Santa Casa CURSO BÁSICO INTENSIVO DE OFTALMOLOGIA

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Santa Casa CURSO BÁSICO INTENSIVO DE OFTALMOLOGIA"

Transcrição

1 Santa Casa 2015 CURSO BÁSICO INTENSIVO DE OFTALMOLOGIA

2 2 ORGANIZAÇÃO Departamento de Oftalmlogia da Santa Casa de São Paulo Prof. Dr. José Ricardo de Abreu Reggi Centro de Estudos Oftalmológicos Jacques Tupinambá Prof. Dr. Luis Eduardo de Rebouças Carvalho Coordenação Dr. Wilmar Silvino Prof. Dr. Paulo Elias Correa Dantas Profa. Dra. M. Cristina Nishiwaki-Dantas Prof. Dr. Sergio Felberg LOCAL E HORÁRIO Auditório Mário Altenfelder 2 0 andar do Pavilhão Conde de Lara Segunda, Quarta e Sexta feira das 7 às 9 horas Terça e Quinta das 9 às 11 horas (após a reunião do Estrabismo e a reunião geral, respectivamente)

3 3 OBJETIVOS E REGRAS De caráter OBRIGATÓRIO para os Residentes e Estagiários de 1 0 e 2 0 ano e RECOMENDADO para o de 3 0 ano, o Curso Básico Intensivo tem por finalidade, prover conhecimentos e fundamentação científica aos residentes regularmente matriculados no Curso de Especialização do Departamento de Oftalmologia da Santa Casa de São Paulo. O Programa Científico terá dois blocos distintos: 1. Bloco 1: Básico a. Anatomia b. Fisiologia c. Embriologia d. Histologia e. Microbiologia f. Farmacologia g. Imunologia básica h. Refratometria i. Biomicroscopia j. Conceitos básicos de estatística 2. Bloco 2: Introdução às subespecialidades a. Catarata b. Córnea e Doenças Externas c. Glaucoma d. Retina e Vítreo

4 4 e. Urgências oculares f. Estrabismo g. Neuroftalmologia h. Órbita/Plástica/Vias Lacrimais i. Uveítes j. Visão Subnormal k. Lentes de contato l. Cirurgia refrativa As aulas serão ministradas pelos Professores e convidados do Departamento de Oftalmologia e baseadas na bibliografia mínima sugerida pelo Conselho Brasileiro de Oftalmologia. O controle de presença ao curso será duplo: folha de presença assinada no início da aula e, ao final, entrega das papeletas de avaliação/respostas às perguntas feitas durante a aula. Fundamental destacar-se que o critério para aprovação do aluno nesse Curso será o de presença obrigatória em 75% das aulas.

5 5 AVALIAÇÕES a. Avaliação diária: Avaliação diária com 5 questões de múltipla escolha feitas imediatamente após a aula do dia. Será permitida a consulta às anotações referentes ao conteúdo do dia. Não será permitida a consulta de livros textos e computadores/telefones/eletrônicos. A avaliação terá nota máxima igual a 10(dez) e será calculada baseada na proporção de acertos. b. Avaliação periódica: Periodicamente (consultar o programa anexo), haverá prova escrita parcial, abrangendo conhecimentos do módulo ensinado, OBRIGATÓRIA PARA TODOS OS RESIDENTES (R1, 2 e 3). Serão questões de múltipla escolha, sem direito à consulta a anotações, livros e eletrônicos. A avaliação terá nota máxima igual a 10(dez) e será calculada baseada na proporção de acertos. c. Avaliação final: Ao final do curso, será realizada PROVA FINAL, OBRIGATÓRIA PARA TODOS OS RESIDENTES (R1, 2 E 3) e que servirá, no caso dos R3, como critério de corte para receber autorização para prestar a prova do CBO. Serão questões de múltipla escolha, sem direito à consulta. A avaliação terá nota máxima igual a 10(dez) e será calculada baseada na proporção de acertos. Quer nas provas parciais, quanto na final, NÃO SERÁ PERMITIDA CONSULTA A MATERIAL DIDÁTICO.

6 6 A nota final será a média aritmética de todas as avaliações, com nota de corte igual ou superior a 7(sete). Esta nota será um dos pré-requisitos para o cálculo do desempenho final dos residentes; o outro será freqüência mínima de 75% às aulas do curso. d. Avaliação do estágio em cada uma das Seções: distribuído modelo de ficha de avaliação a ser usado pelas Chefias de Seção. Quanto à forma de complementação do ensino teórico e prático, cada Chefia, a seu critério, definirá tarefas tais como apresentação de Seminário, leitura de livros e revistas, etc; sendo, no entanto, OBRIGATÓRIA, prova final do estágio, com a respectiva nota registrada na ficha de avaliação dos Residentes (R1, 2 e 3). Nessa ficha de avaliação, os Chefes de Seção poderão acrescentar observações que entenderem pertinentes, a respeito do estagiário. e. Sanções: O REGIMENTO DA RESIDÊNCIA MÉDICA distribuído aos Residentes e Estagiários pela COREME, define direitos e deveres dos Residentes, bem como prevê penalidades a que estão sujeitos, no caso de infração a esse Regimento. Para fins das orientações emanadas neste documento, a Diretoria do Departamento usará os seguintes critérios: 1.- Advertência verbal embora registrada no prontuário do Residente 2.- Advertência escrita no caso de reincidência, ou de falta leve 3.- Repreensão escrita, em caso de reincidência de falta leve ou por outro motivo que a justifique. 4.- A pena de suspensão e de exclusão, obedecerão os critérios previstos no REGIMENTO DA RESIDÊNCIA MÉDICA, artigos 15 e 16.

7 7 ANEXO 1: BIBLIOGRAFIA MÍNIMA SUGERIDA PELO CBO 1. Bases da Oftalmologia - Acácio Alves de S. Lima Filho, Adalmir Morterá Dantas, Juliana M. Ferraz Sallum, Nicomedes Ferreira Filho, Roberto L. Marback 1a edição, set/ Semiologia Básica em Oftalmologia - Carlos Augusto Moreira 1a edição, set/ Doenças Externas Oculares e Córnea - Ana Luiza Holfling-Lima, Maria Cristina N. Dantas, Milton Ruiz Alves 1a edição, set/ Cristalino e Catarata - Carlos Eduardo L. Arieta, Fernando C. Trindade, Miguel Padilha, Samir Jacob Bechara 1a edição, set/ Retina e Vítreo - Carlos Augusto Moreira Jr., Jacó Lavinsky, Marcos Ávila 1a edição, set/ Neuroftalmologia - Antonio Luiz Zangalli, Mário Luiz R. Monteiro 1a edição, set/ Óptica, Refração e Visão Subnormal - Paulo Schor, Ricardo Uras, Silvia Veitzman 1a edição, set/ Estrabismo - Carlos Ramos Souza Dias, Harley E.A. Bicas, Henderson Celestino de Almeida -1a edição, set/ Lentes de Contato - Adamo Lui Netto, Cleusa Coral-Ghanem, Paulo Ricardo de Oliveira -1a edição, set/ Cirurgia Refrativa - Mauro Campos, Renato Ambrósio Junior, Wallace Chamon 1a edição, set/ Uveítes e Oncologia Ocular - Fernando Oréfice, Fernando Cesar Abib, José Vital Filho, José Wilson Cursino 1a edição, set/ Órbita, Sistema Lacrimal e Oculoplástica - Ana Rosa P. de Figueiredo, Antonio A. Velasco e Cruz, Guilherme Herzog Neto, José Vital Filho, Silvana A. Schellini, Suzana

8 8 Matayoshi 1a edição, set/ Banco de Olhos, Transplantes - Élcio Sato, Hamilton Moreira, Luciane Moreira 1a edição, set/ Iatogenias, Manifestações Oculares de Doenças Sistêmicas e Metodologia Científica Harley E.A.Bicas, Ma de Lourdes V. Rodrigues, Paulo E. C. Dantas, Sérgio Felberg, Sérgio Kwitko 1a edição, fev/ Glaucoma Homero G. de Almeida, Paulo Augusto de A. Mello, Remo Susanna Jr. 1a edição, mai/09 Temas Oficiais dos Congressos CBO: 16. Retina e Vítreo Clínica e Cirurgia Suel Abujamra, Marcos Ávila, Christiano Barsante, Michel E. Farah, João Orlando R. Gonçalves, Jacó Lavinsky, Carlos A. Moreira Jr., Marcio Nehemy e Hisashi Suzuki Senilidade Ocular Geraldo V. de Almeida e Newton Kara-José Cirurgia Refrativa Milton Ruiz Alves, Walton Nosé e Wallace Chamon 2a edição Refratometria Ocular - Aderbal de Albuquerque Alves, Harley E. Bicas e Ricardo Uras Doenças da Córnea e Conjuntiva - Denise de Freitas, Hamilton Moreira, Joel Edmur Botteon e Newton Kara-José 2007

