VALOR ECONÓMICO DO SETOR DA RESTAURAÇÃO E BEBIDAS RESTAURANTE DO FUTURO JOSÉ MENDES IDTOUR UNIQUE SOLUTIONS, LDA.

Save this PDF as:
Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "VALOR ECONÓMICO DO SETOR DA RESTAURAÇÃO E BEBIDAS RESTAURANTE DO FUTURO JOSÉ MENDES IDTOUR UNIQUE SOLUTIONS, LDA."

Transcrição

1 VALOR ECONÓMICO DO SETOR DA RESTAURAÇÃO E BEBIDAS RESTAURANTE DO FUTURO JOSÉ MENDES IDTOUR UNIQUE SOLUTIONS, LDA. AVEIRO, UNIVERSIDADE DE AVEIRO, 27.FEVEREIRO.2012

2 ANÁLISE MACROECONÓMICA CONTA SATÉLITE DO TURISMO [ 02 ] RESTAURANTE DO FUTURO * LEADING TENDENCIES

3 Ø CONTA SATÉLITE DO TURISMO ANÁLISE MACROECONÓMICA CONSUMO TURÍSTICO NO TERRITÓRIO ECONÓMICO , , , , , , , , , , ,8 TCMA +3,3% 0, * FONTE: INE CONTA SATÉLITE DO TURISMO [ MILHÕES DE ] CONSUMO TURÍSTICO NO TERRITÓRIO ECONÓMICO CRESCEU, EM MÉDIA, 3,3% DE 2000 PARA 2010; CONSUMO TURÍSTICO REPRESENTOU, EM 2010, 9,2% DO PRODUTO INTERNO BRUTO (PIB), OCORRENDO O VALOR MAIS BAIXO EM 2003 (8,2%). [ 03 ] RESTAURANTE DO FUTURO * LEADING TENDENCIES

4 Ø CONTA SATÉLITE DO TURISMO ANÁLISE MACROECONÓMICA CONSUMO TURÍSTICO NO TERRITÓRIO ECONÓMICO (COMPONENTES) , ,0 CT Recetor CT Interno OCC Turístico , , , , , ,0 55,4% 39,1% 2.000,0 0, FONTE: INE CONTA SATÉLITE DO TURISMO [ MILHÕES DE ] CONSUMO TURÍSTICO RECETOR REPRESENTA MAIOR PESO NA ESTRUTURA GLOBAL DO CONSUMO TURÍSTICO; CONSUMO TURÍSTICO INTERNO REPRESENTAVA EM 2009 CERCA DE 40% DA ESTRUTURA TOTAL DO CONSUMO TURÍSTICO NO TERRITÓRIO ECONÓMICO. [ 04 ] RESTAURANTE DO FUTURO * LEADING TENDENCIES

5 Ø CONTA SATÉLITE DO TURISMO ANÁLISE MACROECONÓMICA CONSUMO TURÍSTICO NO TERRITÓRIO ECONÓMICO (PRODUTOS) 100% 90% 80% Produtos Não Específicos Produtos Conexos 70% 60% 50% 40% 30% 20% 10% 0% 20,2 20,1 20,2 20,8 20,6 21,1 23,5 23,1 24,3 24,6 24,9 24,1 23,7 25,2 24,8 24,3 24,5 23,9 23,0 23,4 24,0 24,4 24,5 24,4 23,9 23,9 23, FONTE: INE CONTA SATÉLITE DO TURISMO [ % ] Outros Serv. Turísticos Serv. Culturais, Recreação e Lazer A. Viagens e Op. Turísticos Transporte de Passageiros Restauração e Bebidas Alojamento ALOJAMENTO, RESTAURAÇÃO E BEBIDAS, TRANSPORTE DE PASSAGEIROS REPRESENTAM MAIS DE 70% DO CONSUMO TURÍSTICO NO TERRITÓRIO ECONÓMICO; RESTAURAÇÃO E BEBIDAS REPRESENTA CERCA DE ¼ DO CONSUMO TURÍSTICO (3,8 MIL MILHÕES DE EUROS). [ 05 ] RESTAURANTE DO FUTURO * LEADING TENDENCIES

6 Ø CONTA SATÉLITE DO TURISMO ANÁLISE MACROECONÓMICA CONSUMO TURÍSTICO NO TERRITÓRIO ECONÓMICO (CONTRIBUTO PIB) PRODUTOS PRODUTOS [2,15%] ALOJAMENTO ESPECÍFICOS CARATERÍSTICOS [2,19%] RESTAURAÇÃO E BEBIDAS [2,23%] TRANSPORTE DE PASSAGEIROS 9,24% 8,33% 7,68% [0,36%] A. VIAGENS E OP. TURÍSTICOS [0,11%] SERVIÇOS CULTURAIS [0,37%] SERVIÇOS RECREATIVOS E LAZER [0,28%] OUTROS SERVIÇOS DE TURISMO PRODUTOS CONEXOS 0,65% PRODUTOS NÃO ESPECÍFICOS 0,91% FONTE: INE CONTA SATÉLITE DO TURISMO [ ANO 2008, % ] CONSUMO TURÍSTICO REPRESENTOU 9,24% DO PIB, EM 2008 (7,68% PRODUTOS CARATERÍSTICOS); RESTAURAÇÃO E BEBIDAS REPRESENTOU 2,2% DO PIB, EM 2008 (APENAS OS TRANSPORTES DE PASSAGEIROS REGISTARAM UM VALOR SUPERIOR). [ 06 ] RESTAURANTE DO FUTURO * LEADING TENDENCIES

7 Ø CONTA SATÉLITE DO TURISMO CONSUMO TURÍSTICO RECETOR (COMPONENTES) ANÁLISE MACROECONÓMICA PRODUTOS PRODUTOS [31,1%] ALOJAMENTO ESPECÍFICOS CARATERÍSTICOS [32,9%] RESTAURAÇÃO E BEBIDAS [31,6%] TRANSPORTE DE PASSAGEIROS 8,8 MIL MILHÕES 87,7% 87,2% [0,9%] A. VIAGENS E OP. TURÍSTICOS [0,4%] SERVIÇOS CULTURAIS [2,5%] SERVIÇOS RECREATIVOS E LAZER [0,4%] OUTROS SERVIÇOS DE TURISMO PRODUTOS CONEXOS 12,8% PRODUTOS NÃO ESPECÍFICOS 12,3% FONTE: INE CONTA SATÉLITE DO TURISMO [ ANO 2008, % ] CONSUMO TURÍSTICO RECETOR ATINGIU 8.846,8 MILHÕES DE EUROS EM 2008, MAIS DE ¾ OCORREU NOS PRODUTOS CARATERÍSTICOS (76,5%); RESTAURAÇÃO E BEBIDAS REPRESENTOU 32,9% DOS PRODUTOS CARATERÍSTICOS. [ 07 ] RESTAURANTE DO FUTURO * LEADING TENDENCIES

8 Ø CONTA SATÉLITE DO TURISMO CONSUMO TURÍSTICO INTERNO (COMPONENTES) ANÁLISE MACROECONÓMICA PRODUTOS PRODUTOS [16,9%] ALOJAMENTO ESPECÍFICOS CARATERÍSTICOS [27,3%] RESTAURAÇÃO E BEBIDAS [29,9%] TRANSPORTE DE PASSAGEIROS 6,1 MIL MILHÕES 94,2% 97,9% [9,7%] A. VIAGENS E OP. TURÍSTICOS [0,4%] SERVIÇOS CULTURAIS [7,8%] SERVIÇOS RECREATIVOS E LAZER [7,9%] OUTROS SERVIÇOS DE TURISMO PRODUTOS CONEXOS 2,1% PRODUTOS NÃO ESPECÍFICOS 5,8% FONTE: INE CONTA SATÉLITE DO TURISMO [ ANO 2008, % ] CONSUMO TURÍSTICO INTERNO ATINGIU 6.125,5 MILHÕES DE EUROS EM 2008, MAIS DE 90% OCORREU NOS PRODUTOS CARATERÍSTICOS; RESTAURAÇÃO E BEBIDAS REPRESENTOU 27,3% DOS PRODUTOS CARATERÍSTICOS. [ 08 ] RESTAURANTE DO FUTURO * LEADING TENDENCIES

9 Ø CONTA SATÉLITE DO TURISMO ANÁLISE MACROECONÓMICA VALOR ACRESCENTADO GERADO PELO TURISMO 7.000, , , , , ,3 TCMA +3,2% 3.000, , ,0 0, * FONTE: INE CONTA SATÉLITE DO TURISMO [ MILHÕES DE ] VALOR ACRESCENTADO GERADO PELO TURISMO CRESCEU, EM MÉDIA, 3,2% DE 2000 PARA 2010; VALOR ACRESCENTADO GERADO PELO TURISMO, EM 2010, CORRESPONDEU A 4,1% DO VALOR ACRESCENTADO BRUTO DA ECONOMIA NACIONAL. [ 09 ] RESTAURANTE DO FUTURO * LEADING TENDENCIES

