A GNSPS e o CLIENTE são designados conjuntamente como PARTES, e, individual e indistintamente, PARTE ;

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "A GNSPS e o CLIENTE são designados conjuntamente como PARTES, e, individual e indistintamente, PARTE ;"

Transcrição

1 CONTRATO DE FORNECIMENTO DE GÁS NATURAL CANALIZADO DE CURTO PRAZO QUE ENTRE SI CELEBRAM, DE UM LADO GAS NATURAL SÃO PAULO SUL S.A, E DE OUTRO, XXXXXXX, NA FORMA ABAIXO: GAS NATURAL SÃO PAULO SUL S.A, estabelecida na Rua Cyce Cesar, 24, Parque Campolim, Sorocaba, São Paulo, inscrita no CNPJ/MF sob o n o / , neste ato representada na forma de seus atos constitutivos, doravante denominada GNSPS ; e XXXX, estabelecida na XXX, XXXX, XXX, SP, inscrita no CNPJ/MF sob o n XXXX, neste ato representado na forma de seus atos constitutivos, doravante simplesmente CLIENTE, A GNSPS e o CLIENTE são designados conjuntamente como PARTES, e, individual e indistintamente, PARTE ; CONSIDERANDO QUE: I. Conforme disposto no parágrafo 2 o do Artigo 25, da Constituição da República com a redação que lhe foi dada pela Emenda Constitucional N o 5, de 15 de agosto de 1995, cabe aos Estados explorar diretamente, ou mediante concessão, os serviços de gás canalizado, na forma da LEI. II. Conforme definido no contrato de concessão, a GNSPS é a concessionária exclusiva dos serviços públicos de distribuição de gás canalizado na área onde estão situadas as instalações do CLIENTE; III. Em razão do mencionado nos dois últimos CONSIDERANDOS acima, a movimentação do gás canalizado dentro da área de concessão, para qualquer utilização, deverá ser feita através do sistema de distribuição da GNSPS; IV. A PETRÓLEO BRASILEIRO S/A, doravante denominada de PETROBRAS, realizou processo de comercialização de volumes de gás natural de curto prazo, designado simplesmente de VENDA DE CURTO PRAZO ; V. A GNSPS firmou com a PETROBRAS Contrato de Compra e Venda de Gás Natural de Curto Prazo, que possibilitou a participação no processo de comercialização acima mencionado; VI. A GNSPS obteve sucesso na aquisição de gás natural de curto prazo para o CLIENTE na VENDA DE CURTO PRAZO, e disponibilizará esse gás natural na modalidade firme de curto prazo para ser utilizado pelo CLIENTE no período de 01/12/2012 à 31/12/2012. VII. O CLIENTE mantém com a GNSPS contrato de fornecimento de gás natural de longo prazo formal e validamente em vigor, e teve interesse em adquirir, em complemento ao seu Volume Referencial informado pela GNSPS, volume de gás natural para consumo adicional ofertado na VENDA DE CURTO PRAZO, no período indicado no CONSIDERANDO VI; VIII. O CLIENTE concordou expressamente, ao encaminhar sua proposta de aquisição de volume adicional, que seu referido Volume Referencial para esta VENDA DE CURTO PRAZO corresponde a XXXXX m³/dia; IX. O CLIENTE deverá, portanto, consumir da GNSPS o volume adquirido na VENDA DE CURTO PRAZO, conforme as disposições deste instrumento; Página 1 de 17

2 X. Durante a vigência deste CONTRATO serão aplicáveis ao mesmo, além das obrigações constantes no presente documento, todas as condições e procedimentos já adotados no CONTRATO DE LONGO PRAZO. Resolvem as PARTES, de comum acordo e na melhor forma de direito, firmar o presente CONTRATO DE FORNECIMENTO DE CURTO PRAZO, doravante designado simplesmente CONTRATO, o qual se regerá pelas seguintes condições abaixo e cláusulas a seguir: A) Qualquer termo ou expressão grafado em maiúsculo, neste CONTRATO terá o significado que lhes foi atribuído no Anexo I Termos e Definições; B) Para consolidação e o melhor entendimento das condições comerciais acordadas entre as PARTES no presente CONTRATO, fica estabelecido o ACORDO OPERACIONAL. C) Constitui parte integrante e indissociável do presente CONTRATO, os seus anexos, quais sejam: Anexo I Termos e Definições e o Anexo II ACORDO OPERACIONAL. CLÁUSULA PRIMEIRA - OBJETO 1.1 O objeto do presente CONTRATO é a venda pela GNSPS, e a compra pelo CLIENTE, de gás natural canalizado, a ser disponibilizado pela GNSPS ao CLIENTE no(s) PONTO(s) DE ENTREGA, nos termos e condições do presente CONTRATO. CLÁUSULA SEGUNDA PRAZO DE VIGÊNCIA E PERÍODO DE FORNECIMENTO 2.1 O presente CONTRATO entrará em pleno vigor e efeito na data de sua celebração e seu término ocorrerá no dia 31/12/ Sem prejuízo do disposto no item 2.1, o PERÍODO DE FORNECIMENTO terá início a 00h00m do dia 01/12/2012 e fim às 24h00m do dia 31/12/ O presente CONTRATO extinguir-se-á automaticamente após o término do prazo de vigência estabelecido no item 2.1, sem a necessidade de qualquer comunicação, por qualquer das PARTES. 2.4 O término do prazo de vigência do CONTRATO não afetará quaisquer direitos ou obrigações das PARTES, que sejam anteriores a tal evento, ainda que seu exercício ou cumprimento se dê após o término do CONTRATO. CLÁUSULA TERCEIRA QUANTIDADE DIÁRIA CONTRATUAL DE CURTO PRAZO 3.1 Durante o prazo de vigência do presente CONTRATO, a QUANTIDADE DIÁRIA CONTRATUAL DE CURTO PRAZO (QDC CP ) corresponde a XXXX m³/dia (trinta e dois mil metros cúbicos por dia), nas CONDIÇÕES DE REFERÊNCIA. 3.2 O compromisso assumido pela GNSPS, ressalvada a condição de contratação desta cláusula e o PERÍODO DE FORNECIMENTO previsto no item 2.2, não constitui qualquer obrigação de fornecimento permanente ou futuro do volume proposto e adquirido pelo CLIENTE nesta VENDA DE CURTO PRAZO, bem como, se aplicável, não deve ser considerado como prorrogação ou aditamento de outro CONTRATO DE CURTO PRAZO. Esta cláusula não se aplica aos CONTRATOS DE LONGO PRAZO em vigor, ainda que acordados tacitamente Os volumes adquiridos pelo CLIENTE neste CONTRATO DE CURTO PRAZO serão sempre considerados inicialmente como volumes de VENDA DE CURTO PRAZO e as aquisições acima dos volumes convencionadas neste CONTRATO DE CURTO PRAZO serão Página 2 de 17

3 consideradas como volumes de VENDAS DE LONGO PRAZO, as quais deverão ser adquiridas e pagas pelo CLIENTE Os volumes de VENDA DE CURTO PRAZO serão calculados como quantidades diárias de VENDA DE CURTO PRAZO e os volumes restantes serão considerados como quantidades diárias de VENDA DE LONGO PRAZO e se os volumes restantes de VENDA DE LONGO PRAZO não corresponderem às quantidades diárias de longo prazo convencionadas entre o Usuário e a Concessionária no CONTRATO DE LONGO PRAZO, essas quantidades deverão ser pagas à Concessionária como penalidade Ocorrendo qualquer tipo de compensação, entretanto, em relação às quantidades diárias retiradas pela GNSPS concedida pela PETROBRAS à GNSPS, essa compensação será repassada pela GNSPS ao CLIENTE. CLÁUSULA QUARTA APURAÇÃO DA QUANTIDADE DIÁRIA RETIRADA DE CURTO PRAZO (QDR CP ) 4.1 Para efeito de faturamento, que observará as disposições do CONTRATO DE LONGO PRAZO, a apuração da QUANTIDADE DE GÁS retirada referente ao CONTRATO DE CURTO PRAZO será feita através da diferença entre (i) a média diária da QUANTIDADE MENSAL RETIRADA TOTAL (QR Total ) ao final de cada respectivo Mês do PERÍODO DE FORNECIMENTO, convertida para as CONDIÇÕES DE REFERÊNCIA, e (ii) o Volume de Referencial, multiplicado pelo número de dias do Mês em questão. 4.2 A QUANTIDADE DE GÁS retirada referente ao CONTRATO DE CURTO PRAZO apurada no item 4.1 estará limitada ao produto da QUANTIDADE DIÁRIA CONTRATUAL DE CURTO PRAZO (QDC CP ) pelo número de dias do respectivo Mês do PERÍODO DE FORNECIMENTO. 4.3 A QUANTIDADE DE GÁS retirada pelo CLIENTE que exceder ao somatório do Volume Referencial multiplicado pelo número de dias do Mês em questão, e da QUANTIDADE DE GÁS apurada conforme os itens 4.1 e 4.2 acima, será considerada para fins de faturamento como QUANTIDADE DE GÁS do CONTRATO DE LONGO PRAZO. CLÁUSULA QUINTA GARANTIA DE FORNECIMENTO E RECEBIMENTO 5.1 Ressalvadas as situações de não entrega ou não recebimento de GÁS por FALHA NO FORNECIMENTO ou CASO FORTUITO OU FORÇA MAIOR, a QUANTIDADE DE GÁS retirada, referente ao CONTRATO DE CURTO PRAZO, apurada conforme Cláusula Quarta, deverá ser, na média diária de cada respectivo Mês do PERÍODO DE FORNECIMENTO, igual ou superior a 70% (setenta por cento) da QDC CP, estabelecida no item 3.1 acima. 5.2 Caso o CLIENTE retire uma QUANTIDADE DE GÁS inferior a 70% (setenta por cento) da QDC CP multiplicado pelo número de dias do respectivo Mês do PERÍODO DE FORNECIMENTO, estará obrigado a pagar à GNSPS uma penalidade cujo valor será o produto (i) da diferença entre 70% (setenta por cento) da QDC CP e a média diária da QUANTIDADE DE GÁS retirada, referente ao CONTRATO DE CURTO PRAZO, conforme apuração da Cláusula Quarta pela (ii) TARIFA DO GÁS DE LONGO PRAZO; pelo (iii) número de dias do respectivo Mês do PERÍODO DE FORNECIMENTO, conforme fórmula a seguir: P RM = (0,70 x QDC CP QGR CP ) x TG LP x N, onde: P RM : é o valor da penalidade por não cumprimento de retirada mínima, apurada mensalmente, caso positiva; QDC CP : é a QUANTIDADE DIÁRIA CONTRATUAL DE CURTO PRAZO, para o respectivo Mês do PERÍODO DE FORNECIMENTO, adquirida no CONTRATO, conforme Cláusula Terceira, expressa em m³/dia; Página 3 de 17

4 QGR CP : é a QUANTIDADE DE GÁS retirada, na média diária do respectivo Mês do PERÍODO DE FORNECIMENTO, referente ao CONTRATO, expressa em m³/dia; TG LP : é a TARIFA DO GÁS DE LONGO PRAZO, conforme Cláusula Sexta; e N: é o número de dias do PERÍODO DE FORNECIMENTO A TARIFA DO GÁS DE LONGO PRAZO a ser utilizada na cobrança da penalidade prevista no item 5.2 acima, caso aplicável, será aquela praticada no CONTRATO DE LONGO PRAZO para o respectivo Mês do PERÍODO DE FORNECIMENTO. 5.3 Caso o CONTRATO DE LONGO PRAZO estabeleça recuperação automática de volumes de GÁS, oriundos de compromissos de recebimento, não ocorrerá a referida recuperação no PERÍODO DE FORNECIMENTO com a QUANTIDADE DE GÁS adquirida na VENDA DE CURTO PRAZO, objeto do CONTRATO. CLÁUSULA SEXTA ALOCAÇÃO E TARIFAÇÃO DO GÁS DE LONGO E CURTO PRAZO 6.1 ALOCAÇÃO DO GÁS DE LONGO E CURTO PRAZO E TARIFAÇÃO A QUANTIDADE DE GÁS retirada até o Volume de Referência, em base Mês, será faturada aplicando-se a TARIFA DE GÁS do CONTRATO DE LONGO PRAZO vigente a cada Mês do PERÍODO DE FORNECIMENTO, considerando-se a QUANTIDADE MENSAL RETIRADA TOTAL pelo CLIENTE, para determinação da respectiva TARIFA DO GÁS DE LONGO PRAZO A QUANTIDADE DE GÁS retirada que exceder o Volume de Referência, em base Mês, será faturada aplicando-se a tabela de TARIFA DE GÁS DE CURTO PRAZO, abaixo apresentada para o mês de Outubro de 2012, considerando-se a QUANTIDADE MENSAL RETIRADA TOTAL pelo CLIENTE, para determinação da respectiva TARIFA DO GÁS DE CURTO PRAZO. INCLUIR TABELA TARIFÁRIA DA GNSPS A tabela de TARIFA DE GÁS DE CURTO PRAZO poderá sofrer pequenas alterações para cada um dos meses do PERÍODO DE FORNECIMENTO, em função de ajustes na margem de distribuição da GNSPS, independente do previsto no item A QUANTIDADE DE GÁS retirada que exceder ao somatório do Volume de Referência, em base Mês, e da QUANTIDADE DE GÁS de Curto Prazo apurada conforme os itens 4.1 e 4.2 será faturada aplicando-se a TARIFA DE GÁS do CONTRATO DE LONGO PRAZO vigente a cada Mês do PERÍODO DE FORNECIMENTO, considerando-se a QUANTIDADE MENSAL RETIRADA TOTAL pelo CLIENTE, para determinação da respectiva TARIFA DO GÁS DE LONGO PRAZO. 6.2 As PARTES, neste ato e expressamente, concordam e aceitam que a tabela exemplificada acima da TARIFA DO GÁS DE CURTO PRAZO deste CONTRATO é composta pela soma do (i) preço do gás natural adquirido na VENDA DE CURTO PRAZO a ser destinado ao CLIENTE e da (ii) margem de distribuição da GNSPS, decorrente da tarifa praticada no respectivo Mês do PERÍODO DE FORNECIMENTO, referente fornecimento firme de GÁS do CONTRATO DE LONGO PRAZO. Sobre esta TARIFA DO GÁS DE CURTO PRAZO ainda incidirão os tributos que dizem respeito à operação de venda do Gás, sem prejuízo da aplicação das alterações e/ou reajustes na margem de distribuição da GNSPS, conforme estabelecido no item abaixo. Página 4 de 17

