Sumário. Manual de Formatura

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Sumário. Manual de Formatura ----------------------------------------------------------------------------------------------- 1."

Transcrição

1 Atualizad em Janeir/2012

2 Manual de Frmatura Sumári 1. APRESENTAÇÃO 3 2. OBJETIVOS Geral Específics 3 3. ATRIBUIÇÕES Da Cmissã de Frmatura D estudante Da Diretria de Marketing e Relacinament Da Secretaria Geral de Curss Da empresa de cerimnial cntratada pels estudantes 8 4. ATOS PROTOCOLARES Durante a realizaçã da slenidade de claçã de grau estã vetads 9 5. SOLENIDADE 9 6. CONVITE Dads brigatóris Orientações imprtantes Infrmações institucinais CELEBRAÇÃO RELIGIOSA FESTA 13 ANEXOS 15 Mdel de Carta-cnvite para Hmenageads 15 Mdel d Term de Ciência 16 Mdel de Requeriment para slenidade 17 Mdel de rteir de frmatura 18 Juraments 22 2

3 Manual de Frmatura APRESENTAÇÃO A frmatura é um mment especial na vida d estudante. Pr iss, a UNIFACS - Universidade Salvadr criu presente Manual de Frmatura para rientar tdas as slenidades de claçã de grau da Instituiçã. Aqui, dispnibilizams as infrmações necessárias para que vcê realize cm sucess a sua frmatura. A slenidade de claçã de grau é um at frmal e ficial da UNIFACS que utrga grau as estudantes que cncluíram curs superir de Graduaçã u Graduaçã Tecnlógica. Pr ser um at que finaliza uma etapa de estuds e representa a passagem para a vida prfissinal, a claçã de grau integra as atividades ds respectivs curss e d calendári Acadêmic da Instituiçã. Para a UNIFACS, este é um mment de muit rgulh prque apresenta para a cmunidade resultad de ans de dedicaçã à frmaçã ds melhres prfissinais, que passarã a integrar mercad de trabalh, levand prdutividade, gerand renda e desenvlviment para país. 2. OBJETIVOS 2.1 Geral Determinar as nrmas e prcediments para planejament, a rganizaçã e a execuçã das cerimônias de claçã de grau da UNIFACS. 2.2 Específics a) Orientar as cmissões de frmatura u representantes de turma quant às nrmas e prcediments das cerimônias de frmatura da UNIFACS; b) Determinar s Ats Prtclares da cerimônia. 3. ATRIBUIÇÕES 3.1 Da Cmissã de Frmatura a) Participar das reuniões, previamente marcadas, cm a Diretria de Marketing e Relacinament (DMR) da UNIFACS; b) Seguir s ats prtclares da cerimônia de frmatura previamente infrmads pela DMR; c) Infrmar as demais frmands sbre s prcediments e determinações da Universidade; 3

4 Manual de Frmatura d) Definir lcal, data e hrári da slenidade de frmatura dentr d períd indicad pela instituiçã; e) Cntratar empresa especializada para assessrá-ls na rganizaçã da frmatura; f) Slicitar à DMR, se necessári, encaminhament de fícis de slicitações de reserva ds lcais esclhids para a slenidade de frmatura; g) Infrmar à DMR s nmes de Paraninf, Patrn u Patrnesse, prfessres e funcináris hmenageads, Mestres de Cerimônia, Leitr d Requeriment e Jurament, Oradr e demais cnvidads de hnra; Nta: O Paraninf é padrinh cletiv da turma e, geralmente, é esclhid entre s representantes da academia que se destacaram durante temp em que s frmands estiveram na instituiçã. Já Patrn u Patrnesse é também um padrinh da turma, esclhid cm representante da sciedade civil que se destacu pr seu exempl e liderança na categria prfissinal em questã. h) Cnvidar e cnfirmar a presença ds prfessres e funcináris hmenageads, d Paraninf, Patrn u Patrnesse; Nta: A carta frmalizand cnvite e a participaçã de tds s hmenageads deve ser slicitada à DMR (Anex 9.1). i) Cas númer de cmpnentes da mesa seja mair d que númer de cadeiras dispnível n lcal da frmatura, infrmar as prfessres e funcináris hmenageads que eles nã irã cmpr a mesa diretiva. Neste cas, deverá slicitar à empresa rganizadra que reserve uma fileira n auditóri para esses cnvidads especiais; j) Requerer, na Central de Atendiment a Estudante - CAE, a realizaçã da slenidade de claçã de grau, anexand a relaçã cmpleta e final ds estudantes que participarã da cerimônia e tmand ciência de que nã pderã ser incluíds nvs nmes de frmands após a entrega desse requeriment. Nta 1: Esse requeriment deverá ser entregue na CAE até 30 dias antes da data prevista para a slenidade. Nta 2: O Term de Ciência Específic e a Slicitaçã de Slenidade (Anex) deverá ser preenchid e assinad pel frmand e anexad a requeriment, frmalizand suas brigações cm representante da Cmissã de Frmatura. k) Apresentar à DMR layut d cnvite de frmatura para cnferência antes de dar entrada na gráfica; 4

5 Manual de Frmatura Nta: O layut d cnvite deverá ser entregue à DMR cm antecedência, para que td seu cnteúd seja cnferid, inclusive a lista de frmands, de md a evitar errs e situações cnstrangedras n mment da slenidade. l) Reservar camarim para representante da Universidade e sala Vip para as autridades; m) Quand slicitad, marcar reuniã da empresa cntratada cm a DMR para infrmá-la sbre cerimnial da UNIFACS e evitar atitudes u prcediments nã cndizentes cm prtcl da Universidade; n) Cntratar um prfissinal para desempenhar papel de mestre de cerimônia. 3.2 D Estudante a) Cada estudante deverá, dentr d períd estipulad n calendári acadêmic, acessar Prtal d Estudante, selecinar a pçã Guia de Frmatura, cnferir seus dads pessais e slicitar a emissã e registr de Diplma. Nta 1: Estudantes em situaçã irregular cm ENADE e/u que nã tenham cncluíd tdas as disciplinas e/u atividades curriculares e/u estági supervisinad nã pderã, em hipótese alguma, clar grau e participar da slenidade na cndiçã de frmand. Nta 2: É imprtante que cada estudante retire previamente seu Históric Esclar antes de cnfirmar sua participaçã na slenidade de frmatura. Cas Históric esteja incmplet, estudante deve prcurar a Crdenaçã d Curs para verificar a natureza da pendência e tentar reslver prblema. b) Durante períd indicad n calendári acadêmic e dispnibilizad n Prtal d Estudante, tds s estudantes deverã se dirigir à CAE para assinar a Ata de Claçã de Grau e retirar Certificad de Cnclusã de Curs. Os que nã puderem cmparecer pderã nmear representante pr prcuraçã cm firma recnhecida, n cas de terceirs, u simples, sem registr em cartóri, n cas de pais. Nta: É brigatória a assinatura da Ata de Claçã de Grau antes da realizaçã da slenidade de frmatura. c) Os estudantes de EAD deverã se dirigir à Secretaria d Pl de Api Presencial para assinar a Ata de Claçã de Grau e retirar Certificad de Cnclusã d Curs. d) Só receberã diplma s estudantes que: i. Estiverem cm a seguinte dcumentaçã em dia na instituiçã: Cópia da certidã de nasciment u casament (para s casads); Cópia da carteira 5

6 Manual de Frmatura de identidade (autenticada e atualizada); Cópia d certificad de cnclusã d Ensin Médi, juntamente cm históric esclar; ii. Preencherem a Guia de Frmatura slicitand a emissã e registr d diplma; iii. Estiverem em situaçã regular cm ENADE e tenham cncluíd tdas as disciplinas e/u atividades curriculares; iv. Assinarem a ata de Claçã de Grau. e) Quand huver necessidade de emissã de 2ª via d diplma, a mesma deverá ser slicitada através de requeriment e declaraçã assinads pel estudante, mediante pagament de taxa na CAE u ns Pls, para s estudantes de EAD. Nta: O Diplma estará dispnível 90 dias após a assinatura da Ata de Claçã de Grau. 3.3 Da Diretria de Marketing e Relacinament (DMR): a) Marcar reuniã cm as Cmissões de Frmatura u representantes de classe para rientações sbre a slenidade de claçã de grau; b) Enviar cmunicad para as Cmissões de Frmatura, infrmand a data da reuniã cm as referidas cmissões; c) Orientar s estudantes quant às nrmas e prtcls da slenidade; d) A receber layut d cnvite já revisad, aprvar e cnferir cnteúd, inclusive cnfirmand junt à Secretaria Geral de Curss (SGC) a regularidade ds frmands relacinads; e) Infrmar à Cmissã de Frmatura a relaçã ds frmands cm pendência na Secretaria Geral de Curss (SGC); f) Publicar n Prtal d Estudante, 48 hras antes da slenidade, a relaçã ds frmands habilitads a clarem grau, de acrd cm as infrmações frnecidas pela SGC; g) Enviar circular para Reitria, Pró-reitrias e Crdenações de Curss, infrmand data, hrári e lcal das frmaturas; h) Cnfirmar a presença ds representantes da Universidade nas slenidades; 6

7 Manual de Frmatura i) Preparar rteir das frmaturas, cnfrme mdel (Anex 9.3), encaminhar pr para a empresa rganizadra e entregar vias para Mestre de Cerimônia e para Presidente da mesa; j) Aprvar layut final d cnvite de frmatura antes da impressã. A DMR se respnsabilizará pela cnferência d cnteúd e ds dads gerais da Universidade (ver item Cnvite); Nta: A DMR pderá vetar texts e/u imagens cnsiderads cntráris à plítica de cmunicaçã da Universidade, tend em vista a preservaçã da imagem institucinal. k) Receber s cnvidads de hnra, membrs da Reitria, prfessres hmenageads e autridades na chegada a lcal da frmatura, rientand-s quant a rteir e à cmpsiçã da mesa, além de apresentar cnvidads de hnra e autridades que ainda nã cnheçam s membrs da Instituiçã. 3.4 Da Secretaria Geral de Curss (SGC): a) Preparar, semestralmente (para curss semestrais) u anualmente (para curss anuais), lg após fechament das cadernetas, a relaçã ds estudantes apts a clarem grau; b) Cnferir a relaçã ds frmands entregue pela Cmissã de Frmatura à DMR, verificand se tds estã cm 100% d currícul integralizad u se há utras pendências, inclusive cm relaçã a ENADE; c) Infrmar à DMR, cm antecedência de pel mens 10 dias da slenidade, a existência de pendências que impssibilitem a participaçã de estudantes n at de claçã de grau; d) Indicar para a DMR, 48 hras antes da slenidade, nmes e telefnes de prepsts da SGC que pderã ser cntatads para dirimir eventuais dúvidas surgidas n dia da claçã de grau cm relaçã à cndiçã de habilitaçã de determinad frmand; e) Encaminhar para a DMR s nmes e cntats ( e telefnes) ds cmpnentes da cmissã que realizaram a slicitaçã de claçã de grau na CAE. A SCG deverá rientar a CAE cm relaçã a preenchiment d requeriment cm essas infrmações; f) Encaminhar para DMR a lista de frmands para ser publicada n Prtal d Estudante. Observações imprtantes: Curss que tiverem mais de 70 frmands deverã realizar duas slenidades; 7

