APOSTILA 2015 DESENHO GEOMÉTRICO PROFESSOR: DENYS YOSHIDA DESENHO GEOMÉTRICO 2º ANO - ENSINO MÉDIO

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "APOSTILA 2015 DESENHO GEOMÉTRICO PROFESSOR: DENYS YOSHIDA DESENHO GEOMÉTRICO 2º ANO - ENSINO MÉDIO - 2015 1"

Transcrição

1 APOSTILA 015 DESENHO GEOMÉTRICO PROFESSOR: DENYS YOSHIDA DESENHO GEOMÉTRICO º ANO - ENSINO MÉDIO

2 Sumário 1.Geometria Espacial Definições básicas da Geometria Espacial Posições de uma Reta Plano Semirreta Pontos Colineares e Segmentos Consecutivos Congruência de Segmentos...7. Ângulos Instrumento para medir ângulo...8. Classificação de Ângulos Curvas Postulados Postulado sobre pontos e retas Postulados sobre o plano e o espaço Posições relativas de duas retas Postulado de Euclides ou das retas paralelas Determinação de um plano Posições relativas de reta e plano Ângulos Diedros e triedros Diedros Triedros Ângulo poliédrico Polígonos Classificação de polígonos Elementos do Polígono Perímetro do Polígono Figuras Geométricas Planas Poliedros Poliedros convexos e côncavos Classificação dos poliedros... DESENHO GEOMÉTRICO º ANO - ENSINO MÉDIO - 015

3 6.3 Poliedros regulares Relação de Euler Soma dos ângulos das faces de um poliedro convexo Sólidos de Platão Poliedros platônicos Classificação dos poliedros de Platão Prismas Elementos do prisma Classificação do prisma Secção do prisma Áreas do prisma Volume do prisma Cubo Diagonais da base e do cubo Áreas e Volumes Paralelepípedo Paralelepípedo reto e oblíquo Diagonal da base e do paralelepípedo Área e volume do paralelepípedo...39 Referências bibliográficas...4 DESENHO GEOMÉTRICO º ANO - ENSINO MÉDIO

4 1 BIMESTRE 1. Geometria Espacial A Geometria nasceu das necessidades e das observações do homem. Os conhecimentos Geométricos começaram a serem utilizados muitos séculos antes de Cristo. No Egito, por exemplo, as cheias do Rio Nilo destruíam as cercas que demarcavam os campos de plantação. Quando as águas voltavam ao nível normal, os escribas egípcios dividiam novamente as terras, baseando-se em registros feitos antes das cheias. Foi a partir de procedimentos como esse dos Egípcios que nasceu a Geometria experimental. Também a origem da palavra Geometria está associada a esse fato: geo significa terra e metria significa medida. Outros povos também estudaram a Geometria, como os assírios, os babilônios, os chineses e os gregos. Os gregos fizeram muitas descobertas a respeito de figuras geométricas. A Geometria que estudamos hoje é conhecida como euclidiana, em homenagem ao grego Euclides, o primeiro matemático a apresentar a Geometria de forma organizada. Por quase dois séculos, todos os estudos Geométricos se basearam em seu famoso livro, Os Elementos. 1.1 Definições básicas da Geometria Espacial A geometria é construída a partir de três ideias: a ideia de ponto, reta e plano. Podemos ter a ideia de ponto observando marcas de lápis: Podemos ter a ideia de reta se puder imaginar um fio, sem começo nem fim, bem esticado: Agora, se considerarmos apenas um pedaço desse fio e o mantivermos bem esticado, temos a ideia de um segmento de reta:.. Para indicar retas, usamos letras minúsculas do alfabeto (a,b,c,... r,s,t...) ou dois pontos dessas retas. Veja o segmento de reta abaixo: DESENHO GEOMÉTRICO º ANO - ENSINO MÉDIO

5 Os segmentos de reta serão indicados através dos pontos que representam as extremidades desses segmentos: Na geometria, consideramos a reta como um conjunto de pontos. Assim, dada uma reta r, dizemos que há pontos que pertencem (A, C) e pontos que não pertencem (B, F) a essa reta. Veja: 1. Posições de uma Reta As retas podem ter várias posições. Veja agora as posições de uma reta: Veja agora posições de duas retas: DESENHO GEOMÉTRICO º ANO - ENSINO MÉDIO

6 Duas retas que tem um único ponto em comum são chamadas de retas concorrentes. Duas retas distintas que estão em um mesmo plano e não tem ponto em comum são chamadas retas paralelas. 1.3 Plano Observe, agora, a região externa de uma garrafa ou de uma bola, ou, ainda a parte superior de uma mesa, ou do piso de uma sala. Essas regiões nos dão idéia de superfície. Se pudermos imaginar que é possível prolongar o tampo de uma mesa em todas as direções, teremos a ideia de plano: 1.4 Semirreta Como já vimos, na geometria, a reta é considerada um conjunto de pontos. Considere um ponto A que pertence a uma reta r. Podemos dizer que esse ponto A separa a reta em dois conjuntos de pontos. Cada um desses conjuntos de pontos é denominado semirreta. O ponto A é chamado origem das semirretas. Na reta abaixo, o ponto A divide a reta r nas semirretas AM e AN : AM Indica a semirreta de origem em A e que passa por M; AN Indica a semirreta de origem em M e que passa por A. 1.5 Pontos Colineares e Segmentos Consecutivos Pontos que pertencem a uma mesma reta são chamados de pontos colineares. DESENHO GEOMÉTRICO º ANO - ENSINO MÉDIO

7 M, P e N são pontos colineares. Dois segmentos que possuem uma extremidade em comum são chamados de segmentos consecutivos: AB e BC são segmentos consecutivos. Dois segmentos consecutivos podem ser: Colineares: AB e BC são segmentos consecutivos e colineares, pois estão contidos numa mesma reta r. Não Colineares: AB e BC são segmentos consecutivos e não colineares, pois não estão contidos em uma mesma reta. 1.6 Congruência de Segmentos Dois segmentos que possuem a mesma medida são chamados congruentes. Exemplo de Aplicação AB e CD, se lê A B congruente ao segmento C D. DESENHO GEOMÉTRICO º ANO - ENSINO MÉDIO

8 . Ângulos Considere três pontos não colineares (que não pertencem a uma mesma reta) A, O e B. Ângulo geométrico AÔB é a figura formada pelas semirretas AO e OB: Na figura: O ponto O é o vértice do ângulo; As semirretas AO e OB são os lados do ângulo..1 Instrumento para medir ângulo O instrumento mais usado para medir ângulos é o transferidor. O transferidor tem como unidade o grau Indicamos um grau assim: 1º.. Classificação de Ângulos A medida do ângulo é classificada assim: Medida do Ângulo: Igual a 90º Maior que 90º Menor que 90º Nome do Ângulo: Reto Obtuso Agudo.3 Curvas Veja os tipos de curvas: Curva aberta simples: É uma curva aberta onde as linhas não se cruzam. Curva aberta não simples: É uma curva aberta, porém as linhas se cruzam. Curva fechada simples: É uma curva fechada onde as linhas não se cruzam. Curva fechada não simples: É uma curva fechada onde as linhas se cruzam. 3. Postulados 3.1 Postulado sobre pontos e retas DESENHO GEOMÉTRICO º ANO - ENSINO MÉDIO

9 P 1 ) A reta é infinita, ou seja, contém infinitos pontos. P ) Por um ponto podem ser traçadas infinitas retas. P 3 ) Por dois pontos distintos passa uma única reta. P 4 ) Um ponto qualquer de uma reta divide-a em duas semirretas. 3. Postulados sobre o plano e o espaço P 5 ) Por três pontos não colineares passa um único plano. DESENHO GEOMÉTRICO º ANO - ENSINO MÉDIO

10 P 6 ) O plano é infinito, isto é, ilimitado. P 7 ) Por uma reta pode ser traçada uma infinidade de planos. P 8 ) Toda reta pertencente a um plano divide-o em duas regiões chamadas semiplanos. P 9 ) Qualquer plano divide o espaço em duas regiões chamadas semi-espaços. 3.3 Posições relativas de duas retas No espaço, duas retas distintas podem ser concorrentes, paralelas ou reversas: DESENHO GEOMÉTRICO º ANO - ENSINO MÉDIO

11 Temos que considerar dois casos particulares: Retas perpendiculares: r s Retas ortogonais: r s r t e r s t // s t s 3.4 Postulado de Euclides ou das retas paralelas (P10) Dados uma reta r e um ponto P r, existe uma única reta s, traçada por P, tal que r // s: DESENHO GEOMÉTRICO º ANO - ENSINO MÉDIO

12 P r P s / s // r 3.5 Determinação de um plano Lembrando que, pelo postulado 5, um único plano passa por três pontos não-colineares, um plano também pode ser determinado por: Uma reta e um ponto não pertencente a essa reta Duas retas distintas concorrentes Duas retas paralelas distintas. 3.6 Posições relativas de reta e plano Vamos considerar as seguintes situações: DESENHO GEOMÉTRICO º ANO - ENSINO MÉDIO

13 Reta contida no plano Se uma reta r tem dois pontos distintos num plano, então r está contida nesse plano: A e B r A r e B r Reta concorrente ou incidente ao plano Dizemos que a reta r "fura" o plano ou que r e são concorrentes em P quando P r. Observação: A reta r é reversa a todas as retas do plano que não passam pelo ponto P. Reta paralela ao plano Se uma reta r e um plano não têm ponto em comum, então a reta r é paralela a uma reta t contida no plano ; portanto, r //. r // t e t r // Em existem infinitas retas paralelas, reversas ou ortogonais a r. DESENHO GEOMÉTRICO º ANO - ENSINO MÉDIO

14 (P11) Se dois planos distintos têm um ponto em comum, então a sua intersecção é dada por uma única reta que passa por esse ponto. 3.7 Ângulos O ângulo entre duas retas reversas é o ângulo agudo que uma delas forma com uma reta paralela à outra: O ângulo entre uma reta e um plano é o ângulo que a reta forma com sua projeção ortogonal sobre o plano: DESENHO GEOMÉTRICO º ANO - ENSINO MÉDIO

15 Observações: (1 ) Se 90, então r é perpendicular a. ( ) Se 0, então r é paralela a ou r esta contida em. 4. Diedros e triedros O encontro de planos formam ângulos, estudaremos os casos de ângulos e planos a seguir: 4.1 Diedros Dois semiplanos não-coplanares, com origem numa mesma reta, determinam uma figura geométrica chamada ângulo diédrico, ou simplesmente diedro: 4. Triedros Três semirretas não-coplanares, com origem num mesmo ponto, determinam três ângulos que formam uma figura geométrica chamada ângulo triédrico, ou simplesmente triedro: 4.3 Ângulo poliédrico Sejam n, n 3, semirretas de mesma origem tais que nunca fiquem três num mesmo semiplano. Essas semirretas determinam n ângulos em que o plano de cada um deixa as DESENHO GEOMÉTRICO º ANO - ENSINO MÉDIO

