PLANO DE AÇÃO PROGETEC

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "PLANO DE AÇÃO PROGETEC - 2015"

Transcrição

1 ESCOLA ESTADUAL PROFª. NAIR PALÁCIO DE SOUZA PLANO DE AÇÃO PROGETEC NOVA ANDRADINA-MS DEZEMBRO DE 2014 ESCOLA ESTADUAL PROFª. NAIR PALÁCIO DE SOUZA

2 PLANO DE AÇÃO PROGETEC 2015 Planejamento de ações previstas para o presente ano letivo de 2015 a serem desenvolvidas pelo professor gerenciador dos recurcos tecnológicos e midiáticos da E. E Profª. Nair Palácio de Souza, sob a orientação do Núcleo de Tecnologia Educacional de Nova Andradina- NTE. NOVA ANDRADINA-MS DEZEMBRO DE

3 IDENTIFICAÇÃO Título: Plano de Ação da Sala de Tecnologia Educacional Instituição: Escola Estadual Prof.ª Nair Palácio de Souza. Local: Nova Andradina MS. Responsáveis: José Marcelo Gomes Orientação: Cezar Hansen Professor Multiplicador NTE Nova Andradina. Público Alvo: Professores Regentes da Educação Básica e Curso Técnico, Coordenadores Pedagógicos e Direção Escolar. INTRODUÇÃO Baseada em dados estatísticos repassados pelo Núcleo de Tecnologias Educacionais de Nova Andradina e na preocupação em melhor atender o corpo docente de nossa instituição, visa elaborar no presente projeto um plano de atividades que norteará as ações para o ano letivo de Com intuito de melhor atender nossos alunos e disponibilizar de forma democrática e integrada o uso das tecnologias e webtecnologias em nossa comunidade escolar. A elaboração de um plano de ação se faz necessário em todas as circunstâncias que visam aprimorar e desenvolver atitudes para melhorar ou até mesmo para inovar o trabalho de algum setor ou instituição. Voltando esse conceito para o uso das novas tecnologias na educação, constata-se que a utilização da Sala de Tecnologias Educacionais por professores e alunos tem sido um dos destaques da Escola Estadual Profª. Nair Palácio de Souza. Porém, mesmo tendo alcançado bons índices de utilização, é importante observar que a cada ano nossa preocupação como progetec se modifica, procurando atender a necessidade de nossos educadores quanto ao uso das novas TDICs. Destaca-se ainda que agora nosso desafio seja o atendimento com novas idéias e sugestões por área ou disciplina de atuação do professor regente, contando com o apoio da Coordenação Pedagógica, do Núcleo de Tecnologias Educacionais (NTE), bem como dos próprios docentes, demonstrando interesse pelos cursos/oficinas a serem ofertadas durante o ano letivo de

4 Desta forma encontramos na oportunidade de formação tecnológica dos professores uma possibilidade de inovação didática, pois, ao qualificar o docente tanto na parte técnica quanta na parte pedagógica promoverá uma transformação no aprendizado de nossos alunos que estarão sempre em contato com as novas mídias da tecnologia na educação. JUSTIFICATIVA Este plano foi elaborado visando organizar de forma adequada as atividades a serem desenvolvidas durante este ano letivo em formas de oficinas/cursos a serem ministrados pelos professores da Sala de Tecnologias, professores multiplicadores do NTE e ou possíveis colaboradores. Fica claro que a pretensão é atender as necessidades de nossos professores quanto à formação técnica e pedagógica para a utilização das novas tecnologias, apontadas na avaliação diagnóstica, e de acordo com as diretrizes de trabalho para a Sala de Tecnologia Educacional do Estado do Mato Grosso do Sul, por intermédio da Coordenadoria de Tecnologias e do Núcleo de Tecnologias Educacionais de Nova Andradina. Dessa forma tais ações serão importantíssimas para nortear nossa prática educacional, já que estamos atuando como formadores do saber tecnológico junto aos professores regentes na tentativa de inovar os métodos e estratégias através de novos aplicativos e softwares educacionais em diversas áreas que depois de estudadas e praticadas pelos docentes nas oficinas deverão ser utilizados durante as aulas a serem ministradas na STE. É importante ressaltar que em um primeiro momento houve a preocupação em promover cursos que de imediato atenderam a formação básica e técnica e também para o uso correto dos equipamentos da STE, como ligar e desligar todos os recursos tecnológicos açi existentes. Em um segundo momento, em que foi contemplada a elaboração de projetos educacionais disciplianares e interdisciplinares que viabilizassem o uso nas novas TIC s e webtecnologias dentro do ambiente da STE, e agora em um terceiro momento em que sentimos a necessidade de aliar a prática, o fazer pedagógico e seus objetivos de ensino aprendizagem ao uso das novas tecnologias no ambiente da STE. 4

5 Para isso, intensificaremos o trabalho de nossa comunidade escolar com a interação entre Professores Regentes, Progetec, Coordenação Pedagógica, Coordenação de Área e Técnica e Direção junto ao Núcleo de Tecnologias Educacionais tais ações sejam uma constante troca de conhecimentos, experiências e reflexões no âmbito das novas tecnologias educacionais e sua influência na formação do conhecimento dos alunos. OBJETIVOS OBJETIVO GERAL Oferecer formação em serviço ao corpo docente, contemplando a realidade da escola, no sentido de aprimorar a integração das Tecnologias da Informação e Comunicação na prática docente. OBJETIVOS ESPECÍFICOS I - auxiliar os professores regentes no planejamento e desenvolvimento das atividades pedagógicas no uso das tecnologias educacionais; COMO FAZER: -com base no Referencial Curricular/ SED, sugerir métodos de ensino ligados às TICs, a fim de enriquecer o Planejamento docente; -através de vídeos da TV Escola; -através do portal do professor sugerindo atividades pertinentes ao conteúdo desenvolvido em sala de aula (desde que solicitado pelo docente); -sugerindo atividades de sites de domínio publico; -através sites educativos; -postando trabalhos e atividades realizadas pelos professores no Blog da escola e no SITE da SED (desde que solicitado pelo docente e direção); - Fotografar os eventos realizados pela escola, pertinentes à sua função; -Criar um livro de registro, onde constarão todas as sugestões dadas aos professores, com assinatura do professor gerenciador e do professor regente. -Quando tiver disponibilidade montar os recursos midiáticos para os professores. -Planejar juntamente com os docentes atividades a serem desenvolvidas com o uso dos recursos midiáticos; 5

6 -O professor gerenciador de tecnologias educacionais e recursos midiáticos deverá ter o horário/dia dos planejamentos dos professores regentes para fomentar junto a coordenação pedagógica/ técnica a integração dos recursos tecnológicos existentes na escola no seu planejamento II ministrar formação continuada aos professores regentes, coordenadores pedagógicos e diretores da escola no uso das tecnologias educacionais e recursos midiáticos; COMO FAZER: - propiciar oficinas pedagógicas (em parceria com o NTE) aos professores regentes/ Coordenação Pedagógica/ Técnica e Direção, que contemple a utilização das tecnologias educacionais e recursos midiáticos. - Elaborar bimestralmente um programa de formação para os professores da escola, a ser realizado nos horários dos Núcleos de Docentes. - Disponibilizar textos, (pertinentes à sua área de atuação), para que os professores possam ter uma formação continuada sobre as Tecnologias Educacionais. III- responsabilizar-se pelo gerenciamento das tecnologias educacionais e recursos midiáticos, juntamente com a direção e coordenação pedagógica da unidade escolar, em conformidade com o Projeto Político-Pedagógico, Referenciais Curriculares da Rede Estadual de Ensino; COMO FAZER: - o professor gerenciador deverá conhecer o Projeto Político-Pedagógico da unidade escolar, o Regimento Escolar e o Plano de desenvolvimento Escolar (PDE); - conhecer e ter sempre em mãos o Referencial Curricular da Rede Estadual de Ensino. - deverá fomentar e acompanhar a utilização da STE de maneira que a mesma não fique ociosa. Na ausência do professor gerenciador na escola, o coordenador pedagógico, coordenadores técnicos e o direção disponibilizarão a STE e os demais recursos midiáticos assumindo a responsabilidade pelos mesmos. IV- apresentar aos professores regentes sugestões do uso das tecnologias e mídias para a melhoria do processo ensino e aprendizagem; COMO FAZER: -criar um mural restrito as tecnologias educacionais; -disponibilizar textos, informativos referentes as tecnologias e recursos midiáticos; -criar acervos de vídeo/material impresso; -propor e desenvolver projetos interdisciplinares com a utilização das disponíveis na escola. tecnologias -Enviar através dos s dos professores sugestões de atividades diversas; V participar efetivamente dos cursos de formação continuada oferecidos pela Secretaria de Estado de Educação; COMO FAZER: 6

