ÍNDICE GERAL. A- Doutrina. 8-Doaval..., O Código de Defesa do Consumidor e o cheque pré-datado. b - cheque visado... 22

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "ÍNDICE GERAL. A- Doutrina. 8-Doaval...,... 25. O Código de Defesa do Consumidor e o cheque pré-datado. b - cheque visado... 22"

Transcrição

1 ÍNDICE GERAL A- Doutrina CAPÍTULO I - Do cheque: noções básicas 1 - Suas origens Conceito.....,.,...".,.,..,..., De sua natureza jurídica Requisitos essenciais Modelo oficial de cheque Das espécies de cheque a - cheque marcado b - cheque visado c - cheque cruzado e cheque para ser creditado em conta 23 d - cheque de viagem Da revogação do cheque Doaval..., CAPÍTULO 11 O Código de Defesa do Consumidor e o cheque pré-datado 1. Introdução...,..., Conceito Terminologia..., Natureza Cambiária Natureza Contratual

2 6 ). B. TORRES DE ALBUQUERQUE 6. Aplicução do Código de Defesa do Consumidor Posicionumento Jurisprudencial Obrigação de respeitar data para apresentação de um cheque pré-datado sendo acordado entre us pintes CHEQUE ;. Do caráter ilegul do cheque pré-datado o j'urisprudencial a cerca da apresentação anteclpa- 3.DecIsa da de cheque pré-datado Da descuracterização do iustituto cheque propriamente dito CAPÍTULO III Cheque pré-datado e suas características 1. Introdução Considerações gerais Realidade cultural 4. Realidade jurídica 5. Posicionamento doutrinário e jurisprudencial Do direito comparado Considerações Cinais à cerca da legalização do cheque pré -datado CAPÍTULO VI Da sustação de cheque e de seus enfoques legais 1 _ Questionamento legal da sustação de pagamento de cheque 61 'b t b' 'cos desta cártula de crédito Atn u os asi 3 _ Ilegalidade do cheque "pré-datado".. " Data limite para apresentação CAPÍTULO VII Do uso de cheques e as novas regras trazidas pela resolução n O do BACEN de 28 de abríl de 2011 CAPITULO IV Do cheque prescrito e a ação monitória 1. Do prazo para ingresso da ação monitória de cheque prescrito para ação executória Do conflito de leis quanto ao procedimento processual Da inexistência de conflitos entre as normas leguis Da prescrição e de seus efeitos sobre o cheque Aspectos gerais da normatização Da disponibilização de informações sobre o cheque pelos Estabelecimentos Bancários aos EstabelecImentos comerciais - prazo Da transparência sobre o critério adotado pelo Estabelecimento Bancário no fornecimento de talonário a seus clientes constante nos contratos de abertura de conta correntes - prazo CAPÍTULO V Do enfoque legal e m oral do cheque pré-datado 1. Das factoring e de suas atividades em relação ao cheque pré-datado Da obrigatoriedade de Boletim de Ocorrência Policial para sustação de cheque por extravio ou furto e da ureversão do ato susta tório Da impressão na folha de cheque da data de confecção do respectivo talonário - prazo

3 8 1. B. TORRES DE ALBUQUERQUE 6, Da informação pelo Estabelecimento Bancário a seus clientes do nome e endereço de quem depositou um cheque que houve devolução por falta de fundos, B - FORMULÁRIOS 1 - Ação cautelar de sustação de protesto de ch eque Ação caulelar de sustação de protesto com pedido de liminar, Ação de reparação por danos materiais e morais por desconto de cheques com erro grosseiro modelo de ação monitória para cobrança de cheque prescrito, modelo de petição propondo ação para reurada de negativação 110 Serasa e SPC após a prescrição do cheque independentemente do pagamento , 94 c - JURISPRUDÊNCIA AÇÃO ANULATÓRIA DE TÍTULO DE CRÉDITO C,C, DEVOLUÇÃO DE QUANTIA PAGA JULGADA IMPROCEDENTE - apelação da autora firme nas teses de que (1) emitiu cheque em favor do réu-apelado a título de?arantia de divida sem data, a qual foi preenchida lfregularmente; (2) foi coagida na emissão e com o protesto do cheque porque o objetivo era a sua negativação; e, (3) O réu - a~elado lhe cobrou juros usurários porque ultrapassou o h mlle legal e tal montante deve lhe ser restituído.., AÇÃO DE DECLARATÓRIA DE INEXIGIBILIDADE DE DÉBITO C/ C AÇÃO CAUTELAR DE SUSTAÇÃO DE PROTESTO - cheque sustado - desacordo comercial - circulação - endosso - portador de boa-fé - inoponibilidade das exceções pessoais Q9 CHEQUE AÇÃO DE OBR~GAÇÃO DE FAZER CUMULADA COM INDENIZATORlA - conta corrente conjunta - somente o titular que emite o cheque sem fundos poderá ter seu nome incl uído no CCF , 119 AÇÃO DE INDENIZAÇÃO - CANCELAMENTO DE LIMITE DE crédito EM CONTA CORRENTE - devolução de cheques por insuficiência de fundos - danos morais configurados - quantum - redução - recurso parcialmente provido , 125 AÇÃO DE INDENIZAÇÃO POR DANOS MATERIAIS E MORAIS - cheque fraudado - culpa da instituição fio anceira -ID 'd emzaçao ' - d evi 'd a - vo t o vencia 'd...,,"""""""" 133 RESGATE DE CHEQUE POR TERCEIRO NÃO AUTORIZADO _ adulteração do valor e desconto indevida - sentença que julgou parcialmente procedentes os pedidos, condenando o banco a indeuizar ao condomínio o dobro do valor do cheque, afastando a indenização por danos morais e julga ndo ainda improcedentes os pedidos em fa ce do comerciante.....,...,,,...,,..,.. ",...,...,..., , AÇÃO MONITÓRIA - AGRAVO RETIDO - indeferimento de oitiva de testemunha - arl. 130 do CPC - cerceamento de defesa - preclusão temporal- preliminar rejeitada - apelação cível- mérito - cheques prescritos CHEQUES - PRESCRIÇÃO NÃO CARACTERIZADA - pagamentos parciais - reconhecimento - dedução do valor co brado -l't' IlganCla f 'd e ma- ' f e ' nao - evi 'd encia 'd' a ' 159 CHEQUE - CONTRATO DE FACTORING juros r emuneratórios limitados a 12% ao ano - redução

4 10 J. B. TORRES DE ALBUQUERQUE proporcional - cerceamento de defesa não caracterizado - alegação de defeito de representação que necessita ser acompanhada de documento do registro público COBRANÇA - CHEQUE PRESCRITO - embargos - improcedência - preliminares de inépcia, por falta de fundamentos e de interesse - alegada inexigibilidade da dívida, pela suspensão decorrente de recebimento no duplo efeito de apelo contra indeferimento de pedido de processamento de recuperação judicial - desacolhimento 165 AÇÃO REVISIONAL - CONTRATOS BANCÁRIOS - CHEQUE ESPECIAL - financiamento de veículo - ordem de exibição documental - artigos 6, viii, do <;ódigo de defesa do constunidor. Artigo 355 do código de processo civil - desobediência - cheqne especial - cláusulas gerais - ausência de juntada - conseqüências - não pactuação de alguns encargos - presunção - juros remuneratórios - enunciado I do grupo de câmaras de direito comercial - súmula 296 do superior tribunal de justiça - financiamento de veículo - taxa contratada - convalidação - ch eque especial - taxa - informação nos extratos bancários - particularidades - médias de mercado - início da divulgação pelo BACEN CONTRATOS DE CHEQUE ESPECIAL E CRÉDITO PESSOAL - preliminar - impossibilidade jurídica do pedido - inocorrência - contraias quitados que podem ser revisados - cláusulas abusivas que geram direito à reparação pelo lesionado - causa de pedir possível - aplicação do código de defesa do consumidor - artigo 30, 2, da lei n /90 e súmula 297 do superior tribunal de justiça - abrandamento do princípio pacta sunl servanda - inversão do ônus da prova - exibição de apenas 1 (um) contrato dos 15 (quinze) que se desejava rever - ausência Do C HEgUE - d láusulas gerais e termos pactuados necessários para as c -. a-o conseqüências - presunção da não contrataçao a revls de alguns encargos - juros remuneratónos - Inl1ltaçao na sentença em 12% (doze por cento] para todos os contratos AÇÁO REVISIONAL CUM,ULADA COM PEDlD?S DE REPETIÇÃO DE IN DEBITO E DE EXlBIÇAO DE DOCUMENTOS - contrato de abertura de crédito em conta corrente - cheque especial - procedência parcial - recurso das duas partes - invocação pelo réu de inépcia da inicial, pela ausência dos contratos revisados - alegada reoularidade na cobrança dos juros e das taxas, por o.,,' autorizadas conb.'atualmente e pelo BACEN, msurgencla contra a condenação na verba honorária, diante do acolhimento parcial dos pedidos' alegação pela autora de juros e "spread" abusivos, capitalização e cobrança de tarifas indevidas AGRAVO DE INSTRUMENTO INTERPOSTO CONTRA R.DECISÃO QUE INDEFERIU PEDIDO DE ANTECIPAÇÃO DE TUTELA, deduzido para suspensão dos efeitos de protesto tirado, posto que o chequ e protestado se encontrava prescrito - pleno atendimento das exigências legais na satisfação de suas pretensôes, na busca de minimizar os prej uízos impostos APELAÇÃO CÍVEL AÇÃO DECLARATÓRIA DE CANCELAMENTO DE PROTESTO CU ULADA COM PEDIDO DE INDENIZAÇÃO POR DANOS MORAIS E ANTECIPAÇÃO DE TUTELA - sentença de improcedência _ recurso da parle autora. Protesto de cbeque - abuso de direito, alegação de que o ato notarial seria desnecessário para o ajuizamento de execução e fora realizado tão somente no intuito de prejudicar o devedor - pleito

