EXPECTATIVA DA SAFRA 2018/19

Save this PDF as:
Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "EXPECTATIVA DA SAFRA 2018/19"

Transcrição

1 EQUIPE CANAPLAN 1ª REUNIÃO CANAPLAN 2018 EXPECTATIVA DA SAFRA 2018/19 Ribeirão Preto, 25/04/18

2 Agronegócio Canavieiro, Brasil Últimos 8 Anos, Pós-Crise Global À Sombra da Estagnação SAFRA C/SUL (milhão ton cana) VARIAÇÃO 2010/11 556, /12 493,16-63, /13 532, , /14 595, , /15 567,59-27, /16 617, , /17 607,14-10, /18 596,30-10,84 Taxa ao Ano 0,98% Quebrando a resiliência ou anos ruins? Fonte: Canaplan

3 Área x Produtividade Região Centro/Sul 120% 100% Índice - Moagem Índice - Área 80% 60% 40% 20% 0% *Estimativa Fonte: Canaplan

4 Produtividade Final (ton ATR/ha) Momentos Diferentes 12,3 12,2 11,6 11,8 11,5 11,5 Recuperação? 10,7 10,8 t 10,0 10,0 10,1 10,2 9,5 A área é a mesma 2005/ / / / / / / / / / / / /18 Fonte: Canaplan

5 Produtividade Agrícola Acumulada Safra 2016/17 x 2017/18 Região Centro/Sul tc/ha Safra 2016/17 Safra 2017/ Fonte: Canaplan

6 Qualidade da Cana - ATR Acumulado Safra 2016/17 x 2017/18 Região Centro/Sul Safra 2016/17 Safra 2017/ Fonte: Canaplan

7 Amplitude de Resultados Safra 2017/18 Região C/Sul Produtividade Final: toneladas de ATR/ha % de Usinas em Cada Intervalo % de Usinas Acumulada 22% 24% 86% 96% 99% 100% 14% 68% 18% 44% 10% 3% 5% 8% 22% 3% 1% < 7 [7 a 8) [8 a 9) [9 a 10) [10 a 11) [11 a 12) [12 a 13) [13 a 14) > 14 Intervalos de Produtividade: Toneladas de ATR produzidas por hectare % 44% das unidades abaixo de 10 t ATR/ha Fonte: Canaplan 45% 14% 42% das unidades entre 10 e 12 t ATR/ha 14% das unidades acima de 12 t ATR/ha

8 T cana/ha vs Qualidade, 2016/17 U.I. e dispersão no C/Sul Distribuição da Produtividade Final 16/17 vs 17/18 T cana/ha vs Qualidade, 2017/18 U.I. e dispersão no C/Sul 17/18 Bem Melhor Fonte: Canaplan

9 Produtividade Agrícola (t/ha) Distribuição da Produtividade Final, pela Idade do Canavial Produtividade Agrícola (t/ha) % 25% T cana/ha vs Idade da cana C/Sul - Safra 2016/ % 18% 45 2,0 2,5 3,0 3,5 4,0 4,5 5,0 Idade Média (anos) % 32% T cana/ha vs Idade da cana C/Sul - Safra 2017/ Fonte: Canaplan 14% 45 2,0 2,5 3,0 3,5 4,0 4,5 5,0 Idade Média (anos) 40%

10 Pol % cana Produtividade Agroindustrial Acumulada Safra 2016/17 x 2017/18 Região Centro/Sul Pol % cana 14,5 14,0 13,5 13,0 13,15 PR MT Araçatuba GO Jaú 77,11 SP MG Rib. Preto Catanduva Piracicaba 14,5 14,0 13,5 13,0 PR MT 77,11 Rib. Preto Catanduva SP MG Jaú GO 13,15 Piracicaba 13,15 Assis Araçatuba 12,5 Assis MS 12,5 MS 12,0 12, TCH TCH Safra 2016/17 Safra 2017/18 Fonte: Canaplan *Quadrantes divididos pela média da Safra 2016/17.

11 TCH TCH TCH Evolução da Produtividade Agrícola x ATR / / / / ATR ATR / / / / ATR ATR ATR ATR 2014/ / / / ATR ATR ATR ATR Fonte: Canaplan ATR ATR

12 Moagem de cana e Qualidade: Há tendência? Mil Tons Kg ATR /TC Fonte: Canaplan 12/13 13/14 14/15 15/16 16/17 17/18 Moagem Total ATR/ton cana

13 A Queda da Moagem é um Fato! 1000 tc Moagem C/S: SP e Estados SP R² = 0, Estados R² = 0, /16 16/17 17/18 18/19 Fonte: Canaplan

14 A Marcha da Safra, desde 12/13 até 17/ MOAGEM POR TRIMESTRE /13 13/14 14/15 15/16 16/17 17/18 Abr-Mai-Jun Jul-Ago-Set Out-Nov-Dez Jan-Fev-Mar Fonte: Canaplan

15 Clima e Produção

16 Fonte: Canaplan Comportamento Varietal e Seca

17 Fonte: Canaplan Colmos Mortos

18 Fonte: Canaplan Meiose com Bons Resultados

19 Fonte: Canaplan Meiose Distribuída

20 Fonte: Canaplan Crotalária com Cana

21 g cm g/cm Cana Planta Abr/ ,6 6,1 6,2 6,1 6,0 6,0 5,5 set out nov dez jan fev mar g g/cm cm Fonte: Canaplan

22 cm g/cm g Cana Planta Jun/ ,1 2 6, , ,3 6,1 5, out nov dez jan fev mar 0 g cm g/cm Fonte: Canaplan

23 cm - g/cm Peso - g Cana Planta Out ,42 5,70 5, jan fev mar g cm g/cm 0 Fonte: Canaplan

24 Considerações Redução do crescimento nos últimos 2 meses Tamanho e Densidade Densidade populacional menor perfilhamento Inverno mais quente em 2017 Canaviais do último terço de 2017 sofreu maior impacto do clima de 2018 Chuva no outono/inverno?? Efeito de pragas, doenças e estresse fisiológico (isoporização) e variação com a chuva ou seca. Tendência Canas de início e meio consolidada a menor Final???

25 2018/19: Duelo de gigantes

26 2018/19 Outubro/17 Idade Média Cana-bis Área de Cultivo Colheita Plantio +5,7% 4,7% ±0,5% +3,4% Trato Soca Clima ? J F M A M J J A S O N D ? J F M A M J J A S O N D

27 Planejamento Fevereiro 2018/19 Estimativa de safra

28 SEM HORIZONTE?

29 2018/19 Gestação Numérica

30 2018/19: 3,9 anos 2018/19 Queda do gigante

31 Clima2018/19 O Malvado favorito

32 Chuvas - jan/abr mm 683 mm 568 mm mm 664 mm

33 ~historico Precipitação Jan-Abr mm 683 mm 736 mm 664 mm 560 mm % Jan-Fev 49% 55% 71% 61% 79% Dias com chuva %Dias-chuva (Jan-fev) Max % 48% 52% 55% 64% 69% 61% 63% 73% 78% 1088 mm 1098 mm 1168 mm 1137 mm 865 mm Min 155 mm 336 mm mm 237 mm CV% 30,1% 19,8% 19,5% 24,9% 29,2%

34 2018/19 ~Comparativo Abr/16- Abr/13-Mar/2017 Mar/14 Abr/17-Mar/ % 23% 34% Abr-Jun 41% 8% Jul-Set mm 34% 35% 8% Out-Dez Jan-Mar % 36% Jul-Set Abr-Jun 4% Jul-Set 1450 Abr-Jun Out-Dez mm Jan-Mar Jan-Mar % 2017 PRECIPITAÇÃO Vs Abr Mai Jun Jul Ago Set Out Nov Dez Jan Fev Mar Abr

