TCC EM CIÊNCIAS CONTÁBEIS I

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "TCC EM CIÊNCIAS CONTÁBEIS I"

Transcrição

1 CIÊNCIAS CONTÁBEIS RELATÓRIOS E MANUAL DE ORIENTAÇÃO: TCC EM CIÊNCIAS CONTÁBEIS I e II Ji-Paraná (RO)

2 TCC EM CIÊNCIAS CONTÁBEIS I e II PROJETO e TCC Para o acompanhamento e controle do desenvolvimento do TCC-I em Ciências Contábeis VPP, TEORIA DE BASE, METODOLOGIA e REFERÊNCIAS, e TCC-II em Ciências Contábeis ARTIGO, devem ser observadas as seguintes normas estipuladas neste manual. E para acompanhamento destas duas etapas são necessários alguns relatórios que devem ser preenchidos e entregues na Coordenação do Curso. Os acadêmicos matriculados em TCC I (Projeto) deverão elaborar no semestre o VPP - Viabilização do Projeto de Pesquisa, a Teoria de Base, a Metodologia e as Referências, conforme modelo em anexo. E neste semestre o preenchimento e entrega de 06 relatórios, a saber: _CSAEC Carta de Solicitação de Autorização para Estudo de Caso _ CAE Carta de Autorização da Empresa _ FCA Ficha de Cadastro do Acadêmico _ RAM 1 Relatório de Atividades Mensais nº 01 _ RAM 2 Relatório de Atividades Mensais nº 02 _ RAM 3 Relatório de Atividades Mensais nº 03 Os acadêmicos matriculados no TCC II (ARTIGO) deverão elaborar no semestre 03 relatórios, além do artigo científico, a saber: _ RAM 4 Relatório de Atividades Mensais nº 04 _ RAM 5 Relatório de Atividades Mensais nº 05 _ RAM 6 Relatório de Atividades Mensais nº 06 Os primeiros relatórios a serem elaborados são: VPP, CSAEC, CAE, e a FCA. Os relatórios CSAEC, CAE e o FCA deverão ser entregues na Coordenação de Estágios, em 01 via, para serem arquivados na pasta individual de cada acadêmico, de acordo com os prazos estipulados. O VPP deverá ser elaborado e entregue ao professor titular da cadeira de Estágio I Projetos, para se proceder a primeira análise de viabilização do projeto, que será feita pelo Colegiado do Curso, onde será aprovado a proposta, sugerido mudanças ou recusado o projeto, devendo ser reelaborado e reentregue na data estipulada. Após a primeira análise será divulgado o professor orientador de cada projeto para finalização do VPP, devendo ser entregue uma cópia do projeto final, devidamente assinada pelo professor orientador, na Coordenação do Curso e/ou Sistema NET AULA. A avaliação final do VPP será procedida pelo COLEGIADO DO CURSO em data a ser delimitada pela Coordenação de TCC. 2

3 A seguir o acadêmico deverá elaborar as demais partes do TCC-1: Introdução, Teoria de Base, Metodologia e Referências, conforme modelo em anexo, que deverá ser entregue na Coordenação do Curso, seguindo rigorosamente os procedimentos metodológicos para sua elaboração, conforme orientações do Manual de TCC-I e II, nas datas estipuladas pela Coordenação de TCC. O acadêmico deverá observar os prazos máximos de entrega dos relatórios do semestre, sob pena de perda de pontos na avaliação do período. Alguns requisitos para a confecção dos relatórios de TCC I e II: a) CSAEC Carta de Solicitação de Autorização para Estudo de Caso: que deverá ser preenchida em 02 vias, pois geralmente uma via é retida pela empresa, e deverá ser entregue 01 via na coordenação, devidamente protocolada pela empresa. A carta deve conter o timbre da instituição. b) CAE Carta de Autorização da Empresa: quando da aceitação do estudo de caso na empresa, o mesmo deverá preencher este relatório, em papel timbrado da entidade, em 01 via, devidamente assinado e entregue na coordenação, confirmando assim a sua aceitação para estudo de caso na empresa. c) FCA Ficha de Cadastro do Acadêmico: após a aceitação do acadêmico pela empresa objeto de estudo, é imprescindível o preenchimento deste relatório (01 via), que contém todos os dados cadastrais necessários para o devido controle dos documentos do acadêmico. d) RAM Relatório de Atividades Mensais: mensalmente o acadêmico deverá elaborar os RAM s, num total de 06 relatórios, sendo 03 no semestre do projeto de pesquisa e 03 relatórios no semestre do TCC. Cada relatório deverá conter no mínimo 60 horas de atividades, como: pesquisa bibliográfica, visitas a empresa, pesquisa de campo (quando for o caso), orientações com o professor orientador, consultas a Internet, e outros. Estes RAM s deverão ser entregues em 01 via, em papel timbrado da empresa. Com relação às horas de orientação com o professor da instituição, a mesma será sempre 20 horas em cada relatório, ficando as demais horas distribuídas de acordo com as atividades desempenhadas no mês pelo acadêmico. No TCC II Execução, o acadêmico deverá elaborar e apresentar as demais partes e capítulos do Artigo Científico, de acordo com as normas metodológicas do Manual de TCC-I e II, e modelo em anexo, tais como: Folha de Rosto (Título, Autor e Resumo com palavraschave), Introdução (com Objetivos Geral e Específicos), Referencial Teórico, Metodologia, Apresentação e Análise dos Resultados, Considerações Finais, e Referências. Com relação ao TCC-II, antes da avaliação em banca examinadora ou seminário, o acadêmico deverá entregar em data marcada pela Coordenação de TCC, 01 via do Artigo Científico impresso, e envio para o Sistema NET AULA, para serem repassados aos professores avaliadores, para as devidas anotações e correções a serem efetuadas pelo acadêmico após a avaliação. 3

4 Logo a seguir, o acadêmico entregará na Coordenação do Curso, em arquivo PDF e WORD no CD, o Artigo Científico final, após aprovação pelo professor orientador, sendo revisado o atendimento das normas de sua elaboração pelo Coordenador de TCC. Após a finalização do Artigo Científico o mesmo será apresentado em Painel/Pôster à comunidade acadêmica, em Salão de Iniciação Científica, onde será avaliado por dois avaliadores da instituição, do curso de Ciências Contábeis ou demais professores convidados de outros cursos. Incentiva-se que o referido artigo participe também de eventos acadêmicos de outras IES do país. A arte desenvolvida para confecção do Painel/Pôster, juntamente com os relatórios entregues em TCC-I e II, deverão ser gravados também, em PDF, no CD, junto ao Artigo Científico. A nota final atribuída pela banca examinadora ou seminário, e pela apresentação em Painel/Pôster serão divulgadas somente após sanadas as devidas retificações sugeridas, e os documentos entregues nos prazos estipulados, pois na apresentação dos mesmos é divulgado apenas se o acadêmico foi aprovado ou não. A seguir apresentam-se os modelos de cada um dos relatórios a serem entregues pelo acadêmico referentes ao TCC I Projetos e TCC II Artigo. Segue também modelo do VPP, da Folha de Acompanhamento das Orientações do TCC-I e II, e da folha de Avaliação do Artigo Científico pelos avaliadores em Banca Examinadora. 4

5 1 CARTAS E RELATÒRIOS As cartas e relatórios deverão ser preenchidos por todos os acadêmicos inscritos nas disciplinas de TCC-I e II, de acordo com as normas deste manual e as datas fixadas em cada semestre pela Coordenação de TCC. (MODELO DO RELATÓRIO: CSAEC Carta de Solicitação de Autorização para Estudo de Caso) Obs.: Apresentar com o timbre da instituição CEULJI. À/Ao Sr(a). Diretor/Gerente/Secretário Empresa/Entidade Pública ou Privada Ji-Paraná, de de. (de acordo com a sua função ou cargo) (nome da entidade) A Coordenação do Curso de Ciências Contábeis do CEULJI/ULBRA, solicita junto à V. Sª., a oportunidade de acolhimento junto a esta entidade privada (ou pública), do(a) acadêmico(a) (nome em letras maiúsculas e em negrito), RA nº, do 7º período, portador(a) do CPF, para fins de estudo de caso nesta entidade, com assunto a ser delimitado pelo(a) acadêmico(a). O presente estudo tem em primeiro plano suprir a exigência legal determinada pelo Conselho de Curso para o Estudo de Caso na apresentação de seu Trabalho de Conclusão de Curso TCC, sendo o objetivo maior possibilitar ao acadêmico adquirir habilidades na área profissional escolhida, ou em alguma outra área que deseje aprofundar seus conhecimentos; propiciando a aplicação de seus conhecimentos teóricos adquiridos na vida acadêmica, com a vivência profissional. De antemão informamos que a pesquisa a ser realizada é em caráter estritamente confidencial, constituindo-se tão somente em material de pesquisa do CEULJI/ULBRA, pelo qual assume total responsabilidade. No aguardo de vosso pronunciamento, e certos de que nossa pretensão será atendida, desde já agradecemos. Atenciosamente, Prof. Ms. Marcelo Roque de Oliveira Coordenador do Curso de C. Contábeis Portaria CEULJI RO 12/2011 Prof. Ms. Alex Fabiano Bertollo Santana Coordenador de TCC CEULJI/ULBRA JI-PARANA - RO 5

6 (MODELO DO RELATÓRIO: CAE Carta de Autorização da Empresa) Obs.: Apresentar em papel timbrado da empresa. À Coordenação de TCC do Curso de Ciências Contábeis CEULJI Centro Universitário Luterano de Ji-Paraná Ji-Paraná - RO Prezados Senhores: Informamos a V.S. a, que o(a) acadêmico(a), conforme sua solicitação, foi devidamente aceito(a), para proceder ao estudo de caso nesta empresa, na área de... setor... Outrossim, informamos que o(a) academico(a) será supervisionado pelo Sr.(a)...que ocupa o cargo de... nesta empresa. Ji-Paraná, de de Diretor da Empresa 6

7 (MODELO DO RELATÓRIO FCA Ficha de Cadastro do Acadêmico) Obs.: Apresentar com o timbre da instituição CEULJI. FICHA DE CADASTRO DO ACADEMICO 1- NOME: N o de Matrícula: Filiação: Data de Nascimento: Nacionalidade: Identidade n o : Órgão exped.: Data: CIC/CPF: Endereço residencial: Bairro: Cidade: Estado: CEP: Fone Residencial: 2- CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS Data provável de conclusão: Área ou setor no qual pretende desenvolver o trabalho: Assunto a pesquisar: 3 - LOCAL DE TRABALHO: Função: Tempo de serviço: Porte da empresa: ( )grande ( )média ( )pequena Endereço: Fone: Atividade: 4 - EMPRESA ONDE DESENVOLVERA O ESTUDO: Endereço: Bairro: Cidade: CEP: Estado: Fone: Atividade: Nome e função do Orientador na Empresa: Perspectiva de aproveitamento de sua pesquisa na empresa: Ji-Paraná, / / Assinatura do acadêmico 7

