RESULTADOS 2T17. Relações com Investidores Telefônica Brasil S.A. Julho de 2017

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "RESULTADOS 2T17. Relações com Investidores Telefônica Brasil S.A. Julho de 2017"

Transcrição

1 RESULTADOS Relações com Investidores Telefônica Brasil S.A. Julho de 2017

2 DISCLAIMER Esta apresentação pode conter declarações baseadas em estimativas a respeito dos prospectos e objetivos futuros de crescimento da base de assinantes, um detalhamento dos diversos serviços a serem oferecidos e seus respectivos resultados. O único objetivo dessas declarações é indicar como pretendemos expandir nosso negócio e, portanto, elas não devem ser consideradas garantias de performance futura. Nossos resultados reais podem diferir substancialmente daqueles contidos nessas declarações devido a uma série de fatores, entre eles fatores políticos e econômicos brasileiros, desenvolvimento de tecnologias competitivas, acesso ao capital necessário para alcançar esses resultados e intensificação do cenário competitivo nos mercados onde operamos. Para melhor entendimento, apresentamos números proforma combinando os resultados financeiros e indicadores operacionais da Telefônica Brasil e GVT para todos os períodos desde janeiro de

3 DESTAQUES ACELERANDO RECEITAS AUMENTANDO A RENTABILIDADE AMPLIANDO O DIFERENCIAL COMPETITIVO Não-voz já representa 66% da Receita de Serviços (63% no 1T17) Confirmando aceleração da RSM, aprox. 5% a/a pelo 2 º trimestre consecutivo Crescimento duplo dígito em Dados Móveis e Serviços Digitais +32% a/a e UBL +20% a/a Custos recorrentes caindo pelo sexto trimestre consecutivo -0,6% a/a 33,0% Margem EBITDA Recorrente (+1,6 p.p. a/a) 18,3% Margem FCO no 1S17 (+2,5 p.p. a/a) Atividade comercial acelerada: 2,3x adições líquidas pós-pago a/a e recorde de adições líquidas em FTTH +124k Rede móvel superior: +657 novas cidades com cobertura 4G e +60 cidades com 4G+ Expansão do footprint de UBL: +5 novas cidades com FTTH no No 1S17, o Fluxo de Caixa Livre¹ alcançou R$2,6 bilhões, crescimento de 53,4% a/a, como resultado de rigorosa disciplina em custos, alocação otimizada de capital, gestão do capital circulante e financeira 1- Fluxo de Caixa Livre da atividade do negócio. Não inclui o pagamento de R$655,1 milhões no 1T17 relacionado à limpeza do espectro 4G de 700MHz adquirido em 2014, os recursos recebidos pela venda das torres no, no valor de R$562,1 milhões, e as despesas com a provisão para a reestruturação organizacional no, no valor de R$21,8 milhões. 3

4 6,0% 5,0% 4,0% 3,0% 2,0% 1,0% 0,0% 70,0% 65,0% 60,0% 55,0% 50,0% 45,0% 40,0% 35,0% 30,0% 25,0% 20,0% DESTAQUES FINANCEIROS Crescimento contínuo da receita de serviços e expansão consistente do EBITDA impulsionam forte evolução do FCL Receita de Serviços Total e Móvel a/a EBITDA Recorrente a/a e Margem EBITDA 55,7% 63,3% 65,5% 9,0% 7,0% 31,4% 33,2% 33,0% 32,0% 5,0% 4,8% 1,6% 2,6% 2,0% 2,3% 1T17 Receita Total de Serviços Receita de Serviços Móvel % Não-voz sobre Receita de Serviços 5,0% 3,0% 7,0% 7,3% 6,9% 1T17 EBITDA Recorrente a/a Margem EBITDA Recorrente 27,0% 22,0% Capex R$ Bi e Capex/Receitas Fluxo de Caixa Livre¹ R$ Bi 2,5 2,0 1,5 1,0 0,5 0,0 16,8% 17,0% 12,5% 1,8 1,3 1,8 1T17 Aceleração do Capex no 2T de acordo 15,0% com o plano de investimentos 10,0% para ,0% 0,0% 3,8000 3,3000 2,8000 2,3000 1,8000 1,3000 0,8000 1,7 1S16 +53,4% 2,6 1S17 Capex ex-licenças Capex/Receitas 1- Não inclui o pagamento de R$655,1 milhões no 1T17 relacionado à limpeza do espectro 4G de 700MHz adquirido em 2014, os recursos recebidos pela venda das torres no, no valor de R$562,1 milhões, e as despesas com a provisão para a reestruturação organizacional no, no valor de R$21,8 milhões. 4

5 RECEITA MÓVEL Contribuição de Dados permanece em alta, levando a outro trimestre de crescimento resiliente da Receita de Serviços Móvel Receita Líquida de Serviços Móvel¹ R$ milhões % Receita de Dados e Serviços Digitais sobre Receita de Serviços Móvel 80,0% 70,0% 5, ,8%² 6,208 6, a/a -28,8% 60,0% 50,0% 40,0% 30,0% 20,0% 10,0% 47% 57% 72% 2T T17 32,4% -30,4% Internet cresce 44,1% a/a Crescimento consistente da Receita de Pós-pago ao longo dos trimestres 75% Receita Pós-pago³ a/a% 10% 9% 8% 10% 10% Voz Sainte Dados e Serviços Digitais Voz Entrante Column2 3T16 4T16 1T17 Receita de Pós-pago sobre Receita de Serviços Móvel 1- Visão simplificada, a quebra do gráfico não demonstra as receitas de outros serviços.. 2- Excluindo o efeito regulatório do corte da VU-M, o crescimento seria de 7,0% a/a no. 3- Evolução anual não inclui receitas de Atacado, M2M e Outros Serviços 5

6 47,0% 45,0% 43,0% 41,0% 39,0% 37,0% 35,0% ACESSOS MÓVEL Expansão do market share combinada com mix de clientes de alto valor sustentados por forte atividade comercial Móvel: Líder de mercado com tendências sólidas Market Share - Móvel Aceleração do crescimento do pós-pago impulsiona melhora de mix 43% +1,8 p.p. 28,9% 30,7% 44% 42,3% market share no pós-pago Liderança no share de adições líquidas do pós-pago no : 59% Redução do churn pós-pago para 1,8% no (vs. 1,9% no ) Portabilidade positiva no pós-pago em todos os meses contra os principais competidores em % 46% 47% Portfólio completo com forte adoção de ofertas de alto valor Acessos dos Planos Família¹ +19% +17% crescimento a/a da base de clientes controle % de Clientes Pré-pago nas ofertas do Vivo Turbo 60% das novas adições no pós-pago puro são de Planos Família Migrações Pré-pago para Controle +31% 6,9% 6,8% 7,5% 8,2% 9,7% 3T16 4T16 1T17 +20% 74% dos clientes nas ofertas de maior valor Crescimento % a/a Pós-pago Mix Pós-pago 1- Considera planos família e planos com linhas adicionais pagas. 6

