II OFICINA NACIONAL DE FORMAÇÃO DE TUTORES EM EDUCAÇÃO EM SAÚDE PARA O AUTOCUIDADO EM DIABETES

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "II OFICINA NACIONAL DE FORMAÇÃO DE TUTORES EM EDUCAÇÃO EM SAÚDE PARA O AUTOCUIDADO EM DIABETES"

Transcrição

1 II OFICINA NACIONAL DE FORMAÇÃO DE TUTORES EM EDUCAÇÃO EM SAÚDE PARA O AUTOCUIDADO EM DIABETES Orientações básicas de nutrição para o autocuidado em DM Maria Palmira C. Romero Nutricionista Marisa Sacramento - Nutricionista

2 Público alvo: alvo Trabalhadores de saúde do SUS Objetivos: Geral: Capacitar trabalhadores de saúde na formação nacional de tutores de educadores de saúde para o autocuidado em diabetes. Específico: Aprimorar os trabalhadores de saúde a problematizar e propor ferramentas motivacionais sobre os aspectos práticos relacionados as orientações básicas de nutrição para o autocuidado em DM.

3 Conteúdo: Orientações básicas de nutrição para o autocuidado em DM - Objetivos - Princípios da orientação nutricional - Composição do plano alimentar saudável - Francionamento do plano alimentar - Adoçantes - Álcool - Alimentos diet e light

4 Metodologia: Aula participativa Amostra de ferramentas educacionais desenvolvidas/utilizadas pelo CEDEBA

5 Duração: 40 Recursos: Data show

6 Avaliação: Ficha de avaliação Questionário

7 II OFICINA NACIONAL DE FORMAÇÃO DE TUTORES EM EDUCAÇÃO EM SAÚDE PARA O AUTOCUIDADO EM DIABETES Orientações básicas de nutrição para o autocuidado em DM Maria Palmira C. Romero Nutricionista Marisa Sacramento - Nutricionista

8 Orientações básicas de nutrição para o autocuidado em DM Maria Palmira C. Romero Nutricionista Marisa Sacramento - Nutricionista

9 Objetivos Alcançar e manter parâmetros metabólicos satisfatórios - Níveis sanguíneos de glicose Complicações DM - Perfil lipídico Doença macrovascular - Níveis pressóricos Doença cardiovascular

10 Objetivos Prevenir - e tratar as complicações crônicas Modificação adequada da ingestão e do estilo de vida Prevenção e tratamento Obesidade Nefropatia Dislipidemia Neuropatia DCV Retinopatia

11 Conteúdo Princípios para orientação - nutricional no DM Nutrição adequada Individualizada PLANO ALIMENTAR SAUDÁVEL Ingestão equilibrada de (macro e micro) nutrientes

12 Conteúdo Composição do plano alimentar Proteína Funções Como interfere na glicemia Tipo e fonte alimentar Importante: Preferir iogurte desnatado e as carnes magras em preparações sem gordura Aumentar o consumo de peixes Ovos Limitar 1 gema 3x/sem

13 Conteúdo Composição do plano alimentar Gordura Funções Como interfere na glicemia e no perfil lipídico Tipo e fonte alimentar Importante: Gordura Poliinsaturada Ác. Graxos ômega 3 Gordura monoinsaturada Colesterol Gordura Saturada Ac. Graxos Trans

14 Conteúdo Composição do plano alimentar Gordura Os óleos vegetais não possuem colesterol mas quando são aquecidos (como nas frituras) se transformam em gordura saturada ou trans. A ingestão de carboidratos lentamente digeridos, as bebidas alcoólicas e os alimentos que contêm gordura saturada e gordura trans aumentam os triglicérides.

15 Conteúdo Composição do plano alimentar Carboidrato Funções Como interfere na glicemia Importância do tipo e da quantidade Fontes alimentares Importante: A ingestão em quantidade adequada e o tipo do carboidrato evitam hiperglicemia e hipoglicemia Quantidade Contagem de Carboidrato

16 Conteúdo Composição do plano alimentar Fibras Funções Como interferem na glicemia Tipos e fontes alimentares Importante: Aumentar o consumo de água

17 Conteúdo Composição do plano alimentar Água Funções Importante: Deve ser ingerida nos intervalos das refeições

18 Conteúdo Composição do plano alimentar Vitaminas e minerais Funções Tipos e fontes alimentares Importante: Vitamina C Vitaminas do Complexo B Vitamina E Vitamina A - Carotenóides Zinco Magnésio Cromo Sódio - Reduzir o sal de cozinha - Utilizar tempero natural

19 Conteúdo Fracionamento do plano alimentar Horário, intervalo e quantidade das refeições Quantidade de Carboidrato / refeição Café da manhã Lanche da manhã Almoço Lanche da tarde Jantar Ceia

20 Conteúdo Adoçantes Tipo e quantidade Importante: Respeitar recomendações diárias oficiais Álcool Como interferem no organismo - Glicemia / Perfil lipídico / Pressão arterial / Peso Importante: Não é recomendado Limite da ingestão Consumir com alimentos Evitar hipoglicemia

21 Conteúdo Alimentos Diet e Light Definição Como interferem na glicemia Qualidade e quantidade Exemplos Importante: Usar com orientação do profissional de saúde Conhecer composição ( LER O RÓTULO) Substituir o valor de carboidrato no plano alimentar Evitar alimentos ricos em gordura saturada e trans.

22 Metodologia Abordagem individual Elaboração do Plano Alimentar com o paciente Adequar plano alimentar ao estilo de vida Respeitar preferências pessoais e culturais Não discriminar alimentos Estar alerta para a comunicação não verbal Combinar metas de carboidrato/refeição

23 Recursos Abordagem individual Exemplo(s) de Plano alimentar Datas comemorativas Lista de substituições com quantidade de Carboidrato Textos complementares Cartas / figuras com porções de alimentos Análise do mapa glicêmico - Recordatório alimentar com contagem de carboidrato

24 Recursos Abordagem individual Exemplo(s) de Plano alimentar

25 Recursos Café Exemplo(s) de Plano alimentar Sugestão Cardápio 1 Café Leite 2 c. sopa Aveia 2 c. sopa Pão 1 unidade total Lanche Limonada Biscoito 1 copo 3 unidades Salada Crua Almoço Vegetal cozido Azeite oliva Feijão Arroz Frango Fruta ou suco a vontade 4 c. sopa 1 c. chá 1 concha 4 c. sopa 1 porção 1 porção Lanche Leite 2 c. sopa 1 porção total Fruta total Salada Crua Azeite oliva Feijão Arroz Carne Fruta ou suco a vontade 4 c. sopa 1 c. chá 1 concha 4 c. sopa 1 porção 1 porção Leite Pão integral 2 c. sopa 1 fatia Jantar Vegetal cozido total Ceia total CHO Sugestão Cardápio , , , , Leite Mucilon/neston Pão Fruta 2 c. sopa 2 c. sopa meia unidade 1 porção Suco 1 porção da fruta Salada Crua Vegetal cozido Azeite oliva Feijão Macarrão Carne (boi) Fruta a vontade 4 c. sopa 1 c. chá 1 concha 4 c. sopa 1 porção 1 porção Fruta Biscoito 1 porção 3 unidades Inhame Azeite oliva Café Leite Pão Queijo 1 rodela 1 c. chá Leite Aveia 2 c. sopa 2 c. sopa 1 c.sopa 1 pão 1 fatia CHO Sugestão Cardápio , , Aveia Leite Biscoito Banana da terra coz 2 c. sopa 2 c. sopa 3 unidades meia unidade Fruta 1 porção Salada Crua Vegetal cozido Azeite oliva Arroz Batata Peixe Fruta a vontade 4 c. sopa 1 c. chá 3 c. sopa 2 c. sopa 1 porção 1 porção Leite Biscoito 2 c. sopa 3 unidades CHO ,5 0 52, Sopa de verduras c/ carne+ massa 1 prato Azeite oliva 1 c. chá Café Leite 1 c.sopa Pão meio pão Leite Biscoito c. sopa 3 unidades

