Retorno do Investimento em Testes Software

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Retorno do Investimento em Testes Software"

Transcrição

1 Retorno do Investimento em Testes Software Rui Ribeiro Santos Av. Conde de Valbom, 30 8º Lisboa PORTUGAL Telef: Fax: URL: 31 de Agosto de 2012 Este artigo foi escrito com o intuito de demonstrar a mais-valia da realização de testes de Software numa organização e o retorno que é possível obter na aplicação de testes em todos os projetos. Dedico este artigo a todos os profissionais e organizações que fazem parte deste grande mundo, assim como todos aqueles que virão a fazer parte dele. Como podem os Testes trazer retorno financeiro às organizações? Nas últimas décadas, a qualidade de Software tem vindo a tornar-se numa área cada vez mais importante para o mundo da informática. A criticidade e complexidade cada vez maior dos sistemas de informação no mundo empresarial explicam a necessidade de melhorar a sua qualidade, crescendo assim uma área chamada de Testes de Software. Muitos acham que Testar Software é um conceito novo, mas isso não é a realidade, os testes de Software tiveram o seu grande boom no final da década de 70 na altura do lançamento de dois livros do autor Glenford Myers, o Software Reliability Principles and Practices e o The Art of Software Testing, este último tendo sido considerado uma das bíblias da qualidade de Software. Foi neste livro que Glenford Myers criou o conceito de testes de Software. A necessidade de realizar testes de Software é uma realidade bem presente, pois cada vez mais as organizações e processos de negócio dependem das tecnologias de informação para gerar valor acrescentado ao seu negócio. Pelo contrário, a não realização de quaisquer testes poderá ter como resultado final o fracasso da aplicação. O processo de teste é contínuo, quer através de testes informais, manuais ou mesmo automáticos, e através da análise do modelo conceitual V-Model é possível concluir a importância fundamental dos testes ao longo do processo de desenvolvimento de Software, ao funcionarem como avaliadores da qualidade do produto e seus melhoradores através da identificação e prevenção de defeitos e da sugestão de melhorias ou novas funcionalidades.

2 No entanto é impossível garantir que todo o software funcione corretamente, sem quaisquer erros, visto que os mesmos muitas vezes possuem um grande número de estados com fórmulas, atividades e algoritmos complexos. O tamanho do projeto a ser desenvolvido e a quantidade de pessoas envolvidas no processo aumentam ainda mais a complexidade. Idealmente, toda permutação possível do Software deveria ser testada. Entretanto, isso tornase impossível para a ampla maioria dos casos devido à quantidade impraticável de possibilidades. A qualidade do teste acaba por se relacionar com a qualidade dos profissionais envolvidos em filtrar as permutações relevantes. É fundamental que os profissionais envolvidos sejam Testadores, ou seja, profissionais que tenham um bom conhecimento da área de testes, do processo de negócio, da aplicação, conhecimentos técnicos e funcionais do projeto para entender o que o cliente espera da aplicação, etc. Sempre que possível deve ter a possibilidade de aceder a um sistema de automação para ajudar na etapa de testes de regressão (repetição de testes automáticos periodicamente). Imaginando o caso prático em que uma organização desenvolve um sistema de informação para um call center, em que de forma simplista é constituído por um posto de trabalho (terminal agente) que comunica com um sistema CRM, que por sua vez comunica através de midleware com um grupo de sistemas (Provisioning System, Billing System, Adress Validation, etc). Sem equipa de testes, à medida que o desenvolvimento de cada sistema (CRM, Midleware, Provisioning System, Billing System, Adress Validation) é tornado testável, só são realizados testes por cada programador (Testes Unitários) de forma isolada do restante código, com o objetivo de determinar se o comportamento é exatamente o esperado. Cada unidade é testada separadamente antes de integra-la em módulos, e não como um todo de forma a validar se o processo de negócio funciona com se tinha projetado. Neste caso, o risco é muito elevado e a probabilidade de existirem defeitos em produção na comunicação entre sistemas muito grande. Com equipa de testes, constituída por profissionais com experiencia são realizados testes para validar o fluxo da aplicação (Testes End-to-End), desde o início até ao fim. Isso ajuda a avaliar a interação do software entre sistemas diferentes, com a base de dados e com aplicações de hardware. Neste processo, toda a aplicação é testada para descobrir se há uma falha em qualquer parte do software. Quando um defeito é detetado no sistema e está corrigido, são realizados novos testes para assegurar que novos defeitos não foram introduzidos no sistema.

3 O custo dos defeitos Myers afirmava que os custos para a correção de defeitos tende em aumentar quanto mais tarde o mesmo é encontrado, isto é, o defeito encontrado em fase de especificação custa bem menos que o defeito encontrado quando o Software está em produção. Concluiu ainda que quanto menos defeitos permanecerem no Software, menor será o custo da sua manutenção no futuro Custo Custo Impacto para organização na ausência de testes Em seguida, enumeram-se algumas situações reais de grande impacto para as suas organizações por ausência ou insuficiência de testes de software antes da sua entrada em produção. 1. Em 1983, durante a Guerra Fria, o sistema de alerta da União Soviética esteve a ponto de causar a III Guerra Mundial quando um erro no software indicou que cinco mísseis balísticos tinham sido lançados pelos Estados Unidos. 2. Em 1990, a rede AT&T deixou "mudos" 75 milhões de telefones por um erro numa só linha de código que levou algumas horas para ser identificada. 3. Um software mau desenhado foi o responsável, em 1996, pela explosão do foguete lançador europeu Ariane-5, quando a 40 segundos após o início da sequência de voo, o foguete se desviou de sua rota, partiu e explodiu. 4. Um novo sistema de informática da multinacional Siemens para controlar a emissão de passaportes implantado em 1999 sem testes suficientes e sem pessoal qualificado para a sua utilização, amargurou as férias de meio milhão de britânicos. 5. Uma falha na atualização do software empregado no Ministério do Trabalho e Pensões britânico pela empresa de tecnologias da informação EDS, custou aos contribuintes mais de 1 bilhão de libras em 2004.

