IV SEMINARIO DE POVOS INDIGENA E SUSTENTABILIDADE SABERES TRADICIONAL E FORMAÇAO ACADEMICA ARLEM BARBOSA DOS SANTOS

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "IV SEMINARIO DE POVOS INDIGENA E SUSTENTABILIDADE SABERES TRADICIONAL E FORMAÇAO ACADEMICA ARLEM BARBOSA DOS SANTOS"

Transcrição

1 IV SEMINARIO DE POVOS INDIGENA E SUSTENTABILIDADE SABERES TRADICIONAL E FORMAÇAO ACADEMICA ARLEM BARBOSA DOS SANTOS DIAGNOSTICO SOCIO-ECONOMICO DA COMUNIDADE SÃO JORGE/RR: UMA EXPERIENCIA ACADEMICA Trabalho apresentado a banca organizadora do IV Seminário povos indígenas e Sustentabilidades, como pré-requisito para apresentação em banner no IV Seminário povos indígenas e Sustentabilidades, realizado pela Universidade Católica Dom Bosco. BOA VISTA AGOSTO/ 2011

2 METODOLOGIA: Entrevista fechada: Foram feitas em todas as casas da comunidade. Entrevistas abertas: Foram selecionados apenas alguns membros da comunidade como: Tuxaua, ex-tuxaua, diretora da escola, agente de saúde, e um morador antigo da comunidade. Levantamento de dados: Foi realizado nos pontos mais importante da comunidade como Posto de Saúde e Escola. No posto de saúde foi realizado com os próprios AIS (agente indígena de saúde), na escola foi com a secretaria.

3 COMUNIDADE INDIGENA SÃO JORGE Este trabalho foi realizado com objetivo de mostrar os pontos positivos e negativo da comunidade indígena São Jorge, para isso feito entrevistas (fechadas) com as pessoas e essa participação ajudou a vermos onde a comunidade avançou,onde pode avançar o que é necessário para ela avançar(entrevista aberta). A comunidade esta localizada no norte do estado de Roraima, no município de Pacaraima,Terra Indígena Raposa Serra do Sol a margem esquerda do rio Surumu. Segundo histórico da comunidade a mesma foi fundada na década de 1910, pelos indígenas: Geraldo Barbosa e Lucinda Barbosa, Norberto lima e Cecília rota, Filisminio Hermínio e Antônia de Sousa, Domingo Hermínio e Luiza dos santos, Florentino e Anita, Luiz Marajó e Cecília. A vegetação predominante é o lavrado com muitas serras e lagos, a região é conhecida por ser rica de peixe e caça. Hoje a comunidade tem a população de 137 pessoas todos pertencentes à etnia Macuxi, dividido em 24 pessoas de 0 a 05 anos, 30 de 07 a 13 anos, 37 de 14 a 21 anos, e 46 de 22 a 80 anos, incluindo estudantes e pessoas que trabalham fora da comunidade (neste caso existem pessoas que tem o nome no senso da comunidade mais não mora diretamente nela o total de pessoas é de 116 pessoas que estão direto na comunidade). A comunidade tem no total de dezoito casas individual, três casas de apoio feitas a professores que vem para a comunidade ou ex-moradores que estão de volta à comunidade, uma cantina, uma escola e um mini-posto de saúde, uma igreja católica, um malocão comunitário. As casas da comunidade na sua maioria são de adobe, coberta ou por folha de zinco ou telha industrial, apenas seis são de alvenaria (duas de apoio) e duas de taipa. A cantina da comunidade foi resultado do projeto PESOL, e funciona desde Como meio de transporte a comunidade dispõe de um trator (comunitário) na comunidade das 16 casas entrevistada podemos afirmar que 12 temos como transporte uma moto (na sua maioria do ano 98) e duas tem carro próprio e em todas as casas tem-se uma bicicleta, o cavalo ainda é utilizado como transporte apenas pelos senhores mais idosos. Pude perceber que na comunidade a agricultura e pouco praticada das 16 casas entrevistada posso afirmar que apenas 50% delas trabalham de roça sendo que apenas três delas trabalham no Gapó (matas na beira do rio) as demais no lavrado. A comunidade vem trabalhando com as lavouras mecanizadas desde o ano de 2008 com o projeto PESOL e em 2010 com o CHUVA NA ROÇA, o PESOL que tinha como objetivo produzir feijão,milho e mandioca,chegou a produzir duas vezes no ano de 2008 e 2009, o segundo projeto que tem o objetivo de produzir os mesmos gêneros, se encontra parado, devido a grande quantidade de água no local da lavoura. A comunidade dispõe de dois projetos de gado sendo que os dois foram os primeiros projetos que a comunidade recebeu,

4 tendo no total de 150 cabeças comunitária e 50 individuais a comunidade também dispõe de cavalos. Na comunidade encontra-se um mini posto, construído pelos próprios moradores mais ou menos no ano de 1998 o mesmo faz farte do pólo base são Camilo, nele trabalham um agente de saúde e um operador de serviços gerais que também faz atividade de agente de saúde por causa de sua experiência. O posto de saúde se encontra em um estado precário, pois uma das paredes se encontra caída e fechada com lona, nele encontra-se como bens materiais: duas balanças, um armário para remédio e uma maca. Com base nos conhecimento adquirido nas entrevistas fechado; a doença que mais atinge a comunidade no decorrer do ano é a gripe e diarréia e atinge mais as crianças e velhos. E segundo conhecimento adquirido através de entrevista realizada na comunidade quem antes fazia o trabalho dos agentes de saúde na comunidade era o senhor João de Sousa. Segundo histórico da comunidade a escola foi fundada em 1975 era de taipa, depois de tábua e funcionava com o ensino de 1ª a 4ª serie com a professora Idelvania, logo em seguida vieram outros professores para trabalhar com as mesmas serie foram ele Santina Magalhães, Marlete e Hiena, Maria Alice de oliveira, Carlos, Josmilde Barbosa, Edivanilda de lima pereira e Miriam de Sousa Alexandre. Em 2004 a mesma começou a trabalhar com ensino de 1ª a 8ª serie, tendo inicialmente nove professores, como estrutura física tinha três salas de aula, um banheiro, uma secretaria, usavase o malocão comunitário para dar aula. Hoje a escola está com 08 professores, às disciplinas dadas são: matemática, língua portuguesa, geografia, pratica de projeto, ciência e língua materna (Macuxi), uma das salas de aula esta inutilizada por que está preste a cair, a atual gestora trabalha nas salas de aula, alem dos oitos professores a escola conta com um auxiliar de serviços gerais. Os alunos que terminam a 8ª serie vão estudar na escola Padre José de Anchieta, na comunidade Barro. A escola junto à comunidade faz seu próprio calendário escolar incluindo os trabalhos realizados na comunidade e as festa. Segundo a secretaria da escola já foram entregues dois documentos pedindo a reforma e ampliação da escola para o governador do Estado e um para o prefeito pedindo a construção de uma escola municipal com quatro salas, um ginásio coberto,mais ate o momento nada foi feito. A religião dominante na comunidade e a católica apenas uma família é evangélica. A comunidade hoje com seus 101 anos de existência podemos dizer que melhorou bastante, pois nela podemos encontrar; escola com ensino fundamental completo, um mini posto de saúde, água encanada, energia elétrica e è de fácil acesso, pois a estrada vai da comunidade até a BR 174. A educação na comunidade vem melhorando cada vez mais principalmente desde 2004 quando a escola passou a trabalhar com ensino fundamental, pois antes eram necessários os alunos que terminavam a 4ª serie ir estudar no Padre Jose de Anchieta, com a distancia de sete km da comunidade, e hoje apenas quem termina a 8ª serie vai estudar lá, o governo depõe de uma Kombi