35 ENSO Neutralidade...

36 2018/19 Florescimento

37 Moagem (milhões t) 2018/19 Moagem Acelerada /15 15/16 16/17 17/

38 Moagem (milhões t) 2018/19 Moagem Acelerada 14/15 15/16 16/17 17/18

39 O retorno da besta

40 Centro-Sul

41 Como aumentar a produtividade sem investir?

42 (1000 ha) (1000 ha) Taxa de reforma (%) A.Colheita A.Muda A. Plantio Efeito Greenfield

43 Área de Colheita Idade Média Aumento da Area de colheita ,1 3,9 3,7 3,5 3,3 3,1 2,9 2, /13 13/14 14/15 15/16 16/17 17/18 18/19 2,5

44 16/04 01/06 16/07 01/09 16/10 01/12 16/01 01/03 16/04 01/06 16/07 01/09 16/10 01/12 16/01 01/03 16/04 01/06 16/07 01/09 16/10 01/12 16/01 01/ /16 16/17 17/18 Safra Sem Fim

45 Tempo Produtividade Mar/18 x Dez/17 21% 6% 4% 1% 1% 8% 8% -15% 12M 18 M 2C 3C 4C 5C +5C BIS

46 1 : 3, t/ha 30 Milhões toneladas CS Reduzir o consumo

47 1 : t/ha +14,5 Milhões toneladas Aumentar a oferta

48 Cuidado Limite da tecnica 1 : t/ha 1 : 1/x (X 0) Foco: Reduzir falhas

49 1) Fato: o clima em 2017 não foi dos melhores 2) Ilusão: mas não foi, nem de perto, o pior que tivemos em outros anos (lembranças de 2014) 3) Realidade: aumento da idade média 4) De tanto falar, o clima resolveu complicar: efeitos de março e abril antecipando a estação seca podem ser drásticos; 5) A safra tende a ser rapidinha : a questão é como segurá-la? 6) Vivemos à sombra do sogro rico: quando o dinheiro acabar o que fazer? 7) O modelo comercial-extrativista chegou ao limite 8) O preço será pago: seja buscando melhoras futuras, seja remendando a pinguela para o futuro...

50 Idade Média - anos Rendimento Agrícola - t/ha Produtividade x Idade Média: Onde vamos parar? 4,0 Idade Média - anos Rendimento Agrícola - t/ha 100 3,8 3,6 3, ,2 3,0 2, *Estimativa Fonte: Canaplan

51 Canavial Envelhecendo... 21,3% Plantios Anuais (% sobre área 17,6% 16,0% 14,4% 13,5% 14,0% 13,5% 12,4% 12,5% *Estimativa Fonte: Canaplan *

52 Participação do Plantio de Ano e Meio e Ano nas Últimas Safras - Região Centro/Sul Plantio 18 Meses Plantio 12 Meses 2017/ / / / / / / /11 0% 10% 20% 30% 40% 50% 60% 70% 80% 90% 100% Fonte: Canaplan Participação (%) no plantio realizado no ano

53 Envelhecimento do Canavial x Produtividade dos Cortes - Região Centro/Sul Participação da Área Colhida (%) dos canaviais com menos de 3 cortes, mais de 3 cortes e da cana bis. Safra 2013/14 53% 44% 3% Safra 2014/15 58% 39% 3% 3C Safra 2015/16 56% 40% 3% >3C Safra 2016/17 47% 43% 10% Bis Safra 2017/18 45% 54% 1% Diferença do TCH por corte da Safra 2017/18 com a 2016/17. 5,0 0,9 3,3 2,5 4,1 1,8-0,4 12M 18M 2C 3C 4C 5C Outros Bis Fonte: Canaplan -22,5

54 A insustentável leveza do ser US$/b R$/litro Proporção Atual US$ c/lb Paridade normal US$ c/lb Barril de Petróleo Litro de Etanol ao Produtor Saco de Açúcar ao Produtor Saco de Açúcar ao Produtor Fonte: Canaplan CONSECANA: De R$ 0,58 a R$ 0,68/Kg ATR

55 E a safra ó...

56 Previsão: Safra 2018/19 1. A produtividade agrícola da safra 2016/17 foi de 77,0 tc/ha; 2. A safra 2017/18 foi boa e melhor que a safra 2016/17, mas a produtividade foi menor: 75,5 tc/ha; 3. A safra 2018/19 está mais velha ainda! Safra Idade Média Ton Cana/ha 2016/17 3,50 77,0 2017/18 3,74 75,5 2018/19 3,9 70 / 72 / VELHO, CLIMA; PRAGAS; FALHAS E CANAVIAL MAIS SUSCEPTÍVEL A IMPACTOS 7,9 Milhões ha MM ton cana KG ATR/tc ,5 134 Açúcar (mm t) 29 29,9 30,6 Etanol (bi lts) 25,9 26,6 27,2 Fonte: Canaplan

57 1. O canavial Centro/Sul está envelhecido a ponto de expor-se aos problemas; 2. No ritmo atual de plantio estabiliza-se acima de 4 cortes! 3. Área comanda a oferta! 4. Como reagir? Considerações Finais Fonte: Canaplan

Impurezas e Qualidade de Cana-de-Açúcar

Impurezas e Qualidade de Cana-de-Açúcar Impurezas e Qualidade de Cana-de-Açúcar Levantamento dos níveis de impurezas nas últimas safras Luiz Antonio Dias Paes 12 de Maio de 2011 Dados Gerais da Safra 10/11 Impurezas Evolução Indicadores Impurezas

Leia mais

Análise da Safra 2015/16. Agosto/15

Análise da Safra 2015/16. Agosto/15 Análise da Safra 2015/16 Agosto/15 Evolução da produtividade média Evolução da produtividade mensal Média do Centro Sul em toneladas de cana por hectare (TCH) Por conta do regime de chuvas mais favorável,

Leia mais

Relatório final da safra 2013/2014. Região Centro-Sul

Relatório final da safra 2013/2014. Região Centro-Sul Relatório final da safra 2013/2014 Região Centro-Sul Tabela 1. Balanço final da safra 2013/2014 na região Centro-Sul Comparativo com a safra 2012/2013 Produtos Safra 2012/2013 2013/2014 Var. (%) Cana-de-açúcar

Leia mais

COLETIVA DE IMPRENSA

COLETIVA DE IMPRENSA COLETIVA DE IMPRENSA 17 de dezembro de 2013 Considerações sobre os dados Informações disponíveis a partir do sistema de benchmarking do CTC: Amostra contempla apenas cana própria Representatividade da

Leia mais

Relatório final da safra 2015/2016. Região Centro-Sul

Relatório final da safra 2015/2016. Região Centro-Sul Relatório final da safra 2015/2016 Região Centro-Sul Tabela 1. Balanço final da safra 2015/2016 na região Centro-Sul Comparativo com a safra 2014/2015 Cana-de-açúcar ¹ Açúcar ¹ Etanol anidro ² ATR ¹ Produtos

Leia mais

Relat ório final da safra 2016/2017. Região Centro-Sul

Relat ório final da safra 2016/2017. Região Centro-Sul Relat ório final da safra 2016/2017 Região Centro-Sul Tabela 1. Balanço final da safra 2016/2017 na região Centro-Sul Comparativo com a safra 2015/2016 Cana-de-açúcar ¹ Açúcar ¹ Etanol anidro ² ATR ¹ Produtos

Leia mais

Expectativas para a safra 2017/18 e as perspectivas para o setor nos próximos anos

