LABORATORIAL. Notícias. Eleições na SBPC/ML Wilson Shcolnik vai presidir diretoria do biênio 2018/2019. página 16

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "LABORATORIAL. Notícias. Eleições na SBPC/ML Wilson Shcolnik vai presidir diretoria do biênio 2018/2019. página 16"

Transcrição

1 Notícias medicina LABORATORIAL Revista Informativa da Sociedade Brasileira de Patologia Clínica / Medicina Laboratorial edição 90 - ano 8 51º CBPC/ML reúne mais de 4,9 mil pessoas em São Paulo Mais de 100 empresas do Brasil e de outros países participam da Exposição Técnico-científica. Página 10 PALC Programa é divulgado em publicações médicas. página 6 Eleições na SBPC/ML Wilson Shcolnik vai presidir diretoria do biênio 2018/2019. página 16 44º ISOBM SBPC/ML realiza congresso internacional no RJ. página 18 Revista Notícias-Medicina Laboratorial Edição 90 - Ano 7

2 Sumário Sociedade de Especialidade Médica fundada em 1944 Seus associados são médicos patologistas clínicos e de outras especialidades, farmacêuticosbioquímicos, biomédicos, biólogos, técnicos e outros profissionais de laboratórios clínicos, estudantes de nível universitário e nível médio. Também podem se associar laboratórios clínicos e empresas fabricantes e distribuidoras de equipamentos, produtos e serviços para laboratórios. Reportagem de capa 51º CBPC/M reúne 5 mil pessoas em SP Mais de 100 empresas participam da Exposição Técnico-científica. página 10 Diretoria Executiva biênio 2016/2017 Presidente: César Alex de Oliveira Galoro Vice-presidente: Claudia Maria Meira Dias Diretora Administrativa e Financeira: Claudia Maria Meira Dias PALC Programa é divulgado em publicações médicas. página 6 Diretor Científico: Nairo Massakazu Sumita Diretor de Comunicação e Marketing: Gustavo Aguiar Campana Diretor de Ensino: Carlos Eduardo dos Santos Ferreira Diretor de Acreditação e Qualidade: Wilson Shcolnik Presidente do Conselho de Ex-presidentes: Paula Fernandes Távora Editor-chefe Gustavo Aguiar Campana Jornalista responsável Roberto Duarte Reg. Prof. RJ23830JP Criação e diagramação Rodrigo Paiva Colaborou nesta edição Rede Interação de Comunicação Publicidade: Fale com a redação: A SBPC/ML não se responsabiliza pelas opiniões emitidas em artigos assinados nem pelo conteúdo dos anúncios veiculados. Sociedade Brasileira de Patologia Clínica / Medicina Laboratorial Rua Dois de Dezembro, 78 sala 909 CEP Rio de Janeiro - RJ Tel. (21) Fax (21) Impressão: Grafitto Gráfica e Editora Certificação ISQua SBPC/ML recebe importante selo internacional. página Carta ao leitor O Editor-chefe apresenta os destaques desta edição. Aconteceu Eventos com a participação de representantes da SBPC/ML. Dica do Especialista Artigo aborda gestão de equipamentos e insumos. Eleições na SBPC/ML Wilson Shcolnik vai presidir diretoria em 2018/2019. página Classificados gratuitos Venda de equipamentos usados, oferta 22 e procura de empregos e estágios. 44º ISOBM SBPC/ML realiza congresso internacional no RJ. página 18 Canal Direto A palavra do presidente da SBPC/ML. Acreditação Laboratórios de CE e SP recebem selo do PALC. Novo perfil dos laboratórios Entrevista com Chao Lung Wen, professor da FMUSP. Pergunte à SBPC/ML Nossos especialistas respondem suas dúvidas. Revista Impresso Notícias-Medicina em Laboratorial papel certificado Edição 90 - Ano 7

3 Carta ao leitor Gustavo Campana Editor-chefe Nesta edição de Notícias-Medicina Laboratorial comemoramos o inegável sucesso do 51º Congresso Brasileiro de Patologia Clínica/Medicina Laboratorial, realizado de 26 a 29 de setembro, no Palácio das Convenções do Anhembi Parque, em São Paulo. Todas as possíveis dúvidas e receios de fazer um congresso em meio a uma importante crise nacional começaram a se dissipar logo no dia 25, quando foram realizados os cursos pré-congresso. Nessa data já estavam contabilizados participantes pré-inscritos, incluindo os dos cursos. Quando o 51º CBPC/ML propriamente dito abriu as portas, na terçafeira, 26, não houve mais dúvidas. A Exposição Técnico-científica estava lotada, com a participação de 101 empresas e organizações de diferentes portes, do Brasil e de outros países, ocupando o total de metros quadrados. Ao longo dos cinco dias foram realizadas 135 atividades científicas, apresentadas por 250 palestrantes brasileiros e estrangeiros, autores expuseram 302 temas livres e foram lançados cinco livros. Quando as portas finalmente se fecharam, no início da tarde de 29 de setembro, contabilizamos mais um resultado excelente: mais de participantes. Esses números demonstram e endossam a importância da Medicina Laboratorial no setor de saúde! Querem saber mais? Leiam a reportagem que começa na página 10. Nesta edição também comemoramos outro sucesso: o 44º Congresso da International Society of Oncology and Biomarkers, realizado pela primeira vez na América Latina, sob a responsabilidade da SBPC/ML, que reuniu a nata de especialistas e profissionais que atuam nessa área, de diversos países do mundo, trazendo discussões atuais e relevantes sobre os testes laboratoriais na oncologia. Parabenizamos mais dois laboratórios brasileiros que receberam o selo de acreditação do PALC, como prova que investem em qualidade e melhoria contínua de seus serviços oferecidos à população. Por fim, dou os parabéns ao colega Wilson Shcolnik, eleito para a presidência da SBPC/ML do próximo biênio, do qual me orgulho de continuar a participar da diretoria. Uma boa leitura! Agenda de eventos º Congresso Mundial da WASPaLM 15 a 18 de novembro Kyoto - Japão 2018 Cursos de Formação de Auditor Interno da Qualidade Norma PALC 2016 Consulte a programação no portal da SBPC/ML educação continuada Consulte a programação de cursos à distância de 2017 no site do EAD e no portal da SBPC/ML (www.sbpc.org.br). Acompanhe a SBPC/ML pela internet website: facebook: facebook.com/sbpcml twitter: twitter.com/sbpcml youtube: youtube.com/sbpcml flickr: flickr.com/sbpcml linkedin: sbpcml A programação de 2018 de cursos e eventos da SBPC/ML será divulgada no início do ano em nossos veículos de comunicação. Aguarde! Revista Notícias-Medicina Laboratorial Edição 90 - Ano 7

