Indústria de Cartão de Pagamento (PCI)

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Indústria de Cartão de Pagamento (PCI)"

Transcrição

1 Indústria de Cartão de Pagamento (PCI) Procedimentos para Scanning de Segurança Administração de Risco Região América Latina e Caribe

2 Indústria de Cartão de Pagamento Procedimentos para Scanning de Segurança Objetivo e Público Este documento identifica os procedimentos e diretrizes para efetuar scans de segurança na rede, de acordo com as exigências da Indústria de Cartão de Pagamento (PCI). O público alvo para este documento inclui os estabelecimentos e os prestadores de serviços externos que estejam fazendo o scanning das suas infraestruturas para demonstrar o cumprimento das exigências. Introdução O Padrão de Segurança dos Dados da PCI especifica os requisitos de segurança para os Membros, estabelecimentos, e prestadores de serviços que estejam armazenando, processando ou transmitindo dados do portador de cartão. Para demonstrar o cumprimento das exigências do Padrão de Segurança dos Dados da PCI, pode ser requerido que os membros, estabelecimentos, e prestadores de serviços efetuem scans de segurança da rede em bases regulares de acordo com o definido por cada companhia de cartão de pagamento. Os Scans de Segurança da Rede são uma ferramenta indispensável para ser usada em conjunto com um programa de administração de vulnerabilidade. Os scans ajudam a identificar vulnerabilidades e erros de configuração de websites ou infraestruturas de IT que contenham endereços de IP externos. Os resultados do scan fornecem informações de grande valor que dão suporte à área de administração e outras medidas de segurança para melhorar a proteção contra o hacking na Internet. Os Scans de Segurança da Rede se aplicam a todos os estabelecimentos e prestadores de serviços com endereços de IP externos. Mesmo que uma entidade não ofereça transações com base na web, há outros serviços que fazem com que os sistemas possam ser acessados através da Internet. Funções básicas como e acesso à Internet pelos funcionários resultarão na acessibilidade da rede de uma companhia através da Internet. Estas vias aparentemente insignificantes de e para a Internet podem prover caminhos desprotegidos nos sistemas do estabelecimento e do prestador de serviço e potencial exposição dos dados do portador de cartão de crédito se não for controlado adequadamente. 1

3 Procedimentos para Scanning Para serem considerados como cumpridores da exigência de scanning da rede, os estabelecimentos e o prestador de serviços devem executar o scan dos seus websites ou infraestruturas de IT com endereços de IP externos, de acordo com as seguintes diretrizes: 1. Todos os scans devem ser realizados pela rede de scanning de segurança de um prestador de serviço que esteja cumprindo as exigências. Este fornecedor deve ser selecionado a partir da lista que pode ser encontrada no https://sdp.mastercardintl.com/vendors/vendor_list.shtml. É exigido que todos os fornecedores de scanning efetuem os scans de acordo com um conjunto de procedimentos definidos. Estes procedimentos estabelecem que a operação normal do ambiente do cliente não deve sofrer impacto e que o fornecedor não deve nunca penetrar ou alterar o ambiente do cliente. 2. São exigidos scans trimestrais para todos os estabelecimentos de Nível 1, 2 e 3 e provedores de serviços de Nível 1, 2 e 3. Scans anuais são recomendados para os estabelecimentos de Nível Se forem feitas modificações na rede ou no aplicativo no ambiente de produção, podem ser exigidos scans adicionais para que seja assegurado que novas vulnerabilidades não tenham sido introduzidas na infraestrutura. 4. Antes de fazer o scanning no website e na infraestrutura de IT, os estabelecimentos e provedores de serviços devem: Prover ao fornecedor do scan uma lista de todos os endereços ativos de IP externos. Requerer que o fornecedor do scan determine todo o intervalo de IP externo através de uma pesquisa na rede para estabelecer quais são os endereços de IP e serviços que estão ativos. 5. Entrar em contato com o fornecedor para efetuar scans periódicos de todos os endereços de IP e dispositivos ativos. 6. Execute o scan de todos os dispositivos de filtragem, tais como firewalls ou routers externos (se usados para filtrar tráfego). Se estiver usando um firewall ou router para estabelecer uma DMZ, estes dispositivos devem ser scanned para detectar vulnerabilidades. 7. Execute o scan de todos os servidores de web. Os servidores de web permitem que os usuários da Internet vejam as páginas da web e interajam com os estabelecimentos da web. Em virtude destes servidores serem totalmente acessíveis a partir da Internet, o scanning para detectar vulnerabilidades se torna crítico. 8. Execute o scan do aplicativo do servidor, se presente. Os servidores de aplicativo agem como uma interface ou intermediário entre o servidor da web e os bancos de dados de back-end e sistemas de legado. 2

4 Por exemplo, quando os portadores de cartão compartilham os números de contas com os estabelecimentos ou prestadores de serviços, o servidor de aplicativo provê a funcionalidade para fazer a entrada e saída dos dados da rede segura. Os hackers se aproveitam das vulnerabilidades destes servidores e dos seus scripts para ter acesso aos bancos de dados internos que podem armazenar potencialmente os dados de cartões de crédito. As configurações de alguns websites não incluem servidores de aplicativos; o servidor de web está configurado para agir dentro de uma capacidade de servidor de aplicativo. 9. Execute o scan de todos os aplicativos customizados da web. As vulnerabilidades mais ardilosas são as introduzidas através de um aplicativo de e-commerce desenvolvido sob medida para o estabelecimento ou prestador de serviço. 10. Execute o scan dos Servidores de Nome de Domínio (DNS). Os servidores de DNS aprovam os endereços de Internet traduzindo os nomes de domínio nos endereços de Protocolo de Internet (IP). Os estabelecimentos ou prestadores de serviço podem usar seus próprios servidores de serviço de DNS fornecidos pelo seu Provedor de Serviço de Internet (ISP). Se os servidores de DNS estiverem vulneráveis, os hackers podem entrar na página da web de um estabelecimento ou prestador de serviço e coletar as informações sobre cartões de crédito. 11. Execute o scan dos servidores de mail. Os servidores de mail existem tipicamente na DMZ e podem ser vulneráveis a ataques de hackers. Eles são um elemento crítico na manutenção da segurança global dos sites da web. 12. Execute o scan de todos os Balanceadores de Carga. Para aumentar o desempenho e a disponibilidade de um ambiente, um balanceador de carga pode distribuir a carga de tráfego para mais de um servidor físico. Se o ambiente do estabelecimento ou do prestador de serviço estiver usando um balanceador de carga, os estabelecimentos e prestadores de serviços deverão efetuar o scan de todos os servidores individuais que estão por trás do balanceador de carga. A falha em fazer o scan de todos os servidores físicos que estão por trás do balanceador de carga pode deixar de detectar vulnerabilidades. 13. Execute o scan dos Hosts Virtuais. Todos os estabelecimentos cujos websites possuem um host devem exigir que os seus prestadores de serviço de hosting façam o scan de toda a sua infraestrutura externa e demonstrem o cumprimento dos requisitos. É uma prática comum ao usar um ambiente hosted que um servidor contenha mais de um website. Neste caso, o estabelecimento compartilha o servidor com outros clientes da companhia hosting. Isto pode levar 3

