ANAIS DA VII JORNADA CIENTÍFICA DA FAZU 20 a 24 de outubro de 2008 ARTIGOS CIENTÍFICOS COMPUTAÇÃO SUMÁRIO

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "ANAIS DA VII JORNADA CIENTÍFICA DA FAZU 20 a 24 de outubro de 2008 ARTIGOS CIENTÍFICOS COMPUTAÇÃO SUMÁRIO"

Transcrição

1 ARTIGOS CIENTÍFICOS COMPUTAÇÃO SUMÁRIO AS NOVAS TECNOLOGIAS NA FORMAÇÃO DE PROFESSORES PESQUISADORES... 2

2 AS NOVAS TECNOLOGIAS NA FORMAÇÃO DE PROFESSORES PESQUISADORES SILVA, M.M Margareth Maciel Silva Pedagogia e Especialista em Educação a Distância. Professora de História da Educação e Organização e Funcionamento do Sistema de Ensino da Escola Estadual Professora Corina de Oliveira. RESUMO Este artigo tem por objetivo relatar e analisar experiências com as Novas Tecnologias no curso Normal de Nível Médio na Escola Estadual Professora Corina de Oliveira. A discussão do tema proposto envolve a análise do uso da internet como recurso de pesquisa por meio de mediação pedagógica do professor, transformando-se em orientador e não ditador de normas e regras para trabalhos acadêmicos. Busca também encontrar caminhos para a superação da banalização dos trabalhos copiados na internet sem reflexão e conclusões elaboradas pelos alunos. A experiência aconteceu através do Projeto Professor Pesquisador realizado em parceria com a Prefeitura Municipal de Uberaba que cedeu um de seus laboratórios de informática. As pesquisas contaram com roteiros e critérios de busca, seleção e análise críticas dos conteúdos encontrados na internet. Através da mediação pedagógica orientamos os alunos a selecionar as informações relevantes, verificar a veracidade, interpretar, relacionar e o tema pesquisado. Solicitamos a visita ao Blog Professor Pesquisador onde poderiam encontrar as orientações para as pesquisas. Solicitamos também o envio de s de avaliação de cada encontro, trabalhos anexados por aos professores, a elaboração um relatório final emitido conclusões. No final do terceiro bimestre recebemos e avaliamos os trabalhos produzidos e notamos claramente a mudança na qualidade das pesquisas. O laboratório da escola foi reativado, outros professores aderiram o projeto e solicitaram novas pesquisas a professora de Informática. Palavras-chave: Formação de professores, Novas Tecnologias, mediação pedagógica. INTRODUÇÃO Os avanços das Novas Tecnologias da Comunicação e Informação impactaram todas as áreas do conhecimento, transformando a sociedade do século XXI. No campo educacional, novos paradigmas, novos conceitos, reflexões no processo de ensino e de aprendizagem evidenciam grandes desafios na educação e na formação de professores. Os espaços escolares adaptaram-se as transformações do mundo tecnológico. As novas diretrizes da educação brasileira indicam esforços nesse sentido e o MEC considerando esta nova realidade criou programas que incentivaram a modernização das escolas públicas e universidades. Assim as Tecnologias Educacionais foram integradas em 2

3 diversos cursos de formação de professores em nível superior. No entanto, a LDB Nº /1996 no artigo 39 (redação alterada pela Lei Nº /08) normatiza a educação profissional integrada às dimensões do trabalho, da ciência e da tecnologia. O maior problema é que em muitas escolas os computadores ficam durante a maior parte do tempo desligados e os laboratórios de informática só abrem para limpeza e manutenção. O Projeto Professor Pesquisador procurou atender esta exigência da lei, incorporando os computadores e a internet ao cotidiano escolar na formação de professores, preparando alunos do Curso de Normal Nível Médio da Escola Estadual Professora Corina de Oliveira, no uso das Novas Tecnologias, especificamente para o acesso a internet. Por que a internet? Ela possibilita o uso de texto, sons, imagens e vídeo para a transmissão de conhecimentos. Permite que conhecimentos gerados em qualquer parte do mundo sejam acessíveis a todos. Permite que alunos e professores consultem especialistas em diversas áreas. Incentiva a colaboração entre diferentes centros e culturas para a formação de conhecimento ou o trabalho na resolução de problemas comuns. Museus podem ser visitados, bibliotecas virtuais, há uma infinidade de livros inteiros disponíveis na Internet, artigos, revistas, documentários, vídeos, todos estes recursos podem ser utilizados como fonte de pesquisa e de conhecimento. Na verdade a questão de permitir ou não o aluno fazer a pesquisa na Internet depende apenas de uma orientação acerca do procedimento que será adotado para se aceitar tal pesquisa. A mediação pedagógica busca abrir caminhos para a concretização dos objetivos propostos, cooperar para que o aprendiz use as novas tecnologias para sua aprendizagem e não seja dominado ou distraído pelos recursos tecnológicos disponíveis. MATERIAL E MÉTODO Iniciamos o projeto com atividades interdisciplinares de História da Educação e Informática realizadas em sala de aula (Pré-laboratório) e no Laboratório de Informática da Escola Municipal Frei Eugênio e posteriormente no pequeno Laboratório de nossa escola. Através dessa parceria democratizamos o acesso às informações disponíveis na internet, propiciando situações de busca e investigação, despertando a criticidade para selecionar as informações pertinentes, refletindo sobre os fatos históricos estudados relacionando com a atualidade. O primeiro momento em sala de aula apresentamos o Projeto Professor Pesquisador, o conteúdo de História da Educação (Educação Jesuítica) e de Informática (Mecanismo de pesquisa na internet e formatação de trabalhos acadêmicos). No Laboratório de Informática a pesquisa foi direcionada por meio de um roteiro disponível no Blog Professor Pesquisador. Critérios foram inseridos no projeto em conseqüência dos trabalhos anteriormente recebidos que eram apenas cópias da internet, muitos sem formatação básica de textos. Apropriamos dos recursos da internet como: sites de busca, sites de universidades, bibliotecas virtuais, Blog para roteiro de aula, que relataram as experiências no Laboratório de Informática. Os s foram instrumentos de avaliação do Projeto e interação com a Linguagem digital, envolvendo os alunos no processo avaliativo. Nas aulas de Informática assumimos a postura de mediador pedagógico, um facilitador, incentivador da aprendizagem, orientando o aluno a navegar nos hipertextos com vários links, interpretar as informações, levantar hipóteses, comparar informações, analisar a veracidade dos textos disponibilizados no ciberespaço. A esse respeito SANTOS (2003) declara que Com a emergência da sociedade em rede, novos espaços digitais e virtuais de aprendizagem vêm se estabelecendo a partir do acesso e do uso criativo das novas 3

