ANATOMIA E FISIOLOGIA HUMANA SISTEMA DIGESTÓRIO

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "ANATOMIA E FISIOLOGIA HUMANA SISTEMA DIGESTÓRIO"

Transcrição

1 . Prof. James Scandian ANATOMIA E FISIOLOGIA HUMANA SISTEMA DIGESTÓRIO A sequência em que o bolo alimentar percorre no tubo digestivo é: boca, faringe, esôfago, esfincter cárdia, estômago, esfincter pilórico, intestino delgado (formado por: duodeno, jejuno e íleo com vilosidades - dobras na mucosa - e microvilosidades - projeções de membranas celulares - que aumentam a superfície de absorção), intestino grosso (formado por: ceco - com apêndice vermiforme, cólon ascendente, cólon transverso, cólon descendente e cólon sigmóide), reto e ânus. A digestão química requer auxílio de glândulas anexas, como: glândulas salivares (parótidas, sublinguais e submandibulares), que produzem amilase salivar; fígado, que produz bile e o pâncreas, que produz o suco pancreático (alcalino, devido ao HCO 3 ) e com várias enzimas. A digestão química começa na boca, onde a ptialina hidrolisa o amido em maltose em um ph neutro. As proteínas começam a ser digeridas no estômago, onde, em um ph ácido, são hidrolisadas pela pepsina em peptídeos e aminoácidos. No duodeno são lançados a bile, o suco pancreático e o suco entérico, que tornam o ph do intestino delgado básico. A bile é uma solução alcalina, não enzimática, que fica armazenada na vesícula biliar e, através do canal colédoco, é lançada no duodeno onde vai emulsionar os lipídeos. O suco pancreático contém: tripsina e quimotripsina para hidrolisar as proteínas em peptídeos e aminoácidos; amilase pancreática, que hidrolisa amido em maltose; lipase pancreática, que hidrolisa os lipídeos em ácidos graxos e glicerol; nucleases, que digerem ácidos nucleicos transformando-os em nucleotídeos e as carboxipeptidases que digerem peptideos em aminoácidos. O suco entérico contém: amilase entérica, que hidrolisa amido em maltose; lipase entérica, que hidrolisa os lipídeos em ácidos graxos e glicerol; peptidases, que digerem peptídeos em aminoácidos, enteroquinase (ativa o tripsinogênio em tripsina) e dissacaridases como: maltase que, hidrolisa maltose em duas moléculas de glicose; sacarase, que hidrolisa sacarose em uma molécula de glicose mais uma de frutose e lactase, que hidrolisa a lactose em uma molécula de glicose mais uma de galactose. 1

2 A absorção de nutrientes, como glicose e aminoácidos, ocorre no intestino delgado, à nível de jejuno e íleo, enquanto a absorção de água e sais ocorre no intestino grosso. A gastrina é produzida no estômago e tem a função de aumentar a atividade gástrica, enquanto que a enterogastrona é produzida no duodeno e inibe a atividade gástrica. O duodeno também produz a secretina, que estimula a liberação de bicarbonato do suco pancreático e a colecistoquinina, que estimula a liberação de bile e de enzimas pancreáticas. EXERCÍCIOS 1. (Ufrgs 2014) O gráfico abaixo apresenta a taxa de reação de três diferentes enzimas em função do ph, em seres humanos. Com base no gráfico, considere as seguintes afirmações. I. A enzima 1 pode ser a pepsina, pois sua atividade máxima ocorre em meio ácido. II. A enzima 2 pode ser a amilase salivar, pois sua atividade máxima ocorre em um meio próximo ao neutro. III. A enzima 3 pode atuar no duodeno, pois sua atividade máxima ocorre em ph básico. Quais estão corretas? a) Apenas I. b) Apenas II. c) Apenas I e III. d) Apenas II e III. e) I, II e III. 2. (Uepb 2013) Durante o intervalo de seus estudos para o vestibular, um candidato comeu um sanduíche de pão e carne. Sobre o processo de digestão desses alimentos, assinale a alternativa INCORRETA. a) Na boca, o amido, principal componente do pão, será parcialmente digerido pela amilase salivar ou ptialina. b) As microvilosidades do intestino grosso têm a função de absorver os nutrientes resultantes da digestão. c) No estômago, as proteínas da carne serão parcialmente digeridas formando peptídeos menores graças à ação da pepsina. d) No intestino delgado, ocorre a digestão tanto do amido restante, através da enzima amilase pancreática, quanto da maltose, pela ação da maltase entérica (secretada pelo intestino delgado). As proteínas restantes serão digeridas pela tripsina pancreática em peptídeos menores. Todos os peptídeos menores serão transformados em aminoácidos pelas peptidases do intestino delgado. e) Os lipídios, também presentes na carne, serão digeridos principalmente pela lipase pancreática e transformados em ácidos graxos e glicerol no intestino delgado. 2

3 . 3. (G1 - utfpr 2013) As ações químicas, sobre os alimentos como, insalivação, quimificação e quilificação ocorrem ao longo do sistema digestório. Assinale a alternativa correta com relação a estas ações. a) A quimificação ocorre na boca pela ação da bile sobre as gorduras. b) A insalivação ocorre no intestino delgado pela ação da saliva sobre as proteínas. c) A quilificação ocorre no estômago pela ação da tripsina sobre a maltose. d) A quimificação ocorre no estômago pela ação da pepsina sobre as proteínas. e) A quilificação ocorre no fígado pela ação do suco pancreático. 4. (Upe 2013) De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), cerca de 500 milhões de pessoas sofrem de obesidade. A cirurgia bariátrica tem sido utilizada no tratamento da obesidade mórbida, que acomete pessoas com o índice de massa corporal (IMC) superior a 40. Uma das técnicas desse tipo de cirurgia é denominada de Capella, que liga o estômago ao fim do intestino delgado. Qual das alternativas abaixo apresenta justificativa CORRETA quanto ao procedimento denominado Capella? a) O alimento que chega ao intestino já foi completamente digerido no estômago. b) Ao se diminuir o percurso no intestino delgado, limita-se a absorção dos alimentos que acontece principalmente nessa região. c) A ação do suco pancreático é otimizada pelo menor tamanho do intestino delgado. d) A proximidade com o intestino grosso promoverá uma maior recuperação d água no bolo alimentar e consequentemente maior sensação de saciedade. e) A absorção de carboidratos no estômago é preservada, no entanto a absorção no intestino grosso é eliminada. 5. (Fatec 2013) Um dado preocupante, quando se analisa o hábito alimentar da população brasileira, principalmente nos grandes centros urbanos, é que em geral se verifica uma baixa ingestão de alimentos ricos em fibras. As fibras estão presentes em maior quantidade em vários alimentos de origem vegetal, tais como, verduras, legumes, frutas e cereais integrais. A ingestão dos alimentos ricos em fibras é importante porque a) estimula a produção de enzimas gástricas. b) facilita a ação da bile na digestão das proteínas. c) fornece a energia necessária às atividades vitais. d) acelera a passagem do bolo fecal pelo intestino. e) permite a absorção da celulose pelo corpo. 6. (G1 - cftrj 2013) 09/08/ h18min Brasileiros fazem mais cirurgias de redução de estômago Junto com o aumento da obesidade no Brasil, a realização de procedimentos de redução de estômago as cirurgias bariátricas tem registrado um crescimento exponencial no país, com um aumento de 275% nos últimos sete anos A cirurgia é indicada para pacientes com IMC (Índice de Massa Corpórea) acima de 35 ou 40, quando há presença de outras doenças associadas à obesidade. O procedimento extirpa uma parte do estômago ou do intestino e ainda pode recorrer a intervenções no aparelho digestivo (no Brasil, são aprovadas quatro modalidades cirúrgicas)... Fonte: acesso em 21/09/2012 (adaptado) 3

4 Com a retirada ou obstrução de uma parte do estômago e a fixação do intestino delgado numa região mais anterior deste órgão, podemos concluir que a) ocorre o emagrecimento, pois não ocorre absorção do alimento no estômago. b) o trajeto do alimento fica mais curto, reduzindo a absorção de açúcares, causando o emagrecimento. c) o indivíduo alimenta-se menos por ter um espaço menor no estômago, e acaba emagrecendo. d) há redução da digestão de proteínas e gorduras, levando a uma perda de peso. 7. (Mackenzie 2013) LOCAL ENZIMA SUBSTRATO Glândula salivar Ptialina A Estômago B Proteína Pâncreas C Amido D Lipase entérica Lipídeos Os espaços A, B, C e D são preenchidos correta e respectivamente por a) glicose, tripsina, amilase, fígado. b) lipídeos, tripsina, lipase, intestino grosso. c) amido, pepsina, amilase, intestino delgado. d) maltose, pepsina, tripsina, intestino delgado. e) amido, protease, tripsina, intestino grosso. 8. (Uerj 2014) Lipases são enzimas relacionadas à digestão dos lipídios, nutrientes que, em excesso, levam ao aumento da massa corporal. Certos medicamentos para combate à obesidade agem inibindo essas enzimas. Assim, como não há digestão de parte da gordura ingerida, há menor absorção desses nutrientes, contribuindo para o controle do peso. Com base nessas informações, conclui-se que tais medicamentos agem principalmente sobre as enzimas produzidas pelo seguinte órgão: a) fígado b) jejuno c) pâncreas d) estômago 9. (Cefet MG 2013) Quando grandes quantidades de glicose são ingeridas, após sua absorção intestinal, transporte pelo sangue e utilização pelas células, o excesso desse carboidrato é enviado para o fígado e para os músculos estriados. No entanto, esses reservatórios possuem um limite de armazenamento. Para manter o equilíbrio de sua concentração no sangue e nesses órgãos de reserva, o excesso de glicose ingerido será imediatamente a) degradado por vários tipos celulares, reduzindo a glicemia. b) utilizado na fermentação lática em um processo anaeróbico. c) eliminado pelas fezes devido à incapacidade de maior absorção. d) acumulado nos vasos sanguíneos, formando placas de ateroma. e) transformado em gordura, sendo depositada no tecido adiposo. 10. (G1 - ifpe 2012) A digestão consiste na quebra de moléculas complexas, convertendo-as em moléculas simples para serem absorvidas. Na espécie humana, essa quebra se dá pela ação de enzimas hidrolíticas liberadas durante o percurso do bolo alimentar pelo tubo digestivo. A sincronização entre a passagem do alimento e a liberação de enzimas nos humanos é feita pela ação de alguns hormônios. Sobre esses hormônios e suas respectivas ações, assinale a única afirmativa CORRETA. a) O hormônio secretina é produzido no duodeno, conduzido até ao estômago e estimula a secreção do suco gástrico. b) O hormônio gastrina é produzido no estômago e atua na vesícula biliar estimulando a liberação de bile. c) O duodeno libera o hormônio secretina que, levado ao pâncreas, estimula a liberação de suco pancreático. d) É o hormônio enterogastrona que, produzido no intestino delgado, é transportado ao estômago onde estimula a liberação do suco gástrico. e) O hormônio colecistocinina produzido no fígado estimula as contrações da vesícula biliar e, consequentemente, a liberação de bile para o duodeno. 4

5 . SISTEMA RESPIRATÓRIO A sequência em que o ar percorre o sistema respiratório é: narinas, fossas nasais, faringe, laringe, traquéia, brônquios, bronquíolos e alvéolos. Para que haja inspiração e hematose é necessário a contração dos músculos respiratórios (diafragma e intercostais), o que aumenta o volume da caixa torácica, diminui a pressão intrapulmonar e o ar chega aos alvéolos. Para a saída do ar, ou seja, expiração, ocorre o contrário. Costela em posição de inspiração esterno em posição de expiração Ação dos intercostais esterno coluna vertebral Após a hematose, o oxigênio é transportado dos pulmões aos tecidos de duas maneiras: livre dissolvido no plasma ( 2%) e ligado à hemoglobina dentro das hemácias (98%). O CO 2 é transportado dos tecidos aos pulmões de três maneiras: livre dissolvido no plasma (5%), ligado à hemoglobina dentro das hemácias (30%) e na forma de HCO 3 (bicarbonato, 65%). A formação de HCO 3 ocorre nas hemácias dos capilares teciduais. O bicarbonato vai para o plasma, circula, entra nas hemácias dos capilares pulmonares e se transforma em CO 2, de acordo com a reação abaixo: anidrase (H 2 O + CO carbônica 2 H 2 CO 3 3+ H + ) Em caso de exercício físico ou prendermos a respiração, ocorre aumento da taxa de CO2 no sangue, o que desloca a reação acima, formando mais H+ e diminuindo o ph sanguineo. Com isso, o Bulbo promove taquipnéia, normalizando o ph para evitar acidose. Em caso de respiração forçada, a taxa de CO2 5