26 Recursos Abordagem individual Lista de substituições com quantidade de Carboidrato

27 Recursos Abordagem individual Textos complementares

28 Recursos Abordagem individual Textos complementares

29 SALADA CRUA A VONTADE Recursos Abordagem LIMONADA 1 COPO individual Cartas / Figuras - Porções de alimentos 0 grama de Carboidrato 0 grama de Carboidrato COXA DE FRANGO 2 UND PEQUENAS CENOURA COZIDA 4 COLHERES SOPA 0 grama de Carboidrato 0 grama de Carboidrato - Quantidade de carboidrato LEITE DESNATADO EM PÓ 2 COLHERES DE SOPA LEITE INTEGRAL 1 COPO 12 gramas de Carboidrato 12 gramas de Carboidrato IOGURTE NATURAL 1 COPO 200 ml 12 gramas de Carboidrato

30 MELANCIA 1 FATIA MÉDIA Recursos Abordagem LARANJA 1 UNIDADE PEQUENA individual Cartas / Figuras gramas de Carboidrato gramas de Carboidrato ARROZ 2 COLHERES DE SOPA FEIJÃO 2 CONCHAS gramas de Carboidrato gramas de Carboidrato - Porções de alimentos - Quantidade de carboidrato MILHO VERDE 1 ESPIGA MÉDIA PÃO INTEGRAL 2 FATIAS 30 gramas de Carboidrato 30 gramas de Carboidrato BANANA DA TERRA 1 UNIDADE MÉDIA 30 gramas de Carboidrato

31 Recursos Abordagem individual - Recordatório alimentar com contagem de carboidrato Análise do mapa glicêmico

32 Metodologia Abordagem em grupo - 4 a 30 participantes Grupo participativo / Aula interativa Acolhimento / Apresentação Incentivar a participação Adequar o tema a demanda do grupo Estar alerta para a comunicação não verbal Checar o entendimento

33 Recursos Abordagem em grupo Data-show Monitor Transparências Cartazes / Banner / Flip chart Pirâmide Álbum seriado Jogos educativos Réplicas de alimentos / In natura 1 2 3

34 Recursos Abordagem em grupo Pirâmide Alimentar

35 Recursos Abordagem em grupo Álbum seriado

36 Recursos Abordagem em grupo Jogos educativos 01 caixa 01 tabuleiro casas (plastificado) 04 pinos 01 dado cartelas-respostas (plastificadas)

37 Jogos educativos

38 Jogos educativos

39 Jogos educativos

40 Jogos educativos

41 Jogos educativos

42 Recursos Abordagem em grupo Réplicas de alimentos / In natura

43 Recursos Abordagem em grupo Réplicas de alimentos / In natura Compondo o cardápio

44 Recursos Abordagem em grupo Réplicas de alimentos / In natura Compondo o cardápio

45 Recursos Abordagem em grupo Réplicas de alimentos / In natura Fazendo substituições

46 Recursos Réplicas de alimentos / In natura Alimentação do dia a dia / contando carboidrato

47 Recursos Réplicas de alimentos / In natura Alimentação do dia a dia / contando carboidrato

48 Duração Metodologia Recurso Nº. de participantes

49 Avaliação Ficha de avaliação Questionário Observação

50 Equipe de Nutricionistas do CEDEBA Edite Moreira B. Ribeiro Lorenna M. Fracalossi Lúcia Barbosa Ribeiro Magnólia M. A. Brasileiro Ma. Palmira C. Romero Marisa S. Gonçalves Neuma S.F. Vasconcelos

51 Obrigada! Maria Palmira C. Romero Nutricionista Marisa Sacramento - Nutricionista

American Dietetic Association

American Dietetic Association É um método sistemático para resolução de problemas que os profissionais de nutrição empregam para pensar de modo crítico e tomar decisões para resolver problemas nutricionais e prestar assistência nutricional

Leia mais

A PIRÂMIDE QUE SEGUE ABAIXO É A BRASILEIRA, ADAPTADA POR SÔNIA TUCUNDUVA PHILIPPI AOS NOSSOS HÁBITOS ALIMENTARES.

A PIRÂMIDE QUE SEGUE ABAIXO É A BRASILEIRA, ADAPTADA POR SÔNIA TUCUNDUVA PHILIPPI AOS NOSSOS HÁBITOS ALIMENTARES. PARA SABERMOS COMO A ALIMENTAÇÃO DEVE SER EQUILIBRADA, PRECISAMOS CONHECER A PIRÂMIDE ALIMENTAR, QUE É A REPRESENTAÇÃO GRÁFICA DOS ALIMENTOS E SUAS QUANTIDADES QUE DEVEM ESTAR PRESENTES EM NOSSA DIETA

Leia mais

Sybelle de Araujo Cavalcante Nutricionista

Sybelle de Araujo Cavalcante Nutricionista Secretaria de Estado da Saúde - SESAU Superintendência de Assistência em Saúde SUAS Diretoria de Atenção Básica - DAB Gerência do Núcleo do Programa Saúde e Nutrição Sybelle de Araujo Cavalcante Nutricionista

Leia mais

COMO TER UMA ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL?

