SÚMULA DA 449 a REUNIÃO ORDINÁRIA DO CONSELHO UNIVERSITÁRIO 24/9/ INÍCIO: 8h28min - TÉRMINO: 11h45min

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "SÚMULA DA 449 a REUNIÃO ORDINÁRIA DO CONSELHO UNIVERSITÁRIO 24/9/2009 - INÍCIO: 8h28min - TÉRMINO: 11h45min"

Transcrição

1 SÚMULA DA 449 a REUNIÃO ORDINÁRIA DO 24/9/ INÍCIO: 8h28min - TÉRMINO: 11h45min 1. REITORIA 1.1. APROVAÇÃO DAS ATAS DAS 443 a, 445 a E 446 a REUNIÕES Aprovada a ata da 443 a reunião extraordinária por unanimidade. Aprovada a ata da 445 a reunião ordinária por unanimidade, com a seguinte alteração: à pág. 9, linhas 12 e 13 onde se lê...extensão das Universidades Católicas para Encontro de Extensão das Universidades Católicas, leiase...extensão das Universidades Comunitárias para Encontro de Extensão das Universidades Comunitárias. Aprovada a ata da 446 a reunião ordinária por unanimidade. 2. COMISSÃO DE NORMAS E ASSUNTOS ADMINISTRATIVOS 2.1. APRECIAÇÃO DA DECISÃO DO MAGNÍFICO REITOR, TOMADA AD REFERENDUM DO COLEGIADO, QUE APROVOU AS NORMAS PARA O PROCESSO SELETIVO 2010 DE CANDIDATOS AOS CURSOS DE GRADUAÇÃO DA PUC-CAMPINAS Deliberação do CONSUN: Referendada a decisão do Magnífico Reitor APRESENTAÇÃO DE PARECER DA COMISSÃO SOBRE ALTERAÇÕES NO REGULAMENTO DO PLANO DE CARREIRA DOCENTE PARA ANÁLISE E DELIBERAÇÃO DO CONSELHO PLENO Aprovado o Parecer da Comissão sobre alterações no Regulamento do Plano de Carreira Docente, inseridas a seguir nos seguintes termos: Capítulo II DO CORPO DOCENTE E SUAS ATIVIDADES Art. 2 o O Quadro Docente da Instituição é composto pelos professores contratados para dar cumprimento aos objetivos institucionais (redação aprovada na 432 a reunião do Egrégio Conselho Universitário, de 15 de maio de 2008). 1 o Para os fins deste Regulamento, não pertencem ao Quadro referido no caput deste artigo os docentes contratados para, em cumprimento aos objetivos institucionais, ministrar aulas apenas em caráter de interinidade (redação aprovada nas 432 a e 449 a reuniões do Egrégio Conselho Universitário, de, respectivamente, 15 de maio de 2008 e 24 de setembro de 2009). 2 o As condições relativas à contratação, remuneração e demais aspetos relacionados aos docentes referidos no parágrafo anterior serão objeto de Instrumento Normativo Específico (redação aprovada na 432 a reunião do Egrégio Conselho Universitário, de 15 de maio de 2008). Rodovia Dom Pedro I km 136 Parque das Universidades CEP Campinas - SP Telefone e Fax (019)

2 Art. 3 o Para o desenvolvimento do ensino, da pesquisa, da extensão e da gestão acadêmica, são consideradas atividades do corpo docente, para a finalidade deste regulamento: II - ORIENTAÇÃO: tutoria e supervisão de estágios não obrigatórios nos Cursos de Graduação (redação aprovada na 432ª reunião do Egrégio Conselho Universitário, de 15 de maio de 2008); Capítulo III DA ORGANIZAÇÃO DO QUADRO DOCENTE Art. 5 o À Classe Especial passam a pertencer os docentes que, na data de 1 o de janeiro de 2006, integram o Quadro Especial, Quadro Regulamentar, no Regime Horista ou no Regime de Dedicação, bem como os docentes contratados por Provimento Temporário até dezembro de 2005 (quadros esses extintos a partir dessa data) com a seguinte especificação: I - Categoria Especial-1 - docentes da Categoria Instrutor do Quadro Especial, Categoria IC do Quadro Regulamentar e Categorias IC e GG dos contratados por Provimento Temporário; II - Categoria Especial-2 - docentes da Categoria Assistente do Quadro Especial e Categoria IA do Quadro Regulamentar; III - Categoria Especial-3 - docentes da Categoria Assistente-Regente do Quadro Especial; IV - Categoria Especial-4 - docentes da Categoria MM dos contratados por Provimento Temporário; V - Categoria Especial-5 - docentes da Categoria Adjunto do Quadro Especial, Categoria IIC do Quadro Regulamentar e Categoria IIC dos contratados por Provimento Temporário; VI - Categoria Especial-6 - docentes da Categoria DD dos contratados por Provimento Temporário; VII - Categoria Especial-7 - docentes da Categoria Titular do Quadro Especial, Categoria IIIC do Quadro Regulamentar e Categoria IIIC dos contratados por Provimento Temporário. Parágrafo único. A Classe Especial é considerada em extinção, a partir de 1 o de janeiro de 2006, e, portanto: I - nela não há novo ingresso de docentes; II - dentro dela não há movimentação de docentes de uma categoria para outra; III - seus docentes, com exceção dos casos de enquadramento previstos nos Artigos 28-A e 28-B, podem movimentar-se apenas para as Classes A, B e C, na eventualidade de existência de vagas, atendidos os requisitos definidos para cada uma das categorias descritas nos Artigos 6 o, 7 o e 8 o e mediante aprovação - 2 -

3 em processo seletivo específico (redação aprovada na 449 a reunião do Egrégio Conselho Universitário, de 24 de setembro de 2009). Capítulo VI DA JORNADA DE TRABALHO Art. 13. A Jornada de Trabalho do docente será composta por atividades de ensino, conforme disposto no inciso I do Artigo 3 o, podendo, cumulativamente, ser desenvolvidas as atividades indicadas nos incisos II a V do Artigo 3 o. 3 o A Jornada de Trabalho máxima é de 40 horas semanais, com até 50% delas destinadas a atividades de ensino, complementando-se com as atividades constantes dos incisos II a V do Artigo 3 o (redação aprovada na 401 a reunião do Egrégio Conselho Universitário, de 18 de maio de 2006). Capítulo X DA ADMISSÃO/INGRESSO NO QUADRO DOCENTE Art. 22. O ingresso de novos docentes no Quadro Docente deverá ser feito, preferencialmente, por Processo Seletivo específico, mediante a abertura de vaga em uma das Classes do Quadro. 1 o O Processo Seletivo Docente para ingresso no Quadro será realizado pela Comissão Geral de Processo Seletivo, vinculada ao Núcleo de Carreira Docente, de acordo com Instrumento Normativo especifico, cabendo à Reitoria, com aprovação da Mantenedora, a escolha final dentre os candidatos aprovados (redação aprovada na 449 a reunião do Egrégio Conselho Universitário, de 24 de setembro de 2009, em virtude de alterações do Regimento Geral da Pontifícia Universidade Católica de Campinas, aprovada na 442 a reunião do Egrégio Conselho Universitário, de 5 de março de 2009). Capítulo XII DAS DISPOSIÇÕES GERAIS Art. 28. (revogado na 432 a reunião do Egrégio Conselho Universitário, de 15 de maio de 2008). Art. 28-A. O docente pertencente a uma das categorias da Classe Especial, com exceção do docente do extinto Quadro Regulamentar-Dedicação, mediante sua opção formal, será enquadrado, em uma das Classes A, B ou C, observando-se o critério de titulação das Classes A, B e C, o valor da hora-aula da categoria em que o docente se encontra e seguindo a alocação abaixo indicada: 1 o Para o enquadramento de que trata este artigo nas Classes A, B e C, por opção, não serão observados os critérios de tempo de titulação e tempo de magistério superior na casa. 3 o O docente que não desejar optar pelo enquadramento para uma das categorias A5, A6, B5, B6 ou C permanecerá na categoria da Classe Especial, conforme sua categoria atual indicada no Artigo 5 o (Artigos, Incisos e Parágrafos com redação inserida e aprovada na 449 a reunião do Egrégio Conselho Universitário, de 24 de setembro de 2009)