16 outras semirretas em um mesmo semi-espaço. A figura formada por esses ângulos é o ângulo poliédrico. Exercícios sobre Geometria Espacial 1- O que é Geometria Espacial? - Dadas as afirmações sobre retas, pontos e planos, classifique cada afirmação em verdadeira ou falsa: a) Uma reta tem dois pontos distintos. b) Fora de uma reta, existem infinitos pontos. c) Três pontos quaisquer são sempre colineares. d) Dois pontos quaisquer são sempre colineares. e) Fora de uma reta, existem pontos que são colineares. f) Três pontos quaisquer sempre determinam um plano. g) Por um ponto passam infinitas retas. h) Por três pontos não alinhados passam três planos diferentes. i) Uma reta que tem um ponto comum com um plano está contida nele. j) Um ponto qualquer divide uma reta em duas semirretas. k) Uma reta qualquer de um plano divide-o em dois semiplanos. l) No espaço, existem infinitas retas. m) Quatro pontos distintos, com quaisquer três deles não colineares, determinam apenas cinco retas. 3- Que ideia (ponto, reta ou plano) você tem quando observa: a) A cabeça de um alfinete b) O piso da sala de aula c) Uma corda de violão bem esticada d) O encontro de duas paredes e) Um grão de areia f) Um campo de futebol 4- Dadas as afirmações a seguir, classifique cada afirmação em verdadeira ou falsa: a) Por uma reta pode ser traçada apenas dois planos. b) Duas semirretas de mesma origem são sempre colineares. c) Três pontos distintos determinam três retas distintas. d) Por um ponto sempre passa uma reta. e) Três pontos não colineares determinam três retas distintas. DESENHO GEOMÉTRICO º ANO - ENSINO MÉDIO

17 f) Três pontos distintos determinam um único plano. g) O plano é sempre ilimitado. h) Em um plano, existem mais de três pontos. i) Por dois pontos distintos sempre passa uma única reta. j) O plano que passa por dois pontos dados é único. 5- Em relação ás afirmações a seguir, reescreva aquelas que julgar falsas, corrigindo-as: a) Existem finitos pontos que pertencem a um plano e infinitos pontos que não pertencem ao plano. b) Por um ponto passam infinitas retas. c) Três pontos quaisquer determinam sempre uma única reta. d) Existem infinitas retas que estão contidas em um único plano. e) Quando dois pontos distintos de uma reta pertencem a um plano, então essa reta não está contida no plano. 6- A maioria das mesas e cadeiras que utilizamos no dia a dia possui quatro pernas. No entanto, dependendo da regularidade do piso onde estão apoiadas, elas podem balançar. A fim de evitar o balanço, alguns objetos são construídos com três pernas, como o tripé para a câmera fotográfica ou luneta e o suporte para pintar telas. Por qual motivo, em geral, os objetos que possuem três pernas não balançam? 7- Complete as afirmações abaixo: a) Em uma, assim como fora dela, existem infinitos pontos. b) Por um passam infinitas retas. c) Por três pontos não colineares temos um único. d) O plano tem retas. 8- Escreva todos os postulados vistos em sala de aula. 9- Em relação às afirmações abaixo, diga quais são verdadeiras e quais são falsas: a) Duas retas reversas são sempre distintas. b) Duas retas que não têm ponto comum são paralelas. c) Duas retas que não têm ponto comum são reversas. d) Duas retas distintas ou são reversas, ou são paralelas, ou são concorrentes. e) Duas retas de um mesmo plano são paralelas ou concorrentes. f) Duas retas que têm um ponto comum são concorrentes. g) Se dois planos têm uma reta comum, eles têm um ponto comum. h) Dois planos distintos podem ter em comum apenas três pontos não colineares. i) Dois planos podem ter um único ponto comum. j) Duas retas perpendiculares são concorrentes. k) Duas retas paralelas podem ser ortogonais. l) A medida do ângulo entre duas retas é 90º; logo elas são perpendiculares ou ortogonais. m) Duas retas reversas formam um ângulo de 90º; logo elas são ortogonais. n) Duas retas concorrentes são perpendiculares. 10- Dados duas retas quais são as posições possíveis entre elas? 11- Defina retas ortogonais. Exemplifique com um desenho essa definição. 1- Defina: a) Diedro b) Triedro 13- Sobre diedros marque a opção correta: DESENHO GEOMÉTRICO º ANO - ENSINO MÉDIO

18 a) Se uma secção de um diedro for um ângulo reto, então ele é um diedro reto. b) Um diedro obtuso pode ter uma secção medindo 90º. c) Um diedro reto não pode ter secções agudas. 14- Responda certo ou errado, justificando quando for necessário: a) Ângulo plano de um diedro é ângulo de secção de reta. b) Se duas secções de um diedro são congruentes, então elas são paralelas. c) Não existe o triedro cujas faces medem 10º, 75º e 45º. d) A terceira face do triedro cujas duas outras medem 50º e 130º devem ser maior que 60º e menor que 160º. e) Existem triedros cujas faces medem respectivamente 40º, 50º e 90º. 15- Prove que pelo menos uma face de um triedro tem medida menor que 10º. DESENHO GEOMÉTRICO º ANO - ENSINO MÉDIO

19 BIMESTRE 5. Polígonos As curvas fechadas simples formadas por segmento de reta recebem o nome de polígonos. 5.1 Classificação de polígonos Os polígonos são classificados da seguinte maneira, em relação ao número de lados. NÚMERO DE LADOS NOMENCLATURA 3 Triângulo 4 Quadrado 5 Pentágono 6 Hexágono 7 Heptágono 8 Octógono 9 Eneágono 10 Decágono 11 Undecágono 1 Dodecágono 15 Pentadecágono 0 Icoságono Os polígonos que não constam na relação acima são chamados de polígono de treze lados, polígono de quatorze lados, polígono de dezenove lados, etc Elementos do Polígono DESENHO GEOMÉTRICO º ANO - ENSINO MÉDIO

20 Os segmentos AB, BC, CD, DE, EF e FA são os lados do polígono. Os pontos A, B, C, D, E F, pontos comuns a dois lados são os vértices do polígono. Unindo os vértices A e C do polígono, você construiu uma diagonal do polígono. As diagonais são obtidas ligando-se dois vértices não consecutivos do polígono. No polígono A B C D E F, notamos que: Os ângulos formados por dois lados consecutivos são chamados de ângulos internos do polígono. Os ângulos formados por um lado e pelo prolongamento do lado consecutivo são os ângulos externos do polígono. Obs.: Os prolongamentos dos lados são sempre ordenados. Num polígono o número de lados, de vértices, de ângulos internos e externos é igual. Em todo polígono o número de lados é igual ao número de vértices, que, por sua vez é igual ao número de ângulos internos e ângulos externos. 5.3 Perímetro do Polígono Para calcular o perímetro de um polígono, temos de calcular a soma das medidas de seu lado. Exemplo de Aplicação Primeiro, somamos os 10 cm com os outros 10 cm, depois somamos o resultado (0 cm) com os 5 cm e o resultado (5cm) com os outros 5cm, e achamos o resultado 30cm. O perímetro desse retângulo é 30 cm = 30 cm 5.4 Figuras Geométricas Planas Quadrado: Quadrilátero retangular cujos lados são iguais entre si e cujos ângulos são retos. Retângulo: Quadrilátero cujos ângulos são retos e os lados opostos são iguais. Paralelogramo: Quadrilátero plano cujos lados opostos são paralelos. Triângulo Eqüilátero: O que tem três lados iguais e, portanto, os três ângulos iguais. DESENHO GEOMÉTRICO º ANO - ENSINO MÉDIO

21 Triângulo Isósceles: O que tem dois lados iguais e, portanto, dois ângulos iguais. Triângulo Retângulo: Triângulo que tem um ângulo reto. Triângulo Escaleno: O que tem todos os ângulos e lados desiguais. Trapézio: Quadrilátero com dois planos paralelos. Trapézio Isósceles: Trapézio cujos lados não paralelos são iguais. Trapézio Retângulo: Trapézio que tem dois ângulos retos. Losango: Quadrilátero plano que tem os lados iguais, dois ângulos agudos e dois obtusos. Círculo: Região de um plano limitado por uma circunferência. Eclipse: Lugar Geométrico dos pontos de um plano cujas distâncias a dois pontos fixos desse plano tem soma constante. 6. Poliedros Chamamos de poliedro o sólido limitado por quatro ou mais polígonos planos, pertencentes a planos diferentes e que têm dois a dois somente uma aresta em comum. Veja alguns exemplos: Os polígonos são as faces do poliedro; os lados e os vértices dos polígonos são as arestas e os vértices do poliedro. 6.1 Poliedros convexos e côncavos Observando os poliedros acima, podemos notar que, considerando qualquer uma de suas faces, os poliedros encontram-se inteiramente no mesmo semi-espaço que essa face determina. Assim, esses poliedros são denominados convexos. DESENHO GEOMÉTRICO º ANO - ENSINO MÉDIO

22 Isso não acontece no último poliedro, pois, em relação a duas de suas faces, ele não está contido apenas em um semi-espaço. Portanto, ele é denominado côncavo. 6. Classificação dos poliedros Os poliedros convexos possuem nomes especiais de acordo com o número de faces, como por exemplo: tetraedro: quatro faces pentaedro: cinco faces hexaedro: seis faces heptaedro: sete faces octaedro: oito faces icosaedro: vinte faces 6.3 Poliedros regulares Um poliedro convexo é chamado de regular se suas faces são polígonos regulares, cada um com o mesmo número de lados e, para todo vértice, converge um mesmo número de arestas. Existem cinco poliedros regulares: Poliedro Planificação Elementos Tetraedro 4 faces triangulares 4 vértices 6 arestas Hexaedro 6 faces quadrangulares 8 vértices 1 arestas DESENHO GEOMÉTRICO º ANO - ENSINO MÉDIO - 015

23 8 faces triangulares 6 vértices 1 arestas Octaedro 1 faces pentagonais 0 vértices 30 arestas Dodecaedro 0 faces triangulares 1 vértices 30 arestas Icosaedro 6.4 Relação de Euler A relação criada pelo matemático suíço Leonhard Euler possui extrema importância na determinação do número de arestas, vértices e faces de qualquer poliedro convexo e alguns não convexos. Essa relação permite que os cálculos sejam realizados no intuito de determinarmos o número de elementos de um poliedro. A fórmula criada por Euler é a seguinte: V - A + F = Em que V é o número de vértices, A é o número de arestas e F, o número de faces. Em todo poliedro convexo é válida a relação seguinte: Exemplo de Aplicação DESENHO GEOMÉTRICO º ANO - ENSINO MÉDIO

24 V=8 A=1 F= = V = 1 A = 18 F = = 6.5 Soma dos ângulos das faces de um poliedro convexo Podemos encontrar a soma dos ângulos internos de um poliedro convexo com a seguinte igualdade: S V. 360 Onde S é a soma dos ângulos internos do poliedro e V é o número de vértices. 7. Sólidos de Platão Os sólidos de Platão também são denominados de poliedros, pois são formados por faces, arestas e vértices. As faces são constituídas por seções de planos considerando que entre duas faces temos as arestas, as quais possuem em suas extremidades os vértices. Platão foi um filósofo grego, que viveu entre os séculos V e IV a.c. e estabeleceu importantes propriedades em alguns poliedros. 7.1 Poliedros platônicos Diz-se que um poliedro é platônico se, e somente se: a) for convexo; b) em todo vértice concorrer o mesmo número de arestas; c) toda face tiver o mesmo número de arestas; d) for válida a relação de Euler.. Exemplo de Aplicação O prisma a seguir pode ser considerado um poliedro de Platão, pois se encaixa nas condições descritas anteriormente. DESENHO GEOMÉTRICO º ANO - ENSINO MÉDIO

