Semiótica da Estrela: Análise da campanha do prefeito de Itapema em Karine Bono PATERNO 1 Thayla Fernanda PAVESI 2 Hans Peder BEHLING 3

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Semiótica da Estrela: Análise da campanha do prefeito de Itapema em 2008. Karine Bono PATERNO 1 Thayla Fernanda PAVESI 2 Hans Peder BEHLING 3"

Transcrição

1 Semiótica da Estrela: Análise da campanha do prefeito de Itapema em 2008 Karine Bono PATERNO 1 Thayla Fernanda PAVESI 2 Hans Peder BEHLING 3 UNIVALI, Itajaí, SC RESUMO O objetivo deste trabalho foi analisar os materiais impressos utilizados na campanha eleitoral do prefeito eleito em Itapema em Para isso, desenvolveu-se uma pesquisa exploratória bibliográfica, seguida de diversas análises utilizando a metodologia da semiótica. A revisão bibliográfica é organizada em três partes: (1) conceitos de marketing, comunicação, publicidade e propaganda; (2) elementos de semiótica; (3) conceitos de marketing político e campanhas eleitorais. Descobriu-se inicialmente que o candidato eleito utilizou diversos recursos de comunicação em sua campanha, e a partir da leitura da legislação, identificou-se que todos os materiais utilizados pelo candidato eram permitidos pelo Código Eleitoral Brasileiro. Este estudo apresenta diversos significados que os signos podem ter, particularmente os elementos predominantes nas peças gráficas da campanha: formas e cores do Partido dos Trabalhadores (PT), e principalmente a estrela. PALAVRAS-CHAVE: Semiótica; Marketing Político; Campanha Eleitoral. INTRODUÇÃO Nos períodos que antecedem as eleições, pode se perceber o aumento da concorrência entre os partidos políticos e seus candidatos, principalmente pela grande quantidade de materiais publicitários criados, produzidos e distribuídos pelas cidades. Esse fato despertou o interesse em estudar inicialmente o marketing político, e mais especificamente a utilização da comunicação visual em campanhas eleitorais. O objetivo principal desta pesquisa é promover uma analise de significação das peças gráficas impressas de uma campanha eleitoral. A partir desse objetivo principal 1 Graduada no Curso de Publicidade e Propaganda da UNIVALI. 2 Estudante do 6 semestre do Curso de Publicidade e Propaganda da UNIVALI, 3 Orientador do trabalho. Doutorando e Mestre em Ciências da Linguagem (UNISUL). Especialista em Gestão Estratégica de Negócios (FURB/INPG). Graduado em Publicidade e Propaganda (FURB). Professor do Curso de Publicidade e Propaganda da UNIVALI. 1

2 foram estabelecidos os seguintes objetivos específicos: (1) Coletar e conhecer os materiais de campanha; (2) Descobrir se os recursos de comunicação usados na campanha eleitoral eram permitidos pela legislação; (3) Identificar e analisar os significados dos elementos gráficos utilizados nos materiais impressos da campanha. A importância deste trabalho reside em buscar as características da comunicação visual, bem como reunir as principais estratégias do marketing político utilizadas em campanhas eleitorais e conhecer a teoria da semiótica, para que seja possível realizar um estudo de significação. Outro fato importante a ressaltar é o fato de existirem poucos estudos de análises semióticas de campanhas eleitorais, principalmente na cidade escolhida (Itapema SC). O trabalho justifica-se ainda quanto à viabilidade, devido a grande oferta de referenciais teóricos publicados, bem como a disponibilidade dos materiais utilizados em campanhas. O trabalho iniciou com uma pesquisa exploratória bibliográfica para aprimoramento de idéias (GIL, 2002), e desenvolveu-se com uma série de análises semióticas (PEIRCE, 2003) de materiais gráficos impressos de uma campanha eleitoral. Sem a pretensão de questionar e julgar as questões políticas do partido e do candidato, a amostra escolhida para esta pesquisa da campanha eleitoral de Sabino Bussanello nas eleições municipais de A partir dos objetivos definiu-se um critério de seleção: apenas as peças gráficas impressas usadas na comunicação da campanha foram selecionadas para as análises, devido ao fato de ser uma campanha abrangente, que contém diversos meios de divulgação. Apesar disso, vale citar que a campanha utilizou outros recursos de comunicação (não analisados neste trabalho) como jingle, propaganda eleitoral gratuita no rádio, perfurate, bandeiras, discursos e comícios que incluíram caminhadas e uma confraternização para lançamento da candidatura. Espera-se que essa pesquisa contribua com profissionais que atuam no cenário político, no mercado da comunicação, pessoas que buscam se especializar na área e auxilie os cidadãos que tenham interesse em ampliar seus conhecimentos, no momento de decidir um voto, justamente em anos eleitorais. COMUNICAÇÃO E MARKETING Na visão de Yanaze (2006), o marketing pode ser entendido como a definição e o conhecimento de um determinado produto ou serviço e o modo como eles são criados 2

3 e colocados no mercado. Por isso, o marketing é o planejamento adequado da relação produto-mercado. Ogden (2002), afirma que o conceito de marketing estabelece que uma empresa deve satisfazer os desejos e necessidades dos consumidores visando o lucro, ou seja, a empresa ou organização deve direcionar todos os seus esforços para dar aos seus clientes serviços e produtos que eles necessitam ou desejam. Apesar de trabalharem em mútua colaboração, comunicação e marketing são atividades distintas. (YANAZE, 2006). A comunicação pode ser vista como o meio que existe para que as empresas informem, seduzam e façam com que os consumidores lembrem de seus produtos e marcas, como sugere Kotler (2006). Oficialmente, a publicidade e a propaganda são ferramentas do marketing (MARTINS, 1999). Tecnicamente, existe uma ampla diferença entre publicidade e propaganda. A primeira significa um conjunto de regras técnicas utilizadas para divulgar produtos e serviços e está ligada diretamente à sociedade de consumo. Já a segunda, vem de Propaganda Fidae (propagação da fé), que foi uma campanha realizada pela Igreja Católica, por volta do século XVI. Tão antiga quanto o homem, a propaganda existe desde as primeiras relações de poder entre dominantes e dominados. Dessa origem e, mesmo não havendo produção de comerciais, é que surgiu o termo que hoje pode ser entendido como um conjunto de regras técnicas usados para propagar idéias. (GOMES, 2004). Para Sampaio (1999), a propaganda pode ser definida como a manipulação planejada da comunicação que, através da persuasão, visa promover comportamentos em benefício do anunciante que a utiliza. Cabe à ela, informar e despertar interesse de compra ou uso de produtos e serviços, nos consumidores, para beneficiar uma empresa ou entidade. SEMIÓTICA Segundo Santaella (2006) a palavra semiótica leva a diversas interpretações como ótica pela metade ou estudo dos símios, etc. No entanto, basta procurar uma fonte confiável para entender que, em síntese, a semiótica é a ciência dos signos e dos significados, ou, como afirma a autora: estudo de todas as linguagens. Epstein (1985) afirma que signo é algo que representa outra coisa (responde por ela) e pode ser interpretado por alguém. Eco (1997) também afirma que signo é tudo quanto possa ser assumido como substituto significante de outra qualquer outra coisa. 3

4 Esta outra coisa não precisa necessariamente existir, nem substituir de fato no momento em que o signo ocupa seu lugar. Portanto, a semiótica está relacionada com o que quer que possa ser adotado como signo. Santaella (2006) afirma que o signo é uma coisa que representa outra coisa (seu objeto) para um interpretante (um sujeito ou uma regra). Peirce (2003) definiu uma classificação triádica dos signos: Quadro 01: Divisões dos signos de Peirce Primeiridade (signo em si mesmo) Segundidade (signo e objeto) Terceiridade (signo e interpretante) Primeiridade Quali-signo Ícone Rema Segundidade Sin-signo Índice Discente Terceiridade Legi-signo Símbolo Argumento Fonte: Arquivo do autor com base em Peirce (2003) Com base em Peirce (2003), pode se resumir essa classificação da seguinte maneira: (1) Quali-signos são meras qualidades; (2) Sin-signos são existentes concretos; (3) Legi-signos são regras; (4) Ícones é o signo que representa seu objeto por similaridade; (5) Índice é o signo que representa pois estabelece com ele uma relação d causa e efeito; (6) Símbolo é o signo que representa seu objeto por convenção ou pacto coletivo; (7) Remas são palavras, termos ou expressões; (8) Discente são premissas, frases, casos ou proposições; e (9) Argumentos são estruturas de pensamento: deduções, induções e abduções. Neste trabalho, foram privilegiadas as classes Ícone, Índice e Símbolo, por serem aquelas que indicam a relação entre o signo e seu objeto, isto é, são mais ligadas aos significados dos signos. Na próxima seção serão apresentados os conceitos de marketing político e eleitoral. Estes conceitos servirão para dar sustentação às análises semióticas das peças da campanha do prefeito eleito em Itapema nas eleições de MARKETING POLÍTICO Segundo Garcia e Furquim (2002), marketing político é um conjunto de estratégias de grande significação no cenário das campanhas eleitorais, pois permite ao candidato direcionar seus objetivos, propostas e ideais a um determinado nicho do eleitorado. Através disso, ele pode ter uma maior visibilidade de como seus eleitores se 4