10 Ø CONTA SATÉLITE DO TURISMO ANÁLISE MACROECONÓMICA PRODUÇÃO TURÍSTICA ATIVIDADES ESPECÍFICAS ATIVIDADES CARATERÍSTICAS [36,5%] ALOJAMENTO [22,4%] RESTAURAÇÃO E SIMILARES [29,2%] TRANSPORTE DE PASSAGEIROS 13,4 MIL MILHÕES 90,9% 97,4% ATIVIDADES CONEXAS 2,6% [3,3%] ALUGUER DE EQUIP. TRANSPORTE [4,0%] A. VIAGENS E OP. TURÍSTICOS [1,5%] SERVIÇOS CULTURAIS [3,1%] SERVIÇOS RECREATIVOS E LAZER ATIVIDADES NÃO ESPECÍFICAS 9,1% FONTE: INE CONTA SATÉLITE DO TURISMO [ ANO 2008, % ] PRODUÇÃO TURÍSTICA ATINGIU 13,4 MIL MILHÕES DE EUROS EM 2008; ALOJAMENTO, RESTAURAÇÃO E SIMILARES E TRANSPORTE DE PASSAGEIROS REPRESENTARAM 88,1% DO TOTAL DAS ATIVIDADES CARATERÍSTICAS. [ 10 ] RESTAURANTE DO FUTURO * LEADING TENDENCIES

11 Ø CONTA SATÉLITE DO TURISMO ANÁLISE MACROECONÓMICA EMPREGO TCMA +2,1% FONTE: INE CONTA SATÉLITE DO TURISMO EMPREGO NO TURISMO CRESCEU, EM MÉDIA, 2,1% DE 2000 PARA SETOR DA RESTAURAÇÃO E BEBIDAS REPRESENTA CERCA DE 50% DO EMPREGO NO TURISMO; O EMPREGO DO TURISMO (ATIVIDADES CARATERÍSTICAS) REPRESENTAVA, EM 2008, 8,2% DA [ 11 ] ECONOMIA. RESTAURANTE DO FUTURO * LEADING TENDENCIES

12 VALOR ECONÓMICO DA RESTAURAÇÃO REGIÃO DO DOURO [ 12 ] RESTAURANTE DO FUTURO * LEADING TENDENCIES

13 Ø ESTRUTURA DA CONTA SATÉLITE DO TURISMO NÚMERO DE EMPRESAS VALOR ECONÓMICO DA RESTAURAÇÃO 100% 90% 80% 70% 60% 50% 40% 30% 20% 7,4 6,9 46,5 52,3 11,6 53,8 Outros Serv. Turismo Serv. Recreativos Lazer Serv. Culturais A. Viagens e Op. Turísticos Transporte de Passageiros Restauração e Bebidas 10% 15,4 14,2 17,2 Alojamento 0% Portugal Norte Douro FONTE: INE SISTEMA DE CONTAS INTEGRADAS DAS EMPRESAS [ 2009 ] NÚMERO DE EMPRESAS TURÍSTICAS (SEGUNDO A CST) DESTACA, EM 2009, O PESO RELATIVO DO SETOR DA RESTAURAÇÃO E BEBIDAS; OS TRÊS SETORES DE ATIVIDADE MAIS IMPORTANTES DA REGIÃO DO DOURO REPRESENTA 82,6% DO TOTAL. [ 13 ] RESTAURANTE DO FUTURO * LEADING TENDENCIES

14 Ø ESTRUTURA DA CONTA SATÉLITE DO TURISMO PESSOAL AO SERVIÇO VALOR ECONÓMICO DA RESTAURAÇÃO 100% 90% 80% 70% 13,0 9,3 13,3 Outros Serv. Turismo Serv. Recreativos Lazer Serv. Culturais 60% 50% 43,2 54,1 50,8 A. Viagens e Op. Turísticos 40% 30% 20% 10% 30,9 22,0 31,3 Transporte de Passageiros Restauração e Bebidas Alojamento 0% Portugal Norte Douro FONTE: INE SISTEMA DE CONTAS INTEGRADAS DAS EMPRESAS [ 2009 ] PESSOAL AO SERVIÇO NAS EMPRESAS DE TURISMO (SEGUNDO A CST) ASSINALA A RELEVÂNCIA DO SETOR DA RESTAURAÇÃO E BEBIDAS; O SETOR DA RESTAURAÇÃO E BEBIDAS REPRESENTA NA REGIÃO DO DOURO MAIS DE METADE DO TOTAL. [ 14 ] RESTAURANTE DO FUTURO * LEADING TENDENCIES

15 Ø ESTRUTURA DA CONTA SATÉLITE DO TURISMO VOLUME DE NEGÓCIOS VALOR ECONÓMICO DA RESTAURAÇÃO 100% 90% 80% 70% 60% 50% 12,9 34,0 13,9 18,8 15,0 12,2 31,9 43,7 Outros Serv. Turismo Serv. Recreativos Lazer Serv. Culturais A. Viagens e Op. Turísticos 40% 30% 20% 10% 21,9 27,6 32,5 26,7 Transporte de Passageiros Restauração e Bebidas Alojamento 0% Portugal Norte Douro FONTE: INE SISTEMA DE CONTAS INTEGRADAS DAS EMPRESAS [ 2009 ] VOLUME DE NEGÓCIOS DAS EMPRESAS DE TURISMO (SEGUNDO A CST) ASSINALA A RELEVÂNCIA DO SETOR DA RESTAURAÇÃO E BEBIDAS (NORTE E DOURO); NA REGIÃO DO DOURO O VOLUME DE NEGÓCIOS DO SETOR DA RESTAURAÇÃO E BEBIDAS É O MAIS ELEVADO. [ 15 ] RESTAURANTE DO FUTURO * LEADING TENDENCIES

16 Ø ESTRUTURA DA CONTA SATÉLITE DO TURISMO VALOR ECONÓMICO DA RESTAURAÇÃO SETOR DO TURISMO NA ECONOMIA (PORTUGAL, NORTE E DOURO) 7,0 6,1 6,0 5,3 5,2 5,2 5,0 4,6 4,0 3,0 3,4 3,3 3,0 2,1 2,0 Empresas 1,0 Pessoal ao Serviço 0,0 Portugal Norte Douro Volume de Negócios FONTE: INE SISTEMA DE CONTAS INTEGRADAS DAS EMPRESAS [ 2009 ] EMPRESAS DE TURISMO ASSINALAM PARTICULAR DESTAQUE PARA OS INDICADORES FÍSICOS, FACE AOS MONETÁRIOS (MENOR PESO RELATIVO); SETOR DO TURISMO APRESENTA MAIOR EXPRESSÃO COMPARATIVA NA REGIÃO DO DOURO. [ 16 ] RESTAURANTE DO FUTURO * LEADING TENDENCIES

17 Ø SETOR DA RESTAURAÇÃO E BEBIDAS VALOR ECONÓMICO DA RESTAURAÇÃO INDICADORES DE ATIVIDADE (REGIÃO DO DOURO) var. 09/07 var. 09/08 Empresas ,0% - 5,3% Pessoal ao Serviço ,5% - 3,1% Produção ,4% 5,2% Volume de Negócios ,6% 3,5% FONTE: INE SISTEMA DE CONTAS INTEGRADAS DAS EMPRESAS [ ] NÚMERO DE EMPRESAS E DE PESSOAL AO SERVIÇO NOS ESTABELECIMENTOS DE RESTAURAÇÃO E BEBIDAS DA REGIÃO DO DOURO TEM DECRESCIDO, ENQUANTO A PRODUÇÃO E O VOLUME DE NEGÓCIOS CRESCEU NO PERÍODO EM OBSERVAÇÃO ( ). [ 17 ] RESTAURANTE DO FUTURO * LEADING TENDENCIES

18 Ø SETOR DA RESTAURAÇÃO E BEBIDAS VALOR ECONÓMICO DA RESTAURAÇÃO CADEIA DE VALOR/ NEGÓCIO MATÉRIAS- PRIMAS MERCADORIAS GROSSISTAS EQUIPAMENTOS RESTAURAÇÃO E BEBIDAS PRODUÇÃO RETALHISTAS MOBILIÁRIO RIQUEZA EMPRESAS LOCAIS PRODUTORES SERVIÇOS EMPREGO [ ] [ 18 ] RESTAURANTE DO FUTURO * LEADING TENDENCIES

