PEIXES - corpo coberto de escamas - barbatanas para nadar - respiram por guelras

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "PEIXES - corpo coberto de escamas - barbatanas para nadar - respiram por guelras"

Transcrição

1 Os animais do meu ambiente Há muitos animais na Natureza e todos são diferentes. Os animais estão adaptados ao ambiente em que vivem, pela forma do corpo, pela maneira como se deslocam, pela alimentação e pelos lugares onde se abrigam. Os animais deslocam-se para procurarem alimentos, para se defenderem dos seus inimigos e para se relacionarem com outros da mesma. Uns voam, outros nadam, correm, rastejam GRUPOS DE ANIMAIS PEIXES - corpo coberto de escamas - barbatanas para nadar - respiram por guelras AVES - corpo coberto de penas - bico - asas para voar - comem insectos e sementes BATRÁQUIOS - sem penas, nem pêlos, nem escamas - pele húmida - nadam na água e saltam na terra - comem insectos MAMÍFEROS - corpo coberto de pêlos - alimentam-se de leite enquanto pequenos - andam com patas RÉPTEIS - corpo coberto de escamas - rastejam - comem insectos INSECTOS - asas - três pares de patas - corpo dividido em cabeça, tórax e abdómen

2 OS MAMÍFEROS Os Mamíferos são, por exemplo, o javali, o texugo, a lebre, o coelho, o rato, o veado, o morcego, a raposa, o gato-bravo e o lobo. Tu próprio és também um Mamífero, tal como todas as pessoas. Como são? A pele é quase sempre coberta de pelos. Os filhotes bebem leite produzido nas glândulas mamárias da mãe, o que as Aves não fazem e os anfíbios muito menos. É precisamente porque têm maminhas e bebem leite que se chamam Mamíferos. Tal como as Aves, são animais de sangue quente. São os pelos que lhes permitem manter a temperatura do corpo mais ou menos constante, mesmo quando está frio. São o grupo mais evoluído dos animais. Onde vivem? Habitat Existem Mamíferos em todos os ambientes. Por exemplo, na floresta vive o javali; no mar vive a baleia e no ar vivem os morcegos (alimentam-se a voar mas abrigam-se em grutas e em casas velhas para descansar e dormir). Como se deslocam? Como vivem em todos os ambientes, também se deslocam de variadas maneiras. Os seres humanos andam, as raposas correm, os cangurus saltam, os morcegos voam e os golfinhos nadam. Como se reproduzem? Como têm os seus filhotes? Ao contrário dos outros grupos de animais, a maioria dos Mamíferos não põe ovos. Os filhotes desenvolvem-se na barriga da mãe. Por vezes, como nos cangurus, os filhotes estão pouco tempo dentro da barriga da mãe. Por isso, quando nascem, são ainda muito imperfeitos e precisam de ficar algum tempo numa bolsa que a mãe tem, até estarem completamente desenvolvidos. Como respiram? Por pulmões. Como se alimentam? Os Mamíferos têm vários tipos de alimentação. Alguns são carnívoros, como o lobo e o gato-bravo, que comem outros animais; outros são herbívoros, como o coelho, a lebre e o veado, que comem ervas e folhas. Outros, ainda, são omnívoros, como o javali, que, come frutos, raízes, insectos e outros pequenos animais. Tu também és um Mamífero omnívoro, pois comes vegetais (fruta, alface, etc.) e também comes carne.

3 Actividades: 1. Preenche a tabela de acordo com as características de cada animal. Animal Onde se desloca Como se desloca Com que se desloca Características do corpo do animal Pombo-bravo no ar voa asas bico, duas patas e penas. Javali Rã 2. Escreve o nome de alguns mamíferos que conheças.

4 O javali O javali é um animal de corpo robusto, de cabeça volumosa e focinho alongado. Os dentes caninos inferiores, também chamados navalhas, são uma autêntica lâmina, sempre afiada pelo contacto com os dentes superiores, com a qual o javali a utiliza como arma defensiva e para cortar os alimentos que come. A pelagem é constituída por pêlos grossos de grandes dimensões, duros e ásperos. Debaixo desta cobertura encontram-se as crinas, que protegem o animal contra o frio. A cor mais frequente para a pelagem é o cinzento-escuro, variando às vezes até ao negro-prateado ou ao arruivado. A pelagem de Verão (de Maio a Outubro) é mais curta e mais clara. A cor varia ainda com a idade, sendo os mais jovens (até aos seis meses) pardos com listas amarelo-acastanhado e adquirindo depois um tom uniforme castanho-claro. O javali pode atingir um comprimento entre 1,10m e 1,55m. MODO DE VIDA Uma característica dos javalis é a deslocação periódica que fazem. No Outono vão para perto dos campos cultivados, no Inverno refugiam-se nas matas e no Verão vão para os silvados e canaviais, deslocando-se no fim da tarde para os charcos ou lameiros para se banharem. A sua actividade é muito intensa durante a noite e durante o dia repousam.

5 1. Completa o quadro O javali Habitat Alimentação Locomoção Revestimento do corpo Reprodução O javali movimenta-se correndo, visto que assenta apenas no solo dois dedos ( o segundo e o quinto dedo de cada pata). As fêmeas engravidam uma ou duas vezes por ano, depois de uma gestação de 4 meses. O N de crias varia entre 2 e 7 podendo por vezes chegar às 9, dependendo da alimentação e do clima.

6 A raposa O focinho da raposa é saliente e pontiagudo e a boca apresenta 42 dentes possantes. A cauda é comprida e espessa, os membros são curtos, distinguindo-se facilmente de qualquer cão ou lobo. Possui orelhas de comprimento superior a 8 cm. Todos os anos a pelagem é substituída, num processo que tem início no fim da Primavera e dura cerca de 2 a 3 meses. O comprimento do tronco à cabeça é cerca de 60 a 90 cm. O comprimento da cauda é cerca de 35 a 40 cm. A raposa adapta-se bem podendo encontrar-se em ambientes tão diversos como desertos, prados, bosques pouco arborizados e zonas frias (até 300 m de altitude). Os seus principais alimentos parecem ser ratos, coelhos e lebres, galinhas e aves selvagens, e produtos vegetais tais como uvas e bolotas. Em caso de necessidade pode ainda comer répteis, peixes e ovos. A raposa durante a gestação, que dura cerca de 50 dias, a fêmea pode mudar várias vezes de toca, escolhendo a mais apropriada para dar à luz as suas crias. Estas nascem em ninhadas de 4 ou 5? Entre fins de Fevereiro e princípios de Abril. A raposa tem o corpo revestido de pêlos como quase todos os mamíferos. Durante o Outono e o Inverno, a sua actividade é essencialmente nocturna, aumentando bastante durante o dia quando chega o Verão.