5 comportam, podendo influenciá-los na decisão de seus votos, de acordo com seus interesses. Também podem manipulá-los atingindo níveis de controle absoluto. Embora Teixeira (2006) acredite que o conceito de marketing político seja muito recente, ele afirma que a propaganda política é feita desde a antiguidade, sendo que sempre houve algum sistema de poder em qualquer grupo social. Os grandes líderes precisaram de estratégia para conquistar e manter seus poderes, interagindo continuamente com pessoas, processando informações. Apesar que, conforme o autor, essas estratégias não podem ser consideradas como marketing, pois o conceito nasceu só na década de O autor destaca o conjunto de conceitos e procedimentos que, utilizados de forma adequada, facilitam as ações de uma campanha eleitoral e da comunicação entre o político como líder e seus liderados, de modo consistente ao planejamento e com eficiência dos recursos disponíveis, buscando a melhor forma de alcançar um grande número de votos e a efetividade em longo prazo. Numa campanha eleitoral, depois de definir quem é o candidato, onde ele está e onde quer ir, deve-se determinar o rumo a seguir para atingir as expectativas e definir qual será o melhor caminho para alcançar os objetivos propostos. Deve haver uma ordem para os diferentes elementos da operação de marketing do partido ou candidato, pois os objetivos deixam de ter significado se não existirem ações que os respaldem. A estratégia não pode ser única, mas pode ser escrita em termos gerais em planos, desde que contenha indicações concretas da linha a ser seguida e, assim, atingir os objetivos iniciais. (GOMES, 2004). De acordo com Manhanelli (1988) a campanha eleitoral une o saber e a arte, e o marketing político é fundamental para a prática democrática da persuasão como técnica de idéias e sensações, da organização do candidato, dos segmentos a serem atingidos, da concorrência e das pesquisas de opinião. Gomes (2004) apresenta dois tipos de estratégias: (1) de meios (variáveis como o tema da campanha, a estratégia das técnicas de comunicação e a estratégia dos tipos de meios); (2) de criação (publicidade eleitoral, a partir dos resultados de pesquisas). Toda estratégia de marketing precisa estar embasada em pesquisas. Na política, as pesquisas ajudam a determinar a postura do candidato, os temas de campanha, as propostas que serão apresentadas ao eleitorado e a melhor forma de apresentá-las, assim como os grupos de eleitores que devem ser priorizados e de que maneira, por nível de importância. 5

6 AS PEÇAS PUBLICITÁRIAS DA CAMPANHA SABINO 2008 As peças impressas usadas na campanha eleitoral de Sabino Bussanello em 2008 foram: santinho, cartaz, banner, folder, adesivos e leque. Todos os materiais foram cedidos pela Secretaria de Comunicação do município de Itapema e enviados por pelo Assessor Especial de Relações Institucionais do departamento, André Gobbo. Quadro 02: Impressos da campanha eleitoral de Sabino Bussanello em 2008 Santinho 01 Santinho 02 Banner Folder Leque Cartaz Fonte: Elaborado pelos autores. Adesivos 6

7 A maioria dos materiais apresenta o mesmo layout, sofrendo pequenas alterações nos elementos. Por esse motivo, a análise é iniciada com o santinho, peça mais completa por conter todos os itens gráficos utilizados nas demais. Quadro 03: Santinho Fonte: Secretaria de Comunicação Pode-se notar que as cores predominantes são o vermelho e laranja. São cores quentes e fortes, chamam a atenção, ganhando destaque entre os outros concorrentes. Cada uma das cores remete a algum significado. O vermelho está associado ao partido do PT e o laranja ao fogo, calor e festa. O amarelo pode ser entendido como a luz no fim do túnel, a salvação e um novo começo, assim como o azul da camisa pode ser comparada com o céu e significar tranqüilidade e verdade. O branco no nome do candidato representa a calma e a paz. Já o preto nas palavras prefeito e vice Luci, bem como na roupa da candidata a vice-prefeita simboliza seriedade e sobriedade. O verde na tecla confirma se parece com o botão da urna eletrônica, e pode ser interpretado como passe livre ou então, a esperança de que o candidato indicado trará mudanças, no entanto, com tranquilidade. Além disso, o verde tem ainda um significado imperativo, de acredite. Na foto, os candidatos estão com expressão sorridente e vestindo camisa social que transmite seriedade. A posição da então candidata à vice-prefeita na foto permite associação com o ditado popular: por trás de um grande homem existe sempre uma grande mulher. Em relação à tipologia (letras ou fontes), foram usadas fontes sem 7

8 serifa e o nome do candidato está em caixa alta, para ganhar evidência. A caixa de texto tem cantos arredondados, assim como a forma da letra na frase Mais por Itapema. Já o texto explica ao eleitor como votar e a frase mais por Itapema deixa explicito o desejo do candidato trabalhar mais uma vez pela cidade. Outras formas geométricas presentes são o carimbo e a estrela. O carimbo (como se tivesse sido aplicado no papel), bem como a frase que aparece dentro transmite uma sensação de confiança, dando a entender que alguém testou e aprovou a primeira gestão do candidato, e por isso ele mereceria continuar trabalhando pela cidade: uma espécie de voto de confiança pelo trabalho já realizado. Já a estrela é um reconhecido símbolo do partido do candidato, e quando inserida numa letra de seu nome, remete ao poder, sucesso e a idéia de revolução que ela representa. Adiciona-se a isso os significados religiosos e científicos das estrelas em geral: (1) religiosos, significando esperança em referência à estrela-guia que levou os reis magos ao encontro de Jesus (rei dos judeus, salvação, início de um novo tempo, etc.); (2) científicos, significando orientação do caminho, a direção correta para os navegadores, fundamental na descoberta do novo mundo no século XVI (talvez por coincidência, mesma época da criação da propaganda). CONSIDERAÇÕES FINAIS E SUGESTÕES A intenção deste trabalho foi promover análises de significação nas peças gráficas impressas da campanha eleitoral de Sabino Bussanello nas eleições municipais de O trabalho iniciou com uma pesquisa exploratória bibliográfica e desenvolveuse com uma série de análises semióticas que levaram em conta principalmente os seguintes aspectos: cores Estas análises foram feitas independentemente de julgamentos estéticos, no entanto fica a sugestão para outros trabalhos: (1) fazer avaliações estéticas para saber a opinião de eleitores (ou mesmo de profissionais de comunicação, normalmente mais acostumados e críticos) sobre as peças; (2) com base nestas opiniões, avaliar se as peças eram melhores ou piores do que as de outros candidatos que concorreram naquela eleição; (3) comparar as peças com as de outros candidatos do mesmo partido em outras localidades. 8