19 Ø CAPITAL HUMANO OPORTUNIDADES A EXPLORAR POPULAÇÃO RESIDENTE 2011 VALOR ECONÓMICO DA RESTAURAÇÃO Alijó Armamar Baião Carrazeda de Ansiães Freixo de Espada à Cinta Lamego FONTE: INE CENSOS 2011 Mesão Frio Miranda do Douro Mogadouro Moimenta da Beira Murça Penedono Peso da Régua Resende Sabrosa Santa Marta de Penaguião São João da Pesqueira Sernancelhe Tabuaço Tarouca Torre de Moncorvo Vila Flor Vila Nova de Foz Côa Vila Real POPULAÇÃO RESIDENTE NA REGIÃO DO DOURO, EM 2011, CORRESPONDIA A , OBSERVA- SE UM FORTE CONCENTRAÇÃO EM ESCASSOS MUNICÍPIOS. [ 19 ] RESTAURANTE DO FUTURO * LEADING TENDENCIES

20 Ø CAPITAL HUMANO VALOR ECONÓMICO DA RESTAURAÇÃO OPORTUNIDADES A EXPLORAR POPULAÇÃO RESIDENTE (VAR. 2011/01) 10,0% 5,0% FONTE: INE CENSOS 2001, ,0% 4,5% - 5,0% - 10,0% - 15,0% - 20,0% - 16,7% - 8,2% - 17,3% - 9,2% - 4,9% - 10,2% - 7,3% - 14,7% - 7,7% - 11,8% - 11,4% - 9,2% - 8,1% - 9,5% - 14,5% - 8,3% - 8,5% - 6,3% - 3,1% - 13,5% - 15,5% - 13,8% - 7,7% - 25,0% - 21,9% - 30,0% Alijó Armamar Baião Carrazeda de Ansiães Freixo de Espada à Cinta Lamego Mesão Frio Miranda do Douro Mogadouro Moimenta da Beira Murça Penedono Peso da Régua Resende Sabrosa Santa Marta de Penaguião São João da Pesqueira Sernancelhe Tabuaço Tarouca Torre de Moncorvo Vila Flor Vila Nova de Foz Côa Vila Real Região do Douro [ 20 ] RESTAURANTE DO FUTURO * LEADING TENDENCIES

21 Ø SETOR PRIMÁRIO OPORTUNIDADES A EXPLORAR DIRIGENTES AGRÍCOLAS VALOR ECONÓMICO DA RESTAURAÇÃO [ - 39,9% ] [ +12,1% ] [ - 39,7% ] [ - 56,0% ] [ - 74,7% ] [ - 85,9% ] > ,2% 2,3% 8,3% DIRIGENTES DE EXPLORAÇÕES AGRÍCOLAS DA REGIÃO DO DOURO TÊM VINDO A DIMINUIR PROGRESSIVAMENTE E 45,8% 18,7% A ENVELHECER (APENAS O ESCALÃO ETÁRIO SUPERIOR A 64 ANOS DE IDADE REGISTOU CRESCIMENTO); ,7% > 64 PRODUTORES AGRÍCOLAS INDIVIDUAIS TAMBÉM ESTÃO A ENVELHECER (70,5%, EM 2009). [ 21 ] RESTAURANTE DO FUTURO * LEADING TENDENCIES

22 Ø NOTORIEDADE DOURO VALOR ECONÓMICO DA RESTAURAÇÃO PASSADO RECENTE PDTVDOURO DOURO PATRIMÓNIO MUNDIAL DA HUMANIDADE AGENDA REGIONAL DE TURISMO DOURO NORTE DESTINO TURÍSTICO DE EXCELÊNCIA [ 22 ] RESTAURANTE DO FUTURO * LEADING TENDENCIES

23 Ø ACESSIBILIDADES PASSAGEIROS DESEMBARCADOS, AEROPORTO DO PORTO, VALOR ECONÓMICO DA RESTAURAÇÃO Passageiros Aeroporto do Porto PASSAGEIROS DE CRUZEIROS, PORTO DE LEIXÕES, Passageiros Porto de Leixões [ 23 ] RESTAURANTE DO FUTURO * LEADING TENDENCIES

24 Ø ACESSIBILIDADES TRÁFEGO MÉDIO DIÁRIO ANUAL, A4 E A24, VALOR ECONÓMICO DA RESTAURAÇÃO IP4 TMDA TMDA A4.A24.IP2.IP4 [ 24 ] A4 PASSAGEIROS TRANSPORTADOS POR VIA FÉRREA LINHA DO DOURO, A24 IP2 [Matosinhos Amarante] [Viseu Chaves] [Guarda Macedo de Cavaleiros] [Amarante Bragança] Passageiros Linha do Douro RESTAURANTE DO FUTURO * LEADING TENDENCIES

25 Ø MOVIMENTO NA HOTELARIA VALOR ECONÓMICO DA RESTAURAÇÃO DORMIDAS NOS ESTABELECIMENTOS HOTELEIROS (2009) MERCADO INTERNO 51 EST QUARTOS ,4% CAMAS [22,5%] ESPANHA [14,0%] REINO UNIDO MERCADO EXTERNO 21,6% [12,3%] FRANÇA [9,5%] ALEMANHA FONTE: INE MOVIMENTO DE HÓSPEDES NA HOTELARIA, REGIÃO DO DOURO [ ANO 2009, % ] [7,8%] BRASIL [33,9%] OUTROS [ 25 ] RESTAURANTE DO FUTURO * LEADING TENDENCIES

26 Ø SÍNTESE VALOR ECONÓMICO DA RESTAURAÇÃO QUANTO VALE O TURISMO REGIÃO DO DOURO 3,0%? E O SETOR DA RESTAURAÇÃO E BEBIDAS REGIÃO DO DOURO 2,2%? E NO FUTURO REGIÃO DO DOURO [ 26 ] RESTAURANTE DO FUTURO * LEADING TENDENCIES

27 VALOR ECONÓMICO DO SETOR DA RESTAURAÇÃO E BEBIDAS RESTAURANTE DO FUTURO JOSÉ MENDES IDTOUR UNIQUE SOLUTIONS, LDA. AVEIRO, UNIVERSIDADE DE AVEIRO, 27.FEVEREIRO.2012

Promoção da Mobilidade, Transportes e Logística na Região do Norte CONCRETA REABILITAR/ HABITAR EXPONOR 21 OUT 2009 ANTÓNIO PÉREZ BABO

Promoção da Mobilidade, Transportes e Logística na Região do Norte CONCRETA REABILITAR/ HABITAR EXPONOR 21 OUT 2009 ANTÓNIO PÉREZ BABO Promoção da Mobilidade, Transportes e Logística na Região do Norte Nº Viagens / pessoa. dia INDICADORES 1 padrão de mobilidade RN antes do metro na AMP Repartição das Viagens Diárias por Modo de Transporte

Leia mais

EXECUÇÃO do PRODER. Jovens Agricultores (Ação 1.1.3) , , , ,69

EXECUÇÃO do PRODER. Jovens Agricultores (Ação 1.1.3) , , , ,69 EXECUÇÃO do PRODER AÇÃO Nº (só Prémio) JOVENS AGRICULTORES Nº (com Investimento) Nº BENEFICIÁRIOS PRÉMIO APROVADO INVESTIMENTO MONTANTES APROVADOS SUBSÍDIO DESPESA PÚBLICA REALIZADA (PRÉMIO + SUBSÍDIO)

Leia mais

Municípios da Região do Norte Fundos municipais em 2019

Municípios da Região do Norte Fundos municipais em 2019 Municípios da Região do Norte Fundos municipais em 2019 A participação dos municípios nos impostos do Estado encontra-se definida no regime financeiro das autarquias locais e das entidades intermunicipais,

Leia mais

Plataformas Supraconcelhias Norte Atualizado em:

Plataformas Supraconcelhias Norte Atualizado em: SEGURANÇA SOCIAL Plataformas Supraconcelhias Norte Atualizado em: 17-11-2014 Plataformas Supraconcelhias As Plataformas Territoriais, como órgão da Rede Social, foram criadas com o objetivo de reforçar

Leia mais

CYPEPLUMBING SANITARY SYSTEMS INTENSIDADE DE PRECIPITAÇÃO, POSSIBILIDADE DE DIFERENCIAR O CONCELHO QUANDO A VARIÁVEL É A ALTITUDE

CYPEPLUMBING SANITARY SYSTEMS INTENSIDADE DE PRECIPITAÇÃO, POSSIBILIDADE DE DIFERENCIAR O CONCELHO QUANDO A VARIÁVEL É A ALTITUDE FAQ 1-5 CYPEPLUMBING SANITARY SYSTEMS INTENSIDADE DE PRECIPITAÇÃO, POSSIBILIDADE DE DIFERENCIAR O CONCELHO QUANDO A VARIÁVEL É A ALTITUDE 1. INTRODUÇÃO O Regulamento Geral de Sistemas Públicos e Prediais