5 para busca os alunos. Os professores na sua maioria são da própria comunidade, apenas a gestora e formada os outros ainda estão cursando universidades, um faz matemática e a demais pedagogia. Na saúde a comunidade tem uma agente de saúde, um auxiliar de serviços gerais e também acompanham estagiários, e segundo moradores o que se precisar para melhorar a saúde na comunidade e a qualificação dos agentes de saúde, novos cursos, melhorar a estrutura física, novos equipamentos para fazer exames quando necessário, e Segundo os AIS trazer médicos, dentista para a comunidade pelo menos uma vez por mês, pois quando precisamos desses profissionais e preciso ir ao posto de saúde da comunidade Barro. A comunidade tem como base da sua economia o gado, os dois primeiros projetos da comunidade, e o mesmo sustentam qualquer atividade da comunidade, tanto trabalhos como festejos. A comunidade esta trabalhando com as lavouras mecanizadas, o projeto PESOL implantado na comunidade em 2008 (Deu origem à cantina que tem na comunidade um modo de fazer o dinheiro da comunidade fica na comunidade) Produziu duas vezes ai parou o segundo no ano de 2010, também está parado devido a grande quantidade de água no local da lavoura, e segundo o tuxaua por falta de profissionais para avaliar o solo, fazer drenagem, pois o projeto foi implantado em área de lavrado,onde o mesmo acumula muita água,isso acaba dificultando a continuidade. Ao terminar o diagnostico socioeconômico da comunidade que procurou mostrar os pontos positivos e negativos da comunidade, vemos que a comunidade tem vários setores desenvolvidos como: saúde, educação em outros esta com grande deficiência como a agricultura. De acordo com que os moradores acham e necessário melhorar as infraestrutura tanto do posto de saúde como da escola, e se possível introduzi o ensino médio. Na agricultura precisamos de pessoas que saiba trabalhar com ela, pois ainda na comunidade não se encontra pessoa preparada para trabalhar com o tipo lavoura mecanizada alem de assistência dos técnicos responsável.

2. ESTADO DE CONSERVAÇÃO DA ESTRADA

2. ESTADO DE CONSERVAÇÃO DA ESTRADA Relatório do Reconhecimento de Campo da BR-319, Voltado à Elaboração dos Planos de Manejo das Unidades de Conservação Federal do Interflúvio Purus-Madeira 1. INTRODUÇÃO Entre os dias 4 e 8 de novembro

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO E CULTURA MEC UNIVERSIDADE FEDERAL DO PIAUÍ UFPI PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO PRPPG

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO E CULTURA MEC UNIVERSIDADE FEDERAL DO PIAUÍ UFPI PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO PRPPG MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO E CULTURA MEC UNIVERSIDADE FEDERAL DO PIAUÍ UFPI PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO PRPPG Coordenadoria Geral de Pesquisa CGP Campus Universitário Ministro Petrônio Portela,

Leia mais

Caracterização do Meio Sócio-econômico - propriedades Local e data Nome do chefe da família

Caracterização do Meio Sócio-econômico - propriedades Local e data Nome do chefe da família Caracterização do Meio Sócio-econômico - propriedades Local e data Nome do chefe da família Naturalidade Data de nascimento Telefone Endereço Nome do cônjuge ou companheiro Naturalidade Data de nascimento

Leia mais

Projeto de adequação socioeconômica e ambiental das. rurais. Minas Gerais. Aqui, o trabalho por um mundo mais sustentável já começou.

Projeto de adequação socioeconômica e ambiental das. rurais. Minas Gerais. Aqui, o trabalho por um mundo mais sustentável já começou. Projeto de adequação socioeconômica e ambiental das propriedades rurais Minas Gerais. Aqui, o trabalho por um mundo mais sustentável já começou. O projeto O Projeto de Adequação Socioeconômica e Ambiental

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE CRUZEIRO DO SUL PPA 2010/2013 CLASSIFICAÇÃO DOS PROGRAMAS E AÇÕES POR FUNÇÃO E SUBFUNÇÃO SUBFUNÇÃO PROGRAMA AÇÃO

PREFEITURA MUNICIPAL DE CRUZEIRO DO SUL PPA 2010/2013 CLASSIFICAÇÃO DOS PROGRAMAS E AÇÕES POR FUNÇÃO E SUBFUNÇÃO SUBFUNÇÃO PROGRAMA AÇÃO FUNÇÃO: 01 - LEGISLATIVA 031 Ação Legislativa 0001 - Execução da Ação Legislativa Manutenção das Atividades Legislativas FUNÇÃO: 02 - JUDICIÁRIA 122 Administração Geral 0006 - Defesa Jurídica do Município

Leia mais

Projeto Alvorada: ação onde o Brasil é mais pobre

Projeto Alvorada: ação onde o Brasil é mais pobre Projeto Alvorada: ação onde o Brasil é mais pobre N o Brasil há 2.361 municípios, em 23 estados, onde vivem mais de 38,3 milhões de pessoas abaixo da linha de pobreza. Para eles, o Governo Federal criou

Leia mais

QUESTIONÁRIO DO DOMICÍLIO

QUESTIONÁRIO DO DOMICÍLIO QUESTIONÁRIO DO DOMICÍLIO Unidade da Federação: Distrito: Município: Subdistrito: Bairro (se houver): Endereço: CEP: - Data: / / Horário: : Número do controle: Número de ordem do domicílio: SIAPE do Entrevistador:

Leia mais

A Uwê uptabi Marãiwatsédé buscam o bem viver no território tradicional. Palavras-Chaves: Território Sustentabilidade- Bem Viver.

A Uwê uptabi Marãiwatsédé buscam o bem viver no território tradicional. Palavras-Chaves: Território Sustentabilidade- Bem Viver. A Uwê uptabi Marãiwatsédé buscam o bem viver no território tradicional. Este trabalho tem o objetivo de discutir a sustentabilidade do território A uwe- Marãiwatsédé, mediada pelas relações econômicas,

Leia mais

LÍNGUA FALADA NA MALOCA DA RAPOSA LEVANDO EM CONTA A INFLUÊNCIA DA LÍNGUA PREDOMINANTE DO PAÍS. AUTORA: Tânia Valéria de Carvalho Barros Felipe.

LÍNGUA FALADA NA MALOCA DA RAPOSA LEVANDO EM CONTA A INFLUÊNCIA DA LÍNGUA PREDOMINANTE DO PAÍS. AUTORA: Tânia Valéria de Carvalho Barros Felipe. LÍNGUA FALADA NA MALOCA DA RAPOSA LEVANDO EM CONTA A INFLUÊNCIA DA LÍNGUA PREDOMINANTE DO PAÍS. AUTORA: Tânia Valéria de Carvalho Barros Felipe. 2007 SUMÁRIO Resumo... 01 Introdução... 02 Parte 1.Revisão

Leia mais

ROTEIRO DE OBSERVAÇÃO INDIVIDUAL DO CURSO DE LICENCIATURA EM EDUCAÇÃO DO CAMPO

ROTEIRO DE OBSERVAÇÃO INDIVIDUAL DO CURSO DE LICENCIATURA EM EDUCAÇÃO DO CAMPO ROTEIRO DE OBSERVAÇÃO INDIVIDUAL DO CURSO DE LICENCIATURA EM EDUCAÇÃO DO CAMPO 1. DADOS DO ESTAGIÁRIO 1.1 Estagiário (a): 1.2 Habilitação: 1.3 Duração da atividade: Início: Término: 2. IDENTIFICAÇÃO DA

Leia mais

Prefeitura inicia a obra da trincheira Ressaca/Eldorado PREFEITURA RESSACA ESPECIAL REGIÃO VEJA AINDA:

Prefeitura inicia a obra da trincheira Ressaca/Eldorado PREFEITURA RESSACA ESPECIAL REGIÃO VEJA AINDA: PREFEITURA FAZ INFORMATIVO DA PREFEITURA DE CONTAGEM Nº 2 - Janeiro de 2008 ESPECIAL REGIÃO RESSACA Prefeitura inicia a obra da trincheira Ressaca/Eldorado A Prefeitura iniciou a obra que vai retirar a

Leia mais

Entrevistas de moradores e familiares das comunidades sobre a localização e existência de um local onde se faziam enterros de escravos.