25 As seis faces do sólido são quadriláteros, isto é, são formadas por quatro arestas. Os ângulos são triédricos, pois todos são formados por três arestas. A relação de Euler pode ser aplica, observe: o sólido possui oito vértices, seis faces e doze arestas. V A + F = = 14 1 = = (verdadeiro) 7. Classificação dos poliedros de Platão Os poliedros de Platão são classificados em cinco classes, de acordo com a tabela a seguir: POLIEDRO ARESTA VERTICES FACES Tetraedro Hexaedro Octaedro Dodecaedro Icosaedro Platão estabeleceu algumas relações entre as classes de poliedros e a construção do Universo. Ele associou os poliedros cubo, icosaedro, tetraedro e octaedro, respectivamente, aos elementos terra, água, fogo e ar, e o dodecaedro foi associado ao Universo. Conheça os poliedros de Platão: DESENHO GEOMÉTRICO º ANO - ENSINO MÉDIO

26 Exemplo de Aplicação 1.Determine o número de faces de um sólido que possui 10 arestas e 6 vértices. V A + F = F = F = F = 6 Portanto, o sólido possui 6 faces..determine o número de vértices da pirâmide quadrangular a seguir: Visualmente podemos afirmar que a pirâmide possui 5 vértices, 5 faces e 8 arestas. Vamos agora demonstrar que a relação de Euler é válida na determinação dos elementos da pirâmide de base quadrangular. Vértices Arestas Faces V A + F = V A + F = V A + F = V = 5 A + 5 = F = V = A = 5 5 F = V = 5 - A = - 8 x(-1) F = 5 A = 8 Podemos notar que a relação de Euler é realmente válida na determinação dos elementos de um sólido convexo. 3.O número de faces de um poliedro convexo de arestas é igual ao número de vértices. Determine, utilizando a relação de Euler, o número de faces do poliedro. DESENHO GEOMÉTRICO º ANO - ENSINO MÉDIO

27 Considerando que o número de faces é igual ao número de vértices, podemos representar os vértices desconhecidos pela incógnita x. Dessa forma F = x e V = x. Aplicando a relação de Euler: V A + F = x + x = x = + x = 4 x = 1 Portanto, o número de faces do poliedro com arestas é igual a 1. Exercícios sobre Poliedros 16- Defina: a) Poliedro b) Icosaedro c) Poliedro regular 17- Enuncie a Relação de Euler. 18- Num poliedro convexo, o número de arestas é 16 e o número de faces é 9. Determine o número de vértices. 19- Quantas faces possui um poliedro convexo de 1 vértices e 0 arestas. 0- Um poliedro convexo tem 6 faces e 8 vértices. Calcule o número de arestas do poliedro. 1- Determine o número de vértices de um poliedro convexo que possui 8 faces e 14 arestas. - Determine o número de vértices de um poliedro convexo, sabendo que o número de arestas excede o número de faces em 4 unidades. 3- (Faap-SP) Num poliedro convexo, o número de arestas excede o número de vértices em 6 unidades. Calcule o número de faces. 4- Num poliedro convexo, o número de arestas excede o número de vértices em 8 unidades. Determine o número de faces desse poliedro. 5- Um poliedro convexo possui faces triangulares e 3 faces quadrangulares. Determine o número de arestas e de vértices desse poliedro. 6- Um poliedro convexo possui 4 faces triangulares e 3 faces hexagonais. Determine o número de arestas e de vértices desse poliedro. 7- Um poliedro convexo tem cinco faces quadrangulares e duas faces pentagonais. Determine o número de arestas e o número de vértices. 8- Quantos vértices tem o poliedro convexo, sabendo-se que ele apresenta uma face hexagonal e seis faces triangulares? DESENHO GEOMÉTRICO º ANO - ENSINO MÉDIO

28 9- (Fatec-SP) Um poliedro convexo tem 3 faces com 4 lados, faces com 3 lados e 4 faces com 5 lados. Calcule o número de vértices desse poliedro. 30- Determine o número de vértices de um poliedro que tem três faces triangulares, uma face quadrangular, uma pentagonal e duas hexagonais. 31- Calcule a soma das medidas dos ângulos internos das faces de um: a) hexaedro b) octaedro c) dodecaedro d) icosaedro 3- Qual a soma das medidas dos ângulos das faces de um poliedro que possui 1 faces e 30 arestas? 33- Sabendo que em um poliedro de 8 arestas S é igual a 1080º, determine o número de faces. 34- Num poliedro, o número de vértices é igual ao número de faces. Determine S sabendo que esse poliedro possui 0 arestas. 35- (PUC-SP) Um poliedro possui 5 faces quadrangulares e 10 faces triangulares. Calcular a soma dos ângulos internos das faces. DESENHO GEOMÉTRICO º ANO - ENSINO MÉDIO

29 3 BIMESTRE 8. Prismas Na figura abaixo, temos dois planos paralelos e distintos, e, um polígono convexo R contido em e uma reta r que intercepta e, mas não R: Para cada ponto P da região R, vamos considerar o segmento PP ', paralelo à reta r ' P : Assim, temos: Chamamos de prisma ou prisma limitado o conjunto de todos os segmentos congruentes PP' paralelos a r. 8.1 Elementos do prisma DESENHO GEOMÉTRICO º ANO - ENSINO MÉDIO

30 Dados o prisma a seguir, consideramos os seguintes elementos: Bases: as regiões poligonais R e S. Altura: à distância h entre os planos e. Arestas das bases: os lados polígonos). AB, BC, CD, DE, EA, A' B', B' C', C' D', D' E', E' A' ( dos Arestas laterais: os segmentos AA ', BB', CC', DD', EE'. Faces laterais: os paralelogramos AA BB', BB' C' C, DD' E' E, EE' A' A '. 8. Classificação do prisma Um prisma pode ser: Reto: quando as arestas laterais são perpendiculares aos planos das bases; Oblíquo: quando as arestas laterais são oblíquas aos planos das bases. Veja: Prisma reto Prisma oblíquo Chamamos de prisma regular todo prisma reto cujas bases são polígonos regulares: DESENHO GEOMÉTRICO º ANO - ENSINO MÉDIO

31 Prisma regular triangular Prisma regular hexagonal Observação: As faces de um prisma regular são retângulos congruentes. 8.3 Secção do prisma Um plano que intercepte todas as arestas de um prisma determina nele uma região chamada secção do prisma. Secção transversal é uma região determinada pela intersecção do prisma com um plano paralelo aos planos das bases (figura 1). Todas as secções transversais são congruentes (figura ). 8.4 Áreas do prisma Num prisma, distinguimos dois tipos de superfície: as faces e as bases. Assim, temos de considerar as seguintes áreas: a) área de uma face (A F ): área de um dos paralelogramos que constituem as faces; b) área lateral (A L ): soma das áreas dos paralelogramos que formam as faces do prisma. No prisma regular, temos: A L = n. A F (n = número de lados do polígono da base) c) área da base (A B ): área de um dos polígonos das bases; DESENHO GEOMÉTRICO º ANO - ENSINO MÉDIO

32 d) área total (A T ): soma da área lateral com a área das bases. A T = A L + A B 8.5 Volume do prisma Sendo dado por: A B a área da base e h a medida da altura de um prisma, o volume V desse prisma é V AB. h. Exemplo de Aplicação 1- Determine a área total e o volume de um prisma hexagonal regular cujas arestas das bases medem cm e as arestas laterais medem 5 cm. A A A B L T l AB 6. AB 6 3m A 60cm L. A A (3 3 15) cm B L V AB. h cm 3 Exercícios sobre prismas 36- O que é prisma? 37- Como podem ser classificados os prismas? 38- Defina: a) prisma regular b) prisma reto c) prisma oblíquo 39- Determine a natureza (classificação) de um prisma sabendo que ele possui: a) 7 faces b) 10 faces 40- Um prisma regular triangular tem 10 cm de altura. Sabendo que a medida da aresta da base é de 6 cm, determine a área total e o volume do prisma. 41- A base de um prisma reto com 8 cm de altura é um triângulo retângulo de catetos 3 cm e 4 cm. Determine: a) a área da base DESENHO GEOMÉTRICO º ANO - ENSINO MÉDIO

33 b) a área lateral c) a área total d) o volume do prisma 4- A base de um prisma reto é um triângulo retângulo cujos catetos medem 5 cm e 1 cm. Calcule a área da base, a área lateral e a área total desse prisma cuja altura é igual a 10 cm. 43- Qual é a área da base, a área lateral, a área total e o volume de um prisma reto de altura igual a 8 cm e cuja base é um triângulo retângulo de catetos 6 cm e 8 cm? 44- A altura de um prisma triangular regular é igual a 8 cm. Calcule a área total e o volume desse prisma sabendo que a aresta da base mede 4 cm. 45- A altura de um prisma triangular regular é igual a 8 cm. Calcule a área total e o volume desse prisma sabendo que a aresta da base mede 6 cm. 46- Um prisma triangular regular tem 4 cm de altura. Calcule o volume sabendo que a aresta da base desse prisma mede cm. 47- Um prisma triangular regular tem a aresta da base igual à altura. Calcule a área total do sólido, sabendo que a área lateral é de 1cm. 48- Calcule a área total de um prisma regular, triangular, cuja área da base mede cuja altura é igual ao perímetro da base. 5 3cm e 49- A altura de um prisma triangular regular é 10 cm. Calcule a área da base, a área lateral e a área total desse prisma, sabendo que o perímetro da base é igual a 18 cm(perímetro é a soma de todos os lados). 50- Dado um prisma reto de base hexagonal, cuja altura é h 3m e cujo raio do círculo que circunscreve a base é a) a área da base b) a área lateral c) a área total r m, calcule: 51- Um prisma hexagonal regular tem área da base igual a sabendo que a altura é igual ao apótema da base. 4 3cm. Calcule seu volume, 5- Calcule o volume de um prisma triangular regular no qual a aresta da base mede 4 cm e a altura mede 10 3cm. 53- Calcule a área lateral de um prisma reto cuja aresta lateral mede 10 cm e cuja base é um hexágono regular de apótema h 3 3cm. 54- Calcule o volume de um prisma hexagonal regular de 6 cm de altura e cuja área lateral é igual à área da base. 55- Epaminondas fez o projeto para construir uma coluna de concreto que vai sustentar um aponte. A coluna tem a forma de um prisma hexagonal regular de aresta da base m e altura 8m. Calcule: a) a área lateral que se deve utilizar em madeira para a construção da coluna; b) o volume de concreto necessário para encher a fôrma da coluna. DESENHO GEOMÉTRICO º ANO - ENSINO MÉDIO