COMO TER UMA ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL? COMO TER UMA ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL? O Ministério da Saúde está lançando a versão de bolso do Guia Alimentar para a População Brasileira, em formato de Dez Passos para uma Alimentação Saudável, com o objetivo

Leia mais

III Mostra Nacional de Produção em Saúde da Família IV Seminário Internacional de Atenção Primária/ Saúde da Família. Brasília, 08 de Agosto de 2008

III Mostra Nacional de Produção em Saúde da Família IV Seminário Internacional de Atenção Primária/ Saúde da Família. Brasília, 08 de Agosto de 2008 Oficina de Promoção da Alimentação Saudável para Agentes Comunitários de Saúde III Mostra Nacional de Produção em Saúde da Família IV Seminário Internacional de Atenção Primária/ Saúde da Família Brasília,

Leia mais

Uma Boa alimentação e sua relação com a dor, humor e. outros sintomas

Uma Boa alimentação e sua relação com a dor, humor e. outros sintomas Uma Boa alimentação e sua relação com a dor, humor e outros sintomas Nutricionista Camila Costa Unidade de Reabilitação Cardiovascular e Fisiologia do Exercício InCor/FMUSP Será que o que você come influencia

Leia mais

15/08/2013. Acelerado crescimento e desenvolvimento: IMPORTÂNCIA DA ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL NESSA FASE. Atinge 25% da sua altura final

15/08/2013. Acelerado crescimento e desenvolvimento: IMPORTÂNCIA DA ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL NESSA FASE. Atinge 25% da sua altura final Laís Cruz Nutricionista CRN 3 18128 2013 Período de transição entre infância e vida adulta (dos 10 aos 19 anos de idade) Muitas transformações físicas, psicológicas e sociais Acelerado crescimento e desenvolvimento:

Leia mais

Dieta. Lanche da manhã. Almoço. Café da manha:

Dieta. Lanche da manhã. Almoço. Café da manha: Café da manha: Dieta opção 1 1 xíc. (chá) de café com leite desnatado 1 pão francês sem miolo na chapa com 1 col. (sopa) rasa de margarina ou 1 fatia de queijo fresco ½ xíc. (chá) de cereal 1 xíc. (chá)

Leia mais

Primeiro dia. Café da manhã. Pro lanche entre o café e o almoço. Para o almoço. Pro lanche entre o almoço e o jantar. Pro jantar. Segundo dia.

Primeiro dia. Café da manhã. Pro lanche entre o café e o almoço. Para o almoço. Pro lanche entre o almoço e o jantar. Pro jantar. Segundo dia. Dieta alimentar saudável com esta dieta você conseguira emagrecer ate 5 quilos em um mês sem prejudicar a saúde. Primeiro dia. 200 ml de leite desnatado, 1 colher de chá com azeite de oliva extra virgem,

Leia mais

FACULDADE DE CIÊNCIAS AGRÁRIAS E DA SAÚDE

FACULDADE DE CIÊNCIAS AGRÁRIAS E DA SAÚDE União Metropolitana de Educação e Cultura Faculdade: Curso: NUTRIÇÃO FACULDADE DE CIÊNCIAS AGRÁRIAS E DA SAÚDE Disciplina: INTRODUÇÃO A NUTRIÇÃO Carga horária: Teórica 40 Prática 40 Semestre: 1 Turno:

Leia mais

Projeto Planeta Azul Ponto de Apoio Especial sobre Alimentação

Projeto Planeta Azul Ponto de Apoio Especial sobre Alimentação Projeto Planeta Azul Ponto de Apoio Especial sobre Alimentação (...) A verdade, em matéria de saúde, está na adaptação e no respeito à Natureza (...). Mokiti Okada Para uma alimentação saudável, podemos

Leia mais

MANUAL DE DIETAS HOSPITALARES

MANUAL DE DIETAS HOSPITALARES MANUAL DE DIETAS HOSPITALARES TERESINA-PI SETEMBRO/11 1 ORIENTADORAS: Adriana de Azevedo Paiva Nutricionista, Doutora em Saúde Pública, Profa. da Disciplina Dietoterapia I da Universidade Federal do Piauí

Leia mais

Terapia nutricional no diabetes

Terapia nutricional no diabetes Terapia nutricional no diabetes Nutricionista Cigléa do Nascimento CRN-2 2670 Conteúdos abordados Metas glicêmicas Recomendações nutricionais Índice glicêmico e carga glicêmica Contagem de carboidrato

Leia mais

NUTRIÇÃO ESPORTIVA. Nutr. Graziela Beduschi

NUTRIÇÃO ESPORTIVA. Nutr. Graziela Beduschi NUTRIÇÃO ESPORTIVA Nutr. Graziela Beduschi Graduação em Nutrição - UFPR MSC Nutrição - Wollongong University - AUS Sports Dietitian Course Australian Institute of Sports Passos para uma alimentação saudável

Leia mais

VI CURSO DE ATUALIZAÇÃO EM DIABETES DIETOTERAPIA ACADÊMICA LIGA DE DIABETES ÂNGELA MENDONÇA

VI CURSO DE ATUALIZAÇÃO EM DIABETES DIETOTERAPIA ACADÊMICA LIGA DE DIABETES ÂNGELA MENDONÇA VI CURSO DE ATUALIZAÇÃO EM DIABETES DIETOTERAPIA ACADÊMICA ÂNGELA MENDONÇA LIGA DE DIABETES A intervenção nutricional pode melhorar o controle glicêmico. Redução de 1.0 a 2.0% nos níveis de hemoglobina

Leia mais

RECOMENDAÇÕES ALIMENTARES PARA ALUNOS COM DIABETES, HIPERTENSÃO, DOENÇA CELÍACA, E INTOLERÂNCIA Á LACTOSE.

RECOMENDAÇÕES ALIMENTARES PARA ALUNOS COM DIABETES, HIPERTENSÃO, DOENÇA CELÍACA, E INTOLERÂNCIA Á LACTOSE. RECOMENDAÇÕES ALIMENTARES PARA ALUNOS COM DIABETES, HIPERTENSÃO, DOENÇA CELÍACA, E INTOLERÂNCIA Á LACTOSE. 1. DOENÇA CELIACA É uma doença que causa inflamações nas camadas da parede do intestino delgado,

Leia mais

CARDÁPIOS SUBSTITUTOS. Prof a - Andréa Araújo

CARDÁPIOS SUBSTITUTOS. Prof a - Andréa Araújo CARDÁPIOS SUBSTITUTOS Prof a - Andréa Araújo Por grupos alimentares Por equivalentes nos grupos alimentares Por equivalentes da pirâmide Pelo VET Por Grupos alimentares Grupo de Alimentos: Classificação

Leia mais

Alimentação na Gestação

Alimentação na Gestação ESPAÇO VIDA Nut. Fabiane Galhardo Unimed Pelotas 2012 Alimentação na Gestação 1 GESTAÇÃO PERÍODO MÁGICO DE INTENSA TRANSIÇÃO, ONDE A NATUREZA MODIFICA O CORPO E A MENTE PARA TRANSFORMAR MULHER EM MÃE A

Leia mais

Escola: Escola Municipal Rural Sucessão dos Moraes

Escola: Escola Municipal Rural Sucessão dos Moraes Projeto Novos Talentos Escola: Escola Municipal Rural Sucessão dos Moraes Oficina: Comer bem, para viver melhor! Cristiane da Cunha Alves Tatiane Garcez Bianca Maria de Lima Danielle Costa INTRODUÇÃO/JUSTIFICATIVA

Leia mais

Guia. Nutricional. para gestantes

Guia. Nutricional. para gestantes Referências bibliográficas consultadas: 1. Committee on Nutritional Status During Pregnancy and Lactation, Institute of Medicine. Nutrition During Pregnancy: Part I: Weight Gain, Part II: Nutrient Supplements.

