicial 1 Nome do usuário que está logado 2 Botão para encerrar o acesso ao módulo 3 Opções disponíveis para o usuário Ao clicar sobre qualquer uma das opções da lista será aberta uma janela com os recursos disponíveis. Inicio retorna à tela inicial Cotações em Aberto Itens de SOCs cujos s já foram enviados aos fornecedores mas ainda não foram incluídas em uma sessão de Pregão ou cotação Criar Sessão Janela que permite a criação de uma nova sessão de Pregão ou Cotação Abertas mostra todas as Cotações e Pregões ainda não encerrados; Encerradas mostra todas as Cotações e Pregões encerrados; Atualizar Status Tela onde é possível alterar o status da sessão Alterar Responsável Tela onde é possível alterar o responsável pela sessão (disponível apenas para os Pregoeiros) Trocar Senha Alteração da senha do usuário As opções do menu variam de acordo com o perfil do usuário, sendo visíveis apenas as opções que ele tem acesso. Rev /05/12 CRM - CIGAM - Compras web 6

7 3.2. Visualizar cotações em aberto Clicar na opção Cotações em Aberto abre a tela a seguir, onde é possível a visualização de todos os itens de SOCs cujos s pedindo cotação já foram enviados pelo CIGAM desktop e ainda não foram incluídos em nenhuma sessão de Pregão ou Cotação Eletrônicos(1). Como ao gerar uma cotação no CIGAM são enviados s solicitando orçamento dos itens da SOC para os fornecedores cadastrados e selecionados pelo operador, clicando no botão (2) aparece a relação dos fornecedores para os quais foi enviado pedido de orçamento de cada um dos itens Criar Sessão Para que a cotação ou pregão fique disponível para andamento é necessário a criação da sessão na web. Clicando na opção Criar sessão aparece a tela a seguir, onde devem ser preenchidos os campos assinalados. 1 Tipo Cotação ou Pregão 2 Número Número do Pregão este campo não aparece se o tipo for Cotação 3 Data Data marcada início da sessão de análise de propostas e disputa 4 Hora Hora marcada início da sessão de análise de propostas e disputa 5 Tratamento ME/EPP Box que, quando marcado indica que será dado tratamento diferenciado a micro e pequenas empresas Rev /05/12 CRM - CIGAM - Compras web 7

8 6 Responsável Nome do comprador ou pregoeiro responsável pela condução da sessão O responsável por um Pregão precisa ter o direito de Pregoeiro e o responsável por uma cotação precisa ter o direito de Comprador 7 Título Título do pregão ou cotação 8 Caminho do Edital Nas cotações - Caminho onde está o arquivo com as especificações técnicas dos itens e as condições de participação na disputa, criado conforme item 2 desse manual Exemplo: \\cliov\dpto\eprocurement\editais\termo_ce-????.doc Nos pregões endereço do site da CRM onde pode ser baixado o Edital Exemplo: 9 Criar Sessão Botão de confirmação dos dados e criação da sessão Quando o operador cria uma sessão de Pregão, os campos de data e hora devem ficar em branco. Estes campos serão preenchidos apenas após a confirmação da publicação do Edital na imprensa. As sessões sem data marcada ficam com status Inicial e não são visíveis por fornecedores que acessem o site. Clicar no botão (9) cria o registro da sessão, mostra a tela a seguir e abre a possibilidade de alteração, inclusão de itens e iniciar a sessão. 1 Mensagens Permite a alteração dos textos de abertura e encerramento da ata da sessão 2 Incluir Itens Abre a relação de cotações já enviadas pelo CIGAM, mas ainda não incluídas em nenhum processo de compra permitindo sua inclusão como objeto da presente sessão 3 Salvar Salva as alterações feitas nos campos da sessão que aparecem nesta tela. 4 Iniciar Sessão Bloqueia a sessão de cotação ou pregão para alteração e disponibiliza o acesso a ela pelos fornecedores via página da CRM na web 5 Fornecedores Mostra a relação dos fornecedores que foram convidados e/ou enviaram proposta 6 Itens vinculados Mostra a relação de itens que fazem parte do objeto da sessão Importante: Somente aparecerão como convidados (5) os fornecedores para quem já tiver sido enviado o pelo CIGAM quando o item da SOC for incluído na sessão. Por isso é indispensável o envio dos s antes da inclusão dos itens na sessão. Importante: Assim a sessão for iniciada, nenhuma alteração pode ser feita na mesma, por isso é indispensável que todos os detalhes sejam revistos antes de clicar no botão Iniciar Sessão. Durante todo o processo, antes do encerramento, as mensagens poderão ser alteradas pelo responsável pela sessão. É importante que estas sejam escritas e gravadas antes do encerramento da sessão, pois neste momento a ata será gerada e não haverá mais possibilidade de alteração. Rev /05/12 CRM - CIGAM - Compras web 8

9 3.4. Incluir Itens - C O M P A N H I A R I O G R A N D E N S E D E M I N E R A Ç Ã O Clicando no botão incluir itens são mostradas todas as cotações em aberto, ou seja, todos os itens de SOCs cujos s já foram enviados aos fornecedores mas ainda não foram incluídas em uma sessão de Pregão ou Cotação. Dados dos itens de SOC que já foram enviados por para os fornecedores e estão 1 disponíveis para inclusão na sessão (Nº da SOC, código do material, descrição do item, quantidade, Unidade de Negócio da SOC) 2 Box para ser marcado nos itens que devem ser incluídos na sessão 3 Clicar para visualizar a lista de fornecedores que foram convidados por 4 Quantidade de itens ainda não inclusos em sessão 5 Incluir itens Encerrar a seleção de itens e incluir os marcados na sessão 6 Fechar Fechar a tela e retornar à tela inicial deste. Posicionando o cursor do mouse sobre a descrição do item é possível visualizar toda a descrição 3.5. Iniciar a Sessão Após o preenchimento de todos os campos da sessão, a inclusão dos itens e a revisão de todas as informações, o operador deve clicar no botão Iniciar Sessão para disponibilizar o acesso dos fornecedores à mesma. Importante: Assim a sessão for iniciada, nenhuma alteração pode ser feita na mesma, pó isso é indispensável que todos os detalhes sejam revistos antes de clicar no botão Iniciar Sessão. Enquanto a sessão estiver na fase Abertura (a partir do momento em que foi iniciada até a data e hora marcada para início da análise das propostas), o responsável pela mesma poderá visualizar a relação dos fornecedores que enviaram propostas clicando no botão acesso da tela de sessões abertas, porém não poderá ver o conteúdo destas propostas. Rev /05/12 CRM - CIGAM - Compras web 9

10 3.6. Analisar Propostas - C O M P A N H I A R I O G R A N D E N S E D E M I N E R A Ç Ã O Na data e hora marcadas para análise das propostas, o responsável pela sessão deve acessar a mesma a partir do botão Acesso da tela de Sessões Abertas, abrir para analisar as propostas e seus documentos anexos. 1 Botão para mostrar cada uma das propostas apresentadas para o item 2 Mensagens Permite a alteração dos textos de abertura e encerramento da ata da sessão 3 Encerrar sessão Permite o encerramento da sessão, fracassando-a sem passar pelas fases posteriores caso não tenha nenhuma proposta válida 4 Iniciar sessão Encerra a fase de análise de propostas e direciona o operador e todos os fornecedores que estiverem acompanhando esta análise para a sala de disputa (fase de lances) 5 Histórico das conversas por chat 6 Fornecedor para quem o operador quer enviar por chat a mensagem digitada no campo 7 Ao lado do nome de cada fornecedor será apresentado um marcador colorido indicando se o mesmo está online (verde) ou não (vermelho) 7 Texto a ser enviado para o(s) fornecedor(es) por chat 8 Clicar para enviar o texto escrito no campo 7 Clicando no botão (1) as propostas de todos os fornecedores participantes para o referido item são apresentadas como a seguir: Rev /05/12 CRM - CIGAM - Compras web 10