8 (MODELO DO RELATÓRIO: RAM - Relatório de Atividades Mensais) Obs.: Apresentar em papel timbrado da empresa. RELATÓRIO DE ATIVIDADES MENSAIS À Coordenação de TCC do Curso de Ciências Contábeis CEULJI Centro Universitário Luterano de Ji-Paraná Ji-Paraná - RO Relatório nº (01 a 06) Mês: / CURSO: ACADÊMICO: EMPRESA: Área ou setor: Tema a ser pesquisado: Total de horas aplicadas no período: horas Distribuídas nas seguintes atividades: -... (Citar as horas e as obras consultadas: livros, revistas, periódicos, etc, de acordo com a metodologia de referências bibliográficas.) -... (Citar horas de estudo e visita na empresa) -...(Citar horas de orientação com o professor = 20 h) -...(Citar horas em outras atividades) Ji-Paraná, de de Orientador na Empresa Acadêmico 8

9 COORDENAÇÃO DO CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS AVALIAÇÃO DO PROJETO/TCC I Aluno: Matrícula: Semestre: Tema: Prof. Orientador: Nota de G1 ITEM ITENS VALOR NOTA 1.1 Entrega do relatório CSAEC 0,5 1.2 Entrega do relatório CAE 0,5 1.3 Entrega do relatório FCA 0,5 1.4 VPP Parte Escrita 3,5 1.5 Orientação do TCC-I 5,0 Total 10,0 Nota de G2 ITEM ITENS VALOR NOTA 1.1 Entrega do RAM 1 0,5 1.2 Entrega do RAM 2 0,5 1.3 Entrega do RAM 3 0,5 1.4 TCC-I Nota atribuída pelo professor orientador 7,0 1.5 TCC-I Entrega Final na Coord. de C. Contábeis 1,5 Total 10,0 Média Final: Ji-Paraná (RO), / / Coordenação de TCC 9

10 COORDENAÇÃO DO CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS AVALIAÇÃO DO TCC II ARTIGO CIENTÍFICO Aluno: Matrícula: Semestre: Tema: Prof. Orientador: NOTA DE G1 Avaliação pela Coordenação de TCC ITEM RELATÓRIOS VALOR NOTA 1.1 Entrega do RAM 4 0,5 1.2 Entrega do RAM 5 0,5 1.3 Entrega do RAM 6 0,5 1.4 TCC II Orientações 8,5 Total 10,0 Nota de G2 Avaliação pela Banca Examinadora ITEM ITENS VALOR NOTA 1.4 Estrutura do Artigo Científico 1,0 1.5 Apresentação/postura/segurança 0,5 1.6 Introdução 0,5 1.7 Referencial Teórico 1,0 1.8 Metodologia (método, técnicas e procedimentos) 1,0 1.9 Apresentação e Análise dos Resultados 2, Considerações Finais 0, Referências 0,5 Total de Pontuação em Banca Examinadora 7, Painel/Pôster 2, Entrega de Arquivos em PDF/WORD CD 1,0 Total 10,0 Média Final: Ji-Paraná (RO), / / Coordenação de TCC 10

11 ORIENTAÇÕES 1- TCC-I: PROJETO DE PESQUISA O projeto de pesquisa é um documento que tem por finalidade antever e metodizar as etapas operacionais de um trabalho de pesquisa. Nele você irá traçar os caminhos que deverão ser trilhados para alcançar seus objetivos. Um projeto deve trazer elementos que contemplem respostas às seguintes questões: _ o que será pesquisado? O que se vai fazer? _ porque se deseja fazer a pesquisa? _ para que se deseja fazer a pesquisa? _ como será realizada a pesquisa? _ quais recursos serão necessários para sua execução? _ quanto vai custar, quanto tempo vai se levar para executá-la e quem serão os responsáveis pela sua execução? Podemos enumerar alguns objetivos de um projeto de pesquisa, tais como: _ aplicar na prática os conhecimentos teóricos vistos durante o curso; _ avaliar a possibilidade de se sugerir mudanças nas organizações; _ enfrentar problemas reais nas organizações; _ avaliar o mercado de trabalho; _ aprofundar sua área de interesse. Antes de iniciarmos a elaboração de um projeto de pesquisa, é necessário atentarmos para algumas etapas preliminares, de suma importância para alcançarmos os nossos objetivos. Dentre elas podemos destacar: 1) Escolha do Tema: é uma das etapas de maior insegurança por parte dos acadêmicos; justamente por deixarem para o período onde cursarão a disciplina de TCC I - Projetos, o momento de escolherem ou lerem sobre a área na qual realmente querem elaborar a sua pesquisa. E após escolherem a área de interesse ainda terão que delimitar o assunto a ser pesquisado nesta área. De acordo com alguns autores existem alguns critérios para a escolha do tema de pesquisa, que são: _ ser relevante para o curso; _ a viabilidade do projeto; _ disponibilidade para execução do estudo de caso; _ os custos; _ bibliografia disponível; _ interesse da organização empresarial, e outros. 2) Escolha da Organização Empresarial: é necessária muita cautela do acadêmico na hora de escolher a entidade, pública ou privada, na qual pretende fazer seu estudo. Desta forma é aconselhável que se faça: _ contatos com a empresa para solicitação autorização para estudo de caso; 11

12 _ carta de apresentação do acadêmico através do departamento do Curso; _ mostrar interesse e entusiasmo pelo tema a ser desenvolvido na empresa; _ definir o tempo permitido para o acadêmico e o orientador na empresa; _ prometer o relatório do trabalho concluído à empresa. 3) Processo de Orientação: é o momento em que acadêmico e professor orientador estabelecem uma parceria para a confecção do projeto e do TCC. Deve-se levar em consideração: _ idéias claras pelo acadêmico a respeito do assunto que se pretende desenvolver; _ mostrar interesse pelo tema e acesso à empresa a estudar; _ relacionamento entre professor e aluno (empatia e cooperação); _ conhecimento e interesse do professor pelo tema escolhido; _ o aluno deve mostrar iniciativa e independência; _ a qualidade do trabalho final é muito mais responsabilidade do acadêmico do que do professor orientador. O projeto de pesquisa é um plano de ação, e como tal contém intenções que podem ou não ser concretizadas na prática. Ele não deve ser entendido como uma exigência formal, mas como um guia de ação para seu autor. Considera-se que o projeto melhora a qualidade do estágio porque força o aluno a pensar e a planejar sua ação. Alguns alunos ficam paralisados ou surpresos com o projeto; pois não sabem realmente o que querem fazer, nem como fazer. De fato, elaborar um projeto (principalmente da primeira vez) é uma tarefa difícil e demorada, que só pode ser realizado em etapas. Existe uma cronologia, mas ao mesmo tempo, à medida que se avança no projeto, muitas vezes é preciso retroceder e modificar as etapas anteriores. Um projeto normalmente parte da definição de uma problemática para o estudo. Esta definição surge através do processo de observação, ou apreensão da realidade. A definição do problema é provavelmente a parte mais difícil de ser elaborada. Contatos e negociações para estagiar junto às organizações públicas ou privadas, ajudam na definição do tema e do problema ESTRUTURA DO PROJETO DE PESQUISA A estrutura do projeto apresenta três partes fundamentais: DEFINIÇÃO DO PROBLEMA: apresenta o tema do trabalho, a situação problemática, a justificativa e os objetivos do projeto; 12

13 REVISÃO DA LITERATURA: consiste na seleção, leitura, interpretação e discussão de obras que se referem ao tema escolhido no projeto; METODOLOGIA: significa realizar uma escolha de como se pretende investigar a realidade, ou seja, como o projeto será realizado. Nesta parte define-se a classificação da pesquisa respondendo o problema, objetivos, procedimentos técnicos, coleta de dados e instrumentos utilizados no estudo PONTOS RELEVANTES DE UM PROJETO DE PESQUISA TEMA, PROBLEMA E HIPÓTESE O tema de uma pesquisa é o assunto que se deseja provar ou desenvolver, é uma dificuldade, ainda sem solução, que é mister determinar com precisão, para intentar, em seguida, seu exame, avaliação crítica e solução. O acadêmico deve delimitar ao máximo o tema escolhido, para que o trabalho não se torne extenso por demais, e possa desta forma tratar o assunto com mais profundidade. Um problema é uma situação não resolvida, mas também pode ser a identificação de oportunidades até então não percebidas pela organização, pela comunidade, etc. A problemática pode referir-se a controvérsias teóricas sobre determinada questão, ou à possibilidade de testar um modelo ou instrumento. Formular o problema consiste em dizer, de maneira explícita, clara, compreensível e operacional, qual a dificuldade com a qual nos defrontamos e que pretendemos resolver, limitando o seu campo e apresentando suas características. Exemplos de Temas e Problemas: _ Tema: O perfil do contador gerencial no mercado de trabalho. _ Problema: Quais as condições necessárias para que o profissional contábil se apresente como um tomador de decisões junto às entidades empresariais? _ Tema: Análise econômica e financeira das demonstrações contábeis da empresa x estudo de caso. _ Problema: Como se apresenta a situação econômica e financeira da empresa x? Uma vez formulado o problema, sempre em forma de uma pergunta, propõe-se uma resposta "suposta, provável e provisória", isto é, uma hipótese. E enquanto o problema constitui-se numa sentença interrogativa, a hipótese sempre será uma sentença afirmativa. Exemplo: _ Tema: A necessidade da informação contábil junto ao processo de decisão das empresas. 13

14 _ Problema: De que forma os relatórios e demonstrativos contábeis podem ser utilizados no processo de decisão das empresas? _ Hipótese: Se os demonstrativos contábeis forem apresentados através de relatórios elaborados com uma linguagem simples e objetiva, ou através de gráficos, desta forma contribuirão para um melhor aproveitamento das informações contábeis. Há várias maneiras de se formular hipótese, mas a mais comum é "Se x, então y". Ex: Se elevado grau de desorganização interna na empresa, então maior possibilidade de furtos e roubos nesta entidade. Neste exemplo utilizou-se apenas duas variáveis, podendo ocorrer algumas vezes com um número maior das mesmas OBJETIVOS DA PESQUISA Neste tópico deverá ser indicado claramente o que você deseja fazer, o que pretende alcançar. Para Lakatos (1992, p. 102), Os objetivos dividem-se em geral e específicos, sendo o primeiro ligado a uma visão global e abrangente do tema, estando vinculado à própria significação da pesquisa proposta pelo projeto; o segundo representa os objetivos intermediários da pesquisa, sem os quais o objetivo final não seria alcançado. Alguns autores consideram que os objetivos específicos apresentam de maneira detalhada os objetivos a serem atingidos na execução do projeto. É bom lembrar que o tema e o problema da pesquisa devem estar em perfeita sintonia com os objetivos da pesquisa. Desta forma o objetivo geral representa uma visão global ou abrangente do tema; e os objetivos específicos têm um caráter mais concreto, indicando exatamente o que será realizado na pesquisa para se atingir o objetivo geral. Exemplo: Objetivos: Objetivo geral civil. _ Identificar a situação econômica e financeira de uma empresa do setor de construção Objetivos específicos _ delimitar os indicadores a serem utilizados na avaliação econômica e financeira da empresa; _ analisar os demonstrativos contábeis do período a ser estudado, de acordo com os indicadores delimitados; 14

