ANOMALIAS DENTÁRIAS EM PACIENTES PORTADORES DE FISSURAS LABIOPALATINAS: REVISÃO DE LITERATURA

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "ANOMALIAS DENTÁRIAS EM PACIENTES PORTADORES DE FISSURAS LABIOPALATINAS: REVISÃO DE LITERATURA"

Transcrição

1 Edited by Foxit PDF Editor Copyright (c) by Foxit Software Company, 2004 For Evaluation Only. ANOMALIAS DENTÁRIAS EM PACIENTES PORTADORES DE FISSURAS LABIOPALATINAS: REVISÃO DE LITERATURA DENTAL ANOMALIES IN THE PATIENTS WITH CLEFT LIP AND PALATE: A LITERATURE REVIEW Ana Christina Claro Neves Mônica César Patrocínio Departamento de Odontologia da Universidade de Taubaté Karime Paes Leme Regina Tiemi Ui Faculdade de Ciências da Saúde da Universidade do Vale do Paraíba RESUMO As fissuras labiopalatinas são malformações congênitas que causam em seus portadores além de comprometimento estético severo, distúrbios funcionais que vão desde a alimentação até a fonação. Visando estudar as anomalias dentárias presentes nesses pacientes foi realizada a revisão da literatura pertinente ao assunto. Observou-se que anomalias dentárias se evidenciam mais freqüentemente em pacientes portadores de fissuras labiopalatinas do que na população em geral e ocorrem com maior incidência na dentição permanente, na região da fissura. O incisivo lateral superior é o elemento dentário mais susceptível a injúrias e mostra maior incidência de anodontia. O diagnóstico precoce das anomalias dentárias é de fundamental importância para que sejam minimizados seus efeitos deletérios no desenvolvimento harmonioso da oclusão dentária e da estética, através de conduta clínica e ortodôntica adequada. PALAVRAS-CHAVES: fissuras de lábio, fissuras de palato, anomalias dentárias INTRODUÇÃO Os portadores de fissuras labiopalatinas, além de grave problema estético, apresentam distúrbios funcionais severos, de forma que se esta deformidade não for tratada convenientemente e a tempo, poderá causar também, problemas de ordem psicológica ao portador (REZENDE, 1997). Anomalias dentárias de número, tamanho, forma, desenvolvimento e erupção, são bastante freqüentes em fissurados labiopalatinos e a sua intensidade parece depender da severidade da fissura. Embora apareçam na dentição decídua, prevalecem na dentição permanente, e na maxila sua incidência é maior do que na mandíbula. Essas anomalias parecem ser determinadas embriologicamente, ocorrendo em fases diferentes do desenvolvimento dental; as anomalias de número se dão durante a formação inicial dos germes dentais, as de forma durante a morfodiferenciação e as de posição durante a erupção do dente. Embora a anodontia seja a anomalia dentária mais freqüentemente observada em portadores de fissuras de lábio e palato, afetando principalmente o incisivo lateral do lado da fissura, outras anomalias como dentes supranumerários, microdentes, erupção dentária ectópica, dentes natal, neonatal e intranasal, atraso na erupção e na formação dentária também são evidenciadas. REVISÃO DA LITERATURA Damante, Freitas e Moraes (1973) estudaram a incidência de agenesia dentária e de dentes supranumerários na área das fissuras de lábio e rebordo alveolar e de lábio - rebordo alveolar-palato, nas Rev. biociênc.,taubaté, v.8, n.2, p.75-81, jul.-dez.2002.

2 dentições decídua e permanente. Participaram da pesquisa 115 pacientes com idades variando entre 3 e 25 anos. Na dentição permanente, foi encontrada maior incidência de agenesia dentária do que de dentes supranumerários e, na dentição decídua, dentes supranumerários foram observados mais freqüentemente que agenesia. A incidência de dentes supranumerários era menor quanto mais complexa era a fissura e a incidência de agenesia parecia aumentar nesta mesma ordem. Ranta (1986) revisou a literatura referente as anomalias dentárias presentes em crianças com fissuras de lábio e palato e, segundo o autor, o incisivo lateral superior na área de fissura é o elemento dentário mais susceptível a injúrias nas dentições decídua e permanente, aumentando a prevalência de agenesia com a gravidade da fissura. Na dentição decídua, anodontia é encontrada mais freqüentemente na maxila, porém na dentição permanente, maxila e mandíbula são igualmente afetados. O tempo de formação da dentição permanente é maior em crianças portadoras de fissuras labiopalatinas que em crianças não fissuradas e parece aumentar com a gravidade da fissura. O tamanho dos dentes permanentes é menor em crianças fissuradas do que em crianças não fissuradas, com evidente desequilíbrio do tamanho coroa-raiz. Ranalli, Elliott e Zullo (1986) compararam a prevalência de erupção ectópica em 118 crianças, com média de idade de 9,3 anos, portadoras de fissuras de lábio e palato. Após análise radiográfica, 236 dentes mostravam erupção ectópica, sendo que 49 eram primeiro molar superior permanente, e destes, 38 haviam irrompido espontaneamente. Os autores concluíram que a erupção ectópica do primeiro molar superior permanente incide mais freqüentemente em portadores de fissuras labiopalatinas do que em indivíduos não fissurados, e que grande número de molares com erupção ectópica, entram em posição normal espontaneamente. Lopes, Mattos e André (1991) estudaram as anomalias dentárias de número em 86 portadores de malformação congênita de lábio e palato. Os autores observaram que anomalias dentárias de número são sete vezes mais prevalentes em pacientes com fenda labial e palatina do que na população não fissurada; anodontia se evidencia duas vezes mais freqüente que dentes supranumerários tanto em indivíduos não fissurados como naqueles com fissuras labiopalatinas e, a freqüência de dentes supranumerários é inversamente proporcional a complexidade da fenda. Silva Filho, Albuquerque e Costa (1993) pesquisaram a prevalência de erupção ectópica do primeiro molar permanente superior em pacientes com fissura de palato. Participaram da pesquisa 107 pacientes que haviam se submetido à cirurgia reparadora das fissuras nos primeiros anos de vida e, após análise das radiografias panorâmicas, foram evidenciados 22 pacientes com erupção ectópica dos primeiros molares. Bjerklin, Kurol e Paulin (1993), após análise da erupção ectópica dos primeiros molares permanentes superiores em 125 crianças com fissuras labiopalatinas, encontraram prevalência quatro vezes superior em crianças fissuradas que em crianças não fissuradas. Nas crianças com fissuras de lábio ou de palato e processo alveolar, a prevalência era de 15.4% e naquelas com fissuras palatinas, era de 28.8%. Segundo os autores, pacientes do sexo feminino apresentavam mais freqüentemente erupção ectópica do que os do sexo masculino e o achado mais notável do estudo foi a erupção ectópica do molar não ter sido observada no lado da fissura. Vichi e Franchi (1995) estudaram a prevalência de anomalias dentárias de número, tamanho e forma dos incisivos superiores decíduos e permanentes, em crianças portadoras de fissuras uni ou bilaterais, de lábio e processo alveolar, com ou sem envolvimento do palato. Foram analisados, através de exame clínico e radiográfico, 77 pacientes entre 3 e 16 anos de idade. Os resultados mostraram que os incisivos laterais eram os dentes mais freqüentemente ausentes no lado da fissura, sendo que em 8 casos estava ausente em ambas as dentições e em 25, somente na dentição permanente. Segundo os autores, a ausência congênita do incisivo lateral decíduo está sempre associada à ausência congênita do correspondente permanente; entretanto, a presença do incisivo lateral decíduo do lado fissurado pode estar também associada à ausência congênita do incisivo lateral permanente. O incisivo central permanente do lado fissurado estava ausente em 2,6% dos casos e os incisivos laterais supranumerários foram mais freqüentemente encontrados na dentição permanente do que na decídua. Em 28 pacientes o incisivo lateral permanente do lado fissurado apresentava algum grau de deformidade no tamanho ou na forma, e somente 4 pacientes apresentavam deformidades no incisivo central. Os autores concluíram que o reconhecimento precoce das anomalias dentárias na dentição decídua é de grande importância para o sucesso do tratamento interceptivo de problemas potencialmente severos. Oliveira, Capelozza e Carvalho (1996) após estudarem a freqüência de anomalias dentárias de desenvolvimento e sua correlação com os tipos de fissuras labiopalatinas, em 2511 pacientes fissurados,

