Cheque. 1) Informações Gerais. Roteiro da Aula. Informações Gerais. Informações Gerais. Informações Gerais

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Cheque. 1) Informações Gerais. Roteiro da Aula. Informações Gerais. Informações Gerais. Informações Gerais"

Transcrição

1 Professor Luiz Antonio de Carvalho Cheque Roteiro da Aula 1) Informações Gerais; 2) Requisitos essenciais; 3) Endosso; 4) Cruzamento; 5) Compensação; 6) CCF; 7) Outros. 1 2 Informações Gerais 1) Informações Gerais 1- Legislação: Lei 7.357/85 - Dispõe sobre o cheque e dá outras providências. 2 Instruções do Bacen 3 4 Informações Gerais O cheque é uma ordem de pagamento à vista e um título de crédito. A operação com cheque envolve três agentes: a) o emitente (emissor ou sacador), que é aquele que emite o cheque; b) o beneficiário, que é a pessoa a favor de quem o cheque é emitido; e c) o sacado, que é o banco onde está depositado o dinheiro do emitente. Informações Gerais O cheque é uma ordem de pagamento à vista, porque deve ser pago no momento de sua apresentação ao banco sacado. ATENÇÃO: Contudo, para os cheques de valor superior a R$ 5 mil, é prudente que o cliente comunique ao banco com antecedência, pois a instituição pode postergar saques acima desse valor para o expediente seguinte

2 Informações Gerais O cheque é também um título de crédito para o beneficiário que o recebe, porque pode ser protestado ou executado em juízo. No cheque estão presentes dois tipos de relação jurídica: uma entre o emitente e o banco (baseada na conta bancária); outra entre o emitente e o beneficiário. TOP As pessoas, lojas, empresas são obrigadas a receber cheques? Não. Apenas as cédulas e as moedas do real têm curso forçado. 7 8 Requisitos essenciais 2) Requisitos essenciais O cheque é uma ordem de pagamento à vista e um título de crédito. A operação com cheque envolve três agentes: a) o emitente (emissor ou sacador), que é aquele que emite o cheque; b) o beneficiário, que é a pessoa a favor de quem o cheque é emitido; e c) o sacado, que é o banco onde está depositado o dinheiro do emitente Endosso 3) Endosso TRANSMISSÃO É a transferência de um cheque nominal para terceiros, desde que devidamente autorizado pelo beneficiário, no verso do cheque, com assinatura, número do RG, CPF e data

3 Endosso O cheque pode ser emitido de três formas: a) nominal (ou nominativo) à ordem: só pode ser apresentado ao banco pelo beneficiário indicado no cheque, podendo ser transferido por endosso do beneficiário; b) nominal não à ordem: não pode ser transferido pelo beneficiário; e c) ao portador: não nomeia um beneficiário e é pagável a quem o apresente ao banco sacado. Não pode ter valor superior a R$ Endosso Para tornar um cheque não à ordem, basta o emitente escrever, após o nome do beneficiário, a expressão não à ordem, ou não-transferível, ou proibido o endosso, ou outra equivalente. Cheque de valor superior a R$100 tem que ser nominal, ou seja, trazer a identificação do beneficiário. O cheque de valor superior a R$100 emitido sem identificação do beneficiário será devolvido pelo motivo '48-cheque emitido sem identificação do beneficiário - acima do valor estabelecido'. 14 4) Cruzamento Cheque Cruzado Significa que o cheque somente pode ser pago mediante crédito em conta (DEPOSITADO). O cruzamento pode ser geral, quando não indica o nome do banco, ou especial, quando o nome do banco aparece entre os traços de cruzamento. O cruzamento não pode ser anulado Cheque Cruzado - Em branco: atravessado no anverso por dois traços paralelos; Em preto, ou especial: dentro das linhas paralelas está escrito o nome do banco. Só a ele o cheque poderá ser apresentado. 17 (CAIXA/CESGRANRIO/2008) O cheque é um recurso disponibilizado pelos Bancos para seus clientes, que o utilizarão como um título de crédito cuja emissão poderá ser nominativa ou ao portador. Um cheque cruzado emitido ao portador deverá ser (A) sacado pelo próprio portador do cheque diretamente no caixa do Banco emitente. (B) sacado pelo portador ou beneficiário em qualquer agência bancária com a devida autorização do emitente do cheque. (C) endossado no verso pelo emitente do cheque para que o beneficiário possa depositar o cheque em outros Bancos. (D) depositado na conta corrente do portador do cheque, que poderá ser em qualquer Banco. (E) depositado na conta corrente do beneficiário, que deve ser obrigatoriamente no mesmo Banco emitente do 01 cheque. 18 D 3

4 Compensação 5) Compensação A regulamentação atual determina que a compensação de cheques seja efetuada unicamente por intermédio de imagem digital e outros registros eletrônicos do cheque Prazos de Compensação O prazo de bloqueio varia apenas em função do valor do cheque. Para liberação dos valores depositados, esse prazo é contado a partir do dia útil seguinte ao do depósito, sendo de: a) até dois dias úteis para cheques de valor inferior a R$ 300,00; b) um dia útil para cheques de valor igual ou superior a R$ 300,00. Prazos de Compensação Exceções que podem aumentar os prazos de bloqueio de cheques. a) feriado local na praça sacada: acréscimo de um dia útil; b) inoperância da Compe: prorrogação até o dia útil seguinte ao do restabelecimento do sistema. Obs.: O prazo de bloqueio do cheque não pode ser alterado em virtude de falha operacional do banco remetente ou do banco destinatário no processo de compensação Motivos para devolução de Cheques O banco é obrigado a comunicar ao emitente a devolução de cheques sem fundos, somente nos motivos 12, 13 e 14, que implicam inclusão do seu nome no Cadastro de Emitentes de Cheques sem Fundos (CCF). Impedimento ao pagamento de Cheques O correntista pode impedir o pagamento de um cheque já emitido de duas formas: a) oposição ao pagamento ou sustação, que pode ser determinada pelo emitente ou pelo portador legitimado, durante o prazo de apresentação; b) contra-ordem ou revogação, que é determinada pelo emitente após o término do prazo de apresentação

5 Valores disponíveis do depósito Os valores depositados ficam disponíveis para saque no dia útil seguinte ao último dia do prazo de bloqueio. Para compensar débitos na respectiva conta corrente do depositante, os valores depositados ficam disponíveis na noite do último dia do prazo de bloqueio. 6) CCF O que é o CCF? É um cadastro que possui dados dos emitentes de cheques sem fundos, operacionalizado pelo Banco do Brasil. 27 CCF A emissão de cheque sem fundo acarretará a inclusão do nome do emitente no Cadastro de Emitentes de Cheques sem Fundos (CCF) e nos cadastros de devedores mantidos pelas instituições financeiras e entidades comerciais, na segunda apresentação do cheque para pagamento. O correntista cujo nome estiver incluído no CCF não poderá receber novo talonário de cheque. Além disso, o beneficiário do cheque poderá protestá-lo e executá-lo. 28 CCF A emissão deliberada de cheque sem provisão de fundos é considerada crime de estelionato. Quanto à sustação indevida, embora o banco não possa julgar o motivo alegado pelo emitente para a sustação de cheque, o beneficiário pode recorrer à justiça para pagamento da dívida, bem como pode protestar o cheque, que é um título de crédito. 29 CCF Qualquer pessoa pode saber se está incluída no CCF. Basta se dirigir a um dos endereços do Banco Central portando um documento de identidade com o número do CPF. As instituições financeiras também podem prestar essa informação, sendo vedada a cobrança de qualquer tarifa por esta pesquisa. Com a consulta, o cidadão, caso esteja incluído, saberá o número-código da instituição e da agência que comandou a inclusão; o número e o valor do cheque; o motivo da devolução; a data de inclusão e a quantidade de ocorrências, por instituição e agência