8 Manual de Frmatura É permitida a junçã de turmas de curss distints desde que nã ultrapasse limite citad acima e que a junçã seja infrmada n preenchiment d requeriment na CAE; Ns curss EAD, quand a turma de frmands tiver mens de 20 estudantes, a slenidade de claçã de grau pderá acntecer, exclusivamente, ns Campi Salvadr u Feira de Santana. 3.5 Da Empresa de Cerimnial Cntratada pels Estudantes: a) Cmunicar à DMR qualquer alteraçã (inclusã u exclusã) na relaçã inicial de frmands frnecida pela Cmissã de Frmatura; b) Seguir rteir aprvad pela DMR. Qualquer alteraçã u inclusã deve ser aprvada pela DMR; c) Cuidar para que nã seja permitid: - Qualquer tip de apresentaçã artística e/u perfrmática antes da slenidade; - Descrever cada frmand de maneira irreverente durante a chamada para claçã de grau; - Parar para fazer ft na frente da mesa diretiva, após a claçã de grau. É acnselhável que se crie um espaç para essa finalidade; - O cnsum de bebida alcólica durante a slenidade. Nta: Em cas de nã cumpriment das regras, a empresa crre risc de ser descredenciada pela Instituiçã. d) Encaminhar para a DMR, através da Cmissã de Frmatura, cnvite na íntegra (tdas as suas partes) para cnferência, antes da impressã final; e) Seguir rigrsamente tdas as rientações deste Manual, naquil que lhe cmpete; f) Cnsultar a DMR sbre quaisquer dúvidas a respeit da slenidade; g) Orientar Mestre de Cerimônia sbre cumpriment d rteir frnecid pela DMR. 4. ATOS PROTOCOLARES Os Ats Prtclares de um Cerimnial Universitári sã brigatóris e serã cnduzids pr um Mestre de Cerimônia prfissinal cntratad pels frmands, de acrd cm rteir previamente elabrad pela DMR (Anex 9.3), que cnsiste em: 8

9 Manual de Frmatura Abertura (cmpsiçã da mesa); Instalaçã da Cerimônia (Reitr u seu representante, presidind a mesa); Execuçã d Hin Nacinal Brasileir; Discurs d Acadêmic, Oradr da Turma; Jurament (Anex 9.4) e pedid de cncessã d grau pel frmand; Cncessã d Grau as cncluintes pel Reitr u representante; Cncessã de Láurea Universitária pel Reitr u representante (se fr cas); Hmenagens (se fr cas); Discurs d Paraninf da Turma; Prnunciament d Reitr (u Representante); Encerrament. 4.1 Durante a realizaçã da slenidade de claçã de grau estã vetads: A utilizaçã de instruments snrs; Manifestações de cunh pessal na hra da chamada para a claçã de grau; Gests de exibicinism u utrs nã-cndizentes cm a cerimônia; Cnsum de bebidas alcólicas; A execuçã de hin nacinal de utr país. 5.SOLENIDADE Lcal (definid pela Cmissã de Frmatura); Hrári d iníci: Até às 19h, para as turmas cm mais de 30 frmands; 9

10 Manual de Frmatura Até às 20h, para as turmas cm mens de 30 frmands. Númer máxim de frmands: 70 Nta: Cas númer de frmands seja mair, a turma deverá ser dividida e realizar duas slenidades distintas. Númer de cnvidads pr frmand (definid pela Cmissã de Frmatura); É exigid us de becas pretas, respeitand s fundaments d Cerimnial Universitári; Cnvidads de Hnra: Paraninf ( padrinh da turma); Patrn u Patrnesse (prfissinal da área hmenagead(a)); Prfessres Hmenageads (n máxim 04); Funcináris Hmenageads (n máxim 03); Lugares reservads: pais, prfessres e funcináris hmenageads, paraninf, patrn u patrnesse etc. (reserva a ser feita pela Cmissã de Frmatura). Observações imprtantes: Os discurss deverã ter, n máxim, 07 minuts; Apenas Oradr da Turma, Paraninf e representante da Universidade devem discursar; É brigatória a cntrataçã de Mestre de Cerimônia prfissinal. Se fr desej da cmissã, a chamada para claçã de grau pde ser presidida pr até frmands. O abasteciment de água para s cmpnentes da mesa e tribuna é de respnsabilidade da Cmissã de Frmatura; Outras hmenagens só pderã acntecer se avisadas cm antecedência mínima de 15 dias à DMR. 6. CONVITE 6.1 Dads Obrigatóris: a) Nmes ds frmands e ds respectivs pais; b) Nmes d Presidente, Chanceler, Reitr, Diretres Acadêmics, Pró-reitr de Graduaçã, Pró-reitr de Pós-Graduaçã, Pesquisa e Extensã, Crdenadr d Curs, Paraninf, 10

11 Manual de Frmatura Patrn u Patrnesse, Prfessres Hmenageads, Funcináris Hmenageads, Amig Hmenagead, Oradr, Frmands que farã a Leitura d Requeriment e d Jurament; c) Para s curss de EAD, além ds citads n item acima, deve-se incluir, lg após Próreitr de Graduaçã, Crdenadr Geral de Ensin à Distância; d) Nme cmplet da Universidade e d curs. 6.2 Orientações Imprtantes: a) A cnfirmaçã da frmatura está cndicinada a envi d layut d cnvite da slenidade para a DMR cm antecedência mínima de 30 dias da data reservada para a cerimônia; b) Cnfirmar tds s nmes (cmplets) antes da impressã final d cnvite; c) Cnferir as mensagens; d) Cnferir dads da celebraçã religisa, da slenidade e da festa; e) Verificar nme da turma (pcinal); f) Apresentar layut d cnvite para a DMR antes da impressã (imprescindível). 6.3 Infrmações Institucinais: a) Dads gerais (brigatóris): UNIFACS - Universidade Salvadr Presidente Prf. Marcel Henrik Chanceler - Prf. Manel Jaquim Fernandes de Barrs Sbrinh Reitra - Prfa. Marcia Pereira Fernandes de Barrs Diretr Acadêmic de Planejament - Prf. Isaac Duglas Mreira Diretr Acadêmic de Pós-Graduaçã Strict Sensu - Prf. Manel Jaquim Fernandes de Barrs Pró-reitra de Graduaçã Prfa. Maria de Fátima Silveira Ferreira Pró-reitr de Pós-Graduaçã, Pesquisa e Extensã Prf. Lenard Maestri Teixeira Crdenadr Geral de Ensin a Distância - Prf. Péricles Ngueira Magalhães Júnir (apenas para s curss EAD) Gestr d Campus Feira de Santana Sr. Ângel Ferreira Chaves (apenas para s curss de Feira de Santana) 11

12 Manual de Frmatura b) Dads Específics (de acrd cm cada curs) Crdenadres de Curss: Administraçã (Salvadr) - Prf. Daniel Pint de Lureir Mair Administraçã (Feira de Santana) Prfa. Maria Leny Suza Oliveira Arquitetura e Urbanism - Prfa. Liliane Ferreira Marian da Silva Ciências Cntábeis Prfa. Lívia da Silva Mdest Rdrigues Ciência da Cmputaçã Prfa. Christiane da Csta Santana Sares Cmunicaçã e Marketing - Prfa. Verena de Susa Alcântara Design - Prf. Cid Ávila Design de Interires Prfa. Cristiane Sarn Martins ds Sants Design e Gestã de Mda Prfa. Márcia Cut Mell Direit - Prf. Adrald Leã Ecnmia Prf. Gustav Casseb Pessti Enfermagem Prfa. Camila Vanzela Sá Brba Engenharia Ambiental e Sanitária Prf. Paul Sérgi Rdrigues de Araúj Engenharia Civil - Prfa. Vivien Luciane Viar Engenharia de Cmputaçã - Prf. Artur Henrique Krnbauer Engenharia de Prduçã - Prfa. Tatiana de Andrade Spínla Engenharia Elétrica - Prf. Kleber Freire da Silva Engenharia Mecânica - Prf. Francisc Henriques de Lems Engenharia Mecatrônica - Prf. Rafael Gnçalves Bezerra de Araúj Engenharia Química Prf. Diniz Alves de Santana Silva Estética e Csmética Prfa. Maristela Pimenta Machad Orge Fisiterapia Prf. Mauríci Nunes Durad Rcha Gastrnmia Prfa. Luisa Maria Peixt Talent Gestã Ambiental Prf. Niltn César Tsta Pint Gestã Cmercial Prf. Jsé Eduard Gandarela Pereira Gestã de Events Prfa. Ilka Carrera Garcia Lgística (Salvadr) Prf. Jsé Gileá de Suza Lgística (Feira de Santana) Prf. Arlind Amaral Marques Nutriçã Prfa. Sheyla Carla Albuquerque França Petróle e Gás Prf. Victr Menezes Vieira Psiclgia - Prf. Wilsn Maranhã Sampai Publicidade e Prpaganda Prfa. Carina Ochi Flexr Redes de Cmputadres Prf. Lucian Pena Relações Públicas - Prfa. Verena de Susa Alcântara Sistemas de Infrmaçã (Salvadr) - Prfa. Christiane da Csta Santana Sares Sistemas de Infrmaçã (Feira de Santana) Prfa. Cláudia Pint Pereira Sena 12

13 Manual de Frmatura Sistemas para Internet Prf. Alex Celh EAD Crdenadres de Curss: Administraçã Prfª. Cláudia Sampai de Jesus Ciências Cntábeis Prf. Adelm Fernand Ribeir Schindler Júnir Cmunicaçã e Marketing Prfª. Renata Kalid Celh Gestã Cmercial Prfª. Marta Sepúlveda Nya Kubli Letras - Prtuguês/Inglês Prfª Sílvia Rita Magalhães de Olinda Letras Prtuguês Prfª Sílvia Rita Magalhães de Olinda Negócis Imbiliáris Prfª. Viviane Almeida Andrade Pedaggia Prfª. Tereza Cristina Pereira Carvalh Fagundes Serviç Scial Prfª. Valdineide Baraúna Resende Sá Barret Sistemas de Infrmaçã Prfª. Mônica de Suza Massa 7. CELEBRAÇÃO RELIGIOSA (respnsabilidade da Cmissã de Frmatura) Orientações básicas: a) Cnfirmar s frmands; b) Definir lcal, data e hrári; c) Definir númer de cnvidads; d) Marcar ensai; e) Definir quem fará as leituras e que será lid; f) Reservar lugares para s frmands. 8. FESTA (respnsabilidade da Cmissã de Frmatura) Orientações básicas: 13

