Gestão Financeira Preço de Venda: Custos dos Produtos e Serviços da Empresa

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Gestão Financeira Preço de Venda: Custos dos Produtos e Serviços da Empresa"

Transcrição

1 Gestão Financeira Preço de Venda: Custos dos Produtos e Serviços da Empresa Diálogo Empresarial Manual do Participante

2

3 Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas Sebrae Unidade de Capacitação Empresarial MANUAL DO PARTICIPANTE GESTÃO FINANCEIRA preço de venda: custos dos produtos e serviços da empresa DIÁLOGOS EMPRESARIAIS Brasília DF 2013

4 2013. Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Microempresas Sebrae Todos os Direitos Reservados A reprodução não autorizada desta publicação, no todo ou em parte, constitui violação dos direitos autorais (Lei 9.610). Informações e Contatos Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas Sebrae Unidade de Capacitação Empresarial SGAS 604/605, Asa Sul CEP , Brasília (DF). Fone (61) Fax (61) Sebrae NACIONAL UNIDADE DE CAPACITAÇÃO EMPRESARIAL Presidente do Conselho Deliberativo Nacional Roberto Simões Diretor-Presidente Luiz Eduardo Pereira Barretto Filho Diretor Administrativo Financeiro José Claudio dos Santos Diretor-Técnico Carlos Alberto dos Santos Gerente da Unidade de Capacitação Empresarial Mirela Malvestiti Coordenação Nacional Fernanda Vernieri Vivacqua da Costa Ferreira Daniela Cristina Mendes Batista Consultor Conteudista João Baptista Alves dos Santos Acompanhamento Educacional Noelma Silva Editoração Eletrônica Grupo Informe Comunicação Integrada

5 Sumário APRESENTAÇÃO...6 ATIVIDADE DE ABERTURA...9 ATIVIDADE 1 ITENS QUE COMPÕEM O CÁLCULO DO PREÇO DE VENDA...11 ATIVIDADE 2 CLASSIFICAÇÃO DOS CUSTOS E DESPESAS QUE COMPÕEM O PREÇO...14 ATIVIDADE 3 DETERMINAÇÃO DO CUSTO UNITÁRIO DA MERCADORIA VENDIDA...17 ATIVIDADE 4 ESTABELECIMENTO DO MARKUP...20 ENCERRAMENTO DO DIÁLOGO...22 REFERÊNCIAS...23

6 APRESENTAÇÃO Caro(a) Participante, O principal ativo de uma empresa não se expressa unicamente pelo volume do seu caixa ou tamanho do seu patrimônio, mas também pelo seu capital intelectual. As empresas crescem em torno da qualidade das pessoas que nela trabalham. E a qualidade está alicerçada em uma palavra chave, que é o motivo essencial pelo qual você está aqui: o conhecimento. As organizações estão descobrindo que o aprendizado coletivo é uma forma eficaz de aprimorar a capacidade de criar os resultados que desejam por meio do compartilhamento de experiências e aprendizados com as outras organizações, formando parcerias e somando conhecimentos. Os Diálogos Empresariais têm por objetivo: O aprofundamento do conteúdo abordado, no Curso de Planejamento Estratégico, sobre Missão, Visão e Valores, de forma interativa, dialogada, crítica, reflexiva e pragmática; 6 Estimular o intercâmbio de experiências dos participantes para a criação de sinergia que conduza à descoberta de novas e adaptáveis soluções para velhos e recorrentes problemas, diagnosticados nas empresas, sobre o tema Missão, Visão e Valores; Propiciar ambiente de aprendizagem onde os participantes possam identificar soluções inovadoras que sirvam de exemplo de boas práticas e benchmark, para compartilhamento mútuo sobre o tema Missão, Visão e Valores; Oportunizar ambiente de relações interpessoais favorável à geração de negócios, parcerias empresariais e redes de conhecimento, e, também, familiarização dos participantes com outras soluções educacionais do Sebrae.

7 Diálogos empresariais PREÇO DE VENDA Muitas vezes dividir é somar, e experiências diversificadas vividas por outros empresários podem indicar soluções adequadas a serem aplicadas em seu próprio negócio. Sabemos que empresas diferentes, com históricos diferentes, em estágios de maturidade distintos, possuem frequentemente experiências complementares e importantes soluções para trocarem entre si. Compartilhe também seu conhecimento! CARGA HORÁRIA 3 horas. ROTEIRO DE ATIVIDADES Atividade de Abertura Tempo 15 minutos; Exposição Dialogada. Atividade 1 Itens que compõem o cálculo do Preço de Venda Tempo 35 minutos; Atividade em grupo no formato de diálogo empresarial sobre o conteúdo de aprofundamento. Atividade 2 Classificação dos custos e despesas que compõem o preço Tempo 35 minutos; Atividade em grupo no formato de diálogo empresarial sobre o conteúdo de aprofundamento. Intervalo para Coffee-break Tempo 15 minutos. 7

8 Atividade 3 Determinação do Custo Unitário da Mercadoria Vendida Tempo 35 minutos; Atividade em grupo no formato de diálogo empresarial sobre o conteúdo de aprofundamento. Atividade 4 Estabelecimento do Markup Tempo 30 minutos; Atividade em grupo no formato de diálogo empresarial sobre o conteúdo de aprofundamento. Encerramento do Diálogo Empresarial Tempo 15 minutos; Vídeo Na Medida; Avaliação do Diálogo e Encerramento. 8

9 Diálogos empresariais PREÇO DE VENDA ATIVIDADE DE ABERTURA 9

10 TEMA DO DIÁLOGO Neste Diálogo o tema a ser aprofundado é sobre Preço de Venda: custos dos produtos e serviços da empresa. 10

11 Diálogos empresariais PREÇO DE VENDA ATIVIDADE 1 ITENS QUE COMPÕEM O CÁLCULO DO PREÇO DE VENDA O vídeo apresentada o trecho de um vídeo do Programa Negócios e Soluções do Sebrae SP que relata o caso da construção dos componentes do preço de venda utilizando o exemplo de uma pizza. Acesse: O conteúdo é referente às práticas empresariais de busca de conhecimento dos itens que compõem o cálculo do preço de venda, dos custos de comercialização, custos fixos e a margem de lucro. Além de buscar o cálculo do custo unitário da mercadoria comercializada na empresa. Diante disso, perguntamos: 11

12 Algumas perguntas contribuem para verificar quais são itens que compõem o preço de venda do seu produto ou serviço. Quais são os elementos fundamentais para compor o cálculo do preço de venda de um produto? Onde e como captar estes indicadores? 12 Qual sua atitude gerencial se o calculo do seu preço for superior ao praticado no mercado? Você sabe se seus custos estão adequados ao segmento do seu negócio em relação a concorrência? Alguns pontos de atenção! Indisciplina e desorganização na visualização dos componentes do preço de venda; Desconhecimento dos preços praticados no mercado;