5 potencialmente a uma exploração do servidor através de websites diferentes dos websites dos estabelecimentos. 14. Execute o scan dos Pontos de Acesso Wireless em LANs wireless (WLANs). A utilização de WLANs introduz riscos de segurança para novos dados que necessitam ser identificados e mitigados. Os estabelecimentos, processadores, portais, provedores de serviços e outras entidades devem fazer o scan dos seus componentes wireless para identificar vulnerabilidades e erros de configuração potenciais. 15. Configure o IDS/IPS de forma a aceitar o originador de endereço de IP do fornecedor de scan. Se isso não for possível, o scan deverá ser originado em uma localidade que previna o IDS/IPS de interferir com suas ações. Relatório de Cumprimento Adquirentes, estabelecimentos, e prestadores de serviços deverão seguir os requisitos para os relatórios de cumprimento respectivos para cada companhia de cartão de crédito com o objetivo de assegurar que cada uma reconheça o status de cumprimento de uma entidade. Embora os relatórios de scan devam ter um formato comum, os resultados devem ser submetidos de acordo com os requisitos da companhia de cartão de crédito. Favor entrar em contato com o seu banco adquirente ou verificar o website regional de cada companhia de cartão de crédito a quem os resultados devam ser encaminhados. Leitura e Interpretação dos Relatórios Os prestadores de serviço de scanning de rede aprovados são capazes de produzir um relatório informativo, com base nos resultados do scan da rede. O relatório de scan descreverá o tipo de vulnerabilidade ou risco, um diagnóstico dos problemas associados e a orientação de como consertar ou patch as vulnerabilidades isoladas. O relatório determinará uma classificação para as vulnerabilidades identificadas no processo de scan. Os prestadores de serviço de scanning de rede aprovados podem ter um método único de reportar as vulnerabilidades; entretanto, os riscos de alto nível deverão ser reportados consistentemente para assegurar uma classificação justa de cumprimento. Favor consultar o seu prestador de serviço ao interpretar o seu relatório de scan. A tabela a seguir sugere como uma solução de scan de rede aprovada pode categorizar vulnerabilidades. Esta tabela é fornecida para demonstrar os tipos de vulnerabilidades e riscos que são considerados de alto nível. Para ser considerado aprovado, um scan não pode conter um alto nível de vulnerabilidades. No exemplo abaixo, isto se traduz em vulnerabilidades designadas como nível 3, 4 ou 5. 4

6 Nível Gravidade Descrição 5 Urgente Trojan Horses, utiliza a capacidade de ler e escrever o arquivo, execução de comando remoto 4 Crítica Trojan Horses potenciais, executa a capacidade de ler o arquivo 3 Alta Utilização limitada da leitura, navegação dos diretórios e recusa de serviço (DoS) 2 Média Informações confidenciais podem ser obtidas por hackers na configuração 1 Baixa Informações podem ser obtidas por hackers na configuração 5

7 Nível 5 As vulnerabilidades de nível 5 proporcionam aos intrusos remotos um raiz (root) remota ou capacidades remotas de administração. Com este nível de vulnerabilidade, os hackers podem comprometer o host inteiro. O nível 5 inclui vulnerabilidades que dão aos hackers remotos capacidades completas de leitura e escrita do sistema de arquivo, execução remota de comandos como uma raiz ou usuário administrador. A presença de backdoors e Trojans também qualifica para uma vulnerabilidade de nível 5. Nível 4 Nível 3 Nível 2 Nível 1 As vulnerabilidades de nível 4 oferecem aos intrusos o uso remoto, mas não com capacidades de usuário administrador ou de raiz. As vulnerabilidades de nível 4 proporcionam aos hackers um acesso parcial aos sistemas de arquivo (por exemplo, acesso completo à leitura sem acesso completo à escrita). As vulnerabilidades que expõem as informações altamente sensíveis também são classificadas como vulnerabilidades de nível 4. As vulnerabilidades de nível 3 proporcionam aos hackers o acesso a informações específicas armazenadas no host, incluindo configurações de segurança. Este nível de vulnerabilidades pode resultar em potencial uso indevido do host por intrusos. Exemplos das vulnerabilidades de nível 3 incluem a revelação parcial do conteúdo do arquivo, acesso a determinados arquivos no host, navegação dos diretórios, descoberta de regras de filtragem e mecanismos de segurança, susceptibilidade para recusa de ataques ao serviço (DoS), e uso não autorizado de serviços tais como a substituição de correspondência. As vulnerabilidades de nível 2 expõem algumas informações confidenciais do host, tais como versões precisas de serviços. Com estas informações, os hackers podem planejar ataques potenciais contra um host. As vulnerabilidades de nível 1 expõem informações, tais como portos abertos. 6

Payment Card Industry (PCI)

Payment Card Industry (PCI) Payment Card Industry (PCI) Indústria de Cartões de Pagamento (PCI) Padrão de Segurança de Dados Procedimentos para o Scanning de Segurança Version 1.1 Portuguese Distribuição: Setembro de 2006 Índice

Leia mais

O Que Fazer Se Houver Comprometimento Programa de Segurança da Informação da Conta (AIS) Fevereiro de 2006

O Que Fazer Se Houver Comprometimento Programa de Segurança da Informação da Conta (AIS) Fevereiro de 2006 Programa de Segurança da Informação da Conta (AIS) Fevereiro de 2006 Região Introdução...3 Reportando a Quebra de Segurança...4 Passos e Exigências para as Entidades Comprometidas...5 Passos e Exigências

Leia mais

Questionário de Auto-avaliação

Questionário de Auto-avaliação Payment Card Industry (PCI) Indústria de Cartões de Pagamento (PCI) Padrão de Segurança de Dados Questionário de Auto-avaliação Instruções e Diretrizes Versão 1.1 Fevereiro de 2008 Índice Sobre este Documento...