4 tecnologias da comunicação e da informação. Novas relações com o saber vêm se instituindo em um processo híbrido entre humanos e a máquina. O ciberespaço é formado por um grande hipertexto com vários links que conectam o sujeito ao universo da mixagem e da multimídia, permitindo o acesso à informação materializada por uma multiplicidade de linguagens e suportes. Trabalhamos também a formatação dos textos, orientando a elaboração de trabalhos acadêmicos e exigindo a bibliografia, conclusão do trabalho realizado e um relatório final narrando às experiências e as modificações ocorridas. Na última etapa, nas aulas de História da Educação realizamos o momento denominado de Pós-laboratório em que discutimos a veracidade dos fatos coletados nos sites, questionamos as fontes de pesquisa, as divergências de opiniões quanto ao assunto pesquisado: Educação Jesuítica no Brasil e as influências na Educação Brasileira. Procuramos desenvolver o senso crítico dos alunos quanto às informações coletadas, de modo que perceberam diferenças de ponto de vista e diferenças provenientes de informações contraditórias. RESULTADOS E DISCUSSÃO Os alunos demonstraram mais interesse pela pesquisa, houve disposição em rever a maneira de realizar as pesquisas solicitadas nas aulas de História da Educação. Alguns alunos participaram das atividades propostas, interagindo com desenvoltura diante do computador. Outros necessitaram de intervenção direcionada dos professores, manifestaram sentimentos de frustração diante do computador, preferindo dar oportunidade aos colegas que dominavam o processo de pesquisa na internet. Nos encontros posteriores, organizamos grupos de pesquisa heterogêneos, (alunos com domínio de informática colaboravam com colegas inexperientes). Através da mediação pedagógica orientamos os alunos a fim de selecionar as informações relevantes, verificar a veracidade, interpretar, relacionar e contextualizar o tema pesquisado. Analisando os s e as discussões na aula do pós-laboratório atentamos para a superação de algumas dificuldades e barreiras emocionais que geram a tecnofobia (medo da tecnologia). Uma aluna escreveu um depoimento agradecendo a oportunidade de realizar um trabalho usando o computador e a internet, visto que muitos professores têm exigido trabalhos digitados segundo as normas acadêmicas e não sabia como fazêlos. Atualmente, nos intervalos as alunas freqüentam o laboratório de informática da escola. Outra professora aderiu ao projeto solicitando pesquisas de diversos assuntos em estudo. No final do terceiro bimestre recebemos e avaliamos os trabalhos produzidos através do Projeto Professor Pesquisador e notamos claramente a mudança na qualidade das pesquisas e apresentação dos trabalhos. CONCLUSÃO Sabemos que as Novas Tecnologias da Comunicação e da Informação trouxeram novas possibilidades à educação, exigindo uma nova postura do educador. Vivenciar experiências com tecnologias promove mudanças e provoca alterações no trabalho docente, uma nova configuração do processo didático e metodológico tradicionalmente usado em nossas escolas. Provocamos mudanças na rotina do curso e na forma de pesquisas e elaboração dos trabalhos. Cabe a nós convencer toda a equipe e capacitá-la para que saibam incorporar e utilizar as novas tecnologias no processo de ensino e de 4

5 aprendizagem. Continuamos sensibilizar a direção da escola quanto à necessidade de ampliar o laboratório de informática e novos investimentos em tecnologias. Sabemos que não basta ter laboratórios de Informática bem equipados, mas, sim, oferecer o preparo adequado, com pressupostos técnicos, além de uma vasta experiência que auxiliem os futuros educadores a relacionarem as Novas Tecnologias ao processo de planejamento de suas aulas para a Educação Infantil. Para dar continuidade ao projeto, na Semana Pedagógica em Novembro realizaremos oficinas com a equipe de Tecnologia Educacional da Prefeitura Municipal de Uberaba, capacitando os alunos para atuar nas CEMEIS da rede municipal de Uberaba. O desafio maior é despertar no futuro professor um espírito de pesquisador e investigador conectado aos meios tecnológicos e apto para lidar com as linguagens digitais de seu tempo. REFERÊNCIAS ALMEIDA. M.E. Proinfo: Informática e Formação de Professores. Volume 1 e 2. Brasília: Ministério da Educação, SEED, ALVES, Lynn; NOVA, Cristiane. Educação a Distância. São Paulo: Futura ARANHA, M. L. A. História da Educação e da Pedagogia: geral e do Brasil. 3ª edição. São Paulo:Moderna LEOPOLDO, L.P. (Org). Novas Tecnologias na educação: reflexões sobre a prática. Maceió: EDUFAL, MORAN, J. M.; MASETTO, M.T.; BEHRENS, M. A. Novas Tecnologias e mediação pedagógica. 6ª Edição, Campinas, SP: Papirus,

Formação de professores para o uso das TIC: um estudo de caso sobre os cursos presenciais de Letras no Vale do Paraíba

Formação de professores para o uso das TIC: um estudo de caso sobre os cursos presenciais de Letras no Vale do Paraíba 1 Formação de professores para o uso das TIC: um estudo de caso sobre os cursos presenciais de Letras no Vale do Paraíba Sílvia Helena Santos Vasconcellos 1 Resumo O presente artigo apresenta os resultados

Leia mais

O USO DA INTERNET E SUA INFLUÊNCIA NA APRENDIZAGEM COLABORATIVA DE ALUNOS E PROFESSORES NUMA ESCOLA PÚBLICA DE MACEIÓ

O USO DA INTERNET E SUA INFLUÊNCIA NA APRENDIZAGEM COLABORATIVA DE ALUNOS E PROFESSORES NUMA ESCOLA PÚBLICA DE MACEIÓ O USO DA INTERNET E SUA INFLUÊNCIA NA APRENDIZAGEM COLABORATIVA DE ALUNOS E PROFESSORES NUMA ESCOLA PÚBLICA DE MACEIÓ Rose Maria Bastos Farias (UFAL) rmbfarias@hotmail.com RESUMO: Trata-se de uma pesquisa

Leia mais

FORMAÇÃO DE PROFESSORES EM LOGO: APRENDIZAGEM DE PROGRAMAÇÃO E GEOMETRIA * 1. COSTA, Igor de Oliveira 1, TEIXEIRA JÚNIOR, Waine 2

FORMAÇÃO DE PROFESSORES EM LOGO: APRENDIZAGEM DE PROGRAMAÇÃO E GEOMETRIA * 1. COSTA, Igor de Oliveira 1, TEIXEIRA JÚNIOR, Waine 2 FORMAÇÃO DE PROFESSORES EM LOGO: APRENDIZAGEM DE PROGRAMAÇÃO E GEOMETRIA * 1 COSTA, Igor de Oliveira 1, TEIXEIRA JÚNIOR, Waine 2 Palavras-CHAVE: formação de professores, programação, Logo Introdução As

Leia mais

1. Capacitação Docente em Informática na Educação

1. Capacitação Docente em Informática na Educação DO EDITOR DE TEXTOS A PLATAFORMA MOODLE: UM PROJETO PILOTO INOVADOR DE CAPACITAÇÃO DOCENTE CONSTRUCIONISTA EM UMA ESCOLA DA REDE MUNICIPAL DE PORTO ALEGRE Maira Teresinha Lopes Penteado 1 Maria Beatriz

Leia mais

Novas Tecnologias no Ensino de Física: discutindo o processo de elaboração de um blog para divulgação científica

Novas Tecnologias no Ensino de Física: discutindo o processo de elaboração de um blog para divulgação científica Novas Tecnologias no Ensino de Física: discutindo o processo de elaboração de um blog para divulgação científica Pedro Henrique SOUZA¹, Gabriel Henrique Geraldo Chaves MORAIS¹, Jessiara Garcia PEREIRA².

Leia mais

Elaboração de Projetos

Elaboração de Projetos Elaboração de Projetos 2 1. ProjetoS Projeto: uma nova cultura de aprendizagem ALMEIDA, Maria Elizabeth Bianconcini de. Projeto: uma nova cultura de aprendizagem. [S.l.: s.n.], jul. 1999. A prática pedagógica

Leia mais

Uma análise sobre a produção de conteúdo e a interatividade na TV digital interativa

Uma análise sobre a produção de conteúdo e a interatividade na TV digital interativa Uma análise sobre a produção de conteúdo e a interatividade na TV digital interativa Mariana da Rocha C. Silva Mariana C. A. Vieira Simone C. Marconatto Faculdade de Educação-Unicamp Educação e Mídias

Leia mais

Currículo e tecnologias digitais da informação e comunicação: um diálogo necessário para a escola atual

Currículo e tecnologias digitais da informação e comunicação: um diálogo necessário para a escola atual Currículo e tecnologias digitais da informação e comunicação: um diálogo necessário para a escola atual Adriana Cristina Lázaro e-mail: adrianaclazaro@gmail.com Milena Aparecida Vendramini Sato e-mail:

Leia mais

FUNDAÇÃO CARMELITANA MÁRIO PALMÉRIO FACIHUS FACULDADE DE CIÊNCIAS HUMANAS E SOCIAIS Educação de qualidade ao seu alcance SUBPROJETO: PEDAGOGIA

FUNDAÇÃO CARMELITANA MÁRIO PALMÉRIO FACIHUS FACULDADE DE CIÊNCIAS HUMANAS E SOCIAIS Educação de qualidade ao seu alcance SUBPROJETO: PEDAGOGIA SUBPROJETO: PEDAGOGIA Alfabetizar letrando com as tecnologias INTRODUÇÃO A escola necessita formar seu aluno a aprender a ler o mundo, ter autonomia para buscar seu conhecimento, incentivá-lo a ser autor