4 Canal Direto Justa comemoração Alex Galoro Presidente - Biênio 2016/2017 O 51º Congresso Brasileiro de Patologia Clínica/Medicina Laboratorial passa para a história de nossos congressos. Ele reuniu cerca de 5 mil pessoas no Palácio das Convenções do Anhembi Parque, em São Paulo, com 250 palestrantes, 135 atividades científicas, mais de 300 temas livres e 101 expositores. Esses números dissipam qualquer dúvida que poderia existir sobre realizar um grande evento quando o país atravessa momentos conturbados e de incertezas. Fazer um congresso de sucesso, como o 51º CBPC/ML, nos traz uma grande satisfação, pois representa mais uma etapa alcançada e reforça a posição de destaque da SBPC/ML no setor de Medicina Diagnóstica no Brasil. Durante o Congresso foi realizada a Assembleia Geral Ordinária (A.G.O.) da Sociedade, quando o colega Wilson Shcolnik foi eleito por aclamação, como determina o Estatuto da SBPC/ML, para a presidência em 2018/2019. Wilson tem uma longa história à frente da Sociedade, onde já ocupou vários cargos, inclusive o de presidente em 2006/2007. Desejo muito sucesso em sua nova gestão. O título Justa comemoração, que usei para abrir este espaço, refere-se não só ao 51º CBPC/ML, mas também a uma notícia que chegou no fechamento desta edição: a SBPC/ML recebeu a certificação ISQua (The International Society for Quality in Health Care) como entidade acreditadora em saúde reconhecida internacionalmente. O selo inclui o PALC, porque a ISQua reconhece que ele atende aos requisitos estabelecidos pela instituição. Não podíamos deixar de registrar esta conquista e incluímos uma nota na seção Aconteceu. A próxima edição da revista trará uma reportagem detalhada, mas vocês podem saber mais lendo a matéria em nosso portal. Até a próxima edição! Aconteceu... SBPC/ML é acreditada pela ISQua No dia 30 de setembro a SBPC/ML recebeu a acreditação pela The International Society for Quality in health Care (ISQua), principal organização de âmbito mundial que promove a melhoria da qualidade e a segurança na prestação de serviços em saúde. Este selo, válido até 2021, confere à SBPC/ML o título de entidade acreditadora em saúde reconhecida internacionalmente e inclui o PALC. A Norma do Programa é certificada pela ISQua desde Leia reportagem detalhada na próxima edição de Notícias-Medicina Laboratorial. 4 Revista Notícias-Medicina Laboratorial Edição 90 - Ano 7

5 Revisão das RDCs 302/2005 e 30/2014 Em reunião na sede da Anvisa, dia 4 de outubro, o diretor-presidente da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), Jarbas Barbosa, prometeu que a Agência revisará as resoluções 302/2005 (regulamento técnico para funcionamento de laboratórios clínicos) e 30/2014 (regulamento sanitário para o transporte de material biológico humano). Foto: divulgação Palestra na Argentina No dia 21 de setembro, o presidente Regional da SBPC/ML em São Paulo, Álvaro Pulchinelli Jr, participou de um seminário em Buenos Aires sobre gestão do consumo de substâncias psicoativas em empresas de petróleo e gás. A palestra de Pulchinelli foi sobre drogas sintéticas, tendências, gestão e impacto no âmbito laboratorial. Foto: divulgação Wilson Shcolnik (SBPC/ML), Claudia Cohn (Abramed), Jarbas Barbosa (Anvisa), Glicilene Chaer (SBAC) e Humberto Tibúrcio (SindLab-MG). Também participou da reunião Luiz Fernando Ferrari (Sindhosp) Álvaro Pulchinelli Jr e Guillermo Lombardo, da YPF, empresa de petróleo argentina que promoveu o evento Publicação de artigo O artigo Point-of-Care Testing: General Aspects foi aceito para ser publicado na edição de fevereiro de 2018 de Clinical Chemistry. Os autores são: Carlos Eduardo Ferreira, João Guerra, Natasha Slhessarenko, Mariléia Scartezini, Carolina França, Marjorie Colombini, Fernando Berlitz, Antonia Maria Machado, Gustavo Campana, Adriana Faulhaber, Alex Galoro, Claudia Meira, Wilson Shcolnik, Marinês Martino, Kátia César, Nairo Sumita, Maria Elizabete Mendes, Marcelo Faulhaber, João Pinho, Ismar Barbosa, Marcelo Batista, Cristina Khawallim, Vitor Pariz e Adagmar Andriolo. Congresso da Abramed A SBPC/ML apoiou o 2º Congresso Internacional de Gestão em Saúde Abramed, realizado em 25 de agosto, em SP. O diretor de Acreditação e Qualidade, Wilson Shcolnik, apresentou a visão dos prestadores de serviços no debate A sustentabilidade na prescrição e utilização de exames diagnósticos. Presença na AACC A SBPC/ML esteve representada no 69º Congresso da American Association for Clinical Chemistry (AACC), em San Diego, de 30 de julho a 3 de agosto. O presidente, Alex Galoro, e o diretor de Ensino, Carlos Eduardo Ferreira, participaram da reunião anual da rede Lab Tests Online (LTO), representando o site brasileiro LTO BR. Também se reuniram com representantes de empresas de diagnóstico in vitro que atuam no Brasil e assistiram a atividades da programação científica. Um dos destaques foi a palestra CRISPR biology, technology and ethics: the future of genome engineering, apresentada por Jennifer Doudna, da University of California Berkley. CRISPR é a sigla de Clustered Regularly Interspaced Short Palindromics Repeats, técnica de edição do genoma que, a princípio, parece ser menos trabalhosa quando comparada aos métodos disponíveis atualmente, como recombinação homóloga, a Zinc Fingers Nucleases, dentre outras. Alex Galoro e Carlos Eduardo Ferreira (2º e 3º, respectivamente, a partir da direita) com representantes de sites Lab Tests Online de outros países Foto: divulgação Retificação Na edição nº 89, publicamos que o mandato do diretor Científico da SBPC/ML, Nairo Sumita, na diretoria da WASPALM é para a gestão 2017/2019. O correto é 2017/2023. Pedimos desculpas aos leitores. Revista Notícias-Medicina Laboratorial Edição 90 - Ano 7 5

6 Laboratórios do Ceará e de São Paulo recebem acreditação PALC Mais dois laboratórios receberam o selo do Programa de Acreditação de Laboratórios Clínicos (PALC), que tem como objetivo incentivar a melhoria da qualidade dos serviços oferecidos pelos laboratórios clínicos no Brasil: Gaspar Viana, de Fortaleza, e Campos Medicina Diagnóstica, localizado em Itu (SP). Para conquistar o PALC, esses laboratórios tiveram êxito nas avaliações de vários pontos do programa como qualidade dos exames, infraestrutura, tecnologia, padronizações de processos, capacitação da equipe e melhoria contínua. Gestão da qualidade é obrigatória O Campos Medicina Diagnóstica (CMD) funciona dentro do Hospital São Camilo. De acordo com a gerente da qualidade, Michelle Degasperi Monzani, os preparativos envolveram a empresa de forma muito agregadora. Em um processo de acreditação, só se consegue alcançar os objetivos propostos se a equipe toda andar junta e trabalhar duro. E nossa equipe foi fantástica, enfatiza. De toda a rede São Camilo, este foi o primeiro laboratório a ser acreditado. Na avaliação do sócio diretor do CMD, Willian Roberto Campos, a gestão da qualidade está deixando de ser um diferencial de mercado e se tornando um item obrigatório. O nível de exigência tem aumentado, tanto na competitividade comercial quanto nas fiscalizações dos órgãos competentes. Acredito que, em um breve período de tempo, quem não estiver acreditado estará fora do mercado, avalia. Opção pelo PALC A responsável pelo laboratório Gaspar Viana, Paula Philomeno Leal Viana, percebeu que, além de investimentos em estrutura física e pessoal, era preciso buscar um eixo central para a empresa: a qualidade. Precisávamos de uma norma que servisse de base. Pesquisamos alguns programas de certificação e identificamos que o que melhor nos atenderia seria o Programa de Acreditação de Laboratórios Clínicos (PALC), afirma a sóciadiretora do laboratório. Contrataram uma empresa de consultoria para levantar as principais necessidades de adequação às normas. Foi criado, oficialmente, o setor de qualidade, e, na etapa seguinte, todos os processos foram regulamentados. Hoje, temos controles que nos dão segurança em todas as fases do procedimento; os setores interagem de forma positiva; a equipe passou a ter um olhar crítico em busca da melhoria. Percebemos claramente o resultado por meio da satisfação dos pacientes e médicos, assim como de nossos colaboradores. Temos a tranquilidade de que estamos fornecendo resultados com total confiabilidade, detalha. PALC é divulgado em publicações da AMMG e AMRIGS 6 Revista Notícias-Medicina Laboratorial Edição 90 - Ano 7 A campanha de divulgação do Programa de Acreditação de Laboratórios Clínicos (PALC) entre médicos de diferentes especialidades e regiões do país continua com toda a força. A edição 166 (Agosto/Setembro) do Jornal da AMMG, da Associação Médica de Minas Gerais, publicou uma reportagem sobre o PALC, com depoimentos do diretor de Acreditação e Qualidade da SBPC/ML, Wilson Shcolnik, e do coordenador do Comitê Científico de Educação em Patologia Clínica da Sociedade, Leonardo Vasconcellos ele também é presidente do Departamento de Patologia Clínica da AMMG. A reportagem destaca o crescimento progressivo do número de laboratórios acreditados no Brasil e que os laboratórios com selo do PALC respondem por cerca de 35% do total de testes laboratoriais feitos no país nos setores privado e público. Nas próximas edições, o Jornal da AMMG publicará anúncios do PALC, como parte de uma campanha de divulgação do Programa junto à classe médica. O mesmo anúncio foi publicado na edição 65 (Julho/Agosto/Setembro) do Jornal da AMRIGS, da Associação Médica do Rio Grande do Sul, segundo a mesma campanha, e continuará em 2018.