5 6.2.1 Fica desde já estabelecido que a margem de distribuição da GNSPS decorrente da tarifa praticada no CONTRATO DE LONGO PRAZO sofrerá alterações e/ou reajustes, conforme previsto no CONTRATO DE LONGO PRAZO. 6.3 Para fins de faturamento, a TARIFA DO GÁS DE CURTO PRAZO (TG CP ) serão acrescidos os valores correspondentes a todos os tributos federais, estaduais e municipais incidentes diretamente sobre a venda do GÁS. À TARIFA DO GÁS DE CURTO PRAZO (TG CP ) não serão incluídos encargos financeiros em função do prazo de pagamento Observado o disposto no item acima, o recolhimento dos tributos (impostos, taxas, emolumentos, contribuições fiscais e parafiscais), que sejam devidos em decorrência direta ou indireta deste instrumento contratual ou de sua execução, são de exclusiva responsabilidade do contribuinte assim definido na norma tributária, sem direito a reembolso Se durante o prazo de vigência do CONTRATO ocorrer a criação de novos tributos ou participações governamentais (royalties), bem como alteração das respectivas alíquotas e/ou bases de cálculo que venham a majorar, comprovadamente, o ônus da GNSPS (com exceção do IRPJ e CSLL), a TARIFA DO GÁS DE CURTO PRAZO (TG CP ) vigente à época será aumentado proporcionalmente à majoração ocorrida Se durante o prazo de vigência do CONTRATO ocorrer a extinção de qualquer tributo ou participação governamental (royalties), bem como alteração das respectivas alíquotas e/ou bases de cálculo que venham a reduzir, comprovadamente, o ônus da GNSPS (com exceção do IRPJ e CSLL), a TARIFA DO GÁS DE CURTO PRAZO (TG CP ) vigente à época será reduzido na mesma proporcionalidade. CLÁUSULA SÉTIMA VALOR DO CONTRATO DE CURTO PRAZO 7.1 É atribuído ao presente CONTRATO o valor de R$ ,00 (dois milhões, duzentos e oito mil reais). Dada a natureza deste CONTRATO, o valor indicado é estimativo e não inclui impostos de qualquer natureza. CLÁUSULA OITAVA FORMA DE PAGAMENTO E FATURAMENTO 8.1 Pelo fornecimento de GÁS a cada ciclo de faturamento no PERÍODO DE FORNECIMENTO, o valor do faturamento do GÁS de curto prazo será determinado mediante a multiplicação (i) da QUANTIDADE DE GÁS retirada neste CONTRATO, conforme apurado através da Cláusula Quarta em seus itens 4.1 e 4.2, pela (ii) TARIFA DO GÁS DE CURTO PRAZO (TG CP ), incluindo os tributos, e pelo (iii) número de dias do ciclo de faturamento em questão no PERÍODO DE FORNECIMENTO, conforme fórmula a seguir: F = QGR CP x TG CPT x N, onde: F: é o valor do faturamento no CONTRATO, referente a um determinado ciclo de faturamento, expresso em reais; QGR CP : é a QUANTIDADE DE GÁS retirada num determinado ciclo de faturamento no PERÍODO DE FORNECIMENTO, referente ao CONTRATO; TG CPT : é a TARIFA DO GÁS DE CURTO PRAZO, incluindo os tributos, conforme Cláusula Sexta; e N: é o número de dias de um determinado ciclo de faturamento no PERÍODO DE FORNECIMENTO Página 5 de 17

6 8.2 Para fins do item 8.1 acima, a TARIFA DO GÁS DE CURTO PRAZO (TG CP ), bem como suas frações, após o acréscimo dos tributos aplicáveis, será arredondado na quarta casa decimal. 8.3 O pagamento de qualquer DOCUMENTO DE COBRANÇA, a ser emitido nos termos deste CONTRATO, deverá ser feito em reais, no prazo e vencimento estabelecido no ACORDO OPERACIONAL. CLÁUSULA NONA - CARACTERÍSTICAS DO FORNECIMENTO 9.1 O gás natural será entregue ao CLIENTE, em obediência às disposições do CONTRATO DE LONGO PRAZO firmado entre o CLIENTE e a GNSPS. 9.2 O gás natural a ser entregue pela GNSPS ao CLIENTE deverá obedecer às especificações do Regulamento Técnico ANP nº 2/2008, anexo à Resolução nº 16/2008 da Agência Nacional de Petróleo (ANP), ou aquela que vier a substituí-la. CLÁUSULA DÉCIMA - UTILIZAÇÃO DO GÁS NATURAL 10.1 O gás natural contratado será destinado, exclusivamente, às necessidades do CLIENTE, conforme convencionado no CONTRATO DE LONGO PRAZO firmado entre o CLIENTE e a GNSPS A GNSPS poderá realizar nas dependências do CLIENTE as comprovações necessárias em relação à utilização ou destino do gás natural ora fornecido, sendo que tais comprovações serão realizadas no horário de funcionamento do CLIENTE. CLÁUSULA DÉCIMA PRIMEIRA - INSTALAÇÕES DO CLIENTE 11.1 O CLIENTE será responsável pela correta operação e manutenção das instalações internas, pelo cumprimento das normas técnicas vigentes e por qualquer dano que se possa produzir como conseqüência da utilização das referidas instalações, conforme convencionado no CONTRATO DE LONGO PRAZO firmado entre o CLIENTE e a GNSPS. CLÁUSULA DÉCIMA SEGUNDA - MEDIÇÃO DO CONSUMO A medição do consumo de gás natural será efetuada através de equipamentos de medição, de propriedade da GNSPS, apropriados ao tipo de consumo contratado. Os equipamentos de medição instalados atenderão as normas vigentes e será regida conforme convencionado no CONTRATO DE LONGO PRAZO firmado entre o CLIENTE e a GNSPS. CLÁUSULA DÉCIMA TERCEIRA - CASO FORTUITO OU FORÇA MAIOR 13.1 Caracteriza-se como CASO FORTUITO OU FORÇA MAIOR, com estrita observância do artigo 393 e seu parágrafo único do Código Civil Brasileiro, qualquer evento ou circunstância que afete qualquer uma das PARTES que reúna, concomitantemente, todos os seguintes pressupostos: I. Que a ocorrência se dê e permaneça fora do controle da PARTE AFETADA; II. III. A PARTE AFETADA, não concorra direta ou indiretamente para a sua ocorrência; A atuação da PARTE AFETADA, conquanto diligente e tempestiva, não tenha sido suficiente para impedir ou atenuar sua ocorrência; Página 6 de 17

7 IV. Sua ocorrência afete ou impeça diretamente o cumprimento, pela PARTE AFETADA, de uma ou mais obrigações previstas neste Instrumento Abrangência Sem prejuízo da existência de quaisquer outros eventos de CASO FORTUITO OU FORÇA MAIOR, fica, desde já, aceito e reconhecido como evento de CASO FORTUITO OU FORÇA MAIOR qualquer um dos eventos listados abaixo, desde que verificados os requisitos desta Cláusula: I. Ato de atentado público, vandalismo ou terrorismo, guerra declarada ou não, ameaça de guerra, revolução, guerrilha, insurreição, comoção civil, tumulto, rebelião, insurreição militar, golpe de estado, estado de sítio, declaração de estado de emergência ou lei marcial, embargo ou bloqueio econômico ou outras situações que não se enquadrem nas excludentes citadas no item 13.3; II. III. IV. Ato de sabotagem, de terrorismo, de vandalismo ou de destruição acidental de instalações, ainda que parcial, da PARTE AFETADA ou de seus contratados, desde que sem culpa dos mesmos; Cataclismos, raios, terremotos, tornados, tempestades, incêndios, inundações, explosões e eventos meteorológicos excepcionais e imprevisíveis; MUDANÇA DE LEI que afete de forma substancial e adversa o cumprimento das obrigações previstas neste CONTRATO por qualquer das PARTES; 13.3 Eventos Excluídos Não se configuram como CASO FORTUITO OU FORÇA MAIOR os seguintes eventos: I. Greve ou qualquer outra perturbação de natureza similar executada somente pelos empregados, agentes, contratados ou subcontratados da PARTE AFETADA; II. III. IV. Alteração das condições econômicas e financeiras da PARTE AFETADA; Qualquer prejuízo acidental, quebra ou falha de qualquer setor de planta industrial, instalações, maquinário ou equipamento pertencente à PARTE AFETADA, seus contratados, subcontratados, exceto se decorrente diretamente da ocorrência do CASO FORTUITO OU FORÇA MAIOR; Atraso no desempenho das obrigações assumidas por contratados ou subcontratados da PARTE AFETADA que afetem o cumprimento de quaisquer obrigações assumidas pela PARTE AFETADA neste CONTRATO, exceto se comprovado que o atraso por parte dos contratados ou subcontratados decorreu diretamente da ocorrência de CASO FORTUITO OU FORÇA MAIOR Procedimentos em Ocorrências de CASO FORTUITO OU FORÇA MAIOR Na hipótese de ocorrência de situações caracterizadas como CASO FORTUITO OU FORÇA MAIOR, deverão ser adotadas pela PARTE AFETADA as seguintes medidas: I. Informar sobre a ocorrência do evento e enviar NOTIFICAÇÃO à outra PARTE, tão logo quanto possível, apresentando as informações disponíveis em relação à estimativa da duração, do provável impacto no desempenho de suas obrigações e as possíveis ações que serão tomadas, pela PARTE AFETADA, para remediar ou mitigar as conseqüências de tal evento; Página 7 de 17

8 II. III. IV. Adotar as providências cabíveis para remediar ou atenuar as conseqüências de tal evento, visando possibilitar a execução normal do CONTRATO o mais brevemente possível; Manter a outra PARTE informada a respeito de suas ações e de seu plano de ação; Prontamente avisar através de NOTIFICAÇÃO a outra PARTE da cessação do evento e de suas conseqüências; 13.5 Obrigações Não Afetadas Nenhum CASO FORTUITO OU FORÇA MAIOR eximirá as PARTES de qualquer de suas obrigações devidas anteriormente à ocorrência do respectivo evento ou que se tenham constituído antes dele, embora sejam exigíveis durante ou posteriormente ao evento de CASO FORTUITO OU FORÇA MAIOR, em especial as obrigações de pagar as importâncias em dinheiro devidas conforme o CONTRATO Efeitos no CONTRATO Com a ocorrência de CASO FORTUITO OU FORÇA MAIOR, as PARTES, enquanto perdurarem os efeitos decorrentes de tal evento, estarão dispensadas do cumprimento das obrigações contratuais, diretamente afetadas pelo evento de CASO FORTUITO OU FORÇA MAIOR, caracterizado nos termos deste CONTRATO, bem como exonerada de qualquer responsabilidade pela falta ou atraso no cumprimento das obrigações que sejam diretamente atribuíveis ao CASO FORTUITO OU FORÇA MAIOR O CLIENTE será dispensado do cumprimento de suas obrigações caso seja impedido de cumpri-las por motivo de Caso Fortuito ou de Força Maior, ficando a GNSPS dispensada da obrigação de fornecer gás natural em caso de ocorrência de qualquer um dos citados eventos, que afete as suas instalações de produção, compressão ou tratamento de gás natural ou qualquer gasoduto necessário para o transporte do gás natural até o Ponto de Entrega, ou ainda, de fatos operacionais atribuíveis diretamente à PETROBRAS S/A, ou qualquer outro transportador ou produtor que supra ou venha a suprir a GNSPS A ocorrência de um evento de CASO FORTUITO OU FORÇA MAIOR não justificará o descumprimento pelas PARTES de obrigações que não tenham sido diretamente afetadas pelos mesmos eventos Se a razão impeditiva ou suas causas perdurarem por mais de 15 (quinze) dias consecutivos, qualquer uma das PARTES poderá notificar à outra, por escrito, para a rescisão do presente CONTRATO DE CURTO PRAZO Em caso de divergência de entendimento quanto à caracterização de um evento de como CASO FORTUITO OU FORÇA MAIOR, qualquer das PARTES poderá submetê-la ao judiciário, sendo que, enquanto perdurar a controvérsia, o evento será presumido como decorrente de CASO FORTUITO OU FORÇA MAIOR Caso a sentença judicial determine que não ocorreu CASO FORTUITO OU FORÇA MAIOR, ou a PARTE que a alegou mude seu entendimento, a PARTE que tenha alegado tal evento será responsável pelas conseqüências previstas no CONTRATO devido ao não cumprimento das obrigações que foram suspensas por força do suposto evento de CASO FORTUITO OU FORÇA MAIOR. Página 8 de 17