7 ACESSOS MÓVEL 4G: qualidade superior, aumento da cobertura e maior adoção contribuem para o crescimento do ARPU Maior escala de 4G melhora a experiência do consumidor através de uma forte adoção e consumo ajudando a impulsionar o ARPU 71,4% da população coberta por 4G através do carrier aggregation já está sendo oferecido em todas as principais capitais do Brasil¹ Tráfego 4G PB por trimestre a/a +144% +3,6% Velocidade média 4G >20Mbps² 27,2 28,2 a/a Forte oportunidade de crescimento 4G Dados 57% 72% 30,8% 37% smartphones 4G 81% smartphones 100% clientes +99% a/a em crescimento de aparelhos 4G 34,6% de market share em 4G Voz 43% 28% ARPU Total R$ por mês --32,3% 1- São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Porto Alegre, Brasília. 2- Fonte: OpenSignal State of Mobile Networks: Relatório Brasil. 7

8 RECEITA FIXA Tendência de melhora na receita fixa como resultado do crescimento duplo-dígito nos segmentos fixos de maior valor Receita Líquida Fixa R$ milhões Forte adoção de FTTH e IPTV -1,3% Receita Fixa cresce 0,2% a/a quando ajustada pelo efeito regulatório Receita de FTTH R$ milhões +32,8% Receita de IPTV R$ milhões +60,7% a/a -2,8% 3,5% 20,1% com melhorias comprovadas à medida que expandimos nosso footprint T17 Voz e Outros¹ TV Paga² UBL xdsl Dados e TI ³ -1,9% -7,2% 69 cidades FTTH no país Em Barra Mansa (RJ), alcançamos 40% de penetração em nossa rede FTTH em menos de 30 dias 1- Inclui voz, interconexão e outros serviços. 2- Inclui DTH e IPTV. 3- Dados Corporativos e TI. 8

9 ACESSOS FIXO Nível recorde de adições líquidas em FTTH e IPTV levando a melhora no ARPU de banda larga e TV paga Banda Larga Acessos e ARPU TV Paga Acessos e ARPU Acessos BL milhares TOTAL FTTH FTTC¹ xdsl % 15% 45% 44% 44% 41% a/a 3% 45% 0% -5% Acessos TV Paga milhares TOTAL IPTV 11% DTH 89% % 80% a/a -6% 65% -15% Acessos FTTH milhares de adições líquidas 124 ARPU de BL R$ por mês Acessos IPTV milhares de adições líquidas ARPU de TV R$ por mês ,9% +4,9% ,6 49, ,6 95,1 4T16 1T17 4T16 1T17 1- FTTC (Fiber to the Cabinet) inclui clientes à cabo. 9

10 CAPEX A Companhia continua concentrando investimentos na aceleração da expansão do 4G e do FTTH para garantir uma qualidade de rede superior Execução sustentada do Capex para atingir o plano para 2017 Capex R$ bilhões e % sobre Receita Líquida Sólida aceleração na expansão 4G e FTTH Número de novas cidades 4G 14,8% 3,1 1S17 8,0 Plano de Capex para (media anual) Execução do Capex em linha com o plano para o ano, com expectativa de aceleração no 2S17 Novas cidades no trimestre Cidades existentes T16 4T16 1T17 Alocação de Capex otimizada focada em crescimento Alocação de Capex % população coberta 48% 49% 60% 65% 71% 4G+ e expansão de FTTH +106% FTTX +284% +90% +39% IPTV 4G Lançamento do em 60 cidades, com o dobro da velocidade do 4G tradicional 5 novas cidades com FTTH no ano 10

11 CUSTOS E MARGENS Contenção sólida e consistente de custos em todas as frentes durante o trimestre COMPOSIÇÃO DA EVOLUÇÃO DE CUSTOS R$(40) milhões Δ a/a PRINCIPAIS DESTAQUES -2,4% custos recorrentes vs. 2T15 (Aquisição da GVT) 31,4% 31,9% 33,8% 33,2% 33,0% -1,8% -1,9% -1,8% -1,1% -0,6% 3T16 4T16 1T17 Custos Recorrentes +12,1% IPCA no período Margem EBITDA Recorrente Custo de Pessoal a/a 5,8% 0,6% -0,9% 1T17 Custo dos Serviços Prestados a/a -2,1% -4,9% -5,0% 1T17 Despesas de Comercialização¹ a/a 4,0% 5,3% -5,0% 1T17 Relação PDD / Receita Bruta 2,0% 2,2% 2,2% 1T17 12,8% do Opex total Economias com reestruturações organizacionais nos últimos anos 39,9% do Opex total Redução das tarifas de interconexão Sinergias em conteúdo de TV e eficiência em custos de rede 27,7% do Opex total Despesas relacionadas à maior atividade comercial 5,2% do Opex total Ações de crédito e cobrança continuam a manter a PDD estável sequencialmente 1- Excluindo PDD. 11

12 SINERGIAS Impacto acumulado das sinergias operacionais no fluxo de caixa livre equivale a mais de R$3 bilhões desde o 2T15 VPL Garantido Sinergias de Fluxo de Caixa VPL R$ bilhões % sobre o valor capturado R$ milhões Acumuladas² 22 Melhor Cenário Receitas RECEITAS OPEX CAPEX FINANCEIRO E FISCAL 5,5 6,6 4,1 17 1,7 7,0 3,6 5,9 5,0 Plano de Integração Melhor Cenário¹ Já Capturadas 79% 32% 106% 90% 85% Opex EBITDA Capex FC Direto FC Indireto Impacto no FCO³ Quase 80% do VPL do Melhor Cenário já garantido (69) Tendência de VPL das sinergias aponta para um total de R$25 bi. 2- Sinergias de Fluxo de Caixa acumuladas desde o 2T Não inclui as sinergias de fluxo de caixa financeiras e fiscais. 12

13 COMPROMISSO COM A EFICIÊNCIA Processos otimizados de atendimento ao cliente através da digitalização, melhorando a experiência do cliente e elevando a eficiência Adoção crescente da digitalização como alavanca de eficiência de custos Processo E2E de e-billing e e-collection: incentivo à adoção do e-billing e aceleração das interações para arrecadação digital Penetração de e-billing a/a +12 p.p. Jun/16 Jun/17 Custo do e-billing representa menos que 5% do custo das faturas impressas >70% das adições de pós-pago em lojas próprias adotam contas digitais e-care: aumento do número de usuários únicos acessando nossos canais de e-care Redução de 11% a/a das chamadas que demandam atendimento humano Usuários únicos de canais digitais a/a +34% Jun/16 Jun/17 e-commerce: promoção da venda de produtos e serviços através dos canais digitais Jun/16 Recargas Virtuais¹ a/a 27% dos produtos premium são vendidos através dos +28% canais digitais Jun/17 Custo virtual de recargas 40% menor do que nos canais físicos 1- Crescimento a/a de Jun/17 do volume financeiro de recargas virtuais. 13

14 LUCRO LÍQUIDO Expansão duplo dígito no impulsionada pelo crescimento de EBITDA e melhor gestão financeira Lucro Líquido no R$ million e % a/a REPORTADO R$ milhões a/a % 6,9%¹ 0,2% -13,7% 79,6% 24,8%² (4) 42 (193) Itens Não-Recorrentes exc. Itens Não- Recorrentes EBITDA exc. Itens Não-Recorrentes D&A Resultado Financeiro Impostos PRINCIPAIS RAZÕES PARA AS VARIAÇÕES ITENS NÃO-RECORRENTES impactado negativamente pela provisão para reestruturação organizacional, no valor líquido de R$67 milhões RESULTADO FINANCEIRO Positivamente impactado por menores taxas de juros e menor endividamento médio no período IMPOSTOS Explicado pelo menor nível de Juros sobre Capital Próprio distribuídos no 1- Refere-se à evolução do EBITDA recorrente reportado. O gráfico exclui os efeitos líquidos de itens não-recorrentes. 2- Lucro Líquido cresce 13,9% quando comparado ao valor não-recorrente do. 14

