SISTEMA DE ALISTAMENTO DO SERVIÇO MILITAR SASM v 2.5.4

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "SISTEMA DE ALISTAMENTO DO SERVIÇO MILITAR SASM v 2.5.4"

Transcrição

1 10ª CIRCUNSCRIÇÃO DE SERVIÇO MILITAR (10ª Circunscrição de Recrutamento/1943) SISTEMA DE ALISTAMENTO DO SERVIÇO MILITAR SASM v TREINAMENTO 2011 Instrutor: Ten ROQUE Telefones: (55) Ramal 5009 Santo Ângelo 1

2 SUMÁRIO Assunto INTRODUÇÃO 3 ESPECIFICAÇÃO DOS EQUIPAMENTOS 3 INSTALAÇÃO SASM INSTALANDO O FIREBIRD 4 CRIANDO O USUÁRIO SASMADMIN 5 INICIANDO O SISTEMA 5 CADASTRO DA JSM 5 CONFIGURANDO O SASM CONFIGURAÇÕES DA IMPRESSORA E CAM 7 ATUALIZAÇÃO DE DADOS OPERACIONAIS 8 MENU PRINCIPAL 8 MENU CADASTRO 8 CADASTRO DE COMISSÃO DE SELEÇÃO 9 CARGA DA FAIXA DE RA 9 ALISTAMENTO (Exercícios) 10 ALISTAMENTO (Com RA (Conjunto Emergencial) 12 PARA CADASTRO DE FAM NÃO INFORMATIZADAS/3ª VIA DE FAM 12 DISCO PARA CT A 13 AVERBAÇÃO 14 AVERBAR RESULTADO DE CS 14 LAVRATURA 15 FORNECER UM 2ª VIA CDI PARA CIDADÃO DE CLASSE ANTERIOR 17 CDI PARA MAIOR DE ESTORNO 17 PROCESSOS 18 ADIAMENTO DE INCORPORAÇÃO 18 TRANSFERÊNCIAS 19 RESULTADO DA DISTRIBUIÇÃO 21 RESULTADO DA SELEÇÃO COMPLEMENTAR 21 RELATÓRIOS 22 AJUDA 22 BACK-UP/RESTAURAÇÃO 22 EXERCÍCIOS FINAIS 24 Pag 2

3 INTRODUÇÃO A Lei de n.º 4375 de 17 de Agosto de 1964, especifica a obrigatoriedade de prestação do Serviço Militar a todos os Cidadãos brasileiros ou naturalizados, de sexo masculino e na faixa etária entre 17 e 45 anos. A fim de agilizar o atendimento ao Cidadão, racionalizar procedimentos e permitir maior segurança, o serviço militar está sendo informatizado nas Juntas de Serviço Militar, através da participação conjunta da Secretaria do Governo Municipal de São Paulo, 4a. CSM, 3ºCTA e PRODAM. O Sistema de Alistamento do Serviço Militar permite a criação de um cadastro contendo os dados dos Cidadãos que se dirigem às Juntas de Serviço Militar, bem como a emissão dos documentos CAM, CDI e CI, a gravação periódica de disquetes com dados dos alistados para serem enviados ao CTA, em substituição a FAMCO, o registro e atualização de processos e de transferências de residência. OBJETIVOS Esta Nota de Aula foi elaborada com o objetivo de orientar os operadores do sistema quanto aos procedimentos a serem adotados a partir da informatização. A finalidade do Sistema de Alistamento do Serviço Militar (SASM) é agilizar o atendimento ao Cidadão, racionalizar procedimentos, eliminar arquivos e permitir maior segurança dos dados. Os procedimentos a serem adotados para utilização dos equipamentos (microcomputador e impressora), estão descritos através de modelos de formulários, detalhamento dos campos e a seqüência em que deverão ser processados. Estão também descritos os procedimentos manuais que deverão ser adotados quando do impedimento da utilização do equipamento, isto é, quando houver falta de energia elétrica ou defeito nos equipamentos. ESPECIFICAÇÃO DOS EQUIPAMENTOS: Para computadores que serão Clientes do computador Servidor da rede : Configuração mínima: Pentium 500 MHz com 128 MB de memória RAM e 300MB HD livres. Configuração recomendada: Pentium 4 com 256 MB de memória RAM e 800MB de HD livre (ou qualquer configuração superior); Impressora matricial (para as JSM em rede, recomenda-se uma impressora por máquina a fim de agilização do processo de alistamento, recomendado EPSON LX 300). Requisitos de Software: - Windows 98 e XP para clientes ou servidores de redes do tipo ponto a ponto; - Windows XP, ou Server somente para servidores do Banco; - O Sistema não funciona corretamente com o Windows 2000 profissional e com o Windows Seven; Nota: Juntas que realizam mais de 2000 alistamentos por ano, recomenda-se a utilização de mais de um computador, para evitar o acumulo de serviço e a demora no atendimento do Cidadão 3

4 INSTALAÇÃO DO SASM Executando a Instalação do SASM Duplo Clique em Sasmib254.exe (aplicativo) 2. Bem Vindo clique em Avançar 3. Contrato de licença clique em Sim 4. Informações sobre o produto Clique em Avançar 5. Tipo de Instalação (Típica) Clique em Avançar 6. Configurações das Informações (Manter) Clique em Avançar Aguarde Retire o texto leia-me 8. Instalação concluída - Clique em concluir COMENTÁRIO: Ao instalar o SASM foi criada a pasta SASMIB (C:\SASMIB) com as devidas sub pastas, onde estará o banco de dados do sistema, para isso deveram tomar os devidos cuidados para que está pasta não seja removida ou alterada: INSTALANDO O FIREBIRD A partir do Menu INICIAR/PROGRAMAS localize a pasta SASM e escolha Instalação do Firebird para dar início à instalação do Firebird. Feito isso será apresentada as caixas de diálogo: 1. Aparecerá o formulário WELCOME, clique em Next ; 2. A tela seguinte LICENSE, clique Yes para prosseguir; 3. A próxima tela INFORMATION, clique em Next para prosseguir; 4. A próxima tela permite que você altere o diretório onde o Firebird será instalado, deixe sempre o padrão (Arquivos de Programas), que já vem selecionado, clique em Next 5. A próxima tela é a mais importante para a instalação Escolha: 1 Full installation of server and development tools para a máquina que será Servidora ou a máquina que terá a Aplicação/Banco juntas; 2 Minimum client install para as máquinas que serão apenas clientes, isso para JSM com mais de 2500 alistados. 6. ESCOLHA E CLIQUE EM NEXT 7. A próxima tela SELECT START MENU FOLDER, clique em Next para prosseguir; 8. A próxima tela SELECT ADDITIONAL TASKS, clique em Next para prosseguir; 9. A próxima tela READY TO INSTAL, clique em Instal instalar 10. Aguarde A próxima tela INFORMATION, clique em Next para prosseguir; 12. A próxima tela, clique em Finish para finalizar. OBS: Após a instalação e sempre antes da execução do SASM é necessário que o Firebird esteja executando, pois é ele quem gerencia o seu banco de dados (c:/sasmib/gdb). 4

5 CRIANDO O USUÁRIO SASMADMIN O usuário SASMADMIN é o Proprietário do Banco de Dados do SASM, e é o primeiro usuário a ser criado, antes mesmo da execução da Migração ou do SASM. Procedimento: Fig. 1 - Cadastro do Usuário SASMADMIN 1. Clique em INICIAR PROGRAMAS SASM - Cria o usuário SASMADMIN (1ª Execução). 2. OBS: No caso do SASM ser instalado em rede, este procedimento será executado somente para o Servidor, não sendo necessário para as máquinas clientes. 3. Na tela ao lado, entre no campo Senha digite a senha do usuário SASMADMIN e a redigite na caixa Confirma Senha. Observe que a caixa Nome do Usuário já vem preenchido com SASMADMIN (não permitindo que você altere). 4. Digitadas a senha, clique no botão Confirmar para criar o usuário SASMADMIN. 5. Feito isto clique em Sair e pronto, o usuário SASMADMIN já está criado. INICIANDO O SISTEMA OBS: Muita Atenção ao acessar o SASM, quando aparecer o formulário BOM DIA/BOA TARDE, revisar com atenção a data, pois será ela a data do alistamento. Se necessário altere. Para acessar o sistema clique no Ícone de Atalho do SASM e aguarde a apresentação do formulário de Acesso ao Sistema. Ao abrir o sistema pela primeira vez, será apresentado a tela de Acesso ao Sistema, informe o campo SENHA. OBS: O acesso ao sistema será de responsabilidade do Secretário da Junta. 5

6 CADASTRO DA JSM (Observe o Modelo abaixo) Tipo de tributação selecione de acordo com seu Município. OBS: A classe dispensada deverá ser alterada após a geração do disco para o CTA (30 Abr) (para todas as JSM) Ex. Até 30/04/11 (1981) após 30/04/11 (1982). Fig. 2 Cadastro da Junta de Serviço Militar CONFIGURANDO O SASM A primeira da execução, o Sistema solicitará que sejam efetuadas algumas configurações apresentando a tela Configurações Gerais do Sistema que deverá ser preenchida da seguinte forma: Será apresentado a caixa de dialogo E necessário atualizar os dados de instalação da impressora Clique em OK a) O Tipo de Conexão: Local b) Nome do computador: Local c) O Local do Banco de dados: C:\SASMIB\GDB\SASM.IB; d) Local de Importação de Dados: C:\SASMIB\DADOS\IMPORTA; e) Local de Exportação de Dados: C:\SASMIB\DADOS\EXPORTA; f) O Tipo de Impressora: Local se a impressora estiver conectada diretamente ao computador ou Rede se a impressora utilizada está conectada em outro computador da rede g) Tipo de porta LPT1 h) Preencher Relatório e Formulários ( ver as necessidades da Junta) i) Onde à alistamento da Aeronáutica ver PA OBS: 1. A impressora deve ser LOCAL para evitar extravio de formulários. 2. Esta configuração pode ser alterada a qualquer hora no menu SISTEMA 6