5 12 r. B, TORRES DE ALBUQUERQUE inacolhido - exercício regular de direito configurado - dívida representada pela cártul a que se mostra incontroversa - exegese do artigo 10 da lei no 9,492/97 e artigo 188, inciso i, do cc - dano moral inocorrente - inexistência de ato ilícito necessário à configuração do dever de indenizar..,..., AÇÃO DECLARATÓRIA DE INEXISTÊNCIA DE DÉBITO C/C DANOS MORAIS - EMISSÃO DE CHEQUE PARA QUITAÇÃO DE FATURA DE CARTÃO DE CRÉDITO - pagamento pro solvendo - devolução do título por irregnlaridades no preenchimento - inscrição do devedor em órgão de restrição ao crédito - ausência de prévia notificação - responsabilidade do órgão manlenedor do cadastro - súmula 359 do STJ - exercício regular de direito do credor ,.....,...,....., ,.., 224 AÇÃO DE COBRANÇA - CONTRATO DE DISTRIBUIÇÃO COMERCIAL - SENTENÇA ACOLHENDO O PEDIDO - insurgência dos demandados - pagamento realizado mediante entrega de cheques emitidos por terceiros - ausência de fundos para pagamento das cártulas - títulos com natureza pro solvendo Do C HEQUE - RESCRlTO - contrato verbal de honoranos - CHEQUE P 'I' t'midade de parte - não acolhimento - relimmar - I egi I - -' d p _ d.' de consentimento - coaçao - ausencla e alegaçao e VIClO _ - 101' excessivo - não coruprovaçao..., 246 demonstraçao - va _ MONITÓRIA EMBARGADA - CHEQUES - EMISSÃO AÇA~ARA PAGAMENTO DE ALUGUÉIS PELA SÓCI~ D~ E EMPRESÁRIA - defesa - alegação de ausencia SOCI EDAD d. ' 'te de responsa b 'l'd de pelos aluguéis - dever a socla-geren I I a e d a empres a P elo paga mento - argumentos referentes, d ao conteúdo da relação jurídica - princípio da autonor~\l a o n lo de crédito que afasta a análise da causa do titulo - siu~tação do cheque que evidencia o inadimplemento... '" 254 AÇÃO REVISIONAL - CONTRATO DE ABERTURA DE CRÉDITO EM CONTA CORRENTE (CHEQUE ESPECIAL) _ juros remuneratórios - limitação à taxa legal - recurso especial _ exegese do disposto no art. 543~C, 7, li, do CPC - reanálise da m a téria - recusa mju s tlh ~ada da instituição financeira em apresentar os contratos fitmados entre as partes - aplicação da regra do art. 359 do CPC - alegações do autor reputadas verdadeiras - senten ça mantida - recurso do banco desprovi.do......, ' AÇÃO DE INDENIZAÇÃO POR DANOS MORAIS - CERCEAMENTO DE DEFESA - INOCORRÊNCIA - devolução de cheque por divergência de assinatura - estrito cumprimento do dever legal - ausência de prejuízo - sentença mantida.., ,,....,...,..,...,... "...,...,..,.., 233 AÇÃO MONlTÓRIA - CHEQUE - ILEGITIMIDADE - INOCORRÊNCIA - INDICAÇÃO DA CAUSA DEBENDI - desn ecessidade - alegação de prática de agiotagem não evidenciada - pagamento parcial - ausência de provas - inteligência do artigo 333, Il do Código de Processo Civil 240 CONTRATOS DE ABERTURA DE CRÉDITO EM CONTA CORRENTE (CHEQUE ESPECIAL) - juros remuneratórios _ limitação à taxa legal - recurso especial - exegese. do disposto no art. 543-c, 7, n, do CPC - reaná,lise da ~atena _ recusa injustificada da instituição fma nceita e m apresentar os contratos firm ados entre as partes "..."" 260 EMBARGOS À EXECUÇÃO - CHEQUE - ASSINATURA NO VERSO DO CHEQUE - ausência dos requisitos do aval - ilegitimidade passiva...,..., ,...,

6 14 I. B. TORRES DE ALBUQUERQUE PRAZO PRESCRICIONAL TERMO INICIAL - data convencionada pelas partes - pós-datação - validade - prescrição não consumada - penhora - imóvel de natureza mista - parte comercial - constrição - possibilidade - intimação do cônjuge do executado - desnecessidade, nesse caso - impugnação da dívida exercida regularmente - meação - preservação, de ofício - celeridade e efetividade da jurisdição - prevalência - prejuízo - inexistên cia - nulidade processual- inocorrência - inexistência do débito - prova robusta EMBARGOS À EXECUÇÃO LASTRA DA EM CHEQUE - SENTENÇA REJEITANDO O PEDIDO - INSURGÊNCIA DA EMBARGANTE - 1) prelimi nar - cerceamen to de defesa inocorrente - desnecessidade de abertura da fase instrutória - elementos suficientes para formar o convencimeuto do julgador e proporcionar a segura resolução da lide (art. 130 do cpc) - 2) prescrição do título não configurada - início do lapso de 6 meses para manejo da execução a ser contado após flu ência do prazo de 60 dias destinado à apresentação da cártula, porquanto elnítida em praça diversa daquela do pagamento - interpretação sistemática dos arts. 33 e 59 da lei no 7.357/85-3) alegação de ilegitimidade ativa ad causa m - tese rechaçada - cheques emitidos em forma nominal - circulação via endosso em branco - possibilidade (art. 17 da lei no 7.357/85) - transmissão dos direitos defluentes da ca mbial, conferindo ao portador titularidade para promover a compet.ente ação por falta de pagamento (art. 47 da lei 7.357/85) I DE NIZATÓRIA OBRIGAÇÃO DE FAZER C/ C INDENIZAÇÃO POR DANOS MORAIS - cheque devolvido por falta de fundos quando existente saldo suficiente para seu desconto - má prestação de serviço - teoria do risco do empreendimento Do CHEQUE - LAÇÃO - MON ITóRIA - CAUSA DEBENDI - APE - f'. DESNECESSIDADE - ONUS DA PROVA - ato extmtlvo do direito do autor - alegação no sentido de prática_ de agiotagem - necessidade de comprovação da afirmaçao - ônus do autor - alegação não comprovada APELAÇÃO CRIMINAL - CRIME CONTRA O PATRIMÔNIO _ ESTELIONATO - FRAUDE NO PAGAMENTO POR MEIO DE CHEQUE (ART. 171, 2, VI, 00 CP) - recurso defensivo - pretendida absolvição - emissão de cheques para pagamento de mercadorias a dquirida ~ junto ao comércio - posterior sustação - alegação de difi culdades fiuanceiras - fato que não constitui motivo justo - dolo evidenciado - condenação mau tida CAMBIAL - CHEQUE - EMBARGOS 00 DEVE DOR - IMPROCEDÊNCIA - TÍTULO PÓS-DATADO - prazo para cobrança se conta da data fi xada para apresentação - recurso desprovido - acórdão mantido COMERCIAL, CIVIL E PROCESSUAL CIVIL - AÇÃO DE INDENIZAÇÃO - DANOS MATERIAIS - cheque nominal e cruzado em preto - depósito em conta diversa daquela do favorecido - falta de cautela do banco sacado e do banco portador - procedêucia do pedido - decisão mantida - recursos não prov idos DIREITO EMPRESARIAL - TÍTULOS DE CRÉDITO - CHEQUES E DUPLICATAS - prazos de extinção do interesse-adequação e de prescrição - prescrição do direito literal e autônomo representado pela cártula e prescrição do direito de crédito decorrente da relação jurídica subjacente ao título - rejeição dos embargos ao mandado opostos em processo de procedimento monitório..... DIREITO PROCESSUAL CIVIL - CERCEAMENTO DE DEFESA - OBJETO DE PROVA - APURAÇÃO DE PREEN

