PROBLEMAS DE LÓGICA E MATEMÁTICOS - SOLUÇÃO

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "PROBLEMAS DE LÓGICA E MATEMÁTICOS - SOLUÇÃO"

Transcrição

1 PROBLEMAS DE LÓGICA E MATEMÁTICOS - SOLUÇÃO 1. Use the same 7 letters in the same order to fill the gaps in the sentence below: A NOTABLE surgeon was NOT ABLE to operate because there was NO TABLE. 2. Four people (A, B, C and D) wanted to cross a bridge during the night but they had only one light and it was only possible to cross two people at a time. So, after each crossing one of them had to come back to bring the light to the others. How could they cross the bridge in 17 minutes considering that their individual time of crossing were: A 1 minute, B - 2 minutes, C 5 minutes and D 10 minutes? Uma solução: Lado 1 (após a saída e a volta) Passagem pela ponte Lado 2 (após travessia) Tempo acumulado A, B, C e D C e D ficam A e B atravessam A e B 2 minutos A, C e D A volta B fica = 3 minutos A fica C e D atravessam * B, C e D = 13 minutos A e B B volta C e D ficam = 15 minutos A e B atravessam A, B, C e D = 17 minutos * Chave da solução: C e D atravessarem juntos em uma das passagens 3. Considere uma situação em que você tem 8 esferas idênticas em aparência, mas uma delas é levemente mais pesada que as demais. Não é possível separar essa esfera mais pesada sem uma balança, e você tem uma balança de pratos para essa tarefa. Pergunta-se: Qual o número mínimo de vezes em que a balança pode ser usada pra separar a esfera mais pesada? Explique o procedimento que deve ser adotado. - Número de mínimo de vezes: 2 (dois) - Procedimento: (a) Separa-se as esferas em dois grupos: 6 esferas e 2 esferas (b) Primeiro uso da balança: coloca-se três esferas em cada prato da balança; (c) Se houver equilíbrio, é porque a esfera mais pesada está no outro grupo, de 2 esferas, e será necessária apenas mais uma pesagem para identificá-la. (d) Caso não haja equilíbrio, pega-se duas das esferas do lado mais pesado e coloca-se na balança. Se não houver equilíbrio, a esfera mais pesada já está identificada; caso contrário, se houver equilíbrio, a esfera que ficou fora é a mais pesada. 4. Considere dois cordões de comprimentos distintos e não homogêneos e com uma propriedade em comum: ambos os cordões levam 1 hora pra queimar de ponta a ponta, independentemente da ponta em que o fogo é colocado. Pergunta-se: Como usar esses dois cordões pra marcar precisamente 45 minutos? (a) Coloca-se fogo nas duas pontas de um dos cordões e, simultaneamente em uma das extremidades do outro cordão;

2 (b) Quando o primeiro cordão queimar totalmente já terá passado meia hora. Nesse instante colocase fogo na outra extremidade do segundo cordão, o que faz com que o restante do segundo cordão seja queimado em quinze minutos. 5. Considere a seguinte situação: Você está em uma sala totalmente fechada onde há duas portas, sendo que uma delas leva à liberdade e a outra leva à morte. Cada porta é vigiada por um guarda, sendo que um deles sempre mente e o outro sempre diz a verdade. Os guardas se conhecem um ao outro, mas você não tem a mínima idéia de qual é a porta certa e nem qual dos guardas é o mentiroso ou o que diz a verdade. Você tem direito a fazer uma única pergunta a um deles, e obter uma única resposta. Que pergunta você faria pra escolher, sem qualquer sombra de dúvida, a porta da liberdade e como você faz a escolha? Pergunta a um dos guardas: Que porta o outro guarda me indicaria pra liberdade? Análise das respostas: (a) (b) Se você tiver se dirigido ao guarda que fala a verdade ele indicará a porta da morte, porque ele sabe que o outro guarda sempre mente e, portanto, o mentiroso indicaria a porta da morte como se fosse a da liberdade; Se você tiver se dirigido ao guarda que sempre mente ele também indicará a porta da morte, porque ele sabe que o outro guarda sempre fala a verdade e, portanto, o outro guarda indicaria a porta da liberdade e, então, ele mente sobre a resposta do outro guarda. Conclusão: Após a resposta você escolhe a porta contrária à indicada. 6. Suponha que duas mulheres, com venda nos olhos, estejam na sala e que uma delas tem olhos azuis, e sempre mente, e a outra tem olhos pretos e sempre diz a verdade. Você tem direito a fazer uma única pergunta a uma delas e, a partir da resposta única, você tem que identificar quem é quem. Que pergunta você faz e qual o raciocínio seguido para a solução do problema? Pergunta: Se eu perguntar para a tua colega qual a cor dos teus olhos, o que ela me responderá? A de olhos pretos (que sempre diz a verdade) responderia: ela dirá que são AZUIS. A de olhos azuis (que sempre mente) responderia: ela dirá que são PRETOS. Raciocínio: A de olhos pretos sabe que a colega vai mentir e, portanto, vai dizer que ela tem olhos azuis. A de olhos azuis sabe que a colega diria a verdade, ou seja, que ela tem olhos azuis; no entanto, ela mente sobre a resposta da colega, dizendo que a colega diria que os olhos dela são pretos. Ou seja, embora não se sabe a quem a pergunta está sendo dirigida, sabe-se que se a resposta for azuis, a que respondeu tem olhos pretos. Se a resposta for pretos, a que respondeu tem olhos azuis. 7. Considere uma mesa redonda, quadrada ou retangular e suponha que você, juntamente com outra pessoa, deve preencher todos os espaços sobre a mesa com pedrinhas do mesmo tamanho. Vocês dois devem colocar uma pedra por vez, alternadamente e você deve colocar a primeira pedra. Em que lugar da mesa você coloca a primeira pedra e qual o procedimento na colocação das outras pedras de forma a garantir que você seja também o último? A primeira pedra deve ser colocada no centro da mesa. A terceira já deve ser colocada em posição simétrica à segunda (um espelho tendo o centro como referência). E assim devem ser colocadas todas as pedras pares, em posição simétrica à pedra anterior.

3 8. Suponha que cinco mulheres, com venda nos olhos, estejam na sala e que três delas tem olhos azuis, e sempre mentem, e as outras duas tem olhos pretos e sempre dizem a verdade. Um homem tinha direito a fazer três perguntas e, a partir das respostas, deduzir a cor dos olhos de todas elas. As perguntas que ele fez e as respostas dadas pelas mulheres foram: a) Pergunta à 1ª mulher: Qual a cor dos teus olhos? A resposta da 1a mulher foi num dialeto que ele não conhecia b) Pergunta à 2ª mulher: O que a primeira mulher respondeu? Resposta da 2a mulher: Ela disse: "Os meus olhos são azuis" c) Pergunta à 3ª mulher: Qual a cor dos olhos das duas primeiras mulheres? Resposta da 3a mulher: A 1a tem olhos pretos e a 2a tem olhos azuis. Qual a cor dos olhos das cinco mulheres? A segunda mulher mentiu sobre a resposta da primeira porque a resposta os meus olhos são azuis é impossível neste contexto. Qualquer uma (que mente ou que fala a verdade) responderia os meus olhos são pretos. Portanto, a segunda mulher tem olhos azuis. A terceira mulher tem olhos pretos porque disse a verdade sobre a segunda mulher. E se ela disse a verdade sobre os olhos da segunda mulher, ela também foi verdadeira sobre a primeira. Portanto, a primeira também tem olhos pretos. Se a primeira e a terceira tem olhos pretos, as demais têm olhos azuis. 9. Três canibais e três homens querem atravessar um rio usando um barco onde só cabem duas pessoas. Como eles fazem para atravessar, sabendo que, em nenhuma situação, pode acontecer de ter mais canibais do que homens em qualquer lado do rio? Solução (uma das possíveis soluções): Lado 1 Travessia na Canoa Lado 2 (após saída e após chegada) 3 C + 3 H C + 2 H ficam 1 C + 1 H atravessam 1 C + 1 H 2 C + 3 H 1 H volta 1 C fica 3 H ficam 2 C atravessam 3 C 1 C + 3 H 1 C volta 2 C ficam 1 C e 1 H ficam 2 H atravessam 2 C e 2 H 2 C + 2 H 1 C + 1 H voltam 1 C + 1 H ficam 2 C ficam 2 H atravessam 1 C + 3 H 3 C 1 C volta 3 H ficam 1 C fica 2 C atravessam 2 C e 3 H 2 C 1 C volta 1 C e 3 H ficam - 2 C atravessam 3 C e 3 H (após saída e após chegada)