13 Diálogos empresariais PREÇO DE VENDA Descontrole do custo de sua mercadoria e/ou produto; Desconhecimento da tributação do seu negócio; Descontrole de comissões desproporcionais ao seu volume de venda e lucratividade. Alguns cuidados Preços praticados sem retorno para o empresário; Preço de venda sem valor agregado; Preços superiores aos praticados na concorrência; Queda nas vendas; Redução de lucros, com tendência ao prejuízo. Algumas recomendações Disciplina e organização para verificar periodicamente, os controles gerenciais que formam o preço de venda custos de comercialização, margem de lucro, custos fixos e custo unitário da mercadoria; Coerência na estimativa de margem de lucro; Inclusão adequada do pro-labore (custo fixo) no calculo do preço de venda. Dicas de Leitura e Pesquisa Acesse: A série de publicações do Sebrae COMECE CERTO onde cada publicação é dedicada a um tipo de segmento de negócio, comentando sobre lucratividade e rentabilidade de cada negócio. 13

14 ATIVIDADE 2 CLASSIFICAÇÃO DOS CUSTOS E DESPESAS QUE COMPÕEM O PREÇO Neste vídeo que é uma continuação do anterior, os consultores comentam sobre a prática desta classificação inclusive ressalta a importância do planejamento do estoque. Acesse: 14 Diante disso, perguntamos:

15 Diálogos empresariais PREÇO DE VENDA Algumas perguntas para verificar que implicações podem ocorrer se houver erro no cálculo do preço de venda: Como você classifica os custos e despesas para o correto calculo do preço de venda? Qual é a fonte dos recursos que mantém o seu negócio, o pro-labore ou o lucro de sua empresa? Como é possível manter um padrão de % de custos variáveis e fixos em sua empresa? Como você faz este controle? 15

16 Alguns pontos de atenção! A correta classificação dos custos e despesas da empresa mostra ao gestor os adequados indicadores para levantamento do preço de venda Alguns cuidados Lucros abaixo da expectativa; Queda nas vendas; Produto sem valor agregado para se diferenciar no mercado. Algumas recomendações Capacitação adequada na classificação dos custos e despesas que formam o preço de venda; Buscar agregar valor ao produto e serviço; Conhecimento da concorrência direta e indireta. Dicas de Leitura e Pesquisa 16 Acesse: A série de publicações do Sebrae COMECE CERTO onde cada publicação é dedicada a um tipo de segmento de negócio, comentando sobre lucratividade e rentabilidade de cada negócio.

17 Diálogos empresariais PREÇO DE VENDA ATIVIDADE 3 DETERMINAÇÃO DO CUSTO UNITÁRIO DA MERCADORIA VENDIDA O conteúdo aborda as práticas empresariais para determinação do custo unitário da mercadoria vendida. Detalhando os custos somados frete, carga tributária e custo financeiro agregado ao valor da mercadoria. Assista ao vídeo: Acesse: Diante disso, perguntamos: 17

18 Algumas perguntas para identificar se sua empresa sabe calcular o custo do produto colocado na prateleira do seu estoque: Qual é o real preço pago por cada unidade de mercadoria vendida? Qual é o controle utilizado na entrada da mercadoria na sua empresa? 18 Quais tributos estão incluídos no preço pago pela mercadoria? Como estipula o preço ideal a ser pago por cada mercadoria para manter os padrões de sua empresa? Alguns pontos de atenção! Dar importância ao correto controle do almoxarifado da empresa, principalmente na entrada das mercadorias e/ou produtos, e controle das respectivas notas fiscais de entrada, com valore de frete e comissões. Lembrar ainda da carga tributária embutida no preço de cada produto comprado pela empresa.

19 Diálogos empresariais PREÇO DE VENDA Alguns cuidados Empresa com tendência a prejuízos contínuos; Determinação e organização na busca do melhor preço para as mercadorias compradas; Controles de frete e tributos sobre as mercadorias compradas; Controle dos produtos e/ou mercadorias estocadas na empresa (notas fiscais de entrada). Algumas recomendações O controle de entrada de mercadorias; O conhecimento dos valores pagos para ter a mercadoria em sua empresa; O preço ideal de compra para cada unidade de mercadoria vendida. Dicas de Leitura e Pesquisa A série de publicações do Sebrae COMECE CERTO onde cada publicação é dedicada a um tipo de segmento de negócio, comentando sobre lucratividade e rentabilidade de cada negócio. Acesse: 19

20 ATIVIDADE 4 ESTABELECIMENTO DO MARKUP Algumas perguntas para identificar se sua empresa sabe calcular o custo do produto já colocado na prateleira do seu estoque: 20 Como sua empresa calcula regularmente o markup aplicado em seus produtos? Qual a diferença entre margem de ganho e margem de lucro? Como visualiza entre os controles de sua empresa os indicadores que compõem o calculo do markup? Alguns pontos de atenção! O principal ponto a ser abordado é o de que é fundamental a empresa manter um padrão de percentuais de custos. Isto facilita ao gestor um correto cálculo do markup em seu negócio. O markup é um facilitador do administrador para agilizar o cálculo do preço de venda.

21 Diálogos empresariais PREÇO DE VENDA Dicas de Leitura e Pesquisa A série de publicações do Sebrae COMECE CERTO onde cada publicação é dedicada a um tipo de segmento de negócio, comentando sobre lucratividade e rentabilidade de cada negócio. Acesse: 21

22 ENCERRAMENTO DO DIÁLOGO 22

23 Diálogos empresariais PREÇO DE VENDA REFERÊNCIAS ASSEF, Roberto. Guia Prático de Formação de Preços. 9ª Edição. Editora Campus. ASSEF, Roberto. Guia Prático de Administração Financeira Pequenas e Médias Empresas. 3ª Edição Editora Campus. SANTOS, Edno Oliveira dos. Administração Financeira da Pequena e Média Emprsa, Editora Atlas. SOUSA, Antônio de. Gerência Financeira para Micro e Pequenas empresas. Ed. Campus/Sebrae. Internet Imagem: Remarcador de preço. Acesso em 19/10/2012. Publicada por: 23

24

25

26

27 GESTÃO FINANCEIRA Guia do Educador 27

28

Gestão Financeira. Caixa e Fluxo de Caixa. Diálogo Empresarial. Manual do Participante

Gestão Financeira. Caixa e Fluxo de Caixa. Diálogo Empresarial. Manual do Participante Gestão Financeira Caixa e Fluxo de Caixa Diálogo Empresarial Manual do Participante Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas Sebrae Unidade de Capacitação Empresarial MANUAL DO PARTICIPANTE

Leia mais

20 12 RELATÓRIO DE GESTÃO

20 12 RELATÓRIO DE GESTÃO 20 12 RELATÓRIO DE GESTÃO SERVIÇO BRASILEIRO DE APOIO ÀS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS SEBRAE NACIONAL RELATÓRIO DE GESTÃO 2012 Brasília / 2012 2012. Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas

Leia mais

Controlar Meu Dinheiro Manual do Participante

Controlar Meu Dinheiro Manual do Participante Controlar Meu Dinheiro Manual do Participante MP_oficina_sei_controlar_meu_dinheiro.indd 1 13/03/15 12:21 MP_oficina_sei_controlar_meu_dinheiro.indd 2 13/03/15 12:21 Serviço Brasileiro de Apoio às Micro

Leia mais

Vender Manual do Participante

Vender Manual do Participante Vender Manual do Participante MP_oficina_sei_vender.indd 1 17/03/15 12:21 MP_oficina_sei_vender.indd 2 17/03/15 12:21 Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas Sebrae Unidade de Capacitação