4 Análise do Retorno de Investimento em Testes Com base num estudo realizado por Rex Black The Cost of Software Quality, vejamos o seguinte exemplo que contempla 3 níveis de maturidade em Testes: Sem Testes Formais: Sem equipa de testes e uma metodologia de testes definida Com Testes Manuais: Equipa de testes e execução manual de testes Com Testes Automáticos: Equipa de testes, execução automática e acompanhamento Consideramos o seguinte custo de correção de cada defeito / fase de projeto, tendo em conta o conceito Regra 10 de Myers de Glenford Myers demonstrada no livro The Art of Software Testing, e que descrevemos de seguida: Custo de correção de cada defeito / fase de projeto: Especificação: 1,00 Desenvolvimento 10,00 Testes 100,00 Produção 1000,00 Ciclo de 3 meses para a próxima release Investimento na equipa Testes, Software de automatização e correção de defeitos: Com este exemplo, verificamos uma redução de custos no projeto, nomeadamente: 41,25% na realização de Testes Formais face à realização de Testes Informais 64,72% na realização de Testes Automáticos face à realização de Testes Informais Retorno de Investimento: Sem Testes Formais: 0% Com Testes Manuais: 414% Redução de ,00 ( , ,00 ) Investimento de ,00 Com Testes Automáticos: 535% Redução de ,00 ( , ,00 ) Investimento de ,00

5 Conclusão O grande benefício da realização de testes para uma organização é a garantia da qualidade dos seus produtos, arquitetada por uma política de prevenção de defeitos em prol de outras políticas de deteção deste tipo de problemas. Afinal, não é suficiente ter um produto no mercado, é necessário ter um produto com qualidade, torna-lo confiável e muito mais competitivo. Com isso, quer a organização, quer o cliente final saem ganhando, pois o custo do projeto e manutenção do produto acaba sendo menor. Já a principal vantagem do teste de Software para o cliente, é ter a garantia que o seu produto permanecerá online 24 horas x 7 dias. Adicionalmente às vantagens mencionadas, é importante referir outros benefícios para as organizações: Qualidade do processo Aumento da qualidade do produto Diminuição do retrabalho Maior competitividade Maior precisão nas estimativas Acompanhamento da satisfação do cliente O teste é o primeiro cliente do seu negócio e o ditado diz que o cliente sempre tem razão Referências Glenford J. Myers, The Art of Software Testing, John Wiley & Sons, 1979 BLACK, Rex. The Cost of Software Quality, ISTQB Glossário de Termos, 2012 Acerca do Autor Rui Ribeiro Santos integra atualmente a equipa da WinTrust, onde desempenha funções de Business Development, Project Management e de apoio à direção na área de Testing & Quality Assurance. É licenciado em Gestão pelo Instituto Superior Gestão, possuindo também formação a nível universitário e experiência relevante nas áreas das tecnologias de informação e qualidade de software. As principais referências enquadram-se nos seguintes sectores Telecomunicações & Media (Safaricom, Vodafone, RTP), Banca (CGD, BES), Saúde (ACSS), Serviços (Mota-Engil) e Administração Publica (Estradas de Portugal) É Certified Tester - ISEB Foundation Testing e Tester Advanced Level Test Analyst

Testes de Software. Anne Caroline O. Rocha TesterCertified BSTQB NTI UFPB

Testes de Software. Anne Caroline O. Rocha TesterCertified BSTQB NTI UFPB Testes de Software 1 AULA 01 INTRODUÇÃO A TESTES DE SOFTWARE Anne Caroline O. Rocha TesterCertified BSTQB NTI UFPB Conteúdo Programático do Curso Introdução a Testes de Software Técnicas de Testes de Software

Leia mais

Retorno de Investimento em Testes. Robert Pereira Pinto robert@base2.com.br

Retorno de Investimento em Testes. Robert Pereira Pinto robert@base2.com.br Retorno de Investimento em Testes Robert Pereira Pinto robert@base2.com.br Palestrante Robert Pereira Pinto Sócio diretor da Base2 Tecnologia Mestre e Bacharel em Ciência da Computação pela UFMG Certified

Leia mais

Carreira e Certificação em Teste de Software

Carreira e Certificação em Teste de Software Qualidade não é um destino, é uma jornada Carreira e Certificação em Teste de Software Centro de Treinamento Oficial Centro de Treinamento Exclusivamente Dedicado a Teste de Software e Garantia da Qualidade

Leia mais

Fundamentos em Teste de Software. Vinicius V. Pessoni viniciuspessoni@gmail.com

Fundamentos em Teste de Software. Vinicius V. Pessoni viniciuspessoni@gmail.com Fundamentos em Teste de Software Vinicius V. Pessoni viniciuspessoni@gmail.com Objetivos do treinamento 1. Expor os fundamentos de Teste de Software; 2. Conceituar os Níveis de Teste; 3. Detalhar sobre

Leia mais

SQS Portugal Portfólio de Serviços de Segurança. SQS Software Quality Systems

SQS Portugal Portfólio de Serviços de Segurança. SQS Software Quality Systems SQS Portugal Portfólio de Serviços de Segurança SQS Software Quality Systems SQS Portugal Apresentação A SQS Portugal - Software Quality Systems, é uma empresa especializada em ajudar os seus clientes

Leia mais

Dataprev Aumenta a Eficiência na Entrega de Projetos em 40% com CA Clarity on Premise

Dataprev Aumenta a Eficiência na Entrega de Projetos em 40% com CA Clarity on Premise CUSTOMER SUCCESS STORY Dezembro 2013 Dataprev Aumenta a Eficiência na Entrega de Projetos em 40% com CA Clarity on Premise PERFIL DO CLIENTE Indústria: Setor público Companhia: Dataprev Empregados: 3.000+

Leia mais

Tipos de teste de software

Tipos de teste de software Tipos de teste de software Volnys Borges Bernal volnys@lsi.usp.br Adilson Hira ayhira@lsi.usp.br Laboratório de Sistemas Integráveis Departamento de Sistemas Eletrônicos Escola Politécnica da USP Sumário

Leia mais

Carreira e Certificação em Teste de Software TDC2012 :: José Correia

Carreira e Certificação em Teste de Software TDC2012 :: José Correia Qualidade não é um destino, é uma jornada :: Líder pela Qualidade Edward Deming Carreira e Certificação em Teste de Software TDC2012 :: José Correia Coordenador José Correia Fundador da Iterasys, Consultor

Leia mais

1. Introdução ao teste de software 2. Testes em um ciclo de vida de software 3. Especificado vs. Implementado 4. Preenchendo um modelo de