7 - o professor gerenciador de tecnologia educacionais deverá participar constantemente de formações continuadas sem desistência. - todas as formações continuadas promovidas pela unidade Escolar deverá ter o apoio irrestrito do professor Gerenciador; VI cumprir a carga horária destinada ao planejamento pedagógico; COMO FAZER: - será de acordo com o numero de turmas, ou seja, será distribuído igualmente entre as turmas. VII encaminhar, mensalmente, ao NTE relatórios de atividades pedagógicas e dos trabalhos desenvolvido nas unidades escolares; - Informar mensalmente a direção, coordenação Pedagógica /Técnica o uso dos recursos midiáticos pelos docentes. VIII - manter atualizados os registros das atividades executadas na STE e arquivados em mídias externas de armazenamentos; - criar pastas no servidor: aluno/ professor; COMO FAZER: -deixar na STE para os professores regentes e alunos, instruções de como compartilhar/salvar as atividades, bem como orientações por escrito de como ligar e desligar cada equipamento existente na sala. IX - zelar pela utilização e preservação da STE, procedendo à conferência e limpeza periódica dos equipamentos; COMO FAZER: - o professor gerenciador será o responsável pela conservação e limpeza dos equipamentos. - Fazer levantamento periódico dos materiais danificados/ queimados/ quebrados, informando à direção. X - monitorar para que nenhum equipamento seja retirado da Sala de Tecnologia sem autorização do NTE/COTEC/SUPED/SED; COMO FAZER: - Os professores gerenciadores de tecnologias educacionais e recursos midiáticos deverão realizar um retrato da STE, em documento a ser enviado pelo NTE, promovendo uma nova investigação sobre os equipamentos existentes na STE e a necessidade de novos materiais. Deve-se levar em conta a necessidade de computadores na STE e na secretaria. - Realizar um levantamento de todos os recursos tecnológicos e midiáticos que possam ser utilizados como ferramenta pedagógica. (Apresentar cópia a direção). XI - participar dos eventos de divulgação das experiências de sucesso da unidade escolar; XII - cumprir o regimento escolar; XIII- avaliar o seu desempenho no exercício das suas atividades dentro da unidade escolar. 7

8 CRONOGRAMA AÇÃO OBJETIVO DATA / PERÍODO RESPONSÁVEL Capacitar professores para o uso da ferramenta online SED Lousa Digital /Tablet Word, Excel e Power Point e seu equivalente no Línux Office Publisher Org Draw Fazer com que o professor possa realizar seus planejamentos online. Permitir ao professor uma independência quanto ao uso desse equipamento em sala de aula. Disponibilizar ao professor mecanismos de organização de suas avaliações e apresentações. Auxiliar ao professor em uma forma de divulgar/convidar seus alunos para eventos através de folders e cartazes. Auxiliar ao professor em uma forma de divulgar/convidar seus alunos para eventos através de folders e cartazes. Previsto para março ou assim que sair o primeiro pagamento aos professores novos Marcelo Gomes CARGA HORÁRIA Março Marcelo Gomes 20 horas Maio Marcelo Gomes 20 horas Agosto Marcelo Gomes 20 horas Outubro Marcelo Gomes 20 horas A definir Propor aos professores que escolham um minicurso a ser ministrado neste mês. Outubro 2013 Marcelo Gomes 20 horas 8

9 1º SEMESTRE DE 2014 Capacitar todos os professores para que possam usar os esquipamentos tecnológicos de maneira independente. Estimular o uso das tecnologias disponibilizando sites, portais e jogos para que os mesmos possam integrar as tecnologias em seus planos de aulas. Treinamento de todos os professores para postagem do planejamento on line SED. Coletar dados referentes ao uso das tecnologias para realização de estatísticas quanto ao uso, não para chamar a atenção, mas para ajudar esse professor que menos tem usado a STE em suas aulas. Atendimento das necessidades dos professores nos núcleos educacionais bem como atendimento particular Observar os planos de aulas para propor atividades na STE Realizar a atualização constante das paginas da escola blog e Wikispaces. Para o 1º bimestre realizar a oficina Tablet e Lousa Digital Curso será executado seguindo as orientação do projeto escrito pelos PROGETECs e NTE no ano de 2013 a fim de realizar uma oficina igual a todos os professores. O Word, Excel e Power Point, para que os professores tenham a independência de realizar, formatar e construir apresentações dinâmincas a serem apresentados aos seus alunos durante o ano letivo. A necessidade dessa atividade porque vários professores apresentaram dificuldades com as ferramentas desses aplicativos quanto a sua utilização. Orientar os professores quanto à utilização da STE, laboratórios novos, como ligar/desligar equipamentos, cuidados, entre outros. No 2º bimestre Office Publisher oficina voltada para mostrar ao professor uma nova ferramenta no que se refere a apresentações de trabalhos. Auxiliar ao professor em uma forma de divulgar/convidar seus alunos para eventos através de folders e cartazes. Também durante esse bimestre, capacitar os professores que ainda não trabalharam com o planejamento online SED, bem realizar o cadastro dos mesmos assim que for liberado pela equipe responsável, (SED). Neste Semestre também esta sendo esperado a inauguração de mais laboratórios em nossa escola, sendo assim, toda a organização e instalação de computadores, bem como, mostrar aos professores como é a sua utilização e particularidades para agendamentos e regras para tal. 2º SEMESTRE DE

10 Depois dos dados coletados, trabalhar com os professores a fim de ajudar na miaor utilização da STE em suas aulas. Propor oficinas do Linux educacional e suas atividades. Propor atividades a serem realizadas na STE. Preparar material para e encontro anual dos PROGETECs. Atendimento das necessidades dos professores nos núcleos educacionais bem como atendimento particular Observar os planos de aulas para propor atividades na STE Realizar a atualização constante das paginas da escola blog e Wikispaces. Oficinas No 3º e 4º bimestre a proposta é a aplicaão de uma oficina voltada para utilização de ferramentas online Publiser e org Draw para auxiliar ao professor em uma forma de divulgar/convidar seus alunos para eventos através de folders e cartazes.neste ano de 2014 teremos uma particularidade que é a implantação de 1/3 da hora atividade na escola. Sendo assim, precisamos esperar como vai ser o funcionamento dessa atividade e a partir daí, montar atividades para cada disciplina, aproveitando o professor na escola afim de tem uma participação maior. Com os professores mais perto da escola, é mais fácil trabalhar com as dificuldades de cada um e com isso, melhorar em muito a utilização e interação do professor com as tecnologias existentes e disponíveis para o professor. Com esta etapa já vivenciada, e com as dificuldades encontradas mesmo com esse percentual de trabalhosna escola, o professor se mostrou atarefado e nest anos, mostar estratégias para facilitar o trabalho do PROGETEC e do professor no desenvolvimento das oficinas propostas ao longo do ano lettivo. Temos também os cursos técnicos onde a rotatividade de professores é muito grande, por isso, a necessidade de cursos diferenciados é maior ainda. Neste caso, as ações de mostrar salas, equipamentos, cuidados e como ligar/desligar são constantes, tendo em vista que casa módulo dura em torno de 90 dias e os cursos não seguem o mesmo calendário escolar. AVALIAÇÃO 10

11 Os professores serão avaliados de acordo com o desenvolvimento das atividades proposta. Cada curso terá uma atividade extra para ser aplicado na sala de aula com os alunos ou na aplicação diária de cada um. Ficha de frequancia e aproveitamento enviada para o NTE a fim de certificação. 11

NÚCLEO DE TECNOLOGIAS EDUCACIONAIS DE JARDIM/MS PLANO DE AÇÕES

NÚCLEO DE TECNOLOGIAS EDUCACIONAIS DE JARDIM/MS PLANO DE AÇÕES NÚCLEO DE TECNOLOGIAS EDUCACIONAIS DE JARDIM/MS PLANO DE AÇÕES PLANO DE AÇÃO 2015 Planejamento anual de atividades a serem Desenvolvidas pelos Professores Lotados no Núcleo de Tecnologias Educacionais

Leia mais

ESCOLA ESTADUAL LUIZ SOARES ANDRADE PLANO DE AÇÃO 2015

ESCOLA ESTADUAL LUIZ SOARES ANDRADE PLANO DE AÇÃO 2015 ESCOLA ESTADUAL LUIZ SOARES ANDRADE PLANO DE AÇÃO 2015 NOVA ANDRADINA MS MARÇO DE 2015 ESCOLA ESTADUAL LUIZ SOARES ANDRADE PLANO DE AÇÃO 2015 Plano de ação a ser desenvolvido no ano letivo de 2015, pelo

Leia mais

ESCOLA ESTADUAL MARIA HELENA ALBANEZE SALA DE TECNOLOGIA EDUCACIONAL

ESCOLA ESTADUAL MARIA HELENA ALBANEZE SALA DE TECNOLOGIA EDUCACIONAL ESCOLA ESTADUAL MARIA HELENA ALBANEZE SALA DE TECNOLOGIA EDUCACIONAL PLANO DE AÇÃO Andréa Luiza da Costa Oliveira CORUMBÁ/MS DEZEMBRO DE 2013 ESCOLA ESTADUAL MARIA HELENA ALBANEZE SALA DE TECNOLOGIA EDUCACIONAL

Leia mais

ESCOLA ESTADUAL LUIZ SOARES ANDRADE PLANO DE AÇÃO 2015

ESCOLA ESTADUAL LUIZ SOARES ANDRADE PLANO DE AÇÃO 2015 ESCOLA ESTADUAL LUIZ SOARES ANDRADE PLANO DE AÇÃO 2015 NOVA ANDRADINA MS MARÇO DE 2015 ESCOLA ESTADUAL LUIZ SOARES ANDRADE PLANO DE AÇÃO 2015 Plano de ação a ser desenvolvido no ano letivo de 2015, pelo

Leia mais

Recurso Matutino Vespertino Noturno Computador 18 14 08 TV Escola 01 01 00 Vídeo (outros) 07 05 05 Projetor de slides 07 06 06 Outros (citar):