6 diminui, deslocando a reação acima e diminuindo a concentração de H+, elevando o ph sanguineo. Com isso, o bulbo promove bradipnéia, normalizando o ph para evitar alcalose. O O 2 e CO 2 se ligam de forma instável à hemoglobina formando oxi-hemoglobina e carbohemoglobina, respectivamente. A ligação entre o CO e a hemoglobina (carboxi-hemoglobina) é do tipo estável e pode causar morte por asfixia. Quando vamos para altitudes elevadas, ocorre diminuição da pressão atmosférica, o ar fica mais rarefeito, assim sendo, a medula óssea vermelha passa a produzir mais hemácias para melhorar a oferta de oxigênio aos tecidos. EXERCÍCIOS OBJETIVOS 1. (Pucrs 2014) Para responder à questão, considere as figuras abaixo, bem como seus conhecimentos a respeito dos músculos e dos processos envolvidos na ventilação pulmonar basal, que ocorre num estado de repouso. Com base nas figuras e em seus conhecimentos, é correto afirmar: a) Na figura 1, podemos observar o relaxamento do diafragma, enquanto a 2 representa sua contração. b) Os movimentos do diafragma e das costelas, na figura 2, geram uma pressão intratorácica inferior à atmosférica, favorecendo a expansão pulmonar e a entrada de ar nesse órgão. c) O diafragma é considerado o principal músculo ventilatório, porque se acopla diretamente ao pulmão, expandindo-o durante sua contração. d) A elevação das costelas e o abaixamento do diafragma, apresentados na figura 1, são representativos das alterações da caixa torácica durante a inspiração. e) Os processos representados na figura 1 dizem respeito à fase passiva da ventilação, enquanto a 2 representa a fase ativa da ventilação. 2. (Fgv 2014) Para realizar o teste do etilômetro, popularmente chamado de bafômetro, uma pessoa precisa expirar um determinado volume de ar para dentro do equipamento, através de um bocal. Assinale a alternativa que explica, respectivamente, o movimento muscular exercido na expiração e a origem do álcool no corpo humano, a ser eventualmente detectado pelo equipamento. a) Contração do diafragma; células sanguíneas vermelhas, responsáveis pelo transporte de gases respiratórios. b) Relaxamento do diafragma; células sanguíneas brancas, responsáveis pelo transporte de substâncias ingeridas. c) Contração do diafragma; ar proveniente do estômago e do esôfago, o qual contém resquícios do álcool ingerido. d) Relaxamento do diafragma; plasma sanguíneo, responsável pelo transporte de substâncias ingeridas. e) Relaxamento do diafragma; ar proveniente do estômago, do esôfago e da cavidade bucal, o qual contém resquícios do álcool ingerido. 3. (G1 - cps 2014) Ao viajar da cidade de São Paulo para uma cidade de altitude mais elevada, como La Paz, na Bolívia, o organismo sente as dificuldades provocadas pelo ar rarefeito e precisa de tempo para se adaptar. Nesse período de adaptação, os sintomas mais comuns são respiração ofegante, dores de cabeça, náuseas e tonturas. O corpo responde a esses sintomas acelerando a frequência cardíaca, aumentando a frequência respiratória e aumentando a produção de glóbulos vermelhos no sangue. Nessa situação, a produção adicional dessas células é necessária porque a) facilita a distribuição dos nutrientes a todas as células do corpo. b) acelera a eliminação dos compostos nitrogenados presentes no sangue. c) acelera os processos de coagulação sanguínea evitando possíveis hemorragias. d) aumenta a quantidade de hemoglobina que permite melhor oxigenação dos tecidos. e) aumenta a imunidade contra a maioria das infecções que ocorrem nas grandes altitudes. 6

7 . 4. (Unesp 2014) Os gráficos representam a concentração de três gases no sangue assim que passam pelos alvéolos pulmonares. É correto afirmar que os gráficos que representam as concentrações dos gases O 2, CO 2 e N 2 são, respectivamente, a) 2, 1 e 3, e a variação observada nas concentrações é devida à difusão. b) 3, 2 e 1, e a variação observada nas concentrações é devida à osmose. c) 1, 2 e 3, e a variação observada nas concentrações é devida à osmose. d) 3, 1 e 2, e a variação observada nas concentrações é devida à difusão. e) 1, 3 e 2, e a variação observada nas concentrações é devida à difusão. TEXTO PARA A PRÓXIMA QUESTÃO: Em média, os seres humanos respiram automaticamente 12 vezes por minuto e esse ciclo, em conjunto com os batimentos cardíacos, é um dos dois ritmos biológicos vitais. O cérebro ajusta a cadência da respiração às necessidades do corpo sem nenhum esforço consciente. Mas o ser humano tem a capacidade de deliberadamente prender a respiração por curtos períodos. Essa capacidade é valiosa quando se precisa evitar que água ou poeira invadam os pulmões, estabilizar o tórax antes do esforço muscular e aumentar o fôlego quando necessário para se falar sem pausas. Muito antes que a falta de oxigênio ou excesso de dióxido de carbono possa danificar o cérebro, algum mecanismo, aparentemente, leva ao ponto de ruptura, além do qual se precisa desesperadamente de ar. Uma explicação lógica hipotética para o ponto de ruptura é que sensores especiais do corpo analisam alterações fisiológicas associadas ao inspirar e expirar antes que o cérebro apague. O ponto de ruptura é o momento exato em que uma pessoa em apneia precisa desesperadamente de ar. O treinamento da apneia pode ampliá-la, assim como a meditação, que inunda o corpo com oxigênio, eliminando o dióxido de carbono, CO 2. (PARKES p ). 5. (Uneb 2014) O controle nervoso da respiração é realizado pelo centro cardiorrespiratório localizado no bulbo raquidiano. Ele é alterado, dentre outros motivos, pelas variações da concentração de oxigênio e de dióxido de carbono, bem como do valor do ph do sangue. Em relação a esse controle responsável pela manutenção da ventilação pulmonar em seres humanos, é CORRETO afirmar: a) A capacidade de prender a respiração por longos períodos é dependente exclusivamente da ação do sistema nervoso autônomo. b) O centro cardiorrespiratório é capaz de regular a intensidade ventilatória dos pulmões sem a intervenção de uma ação voluntária nervosa. c) A renovação de água rica em oxigênio presente nos alvéolos pulmonares é condicionada pelo estímulo sensorial gerado pelo bulbo raquidiano. d) Os ritmos biológicos vitais promovem e regulam os batimentos cardíacos responsáveis por impulsionar os movimentos ventilatórios de inspiração e expiração. e) Durante o mergulho, a necessidade de oxigenação dos tecidos é limitada devido à presença do ambiente aquático, o que permite um aumento do tempo de permanência submerso. 7

8 6. (Uepb 2012) As cinzas do vulcão chileno Puyehue, que entrou em erupção no dia 4 de junho de 2011, provocaram o cancelamento de centenas de voos do Cone Sul. O tráfego de aeronaves nos aeroportos da região Sul do Brasil e cidades da Argentina, Uruguai, Paraguai e Chile foi interrompido diversas vezes durante vários dias para garantir a segurança dos passageiros. Os gases decorrentes da erupção podem acarretar sérios danos à saúde, principalmente a crianças, idosos e pessoas com doenças crônicas e problemas pulmonares e cardiorrespiratórios. Dependendo da concentração, elas podem aspirar um material com ferro, cloro, enxofre, gás sulfídrico, que inflama os brônquios, especialmente de pessoas que já têm doenças no pulmão. Sobre o sistema respiratório assinale a alternativa CORRETA. a) O ar aspirado percorre as fossas nasais, faringe, laringe e traqueias e chega aos brônquios, onde ocorrem as trocas gasosas. b) Os gases decorrentes da erupção do vulcão são nocivos tanto aos seres humanos quanto a outros animais terrestres com respiração cutânea, como anfíbios e répteis. c) Os habitantes das áreas afetadas pelas cinzas do vulcão podem apresentar tosse e dificuldade de respirar devido ao excesso de muco produzido pela traqueia, que retém partículas poluentes e agentes infecciosos, capazes de causar lesões no aparelho respiratório. d) O oxigênio inalado é transportado às células e aos tecidos do corpo dissolvido no plasma sanguíneo. e) O monóxido de carbono, quando inalado em grande quantidade, pode ocasionar a obstrução dos brônquios impedindo que o oxigênio atinja os alvéolos. 7. (Uerj 2012) Um dos equipamentos de segurança de uma cápsula espacial tripulada efetua a remoção do gás carbônico desse ambiente. Admita que, após um acidente, esse equipamento tenha deixado de funcionar. Observe as curvas do gráfico abaixo: A curva que representa a tendência do que deve ter ocorrido, após o acidente, com o ph sanguíneo dos tripulantes está identificada por: a) W b) X c) Y d) Z 8

9 . SISTEMA CIRCULATÓRIO As artérias apresentam espessa camada muscular, muitas fibras elásticas, diâmetro interno menor do que o das veias de mesmo lugar anatômico, conduzem sangue para fora do coração e não apresentam válvulas e geralmente conduzem sangue oxigenado, enquanto as veias correspondem ao oposto disso. A relação entre os capilares sanguíneos e os tecidos adjacentes se faz através de trocas envolvendo duas forças. O líquido que extravasa dos capilares, graças à pressão hidrostática, levando nutrientes para as células. A maior parte do líquido extravasado é reabsorvida na extremidade venosa dos capilares em virtude da pressão osmótica, recolhendo resíduos celulares. No início do capilar a pressão hidrostática é maior que a pressão osmótica, assim sendo, extravasam substância do sangue para os tecidos ocorrendo o contrário no fim do capilar. Nos mamíferos a circulação sistêmica ou grande circulação começa no VE, segue pela aorta, vasos sanguíneos do corpo, veias cavas e termina no AD. A circulação pulmonar ou pequena circulação começa no VD, segue pela artéria pulmonar, capilares pulmonares (local de hematose), veias pulmonares e termina no AE. 9

10 O acúmulo de colesterol na parede das artérias coronárias pode provocar o ateroma e até a obstrução de tais artérias levando ao infarte do miocárdio. Para prevenir o infarte pode ser feito uma ponte-de-safena, onde uma veia do membro inferior - a Safena - é usada no coração para restabelecer o fluxo normal de sangue. O miocárdio ventricular esquerdo é mais desenvolvido que o direito, pois tem que se contrair com mais força para mandar sangue, através da artéria aorta, para todo o corpo. A pressão arterial é a pressão que o sangue exerce na parede das artérias. A pressão arterial sistólica é aquela que o sangue exerce na parede das artérias durante a sístole do VE, enquanto que a pressão arterial diastólica é a pressão exercida na parede das artérias durante a diástole do VE. A válvula átrio-ventricular esquerda é a mitral ou bicúspide, enquanto que a direita é a tricúspide. As válvulas tem a função de impedir o refluxo de sangue, sendo encontradas tipicamente nas veias, porém as artérias aorta e pulmonar também as possuem. Os estímulos elétricos para funcionamento do coração são gerados no nódulo sinusal ou sinoatrial, localizado na parede posterior do átrio direito. Daí os impulsos se propagam pelos átrios atingindo o nódulo atrioventricular. Do nódulo atrioventricular saem dois feixes de Hiss, que se continuam com fibras de Purkinje, responsáveis pela contração dos ventrículos. 10

11 . SISTEMA LINFÁTICO O sistema vascular linfático também possui válvulas e drena líquido dos tecidos, evitando edema. No intestino absorvem ácidos graxos e glicerol. Os linfonodos filtram a linfa, armazenam e amadurecem linfócitos que serão liberados para o sangue, participando da defesa do organismo. Os gânglios linfáticos estão em todo o corpo, mas principalmente, nas virilhas, axilas e pescoço. EXERCÍCIOS 1. (Udesc 2014) Analise as proposições em relação à circulação humana. I. O átrio direito comunica-se com o ventrículo direito por meio da válvula mitral, e o átrio esquerdo comunica-se com o ventrículo esquerdo pela válvula tricúspide. II. O coração é envolto pelo pericárdio (membrana dupla) e possui quatro câmaras: dois átrios e dois ventrículos. III. O coração se contrai e relaxa. A fase de contração denomina-se sístole e a de relaxamento, diástole. IV. A artéria aorta está ligada ao ventrículo direito pelo qual sai o sangue rico em gás carbônico. Assinale a alternativa CORRETA. a) Somente as afirmativas III e IV são verdadeiras. b) Somente as afirmativas II e III são verdadeiras. c) Somente as afirmativas I e IV são verdadeiras. d) Somente as afirmativas I, II e IV são verdadeiras. e) Somente as afirmativas I, II e III são verdadeiras. 11