4 10. Um vendedor de ovos chegou à primeira casa e entregou a metade dos ovos que ele trazia na cesta, mais meio ovo. Na segunda casa ele entregou a metade do que restou, mais meio ovo. Na terceira casa, após ele entregar a metade do que restou, mais meio ovo acabaram-se os ovos. Quantos ovos tinha inicialmente na cesta? 1ª casa: Tinha 7 ovos. Entregou metade (3,5) mais meio ovo = 4 ovos (restaram 3 ovos) 2ª casa: Tinha 3 ovos. Entregou metade (1,5) mais meio ovo = 2 ovos (restou 1 ovo) 3ª casa: Tinha 1 ovo. Entregou metade (0,5) mais meio ovo = 1 ovo (restou zero). 11. Considere que você tenha três vasilhames com capacidades para 8, 5 e 3 litros. Supondo que o vasilhame de 8 litros esteja cheio de leite e que você deseja separar o leite em duas quantidades iguais de 4 litros, como você faz pra executar essa tarefa usando apenas esses três vasilhames? Solução (uma das possíveis soluções): Capacidade Etapas 8 litros 5 litros 3 litros Considere um conjunto de 3 discos brancos e 2 discos pretos. Três homens com olhos vendados receberam cada um deles um disco, o qual foi pendurado às suas costas. Os outros dois discos restantes foram jogados fora. A tarefa de cada um deles era adivinhar a cor do próprio disco. O primeiro a tentar teve direito a olhar a cor dos discos dos outros dois e, mesmo assim, errou a cor do próprio disco. Ele foi então, retirado da sala, levando com ele o disco. O segundo homem teve direito a olhar a cor do disco do terceiro homem e, mesmo assim, errou a cor do próprio disco. O terceiro homem, sem retirar a venda dos olhos, adivinhou a cor do próprio disco. Qual a cor do disco do terceiro homem e qual o raciocínio seguido por ele para chegar à resposta correta? Considerando que todos eles eram inteligentes, deduz-se que o primeiro homem não acertou porque ficou em dúvida, ou seja, ele não viu dois discos pretos nas costas dos outros dois. Se ele tivesse visto dois discos pretos ele teria certeza absoluta que o disco às suas costas era branco. Ele, portanto viu dois discos brancos ou um branco e um preto. Arriscou um deles e errou. O segundo homem também ficou em dúvida, e errou, mesmo tendo visto o disco nas costas do terceiro homem. Se ele tivesse visto um disco preto nas costas do terceiro homem ele teria certeza absoluta de que o seu disco era branco (ver raciocínio anterior). Como ele ficou em dúvida e errou, ele viu um disco branco nas costas do terceiro homem. Por isso o terceiro homem não teve dúvidas de que seu disco era branco.

5 13. Um homem foi condenado à morte num certo reinado. O rei explicou a ele que haviam duas formas de execução no reinado, e que o próprio condenado à morte definia a forma de execução que lhe caberia, da seguinte forma: O condenado deveria dizer uma frase. Se a frase fosse verdadeira ele seria enforcado; se fosse falsa ele seria executado na fogueira. Após refletir um pouco o condenado disse uma frase que obrigou o rei a libertá-lo, por absoluta impossibilidade de cumprir o que o rei havia dito. Qual a frase dita pelo condenado? Solução (uma possível solução): O condenado disse: Tenho certeza de vou ser executado na fogueira. Análise: Se ele for executado na fogueira a frase dita por ele torna-se verdadeira, o que vai contra a regra do reino. Se a frase é verdadeira a execução tem que ser na forca. Se ele for enforcado a frase dita por ele torna-se falsa, o que também vai contra a regra do reino, que diz que para frase falsa a execução é na fogueira. Assim, fica impossível executar o condenado seguindo as regras do reino. 14. Use somente os operadores matemáticos que forem necessários, dentre os listados a seguir: +, -,,,!, (, ) e, para tornar verdadeiras as expressões abaixo: (0! + 0! + 0!)! = 6 ( )! = = = = = 6 7 (7 7) = ! Alice, que era uma garota muito inteligente, passeava pela floresta do esquecimento e esqueceu o dia da semana. Ela então se encontrou com o leão e o unicórnio descansando sob uma árvore. O leão sempre mentia nas segundas, terças e quartas e dizia a verdade nos outros dias da semana. O unicórnio sempre mentia nas quintas, sextas e sábados e dizia a verdade nos outros dias da semana. O leão disse a Alice: "Ontem foi um de meus dias de mentir." O unicórnio então disse: "Ontem também foi um de meus dias de mentir." Alice pode, a partir dessas duas afirmações, deduzir o dia da semana. Que dia era esse?

6 Dom Seg Ter Qua Qui Sex Sab Leão Mente Mente Mente Unicórnio Mente Mente Mente Os dias possíveis são: Supondo que o leão tenha dito a verdade, o dia é quinta-feira. Se ele mentiu, o dia é segunda. Supondo que o unicórnio tenha dito a verdade, o dia é domingo. Se ele mentiu, o dia é quinta-feira. O dia da semana é quinta-feira: o leão disse a verdade e o unicórnio mentiu. 16. Maga e sua filha moram à beira do Rio Tejo e faz parte de suas malévolas bruxarias domésticas o fato de mentirem de maneira programada. Maga sempre mente às sextas, aos sábados e domingos, dizendo a verdade nos outros dias da semana. A filha mente sempre às segundas, terças e quartas, fazendo questão de falar a verdade nos outros dias da semana. Num certo dia houve um diálogo entre as duas: Maga: - Eu menti ontem, mas amanhã falarei a verdade Filha: - Hoje não é domingo! Com base nas afirmações das duas, determine em que dia da semana essa conversa ocorreu. Dom Seg Ter Qua Qui Sex Sab Maga Mente Mente Mente Filha Mente Mente Mente Os dias possíveis são: Supondo que Maga tenha dito a verdade, o dia é Segunda-feira. Se ela mentiu, sexta. A frase da Filha só pode ter sido dita na Quinta, Sexta ou no Sábado. Se essa frase fosse dita no domingo, seria uma mentira, mas no domingo ela sempre fala a verdade. Se fosse dita de segunda a quarta, seria uma verdade, mas nesses dias ela sempre mente. Conclusão: O dia comum, que torna possível as duas frases, é SEXTA-FEIRA. 17. Uma mulher chamada Portia (personagem de Shakespeare), resolveu que se casaria com o primeiro homem que passasse por dois testes. O primeiro teste é dado a seguir: Havia três caixas em uma sala e em uma delas estava o retrato de Portia. O candidato a esposo deveria acertar em qual das caixas estava o retrato, seguindo as frases que estavam escritas em cada uma das caixas. Caixa 1: 1. O retrato não está aqui 2. O artista que pintou o retrato é de Veneza. Caixa 2: 1. O retrato não está na caixa O artista que pintou o retrato é na verdade de Florença