7 Fig. 3 Configurações Gerais do Sistema Impressora Atenção: Modelo de CAM Fig. 4 Configurações Gerais do Sistema CAM 7

8 ATUALIZAÇÃO DE DADOS OPERACIONAIS Atualiza os dados operacionais do sistema. As JSM podem receber a qualquer época do ano em disquete para efetuar esta atualização, siga conforme a sequência abaixo: Abra o SASM Clique em CADASTRO Indique a origem dos dados: C:\SASMIB\DadosOperacionais Clique em DADOS OPERACIONAIS, conforme forem as atualizações Após clique em Carregar TREINAMENTO: ALTERAR A DATA DO COMPUTADOR PARA O DIA 03/01/2011. MENU PRINCIPAL Este menu permite o acesso a todos os módulos do sistema. 1. Campo RA automático Disponível Este campo apresenta a faixa de RA Automático carregada pelo sistema, bem como, o total de RA disponíveis para o alistamento. 2. Campo RA Emergencial Disponível Este campo apresenta a faixa de RA manual carregada pelo sistema, bem como, o total de RA disponíveis para o alistamento. 3. Campo alistados p/ envio CTA Este campo apresenta a quantidade de alistados existentes no cadastro, que não foram enviados ao CTA, ele será zerado após a geração de um novo disco de alistados. 4. Versão Na Barra de Títulos, será mostrado a versão instalada do sistema. Devido a mudanças e evoluções do sistema, se faz necessário atualizar o sistema eventualmente, por isso, é importante saber qual versão está instalada. 5. Os Menus Cadastro, Cidadão, Lavratura, Averbações, Consultas, Exportação, Importação e Sistema permitem o acesso a todos os módulos do Sistema. MENU CADASTRO Permite a atualização dos cadastros(tabelas) utilizadas pelo sistema, tais como: JSM, CS/Distribuição, Atualização da taxa mínima e Atualização de dados operacionais. Importante: Antes de começar o alistamento dos cidadãos é necessário efetuar a carga de RA, para isto é obrigatório o preenchimento dos seguintes cadastros: JSM, isso para todas as Juntas, independente de serem ou não tributárias. As juntas tributárias ainda deverão cadastrar a Comissão de Seleção e a Distribuição dos Alistados. Os campos deverão ser preenchidos conforme o que está na apostila e não com dados reais das JSM. OBS: Os campos do tipo Data deverão ser preenchidos utilizando 04 (quatro) dígitos no local destinado ao ano. 8

9 **************************** Para JSM Tributárias ******************************* Cadastro de Comissão de Seleção Efetuar o Cadastro de uma comissão de seleção para 2010 Os demais cadastros deverão ser alterados quando for o caso. 1. COMISSÃO DE SELEÇÃO para os exercícios: 2. Campo ANO DA CS: 2011; 3. Campo COMISSÃO DE SELEÇÃO: 001; 4. Campo DATA INICIO: 04/07/2011; 5. Campo DATA FIM: 06/07/ Após preencher os campos da CS clique em Confirmar Distribuição de Alistados: DATA INI DATA FIN ESCOLARIDADE INICIAL ESCOLARIDADE FINAL 04/07/11 04/07/11 ANALFABETO 6ª SERIE DO ENS FUND 05/07/11 05/07/11 7ª SÉRIE ENS FUND ENS FUND COMPLETO 06/07/11 06/07/11 1º SÉRIE DO END MÉD SUP COMPLETO Após selecionar a distribuição clique em Confirmar OBSERVAÇÕES: a). A classe dispensada deverá ser alterada após a geração do disco para o CTA (30 Abr) (para todas as JSM) Ex. Até 30/04/11 (1980) após 30/04/11 (1982). b). Após o dia 30 de Abril (remessa do disquete para o 1 CTA) deverá ser incluída uma nova Comissão de Seleção para o próximo ano (Pode ser cadastrada uma CS com datas similares a do ano anterior), informando uma data de retorno a JSM para tomar conhecimento da CS ou Dispensa de Seleção no local do período de CS, tendo o cuidado de no início do próximo ano, atualizar a data de apresentação para a CS para a do corrente ano. ******************************************************************************* CARGA DA FAIXA DE RA No menu Principal e clique em Importação Carga/Inutilização de RA Selecione a unidade A: clique em Automática feita a leitura da faixa clique em Carregar Faixa, repita o procedimento para a faixa de RA emergência. OBS: A carga pode ser efetuada mesmo quando a quantidade atual não estiver esgotada, o SASM armazena em uma lista cargas reservas, que ao terminar a faixa atual, carrega automaticamente a nova faixa. Porém é recomendado aguardar a proximidade do término. 9

10 ALISTAMENTO (Exercícios) Para alistar, acesse o menu Cidadão e clique na opção alistamento : Permite Alistar, cadastrar e atualizar os dados de um Cidadão, bem como a emissão de CAM (1ª e 2ª vias). Realizar os seguintes alistamentos: (OBS: os campos não mencionados deverão ser preenchidos com dados fictícios) Com RA (conjunto automático) NOME DATA NASC OBSERVAÇÕES MARCO 10/10/93 PAI: JOÃO MÃE: MARIA TIAGO 05/03/93 RICARDO 11/10/93 LEOPOLDO 02/04/93 RENATO 25/10/93 ALFREDO 15/10/93 RAFAEL 01/11/93 NEWTON 25/07/91 BATISTA 10/12/89 CLAUDIO 18/02/89 RAIMUNDO 22/09/88 CARLOS 12/04/84 MAURÍCIO Obs: Documento apresentado: Cert Nascimento Emitido pelo CARTÓRIO: Embaixada Br/França HUGO Cidadão nasce na Argentina e opta pela nacionalidade brasileira, portanto, observe o código do município de nascimento. JOSE MUN NASC: (município inexistente)- ESTADO: RS DOC APRES: Certidão Nascimento 12/12/93 Ver Observações do exemplo nº 1 05/01/93 -DOC APRES: Cert Naturalização Exemplo nº 1 e exemplo 2 05/08/93 Exemplo nº 3 TEOBALDO 13/08/93 NOTORIAMENTE INCAPAZ (CI) Exemplo nº 4 SEBASTIÃO 10/02/ Anos ADILSON 15/11/82 CRIMINOSO Exemplo nº 4 Exemplo 1: Quando for feito um alistamento de um cidadão brasileiro nascido no exterior o campo Município de Nascimento deverá ser preenchido com o código até 000 e a descrição do município será Nome da Cidade / País ; o campo UF será preenchido com KK ; o campo Município Expedidor do documento apresentado deverá ser preenchido com Local / País (ex.: Embaixada BR / França utilizar procedimento anterior 10

11 Exemplo 2: Quando for feito um alistamento de cidadão nascido em outro pais com naturalização brasileira observar o formulário DOCUMENTO APRESENTADO no campo Órgão Expedidor colocar o órgão federal ( Receita Federal ) o campo Nome do Município expedidor deverá ser preenchido o nome da cidade referente ao órgão expedidor Exemplo 3: Quando for feito um alistamento de cidadão nascido em cidade não localizada no sistema (não existente) no campo Município de Nascimento digitar mais de 4 zeros 0000 digitar no nome do novo município e UF. Exemplo 4: Quando for feito um alistamento de cidadão Notoriamente Incapaz, Crime Doloso (criminoso), selecionar no campo TIPO DE ALISTAMENTO. Fig. 5 Alistamento de Cidadãos Fig. 6 Novas opções de alistamento Nesta nova versão ao clicar no botão Alistar o sistema permite a escolha entre alistamento comum (alistamento completo pela JSM como normalmente é feito) e buscar préalistado (permite a busca dos dados de cidadãos que realizaram pré-alistamento pela internet). 11

12 ALISTAMENTO (Com RA (Conjunto Emergencial) Em situações especiais, tais como falta de energia elétrica, ou defeito no equipamento (microcomputador e/ou impressora), deverão ser adotados os seguintes procedimentos: Alistamento do cidadão Datilografar no conjunto emergencial o seguinte cidadão: PEDRO Nascido em 10/01/1993 ATENÇÃO Para efetuar o alistamento manualmente, utilize o formulário CAM com código do RA préimpresso ( faixa EMERGÊNCIAL ) devendo sempre ter o cuidado de utilizar o CAM/FAM pré - impresso com o mesmo nº de RA próximo DISPONÍVEL NO SISTEMA. Pois o sistema irá fornecer automaticamente. Datilografando todos os dados necessários. Observar que os dados estatísticos e a data da CS, deverão ser anotados para posteriormente serem informados no sistema. Após a normalização da situação, todos os alistamentos efetuados manualmente, deverão ser inseridos no sistema informatizado. Através da opção Cidadão/Alistamento, deverão ser atualizados os cadastros do sistema, observando que o tipo de RA é EMERGÊNCIAL. Para imprimir a 1ª Via desligue a Impressora e mande imprimir 1º Via normalmente. PARA CADASTRO DE FAM NÃO INFORMATIZADAS/3ª VIA DE FAM Cadastrar um Cidadão Cadastrar Anderson Almeida RA DATA NASC.:10/10/1986 e Alistado em 20/09/ Abra o menu CIDADÃO ; 2. Abra o cadastro CADASTRO DE FAM NÃO INFORMATIZADAS ; 3. Clique no botão ALISTAR, após clicar no botão o sistema irá disponibilizar os campos para inclusão dos dados; 4. Para passar de um campo para outro utilize a tecla TAB, preencha os campos corretamente ( MUITA ATENÇÃO ), pois alguns campos não poderão ser mais modificados; 5. O campo Validade do CAM, não deverá ser alterado; 6. Insira os dados nos campos; 7. No campo Tipo de Alistamento, atentar para escolher (TRIBUTAÇÃO); 8. No campo Tipo de R.A ou CAM, siga a conforme a FAM. 9. Antes de confirmar os dados digitados, faça uma verificação novamente. Registro da 1ª VIA Emitida (clicar em imprimir com a impressora desligada) Averbar CDI recebido em Vá em averbações Certificados 2. Pesquise o cidadão e Cadastre o Referido documento. 3. Se for o caso, Emitir a 2 VIA de CDI. 12