15 FLUXO DE CAIXA LIVRE Maior eficiência na gestão de recursos levando a forte geração de fluxo de caixa em todas as linhas Geração de Fluxo de Caixa Livre¹ com melhorias em todos os níveis Melhora continua da estrutura financeira através de forte geração de caixa R$ milhões EBITDA (CAPEX) (Juros e Imposto de Renda) (Capital Circulante) FCL da atividade do negócio 1S16 1S17 (3.262) (3.146) (966) (605) Remuneração aos acionistas em 2017 Pagamento de R$4,1 bi em dividendos/jscp já declarados²: (630) (654) a/a R$ milhões Data Pagamento Valor Bruto Valor por ação (PN³) 22/ago/ /dez/2017 Total R$1.568 mi R$2.518 mi R$4.086 mi R$0,96 R$1,54 R$2,50 9,2 10,4 Dez/16 Jun/17 0,29 0,21 4,1 2,9 Dez/16 Dívida Líquida Dívida Bruta R$ bilhões Dívida Líquida R$ bilhões Dívida Líquida / EBITDA Jun/17 YTD +13,0% YTD -29,3% 1- FCL não inclui dividendos, JSCP e seu imposto de renda. 2- Baseado no lucro líquido de Valores brutos por ON: R$0,87 em 22/ao e R$1,40 em 13/dez. 15

16 DESTAQUES Mais um trimestre de consistente combinação de crescimento e rentabilidade Confirmando aceleração do crescimento de receita impulsionado pelo desempenho do pós-pago e UBL Sustentação da melhora de margem e geração de fluxo de caixa Ampliando a diferenciação de rede no 4G e FTTH 16

17 PARA MAIS INFORMAÇÕES: RELAÇÕES COM INVESTIDORES

RESULTADOS 1T17. Relações com Investidores Telefônica Brasil S.A. Maio de 2017

RESULTADOS 1T17. Relações com Investidores Telefônica Brasil S.A. Maio de 2017 RESULTADOS Relações com Investidores Telefônica Brasil S.A. Maio de 2017 DISCLAIMER Esta apresentação pode conter declarações baseadas em estimativas a respeito dos prospectos e objetivos futuros de crescimento

Leia mais

RESULTADOS 3T16. Relações com Investidores Telefônica Brasil S.A. Outubro, 2016

RESULTADOS 3T16. Relações com Investidores Telefônica Brasil S.A. Outubro, 2016 RESULTADOS Relações com Investidores Telefônica Brasil S.A. Outubro, 2016 DISCLAIMER Esta apresentação pode conter declarações baseadas em estimativas a respeito dos prospectos e objetivos futuros de crescimento

Leia mais

Resultados 4T14_. Relações com Investidores Telefônica Brasil S.A. Fevereiro, 2015.

Resultados 4T14_. Relações com Investidores Telefônica Brasil S.A. Fevereiro, 2015. Resultados 4T14_ Fevereiro, 2015. Disclaimer Esta apresentação pode conter declarações baseadas em estimativas a respeito dos prospectos e objetivos futuros de crescimento da base de assinantes, um detalhamento

Leia mais

RESULTADOS 4T16. Relações com Investidores Telefônica Brasil S.A. Fevereiro de 2017

RESULTADOS 4T16. Relações com Investidores Telefônica Brasil S.A. Fevereiro de 2017 RESULTADOS Relações com Investidores Telefônica Brasil S.A. Fevereiro de 2017 DISCLAIMER Esta apresentação pode conter declarações baseadas em estimativas a respeito dos prospectos e objetivos futuros

Leia mais

RESULTADOS 1T16. Relações com Investidores Telefônica Brasil S.A. Abril, 2016

RESULTADOS 1T16. Relações com Investidores Telefônica Brasil S.A. Abril, 2016 RESULTADOS Relações com Investidores Telefônica Brasil S.A. Abril, 2016 DISCLAIMER Esta apresentação pode conter declarações baseadas em estimativas a respeito dos prospectos e objetivos futuros de crescimento

Leia mais

RESULTADOS 2T16. Relações com Investidores Telefônica Brasil S.A. Julho, 2016

RESULTADOS 2T16. Relações com Investidores Telefônica Brasil S.A. Julho, 2016 RESULTADOS Relações com Investidores Telefônica Brasil S.A. Julho, 2016 DISCLAIMER Esta apresentação pode conter declarações baseadas em estimativas a respeito dos prospectos e objetivos futuros de crescimento

Leia mais

Resultados 3T11. Telefônica Brasil S.A. São Paulo, 10 de Novembro de Relações com Investidores Telefónica do Brasil

Resultados 3T11. Telefônica Brasil S.A. São Paulo, 10 de Novembro de Relações com Investidores Telefónica do Brasil Resultados 3T11 Telefônica Brasil S.A. São Paulo, 10 de Novembro de 2011. Disclaimer Para fins de comparabilidade, os números do 3T10, acumulado 2011 e 2010 foram elaborados de forma combinada. Desta forma,

Leia mais

Resultados 2T15_. Relações com Investidores Telefônica Brasil S.A. Julho, Relações com Investidores Telefônica Brasil S.A.

Resultados 2T15_. Relações com Investidores Telefônica Brasil S.A. Julho, Relações com Investidores Telefônica Brasil S.A. Resultados _ Julho, 2015. Disclaimer Pela primeira vez, apresentamos neste trimestre os números proforma combinados dos resultados financeiros e indicadores operacionais da Telefônica Brasil e GVT. Para

Leia mais

Destaques do 3T17: Sólida Tendência em Todas as Frentes

Destaques do 3T17: Sólida Tendência em Todas as Frentes Destaques do : Sólida Tendência em Todas as Frentes Acelerando o Crescimento Rentabilidade em Estado de Arte RSM líquida +5,8% A/A Acelerando Receita Líquida de Serviços Móveis de +5% A/A no 2T 2x vs.

Leia mais

2016: Um ano de recuperação

2016: Um ano de recuperação 2016: Um ano de recuperação Cenário macro ainda difícil, mas com perspectiva de melhora... aliada à uma profunda recuperação operacional... mostrando uma recuperação consistente nos resultados de 2016

Leia mais

Transformação da Base de Clientes: Pós-pago

Transformação da Base de Clientes: Pós-pago Transformação em curso: Ciclo Virtuoso em Ascensão Expansão da rede 4G (# sites 4G e-nodeb) Adições Líquidas de Pós-pago humano () (Excluindo M2M e Modems ; em milhares de linhas) 8,0 +55% 12,5 418 327

Leia mais

Resultados 3T13. Novembro de 2013.

Resultados 3T13. Novembro de 2013. Resultados 3T13 Novembro de 2013. Destaques do trimestre Fixo Móvel Operacional Melhora contínua em todas as frentes, garantindo forte patamar de adições líquidas pelo segundo trimestre consecutivo, principalmente

Leia mais

Resultados. Resultados

Resultados. Resultados Apresentação Apresentação de de Resultados Resultados TIM TIM Participações Participações S.A. S.A. 1 Resiliência do Negócio Frente à Tempestade Melhorias Operacionais Usuários, Minutos, Usuários Únicos,

Leia mais

Resultados 4T15_. Relações com Investidores Telefônica Brasil S.A. Fevereiro de Relações com Investidores Telefônica Brasil S.A.