Leia mais

AS INTERVENÇÕES PARA FECHO DE SISTEMAS DE SANEAMENTO. 8 de maio Convento de S. Francisco, Coimbra

AS INTERVENÇÕES PARA FECHO DE SISTEMAS DE SANEAMENTO. 8 de maio Convento de S. Francisco, Coimbra AS INTERVENÇÕES PARA FECHO DE SISTEMAS DE SANEAMENTO 8 de maio Convento de S. Francisco, Coimbra Águas do Norte, SA Sistema Multimunicipal A Águas do Norte, S.A. foi constituída pelo Decreto-Lei n.º 93/2015,

Leia mais

AS INTERVENÇÕES PARA FECHO DE SISTEMAS DE SANEAMENTO. 8 de maio Convento de S. Francisco, Coimbra

AS INTERVENÇÕES PARA FECHO DE SISTEMAS DE SANEAMENTO. 8 de maio Convento de S. Francisco, Coimbra AS INTERVENÇÕES PARA FECHO DE SISTEMAS DE SANEAMENTO 8 de maio Convento de S. Francisco, Coimbra Águas do Norte, SA Sistema Multimunicipal A Águas do Norte, S.A. foi constituída pelo Decreto-Lei n.º 93/2015,

Leia mais

URGÊNCIA HOSPITALAR - SONHO

URGÊNCIA HOSPITALAR - SONHO DEZEMBRO-2017 URGÊNCIA HOSPITALAR - SONHO 05-01-2018 CONTEÚDO EVOLUÇÃO DAS URGÊNCIAS HOSPITALARES... 3 URGÊNCIAS HOSPITALARES (PERÍODO ANTERIOR E PERÍODO HOMÓLOGO)... 4 URGÊNCIAS HOSPITALARES (PERÍODO

Leia mais

URGÊNCIA HOSPITALAR - SONHO

URGÊNCIA HOSPITALAR - SONHO MARÇO-2018 URGÊNCIA HOSPITALAR - SONHO 05-04-2018 CONTEÚDO EVOLUÇÃO DAS URGÊNCIAS HOSPITALARES... 3 URGÊNCIAS HOSPITALARES (PERÍODO ANTERIOR E PERÍODO HOMÓLOGO)... 4 URGÊNCIAS HOSPITALARES (PERÍODO ANTERIOR

Leia mais

URGÊNCIA HOSPITALAR - SONHO

URGÊNCIA HOSPITALAR - SONHO AGOSTO-2018 URGÊNCIA HOSPITALAR - SONHO 05-09-2018 CONTEÚDO EVOLUÇÃO DAS URGÊNCIAS HOSPITALARES... 3 URGÊNCIAS HOSPITALARES (PERÍODO ANTERIOR E PERÍODO HOMÓLOGO)... 4 URGÊNCIAS HOSPITALARES (PERÍODO ANTERIOR

Leia mais

URGÊNCIA HOSPITALAR - SONHO

URGÊNCIA HOSPITALAR - SONHO JULHO-2018 URGÊNCIA HOSPITALAR - SONHO 05-08-2018 CONTEÚDO EVOLUÇÃO DAS URGÊNCIAS HOSPITALARES... 3 URGÊNCIAS HOSPITALARES (PERÍODO ANTERIOR E PERÍODO HOMÓLOGO)... 4 URGÊNCIAS HOSPITALARES (PERÍODO ANTERIOR

Leia mais

URGÊNCIA HOSPITALAR - SONHO

URGÊNCIA HOSPITALAR - SONHO FEVEREIRO-2019 URGÊNCIA HOSPITALAR - SONHO 05-03-2019 CONTEÚDO EVOLUÇÃO DAS URGÊNCIAS HOSPITALARES... 3 URGÊNCIAS HOSPITALARES (PERÍODO ANTERIOR E PERÍODO HOMÓLOGO)... 4 URGÊNCIAS HOSPITALARES (PERÍODO

Leia mais

Rui Monteiro Diretor de Serviços de Desenvolvimento Regional da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Norte

Rui Monteiro Diretor de Serviços de Desenvolvimento Regional da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Norte Desenvolvimento e Competitividade Económica: o Papel do Poder Local O Papel do Poder Local nas Políticas de Desenvolvimento Económico e Competitividade: Enquadramento no Contexto do Norte 2020 Rui Monteiro

Leia mais

REN PUBLICADAS (atualizado em Julho de 2015)

REN PUBLICADAS (atualizado em Julho de 2015) REN PUBLICADAS (atualizado em Julho de 2015) Concelho Diploma não em vigor Diploma em vigor Alfândega da Fé RCM n.º 146/96, de 11 de Setembro Portaria n.º 156/2015, de 28 de Maio de 2015 (entrou em vigor

Leia mais

CENSOS 2001 Resultados Preliminares para a Região do Norte

CENSOS 2001 Resultados Preliminares para a Região do Norte Informação à Comunicação Social 26 de Junho de 2001 CENSOS 2001 Resultados Preliminares para a Região do Norte De acordo com resultados preliminares dos Censos 2001, a população residente na Região Norte

Leia mais

REGULAMENTO DA PLATAFORMA SUPRACONCELHIA DO DOURO

REGULAMENTO DA PLATAFORMA SUPRACONCELHIA DO DOURO REGULAMENTO DA PLATAFORMA SUPRACONCELHIA DO DOURO O presente regulamento destina-se a dar a conhecer os princípios a que obedecem a organização e a articulação da Rede Social ao nível supraconcelhio, bem

Leia mais

RESTAURANTE DO FUTURO

RESTAURANTE DO FUTURO PROJETO DE INVESTIGAÇÃO APLICADA RESTAURANTE DO FUTURO LIVRO BRANCO DA RESTAURAÇÃO CARLOS COSTA IDTOUR UNIQUE SOLUTIONS/ UNIVERSIDADE DE AVEIRO LAMEGO, 29.NOVEMBRO.2012 ESTRUTURA DO LIVRO BRANCO DA RESTAURAÇÃO

Leia mais

REGIÃO HIDROGRÁFICA DO DOURO (RH3)

REGIÃO HIDROGRÁFICA DO DOURO (RH3) REGIÃO HIDROGRÁFICA DO DOURO (RH3) Junho 2015 Índice Anexo III Fichas de massa de água subterrânea... 1 Código: PTA0x1RH3... 3 Código: PTA1... 9 Código: PTO01RH3... 13 Anexo III Fichas de massa de água

Leia mais

REGIÃO HIDROGRÁFICA DO DOURO (RH3)

REGIÃO HIDROGRÁFICA DO DOURO (RH3) REGIÃO HIDROGRÁFICA DO DOURO (RH3) Maio 2016 Índice Anexo III Fichas de massa de água subterrânea... 5 Código: PTA0x1RH3... 7 Código: PTA1... 13 Código: PTO01RH3... 19 Anexo III Fichas de massa de água

Leia mais

Seminário NORTE 2015 O Desenvolvimento Regional no Novo Horizonte Europeu: O caso do Norte de Portugal 25.Maio.2005 SISTEMAS AMBIENTAIS ARNALDO MACHADO Nota Preliminar Princípios gerais de Política Ambiental

Leia mais

PROTOCOLO SIMPLEX AUTÁRQUICO (2009/2010)

PROTOCOLO SIMPLEX AUTÁRQUICO (2009/2010) PROTOCOLO SIMPLEX AUTÁRQUICO (2009/2010) CONSIDERANDO QUE: 1. Em 19 de Dezembro de 2008, foi celebrado um protocolo entre o Governo e a Estrutura de Missão para a Região Demarcada do Douro, as Associações

Leia mais

Douro: Pólo Turístico e de Desenvolvimento Sustentável

Douro: Pólo Turístico e de Desenvolvimento Sustentável Minho-Lima Cávado Grande Porto Ave Entre Douro e Vouga Tâmega Vila Real Stª Marta Penaguião Sabrosa Murça Alijó Tarouca Penedono Moimenta da Beira Sernancelhe Carrazeda de Ansiaes Alto Trás-os-Montes Mesao

Leia mais

INDICADORES DE ATIVIDADE Síntese Mensal HORECA - TURISMO - PORTUGAL

INDICADORES DE ATIVIDADE Síntese Mensal HORECA - TURISMO - PORTUGAL INDICADORES DE ATIVIDADE Síntese Mensal HORECA - TURISMO - PORTUGAL março.2019 ÍNDICE PESO DO TURISMO E DO CANAL HORECA - 2013 EMPREGO SÍNTESE ECONÓMICA DE CONJUNTURA Horeca 3 Restauração e Similares 3