13 Tentar alistar novamente o MARCO PAI: JOÃO MÃE: MARIA DATA NASCIMENTO: 10/10/1993 Excluir o Cidadão RAFAEL 2º VIA DO CAM PARA TIAGO ALTERAR A DATA DO COMPUTADOR PARA O DIA 30/04/2011 ou 01/05/2011 DISCO PARA O 1ª CTA Para geração ou regerar do disco para o CTA, clique na opção Exportação do Menu Principal e escolha o item Disco para CTA. Será aberto um formulário específico, cujo objetivo é de encaminhar os dados dos alistados na Junta ao CTA de apoio Clique Gerar Disco 2. - Clique em Selecionar Alistado 3. - Clique em "Gerar Arquivo 4. - Selecione o tipo de Drive 5. - Insira o Disquete no Drive A desprotegido contra gravação 6. - Clique em Gerar Disco 7. - Tipo de formatação Completa 8. - Outras Opções Exibir resumo ao término 9. - Clique no botão Iniciar Copiar Dados disquete para fazer etiqueta Ao término da formatação clique em fechar será apresentada a Guia de Remessa imprimir em quatro vias. O Sistema gera o arquivo no disquete, este não deve ser aberto caso contrário será corrompido. Siga os mesmo passos para regerar o disco para o CTA, tendo o cuidado para selecionar o disco gerado corretamente. Observações: 1) Os dados referente ao disco para o CTA serão criados automaticamente. 2) A remessa do disquete deverá ser feita através de uma Guia de Remessa, confeccionada em 04 (quatro) vias, sendo que uma via fica na JSM e as outras três seguem para Del Sv Mil vinculada. 3) Após gerar o disco para o CTA deverá ser alterada a Classe PRC (dispensada para o próximo ano) Ex: 2011 até 30/04 é 1981 após 30/04 alterar para ) Após 30 de abril deverá ser criada uma nova CS para o próximo ano, somente para as JSM tributárias, e informar uma data para o cidadão comparecer na JSM para tomar conhecimento da real data da CS, no prazo de alistamento. ALTERAR A DATA DO SISTEMA PARA 14/07/2011 (Obs.: A CS acabou no dia 06/07/2011) 13

14 ******************************* Para JSM Tributárias ******************************* AVERBAÇÃO Permite consultar os dados das averbações geradas pelo sistema ou incluí-las manualmente AVERBAR RESULTADO DE CS Observações: 1. É pré-requisito para esta averbação, ter sido gerado Disco para o 1º CTA; 2. Antes de fazer qualquer averbação no cadastro do cidadão necessário imprimir o CAM; 3. A averbação do resultado da CS pode ser feita por grupo ou de forma TOTAL Importante: 01 - Para as JSM Tributárias que possuem Comissão de Seleção Informatizadas, não será necessário averbar o resultado da CS individualmente, para isso, a CS deverá estar informatizada pelo programa SISCOSEL Para carregar o resultado da CS informatizada, clique em IMPORTAÇÃO, DADOS DA COMISSÃO DE SELEÇÃO Para as JSM não Tributárias, ou seja as que não possuem Comissão de Seleção, não será necessário averbar o resultado da CS, pois o sistema averbará automaticamente o resultado de "Não Encaminhado à CS" para os cidadãos, sem nenhum problema na hora do alistamento. AVERBAR RESULTADO DE CS POR GRUPO (MANUAL) 1. Abra o menu AVERBAÇÃO item RESULTADO DE CS (em grupo) ; 2. No campo TIPO DE CIDADÃO, selecione Sem Resultado ; 3. No campo MODO DE PESQUISA, escolha Ano de CS ou classe ; 4. Clique em pesquisar ; 5. No campo Amostra de Cidadão, selecione o cidadão e clique na seta que estiver apontado para baixo, de forma que o cidadão passe para a parte de baixo poderá ser selecionado todos os cidadãos com o mesmo resultado; 6. Escolha o Resultado da seleção, informe a data do resultado, informe o C.I.D e clique Averbar ; 7. Repita os mesmos procedimentos citados acima até que não apareça mais nenhum cidadão sem resultado. AVERBAR RESULTADO DE CS (14/07/2011) NOME DATA RESULTADO CS MARCO 14/07/11 DISPENSADOS B1 BATISTA 14/07/11 DISPENSADOS B2 MAURÍCIO 14/07/11 DISPENSADOS B1 NEWTON 14/07/11 DISPENSADOS B2 HUGO 14/07/11 DISPENSADOS C (CI) RAIMUNDO 14/07/11 APTO LEANDRO 14/07/11 APTO CARLOS 14/07/11 APTO LEOPOLDO 14/07/11 APTO RICARDO 14/07/11 APTO RENATO 14/07/11 APTO CLAUDIO 14/07/11 APTO ALFREDO 14/07/11 APTO ******************************************************************************* 14

15 Averbar Óbito para TIAGO 1. - Abra o menu AVERBAÇÃO ; 2. - Abra o menu ÓBITOS ; - Encontre o cidadão desejado para averbação; 3. - Registre a data do óbito; 4. - Dados do atestado de; 5. - clique no botão CONFIRMA. ANOTAÇÕES: LAVRATURA Permite a atualização, emissão e lavratura de CDI e CI. Vias de CDI e CI. Trata também os relatórios referentes a lavratura. Observações: - Antes de imprimir o CERTIFICADO de um cidadão é necessário averbar o RESULTADO DA CS; - O Certificado não pode ser reemitido, portanto muita atenção no momento da impressão; - A Lavratura é composta de 4 PASSOS, que deverão ser executados obrigatoriamente, cada um no seu tempo; 1ª Fase: Seleção da amostra dos alistados 1º PASSO IMPRESSÃO DO CDI/CI - Clique em LAVRATURA item EMISSÃO DE 1ª VIA CDI E CI - Selecione a pesquisa através TIPO DE CIDADÃO, ANO /CS, RESULTADO CS - Clique em PESQUISAR - Ordene como desejar no campo ORDEM POR 2ª Fase: Seleção dos alistados para impressão do Certificado - Selecione um cidadão ou um grupo, com o mesmo resultado, na Amostra de Cidadão executando os seguintes procedimentos: - Clique com o mouse sobre o cidadão ou pressione a tecla CTRL e selecione os cidadãos, logo após clique na seta que indica para baixo de forma que o cidadão ou o grupo selecionado passe para baixo. 3ª Fase: Impressão dos Certificados - Preencha os campos no grupo DADOS DO CERTIFICADO - Clique no botão IMPRIMIR - Forneça o Nr do CDI/CI e Série - Caso a impressão tenha ocorrido com sucesso Preencha o Recibo da seguinte forma: - Informe a data do recibo/incluir Artigo/Item Cod Art selecione o referente/confirme 15

16 2º PASSO - RELATÓRIO DE ENVIO PARA LAVRATURA Deverá ser executado ao final do mês ou no término do prazo para requerimento do CDI \ CI. O relatório obrigatoriamente deverá ser impresso, para que o sistema possa averbar a data de envio para lavratura. Os CDI \ CI impressos até a data de impressão do relatório de Envio para Lavratura, serão vinculados a essa data, com isso o sistema gerenciará quais CDI \ CI foram enviados por data de envio para lavratura: Para Tal: - Clique no menu LAVRATURA item ENVIAR CDI/CI PARA LAVRATURA - Selecione Tipo Ordem por gerar, Clique em GERAR e por fim em IMPRIMIR 3º PASSO RELATÓRIO DE REGISTRO Este módulo tem finalidade imprimir a relação de CDI/CI na qual será registrado o recebimento do certificado pelo cidadão, através da data e assinatura do mesmo, Poderá ser utilizado, para compor o livro registro de CDI/CI se a CSM autorizar. Esse relatório é baseado na data de previsão de entrega informado no momento da impressão do CDI \ CI, ou seja, se a JSM possuir mais de uma data de PREVISÃO DE ENTREGA, terá um relatório por data, agrupando os cidadãos conforme a data de previsão de entrega. Para Tal: - Selecione o menu LAVRATURA item LIVRO REGISTRO CDI/CI - Selecione Tipo Previsão de entrega e Clique em PESQUISAR e IMPRIMIR 4º PASSO REGISTRO DE ENTREGA DE CDI/CI Este módulo tem por finalidade registrar no sistema a data da entrega dos CDI/CI para os respectivos Cidadãos. - Clique no menu LAVRATURA item Registro de entrega de CDI/CI - Selecione TIPO Clique em PESQUISAR - Selecione Ordenar Por - Selecione um Certificado ou um Grupo, com a mesma data de entrega no grupo Certificados emitidos e não averbados a entrega Para Tal: - Selecione o Certificado e clique na Seta para Baixo - Informe a data de entrega no campo Data de Entrega - Clique no botão AVERBAR 16

17 FORNECER UM 2ª VIA CDI PARA CIDADÃO DE CLASSE ANTERIOR Cidadão: Anderson Almeida RA PROCEDIMENTO nº VIAS Este módulo tem por finalidade imprimir 1ª, 2ª, 3ª... vias dos CDI/CI 1. Clique no menu LAVRATURA item Emissão n Vias CDI/CI( Individual) 2. Pesquise o Cidadão clique em OK 3. Clique NOVO 4. No espaço dados da nova via selecione Tipo/nº Vias/nº do certificado/série/data de emissão - previsão de entrega - juramento e motivo de dispensa. 5. Clique em Imprimir 6. Averbar as Taxas e Multa Rélatório de CDI/CI inclusive para maiores de 30 anos Deverá ser impresso e remetido juntamente com os mapas estatísticos se houver emissão de CDI e CI no referido mês. Para Tal: - Vá em Consultas CDI/CI inclusive para maiores de 30 ( relatório conforme a necessidade) CDI PARA MAIOR DE 30 ANOS OBS: tendo em vista na hora do alistamento ter selecionado Tipo de alistamento PRC (+ 30 anos) o sistema libera para fornecer CDI independente de Resultado de CS Fornecer CDI para SEBASTIÃO nascido em 10/02/1975 Estorno/Incineração Ao danificar o formulário de CDI/CI a ser impresso, será necessário proceder sua inutilização e retirada do sistema. Neste caso se fará o Estorno da lavratura. Para Tal: - Clique em averbações item Certificados - Clique no botão Cidadão Selecione o cidadão desejado - Selecione o Certificado desejado no campo Seleciona Certificados - Clique no botão Alterar. Altere o campo Situação Certificado para Estornado/Incinerado informe no campo Motivo do Estorno ou Incineração o motivo do Estorno. - Clique no botão Confirmar 17