Expectativas para a safra 2017/18 e as perspectivas para o setor nos próximos anos 15º Seminário sobre Produtividade & Redução de Custos Expectativas para a safra 2017/18 e as perspectivas para o setor nos próximos anos Luciano Rodrigues Gerente Economia e Análise Setorial 1 - SAFRA

Leia mais

Coletiva de imprensa ESTIMATIVA DA SAFRA 2013/2014

Coletiva de imprensa ESTIMATIVA DA SAFRA 2013/2014 Coletiva de imprensa ESTIMATIVA DA SAFRA 2013/2014 São Paulo, 29 de abril de 2013 ROTEIRO I. Safra 2012/2013 na região Centro-Sul: dados finais Moagem e produção Mercados de etanol e de açúcar Preços e

Leia mais

Avaliação de desempenho e recomendações das variedades de cana no Grupo Guarani

Avaliação de desempenho e recomendações das variedades de cana no Grupo Guarani Avaliação de desempenho e recomendações das variedades de cana no Grupo Guarani José Olavo Bueno Vendramini Gerente Técnico Corporativo Agenda Grupo Guarani Avaliação de Performance Varietal para Tomada

Leia mais

Panorama do setor sucroenergético para a safra atual e perspectivas para 2012/13

Panorama do setor sucroenergético para a safra atual e perspectivas para 2012/13 Panorama do setor sucroenergético para a safra atual e perspectivas para 2012/13 Vanessa Nardy Agribusiness Research & Knowledge Center Pricewaterhouse Coopers Situação do setor sucroenergético no Brasil

Leia mais

27 de abril de 2016. Coletiva de imprensa ESTIMATIVA SAFRA 2016/2017

27 de abril de 2016. Coletiva de imprensa ESTIMATIVA SAFRA 2016/2017 27 de abril de 2016 Coletiva de imprensa ESTIMATIVA SAFRA 2016/2017 ROTEIRO I. Considerações sobre a atual situação do setor sucroenergético II. Bioeletricidade III. Condições climáticas e agronômicas

Leia mais

Coletiva de Imprensa REVISÃO DE SAFRA 2012/2013

Coletiva de Imprensa REVISÃO DE SAFRA 2012/2013 Coletiva de Imprensa REVISÃO DE SAFRA 2012/2013 São Paulo, 20 de setembro de 2012 ROTEIRO I. Metodologia e fonte de dados II. Aspectos climáticos e condições agrícolas III. Evolução da safra da região

Leia mais

DESEMPENHO E DESTAQUES VARIETAIS NA PEDRA AGROINDUSTRIAL S/A. Eng. Agr. Sergio M. Selegato

DESEMPENHO E DESTAQUES VARIETAIS NA PEDRA AGROINDUSTRIAL S/A. Eng. Agr. Sergio M. Selegato DESEMPENHO E DESTAQUES VARIETAIS NA PEDRA AGROINDUSTRIAL S/A Eng. Agr. Sergio M. Selegato Localização - Unidades Climático II Média Anual: 1.594,6 mm Climático III Média Anual: 1.315,2 mm Climático II

Leia mais

21 de maio de Coletiva de imprensa ESTIMATIVA SAFRA 2015/2016

21 de maio de Coletiva de imprensa ESTIMATIVA SAFRA 2015/2016 21 de maio de 2015 Coletiva de imprensa ESTIMATIVA SAFRA 2015/2016 ROTEIRO I. Dados finais da safra 2014/2015 na região Centro-Sul Moagem e produção Mercados de etanol e de açúcar Preços e faturamento

Leia mais

Situação atual e perspectivas para a retomada do crescimento

Situação atual e perspectivas para a retomada do crescimento Setor de cana-de-açúcar no Brasil: Setor de cana-de-açúcar no Brasil: Situação atual e perspectivas para a retomada do crescimento Luiz Carlos Corrêa Carvalho Canaplan X Seminário Guarani, safra 12/13

Leia mais

Safra 2016/2017. Safra 2015/2016

Safra 2016/2017. Safra 2015/2016 Valores de ATR e Preço da Tonelada de Cana-de-açúcar - Consecana do Estado do Paraná Safra 2016/2017 Mar/16 0,6048 0,6048 0,6048 66,04 73,77 Abr 0,6232 0,6232 0,5927 64,72 72,29 Mai 0,5585 0,5878 0,5868

Leia mais

CARACTERÍSTICAS VARIETAIS QUE VALEM MUITO DINHEIRO

CARACTERÍSTICAS VARIETAIS QUE VALEM MUITO DINHEIRO CARACTERÍSTICAS VARIETAIS QUE VALEM MUITO DINHEIRO Dib Nunes Jr. Antonio Celso Silva Jr. Grupo IDEA Características Varietais 1. Florescimento: MENOR DENSIDADE DE CARGA MENOR VOLUME DE CALDO 2. Tombamento:

Leia mais

A evolução dos custos de produção de cana, açúcar e etanol

A evolução dos custos de produção de cana, açúcar e etanol 9º Seminário sobre Redução de Custos na Agroindústria Canavieira A evolução dos custos de produção de cana, açúcar e etanol Francisco Oscar Louro Fernandes Ribeirão Preto, 24 de Novembro de 2010 Modelo

Leia mais

Coletiva de imprensa ESTIMATIVA DA SAFRA 2014/2015

Coletiva de imprensa ESTIMATIVA DA SAFRA 2014/2015 Coletiva de imprensa ESTIMATIVA DA SAFRA 2014/2015 São Paulo, 23 de abril de 2014 ROTEIRO I. Safra 2013/2014 na região Centro-Sul: dados finais Condições climáticas e agronômicas Moagem e produção Mercados

Leia mais

PRÓ-TRANSPORTE - MOBILIDADE URBANA - PAC COPA 2014 - CT 318.931-88/10

PRÓ-TRANSPORTE - MOBILIDADE URBANA - PAC COPA 2014 - CT 318.931-88/10 AMPLIAÇÃO DA CENTRAL DE Simpl Acum Simpl Acum jul/10 a jun/11 jul/11 12 13 (%) (%) (%) (%) 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 1/11 AMPLIAÇÃO DA CENTRAL DE ago/11 Simpl Acum Simpl Acum Simpl Acum 14 set/11 15

Leia mais

Panorama do Setor de Açúcar e Álcool. Alexandre Enrico Figliolino

Panorama do Setor de Açúcar e Álcool. Alexandre Enrico Figliolino Panorama do Setor de Açúcar e Álcool Alexandre Enrico Figliolino AGOSTO, 2012 SUMÁRIO SEÇÃO 1 SEÇÃO 2 SEÇÃO 3 SEÇÃO 4 SEÇÃO 5 Avaliação Setorial Desempenho Econômico-Financeiro Quadro Evolutivo Setorial

Leia mais

Avaliação safra 2016/2017 e perspectivas safra 2017/2018

Avaliação safra 2016/2017 e perspectivas safra 2017/2018 26 de maio de 2017 Avaliação safra 2016/2017 e perspectivas safra 2017/2018 Luciano Rodrigues Gerente Economia e Análise Setorial ROTEIRO I. Avaliação da safra 2015/2016 Moagem e produção Mercados de etanol

Leia mais

Acompanhamento quinzenal da safra na região Centro-Sul

Acompanhamento quinzenal da safra na região Centro-Sul Acompanhamento quinzenal da safra na região Centro-Sul Posição até 01/11/2017 Vendas de hidratado avançam no Centro-Sul O volume de cana-de-açúcar processado pelas unidades produtoras da região Centro-Sul

Leia mais

Monitoramento da Cultura de Cana-de-Açúcar no Estado de São Paulo

Monitoramento da Cultura de Cana-de-Açúcar no Estado de São Paulo Versão Online Boletim No: 06 Abril, 2015 Monitoramento da Cultura de Cana-de-Açúcar no Estado de São Paulo I. PANORAMA Qual a expectativa para o setor sucroenergético em 2015? Essa é a pergunta do ano.