11 1 Fornecedor Nome do fornecedor 2 Valor unitário Valor unitário proposto para o item 3 Condição de pagamento Condição de pagamento 4 Tempo de entrega Prazo de entrega (em dias) 5 Observação Observação digitada pelo fornecedor 6 Arquivos anexos Relação de arquivos anexados à proposta pelo fornecedor (clicando sobre o nome do arquivo este será aberto) 7 Classificado Condição da proposta (classificada ou desclassificada Durante esta fase, o responsável deve examinar todas as informações constantes em cada um dos itens de cada uma das propostas bem como todos os documentos e arquivos anexos. Os anexos devem ser impressos para arquivamento junto com a ata da sessão. As propostas que não atenderem às condições estabelecidas para participação da disputa deverão ser desclassificadas. O fornecedor que tiver sua proposta desclassificada deverá ser informado pelo responsável da sessão por meio do chat. Sempre que mantiver uma conversa por chat, o responsável pela sessão deverá ter o cuidado de não citar nomes de vendedores ou da empresa porque até o encerramento da sessão, nenhuma empresa sabe os nomes de seus concorrentes. O encerramento do prazo para análise de propostas não é determinado previamente. O responsável pela sessão tem o tempo que julgar necessário para realização desta tarefa, podendo inclusive, consultar as diversas áreas da CRM. Caso esta tarefa demande mais de alguns minutos, é recomendável que o responsável passe alguma informação aos participantes por chat para evitar a perda de interesse por parte destes. Concluída a análise das propostas, o responsável pela sessão deve dar inicio à fase de disputa (fase de lances). Sendo dado inicio à fase de lances, o responsável e todos os fornecedores que estiverem com a sessão aberta serão redirecionados automaticamente para a sala de disputa. Importante: Apenas os fornecedores com propostas classificadas poderão participar da disputa. Caso não haja propostas o processo pode ser declarado Fracassado clicando no botão Deserto, sem necessidade de passar por todas as demais fases. Neste caso, antes de clicar para declarar o processo como fracassado, o responsável deve clicar em Mensagens e gravar os termos de abertura e encerramento da sessão. É importante que estas sejam escritas e gravadas antes de declarar a sessão fracassada, pois neste momento a ata será gerada e não haverá mais possibilidade de alteração Administrar a Fase de Lances Uma vez iniciada a fase de lances, o responsável (Comprador ou Pregoeiro) deve atuar como mediador da disputa entre os participantes garantindo a lisura e bom andamento do processo. Para esta tarefa o responsável tem a seu dispor a ferramenta de chat. Ela pode e deve ser usada para incentivar a oferta de lances, chamar a atenção dos participantes que não tiverem a conduta adequada, responder a questionamentos dos participantes e informar da necessidade de suspensão da sessão quando for o caso. Sempre que mantiver uma conversa por chat, o responsável pela sessão deverá ter o cuidado de não citar nomes de vendedores ou da empresa porque até o encerramento da sessão, nenhuma empresa sabe os nomes de seus concorrentes. chat. O responsável poderá recusar um lance ofertado. Esta recusa deverá ser justificada através do O participante que tiver seu lance para determinado item recusado não poderá mais ofertar lances para este item. O proponente poderá solicitar a recusa de seu lance, porém a decisão final de recusar ou não, cabe única e exclusivamente ao responsável pela sessão. Quando perceber que a disputa de preços chegou ao final ou que não está mais avançando, o responsável deverá encerrar o tempo normal de disputa iniciando o tempo randômico. Rev /05/12 CRM - CIGAM - Compras web 11

12 1 Item Nº do item no objeto da sessão 2 Descrição Descrição do item que está sendo comprado. 3 Qtde Quantidade do item que está sendo comprado 4 Forn. Fornecedor que ofertou o menor lance posicionando o cursor do mouse sobre o nº do fornecedor aparece a razão social do mesmo 5 Menor lan. Menor lance ofertado para o item 6 Marcado para identificar que o lance deve ser desclassificado 7 Recusar Botão para confirmar a recusa do lance marcado no box 6 8 Chat Janela de conversa com os fornecedores por chat 9 Histórico de lances Histórico de todos os lances ofertados durante a disputa 10 Suspender / reiniciar Suspender a sessão passando a mesma a uma condição onde os fornecedores não poderão dar lance, apenas conversar por chat ou reiniciar a sessão se esta estiver suspensa 11 Anexos Permite a visualização dos arquivos enviados pelos fornecedores junto com suas propostas 12 Tempo Randômico Iniciar a fase de tempo randômico 13 Sair Sair da sessão de disputa (esta opção não encerra a disputa) Ao responsável cabe a decisão do momento de encerrar do tempo normal de disputa Suspensão da Sessão A qualquer momento, de acordo com a necessidade e interesse da CRM, o responsável, poderá suspender a sessão. Esta suspensão deverá ser comunicada aos participantes através do chat, assim como o prazo de suspensão ou a data e hora de retorno. Durante a suspensão os participantes não poderão ofertar lances, ficando habilitadas as janelas de chat e de edição de mensagens da ata. A sessão suspensa poderá ser retomada por iniciativa do responsável, sendo retomada na fase em que estava antes da suspensão. Na fase de tempo randômico não é possível a suspensão da sessão. Na fase de habilitação não tem a possibilidade de suspensão porque seu encerramento depende apenas da decisão do responsável, assim, sendo necessário suspender, basta informar por chat e não encerrar a fase. Rev /05/12 CRM - CIGAM - Compras web 12

13 3.9. Tempo Randômico - C O M P A N H I A R I O G R A N D E N S E D E M I N E R A Ç Ã O Encerrado o tempo normal de disputa, iniciará automaticamente o tempo randômico. Um tempo aleatório, durante o qual a disputa continuará ocorrendo normalmente, porém com a diferença de que poderá encerrar a qualquer momento sem a interferência de ninguém, em um período que pode variar entre que 1 segundo e 30 minutos. Durante esta fase a atuação do responsável pela sessão deverá ser a mesma da fase de disputa Tratamento diferenciado para ME/EPP Se na sessão estiver marcado o box Tratamento ME/EPP, nesta fase será concedido tratamento diferenciado para microempresas e empresas de pequeno porte conforme previsto nos artigos 44 e 45 da Lei 123/2006. Na prática, nesta fase ocorre o seguinte: Se, na disputa restar vencedora uma empresa não enquadrada como ME/EPP e houver pelo menos uma empresa entre as participantes da sessão enquadrada como ME/EPP e cujo último lance seja menos de 5% (cinco por cento) maior que o lance vencedor, esta terá o prazo de 5 (cinco) minutos para ofertar um único lance inferior ao vencedor, passando assim à condição de vencedora da disputa. Neste caso o sistema incluirá automaticamente uma mensagem para a empresa beneficiada no chat informando que ela recebeu o benefício previsto na Lei. Caso a empresa não oferte o lance no tempo previsto, esta condição passa automaticamente para a próxima empresa que atenda a condição acima. O andamento desta fase independe de qualquer ação do responsável pelo processo Negociação Direta O fato de uma empresa vencer a disputa não assegura a ela certeza de venda para a CRM. Antes de iniciar o processo de compra, o responsável já deve ter uma idéia clara do valor estimado para cada item que está sendo adquirido, por isso, encerrada a disputa, o responsável deve comparar o melhor preço obtido na disputa com aquele estimado para a compra. Caso o preço ofertado seja maior que o estimado, o responsável pode chamar a empresa vencedora e negociar diretamente com ela buscando uma redução. Para isso, encerrado o tempo randômico, e o tratamento diferenciado para ME/EPP, aparecem na tela os botões Negociação Direta e Encerrar. Se o responsável optar por realizar a negociação direta, deverá clicar no botão Negociação Direta e em seguida no botão Convites. 1 Fornecedores Nome do fornecedor que ainda está na disputa 2 Box para marcação do fornecedor convidado para negociação do item 3 Último lance válido da cada fornecedor para o item 4 Sair Botão para encerramento da escolha dos fornecedores e salvamento da seleção feita Automaticamente o(s) fornecedor(es) convidado(s) a negociar receberá(ao) uma mensagem pelo chat informando o convite e para ele será aberta a possibilidade de ofertar lances para o(s) item(ns) negociado(s). Rev /05/12 CRM - CIGAM - Compras web 13

14 A negociação deverá ser conduzida através de troca de mensagens por chat e o fornecedor deverá registrar seu preço ofertando novo lance. Nas cotações, o encerramento desta fase leva automaticamente à geração da ata. Nos pregões, o encerramento desta fase leva à fase de recursos Recursos Esta fase existe somente nos pregões. Nela, todos os participantes da sessão têm a possibilidade de manifestar através do chat sua intenção e motivação para interpor recurso contra qualquer atitude do pregoeiro durante o processo. Assim que encerrar a fase de habilitação, o pregoeiro deverá questionar os participantes sobre seu interesse em interpor recurso. Isto deverá ser feito clicando no botão Recurso. Neste momento aos fornecedores que estiverem na sala de disputa será apresentada uma janela com a seguinte mensagem: O Sr. tem interesse e motivação de entrar com recurso contra qualquer ato praticado durante esta sessão? Caso positivo, o Sr. tem 5 minutos para fazer sua manifestação no espaço a seguir. Ausência de manifestação dentro do prazo estipulado será entendida como negativa de interesse em recorrer. Encerrado o prazo concedido, o pregoeiro deverá clicar no botão Interposição de Recurso (7) para marcar os prazos para recursos e contra razões. 1 Fornecedores Fornecedores participantes 2 Resposta do fornecedor ao questionamento sobre interesse em interposição de recursos 3 Recurso Data limite para anexação do documento de recurso ao processo 4 Contra razões Data limite para anexação do documento de contra razões ao processo 5 Salvar Salvar informações e encerrar sessão 6 X Fechar janela sem salvar informações O encerramento desta fase leva automaticamente à geração da ata. Havendo alguma manifestação de interesse em recorrer, mesmo encerrando a sessão esta permanece com status Recurso até que seja registrado o resultado da análise final. Caso nenhum fornecedor tenha manifestado intenção de recorrer os campos referentes às datas não serão habilitados para edição e por isso a janela deve ser fechada no botão (6) e a sessão deve ser encerrada no botão (8). Neste caso, a sessão é encerrada Ata Encerradas as fases anteriores, é gerada automaticamente a ata da sessão com todas as ocorrências da mesma, incluindo empresas participantes, propostas iniciais, lances, conversas do chat, horários das mudanças de fase, etc. Esta ata estará disponível na opção Atas da tela principal. Rev /05/12 CRM - CIGAM - Compras web 14