9 CLÁUSULA DÉCIMA QUARTA - RESPONSABILIDADES 14.1 Cada uma das PARTES será responsável pelos danos e prejuízos causados a outra parte e/ou a terceiros como conseqüência do inadimplemento de qualquer de suas obrigações descritas no presente instrumento A GNSPS não será responsável pelas perdas ou danos ocorridos ao CLIENTE como conseqüência da utilização, por parte deste, de consumos diários e horários diferentes dos ora contratados, bem como por qualquer tipo de utilização que não esteja de conformidade com os termos do presente instrumento, salvo se ocorrer devido a fatos imputáveis diretamente à GNSPS. CLÁUSULA DÉCIMA QUINTA - RESOLUÇÃO 15.1 O presente CONTRATO será resolvido ocorrendo qualquer uma das seguintes situações: I. Nos casos previstos nas leis em vigor; II. III. IV. Pelo inadimplemento de quaisquer das obrigações estipuladas no presente instrumento. Nesta hipótese, a PARTE adimplente deverá comunicar a PARTE inadimplente, por escrito, do inadimplemento, concedendo a esta, um prazo de 10 (dez) dias após o recebimento da citada comunicação, para que seja sanado o inadimplemento, o que, não ocorrendo, ocasionará a resolução imediata do CONTRATO; No caso do CLIENTE ceder a terceiros o gás natural ora contratado, ou este seja destinado ao uso diverso daquele estabelecido neste instrumento; No caso de fraude, manipulação indevida dos equipamentos de medição ou irregularidades nas leituras indicadas neste instrumento; V. No caso do CLIENTE cessar em definitivo as suas atividades Ocorrendo a resolução nos termos do disposto acima, o CLIENTE deverá realizar o pagamento de todas as quantidades pendentes relativas ao presente instrumento e, excluída a hipótese da alínea I do item 15.1, caso a resolução ocorra por culpa do CLIENTE, será permitida a cobrança pela GNSPS de indenização por perdas e danos em decorrência de resolução contratual. CLÁUSULA DÉCIMA SEXTA - RENÚNCIA 16.1 O não exercício, expresso ou presumido, por qualquer das PARTES, em qualquer momento, a alguns dos direitos previstos no presente instrumento não significará renúncia ao exercício desse mesmo direito em outra oportunidade, ou ao exercício de quaisquer outros direitos previstos no presente. CLÁUSULA DÉCIMA SÉTIMA - CESSÃO 17.1 O CLIENTE não poderá ceder, no todo ou em parte, o presente CONTRATO e os direitos e obrigações dele decorrentes, devendo previamente comunicar à GNSPS qualquer alteração na sua estrutura jurídica. CLÁUSULA DÉCIMA OITAVA - SIGILO E CONFIDENCIALIDADE 18.1 Durante a vigência do presente CONTRATO e pelo prazo de 2 (dois) anos após o seu término, as PARTES obrigam-se a manter sob sigilo todas as informações que forem Página 9 de 17

10 transmitidas de uma PARTE à outra no contexto deste CONTRATO, independentemente de serem privilegiadas ou não São considerados confidenciais todas as informações e documentos fornecidos, independentemente de expressa menção quanto à confidencialidade dos mesmos As PARTES em nenhuma hipótese usarão toda ou parte das informações confidenciais para qualquer propósito diverso da utilização prevista neste CONTRATO Observado o disposto nesta Cláusula, as PARTES de nenhum modo divulgarão, exibirão, discutirão, fornecerão, revelarão, trocarão, venderão, publicarão ou de qualquer forma tornarão acessíveis, ou conhecidas as informações confidenciais, ou qualquer parte delas a qualquer pessoa jurídica ou física que não esteja diretamente relacionada com a execução do objeto deste CONTRATO, bem como limitarão o acesso destas informações aos seus diretores, empregados, eventuais consultores, acionistas, empresas controladoras, coligadas, subsidiárias, advogados, bancos, funcionários e outros representantes que realmente necessitem conhecê-las para implementar o objeto aqui previsto, desde que estejam obrigados a respeitar os termos deste instrumento Não serão consideradas informações confidenciais, para os fins deste CONTRATO, as informações que: I - Sejam de domínio público ou que passem a essa condição após a assinatura deste CONTRATO, sem que para isso tenham contribuído quaisquer das PARTES; II - Forem requisitadas a quaisquer das PARTES por quaisquer autoridades públicas competentes com jurisdição sobre tal PARTE; III - Forem licitamente obtidas por quaisquer das PARTES de terceiros, sem violação deste CONTRATO ou de quaisquer obrigações de confidencialidade em relação a qualquer outra PARTE; IV - Tornarem-se de domínio público após serem recebidas pela PARTE, salvo se através de violação deste CONTRATO ou ato ilícito da PARTE, seus diretores, empregados, eventuais subcontratados, consultores, acionistas, empresas controladoras, coligadas, subsidiárias, advogados, bancos, funcionários e outros representantes; ou V - Sejam desenvolvidas exclusivamente pela PARTE sem violação deste CONTRATO ou de quaisquer obrigações de confidencialidade em relação à outra PARTE O descumprimento da obrigação de sigilo importará: I - Na rescisão do presente CONTRATO, se ainda vigente à época do descumprimento; II - Na responsabilidade por perdas e danos que venha a causar a PARTE infratora à outra, limitados no que concerne a danos diretos e lucros cessantes; e III - Na adoção das providências jurídicas e sanções cabíveis por força da legislação pertinente. CLÁUSULA DÉCIMA NONA - DISPOSIÇÕES GERAIS 19.1 O presente CONTRATO constitui o entendimento integral entre as PARTES, revogando qualquer entendimento anterior, inclusive relacionado exclusivamente a VENDA DE CURTO PRAZO, seja escrito ou oral, bem como não cria qualquer direito ou obrigação para as PARTES, salvo àqueles aqui expressamente previstos neste instrumento e nos seus anexos Este CONTRATO de Fornecimento de Gás Natural é, ainda, regido por toda a legislação aplicável à espécie, pelas Normas Técnicas adotadas pela GNSPS, as Normas Página 10 de 17

11 Regulamentares baixadas pela Agência Reguladora, e as disposições constantes do Contrato de Concessão de Serviços Públicos de Distribuição de Gás Canalizado, firmado entre a GNSPS e o Estado do Rio de Janeiro, em 21/07/ Qualquer modificação nos termos do presente CONTRATO, para que tenha eficácia, deverá ser objeto de expresso termo aditivo Ocorrendo, por disposição judicial ou por outro motivo, a invalidade ou ineficácia de qualquer Cláusula do presente instrumento, total ou parcialmente, tal fato não se estenderá às demais Cláusulas ora pactuadas, as quais manter-se-ão em pleno vigor, sendo que as Partes acordam, desde já, em substituir aquela Cláusula inválida ou ineficaz por outra a mais similar possível Qualquer tolerância ou mesmo na eventualidade de uma das PARTES deixar de exigir o cumprimento de qualquer obrigação prevista neste CONTRATO, não constituirá novação ou renúncia expressa ou tácita ao direito de fazê-lo em qualquer oportunidade. Qualquer renúncia ou novação a um direito estabelecido neste CONTRATO só será considerada válida e eficaz mediante manifestação por escrito das PARTES As omissões deste CONTRATO serão supridas pelas disposições do CONTRATO DE LONGO PRAZO entre a GNSPS e o CLIENTE, desde que não incompatíveis com os fins deste CONTRATO Todas e quaisquer notificações ou quaisquer outras comunicações exigidas ou permitidas nos termos deste instrumento serão admitidas como recebidas, se encaminhadas por escrito, via , entrega pessoal, fac-símile, serviço de entrega especial ou carta protocolada encaminhada pelo Correio, sem a necessidade de recebimento por representantes legais das PARTES, desde que endereçados à PARTE pertinente em seu respectivo endereço conforme indicado abaixo, ou outro endereço informado à PARTE através de notificação: GNSPS ENDEREÇO Rua Cyce César, 24 CONTATO Jairo Xavier Caires TELEFONE FAX CLIENTE Todas e quaisquer notificações, instruções e comunicações nos termos deste instrumento serão válidas e consideradas entregues na data do recebimento das mesmas, desde que observados os meios indicados no parágrafo acima Todas e quaisquer alterações ao presente instrumento somente serão válidas quando celebradas por escrito e assinadas por todas as PARTES Toda e qualquer tolerância quanto ao cumprimento pelas PARTES dos prazos e condições estabelecidas neste instrumento não significará alteração ou novação das disposições ora pactuadas As PARTES, por si e seus sucessores, expressam a sua concordância ao integral teor deste instrumento, obrigando-se a seu fiel e estrito cumprimento As PARTES ressarcirão uma às outras os prejuízos que tiverem dado causa As PARTES reconhecem que este instrumento tem força de título executivo extrajudicial, nos termos do art. 585, inc. II, do Código de Processo Civil, reconhecendo, portanto, a sua certeza, liquidez e exigibilidade. Página 11 de 17

12 CLÁUSULA DÉCIMA VIGÉSIMA - FORO 20.1 As PARTES contratantes elegem o Foro da Comarca da Capital do Rio de Janeiro para dirimir eventuais questões oriundas deste CONTRATO, com renúncia a qualquer outro por mais privilegiado que seja. E por estarem justos e contratados, as PARTES assinam o presente instrumento em 2 (duas) vias, de igual teor e forma, na presença das testemunhas abaixo. Sorocaba, 23 de novembro de xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx GAS NATURAL SÃO PAULO SUL S.A - GNSPS TESTEMUNHAS Nome: CPF: Nome: CPF: Página 12 de 17

13 ANEXO I TERMOS E DEFINIÇÕES ACORDO OPERACIONAL: significa o Anexo II deste CONTRATO DE CURTO PRAZO firmado entre o CLIENTE e a GNSPS, que visa compatibilizar e harmonizar as condições e termos deste CONTRATO DE CURTO PRAZO com o(s) demais CONTRATO(S) DE CURTO PRAZO, caso existentes, e o(s) CONTRATO(S) DE LONGO PRAZO. ARSESP: significa Agência Reguladora de Energia e Saneamento do Estado de São Paulo, ou àquela que vier a substituí-la, que tem a finalidade, entre outras atribuições, de exercer o poder regulatório, acompanhando, controlando e fiscalizando os atuais contratos de concessão dos serviços públicos concedidos de distribuição de gás canalizado da concessionária GNSPS. ARBITRAGEM: significa, caso existente, o procedimento de solução de controvérsia descrito no CONTRATO DE LONGO PRAZO. ARREDONDAMENTO: No cálculo dos preços, parcelas, fatores e índices, deste CONTRATO, será utilizado o seguinte critério de ARREDONDAMENTO: a) Se a casa decimal subseqüente ao algarismo a ser arredondado variar de 0 à 4, o algarismo a ser arredondado manterá seu valor; b) Se a casa decimal subseqüente ao algarismo a ser arredondado variar de 5 à 9, o algarismo a ser arredondado terá uma unidade somada ao seu valor. CALORIA (cal): 1 (uma) CALORIA é a quantidade de calor requerida para elevar a temperatura de 1 (um) grama de água pura de 14,5 ºC (quatorze e meio graus Celsius) até 15,5 ºC (quinze e meio graus Celsius) à pressão absoluta de Pa (cento e um mil e trezentos e vinte e cinco Pascals). Uma CALORIA equivale a 4,1855 J (quatro Joules e mil e oitocentos e cinqüenta e cinco décimos de milésimos). Uma QUILOCALORIA (kcal) significa (mil) CALORIAS. CASO FORTUITO OU FORÇA MAIOR: Define-se na Cláusula Décima Terceira do CONTRATO. CONTRATO DE CURTO PRAZO: significa este CONTRATO de compra e venda de GÁS natural, seus anexos e eventuais aditivos acordados pelas PARTES. CONTRATO(S) DE LONGO PRAZO: significa(m) o(s) contrato(s) de compra e venda de GÁS natural de longo prazo vigente(s), firmado(s) entre a GNSPS e o CLIENTE, considerando seus anexos e aditivos acordados pelas PARTES. CONDIÇÕES BASE: entendem-se como tais a temperatura de 20 ºC (vinte graus Celsius) e a pressão absoluta de Pa (cento e um mil e trezentos e vinte e cinco Pascals). CONDIÇÕES DE REFERÊNCIA: entendem-se como tais a temperatura de 20 ºC (vinte graus Celsius), a pressão absoluta de Pa (cento e um mil e trezentos e vinte e cinco Pascals) e o PODER CALORÍFICO SUPERIOR (PCS), em base seca, para o GÁS igual ao PODER CALORÍFICO DE REFERÊNCIA (PCR). DIA: corresponde a cada DIA calendário do período de vigência do CONTRATO, tendo início à 0:00h (zero hora) e término às 24:00h (vinte e quatro horas) do DIA de que se trate, tendo como referência a GMT-3h. (Greenwich Meridian Time menos três horas). DIA ÚTIL: significa qualquer DIA em que os bancos sejam obrigados a operar simultaneamente nas cidades das sedes da GNSPS e do CLIENTE. Página 13 de 17

