Morbidade Hospitalar do SUS por Causas Externas - por local de internação - Brasil

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Morbidade Hospitalar do SUS por Causas Externas - por local de internação - Brasil"

Transcrição

1 Anexos

2 1. Dados de referência Morbidade Hospitalar do SUS por Causas Externas - por local de internação - Brasil Fonte: Ministério da Saúde - Sistema de Informações Hospitalares do SUS (SIH/SUS) As duas tabelas abaixo (internações e valor destas) referem-se ao total de causas externas (violências e acidentes) ocorridas no período e que tiveram internações no SUS, no caso não estão incluídos os óbitos imediatos ocorridos no local - e os atendimentos exclusivamente ambulatoriais, bem como os atendimentos não executados pelo SUS. Internações segundo Região TOTAL Região Norte Região Nordeste Região Sudeste Região Sul Região Centro-Oeste Valor Total segundo Região TOTAL ,53 Região Norte ,40 Região Nordeste ,13 Região Sudeste ,75 Região Sul ,15 Região Centro-Oeste ,10 Da mesma forma que as anteriores, as duas seguintes particularizam, como causa, a exposição a fumaça e a fogo, na qual estão incluídas as decorrentes das violências e acidentes com álcool etílico.

3 Internações segundo Região Grupo de Causas: X00-X09 Exposição à fumaça, ao fogo e as chamas TOTAL Região Norte 765 Região Nordeste Região Sudeste Região Sul Região Centro-Oeste Valor Total segundo Região Grupo de Causas: X00-X09 Exposição à fumaça, ao fogo e às chamas TOTAL ,89 Região Norte ,99 Região Nordeste ,95 Região Sudeste ,62 Região Sul ,47 Região Centro-Oeste ,86 Internações segundo Região Categorias Causas: X04 Exposição combustão substância muito inflamável TOTAL Região Norte 69 Região Nordeste 784 Região Sudeste Região Sul 516 Região Centro-Oeste 567 Valor Total segundo Região Categorias Causas: X04 Exposição combustão substancia muito inflamável TOTAL ,67 Região Norte ,49 Região Nordeste ,23 Região Sudeste ,73 Região Sul ,02 Região Centro-Oeste ,20

4 Como um dos maiores apelos para a edição da norma proibitiva e a introdução do álcool gel, foi o da ocorrência de elevado numero de queimaduras em crianças, apresentamos as tabelas a seguir: Internações segundo Região Categorias Causas: X04 Exposição combustão substância muito inflamável Faixa Etária 1: Menor 1 ano, 1 a 4 anos, 5 a 9 anos, 10 a 14 anos TOTAL Região Norte 38 Região Nordeste 262 Região Sudeste 499 Região Sul 131 Região Centro-Oeste 142 Valor Total segundo Região Categorias Causas: X04 Exposição combustão substância muito inflamável Faixa Etária 1: Menor 1 ano, 1 a 4 anos, 5 a 9 anos, 10 a 14 anos TOTAL ,13 Região Norte ,52 Região Nordeste ,20 Região Sudeste ,30 Região Sul ,30 Região Centro-Oeste ,81

5 Para melhor ilustrar mostra-se a seguir algumas tabelas sobre os totais de queimados atendidos com internações pelo SUS: Procedimentos hospitalares do SUS - por local de internação Brasil Fonte: Ministério da Saúde - Sistema de Informações Hospitalares do SUS (SIH/SUS) Internações segundo Região Procedimento FAEC: Queimados TOTAL Região Norte 288 Região Nordeste Região Sudeste Região Sul Região Centro-Oeste Valor total segundo Região Procedimento FAEC: Queimados TOTAL ,26 Região Norte ,44 Região Nordeste ,53 Região Sudeste ,44 Região Sul ,00 Região Centro-Oeste ,85 Média permanência segundo Região Procedimento FAEC: Queimados TOTAL 8,2 Região Norte 5,3 Região Nordeste 7,6 Região Sudeste 11,4 Região Sul 8,2 Região Centro-Oeste 4,0

6 Atendimentos hospitalares de queimados em geral e por substâncias inflamáveis: 1. Seis meses anteriores à vigência da portaria da ANVISA, que proibiu a comercialização de álcool líquido. Internações segundo Região Procedimento FAEC: Queimados Período: Set/2001-Fev/2002 TOTAL Região Norte 192 Região Nordeste Região Sudeste Região Sul 576 Região Centro-Oeste Internações por Mês competência segundo Região Categorias Causas: X04 Exposição combustão substância muito inflamável Período: Set/2001-Fev/2002 Set Out Nov Dez Jan Fev Total TOTAL Região Norte Região Nordeste Região Sudeste Região Sul Região Centro-Oeste Fonte: Ministério da Saúde - Sistema de Informações Hospitalares do SUS (SIH/SUS) 2. Seis meses de vigência da portaria e nos mesmos meses um ano antes Internações segundo Região Procedimento FAEC: Queimados Período: Mar-Ago/2002 (ano da vigência) TOTAL Região Norte 161 Região Nordeste Região Sudeste Região Sul 460 Região Centro-Oeste Internações segundo Região Procedimento FAEC: Queimados Período: Mar-Ago/2001 (um ano antes) TOTAL Região Norte 227 Região Nordeste 906 Região Sudeste 767 Região Sul 185 Região Centro-Oeste 319

7 Internações por Mês competência segundo Região Categorias Causas: X04 Exposição combustão substância muito inflamável Período: Mar-Ago/2002 Mar Abr Mai Jun Jul Ago Total TOTAL Região Norte Região Nordeste Região Sudeste Região Sul Região Centro-Oeste Fonte: Ministério da Saúde - Sistema de Informações Hospitalares do SUS (SIH/SUS) Internações por Mês competência segundo Região Categorias Causas: X04 Exposição combustão substancia muito inflamável Período: Mar-Ago/2001 (um ano antes) Mar Abr Mai Jun Jul Ago Total TOTAL Região Norte Região Nordeste Região Sudeste Região Sul Região Centro-Oeste Fonte: Ministério da Saúde - Sistema de Informações Hospitalares do SUS (SIH/SUS) 3. Seis meses após a concessão da liminar suspendendo a vigência da portaria de ANVISA Internações segundo Região Procedimento FAEC: Queimados Período: Set/2002-Fev/2003 ) TOTAL Região Norte 181 Região Nordeste Região Sudeste Região Sul 515 Região Centro-Oeste 1.195

8 Internações por Mês competência segundo Região Categorias Causas: X04 Exposição combustão substância muito inflamável Período: Set/2002-Fev/2003 Set Out Nov Dez Jan Fev Total TOTAL Região Norte Região Nordeste Região Sudeste Região Sul Região Centro-Oeste

9 Morbidade Hospitalar do SUS por Causas Externas - por local de residência Brasil - Figura 1 Internações segundo Grupo de Causas Grupo de Causas Internações Fonte: Ministério da Saúde - Sistema de Informações Hospitalares do SUS (SIH/SUS) TOTAL V01-V99 Acidentes de transporte V01-V09 Pedestre traumatizado acid transporte V10-V19 Ciclista traumatizado acid transporte V20-V29 Motociclista traumatizado acid transp V30-V39 Ocup triciclo motor traumatiz acid transp 233 V40-V49 Ocup automóvel traumatiz acid transporte V50-V59 Ocup caminhonete traumat acid transporte 190 V60-V69 Ocup veíc transp pesado traumat acid trans 523 V70-V79 Ocup ônibus traumatizado acid transporte 213 V80-V89 Outros acid transporte terrestre V90-V94 Acidentes de transporte por água 73 V95-V97 Acidentes de transporte aéreo e espacial 51 V98-V99 Outros acid transporte e os não especific W00-X59 Outras causas externas de lesões acident W00-W19 Quedas W20-W49 Exposição a forças mecânicas inanimadas W50-W64 Exposição a forças mecânicas animadas W65-W74 Afogamento e submersão acidentais W75-W84 Outros riscos acidentais à respiração W85-W99 Expos cor.elétr,rad.,temper pressão extrem X00-X09 Exposição à fumaça, ao fogo e às chamas X10-X19 Contato fonte de calor e subst quentes X20-X29 Contato animais e plantas venenosos X30-X39 Exposição às forças da natureza 840 X40-X49 Enven/intox acid exposição a subst nocivas X50-X57 Excesso de esforços viagens e privações X58-X59 Expos acid a outr fatores e não especific X60-X84 Lesões autoprovocadas voluntariamente X85-Y09 Agressões Y10-Y34 Eventos cuja intenção é indeterminada Y35-Y36 Intervenções legais e operações de guerra 395 Y40-Y84 Complic assistência médica e cirúrgica Y40-Y59 Ef adv drogas medic subst biológ fin terap Y60-Y69 Acid ocorr durante prest serv médic cirurg 979 Y70-Y82 Incid advers diagn/terapia assoc disp méd Y83-Y84 Reaç anorm ou compl tard ou outros proced Y85-Y89 Seqüelas de causas externas Y90-Y98 Fatores suplement relac outras causas S-T Causas externas não classificadas 5

10 Morbidade Hospitalar do SUS por Causas Externas - por local de residência Brasil Figura 2 Internações segundo Categorias Causas Categorias Causas Internações Fonte: Ministério da Saúde - Sistema de Informações Hospitalares do SUS (SIH/SUS) TOTAL W19 Queda s/especificacao W01 Queda mesmo nivel escorr tropec passo falso X58 Exposicao a outr fatores espec W18 Outr quedas no mesmo nivel W99 Exposicao outr fatores ambient artif e NE V09 Pedestre traum outr acid transp e NE V29 Motociclista traum outr acid transp e NE X59 Exposicao a fatores NE V89 Acid veic mot n-mot tipos de veic NE Y34 Fatos ou eventos NE e intenc nao determinada Y83 Reac anorm compl tard interv cirurg s/acid W17 Outr quedas de um nivel a outr X99 Agressao objeto cortante ou penetrante W00 Queda mesmo nivel envolv gelo e neve Y89 Sequelas de outr causas externas W10 Queda em ou de escadas ou degraus V49 Ocup automovel traum outr acid transp e NE Y84 Reac anorm compl tard out proc med s/acid X20 Contato c/serpentes e lagartos venenosos X95 Agressao disparo outr arma de fogo ou NE Y04 Agressao p/meio de forca corporal W13 Queda de ou p/fora edificios outr estruturas V01 Pedestre traum colis veic a pedal Y00 Agressao p/meio de um objeto contundente X93 Agressao disparo de arma de fogo de mao V28 Motociclista traum acid transp s/colis Y09 Agressao p/meios NE V03 Pedestre traum colis automov pickup caminhon X12 Contato c/outr liquidos quentes V19 Ciclista traum acid transp e NE V99 Acid transp NE X54 Falta de agua X09 Exposicao a tipo NE de fumacas fogo chamas Y98 Circunst relat condicoes do modo de vida X04 Exposicao combustao subst muito inflamavel inc. álcool Y19 Env out prod quim subst noc e NE int n det W26 Contato c/faca espada e punhal W22 Impacto acid ativo passivo caus outr objetos V18 Ciclista traum acid transp s/colis X45 Envenen acid p/e exposicao ao alcool W11 Queda em ou de escadas de mao W23 Apert colhid comprim esmag dentro objetos W27 Contato c/ferramentas manuais s/motor W34 Projeteis de outr armas de fogo e das NE 2.904