9 9 Demais obras de referência: 1. Anatomia Funcional do Olho e seus Anexos Adalmir M. Dantas 2a edição Biomicroscopia e Gonioscopia Fernando Oréfice e cols. 2a edição Catarata Miguel Padilha 2a edição, Clinical Ophthalmology Kanski J.J., 6a edição, Cirurgia de Catarata Flávio Rezende 2a edição Doenças da Órbita Adalmir M. Dantas e Mário L. R. Monteiro 1a edição Estrabismo - Carlos R. Souza-Dias, Julio Diaz Prieto 2002, tradução da 4a edição inglesa 8. Glaucoma Dias, José Francisco Pinheiro (Org.); Almeida, Homero Gusmão (Org.); Prata Junior, J. A. (Org.) 3a edição Glaucomas Secundários 2a edição - Homero Gusmão de Almeida e Ralph Cohen Lentes de Contato Saly M. B. Moreira 4a edição Manual de Cirurgia Plástica Suzana Matayoshi, Eliana A. Forno, Eurípides M. Moura Oftalmologia Clínica Maria de Lourdes Veronese Rodrigues e Adalmir M. Dantas 2a Edição Refração Aderbal de A. Alves 5a edição Semiologia Ocular Riuitiro Yamane 3a edição Trauma Ocular Carlos A. Moreira Jr., Denise de Freitas e Henrique S. Kikuta 2a edição Tasmann-Duane s Clinical Ophthalmology 6 vols ou Principals and Practice of Ophthalmology 2 vols - Albert & Jacobiec 2aa edição Terapêutica Farmacológica em Oftalmologia Fernando César Abib

10 10 6ª edição 18. Ultra-sonografia Ocular Gustavo Abreu e cols. 3a edição, Uveítes Clínica e Cirúrgica Texto & Atlas Fernando Oréfice 2a edição 2005 Periódicos Nacionais (últimos 05 anos) 1- Arquivos Brasileiros de Oftalmologia 2- Revista Brasileira de Oftalmologia

11 11 CURSO BÁSICO INTENSIVO DE OFTALMOLOGIA 2015 DEPARTAMENTO DE OFTALMOLOGIA DA SANTA CASA DE SÃO PAULO Início: 05 de Março de 2015 Término: 3 de Junho de 2015 Horários: (não serão permitidos atrasos) 2 a,, 4 a e 6 a feira das 7 às 9 horas 3 a e 5 a feira das 9 às 11 horas (apos a reunião do estrabismo e da reunião geral) Local: Anfiteatro do Departamento de Oftalmologia MARÇO 05/3 5 a feira - Abertura oficial: Anatomia do olho e anexos Dr. José Ricardo Reggi 06/3 6 a feira Embriologia Ocular Básica Dr. Mauro Waiswol 09/3 2 a feira Anatomia, histologia e fisiologia básicas da órbita e vias lacrimais Dr. José Vital Filho e Dra. Silvia Cursino 10/3 3 a feira - Estrabismo: Anatomia, fisiologia e semiologia motora Dr. Mauro Goldchmit Semiologia sensorial Ort. Rita de Cassia V. Damiani 11/3 4 a feira Anatomia, histologia e fisiologia básicas do seio camerular e vias de drenagem do humor aquoso Dr. Mauricio Della Paolera 12/3 5 a feira Anatomia, histologia e fisiologia básicas da Retina e Vítreo Dra. Roberta Manzano e Dr. Teruo Aihara 13/3 6 a feira Anatomia, histologia e fisiologia básicas da úvea Dra. Aline Lui, Maria Auxiliadora Sibinelli e Dr. Carlos R. Neufeuld 16/3 2 a feira Biomicroscopia I Fundamentos: Dr. Carlos R. Neufeuld Segmento anterior: Dr. Richard Y. Hida 17/3 3 a feira Anatomia, histologia e fisiologia da córnea, conjuntiva e esclera Dr. Ricardo Holzchuh 18/3 4 a feira Biomicroscopia II Nervo Óptico: Dr. Carmo Mandia Jr Segmento posterior: Dr. Ricardo Waetge 19/3 5 a feira: 1 a avaliação - Dr. Sergio Felberg

12 12 20/3 6ª feira Genética Básica Dr. Niro Kasahara 23/3 2 a feira Microbiologia, Imunologia Microbiologia: Dr. Sergio Felberg Imunologia: Dra. M. Auxiladora Frazão 24/3 3 a feira Bases farmacológicas da terapêutica ocular I Aspectos básicos: Dr. Roberto M. Endo Antibióticos: Dra. M. Cristina Nishiwaki-Dantas 25/3 4 a feira Bases farmacológicas da terapêutica ocular II Midriáticos e cicloplégicos: Dra. Marizilda Andrade Anti-inflamatórios e imunossupressores: Dra. Maria Auxiliadora Frazão 26/3 5 a feira Refratometria I: Bases do exame refrativo Dr. Renato Giovedi, Dra. Marizilda Andrade 27/3 6 a feira Refratometria II: Bases do exame refrativo Dr. Renato Giovedi, Dra. Marizilda Andrade 30/3 2 a feira Refratometria III: Bases do exame refrativo Dr. Renato Giovedi, Dra. Marizilda Andrade 31/3 3 a feira: 2 a avaliação - Dr. Adamo Lui Netto ABRIL 01/4 4 a feira Urgências oculares I Dr. Niro Kasahara 02/4 5 a feira Urgências oculares II Dr. Niro Kasahara 03/04 6ª feira - FERIADO 06/4 2 a feira Córnea e Doenças Externas I Conjuntivites infecciosas: Dra Maria Cristina Nishiwaki-Dantas Conjuntivites alérgicas: Dra Maria Cristina Nishiwaki-Dantas Cirurgia da conjuntiva: Dr. Sergio Felberg Olho seco e ceratoconjuntivite cicatriciais: Dr. Sergio Felberg 07/4 3 a feira Córnea e Doenças Externas II Ceratite bacteriana e fúngica: Dr. Marcos Albers Ceratites herpética e por Acathamoeba: Dr. Marcos Albers

13 13 08/4 4 a feira Córnea e Doenças Externas III Blefarites: Dr. Ricardo Holzchuh Esclerites e episclerites: Dr. Ricardo Holzchuh Distrofias da córnea: Dra. Maria Cristina Nishiwaki Dantas 09/4 5 a feira Córnea e Doenças Externas IV Degenerações da córnea e afinamentos periféricos não-inflamatórios: Dr. Paulo E.C. Dantas Ceratites intersticiais: Dr. Paulo E.C. Dantas Pterígio: Dr. Marcello Colombo Cerartoconjuntivites cicatriciais: Dr. Sergio Felberg 10/4 6ª feira - Cirurgia de córnea Transplante de córnea: indicações, seleção dos pacientes e dos doadores: Dr. Diego Ruiz Transplante óptico de córnea: princípios da cirurgia: Dr. Ricardo Holzchuh Transplante tectônico e terapêutico de córnea: princípios da cirurgia: Dr. Ricardo Holzchuh Reconhecendo e tratando falências e rejeições pós-transplantes: Dr. Diego Ruiz 13/4 2 a feira - Cirurgia refrativa Indicações, contraindicações e exame prévio do candidato à cirurgia refrativa Técnicas cirúrgicas ( PRK,LASIK e LASEK): Dr Renato Giovedi Aparelhos utilizados na cirurgia refrativa: Topografia de córnea, Orbscan, Pentacan e microscopia especular Dr Ulisses Tachibana Complicações precoces e tardias nas cirurgias refrativas Dr. Adamo Lui Netto 14/4 3 a feira Lentes de contato I Dra. Elizabeth Murer e Dr. Adamo Lui Netto 15/4 4 a feira Lentes de contato I Dra. Elizabeth Murer e Dr. Adamo Lui Netto 16/4 5 a feira: 3 a avaliação - Dr. Cristiano Caixeta 17/4 6 a feira Estrabismo I Esotropias: Dr. Roberto M. Endo e Dr. Fabio Ejzenbaum Exotropias: Dr. Oswaldo P. Mariano e Dr. Rodolpho Navarro 20/4 2 a feira Estrabismo II Anisotropias: Dr. Carlos F. Uesugui DVD: Dr. Luis Eduardo M. R. Carvalho Síndromes especiais: Dr. Marcelo F. G. Vadas Nistagmo: Dr. Ronaldo. B. Barcelos