Leia mais

Utilização de recursos pedagógicos de ambientes virtuais como complemento para atividades presenciais no ensino superior. Sanmya Feitosa Tajra

Utilização de recursos pedagógicos de ambientes virtuais como complemento para atividades presenciais no ensino superior. Sanmya Feitosa Tajra Utilização de recursos pedagógicos de ambientes virtuais como complemento para atividades presenciais no ensino superior Sanmya Feitosa Tajra Mestre em Educação (Currículo)/PUC-SP Professora de Novas Tecnologias

Leia mais

A UTILIZAÇÃO DO LABORATÓRIO DE INFORMÁTICA PELOS DOCENTES COMO UMA FERRAMENTA DE ENSINO

A UTILIZAÇÃO DO LABORATÓRIO DE INFORMÁTICA PELOS DOCENTES COMO UMA FERRAMENTA DE ENSINO A UTILIZAÇÃO DO LABORATÓRIO DE INFORMÁTICA PELOS DOCENTES COMO UMA FERRAMENTA DE ENSINO Maria Dasdores Vieira de França marri_ce@hotmail.com Programa de Pós-Graduação em Educação Universidade Federal de

Leia mais

Tecnologia na escola: criação de redes de conhecimento

Tecnologia na escola: criação de redes de conhecimento Tecnologia na escola: criação de redes de conhecimento Maria Elizabeth Bianconcini de Almeida O uso da tecnologia de informação e comunicação TIC - na escola carrega em si mesmo as contradições da sociedade

Leia mais

Curso de Formação Pedagógica para Docentes da FEI. Coordenação Prof. Dr. Marcos T. Masetto

Curso de Formação Pedagógica para Docentes da FEI. Coordenação Prof. Dr. Marcos T. Masetto Curso de Formação Pedagógica para Docentes da FEI Coordenação Prof. Dr. Marcos T. Masetto 1 Curso de Formação Pedagógica para Docentes da FEI Professor Doutor Marcos T. Masetto Objetivos Desenvolver competências

Leia mais

FORMAÇÃO CONTINUADA DE PROFESSORES DE MATEMÁTICA: UMA PROPOSTA UTILIZANDO TECNOLOGIAS

FORMAÇÃO CONTINUADA DE PROFESSORES DE MATEMÁTICA: UMA PROPOSTA UTILIZANDO TECNOLOGIAS I Mostra de Iniciação Científica I MIC 23 e 24 de setembro de 2011 Instituto Federal Catarinense Campus Concórdia Concórdia SC INSTITUTO FEDERAL CATARINENSE CAMPUS CONCÓRDIA FORMAÇÃO CONTINUADA DE PROFESSORES

Leia mais

DA EDUCAÇÃO TRADICIONAL ÀS NOVAS TECNOLOGIAS APLICADAS À EDUCAÇÃO

DA EDUCAÇÃO TRADICIONAL ÀS NOVAS TECNOLOGIAS APLICADAS À EDUCAÇÃO 25 a 28 de Outubro de 2011 ISBN 978-85-8084-055-1 DA EDUCAÇÃO TRADICIONAL ÀS NOVAS TECNOLOGIAS APLICADAS À EDUCAÇÃO Natália Aguiar de Menezes 1 RESUMO: Observa-se que com o passar dos anos o ensino superior

Leia mais

Janine Garcia 1 ; Adamo Dal Berto 2 ; Marli Fátima Vick Vieira 3

Janine Garcia 1 ; Adamo Dal Berto 2 ; Marli Fátima Vick Vieira 3 ENSINO A DISTÂNCIA: UMA ANÁLISE DO MOODLE COMO INSTRUMENTO NO PROCESSO ENSINO-APRENDIZAGEM DO ENSINO MÉDIO E SUPERIOR DO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA CATARINENSE (IFC) - CÂMPUS ARAQUARI

Leia mais

Portal de Periódicos da CAPES: evolução do acesso pela UEPG 2005 a 2013 : experiência da capacitação de usuários com cursos de extensão

Portal de Periódicos da CAPES: evolução do acesso pela UEPG 2005 a 2013 : experiência da capacitação de usuários com cursos de extensão 13. CONEX Apresentação Oral Resumo Expandido 1 ISSN 2238-9113 ÁREA TEMÁTICA: (marque uma das opções) ( ) COMUNICAÇÃO ( ) CULTURA ( ) DIREITOS HUMANOS E JUSTIÇA ( x ) EDUCAÇÃO ( ) MEIO AMBIENTE ( ) SAÚDE

Leia mais

Articulando saberes e transformando a prática

Articulando saberes e transformando a prática Articulando saberes e transformando a prática Maria Elisabette Brisola Brito Prado Na sociedade do conhecimento e da tecnologia torna-se necessário repensar o papel da escola, mais especificamente as questões

Leia mais

Contribuição das Tecnologias da Informação e Comunicação no Processo Ensino-Aprendizagem

Contribuição das Tecnologias da Informação e Comunicação no Processo Ensino-Aprendizagem Contribuição das Tecnologias da Informação e Comunicação no Processo Ensino-Aprendizagem Prof. Dr. Luis Paulo Leopoldo Mercado Programa de Pós-Graduação em Educação Universidade Federal de Alagoas Conteúdos

Leia mais

INTEGRAÇÃO DE MÍDIAS E A RECONSTRUÇÃO DA PRÁTICA PEDAGÓGICA

INTEGRAÇÃO DE MÍDIAS E A RECONSTRUÇÃO DA PRÁTICA PEDAGÓGICA Tema debatido na série Integração de tecnologias, linguagens e representações, apresentado no programa Salto para o Futuro/TV Escola, de 2 a 6 de maio de 2005 (Programa 1) INTEGRAÇÃO DE MÍDIAS E A RECONSTRUÇÃO

Leia mais

SEMI-PRESENCIALIDADE NO ENSINO SUPERIOR: ALGUNS RESULTADOS DESSA MODALIDADE NA FGF

SEMI-PRESENCIALIDADE NO ENSINO SUPERIOR: ALGUNS RESULTADOS DESSA MODALIDADE NA FGF 1 SEMI-PRESENCIALIDADE NO ENSINO SUPERIOR: ALGUNS RESULTADOS DESSA MODALIDADE NA FGF Fortaleza CE Junho/2009 Karla Angélica Silva do Nascimento - Faculdade Integrada da Grande Fortaleza karla@fgf.edu.br

Leia mais

TECNOLOGIAS EDUCACIONAIS E FORMAÇÃO DO PROFESSOR

TECNOLOGIAS EDUCACIONAIS E FORMAÇÃO DO PROFESSOR 110. ÁREA TEMÁTICA: (marque uma das opções) ( ) COMUNICAÇÃO ( ) CULTURA ( ) DIREITOS HUMANOS E JUSTIÇA ( ) EDUCAÇÃO ( ) MEIO AMBIENTE ( ) SAÚDE ( ) TRABALHO ( X ) TECNOLOGIA TECNOLOGIAS EDUCACIONAIS E

Leia mais

ANÁLISE DE SITES EDUCACIONAIS PELO PROFESSOR E PELO ALUNO

ANÁLISE DE SITES EDUCACIONAIS PELO PROFESSOR E PELO ALUNO Análise do professor: Parâmetros para avaliação Ao navegar por Web sites é importante observar alguns tópicos para determinar se um site é bom ou não. Navegação, design, conteúdo, velocidade de acesso,

Leia mais

ANEXO VIII PREGÃO PRESENCIAL Nº. 001/15 COTAÇÃO ESTIMADA

ANEXO VIII PREGÃO PRESENCIAL Nº. 001/15 COTAÇÃO ESTIMADA ANEXO VIII PREGÃO PRESENCIAL Nº. 001/15 COTAÇÃO ESTIMADA 1. DO OBJETO Constitui-se como objeto da Ata de Registro de Preço a aquisição de materiais didáticos e paradidáticos em tecnologia educacional para