4 Art. 28-B. Os docentes do extinto Quadro Regulamentar em Regime de Dedicação podem optar por Jornada de Trabalho somente com atividade de ensino. Parágrafo único. Neste caso, mediante solicitação formal dirigida à Reitoria, poderão manter seu enquadramento na Classe Especial ou optar pelo enquadramento para uma das Classes A, B ou C, desde que observados os critérios de titulação dessas Classes e o valor da hora-aula da categoria em que se encontram, seguindo a alocação descrita nos incisos I a V do Artigo 28-A (Artigo e Parágrafo Único com redação inserida e aprovada na 449 a reunião do Egrégio Conselho Universitário, de 24 de setembro de 2009). Art. 28-C. As vagas geradas no enquadramento, nas categorias A5, A6, B5 e B6, não representarão o número de vagas dessas categorias. A liberação de uma vaga nessas categorias não implicará sua ocupação (Artigo e Parágrafo Único com redação inserida e aprovada na 449 a reunião do Egrégio Conselho Universitário, de 24 de setembro de 2009). Art. 31. (revogado na 449 a setembro de 2009). reunião do Egrégio Conselho Universitário, de 24 de Art. 32. Os casos omissos, bem como eventuais excepcionalidades, serão analisados e decididos pela Reitoria. 3. CÂMARA DE GRADUAÇÃO 3.1. Processos para análise e deliberação do Conselho Pleno Processo n o 116/2008 Unidade: Centro de Ciências Exatas Ambientais e de Tecnologias Faculdade: Engenharia Civil Assunto: Ajuste Curricular do Curso de Engenharia Civil. Parecer da Câmara: Favorável ao ajuste curricular Deliberação do Conselho Pleno: Aprovado o Parecer da Câmara Processo n o 33/2009 Unidade: Centro de Ciências Humanas e Sociais Aplicadas. Faculdade: Serviço Social Assunto: Alteração no Quadro de Correspondência Parecer da Câmara: Favorável à alteração no quadro Deliberação do Conselho Pleno: Aprovado o Parecer da Câmara Processo n o 37/2009 Unidade: Centro de Ciências Humanas e Sociais Aplicadas. Faculdade: Filosofia Assunto: Alteração no Quadro de Correspondência do curso Licenciatura em Filosofia noturno Parecer da Câmara: Favorável à alteração no quadro Deliberação do Conselho Pleno: Aprovado o Parecer da Câmara, com uma abstenção - 4 -

5 Processo n o 38/2009 Unidade: Centro de Ciências Humanas e Sociais Aplicadas. Faculdade: Filosofia Assunto: Alteração no Quadro de Correspondência do curso Licenciatura em Filosofia matutino. Parecer da Câmara: Favorável à alteração no quadro Deliberação do Conselho Pleno: Aprovado o Parecer da Câmara, com uma abstenção Processo n o 39/2009 Unidade: Centro de Linguagem e Comunicação. Faculdade: Letras Assunto: Prorrogação do prazo de integralização do currículo em extinção do curso de Letras - (currículo de 2002 e 2003) até Parecer da Câmara: Favorável à prorrogação do prazo de integralização Deliberação do Conselho Pleno: Aprovado o Parecer da Câmara, com uma abstenção RECURSO REINCLUSÃO NA ORDEM DO DIA EM RAZÃO DE PEDIDO DE VISTA Processo n o 88/2008 Unidade: Centro de Ciências da Vida Faculdade: Psicologia Interessada: Tassia Gouveia Turibio Assunto: Retificação de frequência Parecer da Câmara: Desfavorável à solicitação Deliberação do Conselho Pleno: Aprovado o Parecer desfavorável da Câmara 4. AVISOS CENTRO DE LINGUAGEM E COMUNICAÇÃO - FACULDADE DE TURISMO O Prof. Dr. Wagner Geribello lembra aos Senhores Membros do Egrégio Conselho Universitário que a Diretoria da Faculdade de Turismo organizou uma sessão solene e eventos em comemoração aos 35 anos de fundação do Curso de Turismo, a serem realizados no dia 26/9, no Campus I da Universidade, conforme convite entregue. Comunica, também, que o curso de Jornalismo da PUC-Campinas obteve o 4 o lugar no ranking nacional e o 1 o lugar do interior de São Paulo entre 225 Instituições de Ensino Superior avaliadas. O resultado dessa pesquisa, realizada pela Revista Imprensa, será publicado no Guia Imprensa As melhores Faculdades de Jornalismo do Brasil. CENTRO DE CIÊNCIAS EXATAS, AMBIENTAIS E DE TECNOLOGIAS - FACULDADE DE QUÍMICA TECNOLÓGICA O Prof. Dr. Dalmo Mandelli comunica que a Faculdade de Química Tecnológica realizou, em 22/9, o 3 o Workshop de atuação do Técnico em Química na Indústria e na Universidade. Esse encontro contou com a participação de cerca de 200 alunos oriundos de Escolas Técnicas de Campinas, Indaiatuba, Vinhedo e Paulínia e alguns profissionais de empresas da RMC. Agradece ao DCOM a divulgação do evento no site da Universidade

6 O Prof. Paulo de Tarso Barbosa Duarte solicita ao Prof. Dr. Dalmo Mandelli e à Profa. Dra. Elizabeth Fátima de Souza que o registro do evento e do número de pessoas participantes desse encontro, alunos e profissionais não integrados à comunidade acadêmica, seja encaminhado à PROEXT. Esses dados constarão do recenseamento a ser encaminhado, no final do ano, ao MEC pela PROEXT. A Profa. Dra. Elizabeth Fátima de Souza menciona que os workshops da Faculdade de Química Tecnológica e as visitas que ocorreram no CEATEC têm sido incluídos no demonstrativo da PROEXT. FACULDADE DE ADMINISTRAÇÃO O Prof. Dr. Eduard Prancic comunica a realização do 7 o INTEGRAR e da gravação de um programa pela TV PUC-Campinas debatendo, com algumas empresas da RMC e Organizações Não Governamentais, em duas oportunidades, a Sustentabilidade. Informa, ainda, que, já se tornou tradição, durante esse evento, a premiação dos melhores alunos e trabalhos da Faculdade de Administração. Nessa oportunidade, haverá, também, o lançamento de um livro, organizado e editado pela Diretoria da Faculdade, com a publicação dos melhores trabalhos de graduação. Em razão do adiamento do início das aulas, motivado pela gripe Influenza A, esses acontecimentos também foram adiados para o dia 28/10. Agradece ao DCOM pelo auxílio na reformulação e divulgação desse evento. REITORIA REUNIÃO DE OUTUBRO DO O Magnífico Reitor reitera aos Membros do Egrégio Conselho Universitário que programem os trabalhos das Câmaras e da Comissão a fim de que seja reservado o dia 22/10 para a realização de uma reunião extraordinária do CONSUN. Atenciosamente, Prof. Dr. Pe. José Benedito de Almeida David Secretário do CONSUN Ilustríssimo(a) Senhor(a) Conselheiro(a) do DA PUC-CAMPINAS - 6 -

Regulamento do Plano de Carreira Docente

Regulamento do Plano de Carreira Docente 1 Regulamento do Plano de Carreira Docente RGULAMNTO DO PLANO D CARRIRA DOCNT Aprovado na 449 a Reunião do CONSUN, de 24/9/2009 Capítulo I DO RGULAMNTO Art. 1 o O presente regulamento, em consonância com

Leia mais

SÚMULA DA 419 a REUNIÃO DO CONSUN, REALIZADA EM 28.06.2007 INÍCIO: 08h20 - ENCERRAMENTO: 14h05

SÚMULA DA 419 a REUNIÃO DO CONSUN, REALIZADA EM 28.06.2007 INÍCIO: 08h20 - ENCERRAMENTO: 14h05 SÚMULA DA 419 a REUNIÃO DO CONSUN, REALIZADA EM 28.06.2007 INÍCIO: 08h20 - ENCERRAMENTO: 14h05 O R D E M D O D I A I - ANÁLISE E DELIBERAÇÃO, PELO CONSUN, SOBRE PROPOSTAS DA REITORIA RELATIVAS AO DESLIGAMENTO