Leia mais

Entendendo custos, despesas e preço de venda

Entendendo custos, despesas e preço de venda Demonstrativo de Resultados O empresário e gestor da pequena empresa, mais do que nunca, precisa dedicar-se ao uso de técnicas e instrumentos adequados de gestão financeira, para mapear a situação do empreendimento

Leia mais

Finanças. Contas a Pagar e a Receber

Finanças. Contas a Pagar e a Receber 2 Dicas de Finanças Finanças Você pode achar que falar de finanças é coisa para grandes empresas. Talvez este assunto nem tenha sido tratado com a devida importância mesmo em sua informalidade. Contudo,

Leia mais

O SEBRAE E O QUE ELE PODE FAZER PELO SEU NEGÓCIO

O SEBRAE E O QUE ELE PODE FAZER PELO SEU NEGÓCIO O SEBRAE E O QUE ELE PODE FAZER PELO SEU NEGÓCIO Competividade Perenidade Sobrevivência Evolução Orienta na implantação e no desenvolvimento de seu negócio de forma estratégica e inovadora. O que são palestras

Leia mais

DESIGN PARA TODAS AS EMPRESAS

DESIGN PARA TODAS AS EMPRESAS A S DA TO AS N AS ES PR EM G SI DE R PA DESIGN PARA TODAS AS EMPRESAS BRASÍLIA - DF 2012 2012. Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas Sebrae Todos os direitos reservados. A reprodução

Leia mais

Escolha os melhores caminhos para sua empresa

Escolha os melhores caminhos para sua empresa Escolha os melhores caminhos para sua empresa O SEBRAE E O QUE ELE PODE FAZER PELO SEU NEGÓCIO Competitividade Perenidade Sobrevivência Evolução Orienta na implantação e no desenvolvimento de seu negócio

Leia mais

Vencedores do 4º Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor CATEGORIA: PLANEJAMENTO

Vencedores do 4º Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor CATEGORIA: PLANEJAMENTO Vencedores do 4º Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor Vencedores Estaduais na categoria PLANEJAMENTO CATEGORIA: PLANEJAMENTO Município de Santana AP Vencedores do 4º Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor

Leia mais

O SEBRAE E O QUE ELE PODE FAZER PELO SEU NEGÓCIO

O SEBRAE E O QUE ELE PODE FAZER PELO SEU NEGÓCIO O SEBRAE E O QUE ELE PODE FAZER PELO SEU NEGÓCIO Competitividade Perenidade Sobrevivência Evolução Orienta na implantação e no desenvolvimento de seu negócio de forma estratégica e inovadora. O que são

Leia mais

Vencedores do 4º Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor CATEGORIA: GRANDES CIDADES

Vencedores do 4º Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor CATEGORIA: GRANDES CIDADES Vencedores do 4º Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor Vencedores Estaduais na categoria Grandes Cidades CATEGORIA: GRANDES CIDADES Município de Santa Luzia MG Vencedores do 4º Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor

Leia mais

Vencedores do 4º Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor CATEGORIA: GRANDES CIDADES

Vencedores do 4º Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor CATEGORIA: GRANDES CIDADES Vencedores do 4º Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor Vencedores Estaduais na categoria Grandes Cidades CATEGORIA: GRANDES CIDADES Município de Cuiabá MT Vencedores do 4º Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor

Leia mais

Vencedores do 4º Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor CATEGORIA: TURISMO DE EXCELÊNCIA

Vencedores do 4º Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor CATEGORIA: TURISMO DE EXCELÊNCIA Vencedores do 4º Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor Vencedores Estaduais na categoria Promoção do turismo de excelência CATEGORIA: TURISMO DE EXCELÊNCIA Município de Santo Antônio da Patrulha RS Vencedores

Leia mais

Frutas em Calda, Geléias e Doces

Frutas em Calda, Geléias e Doces Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária Embrapa Agroindústria de Alimentos Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas Iniciando um

Leia mais

Vencedores do 4º Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor CATEGORIA: GRANDES CIDADES

Vencedores do 4º Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor CATEGORIA: GRANDES CIDADES Vencedores do 4º Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor Vencedores Estaduais na categoria Grandes Cidades CATEGORIA: GRANDES CIDADES Município de Feira de Santana BA Vencedores do 4º Prêmio Sebrae Prefeito

Leia mais

O FINANCIAMENTO DOS PEQUENOS NEGÓCIOS NO BRASIL

O FINANCIAMENTO DOS PEQUENOS NEGÓCIOS NO BRASIL O FINANCIAMENTO DOS PEQUENOS NEGÓCIOS NO BRASIL Abril/2014 2014 Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas Sebrae Todos os direitos reservados A reprodução não autorizada desta publicação,

Leia mais

Formação do Preço de Venda

Formação do Preço de Venda CURSO DE ADM - 5º PERÍODO - FASF Objetivo Refletir sobre a importância de se conhecer e identificar a FORMAÇÃO DE PREÇO, como fator determinante para a sobrevivência da exploração da atividade da empresa.

Leia mais

INCUBADORA TECNOLÓGICA DE SANTO ANDRÉ - INCTEC-SA CONSULTORIA EM GESTÃO FINANCEIRA TERMO DE REFERÊNCIA Nº 02/2012

INCUBADORA TECNOLÓGICA DE SANTO ANDRÉ - INCTEC-SA CONSULTORIA EM GESTÃO FINANCEIRA TERMO DE REFERÊNCIA Nº 02/2012 INCUBADORA TECNOLÓGICA DE SANTO ANDRÉ - INCTEC-SA CONSULTORIA EM GESTÃO FINANCEIRA TERMO DE REFERÊNCIA Nº 02/2012 Contatos Luiz Augusto Gonçalves de Almeida (Coord. de Relações Institucionais) Fone: 55

Leia mais

Vencedores do 4º Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor CATEGORIA: TRATAMENTO DIFERENCIADO

Vencedores do 4º Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor CATEGORIA: TRATAMENTO DIFERENCIADO Vencedores do 4º Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor Vencedores Estaduais na categoria Tratamento diferenciado CATEGORIA: TRATAMENTO DIFERENCIADO Município de Itapecuru Mirim MA Vencedores do 4º Prêmio

Leia mais

Objetivos 29/09/2010 BIBLIOGRAFIA. Administração Financeira I UFRN 2010.2 Prof. Gabriel Martins de Araújo Filho. Tópicos BALANÇO DE TAMANHO COMUM

Objetivos 29/09/2010 BIBLIOGRAFIA. Administração Financeira I UFRN 2010.2 Prof. Gabriel Martins de Araújo Filho. Tópicos BALANÇO DE TAMANHO COMUM Objetivos Administração Financeira I UFRN 2010.2 Prof. Gabriel Martins de Araújo Filho A EMPRESA NO MODELO DO BALANÇO PATRIMONIAL: análise das demonstrações financeiras Compreender a importância da padronização

Leia mais

Programa de Internacionalização: Cursos a Distância. Logística Internacional

Programa de Internacionalização: Cursos a Distância. Logística Internacional Programa de Internacionalização: Cursos a Distância Logística Internacional FICHA TÉCNICA Curso Logística Internacional SERVIÇO BRASILEIRO DE APOIO ÀS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS SEBRAE www.sebrae.com.br

Leia mais

Vencedores do 4º Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor CATEGORIA: TRATAMENTO DIFERENCIADO

Vencedores do 4º Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor CATEGORIA: TRATAMENTO DIFERENCIADO Vencedores do 4º Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor Vencedores Estaduais na categoria Tratamento diferenciado CATEGORIA: TRATAMENTO DIFERENCIADO Município de Pelotas RS Vencedores do 4º Prêmio Sebrae

Leia mais

AGENDA SEBRAE OFICINAS CURSOS PALESTRAS JUNHO A DEZEMBRO - 2015 GOIÂNIA. Especialistas em pequenos negócios. / 0800 570 0800 / sebraego.com.