11 W31 Contato c/outr maquinas e c/as NE W50 Golpe panc pontape mord escor infl outr pess W29 Contat out utens manuais ap domest equip mot Y29 Contato obj contundente intenc n det W14 Queda de arvore X10 Contato bebid alim gord oleo cozinha quentes W09 Queda envolv equipamento de playground X29 Contato animais ou plantas venenosos s/espec X65 Auto-intox voluntaria p/alcool V80 Pess mont anim oc veic anim traum ac transp W25 Contato c/vidro cortante X13 Contato c/vapor dagua e c/vapores quentes W20 Impacto caus objeto lanc projetado em queda X19 Contato outr fontes calor subst quentes NE Y91 Evidencia alcoolismo determ p/nivel da intox V02 Pedestre traum colis veic motor 2 3 rodas W69 Afogamento e submersao em aguas naturais V06 Pedestre traum colis outr veic nao-motoriz W44 Penetr corpo estranho olho orificio natural X48 Envenen acid p/e exposicao a pesticidas W12 Queda em ou de um andaime X44 Envenen acid outr drog medic subst biolog NE W32 Projetil de revolver W15 Queda de penhasco V20 Motociclista traum colis pedestre animal Y31 Queda perman corrida obj mov intenc n det V23 Motocicl traum colis automov pickup caminhon W03 Outr qued mesmo niv colis empurrao outr pess X49 Envenen acid outr subst quim nocivas e as NE W04 Queda enquanto carreg apoiado p/outr pessoas X61 Auto-int int a-conv sed hip a-park psic NCOP Y21 Afogamento submersao intenc nao determinada Y88 Sequelas cuid med cirurg consid causa ext Y08 Agressao p/outr meios espec W49 Exposicao outr forcas mecan inanimadas e NE X84 Lesao autoprov intenc p/meios NE V40 Ocup automovel traum colis pedestre animal W59 Mordedura ou esmag provocado p/outr repteis W87 Exposicao a corrente eletrica NE W02 Queda env patins rodas gelo esqui pranch rod X00 Expos fogo n-contr edificio outr tipo constr W33 Rifle espingarda armas fogo de maior tamanho X68 Auto-intox intenc a pesticidas X64 Auto-int intenc out drog med subst biolog NE Y33 Outr fatos ou eventos espec intenc n det Y86 Sequelas de outr acid W64 Exposicao outr forcas mecan animadas e as NE V27 Motocicl traum colis objeto fixo parado 997 Y71 Disp cardiovasculares assoc incid adversos 977 V04 Pedestre traum colis veic transp pesado onib 959 Y14 Env out drog med subst biolog e NE int n det 958 W06 Queda de um leito 916 V87 Acid trans tipo espec desconh mod transp vit 916 V43 Ocup automov traum col auto pickup caminhon 908 X22 Contato c/escorpioes 881 W80 Inalac ingest outr obj caus obstr trat resp 850 V98 Outr acid transp espec 837

12 Y03 Agressao p/meio de impacto veic a motor 811 Y85 Sequelas de acid transp 810 W08 Queda de outr tipo de mobilia 776 X08 Exposicao outr tipo espec fumaca fogo chamas 767 W54 Mordedura ou golpe provocado p/cao 760 W21 Impacto acid ativo passivo caus equip esport 758 V48 Ocup automovel traum acid transp s/colis 692 Y28 Contato obj cortante penetrante intenc n det 681 Y79 Disp ortopedicos assoc a incidentes adversos 673 W30 Contato c/maquinaria agricola 659 X78 Lesao autoprov intenc obj cortante penetr 647 Y57 Outr drogas e medicamentos e as NE 640 X41 Env ac anticon sed hipn antipark psicot NCOP 631 V22 Motocicl traum colis veic motor 2 3 rodas 631 Y18 Envenen pesticidas intencao nao determinada 593 Y30 Queda salto empurr lugar elev intenc n det 574 X69 Auto-int intenc outr prod quim subst noc NE 566 W05 Queda envolv uma cadeira de rodas 548 Y15 Envenen alcool intencao nao determinada 543 Y24 Disparo outr arma fogo e NE intenc nao det 534 Y11 Env antic sed hipn antip psic NCOP int n det 515 W40 Explosao de outr materiais 514 V17 Ciclista traum colis objeto fixo ou parado 507 W55 Mordedura golpe provoc outr animais mamif 501 V44 Ocup autom traum colis veic trans pesad onib 478 X21 Contato c/aranhas venenosas 477 W84 Riscos NE a respiracao 476 W45 Penetracao corpo objeto estranho pele 463 X60 Auto-int int analg antipir anti-reum n-opiac 461 V81 Ocup trem veic ferroviario traum acid transp 441 W39 Queima de fogos de artificio 437 X39 Exposicao a outr forcas da natureza e as NE 418 V10 Ciclista traum colis pedestre animal 417 Y10 Env analg antipir antireum n-opiac int n det 411 X15 Contato c/aparelhos domesticos quentes 404 X01 Expos fogo n-contr fora edif out tipo constr 397 V13 Ciclista traum colis automov pickup caminhon 397 W16 Merg pulo agua caus out traum n afog submers 394 W07 Queda de uma cadeira 386 W85 Exposicao linhas transm de corrente eletrica 382 W79 Inalacao ingest aliment caus obstr trat resp 381 X05 Exposicao a combustao de roupa de dormir 374 V24 Motocicl traum colis veic transp pesado onib 356 Y87 Seq lesao autopr inten agress fato int indet 350 V47 Ocup automovel traum colis obj fixo parado 347 Y35 Intervencao legal 329 Y82 Outr disp assoc incidentes adversos e os NE 325 X97 Agressao p/meio de fumaca fogo e chamas 324 X18 Contato c/outr metais quentes 316 X40 Envenen acid analg antipir anti-reum n-opiac 313 Y01 Agressao p/meio projecao de um lugar elevado 311 Y02 Agressao proj coloc vitima obj movimento 307 Y48 Anestesicos e gases terapeuticos 301 Y07 Outr sindr de maus tratos 291 Y90 Evidencia alcoolismo det p/taxas alcoolemia 289 X27 Contato c/outr animais venenosos espec 269 X02 Exposicao fogo contr edif outr tipo constr 265

13 Y69 Acid NE durante prest cuidado medic cirurg 263 V11 Ciclista traum colis outr veic a pedal 258 V69 Ocup veic tr pesado traum outr ac transp NE 256 V12 Ciclista traum colis veic motor 2 3 rodas 254 Y49 Subst psicotropicas NCOP 253 W91 Exposicao a tipo NE de radiacao 234 W28 Contato segadeira mot p/cortar aparar grama 231 W51 Colis entre duas pessoas 224 W57 Morded picadas inseto outr artrop n-venen 224 Y43 Subst de acao prim sistemica 216 X76 Lesao autoprov intenc fumaca fogo e chamas 211 W36 Explosao ou ruptura de cilindro de gas 210 X14 Contato c/ar e gases quentes 201 Y44 Subst farm atuam prim s/constit sangue 201 Y06 Negligencia e abandono 200 W90 Exposicao outr tipos radiacao nao-ionizante 200 Y13 Env out subst farm sist nerv auton int n det 192 Y42 Hormonios subst sintet antagonistas NCOP 191 X11 Contato c/agua corrente quente de torneira 183 Y60 Cort punc perf hemorr acid cuid med cirurg 183 X90 Agressao prod quimicos e subst nocivas NE 182 X30 Exposicao a calor natural excessivo 180 X17 Contato motores maquinas ferramentas quentes 176 X06 Exposicao combustao outr tipo roupa acessor 175 Y65 Outr acid durante prest cuid medic cirurg 168 Y47 Sedativos hipnoticos e tranquilizantes 167 X85 Agressao meio drog medic e subst biologicas 155 V82 Ocup de um bonde traum acid transp 155 Y62 Asseps insuf prest cuidados cirurg e medicos 152 X74 Lesao autopr intenc disp outr arma fogo e NE 151 Y40 Antibioticos sistemicos 148 X63 Auto-int int outr subst farm sist nerv auton 147 V86 Ocup veic outr uso n-via pub traum ac transp 142 Y22 Disparo de pistola intencao nao determinada 141 W52 Esmag empurr pisot multidao deband massa 141 V14 Ciclis traum colis veic transp pesado onibus 137 X62 Auto-intox intenc narcot psicodislept NCOP 136 Y05 Agressao sexual p/meio de forca fisica 133 W41 Exposicao a um jato de alta pressao 130 Y20 Enforc estrang sufoc intenc nao determinada 128 X16 Contato c/aquecedores radiadores e tubulacao 125 X23 Contato c/abelhas vespas e vespoes 122 W67 Afogamento e submersao em piscina 119 V88 Ac n-trans tipo espec desconh mod transp vit 118 V68 Ocup veic tr pesado traum ac transp s/colis 118 X46 Envenen acid solv org hidrocarb halog vapor 116 W24 Contato elevadores instr de transm NCOP 116 Y51 Drogas que atuam prim s/sist nerv auton 115 V79 Ocup onibus traum outr acid transp e NE 114 Y64 Medicamentos ou subst biolog contaminados 114 W86 Exposicao a outr corrente eletrica espec 114 X83 Lesao autoprov intenc p/outr meios espec 113 X50 Excesso exerc movim vigorosos ou repetitivos 113 Y96 Circunst relat condicoes de trabalho 109 X96 Agressao p/meio de material explosivo 109 Y95 Circunst relat condicoes nosocomiais 102 Y81 Disp util cirurg geral plast assoc incid adv 102