12 2. (Fgv 2014) Um dos procedimentos médicos em casos de obstrução de vasos sanguíneos cardíacos, causada geralmente por acúmulo de placas de gordura nas paredes (Figura 1), é a colocação de um tubo metálico expansível em forma de malha, denominado stent (Figura 2), evitando o infarto do miocárdio. Tal procedimento, quando realizado nas artérias coronárias, tem como objetivo desbloquear o fluxo sanguíneo responsável pela condução de gás oxigênio a) dos pulmões em direção ao átrio esquerdo do coração. b) e nutrientes para o tecido muscular cardíaco. c) do ventrículo esquerdo em direção à aorta. d) e nutrientes para todos os tecidos corpóreos. e) dos pulmões em direção ao ventrículo esquerdo do coração. 3. (Udesc 2013) Analise as proposições em relação à circulação sanguínea humana. I. As veias possuem uma camada espessa de tecido conjuntivo e muscular para poder suportar a pressão sanguínea vinda do coração, que aumenta na medida em que o sangue se afasta do coração. II. No coração, o sangue que sai do ventrículo esquerdo pela artéria aorta é rico em oxigênio. III. A circulação que leva o sangue rico em oxigênio para os pulmões e o coração é chamada de pequena circulação. IV. O sangue rico em gás carbônico passa do átrio para o ventrículo direito. Depois, o sangue é bombeado para as artérias pulmonares, direita e esquerda, que levam o sangue para os pulmões para que ocorra a hematose. Assinale a alternativa correta. a) Somente as afirmativas II e IV são verdadeiras. b) Somente as afirmativas II e III são verdadeiras. c) Somente as afirmativas III e IV são verdadeiras. d) Somente as afirmativas I, II e IV são verdadeiras. e) Somente as afirmativas I e III são verdadeiras. 4. (Uemg 2013) O líquido extracelular é transportado por todo o corpo em duas etapas: na primeira, por meio do movimento do sangue pelos vasos sanguíneos, e, na segunda, pelo movimento do líquido entre os capilares sanguíneos e as células. À medida que o sangue atravessa os capilares, produz-se também um intercâmbio contínuo de líquido extracelular entre a porção de plasma de sangue e o líquido intersticial que ocupa os espaços entre as células. Os capilares são permeáveis à maioria das moléculas presentes no plasma sanguíneo, podendo tais moléculas se difundir em ambos os sentidos entre o sangue e os espaços tissulares, com exceção de proteínas. Desse modo, o líquido extracelular de qualquer zona do corpo, tanto do plasma quanto dos espaços intersticiais, se encontra em um processo de mesclagem contínua, mantendo assim uma homogeneidade quase completa em todo o corpo. O fluxo dos líquidos corpóreos é determinado pelas pressões a) capilar e diastólica. b) diastólica e sistólica. c) osmótica e sistólica. d) osmótica e capilar. 12

13 . 5. (Fatec 2013) Os trilhões de células que constituem o corpo humano precisam de água e de variados tipos de nutrientes, além de um suprimento ininterrupto de gás oxigênio. Os nutrientes absorvidos nas células intestinais e o gás oxigênio absorvido nos pulmões são distribuídos às células do corpo pelo sistema cardiovascular, uma vasta rede de vasos sanguíneos, pela qual circula o sangue impulsionado pelo coração. Sobre esse assunto, assinale a alternativa correta. a) A artéria pulmonar conduz sangue, rico em oxigênio, do coração para todo o corpo. b) As veias pulmonares conduzem o sangue arterial, rico em oxigênio, dos pulmões ao coração. c) A absorção e distribuição dos nutrientes são facilitadas pela digestão completa do amido no estômago. d) Os capilares da circulação sistêmica distribuem o gás carbônico aos tecidos, de onde recebem o gás oxigênio. e) A absorção dos nutrientes ocorre nas vilosidades intestinais localizadas na superfície interna do intestino grosso. 6. (Upe 2011) A música Bate coração refere-se aos batimentos cardíacos. Mas, por que o coração bate? Bate coração (Elba Ramalho) Bate, bate, bate, coração Dentro desse velho peito... Tum, tum, bate coração Oi, tum, coração pode bater Oi, tum, tum, tum, bate, coração Que eu morro de amor com muito prazer Assinale a alternativa que explica corretamente o evento relacionado aos batimentos cardíacos. a) A atividade parassimpática reduz os batimentos cardíacos, contribuindo para o repouso do coração. b) A atividade simpática, sob ação da noradrenalina, diante de situações de defesa ou ataque, diminui a frequência cardíaca. c) A contração do coração diástole e o seu relaxamento sístole são controlados por fenômenos miogênicos. d) Apesar de sua contração voluntária, os batimentos cardíacos têm mecanismos reguladores relacionados com o sistema nervoso autônomo, e a atuação desses nervos ajusta a frequência conforme as necessidades do organismo. e) O nervo vago, cardiomediador, libera adrenalina como mediador químico, e os nervos cardíacos, cardioaceleradores, liberam acetilcolina. 7. (G1 - col.naval 2011) Preencha corretamente as lacunas da sentença abaixo. Em uma pessoa jovem e com boa saúde, quando ocorre a sístole (contração) dos ventrículos, as grandes artérias e a pressão sanguínea em seu interior atinge, em média, cerca de. Assinale a opção correta. a) contraem-se; 120 mmhg. b) contraem-se; 80 mmhg. c) relaxam-se; 120 mmhg. d) relaxam-se; 80 mmhg. e) não se alteram; 120 mmhg. 8. (Uel 2009) Analise a figura a seguir. 13

14 Com base na figura e nos conhecimentos sobre o tema, considere as afirmativas a seguir. I. O ciclo cardíaco é uma sequência completa de sístoles e diástoles das câmaras do coração. O início do ciclo é marcado pela diástole dos átrios, que bombeiam sangue para o interior dos ventrículos, que estão em sístoles. II. A circulação é organizada de tal modo que o lado direito do coração bombeia sangue para os pulmões, fenômeno chamado de circulação pulmonar, e o lado esquerdo bombeia sangue para o resto do corpo, fenômeno chamado de circulação sistêmica. III. O coração propriamente dito consiste em quatro câmaras: dois átrios e dois ventrículos. Os átrios estão separados dos ventrículos pelas valvas mitral e tricúspides, que impedem o refluxo do sangue para os átrios quando os ventrículos se contraem. O refluxo de sangue da artéria pulmonar e da aorta para os ventrículos é impedido pelas valvas pulmonar e aórtica. IV. Os principais tipos de vasos sanguíneos são as artérias, as arteríolas, os capilares, as vênulas e as veias, os quais são constituídos por três camadas: a túnica íntima, a túnica média e a túnica adventícia. Esses vasos sanguíneos são inervados por fibras nervosas parassimpáticas. Assinale a alternativa CORRETA. a) Somente as afirmativas I e IV são corretas. b) Somente as afirmativas II e III são corretas. c) Somente as afirmativas III e IV são corretas. d) Somente as afirmativas I, II e III são corretas. e) Somente as afirmativas I, II e IV são corretas. ANOTÁÇÕES 14

15 . SISTEMA EXCRETOR O aparelho urinário é formado por: rins, pelves (ou bacinetes), ureteres, bexiga e uretra. No homem mede aproximadamente 25 cm e transporta sêmen e urina, enquanto que na mulher, mede cerca de 5 cm e é somente via urinária. Os néfrons são as unidadres funcionais dos rins, onde o sangue é filtrado para formar a urina. O esquema abaixo mostra os seus constituintes e também o tubo coletor. O caminho pecorrido por uma molécula de uréia filtrada é: arteríola aferente, glomérulo de Malpighi, cápsula de Bowman, túbulo contornado proximal, alça de Henle, túbulo contornado distal; tubo coletor (na pirâmide renal); cálices menores; cálices maiores; pelves; ureteres; bexiga e uretra. A formação da urina ocorre em três etapas: filtração (passagem de substâncias do glomérulo para a cápsula), reabsorção (passagem de substâncias do interior do néfron para os capilares peritubulares) e secreção (passagem de substâncias dos capilares para o interior do néfron) 15

16 As proteínas não são filtradas no glomérulo, pois são macromoléculas. A glicose, embora filtrada, é totalmente reabsorvida pelos túbulos do néfron. Outras substâncias como aminoácidos, íons, vitamínas e água são filtradas e reabsorvidas no TCP de acordo com a necessidade do organismo. A alça de Henle e o TCD reabsorvem água e sais, ajustando a concentração da urina. O TCD secreta H+ e NH4+ ajudando a manter o ph do organismo. Ao longo do néfron a água é reabsorvida por osmose e outras substãncias são reabsovidas por transporte ativo. O hormônio ADH (vasopressina), produzido no hipotálamo, armazenado e liberado pela neurohipófise, atua no túbulo contornado distal e tubo coletor aumentando a permeabilidade dos mesmos a água, promovendo maior reabsorção de água. O frio e o álcool inibem a liberação deste hormônio. A aldosterona atua na reabsorção de Na+, Cl- e água. A concentração de uréia que sai do fígado é alta, pois no fígado ocorre a ureogênese (cilclo da ornitina), ou, seja, formação de uréia a partir de amônia, CO2 e aminoácidos. Este é um meio de evitar intoxicação e desidratação do organismo, pois a uréia é menos tóxica e menos solúvel que a amônia. EXERCÍCIOS 1. (Eewb 2011) Durante uma série de exercícios aeróbicos, um estudante de enfermagem observou suas roupas intensamente molhadas de suor. Em condições normais, o aumento da perda de água por transpiração tem como principal consequência: a) o aumento da produção de ADH, visando diminuir a produção de urina. b) o aumento da produção de células sanguíneas, visando provocar aumento de pressão arterial. c) a diminuição da frequência respiratória, visando diminuir a perda de água na transpiração. d) o aumento da reabsorção de água pelo intestino. 2. (G1 - ifsp 2011) Todo sangue do corpo humano passa mais de 250 vezes pelos rins durante um dia. Isso significa que esses órgãos filtram cerca de 1400 litros de sangue a cada 24 horas. Desse material filtrado (por volta de 180 litros, que saem dos glomérulos renais e vão para os túbulos) é produzido 1,5 litro de urina por dia. Assinale a alternativa que contém as informações corretas sobre o processo de produção de urina. a) O sangue é filtrado no glomérulo e levado, pela uretra, até a bexiga, onde ocorre a reabsorção de água e a finalização da produção da urina. b) A urina é produzida a partir da filtração do sangue nos túbulos néfricos, onde o filtrado formado é constituído principalmente por glicose, aminoácidos, sais e água. c) A filtração do sangue nos túbulos é o principal fator para a produção da urina, pois garante a formação de um filtrado rico em proteínas e água que evita a desidratação do organismo. d) Após a filtração do sangue, a maior parte das substâncias úteis do filtrado resultante é reabsorvida, sobrando certa quantidade de água, sais minerais e ureia, que farão parte da composição da urina. e) As proteínas e a ureia presentes no sangue são filtradas nos glomérulos renais e reabsorvidas no duto coletor, que leva a urina resultante para a bexiga, onde ficará armazenada até a eliminação para o meio externo. 16

17 . 3. (Pucrj 2010) No esquema a seguir, podem ser observadas as partes componentes de um néfron humano. Assinale a única opção que indica o trecho do néfron com o evento fisiológico a ele relacionado. a) Cápsula de Bowman filtração glomerular do sangue. b) Túbulo proximal absorção de macromoléculas do sangue. c) Alça de Henle formação do filtrado renal final desmineralizado. d) Túbulo distal reabsorção de moléculas de proteínas para o sangue. e) Túbulo coletor reabsorção de hemácias para o sangue. 4. (Uerj 2007) Os glomérulos renais filtram o sangue de tal forma que células e solutos de alto peso molecular são retidos, enquanto os de baixo peso molecular vão compor a solução denominada filtrado glomerular. Ao passar pelos túbulos renais, vários componentes desse filtrado serão reabsorvidos, enquanto outras substâncias serão nele secretadas, formando a urina. Observe os gráficos a seguir. Em um indivíduo normal, as quantidades de Na + e de glicose filtradas pelos glomérulos, e as quantidades dessas mesmas substâncias excretadas na urina, em um período de 24 horas, estão representadas no gráfico de número: a) I b) II c) III d) IV 5. (Pucrs 2014) Analise as informações sobre o baço humano. I. Ele controla, armazena e destrói células sanguíneas. II. Sua posição anatômica é à esquerda e atrás do estômago. III. Este órgão é responsável pela síntese do colesterol. IV. Neste órgão ocorre a conversão de amônia em ureia. Estão corretas apenas as informações contidas em a) I e II. b) II e III. c) III e IV. d) I, II e IV. e) I, III e IV. 17