Leia mais

A evolução dos custos de produção de cana, açúcar e etanol

A evolução dos custos de produção de cana, açúcar e etanol 11º Seminário Produtividade e Redução de Custos da Agroindústria Canavieira A evolução dos custos de produção de cana, açúcar e etanol Francisco Oscar Louro Fernandes Ribeirão Preto, 28 de Novembro de

Leia mais

COLETIVA DE IMPRENSA

COLETIVA DE IMPRENSA COLETIVA DE IMPRENSA São Paulo, 20 de dezembro de 2012 ROTEIRO I. Oferta de cana-de-açúcar na região Centro-Sul: condições agrícolas e climáticas II. Moagem e produção de açúcar e etanol na região Centro-Sul

Leia mais

Acompanhamento quinzenal da safra na região Centro-Sul

Acompanhamento quinzenal da safra na região Centro-Sul Acompanhamento quinzenal da safra na região Centro-Sul Posição até 16/11/2016 Informações adicionais Safra 2016/2017 1ª quinzena de novembro A moagem pelas unidades produtoras da região Centro-Sul atingiu

Leia mais

2ª REUNIÃO DE FORNECEDORES. Usina da Pedra Agosto de 2017

2ª REUNIÃO DE FORNECEDORES. Usina da Pedra Agosto de 2017 2ª REUNIÃO DE FORNECEDORES Usina da Pedra Agosto de 2017 Apresentação Abertura Sérgio Luiz Selegato Acompanhamento de Mercado Sérgio Luiz Selegato Moagem e Término da Safra Hebert Trawitzki Potencial de

Leia mais

NÚMEROS DO SETOR SUCROENERGÉTICO BRASILEIRO

NÚMEROS DO SETOR SUCROENERGÉTICO BRASILEIRO PERFIL DA PRODUÇÃO BRASIL 2 NÚMEROS DO SETOR SUCROENERGÉTICO BRASILEIRO Estrutura produtiva: 356 unidades e mais de 1000 municípios com atividade vinculadas à indústria sucroenergética no país. 840.281

Leia mais

Workshop Estratégico CTBE: RenovaBio Modelagem Econômica

Workshop Estratégico CTBE: RenovaBio Modelagem Econômica Workshop Estratégico CTBE: RenovaBio Modelagem Econômica Campinas 29/09/2017 SETEMBRO 2017 Tratamento da informação Tratamento da informação 339 Unidades em Operação Cana-de-açúcar Setembro 2017 Mapa da

Leia mais

A evolução dos custos de produção de cana, açúcar e etanol

A evolução dos custos de produção de cana, açúcar e etanol 10º Seminário sobre Redução de Custos na Agroindústria Canavieira A evolução dos custos de produção de cana, açúcar e etanol Francisco Oscar Louro Fernandes Ribeirão Preto, 30 de Novembro de 2011 Modelo

Leia mais

DEMONSTRATIVO DE CÁLCULO DE APOSENTADORIA - FORMAÇÃO DE CAPITAL E ESGOTAMENTO DAS CONTRIBUIÇÕES

DEMONSTRATIVO DE CÁLCULO DE APOSENTADORIA - FORMAÇÃO DE CAPITAL E ESGOTAMENTO DAS CONTRIBUIÇÕES Página 1 de 28 Atualização: da poupança jun/81 1 133.540,00 15,78 10,00% 13.354,00 10,00% 13.354,00 26.708,00-0,000% - 26.708,00 26.708,00 26.708,00 jul/81 2 133.540,00 15,78 10,00% 13.354,00 10,00% 13.354,00

Leia mais

A evolução dos custos de produção de cana, açúcar e etanol

A evolução dos custos de produção de cana, açúcar e etanol 12ºSeminário Produtividade e Redução de Custos da Agroindústria Canavieira A evolução dos custos de produção de cana, açúcar e etanol Francisco Oscar Louro Fernandes Ribeirão Preto, 04 de Dezembro de 2013

Leia mais

VARIEDADES DE CANA CTC E SEU MANEJO

VARIEDADES DE CANA CTC E SEU MANEJO VARIEDADES DE CANA CTC E SEU MANEJO Equipe de Desenvolvimento de Produtos CTC Fernando Sesso Vitória ES 25 setembro 2014 XIV SEMINÁRIO DA CANA-DE-AÇÚCAR STAB CENTRO Vitória - ES 24 a 25 de setembro de

Leia mais

Censo Varietal, Variedades e Clones Potenciais RB Recomendações de Uso

Censo Varietal, Variedades e Clones Potenciais RB Recomendações de Uso Programa de Melhoramento Genético da Cana-de de-açúcar Censo Varietal, Variedades e Clones Potenciais RB Recomendações de Uso Roberto Giacomini Chapola Equipe PMGCA/RIDESA/UFSCar 31 de julho de 2013 Programa

Leia mais

II Encontro de Variedades de Cana de Açucar

II Encontro de Variedades de Cana de Açucar II Encontro de Variedades de Cana de Açucar Frederico de Menezes Veiga STAB - 2012 Usina São Luiz S / A Ribeirão Prêto - São Paulo Álvaro Barreto Peixoto Gerente Agrícola Desafios Passados Crise econômica

Leia mais

Estimativas e Desempenho de Variedades. Eng. Agr. Jose Carlos Salata

Estimativas e Desempenho de Variedades. Eng. Agr. Jose Carlos Salata Estimativas e Desempenho de Variedades Eng. Agr. Jose Carlos Salata Estimativa de Cana Identificando o Canavial Banco de Dados das Áreas (Própria/Fornecedor) Fazenda Lote Talhão Área Estágio Variedade

Leia mais

AGRICULTURA. Janeiro de 2018 DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos

AGRICULTURA. Janeiro de 2018 DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos AGRICULTURA Janeiro de 2018 DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos DESEMPENHO DA AGRICULTURA o o Algodão Embora não tenha alcançado recorde, as 3 últimas safras globais seguiram em recuperação

Leia mais

AVALIAÇÃO DO MANEJO VARIETAL NAS USINAS. Dib Nunes Jr. Grupo IDEA

AVALIAÇÃO DO MANEJO VARIETAL NAS USINAS. Dib Nunes Jr. Grupo IDEA AVALIAÇÃO DO MANEJO VARIETAL NAS USINAS Dib Nunes Jr. Grupo IDEA Estamos avaliando corretamente o desempenho comercial das variedades? Precisamos entender o que está ocorrendo atualmente com a gestão da

Leia mais

PRÓ-TRANSPORTE - MOBILIDADE URBANA - PAC COPA 2014 - CT 318.931-88/10

PRÓ-TRANSPORTE - MOBILIDADE URBANA - PAC COPA 2014 - CT 318.931-88/10 AMPLIAÇÃO DA CENTRAL DE Simpl Acum Simpl Acum jul/10 a jun/11 jul/11 12 13 (%) (%) (%) (%) 1.72.380,00 0,00 0,00 0,00 361.00,00 22,96 22,96 1/11 AMPLIAÇÃO DA CENTRAL DE ago/11 Simpl Acum Simpl Acum Simpl

Leia mais

PERSPECTIVAS DE MERCADO AÇÚCAR & ETANOL ABRIL,

PERSPECTIVAS DE MERCADO AÇÚCAR & ETANOL ABRIL, PERSPECTIVAS DE MERCADO AÇÚCAR & ETANOL ABRIL, 2013 PANORAMA MUNDIAL Açúcar & Etanol CICLOS SAFRA HEMISFÉRIOS NORTE E SUL CICLO 2013/14 ABR MAI JUN JUL AGO SET OUT NOV DEZ JAN FEV MAR Hem. NORTE ENTRESSAFRA