14 V42 Ocup autotraum colis outr veic mot 2 3 rodas 102 X43 Envenen acid outr subst farm sist nerv auton 102 X72 Lesao autoprov intenc disp arma fogo de mao 99 W92 Exposicao calor excessivo orig artificial 98 V21 Motociclista traum colis veic pedal 98 W60 Contato espinhos plantas ou folhas agucadas 96 X47 Intox acid outr gases e vapores 92 X42 Envenen acid narcot psicodislepticos NCOP 91 X03 Expos fogo contr fora edif outr tipo constr 91 X25 Contato c/outr artropodes venenosos espec 90 W74 Afogamento e submersao NE 89 V16 Ciclista traum colis outr veic nao-motoriz 89 Y32 Impacto veic a motor intenc nao determinada 88 V84 Ocup veic esp mot uso agric traum acid trans 88 X94 Agressao disparo arma fogo de maior calibre 87 V39 Ocup tricicl mot traum outr acid transp e NE 87 Y52 Subst que atuam prim aparelho cardiovascular 85 V05 Pedestre traum colis trem veic ferroviario 84 X79 Lesao autoprov intenc p/objeto contundente 82 V59 Ocup caminhonete traum outr acid transp NE 79 X73 Les autoprov int disp arm fog maior calibre 79 Y26 Exposicao fumaca fogo chamas intenc n det 78 Y27 Exposic vapor agua gas obj quente int n det 78 W70 Afogamento submersao conseq queda aguas nat 77 Y45 Subst analges antipiret e antiinflamatorias 76 Y16 Env solv org hidrocarb halog vap int n det 73 X38 Vitima de inundacao 70 Y12 Envenen narcot psicodislept NCOP int n det 70 Y36 Operacoes de guerra 66 Y70 Disp anestesiologia assoc incid adversos 63 X98 Agressao vapor agua gases ou objetos quentes 62 X80 Lesao autoprov intenc precip lugar elevado 62 Y46 Drogas anticonvulsiv e antiparkinsonianas 60 X66 Auto-int int solv org hidrocarb halog vapor 59 X91 Agressao enforc estrangulamento sufocacao 59 Y53 Subst que atuam prim aparelho gastrointest 57 X32 Exposicao a luz solar 57 W35 Explosao ou ruptura de caldeira 55 W78 Inalacao do conteudo gastrico 55 Y61 Obj estranho deix acid prest cuid cirurg med 54 Y25 Contato c/material explosivo intenc n det 52 W89 Expos fontes lumin artif visiv luz ultraviol 51 V64 Ocup v tr pes tr col outr veic tr pes onib 51 X28 Contato c/outr plantas venenosas espec 50 W38 Explosao ruptura outr ap pressurizados espec 49 V26 Motocicl traum colis outr veic nao-motoriz 49 V32 Ocup tric mot traum col out veic mot 2 3 rod 49 Y72 Disp utiliz otorrino assoc incid adversos 48 X36 Vitima avalanc desab terra out mov sup terr 44 W65 Afogamento submersao durante banho banheira 44 V78 Ocup onibus traum acid transp s/colis 43 X26 Contato animais e plantas marinhos venenosos 42 Y59 Outr vacinas e subst biologicas e as NE 40 X89 Agressao outr prod quim subst nocivas espec 40 W53 Mordedura de rato 40 W58 Mordedura golpe provoc crocodilo ou aligator 39 Y63 Erros dosagem prest cuidados med e cirurg 38

15 V58 Ocup caminhonete traum acid transp s/colis 36 Y58 Vacinas bacter 35 V95 Acid de aeronave mot causando traum ao ocup 35 W66 Afogamento submersao consec queda banheira 34 W83 Outr riscos espec a respiracao 33 W56 Contato c/animais marinhos 33 X77 Lesao autopr int vapor agua gas obj quent 32 X53 Falta de alimento 32 V34 Ocup tric mot traum col veic transp pes onib 32 Y50 Estimulantes do sist nervoso central NCOP 31 X70 Lesao autoprov intenc enforc estrang sufoc 30 Y23 Disparo arma fogo maior calibre intenc n det 30 V67 Ocup veic tr pesado traum col obj fixo parad 29 Y41 Outr antiinfecc e antiparasit sistemicos 28 V60 Ocup veic transp pesado traum colis ped anim 28 X86 Agressao p/meio de subst corrosivas 28 X51 Viagem e movimento 27 X34 Vitima de terremoto 27 Y17 Envenen outr gases vapores intenc n det 27 W37 Explosao ruptura pneumat tubulac mang press 27 X87 Agressao p/pesticidas 26 V90 Acid embarcacao caus afogamento submersao 26 X88 Agressao p/meio de gases e vapores 26 V41 Ocup automovel traum colis veic a pedal 24 Y74 Disp gerais uso hosp pessoal assoc incid adv 22 V25 Motociclista traum colis trem veic ferrov 21 V83 Ocup veic esp mot area ind traum ac transp 21 X82 Lesao autoprov intenc impacto veic a motor 21 V70 Ocup onibus traum colis pedestre animal 21 Y80 Disp utiliz med fisica assoc incid adversos 20 W93 Exposicao frio excessivo orig artificial 20 X31 Exposicao a frio natural excessivo 20 V52 Ocup caminhon traum colis veic mot 2 3 rodas 20 V33 Ocup tric mot traum col auto pickup caminhon 19 Y75 Disp utiliz neurolog assoc incid adversos 19 Y56 Subst topic pele membr muc uso oft otor dent 18 V62 Ocup v transp pes traum col veic mot 2 3 rod 18 W43 Exposicao a vibracao 18 W73 Outr afogamentos e submersao espec 17 Y73 Disp usados gastroent urolog assoc incid adv 17 V15 Ciclista traum colis trem veic ferroviario 17 W42 Exposicao ao ruido 17 Y55 Subst atuam prim musc lisos esquelet ap resp 16 V91 Acid embarcacao causando outr tipo de traum 16 Y54 Subst atuam prim metab agua sais min ac uric 16 V50 Ocup caminhonete traum colis pedestre animal 15 V93 Acid bord emb s/ac bem n caus afog submers 15 W77 Risco resp dev desmor queda terra outr subst 15 X75 Lesao autoprov intenc p/disp explosivos 14 X33 Vitima de raio 14 V46 Ocup automov traum colis outr veic n-motor 14 V45 Ocup automovel traum colis trem veic ferrov 14 X92 Agressao p/meio de afogamento e submersao 13 V30 Ocup tricicl mot traum colis pedestre animal 13 V57 Ocup caminhonete traum colis obj fixo parado 13 V63 Ocup veic tr pesado traum col auto caminhon 13 X81 Lesao autoprov intenc precip perm obj movim 13

16 W68 Afogamento submersao conseq queda piscina 12 X24 Contato c/centopeias e miriapodes venenosas 12 V53 Ocup caminhon traum colis automov caminhon 12 V96 Acid aeronave s/motor causando traum a ocup 12 W81 Confinado aprision ambiente pobre oxigenio 11 W76 Outr enforcamento e estrangulamento acid 11 X67 Auto-intox intenc p/outr gases e vapores 11 W94 Expos alta baixa variacoes pressao atmosf 11 V74 Ocup onibus traum colis veic transp pes onib 10 V37 Ocup tricic mot traum colis obj fixo parado 10 V94 Outr acid transp p/agua e os NE 10 Y97 Circunst relat condicoes poluicao ambiental 10 V31 Ocup tricicl motoriz traum colis veic pedal 9 V35 Ocup tricic mot traum colis trem veic ferrov 9 X57 Privacao NE 8 V71 Ocup onibus traum colis veic a pedal 8 X35 Vitima de erupcao vulcanica 8 V77 Ocup onibus traum colis objeto fixo parado 8 W88 Exposicao a radiacao ionizante 7 Y76 Disp utiliz obstetr ginec assoc incid adv 7 V85 Ocup veic mot esp constr traum acid transp 7 W75 Sufocacao e estrangulamento acid na cama 7 V61 Ocup veic transp pesado traum col veic pedal 7 Y66 Nao admin de cuidado medico e cirurgico 7 V54 Ocup caminhon traum col veic transp pes onib 6 V92 Afog submers rel transp agua s/acid embarc 6 S-T Causas externas não classificadas 5 X71 Lesao autoprov intenc p/afogamento submersao 5 V51 Ocup caminhonete traum colis veic pedal 5 Y78 Disp utiliz radiologia assoc incid adversos 4 V97 Outr acid espec de transporte aereo 4 V72 Ocup onibus traum col out veic mot 2 3 rodas 4 V55 Ocup caminhon traum colis trem veic ferrov 3 Y77 Disp utiliz oftalmo assoc incid adversos 3 X52 Estadia prolongada ambiente agravitacional 3 V38 Ocup tricic motor traum acid transp s/colis 3 V76 Ocup onibus traum colis outr veic n-motor 2 X37 Vitima de tempestade cataclismica 2 V73 Ocup onibus traum colis automovel caminhonet 2 V36 Ocup tric mot traum colis outr veic n-motor 2 V66 Ocup veic tr pesado traum col out veic n-mot 2 V56 Ocup caminhonete traum colis outr veic n-mot 1 V75 Ocup onibus traum colis trem veic ferrov 1 V65 Ocup veic tr pes traum col trem veic ferrov 1

17 Morbidade Hospitalar do SUS por Causas Externas - por local de residência - Brasil Internações segundo Categorias Causas Faixa Etária 1: Menor 1 ano, 1 a 4 anos, 5 a 9 anos, 10 a 14 anos Categorias Causas Fonte: Ministério da Saúde - Sistema de Informações Hospitalares do SUS (SIH/SUS) Internações TOTAL W19 Queda s/especificacao W01 Queda mesmo nivel escorr tropec passo falso X58 Exposicao a outr fatores espec W18 Outr quedas no mesmo nivel W99 Exposicao outr fatores ambient artif e NE V09 Pedestre traum outr acid transp e NE W17 Outr quedas de um nivel a outr X59 Exposicao a fatores NE Y34 Fatos ou eventos NE e intenc nao determinada X12 Contato c/outr liquidos quentes W00 Queda mesmo nivel envolv gelo e neve V89 Acid veic mot n-mot tipos de veic NE W10 Queda em ou de escadas ou degraus W13 Queda de ou p/fora edificios outr estruturas V01 Pedestre traum colis veic a pedal X20 Contato c/serpentes e lagartos venenosos Y89 Sequelas de outr causas externas Y83 Reac anorm compl tard interv cirurg s/acid V19 Ciclista traum acid transp e NE W14 Queda de arvore X09 Exposicao a tipo NE de fumacas fogo chamas X10 Contato bebid alim gord oleo cozinha quentes V18 Ciclista traum acid transp s/colis X04 Exposicao combustao subst muito inflamavel X54 Falta de agua 989 V03 Pedestre traum colis automov pickup caminhon 986 X99 Agressao objeto cortante ou penetrante 955 Y19 Env out prod quim subst noc e NE int n det 866 W44 Penetr corpo estranho olho orificio natural 859 Y84 Reac anorm compl tard out proc med s/acid 852 W09 Queda envolv equipamento de playground 795 W22 Impacto acid ativo passivo caus outr objetos 781 V49 Ocup automovel traum outr acid transp e NE 764 W11 Queda em ou de escadas de mao 705 Y00 Agressao p/meio de um objeto contundente 705 Y98 Circunst relat condicoes do modo de vida 690 X19 Contato outr fontes calor subst quentes NE 688 W20 Impacto caus objeto lanc projetado em queda 668 X13 Contato c/vapor dagua e c/vapores quentes 659 Y09 Agressao p/meios NE 577 X49 Envenen acid outr subst quim nocivas e as NE 576 V29 Motociclista traum outr acid transp e NE 574 V99 Acid transp NE 562