6 CCF Principais normativos: Resolução 1.682, de 1990, com alterações posteriores. 7) OUTROS Circular 2.989, de Circular 3.535, de CHEQUE ESPECIAL O chamado cheque especial é um produto que decorre de uma relação contratual em que é fornecida ao cliente uma linha de crédito para cobrir cheques que ultrapassem o valor existente na conta. O banco cobra juros por esse empréstimo Restrição ao fornecimento de talão de cheques Os bancos devem estabelecer as condições, que devem constar do contrato de abertura de conta corrente, para o fornecimento de cheques para seus clientes. Essas condições devem ser estabelecidas com base, entre outros, em critérios relacionados à suficiência de saldo, restrições cadastrais, histórico de práticas e ocorrências na utilização de cheques, estoque de folhas de cheque em poder do correntista, registro no Cadastro de Emitentes de Cheques sem Fundos (CCF) e regularidade dos dados e documentos de identificação do correntista. 35 TOP Um cheque apresentado antes do dia nele indicado (pré-datado) pode ser pago pelo banco? Sim. O cheque é uma ordem de pagamento à vista, válida para o dia de sua apresentação ao banco, mesmo que nele esteja indicada uma data futura. Se houver fundos, o cheque prédatado é pago; se não houver, é devolvido pelo motivo 11 ou 12. Do ponto de vista da operação comercial, divergências devem ser tratadas na esfera judicial

7 (CAIXA/CESGRANRIO/2008) Ao título de crédito comercial em que o. emitente. obriga-se, por escrito, a pagar a uma pessoa beneficiária uma determinada importância dá-se o nome de (A) Certificado de Depósito Bancário (CDB). (B) cheque. (C) cédula hipotecária. (D) nota fiscal. (E) nota promissória. (CAIXA/CESGRANRIO/2008) DOC é um documento de crédito ou uma ordem de pagamento, utilizado para transferências de recursos entre contas correntes de diferentes Bancos. Existem vários tipos de DOC. O DOC do tipo D é utilizado para transferências (A) entre contas correntes do mesmo titular. (B) entre contas correntes de diferentes titulares. (C) entre Bancos para compensação das operações interbancárias. (D) de valores superiores a R$ 5.000,00, de diferentes titulares. (E) internacionais, de recursos para manutenção de residentes. E A Cuide do seu Falar Antes de Falar... Escute... Antes de Escrever... Pense... Antes de Gastar... Ganhe... Antes de Julgar... Espere... Antes de Orar... Peça Perdão...e também Perdoe... Antes de Desistir... Tente Certa vez, um homem tanto falou que seu vizinho era ladrão, que o vizinho acabou sendo preso. Algum tempo depois, descobriram que o rapaz era inocente, ele foi solto, e, após muita humilhação resolveu processar seu vizinho (o caluniador). No tribunal, o caluniador disse ao juiz: No tribunal, o caluniador disse ao juiz: - Comentários não causam tanto mal... e o Juiz respondeu: Escreva os comentários que você fez sobre ele num papel, depois pique o papel e jogue os pedaços pelo caminho de casa e amanhã volte para ouvir a sentença...!

8 O homem obedeceu e voltou no dia seguinte, quando o juiz disse: - Antes da sentença, terá que catar os pedaços de papel que espalhou ontem...! - Não posso fazer isso, meritíssimo...! respondeu o homem - O vento deve tê-los espalhados por tudo quanto é lugar e já não sei onde estão...! 43 Ao que o juiz respondeu: - Da mesma maneira, um simples comentário que pode destruir a honra de um homem, espalha-se a ponto de não podermos consertar o mal causado... e, continuou: - Se não se pode falar bem de uma pessoa, é melhor que não se diga nada...! 44 SEJAMOS SENHORES DE NOSSA LINGUA, PARA NÃO SERMOS, ESCRAVOS DE NOSSAS PALAVRAS!... NO MUNDO SEMPRE EXISTIRÃO PESSOAS QUE VÃO TE AMAR PELO QUE VOCÊ É... E, OUTRAS QUE VÃO TE ODIAR PELO MESMO MOTIVO. ACOSTUME-SE!... QUEM AMA NÃO VÊ DEFEITOS... QUEM ODEIA NÃO VÊ QUALIDADES... E, QUEM É AMIGO... VÊ AS DUAS COISAS! Preste Atenção em seus PENSAMENTOS, pois eles se tornarão PALAVRAS. Preste Atenção em suas PALAVRAS, pois elas se tornarão ATOS. Preste Atenção em seus ATOS, pois eles se tornarão HÁBITOS. Preste Atenção em seus HÁBITOS, pois eles moldarão seu CARÁTER. Preste Atenção em seu CARÁTER, pois ele determinará seu DESTINO...! 46 Mesmo que haja contrariedades ou adversidades, lute... Supere tudo, e... BONS ESTUDOS com muita Saúde e Deus no Coração!!! Abraços de Paz... Até a próxima Abraços

CHEQUE. Exemplo para fins didáticos, sem valor! AULA Nº 2. 3) o sacado, que é o banco em que está depositado o dinheiro do emitente.

CHEQUE. Exemplo para fins didáticos, sem valor! AULA Nº 2. 3) o sacado, que é o banco em que está depositado o dinheiro do emitente. AULA Nº 2 CHEQUE Exemplo para fins didáticos, sem valor! Características do cheque O cheque é uma ordem de pagamento a vista, devendo ser pago no momento de sua apresentação ao banco sacado, descontando-se

Leia mais

IMPEDIMENTO AO PAGAMENTO

IMPEDIMENTO AO PAGAMENTO MOTIVOS DE DEVOLUÇÃO DE CHEQUES CHEQUES EM PROVISÃO DE FUNDOS MOT DESCRIÇÃO OBSERVAÇÕES 11 Cheque sem fundos 1º apresentação. 12 Cheque sem fundos 2º reapresentação. 13 Conta encerrada. 14 Prática espúria.

Leia mais

TARIFAS BANCÁRIAS. Para abrir uma conta, os bancos exigem um depósito inicial, que varia conforme a instituição.

TARIFAS BANCÁRIAS. Para abrir uma conta, os bancos exigem um depósito inicial, que varia conforme a instituição. TARIFAS BANCÁRIAS A utilização de bancos é praticamente indispensável aos cidadãos. Contas e impostos, salários e seguros-desemprego são exemplos de transferência de dinheiro normalmente intermediada por

Leia mais

CONTA-CORRENTE E SERVIÇOS

CONTA-CORRENTE E SERVIÇOS CONTA-CORRENTE E SERVIÇOS O que é? 2 Abertura 2 Estrangeiros 2 Movimentando sua conta-corrente 2 Consulta Cadastral 3 Capacidade Civil 3 Atendimento especial 4 Modalidades 5 Conta conjunta 5 Exclusão de

Leia mais

INFORMAÇÕES SOBRE O USO DE CHEQUES

INFORMAÇÕES SOBRE O USO DE CHEQUES INFORMAÇÕES SOBRE O USO DE CHEQUES O cheque é uma ordem de pagamento à vista. Pode ser recebido diretamente na agência em que o emitente mantém conta ou depositado em outra agência, para ser compensado

Leia mais

Os principais motivos que levam o banco sacado a devolver o cheque são:

Os principais motivos que levam o banco sacado a devolver o cheque são: AUTORIZAÇÃO DE COMPRA TERCEIROS E MENORES Pelo presente termo, eu, portador do CPF., abaixo assinado autorizo às pessoas abaixo identificadas a adquirirem bens e produtos em meu nome, reconhecendo como