14 Manual de Frmatura a) Definir s frmands que irã participar; b) Reservar lcal e prvidenciar as fichas de estacinament; c) Definir data e hrári; d) Cnfeccinar s cnvites individuais; e) Definir númer de cnvites pr frmand; f) Entregar cnvites individuais para Paraninf, Patrn e prfessres e funcináris hmenageads; g) Reservar uma mesa para s cnvidads de hnra e s hmenageads. 14

15 Manual de Frmatura ANEXOS MODELO DE CARTA-CONVITE PARA HOMENAGEADOS Salvadr, xx de xxxxxxxx de xxxx. Prezad Prf. u Sr. xxxx É cm muita satisfaçã que, em nme da turma de frmands de xxxx.x d curs de xxxx desta UNIFACS Universidade Salvadr, infrm que V.Sa. fi esclhida para Paraninf/Patrn/Prfessr Hmenagead/Funcinári Hmenagead (indicar apenas uma dessas). Assim, cnvidams a participar da slenidade de frmatura, que será realizada n dia xx/xx/xxx, n xxxxxxxxx, às xx hras, quand acntecerã as devidas hmenagens. Slicitams que cnfirme a aceitaçã deste cnvite e a participaçã na slenidade de claçã de grau pr mei ds telefnes xxxx-xxxx (clcar s telefnes ds membrs da cmissã de frmatura). Atencisamente, A Cmissã de Frmatura 15

16 Manual de Frmatura MODELO DE TERMO DE CIÊNCIA TERMO DE CIÊNCIA Eu, xxxxxxxxxxxxxx (clcar nme d frmand representante da Cmissã de Frmatura), CPF n xxxxxxxxxxx, na cndiçã de representante da Cmissã de Frmatura d curs de xxxxxxx, d períd 2012/1, declar que tenh plen cnheciment d Manual de Frmatura publicad n Prtal d Estudante e me cmprmet a divulgá-l entre tds s frmands. Em especial, cmprmet-me ainda em: a) Entregar layut d cnvite para cnferência da DMR/UNIFACS, antes de enviá-l para impressã final pela gráfica; b) Infrmar as frmands que nã pderã clar grau estudantes cm pendências cm ENADE u que nã cncluíram tdas as disciplinas, atividades curriculares e estágis; e) Cumprir tdas as regras estabelecidas pel Manual de Frmatura. Salvadr, xx de xxxxxxx de xxxx Nme d representante pr extens e assinatura 16

17 Manual de Frmatura MODELO DE REQUERIMENTO PARA SOLICITAÇÃO DE SOLENIDADE SOLICITAÇÃO DE SOLENIDADE Eu, xxxxxxxxxxxxxx (clcar nme d presidente da Cmissã de Frmatura), prtadr d n de matrícula xxxxxxxxxx, na cndiçã de presidente da Cmissã de Frmatura d curs de xxxxxxx, d an de cnclusã /X, slicit a realizaçã da slenidade. Abaix, s cntats da cmissã: PRESIDENTE DA COMISSÃO NOME COMPLETO TEL. FIXO E CELULAR VICE PRESIDENTE NOME COMPLETO TEL. FIXO E CELULAR Relaçã de estudantes que participarã da slenidade: RELAÇÃO DE ESTUDANTES PARA SOLENIDADE ESTUDANTE1 (nme cmplet) Nº DE MATRÍCULA TEL. FIXO E CELULAR ESTUDANTE2 (nme cmplet) Nº DE MATRÍCULA TEL. FIXO E CELULAR ESTUDANTE3 (nme cmplet) Nº DE MATRÍCULA TEL. FIXO E CELULAR Salvadr, xx de xxxxxxx de xxxx Nme d representante pr extens e assinatura 17

18 Manual de Frmatura MODELO DE ROTEIRO DE FORMATURA CERIMÔNIA DE COLAÇÃO DE GRAU XXª TURMA DO CURSO DE AUTORIDADES PRESENTES, SENHORAS E SENHORES, BOA NOITE! TEMOS A HONRA DE RECEBÊ-LOS PARA A COLAÇÃO DE GRAU DA XXª TURMA DO CURSO DE DA UNIFACS - UNIVERSIDADE SALVADOR. ANTES DE DARMOS INÍCIO À SOLENIDADE, ASSISTIREMOS AO VÍDEO-CLIP DA TURMA. (Exibiçã d víde-clip) NESTE MOMENTO, DAREMOS INÍCIO A COLAÇÃO DE GRAU DA XXª TURMA DO CURSO DE DA UNIFACS - UNIVERSIDADE SALVADOR, CONVIDANDO PARA COMPOR A MESA: A REITORA (OU REPRESENTANTE) PROFª. MÁRCIA PEREIRA FERNANDES DE BARROS O COORDENADOR DO CURSO: PROF. O PARANINFO DA TURMA: PROF. O PATRONO DA TURMA: SR. OS PROFESSORES HOMENAGEADOS: O AMIGO DA TURMA: 18

19 Manual de Frmatura O FUNCIONÁRIO HOMENAGEADO: REGISTRAMOS A PRESENÇA DOS FUNCIONÁRIOS HOMENAGEADOS: SENHORES:, e, QUE ESTÃO SENTADOS NA PRIMEIRA FILEIRA DESTE RECINTO, CONSIDERADA UMA EXTENSÃO DESTA MESA. CONVIDAMOS A MAGNÍFICA REITORA, PROFª MÁRCIA PEREIRA FERNANDES DE BARROS (OU REPRESENTANTE), PARA QUE PROCEDA A ABERTURA DA SOLENIDADE. REITORA (OU REPRESENTANTE): BOA NOITE. DECLARO ABERTA A SESSÃO. SOLICITAMOS, POR GENTILEZA, QUE O PÚBLICO PRESENTE RECEBA COM UM CALOROSO APLAUSO A XXª TURMA DO CURSO DE DA UNIFACS - UNIVERSIDADE SALVADOR. (Abertura das crtinas) SOLICITAMOS AOS PRESENTES QUE FIQUEM DE PÉ PARA A EXECUÇÃO DO HINO NACIONAL BRASILEIRO. CONVIDAMOS O ORADOR DA TURMA, FORMANDO, PARA PROFERIR O SEU DISCURSO. (O frmand prfere seu discurs) CONVIDAMOS O FORMANDO PARA QUE, EM NOME DA TURMA, PRONUNCIE O JURAMENTO. (O frmand lê jurament específic, cnfrme cas) CONVIDAMOS O FORMANDO PARA QUE REQUEIRA A COLAÇÃO DE GRAU. 19

20 Manual de Frmatura REQUERIMENTO DE COLAÇÃO DE GRAU MAGNÍFICA REITORA (OU ILUSTRÍSSIMO REPRESENTANTE) DA UNIFACS - UNIVERSIDADE SALVADOR, PROFª. MARCIA PEREIRA FERNANDES DE BARROS (u Representante), EM NOME DOS FORMANDOS DO ANO DE.X, SOLICITO A VOSSA MAGNIFICÊNCIA (SE REITORA) OU VOSSA SENHORIA (SE REPRESENTANTE) MANDAR PROCEDER A COLAÇÃO DE GRAU DA XXª TURMA DO CURSO DE DA UNIFACS - UNIVERSIDADE SALVADOR. REITORA (OU REPRESENTANTE): ESTÁ DEFERIDO O PEDIDO. QUE SE INICIE A COLAÇÃO DE GRAU. NESTE MOMENTO, INICIAREMOS A COLAÇÃO DE GRAU, CONVIDANDO OS FORMANDOS e PARA SE COLOCAREM COMO MESTRES DE CERIMÔNIA. DUPLA DE FORMANDOS COMO MESTRE DE CERIMÔNIA: CONVIDAMOS PARA COLAR GRAU O FORMANDO. E PARA ENTREGAR SEU DIPLOMA, CONVIDAMOS SEU PAI SR. E SUA MÃE, SRA.. (Chamada ds frmands em rdem alfabética, cnfrme relaçã a ser incluída abaix) REITORA (OU REPRESENTANTE): EU, PROFª. MARCIA PEREIRA FERNANDES DE BARROS, REITORA DA UNIFACS - UNIVERSIDADE SALVADOR, PELO PODER QUE ME CONCEDEM AS LEIS DA REPÚBLICA E EM VISTA DOS RESULTADOS OBTIDOS, CONFIRO A: O GRAU DE XX. CONFIRO O GRAU DE A: (Relaçã ds frmands) CONVIDAMOS A REITORA, PROFª. MARCIA PEREIRA FERNANDES DE BARROS (u Representante), PARA QUE PROCEDA A ENTREGA DA LÁUREA UNIVERSITÁRIA, CONCEDIDA AO ESTUDANTE QUE OBTEVE AS MELHORES NOTAS DURANTE O CURSO, DE ACORDO COM OS CRITÉRIOS INSTITUCIONAIS. (Gstaria de chamar frmand, alun lauread da turma, para receber diplma cncedid pela UNIFACS, em recnheciment a seu desempenh durante curs) NESTE MOMENTO, SERÃO FEITAS HOMENAGENS EM NOME DA XXª TURMA DE XXX ÀQUELAS PESSOAS QUE, DIRETA OU INDIRETAMENTE, COLABORARAM PARA A REALIZAÇÃO DESTE SONHO. 20

21 Manual de Frmatura Cnvidams (a) Bacharel (a) Para prestar uma Hmenagem a (a) PARANINFO DA TURMA: PROF.. PATRONO DA TURMA: PROF. PROFESSOR HOMENAGEADO: PROF.. PROFESSOR HOMENAGEADO: PROF.. PROFESSOR HOMENAGEADO: PROF.. AMIGO DA TURMA HOMENAGEADO: SR. FUNCIONÁRIO HOMENAGEADO: SR.. CONVIDAMOS O PARANINFO DA TURMA, ILUSTRÍSSIMO SR. PARA PROFERIR SEU DISCURSO. OUVIREMOS AGORA O PRONUNCIAMENTO DA REITORA PROFª. MARCIA PEREIRA FERNANDES DE BARROS (u Representante). SOLICITAMOS AOS PRESENTES QUE PERMANEÇAM EM SEUS LUGARES ATÉ A SAÍDA COMPLETA DOS NOVOS BACHARÉIS, QUE RECEBERÃO OS CUMPRIMENTOS NO FOYER DESTE SALÃO. CONVIDAMOS A REITORA PROFª. MARCIA PEREIRA FERNANDES DE BARROS (u Representante) PARA QUE PROCEDA O ENCERRAMENTO DA SOLENIDADE. REITORA (OU REPRESENTANTE): BOA NOITE A TODOS, DECLARO ENCERRADA A SESSÃO. 21

