A função agricultura na Base Mapa/Sian

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "A função agricultura na Base Mapa/Sian"

Transcrição

1 A função agricultura na Base Mapa/Sian Encontram-se disponíveis da Base Mapa/SIAN informações sobre mais de 300 órgãos da administração pública brasileira que desempenharam atribuições relacionadas à agricultura, englobando assuntos como colonização, terras públicas, imigração, produção animal, vegetal e mineral, ensino agrícola, índios entre outros. Tais informações são essenciais para recuperar a trajetória das diferentes instituições públicas que atuaram nessa área, permitindo acompanhar as sucessivas alterações na sua estrutura, competência, superior, nível hierárquico, natureza jurídica e outros aspectos. Durante o período colonial, as questões ligadas à agricultura foram compartilhadas por diversos cargos e órgãos, tanto aqueles que acumulavam amplas competências, como era o caso dos governadores de capitanias, quanto outros mais específicos, como as mesas de inspeção, que visavam o estímulo da produção e fiscalização do comércio do açúcar, tabaco e algodão. Durante o Império, esses assuntos estiveram sob a esfera da Secretaria de Estado dos Negócios do Império até a criação da Secretaria de Estado dos Negócios da Agricultura, Comércio e Obras Públicas em 1860, que foi transformada em Ministério da Indústria, Comércio e Obras Públicas com a República. A partir de 1906 a função passou por várias pastas: o Ministério da Agricultura, Indústria e Comércio, o Ministério da Agricultura, criado em 1930, o Ministério de Agricultura e Reforma Agrária em 1990, o Ministério de Agricultura, do Abastecimento e Reforma Agrária em 1992, transformado em Ministério da Agricultura e do Abastecimento em 1996 e, finalmente, em Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento em As informações sobre a estrutura administrativa criada para trabalhar com as políticas públicas ligadas à agricultura nesses diferentes períodos foram levantadas por diversos projetos realizados pela equipe Mapa. O período colonial e o período joanino foram contemplados, respectivamente, pelos projetos Fiscais e Meirinhos e Poder e Administração: a corte de d. João VI no Brasil. Para os períodos seguintes, foram desenvolvidos esforços específicos, como o projeto A função agricultura na administração pública brasileira, realizado na década de 90 e que contemplou o período , sendo algumas dessas informações recentemente revisadas. Já as estruturas ministeriais ligadas à agricultura foram abordadas pelo projeto A genealogia dos ministérios brasileiros, que ainda está em fase de execução, mas que já disponibilizou, na base de dados Mapa/Sian, informações 1

2 sobre a evolução da Secretaria de Estado dos Negócios da Agricultura, no século XIX, e das diversas reformas ocorridas nos ministérios entre 1990 e De forma complementar, estes diferentes projetos também ofereceram outros materiais relacionados ao assunto, como os livros Fiscais e meirinhos: a administração no Brasil colonial e Estado e administração: a corte joanina no Brasil, além de publicações virtuais como A Coroa pelo bem da agricultura e do comércio e Entre caminhos e descaminhos: o Estado brasileiro e a organização do Poder Executivo ( ). Além disso, em breve uma nova publicação dedicada exclusivamente à Secretaria de Estado dos Negócios da Agricultura, Comércio e Obras Públicas estará disponível no sítio do Mapa na internet. Abaixo segue uma lista dos principais órgãos da função agricultura presentes já disponíveis na base de dados Mapa/Sian: Aprendizados Agrícolas Assessoria Especial [do Ministério da Agricultura e Reforma Agrária] Banco Nacional de Crédito Cooperativo Caixa de Crédito da Pesca Centro Nacional de Engenharia Agrícola Centro Nacional de Ensino e Pesquisas Agronômicas Colégio de Viticultura e Enologia de Bento Gonçalves Comissão Consultiva do Leite Comissão Coordenadora da Criação do Cavalo Nacional Comissão Coordenadora da Política Nacional de Crédito Rural Comissão de Abastecimento Comissão de Construção do Centro Nacional de Ensino e Pesquisas Agronômicas Comissão de Controle da Produção e Comércio de Bananas Comissão de Coordenação do Crédito Agropecuário 2

3 Comissão de Crédito Rural Específico para Irrigantes e Piscicultores Comissão de Desenvolvimento do Planalto de Ibiapaba Comissão de Economia do Babaçu Comissão de Eficiência [do Ministério da Agricultura] Comissão de Estudos do Álcool-Motor Comissão de Expansão Econômica do Brasil Comissão de Intercâmbio e Coordenação da Assistência Técnica Internacional Comissão de Organização Cooperativa dos Produtores de Mate Comissão de Planejamento Cooperativo do Mate Comissão de Planejamento da Política Agrícola Comissão de Política Florestal Comissão de Revenda de Material Agropecuário Comissão do Parque Nacional de Itatiaia Comissão do Planejamento Agropecuário Comissão do Registro Geral e Estatística das Terras Públicas e Possuídas Comissão Especial de Alimentação Animal Comissão Especial de Recursos [Ministério da Agricultura] Comissão Especial Revisora de Títulos de Terras Comissão Executiva da Pesca Comissão Executiva das Frutas Comissão Executiva de Armazéns e Silos Comissão Executiva do Plano da Lavoura Cacaueira Comissão Executiva do Sisal Comissão Executiva dos Produtos de Mandioca Comissão Nacional de Avicultura Comissão Nacional de Política Agrária Comissão Nacional de Sementes e Mudas 3

4 Comissão Nacional do Gasogênio Comissão para o Desenvolvimento dos Mercados Agrícolas Comissão Permanente de Crenologia Comissão Permanente de Revenda de Material Comissão Permanente do Setor Leiteiro Comissão Técnica de Assessoramento para Agrotóxicos Comitê Permanente de Avaliação e Acompanhamento do Programa de Garantia da Atividade Agropecuária Companhia Brasileira de Alimentos Companhia Brasileira de Armazenamento Companhia Brasileira de Serviços Agrícolas Companhia de Financiamento da Produção Companhia Nacional de Abastecimento Conselho Consultivo do Projeto de Controle das Doenças dos Animais Conselho de Caça e Pesca Conselho de Crédito Rural e Agroindustrial Conselho de Fiscalização das Expedições Artísticas e Científicas no Brasil Conselho de Pesca Conselho de Valorização de Parques Conselho do Fundo Federal Agropecuário Conselho Florestal Federal Conselho Nacional Consultivo de Agricultura Conselho Nacional de Abastecimento Conselho Nacional de Agricultura Conselho Nacional de Caça Conselho Nacional de Defesa Agrícola Conselho Nacional de Defesa Sanitária Animal 4

5 Conselho Nacional de Desenvolvimento da Pecuária Conselho Nacional de Política Agrícola Conselho Nacional de Proteção aos Índios Conselho Nacional de Reforma Agrária Conselho Nacional de Vitivinicultura Conselho Nacional do Algodão Conselho Nacional do Cooperativismo Conselho Nacional do Trabalho Conselho Nacional dos Produtores de Cacau Conselho Técnico da Produção Consultor [da Secretaria de Estado dos Negócios da Agricultura, Comércio e Obras Públicas] Consultoria Jurídica [do Ministério da Agricultura e Reforma Agrária] Consultoria Jurídica [do Ministério da Agricultura] Coordenação de Assuntos Internacionais de Agricultura Coordenação Geral de Defesa Sanitária Vegetal Coordenação Geral de Inspeção de Produtos Vegetais Coordenação Geral de Saúde Animal Coordenação Nacional do Crédito Rural Coordenadoria de Assuntos Econômicos Coordenadoria de Comunicação Social [do Ministério da Agricultura] Coordenadoria de Orientação e Defesa do Consumidor Coordenadoria de Programação [da Secretaria Nacional de Abastecimento] Coordenadoria de Programação [da Secretaria Nacional de Defesa Agropecuária] Coordenadoria de Programação [da Secretaria Nacional de Produção Agropecuária] Coque e Álcool da Madeira S.A. 5

6 Corpo de Bombeiros do Distrito Federal Delegacia Federal da Agricultura em Santa Catarina Delegacia Federal de Agricultura na Guanabara Departamento de Administração [do Ministério da Agricultura] Departamento de Análise Econômica e de Mercados Agrícolas Departamento de Defesa e Inspeção Agropecuária Departamento de Planejamento Agrícola Departamento de Promoção Agropecuária Departamento de Recursos Naturais Renováveis Departamento Econômico Departamento Nacional da Produção Mineral Departamento Nacional de Desenvolvimento Rural e Cooperativismo Departamento Nacional de Engenharia Rural Departamento Nacional de Iluminação e Gás Departamento Nacional de Inspeção de Produtos de Origem Animal Departamento Nacional de Obras Contra as Secas Departamento Nacional de Obras de Saneamento Departamento Nacional de Pesquisa Agropecuária Departamento Nacional de Produção Animal Departamento Nacional de Produção Animal Departamento Nacional de Produção e Defesa Vegetal Departamento Nacional de Produção Vegetal Departamento Nacional de Produção Vegetal Departamento Nacional de Serviços de Comercialização Diretor-Geral [da Secretaria de Estado dos Negócios da Agricultura, Comércio e Obras Públicas] Diretoria Central [da Secretaria de Estado dos Negócios da Agricultura, Comércio e Obras Públicas] 6