AGENDA SEBRAE OFICINAS CURSOS PALESTRAS JUNHO A DEZEMBRO - 2015 GOIÂNIA. Especialistas em pequenos negócios. / 0800 570 0800 / sebraego.com. AGENDA SEBRAE OFICINAS CURSOS PALESTRAS JUNHO A DEZEMBRO - 2015 GOIÂNIA Especialistas em pequenos negócios. / 0800 570 0800 / sebraego.com.br COM O SEBRAE, O SEU NEGÓCIO VAI! O Sebrae Goiás preparou diversas

Leia mais

O SEBRAE E O QUE ELE PODE FAZER PELO SEU NEGÓCIO

O SEBRAE E O QUE ELE PODE FAZER PELO SEU NEGÓCIO O SEBRAE E O QUE ELE PODE FAZER PELO SEU NEGÓCIO Competitividade Perenidade Sobrevivência Evolução Orienta na implantação e no desenvolvimento de seu negócio de forma estratégica e inovadora. O que são

Leia mais

Vencedores do 4º Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor CATEGORIA: PLANEJAMENTO

Vencedores do 4º Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor CATEGORIA: PLANEJAMENTO Vencedores do 4º Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor Vencedores Estaduais na categoria PLANEJAMENTO CATEGORIA: PLANEJAMENTO Município de Florânia RN Vencedores do 4º Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor

Leia mais

CIGAM SOFTWARE CORPORATIVA LTDA.

CIGAM SOFTWARE CORPORATIVA LTDA. CIGAM SOFTWARE CORPORATIVA LTDA. Raquel Engeroff Neusa Cristina Schnorenberger Novo Hamburgo RS Vídeo Institucional Estratégia Visão Missão Ser uma das 5 maiores empresas de software de gestão empresarial

Leia mais

GUIA DE ELABORAÇÃO DE PLANO DE NEGÓCIOS

GUIA DE ELABORAÇÃO DE PLANO DE NEGÓCIOS GUIA DE ELABORAÇÃO DE PLANO DE NEGÓCIOS Sumário 1. APRESENTAÇÃO... 2 2. PLANO DE NEGÓCIOS:... 2 2.1 RESUMO EXECUTIVO... 3 2.2 O PRODUTO/SERVIÇO... 3 2.3 O MERCADO... 3 2.4 CAPACIDADE EMPRESARIAL... 4 2.5

Leia mais

Com bom planejamento, empresário começa negócio sem dinheiro próprio.

Com bom planejamento, empresário começa negócio sem dinheiro próprio. Com bom planejamento, empresário começa negócio sem dinheiro próprio. Plano de negócios estruturado ajuda na hora de conseguir financiamento. Veja dicas de especialistas e saiba itens que precisam constar

Leia mais

Programa de Internacionalização: Cursos a Distância. Marketing Internacional. Exportação. Exportar CURSO

Programa de Internacionalização: Cursos a Distância. Marketing Internacional. Exportação. Exportar CURSO Programa de Internacionalização: Cursos a Distância Marketing Internacional Procedimentos Planejamento para Exportação Exportar CURSO FICHA TÉCNICA Curso Marketing Internacional SERVIÇO BRASILEIRO DE APOIO

Leia mais

FORMAÇÃO DE PREÇO DE SERVIÇO

FORMAÇÃO DE PREÇO DE SERVIÇO CONTEÚDO DO CURSO DE FORMAÇÃO DE PREÇO DE SERVIÇO PROMOVIDO PELA www.administrabrasil.com.br - CONCEITO DE PREÇO NOS SERVIÇOS - FATORES DETERMINANTES DOS PREÇOS - ESTRATÉGIAS E ASPECTOS IMPORTANTES PARA

Leia mais

Vencedores do 4º Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor

Vencedores do 4º Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor Vencedores do 4º Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor Vencedores Estaduais na categoria Grandes Cidades CATEGORIA: GRANDES CIDADES Município de BOA VISTA RR Vencedores do 4º Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor

Leia mais

INCUBADORA TECNOLÓGICA DE SANTO ANDRÉ - INCTEC-SA CONSULTORIA EM PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO TERMO DE REFERÊNCIA Nº 05/2012

INCUBADORA TECNOLÓGICA DE SANTO ANDRÉ - INCTEC-SA CONSULTORIA EM PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO TERMO DE REFERÊNCIA Nº 05/2012 INCUBADORA TECNOLÓGICA DE SANTO ANDRÉ - INCTEC-SA CONSULTORIA EM PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO TERMO DE REFERÊNCIA Nº 05/2012 Contatos Luiz Augusto Gonçalves de Almeida (Coord. de Relações Institucionais) Fone:

Leia mais

INCUBADORA TECNOLÓGICA DE SANTO ANDRÉ - INCTEC-SA CONSULTORIA EM VENDAS E COACHING EM PLANO DE VIDA TERMO DE REFERÊNCIA Nº 07/2012

INCUBADORA TECNOLÓGICA DE SANTO ANDRÉ - INCTEC-SA CONSULTORIA EM VENDAS E COACHING EM PLANO DE VIDA TERMO DE REFERÊNCIA Nº 07/2012 INCUBADORA TECNOLÓGICA DE SANTO ANDRÉ - INCTEC-SA CONSULTORIA EM VENDAS E COACHING EM PLANO DE VIDA TERMO DE REFERÊNCIA Nº 07/2012 Contatos Luiz Augusto Gonçalves de Almeida (Coord. de Relações Institucionais)

Leia mais

FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE DO TOCANTINS CENTRO DE DESENVOLVIMENTO DE TECNOLOGIAS INOVADORAS CDTI/UNITINS SELEÇÃO DE EMPRESAS EDITAL Nº 007, 13/08/2009.

FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE DO TOCANTINS CENTRO DE DESENVOLVIMENTO DE TECNOLOGIAS INOVADORAS CDTI/UNITINS SELEÇÃO DE EMPRESAS EDITAL Nº 007, 13/08/2009. 1 FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE DO TOCANTINS CENTRO DE DESENVOLVIMENTO DE TECNOLOGIAS INOVADORAS CDTI/UNITINS SELEÇÃO DE EMPRESAS EDITAL Nº 007, 13/08/2009. A Fundação Universidade do Tocantins UNITINS torna público

Leia mais

PLANO DE NEGÓCIOS. Causas de Fracasso:

PLANO DE NEGÓCIOS. Causas de Fracasso: PLANO DE NEGÓCIOS Causas de Fracasso: Falta de experiência profissional Falta de competência gerencial Desconhecimento do mercado Falta de qualidade dos produtos/serviços Localização errada Dificuldades

Leia mais

MANUAL DO ALUNO PÓS-GRADUAÇÃO

MANUAL DO ALUNO PÓS-GRADUAÇÃO MANUAL DO ALUNO PÓS-GRADUAÇÃO CARO ALUNO, Seja Bem-Vindo às Escolas e Faculdades QI! Desejamos a você uma excelente jornada de estudos e evolução, tanto no campo profissional, como pessoal. Recomendamos

Leia mais

Participação. Micro e Pequenas Empresas na Economia Brasileira REGIÃO CENTRO-OESTE

Participação. Micro e Pequenas Empresas na Economia Brasileira REGIÃO CENTRO-OESTE Elaboração de Estudo sobre a Participação das Micro e Pequenas Empresas na Economia Nacional e nas Unidades da Federação Sebrae Nacional Participação Dezembro de 2014 das Micro e Pequenas Empresas na Economia

Leia mais

Prof. Paulo Arnaldo Olak olak@uel.br

Prof. Paulo Arnaldo Olak olak@uel.br 6C0N021 Contabilidade Gerencial Prof. Paulo Arnaldo Olak olak@uel.br Programa da Disciplina Introdução e delimitações Importância da formação do preço de venda na gestão do lucro. Principais elementos

Leia mais

ENTENDENDO CUSTOS, DESPESAS E PREÇO DE VENDA

ENTENDENDO CUSTOS, DESPESAS E PREÇO DE VENDA ENTENDENDO CUSTOS, DESPESAS E PREÇO DE VENDA 08 a 11 de outubro de 2014 08 a 11 de outubro de 2014 CENÁRIO ATUAL O mercado cada vez mais competitivo. Preocupação dos empresários com seus custos. Política

Leia mais

Empresas descobrem a importância da educação no trabalho e abrem as portas para pedagogos

Empresas descobrem a importância da educação no trabalho e abrem as portas para pedagogos Empresas descobrem a importância da educação no trabalho e abrem as portas para pedagogos Já passou a época em que o pedagogo ocupava-se somente da educação infantil. A pedagogia hoje dispõe de uma vasta

Leia mais

APURAÇÃO DO LUCRO LÍQUIDO NO COMÉRCIO

APURAÇÃO DO LUCRO LÍQUIDO NO COMÉRCIO APURAÇÃO DO LUCRO LÍQUIDO NO COMÉRCIO O Sr. Fúlvio Oliveira, empresário de uma loja de confecções, está seriamente preocupado com seu negócio. As dívidas não param de crescer. Vamos entender sua situação.

Leia mais

Vencedores do 4º Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor CATEGORIA: TURISMO DE EXCELÊNCIA

Vencedores do 4º Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor CATEGORIA: TURISMO DE EXCELÊNCIA Vencedores do 4º Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor Vencedores Estaduais na categoria Promoção do turismo de excelência CATEGORIA: TURISMO DE EXCELÊNCIA Município de Praia Grande SP Vencedores do 4º

Leia mais

Implementação rápida do modelo Balanced Scorecard (BSC) nas empresas de seguros

Implementação rápida do modelo Balanced Scorecard (BSC) nas empresas de seguros Implementação rápida do modelo Balanced Scorecard (BSC) nas empresas de seguros Uma evolução nos sistemas de controle gerencial e de planejamento estratégico Francisco Galiza Roteiro Básico 1 SUMÁRIO:

Leia mais

Curso Balanced Scorecard como ferramenta de Gestão por Indicadores

Curso Balanced Scorecard como ferramenta de Gestão por Indicadores Curso Balanced Scorecard como ferramenta de Gestão por Indicadores O Planejamento Estratégico deve ser visto como um meio empreendedor de gestão, onde são moldadas e inseridas decisões antecipadas no processo

Leia mais

Discente da Universidade do Oeste Paulista UNOESTE. Docente do Curso de Ciências Contábeis da UNOESTE. E mail: irene@unoeste.br

Discente da Universidade do Oeste Paulista UNOESTE. Docente do Curso de Ciências Contábeis da UNOESTE. E mail: irene@unoeste.br Encontro de Ensino, Pesquisa e Extensão, Presidente Prudente, 22 a 25 de outubro, 2012 425 FORMAÇÃO DO PREÇO DE VENDA NA MICRO E PEQUENA EMPRESA Cassia de Matos Ramos 1, Dayane Cristina da Silva 1, Nathana

Leia mais

Apresentação Institucional IEL/SC

Apresentação Institucional IEL/SC Apresentação Institucional IEL/SC Natalino Uggioni Joaçaba, 12 de Maio de 2014 IEL NO BRASIL O Sistema Indústria Presente nos 26 estados brasileiros e no Distrito Federal, o Sistema Indústria é composto

Leia mais

INCUBADORAS DE EMPRESAS

INCUBADORAS DE EMPRESAS INCUBADORAS DE EMPRESAS EDITAL 01/ 2011 - SEBRAE Anexo II ROTEIRO PARA APRESENTAÇÃO DE PROJETO Modalidade Tipo 2 Brasília, 2011 Código da Proposta: (Uso do Sebrae): Nota: O preenchimento do roteiro deverá

Leia mais

Equívocos na metodologia de formação do preço de venda: Análise da metodologia adotada pelo SEBRAE

Equívocos na metodologia de formação do preço de venda: Análise da metodologia adotada pelo SEBRAE Equívocos na metodologia de formação do preço de venda: Análise da metodologia adotada pelo SEBRAE Divonsir de Jesuz da Silva Dutra (CEFET-PR) Dr. Kazuo Hatakeyama (CEFET-PR)

Leia mais

DE INOVAÇÃO E TECNOLOGIA 52, 102, CEP

DE INOVAÇÃO E TECNOLOGIA 52, 102, CEP DADOS JURÍDICOS O Instituto SAVIESA DE INOVAÇÃO E TECNOLOGIA é uma associação, pessoa jurídica de direito privado, sem fins lucrativos, com sede no município de Vitória, Estado do Espírito Santo, à Rua

Leia mais

FACULDADE REDENTOR NUCLEO DE APOIO EMPRESARIAL CURSO DE ADMINISTRAÇÃO

FACULDADE REDENTOR NUCLEO DE APOIO EMPRESARIAL CURSO DE ADMINISTRAÇÃO FACULDADE REDENTOR NUCLEO DE APOIO EMPRESARIAL CURSO DE ADMINISTRAÇÃO Justificativa: As transformações ocorridas nos últimos anos têm obrigado as organizações a se modificarem constantemente e de forma

Leia mais

ROTEIRO PARA ELABORAÇÃO DO PLANO DE NEGÓCIOS

ROTEIRO PARA ELABORAÇÃO DO PLANO DE NEGÓCIOS ROTEIRO PARA ELABORAÇÃO DO PLANO DE NEGÓCIOS O plano de negócios deverá conter: 1. Resumo Executivo 2. O Produto/Serviço 3. O Mercado 4. Capacidade Empresarial 5. Estratégia de Negócio 6. Plano de marketing

Leia mais

Administrando Estoques e Processos Adequadamente

Administrando Estoques e Processos Adequadamente Administrando Estoques e Processos Adequadamente Estoque é Dinheiro Planeje e Controle seus Estoques Rev - 1105 Engº JULIO TADEU ALENCAR e-mail: jtalencar@sebraesp.com.br 1 Serviço de Apoio às Micro e

Leia mais

1 - Por que a empresa precisa organizar e manter sua contabilidade?