Resultados 4T15_. Relações com Investidores Telefônica Brasil S.A. Fevereiro de Relações com Investidores Telefônica Brasil S.A. Resultados _ Fevereiro de 2016. Disclaimer Esta apresentação pode conter declarações baseadas em estimativas a respeito dos prospectos e objetivos futuros de crescimento da base de assinantes, um detalhamento

Leia mais

Telefônica Brasil S.A. 10.05.2012. Resultados 1T12

Telefônica Brasil S.A. 10.05.2012. Resultados 1T12 10.05.2012 Resultados 1T12 Disclaimer Para fins de comparabilidade, os números do 1T11 foram elaborados de forma combinada. Desta forma, as variações anuais aqui apresentadas podem diferir i daquelas informadas

Leia mais

TIM Participações S.A. Resultados do 3T de Novembro de 2006

TIM Participações S.A. Resultados do 3T de Novembro de 2006 TIM Participações S.A. Resultados do 06 de Novembro de 2006 1 1 Destaques Desempenho do Mercado Estratégia Comercial Desempenho Financeiro 2 2 Destaques Forte crescimento e melhoria da qualidade da base

Leia mais

Resultados 1T14_. Relações com Investidores Telefônica Brasil S.A. Maio de 2014.

Resultados 1T14_. Relações com Investidores Telefônica Brasil S.A. Maio de 2014. Resultados _ Maio de 2014. Destaques do DESTAQUES Crescente market share de pós-pago contribuindo para uma maior adoção de dados e crescimento do ARPU. Operacional Crescimento de acessos pós-pagos* 25%

Leia mais

Relações com Investidores 4T ÁUDIO CONFERÊNCIA. Fevereiro 2013

Relações com Investidores 4T ÁUDIO CONFERÊNCIA. Fevereiro 2013 Relações com Investidores ÁUDIO CONFERÊNCIA Fevereiro 2013 4T12 2012 EstratégiA RESIDENCIAL MOBILIDADE PESSOAL EMPRESARIAL CORPORATIVO Convergência de serviços com crescimento de Banda Larga e TV Paga

Leia mais

A receita de uso de rede diminuiu 6,1% em relação ao 3T11 e apenas 0,6% em relação ao 2T12, principalmente em função da redução da VU-M.

A receita de uso de rede diminuiu 6,1% em relação ao 3T11 e apenas 0,6% em relação ao 2T12, principalmente em função da redução da VU-M. RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA Receita Líquida Móvel 5.340,9 5.128,2 4,1 4.923,2 8,5 15.574,6 14.326,7 8,7 Receita de serviço móvel 5.078,2 4.959,7 2,4 4.697,9 8,1 14.962,1 13.535,4 10,5 Franquia e utilização

Leia mais

Principais Destaques do 2T: Acelerando a Recuperação

Principais Destaques do 2T: Acelerando a Recuperação Principais Destaques do 2T: Acelerando a Recuperação Receita Líquida de Serviços Móveis (%A/A) Adições Líquidas de Pós-pago em Novo Ritmo (mil linhas) 5,0% 445 509 3,7% 211 +12 pp -1,5% -3,0% -6,8% 3T16

Leia mais

Receita Líquida Móvel 5.636, ,6 (3,2) 5.105,7 10,4

Receita Líquida Móvel 5.636, ,6 (3,2) 5.105,7 10,4 NEGÓCIO MÓVEL RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA Receita Líquida Móvel 5.636,3 5.822,6 (3,2) 5.105,7 10,4 Receita de serviço móvel 5.270,5 5.474,3 (3,7) 4.924,4 7,0 Franquia e utilização 2.784,4 2.908,1 (4,3)

Leia mais

Plano Estratégico Relações com Investidores

Plano Estratégico Relações com Investidores 1 Limitação de Responsabilidade Esta apresentação contém declarações prospectivas que refletem crenças e expectativas atuais sobre a base de clientes, estimativas em relação aos resultados financeiros

Leia mais

R$ milhões Consolidado Consolidado Combinado 1T12 4T11 % 1T11 % Receita Líquida Móvel 5.105, ,4 (2,9) 4.671,1 9,3

R$ milhões Consolidado Consolidado Combinado 1T12 4T11 % 1T11 % Receita Líquida Móvel 5.105, ,4 (2,9) 4.671,1 9,3 RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA Receita Líquida Móvel 5.105,6 5.260,4 (2,9) 4.671,1 9,3 Receita de serviço móvel 4.924,2 5.097,4 (3,4) 4.367,2 12,8 Franquia e utilização 2.599,8 2.660,5 (2,3) 2.322,6 11,9

Leia mais

ÁUDIO CONFERÊNCIA2T11

ÁUDIO CONFERÊNCIA2T11 ÁUDIO CONFERÊNCIA2T11 AGOSTO 2011 Ofertas por segmento Desempenho operacional Desempenho financeiro 2 Ofertas por segmento Desempenho operacional Desempenho financeiro 3 Ofertas por Segmento DESTAQUES

Leia mais

Resultados 3T15_. Relações com Investidores Telefônica Brasil S.A. Novembro, 2015. Relações com Investidores Telefônica Brasil S.A.

Resultados 3T15_. Relações com Investidores Telefônica Brasil S.A. Novembro, 2015. Relações com Investidores Telefônica Brasil S.A. Resultados _ Novembro, 2015. Disclaimer Esta apresentação pode conter declarações baseadas em estimativas a respeito dos prospectos e objetivos futuros de crescimento da base de assinantes, um detalhamento

Leia mais

NEGÓCIO MÓVEL RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA

NEGÓCIO MÓVEL RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA NEGÓCIO MÓVEL RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA Receita Líquida Móvel 5.758,7 6.086,3 (5,4) 5.636,3 2,2 Receita de serviço móvel 5.446,1 5.762,7 (5,5) 5.270,5 3,3 Franquia e utilização 2.833,7 2.891,4 (2,0)

Leia mais

Resultados 1T15_. Relações com Investidores Telefônica Brasil S.A. Maio, 2015.

Resultados 1T15_. Relações com Investidores Telefônica Brasil S.A. Maio, 2015. Resultados _ Relações com Investidores Maio, 2015. Disclaimer Esta apresentação pode conter declarações baseadas em estimativas a respeito dos prospectos e objetivos futuros de crescimento da base de assinantes,

Leia mais

Receita Líquida Móvel 5.540, ,3 (1,7) 5.128,3 8, , ,0 9,2

Receita Líquida Móvel 5.540, ,3 (1,7) 5.128,3 8, , ,0 9,2 NEGÓCIO MÓVEL RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA Receita Líquida Móvel 5.540,4 5.636,3 (1,7) 5.128,3 8,0 11.176,7 10.234,0 9,2 Receita de serviço móvel 5.219,2 5.270,5 (1,0) 4.959,8 5,2 10.489,7 9.884,2 6,1 Franquia

Leia mais

Resultados 3T14_. Relações com Investidores Telefônica Brasil S.A. Novembro de 2014.