7 16 " B. TOI<I<ES DE ALBUQUERQUE CHIMENTO ABUSIVO DE CHEQUE - necessidade de prova pericial contábil- cotejo entre valor de lançamentos contábeis da empresa beneficiária - deserção - inocorrência - r ecolhimento das custas após indeferimento da assistência judiciária EMBARGOS À AÇÃO MONITÓRIA - CHEQUE - CAUSA DEBENDI - discussão - ônus do embargante - correção monetária - termo ini cial - data de emissão do cheque - juros da citação - voto vencido EMBARGOS À EXECUÇÃO - AVENÇA FIRMADA NO INTUITO DE RENEGOCIAR DÉBITO ORIUNDO DE CONTA CORRENTE (CHEQUE ESPECIAL) - anterior conversão do julgamento em diligência para juntada do negócio que deu origem à dívida - determinação não atendida - ausên cia de pressuposto de constituição e de desenvolvimento válido e regular do processo - exegese dos arts. 618, 11, e 267, IV, e 3, do cânone instrumental - extinção do feito executivo CHEQUE - EMPRESA FACTORING - exceções pessoais - inoponihilidade - embargos rejeitados EXECUÇÃO - EXCEÇÃO DE PRÉ-EXECUTIVIDADE - CHEQUE - PRESCRIÇÃO - matéria de ordem pública - acolhimento parcial.., ,...,...,....., INDENIZAÇÃO - DANOS MORAJS E MATERIAIS - desconto de cheque com assinatura do correntista fa lsificada - dever de indenizar da instituição financeira - culpa concorrente. 373 PROCESSUAL CIVIL - AÇÃO CAUTELAR DE SUSTAÇÃO DE PROTESTO LASTREADA EM CHEQUE - incompetência das câmaras de direito civil - competência das câmaras de direito comercial - inteligência dos arts. 6, inc. li, do ato regimental na 41/00, art. 3 do ato regimental no 57/02, Do CHEQUE e, ainda, do art. 2 do ato regimental na 85/07 - prevenção " RESPONSABILIDADE CIVIL DANO MORAL DEVOLUÇÃO DE CHEQUE POR AUSÊNCIA DE FUNDOS - inscrição do nome da autora nos órgãos de proteção ao crédito e no cadastro de emitentes de cheques sem fundos do banco central (CCF) - a inscrição no CCF decorreu em função do disposto nas instruções do banco central- a exclusão deve ser fe ita pelo emitente do ch eque, desde que comprove a quitação e mediante a apresentação do título - responsabilidade dos requeridos pela demora no fornecimento dos documentos necessários à exclusão e ante a não devolução do cheque - indenização devida... INSERÇÃO DO NOME DO AUTOR EM CADASTRO DE INADIMPLENTES - protesto indevido de cheque fu rtado _ impossibilidade de ciência pela requerida de que o cheque era fruto de ação criminosa - requerida que estava de boa-fé e foi vítima tal qual à a utor - ilicitude ou negligência na conduta da ré não identificada INSTITUIÇÃO FINANCEIRA - CHEQUES FURTADOS - utilização por terceiros - n ão conferência de assinatura e indevida compensação - dano material e moral D - LEGISLAÇÃO LEI N DE 02 DE SETEMBRO DE Dispõe sobre o cheque e dá outras providências LEI N DE 12 DE ABRIL DE Dispõe sobre a identificação dos contribuintes pal'a fin s fiscais, e dá outras providências ,

8 18 r. B. TORRES DE ALBUQUERQUE LEI N DE 31 DE OUTUBRO DE Dispõe sobre a atualização do Bônus do Tesouro Nacional e dos depósitos de poupança e dá outras providências LEI N DE MARÇO DE Dispõe sobre a atuação das cânlaras e dos prestadores de serviços de compensação e de liquidação, no âlnbito do sistema de pagamentos brasileíto, e dá outras providências LEI UNIFORME RELATIVA AO CHEQUE - Estabelecida pela Con venção internacional assinada em Genebra em 19 de Março de 1931, aprovada em Portugal pelo Decreto-Lei n , de 29 de Março de 1934, e confirmada e ratificada pela Carta de 10 de Maio de 1934, publicado no suplemento do "Diário do Governo", na 144, de 21 de Junho de RESOLUCAO N DO CONSELHO MONETÁRIO NACIONAL DE 28 DE ABRIL DE Dispõe sobre cheques, devolução e oposição ao seu pagamento CIRCULAR DO BANCO CENTRAL N 3532, DE Institui a truncagem como procedimento padrão no ânlbito da Centralizadora da COlnpensação de Cheques (Compe), altera e consolida a pertinente regulamentação REGULAMENTO DA CENTRALIZADORA DA COMPEN SAÇÃO DE CHEQUES (COMPE), ANEXO À CIRCULAR 3.532, DE 25 DE ABRIL DE CIRCULAR DC/BACEN N 3535 DE 16/05/2011 -Cria motivo de devolução de cheques, altera descrições e especificações de utilização de motivos já existentes e altera a Circular na 3.532, de 25 de abril de ALÍNEAS

Cheque Aulas 22 a 24

Cheque Aulas 22 a 24 Cheque Aulas 22 a 24 1. NORMATIZAÇÃO: Lei 7.357/85 que absorveu as regras contidas na Lei Uniforme sobre Cheques. Resoluções do Banco Central do Brasil, tomadas por deliberação do Conselho Monetário Nacional,

Leia mais

TARIFAS BANCÁRIAS. Para abrir uma conta, os bancos exigem um depósito inicial, que varia conforme a instituição.

TARIFAS BANCÁRIAS. Para abrir uma conta, os bancos exigem um depósito inicial, que varia conforme a instituição. TARIFAS BANCÁRIAS A utilização de bancos é praticamente indispensável aos cidadãos. Contas e impostos, salários e seguros-desemprego são exemplos de transferência de dinheiro normalmente intermediada por

Leia mais

Nº 70034654392 COMARCA DE NOVO HAMBURGO BRUNA MACHADO DE OLIVEIRA

Nº 70034654392 COMARCA DE NOVO HAMBURGO BRUNA MACHADO DE OLIVEIRA AGRAVO DE INSTRUMENTO. DECISÃO MONOCRÁTICA. AÇÃO DE COBRANÇA DE SEGURO OBRIGATÓRIO. DPVAT. LEGITIMIDADE PASSIVA. RESPONSABILIDADE DE QUALQUER SEGURADORA INTEGRANTE DO CONSÓRCIO. INCLUSÃO DA SEGURADORA

Leia mais

Rio de Janeiro, setembro de 2003. APRESENTAÇÃO

Rio de Janeiro, setembro de 2003. APRESENTAÇÃO Rio de Janeiro, setembro de 2003. APRESENTAÇÃO A EMERJ está lançando o 2º volume da coletânea de sentenças dos Juízes dos Juizados Especiais Cíveis do Estado do Rio de Janeiro, que se denominou Direito

Leia mais

Apelação Cível n. 2007.060814-4, de Itajaí Relator: Des. Lédio Rosa de Andrade

Apelação Cível n. 2007.060814-4, de Itajaí Relator: Des. Lédio Rosa de Andrade Apelação Cível n. 2007.060814-4, de Itajaí Relator: Des. Lédio Rosa de Andrade APELAÇÃO CÍVEL. DECLARATÓRIA DE INEXISTÊNCIA DE DÉBITO C/C DANO MORAL. DUPLICATA SEM ACEITE. PROTESTO POR INDICAÇÃO. IMPOSSIBILIDADE.

Leia mais

CHEQUE CARACTERÍSTICA

CHEQUE CARACTERÍSTICA CHEQUE LEI 7357/1985 CONCEITO: Cheque é uma ordem de pagamento à vista, sacada contra um banco e com base em suficiente provisão de fundos depositados pelo sacador em mãos do sacado ou decorrente de contrato

Leia mais

TRIBUNAL DE JUSTIÇA PODER JUDICIÁRIO São Paulo. Voto nº 23951

TRIBUNAL DE JUSTIÇA PODER JUDICIÁRIO São Paulo. Voto nº 23951 10ª Câmara Seção de Direito Privado Apelação com Revisão n 4002213-20.2013.8.26.0562 Comarca: Santos Ação: Compromisso de Venda e Compra e Repetição de indébito Apte(s).: API Assessoria Consultoria e Intermediação

Leia mais

TRIBUNAL DE JUSTIÇA PODER JUDICIÁRIO São Paulo

TRIBUNAL DE JUSTIÇA PODER JUDICIÁRIO São Paulo Registro: 2014.0000032304 ACÓRDÃO Vistos, relatados e discutidos estes autos do Apelação nº 0000527-46.2013.8.26.0664, da Comarca de Votuporanga, em que é apelante SEBASTIÃO DE PIERRE SOBRINHO, é apelado

Leia mais

INFORMAÇÕES SOBRE O USO DE CHEQUES

INFORMAÇÕES SOBRE O USO DE CHEQUES INFORMAÇÕES SOBRE O USO DE CHEQUES O cheque é uma ordem de pagamento à vista. Pode ser recebido diretamente na agência em que o emitente mantém conta ou depositado em outra agência, para ser compensado

Leia mais

SUMÁRIO DIREITOS DO CONSUMIDOR

SUMÁRIO DIREITOS DO CONSUMIDOR SUMÁRIO DIREITOS DO CONSUMIDOR 1. E nós consumidores... 21 1.1. Um pouco de historia... 22 1.2. Todos tem o mesmo direito?... 23 1.3. O que podemos fazer?... 24 1.4. Que direitos básicos temos como consumidores?...