Leia mais

Dicas Para Emagrecer com Saúde

Dicas Para Emagrecer com Saúde 2011 www.blog.vivaplenamente.com Página 1 DIREITOS DE DISTRIBUIÇÃO Você pode distribuir este e-book livremente, assim como presenteá-lo a través do seu site ou blog aos seus visitantes e clientes. A única

Leia mais

NUTRIÇÃO NA TERCEIRA IDADE. Silvia Regina Cantu Benedetti Nutricionista em Assistência Domiciliar Maio 2011

NUTRIÇÃO NA TERCEIRA IDADE. Silvia Regina Cantu Benedetti Nutricionista em Assistência Domiciliar Maio 2011 NUTRIÇÃO NA TERCEIRA IDADE Silvia Regina Cantu Benedetti Nutricionista em Assistência Domiciliar Maio 2011 Definição e estimativa Envelhecer significa conviver com as alterações próprias prias da idade.

Leia mais

Trabalho elaborado por: 5/29/2007 USF Valongo. Enf. Anabela Queirós

Trabalho elaborado por: 5/29/2007 USF Valongo. Enf. Anabela Queirós Trabalho elaborado por: Enf. Anabela Queirós O que é a diabetes? Uma doença que dura toda vida Provocada pela ausência ou perda de eficácia da insulina; Provoca a subida de açúcar no sangue A diabetes

Leia mais

A roda dos alimentos. A antiga roda dos alimentos

A roda dos alimentos. A antiga roda dos alimentos Ano: 2010/2011 Disciplina: Educação Física Professora: Rita Marques Trabalho realizado por: Andreia Cipriano Catarina Silva Jéssica Pereira Mónica Algares Patrícia Martinho A roda dos alimentos Para se

Leia mais

GUIA ALIMENTAR COMO TER UMA ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL

GUIA ALIMENTAR COMO TER UMA ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL GUIA ALIMENTAR COMO TER UMA ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL A promoção da alimentação saudável é uma diretriz da Política Nacional de Alimentação e Nutrição e uma das prioridades para a segurança alimentar e nutricional

Leia mais

O desafio hoje para o Pediatra e também para sociedade é cuidar das crianças que vão viver 100 anos ou mais e que precisam viver com qualidade de

O desafio hoje para o Pediatra e também para sociedade é cuidar das crianças que vão viver 100 anos ou mais e que precisam viver com qualidade de O desafio hoje para o Pediatra e também para sociedade é cuidar das crianças que vão viver 100 anos ou mais e que precisam viver com qualidade de vida. A infância e adolescência são idades ideais para

Leia mais

TEXTO DE APOIO I PERCURSO COMER, DIVIDIR E BRINCAR

TEXTO DE APOIO I PERCURSO COMER, DIVIDIR E BRINCAR TEXTO DE APOIO I PERCURSO COMER, DIVIDIR E BRINCAR Alimentação Boa Pra Você Todo ser vivo precisa se alimentar para obter energia e nutrientes para se desenvolver. No caso do ser humano, os alimentos trazem

Leia mais

SUMÁRIO O QUE É...4 PREVENÇÃO...5 DIAGNÓSTICO...6 TRATAMENTO...7 ORIENTAÇÕES...8 ALIMENTAÇÃO CORRETA...9 OUTRAS DICAS...12 ATIVIDADE FÍSICA...

SUMÁRIO O QUE É...4 PREVENÇÃO...5 DIAGNÓSTICO...6 TRATAMENTO...7 ORIENTAÇÕES...8 ALIMENTAÇÃO CORRETA...9 OUTRAS DICAS...12 ATIVIDADE FÍSICA... 2 SUMÁRIO O QUE É...4 PREVENÇÃO...5 DIAGNÓSTICO...6 TRATAMENTO...7 ORIENTAÇÕES...8 ALIMENTAÇÃO CORRETA...9 OUTRAS DICAS...12 ATIVIDADE FÍSICA...14 FIQUE SABENDO...16 3 O QUE É A dislipidemia é o aumento

Leia mais

especial iate LIAMARA MENDES

especial iate LIAMARA MENDES 54 Maio / Junho de 2013 especial use os alimentos a seu favor iate por LIAMARA MENDES Uma dieta equilibrada aliada a exercícios físicos pode ser considerada a fórmula ideal para a conquista do corpo perfeito.

Leia mais

Vida bem estar. Menu Semanal e Lista de Compras. Para uma alimentação saudável!

Vida bem estar. Menu Semanal e Lista de Compras. Para uma alimentação saudável! Vida bem estar Menu Semanal e Lista de Compras Para uma alimentação saudável! Vida bem estar Lista de Compras Lista de Compras Frutas Abacate Banana Maçã Tomate Frutas secas Damasco Banana Abacaxi Ameixa

Leia mais

Parte 1 REVISTAS E PROPAGANDAS

Parte 1 REVISTAS E PROPAGANDAS Parte 1 REVISTAS E PROPAGANDAS Levaremos revistas diversas para as meninas folhearem. Pediremos que reconheçam nas revistas, anúncios relacionados à beleza, moda e dietas, voltados para o público feminino.

Leia mais

ALIMENTAÇÃO - O QUE DEVE SER EVITADO - O QUE DEVE SER CONSUMIDO

ALIMENTAÇÃO - O QUE DEVE SER EVITADO - O QUE DEVE SER CONSUMIDO ALIMENTAÇÃO - O QUE DEVE SER EVITADO - O QUE DEVE SER CONSUMIDO Lucia B. Jaloretto Barreiro Qualidade de Vida=Saúde=Equilíbrio Qualidade de Vida é mais do que ter uma boa saúde física ou mental. É estar

Leia mais

Profa Tânia Maria Leite da Silveira

Profa Tânia Maria Leite da Silveira Profa Tânia Maria Leite da Silveira Como o consumidor adquire informações sobre os alimentos? Conhecimento da família Educação Mídia Publicidade Rotulagem Importância da rotulagem Informações corretas

Leia mais

Manual de Nutrição Paciente. Capítulo 4 TENHO DIABETES TIPO 1, QUAL PLANO ALIMENTAR DEVO SEGUIR?

Manual de Nutrição Paciente. Capítulo 4 TENHO DIABETES TIPO 1, QUAL PLANO ALIMENTAR DEVO SEGUIR? Capítulo 4 Tenho diabetes tipo 1, qual plano alimentar devo seguir? 1 Manual de Nutrição Paciente Capítulo 4 TENHO DIABETES TIPO 1, QUAL PLANO ALIMENTAR DEVO SEGUIR? Manual de Nutrição Temas e Autores

Leia mais

SMOOTHIES uma maneira fácil e deliciosa para apreciar frutas e legumes.

SMOOTHIES uma maneira fácil e deliciosa para apreciar frutas e legumes. SMOOTHIES uma maneira fácil e deliciosa para apreciar frutas e legumes. Os smoothies ou shakes são uma maneira deliciosa, saudável e versátil para adicionar frutas e legumes em nossa alimentação diária.