9 REFERÊNCIAS: ECO, Umberto. Tratado geral da semiótica. 3.ed. São Paulo: Perspectiva,1997. EPSTEIN, Isaac. O signo. São Paulo: Ática, GARCIA, P. M.; FURQUIM, V. Marketing Político: as táticas políticocomunicacionais de Vargas, Jânio e Collor. In: XXV CONGRESSO BRASILEIRO DE CIÊNCIAS DA COMUNICAÇÃO, 2002, Salvador. Disponível em: _COMUNICACOES_FURQUIM.pdf Acesso em: 20/ago/2008. GIL, Antonio Carlos. Como elaborar projetos de pesquisa. 4.ed.São Paulo: Atlas, GOMES, Neusa Demartini. Formas persuasivas de comunicação política: propaganda política e publicidade eleitoral. Porto Alegre: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul, KOTLER, Philip. Marketing para o século XXI: como criar, conquistar e dominar mercados. 16. ed. São Paulo: Futura, MANHANELLI, Carlos Augusto. Estratégias eleitorais: marketing político. 3 ed. São Paulo: Summus, MARTINS, Zeca. Propaganda é isso aí: um guia para novos anunciantes e futuros publicitários. 3.ed. São Paulo: Futura, OGDEN, James R. Comunicação integrada de marketing: modelo prático para um plano criativo e inovador. São Paulo: Prentice Hall, PEIRCE, Charles S. Semiótica. 3.ed. São Paulo: Perspectiva, SAMPAIO, Rafael. Propaganda de A a Z: Como usar a propaganda para construir marcas e empresas de sucesso. 2.ed. Rio de Janeiro: Campus, SANTAELLA, Lúcia. O que é semiótica. São Paulo: Brasiliense, TEIXEIRA, Dilma. A teoria de marketing político. In:. Marketing Político e Eleitoral: Uma proposta com ética e eficiência. São Paulo: Novo Século, parte I, p YANAZE, Mitsuru Higuchi. Gestão de marketing e comunicação: avanços e aplicações. São Paulo: Saraiva,

CURSO SUPERIOR DE GRADUAÇÃO PUBLICIDADE E PROPAGANDA GRADE DETALHADA DO CURSO COM AS EMENTAS DAS DISCIPLINAS

CURSO SUPERIOR DE GRADUAÇÃO PUBLICIDADE E PROPAGANDA GRADE DETALHADA DO CURSO COM AS EMENTAS DAS DISCIPLINAS CURSO SUPERIOR DE GRADUAÇÃO PUBLICIDADE E PROPAGANDA GRADE DETALHADA DO CURSO COM AS EMENTAS DAS DISCIPLINAS Cultura Brasileira 1º PERÍODO O fenômeno cultural. Cultura(s) no Brasil. Cultura regional e

Leia mais

INTRODUÇÃO AO CURSO DE MARKETING ELEITORAL

INTRODUÇÃO AO CURSO DE MARKETING ELEITORAL INTRODUÇÃO AO CURSO DE MARKETING ELEITORAL FAÇA SUA CAMPANHA PARA PROJETO PODER P - Planejamento O - Organização D - Delegação E - Execução R - Realização Lance sua campanha para Vereador com o Projeto

Leia mais

3.5.2 O PONTO DE VISTA CONVENCIONAL-SIMBÓLICO. 3.5.2.1 Palavras

3.5.2 O PONTO DE VISTA CONVENCIONAL-SIMBÓLICO. 3.5.2.1 Palavras 53 Diante disso, não há como negar o caráter personalista da marca. Ao invés do logotipo representar a síntese da imagem da empresa (PEREZ, 2004, p. 58), ele faz menção ao gestor, a figura política. Na

Leia mais

A intenção é introduzir o tema para instigar a troca de opiniões. O Partido acumula boas experiências a partir do debate iniciado em

A intenção é introduzir o tema para instigar a troca de opiniões. O Partido acumula boas experiências a partir do debate iniciado em Propaganda Eleitoral 6.05.200 A. Introdução A intenção é introduzir o tema para instigar a troca de opiniões O Partido acumula boas experiências a partir do debate iniciado em + - 998 O tema esquentou

Leia mais

Campanha ONG Animais 1

Campanha ONG Animais 1 Campanha ONG Animais 1 Bruna CARVALHO 2 Carlos VALÉRIO 3 Mayara BARBOSA 4 Rafaela ALVES 5 Renan MADEIRA 6 Romulo SOUZA 7 Marcelo PRADA 8 Paulo César D ELBOUX 9 Faculdade Anhanguera Santa Bárbara, Santa

Leia mais

FACULDADE ANHANGUERA DE ITAPECERICA DA SERRA

FACULDADE ANHANGUERA DE ITAPECERICA DA SERRA FACULDADE ANHANGUERA DE ITAPECERICA DA SERRA Profº Paulo Barreto Paulo.santosi9@aedu.com www.paulobarretoi9consultoria.com.br 1 DO MARKETING À COMUNICAÇÃO Conceitualmente, Marketing é definido por Kotler

Leia mais

Heróis sempre vencem desafios: campanha publicitária para divulgação do Concurso Vestibular 2013 1

Heróis sempre vencem desafios: campanha publicitária para divulgação do Concurso Vestibular 2013 1 Heróis sempre vencem desafios: campanha publicitária para divulgação do Concurso Vestibular 2013 1 Juliana Pereira DULTRA 2 Cintia MOLETA 3 Larissa Kiefer de SEQUEIRA 4 Roberto Corrêa SCIENZA 5 Fernanda

Leia mais

Diretrizes Curriculares ENADE 2012. Curso de: Publicidade e Propaganda

Diretrizes Curriculares ENADE 2012. Curso de: Publicidade e Propaganda Diretrizes Curriculares ENADE 2012 Curso de: Publicidade e Propaganda MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO NACIONAL DE ESTUDOS E PESQUISAS EDUCACIONAIS ANÍSIO TEIXEIRA PORTARIA MEC Nº207 DE 22 DE JUNHO DE

Leia mais

introdução a publicidade & propaganda Aula 3- Funções e Conceitos de publicidade e propaganda

introdução a publicidade & propaganda Aula 3- Funções e Conceitos de publicidade e propaganda introdução a publicidade & propaganda Aula 3- Funções e Conceitos de publicidade e propaganda professor Rafael Ho mann Setores envolvidos Anunciante também conhecido como cliente, é a empresa, pessoa ou

Leia mais

Como usar o monitoramento de mídias sociais numa campanha política

Como usar o monitoramento de mídias sociais numa campanha política Como usar o monitoramento de mídias sociais numa campanha política No Brasil, há poucas experiências conhecidas de uso de ferramentas de monitoramento de mídias sociais em campanhas políticas. Uma delas

Leia mais

EDUCAÇÃO AMBIENTAL NO PROCESSO EMPRESARIAL: UMA ESTRATÉGIA NA INTEGRAÇÃO DAS AÇÕES DE SUSTENTABILIDADE

EDUCAÇÃO AMBIENTAL NO PROCESSO EMPRESARIAL: UMA ESTRATÉGIA NA INTEGRAÇÃO DAS AÇÕES DE SUSTENTABILIDADE Revista Ceciliana Jun 5(1): 1-6, 2013 ISSN 2175-7224 - 2013/2014 - Universidade Santa Cecília Disponível online em http://www.unisanta.br/revistaceciliana EDUCAÇÃO AMBIENTAL NO PROCESSO EMPRESARIAL: UMA

Leia mais

Lucas Corazzini. Análise Semiótica da Propaganda Eleitoral

Lucas Corazzini. Análise Semiótica da Propaganda Eleitoral Lucas Corazzini Análise Semiótica da Propaganda Eleitoral UNICAMP Campinas 2010 1 Resumo: O trabalho a seguir foca-se inicialmente na conceituação da propaganda eleitoral quanto sua construção de significados,

Leia mais

ICBA: Campanha Publicitária Vem falar com a gente 1

ICBA: Campanha Publicitária Vem falar com a gente 1 ICBA: Campanha Publicitária Vem falar com a gente 1 Alexandra Teixeira de ROSSO 2 Janildo TAVARES 3 Daniele VARGAS 4 Luciele Beatriz KESSLER 5 Danielle Aline CORRÊA 6 Lorena das Chagas CORREA 7 Fabrícia

Leia mais

RESUMO: PALAVRAS-CHAVE: Mobilidade Urbana; Dia sem carro; Bicicleta; Automóvel. 1 INTRODUÇÃO

RESUMO: PALAVRAS-CHAVE: Mobilidade Urbana; Dia sem carro; Bicicleta; Automóvel. 1 INTRODUÇÃO A evolução está a uma pedalada de acontecer 1. Evandro Luiz Gomes 2 Fabiana Tarnowsky 3 Gisele Baumgarten Rosumek 4 Instituto Blumenauense de Ensino Superior IBES Sociesc RESUMO: A presente peça publicitária

Leia mais

Datafolha, propaganda e eleitores nos estados

Datafolha, propaganda e eleitores nos estados Datafolha, propaganda e eleitores nos estados 23 de agosto de 2010 1. Vitória de Dilma no 1º turno Bastou uma semana de horário eleitoral gratuito em rádio e televisão ao lado do presidente Lula para Dilma

Leia mais

Trabalhando em conjunto, trabalhando sempre.