18 PROCESSOS Permite a inclusão e atualização dos vários processos que tramitam pela Junta, referentes às situações de Adiamento de Incorporação, Arrimo de Família, Opção por outra Organização Militar, e outros. CONFECCIONAR O PROCESSO DE ADIAMENTO DE INCORPORAÇÃO Cidadão RAIMUNDO Efetuar o cadastramento do ofício que envia o processo para a Delegacia de Serviço Militar Para Tal: - Clique em Averbações item Requerimento. Selecione o Cidadão e Clique em Cadastrar - No espaço Dados do Requerimento - Selecione o Tipo de Requerimento informe a data de solicitação o Of Expedido data do Ofício - Informe a Situação em andamento. - Averbar Taxas e Multas Após receber a Publicação em BI da concessão de adiamento (deferido) Alterar o item Situação para Deferido informe após Tipo de Documento a OM nº do BI e Data do BI após informe nº e motivo do adiamento informe o Inicio e Término do Adiamento informe o Inicio do curso Nome do Estabelecimento e Nome do Curso Após Clique em Confirmar Dados do processo. Boletim interno Aditamento Nº 001 Data Solicitação: 30/04/2011 Número do BI 011 Número: 0004 Data de publicação BI: 08/07/2011 Tipo: Adiamento Incorporação Origem do BI: 10 CSM Resultado: Deferido ANOTAÇÕES: TRANSFERÊNCIAS Permite a atualização e efetivação de transferências de residência de Origem ou Destino, solicitadas pelos Cidadãos. Transferência de ORIGEM (transferência para a nossa junta) Efetuar a solicitação de transferência de JOSE OLIVEIRA, transferido de São Leopoldo-RS - RA: , Data de Nasc 05/10/1988. Alist. 03/02/

19 Para a transferência de origem onde não tem o cadastro do cidadão, deverá ser feito o seguinte: Cadastro - Clique no menu Averbações item transferência e sub item origem (para está JSM) - Efetue o Cadastro do Cidadão ao término clique em Confirmar OBS: Observar o tipo de Tributação Solicitação - Ao término do Cadastro aparecerá automaticamente a tela Cadastro da Transferência Averbar os dados da transferência de origem: - Selecione Dados da Transferência manter Origem - Para esta JSM preencha a data de Solicitação - Preencha os Dados de Origem, deverá constar os dados da origem do cidadão - Clique em Confirmar - Ao confirmar deve-se preencher a Data de Efetivação, porém antes disso é necessário averbar os ofícios Enviados e Recebido Para o ofício Enviados: - Clique no botão Ofícios item Cadastrar - Em dados do documento selecione o Tipo de Documento (Enviado) - Informe a Data do documento, Nro do Documento ( três dígitos) e Destino do Documento, informe Nr JSM p/ onde foi enviado. - Terminado cadastro Clique em Confirmar Para o ofício Recebido: - Clique novamente item Cadastrar - Em dados do documento selecione o Tipo de Documento (Recebido) - Informe a Data do documento, Nr do Documento (três digitos) e Origem do documento de onde foi recebido o documento. - Terminado cadastro Clique em Confirmar Efetivação - Fechar a tela de Cadastro dos Ofícios - Permanecera a tela anterior Cadastro de Transferência - Será necessário registrar a data de efetivação para isso; - Clique em Alterar e coloque a data de efetivação no campo Data de Efetivação - Após clique em Confirmar 19

20 Transferência de DESTINO (transferência para outra junta) Chegou oficio, da JSM de Porto Alegre, solicitando cópia de FAM do cidadão: ALFREDO Para a transferência de destino não é necessário cadastrar o cidadão pois já existe no sistema: Clique no menu Averbações item transferência e sub item Cadastra dados da transferência Averbar os dados da transferência de destino: Selecione Dados da Transferência selecione Destino - Para outra JSM preencha a data de Solicitação Preencha os Dados de Destino devera constar os dados de destino do cidadão Clique em Confirmar Ao confirmar deverá preencher Data de Efetivação, porem antes disto é necessário averbar os ofícios Recebido e Enviados Para o ofício Recebido: Clique no botão Ofícios Cadastrar Em dados do documento selecione o Tipo de Documento (Recebido) Informe a Data do documento, Nr do Documento (três digitos) e Origem do documento de onde foi recebido o documento. Terminado o cadastro Clique em Confirmar Para o ofício Enviados: Clique novamente item Cadastrar Em dados do documento selecione o Tipo de Documento (Enviado) Informe a Data do documento, Nr do Documento (três digitos) e Destino do Documento - Informe Nr JSM p/ onde foi enviado. Terminado o cadastro Clique em Confirmar Efetivação Fechar a tela de Cadastro dos Ofícios Permanecera a tela anterior Cadastro de Transferência Será necessário registrar a data de efetivação, para isso; Clique em Alterar e coloque a data de efetivação no campo Data de Efetivação Após clique em Confirmar 20

21 ******************************* Para JSM Tributárias ******************************* MUDAR A DATA PARA 15/01/2011 AVERBAR RESULTADO DA DISTRIBUIÇÃO 1. Chegou, em disquete, os Relatórios de Distribuição Do SERMIL, efetuar a averbação automática através menu Importação. Clique menu Importação item Dados do Sermil Selecione Pré-Dispensados, Distribuídos ou G Excesso Clique em Carregar após Processar 2. Para efetuar Manual: NOME DO CIDADÃO DATA RESULT COD OM SIGLA OM LEOPOLDO 06/01/12 DISTRIB º CTA LEANDRO 06/01/12 DISTRIB º CTA CARLOS 06/01/12 DISTRIB º CTA RENATO 06/01/12 DISTRIB º CTA CLAUDIO 06/01/12 DISTRIB º CTA RICARDO 06/01/12 DISTRIB º CTA RAIMUNDO 06/01/12 EXCESS - - OBS: - Clique menu Averbação Resultado de CS/ Distribuição / G excesso - Clique em Alterar efetue a alteração. MUDAR A DATA DO SISTEMA PARA 23/01/2011 RESULTADO DA SELEÇÃO COMPLEMENTAR Após receber o boletim da OM (incorporação), efetuar a averbação Clique no menu Averbação item Seleção Complementar NOME DO DATA PUBL BI ORIGEM BI DATA RESULT RESULT SIGLA OM LEOPOLDO 18/01/12 1º CTA 15/01/12 INCORP 1º CTA RENATO 18/01/12 1º CTA 15/01/12 EXCESS 1º CTA CLAUDIO 18/01/12 1º CTA 15/01/12 INSUBM 1º CTA RICARDO 18/01/12 1º CTA 15/01/12 REFRAT 1º CTA - Fornecer CDI para Renato ******************************************************************************* 21

22 RELATÓRIOS Permite relatórios de averbações e gerenciais (estatística de alistamento, controle de arrecadação, estatística de CDI, estatística de Escolaridade, estatística de renda familiar e RA inutilizados. Para obter mais informações, pressione a tecla F1. AJUDA Permite o acesso às informações específicas, que visam orientar os usuários quanto aos procedimentos a serem adotados para a correta operação do sistema. Para obter mais informações, pressione a tecla F1. SISTEMA Permite efetuar Back-Up/Restauração, configurações, cadastro de usuários, reconectar e sair do sistema BACK-UP/RESTAURAÇÃO Realiza o Back-up ( Cópia de Segurança) dos dados do sistema. Execute os seguintes passos: - Clique no menu Sistema item Backup/Restauração ; - Selecione a guia Backup ; - Clique no botão Backup ; Fig. 7 Realizando Backup. Após término do 'backup providencie uma cópia do mesmo para uma mídia externa (Disquete, CD, PenDrive) conforme orientações contidas em copiar o arquivo de Backup para uma mídia externa (Disquete, CD) ; 22

23 Caso a JSM possua mais de um equipamento com o SASM instalado e não tenha efetuado o backup em todos os equipamentos providencie a cópia do arquivo de backup para os outros equipamentos da rede onde não foram efetuados o backup conforme orientações contidas em copiar o arquivo de Backup para uma outra máquina da rede; Nunca tente abrir ou editar um arquivo de backup, pois por medida de segurança o arquivo será corrompido impedindo assim uma posterior restauração do mesmo; Caso esteja realizando o backup através de uma máquina cliente, o diretório (pasta) onde está instalado o SASM (C:\SASMIB), na máquina cliente, deve estar compartilhado completo para o usuário conectado na máquina servidor. Este procedimento deve ser realizado quando da instalação das máquinas clientes; A cópia de segurança sempre será realizada no diretório (pasta) C:\SASMIB\Backup da máquina que está realizando o backup; IMPORTANTE!!!! A cópia de Segurança (Backup) é a única forma de garantir os dados existentes da JSM. Faça todos os dias se possível e copie em disquete, CD ou PenDrive. REALIZAR A RESTAURAÇÃO DO BACKUP (Cópia de Segurança) dos dados do sistema Para realizar a restauração do backup (Cópia de segurança) dos dados do sistema execute os seguintes passos: - Caso o SASM esteja instalado em rede em mais de um equipamento, certifique-se de que nenhum outro esteja executando o SASM; - Entre no SASM com o usuário SASMADMIN; - Clique no menu Sistema item Backup/Restauração ; - Selecione a guia Restauração ; - Selecione o arquivo que deseja restaurar no campo Selecione o Arquivo de Backup ; - Clique no botão Restaurar ; - Aguarde até o procedimento terminar. Fig. 8 Realizando Restauração de Backup. 23

Índice. Atualizado em: 01/04/2015 Página: 1

Índice. Atualizado em: 01/04/2015 Página: 1 MANUAL DO USUÁRIO Índice 1. Introdução... 3 2. Acesso ao Sistema... 4 2.1. Instalação... 4 2.1.1. Servidor - Computador Principal... 4 2.1.2. Estação - Computador na Rede... 6 2.1.3. Estação - Mapeamento

Leia mais

O programa Mysql acompanha o pacote de instalação padrão e será instalado juntamente com a execução do instalador.

O programa Mysql acompanha o pacote de instalação padrão e será instalado juntamente com a execução do instalador. - INTRODUÇÃO O Programa pode ser instalado em qualquer equipamento que utilize o sistema operacional Windows 95 ou superior, e seu banco de dados foi desenvolvido em MySQL, sendo necessário sua pré-instalação

Leia mais

SECRETARIA DE ESTADO DA FAZENDA. Documento de Arrecadação Estadual DAE. Manual do Usuário. Versão 1.0.0 SECRETARIA DE ESTADO DA FAZENDA

SECRETARIA DE ESTADO DA FAZENDA. Documento de Arrecadação Estadual DAE. Manual do Usuário. Versão 1.0.0 SECRETARIA DE ESTADO DA FAZENDA 1 SECRETARIA DE ESTADO DA FAZENDA Documento de Arrecadação Estadual DAE Manual do Usuário Versão 1.0.0 SECRETARIA DE ESTADO DA FAZENDA 66.053-000 Av. Visconde de Souza Franco, 110 Reduto Belém PA Tel.:(091)

Leia mais

MANUAL EXPORTAÇÃO IMPORTAÇÃO

MANUAL EXPORTAÇÃO IMPORTAÇÃO MANUAL EXPORTAÇÃO IMPORTAÇÃO Diretoria de Vigilância Epidemiológica/SES/SC 2006 1 Módulo 04 - Exportação e Importação de Dados Manual do SINASC Módulo Exportador Importador Introdução O Sistema SINASC

Leia mais

Procedimentos para Reinstalação do Sisloc

Procedimentos para Reinstalação do Sisloc Procedimentos para Reinstalação do Sisloc Sumário: 1. Informações Gerais... 3 2. Criação de backups importantes... 3 3. Reinstalação do Sisloc... 4 Passo a passo... 4 4. Instalação da base de dados Sisloc...