15 3.14. Análise de Recursos, contra razões e registro do resultado final Até a data marcada como limite para anexação de documento de recurso, os fornecedores que manifestaram intenção de recorrer devem anexar um único arquivo com suas razões. A partir do dia seguinte a essa data, o arquivo fica disponível para consulta por todos os demais participantes da sessão e é aberta a possibilidade de que cada um dos participantes envie um arquivo com suas contra razões. O envio de documentos fica habilitado até a data marcada como limite para apresentação de contra razões. Passada essa data, todos os arquivos anexados ficam disponíveis para consulta por todos os participantes e a sessão permanece na situação Recurso até o registro do resultado final com a análise dos recursos e contra razões. Assim que tiver o resultado da análise dos recursos e contra razões, o pregoeiro deve anexar este arquivo ao processo e encerrar definitivamente a sessão clicando no botão Encerrar Alterar Responsável A partir do momento que uma sessão passa para o status Em Aberto, apenas o usuário (comprador ou pregoeiro) indicado na mesma como Responsável poderá atuar. Caso haja necessidade de troca do responsável, um dos pregoeiros poderá, através desse item do menu, acessar a sessão e trocar o responsável. Esta troca de responsável deverá obedecer ao critério de que apenas um Pregoeiro pode ser responsável por um pregão e um comprador poderá ser responsável por uma cotação. Havendo necessidade de substituição do responsável, um usuário com direito de Pregoeiro deverá acessar a opção Alterar Responsável, disponível na tela inicial, trocar o responsável e clicar em salvar Atualizar Status Esta opção do menu permite a alteração da situação atual da sessão. O status da sessão pode ser alterado para a próxima fase, para a condição Suspensa ou Recurso. Ao suspender a sessão, o responsável deve informar, por chat, aos participantes o motivo da suspensão e o prazo previsto para retorno. Caso seja necessário prorrogar este prazo, os participantes devem ser avisados por meio do chat da sessão. 4. CIGAM Desktop Ordem de Compra Encerrado o processo web da compra, o responsável deve imprimir todos os documentos contidos no processo (Termo de Participação na Sessão, s, anexos das propostas, ata, etc.) para arquivamento junto à Ordem de Compra. O CIGAM gera um acompanhamento na SOC que originou a sessão contendo como anexo o acesso à ata da sessão. Para criação da Ordem de Compra o processo é o mesmo usado nos casos em que não é feita a cotação. Rev /05/12 CRM - CIGAM - Compras web 15

16 5. Consulta rápida 5.1. Criação da Sessão Nos pregões Na web, entrar na opção Criar sessão e informar tipo (pregão), número, responsável, tratamento diferenciado para ME/EPP (desmarcar apenas em casos excepcionais) e título. Gravar no campo Edital da sessão o endereço Clicar em incluir Itens e marcar todos os produtos que devem compor a sessão. Clicar em mensagens para gravar os termos de abertura e encerramento da sessão. Depois de definida a data, da sessão, clicar em Editar sessão e informar data e hora. Depois de confirmar a publicação do Edital, clicar em iniciar sessão para tornar pública a sessão e permitir aos fornecedores o envio de propostas. Nas cotações Na web, entrar na opção Criar sessão e informar tipo (cotação), responsável, tratamento diferenciado para ME/EPP (desmarcar apenas em casos excepcionais) data e hora limite para envio de propostas. Fora da web, criar o arquivo com o Termo de Participação na Cotação dando a este o nome de TERMO_CE_????.doc onde??? é o nº da sessão. Gravar o arquivo na pasta \\cliov\dpto\eprocurement\edital Gravar no campo Edital da sessão o endereço https://dmz.crm.gov.br/eprocurement/edital/ seguido do nome do arquivo (sem espaços entre as duas informações) Envio da SOC para web Informar a Data e hora limite para envio de proposta e o nº da sessão em cada item da SOC. Clicar no botão Enviar da SOC para enviar de todos os itens ou do item para enviar apenas o item selecionado. Confirmar critérios de seleção. Desmarcar os fornecedores que não devem receber Inclusão dos itens na Sessão Na web, entrar na opção Abertas, localizar a sessão clicar no botão acesso. Clicar em incluir Itens e marcar todos os produtos que devem compor a sessão. Clicar em mensagens para gravar os termos de abertura e encerramento da sessão. Clicar em iniciar sessão para tornar pública a sessão e permitir aos fornecedores o envio de propostas Análise de propostas Na data e hora marcada, o responsável pela sessão entrar na opção análise de propostas, localizar a sessão desejada, clicar no penúltimo botão a direita dos dados da sessão. A seguir, clicar em cada item para examinar a proposta de cada um dos fornecedores, inclusive lendo, examinando e imprimindo os arquivos enviados pelos mesmos. As propostas que não atenderem às especificações devem ser desclassificadas. Nesta fase é possível a troca de mensagens por chat entre o responsável e os fornecedores. Nesta fase é possível a alteração das mensagens dos termos de abertura e encerramento da ata. Rev /05/12 CRM - CIGAM - Compras web 16

17 5.5. Fase de lances - C O M P A N H I A R I O G R A N D E N S E D E M I N E R A Ç Ã O Encerrada a análise das propostas, o responsável deverá voltar à tela inicial da análise de propostas e clicar no botão mais à direita da sessão desejada para iniciar a disputa. O responsável poderá recusar lances dos fornecedores. O fornecedor que tiver um lance recusado não poderá ofertar novos lances para esse item. Nesta fase é possível a alteração das mensagens dos termos de abertura e encerramento da ata Suspensão da sessão A qualquer momento o responsável pode suspender a sessão. Nesta fase apenas o chat fica habilitado. Sempre que a sessão for suspensa o responsável deve informar por chat a todos os participantes sua previsão de retorno. Nesta fase é possível a alteração das mensagens dos termos de abertura e encerramento da ata Tempo randômico Esta fase pode durar entre 1 segundo e 30 minutos e o responsável não tem qualquer controle sobre seu encerramento. Nela a disputa continua normalmente. Para iniciar esse tempo o responsável deve clicar no botão tempo randômico. Nesta fase não é possível suspender a sessão. Nesta fase é possível a alteração das mensagens dos termos de abertura e encerramento da ata Tratamento diferenciado de ME/EPP Se, for previsto o tratamento para ME/EPP e na disputa restar vencedora uma empresa não ME/EPP e uma ME/EPP tiver lance menos de 5% maior que o lance vencedor, esta terá o prazo de 5 minutos para ofertar um único lance inferior ao vencedor, vencendo a disputa. Esse fornecedor é informado por chat. Nesta fase é possível a alteração das mensagens dos termos de abertura e encerramento da ata Negociação direta Se o preço do vencedor for maior que o esperado pelo responsável esse poderá ser chamado a negociar. Para tanto é preciso clicar em Negociação direta, em Convidar e marcar o menor preço ofertado para o item que será negociado e clicar em confirmar. Assim o fornecedor poderá ofertar novos lances Habilitação Nesta fase o pregoeiro fará a análise da documentação enviada pelo fornecedor vencedor pelo sistema Recurso Nesta fase o pregoeiro deverá informar por chat a abertura do prazo para manifestação da intenção de recorrer. Nesta fase é possível a alteração das mensagens dos termos de abertura e encerramento da ata. Havendo participantes interessados em recorrer, o Pregoeiro deve clicar em XXXXX e assinalar as empresas que manifestaram essa intenção bem como as datas limite para envio das razões de recurso e de contra recurso. Encerrada essa fase NÃO é mais possível a alteração das mensagens dos termos de abertura e encerramento da ata Emissão da Ordem de Compra Encerrado o processo, o responsável deverá imprimir todos os documentos devem ser impressos para arquivo junto à Ordem de Compra, e esta deve ser emitida efetivando uma Solicitação. Rev /05/12 CRM - CIGAM - Compras web 17