Leia mais

DICAS PARA EMPRESÁRIOS - LOJISTAS / CREDIARISTAS ÍNDICE

DICAS PARA EMPRESÁRIOS - LOJISTAS / CREDIARISTAS ÍNDICE ÍNDICE CONTEÚDO PÁGINA INTRODUÇÕES GERAIS 2 1 MOTIVOS PARA DEVOLUÇÃO DE CHEQUES 3 2 O QUE FAZER COM CHEQUES DEVOLVIDOS 5 3 DIZERES SUGERIDOS PARA CARIMBO AO VERSO DO CHEQUE 7 4 SUGESTÕES MODELOS 8 5 COMO

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO SCPC WEBNET 2.0 Site: www.cdlpelotas.com.br E-mail: scpc@cdlpelotas.com.br

MANUAL DO USUÁRIO SCPC WEBNET 2.0 Site: www.cdlpelotas.com.br E-mail: scpc@cdlpelotas.com.br MANUAL DO USUÁRIO SCPC WEBNET 2.0 Site: www.cdlpelotas.com.br E-mail: scpc@cdlpelotas.com.br ÍNDICE 1 WEBNET 2.0... 4 2 ACESSO WEBNET 2.0... 4 2.1 ALTERAÇÃO DE SENHA DO USUÁRIO... 5 3.1 REGISTRO NORMAL

Leia mais

Banco do Brasil - Cartilha de conta corrente CONTA CORRENTE

Banco do Brasil - Cartilha de conta corrente CONTA CORRENTE CONTA CORRENTE O que é?...2 Abertura...2 Estrangeiros...3 Consulta Cadastral...3 Segundo o Código Civil...3 Movimentando sua conta corrente...4 Atendimento especial...5 Modalidades...6 Conta conjunta...6

Leia mais

AULA 3 23/02/11 A CLASSIFICAÇÃO DOS TÍTULOS DE CRÉDITO

AULA 3 23/02/11 A CLASSIFICAÇÃO DOS TÍTULOS DE CRÉDITO AULA 3 23/02/11 A CLASSIFICAÇÃO DOS TÍTULOS DE CRÉDITO 1 A CLASSIFICAÇÃO QUANTO À ESTRUTURA JURÍDICA 1.1 AS ORDENS DE PAGAMENTO Há títulos de crédito que estão estruturados na forma de ordens de pagamento.

Leia mais

Cheque Aulas 22 a 24

Cheque Aulas 22 a 24 Cheque Aulas 22 a 24 1. NORMATIZAÇÃO: Lei 7.357/85 que absorveu as regras contidas na Lei Uniforme sobre Cheques. Resoluções do Banco Central do Brasil, tomadas por deliberação do Conselho Monetário Nacional,

Leia mais

Produtos e serviços financeiros I

Produtos e serviços financeiros I Títulos de crédito O título de crédito, documento necessário ao exercício do direito literal e autônomo nele contido, somente produz efeito quando preencher os requisitos da lei. Se for omitido qualquer

Leia mais

Cobrança Itaú. Conheça como funciona o serviço de protesto de títulos.

Cobrança Itaú. Conheça como funciona o serviço de protesto de títulos. Cobrança Itaú Conheça como funciona o serviço de protesto de títulos. Para garantir uma gestão de Cobrança ainda mais eficiente, é preciso que você saiba como funciona o serviço de protesto de títulos

Leia mais

AULA 17 ESPÉCIES DE TÍTULOS DE CRÉDITO

AULA 17 ESPÉCIES DE TÍTULOS DE CRÉDITO 1 AULA 17 ESPÉCIES DE TÍTULOS DE CRÉDITO INTRODUÇÃO Atualmente, existem cerca de 40 títulos de crédito em circulação no país. Os mais conhecidos são a nota promissória, cheque e duplicata. NOTA PROMISSÓRIA

Leia mais

José Luiz Silveira Miranda Diretor Este texto não substitui o publicado no DOU e no Sisbacen.

José Luiz Silveira Miranda Diretor Este texto não substitui o publicado no DOU e no Sisbacen. 1 CIRCULAR Nº 868 Aos Estabelecimentos Bancários, Caixas Econômicas e Cooperativas de Crédito participantes do Serviço de Compensação de Cheques e Outros Papéis. Comunicamos que a Diretoria do Banco Central

Leia mais

CARTA-CIRCULAR N 1201. Documento normativo revogado pela Carta-Circular 3.173, de 28/02/2005.

CARTA-CIRCULAR N 1201. Documento normativo revogado pela Carta-Circular 3.173, de 28/02/2005. CARTA-CIRCULAR N 1201 Documento normativo revogado pela Carta-Circular 3.173, de 28/02/2005. Comunicamos que, visando ao aperfeiçoamento das normas que regem o Serviço de Compensação de Cheques e Outros

Leia mais

Cenários Econômicos. Aula: Prof. Jonas Barbosa. Mercado Bancário. www.conquistadeconcurso.com.br

Cenários Econômicos. Aula: Prof. Jonas Barbosa. Mercado Bancário. www.conquistadeconcurso.com.br Aula: Mercado Bancário UMA PARCERIA Visite o Portal dos Concursos Públicos WWW.CURSOAPROVACAO.COM.BR Visite a loja virtual www.conquistadeconcurso.com.br MATERIAL DIDÁTICO EXCLUSIVO PARA ALUNOS DO CURSO

Leia mais

4 MÓDULO 4 DOCUMENTOS COMERCIAIS

4 MÓDULO 4 DOCUMENTOS COMERCIAIS 44 4 MÓDULO 4 DOCUMENTOS COMERCIAIS 4.1 Cheque O cheque é uma ordem de pagamento à vista. Pode ser recebido diretamente na agência em que o emitente mantém conta ou depositado em outra agência, para ser

Leia mais

CHEQUE CARACTERÍSTICA

CHEQUE CARACTERÍSTICA CHEQUE LEI 7357/1985 CONCEITO: Cheque é uma ordem de pagamento à vista, sacada contra um banco e com base em suficiente provisão de fundos depositados pelo sacador em mãos do sacado ou decorrente de contrato

Leia mais

Circular nº 559, de 29 de julho de 1980

Circular nº 559, de 29 de julho de 1980 1 CIRCULAR Nº 559 Aos Estabelecimentos Bancários, Caixas Econômicas e Cooperativas de Crédito participantes do Serviço de Compensação de Cheques e Outros Papéis. Comunicamos que a Diretoria deste Banco

Leia mais

CONCURSO. Produtos e Serviços Financeiros. José Vianna Campos Júnior. (Proibida Reprodução)

CONCURSO. Produtos e Serviços Financeiros. José Vianna Campos Júnior. (Proibida Reprodução) CONCURSO Produtos e Serviços Financeiros José Vianna Campos Júnior (Proibida Reprodução) CONTA CORRENTE CONCEITO: Conta Corrente é a conta livremente movimentada pelo cliente, sem interferência direta

Leia mais

Sumário 1 - Recebendo cheques com segurança 2 - Algumas modalidades de falsificação 3 - Cuidado com fraudes 4 - Informações gerais 5 - Principais

Sumário 1 - Recebendo cheques com segurança 2 - Algumas modalidades de falsificação 3 - Cuidado com fraudes 4 - Informações gerais 5 - Principais Cartilha Cheque Sumário 1 - Recebendo cheques com segurança 2 - Algumas modalidades de falsificação 3 - Cuidado com fraudes 4 - Informações gerais 5 - Principais motivos de devolução de cheques Caro leitor,

Leia mais

Tabela de Tarifas e Comissões Bancárias

Tabela de Tarifas e Comissões Bancárias SAC Credicana: (18) 3321-1700 Ouvidoria Credicana: 0800 940 9360 Banco Central: 0800 979 2345 Estes telefones destinam-se ao atendimento de denúncias ou reclamações Valores vigentes a partir de 02/01/2014.