1. Introdução ao teste de software 2. Testes em um ciclo de vida de software 3. Especificado vs. Implementado 4. Preenchendo um modelo de Gustavo Lopes 1. Introdução ao teste de software 2. Testes em um ciclo de vida de software 3. Especificado vs. Implementado 4. Preenchendo um modelo de especificação de testes 5. Técnicas para construção

Leia mais

Qualidade de Software Wall Street institute

Qualidade de Software Wall Street institute :: Líder pela Qualidade Qualidade de Software Wall Street institute Centro de Treinamento Oficial v. 1.0.0 Centro de Treinamento Exclusivamente Dedicado a Teste de Software e Garantia da Qualidade no Brasil

Leia mais

UNIVERSIDADE CANDIDO MENDES PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU INSTITUTO A VEZ DO MESTRE

UNIVERSIDADE CANDIDO MENDES PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU INSTITUTO A VEZ DO MESTRE UNIVERSIDADE CANDIDO MENDES PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU INSTITUTO A VEZ DO MESTRE TESTE COMO PARCELA NO PROCESSO DE QUALIDADE DE SOFTWARE Por: Camilla Ayub de Barros Chagas Orientador Prof. Fabiane Muniz

Leia mais

LMA, Solução em Sistemas

LMA, Solução em Sistemas LMA, Solução em Sistemas Ao longo dos anos os sistemas para gestão empresarial se tornaram fundamentais, e por meio dessa ferramenta as empresas aperfeiçoam os processos e os integram para uma gestão mais

Leia mais

ENGENHARIA DE SOFTWARE

ENGENHARIA DE SOFTWARE Pág. 1 0. ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO...2 2. OBJETIVOS....2 3. ESTIMATIVAS DO PROJETO....4 4. RISCOS DO PROJETO....5 4.1. Identificação e Análise dos Riscos....5 4.1.1. Riscos de Projeto...6 4.1.2. Riscos Técnicos....6

Leia mais

Sobre a Prime Control

Sobre a Prime Control Sobre a Prime Control A Prime Control é um Centro de Excelência em Qualidade de Software. Nossa missão é desenvolver, aperfeiçoar e realizar serviços de testes de software inovadores que agregam valor

Leia mais

Apresentação de Solução

Apresentação de Solução Apresentação de Solução Solução: Gestão de Altas Hospitalares Unidade de negócio da C3im: a) Consultoria e desenvolvimento de de Projectos b) Unidade de Desenvolvimento Área da Saúde Rua dos Arneiros,

Leia mais

Com esta tecnologia Microsoft, a PHC desenvolveu toda a parte de regras de negócio, acesso a dados e manutenção do sistema.

Com esta tecnologia Microsoft, a PHC desenvolveu toda a parte de regras de negócio, acesso a dados e manutenção do sistema. Caso de Sucesso Microsoft Canal de Compras Online da PHC sustenta Aumento de 40% de Utilizadores Registados na Área de Retalho Sumário País: Portugal Industria: Software Perfil do Cliente A PHC Software

Leia mais

Análise de Sistemas. Conceito de análise de sistemas

Análise de Sistemas. Conceito de análise de sistemas Análise de Sistemas Conceito de análise de sistemas Sistema: Conjunto de partes organizadas (estruturadas) que concorrem para atingir um (ou mais) objectivos. Sistema de informação (SI): sub-sistema de

Leia mais

ANÁLISE E PROJETO DE SISTEMAS

ANÁLISE E PROJETO DE SISTEMAS UFU Universidade Federal de Uberlândia ANÁLISE E PROJETO DE SISTEMAS INTRODUÇÃO A ENGENHARIA DE SOFTWARE Professora: Fabíola Gonçalves. AGENDA Introdução à Engenharia de Software Características do Software

Leia mais

Sistemas Empresariais. Capítulo 3: Sistemas de Negócios. Colaboração SPT SIG

Sistemas Empresariais. Capítulo 3: Sistemas de Negócios. Colaboração SPT SIG Capítulo 3: Sistemas de Negócios Colaboração SPT SIG Objetivos do Capítulo Explicar como os SI empresariais podem apoiar as necessidades de informação de executivos, gerentes e profissionais de empresas.

Leia mais

Colaboração nas Empresas SPT SIG Aplicações Empresariais

Colaboração nas Empresas SPT SIG Aplicações Empresariais Capítulo 3: Sistemas de Apoio Gerenciais Colaboração nas Empresas SPT SIG Aplicações Empresariais Objetivos do Capítulo Explicar como os SI empresariais podem apoiar as necessidades de informação de executivos,

Leia mais

Faculdade de Farmácia VALIDAÇÃO DE SISTEMAS COMPUTADORIZADOS

Faculdade de Farmácia VALIDAÇÃO DE SISTEMAS COMPUTADORIZADOS Faculdade de Farmácia VALIDAÇÃO DE SISTEMAS COMPUTADORIZADOS 2012 Relevância: Impacta diretamente na saúde do paciente, na qualidade do produto e na integridade dos dados que devem provar que o sistema

Leia mais

VISUAL STUDIO TEAM SYSTEM IMPLANTAÇÃO DA SUITE DE FERRAMENTAS

VISUAL STUDIO TEAM SYSTEM IMPLANTAÇÃO DA SUITE DE FERRAMENTAS UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO GRADUAÇÃO EM CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO CENTRO DE INFORMÁTICA VISUAL STUDIO TEAM SYSTEM IMPLANTAÇÃO DA SUITE DE FERRAMENTAS PARA APOIO AO PROCESSO DE DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE

Leia mais

Jonas de Souza H2W SYSTEMS

Jonas de Souza H2W SYSTEMS Jonas de Souza H2W SYSTEMS 1 Tecnólogo em Informática Fatec Jundiaí MBA em Gerenciamento de Projetos FGV Project Management Professional PMI Mestrando em Tecnologia UNICAMP Metodologia de apoio à aquisição

Leia mais

Vantagem Garantida PHC

Vantagem Garantida PHC Vantagem Garantida PHC O Vantagem Garantida PHC é um aliado para tirar maior partido das aplicações PHC A solução que permite à empresa rentabilizar o seu investimento, obtendo software actualizado, formação