Resultados 3T14_. Relações com Investidores Telefônica Brasil S.A. Novembro de 2014. Resultados 3T14_ Novembro de 2014. Disclaimer Esta apresentação pode conter declarações baseadas em estimativas a respeito dos prospectos e objetivos futuros de crescimento da base de assinantes, um detalhamento

Leia mais

Explorando as Oportunidades dos Serviços de Dados. Expo Money Belo Horizonte

Explorando as Oportunidades dos Serviços de Dados. Expo Money Belo Horizonte Explorando as Oportunidades dos Serviços de Dados Expo Money Belo Horizonte Conhecendo a TIM 15 anos de Listagem na Bolsa TIM: Uma Gigante Brasileira Crescimento Receita Bruta (R$ Bi) 27,8 Base de Clientes

Leia mais

Resultados 1º Trimestre de de Maio de 2015

Resultados 1º Trimestre de de Maio de 2015 Resultados 1º Trimestre de 2015 8 de Maio de 2015 Receita líquida avança 14,8%, com sólido crescimento orgânico Cnova Receita líquida: +14,8% Vendas mesmas lojas: +4,0% EBITDA (1) : R$ 1,057 bilhão Margem

Leia mais

Resultados 1º Trimestre de de Abril de 2017

Resultados 1º Trimestre de de Abril de 2017 Resultados 1º Trimestre de 2017 28 de Abril de 2017 Principais Destaques R$ mil 1T17 Alimentar Multivarejo Assaí Variação vs. 1T16 1T17 Variação vs. 1T16 1T17 Variação vs. 1T16 Receita líquida 10,552 +6.7%

Leia mais

Grupo Telecom Italia TIM Brasil

Grupo Telecom Italia TIM Brasil GRUPO TELECOM ITALIA Londres, 16 de Fevereiro de 2016 Grupo Telecom Italia TIM Brasil 70 60 50 40 30 20 10 0 Brasil 2016-18: Reconhecendo os Desafios Protegendo resultados em ambiente macroeconômico mais

Leia mais

Explorando as Oportunidades dos Serviços de Dados. Expo Money Brasília

Explorando as Oportunidades dos Serviços de Dados. Expo Money Brasília Explorando as Oportunidades dos Serviços de Dados Expo Money Brasília Conhecendo a TIM Aniversário de 15 anos de Listagem TIM: Uma Gigante Brasileira Crescimento Orgânico Receita Bruta (R$ Bi) 27,8 Base

Leia mais

Relações com Investidores. Áudio Conferência 1T12. Maio 2012

Relações com Investidores. Áudio Conferência 1T12. Maio 2012 Relações com Investidores Áudio Conferência Maio 2012 1T12 Performance EBITDA Pro-forma 1T11 1T12 4T11 1T12 2.012 29,6% 2.012 29,6% 1.985 28,6% 1.838 26,4% EBITDA e Margem EBITDA apresentam crescimento

Leia mais

Teleconferência de Resultados 2T de agosto de Magazine Luiza

Teleconferência de Resultados 2T de agosto de Magazine Luiza Teleconferência de Resultados 2T16 04 de agosto de 2016 Magazine Luiza Destaques do 2T16 Vendas e Margem Bruta E-commerce Despesas Operacionais EBITDA e Lucro Líquido Endividamento Crescimento da receita

Leia mais

Encontro com a TIM APIMEC DF. Brasília. 09 de Maio de 2017

Encontro com a TIM APIMEC DF. Brasília. 09 de Maio de 2017 Encontro com a TIM APIMEC DF Brasília 09 de Maio de 2017 Para a era de Da era de ouro de DADOS VOZ O MUNDO ESTÁ EM TRANSFORMAÇÃO ONTEM HOJE A RELAÇÃO DOS BRASILEIROS COM SMARTPHONES ESTÁ EVOLUINDO RÁPIDO...

Leia mais

Apresentação de Resultados e Atualização do Plano Industrial 2o TRI 2016

Apresentação de Resultados e Atualização do Plano Industrial 2o TRI 2016 Apresentação de Resultados e Atualização do Plano Industrial 2o TRI 2016 1 Seguindo adiante: melhorando a performance Primeiros sinais de melhoria da economia Estabilidade política Inflação de volta para

Leia mais

TIM Participações S.A. Resultados do 4T06 e 2006. 06 de Março de 2007

TIM Participações S.A. Resultados do 4T06 e 2006. 06 de Março de 2007 TIM Participações S.A. Resultados do 4T06 e 2006 06 de Março de 2007 1 Destaques Desempenho do Mercado Estratégia Comercial Desempenho Financeiro 2 4T06: Forte crescimento e sólida performance financeira

Leia mais

Telefônica Brasil Estratégia Segmentada para Maximizar Geração de Valor. Novembro de 2013.

Telefônica Brasil Estratégia Segmentada para Maximizar Geração de Valor. Novembro de 2013. Telefônica Brasil Estratégia Segmentada para Maximizar Geração de Valor Novembro de 2013. Continuamos evoluindo em nosso esforço de integração... Espaço TI Atenção ao Cliente Contratos Unificação e renegociação

Leia mais

UBS CEO CONFERENCE. 21 de março de 2006

UBS CEO CONFERENCE. 21 de março de 2006 UBS CEO CONFERENCE 21 de março de 2006 1 Disclaimer Esta apresentação contém considerações futuras referentes às perspectivas do negócio, estimativas de resultados operacionais e financeiros, e às perspectivas

Leia mais

Slide 1. Resultados 3T04

Slide 1. Resultados 3T04 Slide 1 Resultados 3T04 27 de outubro de 2004 Slide 2 Agenda Conclusão da Reestruturação Posicionamento Competitivo Resultados Financeiros Slide 3 Conclusão da Reestruturação A nova TSU: Com o dobro de

Leia mais

TIM Participações S.A. Resultado do 1T08

TIM Participações S.A. Resultado do 1T08 TIM Participações S.A. Resultado do 1T08 6 de Maio de 2008 1 Destaques Desempenho do Mercado Estratégia Comercial Desempenho Financeiro 2 Indicadores Base de Clientes Resultados Principais Destaques do

Leia mais

DESTAQUES DO 2 TRIMESTRE Operacional

DESTAQUES DO 2 TRIMESTRE Operacional Financeiro DESTAQUES DO 2 TRIMESTRE Operacional Dados como % da receita % da base total de clientes Sólido crescimento da Receita Bruta de Dados: R$1,6 bi no 19% 22% 27% Usuários de dados atingiram 29

Leia mais

Resultados Janeiro Dezembro / Resultados 3T14 Telefônica Brasil S.A.