Leia mais

Procedimentos para Instalação do SISLOC

Procedimentos para Instalação do SISLOC Procedimentos para Instalação do SISLOC Sumário 1. Informações Gerais...3 2. Instalação do SISLOC...3 Passo a passo...3 3. Instalação da Base de Dados SISLOC... 11 Passo a passo... 11 4. Instalação de

Leia mais

Alternate Technologies Fevereiro/2013. FórmulaCerta Procedimentos para Atualização Versão 5.8 (Fevereiro/2013)

Alternate Technologies Fevereiro/2013. FórmulaCerta Procedimentos para Atualização Versão 5.8 (Fevereiro/2013) FórmulaCerta Procedimentos para Atualização Versão 5.8 () 1 Sumário: PROCEDIMENTOS PARA ATUALIZAÇÃO VERSÃO 5.8... 4 ATUALIZAÇÃO DO SISTEMA VIA CD... 6 1º Passo Atualizações e Alterações da Versão 5.8...

Leia mais

Treinamento Módulo Contas a Pagar

Treinamento Módulo Contas a Pagar Contas a Pagar Todas as telas de cadastro também são telas de consultas futuras, portanto sempre que alterar alguma informação clique em Gravar ou pressione F2. Teclas de atalho: Tecla F2 Gravar Tecla

Leia mais

1 - O que é o Conectividade Social? 03. 2 - Qual a configuração mínima para instalar o programa?... 04

1 - O que é o Conectividade Social? 03. 2 - Qual a configuração mínima para instalar o programa?... 04 Conteúdo 1 - O que é o Conectividade Social? 03 2 - Qual a configuração mínima para instalar o programa?... 04 3 - O que é necessário para instalar o Conectividade Social?.... 05 4 - Como faço para executar

Leia mais

Despachante Express - Software para o despachante documentalista veicular DESPACHANTE EXPRESS MANUAL DO USUÁRIO VERSÃO 1.1

Despachante Express - Software para o despachante documentalista veicular DESPACHANTE EXPRESS MANUAL DO USUÁRIO VERSÃO 1.1 DESPACHANTE EXPRESS MANUAL DO USUÁRIO VERSÃO 1.1 1 Sumário 1 - Instalação Normal do Despachante Express... 3 2 - Instalação do Despachante Express em Rede... 5 3 - Registrando o Despachante Express...

Leia mais

Procedimentos para Instalação e Utilização do PEP Programa automatizado de apoio à Elaboração de Projetos

Procedimentos para Instalação e Utilização do PEP Programa automatizado de apoio à Elaboração de Projetos MINISTÉRIO DA FAZENDA Secretaria-Executiva Unidade de Coordenação de Programas Esplanada dos Ministérios Bl. P 4º Andar Salas 409/410 CEP 70.048-900 Brasília DF Tel: (61) 3412.2492 email: ucp@fazenda.gov.br

Leia mais

MANUAL PARA USO DO SISTEMA GCO Gerenciador Clínico Odontológico

MANUAL PARA USO DO SISTEMA GCO Gerenciador Clínico Odontológico MANUAL PARA USO DO SISTEMA GCO Gerenciador Clínico Odontológico O GCO é um sistema de controle de clínicas odontológicas, onde dentistas terão acesso a agendas, fichas de pacientes, controle de estoque,

Leia mais

Certificado Digital A1

Certificado Digital A1 Certificado Digital A1 Geração Todos os direitos reservados. Imprensa Oficial do Estado S.A. - 2012 Página 1 de 41 Pré-requisitos para a geração Dispositivos de Certificação Digital Para que o processo

Leia mais

MANUAL INSTALAÇÃO MDMED

MANUAL INSTALAÇÃO MDMED MANUAL INSTALAÇÃO MDMED Contents 3 Indice 0 Part I Instalação MDMED 1 Equipamentos... necessários Part II 1 - Instalando 4 4 4 1 1.1 - CD... de instalação 4 2 1.2 - Escolha... o micro "Servidor" 4 3 1.3

Leia mais

Gestor Imobiliário Univen 4.7. Gerenciador de Carteiras de Imóveis

Gestor Imobiliário Univen 4.7. Gerenciador de Carteiras de Imóveis Gestor Imobiliário Univen 4.7 Gerenciador de Carteiras de Imóveis INDICE Apresentação... 5 Principais Características... 5 Requisitos Mínimos Exigidos... 6 Instalação... 7 Importante... 8 Tela Principal...

Leia mais

Manual de Instalação

Manual de Instalação Manual de Instalação Sumário 1. Sobre este documento...3 2. Suporte técnico...3 3. Requisitos de hardware...3 3.1. Estação...3 3.2. Servidor...4 4. Instalação...4 4.1. Instalação do Group Folha no servidor...6

Leia mais

1 REQUISITOS BÁSICOS PARA INSTALAR O SMS PC REMOTO

1 REQUISITOS BÁSICOS PARA INSTALAR O SMS PC REMOTO 1 ÍNDICE 1 REQUISITOS BÁSICOS PARA INSTALAR O SMS PC REMOTO... 3 1.1 REQUISITOS BASICOS DE SOFTWARE... 3 1.2 REQUISITOS BASICOS DE HARDWARE... 3 2 EXECUTANDO O INSTALADOR... 3 2.1 PASSO 01... 3 2.2 PASSO

Leia mais

1998-2015 Domínio Sistemas Ltda. Todos os direitos reservados.

1998-2015 Domínio Sistemas Ltda. Todos os direitos reservados. Versão 8.1A-13 Saiba que este documento não poderá ser reproduzido, seja por meio eletrônico ou mecânico, sem a permissão expressa por escrito da Domínio Sistemas Ltda. Nesse caso, somente a Domínio Sistemas

Leia mais

1- Requisitos mínimos. 2- Instalando o Acesso Full. 3- Iniciando o Acesso Full pela primeira vez

1- Requisitos mínimos. 2- Instalando o Acesso Full. 3- Iniciando o Acesso Full pela primeira vez Manual Conteúdo 1- Requisitos mínimos... 2 2- Instalando o Acesso Full... 2 3- Iniciando o Acesso Full pela primeira vez... 2 4- Conhecendo a barra de navegação padrão do Acesso Full... 3 5- Cadastrando

Leia mais

Manual do Usuário. Cadastro e Manutenção de Pacientes Controle de Consultas Acompanhamento Gráfico Montagem de Plano Alimentar.

Manual do Usuário. Cadastro e Manutenção de Pacientes Controle de Consultas Acompanhamento Gráfico Montagem de Plano Alimentar. Cadastro e Manutenção de Pacientes Controle de Consultas Acompanhamento Gráfico Montagem de Plano Alimentar Manual do Usuário Página 1 de 45 PowerNet Guia do Usuário Página 2 de 45 PowerNet Tecnologia

Leia mais

DESKTOP TERMINAIS HÍBRIDOS

DESKTOP TERMINAIS HÍBRIDOS I. DADOS DO EQUIPAMENTO Nome do Equipamento Modelo Fabricante Nº RIT Desktop TERMINAIS HÍBRIDOS HP 1ª a 4ª Gerações Itautec 1ª a 4ª Gerações HP / ITAUTEC RIT169 Responsável pela elaboração Data da elaboração

Leia mais

CERTIDÕES UNIFICADAS

CERTIDÕES UNIFICADAS CERTIDÕES UNIFICADAS Manual de operação Perfil Cartório CERTUNI Versão 1.0.0 MINISTÉRIO DA JUSTIÇA Departamento de Inovação Tecnológica Divisão de Tecnologia da Informação Sumário LISTA DE FIGURAS... 2

Leia mais

Boolean Sistemas 2 MANUAL DA ROTINA MENU DOS SISTEMAS Atualizado em Maio/2006

Boolean Sistemas 2 MANUAL DA ROTINA MENU DOS SISTEMAS Atualizado em Maio/2006 Boolean Sistemas 2 MANUAL DA ROTINA DE MENU DOS SISTEMAS Atualizado em Maio/2006 Empresas Especiais Suporte 2.01. Cadastro das empresas 2.02. Relação das empresas 2.03. Controle das emissões 2.04. Exclusão

Leia mais

MEDCLIN Software de Clínica Médica

MEDCLIN Software de Clínica Médica MEDCLIN Software de Clínica Médica WWW.ASASSOFTWARES.COM.BR Índice 1 Informações Básicas... 1 1.1 Sair da aplicação... 1 1.2 Travar aplicação... 1 1.3 Menu Diversos -> 5.1 Licenciamento do Sistema... 1

Leia mais

Manual do Usuário SUMÁRIO

Manual do Usuário SUMÁRIO SUMÁRIO VISUAL LIVRO CAIXA 1. Noções Gerais 1.1. Objetivo... 03 1.2. Sistema com Fundamento Legal Atualizado...03 1.3. Assistência Técnica... 03 1.3.1. Suporte Técnico... 03 1.3.2. Office Service... 03

Leia mais

O programa Mysql acompanha o pacote de instalação padrão e será instalado juntamente com a execução do instalador.

O programa Mysql acompanha o pacote de instalação padrão e será instalado juntamente com a execução do instalador. INTRODUÇÃO O Programa pode ser instalado em qualquer equipamento que utilize o sistema operacional Windows 95 ou superior, e seu banco de dados foi desenvolvido em MySQL, sendo necessário sua pré-instalação

Leia mais

Manual. ID REP Config Versão 1.0

Manual. ID REP Config Versão 1.0 Manual ID REP Config Versão 1.0 Sumário 1. Introdução... 3 2. Pré-Requisitos... 3 2.1. Atualização... 3 3. Instalação do ID REP Config... 4 4. Visão Geral do Programa... 6 4.1. Tela Principal... 6 4.2.

Leia mais

Gerenciador de Imóveis

Gerenciador de Imóveis Gerenciador de Imóveis O Corretor Top é o mais completo sistema de gestão de imóveis do mercado, onde corretores terão acesso à agenda, cadastro de imóveis, carteira de clientes, atendimento, dentre muitas

Leia mais

9. EXECUTANDO OPERAÇÕES NO MENU UTILITÁRIOS...2

9. EXECUTANDO OPERAÇÕES NO MENU UTILITÁRIOS...2 1 9. EXECUTANDO OPERAÇÕES NO MENU UTILITÁRIOS...2 9.1 Cópia de Segurança (Backup)...2 9.1.a Adicionar ou Remover Empresas da Lista... 2 9.1.b Empresas Cadastradas no Sistema... 2 9.1.c Inserir uma Empresa...