Leia mais

www.500receitasparaemagrecer.com.br SUPER 9 DIETAS 500 Receitas para Emagrecer Dicas Dietas sobre Metabolismo

www.500receitasparaemagrecer.com.br SUPER 9 DIETAS 500 Receitas para Emagrecer Dicas Dietas sobre Metabolismo SUPER 9 DIETAS Esta dieta é baseada principalmente na ingestão de alimentos que aumentam a densidade nutricional e diminuir a densidade calórica. É uma das dietas mais equilibradas, uma vez que não se

Leia mais

ORIENTAÇÃO NUTRICIONAL PARA DIABETES. Elaboração de conteúdo: Equipe de Nutrição

ORIENTAÇÃO NUTRICIONAL PARA DIABETES. Elaboração de conteúdo: Equipe de Nutrição ORIENTAÇÃO NUTRICIONAL PARA DIABETES Elaboração de conteúdo: Equipe de Nutrição PRINCÍPIOS GERAIS PARA MANUTENÇÃO DA GLICEMIA (GLICOSE NO SANGUE) ADEQUADA: Perder peso, se estiver acima do adequado. Fazer

Leia mais

Dicas para uma alimentação saudável

Dicas para uma alimentação saudável Dicas para uma alimentação saudável NECESSIDADE FISIOLÓGICA ATO DE COMER SOCIABILIZAÇÃO Comida Japonesa PRAZER CULTURAL Alimentação aliada à saúde Hábitos alimentares pouco saudáveis desde a infância,

Leia mais

Elaboração de Cardápios

Elaboração de Cardápios Elaboração de Cardápios Junho 2013 1 Programa Mesa Brasil Sesc O Mesa Brasil Sesc é um programa de segurança alimentar e nutricional sustentável, que redistribui alimentos excedentes próprios para o consumo.

Leia mais

CARDÁPIO ALIMENTAÇÃO ESCOLAR MÊS DE AGOSTO DE 2015 CRECHE CARDÁPIO MENORES DE 1 ANO

CARDÁPIO ALIMENTAÇÃO ESCOLAR MÊS DE AGOSTO DE 2015 CRECHE CARDÁPIO MENORES DE 1 ANO CARDÁPIO ALIMENTAÇÃO ESCOLAR MÊS DE AGOSTO DE 2015 ESTE CARDÁPIO APRESENTA INFORMAÇÕES NUTRICIONAIS DIÁRIAS DE CALORIAS, CARBOIDRATOS, PROTEÍNAS, GORDURAS, FIBRAS, VITAMINA A, VITAMINA C, CÁLCIO, FERRO,

Leia mais

7 alimentos que sabotam a dieta sem você perceber. Até mesmo as comidas consideradas "magras" pedem consumo moderado

7 alimentos que sabotam a dieta sem você perceber. Até mesmo as comidas consideradas magras pedem consumo moderado 7 alimentos que sabotam a dieta sem você perceber Até mesmo as comidas consideradas "magras" pedem consumo moderado Por Roberta Vilela - publicado em 26/11/2010 Mudança dos hábitos alimentares A mudança

Leia mais

O QUE SÃO ALIMENTOS FUNCIONAIS?

O QUE SÃO ALIMENTOS FUNCIONAIS? O QUE SÃO ALIMENTOS FUNCIONAIS? São alimentos que além de fornecerem energia para o corpo e uma nutrição adequada, produzem outros efeitos que proporcionam benefícios à saúde, auxiliando na redução e prevenção

Leia mais

ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL ISABEL MARQUES DIETISTA DO SERVIÇO DE ALIMENTAÇÃO E DIETÉTICA DO CHTV, E.P.E. 30 DE NOVEMBRO DE 2011

ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL ISABEL MARQUES DIETISTA DO SERVIÇO DE ALIMENTAÇÃO E DIETÉTICA DO CHTV, E.P.E. 30 DE NOVEMBRO DE 2011 ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL ISABEL MARQUES DIETISTA DO SERVIÇO DE ALIMENTAÇÃO E DIETÉTICA DO CHTV, E.P.E. 30 DE NOVEMBRO DE 2011 ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL Uma alimentação equilibrada proporciona uma quantidade correcta

Leia mais

ORIENTAÇÕES BÁSICAS PARA SE ADQUIRIR HÁBITOS SAUDÁVEIS

ORIENTAÇÕES BÁSICAS PARA SE ADQUIRIR HÁBITOS SAUDÁVEIS ORIENTAÇÕES BÁSICAS PARA SE ADQUIRIR HÁBITOS SAUDÁVEIS Sumário Introdução... 3 1 - A importância da Água... 4 2 - Organizando a sua alimentação diária... 6 3 A eliminação... 7 4 Sugestões de óleos... 8

Leia mais

A Dieta Atkins promete não somente redução de peso, mas também uma melhoria no seu sistema cardíaco e funções da memória, dentre outros benefícios.

A Dieta Atkins promete não somente redução de peso, mas também uma melhoria no seu sistema cardíaco e funções da memória, dentre outros benefícios. DIETA DE BA IXO ÍNDICE DE GL IC E M IA (LOW CARB DIET ) A dieta de baixo índice de glicemia ou baixa em hidratos de carbono é indicada para tal por ser mais equilibrada e até é indicada para diabéticos

Leia mais

Alimentação e Hidratação para a prática de Atividade Física

Alimentação e Hidratação para a prática de Atividade Física LAHOR CLÍNICA MÉDICA Tatiana Oliveira Nutricionista - CRN 7508 Rua Mário Amaral, 267 - Paraíso - SP Tel/Fax: (11) 3884-7127 Tel: (11) 3051-5554 Alimentação e Hidratação para a prática de Atividade Física

Leia mais

ENVELHECER COM SABEDORIA Alimente-se melhor para Manter a sua Saúde e Independência

ENVELHECER COM SABEDORIA Alimente-se melhor para Manter a sua Saúde e Independência ENVELHECER COM SABEDORIA Alimente-se melhor para Manter a sua Saúde e Independência 1. ALIMENTE-SE MELHOR Prevê-se que em 2025 1, só na Europa, o grupo etário mais idoso (acima dos 80 anos), passe de 21,4

Leia mais

SENAC PENHA. Curso Técnico em Nutrição e Dietética. Turma 13

SENAC PENHA. Curso Técnico em Nutrição e Dietética. Turma 13 SENAC PENHA Curso Técnico em Nutrição e Dietética Turma 13 Elielma Mota Jhenipher Avelar Sandra silva Sirene ferreira Thalia Christina da Silva Orientação Vilani Figueiredo Dias Nutricionista Colaboração

Leia mais

Apresentação. O que significam os itens da Tabela de Informação Nutricional dos rótulos

Apresentação. O que significam os itens da Tabela de Informação Nutricional dos rótulos O que significam os itens da Tabela de Informação Nutricional dos rótulos Valor Energético É a energia produzida pelo nosso corpo proveniente dos carboidratos, proteínas e gorduras totais. Na rotulagem

Leia mais

Proteger nosso. Futuro

Proteger nosso. Futuro Proteger nosso Futuro A Sociedade Brasileira de Cardiologia (SBC) é uma entidade sem fins lucrativos criada em 1943, tendo como objetivo unir a classe médica especializada em cardiologia para o planejamento

Leia mais

Orientações para o preparo da papinha.