22 Manual de Frmatura JURAMENTOS Para s curss que nã têm mdel específic PROMETO EXERCER AS FUNÇÕES INERENTES AO MEU GRAU, NA FIEL OBSERVÂNCIA DOS PRINCÍPIOS DE HONESTIDADE, CUMPRINDO AS LEIS DA REPÚBLICA E JAMAIS ATENTANDO CONTRA A DIGNIDADE DA PESSOA HUMANA. Para curs de Administraçã * PROMETO DIGNIFICAR MINHA PROFISSÃO, CONSCIENTE DE MINHAS RESPONSABILIDADES LEGAIS, OBSERVAR O CÓDIGO DE ÉTICA, OBJETIVANDO O APERFEIÇOAMENTO DA CIÊNCIA DA ADMINISTRAÇÃO, O DESENVOLVIMENTO DAS INSTITUIÇÕES E A GRANDEZA DO HOMEM E DA PÁTRIA. *De acrd cm a Resluçã Nrmativa CFA nº201, de 19/12/97, que institui jurament d Administradr. Para curs de Ciência da Cmputaçã PROMETO DIANTE DE DEUS E DOS HOMENS EXERCER AS FUNÇÕES INERENTES AO GRAU DE BACHAREL EM CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO, NA FIEL OBSERVÂNCIA AOS PRECEITOS DA HONRA E DA CIÊNCIA, PROMOVENDO O USO E O DESENVOLVIMENTO DA INFORMÁTICA EM BENEFÍCIO DO CIDADÃO E DA SOCIEDADE. Para curs de Direit PROMETO, NO EXERCÍCIO DAS FUNÇÕES DE MEU GRAU, RESPEITAR SEMPRE OS PRINCÍPIOS DA HONESTIDADE, PATROCINANDO O DIREITO, REALIZANDO A JUSTIÇA, PRESERVANDO OS BONS COSTUMES E NUNCA FALTAR À CAUSA DA HUMANIDADE. Para curs de Psiclgia COMO PSICÓLOGO, EU ME COMPROMETO A COLOCAR MINHA PROFISSÃO A SERVIÇO DA SOCIEDADE BRASILEIRA, PAUTANDO O MEU TRABALHO NOS PRINCÍPIOS DA QUALIDADE TÉCNICA E DO RIGOR ÉTICO. POR MEIO DO MEU EXERCÍCIO PROFISSIONAL, CONTRIBUIREI PARA O DESENVOLVIMENTO DA PSICOLOGIA COMO CIÊNCIA E PROFISSÃO NA DIREÇÃO DAS DEMANDAS DA SOCIEDADE, PROMOVENDO SAÚDE E QUALIDADE DE VIDA DE CADA SUJEITO E DE TODOS OS CIDADÃOS E INSTITUIÇÕES. Para curs de Relações Públicas JURO, DIANTE DE DEUS E DA SOCIEDADE, QUE FARÁ USO DO MEU TRABALHO, CONDUZIR MEUS ESFORÇOS PROFISSIONAIS DE ACORDO COM OS PRINCÍPIOS ÉTICOS NORTEADORES DA ATIVIDADE DE RELAÇÕES PÚBLICAS, COM RESPONSABILIDADE E RESPEITO HUMANO E DEDICAR O MEU TRABALHO PARA O DESENVOLVIMENTO E O BEM ESTAR DO POVO BRASILEIRO E DA HUMANIDADE. 22

23 Manual de Frmatura Manual de Frmatura - Nrmas e prcediments Cpyright 2012 Nenhuma parte desta publicaçã pde ser alterada u aprpriada sem a autrizaçã da Diretria de Marketing e Relacinament da UNIFACS. Elabraçã Diretria de Marketing e Relacinament - DMR Pró-reitria de Graduaçã - PRG Secretaria Geral de Curss - SGC Editraçã Milena Celh Revisã Dieg Carvalh Gerência Ivana Fadul Diretr Luis Fernand Carvalh Diretria de Marketing e Relacinament - DMR Rua Dr. Jsé Perba, 251, Ed.: Civil Empresarial, sala 701 Stiep - CEP / Salvadr - Bahia Tel: (71) / Fax: (71) / 23

Manual de Formatura. Normas e procedimentos

Manual de Formatura. Normas e procedimentos Manual de Formatura Normas e procedimentos Atualizado em agosto de 2009 Sumário Apresentação 03 Objetivos 04 Geral 04 Específicos 04 Atribuições 04 Da Comissão de Formatura 04 Do aluno 05 Da Coordenação

Leia mais

Manual de Formatura. Normas e procedimentos

Manual de Formatura. Normas e procedimentos Manual de Formatura Normas e procedimentos Atualizado em março de 2009 Sumário Apresentação 03 Objetivos 04 Geral 04 Específicos 04 Atribuições 04 Da Comissão de Formatura 04 Do aluno 06 Da Coordenação

Leia mais

REGULAMENTO DE ESTÁGIO DE INICIAÇÃO PROFISSIONAL

REGULAMENTO DE ESTÁGIO DE INICIAÇÃO PROFISSIONAL REGULAMENTO DE ESTÁGIO DE INICIAÇÃO PROFISSIONAL Intrduçã O presente Regulament cnstitui um dcument intern d curs de Ciências Cntábeis e tem pr bjetiv reger as atividades relativas a Estági de Iniciaçã

Leia mais

Faculdade de Tecnologia SENAI Florianópolis e Faculdade de Tecnologia SENAI Jaraguá do Sul EDITAL DE PROCESSO SELETIVO

Faculdade de Tecnologia SENAI Florianópolis e Faculdade de Tecnologia SENAI Jaraguá do Sul EDITAL DE PROCESSO SELETIVO Faculdade de Tecnlgia SENAI Flrianóplis e Faculdade de Tecnlgia SENAI Jaraguá d Sul EDITAL DE PROCESSO SELETIVO Pós-Graduaçã Lat Sensu em Gestã da Segurança da Infrmaçã em Redes de Cmputadres A Faculdade

Leia mais

Definir e padronizar os procedimentos para o planejamento e a execução de atividades de cerimonial no âmbito do Poder Judiciário do Estado do Acre.

Definir e padronizar os procedimentos para o planejamento e a execução de atividades de cerimonial no âmbito do Poder Judiciário do Estado do Acre. Códig: MAP-SERPU-001 Versã: 00 Data de Emissã: 01/01/2013 Elabrad pr: Secretaria de Relações Públicas e Cerimnial Aprvad pr: Presidência 1 OBJETIVO Definir e padrnizar s prcediments para planejament e

Leia mais

MANUAL dos LABORATÓRIOS De INFORMÁTICA

MANUAL dos LABORATÓRIOS De INFORMÁTICA MANUAL ds LABORATÓRIOS De INFORMÁTICA Objetiv 1. Oferecer as aluns a infra-estrutura e suprte necessári à execuçã de tarefas práticas, slicitadas pels prfessres, bservand s prazs estabelecids. 2. Oferecer

Leia mais

Inscrição do Candidato ao Processo de Credenciamento

Inscrição do Candidato ao Processo de Credenciamento Inscriçã d Candidat a Prcess de Credenciament O link de inscriçã permitirá que candidat registre suas infrmações para participar d Prcess de Credenciament, cnfrme Edital. Após tmar ciência de td cnteúd

Leia mais

Informações Importantes 2015

Informações Importantes 2015 Infrmações Imprtantes 2015 CURSOS EXTRACURRICULARES N intuit de prprcinar uma frmaçã cmpleta para alun, Clégi Vértice ferece curss extracurriculares, que acntecem lg após as aulas regulares, tant n períd

Leia mais

ORIENTAÇÕES AOS CANDIDATOS CONTEMPLADOS NO

ORIENTAÇÕES AOS CANDIDATOS CONTEMPLADOS NO ORIENTAÇÕES AOS CANDIDATOS CONTEMPLADOS NO Prezad(a) Alun(a) A mbilidade acadêmica internacinal é uma prtunidade valisa para seu cresciment individual, acadêmic e prfissinal. Nã permita que a falta de

Leia mais

ESCOLA DE DIREITO DO RIO DE JANEIRO DA FUNDAÇÃO GETULIO VARGAS FGV DIREITO RIO EDITAL DO PROCESSO SELETIVO DOS CURSOS DE EDUCAÇÃO CONTINUADA

ESCOLA DE DIREITO DO RIO DE JANEIRO DA FUNDAÇÃO GETULIO VARGAS FGV DIREITO RIO EDITAL DO PROCESSO SELETIVO DOS CURSOS DE EDUCAÇÃO CONTINUADA ESCOLA DE DIREITO DO RIO DE JANEIRO DA FUNDAÇÃO GETULIO VARGAS EDITAL DO PROCESSO SELETIVO DOS CURSOS DE EDUCAÇÃO CONTINUADA 2º semestre / 2012 O Prgrama de Educaçã Cntinuada da trna públic, para cnheciment

Leia mais

Faculdade de Tecnologia SENAI Florianópolis e Faculdade de Tecnologia SENAI Jaraguá do Sul EDITAL DE PROCESSO SELETIVO

Faculdade de Tecnologia SENAI Florianópolis e Faculdade de Tecnologia SENAI Jaraguá do Sul EDITAL DE PROCESSO SELETIVO Faculdade de Tecnlgia SENAI Flrianóplis e Faculdade de Tecnlgia SENAI Jaraguá d Sul EDITAL DE PROCESSO SELETIVO Pós-Graduaçã Lat Sensu MBA em Gestã de Prjets A Faculdade de Tecnlgia SENAI/SC em Flrianóplis

Leia mais

MANUAL DOS GESTORES DAA

MANUAL DOS GESTORES DAA UNIVERSIDADE FEDERAL DO PIAUÍ UFPI NÚCLEO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO - NTI MANUAL DOS GESTORES DAA MÓDULOS: M atrícula e P rgramas e C DP [Digite resum d dcument aqui. Em geral, um resum é um apanhad

Leia mais

FACULDADE DE EDUCAÇÃO EM CIÊNCIAS DA SAÚDE

FACULDADE DE EDUCAÇÃO EM CIÊNCIAS DA SAÚDE FACULDADE DE EDUCAÇÃO EM CIÊNCIAS DA SAÚDE (Prt. MEC nº 797/14, de 11/09/2014, publicada n DOU em 12/09/2014) EDITAL 2015 PROCESSO SELETIVO O Diretr Geral da Faculdade de Educaçã em Ciências da Saúde (FECS),

Leia mais

PROJETO 22ª MOSTRA ESTUDANTIL TECNOLÓGICA Dias 22 e 23 DE OUTUBRO DE 2014 CURSO: GESTÃO EMPRESARIAL

PROJETO 22ª MOSTRA ESTUDANTIL TECNOLÓGICA Dias 22 e 23 DE OUTUBRO DE 2014 CURSO: GESTÃO EMPRESARIAL PROJETO 22ª MOSTRA ESTUDANTIL TECNOLÓGICA Dias 22 e 23 DE OUTUBRO DE 2014 CURSO: GESTÃO EMPRESARIAL Objetivs: Gestã Empresarial Desenvlver cmpetências para atuar n gerenciament de prjets, prestand cnsultria

Leia mais

Anexo V. Software de Registro Eletrônico em Saúde. Implantação em 2 (duas) Unidades de Saúde

Anexo V. Software de Registro Eletrônico em Saúde. Implantação em 2 (duas) Unidades de Saúde Anex V Sftware de Registr Eletrônic em Saúde Implantaçã em 2 (duas) Unidades de Saúde Índice 1 INTRODUÇÃO... 3 2 ESTRATÉGIAS E PROCEDIMENTOS DE IMPLANTAÇÃO... 3 4 INFRAESTRUTURA NAS UNIDADES DE SAÚDE -

Leia mais

Art. 2º. Trata-se de uma promoção de caráter exclusivamente de estimulo cultural, profissional e acadêmico sem vínculo com sorteios.