Leia mais

SÚMULA DA 441 a REUNIÃO ORDINÁRIA DO CONSELHO UNIVERSITÁRIO 05/02/2009 - INÍCIO: 08h20min - TÉRMINO: 11h47min

SÚMULA DA 441 a REUNIÃO ORDINÁRIA DO CONSELHO UNIVERSITÁRIO 05/02/2009 - INÍCIO: 08h20min - TÉRMINO: 11h47min SÚMULA DA 441 a REUNIÃO ORDINÁRIA DO 05/02/2009 - INÍCIO: 08h20min - TÉRMINO: 11h47min 1. REITORIA 1.1. - Apreciação e aprovação das Atas das 425 a, 435 a e 436 a reuniões. Aprovadas as Atas das 425 a,

Leia mais

REGULAMENTO DO COLEGIADO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM SISTEMAS PARA INTERNET

REGULAMENTO DO COLEGIADO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM SISTEMAS PARA INTERNET REGULAMENTO DO COLEGIADO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM SISTEMAS PARA INTERNET BARBACENA 2010 CAPÍTULO I DAS CONSIDERAÇÕES PRELIMINARES O presente regulamento disciplina as atribuições e o funcionamento

Leia mais

SÚMULA DA 457 a REUNIÃO ORDINÁRIA DO CONSELHO UNIVERSITÁRIO 24/6/2010 - INÍCIO: 8h20min - TÉRMINO: 10h15min O R D E M D O D I A

SÚMULA DA 457 a REUNIÃO ORDINÁRIA DO CONSELHO UNIVERSITÁRIO 24/6/2010 - INÍCIO: 8h20min - TÉRMINO: 10h15min O R D E M D O D I A SÚMULA DA 457 a REUNIÃO ORDINÁRIA DO 24/6/2010 - INÍCIO: 8h20min - TÉRMINO: 10h15min O R D E M D O D I A 1. PRESIDÊNCIA 1.1. APRECIAÇÃO DA ATA DA 456 a REUNIÃO Deliberação do Conselho Pleno: aprovada a

Leia mais

Resolução Normativa PUC n o 015/10 ASSUNTO: COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO CPA - REGULAMENTAÇÃO

Resolução Normativa PUC n o 015/10 ASSUNTO: COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO CPA - REGULAMENTAÇÃO PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE CAMPINAS Resolução Normativa PUC n o 015/10 Campinas (SP), 07/5/10 DESTINATÁRIO: TODAS AS UNIDADES DA PUC-CAMPINAS ASSUNTO: COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO CPA - REGULAMENTAÇÃO

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº. 05 - CONSU 13 DE JUNHO DE 2007

RESOLUÇÃO Nº. 05 - CONSU 13 DE JUNHO DE 2007 Rua Governador Luiz Cavalcante, S/N, TELEFAX (82) 3530-3382 CEP: 57312-270 Arapiraca-Alagoas RESOLUÇÃO Nº. 05 - CONSU 13 DE JUNHO DE 2007 Dispõe sobre normas e procedimentos para os Cursos de Especialização

Leia mais

SÚMULA DA 440 a REUNIÃO ORDINÁRIA DO CONSELHO UNIVERSITÁRIO 18/12/2008 - INÍCIO: 08h20min - TÉRMINO: 12h37min

SÚMULA DA 440 a REUNIÃO ORDINÁRIA DO CONSELHO UNIVERSITÁRIO 18/12/2008 - INÍCIO: 08h20min - TÉRMINO: 12h37min SÚMULA DA 440 a REUNIÃO ORDINÁRIA DO 18/12/2008 - INÍCIO: 08h20min - TÉRMINO: 12h37min 1. REITORIA 1.1. Aprovação da Ata da 437 a Reunião Aprovada a Ata da 437 a Reunião. Foi inserido em pauta, com aprovação

Leia mais

REGIMENTO INTERNO CONSELHO DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO CONSEPE

REGIMENTO INTERNO CONSELHO DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO CONSEPE REGIMENTO INTERNO CONSELHO DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO CONSEPE TÍTULO I DA COMPOSIÇÃO E DAS COMPETÊNCIAS CAPÍTULO I - DA COMPOSIÇÃO Art. 1º O CONSEPE é o órgão colegiado superior que supervisiona e

Leia mais

Professor Rodrigo Marques de Oliveira Presidente do Conselho Acadêmico do IFMG - Campus Governador Valadares

Professor Rodrigo Marques de Oliveira Presidente do Conselho Acadêmico do IFMG - Campus Governador Valadares SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE MINAS GERAIS CAMPUS GOVERNADOR VALADARES - CONSELHO ACADÊMICO Av. Minas Gerais, 5.189 - Bairro Ouro

Leia mais

Dispõe sobre a oferta de cursos de pós-graduação lato sensu pela Universidade Federal do Pará

Dispõe sobre a oferta de cursos de pós-graduação lato sensu pela Universidade Federal do Pará Dispõe sobre a oferta de cursos de pós-graduação lato sensu pela Universidade Federal do Pará O REITOR DA, no uso das atribuições que lhe conferem o Estatuto e o Regimento Geral, obedecidas a legislação

Leia mais

As leis e resoluções que normatizam a matéria

As leis e resoluções que normatizam a matéria Saiba tudo sobre o regime de hora atividade 1 O regime hora-atividade é aquele em que o docente dedica-se exclusivamente às atividades de ensino em sala de aula; é remunerado pela carga horária de ensino

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO N. 3.529, DE 12 DE JUNHO DE 2007

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO N. 3.529, DE 12 DE JUNHO DE 2007 SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO N. 3.529, DE 12 DE JUNHO DE 2007 Dispõe sobre a oferta de cursos de pósgraduação lato sensu

Leia mais

SÚMULA DA 458 a REUNIÃO ORDINÁRIA DO CONSELHO UNIVERSITÁRIO 26/8/2010 - INÍCIO: 8h20min - TÉRMINO: 10h15min

SÚMULA DA 458 a REUNIÃO ORDINÁRIA DO CONSELHO UNIVERSITÁRIO 26/8/2010 - INÍCIO: 8h20min - TÉRMINO: 10h15min SÚMULA DA 458 a REUNIÃO ORDINÁRIA DO 26/8/2010 - INÍCIO: 8h20min - TÉRMINO: 10h15min 1. PRESIDÊNCIA 1.1. Apreciação da Ata da 457 a Reunião Deliberação do CONSUN: aprovada a Ata da 457 a reunião, retificando-se

Leia mais

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO DA UNIVERSIDADE ESTADUAL DE ALAGOAS - UNEAL

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO DA UNIVERSIDADE ESTADUAL DE ALAGOAS - UNEAL REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO DA UNIVERSIDADE ESTADUAL DE ALAGOAS - UNEAL Este Regulamento e a Resolução do Conselho Superior da Uneal (CONSU/UNEAL) que o aprovou foram

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO N. 4.074, DE 29 DE OUTUBRO DE 2010

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO N. 4.074, DE 29 DE OUTUBRO DE 2010 SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO N. 4.074, DE 29 DE OUTUBRO DE 2010 Dispõe sobre os Planos Acadêmicos, Regimes e Horário de

Leia mais

CAPÍTULO I SEÇÃO I - DAS ATIVIDADES DE ENSINO

CAPÍTULO I SEÇÃO I - DAS ATIVIDADES DE ENSINO Resolução CsA nº.163/2009 Normatiza a alocação de carga horária dos docentes do quadro temporário da Universidade Estadual de Goiás. A 104ª Plenária do Conselho Acadêmico CsA da Universidade Estadual de

Leia mais

NORMAS DO PRIMEIRO PROCESSO SELETIVO DE CANDIDATOS ÀS VAGAS REMANESCENTES DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO DA PUC-CAMPINAS 1 o SEMESTRE DE 2016

NORMAS DO PRIMEIRO PROCESSO SELETIVO DE CANDIDATOS ÀS VAGAS REMANESCENTES DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO DA PUC-CAMPINAS 1 o SEMESTRE DE 2016 NORMAS DO PRIMEIRO PROCESSO SELETIVO DE CANDIDATOS ÀS VAGAS REMANESCENTES DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO DA PUCCAMPINAS 1 o SEMESTRE DE 2016 Capítulo I DAS DISPOSIÇÕES GERAIS Art. 1 o Este Processo Seletivo tem

Leia mais

Regulamenta e estabelece normas sobre os Cursos de Extensão Universitária da Universidade de São Paulo e dá outras providências.