14 14 22/4 4 a feira Estrabismo III Paralisias oculomotoras Dr. Carlos Souza-Dias 23/4 5 a feira Neuroftalmologia Dr Fabio Eijzenbaum e Dr. Luis Eduardo Rebouças Carvalho 24/4 6 a feira Visão subnormal I Conceito de cegueira e visão subnormal: Drª. Giceli Rinaldo Critérios para avaliação e encaminhamento - Drª. Giceli Rinaldo Recursos materiais para trabalho com deficiêntes visuais Drª Priscila Froiman Ciocler 27/4 2 a feira Ultrassonografia ocular - Ecografia : Técnicas de exame: Drª. Patrícia Novita Garcia - Leucocorias: Drª. Patrícia Novita Garcia - Tumores intraoculares: Drª. Patrícia Novita Garcia - Trauma: Drª. Thais Mendes - Alterações inflamatórias e glaucoma: Drª. Thais Mendes - Alterações de retina e vítreo: Drª. Thais Mendes 28/4 3 a feira: 4 a avaliação - Dr. Niro Kasahara 29/4 4 a feira Vias Lacrimais I: Propedêutica Dr. Ricardo Kanecadan 30/04 5ª feira Vias Lacrimais II: Principais afecções das vias lacrimais Dr. Ricardo Kanecadan MAIO 04/5 2 a feira Órbita I Dr. José Vital Filho e Drª Silvia Cursino 05/5 3 a feira Órbita II Dr. José Vital Filho e Drª Silvia Cursino 06/5 4 a feira Plástica I Dra. Tatiana Nahas 07/5 5 a feira Plástica II Dra. Tatiana Nahas 08/5 6 a feira Catarata I Dr. Richard Y. Hida 11/5 2 a feira Catarata II Dr. Richard Y. Hida

15 15 12/5 3 a feira Catarata III Dr. Richard Y. Hida 13/5 4 a feira Catarata IV Dr. Richard Y. Hida 14/5 5 a feira: 5 a avaliação - Dra. Patrícia Novita 15/5 6 a feira Glaucoma I Conceito e classificação dos glaucoma: Dr. Mauricio Paollera Diagnóstico do glaucoma primário de angulo aberto e seu seguimento: Dr. Mauricio Paollera 18/5 2 a feira Glaucoma II Gonioscopia: Dr. Ralph Cohen Hipotensores oculares : farmacodinâmica, indicação, posologia e efeitos colaterais: Dr. Ralph Cohen 19/5 3 a feira Glaucoma III Tonometria e campo visual: Dr. Cristiano Caixeta Trabeculectomia e cirurgia não penetrante: complicações imediatas e tardias: Dr. Cristiano Caixeta 20/5 4 a feira Glaucoma IV Glaucoma de ângulo estreito: Dr Niro Kasahara Glaucoma Congênito: Dr Niro Kasahara Laser no glaucoma: Dr Niro Kasahara 21/5 5 a feira Úvea I Semiologia nas uveítes: Dra. Aline Lui 22/5 6 a feira Úvea II Classificação das uveítes: Dra. Maria Auxiladora Frazão 25/5 2 a feira: 6 a avaliação - Dr. José Vital Filho 26/5 3 a feira Estatística básica I Dr. Wilmar Silvino e Dr. Niro Kasahara 27/5 4 a feira Estatística básica II Dr. Wilmar Silvino e Dr. Niro Kasahara 28/5 5 a feira Retina e Vitreo I Distrofias de fotorreceptores e EPR: Dr. Teruo Aihara Distrofias de Coróide: Dr. Teruo Aihara

16 16 29/5 6 a feira Retina e Vitreo II Oclusões Venosas e Oclusões Arteriais: Dr. Farid André Telangiectasias: Dr. Farid André DMRI: Drª Roberta Manzano Central Serosa: Drª Roberta Manzano JUNHO 01/6 2 a feira Retina e Vitreo III Retinopatia diabética e Retinopatia hipertensiva: Dr. Ronaldo Sano Macroaneurismas arteriais: Dr. Ronaldo Sano Retinopatia da Prematuridade e Hemoglobinopatia: Dr. Ricardo Waetge 02/6 3 a feira Retina e Vitreo IV Degenerações Vítreo-retínicas: Dr. Davi Chen Wu Lesões predisponentes de descolamento de retina: Dr. Davi Chen Wu Descolamento de retina: Dr. Davi Chen Wu Buraco Macular: Dr. Davi Chen Wu Estrias Angióides: Thais Mendes Edema Macular Cistóide: Thais Mendes 03/6 4 a feira: 7 a avaliação Dr. Ralph Cohen AVALIAÇÃO FINAL: 08 de Junho (2ª feira) de 2015: Dr. Carlos F. Uesugui

PROCESSO SELETIVO 2016. Programa de Treinamento e Capacitação Médico em Oftalmologia HDO

PROCESSO SELETIVO 2016. Programa de Treinamento e Capacitação Médico em Oftalmologia HDO PROCESSO SELETIVO 2016 Programa de Treinamento e Capacitação Médico em Oftalmologia HDO O Hospital Dia Oftalmológico, através de sua Comissão do Programa de Treinamento e Capacitação Médico em Oftalmologia

Leia mais

DEPARTAMENTO DE OFTALMOLOGIA DA SANTA CASA DE SÃO PAULO PROGRAMA DE EDUCAÇÃO MÉDICA CONTINUADA 2014

DEPARTAMENTO DE OFTALMOLOGIA DA SANTA CASA DE SÃO PAULO PROGRAMA DE EDUCAÇÃO MÉDICA CONTINUADA 2014 Organização: Departamento de Oftalmologia e Centro de Estudos Jacques Tupinambá Objetivo: Atualização continuada em oftalmologia clínica e cirúrgica. Obrigatória para residentes, especializandos, fellows

Leia mais

DEPARTAMENTO DE OFTALMOLOGIA DA SANTA CASA DE SÃO PAULO PROGRAMA DE EDUCAÇÃO MÉDICA CONTINUADA 2013

DEPARTAMENTO DE OFTALMOLOGIA DA SANTA CASA DE SÃO PAULO PROGRAMA DE EDUCAÇÃO MÉDICA CONTINUADA 2013 Organização: Departamento de Oftalmologia e Centro de Estudos Jacques Tupinambá Objetivo: Atualização continuada em oftalmologia clínica e cirúrgica. Obrigatória para residentes, especializandos, fellows

Leia mais

Prótese Ocular sob medida

Prótese Ocular sob medida Jota Zero 101.p65 41 01/01/00, 10:04 41 42 Jota Zero 101.p65 42 Jota Zero 101.p65 43 43 PROGRAMA DE EDUCAÇÃO CONTINUADA DO CBO SUPERA EXPECTATIVAS O Programa de Educação Médica Continuada em Oftalmologia

Leia mais

Protocolos para exames complementares em oftalmologia

Protocolos para exames complementares em oftalmologia Protocolos para exames complementares em oftalmologia Regulamentar as indicações absolutas para a requisição dos 31 exames complementares oftalmológicos. É necessário entender que cada profissional poderá

Leia mais

CARTILHA DE ORIENTAÇÕES PARA PREENCHIMENTO DE GUIAS DE REFERÊNCIA EM OFTALMOLOGIA. Área de abrangência do DRS XIII

CARTILHA DE ORIENTAÇÕES PARA PREENCHIMENTO DE GUIAS DE REFERÊNCIA EM OFTALMOLOGIA. Área de abrangência do DRS XIII CARTILHA DE ORIENTAÇÕES PARA PREENCHIMENTO DE GUIAS DE REFERÊNCIA EM OFTALMOLOGIA Área de abrangência do DRS XIII HOSPITAL DAS CLINICAS DA FACULDADE DE MEDICINA DE RIBEIRÃO PRETO UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO

Leia mais

MINISTÉRIO DA SAÚDE HOSPITAL FEDERAL DOS SERVIDORES DO ESTADO

MINISTÉRIO DA SAÚDE HOSPITAL FEDERAL DOS SERVIDORES DO ESTADO MINISTÉRIO DA SAÚDE HOSPITAL FEDERAL DOS SERVIDORES DO ESTADO PROCESSO SELETIVO PARA O PROGRAMA DE RESIDÊNCIA MÉDICA EM TRANSPLANTE DE CÓRNEA HFSE- 2014 EDITAL A Divisão de Ensino e Pesquisa do Hospital

Leia mais

www.saudedireta.com.br

www.saudedireta.com.br H00-H59 CAPÍTULO VII : Doenças do olho e anexos H00-H06 Transtornos da pálpebra, do aparelho lacrimal e da órbita H10-H13 Transtornos da conjuntiva H15-H19 Transtornos da esclera e da córnea H20-H22 Transtornos

Leia mais

Com cerca de 3.500 oftalmologistas

Com cerca de 3.500 oftalmologistas XXXVI Congresso Brasileiro de Oftalmologia 19 Com cerca de 3.500 oftalmologistas inscritos previamente, com toda a sua área de exposição comercial já comprometida e com a programação científica completada

Leia mais

JOÃO RICARDO MELO FIGUEIREDO Diretor-Geral do IBC

JOÃO RICARDO MELO FIGUEIREDO Diretor-Geral do IBC DATA 06 / 11 / 2015 GABINETE DA DIREÇÃO-GERAL Portaria n.º 306, de 06 de novembro de 2015. O Diretor-Geral do Instituto Benjamin Constant, no uso das atribuições que lhe são conferidas pelo art. 25, inciso

Leia mais

CONSELHO BRASILEIRO DE OFTALMOLOGIA Características dos Cursos de Especialização e Programa Mínimo

CONSELHO BRASILEIRO DE OFTALMOLOGIA Características dos Cursos de Especialização e Programa Mínimo CONSELHO BRASILEIRO DE OFTALMOLOGIA Características dos Cursos de Especialização e Programa Mínimo 1. Especialidade: Oftalmologia 1.1. Pré-requisito - Seleção: Diploma de Médico, Registro no CRM e aprovação