Leia mais

Este documento consiste em 48 páginas. Elaborado por: Innova Tecnologia de Soluções. Liberado em Janeiro de 2010.

Este documento consiste em 48 páginas. Elaborado por: Innova Tecnologia de Soluções. Liberado em Janeiro de 2010. Manual de Configuração Este documento consiste em 48 páginas. Elaborado por: Innova Tecnologia de Soluções. Liberado em Janeiro de 2010. Impresso no Brasil. Sujeito a alterações técnicas. A reprodução

Leia mais

Manual de Instalação Corporate

Manual de Instalação Corporate Manual de Instalação Corporate Sumário 1. Sobre este documento...3 2. Suporte técnico...3 3. Requisitos de hardware...3 3.1. Estação...3 3.2. Servidor...4 4. Instalação...4 4.1. Instalação do Imobiliária21

Leia mais

Procedimentos para Instalação do Sisloc

Procedimentos para Instalação do Sisloc Procedimentos para Instalação do Sisloc Sumário: 1. Informações Gerais... 3 2. Instalação do Sisloc... 3 Passo a passo... 3 3. Instalação da base de dados Sisloc... 16 Passo a passo... 16 4. Instalação

Leia mais

COMO INSTALAR O CATÁLOGO

COMO INSTALAR O CATÁLOGO Este guia tem por finalidade detalhar as etapas de instalação do catálogo e assume que o arquivo de instalação já foi baixado de nosso site. Caso não tenho sido feita a etapa anterior favor consultar o

Leia mais

Tutorial de Instalação do Software das Carteiras Informatizadas Oppitz

Tutorial de Instalação do Software das Carteiras Informatizadas Oppitz P á g i n a 1 Estado de Santa Catarina Secretaria de Estado da Educação Diretoria de Organização, Controle e Avaliação Gerência de Recursos Humanos Tecnologia Administrativa Rua Antônio Luz, 111 Centro

Leia mais

Manual de backup de dados

Manual de backup de dados Manual de backup Manual de backup de dados Sumário 1. INTRODUÇÃO... 2 1.1 Objetivo... 2 2. MÍDIAS APROPRIADAS PARA GRAVAÇÃO DE DADOS... 2 2.1 Pen Drive... 2 2.2 HD Externo... 3 3. PROCEDIMENTO... 4 3.1

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO. Software de Ferramenta de Backup

MANUAL DO USUÁRIO. Software de Ferramenta de Backup MANUAL DO USUÁRIO Software de Ferramenta de Backup Software Ferramenta de Backup Parabéns, você acaba de adquirir um produto com a qualidade e segurança Intelbras. Este manual serve como referência para

Leia mais

Instalação: permite baixar o pacote de instalação do agente de coleta do sistema.

Instalação: permite baixar o pacote de instalação do agente de coleta do sistema. O que é o projeto O PROINFODATA - programa de coleta de dados do projeto ProInfo/MEC de inclusão digital nas escolas públicas brasileiras tem como objetivo acompanhar o estado de funcionamento dos laboratórios

Leia mais

Manual de Instalação ProJuris8

Manual de Instalação ProJuris8 Manual de Instalação ProJuris8 Sumário 1 - Requisitos para a Instalação... 3 2 - Instalação do Firebird.... 4 3 - Instalação do Aplicativo ProJuris 8.... 8 4 - Conexão com o banco de dados.... 12 5 - Ativação

Leia mais

MANUAL DE INSTALAÇÃO

MANUAL DE INSTALAÇÃO Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística IBGE Diretoria de Informática Coordenação de Projetos Especiais REGISTRO CIVIL - SISTEMA CARTÓRIO MANUAL DE

Leia mais

Manual para Exportação e Importação de Certificados Digitais

Manual para Exportação e Importação de Certificados Digitais Manual para Exportação e Importação de Certificados Digitais Certificado Digital tipo A1 Sistemas Operacionais compatíveis para importação. Windows 2000 Windows XP Windows Vista Windows 7 Novembro/2015

Leia mais

Gestão de Contas Corporativas

Gestão de Contas Corporativas INDICE Gestão de Contas Corporativas CARACTERÍSTICAS---------------------------------------------------------03 SOFTWARE DE GERENCIAMENTO -----------------------------------------04 INSTALAÇÃO DO SOFTWARE----------------------------------------------05

Leia mais

Manual de Instalação Flex

Manual de Instalação Flex Manual de Instalação Flex Sumário 1. Sobre este documento... 3 2. Suporte técnico... 3 3. Requisitos de hardware... 4 4. Instalação... 5 4.1. Instalação no servidor... 5 4.1.1. Instalação do sistema...

Leia mais

TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE MATO GROSSO DEPARTAMENTO DE SUPORTE E INFORMAÇÃO

TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE MATO GROSSO DEPARTAMENTO DE SUPORTE E INFORMAÇÃO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE MATO GROSSO DEPARTAMENTO DE SUPORTE E INFORMAÇÃO SUMARIO: 1. Histórico do Sistema... 3 2. Perfis dos Usuários... 4 3. Solicitação de Acesso... 5 4. Acessando o Sistema...

Leia mais

HELP DE UTILIZAÇÃO DO SISTEMA ONLINE DOCTOR PARA MÉDICOS

HELP DE UTILIZAÇÃO DO SISTEMA ONLINE DOCTOR PARA MÉDICOS HELP DE UTILIZAÇÃO DO SISTEMA ONLINE DOCTOR PARA MÉDICOS 1 CADASTRANDO CLIENTES 1.1 BUSCANDO CLIENTES 1.1.1 BUSCANDO CLIENTES PELO NOME 1.1.2 BUSCANDO CLIENTES POR OUTRAS BUSCAS 1.2 CAMPO OBSERVAÇÕES 1.3

Leia mais

Principais Característic

Principais Característic Principais Característic Características as Software para agendamento e controle de consultas e cadastros de pacientes. Oferece ainda, geração de etiquetas, modelos de correspondência e de cartões. Quando

Leia mais

HELP DE UTILIZAÇÃO DO SISTEMA ONLINE DOCTOR/SBOT PARA MÉDICOS

HELP DE UTILIZAÇÃO DO SISTEMA ONLINE DOCTOR/SBOT PARA MÉDICOS HELP DE UTILIZAÇÃO DO SISTEMA ONLINE DOCTOR/SBOT PARA MÉDICOS 1 CADASTRANDO CLIENTES 1.1 BUSCANDO CLIENTES 1.1.1 BUSCANDO CLIENTES PELO NOME 1.1.2 BUSCANDO CLIENTES POR OUTRAS BUSCAS 1.2 CAMPO OBSERVAÇÕES

Leia mais

VESOFTWARE - DESENVOLIMENTO DE SISTEMAS E WEBSITES Fone: (11) 4036-6980 VIVO(11)9607-5649 TIM(11)7013-8480 1-13

VESOFTWARE - DESENVOLIMENTO DE SISTEMAS E WEBSITES Fone: (11) 4036-6980 VIVO(11)9607-5649 TIM(11)7013-8480 1-13 1-13 INTRODUÇÃO O Programa pode ser instalado em qualquer equipamento que utilize o sistema operacional Windows 95 ou superior, e seu banco de dados foi desenvolvido em MySQL, sendo necessário sua pré-instalação

Leia mais

APRESENTAÇÃO...Página 05. LICENÇA...Página 07. GUIA DE INSTALAÇÃO DO SERVIDOR...Página 09. GUIA DE INSTALAÇÃO DO PONTO DE REDE...

APRESENTAÇÃO...Página 05. LICENÇA...Página 07. GUIA DE INSTALAÇÃO DO SERVIDOR...Página 09. GUIA DE INSTALAÇÃO DO PONTO DE REDE... GUIA DE INSTALAÇÃO GUIA DE INSTALAÇÃO ÍNDICE - 4 ÍNDICE PASSO - APRESENTAÇÃO...Página 05 - Aproveite o XDental 2012 LICENÇA...Página 07 - Contrato de Licenciamento de Uso do Software GUIA DE INSTALAÇÃO

Leia mais

MANUAL DE INSTALAÇÃO LUZ DO SABER

MANUAL DE INSTALAÇÃO LUZ DO SABER MANUAL DE INSTALAÇÃO LUZ DO SABER Sumário Sumário...2 Instalação do Luz do Saber no Linux...3 1ª opção Utilizando um Instalador...3 2ª opção Utilizando comandos no Konsole...6 Observações Importantes...7

Leia mais

Escritório Virtual Administrativo

Escritório Virtual Administrativo 1 Treinamento Módulos Escritório Virtual Administrativo Sistema Office Instruções para configuração e utilização do módulo Escritório Virtual e módulo Administrativo do sistema Office 2 3 1. Escritório

Leia mais

G-Bar IGV. Instalação Versão 4.0

G-Bar IGV. Instalação Versão 4.0 G-Bar Software para Gerenciamento de Centrais de Corte e Dobra de Aço IGV Software Interpretador/ Gerenciador/ Visualizador de dados digitais de projetos CAD-TQS Instalação Versão 4.0 Manual do Usuário

Leia mais

Manual de Instalação ( Client / Server ) Versão 1.0

Manual de Instalação ( Client / Server ) Versão 1.0 1 pág. PROCEDIMENTO DE INSTALAÇÃO DO SGCOM ATENÇÃO: É OBRIGATÓRIO UMA CONEXÃO COM A INTERNET PARA EXECUTAR A INSTALAÇÃO DO SGCOM. Após o Download do instalador do SGCOM versão Server e Client no site www.sgcom.inf.br

Leia mais

Guia Sphinx: instalação, reposição e renovação

Guia Sphinx: instalação, reposição e renovação Sphinx : software para coleta e análise de dados acadêmicos e gerenciais. Tecnologia e informação para a decisão! Copyright Sphinx Todos direitos reservados Guia Sphinx: instalação, reposição e renovação

Leia mais

Certificado Digital A1

Certificado Digital A1 Abril/ Certificado Digital A1 Geração Página 1 de 32 Abril/ Pré requisitos para a geração Dispositivos de Certificação Digital Para que o processo de instalação tenha sucesso, é necessário obedecer aos

Leia mais

SI-AIU SISTEMA DE APURAÇÂO DE IMUNOBIOLÓGICOS UTILIZADOS

SI-AIU SISTEMA DE APURAÇÂO DE IMUNOBIOLÓGICOS UTILIZADOS MINISTÉRIO DA SAÚDE SECRETARIA DE VIGILÂNCIA EM SAÚDE DEPARTAMENTO DE VIGILÂNCIA EPIDEMIOLÓGICA COORDENAÇÃO GERAL DO PROGRAMA NACIONAL DE IMUNIZAÇÕES MS / - Departamento de Informática do SUS SIPPS - Equipe

Leia mais

MANUAL CFTV DIGITAL - LINHA LIGHT 16 CANAIS 120 FPS / VID 120-LI CONFIGURAÇÃO DO COMPUTADOR 16 Canais - 120 FPS Processador Dual Core 2.0GHZ ou superior; Placa Mãe Intel ou Gigabyte com chipset Intel;

Leia mais

BH PARK Software de Estacionamento

BH PARK Software de Estacionamento BH PARK Software de Estacionamento WWW.ASASSOFTWARES.COM.BR Índice 1 Informações Básicas... 1 1.1 Sair da aplicação... 1 1.2 Travar aplicação... 1 1.3 Licenciando a aplicação... 1 1.4 Contrato de Manutenção...