7 Revista Notícias-Medicina Laboratorial Edição 90 - Ano 7 7

8 Foto: Celso Pupo Carla Chaves Médica Patologista Clínica e Hematologista, Gestora do Programa de Acreditação de Laboratórios Clínicos (PALC) da SBPC/ML Dica do especialista Gestão de equipamentos e insumos (1ª parte) Este assunto é de extrema importância na gestão geral de um laboratório clínico e determina grande número de não conformidades quando se faz auditorias neste processo. Em relação ao Programa de Acreditação de Laboratórios Clínicos (PALC), da SBPC/ML, para demonstrar essa importância, apresentamos abaixo uma tabela (Figura 1) que mostra o índice de não conformidades que ocorrem ao ano neste item da Norma PALC (Item 7) nos laboratórios auditados. Índice de não conformidade no item 7 da Norma PALC ,0% ,0% ,4% Pode-se observar que, apesar de todos os esforços que a equipe do PALC (diretoria, CALC, gestor e auditores) implementa no sentido de reduzir este índice (cursos, EADs, artigos etc) ele vem, no mínimo, mantendo-se ou até aumentando ao longo dos anos. Passo a passo ,4% ,0% Figura ,2% ,0% ,0% Para que se possa iniciar este assunto, no sentido de auxiliar os laboratórios a implementar e manter de forma favorável a gestão de seus equipamentos e insumos, necessitamos de algumas definições e explanações. Quando se fala de gestão de qualquer processo, está se falando de sistematização de processo e, em relação a equipamentos e insumos, isto envolve desde as suas escolhas (seleções de equipamentos e insumos), suas implementações e até seus descartes. Inseridos, ainda, nesta sistematização estão também a capacitação das pessoas, a manutenção dos equipamentos e as documentações necessárias para essas gestões. A gestão de equipamentos e insumos está totalmente ligada a todas as fases dos processos laboratoriais. Os equipamentos e insumos são escolhidos na dependência da necessidade (demanda) e nos requisitos a serem atendidos, e devem ser continuamente monitorados para que apresentem um funcionamento adequado, determinando, assim, resultados confiáveis e corretos. De uma forma rápida e resumida relacionaremos os passos a serem tomados para o controle e sistematização desses processos. 1. Lista de equipamentos A primeira providência que sugiro que seja tomada pelo laboratório deve ser o levantamento da sua demanda em relação ao o quê quer oferecer de exames laboratoriais a seus clientes. Com base nesta providência deve-se, então, selecionar os equipamentos a serem adquiridos. Neste ponto, não se pode esquecer da adequação das instalações para esses equipamentos, isto é, o quê o laboratório comporta de equipamento e quais ações devem ser tomadas para adequar o recebimento e instalação dos mesmos. Isso pode ser observado na exigência estabelecida no item 7.6 da Norma PALC: O laboratório deve ter equipamentos de acordo com a complexidade e a demanda dos serviços (incluindo a coleta de amostras primárias e o seu processamento, análise e armazenamento). O SGQ do laboratório deve contemplar um procedimento documentado para seleção e gestão dos equipamentos, incluindo a substituição dos mesmos, quando necessário. O laboratório deve garantir o atendimento dos requisitos desta norma para os equipamentos que estiverem sob sua responsabilidade, independente do local de uso. A seguir, precisamos observar que, para cada equipamento, a partir deste inventário de equipamentos,devemos providenciar, criar e determinar: Documentos Lista de exames que realiza Insumos utilizados e sua gestão Controles internos Controles externos Manutenções preventivas 2. Lista de exames internos e terceirizados Para não perder o foco nesses dados que devemos providenciar, sugerimos que o laboratório faça uma lista dos exames que realiza internamente e aqueles que são terceirizados, com indicação para qual laboratório cada um é enviado. Veja o exemplo na Figura 2 (página ao lado). Observem que colocamos na última coluna o percentual que cada exame representa dentro do total de exames do laboratório (internos e terceirizados), pois isso será importante como indicador de terceirização do laboratório. Também sugerimos que essas listagens sejam criadas como anexos e não-fixas em documentos, pois sabe-se que sempre há um fluxo de internalização e externalização de exames. Com essas listas em separado, só elas precisarão de revisão, e não todo o documento nas quais estejam inseridas. 8 Revista Notícias-Medicina Laboratorial Edição 90 - Ano 7

9 CONTROLE DE LOCAL DE REALIZAÇÃO DOS EXAMES - ANEXO Y EXAMES REALIZADOS INTERNAMENTE ERITROGRAMA A FRESCO DIVERSOS MATERIAIS ANTIBIOGRAMA ANTIBIOGRAMA (AUTOMATIZADO) ANTIBIOGRAMA 1ª AMOSTRA ANTICORPOS ANTI DENGUE IgG ANTICORPOS ANTI DENGUE IgM BACTERIOSCOPIA REGISTRO DO EQUIPAMENTO EQUIPAMENTO A B C D E F G H EXAMES TERCEIRIZADOS 1,25 DIHIDROXI VITAMINA D EPÓXIDO CARBAMAZEPINA 11 DEOXYCORTICOSTERONA 11 DESOXICORTISOL COMPOSTO 17 ALFA HIDROXI PROGESTERONA 17 BETA ESTRADIOL 17 CETOSTERÓIDES NEUTROS TOTAIS 17 HIDROXIESTERÓIDES LABORATÓRIOS DE APOIO XP PX TO AB KH DU MS ÇO PORCENTAGEM DO TOTAL DE EXAMES 0,06 0,1 0,05 0,2 0,3 0,02 0,01 0,02 Figura 2 3. Controle de insumo, CQI, CQE e manutenções preventivas A partir desta lista, crie controles de cada um dos dados que necessariamente deverão se revistos/realizados periodicamente como, por exemplo, as planilhas mostradas na Figura 3. REGISTRO DO EQUIPAMENTO EQUIPAMENTO A B C D E CONTROLE POR EQUIPAMENTO EXAMES REALIZADOS HEMOGRAMA U, CR, AC.URICO,... Figura 3 INSUMOS UTILIZADOS CQI UTILIZADO CQE MANUTENÇÕES PREVENTIVAS 4. Outros controles Controle de manutenções preventivas por equipamento (Figura 4) ou planilha controle de manutenções preventivas internas (Figura 5). Observem que este é o início de tudo para o Controle e Gestão de equi- REGISTRO DO EQUIPAMENTO EQUIPAMENTO A B C D E CONTROLE DE MANUTENÇÕES PREVENTIVAS POR EQUIPAMENTO PERIODICIDADE ANUAL SEMESTRAL TRIMESTRAL MANUTENÇÃO REALIZADA 08/03/ /09/ /09/2017 Figura 4 PRÓXIMA 08/03/ /03/ /12/2017 ORDEM DE SERVIÇO 10001/ / /17 OBSERVAÇÕES Identificação do laboratório CONTROLE DE MANUTENÇÃO PREVENTIVA INTERNA Identificação do equipamento Identificação do documento Mês: Manutenção diária Limpeza/condicionamento Avaliador: Responsável: Manutenção semanal Limpeza da probe da amostra Responsável: Manutenção mensal Limpeza das câmaras dos elétrodos Responsável: Manutenção semestral Substituição da tubulação da bomba perist. Responsável: Figura 5 pamentos. É óbvio que outras necessidades se farão presentes, conforme forem implantando este processo de gestão. Não perdendo a continuidade do processo, devemos agora focar em todas as sistemáticas que deverão acompanhar esta gestão. A segunda e última parte desta Dica do Especialista continua na edição 91 de Notícias-Medicina Laboratorial. Revista Notícias-Medicina Laboratorial Edição 90 - Ano 7 9