Recurso Matutino Vespertino Noturno Computador 18 14 08 TV Escola 01 01 00 Vídeo (outros) 07 05 05 Projetor de slides 07 06 06 Outros (citar): RELATÓRIO MENSAL Escola: Estadual Ernesto Solon Borges Diretor: Afonso Celso Nunes da Cunha Coordenadora: Fátima Suriano Batista PROGETEC: Edson Leonel Pacheco Filho Mês/Ano: Fevereiro / 2013 1. Resumo

Leia mais

NÚCLEO DE TECNOLOGIAS EDUCACIONAIS DE CORUMBÁ RELATÓRIO MENSAL

NÚCLEO DE TECNOLOGIAS EDUCACIONAIS DE CORUMBÁ RELATÓRIO MENSAL RELATÓRIO MENSAL Escola: ESTADUAL DR. GABRIEL VANDONI DE BARROS Diretor (a): SERGIO N. DE ALMEIDA Diretor (a) Adjunto (a): RAQUEL GUIMARÃES DO PRADO Coordenadores: MARIA AUXILIADORA, LUCIMARA ALENCAR,JEANE

Leia mais

5 - AÇÕES E CRONOGRAMA DE EXECUÇÃO AÇÕES OBJETIVOS MÊS INÍCIO/ CARGA HORÁRIA TÉRMINO

5 - AÇÕES E CRONOGRAMA DE EXECUÇÃO AÇÕES OBJETIVOS MÊS INÍCIO/ CARGA HORÁRIA TÉRMINO 1 - IDENTIFICAÇÃO: TÍTULO DO PROJETO: PERÍODO DE REALIZAÇÃO: 03/08/15 a 20/10/15 ÓRGÃO RESPONSÁVEL: Núcleo de Tecnologia Educacional de Nova Andradina TIPO DE PROJETO: Formação Tecnológica. CARGA HORÁRIA

Leia mais

Escola Estadual Dr. Martinho Marques PLANO DE AÇÃO PSTE - 2010. Taquarussu- MS Março/10

Escola Estadual Dr. Martinho Marques PLANO DE AÇÃO PSTE - 2010. Taquarussu- MS Março/10 Escola Estadual Dr. Martinho Marques PLANO DE AÇÃO PSTE - 2010 Taquarussu- MS Março/10 Escola Estadual Dr. Martinho Marques PLANO DE AÇÃO PSTE 2010 Plano de ação previsto para ser desenvolvido no ano letivo

Leia mais

RELATÓRIO BIMESTRAL. Recurso Matutino Vespertino Noturno Computador 183 135 79 TV Escola 03 0 0 Vídeo (outros) 45 21 0 Outros (citar): Data show

RELATÓRIO BIMESTRAL. Recurso Matutino Vespertino Noturno Computador 183 135 79 TV Escola 03 0 0 Vídeo (outros) 45 21 0 Outros (citar): Data show RELATÓRIO BIMESTRAL Escola: E. E. Leontino Alves de Oliveira. Diretor: Roberto Yoshimitsu Ezoe. Coordenadores: Giulianne Félix Muniz Clemência Mendes de Sá dos Santos Professor Gerenciador: Elizangela

Leia mais

1. IDENTIFICAÇÃO: PERÍODO DE REALIZAÇÃO: ÓRGÃO RESPONSÁVEL: ESCOLAS: COORDENADORES DO PLANO: NTE: PROGETECS: TÍTULO DO PROJETO:

1. IDENTIFICAÇÃO: PERÍODO DE REALIZAÇÃO: ÓRGÃO RESPONSÁVEL: ESCOLAS: COORDENADORES DO PLANO: NTE: PROGETECS: TÍTULO DO PROJETO: 4 4 1. IDENTIFICAÇÃO: PERÍODO DE REALIZAÇÃO: ÓRGÃO RESPONSÁVEL: Núcleo de Tecnologia Educacional de Nova Andradina ESCOLAS: Estadual Jan Antonin Bata e Braz Sinigáglia COORDENADORES DO PLANO: NTE: Luciana

Leia mais

ESCOLA ESTADUAL SENADOR FILINTO MULLER EXTENSÃO - SALA TRIGUINÃ PLANO DE AÇÃO 2014/2015 ALIANDO A TECNOLOGIA À PRÁTICA PEDAGÓGICA

ESCOLA ESTADUAL SENADOR FILINTO MULLER EXTENSÃO - SALA TRIGUINÃ PLANO DE AÇÃO 2014/2015 ALIANDO A TECNOLOGIA À PRÁTICA PEDAGÓGICA ESCOLA ESTADUAL SENADOR FILINTO MULLER EXTENSÃO - SALA TRIGUINÃ PLANO DE AÇÃO 2014/2015 ALIANDO A TECNOLOGIA À PRÁTICA PEDAGÓGICA IVINHEMA/MS 2015 1 ESCOLA ESTADUAL SENADOR FILINTO MULLER EXTENSÃO - SALA

Leia mais

ESCOLA ESTADUAL MARIA HELENA ALBANEZE PLANO DE AÇÃO - 2015. Corumbá MS 2014

ESCOLA ESTADUAL MARIA HELENA ALBANEZE PLANO DE AÇÃO - 2015. Corumbá MS 2014 ESCOLA ESTADUAL MARIA HELENA ALBANEZE PLANO DE AÇÃO - 2015 Corumbá MS 2014 IDENTIFICAÇÃO Diretor Waldir de Arruda Souza Diretora adjunta Fátima Ribeiro da Costa Coordenadores Pedagógicos Aida Suzana Almaraz

Leia mais

RELATÓRIO BIMESTRAL 4 BIMESTRE

RELATÓRIO BIMESTRAL 4 BIMESTRE RELATÓRIO BIMESTRAL 4 BIMESTRE Escola: Escola Estadual Antônio Valadares Diretora: Gilvânia Borges Anterce Diretor Adjunto: Nelson Ângelo de Albuquerque Coordenadores: Jose Pereira de Souza Evanessa Ines

Leia mais

5 - AÇÕES E CRONOGRAMA DE EXECUÇÃO

5 - AÇÕES E CRONOGRAMA DE EXECUÇÃO 1 - IDENTIFICAÇÃO: TÍTULO DO PROJETO: TABLET: ENSINANDO E APRENDENDO COLABORATIVAMENTE. PERÍODO DE REALIZAÇÃO: 02/03/15 a 31/06/15 ÓRGÃO RESPONSÁVEL: Núcleo de Tecnologia Educacional de Nova Andradina

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DE MATO GROSSO DO SUL SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO EE. CMT. MAURÍCIO COUTINHO DUTRA

GOVERNO DO ESTADO DE MATO GROSSO DO SUL SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO EE. CMT. MAURÍCIO COUTINHO DUTRA GOVERNO DO ESTADO DE MATO GROSSO DO SUL SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO EE. CMT. MAURÍCIO COUTINHO DUTRA Plano de Ação PROGETEC(Professor Gerenciador de Tecnologias Educacionais e Recursos Midiáticos)/

Leia mais

ESCOLA ESTADUAL JOAQUIM GONÇALVES LEDO PLANO DE AÇÃO 2015

ESCOLA ESTADUAL JOAQUIM GONÇALVES LEDO PLANO DE AÇÃO 2015 ESCOLA ESTADUAL JOAQUIM GONÇALVES LEDO PLANO DE AÇÃO IVINHEMA MS ESCOLA ESTADUAL JOAQUIM GONÇALVES LEDO PLANO DE AÇÃO Planejamento anual de atividades a serem desenvolvidas pelo Professor Gerenciador de

Leia mais

ESCOLA ESTADUAL SENADOR FILINTO MÜLLER VÍDEOS EDUCATIVOS DO YOUTUBE EDU

ESCOLA ESTADUAL SENADOR FILINTO MÜLLER VÍDEOS EDUCATIVOS DO YOUTUBE EDU ESCOLA ESTADUAL SENADOR FILINTO MÜLLER VÍDEOS EDUCATIVOS DO YOUTUBE EDU ANGÉLICA-MS AGOSTO DE 2014 ESCOLA ESTADUAL SENADOR FILINTO MÜLLER VÍDEOS EDUCATIVOS DO YOUTUBE EDU Projeto a ser desenvolvido em

Leia mais

NÚCLEO DE TECNOLOGIA EDUCACIONAL DE NOVA ANDRADINA O USO DAS TECNOLOGIAS E WEBTECNOLOGIAS POR PROFESSORES DOS ANOS INICIAIS DO ENSINO FUNDAMENTAL

NÚCLEO DE TECNOLOGIA EDUCACIONAL DE NOVA ANDRADINA O USO DAS TECNOLOGIAS E WEBTECNOLOGIAS POR PROFESSORES DOS ANOS INICIAIS DO ENSINO FUNDAMENTAL NÚCLEO DE TECNOLOGIA EDUCACIONAL DE NOVA ANDRADINA O USO DAS TECNOLOGIAS E WEBTECNOLOGIAS POR PROFESSORES DOS ANOS INICIAIS DO ENSINO FUNDAMENTAL Nova Andradina/MS Agosto/2009 NÚCLEO DE TECNOLOGIA EDUCACIONAL