18 X29 Contato animais ou plantas venenosos s/espec 560 W15 Queda de penhasco 541 W06 Queda de um leito 536 V80 Pess mont anim oc veic anim traum ac transp 533 Y29 Contato obj contundente intenc n det 519 X48 Envenen acid p/e exposicao a pesticidas 507 W23 Apert colhid comprim esmag dentro objetos 493 X44 Envenen acid outr drog medic subst biolog NE 491 Y21 Afogamento submersao intenc nao determinada 450 X22 Contato c/escorpioes 449 W25 Contato c/vidro cortante 448 X45 Envenen acid p/e exposicao ao alcool 442 W50 Golpe panc pontape mord escor infl outr pess 440 V02 Pedestre traum colis veic motor 2 3 rodas 410 W12 Queda em ou de um andaime 390 W33 Rifle espingarda armas fogo de maior tamanho 346 W08 Queda de outr tipo de mobilia 345 X00 Expos fogo n-contr edificio outr tipo constr 345 W80 Inalac ingest outr obj caus obstr trat resp 345 W54 Mordedura ou golpe provocado p/cao 336 W27 Contato c/ferramentas manuais s/motor 331 Y04 Agressao p/meio de forca corporal 322 W04 Queda enquanto carreg apoiado p/outr pessoas 320 W26 Contato c/faca espada e punhal 318 W03 Outr qued mesmo niv colis empurrao outr pess 316 Y85 Sequelas de acid transp 307 W59 Mordedura ou esmag provocado p/outr repteis 307 X08 Exposicao outr tipo espec fumaca fogo chamas 279 W87 Exposicao a corrente eletrica NE 275 W02 Queda env patins rodas gelo esqui pranch rod 250 W29 Contat out utens manuais ap domest equip mot 236 W69 Afogamento e submersao em aguas naturais 235 Y33 Outr fatos ou eventos espec intenc n det 232 X41 Env ac anticon sed hipn antipark psicot NCOP 221 X95 Agressao disparo outr arma de fogo ou NE 214 Y14 Env out drog med subst biolog e NE int n det 209 X93 Agressao disparo de arma de fogo de mao 208 V28 Motociclista traum acid transp s/colis 208 V06 Pedestre traum colis outr veic nao-motoriz 206 V04 Pedestre traum colis veic transp pesado onib 197 Y31 Queda perman corrida obj mov intenc n det 189 Y03 Agressao p/meio de impacto veic a motor 181 V40 Ocup automovel traum colis pedestre animal 172 Y86 Sequelas de outr acid 169 W31 Contato c/outr maquinas e c/as NE 167 X84 Lesao autoprov intenc p/meios NE 167 W49 Exposicao outr forcas mecan inanimadas e NE 162 X64 Auto-int intenc out drog med subst biolog NE 154 V17 Ciclista traum colis objeto fixo ou parado 153 X15 Contato c/aparelhos domesticos quentes 151 W07 Queda de uma cadeira 140 W34 Projeteis de outr armas de fogo e das NE 139 X39 Exposicao a outr forcas da natureza e as NE 135 Y30 Queda salto empurr lugar elev intenc n det 134 X21 Contato c/aranhas venenosas 132 W55 Mordedura golpe provoc outr animais mamif 130 W21 Impacto acid ativo passivo caus equip esport 129

19 X97 Agressao p/meio de fumaca fogo e chamas 127 Y08 Agressao p/outr meios espec 127 W45 Penetracao corpo objeto estranho pele 121 W39 Queima de fogos de artificio 120 W79 Inalacao ingest aliment caus obstr trat resp 117 X01 Expos fogo n-contr fora edif out tipo constr 115 W64 Exposicao outr forcas mecan animadas e as NE 113 X40 Envenen acid analg antipir anti-reum n-opiac 111 W40 Explosao de outr materiais 109 Y57 Outr drogas e medicamentos e as NE 105 Y79 Disp ortopedicos assoc a incidentes adversos 105 Y88 Sequelas cuid med cirurg consid causa ext 104 Y10 Env analg antipir antireum n-opiac int n det 103 X11 Contato c/agua corrente quente de torneira 103 Y06 Negligencia e abandono 98 Y11 Env antic sed hipn antip psic NCOP int n det 98 Y18 Envenen pesticidas intencao nao determinada 97 X60 Auto-int int analg antipir anti-reum n-opiac 95 W05 Queda envolv uma cadeira de rodas 93 W84 Riscos NE a respiracao 93 W85 Exposicao linhas transm de corrente eletrica 83 W32 Projetil de revolver 82 X61 Auto-int int a-conv sed hip a-park psic NCOP 80 V98 Outr acid transp espec 80 Y35 Intervencao legal 78 Y28 Contato obj cortante penetrante intenc n det 75 X27 Contato c/outr animais venenosos espec 73 V10 Ciclista traum colis pedestre animal 73 V13 Ciclista traum colis automov pickup caminhon 72 X02 Exposicao fogo contr edif outr tipo constr 71 X69 Auto-int intenc outr prod quim subst noc NE 68 W30 Contato c/maquinaria agricola 68 X68 Auto-intox intenc a pesticidas 68 X46 Envenen acid solv org hidrocarb halog vapor 67 X18 Contato c/outr metais quentes 66 Y07 Outr sindr de maus tratos 66 X30 Exposicao a calor natural excessivo 65 Y01 Agressao p/meio projecao de um lugar elevado 65 W67 Afogamento e submersao em piscina 65 Y43 Subst de acao prim sistemica 64 X78 Lesao autoprov intenc obj cortante penetr 63 W52 Esmag empurr pisot multidao deband massa 63 Y02 Agressao proj coloc vitima obj movimento 62 V87 Acid trans tipo espec desconh mod transp vit 62 V16 Ciclista traum colis outr veic nao-motoriz 61 V20 Motociclista traum colis pedestre animal 58 V81 Ocup trem veic ferroviario traum acid transp 58 X90 Agressao prod quimicos e subst nocivas NE 56 V11 Ciclista traum colis outr veic a pedal 56 Y87 Seq lesao autopr inten agress fato int indet 54 V22 Motocicl traum colis veic motor 2 3 rodas 54 W57 Morded picadas inseto outr artrop n-venen 51 W90 Exposicao outr tipos radiacao nao-ionizante 51 V43 Ocup automov traum col auto pickup caminhon 50 W16 Merg pulo agua caus out traum n afog submers 49 W74 Afogamento e submersao NE 48 Y36 Operacoes de guerra 48

20 Y42 Hormonios subst sintet antagonistas NCOP 47 V48 Ocup automovel traum acid transp s/colis 46 X43 Envenen acid outr subst farm sist nerv auton 44 Y49 Subst psicotropicas NCOP 44 X05 Exposicao a combustao de roupa de dormir 43 X06 Exposicao combustao outr tipo roupa acessor 42 V27 Motocicl traum colis objeto fixo parado 42 V14 Ciclis traum colis veic transp pesado onibus 41 Y69 Acid NE durante prest cuidado medic cirurg 40 X17 Contato motores maquinas ferramentas quentes 39 W51 Colis entre duas pessoas 38 W86 Exposicao a outr corrente eletrica espec 37 Y24 Disparo outr arma fogo e NE intenc nao det 37 X23 Contato c/abelhas vespas e vespoes 37 V23 Motocicl traum colis automov pickup caminhon 36 Y05 Agressao sexual p/meio de forca fisica 36 V12 Ciclista traum colis veic motor 2 3 rodas 36 X25 Contato c/outr artropodes venenosos espec 36 W92 Exposicao calor excessivo orig artificial 34 Y40 Antibioticos sistemicos 34 V44 Ocup autom traum colis veic trans pesad onib 33 X03 Expos fogo contr fora edif outr tipo constr 32 Y47 Sedativos hipnoticos e tranquilizantes 31 Y26 Exposicao fumaca fogo chamas intenc n det 31 X65 Auto-intox voluntaria p/alcool 30 Y90 Evidencia alcoolismo det p/taxas alcoolemia 29 W70 Afogamento submersao conseq queda aguas nat 29 Y27 Exposic vapor agua gas obj quente int n det 28 Y15 Envenen alcool intencao nao determinada 28 Y91 Evidencia alcoolismo determ p/nivel da intox 28 X14 Contato c/ar e gases quentes 27 X16 Contato c/aquecedores radiadores e tubulacao 27 V82 Ocup de um bonde traum acid transp 27 Y13 Env out subst farm sist nerv auton int n det 27 Y44 Subst farm atuam prim s/constit sangue 26 X47 Intox acid outr gases e vapores 26 V69 Ocup veic tr pesado traum outr ac transp NE 25 W41 Exposicao a um jato de alta pressao 24 Y16 Env solv org hidrocarb halog vap int n det 23 Y95 Circunst relat condicoes nosocomiais 23 W36 Explosao ou ruptura de cilindro de gas 23 Y45 Subst analges antipiret e antiinflamatorias 23 V86 Ocup veic outr uso n-via pub traum ac transp 22 X85 Agressao meio drog medic e subst biologicas 22 W78 Inalacao do conteudo gastrico 20 W28 Contato segadeira mot p/cortar aparar grama 20 V88 Ac n-trans tipo espec desconh mod transp vit 20 Y20 Enforc estrang sufoc intenc nao determinada 20 W91 Exposicao a tipo NE de radiacao 20 V05 Pedestre traum colis trem veic ferroviario 19 Y12 Envenen narcot psicodislept NCOP int n det 19 Y25 Contato c/material explosivo intenc n det 18 X28 Contato c/outr plantas venenosas espec 18 Y82 Outr disp assoc incidentes adversos e os NE 18 X77 Lesao autopr int vapor agua gas obj quent 18 V47 Ocup automovel traum colis obj fixo parado 18 W60 Contato espinhos plantas ou folhas agucadas 18

Notas técnicas. Morbidade Hospitalar do SUS por Causas Externas - por local de internação - Brasil

Notas técnicas. Morbidade Hospitalar do SUS por Causas Externas - por local de internação - Brasil Ajuda Morbidade Hospitalar do SUS por Causas Externas - por local de internação - Brasil Internações por Ano competência segundo Grande Grupo Causas Grande Grupo Causas 2000 2001 2002 2003 2004 2005 Total

Leia mais

INSTRUÇÕES PARA O PREENCHIMENTO DA PLANILHA DE CÁLCULO DOS ÍNDICES DE HOMICÍDIOS NA ADOLESCÊNCIA E JUVENTUDE

INSTRUÇÕES PARA O PREENCHIMENTO DA PLANILHA DE CÁLCULO DOS ÍNDICES DE HOMICÍDIOS NA ADOLESCÊNCIA E JUVENTUDE INSTRUÇÕES PARA O PREENCHIMENTO DA PLANILHA DE CÁLCULO DOS ÍNDICES DE HOMICÍDIOS NA ADOLESCÊNCIA E JUVENTUDE 2010 1. O Programa de Redução da Violência Letal (PRVL) O Programa de Redução da Violência Letal

Leia mais

Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo Centro de Controle de Doenças Centro de Vigilância Epidemiológica Dr Marco Antonio de Moraes

Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo Centro de Controle de Doenças Centro de Vigilância Epidemiológica Dr Marco Antonio de Moraes Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo Centro de Controle de Doenças Centro de Vigilância Epidemiológica Dr Marco Antonio de Moraes Diretor Técnico DCNT/CVE/SES SP Secretaria de Estado da Saúde de

Leia mais

Redução da Morbimortalidade por Acidentes e Violências Diagnóstico do Problema em Santa Catarina

Redução da Morbimortalidade por Acidentes e Violências Diagnóstico do Problema em Santa Catarina Redução da Morbimortalidade por Acidentes e Violências Diagnóstico do Problema em Santa Catarina Heloisa Côrtes Gallotti Peixoto Introdução Os acidentes e violências passaram a figurar, no início da década