Resultados Janeiro Dezembro / Resultados 3T14 Telefônica Brasil S.A. Resultados Janeiro Dezembro / 2016 Resultados 3T14 COM ESTRATÉGIA CENTRADA EM DADOS, VIVO APRESENTA SÓLIDOS RESULTADOS EM 2016 COM EXPANSÃO EM RECEITA, MARGEM EBITDA E EM GERAÇÃO DE FLUXO DE CAIXA DESTAQUES

Leia mais

TIM Brasil Plano Industrial

TIM Brasil Plano Industrial TIM Brasil 2013-2015 Industrial Limitação de Responsabilidade Este documento pode incluir declarações prospectivas. Essas declarações não são declarações de fatos históricos e refletem crenças e expectativas

Leia mais

Explorando as Oportunidades dos Serviços de Dados. Expo Money Porto Alegre

Explorando as Oportunidades dos Serviços de Dados. Expo Money Porto Alegre Explorando as Oportunidades dos Serviços de Dados Expo Money Porto Alegre Conhecendo a TIM 15 anos de Listagem na Bolsa TIM: Uma Gigante Brasileira Crescimento Receita Bruta (R$ Bi) 27,8 Base de Clientes

Leia mais

Magazine Luiza. Teleconferência de Resultados 1T17 05 de Maio de 2017

Magazine Luiza. Teleconferência de Resultados 1T17 05 de Maio de 2017 Magazine Luiza Teleconferência de Resultados 1T17 05 de Maio de 2017 Destaques 1T17 Vendas E-commerce Lucro Bruto Despesas Operacionais EBITDA Lucro Líquido Capital de Giro Endividamento Luizacred Vendas

Leia mais

Encontro com a TIM APIMEC RJ. Rio de Janeiro. 22 de Setembro de 2016

Encontro com a TIM APIMEC RJ. Rio de Janeiro. 22 de Setembro de 2016 Encontro com a TIM APIMEC RJ Rio de Janeiro 22 de Setembro de 2016 Quem é a TIM? 18 a maior empresa privada do Brasil (Revista Exame - 2015) Em operação desde 1998 R$19 bilhões em valor de mercado 1º lugar

Leia mais

Resultados 1º Trimestre de 2015

Resultados 1º Trimestre de 2015 Resultados 1º Trimestre de 2015 07 de Maio de 2015 Principais Destaques do Resultado do Receita Líquida de R$ 5,4 bilhões, estável vs. excluindo-se o 1 efeito CADE 1 Ganho de market share no período 2

Leia mais

Net Serviços de Comunicação S.A Reunião Pública com Investidores Resultados de 2006

Net Serviços de Comunicação S.A Reunião Pública com Investidores Resultados de 2006 Net Serviços de Comunicação S.A Reunião Pública com Investidores Resultados de 2006 A Companhia Destaques do trimestre Início dos investimentos para aumentar a bi-direcionalidade da rede; Expansão da oferta

Leia mais

GPA e Viavarejo 18/10/2013 RESULTADOS 3T13

GPA e Viavarejo 18/10/2013 RESULTADOS 3T13 GPA e Viavarejo 18/10/2013 RESULTADOS 3T13 GPA Consolidado Destaques: Foco na expansão: abertura de 20 novas lojas no 3T13. Nos 9M13, foram abertas 78 lojas, o que representou 2,8% de aumento de área de

Leia mais

RESULTADOS 1T13. Grupo Pão de Açúcar e Viavarejo. 30 de abril de 2013

RESULTADOS 1T13. Grupo Pão de Açúcar e Viavarejo. 30 de abril de 2013 RESULTADOS 1T13 Grupo Pão de Açúcar e Viavarejo 30 de abril de 2013 RESULTADO GPA CONSOLIDADO 1T13 Vendas Brutas R$ milhões, 1T13 x 1T12 Cresc. mesmas lojas vs 1T12 14.984 +9,7% ML +6,6% EBITDA R$ milhões,

Leia mais

Magazine Luiza. Teleconferência de Resultados 4T16 e de Fevereiro de 2017

Magazine Luiza. Teleconferência de Resultados 4T16 e de Fevereiro de 2017 Magazine Luiza Teleconferência de Resultados 4T16 e 2016 20 de Fevereiro de 2017 Destaques 4T16 Vendas e Margem Bruta E-commerce Despesas Operacionais EBITDA e Lucro Líquido Capital de Giro Endividamento

Leia mais

ÁUDIO CONFERÊNCIA 4T11

ÁUDIO CONFERÊNCIA 4T11 ÁUDIO CONFERÊNCIA 4T11 MARÇO 2012 Resultado 2011 da Oi S.A. Com a aprovação da reestruturação societária, em 27/02/2012, tanto TNL, quanto Coari e os acionistas de TMAR foram incorporados pela Oi S.A.,

Leia mais

RESULTADOS 3T12. Grupo Pão de Açúcar e Viavarejo. 01 de novembro de 2012

RESULTADOS 3T12. Grupo Pão de Açúcar e Viavarejo. 01 de novembro de 2012 RESULTADOS 3T12 Grupo Pão de Açúcar e Viavarejo 01 de novembro de 2012 RESULTADO GPA CONSOLIDADO 3T12 Vendas Brutas R$ milhões, 3T12 x 3T11 Cresc. mesmas lojas vs 3T11 13.666 +8,7% ML +7,1% EBITDA R$ milhões,

Leia mais

J.P. Morgan - 7th Annual Brazil Retail Check Up

J.P. Morgan - 7th Annual Brazil Retail Check Up J.P. Morgan - 7th Annual Brazil Retail Check Up 21 de agosto de 2013 Magazine Luiza - Overview Destaques 2T13 E-commerce Aquisição Época Cosméticos Loja Virtual Comunidade de Heliópolis Expectativas para

Leia mais

Teleconferência de Resultados 1T14

Teleconferência de Resultados 1T14 Teleconferência de Resultados 1T14 RESULTADOS - CONSOLIDADO RECEITA LÍQUIDA 267,3 300,1 12,3% EBITDA AJUSTADO¹ 50,0 56,5 13,0% MARGEM EBITDA AJUSTADO ² 17,9% 17,9% 0,0 p.p. LUCRO LÍQUIDO AJUSTADO 3 28,7

Leia mais

Rogério Tostes A COMUNICAÇÃO MÓVEL NO BRASIL

Rogério Tostes A COMUNICAÇÃO MÓVEL NO BRASIL Rogério Tostes A COMUNICAÇÃO MÓVEL NO BRASIL 0 Agenda O Mercado Brasileiro A Virada da TIM Perspectivas para o 4T 2010 1 Notes O Brasil está em um momento fantástico PIB Crescimento real do PIB em 2010

Leia mais

Operadora: Indicadores econômico-financeiros

Operadora: Indicadores econômico-financeiros Número 02 São Paulo, 24 de julho de 2013 Operadora: Indicadores econômico-financeiros RESUMO Maior empresa de telecomunicações no segmento de telefonia móvel pré-paga no Brasil, e segundo lugar no mercado

Leia mais

ÁUDIO CONFERÊNCIA3T11

ÁUDIO CONFERÊNCIA3T11 ÁUDIO CONFERÊNCIA3T11 OUTUBRO 2011 Ofertas por segmento Desempenho operacional Desempenho financeiro 2 Ofertas por segmento Desempenho operacional Desempenho financeiro 3 Ofertas por Segmento DESTAQUES

Leia mais

4º Trimestre 2012 Apresentação de Resultados 11 de Março de 2013

4º Trimestre 2012 Apresentação de Resultados 11 de Março de 2013 4º Trimestre 2012 Apresentação de Resultados 11 de Março de 2013 Disclaimer Considerações futuras, se contidas nesse documento, são exclusivamente relacionadas às perspectivas do negócio, estimativas de

Leia mais

TIM Participações S.A. Resultados do 4T07 e de 2007

TIM Participações S.A. Resultados do 4T07 e de 2007 TIM Participações S.A. Resultados do 4T07 e de 2007 5 de Março, 2008 1 Destaques Desempenho do Mercado Estratégia Comercial Desempenho Financeiro 2 TIM em 2007 Uma Marca Reconhecida... Top of Mind operadora