Leia mais

ACES com programação completa cobertura total ACES com programação parcial - cobertura ainda incompleta

ACES com programação completa cobertura total ACES com programação parcial - cobertura ainda incompleta ACES Início Conclusão 00 0 0 Nov Dez Jan Fev Mar Abr Mai Jun Jul Ago Set Nov Dez Jan Fev Mar Abr Mai Jun Jul Ago Set Nov Dez Alto Minho -0-00 -0-0 Alto Tâmega e Barroso 8-06-00-07-0 Aveiro Norte 0-09-00-0-0

Leia mais

Rui Monteiro Diretor de Serviços de Desenvolvimento Regional da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Norte

Rui Monteiro Diretor de Serviços de Desenvolvimento Regional da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Norte Desenvolvimento e Competitividade Económica: o Papel do Poder Local O Papel do Poder Local nas Políticas de Desenvolvimento Económico e Competitividade: Enquadramento no Contexto do Norte 2020 Rui Monteiro

Leia mais

ESTATÍSTICAS AMBIENTAIS DO DISTRITO DE BRAGANÇA. Co-Financiamento:

ESTATÍSTICAS AMBIENTAIS DO DISTRITO DE BRAGANÇA. Co-Financiamento: ESTATÍSTICAS AMBIENTAIS DO DISTRITO DE BRAGANÇA Co-Financiamento: Índice 1. Introdução... 2 2. Registo de resíduos sólidos urbanos por municípios em 2008... 3 3. Quantidade de RSU recolhido por município

Leia mais

T U R I S M O E M N Ú M E R O S

T U R I S M O E M N Ú M E R O S HÓSPEDES, DORMIDAS, PROVEITOS E REVPAR em CAMA em apartamentos turísticos QUARTO em hoteleiros Fonte: Turismo de Portugal FLUXOS NOS AEROPORTOS Fonte: ANA Aeroportos de Portugal FLUXOS NOS PORTOS MARÍTIMOS

Leia mais

T U R I S M O E M N Ú M E R O S

T U R I S M O E M N Ú M E R O S HÓSPEDES, DORMIDAS, PROVEITOS E REVPAR CAMA em apartamentos turísticos QUARTO em hoteleiros Fonte: Turismo de Portugal FLUXOS NOS AEROPORTOS Fonte: ANA Aeroportos de Portugal FLUXOS NOS PORTOS MARÍTIMOS

Leia mais

REN PUBLICADAS (atualizado em 18 de Janeiro de 2016)

REN PUBLICADAS (atualizado em 18 de Janeiro de 2016) REN PUBLICADAS (atualizado em 18 de Janeiro de 2016) Concelho Diploma não em vigor Diploma em vigor Alfândega da Fé RCM n.º 146/96, de 11 de Setembro Portaria n.º 156/2015, de 28 de Maio de 2015 (entrou

Leia mais

Hospital Terra Quente, S.A.

Hospital Terra Quente, S.A. Missão O HOSPITAL TERRA QUENTE S.A., unidade de saúde privada situada na cidade de Mirandela, distrito de Bragança, tem como missão a prestação de cuidados de saúde humana, com qualidade e elevada consciência

Leia mais

ESTUDO SOBRE O PODER DE COMPRA CONCELHIO Análise Sumária dos Resultados para a Região Norte

ESTUDO SOBRE O PODER DE COMPRA CONCELHIO Análise Sumária dos Resultados para a Região Norte ESTUDO SOBRE O PODER DE COMPRA CONCELHIO Análise Sumária dos Resultados para a Região Norte ANTÓNIO EDUARDO PEREIRA* Sendo a terceira região do país com maior nível de poder de compra per capita, o Norte

Leia mais

PROGRAMA HIDROPAS EXEMPLO DE MEMÓRIA DESCRITIVA

PROGRAMA HIDROPAS EXEMPLO DE MEMÓRIA DESCRITIVA Anexo D PROGRAMA HIDROPAS EXEMPLO DE MEMÓRIA DESCRITIVA 2 Programa HIDROPAS. Exemplo de memória descritiva ======================================== DIMENSIONAMENTO DE PASSAGENS HIDRÁULICAS ========================================

Leia mais

REN PUBLICADAS (atualizado em 17 de Março de 2016)

REN PUBLICADAS (atualizado em 17 de Março de 2016) REN PUBLICADAS (atualizado em 17 de Março de 2016) Concelho Diploma não em vigor Diploma em vigor Alfândega da Fé RCM n.º 146/96, de 11 de Setembro Portaria n.º 156/2015, de 28 de Maio de 2015 (entrou

Leia mais

Semana da FORMAÇÃO FINANCEIRA

Semana da FORMAÇÃO FINANCEIRA Semana da FORMAÇÃO FINANCEIRA 29out-2nov2018 www.todoscontam.pt Na Formação Financeira Programa Todos Contam! NA FORMAÇÃO FINANCEIRA TODOS CONTAM Semana da Formação Financeira 2018 O Plano Nacional de

Leia mais

Conta Satélite do Turismo

Conta Satélite do Turismo Conta Satélite do Turismo Principais resultados Departamento de Contas Nacionais Serviço de Contas Satélite e Avaliação de Qualidade das Contas Nacionais CSE, 2019.03.22 Índice 1. O que é a Conta Satélite

Leia mais

Protocolo. para constituição de agrupamento de entidades adjudicantes

Protocolo. para constituição de agrupamento de entidades adjudicantes Protocolo para constituição de agrupamento de entidades adjudicantes Entre: a COMUNIDADE INTERMUNICIPAL DO DOURO, pessoa colectiva n.º 502 459 417, com sede na Av. Carvalho Araújo, 7, em Vila Real, representada

Leia mais

Programa do Festival

Programa do Festival 1 JUNHO sexta-feira 21H30 ESPETÁCULO Camané com participação especial da Orquestra de Câmara do Conservatório Regional de Música de Vila Real Lamego Teatro Ribeiro Conceição 2 JUNHO sábado 10H00 FÓRUM

Leia mais

Acções Integradas de Valorização Territorial. Aviso de Abertura de Concurso para Apresentação de Candidaturas - CIMDOURO-AIVT

Acções Integradas de Valorização Territorial. Aviso de Abertura de Concurso para Apresentação de Candidaturas - CIMDOURO-AIVT para Apresentação de Candidaturas - Acções Integradas de Valorização Territorial para Apresentação de Candidaturas - Nos termos do Regulamento Específico - Valorização Económica de Recursos Específicos,

Leia mais

Exportações de turismo: desenvolvimentos recentes e perspetivas futuras. (Tema em Destaque Boletim Económico Dezembro 2018)

Exportações de turismo: desenvolvimentos recentes e perspetivas futuras. (Tema em Destaque Boletim Económico Dezembro 2018) Exportações de turismo: desenvolvimentos recentes e perspetivas futuras (Tema em Destaque Boletim Económico Dezembro 2018) Motivação Arelevânciacrescentedasexportações de turismo para a economia portuguesa

Leia mais

Mobilidade Territorial. Aviso de Abertura de Concurso para Apresentação de Candidaturas - CIMDOURO-MT

Mobilidade Territorial. Aviso de Abertura de Concurso para Apresentação de Candidaturas - CIMDOURO-MT para Apresentação de Candidaturas - para Apresentação de Candidaturas - Nos termos do Regulamento Específico -, a apresentação de candidaturas, no domínio Promoção da Conectividade do Sistema Urbano Regional,

Leia mais

movimentos aéreos movimentos marítimos dormidas hóspedes estada média taxas ocupação proveitos médios balança turística

movimentos aéreos movimentos marítimos dormidas hóspedes estada média taxas ocupação proveitos médios balança turística Variações entre os valores anuais de 2005 e 2006: +4,2% no movimento de passageiros desembarcados de voos internacionais clássicos; +38,6% movimento de passageiros desembarcados de voos low-cost; -0,8%

Leia mais

CONCURSO PARA APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS SISTEMA DE INCENTIVOS AO EMPREENDEDORISMO E AO EMPREGO (SI2E) AVISO N.

CONCURSO PARA APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS SISTEMA DE INCENTIVOS AO EMPREENDEDORISMO E AO EMPREGO (SI2E) AVISO N. CONCURSO PARA APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS SISTEMA DE INCENTIVOS AO EMPREENDEDORISMO E AO EMPREGO (SI2E) AVISO N.º NORTE-M7-2017-38 COMUNIDADE INTERMUNICIPAL DO DOURO V1-07/09/2017 Índice Preâmbulo...