Leia mais

TCP/IP TCP UDP IP HTTP HTTPS FTP TFTP TELNET POP3 IMAP SMTP SNMP DHCP

TCP/IP TCP UDP IP HTTP HTTPS FTP TFTP TELNET POP3 IMAP SMTP SNMP DHCP TCP/IP TCP UDP IP HTTP HTTPS FTP TFTP TELNET POP3 IMAP SMTP SNMP DHCP HTTP (Hypertext Transfer Protocol ) Protocolo usado na Internet para transferir as páginas da WWW (WEB). HTTPS (HyperText Transfer

Leia mais

MALWARE. Spyware. Seguem algumas funcionalidades implementadas em spywares, que podem ter relação com o uso legítimo ou malicioso:

MALWARE. Spyware. Seguem algumas funcionalidades implementadas em spywares, que podem ter relação com o uso legítimo ou malicioso: MALWARE Spyware É o termo utilizado para se referir a uma grande categoria de software que tem o objetivo de monitorar atividades de um sistema e enviar as informações coletadas para terceiros. Seguem

Leia mais

Segurança + Conformidade. Dentro do Prazo e Orçamento Previsto Sob Demanda

Segurança + Conformidade. Dentro do Prazo e Orçamento Previsto Sob Demanda Segurança + Conformidade Dentro do Prazo e Orçamento Previsto Sob Demanda Segurança e Conformidade via Software-as-a-Service (SaaS) Hoje em dia, é essencial para as empresas administrarem riscos de segurança

Leia mais

Indústria de Cartões de Pagamento (PCI) Padrão de segurança de dados. Resumo de Alterações da Versão 2.0 para a 3.0 do PCI-DSS

Indústria de Cartões de Pagamento (PCI) Padrão de segurança de dados. Resumo de Alterações da Versão 2.0 para a 3.0 do PCI-DSS Indústria de Cartões de Pagamento (PCI) Padrão de segurança de dados Resumo de Alterações da Versão 2.0 para a 3.0 do PCI-DSS Novembro de 2013 Introdução Este documento fornece um resumo de alterações

Leia mais

Serviços Remotos Xerox Um passo na direção certa

Serviços Remotos Xerox Um passo na direção certa Serviços Remotos Xerox Um passo na direção certa Diagnóstico de problemas Avaliação dos dados da máquina Pesquisa de defeitos Segurança garantida do cliente 701P41699 Visão geral dos Serviços Remotos Sobre

Leia mais

Firewalls. Firewalls

Firewalls. Firewalls Firewalls Firewalls Paredes Corta-Fogo Regula o Fluxo de Tráfego entre as redes Pacote1 INTERNET Pacote2 INTERNET Pacote3 Firewalls Firewalls Barreira de Comunicação entre duas redes Host, roteador, PC

Leia mais

CPE Soft Manual. 125/400mW 2.4GHz. CPE Soft

CPE Soft Manual. 125/400mW 2.4GHz. CPE Soft CPE Soft Manual 125/400mW 2.4GHz CPE Soft Campinas - SP 2010 Indice 1.1 Acessando as configurações. 2 1.2 Opções de configuração... 3 1.3 Wireless... 4 1.4 TCP/IP 5 1.5 Firewall 6 7 1.6 Sistema 8 1.7 Assistente...

Leia mais

Firewall. Professor: João Paulo de Brito Gonçalves Disciplina: Serviços de Redes. Campus Cachoeiro Curso Técnico em Informática

Firewall. Professor: João Paulo de Brito Gonçalves Disciplina: Serviços de Redes. Campus Cachoeiro Curso Técnico em Informática Firewall Professor: João Paulo de Brito Gonçalves Disciplina: Serviços de Redes Campus Cachoeiro Curso Técnico em Informática Firewall (definições) Por que do nome firewall? Antigamente, quando as casas

Leia mais

Segurança em Sistemas de Informação Tecnologias associadas a Firewall

Segurança em Sistemas de Informação Tecnologias associadas a Firewall Algumas definições Firewall Um componente ou conjunto de componentes que restringe acessos entre redes; Host Um computador ou um dispositivo conectado à rede; Bastion Host Um dispositivo que deve ser extremamente

Leia mais

Sistemas para Internet 06 Ataques na Internet

Sistemas para Internet 06 Ataques na Internet Sistemas para Internet 06 Ataques na Internet Uma visão geral dos ataques listados na Cartilha de Segurança para Internet do CGI Comitê Gestor da Internet Componente Curricular: Bases da Internet Professor:

Leia mais

Malwares. Algumas das diversas formas como os códigos maliciosos podem infectar ou comprometer um computador são:

Malwares. Algumas das diversas formas como os códigos maliciosos podem infectar ou comprometer um computador são: Malwares Códigos Maliciosos - Malware Códigos maliciosos (malware) são programas especificamente desenvolvidos para executar ações danosas e atividades maliciosas em um computador. Algumas das diversas

Leia mais

PLASAC POLÍTICA PARA UTILIZAÇÃO DA INTERNET Versão 1.0

PLASAC POLÍTICA PARA UTILIZAÇÃO DA INTERNET Versão 1.0 PLASAC - POLÍTICA PARA UTILIZAÇÃO DA INTERNET PLASAC POLÍTICA PARA UTILIZAÇÃO DA INTERNET Versão 1.0 Tecnologia da Informação. Índice: 1. Introdução 2. Objetivos da política 3. Princípios da política 4.

Leia mais

Política de Segurança da Informação

Política de Segurança da Informação Política de Segurança da Informação 29 de janeiro 2014 Define, em nível estratégico, diretivas do Programa de Gestão de Segurança da Informação. ÍNDICE 1 OBJETIVO... 3 2 PÚBLICO ALVO... 3 3 RESPONSABILIDADES

Leia mais

Setor de cartões de pagamento (PCI) Padrão de segurança de dados Questionário de auto-avaliação C e Atestado de conformidade

Setor de cartões de pagamento (PCI) Padrão de segurança de dados Questionário de auto-avaliação C e Atestado de conformidade Setor de cartões de pagamento (PCI) Padrão de segurança de dados Questionário de auto-avaliação C e Atestado de conformidade Aplicativo de pagamento conectado à Internet, sem armazenamento eletrônico dos

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS

UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS Usando um firewall para ajudar a proteger o computador A conexão à Internet pode representar um perigo para o usuário de computador desatento. Um firewall ajuda a proteger o computador impedindo que usuários