34 4 BIMESTRE 9. Cubo O cubo é um prisma regular limitado por seis quadrados congruentes. 9.1 Diagonais da base e do cubo Em qualquer cubo, é possível encontrarmos a diagonal da face, ou base, e a diagonal do cubo. Observando a base do cubo de aresta a e diagonal d, temos que: Aplicando o teorema de Pitágoras: d d d a a d a. a a diagonal da base DESENHO GEOMÉTRICO º ANO - ENSINO MÉDIO

35 Observando a diagonal D do cubo e utilizando o resultado anterior temos que: Aplicando o teorema de Pitágoras temos: D D D D a a 3a 3a D a. 3 a a diagonal do cubo 9. Áreas e Volumes O cubo de aresta a é formado por 4 faces laterais, logo temos que a área lateral é dado por: A L 4. a Todas as seis faces quadradas compõem um cubo, logo temos que a área total é dada por: A T 6. a O volume de um cubo de aresta a é dado pelo produto da altura (aresta) pela área da base (face), logo: DESENHO GEOMÉTRICO º ANO - ENSINO MÉDIO

36 3 V a Exemplo de Aplicação Encontre a área total e o volume de um cubo cuja diagonal mede 3 m. Sabendo a medida da diagonal do cubo temos que: d a. 3 a a m 3 3 Sendo m a medida das arestas desse cubo podemos dizer que: A A A A T T T T 6. a m V a 3 V 3 V 8 Assim temos que a área total desse cubo é de 4 m² e seu volume é de 8 m³. m 3 Exercícios sobre cubo 56- Defina cubo. 57- Quanto mede a diagonal de um cubo de aresta 10 3cm? 58- Sabendo que a aresta de um cubo mede 5 cm, calcule a diagonal e a área total desse cubo. 59- Num cubo de aresta 10 cm, qual é a área total? 60- Qual é o volume de um cubo que tem 10 cm de aresta? 61- Determine o volume de um cubo cuja diagonal mede 3 m. 6- A área total de um cubo é de 63- Um cubo tem área total de a) 8 m b) 8 m c) 8 3m d) 16 m e) 8 5m 150m. Calcule a medida de sua aresta. 384m. Sua diagonal mede: DESENHO GEOMÉTRICO º ANO - ENSINO MÉDIO

37 64- Uma caixa- d água cúbica tem 3 cm de aresta interior. Sabendo que 1dm 3 1l, calcule a capacidade, em litros, dessa caixa. 65- A diagonal de uma face de um cubo mede 5 dm. Calcule a diagonal, a área total e o volume desse cubo. 66- A soma das medidas de todas as arestas de um cubo é 60 dm. Sabendo que um cubo possui 1 arestas, calcule a área da superfície total e o volume desse cubo. 67- Três cubos de chumbo com arestas de 5 cm, 10 cm e 0 cm, respectivamente, são fundidos numa peça única. Qual é o volume dessa peça? 68- Determines quantos cm de madeira são necessários para fabricar uma caixa de forma cúbica com aresta medindo cm. 69- Sabe-se que um cubo tem 16m de área total. Calcule o volume desse cubo. 70- O volume de uma caixa cúbica é de litros. Determine o valor da área total da caixa. Dado 1m l. DESENHO GEOMÉTRICO º ANO - ENSINO MÉDIO

38 10. Paralelepípedo Paralelepípedo é um prisma que possui faces formadas por paralelogramos, onde a é o comprimento, b a largura e c a altura desse poliedro Paralelepípedo reto e oblíquo O paralelepípedo reto tem bases retangulares, ele é chamado de paralelepípedo retoretângulo,ortoedro ou paralelepípedo retângulo, ou seja, um paralelepípedo reto é aquele cujo o encontro de todas as arestas formam ângulos de 90. O paralelepípedo é denominado oblíquo quando o encontre de suas arestas não formam ângulos de Diagonal da base e do paralelepípedo DESENHO GEOMÉTRICO º ANO - ENSINO MÉDIO

39 Em qualquer paralelepípedo, é possível encontrarmos a diagonal da face, ou base, e a diagonal do cubo. Observando a base do paralelepípedo de comprimento a, largura b e altura c. Aplicando o teorema de Pitágoras temos que: d a d a b b diagonal da base Observando a diagonal D e utilizando o resultado anterior temos que: D D D a a a b b b c c c diagonal do paralelepípedo 10.3 Área e volume do paralelepípedo Sendo um paralelepípedo de comprimento a, largura b e altura c temos que: A área lateral é constituída por retângulos, com arestas paralelas e congruentes dois a dois, cujas medidas são: DESENHO GEOMÉTRICO º ANO - ENSINO MÉDIO

40 Logo: A L. a. c b. c Da mesma maneira podemos dizer que a área total de um paralelepípedo é composta por: Logo: A T. a. b a. c b. c O volume do paralelepípedo é dado pela relação entre seu comprimento, largura e altura, logo: V a. b. c Exemplo de Aplicação As dimensões de um paralelepípedo são 0 cm, 1 cm e 9 cm. Encontre a medida de uma diagonal e o volume desse paralelepípedo. Sabendo as dimensões do paralelepípedo temos que: D a b c D D 0 D 65 D 5 cm V V V a. b. c cm 3 Portanto, a diagonal desse paralelepípedo é 5 cm e seu volume é de 160 cm³. DESENHO GEOMÉTRICO º ANO - ENSINO MÉDIO

41 Exercícios sobre paralelepípedo 71- Defina paralelepípedo retângulo. 7- Calcule a medida da diagonal de um paralelepípedo retângulo cujas dimensões são 10 cm, 6 cm e 4 cm. 73- Determine a diagonal de um paralelepípedo retângulo que apresenta aresta lateral 4 cm e arestas da base cm e 6 cm. 74- Um paralelepípedo retângulo tem arestas medindo 5, 4 e k. Sabendo que sua diagonal mede 3 10, calcule o valor de k. 75- As dimensões de um paralelepípedo retângulo são 0 cm, 8 cm e 5 cm. Calcule a área total desse paralelepípedo. 76- Calcule o volume de um paralelepípedo retângulo de dimensões 15 cm, 1 cm e 6 cm. 77- Um paralelepípedo retângulo de altura 9 dm tem por base um quadrado com perímetro 40 dm. Calcule: a) a medida da diagonal do paralelepípedo; b) a área da sua superfície total. 78- Uma laje é um bloco retangular de concreto de 6 m de comprimento por 4 m de largura. Sabendo que a espessura da laje é de 1 cm, calcule o volume de concreto usado nessa laje. 79- Calcule quantos metros quadrados de azulejo são necessários para revestir uma piscina retangular de 8 m de comprimento, 5 m de largura e 1,60 m de profundidade. 80- Num paralelepípedo retângulo, a diagonal mede 14 m. Sabendo que as dimensões desse paralelepípedo estão em P.A de razão, calcule o volume do paralelepípedo. (Sugestão: represente as dimensões por x, x - e x + ) Num paralelepípedo retângulo, o volume é 600cm. Uma das dimensões da base é igual ao dobro da outra, enquanto a altura é 1 cm. Calcule as dimensões da base desse paralelepípedo. 8- O volume de um paralelepípedo retângulo é m. Calcule a área total desse paralelepípedo. 3 96m. Duas de suas dimensões são 3 m e O volume de um paralelepípedo retângulo é 648m. Calcule a área total desse paralelepípedo, sabendo que suas dimensões são proporcionais aos números 4,3 e. 84- A piscina de um clube tem 1,80 m de profundidade, 14 m de largura e 0 m de comprimento. Calcule quantos litros de água são necessários para enchê-la. 85- Deseja-se cimentar um quintal regular com 10 m de largura e 14 m de comprimento. O revestimento será feito com uma mistura de areia e cimento de 3 cm de espessura. Qual é o volume da mistura utilizada nesse revestimento. DESENHO GEOMÉTRICO º ANO - ENSINO MÉDIO

42 Referências Bibliográficas: ANDRINI, Álvaro. VASCONCELOS, Maria José. Novo Praticando Matemática. São Paulo: Editora do Brasil, 00. DANTE,Luiz Roberto. Contexto & Aplicações: ensino médio: volume único. São Paulo: Editora Ática, 001 GIOVANNI, José Ruy. BONJORNO, José Roberto. GIOVANNI JR., José Ruy. Matemática Fundamental : uma nova abordagem: ensino médio: volume único. São Paulo: FTD, 00. DESENHO GEOMÉTRICO º ANO - ENSINO MÉDIO

Os Sólidos de Platão. Colégio Santa Maria Matemática III Geometria Espacial Sólidos Geométricos Prof.º Wladimir

Os Sólidos de Platão. Colégio Santa Maria Matemática III Geometria Espacial Sólidos Geométricos Prof.º Wladimir Sólidos Geométricos As figuras geométricas espaciais também recebem o nome de sólidos geométricos, que são divididos em: poliedros e corpos redondos. Vamos abordar as definições e propriedades dos poliedros.

Leia mais

Geometria Espacial Elementos de Geometria Espacial Prof. Fabiano

Geometria Espacial Elementos de Geometria Espacial Prof. Fabiano Geometria Espacial Elementos de Geometria Espacial Prof. Fabiano A Geometria espacial (euclidiana) funciona como uma ampliação da Geometria plana (euclidiana) e trata dos métodos apropriados para o estudo

Leia mais

Prof. Jorge. Estudo de Polígonos

Prof. Jorge. Estudo de Polígonos Estudo de Polígonos Enchendo a piscina A piscina de um clube de minha cidade, vista de cima, tem formato retangular. O comprimento dela é de 18 m. o fundo é uma rampa reta. Vista lateralmente, ela tem

Leia mais

MATEMÁTICA PARA CONCURSOS II

MATEMÁTICA PARA CONCURSOS II 1 MATEMÁTICA PARA CONCURSOS II Fonte: http://www.migmeg.com.br/ MÓDULO II Estudaremos neste módulo geometria espacial e volume dos principais sólidos geométricos. Mas antes de começar a aula, segue uma

Leia mais

Relação de Euler nos prismas V= número de vértices A= número de arestas F= número de faces

Relação de Euler nos prismas V= número de vértices A= número de arestas F= número de faces Prismas A reunião dos infinitos segmentos, paralelos a s, que têm um de seus extremos no polígono ABCDEF contido em e outro extremo pertencente ao plano, constitui um sólido geométrico chamado prisma.