10 Abertura com surpresa A abertura oficial do 51º CBPC/ML, na noite da terça, 26, surpreendeu a plateia. O presidente da SBPC/ML, Alex Galoro, fez um resumo de sua gestão, que termina em dezembro, e parabenizou os aprovados no TEPAC O presidente do 51º CBPC/ML, Gustavo Campana, destacou a importância da Medicina Laboratorial no setor de saúde e citou números do congresso até aquele momento. No palco também estavam membros da Comissão Organizadora do 51º CBPC/ML, Claudia Meira, Carlos Eduardo Ferreira, Silvana Eloi-Santos e Luiz Gastão Rosenfeld; o presidente da AACC, Michael Bennett; a ex-presidente da WASPaLM, Marilene Melo; o presidente da SBAC, Luis Fernando Barcelos; e o vice-presidente do Cremesp, Renato Françoso Filho. A surpresa ficou para o encerramento. Depois que os componentes da mesa voltaram para a plateia, a mestre de cerimônias simulou que daria alguns avisos sobre o congresso. Era a deixa para um grupo de dançarinos e cantores iniciarem um show surpresa. Depois, foi servido um coquetel, ao som da banda Eureka on the Street. Mais de 4,9 mil pessoas no 51º Congresso da SBPC/ML Exposição reúne 101 empresas e organizações O 51º Congresso Brasileiro de Patologia Clínica/Medicina Laboratorial (51º CBPC/ML) mostrou novidades, divulgou conhecimento e apresentou números que o deixarão na história dos congressos da SBPC/ML mais de 4,9 mil participantes, 250 palestrantes brasileiros e estrangeiros, 135 atividades científicas, lançamento de cinco livros, 302 temas livres e 101 expositores do Brasil e de outros países. Nos dias 27 e 28 aconteceu, simultaneamente, o 3º Congresso Brasileiro de Informática Laboratorial (3º CBIL), palco de importantes debates sobre a presença da tecnologia da informação nos laboratórios clínicos. Homenagens Fotos: Celso Pupo Colaboraram: Cristina Dissat, Patricia Bernardo e André Dissat 10 Revista Notícias-Medicina Laboratorial Edição 90 - Ano 7

11 Espaço SBPC/ML Ponto de referência, de confraternização, de informações e de descanso para os participantes do 51º CBPC/ML, nele foram lançados livros, houve sorteios, ficaram expostos os pôsteres eletrônicos e os casos clínicos. Um telão exibia vídeos da SBPC/ML e do PALC. No Espaço também foi divulgado o 52º Congresso, que será em Florianópolis, em Exposição Técnico-científica Reuniu 101 organizações e empresas nacionais e estrangeiras. No final de cada dia, expositores realizavam animados happy hours. Programação intensa Entre os dias 25 (Cursos précongresso) e 29 de setembro aconteceram 135 atividades científicas como conferências, mesas redondas, cursos, workshops, casos clínicos e debates apresentados por 250 especialistas do Brasil, América Latina, Europa e Estados Unidos. No total, as atividades cobriram mais de 20 áreas de conhecimento. Na abertura foram homenageados três novos membros honorários: Marilene Melo, José Carlos Barbério e Mario Flavio Paes de Alcântara. Membro Honorário é uma personalidade que tenha prestado serviços relevantes à área da saúde, indicada pela Diretoria Plena. Também foram citados os novos Membros Eméritos da SBPC/ML Associados Titulares com idade de 70 anos e que contribuíram para a Sociedade por 15 anos consecutivos. Ex-presidente da SBPC/ML, Marilene Melo não escondeu a emoção e afirmou que a homenagem era extensiva a seu falecido marido, Evaldo Melo, e a seu filho Murilo, explicando que a SBPC/ML e a Patologia Clínica faziam parte da família. Presidente do Instituto de Ensino e Pesquisa na Área da Saúde (IEPAS), Barbério agradeceu à SBPC/ML a grande honra de receber este título que sublima minha longa vida de trabalho. Não posso esconder que ela começou no longínquo Representando o pai, que não pode comparecer, Flávio Alcântara (na foto, à direita) também agradeceu a homenagem. Revista Notícias-Medicina Laboratorial Edição 90 - Ano 7 11

12 Cursos Pré-congresso A maioria foi realizada em salas do Hotel Holiday Inn Anhembi, mas alguns aconteceram em unidades do Laboratório Fleury, no Hospital Albert Einstein e na Unifesp. Laboratório e informática O 3º Congresso Brasileiro de Informática Laboratorial (3º CBIL) foi realizado nos dias 27 e 28, com mesas redondas, conferências e debates que abordaram novidades em tecnologia da informação voltada para o laboratório clínico. Casos clínicos e aula de acadêmica No dia 28 foram apresentados cinco Casos Clínicos, preparados pelos Residentes em Patologia Clínica/Medicina Laboratorial Daniel Kanaan (HC-FMUSP), Thiago Rezende (HC-UFMG), Denise Campos (Hospital Albert Einstein), Maira Maluf (Hospital São Paulo - Unifesp) e Fernanda Maricondi (Sta. Casa de SP). Antes, os casos foram exibidos em telas no Espaço SBPC/ML, cada um com duas perguntas. Os congressistas que acertaram as respostas e foram sorteados no dia da apresentação ganharam inscrição para o 52º Congresso da SBPC/ML, em 2018, em Florianópolis. Uma novidade foi a aula da estudante do 10º período de medicina da UFMG Joice Dias Prodígio, com o tema O futuro da Patologia Clínica. Ela classificou-se em 1º lugar no concurso para acadêmicos, divulgado nos meios de comunicação da SBPC/ML e do 51º CBPC/ML. Reuniões A agenda de atividades incluiu a Assembleia Geral Ordinária da SBPC/ML, reunião de Expositores e reuniões dos vários grupos do Comitê Científico da SBPC/ML. Residentes e acadêmica com Leonardo Vasconcellos, do Comitê Científico da SBPC/ML (1º à esquerda), Natalya Maluf, coordenadora dos Casos Clínicos, e Carlos Eduardo Ferreira, diretor de Ensino da SBPC/ML (respectivamente, 2ª e 3º a partir da direita) 12 Revista Notícias-Medicina Laboratorial Edição 90 - Ano 7