Leia mais

Objetivo do Sistema. Configuração Mínima (recomendada) Disposição do Manual

Objetivo do Sistema. Configuração Mínima (recomendada) Disposição do Manual Índice Objetivo do Sistema Configuração Mínima (recomendada) Disposição do Manual Módulo Básico Instalando o PDV Abertura e tela de Senha Seleções / Tecla de Funções Ajuda Usando o sistema como ferramenta

Leia mais

DPAlmox - Windows MANUAL DO USUÁRIO

DPAlmox - Windows MANUAL DO USUÁRIO - Windows MANUAL DO USUÁRIO DPSISTEMAS www.dpsistemas.com.br 1. Registrando o programa... 3 2. Entrando no programa Login... 5 3. Tela Principal do Sistema... 6 4. Utilizando os botões de navegação...

Leia mais

Instalação Cliente Notes 6.5

Instalação Cliente Notes 6.5 Instalação Cliente Notes 6.5 1/1 Instalação Cliente Notes 6.5 LCC.008.2005 Versão 1.0 Versão Autor ou Responsável Data 1.0 Fabiana J. Santos 18/11/2005 RESUMO Este documento apresenta um roteiro de instalação

Leia mais

1/48. Curso GNU/Linux. Aula 3. Dino Raffael Cristofoleti Magri

1/48. Curso GNU/Linux. Aula 3. Dino Raffael Cristofoleti Magri 1/48 Curso GNU/Linux Aula 3 Dino Raffael Cristofoleti Magri Julho/2008 2/48 Veja uma cópia dessa licença em http://creativecommons.org/licenses/by nc sa/2.5/br/ 3/48 Sumário 1 CONFIGURAR TECLADO...6 1.1

Leia mais

ROTEIRO NOTA FISCAL ELETRONICA A partir de Agosto/2012

ROTEIRO NOTA FISCAL ELETRONICA A partir de Agosto/2012 ROTEIRO NOTA FISCAL ELETRONICA A partir de Agosto/2012 1. INSTALAÇÃO DO GESTOR Confira abaixo as instruções de como instalar o sistema Gestor. Caso já tenha realizado esta instalação avance ao passo seguinte:

Leia mais

Caso já seja usuário do SCAW siga as instruções a partir da página X.

Caso já seja usuário do SCAW siga as instruções a partir da página X. Caso já seja usuário do SCAW siga as instruções a partir da página X. Para iniciar o sistema dê um duplo clique no ícone, que se encontra na área de trabalho. 1 Login do sistema. Esta é a tela de login

Leia mais

APOSTILA CURSO DE CARTOSOFT E INFORMÁTICA

APOSTILA CURSO DE CARTOSOFT E INFORMÁTICA APOSTILA CURSO DE CARTOSOFT E INFORMÁTICA Registro Civil Primeiros Passos: Digite o código da serventia (CNJ) são os seis primeiros números que compõem a matrícula. Parâmetros Globais: São telas de configuração

Leia mais

TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DE SERGIPE Coordenadoria de Modernização, Suporte, Infraestrutura e Sistema

TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DE SERGIPE Coordenadoria de Modernização, Suporte, Infraestrutura e Sistema TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DE SERGIPE Coordenadoria de Modernização, Suporte, Infraestrutura e Sistema MANUAL DO PROCESSO ELETRÔNICO Processos de Concessão de Benefícios Histórico da Revisão Data Versão

Leia mais

Manual Instalação Pedido Eletrônico

Manual Instalação Pedido Eletrônico Manual Instalação Pedido Eletrônico 1 Cliente que não utiliza o Boomerang, mas possui um sistema compatível. 1.1 Instalação do Boomerang Inserir o CD no drive do computador, clicar no botão INICIAR e em

Leia mais

Instalação e Operação dos Aplicativos Serie 5000/6000

Instalação e Operação dos Aplicativos Serie 5000/6000 Instalação e Operação dos Aplicativos Serie 5000/6000 Requisitos mínimos de Hardware: Pentium 3 de 500 mhz ou Celeron de 700 mhz ou superior 128 MB de RAM 100 MB livres no disco rígido Requisitos de Software:

Leia mais

SI-PNI/SI-EAPV SISTEMA DE INFORMAÇÕES DO PROGRAMA NACIONAL DE IMUNIZAÇÕES EVENTOS ADVERSOS PÓS-VACINAÇÃO

SI-PNI/SI-EAPV SISTEMA DE INFORMAÇÕES DO PROGRAMA NACIONAL DE IMUNIZAÇÕES EVENTOS ADVERSOS PÓS-VACINAÇÃO SI-PNI/SI-EAPV SISTEMA DE INFORMAÇÕES DO PROGRAMA NACIONAL DE IMUNIZAÇÕES EVENTOS ADVERSOS PÓS-VACINAÇÃO MANUAL DO USUÁRIO VERSÃO DO SISTEMA: 2.0 VERSÃO DO MANUAL: 2.0 Rio de Janeiro, 2003. 1 2003. Ministério

Leia mais

Sistema de Protocolo. Manual do Usuário

Sistema de Protocolo. Manual do Usuário Sistema de Protocolo Manual do Usuário Atualizado em 05/06/2010 2 Apresentação Módulo Protocolo Está disponível de forma integrada com todos os órgãos para registrar e acompanhar, de modo atualizado e

Leia mais

3.16 MANUAL DE INSTALAÇÃO E SUPORTE

3.16 MANUAL DE INSTALAÇÃO E SUPORTE 3.16 MANUAL DE INSTALAÇÃO E SUPORTE PASSWORD INTERATIVA SISTEMAS LTDA. - www.pwi.com.br - pwi@pwi.com.br R. Prof. Carlos Reis, 39 - São Paulo SP 05424-020 Tel: - 2127-7676 - Fax: 11-3097-0042 1 Índice

Leia mais

MANUAL DE INSTALAÇÃO DO ODONTO TECHNOLOGY

MANUAL DE INSTALAÇÃO DO ODONTO TECHNOLOGY MANUAL DE INSTALAÇÃO DO ODONTO TECHNOLOGY 1 Índice I - Prefácio...3 II - Instalação do tipo servidor...4 III Obter o nome do computador servidor...17 IV Instalação do tipo cliente...19 V Como inserir a

Leia mais

MANUAL DE INSTALAÇÃO DO SISTEMA BDS PROPOSTA

MANUAL DE INSTALAÇÃO DO SISTEMA BDS PROPOSTA MANUAL DE INSTALAÇÃO DO SISTEMA BDS PROPOSTA 1 - INFORMAÇÕES SOBRE O SISTEMA 2 2 - INSTALAÇÃO DO FIREBIRD 3...5 3 - INSTALAÇÃO DO JAVA 6 4 - INSTALAÇÃO DO SISTEMA 7 5 - UTILIZANDO O SISTEMA 8...12 LER

Leia mais

Sumário 1. SOBRE O NFGoiana DESKTOP... 3 1.1. Apresentação... 3 1.2. Informações do sistema... 3 1.3. Acessando o NFGoiana Desktop... 3 1.4.

Sumário 1. SOBRE O NFGoiana DESKTOP... 3 1.1. Apresentação... 3 1.2. Informações do sistema... 3 1.3. Acessando o NFGoiana Desktop... 3 1.4. 1 Sumário 1. SOBRE O NFGoiana DESKTOP... 3 1.1. Apresentação... 3 1.2. Informações do sistema... 3 1.3. Acessando o NFGoiana Desktop... 3 1.4. Interface do sistema... 4 1.4.1. Janela Principal... 4 1.5.

Leia mais

DIGPROP - PREGÃO. Digitação de dados para entrega de propostas por meio magnético

DIGPROP - PREGÃO. Digitação de dados para entrega de propostas por meio magnético DIGPROP - PREGÃO Digitação de dados para entrega de propostas por meio magnético Marcio Tomazelli Programador Sênior Versão 1.0 Índice Índice...2 Índice de Figuras...2 Introdução...3 Fluxograma do processo

Leia mais

-Entre no menu Cadastros / Sacados -Insira os dados do sacado / clique em Gravar

-Entre no menu Cadastros / Sacados -Insira os dados do sacado / clique em Gravar Acesso ao Sistema -Dê dois cliques no ícone do programa. -Digite o Usuário: MASTER -Digite a Senha: MASTER -Clique em Acessar -Para selecionar o Cedente: - Entre no menu Cadastros - Clique em Selecionar

Leia mais

Movimento. Financeiro. Bancário. Contas a Pagar. Lançamento de Contas a Pagar (simples) Contas a Receber. Lançamento de Contas a Receber (simples)

Movimento. Financeiro. Bancário. Contas a Pagar. Lançamento de Contas a Pagar (simples) Contas a Receber. Lançamento de Contas a Receber (simples) Movimento Financeiro Contas a Pagar Lançamento de Contas a Pagar (simples) Contas a Receber Lançamento de Contas a Receber (simples) Movimento de Caixa Fechamento Caixa Bancos Apropriações de Centros de

Leia mais

INSTALAÇÃO DO SISTEMA CONTROLGÁS

INSTALAÇÃO DO SISTEMA CONTROLGÁS INSTALAÇÃO DO SISTEMA CONTROLGÁS 1) Clique duas vezes no arquivo ControlGasSetup.exe. Será exibida a tela de boas vindas do instalador: 2) Clique em avançar e aparecerá a tela a seguir: Manual de Instalação

Leia mais

Vendas. Manual do Usuário. Copyright 2014 - ControleNaNet

Vendas. Manual do Usuário. Copyright 2014 - ControleNaNet Manual do Usuário Copyright 2014 - ControleNaNet Conteúdo A Ficha de Vendas...3 Os Recibos...6 Como imprimir?...7 As Listagens...9 Clientes... 10 Consulta... 11 Inclusão... 13 Alteração... 14 Exclusão...