Leia mais

SANTA CASA DE SÃO PAULO

SANTA CASA DE SÃO PAULO PROGRAMA PRELIMINAR 14 e 15 junho de 2013 Instituto Sírio-Libanês de Ensino e Pesquisa Prezados amigos, MENSAGEM AOS PARTICIPANTES Já estamos muito próximos do nosso XX SIMPÓSIO DA DE SÃO PAULO. A programação

Leia mais

CRESEMS, CISCOPAR e 20ª. Regional de Saúde Toledo PR PROTOCOLOS CLÍNICOS ESPECIALIZADOS

CRESEMS, CISCOPAR e 20ª. Regional de Saúde Toledo PR PROTOCOLOS CLÍNICOS ESPECIALIZADOS CRESEMS, CISCOPAR e 20ª. Regional de Saúde PROTOCOLOS CLÍNICOS ESPECIALIZADOS OFTALMOLOGIA Pré-requisitos: História clínica detalhada; Exame físico completo; Exames complementares essenciais conforme o

Leia mais

SIMPÓSIO DE PLÁSTICA OCULAR, ÓRBITA E VIAS LACRIMAIS. 30 de outubro (sexta-feira) 16h30 às 18h Sala Pégasus

SIMPÓSIO DE PLÁSTICA OCULAR, ÓRBITA E VIAS LACRIMAIS. 30 de outubro (sexta-feira) 16h30 às 18h Sala Pégasus SIMPÓSIO DE PLÁSTICA OCULAR, ÓRBITA E VIAS LACRIMAIS Eduardo Soares (MG) Rodrigo Almeida (MG) 16h30 às 18h Sala Pégasus Marilisa Nano Costa (SP) Mitos e Verdades em Vias Lacrimais Eduardo Garcia (SP) Dacrioplastia

Leia mais

Deficiência visual como causa de aposentadoria na região de Botucatu - São Paulo

Deficiência visual como causa de aposentadoria na região de Botucatu - São Paulo Deficiência de aposentadoria Paulo Erika Hoyama 1 Silvana Artioli Schellini 2 Maria Rosa Bet de Moraes-Silva 3 Carlos Roberto Padovani 4 Recebido em 26/10/00 Aprovado em 24/4/01 1- Pós-Graduanda da UNESP

Leia mais

Aconteceu: dia 12 de setembro de 2009 a XXVI Jornada Anual do CBOrt e II Jornada da Regional Paulista do CBOrt em São Paulo.

Aconteceu: dia 12 de setembro de 2009 a XXVI Jornada Anual do CBOrt e II Jornada da Regional Paulista do CBOrt em São Paulo. Aconteceu: dia 12 de setembro de 2009 a XXVI Jornada Anual do CBOrt e II Jornada da Regional Paulista do CBOrt em São Paulo. Dr. Paulo Augusto de Arruda Melo, presidente do Conselho Brasileiro de Oftalmologia,

Leia mais

16 XVIII CONGRESSO BRASILEIRO DE PREVENÇÃO DA CEGUEIRA E REABILITAÇÃO VISUAL Florianópolis 03 a 06 de setembro de 2008

16 XVIII CONGRESSO BRASILEIRO DE PREVENÇÃO DA CEGUEIRA E REABILITAÇÃO VISUAL Florianópolis 03 a 06 de setembro de 2008 16 XVIII CONGRESSO BRASILEIRO DE PREVENÇÃO DA CEGUEIRA E REABILITAÇÃO VISUAL Florianópolis 03 a 06 de setembro de 2008 17 revenção dos Anos de Vida com Cegueira P O Congresso de setembro, em Florianópolis,

Leia mais

INSTITUTO PAULISTA DA VISÃO - IPEPO / SPDM / HOSPITAL SÃO PAULO CURSO DE TERAPÊUTICA EM OFTALMOLOGIA

INSTITUTO PAULISTA DA VISÃO - IPEPO / SPDM / HOSPITAL SÃO PAULO CURSO DE TERAPÊUTICA EM OFTALMOLOGIA INSTITUTO PAULISTA DA VISÃO - IPEPO / SPDM / HOSPITAL SÃO PAULO CURSO DE TERAPÊUTICA EM OFTALMOLOGIA A G O S T O A D E Z E M B R O D E 2 01 5 O CURSO Ensino especializado, reunindo algumas das maiores

Leia mais

Relatório Sintético de Procedimentos

Relatório Sintético de Procedimentos Apêndice E Procedimentos em Oftalmologia da Tabela Unificada do SUS Procedimentos que exigem habilitação como Centro de Atenção Oftalmológico (504) ou Unidade de Atenção Especializada em Oftalmologia (503)

Leia mais

Saúde Ocular do Idoso

Saúde Ocular do Idoso Saúde Ocular do Idoso Norma Helen Medina Centro de Oftalmologia Sanitária CVE CCD/SES SP dvoftal@saude.sp.gov.br Classificação de deficiência visual Organização Mundial da Saúde CID 10 Cegueira Acuidade

Leia mais

PROGRAMAÇÃO CIENTÍFICA REFRAÇÃO. Sexta, dia 05 de novembro Das 08h00 às 12h00 Sala 02

PROGRAMAÇÃO CIENTÍFICA REFRAÇÃO. Sexta, dia 05 de novembro Das 08h00 às 12h00 Sala 02 PROGRAMAÇÃO CIENTÍFICA REFRAÇÃO Sexta, dia 05 de novembro Das 08h00 às 11h30 Sala 01 Casos clínicos desafiadores Apresentações de casos clínicos de 10 minutos e 20 minutos de discussão com a platéia. 08h00

Leia mais

8:00h. INSCRIÇÕES E ENTREGA DE MATERIAL. COORDENADORES: Ubirajara Moulin De Moraes (ES) Fabio Braga Soares (ES)

8:00h. INSCRIÇÕES E ENTREGA DE MATERIAL. COORDENADORES: Ubirajara Moulin De Moraes (ES) Fabio Braga Soares (ES) 8:00h. INSCRIÇÕES E ENTREGA DE MATERIAL. Ubirajara Moulin De Moraes (ES) Fabio Braga Soares (ES) 8:40-8:50h. ABERTURA Dr. Fabio Braga Soares (ES) MODULO 1: DEBATEDORES : Dr. Ari De Souza Pena (RJ) Dra.

Leia mais

XXXVI Congresso Brasileiro de

XXXVI Congresso Brasileiro de 24 XXXVI Congresso Brasileiro de Um grande diferencial será a realização de Sessões Nobres, que abordarão temas da vanguarda da Ciência Médica e da Oftalmologia. Walace Chamon Assessor especial da Comissão

Leia mais

DR. FERNANDO JOSÉ DE NOVELLI CRM 12289

DR. FERNANDO JOSÉ DE NOVELLI CRM 12289 DR. FERNANDO JOSÉ DE NOVELLI CRM 12289 FORMAÇÃO Graduado em Medicina pela Universidade de São Paulo (USP) (1990-1995). Residência médica no Hospital das Clínicas de São Paulo pela Universidade de São Paulo

Leia mais

DR. PAOLA GRECHI ROMERO CASTRO CRM 16594 RQE 8487

DR. PAOLA GRECHI ROMERO CASTRO CRM 16594 RQE 8487 DR. PAOLA GRECHI ROMERO CASTRO CRM 16594 RQE 8487 APRESENTAÇÃO PROFISSIONAL Graduação em Medicina - Universidade Estadual de Campinas UNICAMP (1998 2003). Prêmio de Melhor Aluna de Oftalmologia e Prêmio

Leia mais

DR. PAOLA GRECHI ROMERO CASTRO CRM 16594

DR. PAOLA GRECHI ROMERO CASTRO CRM 16594 DR. PAOLA GRECHI ROMERO CASTRO CRM 16594 FORMAÇÃO Graduação em Medicina - Universidade Estadual de Campinas UNICAMP (1998 2003). Prêmio de Melhor Aluna de Oftalmologia e Prêmio de Melhor Aluna de Pediatria.

Leia mais

1Oftalmologista, mestranda do Programa de Ciências da Saúde da Universidade Federal de Goiás

1Oftalmologista, mestranda do Programa de Ciências da Saúde da Universidade Federal de Goiás Análise das causas de atendimento e prevalência das doenças oculares no serviço de urgência do Centro de Referência em Oftalmologia da Universidade Federal de Goiás Maria Nice Araujo Moraes Rocha1, Marcos

Leia mais

DRA. PAOLA GRECHI CRM 16594 RQE 8487

DRA. PAOLA GRECHI CRM 16594 RQE 8487 DRA. PAOLA GRECHI CRM 16594 RQE 8487 APRESENTAÇÃO PROFISSIONAL Graduação em Medicina - Universidade Estadual de Campinas UNICAMP (1998 2003). Prêmio de Melhor Aluna de Oftalmologia e Prêmio de Melhor Aluna

Leia mais

O descolamento de retina pode começar em uma pequena área, mas, quando não tratado, pode ocorrer descolamento de toda a retina.