13 Lançamentos Cinco livros foram lançados durante os quatro dias do 51º CBPC/ML. Os congressistas receberam exemplares impressos de Recomendações da Sociedade Brasileira de Patologia Clínica/Medicina Laboratorial (SBPC/ML) - Automação laboratorial: Histórico, Seleção, Implantação e Gestão e participaram de sorteios de leitores digitais Kindle. A publicação recebeu apoio de Bio-Rad, Byogene, HemoCue, Radiometer, Roche e Sysmex. No dia 28 foi a vez do Posicionamento Oficial SBD, SBPC/ML, SBEM e FENAD 2017/2018 Atualização sobre Hemoglobina Glicada (A1C) para avaliação do controle glicêmico e para o diagnóstico do diabetes: aspectos clínicos e laboratoriais. As duas publicações estão em pdf na Biblioteca Digital SBPC/ML (bibliotecasbpc.org.br) com acesso aberto. Temas livres Foram apresentados 302 trabalhos na forma de pôster eletrônico, em telas touch screen no Espaço SBPC/ML. Confira os premiados: Prêmio Dr. Evaldo Melo (Apresentação Oral) 1 l u g a r - VA L I D A Ç Ã O D A T É C N I C A D E PIROSEQUENCIAMENTO PARA A CLASSIFICAÇÃO DAS HEMOGLOBINOPATIAS Autor responsável - CECÍLIA SALETE ALENCAR Área: Medicina Molecular/Genética 2 lugar - DESENVOLVIMENTO DE ELISA PARA DETECÇÃO DE AUTOANTICORPOS ANTI-PEPTÍDEOS CARBAMILADOS Autor responsável - JULIANA CÁCERES LOPES Área: Imunologia Prêmio Dr. José Carlos Basques (Tema Livre PALC) 1 lugar - VALIDAÇÃO DO TRANSPORTE DE AMOSTRAS: EXPERIÊNCIA DE UM LABORATÓRIO DE MÉDIO PORTE Autor responsável - VIVIANNE ARAUJO LOPES Área: Qualidade 2 lugar - UTILIZAÇÃO DA MÉTRICA SIGMA PARA AVALIAÇÃO DA QUALIDADE EM DIFERENTES PLATAFORMAS ANALÍTICAS Autor responsável - LUCIMAR GONÇALVES DE SOUZA ASSUNÇÃO Área: Qualidade Prêmio Dr. Caio Márcio Figueiredo Mendes (Microbiologia, subárea Bacteriologia) 1 lugar - COMPARAÇÃO ENTRE AS TÉCNICAS DE OGAWA-KUDOH E PETROFF MODIFICADO PARA O CULTIVO DE MICOBACTÉRIAS EM UM HOSPITAL DE REFERÊNCIA NA ZONA DA MATA MINEIRA, BRASIL Autor responsável - ROMÁRIO COSTA FOCHAT Área: Microbiologia/Bacteriologia 2 lugar - USO DE AMOSTRAS CLÍNICAS IMPREGNADAS EM PAPEL DE FILTRO PARA O DIAGNÓSTICO LABORATORIAL DE MENINGITES BACTERIANAS Autor responsável - LUCILA OKUYAMA FUKASAWA Área: Microbiologia/Bacteriologia Revista Notícias-Medicina Laboratorial Edição 90 - Ano 7 13

14 Resíduos totais kg Para dançar e se divertir A tão esperada festa do 51º CBPC/ML aconteceu na noite de 28 de setembro, na Via Matarazzo, casa de eventos conhecida na noite paulistana. A animação ficou por conta da banda Prime. A festa contou com o apoio do Grupo Sabin. Resíduos recicláveis 7.380kg 36,24 % Resíduos não recicláveis kg 61,87 % Sustentabilidade Compostagem 380kg 1,89% Durante o 51º CBPC/ML (montagem, realização e desmontagem) foram recolhidos kg de resíduos. Deste total, kg eram recicláveis (36,24%), kg não recicláveis (61,87%) e 380 kg (1,89%) foram enviados para a compostagem. Esta era realizada em uma composteira instalada no lado de fora do Palácio das Convenções do Anhembi Parque. O carbonômetro registrou o volume de emissões de CO2 neutralizadas. Confraternização O tradicional jantar oferecido pela SBPC/ML aos palestrantes foi realizado na noite de 27 de agosto, no clube Esperia. 14 Revista Notícias-Medicina Laboratorial Edição 90 - Ano 7 Palestra e música No encerramento do dia 27, foi apresentada uma palestra de Ricardo Amorim, economista muito conhecido por sua participação no programa Manhattan Connection, da Globo News. Em seguida, serviu-se um coquetel, animado pelo Quarteto Odeon. A palestra foi oferecida pelo Grupo DASA (representado por suas marcas do mercado de apoio: Alvaro, Sérgio Franco e Atalaia). Interatividade com a plateia Entre as novidades do 51º CBPC/ML destacam-se as sessões interativas, na tarde do dia 28, muito bem recebidas pelos congressistas. Os palestrantes apresentavam o tema, faziam perguntas e a plateia respondia através de um aplicativo divulgado antecipadamente, tudo mostrado em telões. Os temas abordados foram microbiologia, TLR e PALC.

15 Interação da Medicina Diagnóstica Ficou reservado para o final do 51º CBPC/ML o fórum A interação da Medicina Diagnóstica, coordenado por Wilson Shcolnik e com a participação de Alex Galoro, Florentino Cardoso Filho (AMB), José Vinagre (CFM), Manoel Rocha (CBR), Fábio Arcuri (CBDL) e Denis Kobayashi (SBP), e os norte-americanos Joe Zaccaria e Kristin Pothier, da empresa Ernest Young Parthenon. Antes, eles apresentaram a palestra Crescimento e oportunidades para a Medicina Diagnóstica em um mundo convergente. Segundo eles, o investimento em temas de consumo e tecnologia de diagnóstico ao redor do mundo irá aumentar, com o consumidor centralizando e impulsionando o crescimento do mercado em todo o mundo e os laboratórios clínicos e os fabricantes de produtos para diagnósticos deverão avaliar se a estratégia futura capitalizará essas tendências. A inovação destacada pelos palestrantes faz com que a interação da medicina diagnóstica seja cada vez mais necessária. Este é um dos temas que a SBPC/ML procura discutir com frequência, estimulando debates e a interação com as demais especialidades, disse Galoro. Segundo Shcolnik, a integração no processo diagnóstico pode ser positiva para a patologia clínica, anatomia patológica e radiologia, como a superposição de missões entre as três especialidades e os ganhos de valor clínico e de pesquisa com a fusão e análise dos bancos de dados. A fusão do diagnósticos molecular e por imagem está evoluindo rapidamente, e as agendas científica e de pesquisa já vêm se superpondo, explicou. O evento recebeu o apoio de CBDL e Ernest Young Parthenon Encontros bem sucedidos Repetindo o modelo iniciado em 2016, os Encontros com Especialistas superaram as expectativas. Realizados na manhã dos dias 27 e 28, em uma mesma sala no Hotel Holiday Inn, a procura foi tão grande que em alguns casos foi preciso ampliar o número de vagas. Prêmios e sorteios No encerramento do 51º CBPC/ML foram anunciados os temas livres premiados (confira na página 13) e sorteados um notebook Lenovo e um ipad. Depois, fez-se o convite oficial para o 52º Congresso Brasileiro de Patologia Clínica/Medicina Laboratorial, que será de 25 a 28 de setembro de 2018, na cidade de Florianópolis. Revista Notícias-Medicina Laboratorial Edição 90 - Ano 7 15