Regulamenta e estabelece normas sobre os Cursos de Extensão Universitária da Universidade de São Paulo e dá outras providências. RESOLUÇÃO CoCEx nº 6667, de 19 de dezembro de 2013. (D.O.E. 21.12.13) (Protocolado 11.5.2443.1.5). Regulamenta e estabelece normas sobre os Cursos de Extensão Universitária da Universidade de São Paulo

Leia mais

EDITAL DE SELEÇÃO PARA PROFESSORES DO ENSINO SUPERIOR

EDITAL DE SELEÇÃO PARA PROFESSORES DO ENSINO SUPERIOR EDITAL DE SELEÇÃO PARA PROFESSORES DO ENSINO SUPERIOR Nº 07/2015 DISPOSIÇÕES PRELIMINARES Art. 1º O Diretor Acadêmico da Faculdade Adventista da Bahia FADBA, no uso de suas atribuições, torna pública a

Leia mais

UNIVERSIDADE CATÓLICA DE PERNAMBUCO PRESIDÊNCIA CONSELHO DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO PLENO RESOLUÇÃO Nº 007/2010

UNIVERSIDADE CATÓLICA DE PERNAMBUCO PRESIDÊNCIA CONSELHO DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO PLENO RESOLUÇÃO Nº 007/2010 CONSELHO DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO PLENO RESOLUÇÃO Nº 007/2010 Define a constituição do Corpo Docente dos Programas de Pós-graduação strictu sensu da UNICAP, fixa os correspondentes critérios de credenciamento,

Leia mais

GERAL DOS CURSOS DE PÓS GRADUAÇÃO PROPe

GERAL DOS CURSOS DE PÓS GRADUAÇÃO PROPe REGULAMENTO GERAL DOS CURSOS DE PÓS GRADUAÇÃO PROPe Sumário Título I Dos Cursos de Pós Graduação e suas finalidades...1 Título II Dos Cursos de Pós Graduação em Sentido Lato...1 Título III Dos Cursos de

Leia mais

Resolução Normativa PUC n o 021/10 ATRIBUIÇÂO DE AULA PROCESSO SELETIVO EXTERNO DE DOCENTE

Resolução Normativa PUC n o 021/10 ATRIBUIÇÂO DE AULA PROCESSO SELETIVO EXTERNO DE DOCENTE PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE CAMPINAS Resolução Normativa PUC n o 021/10 Campinas (SP), 1 o /6/10 DESTINATÁRIO: TODAS AS UNIDADES DA PUC-CAMPINAS ASSUNTO: ATRIBUIÇÂO DE AULA PROCESSO SELETIVO EXTERNO

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 22/2005, de 30 de junho de 2005. RESOLVE:

RESOLUÇÃO Nº 22/2005, de 30 de junho de 2005. RESOLVE: MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DO MARANHÃO CONSELHO DIRETOR RESOLUÇÃO Nº 22/2005, de 30 de junho de 2005. Aprova as Normas Regulamentadoras da operacionalização da Monografia

Leia mais

DIRETRIZES PARA A GESTÃO DAS ATIVIDADES DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO DO IFPB

DIRETRIZES PARA A GESTÃO DAS ATIVIDADES DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO DO IFPB Ministério da Educação Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia da Paraíba Pró-Reitoria de Ensino Pró-Reitoria de Pesquisa, Inovação e Pós-Graduação Pró-Reitoria de Extensão DIRETRIZES PARA A

Leia mais

REGULAMENTAÇÃO DA CARREIRA DOCENTE CAPÍTULO I DO CORPO DOCENTE E SUAS ATIVIDADES

REGULAMENTAÇÃO DA CARREIRA DOCENTE CAPÍTULO I DO CORPO DOCENTE E SUAS ATIVIDADES REGULAMENTAÇÃO DA CARREIRA DOCENTE CAPÍTULO I DO CORPO DOCENTE E SUAS ATIVIDADES Artigo 1.º - O corpo docente da PUCPR é constituído pelo pessoal de nível superior que exerce atividades de ensino, pesquisa

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 25/11-CEPE R E S O L V E:

RESOLUÇÃO Nº 25/11-CEPE R E S O L V E: RESOLUÇÃO Nº 25/11-CEPE Fixa normas para execução do Programa Bolsa Extensão da Universidade Federal do Paraná. O CONSELHO DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO da Universidade Federal do Paraná, órgão normativo,

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO RIO DE JANEIRO SECRETARIA DOS ÓRGÃOS COLEGIADOS DELIBERAÇÃO Nº 81, DE 18 DE JUNHO DE 2010.

UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO RIO DE JANEIRO SECRETARIA DOS ÓRGÃOS COLEGIADOS DELIBERAÇÃO Nº 81, DE 18 DE JUNHO DE 2010. UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO RIO DE JANEIRO SECRETARIA DOS ÓRGÃOS COLEGIADOS DELIBERAÇÃO Nº 81, DE 18 DE JUNHO DE 2010. O CONSELHO DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO DA UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO RIO DE

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CAMPUS UNIVERSITÁRIO DO MARAJÓ BREVES FACULDADE DE MATEMÁTICA

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CAMPUS UNIVERSITÁRIO DO MARAJÓ BREVES FACULDADE DE MATEMÁTICA SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CAMPUS UNIVERSITÁRIO DO MARAJÓ BREVES FACULDADE DE MATEMÁTICA REGIMENTO INTERNO DA FACULDADE DE MATEMÁTICA, CAMPUS UNIVERSITÁRIO DO MARAJÓ BREVES, UFPA.

Leia mais

CONSELHO COORDENADOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO

CONSELHO COORDENADOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO A imagem não pode ser exibida. Talvez o computador não tenha memória suficiente para abrir a imagem ou talvez ela esteja corrompida. Reinicie o computador e abra o arquivo novamente. Se ainda assim aparecer

Leia mais

RESOLUÇÃO CONSEPE 19/2007

RESOLUÇÃO CONSEPE 19/2007 RESOLUÇÃO CONSEPE 19/2007 ALTERA O REGULAMENTO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO, DO CURSO DE EDUCAÇÃO FÍSICA, MODALIDADE LICENCIATURA DO CÂMPUS DE BRAGANÇA PAULISTA DA UNIVERSIDADE SÃO FRANCISCO. O Vice-Reitor

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE CONSELHO UNIVERSITÁRIO CÂMARA SUPERIOR DE ENSINO

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE CONSELHO UNIVERSITÁRIO CÂMARA SUPERIOR DE ENSINO SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE CONSELHO UNIVERSITÁRIO CÂMARA SUPERIOR DE ENSINO RESOLUÇÃO Nº09/2011 Aprova a estrutura curricular do Curso de Administração do Centro de

Leia mais

REGIMENTO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO STRICTO SENSU EM MODELAGEM MATEMÁTICA CAPÍTULO I DA CONCEPÇÃO E OBJETIVOS

REGIMENTO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO STRICTO SENSU EM MODELAGEM MATEMÁTICA CAPÍTULO I DA CONCEPÇÃO E OBJETIVOS REGIMENTO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO STRICTO SENSU EM MODELAGEM MATEMÁTICA CAPÍTULO I DA CONCEPÇÃO E OBJETIVOS Art. 1º. O Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Modelagem Matemática da UNIJUÍ Universidade

Leia mais

CRONOGRAMA DO CONCURSO PÚBLICO PARA DOCENTES 2015/2º SEM.

CRONOGRAMA DO CONCURSO PÚBLICO PARA DOCENTES 2015/2º SEM. CRONOGRAMA DO CONCURSO PÚBLICO PARA DOCENTES 2015/2º SEM. ATIVIDADES DATAS Publicação do Edital 29 de agosto de 2015 Período de inscrições de 31 de agosto a 29 de setembro de 2015 Período de realização

Leia mais

REGULAMENTO DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO DA FACULDADE DE CASTANHAL CAPÍTULO II DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES

REGULAMENTO DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO DA FACULDADE DE CASTANHAL CAPÍTULO II DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES REGULAMENTO DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO DA FACULDADE DE CASTANHAL CAPÍTULO I DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES Art. 1º. As Atividades Complementares são componentes curriculares obrigatórios,

Leia mais

UNIVERSIDADE CATÓLICA DE BRASÍLIA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ECONOMIA PPGE / UCB REGULAMENTO DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ECONOMIA.