18 Veja a divisão anatômica do sistema nervoso. SISTEMA NERVOSO Veja o esquema: O sistema nervoso é dividido em central (SNC) e periférico (SNP). O SNC é constituído pelo encéfalo e pela medula e o SNP por gânglios e nervos. O encéfalo é constituído por cérebro, cerebelo, mesencéfalo, ponte e bulbo. O cérebro é a área responsável por atos conscientes, memória e raciocínio. O hipotálamo controla as funções da hipófise; controla a fome, pois regula o metabolismo de carboidratos e gorduras; produz ADH, controlando a sede, o volume de urina, a pressão arterial e temperatura coeporal e ainda produz o hormônio ocitocina. O cerebelo coordena nossos movimentos e ajuda a nos manter em equilíbrio. A ponte é o local de comunicações entre cérebro, cerebelo e medula, enquanto que o bulbo é o centro de controle dos rítmos cardíaco e respiratório. O córtex do cérebro é dividido em lobos que são: Sinapse é o espaço existente entre um axônio e outra célula (neurônio, célula muscular ou célula glandular), onde são liberados mediadores químicos (adrenalina ou acetilcolina) que estimulam a célula seguinte. 18

19 . O gânglio corresponde ao conjunto de corpos de neurônios agrupados fora do SNC, enquanto que os nervos são formados pelo conjunto de prolongamentos de neurônios fora do SNC. Os nervos podem ter origem no encefalo, sendo chamados de cranianos (12 pares) ou na medula, sendo chamados de raquianos (31 pares). Alguns nervos cranianos e suas funções: I - Nervo Olfatório (cheiro); II - Nervo Óptico (visão); III - Nervo Oculomotor (movimentos do olho); VII - Nervo Facial (músculos da face); VIII - Nervo Vestibulococlear (equilíbrio e audição); IX - Nervo Glossofaríngeo (língua e faringe) e X - Nervo Vago (coração e digestão). Os corpos de neurônios formam a substância cinzenta, enquanto que os prolongamentos formam a substância branca. No encéfalo a substância cinzenta é periférica (cortical) e a substância branca e interna, ocorrendo o contrário na medula nervosa. O lado direito do cérebro comanda atos do lado esquerdo do nosso corpo e vice-versa, devido ao cruzamento entre neurônios que ocorre no Bulbo. As três membranas que envolvem o SNC são: Dura-máter (mais externa), Aracnóide e pia-máter (mais interna). O Líquor ou líquido encéfalo-raquiano é um fluido aquoso e incolor que ocupa o espaço entre a piamáter e a aracnóide em todo o SNC e atua na proteção mecânica e nutrição do sistema nervoso central. A medula é o centro nervoso de vários atos reflexos. Um arco reflexo depende de: órgão receptor de estímulos (pele), neurônio sensitivo (aferente ou dorsal), neurônio associativo (na medula), neurônio motor (eferente ou ventral) e órgão efetor (músculo). O sistema nervoso somático ou da vida de relação é voluntário, enquanto que o sistema nervoso visceral ou da vida vegetativa (autônomo) é involuntário. O sistema nervoso autônomo é dividido em simpático (libera noradrenalina) e parassimpático (libera acetilcolina). Os nervos do simpático têm origem das regiões torácica e lombar da medula (é tóraco-lombar), enquanto que os do parassimpático têm origem do encéfalo e medula sacral (é crânio-sacral). No sistema nervoso autônomo simpático o neurônio pré-ganglionar é maior do que o neurônio pós-ganglionar, ocorrendo o contário no parassimpático. A acetilcolina é o neurotransmissor que atua entre: o 1º e 2 neurônios do simpático, 1º e 2 neurônios do parassimpático, sinapse neuro-muscular do parassimpático e sinápice dos músculos voluntários. A noradrenalina atua na sinapse neuro-muscular do simpático. As funções do simpático auxiliam em situações de perigo enquanto que o parassimpático geralmente exerce funções antagônicas. ORGÃO OU FUNÇÃO SIMPÁTICO PARASSIMPÁTICO arteríolas em geral vasoconstrição vasodilatação freqüência cardíaca aumenta diminui pressão sanguínea aumenta diminui metabolismo basal aumenta diminui brônquios dilata contrai pupila dilata contrai concentração de glicose no aumenta sangue (glicemia) glicogenólise aumenta glândulas sudoríparas aumenta sudorese coronárias vasodilatação vasoconstrição peristaltismo diminui aumenta secreção gadstro intestinal diminui aumenta glândulas salivares aumenta salivação homem orgasmo, ejaculação erecção do pênis mulher Orgasmo erecção do clitóris útero, bexiga e esfincter da urétra relaxa a musculatura de ambos e contrai o esfíncter da uretra 19 contrai a musculatura de ambos e relaxa o esfíncter da uretra

20 Em situações de perigo, os neurônios do sistema nervoso autônomo simpático estimulam a medula das adrenais que liberam adrenalina, hormônio que, ao circular pelo sangue, vai exercer as funções do simpático. 1. (Ufsm 2014) Observe a figura ao lado. EXERCÍCIOS Na figura, o hipotálamo está localizado na região indicada pelo número. A presença de luz no ambiente estimula o hipotálamo e impede a produção de melatonina pela hipófise, que fica na região indicada pelo número. Assinale a alternativa que preenche, adequadamente, as lacunas do texto. a) I I b) I III c) II III d) II II e) III I (Ufrgs 2013) A coluna da esquerda, abaixo, lista cinco estruturas que fazem parte do sistema nervoso; a da direita, características de três dessas estruturas. Associe adequadamente a coluna da direita à da esquerda. 1. bulbo 2. cerebelo 3. hipófise 4. hipotálamo 5. medula espinhal ( ) É responsável pelo controle das funções motoras do corpo. ( ) Possui grupos de neurônios envolvidos no controle de respiração e circulação. ( ) Possui o centro do controle para manutenção da temperatura corporal. A sequência correta de preenchimento dos parênteses, de cima para baixo, é a) b) c) d) e) TEXTO PARA A PRÓXIMA QUESTÃO: INSTRUÇÃO: Para responder à(s) questão(ões), leia as informações e complete os parênteses com V (verdadeiro) ou F (falso). Em consonância com a Lei /2008, faz parte do comportamento responsável não assumir o volante de um carro depois de consumir bebidas alcoólicas. 3. (Pucrs 2013) Ao sair dirigindo de uma festa na qual ingeriu bebida alcoólica, o estudante MHS teve sua vida para sempre mudada após ter atropelado uma mulher. O carro derrubou-a, provocando lesão na medula na altura da coluna lombar. Lesões desse tipo podem provocar ( ) degeneração encefálica. ( ) incapacidade de mover os membros superiores. ( ) incontinência urinária e tendência a infecção urinária crônica. ( ) perda de sensibilidade e formigamento na parte inferior do corpo. O correto preenchimento dos parênteses, de cima para baixo, é a) V V V F b) V F V F c) F F V V d) V V F V e) F F F V 20

21 . 4. (G1 - ifsp 2012) Uma garota ganhou de seu namorado um buquê de rosas e sem querer tocou em um espinho de uma das flores. Imediatamente, de forma automática, ela recolheu o braço. A respeito dessa reação, pode-se afirmar que a) a medula espinhal, alguns neurônios e músculos foram responsáveis na execução dessa resposta. b) o cérebro, alguns neurônios e músculos foram responsáveis na execução dessa resposta. c) o corpo responde a um estímulo, como o citado, se ocorrer anteriormente uma grande emoção. d) a medula espinhal e o cérebro coordenam simultaneamente essa resposta de defesa. e) os músculos do braço reagiram involuntariamente independentemente do sistema nervoso. 5. (Upe 2011) A música Bate coração refere-se aos batimentos cardíacos. Mas, por que o coração bate? Bate coração (Elba Ramalho) Bate, bate, bate, coração Dentro desse velho peito... Tum, tum, bate coração Oi, tum, coração pode bater Oi, tum, tum, tum, bate, coração Que eu morro de amor com muito prazer Assinale a alternativa que explica corretamente o evento relacionado aos batimentos cardíacos. a) A atividade parassimpática reduz os batimentos cardíacos, contribuindo para o repouso do coração. b) A atividade simpática, sob ação da noradrenalina, diante de situações de defesa ou ataque, diminui a frequência cardíaca. c) A contração do coração diástole e o seu relaxamento sístole são controlados por fenômenos miogênicos. d) Apesar de sua contração voluntária, os batimentos cardíacos têm mecanismos reguladores relacionados com o sistema nervoso autônomo, e a atuação desses nervos ajusta a frequência conforme as necessidades do organismo. e) O nervo vago, cardiomediador, libera adrenalina como mediador químico, e os nervos cardíacos, cardioaceleradores, liberam acetilcolina. ANOTAÇÕES 21

22 SISTEMA ENDÓCRINO As glândulas endócrinas não apresentam canais, secretando hormônio diretamente na corrente sanguínea (ex: hipófise, tireóide, paratireóides e adrenais), enquanto que as glândulas exócrinas lançam sua secreção no meio externo, diretamente ou por meio de canais (ex: glândulas salivares, sudoríparas, mamárias, lacrimais, etc). A glândula é dita mista (ou anfícrina) quando, além de produzir hormônios, possui secreção para o meio externo, através de canais (ex: pâncreas, ovários e testículos). A hipófise é dividida em dois lobos importantes: adeno-hipófise e neuro-hipófise. A adeno-hipófise controla a tiróide, adrenais, testículos e ovários através de FEED-BACK (mecanismo em que um hormônio A estimula a produção de um hormônio B, que por sua vez inibe A). A adeno-hipófise (parte anterior) produz: SH (hormônio somatotrófico ou do crescimento ou GH) que promove o crescimento ósseo, cartilaginoso e muscular; LTH (hormônio lactogênio ou prolactina), que estimula as glândulas mamárias a produzirem leite; TSH (hormônio tireotrófico), que estimula a tireóide a produzir seus hormônios (T 3 = triiodotironina e T 4 = tetraiodotironina ou tiroxina); ACTH (hormônio adrenocorticotrófico) que estimula o córtex das adrenais a produzir seus hormônios (aldosterona, glicocorticóides e androgênio); MSH (hormônio estimulador de melanina) e hormônios gonadotróficos (FSH, LH e ICSH). Gigantismo (criança) e acromegalia (adulto) são causados por aumento do hormônio de crescimento, enquanto que o nanismo, por diminuição desse hormônio. Galactorréia e agalactorréia ocorrem por aumento e diminuição de prolactina, respectivamente. A neuro-hipófise (parte posterior) não produz hormônios, porém armazena e libera para o sangue os hormônios provenientes do hipotálamo, que são: ADH, que estimula a reabsorção de água nos túbulos contornados distais e tubos coletores, e Ocitocina, que promove a ejeção de leite pelas glândulas mamárias e as contrações uterinas durante o parto. A falta de ADH causa o diabetes insípidus (poliúria e polidipsia) e a falta de ocitocina dificulta o parto e a ejeção de leite. A tireóide produz T3 e T4, que estimulam o metabolismo celular e calcitonina que promove a fixação de cálcio nos ossos e cuja deficiência pode levar a osteoporose. 22

23 . O hipotireoidismo se manifesta por: bradicardia, mixedema (pele fria e ressecada), obesidade, lentidão, sonolência, cretinismo (recém nascido com retardo mental, físico e sexual) e bócio endêmico. O hipertireoidismo se manifesta por: taquicardia, pele quente, magreza, agitação, insônia e bócio exoftálmico. A presença de iodo no sal de cozinha é importante para prevenir o hipotireoidismo. As paratireóides produzem o paratormônio (PTH), que promove aumento do cálcio no sangue (absorvendo no intestino, reabsorvendo nos rins e retirando dos ossos). A hiperfunção desse hormônio causa desmineralização óssea (osteoporose) e calculose, enquanto que a hipofunção causa hipocalcemia que leva à tetania. O aumento de Ca++ no sangue leva a produção de calcitonina pela a tireóide, enquanto que a diminuição de Ca++ no sangue leva produção de PTH pelas paratireóides. As glândulas adrenais ou supra-renais são divididas em córtex e medula. O córtex produz aldosterona+, glicocorticóides (cortisol e cortisona) e androgênios. A aldosterona promove reabsorção de Na+, Cl- e água nos TCDs (néfrons). Os glicocorticóides promovem gliconeogênese, são antiinflamatórios e anti-alérgicos. Os androgênios promovem características masculinas. A hiperfunção da adrenal causa síndrome de Cushing (edemas, pressão alta, infecções, hiperglicemia e exacerbação de características masculinas). A hipofunção da adrenal causa a doença de Addison (pressão baixa, hipoglicemia). A medula das adrenais produz adrenalina que prepara o organismo deixando-o mais apto a enfrentar ou fugir de situações de perigo. Alguns efeitos da adrenalina que melhoram o condicionamento do organismo são: dilatação pupilar, broncodilatação, taquicardia, vasoconstricção superficial e glicogenólise. O pâncreas é uma glândula mista e a sua parte endócrina (Ilhotas de lagerhans) é formada por células beta que produzem insulina (diminui a taxa de glicose no sangue e estimula a formação de glicogênio no fígado e músculos) e células alfa que produzem glucagon (promove glicogenólise, liberando glicose para o sangue). A falta de insulina causa o diabetes mellitus (hiperglicemia, glicosúria, poliúria, polidipsia e polifagia). O aumento de glicose no sangue leva a produção de insulina pela pâncreas, enquanto que a diminuição de glicose no sangue leva a produção de glucagon. EXERCÍCIOS 1. (Acafe 2014) Boa parte do funcionamento do corpo humano depende da comunicação entre células por meio de mensageiros químicos que viajam pelo sangue: os hormônios. A respeito dos hormônios marque com V as afirmações verdadeiras e com F as falsas. ( ) A oxitocina é produzida na glândula neuroipófise e estimula a contração das musculaturas do útero e das glândulas mamárias. ( ) A adrenalina causa aceleração dos batimentos cardíacos e a diminuição da concentração de glicose no sangue. ( ) O glucagon é produzido no pâncreas e aumenta a concentração de glicogênio no fígado. ( ) A calcitocina é um hormônio produzido pela tireoide que eleva a concentração de cálcio do sangue. A sequência correta, de cima para baixo, é: a) V - V - F - V b) V - F - F - F c) V - F - V - F d) F - V - V - F 23