16 Conferências magnas Evolução da medicina laboratorial Michael Bennett, presidente da AACC, abordou o passado, presente e futuro da especialidade sob o ponto de vista da instituição norte-americana. Destacou que antes de surgirem as empresas de diagnóstico in vitro, as análises eram feitas de forma manual, em laboratórios separados. O volume de testes que se podia realizar não era significativo, o que dificultava a agilidade dos resultados. A tecnologia contribuiu para acelerar esse processo. Cresceram as empresas de diagnósticos e surgiram os imunoensaios, disse. Ao final, deixou uma reflexão otimista sobre o futuro da especialidade e destacou que a tecnologia continuará sendo o carro-chefe da área. Apoio: AACC Avaliação laboratorial de novos anticoagulantes Este foi o tema da conferência de Adam Cuker, professor da Universidade da Pensilvânia (EUA). Ele falou sobre o desenvolvimento, em seu país, dos novos testes com drogas anticoagulantes para os pacientes em tratamento de trombose. As maiores causas de morte no mundo, infarto e derrame e embolia pulmonar, estão relacionadas à doença. Nos EUA também há obstáculos na padronização dos testes anticoagulantes e em colocá-los na prática clínica, como a demora na liberação desses testes, afirmou. Apoio: Stago Medicina laboratorial e segurança do paciente Paul Epner, vice-presidente executivo da Society to Improve Diagnosis in Medicine (EUA), abordou a importância da medicina laboratorial na segurança do paciente. Os laboratórios vivem um momento de conflito e o futuro aponta muitos desafios. Um destes é fazer com o problema seja visto e entendido por todos, e não apenas pelos patologistas clínicos, disse. Segundo Epner, há muita pressão para mudar, cortar gastos, diminuir o volume de exames e fornecer mais valor, porém, com menos dinheiro. Ele discorda e alega que reduzir o quantitativo de exames laboratoriais nem sempre é positivo para os pacientes. Apoio: Abbott Incorporação de novos exames A incorporação de novos exames laboratoriais no sistema de saúde - Requisito de evidência para as fontes pagadoras foi o tema apresentado por Leeza Osipenko, diretora Associada do Conselho Científico do National Institute for Health and Care Excellence (NICE), do Reino Unido. A proposta de valor do NICE inclui o impacto nos recursos do sistema de saúde, preço justificável, melhores resultados de saúde, maior benefício para pacientes, ajuste das prioridades do sistema de saúde e base de evidência bem construída, explicou. Apoio: Roche 16 Revista Notícias-Medicina Laboratorial Edição 90 - Ano 7 Presidente eleito Na Assembleia Geral Ordinária (A.G.O.) da SBPC/ML, realizada durante o 51º CBPC/ML, o atual diretor de Acreditação e Qualidade, Wilson Shcolnik, foi eleito por aclamação como determina o estatuto da Sociedade para a presidência em 2018/2019. Shcolnik presidiu a SBPC/ML em 2006/2007, mas sua trajetória na diretoria começou em 1995/1997, período em que ocupou o cargo de 1º Tesoureiro. De 1997 a 2001 foi Secretário Geral. Em 2002/2003 foi diretor de Acreditação. No biênio seguinte ocupou o cargo de vice-presidente, presidiu a SBPC/ML de 2006 a 2007, em 2008/2009 assumiu a presidência do Conselho de Ex-presidentes (Conex), e voltou à diretoria de Acreditação em Desde 2012, ela é denominada Diretoria de Acreditação e Qualidade.

17 Os slides das palestras que os autores permitiram a divulgação você encontra na Biblioteca Digital (bibliotecasbpc.org.br), com acesso exclusivo para Associados SBPC/ML. No site do 51º CBPC/ML há reportagens e entrevistas em vídeo e em áudio. No Flickr da SBPC/ML (flickr.com/sbpcml) você baixa fotos do congresso em alta resolução. As imagens estão reunidas em álbuns. Revista Notícias-Medicina Laboratorial Edição 90 - Ano 7 17

18 Crème de la crème Realizado de 7 a 10 de setembro, no Rio de Janeiro, o 44º Congresso da International Society of Oncology and Biomarkers - ISOBM 2017 destacou-se pela oportunidade de reunir pesquisadores e especialistas em oncologia e marcadores tumorais para apresentar seu trabalho e debater avanços, resultados e a experiência no dia a dia de quem atua nessa área. Este congresso foi considerado pelos membros da diretoria da ISOBM e pelos congressistas que costumam participar desse evento como um dos melhores dos últimos anos e, certamente, o mais bem organizado, desde a sua primeira edição, em 1973, comemora o presidente do ISOBM 2017, Adagmar Andriolo, ex-presidente da SBPC/ML. Ele acrescenta que os organizadores dos próximos congressos, que serão em Hamburgo, na Alemanha, em 2018, e em Kyoto, no Japão, em 2019, e a diretoria da ISOBM convidaram a SBPC/ML a auxiliálos na organização dos próximos eventos pois gostariam de adotar o modelo brasileiro, considerado um sucesso. Segundo Andriolo, o que aumenta a importância do resultado do evento é que pela primeira vez a ISOBM realizou seu congresso na América Latina, mais especificamente, no Brasil. O presidente da SBPC/ML, Alex Galoro, também comemora o resultado. As diretorias da Sociedade vêm trabalhando há vários anos com o objetivo de internacionalizá-la e aumentar o contato e as parcerias com instituições internacionais. Essa experiência com a ISOBM cumpriu esse objetivo. É um congresso de menor porte, mas que apresenta conteúdo cientifico mais aprofundado. O presidente da ISOBM, o médico espanhol Rafael Molina, elogiou a organização do evento e destacou a importância do congresso porque abre muitas possibilidades de colaboração em nível internacional entre as duas instituições. Presença brasileira Biomarcadores em destaque No 44º Congresso da ISOBM foram apresentados e debatidos não apenas os marcadores tumorais, mas também os biomarcadores, que estão cada vez mais em evidência e representam uma grande evolução nessa área. A presença de determinados marcadores genéticos, quando pesquisados nas células tumorais, pode ser importante para o prognóstico e tratamento do paciente, explica o vicepresidente do ISOBM 2017, Nairo Sumita, diretor Científico da SBPC/ML. Segundo ele, dependendo do tipo de mutação encontrada nas células tumorais, é possível antever como será a evolução desses casos, se o paciente será ou não responsivo aos quimioterápicos, o grau de malignidade e de invasão, que é a capacidade do tumor invadir outros tecidos e evoluir com metástases. Isso tudo está contido no contexto do estudo genético dos tumores, particularmente quando se faz o estudo do tumor ressecado ou pelas metodologias mais modernas, como a pesquisa do DNA circulante, a biópsia líquida, diz Sumita. Ele acrescenta que essa técnica torna possível detectar na circulação o DNA originado pela célula tumoral. A partir daí, é possível fazer o diagnóstico, direcionar o tratamento e também estabelecer um prognóstico. A programação foi dividida em 12 sessões, cada uma com um tema central, em que eram apresentados e debatidos estudos e experiências de diferentes pesquisadores e profissionais. Foram realizados dois simpósios satélites patrocinados, respectivamente, por Siemens e Beckman Coulter e apresentadas quatro palestras. Também houve a assembleia geral da ISOBM, exposição de pôsteres e a entrega do Prêmio ISOBM Abbott à expresidente da instituição, Vivian Barak. Os palestrantes eram pesquisadores e profissionais do Brasil, Alemanha, Áustria, Canadá, Espanha, EUA, Holanda, Irlanda, Israel, Itália, Polônia e República Checa. Um motivo de orgulho para os brasileiros que participaram da comissão organizadora do ISOBM 2017 foi a presença entre os palestrantes de pesquisadores e profissionais que atuam em instituições de ponta no Brasil, que receberam elogios da diretoria da ISOBM e dos participantes estrangeiros. Durante esses quatro dias comprovamos que desenvolvemos pesquisas bastante avançadas e totalmente alinhadas com os conhecimentos existentes nos grandes centros de referência de outros países, destaca Nairo Sumita. Adagmar Andriolo, Alex Galoro, Rafael Molina e Nairo Sumita Foto: Celso Pupo O evento foi realizado com o apoio de: Abbott Beckman Coulter Binding Site Fleury Medicina e Saúde Roche Siemens Healthineers /sbpcml As fotos do 44º Congresso da ISOBM estão no site do evento - isobm2017.com e em um álbum exclusivo no Flickr da SBPC/ML - flickr.com/sbpcml 18 Revista Notícias-Medicina Laboratorial Edição 90 - Ano 7