Leia mais

Kaspersky Security Center 10 SP1 (KSC 10 SP1) Como criar Exclusões

Kaspersky Security Center 10 SP1 (KSC 10 SP1) Como criar Exclusões Kaspersky Security Center 10 SP1 (KSC 10 SP1) Como criar Exclusões Regras de exclusão são grupos de condições que o Kaspersky Endpoint Security utiliza para omitir um objeto durante uma varredura (scan)

Leia mais

POLÍTICA DE SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO. A FACILIDADE DE DERRUBAR UM SITE UTILIZANDO A NEGAÇÃO DE SERVIÇO (DoS Denial of Service)

POLÍTICA DE SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO. A FACILIDADE DE DERRUBAR UM SITE UTILIZANDO A NEGAÇÃO DE SERVIÇO (DoS Denial of Service) POLÍTICA DE SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO A FACILIDADE DE DERRUBAR UM SITE UTILIZANDO A NEGAÇÃO DE SERVIÇO (DoS Denial of Service) Segurança em Redes de Computadores FACULDADE LOURENÇO FILHO Setembro/2014 Prof.:

Leia mais

Hackers. Seus dados podem ser inúteis, mas seu computador em si pode ainda ser um recurso valioso.

Hackers. Seus dados podem ser inúteis, mas seu computador em si pode ainda ser um recurso valioso. Firewalls Hackers Gostam de alvos fáceis. Podem não estar interessados nas suas informações. Podem invadir seu computador apenas por diversão. Para treinar um ataque a uma máquina relativamente segura.

Leia mais

Visão geral do printeract, Serviços Remotos Xerox

Visão geral do printeract, Serviços Remotos Xerox Visão geral do printeract, Serviços Remotos Xerox 701P28680 Visão geral do printeract, Serviços Remotos Xerox Um passo na direção certa Diagnósticos de problemas Avaliação dos dados da máquina Pesquisa

Leia mais

Setor de cartões de pagamento (PCI) Padrão de segurança de dados Questionário de auto-avaliação A e Atestado de conformidade

Setor de cartões de pagamento (PCI) Padrão de segurança de dados Questionário de auto-avaliação A e Atestado de conformidade Setor de cartões de pagamento (PCI) Padrão de segurança de dados Questionário de auto-avaliação A e Atestado de conformidade Todas as outras funções dos dados do titular do cartão terceirizadas Sem armazenamento

Leia mais

Gerenciador de portas de Switch (es)

Gerenciador de portas de Switch (es) Benefícios para os Negócios Controle Automatizado de Acesso a Portas de Switch(es) de Rede e Hosts Finais A capacidade de planejamento ao acompanhar portas livres, em uso e definidas por usuário. Encontre

Leia mais

Curso de Tecnologia em Redes de Computadores

Curso de Tecnologia em Redes de Computadores Curso de Tecnologia em Redes de Computadores Disciplina: Auditoria e Análise de Segurança da Informação - 4º período Professor: José Maurício S. Pinheiro AULA 2: Segurança Física e Segurança Lógica Segurança

Leia mais

Via Prática Firewall Box Gateway O acesso à Internet

Via Prática Firewall Box Gateway O acesso à Internet FIREWALL BOX Via Prática Firewall Box Gateway O acesso à Internet Via Prática Firewall Box Gateway pode tornar sua rede mais confiável, otimizar sua largura de banda e ajudar você a controlar o que está

Leia mais

Planejando uma política de segurança da informação

Planejando uma política de segurança da informação Planejando uma política de segurança da informação Para que se possa planejar uma política de segurança da informação em uma empresa é necessário levantar os Riscos, as Ameaças e as Vulnerabilidades de

Leia mais

ANEXO C (Requisitos PCI DSS)

ANEXO C (Requisitos PCI DSS) ANEXO C (Requisitos ) O Cliente obriga-se a respeitar e a fazer respeitar as normas que lhes sejam aplicáveis, emanadas do Payment Card Industry Security Standards Council (organização fundada pelas marcas

Leia mais

Segurança da Informação

Segurança da Informação Segurança da Informação Segurança e Vulnerabilidades em Aplicações Web jobona@terra.com.br Definição: Segurança Segundo o dicionário da Wikipédia, o termo segurança significa: 1. Condição ou estado de

Leia mais

FIREWALL. Prof. Fabio de Jesus Souza. fabiojsouza@gmail.com. Professor Fabio Souza

FIREWALL. Prof. Fabio de Jesus Souza. fabiojsouza@gmail.com. Professor Fabio Souza FIREWALL Prof. Fabio de Jesus Souza fabiojsouza@gmail.com Professor Fabio Souza O que são Firewalls? Os firewalls são sistemas de segurança que podem ser baseados em: um único elemento de hardware; um

Leia mais

Que informações nós coletamos, e de que maneira?

Que informações nós coletamos, e de que maneira? Política de Privacidade Vivertz Esta é a política de privacidade da Affinion International Serviços de Fidelidade e Corretora de Seguros Ltda que dispõe as práticas de proteção à privacidade do serviço

Leia mais

Segurança da Informação Prof. Jeferson Cordini jmcordini@hotmail.com

Segurança da Informação Prof. Jeferson Cordini jmcordini@hotmail.com Segurança da Informação Prof. Jeferson Cordini jmcordini@hotmail.com Segurança da Informação Segurança da Informação está relacionada com proteção de um conjunto de dados, no sentido de preservar o valor

Leia mais

PROJETO DE REDES www.projetoderedes.com.br

PROJETO DE REDES www.projetoderedes.com.br PROJETO DE REDES www.projetoderedes.com.br Disciplina: Curso de Tecnologia em Redes de Computadores Auditoria e Análise de Segurança da Informação - 4º período Professor: José Maurício S. Pinheiro AULA

Leia mais

Segurança da Informação e Proteção ao Conhecimento. Douglas Farias Cordeiro

Segurança da Informação e Proteção ao Conhecimento. Douglas Farias Cordeiro Segurança da Informação e Proteção ao Conhecimento Douglas Farias Cordeiro ABNT NBR ISO/IEC 27002 Segurança nas operações Responsabilidades e procedimentos operacionais Assegurar a operação segura e correta

Leia mais

A IMPORTÂNCIA DE FIREWALL S PARA AMBIENTES CORPORATIVOS

A IMPORTÂNCIA DE FIREWALL S PARA AMBIENTES CORPORATIVOS A IMPORTÂNCIA DE FIREWALL S PARA AMBIENTES CORPORATIVOS Rafael Mariano Rodrigues Silva¹, Júlio Cesar Pereira¹ Universidade Paranaense (Unipar) Paranavaí PR Brasil rafaelmarianors@gmail.com, juliocesarp@unipar.br

Leia mais

POLÍTICA DE PRIVACIDADE DA DIXCURSOS (ANEXO AOS TERMOS E CONDIÇÕES GERAIS DE USO DO SITE E CONTRATAÇÃO DOS SERVIÇOS)

POLÍTICA DE PRIVACIDADE DA DIXCURSOS (ANEXO AOS TERMOS E CONDIÇÕES GERAIS DE USO DO SITE E CONTRATAÇÃO DOS SERVIÇOS) POLÍTICA DE PRIVACIDADE DA DIXCURSOS (ANEXO AOS TERMOS E CONDIÇÕES GERAIS DE USO DO SITE E CONTRATAÇÃO DOS SERVIÇOS) 1. A aceitação a esta Política de Privacidade se dará com o clique no botão Eu aceito

Leia mais

Gerencia de Rede (Desempenho) Professor: Guerra (Aloivo B. Guerra Jr.)