7 Caixa 3: 1. O retrato não está aqui 2. O retrato com certeza está na caixa 2. Ela deixou claro que nenhuma caixa continha mais de uma frase falsa. Em qual das caixas estava o retrato? Primeira suposição: Se o retrato estiver na caixa 1 as afirmações tornam-se Se a segunda frase da caixa 1 for verdadeira, a segunda da caixa 2 é falsa, e vice-versa. Assim, uma das caixas contém duas afirmações falsas, o que contraria a regra estabelecida. Portanto, o retrato não pode estar na caixa 1. Segunda suposição: Se o retrato estiver na caixa 2 as afirmações tornam-se É irrelevante de onde o artista é, no caso do retrato estar na caixa 2, porque não teremos nenhuma situação com duas afirmações falsas, o que leva à conclusão de que o retrato está realmente na caixa 2. Pra tirar todas as dúvidas convém verificar a possibilidade de estar na caixa 3. Terceira suposição: Se o retrato estiver na caixa 3 as afirmações tornam-se

8 Essa suposição leva a duas frases falsas na caixa 3, o que vai contra a regra estabelecida. Portanto, o retrato também não está na caixa 3 e, consequentemente, está na caixa Dois fazendeiros conversavam, quando surgiu o seguinte diálogo: 1o fazendeiro: Se você me vender uma de tuas reses nós ficaremos com a mesma quantidade de reses. 2o fazendeiro: E se você me vender uma das tuas eu ficarei com o dobro. Quantas reses tinha cada um deles? Supondo que o 1º fazendeiro é e o 2º é y, obtém-se as seguintes equações, a partir das frases: Da 1ª frase: + 1 = y 1 y = + 2 Da 2ª frase: y + 1 = 2( 1) y = 2 3 Por comparação, tem-se: 2 3 = + 2 = 5 e y = Uma senhora pergunta a uma jovem: "Qual a idade de sua amiga Marina?" Ela responde: "Ela tem o dobro da idade que seu irmão Pedro tinha, quando ela tinha a idade que Pedro tem agora. Pedro tem 18 anos. Qual a idade de Marina? Marina hoje Pedro hoje Marina antes Pedro antes 2 y = 18 anos y = 18 anos Como a diferença de idade deve permanecer constante, tem-se: 2 18 = 18 3 = 36 = 12 Marina tem 24 anos 20. Bia disse a Bruna: Eu tenho o dobro da idade que tu tinhas quando eu tinha a idade que tu tens; quando tiveres a idade que eu tenho, a soma das nossas idades será 54 anos. Quantos anos têm cada uma? Bia no futuro Bruna futuro Bia hoje Bruna hoje Bia passado Bruna passado y y Como a diferença de idade deve permanecer constante, pode-se obter duas equações, para determinar as duas incógnitas ( e y): 1ª equação: = y y = ª equação: 2 - y = y - 3 = 2y Daí: 3 = 2(54-3 ) 3 = = 108 = 12 y = 18 Bia tem 24 anos e Bruna tem 18 anos

9

DESAFIOS DE MATEMÁTICA E LÓGICA

DESAFIOS DE MATEMÁTICA E LÓGICA DESAFIOS DE MATEMÁTICA E LÓGICA 1. Use the same 7 letters in the same order to fill the gaps in the sentence below: A _ surgeon was _ to operate because there was _. 2. Four people (A, B, C and D) wanted

Leia mais

Técnicas de Resolução de Problemas - 1 a Parte

Técnicas de Resolução de Problemas - 1 a Parte Curso Preparatório - PROFMAT 2014 Germán Ignacio Gomero Ferrer gigferrer@uesc.br 12 de Agosto de 2013 Raciocínio lógico Problema 25 (Acesso 2011) Numa cidade existe uma pessoa X que sempre mente terças,

Leia mais

QUESTÃO ÚNICA MÚLTIPLA ESCOLHA

QUESTÃO ÚNICA MÚLTIPLA ESCOLHA PAG - 1 QUESTÃO ÚNICA MÚLTIPLA ESCOLHA 10,00 (dez) pontos distribuídos em 20 itens Marque no cartão de respostas a única alternativa que responde de maneira correta ao pedido de cada item: MATEMÁTICA 01.

Leia mais

EQUAÇÃO DO 1º GRAU. 2 melancias + 2Kg = 14Kg 2 x + 2 = 14

EQUAÇÃO DO 1º GRAU. 2 melancias + 2Kg = 14Kg 2 x + 2 = 14 EQUAÇÃO DO 1º GRAU EQUAÇÃO: Para resolver um problema matemático, quase sempre devemos transformar uma sentença apresentada com palavras em uma sentença que esteja escrita em linguagem matemática. Esta

Leia mais

Simulado OBM Nível 2

Simulado OBM Nível 2 Simulado OBM Nível 2 Gabarito Comentado Questão 1. Quantos são os números inteiros x que satisfazem à inequação? a) 13 b) 26 c) 38 d) 39 e) 40 Entre 9 e 49 temos 39 números inteiros. Questão 2. Hoje é

Leia mais

2º ano do Ensino Médio

2º ano do Ensino Médio 2º ano do Ensino Médio Instruções: 1. Você deve estar recebendo um caderno com dez questões na 1ª parte da prova, duas questões na 2ª parte e duas questões na 3ª parte. Verifique, portanto, se está completo

Leia mais

Nome: N.º: endereço: data: Telefone: E-mail: PARA QUEM CURSA A 1 ạ SÉRIE DO ENSINO MÉDIO EM 2014. Disciplina: MaTeMÁTiCa

Nome: N.º: endereço: data: Telefone: E-mail: PARA QUEM CURSA A 1 ạ SÉRIE DO ENSINO MÉDIO EM 2014. Disciplina: MaTeMÁTiCa Nome: N.º: endereço: data: Telefone: E-mail: Colégio PARA QUEM CURSA A ạ SÉRIE DO ENSINO MÉDIO EM 04 Disciplina: MaTeMÁTiCa Prova: desafio nota: QUESTÃO 6 Um mecânico de uma equipe de corrida necessita

Leia mais

Nome: N.º: endereço: data: Telefone: E-mail: PARA QUEM CURSA O 7 Ọ ANO EM 2015. Disciplina: MaTeMÁTiCa

Nome: N.º: endereço: data: Telefone: E-mail: PARA QUEM CURSA O 7 Ọ ANO EM 2015. Disciplina: MaTeMÁTiCa Nome: N.º: endereço: data: Telefone: E-mail: Colégio PARA QUEM CURSA O 7 Ọ ANO EM 201 Disciplina: MaTeMÁTiCa Prova: desafio nota: QUESTÃO 16 (ENEM) Na literatura de cordel, os textos são impressos, em

Leia mais

QUESTÕES COMENTADAS DE RACIOCÍNIO LÓGICO-MATEMÁTICO FCC LISTA 7

QUESTÕES COMENTADAS DE RACIOCÍNIO LÓGICO-MATEMÁTICO FCC LISTA 7 QUESTÕES COMENTADAS DE RACIOCÍNIO LÓGICO-MATEMÁTICO FCC LISTA 7 1. (TRF 4ª região 2014 Analista Judiciário) Da duração total de um julgamento, 7 3 do tempo foi utilizado pelos advogados de defesa e acusação,

Leia mais

Esopo, castanhas... e viva a sopa de letrinhas!