Leia mais

Geometria Métrica Espacial. Geometria Métrica Espacial

Geometria Métrica Espacial. Geometria Métrica Espacial UNIVERSIDADE DO ESTADO DE MATO GROSSO CAMPUS UNIVERSITÁRIO DE SINOP FACULDADE DE CIÊNCIAS EXATAS E TECNOLÓGICAS CURSO DE ENGENHARIA CIVIL DISCIPLINA: FUNDAMENTOS DE MATEMÁTICA 1. Prismas Geometria Métrica

Leia mais

Colégio Anglo de Sete Lagoas Professor: Luiz Daniel (31) 2106-1750

Colégio Anglo de Sete Lagoas Professor: Luiz Daniel (31) 2106-1750 Lista de exercícios de Geometria Espacial PRISMAS 1) Calcular a medida da diagonal de um paralelepípedo retângulo de dimensões 10 cm, 8 cm e 6 cm 10 2 cm 2) Determine a capacidade em dm 3 de um paralelepípedo

Leia mais

Definição de Polígono

Definição de Polígono Definição de Polígono Figura plana limitada por segmentos de recta, chamados lados dos polígonos onde cada segmento de recta, intersecta exactamente dois outros extremos; se os lados forem todos iguais

Leia mais

GEOMETRIA BÁSICA 2011-2 GGM00161-TURMA M2. Dirce Uesu Pesco Geometria Espacial 08/11/2011

GEOMETRIA BÁSICA 2011-2 GGM00161-TURMA M2. Dirce Uesu Pesco Geometria Espacial 08/11/2011 GEOMETRIA BÁSICA 2011-2 GGM00161-TURMA M2 Dirce Uesu Pesco Geometria Espacial 08/11/2011 Definição : Considere dois planos paralelos α e β e um segmento de reta PQ, cuja reta suporte r intercepta o plano

Leia mais

O mundo à nossa volta é povoado de formas as mais variadas tanto nos elementos da natureza como nos de objetos construídos pelo homem.

O mundo à nossa volta é povoado de formas as mais variadas tanto nos elementos da natureza como nos de objetos construídos pelo homem. TRIDIMENSIONALIDADE O mundo à nossa volta é povoado de formas as mais variadas tanto nos elementos da natureza como nos de objetos construídos pelo homem. As formas tridimensionais são aquelas que têm

Leia mais

Escola da Imaculada. Estudo da Pirâmide. Aluno (a): Professora: Jucélia 2º ano ensino médio

Escola da Imaculada. Estudo da Pirâmide. Aluno (a): Professora: Jucélia 2º ano ensino médio Escola da Imaculada Estudo da Pirâmide Aluno (a): Professora: Jucélia 2º ano ensino médio Estudo da Pirâmide 1- Definição As pirâmides são poliedros cuja base é uma região poligonal e as faces laterais

Leia mais

GEOMETRIA MÉTRICA ESPACIAL

GEOMETRIA MÉTRICA ESPACIAL GEOMETRIA MÉTRICA ESPACIAL .. PARALELEPÍPEDOS RETÂNGULOS Um paralelepípedo retângulo é um prisma reto cujas bases são retângulos. AB CD A' B' C' D' a BC AD B' C' A' D' b COMPRIMENTO LARGURA AA' BB' CC'

Leia mais

TRABALHO DE DEPENDÊNCIA TURMA: 2ª SÉRIE CONTEÚDOS RELATIVOS AO 1º E 2º BIMESTRE MATEMÁTICA 2 PROFESSOR ROGERIO

TRABALHO DE DEPENDÊNCIA TURMA: 2ª SÉRIE CONTEÚDOS RELATIVOS AO 1º E 2º BIMESTRE MATEMÁTICA 2 PROFESSOR ROGERIO TRABALHO DE DEPENDÊNCIA TURMA: 2ª SÉRIE CONTEÚDOS RELATIVOS AO 1º E 2º BIMESTRE MATEMÁTICA 2 PROFESSOR ROGERIO OBSERVAÇÕES: 1) AS QUESTÕES OBRIGATORIAMENTE DEVEM SER ENTREGUES EM UMA FOLHA A PARTE COM

Leia mais

Unidade 9 - Prisma. Introdução Definição de um prisma. Denominação de um prisma. Prisma regular Área de um prisma. Volume de um prisma

Unidade 9 - Prisma. Introdução Definição de um prisma. Denominação de um prisma. Prisma regular Área de um prisma. Volume de um prisma Unidade 9 - Prisma Introdução Definição de um prisma Denominação de um prisma Prisma regular Área de um prisma Volume de um prisma Introdução Após a abordagem genérica de poliedros, destacaremos alguns

Leia mais

PROFESSOR: DENYS YOSHIDA

PROFESSOR: DENYS YOSHIDA APOSTILA 015 DESENHO GEOMÉTRICO PROFESSOR: DENYS YOSHIDA DESENHO GEOMÉTRICO 1º ANO - ENSINO MÉDIO - 015 1 Sumário 1. Trigonometria no triangulo retângulo...3 1.1 Triângulo retângulo...4 1. Teorema de Pitágoras...,,,,,,,...4

Leia mais

Vestibular1 A melhor ajuda ao vestibulando na Internet Acesse Agora! www.vestibular1.com.br Breve Introdução Histórica aos Sólidos Platônicos

Vestibular1 A melhor ajuda ao vestibulando na Internet Acesse Agora! www.vestibular1.com.br Breve Introdução Histórica aos Sólidos Platônicos Breve Introdução Histórica aos Sólidos Platônicos Cerca de 600 A.C. nas colônias gregas da Jônia, na costa oeste da Turquia, surgem dois dos principais matemáticos gregos: Tales de Mileto e Pitágoras de

Leia mais

POLÍGONOS E FIGURAS GEOMÉTRICAS ESPACIAIS

POLÍGONOS E FIGURAS GEOMÉTRICAS ESPACIAIS http://apostilas.netsaber.com.br/ver_apostila.php?c=622 ANGELO ROBERTO BONFIETI JUNIOR - MATRÍCULA 97003133 - BM3 01-011 POLÍGONOS E FIGURAS GEOMÉTRICAS ESPACIAIS ANGELO ROBERTO BONFIETI JUNIOR - MATRÍCULA

Leia mais

Abordagem de geometria no ensino médio partindo de poliedros

Abordagem de geometria no ensino médio partindo de poliedros Abordagem de geometria no ensino médio partindo de poliedros José Luiz Magalhães de Freitas INMA/UFMS e-mail: joseluizufms2@gmail.com Marilena Bittar INMA/UFMS e-mail: marilenabittar@gmail.com O objetivo

Leia mais

RESOLUÇÃO DA AVALIAÇÃO DE MATEMÁTICA 2 o ANO DO ENSINO MÉDIO DATA: 25/05/13 PROFESSOR: MALTEZ

RESOLUÇÃO DA AVALIAÇÃO DE MATEMÁTICA 2 o ANO DO ENSINO MÉDIO DATA: 25/05/13 PROFESSOR: MALTEZ RESOLUÇÃO DA AVALIAÇÃO DE MATEMÁTICA o ANO DO ENSINO MÉDIO DATA: 5/05/ PROFESSOR: MALTEZ QUESTÃO 0 O piso de uma cozinha retangular de m de largura e m de comprimento deverá ser revestido por cerâmicas

Leia mais

CAP/UERJ 2ª SÉRIE DO ENSINO MÉDIO PROF. ILYDIO SÁ

CAP/UERJ 2ª SÉRIE DO ENSINO MÉDIO PROF. ILYDIO SÁ CP/URJ ª SÉRI DO NSINO MÉDIO PROF. ILYDIO SÁ 1 LUNO () : Nº GOMTRI SPCIL PRISMS XRCÍCIOS 01) Qual o volume de um cubo de área 54 cm? 0) diagonal de uma face de um cubo tem medida 5 cm. Qual a área do cubo?

Leia mais

Matemática 2. 01. A estrutura abaixo é de uma casa de brinquedo e consiste de um. 02. Abaixo temos uma ilustração da Victoria Falls Bridge.

Matemática 2. 01. A estrutura abaixo é de uma casa de brinquedo e consiste de um. 02. Abaixo temos uma ilustração da Victoria Falls Bridge. Matemática 2 01. A estrutura abaixo é de uma casa de brinquedo e consiste de um paralelepípedo retângulo acoplado a um prisma triangular. 1,6m 1m 1,4m Calcule o volume da estrutura, em dm 3, e indique

Leia mais

GEOMETRIA NO PLANO. Linha Conjunto infinito de pontos que pode ser desenhado por um único movimento contínuo (objecto geométrico a uma dimensão).

GEOMETRIA NO PLANO. Linha Conjunto infinito de pontos que pode ser desenhado por um único movimento contínuo (objecto geométrico a uma dimensão). GEOMETRIA NO PLANO 1 Noções Elementares Ponto O objecto geométrico mais elementar (sem dimensão). Linha Conjunto infinito de pontos que pode ser desenhado por um único movimento contínuo (objecto geométrico

Leia mais

Geometria Euclidiana Plana Parte I

Geometria Euclidiana Plana Parte I CURSO INTRODUTÓRIO DE MATEMÁTICA PARA ENGENHARIA 2015.1 Geometria Euclidiana Plana Parte I Joyce Danielle de Araújo - Engenharia de Produção Lucas Araújo dos Santos - Engenharia de Produção O que veremos

Leia mais

COLÉGIO PEDRO II DEPARTAMENTO DE MATEMÁTICA UNIDADE ESCOLAR HUMAITÁ II. Notas de aula de Matemática. 3º ano/ensino Médio. Prof.

COLÉGIO PEDRO II DEPARTAMENTO DE MATEMÁTICA UNIDADE ESCOLAR HUMAITÁ II. Notas de aula de Matemática. 3º ano/ensino Médio. Prof. COLÉGIO PEDRO II DEPARTAMENTO DE MATEMÁTICA UNIDADE ESCOLAR HUMAITÁ II Notas de aula de Matemática 3º ano/ensino Médio Prof. Andrezinho NOÇÕES DE GEOMETRIA ESPACIAL Notas de aula de Matemática Prof. André

Leia mais

MATEMÁTICA ANGULOS ENTRE RETAS E TRIÂNGULOS. 3. A medida do complemento: a) do ângulo de 27º 31 é: b) do ângulo de 16º 15 28 é:

MATEMÁTICA ANGULOS ENTRE RETAS E TRIÂNGULOS. 3. A medida do complemento: a) do ângulo de 27º 31 é: b) do ângulo de 16º 15 28 é: MATEMÁTICA Prof. Adilson ANGULOS ENTRE RETAS E TRIÂNGULOS 1. Calcule o valor de x e y observando as figuras abaixo: a) b) 2. Calcule a medida de x nas seguintes figuras: 3. A medida do complemento: a)

Leia mais

PRISMAS Prisma é um poliedro com duas bases paralelas formadas por polígonos iguais e faces laterais que são paralelogramos.

PRISMAS Prisma é um poliedro com duas bases paralelas formadas por polígonos iguais e faces laterais que são paralelogramos. GEOMETRIA ESPACIAL Geometria Espacial é o estudo da geometria no espaço tridimensional (as 3 dimensões são: largura, comprimento e profundidade). Essas figuras recebem o nome de sólidos geométricos ou

Leia mais

Geometria Espacial: Sólidos Geométricos

Geometria Espacial: Sólidos Geométricos Aluno(a): POLIEDROS E PRISMA (1º BIM) Noções Sobre Poliedros Denominam-se sólidos geométricos as figuras geométricas do espaço. Entre os sólidos geométricos, destacamos os poliedros e os corpos redondos.