Trabalhando em conjunto, trabalhando sempre. A AVY COMUNICAÇÃO A AVY Comunicação é uma agência de comunicação e marketing que desenvolve diferentes soluções utilizando a experiência e criatividade de sua equipe para gerar valor institucional, fidelidade

Leia mais

Vestibular ICEC 2014! 1

Vestibular ICEC 2014! 1 Vestibular ICEC 2014! 1 Franck H. Oliveira Durgo GOMES 2 Elizângela Luiza Barbosa LUIZ 3 Weslene de Sousa MOTA 4 Mateus Pereira da SILVA 5 Steffany Verônica de Sousa DIAS 6 Thiago Sérgio PEDROSO 7 Cláudio

Leia mais

Jornalismo cultural na internet e a proposta do site Movamente 1

Jornalismo cultural na internet e a proposta do site Movamente 1 Jornalismo cultural na internet e a proposta do site Movamente 1 Letícia BARROSO 2 Thaís PEIXOTO 3 Centro Universitário Fluminense Campus II- Campos/RJ RESUMO: A falta de espaço nos veículos convencionais

Leia mais

COMO A PROPAGANDA FUNCIONA?

COMO A PROPAGANDA FUNCIONA? COMO A PROPAGANDA FUNCIONA? Definição: a manipulação planejada da comunicação visando, pela persuasão, promover comportamentos em benefício do anunciante que a utiliza. Funções: cabe a propaganda informar

Leia mais

TÍTULO: NEUROMARKETING: UMA NOVA FORMA DE FAZER PROPAGANDA. CATEGORIA: EM ANDAMENTO ÁREA: CIÊNCIAS HUMANAS E SOCIAIS SUBÁREA: CIÊNCIAS SOCIAIS

TÍTULO: NEUROMARKETING: UMA NOVA FORMA DE FAZER PROPAGANDA. CATEGORIA: EM ANDAMENTO ÁREA: CIÊNCIAS HUMANAS E SOCIAIS SUBÁREA: CIÊNCIAS SOCIAIS TÍTULO: NEUROMARKETING: UMA NOVA FORMA DE FAZER PROPAGANDA. CATEGORIA: EM ANDAMENTO ÁREA: CIÊNCIAS HUMANAS E SOCIAIS SUBÁREA: CIÊNCIAS SOCIAIS INSTITUIÇÃO: UNIVERSIDADE DE RIBEIRÃO PRETO AUTOR(ES): FELIPE

Leia mais

Propaganda ideológica. Baseado no livro: O que é Propaganda Ideológica de Nelson Jahr Garcia

Propaganda ideológica. Baseado no livro: O que é Propaganda Ideológica de Nelson Jahr Garcia Propaganda ideológica Baseado no livro: O que é Propaganda Ideológica de Nelson Jahr Garcia Propagandas: comerciais e eleitorais Estão em todo parte: televisão, rádio, cartazes; veículos; objetos... As

Leia mais

A REAÇÃO DO JOVEM MARINGAENSE FRENTE ÀS PROPAGANDAS QUE INCENTIVAM A PRÁTICA ESPORTIVA ATRAVÉS DA MÍDIA

A REAÇÃO DO JOVEM MARINGAENSE FRENTE ÀS PROPAGANDAS QUE INCENTIVAM A PRÁTICA ESPORTIVA ATRAVÉS DA MÍDIA 25 a 28 de Outubro de 2011 ISBN 978-85-8084-055-1 A REAÇÃO DO JOVEM MARINGAENSE FRENTE ÀS PROPAGANDAS QUE INCENTIVAM A PRÁTICA ESPORTIVA ATRAVÉS DA MÍDIA Ivania Skura 1, Julia Cristina Paixão 2, Joaquim

Leia mais

Análise de imagens com base no livro A Imagem 1. Daniel André NARDES Deise SANTIAGO 2 Hans Peder BEHLING 3 Universidade do Vale do Itajaí, Itajaí, SC

Análise de imagens com base no livro A Imagem 1. Daniel André NARDES Deise SANTIAGO 2 Hans Peder BEHLING 3 Universidade do Vale do Itajaí, Itajaí, SC RESUMO Intercom Sociedade Brasileira de Estudos Interdisciplinares da Comunicação Análise de imagens com base no livro A Imagem 1 Daniel André NARDES Deise SANTIAGO 2 Hans Peder BEHLING 3 Universidade

Leia mais

Construção de Marcas - Caso It's¹ Bruna MELO² Marília DIÓGENES³ Ms. Maria Iglê de MEDEIROS 4 Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, RN

Construção de Marcas - Caso It's¹ Bruna MELO² Marília DIÓGENES³ Ms. Maria Iglê de MEDEIROS 4 Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, RN Construção de Marcas - Caso It's¹ Bruna MELO² Marília DIÓGENES³ Ms. Maria Iglê de MEDEIROS 4 Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, RN RESUMO Este estudo mostra o desenvolvimento da criação

Leia mais

DIVISÃO DE REGISTROS ACADÊMICOS Registros Acadêmicos da Graduação. Ementas por Curso 09/05/2011 14:54

DIVISÃO DE REGISTROS ACADÊMICOS Registros Acadêmicos da Graduação. Ementas por Curso 09/05/2011 14:54 Curso: DIVISÃO DE REGISTROS ACADÊMICOS Centro de Ciências Humanas e da Comunicação Comunicação Social (Noturno) Ano/Semestre: 011/1 09/05/011 1:5 COM.0000.0.000- COM.0001.0.001-0 COM.0019.01.001-7 FIL.0051.00.00-3

Leia mais

TÍTULO: O CRM NA FIDELIZAÇÃO DE CLIENTES EM UMA EMPRESA DE MATERIAL PARA CONSTRUÇÃO

TÍTULO: O CRM NA FIDELIZAÇÃO DE CLIENTES EM UMA EMPRESA DE MATERIAL PARA CONSTRUÇÃO TÍTULO: O CRM NA FIDELIZAÇÃO DE CLIENTES EM UMA EMPRESA DE MATERIAL PARA CONSTRUÇÃO CATEGORIA: CONCLUÍDO ÁREA: CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS SUBÁREA: ADMINISTRAÇÃO INSTITUIÇÃO: FACULDADE DE AURIFLAMA AUTOR(ES):

Leia mais

Cartilha VOTE CONSCIENTE VOTE BEM

Cartilha VOTE CONSCIENTE VOTE BEM Cartilha VOTE VOTE BEM CONSCIENTE O mês de outubro marca a escolha de quem estará, durante os próximos anos, à frente do poder no Brasil. É um dos momentos mais significativos, pois é a hora de o brasileiro

Leia mais

QUADRO CURSO DE PUBLICIDADE E PROPAGANDA QUADRO ANTERIOR A 2001 ATÉ O CURRICULO VIGENTE NO PRÓPRIO CURSO - 3 primeiros períodos

QUADRO CURSO DE PUBLICIDADE E PROPAGANDA QUADRO ANTERIOR A 2001 ATÉ O CURRICULO VIGENTE NO PRÓPRIO CURSO - 3 primeiros períodos QUADRO CURSO D PUBLICIDAD PROPAGANDA QUADRO ANTRIOR A 2001 ATÉ O CURRICULO VIGNT NO PRÓPRIO CURSO - 3 primeiros períodos DISCIPLINA A DISCIPLINA B CÓDIGO DISCIPLINA - 2008 C/H CUR -SO DISCIPLINA C/H CÓDIGO

Leia mais

CURSO DE COMUNICAÇÃO SOCIAL PUBLICIDADE E PROPAGANDA

CURSO DE COMUNICAÇÃO SOCIAL PUBLICIDADE E PROPAGANDA 1 CURSO DE COMUNICAÇÃO SOCIAL PUBLICIDADE E PROPAGANDA EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS BRUSQUE (SC) 2012 2 SUMÁRIO 1ª FASE... 4 01 INTRODUÇÃO A PUBLICIDADE E PROPAGANDA... 4 02 HISTÓRIA DA ARTE... 4 03 COMUNICAÇÃO

Leia mais

Análise semiótica de Absolut Eletrik e Eletrik London. 1

Análise semiótica de Absolut Eletrik e Eletrik London. 1 Análise semiótica de Absolut Eletrik e Eletrik London. 1 Braian Mauricio SCHWERTZ 2 Micaelle Fernanda BEGGI 3 Hans Peder BEHLING 4 Universidade do Vale do Itajaí, Itajaí, SC RESUMO Este artigo propõe uma