UNIVERSIDADE CATÓLICA DE BRASÍLIA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ECONOMIA PPGE / UCB REGULAMENTO DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ECONOMIA. UNIVERSIDADE CATÓLICA DE BRASÍLIA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ECONOMIA PPGE / UCB REGULAMENTO DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ECONOMIA Brasília-DF CAPÍTULO I Das Disposições Iniciais Art. 1º. O presente

Leia mais

R E S O L U Ç Ã O. Fica aprovado, em anexo, o Regulamento dos Programas de Pós-Graduação Lato Sensu da FAE Centro Universitário.

R E S O L U Ç Ã O. Fica aprovado, em anexo, o Regulamento dos Programas de Pós-Graduação Lato Sensu da FAE Centro Universitário. RESOLUÇÃO CONSEPE 09/2009 APROVA O REGULAMENTO DOS PROGRAMAS DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU DA FAE CENTRO UNIVERSITÁRIO. O Presidente do Conselho Superior de Ensino, Pesquisa e Extensão CONSEPE, no uso das

Leia mais

EDITAL PARA PREENCHIMENTO DE VAGAS EM CURSOS DE GRADUAÇÃO

EDITAL PARA PREENCHIMENTO DE VAGAS EM CURSOS DE GRADUAÇÃO EDITAL PARA PREENCHIMENTO DE VAGAS EM CURSOS DE GRADUAÇÃO 1. Abertura A Pró-Reitora de Graduação da Universidade de Caxias do Sul, no uso de suas atribuições, torna públicas as condições que regem o encaminhamento

Leia mais

Programa de Pós-Graduação em Engenharia e Tecnologia de Materiais

Programa de Pós-Graduação em Engenharia e Tecnologia de Materiais Faculdade de Engenharia Programa de Pós-Graduação em Engenharia e Tecnologia de Materiais Regulamento Capítulo I Da Atribuição e Organização Geral Art. 1 - O Programa de Pós-Graduação em Engenharia e Tecnologia

Leia mais

UNIVERSIDADE DE SANTA CRUZ DO SUL UNISC REGULAMENTO DO CONCURSO PÚBLICO PARA DOCENTES TÍTULO I DO CONCURSO E DOS CANDIDATOS

UNIVERSIDADE DE SANTA CRUZ DO SUL UNISC REGULAMENTO DO CONCURSO PÚBLICO PARA DOCENTES TÍTULO I DO CONCURSO E DOS CANDIDATOS UNIVERSIDADE DE SANTA CRUZ DO SUL UNISC REGULAMENTO DO CONCURSO PÚBLICO PARA DOCENTES TÍTULO I DO CONCURSO E DOS CANDIDATOS Art. 1º O ingresso como docente na UNISC faz-se mediante Concurso Público de

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO SUL E SUDESTE DO PARÁ CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO SUL E SUDESTE DO PARÁ CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO SUL E SUDESTE DO PARÁ CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO Nº 021, DE 01 DE OUTUBRO DE 2014 Dispõe sobre os Planos Acadêmicos, Regimes

Leia mais

UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA GABINETE DO REITOR RESOLUÇÃO DO CONSELHO DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO Nº 008/90

UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA GABINETE DO REITOR RESOLUÇÃO DO CONSELHO DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO Nº 008/90 UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA GABINETE DO REITOR RESOLUÇÃO DO CONSELHO DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO Nº 008/90 Dispõe sobre o Sistema de Monitoria na UnB. O REITOR DA UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA, Presidente do

Leia mais

SÚMULA DA 102ª REUNIÃO DA CÂMARA DE GRADUAÇÃO, REALIZADA EM 11.12.2008 INÍCIO: 09:00 - ENCERRAMENTO: 12:00 CÂMARA DE GRADUAÇÃO

SÚMULA DA 102ª REUNIÃO DA CÂMARA DE GRADUAÇÃO, REALIZADA EM 11.12.2008 INÍCIO: 09:00 - ENCERRAMENTO: 12:00 CÂMARA DE GRADUAÇÃO SÚMULA DA 102ª REUNIÃO DA CÂMARA DE GRADUAÇÃO, REALIZADA EM 11.12.2008 INÍCIO: 09:00 - ENCERRAMENTO: 12:00 CÂMARA DE GRADUAÇÃO 01) Processo n o 113/2008 Unidade: Centro de Ciências Sociais Aplicadas Faculdade:

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA CONSELHO UNIVERSITÁRIO RESOLUÇÃO Nº 09/2010

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA CONSELHO UNIVERSITÁRIO RESOLUÇÃO Nº 09/2010 SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA CONSELHO UNIVERSITÁRIO RESOLUÇÃO Nº 09/2010 Aprova o Regimento Interno da Comissão Interna de Supervisão da Carreira dos Cargos

Leia mais

3.2 Sistema de Avaliação e Monitoria

3.2 Sistema de Avaliação e Monitoria 3.2 Sistema de Avaliação e Monitoria RESOLUÇÃO N.º 06/2006 - CONSUN APROVA O SISTEMA DE AVALIAÇÃO E PROMOÇÃO PARA OS ALUNOS DE GRADUAÇÃO E CURSOS SEQÜENCIAIS DA PUCPR INGRESSANTES A PARTIR DE 2000. O Presidente

Leia mais

RESOLUÇÃO SETORIAL Nº27/97

RESOLUÇÃO SETORIAL Nº27/97 RESOLUÇÃO SETORIAL Nº27/97 (Na sessão do dia 07 de julho de 2000, o Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão - CEPE aprovou, por unanimidade, o parecer do Conselheiro relator do processo nº 29073/98-19,

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE MATO GROSSO REITORIA. EDITAL N.º 001/2015 de 07/01/2015 PROCESSO SELETIVO 2015

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE MATO GROSSO REITORIA. EDITAL N.º 001/2015 de 07/01/2015 PROCESSO SELETIVO 2015 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE MATO GROSSO REITORIA EDITAL N.º 001/2015 de 07/01/2015 PROCESSO SELETIVO 2015 O reitor em exercício da reitoria da Universidade Federal de Mato Grosso

Leia mais

A Faculdade de Ciências Farmacêuticas no uso de suas atribuições legais e regimentais;

A Faculdade de Ciências Farmacêuticas no uso de suas atribuições legais e regimentais; MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALFENAS FACULDADE DE CIÊNCIAS FARMACÊUTICAS Rua Gabriel Monteiro da Silva, 700. Alfenas MG. CEP 37130-000 Fone (35)3299-1350 A Faculdade de Ciências Farmacêuticas

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE CONSELHO UNIVERSITÁRIO CÂMARA SUPERIOR DE ENSINO

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE CONSELHO UNIVERSITÁRIO CÂMARA SUPERIOR DE ENSINO SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE CONSELHO UNIVERSITÁRIO CÂMARA SUPERIOR DE ENSINO RESOLUÇÃO Nº 01/2013 Aprova a estrutura curricular contida no Projeto Pedagógico do Curso

Leia mais

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO DA UTFPR

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO DA UTFPR Ministério da Educação Universidade Tecnológica Federal do Paraná Pró-Reitoria de Graduação e Educação Profissional REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO DA UTFPR Aprovação:

Leia mais

REGIMENTO DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA ELÉTRICA - UNIPAMPA. Capítulo I - Dos Objetivos e Prazos

REGIMENTO DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA ELÉTRICA - UNIPAMPA. Capítulo I - Dos Objetivos e Prazos REGIMENTO DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA ELÉTRICA - UNIPAMPA Capítulo I - Dos Objetivos e Prazos Art. 1 - O Programa de Pós-Graduação em Engenharia Elétrica (PPGEE) da Universidade Federal

Leia mais

o Reitor da Universidade Federal do Piauí e Presidente do Conselho de Ensino,

o Reitor da Universidade Federal do Piauí e Presidente do Conselho de Ensino, Internet: wwwufpi.br Resolução N 190/11 CONSELHO DE ENSINO PESQUISA E EXTENSÃO DA UFPI Estabelece Normas para a Participação de Docentes em Regime de Dedicação Exclusiva "DE", em atividades Esporádicas,

Leia mais

Regulamento do Colegiado dos Cursos da Faculdade Católica Santa Teresinha (Aprovado pela Resolução 005/2010-DG/FCST, datado de 20/12/2010)

Regulamento do Colegiado dos Cursos da Faculdade Católica Santa Teresinha (Aprovado pela Resolução 005/2010-DG/FCST, datado de 20/12/2010) 0 Regulamento do Colegiado dos Cursos da Faculdade Católica Santa Teresinha (Aprovado pela Resolução 005/2010-DG/FCST, datado de 20/12/2010) CAICÓ-RN 2010 1 SUMÁRIO CAPÍTULO I: DA NATUREZA, COMPOSIÇÃO

Leia mais

R E S O L U Ç Ã O. Fica aprovado, conforme anexo, o Plano de Carreira do Corpo Docente do Magistério Superior da Faculdade Franciscana.