7 Completa o quadro A raposa Habitat... Alimentação Locomoção O tipo de locomoção da raposa é a corrida. Revestimento do corpo Reprodução

8 A Lebre A lebre é algumas vezes confundida com o coelho. A lebre distingue-se pelo tamanho, pela cor amarelo-acastanhado e sobretudo pelas grandes orelhas maiores que o comprimento da cabeça e negras na extremidade. Outra das características da lebre é o grande comprimento dos seus membros posteriores, o que lhe permite adquirir velocidades na ordem dos 60km por hora. Além disso nada bem e trepa sem dificuldades. A lebre como é uma espécie herbívora, a base da sua alimentação é constituída por ervas e colheitas agrícolas. É um animal solitário que habita quer em bosques protegidos quer em terrenos abertos, com vegetação adequada. Normalmente tem três ninhadas por anos. O período de gestação é de 42 a 44 dias e a ninhada é constituída por uma ou duas crias que nascem já de olhos abertos e com pêlo, sendo amamentadas até às três semanas.

9 Completa o quadro A Lebre Habitat... Alimentação Locomoção A locomoção da lebre é a corrida. Revestimento do corpo Reprodução

10 O Coelho-bravo O coelho-bravo é um pequeno herbívoro que mede entre 35 e 50cm.Tem uma pelagem de cor acinzentada com laivos amareloacastanhados na nuca e nas patas. As orelhas são relativamente curtos. Quando em movimento, identifica-se pelo seu estilo de corrida em apertados ziguezagues. Vive em zonas onde o mato é abundante, preferindo os terrenos secos e arenosos, mais fáceis para a construção de tocas. A alimentação é constituída essencialmente por plantas herbáceas, raízes, grãos e mesmo cascas de algumas árvores. O coelho reproduz-se quase todo o ano. Cada fêmea tem três a sete ninhadas por ano, produzindo cada ninhada entre duas a sete crias, cegas, surdas e sem pêlo.

11 Completa o quadro O Coelho-bravo Habitat... Alimentação Locomoção Revestimento do corpo O coelho-bravo tem a pelagem de cor acinzentada com laivos amarelo- -acastanhados na nuca e nas patas. Reprodução

12 O Corço O corço é um animal herbívoro e apresenta uma dieta variada. Alimenta-se de ervas, frutos tenros, rebentos e ramos de árvores e arbustos. A cor do pêlo varia de castanhoacinzentado, no Inverno, a castanhoavermelhado, no Verão. A pelagem de Inverno é formada de pêlos longos e espessos e a de Verão por pêlos curtos e delgados. O corço tem uns membros finos e longos, dos quais os posteriores são mais compridos que os anteriores. Apenas o macho apresenta hastes. Este animal, em geral, vive nos bosques e florestas mas ao nascer do dia vem para o prado. O corço pesa entre 15 e 30 kg. O corço pasta durante a noite, embora o possa fazer durante o dia se não for perturbado. Tem uma excelente audição e uma boa capacidade olfactiva, o que lhe permite detectar melhor os movimentos do que as formas. O nascimento das crias ocorre entre Maio Junho. As crias acompanham a mãe até cerca de um ano de idade.

13 Completa o quadro O Corço Habitat... Alimentação Locomoção Revestimento do corpo Reprodução O nascimento das crias ocorre entre Maio e Junho.

14 Teste 3 ano Os animais do meu ambiente Nome : Data / / 1. O que são répteis? 2. Diz o nome de alguns mamíferos que conheças. 3. Liga o nome ao animal correspondente: A raposa O javali O corço O coelho-bravo A lebre

15 4. O javali é um animal de corpo robusto. Onde é que ele gosta de viver?. 5. O que come o javali? 6. A raposa tem o corpo revestido de pêlos como quase todos os mamíferos. Quais são os seus principais alimentos? 7. Onde é que ela gosta de viver? 8. Que tipo de alimentos gosta o coelho-bravo? 9. Como se movimenta este animal? 10. Qual é a base da alimentação da lebre? 11. Qual é o habitat da lebre? 12. De que se alimenta o corço?

Ficha Sumativa. Onde existe vida na Terra? Ambientes naturais: terrestres e aquáticos. Tema 2 - Terra em transformação.

Ficha Sumativa. Onde existe vida na Terra? Ambientes naturais: terrestres e aquáticos. Tema 2 - Terra em transformação. Ficha Sumativa Onde existe vida na Terra? Ambientes naturais: terrestres e aquáticos. Tema 2 - Terra em transformação. Bloco de trabalho 7 - Diversidade nos animais: como se alimentam. 1. A figura 1 representa,

Leia mais

truta - sapos - rãs - tartaruga - serpente - garça - andorinha - morcego - macaco

truta - sapos - rãs - tartaruga - serpente - garça - andorinha - morcego - macaco PROFESSOR: EQUIPE DE CIÊNCIAS BANCO DE QUESTÕES - CIÊNCIAS 3º ANO - ENSINO FUNDAMENTAL ========================================================================== 01- Marque com um (X) a(s) alternativa(s)

Leia mais

INFLUÊNCIA DOS FACTORES DO MEIO ADAPTAÇÕES MORFOLÓGICAS

INFLUÊNCIA DOS FACTORES DO MEIO ADAPTAÇÕES MORFOLÓGICAS INFLUÊNCIA DOS FACTORES DO MEIO A variação de factores do meio, como a luz, a humidade e a temperatura, pode determinar nos animais: - adaptações morfológicas ou - alterações no comportamento nos animais

Leia mais

Trabalho realizado por: João Rabaça. 11º Ano do Curso Técnico de gestão de Equipamentos Informáticos

Trabalho realizado por: João Rabaça. 11º Ano do Curso Técnico de gestão de Equipamentos Informáticos Trabalho realizado por: João Rabaça 11º Ano do Curso Técnico de gestão de Equipamentos Informáticos Introdução Animais em vias de extinção - O que são? - O que é a extinção? -O cachalote -O Lince Ibérico

Leia mais

TÍTULO: Plano de Aula COMO SÃO OS ANIMAIS? Ensino Fundamental /Anos Iniciais. Ciências. Vida e Meio Ambiente. 2 aulas (45 min cada)

TÍTULO: Plano de Aula COMO SÃO OS ANIMAIS? Ensino Fundamental /Anos Iniciais. Ciências. Vida e Meio Ambiente. 2 aulas (45 min cada) Org.: Claudio André - 1 TÍTULO: COMO SÃO OS ANIMAIS? Nível de Ensino: Ano/Semestre de estudo Ensino Fundamental /Anos Iniciais 2º Componente Curricular: Ciências Tema: Duração da Aula: Modalidade de Ensino:

Leia mais

COLÉGIO MARQUES RODRIGUES

COLÉGIO MARQUES RODRIGUES PROFESSOR DISCIPLINA TURMA DEISE MENEZES CIÊNCIAS 201 ALUNO SIMULADO COLÉGIO MARQUES RODRIGUES Estrada da Água Branca, 2551 Realengo RJ Tel: (21) 3462-7520 www.colegiomr.com.br Questão 1 Numere: ( 1 )

Leia mais

CIÊNCIAS PROVA 3º BIMESTRE 7º ANO

CIÊNCIAS PROVA 3º BIMESTRE 7º ANO PREFEITURA DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO SUBSECRETARIA DE ENSINO COORDENADORIA DE EDUCAÇÃO CIÊNCIAS PROVA 3º BIMESTRE 7º ANO 2010 Questão 1 O reino Animalia, ou reino dos

Leia mais

Caderno de actividades

Caderno de actividades Caderno de actividades Para responderes correctamente às perguntas que se seguem, talvez queiras ler o livro Era uma Vez uma Casa, à venda no Sítio do Livro, e também visitar o sítio infanto-juvenil www.barry4kids.net.