24 2. (Upf 2014) Dois homens atingidos pela árvore que caiu na tarde do último sábado no Parque da Redenção, em Porto Alegre, seguem internados no Hospital de Pronto Socorro. (...) Uma das vítimas, um jovem de 21 anos, realizou uma cirurgia na tarde de domingo (...). Ele foi atingido na região abdominal e perdeu 30% do estômago, o baço inteiro e 70% do pâncreas. (Zero Hora, 02/09/13 - Adaptado). O fato de o jovem perder o baço e parte do pâncreas tem influência sobre seu organismo porque as funções desses dois órgãos correspondem, respectivamente, a: a) produção de glucagon e produção de insulina. b) produção de adrenalina e filtragem do sangue para remoção de micro-organismos. c) destruição de hemácias envelhecidas e produção de insulina. d) produção de glucagon e produção de adrenalina. e) destruição de hemácias envelhecidas e filtragem do sangue para remoção de micro-organismos. 3. (Uel 2014) Nas grandes cidades, encontramos indivíduos submetidos a jornadas de trabalho com longos períodos em jejum, como também indivíduos que se alimentam excessivamente de carboidratos em refeições rápidas. Com base nessas considerações e nos conhecimentos sobre as ações dos hormônios insulina e glucagon, assinale a alternativa correta. a) Com a redução da taxa de glicose no sangue, as células do fígado liberam insulina que age no pâncreas, quebrando o glicogênio em glicose. b) Com a redução da taxa de glicose no sangue, as células do pâncreas liberam glicogênio na forma de insulina que estimula o fígado a armazenar glucagon na forma de glicogênio. c) Com a redução da taxa de glicose no sangue, as células do pâncreas liberam glucagon que age no fígado, quebrando o glicogênio em glicose. d) Com o aumento da taxa de glicose no sangue, as células do fígado liberam glucagon que estimula o pâncreas a armazenar glicose na forma de insulina. e) Com o aumento da taxa de glicose no sangue, as células do pâncreas liberam glucagon que estimula o fígado a armazenar insulina na forma de glicogênio. 4. (Uemg 2014) Esta passagem foi retirada de A mão e a luva, de Machado de Assis:... Guiomar curvou a cabeça e esteve alguns instantes a perpassar os dedos pelas teclas, enquanto Luís Alves, tirando de cima do piano outra música, dizia-lhe: - Podia dar-nos este pedaço de Bellini, se quisesse. Guiomar pegou maquinalmente na música e abriu-a na estante. - Era então vontade sua? perguntou ela continuando o assunto interrompido do diálogo. - Vontade certamente, porque era necessidade. - Necessidade - tornou ela começando a tocar, menos por tocar que por encobrir a voz; mas necessidade por quê? - Por uma razão muito simples, porque a amo. (...) Guiomar sentou-se outra vez muda, despeitada, a bater-lhe o coração como nunca lhe batera em nenhuma outra ocasião da vida, nem de susto, nem de cólera, nem... de amor, ia eu a dizer, sem que ela o houvesse sentido jamais. Não se demorou muito tempo ali; com a mão trêmula folheou a música que estava aberta na estante, deixou-a logo e levantou-se. A reação de Guiomar à segunda resposta de Luís Alves está diretamente ligada aos efeitos da a) epinefrina. b) insulina. c) somatotrofina. d) acetilcolina. 5. (Ufpr 2013) Louco por um saleiro, sal foi uma das primeiras palavras que o garoto aprendeu a falar, antes de completar 1 ano de idade. Quando conseguiu caminhar com as próprias pernas, passou a revirar os armários da cozinha em busca de tudo que fosse salgado e, sempre que podia, atacava o saleiro. Aos 3 anos e meio, por causa da suspeita de puberdade precoce, o menino foi internado num hospital. (Fonte: Christante, L. Sede de sal. Revista Unesp Ciência, n.17, 2011.) O apetite por sal da criança, cujo relato tornou-se clássico na história da Medicina, era causado por um desequilíbrio endócrino. Após a sua morte, descobriu-se que a criança apresentava uma deficiência na produção de: a) aldosterona pelas glândulas adrenais. b) insulina pelo pâncreas. c) tiroxina pela tireoide. d) vasopressina pelo hipotálamo. e) somatotrofina pela hipófise. 24

25 . 6. (Uern 2012) Sintomas como sede insaciável, diurese excessiva e distúrbios hidroeletrolíticos sem hiperglicemia, podem indicar deficiência de hormônio. Esses sintomas referem-se ao quadro clínico e carência de um hormônio que podem ser representados por a) diabetes melito e glucagon. b) diabetes insípido e vasopressina. c) diabetes insípido e insulina. d) diabetes melito e insulina. 7. (Upe 2012) O aleitamento materno é a estratégia isolada, que mais previne mortes infantis, além de promover a saúde física, mental e psíquica da criança e da mulher que amamenta. (Fonte: Observe, na figura a seguir, as glândulas envolvidas no processo de amamentação. Sobre elas, analise as seguintes afirmativas: I. A hipófise é dividida em duas porções: adenoipófise e a neuroipófise. É uma glândula mista que apresenta regiões endócrinas e exócrinas, como ocorre com o pâncreas. II. A adenoipófise, porção anterior da hipófise, não apresenta ductos associados à porção secretora e produz a prolactina, que é um hormônio, que estimula a produção de leite nas glândulas mamárias, durante a gravidez e a amamentação. III. As glândulas mamárias apresentam a porção secretora associada a ductos que lançam sua secreção, o leite materno, para o exterior do corpo, consistindo em uma glândula exócrina, semelhante às glândulas lacrimais e sudoríparas. IV. A porção posterior da hipófise, ou seja, a neuroipófise, secreta a ocitocina, um hormônio, que induz à liberação do leite na amamentação, quando o bebê suga. A sucção, por sua vez, provoca um aumento da liberação de ocitocina, como indicam as setas da figura. Estão corretas apenas a) I e II. b) I, II e III. c) II e III. d) II, III e IV. e) I, III e IV. 8. (Ufsj 2012) Considerando que nas relações entre as glândulas hipófise e a tireoide há uma realimentação negativa, é CORRETO afirmar que a) uma não tem influência sobre a outra. b) a produção de hormônio estimulador da tireoide (TSH) pela hipófise estimula a produção de tiroxina, e a tiroxina inibe a produção de TSH. c) a produção de hormônio estimulador da tireoide (TSH) pela hipófise estimula a produção de tiroxina, mas esta não tem efeito sobre a hipófise. d) há uma inibição mútua entre a hipófise e a tireoide. 9. (Uftm 2011) Analise o gráfico de um experimento, onde o hormônio utilizado foi aplicado em mamíferos. 25

Sistema circulatório. Componentes: - Vasos sanguíneos. - Sangue (elementos figurados e plasma) - Coração

Sistema circulatório. Componentes: - Vasos sanguíneos. - Sangue (elementos figurados e plasma) - Coração Fisiologia Humana Sistema circulatório Componentes: - Sangue (elementos figurados e plasma) - Vasos sanguíneos - Coração Vasos sanguíneos Artérias Vasos com paredes espessas e elásticas por onde circula

Leia mais

FISIOLOGIA RENAL EXERCÍCIOS DE APRENDIZAGEM

FISIOLOGIA RENAL EXERCÍCIOS DE APRENDIZAGEM EXERCÍCIOS DE APRENDIZAGEM FISIOLOGIA RENAL 01. A sudorese (produção de suor) é um processo fisiológico que ajuda a baixar a temperatura do corpo quando está muito calor ou quando realizamos uma atividade

Leia mais

Sistema endócrino + Sistema nervoso. integração e controle das funções do organismo

Sistema endócrino + Sistema nervoso. integração e controle das funções do organismo Sistema endócrino Sistema endócrino + Sistema nervoso integração e controle das funções do organismo Sistema endócrino Conjunto de glândulas endócrinas que secretam hormônio Relembrando Glândulas que liberam

Leia mais

SISTEMA DIGESTÓRIO HUMANO. Definição Nutrição Alimentos Anatomia Fisiologia www.infopedia.pt/$sistema-digestivo,2

SISTEMA DIGESTÓRIO HUMANO. Definição Nutrição Alimentos Anatomia Fisiologia www.infopedia.pt/$sistema-digestivo,2 SISTEMA DIGESTÓRIO HUMANO Definição Nutrição Alimentos Anatomia Fisiologia www.infopedia.pt/$sistema-digestivo,2 Digestão É o conjunto de transformações fisioquímicas ou físico-químicas que os alimentos

Leia mais

SISTEMA DIGESTÓRIO - GABARITO:

SISTEMA DIGESTÓRIO - GABARITO: Prof. Helder SISTEMA DIGESTÓRIO - GABARITO: Resposta da questão 1: [E] A pepsina é uma enzima digestiva, produzida por glândulas da parede do estômago, que atua sobre as proteínas alimentares transformando-as

Leia mais

Sistemas do Corpo Humano

Sistemas do Corpo Humano Sistemas do Corpo Humano Sistema Digestório consegue energia e matéria prima. Cada órgão tem uma função específica no processo de transformação dos alimentos O QUE É UM SISTEMA????? Sistema Digestório

Leia mais

SISTEMA DIGESTÓRIO. Introdução

SISTEMA DIGESTÓRIO. Introdução SISTEMA DIGESTÓRIO Introdução Os animais não encontram no meio, em forma imediatamente utilizável, todos os alimentos ou nutrientes de que necessitam. A absorção direta de nutrientes ocorre, excepcionalmente,

Leia mais

EXERCÍCIOS - BIOLOGIA - FISIOLOGIA

EXERCÍCIOS - BIOLOGIA - FISIOLOGIA EXERCÍCIOS - BIOLOGIA - FISIOLOGIA 1. Lipases são enzimas relacionadas à digestão dos lipídios, nutrientes que, em excesso, levam ao aumento da massa corporal. Certos medicamentos para combate à obesidade

Leia mais

1. O esquema ao lado representa uma seção do tubo digestivo humano com alguns anexos. Observe as indicações e resolva os itens

1. O esquema ao lado representa uma seção do tubo digestivo humano com alguns anexos. Observe as indicações e resolva os itens Biologia - revisão 301 1. O esquema ao lado representa uma seção do tubo digestivo humano com alguns anexos. Observe as indicações e resolva os itens a) Cite o nome do substrato digerido pela principal

Leia mais

Sistema endócrino. Apostila 3 Página 22

Sistema endócrino. Apostila 3 Página 22 Sistema endócrino Apostila 3 Página 22 Sistema mensageiro Hormônios: informacionais, produzidas pelas glândulas endócrinas e distribuídas pelo sangue. Órgão-alvo: reage ao estímulo do hormônio. Sistema

Leia mais

SISTEMA ENDÓCRINO. Prof. Diego Ceolin

SISTEMA ENDÓCRINO. Prof. Diego Ceolin SISTEMA ENDÓCRINO Prof. Diego Ceolin INTRODUÇÃO Função: Atua juntamente com o sistema nervoso para o equilíbrio corporal ( Homeostase ) HOMEOSTASE Tendência permanente do organismo manter a constância

Leia mais

Você saberia responder aos questionamentos de forma cientificamente correta?