Art. 2º. Trata-se de uma promoção de caráter exclusivamente de estimulo cultural, profissional e acadêmico sem vínculo com sorteios. Prêmi Data Pint de Criatividade e Invaçã - 2011 N an em que cmpleta 15 ans de atuaçã n mercad de treinament em infrmática, a Data Pint ferece à cmunidade a prtunidade de participar d Prêmi Data Pint de

Leia mais

Regulamento para realização do Trabalho de Conclusão de Curso

Regulamento para realização do Trabalho de Conclusão de Curso Universidade Federal d Ceará Campus de Sbral Curs de Engenharia da Cmputaçã Regulament para realizaçã d Trabalh de Cnclusã de Curs Intrduçã Este dcument estabelece as regras básicas para funcinament das

Leia mais

REGULAMENTO DA OLIMPÍADA JURÍDICA 2014

REGULAMENTO DA OLIMPÍADA JURÍDICA 2014 1 REGULAMENTO DA OLIMPÍADA JURÍDICA 2014 PARTICIPANTES A Olimpíada Jurídica 2014 é uma cmpetiçã direcinada a aluns que estejam regularmente matriculads ns curss de graduaçã de Direit de Instituições de

Leia mais

MANUAL DE PROCEDIMENTOS

MANUAL DE PROCEDIMENTOS MANUAL DE PROCEDIMENTOS Etapa 3 Cadastr d Prcess Seletiv O Presidente da CRM cadastra s dads d prcess n sistema. O prcess seletiv é a espinha drsal d sistema, vist que pr mei dele regem-se tdas as demais

Leia mais

FIES - Documentação comprobatória

FIES - Documentação comprobatória FIES - Dcumentaçã cmprbatória OBS: Devem ser apresentads riginais e cópias ds dcuments relacinads. COMPROVANTES DE RESIDÊNCIA DO ESTUDANTE: O estudante deverá cmparecer à CPSA e psterirmente a agente financeir

Leia mais

MTur Sistema Artistas do Turismo. Manual do Usuário

MTur Sistema Artistas do Turismo. Manual do Usuário MTur Sistema Artistas d Turism Manual d Usuári Índice 1. INTRODUÇÃO... 3 2. DESCRIÇÃO DO SISTEMA... 3 3. ACESSAR O SISTEMA... 4 4. UTILIZANDO O SISTEMA... 9 4.1. CADASTRAR REPRESENTANTE... 9 4.2. CADASTRAR

Leia mais

Regulamento do programa de bolsas de estudos

Regulamento do programa de bolsas de estudos Regulament d prgrama de blsas de estuds Unidades Ri de Janeir e Sã Paul Data de publicaçã: 13/05/2015 Regulament válid até 30/08/2015 1 1. Sbre prgrama Através de um prcess seletiv, prgrama de blsas de

Leia mais

Florianópolis, 25 de janeiro de 2016 EDITAL PARA CANDIDATURA À SEDE DO 6º ENCONTRO NACIONAL DE ESTUDANTES DE ENGENHARIA CIVIL 2017

Florianópolis, 25 de janeiro de 2016 EDITAL PARA CANDIDATURA À SEDE DO 6º ENCONTRO NACIONAL DE ESTUDANTES DE ENGENHARIA CIVIL 2017 Flrianóplis, 25 de janeir de 2016 EDITAL PARA CANDIDATURA À SEDE DO 6º ENCONTRO NACIONAL DE ESTUDANTES DE ENGENHARIA CIVIL 2017 1) Cnsiderações Gerais: A Federaçã Nacinal ds Estudantes de Engenharia Civil

Leia mais

Guia Prático do Estágio. Seu Estágio em 5 Passos

Guia Prático do Estágio. Seu Estágio em 5 Passos Guia Prátic d Estági Seu Estági em 5 Passs O que é Estági? A atividade de estági é um fatr significativ na frmaçã d prfissinal, pr prprcinar a interaçã d alun cm a realidade da prfissã e a cmplementaçã

Leia mais

INSTITUTO SUPERIOR POLITÉCNICO DE VISEU ESCOLA SUPERIOR DE TECNOLOGIA E GESTÃO DE LAMEGO EDITAL

INSTITUTO SUPERIOR POLITÉCNICO DE VISEU ESCOLA SUPERIOR DE TECNOLOGIA E GESTÃO DE LAMEGO EDITAL EDITAL CANDIDATURA AOS CURSOS TÉCNICOS SUPERIORES PROFISSIONAIS (CTeSP) 2015 CONDIÇÕES DE ACESSO 1. Pdem candidatar-se a acess de um Curs Técnic Superir Prfissinal (CTeSP) da ESTGL tds s que estiverem

Leia mais

Processos de Apoio do Grupo Consultivo 5.5 Suporte Informático Direito de Acesso à Rede

Processos de Apoio do Grupo Consultivo 5.5 Suporte Informático Direito de Acesso à Rede Prcesss de Api d Grup Cnsultiv 5.5 Suprte Infrmátic Direit de Acess à Rede Suprte Infrmátic - Dcuments 5.5 Âmbit e Objectiv Frmuláris aplicáveis Obrigatóris Obrigatóris, se aplicável Frmulári de Mapa de

Leia mais

Tutorial Sistema Porto Sem Papel

Tutorial Sistema Porto Sem Papel Tutrial Sistema Prt Sem Papel 8 ESTADIA CONVENCIONAL: A estadia cnvencinal é aquela em que a embarcaçã deseja executar uma peraçã de carga, descarga, carga/descarga, embarque/desembarque de passageirs

Leia mais

EDITAL Nº 01/NIC/ 2014

EDITAL Nº 01/NIC/ 2014 Núcle de Intercâmbi e Cperaçã Institucinal EDITAL Nº 01/NIC/ 2014 Seleçã de acadêmics para Intercâmbi n primeir semestre de 2015 d Prgrama de Blsas Iber-Americanas Santander Universidades 2014 A Universidade

Leia mais

RESOLUÇÃO COMPLEMENTAR N o 01/2007 De 8 de novembro de 2007 Reedita as Normas para Reconhecimento de Títulos de Pós-Graduação, revogando a

RESOLUÇÃO COMPLEMENTAR N o 01/2007 De 8 de novembro de 2007 Reedita as Normas para Reconhecimento de Títulos de Pós-Graduação, revogando a RESOLUÇÃO COMPLEMENTAR N 01/2007 De 8 de nvembr de 2007 Reedita as Nrmas para Recnheciment de Títuls de Pós-Graduaçã, revgand a Resluçã Cmplementar n 02/93, de 25 de junh de 1993. O CONSELHO DE ENSINO,

Leia mais

MANUAL DE COLAÇÃO DE GRAU DA ADJETIVO - CETEP

MANUAL DE COLAÇÃO DE GRAU DA ADJETIVO - CETEP MANUAL DE COLAÇÃO DE GRAU DA ADJETIVO - CETEP Solenidade de Colação de Grau A Colação de grau é o ato Institucional que se realiza para conferir graus acadêmicos aos formandos, em dia e hora marcados.

Leia mais

RESOLUÇÃO DE REITORIA Nº 109/2008, DE 05 DE MAIO DE 2008.

RESOLUÇÃO DE REITORIA Nº 109/2008, DE 05 DE MAIO DE 2008. RESOLUÇÃO DE REITORIA Nº 109/2008, DE 05 DE MAIO DE 2008. Institui Normas e Procedimentos para as Solenidades de Colação de Grau dos Cursos de Graduação e Graduação Tecnológica do Unilasalle. O Reitor

Leia mais

Lista de Documentos o Abertura de Empresas Abertura de empresas na área de alimentos Documentos para estabelecimentos comerciais (pessoa física)

Lista de Documentos o Abertura de Empresas Abertura de empresas na área de alimentos Documentos para estabelecimentos comerciais (pessoa física) Lista de Dcuments Abertura de Empresas Abertura de empresas na área de aliments Dcuments para estabeleciments cmerciais (pessa física) 1) Ficha de Inscriçã Cadastral, preenchida na própria VISA; 2) Cópia

Leia mais

Legenda da Mensagem de Resposta à Verificação de Elegibilidade (respostaelegibilidade)

Legenda da Mensagem de Resposta à Verificação de Elegibilidade (respostaelegibilidade) Legenda da Mensagem de Respsta à Verificaçã de Elegibilidade (respstaelegibilidade) Mensagem : Respta à verificaçã de elegibilidade (respstaelegibilidade) - Flux : Operadra para Prestadr Códig da mensagem

Leia mais

PM 3.5 Versão 2 PdC Versão 1

PM 3.5 Versão 2 PdC Versão 1 Prcediment de Cmercializaçã Cntrle de Alterações PM 3.5 Versã 2 PdC Versã 1 PM 3.5 Versã 2 PdC Versã 1 Alterad Layut d dcument. Alterad term de Prcediment de Mercad para Prcediment de Cmercializaçã. Inserid

Leia mais

Requisitos técnicos de alto nível da URS para registros e registradores

Requisitos técnicos de alto nível da URS para registros e registradores Requisits técnics de alt nível da URS para registrs e registradres 17 de utubr de 2013 Os seguintes requisits técnics devem ser seguids pels peradres de registr e registradres para manter a cnfrmidade

Leia mais

O projeto Key for Schools PORTUGAL

O projeto Key for Schools PORTUGAL O prjet Key fr Schls PORTUGAL O teste Key fr Schls O teste Key fr Schls é cncebid para aplicaçã em cntext esclar e está de acrd cm Quadr Eurpeu Cmum de Referência para as Línguas O teste Key fr Schls permite