O descolamento de retina pode começar em uma pequena área, mas, quando não tratado, pode ocorrer descolamento de toda a retina. PRINCIPAIS DOENÇAS OCULARES DESCOLAMENTO DE RETINA Definição O descolamento de retina é a separação da retina da parte subjacente que a sustenta. A malha de nervos que constitui a parte sensível à luz

Leia mais

PLANO DE TRABALHO RAZÃO SOCIAL: Centro de Estudos e Pesquisas Oculistas Associados NOME FANTASIA: CEPOA CNPJ: 42.161.307/0001-14 CNES: 2270498 OBJETO

PLANO DE TRABALHO RAZÃO SOCIAL: Centro de Estudos e Pesquisas Oculistas Associados NOME FANTASIA: CEPOA CNPJ: 42.161.307/0001-14 CNES: 2270498 OBJETO PLANO DE TRABALHO RAZÃO SOCIAL: Centro de Estudos e Pesquisas Oculistas Associados NOME FANTASIA: CEPOA CNPJ: 42.161.307/0001-14 CNES: 2270498 OBJETO O presente Plano de Trabalho acordado entre o Gestor

Leia mais

DR. FERNANDO JOSÉ DE NOVELLI CRM 12289 RQE 6098

DR. FERNANDO JOSÉ DE NOVELLI CRM 12289 RQE 6098 DR. FERNANDO JOSÉ DE NOVELLI CRM 12289 RQE 6098 APRESENTAÇÃO PROFISSIONAL Graduado em Medicina pela Universidade de São Paulo (USP) (1990-1995). Residência médica no Hospital das Clínicas de São Paulo

Leia mais

SEQUÊNCIA LISTA NOMINAL DOS CANDIDATOS APROVADOS 1 MAURO ROBERTO P. DUARTE 2 PAULO RENATO PEDRONI DE ALMEIDA 3 ALEX LOPES LYRIO 4 MARCOS ANDRE MURTA

SEQUÊNCIA LISTA NOMINAL DOS CANDIDATOS APROVADOS 1 MAURO ROBERTO P. DUARTE 2 PAULO RENATO PEDRONI DE ALMEIDA 3 ALEX LOPES LYRIO 4 MARCOS ANDRE MURTA LISTA NOMINAL DOS CANDIDATOS APROVADOS 1 MAURO ROBERTO P. DUARTE 2 PAULO RENATO PEDRONI DE ALMEIDA 3 ALEX LOPES LYRIO 4 MARCOS ANDRE MURTA RIBEIRO 5 ALEXANDRE FERREIRA DE MENEZES 6 ADALBERTO GOMES DA SILVA

Leia mais

PALESTRA 1 DINÂMICA E ORGANIZAÇÃO DO SISTEMA DE DOCUMENTAÇÃO E DAS BIBLIOTECAS DO CPII. VAGAS: 60

PALESTRA 1 DINÂMICA E ORGANIZAÇÃO DO SISTEMA DE DOCUMENTAÇÃO E DAS BIBLIOTECAS DO CPII. VAGAS: 60 PALESTRA 1 DINÂMICA E ORGANIZAÇÃO DO SISTEMA DE DOCUMENTAÇÃO E DAS BIBLIOTECAS DO CPII. VAGAS: 60 Professor Responsável: MARTA REGINA DE JESUS Dias / Hora / Local: 6a. Feira - 09/08 das 9:00 às 12:00h

Leia mais

CRITÉRIOS DE INCLUSÃO/EXCLUSÃO NAS SEGUINTES PATOLOGIAS: CATARATA E GLAUCOMA

CRITÉRIOS DE INCLUSÃO/EXCLUSÃO NAS SEGUINTES PATOLOGIAS: CATARATA E GLAUCOMA CRITÉRIOS DE INCLUSÃO/EXCLUSÃO NAS SEGUINTES PATOLOGIAS: CATARATA E GLAUCOMA CATARATA CRITÉRIOS DE INCLUSÃO Esta indicada em portadores de opacidade do cristalino que, mesmo com melhor correção óptica,

Leia mais

Comunicado 2. CBO 2014 Recife, 3 a 6 de setembro. Congresso

Comunicado 2. CBO 2014 Recife, 3 a 6 de setembro. Congresso Congresso CBO 2014 Recife, 3 a 6 de setembro XXI Congresso Brasileiro de Prevenção da Cegueira e Reabilitação Visual II Congresso de Oftalmologia de Língua Portuguesa Arthit Somsakul Comunicado 2 MENSAGEM

Leia mais

EDITAL DE PROCESSO SELETIVO PARA ESTÁGIO EM OFTALMOLOGIA 2016 Faculdade de Medicina de Botucatu UNESP

EDITAL DE PROCESSO SELETIVO PARA ESTÁGIO EM OFTALMOLOGIA 2016 Faculdade de Medicina de Botucatu UNESP EDITAL DE PROCESSO SELETIVO PARA ESTÁGIO EM OFTALMOLOGIA 2016 UNESP A Disciplina de Oftalmologia da torna pública a abertura do processo seletivo para preenchimento de vagas para Estágio em Oftalmologia

Leia mais

CEGUEIRA E CATARATA. Perguntas e respostas

CEGUEIRA E CATARATA. Perguntas e respostas CEGUEIRA E CATARATA Perguntas e respostas Texto de apoio ao curso de Especialização Atividade física adaptada e saúde Prof. Dr. Luzimar Teixeira 14. O que torna a pessoa cega? Somado aos acidentes e defeitos

Leia mais

A consulta foi analisada pela Câmara Técnica de Oftalmologia do CFM, que emitiu seu parecer, o qual adoto na íntegra:

A consulta foi analisada pela Câmara Técnica de Oftalmologia do CFM, que emitiu seu parecer, o qual adoto na íntegra: PROCESSO-CONSULTA CFM nº 24/13 PARECER CFM nº 17/13 INTERESSADO: Dr. F.J.M.C ASSUNTO: Cirurgia bilateral no mesmo ato cirúrgico RELATOR: Cons. José Fernando Maia Vinagre EMENTA: Não há elementos definitivos

Leia mais

PLANO DE TRABALHO OBJETO

PLANO DE TRABALHO OBJETO PLANO DE TRABALHO RAZÃO SOCIAL: CLINICA DE OLHOS AVENIDA RIO BRANCO NOME FANTASIA: CLINICA DE OLHOS AVENIDA RIO BRANCO MATRIZ CNPJ: 01.397.085 0001/56 CNES: 7165765 OBJETO O presente Plano de Trabalho

Leia mais

Portaria nº 339 de 08 de Maio de 2002.

Portaria nº 339 de 08 de Maio de 2002. Portaria nº 339 de 08 de Maio de 2002. O Secretário de Assistência à Saúde, no uso de suas atribuições legais, Considerando a Portaria GM/MS nº 866, de 09 de maio de 2002, que cria os mecanismos para organização

Leia mais

PROGRAMA. SEXTA-FEIRA, 22/10-10:30 às 19:00 h

PROGRAMA. SEXTA-FEIRA, 22/10-10:30 às 19:00 h PROGRAMA SEXTA-FEIRA, 22/10-10:30 às 19:00 h 10:30. 11:00 ABERTURA E APRESENTAÇÃO DO CURSO 11:00. 11:30 TIPOS DE LENTES OFTÁLMICAS Dr. Eduardo Godinho 11:30. 12:00 MEDIDA DA ACUIDADE VISUAL Dr. Osvaldo

Leia mais

PARECER COREN-SP 62/2013 CT PRCI n 100.960 Tickets nº 280.706

PARECER COREN-SP 62/2013 CT PRCI n 100.960 Tickets nº 280.706 PARECER COREN-SP 62/2013 CT PRCI n 100.960 Tickets nº 280.706 Ementa: Realização do exame de fundo de olho por Enfermeiro. 1. Do fato Enfermeira solicita parecer sobre a competência do Enfermeiro para

Leia mais

OFTALMOLOGIA DO HOSPITAL SÃO RAFAEL

OFTALMOLOGIA DO HOSPITAL SÃO RAFAEL II JORNADA DE OFTALMOLOGIA DO HOSPITAL SÃO RAFAEL Foto do Hospital São Rafael, Salvador - Brasil Foto do Hospital San Raffaele, Milão - Itália Salvador-BA, 4 e 5 de junho de 2010 Hospital São Rafael CFM

Leia mais

Autoria: Conselho Brasileiro de Oftalmologia, Associação Médica Brasileira e Associação Brasileira de Catarata e Cirurgia Refrativa (ABCCR).