R E S O L U Ç Ã O. Fica aprovado, conforme anexo, o Plano de Carreira do Corpo Docente do Magistério Superior da Faculdade Franciscana. RESOLUÇÃO CSA N.º 14/2009 APROVA O PLANO DE CARREIRA DO CORPO DOCENTE DO MAGISTÉRIO SUPERIOR DA. O Presidente do Conselho Superior de Administração CSA, no uso das atribuições que lhe confere o art. 7º,

Leia mais

PROPOSTAS DA COMISSÃO REPRESENTATIVA DE PROFESSORES PARA A REFORMA ESTATUTÁRIA DA ULBRA

PROPOSTAS DA COMISSÃO REPRESENTATIVA DE PROFESSORES PARA A REFORMA ESTATUTÁRIA DA ULBRA PROPOSTAS DA COMISSÃO REPRESENTATIVA DE PROFESSORES PARA A REFORMA ESTATUTÁRIA DA ULBRA Preâmbulo: - Considerando que a educação é um bem público e, conforme dispõe o art. 209 da carta constitucional,

Leia mais

PASSO A PASSO PARA CREDENCIAMENTO DE DOCENTES PARA INGRESSO E ATUAÇÃO NOS PROGRAMAS DA COPPE 1 PROFESSOR PLENO

PASSO A PASSO PARA CREDENCIAMENTO DE DOCENTES PARA INGRESSO E ATUAÇÃO NOS PROGRAMAS DA COPPE 1 PROFESSOR PLENO PASSO A PASSO PARA CREDENCIAMENTO DE DOCENTES PARA INGRESSO E ATUAÇÃO NOS PROGRAMAS DA COPPE 1 O candidato deve: PROFESSOR PLENO A Preparar Plano de Ensino e Pesquisa; B - Curriculum Vitae do docente anexando

Leia mais

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO ESCOLA DE ENFERMAGEM COMISSÃO DE CULTURA E EXTENSÃO UNIVERSITÁRIA

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO ESCOLA DE ENFERMAGEM COMISSÃO DE CULTURA E EXTENSÃO UNIVERSITÁRIA Norma para realização dos Cursos de Extensão Universitária (Especialização, Aperfeiçoamento, Atualização e Difusão) no âmbito da Escola de Enfermagem da Universidade de São Paulo - EEUSP (Aprovada na 348ª

Leia mais

FACULDADE DE CAMPINA GRANDE DO SUL Credenciada pela Portaria MEC nº 381/2001, de 05/03/2001 D.O.U. 06/03/2001

FACULDADE DE CAMPINA GRANDE DO SUL Credenciada pela Portaria MEC nº 381/2001, de 05/03/2001 D.O.U. 06/03/2001 FACULDADE DE CAMPINA GRANDE DO SUL Credenciada pela Portaria MEC nº 381/2001, de 05/03/2001 D.O.U. 06/03/2001 RESOLUÇÃO Nº.06/2008 Dispõe sobre a Normatização do Programa. de Cursos de Pós-Graduação Lato

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 044/2015, DE 13 DE ABRIL DE 2015 CONSELHO UNIVERSITÁRIO UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALFENAS UNIFAL-MG

RESOLUÇÃO Nº 044/2015, DE 13 DE ABRIL DE 2015 CONSELHO UNIVERSITÁRIO UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALFENAS UNIFAL-MG RESOLUÇÃO Nº 044/2015, DE 13 DE ABRIL DE 2015 CONSELHO UNIVERSITÁRIO UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALFENAS UNIFAL-MG O Conselho Universitário da UNIFAL-MG, no uso de suas atribuições regimentais e estatutárias,

Leia mais

Artigo 1º - Fica aprovado, conforme anexo, o Programa de Mestrado em

Artigo 1º - Fica aprovado, conforme anexo, o Programa de Mestrado em RESOLUÇÃO CONSUN - 19/95 APROVA O PROGRAMA DE MESTRADO EM ADMINISTRAÇÃO O Presidente do CONSELHO UNIVERSITÁRIO - CONSUN, no uso de suas atribuições estatutárias e regimentais, ouvido o Parecer CONSEPE

Leia mais

Do Colegiado de Curso. Da Constituição do Colegiado

Do Colegiado de Curso. Da Constituição do Colegiado REGULAMENTO INTERNO DO COLEGIADO DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE DO TOCANTINS - UNITINS Do Colegiado de Curso Art. 1º. O Colegiado de Curso é a instância básica dos cursos de graduação, responsável

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ CAMPUS AVANÇADO EM JANDAIA DO SUL Colegiado do Curso de Engenharia de Produção R E S O L U Ç Ã O N.

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ CAMPUS AVANÇADO EM JANDAIA DO SUL Colegiado do Curso de Engenharia de Produção R E S O L U Ç Ã O N. UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ CAMPUS AVANÇADO EM JANDAIA DO SUL Colegiado do Curso de Engenharia de Produção R E S O L U Ç Ã O N.º 01/2015 Regimentar o Núcleo Docente Estruturante NDE do Curso de Engenharia

Leia mais

RESOLUÇÃO CONSEPE 5/2006 APROVA O REGULAMENTO PARA O

RESOLUÇÃO CONSEPE 5/2006 APROVA O REGULAMENTO PARA O RESOLUÇÃO CONSEPE 5/2006 APROVA O REGULAMENTO PARA O COMPONENTE CURRICULAR ATIVIDADES COMPLEMENTARES DO CURSO ADMINISTRAÇÃO, DO CÂMPUS DE BRAGANÇA PAULISTA, DA UNIVERSIDADE SÃO FRANCISCO. O Presidente

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 18/00 - CEPE R E S O L V E:

RESOLUÇÃO Nº 18/00 - CEPE R E S O L V E: RESOLUÇÃO Nº 18/00 - CEPE Aprova as normas básicas da atividade acadêmica dos Cursos de Graduação na modalidade de Educação à Distância da Universidade Federal do Paraná. O CONSELHO DE ENSINO, PESQUISA

Leia mais

Número do Documento: 1005795

Número do Documento: 1005795 Número do Documento: 1005795 Governo do Estado do Ceará Secretaria da Ciência Tecnologia e Educação Superior Universidade Estadual do Ceará UECE Secretaria dos Órgãos de Deliberação Coletiva - SODC RESOLUÇÃO

Leia mais

A Câmara Superior de Ensino do Conselho Universitário da Universidade Federal de Campina Grande, no uso de suas atribuições;

A Câmara Superior de Ensino do Conselho Universitário da Universidade Federal de Campina Grande, no uso de suas atribuições; 1 SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE CONSELHO UNIVERSITÁRIO CÂMARA SUPERIOR DE ENSINO RESOLUÇÃO Nº 13/2012 Aprova a estrutura curricular contida no Projeto Pedagógico do Curso

Leia mais

MINUTA DE RESOLUÇÃO PARA REGULAMENTAÇÃO E MANUTENÇÃO DO REGIME DE TRABALHO EM DEDICAÇÃO EXCLUSIVA DA UNEMAT RESOLUÇÃO Nº. - CONEPE