Entrevistas de moradores e familiares das comunidades sobre a localização e existência de um local onde se faziam enterros de escravos. 4.3.3 Programa de Monitoramento Arqueológico O Programa de Monitoramento Arqueológico, conforme consta no Plano Básico Ambiental prevê a catalogação de amostras nas áreas de construção da Estrada Parque,

Leia mais

Plano de Monitoramento dos Impactos Sociais do Projeto de Carbono no Corredor de Biodiversidade Emas-Taquari

Plano de Monitoramento dos Impactos Sociais do Projeto de Carbono no Corredor de Biodiversidade Emas-Taquari Plano de Monitoramento dos Impactos Sociais do Projeto de Carbono no Corredor de Biodiversidade Emas-Taquari Monitoramento dos Impactos à Comunidade Plano de monitoramento dos impactos sociais Os impactos

Leia mais

GOVERNO QUE CUIDA DA CIDADE E DAS PESSOAS!

GOVERNO QUE CUIDA DA CIDADE E DAS PESSOAS! GOVERNO QUE CUIDA 8 DA CIDADE E DAS PESSOAS! EDUCAÇÃO Logo que Badel assumiu a Prefeitura de, se comprometeu em fortalecer a agricultura familiar do município, estimulando o pequeno produtor a diversificar

Leia mais

Endereço do Projeto: Rua Alferes José Agostinho, 284 Bairro Mecejana Cep: 69304-440 Boa Vista RR Email: dimanei@hotmail.com

Endereço do Projeto: Rua Alferes José Agostinho, 284 Bairro Mecejana Cep: 69304-440 Boa Vista RR Email: dimanei@hotmail.com Igreja Metodista REMA Região Missionária da Amazônia Bispo Carlos Alberto Tavares Rua Padre Chiquinho, 2189 Bairro São João Bosco Porto Velho - Rondônia RO CEP: 76803-822 Fone: (0**69) 3229-2150 Fax: (0**69)

Leia mais

A porta de entrada para você receber os benefícios dos programas sociais do Governo Federal.

A porta de entrada para você receber os benefícios dos programas sociais do Governo Federal. A porta de entrada para você receber os benefícios dos programas sociais do Governo Federal. Para que serve o Cadastro Único? O Cadastro Único foi criado para o governo saber melhor quem são e como vivem

Leia mais

ANEXO I ROTEIRO DE ENTREVISTA PARA LEVANTAMENTOS PRELIMINARES. Data:

ANEXO I ROTEIRO DE ENTREVISTA PARA LEVANTAMENTOS PRELIMINARES. Data: ANEXO I ROTEIRO DE ENTREVISTA PARA LEVANTAMENTOS PRELIMINARES Dados Socioeconômicos: Levantamento das Demandas do Município Responsável Técnico pelo Levantamento: Data: Município: Nome do Informante /

Leia mais

Análise de Projeto Técnico Social APT MUNICÍPIO DE SÃO SEPÉ

Análise de Projeto Técnico Social APT MUNICÍPIO DE SÃO SEPÉ TE-SER Social Consultoria e Assessoria de Projetos Ltda. Rua Upamaroti, 1129/121 Bairro Cristal Porto Alegre/RS CEP: 90.820-140 CNPJ: 08.798.484/0001-78 Inscrição Municipal: 510.834.26 Análise de Projeto

Leia mais

Análise de Projeto Técnico Social APT MUNICÍPIO DE TURUÇU/ RS UF: RS

Análise de Projeto Técnico Social APT MUNICÍPIO DE TURUÇU/ RS UF: RS TE-SER Social Consultoria e Assessoria de Projetos Ltda. Rua Upamaroti, 1129/121 Bairro Cristal Porto Alegre/RS CEP: 90.820-140 CNPJ: 08.798.484/0001-78 Inscrição Municipal: 510.834.26 Análise de Projeto

Leia mais

CAPTAÇÃO DA ÁGUA DE CHUVA INTEGRADA AO TRABALHO DA PASTORAL DA CRIANÇA

CAPTAÇÃO DA ÁGUA DE CHUVA INTEGRADA AO TRABALHO DA PASTORAL DA CRIANÇA CAPTAÇÃO DA ÁGUA DE CHUVA INTEGRADA AO TRABALHO DA PASTORAL DA CRIANÇA Maria de Fátima Lima, Coordenadora da Pastoral da Criança na Diocese de Patos, Gilberto Nunes de Sousa, Central das Associações do

Leia mais

Análise de Projeto Técnico Social APT MUNICÍPIO DE RONDA ALTA

Análise de Projeto Técnico Social APT MUNICÍPIO DE RONDA ALTA TE-SER Social Consultoria e Assessoria de Projetos Ltda. Rua Upamaroti, 1129/121 Bairro Cristal Porto Alegre/RS CEP: 90.820-140 CNPJ: 08.798.484/0001-78 Inscrição Municipal: 510.834.26 Análise de Projeto

Leia mais

Proponente/Agente Promotor: Prefeitura Municipal de Salto do Jacuí - RS. 1.000.000,00 Contrapartida

Proponente/Agente Promotor: Prefeitura Municipal de Salto do Jacuí - RS. 1.000.000,00 Contrapartida TE-SER Social Consultoria e Assessoria de Projetos Ltda. Rua Upamaroti, 1129/121 Bairro Cristal Porto Alegre/RS CEP: 90.820-140 CNPJ: 08.798.484/0001-78 Inscrição Municipal: 510.834.26 Análise de Projeto

Leia mais

ESPECIALISTA PARA ELABORAÇÃO DE CARTILHA SOBRE USO EFICIENTE E SEGURO DE ENERGIA ELÉTRICA NAS LÍNGUAS INDÍGENAS KADIWÉU E KINIKINAU

ESPECIALISTA PARA ELABORAÇÃO DE CARTILHA SOBRE USO EFICIENTE E SEGURO DE ENERGIA ELÉTRICA NAS LÍNGUAS INDÍGENAS KADIWÉU E KINIKINAU MINISTÉRIO DE MINAS E ENERGIA INSTITUTO INTERAMERICANO DE COOPERACAO PARA A AGRICULTURA IICA PROJETO ESTRATÉGIAS DE ATENDIMENTO POR ENERGIA ELÉTRICA A COMUNIDADES RURAIS NO ÂMBITO DO PROGRAMA LUZ PARA

Leia mais

ANÁLISE DO PERFIL DO INGRESSO 2014 FACULDADES INTEGRADAS DO VALE DO RIBEIRA FVR. Comissão Própria de Avaliação CPA

ANÁLISE DO PERFIL DO INGRESSO 2014 FACULDADES INTEGRADAS DO VALE DO RIBEIRA FVR. Comissão Própria de Avaliação CPA ANÁLISE DO PERFIL DO INGRESSO 2014 FACULDADES INTEGRADAS DO VALE DO RIBEIRA FVR Comissão Própria de Avaliação CPA 01 Apresentação Os gráficos abaixo apresentados evidenciam os resultados da Análise do

Leia mais

Análise de Projeto Técnico Social APT MUNICÍPIO DE VICENTE DUTRA/RS

Análise de Projeto Técnico Social APT MUNICÍPIO DE VICENTE DUTRA/RS TE-SER Social Consultoria e Assessoria de Projetos Ltda. Rua Upamaroti, 1129/121 Bairro Cristal Porto Alegre/RS CEP: 90.820-140 CNPJ: 08.798.484/0001-78 Inscrição Municipal: 510.834.26 Análise de Projeto

Leia mais

RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO

RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO 1. PRÁTICA DE GESTÃO EFICAZ - Projeto Via Turismo 1.1 Histórico da Prática Eficaz Descrever como surgiu o programa/prática e indicar a data de início das ações. O Projeto Via Turismo

Leia mais

Percepção Ambiental Dos Moradores Da Área De Proteção Ambiental De Coqueiral

Percepção Ambiental Dos Moradores Da Área De Proteção Ambiental De Coqueiral Percepção Ambiental Dos Moradores Da Área De Proteção Ambiental De Coqueiral Ana Cristina Campos Rodrigues, bolsista da Proex 1 no 3º e 4º módulo da graduação, atualmente no 8ºmódulo de Ciências Biológicas,