Autoria: Conselho Brasileiro de Oftalmologia, Associação Médica Brasileira e Associação Brasileira de Catarata e Cirurgia Refrativa (ABCCR). Diretriz de tratamento da Catarata Autoria: Conselho Brasileiro de Oftalmologia, Associação Médica Brasileira e Associação Brasileira de Catarata e Cirurgia Refrativa (ABCCR). Participantes: Dr. Armando

Leia mais

DISCIPLINA DE EMERGÊNCIAS EM ORTOPEDIA E TRAUMATOLOGIA 6º ANO

DISCIPLINA DE EMERGÊNCIAS EM ORTOPEDIA E TRAUMATOLOGIA 6º ANO DISCIPLINA DE EMERGÊNCIAS EM ORTOPEDIA E TRAUMATOLOGIA 6º ANO - 2012 - Período: 04/06/2012 a 24/06/2012 Coordenador: Prof. Dr. Carga Horária: 3 semanas 120 horas Grupo: 2C OBJETIVOS Os alunos do último

Leia mais

XXVI Programa de Atualização Continuada em Oftalmologia

XXVI Programa de Atualização Continuada em Oftalmologia XXVI Programa de Atualização Continuada em Oftalmologia GRAND ROUND - 2016 Segundas-feiras, das 19:30h às 21:00h Anfiteatro Marcos Lindemberg - Edifício dos anfiteatros R. Botucatu, 862-2º Andar Programação

Leia mais

PARECER CREMEC nº 27/2007 01/12/2007

PARECER CREMEC nº 27/2007 01/12/2007 1 PARECER CREMEC nº 27/2007 01/12/2007 PROCESSO CONSULTA Protocolo CREMEC nº 003962/06 ASSUNTO Solicitações de exames pós-operatórios em cirurgia refrativa. INTERESSADO Dr. José Luciano Leitão de Alencar,

Leia mais

OBJETO. a) a Atenção à Saúde: prestar assistência integral e humanizada à saúde dos usuários do SUS, de acordo com a pactuação estabelecida;

OBJETO. a) a Atenção à Saúde: prestar assistência integral e humanizada à saúde dos usuários do SUS, de acordo com a pactuação estabelecida; PLANO DE TRABALHO RAZÃO SOCIAL: CLÍNICA E CIRURGIA DE OLHOS DR. ARMANDO AUGUSTO GUEDES LTDA. NOME FANTASIA: COSC CIRURGIA OCULAR SÃO CRISTÓVÃO CNPJ: 00.181.085/0001-51 CNES: 3122786 OBJETO O presente Plano

Leia mais

Cerca de 62.2% dos candidatos que

Cerca de 62.2% dos candidatos que 24 Comissão de Ensino Resultados da Prova Nacional de Oftalmologia 2013 Cerca de 62.2% dos candidatos que prestaram a primeira fase da Prova Nacional de Oftalmologia foram aprovados. Esta etapa, realizada

Leia mais

COMÉRCIO INTERNACIONAL CURSO DE ECONOMIA

COMÉRCIO INTERNACIONAL CURSO DE ECONOMIA COMÉRCIO INTERNACIONAL CURSO DE ECONOMIA CLASSIFICAÇÕES DO SEGUNDO TESTE E DA AVALIAÇÃO CONTINUA Classificações Classificação Final Alex Santos Teixeira 13 13 Alexandre Prata da Cruz 10 11 Aleydita Barreto

Leia mais

Sociedade elabora consenso

Sociedade elabora consenso 41 Sociedade Brasileira de Glaucoma Sociedade elabora consenso Em 14 de abril, a Sociedade Brasileira de Glaucoma (SBG) reúne 35 especialistas de todo o Brasil no Hotel Blue Tree, em São Paulo (SP) para

Leia mais

EMENTA: VISÃO MONOCULAR. CARACTERIZAÇÃO DE DEFICIÊNCIAS DECRETO Nº 5.296/04. NOTA TÉCNICA Nº 12/2007 CORDE/SEDH/PR.460/06 DA CÂMARA DOS DEPUTADOS.

EMENTA: VISÃO MONOCULAR. CARACTERIZAÇÃO DE DEFICIÊNCIAS DECRETO Nº 5.296/04. NOTA TÉCNICA Nº 12/2007 CORDE/SEDH/PR.460/06 DA CÂMARA DOS DEPUTADOS. CÂMARA DE COORDENAÇÃO E REVISÃO PGT/CCR/Nº 4570/2008 INTERESSADOS: EXPRESSO RODOVIÁRIO SÃO MIGUEL LTDA ASSUNTO: CONTRATAÇÃO DE PORTADORES DE DEFICIÊNCIA: MÍNIMO LEGAL EMENTA: VISÃO MONOCULAR. CARACTERIZAÇÃO

Leia mais

Dr. Renato Neves CATARATA

Dr. Renato Neves CATARATA Dr. Renato Neves CATARATA O cristalino é uma lente natural localizada no interior dos olhos, atrás da íris, e, juntamente com a córnea, é responsável pela convergência dos raios de luz para retina, formando

Leia mais

PRÉ SIMPÓSIO DE GLAUCOMA E PHACO DAY - DIAS 08 E 09 DE JUNHO DE 2011. 10 de junho/sexta-feira SALA 1 PROGRAMA SIMPÓSIO DA SANTA CASA 2011

PRÉ SIMPÓSIO DE GLAUCOMA E PHACO DAY - DIAS 08 E 09 DE JUNHO DE 2011. 10 de junho/sexta-feira SALA 1 PROGRAMA SIMPÓSIO DA SANTA CASA 2011 PRÉ SIMPÓSIO DE GLAUCOMA E PHACO DAY - DIAS 08 E 09 DE JUNHO DE 2011. Sala Manhã I 8:00-10:00 10:00-10:30 Manhã II 10:30-12:30 Simpósio Satélite 12:30-13:45 Tarde I 14:00-16:00 16:00-16:30 Tarde II 16:00-18:00

Leia mais

HORARIOS DOS MÉDICOS E ODONTOLOGOS. Estabelecimento: 2022486 - CENTRO DE ESPECIALIDADES ODONTOLOGICA - CAJURU ENTRADA SAIDA ALMOÇO DIAS DA SEMANA

HORARIOS DOS MÉDICOS E ODONTOLOGOS. Estabelecimento: 2022486 - CENTRO DE ESPECIALIDADES ODONTOLOGICA - CAJURU ENTRADA SAIDA ALMOÇO DIAS DA SEMANA HORARIOS DOS MÉDICOS E ODONTOLOGOS Estabelecimento: 2022486 - CENTRO DE ESPECIALIDADES ODONTOLOGICA - CAJURU CBO: 223208 - CIRURGIAO DENTISTA CLINICO GERAL CRISTIANE MEIRELLES VIEIRA JOAO FLAVIO GRAMINHA

Leia mais

Oftalmologi. Oftalmologia. em notícias

Oftalmologi. Oftalmologia. em notícias 60 Oftalmologi Oftalmologia em notícias Márcio Bittar Nehemy é o novo Professor Titular do Departamento de Oftalmologia e Otorrinolaringologia da Faculdade de Medicina da Universidade Federal de Minas

Leia mais

INTERNATO EM CIRURGIA 630 FUNDAMENTOS DA CLINICA III 95 INTRODUCAO A CLINICA I 76 INTRODUCAO A CLINICA IV 82 PRATICA DE INTEGRACAO: ENSINO, SERVICO E

INTERNATO EM CIRURGIA 630 FUNDAMENTOS DA CLINICA III 95 INTRODUCAO A CLINICA I 76 INTRODUCAO A CLINICA IV 82 PRATICA DE INTEGRACAO: ENSINO, SERVICO E DOCENTE ANO SEMESTRE DISCIPLINA CH DA DISCIPLINA TITULAÇÃO TEMPO DE CASA DESDE QUALIFICAÇÃO PROFISSIONAL: VER CURRÍCULO NA ABA "CORPO DOCENTE" AISHA AGUIAR MORAIS ESPECIALIZAÇÃO 24/01/14 ALEXANDRE ERNESTO

Leia mais

DISCIPLINA: PROPEDÊUTICA MÉDICA II - 2011/I Responsável pela Disciplina: Prof. Maria Helena I. Lopes

DISCIPLINA: PROPEDÊUTICA MÉDICA II - 2011/I Responsável pela Disciplina: Prof. Maria Helena I. Lopes DISCIPLINA: PROPEDÊUTICA MÉDICA II - 2011/I Responsável pela Disciplina: Prof. Maria Helena I. Lopes CRONOGRAMA DE ATIVIDADES ATIVIDADE TEÓRICA Todo grupo Recepção 01.03-8h às 9h Auditório 1 DIA(S): 2ª-feira

Leia mais

Glaucoma. O que é glaucoma? Como acontece?