Esopo, castanhas... e viva a sopa de letrinhas! Reforço escolar M ate mática Esopo, castanhas... e viva a sopa de letrinhas! Dinâmica 1 2ª Série 4º Bimestre Professor DISCIPLINA Série CAMPO CONCEITO Matemática Ensino Médio 1ª Algébrico-Simbólico Sistemas

Leia mais

Organização e tratamento d. e dados

Organização e tratamento d. e dados Organização e tratamento d e dados Proposta de cadeia de tarefas para o 7.º ano - 3.º ciclo Equações Setembro de 2009 Equações Página 1 Índice Introdução Proposta de planificação Tarefas 1A Balanças 1B

Leia mais

ATENÇÃO: Escreva a resolução COMPLETA de cada questão no espaço reservado para a mesma.

ATENÇÃO: Escreva a resolução COMPLETA de cada questão no espaço reservado para a mesma. 2ª Fase Matemática Introdução A prova de matemática da segunda fase é constituída de 12 questões, geralmente apresentadas em ordem crescente de dificuldade. As primeiras questões procuram avaliar habilidades

Leia mais

1ª Lista de Exercícios - 2009.2 Lógica Informal - Gabarito

1ª Lista de Exercícios - 2009.2 Lógica Informal - Gabarito Universidade Federal de Campina Grande Centro de Engenharia Elétrica e Informática Unidade Acadêmica de Sistemas e Computação Disciplina: Lógica Matemática Professora: Joseluce de Farias Cunha Monitor:

Leia mais

INE 5111 Gabarito da Lista de Exercícios de Probabilidade INE 5111 LISTA DE EXERCÍCIOS DE PROBABILIDADE

INE 5111 Gabarito da Lista de Exercícios de Probabilidade INE 5111 LISTA DE EXERCÍCIOS DE PROBABILIDADE INE 5 LISTA DE EERCÍCIOS DE PROBABILIDADE INE 5 Gabarito da Lista de Exercícios de Probabilidade ) Em um sistema de transmissão de dados existe uma probabilidade igual a 5 de um dado ser transmitido erroneamente.

Leia mais

QUESTÕES. t = 7, o valor de t é o número: SIMULADO. Olá pessoal! Como vocês estão?

QUESTÕES. t = 7, o valor de t é o número: SIMULADO. Olá pessoal! Como vocês estão? Olá pessoal! Como vocês estão? Nesse artigo apresento a vocês um simulado com questões de Raciocínio Lógico, Matemática e Matemática Financeira. Para os candidatos aos cargos de Auditor e Analista Tributário

Leia mais

CADERNO DE ATIVIDADES PRÉ-ESCOLA II

CADERNO DE ATIVIDADES PRÉ-ESCOLA II PREFEITURA DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO Secretaria Municipal de Educação Subsecretaria de Ensino Coordenadoria de Educação Gerência de Educação Infantil Espaço de Desenvolvimento Infantil (EDI) General

Leia mais

5 Equacionando os problemas

5 Equacionando os problemas A UA UL LA Equacionando os problemas Introdução Nossa aula começará com um quebra- cabeça de mesa de bar - para você tentar resolver agora. Observe esta figura feita com palitos de fósforo. Mova de lugar

Leia mais

Equação do Segundo Grau

Equação do Segundo Grau Equação do Segundo Grau 1. (G1 - ifsp 014) A soma das soluções inteiras da equação x 1 x 5 x 5x 6 0 é a) 1. b). c) 5. d) 7. e) 11.. (G1 - utfpr 014) O valor da maior das raízes da equação x + x + 1 = 0,

Leia mais

13 ÁLGEBRA Uma balança para introduzir os conceitos de Equação do 1ºgrau

13 ÁLGEBRA Uma balança para introduzir os conceitos de Equação do 1ºgrau MATEMATICA 13 ÁLGEBRA Uma balança para introduzir os conceitos de Equação do 1ºgrau ORIENTAÇÃO PARA O PROFESSOR OBJETIVO O objetivo desta atividade é trabalhar com as propriedades de igualdade, raízes

Leia mais

SISTEMAS LINEARES CONCEITOS

SISTEMAS LINEARES CONCEITOS SISTEMAS LINEARES CONCEITOS Observemos a equação. Podemos perceber que ela possui duas incógnitas que são representadas pelas letras x e y. Podemos também notar que se e, a igualdade se torna verdadeira,

Leia mais

Nome: Turma: Unidade: 1º SIMULADO - 9º ANO LÓGICA, CONTEÚDO. 45 Questões Dia: 07 de Maio - quinta-feira EDUCANDO PARA SEMPRE

Nome: Turma: Unidade: 1º SIMULADO - 9º ANO LÓGICA, CONTEÚDO. 45 Questões Dia: 07 de Maio - quinta-feira EDUCANDO PARA SEMPRE Nome: 015 Turma: Unidade: 1º SIMULADO - 9º ANO LÓGICA, CONTEÚDO. 45 Questões Dia: 07 de Maio - quinta-feira EDUCANDO PARA SEMPRE Nome: Turma: Unidade: 3 5 1. A expressão 10 a) 5. 11 b) 5. c) 5 d) 30 5

Leia mais

Prova do Nível 1 (resolvida)

Prova do Nível 1 (resolvida) Prova do Nível (resolvida) ª fase 0 de novembro de 0 Instruções para realização da prova. Verifique se este caderno contém 0 questões e/ou qualquer tipo de defeito. Se houver algum problema, avise imediatamente

Leia mais

Semana de 11 a 15 de agosto de 2014. A água no mundo

Semana de 11 a 15 de agosto de 2014. A água no mundo COLÉGIO NOSSA SENHORA DE SION LIÇÕES DE PORTUGUÊS E HISTÓRIA - 2 ano Semana de 11 a 15 de agosto de 2014 Troca do livro 2 A, B, C e D terça-feira Leia o texto a seguir para fazer as lições de Língua Portuguesa

Leia mais

NOÇÕES BÁSICAS DE CAPITAL DE GIRO

NOÇÕES BÁSICAS DE CAPITAL DE GIRO UNIVERSIDADE ESTADUAL DE CAMPINAS - UNICAMP INSTITUTO DE FILOSOFIA E CIÊNCIAS HUMANAS - IFCH DEPARTAMENTO DE ECONOMIA E PLANEJAMENTO ECONÔMICO - DEPE CENTRO TÉCNICO ECONÔMICO DE ASSESSORIA EMPRESARIAL

Leia mais

AS DIFICULDADES DOS ALUNOS DO 8º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL NA COMPREENSÃO DE EQUAÇÕES E INEQUAÇÕES

AS DIFICULDADES DOS ALUNOS DO 8º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL NA COMPREENSÃO DE EQUAÇÕES E INEQUAÇÕES AS DIFICULDADES DOS ALUNOS DO 8º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL NA COMPREENSÃO DE EQUAÇÕES E INEQUAÇÕES Silmara Cristina Manoel UNESP Ilha Solteira Silmaracris2@hotmail.com Inocêncio Fernandes Balieiro Filho

Leia mais

RESOLUÇÃO DA AVALIAÇÃO DE MATEMÁTICA 7 o ANO (ENSINO FUNDAMENTAL) DATA: 24/05/2013

RESOLUÇÃO DA AVALIAÇÃO DE MATEMÁTICA 7 o ANO (ENSINO FUNDAMENTAL) DATA: 24/05/2013 RESOLUÇÃO DA AVALIAÇÃO DE MATEMÁTICA 7 o ANO (ENSINO FUNDAMENTAL) DATA: 24/05/203 PROFESSORA: CECÍLIA Assim como o Sol empalidece as estrelas com o seu brilho, um homem inteligente eclipsa a glória de

Leia mais

ENEM 2014 - Caderno Cinza. Resolução da Prova de Matemática

ENEM 2014 - Caderno Cinza. Resolução da Prova de Matemática ENEM 014 - Caderno Cinza Resolução da Prova de Matemática 136. Alternativa (C) Basta contar os nós que ocupam em cada casa. 3 nós na casa dos milhares. 0 nós na casa das centenas. 6 nós na casa das dezenas