Leia mais

Superior Tribunal de Justiça

Superior Tribunal de Justiça RECURSO ESPECIAL Nº 1.084.748 - MT (2008/0194990-5) RELATOR RECORRENTE ADVOGADO RECORRIDO ADVOGADO : MINISTRO SIDNEI BENETI : AGRO AMAZÔNIA PRODUTOS AGROPECUÁRIOS LTDA : DÉCIO JOSÉ TESSARO E OUTRO(S) :

Leia mais

SENTENÇA. Processo nº: 1026847-91.2015.8.26.0100 Classe Assunto: Procedimento Ordinário - Rescisão do contrato e devolução do dinheiro

SENTENÇA. Processo nº: 1026847-91.2015.8.26.0100 Classe Assunto: Procedimento Ordinário - Rescisão do contrato e devolução do dinheiro fls. 375 SENTENÇA Processo nº: 1026847-91.2015.8.26.0100 Classe Assunto: Procedimento Ordinário - Rescisão do contrato e devolução do dinheiro Requerente: Luiz Eduardo Possagnolo Requerido: Gafisa Spe-127

Leia mais

IMPEDIMENTO AO PAGAMENTO

IMPEDIMENTO AO PAGAMENTO MOTIVOS DE DEVOLUÇÃO DE CHEQUES CHEQUES EM PROVISÃO DE FUNDOS MOT DESCRIÇÃO OBSERVAÇÕES 11 Cheque sem fundos 1º apresentação. 12 Cheque sem fundos 2º reapresentação. 13 Conta encerrada. 14 Prática espúria.

Leia mais

Cód. barras: STJ00095131 (2013) SUMÁRIO CAPÍTULO I

Cód. barras: STJ00095131 (2013) SUMÁRIO CAPÍTULO I Cód. barras: STJ00095131 (2013) SUMÁRIO CAPÍTULO I 1. Juros... 27 1.1 Conceito... 27 1.2. Juros na Idade Média... 29 1.3. A reforma protestante e a usura..... 3 O 1.4. A ideologia liberal e a usura...

Leia mais

VOLUME I CAPÍTULO I. Administrativo

VOLUME I CAPÍTULO I. Administrativo Sumário -~ VOLUME I CAPÍTULO I Administrativo Contestação à reclamação administrativa... Defesa administrativa em notificação por falta de alvará de licença de localização... Defesa administrativa à Secretaria

Leia mais

ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL X EXAME DE ORDEM UNIFICADO

ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL X EXAME DE ORDEM UNIFICADO PADRÃO DE RESPOSTA - PEÇA PROFISSIONAL Em ação de indenização, em que determinada empresa fora condenada a pagar danos materiais e morais a Tício Romano, o Juiz, na fase de cumprimento de sentença, autorizou

Leia mais

Exposição. 1. Município de Londrina ajuizou execução fiscal em face de Alessandro

Exposição. 1. Município de Londrina ajuizou execução fiscal em face de Alessandro APELAÇÃO CÍVEL N. 638896-9, DA COMARCA DE LONDRINA 2.ª VARA CÍVEL RELATOR : DESEMBARGADOR Francisco Pinto RABELLO FILHO APELANTE : MUNICÍPIO DE LONDRINA APELADO : ALESSANDRO VICTORELLI Execução fiscal

Leia mais

Portaria PGFN nº 164, de 27.02.2014 - DOU de 05.03.2014

Portaria PGFN nº 164, de 27.02.2014 - DOU de 05.03.2014 Portaria PGFN nº 164, de 27.02.2014 - DOU de 05.03.2014 Regulamenta o oferecimento e a aceitação do seguro garantia judicial para execução fiscal e seguro garantia parcelamento administrativo fiscal para

Leia mais

PROVA ORAL PONTO II DISCIPLINA: DIREITO CIVIL QUESTÃO 1

PROVA ORAL PONTO II DISCIPLINA: DIREITO CIVIL QUESTÃO 1 DISCIPLINA: DIREITO CIVIL QUESTÃO 1 Discorra sobre a utilização da usucapião como instrumento de defesa em ações petitórias e possessórias. DISCIPLINA: DIREITO CIVIL QUESTÃO 2 Considere que um indivíduo,

Leia mais

Poder Judiciário JUSTIÇA FEDERAL Seção Judiciária do Paraná 2ª TURMA RECURSAL JUÍZO A

Poder Judiciário JUSTIÇA FEDERAL Seção Judiciária do Paraná 2ª TURMA RECURSAL JUÍZO A JUIZADO ESPECIAL (PROCESSO ELETRÔNICO) Nº200770530011010/PR RELATORA : Juíza Ana Carine Busato Daros RECORRENTE : JUAREZ FIGUEIREDO RECORRIDO : CAIXA ECONOMICA FEDERAL E NASCIMENTO & CÉSAR LTDA EPP VOTO

Leia mais

REGIMENTO DO SCPC. Rua XV de Novembro, 621 Fone: (41) 3320-2929 80020-310 Curitiba PR www.acpr.com.br

REGIMENTO DO SCPC. Rua XV de Novembro, 621 Fone: (41) 3320-2929 80020-310 Curitiba PR www.acpr.com.br REGIMENTO DO SCPC Rua XV de Novembro, 621 Fone: (41) 3320-2929 80020-310 Curitiba PR www.acpr.com.br REGIMENTO INTERNO DO SERVIÇO DE REGIMENTO INTERNO DO SERVIÇO DE PROTEÇÃO PROTEÇÃO AO AO CRÉDITO CRÉDITO

Leia mais

ÍNDICE SUMÁRIO PARTE I DOUTRINA. Capítulo I Títulos de Crédito... 27

ÍNDICE SUMÁRIO PARTE I DOUTRINA. Capítulo I Títulos de Crédito... 27 Títulos de Crédito, Aval, Endosso, Cessão e Fiança 11 ÍNDICE SUMÁRIO PARTE I DOUTRINA Capítulo I Títulos de Crédito..................................................... 27 Ação regressiva no título de

Leia mais

Caderno de apoio Master MASTER /// JURIS

Caderno de apoio Master MASTER /// JURIS Turma e Ano: Flex B ( 2014 ) Matéria/Aula : Direito Empresarial - Títulos de crédito em espécie e falência / aula 07 Professor: Wagner Moreira. Conteúdo: Ações Cambiais / Monitoria / Cédulas e Notas de

Leia mais

Peça prático-profissional

Peça prático-profissional Peça prático-profissional Marilza assinou 5 notas promissórias, no valor de R$ 1.000,00 cada uma, para garantir o pagamento de um empréstimo tomado de uma factoring chamada GBO Ltda. Recebeu na data de

Leia mais

TURMA RECURSAL ÚNICA J. S. Fagundes Cunha Presidente Relator

TURMA RECURSAL ÚNICA J. S. Fagundes Cunha Presidente Relator RECURSO INOMINADO Nº 2006.3281-7/0, DO JUIZADO ESPECIAL CÍVEL DA COMARCA DE FAZENDA RIO GRANDE RECORRENTE...: EDITORA ABRIL S/A RECORRIDO...: RAFAELA GHELLERE DAL FORNO RELATOR...: J. S. FAGUNDES CUNHA

Leia mais

ROTEIRO DE ENCERRAMENTO DE CONTAS CORRENTES

ROTEIRO DE ENCERRAMENTO DE CONTAS CORRENTES Como resultado de uma série de reuniões técnicas envolvendo representantes da Febraban, do Sistema Nacional de Defesa do Consumidor e do Banco Central do Brasil, no sentido de aprimorar ainda mais os procedimentos

Leia mais

1035597-82.2015.8.26.0100 - lauda 1

1035597-82.2015.8.26.0100 - lauda 1 fls. 294 SENTENÇA Processo Digital nº: 1035597-82.2015.8.26.0100 Classe - Assunto Procedimento Ordinário - Pagamento Indevido Requerente: Debora Andrea de Cássia Carneiro da Cunha Requerido: Acapulco Investimentos

Leia mais

4 MÓDULO 4 DOCUMENTOS COMERCIAIS

4 MÓDULO 4 DOCUMENTOS COMERCIAIS 44 4 MÓDULO 4 DOCUMENTOS COMERCIAIS 4.1 Cheque O cheque é uma ordem de pagamento à vista. Pode ser recebido diretamente na agência em que o emitente mantém conta ou depositado em outra agência, para ser

Leia mais

NORMATIVO SARB 002/2008

NORMATIVO SARB 002/2008 O Conselho de Auto-Regulação Bancária, com base no art. 1 (b), do Código de Auto-Regulação Bancária, sanciona as regras abaixo dispostas, formalizando preceitos comuns a todas as signatárias da auto-regulação

Leia mais

PALESTRA INDÚSTRIA DO DANO MORAL. Principais aspectos legais e esclarecimentos sobre Direito do Consumidor.