15 _ interpretar os resultados obtidos de acordo com a opinião de diversos autores, comparando-os com indicadores padrões do setor DELIMITAÇÃO DO ESTUDO Neste tópico o acadêmico deverá especificar o momento em que se dará a investigação científica, detalhando quando for o caso, a empresa a ser estudada, a atividade econômica exercida, o período analisado, e outros dados que tornem o estudo delimitado no seu tempo. Isto se deve ao fato de que os resultados alcançados pela pesquisa refletem aquele momento estudado, não significando que tal situação não se modificará. E assim a delimitação do estudo é muito importante no processo de uma investigação científica JUSTIFICATIVA Consiste na apresentação das razões de ordem teórica e ou prática que justificam a realização da pesquisa, como: _ as contribuições que a pesquisa pode trazer com vistas a proporcionar respostas aos problemas propostos ou a ampliar as formulações teóricas a esse respeito; _ a relevância social do problema a ser investigado, ou seja, a importância para o curso e para a sociedade; _ a possibilidade de sugerir modificações no âmbito da realidade abarcada pelo tema; _ mostra as razões da preferência pelo assunto escolhido e sua importância em face de outros temas. Ao justificar a realização da pesquisa, o aluno estará dizendo o porquê de sua execução, envolvendo aí a escolha do assunto, sua problematização e como pretende trabalhar a realidade a ser estudada. É uma síntese com ênfase ao valor da pesquisa, devendo o estudante cuidar para não fazer uma dissertação conclusiva sobre o assunto, uma vez que o que interessa na justificativa é, sinteticamente, apresentar o porquê do assunto e sua importância enquanto objeto de estudo. Sua redação deve ser textual, não por tópicos. (LIMA, 2002) REFERENCIAL TEÓRICO Neste capítulo o acadêmico deve realizar uma análise comentada do que já foi escrito sobre o tema de sua pesquisa, procurando descrever os pontos de vista convergentes e divergentes dos autores, mostrando assim os enfoques recebidos pelo tema na literatura publicada em livros e periódicos, ou disponibilizados em outros meios como a internet. Neste caso, procurando sempre se precaver de que a página consultada se trata de uma fonte segura e confiável. A teoria de base ou referencial teórico caracteriza-se pelos conceitos outrora apresentados por pesquisadores e estudiosos do assunto, e reconhecidos como 15

16 adequados à pesquisa em questão. É a linha de raciocínio a ser adotada pelo pesquisador, que serve como diretriz para a sua reflexão. (LIMA, 1999, p. 32). Isto implica dizer que todo projeto deve conter as [...] premissas ou pressupostos teóricos sobre os quais o pesquisador [...] fundamentará sua interpretação. (LAKATOS e MARCONI, 1992, p. 110) É neste momento que o acadêmico começa a expor em linhas gerais a sua habilidade com o tema, descrevendo os pontos importantes que serão tratados no trabalho, dando assim sustentação teórica para o que vai ser utilizado na parte prática do trabalho, quando da elaboração da monografia METODOLOGIA De acordo com alguns autores a metodologia evidencia o caminho para se chegar a determinado resultado; é uma forma de classificar, ou de avaliar alternativas para ação científica. Mas há distinções importantes entre classificação, procedimentos e coletas de dados e instrumentos. CLASSIFICAÇÃO DA PESQUISA: Quanto ao Problema: Qualitativo, Quantitativo ou os dois; Quanto aos Objetivos: Exploratório, Descritivo ou Explicativo; OS PROCEDIMENTOS TÉCNICOS: Bibliográfica, Documental, Estudo de Caso, Pesquisa Ação e Pesquisa Participante, etc... Revelam as etapas mais concretas da investigação, com finalidade mais restrita em termos de explicação geral dos fenômenos e menos abstratos. Exemplos: _ Histórico: consiste em investigar acontecimentos, processos e instituições do passado para verificar a sua influência na sociedade de hoje; _ Comparativo: é usado tanto para comparações de grupos no presente, no passado, ou entre os existentes e os do passado, com a finalidade de verificar semelhanças e explicar divergências; _ Monográfico ou Estudo de Caso: partindo do princípio de que qualquer caso que se estude em profundidade pode ser considerado representativo de muitos outros ou até de todos os casos semelhantes, o método monográfico consiste no estudo de determinados indivíduos, profissões, condições, instituições, grupos ou comunidades, com a finalidade de obter generalizações. _ Estatístico: permitem obter, de conjuntos complexos, representações simples e constatar se essas verificações simplificadas têm relações entre si. Significa redução de fenômenos sociológicos, políticos, econômicos, etc. a termos quantitativos e a manipulação estatística, que permite comprovar as relações dos fenômenos entre si, e obter generalizações sobre sua natureza, ocorrência ou significado; COLETA DE DADOS E INSTRUMENTOS 16

17 Quando utilizar questionários deverá constar a População e a Amostra da Pesquisa. Explicando exatamente como será realizado o estudo, a empresa, as empresas, ramos, atividades e caso utilize o questionário pronto, citar o autor do questionário, explicando se as perguntas são abertas ou fechadas, enfim, detalhar os passos do estudo. O capítulo de metodologia é sem dúvida uma das partes mais complexas na redação de um projeto de pesquisa, pois devem ser levados em consideração vários aspectos de acordo com a complexidade e a extensão da pesquisa. De maneira bem abrangente neste capítulo podem ser considerados os seguintes componentes: _ operacionalização das variáveis _ amostragem _ técnicas de coleta de dados _ tabulação _ análise dos dados; e _ forma do relatório Com relação aos itens acima, o tipo de delineamento merece uma explicação melhor, já que cada pesquisa possui um delineamento próprio, peculiar, determinado pelo objeto de investigação, pela dificuldade na obtenção dos dados, pelo nível de precisão exigido e pelos recursos materiais de que dispõe o investigador. O elemento mais importante para a identificação de um delineamento é o procedimento adotado para a coleta de dados. Assim, podem ser definidos dois grandes grupos de delineamentos, conhecidos como: _ Fontes de papel: pesquisa bibliográfica e pesquisa documental; e _ Fontes de pessoas: pesquisa experimental, pesquisa ex-post-facto, o levantamento e o estudo de caso. Verificar junto aos autores de metodologia científica (GIL, LAKATOS e MARCONI, LIMA, ROESCH, GALLIANO e outros) as definições destes níveis de pesquisa, para serem adequadas e referenciadas no projeto de pesquisa e na monografia. O esquema para elaboração de um projeto de pesquisa não é único e não existem regras fixas para sua elaboração. Desta forma o acadêmico deverá utilizar o modelo adotado pelo curso. 17

18 APRESENTAÇÃO GRÁFICA DO VPP, TCC-1 E DO ARTIGO CIENTÍFICO DO CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS O acadêmico matriculado na disciplina de TCC-I deverá elaborar durante o semestre o VPP - Viabilização do Projeto de Pesquisa e o TCC-I; e em TCC-II o Artigo Científico (conforme modelos em anexo), e de acordo com as normas e regras do presente Manual do Curso de Ciências Contábeis. O projeto deverá seguir a estrutura da Viabilização do Projeto de Pesquisa VPP, adotada pelo curso, que sendo aceito perseguirá com os procedimentos para elaboração do TCC-I. O trabalho deverá ser digitado em folha branca no formato A4 (21 x 29,7 cm) devendo-se utilizar espaçamento simples, de forma direta entre um parágrafo e outro, utilizando-se separação somente entre os tópicos e subtópicos. As demais normas metodológicas devem ser seguidas, como por exemplo para as citações curtas e longas, referências bibliográficas, quadros, tabelas, gráficos e outros. Recomenda-se o uso de letra tamanho 12 para os títulos e para o texto normal, negritando sempre os tópicos e subtópicos. O editor de texto e estilo de letras não é definido, porém, o mais usado é o editor Word for Windows com fonte Times New Roman. Como forma de uniformização dos Projetos e Artigos os acadêmicos do curso de Ciências Contábeis devem utilizar o editor WW e a fonte TNR acima especificados. O trabalho deverá respeitar as seguintes margens: - Margem superior e margem esquerda: 3 cm - Margem inferior e margem direita: 2 cm A seguir serão apresentadas a estrutura do VPP - Viabilização do Projeto de Pesquisa adotada pelo curso, e os procedimentos para elaboração do TCC-I e do Artigo Científico. 18

19 T.C.C TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO TCC I - Projeto VPP - Viabilização do Projeto de Pesquisa 1 - TEMA: 2 - DEFINIÇÃO DO PROBLEMA: 3 - OBJETIVOS: Objetivo Geral 3.2 Objetivos específicos: 19

20 4 - DELIMITAÇÃO DO ESTUDO 5 - JUSTIFICATIVA DADOS PARA CORRESPONDÊNCIA: NOME: ENDEREÇO: TELEFONE RESIDENCIAL: TELEFONE COMERCIAL: Professor Orientador: Projeto aceito em \ \ Assinatura do Professor Orientador 20

21 (Título Fonte 15 Alinhamento à direita) O Impacto xxxxxxx e xxxxxx da Lei do Idoso no Âmbito do xxxxxxxxxxxx: Estudo de caso na xxxxxxxx de xxxxxxxxxxxx xxxxxxxxx (Nome: Fonte 10 Negrito) Lxxxx Mxxxxx Jxxxx Axxxxxx (Fonte 10) Acadêmico em Ciências Contábeis CEULJI/ULBRA (Fonte 10) (Nome: Fonte 10 Negrito) Lxxxx Mxxxxx Jxxxx Axxxxxx (Fonte 10) Acadêmico em Ciências Contábeis CEULJI/ULBRA (Fonte 10) (Nome: Fonte 10 Negrito) Lxxxx Mxxxxx Jxxxx Axxxxxx (Fonte 10) Mestre em xxxxxxxxxx Instituição de formação (Fonte 10) CEULJI/ULBRA (Fonte 10) O TIMBRE DO CENTRO UNIVERSITÁRIO LUTERANO DE JI- PARANÁ IRÁ SOMENTE NA PRIMEIRA PÁGINA T CC I 21

22 ESTRUTURA DO ARTIGO CIENTÍFICO OBS: NÃO TEM SUMÁRIO 1. Introdução 1.1 Objetivo Geral 1.2 Objetivos Específicos 2 Referencial Teórico 2.1 Contabilidade de Custo Terminologia dos Custos Classificação dos Custos Custos Fixos Despesas Fixas 2.2 Sistemas de Custeio Custeio por Absorção 3 Metodologia 3.1 Classificação da Pesquisa Quanto ao Problema: Qualitativo, Quantitativo ou os dois; Quanto aos Objetivos: Exploratório, Descritivo ou Explicativo; 3.2 Procedimentos Técnicos Bibliográfica, Documental, Estudo de Caso, Pesquisa Ação e Pesquisa Participante, etc Coleta de Dados e Instrumentos População, Amostra da Pesquisa, Questionários, operacionalização das variáveis, amostragem, técnicas de coleta de dados, tabulação, análise dos dados; e forma do relatório; Referências Anexo A -...Quando for realizar pesquisa utilizando questionários... Layout da Página: Superior: 3cm Inferior: 2cm Esquerda: 3cm Direita: 2cm O TCC-I deve ter no mínimo 10 e no máximo 20 páginas. Espaçamento simples Introdução: Mínimo 01 página Referencial Teórico: + ou 15 páginas Metodologia Mínimo + ou - 01 página O texto: Fonte 12 (Times New Roman) 22