MINUTA DE RESOLUÇÃO PARA REGULAMENTAÇÃO E MANUTENÇÃO DO REGIME DE TRABALHO EM DEDICAÇÃO EXCLUSIVA DA UNEMAT RESOLUÇÃO Nº. - CONEPE MINUTA DE RESOLUÇÃO PARA REGULAMENTAÇÃO E MANUTENÇÃO DO REGIME DE TRABALHO EM DEDICAÇÃO EXCLUSIVA DA UNEMAT RESOLUÇÃO Nº. - CONEPE Regulamenta o regime de trabalho de Tempo Integral, em Dedicação Exclusiva

Leia mais

A Câmara Superior de Ensino do Conselho Universitário da Universidade Federal de Campina Grande, no uso de suas atribuições,

A Câmara Superior de Ensino do Conselho Universitário da Universidade Federal de Campina Grande, no uso de suas atribuições, RESOLUÇÃO Nº 07/2014 SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE CONSELHO UNIVERSITÁRIO CÂMARA SUPERIOR DE ENSINO Aprova a estrutura curricular contida no Projeto Pedagógico do Curso

Leia mais

REGULAMENTO DO COLEGIADO DE CURSO CAPÍTULO I DA NATUREZA E FINALIDADES

REGULAMENTO DO COLEGIADO DE CURSO CAPÍTULO I DA NATUREZA E FINALIDADES REGULAMENTO DO COLEGIADO DE CURSO CAPÍTULO I DA NATUREZA E FINALIDADES Art. 1º O Colegiado de Curso é órgão consultivo, normativo, de planejamento acadêmico e executivo, para os assuntos de política de

Leia mais

RESOLUÇÃO CONEPE Nº 001/2015

RESOLUÇÃO CONEPE Nº 001/2015 RESOLUÇÃO CONEPE Nº 001/2015 Estabelece regras para o funcionamento dos cursos de pós-graduação lato sensu da Universidade Estadual do Rio Grande do Sul Uergs. O CONSELHO DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO

Leia mais

Normas do Estágio Curricular do Bacharelado em Sistemas de Informação

Normas do Estágio Curricular do Bacharelado em Sistemas de Informação Anexo 2 Normas do Estágio Curricular do Bacharelado em Sistemas de Informação Normas do Estágio Curricular do Bacharelado em Sistemas de Informação CAPÍTULO I DAS DEFINIÇÕES E OBJETIVOS Art. 1º - O Estágio

Leia mais

O Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão da Universidade Federal de São Carlos, no

O Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão da Universidade Federal de São Carlos, no RESOLUÇÃO CEPE Nº 503, de 13 de julho de 2005. Regulamenta a execução do Processo Seletivo para ingresso nos cursos da UFSCar e dá outras providências. O Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão da Universidade

Leia mais

REGIMENTO INTERNO DA COMISSÃO PERMANENTE DE AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL DA UNIPAR - CPAIUP -

REGIMENTO INTERNO DA COMISSÃO PERMANENTE DE AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL DA UNIPAR - CPAIUP - REGIMENTO INTERNO DA COMISSÃO PERMANENTE DE AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL DA UNIPAR - CPAIUP - REGIMENTO INTERNO DA COMISSÃO PERMANENTE DE AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL DA UNIPAR - CPAIUP - CAPÍTULO I DA FINALIDADE

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE CONSELHO UNIVERSITÁRIO CÂMARA SUPERIOR DE ENSINO

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE CONSELHO UNIVERSITÁRIO CÂMARA SUPERIOR DE ENSINO 1 SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE CONSELHO UNIVERSITÁRIO CÂMARA SUPERIOR DE ENSINO RESOLUÇÃO Nº 16/2012 Aprova a estrutura curricular contida no Projeto Pedagógico do Curso

Leia mais

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES DE INTEGRALIZAÇÃO CURRICULAR DA FACULDADE DE ENGENHARIA. Capítulo I Disposições Preliminares

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES DE INTEGRALIZAÇÃO CURRICULAR DA FACULDADE DE ENGENHARIA. Capítulo I Disposições Preliminares REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES DE INTEGRALIZAÇÃO CURRICULAR DA FACULDADE DE ENGENHARIA Disciplina as atividades complementares de integralização curricular, para os alunos da Faculdade de Engenharia,

Leia mais

NORMAS DO TERCEIRO PROCESSO SELETIVO DE CANDIDATOS ÀS VAGAS REMANESCENTES DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO DA PUC-CAMPINAS 1º SEMESTRE DE 2013

NORMAS DO TERCEIRO PROCESSO SELETIVO DE CANDIDATOS ÀS VAGAS REMANESCENTES DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO DA PUC-CAMPINAS 1º SEMESTRE DE 2013 NORMAS DO TERCEIRO PROCESSO SELETIVO DE CANDIDATOS ÀS VAGAS REMANESCENTES DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO DA PUC-CAMPINAS 1º SEMESTRE DE 2013 CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES GERAIS Art. 1 o O presente Processo Seletivo

Leia mais

PROCESSO SELETIVO DE INVERNO 2015 EDITAL

PROCESSO SELETIVO DE INVERNO 2015 EDITAL U N I V E R S I D A D E D E P A S S O F U N D O V i c e - R e i t o r i a d e G r a d u a ç ã o S e c r e t a r i a G e r a l d o s C u r s o s Campus I Rodovia BR 285 Km 292,7 - Bairro São José CEP 99052-900

Leia mais

COMISSÃO DE ÉTICA NO USO DE ANIMAIS - CEUA REGIMENTO INTERNO DA COMISSÃO DE ÉTICA NO USO DE ANIMAL DA UNIVERSIDADE FEDERAL DO PAMPA

COMISSÃO DE ÉTICA NO USO DE ANIMAIS - CEUA REGIMENTO INTERNO DA COMISSÃO DE ÉTICA NO USO DE ANIMAL DA UNIVERSIDADE FEDERAL DO PAMPA REGIMENTO INTERNO DA COMISSÃO DE ÉTICA NO USO DE ANIMAL DA UNIVERSIDADE FEDERAL DO PAMPA CAPÍTULO I DA NATUREZA Art. 1 - A Comissão de Ética no Uso de Animal da Universidade Federal do Pampa (Unipampa/CEUA),

Leia mais

REGIMENTO DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO STRICTO SENSU EM CIÊNCIAS BIOLÓGICAS DA UNIVERSIDADE VALE DO RIO DOCE TÍTULO I

REGIMENTO DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO STRICTO SENSU EM CIÊNCIAS BIOLÓGICAS DA UNIVERSIDADE VALE DO RIO DOCE TÍTULO I 1 REGIMENTO DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO STRICTO SENSU EM CIÊNCIAS BIOLÓGICAS DA UNIVERSIDADE VALE DO RIO DOCE TÍTULO I DO OBJETIVO E DA ORGANIZAÇÃO GERAL Art. 1.º - Este regimento estabelece as normas

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO nº 17/2015 Estabelece critérios para distribuição de encargos ao pessoal da carreira do

Leia mais

REGIMENTO DA EDITORA UFJF. TÍTULO I Da Instituição e seus fins

REGIMENTO DA EDITORA UFJF. TÍTULO I Da Instituição e seus fins REGIMENTO DA EDITORA UFJF TÍTULO I Da Instituição e seus fins Art. 1º - A Editora da Universidade Federal de Juiz de Fora (Editora UFJF), órgão suplementar vinculado à Reitoria da UFJF, tem por finalidade

Leia mais

O CONSELHO UNIVERSITÁRIO DA UNIVERSIDADE NORTE DO PARANÁ aprovou e eu, Reitora em exercício, sanciono a seguinte Resolução:

O CONSELHO UNIVERSITÁRIO DA UNIVERSIDADE NORTE DO PARANÁ aprovou e eu, Reitora em exercício, sanciono a seguinte Resolução: Resolução CONSUN n o 046/2003. Credenciada pelo Decreto Federal de 03/07/97 - D. O. U. Nº 126, de 04/07/97 Aprova o Regulamento Geral da Agência de Comunicação Integrada, do Curso de Comunicação Social