PALESTRA INDÚSTRIA DO DANO MORAL. Principais aspectos legais e esclarecimentos sobre Direito do Consumidor. PALESTRA CONFLITO NAS RELAÇÕES DE CONSUMO E A INDÚSTRIA DO DANO MORAL Principais aspectos legais e esclarecimentos sobre Direito do Consumidor. Prof. Manoel Ignácio 1 CONFLITO CRÉDITO É UM DIREITO DO CONSUMIDOR?

Leia mais

Perícia Contábil. Prof. Guilherme Luiz Bertoni Pontes 17/5/2013. UNISEB Centro Universitário

Perícia Contábil. Prof. Guilherme Luiz Bertoni Pontes 17/5/2013. UNISEB Centro Universitário Perícia Contábil Prof. Guilherme Luiz Bertoni Pontes UNISEB Centro Universitário 17/5/2013 Módulo 6.2 Unidade 5 UNISEB Centro Universitário Perícia Contábil em Processos Bancários 3 A PERÍCIA BANCÁRIA

Leia mais

Vigésima Sétima Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro

Vigésima Sétima Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro APELAÇÃO CÍVEL Nº 0460569-74.2012.8.19.0001 APELANTE: ALINE ALMEIDA PERES APELADO: INSTITUTO BRASILEIRO DE MEDICINA DE REABILITAÇÃO LTDA RELATOR: DES. FERNANDO ANTONIO DE ALMEIDA APELAÇÃO CÍVEL DIREITO

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 2.747. II - endereços residencial e comercial completos; (NR) III - número do telefone e código DDD;

RESOLUÇÃO Nº 2.747. II - endereços residencial e comercial completos; (NR) III - número do telefone e código DDD; RESOLUÇÃO Nº 2.747 Altera normas relativas à abertura e ao encerramento de contas de depósitos, a tarifas de serviços e ao cheque. O BANCO CENTRAL DO BRASIL, na forma do art. 9º da Lei nº 4.595, de 31

Leia mais

Caderno Eletrônico de Exercícios Títulos de Crédito

Caderno Eletrônico de Exercícios Títulos de Crédito 1) São exemplos de títulos de crédito, exceto: a) Cheque b) Testamento c) Duplicata d) Nota promissória 2) São características de títulos de crédito, exceto: a) Documentalidade b) Força executiva c) Autonomia

Leia mais

Repercussões do novo CPC para o Direito Contratual

Repercussões do novo CPC para o Direito Contratual Repercussões do novo CPC para o Direito Contratual O NOVO CPC E O DIREITO CONTRATUAL. PRINCIPIOLOGIA CONSTITUCIONAL. REPERCUSSÕES PARA OS CONTRATOS. Art. 1 o O processo civil será ordenado, disciplinado

Leia mais

PETIÇÃO INICIAL (CPC 282)

PETIÇÃO INICIAL (CPC 282) 1 PETIÇÃO INICIAL (CPC 282) 1. Requisitos do 282 do CPC 1.1. Endereçamento (inciso I): Ligado a competência, ou seja, é imprescindível que se conheça as normas constitucionais de distribuição de competência,

Leia mais

ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL XV EXAME DE ORDEM UNIFICADO

ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL XV EXAME DE ORDEM UNIFICADO PADRÃO DE RESPOSTA - PEÇA PROFISSIONAL Em 2003, João ingressou como sócio da sociedade D Ltda. Como já trabalhava em outro local, João preferiu não participar da administração da sociedade. Em janeiro

Leia mais

357 VIGÉSIMA SEXTA CÂMARA CÍVEL/CONSUMIDOR APELAÇÃO CÍVEL PROCESSO Nº 0005263-56.2012.8.19. ANA MARIA PEREIRA DE OLIVEIRA

357 VIGÉSIMA SEXTA CÂMARA CÍVEL/CONSUMIDOR APELAÇÃO CÍVEL PROCESSO Nº 0005263-56.2012.8.19. ANA MARIA PEREIRA DE OLIVEIRA VIGÉSIMA SEXTA CÂMARA CÍVEL/CONSUMIDOR APELAÇÃO CÍVEL APELANTE: BANCO DO BRASIL S/A APELANTE: CLAUDIO FELIPE CUSTODIO LESSA APELADO: OS MESMOS RELATOR: DES. ANA MARIA PEREIRA DE OLIVEIRA Relação de consumo.

Leia mais

CCB Cédula de Crédito Bancário Consignação INSS

CCB Cédula de Crédito Bancário Consignação INSS CCB Cédula de Crédito Bancário Consignação INSS Pela presente CÉDULA DE CRÉDITO BANCARIO, doravante designada como CÉDULA, pagarei ao Banco Ibi S.A. Banco Múltiplo, com sede na Alameda Rio Negro, 585,

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS CONTRATO DE EMPRÉSTIMO

CONDIÇÕES GERAIS CONTRATO DE EMPRÉSTIMO CONDIÇÕES GERAIS CONTRATO DE EMPRÉSTIMO Estas são as condições gerais do Empréstimo, solicitado e contratado por você. Leia atentamente estas condições gerais, que serão aplicáveis durante todo o período

Leia mais

TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE SÃO PAULO COMARCA DE FERNANDÓPOLIS FORO DISTRITAL DE OUROESTE JUIZADO ESPECIAL CÍVEL E CRIMINAL

TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE SÃO PAULO COMARCA DE FERNANDÓPOLIS FORO DISTRITAL DE OUROESTE JUIZADO ESPECIAL CÍVEL E CRIMINAL fls. 1 CONCLUSÃO Aos 12 de julho de 2013, faço os presentes autos conclusos ao MM. Juiz de Direito Dr. LUIZ GUSTAVO ROCHA MALHEIROS. Eu (Daniela Dacyszyn Leme Macedo), Escrivã Judicial II Substituta, digitei.

Leia mais

Vistos, relatados e discutidos estes autos de. APELAÇÃO CÍVEL COM REVISÃO n 157.303-4/9-00, da Comarca de

Vistos, relatados e discutidos estes autos de. APELAÇÃO CÍVEL COM REVISÃO n 157.303-4/9-00, da Comarca de TRIBUNAL DE JUSTIÇA DE SÃO PAULO ACÓRDÃO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DE SÃO PAULO ACÓRDÃO/DECISÃO MONOCRATICA REGISTRADO(A) SOB N *024022V:* Vistos, relatados e discutidos estes autos de APELAÇÃO CÍVEL COM REVISÃO

Leia mais

STJ00085281 NOTA À 9." EDIÇÃO... OBRAS DO AUTOR... 1.2 Operações bancárias... 18. 1.4 Natureza dos contratos de crédito bancário...

STJ00085281 NOTA À 9. EDIÇÃO... OBRAS DO AUTOR... 1.2 Operações bancárias... 18. 1.4 Natureza dos contratos de crédito bancário... STJ00085281 SUMÁRIO NOTA À 9." EDIÇÃO.................. OBRAS DO AUTOR................... 5 7 1. CRÉDITO BANCÁRIO........ 17 1.1 Atividade creditícia dos bancos.............. 17 1.2 Operações bancárias..........................