19 Revista Notícias-Medicina Laboratorial Edição 90 - Ano 7 19

20 Laboratórios rumam a um novo modelo Foto: divulgação Os laboratórios clínicos irão incorporar um perfil importante de suporte e monitoramento. Esta é a visão de Chao Lung Wen, livre docente em Telemedicina e professor associado da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (FMUSP), onde chefia a disciplina de Telemedicina do Departamento de Patologia e lidera o grupo de pesquisa em Telemedicina, Tecnologias Educacionais Interativas e eheatlh no CNPq/MCTIC, e é responsável pelo Projeto Homem Virtual da Disciplina de Telemedicina, desde No 51º CBPC/ML, ele apresentou a conferência Inovação e ruptura em laboratórios de análises. Existem oportunidades?. Notícias-Medicina Laboratorial Como ficará a situação dos laboratórios clínicos? Chao Lung Wen Irão se aprimorar em novas áreas, provavelmente promovendo a integração de conhecimentos para melhorar o raciocínio investigativo. Por exemplo: a análise evolutiva dos dados laboratoriais associados com os aspectos clínicos e suspeitas diagnósticas, avaliando as especificidades e sensibilidades dos exames solicitados. Terão importante atuação para identificar situações de falsos positivos ou falsos negativos, interferência de resultados laboratoriais com diversos outros aspectos dos pacientes uso de medicação, gestação, idosos, patologias crônicas evolutivas, entre outros e padronização das formas de coletas para garantia dos resultados. Mesmo com o advento de biochips para a realização de diversos exames laboratoriais clínicos com uma gota de sangue, os laboratórios se especializarão em exames altamente específicos para fins diagnósticos e servirão como base de apoio para interpretações dos resultados, exames com coletas especializadas e exames complementares confirmatórios para resultados duvidosos. Notícias-Medicina Laboratorial Que principais fatores contribuirão para a mudança dos modelos atuais das análises clínicas? Chao Lung Wen As tecnologias de smartphones com internet 5G, inteligência artificial e os biochips para exames laboratoriais poderão provocar uma mudança importante. Além disso, a evolução da eletrônica baseada em grafeno, com surgimento de novos tipos de biossensores, também contribuirá para as mudanças. Por exemplo, lentes de contato com capacidade de detecção de níveis glicêmicos a partir da lágrima. Comparativamente, poderá ser como a passagem das fotografias da década de 1990, que usavam filmes e revelações, para as fotografias digitais do século 21. O aspecto significativo da mudança impulsionará o surgimento de novo ecossistema de laboratório clínico e de carreiras. Isto aconteceu com a fotografia digital, que aumentou a quantidade de tipos de impressoras com qualidade gráfica (laser e jato de tinta), softwares para melhoria de imagem, profissionais que fazem tratamento de fotos, aplicativos de armazenamento de imagens digitais etc. Notícias-Medicina Laboratorial Quais são os impulsos tecnológicos que mais influenciarão? Chao Lung Wen Atualmente, podemos dizer que os fatores mais importantes que promoverão as mudanças são as automatizações dos equipamentos para realização dos exames laboratoriais e os biochips. Em outro momento, poderá ser a inteligência artificial, talvez por volta de Notícias-Medicina Laboratorial Surgirão novos modelos? Chao Lung Wen Sim. Os futuros laboratórios clínicos, de 2021 em diante, trabalharão de forma mais conectada com os clientes, criando bases de dados para acompanhamento clínico evolutivo, sejam com os médicos, pacientes (monitoramento de crônicos), domiciliares (telehome care), suporte por telemedicina para realização de raciocínio investigativo, realização de exames específicos para os testes com resultados em faixas duvidosas, entre outros. Sairão do aspecto de coleta, realização e emissão de resultados de dosagens de exames para aumento de especificidade e controle de qualidade de testes, com inclusão cada vez maior da expertise médica na emissão de laudos de raciocínio investigativo, e oferecerão novos serviços de orientação para pacientes para que utilizem corretamente os métodos mais simples, para fins de diminuição de erros. Notícias-Medicina Laboratorial Quais são as oportunidades que essas mudanças trazem para os patologistas clínicos? Chao Lung Wen A criação de serviços de qualidade com mais valores agregados, como raciocínio investigativo, interpretações de riscos de falso positivo ou falso negativos, suporte para médicos e pacientes, análise de confiabilidade e especificidade de exames realizados, criação de nuvem para registro integrado de exames para avaliação mais eficiente de padrões de normalidade de exames de acordo com características regionais, idade, etnia etc. Será provável o surgimento e ampliação do segmento de serviços de saúde pessoal personalizada (ecare) usando inteligência artificial em smartphones e biossensores/biochips, e, nesta situação, os laboratórios clínicos irão adquirir um perfil importante de suporte e monitoramento. 20 Revista Notícias-Medicina Laboratorial Edição 90 - Ano 7