Leia mais

Divulgação de Resultados 3T de novembro de 2016

Divulgação de Resultados 3T de novembro de 2016 Divulgação de Resultados 04 de novembro de 2016 Aviso Importante Algumas das afirmações aqui contidas se baseiam nas hipóteses e perspectivas atuais da administração da Companhia que poderiam ocasionar

Leia mais

Atualização do Plano Estratégico

Atualização do Plano Estratégico Londres, 03 de dezembro de 2008 Atualização do Plano Estratégico 2009-2011 TIM Participações TIM Brasil: Ações de Recuperação 2008 Ações TIM 1. Melhorando o processo de caring para clientes de alto valor

Leia mais

SERVIÇOS DE TELECOMUNICAÇÕES AUDIÊNCIA PÚBLICA CÂMARA DOS DEPUTADOS EDUARDO LEVY BRASÍLIA, 09 DE ABRIL DE 2013

SERVIÇOS DE TELECOMUNICAÇÕES AUDIÊNCIA PÚBLICA CÂMARA DOS DEPUTADOS EDUARDO LEVY BRASÍLIA, 09 DE ABRIL DE 2013 SERVIÇOS DE TELECOMUNICAÇÕES AUDIÊNCIA PÚBLICA CÂMARA DOS DEPUTADOS EDUARDO LEVY BRASÍLIA, 09 DE ABRIL DE 2013 crescimento do setor de telecomunicações está acelerado 8% 10% telefonia móvel banda larga

Leia mais

Resultados 08 2T 07 de Agosto de 2008

Resultados 08 2T 07 de Agosto de 2008 Resultados 2T08 07 de Agosto de 2008 Comentários iniciais Marca inovadora e confiável: Viver além da tecnologia Primeiro lugar no Top of mind¹ Primeiro lugar em Awareness¹ da marca Escolhido o melhor website

Leia mais

Teleconferência de Resultados 1T16. 6 de maio de Magazine Luiza

Teleconferência de Resultados 1T16. 6 de maio de Magazine Luiza Teleconferência de Resultados 6 de maio de 2016 Magazine Luiza Destaques Vendas E-commerce Margem Bruta EBITDA e Lucro Líquido Capital de Giro Endividamento Luizacred Aumento da receita bruta de 3% totalizando

Leia mais

24 de Julho de 2014 RESULTADOS 2T14 E 1S14

24 de Julho de 2014 RESULTADOS 2T14 E 1S14 24 de Julho de 2014 RESULTADOS E 1S14 Consolidado: Destaques do Receita líquida avança 13,4%, com crescimento mesmas lojas de 9,5%: Crescimento impulsionado pelo desempenho do Alimentar e da Nova Pontocom;

Leia mais

Resultados 3º Trimestre de de Outubro de 2016

Resultados 3º Trimestre de de Outubro de 2016 Resultados 3º Trimestre de 2016 28 de Outubro de 2016 3T16: Receita líquida: R$ 15,1 bilhões EBITDA ajustado (1) : R$ 619 milhões Número de lojas: 2.089 (2) Inclui R$ 1.824 milhões de recebíveis de cartão

Leia mais

TELECONFERÊNCIA DE RESULTADOS 2T de Agosto de 2017

TELECONFERÊNCIA DE RESULTADOS 2T de Agosto de 2017 TELECONFERÊNCIA DE RESULTADOS 15 de Agosto de 2017 AVISO LEGAL Esta apresentação contém declarações sobre o futuro que estão sujeitas a riscos e incertezas. Estas declarações são baseadas nas crenças e

Leia mais

SOMOS Educação DR 2T17

SOMOS Educação DR 2T17 SOMOS Educação DR 2T17 São Paulo, 14 de agosto de 2017 A SOMOS Educação S.A. (BM&FBOVESPA: SEDU3) divulga seus resultados do 2º trimestre de 2017 ( 2T17 ) e do primeiro semestre de 2017 ( 1S17 ). Os comentários

Leia mais

Grande base de clientes, com CRM visando a fidelização e retenção de clientes

Grande base de clientes, com CRM visando a fidelização e retenção de clientes 1 Pilares Estratégicos 1 Forte cultura corporativa, cujo principal foco é a valorização das pessoas 2 Plataforma de vendas integrada, com múltiplos canais de venda 3 Grande base de clientes, com CRM visando

Leia mais

Resultados 4º Trimestre de de Fevereiro de 2014

Resultados 4º Trimestre de de Fevereiro de 2014 Resultados 4º Trimestre de 2013 13 de Fevereiro de 2014 Principais Destaques do Resultado de 2013 Lucro líquido de R$ 1,175 bilhão, com crescimento de 268% 1 no comparativo com 2012 2 Ganho de market share

Leia mais

Teleconferência de Resultados 4T12 e 2012

Teleconferência de Resultados 4T12 e 2012 Teleconferência de Resultados 4T12 e 2012 RESSALVA SOBRE DECLARAÇÕES FUTURAS Esta apresentação contém considerações futuras referentes às perspectivas do negócio, estimativas de resultados operacionais

Leia mais

Resultados Financeiros e Operacionais. 1º Trimestre de 2003

Resultados Financeiros e Operacionais. 1º Trimestre de 2003 Resultados Financeiros e Operacionais 1º Trimestre de 2003 Abril - 2003 Agenda Tendências Desafios Consórcio Brasil Celular Programa de Relacionamento Resultados Financeiros e Operacionais Amazônia Celular

Leia mais

Resultado do 3º trimestre de 2016 apresentação do call de resultados. Novembro 2016

Resultado do 3º trimestre de 2016 apresentação do call de resultados. Novembro 2016 Resultado do 3º trimestre de 2016 apresentação do call de resultados Novembro 2016 1 Aviso Importante Restoque Comércio e Confecções de Roupas S.A. ( Restoque ou Companhia ) Esta apresentação pode conter

Leia mais

1. Destaques. Índice: Rio de Janeiro, RJ, Brasil, 27 de outubro de 2009.

1. Destaques. Índice: Rio de Janeiro, RJ, Brasil, 27 de outubro de 2009. Rio de Janeiro, RJ, Brasil, 27 de outubro de 2009. Embratel Participações S.A. ( Embrapar ) (BOVESPA: EBTP4, EBTP3) detém 99,2 porcento da Empresa Brasileira de Telecomunicações S.A. ( Embratel ), 100,0

Leia mais

TIM Participações S.A. Resultados do 1T07. 4 de Maio de 2007

TIM Participações S.A. Resultados do 1T07. 4 de Maio de 2007 TIM Participações S.A. Resultados do 1T07 4 de Maio de 2007 1 Destaques Desempenho do Mercado Estratégia Comercial Desempenho Financeiro 2 1T07: Crescimento Contínuo em um Mercado cada vez Mais Desafiador

Leia mais

Resultados 1º Trimestre de de Maio de 2016

Resultados 1º Trimestre de de Maio de 2016 Resultados 1º Trimestre de 2016 11 de Maio de 2016 Receita líquida atinge R$ 17,8 bilhões, com crescimento de 10,9% no segmento alimentar 1T16: Receita líquida: R$ 17,8 bilhões EBITDA (1) : R$ 484 milhões

Leia mais

Apresentação dos Resultados do 2T15 14 de agosto de Uma Empresa Global de Alimentos