Leia mais

PESQUISA DE OPINIÃO PÚBLICA SOBRE ASSUNTOS POLÍTICOS/ ADMINISTRATIVOS

PESQUISA DE OPINIÃO PÚBLICA SOBRE ASSUNTOS POLÍTICOS/ ADMINISTRATIVOS PESQUISA DE OPINIÃO PÚBLICA SOBRE ASSUNTOS POLÍTICOS/ ADMINISTRATIVOS MARÇO DE 2014 JOB0402 ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS DA PESQUISA OBJETIVO LOCAL Avaliar a atual administração do município de Acopiara. Acopiara

Leia mais

Perfil Socioeconômico de Comunidades a Serem Atingidas por Empreendimentos

Perfil Socioeconômico de Comunidades a Serem Atingidas por Empreendimentos Perfil Socioeconômico de Comunidades a Serem Atingidas por Empreendimentos Perfil Socioeconômico de Comunidades a Serem Atingidas por Empreendimentos Prof. Eliane Almeida Out./2014 Perfil Socioeconômico

Leia mais

ANÁLISE DE PROJETO TÉCNICO SOCIAL APT MUNICÍPIO SANTANA DA BOA VISTA

ANÁLISE DE PROJETO TÉCNICO SOCIAL APT MUNICÍPIO SANTANA DA BOA VISTA TE-SER Social Consultoria e Assessoria de Projetos Ltda. Rua Upamaroti, 1129/121 Bairro Cristal Porto Alegre/RS CEP: 90.820-140 CNPJ: 08.798.484/0001-78 Inscrição Municipal: 510.834.26 ANÁLISE DE PROJETO

Leia mais

UHE TIJUCO ALTO PESQUISA DE CONDIÇÕES DE VIDA DA POPULAÇÃO URBANA

UHE TIJUCO ALTO PESQUISA DE CONDIÇÕES DE VIDA DA POPULAÇÃO URBANA 1 NDF IF (Identificar o número da família) Nº do Imóvel Entrevistador Data / / 1. Dados do Imóvel 1.a Endereço completo: rua, UHE TIJUCO ALTO PESQUISA DE CONDIÇÕES DE VIDA DA POPULAÇÃO URBANA nº, complemento,

Leia mais

AUTOR(ES): ANDRÉ DOS SANTOS JANUÁRIO GARCIA, PAULO HENRIQUE DOS SANTOS

AUTOR(ES): ANDRÉ DOS SANTOS JANUÁRIO GARCIA, PAULO HENRIQUE DOS SANTOS TÍTULO: APP UM ESTUDO EXPLORATÓRIO NA MICRO REGIÃO DE AURIFLAMA-SP CATEGORIA: CONCLUÍDO ÁREA: CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS SUBÁREA: ADMINISTRAÇÃO INSTITUIÇÃO: FACULDADE DE AURIFLAMA AUTOR(ES): ANDRÉ DOS

Leia mais

2 Agentes Comunitários de Saúde e sua atuação

2 Agentes Comunitários de Saúde e sua atuação 2 Agentes Comunitários de Saúde e sua atuação 1. A saúde é direito de todos. 2. O direito à saúde deve ser garantido pelo Estado. Aqui, deve-se entender Estado como Poder Público: governo federal, governos

Leia mais

Ref.: Licenciamento Ambiental do empreendimento de impacto denominado Estação de Integração e Centro Comercial Vilarinho - CBTU

Ref.: Licenciamento Ambiental do empreendimento de impacto denominado Estação de Integração e Centro Comercial Vilarinho - CBTU Belo Horizonte 30 de novembro de 2.005 À Prefeitura Municipal de Belo Horizonte Secretaria Municipal Adjunta de Meio Ambiente Exma. Sra. Dra. Eliana Rocha Furtado Gerência de Licenciamento de Infra-Estrutura

Leia mais

A Construção de Categorias e Indicadores para Avaliação Institucional de Cursos, Projetos e Atividades de Extensão Universitária

A Construção de Categorias e Indicadores para Avaliação Institucional de Cursos, Projetos e Atividades de Extensão Universitária Anais do 2º Congresso Brasileiro de Extensão Universitária Belo Horizonte 12 a 15 de setembro de 2004 A Construção de Categorias e Indicadores para Avaliação Institucional de Cursos, Projetos e Atividades

Leia mais

10º Congreso Argentino y 5º Latinoamericano de Educación Física y Ciencias

10º Congreso Argentino y 5º Latinoamericano de Educación Física y Ciencias 10º Congreso Argentino y 5º Latinoamericano de Educación Física y Ciencias Relato de experiência de um agente social sobre suas atividades com as comunidades do município de Santa Maria- RS, através do

Leia mais

GEOPROCESSAMENTO COMO INSTRUMENTO DE ANÁLISE NOS IMPACTOS AMBIENTAIS: MINERADORA CAMPO GRANDE TERENOS/MS.

GEOPROCESSAMENTO COMO INSTRUMENTO DE ANÁLISE NOS IMPACTOS AMBIENTAIS: MINERADORA CAMPO GRANDE TERENOS/MS. GEOPROCESSAMENTO COMO INSTRUMENTO DE ANÁLISE NOS IMPACTOS AMBIENTAIS: MINERADORA CAMPO GRANDE TERENOS/MS. CÁSSIO SILVEIRA BARUFFI(1) Acadêmico de Engenharia Sanitária e Ambiental, Universidade Católica

Leia mais

MANUAL DE ORIENTAÇÃO

MANUAL DE ORIENTAÇÃO AMAVI ASSOCIAÇÃO DOS MUNICÍPIOS DO ALTO VALE DO ITAJAÍ MANUAL DE ORIENTAÇÃO FORMULÁRIO PARA ELABORAÇÃO DO DIAGNÓSTICO HABITACIONAL Este manual tem por finalidade orientar os cadastradores no preenchimento

Leia mais

Pesquisa Nacional de Saúde Módulo de Informações do Domicílio Notas Técnicas

Pesquisa Nacional de Saúde Módulo de Informações do Domicílio Notas Técnicas Pesquisa Nacional de Saúde Módulo de Informações do Domicílio Notas Técnicas Sumário Origem dos dados... 3 Descrição das variáveis disponíveis para tabulação... 4 Variáveis de conteúdo... 4 Média moradores/domicílios...

Leia mais

Como o bullying contra jovens indígenas estudantes de escolas de branco perpetua estereótipo negativo do índio

Como o bullying contra jovens indígenas estudantes de escolas de branco perpetua estereótipo negativo do índio Universidade de São Paulo Glenda Carlos Ferreira de Almeida Nilbberth Pereira da Silva Orientador: Professor Doutor José Coelho Sobrinho Como o bullying contra jovens indígenas estudantes de escolas de

Leia mais

PROGRAMA DE GOVERNO Massapê do piauí. Esta MUDANÇA INCLUE VOCÊ. Chico carvalho prefeito

PROGRAMA DE GOVERNO Massapê do piauí. Esta MUDANÇA INCLUE VOCÊ. Chico carvalho prefeito PROGRAMA DE GOVERNO Massapê do piauí Esta MUDANÇA INCLUE VOCÊ Chico carvalho prefeito É com o 11 que vamos avançar! Plano de ações do Prefeito Chico Carvalho para uma nova Massapê em 2013 11 Ações na Saúde

Leia mais

I B OP E Opinião. O que o brasileiro pensa e faz em relação à conservação e uso da água

I B OP E Opinião. O que o brasileiro pensa e faz em relação à conservação e uso da água PESQUISA DE OPINIÃO PÚBLICA Águas no Brasil: A visão dos brasileiros O que o brasileiro pensa e faz em relação à conservação e uso da água Dezembro, 2006 METODOLOGIA OBJETIVO Levantar informações para

Leia mais

RESUMOS COM RESULTADOS... 1144 RESUMOS DE PROJETOS... 1146 RELATOS DE EXPERIÊNCIA... 1148 ARTIGOS COMPLETOS (RESUMOS)... 1150