Leia mais

www.tal-search.com P O R T U G A L E S P A N H A A N G O L A M O Ç A M B I Q U E

www.tal-search.com P O R T U G A L E S P A N H A A N G O L A M O Ç A M B I Q U E www.tal-search.com P O R T U G A L E S P A N H A A N G O L A M O Ç A M B I Q U E Quem somos? Quem somos? O que fazemos? O que nos distingue? Onde estamos? 2 Quem somos? APRESENTAÇÃO A Talent Search foi

Leia mais

Aspectos Relevantes da Qualidade do Software Estrutural e Sua Influência na Elaboração de Projetos

Aspectos Relevantes da Qualidade do Software Estrutural e Sua Influência na Elaboração de Projetos Aspectos Relevantes da Qualidade do Software Estrutural e Sua Influência na Elaboração de Projetos Eng. Nelson Covas São Paulo, 23 de outubro de 2008 1. Introdução 2. Relação Software / Projeto Estrutural

Leia mais

Dataprev aumenta a eficiência na entrega de projetos em 40% com CA Clarity PPM

Dataprev aumenta a eficiência na entrega de projetos em 40% com CA Clarity PPM CUSTOMER SUCCESS STORY Dataprev aumenta a eficiência na entrega de projetos em 40% com CA Clarity PPM PERFIL DO CLIENTE Indústria: Setor público Companhia: Dataprev Empregados: 3.000+ Faturamento: R$ 1

Leia mais

Unidade II GERENCIAMENTO DE SISTEMAS. Prof. Roberto Marcello

Unidade II GERENCIAMENTO DE SISTEMAS. Prof. Roberto Marcello Unidade II GERENCIAMENTO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Prof. Roberto Marcello SI Sistemas de gestão A Gestão dos Sistemas Integrados é uma forma organizada e sistemática de buscar a melhoria de resultados.

Leia mais

A ARTSOFT é uma empresa especializada no desenvolvimento e comercialização de soluções tecnológicas de apoio à gestão empresarial.

A ARTSOFT é uma empresa especializada no desenvolvimento e comercialização de soluções tecnológicas de apoio à gestão empresarial. POWERING BUSINESS QUEM SOMOS A ARTSOFT é uma empresa especializada no desenvolvimento e comercialização de soluções tecnológicas de apoio à gestão empresarial. Desde 1987 que desenvolvemos um trabalho

Leia mais

Optimização das organizações através da inovação das Tecnologias

Optimização das organizações através da inovação das Tecnologias Optimização das organizações através da inovação das Tecnologias Índice Quem Somos O SGI da AMBISIG; A implementação do SGIDI na AMBISIG; Caso de Sucesso. Quem somos? Somos uma empresa com 16 anos de experiência

Leia mais

Solução Integrada para Gestão e Operação Empresarial - ERP

Solução Integrada para Gestão e Operação Empresarial - ERP Solução Integrada para Gestão e Operação Empresarial - ERP Mastermaq Softwares Há quase 20 anos no mercado, a Mastermaq está entre as maiores software houses do país e é especialista em soluções para Gestão

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO DE PESSOA FÍSICA

TERMO DE REFERÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO DE PESSOA FÍSICA TERMO DE REFERÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO DE PESSOA FÍSICA 1. Projeto: OEI/BRA/09/004 - Aprimoramento da sistemática de gestão do Ministério da Educação (MEC) em seus processos de formulação, implantação e

Leia mais

Testes de Software Aula 1

Testes de Software Aula 1 Testes de Software Aula 1 Universidade Federal do Ceará Objetivo Estes slides fazem parte do material de treinamento produzido pela Célula de Testes e Qualidade de Software (CTQS) do Grupo de Redes de

Leia mais

Rede de Laboratórios de Produtividade de Software

Rede de Laboratórios de Produtividade de Software Rede de Laboratórios de Produtividade de Software Processo de Teste de Software Programa de Capacitação em Testes de Software O que é Teste de Software? A atividade de teste de software é o processo de

Leia mais

Unidade VI. Validação e Verificação de Software Teste de Software. Conteúdo. Técnicas de Teste. Estratégias de Teste

Unidade VI. Validação e Verificação de Software Teste de Software. Conteúdo. Técnicas de Teste. Estratégias de Teste Unidade VI Validação e Verificação de Software Teste de Software Profa. Dra. Sandra Fabbri Conteúdo Técnicas de Teste Funcional Estrutural Baseada em Erros Estratégias de Teste Teste de Unidade Teste de

Leia mais

SISTEMAS DE GESTÃO São Paulo, Janeiro de 2005

SISTEMAS DE GESTÃO São Paulo, Janeiro de 2005 SISTEMAS DE GESTÃO São Paulo, Janeiro de 2005 ÍNDICE Introdução...3 A Necessidade do Gerenciamento e Controle das Informações...3 Benefícios de um Sistema de Gestão da Albi Informática...4 A Ferramenta...5

Leia mais

Convênio... 3. Apresentação... 3 ISCTE / INDEG... 3. Coordenador... 5. Docentes... 5. Valores... 6

Convênio... 3. Apresentação... 3 ISCTE / INDEG... 3. Coordenador... 5. Docentes... 5. Valores... 6 MBA Executivo Internacional MBA EXECUTIVO MÓDULO INTERNACIONAL 06 a 13 de Outubro de 2012 Coordenação Acadêmica: Prof. Dr. Marcus Vinícius Rodrigues Convênio..................... 3 Apresentação....................

Leia mais

Teste de Software. Prof. Wylliams Barbosa Santos wylliamss@gmail.com Laboratório de Programação http://wylliams.wordpress.com

Teste de Software. Prof. Wylliams Barbosa Santos wylliamss@gmail.com Laboratório de Programação http://wylliams.wordpress.com Teste de Software Prof. Wylliams Barbosa Santos wylliamss@gmail.com Laboratório de Programação http://wylliams.wordpress.com Agenda Fundamentos do Teste de Software Porque é necessário testar? O que é

Leia mais

Gestão de Projetos no segmento Logístico

Gestão de Projetos no segmento Logístico Gestão de Projetos no segmento Logístico Divulgação Colaborador no artigo Rui Carlos C. de Alencar Engenheiro Químico e Administrador pela U.F. PR, 39 anos de T.I. sendo os últimos 19 em Logística de Distribuição.