Gerencia de Rede (Desempenho) Professor: Guerra (Aloivo B. Guerra Jr.) Gerencia de Rede (Desempenho) Professor: Guerra (Aloivo B. Guerra Jr.) Tópicos Gerencia de Rede Motivação da Gerência Desafios Principais Organismos Padronizadores Modelo Amplamente Adotado As Gerências

Leia mais

Tecnologia da Informação UNIDADE 3

Tecnologia da Informação UNIDADE 3 Tecnologia da Informação UNIDADE 3 *Definição * A segurança da informação está relacionada com proteção de um conjunto de dados, no sentido de preservar o valor que possuem para a organização. *Definição

Leia mais

Tecnologia da Informação UNIDADE 3:Estrutura organizacional de TI

Tecnologia da Informação UNIDADE 3:Estrutura organizacional de TI Tecnologia da Informação UNIDADE 3:Estrutura organizacional de TI * A segurança da informação está relacionada com proteção de um conjunto de dados, no sentido de preservar o valor que possuem para a organização.

Leia mais

Aula 03 Malware (Parte 01) Visão Geral. Prof. Paulo A. Neukamp

Aula 03 Malware (Parte 01) Visão Geral. Prof. Paulo A. Neukamp Aula 03 Malware (Parte 01) Visão Geral Prof. Paulo A. Neukamp Mallware (Parte 01) Objetivo: Descrever de maneira introdutória o funcionamento de códigos maliciosos e os seus respectivos impactos. Agenda

Leia mais

Descrição de Serviço. IBM Managed Security Services para Web Security. 1. Escopo dos Serviços. 2. Definições. 3. MSS para Web Security

Descrição de Serviço. IBM Managed Security Services para Web Security. 1. Escopo dos Serviços. 2. Definições. 3. MSS para Web Security Descrição de Serviço IBM Managed Security Services para Web Security 1. Escopo dos Serviços O IBM Managed Security Services para Web Security ( MSS para Web Security ) pode incluir: a. Serviços de Antivírus

Leia mais

Servidor, Proxy e Firewall. Professor Victor Sotero

Servidor, Proxy e Firewall. Professor Victor Sotero Servidor, Proxy e Firewall Professor Victor Sotero 1 Servidor: Conceito Um servidor é um sistema de computação centralizada que fornece serviços a uma rede de computadores; Os computadores que acessam

Leia mais

Indústria de Cartões de Pagamento (PCI) Padrão de segurança de dados

Indústria de Cartões de Pagamento (PCI) Padrão de segurança de dados Indústria de Cartões de Pagamento (PCI) Padrão de segurança de dados Atestado de Conformidade para Avaliações in loco Comerciantes Versão 3.0 Fevereiro de 2014 Seção 1: Informações de Avaliação Instruções

Leia mais

Sobre Nós. NossaVisão

Sobre Nós. NossaVisão 2015 Sobre Nós 1 ArtsSec foi fundada por um grupo de profissionais dedicados à segurança da informação a fim de proporcionar soluções criativas e de alto valor aos seus clientes. A empresa surgiu em 2012,

Leia mais

Roteamento e Comutação

Roteamento e Comutação Roteamento e Comutação Design de Rede Local Design Hierárquico Este design envolve a divisão da rede em camadas discretas. Cada camada fornece funções específicas que definem sua função dentro da rede

Leia mais

Guia de iniciação Bomgar B400

Guia de iniciação Bomgar B400 Guia de iniciação Bomgar B400 Documento: 043010.15 Publicado: maio de 2010 Guia de iniciação Bomgar B400 Documento: 043010.15 Publicado: maio 2010 Obrigado por utilizar a Bomgar. Na Bomgar, o atendimento

Leia mais

Códigos Maliciosos.

Códigos Maliciosos. <Nome> <Instituição> <e-mail> Códigos Maliciosos Agenda Códigos maliciosos Tipos principais Cuidados a serem tomados Créditos Códigos maliciosos (1/3) Programas especificamente desenvolvidos para executar

Leia mais

O Selo Website Protegido

O Selo Website Protegido Slide Show nº 3 O Selo Website Protegido Uma serviço da N-Stalker auditando a Segurança das Aplicações Web Autor: Eduardo Lanna rev. 11/jan/11 Selos de percepção de Segurança Pesquisa: Comportamento do

Leia mais

Capítulo 8 - Aplicações em Redes

Capítulo 8 - Aplicações em Redes Capítulo 8 - Aplicações em Redes Prof. Othon Marcelo Nunes Batista Mestre em Informática 1 de 31 Roteiro Sistemas Operacionais em Rede Modelo Cliente-Servidor Modelo P2P (Peer-To-Peer) Aplicações e Protocolos

Leia mais

Boas Práticas de Desenvolvimento Seguro

Boas Práticas de Desenvolvimento Seguro Boas Práticas de Desenvolvimento Seguro Julho / 2.012 Histórico de Revisões Data Versão Descrição Autor 29/07/2012 1.0 Versão inicial Ricardo Kiyoshi Página 2 de 11 Conteúdo 1. SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO

Leia mais

Manual de Instalação e Operação CONFIP

Manual de Instalação e Operação CONFIP Manual de Instalação e Operação CONFIP AMNNIPC012.00 05/09 Índice 1. RECOMENDAÇÕES IMPORTANTES...1 2. DESCRIÇÃO DO PRODUTO...1 3. INSTALAÇÃO...1 4. CONHECENDO OS CAMPOS DO CONFIP...2 1. Recomendações Importantes

Leia mais

Segurança na Rede Local Redes de Computadores

Segurança na Rede Local Redes de Computadores Ciência da Computação Segurança na Rede Local Redes de Computadores Disciplina de Desenvolvimento de Sotware para Web Professor: Danilo Vido Leonardo Siqueira 20130474 São Paulo 2011 Sumário 1.Introdução...3