Leia mais

Saberes da Docência Online

Saberes da Docência Online Saberes da Docência Online Edméa Santos Professora do PROPED-Faculdade de Educação da UERJ E-mail: mea2@uol.com.br Web-site: http://www.docenciaonline.pro.br/moodle http://www.proped..pro.br/moodle Fones

Leia mais

Categoria: A Estratégicas e políticas. Setor Educacional: 5 Educação continuada em geral. Natureza: B Descrição de projeto em andamento

Categoria: A Estratégicas e políticas. Setor Educacional: 5 Educação continuada em geral. Natureza: B Descrição de projeto em andamento FORMAÇÃO CONTINUADA NA MODALIDADE DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA: UMA EXPERIÊNCIA EM CURITIBA Maio/2007 Eloina de Fátima Gomes dos Santos Prefeitura Municipal de Curitiba eloinas@curitiba.org.br Cíntia Caldonazo

Leia mais

WEB 2.0 NA EDUCAÇÃO: O FACEBOOK COMO AMBIENTE VIRTUAL DE APRENDIZAGEM NA FORMAÇÃO INICIAL DE PROFESSORES

WEB 2.0 NA EDUCAÇÃO: O FACEBOOK COMO AMBIENTE VIRTUAL DE APRENDIZAGEM NA FORMAÇÃO INICIAL DE PROFESSORES ISSN 2316-7785 WEB 2.0 NA EDUCAÇÃO: O FACEBOOK COMO AMBIENTE VIRTUAL DE APRENDIZAGEM NA FORMAÇÃO INICIAL DE PROFESSORES Arlam Dielcio Pontes da Silva Universidade Federal Rural de Pernambuco arllan_dielcio@hotmail.com

Leia mais

Formação lato sensu de gestores da educação básica: as tecnologias digitais no Programa da Escola de Gestores

Formação lato sensu de gestores da educação básica: as tecnologias digitais no Programa da Escola de Gestores Formação lato sensu de gestores da educação básica: as tecnologias digitais no Programa da Escola de Gestores Natália Jimena da Silva Aguiar natalia.jimena@gmail.com Universidade Federal de Pernambuco/CAA

Leia mais

ANEXO 1 - QUESTIONÁRIO

ANEXO 1 - QUESTIONÁRIO ANEXO 1 - QUESTIONÁRIO 1. DIMENSÃO PEDAGÓGICA 1.a) ACESSIBILIDADE SEMPRE ÀS VEZES NUNCA Computadores, laptops e/ou tablets são recursos que estão inseridos na rotina de aprendizagem dos alunos, sendo possível

Leia mais

Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais/ NÚCLEO DE APOIO À INCLUSÃO DO ALUNO COM NECESSIDADES EDUCACIONAIS ESPECIAIS

Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais/ NÚCLEO DE APOIO À INCLUSÃO DO ALUNO COM NECESSIDADES EDUCACIONAIS ESPECIAIS Nome da Instituição: Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais/ NÚCLEO DE APOIO À INCLUSÃO DO ALUNO COM NECESSIDADES EDUCACIONAIS ESPECIAIS Responsável pelo preenchimento das informações: HELIANE

Leia mais

PROJETO UCA: FORMAÇÃO BRASIL. Proposta de operacionalização. Formação dos professores na escola

PROJETO UCA: FORMAÇÃO BRASIL. Proposta de operacionalização. Formação dos professores na escola Ministério da Educação Secretaria de Educação a Distância Projeto Um Computador por Aluno PROJETO UCA: FORMAÇÃO BRASIL Proposta de operacionalização Formação dos professores na escola Outubro, 2009 FORMAÇÃO

Leia mais

INTRODUÇÃO. Palavras-chave: Alfabetização, EJA, Inclusão, Facebook.

INTRODUÇÃO. Palavras-chave: Alfabetização, EJA, Inclusão, Facebook. A INCLUSÃO DIGITAL E O FACEBOOK NO PROCESSO DE ALFABETIZAÇÃO NA EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS EJA: UMA EXPERIÊNCIA VIVENCIADA NA ESCOLA MUNICIPAL FRANCISCO JOSÉ DE SANTANA POMBAL PB Autor (1) Amélia Maria

Leia mais

TECNOLOGIA DE INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO NA ESCOLA CONTEMPORÂNEA: NOVOS DESAFIOS DA CARREIRA DOCENTE

TECNOLOGIA DE INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO NA ESCOLA CONTEMPORÂNEA: NOVOS DESAFIOS DA CARREIRA DOCENTE TECNOLOGIA DE INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO NA ESCOLA CONTEMPORÂNEA: NOVOS DESAFIOS DA CARREIRA DOCENTE Resumo O estudo objetiva discutir os desafios dos cursos de formação de professores frente à inserção

Leia mais

A atuação do educador e as tecnologias: uma relação possível?

A atuação do educador e as tecnologias: uma relação possível? 1 A atuação do educador e as tecnologias: uma relação possível? Natália Regina de Almeida (UERJ/EDU/CNPq) Eixo Temático: Tecnologias: Pra que te quero? Resumo As novas tecnologias estão trazendo novos

Leia mais

O emprego da lousa digital no processo de aprendizagem de alunos de licenciatura e do ensino médio

O emprego da lousa digital no processo de aprendizagem de alunos de licenciatura e do ensino médio O emprego da lousa digital no processo de aprendizagem de alunos de licenciatura e do ensino médio Filipe Cesar da Silva Discente da Universidade do Sagrado Coração (USC) felipe_mirc@hotmail.com Melissa

Leia mais

FORMAÇÃO DE PROFESSORES EM SERVIÇO E A DISTÂNCIA: O CASO VEREDAS BRANCO,

FORMAÇÃO DE PROFESSORES EM SERVIÇO E A DISTÂNCIA: O CASO VEREDAS BRANCO, FORMAÇÃO DE PROFESSORES EM SERVIÇO E A DISTÂNCIA: O CASO VEREDAS BRANCO, Juliana Cordeiro Soares Branco CEFET MG Juliana.b@ig.com.br OLIVEIRA, Maria Rita Neto Sales CEFET MG mariarita2@dppg.cefetmg.br

Leia mais

UM ESPAÇO DE ESTUDO SOBRE A INCLUSÃO NA EDUCAÇÃO BÁSICA

UM ESPAÇO DE ESTUDO SOBRE A INCLUSÃO NA EDUCAÇÃO BÁSICA UM ESPAÇO DE ESTUDO SOBRE A INCLUSÃO NA EDUCAÇÃO BÁSICA Aline Alcalá; Amanda Fernandes Dayrell; Danielle Martins Rezende; Gabriela Camacho; Renata Carmo-Oliveira O processo de inclusão de pessoas com necessidades

Leia mais

FAQ Estude Sem Dúvidas

FAQ Estude Sem Dúvidas FAQ Estude Sem Dúvidas Núcleo de Educação a Distância Faculdade Flamingo São Paulo Atualizado em: Outubro/2015 2 Estude sem dúvidas FAQ para os alunos de Pedagogia Presencial Caros alunos e alunas do curso

Leia mais

PRÁTICAS DE LEITURA E ESCRITA NA INTERNET: UMA ANÁLISE DAS ATIVIDADES DO LIVRO DIDÁTICO DO ENSINO MÉDIO

PRÁTICAS DE LEITURA E ESCRITA NA INTERNET: UMA ANÁLISE DAS ATIVIDADES DO LIVRO DIDÁTICO DO ENSINO MÉDIO PRÁTICAS DE LEITURA E ESCRITA NA INTERNET: UMA ANÁLISE DAS ATIVIDADES DO LIVRO DIDÁTICO DO ENSINO MÉDIO Elaine Vasquez Ferreira de Araujo (UNIGRANRIO) elainevasquez@ig.com.br RESUMO Este artigo discute

Leia mais

ESCOLA ESTADUAL LUIZ SOARES ANDRADE PLANO DE AÇÃO 2015

ESCOLA ESTADUAL LUIZ SOARES ANDRADE PLANO DE AÇÃO 2015 ESCOLA ESTADUAL LUIZ SOARES ANDRADE PLANO DE AÇÃO 2015 NOVA ANDRADINA MS MARÇO DE 2015 ESCOLA ESTADUAL LUIZ SOARES ANDRADE PLANO DE AÇÃO 2015 Plano de ação a ser desenvolvido no ano letivo de 2015, pelo