Leia mais

Plataforma Supra Concelhia do Douro

Plataforma Supra Concelhia do Douro Ficha Técnica: Autoria: Instituto de Segurança Social, Centro Distrital de Viseu Núcleo Operativo da Plataforma Supra Concelhia do Douro - Centro Distrital de Viseu - CLAS de Armamar - CLAS de Peso da

Leia mais

Ponto de situação na Região Norte. da Flavescência dourada da videira. e do vector Scaphoideus titanus Ball

Ponto de situação na Região Norte. da Flavescência dourada da videira. e do vector Scaphoideus titanus Ball Ponto situação na Região Norte da Flavescência urada da viira e vector Scaphoius titanus Ball Junho 2009 SCAPHOIDEUS TITANUS Originário norte s Estas Unis da América; Na Europa, algumas referências apontam

Leia mais

Conta Satélite do Turismo

Conta Satélite do Turismo Conta Satélite do Turismo Principais resultados Departamento de Contas Nacionais Serviço de Contas Satélite e Avaliação de Qualidade das Contas Nacionais CSE, 2018.04.09 Índice 1. O que é a Conta Satélite

Leia mais

TRANSFERÊNCIA DE COMPETÊNCIAS PARA OS MUNICIPIOS DA REGIÃO DO NORTE

TRANSFERÊNCIA DE COMPETÊNCIAS PARA OS MUNICIPIOS DA REGIÃO DO NORTE TRANSFERÊNCIA DE COMPETÊNCIAS PARA OS MUNICIPIOS DA REGIÃO DO NORTE Portugal Ministério do Planeamento Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Norte FICHA TÉCNICA Coordenação M. Natália Gravato

Leia mais

Ficha de Inscrição Imagem da RESINORTE

Ficha de Inscrição Imagem da RESINORTE Ficha de Inscrição Imagem da RESINORTE Nome: Naturalidade: Endereço: Actividade Profissional: Data de Nascimento: Contacto Telefónico: Email: Data: Assinatura: Página 5 REGULAMENTO DO CONCURSO IMAGEM DA

Leia mais

I. INTRODUÇÃO. Grandes Opções do Plano / Orçamento Pág 1 de 12

I. INTRODUÇÃO. Grandes Opções do Plano / Orçamento Pág 1 de 12 2011 Grandes Opções do Plano Orçamento I. INTRODUÇÃO Ultrapassada a fase de arranque, o ano de 2011 será o ano de afirmação da Comunidade Intermunicipal do Douro, com a utilização regular e plena dos apoios

Leia mais

I. INTRODUÇÃO. Grandes Opções do Plano / Orçamento Pág 1 de 11

I. INTRODUÇÃO. Grandes Opções do Plano / Orçamento Pág 1 de 11 2013 Grandes Opções do Plano Orçamento I. INTRODUÇÃO A Comunidade Intermunicipal do Douro assume o ano de 2013 com a maior importância, dando seguimento aos muitos projectos que estão em desenvolvimento,

Leia mais

2012 % Abs / % Abs /11

2012 % Abs / % Abs /11 PORTUGAL LISBOA % Abs. 12/11 % Abs. 12/11 13.876,7-0,8-116,0 100,0 1. Hóspedes (milhares) 4.127,6 2,5 102,3 100,0 6.187,3-6,0-393,2 44,6-2,4 1.1. hóspedes de Portugal 1.418,1-2,1-31,1 34,4-1,6 7.689,4

Leia mais

INDICADORES DE ATIVIDADE Síntese Mensal HORECA - TURISMO - PORTUGAL

INDICADORES DE ATIVIDADE Síntese Mensal HORECA - TURISMO - PORTUGAL INDICADORES DE ATIVIDADE Síntese Mensal HORECA - TURISMO - PORTUGAL fevereiro.2019 ÍNDICE PESO DO TURISMO E DO CANAL HORECA - 2013 EMPREGO Horeca 3 Restauração e Similares 3 Alojamento Turístico 3 Hóspedes

Leia mais

NATALIDADE, MORTALIDADE INFANTIL E COMPONENTES REGIÃO NORTE

NATALIDADE, MORTALIDADE INFANTIL E COMPONENTES REGIÃO NORTE NATALIDADE, MORTALIDADE INFANTIL E COMPONENTES REGIÃO NORTE - ABRIL Ficha Técnica Título Natalidade, Mortalidade Infantil e Componentes, - Editor Administração Regional da Saúde do Norte, I.P. Rua Santa

Leia mais

Conta Satélite do Turismo ( )

Conta Satélite do Turismo ( ) Conta Satélite do Turismo (2003-2004) 10 de Setembro de 2007 APÓS UMA EVOLUÇÃO NEGATIVA EM 2003, O TURISMO RETOMOU O CRESCIMENTO EM 2004 A Despesa em Consumo Turístico registou uma evolução nominal positiva

Leia mais

INCENTIVOS AO INVESTIMENTO COMÉRCIO TRADICIONAL. 17 de Abril de 2018

INCENTIVOS AO INVESTIMENTO COMÉRCIO TRADICIONAL. 17 de Abril de 2018 INCENTIVOS AO INVESTIMENTO COMÉRCIO TRADICIONAL 17 de Abril de 2018 Vale Comércio Parte I 17/04/2018 2 Vale Comércio CRESCIMENTO DA ECONOMIA Restauração Promoção da inovação Renovação do modelo de negócio

Leia mais

Estatísticas do Turismo 2001

Estatísticas do Turismo 2001 Informação à Comunicação Social 29 de Agosto de 22 Estatísticas do Turismo 21 Estando disponível na Internet a publicação Estatísticas do Turismo 21, o INE apresenta os principais resultados referentes

Leia mais

NÍVEL EDUCACIONAL NA REGIÃO DO NORTE

NÍVEL EDUCACIONAL NA REGIÃO DO NORTE Nível Educacional na Região do Norte NÍVEL EDUCACIONAL NA REGIÃO DO NORTE CARLA MELO* Tendo por referência os resultados Pré-Definitivos do Recenseamento da População de 1991, e comparando-os com os dados

Leia mais

DRAP Norte Direção Regional de Agricultura e Pescas do Norte PDR Manuela Condado 29/01/2016

DRAP Norte Direção Regional de Agricultura e Pescas do Norte PDR Manuela Condado 29/01/2016 Oportunidades PDR 2020 FRUTOS SECOS Manuela Condado 29/01/2016 INSTRUMENTOS DE APOIO AOS FRUTOS SECOS PDR2020 DRAP Norte INSTRUMENTOS DE APOIO AOS FRUTOS SECOS PDR2020 APOIOS AO INVESTIMENTO APOIOS AGROAMBIENTAIS

Leia mais

+ info. + info. + info. + info. + info. + info. + info. + info. + info. + info. + info. + info P.02

+ info. + info. + info. + info. + info. + info. + info. + info. + info. + info. + info. + info P.02 Miradouros ALIJÓ ARMAMAR CARRAZEDA DE ANSIÃES FREIXO DE ESPADA À CINTA LAMEGO MESÃO FRIO MOIMENTA DA BEIRA MURÇA PENEDONO PESO DA RÉGUA SABROSA SANTA MARTA DE PENAGUIÃO SÃO JOÃO DA PESQUEIRA SERNANCELHE

Leia mais

Semana da FORMAÇÃO FINANCEIRA

Semana da FORMAÇÃO FINANCEIRA Semana da FORMAÇÃO FINANCEIRA 30out-3nov2017 www.todoscontam.pt Na Formação Financeira Programa Todos Contam! NA FORMAÇÃO FINANCEIRA TODOS CONTAM Semana da Formação Financeira 2017 O Plano Nacional de

Leia mais

ESTRATÉGIA Pressupostos e Opções

ESTRATÉGIA Pressupostos e Opções ESTRATÉGIA Pressupostos e Opções 1 VISÃO ESTRATÉGICA VISÃO ESTRATÉGICA Um destino cosmopolita e glamoroso, com história e tradição, com uma diversidade de recursos naturais e patrimoniais de referência

Leia mais

Semana da FORMAÇÃO FINANCEIRA

Semana da FORMAÇÃO FINANCEIRA Semana da FORMAÇÃO FINANCEIRA 30out-3nov2017 www.todoscontam.pt Na Formação Financeira Programa Todos Contam! provisório NA FORMAÇÃO FINANCEIRA TODOS CONTAM Semana da Formação Financeira 2017 O Plano Nacional

Leia mais

DRAP Norte - Direção Regional de Agricultura e Pescas do Norte

DRAP Norte - Direção Regional de Agricultura e Pescas do Norte DRAP Norte - Direção Regional de Agricultura e Pescas do Norte DRAP Norte - Direção Regional de Agricultura e Pescas do Norte Produção de Pequenos Frutos na Região Norte Em Portugal, à exceção do morango,

Leia mais

PARA OS RESIDENTES DOS CONCELHOS DE. Presidente Dr. João Manuel Barros Figueiredo Cruz.