Leia mais

Resoluções comentadas de Raciocínio Lógico e Estatística - SEPLAG-2010 - APO

Resoluções comentadas de Raciocínio Lógico e Estatística - SEPLAG-2010 - APO Resoluções comentadas de Raciocínio Lógico e Estatística - SEPLAG-010 - APO 11. O Dia do Trabalho, dia 1º de maio, é o 11º dia do ano quando o ano não é bissexto. No ano de 1958, ano em que o Brasil ganhou,

Leia mais

Ensino Português no Estrangeiro Nível A2 Prova B (13A2BA) 70 minutos

Ensino Português no Estrangeiro Nível A2 Prova B (13A2BA) 70 minutos Ensino Português no Estrangeiro Nível A2 Prova B (13A2BA) 70 minutos Prova de certificação de nível de proficiência linguística no âmbito do Quadro de Referência para o Ensino Português no Estrangeiro,

Leia mais

Soluções Nível 1 5 a e 6 a séries (6º e 7º anos) do Ensino Fundamental

Soluções Nível 1 5 a e 6 a séries (6º e 7º anos) do Ensino Fundamental a e 6 a séries (6º e 7º anos) do Ensino Fundamental 1. (alternativa C) Os números 0,01 e 0,119 são menores que 0,12. Por outro lado, 0,1 e 0,7 são maiores que 0,. Finalmente, 0,29 é maior que 0,12 e menor

Leia mais

QUESTÃO 1 ALTERNATIVA B

QUESTÃO 1 ALTERNATIVA B 1 QUESTÃO 1 Marcos tem 10 0,25 = 2,50 reais em moedas de 25 centavos. Logo ele tem 4,30 2,50 = 1,80 reais em moedas de 10 centavos, ou seja, ele tem 1,80 0,10 = 18 moedas de 10 centavos. Outra maneira

Leia mais

Composição fotográfica

Composição fotográfica 3. Uso de diagonais 4. Regra dos terços 5. O Ponto Dourado Composição fotográfica 15 dicas para ter imagens com harmonia e proporção. Este tutorial vai ajudá-lo a usar melhor uma câmera fotográfica, compacta

Leia mais

Prof. Paulo Henrique Raciocínio Lógico

Prof. Paulo Henrique Raciocínio Lógico Prof. Paulo Henrique Raciocínio Lógico Comentário da prova de Agente Penitenciário Federal Funrio 01. Uma professora formou grupos de 2 e 3 alunos com o objetivo de conscientizar a população local sobre

Leia mais

Princípio Fundamental da Contagem

Princípio Fundamental da Contagem Princípio Fundamental da Contagem 1. (Uem 2013) Seja A o seguinte conjunto de números naturais: A {1, 2, 4, 6, 8}. Assinale o que for correto. 01) Podem ser formados exatamente 24 números ímpares com 4

Leia mais

I.INTRODUÇÃO A MATEMÁTICA.

I.INTRODUÇÃO A MATEMÁTICA. I.INTRODUÇÃO A MATEMÁTICA. 1. HISTÓRIA DA MATEMÁTICA Matemática é uma ciência que foi criada a fim de contar e resolver problemas com uma razão de existirem, foi criada a partir dos primeiros seres racionais

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ PIBID-PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSAS DE INICIAÇÃO A DOCÊNCIA PROVAS E DEMONSTRAÇÕES EM MATEMÁTICA

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ PIBID-PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSAS DE INICIAÇÃO A DOCÊNCIA PROVAS E DEMONSTRAÇÕES EM MATEMÁTICA 1 DOCÊNCIA UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ PIBID-PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSAS DE INICIAÇÃO A PROVAS E DEMONSTRAÇÕES EM MATEMÁTICA Fabio da Costa Rosa Fernanda Machado Greicy Kelly Rockenbach da Silva

Leia mais

Equações do primeiro grau

Equações do primeiro grau Módulo 1 Unidade 3 Equações do primeiro grau Para início de conversa... Você tem um telefone celular ou conhece alguém que tenha? Você sabia que o telefone celular é um dos meios de comunicação que mais

Leia mais

Princípio da Casa dos Pombos II

Princípio da Casa dos Pombos II Programa Olímpico de Treinamento Curso de Combinatória - Nível 2 Prof. Bruno Holanda Aula 8 Princípio da Casa dos Pombos II Nesta aula vamos continuar praticando as ideias da aula anterior, aplicando o

Leia mais

RESOLUÇÃO DAS QUESTÕES OBJETIVAS DO EXAME NACIONAL DE SELEÇÃO PARA O PROFMAT

RESOLUÇÃO DAS QUESTÕES OBJETIVAS DO EXAME NACIONAL DE SELEÇÃO PARA O PROFMAT UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE CENTRO DE CIÊNCIAS E TECNOLOGIA DEPARTAMENTO DE MATEMÁTICA E ESTATÍSTICA (UNIDADE ACADÊMICA DE MATEMÁTICA E ESTATÍSTICA) PROGRAMA DE EDUCAÇÃO TUTORIAL TUTOR: PROF.

Leia mais

Soluções integrais. Há cinco degraus para se alcançar a sabedoria: calar, ouvir, lembrar, agir, estudar. Anônimo. Soluções do Capítulo 1

Soluções integrais. Há cinco degraus para se alcançar a sabedoria: calar, ouvir, lembrar, agir, estudar. Anônimo. Soluções do Capítulo 1 Soluções integrais Há cinco degraus para se alcançar a sabedoria: calar, ouvir, lembrar, agir, estudar. Anônimo Soluções do Capítulo 1 Basta somar os valores, lembrando que seta para baixo indica valor

Leia mais

Agora não posso atender. Estou no. Vou comprar o último livro do José Luís Peixoto. Posso usar a tua gravata azul? A Ana Maria vai ser nossa

Agora não posso atender. Estou no. Vou comprar o último livro do José Luís Peixoto. Posso usar a tua gravata azul? A Ana Maria vai ser nossa MODELO 1 Compreensão da Leitura e Expressão Escrita Parte 1 Questões 1 20 O Luís enviou cinco mensagens através do telemóvel. Leia as frases 1 a 5. A cada frase corresponde uma mensagem enviada pelo Luís.

Leia mais

Colégio Adventista Portão EIEFM MATEMÁTICA Nivelamento 1º Ano APROFUNDAMENTO/REFORÇO. Aluno(a): Número: Turma: EXPRESSÕES NUMÉRICAS

Colégio Adventista Portão EIEFM MATEMÁTICA Nivelamento 1º Ano APROFUNDAMENTO/REFORÇO. Aluno(a): Número: Turma: EXPRESSÕES NUMÉRICAS Colégio Adventista Portão EIEFM MATEMÁTICA Nivelamento 1º Ano APROFUNDAMENTO/REFORÇO Professor: Hermes Jardim Disciplina: Matemática Lista 0 1º Bimestre/013 Aluno(: Número: Turma: EXPRESSÕES NUMÉRICAS

Leia mais

Qual é a média dos salários dessa empresa? R.:

Qual é a média dos salários dessa empresa? R.: EXERCÍCIO COMPLEMENTARES - MATEMÁTICA - 7º ANO - ENSINO FUNDAMENTAL - ª ETAPA ============================================================================================== 0- Assunto: Média aritmética

Leia mais

MARK CARVALHO. Capítulo 1

MARK CARVALHO. Capítulo 1 MARK CARVALHO Capítulo 1 Mark era um menino com altura média, pele clara, pequenos olhos verdes, cabelos com a cor de avelãs. Um dia estava em casa vendo televisão, até que ouviu: Filho, venha aqui na

Leia mais

Lógica Formal. Lógica Proposicional. Lógica Proposicional. Enigma motivador. Visão geral do estudo da Lógica

Lógica Formal. Lógica Proposicional. Lógica Proposicional. Enigma motivador. Visão geral do estudo da Lógica Enigma motivador Lógica Formal Lógica Proposicional UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALAGOAS Lógica, Informática e Comunicação Prof. Rômulo Nunes de Oliveira O Sr. Justino, apesar de trabalhador, não estava indo

Leia mais

Sistemas Lineares. Para início de conversa... Matemática e suas Tecnologias Matemática 327

Sistemas Lineares. Para início de conversa... Matemática e suas Tecnologias Matemática 327 Módulo 3 Unidade 30 Sistemas Lineares Para início de conversa... Diversos problemas interessantes em matemática são resolvidos utilizando sistemas lineares. A seguir, encontraremos exemplos de alguns desses

Leia mais

Sumário. Volta às aulas. Vamos recordar?... 7 1. Grandezas e medidas: tempo e dinheiro... 59. Números... 10. Regiões planas e seus contornos...