23 1 Introdução (Fonte 12 negrito) O Brasil e conhecido mundialmente por ter a maior bacia hidrográfica do mundo, segundo Melo et al (2010, p. 02): o Brasil apresenta grande potencial para a agricultura, pois conta com mais de km de costa marítima e hectares de laminas de água doce, assim a piscicultura tem grande campo para se desenvolver e alcançar status de grande atividade de cultura no país. (PROBLEMA) Visto que o cultivo do tambaqui é uma atividade em franca expansão parte-se para a seguinte questão-problema: Qual o custo de produção de uma atividade de piscicultura da espécie tambaqui, utilizando o método de custeio por absorção? 1.1 Objetivo Geral 1.2 Objetivos Específicos 2 Referencial Teórico 2.1 Contabilidade de Custos 2.2 Terminologias dos Custos 2.3 Classificação dos Custos Custos Fixos Despesas Fixas 3 Metodologia 3.1 Classificação da Pesquisa Quanto ao Problema: Qualitativo, Quantitativo ou os dois; Quanto aos Objetivos: Exploratório, Descritivo ou Explicativo; 3.2 Procedimentos Técnicos Bibliográfica, Documental, Estudo de Caso, Pesquisa Ação e Pesquisa Participante, etc Coleta de Dados e Instrumentos População, Amostra da Pesquisa, Questionários, operacionalização das variáveis, amostragem, técnicas de coleta de dados, tabulação, análise dos dados; e forma do relatório; Referências (fonte 12) Todos os autores citados no artigo devem estar referenciados nas referencias, e vice-versa. 23

24 Como se apresentam as tabelas, gráficos e quadros. Tabela 1 Total dos recursos destinados a Educação (Fonte 12) Recursos destinados a Educação R$ A) Total de recursos destinados à manutenção e Desenvolvimento do Ensino ,00 B) Total, recursos destinados à Educação no enquadramento, calculo dos 25% ,00 b) Fundeb (fonte 05) ,00 b) Despesas oriunda de impostos e transferência 15% ,00 b) Despesas oriunda de impostos e transferência 10% ,00 b) Com recursos não vinculados do tesouro ,00 b) Perda dos recursos do Fundeb ,00 C) Receita Previstas de Impostos e Transferências Constitucionais ,00 D) Percentual destinado à Educação para fins de cumprimento (B/C x 100) 27,67% Fonte: Gráfico 01 xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx (Fonte 12). Fonte: Os Autores (Fonte 10) Quadro 1 Valores das multas para os crimes contra a flora conforme Decreto n.º 3.179/99: Crime Multa Cortar ou transformar em carvão madeira de lei, assim classificada por ato do Poder Público, para fins industriais, energéticos ou para qualquer outra exploração, econômica ou não, em desacordo com as determinações legais. Receber ou adquirir, para fins comerciais ou industriais, madeira, lenha, carvão e outros produtos de origem vegetal, sem exigir a exibição de licença do vendedor, outorgada pela autoridade competente, e sem munir-se da via que deverá acompanhar o produto até final beneficiamento. Impedir ou dificultar a regeneração natural de florestas e demais formas de vegetação. Desmatar, explorar economicamente ou degradar floresta, plantada ou nativa, em terras de domínio Multa de R$ 1.000,00 (mil reais). público ou devolutas, sem autorização do órgão competente. Fonte: Elaborado pela acadêmica, baseada no Decreto n.º 3.179/99. Multa de R$ 500,00 (quinhentos reais), por metro cúbico. Multa simples de R$ 100,00 (cem reais) a R$ 500,00 (quinhentos reais), por unidade, estéreo, quilo, mdc ou metro cúbico Multa de R$ 300,00 (trezentos reais), por hectare ou fração. 24

universia.com.br/materia/img/tutoriais/ /01.jsp 1/1

universia.com.br/materia/img/tutoriais/ /01.jsp 1/1 5/12/2008 Monografias - Apresentação Fazer um trabalho acadêmico exige muito de qualquer pesquisador ou estudante. Além de todo esforço em torno do tema do trabalho, é fundamental ainda, adequá-lo às normas

Leia mais

2- DETALHES SOBRE A ESTRUTURA DO RELATÓRIO A seguir estão orientações sobre como formatar as diversas partes que compõem o relatório.

2- DETALHES SOBRE A ESTRUTURA DO RELATÓRIO A seguir estão orientações sobre como formatar as diversas partes que compõem o relatório. 1 - ESTRUTURA DO RELATÓRIO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO O relatório do Estágio Supervisionado de todos os cursos do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Minas Gerais Campus Formiga - irá mostrar

Leia mais

RELATÓRIO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO

RELATÓRIO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO 1,5 espaçamento entre as linhas CURSO xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx Nome do Estagiário 2 espaços 1,5 Fonte 14 Fonte 14 RELATÓRIO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO Fonte 16 COLOCADO NO CENTRO DA FOLHA LOCAL ANO Fonte

Leia mais

FACULDADE DE ADMINISTRAÇÃO E NEGÓCIOS DE SERGIPE - FANESE NÚCLEO DE PÓS-GRADUAÇÃO E EXTENSÃO NPGE MANUAL PARA ELABORAÇÃO DE ARTIGOS CIENTÍFICOS

FACULDADE DE ADMINISTRAÇÃO E NEGÓCIOS DE SERGIPE - FANESE NÚCLEO DE PÓS-GRADUAÇÃO E EXTENSÃO NPGE MANUAL PARA ELABORAÇÃO DE ARTIGOS CIENTÍFICOS FACULDADE DE ADMINISTRAÇÃO E NEGÓCIOS DE SERGIPE - FANESE NÚCLEO DE PÓS-GRADUAÇÃO E EXTENSÃO NPGE MANUAL PARA ELABORAÇÃO DE ARTIGOS CIENTÍFICOS ARACAJU 2012 2 PREFÁCIO A apresentação dos trabalhos acadêmicos

Leia mais

AJES FACULDADE DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS E ADMINISTRAÇÀO DO VALE DO JURUENA E AJES - INSTITUTO SUPERIOR DE EDUCAÇÃO DO VALE DO JURUENA

AJES FACULDADE DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS E ADMINISTRAÇÀO DO VALE DO JURUENA E AJES - INSTITUTO SUPERIOR DE EDUCAÇÃO DO VALE DO JURUENA AJES FACULDADE DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS E ADMINISTRAÇÀO DO VALE DO JURUENA E AJES - INSTITUTO SUPERIOR DE EDUCAÇÃO DO VALE DO JURUENA NORMAS DE APRESENTAÇÃO DE TRABALHOS JUINA/MT JULHO/2009 SUMÁRIO Introdução...

Leia mais

CONSTRUINDO MINHA MONOGRAFIA

CONSTRUINDO MINHA MONOGRAFIA CONSTRUINDO MINHA MONOGRAFIA 1 Prezado(a) aluno(a), Este roteiro foi preparado para auxiliá-lo na elaboração de sua monografia (TCC). Ele o apoiará na estruturação das etapas do seu trabalho de maneira

Leia mais

5 ESTRUTURA E APRESENTAÇÃO DE MONOGRAFIAS OU TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO (TCC)... 478 5.1 Ordenamento dos elementos da monografia ou TCC... 48 5.

5 ESTRUTURA E APRESENTAÇÃO DE MONOGRAFIAS OU TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO (TCC)... 478 5.1 Ordenamento dos elementos da monografia ou TCC... 48 5. 5 ESTRUTURA E APRESENTAÇÃO DE MONOGRAFIAS OU TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO (TCC)... 478 5.1 Ordenamento dos elementos da monografia ou TCC... 48 5.2 Capa... 48 5.3 Folha de rosto... 51 5.4 Errata... 53

Leia mais

RELATÓRIO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO

RELATÓRIO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO 1,5 espacejamento entre as linhas CURSO xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx 2 espaços 1,5 Fonte 14 Nome do Estagiário Fonte 14 RELATÓRIO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO Fonte 16 COLOCADO NO CENTRO DA FOLHA BAMBUÍ ANO Fonte

Leia mais

MODELO DE RELATÓRIO DE ESTÁGIO DO CURSO DE GESTÃO AMBIENTAL CURSO DE GESTÃO AMBIENTAL - RELATÓRIO DE ESTÁGIO

MODELO DE RELATÓRIO DE ESTÁGIO DO CURSO DE GESTÃO AMBIENTAL CURSO DE GESTÃO AMBIENTAL - RELATÓRIO DE ESTÁGIO MODELO DE RELATÓRIO DE ESTÁGIO DO CURSO DE GESTÃO AMBIENTAL Estrutura formal do relatório Estrutura Elemento Capa Folha de Rosto Pré-textuais Folha de Identificação Sumário 1. Introdução Textuais 2. Atividades

Leia mais

Manual TCC Administração

Manual TCC Administração 1 Manual TCC Administração 2013 2 Faculdade Marista Diretor Geral Ir. Ailton dos Santos Arruda Diretora Administrativo-Financeiro Sra. Rafaella Nóbrega Coordenador do Curso de Administração e Gestão de

Leia mais

- TCC A/B - ORIENTAÇÕES PARA ESTRUTURAÇÃO E FORMATAÇÃO (Versão 1.3 Agosto de 2008)

- TCC A/B - ORIENTAÇÕES PARA ESTRUTURAÇÃO E FORMATAÇÃO (Versão 1.3 Agosto de 2008) Faculdade Dom Bosco de Porto Alegre Curso de Sistemas de Informação Trabalho de Conclusão de Curso Prof. Dr. Luís Fernando Garcia - TCC A/B - ORIENTAÇÕES PARA ESTRUTURAÇÃO E FORMATAÇÃO (Versão 1.3 Agosto

Leia mais

MODELO DE PROJETO DE PESQUISA DA ADJETIVO CETEP

MODELO DE PROJETO DE PESQUISA DA ADJETIVO CETEP MODELO DE PROJETO DE PESQUISA DA ADJETIVO CETEP REPRESENTAÇÕES GRÁFICAS DOS TRABALHOS Formato: A4 Cor preta Espaçamento entre linhas: 1,5cm Fonte texto: Times New Roman, 12 ou Arial, 11 Margem superior

Leia mais

REGRAS PARA APRESENTAÇÃO DE RELATÓRIO DE ESTÁGIO

REGRAS PARA APRESENTAÇÃO DE RELATÓRIO DE ESTÁGIO 1 REGRAS PARA APRESENTAÇÃO DE RELATÓRIO DE ESTÁGIO Os seguintes padrões atendem às exigências da FTC Feira de Santana, em conformidade com a NBR 14724:2002/2005 da Associação Brasileira de Normas Técnicas

Leia mais

O título e subtítulo (quando houver) devem ser separados por dois pontos (:).