PARA OS RESIDENTES DOS CONCELHOS DE. Presidente Dr. João Manuel Barros Figueiredo Cruz. Juntas Médicas de Avaliação do Grau de Incapacidade de Deficientes Civis de Braga, Esposende, Barcelos, V. N. de Famalicão, Guimarães, Vizela, Fafe, Cabeceiras de Basto, Celorico de Basto, Vieira do Minho,

Leia mais

O turismo na RAM e o caso particular do time-sharing. Paulo Baptista Vieira

O turismo na RAM e o caso particular do time-sharing. Paulo Baptista Vieira O turismo na RAM e o caso particular do time-sharing Paulo Baptista Vieira Agenda 1. Breves referências históricas 2. Fontes de informação 3. Caraterização geral do turismo na RAM 4. O caso particular

Leia mais

ESTUDO DE IMPLEMENTAÇÃO DA CONTA SATÉLITE DO TURISMO DA RA MADEIRA

ESTUDO DE IMPLEMENTAÇÃO DA CONTA SATÉLITE DO TURISMO DA RA MADEIRA 30 de maio de 2008 ESTUDO DE IMPLEMENTAÇÃO DA CONTA SATÉLITE DO TURISMO DA RA MADEIRA A Direcção Regional de Estatística (DRE), no âmbito do projecto SICER-MAC (Sistema de Contas Integradas da Macaronésia)

Leia mais

Aviso nº3/2013. Abertura de Procedimento Concursal para o Recrutamento de Formadores. Externos de Técnicas de Salvamento e Desencarceramento

Aviso nº3/2013. Abertura de Procedimento Concursal para o Recrutamento de Formadores. Externos de Técnicas de Salvamento e Desencarceramento Aviso nº3/2013 Abertura de Procedimento Concursal para o Recrutamento de Formadores Externos de Técnicas de Salvamento e Desencarceramento Nos termos do n.º 2 do Artigo 3.º do Regulamento Interno de Recrutamento,

Leia mais

I FÓRUM - CONTABILIDADE E ECONOMIA SOCIAL

I FÓRUM - CONTABILIDADE E ECONOMIA SOCIAL I FÓRUM - CONTABILIDADE E ECONOMIA SOCIAL APRESENTAÇÃO DO ESTUDO: IMPACTO DA NCRF 27 NO CAPITAL PRÓPRIO DAS COOPERATIVAS VITIVINÍCOLAS DA REGIÃO DEMARCADA DO DOURO 16 de abril de 2015 Autores: Vítor Gonçalo

Leia mais

Campanha Esterilização de Animais Abandonados

Campanha Esterilização de Animais Abandonados Campanha Esterilização de Animais Abandonados Quadro informativo sobre a oferta das Câmaras em matéria de esterilizações de animais domésticos ( Lei 27/2016) em construção Abrantes S Águeda Aguiar Da Beira

Leia mais

AVALIAÇÃO DO NÍVEL DE DESENVOLVIMENTO DAS NUT S III DA REGIÃO NORTE SINTÉTICO DE DISTÂNCIA _P 2. VII Encontro Nacional da APDR

AVALIAÇÃO DO NÍVEL DE DESENVOLVIMENTO DAS NUT S III DA REGIÃO NORTE SINTÉTICO DE DISTÂNCIA _P 2. VII Encontro Nacional da APDR VII Encontro Nacional da APDR ESCOLA SUPERIOR DE TECNOLOGIA E DE GESTÃO INSTITUTO POLITÉCNICO DE BRAGANÇA AVALIAÇÃO DO NÍVEL DE DESENVOLVIMENTO DAS NUT S III DA REGIÃO NORTE DE PORTUGAL E PROVÍNCIAS DE

Leia mais

Nº. de Empresas. Régua

Nº. de Empresas. Régua Empresas ligadas ao Alojamento, Restauração e Similares 1783 Nº. de Empresas 806 460 145 201 No que respeita à área do Turismo salienta-se o facto de o número de empresas ligadas ao alojamento, restauração

Leia mais

Palavras Chave: Dinâmica populacional, Crescimento natural, Crescimento migratório, Dinâmicas demográficas regionais.

Palavras Chave: Dinâmica populacional, Crescimento natural, Crescimento migratório, Dinâmicas demográficas regionais. Artig tigo 8º_ página 169 PORTUGAL (des)continuidades demográficas - orte e Centro Interior 2011 Autora: Maria João Guardado Moreira Professora Coordenadora na Escola Superior de Educação do Instituto

Leia mais

TURISMO EM PORTUGAL Turismo em Portugal 2018

TURISMO EM PORTUGAL Turismo em Portugal 2018 TURISMO EM PORTUGAL 2018 1 Turismo em Portugal 2018 SALES PORTUGAL BY REGION Resultados internacionais. 14.º destino mais competitivo do mundo 17.ª posição mundial em chegada de turistas 2017 21.ª posição

Leia mais

Simplex Autárquico Douro

Simplex Autárquico Douro [Escrever texto] PROTOCOLO Simplex Autárquico Douro Considerando que: O Programa Simplex Autárquico prossegue e alarga à Administração Local o processo de simplificação administrativa seguido para a Administração

Leia mais

Conta Satélite do Turismo ( ) 2009) 1. em diminui. 16 de Dezembro de 2009

Conta Satélite do Turismo ( ) 2009) 1. em diminui. 16 de Dezembro de 2009 Conta Satélite do Turismo (2007-2009) 2009) 1 16 de Dezembro de 2009 A despesa turística diminui em 2009 Após um ano de crescimento acentuado, em 2007, e um ano de crescimento moderado, em 2008, estima-se

Leia mais

CARTA DE PRINCÍPIOS (REVISTA 13 DE NOVEMBRO 2016)

CARTA DE PRINCÍPIOS (REVISTA 13 DE NOVEMBRO 2016) CARTA DE PRINCÍPIOS (REVISTA 13 DE NOVEMBRO 2016) A Rede de Museus do Douro MuD I.1. Definição A Rede de Museus do Douro MuD é uma plataforma de encontro e diálogo entre as diferentes instituições museológicas

Leia mais

As novas tendências do Turismo e o desenvolvimento turístico da Região do Norte

As novas tendências do Turismo e o desenvolvimento turístico da Região do Norte Workshop Regional Novas tendências da Qualidade de Vida, Turismo e Mobilidade Que rede de Ecopistas/ Corredores Verdes na? 27 de Setembro 2007 - Dia Mundial do Turismo As novas tendências do Turismo e

Leia mais

UMA DINÂMICA COM CONTRASTES

UMA DINÂMICA COM CONTRASTES U M A D I N Â M I C A C O M C O N T R A S T E S Variação da população 1981/91: estagnação resultante de dois movimentos contrários A publicação dos Resultados Pré- Definitivos dos Recenseamentos da População

Leia mais

INSTRUÇÃO PARA PUBLICAÇÃO DE PROCESSO DE CORRECÇÃO MATERIAL DA CARTA DA REN NO ÂMBITO DO ART. 19.º DO DECRETO-LEI Nº 239/2012, DE 2 DE NOVEMBRO

INSTRUÇÃO PARA PUBLICAÇÃO DE PROCESSO DE CORRECÇÃO MATERIAL DA CARTA DA REN NO ÂMBITO DO ART. 19.º DO DECRETO-LEI Nº 239/2012, DE 2 DE NOVEMBRO INSTRUÇÃO PARA PUBLICAÇÃO DE PROCESSO DE CORRECÇÃO MATERIAL DA CARTA DA REN NO ÂMBITO DO ART. 19.º DO DECRETO-LEI Nº 239/2012, DE 2 DE NOVEMBRO Instrução do processo para publicação em DRE 1 Exemplar em

Leia mais

Hotelaria mantém resultados negativos nas dormidas e proveitos

Hotelaria mantém resultados negativos nas dormidas e proveitos Actividade Turística Novembro de 2009 15 de Janeiro de 2010 Hotelaria mantém resultados negativos nas dormidas e proveitos Em Novembro de 2009, os estabelecimentos hoteleiros registaram cerca de dois milhões

Leia mais

INSTRUÇÃO PARA PUBLICAÇÃO DE PROCESSOS DE ALTERAÇÃO DA DELIMITAÇÃO DA REN - ARTIGO 16º DO DECRETO-LEI Nº 239/2012, DE 2 DE NOVEMBRO

INSTRUÇÃO PARA PUBLICAÇÃO DE PROCESSOS DE ALTERAÇÃO DA DELIMITAÇÃO DA REN - ARTIGO 16º DO DECRETO-LEI Nº 239/2012, DE 2 DE NOVEMBRO INSTRUÇÃO PARA PUBLICAÇÃO DE PROCESSOS DE ALTERAÇÃO DA DELIMITAÇÃO DA REN - ARTIGO 16º DO DECRETO-LEI Nº 239/2012, DE 2 DE NOVEMBRO Instrução do processo para publicação em DRE 1 Exemplar em papel (na