Sumário. Volta às aulas. Vamos recordar?... 7 1. Grandezas e medidas: tempo e dinheiro... 59. Números... 10. Regiões planas e seus contornos... Sumário Volta às aulas. Vamos recordar?... Números... 0 Um pouco da história dos números... Como os números são usados?... 2 Números e estatística... 4 Números e possibilidades... 5 Números e probabilidade...

Leia mais

Matemática. Introdução. Questão 1. Resposta esperada. Exemplo acima da média

Matemática. Introdução. Questão 1. Resposta esperada. Exemplo acima da média 2ª Fase Introdução A prova de matemática da segunda fase é constituída de 12 questões, geralmente apresentadas em ordem crescente de dificuldade. As primeiras questões procuram avaliar habilidades e conteúdos

Leia mais

CADERNO DE ATIVIDADES PRÉ-ESCOLA II

CADERNO DE ATIVIDADES PRÉ-ESCOLA II FotoHelio Melo FotoHelio Melo EM JI ANÍBAL MACHADO PREFEITURA DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO Secretaria Municipal de Educação Subsecretaria de Ensino Coordenadoria de Educação Gerência de Educação Infantil

Leia mais

CONSTRUÇÃO E IDENTIFICAÇÃO DE HIPÓTESES DEDUÇÃO

CONSTRUÇÃO E IDENTIFICAÇÃO DE HIPÓTESES DEDUÇÃO CONSTRUÇÃO E IDENTIFICAÇÃO DE HIPÓTESES Começo este texto fazendo um questionamento: hipótese é uma pergunta ou uma resposta? A chance de qualquer pessoa acertar sem pensar é de 50%. Contudo, quando começamos

Leia mais

no de Questões A Unicamp comenta suas provas

no de Questões A Unicamp comenta suas provas Cad no de Questões A Unicamp comenta suas provas 99 SEGUNDA FASE 4 de Janeiro de 998 Matemática 0 prova de Matemática do Vestibular Unicamp procura identificar nos candidatos um conhecimento crítico e

Leia mais

QUESTÃO 1 ALTERNATIVA D

QUESTÃO 1 ALTERNATIVA D OBMEP 015 Nível 3 1 QUESTÃO 1 Como,5 = 5 x 0,5, o tempo que o frango deve ficar no forno é 5 x 1 = 60 minutos. Logo, Paula deve colocar o frango no forno às 19 h, mas 15 minutos antes deve acender o forno.

Leia mais

Equação do 1º Grau. Maurício Bezerra Bandeira Junior

Equação do 1º Grau. Maurício Bezerra Bandeira Junior Maurício Bezerra Bandeira Junior Introdução às equações de primeiro grau Para resolver um problema matemático, quase sempre devemos transformar uma sentença apresentada com palavras em uma sentença que

Leia mais

Juniores aluno 7. Querido aluno,

Juniores aluno 7. Querido aluno, Querido aluno, Por acaso você já se perguntou algumas destas questões: Por que lemos a Bíblia? Suas histórias são mesmo verdadeiras? Quem criou o mundo? E o homem? Quem é o Espírito Santo? Por que precisamos

Leia mais

Nome: N.º Turma: Suficiente (50% 69%) Bom (70% 89%)

Nome: N.º Turma: Suficiente (50% 69%) Bom (70% 89%) Escola E.B. 2,3 Eng. Nuno Mergulhão Portimão Ano Letivo 2012/2013 Teste de Avaliação Escrita de Matemática 9.º ano de escolaridade Duração do Teste: 90 minutos 17 de outubro de 2012 Nome: N.º Turma: Classificação:

Leia mais

Por que o quadrado de terminados em 5 e ta o fa cil? Ex.: 15²=225, 75²=5625,...

Por que o quadrado de terminados em 5 e ta o fa cil? Ex.: 15²=225, 75²=5625,... Por que o quadrado de terminados em 5 e ta o fa cil? Ex.: 15²=225, 75²=5625,... 0) O que veremos na aula de hoje? Um fato interessante Produtos notáveis Equação do 2º grau Como fazer a questão 5 da 3ª

Leia mais

Respostas de MAIO. A sequência é formada elevando-se ao quadrado os números 2,3,4... e somandolhes 2 em cada caso.

Respostas de MAIO. A sequência é formada elevando-se ao quadrado os números 2,3,4... e somandolhes 2 em cada caso. Respostas de MAIO Dia 1: O menor número de ovos é 91. Dia 2: O nível da água baixa. No barquinho, a moeda desloca a mesma massa de água que a do barquinho, portanto, um volume maior que o da moeda. Na

Leia mais

Resoluções comentadas de Raciocínio Lógico e Estatística SEFAZ - Analista em Finanças Públicas Prova realizada em 04/12/2011 pelo CEPERJ

Resoluções comentadas de Raciocínio Lógico e Estatística SEFAZ - Analista em Finanças Públicas Prova realizada em 04/12/2011 pelo CEPERJ Resoluções comentadas de Raciocínio Lógico e Estatística SEFAZ - Analista em Finanças Públicas Prova realizada em 04/1/011 pelo CEPERJ 59. O cartão de crédito que João utiliza cobra 10% de juros ao mês,

Leia mais

Lista de exercícios de recuperação. 3º E.M. - Matemática

Lista de exercícios de recuperação. 3º E.M. - Matemática Lista de exercícios de recuperação 3º E.M. - Matemática 1) As equações das retas r e s da figura são, respectivamente, a) r: -x + y - 5 = 0 e s: x + y - 5 = 0. b) r: -5x + y - 5 = 0 e s: 5x + y - 5 = 0.

Leia mais

Vestibular 2ª Fase Resolução das Questões Discursivas

Vestibular 2ª Fase Resolução das Questões Discursivas COMISSÃO PERMANENTE DE SELEÇÃO COPESE PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO PROGRAD CONCURSO VESTIBULAR 010 Prova de Matemática Vestibular ª Fase Resolução das Questões Discursivas São apresentadas abaixo possíveis

Leia mais

Existe, mas não sei exibir!

Existe, mas não sei exibir! Existe, mas não sei exibir! Você já teve aquela sensação do tipo ei, isso deve existir, mas não sei exibir um exemplo quando resolvia algum problema? O fato é que alguns problemas existenciais são resolvidos

Leia mais

Português. e) Não conheço a pessoa de * você falou. f) Você é tudo * sonhei! Respostas

Português. e) Não conheço a pessoa de * você falou. f) Você é tudo * sonhei! Respostas Português Página 71 3. Complete as frases no caderno com pronomes relativos. a) O livro * peguei da biblioteca é ótimo. b) Os doces de * mais gosto estão fresquinhos! c) A escola * estudo fica perto de

Leia mais

PIBID-MATEMÁTICA Jogo: Vai e vem das equações

PIBID-MATEMÁTICA Jogo: Vai e vem das equações PIBID-MATEMÁTICA Jogo: Vai e vem das equações Regras: Número de participantes: A sala toda irá participar, sendo dividida em 4 grupos que competirão entre si. Objetivo: solucionar situações-problemas envolvendo

Leia mais

REGINA APARECIDA DE OLIVEIRA ASSESSORIA PEDAGÓGICA DE MATEMÁTICA LONDRINA, SETEMBRO DE 2011.