MANUAL DE PROCEDIMENTOS DO FORNECEDOR PARA PARTICIPAÇÃO EM

MANUAL DE PROCEDIMENTOS DO FORNECEDOR PARA PARTICIPAÇÃO EM MANUAL DE PROCEDIMENTOS DO FORNECEDOR PARA PARTICIPAÇÃO EM COTAÇÕES E PREGÕES ELETRÔNICOS Sumário 1. Introdução... 2 2. Procedimento para cadastro... 2 3. Conhecendo o Sistema de Compras Eletrônicas da

Leia mais

PORTAL DE COMPRAS SÃO JOSÉ DO RIO PRETO

PORTAL DE COMPRAS SÃO JOSÉ DO RIO PRETO Compra Direta - Guia do Fornecedor PORTAL DE COMPRAS SÃO JOSÉ DO RIO PRETO Página As informações contidas neste documento, incluindo quaisquer URLs e outras possíveis referências a web sites, estão sujeitas

Leia mais

Coordenando a licitação

Coordenando a licitação Coordenando a licitação Licitação Pública Modalidade: Pregão eletrônico Para controlar uma licitação, o usuário deve acessar, no menu, o botão sala de negociação e, em seguida, escolher a opção controlar

Leia mais

Índice. Manual Pregão eletrônico Perfil Pregoeiro - 1 / 44

Índice. Manual Pregão eletrônico Perfil Pregoeiro - 1 / 44 Manual Pregão eletrônico Perfil Pregoeiro - 1 / 44 Índice 1 Apresentação...3 2 Ambiente Operacional & Requisitos...4 3 Normas do pregão eletrônico...5 4 Realização do Pregão Eletrônico...6 4.1 Procedimentos...6

Leia mais

Portal dos Convênios SICONV. Execução Cotação Eletrônica de Preços. Entidades Privadas sem Fins Lucrativos. Manual do Usuário

Portal dos Convênios SICONV. Execução Cotação Eletrônica de Preços. Entidades Privadas sem Fins Lucrativos. Manual do Usuário MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO ORÇAMENTO E GESTÃO SECRETARIA DE LOGÍSTICA E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO DEPARTAMENTO DE LOGÍSTICA E SERVIÇOS GERAIS Portal dos Convênios SICONV Execução Cotação Eletrônica de Preços

Leia mais

Índice. Pregão Eletrônico perfil de fornecedor - 1 / 37

Índice. Pregão Eletrônico perfil de fornecedor - 1 / 37 Pregão Eletrônico perfil de fornecedor - 1 / 37 Índice 1 -. Apresentação...3 2 -. Ambiente Operacional & Requisitos...4 3 -. Normas do Pregão Eletrônico...5 4 -. Procedimentos do Pregão Eletrônico...6

Leia mais

MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO SECRETARIA DE LOGÍSTICA E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO DEPARTAMENTO DE LOGÍSTICA E SERVIÇOS GERAIS

MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO SECRETARIA DE LOGÍSTICA E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO DEPARTAMENTO DE LOGÍSTICA E SERVIÇOS GERAIS MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO SECRETARIA DE LOGÍSTICA E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO DEPARTAMENTO DE LOGÍSTICA E SERVIÇOS GERAIS DIVULGAÇÃO DE COMPRAS COTAÇÃO ELETRÔNICA MANUAL DO USUÁRIO

Leia mais

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO. Departamento de Administração Gabinete do Vice-Reitor

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO. Departamento de Administração Gabinete do Vice-Reitor UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO Departamento de Administração Gabinete do Vice-Reitor Tendo em vista a necessidade de modernização dos sistemas corporativos e as dificuldades de implementar manutenções preventivas,

Leia mais

Manual da Central de Compras

Manual da Central de Compras Sistema de Compras Eletrônicas - COE Manual da Central de Compras Portal Compras RS Portal Pregão On-Line Banrisul Portal Compras PROCERGS Governo do Estado do Rio Grande do Sul Secretaria de Administração

Leia mais

Sistema Protocolo, Tramitação e Arquivamento de Processos Manual do Usuário

Sistema Protocolo, Tramitação e Arquivamento de Processos Manual do Usuário SERVIÇO PÚBLICO UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ ARQUIVO CENTRAL Sistema Protocolo, Tramitação e Arquivamento de Processos Manual do Usuário Belém Pará Fevereiro 2000 Sumário Introdução... 3 Acesso ao Sistema...

Leia mais

PORTAL DE COMPRAS ELETRÔNICO

PORTAL DE COMPRAS ELETRÔNICO Página: 1 PORTAL DE COMPRAS ELETRÔNICO Manual do Fornecedor Página: 2 1. OBJETIVO Formalizar o método de preenchimento de cotações e retirada de pedidos de compras via E-PROCUREMENT. 2. RESPONSABILIDADES

Leia mais

Caixa Econômica Federal Gerência Nacional de Suprimentos

Caixa Econômica Federal Gerência Nacional de Suprimentos Caixa Econômica Federal Gerência Nacional de Suprimentos CAIXA GESUP Brasília Janeiro/2010 1 SUMÁRIO 1 Introdução... 3 2 Acesso... 4 3 Pregão Eletrônico... 5 3.1 Como consultar editais... 6 3.2 Credenciamento...

Leia mais

paradigma WBC Public - pregão eletrônico Guia do Fornecedor paradigma WBC Public v6.0 g1.1

paradigma WBC Public - pregão eletrônico Guia do Fornecedor paradigma WBC Public v6.0 g1.1 paradigma WBC Public - pregão eletrônico Guia do Fornecedor paradigma WBC Public v6.0 g1.1 agosto de 2007 As informações contidas neste documento, incluíndo quaisquer URLs e outras possíveis referências

Leia mais

Manual de Utilização

Manual de Utilização Manual de Utilização Versão 1.0 18/01/2013 Sempre consulte por atualizações deste manual em nossa página. O Cotação Web está em constante desenvolvimento, podendo ter novas funcionalidades adicionadas

Leia mais

Manual para Transportadoras

Manual para Transportadoras Índice 1 Objetivo... 3 2 O Projeto e-suprir... 3 3 Introdução... 3 4 Informações Básicas... 4 4.1 Painel de Controle Compras... 4 5 Acessando o Pedido... 5 6 Digitando o Espelho de Nota Fiscal... 7 6.1

Leia mais

SISTEMA ELETRÔNICO DE COMPRAS

SISTEMA ELETRÔNICO DE COMPRAS Página: 1 SISTEMA ELETRÔNICO DE COMPRAS Página: 2 I - TÍTULO: PROCEDIMENTO PARA RESPOSTA DE COTAÇÃO 1. - OBJETIVO Formalizar o método de preenchimento de cotações via E-PROCUREMENT. 2. - RESPONSABILIDADES

Leia mais

MANUAL COTAÇAO WEB MANUAL MANUAL AVANÇO INFORMÁTICA AVANÇO INFORMÁTICA. [Digite seu endereço] [Digite seu telefone] [Digite seu endereço de email]

MANUAL COTAÇAO WEB MANUAL MANUAL AVANÇO INFORMÁTICA AVANÇO INFORMÁTICA. [Digite seu endereço] [Digite seu telefone] [Digite seu endereço de email] MANUAL COTAÇAO WEB [Digite seu endereço] [Digite seu telefone] [Digite seu endereço de email] MANUAL MANUAL AVANÇO INFORMÁTICA AVANÇO INFORMÁTICA Material Desenvolvido para a Célula Materiais Autor: Equipe

Leia mais

Passo a Passo do Orçamentos de Entrada no SIGLA Digital

Passo a Passo do Orçamentos de Entrada no SIGLA Digital Passo a Passo do Orçamentos de Entrada no SIGLA Digital Página 1 de 9 Este é um dos principais módulos do SIGLA Digital. Utilizado para dar entrada de produtos no estoque, essa ferramenta segue a seguinte

Leia mais

Cotação Eletrônica. Orientações para o FORNECEDOR. Versão 1.0

Cotação Eletrônica. Orientações para o FORNECEDOR. Versão 1.0 Cotação Eletrônica Orientações para o FORNECEDOR Versão 1.0 ÍNDICE 1) Fundamento legal 2) Quem pode participar 3) Local de realização 4) Procedimentos para participação de cotações em andamento 4.1) Quando

Leia mais

Cotação de Compras on line

Cotação de Compras on line Cotação de Compras on line www.criciuma.unimedsc.com.br/compras Elaborado por: Glória Firmino Felisberto (Setor de Tecnologia da Informação) Osvaldo Cardoso do Canto () 1 MANUAL DO SISTEMA DE COTAÇÃO DE

Leia mais

V.1.0 SIAPAS. Sistema Integrado de Administração ao Plano de Assistência à Saúde. Contas Médicas