Leia mais

DUPLICATA XII. 1. Origem:

DUPLICATA XII. 1. Origem: DUPLICATA XII 1. Origem: - A duplicata constitui um título de crédito que tem origem no Direito brasileiro, e mais especificamente no Código Comercial de 1850, o qual determinava aos comerciantes atacadistas

Leia mais

TRIBUNAL DE JUSTIÇA PODER JUDICIÁRIO São Paulo

TRIBUNAL DE JUSTIÇA PODER JUDICIÁRIO São Paulo fls. 91 Registro: 2014.0000560120 ACÓRDÃO Vistos, relatados e discutidos estes autos do Apelação nº 4008523-94.2013.8.26.0577, da Comarca de São José dos Campos, em que é apelante ULYSSES PINTO NOGUEIRA,

Leia mais

AULA 17 ESPÉCIES DE TÍTULOS DE CRÉDITO

AULA 17 ESPÉCIES DE TÍTULOS DE CRÉDITO 1 AULA 17 ESPÉCIES DE TÍTULOS DE CRÉDITO INTRODUÇÃO Atualmente, existem cerca de 40 títulos de crédito em circulação no país. Os mais conhecidos são a nota promissória, cheque e duplicata. NOTA PROMISSÓRIA

Leia mais

Norma do Programa de Empréstimo Pessoal TECHNOS

Norma do Programa de Empréstimo Pessoal TECHNOS Norma do Programa de Empréstimo Pessoal TECHNOS SUMÁRIO CAPÍTULO I - DA FINALIDADE...3 CAPÍTULO II - DOS PARTICIPANTES E ASSISTIDOS...3 CAPÍTULO III - DOS CRITÉRIOS PARA CONCESSÕES...4 CAPÍTULO IV - DOS

Leia mais

SENTENÇA. Foi concedida a antecipação dos efeitos da tutela para suspender a exigibilidade da notificação de nº 2012/808804682957086 (evento 9).

SENTENÇA. Foi concedida a antecipação dos efeitos da tutela para suspender a exigibilidade da notificação de nº 2012/808804682957086 (evento 9). AÇÃO ORDINÁRIA (PROCEDIMENTO COMUM ORDINÁRIO) Nº 5029780-43.2013.404.7000/PR AUTOR : ETEVALDO VAZ DA SILVA ADVOGADO : LEONILDA ZANARDINI DEZEVECKI RÉU : UNIÃO - FAZENDA NACIONAL MPF : MINISTÉRIO PÚBLICO

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO DO RIO GRANDE DO NORTE 10ª VARA CÍVEL DA COMARCA DE NATAL

PODER JUDICIÁRIO DO RIO GRANDE DO NORTE 10ª VARA CÍVEL DA COMARCA DE NATAL \d \w1215 \h1110 FINCLUDEPICTURE "brasoes\\15.bmp" MERGEFORMAT PODER JUDICIÁRIO DO RIO GRANDE DO NORTE 10ª VARA CÍVEL DA COMARCA DE NATAL Processo n. 001.08.020297-8 Ação: Ação Civil Pública Autor: Ministério

Leia mais

Os principais motivos que levam o banco sacado a devolver o cheque são:

Os principais motivos que levam o banco sacado a devolver o cheque são: AUTORIZAÇÃO DE COMPRA TERCEIROS E MENORES Pelo presente termo, eu, portador do CPF., abaixo assinado autorizo às pessoas abaixo identificadas a adquirirem bens e produtos em meu nome, reconhecendo como

Leia mais

OBRAS DO AUTOR... NOTA EXPLICATIVA... XVII

OBRAS DO AUTOR... NOTA EXPLICATIVA... XVII ÍNDICE SISTEMÁTICO OBRAS DO AUTOR... XV NOTA EXPLICATIVA... XVII CAPÍTULO I TEORIA GERAL DOS TÍTULOS DE CRÉDITO 1. A regulamentação dos títulos de crédito pelo Código Civil e por leis especiais 2. Aplicação

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO SEGUNDO TRIBUNAL DE ALÇADA CIVIL DÉCIMA CÂMARA

PODER JUDICIÁRIO SEGUNDO TRIBUNAL DE ALÇADA CIVIL DÉCIMA CÂMARA APELAÇÃO COM REVISÃO N º 641.562-0/7 CAMPINAS Apelante: Lafontes Seguros Administração e Corretora de Seguros S. C. Ltda. Apelada : Margarida da Cunha Santos AÇÃO DE COBRANÇA. EMBARGOS À EXECUÇÃO. CERCEAMENTO

Leia mais

~ Sumário. Nota, xvii

~ Sumário. Nota, xvii ~ Sumário Nota, xvii SíNTESE HISTÓRICA, 1 1.1 Antecedentes, 1 1.2 Título brasileiro, 2 1.2.1 Código Comercial, 3 1.2.2 Interesses fiscais e empresariais, 4 1.2.3 Lei nl:! 5.474/68,8 2 CAUSALIDADE DA DUPLICATA

Leia mais

ESTADO DO PIAUÍ PREFEITURA MUNICIPAL DE TERESINA

ESTADO DO PIAUÍ PREFEITURA MUNICIPAL DE TERESINA LEI Nº 3.256, DE 24 DE DEZEMBRO DE 2003 Institui o programa de recuperação de créditos tributários da fazenda pública municipal REFIM e dá outras providências. Piauí Lei: O PREFEITO MUNICIPAL DE TERESINA,

Leia mais

ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL XIII EXAME DE ORDEM UNIFICADO

ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL XIII EXAME DE ORDEM UNIFICADO PADRÃO DE RESPOSTA - PEÇA PROFISSIONAL Determinada pessoa jurídica declarou, em formulário próprio estadual, débito de ICMS. Apesar de ter apresentado a declaração, não efetuou o recolhimento do crédito

Leia mais

Petições Trabalhistas 3.0

Petições Trabalhistas 3.0 Contestações 1. Contestação - ação de cobrança de contribuição sindical 2. Contestação - ação rescisória trabalhista 3. Contestação - adicional de insalubridade - limpeza de banheiro - empresa 4. Contestação

Leia mais

COMISSÃO DE CONSTITUIÇÃO E JUSTIÇA E CIDADANIA

COMISSÃO DE CONSTITUIÇÃO E JUSTIÇA E CIDADANIA COMISSÃO DE CONSTITUIÇÃO E JUSTIÇA E CIDADANIA PROJETO DE LEI N o 5.423, DE 2009 Acrescenta dispositivo à Consolidação das Leis do Trabalho, aprovada pelo Decreto-lei nº 5.452, de 1º de maio de 1943, estabelecendo

Leia mais

TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO PARANÁ TURMA RECURSAL ÚNICA J. S. FAGUNDES CUNHA PRESIDENTE RELATOR

TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO PARANÁ TURMA RECURSAL ÚNICA J. S. FAGUNDES CUNHA PRESIDENTE RELATOR RECURSO INOMINADO Nº 2006.0003212-2/0, DO JUIZADO ESPECIAL CÍVEL DA COMARCA DE CRUZEIRO DO OESTE RECORRENTE...: BRADESCO SEGUROS S. A. RECORRIDO...: ALEXANDRE GONÇALVES MANFRIM RELATOR...: EMENTA RECURSO

Leia mais

Nesses termos, pede deferimento. Uberaba/MG,

Nesses termos, pede deferimento. Uberaba/MG, MERITÍSSIMA JUÍZA DE DIREITO DO JUIZADO ESPECIAL CÍVEL DA COMARCA DE UBERABA/ MINAS GERAIS. Autos n. 701. Secretaria cível BANCO xxxx., já qualificado nos autos epigrafados da AÇÃO DECLARATÓRIA DE INEXISTÊNCIA

Leia mais

Tudo o que você precisa saber sobre o cheque para não correr riscos.

Tudo o que você precisa saber sobre o cheque para não correr riscos. Tudo o que você precisa saber sobre o cheque para não correr riscos. Com cautela e informação o cheque é muito seguro. A importância do cheque no comércio é inquestionável. Por isso é fundamental tomar

Leia mais

caso; c) seja consolidada a propriedade do autor junto ao bem objeto do contrato; d) seja declarada a quitação do contrato em questão, bem como seja

caso; c) seja consolidada a propriedade do autor junto ao bem objeto do contrato; d) seja declarada a quitação do contrato em questão, bem como seja Estado do Rio de Janeiro Poder Judiciário Fls. Processo: 0047641-29.2012.8.19.0205 Processo Eletrônico Classe/Assunto: Procedimento Ordinário - Revisão Contratual / Obrigações / D. Civil Em 09/07/2014

Leia mais

Cheque. 1) Informações Gerais. Roteiro da Aula. Informações Gerais. Informações Gerais. Informações Gerais

Cheque. 1) Informações Gerais. Roteiro da Aula. Informações Gerais. Informações Gerais. Informações Gerais Professor Luiz Antonio de Carvalho Cheque lac.consultoria@gmail.com Roteiro da Aula 1) Informações Gerais; 2) Requisitos essenciais; 3) Endosso; 4) Cruzamento; 5) Compensação; 6) CCF; 7) Outros. 1 2 Informações

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE SÃO PAULO. Registro: 2014.0000487829 ACÓRDÃO

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE SÃO PAULO. Registro: 2014.0000487829 ACÓRDÃO fls. 2 ACÓRDÃO Registro: 2014.0000487829 Vistos, relatados e discutidos estes autos de Apelação nº 0150136-83.2012.8.26.0100, da Comarca de São Paulo, em que é apelante SAMPI INVESTIMENTOS IMOBILIÁRIOS

Leia mais

V AL R Qualificação do Microempreendedor

V AL R Qualificação do Microempreendedor V AL R Qualificação do Microempreendedor Data: Nome Completo: CPF/CNPJ: Nº Identidade: Órgão Emissor : Sexo: Data de Nascimento: Estado Civil: Naturalidade: Nome do Pai: Nome da Mãe: Endereço: Bairro:

Leia mais

VOTO Nº : 13821 APEL.Nº : 991.08.054479-8 COMARCA : SÃO JOSÉ DO RIO PRETO : BANCO FININVEST S/A : HILDA SOUZA LOPES (JUST GRAT)

VOTO Nº : 13821 APEL.Nº : 991.08.054479-8 COMARCA : SÃO JOSÉ DO RIO PRETO : BANCO FININVEST S/A : HILDA SOUZA LOPES (JUST GRAT) VOTO Nº : 13821 APEL.Nº : 991.08.054479-8 COMARCA : SÃO JOSÉ DO RIO PRETO APTE. APDO. : BANCO FININVEST S/A : HILDA SOUZA LOPES (JUST GRAT) CRÉDITO - Legalidade da cobrança de juros que englobem o custo

Leia mais

RESOLUÇÃO N 2.025. II - endereços residencial e comercial completos; (Redação dada pela Resolução nº 2.747, de 28/6/2000.)