Leia mais

Ataques e Intrusões. Invasões Trashing e Engenharia Social. Classificação de Hackers

Ataques e Intrusões. Invasões Trashing e Engenharia Social. Classificação de Hackers Ataques e Intrusões Professor André Cardia andre@andrecardia.pro.br msn: andre.cardia@gmail.com Ataques e Intrusões O termo genérico para quem realiza um ataque é Hacker. Essa generalização, tem, porém,

Leia mais

TCP/IP TCP UDP IP HTTP HTTPS FTP TFTP TELNET POP3 IMAP SMTP SNMP DHCP

TCP/IP TCP UDP IP HTTP HTTPS FTP TFTP TELNET POP3 IMAP SMTP SNMP DHCP TCP/IP TCP UDP IP HTTP HTTPS FTP TFTP TELNET POP3 IMAP SMTP SNMP DHCP HTTP (Hypertext Transfer Protocol ) Protocolo usado na Internet para transferir as páginas da WWW (WEB). HTTPS (HyperText Transfer

Leia mais

Laboratório 11.2.3b Listas de acesso estendidas para DMZ simples

Laboratório 11.2.3b Listas de acesso estendidas para DMZ simples Laboratório 11.2.3b Listas de acesso estendidas para DMZ simples Objetivo Situação Neste laboratório, será explorado o uso de listas de acesso estendidas para criação de uma Zona Desmilitarizada (DMZ).

Leia mais

NUVEM HÍBRIDA: DEIXE AS PREOCUPAÇÕES COM SEGURANÇA NO PASSADO.

NUVEM HÍBRIDA: DEIXE AS PREOCUPAÇÕES COM SEGURANÇA NO PASSADO. NUVEM HÍBRIDA: DEIXE AS PREOCUPAÇÕES COM SEGURANÇA NO PASSADO. Muitas empresas brasileiras estão interessadas nas vantagens proporcionadas pela computação em nuvem, como flexibilidade, agilidade e escalabilidade,

Leia mais

TEORIA GERAL DE SISTEMAS

TEORIA GERAL DE SISTEMAS TEORIA GERAL DE SISTEMAS Vulnerabilidade dos sistemas e uso indevido Roubo de identidade Hackers e cibervandalismo Roubo de informações pessoais (número de identificação da Previdência Social, número da

Leia mais

Política de Privacidade da Golden Táxi Transportes Executivo. Sua Privacidade Na Golden Táxi Transportes Executivo. acredita que, como nosso

Política de Privacidade da Golden Táxi Transportes Executivo. Sua Privacidade Na Golden Táxi Transportes Executivo. acredita que, como nosso Política de Privacidade da Golden Táxi Transportes Executivo. Sua Privacidade Na Golden Táxi Transportes Executivo. acredita que, como nosso visitante on-line, você tem o direito de saber as práticas que

Leia mais

Componentes de um sistema de firewall - II. Segurança de redes

Componentes de um sistema de firewall - II. Segurança de redes Componentes de um sistema de firewall - II Segurança de redes O que são Bastion Hosts? Bastion host é o nome dado a um tipo especial de computador que tem funções críticas de segurança dentro da rede e

Leia mais

Online Help StruxureWare Data Center Expert

Online Help StruxureWare Data Center Expert Online Help StruxureWare Data Center Expert Version 7.2.7 Appliance virtual do StruxureWare Data Center Expert O servidor do StruxureWare Data Center Expert 7.2 está agora disponível como um appliance

Leia mais

Soluções em Segurança

Soluções em Segurança Desafios das empresas no que se refere a segurança da infraestrutura de TI Dificuldade de entender os riscos aos quais a empresa está exposta na internet Risco de problemas gerados por ameaças externas

Leia mais

COMO REFORÇAR A SEGURANÇA DE SUA REDE A AMEAÇA ESTÁ EM CONSTANTE MUDANÇA, COMO DEVE SER COM A SEGURANÇA

COMO REFORÇAR A SEGURANÇA DE SUA REDE A AMEAÇA ESTÁ EM CONSTANTE MUDANÇA, COMO DEVE SER COM A SEGURANÇA COMO REFORÇAR A SEGURANÇA DE SUA REDE A AMEAÇA ESTÁ EM CONSTANTE MUDANÇA, COMO DEVE SER COM A SEGURANÇA PRÁTICAS RECOMENDADAS DE SEGURANÇA DE TI: ESTRATÉGIAS ESPECIALIZADAS PARA COLETA DE LOGS, ANÁLISE

Leia mais

BlackBerry Mobile Voice System

BlackBerry Mobile Voice System BlackBerry Mobile Voice System Comunicações móveis unificadas O BlackBerry Mobile Voice System (BlackBerry MVS) leva os recursos do telefone do escritório aos smartphones BlackBerry. Você pode trabalhar

Leia mais

POLÍTICA DE UTILIZAÇÃO

POLÍTICA DE UTILIZAÇÃO POLÍTICA DE UTILIZAÇÃO A SLZ HOST é dedicada a fornecer um serviço de qualidade máxima. Os termos e condições que seguem são necessários para assegurar que nós possamos continuar fornecendo o melhor serviço

Leia mais

Desenvolvimento e disponibilização de Conteúdos para a Internet

Desenvolvimento e disponibilização de Conteúdos para a Internet Desenvolvimento e disponibilização de Conteúdos para a Internet Por Matheus Orion OWASP A Open Web Application Security Project (OWASP) é uma entidade sem fins lucrativos e de reconhecimento internacional,

Leia mais

Normas para o Administrador do serviço de e-mail

Normas para o Administrador do serviço de e-mail Normas para o Administrador do serviço de e-mail Os serviços de e-mails oferecidos pela USP - Universidade de São Paulo - impõem responsabilidades e obrigações a seus Administradores, com o objetivo de

Leia mais

Conceitos de segurança da informação. Prof. Nataniel Vieira nataniel.vieira@gmail.com

Conceitos de segurança da informação. Prof. Nataniel Vieira nataniel.vieira@gmail.com Conceitos de segurança da informação Prof. Nataniel Vieira nataniel.vieira@gmail.com Introdução A infraestrutura de rede, os serviços e dados contidos nos computadores ligados a ela são bens pessoais,

Leia mais

Esteja Preparado. NTT Communications IntelliSecurity TM AVALIAR: NÓS ENCONTRAREMOS SUAS VULNERABILIDADES DE SEGURANÇA