Leia mais

Ajuda ao SciEn-Produção 1. 1. O Artigo Científico da Pesquisa Experimental

Ajuda ao SciEn-Produção 1. 1. O Artigo Científico da Pesquisa Experimental Ajuda ao SciEn-Produção 1 Este texto de ajuda contém três partes: a parte 1 indica em linhas gerais o que deve ser esclarecido em cada uma das seções da estrutura de um artigo cientifico relatando uma

Leia mais

APLICAÇÃO DA LINGUAGEM FINANCEIRA NA ANÁLISE DE RETORNO DE INVESTIMENTOS EM PUBLICIDADE E PROPAGANDA

APLICAÇÃO DA LINGUAGEM FINANCEIRA NA ANÁLISE DE RETORNO DE INVESTIMENTOS EM PUBLICIDADE E PROPAGANDA APLICAÇÃO DA LINGUAGEM FINANCEIRA NA ANÁLISE DE RETORNO DE INVESTIMENTOS EM PUBLICIDADE E PROPAGANDA PROF.DR. MITSURU HIGUCHI YANAZE Professor do Departamento de Relações Públicas, Propaganda e Turismo

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO ESTÁCIO RADIAL DE SÃO PAULO SÍNTESE DO PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO 1 MISSÃO DO CURSO

CENTRO UNIVERSITÁRIO ESTÁCIO RADIAL DE SÃO PAULO SÍNTESE DO PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO 1 MISSÃO DO CURSO SÍNTESE DO PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO 1 CURSO: 4001 Publicidade e Propaganda MISSÃO DO CURSO O curso de Publicidade e Propaganda do Centro Universitário Estácio Radial de São Paulo tem como missão formar

Leia mais

Portfólio de Criação Espaço Experiência 1. Gabriel Godinho CARRARO 2 Julia Meinhardt TELLES 3 Jarissa Maguatini Pinto COGOY 4 Vinícius MANO 5

Portfólio de Criação Espaço Experiência 1. Gabriel Godinho CARRARO 2 Julia Meinhardt TELLES 3 Jarissa Maguatini Pinto COGOY 4 Vinícius MANO 5 Portfólio de Criação Espaço Experiência 1 Gabriel Godinho CARRARO 2 Julia Meinhardt TELLES 3 Jarissa Maguatini Pinto COGOY 4 Vinícius MANO 5 Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul, Porto

Leia mais

Estratégias em Propaganda e Comunicação

Estratégias em Propaganda e Comunicação Ferramentas Gráficas I Estratégias em Propaganda e Comunicação Tenho meu Briefing. E agora? Planejamento de Campanha Publicitária O QUE VOCÊ DEVE SABER NO INÍCIO O profissional responsável pelo planejamento

Leia mais

O marketing aplicado aos mandatos : A importância da leitura de cenário para o planejamento.

O marketing aplicado aos mandatos : A importância da leitura de cenário para o planejamento. 2º Seminário Nacional de REDES SOCIAIS e E-GOV para Administração Pública O marketing aplicado aos mandatos : A importância da leitura de cenário para o planejamento. Daniel Machado Especialista em Marketing

Leia mais

PROJETO DAS FACULDADES MAGSUL 2014

PROJETO DAS FACULDADES MAGSUL 2014 Pedagogia: Aut. Dec. nº 93110 de 13/08/86 / Reconhecido Port. Nº 717 de 21/12/89/ Renovação Rec. Port. nº 3.648 de 17/10/2005 Educação Física: Aut. Port. nº 766 de 31/05/00 / Rec. Port. nº 3.755 de 24/10/05

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 005/2015

RESOLUÇÃO Nº 005/2015 RESOLUÇÃO Nº 005/2015 Regulamenta e publica Edital complementar das regras da Campanha Eleitoral para a eleição dos conselheiros tutelares de Cacique Doble. O Conselho Municipal dos Direitos da Criança

Leia mais

"Política é comunicação. Toda e qualquer ação política passa pela comunicação."

Política é comunicação. Toda e qualquer ação política passa pela comunicação. "Política é comunicação. Toda e qualquer ação política passa pela comunicação." As formas de se realizar uma campanha eleitoral mudaram muito nos últimos anos, seja devido às leis, ou ao avanço na tecnologia.

Leia mais

Kodak Evolução Histórica do Logotipo

Kodak Evolução Histórica do Logotipo IADE Instituto de Artes Visuais, Design e Marketing Escola Superior de Design Licenciatura em Design História da Arte e da Técnica 1º Ano 1º Semestre 1907 1935 1960 1971 1987 1996 >2006 - Logotipo Actual

Leia mais

SaferNet Contra a Pedofilia Virtual 1

SaferNet Contra a Pedofilia Virtual 1 SaferNet Contra a Pedofilia Virtual 1 Dayane Gonçalves FERREIRA 2 Jéssica Passos LOUREIRO 3 Kássya Dy Karly Lima ALVES 4 Ana Paula Nazaré de FREITAS 5 Universidade Federal do Pará, Belém, PA RESUMO A peça

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO RIO GRANDE DO SUL COMISSÃO ELEITORAL

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO RIO GRANDE DO SUL COMISSÃO ELEITORAL UNIVERSIDADE ESTADUAL DO RIO GRANDE DO SUL COMISSÃO ELEITORAL REGULAMENTO DA CAMPANHA ELEITORAL PARA A ELEIÇÃO DOS CARGOS DE REITOR(A) E VICE-REITOR(A) DA UNIVERSIDADE ESTADUAL DO RIO GRANDE DO SUL QUADRIÊNIO

Leia mais

A IMPORTÂNCIA DO PLANEJAMENTO GERENCIAL: UM ESTUDO DE CASO EM UMA PEQUENA EMPRESA DO SETOR AGRONEGÓCIO NO MUNICÍPIO DE BAMBUÍ/MG.

A IMPORTÂNCIA DO PLANEJAMENTO GERENCIAL: UM ESTUDO DE CASO EM UMA PEQUENA EMPRESA DO SETOR AGRONEGÓCIO NO MUNICÍPIO DE BAMBUÍ/MG. Bambuí/MG - 2008 A IMPORTÂNCIA DO PLANEJAMENTO GERENCIAL: UM ESTUDO DE CASO EM UMA PEQUENA EMPRESA DO SETOR AGRONEGÓCIO NO MUNICÍPIO DE BAMBUÍ/MG. Ana Cristina Teixeira AMARAL (1); Wemerton Luis EVANGELISTA

Leia mais

A Propaganda Institucional e as Eleições de 2008. Randolpho Martino JúniorJ www.vicosa.com.br/randolpho

A Propaganda Institucional e as Eleições de 2008. Randolpho Martino JúniorJ www.vicosa.com.br/randolpho A Propaganda Institucional e as Eleições de 2008 Randolpho Martino JúniorJ www.vicosa.com.br/randolpho Propaganda Institucional Definição: é a publicidade destinada a divulgar os atos, programas, obras,

Leia mais

Com Álcool Não se Brinca 1

Com Álcool Não se Brinca 1 Com Álcool Não se Brinca 1 Weslene de Sousa MOTA 2 Steffany Verônica de Sousa DIAS 3 Elizangela Luiza Barbosa LUIZ 4 Franck H. Oliveira Durgo GOMES 5 Cláudio de Oliveira BRANDÃO 6 Instituto Cuiabá de Ensino

Leia mais

Ponto e Vírgula Propaganda. Case: Tropel 1

Ponto e Vírgula Propaganda. Case: Tropel 1 Ponto e Vírgula Propaganda. Case: Tropel 1 Gabriel Moreira PAIVA 2 Vanessa Sant Ana COSTA 3 Uyacan Felipe MUNIZ 4 Camila CRAVEIRO 5 Universidade Federal de Goiás, Goiânia, GO RESUMO Quando os clientes

Leia mais

Tribunal Regional Eleitoral de Santa Catarina 008ª Zona Eleitoral de Canoinhas/SC

Tribunal Regional Eleitoral de Santa Catarina 008ª Zona Eleitoral de Canoinhas/SC Tribunal Regional Eleitoral de Santa Catarina 008ª Zona Eleitoral de Canoinhas/SC gdelbem@tre-sc.gov.br ; gdelbem@yahoo.com.br Proposta de valores no Planejamento Estratégico da Justiça Eleitoral Gestão

Leia mais

Briefing e a Importância da Propaganda na sociedade.