O título e subtítulo (quando houver) devem ser separados por dois pontos (:). VIII Jornada Ibmec de Iniciação Científica - 2013 Normas para submissão dos artigos Os autores devem ser cuidadosos com a apresentação técnica, com a sintaxe e a ortografia de seu texto, sob pena de recusa

Leia mais

FACULDADE SATC/UNESC METODOLOGIA CIENTÍFICA PARA RELATÓRIO DE ESTÁGIO

FACULDADE SATC/UNESC METODOLOGIA CIENTÍFICA PARA RELATÓRIO DE ESTÁGIO FACULDADE SATC/UNESC METODOLOGIA CIENTÍFICA PARA RELATÓRIO DE ESTÁGIO Este documento tem por função dar orientações sobre a elaboração do relatório de estágio para os alunos de Tecnologias. Abordaremos

Leia mais

ORIENTAÇÕES BÁSICAS NA ELABORAÇÃO DO ARTIGO CIENTÍFICO

ORIENTAÇÕES BÁSICAS NA ELABORAÇÃO DO ARTIGO CIENTÍFICO FACULDADE DE DIREITO DE VARGINHA - FADIVA COORDENAÇÃO DO NÚCLEO DE PESQUISA E MONOGRAFIA PROFª Ms Mª AUXILIADORA PINTO COELHO FROTA MATÉRIA: METODOLOGIA DO TRABALHO CIENTÍFICO ORIENTAÇÕES BÁSICAS NA ELABORAÇÃO

Leia mais

NORMAS PARA APRESENTAÇÃO DE MONOGRAFIA

NORMAS PARA APRESENTAÇÃO DE MONOGRAFIA ANEXO da Norma 004/2008 CCQ Rev 1, 28/09/2009 UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA INSTITUTO DE QUÍMICA CURSO DE GRADUAÇÃO EM QUÍMICA Salvador 2009 2 1 Objetivo Estabelecer parâmetros para a apresentação gráfica

Leia mais

REGULAMENTO DA III MOSTRA CIENTÍFICA DA FACULDADE ESTÁCIO VILA VELHA ANEXO I

REGULAMENTO DA III MOSTRA CIENTÍFICA DA FACULDADE ESTÁCIO VILA VELHA ANEXO I Diretrizes para Autores das áreas de GESTÃO E FINANÇAS / LICENCIATURAS/ ENGENHARIAS: Os trabalhos deverão seguir a seguinte extensão: - artigos: entre 10 (dez) e 25 (vinte e cinco) páginas, incluindo as

Leia mais

MODELO PARA ELABORAÇÃO DE PROJETO DE PESQUISA

MODELO PARA ELABORAÇÃO DE PROJETO DE PESQUISA MODELO PARA ELABORAÇÃO DE PROJETO DE PESQUISA Araranguá MÊS /ANO 2 SUMÁRIO 1- INTRODUÇÃO...3 2- OBJETIVOS...4 3- JUSTIFICATIVA...5 4- REVISÃO TEÓRICA...6 5- METODOLOGIA...7 6- CRONOGRAMA...8 7- BIBLIOGRAFIA...9

Leia mais

NORMAS PARA PUBLICAÇÃO NA RECeT POLÍTICA EDITORIAL

NORMAS PARA PUBLICAÇÃO NA RECeT POLÍTICA EDITORIAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE SÃO PAULO CAMPUS PRESIDENTE EPITÁCIO CNPJ 10.882.594/0001-65 Al. José Ramos Júnior, 27-50, Jardim Tropical Presidente Epitácio

Leia mais

Ministério da Educação Universidade Federal do Amapá. Pró-Reitoria de Pós-Graduação Curso de Pós-graduação em Ciências Farmacêuticas

Ministério da Educação Universidade Federal do Amapá. Pró-Reitoria de Pós-Graduação Curso de Pós-graduação em Ciências Farmacêuticas Ministério da Educação Universidade Federal do Amapá Pró-Reitoria de Pós-Graduação Curso de Pós-graduação em Ciências Farmacêuticas MANUAL PARA ELABORAÇÃO DE PROJETO DE PESQUISA Segundo a NBR 15287:2011

Leia mais

3 cm UNIVERSIDADE ESTADUAL DE GOIÁS UNIDADE UNIVERSITÁRIA DE LUZIÂNIA

3 cm UNIVERSIDADE ESTADUAL DE GOIÁS UNIDADE UNIVERSITÁRIA DE LUZIÂNIA 3 cm UNIVERSIDADE ESTADUAL DE GOIÁS UNIDADE UNIVERSITÁRIA DE LUZIÂNIA NOME DO AUTOR (fonte tamanho 12, arial, todas em maiúscula, negrito, centralizado) ESTÁGIO SUPERVISIONADO I OU II DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO

Leia mais

FACULDADE ÚNICA DE CONTAGEM CLAUDIANE SANTANA MANUAL DE NORMALIZAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS CIENTÍFICOS

FACULDADE ÚNICA DE CONTAGEM CLAUDIANE SANTANA MANUAL DE NORMALIZAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS CIENTÍFICOS FACULDADE ÚNICA DE CONTAGEM CLAUDIANE SANTANA MANUAL DE NORMALIZAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS CIENTÍFICOS Baseado nas obras de Júnia Lessa França e Ana Cristina de Vasconcellos; Rosy Mara Oliveira. Atualizado

Leia mais

PROJETO DE PESQUISA ABNT NBR 15287:2011. Especifica os princípios gerais para a elaboração de projetos de pesquisa

PROJETO DE PESQUISA ABNT NBR 15287:2011. Especifica os princípios gerais para a elaboração de projetos de pesquisa PROJETO DE PESQUISA ABNT NBR 15287:2011 Especifica os princípios gerais para a elaboração de projetos de pesquisa REFERÊNCIA NORMATIVA Documentos indispensáveis à aplicação deste documento ABNT NBR 6023

Leia mais

4 ESTRUTURA E APRESENTAÇÃO DE ARTIGO CIENTÍFICO

4 ESTRUTURA E APRESENTAÇÃO DE ARTIGO CIENTÍFICO 4 ESTRUTURA E APRESENTAÇÃO DE ARTIGO CIENTÍFICO Este capítulo visa a orientar a elaboração de artigos científicos para os cursos de graduação e de pós-graduação da FSG. Conforme a NBR 6022 (2003, p. 2),

Leia mais

ELEMENTOS PÓS-TEXTUAIS

ELEMENTOS PÓS-TEXTUAIS 1 SUMÁRIO 1 ELEMENTOS PÓS-TEXTUAIS...3 1.1 Referências...3 1.1.2 Regras gerais...3 1.2 Como elaborar referências...4 1.2.1 Autores...4 1.2.2 Título...6 1.2.3 Edição...6 1.2.4 Local...6 1.2.5 Editora...7

Leia mais

ORIENTAÇÃO PARA ELABORAÇÃO DE MONOGRAFIA CURSO: AGRONOMIA

ORIENTAÇÃO PARA ELABORAÇÃO DE MONOGRAFIA CURSO: AGRONOMIA UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DE PERNAMBUCO Av. Dom Manuel de Medeiros s/nº Dois Irmão, Recife PE Telefone: 3320-6203 ORIENTAÇÃO PARA ELABORAÇÃO DE MONOGRAFIA CURSO: AGRONOMIA I ESTRUTURA DO RELATÓRIO 1.1

Leia mais

Ministério da Educação Universidade Federal do Amapá Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação Programa de Pós-graduação em Ciências Farmacêuticas

Ministério da Educação Universidade Federal do Amapá Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação Programa de Pós-graduação em Ciências Farmacêuticas Ministério da Educação Universidade Federal do Amapá Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação Programa de Pós-graduação em Ciências Farmacêuticas MANUAL PARA ELABORAÇÃO DO TRABALHO DE DISSERTAÇÃO (FORMATO

Leia mais

1 PROJETOS DE PESQUISA ( PARA PCCT LEIA PRIMEIRAMENTE O APÊNDICE A )

1 PROJETOS DE PESQUISA ( PARA PCCT LEIA PRIMEIRAMENTE O APÊNDICE A ) 1 PROJETOS DE PESQUISA ( PARA PCCT LEIA PRIMEIRAMENTE O APÊNDICE A ) O Projeto de Pesquisa tem por objetivo organizar, delimitar e sistematizar uma proposta de pesquisa, esta, porém poderá sofrer alterações

Leia mais

Elaborado pelo Coordenador do curso de Gestão Empresarial Prof. Ms. Ricardo Resende Dias e pela professora Profª Drª Silvana de Brito Arrais Dias.

Elaborado pelo Coordenador do curso de Gestão Empresarial Prof. Ms. Ricardo Resende Dias e pela professora Profª Drª Silvana de Brito Arrais Dias. Elaborado pelo Coordenador do curso de Gestão Empresarial Prof. Ms. Ricardo Resende Dias e pela professora Profª Drª Silvana de Brito Arrais Dias. Goiânia, 2010 SUMÁRIO SUMÁRIO...2 1. INTRODUÇÃO...3 1.1-

Leia mais

GUIA PARA ELABORAÇÃO DISSERTAÇÃO DE MESTRADO (SEGUNDO ABNT-NBR 14724) PROGRAMA DE PÓS GRADUAÇÃO EM BIOTECNOLOGIA - UFSJ

GUIA PARA ELABORAÇÃO DISSERTAÇÃO DE MESTRADO (SEGUNDO ABNT-NBR 14724) PROGRAMA DE PÓS GRADUAÇÃO EM BIOTECNOLOGIA - UFSJ UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO JOÃO DEL-REI UFSJ CAMPUS CENTRO-OESTE DONA LINDU CCO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM BIOTECNOLOGIA GUIA PARA ELABORAÇÃO DISSERTAÇÃO DE MESTRADO (SEGUNDO ABNT-NBR 14724) PROGRAMA

Leia mais

TRABALHO ACADÊMICO. Apresentação gráfica

TRABALHO ACADÊMICO. Apresentação gráfica 2012 2 Núcleo de Apoio à Pesquisa na Graduação- NAP/UNIMAR Projeto de Pesquisa; Apresentação gráfica TRABALHO ACADÊMICO Apresentação gráfica Segundo normas estabelecidas pela Associação Brasileira de Normas

Leia mais

TÍTULO DO PROJETO NOME DO ALUNO MATRÍCULA

TÍTULO DO PROJETO NOME DO ALUNO MATRÍCULA CURSO DE DIREITO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO TÍTULO DO PROJETO NOME DO ALUNO MATRÍCULA RIO DE JANEIRO MÊS - ANO NOME DO AUTOR DO PROJETO TÍTULO DO PROJETO Projeto de Pesquisa apresentado ao orientador