RESUMOS COM RESULTADOS... 1144 RESUMOS DE PROJETOS... 1146 RELATOS DE EXPERIÊNCIA... 1148 ARTIGOS COMPLETOS (RESUMOS)... 1150 1143 RESUMOS COM RESULTADOS... 1144 RESUMOS DE PROJETOS... 1146 RELATOS DE EXPERIÊNCIA... 1148 ARTIGOS COMPLETOS (RESUMOS)... 1150 RESUMOS COM RESULTADOS 1144 PERFIL PSICOSSOCIAL E HISTÓRICO DO IDOSO EM

Leia mais

http://www.opovo.com.br/app/colunas/opovoeconomia/2014/05/15/notopovoeconomia, 3250972/quanto-custa-uma-arvore-e-202.shtml

http://www.opovo.com.br/app/colunas/opovoeconomia/2014/05/15/notopovoeconomia, 3250972/quanto-custa-uma-arvore-e-202.shtml http://www.opovo.com.br/app/colunas/opovoeconomia/2014/05/15/notopovoeconomia, 3250972/quanto-custa-uma-arvore-e-202.shtml Quanto custa uma árvore? E 202? A sombra de uma árvore tem seu valor e não é só

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Coordenação de Biblioteca Programa transmitido em 26 de fevereiro

Leia mais

15 a 21 de Janeiro de 2008

15 a 21 de Janeiro de 2008 Pesquisa Clipping InterJornal MapaMídia 15 a 21 de Janeiro de 2008 Lista das Notícias (Positivas, Neutras e Negativas) publicadas nos principais Jornais, Revistas e Sites, citando Danilo Cabral 1 Índice

Leia mais

DELIBERAÇÃO CONSEP Nº 242/2014

DELIBERAÇÃO CONSEP Nº 242/2014 DELIBERAÇÃO CONSEP Nº 242/2014 Altera a Deliberação CONSEP Nº 107/2012, que Dispõe sobre o Currículo Pleno do Curso de Pedagogia - Licenciatura, regime seriado semestral. O CONSELHO DE ENSINO E PESQUISA,

Leia mais

4º.Fórum Nacional Extraordinário UNDIME

4º.Fórum Nacional Extraordinário UNDIME 4º.Fórum Nacional Extraordinário UNDIME Mata de São João Bahia 02 de setembro de 2011 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização, Diversidade e Inclusão SECADI/MEC Diretoria

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAPÁ PRÓ-REITORIA DE PÓS-GRADUAÇÃO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO MESTRADO EM DESENVOLVIMENTO REGIONAL IRENILDO COSTA DA SILVA

UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAPÁ PRÓ-REITORIA DE PÓS-GRADUAÇÃO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO MESTRADO EM DESENVOLVIMENTO REGIONAL IRENILDO COSTA DA SILVA UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAPÁ PRÓ-REITORIA DE PÓS-GRADUAÇÃO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO MESTRADO EM DESENVOLVIMENTO REGIONAL IRENILDO COSTA DA SILVA SUSTENTABILIDADE DOS SISTEMAS DE USO DA TERRA NO ASSENTAMENTO

Leia mais

EDITAL Nº 014.1/2015 - PRONATEC/IFMS

EDITAL Nº 014.1/2015 - PRONATEC/IFMS EDITAL Nº 014.1/2015 - PRONATEC/IFMS PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO PARA INGRESSO NOS CURSOS DE FORMAÇÃO INICIAL E CONTINUADA DO PRONATEC MULHERES MIL/IFMS O REITOR EM EXERCÍCIO DO INSTITUTO FEDERAL DE

Leia mais

Pesquisa Nacional de Saúde Módulo de Saúde dos indivíduos com 60 anos ou mais

Pesquisa Nacional de Saúde Módulo de Saúde dos indivíduos com 60 anos ou mais Pesquisa Nacional de Saúde Módulo de Saúde dos indivíduos com 60 anos ou mais Sumário Origem dos dados... 3 Descrição das variáveis disponíveis para tabulação... 4 Variáveis de conteúdo... 4 %Idosos c/limitação

Leia mais

Avaliação Econômica. Programa Escola Integrada. Secretaria Municipal de Educação de Belo Horizonte

Avaliação Econômica. Programa Escola Integrada. Secretaria Municipal de Educação de Belo Horizonte Avaliação Econômica Programa Escola Integrada Secretaria Municipal de Educação de Belo Horizonte Criado em 2004, o Programa de Avaliação Econômica de Projetos Sociais, da Fundação Itaú Social, atua em

Leia mais

3ºANO DO ENSINO FUNDAMENTAL DE 9 ANOS Professoras regentes: Andreza, Déborah, keiti e Letícia.

3ºANO DO ENSINO FUNDAMENTAL DE 9 ANOS Professoras regentes: Andreza, Déborah, keiti e Letícia. COLÉGIO NOSSA SENHORA DO ROSÁRIO IRMÃS DOMINICANAS Curitiba, 6 de Junho de 2012. Senhores pais ou responsáveis, Enviamos-lhes o cronograma do que vai ser trabalhado nesta 2ª Etapa no 3º ano. O cronograma

Leia mais

Projeto Fecundação: construção e desconstrução de saberes na captação de água de água da chuva em Coronel José Dias - PI

Projeto Fecundação: construção e desconstrução de saberes na captação de água de água da chuva em Coronel José Dias - PI Projeto Fecundação: construção e desconstrução de saberes na captação de água de água da chuva em Coronel José Dias - PI Maria Sueli Rodrigues de Sousa Conjunto Morada Nova I, Quadra 03, Bloco 05, apartamento

Leia mais

Entrevista Descrição da demanda: Relatório da Entrevista:

Entrevista Descrição da demanda: Relatório da Entrevista: Entrevista Dia 21/05, às 19:00, no MOM Família de 2 pessoas: Roney e Helena Endereço da casa: Rua Uberlândia, 531 (esquina com Rua Padre Eustáquio) Tempo: 2h Presentes: Amanda Descrição da demanda: Os

Leia mais

MANUAL SERVIÇOS AMBIENTAIS NO CORREDOR ETNOAMBIENTAL TUPI MONDÉ CADERNO DE ATIVIDADES

MANUAL SERVIÇOS AMBIENTAIS NO CORREDOR ETNOAMBIENTAL TUPI MONDÉ CADERNO DE ATIVIDADES MANUAL SERVIÇOS AMBIENTAIS NO CORREDOR ETNOAMBIENTAL TUPI MONDÉ CADERNO DE ATIVIDADES MÓDULO I Corredor Etnoambiental Tupi Mondé Atividade 1 Conhecendo mais sobre nosso passado, presente e futuro 1. No

Leia mais

Avaliação do Programa Agroamigo Banco do Nordeste

Avaliação do Programa Agroamigo Banco do Nordeste Avaliação do Programa Agroamigo Banco do Nordeste 2006-2010 Fortaleza, 20 de Julho de 2012 Pontos avaliados 1. O Programa e a Pesquisa 2. Caracterização socioeconômica 3. Riqueza 4. Produção 5. Crédito

Leia mais

OMEP/DOURADOS/BR/MS. Participou de 10 a 13 de junho de 2009 - Campo Grande- MS

OMEP/DOURADOS/BR/MS. Participou de 10 a 13 de junho de 2009 - Campo Grande- MS ATIVIDADES 2009 OMEP/DOURADOS/BR/MS. Participou de 10 a 13 de junho de 2009 - Campo Grande- MS 20º ENCONTRO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO INFANTIL E PRIMEIROS ANOS DO ENSINO FUNDAMENTAL CRIANÇA E FORMAÇÃO DE PROFESSORES:

Leia mais

INSTITUTO INTERAMERICANO DE COOPERAÇÃO PARA A AGRICULTURA. TERMO DE REFERÊNCIA CONS - OPE 03 01 Vaga

INSTITUTO INTERAMERICANO DE COOPERAÇÃO PARA A AGRICULTURA. TERMO DE REFERÊNCIA CONS - OPE 03 01 Vaga INSTITUTO INTERAMERICANO DE COOPERAÇÃO PARA A AGRICULTURA TERMO DE REFERÊNCIA CONS - OPE 03 01 Vaga 1. IDENTIFICAÇÃO DA CONSULTORIA Consultoria para promover estudos, formular proposições e apoiar as Unidades