Leia mais

Cheque e Duplicata. Profª. MSc. Maria Bernadete Miranda

Cheque e Duplicata. Profª. MSc. Maria Bernadete Miranda Cheque e Duplicata Crédito ETIMOLOGIA E SEMÂNTICA A palavra crédito é derivada do latim "Creditum", Credere que significa, coisa emprestada, empréstimo, dívida, depositar confiança em, confiar em, dar

Leia mais

Módulo 11 Corretora de Seguros

Módulo 11 Corretora de Seguros Módulo 11 Corretora de Seguros São pessoas físicas ou jurídicas, que se dedicam a angariar e promover contratos entre as Sociedades Seguradoras e seus clientes. A habilitação e o registro do corretor se

Leia mais

Chec NEGATIVAÇÃO Serviço de registro de inadimplentes Manual de Uso e Aplicação

Chec NEGATIVAÇÃO Serviço de registro de inadimplentes Manual de Uso e Aplicação ACESSO AO SISTEMA DE Para ter acesso a área de negativação SRI (Serviço de Registro de Inadimplente), acesse o site www.checkok.com.br. Insira o seu código administrativo no campo de ACESSO EXCLUSIVO A

Leia mais

TABELA DE TARIFAS PARA PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS

TABELA DE TARIFAS PARA PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS TABELA DE TARIFAS PARA PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS Pessoa Física PF RELAÇÃO DOS SERVIÇOS PRESTADOS Confecção de cadastro para início de relacionamento Fornecimento de 2ª via de cartão com função de débito com

Leia mais

Sumário. Recebendo cheques com segurança. Algumas modalidades de falsificação. Cuidado com fraudes. Informações gerais

Sumário. Recebendo cheques com segurança. Algumas modalidades de falsificação. Cuidado com fraudes. Informações gerais CARTILHA CHEQUE Sumário Recebendo cheques com segurança Algumas modalidades de falsificação Cuidado com fraudes Informações gerais Principais motivos de devolução de cheques Caro leitor, Importante ressaltar

Leia mais

DEm. CHEQUEo SPC BRASIL SPC BRASIL SPC BRASIL SPC BRASIL 101.675.6CARTILHA 018 291 0193 1 101.675.6 0 AA 000041 8. Teste. Consumidor C3 R$ Série

DEm. CHEQUEo SPC BRASIL SPC BRASIL SPC BRASIL SPC BRASIL 101.675.6CARTILHA 018 291 0193 1 101.675.6 0 AA 000041 8. Teste. Consumidor C3 R$ Série N. Data Favorecido 101.675.6CARTILHA CARTILHA Comp Banco Agência C1 Conta Número C2 Série Cheque Número C3 R$ 018 291 0193 1 101.675.6 0 AA 000041 8 Pague por este cheque a quantia de Saldo Anterior Lançamentos

Leia mais

Tudo o que você precisa saber sobre o cheque para não correr riscos.

Tudo o que você precisa saber sobre o cheque para não correr riscos. Tudo o que você precisa saber sobre o cheque para não correr riscos. Com cautela e informação o cheque é muito seguro. A importância do cheque no comércio é inquestionável. Por isso é fundamental tomar

Leia mais

CONTRATO DE ABERTURA, MOVIMENTAÇÃO E MANUTENÇÃO DE CONTA DE DEPÓSITO À VISTA

CONTRATO DE ABERTURA, MOVIMENTAÇÃO E MANUTENÇÃO DE CONTA DE DEPÓSITO À VISTA CONTA CORRENTE (uso exclusivo do banco) 1 TITULAR (CLIENTE) Nome Completo/Razão Social Tipo de Pessoa Física Jurídica Financeira Outros Isenções IR IOC Ligado ao Grupo Funcionário 2 UTILIZAÇÃO DA CONTA

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS CONTRATO DE EMPRÉSTIMO

CONDIÇÕES GERAIS CONTRATO DE EMPRÉSTIMO CONDIÇÕES GERAIS CONTRATO DE EMPRÉSTIMO Estas são as condições gerais do Empréstimo, solicitado e contratado por você. Leia atentamente estas condições gerais, que serão aplicáveis durante todo o período

Leia mais

Consulta de Cheques Redecard

Consulta de Cheques Redecard Com seu terminal Redecard, você consulta cheques, direto no banco de dados da Serasa Experian. A Redecard ajuda você a vender sempre de forma mais segura. Com o serviço Consulta de Cheques, em parceria

Leia mais

Caderno Eletrônico de Exercícios Títulos de Crédito

Caderno Eletrônico de Exercícios Títulos de Crédito 1) São exemplos de títulos de crédito, exceto: a) Cheque b) Testamento c) Duplicata d) Nota promissória 2) São características de títulos de crédito, exceto: a) Documentalidade b) Força executiva c) Autonomia

Leia mais

PROTESTO DE TÍTULOS. Deverão ser observados os prazos prescricionais, de acordo com legislação vigente.

PROTESTO DE TÍTULOS. Deverão ser observados os prazos prescricionais, de acordo com legislação vigente. 2 PROTESTO DE TÍTULOS O protesto de títulos pode ser lavrado por falta de aceite, de devolução de duplicatas, por falta de pagamento em seu vencimento, para garantia do direito regressivo contra endossantes

Leia mais

SIGLA EXTRATO. 1 COBRANÇA 1.1 Cobrança Simples PJ PF. Tar. Emissão Bloqueto Pré Impresso. Tarifa Cobrança. título

SIGLA EXTRATO. 1 COBRANÇA 1.1 Cobrança Simples PJ PF. Tar. Emissão Bloqueto Pré Impresso. Tarifa Cobrança. título TABELA DE TARIFAS E TAXAS DE - PESSOA JURÍDICA E PESSOA FÍSICA Sicoob Lagoacred Gerais - Agência Lagoa da Prata e Santo Antonio do Monte Início de vigência: 01/08/2014 Aprovado pela Diretoria em: 31/07/2014

Leia mais

03/04/2012. PDF created with pdffactory trial version www.pdffactory.com. 5.1) Legislação aplicável e Conceito. 5.2) Pressupostos para sua emissão

03/04/2012. PDF created with pdffactory trial version www.pdffactory.com. 5.1) Legislação aplicável e Conceito. 5.2) Pressupostos para sua emissão 5.1) Legislação aplicável e Conceito Legislação aplicável: Lei 7.357, de 2.09.1985 (Lei do cheque) 5.1) Legislação aplicável e Conceito 5.2) Pressupostos para sua emissão 5.3) Transmissão do cheque: endosso

Leia mais

Cheque. Manual do. Nova Edição

Cheque. Manual do. Nova Edição Manual do Cheque Nova Edição CDL/BH - Câmara de Dirigentes Lojistas de Belo Horizone Av. João Pinheiro, 495 - Funcionários - Belo Horizonte/MG 31-3249 1666 www.cdlbh.com.br CDL/BH - Câmara de Dirigentes

Leia mais

TARIFAS DE SERVIÇOS SICOOB-SC/BLUCREDI Divulgada em: 01/04/2010. Valores vigentes a partir de: 01/05/2010.