Esteja Preparado. NTT Communications IntelliSecurity TM AVALIAR: NÓS ENCONTRAREMOS SUAS VULNERABILIDADES DE SEGURANÇA Esteja Preparado No mundo digital de hoje, seu negócio está suscetível a uma ordem de ameaças de segurança. Não há nenhuma questão sobre isso. Mas essas ameaças freqüentemente são preveníveis e não há

Leia mais

Ameaças, riscos e vulnerabilidades. Prof. Anderson Maia. Objetivos. ameaças mais comuns na internet;

Ameaças, riscos e vulnerabilidades. Prof. Anderson Maia. Objetivos. ameaças mais comuns na internet; Ameaças, riscos e vulnerabilidades Prof. Anderson Maia Objetivos è compreender o funcionamento de algumas ameaças mais comuns na internet; è entender como tais ameaças podem ser exploradas por meio das

Leia mais

www.projetoderedes.com.br Gestão da Segurança da Informação Professor: Maurício AULA 09 Firewall

www.projetoderedes.com.br Gestão da Segurança da Informação Professor: Maurício AULA 09 Firewall www.projetoderedes.com.br Gestão da Segurança da Informação Professor: Maurício O que é Firewall Um Firewall é um sistema para controlar o aceso às redes de computadores, desenvolvido para evitar acessos

Leia mais

MÓDULO I - INTERNET APRESENTAÇÃO DO CURSO. Prof. BRUNO GUILHEN. Prof. BRUNO GUILHEN. O processo de Navegação na Internet. Aula 01

MÓDULO I - INTERNET APRESENTAÇÃO DO CURSO. Prof. BRUNO GUILHEN. Prof. BRUNO GUILHEN. O processo de Navegação na Internet. Aula 01 APRESENTAÇÃO DO CURSO Prof. BRUNO GUILHEN Prof. BRUNO GUILHEN MÓDULO I - INTERNET O processo de Navegação na Internet Aula 01 O processo de Navegação na Internet. USUÁRIO A CONEXÃO PROVEDOR On-Line EMPRESA

Leia mais

Setor de cartões de pagamento (PCI) Padrão de segurança de dados Questionário de auto-avaliação

Setor de cartões de pagamento (PCI) Padrão de segurança de dados Questionário de auto-avaliação Setor de cartões de pagamento (PCI) Padrão de segurança de dados Questionário de auto-avaliação Diretrizes e instruções Versão 2.0 Outubro de 2010 Alterações no documento Data Versão Descrição 1º de outubro

Leia mais

Hilti do Brasil Comercial Ltda. Política de Privacidade e Proteção de Informações Pessoais

Hilti do Brasil Comercial Ltda. Política de Privacidade e Proteção de Informações Pessoais Hilti do Brasil Comercial Ltda. Política de Privacidade e Proteção de Informações Pessoais Nós, Hilti (Brasil) Comercial Ltda. (coletivamente, referido como Hilti, "nós", "nosso" ou "a gente") nessa Política

Leia mais

Guia de Prática. Windows 7 Ubuntu 12.04

Guia de Prática. Windows 7 Ubuntu 12.04 Guia de Prática Windows 7 Ubuntu 12.04 Virtual Box e suas interfaces de rede Temos 04 interfaces de rede Cada interface pode operar nos modos: NÃO CONECTADO, que representa o cabo de rede desconectado.

Leia mais

Gerência de Redes Segurança

Gerência de Redes Segurança Gerência de Redes Segurança Cássio D. B. Pinheiro cdbpinheiro@ufpa.br cassio.orgfree.com Objetivos Apresentar o conceito e a importância da Política de Segurança no ambiente informatizado, apresentando

Leia mais

CA Nimsoft Monitor. Guia do Probe Monitoramento de resposta de DNS. dns_response série 1.6

CA Nimsoft Monitor. Guia do Probe Monitoramento de resposta de DNS. dns_response série 1.6 CA Nimsoft Monitor Guia do Probe Monitoramento de resposta de DNS dns_response série 1.6 Aviso de copyright do CA Nimsoft Monitor Este sistema de ajuda online (o Sistema ) destina-se somente para fins

Leia mais

Grid e Gerenciamento Multi-Grid

Grid e Gerenciamento Multi-Grid Principais Benefícios Alta disponibilidade, Escalabilidade Massiva Infoblox Oferece serviços de rede sempre ligados através de uma arquitetura escalável, redundante, confiável e tolerante a falhas Garante

Leia mais

AVDS Vulnerability Management System

AVDS Vulnerability Management System DATA: Agosto, 2012 AVDS Vulnerability Management System White Paper Brazil Introdução Beyond Security tem o prazer de apresentar a nossa solução para Gestão Automática de Vulnerabilidade na núvem. Como

Leia mais

LISTA DE VERIFICAÇAO DO SISTEMA DE GESTAO DA QUALIDADE

LISTA DE VERIFICAÇAO DO SISTEMA DE GESTAO DA QUALIDADE Questionamento a alta direção: 1. Quais os objetivos e metas da organização? 2. quais os principais Produtos e/ou serviços da organização? 3. Qual o escopo da certificação? 4. qual é a Visão e Missão?

Leia mais

Divisão de Infra-Estrutura

Divisão de Infra-Estrutura Divisão de Infra-Estrutura Análise de Firewalls Rodrigo Rubira Branco rodrigo@firewalls.com.br O que é a Firewalls? - Empresa Especializada em Segurança. - Profissionais Certificados. - Atenta a Padrões

Leia mais

Câmera IP Sem/Com Fio. Manual de Instalação Rápida. (Para Windows OS)

Câmera IP Sem/Com Fio. Manual de Instalação Rápida. (Para Windows OS) Câmera IP Sem/Com Fio Manual de Instalação Rápida (Para Windows OS) Modelo:FI8904W Modelo:FI8905W ShenZhen Foscam Intelligent Technology Co., Ltd Manual de Instalação Rápida Conteúdo da Embalagem 1) Câmera

Leia mais

Requisitos de controlo de fornecedor externo

Requisitos de controlo de fornecedor externo Requisitos de controlo de fornecedor externo Cibersegurança para fornecedores classificados como baixo risco cibernético Requisito de 1. Proteção de ativos e configuração de sistemas Os dados do Barclays

Leia mais

Câmera IP Sem/Com Fio. Manual de Instalação Rápida. (Para MAC OS)

Câmera IP Sem/Com Fio. Manual de Instalação Rápida. (Para MAC OS) Modelo:FI8918W Câmera IP Sem/Com Fio Manual de Instalação Rápida (Para MAC OS) Modelo:FI8918W Color:Preta Modelo:FI8918W Color: Branca ShenZhen Foscam Intelligent Technology Co., Ltd Manual de Instalação