Leia mais

ANIMAL: PORQUINHO DA ÍNDIA. LAURA E ANA BEATRIZ 2º ano H

ANIMAL: PORQUINHO DA ÍNDIA. LAURA E ANA BEATRIZ 2º ano H ANIMAL: PORQUINHO DA ÍNDIA LAURA E ANA BEATRIZ 2º ano H PORQUINHO DA ÍNDIA São roedores e tem hábitos noturnos. Tempo de vida: de 5 a 8 anos Alimentação: comem verduras, capins, raízes, sementes e tubérculos.

Leia mais

CADERNO DE ATIVIDADES

CADERNO DE ATIVIDADES COLÉGIO ARNALDO 2014 CADERNO DE ATIVIDADES Ciências Aluno (a): 2º ano: Turma: Professora: Valor: 20 pontos Nota: Conteúdo Programático Unidade 1 Ambiente Unidade 2 Animais Unidade 3 Plantas Unidade 4 _Ser

Leia mais

Ciências OS MAMÍFEROS. A principal característica dos mamíferos é a presença de glândulas

Ciências OS MAMÍFEROS. A principal característica dos mamíferos é a presença de glândulas Ciências OS MAMÍFEROS A principal característica dos mamíferos é a presença de glândulas mamárias, endotermia e pêlos. CARACTERÍSTICAS GERAIS DOS MAMÍFEROS São animais endotérmicos. Em condições normais

Leia mais

ESPÉCIES PROTEGIDAS Olá!! Venho para vos falar das espécies protegidas...

ESPÉCIES PROTEGIDAS Olá!! Venho para vos falar das espécies protegidas... ESPÉCIES PROTEGIDAS Olá!! Venho para vos falar das espécies protegidas... www.geota.pt geota.sec@netcabo.pt O que são as espécies protegidas Espécies cujo número de indivíduo é muito reduzido estando em

Leia mais

Bloco de Recuperação Paralela DISCIPLINA: Ciências

Bloco de Recuperação Paralela DISCIPLINA: Ciências COLÉGIO NOSSA SENHORA DA PIEDADE Bloco de Recuperação Paralela DISCIPLINA: Ciências Nome: Ano: 2º Ano 2ª Etapa 2014 Colégio Nossa Senhora da Piedade Área do Conhecimento: Ciências Naturais Disciplina:

Leia mais

Nome científico: Nome Popular: Classe: Ordem: Família: Subfamília: Género: Espécie: Características:

Nome científico: Nome Popular: Classe: Ordem: Família: Subfamília: Género: Espécie: Características: Nome científico: Lutra lutra Nome Popular: Lontra europeia, lontra-comum Classe: Mammalia Ordem: Carnívora Família: Mustelidae Subfamília: Lutrinae Género: Lutra Espécie: Lutra lutra Características: A

Leia mais

AGRUPAMENTO de ESCOLAS Nº1 de SANTIAGO do CACÉM Ano Letivo 2013/2014 PLANIFICAÇÃO ANUAL

AGRUPAMENTO de ESCOLAS Nº1 de SANTIAGO do CACÉM Ano Letivo 2013/2014 PLANIFICAÇÃO ANUAL AGRUPAMENTO de ESCOLAS Nº1 de SANTIAGO do CACÉM 2º CICLO Ano Letivo 2013/2014 PLANIFICAÇÃO ANUAL Documento(s) Orientador(es): Currículo Nacional do Ensino Básico- Competências Essenciais Ciências Físicas

Leia mais

Baleia. Aranha. Iuri. Malcom

Baleia. Aranha. Iuri. Malcom Aranha Baleia A aranha é um aracnídeo. O habitat das aranhas é nas florestas ou em casas. Mas ela mora em uma teia que ela mesma faz. Depressa ela se pendura na teia e enrola insetos nessa teia para se

Leia mais

ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO II ETAPA LETIVA CIÊNCIAS 3.º ANO/EF 2015

ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO II ETAPA LETIVA CIÊNCIAS 3.º ANO/EF 2015 SOCIEDADE MINEIRA DE CULTURA MANTENEDORA DA PUC Minas E DO COLÉGIO SANTA MARIA ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO II ETAPA LETIVA CIÊNCIAS 3.º ANO/EF 2015 Caro(a) aluno(a), É tempo de conferir os conteúdos estudados

Leia mais

4 o ano Ensino Fundamental Data: / / Atividades de Ciências Nome:

4 o ano Ensino Fundamental Data: / / Atividades de Ciências Nome: 4 o ano Ensino Fundamental Data: / / Atividades de Ciências Nome: 1) Observe esta figura e identifique as partes do vegetal representadas nela. Posteriormente, associe as regiões identificadas às funções

Leia mais

3ºano. 4º período 1.3 CIÊNCIAS. 5 de dezembro de 2013. 1. Leia o texto abaixo. Em seguida, faça o que lhe é solicitado. Que bicho é esse?

3ºano. 4º período 1.3 CIÊNCIAS. 5 de dezembro de 2013. 1. Leia o texto abaixo. Em seguida, faça o que lhe é solicitado. Que bicho é esse? 3ºano 1.3 CIÊNCIAS 4º período 5 de dezembro de 2013 Cuide da organização da sua avaliação, escreva de forma legível, fique atento à ortografia e elabore respostas claras. Tudo isso será considerado na

Leia mais

A ema vive no cerrado onde existem muitos arbustos e capim. O terreno é plano com pequenas ondulações. Há longos períodos de seca.

A ema vive no cerrado onde existem muitos arbustos e capim. O terreno é plano com pequenas ondulações. Há longos períodos de seca. 12 EMA CUXIÚ 1 A ema vive no cerrado onde existem muitos arbustos e capim. O terreno é plano com pequenas ondulações. Há longos períodos de seca. Este macaco é com certeza muito engraçado. A cauda mais

Leia mais

Abril de 2008. Autores: Luciana Gonçalo Lénio

Abril de 2008. Autores: Luciana Gonçalo Lénio Os Animais Abril de 2008 Autores: Luciana Gonçalo Lénio 20 1 Conclusão Achamos que trabalhamos bem. Descobrimos muitas coisas interessantes. Por exemplo: que haviam as cadeias alimentares. Assim ficámos

Leia mais

AS ANDORINHAS. Com a ajuda da lama, misturada com raminhos, elas constroem o seu ninho. As andorinhas 4º ano - Elaborado por Irene Rodrigues Lemos 1