14 DOCUMENTO DE COBRANÇA: é qualquer fatura, nota fiscal, duplicata, nota de débito, nota de crédito, bem como qualquer outro título ou NOTIFICAÇÃO emitido por uma PARTE à outra para cobrança de valor que deva ser pago nos termos do CONTRATO. FALHA NO FORNECIMENTO: situação caracterizada pela ocorrência, em determinado DIA, na soma de todos os PONTOS DE ENTREGA, de qualquer dos seguintes fatos: (a) falta de disponibilidade de GÁS em determinado PONTO DE ENTREGA; (b) desconformidade em relação às especificações do GÁS contidas na Cláusula Oitava do ACORDO OPERACIONAL; Excetuar-se-ão as mesmas hipóteses previstas nos CONTRATOS DE LONGO PRAZO, em que não se configurará FALHA NO FORNECIMENTO. GÁS ou GÁS NATURAL: mistura de hidrocarbonetos constituídas essencialmente de metano, outros hidrocarbonetos e gases não combustíveis, que se extrai de reservatórios naturais e que, nas CONDIÇÕES BASE, se encontra no estado gasoso. LEI: para os fins deste CONTRATO, significa qualquer lei, medida provisória, código, decreto, regulamento, resolução, portaria, deliberação administrativa, vigente ou que venha a vigorar durante a execução deste CONTRATO, outras exigências ou restrições emanadas de qualquer ÓRGÃO PÚBLICO desde que estas últimas estejam devidamente normatizadas. MÊS: significa o mês calendário, em que estão inseridos um ou mais PERÍODOS DE FATURAMENTO. METRO CÚBICO ou m³: corresponde à QUANTIDADE DE GÁS que, nas CONDIÇÕES BASE, ocupa o volume de 1 (um) METRO CÚBICO. NOTIFICAÇÃO ou NOTIFICAR: significa, conforme previsto no item 19.7 qualquer comunicação entre as PARTES cujo recebimento possa ser provado pela PARTE emitente de forma inequívoca, tal como uma notificação judicial ou extrajudicial, carta ou qualquer outro meio de comunicação escrita que ofereça garantias semelhantes de comprovação de recebimento, inclusive transmissão de fac-símile ou comunicação eletrônica. Serão válidas ainda como NOTIFICAÇÃO quaisquer trocas de informações de ordem operacional, de uma PARTE à outra, mediante telefonema gravado, transmissão de fac-símile ou comunicação eletrônica, em qualquer caso, com confirmação de recebimento, desde que realizadas entre as centrais operacionais das PARTES. PARTE AFETADA: significa a PARTE que alegar o evento de CASO FORTUITO OU FORÇA MAIOR. PERÍODO DE FORNECIMENTO: é o período estabelecido no item 2.2 deste CONTRATO. PODER CALORÍFICO DE REFERÊNCIA (PCR): é igual ao PCS de Kcal/m³ (nove mil e quatrocentas QUILOCALORIAS por METRO CÚBICO). PODER CALORÍFICO SUPERIOR (PCS): é a quantidade de energia liberada, na forma de calor, na combustão completa de uma quantidade definida de GÁS com ar, à pressão constante e essencialmente com todos os produtos de combustão retornando à temperatura inicial dos reagentes, sendo que a água formada na combustão está no estado líquido. A determinação do PCS se fará com base no método ISO 6976 de 1995, ou suas revisões posteriores, com ARREDONDAMENTO para número inteiro. Sua unidade de medida será kcal/m³ (QUILOCALORIA por METRO CÚBICO). Página 14 de 17

15 PONTO DE ENTREGA: consiste nas instalações necessárias à disponibilização do GÁS nas condições contratuais incluindo o SISTEMA DE MEDIÇÃO previsto nos CONTRATOS DE LONGO PRAZO. QUANTIDADE DE GÁS: significa um volume de GÁS em METROS CÚBICOS nas CONDIÇÕES DE REFERÊNCIA, com ARREDONDAMENTO para número inteiro. QUANTIDADE DIÁRIA CONTRATUAL DE CURTO PRAZO (QDC CP ): significa a QUANTIDADE DE GÁS, em base diária, contratada pelo CLIENTE nas CONDIÇÕES DE REFERÊNCIA, para ser utilizada em complemento ao Volume Referencial, definido no CONSIDERANDO VIII. QUANTIDADE DIÁRIA RETIRADA DE CURTO PRAZO (QDR CP ): significa a QUANTIDADE DE GÁS, em base diária, retirada pelo CLIENTE nas CONDIÇÕES DE REFERÊNCIA, para ser utilizada em complemento ao Volume Referencial, definido no CONSIDERANDO VIII. QUANTIDADE MENSAL RETIRADA TOTAL (QR Total ): significa o volume total de gás natural, em METROS CÚBICOS, e nas CONDIÇÕES DE REFERÊNCIA, retirado num determinado Mês pelo CLIENTE no(s) PONTO(S) DE ENTREGA, contemplando o(s) CONTRATO(s) DE LONGO PRAZO e o CONTRATO DE CURTO PRAZO. SISTEMA DE MEDIÇÃO: significa o conjunto de equipamentos mecânicos e eletro-eletrônicos, situado no PONTO DE ENTREGA, destinado a medir o volume de GÁS entregue ao CLIENTE. Página 15 de 17

16 ANEXO II ACORDO OPERACIONAL PARA COMPRA E VENDA DE GÁS NATURAL DE CURTO PRAZO 1. OBJETO 1.1 O presente ACORDO OPERACIONAL tem por objeto estabelecer determinadas condições técnicas e operacionais que serão aplicadas na compra e venda de GÁS acordada pelas PARTES por meio da celebração do CONTRATO DE CURTO PRAZO e sua relação com os CONTRATOS DE LONGO PRAZO e, eventuais CONTRATOS DE CURTO PRAZO firmados anteriormente. 2. APURAÇÃO DA QUANTIDADE RETIRADA E COMPROMISSOS DE FORNECIMENTO E DE RECEBIMENTO 2.1 Durante o PERÍODO DE FORNECIMENTO, a GNSPS compromete-se a entregar ao CLIENTE, em um determinado DIA, uma QUANTIDADE DE GÁS limitada ao somatório da QUANTIDADE DE GÁS em modalidade firme contratada pelo CLIENTE através dos CONTRATOS DE CURTO E LONGO PRAZO. 2.2 As PARTES acordam que a metodologia de alocação dos volumes do(s) CONTRATO(S) DE CURTO E LONGO PRAZO será aplicável à QUANTIDADE MENSAL RETIRADA TOTAL (QRTOTAL), convertida para as CONDIÇÕES DE REFERÊNCIA. Essa alocação, definida na Cláusula Quarta deste CONTRATO, será utilizada para fins de apuração dos compromissos de fornecimento, de recebimento, de penalidades de programação (penalidades por retirada a maior e a menor que a programada, por exemplo) e demais disposições do(s) CONTRATO(S) DE CURTO E LONGO PRAZO. 3. PROGRAMAÇÃO DO GÁS 3.1 Durante o PERÍODO DE FORNECIMENTO serão aplicadas todas as condições e procedimentos já adotados, referentes à programação nos CONTRATOS DE LONGO PRAZO Não será necessária programação adicional específica para QUANTIDADES DE GÁS referentes ao CONTRATO Na hipótese de ser prevista no(s) CONTRATOS DE LONGO PRAZO, a programação diária de retirada de GÁS, a mesma deverá contemplar a QUANTIDADE DE GÁS total prevista para o consumo do CLIENTE, incluindo, portanto, a QUANTIDADE DE GÁS referente ao CONTRATO DE CURTO PRAZO. Entretanto, conforme item deste ACORDO OPERACIONAL, não será necessário identificar a parcela da QUANTIDADE DE GÁS total que se refere ao CONTRATO DE CURTO PRAZO. 4. PARADA PROGRAMADA 4.1 As PARTES acordam que os termos referentes à parada programada pré-estabelecidos no(s) CONTRATO(S) DE LONGO PRAZO não serão aplicáveis às QUANTIDADES DE GÁS deste CONTRATO DE CURTO PRAZO. 5. FATURAMENTO DO GÁS 5.1 Os documentos de cobrança decorrentes do fornecimento de gás natural no âmbito do CONTRATO serão emitidos pela GNSPS e pagos pelo CLIENTE, conforme prazos e procedimentos previstos no(s) CONTRATO(S) DE LONGO PRAZO e os valores a serem faturados serão obtidos da seguinte forma: Página 16 de 17

17 (a) O faturamento referente ao Volume Referencial será baseado na TARIFA DO GÁS estabelecido nos CONTRATOS DE LONGO PRAZO; (b) O faturamento referente à QUANTIDADE DE GÁS que exceder o Volume Referencial, nas condições de apuração e limite estipuladas nos itens 4.1 e 4.2 deste CONTRATO, será realizado de acordo com a TARIFA DE GÁS DE CURTO PRAZO definido na Cláusula Sexta deste CONTRATO; (c) O faturamento referente à QUANTIDADE DE GÁS apurada conforme o estipulado no item 4.3 deste CONTRATO será baseada na TARIFA DO GÁS estabelecido nos CONTRATOS DE LONGO PRAZO. 5.2 Os valores devidos em função do fornecimento de GÁS, assim como quaisquer outros, no âmbito do presente CONTRATO, serão incluídos nos DOCUMENTOS DE COBRANÇA que serão emitidos em decorrência dos CONTRATOS DE LONGO PRAZO, obedecendo a seus prazos e vencimentos. 5.3 Para fins de faturamento das penalidades previstas no(s) CONTRATO(S) DE LONGO PRAZO, a TARIFA DO GÁS a ser considerada não será alterada. Com isso, a TARIFA DO GÁS DE CURTO PRAZO (TGCP) será utilizada única e exclusivamente para o faturamento referente ao fornecimento do GÁS no PERÍODO DE FORNECIMENTO e outras obrigações que digam respeito exclusivamente ao presente CONTRATO. 5.4 No caso de atraso no pagamento, o valor em atraso será apurado na forma previamente estabelecida através dos CONTRATOS DE LONGO PRAZO. 5.5 Em cada documento de cobrança serão observadas as suas respectivas incidências tributárias. 6. MEDIÇÃO DO GÁS 6.1 As PARTES acordam que os termos contratuais referentes à medição, incluindo unidades de medida, metodologia de conversão de volumes, procedimentos de medição e calibração, pré-estabelecidos nos CONTRATOS DE LONGO PRAZO serão aplicáveis à QUANTIDADE MENSAL RETIRADA TOTAL, convertida para as CONDIÇÕES DE REFERÊNCIA Não será necessário nenhum procedimento operacional adicional e específico de medição para os volumes de GÁS referentes ao CONTRATO. 7. QUALIDADE DO GÁS 7.1 As PARTES acordam que os termos contratuais referentes à qualidade do GÁS, incluindo especificação mínima necessária e metodologia de determinação da qualidade e PODER CALORÍFICO, pré-estabelecidos nos CONTRATOS DE LONGO PRAZO serão aplicáveis aos volumes de GÁS objeto deste CONTRATO. 8. CONDIÇÕES DE ENTREGA DO GÁS 8.1 As PARTES acordam que os termos contratuais referentes às condições de fornecimento, incluindo localização dos PONTOS DE ENTREGA, vazões e pressões de fornecimento e transferência de propriedade, pré-estabelecidos nos CONTRATOS DE LONGO PRAZO serão aplicáveis para todos os fins deste CONTRATO. Página 17 de 17

XXXX, doravante designado CLIENTE, CONSIDERANDO QUE:

XXXX, doravante designado CLIENTE, CONSIDERANDO QUE: CONTRATO DE COMPRA E VENDA DE GÁS NATURAL DE CURTO PRAZO QUE ENTRE SI CELEBRAM, DE UM LADO, COMPANHIA DE GÁS DA BAHIA BAHIAGÁS, E DE OUTRO, X, NA FORMA ABAIXO: COMPANHIA DE GÁS DA BAHIA - BAHIAGÁS, sociedade

Leia mais

ANEXO II ACORDO DE CONFIDENCIALIDADE

ANEXO II ACORDO DE CONFIDENCIALIDADE ANEXO II ACORDO DE CONFIDENCIALIDADE TELEFONICA BRASIL S.A, com sede à Rua Martiniano de Carvalho, nº. 851, na cidade de São Paulo, inscrita no CNPJ/MF sob nº. 02.558.157/0001-62, neste ato representada

Leia mais

INSTRUMENTO PARTICULAR DE CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS COM PARTICIPAÇÃO FINANCEIRA DO CLIENTE,

INSTRUMENTO PARTICULAR DE CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS COM PARTICIPAÇÃO FINANCEIRA DO CLIENTE, CONTRATO PARA PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS, COM PARTICIPAÇÃO FINANCEIRA DO CLIENTE, QUE ENTRE SI CELEBRAM, LIGHT SERVIÇOS DE ELETRICIDADE S/A, DE UM LADO, E XXXXXXXXX, DE OUTRO LADO. LIGHT SERVIÇOS DE ELETRICIDADE

Leia mais

CONTRATO DE COMERCIALIZAÇÃO DO MVP WEB

CONTRATO DE COMERCIALIZAÇÃO DO MVP WEB CONTRATO DE COMERCIALIZAÇÃO DO MVP WEB Contrato de Prestação de Serviços que entre si fazem {{customer_full_name}}, com registro no {{customer_document_kind}} sob o n {{customer_document_number}}, com

Leia mais

CONTRATO Nº 104/2014

CONTRATO Nº 104/2014 CONTRATO Nº 104/2014 TERMO DE CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS, QUE CELEBRAM O MUNICÍPIO DE SANTANA DA BOA VISTA/RS E A EMPRESA POLYTEK COMERCIO E SERVIÇOS DE INFORMATICA LTDA. O MUNICÍPIO DE SANTANA

Leia mais

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE MANUTENÇÃO DE FIAÇÃO INTERNA

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE MANUTENÇÃO DE FIAÇÃO INTERNA CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE MANUTENÇÃO DE FIAÇÃO INTERNA Pelo presente instrumento particular, a A.TELECOM S.A. inscrita no CNPJ/MF sob o nº 03.498.897/0001-13, com sede na Alameda Campinas, 1070

Leia mais

ANEXO 2 APRESENTAÇÃO E FORMA DE PAGAMENTO DO DOCUMENTO DE COBRANÇA

ANEXO 2 APRESENTAÇÃO E FORMA DE PAGAMENTO DO DOCUMENTO DE COBRANÇA ANEXO 2 APRESENTAÇÃO E FORMA DE PAGAMENTO DO DOCUMENTO DE COBRANÇA 1. CLÁUSULA PRIMEIRA - PRINCÍPIOS GERAIS 1.1. O presente Anexo tem por objetivo explicitar os procedimentos para a apresentação do Documento

Leia mais

TERMO DE AJUSTE DE COMPRA E VENDA DE ENERGIA ELÉTRICA

TERMO DE AJUSTE DE COMPRA E VENDA DE ENERGIA ELÉTRICA LEILÃO ACL Nº 02/2015 ANEXO V MINUTA DO TERMO DE AJUSTE DE COMPRA E VENDA DE ENERGIA ELÉTRICA TERMO DE AJUSTE DE COMPRA E VENDA DE ENERGIA ELÉTRICA CHESF X EMPRESA. TACVEE XXX / 2015 TERMO DE AJUSTE DE

Leia mais

a seguir denominadas individualmente de Parte e em conjunto de Partes.

a seguir denominadas individualmente de Parte e em conjunto de Partes. TERMO DE COMPROMISSO CELEBRADO ENTRE A EMPRESA TELECOMUNCIAÇÕES LTDA E A TELEFÔNICA BRASIL S.A. TELEFÔNICA EMPRESA., inscrita no CNPJ sob o nº 00.000.000/0001-91, com sede na Rua YYY,, n nn, na cidade

Leia mais

(NOME DO PROVEDOR), (QUALIFICAÇÃO DO PROVEDOR), doravante denominada simplesmente PROVEDOR.

(NOME DO PROVEDOR), (QUALIFICAÇÃO DO PROVEDOR), doravante denominada simplesmente PROVEDOR. CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE BILHETAGEM E VALORAÇÃO DE CHAMADAS PARA INTERNET, ATENDIMENTO À CLIENTES E LANÇAMENTO DE CRÉDITO EM CONTA TELEFÔNICA, firmado entre TELEMAR NORTE LESTE S/A de um lado

Leia mais

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS MÉDICOS (ADAPTADO às RESOLUÇÕES NORMATIVAS N.ºs 363, 364 e SÚMULA 26 DA ANS)

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS MÉDICOS (ADAPTADO às RESOLUÇÕES NORMATIVAS N.ºs 363, 364 e SÚMULA 26 DA ANS) CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS MÉDICOS (ADAPTADO às RESOLUÇÕES NORMATIVAS N.ºs 363, 364 e SÚMULA 26 DA ANS) I CONTRATANTE : Nome Operadora de Saúde Endereço: R...., nº... Bairro... - Cidade/ Capital

Leia mais

Contrato. 22/01/2015 Registro.br Contrato. $Revision: 873 $ $Date: 2011 09 16 11:35:12 0300 (Fri, 16 Sep 2011) $

Contrato. 22/01/2015 Registro.br Contrato. $Revision: 873 $ $Date: 2011 09 16 11:35:12 0300 (Fri, 16 Sep 2011) $ Contrato $Revision: 873 $ $Date: 2011 09 16 11:35:12 0300 (Fri, 16 Sep 2011) $ CONTRATO PARA REGISTRO DE NOME DE DOMÍNIO SOB O ".BR" O NÚCLEO DE INFORMAÇÃO E COORDENAÇÃO DO PONTO BR NIC.br, inscrito no

Leia mais

CONTRATO DE LOCAÇÃO DE SISTEMA DE ENGENHARIA GERENCIADOR DE OBRAS ON LINE IDENTIFICAÇÃO DAS PARTES CONTRATANTES

CONTRATO DE LOCAÇÃO DE SISTEMA DE ENGENHARIA GERENCIADOR DE OBRAS ON LINE IDENTIFICAÇÃO DAS PARTES CONTRATANTES CONTRATO DE LOCAÇÃO DE SISTEMA DE ENGENHARIA GERENCIADOR DE OBRAS ON LINE IDENTIFICAÇÃO DAS PARTES CONTRATANTES LOCADOR: Obra24horas Soluções Web para Engenharia Ltda., com sede na Rua Formosa, 75 1º andar

Leia mais

CONTRATO DE FORNECIMENTO DE GÁS NATURAL CANALIZADO CONTENDO AS CONDIÇÕES GERAIS DE FORNECIMENTO DE GÁS CANALIZADO REFERENTES AOS CLIENTES COMERCIAIS

CONTRATO DE FORNECIMENTO DE GÁS NATURAL CANALIZADO CONTENDO AS CONDIÇÕES GERAIS DE FORNECIMENTO DE GÁS CANALIZADO REFERENTES AOS CLIENTES COMERCIAIS CONTRATO DE FORNECIMENTO DE GÁS NATURAL CANALIZADO CONTENDO AS CONDIÇÕES GERAIS DE FORNECIMENTO DE GÁS CANALIZADO REFERENTES AOS CLIENTES COMERCIAIS DA CEG 1.º PARTES a) CEG: COMPANHIA DISTRIBUIDORA DE

Leia mais

ANEXO III PREGÃO PRESENCIAL SESC/MA Nº 15/0019-PG MINUTA DO CONTRATO

ANEXO III PREGÃO PRESENCIAL SESC/MA Nº 15/0019-PG MINUTA DO CONTRATO ANEXO III PREGÃO PRESENCIAL SESC/MA Nº 15/0019-PG MINUTA DO CONTRATO Instrumento Particular de Contrato referente ao PREGÃO PRESENCIAL SESC/MA Nº 15/0019-PG, que entre si fazem o Serviço Social do Comércio

Leia mais

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇO TRANS-MUX (EXPLORAÇÃO INDUSTRIAL DE LINHA DEDICADA EILD) ANEXO 3 TERMO DE COMPROMISSO DE CONFIDENCIALIDADE

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇO TRANS-MUX (EXPLORAÇÃO INDUSTRIAL DE LINHA DEDICADA EILD) ANEXO 3 TERMO DE COMPROMISSO DE CONFIDENCIALIDADE CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇO TRANS-MUX (EXPLORAÇÃO INDUSTRIAL DE LINHA DEDICADA EILD) ANEXO 3 TERMO DE COMPROMISSO DE CONFIDENCIALIDADE 1. OBJETIVO Este Anexo ao Contrato de Prestação de Serviço TRANS-MUX

Leia mais

ALTERAÇÕES DA MINUTA REVISADA EM MARÇO/2011

ALTERAÇÕES DA MINUTA REVISADA EM MARÇO/2011 CONTROLE DE VERSÃO EILD PADRÃO BRASIL TELECOM S.A. ALTERAÇÕES DA MINUTA REVISADA EM MARÇO/2011 1. Alterações realizadas no corpo do contrato: Alteradas as qualificações da CONTRATADA e CONTRATANTE O Anexo

Leia mais

CONTRATO Nº. 042/2014

CONTRATO Nº. 042/2014 CONTRATO Nº. 042/2014 TERMO DE CONTRATO Nº. 042/2014, FIRMADO ENTRE A CODER - COMPANHIA DE DESENVOLVIMENTO DE RONDONÓPOLIS E A EMPRESA ALOISIO BORGES DE FARIAS ME, PARA: FORNECIMENTO DE PÃES FRANCÊS, COMO

Leia mais

ACORDO DE COOPERAÇÃO COMERCIAL

ACORDO DE COOPERAÇÃO COMERCIAL ACORDO DE COOPERAÇÃO COMERCIAL ATELECOM S.A., inscrita no CNPJ/MF sob nº 03.498.897/0001-13, com sua sede social sita na Rua do Rócio, 291-2 andar, Vila Olímpia, São Paulo / SP, doravante denominada ATELECOM

Leia mais

Sociedade de Abastecimento de Água e Saneamento S/A ISO 9001:2000

Sociedade de Abastecimento de Água e Saneamento S/A ISO 9001:2000 CONTRATO ESPECIAL DE FIDELIDADE PARA FORNECIMENTO DE ÁGUA POTÁVEL, COLETA/ AFASTAMENTO E TRATAMENTO DE ESGOTO, QUE ENTRE SI CELEBRAM A SOCIEDADE DE ABASTECIMENTO DE ÁGUA E SANEAMENTO - SANASA CAMPINAS

Leia mais

CONTRATO DE PARCERIA

CONTRATO DE PARCERIA CONTRATO DE PARCERIA (1) Travel Young Turismo Ltda., sociedade limitada empresária com sede na [INSERIR], inscrita no CNPJ/MF sob o n [INSERIR], neste ato, representada, na forma estatutária por seus representantes

Leia mais

REGULAMENTO DO CONSUMIDOR PARA O PROGRAMA DE FIDELIDADE QUANTO MAIS DIÁRIAS MAIS PRÊMIOS

REGULAMENTO DO CONSUMIDOR PARA O PROGRAMA DE FIDELIDADE QUANTO MAIS DIÁRIAS MAIS PRÊMIOS REGULAMENTO DO CONSUMIDOR PARA O PROGRAMA DE FIDELIDADE QUANTO MAIS DIÁRIAS MAIS PRÊMIOS HPLUS ADMINISTRAÇÃO E HOTELARIA LTDA, empresa com sede na Cidade de Brasília, Distrito Federal, no Setor Comercial

Leia mais

ANEXO 1 CLÀUSULAS NEGOCIADAS

ANEXO 1 CLÀUSULAS NEGOCIADAS ANEXO 1 CLÀUSULAS NEGOCIADAS CLÁUSULA OITAVA - SIGILO E CONFIDENCIALIDADE 8.1 - Cada Partícipe se compromete em manter sigilo sobre as informações trocadas e geradas durante a execução das atividades do

Leia mais

CONTRATO PARA REALIZAÇÃO DE OPERAÇÕES NOS MERCADOS ADMINISTRADOS POR BOLSA DE VALORES E/OU POR ENTIDADE DO MERCADO DE BALCÃO ORGANIZADO