Leia mais

Utilização de modelos virtuais no ensino de desenho técnico para engenheiros florestais

Utilização de modelos virtuais no ensino de desenho técnico para engenheiros florestais Utilização de modelos virtuais no ensino de desenho técnico para engenheiros florestais UNIPLAC fabiterezo@hotmail.com 1. Introdução Com o advento dos computadores, dos programas de desenho, das impressoras

Leia mais

COM CRIANÇAS INGRESSANTES NO ENSINO FUNDAMENTAL: UMA EXPERIÊNCIA POSSÍVEL NOS DIFERENTES MODOS DE ENSINAR

COM CRIANÇAS INGRESSANTES NO ENSINO FUNDAMENTAL: UMA EXPERIÊNCIA POSSÍVEL NOS DIFERENTES MODOS DE ENSINAR O USO DO BLOG COM CRIANÇAS INGRESSANTES NO ENSINO FUNDAMENTAL: UMA EXPERIÊNCIA POSSÍVEL NOS DIFERENTES MODOS DE ENSINAR Isnary Aparecida Araujo da Silva 1 Introdução A sociedade atual vive um boom da tecnologia,

Leia mais

APRENDENDO BIOSSEGURANÇA COM O USO DE WIKIS. Janara de Camargo Matos 1 *

APRENDENDO BIOSSEGURANÇA COM O USO DE WIKIS. Janara de Camargo Matos 1 * 1 APRENDENDO BIOSSEGURANÇA COM O USO DE WIKIS Janara de Camargo Matos 1 * RESUMO A internet ou Web 2.0 é um espaço onde se pode criar, editar e transformar páginas de maneira simples. A utilização de tecnologias

Leia mais

O PAPEL DO TUTOR A DISTÂNCIA NO ENSINO DE INFORMÁTICA: A EXPERIÊNCIA DO CURSO DE TECNOLOGIA EM SISTEMAS PARA INTERNET UAB/IFSUL

O PAPEL DO TUTOR A DISTÂNCIA NO ENSINO DE INFORMÁTICA: A EXPERIÊNCIA DO CURSO DE TECNOLOGIA EM SISTEMAS PARA INTERNET UAB/IFSUL O PAPEL DO TUTOR A DISTÂNCIA NO ENSINO DE INFORMÁTICA: A EXPERIÊNCIA DO CURSO DE TECNOLOGIA EM SISTEMAS PARA INTERNET UAB/IFSUL Pelotas RS Maio 2010 Letícia Marques Vargas IFSul le.mvargas@gmail.com Gabriela

Leia mais

Estratégias de e-learning no Ensino Superior

Estratégias de e-learning no Ensino Superior Estratégias de e-learning no Ensino Superior Sanmya Feitosa Tajra Mestre em Educação (Currículo)/PUC-SP Professora de Novas Tecnologias da Anhanguera Educacional (Jacareí) RESUMO Apresentar e refletir

Leia mais

CADERNO DE ORIENTAÇÃO DIDÁTICA PARA INFORMÁTICA EDUCATIVA: PRODUÇÃO COLABORATIVA VIA INTERNET

CADERNO DE ORIENTAÇÃO DIDÁTICA PARA INFORMÁTICA EDUCATIVA: PRODUÇÃO COLABORATIVA VIA INTERNET 1 CADERNO DE ORIENTAÇÃO DIDÁTICA PARA INFORMÁTICA EDUCATIVA: PRODUÇÃO COLABORATIVA VIA INTERNET 04/2007 Mílada Tonarelli Gonçalves CENPEC - Centro de Estudos e Pesquisas em Educação, Cultura e Ação Comunitária

Leia mais

O uso de blogs no ensino de Matemática 2

O uso de blogs no ensino de Matemática 2 Claudinei Flavia Batista Santos Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia Brasil bs_flavia@hotmail.com Sirlândia Souza Santana sirlandiasantana@hotmail.com Resumo Este trabalho tem como principal objetivo

Leia mais

USO DO LABORATÓRIO DE INFOMÁTICA NAS DE MATEMÁTICA

USO DO LABORATÓRIO DE INFOMÁTICA NAS DE MATEMÁTICA USO DO LABORATÓRIO DE INFOMÁTICA NAS DE MATEMÁTICA Resumo: Neste mini-curso os participantes terão a oportunidade de conhecer uma metodologia, bem como também construir e trabalhar com a mesma, na tentativa

Leia mais

X Encontro Nacional de Educação Matemática Educação Matemática, Cultura e Diversidade Salvador BA, 7 a 9 de Julho de 2010

X Encontro Nacional de Educação Matemática Educação Matemática, Cultura e Diversidade Salvador BA, 7 a 9 de Julho de 2010 JOGOS COMPUTACIONAIS E A EDUCAÇÃO MATEMÁTICA: CONTRIBUIÇÕES DAS PESQUISAS E DAS PRÁTICAS PEDAGÓGICAS Regina Célia Grando Universidade São Francisco regina.grando@saofrancisco.edu.br Resumo: No presente

Leia mais

A RELAÇÃO ENTRE A LINGUAGEM EM BLOGS EDUCATIVOS E O PROCESSO DE APRENDIZAGEM Adriana Ferreira Boeira* PPGEd/UCS

A RELAÇÃO ENTRE A LINGUAGEM EM BLOGS EDUCATIVOS E O PROCESSO DE APRENDIZAGEM Adriana Ferreira Boeira* PPGEd/UCS 1 A RELAÇÃO ENTRE A LINGUAGEM EM BLOGS EDUCATIVOS E O PROCESSO DE APRENDIZAGEM Adriana Ferreira Boeira* PPGEd/UCS RESUMO: Este trabalho apresenta a pesquisa, que está em andamento, que tem como objetivo

Leia mais

PROJETO: ESCOLA DIGITAL

PROJETO: ESCOLA DIGITAL GOVERNO DO ESTADO DO CEARÁ SECRETARIA DA EDUCAÇÃO BÁSICA E.E.F.M. MARIA EDILCE DIAS FERNANDES. PROJETO: ESCOLA DIGITAL PÚBLICO ALVO: Ensino Fundamental: 20 Alunos do 8º ano; 24 do 9º ano Ensino Médio:

Leia mais

RELATO DE EXPERIÊNCIA DISCIPLINA LÍNGUA INGLESA

RELATO DE EXPERIÊNCIA DISCIPLINA LÍNGUA INGLESA Instituição/Escola: Centro Estadual de Educação Básica Para Jovens e Adultos de Toledo Nome do Autor: Jaqueline Bonetti Rubini Coautor: Nilton Sérgio Rech E-mail para contato: jaquelinebonetti@hotmail.com

Leia mais

Educação a Distância: uma alternativa para a UFBA? Introdução

Educação a Distância: uma alternativa para a UFBA? Introdução Educação a Distância: uma alternativa para a UFBA? Nicia Cristina Rocha Riccio nicia@ufba.br Introdução Com o advento das tecnologias de informação e comunicação (TICs) a Educação a Distância (EAD) ganha

Leia mais

SOFTWARE HAGÁQUÊ: FERRAMENTA PEDAGÓGICA DE AUXÍLIO AO PROCESSO DE ENSINO E APRENDIZAGEM COMO PRÁTICA INOVADORA

SOFTWARE HAGÁQUÊ: FERRAMENTA PEDAGÓGICA DE AUXÍLIO AO PROCESSO DE ENSINO E APRENDIZAGEM COMO PRÁTICA INOVADORA SOFTWARE HAGÁQUÊ: FERRAMENTA PEDAGÓGICA DE AUXÍLIO AO PROCESSO DE ENSINO E APRENDIZAGEM COMO PRÁTICA INOVADORA Marília Gerlane Guimarães da Silva graduanda UEPB mariliagerlany@hotmail.com Jocélia Germano

Leia mais

A utilização de Blogs no ensino e aprendizagem de Matemática

A utilização de Blogs no ensino e aprendizagem de Matemática A utilização de Blogs no ensino e aprendizagem de Matemática Maria Ângela de Oliveira Oliveira Universidade Estadual Paulista, Rio Claro - SP Brasil olangela@terra.com.br Rosana Giaretta Sguerra Miskulin

Leia mais

O USO DE TECNOLOGIAS NAS AULAS DE MATEMÁTICA E CRENÇAS SOBRE A SUA APRENDIZAGEM

O USO DE TECNOLOGIAS NAS AULAS DE MATEMÁTICA E CRENÇAS SOBRE A SUA APRENDIZAGEM O USO DE TECNOLOGIAS NAS AULAS DE MATEMÁTICA E CRENÇAS SOBRE A SUA APRENDIZAGEM Justificativa ABREU,Tamires de Sá 1 BARRETO, Maria de Fátima Teixeira² Palavras chave: crenças, matemática, softwares, vídeos.