Briefing e a Importância da Propaganda na sociedade. Briefing e a Importância da Propaganda na sociedade. Conceitos e Categorias da Publicidade e da Propaganda. Taynah Ibanez Barbosa 1 Semestre de Publicidade e Propaganda Notuno. Propaganda. Propaganda é

Leia mais

SEQUÊNCIA DIDÁTICA: A Publicidade na Sala de Aula

SEQUÊNCIA DIDÁTICA: A Publicidade na Sala de Aula OFICINA SEMIPRESENCIAL O(S) USO(S) DE DOCUMENTO(S) DE ARQUIVO NA SALA DE AULA ALUNA: Alcinéia Emmerick de Almeida / Núcleo de Ação Educativa - APESP SEQUÊNCIA DIDÁTICA: A Publicidade na Sala de Aula TEMA:

Leia mais

Análise semiótica da campanha Travel with words 1. Paulo Henrique TESTONI 2 Hans Peder BEHLING 3 Universidade do Vale do Itajaí, Itajaí, SC

Análise semiótica da campanha Travel with words 1. Paulo Henrique TESTONI 2 Hans Peder BEHLING 3 Universidade do Vale do Itajaí, Itajaí, SC Análise semiótica da campanha Travel with words 1 RESUMO Paulo Henrique TESTONI 2 Hans Peder BEHLING 3 Universidade do Vale do Itajaí, Itajaí, SC Este trabalho teve como objetivo analisar três peças de

Leia mais

CURSO DE COMUNICAÇÃO SOCIAL PUBLICIDADE E PROPAGANDA

CURSO DE COMUNICAÇÃO SOCIAL PUBLICIDADE E PROPAGANDA 1 CURSO DE COMUNICAÇÃO SOCIAL PUBLICIDADE E PROPAGANDA EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS BRUSQUE (SC) 2012 2 SUMÁRIO 1ª FASE... 4 01 INTRODUÇÃO A PUBLICIDADE E PROPAGANDA... 4 02 HISTÓRIA DA ARTE... 4 03 COMUNICAÇÃO

Leia mais

Capítulo 19 - RESUMO

Capítulo 19 - RESUMO Capítulo 19 - RESUMO Considerado como sendo um dos principais teóricos da área de marketing, Philip Kotler vem abordando assuntos referentes a esse fenômeno americano chamado marketing social, desde a

Leia mais

TÍTULO: MARKETING DIGITAL, ESTRATÉGIA FUNDAMENTAL PARA O CRESCIMENTO DAS EMPRESAS.

TÍTULO: MARKETING DIGITAL, ESTRATÉGIA FUNDAMENTAL PARA O CRESCIMENTO DAS EMPRESAS. Anais do Conic-Semesp. Volume 1, 2013 - Faculdade Anhanguera de Campinas - Unidade 3. ISSN 2357-8904 TÍTULO: MARKETING DIGITAL, ESTRATÉGIA FUNDAMENTAL PARA O CRESCIMENTO DAS EMPRESAS. CATEGORIA: CONCLUÍDO

Leia mais

Pesquisa Risqué Clássicos. Thamara Yanne Silva Santos Antônio Terra Centro Universitário de Belo Horizonte, Belo Horizonte, MG

Pesquisa Risqué Clássicos. Thamara Yanne Silva Santos Antônio Terra Centro Universitário de Belo Horizonte, Belo Horizonte, MG Pesquisa Risqué Clássicos Thamara Yanne Silva Santos Antônio Terra Centro Universitário de Belo Horizonte, Belo Horizonte, MG Grupos focais são comumente utilizados em pesquisas de marketing para determinar

Leia mais

REGULAMENTO PRÊMIO FOLHABV DE CRIAÇÃO PUBLICITÁRIA

REGULAMENTO PRÊMIO FOLHABV DE CRIAÇÃO PUBLICITÁRIA REGULAMENTO PRÊMIO FOLHABV DE CRIAÇÃO PUBLICITÁRIA A EDITORA BOA VISTA LTDA, pessoa jurídica de direito privado, com sede na Rua Lobo D almada, 43, na cidade Boa Vista, Estado de Roraima, inscrita no CNPJ

Leia mais

Publicidade ONG Animais 1

Publicidade ONG Animais 1 Publicidade ONG Animais 1 Bruna CARVALHO 2 Carlos VALÉRIO 3 Mayara BARBOSA 4 Rafaela ALVES 5 Renan MADEIRA 6 Romulo SOUZA 7 Marcelo PRADA 8 Paulo César D ELBOUX 9 Faculdade Anhanguera de Santa Bárbara,

Leia mais

Área de Comunicação. Tecnologia em. Produção Publicitária

Área de Comunicação. Tecnologia em. Produção Publicitária Área de Comunicação Tecnologia em Produção Publicitária Curta Duração Tecnologia em Produção Publicitária CARREIRA EM PRODUÇÃO PUBLICITÁRIA Nos últimos anos, a globalização da economia e a estabilização

Leia mais

Alto Taquari em Pauta: uma experiência interdisciplinar em jornalismo digital 1

Alto Taquari em Pauta: uma experiência interdisciplinar em jornalismo digital 1 Alto Taquari em Pauta: uma experiência interdisciplinar em jornalismo digital 1 Aparecido Marden Reis 2 Marli Barboza da Silva 3 Universidade do Estado de Mato Grosso, Unemat - MT RESUMO O projeto experimental

Leia mais

Professor Severino Domingos Júnior Disciplina: Gestão de Compras e Estoques no Varejo

Professor Severino Domingos Júnior Disciplina: Gestão de Compras e Estoques no Varejo Professor Severino Domingos Júnior Disciplina: Gestão de Compras e Estoques no Varejo 1) Definições de Previsão de Demanda 2) Mercados 3) Modelo de Previsão 4) Gestão da Demanda 5) Previsão como Processo

Leia mais

Campanha para os cursos sequenciais da Faculdade Boa Viagem 1 Marianna Alves Angelos 2 Janaina de Holanda Costa Calazans 3 Faculdade Boa Viagem, PE

Campanha para os cursos sequenciais da Faculdade Boa Viagem 1 Marianna Alves Angelos 2 Janaina de Holanda Costa Calazans 3 Faculdade Boa Viagem, PE RESUMO Campanha para os cursos sequenciais da Faculdade Boa Viagem 1 Marianna Alves Angelos 2 Janaina de Holanda Costa Calazans 3 Faculdade Boa Viagem, PE Em 2011, A OPA Agência Experimental da Faculdade

Leia mais

ENTENDENDO AS ETAPAS INSCRIÇÃO

ENTENDENDO AS ETAPAS INSCRIÇÃO ENTENDENDO AS ETAPAS INSCRIÇÃO A inscrição no projeto deverá ser feita na área para professores. Para fazê-la, o educador deverá enviar uma imagem de sua turma, um apelido que a identifique e um breve

Leia mais

JORNAL DIÁRIO DA CONSTRUÇÃO CIVIL DO PARÁ www.diariodaconstrucao.com.br

JORNAL DIÁRIO DA CONSTRUÇÃO CIVIL DO PARÁ www.diariodaconstrucao.com.br PROPOSTA DE PROPAGANDA - ANUNCIE NO JDC Apresentação de Plano de Publicidade Online no Site O JORNAL DIÁRIO DA CONSTRUÇÃO CIVIL DO PARÁ atende com o nome de JDC, porque é uma empresa que tem como sua atividade

Leia mais

Ministério da Educação Universidade Federal do Ceará Pró-Reitoria de Graduação PROGRAMA DE DISCIPLINA

Ministério da Educação Universidade Federal do Ceará Pró-Reitoria de Graduação PROGRAMA DE DISCIPLINA Ministério da Educação Universidade Federal do Ceará Pró-Reitoria de Graduação PROGRAMA DE DISCIPLINA 1. Curso: COMUNICAÇÃO SOCIAL: Publicidade e Propaganda Código: 12 3.Modalidade(s): Bacharelado x Licenciatura

Leia mais

Como o Scup pode ajudar consultores políticos durante o período eleitoral

Como o Scup pode ajudar consultores políticos durante o período eleitoral Como o Scup pode ajudar consultores políticos durante o período eleitoral Primeiros passos no mundo da política Em 1992, o paulista Gilberto Musto iniciou a sua consultoria política na cidade de Fernandópolis.