CONTRATO PARA REALIZAÇÃO DE OPERAÇÕES NOS MERCADOS ADMINISTRADOS POR BOLSA DE VALORES E/OU POR ENTIDADE DO MERCADO DE BALCÃO ORGANIZADO CONTRATO PARA REALIZAÇÃO DE OPERAÇÕES NOS MERCADOS ADMINISTRADOS POR BOLSA DE VALORES E/OU POR ENTIDADE DO MERCADO DE BALCÃO ORGANIZADO NOVA FUTURA DISTRIBUIDORA DE TÍTULOS E VALORES MOBILIÁRIOS LTDA,

Leia mais

Instrumento Particular de Contrato de Prestação de Serviços

Instrumento Particular de Contrato de Prestação de Serviços 1 de Prestação de Serviços Contratada: Qt Soluções, inscrita no CNPJ sob o número 10.585.240/0001-59, com sede na Rua Gramado, n. 1899, bairro Laranjal, nesta cidade, Cep: 96090-290. OBJETO DO CONTRATO

Leia mais

C O N T R A T O X X X / I P P L A N / 2 0 1 3

C O N T R A T O X X X / I P P L A N / 2 0 1 3 C O N T R A T O X X X / I P P L A N / 2 0 1 3 CONTRATANTE: IPPLAN INSTITUTO DE PESQUISA, ADMINISTRAÇÃO E PLANEJAMENTO DE SÃO JOSÉ DOS CAMPOS. CONTRATADO: XXXXXXXXXXXXXXXX OBJETO: Elaboração do Plano Diretor

Leia mais

MINUTA DE TERMO DE COMPROMISSO DE CESSAÇÃO

MINUTA DE TERMO DE COMPROMISSO DE CESSAÇÃO MINUTA DE TERMO DE COMPROMISSO DE CESSAÇÃO O CONSELHO ADMINISTRATIVO DE DEFESA ECONÔMICA, doravante designado CADE, neste ato representado por sua Presidente, Elizabeth Maria Mercier Querido Farina, conforme

Leia mais

CONTRATO DE TEF, COMODATO E/OU COMERCIALIZAÇÃO DE PRODUTOS DE RECARGA

CONTRATO DE TEF, COMODATO E/OU COMERCIALIZAÇÃO DE PRODUTOS DE RECARGA TENDENCIA COD CONTRATO DE TEF, COMODATO E/OU COMERCIALIZAÇÃO DE PRODUTOS DE RECARGA Pelo presente instrumento particular, de um lado TENDÊNCIA INFORMAÇÕES E SISTEMAS LTDA., com sede na Rua São Jorge, 103,

Leia mais

MODELO DO CONTRATO DE ADESÃO AO SERVIÇO DE MANUTENÇÃO DE REDE INTERNA

MODELO DO CONTRATO DE ADESÃO AO SERVIÇO DE MANUTENÇÃO DE REDE INTERNA CONTRATO DE ADESÃO AO SERVIÇO DE MANUTENÇÃO DE REDE INTERNA São partes no presente instrumento, de um lado, (i) o usuário dos serviços de telecomunicações da Brasil Telecom S.A., doravante individualmente

Leia mais

Contrato de Adesão CONTRATO DE PRESTAÇÃO DO SERVIÇO TELEFÔNICO FIXO COMUTADO (STFC)

Contrato de Adesão CONTRATO DE PRESTAÇÃO DO SERVIÇO TELEFÔNICO FIXO COMUTADO (STFC) Contrato de Adesão CONTRATO DE PRESTAÇÃO DO SERVIÇO TELEFÔNICO FIXO COMUTADO (STFC) O texto deste Contrato foi submetido à aprovação da Agência Nacional de Telecomunicações - ANATEL, estando sujeito a

Leia mais

Câmara Municipal de Jacutinga Estância Hidromineral

Câmara Municipal de Jacutinga Estância Hidromineral CONTRATO N.º 006/2015 PROCESSO N.º 008/2015 DISPENSA N.º 005/2015 CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE IMPLANTAÇÃO DO PORTAL DA TRANSPARÊNCIA NA INTERNET QUE CELEBRAM A CÂMARA MUNICIPAL DE JACUTINGA E

Leia mais

TERMO DE DISPONIBILIZAÇÃO DE ESPAÇO VIRTUAL PARA DIVULGAÇÃO DE MARCA, PRODUTOS E/OU SERVIÇOS

TERMO DE DISPONIBILIZAÇÃO DE ESPAÇO VIRTUAL PARA DIVULGAÇÃO DE MARCA, PRODUTOS E/OU SERVIÇOS TERMO DE DISPONIBILIZAÇÃO DE ESPAÇO VIRTUAL PARA DIVULGAÇÃO DE MARCA, PRODUTOS E/OU SERVIÇOS Pelo presente Termo, em que são partes, de um lado SHAPE.I e, de outro, PARCEIRO, regularmente cadastrado em

Leia mais

VALECARDLOGÍSTICA. Contrato para Geração Gratuita do Código Identificador da Operação de Transporte CIOT

VALECARDLOGÍSTICA. Contrato para Geração Gratuita do Código Identificador da Operação de Transporte CIOT VALECARDLOGÍSTICA Contrato para Geração Gratuita do Código Identificador da Operação de Transporte CIOT Por este instrumento particular, as PARTES, de um lado como CONTRATADA, a Empresa autorizada a utilizar

Leia mais

CONVÊNIO Nº 011/ 2015

CONVÊNIO Nº 011/ 2015 CONVÊNIO Nº 011/ 2015 CONVÊNIO ENTRE O / RN E A ASSOCIAÇÃO CAICOENSE DE ATLETISMO EQUIPE CAICÓ RUAS, NA FORMA INDICADA. O RN (PREFEITURA MUNICIPAL), Pessoa Jurídica de Direito Público, estabelecida na

Leia mais

Anexo 1.2.7 : Modelo de instrumento de cessão de crédito sem coobrigação

Anexo 1.2.7 : Modelo de instrumento de cessão de crédito sem coobrigação Anexo 1.2.7 : Modelo de instrumento de cessão de crédito sem coobrigação INSTRUMENTO PARTICULAR DE CESSÃO DE CRÉDITOS SEM COOBRIGAÇÃO Por este instrumento, as partes a seguir designadas e qualificadas,

Leia mais

ANEXO VII - MODELO DE GARANTIA E SEGURO-GARANTIA DE OFERTA. Concorrente R$ XXX / / / /

ANEXO VII - MODELO DE GARANTIA E SEGURO-GARANTIA DE OFERTA. Concorrente R$ XXX / / / / ANEXO VII - MODELO DE GARANTIA E SEGURO-GARANTIA DE OFERTA PARTE 2 - MODELO DE SEGURO-GARANTIA PARA OFERTA APÓLICE N.º A ( nome da seguradora ), através desta apólice de Seguro-Garantia, garante ao SEGURADO

Leia mais

1. Alterar os itens 1.3, 1.3.1, 1.5 e 1.5.1 e acrescentar item 1.3.2 da Cláusula Primeira do Contrato, com a seguinte redação:

1. Alterar os itens 1.3, 1.3.1, 1.5 e 1.5.1 e acrescentar item 1.3.2 da Cláusula Primeira do Contrato, com a seguinte redação: PRIMEIRO ADITIVO AO CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS E FORNECIMENTO DE INFRA-ESTRUTURA DE ACESSO A SERVIÇOS INTERNET DE BANDA ESTREITA DIAL PROVIDER Pelo presente instrumento particular, de um lado, na

Leia mais

CONTRATO GERAL DE VENDAS BIODIESEL

CONTRATO GERAL DE VENDAS BIODIESEL CONTRATO GERAL DE VENDAS BIODIESEL CONSIDERANDO QUE: a) a Lei nº 11.097, de 13 de janeiro de 2005, inseriu o biodiesel na matriz energética brasileira, bem como fixou a obrigatoriedade de adição desse

Leia mais

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇO DE VOZ SOBRE PROTOCOLO DE INTERNET VOIP PHONEX

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇO DE VOZ SOBRE PROTOCOLO DE INTERNET VOIP PHONEX CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇO DE VOZ SOBRE PROTOCOLO DE INTERNET VOIP PHONEX São partes deste Contrato: O CLIENTE devidamente qualificado na Proposta Comercial PHONEX parte integrante deste contrato,

Leia mais

CONTRATO DE ADESÃO AO PLANO ALTERNATIVO PLANO SUPER LIGAÇÃO 15 TARIFA ÚNICA TODO DIA TODA HORA

CONTRATO DE ADESÃO AO PLANO ALTERNATIVO PLANO SUPER LIGAÇÃO 15 TARIFA ÚNICA TODO DIA TODA HORA CONTRATO DE ADESÃO AO PLANO ALTERNATIVO PLANO SUPER LIGAÇÃO 15 TARIFA ÚNICA TODO DIA TODA HORA Por este instrumento, em que são partes: de um lado a TELEFÔNICA BRASIL S.A., concessionária do Serviço Telefônico

Leia mais

EDITAL CHAMAMENTO PÚBLICO Nº 001/2015. VISANDO O CREDENCIAMENTO FISIOTERAPEUTA E NUTRICIONISTA,.

EDITAL CHAMAMENTO PÚBLICO Nº 001/2015. VISANDO O CREDENCIAMENTO FISIOTERAPEUTA E NUTRICIONISTA,. EDITAL CHAMAMENTO PÚBLICO Nº 001/2015. VISANDO O CREDENCIAMENTO FISIOTERAPEUTA E NUTRICIONISTA,. Município de Nova Iguaçu de Goiás, por seu PREFEITO MUNICIPAL DE NOVA IGUAÇU DE GOIÁS, faz saber pelo presente

Leia mais

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE PRODUÇÃO DE TEXTO E CESSÃO DE DIREITOS AUTORAIS

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE PRODUÇÃO DE TEXTO E CESSÃO DE DIREITOS AUTORAIS CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE PRODUÇÃO DE TEXTO E CESSÃO DE DIREITOS AUTORAIS Pelo presente instrumento particular, e na melhor forma de direito, em que são partes contratantes, de um lado, o SERVIÇO

Leia mais

Resolvem, na melhor forma de direito, celebrar o presente Contrato de Mútuo ( Contrato ), de acordo com os seguintes termos e condições:

Resolvem, na melhor forma de direito, celebrar o presente Contrato de Mútuo ( Contrato ), de acordo com os seguintes termos e condições: CONTRATO DE MÚTUO Prelo presente instrumento particular, [O Estudante, pessoa física proponente de empréstimo com determinadas características ( Proposta )], identificado e assinado no presente contrato

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 01/99. A PRESIDENTE DO CONSELHO NACIONAL DO SERVIÇO SOCIAL DA INDÚSTRIA, no uso de suas atribuições legais, regulamentares e regimentais,

RESOLUÇÃO Nº 01/99. A PRESIDENTE DO CONSELHO NACIONAL DO SERVIÇO SOCIAL DA INDÚSTRIA, no uso de suas atribuições legais, regulamentares e regimentais, RESOLUÇÃO Nº 01/99 NORMAS DE ARRECADAÇÃO DIRETA MEDIANTE CONVÊNIO, alterações, aprova A PRESIDENTE DO CONSELHO NACIONAL DO SERVIÇO SOCIAL DA INDÚSTRIA, no uso de suas atribuições legais, regulamentares

Leia mais

ANEXO VII TERMO DE CONFIDENCIALIDADE

ANEXO VII TERMO DE CONFIDENCIALIDADE TERMO DE CONFIDENCIALIDADE TERMO DE CONFIDENCIALIDADE QUE ENTRE SI CELEBRAM O BANCO DE BRASÍLIA S/A E [EMPRESA CONTRATADA] VINCULADO AO [CONTRATO PRINCIPAL1] CELEBRADO ENTRE AS PARTES Processo nº 041.000.371/2009.

Leia mais

MINUTA CONTRATO DE LOCAÇÃO SESC/AR/DF DF 2015 CL XXX

MINUTA CONTRATO DE LOCAÇÃO SESC/AR/DF DF 2015 CL XXX MINUTA CONTRATO DE LOCAÇÃO SESC/AR/DF DF 2015 CL XXX Contrato de locação de container refrigerado que entre si celebram o SERVIÇO SOCIAL DO COMÉRCIO ADMINISTRAÇÃO REGIONAL DO DF SESC/AR/DF e a Empresa

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS SANTANDER CAP SORTE UNIVERSITÁRIO I INFORMAÇÕES INICIAIS SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO:

CONDIÇÕES GERAIS SANTANDER CAP SORTE UNIVERSITÁRIO I INFORMAÇÕES INICIAIS SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: CONDIÇÕES GERAIS SANTANDER CAP SORTE UNIVERSITÁRIO I INFORMAÇÕES INICIAIS SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: Santander Capitalização S/A CNPJ: 03.209.092/0001-02 MODALIDADE: TRADICIONAL PROCESSO SUSEP Nº: 15414.001039/2009-04

Leia mais

O presente Contrato fica vinculado a Apólice apresentada pela CONTRATADA.