21 Revista Notícias-Medicina Laboratorial Edição 90 - Ano 7 21

22 $ C l a s s i f i c a d o s VENDO ADVIA CENTAUR SIEMENS Aqui você vende e compra produtos e serviços, oferece e procura empregos e estágios. É fáci! É grátis! Para anunciar nos Classificados SBPC/ML: sbpc.org.br/classificados VENDO EQUIPAMENTO ADVIA CENTAUR DA SIEMENS EM PERFEITO ESTADO. TEL. (11) QUALIDA- VENDO OLYMPUS AU400 ÚNICO DONO, EM PERFEITO ESTADO, COM CAPACIDADE PARA PROCESSAR 400 TESTES/HORA. TEL. (11) , VENDO LABORATÓRIO EM SÃO PAULO DOCUMENTAÇÃO OK. SEM DÉBITOS. VALOR A COMBI- NAR. CONTATO: LUIS, TEL. (11) , CENTRÍFUGAS À VENDA VENDE-SE PELA MELHOR OFERTA CENTRÍFUGA MARAT- HON 16 KM FISHER, CENTRÍFUGA KINDLY KC16 AM- BAS PARA TUBOS EPPENDORF. TEL.:(51) , LEITORA/LAVADORA PARA ELISA VENDE-SE PELA MELHOR OFERTA LEITORA ELX800 E LA- VADORA ELX50 ELISA BIOTEK EM ESTADO DE NOVAS. MOTIVO ENCERRAMENTO DE ATIVIDADES. TEL.:(51) , MICROSCÓPIO OLYMPUS BX40 (IMFL) VENDE-SE MICROSCÓPIO OLYMPUS BX40 EM EXCELEN- TE ESTADO, COM ADAPTADORES PARA PESQUISA DE CRISTAIS (LUZ POLARIZADA) E IMFL COM LÂMPADA DE MERCÚRIO 100W, 4 OBJETIVAS INCLUINDO IMERSÃO, LÂMPADAS DE RESERVA. MOTIVO ENCERRAMENTO DE A T I V I D A D E S. T E L. : ( 5 1 ) , ADVIA 1650 VENDO ADVIA 1650 DA MARCA SIEMENS, EM EXCELENTE ESTADO DE CONSERVAÇÃO. CARROSSEL COMPORTA 84 POSIÇÕES PARA AMOSTRAS. REALIZA ATÉ 1650 TESTES/HORA. ACOMPANHA CABOS E A C E S S Ó R I O S. C O N T A T O : RACK HANDLER UNIVERSAL VENDO RACK HANDLER UNIVERSAL DA MARCA SIEMENS, EM EXCELENTE ESTADO DE CONSERVAÇÃO, COM CAPACIDADE PARA 15 RACKS DE 5 POSIÇÕES (75 AMOSTRAS). ACOMPANHA CABOS E ACESSÓRIOS. CONTATO: EQUIPAMENTO PARA LABORATÓRIO VENDE-SE EQUIPAMENTO OLYMPUS AU 400 DA BECKMAN COULTER USADO, COM SISTEMA DE FILTROS DE TRATAMENTO DE ÁGUA. VALOR TOTAL R$ ,00. INTERESSADOS ENTRAR EM CONTATO OU LONDRINA PR. VENDO EQUIPAMENTOS VENDO EQUIPAMENTOS PARA LABORATÓRIO DE ANÁLISES PATOLÓGICAS: MICRÓTOMO LEICA, MODELO RM2125RTS, PROCESSADOR DE TECIDOS MARCA LEICA, MODELO TP USADOS, EM PERFEITO ESTADO DE CONSERVAÇÃO, ANO CONTATO: FÁBIO. TELS. (62) E (62) LABORATÓRIO VENDE EQUPAMENTOS LABORATÓRIO DE REFERÊNCIA VENDE PELA MELHOR OFERTA: 1) HOMOGENEIZADOR SANGUE ORBITAL EVLAB; 2) IMPRESSORA ZEBRA TLP 2844 CÓDIGO BAR- RAS; 3) IMPRESSORA DATAMAX ECLASS ETIQUETAS; 4) CENTRIFUGA MARATHON 16 KM, FISHER, TUBOS EPPENDORF; 5) CENTRÍFUGA KINDLY KC16 TUBOS EPPENDORF; 6) LEITORA ELISA STATFAX 303PLUS STRIP READER; 7) DILUIDOR AUTOMÁTICO HAMILTON MICROLAB 500A; 8) BIOTEK LEITORA ELISA ELX800; 9) B I O T E K L A V A D O R A E L I S A E L X 5 0. E M A I L EQUIPAMENTOS PARA LABORATÓRIO VENDE-SE EQUIPAMENTO OLYMPUS AU 400 DA BECKMAN COULTER USADO, COM SISTEMA DE FILTROS DE TRATAMENTO DE ÁGUA. VALOR TOTAL R$ ,00. INTERESSADOS ENTRAR EM CONTATO E- MAIL OU LONDRINA PR. EQUIPAMENTOS PARA LABORATÓRIOS VENDE-SE 1 IMMULITE 2000 E 1 VERSACELL, MARCA SIEMENS EM EXCELENTE ESTADO DE CONSERVAÇÃO. INTERESSADOS ENTRAR EM CONTATO PELO TEL. (91) / , E - M A I L : VENDE LABORATÓRIO DE ANALISES CLÍNICAS EM CAM- PINAS VENDE-SE UM LABORATÓRIO DE ANALISES CLÍNICAS EM PLENO FUNCIONAMENTO NA CIDADE DE CAMPINAS (SP). ÓTIMA LOCALIZAÇÃO, GRANDE CARTEIRA DE CLI- ENTES E EQUIPAMENTOS PRÓPRIOS. INTERESSADOS ENTRAR EM CONTATO PELO CAMPINAS- BIOMÉDICA PROCURA VAGA GRADUAÇÃO EM BIOMEDICINA PELA UNIVERSIDADE CI- DADE DE SÃO PAULO - UNICID, COM HABILITAÇÃO EM GESTÃO EM SAÚDE, CONTROLE DE QUALIDADE E PATO- LOGIA CLÍNICA. EXPERIÊNCIA EM GERENCIAMENTO, CONTROLE E APLICAÇÃO DE QUALIDADE E NORMATIZA- ÇÕES, ALÉM DE PATOLOGIA CLÍNICA, COM HABILIDADE EM LEITURA E INTERPRETAÇÃO DE RESULTADOS. VI- VÊNCIA EM PESQUISA (INICIAÇÃO CIENTÍFICA) NAS ÁRE- AS DE VIROLOGIA E TÉCNICAS DE BIOLOGIA MOLECU- LAR, ATIVIDADES ACADÊMICAS EM DIRETÓRIO E LIGA ESTUDANTIL E PARTICIPAÇÃO DE CONGRESSOS CIENTÍ- FICOS NACIONAIS. DISPONIBILIDADE PARA VIAGENS E MUDANÇA DE CIDADE. CONTATO: EDUARDA DE OLIVEI- RA BARBOSA, ANALISADOR AUTOMÁTICO ROCHE HITACHI 911 VENDO ANALISADOR AUTOMÁTICO BIOQUÍMICA: RO- CHE HITACHI 911 (USADO). ÓTIMO ESTADO DE CONSER- VAÇÃO E PRESERVAÇÃO, NO VALOR DE R$ ,00. ACEITO PROPOSTAS. TE- LEFONE (19) ? Esta seção é reservada para esclarecer suas dúvidas com nossos especialistas. As perguntas serão publicadas por ordem de chegada e podem ser editadas por motivo de espaço. Envie sua pergunta pelo Fale Conosco do portal da SBPC/ML: Pergunte à SBPC/ML A utilização de ALENIA 6/100 mcg fumarato de formoterol di-hidratado + budesonida pode eventualmente dar reação cruzada com cocaína no teste de janela ampla? A.D. Não se observa, em geral, reação cruzada desses dois tipos de medicamento (nem de sua associação) com a pesquisa de cocaína e seus metabólitos. As reações cruzadas ocorrem em uso eventual de compostos à base de coca, como chá, balas, bombons etc. Vale lembrar que Coca-Cola está obviamente fora disso. Participei do 51º Congresso da SBPC/ML e gostaria de ver os slides de algumas palestras. Isso é possível? C.I. Os slides das apresentações do 51º Congresso Brasileiro de Patologia Clínica/Medicina Laboratorial estão no acervo da Biblioteca Digital SBPC/ML (bibliotecasbpc.org.br), seção Congressos, com acesso exclusivo aos Associados SBPC/ML. Estão disponíveis as apresentações cujos autores permitiram sua divulgação. 22 Revista Notícias-Medicina Laboratorial Edição 90 - Ano 7

23 Convite Quem vai a Florianópolis logo ouve falar do Manezinho da Ilha, personagem simpático e que sempre o recebe de braços abertos. O Manezinho somos nós, que nascemos, vivemos e amamos nossa linda cidade, e que temos o mar presente à nossa volta todos os dias, o dia inteiro. Se você ainda não conhece Floripa, aproveite para fazer isso durante o 52º Congresso Brasileiro de Patologia Clínica/Medicina Laboratorial, que será de 25 a 28 de setembro de 2018, no CentroSul - Centro de Convenções de Florianópolis. Com o tema central A Medicina Laboratorial agregando valor ao desfecho clínico, o 52º CBPC/ML vai destacar o papel do laboratório em propor alternativas baseadas em evidências, que gerem impacto na qualidade do cuidado e desfecho clínico, minimizando riscos e focando nos benefícios ao paciente. A programação científica já está sendo elaborada e vai apresentar novidades e temas atuais, importantes para a educação continuada e o aprimoramento dos profissionais de laboratórios clínicos. As atividades serão realizadas em auditórios amplos, confortáveis e bem equipados. Para a Exposição Técnico-científica, o CentroSul possui mais de 7 mil m² de área total, dotada da infraestrutura e recursos necessários para eventos de grande porte, como são os Congressos da SBPC/ML. Nesse espaço serão apresentadas novidades em produtos, equipamentos e serviços para laboratórios. Além de conhecimento, o 52º CBPC/ML também vai oferecer a oportunidade de confraternizar, fazer novas amizades e, acima de tudo, conhecer o que Floripa oferece: riqueza cultural, gastronomia saborosa e variada, locais históricos e uma paisagem de tirar o fôlego: com mais de 40 praias (venha conferir!); passeios; agitação, para quem gosta, e recantos tranquilos, para quem busca o silêncio; trilhas; esportes e muito mais. O Manezinho da Ilha aguarda você, em 2018! Annelise C. Wengerkievicz Lopes Presidente do 52º Congresso Brasileiro de Patologia Clínica/Medicina Laboratorial Realização Revista Notícias-Medicina Laboratorial Edição 90 - Ano 7 23

24 Revista Notícias-Medicina Laboratorial Edição 90 - Ano 7