Leia mais

ESCOLA ESTADUAL SENADOR FILINTO MÜLLER IMPLEMENTAÇÃO DE UMA RÁDIO NA ESCOLA

ESCOLA ESTADUAL SENADOR FILINTO MÜLLER IMPLEMENTAÇÃO DE UMA RÁDIO NA ESCOLA ESCOLA ESTADUAL SENADOR FILINTO MÜLLER IMPLEMENTAÇÃO DE UMA RÁDIO NA ESCOLA ANGÉLICA-MS MARÇO DE 2015 ESCOLA ESTADUAL SENADOR FILINTO MÜLLER IMPLEMENTAÇÃO DE UMA RÁDIO NA ESCOLA Projeto a ser desenvolvido

Leia mais

E E IRMAN RIBEIRO DE ALMEIDA SILVA PLANO DE AÇÃO 2015

E E IRMAN RIBEIRO DE ALMEIDA SILVA PLANO DE AÇÃO 2015 1 E E IRMAN RIBEIRO DE ALMEIDA SILVA Luciana Batista de Oliveira Catarino (Multiplicadora) Flaviane Meireles dos Santos (PROGETEC) PLANO DE AÇÃO 2015 Nova Andradina - MS 2015 2 E E IRMAN RIBEIRO DE ALMEIDA

Leia mais

Plano de Trabalho Docente 2014. Ensino Técnico

Plano de Trabalho Docente 2014. Ensino Técnico Plano de Trabalho Docente 2014 Ensino Técnico Etec Prof. Mário Antônio Verza Código: 164 Município: Palmital Eixo Tecnológico: Gestão e Negócios Habilitação Profissional: Técnica de Nível Médio de TÉCNICO

Leia mais

ESCOLA ESTADUAL ANGELINA JAIME TEBET

ESCOLA ESTADUAL ANGELINA JAIME TEBET ESCOLA ESTADUAL ANGELINA JAIME TEBET PROJETO INTERDISCIPLINAR PORTAL DO PROFESSOR, DOMÍNIO PÚBLICO E RIVED: INTEGRANDO TECNOLOGIAS AO PLANEJAMENTO PEDAGÓGICO IVINHEMA/MS 2015 ESCOLA ESTADUAL ANGELINA JAIME

Leia mais

Plano de Trabalho Docente 2014. Ensino Técnico

Plano de Trabalho Docente 2014. Ensino Técnico Plano de Trabalho Docente 2014 Ensino Técnico Etec Etec: Professor Mário Antônio Verza Código: 164 Município: Palmital Eixo Tecnológico: Gestão e Negócios Habilitação Profissional: Técnico em Logística

Leia mais

ESCOLA ESTADUAL SENADOR FILINTO MULLER PLANO DE AÇÃO 2015: INSERINDO A TECNOLOGIA NO COTIDIANO ESCOLAR

ESCOLA ESTADUAL SENADOR FILINTO MULLER PLANO DE AÇÃO 2015: INSERINDO A TECNOLOGIA NO COTIDIANO ESCOLAR ESCOLA ESTADUAL SENADOR FILINTO MULLER PLANO DE AÇÃO 2015: INSERINDO A TECNOLOGIA NO COTIDIANO ESCOLAR IVINHEMA/MS DEZEMBRO/2014 ESCOLA ESTADUAL SENADOR FILINTO MULLER PLANO DE AÇÃO 2015: INSERINDO A TECNOLOGIA

Leia mais

ESCOLA ESTADUAL JOAQUIM GONÇALVES LEDO PLANO DE AÇÃO 2015

ESCOLA ESTADUAL JOAQUIM GONÇALVES LEDO PLANO DE AÇÃO 2015 ESCOLA ESTADUAL JOAQUIM GONÇALVES LEDO PLANO DE AÇÃO IVINHEMA MS ESCOLA ESTADUAL JOAQUIM GONÇALVES LEDO PLANO DE AÇÃO Planejamento anual de atividades a serem desenvolvidas pelo Professor Gerenciador de

Leia mais

EE PROFESSORA FÁTIMA GAIOTTO SAMPAIO

EE PROFESSORA FÁTIMA GAIOTTO SAMPAIO EE PROFESSORA FÁTIMA GAIOTTO SAMPAIO TABLET E LOUSA DIGITAL COMO FERRAMENTA DIDÁTICA PEDAGOGICA Nova Andradina-MS 2015 EE PROFESSORA FÁTIMA GAIOTTO SAMPAIO TABLET E LOUSA DIGITAL COMO FERRAMENTA DIDÁTICA

Leia mais

1. IDENTIFICAÇÃO: 2. INTRODUÇÃO

1. IDENTIFICAÇÃO: 2. INTRODUÇÃO 1. IDENTIFICAÇÃO: PERÍODO DE REALIZAÇÃO: Fevereiro à Dezembro de 2015 ÓRGÃO RESPONSÁVEL: NTE ESCOLAS: Senador Filinto Muller COORDENADORES DO PLANO: NTE: Carla Varela PROGETEC: Ticyara Halik Smanioto Vicente

Leia mais

ESCOLA ESTADUAL MARECHAL RONDON OFFICES NAS NUVENS

ESCOLA ESTADUAL MARECHAL RONDON OFFICES NAS NUVENS ESCOLA ESTADUAL MARECHAL RONDON OFFICES NAS NUVENS NOVA ANDRADINA MS Abril/2013 ESCOLA ESTADUAL MARECHAL RONDON OFFICES NAS NUVENS Projeto elaborado pela professora Valéria dos Santos Pereira (Professora

Leia mais

NÚCLEO DE TECNOLOGIAS EDUCACIONAIS DE NOVA ANDRADINA 1ª EDIÇÃO DO CATÁLOGO DE SITES E VÍDEOS EDUCATIVOS

NÚCLEO DE TECNOLOGIAS EDUCACIONAIS DE NOVA ANDRADINA 1ª EDIÇÃO DO CATÁLOGO DE SITES E VÍDEOS EDUCATIVOS NÚCLEO DE TECNOLOGIAS EDUCACIONAIS DE NOVA ANDRADINA 1ª EDIÇÃO DO CATÁLOGO DE SITES E VÍDEOS EDUCATIVOS Nova Andradina MS Maio 2011 NÚCLEO DE TECNOLOGIAS EDUCACIONAIS DE NOVA ANDRADINA 1ª EDIÇÃO DO CATÁLOGO

Leia mais

NÚCLEO DE TECNOLOGIA EDUCACIONAL DE NOVA ANDRADINA

NÚCLEO DE TECNOLOGIA EDUCACIONAL DE NOVA ANDRADINA NÚCLEO DE TECNOLOGIA EDUCACIONAL DE NOVA ANDRADINA Elaboração e gerenciamento de projetos e manuseio do CmapTools para construção de mapa conceitual e/ou mapa mental Setembro/2010 NÚCLEO DE TECNOLOGIA

Leia mais

ESCOLA ESTADUAL SENADOR FILINTO MULLER PLANO DE AÇÃO 2015: INSERINDO A TECNOLOGIA NO COTIDIANO ESCOLAR

ESCOLA ESTADUAL SENADOR FILINTO MULLER PLANO DE AÇÃO 2015: INSERINDO A TECNOLOGIA NO COTIDIANO ESCOLAR ESCOLA ESTADUAL SENADOR FILINTO MULLER PLANO DE AÇÃO 2015: INSERINDO A TECNOLOGIA NO COTIDIANO ESCOLAR IVINHEMA/MS DEZEMBRO/2014 ESCOLA ESTADUAL SENADOR FILINTO MULLER PLANO DE AÇÃO 2015: INSERINDO A TECNOLOGIA

Leia mais

ESCOLA ESTADUAL REYNALDO MASSI. Carla Varela (Multiplicador) Sirlene de Souza Benedito das Virgens (PROGETEC) PLANO DE AÇÃO 2015

ESCOLA ESTADUAL REYNALDO MASSI. Carla Varela (Multiplicador) Sirlene de Souza Benedito das Virgens (PROGETEC) PLANO DE AÇÃO 2015 ESCOLA ESTADUAL REYNALDO MASSI Carla Varela (Multiplicador) Sirlene de Souza Benedito das Virgens (PROGETEC) PLANO DE AÇÃO 2015 Ivinhema - MS 2015 ESCOLA ESTADUAL REYNALDO MASSI Carla Varela (Multiplicador)

Leia mais

ESCOLA ESTADUAL REYNALDO MASSI PLANEJANDO NO GOOGLE DOCS

ESCOLA ESTADUAL REYNALDO MASSI PLANEJANDO NO GOOGLE DOCS ESCOLA ESTADUAL REYNALDO MASSI PLANEJANDO NO GOOGLE DOCS IVINHEMA MS AGOSTO/ 2014 ESCOLA ESTADUAL REYNALDO MASSI SIRLENE DE SOUZA B. DAS VIRGENS PLANEJANDO NO GOOGLE DOCS Projeto de Formação desenvolvido

Leia mais

ESCOLA ESTADUAL SENADOR FILINTO MÜLLER CRIAÇÃO DE VÍDEOS COM OPENSHOT

ESCOLA ESTADUAL SENADOR FILINTO MÜLLER CRIAÇÃO DE VÍDEOS COM OPENSHOT ESCOLA ESTADUAL SENADOR FILINTO MÜLLER CRIAÇÃO DE VÍDEOS COM OPENSHOT ANGÉLICA-MS FEVEREIRO DE 2014 ESCOLA ESTADUAL SENADOR FILINTO MÜLLER CRIAÇÃO DE VÍDEOS COM OPENSHOT Projeto a ser desenvolvido em Março