O presente Contrato fica vinculado a Apólice apresentada pela CONTRATADA. CONTRATO Nº 003/2013 - PARANACIDADE CONTRATO DE SEGURO, POR PREÇO GLOBAL FIXO QUE ENTRE SI CELEBRAM O SERVIÇO SOCIAL AUTÔNOMO PARANACIDADE E A EMPRESA MARÍTIMA SEGUROS S/A, NA FORMA ABAIXO: O Serviço Social

Leia mais

B - Programa de Inclusão, Capacitação para Filhos, Dependentes Legais e Estudantes

B - Programa de Inclusão, Capacitação para Filhos, Dependentes Legais e Estudantes Bolsas de estudo A - Programa de Capacitação do PROFESSOR/AUXILIAR Todo PROFESSOR/AUXILIAR tem direito a bolsa de estudo integral, incluindo matrícula, em cursos de graduação, sequenciais e pós-graduação

Leia mais

APÓLICE/ENDOSSO DE SEGURO GARANTIA

APÓLICE/ENDOSSO DE SEGURO GARANTIA APÓLICE/ENDOSSO DE SEGURO GARANTIA Apólice: 024612013000107750002827 Processo SUSEP : 15414.004045/2010-49 Endosso: 0000000 Número de Controle Interno: 7202Ě CONDIÇÕES PARTICULARES A Austral Seguradora

Leia mais

Tem entre si, certo e ajustado, o presente CONTRATO, que será regido pelas seguintes cláusulas e condições:

Tem entre si, certo e ajustado, o presente CONTRATO, que será regido pelas seguintes cláusulas e condições: ADMINISTRADORA DE CARTÕES LTDA. CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE ADMINISTRAÇÃO E DE FORNECIMENTO DE CARTÃO REFEIÇÃO Por este instrumento e na melhor forma de direito, de um lado, MAXXCARD ADMINISTRADORA

Leia mais

ESTADO DE GOIÁS CÂMARA MUNICIPAL DE INHUMAS Palácio Fulgêncio Alves Soyer

ESTADO DE GOIÁS CÂMARA MUNICIPAL DE INHUMAS Palácio Fulgêncio Alves Soyer CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS N. 010/2013 Termo de contrato de locação de softwares que entre si celebram a CÂMARA MUNICIPAL DE INHUMAS, pessoa jurídica de direito público, com sede na Praça Santana,

Leia mais

Telecomunicações de São Paulo S/A

Telecomunicações de São Paulo S/A INSTRUMENTO PARTICULAR DE CESSÃO DE USO DA RELAÇÃO DE ASSINANTES No. M O D E L O A Telecomunicações de São Paulo S/A - TELESP, sociedade constituída sob as leis brasileiras, com sede na Capital do Estado

Leia mais

CLÁUSULA PRIMEIRA - DO OBJETIVO

CLÁUSULA PRIMEIRA - DO OBJETIVO CONTRATO DE INDIVIDUALIZAÇÃO DE LIGAÇÕES DE ÁGUA EM ATENDIMENTO AO ---------------------- -------------------------- DECORRENTE DO PROTOCOLO SANASA Nº. -------- --------/-------. Pelo presente instrumento

Leia mais

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SCM

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SCM CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SCM Contrato que entre si celebram Edmilson de Lima Araújo - ME, inscrito no CNPJ sob o nº 00552496/0001-06, Inscrição Estadual 24837800-7, situado a Av. Dr. Jayme Carneiro Lopes

Leia mais

Art. 2 o Esta Resolução entrará em vigor na data de sua publicação. Reitoria da Universidade Estadual de Ponta Grossa.

Art. 2 o Esta Resolução entrará em vigor na data de sua publicação. Reitoria da Universidade Estadual de Ponta Grossa. RESOLUÇÃO CA N o 220 DE 9 DE JUNHO DE 2014. Aprova a assinatura do Convênio a ser celebrado entre a Universidade Estadual de Ponta Grossa e a Barigui S/A- Crédito, Financiamento e Investimentos. O CONSELHO

Leia mais

TERMO DE ADESÃO PARA CONTRATAÇÃO DE SERVIÇOS DE INTERMEDIAÇÃO

TERMO DE ADESÃO PARA CONTRATAÇÃO DE SERVIÇOS DE INTERMEDIAÇÃO TERMO DE ADESÃO PARA CONTRATAÇÃO DE SERVIÇOS DE INTERMEDIAÇÃO São partes deste Instrumento, VAIVOLTA.COM SERVIÇOS DE INTERNET SA, inscrita no CNPJ/MF sob o nº 15.529.518/0001-94, com sede na Rua Frei Caneca,

Leia mais

TERMO DE CONTRATO Nº 015 /SMDHC/2013 INEXIGIBILIDADE DE LICITAÇÃO PROCESSO Nº 2013-0.342.998-1

TERMO DE CONTRATO Nº 015 /SMDHC/2013 INEXIGIBILIDADE DE LICITAÇÃO PROCESSO Nº 2013-0.342.998-1 TERMO DE CONTRATO Nº 015 /SMDHC/2013 INEXIGIBILIDADE DE LICITAÇÃO PROCESSO Nº 2013-0.342.998-1 CONTRATANTE: CONTRATADA: OBJETO DO CONTRATO: VALOR TOTAL: SECRETARIA MUNICIPAL DE DIREITOS HUMANOS E CIDADANIA

Leia mais

CONTRATO DE LICENCIAMENTO DE CONTEÚDO

CONTRATO DE LICENCIAMENTO DE CONTEÚDO CONTRATO DE LICENCIAMENTO DE CONTEÚDO São partes ( Partes ), neste instrumento particular ( Contrato ):, inscrito no CNPJ/MF sob n.o, com sede na cidade de, estado de na, doravante denominado LICENCIADO,

Leia mais

ANEXO 10-A MINUTA DE TERMO DE DAÇÃO EM PAGAMENTO DO IMÓVEL

ANEXO 10-A MINUTA DE TERMO DE DAÇÃO EM PAGAMENTO DO IMÓVEL ANEXO 10-A MINUTA DE TERMO DE DAÇÃO EM PAGAMENTO DO IMÓVEL Pelo presente instrumento, o ESTADO DO CEARÁ, representado pela SECRETARIA DE INFRAESTRUTURA DO ESTADO DO CEARÁ SEINFRA, pessoa jurídica de Direito

Leia mais

h) TERMO DE ADESÃO Documento formal ao qual a EMPRESA CREDENCIADA adere ao PROGRAMA MAXXIMO FIDELIDADE nas condições do presente contrato.

h) TERMO DE ADESÃO Documento formal ao qual a EMPRESA CREDENCIADA adere ao PROGRAMA MAXXIMO FIDELIDADE nas condições do presente contrato. CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE GESTÃO DE PROGRAMA DE FIDELIDADE inscrita no CNPJ/MF sob o n. 09.016.557/0001-95, com sede na Rua Dr. Sodré 122 Sala 53, Vila Nova Conceição, São Paulo SP - CEP: 04535-110,

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE FRANCA Secretaria de Planejamento e Gestão Econômica Divisão de Licitações e Compras Contrato nº 081/2007 Fls.

PREFEITURA MUNICIPAL DE FRANCA Secretaria de Planejamento e Gestão Econômica Divisão de Licitações e Compras Contrato nº 081/2007 Fls. Contrato nº 081/2007 Fls. 1 MINUTA TERMO DE CONTRATO Convite de Preços n.º 081/07 Processo n.º 11784/05 Objeto: CONTRATAÇÃO DE EMPRESA PARA PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE DESCUPINIZAÇÃO DO PREDIO E ACERVO DO

Leia mais

SERVIÇO registro e administração de domínios

SERVIÇO registro e administração de domínios CONTRATO DE SERVIÇO registro e administração de domínios Avenida Bandeirantes, 1307 - Centro - Rondonópilis - MT 66 3022.3421 - duvidas@ravehost.com.br As partes abaixo nominadas e qualificadas, têm, entre

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE FRANCA Secretaria de Planejamento e Gestão Econômica Divisão de Compras e Licitações Contrato nº /08

PREFEITURA MUNICIPAL DE FRANCA Secretaria de Planejamento e Gestão Econômica Divisão de Compras e Licitações Contrato nº /08 MINUTA 1 1 TERMO DE CONTRATO Tomada de Preços nº 041/08 Processo nº 31.744/08 Contratante: Prefeitura Municipal de Franca Contratada: Valor: R$ ( ) OBJETO: AQUISIÇÃO E INSTALAÇÃO DE EQUIPAMENTOS PARA SISTEMA

Leia mais

REGULAMENTO APLICÁVEL ÀS LETRAS DE CRÉDITO DO AGRONEGÓCIO

REGULAMENTO APLICÁVEL ÀS LETRAS DE CRÉDITO DO AGRONEGÓCIO REGULAMENTO APLICÁVEL ÀS LETRAS DE CRÉDITO DO AGRONEGÓCIO BANCO CRUZEIRO DO SUL S.A., instituição financeira com sede na Cidade e Estado de São Paulo, na Rua Funchal, nº 418, 7º a 9º andares, Vila Olímpia,

Leia mais

CG DA MODALIDADE POPULAR PM CONDIÇÕES GERAIS DO APLUBCAP POPULAR 2262 SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: APLUB CAPITALIZAÇÃO S. A. CNPJ: 88.076.

CG DA MODALIDADE POPULAR PM CONDIÇÕES GERAIS DO APLUBCAP POPULAR 2262 SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: APLUB CAPITALIZAÇÃO S. A. CNPJ: 88.076. CONDIÇÕES GERAIS DO APLUBCAP POPULAR 2262 I INFORMAÇÕES INICIAIS SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: APLUB CAPITALIZAÇÃO S. A. CNPJ: 88.076.302/0001-94 APLUBCAP POPULAR 226 MODALIDADE: POPULAR PROCESSO SUSEP Nº:

Leia mais

CONTRATO DE MÚTUO. Assistido é o Participante ou seus beneficiários em gozo de Benefício de prestação continuada.

CONTRATO DE MÚTUO. Assistido é o Participante ou seus beneficiários em gozo de Benefício de prestação continuada. Página 1 de 7 CONTRATO DE MÚTUO Cláusulas e Condições Gerais do Contrato de Mútuo que entre si fazem a Fundação Vale do Rio Doce de Seguridade Social - VALIA e seus Participantes. Fundação Vale do Rio

Leia mais

REGULAMENTO DA PROMOÇÃO QUEM INDICA AMIGO É

REGULAMENTO DA PROMOÇÃO QUEM INDICA AMIGO É REGULAMENTO DA PROMOÇÃO QUEM INDICA AMIGO É 1. DA REALIZADORA 1.1 Este instrumento tem como objetivo regulamentar as condições para participação dos Clientes Claro HDTV na Promoção Quem indica Amigo é,

Leia mais

CONTRATO DE MANUTENÇAO E SUPORTE TECNICO E OUTRAS AVENÇAS Nº /

CONTRATO DE MANUTENÇAO E SUPORTE TECNICO E OUTRAS AVENÇAS Nº / CONTRATO DE MANUTENÇAO E SUPORTE TECNICO E OUTRAS AVENÇAS Nº / Pelo presente instrumento e na melhor forma de direito, de um lado, (Nome da empresa CONTRATANTE), pessoa jurídica de direito privado com

Leia mais

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS Nº 9431/2015

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS Nº 9431/2015 CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS Nº 9431/2015 TERMO DE CONTRADO QUE ENTRE SÍ CELEBRAM A [EMPRESA CLIENTE] E A PBSYS AUTOMAÇÃO COMERCIAL LTDA ME PARA A PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS ESPECIALIZADOS DE IMPLANTAÇÃO

Leia mais

CONTRATO ADMINISTRATIVO Nº. 006/2013

CONTRATO ADMINISTRATIVO Nº. 006/2013 CONTRATO ADMINISTRATIVO Nº. 006/2013 PROCESSO ADMNISTRATIVO Nº. 117/2013 Dispensa de Licitação Art. 24, II, da Lei 8.666/93 Pelo presente instrumento que entre si celebram CÂMARA MUNICIPAL DE ALFREDO CHAVES,

Leia mais

DECRETO Nº 30.090, DE 20 DE FEVEREIRO DE 2009.