AS ANDORINHAS. Com a ajuda da lama, misturada com raminhos, elas constroem o seu ninho. As andorinhas 4º ano - Elaborado por Irene Rodrigues Lemos 1 AS ANDORINHAS Com a ajuda da lama, misturada com raminhos, elas constroem o seu ninho. As andorinhas 4º ano - Elaborado por Irene Rodrigues Lemos 1 No Luxemburgo existem três tipos de andorinhas. Dois

Leia mais

Da água para a terra com sucesso Os Anfíbios

Da água para a terra com sucesso Os Anfíbios Disciplina: Ciências Série: 6ª - 3º BIMESTRE Professor: Ivone Azevedo da Fonseca Assunto: Anfíbios e Répteis Da água para a terra com sucesso Os Anfíbios Anfíbio é um termo que significa vida dupla, ou

Leia mais

Peixes e crustaceos Nativos da PVSuL

Peixes e crustaceos Nativos da PVSuL Peixes e crustaceos Nativos da PVSuL Alguns, encobertos pela água. Outros, ativos à noite. A maioria, raramente vista. Os peixes e crustáceos presentes no PV-Sul representam dois grupos de animais presentes

Leia mais

Aula 4.4 - Os conquistadores do ambiente terrestre

Aula 4.4 - Os conquistadores do ambiente terrestre Aula 4.4 - Os conquistadores do ambiente terrestre Além do vegetais outros organismos habitavam o ambiente terrestre Organismos de corpo mole como moluscos e anelídeos Organismos com cutícula redução da

Leia mais

Sugestões de atividades para avaliação. Ciências 7 o ano Unidade 8

Sugestões de atividades para avaliação. Ciências 7 o ano Unidade 8 Sugestões de atividades para avaliação Ciências 7 o ano Unidade 8 5 Nome: Data: UniDaDE 8 1 Com relação às suas características gerais, podemos dizer que os vertebrados possuem exclusivamente: I. patas.

Leia mais

Perdiz Vermelha ou Perdiz Comum

Perdiz Vermelha ou Perdiz Comum Perdiz Vermelha ou Perdiz Comum Nome científico: Alectoris rufa Espécie cinegética Ave sedentária Característica dominante: Bico e patas de cor vermelho Distribuição Distribuição Perdiz Vermelha Perdiz

Leia mais

Leia os textos sobre estes animais ameaçados de extinção.

Leia os textos sobre estes animais ameaçados de extinção. PROFESSOR: EQUIPE DE PORTUGUÊS BANCO DE QUESTÕES - LÍNGUA PORTUGUESA - 2 ANO - ENSINO FUNDAMENTAL ==================================================================== Leitura ANIMAIS EM EXTINÇÃO Texto

Leia mais

Cantigas e parlendas

Cantigas e parlendas Cantigas e parlendas Professora Carolina Nome: 1 Alfabetário 2 A vela Isabel Cristina O pato viu a vela e ficou com medo do fogo. O gato viu a vela e gostou do fogo. A foca viu a vela e ficou com medo

Leia mais

Manuela Cerqueira 23 de Maio de 2011

Manuela Cerqueira 23 de Maio de 2011 Manuela Cerqueira 23 de Maio de 2011 Higiene Animal Compreende todos os procedimentos e condutas que nos auxiliem a prevenir doenças e a manter a saúde e o bem-estar dos nossos animais. Higiene Animal

Leia mais

Pleiones. Pleiones são um grupo de orquídeas que crescem em zonas mais frescas ou temperadas intermédias. São originárias maioritariamente

Pleiones. Pleiones são um grupo de orquídeas que crescem em zonas mais frescas ou temperadas intermédias. São originárias maioritariamente 7 Pleiones são um grupo de orquídeas que crescem em zonas mais frescas ou temperadas intermédias. São originárias maioritariamente dachina,nortedaíndia,tailândiaenepal.a maior parte cresce na orla das

Leia mais

BUGIO-RUIVO Alouatta guariba clamitans

BUGIO-RUIVO Alouatta guariba clamitans ANTA Tapirus terrestris CARACTERÍSTICAS GERAIS: A anta é um mamífero de grande porte, cujo corpo mede de 1,70 a 2,00 m e pode pesar até 300 kg. É o maior mamífero brasileiro. Sua coloração é marrom escura

Leia mais

CIÊNCIAS E PROGRAMA DE SAÚDE

CIÊNCIAS E PROGRAMA DE SAÚDE GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO CIÊNCIAS E PROGRAMA DE SAÚDE 08 CEEJA MAX DADÁ GALLIZZI PRAIA GRANDE - SP 0 Intenção sem ação é ilusão. Ouse fazer e o poder lhe será dado

Leia mais

Dia da Conservação do Solo - 15 de Abril

Dia da Conservação do Solo - 15 de Abril Dia da Conservação do Solo - 15 de Abril Tema: Comemoração do Dia da Conservação do Solo Destinatários: Crianças dos 6 aos 10 anos - 1º ciclo Objectivo: Pretende-se que no final das actividades as crianças

Leia mais

FLORESTA AMAZÔNICA F 5 M A 2

FLORESTA AMAZÔNICA F 5 M A 2 FLORESTA AMAZÔNICA F 5 M A 2 Editora F-5MA2 Rua Floriano Peixoto Santos, 55 Morumbi CEP 05658-080 São Paulo - SP Tel.: (11) 3749 3250 Apresentação A população crescendo, florestas sumindo, calor aumentando,

Leia mais

ANDAM GOLFINHOS NA COSTA

ANDAM GOLFINHOS NA COSTA ANDAM GOLFINHOS NA COSTA ESCOLA DE MAR INVESTIGAÇÃO, PROJECTOS E EDUCAÇÃO EM AMBIENTE E ARTES Delphinus delphis Toninha, assim se chama o mais comum dos golfinhos em Portugal. O golfinho-comum (Delphinus

Leia mais

Sugestão de avaliação

Sugestão de avaliação Sugestão de avaliação 7 CIÊNCIAS Professor, esta sugestão de avaliação corresponde ao terceiro bimestre escolar ou às Unidades 3 e 4 do livro do Aluno. Avaliação Ciências NOME: TURMA: escola: PROfessOR:

Leia mais

INFLUÊNCIA DOS FATORES DO MEIO NO COMPORTAMENTO DOS ANIMAIS

INFLUÊNCIA DOS FATORES DO MEIO NO COMPORTAMENTO DOS ANIMAIS INFLUÊNCIA DOS FATORES DO MEIO NO COMPORTAMENTO DOS ANIMAIS Fatores abióticos Características do ambiente físico-químico que influenciam os seres vivos: TEMPERATURA, LUZ, UMIDADE: Influenciam o crescimento,

Leia mais

Eric Mancera Piossek

Eric Mancera Piossek SUMÁRIO Gustavo... 3 Eric Mancera Piossek... 4 Eric Naves... 5 Gloria Heleno Oplustil... 6 Julia Kimura... 7 Rodrigo... 8 João Pedro... 9 Júlia Goulart...10 Leticia Lima Kaiser... 11 Julia Karine... 12

Leia mais

O nome Camaleão significa Leão da Terra e é derivado das palavras gregas Chamai (na terra, no chão) e Leon (leão).