Leia mais

DELIBERAÇÃO COEPE Nº 039 DE 10 DE JULHO DE 2013

DELIBERAÇÃO COEPE Nº 039 DE 10 DE JULHO DE 2013 DELIBERAÇÃO COEPE Nº 039 DE 10 DE JULHO DE 2013 APROVA O REGULAMENTO DE ESTÁGIO DE DOCÊNCIA DE ALUNOS DE PÓS- GRADUAÇÃO EXTERNOS O DA FUNDAÇÃO CENTRO UNIVERSITÁRIO ESTADUAL DA ZONA OESTE UEZO no uso de

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE CONSELHO UNIVERSITÁRIO CÂMARA SUPERIOR DE PÓS-GRADUAÇÃO

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE CONSELHO UNIVERSITÁRIO CÂMARA SUPERIOR DE PÓS-GRADUAÇÃO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE CONSELHO UNIVERSITÁRIO CÂMARA SUPERIOR DE PÓS-GRADUAÇÃO RESOLUÇÃO Nº. 10/2015 Criar e aprovar o Curso de Pós-Graduação MBA em Gestão Empreendedora

Leia mais

RESOLUÇÃO N o 008, de 30 de junho de 2003

RESOLUÇÃO N o 008, de 30 de junho de 2003 RESOLUÇÃO N o 008, de 30 de junho de 2003 Aprova Regimento do Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Letras Teoria Literária e Crítica da Cultura da UFSJ O PRESIDENTE DO CONSELHO DELIBERATIVO SUPERIOR

Leia mais

PORTARIA Nº. 14/REITORIA/10, de 5 de julho de 2010 CONSELHO DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO

PORTARIA Nº. 14/REITORIA/10, de 5 de julho de 2010 CONSELHO DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO PORTARIA Nº. 14/REITORIA/10, de 5 de julho de 2010 CONSELHO DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO Institui e estabelece critérios para o Aproveitamento de Estudos e Verificação de Proficiência para fins de certificação

Leia mais

Núcleo de Pesquisa e Estudos em Ciências Contábeis ESTATUTO

Núcleo de Pesquisa e Estudos em Ciências Contábeis ESTATUTO Núcleo de Pesquisa e Estudos em Ciências Contábeis ESTATUTO Art. 1º O Núcleo de Pesquisa e Estudos em Ciências Contábeis (NUPECON), vinculado a Escola de Agronomia e Engenharia de Alimentos, constitui-se

Leia mais

FACULDADE DE CIÊNCIAS AGRÁRIAS CURSO DE AGRONOMIA PROGRAMA DE APERFEIÇOAMENTO EM CIÊNCIAS AGRONÔMICAS

FACULDADE DE CIÊNCIAS AGRÁRIAS CURSO DE AGRONOMIA PROGRAMA DE APERFEIÇOAMENTO EM CIÊNCIAS AGRONÔMICAS Campus I Campus II Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação Tel: 18 3229 2077 / 2078 / 2079 E-mail: posgrad@unoeste.br www.unoeste.br Rua José Bongiovani, 700 Cidade Universitária CEP 19050 920 Presidente

Leia mais

REGULAMENTO PROGRAMA DE MONITORIA

REGULAMENTO PROGRAMA DE MONITORIA REGULAMENTO PROGRAMA DE MONITORIA BARRETOS 2010 REGULAMENTO PROGRAMA DE MONITORIA Art. 1 - O Programa de Monitoria da Faculdade Barretos, destinado a alunos regularmente matriculados, obedecerá às normas

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 263. Pôr em vigência, a partir da presente data, o REGIMENTO. DOS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU, que

RESOLUÇÃO Nº 263. Pôr em vigência, a partir da presente data, o REGIMENTO. DOS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU, que RESOLUÇÃO Nº 263 PÕE EM VIGÊNCIA O REGIMENTO DOS CURSOS DE PÓS- GRADUAÇÃO LATO SENSU O Reitor da Universidade Católica de Pelotas, no uso de suas atribuições, considerando os termos da proposta encaminhada

Leia mais

Programa de Mestrado em Informática 1

Programa de Mestrado em Informática 1 Programa de Mestrado em Informática 1 REGULAMENTO DO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO STRICTO SENSU EM INFORMÁTICA DA PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE MINAS GERAIS I - OBJETIVOS DO CURSO ART. 1º - O Curso de

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO INTERESSADO: Conselho Nacional de Educação/Câmara de Educação UF: DF Superior ASSUNTO: Aprecia Indicação CNE/CP nº 2/2002 sobre Diretrizes Curriculares

Leia mais

O CONSELHO UNIVERSITÁRIO - CONSU DA UNIVERSIDADE FEDERAL DO TRIÂNGULO MINEIRO, no uso de suas atribuições estatutárias e regimentais, RESOLVE:

O CONSELHO UNIVERSITÁRIO - CONSU DA UNIVERSIDADE FEDERAL DO TRIÂNGULO MINEIRO, no uso de suas atribuições estatutárias e regimentais, RESOLVE: MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO TRIÂNGULO MINEIRO Uberaba-MG RESOLUÇÃO N 4 DE 29 DE JUNHO DE 2015, DO CONSELHO UNIVERSITÁRIO DA UFTM Estabelece normas para realização de Estágio Pós- Doutoral

Leia mais

REGIMENTO INTERNO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU DA ESCOLA DO PARLAMENTO DA CÂMARA MUNICIPAL DE SÃO PAULO

REGIMENTO INTERNO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU DA ESCOLA DO PARLAMENTO DA CÂMARA MUNICIPAL DE SÃO PAULO REGIMENTO INTERNO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU DA ESCOLA DO PARLAMENTO DA CÂMARA MUNICIPAL DE SÃO PAULO Sumário TÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES... 3 CAPÍTULO I Da Caracterização do Curso... 3 CAPÍTULO

Leia mais

REGULAMENTO DOS COLEGIADOS DOS CURSOS SUPERIORES DO IF BAIANO CAMPUS SANTA INÊS

REGULAMENTO DOS COLEGIADOS DOS CURSOS SUPERIORES DO IF BAIANO CAMPUS SANTA INÊS REGULAMENTO DOS COLEGIADOS DOS CURSOS SUPERIORES DO IF BAIANO CAMPUS SANTA INÊS Aprovado pelo Colegiado do Curso de Licenciatura em Ciências Biológicas em 26/03/2014. Aprovado pelo Colegiado do Curso de

Leia mais

R E S O L U Ç Ã O Nº 014/2009-CEP O CONSELHO DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO APROVOU E EU, REITOR, SANCIONO A SEGUINTE RESOLUÇÃO:

R E S O L U Ç Ã O Nº 014/2009-CEP O CONSELHO DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO APROVOU E EU, REITOR, SANCIONO A SEGUINTE RESOLUÇÃO: R E S O L U Ç Ã O Nº 014/2009-CEP CERTIDÃO Certifico que a presente resolução foi afixada em local de costume, nesta Reitoria, no dia 9/11/2009. Aprova novo Regulamento do Programa Monitoria para os Cursos

Leia mais

PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU

PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU R E G I M E N T O G E R A L PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Regimento Geral PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Este texto foi elaborado com as contribuições de um colegiado de representantes da Unidades Técnico-científicas,

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 01 DE 2011

RESOLUÇÃO Nº 01 DE 2011 UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE CENTRO DE HUMANIDADES UNIDADE ACADÊMICA DE CIÊNCIAS SOCIAIS PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS SOCIAIS RESOLUÇÃO Nº 01 DE 2011 RESOLUÇÃO Nº 01/2008 que estabelece

Leia mais

UNIVERSIDADE DE SANTA CRUZ DO SUL UNISC REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DO CURSO DE ENGENHARIA CIVIL

UNIVERSIDADE DE SANTA CRUZ DO SUL UNISC REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DO CURSO DE ENGENHARIA CIVIL UNIVERSIDADE DE SANTA CRUZ DO SUL UNISC REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DO CURSO DE ENGENHARIA CIVIL CAPÍTULO I DA NATUREZA Art. 1º Este Regulamento estabelece as políticas da disciplina de Trabalho

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE COLEGIADO PLENO DO CONSELHO UNIVERSITÁRIO

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE COLEGIADO PLENO DO CONSELHO UNIVERSITÁRIO SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE COLEGIADO PLENO DO CONSELHO UNIVERSITÁRIO RESOLUÇÃO Nº 13/2010 Aprova o Regimento Interno do Núcleo de Inovação e Transferência de Tecnologia

Leia mais