RESOLUÇÃO N 2.025. II - endereços residencial e comercial completos; (Redação dada pela Resolução nº 2.747, de 28/6/2000.) RESOLUÇÃO N 2.025 Altera e consolida as normas relativas à abertura, manutenção e movimentação de contas de depósitos. O BANCO CENTRAL DO BRASIL, na forma do art. 9º da Lei nº 4.595, de 31.12.64, torna

Leia mais

ACÓRDÃO. Brasília-DF, 31 de outubro de 2007. Desembargador JOÃO BATISTA TEIXEIRA Relator RELATÓRIO

ACÓRDÃO. Brasília-DF, 31 de outubro de 2007. Desembargador JOÃO BATISTA TEIXEIRA Relator RELATÓRIO TJDF - DUPLICATA - PROTESTO INOPONIBILIDADE COMERCIAL. DUPLICATA. ENDOSSO A EMPRESA DE FACTORING. ALEGAÇÃO DE NULIDADE E DE INEXIGIBILIDADE DO TÍTULO EM FACE DE PAGAMENTO FEITO AO CREDOR ORIGINÁRIO. PROTESTO.

Leia mais

VISTOS, relatados e discutidos estes autos, em que são partes as acima identificadas: RELATÓRIO

VISTOS, relatados e discutidos estes autos, em que são partes as acima identificadas: RELATÓRIO ESTADO DA PARAÍBA 21 PODER JUDICIÁRIO 1 Apelação Cível n. 888.2002.014.833-4/001 Relator: Des. Luiz Silvio Ramalho Júnior Apelante: GM Factoring Sociedade de Fomento Comercial Ltda Advogada: Maria Irinea

Leia mais

CURSO DE DIREITO EMPRESARIAL

CURSO DE DIREITO EMPRESARIAL MARLON TOMAZETTE CURSO DE DIREITO EMPRESARIAL 'l'ítu]os de Crédit() 6ª Edição Volume 2 Atualizado de acordo com o novo CPC são PAULO EDITORA ATLAS S.A. - 2015 2009 by Editora Atlas S.A. 1. ed. 2009; 2.

Leia mais

SÚMULAS. Nas ações da lei de falências o prazo para a interposição de recurso conta-se da intimação da parte.

SÚMULAS. Nas ações da lei de falências o prazo para a interposição de recurso conta-se da intimação da parte. SÚMULAS Súmula: 5 A simples interpretação de clausula contratual não enseja recurso especial. Súmula: 8 Aplica-se a correção monetária aos créditos habilitados em concordata preventiva, salvo durante o

Leia mais

Honorários advocatícios

Honorários advocatícios Honorários advocatícios Os honorários advocatícios são balizados pelo Código de Processo Civil brasileiro (Lei de n. 5.869/73) em seu artigo 20, que assim dispõe: Art. 20. A sentença condenará o vencido

Leia mais

Sumário Executivo 7 1 430

Sumário Executivo 7 1 430 43017 Sumário Executivo SUMÁRIO EXECUTIVO CARTÃO DE CRÉDITO BANDEIRA VISA INTERNACIONAL: Este documento contém as informações essenciais e resumidas relacionadas ao seu cartão extraídas das Condições Gerais

Leia mais

ACÓRDÃO. Salles Rossi RELATOR Assinatura Eletrônica

ACÓRDÃO. Salles Rossi RELATOR Assinatura Eletrônica fls. 1 ACÓRDÃO Registro: 2012.0000382774 Vistos, relatados e discutidos estes autos de Apelação nº 0001561-08.2012.8.26.0562, da Comarca de Santos, em que é apelante PLANO DE SAÚDE ANA COSTA LTDA, é apelado

Leia mais

EXCELENTÍSSIMO SENHOR PRESIDENTE DO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO PARANÁ.

EXCELENTÍSSIMO SENHOR PRESIDENTE DO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO PARANÁ. EXCELENTÍSSIMO SENHOR PRESIDENTE DO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO PARANÁ. Assunto: Desconto da Contribuição Sindical previsto no artigo 8º da Constituição Federal, um dia de trabalho em março de 2015.

Leia mais

TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE SÃO PAULO

TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE SÃO PAULO fls. 180 SENTENÇA Processo Digital nº: 1021633-14.2014.8.26.0405 Classe - Assunto Procedimento Ordinário - Promessa de Compra e Venda Requerente: RAFAEL RODRIGUES e outro Requerido: IBÉRIA INCORPORADORA

Leia mais

RESOLUÇÃO N 2.025. 10. número de inscrição no Cadastro de Pessoas Físicas (CPF);

RESOLUÇÃO N 2.025. 10. número de inscrição no Cadastro de Pessoas Físicas (CPF); RESOLUÇÃO N 2.025 Altera e consolida as normas relativas à abertura, manutenção e movimentação de contas de depósitos. O BANCO CENTRAL DO BRASIL, na forma do art. 9º da Lei nº 4.595, de 31.12.64, torna

Leia mais

RESUMO DAS CONDIÇÕES GERAIS DO SEGURO DE PERDA, FURTO E ROUBO DO CARTÃO TRIBANCO

RESUMO DAS CONDIÇÕES GERAIS DO SEGURO DE PERDA, FURTO E ROUBO DO CARTÃO TRIBANCO RESUMO DAS CONDIÇÕES GERAIS DO SEGURO DE PERDA, FURTO E ROUBO DO CARTÃO TRIBANCO Estipulante: BANCO TRIÂNGULO S. A. Seguradora: PORTO SEGURO CIA DE SEGUROS GERAIS Número processo SUSEP: 15414.000223/2007-67

Leia mais

ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL XIV EXAME DE ORDEM UNIFICADO

ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL XIV EXAME DE ORDEM UNIFICADO PADRÃO DE RESPOSTA - PEÇA PROFISSIONAL Em março de 2014, o Estado A instituiu, por meio de decreto, taxa de serviço de segurança devida pelas pessoas jurídicas com sede naquele Estado, com base de cálculo

Leia mais

Novély Vilanova da Silva Reis. Juiz Federal em Brasília. novely@df.trf1.gov.br

Novély Vilanova da Silva Reis. Juiz Federal em Brasília. novely@df.trf1.gov.br JUROS E CORREÇÃO MONETÁRIA DECORRENTES DE SENTENÇA Novély Vilanova da Silva Reis. Juiz Federal em Brasília. novely@df.trf1.gov.br Qualquer débito decorrente de decisão judicial, incide juros ainda que

Leia mais

O CONGRESSO NACIONAL decreta:

O CONGRESSO NACIONAL decreta: REDAÇÃO FINAL MEDIDA PROVISÓRIA Nº 608-A, DE 2013 PROJETO DE LEI DE CONVERSÃO Nº 14 DE 2013 Dispõe sobre crédito presumido apurado com base em créditos decorrentes de diferenças temporárias oriundos de

Leia mais

CÂMARA DOS DEPUTADOS Consultoria de Orçamento e Fiscalização Financeira

CÂMARA DOS DEPUTADOS Consultoria de Orçamento e Fiscalização Financeira Estudo Técnico n.º 1/2010 Aperfeiçoamentos no DL nº 167/67 - Emolumentos extrajudiciais e garantias reais em Cédulas de Crédito Rural-CCR e em Cédulas de Crédito Bancário-CCB Eber Zoehler Santa Helena

Leia mais

Resolvem, na melhor forma de direito, celebrar o presente Contrato de Mútuo ( Contrato ), de acordo com os seguintes termos e condições:

Resolvem, na melhor forma de direito, celebrar o presente Contrato de Mútuo ( Contrato ), de acordo com os seguintes termos e condições: CONTRATO DE MÚTUO Prelo presente instrumento particular, [O Estudante, pessoa física proponente de empréstimo com determinadas características ( Proposta )], identificado e assinado no presente contrato

Leia mais

Processo Administrativo Tributário e Lançamento

Processo Administrativo Tributário e Lançamento Processo Administrativo Tributário e Lançamento 2ª edição, atualizada de acordo com o Decreto 7.574/2011 958 STF00094579 SUMÁRIO.I'.~. P rejaclo a '2a e d Iça0 -... 11 Capítulo I - TEORIA GERAL DO PROCESSO

Leia mais

BANCOS: SAIBA QUAIS SÃO OS SEUS DIREITOS

BANCOS: SAIBA QUAIS SÃO OS SEUS DIREITOS BANCOS: SAIBA QUAIS SÃO OS SEUS DIREITOS Entre os primeiros no ranking de reclamações As instituições financeiras sempre estiveram entre os setores com maior número de queixas por parte do consumidor.