3 encontraram maior freqüência de agenesia dental, dentes supranumerários e microdontia do incisivo lateral no lado da fissura. Agenesia do incisivo lateral superior se evidenciou mais freqüentemente nos pacientes com fissuras pré e transforame e, agenesia do segundo pré-molar inferior nos pacientes com fissuras pós-forame. O segundo pré-molar superior foi o elemento dentário retido mais comumente observado nos portadores de fissura pré-forame completa unilateral direita e, o segundo pré-molar inferior nos portadores de fissuras pós-forame. Almeida e Gomide (1996) analisaram a prevalência de dentes neonatal em 692 crianças portadoras de fissura unilateral completa e 367 com fissura de lábio e palato bilateral, com menos de 3 meses de idade e não operadas. Maior prevalência de dente neonatal foi encontrada nas portadoras de fissura bilateral completa (10.6%), e no grupo portador de fissura unilateral completa foi evidenciado 2,02%, sendo esses valores significativamente maiores do que os relatados em crianças não fissuradas. Peterka, Peterková e Likoviski (1996) investigaram o período de substituição da dentição decídua maxilar pela permanente em 163 portadores de fissuras labiopalatinas unilaterais completas (FLPUC), 82 de fissuras bilaterais (FLPB), e 97 de fissuras palatinas isoladas (FP). Os resultados foram comparados com um grupo controle constituído por 294 pacientes. Nos pacientes portadores de FLPUC, a erupção dos incisivos laterais e segundos molares permanentes foi mais lenta do lado da fissura; no lado não afetado não foi observado nenhum atraso na erupção dentária e se evidenciou erupção precoce do canino e dos primeiros e segundos prémolares superiores. Nos pacientes com FLPB, o maior atraso na erupção foi observado no incisivo lateral e primeiro molar superior e o canino e os pré-molares erupcionaram mais cedo do que no grupo de controle. Nos pacientes com FP, os incisivos centrais erupcionaram precocemente e os caninos e segundos molares superiores decíduos foram esfoliados mais cedo. Os autores concluíram que os distúrbios de desenvolvimento da maxila em pacientes com fissuras labiopalatinas estão associados com as alterações do período de substituição de dentes. Mattos et al. (1997) analisaram a assimetria do incisivo central superior em trinta indivíduos portadores de fissura labiopalatina unilateral, observando que os incisivos centrais superiores adjacentes à fissura não apresentavam redução significativa na largura mésio-distal de seu terço cervical, embora fossem significativamente menores nos terços médio e incisal quando comparados a seus contralaterais. Segundo os autores, isso possivelmente se deva a redução da borda incisal voltada para a fissura e a alterações de estrutura de esmalte. Lekkas, Latief e Kuijpersjagtman (1999) investigaram a ausência de caninos e pré-molares em 266 pacientes adultos portadores de fissuras labiopalatinas e não operados. Ausência de caninos e pré-molares não foi encontrada e anomalias dentárias de número só foram observadas em dentes localizados na região da fissura. Os resultados deste estudo sustentam a hipótese de que a cirurgia precoce para o fechamento do palato duro na infância, é o fator etiológico mais importante para a ausência de dentes fora da região da fissura. Shapira, Lubit e Kuftinec (1999) avaliaram 278 pacientes portadores de fissura labial, palatina ou ambas, objetivando determinar a freqüência da agenesia dos segundos pré-molares. Os autores observaram que a freqüência da agenesia em indivíduos com fissuras labiopalatinas era significativamente maior que a observada na população não fissurada, se mostrando três vezes mais freqüente na maxila do que na mandíbula. Segundo os autores, o diagnóstico da agenesia dos incisivos laterais e segundos pré-molares encontrados em indivíduos com fissuras labiais e palatinas, é extremamente importante para a determinação de um plano de tratamento adequado. Medeiros et al. (1999) estudaram a diferença de incidência de dentes intranasal em pacientes do sexo masculino e feminino, portadores de fissuras labiopalatinas. Foram analisados 815 pacientes com fissura de lábio e palato bilateral e 1495 com fissura de lábio e palato unilateral. Os resultados mostraram maior incidência de dente intranasal no sexo feminino, sendo 0.61%, as crianças que apresentavam fissuras de lábio e palato bilateral e 0.40%, as que apresentavam fissuras de lábio e palato unilateral. Segundo os autores, a união incompleta do processo embrionário parece ser a provável causa do deslocamento do germe dentário original. Cabete, Gomide e Costa (1999) analisaram o número de dentes presentes na dentição decídua de portadores de fissuras labiopalatinas, com e sem a presença de dente neonatal na região da fissura. A dentição decídua de 55 crianças com fissuras de lábio e palato uni e bilateral, com idade variando de 3 a 6 anos e que apresentavam dente neonatal foi clinicamente avaliada e comparada com a dentição decídua de 54 portadores de fissuras de lábio e palato uni e bilateral, sem dente neonatal. Os portadores de dente neonatal já tinham tido

4 estes dentes extraídos e, a falta do incisivo lateral na região de fissura era a anomalia mais prevalente. Segundo os autores a extração do dentes neonatal parece não alterar o número de dentes decíduos. Shapira, Lubit e Kuftinec (2000) utilizaram radiografias panorâmicas, periapicais e oclusais de 278 pacientes com fissuras labiais, palatinas ou ambas, para analisar a prevalência de agenesia, fora e na região da fissura, e a possível associação entre o lado fissurado e o lado da ausência dentária. Foi encontrada prevalência de anodontia de 77% (excluindo os terceiros molares) e este valor era significativamente maior, estatística e clinicamente, que o encontrado na população não fissurada e, consideravelmente maior que a relatada em estudos prévios. Os incisivos laterais superiores permanentes eram os dentes mais freqüentemente ausentes no lado fissurado seguido pelos segundos pré-molares superiores e segundos pré-molares inferiores. No lado não fissurado, os dentes mais freqüentemente ausentes eram os segundos pré-molares superiores, incisivos laterais superiores e segundos pré-molares inferiores. Anodontia foi mais evidenciada nas fissuras de maxila do que nas de mandíbula e nos casos de fissura unilateral era mais freqüente no lado da fissura. Segundo os autores, é de grande importância o diagnóstico precoce de dentes permanentes congenitamente ausentes e o conhecimento do tamanho e número dos dentes remanescentes, para que se possa estabelecer um plano de tratamento adequado. DISCUSSÃO A odontologia, através de suas diversas especialidades, tem conseguido notáveis resultados na reabilitação de indivíduos portadores de malformações congênitas labiopalatinas, no que se refere à estética, à função e à fonação (DAMANTE; FREITAS; MORAES, 1973). Anomalias de número, tamanho e forma dos dentes e alterações dos períodos de formação e sua erupção são freqüentemente observadas nestes pacientes, gerando não só problemas estéticos como também dificuldades na mastigação, respiração, deglutição e fonação. O diagnóstico precoce dessas anomalias permite que se estabeleçam condutas clínicas e ortodônticas preventivas, interceptativas e corretivas, visando à obtenção de uma oclusão mais favorável (OLIVEIRA; CAPELOZZA; CARVALHO, 1996). Pesquisas apontam que anomalias dentárias são significativamente mais prevalentes em pacientes portadores de fissuras labiopalatinas do que na população em geral e na região da fissura maior incidência é observada do que na região contralateral (RANALLI; ELLIOTT; ZULLO,1986; LOPES; MATTOS; ANDRÉ, 1991; BJERKLIN; KUROL; PAULIN, 1993; ALMEIDA; GOMIDE,1996; SHAPIRA; LUBIT; KUFTINEC,1999; SHAPIRA; LUBIT; KUFTINEC, 2000). Embora essas anomalias dentárias afetem as dentições decídua e permanente, sua incidência parece ser maior na dentição permanente (VICHI; FRANCHI, 1995). A incidência de anodontia e dentes supranumerários nas dentições decídua e permanente de portadores de fissuras labiopalatinas foi estudada por diversos autores (DAMANTE; FREITAS; MORAES, 1973; RANTA, 1986; LOPES; MATTOS; ANDRÉ, 1991; VICHI; FRANCHI, 1995; OLIVEIRA; CAPELOZZA; CARVALHO, 1996; LEKKAS; LATIEF; KUIJPERSJAGTMAN, 1999; SHAPIRA; LUBIT; KUFTINEC, 1999; CABETE; GOMIDE; COSTA, 1999; SHAPIRA; LUBIT; KUFTINEC, 2000) e, de acordo com Lopes, Mattos e André (1991), são sete vezes mais freqüentes nesses pacientes do que na população em geral, sendo a anodontia duas vezes mais freqüente que dentes supranumerários. Damante, Freitas e Moraes (1973) relataram maior incidência de anodontia do que de dentes supranumerários na dentição permanente e, maior número de dentes supranumerários na dentição decídua, entretanto, Vichi e Franchi (1995) observaram que incisivos laterais supranumerários são mais freqüentemente encontrados na dentição permanente. A incidência de dentes supranumerários parece diminuir e a de anodontia aumentar quanto mais complexa é a fissura (DAMANTE; FREITAS; MORAES, 1973; RANTA,1986; LOPES; MATTOS; ANDRÉ, 1991). Enquanto Ranta (1986) observou que o tempo de formação da dentição permanente é maior em crianças portadoras de fissuras labiopalatinas do que em crianças não fissuradas e este tempo aumenta com a gravidade da fissura, Peterka, Peterková e Likoviski (1996) relataram erupção mais lenta dos dentes permanentes apenas do lado da fissura. Em pacientes portadores de fissuras labiopalatinas o incisivo lateral superior, decíduo e permanente, localizado no lado da fissura, é o elemento dentário mais susceptível a injúrias (RANTA,1986; OLIVEIRA;