Leia mais

PROJETO PIMS DO PÁTIO DE MINÉRIOS UMA PODEROSA FERRAMENTA DE APOIO À MANUTENÇÃO RESUMO

PROJETO PIMS DO PÁTIO DE MINÉRIOS UMA PODEROSA FERRAMENTA DE APOIO À MANUTENÇÃO RESUMO PROJETO PIMS DO PÁTIO DE MINÉRIOS UMA PODEROSA FERRAMENTA DE APOIO À MANUTENÇÃO Riberte Dias de Souza riberte.souza@arcelormittal.com ArcelorMittal Tubarão Edílson Jose Machado Correia edilson.correia@arcelormittal.com

Leia mais

PHC Clínica CS. A gestão operacional total da clínica ou consultório

PHC Clínica CS. A gestão operacional total da clínica ou consultório PHC Clínica CS A gestão operacional total da clínica ou consultório A informação confidencial sobre cada paciente, o seu historial e, se integrado com o módulo PHC Gestão CS, a gestão financeira e a faturação

Leia mais

SISTEMA DE GESTÃO AMBIENTAL

SISTEMA DE GESTÃO AMBIENTAL Automatização do processo de Controlo Ambiental Auto-controlo ambiental Sendo a Indústria que detém fontes poluidoras (Cimenteiras, Produção de energia, Incineradoras, etc.), uma das mais intervenientes

Leia mais

1. Qual das seguintes alternativas não é um tipo de revisão? 2. Qual das alternativas é um atributo da qualidade?

1. Qual das seguintes alternativas não é um tipo de revisão? 2. Qual das alternativas é um atributo da qualidade? Simulado CTFL- BSTQB Tempo de duração: 30 minutos 1. Qual das seguintes alternativas não é um tipo de revisão? a) Acompanhamento b) Revisão técnica c) Revisão informal d) Aprovação da gerência 2. Qual

Leia mais

Ficha de Caracterização do Trabalho

Ficha de Caracterização do Trabalho Ficha de Caracterização do Trabalho Título Skype: um cliente P2P VoIP ou a revolução do mercado das telecomunicações? Resumo: Neste artigo dá-se a conhecer um programa lançado recentemente, baseado em

Leia mais

GESTÃO DE ASSIDUIDADES

GESTÃO DE ASSIDUIDADES GESTÃO DE ASSIDUIDADES PORQUE O TEMPO TEM VALOR Saber gerir a sua equipa, otimizando os tempos de trabalho e agilizando processos manuais, tornará a sua empresa mais eficiente. Na perspetiva da valorização

Leia mais

SISTEMA INTEGRADO DE GESTÃO. Prof. Esp. Lucas Cruz

SISTEMA INTEGRADO DE GESTÃO. Prof. Esp. Lucas Cruz SISTEMA INTEGRADO DE GESTÃO Prof. Esp. Lucas Cruz SISTEMA INTEGRADO DE GESTÃO Os SIs têm o objetivo de automatizar os diversos processos empresariais, visando aumentar o controle e a produtividade, bem

Leia mais

Licenciatura em Comunicação Empresarial

Licenciatura em Comunicação Empresarial Resumo Este artigo tem como objectivo principal fazer uma breve análise da comunicação do pessoal-mix de uma organização, as vantagens de uma boa comunicação entre os mais variados sectores de actividade

Leia mais

ITIL v3 melhora Gestão de Serviço de TI no CHVNG/Espinho

ITIL v3 melhora Gestão de Serviço de TI no CHVNG/Espinho Centro Hospitalar Vila Nova de Gaia/Espinho ITIL v3 melhora Gestão de Serviço de TI no CHVNG/Espinho Sumário País Portugal Sector Saúde Perfil do Cliente O Centro Hospitalar Vila Nova de Gaia/Espinho envolve

Leia mais

Sistemas de Informação. Sistemas Integrados de Gestão ERP

Sistemas de Informação. Sistemas Integrados de Gestão ERP Sistemas de Informação Sistemas Integrados de Gestão ERP Exercício 1 Um arame é cortado em duas partes. Com uma das partes é feito um quadrado. Com a outra parte é feito um círculo. Em que ponto deve ser

Leia mais

Gerenciamento de projetos. cynaracarvalho@yahoo.com.br

Gerenciamento de projetos. cynaracarvalho@yahoo.com.br Gerenciamento de projetos cynaracarvalho@yahoo.com.br Projeto 3URMHWR é um empreendimento não repetitivo, caracterizado por uma seqüência clara e lógica de eventos, com início, meio e fim, que se destina

Leia mais

Prognos SMART OPTIMIZATION

Prognos SMART OPTIMIZATION Prognos SMART OPTIMIZATION A resposta aos seus desafios Menos estimativas e mais controlo na distribuição A ISA desenvolveu um novo software que permite o acesso a dados remotos. Através de informação

Leia mais

GARANTIA DA QUALIDADE DE SOFTWARE

GARANTIA DA QUALIDADE DE SOFTWARE GARANTIA DA QUALIDADE DE SOFTWARE Fonte: http://www.testexpert.com.br/?q=node/669 1 GARANTIA DA QUALIDADE DE SOFTWARE Segundo a NBR ISO 9000:2005, qualidade é o grau no qual um conjunto de características

Leia mais

A IMPORTÂNCIA DA ATIVIDADE DE TESTE NO DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE

A IMPORTÂNCIA DA ATIVIDADE DE TESTE NO DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE A IMPORTÂNCIA DA ATIVIDADE DE TESTE NO DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE Karla Pires de Souza (FPM ) karlapsouza@hotmail.com Angelita Moutin Segoria Gasparotto (FPM ) angelita@usp.br A atividade de teste de

Leia mais

Aula Nº 9 Gerenciamento de Recursos Humanos em projetos

Aula Nº 9 Gerenciamento de Recursos Humanos em projetos Aula Nº 9 Gerenciamento de Recursos Humanos em projetos Objetivos da Aula: Os objetivos desta aula visam tratar da identificação bem como do estabelecimento de uma estrutura organizacional apropriada ao

Leia mais

PHC Clínica CS. A gestão operacional total da clínica ou consultório

PHC Clínica CS. A gestão operacional total da clínica ou consultório PHC Clínica CS A gestão operacional total da clínica ou consultório A informação confidencial sobre cada paciente, o seu historial e, se integrado com o módulo PHC Gestão CS, a gestão financeira e a facturação