V.1.0 SIAPAS. Sistema Integrado de Administração ao Plano de Assistência à Saúde. Contas Médicas 2014 V.1.0 SIAPAS Sistema Integrado de Administração ao Plano de Assistência à Saúde Contas Médicas SIAPAS Sistema Integrado de Administração ao Plano de Assistência à Saúde Módulos CONTAS MÉDICAS Capa

Leia mais

Apresentação PostgreSQL 8.2/ 8.3 Domingos Martins ES

Apresentação PostgreSQL 8.2/ 8.3 Domingos Martins ES Apresentação 1 PostgreSQL 8.2/ 8.3 Domingos Martins ES v. 1.0 2 Introdução: O foi desenvolvido com o objetivo de simplificar e agilizar o processo de aquisição de materiais e serviços, atendendo as exigências

Leia mais

E&L Nota Fiscal de Serviços Eletrônica. Manual do Ambiente do Prestador de Serviços do Município

E&L Nota Fiscal de Serviços Eletrônica. Manual do Ambiente do Prestador de Serviços do Município E&L Nota Fiscal de Serviços Eletrônica Manual do Ambiente do Prestador de Serviços do Município Após receber a confirmação de aceite do Credenciamento via e-mail já é possível efetuar o login no sistema

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO DO M3

MANUAL DO USUÁRIO DO M3 MANUAL DO USUÁRIO DO M3 1 CADASTROS 1.1 Clientes Abre uma tela de busca na qual o usuário poderá localizar o cadastro dos clientes da empresa. Preencha o campo de busca com o nome, ou parte do nome, e

Leia mais

M A N U A L D O SISTE M A D E PR O PO STA E L E TR Ô N ICA - SPE

M A N U A L D O SISTE M A D E PR O PO STA E L E TR Ô N ICA - SPE M A N U A L D O SISTE M A D E PR O PO STA E L E TR Ô N ICA - SPE N&A Informática Solução em gestão pública Av. Três Barras, nº 720 Vilas Boas 700051-290 Campo Grande MS Fone / Fax: (67)3348-2400 http://

Leia mais

ÍNDICE. Manual do COMPRASNET Versão 1 Jan/2002 2

ÍNDICE. Manual do COMPRASNET Versão 1 Jan/2002 2 ÍNDICE ÍNDICE...2 1. Introdução...3 2. Navegando pela área de livre acesso...4 3. Navegando pela área de ACESSO SEGURO...6 A. Instalando o Certificado de Segurança...6 B. Fazendo Cadastramento nos Serviços

Leia mais

Escolhendo um modelo de edital no BBMNET

Escolhendo um modelo de edital no BBMNET Como criar e publicar um edital Escolhendo um modelo de edital no BBMNET Para criar e publicar um edital, escolha primeiro entre as opções Licitação PÚBLICA ou PRIVADA (conforme a situação jurídica do

Leia mais

Portal Contador Parceiro

Portal Contador Parceiro Portal Contador Parceiro Manual do Usuário Produzido por: Informática Educativa 1. Portal Contador Parceiro... 03 2. Acesso ao Portal... 04 3. Profissionais...11 4. Restrito...16 4.1 Perfil... 18 4.2 Artigos...

Leia mais

Sessão Pública SIASG net. Detalhamento da Aplicação. Manual do Usuário

Sessão Pública SIASG net. Detalhamento da Aplicação. Manual do Usuário MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO ORÇAMENTO E GESTÃO SECRETARIA DE LOGÍSTICA E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO DEPARTAMENTO DE LOGÍSTICA E SERVIÇOS GERAIS Detalhamento da Aplicação Manual do Usuário 1/47 MINISTRO DO

Leia mais

FERRAMENTAS DE COLABORAÇÃO CORPORATIVA

FERRAMENTAS DE COLABORAÇÃO CORPORATIVA FERRAMENTAS DE COLABORAÇÃO CORPORATIVA Manual de Utilização Google Grupos Sumário (Clique sobre a opção desejada para ir direto à página correspondente) Utilização do Google Grupos Introdução... 3 Página

Leia mais

paradigma WBC Public - pregão eletrônico Guia do Fornecedor paradigma WBC Public v6.0 g1.1

paradigma WBC Public - pregão eletrônico Guia do Fornecedor paradigma WBC Public v6.0 g1.1 paradigma WBC Public - pregão eletrônico Guia do Fornecedor paradigma WBC Public v6.0 g1.1 agosto de 2007 As informações contidas neste documento, incluíndo quaisquer URLs e outras possíveis referências

Leia mais

INTENÇÃO DE REGISTRO DE PREÇOS - IRP Manual do Gerenciador

INTENÇÃO DE REGISTRO DE PREÇOS - IRP Manual do Gerenciador MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO SECRETARIA DE LOGÍSTICA E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO DEPARTAMENTO DE LOGÍSTICA E SERVIÇOS GERAIS INTENÇÃO DE REGISTRO DE PREÇOS - IRP Manual do Gerenciador

Leia mais

F.A.Q. PORTAL DE COMPRAS SÃO JOSÉ DO RIO PRETO

F.A.Q. PORTAL DE COMPRAS SÃO JOSÉ DO RIO PRETO F.A.Q. PORTAL DE COMPRAS SÃO JOSÉ DO RIO PRETO Página 1 Sumário DÚVIDAS GERAIS... 3 PREGÃO ELETRÔNICO... 6 Página 2 DÚVIDAS GERAIS 1. O que é o Fluxograma das Etapas? Resposta: O fluxograma representa

Leia mais

Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão. Departamento de Logística e Serviços Gerais

Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão. Departamento de Logística e Serviços Gerais PREGÃO ELETRÔNICO Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão Secretaria de Logística e Tecnologia da Informação Departamento de Logística e Serviços Gerais 2008 O SISTEMA INTEGRADO DE ADMINISTRAÇÃO

Leia mais

Sistema de Compras TV Globo

Sistema de Compras TV Globo Sistema de Compras TV Globo Guia de Uso R Guia de Uso do Portal do Fornecedor da TV Globo R PÁGINA Índice Índice O que é o Sistema de Compras TV Globo 4 Criar a sua cotação (Cota) Anexar documento 4 Cadastro

Leia mais

Manual do Usuário DENATRAN

Manual do Usuário DENATRAN Manual do Usuário DENATRAN Confidencial Portal SISCSV - 2007 Página 1 Índice Analítico 1. INTRODUÇÃO 5 2. ACESSANDO O SISCSV 2.0 6 2.1 Configurando o Bloqueador de Pop-Ups 6 3. AUTENTICAÇÃO DO USUÁRIO

Leia mais

PREGÃO ELETRÔNICO Manual de Simulação

PREGÃO ELETRÔNICO Manual de Simulação MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO SECRETARIA DE LOGÍSTICA E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO DEPARTAMENTO DE LOGÍSTICA E SERVIÇOS GERAIS PREGÃO ELETRÔNICO Manual de Simulação AMBIENTE DE TREINAMENTO

Leia mais

Manual Laboratório. ICS Sistemas de Gestão em Saúde ICS 01/01/2014

Manual Laboratório. ICS Sistemas de Gestão em Saúde ICS 01/01/2014 2014 Manual Laboratório ICS Sistemas de Gestão em Saúde ICS 01/01/2014 Sumário Acesso ao Sistema... 2 Menu Cadastros... 4 Cadastro de usuários... 4 Inclusão de Novo Usuário... 5 Alteração de usuários...

Leia mais

Portal Compras Governamentais. Orientações/Passo a Passo. IRP Intenção de Registro de Preço. Versão 06

Portal Compras Governamentais. Orientações/Passo a Passo. IRP Intenção de Registro de Preço. Versão 06 Portal Compras Governamentais Orientações/Passo a Passo IRP Intenção de Registro de Preço Versão 06 Comunidade de Atendimento SIASG - e-mail: css.serpro@serpro.gov.br 1 01 Como acessar o módulo IRP IRP

Leia mais

Curso de Capacitação ao Sistema CDV. - GID Desmanches -

Curso de Capacitação ao Sistema CDV. - GID Desmanches - Curso de Capacitação ao Sistema CDV - GID Desmanches - Coordenadoria de Gestão de Desmanches Divisão de Desmanches Conteúdo Módulo 1 Como utilizar o Moodle... 4 Módulo 2 - Acessando o GID CDV... 4 Aula

Leia mais

Manual Do Usuário ClinicaBR

Manual Do Usuário ClinicaBR Manual Do Usuário ClinicaBR SUMÁRIO 1 Introdução... 01 2 ClinicaBR... 01 3 Como se cadastrar... 01 4 Versão experimental... 02 5 Requisitos mínimos p/ utilização... 03 6 Perfis de acesso... 03 6.1 Usuário