5 CAPELOZZA; CARVALHO, 1996), sendo os incisivos laterais permanentes superiores, os dentes mais ausentes (VICHI; FRANCHI,1995) nesses pacientes. Segundo Oliveira, Capelozza e Carvalho (1996), a agenesia e a impacção do segundo pré-molar inferior são mais freqüentemente evidenciadas nos portadores de fissura pós-forame e o segundo pré-molar superior parece ser o elemento dentário retido mais comumente encontrado nos portadores de fissura pré-forame completa unilateral direita. Shapira, Lubit e Kuftinec (1999), encontraram freqüência significativamente maior de agenesia do segundo pré-molar nos portadores de fissuras labiopalatinas do que a observada na população não fissurada, sendo evidenciada mais comumente na maxila do que na mandíbula e em portadores de fissuras unilaterais do lado esquerdo. Lekkas, Latief e Kuijpersjagtman (1999) não encontraram anodontia de caninos e pré-molares em 266 pacientes adultos portadores de fissuras labiopalatinas e não operados, sendo provavelmente a cirurgia precoce, realizada na infância, para o fechamento do palato duro, o fator etiológico mais importante da ausência de dentes fora da região da fissura. Contradizendo essa hipótese, está a anteriormente estabelecida por Bjerklin, Kurol e Paulin (1993), de que a ausência de dentes superiores fora da área da fissura se deve a fatores congênitos. Enquanto a prevalência de erupção ectópica do primeiro molar permanente vem sendo relatada entre 2 a 6% na população em geral, uma prevalência de 20 a 30% tem sido observada em portadores de fissuras labiopalatinas (SILVA FILHO; ALBUQUERQUE; COSTA, 1993). Ranalli, Elliott e Zullo (1986) evidenciaram erupção ectópica do primeiro molar permanente superior em 26,3% dos pacientes fissurados de lábio e palato, sendo a maior freqüência encontrada em portadores de fissuras de lábio e palato do lado esquerdo. Dentes natal e neonatal são definidos como dentes presentes na boca no nascimento e aqueles que erupcionam nos primeiros trinta dias de vida, respectivamente. Enquanto estas condições são raramente encontradas na população normal, uma alta incidência (10,6%) foi observada por Almeida e Gomide (1996) em um grupo de portadores de fissura bilateral de lábio/processo alveolar/palato, sendo os incisivos central e lateral decíduos superiores os elementos dentários mais descritos na literatura (ALMEIDA; GOMIDE,1996; CABETE; GOMIDE; COSTA, 1999). Dentes intranasal é um fenômeno raro na população em geral, assim como em portadores de malformação de lábio e palato e, embora sua etiologia seja desconhecida, a união incompleta do processo embrionário parece ser a provável causa do deslocamento do germe dentário original. (MEDEIROS, 1999). Baseados na revisão da literatura podemos afirmar que é extremamente importante o conhecimento das anomalias dentárias presentes em pacientes portadores de fissuras de lábio e palato, no sentido de permitir o diagnóstico precoce das mesmas e o estabelecimento de um plano de tratamento adequado. CONCLUSÃO a) Anomalias de número, tamanho e forma dos dentes e, alterações dos períodos de formação e erupção dos mesmos são mais prevalentes em portadores de fissuras labiopalatinas do que na população em geral. b) Embora as anomalias dentárias afetem as dentições decídua e permanente, sua incidência parece ser maior na dentição permanente, sendo o incisivo lateral superior do lado da fissura o dente mais susceptível a injúrias e o que apresenta maior freqüência de agenesia. c) As anomalias dentárias mais freqüentemente observadas em portadores de fissuras labiopalatinas são anodontia, dentes supranumerários, natal e neonatal, erupção ectópica e, atraso na formação e erupção dentária. d) O conhecimento das anomalias dentárias presentes em pacientes portadores de fissuras de lábio e palato é de fundamental importância no sentido de permitir seu diagnóstico precoce e o estabelecimento de um plano de tratamento adequado. ABSTRACT The cleft lip-palate are congenital malformations that cause in bearers severe aesthetic compromising and functional disturbances from the feeding to the phonetics. Seeking to identify the dental anomalies of number, shape, size, development and eruption that are frequently evidenced in those patient, the review of pertinent literature was accomplished to the subject. It was observed that those dental anomalies are more significantly frequent in patient bearers of fissures lip-palate than in the population in general, and, according to several

6 authors, it happens with larger incidence in the permanent teething, in the area of the fissure. Therefore, the maxillary lateral incisor is the dental element more susceptible to offenses, and it presents larger anodontia incidence. It is necessary to settles down a precocious diagnosis of these anomalies to minimize the deleterious effects in the harmonious development of the dental occlusion and of the aesthetics, through clinical conduct and suitable ortodontic. KEY-WORDS: cleft lip, cleft palate, dental anomalies REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS ALMEIDA, C. M.; GOMIDE, M. R. Prevalence of natal/neonatal teeth in cleft lip and palate infants. Cleft Palate-Craniofacial Journal, v. 33, n. 4, p , BJERKLIN, K.; KUROL, J.; PAULIN, G. Ectopic eruption of the maxillary first permanent molars in children with cleft lip and/or palate. European Journal of Orthodontics, v. 15, n. 6, p , CABETE, H. F.; GOMIDE, M. R.; COSTA, B. Evaluation of primary dentition in cleft lip and palate children with and without natal/neonatal teeth. Cleft Palate-Craniofacial Journal, v. 37, n. 4, p , DAMANTE, J. H.; FREITAS, J. A. S.; MORAES, N. Anomalias dentárias de número na área da fenda, em portadores de malformações congênitas lábio-palatais. Estomatologia & Cultura, v. 7, n. 1, p , LEKKAS, C.; LATIEF, B. S.; KUIJPERS-JAGTMAN, A. M. The adult unoperated cleft pacient: absence of maxillary teeth outside the cleft area. The Cleft Palate-Craniofacial Journal, v. 37, n. 1, p , LOPES, L. D.; MATTOS, M. A.; ANDRÉ, M. Anomalies in number of teeth in patients with lip and/or palate clefts. Brazilian Dental Journal, v.2, n.1, p. 9-17, MATTOS, B. S. C. et al. Assimetria de incisivos centrais superiores permanentes em indivíduos portadores de fissura lábiopalatina unilateral. RPG, v. 4, n. 2, p , MEDEIROS, A. S. et al. Prevalence of intranasal ectopic teeth in children with complete unilateral and bilateral cleft lip and palate. The Cleft Palate-Craniofacial Journal, v. 37, n. 3, p , OLIVEIRA, D. F. B.; CAPELOZZA, A. L. A.; CARVALHO, I. M. M. Alterações de desenvolvimento dentário em fissurados. Revista da Associação Paulista de Cirurgiões-Dentistas, v. 50, n. 1, p , PETERKA, M.; PETERKOVÁ, R.; LIKOVISKI, Z. Timing exchange of the maxillary deciduous and permanent teeth in boys with three types of orofacial clefts. Cleft Palate-Craniofacial Journal, v. 33, n. 4, p , RANALLI, D. N.; ELLIOTT, M. A.; ZULLO, T. G. Comparative analysis of ectopic eruption of maxillary permanent first molars in children with clefts. Journal of Dentistry For Children, v. 53, n. 6, p , RANTA, R. A review of tooth formation in children with cleft lip/palate. Am. J. Orthod. Dentofac. Orthop., v. 90, n. 1, p , REZENDE, J. R. V. Fundamentos da Prótese Buco-Maxilo-Facial, São Paulo: Sarvier, p SILVA FILHO, O. G.; ALBUQUERQUE, M. V. P.; COSTA, B. Irrupção ectópica do primeiro molar permanente superior em pacientes portadores de fissura isolada de palato (fissura pós-forame incisivo). Revista de Odontologia da USP, v. 7, n. 1, p. 1-10, 1993.

7 SHAPIRA, Y.; LUBIT, E.; KUFTINEC, M. M. Congenitally missing second premolars in cleft lip and cleft palate children. Am. J. Orthod. Dentofac. Orthop., v. 115, n. 4, p , SHAPIRA, Y.; LUBIT, E.; KUFTINEC, M. M. Hypodontia in children with various types of clefts. Angle Orthodontist, v. 70, n. 1, p , VICHI, M.; FRANCHI, L. Abnormalities of the maxillary incisors in children with cleft lip and palate. Journal of Dentistry for Children, v. 4, n. 2, p , 1995.

Alterações do desenvolvimento dentário em pacientes portadores de fissuras de lábio e/ou palato: Revisão de

Alterações do desenvolvimento dentário em pacientes portadores de fissuras de lábio e/ou palato: Revisão de de literatura Dental abnormalities in patients with cleft lip and palate: Literature review Rafael de Lima Pedro * Patrícia Nivoloni Tannure ** Lívia Azeredo Alves Antunes *** Marcelo de Castro Costa ****

Leia mais

MÁ-OCLUSÃO. Ortodontista: Qualquer desvio de posição do dente em relação ao normal

MÁ-OCLUSÃO. Ortodontista: Qualquer desvio de posição do dente em relação ao normal MÁ-OCLUSÃO Ortodontista: Qualquer desvio de posição do dente em relação ao normal Sanitarista: Inconveniente estético ou funcional de grande magnitude que possa interferir no relacionamento do indivíduo

Leia mais

RECUPERADORES DE ESPAÇO E SUA APLICAÇÃO CLÍNICA

RECUPERADORES DE ESPAÇO E SUA APLICAÇÃO CLÍNICA FOL Faculdade de Odontologia de Lins / UNIMEP RECUPERADORES DE ESPAÇO E SUA APLICAÇÃO CLÍNICA GUIDELINES ON THE USE OF SPACE REGAIN RENATO RODRIGUES DE ALMEIDA Professor assistente doutor do Departamento

Leia mais

INCIDÊNCIAS DE MALFORMAÇÕES CONGÊNITAS LABIOPALATAIS THE INCIDENCE OF THELIP AND PALATE MALFORMATIONS

INCIDÊNCIAS DE MALFORMAÇÕES CONGÊNITAS LABIOPALATAIS THE INCIDENCE OF THELIP AND PALATE MALFORMATIONS Rev. Cir. Traumat. Buco-Maxilo-Facial, v.2, n.2, p. 41-46, INCIDÊNCIAS DE MALFORMAÇÕES CONGÊNITAS LABIOPALATAIS THE INCIDENCE OF THELIP AND PALATE MALFORMATIONS Belmiro Cavalcanti do Egito VASCONCELOS*

Leia mais

INCISIVO CENTRAL SUPERIOR EM

INCISIVO CENTRAL SUPERIOR EM OCORRÊNCIA DE ANODONTIA DO INCISIVO CENTRAL SUPERIOR EM PESSOAS COM FISSURA DE LÁBIO E/OU PALATO 1 Cirurgiã Dentista, aluna do curso de Especialização em Radiologia Odontológica do Hospital de Reabilitação

Leia mais

Uso da Tomografia Computadorizada para Diagnóstico de Caninos Inclusos

Uso da Tomografia Computadorizada para Diagnóstico de Caninos Inclusos ISSN 1981-3708 Uso da Tomografia Computadorizada para Diagnóstico de Caninos Inclusos Use of Computed Tomography for Diagnostics of Canines Included Flávio R. MANZI 1, Emanuelle F. FERREIRA 2, Tatiana

Leia mais

ELEMENTOS ESSENCIAIS DIAGNÓSTICO. Prof. Hélio Almeida de Moraes.