Leia mais

Sistema Nacional de Certificação Energética de Edifícios (SCE) Paulo Santos / ADENE PORTUGAL

Sistema Nacional de Certificação Energética de Edifícios (SCE) Paulo Santos / ADENE PORTUGAL Sistema Nacional de Certificação Energética de Edifícios (SCE) Paulo Santos / ADENE PORTUGAL Inmetro, Brasil, 14 e 15 de Maio 2012 ÍNDICE ADENE - Apresentação Enquadramento e introdução ao SCE Formação

Leia mais

ACTOS PROFISSIONAIS GIPE. Gabinete de Inovação Pedagógica

ACTOS PROFISSIONAIS GIPE. Gabinete de Inovação Pedagógica ACTOS PROFISSIONAIS GIPE Gabinete de Inovação Pedagógica Cooptécnica Gustave Eiffel, CRL Venda Nova, Amadora 214 996 440 910 532 379 Março, 2010 GESTÃO E PROGRAMAÇÃO DE SISTEMAS INFORMÁTICOS 1 GIPE - Gabinete

Leia mais

Projecto GTBC. leading excellence 1. Portugal: Espanha:

Projecto GTBC. leading excellence 1. Portugal: Espanha: Projecto GTBC Portugal: Edifício Taurus Campo Pequeno, 48 2º 1000-081 Lisboa Tel.: +351 217 921 920 Fax: +351 217 921 929 www.gtbc.pt info@gtbc.pt Espanha: CalleAtocha, 20, 2ªIzq 28012 Madrid Tel.: +34

Leia mais

Modernização e Evolução do Acervo de Software. Gustavo Robichez de Carvalho guga@les.inf.puc-rio.br

Modernização e Evolução do Acervo de Software. Gustavo Robichez de Carvalho guga@les.inf.puc-rio.br Modernização e Evolução do Acervo de Software Gustavo Robichez de Carvalho guga@les.inf.puc-rio.br Tópicos 1. Estudo Amplo sobre Modernização 2. Visão IBM Enterprise Modernization 3. Discussão - Aplicação

Leia mais

Organização dos Estados Ibero-americanos. Para a Educação, a Ciência e a Cultura TERMO DE REFERÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO DE PESSOA FÍSICA

Organização dos Estados Ibero-americanos. Para a Educação, a Ciência e a Cultura TERMO DE REFERÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO DE PESSOA FÍSICA TERMO DE REFERÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO DE PESSOA FÍSICA 1. Projeto: OEI/BRA/09/004 - Aprimoramento da sistemática de gestão do Ministério da Educação (MEC) em seus processos de formulação, implantação e

Leia mais

Documento técnico de negócios. Práticas recomendadas para implementar soluções automatizadas de teste funcional

Documento técnico de negócios. Práticas recomendadas para implementar soluções automatizadas de teste funcional Documento técnico de negócios Práticas recomendadas para implementar soluções automatizadas de teste funcional Índice Contents 3 Introdução 3 Testes funcionais e testes de unidades 4 Os prós e os contras

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO DE PESSOA FÍSICA

TERMO DE REFERÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO DE PESSOA FÍSICA TERMO DE REFERÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO DE PESSOA FÍSICA 1. Projeto: OEI/BRA/09/004 - Aprimoramento da sistemática de gestão do Ministério da Educação (MEC) em seus processos de formulação, implantação e

Leia mais

Teste de Software Apresentação

Teste de Software Apresentação Teste de Software Apresentação Prof Daves Martins Msc Computação de Alto Desempenho Email: daves.martins@ifsudestemg.edu.br Agenda Teste de Software VV&T e Defeitos de Software Inspeção de Software Teste

Leia mais

CUSTOMER RELATIONSHIP MANAGEMENT

CUSTOMER RELATIONSHIP MANAGEMENT CUSTOMER RELATIONSHIP MANAGEMENT O resultado prático para as empresas que adotam esse conceito de software, baseado no uso da tecnologia é conseguir tirar proveito dos dados de que dispõem para conquistar

Leia mais

Definição e Implantação de Modelo de Maturidade em Testes. Fone/Fax: +55 11 3384.4113 - www.qualiti.com - info@qualiti.com

Definição e Implantação de Modelo de Maturidade em Testes. Fone/Fax: +55 11 3384.4113 - www.qualiti.com - info@qualiti.com Definição e Implantação de Modelo de Maturidade em Testes Objetivo e Produto Objetivo Melhorar a medição de qualidade dos códigos antes de promovê-los para produção. Produto Modelo de Maturidade em Testes,

Leia mais

Testes Orientação Visão Conceitual em Testes Versão 0.3

Testes Orientação Visão Conceitual em Testes Versão 0.3 Testes Versão 0.3 ori_visao_conceitual_testes.odt 1 de 10 Histórico de Revisões Data Versão Descrição Autor 23/04/2010 0.1 Versão inicial Fernanda Monteiro 07/10/10 0.2 Verificação ortográfica Ana Eckel

Leia mais

Teste de software. Definição

Teste de software. Definição Definição O teste é destinado a mostrar que um programa faz o que é proposto a fazer e para descobrir os defeitos do programa antes do uso. Quando se testa o software, o programa é executado usando dados

Leia mais

A Gestão da experiência do consumidor é essencial

A Gestão da experiência do consumidor é essencial A Gestão da experiência do consumidor é essencial Sempre que um cliente interage com a sua empresa, independentemente do canal escolhido para efetuar esse contacto, é seu dever garantir uma experiência

Leia mais

Borland: Informatizando TI. João Carlos Bolonha jbolonha@borland.com

Borland: Informatizando TI. João Carlos Bolonha jbolonha@borland.com Borland: Informatizando TI João Carlos Bolonha jbolonha@borland.com Software Diferentes Níveis Extrair o Máximo Valor para o Negócio Eficiência Vantagem Competitiva Copyright 2007 Borland Software Corporation.