Leia mais

ORIENTAÇÕES BÁSICAS PARA A ELABORAÇÃO DE ARTIGOS CIENTÍFICOS

ORIENTAÇÕES BÁSICAS PARA A ELABORAÇÃO DE ARTIGOS CIENTÍFICOS ORIENTAÇÕES BÁSICAS PARA A ELABORAÇÃO DE ARTIGOS CIENTÍFICOS Este texto trata a respeito das Normas da ABNT e do Manual do Unisal com a finalidade de orientar os alunos sobre as regras básicas para a publicação

Leia mais

ROTEIRO PARA CRIAÇÃO DE UM ARTIGO CIENTÍFICO

ROTEIRO PARA CRIAÇÃO DE UM ARTIGO CIENTÍFICO ROTEIRO PARA CRIAÇÃO DE UM ARTIGO CIENTÍFICO Finalidade de um Artigo Científico Comunicar os resultados de pesquisas, idéias e debates de uma maneira clara, concisa e fidedigna. Servir de medida da produtividade

Leia mais

ESTRUTURA DE UM TRABALHO MONOGRÁFICO (NBR 14724/2005)

ESTRUTURA DE UM TRABALHO MONOGRÁFICO (NBR 14724/2005) Errata Folha de Rosto Capa ESTRUTURA DE UM TRABALHO MONOGRÁFICO (NBR 14724/2005) Epígrafe Resumo L. estrangeira Resumo Agradecimentos Dedicatória Folha de Aprovação Anexos Apêndices Glossário Referências

Leia mais

ORIENTAÇÃO DE TCC CURSO: PROF(A):

ORIENTAÇÃO DE TCC CURSO: PROF(A): ORIENTAÇÃO DE TCC CURSO: PROF(A): MATRÍCUL A ALUNO (A) REUNI ÃO ORIENTAÇ ÕES TCC Entregue Corrigida Nota Assinatura do Orientador: Data: / / Assinatura do Orientador: Data: / / Assinatura do Orientador:

Leia mais

CENTRO DE ENSINO SUPERIOR DE AGUDOS - FAAG BIBLIOTECA MANUAL PARA ELABORAÇÃO DE ARTIGOS PARA O PERIÓDICO. REVISTA DiCA!

CENTRO DE ENSINO SUPERIOR DE AGUDOS - FAAG BIBLIOTECA MANUAL PARA ELABORAÇÃO DE ARTIGOS PARA O PERIÓDICO. REVISTA DiCA! CENTRO DE ENSINO SUPERIOR DE AGUDOS - FAAG BIBLIOTECA MANUAL PARA ELABORAÇÃO DE ARTIGOS PARA O PERIÓDICO REVISTA DiCA! Biblioteca - FAAG Tel. (14) 3262-9400 Ramal: 417 Email: biblioteca@faag.com.br http://www.faag.com.br/faculdade/biblioteca.php

Leia mais

BIBLIOTECA COMUNITÁRIA. Guia para elaboração de Referências: de acordo com NBR 6023/2002

BIBLIOTECA COMUNITÁRIA. Guia para elaboração de Referências: de acordo com NBR 6023/2002 BIBLIOTECA COMUNITÁRIA Guia para elaboração de Referências: de acordo com NBR 6023/2002 São Carlos 2012 Guia para elaboração de Referências As orientações abaixo são de acordo com a NBR 6023/2002 da Associação

Leia mais

MANUAL PARA ELABORAÇÃO DE RELATÓRIOS DE ESTÁGIO

MANUAL PARA ELABORAÇÃO DE RELATÓRIOS DE ESTÁGIO MANUAL PARA ELABORAÇÃO DE RELATÓRIOS DE ESTÁGIO INSTITUTO FEDERAL MINAS GERAIS CAMPUS CONGONHAS MANUAL PARA ELABORAÇÃO DE RELATÓRIOS DE ESTÁGIO Congonhas 2009 Caio Mário Bueno Silva Reitor do IFMG Eleonardo

Leia mais

NORMAS PARA SUBMISSÃO DE RESUMO E ARTIGO COMPLETO

NORMAS PARA SUBMISSÃO DE RESUMO E ARTIGO COMPLETO NORMAS PARA SUBMISSÃO DE RESUMO E ARTIGO COMPLETO RESUMOS - Os resumos deverão ter no máximo 500 palavras. - A estrutura do resumo deverá conter, obrigatoriamente: problematização da pesquisa; objetivos;

Leia mais

ORIENTAÇÕES BÁSICAS PARA ELABORAÇÃO DE ARTIGO CIENTÍFICO

ORIENTAÇÕES BÁSICAS PARA ELABORAÇÃO DE ARTIGO CIENTÍFICO 1 ORIENTAÇÕES BÁSICAS PARA ELABORAÇÃO DE ARTIGO CIENTÍFICO 1 APRESENTAÇÃO Tanto o artigo quanto a monografia são trabalhos monográficos, ou seja, trabalhos que apresentam resultados de pesquisa sobre um

Leia mais

BIBLIOTECA DE CIÊNCIAS JURÍDICAS. NORMAS PARA APRESENTAÇÃO DE DOCUMENTOS CIENTÍFICOS: TRABALHOS ACADÊMICOS Aula 1

BIBLIOTECA DE CIÊNCIAS JURÍDICAS. NORMAS PARA APRESENTAÇÃO DE DOCUMENTOS CIENTÍFICOS: TRABALHOS ACADÊMICOS Aula 1 BIBLIOTECA DE CIÊNCIAS JURÍDICAS NORMAS PARA APRESENTAÇÃO DE DOCUMENTOS CIENTÍFICOS: TRABALHOS ACADÊMICOS Aula 1 Paula Carina de Araújo paulacarina@ufpr.br 2014 Pesquisa Pesquisa Atividade básica da ciência

Leia mais

Instruções sobre como elaborar artigo para o Âmbito Jurídico

Instruções sobre como elaborar artigo para o Âmbito Jurídico Instruções sobre como elaborar artigo para o Âmbito Jurídico Nome do autor: principais atividades acadêmicas em no máximo 3 linhas, colocar e-mail. 1. Se estudante de direito colocar apenas: Acadêmico

Leia mais

COMO ELABORAR UM ARTIGO CIENTÍFICO

COMO ELABORAR UM ARTIGO CIENTÍFICO 1 Modelo de Artigo de periódico baseado na NBR 6022, 2003. Título do artigo, centralizado. COMO ELABORAR UM ARTIGO CIENTÍFICO Maria Bernardete Martins Alves * Susana Margaret de Arruda ** Nome do (s) autor

Leia mais

O TÍTULO DO TRABALHO DEVERÁ SER EM FONTE TIPO ARIAL 12, NEGRITO, CENTRALIZADO, ESPAÇO SIMPLES (ESPAÇAMENTO DE 1,0) SEM PONTO FINAL

O TÍTULO DO TRABALHO DEVERÁ SER EM FONTE TIPO ARIAL 12, NEGRITO, CENTRALIZADO, ESPAÇO SIMPLES (ESPAÇAMENTO DE 1,0) SEM PONTO FINAL O TÍTULO DO TRABALHO DEVERÁ SER EM FONTE TIPO ARIAL 12, NEGRITO, CENTRALIZADO, ESPAÇO SIMPLES (ESPAÇAMENTO DE 1,0) SEM PONTO FINAL Nome do autor principal (sigla da instituição a que pertence, entre parênteses)

Leia mais

UNIVERSIDADE DO ESTADO DE MINAS GERAIS Campus de Belo Horizonte Faculdade de Educação ORIENTAÇÕES GERAIS PARA NORMALIZAÇÃO DA MONOGRAFIA

UNIVERSIDADE DO ESTADO DE MINAS GERAIS Campus de Belo Horizonte Faculdade de Educação ORIENTAÇÕES GERAIS PARA NORMALIZAÇÃO DA MONOGRAFIA UNIVERSIDADE DO ESTADO DE MINAS GERAIS Campus de Belo Horizonte Faculdade de Educação ORIENTAÇÕES GERAIS PARA NORMALIZAÇÃO DA MONOGRAFIA 2014 UNIVERSIDADE DO ESTADO DE MINAS GERAIS Campus de Belo Horizonte

Leia mais

NORMAS PARA ELABORAÇÃO DE MONOGRAFIAS 2013

NORMAS PARA ELABORAÇÃO DE MONOGRAFIAS 2013 NORMAS PARA ELABORAÇÃO DE MONOGRAFIAS 2013 Jaciara-MT COMPOSIÇÃO DA MONOGRAFIA MONOGRAFIA Recebe nº página CAPA FOLHA DE ROSTO FOLHA DE APROVAÇÃO DEDICATÓRIA (OPCIONAL) AGRADECIMENTO (OPCIONAL) EPIGRAFE

Leia mais

REGRAS BÁSICAS PARA APRESENTAÇÃO FORMAL DE TRABALHOS

REGRAS BÁSICAS PARA APRESENTAÇÃO FORMAL DE TRABALHOS F A C UL DA DE DE P R E S I DE N T E V E N C E S L A U REGRAS BÁSICAS PARA APRESENTAÇÃO FORMAL DE TRABALHOS APRESENTAÇÃO GRÁFICA - CONFIGURAÇÃO DAS MARGENS Ir ao menu Arquivo, escolher a opção Configurar

Leia mais

Título do trabalho: subtítulo do trabalho

Título do trabalho: subtítulo do trabalho Título do trabalho: subtítulo do trabalho Resumo Este documento apresenta um modelo de formatação a ser utilizado em artigos e tem como objetivo esclarecer aos autores o formato a ser utilizado. Este documento

Leia mais

Manual para normalização de trabalhos técnicos científicos

Manual para normalização de trabalhos técnicos científicos Padrão FEAD de normalização Manual para normalização de trabalhos técnicos científicos Objetivo Visando padronizar os trabalhos científicos elaborados por alunos de nossa instituição Elaboramos este manual

Leia mais

INSTITUTO DE ENSINO SUPERIOR DE GOIÁS IESGO FACULDADES IESGO CURSO DE GRADUAÇÃO EM PSICOLOGIA

INSTITUTO DE ENSINO SUPERIOR DE GOIÁS IESGO FACULDADES IESGO CURSO DE GRADUAÇÃO EM PSICOLOGIA INSTITUTO DE ENSINO SUPERIOR DE GOIÁS IESGO FACULDADES IESGO CURSO DE GRADUAÇÃO EM PSICOLOGIA MANUAL DE NORMAS PARA APRESENTAÇÃO DE TRABALHOS DE CONCLUSÃO DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM PSICOLOGIA FORMOSA/GO

Leia mais

PROJETO MULDISCIPLINAR DO CURSO DE BACHAREL EM ADMINISTRAÇÃO DA UNIESP FACULDADE DO GUARUJÁ. Prof. Marat Guedes Barreiros

PROJETO MULDISCIPLINAR DO CURSO DE BACHAREL EM ADMINISTRAÇÃO DA UNIESP FACULDADE DO GUARUJÁ. Prof. Marat Guedes Barreiros PROJETO MULDISCIPLINAR DO CURSO DE BACHAREL EM ADMINISTRAÇÃO DA UNIESP FACULDADE DO GUARUJÁ Prof. Marat Guedes Barreiros GUARUJÁ 2º semestre de 2013 PROJETO MULDISCIPLINAR Curso superior de BACHAREL em