Leia mais

1ª EDIÇÃO. Regulamento

1ª EDIÇÃO. Regulamento 1ª EDIÇÃO Regulament 1. OBJETIVO O Prêmi BRASILIDADE é uma iniciativa d Serviç de Api às Micr e Pequenas Empresas n Estad d Ri de Janeir SEBRAE/RJ, idealizad pr Izabella Figueired Braunschweiger e cm a

Leia mais

Novo Sistema Almoxarifado

Novo Sistema Almoxarifado Nv Sistema Almxarifad Instruções Iniciais 1. Ícnes padrões Existem ícnes espalhads pr td sistema, cada um ferece uma açã. Dentre eles sã dis s mais imprtantes: Realiza uma pesquisa para preencher s camps

Leia mais

MANUAL DE PROCEDIMENTOS PARA REGISTO DE. Técnicos de Instalação e Manutenção de Edifícios e Sistemas. (TIMs)

MANUAL DE PROCEDIMENTOS PARA REGISTO DE. Técnicos de Instalação e Manutenção de Edifícios e Sistemas. (TIMs) MANUAL DE PROCEDIMENTOS PARA REGISTO DE Técnics de Instalaçã e Manutençã de Edifícis e Sistemas (TIMs) NO SISTEMA INFORMÁTICO DO SISTEMA NACIONAL DE CERTIFICAÇÃO ENERGÉTICA NOS EDIFÍCIOS (SCE) 17/07/2014

Leia mais

REGULAMENTO DAS SESSÕES PÚBLICAS SOLENES OU SIMPLES DE COLAÇÃO DE GRAU DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO E TECNÓLOGOS

REGULAMENTO DAS SESSÕES PÚBLICAS SOLENES OU SIMPLES DE COLAÇÃO DE GRAU DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO E TECNÓLOGOS REGULAMENTO DAS SESSÕES PÚBLICAS SOLENES OU SIMPLES DE COLAÇÃO DE GRAU DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO E TECNÓLOGOS FACULDADE DE ADMINISTRAÇÃO, CIÊNCIAS, EDUCAÇÃO E LETRAS FACEL Este regulamento pretende servir

Leia mais

EDITAL BOLSA SOCIOECONÔMICA. Seleção de Bolsistas para o Programa de Bolsa Socioeconômica para o período de 2014

EDITAL BOLSA SOCIOECONÔMICA. Seleção de Bolsistas para o Programa de Bolsa Socioeconômica para o período de 2014 EDITAL BOLSA SOCIOECONÔMICA Seleçã de Blsistas para Prgrama de Blsa Sciecnômica para períd de 2014 O Reitr d Centr Universitári Tled Unitled, ns terms d Regulament aprvad pel CONSEPE, cm vistas à seleçã

Leia mais

REGULAMENTO DAS SESSÕES SOLENES E PÚBLICAS DE COLAÇÃO DE GRAU DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO DA FACULDADE GUAIRACÁ CAPITULO I DOS OBJETIVOS E FINS

REGULAMENTO DAS SESSÕES SOLENES E PÚBLICAS DE COLAÇÃO DE GRAU DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO DA FACULDADE GUAIRACÁ CAPITULO I DOS OBJETIVOS E FINS REGULAMENTO DAS SESSÕES SOLENES E PÚBLICAS DE COLAÇÃO DE GRAU DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO DA FACULDADE GUAIRACÁ CAPITULO I DOS OBJETIVOS E FINS Este regulamento serve como instrumento informativo e orientador

Leia mais

Ministério da Justiça. Orientações para a preparação dos Policiais que atuam na Região

Ministério da Justiça. Orientações para a preparação dos Policiais que atuam na Região Ministéri da Justiça Departament da Plícia Federal Academia Nacinal de Plícia Secretaria Nacinal de Segurança Pública Departament de Pesquisa, Análise da Infrmaçã e Desenvlviment Humanan Orientações para

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO UNINOVAFAPI

CENTRO UNIVERSITÁRIO UNINOVAFAPI CENTRO UNIVERSITÁRIO UNINOVAFAPI EDITAL Nº 005/2014 DE 07 DE ABRIL DE 2014 PROCESSO SELETIVO O Centr Universitári UNINOVAFAPI, situad à rua Vitrin Orthiges Fernandes, nº 6123, Bairr d Uruguai, CEP.: 64.073-505,

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA 07

INSTRUÇÃO NORMATIVA 07 INSTRUÇÃO NORMATIVA 07 O Diretor Geral no uso de suas atribuições regimentais, ouvido o Conselho Acadêmico, RESOLVE: Regulamentar as Cerimônias de Colação de Grau dos Cursos de Graduação das Faculdades

Leia mais

ENCONTROCAS 2º SEMESTRE 2012 - ORIENTAÇÕES GERAIS PARA O CURSO DE PEDAGOGIA. O ENCONTROCAS é um evento semestral realizado pelo Instituto Superior de

ENCONTROCAS 2º SEMESTRE 2012 - ORIENTAÇÕES GERAIS PARA O CURSO DE PEDAGOGIA. O ENCONTROCAS é um evento semestral realizado pelo Instituto Superior de Faculdade de Ciências Sciais Aplicadas de Bel Hriznte Institut Superir de Educaçã Curs de Pedaggia ENCONTROCAS 2º SEMESTRE 2012 - ORIENTAÇÕES GERAIS PARA O CURSO DE PEDAGOGIA O ENCONTROCAS é um event semestral

Leia mais

COLÉGIO SALESIANO SAGRADO CORAÇÃO FACULDADE SALESIANA

COLÉGIO SALESIANO SAGRADO CORAÇÃO FACULDADE SALESIANA RESOLUÇÃO No. 01/2010 COLÉGIO SALESIANO SAGRADO CORAÇÃO Formaliza, regulamenta e disciplina os procedimentos para a solenidade de colação de grau dos Cursos Superiores da Faculdade Salesiana. O Diretor

Leia mais

Adesão à CCEE. Versão 1 -> Versão 2

Adesão à CCEE. Versão 1 -> Versão 2 Prcediment de Cmercializaçã Cntrle de Alterações Adesã à CCEE Versã 1 -> Versã 2 Versã 2 METODOLOGIA DO Text em realce refere-se à inserçã de nva redaçã Text tachad refere-se à exclusã de redaçã. Alterações

Leia mais

EDITAL Nº 025 / 2015 SELEÇÃO DE SUPERVISOR DO PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSA DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA PIBID

EDITAL Nº 025 / 2015 SELEÇÃO DE SUPERVISOR DO PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSA DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA PIBID MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Universidade Federal de Alfenas - UNIFAL-MG Pró-Reitria de Graduaçã Rua Gabriel Mnteir da Silva, 700 - Alfenas/MG - CEP 37130-000 Fne: (35) 3299-1329 Fax: (35) 3299-1078 grad@unifal-mg.edu.br

Leia mais

O Centro Universitário UNINOVAFAPI, situado à rua Vitorino Orthiges Fernandes, nº 6123, Bairro do

O Centro Universitário UNINOVAFAPI, situado à rua Vitorino Orthiges Fernandes, nº 6123, Bairro do CENTRO UNIVERSITÁRIO UNINOVAFAPI EDITAL Nº 010/ DE 11 DE JUNHO DE VESTIBULAR /02 O Centr Universitári UNINOVAFAPI, situad à rua Vitrin Orthiges Fernandes, nº 6123, Bairr d Uruguai, CEP 64.073-505, Telefne:

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE CAMPINAS FACULDADE DE CIÊNCIAS APLICADAS Cidade Universitária de Limeira

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE CAMPINAS FACULDADE DE CIÊNCIAS APLICADAS Cidade Universitária de Limeira DIRETRIZES PARA ESTÁGIO CURRICULAR OBRIGATÓRIO DOS CURSOS DE GESTÃO 1 Sumári I. O Estági em Gestã...3 II. O Estági curricular...4 III. Acmpanhament e avaliaçã...5 IV. Mdels de Plan de Atividades e de Relatóri...5

Leia mais

Manual de Operação WEB SisAmil - Gestão

Manual de Operação WEB SisAmil - Gestão Manual de Operaçã WEB SisAmil - Gestã Credenciads Médics 1 Índice 1. Acess Gestã SisAmil...01 2. Autrizaçã a. Inclusã de Pedid...01 b. Alteraçã de Pedid...10 c. Cancelament de Pedid...11 d. Anexs d Pedid...12

Leia mais

GUIA DE RELACIONAMENTO MT-COR: 001 Revisão: 000

GUIA DE RELACIONAMENTO MT-COR: 001 Revisão: 000 GUIA DE RELACIONAMENTO MT-COR: 001 Revisã: 000 A Mercur S.A., empresa estabelecida desde 1924, se precupa em cnduzir as suas relações de acrd cm padrões étics e cmerciais, através d cumpriment da legislaçã

Leia mais

Guia de Orientações para o Ato Simbólico de Formatura

Guia de Orientações para o Ato Simbólico de Formatura Guia de Orientações para o Ato Simbólico de Formatura LAGARTO/SE 2013 1 1 Processo para Outorga de Grau O Ato Oficial de Outorga de Grau da Faculdade José Augusto Vieira está regulamentado pela Resolução

Leia mais

10ª JORNADA DE EXTENSÃO UNIVERSITÁRIA Extensão Universitária e Políticas Públicas

10ª JORNADA DE EXTENSÃO UNIVERSITÁRIA Extensão Universitária e Políticas Públicas SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO 10ª JORNADA DE EXTENSÃO UNIVERSITÁRIA Extensã Universitária e Plíticas Públicas Períd 05 a 07 de dezembr de 2007 A 10ª Jrnada

Leia mais

REGULAMENTO DAS SESSÕES SOLENES E PÚBLICAS DE COLAÇÃO DE GRAU DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO DA FACULDADE SÃO SALVADOR.

REGULAMENTO DAS SESSÕES SOLENES E PÚBLICAS DE COLAÇÃO DE GRAU DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO DA FACULDADE SÃO SALVADOR. REGULAMENTO DAS SESSÕES SOLENES E PÚBLICAS DE COLAÇÃO DE GRAU DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO DA FACULDADE SÃO SALVADOR. Este regulamento pretende servir de instrumento informativo e orientador das cerimônias

Leia mais

COORDENADORIA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO. Suporte técnico

COORDENADORIA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO. Suporte técnico COORDENADORIA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO Suprte técnic O serviç de suprte técnic tem pr bjetiv frnecer atendiment as usuáris de prduts e serviçs de infrmática da Defensria Pública. Este serviç é prvid

Leia mais

Manual do Novo Pátio. Revenda. Versão 2.0

Manual do Novo Pátio. Revenda. Versão 2.0 Manual d Nv Páti Revenda Versã 2.0 1 Cnteúd INTRODUÇÃO... 3 1.LOGIN... 4 2.ANUNCIANTE... 4 2.1 Listar Usuáris... 4 2.2 Criar Usuári... 5 2.2.1 Permissões:... 6 3.SERVIÇOS... 7 3.1 Serviçs... 7 3.2 Feirã...