1 - Por que a empresa precisa organizar e manter sua contabilidade? Nas atividades empresariais, a área financeira assume, a cada dia, funções mais amplas de coordenação entre o operacional e as expectativas dos acionistas na busca de resultados com os menores riscos.

Leia mais

ANEXO 1 CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO EM GESTÃO LOGÍSTICA DE EVENTOS

ANEXO 1 CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO EM GESTÃO LOGÍSTICA DE EVENTOS 135 ANEXO 1 CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO EM GESTÃO LOGÍSTICA DE EVENTOS Curso: PÓS-GRADUAÇÃO EM GESTÃO LOGÍSTICA DE EVENTOS Objetivo: Capacitar profissionais para atuarem no segmento de Logística de Eventos,

Leia mais

Curso Fluxo de Caixa A Bola de Cristal do Empresário

Curso Fluxo de Caixa A Bola de Cristal do Empresário Curso Fluxo de Caixa A Bola de Cristal do Empresário Milhares de empreendedores brasileiros vivem diariamente um dilema. O produto ou serviços que prestam é bom, o atendimento excelente e o resultado no

Leia mais

MARKETING E VENDAS NA FARMÁCIA

MARKETING E VENDAS NA FARMÁCIA MARKETING E VENDAS NA FARMÁCIA Há muito se discute que o mercado de farmácias é ambiente competitivo e que a atividade vem exigindo profissionalismo para a administração de seus processos, recursos e pessoal.

Leia mais

POLÍTICAS DE EDUCAÇÃO CORPORATIVA - NOR 350

POLÍTICAS DE EDUCAÇÃO CORPORATIVA - NOR 350 MANUAL DE GESTÃO DE PESSOAS COD. 300 ASSUNTO: POLÍTICAS DE EDUCAÇÃO CORPORATIVA APROVAÇÃO: Resolução DIREX nº 462, de 10/09/2012. VIGÊNCIA: 10/09/2012 POLÍTICAS DE EDUCAÇÃO CORPORATIVA - NOR 350 1/6 ÍNDICE

Leia mais

PROGRAMAÇÃO de 21 a 26/9 - Semana de Capacitação PROGRAMAÇÃO GRATUITA. VAGAS LIMITADAS. MOVIMENTO COMPRE DO PEQUENO FAZER BONS NEGÓCIOS

PROGRAMAÇÃO de 21 a 26/9 - Semana de Capacitação PROGRAMAÇÃO GRATUITA. VAGAS LIMITADAS. MOVIMENTO COMPRE DO PEQUENO FAZER BONS NEGÓCIOS PROGRAMAÇÃO de 21 a 26/9 - Semana de Capacitação PROGRAMAÇÃO GRATUITA. VAGAS LIMITADAS. MOVIMENTO COMPRE DO PEQUENO EU FAZER BONS NEGÓCIOS Inscrições: www.df.sebrae.com.br Informações: 0800 570 0800 EU

Leia mais

Vencedores do 4º Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor CATEGORIA: TURISMO DE EXCELÊNCIA

Vencedores do 4º Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor CATEGORIA: TURISMO DE EXCELÊNCIA Vencedores do 4º Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor Vencedores Estaduais na categoria Promoção do turismo de excelência CATEGORIA: TURISMO DE EXCELÊNCIA Município de Nova Friburgo RJ Vencedores do 4º

Leia mais

Sistemas Gerenciadores de Bancos de Dados. / NT Editora. -- Brasília: 2013. 94p. : il. ; 21,0 X 29,7 cm.

Sistemas Gerenciadores de Bancos de Dados. / NT Editora. -- Brasília: 2013. 94p. : il. ; 21,0 X 29,7 cm. Autor Ismael Sousa Araujo Pós-graduado em Gerência de Projetos PMBOK UNICESP. Graduado em Tecnologia em Segurança da Informação UNICESP. Professor de concurso da área de informática e consultor em EAD.

Leia mais

CobiT 4.01 OBJETIVOS DE CONTROLE PARA INFORMAÇÃO E TECNOLOGIAS RELACIONADAS

CobiT 4.01 OBJETIVOS DE CONTROLE PARA INFORMAÇÃO E TECNOLOGIAS RELACIONADAS CobiT 4.01 OBJETIVOS DE CONTROLE PARA INFORMAÇÃO E TECNOLOGIAS RELACIONADAS METODOLOGIA DE AUDITORIA PARA AVALIAÇÃO DE CONTROLES E CUMPRIMENTO DE PROCESSOS DE TI NARDON, NASI AUDITORES E CONSULTORES CobiT

Leia mais

INCUBADORAS DE EMPRESAS EDITAL 01/ 2011 - SEBRAE

INCUBADORAS DE EMPRESAS EDITAL 01/ 2011 - SEBRAE INCUBADORAS DE EMPRESAS EDITAL 01/ 2011 - SEBRAE Anexo I ROTEIRO PARA APRESENTAÇÃO DO PROJETO Modalidade Tipo 1 Aplicação do modelo CERNE 1 Brasília, 2011 Código da Proposta: (Uso do Sebrae): 1. DADOS

Leia mais

PLANO DE AÇÃO . TREINAMENTOS . PROGRAMAS . PALESTRAS PARANAÍBA MS

PLANO DE AÇÃO . TREINAMENTOS . PROGRAMAS . PALESTRAS PARANAÍBA MS PLANO DE AÇÃO. TREINAMENTOS. PROGRAMAS. PALESTRAS PARANAÍBA MS 2015 TREINAMENTO - Ciclo de Palestras - Auxiliar o empresário, ou potencial empreendedor, desde a tomada de decisão de abrir um novo negócio

Leia mais

7. Viabilidade Financeira de um Negócio

7. Viabilidade Financeira de um Negócio 7. Viabilidade Financeira de um Negócio Conteúdo 1. Viabilidade de um Negócios 2. Viabilidade Financeira de um Negócio: Pesquisa Inicial 3. Plano de Viabilidade Financeira de um Negócio Bibliografia Obrigatória

Leia mais

ATIVIDADES PRÁTICAS SUPERVISIONADAS

ATIVIDADES PRÁTICAS SUPERVISIONADAS ATIVIDADES PRÁTICAS SUPERVISIONADAS Administração Geral 7ª Série Sistemas de Informações Gerenciais A atividade prática supervisionada (ATPS) é um método de ensino-aprendizagem desenvolvido por meio de

Leia mais

O SEBRAE E O QUE ELE PODE FAZER PELO SEU NEGÓCIO

O SEBRAE E O QUE ELE PODE FAZER PELO SEU NEGÓCIO O SEBRAE E O QUE ELE PODE FAZER PELO SEU NEGÓCIO Orienta na implantação e no desenvolvimento de seu negócio de forma estratégica e inovadora. Competitividade Perenidade Sobrevivência Evolução O que são