Leia mais

A Interdisciplinaridade como Metodologia de Ensino INTRODUÇÃO

A Interdisciplinaridade como Metodologia de Ensino INTRODUÇÃO A Interdisciplinaridade como Metodologia de Ensino O bom professor é o que consegue, enquanto fala trazer o aluno até a intimidade do movimento de seu pensamento. Paulo Freire INTRODUÇÃO A importância

Leia mais

2 - Embasamento teórico Revista Tecnologias na Educação Ano 6 - número 11 Dezembro 2014 -http://tecnologiasnaeducacao.pro.br/

2 - Embasamento teórico Revista Tecnologias na Educação Ano 6 - número 11 Dezembro 2014 -http://tecnologiasnaeducacao.pro.br/ As tecnologias digitais e a necessidade da formação continuada de professores de Ciências e Biologia para tecnologia: um estudo realizado em uma escola de Belo Horizonte Karine Santos Sanches 1 Amanda

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO CENTRO OESTE UNICENTRO CURSO DE MÍDIAS NA EDUCAÇÃO KARINA DE NAZARÉ DA COSTA MARTINS PROFESSOR: PAULO GUILHERMITE

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO CENTRO OESTE UNICENTRO CURSO DE MÍDIAS NA EDUCAÇÃO KARINA DE NAZARÉ DA COSTA MARTINS PROFESSOR: PAULO GUILHERMITE UNIVERSIDADE ESTADUAL DO CENTRO OESTE UNICENTRO CURSO DE MÍDIAS NA EDUCAÇÃO KARINA DE NAZARÉ DA COSTA MARTINS PROFESSOR: PAULO GUILHERMITE O USO DA INTERNET NO PROCESSO EDUCACIONAL: O DESAFIO PARA OS PROFESSORES

Leia mais

Desenvolvimento de um Aplicativo Visando à Educação Ambiental.

Desenvolvimento de um Aplicativo Visando à Educação Ambiental. Desenvolvimento de um Aplicativo Visando à Educação Ambiental. Guilherme José Vicente Ferbek gui.ferbek10@gmail.com IFES - Alegre Paulicia Sabatini Vila p.sabatini12@gmail.com IFES - Alegre Resumo:O presente

Leia mais

USANDO A REDE SOCIAL (FACEBOOK) COMO FERRAMENTA DE APRENDIZAGEM

USANDO A REDE SOCIAL (FACEBOOK) COMO FERRAMENTA DE APRENDIZAGEM Introdução USANDO A REDE SOCIAL (FACEBOOK) COMO FERRAMENTA DE APRENDIZAGEM Paula Priscila Gomes do Nascimento Pina EEEFM José Soares de Carvalho EEEFM Agenor Clemente dos Santos paulapgnascimento@yahoo.com.br

Leia mais

PROCESSO DE ALFABETIZAÇÃO E INCLUSÃO DIGITAL NA EJA: EXPERIÊNCIA DIDÁTICA NA ESCOLA MUNICIPAL FRANCISCO JOSÉ DE SANTANA EM POMBAL/PB

PROCESSO DE ALFABETIZAÇÃO E INCLUSÃO DIGITAL NA EJA: EXPERIÊNCIA DIDÁTICA NA ESCOLA MUNICIPAL FRANCISCO JOSÉ DE SANTANA EM POMBAL/PB PROCESSO DE ALFABETIZAÇÃO E INCLUSÃO DIGITAL NA EJA: EXPERIÊNCIA DIDÁTICA NA ESCOLA MUNICIPAL FRANCISCO JOSÉ DE SANTANA EM POMBAL/PB Introdução Jacqueline Liedja Araújo Silva Carvalho Universidade Federal

Leia mais

Fundação Carmelitana Mário Palmério - FUCAMP Faculdade de Ciências Humanas e Sociais - FACIHUS Educação de qualidade ao seu alcance

Fundação Carmelitana Mário Palmério - FUCAMP Faculdade de Ciências Humanas e Sociais - FACIHUS Educação de qualidade ao seu alcance SUBPROJETO DE LETRAS PORTUGUÊS/ESPANHOL O ensino da língua espanhola no contexto da escola pública INTRODUÇÃO Este plano procura articular-se de forma integrada com o plano de trabalho institucional, que

Leia mais

AÇÕES DO PROGRAMA ARTE E MATEMÁTICA: POSSIBILIDADES INTERDISCIPLINARES NA EDUCAÇÃO BÁSICA

AÇÕES DO PROGRAMA ARTE E MATEMÁTICA: POSSIBILIDADES INTERDISCIPLINARES NA EDUCAÇÃO BÁSICA ISSN 2316-7785 AÇÕES DO PROGRAMA ARTE E MATEMÁTICA: POSSIBILIDADES INTERDISCIPLINARES NA EDUCAÇÃO BÁSICA Resumo Tiago Dziekaniak Figueiredo Universidade Federal do Rio Grande FURG tiago@furg.br José Alexandre

Leia mais

a importância de formar profissionais para atuar nos campos de trabalho emergentes na área;

a importância de formar profissionais para atuar nos campos de trabalho emergentes na área; SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO Resolução n. 66/ 2012 Aprova o Projeto Pedagógico do Curso de Graduação em Computação, Licenciatura

Leia mais

48 Os professores optaram por estudar a urbanização, partindo dos espaços conhecidos pelos alunos no entorno da escola. Buscavam, nesse projeto, refletir sobre as características das moradias existentes,

Leia mais

AS TIC COMO ESTRATÉGIA DE AMPLIAÇÃO DA INTERNACIONALIZAÇÃO ACADÊMICA DA PÓS- GRADUAÇÃO STRICTO SENSU

AS TIC COMO ESTRATÉGIA DE AMPLIAÇÃO DA INTERNACIONALIZAÇÃO ACADÊMICA DA PÓS- GRADUAÇÃO STRICTO SENSU AS TIC COMO ESTRATÉGIA DE AMPLIAÇÃO DA INTERNACIONALIZAÇÃO ACADÊMICA DA PÓS- GRADUAÇÃO STRICTO SENSU Santa Cruz do Sul RS Maio/2013 LANZARINI, Joice Nunes - UNISC - joice@unisc.br OLIVEIRA, Cláudio J.