Leia mais

94 (8,97%) 69 (6,58%) 104 (9,92%) 101 (9,64%) 22 (2,10%) 36 (3,44%) 115 (10,97%) 77 (7,35%) 39 (3,72%) 78 (7,44%) 103 (9,83%) Probabilidade 10 (0,95%)

94 (8,97%) 69 (6,58%) 104 (9,92%) 101 (9,64%) 22 (2,10%) 36 (3,44%) 115 (10,97%) 77 (7,35%) 39 (3,72%) 78 (7,44%) 103 (9,83%) Probabilidade 10 (0,95%) Distribuição das.08 Questões do I T A 9 (8,97%) 0 (9,9%) 69 (6,58%) Equações Irracionais 09 (0,86%) Equações Exponenciais (, 0 (9,6%) Geo. Analítica Conjuntos (,96%) Geo. Espacial Funções Binômio de Newton

Leia mais

Sólidos geométricos (Revisões)

Sólidos geométricos (Revisões) Curso de Educação e Formação Assistente Administrativo DISCIPLINA: Matemática Aplicada FICHA DE TRABALHO Nº 15 MÓDULO: 8 TURMA: A1/A2 DATA: 2006/2007 Sólidos geométricos (Revisões) Já conhecemos os nomes

Leia mais

Aula 12 Áreas de Superfícies Planas

Aula 12 Áreas de Superfícies Planas MODULO 1 - AULA 1 Aula 1 Áreas de Superfícies Planas Superfície de um polígono é a reunião do polígono com o seu interior. A figura mostra uma superfície retangular. Área de uma superfície é um número

Leia mais

MAT 240- Lista de Exercícios. 1. Dado o ABC, seja G o baricentro deste triângulo e M o ponto médio do lado BC. Prove que AG = 2GM.

MAT 240- Lista de Exercícios. 1. Dado o ABC, seja G o baricentro deste triângulo e M o ponto médio do lado BC. Prove que AG = 2GM. 1 MAT 240- Lista de Exercícios 1. Dado o ABC, seja G o baricentro deste triângulo e M o ponto médio do lado BC. Prove que AG = 2GM. 2. Seja G o baricentro e O o circuncentro do ABC. Na reta que contém

Leia mais

Caderno de Respostas

Caderno de Respostas Caderno de Respostas DESENHO TÉCNICO BÁSICO Prof. Dr.Roberto Alcarria do Nascimento Ms. Luís Renato do Nascimento CAPÍTULO 1: ELEMENTOS BÁSICOS DO DESENHO TÉCNICO 1. A figura ilustra um cubo ao lado de

Leia mais

Ensino Fundamental, 7º Ano Formas geométricas espaciais: prisma e pirâmide - conceitos iniciais

Ensino Fundamental, 7º Ano Formas geométricas espaciais: prisma e pirâmide - conceitos iniciais Ensino Fundamental, 7º Ano Formas geométricas espaciais: prisma e pirâmide - conceitos iniciais Você já deve ter observado embalagens e objetos que têm relação com figuras chamadas sólidos geométricos.

Leia mais

REVISÃO Lista 07 Áreas, Polígonos e Circunferência. h, onde b representa a base e h representa a altura.

REVISÃO Lista 07 Áreas, Polígonos e Circunferência. h, onde b representa a base e h representa a altura. NOME: ANO: º Nº: POFESSO(A): Ana Luiza Ozores DATA: Algumas definições Áreas: Quadrado: EVISÃO Lista 07 Áreas, Polígonos e Circunferência A, onde representa o lado etângulo: A b h, onde b representa a

Leia mais

Áreas e Aplicações em Geometria

Áreas e Aplicações em Geometria 1. Introdução Áreas e Aplicações em Geometria Davi Lopes Olimpíada Brasileira de Matemática 18ª Semana Olímpica São José do Rio Preto, SP Nesse breve material, veremos uma rápida revisão sobre áreas das

Leia mais

GEOMETRIA MÉTRICA. As bases são polígonos congruentes. Os prismas são designados de acordo com o número de lados dos polígonos das bases.

GEOMETRIA MÉTRICA. As bases são polígonos congruentes. Os prismas são designados de acordo com o número de lados dos polígonos das bases. GEOMETRIA MÉTRICA 1- I- PRISMA 1- ELEMENTOS E CLASSIFICAÇÃO Considere o prisma: As bases são polígonos congruentes. Os prismas são designados de acordo com o número de lados dos polígonos das bases. BASES

Leia mais

Lista 1. Sistema cartesiano ortogonal. 1. Observe a figura e determine os pontos, ou seja, dê suas coordenadas: a) A b) B c) C d) D e) E

Lista 1. Sistema cartesiano ortogonal. 1. Observe a figura e determine os pontos, ou seja, dê suas coordenadas: a) A b) B c) C d) D e) E Sistema cartesiano ortogonal Lista. Observe a figura e determine os pontos, ou seja, dê suas coordenadas: a) A b) B c) C d) D e) E. Marque num sistema de coordenadas cartesianas ortogonais os pontos: a)

Leia mais

PROEJA Matemática V Geometria dos Sólidos

PROEJA Matemática V Geometria dos Sólidos Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Rio Grande do Sul Campus Rio Grande PROEJA Matemática V Geometria dos Sólidos 011/ Profª Debora Bastos Maat teemáát ticcaa V Emeennt taa Geometria dos

Leia mais

CURSO DE GEOMETRIA LISTA

CURSO DE GEOMETRIA LISTA GEOMETRI Ângulos Obs.: Dois ângulos são congruentes quando têm a mesma abertura. Exemplos: Ângulos complementares Soma (medida) 90º Ângulos suplementares Soma (medida) 180º issetriz bissetriz de um ângulo

Leia mais

Atividade extra. Exercício 1. Matemática e suas Tecnologias Matemática

Atividade extra. Exercício 1. Matemática e suas Tecnologias Matemática Atividade extra Exercício 1 O Tangram é um quebra cabeças com 7 peças de diferentes tamanhos, e com elas podemos montar mais de 1400 figuras, como exemplos, temos as figuras abaixo. Fonte: fundacaobunge.org.br

Leia mais

Figuras geométricas. Se olhar ao seu redor, você verá que os objetos. Nossa aula. Figuras geométricas elementares

Figuras geométricas. Se olhar ao seu redor, você verá que os objetos. Nossa aula. Figuras geométricas elementares A UU L AL A Figuras geométricas Se olhar ao seu redor, você verá que os objetos têm forma, tamanho e outras características próprias. As figuras geométricas foram criadas a partir da observação das formas

Leia mais

Colégio Universitas06 Data: 7 Mai 2013. Professor(a): Adriana Santos. Exercícios extras

Colégio Universitas06 Data: 7 Mai 2013. Professor(a): Adriana Santos. Exercícios extras Colégio Universitas06 Data: 7 Mai 2013 Professor(a): Adriana Santos Aluno(a): Nota: nº: Exercícios extras 1 Escreva se cada objeto desenhado dá ideia de sólido geométrico, região plana ou contorno. Em

Leia mais

Geometria Área de Quadriláteros

Geometria Área de Quadriláteros ENEM Geometria Área de Quadriláteros Wallace Alves da Silva DICAS MATEMÁTICAS [Escolha a data] Áreas de quadriláteros Olá Galera, 1 QUADRILÁTEROS Quadrilátero é um polígono com quatro lados. A soma dos

Leia mais

Trabalho 4: Os Sólidos Geométricos

Trabalho 4: Os Sólidos Geométricos Departamento de Matemática Mestrado em Ensino de Matemática no 3º Ciclo do Ensino Básico e no Ensino Secundário Trabalho 4: Os Sólidos Geométricos Meios Computacionais no Ensino Professor: Jaime Carvalho

Leia mais

GEOMETRIA ESPACIAL TETRAEDRO HEXAEDRO OCTAEDRO DODECAEDRO ICOSAEDRO REGULARES RETO POLIEDROS OBLÍQUO PRISMA REGULAR IRREGULARES RETA OBLÍQUA PIRÂMIDE

GEOMETRIA ESPACIAL TETRAEDRO HEXAEDRO OCTAEDRO DODECAEDRO ICOSAEDRO REGULARES RETO POLIEDROS OBLÍQUO PRISMA REGULAR IRREGULARES RETA OBLÍQUA PIRÂMIDE GEOMETRIA ESPACIAL SÓLIDOS GEOMÉTRICOS POLIEDROS REGULARES SÓLIDOS DE REVOLUÇÃO IRREGULARES CONE TETRAEDRO HEXAEDRO OCTAEDRO DODECAEDRO ICOSAEDRO ESFERA CILINDRO PRISMA PIRÂMIDE RETO OBLÍQUO RETO RETO

Leia mais

Geometria plana. Índice. Polígonos. Triângulos. Congruência de triângulos. Semelhança de triângulos. Relações métricas no triângulo retângulo

Geometria plana. Índice. Polígonos. Triângulos. Congruência de triângulos. Semelhança de triângulos. Relações métricas no triângulo retângulo Índice Geometria plana Polígonos Triângulos Congruência de triângulos Semelhança de triângulos Relações métricas no triângulo retângulo Quadriláteros Teorema de Tales Esquadros de madeira www.ser.com.br

Leia mais

Geometria Elementar gênese e desenvolvimento. Roberto Ribeiro Paterlini

Geometria Elementar gênese e desenvolvimento. Roberto Ribeiro Paterlini Geometria Elementar gênese e desenvolvimento Roberto Ribeiro Paterlini Copyright março de 2010 by Roberto Ribeiro Paterlini Departamento de Matemática, UFSCar A presente versão está disponível na página

Leia mais

3º TRIMESTRE DE 2016

3º TRIMESTRE DE 2016 COLÉGIO MILITAR DO RIO E JANEIRO LISTA DE EXERCÍCIOS COMPLEMENTARES GEOMETRIA ESPACIAL º ANO DO ENSINO MÉDIO Equipe: Prof. Cap Boente, Prof Magda, Prof Fernando e Prof Zamboti 3º TRIMESTRE DE 06 PRISMAS

Leia mais

QUADRILÁTEROS. Um quadrilátero é um polígono de quatro lados. Pode ser dito que é porção do plano limitada por uma poligonal fechada,

QUADRILÁTEROS. Um quadrilátero é um polígono de quatro lados. Pode ser dito que é porção do plano limitada por uma poligonal fechada, QUADRILÁTEROS Um quadrilátero é um polígono de quatro lados. Pode ser dito que é porção do plano limitada por uma poligonal fechada, A B C Lados: AB BC CD AD Vértices: A B C D Diagonais: AC BD D Algumas

Leia mais

Estudando Poliedros com Auxílio do Software Poly

Estudando Poliedros com Auxílio do Software Poly DIRETORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO/GERÊNCIA DE PESQUISA PROJETO: TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO NO PROCESSO DE ENSINO E APRENDIZAGEM DE MATEMÁTICA Estudando Poliedros com Auxílio do Software

Leia mais

1 COMO ESTUDAR GEOMETRIA

1 COMO ESTUDAR GEOMETRIA Matemática 2 Pedro Paulo GEOMETRIA ESPACIAL I 1 COMO ESTUDAR GEOMETRIA Só relembrando a primeira aula de Geometria Plana, aqui vão algumas dicas bem úteis para abordagem geral de uma questão de geometria:

Leia mais

Matemática Essencial: Alegria Financeira Fundamental Médio Geometria Trigonometria Superior Cálculos