Leia mais

PLANO DIRETOR PARTICIPATIVO DE USO E OCUPAÇÃO DO CÂMPUS ITAJAÍ

PLANO DIRETOR PARTICIPATIVO DE USO E OCUPAÇÃO DO CÂMPUS ITAJAÍ PLANO DIRETOR PARTICIPATIVO DE USO E OCUPAÇÃO DO CÂMPUS ITAJAÍ Agosto/2014 1 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA

Leia mais

CENÁRIO 23/02 a 24/02/2012

CENÁRIO 23/02 a 24/02/2012 CENÁRIO 23/02 a 24/02/2012 1. Data: 23/02/2012 Entidade: Residência Parceiro: José Raimundo da Silva Teixeira Função/Profissão: Comerciante Município/Estado: Rio de Janeiro/RJ Programa: LAMSA - Diagnóstico

Leia mais

EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS DO CAMPO: IMPLANTAÇÃO DO PRONERA EM RORAIMA

EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS DO CAMPO: IMPLANTAÇÃO DO PRONERA EM RORAIMA EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS DO CAMPO: IMPLANTAÇÃO DO PRONERA EM RORAIMA Resumo Na história da educação brasileira é perceptível que o direito à educação foi negado às classes menos favorecidas da população,

Leia mais

VIII JORNADA DE ESTÁGIO DE SERVIÇO SOCIAL

VIII JORNADA DE ESTÁGIO DE SERVIÇO SOCIAL VIII JORNADA DE ESTÁGIO DE SERVIÇO SOCIAL CONSIDERAÇÕES SOBRE O TRABALHO REALIZADO PELO SERVIÇO SOCIAL NO CENTRO PONTAGROSSENSE DE REABILITAÇÃO AUDITIVA E DA FALA (CEPRAF) TRENTINI, Fabiana Vosgerau 1

Leia mais

VÁRZEA PAULISTA OBRAS E AÇÕES GESTÃO 2007-2010 R$ 37.530.000,00

VÁRZEA PAULISTA OBRAS E AÇÕES GESTÃO 2007-2010 R$ 37.530.000,00 VÁRZEA PAULISTA OBRAS E AÇÕES GESTÃO 2007-2010 R$ 37.530.000,00 AGRICULTURA: Distribuição de Leite: distribuídos 59.550 litros de leite de Jan/2007 a Mar/2009 - Custo: R$ 75 mil, beneficiando 150 famílias

Leia mais

RD BR 174, KM 2, 0 MUCAJAÍ CPF: 323.379.652-87 ID. : 032996. Classe. Código Faturamento

RD BR 174, KM 2, 0 MUCAJAÍ CPF: 323.379.652-87 ID. : 032996. Classe. Código Faturamento PARA CONTATO COM A NOTA FISCAL / CONTA DE ENERGIA ELETRICA - GRUPO B Série B- nº 76733 ICMS.AUTORIZADO PELO REGIME ESPECIAL Nº. /24 PROCESSO Nº 22.32/4-93. 35.42.85 5/8/25 4...Z.2 FAZENDA BOA ESPERANCA

Leia mais

ESTÁGIO SUPERVISIONADO: UMA ANÁLISE DE SUA CONTRIBUIÇÃO PARA A FORMAÇÃO EM SERVIÇO SOCIAL

ESTÁGIO SUPERVISIONADO: UMA ANÁLISE DE SUA CONTRIBUIÇÃO PARA A FORMAÇÃO EM SERVIÇO SOCIAL ESTÁGIO SUPERVISIONADO: UMA ANÁLISE DE SUA CONTRIBUIÇÃO PARA A FORMAÇÃO EM SERVIÇO SOCIAL Jocelma Tossin Martins (UNICENTRO), Rosângela Bujokas de Siqueira (Orientadora), e-mail: janja.bujokas@uol.com.br

Leia mais

A IMPORTÂNCIA DAS DISCIPLINAS DE MATEMÁTICA E FÍSICA NO ENEM: PERCEPÇÃO DOS ALUNOS DO CURSO PRÉ- UNIVERSITÁRIO DA UFPB LITORAL NORTE

A IMPORTÂNCIA DAS DISCIPLINAS DE MATEMÁTICA E FÍSICA NO ENEM: PERCEPÇÃO DOS ALUNOS DO CURSO PRÉ- UNIVERSITÁRIO DA UFPB LITORAL NORTE A IMPORTÂNCIA DAS DISCIPLINAS DE MATEMÁTICA E FÍSICA NO ENEM: PERCEPÇÃO DOS ALUNOS DO CURSO PRÉ- UNIVERSITÁRIO DA UFPB LITORAL NORTE ALMEIDA 1, Leonardo Rodrigues de SOUSA 2, Raniere Lima Menezes de PEREIRA

Leia mais

RELATÓRIO DE TRABALHO DOCENTE SETEMBRO DE 2012 EREM JOAQUIM NABUCO

RELATÓRIO DE TRABALHO DOCENTE SETEMBRO DE 2012 EREM JOAQUIM NABUCO UNIVERSIDADE CATÓLICA DE PERNAMBUCO PIBID PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSA DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA CÍCERO WILLIAMS DA SILVA EMERSON LARDIÃO DE SOUZA MARIA DO CARMO MEDEIROS VIEIRA ROBERTO GOMINHO DA SILVA

Leia mais

PROGRAMA SOCIOASSISTENCIAL ESTUDANTIL

PROGRAMA SOCIOASSISTENCIAL ESTUDANTIL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO AMAZONAS CAMPUS MANAUS CENTRO PROGRAMA SOCIOASSISTENCIAL ESTUDANTIL CADASTRO

Leia mais

É OBRIGATÓRIO O PREENCHIMENTO DE TODOS OS ITENS DESTE QUESTIONÁRIO E ASSINATURA DE TODAS AS PÁGINAS.

É OBRIGATÓRIO O PREENCHIMENTO DE TODOS OS ITENS DESTE QUESTIONÁRIO E ASSINATURA DE TODAS AS PÁGINAS. MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO FICHA SOCIAL DE ESTUDANTE É OBRIGATÓRIO O PREENCHIMENTO DE TODOS OS ITENS DESTE QUESTIONÁRIO E ASSINATURA DE TODAS AS PÁGINAS. 1 - IDENTIFICAÇÃO DO ESTUDANTE: Nome completo: Nome

Leia mais

ROTEIRO DE ESTUDO I ETAPA LETIVA HISTÓRIA 3.º ANO/EF 2015

ROTEIRO DE ESTUDO I ETAPA LETIVA HISTÓRIA 3.º ANO/EF 2015 SOCIEDADE MINEIRA DE CULTURA MANTENEDORA DA PUC Minas E DO COLÉGIO SANTA MARIA ROTEIRO DE ESTUDO I ETAPA LETIVA HISTÓRIA 3.º ANO/EF 2015 Caro(a) aluno(a), É tempo de conferir os conteúdos estudados na

Leia mais

Datas das próximas viagens da UFMG. Visitas às casas dos moradores de Lagedo e Riacho

Datas das próximas viagens da UFMG. Visitas às casas dos moradores de Lagedo e Riacho Ano 2 Lagedo, Domingo, 25 de janeiro de 2015 N o 8 Datas das próximas viagens da UFMG Data Casa 8 23 a 25 de janeiro de 2015 Lúcia 9 27 de fevereiro a 1 de março de 2015 Irene/Paulo 10 27 de março a 29

Leia mais

Curso: ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA BACHARELADO

Curso: ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA BACHARELADO Curso: ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA BACHARELADO 11 B 12 B 15 D 16 A 17 D 18 E 19 B 20 E 21 E 23 D 25 B 26 C 27 A 28 C 29 A 30 E 31 B 32 C 33 D 34 E 36 C 37 D 38 D 39 B Curso: SISTEMAS DE INFORMAÇÃO BACHARELADO