Leia mais

PIM TECNOLOGIA EM GERENCIAMENTO DE REDES DE COMPUTADORES (GR3P30)

PIM TECNOLOGIA EM GERENCIAMENTO DE REDES DE COMPUTADORES (GR3P30) UNIP Brasília - Crdenaçã CG/CW/GR/AD Senhres Aluns, Seguem infrmações imprtantes sbre PIM: 1. O QUE É? - Os PIM (Prjet Integrad Multidisciplinar) sã prjets brigatóris realizads els aluns ds curss de graduaçã

Leia mais

Operação Metalose orientações básicas à população

Operação Metalose orientações básicas à população Operaçã Metalse rientações básicas à ppulaçã 1. Quem é respnsável pel reclhiment de prduts adulterads? As empresas fabricantes e distribuidras. O Sistema Nacinal de Vigilância Sanitária (Anvisa e Vigilâncias

Leia mais

Manual do DEC Domicílio Eletrônico do Contribuinte

Manual do DEC Domicílio Eletrônico do Contribuinte GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO SECRETARIA DA FAZENDA Crdenadria da Administraçã Tributária Diretria Executiva da Administraçã Tributária Manual d DEC Dmicíli Eletrônic d Cntribuinte Manual DEC (dezembr

Leia mais

MANUAL DE SOLENIDADE DE COLAÇÃO DE GRAU

MANUAL DE SOLENIDADE DE COLAÇÃO DE GRAU MANUAL DE SOLENIDADE DE COLAÇÃO DE GRAU Profa. Dra. Fátima Ahmad Rabah Abido Diretora Silvia Regina Tedesco Rodella Diretora Acadêmica Luci Mieko Hirota Simas Assistente Técnico Administrativo I Profa.

Leia mais

CPF: IDENTIDADE: ORGÃO EXPEDIDOR DATA NASC.: NATURALIDADE: IDADE: SE SEPARADO (A), PAGA OU RECEBE PENSÃO:

CPF: IDENTIDADE: ORGÃO EXPEDIDOR DATA NASC.: NATURALIDADE: IDADE: SE SEPARADO (A), PAGA OU RECEBE PENSÃO: FORMULÁRIO DE INSCRIÇÃO PROUMIN BOLSA UNIVERSITÁRIA DE MINEIROS FOTO 3X4 INCLUSÃO RENOVAÇÃO 1 INFORMAÇÕES SOBRE O(A) CANDIDATO(A) SEXO CPF: IDENTIDADE: ORGÃO EXPEDIDOR DATA NASC.: NATURALIDADE: IDADE:

Leia mais

Gabinete de Serviço Social

Gabinete de Serviço Social Gabinete de Serviç Scial Plan de Actividades 2009/10 Frmar hmens e mulheres para s utrs Despertar interesse pel vluntariad Experimentar a slidariedade Educaçã acessível a tds Precupaçã particular pels

Leia mais

REGULAMENTO GERAL DOS ESTÁGIOS FAFIT

REGULAMENTO GERAL DOS ESTÁGIOS FAFIT O significad das cisas nã está nas cisas em si, mas sim em nssa atitude em relaçã a elas. (Antine de Saint-Exupéry, 1943) CURSOS bacharelads: Administraçã Geral Ciências Cntábeis Direit Educaçã Física

Leia mais

REGULAMENTO PARA A SOLENIDADE DE OUTORGA DE GRAU DOS CURSOS SUPERIORES DO CAMPUS BARBACENA CAPÍTULO I DOS OBJETIVOS E FINS

REGULAMENTO PARA A SOLENIDADE DE OUTORGA DE GRAU DOS CURSOS SUPERIORES DO CAMPUS BARBACENA CAPÍTULO I DOS OBJETIVOS E FINS REGULAMENTO PARA A SOLENIDADE DE OUTORGA DE GRAU DOS CURSOS SUPERIORES DO CAMPUS BARBACENA CAPÍTULO I DOS OBJETIVOS E FINS Art. 1º. O presente Regulamento tem por objetivo estabelecer as normas e procedimentos

Leia mais

MANUAL DE COLAÇÃO DE GRAU 1. DEFINIÇÕES... 3 1.1 TIPOS DE COLAÇÃO DE GRAU... 3 1.1.1 SOLENE:... 3 1.1.2 NÃO SOLENE:... 3 2. PROCEDIMENTOS...

MANUAL DE COLAÇÃO DE GRAU 1. DEFINIÇÕES... 3 1.1 TIPOS DE COLAÇÃO DE GRAU... 3 1.1.1 SOLENE:... 3 1.1.2 NÃO SOLENE:... 3 2. PROCEDIMENTOS... 1. DEFINIÇÕES... 3 1.1 TIPOS DE COLAÇÃO DE GRAU... 3 1.1.1 SOLENE:... 3 1.1.2 NÃO SOLENE:... 3 2. PROCEDIMENTOS... 3 2.1 DOCUMENTAÇÃO... 3 2.2 CERIMÔMIA... 4 2.3 ATRIBUIÇÕES... 4 2.3.1 DIREÇÃO... 4 2.3.2

Leia mais

ORIENTAÇÕES SOBRE ESTÁGIO

ORIENTAÇÕES SOBRE ESTÁGIO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO SUL DE MINAS GERAIS Missã d Institut Federal de Educaçã, Ciência e Tecnlgia

Leia mais

PORTARIA Nº. 215/2008-DG/CEFET-RN Natal/RN, 10 de abril de 2008.

PORTARIA Nº. 215/2008-DG/CEFET-RN Natal/RN, 10 de abril de 2008. PORTARIA Nº. 215/2008-DG/CEFET-RN Natal/RN, 10 de abril de 2008. O DIRETOR-GERAL DO CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DO RIO GRANDE DO NORTE, usando de suas atribuições legais e CONSIDERANDO o que

Leia mais

- FACULDADES PROMOVE E INFÓRIUM - MANUAL DE INSTRUÇÕES COLAÇÃO DE GRAU

- FACULDADES PROMOVE E INFÓRIUM - MANUAL DE INSTRUÇÕES COLAÇÃO DE GRAU - FACULDADES PROMOVE E INFÓRIUM - MANUAL DE INSTRUÇÕES COLAÇÃO DE GRAU APRESENTAÇÃO A conclusão de um curso superior é a celebração de uma grande conquista na vida do acadêmico. Tem grande importância;

Leia mais

O Centro Universitário UNINOVAFAPI, situado à rua Vitorino Orthiges Fernandes, nº 6123, Bairro

O Centro Universitário UNINOVAFAPI, situado à rua Vitorino Orthiges Fernandes, nº 6123, Bairro CENTRO UNIVERSITÁRIO UNINOVAFAPI EDITAL Nº 7/2015 DE 27 DE ABRIL DE 2015 VESTIBULAR 2015/02 O Centr Universitári UNINOVAFAPI, situad à rua Vitrin Orthiges Fernandes, nº 6123, Bairr d Uruguai, CEP 64.073-505,

Leia mais

PRÊMIO INOVAÇÃO PGQP 2014

PRÊMIO INOVAÇÃO PGQP 2014 QUALIDADE RS PGQP PROGRAMA GAÚCHO DA QUALIDADE E PRODUTIVIDADE PRÊMIO INOVAÇÃO PGQP 2014 GUIA PARA CANDIDATURA SUMÁRIO 1. O PRÊMIO INOVAÇÃO PGQP... 3 1.1 Benefícis... 3 2. PREMIAÇÃO... 3 2.1 Diretrizes

Leia mais

BENEFÍCIO AUXÍLIO CUIDADOR DO IDOSO

BENEFÍCIO AUXÍLIO CUIDADOR DO IDOSO BENEFÍCIO AUXÍLIO CUIDADOR DO IDOSO O QUE É O BENEFÍCIO AUXÍLIO CUIDADOR DO IDOSO? É um auxíli financeir que tem cm bjetiv cntribuir para, u pssibilitar, a cntrataçã de um cuidadr para auxiliar beneficiáris

Leia mais

^i * aesíqn e=> ~omunícc3ç:c30

^i * aesíqn e=> ~omunícc3ç:c30 ^i * aesíqn e=> ~munícc3ç:c30 CONTRATO DE LICENÇA DE USO DO SISTEMA - SUBMIT CMS Web Site da Prefeitura de Frei Martinh - Paraíba 1. IDENTIFICAÇÃO DAS PARTES CONTRATANTE Prefeitura Municipal de Frei Martinh

Leia mais

SELEÇÃO PARA ESPECIALIZANDO EM ORL DA CLINICA SOS OTORRINO. (Credenciada pela Associação Brasileira de Otorrinolaringologia e Cirurgia Cérvico-Facial)

SELEÇÃO PARA ESPECIALIZANDO EM ORL DA CLINICA SOS OTORRINO. (Credenciada pela Associação Brasileira de Otorrinolaringologia e Cirurgia Cérvico-Facial) SELEÇÃO PARA ESPECIALIZANDO EM ORL DA CLINICA SOS OTORRINO (Credenciada pela Assciaçã Brasileira de Otrrinlaringlgia e Cirurgia Cérvic-Facial) MANUAL DO CANDIDATO 2013 2 SOS OTORRINO Crdenadr da Residencia

Leia mais

O Centro Universitário UNINOVAFAPI, situado à rua Vitorino Orthiges Fernandes, nº 6123, Bairro do

O Centro Universitário UNINOVAFAPI, situado à rua Vitorino Orthiges Fernandes, nº 6123, Bairro do CENTRO UNIVERSITÁRIO UNINOVAFAPI EDITAL Nº 027/ DE 19 DE NOVEMBRO DE VESTIBULAR 16/01 O Centr Universitári UNINOVAFAPI, situad à rua Vitrin Orthiges Fernandes, nº 6123, Bairr d Uruguai, CEP 64.073-505,

Leia mais

1. COMO SE CADASTRAR JUNTO AO CADASTRO UNIFICADO DE FORNECEDORES DO ESTADO - CADFOR?

1. COMO SE CADASTRAR JUNTO AO CADASTRO UNIFICADO DE FORNECEDORES DO ESTADO - CADFOR? Criad em 27.01.2014 Revisad em 19.02.2015 1. COMO SE CADASTRAR JUNTO UNIFICADO DE FORNECEDORES DO ESTADO - CADFOR? Para se cadastrar junt a Cadastr Unificad de Frnecedres d Estad CADFOR/SEGPLAN-GO, a entidade