Matemática Essencial: Alegria Financeira Fundamental Médio Geometria Trigonometria Superior Cálculos Matemática Essencial: Alegria Financeira Fundamental Médio Geometria Trigonometria Superior Cálculos Geometria Plana: Áreas de regiões poligonais Triângulo e região triangular O conceito de região poligonal

Leia mais

Explorando Poliedros

Explorando Poliedros Reforço escolar M ate mática Explorando Poliedros Dinâmica 6 2ª Série 1º Bimestre Matemática Ensino Médio 2ª Geométrico Introdução à geometria espacial Aluno PRIMEIRA ETAPA COMPARTILHAR IDEIAS ATIVIDADE

Leia mais

Aula 5 Quadriláteros Notáveis

Aula 5 Quadriláteros Notáveis Aula 5 Quadriláteros Notáveis Paralelogramo Definição: É o quadrilátero convexo que possui os lados opostos paralelos. A figura mostra um paralelogramo ABCD. Teorema 1: Se ABCD é um paralelogramo, então:

Leia mais

Sessão Leitura 45 Fixação 47 Pintou no Enem 72

Sessão Leitura 45 Fixação 47 Pintou no Enem 72 SUMÁRIO Geometria Plana Teoria O ponto a reta e o plano 4 Semirretas e segmentos 4 Semiplanos e ângulos 5 Classificação dos ângulos em função de suas medidas 6 Ângulos consecutivos e ângulos adjacentes

Leia mais

Centro Federal de Educação Tecnológica Departamento Acadêmico da Construção Civil Curso Técnico de Geomensura Disciplina: Matemática Aplicada

Centro Federal de Educação Tecnológica Departamento Acadêmico da Construção Civil Curso Técnico de Geomensura Disciplina: Matemática Aplicada Centro Federal de Educação Tecnológica Departamento Acadêmico da Construção Civil Curso Técnico de Geomensura Disciplina: Matemática Aplicada MATEMÁTICA APLICADA 1. SISTEMA ANGULAR INTERNACIONAL...2 2.

Leia mais

GEOMETRIA. Esse quadradinho no ângulo O significa que é um ângulo reto e sua medida equivale a 90 graus.

GEOMETRIA. Esse quadradinho no ângulo O significa que é um ângulo reto e sua medida equivale a 90 graus. GEOMETRIA Ângulos É a abertura existente entre duas semi-retas que tem a mesma origem. Ângulo reto é formado por duas semi-retas perpendiculares, ou seja, uma horizontal e uma vertical sendo o ponto de

Leia mais

Geometria Espacial e Plana

Geometria Espacial e Plana 117 Geometria Espacial e Plana a² = b² + c² 118 1) Poliedros convexos Geometria Espacial Observe os sólidos abaixo cujas faces são polígonos convexos. Podemos observar que: a) Cada aresta é comum a duas

Leia mais

RESOLUÇÃO DA AVALIAÇÃO DE MATEMÁTICA 2 o ANO DO ENSINO MÉDIO DATA: 16/06/12 PROFESSOR: MALTEZ

RESOLUÇÃO DA AVALIAÇÃO DE MATEMÁTICA 2 o ANO DO ENSINO MÉDIO DATA: 16/06/12 PROFESSOR: MALTEZ RESOLUÇÃO DA AVALIAÇÃO DE MATEMÁTICA o ANO DO ENSINO MÉDIO DATA: 6/06/ PROFESSOR: MALTEZ Uma pirâmide quadrangular regular possui área da base igual a 6 e altura igual a. A área total da pirâmide é igual

Leia mais

LISTÃO DE EXERCÍCIOS DE REVISÃO IFMA PROFESSOR: ARI

LISTÃO DE EXERCÍCIOS DE REVISÃO IFMA PROFESSOR: ARI 01.: A figura mostra um edifício que tem 15 m de altura, com uma escada colocada a 8 m de sua base ligada ao topo do edifício. comprimento dessa escada é de: a) 12 m. b) 30 m. c) 15 m. d) 17 m. e) 20 m.

Leia mais

GEOMETRIA GRÁFICA TIPO A GEOMETRIA GRÁFICA TIPO B

GEOMETRIA GRÁFICA TIPO A GEOMETRIA GRÁFICA TIPO B 1 GEOMETRIA GRÁFICA TIPO A GEOMETRIA GRÁFICA 1. Considere um quadrilátero RSTU, satisfazendo RS = ST = TU = UR, como o exemplo ilustrado abaixo. Considerando esses dados, podemos afirmar que: 0-0) SU é

Leia mais

Atividade 01 Ponto, reta e segmento 01

Atividade 01 Ponto, reta e segmento 01 Atividade 01 Ponto, reta e segmento 01 1. Crie dois pontos livres. Movimente-os. 2. Construa uma reta passando por estes dois pontos. 3. Construa mais dois pontos livres em qualquer lugar da tela, e o

Leia mais

ÁREA DAS FIGURAS GEOMÉTRICAS PLANAS

ÁREA DAS FIGURAS GEOMÉTRICAS PLANAS 1 ÁREA DAS FIGURAS GEOMÉTRICAS PLANAS 1.Área da região retangular temos: É o paralelogramo que possui os quatro ângulos internos retos, num retângulo, A = B. P = B + d = B + Exemplo: Num retângulo, uma

Leia mais

Matemática - 3C12/14/15/16/26 Lista 2

Matemática - 3C12/14/15/16/26 Lista 2 Matemática - 3C12/14/15/16/26 Lista 2 Poliedros Convexos 1) Determine qual é o poliedro convexo e fechado que tem 6 vértices e 12 arestas. 2) Determine o nº de vértices de dodecaedro convexo que tem 20

Leia mais

MATEMÁTICA II EXERCÍCIOS DE REVISÃO GEOMETRIA SÓLIDA

MATEMÁTICA II EXERCÍCIOS DE REVISÃO GEOMETRIA SÓLIDA 1 MATEMÁTICA II EXERCÍCIOS DE REVISÃO GEOMETRIA SÓLIDA ===================================================== 1) As dimensões de um paralelepípedo retângulo são dadas por números inteiros em P.A. de razão

Leia mais

Desenho geométrico. Ponto: Elemento geométrico considerado sem dimensão, apenas com posição. Reta:

Desenho geométrico. Ponto: Elemento geométrico considerado sem dimensão, apenas com posição. Reta: Desenho geométrico Ponto: Elemento geométrico considerado sem dimensão, apenas com posição. Reta: Linha que estabelece a menor distância entre 2 pontos. Por 1 ponto podem passar infinitas retas. Por 2

Leia mais

Lista de Exercícios de Recuperação de MATEMÁTICA 2

Lista de Exercícios de Recuperação de MATEMÁTICA 2 Lista de Exercícios de Recuperação de MATEMÁTICA NOME Nº SÉRIE: DATA BIMESTRE PROFESSOR : Denis Rocha DISCIPLINA : Matemática EM 1) Dê as equações das elipses desenhadas a seguir: a.) 6 b.) -8 8-6 ) Determinar

Leia mais

Aula 10 Triângulo Retângulo

Aula 10 Triângulo Retângulo Aula 10 Triângulo Retângulo Projeção ortogonal Em um plano, consideremos um ponto e uma reta. Chama-se projeção ortogonal desse ponto sobre essa reta o pé da perpendicular traçada do ponto à reta. Na figura,

Leia mais

RETÂNGULO ÁREAS DE FIGURAS PLANAS PARALELOGRAMO. Exemplo: Calcule a área de um terreno retangular cuja basemede 3meaaltura 45m.

RETÂNGULO ÁREAS DE FIGURAS PLANAS PARALELOGRAMO. Exemplo: Calcule a área de um terreno retangular cuja basemede 3meaaltura 45m. ÁREAS DE FIGURAS PLANAS RETÂNGULO PARALELOGRAMO Exemplo: Calcule a área de um paralelogramo que tem,4 cmdebasee1,3cmdealtura. Resposta: A= B h A=,4x1,3 A=3,1 cm² 01. Calcule a área do paralelogramo, sabendo-se

Leia mais

Exercícios de Matemática Retas e Planos

Exercícios de Matemática Retas e Planos Exercícios de Matemática Retas e Planos 3. (Unesp) Considere o cubo da figura adiante. Das alternativas a seguir, aquela correspondente a pares de vértices que determinam três retas, duas a duas reversas,

Leia mais

DESENHO GEOMÉTRICO 1º ANO ENSINO MÉDIO

DESENHO GEOMÉTRICO 1º ANO ENSINO MÉDIO DESENHO GEOMÉTRICO 1º ANO ENSINO MÉDIO PROFESSOR: DENYS YOSHIDA PERÍODO: MANHÃ DESENHO GEOMÉTRICO 1º ANO - ENSINO MÉDIO - 016 1 Sumário 1. Trigonometria no triangulo retângulo...3 1.1 Triângulo retângulo...4

Leia mais

Programa Olímpico de Treinamento. Aula 1. Curso de Geometria - Nível 2. Prof. Rodrigo Pinheiro

Programa Olímpico de Treinamento. Aula 1. Curso de Geometria - Nível 2. Prof. Rodrigo Pinheiro Programa Olímpico de Treinamento urso de Geometria - Nível 2 Prof. Rodrigo Pinheiro ula 1 Introdução Nesta aula, aprenderemos conceitos iniciais de geometria e alguns teoremas básicos que utilizaremos

Leia mais

CADERNO DE OFICINA COM ATIVIDADES DE GEOMETRIA

CADERNO DE OFICINA COM ATIVIDADES DE GEOMETRIA APÊNDICE A - CADERNO DE OFICINA COM ATIVIDADES DE GEOMETRIA PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE MINAS GERAIS MESTRADO EM ENSINO DE CIÊNCIAS E MATEMÁTICA CADERNO DE OFICINA COM ATIVIDADES DE GEOMETRIA AUTORES:

Leia mais

Aulas Particulares on-line

Aulas Particulares on-line sse material é parte integrante do ulas Particulares on-line do IS RSIL S/, MTMÁTI PRÉ-VSTIULR LIVRO O PROFSSOR 006-009 IS rasil S.. É proibida a reprodução, mesmo parcial, por qualquer processo, sem autorização

Leia mais

APOSTILA DE GEOMETRIA PLANA E ESPACIAL

APOSTILA DE GEOMETRIA PLANA E ESPACIAL APOSTILA DE GEOMETRIA PLANA E ESPACIAL Professora: Elisandra Bar de Figueiredo Elaboração da apostila: Elisandra Bar de Figueiredo Home-page: http://www.joinville.udesc.br/portal/professores/elisandra/

Leia mais

Matemática. Resolução das atividades complementares. M1 Geometria Métrica Plana

Matemática. Resolução das atividades complementares. M1 Geometria Métrica Plana Resolução das atividades complementares Matemática M Geometria Métrica Plana p. 0 Na figura a seguir tem-se r // s // t e y. diferença y é igual a: a) c) 6 e) b) d) 0 8 ( I) y 6 y (II) plicando a propriedade

Leia mais

ATIVIDADES COM GEOPLANO QUADRANGULAR

ATIVIDADES COM GEOPLANO QUADRANGULAR ATIVIDADES COM GEOPLANO QUADRANGULAR Observações. Os pinos do geoplano quadrangular são chamados de pontos. A distância horizontal ou vertical entre dois pontos consecutivos é estabelecida como a unidade

Leia mais

AULA 2 - ÁREAS. h sen a h a sen b h a b sen A. L L sen60 A

AULA 2 - ÁREAS. h sen a h a sen b h a b sen A. L L sen60 A AULA - ÁREAS Área de um Triângulo - A área de um triângulo pode ser calculada a partir de dois lados consecutivos e o ângulo entre eles. h sen a h a sen b h a b sen A - A área de um triângulo eqüilátero

Leia mais

Planificação de Matemática -6ºAno

Planificação de Matemática -6ºAno DGEstE - Direção-Geral de Estabelecimentos Escolares Direção de Serviços Região Alentejo Agrupamento de Escolas de Moura código n.º 135471 Escola Básica nº 1 de Moura (EB23) código n.º 342294 Planificação

Leia mais

Quinta lista de exercícios.