ELEMENTOS ESSENCIAIS DIAGNÓSTICO. Prof. Hélio Almeida de Moraes. ELEMENTOS ESSENCIAIS DE DIAGNÓSTICO Prof. Hélio Almeida de Moraes. ÍNDICE INTRODUÇÃO 1 Documentação do Paciente: 2 1- Ficha Clínica:- 2 A- Identificação: 2 B- Anamnese: 3 História da Família 3 História

Leia mais

DISPLASIA CLEIDOCRANIANA - RELATO DE CASO Rhaiza Carla Longo* Róger Reche* Claiton Tirello** Fabiane Schreiner***

DISPLASIA CLEIDOCRANIANA - RELATO DE CASO Rhaiza Carla Longo* Róger Reche* Claiton Tirello** Fabiane Schreiner*** DISPLASIA CLEIDOCRANIANA - RELATO DE CASO Rhaiza Carla Longo* Róger Reche* Claiton Tirello** Fabiane Schreiner*** *Acadêmicos do curso de Odontologia da Universidade Regional Integrada do Alto Uruguai

Leia mais

Tratamento de Classe II, Divisão 1, com ausência congênita de incisivo lateral superior

Tratamento de Classe II, Divisão 1, com ausência congênita de incisivo lateral superior A RTIGO DE D IVULGA ÇÃO Tratamento de Classe II, Divisão 1, com ausência congênita de incisivo lateral superior Roberto M. A. LIMA FILHO*, Anna Carolina LIMA**, José H. G. de OLIVEIRA***, Antonio C. de

Leia mais

Tracionamento ortodôntico de incisivos central e lateral superiores impactados: caso clínico

Tracionamento ortodôntico de incisivos central e lateral superiores impactados: caso clínico Caso Clínico Tracionamento ortodôntico de incisivos central e lateral superiores impactados: caso clínico Plínio Coutinho Vilas Boas*, Luís Antônio Alves Bernardes**, Matheus Melo Pithon***, Diogo Piacentini

Leia mais

Fissura unilateral completa de lábio e palato: alterações dentárias e de má oclusão - relato de caso clínico

Fissura unilateral completa de lábio e palato: alterações dentárias e de má oclusão - relato de caso clínico Fissura unilateral completa de lábio e palato: alterações dentárias e de má oclusão - relato de caso clínico Unilateral complete cleft lip and palate: tooth alterations and malocclusion a case report Márcia

Leia mais

MANTENEDORES DE ESPAÇO

MANTENEDORES DE ESPAÇO MANTENEDORES DE ESPAÇO Conceito São aparelhos ortodônticos usados para manter o espaço nas arcadas dentárias, por perda precoce de dentes decíduos. Classificação Quanto ao uso: fixos semifixos removíveis

Leia mais

IGC - Índice do Grau de Complexidade

IGC - Índice do Grau de Complexidade IGC - Índice do Grau de Complexidade Uma medida da complexidade do caso DI -American Board of Orthodontics Autorização American Board of Orthodon1cs- ABO Atualização: 13.05.2013 12. Outros Itens pontuados

Leia mais

Reabilitação cirúrgica dos Fissurados de lábio e palato. M.Sc.Viviane Marques

Reabilitação cirúrgica dos Fissurados de lábio e palato. M.Sc.Viviane Marques Reabilitação cirúrgica dos Fissurados de lábio e palato M.Sc.Viviane Marques DIAGNÓSTICO 1º diagnóstico: Através da ultrasonografia (Entre a 12ª e 14ª semana de gestação). O diagnóstico das fissuras submucosa

Leia mais

Estudo da Fissura Labiopalatal. Aspectos Clínicos desta Malformação e Suas Repercussões. Considerações Relativas à Terapêutica

Estudo da Fissura Labiopalatal. Aspectos Clínicos desta Malformação e Suas Repercussões. Considerações Relativas à Terapêutica REVISÃO DA LITERATURA Estudo da Fissura Labiopalatal. Aspectos Clínicos desta Malformação e Suas Repercussões. Considerações Relativas à Terapêutica Study of Cleft Lip Palate. Clinical Aspects and Repercussion.

Leia mais

Otimização do mini-implante bene ciando o paciente ortodôntico apresentação de um caso clínico

Otimização do mini-implante bene ciando o paciente ortodôntico apresentação de um caso clínico Otimização do mini-implante bene ciando o paciente ortodôntico apresentação de um caso clínico Optimization of the mini implant benefiting the orthodontic patient - presentation of a clinical case 1 2

Leia mais

Aula 4: TÉCNICA RADIOGRÁFICA INTRA-ORAL

Aula 4: TÉCNICA RADIOGRÁFICA INTRA-ORAL Aula 4: TÉCNICA RADIOGRÁFICA INTRA-ORAL Técnicas Radiográficas Periapical Exame do dente e osso alveolar que o rodeia; Interproximal Diagnóstico de cáries proximais, excessos marginais de restaurações;

Leia mais

OPÇÕES DE TRATAMENTO ORTODÔNTICO NOS CASOS DE AGENESIA DE INCISIVOS LATERAIS SUPERIORES

OPÇÕES DE TRATAMENTO ORTODÔNTICO NOS CASOS DE AGENESIA DE INCISIVOS LATERAIS SUPERIORES UNIVERSIDADE ESTADUAL DO CEARÁ ACADEMIA CEARENSE DE ODONTOLOGIA CENTRO DE EDUCAÇÃO CONTINUADA TÁRCIA VIRGÍNIA FALCÃO MARQUES OPÇÕES DE TRATAMENTO ORTODÔNTICO NOS CASOS DE AGENESIA DE INCISIVOS LATERAIS

Leia mais

TRATAMENTO ORTODÔNTICO DA MORDIDA ABERTA ANTERIOR EM PACIENTES ADULTOS

TRATAMENTO ORTODÔNTICO DA MORDIDA ABERTA ANTERIOR EM PACIENTES ADULTOS TRATAMENTO ORTODÔNTICO DA MORDIDA ABERTA ANTERIOR EM PACIENTES ADULTOS Jorge Ferreira Rodrigues 1 Marcella Maria Ribeiro do Amaral Andrade 2 Ernesto Dutra Rodrigues 3 Resumo O tratamento ortodôntico da

Leia mais

Transplante Dental* Coordenador: MACEDO, Sérgio Bruzadelli

Transplante Dental* Coordenador: MACEDO, Sérgio Bruzadelli Transplante Dental* Coordenador: MACEDO, Sérgio Bruzadelli LIMA, Richard Presley 1 ; DOS SANTOS, Mateus Veppo 2 ; DE MOURA, Cariacy Silva 3 ; GUILLEN, Gabriel Albuquerque 4 ; MELLO, Thais Samarina Sousa

Leia mais

JOSELI DA COSTA MOURA ALFONSO

JOSELI DA COSTA MOURA ALFONSO FACULDADES INTEGRADAS DO NORTE DE MINAS FUNORTE INSTITUTO DE CIÊNCIAS DE SAÚDE ICS CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ORTODONTIA PREVALÊNCIA DE AGENESIA DENTÁRIA EM UMA AMOSTRA DE PACIENTES QUE PROCURARAM TRATAMENTO

Leia mais

Implicações e Tratamento dos Portadores de Fissuras Lábio-Palatinas com Enxerto Ósseo Autógeno

Implicações e Tratamento dos Portadores de Fissuras Lábio-Palatinas com Enxerto Ósseo Autógeno Implicações e Tratamento dos Portadores de Fissuras Lábio-Palatinas com Enxerto Ósseo Autógeno Implications and Treatment of Cleft Lip and Palate in Patients with an Autognenous Bone Graft Ana Paula Guerreiro

Leia mais

Reginaldo César Zanelato

Reginaldo César Zanelato Reginaldo César Zanelato Nos pacientes portadores da má oclusão de Classe II dentária, além das opções tradicionais de tratamento, como as extrações de pré-molares superiores e a distalização dos primeiros

Leia mais

Diagnóstico da transposição dentária na ótica da clinica ortodôntica: utilização de tomografia computadorizada com

Diagnóstico da transposição dentária na ótica da clinica ortodôntica: utilização de tomografia computadorizada com RELATO DE CASO Diagnóstico da transposição dentária na ótica da clinica ortodôntica: utilização de tomografia computadorizada com feixe cônico Tooth transposition diagnosis in the perspective of orthodontics:

Leia mais

Efetividade na Correção da Irrupção Ectópica dos Primeiros Molares Permanentes

Efetividade na Correção da Irrupção Ectópica dos Primeiros Molares Permanentes Efetividade na Correção da Irrupção Ectópica dos Primeiros Molares Permanentes Effectiveness on Correction of the Ectopic Eruption of the First Permanent Molars Autores: Eto*, L.F.; Correa** P.H.; Da Silva***

Leia mais

Pesquisa Brasileira em Odontopediatria e Clínica Integrada ISSN: 1519-0501 apesb@terra.com.br Universidade Federal da Paraíba Brasil

Pesquisa Brasileira em Odontopediatria e Clínica Integrada ISSN: 1519-0501 apesb@terra.com.br Universidade Federal da Paraíba Brasil Pesquisa Brasileira em Odontopediatria e Clínica Integrada ISSN: 1519-0501 apesb@terra.com.br Universidade Federal da Paraíba Brasil Costa ARMOND, Mônica; Matos SALIBA, Jamilli Helena; Santos SILVA, Virginia

Leia mais

5. MANEJO DOS DIVERSOS ESTÁGIOS DO DESENVOLVIMENTO DA OCLUSÃO

5. MANEJO DOS DIVERSOS ESTÁGIOS DO DESENVOLVIMENTO DA OCLUSÃO 5. MANEJO DOS DIVERSOS ESTÁGIOS DO DESENVOLVIMENTO DA OCLUSÃO Elaborado por: Bernardo Quiroga Souki (coordenador) Maria Celina Siquara da Rocha Ronald de Freitas Paixão Objetivo A Associação Brasileira

Leia mais

RADIOLOGIA EM ORTODONTIA

RADIOLOGIA EM ORTODONTIA RADIOLOGIA EM ORTODONTIA Sem dúvida alguma, o descobrimento do RX em 1.895, veio revolucionar o diagnóstico de diversas anomalias no campo da Medicina. A Odontologia, sendo área da saúde, como não poderia

Leia mais

Tratamento da transposição de canino e pré-molar superior unilateral: abordagem por meio de mecânica segmentada

Tratamento da transposição de canino e pré-molar superior unilateral: abordagem por meio de mecânica segmentada Caso Clínico Tratamento da transposição de canino e pré-molar superior unilateral: abordagem por meio de mecânica segmentada Leopoldino Capelozza Filho*, Mauricio de Almeida Cardoso**, João Cardoso Neto***

Leia mais

INCISIVOS MAXILARES IMPACTADOS

INCISIVOS MAXILARES IMPACTADOS Miguel da Nóbrega Médico Especialista em Estomatologia DUO Faculdade de Cirurgia Dentária Universidade Toulouse miguel.nobrega@ortofunchal.com INCISIVOS MAXILARES IMPACTADOS ETIOLOGIA Aos anos, na maior

Leia mais

ERUPÇÃO DE MOLARES DECÍDUOS E PERMANENTES. RELAÇÃO COM A IDADE DE APLICAÇÃO DE SELANTE OCLUSAL

ERUPÇÃO DE MOLARES DECÍDUOS E PERMANENTES. RELAÇÃO COM A IDADE DE APLICAÇÃO DE SELANTE OCLUSAL ERUPÇÃO DE MOLARES DECÍDUOS E PERMANENTES. RELAÇÃO COM A IDADE DE APLICAÇÃO DE SELANTE OCLUSAL Joseleine CARVALHO* Valdemar VERTUAN** RESUMO: Foram examinadas 609 crianças de 3 a 6 anos para se verificarem

Leia mais

PUCPR - O.R.T.O.D.O.N.T.I.A - GRADUAÇÃO E PÓS-GRADUAÇÃO F I C H A C L Í N I C A Nome do/a Paciente: Número: 1.0 IDENTIFICAÇÃO DO PACIENTE 1.1 Nome: 1.2 Data de Nascimento: Sexo: F M Idade: 1.3 Peso: Kg

Leia mais

EDUARDO AGÜERO CREMONESE

EDUARDO AGÜERO CREMONESE INSTITUTO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE FUNORTE / SOEBRÁS EDUARDO AGÜERO CREMONESE PREVALÊNCIA DE AGENESIA DENTÁRIA EM UMA CLÍNICA DE ORTODONTIA EM PORTO ALEGRE. Porto Alegre 2010 2 EDUARDO AGÜERO CREMONESE PREVALÊNCIA

Leia mais

ANÁLISE DA DENTIÇÃO MISTA

ANÁLISE DA DENTIÇÃO MISTA 1 ANÁLISE DA DENTIÇÃO MISTA INTRODUÇÃO O período da dentição mista inicia-se por volta dos 6 anos de idade com a erupção dos primeiros molares permanentes, e termina ao redor dos 12 anos de idade, com

Leia mais

PALAVRAS-CHAVE: Agenesia dentária; Perda de dente; Ortodontia corretiva; Dentística operatória.

PALAVRAS-CHAVE: Agenesia dentária; Perda de dente; Ortodontia corretiva; Dentística operatória. CASO CLÍNICO Tratamento Ortodôntico em Pacientes com Agenesia dos Incisivos Laterais Superiores Integração Ortodontia e Orthodontic Treatment in Pacients with Congenital Absence of Maxillary Lateral Incisors

Leia mais

Extração atípica de incisivos centrais superiores: relato de caso clínico Atypical extraction of maxillary central incisors: case report

Extração atípica de incisivos centrais superiores: relato de caso clínico Atypical extraction of maxillary central incisors: case report RELATO DE CASO Extração atípica de incisivos centrais superiores: relato de caso clínico Atypical extraction of maxillary central incisors: case report MARCOS VALÉRIO FERRARI 1 JOSÉ RICARDO SCANAVINI 2

Leia mais

Trabalho de Conclusão de Curso

Trabalho de Conclusão de Curso Trabalho de Conclusão de Curso Agenesia Dentária: Revisão de Literatura Ágata Gonçalves Ribas Universidade Federal de Santa Catarina Curso de Graduação em Odontologia UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA

Leia mais

Cirurgia Ortognática e Estética Facial: Qual sua importância na Odontologia Integrada?

Cirurgia Ortognática e Estética Facial: Qual sua importância na Odontologia Integrada? Cirurgia Ortognática e Estética Facial: Qual sua importância na Odontologia Integrada? A avaliação da estética facial, bem como sua relação com a comunicação e expressão da emoção, é parte importante no

Leia mais

ANA PAULA PERES PRETTI PISCITELLI DENTES IMPACTADOS NITERÓI

ANA PAULA PERES PRETTI PISCITELLI DENTES IMPACTADOS NITERÓI 1 ANA PAULA PERES PRETTI PISCITELLI DENTES IMPACTADOS NITERÓI 2012 2 ANA PAULA PERES PRETTI PISCITELLI DENTES IMPACTADOS Monografia apresentada a Faculdade Redentor, como requisito para obtenção do título

Leia mais

PALAVRAS-CHAVE: Perda de dente; Erupção dentária; Dentição permanente; Abcesso periapical.

PALAVRAS-CHAVE: Perda de dente; Erupção dentária; Dentição permanente; Abcesso periapical. TRABALHO DE PESQUISA Verificação da Influência da Cárie, Lesões Periapicais Crônicas e Perda Precoce dos Dentes Decíduos na Cronologia de Mineralização e Erupção dos Sucessores Permanentes Infl uence of

Leia mais

Extração Seriada, uma Alternativa

Extração Seriada, uma Alternativa Artigo de Divulgação Extração Seriada, uma Alternativa Serial Extraction, an Alternative Procedure Evandro Bronzi Resumo A extração seriada é um procedimento ortodôntico que visa harmonizar

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ CAMPUS DE SOBRAL CURSO DE ODONTOLOGIA PATOLOGIA GERAL E ORAL

UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ CAMPUS DE SOBRAL CURSO DE ODONTOLOGIA PATOLOGIA GERAL E ORAL SUB- PATOLOGIA GERAL E ORAL Estomatologia Métodos de Diagnóstico I e II Processos Patológicos PROGRAMA SUGERIDO (PROVA ESCRITA / DIDÁTICA / PRÁTICA) - TEMAS 1. Cistos dos maxilares. 2. Neoplasias benignas

Leia mais

ETIOLOGIA DAS MÁS OCLUSÕES Prof. Dr. Ricardo F. Paulin

ETIOLOGIA DAS MÁS OCLUSÕES Prof. Dr. Ricardo F. Paulin ETIOLOGIA DAS MÁS OCLUSÕES Prof. Dr. Ricardo F. Paulin I INTRODUÇÃO Etimologicamente o termo etiologia origina-se do grego AITIA = causa e do latim LOGOS = estudo. Etiologia, portanto, é o estudo, a investigação

Leia mais

Cronologia dental. Professor: Bruno Aleixo Venturi. Hermann Blumenau Complexo Educacional Curso Técnico em Saúde Bucal

Cronologia dental. Professor: Bruno Aleixo Venturi. Hermann Blumenau Complexo Educacional Curso Técnico em Saúde Bucal Cronologia dental Professor: Bruno Aleixo Venturi Hermann Blumenau Complexo Educacional Curso Técnico em Saúde Bucal Anatomia dental A Anatomia dental é um segmento dedicado ao estudo da estrutura dental

Leia mais

Programa de Pós-Graduação em Ciências Odontológicas Integradas Área de Concentração em Odontologia CARLOS LÚCIO ANTUNES