7 Diretoria da Agricultura [da Secretaria de Estado dos Negócios da Agricultura, Comércio e Obras Públicas] Diretoria das Obras Públicas [da Secretaria de Estado dos Negócios da Diretoria de Contabilidade [do Ministério da Agricultura] Diretoria de Fruticultura Diretoria, 1ª - Central e dos Negócios da Agricultura, Comércio e Indústria [da Secretaria de Estado dos Negócios da Diretoria, 2ª - das Obras Públicas e Navegação [da Secretaria de Estado dos Negócios da Diretoria, 3ª - das Terras Públicas e Colonização [da Secretaria de Estado dos Negócios da Diretoria, 4ª - dos Correios [da Secretaria de Estado dos Negócios da Agricultura Comércio e Obras Públicas] Diretoria de Obras Públicas, 1ª [da Secretaria de Estado dos Negócios da Diretoria de Obras Públicas, 2ª [da Secretaria de Estado dos Negócios da Diretoria de Organização e Defesa da Produção Diretoria de Terras Públicas e Colonização Diretoria de Zootecnia e Laticínios Diretoria do Comércio [da Secretaria de Estado dos Negócios da Agricultura, Comércio e Obras Públicas] Diretoria do Ensino Agrícola Diretoria do Serviço de Indústria Pastoril Diretoria do Serviço de Inspeção e Fomento Agrícolas Diretoria do Sindicalismo-Cooperativista Diretoria Federal da Agricultura e Reforma Agrária no Ceará Diretoria Federal de Agricultura e Reforma Agrária em Alagoas 7

8 Diretoria Federal de Agricultura e Reforma Agrária em Minas Gerais Diretoria Federal de Agricultura e Reforma Agrária em Pernambuco Diretoria Federal de Agricultura e Reforma Agrária em Rondônia Diretoria Federal de Agricultura e Reforma Agrária em Roraima Diretoria Federal de Agricultura e Reforma Agrária em São Paulo Diretoria Federal de Agricultura e Reforma Agrária em Sergipe Diretoria Federal de Agricultura e Reforma Agrária na Bahia Diretoria Federal de Agricultura e Reforma Agrária na Paraíba Diretoria Federal de Agricultura e Reforma Agrária no Acre Diretoria Federal de Agricultura e Reforma Agrária no Amapá Diretoria Federal de Agricultura e Reforma Agrária no Amazonas Diretoria Federal de Agricultura e Reforma Agrária no Distrito Federal Diretoria Federal de Agricultura e Reforma Agrária no Espírito Santo Diretoria Federal de Agricultura e Reforma Agrária no Pará Diretoria Federal de Agricultura e Reforma Agrária no Paraná Diretoria Federal de Agricultura e Reforma Agrária no Piauí Diretoria Federal de Agricultura e Reforma Agrária no Rio de Janeiro Diretoria Federal de Agricultura e Reforma Agrária no Rio Grande do Norte Diretoria Federal de Agricultura e Reforma Agrária no Tocantins Diretoria Federal de Agricultura no Distrito Federal Diretoria Geral de Agricultura Diretoria Geral de Agricultura Diretoria Geral de Contabilidade Diretoria Geral de Pesquisas Científicas Diretoria Geral de Propriedade Industrial Diretoria Geral dos Correios Diretoria Veterinária 8

9 Diretoria-Geral de Estatística Diretorias / Diretores Gerais de Índios Divisão de Administração e Finanças [da Secretaria Nacional de Abastecimento] Divisão de Administração e Finanças [da Secretaria Nacional de Defesa Agropecuária] Divisão de Administração e Finanças [da Secretaria Nacional de Produção Agropecuária] Divisão de Análises e Previsão Divisão de Aviação Agrícola Divisão de Caça e Pesca Divisão de Conservação do Solo e da Água Divisão de Construções e Instalações Divisão de Cooperativismo e Organização Rural Divisão de Corretivos e Fertilizantes Divisão de Culturas Econômicas Divisão de Defesa Sanitária Animal Divisão de Defesa Sanitária Vegetal Divisão de Estudos e Aplicações Divisão de Fisiopatologia da Reprodução e Inseminação Artificial Divisão de Fomento da Produção Animal Divisão de Fomento da Produção Vegetal Divisão de Geologia e Mineralogia Divisão de Informação do Mercado Agrícola Divisão de Inspeção, Padronização e Classificação Divisão de Mecanização Agrícola Divisão de Nutrição Animal e Agrostologia Divisão de Obras - MA Divisão de Observações Meteorológicas 9

10 Divisão de Operações Industriais Divisão de Pesquisa de Engenharia Rural Divisão de Pesquisa e Zootecnia Divisão de Pesquisa em Tecnologia Agrícola Divisão de Pesquisa Fitotécnica Divisão de Pesquisa Pedológica Divisão de Revenda Agropecuária Divisão de Segurança e Informações do Ministério da Agricultura Divisão de Sementes e Mudas Divisão de Telecomunicações Divisão de Terras e Colonização Divisão de Treinamento [do Ministério da Agricultura] Divisão para Animais de Grande Porte Divisão para Animais de Médio e Pequeno Porte Empresa Brasileira de Assistência Técnica e Extensão Rural Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária Equipe Técnica para Animais de Médio Porte Equipe Técnica para Animais de Pequeno Porte Escola Agrícola Artur Bernardes Escola Nacional de Minas e Metalurgia Escola Superior de Agricultura e Medicina Veterinária Escola Wenceslau Braz Escritório de Locação de Serviços [da Inspetoria Geral de Terras e Colonização] Estabelecimento Rural de São Pedro de Alcântara Estação Central de Química Agrícola Estação de Biologia Marinha 10

11 Estação Experimental de Combustíveis e Minérios Estação Experimental de Pomologia Estrada de Ferro D. Pedro II Fábrica de Ferro de São João de Ipanema Faculdade de Agronomia Eliseu Maciel Gabinete do Ministro [da Secretaria de Estado dos Negócios da Agricultura, Comércio e Obras Públicas] Grupo Executivo da Reforma Agrária Grupo Executivo de Eletrificação Rural de Cooperativas Grupo Executivo de Movimentação de Safras Hospedaria de Imigrantes [da Corte] Inspeção Geral das Obras Públicas da Capital Federal Inspetoria de Esgotos da Capital Federal Inspetoria de Pesca Inspetoria dos Patronatos Agrícolas Inspetoria Geral das Terras e Colonização Inspetoria Geral de Estradas de Ferro Inspetoria Regional de Sericultura Instituto Agronômico do Norte Instituto Brasileiro de Desenvolvimento Florestal Instituto Brasileiro de Reforma Agrária Instituto Comercial do Rio de Janeiro Instituto de Agronomia Instituto de Biologia Animal Instituto de Biologia Vegetal Instituto de Ecologia e Experimentação Agrícolas Instituto de Expansão Comercial 11

12 Instituto de Experimentação Agrícola Instituto de Óleos Instituto de Óleos Instituto de Pesquisa Agropecuária da Amazônia Ocidental Instituto de Pesquisa Agropecuária do Sul Instituto de Pesquisas e Experimentação Agropecuária do Leste Instituto de Pesquisas e Experimentação Agropecuárias do Centro-Oeste Instituto de Pesquisas e Experimentação Agropecuárias do Centro-Sul Instituto de Pesquisas e Experimentação Agropecuárias do Nordeste Instituto de Pesquisas e Experimentação Agropecuárias do Oeste Instituto de Pesquisas e Experimentação Agropecuárias Meridional Instituto de Química Instituto de Tecnologia de Bebidas Instituto de Veterinária Instituto de Zootecnia Instituto do Açúcar e do Álcool Instituto Federal de Ecologia Agrícola Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária Instituto Nacional de Imigração e Colonização Instituto Nacional de Meteorologia Instituto Nacional de Tecnologia Instituto Nacional do Desenvolvimento Agrário Jardim Botânico Junta Nacional do Algodão Laboratório Central Laboratório de Referência Animal Loide Brasileiro Patrimônio Nacional 12