Leia mais

Aula 2 Assunto: Modelos para Plano de Negócios

Aula 2 Assunto: Modelos para Plano de Negócios DISCIPLINA: Gestão Empresarial Aula 2 Assunto: Modelos para Plano de Negócios Prof Ms Keilla Lopes Mestre em Administração pela UFBA Especialista em Gestão Empresarial pela UEFS Graduada em Administração

Leia mais

SÍNTESE PROJETO PEDAGÓGICO. Missão

SÍNTESE PROJETO PEDAGÓGICO. Missão SÍNTESE PROJETO PEDAGÓGICO CURSO: TURISMO ( bacharelado) Missão Formar profissionais humanistas, críticos, reflexivos, capacitados para planejar, empreender e gerir empresas turísticas, adaptando-se ao

Leia mais

Gestão Financeira Empresarial Porque Educação Executiva Insper Cursos de Curta e Média Duração

Gestão Financeira Empresarial Porque Educação Executiva Insper Cursos de Curta e Média Duração 1 Porque Educação Executiva Insper A dinâmica do mundo corporativo atual exige profissionais multidisciplinares, capazes de interagir e formar conexões com diferentes áreas da empresa e entender e se adaptar

Leia mais

Passo a Passo do Cadastro Produtos no SIGLA Digital

Passo a Passo do Cadastro Produtos no SIGLA Digital Página 1 de 15 Passo a Passo do Cadastro Produtos no SIGLA Digital O cadastro de produtos permite organizar as informações relativas a produtos e serviços, como grupo, marca, peso, unidades e outros, que

Leia mais

Mesmo em uma construtora de menor porte, o processo de gestão pode ser bastante complexo. Este guia traz dicas de gerenciamento para atingir os

Mesmo em uma construtora de menor porte, o processo de gestão pode ser bastante complexo. Este guia traz dicas de gerenciamento para atingir os Mesmo em uma construtora de menor porte, o processo de gestão pode ser bastante complexo. Este guia traz dicas de gerenciamento para atingir os melhores resultados. 2 ÍNDICE SOBRE O SIENGE INTRODUÇÃO 01

Leia mais

A IMPORTÂNCIA DA CONTABILIDADE GERENCIAL NA GESTÃO EMPRESARIAL

A IMPORTÂNCIA DA CONTABILIDADE GERENCIAL NA GESTÃO EMPRESARIAL A IMPORTÂNCIA DA CONTABILIDADE GERENCIAL NA GESTÃO EMPRESARIAL Aldemar Dias de Almeida Filho Discente do 4º ano do Curso de Ciências Contábeis Faculdades Integradas de Três Lagoas AEMS Élica Cristina da

Leia mais

DESCUBRA O PODER DO CONHECIMENTO PARA VOCÊ E SUA EMPRESA. PROGRAMAÇÃO 2015

DESCUBRA O PODER DO CONHECIMENTO PARA VOCÊ E SUA EMPRESA. PROGRAMAÇÃO 2015 DESCUBRA O PODER DO CONHECIMENTO PARA VOCÊ E SUA EMPRESA. PROGRAMAÇÃO 2015 OFICINA: COMO USAR UM BLOG PARA A SUA EMPRESA DATA: 30/JAN INVESTIMENTO: R$ 30,00 CARGA HORÁRIA: 3 HORAS OFICINA: COMO ABRIR UMA

Leia mais

Negociação Estratégica e Gestão de Conflitos Porque Educação Executiva Insper Cursos de Curta e Média Duração Educação Executiva

Negociação Estratégica e Gestão de Conflitos Porque Educação Executiva Insper Cursos de Curta e Média Duração Educação Executiva 1 Porque Educação Executiva Insper A dinâmica do mundo corporativo exige profissionais multidisciplinares, capazes de interagir e formar conexões com diferentes áreas da empresa e entender e se adaptar

Leia mais

Oficina de Gestão de Portifólio

Oficina de Gestão de Portifólio Oficina de Gestão de Portifólio Alinhando ESTRATÉGIAS com PROJETOS através da GESTÃO DE PORTFÓLIO Gestão de portfólio de projetos pode ser definida como a arte e a ciência de aplicar um conjunto de conhecimentos,

Leia mais

INCUBADORA TECNOLÓGICA DE SANTO ANDRÉ

INCUBADORA TECNOLÓGICA DE SANTO ANDRÉ INCUBADORA TECNOLÓGICA DE SANTO ANDRÉ TERMO DE REFERÊNCIA SERVIÇOS DE ASSESSORIA E CONSULTORIA EM PLANEJAMENTO, ELABORAÇÃO DE PROJETOS E PLANO DE NEGÓCIOS. Contatos Valter Fernandes (Gerente do Projeto)

Leia mais

Líder em consultoria no agronegócio

Líder em consultoria no agronegócio MPRADO COOPERATIVAS mprado.com.br COOPERATIVAS 15 ANOS 70 Consultores 25 Estados 300 cidade s 500 clientes Líder em consultoria no agronegócio 3. Gestão empresarial 3.1 Gestão empresarial Objetivo: prover

Leia mais

Desenvolvimento de Liderança Motivação e Trabalho em Equipe

Desenvolvimento de Liderança Motivação e Trabalho em Equipe Desenvolvimento de Liderança Motivação e Trabalho em Equipe Eduardo Rocha Diretor da DSG Consultoria Capacitar seus colaboradores, do gerente aos coordenadores é o melhor caminho para melhorar a eficácia

Leia mais

Apresentação da disciplina e proposta didática Prof. MSc Hugo Vieira L. Souza

Apresentação da disciplina e proposta didática Prof. MSc Hugo Vieira L. Souza Apresentação da disciplina e proposta didática Prof. MSc Hugo Vieira L. Souza Este documento está sujeito a copyright. Todos os direitos estão reservados para o todo ou quaisquer partes do documento, em

Leia mais

Guia prático de como montar um planograma eficiente. www.pdvativo.com.br

Guia prático de como montar um planograma eficiente. www.pdvativo.com.br Guia prático de como montar um planograma eficiente www.pdvativo.com.br 1. INTRODUÇÃO 2. Por que preciso de um planograma? 3. COMO FAZER A DISTRIBUIÇÃO DOS PRODUTOS NA LOJA 4. EXPOSIÇÃO DOS PRODUTOS (LOCALIZAÇÃO

Leia mais

PLANO DE NEGÓCIOS W ARTE "SERRALHARIA E ESQUADRIA RAPOSÃO" Empreendedor(a): WALBER MACEDO DOS SANTOS

PLANO DE NEGÓCIOS W ARTE SERRALHARIA E ESQUADRIA RAPOSÃO Empreendedor(a): WALBER MACEDO DOS SANTOS PLANO DE NEGÓCIOS W ARTE "SERRALHARIA E ESQUADRIA RAPOSÃO" Empreendedor(a): WALBER MACEDO DOS SANTOS Maio/2013 SUMÁRIO 1 SUMÁRIO EXECUTIVO 1.1 Resumo dos principais pontos do plano de negócio 1.2 Empreendedores

Leia mais

LUCRO ESTOU SABENDO APURAR?