Leia mais

Tabela 3 AGENTE CAUSADOR DA DOENÇA PROFISSIONAL OU DO TRABALHO / DESCRIÇÃO DA SITUAÇÃO GERADORA DA DOENÇA

Tabela 3 AGENTE CAUSADOR DA DOENÇA PROFISSIONAL OU DO TRABALHO / DESCRIÇÃO DA SITUAÇÃO GERADORA DA DOENÇA Tabela 3 AGENTE CAUSADOR DA DOENÇA PROFISSIONAL OU DO TRABALHO / DESCRIÇÃO DA SITUAÇÃO GERADORA DA DOENÇA 20.00.04.300 IMPACTO DE PESSOA CONTRA OBJETO PARADO 20.00.04.600 IMPACTO DE PESSOA CONTRA OBJETO

Leia mais

Estudo de Mortalidade e Hospitalizações por acidentes com crianças de até 14 anos

Estudo de Mortalidade e Hospitalizações por acidentes com crianças de até 14 anos Estudo de Mortalidade e Hospitalizações por acidentes com crianças de até 14 anos Iniciativa: Patrocínio: CRIANÇA SEGURA Safe Kids Brasil CRIANÇA SEGURA Safe Kids Brasil A CRIANÇA SEGURA Safe Kids Brasil

Leia mais

Plano de Ensino, Conceitos, Tipos de Acidentes e Prevenções

Plano de Ensino, Conceitos, Tipos de Acidentes e Prevenções Plano de Ensino, Conceitos, Tipos de Acidentes e Prevenções Prof. Dr. Gleber Pereira Quem sou eu? 1 Conceitos: Urgência vs. Emergência Define- se por "emergência" a constatação médica de condições de agravo

Leia mais

FÉRIAS ESCOLARES ACIDENTES DOMÉSTICOS

FÉRIAS ESCOLARES ACIDENTES DOMÉSTICOS FÉRIAS ESCOLARES X ACIDENTES DOMÉSTICOS As férias escolares exigem mais cuidados com os acidentes domésticos porque as crianças ficam mais tempo em casa e isso aumenta o risco de ocorrerem acidentes que

Leia mais

ACIDENTES E CAUSAS EXTERNAS MEDIDAS DE PREVENÇÃO

ACIDENTES E CAUSAS EXTERNAS MEDIDAS DE PREVENÇÃO ACIDENTES E CAUSAS EXTERNAS MEDIDAS DE PREVENÇÃO Dr.Vinícius B. Cruz Acidentes A Organização Mundial de Saúde OMS define acidente como um acontecimento independente da vontade humana, desencadeado pela

Leia mais

Acidentes na Infância

Acidentes na Infância Acidentes na Infância Realizado por: Ana Cristina Pinheiro Mário Quintaneiro ACIDENTES NA INFÂNCIA Os acidentes são a maior causa de morbilidade e mortalidade na infância e a maioria deles é prevenível,

Leia mais

Segurança e Higiene no Trabalho. Volume XIII Trabalho em Espaços Confinados. Guia Técnico. um Guia Técnico de O Portal da Construção

Segurança e Higiene no Trabalho. Volume XIII Trabalho em Espaços Confinados. Guia Técnico. um Guia Técnico de O Portal da Construção Guia Técnico Segurança e Higiene no Trabalho Volume XIII Trabalho em Espaços Confinados um Guia Técnico de Copyright, todos os direitos reservados. Este Guia Técnico não pode ser reproduzido ou distribuído

Leia mais

IMPROVING THE QUALITY OF INFORMATION ON EXTERNAL CAUSES OF THE INFORMATION HOSPITALIZATION SYSTEM: AN INTERVENTIONAL PROPOSAL

IMPROVING THE QUALITY OF INFORMATION ON EXTERNAL CAUSES OF THE INFORMATION HOSPITALIZATION SYSTEM: AN INTERVENTIONAL PROPOSAL MELHORIA DA QUALIDADE DAS INFORMAÇÕES SOBRE CAUSAS EXTERNAS DO SISTEMA DE INFORMAÇÕES HOSPITALARES DO SISTEMA ÚNICO DE SAÚDE: UMA PROPOSTA DE INTERVENÇÃO IMPROVING THE QUALITY OF INFORMATION ON EXTERNAL

Leia mais

Corpo de Bombeiros. São Paulo

Corpo de Bombeiros. São Paulo Corpo de Bombeiros São Paulo ACIDENTES E INCÊNDIOS CRIANÇAS As crianças sempre serão uma preocupação na questão SEGURANÇA dentro ou fora do lar. Por sua condição de fragilidade e pelo desconhecimento dos

Leia mais

Seguro Coletivo de Pessoas Bradesco

Seguro Coletivo de Pessoas Bradesco Seguro Coletivo de Pessoas Bradesco Registro do Produto na SUSEP: 15414.002658/2011-22 Cobertura de Invalidez Permanente por Categoria de Acidente Cláusulas Complementares CAPÍTULO I - OBJETIVO DA COBERTURA

Leia mais

Vigilância de Violências e Acidentes VIVA (Inquérito) 2006 e 2007 Notas Técnicas. Origem dos dados

Vigilância de Violências e Acidentes VIVA (Inquérito) 2006 e 2007 Notas Técnicas. Origem dos dados Vigilância de Violências e Acidentes VIVA (Inquérito) 2006 e 2007 Notas Técnicas Origem dos dados Descrição das variáveis disponíveis para tabulação Outras formas de obtenção de informações Origem dos

Leia mais

HOMICÍDIOS DE MULHERES NO BRASIL EM 2013

HOMICÍDIOS DE MULHERES NO BRASIL EM 2013 HOMICÍDIOS DE MULHERES NO BRASIL EM 2013 INSTITUTO AVANTE BRASIL Diretor- Presidente: Luiz Flávio Gomes Pesquisadora: Flávia Mestriner Botelho VIOLÊNCIA GLOBAL CONTRA DAS MULHERES - (ONU) De acordo com

Leia mais

ANÁLISE DA MORTE VIOLENTA SEGUNDO RAÇA /COR

ANÁLISE DA MORTE VIOLENTA SEGUNDO RAÇA /COR 8 ANÁLISE DA MORTE VIOLENTA SEGUNDO RAÇA /COR Secretaria de Vigilância em Saúde/MS 435 ANÁLISE DA MORTE VIOLENTA SEGUNDO RAÇA/COR MORTALIDADE POR CAUSAS EXTERNAS Evolução da mortalidade por causas externas

Leia mais

Corpo de Bombeiros. São Paulo

Corpo de Bombeiros. São Paulo Corpo de Bombeiros São Paulo A C I D E N T E S E INCÊNDIOS CRIANÇAS As crianças sempre serão uma preocupação na questão SEGURANÇA dentro ou fora do lar. Por sua condição de fragilidade e pelo desconhecimento

Leia mais

Acidentes domésticos são aqueles que ocorrem no local onde habitamos ou em seu entorno.

Acidentes domésticos são aqueles que ocorrem no local onde habitamos ou em seu entorno. 0 a 6 meses Prevenção de acidentes domésticos Recomendações Acidentes domésticos são aqueles que ocorrem no local onde habitamos ou em seu entorno. Quanto mais nova for a criança, maior a necessidade de

Leia mais

Introdução. Esses acidentes são os mais variados possíveis. Ingestão de água sanitária ou outros

Introdução. Esses acidentes são os mais variados possíveis. Ingestão de água sanitária ou outros Introdução Quase todos os dias vemos nos noticiários ou ouvimos dos colegas relatos de acidentes ocorridos em residências, principalmente com crianças. Estatísticas de acidentes indicam que acidentes fatais

Leia mais

PREVENÇÃO DE ACIDENTES NA INFÂNCIA CAUSAS E SOLUÇÕES

PREVENÇÃO DE ACIDENTES NA INFÂNCIA CAUSAS E SOLUÇÕES PREVENÇÃO DE ACIDENTES NA INFÂNCIA CAUSAS E SOLUÇÕES Introdução As crianças pequenas não têm a capacidade para avaliar o perigo, pelo que qualquer objeto que encontram em casa pode transformar-se num brinquedo

Leia mais

Seminário de Políticas para o trânsito Seguro de Motos Saúde, Processo de Habilitação e Questões Socioeducativas

Seminário de Políticas para o trânsito Seguro de Motos Saúde, Processo de Habilitação e Questões Socioeducativas Seminário de Políticas para o trânsito Seguro de Motos Saúde, Processo de Habilitação e Questões Socioeducativas Marta Maria Alves da Silva CGDANT/DASIS/SVS/MS Brasília/DF, 13 de setembro de 2012 2009:

Leia mais

PRESERVAR O MEIO AMBIENTE UMA MISSÃO DE TODOS NÓS

PRESERVAR O MEIO AMBIENTE UMA MISSÃO DE TODOS NÓS PRESERVAR O MEIO AMBIENTE UMA MISSÃO DE TODOS NÓS Meio Ambiente Tudo que está a nossa volta: todas as formas de vida e todos os elementos da natureza. Ecologia Ciência que estuda a relação dos seres vivos

Leia mais

- O bebê não poderá ser deixado só na banheira, nem mesmo enquanto se apanha uma toalha.

- O bebê não poderá ser deixado só na banheira, nem mesmo enquanto se apanha uma toalha. Acidentes no Lar - Crescimento X acidente As habilidades cognitivas, perceptuais e motoras da criança mudam rapidamente com o crescimento e a expõem a um risco diferente de acidentes, conforme a faixa

Leia mais

Em 1 O de dezembro de 2005, o Excelentíssimo Senhor Presidente da República encaminhou à Câmara dos Deputados, Mensagem 813/2005 que:

Em 1 O de dezembro de 2005, o Excelentíssimo Senhor Presidente da República encaminhou à Câmara dos Deputados, Mensagem 813/2005 que: 1. Preliminares Em 1 O de dezembro de 2005, o Excelentíssimo Senhor Presidente da República encaminhou à Câmara dos Deputados, Mensagem 813/2005 que: "...encaminha o Projeto de Lei que Dispõe sobre restrições

Leia mais

PLANO INSTRUCIONAL. Carga Horária 1:00

PLANO INSTRUCIONAL. Carga Horária 1:00 PLANO INSTRUCIONAL Ação/Atividade: PROMOÇÃO SOCIAL/ PRIMEIROS SOCORROS Carga Horária: 20 HORAS Nº MÍNIMO DE PESSOAS: 12 PESSOAS Nº MÁXIMO: 15 PESSOAS IDADE MINIMA: 16 ANOS Objetivo Geral: PROPORCIONAR

Leia mais

Riscos Ambientais. Riscos Ambientais

Riscos Ambientais. Riscos Ambientais Riscos Ambientais Riscos Ambientais São os agentes, elementos ou substâncias presentes nos locais de trabalho. A exposição dos trabalhadores a estes agentes pode causar acidentes com lesões ou danos à

Leia mais

CARTILHA DE TRÂNSITO. Dicas para você viver mais e melhor!

CARTILHA DE TRÂNSITO. Dicas para você viver mais e melhor! CARTILHA DE TRÂNSITO Dicas para você viver mais e melhor! Este material foi concebido pela SBOT Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia com o intuito de ser um agente expressivo na prevenção

Leia mais

Armazenamento Todas as matérias primas são organizadas por secções no armazém, através de prateleiras.