Leia mais

ALOJAMENTOS OFICIAIS PARA ANIMAIS DE COMPANHIA - CENTROS DE RECOLHA OFICIAIS (CRO) AUTORIZADOS

ALOJAMENTOS OFICIAIS PARA ANIMAIS DE COMPANHIA - CENTROS DE RECOLHA OFICIAIS (CRO) AUTORIZADOS 1 ABRANTES LVT INTERMUNICIPAL S PT 05 002 CGM in situ 2 ÁGUEDA C MUNICIPAL PT 03 004 CGM 3 AGUIAR DA BEIRA C INTERMUNICIPAL PT 03 005 CGM SÁTÃO 4 ALCANENA LVT INTERMUNICIPAL PT 05 005 CGM TORRES NOVAS

Leia mais

Caderno de Economia e Negócios AHRESP

Caderno de Economia e Negócios AHRESP Caderno de Economia e Negócios AHRESP Nº6 DEZEMBRO 2017 Av. Duque de Ávila, 75, 1049-011 Lisboa 213 527 060 www.ahresp.com AHRESP A Sua rede de INFORMAÇÃO Nº6_dezembro 2017 ÍNDICE DESTAQUE ESTE MÊS Receitas

Leia mais

Rede de Informação Turística do Pólo Douro CIT Centros de Informação Turística do Douro

Rede de Informação Turística do Pólo Douro CIT Centros de Informação Turística do Douro Eixo Prioritário II Valorização Económica de Recursos Específicos Rede de Informação Turística do Pólo Douro CIT Centros de Informação Turística do Douro Convite Público para Apresentação de Candidaturas

Leia mais

indicadores boletim trimestral - n.º 3 - dezembro 2013 algarve conjuntura turística

indicadores boletim trimestral - n.º 3 - dezembro 2013 algarve conjuntura turística boletim trimestral - n.º 3 - dezembro 2013 algarve conjuntura turística indicadores 1. Movimento de passageiros no aeroporto de Faro 1.1. Número total de passageiros 1.2. Movimento de passageiros por país

Leia mais

16 de fevereiro de 2016 ATIVIDADE TURÍSTICA

16 de fevereiro de 2016 ATIVIDADE TURÍSTICA 16 de fevereiro de 2016 ATIVIDADE TURÍSTICA janeiro a dezembro 2015 Na Região Autónoma dos Açores, no mês de dezembro, os estabelecimentos hoteleiros registaram 52,2 mil dormidas, representando um acréscimo

Leia mais

a eficiência do ramo da educação pré-escolar no norte de portugal uma análise da última década 1

a eficiência do ramo da educação pré-escolar no norte de portugal uma análise da última década 1 a eficiência do ramo da educação pré-escolar no norte de portugal uma análise da última década 1 Paulo Reis Mourão Daniela Gaspar Resumo: Palavras-chave Portugal Códigos JEL Abstract: Keywords JEL Codes

Leia mais

INSTRUÇÃO PARA PUBLICAÇÃO DE PROCESSO DE CORRECÇÃO MATERIAL DA CARTA DA REN NO ÂMBITO DO ART. 19.º DO DECRETO-LEI Nº 239/2012, DE 2 DE NOVEMBRO

INSTRUÇÃO PARA PUBLICAÇÃO DE PROCESSO DE CORRECÇÃO MATERIAL DA CARTA DA REN NO ÂMBITO DO ART. 19.º DO DECRETO-LEI Nº 239/2012, DE 2 DE NOVEMBRO INSTRUÇÃO PARA PUBLICAÇÃO DE PROCESSO DE CORRECÇÃO MATERIAL DA CARTA DA REN NO ÂMBITO DO ART. 19.º DO DECRETO-LEI Nº 239/2012, DE 2 DE NOVEMBRO Instrução do processo para publicação em DRE 1 Exemplar em

Leia mais

A DESPESA EM CONSUMO TURÍSTICO REPRESENTA 10,2 % DO PIB EM 2000

A DESPESA EM CONSUMO TURÍSTICO REPRESENTA 10,2 % DO PIB EM 2000 Conta Satélite do Turismo 2000 (Dados Provisórios) 17 de Março de 2005 A DESPESA EM CONSUMO TURÍSTICO REPRESENTA 10,2 % DO PIB EM 2000 No ano 2000, a oferta turística interna representou cerca de 10,2%

Leia mais

ANEXOS 79. As doenças são referidas e ordenadas pelos respectivos códigos da CID-10.

ANEXOS 79. As doenças são referidas e ordenadas pelos respectivos códigos da CID-10. ANEXOS 79 O Anexo 1 é constituído por quadros que apresentam as taxas de incidência, por 100 000 habitantes, das doenças de declaração obrigatória com casos notificados em 2000, por Regiões de Saúde e

Leia mais

Repartição de 60% Fundo. Repartição de 40% Fundo

Repartição de 60% Fundo. Repartição de 40% Fundo s # CIM ALENTEJO CENTRAL 14 - - 46 090,5 61 645,3 - - 0 - - ALANDROAL 1 - - 3 292,2 4 504,0 - - 0 - - ARRAIOLOS 1 - - 3 292,2 4 890,0 - - 0 - - BORBA 1 - - 3 292,2 2 798,1 - - 0 - - ESTREMOZ 1 - - 3 292,2

Leia mais

TIPO MUNICÍPIOS COM SERVIÇOS CRO OBSERVAÇÃO - OUTRAS AUTORIZAÇÕES. ABRANTES LVT INTERMUNICIPAL S PT CGM in situ

TIPO MUNICÍPIOS COM SERVIÇOS CRO OBSERVAÇÃO - OUTRAS AUTORIZAÇÕES. ABRANTES LVT INTERMUNICIPAL S PT CGM in situ ABRANTES LVT INTERMUNICIPAL S PT 05 002 CGM in situ ÁGUEDA C MUNICIPAL PT 03 004 CGM AGUIAR DA BEIRA C INTERMUNICIPAL PT 03 005 CGM SÁTÃO ALCANENA LVT INTERMUNICIPAL PT 05 005 CGM TORRES NOVAS ALCOBAÇA

Leia mais

Portugal. Turismo Interno. Mercados em Números

Portugal. Turismo Interno. Mercados em Números Turismo Interno Mercados em Números 1 Designação oficial: República Portuguesa Capital: Lisboa Localização: Sudoeste da Europa Fronteiras terrestres: Espanha (1.241 km) Fronteiras marítimas: Madeira(1076,6

Leia mais

Turismo Douro Imaterial

Turismo Douro Imaterial Turismo Douro Imaterial Aviso de Abertura de Concurso para Apresentação de Candidaturas TDIM/1/2008 Turismo Douro Imaterial Aviso de Abertura de Concurso para Apresentação de Candidaturas - TDIM/1/2008

Leia mais

Em 2017 o VAB gerado pelo turismo representou 7,5% do VAB nacional

Em 2017 o VAB gerado pelo turismo representou 7,5% do VAB nacional Conta Satélite do Turismo (2014-2017) 17 de dezembro de 2018 Em 2017 o VAB gerado pelo turismo representou 7,5 do VAB nacional Estima-se que, em 2017, o VAB gerado pelo turismo tenha crescido 13,6 em termos

Leia mais

Hóspedes do estrangeiro compensam redução de dormidas pelos residentes

Hóspedes do estrangeiro compensam redução de dormidas pelos residentes Atividade Turística Fevereiro 2013 16 de Abril de 2013 Hóspedes do estrangeiro compensam redução de dormidas pelos residentes As dormidas na hotelaria atingiram 1,9 milhões, o que correspondeu a uma variação

Leia mais

Hotelaria com acréscimos nas dormidas e decréscimos nos proveitos

Hotelaria com acréscimos nas dormidas e decréscimos nos proveitos Actividade Turística Janeiro de 2010 12 de Março de 2010 Hotelaria com acréscimos nas dormidas e decréscimos nos proveitos Em Janeiro de 2010, os estabelecimentos hoteleiros apresentaram 1,7 milhões de

Leia mais

CONTA SATÉLITE DO TURISMO DA REGIÃO AUTÓNOMA DA MADEIRA

CONTA SATÉLITE DO TURISMO DA REGIÃO AUTÓNOMA DA MADEIRA 9 de julho de 2018 CONTA SATÉLITE DO TURISMO DA REGIÃO AUTÓNOMA DA MADEIRA 2015 1. Introdução A (DREM) apresenta neste Em Foco a análise referente à Conta Satélite do Turismo para a RAM (CST-M), elaborada

Leia mais