Você saberia responder aos questionamentos de forma cientificamente correta? Você saberia responder aos questionamentos de forma cientificamente correta? Como as fezes são formadas? Como a urina é formada no nosso corpo? Sistema Cardiovascular Funções Gerais: Transporte de nutrientes,

Leia mais

EXERCÍCIOS ON LINE DE CIÊNCIAS 8 AN0

EXERCÍCIOS ON LINE DE CIÊNCIAS 8 AN0 EXERCÍCIOS ON LINE DE CIÊNCIAS 8 AN0 1- Que órgão do sistema nervoso central controla nosso ritmo respiratório? Bulbo 2- Os alvéolos são formados por uma única camada de células muito finas. Explique como

Leia mais

Sistemas Excretores. Professor Fernando Stuchi

Sistemas Excretores. Professor Fernando Stuchi Sistemas Excretores Definição Para manutenção da vida de um organismo animal, todo alimento e substancia que são digeridas, as células absorvem os nutrientes necessários para o fornecimento de energia.

Leia mais

SISTEMA DIGESTIVO. Ciências Naturais 9º ano

SISTEMA DIGESTIVO. Ciências Naturais 9º ano SISTEMA DIGESTIVO Ciências Naturais 9º ano Digestão e Sistema Digestivo A digestão é o processo através do qual moléculas complexas dos alimentos são desdobradas, em moléculas mais simples que podem ser

Leia mais

Sistema Nervoso. Função: ajustar o organismo animal ao ambiente.

Sistema Nervoso. Função: ajustar o organismo animal ao ambiente. Sistema Nervoso Função: ajustar o organismo animal ao ambiente. Perceber e identificar as condições ambientais externas e as condições internas do organismo 1 LOCALIZAÇÃO: SISTEMA NERVOSO - CORPOS CELULARES:

Leia mais

Sistema Nervoso. Aula Programada Biologia. Tema: Sistema Nervoso

Sistema Nervoso. Aula Programada Biologia. Tema: Sistema Nervoso Aula Programada Biologia Tema: Sistema Nervoso 1) Introdução O sistema nervoso é responsável pelo ajustamento do organismo ao ambiente. Sua função é perceber e identificar as condições ambientais externas,

Leia mais

SISTEMA URINÁRIO. Prof. Me. Leandro Parussolo

SISTEMA URINÁRIO. Prof. Me. Leandro Parussolo SISTEMA URINÁRIO Prof. Me. Leandro Parussolo SISTEMA URINÁRIO Conjunto de órgãos e estruturas responsáveis pela filtração do sangue e consequente formação da urina; É o principal responsável pela eliminação

Leia mais

95% de água, 3% de substâncias orgânicas e 2% de sais minerais. uma secreção serosa outra secreção mucosa

95% de água, 3% de substâncias orgânicas e 2% de sais minerais. uma secreção serosa outra secreção mucosa SISTEMA DIGESTÓRIO SALIVA A saliva é um líquido claro, viscoso, alcalino (ph entre 6 e 7), que contém em sua composição: 95% de água, 3% de substâncias orgânicas e 2% de sais minerais. Além disso, também

Leia mais

Prof Weber Ciências 7ºANO

Prof Weber Ciências 7ºANO Prof Weber Ciências 7ºANO O que é a digestão? É a transformação dos alimentos em moléculas menores para que possam ser absorvidos pelo nosso corpo. Acontece em um tubo chamado TUBO DIGESTÓRIO. O tubo digestório

Leia mais

Excreção. Manutenção do equilíbrio de sal, água e remoção de excretas nitrogenadas.

Excreção. Manutenção do equilíbrio de sal, água e remoção de excretas nitrogenadas. Fisiologia Animal Excreção Manutenção do equilíbrio de sal, água e remoção de excretas nitrogenadas. Sistema urinario Reabsorção de açucar, Glicose, sais, água. Regula volume sangue ADH: produzido pela

Leia mais

FISIOLOGIA DO SISTEMA NERVOSO HUMANO

FISIOLOGIA DO SISTEMA NERVOSO HUMANO FISIOLOGIA DO SISTEMA NERVOSO HUMANO Controle do funcionamento do ser humano através de impulsos elétricos Prof. César Lima 1 Sistema Nervoso Função: ajustar o organismo animal ao ambiente. Perceber e

Leia mais

Sistema Endócrino: controle hormonal

Sistema Endócrino: controle hormonal Sistema Endócrino: controle hormonal Todos os processos fisiológicos estudados até agora, como digestão, respiração, circulação e excreção, estão na dependência do sistema que fabrica os hormônios. O sistema

Leia mais

BATERIA DE EXERCÍCIOS 8º ANO

BATERIA DE EXERCÍCIOS 8º ANO Professor: CRISTINO RÊGO Disciplina: CIÊNCIAS Assunto: FUNDAMENTOS DE GENÉTICA Belém /PA BATERIA DE EXERCÍCIOS 8º ANO 1. A importância da digestão para o nosso corpo é: a) desenvolver nosso organismo.

Leia mais

SISTEMA EXCRETOR PROFª CLÁUDIA LOBO

SISTEMA EXCRETOR PROFª CLÁUDIA LOBO SISTEMA EXCRETOR PROFª CLÁUDIA LOBO Excreção Mecanismo pelo qual os seres vivos recolhem seu lixo celular, como a amônia (NH 3 ), CO 2, água e sais. Desta forma, os seres vivos mantém a homeostase, isto

Leia mais

Sistema circulatório

Sistema circulatório Sistema circulatório O que é: também conhecido como sistema cardiovascular é formado pelo coração e vasos sanguíneos. Tal sistema é responsável pelo transporte de nutrientes, gases, hormônios, excreções

Leia mais

DATA: 18/ 12 / 2015 VALOR: 20 pontos NOTA: ASSUNTO: TRABALHO DE RECUPERAÇÃO SÉRIE: 8º Ano TURMA: NOME COMPLETO:

DATA: 18/ 12 / 2015 VALOR: 20 pontos NOTA: ASSUNTO: TRABALHO DE RECUPERAÇÃO SÉRIE: 8º Ano TURMA: NOME COMPLETO: DISCIPLINA: CIÊNCIAS PROFESSORES: Ludmila / Márcia DATA: 18/ 12 / 2015 VALOR: 20 pontos NOTA: ASSUNTO: TRABALHO DE RECUPERAÇÃO SÉRIE: 8º Ano TURMA: NOME COMPLETO: Nº: Orientações gerais: Este trabalho

Leia mais

SISTEMA CIRCULATÓRIO

SISTEMA CIRCULATÓRIO SISTEMA CIRCULATÓRIO FUNÇÕES DO SISTEMA CIRCULATÓRIO: Transporte de substâncias : * Nutrientes para as células. * Resíduos vindos das células. *Gases respiratórios. * Hormônios. OBS: O sangue também pode

Leia mais

- CAPÍTULO 3 - O SISTEMA CARDIOVASCULAR. 3) ANATOMIA DO CORAÇÃO HUMANO - O coração é um órgão oco localizado no meio do peito, na cavidade torácica;

- CAPÍTULO 3 - O SISTEMA CARDIOVASCULAR. 3) ANATOMIA DO CORAÇÃO HUMANO - O coração é um órgão oco localizado no meio do peito, na cavidade torácica; - CAPÍTULO 3 - O SISTEMA CARDIOVASCULAR 1) FUNÇÕES DO SISTEMA CARDIOVASCULAR - Propulsão do sangue por todo o organismo; - Transporte de substâncias como o oxigênio (O 2 ), dióxido de carbono ou gás carbônico

Leia mais

BIOLOGIA IACI BELO. www.iaci.com.br. 01. Identifique, na figura, as partes indicadas pelos números: 10:

BIOLOGIA IACI BELO. www.iaci.com.br. 01. Identifique, na figura, as partes indicadas pelos números: 10: BIOLOGIA IACI BELO www.iaci.com.br ASSUNTO: FISIOLOGIA Série: 2EM 01. Identifique, na figura, as partes indicadas pelos números: 1: 2: 3: 4 5: 6 7: 8 9: 10: 02. Explique por que o ventrículo esquerdo é

Leia mais

SISTEMA CARDIOVASCULAR

SISTEMA CARDIOVASCULAR SISTEMA CARDIOVASCULAR Professora: Edilene biologolena@yahoo.com.br Sistema Cardiovascular Sistema Cardiovascular Composto pelo coração, pelos vasos sanguíneos e pelo sangue; Tem por função fazer o sangue

Leia mais

Recuperação. Células tecidos órgãos sistemas. - As células são as menores unidades vivas e são formadas por três regiões:

Recuperação. Células tecidos órgãos sistemas. - As células são as menores unidades vivas e são formadas por três regiões: Recuperação Capítulo 01 - Níveis de organização Células tecidos órgãos sistemas - As células são as menores unidades vivas e são formadas por três regiões: A- Membrana Plasmática - Revestimento da célula;

Leia mais

Para quê precisamos comer?

Para quê precisamos comer? Para quê precisamos comer? Para a reposição de água, substratos energéticos, vitaminas e sais minerais. O TUBO DIGESTIVO E SUAS PRINCIPAIS ESTRUTURAS O Trato Gastrointestinal (TGI) Digestive System (Vander,

Leia mais

Aula 9 Sistema digestório

Aula 9 Sistema digestório Aula 9 Sistema digestório Os alimentos fornecem nutrientes para construção de estruturas celulares e, ainda, liberação de energia para as atividades celulares. A função da digestão é converter os alimentos

Leia mais

ZOOLOGIA E HISTOLOGIA ANIMAL

ZOOLOGIA E HISTOLOGIA ANIMAL ZOOLOGIA E HISTOLOGIA ANIMAL Sistema Endócrino Prof. Fernando Stuchi Introdução Os mensageiros químicos do corpo (hormônios) são produzidos pelas glândulas endócrinas ou glândulas de secreção interna,

Leia mais

95% de água, 3% de substâncias orgânicas e 2% de sais minerais. uma secreção serosa outra secreção mucosa

95% de água, 3% de substâncias orgânicas e 2% de sais minerais. uma secreção serosa outra secreção mucosa SISTEMA DIGESTÓRIO SALIVA A saliva é um líquido claro, viscoso, alcalino (ph entre 6 e 7), que contém em sua composição: 95% de água, 3% de substâncias orgânicas e 2% de sais minerais. Além disso, também

Leia mais

Sistema Circulatório. Sistema Circulatório. Ciências Naturais 9º ano

Sistema Circulatório. Sistema Circulatório. Ciências Naturais 9º ano Sistema Circulatório Índice Sangue Coração Ciclo cardíaco Vasos sanguíneos Pequena e grande circulação Sistema linfático Sangue Promove a reparação de tecidos lesionados. Colabora na resposta imunológica

Leia mais

BIOLOGIA AULA 03. c) diabetes tipo II. d) hipertensão arterial.

BIOLOGIA AULA 03. c) diabetes tipo II. d) hipertensão arterial. BIOLOGIA Prof. Hélder Telles AULA 03 1. (Fgv 2015) O pâncreas é uma glândula anfícrina, ou seja, com dupla função, desempenhando um papel junto ao sistema digestório na produção de enzimas, tais como amilases

Leia mais

10/09/2015. Glândula pineal. Hormônio Melatonina : produzido à noite, na ausência de luz. Crescimento; Regulação do sono; CONTROLE HORMONAL

10/09/2015. Glândula pineal. Hormônio Melatonina : produzido à noite, na ausência de luz. Crescimento; Regulação do sono; CONTROLE HORMONAL Glândulas endócrinas e tecidos que secretam hormônios; Coordena funções do organismo CONTROLE HORMONAL S. Nervoso + S. endócrino = Homeostase Mensageiros químicos; Atuam em um tecido ou órgão alvo específico;

Leia mais

Fazendo a digestão. A voz do professor. A voz do professor. De onde provém a energia necessária para o movimento dos automóveis?...