Armazenamento Todas as matérias primas são organizadas por secções no armazém, através de prateleiras. Recepção de matérias primas Após a chegada das matérias primas à fábrica, estas são transportadas para o armazém através do empilhador, porta paletes ou através de transporte manual. Armazenamento Todas

Leia mais

Classificação de incidentes

Classificação de incidentes norma técnica Classificação de incidentes Código: NT.00036.GN Edição: 1 O texto seguinte corresponde a uma tradução do Procedimento original Clasificación de incidentes (NT.00036.GN), Edição 1, com o fim

Leia mais

Saúde Brasil 2007. Uma Análise da Situação de Saúde. Perfil de Mortalidade do Brasileiro

Saúde Brasil 2007. Uma Análise da Situação de Saúde. Perfil de Mortalidade do Brasileiro Saúde Brasil 2007 Uma Análise da Situação de Saúde Perfil de Mortalidade do Brasileiro Brasília, 6 de novembro de 2008 Editor-Geral Gerson Oliveira Penna Secretário de Vigilância em Saúde/MS Editor-Executivo

Leia mais

De janeiro a junho de 2013 as indenizações pagas pelo Seguro DPVAT registraram crescimento de 38% ante mesmo período de 2012.

De janeiro a junho de 2013 as indenizações pagas pelo Seguro DPVAT registraram crescimento de 38% ante mesmo período de 2012. De janeiro a junho de 2013 as indenizações pagas pelo Seguro DPVAT registraram crescimento de 38% ante mesmo período de 2012. Os casos de Invalidez Permanente representaram a maioria das indenizações pagas

Leia mais

Segurança a e Saúde no Trabalho

Segurança a e Saúde no Trabalho Metodologia de inspeção nos locais de trabalho: Portaria No. 5 do DSST de 17/08/92 Portaria No. 25 da SSST de 29/12/1992 Etapas de planejamento 1o. Conhecer os trabalhos anteriores 2o. Levantar a Planta

Leia mais

RESUMO DAS CONDIÇÕES GERAIS/PARTICULARES

RESUMO DAS CONDIÇÕES GERAIS/PARTICULARES RESUMO DAS CONDIÇÕES GERAIS/PARTICULARES Seguro Acidentes Pessoais Automobilístico Morte acidental decorrente de acidente de trânsito, exceto em meio de transporte coletivo O Seguro a que se refere este

Leia mais

Dicas de Prevenção de Acidentes com Crianças

Dicas de Prevenção de Acidentes com Crianças Dicas de Prevenção de Acidentes com Crianças Queimaduras Acidentes envolvendo queimaduras hospitalizam milhares de crianças e deixam outras milhares com seqüelas permanentes, cujo tratamento é, na maioria

Leia mais

Evolução da sinistralidade em matéria de máquinas e equipamentos de trabalho. Carlos Montemor (ACT)

Evolução da sinistralidade em matéria de máquinas e equipamentos de trabalho. Carlos Montemor (ACT) Evolução da sinistralidade em matéria de máquinas e equipamentos de trabalho Carlos Montemor (ACT) 1 Sumário 1 Dados estatísticos (Eurostat, GEE) período 2008 2012 ano 2011 2 Dados da atividade inspetiva

Leia mais

Feminicídios: a violência fatal contra a mulher

Feminicídios: a violência fatal contra a mulher Violência contra a mulher: feminicídios no Brasil Leila Posenato Garcia*, Lúcia Rolim Santana de Freitas, Gabriela Drummond Marques da Silva, Doroteia Aparecida Höfelmann * Instituto de Pesquisa Econômica

Leia mais

COBERTURA DE DESPESAS MÉDICAS, HOSPITALARES E ODONTOLÓGICAS

COBERTURA DE DESPESAS MÉDICAS, HOSPITALARES E ODONTOLÓGICAS Seguro Coletivo de Pessoas Bradesco Registro do Produto na SUSEP: 15414.002658/2011-22 COBERTURA DE DESPESAS MÉDICAS, HOSPITALARES E ODONTOLÓGICAS CAPÍTULO I - OBJETIVO DA COBERTURA Cláusulas Complementares

Leia mais

ALTO POTENCIAL DE RISCOS DE ACIDENTES

ALTO POTENCIAL DE RISCOS DE ACIDENTES 1 O QUE É ESPAÇO CONFINADO? CARACTERÍSTICAS VOLUME CAPAZ DE PERMITIR A ENTRADA DE EMPREGADOS LIMITAÇÕES E RESTRIÇÕES PARA ENTRADA E SAIDA DE PESSOAL NÃO E PROJETADO PARA OCUPAÇÃO CONTÍNUA POSSUI, EM GERAL,

Leia mais

Revisão 15 Abril/13 FISPQ N o 0002-13 Página 1 de 5

Revisão 15 Abril/13 FISPQ N o 0002-13 Página 1 de 5 FISPQ N o 0002-13 Página 1 de 5 1 IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E DA EMPRESA NOME COMERCIAL Thinner 2750 NOME DO FABRICANTE ANJO QUIMICA DO BRASIL LTDA Rodovia SC, 447 Km 02 Criciúma Santa Catarina CEP: 88.817-440

Leia mais

PRIMEIROS SOCORROS. RECURSOS HUMANOS - PH/PHA Data: 28/03/2000 PESSOAS: NOSSA MELHOR ENERGIA

PRIMEIROS SOCORROS. RECURSOS HUMANOS - PH/PHA Data: 28/03/2000 PESSOAS: NOSSA MELHOR ENERGIA PRIMEIROS SOCORROS CONCEITO TRATAMENTO IMEDIATO E PROVISÓRIO CARACTERÍSTICAS DO SOCORRISTA CONHECIMENTO INICATIVA CONFIANÇA CRIATIVIDADE CALMA SOLIDARIEDADE ESTADO DE CHOQUE HIPOTENSÃO COM ACENTUADA BAIXA

Leia mais

UNIVERSIDADE DO SAGRADO CORAÇÃO MARIA AMÉLIA COSTA DIAS. Acidente de Transporte Terrestre em Bauru SP: características da morbimortalidade em 2004

UNIVERSIDADE DO SAGRADO CORAÇÃO MARIA AMÉLIA COSTA DIAS. Acidente de Transporte Terrestre em Bauru SP: características da morbimortalidade em 2004 UNIVERSIDADE DO SAGRADO CORAÇÃO MARIA AMÉLIA COSTA DIAS Acidente de Transporte Terrestre em Bauru SP: características da morbimortalidade em 2004 BAURU 2007 Livros Grátis http://www.livrosgratis.com.br

Leia mais

Grupamento de Socorro de Emergência Dr Sidney Franklin

Grupamento de Socorro de Emergência Dr Sidney Franklin Grupamento de Socorro de Emergência Dr Sidney Franklin Conceito Básico do Pré-Hospitalar O tratamento definitivo é hospitalar Redução do tempo na cena < 10 m. Estabilização do quadro clínico Redução da

Leia mais

Poluição do ar. Segundo o pesquisador Paulo Saldiva, coordenador. Deu no jornal. Nossa aula

Poluição do ar. Segundo o pesquisador Paulo Saldiva, coordenador. Deu no jornal. Nossa aula A UU L AL A Poluição do ar Segundo o pesquisador Paulo Saldiva, coordenador do laboratório de poluição atmosférica experimental da Faculdade de Medicina da USP, a relação entre o nível de poluição e a

Leia mais

05 Queimaduras em cozinhas

05 Queimaduras em cozinhas 05 Queimaduras em cozinhas As queimaduras mais comuns são as provocadas por líquidos e a maioria das vítimas são as crianças. O álcool líquido está envolvido em grande parte dos acidentes que provocam

Leia mais

Indenizações Pagas Quantidades

Indenizações Pagas Quantidades Natureza da Indenização Jan a Dez 2011 % Jan a Dez 2012 % Jan a Dez 2012 x Jan a Dez 2011 Morte 58.134 16% 60.752 12% 5% Invalidez Permanente 239.738 65% 352.495 69% 47% Despesas Médicas (DAMS) 68.484

Leia mais

Corpo de Bombeiros. São Paulo

Corpo de Bombeiros. São Paulo Corpo de Bombeiros São Paulo ACIDENTES E INCÊNDIOS DOMÉSTICOS ADULTOS Acidentes Os acidentes domésticos são muito comuns. Mesmo com todo o cuidado, há objetos e situações que podem tornar todas as divisões

Leia mais

Fique ligado na energia!

Fique ligado na energia! A U A UL LA 3 Fique ligado na energia! Todos os processos vitais do planeta - circulação das águas e dos ventos, a fotossíntese, entre outros - dependem de energia. A principal fonte de energia na Terra

Leia mais

Acidentes domésticos podem ser prevenidos. Entre pediatras e especialistas da área de cuidados com as crianças, é senso comum que, se os responsáveis

Acidentes domésticos podem ser prevenidos. Entre pediatras e especialistas da área de cuidados com as crianças, é senso comum que, se os responsáveis Acidentes domésticos podem ser prevenidos. Entre pediatras e especialistas da área de cuidados com as crianças, é senso comum que, se os responsáveis tivessem mais orientações ou tomassem mais cuidado

Leia mais

Tópicos. Introdução Avaliação/gestão de riscos Normas de segurança Boas práticas laboratoriais (case study) Conclusões

Tópicos. Introdução Avaliação/gestão de riscos Normas de segurança Boas práticas laboratoriais (case study) Conclusões Boas Práticasde Trabalhoem Laboratório Olga Conde Moreira Seminário no âmbito do Projeto AGROPECUÁRIA, TECNOLOGIA ALIMENTAR E AMBIENTE APRENDER CIÊNCIA HANDS-ON Programa Ciência Viva 12 de Março de 2014

Leia mais

Porque a violência e o trauma tornaram-se um problema de Saúde Pública e o que fazer para diminuir sua incidência?

Porque a violência e o trauma tornaram-se um problema de Saúde Pública e o que fazer para diminuir sua incidência? Porque a violência e o trauma tornaram-se um problema de Saúde Pública e o que fazer para diminuir sua incidência? Dados preliminares do sistema de informações de mortalidade do Ministério da Saúde de

Leia mais

SEGURO VIDA EM GRUPO

SEGURO VIDA EM GRUPO SEGURO VIDA EM GRUPO CONDIÇÕES ESPECIAIS PARA A GARANTIA ADICIONAL DE INVALIDEZ PERMANENTE TOTAL OU PARCIAL POR ACIDENTE 1 - INVALIDEZ PERMANENTE TOTAL OU PARCIAL POR ACIDENTE ( IPA ): É a garantia do

Leia mais

SEGURO MULTIRRISCOS HABITAÇÃO VANTAGENS PARA QUEM? UM SEGURO À MEDIDA SEGURO INOVADOR PROTEÇÃO BASE PROTEÇÃO ALARGADA OPCIONAIS PROTEÇÃO SENHORIO

SEGURO MULTIRRISCOS HABITAÇÃO VANTAGENS PARA QUEM? UM SEGURO À MEDIDA SEGURO INOVADOR PROTEÇÃO BASE PROTEÇÃO ALARGADA OPCIONAIS PROTEÇÃO SENHORIO VANTAGENS MAIS PROTEÇÃO E INOVAÇÃO Reembolso de despesas com o IMI e Quotas de Condomínio em caso de Desemprego, Hospitalização e Incapacidade por Acidente ou Doença. MAIS ABRANGENTE Os Objetos Especiais

Leia mais

PRÓ-TRANSPORTE - MOBILIDADE URBANA - PAC COPA 2014 - CT 318.931-88/10

PRÓ-TRANSPORTE - MOBILIDADE URBANA - PAC COPA 2014 - CT 318.931-88/10 AMPLIAÇÃO DA CENTRAL DE Simpl Acum Simpl Acum jul/10 a jun/11 jul/11 12 13 (%) (%) (%) (%) 1.72.380,00 0,00 0,00 0,00 361.00,00 22,96 22,96 1/11 AMPLIAÇÃO DA CENTRAL DE ago/11 Simpl Acum Simpl Acum Simpl

Leia mais

Curta o acampamento de verão com segurança!