Leia mais

LSPA. Levantamento Sistemático da Produção Agrícola. Dezembro de Pesquisa mensal de previsão e acompanhamento das safras agrícolas no ano civil

LSPA. Levantamento Sistemático da Produção Agrícola. Dezembro de Pesquisa mensal de previsão e acompanhamento das safras agrícolas no ano civil Diretoria de Pesquisas Coordenação de Agropecuária Gerência de Agricultura LSPA Dezembro de 2013 Levantamento Sistemático da Produção Agrícola Pesquisa mensal de previsão e acompanhamento das safras agrícolas

Leia mais

Valores de ATR e Preço da Tonelada de Cana-de-açúcar - Consecana do Estado de São Paulo

Valores de ATR e Preço da Tonelada de Cana-de-açúcar - Consecana do Estado de São Paulo Valores de ATR e Preço da Tonelada de Cana-de-açúcar - Consecana do Estado de São Paulo Safra 2015/2016 Mensal Acumulado Cana Campo (1) Cana Esteira (2) R$/Kg ATR R$/Kg ATR R$/Ton. R$/Ton. Abr/15 0,4909

Leia mais

Perspectivas para a Tecnologia na Agricultura e Desenvolvimento de Novas Variedades de Cana de Açúcar

Perspectivas para a Tecnologia na Agricultura e Desenvolvimento de Novas Variedades de Cana de Açúcar Perspectivas para a Tecnologia na Agricultura e Desenvolvimento de Novas Variedades de Cana de Açúcar Federico Tripodi Diretor de Negócios de Cana de Açúcar Set/2014 Monsanto no Mundo Quem Somos Europa,

Leia mais

Tabela 1 - Produção brasileira de cana-de-açúcar, açúcar e etanol, por safra

Tabela 1 - Produção brasileira de cana-de-açúcar, açúcar e etanol, por safra O Boletim do Setor Sucroalcooleiro de Jun./2017 traz informações sobre produção e produtividade, nacional e por regiões do Brasil, dos itens cana-de-açúcar, açúcar e etanol. Além disso, o Boletim também

Leia mais

DATA DIA DIAS DO FRAÇÃO DATA DATA HORA DA INÍCIO DO ANO JULIANA SIDERAL T.U. SEMANA DO ANO TRÓPICO 2450000+ 2460000+

DATA DIA DIAS DO FRAÇÃO DATA DATA HORA DA INÍCIO DO ANO JULIANA SIDERAL T.U. SEMANA DO ANO TRÓPICO 2450000+ 2460000+ CALENDÁRIO, 2015 7 A JAN. 0 QUARTA -1-0.0018 7022.5 3750.3 1 QUINTA 0 +0.0009 7023.5 3751.3 2 SEXTA 1 +0.0037 7024.5 3752.3 3 SÁBADO 2 +0.0064 7025.5 3753.3 4 DOMINGO 3 +0.0091 7026.5 3754.3 5 SEGUNDA

Leia mais

Teleconferência de Resultados 2T16

Teleconferência de Resultados 2T16 Teleconferência de Resultados 2T16 1 2 Destaques Receita Líquida de R$100,0 milhões no 6M16. Lucro Líquido de R$45,8 milhões no 6M16. EBITDA Ajustado de R$18,3 milhões no 6M16. Fornecimento de 1,0 milhão

Leia mais

A evolução dos custos de produção de cana, açúcar e etanol

A evolução dos custos de produção de cana, açúcar e etanol 15º Seminário Produtividade e Redução de Custos da Agroindústria Canavieira A evolução dos custos de produção de cana, açúcar e etanol Francisco Oscar Louro Fernandes Ribeirão Preto, 30 de Novembro de

Leia mais

DELEGACIA REGIONAL TRIBUTÁRIA DE

DELEGACIA REGIONAL TRIBUTÁRIA DE Fatores válidos para recolhimento em 01/08/2016 JANEIRO 3,3714 3,2396 3,0166 2,8566 2,6932 2,5122 2,3076 2,1551 1,9790 1,8411 1,7203 1,5947 FEVEREIRO 3,3614 3,2158 3,0021 2,8464 2,6807 2,4939 2,2968 2,1429

Leia mais

Variedades de Cana-de-Açúcar Pragas e Doenças: Eng. Agr. Gustavo de Almeida Nogueira Canaoeste

Variedades de Cana-de-Açúcar Pragas e Doenças: Eng. Agr. Gustavo de Almeida Nogueira Canaoeste Variedades de Cana-de-Açúcar Pragas e Doenças: Eng. Agr. Gustavo de Almeida Nogueira Canaoeste Sumário: Novos Desafios do Setor; Programas de Melhoramento Genético de Cana-de-açúcar; Principais Características

Leia mais

Teleconferência de Resultados 1T18

Teleconferência de Resultados 1T18 Teleconferência de Resultados 1T18 1 2 Destaques R$ 98,9 milhões Receita Líquida R$ 20,1 milhões Lucro Líquido R$ 33,7 milhões Ebitda Ajustado Distribuição de R$ 12,9 milhões em dividendos ou R$ 0,24 por

Leia mais

Realização: Apresentação. Seja parceiro:

Realização: Apresentação. Seja parceiro: Ano I N 2 Setembro de 2017 Apresentação Realização: Prezado leitor, Iremos nessa edição demonstrar o modelo já consolidado para o boletim mensal bioinformativo. Aqui encontra-se uma análise resumida do

Leia mais

MOAGEM DE CANA CHEGA A 17 MILHÕES DE TONELADAS NA PRIMEIRA QUINZENA DE ABRIL

MOAGEM DE CANA CHEGA A 17 MILHÕES DE TONELADAS NA PRIMEIRA QUINZENA DE ABRIL Boletim Semanal sobre Tendências de Mercados Ano XIX 01/maio/2017 n. 673 MOAGEM DE CANA CHEGA A 17 MILHÕES DE TONELADAS NA PRIMEIRA QUINZENA DE ABRIL A quarta semana de abril foi marcada pela atualização

Leia mais

Balanço 2016 Perspectivas Cana-de-açúcar

Balanço 2016 Perspectivas Cana-de-açúcar Cana-de-açúcar 85 86 Balanço 2016 Perspectivas 2017 Perspectivas 2017 DÉFICIT NA PRODUÇÃO MUNDIAL DE AÇÚCAR, AUMENTO DA DEMANDA E QUEDA NOS ESTOQUES MANTERÃO TENDÊNCIA DE PREÇOS ALTOS A perspectiva é de

Leia mais

Desafios para o Investimento em Novas Usinas de Etanol no Brasil

Desafios para o Investimento em Novas Usinas de Etanol no Brasil Desafios para o Investimento em Novas Usinas de Etanol no Brasil Dezembro, 2011 11 Sumário SEÇÃO 1 SEÇÃO 2 SEÇÃO 3 SEÇÃO 4 Rápida Avaliação Setorial Desempenho Econômico-Financeiro Quadro Evolutivo Setorial

Leia mais

Fechamento dos Mercados Quinta-feira 13/10/16 granoeste.com.br (45) Atual Ant. Dif.