Programa de Pós-Graduação em Ciências Odontológicas Integradas Área de Concentração em Odontologia CARLOS LÚCIO ANTUNES Programa de Pós-Graduação em Ciências Odontológicas Integradas Área de Concentração em Odontologia CARLOS LÚCIO ANTUNES COMPORTAMENTO DE DENTES INCLUSOS APÓS ENXERTO ÓSSEO EM INDIVÍDUOS COM FISSURAS LABIOPALATINAS

Leia mais

PATRÍCIA MEDEIROS ARAÚJO

PATRÍCIA MEDEIROS ARAÚJO PATRÍCIA MEDEIROS ARAÚJO OCORRÊNCIA DE DENTES EXTRANUMERÁRIOS EM PACIENTES ATENDIDOS NO CENTRO CIRÚRGICO DA CLÍNICA ODONTOLÓGICA UNIVERSITÁRIA (COU) NO PERÍODO DE 2007 A 2012 Londrina 2013 PATRÍCIA MEDEIROS

Leia mais

Aula 9: Laudo Radiográfico

Aula 9: Laudo Radiográfico Aula 9: Laudo Radiográfico Autora: Profª. Rosana da Silva Berticelli Edição: Luana Christ e Bruna Reuter Definição: É a interpretação das imagens radiográficas, reconhecendo as estruturas e reparos anatômicos

Leia mais

Sinonímia Alterações Herdadas e Congênitas Defeitos de Desenvolvimento da Região Maxilofacial e Oral

Sinonímia Alterações Herdadas e Congênitas Defeitos de Desenvolvimento da Região Maxilofacial e Oral Sinonímia Alterações Herdadas e Congênitas Defeitos de Desenvolvimento da Região Maxilofacial e Oral Doença Hereditária: é um desvio da normalidade transmitidos por genes e que podem estar presentes ou

Leia mais

PROJETO DE LEI Nº DE 2007 (Do Sr. José Eduardo Cardozo)

PROJETO DE LEI Nº DE 2007 (Do Sr. José Eduardo Cardozo) PROJETO DE LEI Nº DE 2007 (Do Sr. José Eduardo Cardozo) Institui a Semana Nacional de Educação, Conscientização e Orientação sobre a Fissura Lábio- Palatina, e dá outras providências. O Congresso Nacional

Leia mais

Aspectos odontológicos das fendas labiopalatinas e orientações para cuidados básicos

Aspectos odontológicos das fendas labiopalatinas e orientações para cuidados básicos ODONTOLOGIA E FENDAS LABIOPALATINAS 95 R E V I S Ã O Aspectos odontológicos das fendas labiopalatinas e orientações para cuidados básicos Dental aspects of cleft lip and palate and advice for primary care

Leia mais

A Importância do diagnóstico e intervenção precoce no tratamento das maloclusões em odontopediatria

A Importância do diagnóstico e intervenção precoce no tratamento das maloclusões em odontopediatria A Importância do diagnóstico e intervenção precoce no tratamento das maloclusões em odontopediatria The importance of early diagnosis and intervention in the treatment of malocclusion in pediatric dentistry

Leia mais

Relato do caso Figura 1.

Relato do caso Figura 1. Revista de Odontologia da UNESP. 2007; 36(4): 341-345 2007 - ISSN 1807-2577 Fissura palatina: apresentação de um caso clínico Patricia Nivoloni TANNURE a, Luiz Flávio Martins MOLITERNO b a Especialista

Leia mais

Uma vez estando estabelecidos os conceitos de oclusão normal, a etapa. subseqüente do processo de aprendizado passa a ser o estudo das variações

Uma vez estando estabelecidos os conceitos de oclusão normal, a etapa. subseqüente do processo de aprendizado passa a ser o estudo das variações 1 INTRODUÇÃO Uma vez estando estabelecidos os conceitos de oclusão normal, a etapa subseqüente do processo de aprendizado passa a ser o estudo das variações desse padrão. Vale a pena relembrarmos a definição

Leia mais

EPIDEMIOLOGIA DAS MÁS OCLUSÕES NA DENTADURA MISTA EM ESCOLARES DE TERESINA PI

EPIDEMIOLOGIA DAS MÁS OCLUSÕES NA DENTADURA MISTA EM ESCOLARES DE TERESINA PI EPIDEMIOLOGIA DAS MÁS OCLUSÕES NA DENTADURA MISTA EM ESCOLARES DE TERESINA PI Marcus Vinicius Neiva Nunes do Rego - NOVAFAPI Olívia de Freitas Mendes - NOVAFAPI Thaís Lima Rocha NOVAFAPI Núbia Queiroz

Leia mais

Palavras chaves: Traumatismos dentários ; Dentes decíduos ; Dentes permanentes

Palavras chaves: Traumatismos dentários ; Dentes decíduos ; Dentes permanentes TRAUMATISMO EM DENTES DECÍDUOS E SUA REPERCUSSÃO EM DENTES PERMANENTES JOVENS: RELATO DE CASO Márcia Cançado FIGUEIREDO 1 ;Sérgio Estelita Cavalcante BARROS 1 ;Deise PONZONI 1 Raissa Nsensele NYARWAYA

Leia mais

Função canino desempenhada pelo pré-molar

Função canino desempenhada pelo pré-molar r t i g o I n é d i t o Função canino desempenhada pelo pré-molar Omar Gabriel da Silva Filho*, Paula Martinelli Carvalho**, Leopoldino Capelozza Filho***, Roberta Martinelli Carvalho**** Resumo extração

Leia mais

É a etapa inicial do tratamento do canal, consiste em o dentista atingir a polpa dentária (nervinho do dente).

É a etapa inicial do tratamento do canal, consiste em o dentista atingir a polpa dentária (nervinho do dente). É a etapa inicial do tratamento do canal, consiste em o dentista atingir a polpa dentária (nervinho do dente). Consiste na regularização do alvéolo (local onde está inserido o dente), geralmente após a

Leia mais

Ocorrência de fissuras labiopalatais na cidade de São José dos Campos-SP. Occurrence of lip and palate clefts in the city of São José dos Campos-SP

Ocorrência de fissuras labiopalatais na cidade de São José dos Campos-SP. Occurrence of lip and palate clefts in the city of São José dos Campos-SP Ocorrência de fissuras labiopalatais na cidade de São José dos Campos-SP Occurrence of lip and palate clefts in the city of São José dos Campos-SP Milena Nunes Cerqueira 1 * Symone Cristina Teixeira 2

Leia mais

TRACIONAMENTO ORTODÔNTICO DE DENTES INCLUSOS UTILIZANDO DIFERENTES MÉTODOS

TRACIONAMENTO ORTODÔNTICO DE DENTES INCLUSOS UTILIZANDO DIFERENTES MÉTODOS TRACIONAMENTO ORTODÔNTICO DE DENTES INCLUSOS UTILIZANDO DIFERENTES MÉTODOS Igor Constantin Merlini* Júlia Melo de Abreu Vieira* Juliana Vieira Claudino* Klinger Pascoal Pereira* Larissa Costa Cardoso*

Leia mais

Tomografia Computorizada Dental

Tomografia Computorizada Dental + Universidade do Minho M. I. Engenharia Biomédica Beatriz Gonçalves Sob orientação de: J. Higino Correia Tomografia Computorizada Dental 2011/2012 + Casos Clínicos n Dentes privados do processo de erupção

Leia mais

TRANSTORNOS ESPECÍFICOS DO DESENVOLVIMENTO DA FALA E DA LINGUAGEM F80.0 DISLALIA (ARTICULAÇÃO; COMUNICAÇÃO FONOLÓGICA; FUNCIONAL ARTICULAÇÃO)

TRANSTORNOS ESPECÍFICOS DO DESENVOLVIMENTO DA FALA E DA LINGUAGEM F80.0 DISLALIA (ARTICULAÇÃO; COMUNICAÇÃO FONOLÓGICA; FUNCIONAL ARTICULAÇÃO) 27/12/2007 ANEXO 49 TABELA da CLASSIFICAÇÃO ESTATÍSTICA INTERNACIONAL DE DOENÇAS E PROBLEMAS RELACIONADOS À SAÚDE FONOAUDIOLÓGICA CID 10 /OMS /1997 6ª VERSÃO 2008 CÓDIGO F80 DESCRIÇÃO TRANSTORNOS ESPECÍFICOS

Leia mais

UTILIZAÇÃO DO APARELHO DE PROTRAÇÃO MANDIBULAR COMO ANCORAGEM PARA MESIALIZAÇÃO DE MOLARES INFERIORES: RELATO DE CASO CLÍNICO RESUMO

UTILIZAÇÃO DO APARELHO DE PROTRAÇÃO MANDIBULAR COMO ANCORAGEM PARA MESIALIZAÇÃO DE MOLARES INFERIORES: RELATO DE CASO CLÍNICO RESUMO 474 UTILIZAÇÃO DO APARELHO DE PROTRAÇÃO MANDIBULAR COMO ANCORAGEM PARA MESIALIZAÇÃO DE MOLARES INFERIORES: RELATO DE CASO CLÍNICO Fábio André Werlang 1 Marcos Massaro Takemoto 2 Prof Elton Zeni 3 RESUMO

Leia mais

FACULDADE DE ODONTOLOGIA DE PIRACICABA CETASE

FACULDADE DE ODONTOLOGIA DE PIRACICABA CETASE FACULDADE DE ODONTOLOGIA DE PIRACICABA CETASE CENTRO DE ESTUDOS E TRATAMENTO DAS ALTERAÇÕES FUNCIONAIS DO SISTEMA ESTOMATOGNÁTICO Área de Prótese Fixa e Escultura Dental FICHA CLÍNICA 1 - Dados Pessoais