Glaucoma. O que é glaucoma? Como acontece? Glaucoma O que é glaucoma? Glaucoma é uma doença crônica do olho (que dura toda a vida), que ocorre quando há elevação da pressão intra-ocular (PIO), que provoca lesões no nervo ótico e, como conseqüência,

Leia mais

Milton Ruiz Alves e Suzana Matayoshi são os novos Professores Associados do Departamento de Oftalmologia e Otorrinolaringologia da FMUSP

Milton Ruiz Alves e Suzana Matayoshi são os novos Professores Associados do Departamento de Oftalmologia e Otorrinolaringologia da FMUSP 30 Milton Ruiz Alves e Suzana Matayoshi são os novos Professores Associados do Departamento de Oftalmologia e Otorrinolaringologia da FMUSP Milton Ruiz Alves e Suzana Matayoshi são os novos Professores

Leia mais

07:30 08:15 AMETISTA PALESTRA PARA A COMUNIDADE LEIGA - OLHO DIABÉTICO NO SÉCULO XXI

07:30 08:15 AMETISTA PALESTRA PARA A COMUNIDADE LEIGA - OLHO DIABÉTICO NO SÉCULO XXI 27 DE MARÇO QUINTA FEIRA 07:30 08:15 AMETISTA PALESTRA PARA A COMUNIDADE LEIGA - OLHO DIABÉTICO NO SÉCULO XXI COORDENADORES: Abelardo Targino-CE, Daniel Lucena CE, Francisco Cordeiro PE e Javier Montero-CE

Leia mais

1º JORNADA PAULISTA DE OFTALMOLOGIA

1º JORNADA PAULISTA DE OFTALMOLOGIA 1º JORNADA PAULISTA DE OFTALMOLOGIA REALIZAÇÃO: DEPTOS. DE OFTALMOLOGIA DAS FACULDADES: UNICAMP DE CAMPINAS, USP DE RIBEIRÃO PRETO E UNESP DE BOTUCATU. ORGANIZAÇÃO: CREATIVE SOLUTION AGÊNCIA DE PUBLICIDADE

Leia mais

ESF CENTRAL Horário de atendimento Segunda à Sexta das 07:00 as 11:00 e das 13:00 as 17:00 horas - Horário de Brasilia MÉDICO

ESF CENTRAL Horário de atendimento Segunda à Sexta das 07:00 as 11:00 e das 13:00 as 17:00 horas - Horário de Brasilia MÉDICO CENTO DE S MÉDICAS Segunda à Sexta das 07:00 as 17:00 horas - Horário de Brasilia Psiquiatra Dr. Afrânio Tacaci Todas as sextas, a partir das 12:00 h Neurologista Dr. Marcello Americano Prates Uma sexta

Leia mais

PROJETO DE LEI Nº 060/2012

PROJETO DE LEI Nº 060/2012 PROJETO DE LEI Nº 060/2012 Dispõe sobre a obrigatoriedade da realização do exame para diagnóstico da retinopatia da prematuridade, TESTE DO OLHINHO, nos recém-nascidos, antes da alta hospitalar, em Hospitais

Leia mais

PROGRAMAÇÃO CIENTÍFICA PRELIMINAR

PROGRAMAÇÃO CIENTÍFICA PRELIMINAR PROGRAMAÇÃO CIENTÍFICA PRELIMINAR 07/07/2016 09:00-10:30 h Mesa Redonda CATARATA O papel das novas tecnologias na cirurgia de catarata (I) SALA 1 (QUELUZ 2 E 5) 09:00-09:10 Recursos diagnósticos (UBM,

Leia mais

Objetivo: O objetivo deste trabalho é estabelecer diretrizes baseadas em evidências científicas para Cirurgia Refrativa.

Objetivo: O objetivo deste trabalho é estabelecer diretrizes baseadas em evidências científicas para Cirurgia Refrativa. Diretriz de Cirurgia Refrativa Autoria: Conselho Brasileiro de Oftalmologia, Associação Médica Brasileira e Associação Brasileira de Catarata e Cirurgia Refrativa (ABCCR). Participantes: Dr Renato Ambrosio

Leia mais

V CONGRESSO CIENTÍFICO E ÉTICO DO CREMEC SECCIONAL DO CARIRI 12, 13 e 14 de agosto de 2010 JUAZEIRO DO NORTE/CEARÁ

V CONGRESSO CIENTÍFICO E ÉTICO DO CREMEC SECCIONAL DO CARIRI 12, 13 e 14 de agosto de 2010 JUAZEIRO DO NORTE/CEARÁ V CONGRESSO CIENTÍFICO E ÉTICO DO CREMEC SECCIONAL DO CARIRI 12, 13 e 14 de agosto de 2010 JUAZEIRO DO NORTE/CEARÁ 12 DE AGOSTO DE 2010- QUINTA FEIRA 10h 12h - Mesa-Redonda: CICLO DE VIDA SAÚDE DO IDOSO

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA TRIÂNGULO MINEIRO

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA TRIÂNGULO MINEIRO ANEXO II INSCRIÇÕES HOMOLOGADAS CANDIDATOS AUTODECLARADOS NEGROS EDITAL 74 DE 03/12/2015 TÉCNICO-ADMINISTRATIVOS EM ADUCAÇÃO INSCRICAO CAMPUS CARGO NOME 19941 CAMPUS PATROCÍNIO TÉCNICO EM ALEX DE SOUZA

Leia mais

UNIDADES CURITIBA. Dr. Luciano Campelo Prestes (Otorrinolaringologia) Dr. Pierre Fonseca da Costa (Otorrinolaringologia)

UNIDADES CURITIBA. Dr. Luciano Campelo Prestes (Otorrinolaringologia) Dr. Pierre Fonseca da Costa (Otorrinolaringologia) UNIDADES CURITIBA Batel Clinikids Endereço Rua Euclides da Cunha n 441 Telefone (41) 3019-1999 Profissionais: Dr. Wilson Ricardo Pagnoncelli Fga. Patrícia Cristina de Araújo Kalinti clinikids@terra.com.br

Leia mais

Microbiologia: fungos causadores de micoses superficiais e. Microbiologia: fungos causadores de micoses superficiais e

Microbiologia: fungos causadores de micoses superficiais e. Microbiologia: fungos causadores de micoses superficiais e PLANILHA GERAL - BASES BIOLÓGICAS DA PRÁTICA MÉDICA VI- 1º 2013 Dia Data Hora Professor Sala Conteúdo Módulo 08:00 Marina 204 D Histologia da pele e anexos QUARTA 8/5/2013 Marina 204 D Histologia da pele

Leia mais

CUIDADOS PALIATIVOS 34 PRATICA DE INVESTIGACAO CIENTIFICA VI 40 BASES PSICOSSOCIAIS DA PRATICA MEDICA V 38

CUIDADOS PALIATIVOS 34 PRATICA DE INVESTIGACAO CIENTIFICA VI 40 BASES PSICOSSOCIAIS DA PRATICA MEDICA V 38 DOCENTE ANO SEMESTRE DISCIPLINA CH DA DISCIPLINA TITULAÇÃO TEMPO DE CASA DESDE QUALIFICAÇÃO PROFISSIONAL: VER CURRÍCULO NA ABA "PROFESSORES" AISHA AGUIAR MORAIS ESPECIALIZAÇÃO 24/01/14 ALEXANDRE ERNESTO

Leia mais

ESTADO DO CEARÁ GOVERNO MUNICIPAL DE SÃO GONÇALO DO AMARANTE SECRETARIA DE ADMINISTRAÇÃO

ESTADO DO CEARÁ GOVERNO MUNICIPAL DE SÃO GONÇALO DO AMARANTE SECRETARIA DE ADMINISTRAÇÃO EDITAL DE CONVOCAÇÃO Nº 004/2015 O PREFEITO MUNICIPAL DE SÃO GONÇALO DO AMARANTE convoca os candidatos aprovados no CONCURSO PÚBLICO promovido pela PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO GONÇALO DO AMARANTE (conforme

Leia mais

46ª Turma 2015. Disciplina de Oftalmologia. Professora Adjunta Dra Maria Rosa Bet de Moraes e Silva Docente Responsável

46ª Turma 2015. Disciplina de Oftalmologia. Professora Adjunta Dra Maria Rosa Bet de Moraes e Silva Docente Responsável PROGRAMA DO CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM OFTALMOLOGIA 46ª Turma 2015 Departamento de Oftalmologia, Otorrinolaringologia e Cirurgia de Cabeça e Pescoço Disciplina de Oftalmologia Professora Adjunta Dra Maria

Leia mais

EVITANDO ACIDENTES. Como evitar acidentes com os olhos. Cozinhando. Produtos de limpeza. Objetos e crianças. Plantas

EVITANDO ACIDENTES. Como evitar acidentes com os olhos. Cozinhando. Produtos de limpeza. Objetos e crianças. Plantas EVITANDO ACIDENTES Como evitar acidentes com os olhos Quando se trata de acidentes com os olhos, o melhor remédio é a prevenção, pois algumas lesões podem causar desde a perda da qualidade da visão até

Leia mais

Por isto, o sindicalismo tende a optar pela aplicação rígida de. Assim mesmo, os sistemas administrativos tendem a

Por isto, o sindicalismo tende a optar pela aplicação rígida de. Assim mesmo, os sistemas administrativos tendem a Resistência stê dascoo coorporações Os sindicatos e associações de trabalhadores temem que a descentralização, produção atomização em suas organizações, promova a perda de direitos adquiridos, debilite