TARIFAS DE SERVIÇOS SICOOB-SC/BLUCREDI Divulgada em: 01/04/2010. Valores vigentes a partir de: 01/05/2010. TARIFAS DE SERVIÇOS SICOOB-SC/BLUCREDI Divulgada em: 01/04/2010. Valores vigentes a partir de: 01/05/2010. SERVIÇOS ESSENCIAIS Pessoa Física CONTA CORRENTE DE DEPÓSITO À VISTA SERVIÇO FRANQUIA/MÊS CANAL

Leia mais

TARIFAS DE SERVIÇOS SICOOB BLUCREDI SC

TARIFAS DE SERVIÇOS SICOOB BLUCREDI SC TARIFAS DE SERVIÇOS SICOOB BLUCREDI SC Valores vigentes a partir de: 01/08/2014. Cartão de débito Saque Transferências Extrato Consultas (Saldo e extrato) Compensação de cheques Talão de cheque SERVIÇOS

Leia mais

SCPC Pessoa Jurídica

SCPC Pessoa Jurídica SCPC Pessoa Jurídica Site: www.acigra.com.br E-mail: scpc@acigra.com.br SCPC Pessoa Jurídica 1 Definição O SCPC Pessoa Jurídica é o serviço que proporciona muito mais segurança na hora de realizar negócios

Leia mais

Tabela de Tarifas - Pessoa Física

Tabela de Tarifas - Pessoa Física Tabela de Tarifas - Pessoa Física VIGÊNCIA A PARTIR DE 22/05/2014 SERVIÇOS PRIORITÁRIOS SERVIÇOS CANAIS E FORMAS DE ENTREGA TARIFA - R$ 1. CADASTRO 1.1. Confecção de cadastro para início de relacionamento

Leia mais

Tabela de Tarifas e Comissões Bancárias. Tarifas Avulsas. CONTA CORRENTE Tipo FORMA DE DÉBITO

Tabela de Tarifas e Comissões Bancárias. Tarifas Avulsas. CONTA CORRENTE Tipo FORMA DE DÉBITO Tabela de Tarifas e Comissões Bancárias Tarifas Avulsas CONTA CORRENTE Tipo FORMA Confecção de Ficha Cadastral P. Abertura da Conta Sistema R$ 50,00 Confecção de Ficha Cadastral P. Física Abertura da Conta

Leia mais

CUIDADOS NECESSÁRIOS NA HORA DE RECEBER UM CHEQUE

CUIDADOS NECESSÁRIOS NA HORA DE RECEBER UM CHEQUE CUIDADOS NECESSÁRIOS NA HORA DE RECEBER UM CHEQUE > ÍNDICE INTRODUÇÃO > > > > > > > > > > > > > > > > > > > > > > > > > > > > > > > > > > > > > > > > > > > > > > > > > > > > > > > > > > > > > > 1. EVOLUÇÃO

Leia mais

SERVIÇOS PRESTADOS E TARIFAS - Pessoas Físicas Vigente a partir de 01/08/2015

SERVIÇOS PRESTADOS E TARIFAS - Pessoas Físicas Vigente a partir de 01/08/2015 SERVIÇOS PRESTADOS E TARIFAS - Pessoas Físicas Vigente a partir de 01/08/2015 Item MODALIDADE/NOMENCLATURA FATO GERADOR DA TARIFA VALOR R$ 1. CONTA DE DEPÓSITOS 1.1 Cadastro 1.2 Cartão 1.1.1. Cadastro

Leia mais

Escola Secundária de Paços de Ferreira. Letras e Livranças. Trabalho realizado por:

Escola Secundária de Paços de Ferreira. Letras e Livranças. Trabalho realizado por: Letras e Livranças Trabalho realizado por: Sandra Costa Nº 15 10ºS Cátia Nunes Nº 15 10ºS Maio 2008 1 Índice Introdução..3 Letra..4 Intervenientes na letra.5 Requisitos da letra.6 Formas de transmissão

Leia mais

Tarifas Bancárias - Pessoa Física Tabela editada e divulgada em 31 de março de 2008

Tarifas Bancárias - Pessoa Física Tabela editada e divulgada em 31 de março de 2008 Tarifas Bancárias - Pessoa Física Tabela editada e divulgada em 31 de março de 2008 Serviços Essenciais (Gratuitos) I - Conta corrente de depósitos à vista: Fornecimento de cartão com função débito Fornecimento

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 2.747. II - endereços residencial e comercial completos; (NR) III - número do telefone e código DDD;

RESOLUÇÃO Nº 2.747. II - endereços residencial e comercial completos; (NR) III - número do telefone e código DDD; RESOLUÇÃO Nº 2.747 Altera normas relativas à abertura e ao encerramento de contas de depósitos, a tarifas de serviços e ao cheque. O BANCO CENTRAL DO BRASIL, na forma do art. 9º da Lei nº 4.595, de 31

Leia mais

Entenda o Novo Sistema de Pagamentos Brasileiro O Novo SPB O que muda com o novo SPB Saiba o que não muda com o novo SPB Saiba mais

Entenda o Novo Sistema de Pagamentos Brasileiro O Novo SPB O que muda com o novo SPB Saiba o que não muda com o novo SPB Saiba mais * Informações de janeiro/2002 * Sumário Entenda o Novo Sistema de Pagamentos Brasileiro O Novo SPB Benefícios do Novo SPB O que é Porque mudar O que muda O que muda com o novo SPB Transferências só com

Leia mais

RESOLUÇÃO N 2.025. II - endereços residencial e comercial completos; (Redação dada pela Resolução nº 2.747, de 28/6/2000.)

RESOLUÇÃO N 2.025. II - endereços residencial e comercial completos; (Redação dada pela Resolução nº 2.747, de 28/6/2000.) RESOLUÇÃO N 2.025 Altera e consolida as normas relativas à abertura, manutenção e movimentação de contas de depósitos. O BANCO CENTRAL DO BRASIL, na forma do art. 9º da Lei nº 4.595, de 31.12.64, torna

Leia mais

CIRCULAR Nº 3.248. Documento normativo revogado pela Circular nº 3.346, de 28/3/2007.

CIRCULAR Nº 3.248. Documento normativo revogado pela Circular nº 3.346, de 28/3/2007. CIRCULAR Nº 3.248 Documento normativo revogado pela Circular nº 3.346, de 28/3/2007. Dispõe sobre a transferência de recursos de que tratam os arts. 3º e 8º da Lei 9.311, de 1996, e 85 do Ato das Disposições

Leia mais

PROVA SIMULADA Conhecimentos Bancários Elaborada pelo professor Carlos Arthur Newlands Junior*

PROVA SIMULADA Conhecimentos Bancários Elaborada pelo professor Carlos Arthur Newlands Junior* Publicado em 2 de março de 2007 PROVA SIMULADA Conhecimentos Bancários Elaborada pelo professor Carlos Arthur Newlands Junior* 1. Sabemos que o Banco Central exige que os bancos mantenham um nível mínimo

Leia mais

DICAS LEGAIS ADMINISTRAÇÃO INTERNA DICAS PARA ASSOCIADOS

DICAS LEGAIS ADMINISTRAÇÃO INTERNA DICAS PARA ASSOCIADOS DICAS LEGAIS ADMINISTRAÇÃO INTERNA DICAS PARA ASSOCIADOS Dados importantes na FICHA CADASTRAL Nome completo, sem abreviatura Data de nascimento Filiação (mesmo que falecidos) CPF/RG Nome do cônjuge Endereço/Tempo

Leia mais

CARTA-CIRCULAR 3.454 -------------------- Divulga leiaute das informações de que trata a Circular nº 3.290, de 5 de setembro de 2005.