13 Laboratório Regional de Referência Vegetal Museu Nacional Observatório Nacional Programa de Combate a Peste Suína Repartição Geral dos Telégrafos Repartições Especiais de Terras Públicas Seção, 1ª [da Diretoria Central da Secretaria de Estado dos Negócios da Seção, 1ª [ da Diretoria do Comércio da Secretaria de Estado dos Negócios da Seção, 1ª [da 1ª Diretoria de Obras Públicas da Secretaria de Estado dos Negócios da Seção, 1ª [da 2ª Diretoria de Obras Públicas da Secretaria de Estado dos Negócios da Seção, 1ª [da Diretoria da Agricultura da Secretaria de Estado dos Negócios da Seção, 1ª [da Diretoria das Obras Públicas da Secretaria de Estado dos Negócios da Seção, 1ª [da Secretaria de Estado dos Negócios da Agricultura, Comércio e Obras] Seção, 1ª da Diretoria de Agricultura [da Secretaria de Estado dos Negócios da Agricultura Comércio e Obras Públicas] Seção, 2ª [da Diretoria das Obras Públicas da Secretaria de Estado dos Negócios da Seção, 2ª [ da Diretoria Central da Secretaria de Estado dos Negócios da Seção, 2ª [ da Diretoria da Agricultura da Secretaria de Estado dos Negócios da Seção, 2ª [da 1ª Diretoria de Obras Públicas da Secretaria de Estado dos Negócios da 13

14 Seção, 2ª [da 2ª Diretoria de Obras Públicas da Secretaria de Estado dos Negócios da Seção, 2ª [da Diretoria de Comércio da Secretaria de Estado dos Negócios da Seção, 2ª [da Secretaria de Estado dos Negócios da Agricultura, Comércio e Obras Públicas] Seção, 3ª [da 2ª Diretoria de Obras Públicas da Secretaria de Estado dos Negócios da Seção, 3ª [da Diretoria da Agricultura da Secretaria de Estado dos Negócios da Seção, 3ª [da Diretoria das Obras Públicas da Secretaria de Estado dos Negócios da Seção, 3ª [da Secretaria de Estado dos Negócios da Agricultura, Comércio e Obras Públicas] Seção, 4ª [da Secretaria de Estado dos Negócios da Agricultura, Comércio e Obras Públicas] Seção, 5ª [da Secretaria de Estado dos Negócios da Agricultura, Comércio e Obras Públicas] Seção, 6ª [da Secretaria de Estado dos Negócios da Agricultura, Comércio e Obras Públicas] Seção (Inspeção Agrícola) da Diretoria de Fomento e Defesa Agrícolas, 1ª Seção de Análise e Previsão Secretaria de Administração Geral Secretaria de Controle Interno [do Ministério da Agricultura] Secretaria de Defesa Agropecuária Secretaria do Desenvolvimento Rural Secretaria de Economia da Produção Secretaria de Estado dos Negócios da Agricultura, Comércio e Obras Públicas Secretaria de Estudos de Mercado e de Política de Abastecimento Secretaria Executiva [do Ministério da Agricultura e Reforma Agrária] 14

15 Secretaria Executiva das Comissões e Conselhos Secretaria de Fiscalização Agropecuária Secretaria Nacional de Cooperativismo Secretaria de Política Agrícola Secretaria de Política de Comercialização Secretaria de Produção Vegetal Secretaria de Recursos Naturais Secretaria de Serviços Auxiliares de Comercialização Secretaria de Tecnologia Agropecuária Secretaria Nacional de Abastecimento Secretaria Nacional de Cooperativismo Secretaria Nacional de Irrigação Secretaria Nacional de Produção Agropecuária Secretaria Nacional de Reforma Agrária Segunda Seção da Diretoria do Serviço de Inspeção e Fomento Agrícolas Serviço de Defesa Agrícola Serviço de Economia Rural Serviço de Estatística Agrícola Serviço de Estatística da Produção Serviço de Expansão do Trigo Serviço de Expurgo e Beneficiamento de Cereais Serviço de Fiscalização do Comércio de Farinhas Serviço de Fomento da Produção Vegetal Serviço de Indústria Pastoril Serviço de Informação Agrícola Serviço de Informações [Ministério da Agricultura, Indústria e Comércio] Serviço de Inspeção e Fomento Agrícolas 15

16 Serviço de Irrigação, Reflorestamento e Colonização Serviço de Plantas Têxteis Serviço de Povoamento Serviço de Promoção Agropecuária Serviço de Proteção aos Índios Serviço de Publicidade Serviço de Revenda de Material Agropecuário Serviço de Sementeiras Serviço do Algodão Serviço do Pessoal [do Ministério da Agricultura] Serviço Federal de Águas e Esgotos Serviço Florestal Serviço Florestal do Brasil Serviço Social Rural Serviço Técnico do Café Superintendência da Defesa da Borracha Superintendência de Armazéns e Silos Superintendência de Política Agrária Superintendência do Abastecimento Superintendência do Desenvolvimento da Pesca Superintendência do Serviço do Algodão Superintendência Nacional do Abastecimento Universidade Federal de Pelotas Universidade Federal Rural de Pernambuco Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro 16

FLUXO ATIVIDADES FINANCEIRAS, DE SEGUROS E SERVIÇOS RELACIONADOS POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA 2009

FLUXO ATIVIDADES FINANCEIRAS, DE SEGUROS E SERVIÇOS RELACIONADOS POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA 2009 FLUXO ATIVIDADES FINANCEIRAS, DE SEGUROS E RELACIONADOS POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA 2009 Entradas e Saídas de Mercadorias Base 2009 FLUXO, POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA

Leia mais

Tabela 4 - Participação das atividades econômicas no valor adicionado bruto a preços básicos, por Unidades da Federação - 2012

Tabela 4 - Participação das atividades econômicas no valor adicionado bruto a preços básicos, por Unidades da Federação - 2012 Contas Regionais do Brasil 2012 (continua) Brasil Agropecuária 5,3 Indústria 26,0 Indústria extrativa 4,3 Indústria de transformação 13,0 Construção civil 5,7 Produção e distribuição de eletricidade e

Leia mais

FLUXO ATIVIDADES DE SEDES DE EMPRESAS E DE CONSULTORIA EM GESTÃO EMPRESARIAL POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO DO ESTADO DA PARAÍBA 2009

FLUXO ATIVIDADES DE SEDES DE EMPRESAS E DE CONSULTORIA EM GESTÃO EMPRESARIAL POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO DO ESTADO DA PARAÍBA 2009 FLUXO ATIVIDADES DE SEDES DE EMPRESAS E DE CONSULTORIA EM GESTÃO EMPRESARIAL POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO DO ESTADO DA PARAÍBA 2009 Entradas e Saídas de Mercadorias Base 2009 FLUXO ATIVIDADES DE SEDES DE EMPRESAS

Leia mais

FLUXO ATIVIDADES DOS SERVIÇOS DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO, POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA 2009

FLUXO ATIVIDADES DOS SERVIÇOS DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO, POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA 2009 FLUXO ATIVIDADES DOS DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO, POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA 2009 Entradas e Saídas de Mercadorias Base 2009 FLUXO, POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA - 2009

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 218, DE 29 DE JUNHO DE 1973

RESOLUÇÃO Nº 218, DE 29 DE JUNHO DE 1973 RESOLUÇÃO Nº 218, DE 29 DE JUNHO DE 1973 Discrimina atividades das diferentes modalidades profissionais da Engenharia, Arquitetura e Agronomia. O CONSELHO FEDERAL DE ENGENHARIA, ARQUITETURA E AGRONOMIA,

Leia mais

Avaliação das Contas Regionais do Piauí 2008

Avaliação das Contas Regionais do Piauí 2008 Avaliação das Contas Regionais do Piauí 2008 A economia piauiense, em 2008, apresentou expansão em volume do Produto Interno Bruto (PIB) de 8,8% em relação ao ano anterior. Foi a maior taxa de crescimento

Leia mais

Tabela 1 - Conta de produção por operações e saldos, segundo as Grandes Regiões e as Unidades da Federação - 2004-2008

Tabela 1 - Conta de produção por operações e saldos, segundo as Grandes Regiões e as Unidades da Federação - 2004-2008 (continua) Produção 5 308 622 4 624 012 4 122 416 3 786 683 3 432 735 1 766 477 1 944 430 2 087 995 2 336 154 2 728 512 Consumo intermediário produtos 451 754 373 487 335 063 304 986 275 240 1 941 498

Leia mais

FLUXO TRANSPORTE AQUAVIÁRIO POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA - 2009

FLUXO TRANSPORTE AQUAVIÁRIO POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA - 2009 FLUXO POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA - 2009 Entradas e Saídas de Mercadorias Base 2009 FLUXO, POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA - 2009 Estados Norte 0 0,00 0 0 0 0,00 Rondônia

Leia mais

Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro Programa de Pós-graduação de Ciências Sociais em Desenvolvimento, Agricultura e Sociedade (CPDA)

Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro Programa de Pós-graduação de Ciências Sociais em Desenvolvimento, Agricultura e Sociedade (CPDA) Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro Programa de Pós-graduação de Ciências Sociais em Desenvolvimento, Agricultura e Sociedade (CPDA) Relatório com as principais notícias divulgadas pela mídia

Leia mais

FLUXO DE ATIVIDADES DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE INFORMAÇÃO POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA 2009

FLUXO DE ATIVIDADES DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE INFORMAÇÃO POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA 2009 FLUXO DE ATIVIDADES DE PRESTAÇÃO DE DE INFORMAÇÃO POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA 2009 Entradas e Saídas de Mercadorias Base 2009 FLUXO DE, POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA -

Leia mais

"XI - custo médio por beneficiário, por unidade orçamentária, por órgão e por Poder, dos gastos com: a) assistência médica e odontológica;"

XI - custo médio por beneficiário, por unidade orçamentária, por órgão e por Poder, dos gastos com: a) assistência médica e odontológica; Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão Secretaria de Orçamento Federal ASSISTÊNCIA MÉDICA E ODONTOLÓGICA AOS SERVIDORES, EMPREGADOS E SEUS DEPENDENTES Lei nº 10.707, de 30 de julho de 2003, Inciso

Leia mais

O espaço rural brasileiro 7ºano PROF. FRANCO AUGUSTO

O espaço rural brasileiro 7ºano PROF. FRANCO AUGUSTO O espaço rural brasileiro 7ºano PROF. FRANCO AUGUSTO Agropecuária É o termo utilizado para designar as atividades da agricultura e da pecuária A agropecuária é uma das atividades mais antigas econômicas

Leia mais

Setores indutriais com maior demanda por formação segundo UF (todas as ocupações) - Média anual 2014/15

Setores indutriais com maior demanda por formação segundo UF (todas as ocupações) - Média anual 2014/15 Setores indutriais com maior demanda por formação segundo UF (todas as ocupações) - Média anual 2014/15 Estado Rondônia Acre Amazonas Roraima Pará Amapá Tocantins Maranhão Piauí Ceará Rio Grande do Norte

Leia mais

Demonstrativo das Receitas Diretamente Arrecadadas por Órgão/Unidade Orçamentária

Demonstrativo das Receitas Diretamente Arrecadadas por Órgão/Unidade Orçamentária Demonstrativo das Receitas Diretamente Arrecadadas por Órgão/Unidade Orçamentária 01. 000 Câmara dos Deputados 1.462.885 1.388.134 74.751 01. 901 Fundo Rotativo da Câmara dos Deputados 1.462.885 1.388.134

Leia mais

CONTAS REGIONAIS DO AMAZONAS 2009 PRODUTO INTERNO BRUTO DO ESTADO DO AMAZONAS

CONTAS REGIONAIS DO AMAZONAS 2009 PRODUTO INTERNO BRUTO DO ESTADO DO AMAZONAS CONTAS REGIONAIS DO AMAZONAS 2009 PRODUTO INTERNO BRUTO DO ESTADO DO AMAZONAS APRESENTAÇÃO A Secretaria de Estado de Planejamento e Desenvolvimento Econômico SEPLAN em parceria com a SUFRAMA e sob a coordenação

Leia mais

FLUXO DO ARMAZENAMENTO E ATIVIDADES AUXILIARES DOS TRANSPORTES POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA 2009

FLUXO DO ARMAZENAMENTO E ATIVIDADES AUXILIARES DOS TRANSPORTES POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA 2009 FLUXO DO ARMAZENAMENTO E ATIVIDADES AUXILIARES DOS POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA 2009 Entradas e Saídas de Mercadorias Base 2009 FLUXO DO, POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA

Leia mais

FLUXO FABRICAÇÃO DE VEÍCULOS AUTOMOTORES, REBOQUES E CARROCERIAS POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA 2009

FLUXO FABRICAÇÃO DE VEÍCULOS AUTOMOTORES, REBOQUES E CARROCERIAS POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA 2009 FLUXO FABRICAÇÃO DE VEÍCULOS AUTOMOTORES, REBOQUES E CARROCERIAS POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA 2009 Entradas e Saídas de Mercadorias Base 2009 FLUXO, POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO

Leia mais

TOTAL DE CANDIDATOS POR IES/CURSO

TOTAL DE CANDIDATOS POR IES/CURSO TOTAL DE CANDIDATOS POR IES/CURSO UF da IES Nome da IES Nome do Curso Qtd. Inscritos SP FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO ABC Ciência e Tecnologia ** 16.253 BA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA

Leia mais

FLUXO ATIVIDADES ADMINISTRATIVAS E SERVIÇOS COMPLEMENTARES POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA 2009

FLUXO ATIVIDADES ADMINISTRATIVAS E SERVIÇOS COMPLEMENTARES POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA 2009 FLUXO ATIVIDADES ADMINISTRATIVAS E COMPLEMENTARES POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA 2009 Entradas e Saídas de Mercadorias Base 2009 FLUXO, POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA - 2009

Leia mais

46ª 47ª 81ª 82ª 83ª 48ª 49ª

46ª 47ª 81ª 82ª 83ª 48ª 49ª Extraordinárias do Conselho Nacional do Meio Ambiente CONAMA realizadas nos exercícios 2006 e 2007 2006 2007 46ª Reunião Extraordinária do CONAMA, 21 e 22/02/2006 85ª Reunião Ordinária do CONAMA, 25 e

Leia mais

FLUXO CONSTRUÇÃO - SERVIÇOS ESPECIALIZADOS PARA CONSTRUÇÃO, POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA 2009

FLUXO CONSTRUÇÃO - SERVIÇOS ESPECIALIZADOS PARA CONSTRUÇÃO, POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA 2009 FLUXO - SERVIÇOS ESPECIALIZADOS PARA, POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA 2009 Entradas e Saídas de Mercadorias Base 2009 FLUXO DE, POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA - 2009 Estados

Leia mais

Grandes Regiões e Unidades da Federação: Esperança de vida ao nascer segundo projeção populacional: 1980, 1991-2030 - Ambos os sexos

Grandes Regiões e Unidades da Federação: Esperança de vida ao nascer segundo projeção populacional: 1980, 1991-2030 - Ambos os sexos e Unidades da Federação: Esperança de vida ao nascer segundo projeção populacional: 1980, 1991-2030 - Ambos os sexos Unidades da Federação 1980 1991 1992 1993 1994 1995 1996 1997 1998 1999 2000 2001 2002

Leia mais

O QUE É. Uma política de governo para redução da pobreza e da fome utilizando a energia como vetor de desenvolvimento. Eletrobrás

O QUE É. Uma política de governo para redução da pobreza e da fome utilizando a energia como vetor de desenvolvimento. Eletrobrás O QUE É Uma política de governo para redução da pobreza e da fome utilizando a energia como vetor de desenvolvimento 1 QUEM SÃO Total de Pessoas: 12.023.703 84% Rural 16% Urbano Total: 10.091.409 Total:

Leia mais

NÚMERO DE ACIDENTES POR DIA DA SEMANA

NÚMERO DE ACIDENTES POR DIA DA SEMANA RODOVIÁRIAS Quadro 13 - UF: ACRE Ano de 211 82 5 6 8 9 5 3 14 4 11 9 4 4 63 2 4 7 6 6 9 4 8 4 4 3 6 68 4 2 8 3 1 8 4 9 2 6 7 5 63 3 6 3 2 13 9 8 7 5 1 5 1 67 4 2 9 6 8 5 5 7 6 6 4 5 85 3 7 1 1 4 7 9 6

Leia mais

Ministério do Planejamento Orçamento e Gestão Secretaria de Orçamento Federal. Ações Orçamentárias Integrantes da Lei Orçamentária para 2014

Ministério do Planejamento Orçamento e Gestão Secretaria de Orçamento Federal. Ações Orçamentárias Integrantes da Lei Orçamentária para 2014 Programa 0901 - Operações Especiais: Cumprimento de Sentenças Judiciais Número de Ações 227 Ação Orçamentária - Padronizada da União 0005 - Cumprimento de Sentença Judicial Transitada em Julgado (Precatórios)

Leia mais

Contas Regionais do Brasil 2010

Contas Regionais do Brasil 2010 Diretoria de Pesquisas Contas Regionais do Brasil 2010 Coordenação de Contas Nacionais frederico.cunha@ibge.gov.br alessandra.poca@ibge.gov.br Rio, 23/11/2012 Contas Regionais do Brasil Projeto de Contas

Leia mais

Missão do Curso. Objetivos. Perfil do Profissional

Missão do Curso. Objetivos. Perfil do Profissional Missão do Curso A função primordial do Engenheiro Agrônomo consiste em promover a integração do homem com a terra através da planta e do animal, com empreendimentos de interesse social e humano, no trato

Leia mais

O papel do engenheiro agrônomo no desenvolvimento das plantas medicinais

O papel do engenheiro agrônomo no desenvolvimento das plantas medicinais O papel do engenheiro agrônomo no desenvolvimento das plantas medicinais Alexandre Sylvio Vieira da Costa 1 1.Engenheiro Agrônomo. Professor Universidade Vale do Rio Doce/Coordenador Adjunto da Câmara

Leia mais

FLUXO TELECOMINICAÇÕES SEM FIO POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA - 2009

FLUXO TELECOMINICAÇÕES SEM FIO POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA - 2009 FLUXO TELECOMINICAÇÕES SEM FIO POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA - 2009 Entradas e Saídas de Mercadorias Base 2009 FLUXO TELECOMINICAÇÕES SEM FIO, POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA

Leia mais

A relação dos projetos aprovados, indeferidos e não pré-qualificados éa seguinte:

A relação dos projetos aprovados, indeferidos e não pré-qualificados éa seguinte: CT-INFRA - Fundo de Infra-Estrutura RESULTADO DO EDITAL 03/2001 CT-INFRA O Comitê Gestor do CT-INFRA, em reunião realizada em 03 de junho de 2002, tomando como base a avaliação de mérito do Comitê Assessor,

Leia mais

CONSIGNADO PÚBLICO ADVOCACIA GERAL DA UNIÃO AGENCIA BRASILEIRA DE INTELIGÊNCIA ABIN AGENCIA NACIONAL DE ÁGUAS ANA AGENCIA NACIONAL DE AVIAÇÃO CIVIL

CONSIGNADO PÚBLICO ADVOCACIA GERAL DA UNIÃO AGENCIA BRASILEIRA DE INTELIGÊNCIA ABIN AGENCIA NACIONAL DE ÁGUAS ANA AGENCIA NACIONAL DE AVIAÇÃO CIVIL CONSIGNADO PÚBLICO ADVOCACIA GERAL DA UNIÃO AGENCIA BRASILEIRA DE INTELIGÊNCIA ABIN AGENCIA NACIONAL DE ÁGUAS ANA AGENCIA NACIONAL DE AVIAÇÃO CIVIL AGENCIA NACIONAL DE ENERGIA ELÉTRICA AGENCIA NACIONAL

Leia mais

INFORME CONJUNTURAL. Comportamento do Emprego - Ano de 2014 - Brasil. Subseção Dieese Força Sindical. Elaboração: 23/01/15

INFORME CONJUNTURAL. Comportamento do Emprego - Ano de 2014 - Brasil. Subseção Dieese Força Sindical. Elaboração: 23/01/15 INFORME CONJUNTURAL Comportamento do Emprego - Ano de 2014 - Brasil Subseção Dieese Força Sindical Elaboração: 23/01/15 Segundo dados divulgados pelo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged),

Leia mais

RANKING NACIONAL DO TRABALHO INFANTIL (5 a 17 ANOS) QUADRO COMPARATIVO DOS DADOS DA PNAD (2008 e 2009)

RANKING NACIONAL DO TRABALHO INFANTIL (5 a 17 ANOS) QUADRO COMPARATIVO DOS DADOS DA PNAD (2008 e 2009) NACIONAL DO TRABALHO INFANTIL (5 a 17 ANOS) QUADRO COMPARATIVO DOS DADOS DA PNAD (2008 e 2009) População Ocupada 5 a 17 anos 2008 Taxa de Ocupação 2008 Posição no Ranking 2008 População Ocupada 5 a 17

Leia mais

GERED - ARARANGUÁ PROVA DISCIPLINA PARA INSCRIÇÃO CÓDIGO HABILITAÇÃO MÍNIMA EXIGIDA

GERED - ARARANGUÁ PROVA DISCIPLINA PARA INSCRIÇÃO CÓDIGO HABILITAÇÃO MÍNIMA EXIGIDA GERED - ARARANGUÁ PROVA DISCIPLINA PARA INSCRIÇÃO CÓDIGO HABILITAÇÃO MÍNIMA EXIGIDA CONTABILIDADE CONTABILIDADE 433 Habilitado - Diploma e Histórico Escolar de Curso Superior em Ciências Contábeis, Administração,

Leia mais

FLUXO ATIVIDADES IMOBILIÁRIAS POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA 2009

FLUXO ATIVIDADES IMOBILIÁRIAS POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA 2009 FLUXO POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA 2009 Entradas e Saídas de Mercadorias Base 2009 FLUXO, POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA - 2009 Estados Norte 7.938 0,37 0 0,00-7.938 0,37

Leia mais

Figura 1: Distribuição de CAPS no Brasil, 25. RORAIMA AMAPÁ AMAZONAS PARÁ MARANHÃO CEARÁ RIO GRANDE DO NORTE PAIUÍ PERNAMBUCO ACRE ALAGOAS SERGIPE TOCANTINS RONDÔNIA PARAÍBA BAHIA MATO GROSSO DISTRITO

Leia mais

GERED - ARARANGUÁ DISCIPLINA PARA INSCRIÇÃO PROVA HABILITAÇÃO MÍNIMA EXIGIDA

GERED - ARARANGUÁ DISCIPLINA PARA INSCRIÇÃO PROVA HABILITAÇÃO MÍNIMA EXIGIDA GERED - ARARANGUÁ PROVA DISCIPLINA PARA INSCRIÇÃO CÓDIGO CONTABILIDADE CONTABILIDADE 433 DIREITO DIREITO E LEGISLAÇÃO 453 AGRONEGÓCIO ASSOCIATIVISMO E COOPERATIVISMO SISTEMAS AGROALIMENTARES GESTAO III-

Leia mais

GERAÇÃO DE EMPREGOS FORMAIS

GERAÇÃO DE EMPREGOS FORMAIS GERAÇÃO DE EMPREGOS FORMAIS no Estado do Rio de Janeiro JULHO DE 2014 BRASIL O mês de julho de 2014 fechou com um saldo líquido positivo de 11.796 novos empregos em todo país, segundo dados do Cadastro

Leia mais

Boletim Informativo* Agosto de 2015

Boletim Informativo* Agosto de 2015 Boletim Informativo* Agosto de 2015 *Documento atualizado em 15/09/2015 (Erratas páginas 2, 3, 4 e 9) EXTRATO GERAL BRASIL 1 EXTRATO BRASIL 396.399.248 ha 233.712.312 ha 58,96% Número de Imóveis Cadastrados²:

Leia mais

Tecnologia em Produção de Grãos

Tecnologia em Produção de Grãos Tecnologia em Produção de Grãos Nível/Grau: Superior/Tecnólogo Vagas: 30 Turno: Matutino Duração: 3 anos mais estágio (7 semestres) Perfil do Egresso O profissional estará capacitado para: Produzir grãos

Leia mais

Informações sobre salários e escolaridade dos professores e comparativo com não-professores

Informações sobre salários e escolaridade dos professores e comparativo com não-professores Informações sobre salários e escolaridade dos professores e comparativo com não-professores Total de profissionais, independentemente da escolaridade 2003 2007 2008 Professores da Ed Básica (públicas não

Leia mais

Levantamento de Estoques Privados de Café do Brasil

Levantamento de Estoques Privados de Café do Brasil Companhia Nacional de Abastecimento Levantamento de Estoques Privados de Café do Brasil Data de referência: 31/03/2007 Relatório final Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento Ministério da

Leia mais

INFORME CONJUNTURAL. Comportamento do Emprego Fevereiro de 2015 - Brasil. Subseção Dieese Força Sindical. Elaboração: 19/03/2015

INFORME CONJUNTURAL. Comportamento do Emprego Fevereiro de 2015 - Brasil. Subseção Dieese Força Sindical. Elaboração: 19/03/2015 INFORME CONJUNTURAL Comportamento do Emprego Fevereiro de 2015 - Brasil Subseção Dieese Força Sindical Elaboração: 19/03/2015 Segundo dados divulgados pelo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados

Leia mais

FLUXO DE TRANSPORTES TERRESTRE POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA - 2009

FLUXO DE TRANSPORTES TERRESTRE POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA - 2009 FLUXO DE TRANSPORTES TERRESTRE POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA - 2009 Entradas e Saídas de Mercadorias Base 2009 FLUXO DE TRANSPORTES TERRESTRE, POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA

Leia mais

PIB DO ESTADO DE RONDÔNIA 2007

PIB DO ESTADO DE RONDÔNIA 2007 PIB DO ESTADO DE RONDÔNIA 2007 Para o ano de 2007, o Produto Interno Bruto PIB do Estado de Rondônia apresentou um crescimento de 5,2% em relação ao ano anterior, ficando assim com 16ª a colocação no ranking

Leia mais

Consultoria de Portas Abertas 2011 ÁREA X: AGRICULTURA, PECUÁRIA, PESCA, AQUICULTURA, ABASTECIMENTO, DESENVOLVIMENTO RURAL

Consultoria de Portas Abertas 2011 ÁREA X: AGRICULTURA, PECUÁRIA, PESCA, AQUICULTURA, ABASTECIMENTO, DESENVOLVIMENTO RURAL Consultoria de Portas Abertas 2011 ÁREA X: AGRICULTURA, PECUÁRIA, PESCA, AQUICULTURA, ABASTECIMENTO, DESENVOLVIMENTO RURAL RODRIGO DOLABELLA - COORDENADOR GUSTAVO SOBRINHO LUCIANO CARVALHO TEREZINHA FIÚZA

Leia mais

FLUXO MANUTENÇÃO, REPARAÇÃO E INSTALAÇÃO DE MÁQUINAS E EQUIPAMENTOS POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA 2009

FLUXO MANUTENÇÃO, REPARAÇÃO E INSTALAÇÃO DE MÁQUINAS E EQUIPAMENTOS POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA 2009 FLUXO MANUTENÇÃO, REPARAÇÃO E INSTALAÇÃO DE MÁQUINAS E EQUIPAMENTOS POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA 2009 Entradas e Saídas de Mercadorias Base 2009 FLUXO MANUTENÇÃO, REPARAÇÃO E INSTALAÇÃO

Leia mais

Erradicação do Trabalho Infantil. Secretaria de Inspeção do Trabalho Departamento de Fiscalização do Trabalho

Erradicação do Trabalho Infantil. Secretaria de Inspeção do Trabalho Departamento de Fiscalização do Trabalho Erradicação do Trabalho Infantil Secretaria de Inspeção do Trabalho Departamento de Fiscalização do Trabalho Estrutura do MTE para o Combate ao Trabalho Infantil a Serviço da Rede de Proteção à Infância.