Fechamento dos Mercados Quinta-feira 13/10/16 granoeste.com.br (45) Atual Ant. Dif. COMPLEXO SOJA CBOT - Soja (U$/Bushel = 27,216) Máx Min NOV 956,25 945,50 10,75 959,50 937,25 JAN 964,75 953,50 11,25 967,50 945,25 MAR 971,00 960,25 10,75 974,00 952,00 MAI 978,00 967,25 10,75 980,50 959,75

Leia mais

DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos ALGODÃO DEZEMBRO DE 2016

DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos ALGODÃO DEZEMBRO DE 2016 DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos ALGODÃO DEZEMBRO DE 2016 O DEPEC BRADESCO não se responsabiliza por quaisquer atos/decisões tomadas com base nas informações disponibilizadas por suas

Leia mais

AGRICULTURA. Abril de 2018 DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos

AGRICULTURA. Abril de 2018 DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos AGRICULTURA Abril de 2018 DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos DESEMPENHO DA AGRICULTURA o o Algodão A safra mundial 2017/18 será maior, mas com melhor ajuste de estoques já que o consumo

Leia mais

GDOC INTERESSADO CPF/CNPJ PLACA

GDOC INTERESSADO CPF/CNPJ PLACA Fatores válidos para recolhimento em 01/02/2017 JANEIRO 3,4634 3,3316 3,1086 2,9486 2,7852 2,6042 2,3996 2,2471 2,0710 1,9331 1,8123 1,6867 FEVEREIRO 3,4534 3,3078 3,0941 2,9384 2,7727 2,5859 2,3888 2,2349

Leia mais

Data Moeda Valor Vista Descrição Taxa US$ 07-Jul-00 Real 0,5816 Sem frete - PIS/COFINS (3,65%) NPR 1,81 14-Jul-00 Real 0,5938 Sem frete - PIS/COFINS

Data Moeda Valor Vista Descrição Taxa US$ 07-Jul-00 Real 0,5816 Sem frete - PIS/COFINS (3,65%) NPR 1,81 14-Jul-00 Real 0,5938 Sem frete - PIS/COFINS Data Moeda Valor Vista Descrição Taxa US$ 07-Jul-00 Real 0,5816 Sem frete - PIS/COFINS (3,65%) NPR 1,81 14-Jul-00 Real 0,5938 Sem frete - PIS/COFINS (3,65%) NPR 1,8 21-Jul-00 Real 0,6493 Sem frete - PIS/COFINS

Leia mais

AGRICULTURA. Novembro de 2017 DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos

AGRICULTURA. Novembro de 2017 DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos AGRICULTURA Novembro de 2017 DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos DESEMPENHO DA AGRICULTURA o o Algodão Embora não tenha alcançado recorde, as 3 últimas safras globais seguiram em recuperação

Leia mais

Teleconferência de Resultados 2T18

Teleconferência de Resultados 2T18 Teleconferência de Resultados 2T18 1 2 Destaques R$ 174,6 milhões Receita Líquida R$ 31,6 milhões Lucro Líquido R$ 59,2 milhões Ebitda Ajustado Fornecimento de 1,8 milhão toneladas de cana-de-açúcar durante

Leia mais

AUGUSTO MONTEIRO. Agr. Desenvolvimento de Mercado Bayer CropScience

AUGUSTO MONTEIRO. Agr. Desenvolvimento de Mercado Bayer CropScience AUGUSTO MONTEIRO Agr. Desenvolvimento de Mercado Bayer CropScience O tema fisiologia... Florescimento vs Setor Produtivo Resultados da ultima safra % Flor. % Isopor. Ethrel 0,0% 1,8% Test 3,0% 3,2% TCH

Leia mais

ENCONTRO DE USUÁRIOS DE VARIEDADES DE CANA-DE-AÇÚCAR. Uso de Variedades na Usina Jalles Machado. Rogério Bremm Gerente Corporativo

ENCONTRO DE USUÁRIOS DE VARIEDADES DE CANA-DE-AÇÚCAR. Uso de Variedades na Usina Jalles Machado. Rogério Bremm Gerente Corporativo ENCONTRO DE USUÁRIOS DE VARIEDADES DE CANA-DE-AÇÚCAR Uso de Variedades na Usina Jalles Machado Rogério Bremm Gerente Corporativo Localização PRECIPITAÇÃO (mm) Caracterização da Empresa Descrição 2010/2011

Leia mais

Boletim Cana-de-Açúcar - Safra 2017/18 SISTEMA TEMPOCAMPO. Clima, Agricultura, Tecnologia. Região Centro-Sul

Boletim Cana-de-Açúcar - Safra 2017/18 SISTEMA TEMPOCAMPO. Clima, Agricultura, Tecnologia. Região Centro-Sul Boletim Cana-de-Açúcar - Safra 2017/18 SISTEMA TEMPOCAMPO Clima, Agricultura, Tecnologia Região Centro-Sul N.2 Maio de 2017 1 Equipe TEMPOCAMPO-ESALQ Prof. Fábio Marin (Coordenador) Carolina Machado Marini

Leia mais

Fechamento dos Mercados Segunda-feira 07/11/16 granoeste.com.br (45) Atual Ant. Dif.

Fechamento dos Mercados Segunda-feira 07/11/16 granoeste.com.br (45) Atual Ant. Dif. COMPLEXO SOJA CBOT - Soja (U$/Bushel = 27,216) Máx Min NOV 989,25 981,50 7,75 992,00 981,75 JAN 998,50 990,75 7,75 1.001,75 990,00 MAR 1005,50 997,25 8,25 1.007,75 996,25 MAI 1012,25 1004,00 8,25 1.014,25

Leia mais

III ENCONTRO DE USUÁRIOS DE VARIEDADES DE CANA-DE-AÇÚCAR RAPHAEL ALVAREZ. POSICIONAMENTO DAS VARIEDADES X SANIDADE VEGETAL

III ENCONTRO DE USUÁRIOS DE VARIEDADES DE CANA-DE-AÇÚCAR RAPHAEL ALVAREZ. POSICIONAMENTO DAS VARIEDADES X SANIDADE VEGETAL III ENCONTRO DE USUÁRIOS DE VARIEDADES DE CANA-DE-AÇÚCAR RAPHAEL ALVAREZ. POSICIONAMENTO DAS VARIEDADES X SANIDADE VEGETAL 22/10/2015 A AFOCAPI Fundada e Inaugurada em 05/10/1947-68 Anos Objetivo: Estruturar

Leia mais

Monitoramento da Cultura de Cana-de-Açúcar no Estado de São Paulo I. PANORAMA

Monitoramento da Cultura de Cana-de-Açúcar no Estado de São Paulo I. PANORAMA Versão Online Boletim No: 15 Janeiro, 2016 Monitoramento da Cultura de Cana-de-Açúcar no Estado de São Paulo I. PANORAMA A entrevista desse mês foi para tratar do tema cana bisada (aquela que é deixada

Leia mais

Levantamento Sistemático da Produção Agrícola

Levantamento Sistemático da Produção Agrícola Diretoria de Pesquisas COAGRO/GEAGRI LSPA Junho de 217 Levantamento Sistemático da Produção Agrícola Pesquisa mensal de previsão e acompanhamento das safras agrícolas no ano civil Diretoria de Pesquisas

Leia mais

DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos ALGODÃO JUNHO DE 2017

DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos ALGODÃO JUNHO DE 2017 DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos ALGODÃO JUNHO DE 2017 O DEPEC BRADESCO não se responsabiliza por quaisquer atos/decisões tomadas com base nas informações disponibilizadas por suas

Leia mais

Aspectos Econômicos do Controle de Plantas Daninhas na Cultura da Cana-de-Acúcar

Aspectos Econômicos do Controle de Plantas Daninhas na Cultura da Cana-de-Acúcar Aspectos Econômicos do Controle de Plantas Daninhas na Cultura da Cana-de-Acúcar Simpósio sobre Controle de Ervas Daninhas na Cultura da Cana-de-Acúcar 8 de outubro de 22 Marli Dias Mascarenhas Oliveira

Leia mais

BROCA GIGANTE. Como controlar esta praga? Telchin licus licus (Lepidoptera, Castniidae) José de Souza Santos Consultor