Leia mais

REDES SOCIAIS COMO AMBIENTE VIRTUAL DE APRENDIZAGEM PARA O ENSINO DE CIÊNCIAS DA NATUREZA

REDES SOCIAIS COMO AMBIENTE VIRTUAL DE APRENDIZAGEM PARA O ENSINO DE CIÊNCIAS DA NATUREZA REDES SOCIAIS COMO AMBIENTE VIRTUAL DE APRENDIZAGEM PARA O ENSINO DE CIÊNCIAS DA NATUREZA Guilherme Garcez Cunha, UNIPAMPA Campus Dom Pedrito, guilhermecunha@unipampa.edu.br; Franciele B. de O. Coelho,

Leia mais

TELEMEDICINA:NOVAS TECNOLOGIAS NO ENSINO SUPERIOR

TELEMEDICINA:NOVAS TECNOLOGIAS NO ENSINO SUPERIOR TELEMEDICINA:NOVAS TECNOLOGIAS NO ENSINO SUPERIOR Alessandra R. M. de Castro-HE-UFPEL/FAU 1 Resumo: O presente estudo trata do relato de experiência a partir de uma nova tecnologia, denominada telemedicina,

Leia mais

UM PROJETO BASEADO NO USO DE TECNOLOGIAS CONTEMPLANDO AS ÁREAS DA ESCRITA, LEITURA E RACIOCÍNIO LÓGICO-MATEMÁTICO

UM PROJETO BASEADO NO USO DE TECNOLOGIAS CONTEMPLANDO AS ÁREAS DA ESCRITA, LEITURA E RACIOCÍNIO LÓGICO-MATEMÁTICO UM PROJETO BASEADO NO USO DE TECNOLOGIAS CONTEMPLANDO AS ÁREAS DA ESCRITA, LEITURA E RACIOCÍNIO LÓGICO-MATEMÁTICO Naiara Sousa Vilela Geovana Ferreira Melo Marly Nunes de Castro Kato Marlei José de Souza

Leia mais

Palavras-chave: Informática Educativa. Ferramenta pedagógica. Formação.

Palavras-chave: Informática Educativa. Ferramenta pedagógica. Formação. 1 ARTE DIGITAL: O MUNDO DAS TELAS NA TELA DO COMPUTADOR Gláucio Odair Xavier de ALMEIDA Licenciado em Letras e Licenciando em computação Universidade Estadual da Paraíba/CCEA- Patos odairalmeida88@gmail.com

Leia mais

EDUCAÇÃO INFANTIL PÓS-GRADUAÇÃO 2013. DESAFIO PROFISSIONAL Módulo C

EDUCAÇÃO INFANTIL PÓS-GRADUAÇÃO 2013. DESAFIO PROFISSIONAL Módulo C EDUCAÇÃO INFANTIL PÓS-GRADUAÇÃO 13 1. ENUNCIADO DESAFIO PROFISSIONAL Módulo C Criança, a Oralidade e a Cultura Escrita Expressão Artística na Educação Infantil Tecnologias Aplicadas a Educação Infantil

Leia mais

Mídia e educação: O uso das novas tecnologias em sala de aula.

Mídia e educação: O uso das novas tecnologias em sala de aula. Mídia e educação: O uso das novas tecnologias em sala de aula. Sabrine Denardi de Menezes da Silva Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Farroupilha - Campus São Vicente do Sul RESUMO: A

Leia mais

UNIDADE II METODOLOGIA DO FORMAÇÃO PELA ESCOLA

UNIDADE II METODOLOGIA DO FORMAÇÃO PELA ESCOLA UNIDADE II METODOLOGIA DO FORMAÇÃO PELA ESCOLA Quando focalizamos o termo a distância, a característica da não presencialidade dos sujeitos, num mesmo espaço físico e ao mesmo tempo, coloca se como um

Leia mais

PROJETO MÃO DUPLA TRABALHO COOPERATIVO INTRAESCOLAR

PROJETO MÃO DUPLA TRABALHO COOPERATIVO INTRAESCOLAR PROJETO MÃO DUPLA TRABALHO COOPERATIVO INTRAESCOLAR I.INTRODUÇÃO: Vivemos em uma época de transformações, de avanços tecnológicos, onde as telecomunicações encurtam as distâncias e provocam novas formas

Leia mais

Ementário do Curso de Pedagogia, habilitações: Educação Infantil e Séries Iniciais 2008.1A

Ementário do Curso de Pedagogia, habilitações: Educação Infantil e Séries Iniciais 2008.1A 01 BIOLOGIA EDUCACIONAL Fase: 1ª Prática: 15 h/a Carga Horária: 60 h/a Créditos: 4 A biologia educacional e os fundamentos da educação. As bases biológicas do crescimento e desenvolvimento humano. A dimensão

Leia mais

PLANO DE ENSINO PROJETO PEDAGÓCIO: 2010. Carga Horária Semestral: 80 Semestre do Curso: 6º

PLANO DE ENSINO PROJETO PEDAGÓCIO: 2010. Carga Horária Semestral: 80 Semestre do Curso: 6º PLANO DE ENSINO PROJETO PEDAGÓCIO: 2010 Curso: Pedagogia Disciplina: Conteúdos e Metodologia de Ciências Carga Horária Semestral: 80 Semestre do Curso: 6º 1 - Ementa (sumário, resumo) Conteúdos e fundamentos

Leia mais

Introdução a EaD: Um guia de estudos

Introdução a EaD: Um guia de estudos MÓDULO BÁSICO PROFESSORES FERNANDO SPANHOL E MARCIO DE SOUZA Introdução a EaD: Um guia de estudos Realização: guia de estudo SUMÁRIO UNIDADE 1 ORGANIZAÇÃO DA EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA 1.1 Entendendo a EaD 5

Leia mais

A DIDÁTICA ONLINE NA FORMAÇÃO DO EDUCADOR: o curso de Pedagogia a distância -UFJF em destaque

A DIDÁTICA ONLINE NA FORMAÇÃO DO EDUCADOR: o curso de Pedagogia a distância -UFJF em destaque A DIDÁTICA ONLINE NA FORMAÇÃO DO EDUCADOR: o curso de Pedagogia a distância -UFJF em destaque Ana Carolina Guedes Mattos 1 Luciana de Almeida Cunha 2 Priscila Silva Schröder 3 Adriana Rocha Bruno (orientadora)

Leia mais

A EDUCAÇÃO DIGITAL E A CONSTRUÇÃO DA AUTONOMIA PELO PROFESSOR Naligia Maria Bezerra Lopes 1

A EDUCAÇÃO DIGITAL E A CONSTRUÇÃO DA AUTONOMIA PELO PROFESSOR Naligia Maria Bezerra Lopes 1 1 A EDUCAÇÃO DIGITAL E A CONSTRUÇÃO DA AUTONOMIA PELO PROFESSOR Naligia Maria Bezerra Lopes 1 Resumo Esse estudo é um relato de experiência vivenciado no Núcleo de Tecnologia Educacional da 11ª DIRED/Assu/RN

Leia mais

IV Seminário de Iniciação Científica

IV Seminário de Iniciação Científica O USO DA INTERNET NA EDUCAÇÃO FUNDAMENTAL PÚBLICA DE ANÁPOLIS: MAPEANDO OS MODOS DE USO 1,3 Fernanda Vasconcelos Silva Souza; 2,3 Profª Drª Mirza Seabra Toschi 1 Bolsista PIBIC/CNPq 2 Pesquisadora-orientadora

Leia mais

REVISTA EDUCAÇÃO E LINGUAGEM

REVISTA EDUCAÇÃO E LINGUAGEM O Uso das Tecnologias da Informação e Comunicação por Meio dos Laboratórios de Informática na Escola Maria Auxiliadora Marques Vasconcelos 1 Resumo Muito se tem discutido sobre as potencialidades do uso

Leia mais

PROJETO DISCIPLINAS SEMIPRESENCIAIS

PROJETO DISCIPLINAS SEMIPRESENCIAIS PROJETO DISCIPLINAS SEMIPRESENCIAIS FACULDADE CASTELO BRANCO Portaria MEC nº 304, de 16/04/2008 D.O.U de 17/04/2008 2 SUMÁRIO 1 INTRODUÇÃO... 02 2 JUSTIFICATIVA... 04 3 OBJETIVOS... 06 4 PROPOSTA PEDAGÓGICA...

Leia mais

Círculo Fluminense de Estudos Filológicos e Linguísticos

Círculo Fluminense de Estudos Filológicos e Linguísticos UMA ANÁLISE DOS GÊNEROS DIGITAIS PRESENTES NOS LIVROS DIDÁTICOS DO ENSINO MÉDIO Elaine Vasquez Ferreira de Araujo elainevasquez@ig.com.br RESUMO Este artigo discute os gêneros digitais que são abordados

Leia mais

WEB SITE COMO MEDIADOR DE LEITURA E LETRAMENTO

WEB SITE COMO MEDIADOR DE LEITURA E LETRAMENTO WEB SITE COMO MEDIADOR DE LEITURA E LETRAMENTO Juliana da Silva Cabral PIBID Universidade Estadual da Paraíba/ julianacabralletras2@gmail.com Janaína da Costa Barbosa PIBID Universidade Estadual da Paraíba/

Leia mais

Prof.ª Dr.ª do Programa de Pós-Graduação em Educação (PPGE) da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM).