REGINA APARECIDA DE OLIVEIRA ASSESSORIA PEDAGÓGICA DE MATEMÁTICA LONDRINA, SETEMBRO DE 2011. REGINA APARECIDA DE OLIVEIRA ASSESSORIA PEDAGÓGICA DE MATEMÁTICA LONDRINA, SETEMBRO DE 2011. 2 Planejamento de aula abordando alguns conteúdos de Geometria. Sugestão para: Educação Infantil e 1º ano. Tema

Leia mais

Considerando-se a expressão trigonométrica x = 1 + cos 30, um dos possíveis produtos que a representam é igual a

Considerando-se a expressão trigonométrica x = 1 + cos 30, um dos possíveis produtos que a representam é igual a Comentadas pelo professor: Vinicius Werneck Raciocínio Lógico 1- Prova: ESAF - 2012 - Receita Federal - Auditor Fiscal da Receita Federal Sabendo-se que o conjunto X é dado por X = {x R x² 9 = 0 ou 2x

Leia mais

Você se lembra das três palavras abordadas na lição anterior: Revelação, inspiração e iluminação?

Você se lembra das três palavras abordadas na lição anterior: Revelação, inspiração e iluminação? A BÍBLIA Parte 2 Objetivo para mudança de vida: Dar ao estudante um senso profundo e duradouro de confiança em sua capacidade de entender a Bíblia. Capacidade esta que lhe foi dada por Deus. Você se lembra

Leia mais

Lista de Exercícios 1: Soluções Fundamentos da Lógica Lógica Proposicional

Lista de Exercícios 1: Soluções Fundamentos da Lógica Lógica Proposicional UFMG/ICEx/DCC DCC111 Matemática Discreta Lista de Exercícios 1: Soluções Fundamentos da Lógica Lógica Proposicional Ciências Exatas & Engenharias 2 o Semestre de 2015 1. Construa a tabela da verdade para

Leia mais

Contagem II. Neste material vamos aprender novas técnicas relacionadas a problemas de contagem. 1. Separando em casos

Contagem II. Neste material vamos aprender novas técnicas relacionadas a problemas de contagem. 1. Separando em casos Polos Olímpicos de Treinamento Curso de Combinatória - Nível 2 Prof. Bruno Holanda Aula 5 Contagem II Neste material vamos aprender novas técnicas relacionadas a problemas de contagem. 1. Separando em

Leia mais

LISTA DE EXERCÍCIOS. CONTEÚDO: LÓGICA E TEORIA DOS CONJUNTOS PROFESSORES: João Mendes e Alexandrino

LISTA DE EXERCÍCIOS. CONTEÚDO: LÓGICA E TEORIA DOS CONJUNTOS PROFESSORES: João Mendes e Alexandrino CONTEÚDO: LÓGICA E TEORIA DOS CONJUNTOS PROFESSORES: João Mendes e Alexandrino LISTA DE EXERCÍCIOS 01. Roberto, Sérgio, Carlos, Joselias e Aldo estão trabalhando em um projeto, onde cada um exerce uma

Leia mais

Leia o texto a seguir para fazer as lições de Língua Portuguesa da semana: A água no mundo

Leia o texto a seguir para fazer as lições de Língua Portuguesa da semana: A água no mundo COLÉGIO NOSSA SENHORA DE SION Troca do livro LIÇÕES DE PORTUGUÊS E HISTÓRIA - 2 ano 2 A e B C e D Semana de 17 a 21 de agosto de 2015 quinta-feira terça-feira Leia o texto a seguir para fazer as lições

Leia mais

OBS.: Usem as funções rand() e srand(). Qualquer duvida, http://www.cplusplus.com

OBS.: Usem as funções rand() e srand(). Qualquer duvida, http://www.cplusplus.com QUESTÃO 1-Escreva um programa que faça o jogo de adivinhar um número. Seu programa escolhe um numero aleatoriamente, entre 1 e 1000, e o usuário deverá adivinhar conforme exemplo abaixo: Tenho um numero

Leia mais

1º Aulão Biomed 2012

1º Aulão Biomed 2012 1º Aulão Biomed 01 01.Uma garrafa está cheia de uma mistura, na qual /3 do conteúdo é composto pelo produto A e 1/3 pelo produto B. Uma segunda garrafa, com o dobro da capacidade da primeira, está cheia

Leia mais

Matemática - UEL - 2010 - Compilada em 18 de Março de 2010. Prof. Ulysses Sodré Matemática Essencial: http://www.mat.uel.

Matemática - UEL - 2010 - Compilada em 18 de Março de 2010. Prof. Ulysses Sodré Matemática Essencial: http://www.mat.uel. Matemática Essencial Equações do Primeiro grau Matemática - UEL - 2010 - Compilada em 18 de Março de 2010. Prof. Ulysses Sodré Matemática Essencial: http://www.mat.uel.br/matessencial/ Resumo: Notas de

Leia mais

Prova do Nível 2 (resolvida)

Prova do Nível 2 (resolvida) Prova do Nível 2 (resolvida) 1ª fase 05 de novembro de 2011 Instruções para realização da prova 1. Verifique se este caderno contém 30 questões e/ou qualquer tipo de defeito. Se houver algum problema,

Leia mais

Ernesto entra numa fria!

Ernesto entra numa fria! A UU L AL A Ernesto entra numa fria! Segunda-feira, 6 horas da tarde, Cristiana e Roberto ainda não haviam chegado do trabalho. Mas Ernesto, filho do casal, já tinha voltado da escola. Chamou a gangue

Leia mais

4 Escreva uma expressão algébrica. V perímetro 2 2x 2 3 2(2x 3) base igual a 7. g) O triplo da soma de um número com seu quadrado.

4 Escreva uma expressão algébrica. V perímetro 2 2x 2 3 2(2x 3) base igual a 7. g) O triplo da soma de um número com seu quadrado. Módulo 1: Noções de álgebra d) A 6 C B PÁGINA 10 Atividades para classe AB 6 y 1 Em cada item abaio, escreva uma epressão algébrica, e) y 8 utilizando as letras e y para representar A B esses números.

Leia mais

11 Sistemas resolvem problemas

11 Sistemas resolvem problemas A UA UL LA Sistemas resovem probemas Introdução Na aua anterior, mostramos como resover sistemas de duas equações de 1º grau com duas incógnitas. Agora vamos usar essa importante ferramenta da matemática

Leia mais

a) ( ) 1200 b) ( ) 1800 c) ( ) 2700 d) ( ) 3600 e) ( ) 4500

a) ( ) 1200 b) ( ) 1800 c) ( ) 2700 d) ( ) 3600 e) ( ) 4500 01) A figura abaixo, é formada por um triângulo e um retângulo, usando-se 60 palitos iguais. Para cada lado do triângulo são necessários seis palitos. Se cada palito mede 5 cm de comprimento, qual é a

Leia mais

EXAME DISCURSIVO 2ª fase

EXAME DISCURSIVO 2ª fase EXAME DISCURSIVO 2ª fase 30/11/2014 MATEMÁTICA Caderno de prova Este caderno, com dezesseis páginas numeradas sequencialmente, contém dez questões de Matemática. Não abra o caderno antes de receber autorização.