Leia mais

SISTEMA DE REGISTRO DE PREÇOS

SISTEMA DE REGISTRO DE PREÇOS SISTEMA DE REGISTRO DE PREÇOS APRESENTAÇÃO O sistema abordado neste manual foi confeccionado pela IplanRio em parceria com a SMA de forma a atender o disposto no Art. 5º do Decreto Nº 30.539, que trata

Leia mais

Sistema de Bilhetagem Eletrônica

Sistema de Bilhetagem Eletrônica GUIA DE REFERÊNCIA SIB Sistema de Bilhetagem Eletrônica Projeto Sistema de Bilhetagem Eletrônica Documento MR (17/Maio/2011) Tabela 1 Histórico das alterações no documento Data Versão Autor Descrição 09/11/2010

Leia mais

Manual de Instalação e Utilização

Manual de Instalação e Utilização Manual de Instalação e Utilização DIGITAÇÃO DE PROPOSTAS ORÇAMENTÁRIAS Supervisão de Licitações Índice 1. Instalação do Programa 2. Utilização do Digitação de Propostas 2.1. Importar um arquivo 2.2. Realizar

Leia mais

e-fornecedores Nova Versão Cartilha do Fornecedor

e-fornecedores Nova Versão Cartilha do Fornecedor e-fornecedores Nova Versão Cartilha do Fornecedor Destinada aos Fornecedores das empresas: Outubro/2010 Nova Estrutura de Telas O portal e-fornecedores conta com nova interface, que facilita a forma de

Leia mais

IRP Intenção de Registro de Preço SIASGNet Orientações - passo a passo

IRP Intenção de Registro de Preço SIASGNet Orientações - passo a passo 01 - Como acessar o módulo IRP IRP Intenção de Registro de Preço SIASGNet Orientações - passo a passo Para obter acesso ao módulo, Divulgação de Compras, o cadastrador parcial do Órgão/Unidade deverá acessar

Leia mais

Sistema de Compras TV Globo

Sistema de Compras TV Globo Sistema de Compras TV Globo Guia de Uso - v. PÁGINA Índice Índice Negociações Sistema de Compras O que é o Sistema de Compras TV Globo Criar a sua cotação (Cota) Salvar Rascunho 7 Cadastro no Sistema Cotar

Leia mais

Software de Compras. Manual de treinamento para usuários do OutBuyCenter

Software de Compras. Manual de treinamento para usuários do OutBuyCenter Software de Compras Manual de treinamento para usuários do OutBuyCenter OutBuyCenter Software para o gerenciamento de compras integradas (eprocurement e supply chain), objetiva a rápida tramitação de compras

Leia mais

Passos e Orientações para solicitação de credenciamento como emissor de NF-e. Secretaria da Fazenda do Estado de São Paulo

Passos e Orientações para solicitação de credenciamento como emissor de NF-e. Secretaria da Fazenda do Estado de São Paulo Passos e Orientações para solicitação de credenciamento como emissor de NF-e Secretaria da Fazenda do Estado de São Paulo Versão 1.0 23/07/2009 Passos e Orientações para solicitação de credenciamento como

Leia mais

PATRONAGE - ADMINISTRAÇÃO DE BOLSAS E AUXÍLIOS FAPEMA FUNDAÇÃO DE AMPARO À PESQUISA E AO DESENVOLVIMENTO CIENTÍFICO E TECNOLÓGICO DO MARANHÃO Rua

PATRONAGE - ADMINISTRAÇÃO DE BOLSAS E AUXÍLIOS FAPEMA FUNDAÇÃO DE AMPARO À PESQUISA E AO DESENVOLVIMENTO CIENTÍFICO E TECNOLÓGICO DO MARANHÃO Rua 1 Sumário INTRODUÇÃO... 3 1 COMO ACESSAR O PATRONAGE... 4 2 INFORMAÇÕES SOBRE O PROJETO... 5 3 PRESTAÇÃO DE CONTAS... 8 3.1 Execução do projeto... 8 3.2 Autorização de recursos (remanejamento de recurso,

Leia mais

Manual do Sistema de Almoxarifado P á g i n a 2. Manual do Sistema de Almoxarifado Geral. Núcleo de Tecnologia da Informação

Manual do Sistema de Almoxarifado P á g i n a 2. Manual do Sistema de Almoxarifado Geral. Núcleo de Tecnologia da Informação Divisão de Almoxarifado DIAX/CGM/PRAD Manual do Sistema de Almoxarifado Geral Versão On-Line Núcleo de Tecnologia da Informação Universidade Federal de Mato Grosso do Sul Manual do Sistema de Almoxarifado

Leia mais

GUIA DE UTILIZAÇÃO DO SISTEMA DE COMPRAS VIA WEB

GUIA DE UTILIZAÇÃO DO SISTEMA DE COMPRAS VIA WEB GUIA DE UTILIZAÇÃO DO SISTEMA DE COMPRAS VIA WEB ( c) 2010 Todos os direitos reservados a ABCG Campo Grande-MS INDICE 1. Introdução ao compras web 05 2. Fluxo do processo de compras web 06 3. Como ingressar

Leia mais

MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO SECRETARIA DE LOGÍSTICA E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO DEPARTAMENTO DE LOGÍSTICA.

MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO SECRETARIA DE LOGÍSTICA E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO DEPARTAMENTO DE LOGÍSTICA. MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO SECRETARIA DE LOGÍSTICA E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO DEPARTAMENTO DE LOGÍSTICA Pregão Eletrônico Fornecedor Manual do Fornecedor Versão 1 1 Sumário 1 Introdução...

Leia mais

Universidade Federal do Vale do São Francisco Programa de Assistência Estudantil

Universidade Federal do Vale do São Francisco Programa de Assistência Estudantil 1 - Introdução O sistema PAE da UNIVASF é uma ferramenta desenvolvida pelo Núcleo de Tecnologia da Informação (NTI) que auxilia o processo seletivo de estudantes de graduação para o, que serão selecionados

Leia mais

Manual do Sistema de Almoxarifado P á g i n a 2. Manual do Sistema de Almoxarifado Módulo Requisição. Núcleo de Tecnologia da Informação

Manual do Sistema de Almoxarifado P á g i n a 2. Manual do Sistema de Almoxarifado Módulo Requisição. Núcleo de Tecnologia da Informação Divisão de Almoxarifado DIAX/CGM/PRAD Manual do Sistema de Almoxarifado Módulo Requisição Versão On-Line Núcleo de Tecnologia da Informação Universidade Federal de Mato Grosso do Sul Manual do Sistema

Leia mais

Guia do Fornecedor. WBC Public Pregão eletrônico

Guia do Fornecedor. WBC Public Pregão eletrônico Guia do Fornecedor WBC Public Pregão eletrônico As informações contidas neste documento, incluindo quaisquer URLs e outras possíveis referências a web sites, estão sujeitas a mudança sem aviso prévio.

Leia mais

Manual do sistema SMARsa Web

Manual do sistema SMARsa Web Manual do sistema SMARsa Web Módulo Gestão de atividades RS/OS Requisição de serviço/ordem de serviço 1 Sumário INTRODUÇÃO...3 OBJETIVO...3 Bem-vindo ao sistema SMARsa WEB: Módulo gestão de atividades...4

Leia mais

Manual do MySuite. O MySuite é a solução adotada pela MKData para gerenciar o atendimento aos clientes.

Manual do MySuite. O MySuite é a solução adotada pela MKData para gerenciar o atendimento aos clientes. Manual do MySuite O MySuite é a solução adotada pela MKData para gerenciar o atendimento aos clientes. Esta ferramenta visa agilizar e priorizar o suporte técnico, criando um canal de interatividade no

Leia mais

MANUAL DE REFERÊNCIA DO CLIENTE S

MANUAL DE REFERÊNCIA DO CLIENTE S MANUAL DE REFERÊNCIA DO CLIENTE S SUMÁRIO APRESENTAÇÃO... 3 CADASTRANDO-SE NO SISTEMA... 4 CADASTRANDO UM FAMILIAR... 7 ACESSANDO O SISTEMA já sou cadastrado... 8 COMO AGENDAR UMA CONSULTA pesquisar horários...

Leia mais

Ajuda do Sistema Aquarius.