Leia mais

Outdoor: Cantinho do Chocolate 1

Outdoor: Cantinho do Chocolate 1 Outdoor: Cantinho do Chocolate 1 Krislaine KUCHENBECKER 2 Nathália V. da SILVA 3 Gabriela Alexander ZABOENCO 4 Venilton REINERT 5 Cynthia Morgana Boos de QUADROS 6 Universidade Regional de Blumenau, FURB,

Leia mais

ENADE Publicidade e propaganda: uma análise da tipologia de questões dos ciclos 2006, 2009 e 2012 1.

ENADE Publicidade e propaganda: uma análise da tipologia de questões dos ciclos 2006, 2009 e 2012 1. ENADE Publicidade e propaganda: uma análise da tipologia de questões dos ciclos 2006, 2009 e 2012 1. Profa Dra Nanci Maziero Trevisan 2 Professora e pesquisadora da Universidade Anhanguera de Santo André

Leia mais

MARKETING II. Comunicação Integrada de Marketing

MARKETING II. Comunicação Integrada de Marketing CENTRO UNIVERSITÁRIO FRANCISCANO CIÊNCIAS SOCIAIS CURSO DE ADMINISTRAÇÃO MARKETING II Comunicação Integrada de Marketing Profª: Michele Freitas Santa Maria, 2012. O que é comunicação integrada? É o desenvolvimento

Leia mais

Direitos Humanos - Ensino Fundamental e Ensino Médio

Direitos Humanos - Ensino Fundamental e Ensino Médio Direitos Humanos - Ensino Fundamental e Ensino Médio Um projeto para discutir Direitos Humanos necessariamente tem que desafiar à criatividade, a reflexão, a crítica, pesquisando, discutindo e analisando

Leia mais

Análise semiótica da campanha #pegabem da empresa Vivo 1

Análise semiótica da campanha #pegabem da empresa Vivo 1 Análise semiótica da campanha #pegabem da empresa Vivo 1 Caroline BONAMENTE 2 Paula Araujo SABAN 3 Hans Peder BEHLING 4 Universidade do Vale do Itajaí, Itajaí, SC RESUMO O presente trabalho teve como objetivo

Leia mais

Instituto Nacional de Pós Graduação INPG Sustentare

Instituto Nacional de Pós Graduação INPG Sustentare Instituto Nacional de Pós Graduação INPG Sustentare O PLANEJAMENTO DE COMUNICAÇÃO CORPORATIVA E A FIDELIZAÇÃO DE SEUS PÚBLICOS ESTRATÉGICOS Vitor Roberto Krüger Gestão da Comunicação Empresarial e Relações

Leia mais

PROJETO MULTIDISCIPLINAR DE COMUNICAÇÃO INSTITUCIONAL - 2013 - PLANO DE COMUNICAÇÃO -

PROJETO MULTIDISCIPLINAR DE COMUNICAÇÃO INSTITUCIONAL - 2013 - PLANO DE COMUNICAÇÃO - PROJETO MULTIDISCIPLINAR DE COMUNICAÇÃO INSTITUCIONAL - 2013 - PLANO DE COMUNICAÇÃO - A estrutura a seguir foi desenvolvida com base no escopo da disciplina de Planejamento Estratégico de Comunicação,

Leia mais

PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO Nº001/2016 SELEÇÃO DE ESTAGIÁRIOS PARA AGÊNCIA EXPERIMENTAL GALO CANTA

PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO Nº001/2016 SELEÇÃO DE ESTAGIÁRIOS PARA AGÊNCIA EXPERIMENTAL GALO CANTA PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO Nº001/2016 SELEÇÃO DE ESTAGIÁRIOS PARA AGÊNCIA EXPERIMENTAL GALO CANTA A FACULDADE PROJEÇÃO, por intermédio do curso de Comunicação Social - Publicidade e Propaganda da Escola

Leia mais

Marketing Político na Internet - Eleições 2016

Marketing Político na Internet - Eleições 2016 Marketing Político na Internet - Eleições 2016 Implementar e administrar um Plano de Marketing Digital para as campanhas eleitorais de 2016 CEO da Agência AC7, Elcio Castilho, com 24 anos de experiência

Leia mais

A guerra dos slogans:um estudo sobre os efeitos da comunicação política na campanha para Prefeito de São José dos Campos/SP em 2008.

A guerra dos slogans:um estudo sobre os efeitos da comunicação política na campanha para Prefeito de São José dos Campos/SP em 2008. A guerra dos slogans:um estudo sobre os efeitos da comunicação política na campanha para Prefeito de São José dos Campos/SP em 2008. Margarete Salles Iwanikow 1 RESUMO Este artigo mostra a importância

Leia mais

O Dia D. 12º Prêmio Destaque em Comunicação SINEPE. e a culturalização de um. posicionamento estratégico

O Dia D. 12º Prêmio Destaque em Comunicação SINEPE. e a culturalização de um. posicionamento estratégico O Dia D e a culturalização de um posicionamento estratégico 12º Prêmio Destaque em Comunicação SINEPE Centro Universitário Franciscano uma universidade para suas aspirações Santa Maria é um polo educacional

Leia mais

MATRIZ CURRICULAR CURRÍCULO PLENO/ 2013

MATRIZ CURRICULAR CURRÍCULO PLENO/ 2013 Curso: Graduação: Habilitação: Regime: Duração: COMUNICAÇÃO SOCIAL BACHARELADO MATRIZ CURRICULAR PUBLICIDADE E PROPAGANDA SERIADO ANUAL - NOTURNO 4 (QUATRO) ANOS LETIVOS Integralização: A) TEMPO TOTAL

Leia mais

Especial Online RESUMO DOS TRABALHOS DE CONCLUSÃO DE CURSO. Publicidade e Propaganda 2011-2 ISSN 1982-1816. www.unifoa.edu.br/cadernos/especiais.

Especial Online RESUMO DOS TRABALHOS DE CONCLUSÃO DE CURSO. Publicidade e Propaganda 2011-2 ISSN 1982-1816. www.unifoa.edu.br/cadernos/especiais. Especial Online ISSN 1982-1816 www.unifoa.edu.br/cadernos/especiais.html DOS TRABALHOS DE CONCLUSÃO DE CURSO Publicidade e Propaganda 2011-2 DOS TRABALHOS DE CONCLUSÃO DE CURSO CAMPANHA DE POSICIONAMENTO

Leia mais

SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE IT Instrução de Trabalho

SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE IT Instrução de Trabalho PUBLICIDADE IT. 40 09 1 / 4 1. OBJETIVO Estabelecer diretrizes para a execução das atividades de publicidade do Crea GO. 2. DOCUMENTOS DE REFERÊNCIA PO. 08 Avaliação da satisfação do cliente 3. PROCEDIMENTOS

Leia mais

Outdoor de Lançamento do CD da Dupla Johny e Junior 1

Outdoor de Lançamento do CD da Dupla Johny e Junior 1 Outdoor de Lançamento do CD da Dupla Johny e Junior 1 Danizieli de OLIVEIRA 2 Diego de OLIVEIRA 3 Renata Cristina FORNAZIERO 4 Thaís Roberta CASAGRANDE 5 Wolnei MENEGASSI 6 Paulo César D ELBOUX 7 Faculdade

Leia mais

TÍTULO: PUBLICIDADE ONG ANIMAIS CATEGORIA: CONCLUÍDO ÁREA: CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS SUBÁREA: COMUNICAÇÃO SOCIAL

TÍTULO: PUBLICIDADE ONG ANIMAIS CATEGORIA: CONCLUÍDO ÁREA: CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS SUBÁREA: COMUNICAÇÃO SOCIAL TÍTULO: PUBLICIDADE ONG ANIMAIS CATEGORIA: CONCLUÍDO ÁREA: CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS SUBÁREA: COMUNICAÇÃO SOCIAL INSTITUIÇÃO: FACULDADE ANHANGUERA DE SANTA BÁRBARA AUTOR(ES): ROMULO SOUZA ORIENTADOR(ES):

Leia mais

Scup e Política: vitória nas urnas pelas redes sociais

Scup e Política: vitória nas urnas pelas redes sociais Scup e Política: vitória nas urnas pelas redes sociais A campanha do prefeito de Duque de Caxias Alexandre Aguiar Cardoso, natural de Duque de Caxias, cidade da região metropolitana do Rio de Janeiro,