Leia mais

MATRIZ CURRICULAR - CURSO DE AGRONOMIA (DIURNO)

MATRIZ CURRICULAR - CURSO DE AGRONOMIA (DIURNO) MATRIZ CURRICULAR - CURSO DE AGRONOMIA (DIURNO) Ingressantes a partir de 2015 1º SEMESTRE HORAS 2º SEMESTRE HORAS Introdução à Engenharia Agronômica 60 Metodologia Científica 60 Álgebra Linear 60 Desenho

Leia mais

Conceitos. Empreendedor M E T O D O L O G I A. Atividade Empreendedora. Empreendedorismo. * Fonte: OCDE

Conceitos. Empreendedor M E T O D O L O G I A. Atividade Empreendedora. Empreendedorismo. * Fonte: OCDE METODOLOGIA M E T O D O L O G I A Conceitos Empreendedor Atividade Empreendedora Empreendedorismo * Fonte: OCDE M E T O D O L O G I A Conceitos Empreendedor Indivíduo que tenciona gerar valor através da

Leia mais

Código Especificação Projetos Atividades Operações Total Especiais

Código Especificação Projetos Atividades Operações Total Especiais 01 Legislativa 031 Ação Legislativa 0001 AÇÃO LEGISLATIVA 24.000.00 426.000.00 450.000.00 02 Judiciária 124 Controle Interno 0021 ADMINISTRAÇÃO GERAL 65.000.00 65.000.00 04 Administração 062 Defesa do

Leia mais

FLUXO COMÉRCIO E REPARAÇÃO DE VEÍCULOS AUTOMOTORES E MOTOCICLETAS POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA - 2009

FLUXO COMÉRCIO E REPARAÇÃO DE VEÍCULOS AUTOMOTORES E MOTOCICLETAS POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA - 2009 FLUXO COMÉRCIO E REPARAÇÃO DE VEÍCULOS AUTOMOTORES E MOTOCICLETAS POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA - 29 Entradas e Saídas de Mercadorias Base 29 E REPARAÇÃO DE VEÍCULOS AUTOMOTORES E MOTOCICLETAS,

Leia mais

RELATÓRIO DE ESTÁGIO: MINISTÉRIO DA AGRICULTURA

RELATÓRIO DE ESTÁGIO: MINISTÉRIO DA AGRICULTURA UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA CENTRO TECNOLÓGICO DEPARTAMENTO ENGENHARIA QUÍMICA E ALIMENTOS EQA5510: ESTÁGIO CURRICULAR NÃO OBRIGATÓRIO FLORIANÓPOLIS, JULHO DE 2013. PROFESSOR ORIENTADOR: HAIKO

Leia mais

PROGNÓSTICO TRIMESTRAL (Setembro Outubro e Novembro de- 2003).

PROGNÓSTICO TRIMESTRAL (Setembro Outubro e Novembro de- 2003). 1 PROGNÓSTICO TRIMESTRAL (Setembro Outubro e Novembro de- 2003). O prognóstico climático do Instituto Nacional de Meteorologia (INMET), órgão do Ministério da Agricultura, Pecuária e do Abastecimento,

Leia mais

Quadro 13 - Despesas com Tecnologia da Informação

Quadro 13 - Despesas com Tecnologia da Informação 0570 Gestão do Processo Eleitoral 3.436.813 0570 20GP Julgamento de Causas e Gestão Administrativa na Justiça Eleitoral 3.436.813 0570 20GP 0027 Julgamento de Causas e Gestão Administrativa na Justiça

Leia mais

A atividade agrícola e o espaço agrário. Prof. Bruno Batista

A atividade agrícola e o espaço agrário. Prof. Bruno Batista A atividade agrícola e o espaço agrário Prof. Bruno Batista A agropecuária É uma atividade primária; É obtida de forma muito heterogênea no mundo países desenvolvidos com agricultura moderna, e países

Leia mais

Pesquisa de Orçamentos Familiares 2008-2009

Pesquisa de Orçamentos Familiares 2008-2009 Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística - IBGE Diretoria de Pesquisas Coordenação detrabalho e Rendimento Pesquisa de Orçamentos Familiares 2008-2009

Leia mais

Boletim Informativo. Junho de 2015

Boletim Informativo. Junho de 2015 Boletim Informativo Junho de 2015 Extrato Geral Brasil 1 EXTRATO BRASIL ÁREA ** 397.562.970 ha 227.679.854 ha 57,27% Número de Imóveis cadastrados: 1.727.660 Observações: Dados obtidos do Sistema de Cadastro

Leia mais

PORTARIA N o 42, DE 14 DE ABRIL DE 1999 (ATUALIZADA) (*) (Publicada no D.O.U. de 15.04.99)

PORTARIA N o 42, DE 14 DE ABRIL DE 1999 (ATUALIZADA) (*) (Publicada no D.O.U. de 15.04.99) PORTARIA N o 42, DE 14 DE ABRIL DE 1999 (ATUALIZADA) (*) (Publicada no D.O.U. de 15.04.99) Atualiza a discriminação da despesa por funções de que tratam o inciso I do 1 o do art. 2 o e 2 o do art. 8 o,

Leia mais

Anexo C Cursos de capacitação que não sejam de educação formal

Anexo C Cursos de capacitação que não sejam de educação formal Anexo C Cursos de capacitação que não sejam de educação formal Para todos os ambientes organizacionais para todos os servidores, independentemente do ambiente organizacional: Administração pública Estado,

Leia mais

Contribuições do MAPA para a Implantação da Nova Lei Florestal

Contribuições do MAPA para a Implantação da Nova Lei Florestal MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO MAPA SECRETARIA DE DESENVOLVIMENTO AGROPECUÁRIO E COOPERATIVISMO SDC DEPARTAMENTO DE SISTEMAS DE PRODUÇÃO E SUSTENTABILIDADE DEPROS Contribuições do

Leia mais

PORTARIA Nº 9, DE 29 DE JUNHO DE 2006

PORTARIA Nº 9, DE 29 DE JUNHO DE 2006 PORTARIA Nº 9, DE 29 DE JUNHO DE 2006 O MINISTRO DE ESTADO DA EDUCAÇÃO, no uso de sua competência e em conformidade com o estabelecido no 1o- do art 10, da Lei no- 11.091, de 12 de janeiro de 2005, resolve:

Leia mais

SUMÁRIO. 1 - Lavouras... 5. 1 - Área, produção e rendimento médio - confronto das estimativas mensais março / fevereiro safra 2012 Brasil...

SUMÁRIO. 1 - Lavouras... 5. 1 - Área, produção e rendimento médio - confronto das estimativas mensais março / fevereiro safra 2012 Brasil... ...... PRODUÇÃO DAS LAVOURAS EM MARÇO DE 2012 SUMÁRIO 1 - Lavouras... 5 TABELAS DE RESULTADOS Safra 2012 1 - Área, produção e rendimento médio - confronto das estimativas mensais março / fevereiro safra

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE CRUZEIRO DO SUL PPA 2010/2013 CLASSIFICAÇÃO DOS PROGRAMAS E AÇÕES POR FUNÇÃO E SUBFUNÇÃO SUBFUNÇÃO PROGRAMA AÇÃO

PREFEITURA MUNICIPAL DE CRUZEIRO DO SUL PPA 2010/2013 CLASSIFICAÇÃO DOS PROGRAMAS E AÇÕES POR FUNÇÃO E SUBFUNÇÃO SUBFUNÇÃO PROGRAMA AÇÃO FUNÇÃO: 01 - LEGISLATIVA 031 Ação Legislativa 0001 - Execução da Ação Legislativa Manutenção das Atividades Legislativas FUNÇÃO: 02 - JUDICIÁRIA 122 Administração Geral 0006 - Defesa Jurídica do Município

Leia mais

PROGNÓSTICO CLIMÁTICO. (Fevereiro, Março e Abril de 2002).