Leia mais

EDITAL COMPLEMENTAR N 02/2014 COVEST CONCURSO VESTIBULAR

EDITAL COMPLEMENTAR N 02/2014 COVEST CONCURSO VESTIBULAR ASSESSORIA DE GESTÃO DE CONS E VESTIBULARES EDITAL COMPLEMENTAR N 02/2014 COVEST CON VESTIBULAR O REITOR da Universidade do Estado de Mato Grosso - UNEMAT, no uso de suas atribuições legais, torna pública

Leia mais

CD 2010 - QUESTIONÁRIO BÁSICO

CD 2010 - QUESTIONÁRIO BÁSICO 1 CD 2010 - QUESTIONÁRIO BÁSICO 1 2 IDENTIFICAÇÃO - CNEFE CARACTERÍSTICAS DO DOMICÍLIO 2.01 ESTE DOMICÍLIO É: 1- PRÓPRIO DE ALGUM MORADOR JÁ PAGO 4 - CEDIDO POR EMPREGADOR 2 - PRÓPRIO DE ALGUM MORADOR

Leia mais

PESQUISA DE OPINIÃO SOBRE A REDE PARTICULAR DE ENSINO FEDERAÇÃO NACIONAL DAS ESCOLAS PARTICULARES DEZEMBRO - 2005 DIVULGAÇÃO JANEIRO

PESQUISA DE OPINIÃO SOBRE A REDE PARTICULAR DE ENSINO FEDERAÇÃO NACIONAL DAS ESCOLAS PARTICULARES DEZEMBRO - 2005 DIVULGAÇÃO JANEIRO IBOPE PESQUISA DE OPINIÃO SOBRE A REDE PARTICULAR DE ENSINO FEDERAÇÃO NACIONAL DAS ESCOLAS PARTICULARES DEZEMBRO - 2005 DIVULGAÇÃO JANEIRO - 2006 Proibida reprodução total ou parcial sem autorização expressa

Leia mais

Programa Viver é Melhor. Categoria do projeto: I Projetos em andamento (projetos em execução atualmente)

Programa Viver é Melhor. Categoria do projeto: I Projetos em andamento (projetos em execução atualmente) Programa Viver é Melhor Mostra Local de: Londrina Categoria do projeto: I Projetos em andamento (projetos em execução atualmente) Nome da Instituição/Empresa: Legião da Boa Vontade (LBV) Cidade: Londrina/PR

Leia mais

ESPORTE NÃO É SÓ PARA ALGUNS, É PARA TODOS! Esporte seguro e inclusivo. Nós queremos! Nós podemos!

ESPORTE NÃO É SÓ PARA ALGUNS, É PARA TODOS! Esporte seguro e inclusivo. Nós queremos! Nós podemos! ESPORTE NÃO É SÓ PARA ALGUNS, É PARA TODOS! Esporte seguro e inclusivo. Nós queremos! Nós podemos! Documento final aprovado por adolescentes dos Estados do Amazonas, da Bahia, do Ceará, do Mato Grosso,

Leia mais

Deu pra ti Baixo astral Vou pra Porto Alegre Tchau!

Deu pra ti Baixo astral Vou pra Porto Alegre Tchau! UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRNDE DO SUL FACULDADE DE EDUCAÇÃO CURSO DE PEDAGOGIA Disciplina EDU 03080 Pesquisa em Educação Professora: LILIANA MARIA PASSERINO Deu pra ti Baixo astral Vou pra Porto Alegre

Leia mais

AUTORIZA O CHEFE DO PODER EXECUTIVO DOAR BENS IMÓVEIS CONSTANTES DO PROGRAMA MORAR MELHOR E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS.

AUTORIZA O CHEFE DO PODER EXECUTIVO DOAR BENS IMÓVEIS CONSTANTES DO PROGRAMA MORAR MELHOR E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS. Lei nº 1925, de 30 de Agosto de 2002. AUTORIZA O CHEFE DO PODER EXECUTIVO DOAR BENS IMÓVEIS CONSTANTES DO PROGRAMA MORAR MELHOR E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS. A Câmara Municipal de Tangará da Serra, Estado

Leia mais

ANTUERBER ARTHUR ALVES FARIAS DA LUZ ESTÁGIO SUPERVISIONADO E AS SUAS DIFICULDADES. Cuiabá

ANTUERBER ARTHUR ALVES FARIAS DA LUZ ESTÁGIO SUPERVISIONADO E AS SUAS DIFICULDADES. Cuiabá ANTUERBER ARTHUR ALVES FARIAS DA LUZ ESTÁGIO SUPERVISIONADO E AS SUAS DIFICULDADES Cuiabá 2015 RELATO DE EXPERIÊNCIA SUMÁRIO 1. INTRODUÇÃO... 4 2. DESENVOLVIMENTO... 5 3. CARACTERIZAÇÃO DA ESCOLA... 5

Leia mais

FICHA PROJETO - nº 075-MA

FICHA PROJETO - nº 075-MA FICHA PROJETO - nº 075-MA Mata Atlântica Grande Projeto 1) TÍTULO: CENTRO DE REFERÊNCIA EM BIODIVERSIDADE DA SERRA DOS ÓRGÃOS: UMA ALIANÇA ENTRE EDUCAÇÃO, TURISMO E CONSERVAÇÃO. 2) MUNICÍPIOS DE ATUAÇÃO

Leia mais

ABORDAGENS MULTIDISCIPLINARES NAS TRILHAS INTERPRETATIVAS COM ALUNOS DO ENSINO FUNDAMENTAL II: VISITAS GUIADAS AO PARQUE NACIONAL DA TIJUCA

ABORDAGENS MULTIDISCIPLINARES NAS TRILHAS INTERPRETATIVAS COM ALUNOS DO ENSINO FUNDAMENTAL II: VISITAS GUIADAS AO PARQUE NACIONAL DA TIJUCA ABORDAGENS MULTIDISCIPLINARES NAS TRILHAS INTERPRETATIVAS COM ALUNOS DO ENSINO FUNDAMENTAL II: VISITAS GUIADAS AO PARQUE NACIONAL DA TIJUCA Andréa Espinola de Siqueira; Ana Clara Frey de S. Thiago; Ana

Leia mais

10 9 1 Nível Fundamental Incompleto. 40h 788,00 50,00. 5 4 1 Nível Fundamental Incompleto. 40h 788,00 50,00

10 9 1 Nível Fundamental Incompleto. 40h 788,00 50,00. 5 4 1 Nível Fundamental Incompleto. 40h 788,00 50,00 DISTRIBUIÇÃO DAS : Total das vagas oferecidas no Concurso Público. : Vagas de ampla concorrência. PD: Vaga destinada à pessoa com deficiência (subitem 3.2 do Edital). 1 2 3 4 5 6 Auxiliar de Serviços da

Leia mais

Educação Integral Relatório em Junho/2013

Educação Integral Relatório em Junho/2013 Comunidade Escola Família Educação Integral Relatório em Junho/2013 Objetivo 3 O principal objetivo desta pesquisa é avaliar o conhecimento da população brasileira sobre educação integral. Metodologia

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE CRUZEIRO DO SUL PPA 2010/2013 CLASSIFICAÇÃO DOS PROGRAMAS E AÇÕES POR FUNÇÃO E SUBFUNÇÃO SUBFUNÇÃO PROGRAMA AÇÃO

PREFEITURA MUNICIPAL DE CRUZEIRO DO SUL PPA 2010/2013 CLASSIFICAÇÃO DOS PROGRAMAS E AÇÕES POR FUNÇÃO E SUBFUNÇÃO SUBFUNÇÃO PROGRAMA AÇÃO FUNÇÃO: 01 - LEGISLATIVA 31 Ação Legislativa 0001- Execução da Ação Legislativa 2001 - Manutenção das Atividades Legislativas da Câmara Municipal FUNÇÃO: 02 - JUDICIÁRIA 122 Administração Geral 0006- Defesa

Leia mais

Felin, Rafael Pasqualin; Gularte, Isis Karina Cardoso da Luz. 10mo Congreso Argentino de Educación Física y Ciencias. 9 al 13 de septiembre de 2013

Felin, Rafael Pasqualin; Gularte, Isis Karina Cardoso da Luz. 10mo Congreso Argentino de Educación Física y Ciencias. 9 al 13 de septiembre de 2013 Felin, Rafael Pasqualin; Gularte, Isis Karina Cardoso da Luz Relato de experiência de um agente social sobre suas atividades com as comunidades do município de Santa Maria-RS, através do Programa de Esporte

Leia mais

Adair Santa Catarina 1 (Coordenador da Ação de Extensão)

Adair Santa Catarina 1 (Coordenador da Ação de Extensão) CURSO PRÉ-VESTIBULAR DA UNIOESTE UM AMBIENTE INTERDISCIPLINAR PARA FORMAÇÃO DE EDUCADORES Área Temática: Educação Adair Santa Catarina 1 (Coordenador da Ação de Extensão) Aparecida Favoretto 2, Bruna S.