Leia mais

Área de Comunicação. Tecnologia em. Produção Multimídia

Área de Comunicação. Tecnologia em. Produção Multimídia Área de Comunicação Produção Multimídia Curta Duração Produção Multimídia Carreira em Produção Multimídia O curso superior de Produção Multimídia da FIAM FAAM forma profissionais preparados para o mercado

Leia mais

CAMPANHAS ELEITORAIS E COMUNICAÇÃO MIDIÁTICA: CICLOS DE MUDANÇA E CONTINUIDADE

CAMPANHAS ELEITORAIS E COMUNICAÇÃO MIDIÁTICA: CICLOS DE MUDANÇA E CONTINUIDADE CAMPANHAS ELEITORAIS E COMUNICAÇÃO MIDIÁTICA: CICLOS DE MUDANÇA E CONTINUIDADE 48 Monalisa Soares Lopes Universidade Federal do Ceará (UFC) monalisaslopes@gmail.com Os estudos da política contemporânea,

Leia mais

PLANO DE ENSINO DO 1º SEMESTRE LETIVO DE 2013

PLANO DE ENSINO DO 1º SEMESTRE LETIVO DE 2013 PLANO DE ENSINO DO 1º SEMESTRE LETIVO DE 2013 Curso: TECNOLOGIA EM MARKETING Habilitação: TECNOLÓGO Disciplina: FERRAMENTAS DE COMUNICAÇÃO EM MARKETING Período: M V N 3º semestre do Curso Carga Horária:

Leia mais

Identidade visual corporativa e institucional

Identidade visual corporativa e institucional Identidade visual corporativa e institucional O ser humano pensa visualmente! Ao contrário das palavras, as imagens agem diretamente sobre a percepção do cérebro. O homem moderno está cada vez mais privilegiando

Leia mais

Cerveja Heineken 1. PALAVRAS-CHAVE: Heineken; Fotografia; Latinhas; Festa; Diversão.

Cerveja Heineken 1. PALAVRAS-CHAVE: Heineken; Fotografia; Latinhas; Festa; Diversão. Cerveja Heineken 1 Lais Eloara Nunes 2 Camila Roberta Fernandes 3 Paulo Oliveira 4 Mérsia Alvarinho Casimiro 5 Thayne Cristina dos Santos 6 Cristiane Peixoto Nabarretti. 7 Faculdade Anhanguera de Limeira,

Leia mais

E - Simulado 02 Questões de Tecnologia em Marketing

E - Simulado 02 Questões de Tecnologia em Marketing E - Simulado 02 Questões de Tecnologia em Marketing Questão 01: (ENADE 2009): Um fabricante de sapatos pode usar a mesma marca em duas ou mais linhas de produtos com o objetivo de reduzir os custos de

Leia mais

Calendário Eleitoral 2012 - Eleições Municipais

Calendário Eleitoral 2012 - Eleições Municipais Calendário Eleitoral 2012 - Eleições Municipais Em ano de eleições municipais é importante estar atento ao calendário eleitoral 2012 para as eleições municipais. O Tribunal Superior Eleitoral/TSE divulgou

Leia mais

DE AGÊNCIA ESPECIALIZADA NA PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE PROPAGANDA E PUBLICIDADE

DE AGÊNCIA ESPECIALIZADA NA PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE PROPAGANDA E PUBLICIDADE Página1 CONCORRÊNCIA Nº 001/2015/SENAR-AR/MT Ref.: CONTRATAÇÃO DE AGÊNCIA ESPECIALIZADA NA PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE PROPAGANDA E PUBLICIDADE Assunto: PEDIDO DE ESCLARECIMENTO Interessado: XXXXXXXX XXXXXXXXX

Leia mais

Palavras-chave: Peças publicitárias; comerciais marcantes; televisão; criatividade. Área do conhecimento: Ciências Sociais Aplicadas.

Palavras-chave: Peças publicitárias; comerciais marcantes; televisão; criatividade. Área do conhecimento: Ciências Sociais Aplicadas. COMERCIAIS MARCANTES Açucena Vieira de Morais, Daniella Zarro Teixeira Silva Pinto, James da Silva Costa, Ariane Fernanda da Silva Costa, Silene Fernandes Bicudo Univap Universidade do Vale do Paraíba/FCSAC

Leia mais

Plano de Ensino. Identificação. Câmpus de Bauru. Curso 1903N - Comunicação Social: Relações Públicas. Ênfase

Plano de Ensino. Identificação. Câmpus de Bauru. Curso 1903N - Comunicação Social: Relações Públicas. Ênfase Curso 1903N - Comunicação Social: Relações Públicas Ênfase Identificação Disciplina 0003245A - Publicidade e Propaganda Docente(s) Vinicius Martins Carrasco de Oliveria Unidade Faculdade de Arquitetura,

Leia mais

Edson Alves Chaves O USO DA INTERNET NA DIVULGAÇÃO DO TRABALHO PARLAMENTAR

Edson Alves Chaves O USO DA INTERNET NA DIVULGAÇÃO DO TRABALHO PARLAMENTAR Edson Alves Chaves O USO DA INTERNET NA DIVULGAÇÃO DO TRABALHO PARLAMENTAR Projeto de pesquisa apresentado ao Programa de Pós- Graduação do CEFOR como parte das exigências do curso de Especialização em

Leia mais

Manual UNIPAC. de identidade visual. www.unipac.br. Normas e padrões de utilização

Manual UNIPAC. de identidade visual. www.unipac.br. Normas e padrões de utilização Manual de identidade visual Normas e padrões de utilização www.unipac.br apresentação A Universidade Presidente Antônio Carlos vem, através deste documento, apresentar e consolidar um dos bens mais valiosos

Leia mais

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS PUBLICIDADE E PROPAGANDA

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS PUBLICIDADE E PROPAGANDA CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS PUBLICIDADE E PROPAGANDA QUESTÃO 1 O Briefing é um instrumento essencial para a proposição de soluções efetivas de divulgação. Marque o item que contém quesitos que NÃO estão

Leia mais

PLANO DE DIVULGAÇÃO DO PROCESSO ELEITORAL

PLANO DE DIVULGAÇÃO DO PROCESSO ELEITORAL PLANO DE DIVULGAÇÃO DO PROCESSO ELEITORAL Inicialmente, cumpre destacar que o referido Plano de Divulgação está em consonância com o Plano de Divulgação do Processo Eleitoral da CEN Comissão Eleitoral

Leia mais

ASSESSORIA DE IMPRENSA 1 Felipe Plá Bastos 2

ASSESSORIA DE IMPRENSA 1 Felipe Plá Bastos 2 ASSESSORIA DE IMPRENSA 1 Felipe Plá Bastos 2 RESUMO: O presente trabalho tem como objetivo saber como é desenvolvido o trabalho de Assessoria de Imprensa, sendo um meio dentro da comunicação que através

Leia mais

Cartaz: A Culinária Mexicana 1. Paulo Henrique Paro 2 William Wendel 3 Marcelo Prada 4 Fábio Dias 5 Cristiane Peixoto Nabarretti 6

Cartaz: A Culinária Mexicana 1. Paulo Henrique Paro 2 William Wendel 3 Marcelo Prada 4 Fábio Dias 5 Cristiane Peixoto Nabarretti 6 Cartaz: A Culinária Mexicana 1 Paulo Henrique Paro 2 William Wendel 3 Marcelo Prada 4 Fábio Dias 5 Cristiane Peixoto Nabarretti 6 Faculdade Anhanguera de Santa Bárbara d Oeste, São Paulo Resumo O trabalho

Leia mais

Centro de Cidadania Casa do Ancião 1

Centro de Cidadania Casa do Ancião 1 Centro de Cidadania Casa do Ancião 1 Alexandre Soares da SILVA 2 Gabriel dos Santos BRITZKE 3 Higor Machado de ANDRADE 4 Jardel Bispo RODRIGUES 5 Leandro Henrique de Assis SILVA 6 Mayara Lira de OLIVEIRA

Leia mais

Arquétipos na publicidade e propaganda

Arquétipos na publicidade e propaganda Arquétipos na publicidade e propaganda Mauricio BARTH 1 Moris Mozart MUSSKOPF 2 Resumo Diversos indicadores comprovam o processo de envelhecimento da população brasileira. Esta tendência, do ponto de vista

Leia mais