Leia mais

RELAÇÃO DE UNIDADES DE ENSINO E HORÁRIOS DAS DEPENDÊNCIAS - 1º SEMESTRE DE 2013

RELAÇÃO DE UNIDADES DE ENSINO E HORÁRIOS DAS DEPENDÊNCIAS - 1º SEMESTRE DE 2013 RELAÇÃO DE UNIDADES DE ENSINO E HORÁRIOS DAS DEPENDÊNCIAS - 1º SEMESTRE DE 2013 MATÉRIA PROFESSOR HORÁRIO SALA/ Bloco Anatomia II DANIELA STARLING Laboratório de Anatomia Antropologia Jurídica ELAINE LIMA

Leia mais

recomendações Atualização de Condutas em Pediatria

recomendações Atualização de Condutas em Pediatria Atualização de Condutas em Pediatria nº 49 Departamentos Científicos da SPSP, gestão 2007-2009. Departamento de Oftalmologia Causas de baixa visão e cegueira em crianças Departamento de Medicina do Sono

Leia mais

VI Congresso Nacional da Sociedade Brasileira de Oftalmologia

VI Congresso Nacional da Sociedade Brasileira de Oftalmologia 100 95 Eventos 59 75 25 5 0 VI Congresso Nacional da Sociedade Brasileira de Oftalmologia Diabetes foi o tema oficial do VI Congresso Nacional da Sociedade Brasileira de Oftalmologia, realizado de 14 a

Leia mais

RESULTADO PRELIMINAR DA PROVA PRÁTICA MÉDICOS OFTALMOLOGISTAS

RESULTADO PRELIMINAR DA PROVA PRÁTICA MÉDICOS OFTALMOLOGISTAS MÉDICOS OFTALMOLOGISTAS CARGO: 06 Médico Oftalmologista Catarata Congênita - Ambulatório de Oftalmologia 20h 0000905876 SARELENA VANDERLEI ALVES 10,00 20,00 40,00 20,00 10,00 100,00 Regular.1 Avaliação

Leia mais

ATENDIMENTO CLÍNICO E CIRÚRGICO DE OFTALMOLOGIA VETERINÁRIA

ATENDIMENTO CLÍNICO E CIRÚRGICO DE OFTALMOLOGIA VETERINÁRIA ATENDIMENTO CLÍNICO E CIRÚRGICO DE OFTALMOLOGIA VETERINÁRIA ANDRADE 1, Ana de Fátima de Souza BEZERRA 2, Karla Priscila Garrido BOPP 3, Simone DANTAS 1, Emmanuel Freire TALIERI 4, Ivia Carmem Departamento

Leia mais

DR. FERNANDO TRENCH DE OLIVEIRA KOMATSU CRM 19688

DR. FERNANDO TRENCH DE OLIVEIRA KOMATSU CRM 19688 DR. FERNANDO TRENCH DE OLIVEIRA KOMATSU CRM 19688 FORMAÇÃO Fellow Córnea, Lentes de Contato, Doenças Externas e Cirurgia RefrativanoWillsEyeHospial, Filadélfia, EEUU (2003-2004). Estágio Cirurgia Refrativa

Leia mais

PROCESSO SELETIVO Nº 206/2015

PROCESSO SELETIVO Nº 206/2015 PROCESSO SELETIVO Nº 206/2015 O Sesc em Minas comunica a relação nominal com as notas da prova ocorrida entre os dias 07/06/2015 à 14/06/2015 Considerando o que está previsto no subitem 5.1.3.1 do Descritivo

Leia mais

LISTA DE CLASSIFICAÇÃO

LISTA DE CLASSIFICAÇÃO Administração de Empresas Regional: CACHOEIRA PAULISTA SUPERIOR 0074343-7 FLAVIO GONCALVES CHAGAS 233446448 35 58,33 1 Pág. 1 de 10 Administração de Empresas Regional: LORENA SUPERIOR 0026769-4 BRUNA BERNARDES

Leia mais

DR. FERNANDO TRENCH DE OLIVEIRA KOMATSU CRM 19688 RQE 11219

DR. FERNANDO TRENCH DE OLIVEIRA KOMATSU CRM 19688 RQE 11219 DR. FERNANDO TRENCH DE OLIVEIRA KOMATSU CRM 19688 RQE 11219 APRESENTAÇÃO PROFISSIONAL Fellow Córnea, Lentes de Contato, Doenças Externas e Cirurgia RefrativanoWillsEyeHospial, Filadélfia, EEUU (2003-2004).

Leia mais

XXV Programa de Atualização Continuada em Oftalmologia

XXV Programa de Atualização Continuada em Oftalmologia XXV Programa de Atualização Continuada em Oftalmologia Grand Round - 2015 Segundas-feiras, das 19:30h às 21:00h Local: Anf. Boris Casoy - R. Botucatu, 821-1º Andar Programação 19:30-19:50 Discussão de

Leia mais

Resultado Final - Edital 006/2010. Área: Letras - Português/Inglês

Resultado Final - Edital 006/2010. Área: Letras - Português/Inglês MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE MINAS GERAIS CAMPUS BAMBUÍ CONCURSO PÚBLICO DE PROVAS E TÍTULOS PARA O PROVIMENTO

Leia mais

CONSULTA EM OFTALMOLOGIA GERAL CÓDIGO SIA/SUS: 03.01.01.007-2

CONSULTA EM OFTALMOLOGIA GERAL CÓDIGO SIA/SUS: 03.01.01.007-2 CONSULTA EM OFTALMOLOGIA GERAL CÓDIGO SIA/SUS: 03.01.01.007-2 Motivos para o encaminhamento: 1. Déficit Visual; 2. Cefaléia acompanhada de baixa acuidade visual 3. Retinopatia Diabética 4. Inflamação Ocular;

Leia mais

Poder Judiciário Página 1 of 6 Justiça Federal - 2a Região Seção Judiciária do RJ

Poder Judiciário Página 1 of 6 Justiça Federal - 2a Região Seção Judiciária do RJ Poder Judiciário Página 1 of 6 Justiça Federal - 2a Região Seção Judiciária do RJ ATA DA 7ª SESSÃO DE JULGAMENTO DO ANO DE 2015 DA 05ªTR, REALIZADA NO DIA 30/06/2015 ÀS 14:00 h QUANDO PUBLICADAS AS DECISÕES,

Leia mais

GLAUCOMA DE ÂNGULO FECHADO

GLAUCOMA DE ÂNGULO FECHADO GLAUCOMA DE ÂNGULO FECHADO Introdução Glaucoma de Ângulo Fechado é um tipo de glaucoma que actualmente é designado Glaucoma por Encerramento do Ângulo. Não é o tipo de glaucoma mais frequente na Europa,

Leia mais

RESULTADOS. Nome Global ( /100) PT1840719 ADÃO AZEVEDO MALHEIRO MATOS BARBOSA 94 B1 PT1840720 ADRIANA MORAIS SOUSA 52 A1

RESULTADOS. Nome Global ( /100) PT1840719 ADÃO AZEVEDO MALHEIRO MATOS BARBOSA 94 B1 PT1840720 ADRIANA MORAIS SOUSA 52 A1 PT1840719 ADÃO AZEVEDO MALHEIRO MATOS BARBOSA 94 B1 PT1840720 ADRIANA MORAIS SOUSA 52 A1 PT1840721 ADRIANA XAVIER DA SILVA FERNANDES 38 Pré-A1 PT1840722 ALEXANDRA FILIPA AZEVEDO SANTOS 52 A1 PT1840723

Leia mais

Título do Projeto: Triagem das Principais Causas de Cegueira em uma Unidade de Atenção Básica de Saúde de Goiânia através da Telemedicina.

Título do Projeto: Triagem das Principais Causas de Cegueira em uma Unidade de Atenção Básica de Saúde de Goiânia através da Telemedicina. Título do Projeto: Triagem das Principais Causas de Cegueira em uma Unidade de Atenção Básica de Saúde de Goiânia através da Telemedicina. Título do Plano de Trabalho: Avaliação das Percepções de Pacientes

Leia mais

Testes objetivos e subjetivos do exame

Testes objetivos e subjetivos do exame 21 Curso de Refração CBO/SOBLEC em João Pessoa... Testes objetivos e subjetivos do exame de refração, estereopsia, ciclopegia e vícios de refração foram alguns dos temas abordados no Programa Atualização

Leia mais

PROCESSO SELETIVO FUNCAMP Nº 137/2009

PROCESSO SELETIVO FUNCAMP Nº 137/2009 PROCESSO SELETIVO FUNCAMP Nº 137/2009 EDITAL DE PROCESSO SELETIVO PARA A CONTRATAÇÃO DE PESSOAL PARA O HOSPITAL ESTADUAL SUMARÉ HES OU AME - UNIDADE DE CIRURGIA AMBULATORIAL SANTA BÁRBARA D OESTE A Fundação

Leia mais

2575 - ARQUITETURA E URBANISMO OTURNO (NOTURNO)

2575 - ARQUITETURA E URBANISMO OTURNO (NOTURNO) Candidatos Aprovados - 2739 - Processo Seletivo 201/1 Pitágoras Uberlândia - Sábado 30/11 às 9h - Novembro (Ordem de ) 2575 - ARQUITETURA E URBANISMO OTURNO (NOTURNO) 1 Thais de Oliveira 101010980 ** Qtde

Leia mais