O nome Camaleão significa Leão da Terra e é derivado das palavras gregas Chamai (na terra, no chão) e Leon (leão). Nome científico: Chamaeleo chamaeleon Nome popular: camaleão-comum Classe: Reptilia Ordem: Squamata Subordem: Sauria Família: Chamaeleontidae Etimologia: O nome Camaleão significa Leão da Terra e é derivado

Leia mais

Roteiro de Estudos de Ciências 7 ANO. 3º trimestre

Roteiro de Estudos de Ciências 7 ANO. 3º trimestre Ciências/15 7º ano Turma: 3º trimestre Nome: Data: / / 7ºcie303r Roteiro de Estudos de Ciências 7 ANO 3º trimestre O que estudamos no terceiro trimestre? No terceiro trimestre finalizamos nosso estudo

Leia mais

FATORES CLIMÁTICOS ELEMENTOS ATMOSFÉRICOS ALTERAM A DINÂMICA LATITUDE ALTITUDE CONTINENTALIDADE MARITIMIDADE MASSAS DE AR CORRENTES MARÍTIMAS RELEVO

FATORES CLIMÁTICOS ELEMENTOS ATMOSFÉRICOS ALTERAM A DINÂMICA LATITUDE ALTITUDE CONTINENTALIDADE MARITIMIDADE MASSAS DE AR CORRENTES MARÍTIMAS RELEVO FATORES CLIMÁTICOS LATITUDE ALTITUDE CONTINENTALIDADE MARITIMIDADE MASSAS DE AR CORRENTES MARÍTIMAS RELEVO ALTERAM A DINÂMICA ELEMENTOS ATMOSFÉRICOS TEMPERATURA, UMIDADE,PRESSÃ O ATMOSFÉRICA Climas

Leia mais

Chave simplificada para a identificação das presas mais comuns em regurgitações da Coruja-das-torres Tyto alba (Scopoli, 1769)

Chave simplificada para a identificação das presas mais comuns em regurgitações da Coruja-das-torres Tyto alba (Scopoli, 1769) Chave simplificada para a identificação das presas mais comuns em regurgitações da Coruja-das-torres Tyto alba (Scopoli, 1769) www.jcmorais.com José Carlos Morais 2 Crânio com dentes. Classe dos Mamíferos

Leia mais

Os animais. Eliseu Tonegawa mora com a família - a. www.interaulaclube.com.br. nova

Os animais. Eliseu Tonegawa mora com a família - a. www.interaulaclube.com.br. nova A U A UL LA Os animais Atenção Eliseu Tonegawa mora com a família - a esposa, Marina, e três filhos - num pequeno sítio no interior de São Paulo. Para sobreviver, ele mantém algumas lavouras, principalmente

Leia mais

DIVERSIDADE DE CLIMAS = DIVERSIDADE DE VEGETAÇÕES

DIVERSIDADE DE CLIMAS = DIVERSIDADE DE VEGETAÇÕES FORMAÇÕES VEGETAIS - Os elementos da natureza mantém estreita relação entre si. - A essa relação, entendida como a combinação e coexistência de seres vivos (bióticos) e não vivos (abióticos) dá-se o nome

Leia mais

poderiam viver em cada um destes ambientes:

poderiam viver em cada um destes ambientes: 1 Observe as figuras e desenhe nos espaços abaixo alguns animais que poderiam viver em cada um destes ambientes: Sergio Cuesta/ID/ES Ambiente terrestre Ambiente aquático 2 Em que tipo de habitat poderia

Leia mais

NOME DA DUPLA: ELIS E RAFAEL

NOME DA DUPLA: ELIS E RAFAEL 2 ano C - Unidade I 2015 NOME: LOBO-GUARÁ PESO: 20 A 25 KG TAMANHO: ENTRE 70 E 90 CM ONDE VIVE: FLORESTAS ABERTAS ALIMENTAÇÃO: ORNÍVORO TEMPO DE VIDA: 20 ANOS TEMPO DE GESTAÇÃO: 62 A 66 DIAS NÚMERO DE

Leia mais

Plano de Aula CIÊNCIAS. Como são os animais?

Plano de Aula CIÊNCIAS. Como são os animais? Plano de Aula CIÊNCIAS Como são os animais? Como são os animais? 12 p.; il. (Série Plano de Aula; Ciências) ISBN: 1. Ensino Fundamental Ciências 2. Meio Ambiente 3. Tipos de Animais I.Título II. Série

Leia mais

Floresta Temperada é um bioma típico do hemisfério norte situado abaixo da Taiga, mais precisamente no leste da América do Norte, Europa, leste da

Floresta Temperada é um bioma típico do hemisfério norte situado abaixo da Taiga, mais precisamente no leste da América do Norte, Europa, leste da Floresta Temperada é um bioma típico do hemisfério norte situado abaixo da Taiga, mais precisamente no leste da América do Norte, Europa, leste da Ásia (Coreia, Japão, e partes da China), sul da Austrália

Leia mais

BRASIL: UM PAÍS DE MUITAS ESPÉCIES

BRASIL: UM PAÍS DE MUITAS ESPÉCIES Nome: Data: / / 2015 ENSINO FUNDAMENTAL Visto: Disciplina: Natureza e Cultura Ano: 1º Lista de Exercícios de VC Nota: BRASIL: UM PAÍS DE MUITAS ESPÉCIES QUANDO OS PORTUGUESES CHEGARAM AO BRASIL, COMANDADOS

Leia mais

RASTROS E VESTÍGIOS. Animais Silvestres da PV Sul

RASTROS E VESTÍGIOS. Animais Silvestres da PV Sul RASTROS E VESTÍGIOS De Animais Silvestres da PV Sul Muitos animais são vistos só RARAMENTE. Isso porque aprenderam a evitar o ser humano, que os caça ou assusta de alguma outra forma, ou porque são mais

Leia mais

Répteis na Tapada Nacional de Mafra

Répteis na Tapada Nacional de Mafra Répteis na Tapada Nacional de Mafra Lagartixa Ibérica (Podarcis hispanica) Dimensões: 70 mm de comprimento cabeça-corpo. Alimentação: moscas, mosquitos, centopeias, aranhas, formigas, gafanhotos e escaravelhos.

Leia mais

Se você fosse um bicho, qual deles você seria?

Se você fosse um bicho, qual deles você seria? Se você fosse um bicho, qual deles você seria? PREGUIÇA DE COLEIRA BEIJA-FLOR-DE-TOPETE ONÇA-PINTADA MANDAGUARI-AMARELO SAPO-DE-CHIFRE JEQUITIRANABOIA TUCANO-DE-BICO-VERDE JACARÉ-DE-PAPO-AMARELO MURIQUI

Leia mais

Caça e destruição de hábitat. O homem caça e destrói o hábitat desse animal, causando sua exknção.