PROGNÓSTICO CLIMÁTICO. (Fevereiro, Março e Abril de 2002). 1 PROGNÓSTICO CLIMÁTICO (Fevereiro, Março e Abril de 2002). O Instituto Nacional de Meteorologia, órgão do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, com base nas informações de análise e prognósticos

Leia mais

Boletim Informativo. Maio de 2015. * Errata: Tabela Fonte de Dados - Por Estado

Boletim Informativo. Maio de 2015. * Errata: Tabela Fonte de Dados - Por Estado Boletim Informativo Maio de 2015 * Errata: Tabela Fonte de Dados - Por Estado Extrato Geral Brasil EXTRATO BRASIL ÁREA ** 397.562.970 ha 212.920.419 ha 53,56 % Número de Imóveis cadastrados: 1.530.443

Leia mais

CREDITO SUPLEMENTAR E G R M I F FUNC PROGRAMATICA PROGRAMA/ACAO/SUBTITULO/PRODUTO S N P O U T VALOR F D D E 0083 PREVIDENCIA SOCIAL BASICA 48553400

CREDITO SUPLEMENTAR E G R M I F FUNC PROGRAMATICA PROGRAMA/ACAO/SUBTITULO/PRODUTO S N P O U T VALOR F D D E 0083 PREVIDENCIA SOCIAL BASICA 48553400 ORGAO : 33000 - MINISTERIO DA PREVIDENCIA SOCIAL UNIDADE : 33201 - INSTITUTO NACIONAL DO SEGURO SOCIAL ANEXO CREDITO SUPLEMENTAR PROGRAMA DE TRABALHO (SUPLEMENTACAO) RECURSOS DE TODAS AS FONTES - R$ 1,

Leia mais

FLUXO TELECOMINICAÇÕES COM FIO POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA - 2009

FLUXO TELECOMINICAÇÕES COM FIO POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA - 2009 FLUXO TELECOMINICAÇÕES COM FIO POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA - 2009 Entradas e Saídas de Mercadorias Base 2009 FLUXO TELECOMINICAÇÕES COM FIO POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA

Leia mais

Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento MAPA Instituto Nacional de Meteorologia INMET Coordenação Geral de Agrometeorologia

Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento MAPA Instituto Nacional de Meteorologia INMET Coordenação Geral de Agrometeorologia 1 PROGNÓSTICO DE ESTAÇÃO PARA A PRIMAVERA DE 2003 TRIMESTRE Outubro-Novembro-Dezembro. A primavera começa neste ano às 07:47h do dia 23 de setembro e vai até 05:04h (horário de Verão) de Brasília, do dia

Leia mais

N. de Horas. 1 Agricultura Biológica Agricultura Biológica 144 Média Duração Formação Sem Legislação de Suporte

N. de Horas. 1 Agricultura Biológica Agricultura Biológica 144 Média Duração Formação Sem Legislação de Suporte Anexo II - Técnicos. Correspondência dos Cursos realizados no Entre Douro e Minho, entre 94 e 03, por área temática, tema do curso, duração, 1 Agricultura Biológica Agricultura Biológica 144 Média Duração

Leia mais

PROGNÓSTICO DE ESTAÇÃO PARA A PRIMAVERA DE 2001. TRIMESTRE Outubro-Novembro-Dezembro.

PROGNÓSTICO DE ESTAÇÃO PARA A PRIMAVERA DE 2001. TRIMESTRE Outubro-Novembro-Dezembro. 1 PROGNÓSTICO DE ESTAÇÃO PARA A PRIMAVERA DE 2001 TRIMESTRE Outubro-Novembro-Dezembro. A Primavera começa este ano às 22h04min (hora de Brasília), no dia 22 de setembro e termina às 17h20min (horário de

Leia mais

Coordenação do Curso: Ana Paula Silva Fernando A. Santos

Coordenação do Curso: Ana Paula Silva Fernando A. Santos Coordenação do Curso: Ana Paula Silva Fernando A. Santos Um curso com tradição e com futuro Mais de 700 Engenheiros a trabalhar em todo o país Um curso acreditado pela Ordem dos Engenheiros Uma formação

Leia mais

O PREFEITO MUNICIPAL DE CORRENTE, ESTADO DO PIAUÍ, no uso das atribuições que lhe são conferidas pelo art. 55, 2º, I, da Lei Orgânica do Município,

O PREFEITO MUNICIPAL DE CORRENTE, ESTADO DO PIAUÍ, no uso das atribuições que lhe são conferidas pelo art. 55, 2º, I, da Lei Orgânica do Município, LEI ORDINÁRIA Nº 564/2014, DE 13 DE MARÇO DE 2014 Amplia o quadro de pessoal efetivo da Prefeitura, define atribuições e dá outras providências. O PREFEITO MUNICIPAL DE CORRENTE, ESTADO DO PIAUÍ, no uso

Leia mais

Rótulos de Linha Contagem de MATRICULA

Rótulos de Linha Contagem de MATRICULA POR ORDEM ALFABÉTICA Rótulos de Linha Contagem de MATRICULA ADVOCACIA-GERAL DA UNIAO 27 AGENCIA BRASILEIRA DE INTELIGENCIA 2 AGENCIA NACIONAL DE VIGILANCIA SANITARIA 1 CENTRO FED.DE EDUC.TECNOL.MINAS GERAIS

Leia mais

X (X-X): Total de Créditos (Carga Teórica semanal-carga Prática semanal)

X (X-X): Total de Créditos (Carga Teórica semanal-carga Prática semanal) Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro Curso: Engenharia Agrícola e Ambiental Matriz Curricular 1 Período IB 157 Introdução à Biologia 4 (2-2) IT 103 Técnicas Computacionais em Engenharia 4 (2-2)

Leia mais

PROGNÓSTICO TRIMESTRAL Agosto-Setembro-Outubro de 2003. Prognóstico Trimestral (Agosto-Setembro-Outubro de 2003).

PROGNÓSTICO TRIMESTRAL Agosto-Setembro-Outubro de 2003. Prognóstico Trimestral (Agosto-Setembro-Outubro de 2003). 1 Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento MAPA Instituto Nacional de Meteorologia INMET Endereço: Eixo Monumental VIA S1 Telefone: + 55 61 344.3333/ Fax:+ 55 61 344.0700 BRASÍLIA / DF - CEP:

Leia mais

FLUXO FABRICAÇÃO DE MÁQUINAS, APARELHOS E MATERIAIS ELÉTRICOS POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA - 2009

FLUXO FABRICAÇÃO DE MÁQUINAS, APARELHOS E MATERIAIS ELÉTRICOS POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA - 2009 FLUXO FABRICAÇÃO DE MÁQUINAS, APARELHOS E MATERIAIS ELÉTRICOS POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA - 2009 Entradas e Saídas de Mercadorias Base 2009 FLUXO, POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DAPARAÍBA

Leia mais

Desenvolvimento da Agricultura Irrigada no Brasil, sob Cenários Sustentáveis (PCT BRA/IICA/08/002)

Desenvolvimento da Agricultura Irrigada no Brasil, sob Cenários Sustentáveis (PCT BRA/IICA/08/002) Desenvolvimento da Agricultura Irrigada no Brasil, sob Cenários Sustentáveis (PCT BRA/IICA/08/002) Data do Início: 01/01/2008 Data do Término: 31/12/2011 Valor: R$ 21.000.000,00 Objetivo: Desenvolvimento

Leia mais

ESTADO DE ALAGOAS GABINETE DO GOVERNADOR

ESTADO DE ALAGOAS GABINETE DO GOVERNADOR ESTADO DE ALAGOAS GABINETE DO GOVERNADOR LEI N.º 6.259, DE 31 DE JULHO DE 2001. ALTERA DISPOSITIVOS DA LEI N.º 6.192 DE 29 DE AGOSTO DE 2000, QUE DISPÕE SOBRE A ESTRUTURA DA SECRETARIA DE ESTADO DA AGRICULTURA,

Leia mais

Rede de Produção de Plantas Medicinais, Aromáticas e Fitoterápicos

Rede de Produção de Plantas Medicinais, Aromáticas e Fitoterápicos Rede de Produção de Plantas Medicinais, Aromáticas e Fitoterápicos Atores envolvidos Movimentos Sociais Agricultura Familiar Governos Universidades Comunidade Científica em Geral Parceiros Internacionais,

Leia mais

Políticas públicas e o financiamento da produção de café no Brasil

Políticas públicas e o financiamento da produção de café no Brasil Políticas públicas e o financiamento da produção de café no Brasil Organização Internacional do Café - OIC Londres, 21 de setembro de 2010. O Sistema Agroindustrial do Café no Brasil - Overview 1 Cafés

Leia mais

Brasil e suas Organizações políticas e administrativas. Brasil Atual 27 unidades político-administrativas 26 estados e distrito federal

Brasil e suas Organizações políticas e administrativas. Brasil Atual 27 unidades político-administrativas 26 estados e distrito federal Brasil e suas Organizações políticas e administrativas GEOGRAFIA Em 1938 Getúlio Vargas almejando conhecer o território brasileiro e dados referentes a população deste país funda o IBGE ( Instituto Brasileiro