CARTA-CIRCULAR 3.454 -------------------- Divulga leiaute das informações de que trata a Circular nº 3.290, de 5 de setembro de 2005. CARTA-CIRCULAR 3.454 -------------------- Divulga leiaute das informações de que trata a Circular nº 3.290, de 5 de setembro de 2005. Em conformidade com o contido no parágrafo único do artigo 5º da Circular

Leia mais

REGIMENTO DO SCPC. Rua XV de Novembro, 621 Fone: (41) 3320-2929 80020-310 Curitiba PR www.acpr.com.br

REGIMENTO DO SCPC. Rua XV de Novembro, 621 Fone: (41) 3320-2929 80020-310 Curitiba PR www.acpr.com.br REGIMENTO DO SCPC Rua XV de Novembro, 621 Fone: (41) 3320-2929 80020-310 Curitiba PR www.acpr.com.br REGIMENTO INTERNO DO SERVIÇO DE REGIMENTO INTERNO DO SERVIÇO DE PROTEÇÃO PROTEÇÃO AO AO CRÉDITO CRÉDITO

Leia mais

Tabela de Tarifas Pessoa Natural

Tabela de Tarifas Pessoa Natural Divulgada em: 02/03/205 Vigência a partir de: 20/04/205 PADRONIZAÇÃO DOS S PRIORITÁRIOS 2 LISTA DE S CANAIS DE ENTREGA SIGLA NO EXTRATO VALOR DA TARIFA CADASTRO. CADASTRO R$ 25,00 CONTA DE DEPÓSITOS 2.

Leia mais

Índice. Introdução 3. Pode impedir-se o endosso de um cheque? 7. Como se emite um cheque não à ordem? 8. O que é um cheque bancário?

Índice. Introdução 3. Pode impedir-se o endosso de um cheque? 7. Como se emite um cheque não à ordem? 8. O que é um cheque bancário? Índice Introdução 3 O que é um cheque? 3 Pode dizer-se que o cheque é um meio de pagamento? 3 Título de crédito e meio de pagamento não são a mesma coisa? 3 Como se define o cheque? 4 Um documento que

Leia mais

Fique tranqüilo e. pague menos. Dicas para você saber como usar sua conta corrente e economizar no dia-a-dia.

Fique tranqüilo e. pague menos. Dicas para você saber como usar sua conta corrente e economizar no dia-a-dia. Fique tranqüilo e pague menos Dicas para você saber como usar sua conta corrente e economizar no dia-a-dia. Controle seu orçamento Evite gastar mais do que você possui na conta corrente, incluindo seu

Leia mais

COOPERATIVA DE CRÉDITO DOS PRODUTORES RURAIS E EMPRESÁRIOS DO INTERIOR PAULISTA - SICOOBCOCRED

COOPERATIVA DE CRÉDITO DOS PRODUTORES RURAIS E EMPRESÁRIOS DO INTERIOR PAULISTA - SICOOBCOCRED Tarifas por instituição - PESSOA FÍSICA - SERVIÇOS PRIORITÁRIOS - POSIÇÃO EM 01/04/2010 Produtos e serviços mais usuais 11. CADASTRO Unidade máximo Periodicidade 11.1 - Confecção de cadastro para início

Leia mais

BANCOS: SAIBA QUAIS SÃO OS SEUS DIREITOS

BANCOS: SAIBA QUAIS SÃO OS SEUS DIREITOS BANCOS: SAIBA QUAIS SÃO OS SEUS DIREITOS Entre os primeiros no ranking de reclamações As instituições financeiras sempre estiveram entre os setores com maior número de queixas por parte do consumidor.

Leia mais

CONHEÇA O PROTESTO, A FORMA MAIS EFICIENTE DE RECEBER UMA DÍVIDA.

CONHEÇA O PROTESTO, A FORMA MAIS EFICIENTE DE RECEBER UMA DÍVIDA. CONHEÇA O PROTESTO, A FORMA MAIS EFICIENTE DE RECEBER UMA DÍVIDA. ÍNdiCE 1. Apresentação 4 2. Entenda o Protesto 4 3. Vantagens 5 4. Documentos Protestados 6 5. Dicas Úteis 7 6. Efeitos do Protesto 8 7.

Leia mais

DIREITO COMERCIAL II TÍTULOS DE CRÉDITO:

DIREITO COMERCIAL II TÍTULOS DE CRÉDITO: TÍTULOS DE CRÉDITO: CRÉDITO = alargamento da troca. Venda a prazo Empréstimo Documento necessário para o exercício do direito literal e autônomo nele mencionado.(vivante) joao@joaopereira.com.br TÍTULO

Leia mais

Literalidade o título valerá pelo que nele estiver escrito. Formalismo - a forma do título de crédito é prescrita lei.

Literalidade o título valerá pelo que nele estiver escrito. Formalismo - a forma do título de crédito é prescrita lei. Legislação Societária / Direito Comercial Profª Mestre Ideli Raimundo Di Tizio p 27 DIREITO CAMBIÁRIO Títulos de Crédito São documentos representativos de obrigações pecuniárias, deve ser escrito, assinado

Leia mais

Conhecimentos Bancários. Item Cheque

Conhecimentos Bancários. Item Cheque Conhecimentos Bancários Item 2.1.1.2 - Cheque Conhecimentos Bancários Item 2.1.1.2 - Cheque Requisitos essenciais do cheque Lei 7.357/1985 - Artigos 1º e 2º LEI DO CHEQUE Item 2.1.1.2 - Cheque Requisitos

Leia mais

Tabela de Tarifas. Pessoa Jurídica. Divulgada em 01/08/2013 Vigência a partir de: 01/09/2013. sicoobes.com.br

Tabela de Tarifas. Pessoa Jurídica. Divulgada em 01/08/2013 Vigência a partir de: 01/09/2013. sicoobes.com.br Tabela de Tarifas Pessoa Jurídica Divulgada em 01/08/2013 Vigência a partir de: 01/09/2013 Relação dos serviços tarifados e respectivos valores vigentes. Os valores máximos foram estabelecidos pela Cooperativa,

Leia mais

CLÁUSULAS E CONDIÇÕES DE ABERTURA DE CONTA DE DEPÓSITOS PESSOA JURÍDICA

CLÁUSULAS E CONDIÇÕES DE ABERTURA DE CONTA DE DEPÓSITOS PESSOA JURÍDICA CLÁUSULAS E CONDIÇÕES DE ABERTURA DE CONTA DE DEPÓSITOS PESSOA JURÍDICA BANCO DAYCOVAL S/A, com sede em São Paulo/SP, na Avenida Paulista nº 1.793, inscrito no CNPJ sob nº 62.232.889/0001-90, doravante

Leia mais

INADIMPLÊNCIA: E AGORA?

INADIMPLÊNCIA: E AGORA? INADIMPLÊNCIA: INADIMLÊNCIA E AGORA? Inadimplência: E agora? Quantas vezes você já se fez essa pergunta? Já conseguiu resolver este problema? Nesta cartilha iremos orientar, com base na legislação e no

Leia mais

CARTA-CIRCULAR N. 002926

CARTA-CIRCULAR N. 002926 CARTA-CIRCULAR N. 002926 Inclui "fator de vencimento" no código de barras do Bloqueto de Cobrança modelo CADOC 24044-4. EM FACE DA NECESSIDADE DE APRIMORAMENTO DO BLOQUETO DE COBRANÇA MODELO CADOC 24044-4,

Leia mais

Internet Banking - Serviços Bancários - Tabela de Tarifas Vigência 01.11.2015 SERVIÇOS ESPECIAIS. Unidade e/ou Forma de Cobrança.