Leia mais

ESCOLA ESTADUAL MARECHAL RONDON CRIANDO HISTÓRIAS EM QUADRINHOS ATRAVÉS DAS TECNOLOGIAS NO HQ

ESCOLA ESTADUAL MARECHAL RONDON CRIANDO HISTÓRIAS EM QUADRINHOS ATRAVÉS DAS TECNOLOGIAS NO HQ ESCOLA ESTADUAL MARECHAL RONDON CRIANDO HISTÓRIAS EM QUADRINHOS ATRAVÉS DAS TECNOLOGIAS NO HQ Nova Andradina - MS Março de 2010 ESCOLA ESTADUAL MARECHAL RONDON CRIANDO HISTÓRIAS EM QUADRINHOS ATRAVÉS DAS

Leia mais

REGULAMENTO ESTÁGIO SUPERVISIONADO CURSO DE LICENCIATURA EM PEDAGOGIA FACULDADE DE APUCARANA FAP

REGULAMENTO ESTÁGIO SUPERVISIONADO CURSO DE LICENCIATURA EM PEDAGOGIA FACULDADE DE APUCARANA FAP REGULAMENTO ESTÁGIO SUPERVISIONADO CURSO DE LICENCIATURA EM PEDAGOGIA FACULDADE DE APUCARANA FAP Regulamento do Curricular Supervisionado do Curso de Graduação em Pedagogia - Licenciatura Faculdade de

Leia mais

REGULAMENTO DO NÚCLEO DE INFORMÁTICA

REGULAMENTO DO NÚCLEO DE INFORMÁTICA REGULAMENTO DO NÚCLEO DE INFORMÁTICA Aprovado pela Resolução CONSUNI nº 31/13, de 21/08/13. CAPÍTULO I DAS CONSIDERAÇÕES PRELIMINARES Art. 1º Este regulamento dispõe especificamente do Núcleo de Informática

Leia mais

ESCOLA ESTADUAL ANGELINA JAIME TEBET

ESCOLA ESTADUAL ANGELINA JAIME TEBET ESCOLA ESTADUAL ANGELINA JAIME TEBET PLANEJAMENTO ONLINE: CONCEITOS E METODOLOGIAS Ivinhema_MS_2012 ESCOLA ESTADUAL ANGELINA JAIME TEBET PLANEJAMENTO ONLINE: CONCEITOS E METODOLOGIAS Projeto de capacitação

Leia mais

GERENCIAMENTO DAS TECNOLOGIAS EDUCACIONAIS E DOS RECURSOS TECNOLÓGICOS

GERENCIAMENTO DAS TECNOLOGIAS EDUCACIONAIS E DOS RECURSOS TECNOLÓGICOS GOVERNO DO ESTADO DE MATO GROSSO DO SUL SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO ESCOLA ESTADUAL PADRE ANCHIETA NOVA ANDRADINA-MS GERENCIAMENTO DAS TECNOLOGIAS EDUCACIONAIS E DOS RECURSOS TECNOLÓGICOS Projeto

Leia mais

ESCOLA ESTADUAL MARIA JOSÉ. Ismael Silvério Júnior (Multiplicador) Luciano de Mazzi Martins Falconi (PROGETEC) PLANO DE AÇÃO 2015

ESCOLA ESTADUAL MARIA JOSÉ. Ismael Silvério Júnior (Multiplicador) Luciano de Mazzi Martins Falconi (PROGETEC) PLANO DE AÇÃO 2015 ESCOLA ESTADUAL MARIA JOSÉ Ismael Silvério Júnior (Multiplicador) Luciano de Mazzi Martins Falconi (PROGETEC) PLANO DE AÇÃO 2015 Anaurilândia - MS 2015 ESCOLA ESTADUAL MARIA JOSÉ Ismael Silvério Júnior

Leia mais

ESCOLA ESTADUAL IRMAN RIBEIRO DE ALMEIDA SILVA VERA DE PAULA GARCIA CLEUZA ORTIZ MARTINS A IMPORTÂNCIA DA ÁGUA PARA OS ALUNOS DO 3º ANO

ESCOLA ESTADUAL IRMAN RIBEIRO DE ALMEIDA SILVA VERA DE PAULA GARCIA CLEUZA ORTIZ MARTINS A IMPORTÂNCIA DA ÁGUA PARA OS ALUNOS DO 3º ANO ESCOLA ESTADUAL IRMAN RIBEIRO DE ALMEIDA SILVA VERA DE PAULA GARCIA CLEUZA ORTIZ MARTINS A IMPORTÂNCIA DA ÁGUA PARA OS ALUNOS DO 3º ANO NOVA ANDRADINA - 2009 ESCOLA ESTADUAL IRMAN RIBEIRO DE ALMEIDA SILVA

Leia mais

ESCOLA ESTADUAL SENADOR FILINTO MÜLLER FERRAMENTA VIRTUAL - PLANETA BIO

ESCOLA ESTADUAL SENADOR FILINTO MÜLLER FERRAMENTA VIRTUAL - PLANETA BIO ESCOLA ESTADUAL SENADOR FILINTO MÜLLER FERRAMENTA VIRTUAL - PLANETA BIO ANGÉLICA-MS MARÇO DE 2015 ESCOLA ESTADUAL SENADOR FILINTO MÜLLER PLANETA BIO Projeto a ser desenvolvido em Abril de 2015 na E. E.

Leia mais

Diretora: Caroline Pereira Cavalcante de Castro. Secretário: Jorge Luis de Andrade. Assistente Administrativo: Maria de Fátima Oliveira

Diretora: Caroline Pereira Cavalcante de Castro. Secretário: Jorge Luis de Andrade. Assistente Administrativo: Maria de Fátima Oliveira GOVERNO DO ESTADO DO MATO GROSSO DO SUL SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO SUPERINTENDÊNCIA DE POLÍTICAS DE EDUCAÇÃO COORDENADORIAS DE TECNOLOGIAS EDUCACIONAIS NÚCLEO DE TECNOLOGIA EDUCACIONAL- NTE/ PONTA

Leia mais

Primeira comunicação por MSN entre turmas do 2º ano Escola Estadual Marechal Rondon

Primeira comunicação por MSN entre turmas do 2º ano Escola Estadual Marechal Rondon Fábio José de Araujo Primeira comunicação por MSN entre turmas do 2º ano Escola Estadual Marechal Rondon Nova Andradina MS Agosto de 2009 Fábio José de Araujo Primeira comunicação por MSN entre turmas

Leia mais

REGULAMENTO DO LABORATÓRIO INTEGRADO DE DESIGN E ENGENHARIA DE PRODUTO - LIDEP

REGULAMENTO DO LABORATÓRIO INTEGRADO DE DESIGN E ENGENHARIA DE PRODUTO - LIDEP REGULAMENTO DO LABORATÓRIO INTEGRADO DE DESIGN E ENGENHARIA DE PRODUTO - LIDEP A Coordenadora da Faculdade de Ciência e Tecnologia de Montes Claros FACIT, no uso de suas atribuições regimentais, considerando

Leia mais

Disciplina: Projeto Integrador 3 noite

Disciplina: Projeto Integrador 3 noite Anexo Docente 1 PROJETO DE MONITORIA Centro Universitário SENAC: Curso: Curso Tecnológico em Produção Multimidia Disciplina: Projeto Integrador 3 noite Código: Professor Responsável: Nelson Urssi Período

Leia mais

REGULAMENTO DE ESTÁGIO DO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM GESTÃO AMBIENTAL

REGULAMENTO DE ESTÁGIO DO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM GESTÃO AMBIENTAL Faculdade de Ciências Biomédicas de Cacoal CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM GESTÃO AMBIENTAL REGULAMENTO DE ESTÁGIO DO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM GESTÃO AMBIENTAL Cacoal RO REGULAMENTO DE ESTÁGIOS

Leia mais

Resolução nº. 01/09. Título I Estágio Supervisionado. Capítulo I. Caracterização do Estágio:

Resolução nº. 01/09. Título I Estágio Supervisionado. Capítulo I. Caracterização do Estágio: 1 Resolução nº. 01/09 Aprovar o Regulamento do Estágio Curricular Supervisionado do Curso de Pedagogia - considerando o art.70, VII do Regimento desta Instituição; - considerando necessidade de normatizar

Leia mais

ESCOLA ESTADUAL MARECHAL RONDON OFICINA WINDOWS MOVIE MAKER

ESCOLA ESTADUAL MARECHAL RONDON OFICINA WINDOWS MOVIE MAKER ESCOLA ESTADUAL MARECHAL RONDON OFICINA WINDOWS MOVIE MAKER NOVA ANDRADINA-MS MARÇO-2015 ESCOLA ESTADUAL MARECHAL RONDON OFICINA WINDOWS MOVIE MAKER Projeto a ser desenvolvido em Março de 2015 na E. E.