Prof.ª Dr.ª do Programa de Pós-Graduação em Educação (PPGE) da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM). AS TECNOLOGIAS DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO (TICs) NO CONTEXTO DA UNIVERSIDADE ABERTA DO BRASIL (UAB) E O CURSO DE PEDAGOGIA A DISTÂNCIA (EAD) DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA (UFSM) AVINIO, Carina

Leia mais

AS NOVAS TECNOLOGIAS NAS ATIVIDADES EDUCACIONAIS

AS NOVAS TECNOLOGIAS NAS ATIVIDADES EDUCACIONAIS AS NOVAS TECNOLOGIAS NAS ATIVIDADES EDUCACIONAIS E A FORMAÇÃO DOCENTE Eliani Retzlaff, URI, elianir@urisan.tche.br Rozelaine de Fátima Franzin Contri, URI, rozelaine@urisan.tche.br Rosangela Ferreira Prestes,

Leia mais

Interatividade na docência e aprendizagem online

Interatividade na docência e aprendizagem online Interatividade na docência e aprendizagem online ou a pedagogia do parangolé Marco Silva EDU/UERJ Educar em nosso tempo conta com uma feliz coincidência histórica: a dinâmica comunicacional da cibercultura,

Leia mais

INCLUSÃO E DIVULGAÇÃO DAS ATIVIDADES DE GERAÇÃO DE RENDA DAS ALUNAS DO PROGRAMA MULHERES MIL DE SÃO JOÃO DA BARRA NAS REDES SOCIAIS

INCLUSÃO E DIVULGAÇÃO DAS ATIVIDADES DE GERAÇÃO DE RENDA DAS ALUNAS DO PROGRAMA MULHERES MIL DE SÃO JOÃO DA BARRA NAS REDES SOCIAIS INCLUSÃO E DIVULGAÇÃO DAS ATIVIDADES DE GERAÇÃO DE RENDA DAS ALUNAS DO PROGRAMA MULHERES MIL DE SÃO JOÃO DA BARRA NAS REDES SOCIAIS Resumo Solange da Silva Figueiredo; Isabel Cristina da Silva Gonçalves;

Leia mais

RELATO DE EXPERIÊCIA SOBRE O PROCESSO DE ENSINO DE ESPANHOL- LÍNGUA ESTRANGEIRA (E-LE) COM O USO DAS TICs, EM PARCERIA COM O PROJETO PIBID/UEPB

RELATO DE EXPERIÊCIA SOBRE O PROCESSO DE ENSINO DE ESPANHOL- LÍNGUA ESTRANGEIRA (E-LE) COM O USO DAS TICs, EM PARCERIA COM O PROJETO PIBID/UEPB RELATO DE EXPERIÊCIA SOBRE O PROCESSO DE ENSINO DE ESPANHOL- LÍNGUA ESTRANGEIRA (E-LE) COM O USO DAS TICs, EM PARCERIA COM O PROJETO PIBID/UEPB Sirleide Marinheiro da Silva (PIBID/UEPB) 1 Sirleide_22@hotmail.com

Leia mais

ESTRATÉGIAS NA EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS NA PERSPECTIVA DAS NOVAS TECNOLOGIAS

ESTRATÉGIAS NA EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS NA PERSPECTIVA DAS NOVAS TECNOLOGIAS 1 ESTRATÉGIAS NA EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS NA PERSPECTIVA DAS NOVAS TECNOLOGIAS INTRODUÇÃO Marilda Coelho da Silva marildagabriela@yahoo.com.br Mestrado Profissional Formação de Professores UEPB As

Leia mais

O ENSINO DE PORTUGUÊS MEDIADO PELA INFORMÁTICA

O ENSINO DE PORTUGUÊS MEDIADO PELA INFORMÁTICA O ENSINO DE PORTUGUÊS MEDIADO PELA INFORMÁTICA Fernanda Mara Cruz (SEED/PR-PG-UFF) Introdução Os processos de ensinar e aprender estão a cada dia mais inovadores e com a presença de uma grande variedade

Leia mais

ATIVIDADE WEBQUEST COMO ABORDAGEM DIDÁTICA

ATIVIDADE WEBQUEST COMO ABORDAGEM DIDÁTICA ATIVIDADE WEBQUEST COMO ABORDAGEM DIDÁTICA Renato dos Santos Diniz renatomatematica@hotmail.com Adelmo de Andrade Carneiro adelmomatematico@yahoo.com.br Wesklemyr Lacerda wesklemyr@hotmail.com Abigail

Leia mais

Sua Escola, Nossa Escola

Sua Escola, Nossa Escola Sua Escola, Nossa Escola Episódio: Andréa Natália e o Ensino na Fronteira Ponta Porã Resumo Esse vídeo integra a série Sua Escola, Nossa Escola, composta por dezessete programas, os quais mostram experiências

Leia mais

GUIA DE IMPLEMENTAÇÃO DO CURRICULO ANO 2 - APROFUNDAMENTO

GUIA DE IMPLEMENTAÇÃO DO CURRICULO ANO 2 - APROFUNDAMENTO ESTRUTURA GERAL DOS ROTEIROS DE ESTUDOS QUINZENAL Os roteiros de estudos, cujo foco está destacado nas palavras chaves, estão organizados em três momentos distintos: 1º MOMENTO - FUNDAMENTOS TEÓRICOS -

Leia mais

TECNOLOGIAS DIGITAIS E INOVAÇÃO NO CURRÍCULO ESCOLAR COM O USO DO SOFTWARE P3D

TECNOLOGIAS DIGITAIS E INOVAÇÃO NO CURRÍCULO ESCOLAR COM O USO DO SOFTWARE P3D TECNOLOGIAS DIGITAIS E INOVAÇÃO NO CURRÍCULO ESCOLAR COM O USO DO SOFTWARE P3D Luzivone Lopes GOMES UEPB luzivone@gmail.com Filomena Mª Gonçalves da Silva Cordeiro Moita - UEPB filomena_moita@hotmail.com

Leia mais

O BLOG NUMA PERSPECTIVA EDUCOMUNICATIVA

O BLOG NUMA PERSPECTIVA EDUCOMUNICATIVA O BLOG NUMA PERSPECTIVA EDUCOMUNICATIVA SANTOS, Suara Macedo dos 1 - UFPE Grupo de Trabalho Comunicação e Tecnologia Agência Financiadora: não contou com financiamento Resumo O trabalho apresentado resulta

Leia mais

Metodologia e Prática de Ensino de Ciências Sociais

Metodologia e Prática de Ensino de Ciências Sociais Metodologia e Prática de Ensino de Ciências Sociais Metodologia I nvestigativa Escolha de uma situação inicial: Adequado ao plano de trabalho geral; Caráter produtivo (questionamentos); Recursos (materiais/

Leia mais

INTERNET COMO FERRAMENTA PEDAGÓGICA: uma experiência de capacitação de professores

INTERNET COMO FERRAMENTA PEDAGÓGICA: uma experiência de capacitação de professores INTERNET COMO FERRAMENTA PEDAGÓGICA: uma experiência de capacitação de professores PADILHA, Maria Auxiliadora Soares, Faculdades Integradas da Vitória de Santo Antão Vitória de Santo Antão, PE apadilha@faintvisa.com.br

Leia mais

TCC2036. fevereiro de 2006. Pricila Kohls dos Santos. Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul PUCRS. pricilas.ead@pucrs.

TCC2036. fevereiro de 2006. Pricila Kohls dos Santos. Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul PUCRS. pricilas.ead@pucrs. 1 O PEDAGOGO EM MULTIMEIOS E INFORMÁTICA EDUCATIVA E SUA CONTRIBUIÇÃO PARA A EFICÁCIA DA UTILIZAÇÃO DAS TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO NA EDUCAÇÃO TCC2036 fevereiro de 2006 Pricila Kohls dos Santos

Leia mais