Orientações para o preparo da papinha. Orientações para o preparo da papinha. Olha o aviãozinho... As primeiras refeições são muito importantes para o bebê. Quando começa a comer outros alimentos além do leite materno, ele descobre novos sabores,

Leia mais

Café da manhã. na medida para você

Café da manhã. na medida para você Café da manhã na medida para você Seja qual for a sua rotina, agitada ou calma, a regra primordial é não fugir da primeira refeição do dia, que lhe trará muitas vitaminas e nutrientes, além de ajudar a

Leia mais

1. Faça pelo menos três refeições (café da manhã, almoço e

1. Faça pelo menos três refeições (café da manhã, almoço e Dez Passos para uma Alimentação Saudável 1. Faça pelo menos três refeições (café da manhã, almoço e jantar) e dois lanches saudáveis por dia. Não pule as refeições. Fazendo todas as refeições, você evita

Leia mais

www.guiadeemagrecimento.com.br

www.guiadeemagrecimento.com.br Guia de Emagrecimento Direitos Reservados 1 Quando falamos em emagrecer, dieta, perder peso, nossa alimentação é um dos alvos principais e está diretamente relacionada ao nosso estilo de vida. Como vivemos

Leia mais

CUIDADOS COM A ALIMENTAÇÃO

CUIDADOS COM A ALIMENTAÇÃO SENADO FEDERAL CUIDADOS COM A ALIMENTAÇÃO SENADOR CLÉSIO ANDRADE 2 Cuidados com a alimentação apresentação Uma boa saúde é, em grande parte, resultado de uma boa alimentação. Há muita verdade no dito

Leia mais

Capítulo 2 Alimentação e hábitos saudáveis. Manual do Paciente. Capítulo 2

Capítulo 2 Alimentação e hábitos saudáveis. Manual do Paciente. Capítulo 2 Capítulo 2 Alimentação e hábitos saudáveis Manual do Paciente Capítulo 2 Manual de Nutrição Temas e Autores Capítulo 1 Os alimentos: calorias, macronutrientes e micronutrientes Anelena Soccal Seyffarth

Leia mais

A DIETA CERTA SAÚDE IATE

A DIETA CERTA SAÚDE IATE Ganhar músculos ou perder peso requer alimentos diferentes. Adequar o hábito alimentar aos objetivos garante resultados mais rápidos e eficazes A DIETA CERTA A alimentação equilibrada é essencial para

Leia mais

SAUDÁVEL LANCHEIRA. Atraente, prática e saudável. ESSE É O DESAFIO DAS MÃES NA HORA DE MONTAR A LANCHEIRA DA CRIANÇADA.

SAUDÁVEL LANCHEIRA. Atraente, prática e saudável. ESSE É O DESAFIO DAS MÃES NA HORA DE MONTAR A LANCHEIRA DA CRIANÇADA. LANCHEIRA SAUDÁVEL Atraente, prática e saudável. ESSE É O DESAFIO DAS MÃES NA HORA DE MONTAR A LANCHEIRA DA CRIANÇADA. Não é para menos: Muito mais que o momento das brincadeiras, o lanchinho entre as

Leia mais

Defenda. a sua Saúde ALIMENTAÇÃO E DIABETES TIPO 2 ORIENTAÇÕES GERAIS

Defenda. a sua Saúde ALIMENTAÇÃO E DIABETES TIPO 2 ORIENTAÇÕES GERAIS Defenda a sua Saúde ALIMENTAÇÃO E DIABETES TIPO 2 ORIENTAÇÕES GERAIS Associação Protectora dos Diabéticos de Portugal Rua do Salitre, 118-120 1250-203 Lisboa Tel: 21 381 6100 Fax: 21 385 9371 diabetes@apdp.pt

Leia mais

A Importância dos Alimentos. Prof.: Andrey Oliveira Colégio Sete de Setembro Disciplina: Educação Física

A Importância dos Alimentos. Prof.: Andrey Oliveira Colégio Sete de Setembro Disciplina: Educação Física A Importância dos Alimentos Prof.: Andrey Oliveira Colégio Sete de Setembro Disciplina: Educação Física saciar a fome Para que serve o alimento? combustível para viver, proporcionando o bem-estar e a

Leia mais

Dieta do Mix de Fibras - 2 Kg em 4 Dias

Dieta do Mix de Fibras - 2 Kg em 4 Dias Dieta nas Festas Dieta nas Festas Selecionamos aqui três dietas eficazes para você se preparar antes das festas e uma dieta desintoxicante para recuperar seu corpo depois delas! Dieta do Mix de Fibras

Leia mais

Conheça 30 superalimentos para mulheres Dom, 02 de Dezembro de 2012 11:28 - Última atualização Dom, 02 de Dezembro de 2012 11:35

Conheça 30 superalimentos para mulheres Dom, 02 de Dezembro de 2012 11:28 - Última atualização Dom, 02 de Dezembro de 2012 11:35 Manter a saúde, deixar a barriga sarada e aumentar a energia são benefícios que podem ser conquistados com a escolha correta dos alimentos. Alguns itens colaboram para ter ossos fortes, queimar gordura,

Leia mais

ALIMENTAÇÃO E PESO SAUDÁVEL

ALIMENTAÇÃO E PESO SAUDÁVEL Formação sobre Promoção de Estilos de Vida Saudáveis em Contexto Escolar, Familiar e Envolvente Julho de 2009 ALIMENTAÇÃO E PESO SAUDÁVEL TERESA SOFIA SANCHO Gabinete de Nutrição Departamento de Saúde

Leia mais

JUSTIFICATIVA OBJETIV OS:

JUSTIFICATIVA OBJETIV OS: JUSTIFICATIVA Para termos um corpo e uma mente saudável, devemos ter uma alimentação rica em frutas, verduras, legumes, carnes, cereais, vitaminas e proteínas. Sendo a escola um espaço para a promoção

Leia mais

O QUE É COLESTEROL? Sinônimos: colesterol hdl, colesterol ldl

O QUE É COLESTEROL? Sinônimos: colesterol hdl, colesterol ldl O QUE É COLESTEROL? Sinônimos: colesterol hdl, colesterol ldl O colesterol pode ser considerado um tipo de lipídio (gordura) produzido em nosso organismo. Ele está presente em alimentos de origem animal

Leia mais

Confira a lista dos 25 melhores alimentos para emagrecer:

Confira a lista dos 25 melhores alimentos para emagrecer: Emagrecer nem sempre é uma das tarefas mais simples. A fórmula parece simples (dieta + exercício + descanso) porém diferentes pessoas precisam de diferentes soluções. Uma coisa é certa: qualquer ajuda

Leia mais

Plano de alimentação para perder 3 KG por mês mas para alcançar esse objetivo tem que ser feito arrisca.