BROCA GIGANTE. Como controlar esta praga? Telchin licus licus (Lepidoptera, Castniidae) José de Souza Santos Consultor BROCA GIGANTE Telchin licus licus (Lepidoptera, Castniidae) Como controlar esta praga? José de Souza Santos Consultor IMPORTÂNCIA ECONÔMICA CONSIDERADA UMA DAS MAIS IMPORTANTES PRAGAS DA CANA NO NORDESTE

Leia mais

Mamona Período: janeiro de 2015

Mamona Período: janeiro de 2015 Mamona Período: janeiro de 2015 Quadro I: preço pago ao produtor Centro de Produção UF Unidade 12 meses (a) Média de Mercado 1 mês (b) Mês atual (c) Preço mínimo Var % (c/a) Irecê BA 60kg 96,02 79,16 76,18

Leia mais

INTEGRAÇÃO LAVOURA- PECUÁRIA NO NORTE DO PARANÁ

INTEGRAÇÃO LAVOURA- PECUÁRIA NO NORTE DO PARANÁ III Reunião Paranaense de Ciência do Solo, Londrina-PR INTEGRAÇÃO LAVOURA- PECUÁRIA NO NORTE DO PARANÁ Alvadi Antonio Balbinot Junior Julio Franchini Henrique Debiasi Pesquisadores da Embrapa Soja Roteiro

Leia mais

LUIZ CARLOS CORRÊA CARVALHO Conjuntura e Projeções, Safra 15/16 CÂMARA SETORIAL DE AÇÚCAR E ÁLCOOL, SETEMBRO/15

LUIZ CARLOS CORRÊA CARVALHO Conjuntura e Projeções, Safra 15/16 CÂMARA SETORIAL DE AÇÚCAR E ÁLCOOL, SETEMBRO/15 LUIZ CARLOS CORRÊA CARVALHO Conjuntura e Projeções, Safra 15/16 CÂMARA SETORIAL DE AÇÚCAR E ÁLCOOL, SETEMBRO/15 CHINA / EUA Momento complicado para um aumento na taxa de juros Energia C O N J U N T U R

Leia mais

Diretoria de Pesquisas COAGRO/GEAGRI LSPA. Julho de Levantamento Sistemático da Produção Agrícola

Diretoria de Pesquisas COAGRO/GEAGRI LSPA. Julho de Levantamento Sistemático da Produção Agrícola Diretoria de Pesquisas COAGRO/GEAGRI LSPA de 217 Levantamento Sistemático da Produção Agrícola Pesquisa mensal de previsão e acompanhamento das safras agrícolas no ano civil Diretoria de Pesquisas DPE

Leia mais

RESULTADOS PRÁTICOS DE CONTROLE DE BROCA COM AUXÍLIO DA INTELIGÊNCIA DIGITAL. José Carlos Rufato DTM Syngenta

RESULTADOS PRÁTICOS DE CONTROLE DE BROCA COM AUXÍLIO DA INTELIGÊNCIA DIGITAL. José Carlos Rufato DTM Syngenta RESULTADOS PRÁTICOS DE CONTROLE DE BROCA COM AUXÍLIO DA INTELIGÊNCIA DIGITAL José Carlos Rufato DTM Syngenta Utiliza o conhecimento escondido no banco de dados de cada usina em prol do Manejo Integrado

Leia mais

O Setor Brasileiro de Cana-de-açúcar Perspectivas de Crescimento por Plinio M. Nastari, Ph.D. (DATAGRO - Brasil)

O Setor Brasileiro de Cana-de-açúcar Perspectivas de Crescimento por Plinio M. Nastari, Ph.D. (DATAGRO - Brasil) O Setor Brasileiro de Cana-de-açúcar Perspectivas de Crescimento por Plinio M. Nastari, Ph.D. (DATAGRO - Brasil) São Paulo, Brasil Posição atual do Brasil em Açúcar e Álcool 2 Maior produtor e exportador

Leia mais

COMPARATIVOS ENTRE SISTEMAS DE IRRIGAÇÃO NO SEMIÁRIDO BRASILEIRO RIBEIRÃO PRETO - SP

COMPARATIVOS ENTRE SISTEMAS DE IRRIGAÇÃO NO SEMIÁRIDO BRASILEIRO RIBEIRÃO PRETO - SP COMPARATIVOS ENTRE SISTEMAS DE IRRIGAÇÃO NO SEMIÁRIDO BRASILEIRO RIBEIRÃO PRETO - SP 17 DE JULHO DE 2012 CARACTERIZAÇÃO DO AMBIENTE O clima semiárido está presente no Brasil nas regiões Nordeste e Sudeste.

Leia mais

Açúcar/Etanol: Revisão da safra 2017/18 30 de agosto de 2017

Açúcar/Etanol: Revisão da safra 2017/18 30 de agosto de 2017 Açúcar/Etanol: Revisão da safra 2017/18 30 de agosto de 2017 Conforme chegamos à segunda metade da colheita da cana-de-açúcar no Centro-Sul do Brasil, atualizamos nossa projeção de safra. Sendo que alguns

Leia mais

PERSPECTIVAS PARA PRÓXIMA SAFRA E OS POSSÍVEIS REFLEXOS SOBRE O SETOR SUCROENERGETICO

PERSPECTIVAS PARA PRÓXIMA SAFRA E OS POSSÍVEIS REFLEXOS SOBRE O SETOR SUCROENERGETICO PERSPECTIVAS PARA PRÓXIMA SAFRA E OS POSSÍVEIS REFLEXOS SOBRE O SETOR SUCROENERGETICO Antonio de Padua Rodrigues Diretor técnico da União da Indústria de Cana-de-Açúcar 4 de dezembro de 2013 Considerações

Leia mais

Brasília,26 de novembro de SETOR SUCROALCOOLEIRO

Brasília,26 de novembro de SETOR SUCROALCOOLEIRO Brasília,26 de novembro de 2015. SETOR SUCROALCOOLEIRO Açúcar: Avaliação de Oferta e Demanda Mundial F o n t e : U S D A Superávit/Déficit Global S&D Safra 15/16 (base Out-Set) Produção / Demanda Balanço

Leia mais

DINÂMICA E PERSPECTIVAS DO SETOR SUCROENERGÉTICO

DINÂMICA E PERSPECTIVAS DO SETOR SUCROENERGÉTICO Liberação de Variedades RB de Cana-de-Açúcar DINÂMICA E PERSPECTIVAS DO SETOR SUCROENERGÉTICO Marcos Sawaya Jank Presidente da União da Indústria da Cana-de-Açúcar (UNICA) Ribeirão Preto, 08 de outubro

Leia mais

ÁLCOOL, AÇÚCAR E ENERGIA PERSPECTIVAS PARA O BRASIL E O MUNDO LUIZ CARLOS CORRÊA CARVALHO ABAG FÓRUM NACIONAL DE AGRONEGÓCIOS CBN, MARINGÁ,PR,

ÁLCOOL, AÇÚCAR E ENERGIA PERSPECTIVAS PARA O BRASIL E O MUNDO LUIZ CARLOS CORRÊA CARVALHO ABAG FÓRUM NACIONAL DE AGRONEGÓCIOS CBN, MARINGÁ,PR, ÁLCOOL, AÇÚCAR E ENERGIA PERSPECTIVAS PARA O BRASIL E O MUNDO LUIZ CARLOS CORRÊA CARVALHO ABAG FÓRUM NACIONAL DE AGRONEGÓCIOS CBN, MARINGÁ,PR, 30/09/13 UM NOVO E COMPLEXO MUNDO PROCESSO GLOBAL COM INTENSA