Curta o acampamento de verão com segurança! 1 Curta o acampamento de verão com segurança! Enquanto estamos contando os dias para o maior acampamento da Igreja Adventista no Brasil, nós queremos lembrá-lo da importância de ter um #acampamentoseguro!

Leia mais

1. As Actividades do Técnico de Higiene e Segurança

1. As Actividades do Técnico de Higiene e Segurança BOAS PRÁTICAS PREVENTIVAS PORTUCEL - Fábrica de Cacia Paula Lima (Técnico Sup. HST) 100505PL1P 1. As Actividades do Técnico de Higiene e Segurança ENQUADRAMENTO LEGAL Ver em pormenor no Artº 98º da DL

Leia mais

MANUAL DE CONDIÇÕES GERAIS ASSISTÊNCIA EMPRESARIAL SUMÁRIO ASSISTÊNCIA EMRESARIAL...4 SINISTROS COBERTOS:...4 CONSULTORIA ORÇAMENTÁRIA:...

MANUAL DE CONDIÇÕES GERAIS ASSISTÊNCIA EMPRESARIAL SUMÁRIO ASSISTÊNCIA EMRESARIAL...4 SINISTROS COBERTOS:...4 CONSULTORIA ORÇAMENTÁRIA:... PÁG 1 SUMÁRIO ASSISTÊNCIA EMRESARIAL...4 SINISTROS COBERTOS:...4 CONSULTORIA ORÇAMENTÁRIA:...5 MANUAL DE CONDIÇÕES GERAIS COBERTURAS ADICIONAIS EM CASO DE EVENTO PREVISTO...5 Problemas Emergenciais...

Leia mais

COLECÇÃO ESTATÍSTICAS

COLECÇÃO ESTATÍSTICAS MINISTÉRIO DA SOLIDARIEDADE E SEGURANÇA SOCIAL Gabinete de Estratégia e Planeamento COLECÇÃO ESTATÍSTICAS QUADROS DE PESSOAL 2010 Quadros de Pessoal 2010 QUADROS DE PESSOAL 2010 Gabinete de Estratégia

Leia mais

Acidentes: como preveni-los?

Acidentes: como preveni-los? Acidentes: como preveni-los? Mónica Oliva Ilustrações de António João 31 Janeiro 2009 Oliveira do Hospital 1 Sabia que... Os acidentes são a maior causa de morte, doença a e incapacidade definitiva e temporária

Leia mais

CURSO PARA CONDUTORES DE VEÍCULOS DE TRANSPORTE DE PRODUTOS PERIGOSOS

CURSO PARA CONDUTORES DE VEÍCULOS DE TRANSPORTE DE PRODUTOS PERIGOSOS CURSO PARA CONDUTORES DE VEÍCULOS DE TRANSPORTE DE PRODUTOS PERIGOSOS Carga horária: 50 (cinqüenta) horas aula Requisitos para matrícula Ser maior de 21 anos; Estar habilitado em uma das categorias B,

Leia mais

PRÓ-TRANSPORTE - MOBILIDADE URBANA - PAC COPA 2014 - CT 318.931-88/10

PRÓ-TRANSPORTE - MOBILIDADE URBANA - PAC COPA 2014 - CT 318.931-88/10 AMPLIAÇÃO DA CENTRAL DE Simpl Acum Simpl Acum jul/10 a jun/11 jul/11 12 13 (%) (%) (%) (%) 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 1/11 AMPLIAÇÃO DA CENTRAL DE ago/11 Simpl Acum Simpl Acum Simpl Acum 14 set/11 15

Leia mais

CÓPIA NÃO CONTROLADA

CÓPIA NÃO CONTROLADA International Paper do Brasil Ltd Sistema de Gestão Ocupacional Florestal Autor do Do: Editores: Tí tulo: Tipo do Documento: SubTipo: Nº: Áreas/ Setores de Aplicação Milton Favero Milton Favero Espaço

Leia mais

Corpo de Bombeiros. São Paulo

Corpo de Bombeiros. São Paulo Corpo de Bombeiros São Paulo NOÇÕES DE PRIMEIROS SOCORROS Acionamento do serviço de emergência Antes de iniciar qualquer procedimento, garanta sua segurança e acione o serviço de emergência. 193 192 Fonte:

Leia mais

Henrique Naoki Shimabukuro henrique@abramet.org.br

Henrique Naoki Shimabukuro henrique@abramet.org.br Henrique Naoki Shimabukuro henrique@abramet.org.br Leitura crítica da realidade social no trânsito A evolução do homem: Cerca de quatro e meio milhões de anos se passaram... www.flickr.com Acesso em 01/08/2009.

Leia mais

DE ALTA VELOCIDADE. Pedro Henrique B. de Vasconcellos Serviço o de Cirurgia Geral Hospital Cardoso Fontes

DE ALTA VELOCIDADE. Pedro Henrique B. de Vasconcellos Serviço o de Cirurgia Geral Hospital Cardoso Fontes DE ALTA VELOCIDADE Pedro Henrique B. de Vasconcellos Serviço o de Cirurgia Geral Hospital Cardoso Fontes Para entendermos o que ocorre nas lesões por PAF, precisamos estudar a Balística envolvida, o armamento

Leia mais

FICHA DE INFORMAÇÃO DE SEGURANÇA DE PRODUTOS QUíMICOS (FISPQ)

FICHA DE INFORMAÇÃO DE SEGURANÇA DE PRODUTOS QUíMICOS (FISPQ) 1- IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E DA EMPRESA Nome do Aplicação: Redutor de ph Empresa: Micheloto Ind. e Com. de Prod. Químicos Ltda EPP Endereço: Est. Vic. Dr. Eduardo Dias de Castro Km 03 B Zona Rural Fernão/SP

Leia mais

Incêndio em Veículos com GNV

Incêndio em Veículos com GNV 1/4 1. FINALIDADE Padronizar e minimizar a ocorrência de desvios na execução de tarefas fundamentais para o funcionamento correto do processo de atendimento de ocorrências emergenciais do tipo EM VEÍCULOS

Leia mais

ÍNDICE. Foto: João Borges. 2 Hospital Universitário Cajuru - 100% SUS

ÍNDICE. Foto: João Borges. 2 Hospital Universitário Cajuru - 100% SUS ÍNDICE Apresentação...03 Hospital Universitário Cajuru...04 Estrutura...04 Especialidades Atendidas...05 Diferenças entre atendimento de urgência, emergência e eletivo...06 Protocolo de Atendimento...07

Leia mais

PREVENÇÃO DE ACIDENTES NA INFÂNCIA E ADOLESCÊNCIA

PREVENÇÃO DE ACIDENTES NA INFÂNCIA E ADOLESCÊNCIA PREVENÇÃO DE ACIDENTES NA INFÂNCIA E ADOLESCÊNCIA Sandra Moreira Monteiro CONCEITOS BÁSICOS ACIDENTE (ou Evento Causador de Injúria Física ) Uma cadeia de eventos que: a) ocorra em um período curto de

Leia mais

INTRODUÇÃO. As análises de impacto e de vidas poupadas foram realizadas desagregando Unidades da Federação, Capitais e Regiões Metropolitanas.

INTRODUÇÃO. As análises de impacto e de vidas poupadas foram realizadas desagregando Unidades da Federação, Capitais e Regiões Metropolitanas. UNESCO INTRODUÇÃO O presente documento sintetiza os resultados da análise dos dados de mortalidade por armas de fogo divulgados no Ministério da Saúde em 2 de setembro de 2005. A análise foi realizada

Leia mais

Material do curso PPRA EXPERT Apostila do aluno

Material do curso PPRA EXPERT Apostila do aluno PPRA MANUAL PRÁTICO PARA ELABORAÇÃO FORMULÁRIO PARA RECONHECIMENTO DOS RISCOS AMBIENTAIS Material do curso PPRA EXPERT Apostila do aluno RECONHECIMENTO DOS RISCOS AMBIENTAIS Esse Formulário deve ser aplicado

Leia mais

Segurança e Higiene do Trabalho

Segurança e Higiene do Trabalho Guia Técnico Segurança e Higiene do Trabalho Volume XXI Acidentes de Trabalho um Guia Técnico de Copyright, todos os direitos reservados. Este Guia Técnico não pode ser reproduzido ou distribuído sem a

Leia mais

Óbitos de menores de um ano 2000 2003 Porto Alegre

Óbitos de menores de um ano 2000 2003 Porto Alegre Óbitos de menores de um ano 2000 2003 Porto Alegre Tabela 1 - Distribuição dos óbitos infantis, segundo a classificação de evitabilidade, Porto Alegre, 1996/1999 ANOS ÓBITOS EVITÁVEIS 1996 1997 1998 1999

Leia mais

A notificação da violência doméstica e sexual na Bahia

A notificação da violência doméstica e sexual na Bahia Secretaria da Saúde do Estado da Bahia- SESAB Diretoria de Vigilância Epidemiológica- DIVEP Coordenação de Doenças e Agravos Não Transmissíveis- DANT A notificação da violência doméstica e sexual na Bahia

Leia mais

1 - O QUE DIZ A LEI SECA

1 - O QUE DIZ A LEI SECA INFORMATIVO - N - O QUE DIZ A ANO LEI FEDERAL Nº.7/8. - Fixou tolerância zero à combinação álcool e volante. O motorista flagrado com qualquer quantidade de álcool no organismo é punido. - A lei tornou

Leia mais

QUEIMADURAS. Profª Sabrina Cunha da Fonseca E-mail: sabrina.cfonseca@hotmail.com

QUEIMADURAS. Profª Sabrina Cunha da Fonseca E-mail: sabrina.cfonseca@hotmail.com QUEIMADURAS Profª Sabrina Cunha da Fonseca E-mail: sabrina.cfonseca@hotmail.com Problemática da queimadura no Brasil São lesões frequentes em acidentes de trabalho. Considera-se a quarta causa de óbitos

Leia mais

PAE PLANO DE ATENDIMENTO A EMERGÊNCIA. Empresa: OCIDENTAL COMERCIO DE FRIOS LTDA - FILIAL. Equipe Técnica Executora:

PAE PLANO DE ATENDIMENTO A EMERGÊNCIA. Empresa: OCIDENTAL COMERCIO DE FRIOS LTDA - FILIAL. Equipe Técnica Executora: PAE PLANO DE ATENDIMENTO A EMERGÊNCIA Vigência: OUTUBRO/ 2015 à OUTUBRO/2016 Empresa: OCIDENTAL COMERCIO DE FRIOS LTDA - FILIAL Equipe Técnica Executora: REGINALDO BESERRA ALVES Eng de Segurança no Trabalho

Leia mais

Regulamento Geral da I FECITI FEIRA DE CIÊNCIAS, TECNOLOGIA E INOVAÇÃO DO IFSUL - CÂMPUS SAPIRANGA

Regulamento Geral da I FECITI FEIRA DE CIÊNCIAS, TECNOLOGIA E INOVAÇÃO DO IFSUL - CÂMPUS SAPIRANGA Regulamento Geral da I FECITI FEIRA DE CIÊNCIAS, TECNOLOGIA E INOVAÇÃO DO IFSUL - CÂMPUS SAPIRANGA 1. Definição e finalidade 1.1 A FECITI é uma feira de ciências, tecnologia e inovação que tem por objetivo

Leia mais

Princípios de combate ao fogo

Princípios de combate ao fogo Princípios de combate ao fogo Mauricio Vidal de Carvalho Entende-se por fogo o efeito da reação química de um material combustível com desprendimento de luz e calor em forma de chama. Grande parte das

Leia mais

Celso Alves Mariano Diretor de Educação de Trânsito SETRAN Secretaria Municipal de Trânsito de Curitiba

Celso Alves Mariano Diretor de Educação de Trânsito SETRAN Secretaria Municipal de Trânsito de Curitiba Celso Alves Mariano Diretor de Educação de Trânsito SETRAN Secretaria Municipal de Trânsito de Curitiba Ideias que salvam vidas em Curitiba! 9 Regionais: reúnem, de forma organizada, entidades e movimentos

Leia mais

Meios de segurança BASF Antuérpia NV

Meios de segurança BASF Antuérpia NV Meios de segurança BASF Antuérpia NV Esta informação escrita desenrolar-se-á de modo completamente automático. Apenas os sinais de alarme serão representados de modo acústico. Para tal, tem de utilizar

Leia mais

O ACIDENTE MAIS FREQUENTE, NÚMERO DE ACIDENTES DE TRABALHO E TAXAS DE INCIDÊNCIA

O ACIDENTE MAIS FREQUENTE, NÚMERO DE ACIDENTES DE TRABALHO E TAXAS DE INCIDÊNCIA Acidentes de Trabalho ESTATÍSTICAS em síntese 2010 A informação que se publica resulta do aproveitamento para fins estatísticos dos dados administrativos recolhidos através das participações de acidentes

Leia mais

FICHA DE INFORMAÇÕES DE SEGURANÇA DE PRODUTO QUIÍMICO ( FISPQ )

FICHA DE INFORMAÇÕES DE SEGURANÇA DE PRODUTO QUIÍMICO ( FISPQ ) 1. IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E DA EMPRESA Nome do produto: Anti Ruído Tradicional Aplicação: Reparação e emborrachamento de veículos. Fornecedor: Nome: Mastiflex Indústria e Comércio Ltda Endereço : Rua

Leia mais

TIPOS DE RISCOS. Riscos Físicos Riscos Químicos Riscos Biológicos Riscos Ergonómicos Riscos de Acidentes

TIPOS DE RISCOS. Riscos Físicos Riscos Químicos Riscos Biológicos Riscos Ergonómicos Riscos de Acidentes RISCO Consideram-se Risco de Trabalho todas as situações, reais ou potenciais, suscetíveis de a curto, médio ou longo prazo, causarem lesões aos trabalhadores ou à comunidade, em resultado do trabalho.

Leia mais

( ) NIC building. SUGESTÃO DE PAUTA Unic Josafá Vilarouca (11) 5051-6639 josafa@unicbuilding.com.br

( ) NIC building. SUGESTÃO DE PAUTA Unic Josafá Vilarouca (11) 5051-6639 josafa@unicbuilding.com.br ( ) NIC building. SUGESTÃO DE PAUTA Unic Josafá Vilarouca (11) 5051-6639 josafa@unicbuilding.com.br Acidentes com crianças e adolescentes representam números alarmantes 45 especialistas da Sociedade Brasileira

Leia mais

Indicadores hospitalares

Indicadores hospitalares Indicadores hospitalares Núcleo de Informação em Saúde de- NIS Hospital das Clínicas - FMUSP Departamento de Medicina Preventiva Faculdade de Medicina USP Hospital das Clinicas - FMUSP Complexo hospitalar

Leia mais

AVALIAÇÃO 03 CIÊNCIAS II UNIDADE VALOR = 10,0 (DEZ)

AVALIAÇÃO 03 CIÊNCIAS II UNIDADE VALOR = 10,0 (DEZ) Aluno(a) Turma N o 6 o ano - Ensino Fundamental II Data 16 / 05 / 12 AVALIAÇÃO 03 CIÊNCIAS II UNIDADE VALOR = 10,0 (DEZ) INSTRUÇÕES: PROFESSORES: HELEN, GORRETTI, MAGNO E ROSE I. sua avaliação possui 05

Leia mais

MAPA DE RISCOS COMSAT

MAPA DE RISCOS COMSAT MAPA DE RISCOS COMSAT Comissão de Saúde do Trabalhador 1 - Cores usadas no Mapa de Risco e Tabela de Gravidade GRUPO 1: VERDE GRUPO 2: VERMELHO GRUPO 3: MARROM GRUPO 4: AMARELO GRUPO 5: AZUL Riscos Físicos

Leia mais

HIGIENE E SEGURANÇA NO TRABALHO Segundo a OMS, a verificação de condições de Higiene e Segurança consiste num estado de bem-estar estar físico, mental e social e não somente a ausência de doença e enfermidades.

Leia mais

Criança com deficiência

Criança com deficiência Criança com deficiência Não espero pelos outros. Começo eu mesmo. Como toda criança, a criança com deficiência precisa de muito amor, atenção, cuidados e proteção. Precisa também brincar com outras crianças

Leia mais

Riscos Ambientais MAPA DE RISCOS

Riscos Ambientais MAPA DE RISCOS Riscos Ambientais MAPA DE RISCOS MAPA DE RISCOS Previsto na NR 5. 5.16 A CIPA terá por atribuição: a) identificar os riscos do processo de trabalho, e elaborar o mapa de riscos, com a participação do maior

Leia mais

SABES O QUE É UM RÓTULO DE SEGURANÇA? SABES O QUE É UM PICTOGRAMA DE PERIGO? CONHECES OS NOVOS PICTOGRAMAS DE PERIGO?

SABES O QUE É UM RÓTULO DE SEGURANÇA? SABES O QUE É UM PICTOGRAMA DE PERIGO? CONHECES OS NOVOS PICTOGRAMAS DE PERIGO? SABES O QUE É UM RÓTULO DE SEGURANÇA? Os rótulos de segurança incluem frases e pictogramas que alertam para os perigos dos produtos químicos. SABES O QUE É UM PICTOGRAMA DE PERIGO? Um pictograma de perigo

Leia mais

Engenheiro de Segurança do Trabalho

Engenheiro de Segurança do Trabalho SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA Pró-Reitoria de Graduação Diretoria de Processos Seletivos Concurso Público para Técnico-Administrativo em Educação 02

Leia mais

Produtos químicos PERIGOSOS

Produtos químicos PERIGOSOS Produtos químicos PERIGOSOS Como podemos identificar os produtos químicos perigosos? Os produtos químicos estão presentes em todo o lado, quer em nossas casas, quer nos locais de trabalho. Mesmo em nossas

Leia mais

AMONIACO. O Refrigerante Testado pelo Tempo. Segurança, Ventilacao e Emergencias. PHI ENGINEERING, Consultores de Engenharia. Walter Gameiro, PhD ME.

AMONIACO. O Refrigerante Testado pelo Tempo. Segurança, Ventilacao e Emergencias. PHI ENGINEERING, Consultores de Engenharia. Walter Gameiro, PhD ME. AMONIACO O Refrigerante Testado pelo Tempo. Segurança, Ventilacao e Emergencias Walter Gameiro, PhD ME. PHI ENGINEERING, Consultores de Engenharia Fort Worth, Texas - USA Amoniaco... O Refrigerante mais

Leia mais

Proteção e combate a incêndio

Proteção e combate a incêndio Proteção e combate a incêndio Conceito de fogo Fogo é um processo químico de transformação. Podemos também defini-lo como o resultado de uma reação química que desprende luz e calor devido à combustão

Leia mais

Prevenção de Acidentes do Trabalho. Coisas simples e importantes da vida não poderão ser feitas em sua plenitude se nos faltar esse órgão

Prevenção de Acidentes do Trabalho. Coisas simples e importantes da vida não poderão ser feitas em sua plenitude se nos faltar esse órgão Coisas simples e importantes da vida não poderão ser feitas em sua plenitude se nos faltar esse órgão No trabalho, todos os dias, toda hora, nossas mãos contribuem decisivamente para nos tornar hábeis,

Leia mais

ANÁLISE DOS RISCOS AMBIENTAIS EM POSTO DE REVENDA DE COMBUSTÍVEIS

ANÁLISE DOS RISCOS AMBIENTAIS EM POSTO DE REVENDA DE COMBUSTÍVEIS Encontro de Ensino, Pesquisa e Extensão, Presidente Prudente, 22 a 25 de outubro, 2012 124 ANÁLISE DOS RISCOS AMBIENTAIS EM POSTO DE REVENDA DE COMBUSTÍVEIS Fernando Henrique Camargo Jardim¹ 1 Engenheiro

Leia mais

AVALIAÇÃO DAS EMISSÕES DE HCFC-22 DOS SISTEMAS DE REFRIGERAÇÃO COMERCIAL EM SUPERMERCADOS

AVALIAÇÃO DAS EMISSÕES DE HCFC-22 DOS SISTEMAS DE REFRIGERAÇÃO COMERCIAL EM SUPERMERCADOS AVALIAÇÃO DAS EMISSÕES DE HCFC-22 DOS SISTEMAS DE REFRIGERAÇÃO COMERCIAL EM SUPERMERCADOS Eng. Eduardo Linzmayer RESUMO Avaliação e levantamento das emissões de fluidos nos sistemas de refrigeração; Importância

Leia mais

CARRO ELETRO HIDRÁULICO PARA RETIRADA DE CONJUNTOS DE CHOQUE E TRAÇÃO. Área de atuação: Manutenção Pesada de Vagões Ferroviários

CARRO ELETRO HIDRÁULICO PARA RETIRADA DE CONJUNTOS DE CHOQUE E TRAÇÃO. Área de atuação: Manutenção Pesada de Vagões Ferroviários CARRO ELETRO HIDRÁULICO PARA RETIRADA DE CONJUNTOS DE CHOQUE E TRAÇÃO Área de atuação: Manutenção Pesada de Vagões Ferroviários Vitória, 30 de setembro de 2011 SUMÁRIO RESUMO...3 OBJETIVOS...4 INTRODUÇÃO...5

Leia mais