Plano de alimentação para perder 3 KG por mês mas para alcançar esse objetivo tem que ser feito arrisca. Plano de alimentação para perder 3 KG por mês mas para alcançar esse objetivo tem que ser feito arrisca. Exemplo: A hora é você que decide somente estou dando um exemplo de horário; Café da Manha 7h Antes

Leia mais

A importância da alimentação no desempenho esportivo e competitivo

A importância da alimentação no desempenho esportivo e competitivo A importância da alimentação no desempenho esportivo e competitivo A alimentação adequada e nutricionalmente equilibrada é um dos fatores importantes e essenciais para a otimização do desempenho, sendo

Leia mais

SÍNDROME DAS PERNAS INQUIETAS E ALIMENTAÇÃO Ana Lúcia Chalhoub Chediác Rodrigues

SÍNDROME DAS PERNAS INQUIETAS E ALIMENTAÇÃO Ana Lúcia Chalhoub Chediác Rodrigues SÍNDROME DAS PERNAS INQUIETAS E ALIMENTAÇÃO Ana Lúcia Chalhoub Chediác Rodrigues Nutricionista, Setor Neuro-Sono, Disciplina de Neurologia, Universidade Federal de São Paulo, UNIFESP. A Síndrome das Pernas

Leia mais

Unidade IV Nutrição no diabetes melitus e doenças cardiovasculares NUTRIÇÃO APLICADA À ENFERMAGEM. Profa Dra Milena Baptista Bueno

Unidade IV Nutrição no diabetes melitus e doenças cardiovasculares NUTRIÇÃO APLICADA À ENFERMAGEM. Profa Dra Milena Baptista Bueno Unidade IV Nutrição no diabetes melitus e doenças cardiovasculares NUTRIÇÃO APLICADA À ENFERMAGEM Profa Dra Milena Baptista Bueno Diabetes melitus A dieta adequada para pacientes diabéticos poderá reduzir

Leia mais

Oficina CN/EM 2012. Alimentos e nutrientes (web aula) H34 Reconhecer os principais tipos de nutrientes e seu papel no metabolismo humano.

Oficina CN/EM 2012. Alimentos e nutrientes (web aula) H34 Reconhecer os principais tipos de nutrientes e seu papel no metabolismo humano. Oficina CN/EM 2012 Alimentos e nutrientes (web aula) Caro Monitor, Ao final da oficina, o aluno terá desenvolvido as habilidade: H34 Reconhecer os principais tipos de nutrientes e seu papel no metabolismo

Leia mais

O QUE É COLESTEROL? TIPOS

O QUE É COLESTEROL? TIPOS O QUE É COLESTEROL? O colesterol pode ser considerado um tipo de lipídio (gordura) produzido em nosso organismo. Ele está presente em alimentos de origem animal (carne, leite integral, ovos etc.). Em nosso

Leia mais

ENTRADA Salada Requintada

ENTRADA Salada Requintada ENTRADA Salada Requintada Rendimento: 6 porções (1 pires = 75 g) 1 pé de alface americana pequeno lavado 1 maço pequeno de rúcula lavado 100 g de peito de peru defumado em tiras 100 g de queijo minas em

Leia mais

O HDL é conhecido como o bom colesterol porque remove o excesso de colesterol e traz de volta ao fígado onde será eliminado. O LDL-colesterol é o

O HDL é conhecido como o bom colesterol porque remove o excesso de colesterol e traz de volta ao fígado onde será eliminado. O LDL-colesterol é o DISLIPIDEMIA Introdução Dislipidemias, também chamadas de hiperlipidêmicas, referem-se ao aumento dos lipídios no sangue, principalmente do colesterol e dos triglicerídeos. O colesterol é uma substância

Leia mais

Cardápio Personalizado ( 1200 calorias )

Cardápio Personalizado ( 1200 calorias ) Café da Manhã Cardápio Personalizado ( 1200 calorias ) Torradas integrais Wickbold light (2 unidades) Requeijão zero Danúbio Tampa rosa (2 colheres de chá) Suco Ades light sabores (1 copo de 200 ml) Mamão

Leia mais

CARDÁPIO FLAVIA E DUDA JANEIRO

CARDÁPIO FLAVIA E DUDA JANEIRO SEGUNDA FEIRA TERÇA FEIRA QUARTA FEIRA QUINTA FEIRA SEXTA FEIRA SÁBADO DOMINGO *1 XÍCARA DE CHÁ + 1 DISCO DE BEIJU COM CHIA NA MASSA E RECHEIO DE 2 FATIAS DE QUEIJO SEM LACTOSE 1 BANANA + 2 CASTANHAS DO

Leia mais

Cardápio do Primeiro Ciclo da Dieta para Emagrecer de 17 dias

Cardápio do Primeiro Ciclo da Dieta para Emagrecer de 17 dias Cardápio do Primeiro Ciclo da Dieta para Emagrecer de 17 dias DIA 1 2 ovos mexidos 1 laranja ou outra fruta fresca Salada de folhas com atum; regue com 1 colher de sopa de azeite de oliva ou óleo de linhaça

Leia mais

Introdução. Fatores de Risco Não Modificáveis. Fatores de Risco Modificáveis

Introdução. Fatores de Risco Não Modificáveis. Fatores de Risco Modificáveis Introdução As doenças cardiovasculares (DCV) afetam anualmente, no Brasil, cerca de 17,1 milhões de vidas. Registramos no país mais de 300 mil mortes por ano decorrentes dessas doenças, que podem se manifestar

Leia mais

PALESTRA ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL

PALESTRA ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL PALESTRA ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL Nutricionista: Cyntia Cristina Piaia Sassala. CRN8 1546 Formada pela UFPR / 2002. Assessoria e Consultoria em Nutrição. NUTRIÇÃO NA INFÂNCIA Os hábitos alimentares são formados

Leia mais

Nutrição e Doenças Crônicas Não Transmissível

Nutrição e Doenças Crônicas Não Transmissível Nutrição e Doenças Crônicas Não Transmissível Nut. Sandra Mari Barbiero barbierosandra@yahoo.com.br Doenças e Agravos Não Transmissíveis (DANTs) São doenças multifatoriais a) Fatores de Risco Não modificáveis:

Leia mais

Profa. Joyce Silva Moraes

Profa. Joyce Silva Moraes Alimentação e Saúde Profa. Joyce Silva Moraes saciar a fome Para que serve o alimento? combustível para viver, proporcionando o bem-estarestar e a disposição para realizar todas as atividades. demonstrar

Leia mais

O ritmo acelerado de emagrecimento é observado até o terceiro mês, e a partir daí, passa a ser mais lento.

O ritmo acelerado de emagrecimento é observado até o terceiro mês, e a partir daí, passa a ser mais lento. Manual de Orientação Nutricional na Cirurgia Bariátrica- GCBV Elaborado por: Célia Ap Valbon Beleli Nutricionista CRN3.1501 Especialista em Obesidade e Emagrecimento Nutricionista do Grupo de Cirurgia

Leia mais

CARDÁPIO FLAVIA E DUDA JANEIRO

CARDÁPIO FLAVIA E DUDA JANEIRO SEGUNDA FEIRA TERÇA FEIRA QUARTA FEIRA QUINTA FEIRA SEXTA FEIRA SÁBADO DOMINGO *1 XÍCARA DE CHÁ + 1 DISCO DE BEIJU COM CHIA NA MASSA E RECHEIO DE 2 FATIAS DE QUEIJO SEM LACTOSE 1 BANANA + 2 CASTANHAS DO

Leia mais

Alimentos para limpar as artérias e prevenir a aterosclerose

Alimentos para limpar as artérias e prevenir a aterosclerose Alimentos para limpar as artérias e prevenir a aterosclerose Fonte:http://melhorcomsaude.com/10-alimentos-limpar-as-arterias-prevenir-aterosclerose/ A aterosclerose é uma doença de nome complicado, mas

Leia mais

Coração Saudável! melhor dele?