Leia mais

Servidor IIS. Sorayachristiane.blogspot.com

Servidor IIS. Sorayachristiane.blogspot.com Servidor IIS Servidor IIS IIS Serviço de informação de Internet; É um servidor que permite hospedar um ou vários sites web no mesmo computador e cria uma distribuição de arquivos utilizando o protocolo

Leia mais

MANUAL DO ADMINISTRADOR

MANUAL DO ADMINISTRADOR WinShare Proxy admin MANUAL DO ADMINISTRADOR Instalação do WinShare Índice 1. Instalação 2. Licenciamento 3. Atribuindo uma senha de acesso ao sistema. 4. Configurações de rede 5. Configurações do SMTP

Leia mais

Alan Menk Santos alanmenk@hotmail.com www.sistemasul.com.br/menk. Redes de Computadores e Telecomunicações. Camada de Aplicação. Camada de Aplicação

Alan Menk Santos alanmenk@hotmail.com www.sistemasul.com.br/menk. Redes de Computadores e Telecomunicações. Camada de Aplicação. Camada de Aplicação Alan Menk Santos alanmenk@hotmail.com www.sistemasul.com.br/menk Redes de Computadores e Telecomunicações. A camada da aplicação serve como a janela na qual os utilizadores e processos da aplicação podem

Leia mais

Indústria de cartões de pagamento (PCI) Requisitos e procedimentos da avaliação de segurança Versão 3.0

Indústria de cartões de pagamento (PCI) Requisitos e procedimentos da avaliação de segurança Versão 3.0 Indústria de cartões de pagamento (PCI) Padrão de Segurança de Dados Requisitos e procedimentos da avaliação de segurança Versão 3.0 Novembro de 2013 Alterações no documento Data Versão Descrição Páginas

Leia mais

FLEXPAG - Política de Privacidade

FLEXPAG - Política de Privacidade FLEXPAG - Política de Privacidade A infocusweb/flexpag tem um compromisso com o respeito à sua privacidade. Política de Privacidade Nós reconhecemos que ao optar por nos informar alguns de seus dados pessoais,

Leia mais

A Gerência em Redes de Computadores

A Gerência em Redes de Computadores A Gerência em Redes de Computadores Gerência de Redes Redes Ferramenta fundamental Tecnicamente: constante expansão, tanto fisicamente como em complexidade. O que o usuário espera da rede? Disponibilidade

Leia mais

da mão-de-obra de TI da América Latina está no Brasil (considerado o maior empregador do setor) seguido pelo México com 23%.

da mão-de-obra de TI da América Latina está no Brasil (considerado o maior empregador do setor) seguido pelo México com 23%. Informações de Tecnologia A tecnologia virou ferramenta indispensável para as pessoas trabalharem, se comunicarem e até se divertirem. Computação é a área que mais cresce no mundo inteiro! Esse constante

Leia mais

Ao explicar as nossas práticas de manipulação de dados, desejamos desenvolver um relacionamento de confiança a longo prazo com você.

Ao explicar as nossas práticas de manipulação de dados, desejamos desenvolver um relacionamento de confiança a longo prazo com você. Política de Privacidade do site de Pesquisa de Satisfação Ford 1. Política geral: A Ford Motor Company respeita a sua privacidade e está comprometida em protegê-la. Esta Política de Privacidade explica

Leia mais

Falaremos um pouco das tecnologias e métodos utilizados pelas empresas e usuários domésticos para deixar a sua rede segura.

Falaremos um pouco das tecnologias e métodos utilizados pelas empresas e usuários domésticos para deixar a sua rede segura. Módulo 14 Segurança em redes Firewall, Criptografia e autenticação Falaremos um pouco das tecnologias e métodos utilizados pelas empresas e usuários domésticos para deixar a sua rede segura. 14.1 Sistemas

Leia mais

Setor de cartões de pagamento (PCI) Padrão de segurança de dados

Setor de cartões de pagamento (PCI) Padrão de segurança de dados Setor de cartões de pagamento (PCI) Padrão de segurança de dados Requisitos e procedimentos de avaliação da segurança Versão 1.2 Outubro de 2008 Índice Introdução e visão geral do padrão de segurança de

Leia mais

Projeto de Redes Top-Down

Projeto de Redes Top-Down Projeto de Redes Top-Down Referência: Slides extraídos (material de apoio) do livro Top-Down Network Design (2nd Edition), Priscilla Oppenheimer, Cisco Press, 2010. http://www.topdownbook.com/ Alterações

Leia mais

Indústria de Cartões de Pagamento (PCI) Padrão de segurança de dados

Indústria de Cartões de Pagamento (PCI) Padrão de segurança de dados Indústria de Cartões de Pagamento (PCI) Padrão de segurança de dados Atestado de conformidade para Avaliações in loco Prestadores de serviços Versão 3.0 Fevereiro de 2014 Seção 1: Informações de Avaliação

Leia mais

Forefront Server Security Management Console: Gerenciamento Simplificado da Segurança para Mensagens e Colaboração White Paper

Forefront Server Security Management Console: Gerenciamento Simplificado da Segurança para Mensagens e Colaboração White Paper Forefront Server Security Management Console: Gerenciamento Simplificado da Segurança para Mensagens e Colaboração White Paper Outubro de 2007 Resumo Este white paper explica a função do Forefront Server

Leia mais

para que quando a resposta que provenha da Internet pudesse ser permitida, ou seja, pudesse acessar o computador do usuário. Em outras palavras, o

para que quando a resposta que provenha da Internet pudesse ser permitida, ou seja, pudesse acessar o computador do usuário. Em outras palavras, o FIREWALL É utilizado para impedir que informações indesejadas entrem em uma rede ou em um computador doméstico. Em uma grande rede não é um método substituto à segurança de um servidor, mas complementar,

Leia mais

Entendendo como funciona o NAT

Entendendo como funciona o NAT Entendendo como funciona o NAT Vamos inicialmente entender exatamente qual a função do NAT e em que situações ele é indicado. O NAT surgiu como uma alternativa real para o problema de falta de endereços

Leia mais

TEORIA GERAL DE SISTEMAS

TEORIA GERAL DE SISTEMAS TEORIA GERAL DE SISTEMAS Vulnerabilidade dos sistemas e uso indevido Vulnerabilidade do software Softwares comerciais contém falhas que criam vulnerabilidades na segurança Bugs escondidos (defeitos no

Leia mais