Quinta lista de exercícios. MA092 Geometria plana e analítica Segundo semestre de 2015 Quinta lista de exercícios. Triângulos retângulos. Polígonos regulares. Áreas de superfícies planas. 1. Qual deve ser o comprimento de uma escada

Leia mais

Desenho e Projeto de Tubulação Industrial Nível II

Desenho e Projeto de Tubulação Industrial Nível II Desenho e Projeto de Tubulação Industrial Nível II Módulo I Aula 04 SUPERFÍCIE E ÁREA Medir uma superfície é compará-la com outra, tomada como unidade. O resultado da comparação é um número positivo, ao

Leia mais

Unidade didáctica: circunferência e polígonos. Matemática 9º ano

Unidade didáctica: circunferência e polígonos. Matemática 9º ano Unidade didáctica: circunferência e polígonos Matemática 9º ano POLÍGONOS. Ângulos de um polígono DEFINIÇÃO: Um polígono é uma superfície plana limitada por uma linha poligonal fechada. Em qualquer polígono

Leia mais

SÓLIDOS GEOMÉTRICOS. da - 2. Sólidos de. geométricos. Rodrigo. Roberto. Tetraedro (4) Hexaedro (6) Octaedro (8) Dudecaedro (12) Icosaedro (20)

SÓLIDOS GEOMÉTRICOS. da - 2. Sólidos de. geométricos. Rodrigo. Roberto. Tetraedro (4) Hexaedro (6) Octaedro (8) Dudecaedro (12) Icosaedro (20) Sólidos Geométricos Poliedros Sólidos de Revolução SÓLIOS GEOMÉTRICOS Regulares Irregulares Cone Cilindro Tetraedro (4) Hexaedro (6) Octaedro (8) udecaedro (12) Icosaedro (20) Prisma Pirâmide Reto Oblíquo

Leia mais

Unidade 4 Formas geométricas planas

Unidade 4 Formas geométricas planas Sugestões de atividades Unidade 4 Formas geométricas planas 6 MTMÁTI 1 Matemática 1. O relógio, representado abaixo, indica exatamente 8 horas. TracieGrant/Shutterstock c) um ângulo de 120 ; d) um ângulo

Leia mais

VÊ, FAZ, APRENDE. Geometria 1º CEB GUIÃO DO PROFESSOR

VÊ, FAZ, APRENDE. Geometria 1º CEB GUIÃO DO PROFESSOR GUIÃO DO PROFESSOR VÊ, FAZ, APRENDE Geometria Exploração de conteúdos Preparação da visita Caderno do professor Caderno do aluno Recursos online 1º CEB Introdução O ensino e a aprendizagem da Geometria

Leia mais

GEOMETRIA ESPACIAL. Rio de Janeiro / 2007 TODOS OS DIREITOS RESERVADOS À UNIVERSIDADE CASTELO BRANCO

GEOMETRIA ESPACIAL. Rio de Janeiro / 2007 TODOS OS DIREITOS RESERVADOS À UNIVERSIDADE CASTELO BRANCO VICE-REITORIA DE ENSINO DE GRADUAÇÃO E CORPO DISCENTE COORDENAÇÃO DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA GEOMETRIA ESPACIAL Rio de Janeiro / 2007 TODOS OS DIREITOS RESERVADOS À UNIVERSIDADE CASTELO BRANCO UNIVERSIDADE

Leia mais

Quarta lista de exercícios.

Quarta lista de exercícios. MA092 Geometria plana e analítica Segundo semestre de 2015 Quarta lista de exercícios. Circunferência e círculo. Teorema de Tales. Semelhança de triângulos. 1. (Dolce/Pompeo) Um ponto P dista 7 cm do centro

Leia mais

Relações Métricas nos. Dimas Crescencio. Triângulos

Relações Métricas nos. Dimas Crescencio. Triângulos Relações Métricas nos Dimas Crescencio Triângulos Trigonometria A palavra trigonometria é de origem grega, onde: Trigonos = Triângulo Metrein = Mensuração - Relação entre ângulos e distâncias; - Origem

Leia mais

Projeção ortográfica da figura plana

Projeção ortográfica da figura plana A U L A Projeção ortográfica da figura plana Introdução As formas de um objeto representado em perspectiva isométrica apresentam certa deformação, isto é, não são mostradas em verdadeira grandeza, apesar

Leia mais

b) 2. c) 4. d) 8. e) 3 π. 5. (Ita 2014) Uma pirâmide de altura h= 1cm e

b) 2. c) 4. d) 8. e) 3 π. 5. (Ita 2014) Uma pirâmide de altura h= 1cm e Geometria Espacial 1. (Uerj 015) Um funil, com a forma de cone circular reto, é utilizado na passagem de óleo para um recipiente com a forma de cilindro circular reto. O funil e o recipiente possuem a

Leia mais

ESCOLA SECUNDÁRIA DE ALBERTO SAMPAIO. 1- Ângulos Definição: Chama-se ângulo à porção de plano limitada por duas semirretas com a mesma origem.

ESCOLA SECUNDÁRIA DE ALBERTO SAMPAIO. 1- Ângulos Definição: Chama-se ângulo à porção de plano limitada por duas semirretas com a mesma origem. ESCOLA SECUNDÁRIA DE ALBERTO SAMPAIO 1ª Ficha Informativa MATEMÁTICA - A 10º Ano 2012/2013 1- Ângulos Definição: Chama-se ângulo à porção de plano limitada por duas semirretas com a mesma origem. Definição:

Leia mais

5 LG 1 - CIRCUNFERÊNCIA

5 LG 1 - CIRCUNFERÊNCIA 40 5 LG 1 - CIRCUNFERÊNCIA Propriedade: O lugar geométrico dos pontos do plano situados a uma distância constante r de um ponto fixo O é a circunferência de centro O e raio r. Notação: Circunf(O,r). Sempre

Leia mais

ESCOLA BÁSICA VASCO DA GAMA - SINES

ESCOLA BÁSICA VASCO DA GAMA - SINES ESCOLA BÁSICA VASCO DA GAMA - SINES ANO LECTIVO 2009/2010 FICHA DE TRABALHO MATEMÁTICA - 6º ANO Nome: N.º Turma: Data: 1. Observa o ângulo que se segue. Assinala a resposta correcta em cada caso. 2. Assinala

Leia mais

Soluções das Questões de Matemática da Universidade do Estado do Rio de Janeiro UERJ

Soluções das Questões de Matemática da Universidade do Estado do Rio de Janeiro UERJ Soluções das Questões de Matemática da Universidade do Estado do Rio de Janeiro UERJ 1º Exame de Qualificação 011 Questão 6 Vestibular 011 Observe a representação do trecho de um circuito elétrico entre

Leia mais

CONTEÚDOS DA DISCIPLINA DE MATEMÁTICA

CONTEÚDOS DA DISCIPLINA DE MATEMÁTICA CONTEÚDOS DA DISCIPLINA DE MATEMÁTICA 6ºANO CONTEÚDOS-1º TRIMESTRE Números naturais; Diferença entre número e algarismos; Posição relativa do algarismo dentro do número; Leitura do número; Sucessor e antecessor;

Leia mais

TRIÂNGULO RETÂNGULO. Os triângulos AHB e AHC são semelhantes, então podemos estabelecer algumas relações métricas importantes:

TRIÂNGULO RETÂNGULO. Os triângulos AHB e AHC são semelhantes, então podemos estabelecer algumas relações métricas importantes: TRIÂNGULO RETÂNGULO Num triângulo retângulo, os lados perpendiculares, aqueles que formam um ângulo de 90º, são denominados catetos e o lado oposto ao ângulo de 90º recebe o nome de hipotenusa. O teorema

Leia mais

ESCOLA DE ESPECIALISTAS DE AERONÁUTICA COLETÂNEA DE PROVAS DE MATEMÁTICA DO EXAME DE ADMISSÃO AO CURSO DE FORMAÇÃO DE SARGENTOS.

ESCOLA DE ESPECIALISTAS DE AERONÁUTICA COLETÂNEA DE PROVAS DE MATEMÁTICA DO EXAME DE ADMISSÃO AO CURSO DE FORMAÇÃO DE SARGENTOS. ESCOLA DE ESPECIALISTAS DE AERONÁUTICA COLETÂNEA DE PROVAS DE MATEMÁTICA DO EXAME DE ADMISSÃO AO CURSO DE FORMAÇÃO DE SARGENTOS ÁLGEBRA I: 003 a 013 Funções: definição de função; funções definidas por

Leia mais

MATEMÁTICA - 3ª ETAPA/2015. Aluno: Nº. 1) Calcule o valor de x, sabendo que o perímetro do quadrilátero é de 8,6 m.

MATEMÁTICA - 3ª ETAPA/2015. Aluno: Nº. 1) Calcule o valor de x, sabendo que o perímetro do quadrilátero é de 8,6 m. MATEMÁTICA - ª ETAPA/015 Ensino Fundamental Ano: 8º Professora: Thaís Sadala Turma: Atividade: Estude Mais 10 Data: Aluno: Nº 1) Calcule o valor de x, sabendo que o perímetro do quadrilátero é de 8,6 m.,4

Leia mais

Avaliação 1 - MA13-2015.2 - Gabarito. Sendo dados os segmentos de medidas a e b, descreva como construir com régua e compasso a medida ab.

Avaliação 1 - MA13-2015.2 - Gabarito. Sendo dados os segmentos de medidas a e b, descreva como construir com régua e compasso a medida ab. MESTRADO PROFISSIONAL EM MATEMÁTICA EM REDE NACIONAL Avaliação 1 - MA13-2015.2 - Gabarito Questão 01 [ 2,00 pts ] Sendo dados os segmentos de medidas a e b, descreva como construir com régua e compasso

Leia mais

TRIÂNGULO RETÂNGULO. Triângulo retângulo é todo triângulo que tem um ângulo reto. O triângulo ABC é retângulo em A e seus elementos são:

TRIÂNGULO RETÂNGULO. Triângulo retângulo é todo triângulo que tem um ângulo reto. O triângulo ABC é retângulo em A e seus elementos são: TRIÂNGULO RETÂNGULO Triângulo retângulo é todo triângulo que tem um ângulo reto. O triângulo ABC é retângulo em A e seus elementos são: a: hipotenusa b e c: catetos h: altura relativa a hipotenusa m e

Leia mais