Leia mais

PLANO DE TRABALHO DOCENTE 1º Semestre/2015. Ensino Técnico. Professor: André /

PLANO DE TRABALHO DOCENTE 1º Semestre/2015. Ensino Técnico. Professor: André / PLANO DE TRABALHO DOCENTE 1º Semestre/2015 Ensino Técnico Código: 262 ETEC ANHANQUERA Município: Santana de Parnaíba Componente Curricular: Aplicativos Informatizados Eixo Tecnológico: Ambiente Saúde e

Leia mais

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE CENTRO DE COMUNICAÇÃO E LETRAS Coordenação do Curso de Publicidade e Propaganda

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE CENTRO DE COMUNICAÇÃO E LETRAS Coordenação do Curso de Publicidade e Propaganda REGULAMENTO DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES Regulamenta as Atividades Complementares do Curso de Publicidade e Propaganda do Centro de Comunicação e Letras da Universidade Presbiteriana Mackenzie CAPÍTULO

Leia mais

FACULDADE BARÃO DE PIRATININGA CURSO DE PEDAGOGIA MANUAL DA BRINQUEDOTECA. São Roque SP 2012

FACULDADE BARÃO DE PIRATININGA CURSO DE PEDAGOGIA MANUAL DA BRINQUEDOTECA. São Roque SP 2012 1 FACULDADE BARÃO DE PIRATININGA CURSO DE PEDAGOGIA MANUAL DA BRINQUEDOTECA São Roque SP 2012 2 Capítulo I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES Art. 1º O presente regulamento tem por finalidade normatizar as atividades

Leia mais

REGULAMENTO DAS DEPENDENCIAS INTERATIVAS NOS CURSOS DE GRADUAÇÃO OFERTADOS NA MODALIDADE PRESENCIAL (Anexo da Resolução CONSUNI nº 003/2014)

REGULAMENTO DAS DEPENDENCIAS INTERATIVAS NOS CURSOS DE GRADUAÇÃO OFERTADOS NA MODALIDADE PRESENCIAL (Anexo da Resolução CONSUNI nº 003/2014) REGULAMENTO DAS DEPENDENCIAS INTERATIVAS NOS CURSOS DE GRADUAÇÃO OFERTADOS NA MODALIDADE PRESENCIAL (Anexo da Resolução CONSUNI nº 003/2014) CAPÍTULO I CONDIÇÕES GERAIS Art. 1o As Disciplinas em dependência

Leia mais

ESCOLA ESTADUAL DR. MARTINHO MARQUES MARIA APARECIDA CRIVELLI GERENCIAMENTO DE ARQUIVOS EM AMBIENTES OFF-LINE E ON-LINE MARÇO - 2010 TAQUARUSSU MS

ESCOLA ESTADUAL DR. MARTINHO MARQUES MARIA APARECIDA CRIVELLI GERENCIAMENTO DE ARQUIVOS EM AMBIENTES OFF-LINE E ON-LINE MARÇO - 2010 TAQUARUSSU MS ESCOLA ESTADUAL DR. MARTINHO MARQUES MARIA APARECIDA CRIVELLI GERENCIAMENTO DE ARQUIVOS EM AMBIENTES OFF-LINE E ON-LINE MARÇO - 2010 TAQUARUSSU MS ESCOLA ESTADUAL DR. MARTINHO MARQUES MARIA APARECIDA CRIVELLI

Leia mais

Plano de Trabalho Docente 2015. Ensino Técnico

Plano de Trabalho Docente 2015. Ensino Técnico Plano de Trabalho Docente 2015 Ensino Técnico ETEC Monsenhor Antônio Magliano Código: 088 Município: Garça Eixo Tecnológico: CONTROLE E PROCESSOS INDUSTRIAIS Habilitação Profissional: Técnica de Nível

Leia mais

ESCOLA ESTADUAL SENADOR FILINTO MÜLLER-EXTENSÃO CLAUDEMIR FORATINI DE OLIVEIRA. INTEGRANDO AS TICs NO ENSINO DE MATEMÁTICA

ESCOLA ESTADUAL SENADOR FILINTO MÜLLER-EXTENSÃO CLAUDEMIR FORATINI DE OLIVEIRA. INTEGRANDO AS TICs NO ENSINO DE MATEMÁTICA ESCOLA ESTADUAL SENADOR FILINTO MÜLLER-EXTENSÃO CLAUDEMIR FORATINI DE OLIVEIRA INTEGRANDO AS TICs NO ENSINO DE MATEMÁTICA IVINHEMA MS MAIO DE 2010 ESCOLA ESTADUAL SENADOR FILINTO MÜLLER-EXTENSÃO CLAUDEMIR

Leia mais

Ensino Técnico. Ensino Técnico

Ensino Técnico. Ensino Técnico Ensino Técnico PLANO DE TRABALHO DOCENTE 1º Semestre/2015 Ensino Técnico Código: 262 ETEC ANHANQUERA Município: Santana de Parnaíba Componente Curricular: Aplicativos Informatizados Eixo Tecnológico: Gestão

Leia mais

ATIVIDADES COMPLEMENTARES - Curso de Comunicação Social

ATIVIDADES COMPLEMENTARES - Curso de Comunicação Social ATIVIDADES COMPLEMENTARES - Curso de Comunicação Social As Atividades Complementares são práticas acadêmicas, obrigatórias para os alunos do UniFIAMFAAM. Essas atividades são apresentadas sob múltiplos

Leia mais

Orientações Gerais de Acordo com o Regimento Escolar (parecer favorável do COMED 006/05)

Orientações Gerais de Acordo com o Regimento Escolar (parecer favorável do COMED 006/05) Orientações Gerais de Acordo com o Regimento Escolar (parecer favorável do COMED 006/05) Dos Discentes Todos os alunos matriculados na Unidade Escolar integram o corpo discente tendo o DIREITO de: Valer-se

Leia mais

Organograma do Pronatec/CEDAF 2014

Organograma do Pronatec/CEDAF 2014 Organograma do Pronatec/CEDAF 2014 Supervisor Financeiro Coordenação Geral Apoio Administrativo Supervisor de TI Apoio Financeiro Orientador Pedagógico Apoio Administrativo Avaliação dos Cursos Coordenação

Leia mais

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES DO ESTÁGIO DO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM MARKETING CAPÍTULO I

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES DO ESTÁGIO DO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM MARKETING CAPÍTULO I REGULAMENTO DAS ATIVIDADES DO ESTÁGIO DO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM MARKETING Dispõe sobre o Acompanhamento e Orientação do Estágio do Curso Superior de Tecnologia em Marketing da Faculdade de Castanhal.

Leia mais

ORGANIZAÇÃO E FUNCIONAMENTO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO. A disciplina de Estágio Supervisionado ocorrerá, sempre que possível, da seguinte

ORGANIZAÇÃO E FUNCIONAMENTO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO. A disciplina de Estágio Supervisionado ocorrerá, sempre que possível, da seguinte ORGANIZAÇÃO E FUNCIONAMENTO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO forma: A disciplina de Estágio Supervisionado ocorrerá, sempre que possível, da seguinte 1. Primeiro contato com a administração e o serviço de supervisão

Leia mais

FACULDADE MORAES JÚNIOR MACKENZIE RIO REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES CAPITULO I DO OBJETIVO, DA NATUREZA E DA FINALIDADE

FACULDADE MORAES JÚNIOR MACKENZIE RIO REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES CAPITULO I DO OBJETIVO, DA NATUREZA E DA FINALIDADE FACULDADE MORAES JÚNIOR MACKENZIE RIO REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES CAPITULO I DO OBJETIVO, DA NATUREZA E DA FINALIDADE Art. 1º. O objetivo das Atividades Complementares é fomentar complementação

Leia mais

REGULAMENTO DO PROGRAMA DE MONITORIA GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS CONTÁBEIS BACHARELADO

REGULAMENTO DO PROGRAMA DE MONITORIA GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS CONTÁBEIS BACHARELADO FASIPE CENTRO EDUCACIONAL LTDA. Mantenedora Faculdade Cenecista de Sinop Facenop/FASIPE Mantida REGULAMENTO DO PROGRAMA DE MONITORIA GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS CONTÁBEIS BACHARELADO SINOP / MATO GROSSO 2014

Leia mais

Unidade de Ensino Médio e Técnico - Cetec. Plano de Trabalho Docente 2015

Unidade de Ensino Médio e Técnico - Cetec. Plano de Trabalho Docente 2015 Plano de Trabalho Docente 2015 Ensino Técnico ETEC PAULINO BOTELHO Código: 091 Município: São Carlos SP Eixo Tecnológico: Gestão e Negócios Habilitação Profissional: Técnico em Recursos Humanos Qualificação:

Leia mais

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES São Paulo 2011 1 APRESENTAÇÃO Atividades Complementares de um Curso de Graduação é toda e qualquer atividade que vise à complementação do processo de ensino aprendizagem,

Leia mais

TÍTULO DO PROJETO: LOUSA DIGITAL E TABLET: ENSINANDO E APRENDENDO COLABORATIVAMENTE.