Ajuda do Sistema Aquarius. Ajuda do Sistema Aquarius. Esta ajuda é diferenciada da maioria encontrada nos sistemas de computador do mercado. O objetivo desta ajuda é literalmente ajudar o usuário a entender e conduzir de forma clara

Leia mais

Follow-Up Acompanhamento Eletrônico de Processos (versão 3.0) Manual do Sistema. 1. Como acessar o sistema Requisitos mínimos e compatibilidade

Follow-Up Acompanhamento Eletrônico de Processos (versão 3.0) Manual do Sistema. 1. Como acessar o sistema Requisitos mínimos e compatibilidade do Sistema Índice Página 1. Como acessar o sistema 1.1 Requisitos mínimos e compatibilidade 03 2. Como configurar o Sistema 2.1 Painel de Controle 2.2 Informando o nome da Comissária 2.3 Escolhendo a Cor

Leia mais

SERVICE DESK MANAGER SDM. Manual do Sistema - DPOI

SERVICE DESK MANAGER SDM. Manual do Sistema - DPOI SERVICE DESK MANAGER SDM Manual do Sistema - DPOI Conteúdo SERVICE DESK MANAGER SDM... 1 Manual do Sistema - DPOI... 1 INTRODUÇÃO... 4 ACESSO AO SISTEMA... 5 OPÇÕES DO SISTEMA... 6 SISTEMA... 7 Pesquisar

Leia mais

Guia Prático do Usuário Sistema e-commerce e Portal

Guia Prático do Usuário Sistema e-commerce e Portal Guia Prático do Usuário Sistema e-commerce e Portal 29/11/2012 Índice ÍNDICE... 2 1. APRESENTAÇÃO... 3 2. O QUE É E-COMMERCE?... 4 3. LOJA FOCCO... 4 4. COMPRA... 13 5. E-MAILS DE CONFIRMAÇÃO... 14 6.

Leia mais

UNICO... 3. Clientes/Fornecedores/Técnicos/Transportadoras/Vendedores... 5. Produtos... 6. Serviços... 6. Outros... 6. Vendas... 7. Notas Fiscais...

UNICO... 3. Clientes/Fornecedores/Técnicos/Transportadoras/Vendedores... 5. Produtos... 6. Serviços... 6. Outros... 6. Vendas... 7. Notas Fiscais... Sumário UNICO...... 3 Cadastros... 4 Clientes/Fornecedores/Técnicos/Transportadoras/Vendedores... 5 Produtos...... 6 Serviços...... 6 Outros...... 6 Vendas... 7 Notas Fiscais... 7 Estoque...8 Financeiro......

Leia mais

Portal dos Convênios - Siconv. Execução - Licitação, Contrato, Documento de Liquidação e Pagamento

Portal dos Convênios - Siconv. Execução - Licitação, Contrato, Documento de Liquidação e Pagamento MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO ORÇAMENTO E GESTÃO SECRETARIA DE LOGÍSTICA E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO DEPARTAMENTO DE LOGÍSTICA E SERVIÇOS GERAIS Portal dos Convênios - Siconv Execução - Licitação, Contrato,

Leia mais

1. Introdução Pregão Eletrônico

1. Introdução Pregão Eletrônico Índice 1. Introdução...3 2. Obtendo Senha de acesso...4 3. Identificando pregões de seu interesse...5 4. Encaminhando uma Proposta... 10 4.1. Incorporando o arquivo anexo à proposta... 11 4.2. Informando

Leia mais

❶ No Sistema Gênesis, na Aba ESTOQUE

❶ No Sistema Gênesis, na Aba ESTOQUE ❶ No Sistema Gênesis, na Aba ESTOQUE a) Checagem de Estoque - Verifique o estoque dos produtos desejados. b) Listar produtos com a quantia de estoque mínimo atingido: ESTOQUE / RELATÓRIO / ALERTA DE COMPRA

Leia mais

O GEM é um software 100% Web, ou seja, você poderá acessar de qualquer local através da Internet.

O GEM é um software 100% Web, ou seja, você poderá acessar de qualquer local através da Internet. Olá! Você está recebendo as informações iniciais para utilizar o GEM (Software para Gestão Educacional) para gerenciar suas unidades escolares. O GEM é um software 100% Web, ou seja, você poderá acessar

Leia mais

PEDIDO Manual OPERACIONAL

PEDIDO Manual OPERACIONAL SISTEMA DE GESTÃO HDIAS HAMILTON DIAS (31) 8829.9195 8540.8872 www.hdias.com.br hamilton-dias@ig.com.br PEDIDO Manual OPERACIONAL Pagina 2 de 34 ÍNDICE Pedido... 4 Como Acessar... 4 Como Localizar Pedido...

Leia mais

MANUAL DO FORNECEDOR

MANUAL DO FORNECEDOR E-PROCUREMENT MANUAL DO FORNECEDOR A P R E S E N T A Ç Ã O O Pirâmide e-procurement é um sistema baseado na WEB, cujo objetivo é permitir a negociação entre o comprador e seus fornecedores, de maneira

Leia mais

Passo a Passo do Checkout no SIGLA Digital

Passo a Passo do Checkout no SIGLA Digital Página 1 de 7 Passo a Passo do Checkout no SIGLA Digital Este é um dos principais módulos do Sigla Digital. Utilizado para vendas no balcão por ser uma venda rápida, mais simples, onde não é necessário

Leia mais

MANUAL USUÁRIO AUDATEX WEB

MANUAL USUÁRIO AUDATEX WEB MANUAL USUÁRIO AUDATEX WEB Audatex Web Nível Usuário (Versão 1.0) Gerência de Suporte Técnico Departamento de Treinamento Resp.: Roberto de Luca Jr. Versão 1.0 Revisão 1 Data 13/02/2007 SUMÁRIO GERAL Introdução...

Leia mais

e-nota C Consulta de Nota Fiscal eletrônica

e-nota C Consulta de Nota Fiscal eletrônica Página1 e-nota C Consulta de Nota Fiscal eletrônica Manual do Usuário Produzido por Informática Educativa Página2 Índice Nota Fiscal eletrônica... 03 Safeweb e-nota C... 04 Documentos eletrônicos... 08

Leia mais

Portal de Compras. São José do Rio Preto

Portal de Compras. São José do Rio Preto Portal de Compras São José do Rio Preto Sumário DÚVIDAS GERAIS...2 PREGÃO ELETRÔNICO... 4 EMPRO Empresa Municipal de Processamento de Dados 1 DÚVIDAS GERAIS 1.O que é o Fluxograma das Etapas? Resposta:

Leia mais

Manual de Digitação online de guia de SADT Desenvolvido por: Iuri Silva Setor: Inteligência Corporativa Unimed VR BEM VINDO AO SISTEMA VOXIS!

Manual de Digitação online de guia de SADT Desenvolvido por: Iuri Silva Setor: Inteligência Corporativa Unimed VR BEM VINDO AO SISTEMA VOXIS! BEM VINDO AO SISTEMA VOXIS! 1 Sumário 1. Introdução... 3 2. Acesso ao Sistema Voxis... 4 3. Digitação de guia de SP/SADT... 5 3.1 Guia em Construção... 10 3.2 Guia Registrada... 11 4. Encaminhar guias

Leia mais

PREGÃO PRESENCIAL Manual do Pregoeiro

PREGÃO PRESENCIAL Manual do Pregoeiro MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO SECRETARIA DE LOGÍSTICA E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO DEPARTAMENTO DE LOGÍSTICA E SERVIÇOS GERAIS PREGÃO PRESENCIAL Manual do Pregoeiro Brasília 2005 MINISTRO

Leia mais

Guia Site Empresarial

Guia Site Empresarial Guia Site Empresarial Índice 1 - Fazer Fatura... 2 1.1 - Fazer uma nova fatura por valores de crédito... 2 1.2 - Fazer fatura alterando limites dos cartões... 6 1.3 - Fazer fatura repetindo última solicitação

Leia mais

MANUAL DA SECRETARIA

MANUAL DA SECRETARIA MANUAL DA SECRETARIA Conteúdo Tela de acesso... 2 Liberação de acesso ao sistema... 3 Funcionários... 3 Secretaria... 5 Tutores... 7 Autores... 8 Configuração dos cursos da Instituição de Ensino... 9 Novo

Leia mais

Sistema de Controle de Processos ON-LINE-Versão 1.0 Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP) Unidade Municipal de Tecnologia da Informação (UMTI)

Sistema de Controle de Processos ON-LINE-Versão 1.0 Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP) Unidade Municipal de Tecnologia da Informação (UMTI) O SISTEMA DE CONTROLE DE PROCESSOS ON-LINE O Sistema de Controle de Processos ON-LINE é um Sistema de Protocolo desenvolvido pela da que tem como finalidade gerenciar os processos e solicitações de serviços

Leia mais

MANUAL OPERACIONAL. PTU Web

MANUAL OPERACIONAL. PTU Web MANUAL OPERACIONAL PTU Web Versão 8.0 24/08/2011 ÍNDICE Índice... 2 PTU Web... 4 O que é o PTU Web?... 4 Como acessar o PTU Web?... 4 Listagem de arquivos enviados e recebidos... 5 Unimeds disponíveis

Leia mais

paradigma WBC Public - compra direta Guia do Fornecedor paradigma WBC Public v6.0 g1.0

paradigma WBC Public - compra direta Guia do Fornecedor paradigma WBC Public v6.0 g1.0 paradigma WBC Public - compra direta Guia do Fornecedor paradigma WBC Public v6.0 g1.0 agosto de 2007 As informações contidas neste documento, incluíndo quaisquer URLs e outras possíveis referências a

Leia mais

MANUAL DE UTILIZAÇÃO SISTEMA DE CADASTRO INTRANET

MANUAL DE UTILIZAÇÃO SISTEMA DE CADASTRO INTRANET MANUAL DE UTILIZAÇÃO SISTEMA DE CADASTRO INTRANET I Sumário 1. Objetivo do Documento... 1 2. Início... 1 3. Cadastro de Pessoa Física... 3 3.1. Preenchimentos Obrigatórios.... 4 3.2. Acesso aos Campos

Leia mais

Manual de digitação de contas Portal AFPERGS

Manual de digitação de contas Portal AFPERGS Manual de digitação de contas Portal AFPERGS 1 Sumário Acesso à função digitação de contas... 3 O que é a Função digitação de contas (DC)... 4 Como proceder na função digitação de conta médica (DC)...