DECRETO Nº 30.090, DE 20 DE FEVEREIRO DE 2009. DECRETO Nº 30.090, DE 20 DE FEVEREIRO DE 2009. Regulamenta o Capítulo VII da Lei nº 4.257, de 02 de dezembro de 2008 e dá outras providências. O GOVERNADOR DO DISTRITO FEDERAL, no uso das atribuições que

Leia mais

INSTRUMENTO PARTICULAR DE CONTRATO PARA CONCESSÃO DE USO DE LINHA DE TELEFONIA MÓVEL

INSTRUMENTO PARTICULAR DE CONTRATO PARA CONCESSÃO DE USO DE LINHA DE TELEFONIA MÓVEL Nº Do contrato: Fone: ( ) IMEI: * *A ser preenchido pela associação. INSTRUMENTO PARTICULAR DE CONTRATO PARA CONCESSÃO DE USO DE LINHA DE TELEFONIA MÓVEL Pelo presente instrumento particular, de um lado

Leia mais

h) CADASTRO Documento formal ao qual a EMPRESA CREDENCIADA adere ao PROGRAMA MAXXIMO FIDELIDADE nas condições do presente contrato.

h) CADASTRO Documento formal ao qual a EMPRESA CREDENCIADA adere ao PROGRAMA MAXXIMO FIDELIDADE nas condições do presente contrato. CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE GESTÃO DE PROGRAMA DE FIDELIDADE inscrita no CNPJ/MF sob o n. 09.016.557/0001-95, com sede na Rua Dr. Sodré 122 Sala 53, Vila Nova Conceição, São Paulo SP - CEP: 04535-110,

Leia mais

CONVÊNIO DE COOPERAÇÃO TÉCNICA E FINANCEIRA QUE ENTRE SI CELEBRAM O BANCO DO BRASIL S.A. E A ABIMAQ - ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DA INDÚSTRIA

CONVÊNIO DE COOPERAÇÃO TÉCNICA E FINANCEIRA QUE ENTRE SI CELEBRAM O BANCO DO BRASIL S.A. E A ABIMAQ - ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DA INDÚSTRIA CONVÊNIO DE COOPERAÇÃO TÉCNICA E FINANCEIRA QUE ENTRE SI CELEBRAM O BANCO DO BRASIL S.A. E A ABIMAQ - ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DA INDÚSTRIA DE MÁQUINAS E, VISANDO AO ESTABELECIMENTO DE CONDIÇÕES PARA O FINANCIAMENTO

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS DO DIN DIN COPA SANTANDER LIBERTADORES

CONDIÇÕES GERAIS DO DIN DIN COPA SANTANDER LIBERTADORES CONDIÇÕES GERAIS DO DIN DIN COPA SANTANDER LIBERTADORES I INFORMAÇÕES INICIAIS SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: Santander Capitalização S/A CNPJ: 03.209.092/0001-02 Din Din Copa Santander Libertadores MODALIDADE:

Leia mais

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DO SERVIÇO TELEFÔNICO FIXO COMUTADO (STFC)

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DO SERVIÇO TELEFÔNICO FIXO COMUTADO (STFC) CONTRATO DE PRESTAÇÃO DO SERVIÇO TELEFÔNICO FIXO COMUTADO (STFC) Pelo presente instrumento particular ( Contrato ), de um lado, ALGAR TELECOM S/A, prestadora de serviços de telecomunicações, inscrita no

Leia mais

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS VIA INTERNET E OUTRAS AVENÇAS

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS VIA INTERNET E OUTRAS AVENÇAS CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS VIA INTERNET E OUTRAS AVENÇAS Cláusula 1: De um lado, a contratada A.E. TREINAMENTO, entidade de direito privado, inscrito nocnpj sob nº09.653.195/0001-43, com sede a

Leia mais

EDITAL DE LEILÃO Nº 003/2015

EDITAL DE LEILÃO Nº 003/2015 EDITAL DE LEILÃO Nº 003/2015 LEILÃO PÚBLICO DE VENDA DE ENERGIA ELÉTRICA BTG PACTUAL COMERCIALIZADORA DE ENERGIA LTDA., pessoa jurídica de direito privado, com sede na Avenida Brigadeiro Faria Lima, n.º

Leia mais

As Partes têm justo e acertado o presente Contrato, que se regerá pelas seguintes disposições contratuais:

As Partes têm justo e acertado o presente Contrato, que se regerá pelas seguintes disposições contratuais: CONTRATO DE UTILIZAÇÃO DE CANAL PERMANENTE EM TV A CABO São partes no presente Contrato de Utilização de Canal Permanente em TV a Cabo ( Contrato ), doravante denominadas, conjuntamente, Partes e, separadamente,

Leia mais

CONTRATO DE ADESÃO AO PLANO ALTERNATIVO MEUS MINUTOS BRASIL TODO DIA

CONTRATO DE ADESÃO AO PLANO ALTERNATIVO MEUS MINUTOS BRASIL TODO DIA CONTRATO DE ADESÃO AO PLANO ALTERNATIVO MEUS MINUTOS BRASIL TODO DIA Por este instrumento, em que fazem parte de um lado, TELEFÔNICA BRASIL S.A., devidamente inscrita no CNPJ/MF sob o nº. 02.558.157/0001-62,

Leia mais

Anexo H MINUTA DE CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS - PJ

Anexo H MINUTA DE CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS - PJ Anexo H MINUTA DE CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS - PJ CONTRATO n /2007 Contrato de Prestação de Serviços de Consultoria / Instrutoria, que entre si celebram o SERVIÇO DE APOIO ÀS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS

Leia mais

ANEXO VIII MINUTA CONTRATUAL

ANEXO VIII MINUTA CONTRATUAL ANEXO VIII MINUTA CONTRATUAL CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS QUE ENTRE SI CELEBRAM AS ENTIDADES DO SISTEMA INDÚSTRIA (CNI, SESI/DN, SENAI/DN E IEL/NC) E A EMPRESA [INSERIR NOME DA EMPRESA] PROCESSO SAP

Leia mais

CONTRATO Nº 2015/001

CONTRATO Nº 2015/001 CONTRATO Nº 2015/001 CONTRATO QUE ENTRE SI CELEBRAM O CONSÓRCIO INTERMUNICIPAL DO MÉDIO VALE DO ITAJAÍ - CIMVI E JF SITES OBJETIVANDO A CONTRATAÇÃO DE SERVIÇOS HOSPEDAGEM DE WEBSITE. O CONSÓRCIO INTERMUNICIPAL

Leia mais

CONTRATO DE ADESÃO PARA FORNECIMENTO DE GAS CANALIZADO - SEGMENTO RESIDENCIAL

CONTRATO DE ADESÃO PARA FORNECIMENTO DE GAS CANALIZADO - SEGMENTO RESIDENCIAL COMPANHIA DE GÁS DA BAHIA - BAHIAGÁS, concessionária estadual de serviços de distribuição de gás canalizado, conforme Decreto Estadual nº 4.401/1991, sociedade anônima de economia mista, inscrita no CNPJ/MF

Leia mais

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE INFRA ESTRUTRA E DE TELEFONIA.

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE INFRA ESTRUTRA E DE TELEFONIA. CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE INFRA ESTRUTRA E DE TELEFONIA. Pelo presente instrumento particular de Contrato de Prestação de Serviços de Telefonia (doravante designado simplesmente Contrato ) o

Leia mais

TÍTULO DE CAPITALIZAÇÃO APLUBCAP POPULAR 200 MODALIDADE POPULAR PAGAMENTO MENSAL CONDIÇÕES GERAIS

TÍTULO DE CAPITALIZAÇÃO APLUBCAP POPULAR 200 MODALIDADE POPULAR PAGAMENTO MENSAL CONDIÇÕES GERAIS I INFORMAÇÕES INICIAIS SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: APLUB CAPITALIZAÇÃO S. A. CNPJ: 88.076.302/0001-94 APLUBCAP POPULAR 200 MODALIDADE: POPULAR PROCESSO SUSEP Nº: 15414.900570/2013-30 II - GLOSSÁRIO Subscritor

Leia mais

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS Pelo presente instrumento particular e na melhor forma de direito, as partes abaixo identificadas (i), registrada na Junta Comercial do Estado de sob o nº, inscrita no

Leia mais

Autoridade Certificadora CAIXA Pessoa Física CONTRATO DE ASSINANTE A1

Autoridade Certificadora CAIXA Pessoa Física CONTRATO DE ASSINANTE A1 TERMO DE CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE CERTIFICAÇÃO DIGITAL que entre si fazem, de um lado, como contratada a CAIXA ECONÔMICA FEDERAL, Empresa Pública de Direito Privado, inscrita no CNPJ/MF sob

Leia mais

CONTRATO Nº 2015/003

CONTRATO Nº 2015/003 CONTRATO Nº 2015/003 CONTRATO QUE ENTRE SI CELEBRAM O CONSÓRCIO INTERMUNICIPAL DO MÉDIO VALE DO ITAJAÍ - CIMVI E MARISE TERESINHA HEINIG OBJETIVANDO A CONTRATAÇÃO DE SERVIÇOS DE ASSESSORIA EM GESTÃO DE

Leia mais

ASSOCIAÇÃO DOS PROFISSIONAIS DE LOGÍSTICA DA AMAZÔNIA

ASSOCIAÇÃO DOS PROFISSIONAIS DE LOGÍSTICA DA AMAZÔNIA ASSOCIAÇÃO DOS PROFISSIONAIS DE LOGÍSTICA DA AMAZÔNIA CONTRATO PARTICULAR DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS PESSOA JURÍDICA Categoria A Mais de 300 Colaboradores Pelo presente instrumento particular, as partes

Leia mais

CONTRATO DE ARMAZENAMENTO, HOSPEDAGEM, DISPONIBILIZAÇÃO RESTRITA E MANDATO

CONTRATO DE ARMAZENAMENTO, HOSPEDAGEM, DISPONIBILIZAÇÃO RESTRITA E MANDATO CONTRATO DE ARMAZENAMENTO, HOSPEDAGEM, DISPONIBILIZAÇÃO RESTRITA E MANDATO FÁBRICA DE SUCESSOS LTDA. ME, pessoa jurídica de direito privado, inscrita no CNPJ sob Nº 14.464.760/0001-64, com sede na Alameda

Leia mais

INSTRUMENTO PARTICULAR DE CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE ATUALIZAÇÃO E SUPORTE TÉCNICO

INSTRUMENTO PARTICULAR DE CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE ATUALIZAÇÃO E SUPORTE TÉCNICO INSTRUMENTO PARTICULAR DE CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE ATUALIZAÇÃO E SUPORTE TÉCNICO Pelo presente instrumento particular, as partes, de um lado, VARITUS BRASIL EIRELI, inscrita no CNPJ sob nº

Leia mais

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE INTERNET

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE INTERNET CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE INTERNET Pelo presente Instrumento Particular o BANCO MÁXIMA S/A, com sede na cidade de Rio de Janeiro, Estado do Rio de Janeiro, na Avenida Atlântica, 1130, 12º andar

Leia mais

INVENTOR INDEPENDENTE

INVENTOR INDEPENDENTE CONTRATO DE RECONHECIMENTO DE TITULARIDADE, DIREITOS E DEVERES SOBRE TECNOLOGIA QUE ENTRE SI CELEBRAM A FUNDAÇÃO DE AMPARO À PESQUISA DO ESTADO DE MINAS GERAIS FAPEMIG E O INVENTOR INDEPENDENTE XXXXXXXXXXXXXXXXXXX.

Leia mais

CÂMARA MUNICIPAL DE CAMPO GRANDE ESTADO DE MATO GROSSO DO SUL CONTRATO

CÂMARA MUNICIPAL DE CAMPO GRANDE ESTADO DE MATO GROSSO DO SUL CONTRATO PROCESSO ADMINISTRATIVO Nº 036/2015 CONVITE Nº 007/2015 CONTRATO CONTRATO QUE FAZEM ENTRE SI A CÂMARA MUNICIPAL DE CAMPO GRANDE, COM RESULT ASSESSORIA EMPRESARIAL LTDA, PARA A CESSÃO DE USO, NA FORMA DE

Leia mais

Autoridade Certificadora CAIXA Pessoa Jurídica CONTRATO DE ASSINANTE A1

Autoridade Certificadora CAIXA Pessoa Jurídica CONTRATO DE ASSINANTE A1 TERMO DE CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE CERTIFICAÇÃO DIGITAL que entre si fazem, de um lado, como contratada a CAIXA ECONÔMICA FEDERAL, Empresa Pública de Direito Privado, inscrita no CNPJ/MF sob

Leia mais

CONVITE Nº 01/2012 ANEXO III MODELO DE CONTRATO

CONVITE Nº 01/2012 ANEXO III MODELO DE CONTRATO CONVITE Nº 01/2012 ANEXO III MODELO DE CONTRATO CONTRATANTE : Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial - Senac - Administração Nacional ENDEREÇO : Av. Ayrton Senna, 5.555 TEL.: (21) 2136-5799 BAIRRO

Leia mais

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS LETHALLHOST TEAMSPEAK

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS LETHALLHOST TEAMSPEAK CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS LETHALLHOST TEAMSPEAK CONTRATO: CN-613XXXXXXXXXXXX A LETHALLHOST NETWORKING, Provê serviços de aluguel de servidor de TeamSpeak. Tem a responsabilidade de proteger cada

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE FRANCA Secretaria de Planejamento e Gestão Econômica Divisão de Compras e Licitações Contrato nº /08

PREFEITURA MUNICIPAL DE FRANCA Secretaria de Planejamento e Gestão Econômica Divisão de Compras e Licitações Contrato nº /08 MINUTA 1 1 TERMO DE CONTRATO Tomada de Preços nº 019/08 Processo nº 5935/0/ Contratante: Prefeitura Municipal de Franca Contratada: Valor: R$ ( ) OBJETO: AQUISIÇÃO DE TERMINAIS DE AUTO ATENDIMENTO Pelo

Leia mais