Leia mais

Guia para Apresentação de Trabalho Acadêmico: de acordo com NBR 14724/2011. São Carlos

Guia para Apresentação de Trabalho Acadêmico: de acordo com NBR 14724/2011. São Carlos Guia para Apresentação de Trabalho Acadêmico: de acordo com NBR 14724/2011 São Carlos Guia para Apresentação de Trabalho Acadêmico As orientações abaixo estão de acordo com NBR 14724/2011 da Associação

Leia mais

ESTRUTURA DO TIID 2010

ESTRUTURA DO TIID 2010 ESTRUTURA DO TIID 2010 7. Anexos c 7. A ficha de entrevista, agora com as respostas, deve ser apresentada como anexo, após as referências bibliográficas. 6. Referências Bibliográficas 6. As referências

Leia mais

Metodologia do Trabalho Científico

Metodologia do Trabalho Científico Metodologia do Trabalho Científico Diretrizes para elaboração de projetos de pesquisa, monografias, dissertações, teses Cassandra Ribeiro O. Silva, Dr.Eng. METODOLOGIA DA PESQUISA CIENTÍFICA Porque escrever

Leia mais

Escola de Administração Biblioteca. Normas para elaboração do TCC

Escola de Administração Biblioteca. Normas para elaboração do TCC Universidade Federal do Rio Grande do Sul Escola de Administração Biblioteca Normas para elaboração do TCC O que é um Trabalho de Conclusão de Curso? O TCC, é um trabalho acadêmico feito sob a coordenação

Leia mais

Normas para Trabalhos de Conclusão de Curso no Curso Superior de Tecnologia em Gestão Ambiental da Universidade Federal de Pelotas

Normas para Trabalhos de Conclusão de Curso no Curso Superior de Tecnologia em Gestão Ambiental da Universidade Federal de Pelotas Normas para Trabalhos de Conclusão de Curso no Curso Superior de Tecnologia em Gestão Ambiental da Universidade Federal de Pelotas 1 Objetivos Com a finalidade de obter o grau de tecnólogo em Gestão Ambiental,

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO OESTE DO PARANÁ - Unioeste PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS AMBIENTAIS - PPGCA

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO OESTE DO PARANÁ - Unioeste PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS AMBIENTAIS - PPGCA UNIVERSIDADE ESTADUAL DO OESTE DO PARANÁ - Unioeste PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS AMBIENTAIS - PPGCA Normas para elaboração de Dissertações do Programa de Pós-Graduação em Ciências Ambientais MODELO

Leia mais

Normas para Apresentação de Monografias

Normas para Apresentação de Monografias UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE DEPARTAMENTO DE SISTEMAS E COMPUTAÇÃO COORDENAÇÃO DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO Normas para Apresentação de Monografias Campina Grande, dezembro 2010

Leia mais

MONOGRAFIA ESTRUTURA DE MONOGRAFIAS

MONOGRAFIA ESTRUTURA DE MONOGRAFIAS MONOGRAFIA Trata-se de uma construção intelectual do aluno-autor que revela sua leitura, reflexão e interpretação sobre o tema da realidade. Tem como base a escolha de uma unidade ou elemento social, sob

Leia mais

ORIENTAÇÕES GERAIS PARA APRESENTAÇÃO DE RELATÓRIO DE ESTÁGIO

ORIENTAÇÕES GERAIS PARA APRESENTAÇÃO DE RELATÓRIO DE ESTÁGIO ORIENTAÇÕES GERAIS PARA APRESENTAÇÃO DE RELATÓRIO DE ESTÁGIO Prezado(a) Aluno(a): Esta pequena orientação e o modelo de relatório em anexo foram produzidos com o objetivo de facilitar a elaboração do Relatório

Leia mais

NORMAS GERAIS PARA REDAÇÃO DE RELATÓRIO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO E PROJETO ORIENTADO DO CURSO DE ENGENHARIA AGRÍCOLA.

NORMAS GERAIS PARA REDAÇÃO DE RELATÓRIO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO E PROJETO ORIENTADO DO CURSO DE ENGENHARIA AGRÍCOLA. NORMAS GERAIS PARA REDAÇÃO DE RELATÓRIO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO E PROJETO ORIENTADO DO CURSO DE ENGENHARIA AGRÍCOLA. I ESTRUTURA DO TRABALHO A estrutura do trabalho irá depender do tipo de atividade

Leia mais

NORMAS PARA APRESENTAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS

NORMAS PARA APRESENTAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS NORMAS PARA APRESENTAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS APRESENTAÇÃO O trabalho deve ser digitado e impresso em papel formato A4. O texto deve ser digitado, no anverso das folhas, em espaço 1,5, letra do tipo

Leia mais

MANUAL DE ORIENTAÇÃO DO PIM

MANUAL DE ORIENTAÇÃO DO PIM APRESENTAÇÃO MANUAL DE ORIENTAÇÃO DO PIM Caros professores e alunos é com satisfação que apresentamos este manual, acreditando que ele contribuirá para o seu conhecimento a respeito do Projeto Integrado

Leia mais

PIM I. Projeto Integrado Multidisciplinar

PIM I. Projeto Integrado Multidisciplinar PIM I Projeto Integrado Multidisciplinar PIM I - PROJETO INTEGRADO MULTIDISCIPLINAR TEMA: Descrição e Análise de Práticas de Gestão Organizacional em uma Empresa. OBJETIVOS: Favorecer aos alunos ingressantes

Leia mais

DIRETRIZES BÁSICAS PARA ELABORAÇÃO DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DO CURSO DE PEDAGOGIA TCC2

DIRETRIZES BÁSICAS PARA ELABORAÇÃO DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DO CURSO DE PEDAGOGIA TCC2 UNIDADE UNIVERSITÁRIA DE CIÊNCIAS SÓCIO-ECONÔMICAS E HUMANAS COORDENAÇÃO DO CURSO DE PEDAGOGIA COORDENAÇÃO ADJUNTA DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO DIRETRIZES BÁSICAS PARA ELABORAÇÃO DE TRABALHO DE CONCLUSÃO

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO UNIRIO Centro de Ciências Humanas e Sociais CCHS Programa de Pós-Graduação em Educação Mestrado

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO UNIRIO Centro de Ciências Humanas e Sociais CCHS Programa de Pós-Graduação em Educação Mestrado UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO UNIRIO Centro de Ciências Humanas e Sociais CCHS Programa de Pós-Graduação em Educação Mestrado MANUAL DE DEFESA Exame de Qualificação: banca examinadora

Leia mais

Manual de Trabalho de Conclusão de Curso

Manual de Trabalho de Conclusão de Curso CENTRO DE TECNOLOGIA DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO Manual de Trabalho de Conclusão de Curso Curso de Engenharia de Produção NATAL RN 2010 Apresentação O curso de Engenharia de Produção institui

Leia mais

GUIA PARA ELABORAÇÃO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO CURSO DE GRADUAÇÃO EM FARMÁCIA UFSJ

GUIA PARA ELABORAÇÃO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO CURSO DE GRADUAÇÃO EM FARMÁCIA UFSJ UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO JOÃO DEL-REI UFSJ CAMPUS CENTRO OESTE DONA LINDU GUIA PARA ELABORAÇÃO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO CURSO DE GRADUAÇÃO EM FARMÁCIA UFSJ DIVINÓPOLIS MG 2009 O Trabalho de

Leia mais

ASSOCIAÇÃO TERESINENSE DE ENSINO S/C LTDA ATE FACULDADE SANTO AGOSTINHO FSA

ASSOCIAÇÃO TERESINENSE DE ENSINO S/C LTDA ATE FACULDADE SANTO AGOSTINHO FSA ASSOCIAÇÃO TERESINENSE DE ENSINO S/C LTDA ATE FACULDADE SANTO AGOSTINHO FSA XI SEMANA CIENTÍFICA DA FACULDADE SANTO AGOSTINHO SEC 2013 Tema: A ÉTICA NA PESQUISA NA ERA DAS INOVAÇÕES TECNOLÓGICAS EDITAL

Leia mais

Guia de Orientação para o Trabalho de Conclusão de Curso (TCC)

Guia de Orientação para o Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) 1 Guia de Orientação para o Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) Gepós Unidade de Gestão de Pós Graduação Como requisito obrigatório para a obtenção do certificado de pós-graduação, o TCC deve ser desenvolvido

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE GOIÁS UNIDADE UNIVERSITÁRIA DE PIRENÓPOLIS

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE GOIÁS UNIDADE UNIVERSITÁRIA DE PIRENÓPOLIS 0 UNIVERSIDADE ESTADUAL DE GOIÁS UNIDADE UNIVERSITÁRIA DE PIRENÓPOLIS MANUAL PARA FORMATAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS DA UNIDADE UNIVERSITÁRIA DE PIRENÓPOLIS PIRENÓPOLIS 2012 1 SUMÁRIO INTRODUÇÃO... 3 1

Leia mais

Normas para Redação da Dissertação/Tese

Normas para Redação da Dissertação/Tese Normas para Redação da Dissertação/Tese Estrutura A estrutura de uma dissertação, tese ou monografia compreende três partes fundamentais, de acordo com a ABNT (NBR 14724): elementos prétextuais, elementos

Leia mais

GESTÃO HOSPITALAR. PIM VI Projeto Integrado Multidisciplinar

GESTÃO HOSPITALAR. PIM VI Projeto Integrado Multidisciplinar GESTÃO HOSPITALAR PIM VI Projeto Integrado Multidisciplinar 1 PIM PROJETO INTEGRADO MULTIDISCIPLINAR TEMA: Elaborar um estudo acerca Estrutura e Funcionamento do Sistema de Saúde Pública e Privada no Brasil.