Apresentação dos Resultados do 2T15 14 de agosto de Uma Empresa Global de Alimentos Apresentação dos Resultados do 14 de agosto de 2015 Uma Empresa Global de Alimentos Disclaimer Fazemos declarações sobre eventos futuros que estão sujeitas a riscos e incertezas. Tais declarações têm como

Leia mais

RESULTADOS 4T12/2012. Grupo Pão de Açúcar e Viavarejo. 20 de fevereiro de 2013

RESULTADOS 4T12/2012. Grupo Pão de Açúcar e Viavarejo. 20 de fevereiro de 2013 RESULTADOS 4T12/2012 Grupo Pão de Açúcar e Viavarejo 20 de fevereiro de 2013 RESULTADO GPA CONSOLIDADO 4T12 Inclui empreendimentos imobiliários Exclui empreendimentos imobiliários Vendas Brutas R$ milhões,

Leia mais

TELECONFERÊNCIA DE RESULTADOS 1T17 12 DE MAIO DE 2017 RELAÇÕES COM INVESTIDORES

TELECONFERÊNCIA DE RESULTADOS 1T17 12 DE MAIO DE 2017 RELAÇÕES COM INVESTIDORES TELECONFERÊNCIA DE RESULTADOS 12 DE MAIO DE 2017 RELAÇÕES COM INVESTIDORES Disclaimer Este material constitui uma apresentação de informações gerais sobre a Marfrig Global Foods S.A. e suas controladas

Leia mais

Teleconferência de Resultados 4T12 27 de março de 2013

Teleconferência de Resultados 4T12 27 de março de 2013 Teleconferência de Resultados 4T12 27 de março de 2013 Destaques 4T12 e 2012 Indicadores Operacionais Indicadores Financeiros Expectativas para 2013 2 Destaques do 4T12 e 2012 Consolidado Desempenho de

Leia mais

Você espera o melhor. A gente faz. Novembro / 2015

Você espera o melhor. A gente faz. Novembro / 2015 Você espera o melhor. A gente faz. Novembro / 2015 SEÇÃO 1 Visão Geral da Companhia Estrutura Societária Controladores Pátria Investimentos DVG1 Banco Votorantim Empreendimentos e Participações Outros*

Leia mais

Divulgação de Resultados 1T17

Divulgação de Resultados 1T17 Divulgação de Resultados Estratégia de Realocação de Capital 2017 Profarma 2017 Foco em Rentabilidade 3 Realocação de capital Segmentos de melhores retornos Empresa em transformação Evolução da margem

Leia mais

Resultados do 1T17 27 de Abril de 2017

Resultados do 1T17 27 de Abril de 2017 Resultados do 27 de Abril de 2017 Transformação Negócio Online Evolução Estratégica do Marketplace 4 mil parceiros, 2 milhões de SKUs selecionados pelo nível de serviço e alinhamento com a nossa visão

Leia mais

Expo Money Brasília TIM Participações S.A.

Expo Money Brasília TIM Participações S.A. Expo oney 2012 - Brasília TI Participações S.A. ercado de Telecomunicações óvel 2+ 0 0 0 0 0 0 0 0 Negócio óvel vai Além do PIB Crescimento Real do PIB no Brasil +2,7% +1,9% +7,5% -0,3% Crescimento Receita

Leia mais

Teleconferência de Resultados 3T de Novembro de 2016 Relações com Investidores

Teleconferência de Resultados 3T de Novembro de 2016 Relações com Investidores Teleconferência de Resultados 11 de Novembro de 2016 Relações com Investidores 1 Disclaimer Este material constitui uma apresentação de informações gerais sobre a Marfrig Global Foods S.A. e suas controladas

Leia mais

Você espera o melhor. A gente faz. Junho / 2015

Você espera o melhor. A gente faz. Junho / 2015 Você espera o melhor. A gente faz. Junho / 2015 SEÇÃO 1 Visão Geral da Companhia História de Empreendedorismo e Crescimento 2014 1993 Fundação com 16 carros 2008 PRIVATE EQUITY maior disciplina financeira

Leia mais

RESULTADOS DO 3T16. Rio de Janeiro, 9 de novembro de 2016

RESULTADOS DO 3T16. Rio de Janeiro, 9 de novembro de 2016 RESULTADOS DO Rio de Janeiro, 9 de novembro de 2016 AVISO IMPORTANTE Esta apresentação contém declarações prospectivas, de acordo com o U.S. Private Securities Litigation Reform Act de 1995 e a regulamentação

Leia mais

Resultados 3º Trimestre de de Outubro de 2015

Resultados 3º Trimestre de de Outubro de 2015 Resultados 3º Trimestre de 2015 30 de Outubro de 2015 Resiliência do segmento alimentar e sólida capacidade financeira do Grupo Receita líquida de R$ 16,1 bi: Alimentar cresce 7,3%, acima do desempenho

Leia mais

TELE NORTE CELULAR PARTICIPAÇÕES S.A. DIVULGA O RESULTADO DO TERCEIRO TRIMESTRE DE 2001

TELE NORTE CELULAR PARTICIPAÇÕES S.A. DIVULGA O RESULTADO DO TERCEIRO TRIMESTRE DE 2001 TELE NORTE CELULAR PARTICIPAÇÕES S.A. João Cox VP de Finanças e Diretor de Relações com Investidores Jcox@telepart.com.br 0XX61-429-5600 Leonardo Dias Gerente de Relações com Investidores Ldias@telepart.com.br

Leia mais

TELE NORTE CELULAR PARTICIPAÇÕES S.A. DIVULGA O RESULTADO DO QUARTO TRIMESTRE E DO ANO DE 2007

TELE NORTE CELULAR PARTICIPAÇÕES S.A. DIVULGA O RESULTADO DO QUARTO TRIMESTRE E DO ANO DE 2007 232 220 211 208 213 979 1.037 1.080 1.104 1.204 André Machado Mastrobuono Diretor Presidente, Financeiro e de Relações com Investidores Ricardo Antunes Agostini Diretor Executivo de Finanças Renata Pantoja

Leia mais

Apresentação de Resultados 2º Trimestre de de agosto de 2007

Apresentação de Resultados 2º Trimestre de de agosto de 2007 Apresentação de Resultados 2º Trimestre de 2007 14 de agosto de 2007 Aviso Reorganização Societária e Apresentação das Demonstrações Financeiras As informações trimestrais do primeiro trimestre de 2006

Leia mais

TELECONFERÊNCIA DE RESULTADOS. 2º Trimestre de 2017

TELECONFERÊNCIA DE RESULTADOS. 2º Trimestre de 2017 TELECONFERÊNCIA DE RESULTADOS 2º Trimestre de 2017 Destaques Madeira Estratégia de sustentação dos aumentos de preço Aumento dos volumes exportados Deca Melhora do mix de produtos Boa performance da Hydra

Leia mais

Resultados 1T09 6 de Maio de 2009

Resultados 1T09 6 de Maio de 2009 Resultados 1T09 6 de Maio de 2009 Plano de relançamento TIM Reestruturação Resultados 1T09 Rec. Líquida sob pressão Prioridades 2T09 Estratégia e Organização Defesa da margem Receita estável: Foco Valor:

Leia mais

3T14 Apresentação de Resultados

3T14 Apresentação de Resultados 3T14 Apresentação de Resultados 21 de Outubro de 2014 Aviso Importante Algumas das afirmações aqui contidas se baseiam nas hipóteses e perspectivas atuais da administração da Companhia que poderiam ocasionar

Leia mais