Leia mais

Energia Limpa: Viabilidade e Desafios A Bioeletricidade

Energia Limpa: Viabilidade e Desafios A Bioeletricidade Energia Limpa: Viabilidade e Desafios A Bioeletricidade Zilmar José de Souza XIV CONGRESSO BRASILEIRO DE ENERGIA Rio de Janeiro 23 de outubro de 2012 A UNICA A União da Indústria de Cana-de-Açúcar (UNICA)

Leia mais

DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos FEIJÃO NOVEMBRO DE 2016

DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos FEIJÃO NOVEMBRO DE 2016 DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos FEIJÃO NOVEMBRO DE 2016 O DEPEC BRADESCO não se responsabiliza por quaisquer atos/decisões tomadas com base nas informações disponibilizadas por suas

Leia mais

TABELA PRÁTICA PARA CÁLCULO DOS JUROS DE MORA ICMS ANEXA AO COMUNICADO DA-87/12

TABELA PRÁTICA PARA CÁLCULO DOS JUROS DE MORA ICMS ANEXA AO COMUNICADO DA-87/12 JANEIRO 2,8451 2,7133 2,4903 2,3303 2,1669 1,9859 1,7813 1,6288 1,4527 1,3148 1,1940 1,0684 FEVEREIRO 2,8351 2,6895 2,4758 2,3201 2,1544 1,9676 1,7705 1,6166 1,4412 1,3048 1,1840 1,0584 MARÇO 2,8251 2,6562

Leia mais

Fechamento dos Mercados Terça-feira 10/04/18 granoeste.com.br (45)

Fechamento dos Mercados Terça-feira 10/04/18 granoeste.com.br (45) COMPLEXO SOJA CBOT - Soja (U$/Bushel = 27,216) Máx Min MAI 1.050,00 1.047,00 3,00 1.064,00 1.045,00 JUL 1.060,25 1.057,50 2,75 1.074,00 1.055,25 AGO 1.061,25 1.058,50 2,75 1.074,00 1.056,25 SET 1.052,50

Leia mais

Manejo das plantas daninhas Cana-de-açucar. Herbishow Maio 2014 R.sanomya

Manejo das plantas daninhas Cana-de-açucar. Herbishow Maio 2014 R.sanomya Manejo das plantas daninhas Cana-de-açucar Herbishow Maio 2014 R.sanomya Manejo plantas daninhas Conhecimentos técnicos Tecnologias agronômicas > Controle das PD < Fitoxicidade à cultura < Interferência

Leia mais

DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos SOJA DEZEMBRO DE 2016

DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos SOJA DEZEMBRO DE 2016 DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos SOJA DEZEMBRO DE 2016 O DEPEC BRADESCO não se responsabiliza por quaisquer atos/decisões tomadas com base nas informações disponibilizadas por suas

Leia mais

Experimento Correção de P (safra 2010/11 a 2015/16)

Experimento Correção de P (safra 2010/11 a 2015/16) Experimento Correção de P (safra 21/11 a 215/16) Fundação MT PMA Janeiro/217 Protocolo: Correção de P Modos e doses de aplicação de P no sistema soja/milho safrinha em diferentes níveis de correções iniciais

Leia mais

CONJUNTURA QUINZENAL 01 A 15/02/2016

CONJUNTURA QUINZENAL 01 A 15/02/2016 SOJA - MATO GROSSO CONJUNTURA QUINZENAL 01 A 15/02/2016 ANO 2 Nº14 A colheita avança e começa a derrubar os preços da soja em Mato Grosso. De acordo com dados do Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária

Leia mais

DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos TRIGO NOVEMBRO DE 2016

DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos TRIGO NOVEMBRO DE 2016 DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos TRIGO NOVEMBRO DE 2016 O DEPEC BRADESCO não se responsabiliza por quaisquer atos/decisões tomadas com base nas informações disponibilizadas por suas

Leia mais

VARIEDADES DE CANA SOB A ÓTICA DO FORNECEDOR. Eng.Agr. Dib Nunes Jr. Grupo IDEA

VARIEDADES DE CANA SOB A ÓTICA DO FORNECEDOR. Eng.Agr. Dib Nunes Jr. Grupo IDEA VARIEDADES DE CANA SOB A ÓTICA DO FORNECEDOR Eng.Agr. Dib Nunes Jr. Grupo IDEA QUESTÕES IMPORTANTES O QUE MAIS PREOCUPA O FORNECEDOR DE CANA? R: O preço da cana O QUE PODE SER FEITO PARA MELHORAR? R: Existem

Leia mais

Maturadores e colheita em cana-deaçúcar. Maximiliano Salles Scarpari IAC Centro de Cana

Maturadores e colheita em cana-deaçúcar. Maximiliano Salles Scarpari IAC Centro de Cana Maturadores e colheita em cana-deaçúcar Maximiliano Salles Scarpari IAC Centro de Cana msscarpa@iac.sp.gov.br CANA FIBRA 10-18% CALDO 82-90% ÁGUA 75-82% SÓLIDOS SOLÚVEIS (brix) 18-25% Celulose, hemicelulose,

Leia mais

Plantio irrigado de cana de inverno é a melhor opção para renovar canaviais do Centro-Sul

Plantio irrigado de cana de inverno é a melhor opção para renovar canaviais do Centro-Sul 1 2 Plantio irrigado de cana de inverno é a melhor opção para renovar canaviais do Centro-Sul Com o advento do encarecimento da cana padrão, via CONSECANA, o sistema de plantio de cana de inverno hoje

Leia mais

AGRONEGÓCIO CANAVIEIRO SITUAÇÃO ATUAL E PERSPECTIVAS LUIZ CARLOS CORRÊA CARVALHO CANAPLAN EVENTO STAB, CANA CRUA ESALQ/USP, 02/10/13

AGRONEGÓCIO CANAVIEIRO SITUAÇÃO ATUAL E PERSPECTIVAS LUIZ CARLOS CORRÊA CARVALHO CANAPLAN EVENTO STAB, CANA CRUA ESALQ/USP, 02/10/13 AGRONEGÓCIO CANAVIEIRO SITUAÇÃO ATUAL E PERSPECTIVAS LUIZ CARLOS CORRÊA CARVALHO CANAPLAN EVENTO STAB, CANA CRUA ESALQ/USP, 02/10/13 UM NOVO E COMPLEXO MUNDO AUMENTO POPULACIONAL PROCESSO GLOBAL COM INTENSA

Leia mais

Quando e Como Aplicar Micronutrientes em Cana de Açúcar para Aumento de Produtividade. Marcelo Boschiero

Quando e Como Aplicar Micronutrientes em Cana de Açúcar para Aumento de Produtividade. Marcelo Boschiero Quando e Como Aplicar Micronutrientes em Cana de Açúcar para Aumento de Produtividade Marcelo Boschiero Processo Produtivo Agrícola Tecnologia Plantas Daninhas Pragas / Doenças Manejo físico do solo Manejo

Leia mais

Teleconferência de Resultados 4T17

Teleconferência de Resultados 4T17 Teleconferência de Resultados 4T17 1 2 Destaques Receita Líquida de R$193,5 milhões no FY17. Lucro Líquido de R$27,3 milhões no FY17. EBITDA Ajustado de R$42,5 milhões no FY17. Aquisição de 17.566 hectares

Leia mais

5 anos desde o IPO...

5 anos desde o IPO... 1 5 anos desde o IPO... 2007 2008 2009 2010 2011 2012 Moagem: 10,3 MT Moagem: 12,0 MT Moagem: 12,9 MT Moagem: 13,1 MT Moagem: 14,5 MT Moagem: 14,5 MT IPO da SMTO Aquisição Usina Santa Luiza aprox. 1MT

Leia mais