Leia mais

Prova de Raciocínio Lógico Edição Junho 2006

Prova de Raciocínio Lógico Edição Junho 2006 Prova de Raciocínio Lógico Edição Junho 2006 1. Considere a seguinte seqüência, da esquerda para a direita: Dentre as alternativas abaixo, o próximo elemento que obedece à regra de formação até então seguida

Leia mais

Bases Matemáticas. Aula 2 Métodos de Demonstração. Rodrigo Hausen. v. 2013-7-31 1/15

Bases Matemáticas. Aula 2 Métodos de Demonstração. Rodrigo Hausen. v. 2013-7-31 1/15 Bases Matemáticas Aula 2 Métodos de Demonstração Rodrigo Hausen v. 2013-7-31 1/15 Como o Conhecimento Matemático é Organizado Definições Definição: um enunciado que descreve o significado de um termo.

Leia mais

MÓDULO DE RECUPERAÇÃO

MÓDULO DE RECUPERAÇÃO DISCIPLINA Física II 2º ANO ENSINO MÉDIO MÓDULO DE RECUPERAÇÃO ALUNO(A) Nº TURMA TURNO Manhã 1º SEMESTRE DATA / / 01- A figura representa um feixe de raios paralelos incidentes numa superfície S e os correspondentes

Leia mais

Batalha Naval Algoritmos de Busca. Correlações curriculares Matemática: Números: maior que, menor que, iguais a.

Batalha Naval Algoritmos de Busca. Correlações curriculares Matemática: Números: maior que, menor que, iguais a. Atividade 6 Batalha Naval Algoritmos de Busca Sumário Computadores são freqüentemente requisitados a encontrar informação em grandes coleções de dados. Estes precisam desenvolver métodos rápidos e eficientes

Leia mais

Aprendendo a ESTUDAR. Ensino Fundamental II

Aprendendo a ESTUDAR. Ensino Fundamental II Aprendendo a ESTUDAR Ensino Fundamental II INTRODUÇÃO Onde quer que haja mulheres e homens, há sempre o que fazer, há sempre o que ensinar, há sempre o que aprender. Paulo Freire DICAS EM AULA Cuide da

Leia mais

Não é o outro que nos

Não é o outro que nos 16º Plano de aula 1-Citação as semana: Não é o outro que nos decepciona, nós que nos decepcionamos por esperar alguma coisa do outro. 2-Meditação da semana: Floresta 3-História da semana: O piquenique

Leia mais

5º Ano O amor é paciente. (I Coríntios 13:4 a)

5º Ano O amor é paciente. (I Coríntios 13:4 a) 5º Ano Roteiro Semanal de Atividades de Casa (13 a 17 de Maio 2013) NA TEIA DA ARANHA Resolva as operações, pinte a trilha que o resultado seja 67 e descubra o inseto que caiu na teia da aranha. O inseto

Leia mais

EXERCÍCIOS e Respostas de Lógica de Programação - ALGORITMOS -

EXERCÍCIOS e Respostas de Lógica de Programação - ALGORITMOS - FIT - Faculdade de Informática de Taquara Curso de Sistemas de Informação EXERCÍCIOS e Respostas de Lógica de Programação - ALGORITMOS - Profa. Flávia Pereira de Carvalho Março de 2007 Profa. Flávia Pereira

Leia mais

parte I LÍNGUA PORTUGUESA parte II MATEMÁTICA

parte I LÍNGUA PORTUGUESA parte II MATEMÁTICA parte I LÍNGUA PORTUGUESA parte II MATEMÁTICA TEXTO I Deu a louca no clima O ano que mal começou nasce marcado pela ferocidade do clima. Os termômetros parecem enlouquecidos. A Terra ferve no Sul e gela

Leia mais

Prova da segunda fase - Nível 1

Prova da segunda fase - Nível 1 Caro Aluno, Parabéns pela sua participação na nona edição da Olimpíada de Matemática de São José do Rio Preto! Lembre-se de que uma Olimpíada é diferente de uma prova escolar. Muitas vezes, as questões

Leia mais

Conversando com os pais

Conversando com os pais Conversando com os pais Motivos para falar sobre esse assunto, em casa, com os filhos 1. A criança mais informada, e de forma correta, terá mais chances de saber lidar com sua sexualidade e, no futuro,

Leia mais

PROVA DE MATEMÁTICA PARA OS CANDIDATOS MAIORES DE 23 ANOS

PROVA DE MATEMÁTICA PARA OS CANDIDATOS MAIORES DE 23 ANOS PROVA DE MATEMÁTICA PARA OS CANDIDATOS MAIORES DE ANOS Duração: 60 minutos Nome: 1ª Parte Para cada uma das seguintes questões de escolha múltipla, seleccione a resposta correcta com um círculo de entre

Leia mais

Contagem I. Figura 1: Abrindo uma Porta.

Contagem I. Figura 1: Abrindo uma Porta. Polos Olímpicos de Treinamento Curso de Combinatória - Nível 2 Prof. Bruno Holanda Aula 4 Contagem I De quantos modos podemos nos vestir? Quantos números menores que 1000 possuem todos os algarismos pares?

Leia mais

MELHORES MOMENTOS. Expressão de Louvor Paulo Cezar

MELHORES MOMENTOS. Expressão de Louvor Paulo Cezar MELHORES MOMENTOS Expressão de Louvor Acordar bem cedo e ver o dia a nascer e o mato, molhado, anunciando o cuidado. Sob o brilho intenso como espelho a reluzir. Desvendando o mais profundo abismo, minha

Leia mais

101 desculpas para dar aos clientes

101 desculpas para dar aos clientes 101 desculpas para dar aos clientes Crystiano C. Alves Pequeno DEDICATÓRIA Agradeço primeiramente à DEUS; minha mãe; meus irmãos e familiares; meu amor; meus amigos, em especial à Gleice Flora que sempre

Leia mais

Dez Mandamentos. Índice. Moisés com as Tábuas da Lei, por Rembrandt

Dez Mandamentos. Índice. Moisés com as Tábuas da Lei, por Rembrandt Dez Mandamentos Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre. (Redirecionado de Os dez mandamentos) Ir para: navegação, pesquisa Nota: Para outros significados, veja Dez Mandamentos (desambiguação). Moisés

Leia mais

Questões Complementares de Geometria

Questões Complementares de Geometria Questões Complementares de Geometria Professores Eustácio e José Ocimar Resolução comentada Outubro de 009 Questão 1_Enem 000 Um marceneiro deseja construir uma escada trapezoidal com 5 degraus, de forma

Leia mais

SEU GUIA DEFINITIVO PARA PLANEJAR E EXECUTAR DE UMA VEZ POR TODAS SEU SONHO ENGAVETADO

SEU GUIA DEFINITIVO PARA PLANEJAR E EXECUTAR DE UMA VEZ POR TODAS SEU SONHO ENGAVETADO FAÇA ACONTECER AGORA MISSÃO ESPECIAL SEU GUIA DEFINITIVO PARA PLANEJAR E EXECUTAR DE UMA VEZ POR TODAS SEU SONHO ENGAVETADO RENATA WERNER COACHING PARA MULHERES Página 1 Q ue Maravilha Começar algo novo

Leia mais

BCC701 Programação de Computadores I. Fernanda Sumika Hojo de Souza ufop.fernanda@gmail.com www.decom.ufop.br/fernanda

BCC701 Programação de Computadores I. Fernanda Sumika Hojo de Souza ufop.fernanda@gmail.com www.decom.ufop.br/fernanda BCC701 Programação de Computadores I Fernanda Sumika Hojo de Souza ufop.fernanda@gmail.com www.decom.ufop.br/fernanda Conteúdo ProgramáHco Organização de computadores Conceitos básicos Representação de

Leia mais