Leia mais

Sistema Gestão Comercial 2012

Sistema Gestão Comercial 2012 Sistema Gestão Comercial 2012 Charles Mendonça Analista de Sistemas Charles Informática Tecnologia & Sistemas Charles System Gestão Empresarial O Charles System é um software para empresas ou profissionais

Leia mais

APRESENTAÇÃO CORPORATIVA

APRESENTAÇÃO CORPORATIVA APRESENTAÇÃO CORPORATIVA 2015 Quem é a 2VG? A Empresa A 2VG Soluções Informáticas SA., é uma empresa tecnológica portuguesa, fundada em 2009, que surgiu para colmatar uma necessidade detetada no mercado

Leia mais

GESTÃO DAS INFORMAÇÕES DAS ORGANIZAÇÕES MÓDULO 11

GESTÃO DAS INFORMAÇÕES DAS ORGANIZAÇÕES MÓDULO 11 GESTÃO DAS INFORMAÇÕES DAS ORGANIZAÇÕES MÓDULO 11 Índice 1. Importância do ERP para as organizações...3 2. ERP como fonte de vantagem competitiva...4 3. Desenvolvimento e implantação de sistema de informação...5

Leia mais

Fatores Críticos de Sucesso em GP

Fatores Críticos de Sucesso em GP Fatores Críticos de Sucesso em GP Paulo Ferrucio, PMP pferrucio@hotmail.com A necessidade das organizações de maior eficiência e velocidade para atender as necessidades do mercado faz com que os projetos

Leia mais

i2s THINKS CREATES AND PROVIDES Especialização absoluta na actividade seguradora

i2s THINKS CREATES AND PROVIDES Especialização absoluta na actividade seguradora i2s THINKS CREATES AND PROVIDES Especialização absoluta na actividade seguradora SABIA QUE SOMOS ÚNICOS? SOMOS ÚNICOS PORQUE O NOSSO ADN ASSIM NOS DEFINE. SOMOS ÚNICOS PORQUE CRIÁMOS UMA SOLUÇÃO INCOMPARÁVEL

Leia mais

Prof. Esp. Anderson Barbosa

Prof. Esp. Anderson Barbosa Prof. Esp. Anderson Barbosa Entregar o produto final dentro das expectativas de qualidade dos usuários; Dentro do prazo e custo do projeto; Dentro dos níveis de erros esperados; Atender aos requisitos

Leia mais

O que é o pensamento baseado no risco?

O que é o pensamento baseado no risco? PENSAMENTO BASEADO NO RISCO NA ISO 9001:2015 Propósito deste artigo Explicar o pensamento baseado no risco na ISO 9001 Abordar percepções e preocupações que o pensamento baseado no risco substitua a abordagem

Leia mais

MBA em Gestão de Tecnologia da Informação. Governança de TI - Aula 2. Lincoln Herbert Teixeira lincolnherbert@gmail.com

MBA em Gestão de Tecnologia da Informação. Governança de TI - Aula 2. Lincoln Herbert Teixeira lincolnherbert@gmail.com MBA em Gestão de Tecnologia da Informação Governança de TI - Aula 2 Lincoln Herbert Teixeira lincolnherbert@gmail.com Projetos Altos investimentos em TI - importante que tenhamos processos eficazes para

Leia mais

Para a Educação, a Ciência e a Cultura TERMO DE REFERÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO DE PESSOA FÍSICA CONSULTOR POR PRODUTO

Para a Educação, a Ciência e a Cultura TERMO DE REFERÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO DE PESSOA FÍSICA CONSULTOR POR PRODUTO Organização dos Estados Ibero-americanos Para a Educação, a Ciência e a Cultura OEI/TOR/MEC/DTI nº 003/2009 TERMO DE REFERÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO DE PESSOA FÍSICA CONSULTOR POR 1. Projeto: OEI/BRA/09/004

Leia mais

Programa de Universidades

Programa de Universidades University Program International Univer- sities Certified Universities Programa de Universidades 2013 Infosistema. All rights reserved. www.iflowbpm.com O que é o iflow BPM? Tabela de Conteudos O que é

Leia mais

Automação de Teste de Software: Incremento de Qualidade e Produtividade em Sistemas de Faturamento Telecom

Automação de Teste de Software: Incremento de Qualidade e Produtividade em Sistemas de Faturamento Telecom Automação de Teste de Software: Incremento de Qualidade e Produtividade em Sistemas de Faturamento Telecom Sindo Vasquez Dias Analista de Sistemas sindo@cpqd.com.br Encontro da Qualidade e Produtividade

Leia mais

YET - Your Electronic Transactions. Soluções globais de transações eletrónicas

YET - Your Electronic Transactions. Soluções globais de transações eletrónicas YET - Your Electronic Transactions Soluções globais de transações eletrónicas Conhecimento e experiência na desmaterialização de processos A YET Your Electronic Transactions é uma empresa especializada

Leia mais

Engenharia de Software 01 - Introdução. Márcio Daniel Puntel marciopuntel@ulbra.edu.br

Engenharia de Software 01 - Introdução. Márcio Daniel Puntel marciopuntel@ulbra.edu.br Engenharia de Software 01 - Introdução Márcio Daniel Puntel marciopuntel@ulbra.edu.br Engenharia de Software Nações desenvolvidas dependem de software; Cada vez mais sistemas são controlados por software;

Leia mais

Ciclo de Vida em QA Uma perspetiva complementar

Ciclo de Vida em QA Uma perspetiva complementar Ciclo de Vida em QA Uma perspetiva complementar André Cristóvão Martins ALFRAPARK Edifício C Piso 2 Estrada do Seminário, 4 - Alfragide 2610-171 AMADORA (Portugal) Telemóvel: +351933223703 e-mail: acristovao@indracompany.com

Leia mais

Conquistamos ao longo de nossa trajetória mais de 30.000 licenças em operação em 6.500 clientes ativos.