Leia mais

INSTITUTO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE FUNORTE/SOEBRAS

INSTITUTO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE FUNORTE/SOEBRAS 1 INSTITUTO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE FUNORTE/SOEBRAS AGENESIA DE INCISIVOS LATERAIS SUPERIORES: MANTER OU FECHAR OS ESPAÇOS? Fernanda Faria Lobato Contagem Novembro/2013 2 INSTITUTO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE FUNORTE/SOEBRAS

Leia mais

Descrição, passo a passo, do aparelho de Herbst com coroas de açoa. o superiores e splint removível vel inferior

Descrição, passo a passo, do aparelho de Herbst com coroas de açoa. o superiores e splint removível vel inferior Descrição, passo a passo, do aparelho de Herbst com coroas de açoa o superiores e splint removível vel inferior MORO, A.; et al. Descrição, passo a passo, do aparelho de Herbst com coroas de aço superiores

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO CEARÁ ACADEMIA CEARENSE DE ODONTOLOGIA CENTRO DE EDUCAÇÃO CONTINUADA PAULO TÁRCIO ADED DA SILVA

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO CEARÁ ACADEMIA CEARENSE DE ODONTOLOGIA CENTRO DE EDUCAÇÃO CONTINUADA PAULO TÁRCIO ADED DA SILVA UNIVERSIDADE ESTADUAL DO CEARÁ ACADEMIA CEARENSE DE ODONTOLOGIA CENTRO DE EDUCAÇÃO CONTINUADA PAULO TÁRCIO ADED DA SILVA TRATAMENTO DAS MORDIDAS CRUZADAS NAS DENTIÇÕES DECÍDUA E MISTA EM PACIENTES COM

Leia mais

INSTITUTO BRASILIENSE DE PÓS GRADUAÇÃO FUNORTE/SOEBRÁS TRATAMENTO ORTODÔNTICO DAS FISSURAS LABIOPALATINAS

INSTITUTO BRASILIENSE DE PÓS GRADUAÇÃO FUNORTE/SOEBRÁS TRATAMENTO ORTODÔNTICO DAS FISSURAS LABIOPALATINAS INSTITUTO BRASILIENSE DE PÓS GRADUAÇÃO FUNORTE/SOEBRÁS TRATAMENTO ORTODÔNTICO DAS FISSURAS LABIOPALATINAS JOELISA HELENA BRASILEIRO AYER PEREIRA Monografia apresentada ao programa de Especialização em

Leia mais

2. Quando o implante dental é indicado?

2. Quando o implante dental é indicado? Dúvidas sobre implantodontia: 1. O que são implantes? São cilindros metálicos (titânio) com rosca semelhante a um parafuso que são introduzidos no osso da mandíbula (arco inferior) ou da maxila (arco superior),

Leia mais

Alternativa Clínica para Recuperação de Espaço de Dentes Impactados

Alternativa Clínica para Recuperação de Espaço de Dentes Impactados CASO CLÍNICO Alternativa Clínica para Recuperação de Espaço de Dentes Impactados Clinical Alternative to Space Gain for Impacted Teeth Paulo Cesar Raveli CHIAVINI* Luiz Gonzaga GANDINI JR** Ary dos SANTOS-PINTO**

Leia mais

DENTE SUPRANUMERÁRIO RETIDO NO SEIO MAXILAR - RELATO DE CASO CLÍNICO CIRÚRGICO

DENTE SUPRANUMERÁRIO RETIDO NO SEIO MAXILAR - RELATO DE CASO CLÍNICO CIRÚRGICO 199 DENTE SUPRANUMERÁRIO RETIDO NO SEIO MAXILAR - SUPERNUMERARY IMPACTED TOOTH IN THE MAXILLARY SINUS - REPORT OF SURGICAL CLÍNICAL CASE Hugo COSTA E COSTA * Silvan CORRÊA ** Antônio José Duarte FERREIRA

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO PIAUÍ CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE MESTRADO EM CIÊNCIAS E SAÚDE LÚCIA ROSA REIS DE ARAÚJO CARVALHO

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO PIAUÍ CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE MESTRADO EM CIÊNCIAS E SAÚDE LÚCIA ROSA REIS DE ARAÚJO CARVALHO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO PIAUÍ CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE MESTRADO EM CIÊNCIAS E SAÚDE LÚCIA ROSA REIS DE ARAÚJO CARVALHO AVALIAÇÃO DAS CONDIÇÕES BUCAIS DE PORTADORES DE FISSURAS

Leia mais

Transposição dentária: um desafio na clínica ortodôntica - relato de caso

Transposição dentária: um desafio na clínica ortodôntica - relato de caso Caso Clínico Transposição dentária: um desafio na clínica ortodôntica - relato de caso Otávio José Praxedes Neto*, Sergei Godeiro Fernandes Rabelo Caldas**, Angela Maria de Medeiros** Resumo Transposição

Leia mais

PREVALÊNCIA DE AGENESIA DOS TERCEIROS MOLARES EM PACIENTES DE ORTODONTIA THIRD MOLAR AGENESIS PREVALENCE IN ORTHODONTIC PATIENTS

PREVALÊNCIA DE AGENESIA DOS TERCEIROS MOLARES EM PACIENTES DE ORTODONTIA THIRD MOLAR AGENESIS PREVALENCE IN ORTHODONTIC PATIENTS Revista de Odontologia da Universidade Cidade de São Paulo 2007 jan-abr; 19(1):47-52 PREVALÊNCIA DE AGENESIA DOS TERCEIROS MOLARES EM PACIENTES DE ORTODONTIA THIRD MOLAR AGENESIS PREVALENCE IN ORTHODONTIC

Leia mais

ConScientiae Saúde ISSN: 1677-1028 conscientiaesaude@uninove.br Universidade Nove de Julho Brasil

ConScientiae Saúde ISSN: 1677-1028 conscientiaesaude@uninove.br Universidade Nove de Julho Brasil ConScientiae Saúde ISSN: 1677-1028 conscientiaesaude@uninove.br Universidade Nove de Julho Brasil Cançado Figueiredo, Márcia; Figueiredo Pinto, Nuno; Kapper Fabricio, Fabiana; Silveira Boaz, Cristina Maria;

Leia mais

Curso de especialização de ortodontia e ortopedia facial PAULIANA MOTA DE PAULA ABORDAGEM ORTODÔNTICA EM PACIENTES COM FISSURAS DE LÁBIO E PALATO

Curso de especialização de ortodontia e ortopedia facial PAULIANA MOTA DE PAULA ABORDAGEM ORTODÔNTICA EM PACIENTES COM FISSURAS DE LÁBIO E PALATO 1 Curso de especialização de ortodontia e ortopedia facial PAULIANA MOTA DE PAULA ABORDAGEM ORTODÔNTICA EM PACIENTES COM FISSURAS DE LÁBIO E PALATO BOA VISTA - RR 2014 2 Curso de especialização de ortodontia

Leia mais

MANTENEDORES DE ESPAÇOS

MANTENEDORES DE ESPAÇOS 1 Etec Philadelpho Gouvêa Netto Sara da Silva Modesto MANTENEDORES DE ESPAÇOS São José do Rio Preto 2010 2 Etec Philadelpho Gouvêa Netto Sara da Silva Modesto MANTENEDORES DE ESPAÇOS Trabalho apresentado

Leia mais

The importance of dentistry and phonoaudiology in the early and continous acconplishment of children with cleft lip and palate

The importance of dentistry and phonoaudiology in the early and continous acconplishment of children with cleft lip and palate REVISTA CIENTÍFICA DO HCE ANO Il Nº 02 23 REVISÃO DE LITERATURA A importância da odontologia e da fonoaudiologia no acompanhamento precoce e contínuo da criança portadora de fissura labiopalatal The importance

Leia mais

INSTITUTO DE CIÊNCIAS DE SAÚDE FUNORTE MEGLEINE CAMILO SILVA MONTEIRO TÉCNICAS DE TRACIONAMENTO DE CANINO SUPERIOR IMPACTADO

INSTITUTO DE CIÊNCIAS DE SAÚDE FUNORTE MEGLEINE CAMILO SILVA MONTEIRO TÉCNICAS DE TRACIONAMENTO DE CANINO SUPERIOR IMPACTADO INSTITUTO DE CIÊNCIAS DE SAÚDE FUNORTE MEGLEINE CAMILO SILVA MONTEIRO TÉCNICAS DE TRACIONAMENTO DE CANINO SUPERIOR IMPACTADO Águas Claras-DF 2014 MEGLEINE CAMILO SILVA MONTEIRO TÉCNICAS DE TRACIONAMENTO

Leia mais

ISABEL CRISTINA DA SILVEIRA MACHADO CANINOS INCLUSOS NITERÓI RJ

ISABEL CRISTINA DA SILVEIRA MACHADO CANINOS INCLUSOS NITERÓI RJ ISABEL CRISTINA DA SILVEIRA MACHADO CANINOS INCLUSOS NITERÓI RJ 2011 ISABEL CRISTINA DA SILVEIRA MACHADO CANINOS INCLUSOS Monografia apresentada ao curso de Especialização em Ortodontia da Faculdade Redentor,

Leia mais

ASPECTO RADIOGRÁFICO DAS ALTERAÇÕES DA COROA DENTAL

ASPECTO RADIOGRÁFICO DAS ALTERAÇÕES DA COROA DENTAL ASPECTO RADIOGRÁFICO DAS ALTERAÇÕES DA COROA DENTAL Analisando-se a imagem de um dente íntegro, todas as suas partes são facilmente identificáveis, pois já conhecemos sua escala de radiopacidade e posição