Leia mais

Manual Instalação Pedido Eletrônico

Manual Instalação Pedido Eletrônico Manual Instalação Pedido Eletrônico 1 Cliente que não utiliza o Boomerang, mas possui um sistema compatível. 1.1 Instalação do Boomerang Inserir o CD no drive do computador, clicar no botão INICIAR e em

Leia mais

DEPARTAMENTO DE SUPRIMENTOS APRESENTAÇÃO PREGÃO CESP ONLINE

DEPARTAMENTO DE SUPRIMENTOS APRESENTAÇÃO PREGÃO CESP ONLINE PREGÃO CESP ONLINE APRESENTAÇÃO O Pregão é a modalidade de Licitação para aquisição de bens, serviços comuns e Engenharia em que a disputa pela contratação é feita em sessão pública, por meio de Propostas

Leia mais

Manual do Sistema de Apoio Operadores CDL

Manual do Sistema de Apoio Operadores CDL N / Rev.: Manual 751.1/02 Este documento não deve ser reproduzido sem autorização da FCDL/SC Aprovação: Representante da Direção Ademir Ruschel Elaboração: Supervisor da Qualidade Sílvia Regina Pelicioli

Leia mais

NOTA FISCAL DE SERVIÇOS ELETRÔNICA

NOTA FISCAL DE SERVIÇOS ELETRÔNICA 1 NOTA FISCAL DE SERVIÇOS ELETRÔNICA TUTORIAL DE USO DA FERRAMENTA ANO 2012 2 Sumário 1 Nota Fiscal de Serviços eletrônica - NFS-e... 3 1.1 Considerações Iniciais... 3 1.2 Legislação... 3 1.3 Definição...

Leia mais

FAQ SIDEC (perguntas mais freqüentes)

FAQ SIDEC (perguntas mais freqüentes) FAQ SIDEC (perguntas mais freqüentes) 1 - Como proceder para lançar um Aviso de Licitação? 2 - Como proceder quando um Aviso de Licitação está na situação de Pendente? 3 - Como proceder para incluir ou

Leia mais

Bolsa Brasileira de Mercadorias - Pregão Eletrônico

Bolsa Brasileira de Mercadorias - Pregão Eletrônico Bolsa Brasileira de Mercadorias - Pregão Eletrônico www.cabedal.net Passo a Passo para o Licitante participar dos pregões através da Cabedal Corretora de Mercadorias Como licitante obtém a senha de acesso

Leia mais

Como Preencher a SMP e Termos do Pedido

Como Preencher a SMP e Termos do Pedido Como Preencher a SMP e Termos do Pedido 2 Sumário I. Acesso ao Sistema CRMTEL... 4 II. Como Cadastrar Novo Cliente... 5 III. Cliente já Cadastrado... 13 IV. Criando a SMP... 14 V. Movimentação e Acompanhamento

Leia mais

Manual do REC. Sistema de Registro de Categorias

Manual do REC. Sistema de Registro de Categorias Manual do REC Sistema de Registro de Categorias (Usuário Externo) Atualizado em Dezembro/2013 Versão 2.0 ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO... 6 2. FLUXO DO SISTEMA... 6 3. AUTENTICAÇÃO... 7 4. VINCULAR REPRESENTANTE/REPRESENTADO...

Leia mais

Universidade Federal Fluminense SIRH - SISTEMAS INTEGRADOS DE RECURSOS HUMANOS SISTEMA DE PERÍCIA MÉDICA

Universidade Federal Fluminense SIRH - SISTEMAS INTEGRADOS DE RECURSOS HUMANOS SISTEMA DE PERÍCIA MÉDICA Universidade Federal Fluminense SIRH - SISTEMAS INTEGRADOS DE RECURSOS HUMANOS SISTEMA DE PERÍCIA MÉDICA MANUAL DO USUÁRIO ÍNDICE 1.0 OBJETIVO:...3 2.0 ACESSO AO SISTEMA:...3 3.0 CADASTRO:...4 3.1 SOLICITAÇÃO

Leia mais

Ministério da Cultura

Ministério da Cultura Ministério da Cultura MANUAL DO PROPONENTE: PROPOSTAS VERSÃO 1.1 HISTÓRICO DE REVISÃO Data Versão Descrição Autor 10/11/2011 1.0 Criação do documento. Aline Oliveira - MINC 07/01/2013 1.1 Atualização do

Leia mais

Sistema de Solicitação de Pagamento de Fornecedores

Sistema de Solicitação de Pagamento de Fornecedores 2014 Sistema de Solicitação Coordenação de Tecnologia da Informação e Comunicação FUNDEPAG 04/11/2014 Sumário 1- SPF Solicitação.... 3 1.1 Acesso ao sistema:... 3 1.2 Ferramentas do sistema:... 5 2- Abertura

Leia mais

MANUAL DE PROCEDIMENTOS PARA O CADASTRO NACIONAL DE ADOÇÃO ÍNDICE:

MANUAL DE PROCEDIMENTOS PARA O CADASTRO NACIONAL DE ADOÇÃO ÍNDICE: MANUAL DE PROCEDIMENTOS PARA O CADASTRO NACIONAL DE ADOÇÃO ÍNDICE: CADASTRO NACIONAL DE ADOÇÃO:...1 1. DO CADASTRO DE PRETENDENTES:... 2 1.1. RECIBO DE INCLUSÃO:... 4 2. REGISTRO ADICIONAL DE PRETENDENTES:...

Leia mais

Regime Diferenciado de Contratações Públicas

Regime Diferenciado de Contratações Públicas MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO. SECRETARIA DE LOGÍSTICA E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO DEPARTAMENTO DE LOGÍSTICA Regime Diferenciado de Contratações Públicas RDC Eletrônico Perfil Fornecedor

Leia mais

MANUAL DO SISTEMA GT WEB CALL. Teledata

MANUAL DO SISTEMA GT WEB CALL. Teledata MANUAL DO SISTEMA GT WEB CALL Teledata Indíce analítico 1. Prefácio...3 2. Funcionalidades...3 3. Abrir chamados...7 4. Atribuir chamados...9 5. Consultar chamados...10 6. Fechar chamados...12 7. Relatórios...15

Leia mais

ÍNDICE Acesso ao Portal... 2 Serviços Disponíveis... 3 Respondendo às Solicitações de Cotação... 6 Salvando a Solicitação de Cotação...

ÍNDICE Acesso ao Portal... 2 Serviços Disponíveis... 3 Respondendo às Solicitações de Cotação... 6 Salvando a Solicitação de Cotação... ÍNDICE 1. Acesso ao Portal... 2 2. Serviços Disponíveis... 3 2.1. Conferir/alterar os dados cadastrais do fornecedor... 4 2.2. Visualizar os pedidos pendentes... 4 2.3. Consultar a previsão de pagamentos...

Leia mais

TUTORIAL DO USUÁRIO CRM SOLUTION EM 05/02/2011

TUTORIAL DO USUÁRIO CRM SOLUTION EM 05/02/2011 TUTORIAL DO USUÁRIO CRM SOLUTION EM 05/02/2011 Manual de operação revisão 20110205 Pagina 1/18 Login no Sistema Para poder utilizar o sistema. 1 - Receba com o gestor do sistema o endereço na WEB no qual

Leia mais

COMO REALIZAR A AUTENTICAÇÃO NO SISTEMA?...3

COMO REALIZAR A AUTENTICAÇÃO NO SISTEMA?...3 1 INDÍCE 1. COMO REALIZAR A AUTENTICAÇÃO NO SISTEMA?...3 1.1. PRIMEIRO ACESSO... 3 1.2. SOLICITAR NOVA SENHA... 4 2. COMO INFORMAR A SITUAÇÃO DOS ALUNOS?...6 2.1. DADOS DO DIRETOR/RESPONSÁVEL...6 2.2.

Leia mais