Caça e destruição de hábitat. O homem caça e destrói o hábitat desse animal, causando sua exknção. GRUPO 1 Cervo- do- Pantanal O Cervo é herbívoro. Ele cria um filhote por ano. Seu período de gestação é de nove meses. Vive em áreas alagadas do Pantanal. Sua altura é de 1,8 a 1,9 m. Ele pesa de 100

Leia mais

A diversidade de vida no planeta. Que animais selvagens você conhece? Em que ambiente natural e continente você acha que eles tem origem?

A diversidade de vida no planeta. Que animais selvagens você conhece? Em que ambiente natural e continente você acha que eles tem origem? A diversidade de vida no planeta Que animais selvagens você conhece? Em que ambiente natural e continente você acha que eles tem origem? Domínios naturais terrestres São extensas áreas geográficas com

Leia mais

AVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA 2008 2º SEMESTRE 3º ANO UME. Nome. 3º ano N. Professor(a)

AVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA 2008 2º SEMESTRE 3º ANO UME. Nome. 3º ano N. Professor(a) AVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA 2008 2º SEMESTRE 3º ANO UME Nome 3º ano N. Professor(a) O BOTO Os botos vivem dentro d água, mas não são peixes! O corpo desse animal é comprido, podendo chegar até a 2,5 metros de

Leia mais

ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO I ETAPA LETIVA CIÊNCIAS 5. o ANO/EF - 2015

ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO I ETAPA LETIVA CIÊNCIAS 5. o ANO/EF - 2015 SOCIEDADE MINEIRA DE CULTURA MANTENEDORA DA PUC MINAS E DO COLÉGIO SANTA MARIA ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO I ETAPA LETIVA CIÊNCIAS 5. o ANO/EF - 2015 Caro (a) aluno(a), É tempo de conferir os conteúdos estudados

Leia mais

Causas de ameaça de exlnção: os humanos destroem o hábitat do Cervo e também caçam esse ser vivo em grande quanldade (caça predatória).

Causas de ameaça de exlnção: os humanos destroem o hábitat do Cervo e também caçam esse ser vivo em grande quanldade (caça predatória). GRUPO 1 Cervo- do- Pantanal Altura até o dorso do Cervo- do- Pantanal: de 1,1 a 1,2 metro. O comprimento dele é de 1,8 a 1,9 metro. A pelagem desse ser vivo é comprida e áspera. A cria dele é de um filhote

Leia mais

Unidade. 6 Coleção IAB de Ciências / 3º ANO

Unidade. 6 Coleção IAB de Ciências / 3º ANO I Unidade 6 Coleção IAB de Ciências / 3º ANO UNIDADE I: A VIDA EM NOSSO PLANETA Introdução A ciência se faz com observação da natureza, perguntas e busca de respostas. Você já observou como o Planeta Terra

Leia mais

parque didático cactus-bongert

parque didático cactus-bongert parque didático cactus-bongert parque didático cactus-bongert A abelha Amélia, amiga do Yuppi, vive no pomar do Cactus. O Yuppi decidiu ir visitá-la, mas ao chegar viu que a colmeia se encontrava num grande

Leia mais

Insígnia Mundial do Meio Ambiente IMMA

Insígnia Mundial do Meio Ambiente IMMA Ficha técnica no. 2.1 Atividade Principal 2.1 SENTINDO A NATUREZA Objetivo da 2 Os escoteiros estão trabalhando por um mundo onde o habitat natural seja suficiente para suportar as espécies nativas. Objetivos

Leia mais

Projeto de Ciências. Arara- Azul

Projeto de Ciências. Arara- Azul GRUPO 1 Projeto de Ciências Arara- Azul Arara- Azul Local onde vive: Buri+zais, matas ciliares e cerrado adjacente. Caracterís>cas: As araras têm um bico forte, língua carnosa e cauda longa com forma de

Leia mais

O meu livro de Estudo do Meio

O meu livro de Estudo do Meio O meu livro de Estudo do Meio Profª Titular Áurea Sofia Ribeiro Profª Educação Especial Anabela Bastos 1 Índice Animais domésticos e selvagens Profissões Meios de transporte. Sinais de trânsito Alimentação

Leia mais

Cap. 26 De norte a sul, de leste a oeste: os biomas brasileiros. Sistema de Ensino CNEC Equipe de Biologia. Bioma

Cap. 26 De norte a sul, de leste a oeste: os biomas brasileiros. Sistema de Ensino CNEC Equipe de Biologia. Bioma Cap. 26 De norte a sul, de leste a oeste: os biomas brasileiros Sistema de Ensino CNEC Equipe de Biologia Bioma Conjunto de vida, vegetal e animal, constituído pelo agrupamento de tipos de vegetação, condições

Leia mais

Os anfíbios. Cobertura e temperatura do corpo

Os anfíbios. Cobertura e temperatura do corpo Os anfíbios Nas proximidades de riachos, lagoas, açudes, banhados e outras áreas alagadas, você pode escutar os sons dos anfíbios - sapos, rãs, pererecas. O que são anfíbios, afinal? A palavra anfíbio,

Leia mais

- Tem importância nos mecanismos de evolução e Seleção Natural dos seres vivos; - Mantém o equilíbrio ecológico e alimentar de um habitat;

- Tem importância nos mecanismos de evolução e Seleção Natural dos seres vivos; - Mantém o equilíbrio ecológico e alimentar de um habitat; A reprodução: - Tem importância nos mecanismos de evolução e Seleção Natural dos seres vivos; - Mantém o equilíbrio ecológico e alimentar de um habitat; - E, principalmente, ajuda a perpetuar uma espécie

Leia mais

BIOLOGIA. BIOMAS Jogo: Biomas mundiais CADERNO DE PISTAS HEMISFÉRIO SUL

BIOLOGIA. BIOMAS Jogo: Biomas mundiais CADERNO DE PISTAS HEMISFÉRIO SUL 1 BIOLOGIA BIOMAS Jogo: Biomas mundiais CADERNO DE PISTAS HEMISFÉRIO SUL 11 TABELA DE CONVERSÃO SUL Hemisfério Sul Oeste Coordenadas Coord. 1 2 3 4 5 6 7 H 14 11 8 40 12 57 56 G 21 18 20 50 47 17 F 24

Leia mais

Biomas Florestais Temperados Diversos tipos de florestas se desenvolvem em latitudes intermédias, chamadas zonas temperadas quando recebem uma

Biomas Florestais Temperados Diversos tipos de florestas se desenvolvem em latitudes intermédias, chamadas zonas temperadas quando recebem uma Biomas Florestais Temperados Diversos tipos de florestas se desenvolvem em latitudes intermédias, chamadas zonas temperadas quando recebem uma adequada quantidade de chuva. Esses bosques podem ser tanto

Leia mais

ASSOCIAÇÃO TRANSUMÂNCIA E NATUREZA. apoie esta campanha em www.ppl.com.pt

ASSOCIAÇÃO TRANSUMÂNCIA E NATUREZA. apoie esta campanha em www.ppl.com.pt ASSOCIAÇÃO TRANSUMÂNCIA E NATUREZA apoie esta campanha em www.ppl.com.pt A Pombal do Coto Fernando Romão A Faia Brava é a primeira área protegida privada do país, no coração do vale do Côa, no Nordeste

Leia mais

Elementos e Fatores de Diferenciação

Elementos e Fatores de Diferenciação VEGETAÇÃO Elementos e Fatores de Diferenciação VEGETAÇÃO E ZONEAMENTO CLIMÁTICO A interferência climática sobre a cobertura vegetal é um dos principais fatores que possibilitam uma pluralidade paisagística.