Leia mais

PROFORMAÇÃO II Pré-Inscrição

PROFORMAÇÃO II Pré-Inscrição PROFORMAÇÃO II Pré-Inscrição A CNP desenvolveu o programa Pré-Inscrição que objetiva registrar as informações da Ficha de Inscrição dos professores cursistas que participarão do Proformação II. As instruções

Leia mais

Controle Patrimonial WEB

Controle Patrimonial WEB Cccc Controle Patrimonial WEB Manual Unidade de Guarda Conteúdo 1. Acessar o Controle Patrimonial - Web... 4 1.1. Login... 4 1.2. Esquecer sua senha?... 5 2. Alterar a senha... 6 3. Cadastrar novo usuário...

Leia mais

QualiQuantiSoft Versão 1.3c

QualiQuantiSoft Versão 1.3c QualiQuantiSoft Versão 1.3c Qualiquantisoft v1.3c Pág.: 1/15 Índice Apresentação do programa... 3 Funções operacionais do programa... 3 Itens de menu... 6 Teclas de atalho... 6 Instrumento de Análise de

Leia mais

Manual de Solicitação e Instalação de Certificado Digital A3 e-cpf/e-cnpj AC-Correios no dispositivo criptográfico e-token PRO USB Aladdin.

Manual de Solicitação e Instalação de Certificado Digital A3 e-cpf/e-cnpj AC-Correios no dispositivo criptográfico e-token PRO USB Aladdin. Manual de Solicitação e Instalação de Certificado Digital A3 e-cpf/e-cnpj AC-Correios no dispositivo criptográfico e-token PRO USB Aladdin. Download do Dispositivo Criptográfico e-token PRO USB Aladdin:

Leia mais

Manual de Instalação

Manual de Instalação Manual de Instalação Sumário 1. Sobre este documento... 3 2. Suporte técnico... 3 3. Requisitos de hardware... 4 3.1. Estação... 4 3.2. Servidor... 4 4. Instalação... 5 4.1. Instalação no servidor... 5

Leia mais

Seu manual do usuário XEROX 6279 http://pt.yourpdfguides.com/dref/5579951

Seu manual do usuário XEROX 6279 http://pt.yourpdfguides.com/dref/5579951 Você pode ler as recomendações contidas no guia do usuário, no guia de técnico ou no guia de instalação para XEROX 6279. Você vai encontrar as respostas a todas suas perguntas sobre a XEROX 6279 no manual

Leia mais

MANUAL DE EXPORTAÇÃO DE CERTIFICADO SERVIDOR WEB APACHE PARA SERVIDOR WEB MICROSOFT IIS

MANUAL DE EXPORTAÇÃO DE CERTIFICADO SERVIDOR WEB APACHE PARA SERVIDOR WEB MICROSOFT IIS MANUAL DE EXPORTAÇÃO DE CERTIFICADO SERVIDOR WEB APACHE PARA SERVIDOR WEB MICROSOFT IIS Para confecção desse manual, foi usado o Sistema Operacional Windows XP Professional com SP2, Servidor Web Microsoft

Leia mais

Manual de Utilização Utilização do PDFSam

Manual de Utilização Utilização do PDFSam Manual de Utilização Utilização do PDFSam ASPE/RO Conteúdo desenvolvido por: Ângelo Mendonça Neto Download e Instalação O PDFSam é uma ferramenta de manipulação de arquivos PDF, é possível fazer inúmeras

Leia mais

Sistema de Instalação e Criação da Estrutura do Banco de Dados MANUAL DO INSTALADOR. Julho/2007. Ministério da saúde

Sistema de Instalação e Criação da Estrutura do Banco de Dados MANUAL DO INSTALADOR. Julho/2007. Ministério da saúde Sistema de Instalação e Criação da Estrutura do Banco de Dados MANUAL DO INSTALADOR Julho/2007 Ministério da saúde SUMÁRIO Módulo 1. Instalação... 4 Introdução... 4 Configurações de equipamentos para instalação

Leia mais

Manual de instrução Gerenciador de Certificados Digitais

Manual de instrução Gerenciador de Certificados Digitais Manual de instrução Gerenciador de Certificados Digitais Proibida a reprodução total ou parcial. Todos os direitos reservados 1 SUMÁRIO CONFIGURAÇÕES DO SISTEMA... 3 INSTALAÇÃO DO GERENCIADOR DE CERTIFICADOS

Leia mais

A.S. Sistemas Rua Prof. Carlos Schlottfeldt, 10A Clélia Bernardes Viçosa MG CEP 36570-000 Telefax: (31) 3892 7700 dietpro@dietpro.com.

A.S. Sistemas Rua Prof. Carlos Schlottfeldt, 10A Clélia Bernardes Viçosa MG CEP 36570-000 Telefax: (31) 3892 7700 dietpro@dietpro.com. Sumário Principais Características... 5 Configuração necessária para instalação... 6 Conteúdo do CD de Instalação... 7 Instruções para Instalação... 8 Solicitação da Chave de Acesso... 22 Funcionamento

Leia mais

Instalação de Impressora

Instalação de Impressora 1 Instalação de Impressora Daruma (Modelo DR700M) Windows 7 Você vai precisar de: Procedimentos: 1. Impressora Térmica Daruma (DR700M); 2. Fonte de alimentação (obs.: se as tomadas disponíveis no local

Leia mais

NOTA: POR FAVOR, NÃO TENTE INSTALAR O SOFTWARE ANTES DE LER ESTE DOCUMENTO.

NOTA: POR FAVOR, NÃO TENTE INSTALAR O SOFTWARE ANTES DE LER ESTE DOCUMENTO. INSITE BOLETIM DE INSTALAÇÃO Página 2: Instalando o INSITE Página 7: Removendo o INSITE NOTA: POR FAVOR, NÃO TENTE INSTALAR O SOFTWARE ANTES DE LER ESTE DOCUMENTO. A INSTALAÇÃO OU O USO INCORRETOS PODEM

Leia mais

SIAFRO Módulo de Devolução 1.0

SIAFRO Módulo de Devolução 1.0 Conteúdo do Manual. Introdução. Capítulo Requisitos. Capítulo Instalação 4. Capítulo Configuração 5. Capítulo 4 Cadastro de Devolução 6. Capítulo 5 Relatório 7. Capítulo 6 Backup 8. Capítulo 7 Atualização

Leia mais

Introdução... 1. Instalação... 2

Introdução... 1. Instalação... 2 ONTE DO Introdução... 1 O que é IPP?... 1 Qual é a função de um software Samsung IPP?... 1 Instalação... 2 Requisitos do sistema... 2 Instalar o software Samsung IPP... 2 Desinstalar o software Samsung

Leia mais

VESOFTWARE - DESENVOLIMENTO DE SISTEMAS E WEBSITES Fone: (11) 4036-6980 VIVO(11)9607-5649 TIM(11)7013-8480 www.vesoftware.com.

VESOFTWARE - DESENVOLIMENTO DE SISTEMAS E WEBSITES Fone: (11) 4036-6980 VIVO(11)9607-5649 TIM(11)7013-8480 www.vesoftware.com. Fone: (11) 4036-6980 VIVO(11)9607-5649 TIM(11)7013-8480 www.vesoftware.com.br 1-15 INTRODUÇÃO O Programa pode ser instalado em qualquer equipamento que utilize o sistema operacional Windows 95 ou superior,

Leia mais

SIGEP WEB - Gerenciador de Postagens dos Correios Manual do Usuário

SIGEP WEB - Gerenciador de Postagens dos Correios Manual do Usuário MANUAL DO USUÁRIO 2 ÍNDICE 1. PRÉ REQUISITOS PARA UTILIZAÇÃO DO SIGEP WEB 04 2. PROCEDIMENTOS PARA DOWNLOAD DO SISTEMA 04 3. INSTALANDO O SIGEP WEB 07 4. CONFIGURAÇÕES DO SISTEMA 09 COMPARTILHANDO O BANCO

Leia mais

Manual Gerencial. Sumário DRE - O QUE É. Customizado. atalho no menu do ERP. Geral de Rotinas Comuns em Cadastros do manual para download

Manual Gerencial. Sumário DRE - O QUE É. Customizado. atalho no menu do ERP. Geral de Rotinas Comuns em Cadastros do manual para download MANUAL GERENCIAL Sumário DRE - O QUE É 3... 4 Abrindo o aplicativo... 6 Menu Customizado... 7 C olocando atalho no menu do ERP... 16 Cadastro de Demonstrativo... 22 Filtros de pesquisa... 25 Menu Geral

Leia mais

2. INSTALAÇÃO E CONFIGURAÇÃO

2. INSTALAÇÃO E CONFIGURAÇÃO INDICE 1. INTRODUÇÃO 2. INSTALAÇÃO E CONFIGURAÇÃO 2.1. COMPARTILHANDO O DIRETÓRIO DO APLICATIVO 3. INTERFACE DO APLICATIVO 3.1. ÁREA DO MENU 3.1.2. APLICANDO A CHAVE DE LICENÇA AO APLICATIVO 3.1.3 EFETUANDO

Leia mais

Manual. ID REP Config Versão 1.0

Manual. ID REP Config Versão 1.0 Manual ID REP Config Versão 1.0 Sumário 1. Introdução... 3 2. Pré-Requisitos... 3 3. Instalação do ID REP Config... 4 4. Visão Geral do Programa... 8 4.1. Tela Principal... 8 4.2. Tela de Pesquisa... 12

Leia mais

Está apto a utilizar o sistema, o usuário que tenha conhecimentos básicos de informática e navegação na internet.

Está apto a utilizar o sistema, o usuário que tenha conhecimentos básicos de informática e navegação na internet. Conteúdo 1. Descrição geral 2 2. Resumo das funcionalidades 3 3. Efetuar cadastro no sistema 4 4. Acessar o sistema 6 5. Funcionalidades do menu 7 5.1 Dados cadastrais 7 5.2 Grupos de usuários 7 5.3 Funcionários

Leia mais