Internet Banking - Serviços Bancários - Tabela de Tarifas Vigência 01.11.2015 SERVIÇOS ESPECIAIS. Unidade e/ou Forma de Cobrança. Serviços de Simples/ Vinculada/ Desconto Comercial/Vendor/ sem Registro/ Indexada 10,00 Por título registrado/pago Escritural 6,00 Por título Escritural Interna com Registro 5,70 (a) 6,17 (b) Por título

Leia mais

SERVIÇOS PERIODICIDADE VALOR (R$) VIGÊNCIA Cadastro 1.000,00 01/04/2014

SERVIÇOS PERIODICIDADE VALOR (R$) VIGÊNCIA Cadastro 1.000,00 01/04/2014 SERVIÇOS PERIODICIDADE VALOR (R$) VIGÊNCIA Cadastro Confecção de Ficha Cadastral 1.000,00 01/04/2014 Renovação de Ficha Cadastral 1.000,00 01/04/2014 Consultas a Serviços de Proteção ao Crédito 20,00 14/02/2011

Leia mais

VOCÊ E SEU BANCO ( ) Um guia que vai facilitar seu relacionamento com os bancos

VOCÊ E SEU BANCO ( ) Um guia que vai facilitar seu relacionamento com os bancos VOCÊ E SEU BANCO ( ) Um guia que vai facilitar seu relacionamento com os bancos Edição nº 2-2004 Visite o site da Febraban no endereço www.febraban.org.br Nele, você vai encontrar uma lista completa dos

Leia mais

% em sua dívida! Aproveite, pague à vista ou em parcelas.

% em sua dívida! Aproveite, pague à vista ou em parcelas. São Paulo, 30 de JANEIRO de 2014 Prezado(a) JEFERSON BATISTA DA SILVA, temos uma ótima oportunidade para você. Pague à vista Pague 48 Parcelas de R$ 82,60 R$ 2.223,95 Ou (*) cada. (*) Este é o valor para

Leia mais

d) participação em competições esportivas, incluídos gastos com treinamento;

d) participação em competições esportivas, incluídos gastos com treinamento; CAPÍTULO : 10 - Viagens Internacionais, Cartões de Uso Internacional e Transferências Postais SEÇÃO : 1 - Viagens Internacionais 1. Esta seção trata das compras e das vendas de moeda estrangeira, inclusive

Leia mais

Grupo Conhecimentos Bancários no Google http://goo.gl/gbkij. Comunidade Conhecimentos Bancários (orkut) http://goo.gl/4a6y7. Twitter @ProfBancario

Grupo Conhecimentos Bancários no Google http://goo.gl/gbkij. Comunidade Conhecimentos Bancários (orkut) http://goo.gl/4a6y7. Twitter @ProfBancario Grupo Conhecimentos Bancários no Google http://goo.gl/gbkij Comunidade Conhecimentos Bancários (orkut) http://goo.gl/4a6y7 Twitter @ProfBancario 714. (Caixa/Cespe/2010) Assinale a opção correta a respeito

Leia mais

GUIA INFORMATIVO - CARTÕES DE CRÉDITO

GUIA INFORMATIVO - CARTÕES DE CRÉDITO 2013 GUIA INFORMATIVO - CARTÕES DE CRÉDITO CARTÕES DE CRÉDITO Definição Cartão de crédito é modalidade de pagamento à vista, objeto de um contrato de adesão entre o consumidor e uma administradora de cartões,

Leia mais

Bancos acessados on-line:: Unibanco, Banespa, Banco Real e Banrisul (Banco do Estado do Rio Grande do Sul S/A).

Bancos acessados on-line:: Unibanco, Banespa, Banco Real e Banrisul (Banco do Estado do Rio Grande do Sul S/A). CONSULTAS VALORES 0800 INTERNET CARTA LOCAL 1,50 CARTA INTERMUNICIPAL 1,80 517- SCPC VEIC. CONF. PROP. PL 8,00 7,50 518- SCPC VEIC. CONF. PROP. CH 7,00 6,50 548- SCPC COMPLETO 8,00 7,50 Informação que

Leia mais

TABELA DE TARIFAS DE SERVIÇOS TARIFAS DEFINIDAS PELA COOPERATIVA DE CRÉDITO RURAL DOS PLANTADORES DE CANA DA REGIÃO DE CAPIVARI - SICOOB CREDICAP

TABELA DE TARIFAS DE SERVIÇOS TARIFAS DEFINIDAS PELA COOPERATIVA DE CRÉDITO RURAL DOS PLANTADORES DE CANA DA REGIÃO DE CAPIVARI - SICOOB CREDICAP TABELA DE TARIFAS DE SERVIÇOS TARIFAS DEFINIDAS PELA COOPERATIVA DE CRÉDITO RURAL DOS PLANTADORES DE CANA DA REGIÃO DE CAPIVARI - SICOOB CREDICAP SERVIÇOS ESSENCIAIS PESSOA FÍSICA CONTA DE DEPÓSITOS À

Leia mais

OBRAS DO AUTOR... NOTA EXPLICATIVA... XVII

OBRAS DO AUTOR... NOTA EXPLICATIVA... XVII ÍNDICE SISTEMÁTICO OBRAS DO AUTOR... XV NOTA EXPLICATIVA... XVII CAPÍTULO I TEORIA GERAL DOS TÍTULOS DE CRÉDITO 1. A regulamentação dos títulos de crédito pelo Código Civil e por leis especiais 2. Aplicação

Leia mais

RESOLUÇÃO N 2.025. 10. número de inscrição no Cadastro de Pessoas Físicas (CPF);

RESOLUÇÃO N 2.025. 10. número de inscrição no Cadastro de Pessoas Físicas (CPF); RESOLUÇÃO N 2.025 Altera e consolida as normas relativas à abertura, manutenção e movimentação de contas de depósitos. O BANCO CENTRAL DO BRASIL, na forma do art. 9º da Lei nº 4.595, de 31.12.64, torna

Leia mais

Cheques Cheque. Saiba co o lida co e e.

Cheques Cheque. Saiba co o lida co e e. Cheques Cheque. Saiba como lida r co m ele. Cheque. Saiba como lidar com ele. Depois do dinheiro, o cheque é o meio de pagamento mais utilizado pelas pessoas na hora de fazer negócios. É quase impossível

Leia mais

Microsoft Word com Auxiliar Administrativo Aula 15

Microsoft Word com Auxiliar Administrativo Aula 15 Microsoft Word com Auxiliar Administrativo Aula 15 COMO PREENCHER UM CHEQUE Cheque é uma ordem de pagamento. Existem vários itens importantes que devem ser observados na hora de preencher um cheque, como

Leia mais

Condições Gerais do Limite de Crédito para Empréstimo Mediante Consignação em Folha de Pagamento ou benefício do INSS

Condições Gerais do Limite de Crédito para Empréstimo Mediante Consignação em Folha de Pagamento ou benefício do INSS Condições Gerais do Limite de Crédito para Empréstimo Mediante Consignação em Folha de Pagamento ou benefício do INSS Estas são as condições gerais do Limite de Crédito para Empréstimo Mediante Consignação

Leia mais

REGULAMENTO DE ABERTURA, MOVIMENTAÇÃO E ENCERRAMENTO DE CONTA CORRENTE

REGULAMENTO DE ABERTURA, MOVIMENTAÇÃO E ENCERRAMENTO DE CONTA CORRENTE REGULAMENTO DE ABERTURA, MOVIMENTAÇÃO E ENCERRAMENTO DE CONTA CORRENTE Registrado no 3 Oficial de Registro de Títulos e Documentos e Civil de Pessoa Jurídica SP, sob o n 8700403 em 15 de janeiro de 2009

Leia mais

1.6.5 Extrato Movimento (E) 1,00. Não disponível Conforme Tabela Bancoob Conforme Tabela Bancoob Conforme Tabela Bancoob Conforme Tabela Bancoob

1.6.5 Extrato Movimento (E) 1,00. Não disponível Conforme Tabela Bancoob Conforme Tabela Bancoob Conforme Tabela Bancoob Conforme Tabela Bancoob Página 2 de 11 RDE nº2013/005 SERVIÇOS PRESTADOS E TARIFAS - Pessoa Física Vigente a partir de 01/11/2013 Item Modalidade/Nomenclatura Fato Gerador R$ 1 CONTA DE DEPÓSITOS 1.1 Cadastro 1.1.1 Cadastro 1.1.2

Leia mais

Tarifas Bancárias. Política de cobrança de tarifa praticada pelo BNY Mellon Banco S.A.