Leia mais

EFEITOS DA ORTOPEDIA MAXILAR NO PREPARO PRÉ CIRÚRGICO DE PACIENTES PORTADORES DE FISSURA LABIOPALATINA

EFEITOS DA ORTOPEDIA MAXILAR NO PREPARO PRÉ CIRÚRGICO DE PACIENTES PORTADORES DE FISSURA LABIOPALATINA EFEITOS DA ORTOPEDIA MAXILAR NO PREPARO PRÉ CIRÚRGICO DE PACIENTES PORTADORES DE FISSURA LABIOPALATINA 361 PRESURGICAL EFFECTS OF MAXILLARY ORTHOPEDIC IN A PATIENT WITH CLEFT LIP AND PALATE Fabiane Priscila

Leia mais

SIMONE SOUZA BATISTA PASTREZ CONFECÇÃO DE PRÓTESE TOTAL EM PACIENTES COM FISSURA PALATINA SÃO JOSÉ DO RIO PRETO

SIMONE SOUZA BATISTA PASTREZ CONFECÇÃO DE PRÓTESE TOTAL EM PACIENTES COM FISSURA PALATINA SÃO JOSÉ DO RIO PRETO SIMONE SOUZA BATISTA PASTREZ CONFECÇÃO DE PRÓTESE TOTAL EM PACIENTES COM FISSURA PALATINA SÃO JOSÉ DO RIO PRETO 9 2009 SIMONE SOUZA BATISTA PASTREZ CONFECÇÃO DE PROTESE TOTAL EM PACIENTES COM FISSURA PALATINA

Leia mais

CC oliveira+1.qxp 27/6/12 13:13 Página 48. Displasia ectodérmica hipohidrótica: relato de um caso clínico

CC oliveira+1.qxp 27/6/12 13:13 Página 48. Displasia ectodérmica hipohidrótica: relato de um caso clínico CC oliveira+1.qxp 27/6/12 13:13 Página 48 Displasia ectodérmica hipohidrótica: relato de um caso clínico 48 CC oliveira+1.qxp 27/6/12 13:13 Página 49 Introdução A displasia ectodérmica (ED) é um grupo

Leia mais

Mordida Profunda Definição. Trespasse vertical

Mordida Profunda Definição. Trespasse vertical Mordida Profunda Definição Trespasse vertical Mordida Profunda Diagnóstico Os fatores que contribuem variam de acordo com a oclusão: u Em boas oclusões é determinda por fatores dentários: t Comprimento

Leia mais

CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM ORTODONTIA

CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM ORTODONTIA CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM ORTODONTIA Data: Nome do Paciente: Orientador(es): Nome do Aluno: QUALIFICAÇÃO Nacionalidade: Naturalidade: Etnia: Gênero: Data Nascimento: IDADE: Anos: Meses: Endereço: Bairro:

Leia mais

OCLUSÃO! ! Posições mandibulares. ! Movimentos mandibulares. ! Equilíbrio de forças atuantes - vestibulolingual

OCLUSÃO! ! Posições mandibulares. ! Movimentos mandibulares. ! Equilíbrio de forças atuantes - vestibulolingual Universidade de Brasília Departamento de Odontologia OCLUSÃO! NOÇÕES DE OCLUSÃO! Estudo das relações estáticas e dinâmicas entre as estruturas do sistema mastigatório!! Movimentos mandibulares Disciplina

Leia mais

Classificação Estatística Internacional de Doenças e Problemas Relacionados à Saúde Bucal CID 10

Classificação Estatística Internacional de Doenças e Problemas Relacionados à Saúde Bucal CID 10 Classificação Estatística Internacional de Doenças e Problemas Relacionados à Saúde Bucal CID 10 K00 - Distúrbios do Desenvolvimento e da Erupção Dos Dentes K00.0 - Anodontia K00.1 - Dentes Supranumerários

Leia mais

Perfil de Crianças com Dentes Decíduos Perdidos Precocemente 1

Perfil de Crianças com Dentes Decíduos Perdidos Precocemente 1 TRABALHO DE PESQUISA Perfil de Crianças com Dentes Decíduos Perdidos Precocemente 1 Profi le of Children with Early Loss of the Primary Teeth José Vitor Nogara Borges de MENEZES* Giovana ULIANA** MENEZES,

Leia mais

Análise radiográfica da prevalência de terceiros molares retidos efetuada na clínica de odontologia do Centro Universitário Positivo

Análise radiográfica da prevalência de terceiros molares retidos efetuada na clínica de odontologia do Centro Universitário Positivo ISSN 1806-7727 Análise radiográfica da prevalência de terceiros molares retidos efetuada na clínica de odontologia do Centro Universitário Positivo Radiographic analysis of prevalence of impacted third

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO Faculdade de Odontologia Departamento de Odontopediatria e Ortodontia

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO Faculdade de Odontologia Departamento de Odontopediatria e Ortodontia UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO Faculdade de Odontologia Departamento de Odontopediatria e Ortodontia DISCIPLINAS DO CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM ODONTOPEDIATRIA 1. ODONTOPEDIATRIA PROFESSOR RESPONSÁVEL:

Leia mais

ODONTOPEDIATRIA 2003/2004 ANOMALIAS DENTÁRIAS

ODONTOPEDIATRIA 2003/2004 ANOMALIAS DENTÁRIAS ODONTOPEDIATRIA 2003/2004 ANOMALIAS DENTÁRIAS ANOMALIAS DENTÁRIAS ODONTOGÉNESE (6ª Sem. I.U.) LÂMINA DENTÁRIA Invag. Epitelial Ectodérmica GERME DENTÁRIO ORGÃO DE ESMALTE Epitélio interno Ameloblastos

Leia mais

Reconstrução estética e funcional com resina composta dos dentes anteriores em pacientes com fissura labiopalatina

Reconstrução estética e funcional com resina composta dos dentes anteriores em pacientes com fissura labiopalatina Rev Inst Ciênc Saúde 2005 jan-mar; 23(1):73-8 Reconstrução estética e funcional com resina composta dos dentes anteriores em pacientes com fissura labiopalatina Aesthetic and functional reconstruction

Leia mais

Importância do exame radiográfico

Importância do exame radiográfico Exames e Indicações Importância do exame radiográfico O exame radiográfico de rotina associado ao exame clínico é a maneira mais efetiva de se obter o índice diagnóstico de 100% de cárie (segundo Estevam

Leia mais

ESTUDO DA PREVALÊNCIA DE DENTES RETIDOS ATRAVÉS DE RADIOGRAFIAS PANORÂMICAS DIGITAIS NO MUNICÍPIO DE CURITIBA, PARANÁ, BRASIL *

ESTUDO DA PREVALÊNCIA DE DENTES RETIDOS ATRAVÉS DE RADIOGRAFIAS PANORÂMICAS DIGITAIS NO MUNICÍPIO DE CURITIBA, PARANÁ, BRASIL * 440 ESTUDO DA PREVALÊNCIA DE DENTES RETIDOS ATRAVÉS DE RADIOGRAFIAS PANORÂMICAS DIGITAIS NO MUNICÍPIO DE CURITIBA, PARANÁ, BRASIL * IMPACTED TEETH PREVALENCE STUDY THROUGH DIGITAL PANORAMIC RADIOGRAPHS

Leia mais

Anquilose dento-alveolar: etiologia, diagnóstico e possibilidades de tratamento

Anquilose dento-alveolar: etiologia, diagnóstico e possibilidades de tratamento Anquilose dento-alveolar: etiologia, diagnóstico e possibilidades de tratamento Dental ankylosis: etiology, diagnosis and possible treatments Anagélica Tolentino Madeiro 1 Isabela Albuquerque Passos 2

Leia mais

OCORRÊNCIA E ETIOLOGIA DO TRAUMATISMO DENTAL EM ALUNOS DO CURSO DE ODONTOLOGIA DA UNIVERSIDADE DE SANTA CRUZ DO SUL/RS

OCORRÊNCIA E ETIOLOGIA DO TRAUMATISMO DENTAL EM ALUNOS DO CURSO DE ODONTOLOGIA DA UNIVERSIDADE DE SANTA CRUZ DO SUL/RS Revista de Endodontia Pesquisa e Ensino On Line - Ano 4, Número 7, Janeiro/Junho, 2008. 1 OCORRÊNCIA E ETIOLOGIA DO TRAUMATISMO DENTAL EM ALUNOS DO CURSO DE ODONTOLOGIA DA UNIVERSIDADE DE SANTA CRUZ DO

Leia mais

PREFEITURA DA CIDADE DE SÃO PAULO SECRETARIA MUNICIPAL DA SAÚDE MANUAL CUIDADOS BÁSICOS AOS PORTADORES DE FISSURA LABIO PALATINA

PREFEITURA DA CIDADE DE SÃO PAULO SECRETARIA MUNICIPAL DA SAÚDE MANUAL CUIDADOS BÁSICOS AOS PORTADORES DE FISSURA LABIO PALATINA PREFEITURA DA CIDADE DE SÃO PAULO SECRETARIA MUNICIPAL DA SAÚDE MANUAL CUIDADOS BÁSICOS AOS PORTADORES DE FISSURA LABIO PALATINA São Paulo, outubro de 2012 PREFEITURA DA CIDADE DE SÃO PAULO SECRETARIA

Leia mais