Leia mais

1.1 - Interacções seres vivos factores abióticos

1.1 - Interacções seres vivos factores abióticos Ciências Naturais 8ªano 1.1 - Interacções seres vivos factores abióticos Ciências Naturais 8ºano 2010/2011 A/S Pinheiro 1.2 - Interacções seres vivos factores abióticos Dinâmica dos ecossistemas Num ecossistema,

Leia mais

GRANDES BIOMAS DO MUNDO

GRANDES BIOMAS DO MUNDO GRANDES BIOMAS DO MUNDO O que é bioma? É um conjunto de ecossistemas terrestres com vegetação característica e fisionomia típica, onde predomina certo tipo de clima. Regiões da Terra com latitudes coincidentes,

Leia mais

MAS O QUE É A NATUREZA DO PLANETA TERRA?

MAS O QUE É A NATUREZA DO PLANETA TERRA? MAS O QUE É A NATUREZA DO PLANETA TERRA? A UNIÃO DOS ELEMENTOS NATURAIS https://www.youtube.com/watch?v=hhrd22fwezs&list=plc294ebed8a38c9f4&index=5 Os seres humanos chamam de natureza: O Solo que é o conjunto

Leia mais

Avaliação: 1.ª Parte. Lê o texto atentamente. Unidade Didáctica Língua Portuguesa. Nome: Data: / / A Salta-Pocinhas

Avaliação: 1.ª Parte. Lê o texto atentamente. Unidade Didáctica Língua Portuguesa. Nome: Data: / / A Salta-Pocinhas Avaliação: Unidade Didáctica Língua Portuguesa Nome: Data: / / 1.ª Parte Lê o texto atentamente A Salta-Pocinhas Havia três dias e três noites que a Salta-Pocinhas, raposa matreira, fagueira e lambisqueira

Leia mais

L0NGE, atrás em monte, sol cair e céu ficar em fogo. Fraco, Eu

L0NGE, atrás em monte, sol cair e céu ficar em fogo. Fraco, Eu 5 L0NGE, atrás em monte, sol cair e céu ficar em fogo. Fraco, Eu subir monte, pés d Eu molhados em erva fria. Não haver erva em cima em monte. Só haver terra, em volta, monte como cabeça de homem sem cabelo.

Leia mais

Ano Lectivo: 2014/2015. Disciplina de: CIÊNCIAS NATURAIS 5º ANO. Período de Calendarização: 1º, 2º E 3º PERÍODOS. Nº de blocos semanais: 1,5

Ano Lectivo: 2014/2015. Disciplina de: CIÊNCIAS NATURAIS 5º ANO. Período de Calendarização: 1º, 2º E 3º PERÍODOS. Nº de blocos semanais: 1,5 PROGRAMA CALENDARIZAÇÃO Ano Lectivo: 04/0 Disciplina de: CIÊNCIAS NATURAIS º ANO Período de Calendarização: º, º E º PERÍODOS blocos semanais:, Nº total de aulas (4 min) previstas: +/- 98 (sem contar com

Leia mais

Fitogeografia do Brasil.

Fitogeografia do Brasil. Fitogeografia do Brasil. Profº Me. Fernando Belan Alexander Fleming Introdução Devido as grandes dimensões territoriais, estabelecemse muitas formações vegetais características de alguma região do Brasil.

Leia mais

PERFIL PROFISSIONAL TRATADOR(A) DE ANIMAIS EM CATIVEIRO

PERFIL PROFISSIONAL TRATADOR(A) DE ANIMAIS EM CATIVEIRO PERFIL PROFISSIONAL TRATADOR(A) DE ANIMAIS EM CATIVEIRO PERFIL PROFISSIONAL Tratador/a de animais em Cativeiro Nível 2 CATÁLOGO NACIONAL DE QUALIFICAÇÕES 1/8 ÁREA DE ACTIVIDADE - AGRO-ALIMENTAR OBJECTIVO

Leia mais

Série Didática Número 5

Série Didática Número 5 Animais Peçonhentos: Serpentes_ Serpentes são animais vertebrados que pertencem ao grupo dos répteis. Seu corpo é coberto de escamas, o que Ihes confere um aspecto às vezes brilhante, às vezes opaco, ou

Leia mais

Produçaõ de peixes. Adaptado de: "Better Farming Series 27 - FreshWater Fish Farming: How to Begin" (FAO, 1979)

Produçaõ de peixes. Adaptado de: Better Farming Series 27 - FreshWater Fish Farming: How to Begin (FAO, 1979) Produçaõ de peixes Adaptado de: "Better Farming Series 27 - FreshWater Fish Farming: How to Begin" (FAO, 1979) Onde pôr seu tanque de peixes 1. Você tem que escolher um lugar bom para sua tanque. 2. Lembra

Leia mais

a) intestino. b) cloaca. c) moela. d) esôfago. e) bico.

a) intestino. b) cloaca. c) moela. d) esôfago. e) bico. BIOLOGIA Um agricultor verificou que havia muita perda em sua lavoura de trigo, pois o vento derrubava várias plantas. Um vizinho o aconselhou a produzir sementes que dessem origem a plantas com entrenós

Leia mais

CÃO DE CRISTA CHINÊS

CÃO DE CRISTA CHINÊS CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE CINOFILIA Fédération Cynologique Internationale GRUPO 9 Padrão FCI 288 11/05/1998 Padrão Oficial da Raça CÃO DE CRISTA CHINÊS CHINESE CRESTED DOG CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE CINOFILIA

Leia mais

PLANO DE ATIVIDADE 1

PLANO DE ATIVIDADE 1 PLANO DE ATIVIDADE 1 Questão-Problema Para que serve e como funciona o filtro? Material - Filtro de Aquário - 2 Garrafas de Plástico 2L - Tesoura - Colher - Copo transparente - Terra - Areia de Aquário

Leia mais

Mamíferos. na Tapada Nacional de Mafra

Mamíferos. na Tapada Nacional de Mafra Mamíferos na Tapada Nacional de Mafra VEADO (Cervus elaphus) De porte superior ao seu parente Gamo, esta espécie prima pela sua imponência. Os veados machos possuem hastes ramificadas e pontiagudas, cuja

Leia mais

BIOLOGIA IACI BELO. Como duas espécies distintas podem evoluir para formas idênticas?