Tarifas Bancárias. Política de cobrança de tarifa praticada pelo BNY Mellon Banco S.A. Tarifas Bancárias O Conselho Monetário Nacional e o Banco Central do Brasil, através da Resolução 3.919 de 25/11/10, consolid as normas para cobrança de tarifas pela prestação de serviços por parte das

Leia mais

CANAL DE ENTREGA SIGLA DO EXTRATO VALOR. Isento Cartão de Débito 2.1.1 Fornecimento de

CANAL DE ENTREGA SIGLA DO EXTRATO VALOR. Isento Cartão de Débito 2.1.1 Fornecimento de RESOLUÇÃO SICOOB CGCRED 039 Institui as taxas e tarifas praticadas para os produtos e serviços. O Conselho de Administração da Cooperativa de Economia e Crédito Mútuo dos Empresários de Campina Grande

Leia mais

CIRCULAR Nº 3.598, DE 6 DE JUNHO DE 2012

CIRCULAR Nº 3.598, DE 6 DE JUNHO DE 2012 CIRCULAR Nº 3.598, DE 6 DE JUNHO DE 2012 Institui o boleto de pagamento e suas espécies e dispõe sobre a sua emissão e apresentação e sobre a sistemática de liquidação das transferências de fundos a eles

Leia mais

TARIFAS BANCÁRIAS VOCÊ VALORIZA CADA CENTAVO DO SEU DINHEIRO. E A CAIXA TAMBÉM.

TARIFAS BANCÁRIAS VOCÊ VALORIZA CADA CENTAVO DO SEU DINHEIRO. E A CAIXA TAMBÉM. TARIFAS BANCÁRIAS VOCÊ VALORIZA CADA CENTAVO DO SEU DINHEIRO. E A CAIXA TAMBÉM. Por norma do Conselho Monetário Nacional (CMN), foram padronizados os Serviços Prioritários e os serviços isentos para Pessoa

Leia mais

TUTORIAL ACESSO AO SISTEMA DE TRANSFERÊNCIA DE RESERVAS STR. Dezembro/2014

TUTORIAL ACESSO AO SISTEMA DE TRANSFERÊNCIA DE RESERVAS STR. Dezembro/2014 TUTORIAL ACESSO AO SISTEMA DE TRANSFERÊNCIA DE RESERVAS STR Dezembro/2014 1. Introdução... 2 2. Estrutura de contas no BC... 2 3. Formas de acesso ao STR... 3 Acesso via RSFN... 3 Acesso via Internet...

Leia mais

CIRCULAR Nº 3.466. Documento normativo revogado pela Circular 3.512, de 25/11/2010.

CIRCULAR Nº 3.466. Documento normativo revogado pela Circular 3.512, de 25/11/2010. CIRCULAR Nº 3.466 Documento normativo revogado pela Circular 3.512, de 25/11/2010. Veda a cobrança da tarifa de "Renovação de cadastro" de que tratam as Tabelas I e II anexas à Circular nº 3.371, de 2007,

Leia mais

PONTO 1: Títulos de Crédito PONTO 2: Propriedade Industrial. 1. Títulos de Crédito:

PONTO 1: Títulos de Crédito PONTO 2: Propriedade Industrial. 1. Títulos de Crédito: 1 DIREITO EMPRESARIAL PONTO 1: Títulos de Crédito PONTO 2: Propriedade Industrial 1. Títulos de Crédito: Critérios de Classificação: Estrutura: - sacador = dá a ordem, emite o título; - sacado = destinatário

Leia mais

SERVIÇOS DISPONÍVEIS NO BANRISUL OFFICE BANKING EXTRATOS

SERVIÇOS DISPONÍVEIS NO BANRISUL OFFICE BANKING EXTRATOS SERVIÇOS DISPONÍVEIS NO BANRISUL OFFICE BANKING EXTRATOS Através do serviço de extratos do Banrisul Office Banking, o correntista pode consultar e imprimir os movimentos em suas contas (correntes ou poupança),

Leia mais

PACOTE PADRONIZADO DE SERVIÇOS PRIORITÁRIOS - PESSOA NATURAL

PACOTE PADRONIZADO DE SERVIÇOS PRIORITÁRIOS - PESSOA NATURAL PACOTE PADRONIZADO DE SERVIÇOS PRIORITÁRIOS - PESSOA NATURAL Vigência a partir de 18/07/2014 As tarifas listadas podem ser reduzidas parcial ou totalmente, a critério exclusivo do Banco BNP Paribas Brasil,

Leia mais

Conta corrente de depósitos à vista. Conta de depósitos de poupança. Lista de Serviços Tarifa *

Conta corrente de depósitos à vista. Conta de depósitos de poupança. Lista de Serviços Tarifa * Serviços Prestados pela Instituição - s aplicáveis a partir de 01/08/2013 Lista de Serviços * I II Conta corrente de depósitos à vista a) Fornecimento de cartão com função débito b) Fornecimento de dez

Leia mais

Nome do perfil: Empresa: Descrição: Empresa DDA U CNPJ: 046.494.291/3915-53. Perfil Master. Perfil para os masteres da empresa

Nome do perfil: Empresa: Descrição: Empresa DDA U CNPJ: 046.494.291/3915-53. Perfil Master. Perfil para os masteres da empresa Empresa: Empresa DDA U CNPJ: 046.494.291/3915-53 Nome do perfil: Perfil Master Descrição: Perfil para os masteres da empresa Permissões de acesso e autorizações por conta: Agência e Conta Carteira 3861

Leia mais

Considerando a necessidade de atender a Resolução 3.518 de 06 de dezembro de 2007 e a 3.919 de 25 de novembro de 2010.

Considerando a necessidade de atender a Resolução 3.518 de 06 de dezembro de 2007 e a 3.919 de 25 de novembro de 2010. Circular da Sicoob Autocred nº. 006 Regula as Taxas e Tarifas praticadas com os associados Considerando a necessidade de atender a Resolução 3.518 de 06 de dezembro de 2007 e a 3.919 de 25 de novembro

Leia mais

Soluções em Recebimentos. Manual Técnico

Soluções em Recebimentos. Manual Técnico Soluções em Recebimentos CNAB400/CBR643 Manual Técnico Layout de Arquivo Retorno para convênios na faixa numérica entre 1.000.000 a 9.999.999 (Convênios de 7 posições) Orientações Técnicas Versão Jan/2014

Leia mais

A seguir você encontrará um resumo dos seus direitos e deveres e das principais condições e informações a respeito do seu Cartão.

A seguir você encontrará um resumo dos seus direitos e deveres e das principais condições e informações a respeito do seu Cartão. SUMÁRIO EXECUTIVO Resumo do Contrato de Utilização American Express Linha Crédito A seguir você encontrará um resumo dos seus direitos e deveres e das principais condições e informações a respeito do seu

Leia mais

CONHECIMENTOS (BANCÁRIOS) PROF. CLAUDIO HENRIQUES

CONHECIMENTOS (BANCÁRIOS) PROF. CLAUDIO HENRIQUES CONHECIMENTOS (BANCÁRIOS) - DOCUMENTOS BÁSICOS - CONTA CORRENTE PESSOA FÍSICA: Produto básico da relação entre o cliente e o banco. Conta para captação de depósitos - Pessoa Física, Livre movimentação

Leia mais