Leia mais

CAE Rev_3: 74900 e 71120 LICENCIAMENTO DE EMPRESAS PARA O EXERCÍCIO DE ACTIVIDADES DE PRODUÇÃO E RENOVAÇÃO DE CADASTRO PREDIAL

CAE Rev_3: 74900 e 71120 LICENCIAMENTO DE EMPRESAS PARA O EXERCÍCIO DE ACTIVIDADES DE PRODUÇÃO E RENOVAÇÃO DE CADASTRO PREDIAL O cnteúd infrmativ dispnibilizad pela presente ficha nã substitui a cnsulta ds diplmas legais referenciads e da entidade licenciadra. FUNCHAL CAE Rev_3: 74900 e 71120 LICENCIAMENTO DE EMPRESAS PARA O EXERCÍCIO

Leia mais

Aliança Estratégica com a Delta Dezembro, 2011. Uma Consistente História de Investimento

Aliança Estratégica com a Delta Dezembro, 2011. Uma Consistente História de Investimento Aliança Estratégica cm a Delta Dezembr, 2011 Uma Cnsistente História de Investiment 1 Agenda Resum da Operaçã 1 Benefícis da Operaçã 2 2 Disclaimer O material a seguir é uma apresentaçã cnfidencial cntend

Leia mais

REGULAMENTO PARA A SOLENIDADE DE OUTORGA DE GRAU DOS CURSOS SUPERIORES DO CEFET-BAMBUÍ CAPÍTULO I DOS OBJETIVOS E FINS

REGULAMENTO PARA A SOLENIDADE DE OUTORGA DE GRAU DOS CURSOS SUPERIORES DO CEFET-BAMBUÍ CAPÍTULO I DOS OBJETIVOS E FINS REGULAMENTO PARA A SOLENIDADE DE OUTORGA DE GRAU DOS CURSOS SUPERIORES DO CEFET-BAMBUÍ CAPÍTULO I DOS OBJETIVOS E FINS Art. 1º. O presente Regulamento tem por objetivo estabelecer as normas e procedimentos

Leia mais

Modelo de Comunicação. Programa Nacional para a Promoção da Saúde Oral

Modelo de Comunicação. Programa Nacional para a Promoção da Saúde Oral Mdel de Cmunicaçã Prgrama Nacinal para a Prmçã da Saúde Oral Âmbit d Dcument O presente dcument traduz mdel de cmunicaçã entre Centr de Suprte da SPMS e utilizadres d Sistema de Infrmaçã para a Saúde Oral

Leia mais

Os valores solicitados para transporte e seguro saúde deverão ser comprovados por um orçamento integral fornecido por uma agência de viagem.

Os valores solicitados para transporte e seguro saúde deverão ser comprovados por um orçamento integral fornecido por uma agência de viagem. Aluns de Pós-Graduaçã de Instituições Estrangeiras Visa apiar visitas de n máxim 30 dias, de dutrands de instituições estrangeiras, qualificads, e prcedentes de Centrs de Excelência para estudarem, pesquisarem

Leia mais

PROCESSO EXTERNO DE CERTIFICAÇÃO

PROCESSO EXTERNO DE CERTIFICAÇÃO 1 de 7 1. OBJETIVO Este prcediment estabelece prcess para cncessã, manutençã, exclusã e extensã da certificaçã de sistema de segurança cnfrme ABNT NBR 15540. 2. DOCUMENTOS COMPLEMENTARES - ABNT NBR 15540:2013:

Leia mais

WEBSITE LOJAS JOMÓVEIS

WEBSITE LOJAS JOMÓVEIS WEBSITE LOJAS JOMÓVEIS Manual d Usuári Elabrad pela W3 Autmaçã e Sistemas Infrmaçã de Prpriedade d Grup Jmóveis Este dcument, cm tdas as infrmações nele cntidas, é cnfidencial e de prpriedade d Grup Jmóveis,

Leia mais

Centro de Referência: Universidade Federal do Rio Grande do Norte

Centro de Referência: Universidade Federal do Rio Grande do Norte Centr de Referência: Universidade Federal d Ri Grande d Nrte Edital para Seleçã de Preceptres de internat, estágis e residência em saúde. EDITAL 01/2015 A Universidade Federal d Ri Grande d Nrte, pr mei

Leia mais

IDENTIFICAÇÃO DO CANDIDATO E DO GRUPO FAMILIAR (fotocópia).

IDENTIFICAÇÃO DO CANDIDATO E DO GRUPO FAMILIAR (fotocópia). DOCUMENTAÇÃO PARA O PROUNI Cmprvaçã de dcuments Ensin Médi; Ficha de Inscriçã, Identificaçã d Candidat e d Grup Familiar; Cmprvaçã de Endereç d Candidat e d Grup Familiar; Cmprvaçã de renda d Candidat

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO ANTECEDENTES CRIMINAIS

MANUAL DO USUÁRIO ANTECEDENTES CRIMINAIS SISTEMA DE INFORMAÇÃO E GESTÃO INTEGRADA POLICIAL Elabrad: Equipe SAG Revisad: Aprvad: Data: 11/09/2008 Data: 10/10/2008 Data: A autenticaçã d dcument cnsta n arquiv primári da Qualidade Referencia: Help_Online_Antecedentes_Criminais.dc

Leia mais

FACULDADE NACIONAL DE EDUCAÇÃO E ENSINO SUPERIOR DO PARANÁ CERIMONIAL

FACULDADE NACIONAL DE EDUCAÇÃO E ENSINO SUPERIOR DO PARANÁ CERIMONIAL FACULDADE NACIONAL DE EDUCAÇÃO E ENSINO SUPERIOR DO PARANÁ CERIMONIAL 2009 CERIMONIAL OFICIAL SOLENIDADE DE COLAÇÃO DE GRAU FANEESP/ INESUL DATA: LOCAL: HORÁRIO: CHANCELER: Dinocarme Aparecido Lima DIRETORA

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERALDE GOIÁS PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERALDE GOIÁS PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERALDE GOIÁS PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO legal. Art. 1º. NORMAS PARA COLAÇÕES DE GRAU Capítulo I DO ATO As cerimônias de colação de grau serão presididas pelo Reitor

Leia mais

INSTITUTO DE ENSINO SUPERIOR DE RIO VERDE - FACULDADE OBJETIVO REGULAMENTO PARA ELABORAÇÃO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO

INSTITUTO DE ENSINO SUPERIOR DE RIO VERDE - FACULDADE OBJETIVO REGULAMENTO PARA ELABORAÇÃO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO INSTITUTO DE ENSINO SUPERIOR DE RIO VERDE - FACULDADE OBJETIVO REGULAMENTO PARA ELABORAÇÃO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO Seçã I Da finalidade e da fundamentaçã legal REGULAMENTO DO T.C.C. - e anexs

Leia mais

OPEN CAIXA LOTERIAS DE ATLETISMO 2015 21 a 25 de Abril São Paulo, SP - Brasil INFORMAÇÕES GERAIS

OPEN CAIXA LOTERIAS DE ATLETISMO 2015 21 a 25 de Abril São Paulo, SP - Brasil INFORMAÇÕES GERAIS OPEN CAIXA LOTERIAS DE ATLETISMO 2015 21 a 25 de Abril Sã Paul, SP - Brasil INFORMAÇÕES GERAIS 1. Cmitê Organizadr Lcal Cmitê Paralímpic Brasileir (CPB) 1.1. Cntats Nme: Ricard Mel Fernand Partelli Email:

Leia mais

Legenda da Guia de Tratamento Odontológico

Legenda da Guia de Tratamento Odontológico Legenda da Guia de Tratament Odntlógic Term Registr NS Nº da n prestadr Num. d Camp na Númer da principal 3 Data da autrizaçã Senha senha 1 2 4 5 6 Nme d camp na Registr NS Númer da n prestadr Númer da

Leia mais

PM 3.5 Versão 2 PdC Versão 1

PM 3.5 Versão 2 PdC Versão 1 Prcediment de Cmercializaçã Cntrle de Alterações SAZONALIZAÇÃO DE CONTRATO INICIAL E DE ENERGIA ASSEGURADA PM 3.5 Versã 2 PdC Versã 1 Alterad Layut d dcument. Alterad term de Prcediment de Mercad para

Leia mais

Manual. Autorizador da UNIMED

Manual. Autorizador da UNIMED Manual Prtal Autrizadr da UNIMED Pass a Pass para um jeit simples de trabalhar cm Nv Prtal Unimed 1. Períd de Atualizaçã Prezads Cperads e Rede Credenciada, A Unimed Sul Capixaba irá atualizar seu sistema

Leia mais

- Local, data e horário da Sessão Solene da Colação de Grau;

- Local, data e horário da Sessão Solene da Colação de Grau; MANUAL DO FORMANDO A Colação de Grau é um ato oficial e obrigatório para Conclusão de Curso e obtenção de diploma realizado em Sessão Solene ou Colação Especial, em data, horário e local previamente autorizado

Leia mais

Olá senhoras e senhores, bom dia! Iniciamos neste momento, a sessão solene de colação de grau do curso de arquitetura e urbanismo da

Olá senhoras e senhores, bom dia! Iniciamos neste momento, a sessão solene de colação de grau do curso de arquitetura e urbanismo da Universidade Estadual de Campinas Sessão solene de colação de grau Faculdade de Engenharia civil, Arquitetura e Urbanismo, Unicamp. Data: 06 de fevereiro de 2010 (sábado) Horário: 9:30h Local: Auditório

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Orientações gerais MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO ESCOLA AGROTÉCNICA FEDERAL DE RIO DO SUL ESTRADA DO REDENTOR, 5665 BAIRRO CANTAGALO RIO DO SUL (SC) (47) 3521 3700 eafrs@eafrs.gv.br ORIENTAÇÕES GERAIS As rientações

Leia mais

Guia Sphinx: Instalação, Reposição e Renovação

Guia Sphinx: Instalação, Reposição e Renovação Guia Sphinx: Instalaçã, Repsiçã e Renvaçã V 5.1.0.8 Instalaçã Antes de instalar Sphinx Se vcê pssuir uma versã anterir d Sphinx (versões 1.x, 2.x, 3.x, 4.x, 5.0, 5.1.0.X) u entã a versã de Demnstraçã d

Leia mais

MANUAL DO FORMANDO E DAS COMISSÕES DE FORMATURA

MANUAL DO FORMANDO E DAS COMISSÕES DE FORMATURA MANUAL DO FORMANDO E DAS COMISSÕES DE FORMATURA SETOR DE FORMATURAS ASSESSORIA DE RELAÇÕES PÚBLICAS SECRETARIA DE COMUNICAÇÃO Agosto de 2012 1 ÍNDICE Página 1. Regulamento das solenidades de Colação de

Leia mais