Leia mais

Honorários Periciais Judiciais

Honorários Periciais Judiciais Honorários Periciais Judiciais Atualização monetária Juros legais de mora Impugnação aos Cálculos CAROLINE DA CUNHA DINIZ Máster em Medicina Forense pela Universidade de Valência/Espanha Título de especialista

Leia mais

Espelho Empresarial Peça

Espelho Empresarial Peça Espelho Empresarial Peça A hipótese contempla a elaboração de petição inicial relativa à ação de execução, porquanto se encontram no enunciado reunidas as condições exigidas pelo artigo 15, II, da Lei

Leia mais

Sumário. Parte I - CAP 01 - Tributo Conceitos e Espécies Parte I - CAP 02 - Competência Tributária 2.1 Repartição das receitas tributárias 18

Sumário. Parte I - CAP 01 - Tributo Conceitos e Espécies Parte I - CAP 02 - Competência Tributária 2.1 Repartição das receitas tributárias 18 Parte I - CAP 01 - Tributo Conceitos e Espécies Parte I - CAP 02 - Competência Tributária 2.1 Repartição das receitas tributárias 18 2.2 Exercício da competência tributária 20 Parte I - CAP 03 - Princípios

Leia mais

ACÓRDÃO. Rio de Janeiro, 05 de outubro de 2010. Desembargador ROBERTO FELINTO Relator

ACÓRDÃO. Rio de Janeiro, 05 de outubro de 2010. Desembargador ROBERTO FELINTO Relator DÉCIMA OITAVA CÂMARA CÍVEL Apelação Cível nº 0355516-46.2008.8.19.0001 Apelante 1 : AZZURRA PARIS VEÍCULOS LTDA. Apelante 2 : SUL AMÉRICA COMPANHIA NACIONAL DE SEGUROS Apelados 1 : OS MESMOS Apelado 2

Leia mais

APELAÇÃO CÍVEL Nº 460.698-6 - 26.08.2004

APELAÇÃO CÍVEL Nº 460.698-6 - 26.08.2004 -1- EMENTA: ANULATÓRIA ADMINISTRADORAS DE CARTÃO DE CRÉDITO NÃO INTEGRAÇÃO AO SISTEMA FINANCEIRO NACIONAL ENCARGOS LIMITAÇÃO CLÁUSULA MANDATO VALIDADE APORTE FINANCEIRO OBTIDO NECESSIDADE DE COMPROVAÇÃO.

Leia mais

TRIBUNAL DE JUSTIÇA PODER JUDICIÁRIO São Paulo

TRIBUNAL DE JUSTIÇA PODER JUDICIÁRIO São Paulo fls. 1 Registro: 2013.0000481719 ACÓRDÃO Vistos, relatados e discutidos estes autos do Apelação nº 0002045-56.2007.8.26.0543, da Comarca de Santa Isabel, em que é apelante ORNAMENTAL EMPREENDIMENTOS IMOBILIARIOS

Leia mais

Literalidade o título valerá pelo que nele estiver escrito. Formalismo - a forma do título de crédito é prescrita lei.

Literalidade o título valerá pelo que nele estiver escrito. Formalismo - a forma do título de crédito é prescrita lei. Legislação Societária / Direito Comercial Profª Mestre Ideli Raimundo Di Tizio p 27 DIREITO CAMBIÁRIO Títulos de Crédito São documentos representativos de obrigações pecuniárias, deve ser escrito, assinado

Leia mais

Superior Tribunal de Justiça

Superior Tribunal de Justiça RECURSO ESPECIAL Nº 1.237.894 - MT (2011/0026945-1) RELATOR : MINISTRO SIDNEI BENETI RECORRENTE : BANCO DO BRASIL S/A ADVOGADO : NAGIB KRUGER E OUTRO(S) RECORRIDO : SUSSUMO SATO E OUTRO ADVOGADO : GILMAR

Leia mais

S E N T E N Ç A JOSÉ. 3ª Vara do Trabalho de São José RTOrd 0000307-11.2012.5.12.0054 - Sentença - p. 1

S E N T E N Ç A JOSÉ. 3ª Vara do Trabalho de São José RTOrd 0000307-11.2012.5.12.0054 - Sentença - p. 1 3ª VARA DO TRABALHO DE SÃO JOSÉ - SC TERMO DE AUDIÊNCIA RTOrd 0000307-11.2012.5.12.0054 Aos 17 dias do mês de abril do ano de dois mil e doze, às 17h57min, na sala de audiências da, por ordem da Exma.

Leia mais

2 FASE DIREITO CIVIL ESTUDO DIRIGIDO DE PROCESSO CIVIL 2. Prof. Darlan Barroso - GABARITO

2 FASE DIREITO CIVIL ESTUDO DIRIGIDO DE PROCESSO CIVIL 2. Prof. Darlan Barroso - GABARITO Citação 2 FASE DIREITO CIVIL ESTUDO DIRIGIDO DE PROCESSO CIVIL 2 Prof. Darlan Barroso - GABARITO 1) Quais as diferenças na elaboração da petição inicial do rito sumário e do rito ordinário? Ordinário Réu

Leia mais

TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE SÃO PAULO

TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE SÃO PAULO fls. 314 SENTENÇA Processo Digital nº: 1120876-70.2014.8.26.0100 Classe - Assunto Procedimento Ordinário - Compra e Venda Requerente: Marcelo Mendes dos Reis Fracari Requerido: Cyrela Polinésia Empreendimentos

Leia mais

E M E N T A A C Ó R D Ã O

E M E N T A A C Ó R D Ã O 856367 Órgão Fl. : 1ª Turma Recursal dos Juizados Especiais do Distrito Federal Classe : ACJ Apelação Cível no Juizado Especial Nº Processo : 2014 03 1 017486-9 Apelante : ADRIANA LOPES DE OLIVEIRA Apelado

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO COLÉGIO RECURSAL DA COMARCA DE SANTOS ACÓRDÃO. Recurso nº 0007220-95.2012.8.26.0562. Registro 2012.0000021251

PODER JUDICIÁRIO COLÉGIO RECURSAL DA COMARCA DE SANTOS ACÓRDÃO. Recurso nº 0007220-95.2012.8.26.0562. Registro 2012.0000021251 fls. 1 Registro 2012.0000021251 ACÓRDÃO Vistos, relatados e discutidos estes autos de Recurso Inominado nº 0007220-95.2012.8.26.0562, da Comarca de Santos, em que é recorrente L I V - INTERMEDIAÇÃO IMOBILIÁRIA

Leia mais

CONTRATO DE CRÉDITO PRÉ-APROVADO

CONTRATO DE CRÉDITO PRÉ-APROVADO CONTRATO DE CRÉDITO PRÉ-APROVADO Por este instrumento e na melhor forma de direito, a COOPERATIVA, doravante designada simplesmente COOPERATIVA, neste ato devidamente representada na forma de seu Estatuto

Leia mais

Av. Tabajaras, 1.411, Centro, CEP: 17600-360, Fone: (14) 3491-5540, Tupã/SP.

Av. Tabajaras, 1.411, Centro, CEP: 17600-360, Fone: (14) 3491-5540, Tupã/SP. REVISÃO NO CONTRATO DE CONSUMO. EQUILIBRIO CONTRATUAL E A POSIÇÃO DO STJ. No atual cenário econômico brasileiro, aonde a oferta pelos bens de consumo alcança cada vez mais todas as classes, as instituições

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE SÃO PAULO. Registro: 2015.0000421989 ACÓRDÃO

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE SÃO PAULO. Registro: 2015.0000421989 ACÓRDÃO fls. 243 Registro: 2015.0000421989 ACÓRDÃO Vistos, relatados e discutidos estes autos de Apelação nº 1114351-72.2014.8.26.0100, da Comarca de São Paulo, em que é apelante BROOKFIELD SÃO PAULO EMPREENDIMENTOS

Leia mais