Leia mais

ENGENHARIA AGRONÔMICA - USP

ENGENHARIA AGRONÔMICA - USP Apresentação ENGENHARIA AGRONÔMICA - USP A Agronomia está intimamente ligada à produção de alimentos, sejam estes de origem animal ou vegetal. Compete ao Engenheiro Agrônomo produzir, conservar, transformar

Leia mais

Notificações Brasileiras ao Comitê de Agricultura da Organização Mundial do Comércio (OMC)

Notificações Brasileiras ao Comitê de Agricultura da Organização Mundial do Comércio (OMC) Secretaria de Relações Internacionais do Agronegócio Departamento de Acordos Comerciais Notificações Brasileiras ao Comitê de Agricultura da Organização Mundial do Comércio (OMC) Notificações Brasileiras

Leia mais

75,4. 1,95 mulher, PNAD/08) Taxa de analfabetismo (15 anos ou mais em %) 4,4% População urbana 5.066.324

75,4. 1,95 mulher, PNAD/08) Taxa de analfabetismo (15 anos ou mais em %) 4,4% População urbana 5.066.324 SEMINÁRIO ESTRUTURA E PROCESSO DA NEGOCIAÇÃO COLETIVA CONJUNTURA DO SETOR RURAL E MERCADODETRABALHOEMSANTA DE EM CATARINA CONTAG CARACTERÍSTICAS C C S GERAIS CARACTERÍSTICA GERAIS DE SANTA CATARINA Área

Leia mais

SISTEMA NACIONAL DE PESQUISA DE CUSTOS E ÍNDICES DA CONSTRUÇÃO CIVIL S I N A P I RESULTADOS DE AGOSTO/2014

SISTEMA NACIONAL DE PESQUISA DE CUSTOS E ÍNDICES DA CONSTRUÇÃO CIVIL S I N A P I RESULTADOS DE AGOSTO/2014 SISTEMA NACIONAL DE PESQUISA DE CUSTOS E ÍNDICES DA CONSTRUÇÃO CIVIL S I N A P I RESULTADOS DE AGOSTO/2014 COMENTÁRIOS Índice Nacional da Construção Civil varia 0,52% em agosto O Índice Nacional da Construção

Leia mais

ANEXO LISTA DOS CURSOS DE GRADUAÇÂO ELEGIVEIS PELO PROGRAMA CIÊNCIA SEM FRONTEIRAS

ANEXO LISTA DOS CURSOS DE GRADUAÇÂO ELEGIVEIS PELO PROGRAMA CIÊNCIA SEM FRONTEIRAS ANEXO LISTA DOS CURSOS DE GRADUAÇÂO ELEGIVEIS PELO PROGRAMA CIÊNCIA SEM FRONTEIRAS Agricultura Sustentável Agrimensura Agroecologia Agroindústria Agroindústria - Alimentos Agroindústria - Madeira Agronegócio

Leia mais

O IBGE divulgou a pouco o primeiro prognóstico para a safra de 2011: www.ibge.gov.br Em 2011, IBGE prevê safra de grãos 2,8% menor que a de 2010

O IBGE divulgou a pouco o primeiro prognóstico para a safra de 2011: www.ibge.gov.br Em 2011, IBGE prevê safra de grãos 2,8% menor que a de 2010 O IBGE divulgou a pouco o primeiro prognóstico para a safra de 2011: www.ibge.gov.br Em 2011, IBGE prevê safra de grãos 2,8% menor que a de 2010 O IBGE realizou, em outubro, o primeiro prognóstico para

Leia mais

CARACTERIZAÇÃO E DIMENSIONAMENTO DO AGRONEGÓCIO BRASILEIRO

CARACTERIZAÇÃO E DIMENSIONAMENTO DO AGRONEGÓCIO BRASILEIRO CARACTERIZAÇÃO E DIMENSIONAMENTO DO AGRONEGÓCIO BRASILEIRO Eduardo Pereira Nunes Elisio Contini Apresentação à Diretoria da ABAG 13 de setembro de 2000 - São Paulo O PROBLEMA Controvérsias sobre contribuição

Leia mais

RETRATO DA CONSTRUÇÃO CIVIL NA BAHIA EM 2009

RETRATO DA CONSTRUÇÃO CIVIL NA BAHIA EM 2009 Salvador / Ba 2010 Superintendência de Estudos Sociais da Bahia - SEI Diretoria de Pesquisas DIPEQ Coordenação de Pesquisas Sociais COPES RETRATO DA CONSTRUÇÃO CIVIL NA BAHIA EM 2009 Workshop: A Base de

Leia mais

C T A : T A B E L A D E E Q U I V A L Ê N C I A S

C T A : T A B E L A D E E Q U I V A L Ê N C I A S C T A : T A B E L A D E E Q U I V A L Ê N C I A S Ciência e Tecnologia Animal (3 anos) 1º ano/1º semestre Matemática Matemática I ou Matemática I ou Biologia celular Biologia celular ou Biologia I ou Histologia

Leia mais

República de Moçambique Ministério das Finanças SISTAFE

República de Moçambique Ministério das Finanças SISTAFE República de Moçambique Ministério das Finanças SISTAFE Data de Geração: 01/10/2012 Orçamento do Estado para Ano de 2013 Código Designação 0101 Presidência da República 150,000.00 0.00 150,000.00 0105

Leia mais

SISTEMA NACIONAL DE PESQUISA DE CUSTOS E ÍNDICES DA CONSTRUÇÃO CIVIL S I N A P I RESULTADOS DE JUNHO/2014

SISTEMA NACIONAL DE PESQUISA DE CUSTOS E ÍNDICES DA CONSTRUÇÃO CIVIL S I N A P I RESULTADOS DE JUNHO/2014 SISTEMA NACIONAL DE PESQUISA DE CUSTOS E ÍNDICES DA CONSTRUÇÃO CIVIL S I N A P I RESULTADOS DE JUNHO/2014 COMENTÁRIOS Índice Nacional da Construção Civil varia 0,59% em Junho O Índice Nacional da Construção

Leia mais

Comissão Nacional de Silvicultura e Agrossilvicultura

Comissão Nacional de Silvicultura e Agrossilvicultura CONFEDERAÇÃO DA AGRICULTURA E PECUÁRIA DO BRASIL Comissão Nacional de Silvicultura e Agrossilvicultura Camila Soares Braga Assessora Técnica Bem estar humano F ood F resh water F uel F iber A gente não

Leia mais

MINISTÉRIO DO MEIO AMBIENTE CONSELHO NACIONAL DO MEIO AMBIENTE-CONAMA

MINISTÉRIO DO MEIO AMBIENTE CONSELHO NACIONAL DO MEIO AMBIENTE-CONAMA MINISTÉRIO DO MEIO AMBIENTE CONSELHO NACIONAL DO MEIO AMBIENTE-CONAMA RESOLUÇÃO N o 376, DE 24 DE OUTUBRO DE 2006 Dispõe sobre a nova composição das Câmaras Técnicas do Conselho Nacional do Meio Ambiente-

Leia mais

A Matriz curricular do curso de Engenharia Agronômica das Faculdades Integradas de Santa Fé do Sul fica estabelecida da seguinte forma:

A Matriz curricular do curso de Engenharia Agronômica das Faculdades Integradas de Santa Fé do Sul fica estabelecida da seguinte forma: 5.2 Objetivo do Curso Capacitar o aluno para que se torne um profissional com habilidades para produzir mais e melhor, com competência para gerenciar e gerar tecnologias que reduzam os impactos negativos

Leia mais

Ministério da Cultura

Ministério da Cultura SISTEMA NACIONAL DE CULTURA Processo de articulação, gestão, comunicação e de promoção conjunta de políticas públicas de cultura, mediante a pactuação federativa. Objetivo Geral do SNC Implementar políticas

Leia mais

Apresentação. A AMIB (Associação de Medicina Intensiva. Brasileira) elaborou o primeiro estudo que visa. apresentar uma visão do cenário das Unidades

Apresentação. A AMIB (Associação de Medicina Intensiva. Brasileira) elaborou o primeiro estudo que visa. apresentar uma visão do cenário das Unidades Apresentação A AMIB (Associação de Medicina Intensiva Brasileira) elaborou o primeiro estudo que visa apresentar uma visão do cenário das Unidades de Terapias Intensivas (UTI) no país. Objetivos Elaborar

Leia mais

Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento Secretaria de Defesa Agropecuária

Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento Secretaria de Defesa Agropecuária Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento Secretaria de Defesa Agropecuária Brasília / DF 2010 2010 Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. Todos os direitos reservados. Permitida

Leia mais

Circuito Feicorte NFT

Circuito Feicorte NFT Circuito Feicorte NFT 2012 Perfil da Carne Bovina Brasileira (2010) Rebanho Bovino Brasileiro por Estado (mi cab.) Rebanho Bovino (mi cab.) Var. % Var. % % do Total Estado 1999 (a) 2008 (b) 2009 (c) (b)/(a)

Leia mais