Conquistamos ao longo de nossa trajetória mais de 30.000 licenças em operação em 6.500 clientes ativos. Institucional Perfil A ARTSOFT SISTEMAS é uma empresa brasileira, fundada em 1986, especializada no desenvolvimento de soluções em sistemas integrados de gestão empresarial ERP, customizáveis de acordo

Leia mais

Testes de Software. Andrew Diniz da Costa andrew@les.inf.puc-rio.br

Testes de Software. Andrew Diniz da Costa andrew@les.inf.puc-rio.br Testes de Software Andrew Diniz da Costa andrew@les.inf.puc-rio.br Agenda Conceitos gerais Principais Tipos de Teste Testes Unitários Testes Funcionais O que são testes de software? Atividades realizadas

Leia mais

Capítulo 13: Tecnologia da Informação. Prof.: Roberto Franciscatto

Capítulo 13: Tecnologia da Informação. Prof.: Roberto Franciscatto Capítulo 13: Tecnologia da Informação Prof.: Roberto Franciscatto Introdução Uma informação é um arranjo de dados (nomes, palavras, números, sons, imagens) capazes de dar forma ou sentido a algo do interesse

Leia mais

Sociedade para o Desenvolvimento da Tecnologia da Informação. CRISE FISCAL x OPORTUNIDADES DE MELHORIA NO ATENDIMENTO AO CIDADÃO

Sociedade para o Desenvolvimento da Tecnologia da Informação. CRISE FISCAL x OPORTUNIDADES DE MELHORIA NO ATENDIMENTO AO CIDADÃO Sociedade para o Desenvolvimento da Tecnologia da Informação CRISE FISCAL x OPORTUNIDADES DE MELHORIA NO ATENDIMENTO AO CIDADÃO Rápido, Fácil e Barato! TEMPOS DE CRISE REQUEREM PRAGMATISMO E SOLUÇÕES

Leia mais

UMA ABORDAGEM SOBRE TESTES AUTOMATIZADO DE SOFTWARES EM AMBIENTES DE DESENVOLVIMENTO

UMA ABORDAGEM SOBRE TESTES AUTOMATIZADO DE SOFTWARES EM AMBIENTES DE DESENVOLVIMENTO UMA ABORDAGEM SOBRE TESTES AUTOMATIZADO DE SOFTWARES EM AMBIENTES DE DESENVOLVIMENTO Robson L. Nascimento 1, Késsia R. C. Marchi¹ 1 Universidade Paranaense (UNIPAR) Paranavaí-PR-Brasil robsonluisn@yahoo.com.br,

Leia mais

Resumo Apresentação : Orador

Resumo Apresentação : Orador Resumo Apresentação : Orador Formador Rumos Consultor ITSM desde 2006 ITIL v2/v3 ISO 20000 ISO / IEC 27001/2 Certificação ITIL Foundation Certificação ITIL Expert Certificação Cisco CCNA 6 Anos de Experiencia

Leia mais

Software Livre em fase de maior maturidade no sector académico, empresarial e na Administração Pública

Software Livre em fase de maior maturidade no sector académico, empresarial e na Administração Pública Software Livre em fase de maior maturidade no sector académico, empresarial e na Administração Pública Lisboa, 21 de Setembro de 2007 A Software Livre Expectativas e realidades, organizada ontem pela APDSI

Leia mais

A IMPORTÂNCIA DO TESTE DE SOFTWARE PARA A QUALIDADE DO PROJETO

A IMPORTÂNCIA DO TESTE DE SOFTWARE PARA A QUALIDADE DO PROJETO A IMPORTÂNCIA DO TESTE DE SOFTWARE PARA A QUALIDADE DO PROJETO Autora: LUCIANA DE BARROS ARAÚJO 1 Professor Orientador: LUIZ CLAUDIO DE F. PIMENTA 2 RESUMO O mercado atual está cada vez mais exigente com

Leia mais

Gestão e tecnologia para PME s

Gestão e tecnologia para PME s www.sage.pt Gestão e tecnologia para PME s Sage Porto Sage Lisboa Sage Portugal A longa experiência que temos vindo a acumular no desenvolvimento de soluções integradas de software de gestão para as pequenas

Leia mais

Software de gestão em tecnologia Web

Software de gestão em tecnologia Web Software de gestão em tecnologia Web As Aplicações de Gestão desenvolvidas em Tecnologia Web pela Mr.Net garantem elevados níveis de desempenho, disponibilidade, segurança e redução de custos. A Mr.Net

Leia mais

Engenharia de Software

Engenharia de Software Conceitos básicos sobre E.S: Ambiência Caracterização do software Fases de desenvolvimento 1 Introdução Aspectos Introdutórios Crise do Software Definição de Engenharia do Software 2 Crise do Software

Leia mais

Apresentação do Treinamento

Apresentação do Treinamento Apresentação do Treinamento PRINCE2 Practitioner The Swirl logo is a trade mark of Axelos Limited. 1 O curso PRINCE2 Practitioner tem, como objetivo, capacitar os participantes a aplicarem a Metodologias

Leia mais

FUND DE SI SISTEMAS INTEGRADOS ERP SCM CRM

FUND DE SI SISTEMAS INTEGRADOS ERP SCM CRM FUND DE SI SISTEMAS INTEGRADOS ERP SCM CRM 5/5/2013 1 ERP ENTERPRISE RESOURCE PLANNING 5/5/2013 2 1 Os SI nas organizações 5/5/2013 3 Histórico Os Softwares de SI surgiram nos anos 60 para controlar estoque

Leia mais

FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAC GOIÁS GESTÃO DA TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO EDUARDO ROCHA BRUNO CATTANY FERNANDO BAPTISTA

FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAC GOIÁS GESTÃO DA TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO EDUARDO ROCHA BRUNO CATTANY FERNANDO BAPTISTA FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAC GOIÁS GESTÃO DA TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO EDUARDO ROCHA BRUNO CATTANY FERNANDO BAPTISTA Descrição da(s) atividade(s): Indicar qual software integrado de gestão e/ou ferramenta

Leia mais

Verificação e Validação

Verificação e Validação Verificação e Validação Patrícia Macedo Joaquim Filipe João Ascenso 2005/2006 EST, Setúbal Verificação e Validação Verificação Garante que o software cumpre as especificações Consistência interna Estamos

Leia mais

Finanças para Não Financeiros

Finanças para Não Financeiros www.pwc.pt/academy Finanças para Não Financeiros Academia da PwC Este curso permite-lhe compreender melhor as demonstrações financeiras, os termos utilizados e interpretar os principais indicadores sobre

Leia mais

Fundamentos de Engenharia de Software Professor Rafael Escalfoni

Fundamentos de Engenharia de Software Professor Rafael Escalfoni Escola Superior de Gestão e Tecnologia Fundamentos de Engenharia de Software Professor Rafael Escalfoni Introdução a Engenharia de Software Aula 1 1 Fundamentos em Engenharia de Software Objetivos da disciplina

Leia mais