Fazendo a digestão. A voz do professor. A voz do professor. De onde provém a energia necessária para o movimento dos automóveis?... A U A UL LA Fazendo a digestão Atenção De onde provém a energia necessária para o movimento dos automóveis? Nosso corpo é semelhante a um carro. Como você acha que conseguimos energia para viver? Um corpo

Leia mais

FISIOLOGIA DIGESTIVA

FISIOLOGIA DIGESTIVA EXERCÍCIOS DE APRENDIZAGEM FISIOLOGIA DIGESTIVA 01. Na digestão, a redução dos alimentos a partículas através de processos mecânicos tem por finalidade: a) facilitar a eliminação de substâncias inúteis

Leia mais

BATERIA DE EXERCÍCIOS 8º ANO

BATERIA DE EXERCÍCIOS 8º ANO Professor: CRISTINO RÊGO Disciplina: CIÊNCIAS Assunto: SISTEMAS HUMANOS: EXCRETOR E CIRCULATÓRIO Belém /PA BATERIA DE EXERCÍCIOS 8º ANO 1. Coloque C ou E e corrija se necessário: ( ) Os rins recebem sangue

Leia mais

BIOLOGIA 7B-AULA 19 E 20. Sistema Digestório

BIOLOGIA 7B-AULA 19 E 20. Sistema Digestório BIOLOGIA 7B-AULA 19 E 20 Sistema Digestório DIGESTÃO Processos mecânicos e químicos sofridos pelos alimentos para serem convertidos em moléculas muito pequenas possíveis de serem absorvidas e transportadas

Leia mais

Sistema Nervoso Professor: Fernando Stuchi

Sistema Nervoso Professor: Fernando Stuchi Fisiologia Animal Sistema Nervoso Sistema Nervoso Exclusivo dos animais, vale-se de mensagens elétricas que caminham pelos nervos mais rapidamente que os hormônios pelo sangue. Mantido vivo pela eletricidade,

Leia mais

Biologia I. Sistema Digestório. Módulos 3 e 4: Digestão Humana I e II. Prof a. Fabíola Martins

Biologia I. Sistema Digestório. Módulos 3 e 4: Digestão Humana I e II. Prof a. Fabíola Martins Biologia I Sistema Digestório Módulos 3 e 4: Digestão Humana I e II Prof a. Fabíola Martins 1- Sistema digestório humano 1.1-Tubo digestório: Cavidade bucal faringe esôfago estômago Intestino delgado Intestino

Leia mais

Funções do sistema digestório

Funções do sistema digestório Sistema digestório Funções do sistema digestório Ingestão Digestão Absorção dos nutrientes Eliminação dos restos não-digeridos ou não absorvidos Processos Físicos Digestão Processos Químicos língua Cavidade

Leia mais

ANATOMIA HUMANA I. Sistema Digestório. Prof. Me. Fabio Milioni. Função: - Preensão - Mastigação - Deglutição - Digestão - Absorção - Defecação

ANATOMIA HUMANA I. Sistema Digestório. Prof. Me. Fabio Milioni. Função: - Preensão - Mastigação - Deglutição - Digestão - Absorção - Defecação ANATOMIA HUMANA I Sistema Digestório Prof. Me. Fabio Milioni Função: - Preensão - Mastigação - Deglutição - Digestão - Absorção - Defecação Sistema Digestório 1 Órgãos Canal alimentar: - Cavidade oral

Leia mais

Aula 4: Sistema digestório

Aula 4: Sistema digestório Aula 4: Sistema digestório Sistema digestório As proteínas, lípideos e a maioria dos carboidratos contidos nos alimentos são formados por moléculas grandes demais para passar pela membrana plasmática e

Leia mais

SISTEMA DIGESTÓRIO. Quitéria Paravidino

SISTEMA DIGESTÓRIO. Quitéria Paravidino SISTEMA DIGESTÓRIO Quitéria Paravidino PROCESSOS DIGESTÓRIOS Ingestão:captar alimento pela boca; Mistura e movimentação do alimento:contrações musculares misturam o alimento e as secreções e movimentam

Leia mais

Professora: Ms Flávia

Professora: Ms Flávia Professora: Ms Flávia Sua principal função é: Transporte de nutrientes necessários à alimentação das células; Transporte de gás oxigênio necessário à respiração celular; Remoção de gás carbônico produzido

Leia mais

Anatomia e Fisiologia Humana

Anatomia e Fisiologia Humana Introdução Boa parte do funcionamento do corpo humano depende da comunicação entre as células por meio de mensageiros químicos que viajam pelos sangue. Conjunto de células produtoras de hormônios. Hormônios

Leia mais

SISTEMA NERVOSO. Juntamente com o sistema endócrino, capacitam o organismo a:

SISTEMA NERVOSO. Juntamente com o sistema endócrino, capacitam o organismo a: SISTEMA NERVOSO Juntamente com o sistema endócrino, capacitam o organismo a: perceber as variações do meio (interno e externo), a difundir as modificações que essas variações produzem executar as respostas

Leia mais

GOIÂNIA, / / 2015 PROFESSOR: MARIO NETO

GOIÂNIA, / / 2015 PROFESSOR: MARIO NETO GOIÂNIA, / / 2015 PROFESSOR: MARIO NETO DISCIPLINA: CIÊNCIAS NATURAIS SÉRIE: 2º ALUNO(a): No Anhanguera você é + Enem 1) Elabore o roteiro de estudos: a. Quais são as vias excretoras do nosso corpo? b.

Leia mais

Regulação dos níveis iônicos do sangue (Na +, K +, Ca 2+, Cl -, HPO 4. , K +, Mg 2+, etc...)

Regulação dos níveis iônicos do sangue (Na +, K +, Ca 2+, Cl -, HPO 4. , K +, Mg 2+, etc...) Regulação dos níveis iônicos do sangue (Na +, K +, Ca 2+, Cl -, HPO 4 2-, K +, Mg 2+, etc...) Regulação do equilíbrio hidrossalino e da pressão arterial; Regulação do ph sanguíneo (H +, HCO 3- ); Síntese

Leia mais

Sistema Endócrino Sistema Endócrino Sistema Endócrino Sistema Endócrino Sistema Endócrino Sistema Endócrino Mensagem Química: Hormônios Os hormônios são substâncias químicas liberadas na corrente sanguínea

Leia mais

Sistema Endócrino. Introdução. Glândulas e suas secreções. 1. Hipotálamo: 2. Hipófise anterior (adeno-hipófise):

Sistema Endócrino. Introdução. Glândulas e suas secreções. 1. Hipotálamo: 2. Hipófise anterior (adeno-hipófise): Introdução Sistema Endócrino O sistema endócrino é composto por um grupo de tecidos especializados (glândulas) cuja função é produzir e liberar na corrente sanguínea substâncias chamadas Hormônios. Os

Leia mais

Para viver, crescer e manter o nosso organismo, precisamos consumir alimentos. Mas o que acontece com os alimentos que ingerimos? Como os nutrientes

Para viver, crescer e manter o nosso organismo, precisamos consumir alimentos. Mas o que acontece com os alimentos que ingerimos? Como os nutrientes PROFESSORA NAIANE Para viver, crescer e manter o nosso organismo, precisamos consumir alimentos. Mas o que acontece com os alimentos que ingerimos? Como os nutrientes dos alimentos, chegam às células do

Leia mais

05/10/2013 SISTEMA CIRCULATÓRIO. Evolução do sistema circulatório. Fisiologia do Sistema Circulatório ou Cardiovascular

05/10/2013 SISTEMA CIRCULATÓRIO. Evolução do sistema circulatório. Fisiologia do Sistema Circulatório ou Cardiovascular SISTEMA CIRCULATÓRIO Prof.Msc.MoisésMendes professormoises300@hotmail.com www.moisesmendes.com Fisiologia do Sistema Circulatório ou Cardiovascular Esse sistema é constituído por um fluido circulante (o

Leia mais

Como funciona o coração?

Como funciona o coração? Como funciona o coração? O coração é constituído por: um músculo: miocárdio um septo duas aurículas dois ventrículos duas artérias: aorta pulmonar veias cavas: inferior superior veias pulmonares válvulas

Leia mais

ANATOMIA E FISIOLOGIA

ANATOMIA E FISIOLOGIA ANATOMIA E FISIOLOGIA SITEMA DIGESTÓRIO Enfª Renata Loretti Ribeiro 2 3 SISTEMA DIGESTÓRIO Introdução O trato digestório e os órgãos anexos constituem o sistema digestório. O trato digestório é um tubo

Leia mais

Anatomia e Fisiologia Humana

Anatomia e Fisiologia Humana Componentes Vias Respiratórias A) Cavidades ou Fossas Nasais; B) Boca; C) Faringe; D) Laringe; E) Traqueia; F) Brônquios; G) Bronquíolos; H) Pulmões Cavidades ou Fossas Nasais; São duas cavidades paralelas

Leia mais

BIOLOGIA SISTEMA EXCRETOR

BIOLOGIA SISTEMA EXCRETOR BIOLOGIA Prof. Helder SISTEMA EXCRETOR ANATOMIA O sistema excretor é formado por um conjunto de órgãos que filtram o sangue, produzem e excretam a urina - o principal líquido de excreção do organismo.

Leia mais

APARELHO EXCRETOR HUMANO

APARELHO EXCRETOR HUMANO Disciplina: Biologia Série: 2ª série EM - 1º TRIM Professora: Ivone Azevedo da Fonseca Assunto: Aparelho Excretor Humano APARELHO EXCRETOR HUMANO O descarte dos produtos indesejáveis e a regulação hidrossalina

Leia mais

47 Por que preciso de insulina?

47 Por que preciso de insulina? A U A UL LA Por que preciso de insulina? A Medicina e a Biologia conseguiram decifrar muitos dos processos químicos dos seres vivos. As descobertas que se referem ao corpo humano chamam mais a atenção

Leia mais

Regulação nervosa e hormonal Sistema nervoso Sistema hormonal Natureza das mensagens nervosas e hormonais Desequilíbrios e doenças

Regulação nervosa e hormonal Sistema nervoso Sistema hormonal Natureza das mensagens nervosas e hormonais Desequilíbrios e doenças Funcionamento e coordenação nervosa Regulação nervosa e hormonal Sistema nervoso Sistema hormonal Natureza das mensagens nervosas e hormonais Desequilíbrios e doenças No Sistema Nervoso as mensagens são

Leia mais

b) Qual a pressão arterial de uma pessoa jovem, normal, e quantos batimentos cardíacos por minuto tem em média? R.:

b) Qual a pressão arterial de uma pessoa jovem, normal, e quantos batimentos cardíacos por minuto tem em média? R.: PROFESSOR: Mônica Narciso BANCO DE QUESTÕES - BIOLOGIA - 2ª SÉRIE - ENSINO MÉDIO ============================================================================================== Questões Discursivas 01-

Leia mais

A respiração ocorre dia e noite, sem parar. Nós podemos sobreviver determinado tempo sem alimentação, mas não conseguimos ficar sem respirar por mais

A respiração ocorre dia e noite, sem parar. Nós podemos sobreviver determinado tempo sem alimentação, mas não conseguimos ficar sem respirar por mais PROFESSORA NAIANE A respiração ocorre dia e noite, sem parar. Nós podemos sobreviver determinado tempo sem alimentação, mas não conseguimos ficar sem respirar por mais de alguns poucos minutos. Você sabe

Leia mais

Hemodinâmica. Cardiovascular. Fisiologia. Fonte: http://images.sciencedaily.com/2008/02/080226104403-large.jpg

Hemodinâmica. Cardiovascular. Fisiologia. Fonte: http://images.sciencedaily.com/2008/02/080226104403-large.jpg Fonte: http://images.sciencedaily.com/2008/02/080226104403-large.jpg Fisiologia Cardiovascular Hemodinâmica Introdução O sistema circulatório apresenta várias funções integrativas e de coordenação: Função

Leia mais

Sistema Respiratório

Sistema Respiratório Sistema Respiratório Importância: A partir da utilização de oxigênio é possível oxidar substâncias orgânicas e produzir energia na forma de ATP. Uma estrutura de trocas deve ser úmida, permeável e fina.