BIOLOGIA IACI BELO. Como duas espécies distintas podem evoluir para formas idênticas? BIOLOGIA IACI BELO www.iaci.com.br ASSUNTO: EVOLUÇÃO CONVERGENTE Série: 3EM Como duas espécies distintas podem evoluir para formas idênticas? por Joshua Clark - traduzido por HowStuffWorks Brasil Há cerca

Leia mais

Capuchinho Vermelho revelou a crianças e jovens o último segredo da vida selvagem em Portugal: há lobos na Serra da Lousã.

Capuchinho Vermelho revelou a crianças e jovens o último segredo da vida selvagem em Portugal: há lobos na Serra da Lousã. Capuchinho Vermelho revelou a crianças e jovens o último segredo da vida selvagem em Portugal: há lobos na Serra da Lousã. O Parque Biológico da Serra da Lousã recebeu o Capuchinho Vermelho para revelar,

Leia mais

Prof. MSc. Leandro Felício

Prof. MSc. Leandro Felício Prof. MSc. Leandro Felício Ecossistema: Sistema integrado e auto funcionante que consiste em interações dos elementos bióticos e abióticos e cujas dimensões podem variar consideravelmente. Bioma: Conjunto

Leia mais

DOSSIER SOBRE A PROCESSIONÁRIA. O que é a Processionária? Lagarta do Pinheiro (Lagartas Processionárias)

DOSSIER SOBRE A PROCESSIONÁRIA. O que é a Processionária? Lagarta do Pinheiro (Lagartas Processionárias) DOSSIER SOBRE A PROCESSIONÁRIA O que é a Processionária? Lagarta do Pinheiro (Lagartas Processionárias) A lagarta do pinheiro, vulgarmente apelidada de lagarta Processionária - com o nome científico de

Leia mais

Agrupamento de Escolas Coronado e Covelas EB1/JI de Portela

Agrupamento de Escolas Coronado e Covelas EB1/JI de Portela Agrupamento de Escolas Coronado e Covelas EB1/JI de Portela Educação Ambiental O que faz uma gaivota tão longe do mar? Pesquisa Estudo do Meio TIC Texto Informati vo Habitat Alimentação Reprodução Matemática

Leia mais

Estações do ano e Ritmos da vida

Estações do ano e Ritmos da vida Estações do ano e Ritmos da vida Ana Paula Souto 2013 1) Você pretende se mudar para Cuiabá (MT) e, para isso, vai alugar uma casa de 1 (um) dormitório nessa cidade, conhecida pelo seu clima quente. Depois

Leia mais

CADERNO DO ANOTAÇÕES DE CAMPO - PARQUE ZOOLÓGICO

CADERNO DO ANOTAÇÕES DE CAMPO - PARQUE ZOOLÓGICO CADERNO DO ANOTAÇÕES DE CAMPO - PARQUE ZOOLÓGICO Zoólogo: REGRAS DO ZOO PARA ALUNOS: Permaneça na trilha Caminhe, não corra Recolha seu lixo Respeite os animais com o seu silêncio Fones de ouvido e telefones

Leia mais

OS ANIMAIS DO CERRADO BRASILEIRO

OS ANIMAIS DO CERRADO BRASILEIRO Caro aluno, sabendo da importância do Cerrado como um bioma de grande extensão no Brasil, iremos estudar quais são os animais que estão nele presentes e como é feita a classificação dos mesmos, para então,

Leia mais

Conteúdo: Aula 1: Por que a Biosfera é chamada de esfera da vida? Biomassa e biodiversidade Aula 2: Os grandes biomas da superfície da Terra

Conteúdo: Aula 1: Por que a Biosfera é chamada de esfera da vida? Biomassa e biodiversidade Aula 2: Os grandes biomas da superfície da Terra Conteúdo: Aula 1: Por que a Biosfera é chamada de esfera da vida? Biomassa e biodiversidade Aula 2: Os grandes biomas da superfície da Terra 2 Habilidades: Aula 1: Conhecer o que é biosfera; E diferenciar

Leia mais

Felipe. Antonella. Valinhos, 29 de abril 2014. Caro Dr. Bicudo

Felipe. Antonella. Valinhos, 29 de abril 2014. Caro Dr. Bicudo Valinhos, 29 de abril 2014. Caro Dr. Bicudo Eu sou o Mico Leão Dourado, um animal vertebrado. Vivo na Mata Atlântica. Me alimento de frutos e pequenos animais invertebrados. Meu corpo é revestido de pelos,

Leia mais

PLANIFICAÇÃO DE ESTUDO DO MEIO setembro/outubro

PLANIFICAÇÃO DE ESTUDO DO MEIO setembro/outubro PLANIFICAÇÃO DE ESTUDO DO MEIO setembro/outubro À DESCOBERTA DE SI MESMO: O meu passado mais longínquo Reconhecer datas e factos importantes da sua vida Localizar datas e factos importantes numa linha

Leia mais

BIOMAS DO MUNDO TUNDRA, TAIGA E FLORESTAS TEMPERADAS. Aula III

BIOMAS DO MUNDO TUNDRA, TAIGA E FLORESTAS TEMPERADAS. Aula III B I O G E O G R A F I A BIOMAS DO MUNDO TUNDRA, TAIGA E FLORESTAS TEMPERADAS 2011 Aula III AS PRINCIPAIS FORMAÇÕES VEGETAIS DO PLANETA TUNDRA O termo Tundra deriva da palavra finlandesa Tunturia, que significa

Leia mais

M A N U A L D E I D E N T I F I C A Ç Ã O D A S A N D O R I N H A S D E P O R T U G A L

M A N U A L D E I D E N T I F I C A Ç Ã O D A S A N D O R I N H A S D E P O R T U G A L M A N U A L D E I D E N T I F I C A Ç Ã O D A S A N D O R I N H A S D E P O R T U G A L Andorinha-das-chaminés Andorinha-dos-beirais Andorinha-das-barreiras Andorinha-dáurica Andorinha-das-rochas INTRODUÇÃO

Leia mais

1- Foca-da-Gronelândia (Pagophilus groenlandicus) 2 - Cavalo-marinho Pigmeu (Hippocampus bargibanti) 3 - Lontra-marinha (Enhydra lutris)

1- Foca-da-Gronelândia (Pagophilus groenlandicus) 2 - Cavalo-marinho Pigmeu (Hippocampus bargibanti) 3 - Lontra-marinha (Enhydra lutris) 2 - Cavalo-marinho Pigmeu (Hippocampus bargibanti) Características: É um peixe. Tem características semelhantes às do camaleão, como mudar de cor e mexer os olhos independentemente um do outro. Mede entre

Leia mais

Indice. A Zona Entre-marés Conhecer os Moluscos Os Caramujos As Lapas Os Mexilhões O Polvo

Indice. A Zona Entre-marés Conhecer os Moluscos Os Caramujos As Lapas Os Mexilhões O Polvo Vamos conhecer o Fundo do Mar Indice 3 5 7 8 9 10 11 13 14 15 17 19 20 21 23 25 27 27 29 31 33 35 36 37 A Zona Entre-marés Conhecer os Moluscos Os Caramujos As Lapas Os Mexilhões O Polvo Conhecer os Crustáceos

Leia mais