Leia mais

ESCOLA RURAL VALENTIM BERTO Édine Berto 1 Graziela Vitória Donin 2

ESCOLA RURAL VALENTIM BERTO Édine Berto 1 Graziela Vitória Donin 2 ESCOLA RURAL VALENTIM BERTO Édine Berto 1 Graziela Vitória Donin 2 Resumo Nosso artigo trata da Escola Rural Valentim Berto, criada com o Decreto N 13.482 de 25/04/1962 na época pertencente ao município

Leia mais

APÊNDICE M-1 CRITÉRIOS DE ELEGIBILIDADE E AVALIAÇÃO DE PROJETOS DO SETOR DE SANEAMENTO MODELO DE QUESTIONÁRIO

APÊNDICE M-1 CRITÉRIOS DE ELEGIBILIDADE E AVALIAÇÃO DE PROJETOS DO SETOR DE SANEAMENTO MODELO DE QUESTIONÁRIO CRITÉRIOS DE ELEGIBILIDADE E AVALIAÇÃO DE PROJETOS DO SETOR DE SANEAMENTO MODELO DE QUESTIONÁRIO 1 CRITÉRIOS DE ELEGIBILIDADE E AVALIAÇÃO DE PROJETOS DO SETOR DE SANEAMENTO MODELO DE QUESTIONÁRIO Recomenda-se,

Leia mais

DESCRIÇÃO DAS CONSTRUÇÕES (ÁREAS CONSTRUÍDAS) NO IFSULDEMINAS CÂMPUS MACHADO Término Nº de

DESCRIÇÃO DAS CONSTRUÇÕES (ÁREAS CONSTRUÍDAS) NO IFSULDEMINAS CÂMPUS MACHADO Término Nº de DESCRIÇÃO DAS CONSTRUÇÕES (ÁREAS CONSTRUÍDAS) NO IFSULDEMINAS CÂMPUS MACHADO Término Nº de Área Valor da Obra Valor do M² Nome da Obra Início da Obra Programado Obras Construída M² R$ R$ da Obra Descrição

Leia mais

Pesquisa sobre o Uso das Tecnologias de Informação e Comunicação nas Escolas Brasileiras TIC Educação

Pesquisa sobre o Uso das Tecnologias de Informação e Comunicação nas Escolas Brasileiras TIC Educação Pesquisa TIC Educação 2010 Coletiva de Imprensa Pesquisa sobre o Uso das Tecnologias de Informação e Comunicação nas Escolas Brasileiras TIC Educação São Paulo, 09 de Agosto de 2011 CGI.br Comitê Gestor

Leia mais

PROGRAMA DE ASSISTÊNCIA ESTUDANTIL QUESTIONÁRIO SOCIOECONÔMICO FINALIDADE DA INSCRIÇÃO (DESCRIÇÃO DAS MODALIDADES NO EDITAL)

PROGRAMA DE ASSISTÊNCIA ESTUDANTIL QUESTIONÁRIO SOCIOECONÔMICO FINALIDADE DA INSCRIÇÃO (DESCRIÇÃO DAS MODALIDADES NO EDITAL) PROGRAMA DE ASSISTÊNCIA ESTUDANTIL QUESTIONÁRIO SOCIOECONÔMICO FINALIDADE DA INSCRIÇÃO (DESCRIÇÃO DAS MODALIDADES NO EDITAL) Nesse questionário, você deverá preencher dados sobre você e sua família. Se

Leia mais

Será uma carta entregue em mãos após uma marcha que terá início em São Paulo logo após a eleição e terminará no Palácio do Planalto em Brasília.

Será uma carta entregue em mãos após uma marcha que terá início em São Paulo logo após a eleição e terminará no Palácio do Planalto em Brasília. Pesquisa de Opinião CONTEXTO Carta de um Brasileiro é um movimento de mobilização social com objetivo de entregar à Presidente da República eleita em outubro de 2010 os principais desejos e necessidades

Leia mais

EXPERIÊNCIAS NO ESTÁGIO DOCENTE: OBSERVAÇÕES ACERCA DO COTIDIANO DE INSTITUIÇÕES DE EDUCAÇÃO INFANTIL

EXPERIÊNCIAS NO ESTÁGIO DOCENTE: OBSERVAÇÕES ACERCA DO COTIDIANO DE INSTITUIÇÕES DE EDUCAÇÃO INFANTIL EXPERIÊNCIAS NO ESTÁGIO DOCENTE: OBSERVAÇÕES ACERCA DO COTIDIANO DE INSTITUIÇÕES DE EDUCAÇÃO INFANTIL Acacia Silva Alcantara Graduanda/UEPB Danielly Muniz de Lima Graduanda/UEPB Glória Mª Leitão de Souza

Leia mais

PROCURADORIA DA REPÚBLICA NO MUNICÍPIO DE GUAÍRA PR RELATÓRIO DE VISITA TÉCNICA À ALDEIA TEKOHA GUARANI

PROCURADORIA DA REPÚBLICA NO MUNICÍPIO DE GUAÍRA PR RELATÓRIO DE VISITA TÉCNICA À ALDEIA TEKOHA GUARANI PRM-GUA-PR-00002864/2013 RELATÓRIO DE VISITA TÉCNICA À ALDEIA TEKOHA GUARANI Aos sete dias do mês de Junho de dois mil e treze foi realizada visita técnica à Aldeia Indígena Tekoha Guarani, localizada

Leia mais

HISTÓRICO E.E.B. ÂNGELO IZÉ

HISTÓRICO E.E.B. ÂNGELO IZÉ HISTÓRICO E.E.B. ÂNGELO IZÉ A escola localiza-se na Estrada Geral s/nº em Sanga do Engenho, no município de Forquilhinha/ SC. A primeira escola em Sanga do Engenho surgiu em 1928, em virtude da necessidade

Leia mais

SÃO PAULO: UM PASSEIO HISTÓRICO PELA MINHA CIDADE

SÃO PAULO: UM PASSEIO HISTÓRICO PELA MINHA CIDADE SÃO PAULO: UM PASSEIO HISTÓRICO PELA MINHA CIDADE Escola Estadual Dr. Luís Arrôbas Martins Sala 11 / Sessão 1 Professor(es) Apresentador(es): Maria Lucia de O C Queirolo Josilene de L Sinezio Realização:

Leia mais

CÂMARA MUNICIPAL DE BELÉM ADEMIR ANDRADE VEREADOR - LÍDER DO PSB REQUERIMENTO

CÂMARA MUNICIPAL DE BELÉM ADEMIR ANDRADE VEREADOR - LÍDER DO PSB REQUERIMENTO REQUERIMENTO Senhor Presidente, Senhoras e Senhores Vereadores: REQUEIRO à Mesa, cumpridas as formalidades regimentais da Casa, que após a manifestação do douto Plenário, seja oficiado ao Excelentíssimo

Leia mais

1. O LOCAL, O DISPONÍVEL E O REAL

1. O LOCAL, O DISPONÍVEL E O REAL 1. O LOCAL, O DISPONÍVEL E O REAL O Serta chegou a esta proposta depois de 6 anos de tentativa de capacitar agricultores para a compreensão e prática de uma agricultura mais natural e orgânica. Isso sem

Leia mais