TÍTULO DO PROJETO: LOUSA DIGITAL E TABLET: ENSINANDO E APRENDENDO COLABORATIVAMENTE. 1 1 - IDENTIFICAÇÃO: TÍTULO DO PROJETO: LOUSA DIGITAL E TABLET: ENSINANDO E APRENDENDO COLABORATIVAMENTE. PERÍODO DE REALIZAÇÃO: 26/08 a 30/10/2013 ÓRGÃO RESPONSÁVEL: Núcleo de Tecnologia Educacional de

Leia mais

REGULAMENTO DO LABORATÓRIO DE ENSINO DO CURSO DE PEDAGOGIA IFC - CAMPUS CAMBORIÚ. Título I LABORATÓRIO DE ENSINO. Capítulo I Princípios e Diretrizes

REGULAMENTO DO LABORATÓRIO DE ENSINO DO CURSO DE PEDAGOGIA IFC - CAMPUS CAMBORIÚ. Título I LABORATÓRIO DE ENSINO. Capítulo I Princípios e Diretrizes REGULAMENTO DO LABORATÓRIO DE ENSINO DO CURSO DE PEDAGOGIA IFC - CAMPUS CAMBORIÚ Título I LABORATÓRIO DE ENSINO Capítulo I Princípios e Diretrizes O laboratório de ensino do curso de Licenciatura em Pedagogia

Leia mais

ESCOLA ESTADUAL DR. JOSÉ MANOEL FONTANILLAS FRAGELLI. Downloads na Web

ESCOLA ESTADUAL DR. JOSÉ MANOEL FONTANILLAS FRAGELLI. Downloads na Web ESCOLA ESTADUAL DR. JOSÉ MANOEL FONTANILLAS FRAGELLI Downloads na Web ANGÉLICA-MS 2011 ESCOLA ESTADUAL DR. JOSÉ MANOEL FONTANILLAS FRAGELLI Downloads na Web Projeto de Formação e Ensino desenvolvido pelo

Leia mais

Estado de Santa Catarina CÂMARA MUNICIPAL DE PALHOÇA Setor de Expediente

Estado de Santa Catarina CÂMARA MUNICIPAL DE PALHOÇA Setor de Expediente PROJETO DE LEI COMPLEMENTAR Nº 98/2012. NAEP. Dispõe sobre a criação do Núcleo de Atendimento Especializado da Rede Municipal de Ensino de Palhoça. O PREFEITO DO MUNICÍPIO DE PALHOÇA, Estado de Santa Catarina,

Leia mais

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES DE ACOMPANHAMENTO E ORIENTAÇÃO DO ESTÁGIO DO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM REDES DE COMPUTADORES CAPÍTULO I

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES DE ACOMPANHAMENTO E ORIENTAÇÃO DO ESTÁGIO DO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM REDES DE COMPUTADORES CAPÍTULO I REGULAMENTO DAS ATIVIDADES DE ACOMPANHAMENTO E ORIENTAÇÃO DO ESTÁGIO DO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM REDES DE COMPUTADORES Dispõe sobre o Acompanhamento e Orientação do Estágio do Curso Superior de

Leia mais

ESCOLA ESTADUAL MARECHAL RONDON UTILIZAÇÃO PEDAGÓGICA DO TABLET E CELULAR

ESCOLA ESTADUAL MARECHAL RONDON UTILIZAÇÃO PEDAGÓGICA DO TABLET E CELULAR ESCOLA ESTADUAL MARECHAL RONDON UTILIZAÇÃO PEDAGÓGICA DO TABLET E CELULAR NOVA ANDRADINA MS Julho/2014 ESCOLA ESTADUAL MARECHAL RONDON UTILIZAÇÃO PEDAGÓGICA DO TABLET E CELULAR Projeto elaborado pela professora

Leia mais

Design Mídia Digital. Vantagens do Treinamento no Mercado. Módulos Inclusos no Treinamento. Ferramentas do Mercado.

Design Mídia Digital. Vantagens do Treinamento no Mercado. Módulos Inclusos no Treinamento. Ferramentas do Mercado. Design Mídia Digital Vantagens do Treinamento no Mercado Há mais de 15 anos, transformando pessoas em profissionais qualificados para o mercado de trabalho de Cuiabá e região, capazes de desenvolver profissionais

Leia mais

EDITAL DE ABERTURA 07/2015 PARA INSCRIÇÕES E SELEÇÃO CURSO DE ELABORAÇÃO DE INDICADORES DE DESEMPENHO INSTITUCIONAL

EDITAL DE ABERTURA 07/2015 PARA INSCRIÇÕES E SELEÇÃO CURSO DE ELABORAÇÃO DE INDICADORES DE DESEMPENHO INSTITUCIONAL EDITAL DE ABERTURA 07/2015 PARA INSCRIÇÕES E SELEÇÃO CURSO DE ELABORAÇÃO DE INDICADORES DE DESEMPENHO INSTITUCIONAL 1. DA REALIZAÇÃO A Escola de Governo (EG), através da Fundação para o Desenvolvimento

Leia mais

ESPECIALIZAÇÃO EM PROPRIEDADE INTELECTUAL E INOVAÇÃO

ESPECIALIZAÇÃO EM PROPRIEDADE INTELECTUAL E INOVAÇÃO ESPECIALIZAÇÃO EM PROPRIEDADE INTELECTUAL E INOVAÇÃO CONCEPÇÃO DO CURSO O curso de Pós-graduação Lato Sensu Especialização em Propriedade Intelectual e Inovação faz parte do Programa de Capacitação dos

Leia mais

REGULAMENTO OPERACIONAL DA DIRETORIA DE ENSINO DE GRADUAÇÃO CAPÍTULO I DA INSTITUIÇÃO

REGULAMENTO OPERACIONAL DA DIRETORIA DE ENSINO DE GRADUAÇÃO CAPÍTULO I DA INSTITUIÇÃO 1 REGULAMENTO OPERACIONAL DA DIRETORIA DE ENSINO DE GRADUAÇÃO CAPÍTULO I DA INSTITUIÇÃO Art.1º A Diretoria de Ensino de Graduação (DEG) é órgão da Pró-Reitoria Acadêmica, do Centro Universitário de Maringá.

Leia mais

ESCOLA ESTADUAL SENADOR FILINTO MULLER. Carla Varela (Multiplicadora) Ticyara Halik Smanioto Vicente (PROGETEC)

ESCOLA ESTADUAL SENADOR FILINTO MULLER. Carla Varela (Multiplicadora) Ticyara Halik Smanioto Vicente (PROGETEC) ESCOLA ESTADUAL SENADOR FILINTO MULLER Carla Varela (Multiplicadora) Ticyara Halik Smanioto Vicente (PROGETEC) PLANO DE AÇÃO DE 2016 Inserindo Tecnologias no Cotidiano Escolar IVINHEMA/MS 2016 ESCOLA ESTADUAL

Leia mais

ESCOLA ESTADUAL BRAZ SINIGÁGLIA PROJETO: PAÍSES DO VELHO CONTINENTE

ESCOLA ESTADUAL BRAZ SINIGÁGLIA PROJETO: PAÍSES DO VELHO CONTINENTE ESCOLA ESTADUAL BRAZ SINIGÁGLIA PROJETO: PAÍSES DO VELHO CONTINENTE Batayporã / MS 2010 COORDENADORA DO PROJETO: MARIA DE LOURDES VAZ MOREIRA PROFESSORA DA DISCIPLINA DE GEOGRAFIA PROJETO: PAÍSES DO VELHO

Leia mais

RESOLVE: CAPÍTULO I PRINCÍPIOS GERAIS. Os objetivos gerais da EAD na Universidade Federal do Paraná (UFPR) são:

RESOLVE: CAPÍTULO I PRINCÍPIOS GERAIS. Os objetivos gerais da EAD na Universidade Federal do Paraná (UFPR) são: RESOLUÇÃO Nº 28/08-CEPE Fixa normas básicas de controle e registro da atividade acadêmica dos Cursos de Aperfeiçoamento e Especialização na modalidade de Educação a Distância da Universidade Federal do

Leia mais

ESCOLA ESTADUAL MARECHAL RONDON PLANO DE AÇÃO 2015

ESCOLA ESTADUAL MARECHAL RONDON PLANO DE AÇÃO 2015 ESCOLA ESTADUAL MARECHAL RONDON PLANO DE AÇÃO 2015 NOVA ANDRADINA - MS FEVEREIRO DE 2015 ESCOLA ESTADUAL MARECHAL RONDON PLANO DE AÇÃO 2015 Plano de Ação 2015 da Sala de Tecnologia Educacional para ser

Leia mais

PLANO DE AÇÃO - 2014

PLANO DE AÇÃO - 2014 PREFEITURA MUNICIPAL DE QUIXADÁ SECRETARIA MUNICIPAL DA EDUCAÇÃO SUPERINTENDÊNCIA DE DESENVOLVIMENTO PEDAGÓGICO PLANO DE AÇÃO - 2014 MISSÃO Assessorar as Regionais Educacionais, fortalecendo o processo

Leia mais

ROTEIRO PARA ELABORAÇÃO DO PROJETO DE ATIVIDADES EXTRA-CURRICULARES (ESPORTIVOS OU DE ÁREA)

ROTEIRO PARA ELABORAÇÃO DO PROJETO DE ATIVIDADES EXTRA-CURRICULARES (ESPORTIVOS OU DE ÁREA) ROTEIRO PARA ELABORAÇÃO DO PROJETO DE ATIVIDADES EXTRA-CURRICULARES (ESPORTIVOS OU DE ÁREA) I - CAPA NA CAPA DEVE CONSTAR: - Nome da Unidade Escolar com DRE; - Nome do professor responsável pela elaboração