LUCRO ESTOU SABENDO APURAR? Ano 3 / N 15 LUCRO ESTOU SABENDO APURAR? Capa LUCRO ESTOU SABENDO APURAR? O conceito de Lucro pode ser objetivamente definido pela diferença entre a Receita e os Custos de uma empresa, mas se formos nos

Leia mais

ASPECTOS CONCEITUAIS OBJETIVOS planejamento tomada de decisão

ASPECTOS CONCEITUAIS OBJETIVOS planejamento tomada de decisão FACULDADES INTEGRADAS DO TAPAJÓS DISCIPLINA: CONTABILIDADE GERENCIAL PROFESSOR: JOSÉ DE JESUS PINHEIRO NETO ASSUNTO: REVISÃO CONCEITUAL EM CONTABILIDADE DE CUSTOS ASPECTOS CONCEITUAIS A Contabilidade de

Leia mais

A IMPORTÃNCIA DO CAPITAL DE GIRO E ALGUMAS SOLUÇÕES PARA O PROBLEMA DE CAPITAL DE GIRO

A IMPORTÃNCIA DO CAPITAL DE GIRO E ALGUMAS SOLUÇÕES PARA O PROBLEMA DE CAPITAL DE GIRO A IMPORTÃNCIA DO CAPITAL DE GIRO E ALGUMAS SOLUÇÕES PARA O PROBLEMA DE CAPITAL DE GIRO Este artigo cientifico, apresenta de maneira geral e simplificada, a importância do capital de giro para as empresas,

Leia mais

Vencedores do 4º Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor CATEGORIA: PLANEJAMENTO

Vencedores do 4º Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor CATEGORIA: PLANEJAMENTO Vencedores do 4º Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor Vencedores Estaduais na categoria PLANEJAMENTO CATEGORIA: PLANEJAMENTO Município de Sorriso MT Vencedores do 4º Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor

Leia mais

COMO ADQUIRIR UMA FRANQUIA

COMO ADQUIRIR UMA FRANQUIA COMO ADQUIRIR UMA FRANQUIA O que é Franquia? Objetivo Esclarecer dúvidas, opiniões e conceitos existentes no mercado sobre o sistema de franquias. Público-Alvo Pessoa física que deseja constituir um negócio

Leia mais

CONSULTORIA DE DESENVOLVIMENTO ORGANIZACIONAL

CONSULTORIA DE DESENVOLVIMENTO ORGANIZACIONAL CONSULTORIA DE DESENVOLVIMENTO ORGANIZACIONAL Somos especializados na identificação e facilitação de soluções na medida em que você e sua empresa necessitam para o desenvolvimento pessoal, profissional,

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE

UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE CENTRO DE ESTUDOS SOCIAIS APLICADOS FACULDADE DE ADMINISTRAÇÃO, CIÊNCIAS CONTÁBEIS E TURISMO DEPARTAMENTO DE ADMINISTRAÇÃO PLANO DE DISCIPLINA DISCIPLINA: ADMINISTRAÇÃO

Leia mais

Especialistas em pequenos negócios / 0800 570 0800 / sebrae.com.br

Especialistas em pequenos negócios / 0800 570 0800 / sebrae.com.br Especialistas em pequenos negócios / 0800 570 0800 / sebrae.com.br NO CAMPO: UMA FAMÍLIA DE SOLUÇÕES EDUCACIONAIS PARA PRODUTORES RURAIS. TODA MINHA FAMÍLIA VIVE DA PRODUÇÃO RURAL. E MAIS DE CINCO MILHÕES

Leia mais

II SIMPÓSIO DE PESQUISA E DE PRÁTICAS PEDAGÓGICAS 2014 ANAIS

II SIMPÓSIO DE PESQUISA E DE PRÁTICAS PEDAGÓGICAS 2014 ANAIS BUSINESS GAME UGB VERSÃO 2 Luís Cláudio Duarte Graduação em Administração de Empresas APRESENTAÇÃO (DADOS DE IDENTIFICAÇÃO) O Business Game do Centro Universitário Geraldo Di Biase (BG_UGB) é um jogo virtual

Leia mais

III FOMENTA Nacional (2010) e efeitos do evento

III FOMENTA Nacional (2010) e efeitos do evento Pesquisa Sebrae: Empresários participantes do III FOMENTA Nacional (2010) e efeitos do evento Brasília, Novembro 2012 * *Conhecer o perfil das empresas participantes do III Fomenta Nacional; *Investigar

Leia mais

Dicas e orientações sobre o e-commerce de produtos e serviços de saúde

Dicas e orientações sobre o e-commerce de produtos e serviços de saúde Boas Práticas em Saúde Online Dicas e orientações sobre o e-commerce de produtos e serviços de saúde Boas Práticas em Saúde Online 1 Expediente 2015 Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas

Leia mais

O Plano Financeiro no Plano de Negócios Fabiano Marques

O Plano Financeiro no Plano de Negócios Fabiano Marques O Plano Financeiro no Plano de Negócios Fabiano Marques Seguindo a estrutura proposta em Dornelas (2005), apresentada a seguir, podemos montar um plano de negócios de forma eficaz. É importante frisar

Leia mais

Grupo Educacional UNIS - MG

Grupo Educacional UNIS - MG 1º CONCURSO NEUNIS DE PLANOS DE NEGÓCIO PARA UNIVERSITÁRIOS 2014 1 REALIZAÇÃO: UNIS/MG REGULAMENTO CAPÍTULO 1 DOS OBJETIVOS Art. 1º O Concurso NEUNIS de Planos de Negócio para Universitários é uma iniciativa

Leia mais

Gerenciamento de Processos de Negócio

Gerenciamento de Processos de Negócio Gestão por Processos By Alan Lopes +55 22-99202-0433 alopes.campos@mail.com http://prof-alan-lopes.weebly.com Gerenciamento de Processos de Negócio - Conceitos e fundamentos - Modelagem de processo - Análise

Leia mais

MBA em Gestão de Negócios (Sexta e Sábado)

MBA em Gestão de Negócios (Sexta e Sábado) MBA em Gestão de Negócios (Sexta e Sábado) Apresentação CAMPUS STIEP Inscrições Abertas Turma 14 (Nova) -->Início Confirmado:05/07/2013 Mercados dinâmicos têm imposto desafios crescentes para as empresas:

Leia mais

Outubro 2009. Carlos Eduardo Bizzotto Gisa Melo Bassalo Marcos Suassuna Sheila Pires Tony Chierighini

Outubro 2009. Carlos Eduardo Bizzotto Gisa Melo Bassalo Marcos Suassuna Sheila Pires Tony Chierighini Outubro 2009 Carlos Eduardo Bizzotto Gisa Melo Bassalo Marcos Suassuna Sheila Pires Tony Chierighini Sustentabilidade Articulação Ampliação dos limites Sistematização Elementos do Novo Modelo Incubação

Leia mais

SELEÇÃO DE EMPRESAS PARA INCUBAÇÃO NA MODALIDADE ASSOCIADA

SELEÇÃO DE EMPRESAS PARA INCUBAÇÃO NA MODALIDADE ASSOCIADA SELEÇÃO DE EMPRESAS PARA INCUBAÇÃO NA MODALIDADE ASSOCIADA EDITAL 04/2009 IDÉIA FLUXO CONTÍNUO INCUBADORA MULTI-SETORIAL DE BASE TECNOLÓGICA E INOVAÇÃO Novembro de 2009. PROCESSO DE SELEÇÃO DE EMPRESAS

Leia mais