Leia mais

CIÊNCIAS 8º ano 2º Trimestre / 2015 BATERIA DE EXERCÍCIOS COMPLEMENTARES

CIÊNCIAS 8º ano 2º Trimestre / 2015 BATERIA DE EXERCÍCIOS COMPLEMENTARES CIÊNCIAS 8º ano 2º Trimestre / 2015 BATERIA DE EXERCÍCIOS COMPLEMENTARES 1. Diferencie que órgão do sistema nervoso central controla nosso ritmo respiratório? 2. Os alvéolos são formados por uma única

Leia mais

COLÉGIO XIX DE MARÇO excelência em educação PROVA DE RECUPERAÇÃO ANUAL DE CIÊNCIAS

COLÉGIO XIX DE MARÇO excelência em educação PROVA DE RECUPERAÇÃO ANUAL DE CIÊNCIAS COLÉGIO XIX DE MARÇO excelência em educação 2012 PROVA DE RECUPERAÇÃO ANUAL DE CIÊNCIAS Aluno(a): Nº Ano: 8º Turma: Data: / /2013 Nota: Professor(a): Karina Valor da Prova: 90 pontos MATUTINO: Orientações

Leia mais

Sistema Urinário. Profe. Cristiane Rangel 8º ano Ciências

Sistema Urinário. Profe. Cristiane Rangel 8º ano Ciências Sistema Urinário Profe. Cristiane Rangel 8º ano Ciências O sistema urinário ANTONIA REEVE / SCIENCE PHOTO LIBRARY O rim foi o primeiro órgão vital a ser transplantado com sucesso em pessoas. Qual a função

Leia mais

Sistema nervoso Sistema Nervoso Central (SNC) Sistema Nervoso Periférico

Sistema nervoso Sistema Nervoso Central (SNC) Sistema Nervoso Periférico SISTEMA NERVOSO Sistema nervoso Funções: Coordena o funcionamento dos outros sistemas. Controla os movimentos (voluntários e involuntários). É responsável pela recepção de estímulos externos e pela resposta

Leia mais

Sistema Digestivo - Função

Sistema Digestivo - Função Sistema Digestivo Fome Saciedade Sistema Digestivo - Função O organismo humano recebe os nutrientes através dos alimentos. Estes alimentos têm de ser transformados em substâncias utilizáveis, envolvendo

Leia mais

SISTEMA EXCRETOR (URINÁRIO) RIO) Rins: morfologia e funcionamento Regulação hormonal Distúrbios mais comuns Excreção de compostos nitrogenados

SISTEMA EXCRETOR (URINÁRIO) RIO) Rins: morfologia e funcionamento Regulação hormonal Distúrbios mais comuns Excreção de compostos nitrogenados SISTEMA EXCRETOR (URINÁRIO) RIO) Rins: morfologia e funcionamento Regulação hormonal Distúrbios mais comuns Excreção de compostos nitrogenados Regulação osmótica SISTEMA URINÁRIO HUMANO adrenal Veia cava

Leia mais

SISTEMA NERVOSO 2 Profº Moisés Araújo

SISTEMA NERVOSO 2 Profº Moisés Araújo SISTEMA NERVOSO 2 Profº Moisés Araújo www.bioloja.com EMBRIOGÊNESE DO SN DIVISÃO DO SN O SISTEMA NERVOSO O SNC recebe, analisa e integra informações. É o local onde ocorre a tomada de decisões e o envio

Leia mais

Glândulas endócrinas:

Glândulas endócrinas: SISTEMA ENDOCRINO Glândulas endócrinas: Funções: Secreções de substâncias (hormônios) que atuam sobre célula alvo Regulação do organismo (homeostase) Hormônios: Substâncias químicas que são produzidas

Leia mais

COLÉGIO ALEXANDER FLEMING SISTEMA RESPIRATÓRIO. Profª Fernanda Toledo

COLÉGIO ALEXANDER FLEMING SISTEMA RESPIRATÓRIO. Profª Fernanda Toledo COLÉGIO ALEXANDER FLEMING SISTEMA RESPIRATÓRIO Profª Fernanda Toledo RECORDAR Qual a função do alimento em nosso corpo? Por quê comer????? Quando nascemos, uma das primeiras atitudes do nosso organismo

Leia mais

Sistema Nervoso. Corpo celular constituída pela membrana, organelas e núcleo celular.

Sistema Nervoso. Corpo celular constituída pela membrana, organelas e núcleo celular. Neurônio Sistema Nervoso Corpo celular constituída pela membrana, organelas e núcleo celular. Dendritos prolongamentos ramificados que captam os estímulos nervosos. Axônio prolongamento único e responsável

Leia mais

Aluno (a): Turma: Data: / / Lista de exercícios de Ciências 8º ano

Aluno (a): Turma: Data: / / Lista de exercícios de Ciências 8º ano Aluno (a): Turma: Data: / / Lista de exercícios de Ciências 8º ano 1. Na pirâmide alimentar, que alimentos precisam ser consumidos em maior quantidade? a) Carboidratos complexos, como alimentos integrais

Leia mais

EXERCÍCIOS DE BIOLOGIA RECUPERAÇÃO FINAL 2º ANO - EM PROFª. MARCELLA BRAGA

EXERCÍCIOS DE BIOLOGIA RECUPERAÇÃO FINAL 2º ANO - EM PROFª. MARCELLA BRAGA EXERCÍCIOS DE BIOLOGIA RECUPERAÇÃO FINAL 2º ANO - EM PROFª. MARCELLA BRAGA 1) O diagrama abaixo representa uma das hipóteses sobre a evolução dos animais metazoários. Nele, os retângulos com os números

Leia mais

SISTEMA ENDÓCRINO SISTEMA HORMONAL

SISTEMA ENDÓCRINO SISTEMA HORMONAL SISTEMA ENDÓCRINO SISTEMA HORMONAL HORMÔNIOS 1. MENSAGEIROS QUÍMICOS PRODUZIDOS PELAS GLÂNDULAS ENDÓCRINAS. 2. REGULADORES: - (ESTIMULANTES OU INIBIDORES) - (CRESCIMENTO, METABOLISMO, REPRODUÇÃO, ETC.)

Leia mais

Fluxo sanguíneo - 21% do débito cardíaco.

Fluxo sanguíneo - 21% do débito cardíaco. Função renal: excreção, controle do volume e composição dos líquidos corporais. Composto por um par de rins, um par de ureteres, pela bexiga urinária e pela uretra. Os rins situam-se na parte dorsal do

Leia mais

- CAPÍTULO 14, 15 e 16 (até pág. 17) -

- CAPÍTULO 14, 15 e 16 (até pág. 17) - - CAPÍTULO 14, 15 e 16 (até pág. 17) - 1. As figuras abaixo apresentam esquemas da estrutura da parede de três tipos de vasos sanguíneos encontrados em mamíferos: a) Indique o nome de cada um dos vasos:

Leia mais

Prof. Me. Leandro Parussolo

Prof. Me. Leandro Parussolo HISTOFISIOLOGIA ANIMAL AULA - SISTEMA CARDIOVASCULAR Prof. Me. Leandro Parussolo SISTEMA CARDIOVASCULAR INTRODUÇÃO A função da circulação é realizada pelo sistema cardiovascular sistema vascular sanguíneo

Leia mais

SISTEMA ENDÓCRINO. Ornólia Paracampos

SISTEMA ENDÓCRINO. Ornólia Paracampos SISTEMA ENDÓCRINO Ornólia Paracampos CARACTERÍSTICAS Sistema de regulação e integração de funções O mediador químico é um hormônio Alcança o alvo via sangue Aã Ação mais lenta e mais duradoura d São glândulas

Leia mais

Organização do sistema nervoso

Organização do sistema nervoso Sistema nervoso Organização do sistema nervoso Sistema Nervoso Central (SNC) O encéfalo: O encéfalo dos mamíferos é dividido em: telencéfalo (cérebro), diencéfalo (tálamo, epitálamo e hipotálamo), mesencéfalo

Leia mais

18/02/2011. Introdução. Biologia. Tipos de alimentos. Tipos de alimentos. Colesterol... Tema:

18/02/2011. Introdução. Biologia. Tipos de alimentos. Tipos de alimentos. Colesterol... Tema: Biologia Tema: Nutrição e Sistema Digestório Módulo 01: Anatomia e fisiologia Marcos Vinícius Introdução É um conjunto de órgãos responsáveis pelas transformações mecânicas e químicas dos alimentos, tornando

Leia mais

CIÊNCIAS E PROGRAMA DE SAÚDE

CIÊNCIAS E PROGRAMA DE SAÚDE GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO CIÊNCIAS E PROGRAMA DE SAÚDE 12 CEEJA MAX DADÁ GALLIZZI PRAIA GRANDE - SP Aprender é a única coisa de que a mente nunca se cansa, nunca tem

Leia mais

Biologia. 8 o ano. Caderno 2

Biologia. 8 o ano. Caderno 2 Biologia 8 o ano Caderno 2 Módulos 7 e 8 1 A atividade das enzimas no organismo humano varia em função do grau de acidez do meio. Observe o gráfico e responda: Qual curva representa o local da ação da

Leia mais

Existem três tipos de glândulas: endócrinas (tireóide, suprarrenal), exócrinas (lacrimais, mamárias) e anfícrinas ou mistas (pâncreas)

Existem três tipos de glândulas: endócrinas (tireóide, suprarrenal), exócrinas (lacrimais, mamárias) e anfícrinas ou mistas (pâncreas) Existem três tipos de glândulas: endócrinas (tireóide, suprarrenal), exócrinas (lacrimais, mamárias) e anfícrinas ou mistas (pâncreas) É formado pelas glândulas endócrinas Essas tem origem no tecido epitelial

Leia mais

PSICOLOGIA. Sistema Nervoso. Prof. Helder Mauad/UFES 13/9/2011. Élio Waichert Júnior

PSICOLOGIA. Sistema Nervoso. Prof. Helder Mauad/UFES 13/9/2011. Élio Waichert Júnior Sistema Nervoso Autônomo PSICOLOGIA Élio Waichert Júnior Sistema Nervoso Central: Encéfalo (cérebro, bulbo, ponte, cerebelo) Medula Sistema Nervoso Sistema Nervoso Periférico: Nervos Periféricos 12 craniais

Leia mais

9/30/2014. Por que engenheiros biomédicos precisam estudar anatomia e fisiologia? Introdução. Fisiologia. Anatomia

9/30/2014. Por que engenheiros biomédicos precisam estudar anatomia e fisiologia? Introdução. Fisiologia. Anatomia Por que engenheiros biomédicos precisam estudar anatomia e fisiologia? Introdução à Anatomia e Fisiologia EN2319-Bases Biológicas para Engenharia I Reginaldo K Fukuchi Universidade Federal do ABC Por que

Leia mais

Roteiro de aulas teórico-práticas

Roteiro de aulas teórico-práticas Roteiro de aulas teórico-práticas Sistema digestório O sistema digestório humano é formado por um longo tubo musculoso, ao qual estão associados órgãos e glândulas que participam da digestão. Apresenta

Leia mais

S I S T E M A A D I G E S T Ó R I O P r o f º Fe r n a n d o B e l a n - B I O L O G I A M A I S

S I S T E M A A D I G E S T Ó R I O P r o f º Fe r n a n d o B e l a n - B I O L O G I A M A I S SISTEMA DIGESTÓRIO Profº Fe r n a n d o Belan - BIOLOGIA MAIS DIGESTÃO INTRACELULAR DIGESTÃO INTRACELULAR DIGESTÃO EXTRACELULAR DIGESTÓRIO INCOMPLETO Cnidários Platelmintos DIGESTÓRIO COMPLETO Nematelmintos

Leia mais

FISIOLOGIA RESPIRATÓRIA

FISIOLOGIA RESPIRATÓRIA EXERCÍCIOS DE APRENDIZAGEM FISIOLOGIA RESPIRATÓRIA 01. O transporte de CO 2 no sangue dos vertebrados é feito, principalmente, sob a forma de: a) carboxi-hemoglobina b) íons bicarbonato pela ação da anidrase

Leia mais

Responda as questões usando caneta azul ou preta. Respostas a lápis ou com rasuras não serão consideradas.

Responda as questões usando caneta azul ou preta. Respostas a lápis ou com rasuras não serão consideradas. Universidade Comunitária da Região de Chapecó UNOCHAPECÓ Curso de Agronomia Disciplina: Anatomia e Fisiologia dos animais domésticos Prova G2 Nome: Data: 27/11/2013 Responda as questões usando caneta azul

Leia mais

CURSINHO PRÉ VESTIBULAR BIOLOGIA PROFº EDUARDO 05/08/2013

CURSINHO PRÉ VESTIBULAR BIOLOGIA PROFº EDUARDO 05/08/2013 CURSINHO PRÉ VESTIBULAR BIOLOGIA PROFº EDUARDO 05/08/2013 FISIOLOGIA HUMANA SISTEMA DIGESTÓRIO A função do sistema digestório é retirar dos alimentos ingeridos os nutriente necessários para o desenvolvimento

Leia mais

DIGESTÃO HUMANA. Sistema Digestório. Professor: Fernando Stuchi. Enzimas Caminho da digestão Etapas da digestão

DIGESTÃO HUMANA. Sistema Digestório. Professor: Fernando Stuchi. Enzimas Caminho da digestão Etapas da digestão DIGESTÃO HUMANA 1. 2. 3. Enzimas Caminho da digestão Etapas da digestão Sistema Digestório Professor: Fernando Stuchi Dúvidas sobre Digestão Afinal o que é digestão? Conjunto de transformações físico-químicas

Leia mais

O corpo humano está organizado desde o mais simples até o mais complexo, ou seja, do átomo microscópico ao complexo organismo humano macroscópico.

O corpo humano está organizado desde o mais simples até o mais complexo, ou seja, do átomo microscópico ao complexo organismo humano macroscópico. 1 O corpo humano está organizado desde o mais simples até o mais complexo, ou seja, do átomo microscópico ao complexo organismo humano macroscópico. Note essa organização na figura abaixo. - Átomos formam

Leia mais