Coração Saudável! melhor dele? As doenças cardiovasculares (DCV s) - incluem as doenças coronarianas e o acidente vascular cerebral (AVC) também conhecido como derrame afetam pessoas de todas as idades, até mesmo mulheres e crianças.

Leia mais

Maio 2011. Mais saúde e bem estar para você e seus colaboradores. Maior produtividade para sua empresa.

Maio 2011. Mais saúde e bem estar para você e seus colaboradores. Maior produtividade para sua empresa. Maio 2011 Mais saúde e bem estar para você e seus colaboradores. Maior produtividade para sua empresa. O que comer antes e após a atividade física? Alimentação e exercício Importância da alimentação saudável

Leia mais

Registo Alimentar de 3 dias. Nota: Leia com atenção, e tente cumprir, os parâmetros de utilização.

Registo Alimentar de 3 dias. Nota: Leia com atenção, e tente cumprir, os parâmetros de utilização. Registo Alimentar de 3 dias Nota: Leia com atenção, e tente cumprir, os parâmetros de utilização. Parâmetros de Utilização: É necessário anotar tudo o que foi ingerido durante 3 dias representativos do

Leia mais

Sugestões de Lanches para intervalo entre as principais refeições

Sugestões de Lanches para intervalo entre as principais refeições Sugestões de Lanches para intervalo entre as principais refeições Quando se está em processo de emagrecimento procurar evitar os seguintes produtos: doces, frituras, refrigerantes, sucos artificiais, biscoitos

Leia mais

Se tornando Vegetariano de maneira Saudável 10 Dicas da Nutricionista

Se tornando Vegetariano de maneira Saudável 10 Dicas da Nutricionista Se tornando Vegetariano de maneira Saudável 10 Dicas da Nutricionista 1- Retire gradualmente a carne vermelha, porco e embutidos. No primeiro mês consuma carne vermelha, porco ou embutidos 1 vez na semana,

Leia mais

COLESTEROL E TRIGLICÉRIDES

COLESTEROL E TRIGLICÉRIDES COLESTEROL E TRIGLICÉRIDES Muitas pessoas já ouviram falar deles. Algumas podem até imagine que colesterol e triglicérides sejam sinônimos de doença. Para desfazer a imagem de vilões que essas duas substâncias

Leia mais

ALIMENTAÇÃO NO VERÃO

ALIMENTAÇÃO NO VERÃO ALIMENTAÇÃO NO VERÃO 1 - Quais os alimentos devem ser privilegiados no verão e quais devem ser evitados? Os alimentos que devem ser privilegiados no verão são as frutas, verduras e legumes, pois são ótimas

Leia mais

Manual do Paciente. Capítulo 1

Manual do Paciente. Capítulo 1 Manual do Paciente Capítulo 1 INTRODUÇÃO Este material foi elaborado pelos nutricionistas, membros do departamento de Nutrição e Metabolismo da Sociedade Brasileira de Diabetes, biênio, com intuito de

Leia mais

A formação de bons hábitos alimentares na infância devem convergir para um único fim: o bem-estar emocional, social e físico da criança

A formação de bons hábitos alimentares na infância devem convergir para um único fim: o bem-estar emocional, social e físico da criança A formação de bons hábitos alimentares na infância devem convergir para um único fim: o bem-estar emocional, social e físico da criança Recomendações para a prática dietética do pré-escolar: Intervalo

Leia mais

CARDÁPIO MENSAL - SIMONE ORIENTAÇÃO ANTES DA ATIVIDADE FÍSICA: CAFÉ DA MANHÃ ATÉ AS 7:00 *1 COPO DE SUCO DE FRUTA OU SUCO VERDE + 2 POLENGUINHOS LIGHT

CARDÁPIO MENSAL - SIMONE ORIENTAÇÃO ANTES DA ATIVIDADE FÍSICA: CAFÉ DA MANHÃ ATÉ AS 7:00 *1 COPO DE SUCO DE FRUTA OU SUCO VERDE + 2 POLENGUINHOS LIGHT CARDÁPIO MENSAL - SIMONE ORIENTAÇÃO ANTES DA ATIVIDADE FÍSICA: CAFÉ DA MANHÃ ATÉ AS 7:00 APÓS A ATIVIDADE FÍSICA: *VITAMINA: 1 COPO DE LEITE DESNATADO BATIDO COM1 FRUTA + 1 COL. SOPA DE FARELO DE AVEIA

Leia mais

Como nosso corpo está organizado

Como nosso corpo está organizado Como nosso corpo está organizado Iodo Faz parte dos hormônios da tireoide, que controlam a produção de energia e o crescimentodocorpo.aleiobrigaaadiçãodeiodoaosaldecozinha. UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO

Leia mais

QUESTIONÁRIO DE FREQÜÊNCIA ALIMENTAR ADULTO

QUESTIONÁRIO DE FREQÜÊNCIA ALIMENTAR ADULTO Setor: N o. do quest QUESTIONÁRIO DE FREQÜÊNCIA ALIMENTAR ADULTO PARA TODAS AS PESSOAS COM 20 ANOS OU MAIS Data da entrevista / / Hora de início: Nome do entrevistador: Nº de identificação: Nome: Sexo

Leia mais

Índice de Qualidade da Dieta

Índice de Qualidade da Dieta Veris Faculdades Curso de Nutrição Avaliação Nutricional II Índice de Qualidade da Dieta O estudo da dieta com suas diversas combinações de alimentos, mais do que o consumo de itens alimentares individuais

Leia mais

saúde envelhecer melhor Uma dieta rica em nutrientes contribui positivamente para um envelhecimento saudável Comer bem para

saúde envelhecer melhor Uma dieta rica em nutrientes contribui positivamente para um envelhecimento saudável Comer bem para saúde Sinal Canal de Comunicação da Sistel para os Usuários de Saúde Ano I - Nº 3 - Setembro 2014 Comer bem para envelhecer melhor Uma dieta rica em nutrientes contribui positivamente para um envelhecimento

Leia mais

O r i e n t a ç õ e s N u t r i c i o n a i s. Para colocação de

O r i e n t a ç õ e s N u t r i c i o n a i s. Para colocação de O r i e n t a ç õ e s N u t r i c i o n a i s Para colocação de Etapa 1 DIETA LÍQUIDA: Tempo de duração - 7 dias Primeiras 24-48 horas Nesta etapa, a dieta é composta por líquidos que forneçam poucos resíduos

Leia mais

Nutrientes. E suas funções no organismo humano

Nutrientes. E suas funções no organismo humano Nutrientes E suas funções no organismo humano O corpo humano necessita de uma série de substâncias básicas indispensáveis para a formação de tecidos, para obtenção de energia, para a realização de atividades

Leia mais