Leia mais

UNIVERSIDADE PAULISTA INSTITUTO DE CIÊNCIAS SOCIAIS E COMUNICAÇÃO CURSOS DE GESTÃO TECNOLÓGICA PIM - III

UNIVERSIDADE PAULISTA INSTITUTO DE CIÊNCIAS SOCIAIS E COMUNICAÇÃO CURSOS DE GESTÃO TECNOLÓGICA PIM - III UNIVERSIDADE PAULISTA INSTITUTO DE CIÊNCIAS SOCIAIS E COMUNICAÇÃO CURSOS DE GESTÃO TECNOLÓGICA PIM - III Projeto Integrado Multidisciplinar Cursos Superiores Tecnológicos G. SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Trabalho

Leia mais

UNIVERSIDADE METODISTA DE SÃO PAULO SISTEMA DE BIBLIOTECAS Dr. JALMAR BOWDEN PROJETO DE PESQUISA NOEME VIANA TIMBÓ

UNIVERSIDADE METODISTA DE SÃO PAULO SISTEMA DE BIBLIOTECAS Dr. JALMAR BOWDEN PROJETO DE PESQUISA NOEME VIANA TIMBÓ UNIVERSIDADE METODISTA DE SÃO PAULO SISTEMA DE BIBLIOTECAS Dr. JALMAR BOWDEN PROJETO DE PESQUISA NOEME VIANA TIMBÓ MANUAL PARA PROJETO DE PESQUISA: SEGUNDO ABNT NBR 15287 AGOSTO DE 2002 SÃO BERNARDO DO

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PAMPA Campus Bagé Curso de Engenharia de Computação. Regulamento de Trabalho de Conclusão de Curso

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PAMPA Campus Bagé Curso de Engenharia de Computação. Regulamento de Trabalho de Conclusão de Curso UNIVERSIDADE FEDERAL DO PAMPA Campus Bagé Curso de Engenharia de Computação Regulamento de Trabalho de Conclusão de Curso Capítulo I Da Caracterização e dos Objetivos Art. 1 o O Trabalho de Conclusão de

Leia mais

Elaboração da Proposta de Consultoria Empresarial

Elaboração da Proposta de Consultoria Empresarial Coordenação de Estágio Normas para Elaboração da Proposta de Consultoria Empresarial Voltada para a Excelência em Gestão APRESENTAÇÃO A organização deste manual surge da necessidade de esclarecimento sobre

Leia mais

INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE GOIÁS LICENCIATURA PLENA EM QUÍMICA. Nome do(s) autor(es)

INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE GOIÁS LICENCIATURA PLENA EM QUÍMICA. Nome do(s) autor(es) 1 INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE GOIÁS LICENCIATURA PLENA EM QUÍMICA Nome do(s) autor(es) TÍTULO DO TRABALHO: SUBTÍTULO (SE HOUVE) LOCAL Ano 2 Nome do(s) autor(es) TÍTULO DO TRABALHO:

Leia mais

CURSO DE PEDAGOGIA MANUAL DO TCC ARUJÁ SP

CURSO DE PEDAGOGIA MANUAL DO TCC ARUJÁ SP CURSO DE PEDAGOGIA MANUAL DO TCC ARUJÁ SP 2011 ESTRUTURA 1 ELEMENTOS DE PRÉ-TEXTO 1.1 Capa 1.2 Lombada descendente 1.3 Folha de rosto 1.4 Folha de aprovação 1.5 Dedicatória 1.6 Agradecimentos 1.7 Epígrafe

Leia mais

Normas para a apresentação de artigos Resenha Eleitoral

Normas para a apresentação de artigos Resenha Eleitoral Normas para a apresentação de artigos Resenha Eleitoral 1 Regras gerais A teor do art. 8 o da Resolução TRESC n. 7.770/2010, os artigos poderão versar sobre matéria eleitoral, constitucional ou administrativa,

Leia mais

INSTRUÇÕES PARA ELABORAÇÃO DA MONOGRAFIA OU DO TRABALHO CIENTIFICO

INSTRUÇÕES PARA ELABORAÇÃO DA MONOGRAFIA OU DO TRABALHO CIENTIFICO 39 INSTRUÇÕES PARA ELABORAÇÃO DA MONOGRAFIA OU DO TRABALHO CIENTIFICO 1. MONOGRAFIA Monografias são exposições de um problema ou assunto específico, investigado cientificamente, assim, não exige originalidade,

Leia mais

AÇÕES PARA ORGANIZAÇÃO DE TRABALHOS ESCOLARES

AÇÕES PARA ORGANIZAÇÃO DE TRABALHOS ESCOLARES AÇÕES PARA ORGANIZAÇÃO DE TRABALHOS ESCOLARES TEXTO RETIRADO E ADAPTADO DO MANUAL PARA APRESENTAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS DO CENTRO UNIVERSITÁRIO LA SALLE. CANOAS, 2014 A estrutura deste manual foi elaborada

Leia mais

TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO (TCC) Manual de Orientação

TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO (TCC) Manual de Orientação Fundação Armando Alvares Penteado FACULDADE DE DIREITO COORDENADORIA DE PESQUISA TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO (TCC) Manual de Orientação 1 Modelo sugerido do Projeto do TCC PROJETO TRABALHO DE CONCLUSÃO

Leia mais

GUIA PARA CONFECÇÃO DE PROJETO DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO (TCC)

GUIA PARA CONFECÇÃO DE PROJETO DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO (TCC) GUIA PARA CONFECÇÃO DE PROJETO DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO (TCC) Mestrado Profissional em Metrologia e Qualidade Instituto Nacional de Metrologia, Normalização e Qualidade Industrial 2010 APRESENTAÇÃO

Leia mais

REGULAMENTO GERAL. Capítulo I. Disposições gerais. Capítulo II. Finalidade. Capítulo III. Características da produção técnico-científica

REGULAMENTO GERAL. Capítulo I. Disposições gerais. Capítulo II. Finalidade. Capítulo III. Características da produção técnico-científica REGULAMENTO GERAL Capítulo I Disposições gerais Art. 1º O regulamento estabelece as normas para publicação dos artigos técnico-científicos da Revista Contabilidade e Amazônia a serem apresentados na VII

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA N 002/2009/PEQ-UFS ANEXO I NORMAS PARA A ELABORAÇÃO DA DISSERTAÇÃO

INSTRUÇÃO NORMATIVA N 002/2009/PEQ-UFS ANEXO I NORMAS PARA A ELABORAÇÃO DA DISSERTAÇÃO INSTRUÇÃO NORMATIVA N 002/2009/PEQ-UFS ANEXO I NORMAS PARA A ELABORAÇÃO DA DISSERTAÇÃO 1. INTRODUÇÃO A Dissertação é a apresentação escrita do trabalho de pesquisa desenvolvido no âmbito do Programa de

Leia mais

PROCEDIMENTOS PARA APRESENTAÇÃO DE ARTIGO EM PUBLICAÇÃO PERIÓDICA CIENTÍFICA (NBR 6022:2003)

PROCEDIMENTOS PARA APRESENTAÇÃO DE ARTIGO EM PUBLICAÇÃO PERIÓDICA CIENTÍFICA (NBR 6022:2003) PROCEDIMENTOS PARA APRESENTAÇÃO DE ARTIGO EM PUBLICAÇÃO PERIÓDICA CIENTÍFICA (NBR 6022:2003) Maio de 2012. UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA. Biblioteca Universitária. Programa de capacitação. 2 NORMAS

Leia mais

Guarantã do Norte-MT 2012

Guarantã do Norte-MT 2012 Faculdade de Ciências Sociais de Guarantã do Norte FSCGN Departamento de Administração José das Couves [J1] Comentário: Fonte Times, tamanho, espaçamento 1,5, recúo 0, texto centralizado. GUIA DE NORMALIZAÇÃO

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO SUDOESTE DA BAHIA (UESB) DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS EXATAS (DCE) CURSO DE MATÉMATICA VANÊIDE ROCHA DIAS RIBEIRO

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO SUDOESTE DA BAHIA (UESB) DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS EXATAS (DCE) CURSO DE MATÉMATICA VANÊIDE ROCHA DIAS RIBEIRO UNIVERSIDADE ESTADUAL DO SUDOESTE DA BAHIA (UESB) DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS EXATAS (DCE) CURSO DE MATÉMATICA VANÊIDE ROCHA DIAS RIBEIRO FORMATAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS (FTA) VITÓRIA DA CONQUISTA BA 2009

Leia mais

MODELO DE ARTIGO CIENTÍFICO

MODELO DE ARTIGO CIENTÍFICO 1 MODELO DE ARTIGO CIENTÍFICO Nome do Aluno 1 RESUMO Resumos são constituídos de um só paragrafo, podendo ter entre 100 a 250 palavras. Devem apresentar os objetivos e o assunto geral do texto de forma

Leia mais

Título do Artigo I ORIENTAÇÕES PARA O ARTIGO CIENTÍFICO. Nome do autor 1 Nome do autor 2

Título do Artigo I ORIENTAÇÕES PARA O ARTIGO CIENTÍFICO. Nome do autor 1 Nome do autor 2 I ORIENTAÇÕES PARA O ARTIGO CIENTÍFICO Título do Artigo Nome do autor 1 Nome do autor 2 Resumo: em português e em inglês, com no máximo 250 palavras cada, em fonte Times New Roman 11, e espaçamento entre

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA BIOMÉDICA Regulamento do TCC

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA BIOMÉDICA Regulamento do TCC ANEXO A TERMO DE COMPROMISSO DE ORIENTAÇÃO DO TRABALHO DE Nome do Aluno: Matricula: Título do TCC CONCLUSAO DE CURSO (TCC) Solicito que seja designado como meu Orientador do Trabalho de Conclusão de Curso

Leia mais

MANUAL DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO

MANUAL DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO 1 MANUAL DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO fevereiro 2012 2 SUMÁRIO 1 APRESENTAÇÃO 2 NORMAS DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO I E II... 3 3 ESTRUTURA DO RELATÓRIO FINAL DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO...

Leia mais

TAMANHO DAS FOLHAS - DEMONSTRATIVOS

TAMANHO DAS FOLHAS - DEMONSTRATIVOS TAMANHO DAS FOLHAS - DEMONSTRATIVOS INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO AMAZONAS IFAM CAMPUS HUMAITÁ CURSO DE... NOME DO(A) DISCENTE TÍTULO DA PESQUISA HUMAITÁ AM ANO EM QUE O TRABALHO

Leia mais

Manual de Metodologia: Relatório de Qualificação e Dissertação de Mestrado 1

Manual de Metodologia: Relatório de Qualificação e Dissertação de Mestrado 1 UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE CENTRO DE CIÊNCIAS HUMANAS, LETRAS E ARTES DEPARTAMENTO DE COMUNICAÇÃO SOCIAL PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ESTUDOS DA MÍDIA PPgEM Maria Érica de Oliveira Lima

Leia mais

INSTITUTO LONG TAO METODOLOGIA CIENTÍFICA

INSTITUTO LONG TAO METODOLOGIA CIENTÍFICA INSTITUTO LONG TAO METODOLOGIA CIENTÍFICA Profa. Ms. Rose Romano Caveiro CONCEITO E DEFINIÇÃO É um conjunto de abordagens, técnicas e processos utilizados pela ciência para formular e resolver problemas

Leia mais

3 c m FACULDADE DE COLIDER-FACIDER ( NOME) 3 cm (TÍTULO DO PROJETO)

3 c m FACULDADE DE COLIDER-FACIDER ( NOME) 3 cm (TÍTULO DO PROJETO) 3 c m FACULDADE DE COLIDER-FACIDER ( NOME) 3 cm (TÍTULO DO PROJETO) 2 cm (arial / times roman 12 ) TIRAR NUMERAÇÃO PARA IMPRESSAO CAPA CIDADE/ESTADO 2 c m ANO (NOME) TÍTULO DO PROJETO) (arial / times roman

Leia mais

NORMALIZAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS ABNT TRABALHOS ACADÊMICOS:

NORMALIZAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS ABNT TRABALHOS ACADÊMICOS: MANUAL PARA TCC www.etecmonteaprazivel.com.br Estrada do Bacuri s/n Caixa Postal 145 Monte Aprazível SP CEP 15150-000 Tel.: (17) 3275.1522 Fax: (17) 3275.1841 NORMALIZAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS ABNT

Leia mais