Leia mais

APÊNDICE IX PROGRAMA DE FORMAÇÃO E CAPACITAÇÃO

APÊNDICE IX PROGRAMA DE FORMAÇÃO E CAPACITAÇÃO APÊNDICE IX PROGRAMA DE FORMAÇÃO E CAPACITAÇÃO 1 SUMÁRIO 1 INTRODUÇÃO... 3 2 DIRETRIZES GERAIS... 3 3 PROGRAMA DE FORMAÇÃO E CAPACITAÇÃO NA IMPLANTAÇÃO DAS UNIDADES... 4 3.1 Módulo Conceitual - Diretrizes

Leia mais

FACULDADE MORAES JÚNIOR MACKENZIE RIO REGULAMENTO DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO TÍTULO I CAPÍTULO I DO OBJETIVO, DA NATUREZA E DA FINALIDADE

FACULDADE MORAES JÚNIOR MACKENZIE RIO REGULAMENTO DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO TÍTULO I CAPÍTULO I DO OBJETIVO, DA NATUREZA E DA FINALIDADE FACULDADE MORAES JÚNIOR MACKENZIE RIO REGULAMENTO DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO TÍTULO I CAPÍTULO I DO OBJETIVO, DA NATUREZA E DA FINALIDADE SEÇÃO I DO OBJETIVO Art. 1º O presente Regulamento tem por

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DA GRANDE DOURADOS PRÓ-REITORIA DE ENSINO DE GRADUAÇÃO

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DA GRANDE DOURADOS PRÓ-REITORIA DE ENSINO DE GRADUAÇÃO EDITAL PROGRAD/EAD Nº 010, DE 28 DE MARÇO DE 2011 PROCESSO SELETIVO PARA FORMAÇÃO/CAPACITAÇÃO DE PROFISSIONAIS PARA EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA O PRÓ-REITOR DE ENSINO DE GRADUAÇÃO, DA FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL

Leia mais

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE CENTRO DE COMUNICAÇÃO E LETRAS Coordenação do Curso de Jornalismo REGULAMENTO DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE CENTRO DE COMUNICAÇÃO E LETRAS Coordenação do Curso de Jornalismo REGULAMENTO DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES REGULAMENTO DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES Regulamenta as Atividades Complementares do Curso de Jornalismo do Centro de Comunicação e Letras da Universidade Presbiteriana Mackenzie CAPÍTULO I DA DEFINIÇÃO

Leia mais

Regulamento das Disciplinas de Dependência e Adaptação na Modalidade Educacional à Distância

Regulamento das Disciplinas de Dependência e Adaptação na Modalidade Educacional à Distância Compete ao Núcleo de Educação à Distância (NEaD) do Univem a gestão organizacional e técnica das disciplinas de dependência e adaptação na modalidade de Educação à Distância. Art. 1º. Responsabilidades

Leia mais

UMA AÇÃO DE EXTENSÃO PARA CONTRIBUIR COM A INCLUSÃO DIGITAL DE CRIANÇAS E ADOLESCENTES RESUMO

UMA AÇÃO DE EXTENSÃO PARA CONTRIBUIR COM A INCLUSÃO DIGITAL DE CRIANÇAS E ADOLESCENTES RESUMO UMA AÇÃO DE EXTENSÃO PARA CONTRIBUIR COM A INCLUSÃO DIGITAL DE CRIANÇAS E ADOLESCENTES Dayana da Silva Souza 1 ; Luana de Oliveira F. Crivelli 1 ; Kerly Soares Castro 1 ; Eduardo Machado Real 2 ; André

Leia mais

FACULDADE VISCONDE DE CAIRU FAVIC NÚCLEO DE EXTENSÃO PROJETO DE MONITORIA DO CURSO DE ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS

FACULDADE VISCONDE DE CAIRU FAVIC NÚCLEO DE EXTENSÃO PROJETO DE MONITORIA DO CURSO DE ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS FACULDADE VISCONDE DE CAIRU FAVIC NÚCLEO DE EXTENSÃO PROJETO DE MONITORIA DO CURSO DE ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS SALVADOR AGO / 2015 SUMÁRIO 1. APRESENTAÇÃO...02 2. JUSTIFICATIVA...02 3. OBJETIVO

Leia mais

FACULDADE RADIAL SÃO PAULO - FARSP CURSO DE DIREITO REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES DO CURSO DE DIREITO

FACULDADE RADIAL SÃO PAULO - FARSP CURSO DE DIREITO REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES DO CURSO DE DIREITO FACULDADE RADIAL SÃO PAULO - FARSP CURSO DE DIREITO REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES DO CURSO DE DIREITO 1 SUMÁRIO DAS DISPOSIÇÕES GERAIS...3 DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES...3 DA COORDENAÇÃO DAS

Leia mais

Considerando o disposto no artigo 12, inciso V; artigo 13, inciso IV, e artigo 24, inciso V, alínea e, da Lei Federal 9394/96;

Considerando o disposto no artigo 12, inciso V; artigo 13, inciso IV, e artigo 24, inciso V, alínea e, da Lei Federal 9394/96; ATO NORMATIVO da Secretaria Municipal da Educação Resolução SME nº4, de 05 de março de 2015. Dispõe sobre a Recuperação da Aprendizagem, de maneira Contínua e/ou Paralela, no Ensino Fundamental da Rede

Leia mais

DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES

DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES REGIMENTO INTERNO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES DO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS FADERGS - LAUREATE IINTERNATIONAL UNIVERSITIES O Coordenador do Curso Superior de

Leia mais

CAPÍTULO I - Conceituação e Objetivos

CAPÍTULO I - Conceituação e Objetivos REGULAMENTO GERAL TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO TCC Ensino Técnico do Centro Paula Souza CAPÍTULO I - Conceituação e Objetivos Art. 1º O Trabalho de Conclusão de Curso - TCC constitui-se numa atividade

Leia mais

NTE DE NOVA ANDRADINA. OFICINA BLOG: O Blog como ferramenta didática no Ensino de Língua Inglesa

NTE DE NOVA ANDRADINA. OFICINA BLOG: O Blog como ferramenta didática no Ensino de Língua Inglesa NTE DE NOVA ANDRADINA OFICINA BLOG: O Blog como ferramenta didática no Ensino de Língua Inglesa NOVA ANDRADINA - MS ABRIL/2008 NÚCLEO DE TECNOLOGIAS EDUCACIONAIS DE NOVA ANDRADINA OFICINA BLOG: O Blog

Leia mais

Associação Educativa Evangélica FACULDADE RAÍZES. Plantando Conhecimento para a Vida. Regulamento do Núcleo de Trabalho de Conclusão de Curso TCC

Associação Educativa Evangélica FACULDADE RAÍZES. Plantando Conhecimento para a Vida. Regulamento do Núcleo de Trabalho de Conclusão de Curso TCC Regulamento do Núcleo de Trabalho de Conclusão de Curso TCC DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO E SUA ESTRUTURA Art. 1º O Trabalho de Conclusão do Curso de Bacharelado em Direito da Faculdade Raízes deve

Leia mais

Atividade é à distância, para quem perdeu o curso realizado ano passado

Atividade é à distância, para quem perdeu o curso realizado ano passado Atividade é à distância, para quem perdeu o curso realizado ano passado A EAP publicou comunicado no Diário Oficial de hoje sobre o Curso de Especialização Técnico Profissional para Agentes de Segurança

Leia mais

REGULAMENTO GERAL DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO DA FACULDADE CRISTO REI

REGULAMENTO GERAL DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO DA FACULDADE CRISTO REI REGULAMENTO GERAL DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO DA FACULDADE CRISTO REI 1 APRESENTAÇÃO O Presente Regulamento visa esclarecer ao acadêmico, a estrutura e o funcionamento das Atividades

Leia mais

Prefeitura de São José do Rio Preto, 30 de Janeiro de 2013. Ano IX nº 2732 DHOJE SECRETARIA MUNICIPAL DA EDUCAÇÃO RESOLUÇÃO SME N 02/2013

Prefeitura de São José do Rio Preto, 30 de Janeiro de 2013. Ano IX nº 2732 DHOJE SECRETARIA MUNICIPAL DA EDUCAÇÃO RESOLUÇÃO SME N 02/2013 Prefeitura de São José do Rio Preto, 30 de Janeiro de 2013. Ano IX nº 2732 DHOJE SECRETARIA MUNICIPAL DA EDUCAÇÃO RESOLUÇÃO SME N 02/2013 Estabelece diretrizes, normas e prazos para entrega dos Planos

Leia mais

UNIDADE UNIVERSITÁRIA DE SÃO LUÍS DE MONTES BELOS CURSO DE PEDAGOGIA

UNIDADE UNIVERSITÁRIA DE SÃO LUÍS DE MONTES BELOS CURSO DE PEDAGOGIA UNIDADE UNIVERSITÁRIA DE SÃO LUÍS DE MONTES BELOS CURSO DE PEDAGOGIA REGIMENTO DA PRÁTICA DE ENSINO E ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO DO CURSO DE PEDAGOGIA SÃO LUÍS DE MONTES BELOS 2014 UNIDADE UNIVERSITÁRIA

Leia mais

1. O NÚCLEO DE TECNOLOGIA EDUCACIONAL NTE

1. O NÚCLEO DE TECNOLOGIA EDUCACIONAL NTE 4 1. O NÚCLEO DE TECNOLOGIA EDUCACIONAL NTE Núcleo de Tecnologia Educacional de Nova Andradina Endereço: Rua da Saudade, 737 Bairro: Capilé Cep: 79750-000 Fone: 0800 647 4460 3441-4649 3441 2791 Site:

Leia mais